__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


Uma data que carrega em seu significado a luta e esperança por dias melhores. Um mês dedicado àquelas que, com o passar dos anos, vêm conquistando seu espaço na sociedade, buscando reconhecimento de igualdade e adquirido direitos.

Cada mulher é única e carrega narrativas, histórias e lutas diferentes. São guerreiras que saem cedo de seus lares, vão trabalhar, lutam e ainda cuidam de suas famílias. São exemplo de dedica-ção, amor e perseverança.

A batalha é diária, sim, sabemos, mas a cada dia as mulheres seguem demonstrando sua força e poder em uma luta contra as desigualdades.

E, como mulheres, buscam apoio e incentivo umas às outras como o objetivo de serem mais fortes como mães, como trabalhadoras, como ativistas, como irmãs e filhas da vida. Toda mulher é forte, basta acreditar! Feliz Dia Internacional da

Inspiradora, inteligente, forte revolucionária...cada vez mais empoderada e na defesa dos direitos - seus e dos outros - para que todos cresçam num mundo em que as vozes femininas sejam cada vez mais ouvidas.


ulher 08 DE MARÇO DIA DA MULHER Uma homenagem da Casa Vi a a todas as mulheres que nos dão exemplos de força, amor e determinação todos os dias.


er h l u M a d a i D F eliz

Fone: (65) 3549-4106 Rua Julio De Cas lho, 168 S Centro - Lucas do Rio Verde - MT

Onde a vida acontece


sumário

capa

14

68

COVID 19 - Mulheres na linha de frente mostram garra e persistência

64

Silvio Favero homenageia Militares dedicados à difusão do ensino militar

42

BDR - 10 Anos construindo e realizando projetos

Empreendedoras, empoderadas e charmosas: a força e poder da mulher luverdense

Revista Portal Expediente Diretor Ademilson Araújo 65 99991.9044 Jornalistas Celso Nery Maryuska Pavão - DRT 637/MS Colaboradores: Agência Prime Agência R2 Mara Preto ASCOM Prefeitura Amor e Flor Centro de Eventos JC Sonorização - Cássio Arte Final Luan Araújo Fotografias: Rosania Pimentel/Nova Color Impressão: Gráfica Massoni Luan Ba sta Araújo-ME CNPJ: 11.387.837/0001-51 Lucas do Rio Verde-MT Fone: 65 99991.9044 ademilsonportal@hotmail.com


Evangelista - Momento 50 João favorável para inves r em imóveis

já ouviu falar sobre Ozonioterapia? 60 Você por: Priscila Nonato de Oliveira

editorial O Dia Internacional da Mulher é celebrado em 8 de março,, para comemorar o mês apresentamos nessa edição uma série especial sobre a força, orça, o empreendedorismo e o empoderamento das mulheres luverdenses. denses. São mulheres dos mais dis ntos ramo, que trabalham muito, lideram equipes e tocam suas empresas com muita firmeza, mas não esquecendo o charme e a beleza. Elas carregam em si o poder de ser simplesmente ‘mulher’. O termo ‘‘Simplesmente’’ denota o valor real que a mulher exerce sobre e o maior patrimônio que temos, a família. Outro destaque importante são as entrevistas com om algumas mulheres que estão à frente no combate ao Covid 19. A médica Daniela Knob Rezende, a fisioterapeuta Deisi Costa e a enfermeira Cín a Primon mon Tavechio são algumas dessas profissionais que deixaram suas famílias ias e filhos para cuidarem dos luverdenses. Elas destacaram o trabalho abalho prestado, as experiências, o enfrentamento de algo desconhecido, as tristezas nas perdas e as alegrias com a recuperação de muitos pacientes. Mesmo como exaus vo trabalho, que é desenvolvido desde março 2020, quando foi registrado o primeiro caso posi vo de Covid-19 em Lucas do Rio Verde, as profissionais seguem no combate ao vírus e cuidado com muito carinho da população. Conversamos também com o proprietário da Imobiliária Domus João Evangelista, sobre o mercado imobiliário, as vantagens e a certeza de retorno em inves r no segmento que a cada dia cresce ainda mais em toda a região. Boa leitura!

´ Ademilson Araújo

Quer saber mais acesse nosso site

www.revistaportal.com.br


08 de Março dia da

Mulher

Fazemos mais do que apenas admirá-la. Buscamos inspiração em você todos os dias.

Parabéns!

Mulher Mulheres

Comemorem suas conquistas. nunca deixem de acreditar que a felicidade é um reflexo da sua harmonia interior.


1

2

7

6

9

5

4

3

8

11

10

01 - Vanda - Supervisora de RH 02 - Francyneide - Projetista 03 - Rosimeire - Auxiliar Administrativo 04 - Jaqueline - Encarregada Expediente 05 - Eliane - Supervisora Financeiro 06 - Gilsa - Auxiliar Serralheiro 07 - Josiane - Vendedora 08 - Rosilene - Vendedora 09 - Vanderleia - Zeladora 10 - Isabelly - Estoquista 11 - Riselda - Auxiliar Administrativo 12 - Valdirene - Recepcionista

12


Entrevista

Gramcar Veículos “ E s ta m o s d e s d e 2 0 1 0 , r e a l i z a n d o os sonhos dos luverdenses” Cuidando do financeiro da empresa, Analice conhece bem os desafios de se manter no mercado e o quando é necessário se reinventar para que a empresa continue sempre próspera Maryuska Pavão

O

brasileiro é absolutamente apaixonado por automóveis e a compra do primeiro carro é um momento inesquecível na vida de qualquer pessoa. Estar motorizado é algo que garante liberdade de deslocamento, agilidade para o dia a dia e principalmente, independência. É nesse momento que a Gramcar Veículos de Lucas do Rio Verde entra na vida das pessoas.

A empresária Analice Severgnini Rufatto, sócia-proprietária junto do esposo Gelson Rufatto, conta que ver a felicidade de uma determinada família, ou daquele jovem e até mesmo daquela pessoa mais velha que há anos batalha para ter seu próprio carro, passa a ser uma realização de toda a equipe. “Quando falamos na realização de sonho, temos que destacar a economia do país que de alguma forma melhorou para muitos. Antigamente ter carro próprio era difícil, era burocrático e muito caro, hoje temos tantas pessoas realizando esse sonho de conquistar o seu primeiro carro com a Gramcar, que para nossa equipe, quando finalizamos uma venda e vemos a satisfação do cliente e a alegria daquelas pessoas, isso nos incentiva e motiva a trabalhar e a melhorar a cada dia” falou a empresária.

14


Entrevista Casada há 24 anos, mãe da Millena e do Matheus, a empresária conta que ela e a família estão em Lucas do Rio Verde há 20 anos, quando montaram uma empresa de tecnologia e uma loja de aluguel de carros. Anos mais tarde, em 2010, resolveram montar a empresa voltada para a revenda de carros, foi quando “nasceu” a Gramcar Veículos. Cuidando do financeiro da empresa, Analice conhece bem os desafios de se manter no mercado e o quanto é necessário se reinventar para que a empresa continue sempre próspera. “Acredito que a persistência ajuda a garantir que os desafios do dia a dia sejam superados, ter calma, paciência e maturidade para a resolução dos problemas, foco na organização e conhecimento são fundamentais e devem fazer parte da vida de um empreendedor”, disse.

Ela relembrou o desafio que foi o ano de 2020 e quanto todos os empresários e colaboradores tiveram que se reinventar. “Esse ano que passou foi um desafio para todos, e para nós da Gramcar não foi diferente. E para manter nossas vendas, melhoramos nosso atendimento online, publicidades nas mídias sociais, e facilitando para o cliente saber das novidades da empresa. Mas acredito que nossos clientes são os principais propagadores da nossa empresa, pois muitos são clientes fidelizados” conta ela. Outro ponto destacado pela empresária é quanto a liderança junto aos colaboradores, pois para que o crescimento seja garantido é importante que todos estejam motivados, engajados e se sintam parte daquela conquista, “e assim garantir um bom resultado no trabalho” enfatiza.

Canais de atendimento Gramcar Veículos Telefone: 65 3549-5018 | Site: www.gramcar.com.br Instagram: @_gramcar_ | Facebook: @gramcarveiculosoficial

A dedicação de toda a equipe têm surtido efeito. No final de 2020, pelo segundo ano consecutivo a Gramcar Veículos foi escolhida com o prêmio Destaque Lojista da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), como a melhor revenda de carros de Lucas do Rio Verde. “A família Gramcar Veículos tem apenas que agradecer, pois nos sentimos realizados em saber que estamos fazendo o certo e recebendo esse reconhecimento. São poucos anos de empresa, mas muito tempo de dedicação e um atendimento especial ao nosso cliente. Tenho certeza que nosso atendimento, nossa humildade e o conhecimento no que estamos fazendo é o que resultaram nesse prêmio. Sempre destacamos na empresa que quando estamos atentos aos pequenos detalhes, com bom atendimento e atenção nós fazemos a diferença e esse prêmio mostra que nosso trabalho e todo o esforço tem dado resultados positivos” agradeceu ela. Atualmente a Gramcar Veículos conta com 10 colaboradores e está localizada na Avenida Mato Grosso esquina com a Avenida Pará, nº 1056-S, a empresa trabalha com as melhores financeiras, buscando sempre as melhores taxas de juros e facilidades na entrada. Além disso a empresa aceita automóveis e motocicletas como base de troca.

