Page 1


Institucional Universo Lions Mensagem do Presidente Da Mesa da Editora Da Mesa da Presidente Lions Quest Caçando Pérolas Considerando

04 05 06 07 35 49 50

Internacional / Nacional LCIF Olimpíadas Especiais Acordes do Centenário Intercâmbio Diabetes CNPL Panorama DMLC

08 10 12 14 16 27 30

Agora sou do Lions 36

Distritos em Serviço 38

bit.ly/RevistaLiondmlc


Universo Lions

Expediente

Mundo País

Edição Oficial em Português Ano 18 | setembro - outubro 2017 nº 104

América do Sul

Associados

Clubes

País

Associados

EUA

312.574

11.335

Brasil

Índia

252.497

6.836

Japão

117.872

3.051

Coreia (Rep.)

79.258

Alemanha

52.350

Brasil Itália

Clubes

42.215

1.516

Peru

7.467

301

Venezuela

6.802

235

2.082

Argentina

5.611

272

1.570

Colômbia

4.882

224

42.215

1.516

Equador

3.029

112

40.650

1.325

Chile

2.986

171

Canadá

35.630

1.528

Paraguai

2.819

95

França

26.271

1.208

Uruguai

2.743

113

Bolívia

1.602

73

Brasil DM

Associados

CCLL

CCaLL

Clubes

LA

7.921

4.357

3.564

275

LB

5.566

3.061

2.505

201

LC

12.995

7.147

5.848

536

LD

15.733

8.653

7.080

TOTAL 42.215

23.218

18.997

504 1.516

210 países 47.752 clubes 1.422.918 associados

bit.ly/RevistaLiondmlc Endereços Revista Lion Brasil Sudeste Av. Bernardino de Campos, 571 ap. 214, Santos-SP CEP 11065-003 (13) 98152-2240 revistalion@gmail.com www.issu.com/lionbrasilsudeste

Lions Clubes Internacional 300 West, 22nd Street Oak Brook - Illinois 60523-8842 - EUA (1) 630-571-5466 lionmagazine@lionclubs.org www.lionsclubs.org/EN/news-media/lion-magazine

Conselho de Governadores do Distrito Múltiplo LC Presidente CaL Francisca Rodrigues Talarico (21) 2551-8633 / 99622-7472 franciscatalarico@hotmail.com

Secretário PDG Mauricio Eloy Rodrigues Malta Silva (21) 2551-2162 / 7833-8733 mauricioeloy85@gmail.com

1º Vice-Presidente PDG Georjos Saba Arbache (32) 3215-1901 / 99971-4684 georjos.arbache@gmail.com

Tesoureiro PDG Almir de Castro Campello (21) 2499 5894 / 98117-2577 accampello@globo.com

2º Vice-Presidente PDG Luis Carlos Pessanha Encarnação (22) 2522-0010 / 99907-5498 pessanhalions@gmail.com Sede Fiscal do DMLC R. Botucatu, 979 - 4º andar São Paulo, SP - CEP: 04023-062 (11) 5081-6301 / 5081-6732 Sede Administrativa do DMLC Av. Rui Barbosa, nº 300/901 – Flamengo Rio de Janeiro, RJ - CEP 22250-020 (21) 2551-8633 / 2552-5517

4 Lion Brasil | Sudeste

Nós Servimos Editor-Chefe: Sanjeev Ahuja Editor-Gerente: Christopher Bunch Editor Sênior: Jay Copp Comunicação e RP: Mary Bartucci

Lion Magazine - Fundada nos EUA por Melvin Jones em 1918. LION BRASIL SUDESTE - Fundada no Brasil em 1999. Editada sob responsabilidade e fiscalização do Distrito Múltiplo LC - Brasil. Editor in memoriam: Dr. Áureo Rodrigues, PID 65/67 Editora e Jornalista Responsável: Denise Rodrigues, MTb 15.647, SP Comissão Editorial 2017/2018: Membros executivos: PID Fábio de Almeida (LC 5) PCC Fabio Oliveira Filho (LC 5) PCC Edgar Antônio Piton (LC 6) PCC Flávio Mendes (LC 8) Corpo técnico Tradutora: Flavia Gonçalves Projeto Gráfico: Fred Palladino Direção de Arte: Bruno Santoni Assistente de Arte: Lorraine Lopes Editoração Gráfica: Toque Final Comunicação Impressão: Gráfica Bangraf Circulação: SP, RJ, MG, ES, MS Expedição: A&C Post Tiragem: 11.000 exemplares A Revista LION é uma publicação oficial da Associação Internacional de Lions Clubes, editada por autorização da Diretoria Internacional em 18 idiomas: alemão, chinês, coreano, dinamarquês, espanhol, finlandês, francês, grego, hindi, holandês, inglês, italiano, japonês, norueguês, português, sueco, tailandês e turco. Executivos da Associação Internacional de Lions Clubes, AL 2017/2018: Presidente: Naresh Aggarwal, Índia Ex-Presidente Imediato: Chanceler Robert E. Corlew, EUA 1ª Vice-Presidente: Gudrun B. Yngvadottir, Islândia 2° Vice-Presidente: Jung-Yul Choi, Rep. Coreia 3° Vice-Presidente: Haynes H. Townsend, EUA Diretores Internacionais: (Segundo Ano) Bruce Beck, Minnesota, EUA; Tony Benbow, Austrália; K. Dhanabalan, Índia; Luiz Geraldo M. Figueira, Brasil; Markus Flaaming, Finlândia; Elisabeth Haderer, Holanda; Magnet Lin, Taiwan; Sam H. Lindsey Jr, Texas, EUA; N. Alan Lundgren, Arizona, EUA; Joyce Middleton, Massachusetts, EUA; Nicolin Carol Moore, Trinidad e Tobago; Yasuhisa Nakamura, Japão; Aruna Abhay Oswal, Índia; Vijay Kumar R. Vegesna, Índia; Elien Van Dille, Bélgica; Jennifer Ware, Michigan, EUA; Jaepung Yoo, Rep. Coreia. (Primeiro Ano) Doo-Hoon Ahn, Rep. Coreia; Sandro Castellana, Itália; Hastings E. Chiti, Zâmbia; William Galligani, França; Thomas Gordon, Canadá; Nicolás Jara Orellana, Equador; Ardie Klemish, Iowa, EUA; Alice Chitning Lau, China; Connie Lecleir-Meyer, Wisconsin, EUA; Virinder Kumar Luthra, Índia; Datuk K. Nagaratnam, Malásia; Don Noland, Missouri, EUA; Regina Risken, Alemanha; Yoshio Satoh, Japão; Patricia Vannett, Dakota do Norte, EUA; Gwen White, Carolina do Norte, EUA; Nicolas Xinopoulos, Indiana, EUA.


Mensagem do Presidente

Precisamos do Leonismo de todos os Leões Você já teve férias excelentes, em lugares onde você fez muitas coisas e viu muito? Quando você volta para casa, fica ansioso para contar todos os detalhes para a sua família e amigos, não é? Mas é difícil transmitir o quão maravilhoso foi ou como você se sentiu uma pessoa diferente. As palavras não conseguem capturar o que você experimentou e como isso foi incrível. A mesma inadequação de palavras me confronta agora. Quero falar sobre a Convenção do Centenário e o quão maravilhosa foi. Mas você precisava estar lá para apreciá-la. Foi uma festa, uma celebração, uma reunião de Leões do Alabama ao Zimbábue. E este é o principal ponto que gostaria de ressaltar: a universalidade dos Leões. Estamos em quase todos os lugares. E por uma semana estamos no mesmo lugar. Acredite, é emocionante caminhar por um corredor ou entrar em um elevador repleto de Leões do mundo todo. E a beleza disso é que estranhos rapidamente se tornam amigos. O vínculo de serviço que compartilhamos permite que os Leões esqueçam as diferenças óbvias nas culturas, costumes e idiomas para encontrarem uma camaradagem instantânea. Os Leões que participam da Convenção têm seus ideais consolidados ainda mais. É ótimo ser um Leão. É ótimo fazer parte

de uma associação mundial de serviços que torna o mundo um lugar melhor. É ótimo desempenhar um papel na reversão da cegueira, na alimentação dos desnutridos e na melhoria do meio ambiente. Em Chicago celebramos 100 anos de serviço e traçamos nosso caminho para os próximos anos. Prestaremos nossos tradicionais serviços em relação à visão, mas também nos concentraremos na fome, meio ambiente, câncer pediátrico e diabetes. Sua contribuição, seja pouca ou muita, é apreciada. O mais importante: ela é necessária. Obrigado por abraçar o Nós Servimos. Obrigado por participar de reuniões e desenvolver diversas atividades para arrecadar fundos. O que você faz como um Leão é inestimável. Como a Madre Teresa de Calcutá disse, “Eu posso fazer coisas que você não pode. Você pode fazer coisas que eu não posso. Juntos, podemos fazer grandes coisas”. Então, se não foi possível você participar em Chicago, deixe-me ressaltar o que você faz como um Leão. Juntos, “Nós Servimos” mais de 100 milhões de pessoas por ano! Apesar desse número ser incrível, quero me concentrar em outro número. Neste ano, meu desejo mais profundo é que cada um dos 1,4 milhão de Leões sirva ao próximo. Precisamos do Leonismo de todos os Leões.

Naresh Aggarwal Presidente Internacional 2017/2018

Lion Brasil | Sudeste 5


Da Mesa da Editora

Novos Tempos Estamos vivendo uma grande revolução na forma de viver. Isto é fato. Podem chorar os saudosistas, mas o que era “de antigamente” não voltará. Não enviamos mais relatórios por correio para o Lions Internacional. Quase não damos mais telefonemas, nem de celular, quem dirá usar o fixo (poucas pesssoas ainda têm telefone fixo). Agora é WhatsApp, e a tendência é que aprendamos a usar esta incrível ferramenta. Quase não falamos, e sim escrevemos. Agora é tudo on-line, tudo pra já. Instagram, Pinterest, Linkedin, Snapchat, Vimeo, YouTube, Twitter... Todo mundo quer. Todo mundo precisa pertencer. Mudam-se os meios, mas a essência continua. É o antigo e tão falado “sentimento de pertencimento” que povoava os discursos do PIP João Fernando Sobral. Eu preciso pertencer, tu precisas, ele precisa. Nós queremos. Nós precisamos pertencer a um grupo. E no Lions não é diferente. É por isso que contamos com uma excelente ferramenta para pertencer: o MyLion, que reúne todos os Leões e mostra suas atividades em tempo real por meio de um aplicativo de celular. Agora, quem quiser ajudar o Lions, esteja onde estiver, poderá participar de ações locais, mesmo em outros países. Amigos de Leões, que não são do Lions, podem pertencer ao MyLion também. Você se inscreve com um e-mail ou número de telefone e configura suas privacidades. Você pode escolher entre contar a todos o que faz no Lions ou simplesmente fazer e ficar no anonimato. O App MyLion lhe oferece

6 Lion Brasil | Sudeste

modelos prontos e simples para fazer campanhas e angariar fundos. Nele você exibe mapas e busca voluntários interessados na sua ação. Com um clique você fica sabendo quando a LCIF precisa da sua ajuda. Você pode seguir e curtir outros projetos, que podem inspirar seu Clube. Colabore em tempo real e converse com outros Leões. Você pode ainda contar uma boa história através de fotos e fazer vídeos curtos e incríveis com muita facilidade. Enfim, acessando o MyLion, você terá o Lions na palma da mão. Junto com mais de 1 milhão e 400 mil associados em todo o mundo. Chamo atenção para a nossa Revista Lion versão digital, que vai de vento em popa. Na edição 103, tivemos centenas de acessos e

bit.ly/RevistaLiondmlc

compartilhamentos. Além de termos 12 páginas a mais de conteúdo do que na impressa, podemos postar vídeos de serviços, pessoas sendo atendidas, mostrando ao mundo, de forma moderna e rápida, qual nosso objetivo. Isso sem falar na possibilidade de compartilharmos qualquer artigo com amigos e parentes. Se olharmos bem, por exemplo, a Revista 100 é uma ótima ferramenta de aprendizado para quem está entrando no Lions. Sempre que seu Clube receber um novo associado, dê um cartão com o endereço bit.ly/RevistaLiondmlc e diga que lá ele aprenderá muitas coisas sobre o Lions. Aqui está a Edição 104 da Revista Lion impressa e digital. Para você ler em casa, no notebook, no tablet, no smartphone ou no seu Clube.

