Page 1

CAMPANHA

23 SETEMBRO 2010 ANO 96 - N.º 4826 FUNDADOR José Ferreira Lacerda DIRECTOR Rui Ribeiro

PREÇO: 0,80 euros (IVA incluído) SEMINÁRIO DIOCESANO – 2414-011 LEIRIA TEL. 244 821 100/1 • FAX 244 821 102 E-MAIL: jornal@omensageiro.com.pt WEB: www.omensageiro.com.pt

|Última

ECONOMY

Nº DE2703206MPC

DESTAQUE

ORDENAÇÃO SACERDOTAL DE MIGUEL SOTTOMAYOR

A FESTA DE UM NOVO PADRE DIOCESANO LMFerraz

O Bispo D. António Marto presidiu, na Catedral de Leiria, no dia 19 de Setembro, à ordenação sacerdotal de Miguel Sottomayor. Foi uma festa de toda a Diocese, com numerosa participação de fiéis, leigos e padres. Como texto central desta edição, publicamos a homilia episcopal, que dispensa outras “mensagens”. Páginas 2 e 3

CULTURA

26 de Setembro| P. 4

SOCIEDADE

ECLESIAL

Reconstituição do Mercado do Século XIX na Batalha

Nas Colmeias | P. 6

Animação Vocacional | P. 8

Encontro de antigos Programa 2010/11: alunos... “temos “Chama que Chama” todos 10 anos!” Serviço de Catequese | P. 11

25 e 26 de Setembro | P. 5

De visita a Leiria | P. 7

Encontro Diocesano de Catequistas

Recriação histórica “Na Corte d’El Rei D. Dinis” em Leiria

“Carrinha da Diversidade” contra Formação cristã | P. 11 discriminações Novo ano da Escola Razões da Esperança Jornadas do Património | P. 5 Inauguração | Última Festas religiosas | P. 12 William Beckford Centro de Dia em Gândara dos Olivais “regressa” ao Amor é realidade. e Reguendo do Fetal Mosteiro da Batalha Barreira avança...

EVENTO

DIA 3 DE OUTUBRO, 15H00, NO SEMINÁRIO

D. ANTÓNIO MARTO FAZ CONVOCAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA DIOCESANA


2 DESTAQUE

O Mensageiro 23.Setembro.2010

Rui Ribeiro prui@iol.pt

Um hino ao sacerdote

As primeiras catequeses que se fizeram na Igreja, foram chamadas mistagógicas. A palavra é grega e significa “guiar ou conduzir para dentro do mistério que é Jesus Cristo (mistagogia = mist (mistério) + agogia (conduzir/guiar). Este tipo de catequese supera o uso da palavra e a apreensão de fórmulas, para se deter na explicação das acções ou ritos simbólicos que se desenvolvem no decorrer de uma celebração. Foi, o estilo que D. António Marto usou na homilia da missa de ordenação do jovem sacerdote Miguel Sottomayor. Num tom feliz, alegre e familiar, o prelado deteve-se na explicação de dois gestos que marcam a ordenação sacerdotal: a prostracção e a imposição das mãos. A partir destes dois momentos, D. António incutiu nos ouvintes um forte sentimento de admiração para com o amor de Deus, maA celebração de nifestado no dom do ordenação que sacerdócio. Foi possídecorreu na Sé vel sair da celebração de Leiria neste com uma outra visão domingo, foi um do sacerdócio, mas verdadeiro louvor também da vida na sua globalidade, pois à vida, a Deus e que ficamos despertos ao seu amor pelos para olhar, contemhomens. Tão forte plar e admirar tantas que foi capaz de realidades que nos enrelegar para longe volvem todos os dias e os ruidos e as às quais nem sempre sombras que o damos atenção. A vida faz-se, nosso tempo tem também, de poesia lançado sobre a e de contemplação. figura do padre Estamos em crer mesmo que aqueles que sabem viver na esperança saboreiam de forma única o dom da vida. E como não ter então um olhar positivo, cheio de esperança e alegria ? Como não descobrir beleza, em tanta coisa que o mundo teima em sujar e desfigurar? Os dias que atravessamos estão eivados de forte carga materalista e técnica. O mundo, criado com tanta beleza e esplendor, tem-se tornado pouco a pouco sem interesse e sem apreço. Tudo se vai reduzindo, pouco a pouco, ao bem estar material, à mecânica programada e arquitectada de forma fria. Parece que os nossos dias perderam o calor e a cor que lhes permitiria ser diferentes, únicos e belos. Por isso já não sabemos apreciar o valor de coisas tão simples como sejam o sol, a chuva, aos mãos, os outros e tudo o mais que nos rodeia. Quase já nem sabemos ouvir (porque abafados com outros ruídos) o som dos pássaros que todas as manhãs entoam melodias simples e naturais. A celebração de ordenação que decorreu na Sé de Leiria neste domingo, foi um verdadeiro louvor à vida, a Deus e ao seu amor pelos homens. Tão forte que foi capaz de relegar para longe os ruidos e as sombras que o nosso tempo tem lançado sobre a figura do padre. No meio de tanta confusão e tanto alarido que alguns pretendem fazer, e com que pretendem atingir a figura do padre. A voz serena, grave e quente de D. António remou contra a conrrente e ecoou bem no fundo dos corações.

Ordenação de Miguel Sottomayor

A festa de um novo padre diocesano A Catedral de Leiria recebeu, no domingo 19 de Setembro, a celebração da ordenação sacerdotal de Miguel Sottomayor, presidida pelo Bispo D. António Marto. Foi uma festa para todos os diocesanos, com numerosa participação de fiéis, leigos e padres, que trouxe também a Leiria muitos familiares e amigos do neo-sacerdote, de Vila do Conde, sua terra natal. A festa eucarística continuou em convívio fraterno. Nestas páginas, voltamos a apresentar o Miguel, a quem fizemos uma entrevista na edição de 8 de Abril, na véspera da sua ordenação diaconal. Como texto central, que dispensa outras “mensagens”, a homilia episcopal. E como testemunho, uma vivência muito especial do Nuno...

Fotos: LMFerraz

EDITORIAL

Quem é o novo padre Miguel Azevedo Santiago Sottomayor tem 36 anos de idade e é natural de Vila do Conde. Proveniente de uma família católica marcada por uma intensa e genuína vida de fé, vivida juntamente com os 8 irmãos, o Miguel deixou

de estudar muito cedo. O percurso escolar foi o normal durante a escolaridade obrigatória. Quando chegou a altura de fazer opções, tirou o curso de formação bancária. Aos 19 anos de idade foi trabalhar na área

que mais o fascinava, economia. Com esse objectivo integrou o quadro do BCP. O percurso profissional aconteceu de forma normal, graças ao entusiasmo e à vontade com que se agarrou desde o início. No entanto sempre foi perseguido pela ideia de ingressar no seminário e seguir a vida sacerdotal. Não conseguindo calar essa voz, aos 30 anos, ganhou coragem, deixou tudo e ingressou no Seminário. Durante os anos seguintes fez parte de um grupo de leigos (grupo imaculada), cuja missão era levar a todo o mundo a devoção ao imaculado coração de Maria. Esta passagem por este grupo

mais intensificou o desejo de ser padre. No ano de 2004 a vocação ao sacerdócio tornou-se clara e as dúvidas dissiparam-se por completo. Depois de uma passagem por Roma, onde terminou o curso de Teologia, e devido ao relacionamento próximo com D. António Marto, acabaria por vir para a Diocese de Leiria-Fátima, a fim de terminar o tempo de preparação para a ordenação. No presente ano pastoral colabora com o pároco de Leiria e Cruz da Areia, segundo o Decreto de Nomeação datado de 19 de Setembro de 2010 (ver página 9).

Fui sacerdote contigo, Miguel

Um dos participantes nesta celebração foi o jovem Nuno Gomes, de 25 aos de idade, natural de Vila do Conde, doente de paralisia

cerebral. Conheceu o padre Miguel há cerca de 7 anos e, desde então, um forte sentimento de amizade os uniu, tendo a beata Alexandrina como “madrinha”. O Nuno esteve próximo do presbitério, na sua cadeira de rodas. Ali, sozinho, viveu de forma singular cada momento da celebração. Era visível a emoção e a comoção que iam tomando conta dele. Expressava esses sentimentos gesticulando, quase saltando da cadeira, por vezes gritando e, sobretudo, com um olhar muito expressivo. Houve momentos em que o Nuno “imitou” os gestos dos sacerdotes que estavam ali logo atrás. Assim fez na consagração (também ele tentou estender a mão e com este gesto associar-se de for-

ma mais plena), ou na altura da oração do Pai Nosso, em que tentou repetir as palavras que ecoavam pela catedral. Sempre muito atento a cada movimento que se fazia no altar, o Nuno não se conteve quando viu o padre Miguel prostrar-se por terra, nem quando lhe foram impostas as vestes sacerdotais e mais ainda quando, logo após a ordenação, cumprimentou todos os colegas sacerdotes. Nesse momento, o Nuno exigiu ser saudado como todos os outros e, porque não, até de forma mais efusiva. Quase se punha de pé para ficar à altura do neo-sacerdote e quase conseguia abrir os braços para um abraço mais apertado do que todos os outros juntos. Que se passaria den-

tro do seu coração? Que palavras ocorreriam à sua mente? Que significado terá tido para o Nuno toda aquela grandiosidade e todo aquele formalismo da celebração? Nunca saberemos, mas certamente que ele sentiu que a ordenação do seu amigo era também a sua ordenação, também ele deve ter experimentado os sentimentos que na ocasião o padre Miguel vivia dentro de si: a certeza de que Deus é grande, a convicção de que a Ele pertencemos e a inabalável alegria de ser por Ele escolhido e amado. A celebração ficou mais rica com a presença daquele jovem feliz. Obrigado pelo teu testemunho Nuno. Rui Ribeiro


DESTAQUE 3

O Mensageiro 23.Setembro.2010

Homilia da Ordenação Presbiteral de P. Miguel Sottomayor

Te Deum laudamus, Te Dominum confitemur! Nós Te louvamos, ó Deus; nós Te bendizemos, Senhor! O dia tão esperado Chegou finalmente o dia tão esperado! Antes de mais, esperado pelo Senhor Jesus. Foi Ele, o Senhor, que atraiu com o seu amor este jovem diácono que hoje se apresenta para ser ordenado presbítero. Foi Jesus que o chamou e o pôs no caminho do seminário, suscitando nele a decisão de acolher o desígnio do Pai sobre a sua vida. É Ele, o Senhor Jesus, que agora ouve ressoar com imensa alegria o “sim” definitivo como resposta ao chamamento de Deus. É o dia tão esperado pela nossa Igreja, aqui tão amplamente representada, após dois anos sem uma ordenação sacerdotal. É esta Igreja que acolhe o novo padre com alegria e em acção de graças a Deus. Ela sabe que sem sacerdotes não pode realizar a sua missão na história. É o dia esperado por ti, caro Miguel, com tanta emoção e alegria; e, de igual modo, por mim que, pela imposição das mãos, invocarei para ti a abundância do Espírito Santo. Este é o dia esperado, também com emoção e alegria, pelos teus caros familiares e amigos, pelo seminário e pelos padres que te acompanharam e apoiaram, pelo nosso presbitério, pelas paróquias que serviste e vais servir, por toda a comunidade diocesana. A todos, particularmente a ti, caro Miguel e aos teus familiares, saúdo, de todo o coração, com fraterno afecto. Com todos me congratulo porque a festa é de todos nós. A vossa participação tão numerosa é um sinal claro de que o povo de Deus tem necessidade de sacerdotes, deseja-os, estima-os, reza por eles, está-lhes grato pela sua missão. O sacramento da Ordem que vais receber toca profundamente o teu coração; mas também toca profundamente a todos nós como Igreja. É um acontecimento de graça que diz respeito a toda a Igreja: é sinal do infinito amor de Deus por nós, seu povo, e pela humanidade. Convidovos, pois, a contemplar algo da beleza deste sublime

mistério que nos supera e envolve, deixando-nos iluminar pela Palavra de Deus proclamada e pelos gestos celebrativos que, de algum modo, a tornam visível aos nossos olhos. Nas Tuas mãos, Senhor, está a minha vida O rito da Ordenação começou com o chamamento do candidato que respondeu: “Presente”. Expressa o sim definitivo que resume todo um percurso existencial para responder ao chamamento de Deus através da Igreja: eis-me aqui, estou pronto para que possas dispor de mim. Um sim que vai ser ratificado pelo gesto impressionante e comovente da prostração como sinal do despojamento total e da dádiva inteira de si mesmo ao Senhor, sem reservas, sem condições, sem cálculos. Este significado é bem traduzido pelo lema que o Miguel escolheu: “Totus tuus – Todo teu”! Um gesto insólito que não encontramos em nenhuma investidura ou tomada de posse de algum cargo. A este gesto de entrega, o Senhor responde com um outro que está no centro da

celebração : o da imposição das mãos do bispo sobre a cabeça do ordinando, seguido pela oração de consagração. Com este gesto, o Senhor toma posse dele como que dizendo-lhe: “Tu pertences-me. Tu estás sob a protecção das minhas mãos, do meu coração, do tecto imenso do meu amor”. Não esqueças, caro Miguel: a tua vida está nas suas mãos. São as mãos que os discípulos puderam ver abertas e trespassadas na cruz. São as mãos que Cristo mostrou aos seus

após a ressurreição e que Tomé queria tocar. São as mãos que partiram o pão e tomaram o cálice na última ceia; que lavaram os pés sujos dos doze apóstolos; que agarraram Pedro quando se afundava nas águas do lago; que levantaram a filha de Jairo já sem vida; que tocaram e curaram o leproso; que se estenderam sobre as crianças para as abençoar. A estas mãos a Igreja confia hoje este candidato para que, com a força do Espírito Santo que delas sai, façam dele ministro de Cristo ao serviço da sua Igreja e da humanidade. Mas lembremo-nos de que, por detrás das mãos trespassadas de Cristo, está o seu coração com todo o mistério de amor até à cruz. Por isso, o significado da imposição das mãos é iluminado e explicitado pelas palavras de Jesus: “Já não vos chamo servos; mas chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi a meu Pai”. O Senhor torna-nos seus amigos e confia-nos tudo; confia-se a si mesmo de tal modo que possamos falar e agir em seu nome, na sua pessoa. Os sinais da Ordenação são manifestações desta comunhão de amizade e confiança: a imposição das mãos com o dom do Espírito; a entrega do Evangelho, já realizada no diaconado, isto é, da sua Palavra que Ele nos confia para a semear no coração dos homens e do mundo; a entrega do cálice com o qual nos transmite o seu mistério mais profundo e pessoal; a unção das mãos com o óleo que é sinal da força e do perfume do Espírito Santo. Este último gesto adqui-

re realce como contraponto e como complementar ao da imposição das mãos. O Senhor impôs-nos as mãos e agora quer as nossas mãos – as tuas mãos - para que no mundo se tornem a extensão das suas, pondo-as ao serviço do seu amor. Se as mãos do homem representam, simbolicamente, as suas faculdades de relação, comunicação e acção, então as mãos ungidas do sacerdote devem ser um sinal da sua capacidade de dar e levar aos homens os dons da misericórdia, do perdão, da reconciliação, da consolação, da paz e da alegria oferecidos por Deus. Nas tuas mãos de sacerdote a vida de muitos Uma última palavra dirigida ao ordinando. A tua vida, a partir de hoje, está a um novo título nas mãos de Deus, nas mãos de Cristo crucificado e ressuscitado. Mas de ora em diante, em virtude do teu ministério presbiteral, também as vidas de muitas pessoas estarão nas tuas mãos, ou melhor, nas mãos de Cristo através das tuas. Dar-te-às conta de que muitos irmãos e irmãs, por causa do sacramento que hoje recebes, te confiarão a sua vida, te abrirão o seu coração, partilharão contigo os seus sofrimentos e confessarão os próprios pecados. As tuas mãos erguer-se-ão sobre eles para abençoar, baptizar, ungir, absolver, levantar. Nas tuas mãos o pão da Eucaristia tornar-se-à Corpo de Cristo, Pão de vida eterna, mistério admirável e adorável da nossa fé! Muitas vezes, as tuas mãos apertarão outras em sinal de amizade e de paz.

