Page 1

www.cesvibrasil.com.br

Sumário 1. Descrição básica 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 1.6

......................................................2 FICHA TÉCNICA GERAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 PLACAS DE IDENTIFICAÇÃO DO VEÍCULO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 ELEMENTOS EXTERNOS DE MATERIAIS PLÁSTICOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 DIMENSÕES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 ELEMENTOS DA CARROCERIA FORNECIDOS PELO FABRICANTE . . . . . . . . . . . . .9 SUBSTITUIÇÕES PARCIAIS CONTEMPLADAS PELO FABRICANTE . . . . . . . . . . . . .12

2. Reparabilidade da carroceria

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13

2.1 2.1.1 2.1.2 2.1.3 2.1.4 2.1.5

PARTE DIANTEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 PAINEL DIANTEIRO COMPLETO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14 LONGARINA DIANTEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 PÁRA-LAMA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 CAPÔ DIANTEIRO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .20 PÁRA-BRISA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .22

2.2 2.2.1 2.2.2 2.2.3 2.2.4

PARTE CENTRAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23 PORTA DIANTEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24 SOLEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26 TETO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28 PORTA TRASEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30

2.3 2.3.1 2.3.2 2.3.3 2.3.4

PARTE TRASEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32 LATERAL TRASEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33 ALOJAMENTO DA LANTERNA TRASEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35 PAINEL TRASEIRO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37 TAMPA TRASEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38

3. Elementos mecânicos 3.1 3.2 3.3 3.4 3.5

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40 CONJUNTO POWER-TRAIN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40 CONJUNTO RADIADOR E CONDENSADOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41 TELESCÓPIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42 SUSPENSÃO TRASEIRA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42 RESERVATÓRIO DE COMBUSTÍVEL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42

4. Características técnicas de pintura 4.1 4.2

Fiat Brava

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43

PLACA DE IDENTIFICAÇÃO DE COR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43 CORES DE SÉRIE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43

1


www.cesvibrasil.com.br

1 - Descrição básica O Fiat Brava é um novo estilo de veículo hatch no mercado brasileiro para disputar o mercado dos veículos importados de grande porte e alto luxo neste segmento com grande estilo e segurança, aliados à alta potência do motor 16 válvulas. É encontrado nas seguintes versões: 1.6 ELX 16 V; 1.6 SX 16V; 1.8 HGT 16 V. A seguir, podemos verificar suas principais características.

1.1 - Ficha técnica geral Carroceria:

Motor:

Monobloco todo em aço, tipo hatch-back, 2 volumes, 5 portas, com estepe localizado no assoalho traseiro. Tampa traseira unida por porcas. Capô e Pára-lamas por parafusos. Portas dianteiras e traseiras através de pinos. Painéis laterais unidos por solda. Localização dianteira, transversal, 1.6 l, 99 c.v. a 6000 rpm. Duplo comando de válvulas no cabeçote, 4 cil. em linha com 4 válvulas cada um. Sistema de injeção eletrônica Multipoint.

Lubrificação:

Por circulação forçada do óleo lubrificante por bomba de engrenagens acionada mecanicamente, com válvula limitadora de pressão incorporada. Filtro de óleo tipo vazão total com capacidade de 0,7 L. Capacidade do cárter do motor: 3,8 L; Óleo recomendado: Semi-sintético SAE 15W40, de grau de desempenho API-SJ.

Arrefecimento

Realizado por bomba centrifuga. Radiador com dutos e aletas em alumínio, tipo colmeia localizado no circuito secundário para circulação da água do motor ao radiador e reservatório de expansão. Possui 1 eletroventilador para arrefecimento com ativação/desativação regulada por interruptor termostático. Capacidade: 6,7 L.

Suspensão Dianteira:

Independente, tipo McPherson, barra estabilizadora, com braços oscilantes inferiores transversais; amortecedores hidráulicos telescópicos de duplo efeito com molas helicoidais. Independente, braços oscilantes inferiores e barra estabilizadora. Amortecedores hidráulicos telescópicos de duplo efeito e molas helicoidais. Diagonal de duplo circuito em "X" com servofreio. Freios ABS (opcional). Óleo recomendado: DOT 4 SAE J 1703 F. Capacidade do sistema: 0,4 litros. Dianteiro: A disco com pinça flutuante. Traseiro: A tambor com auto-regulagem. Estacionamento: Mecânico, agindo sobre as rodas traseiras. Assistida hidraulicamente com caixa-de-direção tipo pinhão e cremalheira; Coluna de direção retrátil colapsável absorvedora de energia, com sistema de regulagem angular. Volante com absorção de energia (Air Bag - opcional). Diâmetro mínimo de curva: 11,1 metros. Número de voltas: 2,6 voltas. (batente a batente). Tração dianteira por árvores das rodas, montagem flutuante, acopladas por articulações homocinéticas. Embreagem: tipo monodisco a seco e platô com mola tipo membrana, acionada mecanicamente. Caixa-de-câmbio: Cinco marchas para frente com sincronizadores e uma a ré sem sincronizador. Óleo recomendado: SAE 80 W EP. Capacidade Total: 1,9 litros. Carroceria com áreas de deformação progressiva. Barra de proteção nas portas. Capô com trava de retenção e área de deformação preestabelecida. Assentos dianteiros com estrutura "antideslizamento". Air bag para motorista e passageiro (opcional). Freios ABS (opcional). Interruptor inercial de combustível. Três apoios de cabeça no banco traseiro. Apoio de cabeça nos bancos dianteiros com regulagem de altura. Cintos de segurança com pré-tensionadores.