15


Entrevista

CLB ARQUITETURA E INTERIORES Funcionalidade e beleza andam juntas, afirma arquiteta Carmen Laura Maryuska Pavão

C

armen Laura Bertoldo é formada desde 2015, pela UNIC de Sinop, a jovem arquiteta é nascida em Lucas do Rio Verde, e conta que viu de perto o crescimento da cidade. Durante seus primeiros anos de formada, atuou em um escritório de referência da sua cidade, onde adquiriu experiência e admiração pela profissão. Em agosto de 2017, começou a atuar em carreira solo, formando seu próprio escritório que hoje leva seu nome. O escritório desenvolve criações arquitetônicas e de interiores residenciais e comerciais, desde a concepção dos projetos de arquitetura aos complementares para aprovação na Prefeitura, até os projetos que envolvem acabamentos como iluminação, paisagismo e consultoria em decoração.

Foto: nova color

“Busco sempre me atualizar e me inspirar, seja através de cursos de especialização, ou viajando para conhecer novos lugares e visitando mostras de arquitetura. Atualmente, o escritório conta com as arquitetas, Niuyara Menezes e Bianca Butzen, que enriquecem o 16


Entrevista

desenvolvimento e a execução dos projetos elaborados e temos também a parceria de engenheiros especialistas nas modalidades de projetos complementares, estruturais e acompanhamento de obra” conta ela. Beleza e funcionalidade andam juntas Ter atenção aos detalhes para que a base do projeto não interfira na composição final. A arquitetura está ligada a bem-estar, as sensações que os ambientes geram ao habitar/morar. “Traduzimos sensações de aconchego, tranquilidade, em ambientes através dos materiais e peças que usamos, desde o planejamento de um móvel e sua função até a decoração e produção do ambiente. O que faz toda a diferença para um bom projeto, gerar funcionalidade atrelada a beleza” explica Carmen Laura. Observar os detalhes, as cores e as composições entre a iluminação, decoração e os móveis que irão compor o espaço junto a funcionalidade, é pensar com muito cuidado e respeito a personalidade e a rotina dos moradores. “Gosto de atender o cliente, juntar as

ideias e então apresentar de uma maneira que fique clara, seja através de um novo projeto ou de uma consultoria de ambiente. Trago isso através de um projeto personalizado elaborado de acordo com as necessidades do cliente, sem perder a sua identidade”.

A cada novo cliente buscamos nos colocarmos a disposição de ouvir e entender suas necessidades afim de desenvolver o projeto dos seus sonhos, com todo o suporte necessário para um projeto completo, complementa a arquiteta.

O e s c r i tó r i o Ca r m e n L a u ra B e r to ld o A rq u i te t u ra e I n te r i o re s e s tá e m L u c a s d o R i o Ve rd e , lo c a l i z a d o n a A ve n i d a To c a n t i n s e s q u i n a c o m a A ve n i d a Pa ra n á , nº 3 0 8 , s a l a B , n o c e n t ro d a c i d a d e , o te le f o n e p a ra c o n ta to é o ( 6 5 ) 3 5 4 9 - 6 8 4 5 . R e d e s S o c i a i s @ c a r m e n l a u ra b e r to l d o


Entrevista

Magrass

Somos muito mais que uma Clínica de Estética, nós transformamos a vida de quem passa por aqui”

E n t r e v i s ta c o m K e t t i l e n C au b e l l i Ne u Maryuska Pavão

R

estrições alimentares, perda de peso em poucos dias, remédios e receitinhas milagrosas não fazem parte dos planos da Magrass. Para quem procura a clínica achando que é apenas mais um lugar para perder peso, se surpreende com o acolhimento, estrutura física e principalmente com a qualificação profissional das fadas transformadoras. São nove profissionais dedicadas a ajudar pessoas que sofrem com o sobrepeso, incentivando e motivando diariamente para que elas possam melhorar a sua autoestima, qualidade de vida e terem mais saúde.

20

Foto: nova color

“Quando falamos da Magrass não estamos falando em imposição de padrões de beleza, até porque, não encaramos o processo como apenas uma mudança externa, pois lidamos com pessoas, seres humanos com sentimentos e que enfrentam desafios físicos e psicológicos todos os dias. Aqui, não há julgamentos, nosso propósito é ofertar saúde, ajudar no físico e no mental e proporcionar aos nossos clientes a felicidade de descobrirem sua melhor versão” explica a proprietária da franquia em Lucas do Rio Verde, a Biomédica Esteta de 28 anos, Kettilen Caubelli Neu.


Entrevista À frente da franquia desde 2019, Kettilen conta que é um exemplo de alguém que viveu uma transformação. Ela relembra que já chegou a pesar 107kg na adolescência e que depois de várias tentativas frustradas conseguiu emagrecer.

Consegui eliminar 33 kg nesse processo de emagrecimento, e isso requer cuidado, dedicação e persistência. Sempre haverá recaídas, por isso sei muito bem o que meus clientes passam. A maioria relata que tem dificuldade em lidar com o descontrole emocional, sendo que muitos ainda sofrem julgamentos de pessoas até mesmo da própria família que não entendem que não é só “fechar a boca que emagrece”, são muitas batalhas que precisam ser enfrentadas. Sabemos o quão difícil é todo esse processo e exatamente como ele se sente. Nós aqui na Magrass temos como principal objetivo acolher esse cliente, ajudá-lo, incentivá-lo e sempre motivá-lo a não desistir de realizar seu desejo.”

Nesses dois anos a Magrass de Lucas do Rio Verde atendeu 5,4 mil pessoas e alcançou mais de 2,5 toneladas eliminadas. “Para nós é muito gratificante ver todo esse resultado em período tão pequeno, mas o principal é saber que as pessoas estão realmente preocupadas em se cuidar, manter a saúde em dia e se sentir bem. Nesse período de pandemia do Covid-19, vimos que a obesidade está entre os fatores que consideram os grupos de risco, então acredito que muitas pessoas se atentaram a isso e buscaram ajuda

para melhorar sua qualidade de vida” explicou a Biomédica. Quanto a nova estrutura da clínica, Kettilen relembra dos desafios e o quanto tudo foi acontecendo de forma abençoada por Deus e dando certo. “Quando a antiga franqueada me ofereceu a empresa, eu já estava como colaboradora da Magrass há 3 anos e me senti muito feliz quando vi que poderia dar continuidade ao meu propósito de ajudar pessoas. Em pouco mais de um ano, já no meu comando, quase dobramos o faturamento, assim vimos a necessidade de melhorar o espaço, ampliar os serviços e em junho de 2020 em plena pandemia reimplantamos a Magrass na Avenida Brasil, com 11 salas para atendimento e procedimentos, uma ampla recepção, uma equipe de nove profissionais altamente qualificadas, novos equipamentos de estética e muito conforto para nossas estrelas. Cada cliente que entra

aqui é tratada como nossa estrela. Ela é nosso foco, é quem merece o cuidado, a atenção e fazemos isso com muito amor e carinho” enfatiza ela. A equipe Magrass é composta por nutricionista, biomédicas, esteticistas e fisioterapeuta, e entre os procedimentos estão os programas de emagrecimento, gordura localizada, celulite, flacidez, estrias, cuidados faciais, e muitos outros.

A Magrass está localizada na Avenida Brasil, esquina com a Papanduva, nº639-S, Jardim das Palmeiras, e para agendar uma Consultoria e saber mais basta entrar em contato pelos telefones (65) 35492614 ou (65) 996382502.


Foto: nova color

Entrevista


Livia Coelho

Lívia Coelho

Entrevista

Orthoface transformando sorrisos e melhorando a autoestima dos luverdenses

Maryuska Pavão

T

ransformar a vida de uma pessoa por meio do sorriso, vai muito além de dentes em si, a odontologia estética e funcional tem o poder de devolver autoestima, segurança, equilíbrio, qualidade na mastigação e fonética, fornecendo qualidade de vida ao nosso cliente! Esse é o trabalho que a ortodontista Dra Lívia Coelho, do Consultório Odontológico Orthoface, vem realizando nos últimos nove anos, desde que saiu dos bancos da faculdade e começou a colocar em prática todo o cuidado adquirido e assim reestabelecendo a saúde e o sorriso de muitos pacientes de Lucas do Rio Verde. “Nos últimos anos me especializei em Ortodontia e Prótese Dentária, além dos diversos cursos na área de reabilitação oral estética, e tenho observado como as pessoas tem se preocupado mais com sua saúde bucal, em recuperar seu sorriso que no passado por diversos motivos, foi perdido. Durante esse tempo tive o privilégio de atender alguns clientes que passaram situações desagradáveis em um atendimento ou na falta dele, algumas dificuldades e traumas, em que precisaram de mais atenção, cuidado, empatia, e isso que me “desperta a vontade de buscar mais conhecimento e qualidade no meu atendimento ” explica a dentista! Quanto a ortodontia, a especialista explica que nos últimos anos a tecnologia tem contribuído muito para acelerar o tratamento, melhorar ainda mais a qualidade dos aparelhos e suas finalizações deixando o sorriso ainda mais

harmonioso! Utilizando de técnicas e estudo detalhado para cada caso, conseguimos resultados fantásticos, e muitas vezes sem necessitar de uma cirurgia ortognática ou expansores! Quando usamos a ortodontia ao nosso favor temos a possibilidade, como por exemplo, alinhando seus dentes e colocando em uma posição ideal para oclusão (mordida), mastigação e fala, devolvemos ao nosso cliente uma maior facilidade na hora da escovação, higienização entre os dentes com o fio dental, além disso, a manutenção dos dentes íntegros sem cárie, proporcionando uma aparência mais agradável e dentes com uma vida útil muito maior! Lívia destaca ainda o aumento de pacientes com média de idade entre 50 anos, que estão buscando cada vez mais os tratamentos dentários e cuidados com a saúde. “Fico muito feliz em saber que esses pacientes passaram a ter acesso a informação de qualidade e saber o quanto é importante o cuidado com a saúde bucal, pois a odontologia quer seja ela, ortodôntica, reabilitadora são para todas as idades. É fundamental sabermos trabalhar com todas as faixas etárias É importante também que essas pessoas busquem um especialista e , O Consultório Odontológico Orthoface está localizado na Avenida Rio Grande do Sul, nº 552 no centro de Lucas do Rio Verde. Os telefones são: (65) 35496363 ou (65)9 9604-4595. 23


08 de março Dia da

mulher Feliz Dia Internacional da Mulher

Ser mulher é ver mais e melhor.