CaL Denise Rodrigues Editora


Da Mesa da Presidente

Juntos e Unidos Na função de Presidente do Conselho de Governadores do Distrito Múltiplo LC, tenho tido o privilégio de observar de perto como os Distritos vêm funcionando e o quanto trabalham para alcançar a excelência no SERVIR. Essas observações me levam ao passado, imaginando o quanto Melvin Jones estaria orgulhoso de sua ideia e o quanto estaria satisfeito com a nuvem de compaixão que criamos em todo o mundo. O que ele diria então ao conhecer o MyLion, aplicativo para smartphones de Leões, em que o servir pode ser organizado e promovido a partir da palma da mão? Na verdade, algumas coisas não mudaram nos últimos 100 anos e continuam a ser a grande meta dos próximos 100: aumentar nosso impacto nas comunidades e aumentar o número de associados. Para esta insigne tarefa, contamos com os Coordenadores Distritais para desenvolver as metas de LCI de Liderar Através do Serviço. Sob o lema Nós Servimos, já atingimos a marca de 192.471.145 pessoas atendidas. O desafio segue com a nova meta dos próximos 100 anos. Além dos quatro pilares de Alívio à Fome, Juventude, Meio Ambiente e Visão, temos também outros dois importantíssimos focos: a luta contra o Câncer Pediátrico e contra a Diabetes. As novas diretrizes apontam que a Diabetes passa a ocupar a posição principal dos serviços do Lions. É nosso novo enfoque global de serviço e uma adição fundamental ao Desafio de Serviços do Centenário. Sobre isto, estamos publicando nesta edição

uma vasta matéria de como os Clubes podem trabalhar nesta área. É ler e fazer. Acredito que conseguiremos atender 200 milhões de pessoas por ano até 2021, impactando 3 vezes mais pessoas do que impactamos até hoje. Prova disso são os números do Prêmio por Aumento de Associados do Centenário, que já contabiliza 556 mil novos Associados e 4.800 Clubes do Centenário. Vamos repetir este sucesso aqui também no DMLC, com responsabilidade e perseverança. E ainda temos o Projeto Legado do Centenário, que quer Conectar-se com a Comunidade, mostrando ao mundo para que viemos e quem servimos. Desse modo é que os Clubes poderão ser reconhecidos como uma organização que faz a diferença na vida das comunidades atendidas. Se Juntos Nós Podemos, Unidos Somos Imbatíveis. Juntos, os Leões restauram a visão de milhões de pessoas e previnem a cegueira em outros milhões. Juntos, alcançam crianças de todo o mundo com vacinas vitais e ferramentas para um saudável desenvolvimento emocional e social. Juntos, estão ao lado da Fundação Lions Internacional (LCIF) para ajudar as comunidades quando são assoladas por uma catástrofe ou quando os jovens precisam de apoio e orientação. Juntos e unidos, mantendo acesa a chama da amizade, da lealdade e do respeito entre todos, estamos construindo o segundo século, pautados na liderança, nas ações, no

CC Francisca Talarico / AA Ana Carolina Talarico Presidente do DMLC - AL 2017/2018 COLEGIADO CENTENÁRIO

crescimento e na fidelização de nossos associados, que têm no Clube a base com raízes fortes. Nós aplaudimos Companheiros, Companheiras, LEOs, Castores e Filhotes - o seu compromisso e esforços contínuos para enfrentar e superar os maiores desafios do mundo. Sucesso sempre!

Lion Brasil | Sudeste 7


Internacional

Combatendo o tracoma com trabalho em equipe Por Cassandra Rotolo Os Leões salvaram milhões de pessoas da cegueira provocada pelo tracoma, uma infecção bacteriana que causa cicatrizes nas córneas. A Companheira Leão Kelly Callahan é diretora do Programa de Controle de Tracoma do The Carter Center, Estados Unidos. Revista LION: quando você soube que queria dedicar sua vida ao trabalho humanitário? Kelly Callahan: cresci sabendo que queria ajudar. Minha mãe me ensinou isso desde pequena. Na verdade, ela vivia para ajudar, e eu era apenas uma testemunha das suas alegrias por ajudar as pessoas. Eu não sabia se queria ajudar animais ou pessoas, então passei três verões, durante meu curso de graduação, assistindo aos estudos sobre baleias orcas na universidade British Columbia e depois fui voluntária no U.S. Peace Corps, Corpo da Paz dos Estados Unidos. Em 1996, fui designada para a Costa do Marfim, na África, para trabalhar com a doença do vermeda-guiné, uma infecção parasitária dolorosa que é disseminada pela água potável contaminada. No meu segundo dia, um homem levantou a camisa para me mostrar o verme abaixo da sua pele em sua área abdominal. Eu podia ver o verme inteiro na sua pele. Naquele momento, fiquei impressionada. Ninguém deveria sofrer com uma doença tão horrível. RL: como você se envolveu na luta contra o tracoma? KC: quando estava no U.S. Peace

8 Lion Brasil | Sudeste

Corps, criamos um quadro de filtro que se mostrou extremamente útil e eficiente. No primeiro ano, registramos uma redução de 47% nos casos de doença do verme-daguiné. Então, não tivemos novos casos. Conheci representantes do The Carter Center em uma conferência. Eu me apaixonei pela possibilidade de ajudar milhões de pessoas. Em 1998, aceitei sua oferta e comecei a trabalhar para combater o verme-da-guiné e a oncocercose (cegueira dos rios). Em 2001, conheci um menino com 5 anos que precisava de cirurgia em ambos os olhos por causa do tracoma. Foi absolutamente horrível. Eu sabia que poderia ajudar. O The Carter Center estava disposto a ajudar as pessoas do Sudão do Sul, não só na erradicação do verme-da-guiné e no controle da oncocercose, mas também no controle do tracoma. Então começamos as intervenções para controlar o tracoma no Sudão em 2001. Mais tarde, mudei para o escritório do The Carter Center em Atlanta e fui nomeada diretora do Programa de Controle de Tracoma. RL: quais foram as maiores barreiras para superar essa doença? KC: o mais difícil é mudar nosso comportamento. Imagine que você cresceu de uma certa maneira, sem acesso à água ou saneamento. Quando esses conceitos são apresentados para você mais tarde, não é fácil entender sua importância. Precisamos ajudar as pessoas a superarem as barreiras para alterar seus hábitos, como lavar o rosto, lavar os rostos dos seus filhos, construir e usar latrinas.

Além disso, algumas áreas têm o meio ambiente muito árduo. A água canalizada e o saneamento são enormes desafios para os governos. Como o desenvolvimento da infraestrutura ocorre? Como esses sistemas de larga escala são consolidados em áreas muito desafiadoras? RL: qual foi o avanço mais importante na luta contra o tracoma? KC: acredito que nossa parceria fez a maior diferença. Em 1999, nós éramos uma entidade única olhando isso de uma maneira grandiosa. Nossa parceria com a Fundação Lions Internacional (LCIF) e Lions Clubes locais em países endêmicos nos ajudou a abranger mais lugares, ampliando nossa atuação. Criamos a The International Coalition for Trachoma Control (Aliança Internacional para Controle do Tracoma), expandindo nossas atividades para um programa global. RL: LCIF e The Carter Center se juntaram pela primeira vez em 1999. Qual é a sua melhor lembrança dos Leões e do The Carter Center trabalhando juntos? KC: eu tenho tantas! Há duas que realmente mexem comigo. Primeiro, os Lions Clubes de Uganda têm uma presença feminina muito forte. A coordenadora de doenças tropicais negligenciadas do Ministério da Saúde, Drª Edridah, é uma Companheira Leão. A representante do país no The Carter Center, Peace Habomugisha, é uma Companheira


Leão também. Estar com essas mulheres e outras Companheiras Leão, incluindo Night Ndyarugahi, e vê-las atuando estrategicamente no controle do tracoma é inesquecível. São mulheres habilitadas que trabalham para acabar com a cegueira. A segunda lembrança foi em 2016, em Amhara, Etiópia, quando participei da cerimônia de lançamento da administração em massa do remédio Zithromax®, antibiótico utilizado para o controle do tracoma, doado pelo laboratório Pfizer. O Ex-Presidente Internacional Joe Preston estava lá. Quando ele soube como uma única dose de remédio faz tanta diferença, seu semblante se iluminou. Para a alegria da multidão, Preston até cantou de felicidade. Eu chorei. Foi um momento emocionante.

confiante que, juntamente com os Leões, alcançaremos nosso objetivo. RL: há algo mais que você gostaria de compartilhar com os Leões? KC: o Presidente Carter tornouse um Leão quando encerrou seu serviço à Marinha dos Estados Unidos. Seu desejo de ajudar os mais pobres, juntamente com o desejo

dos Leões de serem paladinos dos cegos e cuidarem da erradicação das doenças a longo prazo, causaram um enorme impacto na minha vida. Vejo o quanto podemos fazer por meio da parceria entre o Lions e o The Carter Center. Que parceria efetiva! Mais de 400 milhões de tratamentos e mais de 600 mil cirurgias que salvaram a visão das pessoas. É uma honra fazer parte disso.

RL: o tracoma é uma das doenças infecciosas mais antigas. Quão perto você acha que estamos de eliminá-la? KC: a erradicação do tracoma está ao nosso alcance. No entanto, devido à abrangência do problema na Etiópia e em outros países, como o Sudão do Sul, talvez precisemos de mais alguns anos. Porém, estou

Vivendo com seu filho em um campo de refugiados no Sudão do Sul, Nyuking Galwak, 30 anos, sofreu devido ao saneamento escasso e falta de acesso à água potável. Ela perdeu sua visão, em ambos os olhos, por causa do tracoma. Os Leões apoiaram a clínica que realizou a cirurgia para recuperar a visão de Nyuking Galwak. Agora ela sabe sobre a importância de lavar as mãos usando água limpa.

SightFirst e Tracoma • O programa SightFirst da LCIF concedeu mais de US$ 29 milhões ao The Carter Center, líder no combate ao tracoma, com 23 projetos na Etiópia, Mali, Níger e Sudão. • Foram realizadas 538.000 cirurgias de triquíase. • LCIF e Lions Clubes locais ajudaram a distribuir mais de 152 milhões de doses de Zithromax© (doado pela Pfizer). • 3 milhões de latrinas e poços de água foram construídos na África. Lion Brasil | Sudeste 9


Olimpíadas Especiais

Lions apoia os jogos de praia das Olimpíadas Especiais no Brasil Por Jamie Konigsfeld Se você estivesse caminhando pela praia do Gonzaga em novembro, teria testemunhado uma celebração incrível. O Torneio Regional Unificado Sampa Rio, competições esportivas que acontecem à beiramar, foi realizado na praia da cidade de Santos, no estado de São Paulo. Juntamente com 130 Leões e 30 LEOs, mais de 320 atletas das Olimpíadas Especiais competiram pelo ouro. Celebrando semelhanças e diferenças, o Torneio Regional Unificado Sampa Rio faz parte do programa Olimpíadas Especiais (Special Olympics), que promove a inclusão através de esportes em todo o mundo. As competições incluem jogadores com diversas capacidades intelectuais. Ao jogar e competir, atletas de várias origens começam a se entender melhor. O torneio teve início com uma cerimônia de abertura movimentada. As delegações desfilaram, membros das Olimpíadas Especiais do Brasil, Leões e autoridades locais proferiram discursos inspiradores, e os atletas correram com a tocha olímpica. Competidores e árbitros fizeram o juramento, e as multidões desfrutaram de música e performances culturais.As bandeiras da Special Olympics International e Lions Clubs International (LCI) brandinham no centro de tudo. Durante três dias, os atletas competiram nas modalidades natação, futsal, atletismo, vôlei de praia e bocha. Leões e LEOs participaram com os atletas das Olimpíadas Especiais em todos os esportes. Outros LEOs atuaram como voluntários. Ajudando os

10 Lion Brasil | Sudeste

atletas a ficarem hidratados, o CLEO Pedro Almeida da Silva, da cidade de Itanhaém, gostou de assistir aos orgulhosos atletas. “A melhor coisa deste torneio foi ver atletas com diferentes níveis de habilidade competindo”, disse. “Foi fantástico ver como eles estavam orgulhosos quando recebiam as medalhas”. Criado pelos Leões Kester Edwards e Christian Guiralt, membros da equipe da Special Olympics International, os torneios provaram ser um grande sucesso. Estão sendo implantados em diversos lugares ao redor do mundo e espera-se que façam parte da “Missão: Inclusão”. Uma particularidade da parceria

bit.ly/RevistaLiondmlc

Special Olympics International e Lions Clubs International, “Missão: Inclusão” promove a integração por meio dos esportes e serviços. Alguns dos outros esportes que poderão ser incluídos em eventos futuros são paddleboarding, caiaque, vela e triatlo. Os esportes oferecidos dependerão da região em que os torneios ocorrerem. Em alguns casos, o esporte popular de uma região poderá ser adaptado para a praia. Fique atento aos futuros torneios. A parceria entre LCI e Special Olympics International está gerando mudanças positivas para pessoas com deficiências intelectuais, além de ficar cada vez mais forte.

Dois atletas no Torneio Regional Unificado Sampa Rio compartilham um momento de camaradagem.