Suspensão Traseira: Freios:

Direção:

Transmissão:

Segurança:

Ângulos da suspensão/direção: valores para veículo em ordem de marcha Rodas dianteiras:

Câmber: 0˚ - 18' ± 30' Cáster: 2˚ 15' ± 30' Convergência: - 1 ± 1 mm

Rodas traseiras: Câmber: 0˚ - 45' ± 30' Convergência: 1,5 ± 2 mm

Obs.: Dados para veículo em ordem de marcha

Pressão dos pneus do veículo PNEU 185/65 R 14

Com média carga Dianteiro Traseiro 1,9 kg/cm2 1,9 kg/cm2 ou 27 lb/pol2 ou 27 lb/pol2

Com plena carga Dianteiro Traseiro 2,2 kg/cm2 2,2 kg/cm2 ou 31 lb/pol2 ou 31 lb/pol2

Obs.: Com o pneu quente, o valor deve ser + 0,3 kg/cm2 ou 4 lb/pol2 em relação ao valor prescrito.

Fiat Brava

2


www.cesvibrasil.com.br

1.2 - Placas de identificação do veículo As características que identificam o veículo encontram-se no número do chassi (VIN) e na plaqueta de identificação do fabricante. Sua correta localização está descrita abaixo:

Número do chassi Está gravado no lado direito do assoalho dianteiro à frente do banco (A). O número de identificação do veículo (VIN) está presente, também, em etiquetas destrutíveis autocolantes localizadas na coluna dianteira "A" direita (B), no compartimento do motor (caixa-de-roda dianteira direita) (C). E na forma de gravação nos vidros das portas letarais, vigias e pára-brisa (D). Esta identificação consta de caracteres alfanuméricos (letras e números) que indicam diversas características do veículo, como data de fabricação, modelo, procedência, etc. Abaixo, explicamos o significado de cada código:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 9 B D 1 8 2 2 1 6 Y 2 0 0 0 0 1 4

Nº seqüencial de montagem

Ano / modelo: Y - 2000

Versão Modelo

Fabricante: Fiat País de origem: Brasil

Localização geográfica: América do Sul

Fiat Brava

3


www.cesvibrasil.com.br

Placa do construtor: Encontra-se localizada no painel dianteiro superior (E). Tipo e número do motor: Gravado no lado esquerdo do bloco do motor. Placa de identificação de cor: As informações se encontram inseridas na etiqueta fixada (colada) na tampa traseira (F). Etiqueta do ano de fabricação: Encontra-se localizada sobre a coluna dianteira "A" direita (G). Código de identificação de carroceria (CIC): Encontra-se localizada no piso do porta-malas, lado direito (H). B, G C

A

D

D

F H

E

D

D

D B G C

A

D

E

H

Figura 01 - Localização das placas de identificação do veículo

Fiat Brava

4


www.cesvibrasil.com.br

1.3 - Elementos externos de materiais plásticos Entre os materiais utilizados na construção do Fiat Brava, encontram-se elementos compostos por diversos tipos de plásticos, os quais, devido a sua localização, são suscetíveis a ruptura em caso de uma colisão. Estes materiais são reparáveis mediante procedimentos técnicos apropriados, proporcionando um bom acabamento estético. Na figura abaixo, indicam-se os elementos plásticos reparáveis que, pela sua localização, podem romper-se em caso de colisão, assim como a identificação do plástico a ser empregado na sua reparação.

2 6

3

4

1

5

1. 2. 3. 4. 5. 6.

Pára-choque dianteiro Grade dianteira Pára-barro dianteiro Pára-choque traseiro Espelho retrovisor Pára-barro traseiro

( ( ( ( ( (

PP - EPDM ABS PP - EPDM PP - EPDM ABS PP - EPDM

) ) ) ) ) )

Figura 02 - Elementos externos de material plástico

Fiat Brava

5


www.cesvibrasil.com.br

1.4 - Dimensões A verificação e controle de possíveis deformações nos elementos estruturais da carroceria do veículo, submetidos a grandes esforços (longarinas, travessas, pilares, caixas-de-roda, etc.), devem ser controladas pela verificação das cotas e dimensões de uma série de pontos do monobloco como pontos de fixação da suspensão, longarinas, torres e assoalho. Estas medições foram realizadas com mecânica montada. A comprovação das dimensões na parte superior da carroceria foi realizada com a utilização de compasso de varas, verificando-se a igualdade de medidas de suas formas entre as peças do lado esquerdo e do lado direito.