Presenteie a mulher da sua vida! Relógios - Óculos - Perfumes Fone: 3549.1439 Av. Mato Grosso, 1657 Cidade Nova - Lucas do R.Verde

NAVARRO Ótica e Relojoaria


Entrevista

Foto: nova color

Liderança, persistência e paixão por vendas: Receita de sucesso da empresária Luciane Solinski


Entrevista

Maryuska Pavão

S

er empreendedora é um desafio diário, principalmente no mundo do comércio, mas para a empresária Luciane Solinski, proprietária da loja Bicho da Fruta One Store, essa é uma das principais satisfações que ela tem. Há quatro anos, ela está no comando da loja que é especializada em moda infantil e juvenil, além de enxoval, calçados e acessórios. “Temos moda festa, batizado, moda praia, são peças exclusivas e de altíssima qualidade” conta. Para 2021, Luciane conta que há muitos projetos e ideias boas para a loja e que muitas gestantes e mamães irão gostar muito. “Serão muitas novidades e muitas novas opções que irão encantar as mamães. Tenho me dedicado muito para esse novo projeto e tenho certeza que nossas clientes irão gostar muito”, afirma a empresária. Outro ponto forte da empresária são as semijoias, da Lu Solinski Acessórios Finos, que há anos está no mercado luverdense ofertando peças exclusivas e de altíssima qualidade. “Tem muita gente que me conhece pelos acessórios, pois tenho a minha marca há muito tempo. São peças de alta qualidade, sou muito exigente com os detalhes e sou completamente apaixonada por todas as coleções. Acredito que esse olhar refinado me fez levar para a Bicho da Fruta a sempre buscar peças diferentes e de muita qualidade” afirma ela.

Sobre ser empreendedora e os desafios de manter as empresas, Luciane destaca a leveza e a dedicação para que as coisas aconteçam. “Sempre faço com muita leveza, sem desespero, com muito trabalho, dedicação, sempre almejo novos desafios, crescimento, sou muito curiosa e não consigo deixar como está, quero sempre mais, pois querer continuar no mercado e estar no topo é preciso atenção e em transformação o tempo todo” afirma ela. Por falar em topo, no início desse ano a loja Bicho da Fruto recebeu o prêmio Oscar do Varejo 2020 de confecção infantil, da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) como a melhor loja do seguimento em Lucas do Rio Verde. A empresária está em Lucas do Rio Verde desde 1997, é descendente do Estado do Paraná, é casada com empresário Danilo e mãe do Otávio e da Isabela. Ao relembrar sua trajetória, a empresária se emociona e diz ser muito grata ao Mato Grosso e a tudo o que ela conquistou durante todos esses anos. “Cheguei aqui com 18 anos, era uma menina, mas era uma menina que não tinha medo, que encarou os desafios, trabalhou muito, nunca se acomodou e sempre se empenhou muito em tudo o que fazia. Sou muito grata ao Mato Grosso e a nossa cidade por tudo o que conquistei, pois aqui me tornei uma profissional, me casei, tive meus filhos e cresci muito como pessoa e empresária” diz ela.

Atualmente a Bicho da Fruta conta com 10 colaboradores e está localizado em duas unidades em Lucas do Rio Verde. A matriz está na Avenida Rio Grande do Sul, nº 744-S e a filial está na Avenida Mato Grosso nº 733-S, no centro da cidade. O telefone é o (65) 3549-6190. 27


Negócios

Café lazer

para a

Dalonzzo

"Primeiro um café, para depois eu me expressar” Maryuska Pavão

Quem nunca brincou com essa frase, não sabe a importância que um cafezinho tem na vida de muitas pessoas. Seja para acompanhar reuniões de negócios, encontros, momentos em uma viagem, um domingo de manhã com a família ou apenas uma desculpa para realmente tomar um delicioso café. E foi exatamente assim que a empresária, Marcella Alonso, proprietária da Dalonzzo Café, localizada na Havan, recebeu a equipe de reportagem da Revista Portal, um grande sorriso e uma xícara de café. “Sou completamente apaixonada por café. Quando viajo gosto muito de ir às cafeterias, conhecer novos sabores e sentir aquele aconchego que o ambiente e o café trazem”, começa contando como foi o processo de ter sua própria cafeteria.

28

encontros, tem

negócios os

ou

melhores


Negócios

A jovem empresária conta que é formada em Medicina Veterinária, e que durante um período exerceu a função no município de Nova Maringá-MT, mas com o passar do tempo resolveu investir em um novo ramo. “Foi nesse momento que passei a pesquisar cidades e algumas oportunidades de montar algum negócio. Desde o início pensava na cafeteria, fui procurando até que encontrei aqui em Lucas essa oportunidade. E lá se foram cinco anos dessa aventura” relembra ela. Ao encarar esse novo desafio, Marcella realizou cursos e visitou vários pontos, mas conta que mesmo com a cafeteria montada há sempre algo novo a se aprender. “Tive dificuldades no início, até aprender como tudo funciona, as questões burocráticas, atendimento ao público, qualificação da equipe. Só na prática mesmo é que a gente aprende como é”.

Por falar em equipe, Marcella ressalta o quanto valoriza suas colaboradoras e também todos aqueles que passaram pela empresa. Ela afirma que o crescimento da empresa se deve muito a todos eles. “Hoje somos em nove mulheres, todas cuidando com carinho, se dedicam a aprender, trazem sugestões para novos

pratos e novas formas de trabalho. E eu acho isso incrível, pois vejo a dedicação delas para que a cada dia continuem melhorando. Eu posso dizer que durante esses cinco anos de cafeteria, tive profissionais muito qualificados, pessoas que colaboraram muito e sou muito grata a todos”. Para 2021, a empresária conta que pretende ofertar novos produtos que são tendência no mercado de cafeteria e melhorar ainda mais o atendimento. “Nossa equipe está em treinamento constante, mas queremos melhorar sempre. Para esse ano pretendo trazer novidades em cafés e nos cafés gelados que são carro chefe da empresa, e trazer novidades de bons lanches e tortas. A Dalonzzo Café é o ponto de encontro de amigos, famílias e principalmente de pessoas que vem para fazer compras e param para lanchar e claro tomar um cafezinho. Queremos melhorar sempre, para atrair cada vez mais clientes principalmente aqueles que não tem o costume de ir até uma cafeteria e curtir esse momento”. A Dalonzzo Café está localizada em anexo a Havan e atende todos os dias das 9h às 22 horas

DALONZZOCAFE

(65) 9 9669-8030


MONIQUE

Kothrade Casonatto

Foto: nova color

30


Entrevista

o ambiental é aliado do agro e do desenvolvimento dos municípios.

Maryuska Pavão

M

ãe, esposa, empresária e empreendedora, essa é Monique Kothrade Casonatto, de 30 anos, que ainda traz dos dois lados da família uma história de garra, empreendedorismo e liderança. Formada pela Universidade de Cuiabá (Unic) em Engenharia Civil (2013) e Engenharia Ambiental (2012) conta um pouco dos desafios e o quanto se sente bem com toda as funções que exerce. Casada com o engenheiro ambiental, Kairo Silva e Oliveira, Monique é a diretora e responsável técnica da empresa MKC Engenharia, o qual desenvolve diversos serviços em esfera municipal, estadual e interestadual, além de projetos de engenharia civil, ambiental, arquitetura e geoprocessamento. A empresa é especializada em projetos para o agronegócio e grandes empreendimentos. A engenheira é a responsável técnica ambiental dos maiores estudos de impacto de vizinhança para instalação de empreendimentos no município.

“Meu objetivo sempre foi trazer o ambiental como um aliado e não um peso para a atividade. Erroneamente fazem essa vinculação ambiental, sinônimo de multas e penalidades. Trabalho muito isso, o ambiental é algo para somar, quando implantamos o PGRS (Plano de gerenciamento de resíduos sólidos) na atividade, pode-se observar, que a empresa ganha com economias e organização . Com o EIV (estudo de impacto de vizinhança) nos meios urbanos, os impactos que uma obra, de um empreendimento são todos analisados e mitigados, um estudo complexo com uma equipe multidisciplinar de profissionais envolvidos para que cause o mínimo de impacto aos moradores da região. Sou pioneira e referência em EIV e projetos voltados para o agronegócio. Lucas sempre teve nas entranhas essa preocupação ambiental, somos exemplo de como o ambiental não trava e sim soma para as atividades, sou muito feliz em fazer parte disso. Em saber que faço parte desta história”, explica.