Oxalá possam fazer sentir o calor da caridade, a energia da misericórdia, a alegria da redenção. Oxalá os outros possam ver, por detrás das tuas mãos, o teu coração de pastor moldado segundo o coração de Jesus. Caros amigos, através da simbólica das mãos pudemos contemplar um pouco da beleza do sacerdócio como um reflexo da beleza do Amor Eterno que sustenta e salva o mundo e como um serviço para a beleza espiritual das almas e dos corações. Que grande confiança Jesus Cristo e os fiéis põem no sacerdote! Que grande responsabilidade pesa sobre ele tão humano e tão frágil! Conforta-nos a advertência de S. Paulo: “Nós trazemos em vasos de barro o tesouro do nosso ministério, para que se conheça que um poder tão sublime vem de Deus e não de nós”. Por isso mesmo, o dom do sacerdócio requer uma grandeza daqueles que o recebem: a grandeza da humildade e da fidelidade no ministério, a partir da intimidade com Cristo que nos dá a mão que nos sustém e guia, e a partir da fraternidade com os irmãos padres e fiéis leigos que nos oferecem o apoio humano para vivermos com coragem e alegria o nosso ministério. A Mãe de Deus, que vela pelos seus filhos com amorosa ternura, acompanhe o caminho do teu ministério, caro Miguel, te defenda de todo o mal, te guarde na paz e te confirme na alegria da doação sacerdotal a Cristo e aos irmãos. Ámen! † António Marto, Bispo de Leiria-Fátima


4 CULTURA

O Mensageiro 23.Setembro.2010

No Teatro Miguel Franco

Na Praça Mouzinho de Albuquerque

MÚSICA | TEATRO | EVENTOS

Castelo de Leiria •”Estórias vivas de lendas antigas” - infantil/juvenil ( ~24/9, 12h e 15h) •”Na corte d’el Rei D. Dinis” (25/09, 17h~24h e 26/09, 15h~24h) Teatro José Lúcio da Silva - Leiria •”Uma história de dopis” - teatro (23/09, 21h30) Teatro Miguel Franco - Leiria •”Casa de Penhores” - teatro (23 e 24/09, 21h30) •”A menina do mar” - teatro (26/09, 16h00) •”Famirosa Harmony” - música (30/09, 21h00) •”Fetichista” - teatro (28/09, 22h00) Biblioteca Municipal Afons Lopes Vieira - Leiria •”O capuchinho vermelho” - hora do conto (24/09, 14h30) •”O Mundo do Conto e outras histórias” - infantil/juvenil (28/09, 14h30) Fórum Fnac - Leiria •”Ciência divertida” - infantil/juvenil (26/09, 11h30) •”Turismo cultural, territórios e identidades” - apre. livro (27/9, 18h30) •”Peixe: Avião, Madrugada” - música (25/09, 15h00) •”Spiral, A lot of plenty” - música Casa dos Pintores - Leiria •”Da Casa dos Pintores à Oficina de Arqueologia”-visita (24/9, 15h e 16h) Anfiteatro do Carpalho (Marachão - Leiria) • Festival Joelheiras 3 - música (25/09, 16h00~19h30) Centro Associativo Municipal - Leiria •”O Amor..” (25/09, 14h30) Casa-Museu João Soares - Cortes •”Vem descobrir a Casa-Museu, numa tarde de mistério” (29/9, 15h00) Biblioteca Municipal - Marinha Grande •”Um dia mal-humorado” - hora do conto (3ªs, 11h00 e 5ªs, 15h30) •”Pequenos grandes Elefantes” - filme (29/09, 15h30) Museu do Vidro - Marinha Grande •”Guilherme, o Grãozinho de Areia” - leitura animada (4ªs a Sáb.) •”Meter as mãos no vidro” - famílias (~28/09, 11h00 e 15h00) •Atelier de pintura sobre o vidro (24 e 25/09) Mosteiro da Batalha •”Património: Um Mapa da História” actividades (24 ~26/09) Praça Mouzinho de Albuquerque - Batalha • Mercado da Batalha do Século XIX (26/09) Café Concerto - Pombal • Palco aberto (6ªs do mês, 23h00)

No dia 26 de Setembro, pelas 16h00, “A menina do Mar”, de Sophia de Mello Breyner, subirá ao palco do teatro Miguel Franco. “A menina do mar”, é um apelo a sensações visuais, tácteis e auditivas, das quais emerge a realidade criada pelas palavras poéticas e claras, límpidas como a água. Com adaptação e interpretação de Ana Enes e Maria João Trindade e banda sonora de Cristiano Barata, “A menina do mar” tem uma duração de 40 minutos e destina-se a maiores de 4 anos.

A Praça Mouzinho de Albuquerque, na Batalha, volta a ser palco de mais uma edição do Mercado do Século XIX, numa iniciativa que visa manter vivas as tradições da cultura popular e dos produtos comercializados nos mercados da época, envolvendo um total de 350 figurantes. O evento recriará ainda o ambiente popular característico dos mercados existentes no século XIX, com animação diversificada recorrendo a figuras-tipo. O tira-dentes, as bordadeiras, as vendedeiras de peixe, o oleiro, as leitoras da sina, o retratista, entre outras profissões estarão presentes nesta edição, a decorrer, domingo, 26, das 15h00 às 18h30.

No Alqueidão e Juncal

Coral e Orquestra Juvenil da Cantábria

Concurso literário

III Prémio Rodrigues Cordeiro / Grupo AGM A Cartes - Associação de Autores das Cortes, em parceria com a Casa Museu - Centro Cultural João Soares, está a organizar o III Prémio Rodrigues Cordeiro / Grupo AGM. Este prémio, de periodicidade bienal, destina-se a homenagear o grande vulto das letras portuguesas, Xavier Rodrigues Cordeiro, natural da freguesia das Cortes, em Leiria. Por ser o ano do centenário da República Portuguesa, todos os trabalhos deverão focar a “República” como tema obrigatório. O concurso premiará a melhor composição em prosa (conto).

Ricardina Silva com mais uma exposição

‘Alma’ em Alcobaça

Vai estar patente uma exposição de pintura de Ricardina Silva na galeria do Posto de Turismo e Ascensor de São Martinho do Porto. A mostra decorrerá entre os dias 18 de Setembro a 5 de Outubro e estará aberta ao público todos os dias das 10h00 às 13h00 e das 15h00 às 19h00. Esta exposição de pintura denomina-se “Alma” e esta composta por obras relacionadas com várias temáticas.

DR

CINEMA Teatro Miguel Franco (Leiria) • SHIRIN | drama | de Abbas Kiarostami | c/ Rana Azadivar, Vishka Asayesh, Khatareh Asadi | 29 de Setembro, 18h30 e 21h30 Cine-Teatro de Monte Real • ROBIN HOOD | acção | de Ridley Scott | c/ Russell Crowe, Cate Blanchett | 24 a 26 de Setembro, 21h30 Auditório Municipal da Batalha • SALT | acção | de Phillip Noyce | c/ Angelina Jolie, Chiwetel Ejiofor, Liev Schreiber | 24 a 27 de Setembro, 21h30 Cine-Teatro Actor Álvaro (Vieira de Leiria, Marinha Grande) • A ORIGEM | acção | de Chirstopher Nolan | c/ Leonardo Dicaprio, Ken Watanabe, Joseph Gordon-Levitt | 26 de Setembro, 21h30 Cine-Teatro da Nazaré • SALT | 23 a 26 de Setembro, 21h45 Cine-Teatro de Alcobaça • CARTAS PARA JULIETA | romance | de Gary Winick | c/ Amanda Seyfried, Vanessa Redgrave, Gael García Bernal | 26 e 27 de Setembro, 21h30; dia 26, 17h00

Reconstituição do Mercado do Século XIX

DR

“A menina do mar” de Sophia de Mello Breyner

O Coral Voces Cántabras, de Cabezón de la Sal, e a Orquestra Juvenil Júlio Jaurena, de Santander (Cantábria – Espanha), estiveram, de 15 a 19 de Setembro na nossa região, a convite do Coral Calçada Romana, de Alqueidão da Serra, e do Grupo Coral São Miguel e da Orquestra Juvenil do Juncal. No âmbito deste intercâmbio, o Coral Voces Cántabras e a Orquestra Juvenil Júlio Jaurena realizaram um concerto no Salão da Casa do Povo de Alqueidão da Serra e oferecem novo concerto, desta feita no Juncal. Do programa destes dois concertos constaram temas clássicos, religiosos e outros tradicionais da região da Cantábria e de vários pontos de Espanha. O Coral Voces Cántabras teve origem em 1927 e no seu rico historial contam-se importantes actuações por toda a geografia espanhola bem como em França, Polónia, Áustria, Suíça, Alemanha, Hungria, República Checa, Bélgica, Holanda, Itália e Vaticano, destacando-se a missa cantada na Basílica de São Pedro. Venceu inúmeros concursos corais em Espanha e recebeu a Medalha de Ouro de Mérito Cultural do Ayuntamiento de Cabezón de la Sal. Em 2006, juntamente com a Orquestra Sinfónica de Hannover (Alemanha), interpretou, em vários locais da Cantábria, o “Requiem”, de Mozart. A Orquestra Júlio Jaurena foi criada em 1989. Actuou em vários pontos de Espanha e ainda em França e no México. Dedica-se à formação de jovens músicos e colabora com o Coral Voces Cántabras. Participou ainda em várias gravações, quer a solo, quer com coros da região da Cantábria. Ambos os grupos são dirigidos por Miriam Jaurena.

na nossa estante

PUB

Actas I – 1º Encontro da Cultura Avieira Instituto Politécnico de Santarém Âncora Editora O Encontro Nacional da cultura Avieira, de que agora se publicam as respectivas Actas, foi realizado em Santarém, no Instituto Politécnico de Santarém nos dias 8 e 9 de Novembro de 2008 e constituiu a primeira demonstração organizada e sistematizada para provar a importância do património cultural, material e imaterial, dos Avieiros do Tejo e do Sado. O trabalho daqui decorrente, bem como a aplicação das suas conclusões, devem resultar de um encontro de vonta-

des dos membros da comunidade Avieira ainda existentes, de várias organizações, instituições e pessoas, e da necessidade de cooperação entre elas, tendo em vista o reconhecimento e a revalorização de uma identidade cultural que tem sido esquecida e que se desvanece rapidamente, mas cujo reconhecimento pode contribuir para um desenvolvimento endógeno e auto-sustentado – não só das próprias comunidades mas também das envolventes, com o renascer e a criação de serviços de oferta turística e de lazer.


CULTURA 5

O Mensageiro 23.Setembro.2010

Recriação histórica em Leiria

‘Na Corte d’El Rei D. Dinis’ dia 25 estão previstos ainda os comeres e beberes nas tabernas do mercado, danças e festejos do término da plantação do pinhal de Leiria, danças Monzarables e a arte de encantar serpentes, concerto de música das três culturas com Eduardi Ramos na Igreja da Pena. Pela noite haverá treino de armas pelos cavaleiros vilões, teatralização da lenda de Segodim, o assalto do saltibanco da Charneca e para o fim da noite a lenda da Donzela Encantada. Para o dia 26, os artesãos e mercadores iniciam as suas actividades pelas 15h00, seguindo-se a visita do Almotacem e do Meirinho, o homem da vara afere os pesos e medidas, o arauto anuncia o édito que regulamenta a língua portuguesa, a qual passa a ser considerada a língua

EXPOSIÇÕES

DR

Nos próximos dias 25 e 26 de Setembro, o Castelo de Leiria vai efectuar uma viagem aos tempos de D. Dinis. É justamente do período deste rei (1279-1325) que será feita uma recriação histórica no Castelo de Leiria, com imensas iniciativas em dois dias medievais, promovidas pela Câmara Municipal de Leiria. Com a abertura oficial do mercado às 17h00, chegará El Rei D. Dinis e cortejo régio. Seguidamente haverá a leitura do edital e do foral que o Rei mandou outorgar a Leiria. Neste primeiro dia haverá ainda a entrega de pinheiros aos lavradores para a reflorestação dos campos de Leiria. O juízo de heréticos e malfeitores será outro momento alto do dia, assim como o arauto que anunciará os termos e tratado de Alcanizes. Para o

oficial na escritura de documentos. Haverá demonstração de combates na praça de armas e uma recriação de uma missa em latim na Igreja da Pena. No final da tarde segue-se o cortejo e inscrição de cavaleiros para o torneio de armas em honra de D. Dinis e torneio de armas em preito de vassalagem a El Rei D. Dinis, incluindo comer e beber “à tripa forra nas tabernas”. No início da noite vão ouvir-se cantigas de amigo e de amor nos espaços do Castelo de

Leiria, com bufarinheiros e vendedores da banha da cobra que procuram ludibriar alguns labregos. Quase a finalizar, a tragédia do assalto ao Castelo de Leiria por uma mesnada de Castelhanos. A terminar esta recriação histórica no Castelo de Leiria ‘Na Corte D’el Rei D. Dinis’, haverá um “ensemble” de todos os grupos de animadores do mercado. Joaquim Santos

Teatro José Lúcio da Silva

“Uma história de dois” “Uma história de dois”, no dia 23 Setembro no Teatro José Lúcio da Silva, é sem dúvida uma comédia muito divertida escrita por Eduardo Galán e encenada por Celso Cleto, subsidiada pelo Ministério da Cultura de Espanha. Este dueto ibérico entre Gálan e Cleto tem sido já muitas vezes coroado com grandes êxitos em Portugal e em Espanha. Podemos falar assim da “Crise dos 40”, “Mulheres Frente ao Espelho”, “Esperando a Diana”, e “La Curva de la Felicidad” que já está em cena há sete anos em Espanha. Desta vez, este traba-

lho conjunto conta-nos a história de uma mulher divorciada de nome Luísa, que trabalha como caixa de um supermercado e de Carlos, um professor viúvo, que vive o seu dia-a-dia a pensar no dia da reforma antecipada. Logo no início do ano lectivo, Luísa é chamada à escola por Carlos, que a informa do mau comportamento do filho. Este primeiro encontro entre os dois é sem dúvida muito desagradável. Mas com o decorrer do tempo e das reuniões mensais, nasce entre os dois uma sincera amizade, que

Teatro José Lúcio da Silva - Leiria •”Light Against Time” - fotografia de Nuno Moreira (~30/09) Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira - Leiria • Pintura e Celine Ribeiro (~25/09) •”Contos tradicionais de outros países” (~30/09) Agromuseu Municipal Dona Julinha - Ortigosa •”Sacas de retalhos à moda antiga” (3ªs~6ªs) Junta de Freguesia - Santa Eufémia •”A arte que o Côa guarda” - réplicas e fotograias (-31/10) Galeria Municipal - Marinha Grande •”Artistas de Coimbra” - pintura e escultura (~26/09) Museu do Vidro - Marinha Grande •”Vilma libana-arta da gravura em vidro” (~30/11) • Visitas guiadas a museu (24 e 25/09, 10h30, 14h30, 16h30) Museu Joaquim Correia - Marinha Grande •”Na ponta dos dedos” (24 e 29/09) Galeria Municipal - Marinha Grande •”Artistas de Coimbra” - pintura e escultura (~26/09) Galeria Mouzinho de Albuquerque - Batalha •”A Arte de Recordar” - aguarelas de Inês Pereira (~26/09) Arquivo Municipal - Pombal •”projectar Pombal” - desenhos e projectos arquitectónicos (~30/09) Museu Marquês de Pombal - Pombal •”O Marquês de Pombal no Postal Ilustrado” (~30/09) Teatro-Cine - Pombal • Pintura de Vitor Gonçalves Carvalho (~30/10) Centro Cultural - Pombal •”Projectar Pombal” (~30/09) Biblioteca Municipal - Ourém •”Quem fez a República” (~24/09) Museu Municipal - Ourém •”OUREMPUBLICA” - implantação da República em Ourém (~31/12) Galeria Municipal - Ourém •”Antese” - pintura (~29/09) •”Traços” - pintura de Márcia Gaspar (~26/09)

PUB

se poderia transformar em algo mais, se não fossem as diferenças culturais. Concomitantemente os receios de Luísa e as inseguranças crescentes de Carlos levam a que não consigam assumir o “AMOR” que despertou entre eles… E para complicar ainda mais este “amor”, o marido de Luísa pede para regressar para casa. São alguns dos pontos principais desta hilariante

comédia, que nos fazem ao mesmo tempo reflectir sobre as relações sentimentais, como ainda sobre alguns conflitos existentes entre pais e professores nas escolas portuguesas. Um olhar muito divertido e muito actual nestes “tempos modernos”, que fazem desta comédia uma atracção fantástica para o grande público.

LABETO, S.A.

Leiria Av. Marquês de Pombal, Lote nº 2 Tel.: 244 830 460 Fátima Rotunda Sul - Ed. Azinheira Marinha Grande Rua das Portas Verdes, 58 Ourém Av. Nuno Álvares Pereira

Jorge Carvalho Sofia

Médico Especialista de Otorrinolaringologia CONSULTAS • CIRURGIAS • EXAMES DE AUDIÇÃO VIDEONISTAGMOGRAFIA • POSTURAGRAFIA APNEIA DO SONO

Rua Dª Maria da Graça Lúcio da Silva, 9 - 1º Esqº - LEIRIA Marcações pelos telefones 244 822970 • 239 827 089 • 932 442 274

Jornadas Europeias do Património

William Beckford regressa ao Mosteiro da Batalha Há 216 anos, um famoso, excêntrico e polémico cidadão britânico de 33 anos, William Beckford, foi recebido no Mosteiro da Batalha, dando início a uma visita que, apesar de breve, marcou profundamente as suas memórias e notáveis realizações

ulteriores. Nas próximas Jornadas Europeias do Património, a decorrer nos dias 24, 25 e 26 de Setembro, o Mosteiro da Batalha vai lembrar William Beckford, as suas recordações de viagem e realizações inspiradas por este

monumento ímpar. A encenação do “regresso de William Beckford ao Mosteiro da Batalha” será no dia 24 de Setembro, às 18h15, com inscrições gratuitas na bilheteira do monumento ou em beckfordn abatalha@gmail.com.

No dia 25 de Setembro, ainda no âmbito das Jornadas, haverá visitas guiadas à Vila da Batalha (10h30) e à Capela do Fundador (16h00), estando prevista para as 18h00 a abertura da exposição documental “William Beckford e o Mosteiro da Batalha”.

Durante os três dias das Jornadas a entrada no monumento é gratuita e podem adquirir-se no local, a um preço simbólico, folhetos que permitem a realização de vários jogos educativos.