Assessor de Olimpíadas Especiais CL Vinicius Savioli vinicius@specialolympics.org.br

LEOs Fazem Olimpíadas O LEO Clube RJ Sernambetiba, Olimpíadas Especiais Brasil  e Clube Marapendi realizaram a Competição de Bocha, com 40 atletas. As Olimpíadas Especiais, subsidiada por Lions Internacional, oferece em vários países do mundo treinamento e competições esportivas nas modalidades Olímpicas para as crianças  e adultos com deficiência intelectual. Nos eventos, todos experimentam momentos de alegria e compartilham  suas vitórias com as famílias e com a comunidade.

Jogos Estaduais em Jundiaí Os Jogos Estaduais das Olimpíadas Especiais São Paulo deste ano aconteceram em Jundiaí (SP), em parceria com os Lions Clubes Pompeia, Distrito LC 2, Unidade de Gestão, Esporte e Lazer (UGEL) da Prefeitura e Escola Superior de Educação Física de Jundiaí (ESEF). Foram mais de 180 atletas e parceiros unificados nas modalidades: atletismo, bocha, futsal unificado (cuja modalidade estará realizando a final da Liga de 2017), ginástica rítmica, natação, tênis e tênis de mesa. Na oportunidade aconteceram diversos eventos paralelos, como Atletas Jovens (atividades motoras para crianças de 2 a 7 anos), capacitação de Atletas Líderes, Feira de Saúde (Abrindo Seus Olhos, Fun Fitness, Sorrisos Especiais e Promoção da Saúde) e Encontro de Famílias. 

Lion Brasil | Sudeste 11


Nacional

Acordes do Centenário

Quando soaram os primeiros acordes da obra “A. Pittsburgh Overture”, de Philp Sparke, foi um êxtase para a plateia, composta por Leões de variadas jubas, presente à Sala São Paulo no evento Acordes do Centenário. Era a noite do dia 10 de outubro, e começava mais uma comemoração dos 100 anos do Leonismo Mundial, reunindo líderes e associados de diversos Clubes. O evento foi organizado pelos Distritos LC 2 e LC 5. A verba arrecadada com a venda dos ingressos, R$ 18 mil, foi revertida para a LCIF. Na plateia, estavam Jung-Yul Choi, 2º Vice-Presidente de Lions Internacional, com sua esposa Seung-Bok, em visita ao Brasil; CC Francisca Talarico; ID PMJF CL Luiz Geraldo Figueira e sua esposa

12 Lion Brasil | Sudeste

Fotos por Studio Bernardi e CL José Carlos Stipp


PMJF PDG Marilene; PID Fábio de Almeida e sua esposa CaL Anita; PID Fabricio Oliveira; os PCCs CL Wilson Pinto Rodrigues, CL Fabio Oliveira e CL Pedro Aurelio; e dezenas de Governadores, PDGs e VDGs. A noite foi também prestigiada por autoridades civis, como João Manoel da Costa Neto, Secretário da Cultura de São Caetano do Sul, responsável pela obtenção da Sala São Paulo, e o Presidente das Olimpíadas Especiais Brasil, George Henry Castilho Millard, patrocinador do coquetel oferecido na ocasião. Das quase 500 pessoas, 80 eram jovens que cursam o Lions Quest em escolas de São Vicente e Santo André. Elas tiveram o privilégio de assistir ao espetáculo junto com seus pais e professores. Com repertório que incluía “Barbeiro de Sevilha” (Gioachino Rossini), “Berry Dance” (Yosuke Fukuda) e “Cavalaria Ligeira” (Franz Von Suppé), a apresentação foi realizada pela Banda Sinfônica da Polícia Militar do Estado de São Paulo, conduzida pelo Major Elias Batista do Nascimento,

comandante e maestro titular, e pelo 1º Tenente Jássen Feliciano, maestro assistente. Para Vera Cnop, 2ª VDG (LC 1), foi uma noite muito especial: “Um local lindo, que Paulo e eu não conhecíamos. Ficamos no primeiro camarote e pudermos ver a percussão bem de frente. Além de ter sido um grande espetáculo, pudemos contribuir com nossa LCIF”.

De acordo com a CC Francisca Talarico, o casal 2º VP Choi foi extremamente simpático e interativo durante a visita que fizeram ao Posto de Saúde, APAE e Escola de Ensino Fundamental de Guarulhos. À noite, participaram do jantar na Associação dos Leões de Guarulhos, sede dos Clubes e do Distrito LC 5. Na ocasião, foi apresentado um espetáculo de dança típica coreana.

Lion Brasil | Sudeste 13


Nacional

Intercâmbio. Uma janela para o mundo. Quem nunca pensou em morar em outro país, viver outra vida, conhecer lugares diferentes? Isso, e muito mais, é proporcionado pelo Programa de Acampamentos e Intercâmbios Juvenis (YCE) do Lions. Todos os anos, o programa concede a milhares de jovens a oportunidade de obter um novo entendimento do mundo por meio de viagens internacionais. O ambiente multicultural, a vida em grupo e a troca de experiências são excelentes experiências de vida. 1 – O YCE é só para filhos de Leões? Jovens que não têm ligação com o Lions também podem se inscrever.

internacional, onde os jovens se encontram por uma ou duas semanas, é uma experiência inusitada e intensa.

2 – Qual é o primeiro passo para fazer Intercâmbio? Ter um Lions Clube para ser o patrocinador do jovem.

5 – Quais são os Benefícios da participação no YEC? - O jovem viverá com uma família em outro país; - Conhecerá pessoas de sua idade e de todo o mundo; - Aprenderá sobre o trabalho humanitário do Leões anfitriões; - Aprofundará sua compreensão do mundo ao seu redor; - Aprenderá sobre as ligações que todos compartilhamos e sobre as diferenças que respeitamos uns nos outros, não importa onde vivamos.

3 – Quais são os requesitos básicos? - Ter entre 16 a 21 anos em julho 2018; - Ser estudante regular; - Ter boa fluência da língua inglesa;  - Pagar a passagem, seguro Internacional e despesas de comunicações; - Pagar taxa do acampamento, se houver; - Poder viajar a partir do dia 24.06.18 ou até 10.08.18; - Receber um jovem como reciprocidade no próximo ano. 4 – Quando e como é feito o Programa? O programa é realizado no período de férias escolares e dura de 4 a 6 semanas. O convívio familiar conjugado com o acampamento

6 - Quais são os custos? - Passagens aéreas ida e volta; - Taxas de acampamentos; - Seguro internacional de saúde, seguro viagem e seguro contra acidente, aceitos pelos Clubes e famílias anfitriãs; - Documentos de viagem (como passaportes e vistos); - Dinheiro para gastos extras (U$ 120.00 por semana).

Como se inscrever? Solicitar junto aos Clubes ou Assessor de Intercâmbio a ficha de inscrição (consulte os prazos de inscrição), colocar países por preferência e se deseja participar também dos acampamentos. Mais detalhes com CL Benjamin Bueno, e-mail: lionbenbueno@yahoo.com

14 Lion Brasil | Sudeste


Elas adoraram Ana Beatriz Quirino (brasileira) “Quis fazer intercâmbio para aprimorar a língua inglesa e saber mais sobre outra cultura, então escolhi ir para o Canadá. Fiquei em Meota, Saskatchewa, por 40 dias. Vivi experiências maravilhosas com a minha família canadense e minha irmã que mora na Turquia. Minha mãe brasileira ficou feliz por mim, por eu estar vivendo uma nova experiência tão grande na vida. Mas a saudade é grande, principalmente por ser filha única. É importante para se criar responsabilidade, pois é você por você mesmo, na maioria das vezes. O meu relacionamento com a minha mãe mudou com uma valorização muito maior. Apenas agradeço ao Lions por ter esse programa magnífico. É uma oportunidade cultural única.”

Anita Fileva, Escópia (Macedônia) “Tenho 21 anos e estudo Medicina. Sou ex-presidente do LEO Club Ignis, em Skope, capital da Macedônia. Depois de duas vezes na Alemanha e uma no Japão, resolvi ir ao Brasil, que foi o que mais gostei. Aprendi muito sobre a cultura e as pessoas brasileiras, que são realmente amigáveis e sempre prontas para ajudar e explicar tudo. Fiquei no Paraná e visitei Curitiba, Ponta Grossa e Foz do Iguaçu, um lugar incrível. Também participei de um Acampamento com o Diretor Benjamin Bueno. Foi uma honra fazer parte desse grupo com quem tive excelentes momentos no Rio de Janeiro. Aconselho a quem puder que faça intercâmbio, pois é uma oportunidade de conhecer pessoas em todo o mundo e fazer uma amizade que durará toda a vida.”

Há 21 anos, o CL Benjamin Bueno, do LC São José dos Campos Centro, vem trabalhando como Assessor do Intercâmbio Juvenil LC 5 e Camp Director YEC. Apaixonado pela diversidade cultural que o programa permite, CL Ben, como é conhecido, também promove debates com os jovens sobre a paz mundial, segurança pública, casamento e sexo: “Já intercambiamos mais de 700 jovens entre 26 países. Hoje em dia eu manejo cerca de 25 jovens por ano”.

“Conhecer a cultura, os costumes e as pessoas de vários lugares do mundo é um lucro fantástico.” CL Benjamin Bueno

Lion Brasil | Sudeste 15


Reportagem por Claudia Rodrigues

Nacional

DIABETES: O QUE É? A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas, que tem como função metabolizar a glicose no sangue para produção de energia. Esse processo é afetado pelo Diabetes, uma condição crônica que ocorre quando o corpo não consegue produzir insulina suficiente ou não consegue usá-la de forma eficaz. Como resultado o açúcar se eleva no sangue, podendo causar danos a muitas partes do corpo. Existem 3 tipos principais de diabetes: diabetes tipo 1, diabetes tipo 2 e diabetes gestacional, além do pré-diabetes.

Diabetes tipo 1 • aparece de repente e atualmente é incurável. • sem insulina, a pessoa com diabetes tipo 1 morre. • aparece geralmente na infância ou adolescência.

Foto: NR Acampamentos

Diabetes tipo 2 • pode passar despercebida e sem diagnóstico durante anos. • pode ser controlada com alterações na dieta e maior atividade física. • manifesta-se mais frequentemente em adultos.

Diabetes gestacional • aparece durante a gestação. • pode levar a sérios riscos de saúde para a mãe e para o bebê. • aumenta o risco da mãe e do bebê desenvolverem diabetes tipo 2.

Pré-diabetes • é especialmente importante, por ser a única etapa que ainda pode ser revertida ou permite retardar sua evolução. • é quando os níveis de glicose no sangue estão altos, mas não o suficiente para um diagnóstico de diabetes tipo 2. • 50% dos pacientes nesse estágio ‘pré’ vão desenvolver a doença.

16 Lion Brasil | Sudeste


O diabetes é uma das maiores emergências de saúde mundial do século 21 Em 2015, 130.000 mortes no Brasil foram causadas por complicações do diabetes:

• perda da visão

• ataque cardíaco

• amputação de membros

• derrame

• insuficiência renal

ADULTOS COM DIABETES

• dano neural • morte do feto

Crianças de 0 a 14 anos

(20-79 anos)

com diabetes tipo 1 em 2015

Mundo 415 milhões (2015) 642 milhões (2040)

Mundo – 542.000

Brasil

14,3 milhões (2015) 23,3 milhões (2040)

Brasil – 30.000

1 em cada 2 adultos

com diabetes ainda não foi diagnosticado

5,7 milhões de pessoas no Brasil não sabem que

têm diabetes

Lion Brasil | Sudeste 17


O Lions une forças para combater o diabetes Com as estatísticas em mente, os Leões se preocuparam e entraram em ação. O Diabetes é o novo foco de serviços globais de Lions Internacional e uma adição fundamental ao Desafio de Serviços do Centenário. Por meio do Programa de Diabetes, os Leões passam a apoiar a Conscientização, Educação, Prevenção, Controle e Pesquisa sobre a doença, em parceria com diversas organizações. Junto com seus Companheiros e Companheiras de Clube, estude a possibilidade de realizar campanhas de conscientização, programas de testes e de ajudar na expansão de tratamentos para conter esta doença. Temos inúmeras organizações, filiadas à Federação Internacional de Diabetes (IDF), que podem ser

parceiros importantes nessa jornada: ADJ Diabetes Brasil – Associação de Diabetes Juvenil; Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD); Federação Nacional das Associações e Entidades de Diabetes (FENAD); e Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). PARCERIA É A CHAVE Parceria é a palavra-chave no combate à diabetes. Para não replicar programas alheios, é fundamental procurar identificar as reais necessidades da comunidade e oferecer serviços apropriados. Conheça 10 sugestões para alimentar a criatividade e dar início ao diálogo com parceiros:

10 COISAS QUE SEU CLUBE PODE FAZER 1. Oferecer apoio para a associação de diabetes local. Se ainda não existir, organize um grupo de apoio na comunidade para pais de crianças que sofrem de diabetes. 2. Organizar o plantio de uma horta comunitária para incentivar uma alimentação saudável. 3. Convidar profissionais de saúde especializados em diabetes para falar em reuniões do Clube ou Distrito ou até dar treinamento para eventos. 4. Colocar artigos sobre diabetes no website do seu Clube ou Distrito. 5. Distribuir recursos educacionais em uma feira de saúde local, em escolas, consultórios médicos ou eventos voltados ao público-alvo, para aumentar o conhecimento sobre diabetes. 6. Trabalhar com as escolas locais, convidando um especialista em diabetes para palestrar sobre o assunto. 7. Fazer parceria com clínicas de saúde para organizar exames de detecção da diabetes e exames oftalmológicos. 8. Divulgar a importância de um exame anual de dilatação dos olhos para detecção da doença ocular diabética. 9. Organizar um evento “Marcha/Caminhada: Leões pela Conscientização sobre o Diabetes” em sua comunidade. 10. Conhecer ideias em andamento, como Projeto Idoso Ativo e as atividades da ADJ Diabetes Brasil.