00


Entrevista

Neta do primeiro prefeito e primeira-dama de Lucas do Rio Verde, Werner e Ana Kothrade e dos primeiros comerciantes da cidade, Ângelo e Santa Casonatto, a engenheira acredita ter muito dos patriarcas e que se orgulha da história deles. “O meu avô quando foi o primeiro gestor de Lucas, já tinha uma consciência ambiental, e isso nós estamos falando de um período que ninguém ligava sobre o assunto, pois o único objetivo da época era desmatar e abrir

novas áreas. E ele mesmo sendo produtor rural, sabendo da necessidade de área para produzir, ainda sim se preocupava em cuidar do meio ambiente. Já dos meus avós Casonatto tenho certeza que herdei a parte comercial, a facilidade de comunicação, de empreender e não ter medo de arriscar”, relembra. Monique é membro do Conselho Municipal do Meio Ambiente e realiza diversos serviços filantrópicos para sociedade, entre eles está a colaboração no Cadas-

tro Ambiental para Pequeno Produtor Rural, além de projetos completos para associações e clubes do município. “Faço com muita satisfação, pois sou muita grata por toda minha história, pela história linda que meus avós e pais tem com essa cidade e hoje tenho minhas filhas a Nicole e a Sofia e quere que cresçam com orgulho de tudo que estamos construindo”. Sobre ser uma mulher empreendedora, a engenheira conta que cresceu em um lar que não havia discriminação ou separação por ser homem ou mulher. Ela relembra que desde muito cedo via as avós trabalhando e que isso sempre foi um divisor. “Sinceramente nunca senti esse paradigma por ser mulher e acredito que isso me ajudou durante meu processo de crescimento e minha formação, pois há projetos que comando equipes de mais de 15 pessoas. O que define um bom profissional é o seu esforço e determinação, isso independente de ser homem ou mulher. Casei com um homem que sempre me incentiva e apoia nos meus projetos e sempre me deparo com grandes empresas com mulheres no comando, mulheres em posições importantes e tomando as decisões, isso prova que nada supera o esforço e determinação”, finaliza ela. O escritório MKC Engenharia e Arquitetura está localizado na Avenida Tocantins, 250-E, no centro de Lucas do Rio Verde. Os telefones para contato são (65) 9 9618-6848 e (65) 3549-2560.

32


Entrevista

Foto: nova color

POLLYANA MENDONÇA 34


Entrevista

A psicologia é uma caixinha de surpresas e aprendo diAriamente por Maryuska Pavão

C

ompreender e explicar a natureza humana, estudar a alma e a ciência em todas as suas dimensões, buscar a essência na mente e corpo, seguir ou entender a intuição, a razão, os sentimentos, desejos e emoções, identificar os conflitos nas relações interpessoais e o principal consigo mesmo, isso descreve grande parte do que a Psicologia busca em cada ser humano. A psicóloga Pollyana Mendonça destaca que cada paciente é uma caixinha de surpresas. “Cada vez que um paciente entra no consultório, entra uma história diferente e a psicologia me desafia diariamente a receber e acolher essa história como única. Quando o paciente chega ele entrega a vida dele em minhas mãos e independente da história, o fato dele entregar as dores, os conflitos ou as alegrias para que eu possa ajudar a cuidar e melhorar a qualidade de vida é um grande desafio, uma grande responsabilidade e também um grande presente” afirma a psicóloga. Formada desde 2007, pela Universidade de Cuiabá (Unic), Pollyana explica que nos últimos anos as pessoas passaram a se preocupar mais com a saúde mental e quebraram muitos paradigmas em relação a terapia. “As pessoas hoje estão mais bem informadas sobre a importância da saúde mental, aquele

paradigma de que ‘psicólogo era para doidos’ foi quebrado há muito tempo. Hoje as pessoas buscam o psicólogo antes mesmo de uma doença, elas querem se conhecer, querem ser felizes. A psicologia nos auxilia a lidar com as emoções e conflitos, quando ele identifica essas situações, ele passa a buscar um novo caminho uma nova forma de escrever sua própria história” explica Pollyana tem seu consultório desde abril de 2008 e lembra muito bem sua trajetória para chegar até aqui. Comenta que trabalhou duro, estudou muito para conquistar seu espaço e hoje comemora suas conquistas e diz que não consegue parar. “a psicologia é um chamado, e eu disse sim! Esse é meu dom e também meu legado”. Além de ser empreendedora, Pollyana é mãe da pequena Helena, de 7 anos e esposa do Fernando. A psicóloga destaca que precisa ter clareza dos papeis que ela exerce para de fato conseguir cumpri-los. “Ser mãe, esposa, filha, psicóloga, amiga, é maravilhoso! Às vezes parece muita coisa né? Mas o segredo é ter clareza, quanto maior a clareza melhor cumpro meu papel.” “Nós aprendemos, diariamente, a desempenhar todos os papéis que temos na vida, tenho meu papel de filha, mãe, esposa e meu papel dentro da sociedade como profissional e cidadã. É sempre importante

olharmos tudo de forma atenta, não só com os olhos abertos, mas com o coração também. Quando fazemos com amor e com carinho empreender acaba sendo uma consequência de tudo isso, fica fácil a gestão de todas essas funções. A maternidade e o casamento são fáceis? Não, mas é importante entendermos que a felicidade do outro também pode ser a nossa e isso faz a relação com os filhos e esposao serem mais leve” afirmou. Ao ser questionada sobre o que a psicologia representa em sua vida, Pollyana se emociona ao recordar o quanto cresceu, aprendeu e ensinou por meio da profissão. “Se fosse definir a psicologia em uma única palavra seria, amor. Me emociono porquê eu realmente gosto daquilo que faço. Eu me encontrei dentro da minha profissão, sou grata por tudo que evoluí com a psicologia, a tudo que ela me ensinou, ensina e a tudo o que ela me proporciona. Sou extremamente realizada no que faço! A psicologia é mágica! Ela nos dá a oportunidade de ajudar as pessoas a virarem a ‘chavinha’, a acenderem as luzes dos seus caminhos e, sinceramente, não conheço outra profissão que sabe fazer isso” finalizou. A psicóloga atende na Clínica Vittá, localizada na Avenida Vitória Régia, nº 802-W, no Bairro Bandeirantes, o telefone é o (65) 3549-6697 e (65) 98414-9660. 35


Entrevista

NOVA COLOR FOTOGRAFIA r o sa n i a p i m E n t E l s o l I n s K I : f o t o g r a fa r é a E t E r n i z a ç ã o d o s m o m E n t o s m a i s l i n d o s da v i da Maryuska Pavão

Eternizar momentos e fases da vida, essa é a missão da fotógrafa Rosania Alves Pimentel Solinski, que há 22 anos, registra por suas lentes os momentos mais lindos da vida. E ao falar desse processo e das transformações que marcam a vida das pessoas, Rosania é pura emoção e relembra quando tudo começou e sua paixão pela profissão que escolheu. “Eu acredito na verdade que foi a fotografia que me escolheu, pois ela entrou na minha vida quase que de paraquedas, quando um tio me convidou para gerenciar uma empresa dele em Nova Mutum. Eu tinha apenas 19 anos, morava no Paraná, era muito nova e não sabia nada de fotografia, mas aceitei o desafio, me dediquei, aprendi e aqui estou 22 anos depois, com minha empresa, uma equipe maravilhosa e realizando os meus sonhos diariamente junto da

fotografia”, conta ela. Em Lucas do Rio Verde desde 2004, a empresária relembra momentos marcantes e o quanto por meio da fotografia passou a fazer parte da vida das famílias. “Tenho clientes que fotografei desde casamento, quando gestante, acompanhei o crescimento do bebê, os aniversários e depois os 15 anos. E é muito lindo e gratificante ver o quanto fazemos parte da família, o quanto são clientes fidelizados e que realmente gostam do nosso trabalho. Só tenho a agradecer por todo esse crescimento profissional, pois quando se faz com amor, carinho e dedicação, os ensaios fluem naturalmente. Quando há essa sintonia conseguimos conhecer os gostos e captar a verdadeira essência das pessoas” diz ela.

A fotografia nos proporciona fazer parte de momentos únicos na vida de nossos clientes, os nossos registros são lembranças que serão levadas para a vida toda”. 36


Entrevista

Foto: nova color

37


Entrevista

Desde 2004, Rosania tem a Foto Nova Color, localizada na Avenida Mato Grosso, 225-E, bem no centro de Lucas do Rio Verde. “São 17 anos no mesmo ponto, o qual passamos por transformações, investimentos em equipamentos e principalmente em conhecimento, pois a fotografia muda constantemente e nós acompanhamos isto”.

“Quando a gente começa a fotografar, começamos fazendo um pouco de tudo e com o passar dos anos, vamos nos identificando com um determinado estilo. E a participação da minha família foi fundamental para essa mudança, pois eu sempre quis ser mãe e quando a Rafa chegou, eu passei a fazer o acompanhamento dela desde bebezinha e todo mês fazia os registros do crescimento, dos sorrisos e das descobertas. Aquilo foi muito marcante, pois além de estar vivendo um momento mágico da minha vida, que é a maternidade e ter a oportunidade de viver esse momento familiar, ele fez despertar uma nova paixão na minha vida profissional, o newborn, que é a fotografia de bebês recém-nascidos. Tenho me dedicado e focado muito para fazer o melhor nessa área que descobri ser completamente apaixonada”.

38

“A equipe é o diferencial de nossa empresa e nós da Nova Color só temos que agradecer pelo prêmio, pelo carinho dos nossos clientes e por todo o crescimento que tivemos. Todos nós nos dedicamos, estudamos, nos atualizamos frequentemente,

para que possamos realizar o melhor trabalho. A fotografia faz parte de momentos importantes das pessoas, os nossos registros são lembranças que serão levadas para a vida toda, tenho e tive profissionais extremamente qualificados, sou muito grata por todas essas pessoas e por tudo que pude ensinar e aprender. São pessoas de muito talento, o qual eu pude desafiá-las e eu também fui desafiada, esse prêmio é o resultado de tudo isso. Só tenho a agradecer por tudo o que vivi até aqui, e por tudo que ainda irei fazer” afirma ela. Foto: nova color

Casada com Ademir Solinski e mãe da pequena, Rafaela Pimentel Solinski de 9 anos, Rosania conta o quanto o marido e principalmente a chegada da filha, transformaram seus gostos pela fotografia e geraram mudanças na profissão.

Toda a transformação profissional e dedicação de Rosania e toda a equipe resultaram em reconhecimentos e prêmios. Nesse ano de 2021, a empresa Nova Color Fotografia recebeu mais um prêmio o Destaque Empresarial, pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).


Figuras ilustrativas

Tudo que sua piscina precisa em um só lugar !