6 SOCIEDADE Charneca do Nicho, Souto da Carpalhosa

“Festa das Colectividades e Tasquinhas”

A freguesia de Souto da Carpalhosa apresenta, de 23 a 26 de Setembro, a quinta edição da “Festa das Colectividades e Tasquinhas”, no parque da Charneca do Nicho, junto à Casa do Guarda, Moita da Roda. Considerado por muitos o certame ex-líbris da freguesia, o evento “pretende ser uma mostra gastronómica, cultural e recreativa do que de bom se faz na freguesia de Souto da Carpalhosa”, afirma José Carlos Gomes, presidente da Junta de Freguesia. A organização compete não só à Junta de Freguesia, como a todas as colectividades e associações participantes no evento. Para este ano está já confirmada a presença de doze tasquinhas, representadas pelas várias associações e colectividades de todos os lugares da freguesia. O arranque do evento começa na quinta-feira, dia 23 de Setembro, com a abertura das tasquinhas a partir das 19h00. No dia seguinte, o grupo musical Tekos ajudará a acompanhar a “petiscada”. No sábado, dia 25, a banda Men in Transit dará o seu contributo na animação do certame, com um regresso ao passado ao som dos anos 60. No último dia, domingo, as tasquinhas abrem por volta das 12h00, depois da celebração de missa, no recinto. Pela tarde, será a vez dos ranchos folclóricos da freguesia animarem o ambiente, com demonstrações da arte que melhor sabem apresentar. Para encerrar a quinta edição desta festa, o grupo musical Jorge Miguel subirá ao palco noite dentro. “Nas edições anteriores tivemos a presença de milhares de pessoas e, obviamente, gostaríamos que tal se repetisse”, declara José Carlos Gomes, expectante para a edição deste ano.

Será uma das maiores lojas da Península Ibérica

Sonigate Leiritrónica avança para novo edifício

Acabaram de arrancar as obras daquela que será a maior loja de som, informática e electrónica do País, na zona Industrial da Barosa. Com um total de 6000 m2, o futuro edifício da Sonigate Leiritrónica estará dividido em dois pisos distribuídos entre loja, apoio administrativo e logística. Das principais áreas – áudio, informática e electrónica – a aposta incidirá no negócio do áudio que estará segmentado pelas mais diversas soluções e terá um espaço dedicado à actuação de bandas. Segundo José Marques, administrador da empresa, “com as novas instalações não se pretende um local de simples transacção, mas antes um espaço onde as pessoas possam estar à vontade, experimentar os mais diversos instrumentos e equipamentos e terem momentos de pura distracção”. Adianta ainda que o objectivo “passa por transformar a actual loja num hipermercado de tecnologia, onde todos os produtos possam estar expostos”, o que não acontece actualmente, uma vez que cerca de 30% das referências encontram-se guardadas em armazém. Com já 26 anos no mercado, o crescimento da empresa tem sido notório. Dos poucos metros instalados num vão de escada junto ao Hospital Velho, passando pela Quinta de Santo António (200 m2) e Gândara dos Olivais (1800 m2), pretende-se agora construir um espaço amplo e atractivo que permita aos clientes circular pela loja e pegar nos produtos. Para José Marques, 2010 é o ano de mudança para aquela que em tempos foi somente a Leiritrónica, “Estava na altura de mudar. Hoje em dia as pessoas precisam de tocar, experimentar os produtos e na loja actual não existe espaço para isso”. Recorde-se que em Fevereiro deste ano, a empresa alterou o nome, dada a forte componente regional que a designação “Leiritrónica” representava. Com cerca de 40 colaboradores, a Sonigate Leiritrónica vai agora juntar nas mesmas instalações as actividades de revenda e venda a retalho, representando as principais marcas do seu sector.

O Mensageiro 23.Setembro.2010

Primeiro encontro dos antigos alunos da escola primária de Colmeias

“Temos todos, hoje, 10 anos!” Na placa da escola primária de Colmeias, a placa que refere o ano de 1930, data da sua construção, não passou minimamente despercebida aos olhos das mais de cem ‘crianças’ que vieram ao primeiro encontro dos antigos alunos, realizado no dia 18 de Setembro de 2010. Na bagagem, traziam a expectativa de rever amigos, de revisitar os cantos e recantos da escola e das suas imediações, das brincadeiras e tradições que viveram outrora. A comissão organizadora, encabeçada por Manuel Bento dos Santos, Silvino Gaspar, Aquilino Gaspar e Maria João Dias, proporcionou um dia memorável para o grupo de meninas e meninos que se associaram à iniciativa. Alguns dos participantes continuaram a viver em Colmeias mas outros vieram de outras localidades distantes de Portugal e ainda do estrangeiro. A meio da manhã de sábado, depois dos participantes terem ‘brincado no recreio’, subiram as escadas e contemplaram o espaço átrio de entrada,

local tantas vezes limpo por eles próprios. Naquele tempo era assim… Depois, do lado direito de quem sobe as escadas da entrada principal, a sala dos rapazes e do lado esquerdo a das meninas. Mas o acesso à escola também era efectuado de forma diferente, com as meninas que entravam na escola pelo acesso principal mas os rapazes tinham de o fazer pelas traseiras. Tudo isto e muito mais foi motivo de conversa entre muitos estudantes dos idos anos do século XX, incluindo as recordações das brincadeiras, do estudo das tabuadas, dos rios, das cidades, dos livros e cadernos de linhas. Depois de descerrada uma placa que identifica e assinala o primeiro en-

contro dos antigos alunos, o programa continuou com uma celebração eucarística dentro da escola com o Pe. João Feliciano. A homilia proferida pelo sacerdote foi um dos momentos marcantes da cerimónia, com uma abordagem aos tempos da separação do Estado da Igreja, ao Estado Novo e à forma como se desenvolvia o ensino nos tempos das ‘crianças’ que assistiram à celebração. Na intervenção do Pároco de Colmeias, os valores que a Igreja deu às pessoas e a sua presença em paralelo com o ensino, formaram os Homens da actualidade. Nos tempos que correm, disse o sacerdote que “muitas crianças recebem nas escolas apenas a instrução mas

não recebem educação”. Pela tarde, no restaurante ‘Tipcol’, foi servido um almoço, havendo naquele espaço uma pequena exposição com fotografias da escola, ex-alunos, poemas, imagens dos livros da primeira à quarta classe e também algumas curiosidades históricas sobre os costumes antigos da antiga escola primária. Na ocasião, foram vendidos livros do autor Silvino Gaspar, ‘Colmeias, uma origem, um espaço, um caminho’, com os lucros das vendas a reverterem a favor da Conferência de São Vicente de Paulo de Colmeias e para a Associação Humanitária ‘Os Amigos de Colmeias’ que acaba neste momento as obras do seu edifício-sede. Também Manuel Bento dos Santos recordou de forma entusiástica os velhos tempos da escola primária de Colmeias. Na sua intervenção, uma das frases emblemáticas que proferiu foi “temos todos, hoje, 10 anos!” Joaquim Santos (texto e foto)

Projecto “Reciclagem de Movimentos”

Ginástica Geriátrica nas IPSS da Batalha Teve início nas instituições de solidariedade social do concelho da Batalha, mais uma edição do projecto “Reciclagem de Movimentos” – projecto de ginástica geriátrica orientada para os mais idosos. O programa, já em execução há oito anos pelo Município da Batalha, tem colhido grande adesão por parte de utentes e técnicos das IPSS

concelhias contribuindo para o fomento, na camada mais sénior da população, de hábitos de actividade física. Registe-se que no ano passado, o programa “Reciclagem de Movimentos” foi ministrado também na Junta de Freguesia de São Mamede, no Centro Recreativo da Golpilheira, na Casa do Povo de Reguengo do Fe-

tal e no Centro de Convívio de Alcaidaria, envolvendo mais de 100 utentes. O grande objectivo deste programa continua a basear-se no trabalho de um técnico ao nível da recuperação nos idosos, de alguns movimentos, estimulando estrutura óssea e a liberdade de movimentos, nalguns casos já perdida ou bastante limitada pela falta

de exercício regular. Dados os bons resultados alcançados, juntou-se ao Programa “Reciclagem de Movimentos” a componente da hidroginástica, que permite complementar e enriquecer os exercícios ministrados.A frequência do programa é gratuita e suportada integralmente pelo Município da Batalha.

Destinado a profissionais independentes

CoWork chega a Leiria Em franca expansão internacional e nacional, o conceito co-working chega a Leiria através da CoWork @Leiria. O projecto pretende criar na cidade um espaço onde profissionais independentes possam le-

var a cabo a sua actividade, beneficiando de toda uma infra-estrutura capacitada para tal. Entre as vantagens do projecto CoWork @Leiria está a possibilidade dos profissionais envolvidos

poderem trabalhar em simbiose, gerando sinergias na sua ou noutras áreas. Esta solução é especialmente orientada para quem tradicionalmente trabalha a partir de casa ou simplesmente pretenda reduzir

os custos associados a um escritório particular. Este é um conceito já consolidado internacionalmente, destacando-se a nível nacional as experiências de Lisboa e Porto.


SOCIEDADE 7

O Mensageiro 23.Setembro.2010

Novas instalações em Leiria

Hidratação da pele

Foram apresentadas, esta semana, as instalações provisórias do novo Serviço de Urgência Geral do Hospital de Santo André (HSA), em Leiria, que entra em funcionamento dia 23 de Setembro. O serviço será dotado de um novo sistema de atendimento que possibilitará o encaminhamento dos doentes

para áreas específicas, com meios próprios, de acordo com o seu grau de urgência. Desta forma, será melhorada a funcionalidade e a operacionalidade do serviço, através da reformulação de circuitos e a inovação dos modelos de cuidados, e tendo como base todas as potencialidades da “Triagem de Manchester”.

A Ratiopharm, empresa alemã especialista no fabrico, desenvolvimento e comercialização de produtos farmacêuticos vai realizar uma campanha de rastreios gratuitos à população, promovidos em diversas farmácias do país, para a determinação do grau de hidratação da pele. Nesse âmbito, a Farmácia Sanches e a Farmácia Oliveira, em Leiria, irão acolher dois dos rastreios, e a Farmácia Senhor dos Milagres, em Milagres, Leiria irá também acolher outro rastreio, no dia 30 de Setembro. Esta campanha surge no seguimento do lançamento da linha de dermocosméticos da ratiopharm, uma linha hipoalergénica de cuidado corporal, mãos e pés, especialmente formulada para reduzir o risco de irritação da pele.

DR

Serviço de Urgência provisório no HSA

Rastreios gratuitos em Leiria

Nova campanha lançada pela Agriloja

“Seja Solidário”

Apresentação em Leiria

“Planos de Promoção da Acessibilidade” Decorreu no dia 17 de Setembro, a apresentação dos “Planos de Promoção da Acessibilidade” para Leiria. Nesta sessão, Raul Castro, Presidente da Câmara Municipal de Leiria, agradeceu a presença de todos, começando por referir que a existência de barreiras no acesso ao meio físico edificado, ao espaço púbico e às tecnologias da informação e das comunicações, re-

presentam um obstáculo à qualidade de vida dos cidadãos, especialmente, os cidadãos com mobilidade condicionada. Para o Autarca, e numa lógica concertada entre o Poder Central, as Autarquias, as Associações de cariz técnico e de intervenção cívica, bem como de toda a comunidade, é necessário pensar estrategicamente a matéria da Acessibilidade e

da Mobilidade para Todos, contrariando “medidas avulso” e desenhando um território mais participado e mais planeado, com um melhor ambiente urbano. Tanto o Plano Municipal de Promoção de Acessibilidade (PIMPA), que contém um programa das intervenções necessárias para assegurar a melhoria da acessibilidade física do município, como o Plano

Local de Promoção de Acessibilidade (PLPA), para o centro da cidade, têm subjacentes os mesmos objectivos de identificar e eliminar barreiras, banindo gradualmente e de forma consistente, estes “pontos negros” da acessibilidade. Com início em Novembro de 2008, o (PLPA) ficará concluído em Outubro e o (PIMPA) em Novembro do corrente ano.

De visita a Leiria

“Carrinha da Diversidade” A “Carrinha da Diversidade”, iniciativa organizada pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), com o apoio do Município de Leiria, estará no Largo 5 de Outubro, no próximo dia 24 de Setembro, entre as 11 e as 18 horas. Promovida no âmbito do Projecto “Abordar as Discriminações Localmente para Alcançar a Igualdade a Nível Global”, inserido no Programa Progress 2007-2013, a

“Carrinha da Diversidade”, tem como principal objectivo divulgar a diversidade, contra a discriminação, em áreas como a deficiência, etnia, género, idade, orientação sexual, raça, religião ou crença. A percorrer o país até ao mês de Novembro, a “Carrinha da Diversidade” destina-se ao público em geral, mas sobretudo aos mais jovens, sendo um meio de sensibilização e reflexão para todos.

No próximo dia 2 de Outubro, a Agriloja realiza uma campanha especial de solidariedade, desafiando todos os seus clientes e visitantes a serem solidários! Esta acção irá decorrer durante esse dia em todas as Agrilojas. Esta acção de sensibilização tem como principal objectivo apelar à solidariedade dos clientes Agriloja para com os Animais, e para as Associações Protectoras de Animais de cada região. Todos os interessados em participar na campanha “Seja Solidário” poderão contribuir comprando produtos na Agriloja (alimentação, camas, comedouros, brinquedos, entre outros), ajudando monetariamente, ou simplesmente, adoptando um animal. Neste caso a Agriloja oferece uma embalagem de “Dog Chow Cachorro” de 3 quilos (borrego) ou “Cat Chow Gatinho” de 1,5 quilos.

Famílias encontram-se em Vieira de Leiria

Primeiro Dia Nacional do Avieiro O primeiro Dia Nacional do Avieiro realiza-se a 25 de Setembro, em Vieira de Leiria. O objectivo é promover e preservar a identidade colectiva da freguesia e reunir o maior número possível de famílias avieiras, num reencontro de regresso às origens. A iniciativa é promovida pela Junta de Freguesia de Vieira de Leiria, com o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande e do Gabinete da Cultura Avieira do Instituto Politécnico de Santarém. Este primeiro encontro vai reunir famílias avieiras de várias comunidades do País, tais como: Alcácer do Sal, Aldeia do Peixe (Benavente), Alfange (Santarém), Azinhaga, Barquinha, Barreira da Bica (Vale de Figueira), Caneiras (Santarém), Chamusca, Constância, Escaroupim (Salvaterra de Magos), Esteiro da Nogueira (Vila Franca de Xira), Faias e Cucos (Benfica do Ribatejo), Lezirão (Azambuja), Mouriscas, Palhota / Valada (Cartaxo), Patacão – (Alpiarça), Póvoa de Santa Iria, Reguengo do Alviela (Santarém), Tancos e Tramagal.

Turismo de Leiria-Fátima

Comemoração do Dia Mundial do Turismo O Turismo de Leiria-Fátima associa-se ao Dia Mundial do Turismo que se comemora na próxima segunda-feira, dia 27 de Setembro, desenvolvendo um conjunto de iniciativas, tais como a oferta de lembranças aos turistas que solicitem in-

formações nos seus Postos de Turismo. Os turistas serão assim presenteados com um bloco de notas denominado “Descubra uma Região com Alma”, nos idiomas de português, inglês, francês e espanhol, com imagens de capa

referentes aos produtos “Religião”, “Sol & Mar”, “Património” e “Natureza”, - no qual poderão registar os momentos especiais vividos em Leiria-Fátima. Para recordação ou envio aos amigos e familiares, também serão oferecidos postais e

ainda um calendário de bolso de forma a que todos os turistas possam, calmamente e desde já, programar férias em 2011 e 2012 nesta “Região com Alma”. Ainda neste dia, será apresentado o Roteiro Cultural “Um Circuito Republicano”, da autoria

do Dr. Acácio de Sousa, Director do Arquivo Distrital de Leiria, na sala de conferências do Posto de Turismo de Leiria, pelas 17h00.