858

2540

789

1413

1741

4187

1439

1441

Obs: medidas tomadas em mm Figura 03 - Dimensões externas da carroceria

Fiat Brava

6


www.cesvibrasil.com.br

A

E

B

D

F C

A 1335,0

B 884,0

C 867,0

D 1014,0

E 1075,0

F 1098,0

L N

M

L 999,0

M 1263,0

N 1263,0 Pontos de

G H

K

J

I

Pino guia da suspensão

Centralizador

G 1119,0

H 584,0

I 584,0

J 1144,0

K 1142,0

Obs.: Medidas tomadas com guarnições e borrachas desmontadas. (medidas em milímetro) Figura 04 - Dimensões dos vãos do veículo

Fiat Brava

7


0 126

2737 2599 2286 2208 2737 2599 2286 2208

2048

2048

585 673 533 630 533

630 533 585 673 533

126 0

25

46

2796 2783 2573 2447 2200 2115 2796 2783 2573 2447 2200 2115 Dianteiro

356 472 471 478 422 479

504 422 471 538 39 356 472

2017

401

423 140

1929 1845 1845 1660 1238 840 1929 1845 1845 1660 1238 840 Comprimento

202 427

401

401 140 202 427 401 423

0 0

512

512

79 79

478 478

565

565

10 97 367 437

610

724

799 799

504 499 497

479

7 107

12 25

12 37 83 11

46 14

71 20 20 71

14

Fiat Brava 12

945 945

439)

439)

D E

E

D

www.cesvibrasil.com.br

Figura 05 – Medidas do veículo

Obs: Medidas tomadas em mm

8


www.cesvibrasil.com.br

1.5 - Elementos da carroceria fornecidos pelo fabricante A seguir, estão detalhadas as peças da carroceria do Fiat Brava comercializadas pelo fabricante. Os grupos de peças que são comercializados pelo fabricante estão marcados com um número, e as peças destes grupos que podem ser adquiridas individualmente estão marcadas com o mesmo número mais uma letra. Elementos da parte dianteira

11 12

10

9

13 8

7

14

5

6 5

2

1

2b 4 2a 3

1. Suporte do gancho de reboque 2. Travessa dianteira superior 2a. Fechamento da travessa dianteira frontal 2b. Travessa dianteira central 3. Apoio do alojamento do farol 4. Pára-lama dianteiro 5. Secção parcial da longarina 6. Suporte da bateria

7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14.

Parede transversal (painel dash) Reforço do painel dash (inferior) Reforço superior do painel (dash) Fechamento do painel dash Travessa superior Capô Caixa de rodas dianteira completa Fechamento da caixa-de-rodas

Figura 06 - Elementos da parte dianteira

Fiat Brava

9


www.cesvibrasil.com.br

Elementos da parte central 1

3

5

6

4

15

2b

16 8

7

2c 2a

10

14

11

13 12

2 9

1. 2. 2a. 2b. 2c. 3. 4.

Teto Painel lateral completo Coluna dianteira Coluna central Soleira Travessa dianteira do teto Travessa inferior do quadro do pára-brisa 5. Estrutura superior da coluna dianteira (interna) 6. Reforço da coluna central (interna) 7. Reforço da coluna dianteira

8. Complemento do reforço da coluna dianteira 9. Assoalho central 10. Suporte do assoalho esquerdo 11. Travessa do reforço direito do assoalho 12. Travessa do reforço esquerdo do assoalho 13. Suporte do assoalho direito 14. Reforço do assoalho central 15. Porta dianteira 16. Porta traseira

Figura 07 - Elementos da parte central

Fiat Brava

10


www.cesvibrasil.com.br

Elementos da parte traseira 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14.

1. 2. 3. 4.

Tampa traseira Assoalho do porta-malas Longarina traseira direita Travessa transversal do assoalho do porta-malas 5. Longarina traseira esquerda 6. Caixa de roda traseira 7. Reforço

Estrutura interna traseira Fechamento traseiro Complemento Painel traseiro Alojamento da lanterna Reforço de fixação do pára-choque Lateral traseira

12 13 11

8 3

5

9 10

2

7

4

6

1

14

Figura 08 - Elementos da parte traseira

Fiat Brava

11


www.cesvibrasil.com.br

1.6 - Substituições parciais contempladas pelo fabricante Para a reparação do Fiat Brava o fabricante prevê a substituição parcial de algumas peças da carroceria. Dessa forma, consegue-se uma economia no tempo de reparação, reduzindo seu custo. Ao mesmo tempo, evitam-se danos em outras partes da carroceria que não foram afetadas, o que não ocorreria se realizada uma substituição completa.

Figura 09 - Substituições parciais

Fiat Brava

12


www.cesvibrasil.com.br

2 - Reparabilidade da carroceria Nesta parte são estudados os aspectos relacionados com a reparabilidade do Fiat Brava, em particular a disponibilidade das peças de reposição e a complexidade de sua reparação ou substituição, em função dos elementos que necessitam ser desmontados previamente. São tratadas questões como acessibilidade para o reparador e a união com a carroceria, entre outras. Serão enfocados os elementos externos que são danificados com maior freqüência em colisões.