18 Lion Brasil | Sudeste


5 MANEIRAS DE AJUDAR QUEM TEM DIABETES 1. Patrocine uma criança que queira participar de um acampamento para diabéticos. 2. Ofereça ajuda financeira para as famílias carentes, para compra de medicamentos e outros suprimentos de controle da diabetes. 3. Organize uma aula de culinária para pessoas que sofrem de diabetes. 4. Trabalhe junto a um podólogo da comunidade para organizar exames dos pés. 5. Peça a ajuda de jovens antenados com as inovações tecnológicas para utilizar estratégias que alcancem o público de forma moderna, tais como jogos online, aplicativos, grupos de Facebook e WhatsApp, vídeos no Youtube, reuniões por Skype.

Lion Brasil | Sudeste 19


ASSOCIAÇÃO DE DIABETES JUVENIL BRASIL (ADJ) Associação fundada em 1980, por pais de crianças e adolescentes com diabetes, tem 18 mil cadastrados. Uma equipe multidisciplinar presta atendimentos e serviços gratuitos em sua sede. Algumas boas ideias da ADJ: Treinamento de Jovens Líderes em Diabetes Capacitação para trabalhar pela melhoria da qualidade de vida das pessoas com diabetes. Podem participar jovens de 15 a 25 anos, com ou sem diabetes, escolaridade mínima 2º ano do ensino médio. Grupo de Adolescentes e Jovens - Encontros em que se transmitem informações gerais, seguidas de debate e troca de experiências. A ideia é incentivar o autocontrole para atingir independência, adaptação e aceitação do diabetes. Café com Doutor - Diabéticos e seus familiares conversam com especialistas, obtendo informações e tirando dúvidas de maneira agradável e gostosa, como se estivessem tomando café com amigos na cozinha de sua casa. Palestra de Contagem de Carboidratos - A contagem de carboidratos é considerada o método mais efetivo para o controle glicêmico, por oferecer mais flexibilidade na alimentação e incentivar a autonomia dos pacientes. Mapas de Conversação em Diabetes - Novas ferramentas utilizam figuras coloridas representando situações de vida de pessoas com diabetes em quatro temas: Como o corpo funciona no diabetes; Nutrição e atividade física; Medicamentos e automonitoramento. Acampamento ADJ-Unifesp - Desde 1980, uma parceira da ADJ Brasil com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e NR Acampamentos realiza um projeto pioneiro. Trata-se de um acampamento para jovens com diabetes, que leva qualidade de vida e promove educação em diabetes, além de familiaridade com o tratamento por meio de atividades recreativas e educativas. Em um ambiente saudável, crianças e jovens de 9 a 15 anos convivem por uma semana em atividades promovidas e supervisionadas por equipe multidisciplinar, com médicos, enfermeiros, dentistas, educadores físicos, psicólogos e nutricionistas. Todos voluntários. Quando crianças e jovens convivem com outros adolescentes enfrentando o mesmo desafio, sua experiência de vida torna-se mais leve, criando laços e vivências profundas que o acompanham para sempre.

20 Lion Brasil | Sudeste

Fotos: NR Acampamentos


Diagnóstico, choque e desafio Perguntei para minha mãe: “Eu vou me furar? Vai... É uma vez só, né mãe? Não, todos os dias... Até quando? O resto da vida”. Aí a minha ficha caiu. [...] Depois fui na casa da minha avó, e quando minha mãe contou a notícia do diagnóstico, minha avó, que também era diabética, desabou na hora. Ninguém nunca chorou tanto. Ela me abraçava, me beijava, como se eu fosse morrer. [...] Meu pai fala que quando eu fiquei diabético, toda a família ficou diabética, porque meus pais esqueceram suas vidas pra cuidar de mim. Se me perguntarem o que está por trás do combate ao meu diabetes, eu direi: a minha família. Conta muito o que as pessoas fazem! (resumo do depoimento de Guilherme no Youtube, na série Histórias Que Inspiram Mudanças, iniciativa da Abbott e do Museu da Pessoa)

EDUCAÇÃO É SEGURANÇA Os sintomas surgem rapidamente e, de repente, o diagnóstico de uma doença crônica que requer monitoramento da glicemia e tratamento com insulina durante toda a vida, dentro de um plano autogerenciado que inclui ainda atividade física e uma dieta saudável. Não é uma situação fácil para ninguém, ainda mais para crianças e adolescentes e suas famílias, que têm que lidar com esse desafio diário e permanente. Pois essa é a realidade de 30.000 crianças e jovens de 0 a 14 anos com diabetes no Brasil. Segundo recomendação da IDF, é necessário que o Brasil desenvolva um programa educacional para pessoas em alto risco de diabetes, incluindo os jovens, principalmente. Esse segmento da população não está recebendo assistência de boa qualidade na grande maioria dos estados brasileiros.

Os jovens e seus cuidadores têm direito à educação e a treinamento prático que os capacite a sobreviver com segurança ao diabetes, começando o mais cedo possível. A educação em diabetes é considerada parte do próprio tratamento da doença.

EDUCAR PARA DIABETES: 4 VERDADES • ... é mais eficaz quando centrada nas pessoas envolvidas – a criança, seus pais, a escola – encorajando o autogerenciamento; • ... deve ser uma educação continuada, pois algumas informações precisam ser constantemente repetidas para avivar atitudes de paciência e segurança; • ... pode ser reforçada por recursos visuais e tecnológicos como diagramas, desenhos, uso de bonecos, orientações por escrito, livretos, vídeos, DVD’s, aplicativos para celular, grupos no Facebook e no WhatsApp, reuniões por Skype; • ... quando possível, deve ser realizada por uma equipe pediátrica multidisciplinar (médico, enfermeiro, nutricionista, psicólogo, assistente social) que tenha uma compreensão clara das necessidades especiais e variáveis dos jovens e suas famílias.

Lion Brasil | Sudeste 21


APOIO EMOCIONAL Com o diagnóstico, crianças, jovens e famílias costumam experimentar choque, negação, raiva, tristeza, depressão, medo e culpa. Algumas estratégias que têm mostrado efeito positivo: • encorajar a família a aprender sobre o diabetes, compartilhando esse conhecimento com amigos e outras pessoas para angariar apoio; • dependendo da idade e da capacidade, estimular a criança a se envolver com alguns dos próprios cuidados; • estimular a criança a conversar sobre seus sentimentos e sobre o diabetes, em grupos de apoio ou acampamentos especializados. ADOLESCENTES Sendo um período já desafiador e cheio de mudanças, a adolescência associada ao diabetes forma uma mistura incômoda. A rotina de tratamento é vista como uma interferência à liberdade e à espontaneidade. Podem surgir diversas dificuldades, tais como rebeldia, comportamentos de risco, omissão de uso da insulina, esgotamento e risco aumentado de depressão e distúrbios alimentares. Acampamentos juvenis especializados em diabetes e outros trabalhos de grupo, que desenvolvam

habilidades de lidar com a doença mostram efeitos positivos na aderência à dieta, na qualidade de vida e no controle da glicemia, pois incluem no tratamento a sensação de pertencimento e a identidade com os pares. Os jovens também podem receber apoio considerável dos amigos. Quando um amigo frequenta junto às sessões educativas e visitas ao médico, o jovem com diabetes desenvolve maior aceitação da doença e aderência ao tratamento. NA ESCOLA É normal que pais e filhos sintam ansiedade em relação à vida escolar após o diagnóstico de diabetes. Com apoio e planejamento apropriado, a criança pode participar com segurança e passar momentos divertidos e produtivos na escola. A ADJ Diabetes Brasil disponibiliza um pacote educativo que apresenta diversas informações sobre o diabetes para serem utilizadas no âmbito escolar. O material é dividido quatro módulos: Equipe da escola; Familiares de alunos com diabetes; Alunos; e Familiares de alunos. O pacote está disponível em Português e pode ser distribuído gratuitamente nas escolas.

Acesse e imprima seu pacote educativo: http://www.idf.org/education/kids 22 Lion Brasil | Sudeste


AUTONOMIA E RESULTADOS Fazer escolhas certas é o caminho da autonomia para tomar as rédeas da vida. Estudos têm demonstrado que alimentação balanceada e a prática regular de exercícios físicos melhoram o controle da Hipertensão Arterial, da Obesidade e do Diabetes, fatores de risco para doenças cardiovasculares. Com algumas atitudes simples, as pessoas podem deixar de ficar à mercê desses agravos e tomar iniciativas próativas e eficientes para diminuir seus riscos. Praticar exercícios regularmente é uma atitude eficaz para controlar e até reduzir os níveis de glicemia, culminando na redução do uso de medicamentos e melhor qualidade de vida. Foi pensando nessas questões que o médico CL Anderson Saranz Zago, Presidente 2016/17 do LC Bauru Sul (LC 8) e Professor do Departamento de Educação Física da Faculdade de Ciências/UNESP, criou um projeto para traçar o perfil de risco cardiovascular (glicemia, pressão arterial e obesidade) da população de Bauru e Região e, a partir daí, promover ações educativas para o controle e prevenção desses fatores de risco. Essas ações desenvolvem-se em torno de três eixos. O primeiro são as Feiras de Saúde em locais de grande movimentação de pessoas, como shopping centers e centro da cidade, e o segundo são as Palestras de Conscientização na Associação de Diabéticos de Bauru (ADB). O Lions participa auxiliando com a detecção dos níveis de Fontes de Consulta: IDF – www.idf.org ISPAD – www.ispad.org ADJ Diabetes Brasil – www.adj.org.br ANAD – www.anad.org.br FENAD – www.fenad.org.br SBD – www.diabetes.org.br

glicemia e pressão arterial, estabelecendo parcerias com profissionais e instituições locais de saúde e colaborando na organização dos eventos. Como parte da capacitação dos Leões foi realizado, em setembro, o Treinamento sobre Diabetes para os Lions Clubes locais a cargo próprio Dr. Zago e Dr. Carlos Antonio Negrato, endocrinologista e membro da ADB. O terceiro eixo do programa é o Projeto Idoso Ativo, um programa regular de exercícios físicos oferecido aos associados da ADB, com supervisão e orientação de profissionais de Educação Física da UNESP, e apoio do LC Bauru Sul, visando mudar o estilo de vida e fazer o controle efetivo dos fatores de risco cardiovascular. Os primeiros resultados positivos já estão surgindo, incluindo redução dos níveis de glicemia entre o pré e o pós-exercício e após as refeições, e até redução da dosagem de medicamentos prescrita pelo médico. Enriquecendo o Projeto Idoso Ativo, foi recentemente inaugurada a academia da ADB, equipada com aparelhos de ginástica comprados com a doação de US$ 10.000 pela Fundação Lions Internacional (LCIF), através da aprovação do projeto coordenado pelo Dr. Zago e em colaboração com o PDG Manuel Messias Melo, do LC Bauru Bela Vista. Recentemente, o CL Zago participou de reunião na sede do Lions, em Chicago

(EUA), e ajudou a planejar as ações contra o diabetes: Diabetes Working Group. Ele destaca que “é extremamente importante pensarmos nas parcerias que podemos realizar. Este projeto que estamos desenvolvendo conta com a parceria do Lions Bauru Sul, ADB e UNESP/Bauru. No entanto, esperamos ampliar essa rede de parcerias com mais médicos e com a Prefeitura Municipal”. Ele acredita que o projeto pode ser repassado a outros Clubes, desde que seja adequado às características e necessidades de cada região. Quem quiser mais detalhes é só escrever para ele no e-mail: aszago@gmail.com

Leia o que os Clubes estão fazendo, acessando a versão Digital.

bit.ly/RevistaLiondmlc Lion Brasil | Sudeste 23


Lions na luta contra a Diabetes Avante DMLC Contra a Diabetes Com o objetivo de informar para os diabéticos e suas famílias que os exercícios físicos são relevantes para o tratamento e a prevenção desta doença, o médico CL Izidoro de Hiroki Flumignan está promovendo o Programa Strides (Avante) de Conscientização Acerca do Diabetes no DMLC, desenvolvido por Lions Internacional. O Avante é um conjunto de atividades leonísticas para a comunidade que possui elevada visibilidade, pois combina diversão e serviço. É uma maneira eficiente para engajar e fortalecer a população pela saúde de todos, com ênfase à prevenção do diabetes através da promoção da vida saudável. O Programa incentiva as pessoas a caminhar, dançar, andar de bicicleta, correr e praticar outras atividades que promovam exercícios. Há diversas publicações e distintivos no site de Lions Internacional. Outras atividades são testes glicêmicos, exames dos pés, aconselhamento profissional e entrevistas no rádio e televisão para aumentar a abrangência das ações preventivas para os diabéticos. Recentemente, o CL Izidoro (presidente do LC Rio de Janeiro - Mater Clube do Brasil; Diretor da Associação Carioca dos Diabéticos e do Instituto Flumignano de Medicina) proferiu a palestra “A conexão entre a obesidade e a diabetes: a epidemia que está em nossas casas” durante o Fórum de Saúde, promovida pelo LC Rio de Janeiro Ilha do Governador. O Fórum beneficiou cerca de 2 mil pessoas que acessam regularmente o site e as redes sociais do Clube.