8 ECLESIAL

O Mensageiro 23.Setembro.2010

Rumores da Visitação A oração de S. Francisco de Sales

Objectivos: - Possibilitar a tomada de consciência e o apreço pelo própria vocação. - Promover a disponibilidade para ajudar outros na descoberta e resposta à própria vocação. - Preparar para o ministério de animador vocacional, oferecendo conhecimentos e indicando instrumentos. Destinatários - Membros dos grupos paroquiais e vicariais da animação vocacional. - Catequistas e animadores de grupos de jovens e de adultos. - Padres, religiosos e leigos interessados na animação vocacional. Inscrições No início da escola “Razões da Esperança”, a 28 de Setembro, indicando esta formação para a animação vocacional. Enquadramento e calendário: Formação integrada na Escola “Razões da Esperança” De Outubro a Maio, quinzenalmente, às terças-feiras, no Seminário de Leiria: na primeira hora, das 21h. às 21h50, os participantes assistem à formação teológica geral; na segunda hora (22-23h.), tem lugar a formação sobre animação vocacional. Datas: Outubro, 16 e 26; Novembro, 9 e 23; Dezembro, 14; Janeiro, 4 e 18; Fevereiro, 1 e 15; Março, 1, 15 e 29; Abril, 12; Maio, 3, 17 e 31; Junho, 7 (encerramento). Programa Semestre I: Vocação e animação vocacional Tema 1: Conceitos, objectivos e programa MÓDULO I: VOCAÇÃO E PROJECTO PESSOAL DE VIDA Tema 2: Vocação pessoal Tema 3: Itinerário e projecto de vida Tema 4: Oração e maturidade espiritual Tema 5: As mediações na vocação (pessoal, familiar e comunitária) MÓDULO II: DA VOCAÇÃO À PRO-VOCAÇÃO Tema 6: O papel dos animadores Tema 8: Espaços, caminhos e meios de animação vocacional Tema 9: Desafios e propostas Semestre II: O acompanhamento no caminho vocacional MODULO I: CONCEITO E MODELO Tema 1: O que é o acompanhamento vocacional Tema 2: O início do caminho vocacional: do despertar à decisão pessoal Tema 3: Ícones bíblicos do acompanhamento MÓDULO II: O ACOMPANHANTE Tema 4: Quem acompanha e como Tema 5: Características da relação de ajuda Tema 6: Acompanhamento pessoal e de grupo: semelhanças e diferenças MÓDULO III: O ACOMPANHADO Tema 7: Aspectos psicológicos e espirituais Tema 8. Identificação do chamamento de Deus e resposta pessoal

Toda a criatura, todo o acontecimento, ajudaram S. Francisco de Sales a ir a Deus com amor. Estava sempre aberto a tudo o que é grande, bom e belo. Enriquecia-se com todos os dons de Deus. As florestas, as campinas, os grandes rios e os lagos azuis, as planícies verdejantes e cheias de sol, as montanhas cobertas de neves eternas, faziam-lhe perceber a presença de Deus. E dizia:”Que doçura e suavidade eu recebi entre as altas e ásperas montanhas, onde muitas almas simples amam e adoram a Deus com toda a verdade e sinceridade, e os cabritos e as camurças correm entre as espantosas camadas de neve, para anunciar os louvores de Deus. Eu não entendo a sua linguagem, mas penso que dizem coisas belas...” Admirava as abelhas e dizia delas que são muito felizes porque saem do seu cortiço só para se ocuparem na colheita do pólen das flores. São mais felizes que as vespas que se detêm mais nas coisas repelentes. Não colhem nada para seu sustento e, chegando o inverno, acabam por morrer porque nada de bom fizeram para si nem para os outros animais. Santa Missa e Ofícios religiosos Foi pela graça da oração que a celebração da Missa, a recitação do breviário, assim como os outros exercícios de piedade, se tornaram para Francisco fontes vivas de santidade. Ele próprio escreveu que a Missa é “o sol dos exercícios espirituais, o centro da religião cristã, o coração da devoção, a alma da piedade, mistério inefável que encerra o abismo da caridade divina, no qual Deus comunica magnificamente as suas graças e favores. A oração, feita em união com este divino Sacrifício, tem uma força indizível. Os coros da Igreja triunfante e os da Igreja militante vêm unir-se a Nosso Senhor nesta divina acção, para, com Ele, n’Ele e por Ele, arrebatar o coração de Deus

DR

Pela oração, o Santo encontra Deus na natureza

Pai e tornar nossa toda a sua misericórdia. Se não se pode assistir à Missa com a nossa presença real, é necessário assistir espiritualmente, unindo-nos às intenções de todos os cristãos.” E o Santo continua: “É bom assistir às Vésperas, nos Domingos e Festas, ouvir as pregações com atenção e reverência, ter sempre à mão algum livro de devoção ou vida dos Santos, confessar-se com frequência, não mudar facilmente de confessor, comungar todos os oito dias.” Um seu amigo íntimo pôde dizer dele: “Quando este bem-aventurado orava, permanecia de joelhos, as mãos juntas; rezava antes e depois da Missa, ao levantar e ao deitar. As suas orações eram curtas mas cheias de ardor. Rezava todos os dias o Rosário, sem nunca o omitir, por muito trabalho que tivesse; e se o não podia fazer durante o dia, rezava-o pelas onze ou meia - noite, não se deitando nunca sem satisfazer esta obrigação, na qual empregava uma hora. “ Sendo Bispo, ia ouvir todos os sermões que se pregavam nas igrejas da cidade, por bons ou medíocres que fossem os pregadores, não testemunhando aborrecimento algum; e, se tinha de pregar depois, o que lhe acontecia com frequência, não deixava de louvar esses pregado-

res, por fracos que eles fossem. Na procissão do “Corpo de Deus “, o santo levava sempre o SSmº Sacramento, ainda que não estivesse bem de saúde. O percurso era de quase três horas, e o seu rosto parecia o de um anjo. Antes dele, os bispos não assistiam a esta procissão; mas, apesar de vários impedimentos, ele conseguiu. Nesta acção, o seu porte era humilde e recolhido e o seu rosto resplandecia. Quando celebrava a santa Missa, a sua serenidade era notória, e no momento da Comunhão, os assistentes ficavam tocados pelo seu ar que revelava a sua forte união com Deus. Pronunciava as orações da Missa com voz grave, sem nunca se apressar, por mais trabalho que tivesse à sua espera. Quem o observava, era movido à devoção. No momento da Consagração, ao pronunciar as palavras sacramentais, Francisco parecia um homem todo transformado em Deus. Dizia-se que tinha recebido a graça de ser isento de distracções logo que começava o Santo Sacrifício. Na reza do breviário: Este bem-aventurado Prelado, ainda que estivesse muito acabrunhado de trabalho, sem saber para onde se voltar, nunca tinha distracções na reza do breviário. Confessava que pensava estar no céu, cantando os

louvores do Criador, entre os coros dos anjos. Admirava-se que alguns sacerdotes ignorassem a verdadeira ciência dos santos e atribuía isso à pouca aplicação deles às santas palavras na recitação dos santos Ofícios. Quando se encontrava doente e com a expressa proibição do médico de recitar o Ofício, pedia a um dos seus capelães que o recitassem junto dele. A execução perfeita das cerimónias religiosas parecia-lhe um meio de atrair suavemente os hereges à prática da verdadeira religião. E assim aconteceu quando foi enviado a evangelizar a província do Chablais. As suas devoções: - Este grande bispo tinha particular devoção à Paixão de Nosso Senhor. Trazia sempre consigo, como arma para se defender dos seus inimigos, o relato da Paixão, escrito por ele, num pequeno caderno. Amava muito a SSmª Virgem, S. José, S. Pedro e S. Paulo, os dois santos de nome João, S. Francisco de Assis, S. Francisco Xavier, S. António e outros, e pregava sempre nas suas festas. Passando por Pádua, não deixava nunca de ir visitar S. António. E disse em confiança à Madre de Chantal que um dia, durante a oração, teve uma representação intelectual deste santo, que lhe disse: “ Tu desejas o martírio como também eu o desejei, mas não o obterás. Sê tu o instrumento do teu próprio martírio. “Desde esse dia Francisco tomou a decisão de se mortificar nas pequenas e grandes ocasiões, praticando as virtudes cristãs. Também venerava muito S. Boaventura. Invocava o seu nome todos os dias, porque no baptismo recebeu o nome de Francisco Boaventura. A Irmãs do Mosteiro da Visitação -- Batalha


DIOCESE 9

O Mensageiro

23.Setembro.2010

António Augusto dos Santos Marto

António Augusto dos Santos Marto

Sendo necessário prover os serviços diocesanos dos meios humanos necessários, havemos por bem nomear, de acordo com o cân.1437 do Código de Direito Canónico, a Exma Senhora Drª Celme Brites de Oliveira Marques Pedreiro Notária do Tribunal Eclesiástico da Diocese de Leiria-Fátima. Exercerá o seu cargo segundo a Lei da Igreja e em comunhão com o Bispo diocesano. Esta nomeação é válida pelo período de cinco anos. Leiria, 17 de Setembro de 2010.

Sendo necessário prover ao cuidado pastoral do Povo de Deus que nos foi confiado, havemos por bem nomear Vigário Paroquial de Leiria e Vigário Paroquial de Cruz da Areia o Rev. Padre Miguel de Azevedo Santiago Sottomayor, que começará a exercer este múnus na data do presente decreto. Exercerá o seu ministério em colaboração com o Revº Pároco, P. Gonçalo Corrêa Mendes Teixeira Diniz, segundo a Lei da Igreja e em comunhão com o Bispo diocesano. Terá todas as faculdades previstas no Código de Direito Canónico, nomeadamente as consignadas no cânone 1111. Esta nomeação é válida pelo período de seis anos. Leiria, 19 de Setembro de 2010.

Bispo da Diocese de Leiria-Fátima, faz saber quanto segue:

† António Augusto dos Santos Marto Bispo de Leiria-Fátima

Bispo da Diocese de Leiria-Fátima, faz saber quanto segue:

† António Augusto dos Santos Marto Bispo de Leiria-Fátima

Dia 3 de Outubro

Convocação para Assembleia Diocesana Caríssimos Diocesanos, Irmãos e irmãs em Cristo, A vós, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. Bendito seja Deus e Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação. Ele nos consola em toda a nossa tribulação, para que também nós possamos consolar aqueles que estão em qualquer tribulação, mediante a consolação que nós mesmos recebemos de Deus. (2 Cor 1, 2- 4) Como o fiz na Carta pastoral para este ano, com estas palavras do Apóstolo Paulo saúdo-vos afectuosamente. Como ele, em união espiritual convosco, começo por abrir o coração bendizendo a Deus pelos dons de consolação com que confortou a nossa Igreja diocesana ao longo do ano pastoral findo. Sabeis que estamos a seguir o percurso traçado pelo Sínodo Diocesano e desenvolvido no projecto pastoral “Testemunhar Cristo, fonte de esperança”. Nesta caminhada comum, como nos anos passados, ve-

nho convocar uma Assembleia Diocesana, que terá lugar na tarde do Domingo, 3 de Outubro, no ginásio do Seminário Diocesano, em Leiria. Com ela celebramos o Dia da Igreja Diocesana, em comunhão visível, apresentamos o programa do novo ano e damos-lhe início juntos. Para ela convoco os principais agentes pastorais e apostólicos, nomeadamente: os padres, o Conselho Pastoral Diocesano, os membros dos Serviços e organismos diocesanos, as direcções dos Movimentos, Associações e Obras, os superiores ou representantes das comunidades religiosas masculinas e femininas, as direcções dos Institutos Seculares e Novas Comunidades, os membros dos conselhos pastorais paroquiais, catequistas, ministros da comunhão e outros. O programa será o seguinte: 15h00: Acolhimento, música e retrospectiva da caminhada diocesana; 16h00: Tempo de convívio;

16h30: Música e apresentação da nova Carta Pastoral do Senhor Bispo; 18h00: Eucaristia na igreja do Seminário. Na manhã desse dia, no colégio da Cruz da Areia, realizase o encontro anual dos catequistas da Diocese, promovido pelo Departamento da Educação Cristã. Estes eventos testemunham a nossa união no amor de Cristo, promovem a comunhão eclesial e imprimem no nossos corações maior sentido de co-responsabilidade na missão comum e de pertença a uma mesma e grande família espiritual. Reservai na vossa agenda a disponibilidade para participar, não marcando qualquer outra actividade no âmbito da vossa responsabilidade, informai e motivai os vossos colaboradores para vos acompanharem. Tendo em conta as orientações diocesanas, peço a todos o melhor empenho na programação pastoral para o próximo ano. † António Marto, Bispo de Leiria-Fátima

Caranguejeira acolheu novo pároco

“Serei pastor e guia para vós” Chegou entusiasmado e com um semblante alegre e bem-disposto. Foi com um sorriso de orelha a orelha que, pelas 11h00 do dia 19 de Setembro, o novo pároco, Pe Joaquim de Almeida Baptista, pisou oficialmente o chão caranguejeirense. A recebê-lo estiveram os membros do Conselho Económico Paroquial, do Conselho Pastoral Paroquial, Presidente da Junta de Freguesia, Filarmónica de S. Cristóvão, representantes dos diversos movimentos de cariz pastoral e social paroquiais, e ainda representantes das várias instituições culturais e desportivas da freguesia. Sem grande afluência de povo, mas com dignidade, o novo pároco recebeu as boas vindas e deu os primeiros passos pelas principais ruas da vila que

o conduziram às portas da Igreja Paroquial, onde um razoável número de fiéis o esperavam para a saudação e celebração eucarística de acção de graças. “A minha vida é para vós” Durante a homília, o novo pároco saudou a comunidade caranguejeirense. “A partir de hoje sou da Caranguejeira. Não só porque aqui passo a residir, mas sobretudo porque me entrego a vós. Sou da Caranguejeira, sou deste povo, sou desta comunidade paroquial. Sou vosso. De todos e de cada um. A minha vida é para vós. Convosco e para vós a quero gastar. Serei em nome de Cristo e nas suas vezes, pastor e guia para vós. No final da celebração, Custódio Francisco, do Conselho Económico Pa-

roquial, dirigiu um voto de confiança ao Pe Baptista. “Pode contar connosco. Queremos que entre nesta paróquia com todo o entusiasmo e a ela se dedique com todas as suas capacidades.” E deixou ainda um

apelo: “pedimos-lhe que nos ensine a remar todos no mesmo sentido.” Por seu turno, Joaquim Mónico, presidente da autarquia local, abriu as portas da freguesia ao novo líder espiritual. “Creia que vem

para todos ajudar à imagem e semelhança do bom pastor. Creia que se vai sentir bem no nosso meio. Estamos consigo.” “A paróquia não é o pároco!” A estas palavras o novo pároco respondeu saudando organismos, instituições, serviços paroquiais e paroquianos em geral, apelando à colaboração e à responsabilidade conjunta. “Conto muito convosco. Reconheço a minha responsabilidades específica na recondução e dinamização da vida paroquial e não fujo a essa responsabilidade, mas também sei que a responsabilidade não é só minha. A paróquia não é o pároco. Se a responsabilidade primeira é do pároco não significa que os paroquianos se possam alhear. Se o fizerem não estão a ser fiéis

à graça do baptismo que os constituiu filhos de Deus e membros de pleno direito da Igreja, responsáveis pela sua vida e pela sua acção em favor dos homens. É neste espírito de co-responsabilidade pastoral que devemos caminhar. Só assim criaremos comunhão entre nós. Só assim seremos a Igreja de Jesus Cristo. Por fim deixou a promessa de uma casa de portas abertas para a todos acolher, sem esquecer ex-paroquianos da Sé. “Fico à espera da vossa visita. A casa é vossa. Procurai-me sempre que quiserdes. Estarei sempre ao vosso dispor.” Texto: Orlando Marques Foto: Frederico Costa/Fotobrinde


10 ECLESIAL

O Mensageiro 23.Setembro.2010

Leituras | XXVI Domingo do

Tempo Comum (26/09/10)

Antífona de Entrada: Dan 3, 31.29.30.43.42 Leitura I: Am 6, 1a.4-7 Salmo Responsorial: Salmo 145 (146), 7-10 (R.1b) Refrão: Ó minha alma, louva o Senhor. Repete-se Ou: Aleluia. Repete-se Leitura II: 1 Tim 6, 11-16 Aclamação ao Evangelho: 2 Cor 8, 9; Refrão: Aleluia. Repete-se Jesus Cristo, sendo rico, fez-Se pobre, para nos enriquecer na sua pobreza. Refrão EVANGELHO: Lc 16, 19-31 Naquele tempo, disse Jesus aos fariseus: «Havia um homem rico, que se vestia de púrpura e linho fino e se banqueteava esplendidamente todos os dias. Um pobre, chamado Lázaro, jazia junto do seu portão, coberto de chagas. Bem desejava saciar-se do que caía da mesa do rico, mas até os cães vinham lamber-lhe as chagas. Ora sucedeu que o pobre morreu e foi colocado pelos Anjos ao lado de Abraão. Morreu também o rico e foi sepultado. Na mansão dos mortos, estando em tormentos, levantou os olhos e viu Abraão com Lázaro a seu lado. Então ergueu a voz e disse: ‘Pai Abraão, tem compaixão de mim. Envia Lázaro, para que molhe em água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nestas chamas’. Abraão respondeulhe: ‘Filho, lembra-te que recebeste os teus bens em vida e Lázaro apenas os males. Por isso, agora ele encontra-se aqui consolado, enquanto tu és atormentado. Além disso, há entre nós e vós um grande abismo, de modo que se alguém quisesse passar daqui para junto de vós, ou daí para junto de nós, não poderia fazê-lo’. O rico insistiu: ‘Então peço-te, ó pai, que mandes Lázaro à minha casa paterna – pois tenho cinco irmãos – para que os previna, a fim de que não venham também para este lugar de tormento’. Disse-lhe Abraão: ‘Eles têm Moisés e os Profetas: que os oiçam’. Mas ele insistiu: ‘Não, pai Abraão. Se algum dos mortos for ter com eles, arrepender-se-ão’. Abraão respondeu-lhe: ‘Se não dão ouvidos a Moisés nem aos Profetas, também não se deixarão convencer, se alguém ressuscitar dos mortos’». Palavra da salvação.