2.1 - Parte dianteira Na figura 10 estão indicados os elementos da parte dianteira do Fiat Brava que são afetados com maior freqüência em um impacto dianteiro. 6

7

5 8 10

9

9a 4

11 3 3a 2 14

1 12 13

1. Pára-choque dianteiro 2. Moldura inferior dos conjuntos ópticos 3. Travessa dianteira central 3a. Fechamento da travessa dianteira central 4. Suporte do gancho-reboque 5. Caixa-de-roda completa 6 . Grade dianteira

7. 8. 9. 9a. 10. 11. 12. 13. 14.

Capô Dobradiça do capô Travessa dianteira superior Apoio do alojamento do farol Suporte da bateria Pára-lama Conjunto óptico Farol de neblina Pára-barro dianteiro.

Figura 10 - Elementos da parte dianteira

Fiat Brava

13


www.cesvibrasil.com.br

2.1.1 - Painel dianteiro completo Comercialização O fabricante comercializa o painel dianteiro dividido em partes. Abaixo descrevemos seus componentes. Suporte do gancho-reboque

Travessa dianteira superior

Apoio do alojamento do farol

Travessa dianteira central Fechamento da travessa dianteira central Figura 11 - Comercialização do painel dianteiro completo

União da peça O painel dianteiro completo vai unido à carroceria por meio de parafusos sextavados (chave – 13 mm) e pontos de solda elétrica por resistência. Na figura abaixo é detalhada a união desta peça com o restante da carroceria. 4 parafusos ao pára-lama

2 parafusos à travessa central dianteira

2 parafusos ao suporte na longarina dianteira

20 pontos de solda por resistência à travessa central dianteira

16 pontos de solda por resistência à travessa central dianteira

1 parafuso ao pára-lama

3 pontos de solda por resistência à longarina

1 parafuso ao suporte na longarina dianteira

Figura 12 - União do painel dianteiro completo à carroceria

Fiat Brava

14


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade A acessibilidade do painel dianteiro completo é descrita na figura abaixo.

Acesso fácil

Acesso nulo

Figura 13 - Acessibilidade do painel dianteiro completo

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação do painel dianteiro completo, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Desconectar bateria; Remover bateria; Remover suporte da bateria; Remover conjunto óptico (LE e LD); Remover duto de ar; Remover trinco do capô; Remover batentes do capô; Remover pára-barro dianteiro (LE e LD); Remover pára-choque; Remover o conjunto radiador/condensador/eletroventilador e seus defletores bem como suas mangueiras e tubulações; Remover gancho reboque; Remover coxins, suportes, buchas, presilhas, batentes e plaquetas; Soltar os pára-lamas; Remover parcialmente o cabo do trinco do capô; Remover o chicote elétrico; Remover travessa dianteira superior; Remover apoio do alojamento do farol; Remover fontes de resistência das demais partes; Remover painel dianteiro completo.

No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

15


www.cesvibrasil.com.br

2.1.2 - Longarina dianteira Comercialização O fabricante comercializa a longarina dianteira como peça de reposição original.

Figura 14 - Comercialização da longarina dianteira

União da peça A longarina dianteira vai unida à carroceria por meio de solda por pontos de resistência elétrica. Na figura abaixo é detalhada a união desta peça com o restante da carroceria. 15 pontos de solda por resistência ao pilar 10 pontos de solda por resistência à travessa superior

3 pontos de solda por resistência ao suporte do painel dash

21 pontos de solda por resistência ao pilar

9 pontos de solda por resistência à travessa superior

15 pontos de solda por resistência ao painel dash 20 pontos de solda por resistência na parte inferior ao assoalho

15 pontos de solda por resistência ao pilar

Figura 15 - União da longarina dianteira à carroceria

Fiat Brava

16


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Apresenta uma configuração fechada, sendo de acesso nulo para o reparador. Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação da longarina dianteira esquerda, são desmontados previamente os seguintes elementos : • • • • • • • • • • •

Remover as rodas; Desconectar a bateria; Remover a bateria; Remover suporte da bateria; Remover pára-barro (LE e LD); Remover o pára-choque; Remover filtro de ar; Remover chicote elétrico; Remover coxim do motor; Remover conjunto óptico (LE); Remover tubulação do ar-condicionado.

Para a substituição ou reparação da longarina dianteira direita, são desmontados previamente os seguintes elementos : • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Remover as rodas; Desconectar a bateria; Remover a bateria; Remover conjunto mecânico dianteiro para substituição/reparação da longarina dianteira direita; Remover duto de ar; Remover o conjunto radiador/condensador/eletroventilador e seus defletores, bem como suas mangueiras e tubulações; Remover suporte da bateria; Remover vaso expansor (LD) Remover protetor do cárter; Remover o console; Remover o protetor do túnel; Remover a grade de ventilação direita inferior do pára-brisa; Remover chicote elétrico; Remover porta-luvas; Remover pára-barro (LE e LD); Remover o pára-choque; Remover conjunto óptico (LD); Remover seladores e presilhas; Remover a longarina.

No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano. Fiat Brava

17


www.cesvibrasil.com.br

2.1.3 - Pára-lama Comercialização O fabricante comercializa o pára-lama como peça de reposição original.

Figura 16 - Comercialização do pára-lama

União da peça Na figura abaixo é detalhada a união desta peça com o restante da carroceria.