Acesse QR CODE


Acesse nosso site

soluções ambientais COLETA E TRATAMENTO DE RESÍDUOS DE SAÚDE COLETA E TRATAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS LIMPEZA DE CAIXAS SEPARADORAS DE ÁGUA E ÓLEO DESCONTAMINAÇÃO DE SOLO COLETA E DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS RECICLÁVEIS ELABORAÇÃO DE PROJETOS AMBIENTAIS

Uma empresa do Grupo

Contato: 65 3549-6602 Leandro Zavodini (65) 99979-4467


CONHEÇA ALGUNS DE NOSSOS

parceiros Nissey Máquinas

COLETA E TRATAMENTO DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS

LIMPEZA DE CAIXAS SEPARADORAS DE ÁGUA E ÓLEO

COLETA E TRATAMENTO DE RESÍDUOS DE SAÚDE


Negócios

BDR

10 anos construindo e realizando projetos

celso nery

C

onsolidada entre as principais empresas de construção civil de Mato Grosso, a BDR comemorou 10 anos em Lucas do Rio Verde sendo indicada como destaque em prêmio da Câmara de Dirigentes Lojistas do município. A BDR ganhou o mérito lojista Oscar do Varejo na categoria Fabricação de Estruturas Metálicas: Metal Nobre. O

42

destaque foi dado a mais de 100 empresas em diferentes ramos de atividade no município. Para Rafael de Castro Balizardo, sócio proprietário da BDR, esse troféu representa o comprometimento e inovação pelo qual a equipe BDR tem se dedicado ao longo da última década. Segundo ele, o mérito


Negócios

é da equipe, que trabalhou duro ao longo da década, mostrando o valor da empresa que tem credibilidade junto à opinião pública em pesquisa realizada pela CDL. “(O prêmio) mostra que o mercado vem nos aceitando e vai aparecendo a aprovação da sociedade, de empresas e instituições que estão olhando pra esse tipo de negócio”, destacou, ressaltando que

Nada disso aconteceria se a BDR não fosse formada por uma equipe que vem trabalhando duro ao longo dos 10 anos, pegando o jeito de trabalhar, nos ensinando. Isso é fruto do trabalho, da coletividade, dos funcionários que foram ingressando na BDR nesse período”.

“O prêmio é mais deles que somente dos sócios”, acrescenta Rafael, citando ainda os outros dois sócios da BDR, Leandro e Nelson. Ao longo da última década, a empresa acompanhou o crescimento do agronegó-

cio regional, realizando diversas obras de médio e grande porte. A proposta da BDR de atuar como uma empresa sólida, participante de forma ativa do crescimento de Mato Grosso, agregando soluções eficientes aos clientes como diferencial, vem sendo seguida à risca. A empresa segue as tendências do mercado e se destaca em seus diferenciais, adotando tecnologias inovadoras, desenvolvendo projetos exclusivos e soluções de engenharia com o melhor custo benefício. De acordo com Rafael, 2020 foi um ano diferente, em que a pandemia forçou pessoas e empresas a se reinventarem. Ele avalia que o ano foi de crescimento para a BDR, já que a necessidade de produzir alimentos manteve a cadeia produtiva atuante. “A pandemia nos afetou psicologicamente, mas não dentro do nosso negócio. O ano passado foi bom, está entre os três melhores anos da empresa, e a perspectiva é que esse ano seja ainda melhor. O agronegócio não sentiu o impacto financeiro que a pandemia trouxe. Foi um Estado que ficou aberto, deixou as empresas trabalharem. Os Estados que mais vão sentir são aqueles que

43


Negócios

se fecharam dentro de casa. Acho que a pandemia é um problema, mas um problema que precisa ser encarado, lógico, se protegendo, pois as pessoas têm que comer, andar, tem que viver, senão o prejuízo vai ser muito maior futuramente”, observou. Para Balizardo, a grande contribuição da BDR nestes 10 anos em Lucas do Rio Verde foi proporcionar que centenas de trabalhadores pudessem transformar suas vidas e de seus familiares. “As obras foram importantes pro nosso crescimento, crescimento do agronegócio, mas o mais importante é a contribuição social que a gente fez. Saímos de uma empresa que 10 anos atrás tinha 8 funcionários, pra hoje termos entre 600 a 800 funcionários diretos e pra 1 direto você põe 3 indiretos, em torno de 2,4 mil empregos indiretos gerando. Isso pra dentro do município é muito positivo”, destaca.

44


Negócios

Os colaboradores da BDR estão distribuídos em sua maioria nos canteiros de obras, além dos que atuam na sede administrativa, fábricas de estrutura metálica e de pré-fabricados. Nos últimos seis anos, houve grande investimento da empresa para que as obras executadas atendessem os padrões de qualidade e de segurança. Através das tecnologias que envolvem a construção civil, a BDR conseguiu expertise em obras industriais para oferecer uma boa experiência aos clientes. “Junto com os engenheiros, fomos desenvolvendo técnicas inovadoras que fizeram com que a gente crescesse no mercado, construções rápidas, de qualidade, prazos de entregas recorde, isso fez o diferencial da empresa”, assinalou. O crescimento da BDR é justificado pela preocupação da empresa em atender as demandas apresentadas pelos clientes. A equipe técnica está sempre

desenvolvendo soluções que se ajustem a realidade de cada cliente atendido.

Hoje nós não vendemos obra, vendemos uma solução de engenharia eficiente. O cliente vem, apresenta sua demanda, e a gente vai e modula do jeito que fica melhor pra ele, financeira e funcionalmente. Às vezes a funcionalidade vai dar o reflexo financeiro que ele precisa. A gente consegue mostrar isso para o cliente”,

apontou.

Por tudo isso, a BDR trabalha para continuar sendo uma empresa sólida, participando ativamente do crescimento de Mato Grosso, construindo relações de confiança com os clientes, entregando além de obras, soluções de eficiência e qualidade.

00


Um novo presente para os clientes. Uma grande honra para nós.

Fone: 65 3549-2091 Av. Vitória Régia, 1249 - Bairro Bandeirantes - Lucas do Rio Verde - MT @espaçoluz

@espaçoluz


BONS OLHARES GERAM GRANDES LEMBRANÇAS A Bela Óp ca mais uma vez foi agraciada com o Prêmio Mérito Lojista no segmento Ó ca. Ficamos felizes e orgulhosos de ser escolhido por você, nosso cliente. A Bela Óp ca sempre esteve presente na sua vida trabalhando para deixar melhor e mais saudável o seu olhar. Obrigado Lucas do Rio Verde!


Mercado imobiliário

Consultor diz que momento é favorável para investir em imóveis

A

pandemia de covid-19 não chegou a afetar o mercado imobiliário no país. O comportamento, aliás, se mostra favorável para investimentos no setor. Para Lucas do Rio Verde, 2021 tende a ser um ano de crescimento importante no segmento que se mostra positivo em meio a boas notícias do agronegócio.

O empresário e consultor imobiliário João Evangelista Filho, da Domus Imobiliária, acredita que o momento é bastante favorável para investimento em imóveis. A região no entorno de Lucas do Rio Verde tem demonstrado ser uma região diferenciada. Os municípios que têm a base econômica no agronegócio reagiram bem a pandemia. O setor da cons-

w w w . i m o v e i s d o m u s . c o m . b r 00


Mercado imobiliário

trução civil em Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Sorriso e Sinop apresentam índices de crescimento interessantes. “O desenvolvimento do agro na região é acelerado e investir em imóveis é certeza de ganho, certeza de rentabilidade”, explica. João Evangelista observa que a pandemia mudou o comportamento do mercado. Por conta de restrições sanitárias, houve menor número de pessoas viajando. Com mais tempo em casa, algumas situações surgiram.

Muitas pessoas perceberam que estavam morando mal. Se criou a necessidade de um espaço melhor pra estar em casa com a família, pra ter mais conforto. As famílias passaram a buscar imóveis maiores, com mais espaço. Deixaram de lado os apartamentos optando por casas, onde tem jardim, quintal, resolveram dar uma melhorada no modo de viver, no estilo de morar”,

viário. “Todo investimento que vem a Lucas do Rio Verde cria uma oportunidade de crescimento. O mercado imobiliário acompanha e acaba tendo mais procura por imóveis residenciais e comerciais, sem contar os investidores que buscam investir na cidade em razão dessas situações, destes macro investimentos que são feitos no município”, assinala. O empresário e consultor imobiliário pontua que os interessados devem atentos a algumas dicas importantes no momento de definir pela compra do imóvel, como a localização e o momento de fechar negócios. O investidor deve estar atento a orientação do profissional, que deve ser credenciado junto ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI-MT) para maior segurança do próprio cliente. “É importante que seja um profissional da área pra dar o suporte necessário ao investidor, apresentando

os indicadores das regiões pra investir e com isso ter a certeza de ganho e rendimento do investimento”, orienta João Filho. “A orientação do profissional imobiliário pode ajudar o investidor a ser mais assertivo no seu investimento”. Há oito anos no mercado imobiliário de Lucas do Rio Verde, João tem a seu lado, na Domus, diversos profissionais qualificados, prontos para atender a clientela. A Domus vem criando produtos para atender as demandas existentes. João Evangelista assinala que os profissionais recebem capacitação frequente e estão atentos ao segmento imobiliário para assegurar bons investimentos aos clientes. “Suprir com as informações necessárias para que o investimento tenha o melhor retorno possível. O nosso foco é que o investimento tenha retorno e que seja feito com segurança na hora da compra do imóvel”, conclui.

observa o consultor.