Cânticos | XXVII Domingo do Tempo Comum (03/10/10)

Janela Sobre a Missão

Objectivos do Milénio Decorreu esta semana, de 20 a 22 de Setembro, a Cimeira designada oficialmente “Reunião Plenária de Alto Nível da Assembleia Geral das Nações Unidas” para fazer o balanço dos avanços, identificar os atrasos e assumir o compromisso de lançar um plano de acção concreto para realizar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) acordados a nível internacional. Estes objectivos foram definidos no ano 2000 tendo como limite temporal para a sua consecução o ano 2015. Se é certo que alguns países já alcançaram êxitos importantes em matéria de redução da pobreza, da melhoria da escolarização e da saúde das crianças, do alargamento do acesso à água limpa e da luta contra a malária, a tuberculose e a SIDA, também é verdade que esses progressos foram desiguais e, sem esforços adicionais, é provável que inúmeros países não alcancem vários ODM. É neste contexto, a cin-

AO SABOR DA PALAVRA

INÍCIO: Escutai, Senhor, a prece – Lau 343 Escutai, Senhor, a voz do meu clamor – Lau 344 SALMO RESPONSORIAL: Se hoje ouvirdes a voz do Senhor – Lau 742 APRESENTAÇÃO DOS DONS: Só no Espírito de Deus – Lau 789 Tomai, Senhor, e recebei – Lau 821 COMUNHÃO: Beberam o cálice – Lau 172 Eu estou no meio de vós – Lau 1134 PÓS-COMUNHÃO: Ubi Caritas – Lau 88 FINAL: Sois a semente – Lau 793

MISSAS DOMINICAIS Sábado: 19h00 - Sé; 19h30 - Franciscanos Domingo: 08h30 - Espírito Santos; 09h00 - Franciscanos; 10h00 - Paulo VI; 10h00 - S. Francisco e São Romão; 10h30 - Franciscanos; 11h00 - S. Agostinho; 11h00 - Hospital; 11h30 - Cruz da Areia; 11h30 - Seminário, 11h30 - Sé, 18h30 - Sé; 19h30 - Franciscanos; 21h30 - Srª da Encarnação

Pe. Francisco Pereira pe.francisco@mac.com

Humildade XXVI Domingo do Tempo Comum

Ouve-se falar muito em qualidade de vida. Mas o que é que define essa qualidade: normalmente é usado o padrão de quanto mais melhor: dinheiro, bens, saúde, felicidade, estabilidade. Mas uns itens aparecem com mais relevância do que outros, e se observarmos mais atentamente notamos que o que para uns é um nível de vida bom, para os outros é insuficiente.

co anos da data estabelecida para atingir os objectivos definidos, que os Chefes de Estado e de Governo, juntamente com líderes de grupos de defensores dos direitos dos cidadãos, fundações e sector privado, se reúnem para dar novo impulso a esta iniciativa. A questão do desenvolvimento integral do ser humano é muito cara à Igreja. Não é por acaso que

ela tem uma forte presença em muitas instituições de cariz social. Em numerosos países subdesenvolvidos é a também a Igreja que se coloca ao lado dos mais pobres e desprotegidos. Existe, inclusivamente, a chamada “Rede Fé e Desenvolvimento” que está muito atenta a estas questões e com frequência se pronuncia sobre elas. Na Cimeira que está a

Aparentemente os ricos têm maior nível de vida do que os que são mais pobres. Mas serão mais felizes? Viverão mais tranquilos? Todos queremos preservar o que temos, e a maior parte das pessoas vive o dia a dia tentando equilibrara o barco da sua vida. Os que têm tudo viverão mais preocupados porque têm mais a perder, têm mais coisas para controlar. Mas não são só os que muito têm que vivem obcecados pelas suas posses. Os nossos corações têm lugar para muita coisa. Devemos perguntar-nos se não nos deixamos, às vezes, arrastar pelo desejo de ter, comprando coisas supérfluas, e impondo sacrifícios à família para pagar as nossas manias de grandeza. Se não gastámos, às vezes, de forma descontrolada, para pagar os nossos pequenos vícios, sem pensar nas necessidades daqueles que dependem de nós. Na nossa vida o que deve contar mais é saber encontrar espaço para o que é verdadeiramente importante Pode ficar

completamente cheio com pouca ou muita coisa, sem ter lugar para mais nada, especialmente para a capacidade de amar. A parábola que nos é proposta é uma ilustração das bem-aventuranças. Anuncia-se, desta forma, que o projecto de Deus passa por um “Reino” de fraternidade, de amor e de partilha. Quem recusa esse projecto e escolhe viver fechado no seu egoísmo e auto-suficiência (os ricos), não pode fazer parte desse mundo novo de fraternidade que Deus quer propor aos homens (a imagem dos “tormentos”, contudo, não deve se levada demasiado a sério: faz parte do folclore oriental e das imagens que os pregadores da época utilizavam para impressionar as pessoas e levá-las a modificar radicalmente o seu comportamento). O pecado do rico da parábola deste domingo não foi ser muito rico, foi o ter esquecido completamente Lázaro que ao seu lado vivia sem nada. Assim como aqueles que se sentiam tão protegidos por fazerem

decorrer a referida Rede já disse que espera que os cerca de 140 chefes de Estado participantes “sejam mais audazes” e capazes de “maior radicalidade” nas medidas a tomar. “A crise não pode ser resolvida se houver esta discrepância ao nível do desenvolvimento. Desde já anunciamos que no dia 23 de Outubro terá lugar em Leiria o Encontro Nacional do Voluntariado Missionário. Virão grupos de todo o país e o tema do encontro estará ligado ao ano que estamos a viver de luta contra a pobreza extrema. Na semana que antecede esse encontro decorrerão várias iniciativas que em breve serão dadas a conhecer. Informamos ainda que nesta sexta-feira, dia 24 de Outubro, terá lugar mais uma apresentação pública do Grupo Missionário Ondjoyetu na Aula Magna do Seminário de Leiria, às 21:00 horas

P. Vítor Mira

parte do povo escolhido que esqueciam o sofrimento à sua volta e nada faziam para o atenuar, para o fazer desaparecer. A verdadeira qualidade de vida reside em viver de acordo com a descoberta que fazemos do amor que reside em nós, que foi semeado por Deus e que vai crescendo cada dia se soubermos cuidar dessa semente. Se perdemos a capacidade de nos compadecer dos que sofrem ao nosso lado perdemos todo o sentido da vida. Mas compadecerse não é apenas ter pena, é tornar-se solidário com o que sofre colocando-o ao nosso nível, promovendo-o, ajudando-o a melhorar a sua vida. Se for preciso descer aos infernos, mas não para lá ficar, mas para trazer o outro connosco. Isto tem de ser feito enquanto estamos neste mundo. Porque passando a fronteira da vida as opções que tomamos são definitivas, e a salvação (ou condenação) é um facto consumado.


ECLESIAL 11

O Mensageiro

23.Setembro.2010

“Catequese e compromisso sócio-caritativo”

Encontro Diocesano de Catequistas No dia 3 de Outubro (Domingo), dia da Igreja Diocesana, realiza-se o Encontro Diocesano de Catequistas a ter lugar no Colégio da Cruz da Areia, das 9h00 às 13h00, com o tema «Catequese e compromisso sócio-caitativo» Após o momento de oração inicial, com a presença do Sr. D. António Marto, haverá um tempo alargado para o trabalho de grupo. Os grupos procurarão ajudar a aprofundar as possibilidades de reflexão

e acção que cada catecismo oferece para trabalhar o tema anual da Diocese. Por isso, os catequistas deverão levar consigo o Catecismo e Guia do Catequista que irão trabalhar ao longo do

próximo ano. No caminho de iniciação cristã, a caridade é «uma componente indispensável», que está necessariamente presente nos catecismos do actual itinerário dos 10 anos de catequese da infância e adolescência. Por isso, este Encontro Diocesano de Catequistas pretende ajudar os catequistas de cada ano a fazerem a descoberta das possibilidades que os catecismos lhes dão para aprofundar o tema diocesano,

além de querer possibilitar a troca de experiências de actividades já realizadas e de projectos que possam facilitar a «aprendizagem» de um estilo de vida caritativo. O Encontro continua, à tarde, na Assembleia Diocesana, com início às 15h00, no ginásio do Seminário, terminando com a celebração da Eucaristia, pelas 18h00.

PORTUGAL Família e Escola: educar pelo exemplo

Jornadas de Pedagogia em Braga A Faculdade de Filosofia de Braga organiza, no dia 9 de Outubro, as III Jornadas de Pedagogia subordinadas ao tema «Família e Escola: educar pelo exemplo». Do programa consta os seguintes conteúdos: “Papel da exemplaridade na evolução da identidade espiritual cristã”, “A liderança no contexto escola” Um novo projecto educativo: ajudar a descobrir os valors”, “Vidas significantes” e “A Criança, a Família e a Sociedade: Aprender Hoje, Novos Riscos, Novos Desafios”.

Objectivos Desenvolvimento do Milénio

Encontro de avaliação da Cimeira da ONU

Escola Razões da Esperança A escola RAZÕES DA ESPERANÇA oferece um curso básico de iniciação à reflexão teológica e pastoral com a duração de três anos, 6 disciplinas, 2 em cada semestre, cuja finalidade é a formação dos agentes pastorais de que a diocese precisa, nos seus vários âmbitos e instituições porque “a fé precisa de alimento, de cuidado, de orientação, de formação atenta e dedicada” (D. António Marto). Este espaço formativo decorre no Seminário de

Leiria, com um ritmo quinzenal, às terças-feiras, das 21h00 às 23h00. Terminado o primeiro ciclo formativo de 3 anos, no presente ano lectivo serão repetidas duas disciplinas e introduzidas duas novas. Assim, no primeiro semestre, haverá: Das 21h00 às 21h50 1.Antigo Testamento (P. Gonçalo Diniz) 2. Visão cristã do homem (P. José Henrique) Das 22h00 às 23h00 Continuará a haver uma

formação especifica com os seguintes cursos: Curso de Iniciação de catequistas; Curso Geral de Catequistas / Psicologia; Curso de Coordenadores de Catequistas; Escola de Leitores; Canto Litúrgico; Lectio Divina; Formação para Animação Vocacional; Acção Sóciocaritativa; Formação para dirigentes CNE; Movimento dos Cursos de Cristandade; Formação para animadores Grupos de Jovens. As datas dos cursos para o primeiro semestre

são: Out. 12, 26; Nov. 09, 23; Dez. 14; Jan. 04, 18; Fev. 01. A abertura da Escola será no dia 28 de Setembro de 2010, no Seminário Diocesano de Leiria com a Eucaristia presidida pelo Sr. D. António Marto. Seguemse as inscrições Para mais informações pode consultar o site: http: //www.leiria-fatima.pt/cfc/ E - m a i l : cfcleiria@gmail.com, razo esdaesperanca@gmail.com Tel: 244 103 816

“Educação da sexualidade ou educação para o Amor?” A Associação Portuguesa de Escolas Católicas (APEC) promove uma manhã de reflexão sobre a temática da Educação Sexual no próximo dia 2 de Outubro, no Colégio Conciliar de Maria Imaculada, em Leiria (Cruz da Areia). Subordinada ao tema “Educação da sexualidade, ou educação para o Amor?” haverá num primeiro momento a abordagem da visão biológica da sexualidade, com Daniel Serrão, catedrático jubilado da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e membro da Academia Pontifícia para a Vida. Num segundo momento, falará sobre a perspecti-

DR

APEC promove reflexão em Leiria

va cristã da sexualidade o padre Vítor Coutinho, professor da UCP e especialista na relação entre a Biotética e a Teologia. O encontro destina-se

sobretudo, aos professores das escolas católicas que mais responsabilidades têm nesta matéria, assim como aos professores de EMRC das escolas estatais.

Programa: 9h30 - Sessão de abertura, presidida por D. António Marto, Bispo de Leiria-Fátima 10h00 - 1º Tema: «A sexualidade na saúde integral» (Daniel Serrão) 11h15 - 2º Tema: «Sexualidade e Igreja: Uma relação atribulada. Perspectivas cristãs da sexualidade» (padre Vítor Coutinho) 12h00 - Debate moderado pelo padre Querubim Silva, presidente da APEC 12h45 – Encerramento do encontro

Para avaliar a Cimeira da ONU sobre o futuro dos Objectivos Desenvolvimento do Milénio (ODM) realiza-se a 27 de Setembro, no Seminário do Verbo Divino (Lisboa) um encontro promovido pela Antena AEFJN Portugal; Comissão Episcopal da Pastoral Social; Comissão Nacional de Justiça e Paz, CIRP-JPIC, Caritas Portuguesa, Desafio Miqueias. Esta iniciativa conta com o contributo de Mónica Ferro, Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas; D. Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas e membro da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Eugénio Fonseca, Presidente da Caritas Portuguesa.

“Espírito santo e Missão”

Conclusões das Jornadas Missionárias Diminuição do clero dificulta abertura ao anúncio da mensagem cristã noutros países A Igreja Católica portuguesa quer que todos os seminaristas e padres passem algum do seu tempo formativo em países de “missão”, onde o anúncio e testemunho da mensagem cristã não estão consolidados. Esta foi uma das conclusões aprovadas pelas cerca de 450 pessoas oriundas de quase todas as dioceses, institutos missionários e movimentos eclesiais que participaram entre 17 e 19 de Setembro, em Fátima, nas Jornadas Missionárias de 2010, dedicadas ao tema “Espírito Santo e Missão”. Os candidatos ao sacerdócio e padres de congregações religiosas missionárias passam frequentemente por esta experiência no decorrer da sua formação mas o mesmo não acontece com o clero incorporado nas dioceses. O comunicado final do encontro salienta que “as preocupações com a pastoral e a diminuição dos sacerdotes dificultam a comunhão e a abertura” ao anúncio da mensagem cristã nos territórios de missão. “Há o perigo de se esquecer que a Igreja é, por essência e vocação, missionária”, pelo que as dioceses devem criar “dinamismos internos e formativos” que manifestem melhor este aspecto essencial da sua identidade. O documento saúda “a alegria e a generosidade dos leigos, especialmente dos jovens, que todos os anos, e cada vez em maior número, doam um pouco da sua vida ao mundo missionário”. As próximas Jornadas vão decorrer de 16 a 18 de Setembro de 2011, em Fátima.


12 ECLESIAL

BREVES França

Bispos criticam projecto-lei A Comissão Episcopal francesa para a missão da Igreja Universal (CEMU) afirmou, no passado dia 20, que se vai opor a qualquer medida que sirva para pôr em causa a integração de imigrantes no país. Sete bispos, membros da CEMU, estiveram reunidos para analisar o projecto-lei sobre imigração, elaborado pelo ministro francês que tutela aquela pasta, Eric Besson. Um projecto que ainda vai ser discutido numa Assembleia Nacional, marcada para o final de Setembro. Os prelados defendem que “a família é o núcleo essencial da sociedade” e, para os imigrantes, “ela tem um papel fundamental na sua integração”. O governo francês sustenta a sua posição de força com o dever de estabelecer regras e regular os fluxos migratórios, tendo em conta o bem comum. Os membros da CEMU consideram que a “intervenção de um órgão jurisdicional de liberdade é fundamental para ouvir as palavras das pessoas privadas de liberdade “. Frisaram ainda que “a ajuda humanitária aos imigrantes em dificuldade não deve ser confundida com a actividade criminosa dos traficantes’’. ‘”Com tantos cristãos que vivem nos bairros mais pobres “, especialmente das comunidades religiosas, nós sabemos da contribuição que os imigrantes dão ao nosso país com o seu trabalho, a sua energia e a sua honra”. “Não nos vamos esquecer das dificuldades que eles tiveram de passar quando emigraram”, concluem os bispos da CEMU.

“A família: o trabalho e a festa”

Carta do Papa às famílias

O Mensageiro 23.Setembro.2010

Gândara dos Olivais

Festa de Nossa Senhora dos Milagres Nos próximos dias 23 a 27 de Setembro a Comissão de Festas 2010 de Gândara dos Olivais vai realizar os tradicionais festejos em honra de Nossa Senhora dos Milagres. Durante o dia de quinta-feira far-se-á a visita aos doentes e às 21h00 celebra-se a missa preparatória da festa em honra de Nossa Senhora dos Milagres. Na sexta-feira os festejos iniciam com o jantar, porco no espeto, às 20h30. Os grupos presentes durante esta noite são “Cruzes Canhoto”, “Hydent”, “Jorge e Alex” e “The Cartel”. O dia de sábado conta com a actuação da “Bandinha do Oeste”, para abertura do arraial às 11h00. Esta ainda apresenta a arruada às 11h15 e às 14h00, animando o arraial às 17h00. A chegada da “Filarmónica de Marrazes” será

às 20h30, seguindo-se a missa solene em honra da padroeira, e a tradicional procissão das velas. A noite será animada pela “Banda Krall”. No domingo a recolha dos andores com o acompanhamento da “Filarmónica de São Tiago de Marrazes” será às 10h30. A missa solene celebra-se às 14h30, seguindo-se a procissão e venda das oferendas. Durante a tarde e inicio da noite a organização apresenta um programa variado com um concerto pela “Filarmónica de São Tiago de Marrazes”, actuação do “Rancho Folclórico das Barreiras”, “Rancho Folclórico da Careira”, banda “Função Públika”, e ainda a realização do sorteio das rifas, encerrando-se o arraial com um espectáculo piromusical.

Tradicionais iluminações de caracóis

Festa de Nossa Senhora do Fetal

O Vaticano vai apresentar no próximo dia 24, Sexta-feira, a carta que Bento XVI escreveu por ocasião do VII Encontro Mundial das Famílias. A iniciativa decorrerá na cidade italiana de Milão, em 2012, sobre o tema “A família: o trabalho e a festa”. Na conferência de imprensa de apresentação da carta estarão, entre outros, o Cardeal Ennio Antonelli, presidente do Conselho Pontifício para a Família, e D. Erminio De Scalzi, delegado da arquidiocese de Milão para a organização do Encontro Mundial.

Fundação do Vaticano

Dez anos dedicada à Doutrina Social da Igreja A Fundação do Vaticano “Centesimus Annus – Pro Pontífice”, em colaboração com o Centro Interdisciplinar da Pontifícia Universidade Lateranense, está a celebrar o décimo aniversário dos Cursos bienais – que se realizam a cada dois anos – dedicados à Doutrina Social da Igreja. O próximo curso bienal tem início no dia 2 de Outubro e vai abordar temas como a dignidade da pessoa, o destino universal dos bens, a solidariedade, a subsidiariedade, o bem comum, o pluralismo social e a participação. No final da formação, os participantes devem elaborar uma tese para receberem o diploma em Doutrina Social da Igreja. A Fundação “Centesimus Annus – Pro Pontifice” procura promover entre as pessoas do meio empresarial e profissional, o conhecimento da doutrina social cristã, ao mesmo tempo que os coloca a par da actividade da Santa Sede. Além disso, tem como objectivo favorecer iniciativas que desenvolvam a presença e a obra da Igreja Católica nos diferentes âmbitos da sociedade.