2 parafusos à travessa superior do painel dianteiro

3 parafusos à caixa de roda

1 parafuso ao pilar

1 parafuso ao pilar (acesso pelo vão da porta) 1 parafuso à soleira 1 parafuso à longarina 1 parafuso à pestana da soleira 1 parafuso ao suporte

Figura 17 - União do pára-lama à carroceria

Fiat Brava

18


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Em quase todo o pára-lama, o acesso é fácil ao reparador. Na figura abaixo são indicadas as zonas de diferente acessibilidade do pára-lama.

Acesso fácil Acesso difícil

Acesso difícil

Figura 18 - Acessibilidade do pára-lama

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação do pára-lama, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • •

Desconectar bateria; Remover dobradiça do capô; Remover o capô; Remover pára-barro (lado desejado); Remover conjunto óptico dianteiro direito; Remover lanterna lateral; Remover pára-lama.

No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

19


www.cesvibrasil.com.br

2.1.4 - Capô dianteiro Comercialização O fabricante comercializa o capô do motor como peça de reposição original, podendo ser obtidos separadamente suas dobradiças e acessórios.

Figura 19 - Comercialização do capô

União da peça Vai fixado à carroceria por meio de duas dobradiças. Cada uma leva dois parafusos ao capô e três porcas à caixa-de-roda. Na figura abaixo, é detalhada a união desta peça com o restante da carroceria.

1 porca (chave 9 mm)

2 porcas (chave 13 mm)

2 parafusos (chave 6 mm)

Figura 20 - União do capô à carroceria

Fiat Brava

20


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Apresenta uma configuração boa, sendo de difícil acesso para o reparador apenas na região da sua estrutura interna. Acesso fácil

Acesso difícil

Figura 21 - Acessibilidade do capô

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação do capô, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • •

Remover Remover Remover Remover Remover Remover Remover Remover

esguichador do capô; forração do capô; grade dianteira; assento da haste do capô; guarnição do capô; mangueiras esguichadoras do pára-brisa; pino batente do capô; capô.

No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

21


www.cesvibrasil.com.br

2.1.5 - Pára-brisa Comercialização O fabricante comercializa o pára-brisa como peça de reposição original. Seus acessórios estão descritos na figura abaixo.

Guarnição do pára-brisa

Pára-brisa colado

Figura 22 - Comercialização do pára-brisa

União da peça O pára-brisa é colado na estrutura do veículo.

Acessibilidade Utilizando-se o ferramental adequado, o acesso é fácil para o reparador. Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição ou reparação do pára-brisa, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • •

Remover espelho retrovisor central; Remover guarnição da porta; Remover moldura da coluna dianteira "A"; Remover braços limpadores; Remover grade de ventilação; Remover guarnição do pára-brisa; Remover pára-brisa; Isolar / proteger o painel principal.

No caso de ser realizada a sua reparação, será necessário desmontar um ou outro elemento dos citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

22


www.cesvibrasil.com.br

2.2 - Parte central Neste item serão estudados os elementos externos da parte central do Fiat Brava mais afetados em caso de um impacto lateral. A figura abaixo mostra quais são estas peças.

4 5

3 2

1 6

1. 2.

Porta dianteira Soleira

3. 4.

Coluna dianteira Coluna central

5. 6.

Teto Porta traseira

Figura 23 - Elementos da parte central

Fiat Brava

23


www.cesvibrasil.com.br

2.2.1 - Porta dianteira Comercialização A porta dianteira é comercializada como peça de reposição original. O fabricante fornece separadamente as dobradiças e o limitador da porta.

Figura 24 - Comercialização da porta dianteira

União da peça A porta dianteira vai fixada à carroceria por meio de duas dobradiças e do limitador de abertura. 2 parafusos (chave - 8 mm)

4 parafusos (chave torx 30)

2 parafusos (chave 8 mm) Figura 25 - União da porta dianteira à carroceria

Fiat Brava

24


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Na figura abaixo, podemos observar os vãos de acesso existentes na armação da porta, assim como as regiões de diferentes acessos ao reparador.

Acesso difícil

Acesso nulo

Acesso fácil

Figura 26 - Regiões de acesso

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a sua substituição, siga o procedimento descrito abaixo:: • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Remover borracha inferior; Remover comandos elétricos; Remover conjunto trinco (ou trinco elétrico); Remover espelho retrovisor (ou espelho retrovisor elétrico); Remover forração; Remover friso lateral; Remover guarnição do vidro; Remover guia do vidro; Remover manivela; Remover maçaneta; Remover membrana plástica; Remover moldura da porta; Remover moldura retrovisor; Remover máquina do vidro (ou máquina elétrica do vidro); Remover pestanas do vidro; Remover vidro; Remover limitador; Desconectar e remover fiação (chicote); Remover buchas, presilhas e guarnições; Remover porta.

Se optarmos pela reparação da porta dianteira, deverão ser desmontados os acessórios necessários em função do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

25


www.cesvibrasil.com.br

2.2.2 - Soleira Comercialização O fabricante fornece a soleira, como peça de reposição original.