Retinopatia Diabética Trabalhando na etapa final, o Distrito LC 4 fez um grande mutirão de atendimento do Projeto da Retinopatia Diabética Fase 2, “União Que Transforma”, que teve início em 2011, com verba da Fundação Lions Internacional (LCIF). O mutirão aconteceu na Comunidade do Lions Clube de Pedro Leopoldo, com a participação da Secretaria de Saúde do Município de Pedro Leopoldo, Secretaria de Saúde do Município de Matozinhos e também com o apoio  dos Companheiros do LEO Clube Caritas. Importante citar a presença do Technical Advisor Dr. Emilio Foureaux, do Coordenador Dr. Jerônimo Martins Andrade e da Administradora PCC Vilma Raid Fernandes de LCIF, que está muito satisfeita com o projeto: “Além de acudir os pacientes portadores desta doença ainda incurável e que vem ocasionada pela diabetes, atingindo os vasos sanguíneos da retina, danificando-os e criando edemas, os Companheiros do Clube se sentiram motivados com o bom andamento das atividades. Foi realmente um sucesso”. 

24 Lion Brasil | Sudeste


Mutirão

Clube de Mães

Os Lions Clubes Mariana, Ouro Preto e Cachoeira do Campo atenderam 500 pacientes com o Mutirão de Retinopatia Diabética.

O LC Esmeraldas, através do Clube de Mães Maria Emília, fez exames de glicose e acompanhamento nas mulheres assistidas pela entidade. Também realizou palestras orientando sobre alimentação, exercícios físicos e cuidados com a saúde e prevenção da diabetes. Em parceria com a Drogaria da Vovó.

Ação de Saúde e Cidadania

Doação para Ambulatório

A comunidade da Paróquia Nossa Senhora de Fátima do Pechincha recebeu a 3ª Ação de Saúde e Cidadania  realizada pelo LC Rio de Janeiro Taquara com a participação do LC Rio de Janeiro Bangu. Durante o evento foram feitos 50 atendimentos de verificação de glicemia capilar com orientações e informações sobre prevenção e controle da diabetes. Também foram realizados 66 atendimentos de verificação de pressão arterial em pessoas com histórico familiar de diabetes associada à hipertensão arterial.

O LC Lorena fez a doação de três aparelhos de sistema de monitoramento de glicose e cetona no sangue para indicadores de tendência e guia de dose de insulina para o Ambulatório de Enfermagem Irmã Irene Augusto, do Curso de Enfermagem do Centro Universitário Teresa D’Ávila (Unifatea). Esse Ambulatório é referência em atendimento de diabéticos de Lorena e seu entorno. Os alunos de Enfermagem, sob a coordenação da Professora Mestra Regina Célia, realizam procedimentos em pacientes para tratamento de feridas. São realizados cerca de 50 procedimentos por dia. Os pacientes são encaminhados das cidades vizinhas, como Piquete, Cachoeira Paulista, Silveiras e Canas. Na oportunidade foi firmada parceria para ações futuras.

Projeto Interação O LC Tatuí participou do Projeto Interação, da Secretaria de Cultura, Esportes, Turismo, Lazer e Juventude, que realiza ações preventivas ao suicídio. O Clube realizou exames de pressão arterial e testes de diabetes, além de distribuir folhetos informativos.

Lion Brasil | Sudeste 25


Campanha de Hipertensão e Diabetes

Campanha de Responsabilidade Social

O LC Peruíbe Praia fez Campanha de Hipertensão e Diabetes no pátio do Supermercado Krill, com a participação de todos os CCLL do Clube e voluntários da Escola de Enfermagem Dimensão e do Supermercado Krill. Foram 276 pessoas atendidas em apenas 3 horas de campanha. A enfermeira Michelli e seus estagiários prestaram vários esclarecimentos à população.

O LC Itaperuna Centenário e Uni-Redentor realizaram parceria promovendo a Campanha de Responsabilidade Social, envolvendo ações de saúde, educação e cidadania. Com a participação de 13 Companheiros Leão, foram realizados 432 exames na feira livre de Itaperuna, onde circulam 8 mil pessoas em média.

Ciclo de Palestras O LC Mirandópolis realizou um Ciclo de Palestras com a Dra. Dialys e a Enfermeira Jéssica. Durante oito encontros, a cada 15 dias, as palestrantes falaram sobre prevenção e diagnóstico aos 31 pacientes de diabetes atendidos pela Prefeitura de Mirandópolis. O evento foi uma parceria do Lions e LEO Clube de Mirandópolis com a Prefeitura Municipal.  

Saúde dos idosos

Semana Municipal para Educação e Combate ao Diabetes

O LC Serra Negra fez campanha sobre a diabetes para os 80 internos do Asilo Lar São Francisco de Assis. Na oportunidade foi doado um aparelho medidor de glicose e fitas para exame.

O Lions Clube Divinópolis Candidés participou da 3ª Semana Municipal para Educação e Combate ao Diabetes de Divinópolis, realizada na Câmara Municipal de Divinópolis. Os associados do Clube ofereceram um café aos participantes do evento, além de participarem das reuniões diárias para conhecer mais sobre a doença que afeta milhões de pessoas no Brasil e no mundo.

Campanha de Conscientização O LC Mogi das Cruzes fez Campanha de Conscientização sobre a Diabetes no Parque do Centenário da cidade, onde foram realizados testes de glicemia, com acompanhamento de enfermeiros da ETM e médicos do Clube. Foram atendidas 250 pessoas, além de serem distribuídos folhetos para conscientizar a população.

26 Lion Brasil | Sudeste


Nacional

Boletineiros também são digitais

Agora é oficial. Os Boletineiros, reunidos no 27º Encontro Nacional de Editores de Publicações Leonísticas realizado em Campinas (SP), decidiram permitir a participação de Boletins Digitais em seu Concurso Nacional de Publicações Leonísticas (CNPL). A iniciativa faz parte do esforço de Boletineiros de todo o Brasil. É a força inexorável da era digital, porém, ressaltando que os Boletins Impressos continuam. Sob a direção do CL Egon Ralph Heinrich, Editor do boletim “O Maestro”, foi deliberado no Encontro que, a partir do regulamento do 44º CNPL, é aberta a participação, inscrição e pontuação de Boletins DIGITAIS, e que eles seguem as mesmas regulamentações dispostas para Boletins IMPRESSOS. A única ressalva é que para efeito de inscrição e de pontuação de um Boletim Digital, é requerido de seu Editor o envio de uma via impressa para o Coordenador do Concurso. A cerimônia teve a participação do PDG José Gomes Duba

das Chagas (LC 6), que fez um pronunciamento sobre a história do CNPL, do 2º VDG Nelson Mazarin e do PDG José Aristóteles Falcão de Araújo, que juntos redigiram a Carta de Campinas. O esforço digital ultrapassou o evento e já se traduziu na criação de um grupo no aplicativo WhatsApp. A ideia do CMJP Douglas Zapolla, mentor do grupo, está contando com a ajuda de todos para conquistar novos participantes, mostrando a força dos Boletineiros do Lions no Brasil. O Boletineiro de Juba Larga PDG José Aristóteles Falcão de Araújo escreveu a seguinte Mensagem aos Editores: “Adaptação, adaptação, adaptação, é assim que se sobrevive. Alguns de nós, mais veteranos na editoração, devem aprender a conviver e dar as boas-vindas aos Companheiros Editores que, por uma ou outra circunstância, foram obrigados a partir para o digital. Entendemos que entre o impresso e o digital há mais espaço para a complementaridade do que se

imagina. Permaneço entre aqueles que não creem no fim do impresso por considerar que na comunicação a dinâmica é de acumulação, não de substituição. Os jornais não vão acabar, assim como não acabaram a rádio, a televisão, o cinema. Os livros impressos não vão acabar só porque é possível lê-los passando os dedos numa tela composta de eletrodos transparentes e substrato de vidro”. VENCEDORES O vencedor deste ano é o CL Antonio José Paro (LC 8), Editor do boletim “O Leão de Maria Chica”.

bit.ly/RevistaLiondmlc

Lion Brasil | Sudeste 27


Na verdade, quem sai ganhando é o Movimento Leonístico como um todo, que se atualiza e se permite participar da modernidade das mídias sociais e das estratégias de comunicação de massa eletrônica. Todos nós ganhamos com isso. Para finalizar, repetimos trecho de artigo que o PDG Falcão escreveu há cerca de quinze anos: “Aceitemos o desafio de sairmos de dentro de nós, dos nossos Clubes, de dentro dos nossos Boletins e caminhemos até aquele Companheiro Editor de um boletim que já encerrou sua participação no mundo dos boletins vivos, daqueles que estão produzindo boletins virtuais, para restaurarmos os coirmãos, conquistarmos outros, no sentido do convencimento da ressurreição do símbolo da comunicação leonística e restaurando a prática

histórica porque o Lions precisa de notícias e de história. O jornal impresso fica, e o digital o complementa”. Igualzinho a Revista Lion Impressa e Digital. Dois lados da mesma moeda.

Saiba mais sobre 43º CNPL no site: www.lionsclubedebrodowski.com.br/cnpl2016.html (16) 99148-7497 (CMJP DOUGLAS) 28 Lion Brasil | Sudeste


VENCEDORES DO 43º CNPL Mensal: “O Leão de Maria Chica”, LC 8, Antônio José Paro, LC Penápolis, SP. Bimestral: “Centro Avante”, LA 3, José Aristóteles Falcão de Araújo, LC Recife Centro, PE. Trimestral: “A Voz do Leão”, LC 6, João Rodini Luiz, LC Ribeirão Preto Centro, SP. Quadrimestral: “Cidade Maravilhosa em Ação”, LC 1, Haydée Monte de Oliveira, LC Rio de Janeiro Cidade Maravilhosa, RJ. Semestral: “Leão Camponês”, LA 2, Vera Lucia C. Machado, LC Irecê, BA. Boletins Distritais - Melhor Apresentação: “BIG”, LC 6, Antônio Douglas Zapolla, LC Brodowski, SP. Anuários Distritais - Melhor Apresentação: Governadoria LC 4, Maria Jorge Abrão de Castro, MG. Anuário de Clube - Único: Copacabana, LC 1, Selma Aragão, LC Rio de Janeiro Copacabana, RJ.