Na análise do consultor, o mercado imobiliário continuará em ascensão. Especificamente na região de Lucas do Rio Verde, a expectativa vai crescendo com a chegada de empresas e a iminente implantação de redes ferroviárias que tornarão o município um entroncamento ferro-

a Avenida Paraná, 256, Centro - lucas do rio verde - mt Contato (65) 3549-2775 (65) 99635-3513

w w w . i m o v e i s d o m u s . c o m . b r


u

a j e v Cer ? a s a c m e gelada

a i m Le ! u o g e h c y r e deliv

aponte a câmera do seu smartphone para ver nossos produtos.

peça agora e nós entregamos na sua casa.

DELIVERY WHATS APP (65) 9 9690-5364 E IFOOD


ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM 24 H FISIOTERAPIA DOMICILIAR APLICAÇÃO DE MEDICAÇÃO EM DOMICÍLIO

HOME CARE Trans

Remoção de Pacientes

ed

R

Home care UTI Móvel

INJEÇÃO BANHOS, CURATIVOS ACOMPANHAMENTO EM INTERNAÇÕES HOSPITALARES CUIDADOR DE IDOSOS ACOMPANHAMENTO À CONSULTAS MÉDICAS

Trans

Remoção de Pacientes

Fone: (65) 99692-1400 Av. Brasil, 179-E, Cidade Nova Lucas do Rio Verde - MT

ed

R

Home care UTI Móvel

Fone: (66) 99687-7865 Rua dos Desbravadores, 2076 Bela Vista - Sorriso - MT


AMOR E CUIDADO ONDE VOCÊ ESTIVER

Equipe composta por enfermeiros, Téc. em enfermagem, cuidadores de idosos e médicos.

Remoção de paciente em UTI móvel

+

Serviço de Home Care e Assistência Médica Domiciliar


A QUALIDADE QUE VOCÊ JÁ CONHECE,

casa nova !

O que já era bom ficou ainda melhor, venha conhecer a nossa nova sede.

NOVO ENDEREÇO Av. Universitária, 000 Fone: 65 99926-5371

Obrigado LUVERDENSES pelo reconhecimento, ficamos felizes e orgulhosos pelo Prêmio recebido. Mérito Lojista 2020, segmento RESTAURANTE E LANCHONETE


A RV Arquitetura e projetos é constituída pelos sócios Roséverson Rocha e Vanessa Rocha, ambos Arquitetos graduados na UNIC (Universidade de Cuiabá) O escritório presta serviço desde o assessoramento na escolha do terreno, acompanhamento de todas as etapas do projeto até à entrega, com todas as instalações. Além disso, a equipe conta com a parceria de engenheiros especialistas em projetos complementares e de empreiteiras de mão de obra. Parceria formada desde 2011, com sede do escritório fundado em 2016 em Lucas do Rio Verde, o escritório busca aliar a prática profissional à pesquisa em um proceso contínuo de atualizações, garantindo inovação e coerência aos projetos. A equipe busca respostas arquitetônicas únicas para cada desafio, propondo soluções pertinentes que otimizem a experiência do usuário sem deixar de lado a relação custobenefício

Obrigado Lucas Do Rio Verde

RV ARQUITETURA & PROJETOS - Ganhador do OSCAR do COMÉRCIO MÉRITO LOJISTA 2020

Segmento - ARQUITETURA


Saúde

A Covid-19 e os exames laboratoriais Sabemos que se tratando do novo Corona Vírus, quase tudo é inserto, ou não se sabe totalmente sobre o principais pontos como transmissão, evolução da doença, diagnostico ou até mesmo imunidade, seja ela adquirida após entrar em contato com o vírus ou após tomar a vacina. Vamos aqui falar um pouco sobre os exame laboratoriais disponíveis hoje para a população. Ao contrário do início da pandemia, já temos no mercado um leque variado de tipos de exames, e também vários fabricantes dos mesmos. Isso foi importante para a redução destes insumos e consequentemente tornar mais barato para os pacientes. Dentre os exames, temos os que detectam o antígeno, onde a coleta do material é realizado com o auxílio de um swab (haste de algodão) da região nariz e da garganta. Esta pesquisa do antígeno pode ser pela técnica do RTPCR, que é considerado o padrão Ouro para o diagnóstico, também pela metodologia de imunofluorescência e por último por imunofluorescência. Esses dois últimos por sua vez agilizaram o diagnóstico precoce, já que o resultado é liberado um algumas horas e o RT-PCR, é encaminhado para laboratórios de apoio. Todos esses exames de pesquisa de antígeno, tem suas vantagens e suas limitações, uma vez que determinantes como coleta, armazenamento e transporte podem inviabilizar a amostra, principalmente do RTPCR.

58

Outro ponto é o período da coleta, uma vez que são exames utilizados para a fase aguda da infecção, período esse de coleta que varia do primeiro ao oitavo dia de sintomas. Após o oitavo dia a chance de falso negativo aumenta gradativamente, mas é importante lembrar que alguns casos podem permanecer positivos por muito mais dias.

Os demais exames, são exames realizados com amostras de sangue, e que pesquisam a resposta do nosso organismo quando entra em contato com vírus do novo Covid-19. Eles detectam a presença de anticorpos específicos que são os famosos IGM e IGG, mas também é possível detectar o IGA e também quantificar os Anticorpos Totais. Existe várias metodologias para realizar os exames para verificar a presença destes anticorpos, sejam elas complexas e com equipamentos modernos, e até mais simples como os testes rápidos. É importante explicar sobre os testes rápidos, exame que por muitas vezes gera uma certa dúvida e bagunça a cabeça do paciente. Muitos pacientes acham que por ser chamado de rápido, esse exame tem maior sensibilidade em relação tempo, por exemplo que o teste rápido vai dar positivo antes de outro exame. Isso não ocorre, o teste rápido assim como outros métodos de se detectar os anticorpos IGM e IGG, precisa que o organismo do paciente produza esse anticorpos, processo que demora alguns dias. Ai a explicação de ser realizado a partir do sétimo dia. O nome Teste Rápido, se dá por ser um exame com metodologia s imples, onde seu resultado sai em alguns minutos e é de fácil interpretação.


Laboratório SANTO Antônio @laboratoriosantoantoniolrv www.labsantoantoniolrv.com.br 59


O Priscila

Nonato de Oliveira

Foto: nova color

O

Tecnólogo em Estética e Cosmetologia

Pós graduada em Eletrocosmético - Facem

Habilitada para pré e pós operatório, Hidro Hot e Hidro Ice, Método Blindado de Criolipolise, Criomodelagem, Microagulhamento Top, Fotodepilação e Depilacao à Laser e Ozonioterapeuta.

voCê já ouviu falar sobrE

A ?

OzOniO terapia

OzOniO terapia Na estética pode ser utilizado para tratamentos faciais, corporais e capilares. Veja abaixo algumas das aplicações na estética.

« « « « « « « « «

Prevenção e rejuvenescimento facial; Tratamento de hipercromias; Tratamento de olheiras; Combate da acne; Tratamento para queda capilar e calvície; Tratamento contra flacidez da pele; Tratamento de papada e emagrecimento facial; Eliminação de celulite, estrias e gordura localizada; Perca de peso.

3

ozonioterapia é uma das maiores descobertas da história, é uma terapia alternativa que utiliza a aplicação de uma mistura dos gases oxigênio e ozônio, ou seja, ozônio medicinal.

O gás entra no nosso organismo produzindo substâncias que vão ativar a resposta imunológica, regulando a função do nosso organismo gerando um equilíbrio no nosso corpo. O ozônio tem inúmeros benefícios para nossa saúde. Ele pode ser utilizado no tratamento de mais de 250 patologias e para cada objetivo utiliza-se uma via de aplicação específica.

As aplicações são feitas realizadas de três formas: aplicação local, sistêmica e auricular. As aplicações locais tratam as disfunções estéticas e dores musculares; As aplicações sistêmicas tratam a melhora da flora intestinal, ajuste do perfil antioxidante, melhora a oxigenação tecidual, e quantidade de transporte de oxigênio pela hemácia, modulação do sistema imunológico, controle de inflamações e processo crônicos e ajuste nos níveis séricos de açucares e lipídeos. A aplicação auricular trata as disfunções das vias aéreas, como otite, sinusite, renite, dores de cabeça, zumbidos no ouvido e labirintite. • E você apresentou alguma das disfunções citadas acima? Não perca tempo e agende agora sua avaliação, eu posso te ajudar.

Ozônio é vida!!!


zerO flaCI quE tal uma harmonIzação Corporal?

Z

eroFlaci é o nosso programa de tratamento corporal de alto desempenho para combater a flacidez e as disfunções corpóreas, utilizando ativos altamente tecnológicos, que tem ação tonificante e firmadora, como Dmae a 20%.

Foto: nova color

A flacidez tem relação com a diminuição do tônus muscular, podendo apresentar duas formas distintas: a flacidez muscular e a tissular.

Daniely

Camozzato Ayoub Tecnologa em Estética e Cosmotologia - Habilitada no ZeroFlaci Barriga Negativa e Designer de Sobrancelha.

A Flacidez tissular pode ser vista quando as fibras de colágeno começam a diminuir devido à desidratação, provocando a perda do manto hidrolipidico que é responsável pela nutrição da pele. A flacidez muscular ocorre na musculatura subcutânea e acomete a força dos músculos pelo desgaste das fibras de sustentação. Neste procedimento tratamos as duas disfunções simultaneamente. Com a junção de aparelhos, produtos e massagem manual no local.

peim

O Foto: nova color

Xavier de Morais

Quer um corpo em perfeita harmonia? Agende sua avaliação!

proCEdimEnto EstétiCo InjEtávEl dE miCrovasos

PEIM, também conhecido como secagem de vasinhos e escleroterapia, é um procedimento que consiste em eliminar os vasinhos sanguíneos dilatados com a aplicação de glicose sob a pele. Os microvasos ou microvarizes, chamado cientificamente de

Ianna

Você ja ouviu falar em barriga negativa? Juntamente com o protocolo do ZeroFlaci, realizamos os procedimento para a o tratamento da barriga negativa é quando o abdômen fica com os ossos dos quadris destacados e o abdômen está voltada para dentro do corpo, para isto trabalhamos com a técnica LPF Low Pressure Fitness, também conhecida como ginástica abdominal hipopressiva, reúne exercícios para barriga negativa trabalhando também a tão temida temida Diástase causada por um enfraquecimento da musculatura abdominal muito comum em quem já passou por gestação.