No primeiro domingo de Outubro, dia 3, irá decorrer no Reguengo do Fetal a tradicional festa em honra de Nossa Senhora do Fetal. Neste dia o programa dos festejos inicia com a recolha das ofertas, às 10h30, seguindo-se o cortejo, da igreja paroquial para a capela de Nossa Senhora do Fetal, para a celebração da missa. A abertura do arraial, às 13h30, apresenta um

serviço de restaurante, quermesse e venda das ofertas, acompanhado pelo concerto da Filarmónica. O arraial será ainda animado pelo “Duo Musical Fronteira”. Cumprindo-se a tradição, na sexta-feira da semana anterior, dia 24 de Setembro, ocorre a primeira procissão nocturna, com inicio na igreja matriz, num percurso de cerca de 800 metros, até ao Santuário

de Nossa Senhora do Fetal, regressando à igreja matriz com a imagem de Nossa Senhora no seu trono. No sábado da semana seguinte, dia 2 de Outubro às 21h00, celebra-se a missa na igreja paroquial, seguindo-se a procissão com a imagem de Nossa Senhora do Fetal e Bênção dos Terços. O arraial, na Praça da Fonte, será animado por Virgílio Pereira. Ambas as procissões serão acompanhadas pela Filarmónica das Cortes e serão abrilhantadas com diversas iluminações realizadas com inúmeras cascas de caracóis, que, colocadas ao longo do percurso e em locais afastados mas bem visíveis deste, produzem um belo espectáculo visual, devido às belas imagens criadas pela imaginação das muitas pessoas que colaboram na realização do evento. A freguesia do Reguen-

go do Fetal, pelos diversos relatos que nos chegaram, era uma freguesia rural, em que a quase totalidade da sua população se dedicava à agricultura. Produziamse, principalmente, vinho, cereais, azeite… O azeite, para além dos normais fins alimentares, era também utilizado nas candeias, como combustível para iluminação. À semelhança das candeias, eram utilizadas como recipiente as cascas de caracóis, que com um pequeno pavio substituíam as tradicionais candeias. É desta forma que são feitas as maravilhosas iluminações. A origem desta tradição remonta aos séculos passados, tendo nos últimos anos, fruto de muito trabalho, da colaboração das diversas entidades e muitos particulares, sofrido um grande impulso, que tem atraído ao Reguengo inúmeros visitantes.

“Porque a alegria da fé é para ser cantada”

Concerto com padre Borga No próximo dia 2 de Outubro (sábado), às 21h00, a paróquia de Albergaria, Marinha Grande, organiza um espectáculo com a presença

do padre José Luís Borga e a sua banda. O espectáculo tem lugar no salão de festas da capela e a receita do evento

reverte a favor das obras do futuro centro de convívio de idosos. Para solicitar informação sobre a compra de

bilhetes contactar através do número 244566433.


OPINIÃO 13

O Mensageiro 23.Setembro.2010

TESTEMUNHAS DO AMOR

Pe. Jorge Guarda

Vigário Geral da Diocese

O Cardeal Newman

J

ohn Henry Newman foi beatificado pelo Papa Bento XVI, no dia 19 de Setembro de 2010, em Birmingham, no final da sua visita ao Reino Unido. Nasceu em Londres em 1801, foi baptizado na

Igreja anglicana e nela foi pastor. O seu anseio pela verdade e por alcançar a fé cristã mais autêntica levou-o a descobrir a Igreja católica e a ingressar nela em 1845, sendo mais tarde nomeado cardeal pelo papa Leão XIII. Faleceu em Birmingham no ano de 1890. Sobre ele, o actual Primeiro-ministro inglês, David Cameron, escreveu: “Foi um dos maiores ingleses, não só do seu tempo, mas de todos os tempos. Como qualquer outro homem ou mulher de coragem e fé, acreditava apaixonadamente que devemos seguir a nossa consciência. Muitos, demasiados, morreram por essa mesma causa.” Newman amou em primeiro lugar a Deus, mas não desde sempre, como ele mesmo confessou: “Fui educado durante minha infância para ter o grande

prazer de ler a Bíblia, mas não tive sólidas convicções religiosas até os 15 anos”. Mais ou menos desde tal idade empenhou-se profundamente em progredir no caminho da fé, tanto com a sua vida como com a sua razão. Nesse sentido, dedicou-se ao estudo sobre os “Padres da Igreja”, autores cristãos, muitos deles santos, que estudaram e expuseram com clareza a mensagem cristã dos primeiros séculos. Neles encontrou a resposta às persistentes perguntas religiosas e de fé que o torturaram durante 44 anos. É dele este testemunho: “Os Padres me fizeram católico e eu não pretendo afastarme da escada pela qual subi para entrar na Igreja”. “Newman, enquanto homem da consciência, tornou-se um convertido; foi a sua consciência que o

guiou dos antigos vínculos e das antigas certezas para o mundo que para ele era mais difícil e inabitual do catolicismo”, disse o Cardeal Ratzinger. E acrescenta: “Newman foi ao longo de toda a sua vida uma pessoa que se converteu, que se transformou, e desta forma permaneceu sempre ele mesmo, e tornou-se sempre mais ele mesmo.” Apesar de dar especial importância ao valor da amizade e aos laços profissionais, quando viu e compreendeu a verdade e onde estava, Newman não se preocupou com mais nada nem ninguém. Os seus amigos anglicanos compreenderam que tinham perdido um grande homem. Um destes disse dele: “Era um homem predestinado a ser um grande instrumento divino, capaz de realizar um amplo pro-

jecto que restabelecesse a Igreja. Foi-se – como todos os grandes instrumentos de Deus – inconsciente de sua própria grandeza. Foi-se para cumprir um simples acto de dever, sem pensar em si mesmo, abandonando-se completamente nas mãos do Altíssimo. Assim são os homens em quem Deus confia. Poder-se-ia dizer que se transferiu para outra área da vinha, onde pode utilizar todas as energias de sua poderosa mente”. E efectivamente assim aconteceu na Igreja católica. A sua conversão levou outros a seguirem pelo mesmo caminho. Este grande homem amou também muito as pessoas, quer no seu magistério de professor e reitor universitário quer no serviço pastoral e ainda no bem que fazia aos necessitados. É o Primeiro-ministro

inglês quem dá esta informação: “O Cardeal Newman disse um dia que um pequeno acto, seja ele feito por alguém que auxilia um doente ou um necessitado, ou por alguém que perdoa um inimigo, demonstra uma fé maior e mais verdadeira do que poderia alguma vez demonstrar através de palavras ou do seu conhecimento da sagrada Escritura”. E diz mais: “O Cardeal Newman é recordado em Birmingham pelo seu carinho pelo seu povo. Durante um surto de cólera na cidade, trabalhou incessantemente para ajudar pobres e doentes. Quando ele próprio morreu, os pobres vieram para as ruas em procissão. Na sua mortalha podia ler-se o seu lema: O coração fala ao coração” (Público, 2010-09-16, p. 39).

WWW.OMENSAGEIRO.COM.PT SINAIS DOS TEMPOS

D. João Alves

Bispo Emérito de Coimbra

Eles, nós e o melhor

T

erminado o tempo de descanso ou de férias e voltando-nos para o que foram esses dias descobrimos um mundo de momentos e experiências que, no geral, gostamos de recordar. Foram duas as experiências de férias que mais me impressionaram e que partilho convosco, prezados leitores. Um grupo de Deficentes A primeira refere-se ao contacto, em Fátima, com um grupo de peregrinos italianos cuja maioria era formada por doentes mongolóides. Se a observação de um

destes deficientes nos impressiona quanto mais uma quinzena. Para ajudar a reconhecer esta doença, socorro-me do que está inscrito no Dicionário da Academia que costuma solicitar colaboração a pessoas entendidas nas matérias do dicionário. Diz esse texto que o mongolismo é uma doença complexa que altera, desde o nascimento, a estrutura do número de cromossomas e se manifesta por atraso mental e outras malformações e por deformação fisionómica que os assemelha aos mongóis. Por aqui se compreende que o mongolóide tenha muitas dificuldades em se conduzir, só por si, na vida de cada dia. No grupo de peregrinos cada deficiente era sempre acompanhado e orientado por uma pessoa bem formada e competente, creio que, no geral, eram enfermeiras. Com esta companhia e de alguns médicos, podiam seguir a vida do grupo e desfrutar de alguns dos seus bens. Reparei, também, que bastantes pessoas ao deparar com o grupo desses deficientes se afastavam incomodados. A razão, iluminada ou não pela fé, nem sempre consegue acolher os deficientes que vêm

perturbar a sua existência sem preocupação. É, por isso, que admiro profundamente aqueles que se dedicam constantemente ao serviço destes deficientes que nem sempre reconhecem o bem que recebem. Todos os servidores dos doentes deste grupo tinham a principal fonte das suas energias na fé enquadrada em vida cristã. A concluir refiro o que observei, em determinado momento. Um doente, diante da orientação da sua servidora, levantou a mão para repelir essa servita e dar um irreflectido safanão na cara daquela que o servia. Entretando, fitou a face sorridente dessa pessoa que, instintivamente, ia agredir. Mudou de sentido e começou a acariciá-la. E os olhos da sua servidora marejaram-se de lágrimas. Olhando-me, disse-me: “são estas as nossas melhores recompensas”. Sim, e não é para menos. Pode parecer pouco, mas esta atitude é de uma profunda eloquência a cobrir todas as inquietudes havidas antes. Jovem triste e rejeitado A segunda situação de vida sofrida não estava nas

minhas perspectivas de tempo de férias, embora o problema fosse tema das minhas leituras e desde há bastantes anos. Trata-se do encontro com um jovem de uns 18 anos, que meditativamente estava sentada num murete perto de um snack- bar onde fui tomar uma água tónica. A referência que segue faço-a com a sua total concordância e o desejo de ser útil a outros jovens na sua situação. Deu-me nas vistas aquele jovem bem vestido e acolhedor, de ar entristecido e meditativo ali solitário naquela posição. Tendo ele vindo ao Snackbar, meti conversa com ele sobre o tempo de férias. Sem ter qualquer preparação, desfere-me esta pergunta: o senhor é padre? Respondi com toda a naturalidade: sim, sou sacerdote. Pareceu-me que seria demasiado declarar logo que era bispo. Pergunteilhe, por minha vez: porque me faz esta pergunta? Retorquiu, sem qualquer embaraço: gostava de conversar com um padre. Mais admirado fiquei com esta evolução do diálogo e acrescentei que se ele via algum interesses nessa conversa comigo estava ao

seu dispor. O jovem agradeceu sensibilizado e disse-me que um problema triste acabrunhava a sua vida desde há bastantes anos. Interrompi, dizendo-lhe que se, na total liberdade, queria informar-me para melhor o poder ajudar, podia fazê-lo. Começa aqui o meu espanto amargurado pela correcta posição em que se colocava o meu interlocutor. Disse-me ele com muito sofrimento: sinto-me desde há muitos anos um filho mal amado e, mesmo, rejeitado, não porque tivesse feito qualquer coisa reprovável, mas porque me fui apercebendo de que os meus pais não me esperavam, e passaram a olhar-me como um intruso na sua vida, desorganizando-a. para mim cada frase era um profundo golpe de espada invisível. Sabia já, pelo estudo e leitura que esta situação era, diversamente, uma constante fonte de dor para os pais e para o filho. Conversámos muito. Procurei ajudá-lo a assumir, como maior que era, a sua situação, sem o deixar em idealismos fáceis. É que este problema entranhou-se na consciência dos pais e do filho e, por isso, só com muito tempo e

com condutas de ambos os lados profundamente diferentes e positivas é que se vai mudando a realidade. Brilhou naqueles olhos tristes uma luzinha de esperança. Estes problemas só evoluem positivamente com a interacção de todos, pais, filho, os irmãos (são dois) familiares e amigos aceites pelo jovem. Se este conjunto funcionar em uníssono, o que não é fácil, acabará por dar alguns bons frutos… Deixei o jovem um pouco mais calmo ao encarar a sua vida. Até quando? Estes problemas mordem pesadamente na consciência…. Este jovem inteligente e com bom senso disse-me que o que mais desejava era a felicidade da família e de si próprio. A concluir ele quis saber se me poderia visitar e onde. Dei-lhe os dados que pedia e, a partir daí dia está sempre presente na minha estima e oração. São duas experiências fortes dos meus dias de descanso que guardei para partilhar convosco.


14 INSTITUCIONAL / DESPORTO

EDITAL N.º 7/10 CARLOS MANUEL BERNARDO ASCENSO ANDRÉ, Presidente da Assembleia Municipal de Leiria, torna público, nos termos do n.º 3 do artigo 84º, da Lei n.º 169/99, de 18/09, que no dia 24 de Setembro de 2010, pelas 21.00 horas, no auditório do Centro Associativo Municipal, se realizará a sessão ordinária da Assembleia Municipal de Leiria, com a seguinte Ordem do Dia: 1. IGUALDADE NA DIVERSIDADE COM VISTA A UMA SOCIEDADE JUSTA – PROGRAMA PROGRESS 2007-2013 (COMISSÃO PARA A CIDADANIA E IGUALDADE DE GÉNERO) – Apreciação e discussão; 2. RELATÓRIO DO PRESIDENTE DA CÂMARA SOBRE A ACTIVIDADE DO MUNICÍPIO E RELATÓRIO FINANCEIRO – Apreciação nos termos da alínea e) do n.º 1, do artigo 53º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro; 3. INFORMAÇÃO DO AUDITOR EXTERNO SOBRE A SITUAÇÃO ECONÓMICA E FINANCEIRA DO MUNICÍPIO – Apreciação nos termos da alínea d) do n.º 3 do artigo 48º da Lei n.º 2/2007, de 15 de Janeiro; 4. REGULAMENTO PROVISÓRIO DO CONSELHO MUNICIPAL DE SEGURANÇA DE LEIRIA – Apreciação, discussão e votação; 5. PROPOSTA DE ADESÃO DO MUNICÍPIO DE LEIRIA À ASSOCIAÇÃO D. PEDRO E D. INÊS DE CASTRO – Apreciação, discussão e votação; 6. PROPOSTA DE ADESÃO DO MUNICÍPIO DE LEIRIA À REDE PARA A PROMOÇÃO DAS CIDADES MÉDIAS DA UNIÃO EUROPEIA – REDE CIUMED – Apreciação, discussão e votação; 7. FIXAÇÃO DAS TAXAS DO IMPOSTO MUNICIPAL SOBRE IMÓVEIS (IMI) PARA O ANO DE 2011 – Apreciação, discussão e votação; 8. Fixação da Taxa da Derrama para o ano de 2011 - Apreciação, discussão e votação; 9. FIXAÇÃO DA PERCENTAGEM DA PARTICIPAÇÃO NO IRS – IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DE PESSOAS SINGULARES DOS SUJEITOS PASSIVOS COM DOMICÍLIO FISCAL NO TERRITÓRIO DO MUNICÍPIO DE LEIRIA PARA OS RENDIMENTOS DO ANO DE 2011 - Apreciação, discussão e votação; 10. RECOMENDAÇÃO À CÂMARA MUNICIPAL NO SENTIDO DA REVOGAÇÃO DA DELIBERAÇÃO QUE AUTORIZOU A DEMOLIÇÃO DA CAPELA DE NOSSA SENHORA DAS NECESSIDADES EM CHÃS – REGUEIRA DE PONTES – Apreciação, discussão e votação; 11. PROPOSTA DE SUSPENSÃO DO P.R.E.C.H – PROGRAMA DE REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIOS DO CENTRO HISTÓRICO DE LEIRIA – Apreciação, discussão e votação; 12. Desafectação do domínio público municipal para integração no domínio privado de uma parcela de terreno destinada à implantação de um elevador – Centro Comercial Maringá - Apreciação, discussão e votação; 13. PROTOCOLOS DE DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIAS COM JUNTAS DE FREGUESIA – Apreciação, discussão e votação; 14. PROTOCOLO PARA O ESTABELECIMENTO DE UMA PARCERIA ESTADO-AUTARQUIAS PARA A EXPLORAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA DOS SISTEMAS MUNICIPAIS DE ABASTECIMENTO – Apreciação e discussão; Para constar e devidos efeitos legais, se passou o presente Edital que vai ser afixado nos locais de estilo. Leiria, 16 de Setembro de 2010 O Presidente da Assembleia Municipal, (Carlos Manuel B. Ascenso André)

Dr. Rui Castela

O Mensageiro 23.Setembro.2010

CARTÓRIO NOTARIAL DE LEIRIA Notária: Sónia Marisa Pires Vala Certifico, para fins de publicação, que por escritura lavrada hoje, exarada de folhas duas a folhas três, do Livro Cento e Sessenta e Sete – B, deste Cartório. Mário de Jesus Fonseca, NIF 176 138 854 e mulher Maria de Lurdes Vindeirinho Fiúza Fonseca, NIF 176 138 862, casados sob o regime da comunhão geral, naturais, ele da freguesia de Marrazes, ela da freguesia de Boa Vista, ambas do concelho de Leiria, residentes nesta ultima na Rua do Rossio, nº3, no lugar de Alqueidão, declaram, que com exclusão de outrem, são donos e legítimos possuidores do prédio rústico, composto de pinhal com duas bicas, com a área de novecentos metros quadrados, sito em Poceirão, freguesia de Boa Vista, concelho de Leiria, a confrontar de norte e de poente com António Vindeirnho de Oliveira Fiúza, de sul e de nascente com Maria de Lurdes Vindeirinho Fiúza da Fonseca, não descrito na Segunda Conservatória do Registo Predial de Leiria, inscrito na matriz predial rústica sob o artigo 2.960, com o valor patrimonial de €3,27. Que adquirira o referido prédio, no ano de mil novecentos e oitenta e seis, por compra verbal a António Vicente Faria e mulher Maria Emília de Jesus Oliveira, residentes no lugar de Alqueidão, Boa Vista, Leiria, não dispondo os justificantes de qualquer titulo formal para o registar na Conservatória, mas desde logo entraram na posse e fruição do mesmo. Que em consequência daquela compra verbal, possuem o identificado prédio em nome próprio há mais de vinte anos sem a menor oposição de quem quer que seja desde o seu inicio, posse que sempre exerceram sem interrupção e ostensivamente com o conhecimento de toda a gente e a prática reiterada dos actos habituais de um proprietário pleno, com o amanho da terra, recolha de frutos, conservação e defesa da propriedade, pagamento das contribuições e demais encargos, pelo que, sendo uma posse pacífica, contínua, pública e de boa fé durante aquele período de tempo, adquiriram o identificado prédio por usucapião. Batalha, oito de Setembro de dois mil e dez. A funcionária com delegação de poderes, (Assinatura ilegível)