Siglas LC LI LCI LCIF AL DM RGD CG RGCD CA MyLCI MyLion

SIGLAS E ABREVIATURAS INSTITUCIONAIS Designação Siglas Designação Lions Clube GAT Equipe de Ação Global Lions Internacional GMT Equipe Global de Aumento de Associados Lions Clubes Internacional GLT Equipe Global de Liderança Fundação Internacional de GST Equipe Global de Serviços Lions Clubes Ano Leonístico IQC Iniciativa de Qualidade de Clube Distrito Múltiplo AGDL Associação dos Ex-Governadores do (LA, LB, LC e LD) Distrito Múltiplo L Reunião do Conselho Distrital CIRCLE LP Círculo Cibernético Leonístico para a Língua Portuguesa Conselho de Governadores APLIONS Apaixonados por Lions Reunião de Gabinete e FOLAC Fórum Leonístico da América Latina e Conselho Distrital do Caribe Comitê Assessor FOLEOBRÁS Fórum Leonístico Brasileiro Centro de Informação de LCI CNG (usado Conselho Nacional de até ano 2000) Governadores Aplicativo para smartphone

Lion Brasil | Sudeste 29


Nacional

Panorama DMLC

bit.ly/RevistaLiondmlc

Reações involuntárias podem ser controladas? Sim. Esta é a opinião da palestrante Marina Menezes, que conversou com os associados e convidados dos Lions Clubes Cubatão, São Vicente, Santos Sul, Santos Oeste e Santos Ponta da Praia. Para ela, o conhecimento é a chave que pode abrir as portas do autocontrole, permitindo que o ser humano tome as rédeas de suas emoções e controle-se em situações adversas. Ela conta que na fascinante tarefa de conhecer a si mesma, ela se deparou com um livro de Logosofia de Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche,que trata de características psicológicas do ser humano que causam muitos transtornos para a convivência humana: as reações involuntárias. Para o autor, “As reações involuntárias podem ser consideradas como pedras que o próprio ser põe em seu caminho, e nas quais tropeça repetidamente sem advertir a que obedecem”. A conversa com Marina não previa nenhuma solução mágica para aquilo que muitas vezes acontece conosco: quando damos conta, antes de pensar, já falamos, já agimos, já magoamos. Consertar aquilo que foi feito involuntariamente pode levar muito tempo, ou até ser impossível. Então, como não ficar à mercê dessas reações involuntárias que

30 Lion Brasil | Sudeste

tanto nos atrapalham? Se tomarmos por base que toda ação nasce de um pensamento, é nele que reside o controle que precisamos. Para Pecotche, os pensamentos manipulam nossa própria vontade, gerando impaciência, nervosismo, ansiedade, contrariedade. Sob essas influências, a mente perde o próprio controle. Por que isso ocorre? Pois, nossa mente está desprotegida. Deixar de ser veículo dos pensamentos para se tornar dono da própria mente é tudo o que queremos. Não importa como você vai proteger a sua mente. O que

importa é fazer algo que lhe traga conhecimento e informações de como esses mecanismos funcionam e quais os gatilhos disparam esses pensamentos e ações involuntárias. De posse dessa informação, o controle do pensamento passa a ser seu. Marina Menezes finalizou a palestra com uma frase de Pecotche: “É muito importante chegar a ser dono de si mesmo, contar com forças mentais suficientes para rechaçar tudo quanto pretenda criar obstáculos ao livre movimento da vontade”. Obrigada, Marina!

DG Luiz Carlos Paiva (LC 5), Marina Menezes, CaL Brasília e CL Lenio, do LC Santos Oeste.


LCIF beneficia Banco de Sangue Na manhã do dia 24 de junho, associados do Lions Clube Tatuí e o, à época, Governador do Distrito LC 2, MJF João Carlos Belda, estiveram presentes na Santa Casa de Misericórdia de Tatuí participando da solenidade de entrega oficial dos novos equipamentos, adquiridos através da Fundação Lions Internacional (LCIF), ao Banco de Sangue Fortunato Minghini. A coordenação do evento foi da Prefeitura Municipal de Tatuí. Além da prefeita, Maria José Gonzaga, estavam presentes o vice-prefeito Luiz Paulo Ribeiro da Silva, vereadores e assessores municipais. Da Santa Casa compareceram a Interventora Ana Aparecida de Melo Sá Vieira, a equipe de enfermagem e os médicos responsáveis pelo Banco de Sangue. O Lions Clube de Tatuí espera que o Banco de Sangue, com os novos equipamentos e treinamento do pessoal especializado, beneficie muitas vidas. Ainda na oportunidade, foram entregues doações à Pediatria graças à renda obtida na Noite Italiana, promovida pelo Clube.

Projeto Esporte Educativo O LC São José dos Campos Augustin Soliva, LC 5, promoveu a entrega de quimonos e faixas de judô aos alunos do Projeto Esporte Educativo, que o Clube realiza, desde 2003, nas Escolas Municipais Emanuel dos Santos, no bairro Frei Galvão, e Rosa Tomita, no Jardim São José, áreas de grande vulnerabilidade social. A professora responsável pelas atividades é a Sensei Vanusa Pereira, moradora da região e voluntária do Lions. O evento teve a participação de dezenas de Companheiros e Companheiras Leão e LEOs, que ofereceram lanches a todos. Também estava presente o Delegado Regional da Federação Paulista de Judô, Professor Calasans Camargo, que é Companheiro Leão e um dos criadores do projeto. Os quimonos foram ofertados pelo Clube de LEOs, e as camisetas doadas por parceiros do projeto, que hoje conta com sete polos de treinamentos e 350 alunos. Ali são ministradas aulas gratuitas de judô com o objetivo de proporcionar o desenvolvimento humano dos praticantes.

Lion Brasil | Sudeste 31


OLHA O LIONS NA AVENIDA AÍ GEEEEENTE... Pois é. Se Melvin Jones fosse vivo, ele sairia no Destaque da Escola de Samba Leandro de Itaquera, que no próximo Carnaval homenageará os 100 anos do Lions. Vamos todos para o Sambódromo de São Paulo, no Domingo de Carnaval, dia 11 de fevereiro de 2018. Estaremos sob o comando do Carnavalesco Orlando Júnior e ao lado de vários Companheiros Leão do LC 2, sambistas de carteirinha, que conseguiram essa façanha. Ficou interessado? Faça já sua inscrição. As vagas são limitadas. A Escola de Samba destinou ao Lions Clube uma quantidade determinada de fantasias que tem o valor único de R$ 400,00 por pessoa, com direito a 1 camiseta de brinde. Mais informações, fale com 2º VDG CL Waldoilson da Silva Miranda, fone (11) 99912-9275, email: carnavaldolions-2018@uol.com.br

Ouça o samba e aprenda a cantar acessando a bit.ly/RevistaLiondmlc

VEM DE ITAQUERA A VOZ DESSA NAÇÃO, O LEONISMO EM CELEBRAÇÃO, EU SOU LEANDRO, SOU COMUNIDADE, O POVO CLAMA SOLIDARIEDADE! AO SOM DOS TAMBORINS, OS ARAUTOS DA ANUNCIAÇÃO, ECOAM OS CLARINS NESSA PEÇA POPULAR, DIVINO DOM, NASCI COM A MISSÃO DE AMPARAR, É O BEM CONTRA O MAL NA LEVEZA DO GANZÁ, MEU SAMBA VEM EMOCIONAR, COM FÉ NA HUMANIDADE, ONDE HÁ NECESSIDADE HÁ UM LEÃO, NA ESCURIDÃO UMA LUZ CLAREIA A RETINA, É O PAVILHÃO VERMELHO E BRANCO QUE ILUMINA... ESSA LUTA DEPENDE DE ATITUDE, NA BATALHA DO POVO POR SAÚDE, ESSE SWING CONDUZ A BATIDA DO MEU CORAÇÃO, ARREPIA O SURDO NESSA MARCAÇÃO... A CUÍCA CHORA COM A FOME, QUE DESSA GENTE A ALMA CONSOME, NA LUTA DA SOBREVIVÊNCIA, SOMOS CAVALEIROS DA DECÊNCIA, SUPER HERÓIS BUSCANDO EVOLUÇÃO, A SOLUÇÃO ESTÁ NA EDUCAÇÃO, E QUANDO O TAROL ECOAR, E A CAIXA RUFAR, SERÁ A LUZ DA ESPERANÇA, A POMBA DA PAZ TRAZENDO A BONANÇA, O MUNDO EM UM NOVO ALVORECER, NO CARNAVAL A ALEGRIA DE VIVER. O REPIQUE CHAMOU, EU VOU! NA BATUCADA DO LEÃO! ZONA LESTE CHEGOU, EU VOU! NUM CENTENÁRIO DE EMOÇÃO!

32 Lion Brasil | Sudeste


A vida sem luz De um momento para o outro tudo ficou escuro, sem luz. Não podia ver mais nada. Os sons ao meu redor se tornaram absurdamente altos, confusos, gente rindo, carros passando, pipoqueiro buzinando. Vozes, muitas vozes ao meu redor. Meu cérebro não conseguia separar uma coisa da outra. A falta da visão me tornou um ser indefeso, vulnerável. Quase tive medo. Mas me dei conta que estava entre amigos, cercada de Companheiros Leões por todos os lados. Eu estava finalmente conhecendo a famosa Feira de Saúde e Cidadania do Colepe, que acontece em Copacabana todo último domingo de cada mês há 22 anos e sempre foi pauta de nossa Revista Lion. Era hora de ver como tudo funciona. Fiquei encantada. Barracas montadas na beira da praia, a brisa de Copacabana e um público eclético, de turistas internacionais aferindo pressão a moradores da região, que já se acostumaram a trocar livros e checar se a glicose está controlada. Parei para ouvir um papo sobre literatura entre dois CCLL. Foi quando conheci o CL Hélio Ferreira Orrico, do LC Ama Xerém Centenário, Duque de Caxias (RJ). Conversamos longamente sobre o mundo do “não enxergar”. Ele é deficiente visual há quase 30 anos e me ensinou várias coisas. Entre elas, como escrever em braile. Você sabe como é? “Tudo muito simples”, disse-me ele. “Tudo muito complexo”, respondi completamente analfabeta nesse universo. Veja como é. Cada letra do nosso alfabeto é escrito por meio da combinação de seis pontos dispostos em duas colunas paralelas de três pontos cada. Para poder escrever, você vai precisar de uma punção, uma reglete e um papel cartão. A punção é como se fosse um prego que vai furar o cartão. O reglete é usado para manter os pontos devidamente espaçados dentro das linhas e é capaz de escrever 4-6 linhas em braile. Para escrever, você deve perfurar os espaços, de 1 a 6, correspondentes às letras. Para ler, retire a folha da reglete, vire a folha e sinta na ponta dos dedos os furos que ficaram em relevo. Depois dessa interessante aula, fomos para a prática. Ele vendou meus olhos, e foi aí que percebi o

Voluntária trabalha na Feira do Colepe.

CL Hélio Ferreira Orrico ensina CaL Denise Rodrigues o uso da reglete.

desencontro dos meus sentidos. Mas com calma, sentada em segurança, ele me orientou a prestar atenção aos sons, de onde eles vêm, se é voz ou ruído... e muito rapidamente meu cérebro começou a decodificar tudo: um avião passando, risadas de crianças, um músico tocando bem longe, as pessoas passando por mim... o mundo de sons e sem luz. Na escuridão daquela experiência fui arrumando os diversos sons como se os colocasse numa lousa, um mapa mental.

Meu mestre falou sobre o piso podotátil, que costuma guiar os deficientes visuais, que não tem na calçada de Copacabana. Sugeriume usar o meio-fio como guia.

bit.ly/RevistaLiondmlc

Lion Brasil | Sudeste 33


Difícil adquirir confiança no escuro. Arrisquei andar sozinha e não deu. Voltamos juntos para a Feira e confesso que não foi uma experiência fácil. Voltar à luz foi um alívio. Meu novo amigo Hélio ainda me explicou sobre vários equipamentos que facilitam a vida dos deficientes visuais, como máquinas de escrever e computadores que leem. Sentindo o Jardim No dia seguinte, mais experiências. Desta vez no Jardim dos Sentidos, criado dentro do Projeto Água em parceria com o LC Petrópolis Itaipava, escolhido por Lions Internacional como um dos 100 marcos do Centenário por sua proposta inovadora de usar os 5 sentidos para ver o mundo. Olhos vendados, pés descalços, começo a caminhada pelo Jardim. A CaL Vera Motta, minha guia até Petrópolis, me conduz pelo braço. O solo de terra está quente. Toco a primeira planta e não sei o que é. Pelo olfato, descubro ser alecrim. E assim vou caminhando em pedaços de terras diferentes, ora pedras redondas, ora areia. O café foi fácil, tanto no tato como no cheiro. Mas, na estação de orégano e hortelã, uma surpresa ao tato: o orégano é mais quente, e a hortelã mais fresquinha. Delícia total foi chegar à pequena fonte, onde pude molhar o rosto e sentir o alívio que a água fresca nos dá. Árvores frutíferas me remetem à infância. Diferentes cheiros e texturas de variadíssimas plantas me levaram ao final do percurso. Voltando à luz do dia, sou apresentada aos outros programas do Projeto Água: Reflorestamento, Programa Água é Vida, Horta Escola, Água para Todos e Jardim das Borboletas, recentemente inaugurado. Agradeço à equipe do projeto Água, que me recebeu e me deu a honra de plantar uma árvore. Em nome da Revista Lion plantei a semente e saí de lá com a certeza de que este conturbado mundo tem jeito sim. Que assim como nós, mais de 1 milhão e 400 mil Leões, muita gente está empenhada em refazer o mal que causamos à natureza. Foi um fim de semana de muito aprendizado. Para não me esquecer jamais. Recomendo a experiência. Feira do Colepe, sempre no último domingo do mês, no calçadão de Copacabana, Rio de Janeiro. Para agendar visitas no Projeto Água, escreva para projetoagua@projetoagua.org.br

34 Lion Brasil | Sudeste

Aprendendo a usar a bengala branca.