Figura 27 - Comercialização da soleira

União da peça A soleira vai unida à carroceria mediante uma série de pontos de solda por resistência elétrica e pontos de solda MIG/MAG, cuja distribuição estão detalhadas na Figura 28. cordão de solda MIG/MAG

cordão de solda MIG/MAG

17 pontos de solda por resistência

27 pontos de solda por resistência

cordão de solda MIG/MAG

5 pontos de solda por resistência

43 pontos de solda por resistência Figura 28 - União da soleira à carroceria

Fiat Brava

26


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Este componente possui uma configuração fechada, tornando o acesso nulo em toda a sua extensão para o reparador.

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição da soleira, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • • • • • •

Desconectar bateria; Remover guarnição da porta dianteira; Remover guarnição da porta traseira; Remover a moldura interna da coluna central; Remover a moldura interna da soleira; Remover porta dianteira; Remover porta traseira; Remover pára-barro; Remover pára-lama; Afastar fiação e carpete; Remover seladores; Remover a soleira.

Para a reparação de qualquer parte da soleira, serão desmontados os elementos anteriores que forem necessários, em função do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

27


www.cesvibrasil.com.br

2.2.3 - Teto Comercialização O fabricante comercializa esta peça de forma independente, podendo ser obtidos separadamente suas travessas e reforços.

Teto

Figura 29 - Comercialização do teto

União da peça Na figura abaixo estão detalhados os pontos de solda por resistência elétrica que unem esta peça à carroceria.

18 pontos de solda por resistência

15 pontos de solda por resistência

15 pontos de solda por resistência

18 pontos de solda por resistência

Figura 30 - União do teto à carroceria

Fiat Brava

28


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade O acesso interno ao teto é fácil em quase toda a sua extensão, sendo dificultado apenas pelas suas travessas e reforços. Acesso fácil

Acesso difícil Figura 31 - Comercialização da porta traseira

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a reparação do teto, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • • • • • • •

Desconectar bateria; Remover pára-sóis; Remover alças do teto; Remover luz de cortesia dianteira; Remover luz de cortesia traseira; Remover moldura das colunas dianteira e central (LE e LD); Remover moldura da soleira (LE e LD); Remover guarnições das portas dianteiras; Soltar o cinto de segurança; Remover forro de acabamento do teto; Remover friso do teto; Remover arco central do teto; Afastar fiação.

Para a reparação de qualquer parte do teto, serão desmontados os elementos anteriores que forem necessários, em função do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

29


www.cesvibrasil.com.br

2.2.4 - Porta traseira Comercialização A porta traseira é comercializada como peça de reposição original. O fabricante fornece separadamente as dobradiças e o limitador da porta.

Figura 32 - Comercialização da porta traseira

União da peça A porta traseira vai fixada à carroceria por meio de duas dobradiças e do limitador de abertura. 2 parafusos (chave - 8 mm)

4 parafusos (chave torx 30)

2 parafusos (chave 8 mm) Figura 33 - União da porta traseira à carroceria

Fiat Brava

30


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Na figura abaixo podemos observar os vãos de acesso existentes na armação da porta, assim como as regiões de diferentes acesso ao reparador.

Acesso nulo

Acesso difícil

Acesso fácil

Figura 34 - Regiões de acesso

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a operação na porta traseira, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Remover guarnição de borracha inferior; Remover comandos elétricos; Remover conjunto trinco (ou trinco elétrico); Remover forração; Remover friso lateral; Remover guarnição do vidro; Remover guia do vidro; Remover manivela; Remover maçaneta; Remover membrana plástica; Remover moldura da porta; Remover máquina do vidro (ou máquina elétrica do vidro); Remover pestanas do vidro; Remover vidro; Remover vidro fixo; Remover limitador; Desconectar e remover fiação (chicote); Remover buchas, presilhas e guarnições; Remover porta.

Se optarmos pela reparação da porta lateral deslizante, deverão ser desmontados os acessórios necessários em função do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

31


www.cesvibrasil.com.br

2.3 - Parte traseira Nesta seção analisamos os elementos externos da parte traseira do Fiat Brava que podem ser afetados no caso de colisão traseira.

4

1

3 2

5b

5

1. Tampa traseira 2. Painel traseiro 3. Lanterna traseira

4. Lateral traseira 5. Pára-choque traseiro 5b.Absorvedor de impactos traseiro

Figura 35 - Elementos da parte traseira

Fiat Brava

32


www.cesvibrasil.com.br

2.3.1 - Lateral traseira Comercialização O fabricante fornece a lateral traseira como peça de reposição original. União da peça Vai unida à carroceria mediante uma série de pontos de solda por resistência e cordão de solda MIG/MAG, cuja distribuição está detalhada na Figura 36. 25 pontos de solda

38 pontos de solda

Cordão de solda MIG/MAG

50 pontos de solda

11 pontos de solda Figura 36 - União da lateral traseira à carroceria

Fiat Brava

33


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade A acessibilidade é difícil em toda a extensão da lateral traseira.