Telangiectasias, são vasos finos, de cores avermelhadas ou arroxeadas, visíveis na superfície da pele. É indicado para mulheres e homens que desejam tratar esteticamente os vasos dilatados ou malformados, que surgem normalmente nas pernas.

Biomédica Esteta | CRBM 3-6776 Habilitada em Microagulhamento Top, Fotodepilação e Depilação a Laser.

Avenida Vitória Regia 408 w, Bairro Bandeirantes Telefones 65 3549-6486 | Whats app 65 98129-0129 clinicabellapelle


Chegamos NA CAPITAL DO AGRONEGÓCIO!

Sorriso Av. Mutum, 851 - Centro Fone: 65 3308-4640 Nova Mutum Av. Mutum, 851 - Centro 65 3308-4640 - 99912-6589 Lucas do Rio Verde Av. Amazonas, 49 S - Centro 65 3549.3939 - 99926.7816


LUCAS DO RIO VERDE, NOVA MUTUM E AGORA SORRISO. SEMPRE COM AQUELE SORRISO NO ROSTO!


Política

CONDECORAÇÃO Silvio Fávero homenageia militares dedicados à difusão do Ensino Militar Militares dedicados ao ensino militar foram homenageados com a comenda Dante Martins de Oliveira, uma das mais simbólicas da ALMT. Assessoria com informações da Seduc-MT

R

epresentantes da Polícia Militar dedicados a difusão do Ensino Militar em Mato Grosso foram homenageados na manhã desta segunda-feira (22) com a comenda Dante Martins de Oliveira, pelo deputado estadual Silvio Fávero, autor da Lei 11.273/20, que tem possibilitado a criação 64

e transformação das unidades de ensino em Mato Grosso. A condecoração, que é considerada uma das simbólicas do Estado, homenageia pessoas que tenham se destacado por ações na área de direitos humanos, democracia e cidadania mato-grossense. Entre os homenageados com

a comenda está o tenente coronel Paulo Secchi, que atuou como diretor da Escola Militar Tiradentes Soldado Adriana Morais Ramos. Ele respondeu pela unidade desde a sua criação, em agosto de 2018 a setembro do ano passado, quando assumiu o comando do 13º Batalhão de Polícia Militar.


Política

Secchi elogiou a iniciativa do parlamentar em reconhecer a importância das escolas militares em Mato Grosso e destacou o empenho dos profissionais envolvidos com a Escola Militar Tiradentes Soldado Adriano Morais Ramos. “Esse trabalho, que foi reconhecido na minha pessoa como diretor, foi possível pelo grande empenho dos professores, militares que trabalharam comigo, todos os servidores da escola e principalmente a comunidade escolar, os pais. Fui eu, como pessoa que recebi, mas é um trabalho conjunto de toda a Escola Militar Tiradentes de Lucas do Rio Verde. Fico muito feliz por ter recebido essa comenda”, declarou o oficial militar. Para Silvio Fávero, a homenagem levou em consideração o histórico de vida, valores e potencial de cada militar na transmissão do conhecimento. “É uma justa homenagem aos militares que tem contribuído com a formação dos nossos jovens e da sociedade como um todo”, destacou Silvio Fávero. Na oportunidade, o secretá-

rio Alan Porto destacou a importância da Lei de autoria do deputado Silvio Fávero, ressaltando como única e inovadora no país. “O deputado Silvio Fávero está à frente da implantação das Escolas Militares em Mato Grosso, com uma lei inovadora, única no Brasil com foco na criação e transformação das unidades militares”, destacou o secretário estadual de Educação. Posse Os diretores das escolas militares recentemente transformadas em Mato Grosso, nos municípios de Barra do Garças, Cáceres, Tangará da Serra e Várzea Grande, tomaram posse nesta segunda-feira (22), para atuação no 2021/2022. Cada uma dessas escolas terá a direção de um militar da PM, mas a coordenação pedagógica continua de responsabilidade da Seduc-MT. Além de professores da rede estadual de ensino, as unidades terão uma assessoria militar que ficará responsável pelas atividades cívicas e auxílio na parte pedagógica. As quatro novas escolas mili-

tares criadas são: E.E. da Polícia Militar Tiradentes SD PM Vanilson da Silva Carvalho, em Barra do Garças (antiga E.E. São João Batista). Diretor: tenente-coronel PM RR Naildo Guedes Lima; E.E. Natalino Ferreira Mendes e Escola da PM Tiradentes CB PM RR David Maciel de Campos, em Cáceres. Diretor: 2º tenente Paulo Pinto do Nascimento Jatobá; E.E. da Polícia Militar Tiradentes 1º Tenente PM Salomão Fernandes Ferreira Piovesan, em Tangará da Serra (antiga E.E. Emanuel Pinheiro). Diretor: capitão Márcio Pereira da Silva; E.E. da Polícia Militar Tiradentes Tenente Coronel PM Louirson Rodrigues Benevides, em Várzea Grande (antiga E. E. Nadir de Oliveira). Diretor: tenente-coronel PM RR Edivaldo Souza de Oliveira. Parceria na educação Mato Grosso tem, atualmente, 12 escolas militares, em 12 cidades. Além das quatro aprovadas entre 2020 e 2021, outras sete foram criadas entre os anos de 2017 e 2019. Antes, existia somente a tradicional E.E. da Polícia Militar Tiradentes, criada em 1986, em Cuiabá. As escolas militares se destacam nas notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e prezam conceitos como respeito e disciplina. Além das escolas militares, Mato Grosso tem ainda uma unidade cívico-policial, a E.E. Presidente Médici, em Cuiabá, que neste ano passa a ter gestão compartilhada entre a Seduc-MT e a Polícia Rodoviária Federal (PRF-MT).


MENOS é mais O ANO DO MENOS É MAIS

Com o confinamento que estamos vivendo, que teve início em 2020, as pessoas passaram a refle r muito mais sobre suas necessidades e sobre o que é supérfluo em nosso co diano e para as nossas vidas, fazendo com que passássemos a refle r sobre os excessos. E isso nos móveis não é diferente, os mesmos pensados de acordo com a real necessidade de cada morador, para fazer do lar um ambiente mais personalizado. Pensar com atenção aos detalhes para chegar no melhor conjunto dentro de um imóvel é uma tendência para 2021. O menos é mais se traduz em menos extravagância e mais pra cidade, cores neutras se fazem presente com o destaque na iluminação embu da e pontuais, despertando assim uma sensação de paz e tranquilidade em cada ambiente, os móveis se resumem no necessário e contam cada vez mais com linhas simples e retas.

móveis planejados

Laís Araújo

Arquiteta e Urbanista - CAU: 226026-3 Pós Graduanda em Projeto de Interiores

Especialista em Designer de Móveis Planejados (65)99361-9391


PANDEMIA

COvid-19

Mulheres NA LINHA DE FRENTE mostram garra e persistência

Celso Ferreira Nery

D

esde o início do ano passado, o mundo tem enfrentado a pandemia Covid-19 que mudou a rotina das pessoas. A preocupação em não se infectar e sofrer os efeitos da doença levou as pessoas a adotarem medidas preventivas, que vão desde o uso de máscara e distanciamento social, ao uso de álcool em gel ou 70% para assepsia das mãos e braços. Doença respiratória que levou à óbito milhares de pessoas no Brasil, o novo coronavírus também foi um desafio para a classe médica e profissionais de saúde, especialmente os que atuaram e atuam na chamada linha de frente, maioria formada por mulheres. Neste mês de março, que é dedicado

68

às mulheres, a Revista Portal conversou com três profissionais que relataram as dificuldades e os desafios para combater um inimigo invisível e que pouco se sabia a respeito. A proposta, ao ouvir as experiências destas profissionais, é destacar a garra e determinação das mulheres num momento bastante difícil da humanidade e assim homenagear essas guerreiras neste mês dedicado a elas. A médica Daniela Knob Rezende, a fisioterapeuta Deisi Costa e a enfermeira Cíntia Primon Tavechio falaram sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido desde março do ano passado, quando foi registrado o primeiro caso positivo de Covid-19 no Brasil.


PANDEMIA As profissionais fizeram relatos do que representou o envolvimento no enfrentamento à pandemia. Tiveram que abrir mão do conforto do lar e aconchego da família em vários momentos, foram obrigadas a fazer escolhas difíceis, como permanecer na linha de frente durante uma gestação ou mesmo sendo do chamado grupo de risco, além de usar horários alternativos para buscar conhecimento técnico para encarar o maior desafio da história recente da saúde mundial. Todas tiveram apoio de maridos e filhos, renovando suas forças em meio a lutas diárias para manter a esperança de pacientes, vários deles conhecidos ou colegas de profissão. A despedida de alguns deles chegou a balançar a estrutura psicológica-emocional, mas não diminuiu a fé e a esperança que se renovaram a cada paciente recuperado que retornou ao seio familiar.

filhas e casada com o advogado Carlos Eduardo Rezende, a médica Daniela Knob Rezende tem pós-graduação em geriatria e atua no PSF do bairro Menino Deus. Desde junho a profissional passou a atuar no atendimento a pacientes com Covid-19. Desde então concilia atendimentos nas unidades referência-covid, clínica particular e visitas domiciliares. Ela conta que em algumas ocasiões a jornada de trabalho foi árdua, ficando até 12 horas ininterruptas atuando. “Tive muito apoio do meu marido, que segurou as pontas em casa. As minhas meninas entenderam esse esforço, meu marido chegou a ficar esgotado por conta dessa rotina, mas ajudou muito, não reclamava”, relatou a médica, recordando que o esposo chegou a leva-la de carro a casa de pacientes à noite, para que não fosse sozinha. “Tenho que agradecer a ele e a minha família pelo apoio”, reforçou.