Cartório Notarial de Leiria A cargo do Notário Pedro Tavares Certifico, para fins de publicação, que neste Cartório e no Livro de Notas para Escrituras Diversas nº 193-A de folhas cento e catorze a folhas cento e quinze verso se encontra exarada uma Escritura de Justificação Notarial no dia quinze de Setembro de 2010. Outorgada por Jorge de Jesus Vitorino e mulher Maria da Conceição Pinto Ribeiro Vitorino, casados no regime da comunhão de adquiridos, naturais de Barosa, Leiria e Pousada de Saramagos, Vila Nova de Famalicão, residentes na Estrada da Marinha Grande, nº 1683, Moinhos da Barosa, Barosa, Leiria, nif 126 945 772 e 202 677 923, Na qual disseram Que, com exclusão de outrem, ele é dono e legítimo possuidor do prédio rústico, composto por terra de semeadura com a área de duzentos e cinquenta metros quadrados, a confrontar do norte com Luís da Encarnação Francisco, sul herdeiros de Diamantino Gaspar, nascente serventia particular e poente Travessa dos Moinhos, sito em Travessa dos Moinhos, lugar de Moinhos da Barosa, na freguesia de Barosa do concelho de Leiria, não descrito na Primeira Conservatória do Registo Predial deste concelho, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 2302, com o valor patrimonial tributário de 140€, igual ao atribuído. Que o referido prédio veio à sua posse por doação meramente verbal que lhe foi feita por volta do ano de mil novecentos e oitenta e seis pelos pais José Vitorino e Maria de Jesus, residente que foram em Moinhos da Barosa, Leiria, sendo ele justificante ainda solteiro a essa data. Que, assim, vem possuindo esse prédio como seu, há mais de vinte anos, como proprietário e na convicção de o ser, cultivando-o e colhendo os seus frutos, cumprindo as obrigações fiscais a ele relativas, posse que vem exercendo ininterrupta e ostensivamente, com conhecimento de toda a gente e sem oposição de quem quer que seja, assim de modo pacífico, contínuo, público e de boa fé, pelo que adquiriu por usucapião a propriedade sobre o indicado imóvel. Que dada a forma de aquisição originária não tem documentos que a comprovem. Que para suprir tal título vêm pela presente escritura prestar estas declarações de justificação com o fim de obter no registo predial a primeira inscrição de aquisição do referido prédio. Vai conforme ao original na parte fotocopiada não havendo na parte omitida nada que amplie restrinja, modifique ou condicione a parte fotocopiada. Leiria quinze de Setembro de dois mil e dez A Funcionária, (Leonor Pereira)

Médico Especialista - Doenças dos Olhos Operações - Contactologia

F. Costa Pereira

CONSULTAS ÀS TERÇAS E QUINTAS FEIRAS POR MARCAÇÃO

Rua João de Deus, 25- 1º Dt. - LEIRIA

Consultório - R. João de Deus, 17-1ºEsq. - Leiria

Telefones: 244 832 288 e 244 870 500

JOGOS | Nº 38/2010 (Confirme em www.jogossantacasa.pt) Euromilhões: 17, 27, 29, 38, 50 + 1, 3 Totoloto: 23, 27, 30, 36, 41, 49 + 22 Loto2: 1, 4, 13, 18, 29, 38 + 14 Joker: 8 7 7 6 4 3 0 Totobola: XXX 1X2 222 X2X1 FÁRMÁCIAS DE SERVIÇO Central (23), Godinho e Tomaz (24), Higiene (25), Antunes (26), Lis (27), Oliveira (28), Sanches (29) e Tomaz (30),

Registo no ICS N.º 100494 Semanário - Sai à 5ª Feira Tiragem média - 3.000

Médico Especialista Doenças da boca e dentes

CONSULTAS COM HORA MARCADA 2ª, 4ª e 5ª: 11h-13h e 15h-19h, 3ª: 10h-13h e 15h-19h, Sábados: 9h30-15h Tel. 244 832406

TELEFONES ÚTEIS

Bombeiros Municipais - 244 832 122 | Bomb. Vol. Leiria (Ger.) - 244 882 015 | Bomb. Vol. Leiria (Urg.) - 244 881 120 | Bomb. Volunt. Batalha - 244 765 411 | Bomb. Volunt. P. Mós - 244 491 115 | Bomb. Volunt. Juncal - 244 470 115 | Bomb. Volunt Ourém - 249 540 500 | Bomb. V. M.te Redondo - 244 685 800 | Bomb. Volunt. Ortigosa - 244 613 700 | Bomb. Volunt. Maceira - 244 777 100 | Bomb. Vol. Marinha - 244 575 112 | Bom. Volunt. Vieira - 244 699 080 | Bom. Voltun. Pombal - 236 212 122 | Brigada de Trânsito - 244 832 473 | Câmara M. de Leiria - 244 839 500 | Câmara Eclesiástica - 244 832 539 | CENEL (Avarias) - 800 246 246 | C. Saúde A. Sampaio - 244 817 820 | C. Saúde Gorjão Henriques - 244 816 400 | C. P. (Est. de Leiria) - 244 882 027 | Cruz Vermelha - Leiria

CARTÓRIO NOTARIAL DE LEIRIA Da Drª Maria Lucília Ferreira Antunes Martins, sito na Avª. Marquês de Pombal, lote 12 –H, Galerias de S. José. CERTIFICO que por escritura de 8 de Setembro de 2010, iniciada a folhas 87 do livro de notas 172-A, deste Cartório. MANUEL MARTA DE SOUSA DO OUTEIRO e mulher MARIA MARTA GOMES DO OUTEIRO, casados em comunhão geral de bens, ambos naturais da freguesia de Milagres, concelho de Leiria, residentes na Rua Principal, 342, Bidoeira de Cima, Leiria, NIF 119 808 951 e 119 808 960. Justificaram a posse dos seguintes bens: UM: - PRÉDIO RÚSTICO, sito em Carril, freguesia de Milagres, concelho de Leiria, composto de terra de semeadura, com a área de seiscentos metros quadrados, a confrontar do Norte e Nascente com José de Sousa Gago da Cova, e do Sul e Poente com Jacinto António, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 5.137, com o valor patrimonial de IMT de 238,29€, e atribuído de duzentos e cinquenta euros, descrito na Segunda Conservatória do Registo Predial de Leiria sob o número SEIS MIL TREZENTOS E NOVENTA E QUATRO / MILAGRES, sem qualquer inscrição de aquisição e com uma servidão de aqueduto a favor da Simlis, pela apresentação cinquenta, de vinte e três de Dezembro de dois mil e oito. DOIS: - PRÉDIO RÚSTICO, sito no lugar e freguesia de Bidoeira de Cima, concelho de Leiria, composto de terra de semeadura com a área de mil duzentos e cinquenta metros quadrados, a confrontar do norte com Manuel Marta de Sousa do Outeiro, do sul e do nascente com Rua da Cova e do poente com Álvaro da Fonseca Caetano, inscrito na matriz da freguesia de Milagres, em nome do Justificante marido sob o artigo 11.721, com o valor patrimonial de IMT e atribuído de seiscentos e trinta euros, não descrito na Segunda Conservatória do Registo Predial de Leiria. Que os referido bens vieram à posse dos justificantes por volta do ano de mil novecentos e setenta e seis, por doação verbal de Manuel de Sousa do Outeiro Júnior e mulher Joaquina Marta, residentes que foram em Bidoeira de Cima, Leiria, há portanto mais de vinte anos, não reduzida a escrito, sendo impossível fazer a escritura por falecimento dos doadores, e desde essa data que os vêm possuindo em nome próprio, sem interrupção ostensivamente e se oposição de ninguém, na convicção, que sempre tem sido também a das outras pessoas, de serem eles os únicos donos. Que durante este período foram eles que desfrutaram os ditos prédios, pagaram os impostos por eles devidos e têm praticado neles os actos normais de conservação e defesa da propriedade. Que assim e na falta de melhor titulo, adquiriram os aludidos imóveis por usucapião, que aqui invocam por não lhes ser possível provar a sua aquisição pelos meios extrajudiciais normais. Vai conforme o original na parte fotocopiada não havendo na parte omitida nada que altere, modifique ou restrinja a parte transcrita. Leiria, 8 de Setembro de 2010 A colaboradora, (Assinatura ilegível)

CARTÓRIO NOTARIAL DE MANUEL FONTOURA CARNEIRO PORTO DE MÓS Certifico para fins de publicação, que por escritura de justificação celebrada neste Cartório Notarial, no dia sete de Setembro de dois mil e dez, exarada a folhas quarenta e quatro do livro de Notas para Escrituras Diversas Duzentos e Doze – A; MANUEL BATISTA DE SOUSA e cônjuge OLINDA DOS REIS FRANCISCO E SOUSA, casados sob o regime da comunhão geral de bens, naturais ele da freguesia de Gondemaria, concelho de Ourém e ela da freguesia de Santa Catarina de Serra, concelho de Leiria, residentes na Rua do Balancho, 30 Fartaria, Gondemaria, Ourém, Nifs: 167 425 374 e 116 900 369, declararam: Que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, do prédio rústico sito em Coruto, limite de Gondemaria, freguesia de Gondemaria, concelho de Ourém, composto de pinhal e mato, com a área de dezasseis mil duzentos e oitenta e cinco metros quadrados, a confrontar do norte com António Dias da Silva, sul com Joaquim Vieira dos Reis, nascente com António Pereira da Silva e de poente com Fernando Pinheiro Roque, inscrito na matriz sob o artigo 3375, com o valor patrimonial de IMT de € 3260,00; O imóvel não está descrito na Conservatória do Registo Predial de Ourém. Que adquiriram o referido prédio por compra verbal a José Maria Marques e esposa Maria de Lurdes de Jesus Rodrigues, residentes que foram em Gondemaria, Ourém, compra essa que teve lugar no ano de mil novecentos e setenta e sete, já no seu estado de casados; Não obstante não terem título formal de aquisição do referido prédio, foram eles que sempre o possuíram, desde aquela data até hoje, logo há mais de vinte anos, em nome próprio, defenderam a sua posse, pagaram os respectivos impostos, gozaram todas as utilidades por ele proporcionadas, amanharam-no, colheram os seus frutos, sempre com o ânimo de quem exerce direito próprio, sendo reconhecidos como seus donos por toda a gente, posse essa de boa fé, por ignorarem lesar direito alheio, pacífica, porque sem violência, contínua e pública, por ser exercida sem interrupção e de modo a ser conhecida por todos os interessados. Tais factos integram a figura jurídica da usucapião, que os justificantes invocam, como causa de aquisição do referido prédio, por não poderem comprovar a sua aquisição pelos meios extrajudiciais normais. Cartório Notarial de Manuel Fontoura Carneiro, sete de Setembro de dois mil e dez. A Colaboradora com delegação de poderes, (Ana Paula Cordeiro Pires de Sousa Mendes)

- 244 823 725 | Farmácia Avenida - 244 833 168 | Farmácia Baptista - 244 832 320 | Farmácia Central - 244 817 980 | Farmácia Coelho - 244 832 432 | Farmácia Higiene - 244 833 140 | Farmácia Lino - 244 832 465 | Farmácia Oliveira - 244 822 757 | Farmácia Sanches - 244 892 500 | Governo Civil - 244 830 900 | Guarda N. Republicana - 244 824 300 | Hospital de S.to André - 244 817 000 | Hospital S. Francisco - 244 819 300 | Polícia Judiciária - 244 815 202 | Polícia S. Pública - 244 859 859 | Polidiagnóstico - 244 828 455 | Rádio Táxis - 244 815 900 | Rádio Alerta - 244 882 247 | Rodoviária do Tejo - 244 811 507 | Teatro JLS (Cinema) - 244 823 600

Fundador José Ferreira Lacerda Director Rui Ribeiro (TE416) Redacção Luís Miguel Ferraz (CP5023), Pedro Jerónimo (CP7104), Joaquim Santos (CP7731), Ana Vala (CP8867). Paginação O Mensageiro Colaboradores Ambrósio Ferreira, Américo Oliveira, Ângela Duarte, Carlos Alberto Vieira, Carlos Cabecinhas (Pe.), José Casimiro Antunes, Francisco Pereira (Pe.), D. João Alves, João Filipe Matias (CO798), Joaquim J. Ruivo, Jorge Guarda (Pe.), José António C. Santos, Júlia Moniz, Maria de Fátima Sismeiro, Orlando Fernandes, Paulo Adriano Santos, Pedro Miguel Viva (Pe.), Saúl António Gomes, Sérgio Carvalho, Verónica Ferreirinho, Vítor Mira (Pe.). Administração / Publicidade Pedro Viva (Pe.). Propriedade/Sede (Editor) Seminário Diocesano de Leiria - Largo Padre Carvalho - 2414-011 LEIRIA - Reitor: Armindo Janeiro (Pe.) Contribuinte 500 845 719 Contactos Tel.: 244 821 100/1 - Fax: 244 821 102 - Email: jornal@omensageiro.com.pt - Web: www.omensageiro.com.pt Impressão e Expedição CORAZE - Oliveira de Azeméis - Tel: 256 600 580 / Fax: 256 600 589 - E-mail: grafica@coraze.com Depósito Legal 2906831/09

Tabela de Assinaturas para 2010 Destino Nacional Europa Resto do Mundo

Normal Benfeitor 20 euros 40 euros 30 euros 60 euros 40 euros

Preço avulso - 0,80 euros


DESPORTO 15

O Mensageiro 23.Setembro.2010

Taça de Portugal A 2.ª eliminatória da Taça de Portugal – 18 e 19 de Setemebro – deu ‘empate’, quanto à prestação das equipas da região. O principal destaque vai para o triunfo (2-0) do Bombarralense na Madeira, frente ao Santacruzense. Quem também segue em frente é o C.D. Fátima, que recebeu e venceu (2-1) o Oriental. As restantes equipas foram afastadas por dois históricos do futebol português. Num dos jogos mais equilibrados da eliminatória, a U. Serra jogou em casa com o Farense, com quem perdeu nas grandes penalidades (1-1, 4-5 a.g.p.). Já o Caldas foi a Barcelos, onde perdeu (0-2) com o Gil Vicente.

Orientação | Esperados cerca de 1000 atletas de oito países

Leiria (tr)internacional

Atletismo | Leiria

Dois dias, três provas internacionais, 1000 atletas, oito países. São as expectativas para o XVI Taça dos Países Latinos (TPL), o XVIII Campeonato Ibérico (CI) e o XII Meeting de Orientação do Centro (MOC), que vão passar pela mata que circunda a Praia do Pedrógão (Leiria) e o centro histórico da cidade do lis, nos dias 25 e 26 de Setembro. “Perspectiva-se uma grande luta particularmente no CI, onde a selecção nacional portuguesa parte com esperança de conquistar vitórias individuais e colectivas em ambos os sexos, ambição que também alimenta na TPL. Contudo

A equipa de juniores, masculinos, da Juventude Vidigalense coleccionou cinco medalhas na Taça dos Clubes Campeões Europeus, que decorreu em Rieti, Itália, dia 18 de Setembro. Duas foram conquistadas por Francisco Belo, nos lançamentos do peso (ouro) e disco (bronze), o que fizeram dele o principal destaque. Medalhas de ouro foram ainda para Ricardo Fernandes (1500 metros planos) e Pedro Santos (300 metros com obstáculos), enquanto que João Leal (800 metros planos) conquistou o bronze. Colectivamente o clube leiriense terminou no 6.º lugar, garantindo assim a presença no grupo B, em 2011. AD Kronos Ljubljana (Eslovénia) e Skive AM (Suiça) – 1.º e 2.º lugar, respectivamente – garantiram a subida ao grupo A.

a Taça dos Países Latinos, com presença de cinco países, poderemos ter vencedores inesperados, embora nomes credenciados como romeno Ionut Zinca ou os portugueses Diogo Miguel e Raquel Costa possam fazer valer a sua experiência e reconhecida capacidade técnica”, avança a organização, em comunicado. O início da prova está agendado para o dia 25, 9h00, na Praia do Pedrógão, com a TPL e o CI, prosseguindo com o MOC, a partir das 10h00 – provas de distância média. Ainda no mesmo dia, destaque para a prova de sprint que decorrerá em plena cidade de

DR/Arquivo

Futebol | Leiria

Taça dos Campeões

Mata nacional, mundial de veteranos, há dois anos. Leiria (TPL e CI). À excepção da prova única de sprint, a competição prosseguirá no dia seguinte, 26, com o mesmo horário e local, mas para a competição de distância longa. Recorde-se que este será o regresso das grandes competições internacionais à região de Leiria, depois do Campeonato do Mundo de Orientação para Veteranos

– WMOC –, que há dois anos contou com cerca de 4000 atletas de 40 países. Este ano, a organização espera cerca de 1000 atletas, de oito países – Portugal, Espanha, Itália, Bélgica, Finlândia, Roménia, Noruega e Uruguai. Mais informações sobre as provas em www.coc.pt/ eventos/25set2010/.