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição da lateral traseira, deverão ser desmontados previamente os seguintes elementos: • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Desconectar bateria; Remover calota e roda traseira; Remover a guarnição das porta traseira parcialmente; Remover moldura interna da coluna traseira; Remover custódia traseira direita colada; Remover a moldura interna da soleira; Remover cinto de segurança; Remover guarnição da tampa traseira; Remover bocal do reservatório (LD); Remover lanterna traseira; Remover o friso do pára-choque traseiro; Remover pára-choque traseiro; Remover pino batente da porta traseira; Remover o banco traseiro; Remover porta-pacotes; Remover suporte do porta-pacotes; Remover forração do porta-malas; Afastar fiação e carpetes; Bocal de enchimento (lado direito); Remoção da lateral traseira.

Para a reparação de qualquer parte da lateral traseira, serão desmontados os elementos anteriores que forem necessários, em função do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

34


www.cesvibrasil.com.br

2.3.2 - Alojamento da lanterna traseira Comercialização O fabricante fornece o alojamento da lanterna traseira como peça de reposição original.

Figura 37 - Comercialização do alojamento da lanterna traseira

União da peça Na figura estão detalhados os pontos de solda por resistência elétrica que unem esta peça a carroceria. 23 pontos de solda por todo o perímetro

Figura 38 - União do alojamento da lanterna traseira à carroceria

Fiat Brava

35


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Possui acesso difícil em toda a sua extensão. Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição da lateral traseira, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • • •

Desconectar bateria; Remover parcialmente a guarnição do porta-malas; Remover lanterna traseira; Remover batente da tampa traseira; Remover porta pacotes; Remover suporte do porta pacotes; Remover pára-barro traseiro; Remover pára-choque traseiro; Remover o alojamento da lanterna.

Para a reparação de qualquer parte da lateral traseira serão desmontados os elementos anteriores que forem necessários, em função do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

36


www.cesvibrasil.com.br

2.3.3 - Painel traseiro Comercialização O fabricante comercializa o painel traseiro como peça de reposição original.

Painel traseiro

Figura 39 - Comercialização do painel traseiro

União da peça Na figura estão detalhados os pontos de solda por resistência que unem esta peça à carroceria. 76 pontos de solda na sua extensão

Figura 40 - União do painel traseiro à carroceria

Acessibilidade Possui acesso nulo ao reparador em toda sua extensão. Operações prévias para sua substituição ou reparação siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • • • •

Desconectar bateria; Remover moldura do porta-malas; Remover a guarnição do porta-malas; Remover pino batente do porta-malas; Remover forração do porta-malas; Remover pára-barro; Remover pára-choque; Remover o absorvedor de impactos do pára-choque traseiro; Remover o suporte do pára-choque; Remover o painel traseiro.

Em caso de reparação, deverão ser desmontados os elementos necessários citados anteriormente, dependendo do tamanho e localização do dano. Fiat Brava

37


www.cesvibrasil.com.br

2.3.4 - Tampa traseira Comercialização É comercializada pelo fabricante como peça de reposição original.

Figura 41 - Comercialização da tampa traseira

União da peça É realizada por meio de duas dobradiças. Cada uma é fixada por uma porca sextavada (chave - 10 mm) à carroceria.

Figura 42 - União da tampa traseira à carroceria

Fiat Brava

38


www.cesvibrasil.com.br

Acessibilidade Possui, na sua maior parte, boa acessibilidade para o reparador, sendo difícil apenas na região da sua estrutura interna.

Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição desta peça, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Remover placa e suporte da placa; Remover emblema; Remover logotipo; Remover brake-light; Soltar amortecedores da tampa; Remover batentes; Remover esguichador do vigia traseiro; Remover o vigia traseiro; Remover iluminação da placa traseira; Remover braço do limpador do vigia traseiro; Remover forração da tampa traseira; Remover o motor do limpador traseiro; Remover chicote elétrico; Remover trava elétrica; Remover o trinco da tampa traseira; Remover mangueiras esguichadoras do vigia traseiro; Remover grampos e presilhas; Soltar as dobradiças; Remover tampa traseira.

No caso da reparação desta peça, desmontam-se os elementos descritos anteriormente que sejam necessários em função do tamanho e localização do dano.

Fiat Brava

39


www.cesvibrasil.com.br

3 - Elementos mecânicos Nesta seção, analisaremos alguns elementos mecânicos que são afetados em caso de colisão. Em muitas ocasiões é necessário desmontá-los para obter acesso na reparação dos elementos da carroceria.

3.1 - Conjunto Power-Train O conjunto power-train é fixado à carroceria por meio de seis parafusos sextavados à longarina (chaves – 18 mm), dois parafusos sextavados que fixam o coxim do motor à caixade-roda dianteira direita (chave - 15 mm), dois parafusos sextavados que fixam o coxim do motor à caixa-de-roda dianteira esquerda (chave – 13 mm) e três porcas sextavadas que fixam a extremidade de cada telescópio em sua caixa-de-roda (chave - 13 mm). Operações prévias para sua substituição ou reparação Para a substituição desta peça, siga o procedimento descrito abaixo: • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Remover a bateria e a caixa de bateria; Remover conjunto radiador/condensador/eletroventilador; Remover reservatório de água do radiador; Remover as calotas e rodas dianteiras; Remover protetor de cárter; Remover articulação do câmbio; Soltar cabo do acelerador; Soltar cabo da embreagem; Soltar escapamento; Afastar as pinças de freio; Desconectar chicote elétrico; Desconectar a linha de combustível; Desconectar a tubulação de ar-condicionado; Remover o telescópio; Remover o suporte dianteiro direito do motor; Soltar o agregado; Baixar o conjunto sobre um carrinho com o palete para locomoção; Remover o conjunto mecânico dianteiro.