CaL Vera Motta atua como guia no Jardim dos Sentidos.


Assessora de Lions Quest DMLC CaL Wilma Gallardo Silva do Carmo wilmagsc@gmail.com

Lions Quest

Criatividade que Surpreende No Distrito LC 4, o Programa Lions Quest, coordenado pela IPDG CaL Carmem Lúcia Redoan, já alcançou 286 alunos de várias escolas, como as Escolas Polimig e Vital Brasil, em Belo Horizonte; Instituto Lacoan, em Pedro Leopoldo; Escola Municipal Professora Ângela Maria Rocha Campos, de Pompéu; e o Instituto Marrian, de Betim. Também em Minas Gerais, foram iniciadas as aulas na Escola Estadual Juquinha de Almeida no município de Sabará. O Programa é patrocinado pelo LC de Belo Horizonte Carmo-Sion. “Tem atividades do livro que eu penso que vão ser feitas de maneira costumeira e, de repente, é algo muito mais legal. Outro dia, no capítulo de trabalho em equipe, os alunos tinham que fazer em grupo uma representação de um objeto cotidiano. Achei que seria algo simples. Mas quando observei, vi um grupo de alunos com as mãos dadas formando um cubo, e outro grupo se remexendo para demonstrar uma máquina de lavar. Morri de rir com a criatividade deles”, relata um professor mineiro.

Guarulhos Mais um Lions Quest foi implantado no LC 5, pelo LC Guarulhos Centro. Trata-se do Colégio Nahim Ahmad, em Guarulhos, que recebeu pais e alunos para ouvir a CaL Wilma do Carmo explicar sobre a importância do Programa. A conquista é resultado do trabalho feito na gestão do PDG CL Luiz Fernando Barros Onofre e DM Salete. Agora a ação foi finalizada pela presidente CaL Anita de Almeida, que também responde pela Coordenação da Região Metropolitana. Ela disse estar muito feliz com a iniciativa.

Mogi das Cruzes A CaL Paulinha Andrade e o CL Hermes Oliveira, promoveram a 1ª Oficina de Lions Quest da Divisão Alto Tietê, em Mogi das Cruzes, na sede do LC Mogi Centro. Estavam presentes os cinco Clubes de Mogi das Cruzes, Arujá, Suzano e Santa Isabel, que foram recepcionados pela presidente CaL Neusa Marialva.

Lion Brasil | Sudeste 35


Agora sou do Lions LC 1 - RJ Urca

LC 1 - São João de Meriti

P: Valentim Angelo Teixeira NA: Sergio Luis L. Deff da Rocha

P: Denise Arias Mendes NA: Ricardo Jardim Gonçalez P: Beatriz Simões NA: André Magalhães

LEGENDA P: Padrinho ou Madrinha NA: Novo(s) Associado(s)

P: Antônio de Carvalho NA: José Orlando Hortêncio Gomes José Gildo Gonzaga P: Almerinda de Carvalho NA: Antônio José Raimundo

P: Maura Ferreira NA: Regina Maura F. da Silva

P: Donisete de C. Rodrigues NA: Rosa Lia Lopes Danilo Luiz da Silva Isac Vicente L. Guimarães

P: Maria Cristina Motta Hummel NA: Maria de Fátima dos Santos

P: Benedito Alves Guimarães NA: Maria José R. Barbosa

LC 5 - LC Cachoeira Paulista LC 4 - LC Lafaiete Centro P: Ieda Rodrigues Mendonça Souza NA: Cristiane Aparecida N. Corrêa P: João Paulo Fernandes Resende NA: Édia Luciene M. de Carvalho Neto

LC 5 - LC Guarulhos Aeroporto P: Maria Nanci Ferreira NA: Nilse Cappra

P: Rosalina Mello NA: Josemara Corrêa

P: Gilson Gabriel da Silva NA: Antônio Carlos Eugênio P: Delma Costa Almeida Resende NA: Jardimira Aparecida M. de Sá

LC 5 - Santos Oeste

P: Vera Adriana da Silva NA: Míriam Luciana Pinheiro

P: Fábio de Oliveira NA: Fernanda Elias Fernandes Renata Costa Bravo Oliveira

P: Leda Hicléia Oliveira NA: Leandro da Silva Oliveira Luciano da Silva Oliveira

P: Edson Lopes das Neves NA: Caio Marco de Stefano Flávio Pinho Cardos

P: Brasilia Molinari de Lima Campos NA: Carlos Alberto Ferreira Mota

36 Lion Brasil | Sudeste


LC 6 - Auriflama

LC 8 - Bauru Estoril

P: Eliane dos Santos NA: Danilo Bissoli Fabreti e DM Ana Carolina

P: Élida Costa Farias NA: Caio Farias Bárbara Farias

LC 8 - Flórida Paulista Amizade P: Fábio Arosti e DM Sônia NA: Francisco Lopes Júnior e DM Carla Morita

P: João Paulo Crepaldi NA: Antonio César Carvilho

P: José Carlos e Maria Cleonice Antonello NA: André Luiz F. Rodrigues Renata P. Ruiz Rodrigues

LC 8 - Valparaíso P: Cláudio Edemur Pereira NA: Fernando Hidemi Fugi P: David Cléston Sobreira NA: Keli Cristiane Ribeiro P: Luciana Nascimento Pereira NA: Renata Sanches Fagundes

P: João Paulo S. Silveira e DM Conceição NA: Ivaldo Carneiro Novaes e DM Carla Silva

LC 11 - Itaperuna Centenário

LC 11 - Porciúncula

P: Elaine Rosa Amaral NA: Carolina A. M. Silva

P: PDG Zuraide de Figueiredo Guedes NA: Dilza Aparecida B. S. Lopes Maura dos Santos Barreto Lima

LC 12 - Miraí P: Aparecida de Fátima Benete Reis NA: Elizabeth Cato Barbosa P: Geraldo Cesar dos Reis NA: Gilvan Gomes Barbosa P: Maria Iracy Rocha de Almeida NA: Armando Luiz Miranda

LC 12 - Viçosa P: Edgard Ribeiro Campos NA: Carolina Otaviano do Carmo P: José Castro NA: Natasha Otaviano Brasil de Oliveira P: Ana Carla Lhamas Duarte NA: Marcia Vanessa Otaviano de Souza

Lion Brasil | Sudeste 37


Distritos em Serviço

LC 1 Governador Benedito C. de Oliveira

Assessora para a Revista: Marly Lameirão Machado (21) 99922-9448 | revistalion18@gmail.com

Clube de Castores de Petrópolis Marcos Senna Doação de 40 enxovais de bebês às mães carentes e 60 agasalhos para pessoas em situação de vulnerabilidade.

Projeto Lions Semeando Amor 4ª Feira de Saúde e Bem-Estar Social realizada pelos LLCC Rio de Janeiro Recreio dos Bandeirantes, Bonsucesso, Carioca, Cidade Maravilhosa, Jacarepaguá, Sernambetiba e Taquara, com a participação dos LCRJ Mater, Cachambi e Guaratiba. Foram realizados 1.230 atendimentos em 15 atividades.

LC Rio de Janeiro Lagoa Rodrigo de Freitas LLCC Petrópolis Centro, Quitandinha e Itaipava

Doação de Sustagen à Casa de Apoio São Vicente de Paulo e alimentos à Creche Santo Amaro do Vidigal.

Pit Stop da Saúde em parceria com: Cebrac Cursos Profissionalizantes e Faculdade de Medicina de Petrópolis. Foram realizados 900 atendimentos.

LC São João de Meriti LC Rio de Janeiro Carioca Doação de enxovais de bebê às gestantes da comunidade.

38 Lion Brasil | Sudeste

1ª Feira de Saúde com a participação dos LLCC Duque de Caxias e Nilópolis/Olinda. Foram realizados 130 atendimentos.

LC Volta Redonda Cidade do Aço Projeto Aconchego. Doação de 15 enxovais de bebê, com 20 itens cada, às mães da comunidade Água Limpa.


LC 2 Governador Rubens Mesadri

Assessora para a Revista: Eunice Junqueira (11) 99442-2608 | eunicejunqueira@gmail.com

Distrito LC 2 A Equipe Feminina do Distrito LC 2, desenvolvendo as atividades de Promoção Humana, prestou auxílio às Entidades Cacau e Cruz Verde.

LC São Paulo Imirim

LC São Paulo Pompeia

Doação de prendas elaboradas pelo Clube de Mães Ternura. A ação faz parte do Projeto Coração Amigo, desenvolvido pelo Clube.

Entrega de uma cadeira de rodas em comodato para Cosmina Sônia de Jesus Marques. Teve a presença do médico Gelson Batocchio, que intermediou a ação.

LC São Paulo Ipiranga LC São Paulo Casa Verde Entrega de 29 cobertores à Associação de Lutas e Promoções Sociais, que cuida de 30 idosos em tempo integral.

Entrega de uma cadeira de rodas especial, valor de R$ 4.000,00, para uma criança. Contou com a ajuda do Grupo de Apoio a um Mundo Feliz (GAMF), liderado pela CaL Elizabeth Stipp, LC SP Pompeia.

Doação de remédios ao Projeto Coragem, que abriga 387 crianças de rua, em parceria com o Exército Brasileiro.

LC São Paulo Vila Matilde

LC São Paulo Cidadania Chá Beneficente, com sorteios de brindes. A renda foi destinada às obras assistenciais e educativas que o Clube realiza em caráter permanente.

LC São Paulo Tucuruvi

Doação de uma cadeira de rodas e uma cadeira de banho a mulheres necessitadas da comunidade.

LC Tatuí Festa Junina em prol do Lar Donato Flores.

Lion Brasil | Sudeste 39


LC 3 Governador José Luiz Passos

Assessor para a Revista: Antonio Eduardo Francisco (19) 99782-1115 | eduardo@ciesplimeira.org.br

LC Américo Brasiliense Campanha do Agasalho, em prol do Fundo Social de Solidariedade, resultou em 14 caixas com roupas e calçados.

LC Araras 31º Café Colonial, com 400 convidados, teve renda de R$ 8.900,00 em prol das instituições atendidas pelo Clube.

LC Poços de Caldas Urânio Feijoada Beneficente resultou em R$ 5.600,00, utilizados para a confecção de fraldas geriátricas.

Festa Julina Solidária com arrecadação de alimentos em prol do Fundo Social de Solidariedade.

LC Itápolis Inauguração do obelisco em comemoração do Centenário na rotatória “Lions Clube de Itápolis”. Plantio de 100 mudas de árvores no bairro Jardim Kennedy.

LC Araraquara Santa Cruz

Arrecadação de alimentos no Supermercado Jaú Serve beneficiou o Hospital Psiquiátrico Espírita Cairbar Schutel e a Vila Vicentina.

40 Lion Brasil | Sudeste

Almoço Beneficente, no Barracão de Festa Santo Antônio, resultou em R$ 10.147,00 para o Abrigo Rainha da Paz e Lar São José.

LC São Manuel Campanha da Solidariedade arrecadou alimentos, materiais de higiene e brinquedos em prol da Casa de Apoio à Criança e Adolescente Clélia Rocha.


LC 4 Governadora Maria das Graças A. Campos

Assessora para a Revista: Telma Consuelo de Oliveira (31) 99921-2347 | telmaconsuelo@yahoo.com.br

LC Belo Horizonte Jaraguá Semanalmente, distribuição de alimentos e itens de vestuário aos moradores de rua.

LC Divinópolis Candidés

LC Lagoa Santa

Bazar da Pechincha em prol das atividades benemerentes do Clube.

Projeto Mamas do Amor. Confecção de 144 próteses de mamas para doação.

LC Belo Horizonte Ouro

LC Ouro Preto

Aula inaugural do Programa Lions Quest nas Escolas Polimig e Vital Brasil, com a presença de alunos, familiares e professores.

Noite de caldos, com distribuição de brindes, objetivando a arrecadação de fundos para suas obras sociais. Doação de cobertores aos moradores de rua, famílias carentes e UPA Padre Roberto, além de distribuição de refeições.

LC Conselheiro Lafaiete Centro

Doação de alimentos à Fundação Olhos D’Alma, que atende deficientes visuais.

LC Três Marias LC Mariana Plantio de árvores frutíferas em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Instituto Estadual de Floresta.

Em parceria com o LEO Clube São Franscisco, doação de uma cadeira de rodas através da Campanha do Lacre.

Lion Brasil | Sudeste 41


LC 5 Governador Luiz Carlos Paiva Assessora para a Revista: Lucinda Martins (11) 99699-1024 | lucindammiguel@gmail.com

LC Aparecida Varal Solidário, onde foram entregues 1.500 peças de roupas, sapatos e cobertores às pessoas da comunidade.