Motor | Leiria

Rallye Centro José Pedro Fontes e Paulo Babo (Vodafone Team) foram os vencedores do Rallye Centro de Portugal, eu passou por alguns municípios do Distrito, como Marinha Grande, Leiria e Ourém. Segundo a Autosport – especializada em desporto automóvel –, que considerou o rali como um dos mais disputados da temporada, esta foi “a primeira vitória de um GT numa prova pontuável para o Campeonato principal dos ralis em Portugal, entrando desta forma na História dos Ralis em Portugal”. Restantes resultados, e tempos, em www.camg.pt.

Futebol & Futsal | Gala da Associação de Leiria

Andebol | Atletas do Distrito chamadas

Na III Gala do Futebol Distrital – 17 de Setembro – a Associação de Futebol de Leiria distinguiu, por intermédio de uma comissão de jornalistas que nomeou, os melhores treinadores e atletas da última época. Foram eles: Rui Almeida (SCE Bombarralense), treinador de futebol 11; Dominique Antunes (CCRD Burinhosa) e Teresa Jordão (CR Golpilheira), treinador(es) de futsal; Bruno ‘Veloso’ (SCL Marrazes), treinador na formação de futebol 11; Rogério Serrador (CCDS Casal Velho), treinador na formação de futsal; Paulo Silva (SCE Bombarralense), jogador de futebol 11; Vitor Rodrigues (CCRD Burinhosa) e Inês Cruz (CR Golpilheira), jogador(es) de futsal. Foram ainda distinguidos o SCL Marrazes (clube excelência na formação de futebol 11) e ADR Barreiros (clube excelência na formação de futsal).

Eduarda Pinheiro, Maria Pereira, Inês Catarino, Helena Côrro (todas do Colégio João de Barros) e Diana Pereira (Juventude Desportiva do Lis) integram a listas de 16 convocadas para a selecção nacional – seniores, femininos –, que irá disputar o Torneio Internacional Quatro Nações. A anfitriã Grã-Bretanha, Suiça e Itália são as adversárias de Portugal no Torneio Internacional Quatro Nações, que irá decorrer de 23 a 26 de Setembro, em Liverpool. “Esta presença tem no horizonte a fase de apuramento para o ‘play-off’ do campeonato do Mundo de 2011, onde Portugal integra o grupo 3, juntamente com a Bielorrússia, Turquia e Finlândia”, adianta a Federação Portuguesa de Andebol, na sua página oficial na Internet (www.fpa.pt).

Portugal no Quatro Nações

E os melhores em 2009/10 foram...

liga zon sagres

I LIGA

liga orangina

zona centro

II LIGA 5.ª Jornada (19.09) Rio Ave x Académica (2-2),

Nacional x Porto (?-?),V. Guimarães x U. Leiria (1-0), P. Ferreira x Sp. Braga (2-2), Naval x V. Setúbal (0-0), Beira-Mar x Marítimo (1-1), Olhanense x Portomosense (2-0), Benfica x Sporting (2-0) Equipa J V E D Pts 1.º Porto 5 5 0 0 15 2.º V. Guimarães 5 3 2 0 11 3.º Olhanense 5 2 3 0 9 4.º Académica 5 2 2 1 8 5.º Sp. Braga 5 2 2 1 8 6.º P. Ferreira 5 1 4 0 7 7.º Sporting 5 2 1 2 7 8.º Benfica 5 2 0 3 6 9.º Nacional 5 2 0 3 6 10.º Beira-Mar 5 1 3 1 6 11.º V. Setúbal 5 1 3 1 6 12.º U. Leiria 5 1 2 2 5 13.º Naval 5 1 1 3 4 14.º Portimonense 5 1 1 3 4 15.º Marítimo 5 0 2 3 2 16.º Rio Ave 5 0 2 3 2

II DIVISÃO

série d

III DIVISÃO

série e

III DIVISÃO

3.ª Jornada (26.09) Varzim x Trofense, Penafiel x

1.ª Jornada (12.09) Gondomar x Padroense (1-1),

1.ª Jornada (12.09) Ág. Moradal x Gândara (3-0),

1.ª Jornada (12.09) Sacavenense x Crato (0-0),

Fátima, Feirense x Santa Clara, Sp. Covilhã x Freamunde, Gil Vicente x Leixões (23.09), Moreirense x D. Aves, Oliveirense x Estoril, Belenenses x Arouca

Coimbrões x Eléctrico (1-0), Sertanense x Esmoriz (2-0), Sp. Pombal x Pampilhosa (2-1), Anadia x Sp. Espinho (0-0), Tourizense x Al. Lordelo (3-0), U. Serra x Tondela (0-1), Boavista x Cesarense (adiado) Equipa J V E D Pts 1.º Tourizense 1 1 0 0 3 2.º Sertanense 1 1 0 0 3 3.º Sp. Pombal 1 1 0 0 3 4.º Tondela 1 1 0 0 3 5.º Coimbrões 1 1 0 0 3 6.º Padroense 1 0 1 0 1 7.º Gondomar 1 0 1 0 1 8.º Sp. Espinho 1 0 1 0 1 9.º Anadia 1 0 1 0 1 10.º Boavista 0 0 0 0 0 11.º Cesarense 0 0 0 0 0 12.º Pampilhosa 1 0 0 1 0 13.º Eléctrico 1 0 0 1 0 14.º U. Serra 1 0 0 1 0 15.º Esmoriz 1 0 0 1 0 16.º Al. Lordelo 1 0 0 1 0

V. Mocidade x Ac.Viseu (0-2), Marinhense x Nogueirense (1-2), U. Tocha x Ol. Bairro (0-1), Riachense x Sourense (2-0), B.C. Branco x Monsanto (0-4)

Caldas x Oeiras (1-1), Odivelas x Peniche (1-0), Alcochetense x Bombarralense (1-1), Malveira x Sintrense (0-0), 1.º Dezembro x Tojal (4-0)

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º 7.º 8.º 9.º 10.º 11.º 12.º 13.º 14.º 15.º 16.º

Equipa Gil Vicente D. Aves Penafiel Estoril Trofense Oliveirense Moreirense Sp. Covilhã Leixões Fátima Feirense Arouca Belenenses Santa Clara Freamunde Varzim

J V E D Pts 2 2 0 0 6 2 1 1 0 4 2 1 1 0 4 2 1 0 1 3 2 1 0 1 3 2 1 0 1 3 2 1 0 1 3 2 1 0 1 3 2 1 0 1 3 2 1 0 1 3 2 0 2 0 2 2 0 2 0 2 2 0 2 1 2 2 0 1 1 1 2 0 1 1 1 2 0 0 2 0

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º 7.º 8.º 9.º 10.º 11.º 12.º

Equipa Monsanto Ág. Moradal Ac.Viseu Riachense Nogueirense Ol. Bairro Marinhense U. Tocha V. Mocidade Sourense Gândara B.C. Branco

J V E D Pts 1 1 0 0 3 1 1 0 0 3 1 1 0 0 3 1 1 0 0 3 1 1 0 0 3 1 1 0 0 3 1 0 0 1 0 1 0 0 1 0 1 0 0 1 0 1 0 0 1 0 1 0 0 1 0 1 0 0 1 0

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º 7.º 8.º 9.º 10.º 11.º 12.º

Equipa 1.º Dezembro Odivelas Bombarralense Oeiras Caldas Alcochetense Sintrense Malveira Sacavenense Crato Peniche Tojal

J V E D Pts 1 1 0 0 3 1 1 0 0 3 1 0 1 0 1 1 0 1 0 1 1 0 1 0 1 1 0 1 0 1 1 0 1 0 1 1 0 1 0 1 1 0 1 0 1 1 0 1 0 1 1 0 0 1 0 1 0 0 1 0

Ciclismo | Leiria

UCL campeã Segundo a União de Ciclismo de Leiria, citando a Associação de Ciclismo de Santarém ACS), na qual está inscrita, esta sagrou-se campeã regional 2010 – ACS. Destaque ainda para o 2.º e 3.º lugares de Américo Vieira e Luís Gregório, respectivamente, na categoria de veteranos C.

associação de futebol de leiria

HONRA 1.ª Jornada (19.09) Alcobaça x Gaeirense (4-0),

Nazarenos x Alvaiázere (2-2), Pataiense x Pedroguense (2-0), Portomosense x Fig.Vinhos (0-1), Ansião x Marinha (1-0), Beneditense x Alq. Serra (4-0), Guiense x GRAP/Pousos (2-0), Marrazes x Biblioteca (3-1) Equipa J V E D Pts 1.º Alcobaça 1 1 0 0 3 2.º Beneditense 1 1 0 0 3 3.º Marrazes 1 1 0 0 3 4.º Guiense 1 1 0 0 3 5.º Pataiense 1 1 0 0 3 6.º Ansião 1 1 0 0 3 7.º Fig.Vinhos 1 1 0 0 3 8.º Nazarenos 1 0 1 0 1 9.º Alvaiázere 1 0 1 0 1 10.º Portomosense 1 0 0 1 0 11.º Marinha 1 0 0 1 0 12.º Biblioteca 1 0 0 1 0 13.º GRAP/Pousos 1 0 0 1 0 14.º Pedroguense 1 0 0 1 0 15.º Alq. Serra 1 0 0 1 0 16.º Gaeirense 1 0 0 1 0

6.ª Jornada (26.09) V. Setúbal x P. Ferreira (27.09),

3.ª Jornada (26.09) Varzim x Trofense, Penafiel x

2.ª Jornada (26.09) Padroense x U. Serra, Eléctrico x

2.ª Jornada (26.09) Gândara x B.C. Branco, Ac.Viseu

2.ª Jornada (26.09) Crato x 1.º Dezembro, Oeiras x

2.ª Jornada (26.09) Gaeirense x Nazarenos,

Marítimo x Benfica (25.09), Sp. Braga x Naval (24.09), U. Leiria x Rio Ave, Académica x V. Guimarães (25.09), Porto x Olhanense (25.09), Portimonense x Beira-Mar, Sporting x Nacional

Fátima, Feirense x Santa Clara, Sp. Covilhã x Freamunde, Gil Vicente x Leixões (23.09), Moreirense x D. Aves, Oliveirense x Estoril, Belenenses x Arouca

Gondomar, Esmoriz x Coimbrões, Pampilhosa x Sertanense, Cesarense x Sp. Pombal, Sp. Espinho x Boavista, Al. Lordelo x Anadia, Tondela x Tourizense

x Ág. Moradal, Nogueirense x V. Mocidade, Ol. Bairro x Marinhense, Sourese x U. Tocha, Monsanto x Riachense

Sacavanense, Peniche x Caldas, Bombarralense x Odivelas, Sintrense x Alcochetense, Tojal x Malveira

Alavaiázere x Pataiense, Pedroguese x Portomosense, Fig.Vinhos x Ansião, Marinha x Beneditense, Alq. Serra x Guiense, Biblioteca x Alcobaça, GRAP/Pousos x Marrazes


ÚLTIMA 23SETEMBRO2010

No nosso tempo, o preço que temos de pagar pela fidelidade ao Evangelho já não é ser enforcado, desconjuntado e esquartejado; é antes, e de modo frequente, ser excluído, ridicularizado ou parodiado. Papa Bento XVI, no Hyde Park de Londres (18.Setembro.2010)

Secretário de Estado da Segurança Social inaugurou

Centro de Dia de Amor é realidade

Assinado protocolo de financiamento

Barreira vai ter Lar de Idosos e Centro de Dia Fotos: DR

Foi num clima de festa e confraternização que decorreu no passado sábado, dia 18 de Setembro, a inauguração do centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário, do Centro Social da casa do Povo de Amor. Esta cerimónia foi presidida por Pedro Marques, Secretário de Estado da Segurança Social, tendo contado ainda com a presença de Raul Castro, Presidente da Câmara Municipal, José Rodrigues Carnide, Presidente da Direcção da Casa do Povo, Adelino Fernandes, Presidente da Junta de Freguesia de Amor, representantes de entidades públicas, Autarcas, entre muitos outros convidados. A cerimónia teve início com o descerramento da placa evocativa da inauguração, pelo membro do Governo e pelo Presidente da Autarquia, após o que se seguiu a bênção do edifício pelo Pároco da Freguesia e uma visita pormenorizada às novas instalações. Este Centro de Dia tem um conjunto de importantes valências, com destaque para a sala de convívio, sala de refeições, sala de banhos, gabinete de enfermagem, rouparia, garagem e diversos gabinetes. Após a interpretação do Hino da Freguesia de Amor, pelo Coro que incluía idosos residentes naquele Centro Dia, tiveram lugar as intervenções dos convidados. José Rodrigues Carnide, Presidente da Direcção do Centro Social da Casa do Povo de Amor, enalteceu a presença do Secretário de Estado da Segurança Social, tendo afirmado que “Com este equipamento reinstalámos

com mais dignidade os serviços que proporcionámos aos nossos idosos”. Aquele responsável realçou ainda o apoio da Câmara Municipal de Leiria que se cifrou em cerca de 30 mil euros”. A segunda intervenção esteve a cargo de Raul Castro, Presidente da Autarquia, que começou por afirmar a importância do dia para a Freguesia de Amor, “numa obra reivindicada por toda a freguesia, que só foi possível concretizar com os esforços de muitos”. O Autarca destacou ainda a importância da presença do Secretário de Estado da Segurança Social, o que vem atestar a preocupação do Governo com o apoio social aos mais

necessitados. Conclui desejando o melhor sucesso à instituição, para que continue a cumprir os seus objectivos no apoio às necessidades sociais da freguesia. A última intervenção esteve a cargo de Pedro Marques, Secretário de Estado da Segurança Social, que deu os parabéns a todos os que trabalharam para que esta obra seja uma realidade. Aquele responsável do Governo afirmou que “é bom colocar a primeira pedra, mas é muito melhor quando a obra chega ao fim”. Pedro Marques, apresentou uma breve resenha cronológica do Programa PARES, que já apoiou no país cerca de

seiscentos equipamentos sociais, entre os quais, cinquenta no Distrito de Leiria e nove no Concelho de Leiria, de que este Centro Dia é um exemplo”. Destacou ainda, o facto, deste Programa apoiar 25 mil idosos em todo o país e concretamente oitenta idosos no centro de Dia do Centro Social da Casa do Povo de Amor. Aquele membro do Governo destacou ainda a criação de postos de trabalho, com a entrada em funcionamento destes equipamentos sociais e deu enfoque à necessidade de promover a coesão social numa parceria entre o Estado, as Autarquias e as Instituições Sociais Locais. Concluiu referindo que, para além do apoio à construção, o Governo apoia o funcionamento das Instituições, o que, relativamente a este Centro de Dia, representa 180 mil euros por ano. No final decorreu um lanche convívio com todos os idosos, familiares e convidados, bem como a actuação do Rancho Folclórico daquela Freguesia.

LMFerraz

Divulgação

O Salão Paroquial da Freguesia de Barreira foi palco, no passado sábado, dia 18 de Setembro, da cerimónia de assinatura do protocolo de Financiamento, no âmbito do PIDDAC, para a construção, pela ADESBA – Associação para o Desenvolvimento e Bem-Estar da Freguesia de Barreira, de um Lar de Idosos, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário. Pedro Marques, Secretário de Estado da Segurança Social presidiu à mesa desta cerimónia, que contou ainda com a presença de Raul Castro, Presidente da Câmara Municipal de Leiria, José Ricardo, Presidente da Direcção da ADESBA, José Cunha, Presidente da Junta de Freguesia de Barreira, e Fernando Gonçalves, Director do Centro Distrital de Segurança Social de Leiria. Num salão repleto de residentes da freguesia, a cerimónia teve início com a apresentação das etapas fulcrais da vida daquela associação e com a actuação do coro da mesma. A primeira intervenção esteve a cargo de José Ricardo, Presidente da Direcção da ADESBA, que referiu “que este dia é para nós, ADESBA, e para toda a Comunidade da Barreira, um dia de festa”. Aquele responsável manifestou publicamente o privilégio pela presença do membro do Governo, que viabilizou o financiamento que permitirá começar a obra. Concluiu reconhecendo o empenho pessoal e o entusiasmo do Presidente da Câmara Municipal de Leiria na prossecução deste desígnio colectivo e agradeceu ainda o envolvimento do Presidente da Junta de Freguesia. Raul Castro, Presidente da Câmara Municipal de Leiria, visivelmente emocionado, começou por afirmar a sua “satisfação pessoal acrescida, numa obra desejada pela Freguesia há 11 anos”. O Autarca destacou ainda o elevado sentido de justiça do Secretário de Estado da Segurança Social, na materialização deste financiamento, tendo ainda destacado o papel preponderante dos deputados da Assembleia da República, Odete João e Paulo Pedrosa, ao longo do processo. Lançou o repto para a necessidade de em conjunto, se começar a obra que terá apoio do Estado, da Autarquia e para a qual é preciso o contributo de toda a população, “dado tratar-se de um projecto que é de todos e para todos”. Após a assinatura do protocolo teve lugar a intervenção de Pedro Marques, Secretário de Estado da Segurança Social, que realçou o facto de o financiamento desta obra resultar “do sentir local e do presidente da Autarquia e da Junta de Freguesia, que a elegeram como uma prioridade”. Reconheceu publicamente a mobilização de toda a freguesia para a concretização deste importante equipamento social, que tem o custo estimado de 2 milhões e 800 mil euros e que servirá 120 idosos repartidos equitativamente pelas três valências: Lar de Idosos, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário. No final lançou o repto para que os responsáveis da ADESBA realizem esta obra com a maior brevidade.

4826#OMENSAGEIRO#23SET  

O Mensageiro (O Mais Antigo Semanário do Distrito de Leiria): Edição de 23 de Setembro de 2010 (N.º 4826).

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you