Tarefas adicionais na montagem • Abastecer o veículo com o líquido de arrefecimento (50% de aditivo e 50% de água) e fazer sangria; • Recarregar o sistema de ar-condicionado; • Sangria do sistema de freios (se necessário); • Verificar se há mangueiras/tubulações com vazamentos ou danificadas e substituí-las se necessário; • Verificar o bom funcionamento da parte elétrica; • Verificação geral.

Fiat Brava

40


www.cesvibrasil.com.br

3.2 - Conjunto eletroventilador / radiador / condensador O conjunto vai fixado à carroceria por meio de dois suportes por meio de parafusos sextavados (chave - 10 mm) e encaixados em duas buchas na travessa central dianteira (o eletroventilador e o condensador vão fixados ao radiador). Operações prévias para sua substituição ou reparação • Desconectar bateria; • Drenar água do radiador; • Desconectar as mangueiras do radiador; • Desconectar parte elétrica do conjunto eletroventilador; • Desconectar os tubos do condensador; • Remover duto de tomada de ar; • Soltar fixação do conjunto; • Soltar fixação do conjunto defletor/eletroventilador e retirá-los; • Soltar fixação do condensador. Tarefas adicionais na montagem • Abastecer o veículo com o líquido de arrefecimento (50% de aditivo e 50% de água) e fazer sangria; • Recarregar o sistema de ar-condicionado; • Verificar se não há vazamentos; • Verificar se há mangueiras ressecadas/danificadas e substituí-las; • Verificar o bom funcionamento da parte elétrica; • Verificação geral.

Figura 43 – Conjunto eletroventilador / radiador / condensador do ar-condicionado

Fiat Brava

41


www.cesvibrasil.com.br

3.3 - Suspensão dianteira (Telescópio) Vai unida à carroceria por meio de parafusos sextavados (chave – 13 mm) à caixade-roda. Operações prévias para sua substituição ou reparação • Remover calotas e rodas dianteiras; • Soltar porca do semi-eixo; • Afastar a pinça de freio; • Soltar o terminal de direção; • Soltar o pivô; • Soltar a barra estabilizadora; • Retirar a porca da ponta do semi-eixo; • Soltar a fixação do telescópio; • Retirar o telescópio. Tarefas adicionais na montagem • Verificação geral (ajustes e reapertos).

3.4 - Suspensão traseira Vai fixada à carroceria por meio de parafusos sextavados (chaves – 16 mm) e porcas na haste do amortecedor na caixa-de-rodas traseira (chave – 16 mm). Operações prévias para sua substituição ou reparação • Remover as calotas e rodas traseiras; • Soltar freio de estacionamento; • Soltar os amortecedores; • Soltar tubulação de freio; • Remover escapamento com abafador; • Remover a suspensão traseira. Tarefas adicionais na montagem • Verificação geral (ajustes e reapertos).

3.5 - Reservatório de combustível Vai unido à carroceria por meio de seis parafusos sextavados (chaves – 16 mm) ao assoalho traseiro. Operações prévias para sua substituição ou reparação • Esvaziar o reservatório; • Desconectar parte elétrica (Bóia e bomba de combustível); • Desconectar tubulação de combustível; • Afastar escapamento; • Remover o tanque de combustível. Fiat Brava

42


www.cesvibrasil.com.br

Tarefas adicionais na montagem • Abastecer o reservatório; • Verificar se há mangueiras ressecadas/danificadas e substituí-las; • Verificar se não há vazamentos; • Verificação geral (ajustes e reapertos).

4 - Características técnicas de pintura 4.1 - Placa de identificação de cor A placa de identificação do Fiat Brava localiza-se na face interna da tampa do porta-malas. 1ª linha 2ª linha 3ª linha 4ª linha 1ª 2ª 3ª 4ª

linha linha linha linha

Fabricante da tinta Denominação da cor Código Fiat da cor Código da cor fornecido para retoques ou uma nova pintura

4.2 - Cores de série

Fiat Brava

Cores

Código internacional

Azul Astral

552

Azul Oceano

464

Branco Banchisa

249

Cinza Steel

0906 / 647 A

Cinza Vinci

660/A

Preto Vulcano

806/A

Verde Amazon

553

Verde Esmerald

344/A

Vermelho Alpine

178

Vermelho Firenze

-

43

Manual de Reaparação - Fiat Brava  

A finalidade dos MANUAIS DE REPARAÇÃO publicados pelo CESVI BRASIL é proporcionar a esses profissionais as informações necessárias para seu...

Manual de Reaparação - Fiat Brava  

A finalidade dos MANUAIS DE REPARAÇÃO publicados pelo CESVI BRASIL é proporcionar a esses profissionais as informações necessárias para seu...

Advertisement