LC Lorena LC Cachoeira Paulista Doação de 15 frangos (36 kg) à Instituição Berço Redenção.

Visita à Casa de Repouso Vila Clementina Sagrada Família, com entrega de 400 fraldas geriátricas, materiais de higiene e limpeza.

LC Atibaia Barraca de comidas e bebidas, em prol das obras assistenciais, na comemoração do aniversário da cidade.

LC Caçapava Doação de uma cadeira de rodas para Agnaldo José da Silva.

LC Guarulhos Centro Doação de 300 toalhas de banho e rosto para a Casa de Davi.

LC Mogi das Cruzes Estância Doação de 50 quilos de alimentos à Instituição Fraternidade Santo Agostinho.

LC Itanhaém

Doação de R$ 4.811,70 à Apae, valor arrecadado no evento Café Colonial.

LC São José dos Campos Esplanada Descarte consciente de eletrônicos, com apoio da Coopertch Resíduos Eletrônicos.

42 Lion Brasil | Sudeste


LC 6 Governador Luiz Antônio Chiquetto

Assessor para a Revista: Antonio Douglas Zapolla (16) 99148-7497 | fotodouglas33@gmail.com

LC Altinópolis Tradicional bingo na Apae, com a participação de 600 pessoas, em prol das obras assistenciais do Clube.

LC Ribeirão Preto Centro LLCC Fernandópolis, Fernandópolis Cidade Progresso e LEO Clube Visita ao Asilo São Vicente de Paula, com oferecimento de lanches e presentes.

LC Brodowski No 104º aniversário da cidade, 42ª Semana de Portinari e 13ª Piazza della Nonna, participação com 2 barracas de bebidas, promoção da Pintura Mural e desafio do Ariman.

Tarde Beneficente com a participação de 300 pessoas. Entrega de materiais de limpeza ao Lar do Jovem Idoso Tio João e Casa Família.

LC Sertãozinho LC Franca Sobral

Doação de fraldas geriátricas ao Asilo São Vicente de Paulo.

Realização de exames oftalmológicos, com o médico Mário Maglio, em 14 crianças que foram atendidas na campanha de testes de acuidade visual.

LC Catanduva

LC Sertãozinho Centenário

Doação de 50 cobertores ao Fundo Social de Solidariedade.

LC Orlândia

Participação na 5ª Festança no Parque em prol da Associação de Assistência e Proteção ao Adolescente Trabalhador (Adot).

Entrega de 23 mantas e um gorro à Associação Sempre Viva, que apoia mulheres com câncer de mama.

Lion Brasil | Sudeste 43


LC 8 Governadora Rosemary P. e Souza Takano

Assessora para a Revista: Laura Kirita (14) 99122-5562 | lauratkr@gmail.com

LLCC Bauru Estoril, Bauru Falcão e Bauru Norte Mutirão da Saúde no Shopping Boulevard. Em parceria com: Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite (ABPH) e Instituto Ana Nery. Foram atendidas 329 pessoas.

LC Marília Augustin Soliva Doação de suplemento nutricional infantil e café ao Grupo de Apoio a Crianças com Câncer e Hemopatia (GACCH).

LC Penápolis Campanha da Pizza em prol do Projeto Boa Visão. Foram vendidas 330 pizzas.

LC Tupã LC Dracena Cinquentenário Doação de R$ 5.400,00 à Apae de Dracena, resultado da Feijoada Beneficente.

LC Marília Nova Geração 1ª Tarde Solidária em prol da Associação Mariliense Amor Exigente e LCIF. Foram arrecadados R$ 4.000,00.

LC Junqueirópolis Cidade Verde

LC Pacaembu Paraíso

Projeto Permanente de Arrecadação de Óleo para troca pelo produto novo.

Limpeza e adubação do pomar de árvores frutíferas mantido pelo Clube.

44 Lion Brasil | Sudeste

3ª Feijoada em prol do Projeto Olhar, que realiza testes de acuidade visual, exames oftalmológicos e doações de óculos.

LC Tupã Curumim 16º Café Colonial em prol do Centro de Integração da Criança e Adolescente (CIM), mantido pelo Clube.


LC 11 Governador Zoé Antônio Donati

Assessora para a Revista: Daniela Barros (22) 99832-1865 | daniela.barros@gmail.com

LC Aracruz Boteco do Lions, com 620 convidados, teve receita de R$ 36.761,64 em prol do Projeto Um Novo Olhar.

LC Nova Venécia LC Linhares Plantio de 76 mudas de árvores na Vila Lions, projeto do Distrito LC 11 com financiamento da Fundação Lions Internacional (LCIF).

LC Macaé Inauguração das placas comemorativas do Centenário Lions.

Campanha de Doação de Sangue e Medula Óssea resultou em 71 bolsas de sangue e 80 doadores de medula óssea.

LC Pinheiros Doação de roupas e calçados às alunas da Oficina de Formação e Desenvolvimento da Autoestima.

LC Bom Jesus do Itabapoana Projeto Nascituro. Atendimento a 25 gestantes, com orientações e entrega de enxoval. Em parceria com as Secretarias de Assistência Social de Bom Jesus do Itabapoana/RJ e Bom Jesus do Norte/ES.

LC Macaé Imbetiba Doação de uma caixa de leite para família da comunidade Nova Holanda.

LC São Gabriel da Palha Doação de 7.200 fraldas geriátricas para a Pastoral da Saúde da Igreja Católica.

Lion Brasil | Sudeste 45


LC 12 Governador João Paulo Lima Teixeira Assessora para a Revista: Marlene Souza Matos (33) 99142-0803 | marlenematoslions.assessora@gmail.com

LC Acesita Timóteo

LC Muriaé Centro

Doação de 24 cobertores e 56 litros de leite a diversas famílias e instituições, além de distribuição de lanches ao Asilo Tio Questor.

Exames de acuidade visual em 124 pessoas, sendo que 60 foram encaminhadas para exames mais detalhados.

LC Ipatinga Branca Fajardo Divulgação do Lions, com premiação à aluna vencedora da redação sobre meio ambiente.

LC Governador Valadares Figueira do Rio Doce

LLCC Nanuque Centro e Nanuque Sobral

Entrega de 60 pacotes de fraldas geriátricas às entidades D. Zulmira, Santa Luzia e Lar dos Velhinhos.

Participação em desfile comemorativo do Centenário Lions.

LC João Monlevade Centro

Doação de cobertores à Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) de Rio Piracicaba.

LC Nanuque Sobral

LLCC de Ipatinga Lions Clubes de Ipatinga se reuniram na Câmara Municipal, onde foi aprovado o projeto de Lei nº 75/2017, instituindo o dia 07 como dia Municipal de Lions.

46 Lion Brasil | Sudeste

LC Muriaé Barra Bazar Beneficente em prol das obras assistenciais do Clube.

Arrecadação de duas toneladas de alimentos, doados a entidades e famílias em situação de vulnerabilidade social.


LEOs em Serviço

CLEO Frank Willian

Presidente do Distrito Múltiplo LEO LC

Assessor para a Revista: CLEO Rodolpho G. da Silva (17) 99174-7520 | rodolpho_poty@hotmail.com

Tatuí – LC 2 Companheiros do LEO Clube Tatuí ajudaram o Hospital de Câncer Infantil GPACI - Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil, de Sorocaba/SP, com a venda de camisetas e tíquetes do Mc Dia Feliz.

Maranata-Felixlândia – LC 4 LEO Clube Maranata realizou a Campanha do Agasalho e Cobertor, com doação para famílias carentes dos bairros de Felixlândia.

Três Marias-São Francisco – LC 4 LEO Clube de Três Marias-São Francisco realizou uma campanha de divulgação do LEO em escolas.

Nhandeara – LC 6 Icém Centenário – LC 6

Matão A – LC 6

O LEO Clube passou a tarde no abrigo da cidade, partilhando companhia com os idosos, e realizou uma sessão de cinema com acompanhamento de pipoca.

O LEO Clube e Lions Clube uniramse com o Coral da Sorema para realizar uma visita ao Lar São Vicente de Paulo (asilo). Foram doados 56 pares de meias.

O LEO Clube Nhandeara, Lions Clube e Doutores da Alegria realizaram arrecadação de leite para a Soprocan, instituição de acolhimento a crianças. Foram arrecadados 280 litros.

Votuporanga – LC 6 Taquaritinga – LC 6 Associados do LEO Clube Taquaritinga estiveram nas ruas da cidade fazendo doações de agasalhos e sopas para famílias carentes e moradores de rua.

O LEO Clube Votuporanga, em parceria com o Rotaract de Votuporanga, realizou uma campanha no Lar Irmão Mariano. Os Clubes auxiliaram na distribuição de sopa, pão e leite para a comunidade, e também na limpeza e organização.

Lion Brasil | Sudeste 47


Dracena – LC 8

Tupã – LC 8

Gabinete do DM

O LEO Clube e Lions Clube Dracena Cinquentenário, com a presença da Governadora Rosemary Takano e seu esposo Edgar, realizaram a tarde da beleza na Casa dos Velhos.

Realizou um Pedágio Solidário em prol da Entidade Casa do Garoto. Os LEOs ficaram na avenida principal arrecadando o valor que foi entregue à instituição.

O Presidente do DM LEO LC CLEO Frank Willian e outros assessores estiveram presentes na Instalação e 1º RCG do Distrito Lions LC 2 na cidade de Votorantim/SP.

Gabinete do DM CLEO Vitor Sanches, secretário do DM LEO LC, acompanhado de outros representantes estiveram presentes na Instalação e 1º RCG do Distrito Lions LC 6.

Gabinete do DM CLEO/CL Rodolpho Gonçalves, Assessor de Assuntos Leonísticos e Revista do DM LEO LC esteve presente representando o Presidente na Instalação e 1º RCG do Distrito Lions LC 12 onde foi debatido com o DG o processo de reestruturação do Distrito LEO LC 12.

Gabinete do DM O presidente do DM LEO LC CLEO Frank Willian e outros assessores estiveram presentes na cerimônia de Posse e Instalação do Gabinete do Distrito LEO LC 2, na cidade de Jundiaí.

48 Lion Brasil | Sudeste

Gabinete do DM

Gabinete do DM

CLEO Fulvio, Vice-Presidente do DM LEO LC, acompanhado de outros representantes estiveram no XIV PDL e 1ª Reunião de Gabinete e Conselho do Distrito LEO LC 8.

Representantes do DM LEO LC marcaram presença na Posse e 1ª Reunião de Gabinete e Conselho do Distrito LEO LC 6.


Caçando Pérolas As batalhas mais importantes da vida são as que lutamos diariamente no silêncio de nossa alma. Autor desconhecido Não basta apenas soerguer os fracos; devemos ampará-los depois. William Shakespeare Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente. Quem sobrevive é o mais disposto à mudança. Charles Darwin

Quanto mais você pensa, mais você atrai. O chamado é seu. Tudo o que está e não está em sua vida é 100% responsabilidade sua. Rhonda Byrne Cada dia é uma nova vida, uma nova experiência. Cada experiência é um degrau para o progresso da alma. Não fique preso ao passado. Você está agora diante de uma nova experiência. Dedique-se a ela e verá surgir o próximo degrau de evolução. Masaharu Taniguchi

Que Deus lhe dê para cada tempestade, um arco íris. Para cada lágrima, um A vida não espera de nós sacrifícios sorriso. Para cada cuidado, uma inatingíveis, ela apenas pede que promessa. E uma bênção para cada façamos a nossa jornada com alegria provação. Que para cada problema, a vida no coração para sermos uma bênção lhe traga alguém fiel com quem dividi-lo. para todos aqueles que nos rodeiam. Se Para cada olhar, uma doce canção. E para fizermos um mundo melhor com a nossa sua oração, uma grande resposta. visita, cumpriremos o nosso papel. Bênção Irlandesa Edward Bach

Foto: Luiza Della Nina

Lion Brasil | Sudeste 49


Considerando Os pensamentos têm grande poder. Eles são como sementes que você planta na mente. Quanto mais você mantém um pensamento, mais poder ele terá. Pensamentos positivos dão energia e força. Pensamentos negativos roubam poder e nos fazem sentir cansados. Somos positivos por natureza. Negatividade é resultado de um pensamento falho. Você pode mudar se quiser. Você não pode controlar os outros e as situações, mas você pode controlar o que está acontecendo dentro de você. Leva tempo para transformar esses padrões de pensamento. Seja paciente consigo. Comece com um pensamento. Brahma Kumaris

Foto: Luiza Della Nina

50 Lion Brasil | Sudeste


Lion Brasil Sudeste 104  
Lion Brasil Sudeste 104  

número 104 da Revista Lion Brasil - Sudeste, editada pelo Distrito Múltiplo LC.

Advertisement