Com 8 anos de formação (cursou medicina pela Unoeste-Joaçaba/SC), mãe de duas

Formada em fisioterapia pela Unic de Primavera do Leste/MT, há 8 anos, Deisi Costa Severo é responsável pelo setor na UTI do Hospital São Lucas. Casada com o médico Jaderson Severo, Deisi ficou grávida da primeira filha do casal em plena pandemia. Essa experiência trouxe um misto de emoções. Ela explica que não curtiu seis meses da gestação, período em que permaneceu maior tempo na UTI. Os últimos três meses pode se dedicar mais à gravidez, mesmo não se desligando de suas funções profissionais. “Trouxe maior crescimento, não só pessoal, mas espiritual também, de força, de sentir mais preparada. Me senti forte, psicologicamente bem durante esse período, apesar de tantas coisas difíceis que a gente viveu nesse período”, disse.

Equipe de profissionais na linha de frente no combate ao covid-19

A enfermeira Cintia Primon, formada em 2006 pela FAFIPA, em Paranavaí/PR, tem o PSF do bairro Menino Deus sua unidade de referência. Casada com André Luiz e mãe de dois

Daniela Knob Rezende, médica meninos, a enfermeira assinala que no início de 2020 não foi possível ter a dimensão do que seria a pandemia no município, país e mundo. “Chegou tão rápido que pegou a todos de surpresa”, observou. Ao longo dos meses os profissionais foram se ajustando ao enfrentamento. A enfermeira faz parte do grupo de risco, mas nem por isso se afastou das funções durante o enfrentamento da pandemia. Cintia tem doença autoimune e ficou no dilema de servir ao próximo ou se afastar, tendo amparo legal para isso.

Tomei coragem e decidi porque é uma luta de todos nós”, salientou, destacando o apoio que recebeu da equipe de trabalho. O Menino Deus foi unidade sentinela por um bom tempo no enfrentamento do novo coronavírus. A enfermeira não foi infectada pelo Covid-19. 69


PANDEMIA

Busca por conhecimento A falta de informações sobre ações preventivas e curativas do novo coronavírus forçou os profissionais a buscarem apoio acadêmico por meio de lives e webinários sempre em horário alternativo, para não atrapalhar as ações de enfrentamento. A médica Daniela fez muitos estudos durante as madrugadas, horário mais apropriado para essa prática. Ela também buscou experiências de colegas médicos de outros centros, como São Paulo, para aperfeiçoar atendimentos e tratamentos aos pacientes infectados. “Não teve curso presencial. A saída foi recorrer à internet”, explica.

A gente ainda sabe pouco sobre. Lá em abril, quando surgiu o primeiro caso positivo, foi um misto de sensações. Porque ao mesmo tempo que você queria ajudar, tinha leitos pra atender aos pacientes, você se sentia meio acuado, sem saber muito sobre a doença e como ia lidar com essa situação” , pontuou Deisi Costa, citando que cada paciente reagia de uma maneira diferente. A fisioterapeuta assinalou que a pandemia foi um aprendizado, tanto profissional, quanto pessoal. Ela acrescenta que o desafio dos profissionais da linha de frente incluía pacificar os pacientes, pois havia o temor que uma vez infectada, a pessoa estava com sentença de morte. “Foi e continua sendo um desafio, um aprendizado diário”, destacou. A enfermeira Cintia Primon lembra que havia muita dúvida sobre o modo de lidar com a doença, uso de EPI’s (Equi70

pamentos de Prevenção Individual), como se proteger e o receio de se contaminar. “Isso gerou um certo medo, de como lidar, tratar, mas por outro lado nos encorajou, como profissionais de saúde, a querer buscar cada vez mais, maneiras de prevenir, mostrar para os usuários, pacientes, as informações corretas”, relatou, lembrando a disseminação de fakenews, que gerou pânico entre a população. “A nossa função básica, como profissionais de saúde, foi a educação permanente, educar como prevenir”, acrescentou, ressaltando os cuidados com o uso de máscaras, assepsia das mãos e de mercadorias adquiridas no comércio, entre outras informações, consideradas essenciais para evitar a propagação do vírus. Luto Além da dor da perda de pacientes, conhecidos e anônimos, as profissionais também viveram o luto em memória de colegas de profissão. Um dos casos citados pela médica Daniela Rezende foi de uma técnica de enfermagem que permaneceu vários dias em UTI e não resistiu as complicações da Covid-19. Ela foi a responsável pela atualização do caderno de vacinas das filhas de Daniela. “Eu trabalhei 2 anos com ela no PSF do Cerrado”, relembra. “No dia em que estava indo no PSF, a trabalho, num sábado, quando estava chegando no PSF, estacionei o carro e vi no celular a mensagem que ela tinha falecido. Eu fiquei em choque, perdi o chão”, relata Daniela, acrescentando que chorou muito a morte da colega de trabalho e amiga, mesmo sentimento compartilhado pelo esposo, quando soube momentos depois. “Foi muito difícil pra nós”. “Foi difícil ver colegas de profissão, que a gente já conhecia há tanto tempo, colegas nossos da prefeitura ou parentes e amigos irem embora com essa triste doença”, lamentou Cintia. “Você

Cintia Primon, enfermeira saber da notícia de um amigo seu e mesmo assim levantar a cabeça, enxugar as lagrimas e vamos pra frente porque ainda vamos vencer essa batalhar”, acrescentou. Pacientes recuperados Por outro lado, a recuperação de pacientes encaminhados para UTI muitas vezes com poucas esperanças, deixou os profissionais da linha de frente emocionados. “Minha alegria era dar alta, assistir eles ganhando alta hospitalar ouvindo músicas, eu ficava sentada olhando, emocionada”, detalhou Daniela. Sem infecção As profissionais ouvidas pela Revista Portal relataram não terem sido infectadas pela Covid-19. A médica Daniela Knob relata ter tido um sonho acalentador em julho. Ela conta ter sonhado que um homem colocava a mão sobre seu ombro, afirmando que nem ela, seus familiares e pessoas mais pró-


ximas seriam infectadas pelo vírus. “Que era pra eu seguir em frente”, lembra. Daniela, o esposo e as filhas não testaram positivo. Deisi foi a única de sua equipe de UTI não infectada pela doença. No momento de maior pico da pandemia e em razão do afastamento de alguns profissionais, a fisioterapeuta acabou ficando em tempo integral no Hospital. “Infelizmente acabei me expondo e expondo minha gravidez por necessidade”, explicou, citando que não teve escolha a não ser permanecer na linha de frente, mesmo com a gestação. “Naquele momento era ideal que estivesse lá”, emendou, citando que acabou ficando 10 dias sem retornar para casa. Deisi ganhou apoio e conforto psicológico do esposo, que é médico intensivista responsável pela UTI e também não se infectou com a Covid-19.

Mensagem às profissionais Daniela, Deisi e Cintia compartilham a opinião que a sensibilidade da mulher é um diferencial no enfrentamento da pandemia. A facilidade em lidar com situações e abordagens tornou menos traumáticas situações difíceis vividas por pacientes e seus familiares. Por reconhecer o empenho de todos os colegas da linha de frente, em especial das mulheres, as profissionais fizeram questão de deixar uma mensagem. “Elas são extremamente importantes. Uma pessoa sozinha não faz nada. A gente precisa de toda uma equipe pra isso. Elas são guerreiras, determinadas e cada uma com sua história conseguiu transformar situações. Têm minha admiração”, afirma a médica Daniela. “Nós, mulheres, somos muito fortes e muito humanas em querer salvar o próximo”, acrescentou. “Diria que a mulher tem um jeito diferente de abordar, não que homem não tenha. Mas a mulher tem um cuidado maior na hora de falar, de abordar o paciente, é um pouco ‘mais doce’, vamos dizer assim”, opina Deisi. A fisioterapeuta observa que a mulher, de uma forma geral, tem papel importante na sociedade. “As mulheres ocupam lugares que elas deveriam sempre ter tido. Hoje não existe isso de que o homem sabe mais ou menos que a mulher: somos todos iguais. Hoje só depende de nós mesmas buscar conhecimento, estar cada dia mais especializada, atualizada”, acredita.

Deisi Costa, fisioterapeuta

“A minha equipe é formada basicamente por mulheres, a grande maioria. Todas as integrantes estão lutando, se dedicando ao máximo, com o objetivo de melhorar o combate a pandemia. Isso é importante, a questão do comprometimento, da garra da mulher, dessa fibra

que nós temos, não só no trabalho, mas em casa também, porque o cuidado que temos fora, temos também em casa, com nossos filhos”, acentuou Cintia, sobre o temor de levar o vírus para casa, infectando os familiares. “A palavra que eu tenho após esse ano de combate é de gratidão a Deus por nos dar o caminho e gratidão a toda a equipe. Tivemos homens maravilhosos, mas as mulheres que tiveram à frente, integrando a nossa equipe, independente do cargo que ocupam. Trabalhamos como um todo, toda peça foi importante no mecanismo da nossa equipe”, ressaltou Cintia. Que os exemplos das profissionais de saúde que atuaram na linha de frente possam estimular a sociedade a manter a vigilância contra o vírus e alerta sobre outros enfrentamentos necessários no dia a dia, sendo na área de saúde, ou mesmo nas questões que afetam o dia a dia. 71


Fone: 3549.5262 Av Mato Grosso 225 - Centro


Profile for Luan Araujo

Revista Portal 43ª Edição  

Revista Portal 43ª Edição  

Advertisement