Issuu on Google+

DESPORTO

9 A BR I L 2 0 0 9 ANO 95 - N.º 4753 FUNDADOR José Ferreira Lacerda DIRECTOR Rui Ribeiro

PREÇO: 0,80 euros (IVA incluído) SEMINÁRIO DIOCESANO – 2414-011 LEIRIA TEL. 244 821 100/1 • FAX 244 821 102 E-MAIL: jornal@omensageiro.com.pt WEB: www.omensageiro.com.pt

Multinations

SARA CRUZ IMPARÁVEL

P15

PRIORITY

Nº DE2703206MPC

DESTAQUE

IGREJA CELEBRA SEMANA SANTA

“EIS O MISTÉRIO” ADMIRÁVEL DA NOSSA FÉ

DR

Na Semana Santa celebramos os acontecimentos finais da vida de Jesus e que são a expressão de toda a sua doutrina e de todos os seus desafios. Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus são os mistérios que revolucionaram o mundo e que diariamente renovamos em cada Eucaristia, celebração festiva do dom supremo da vida. É nela que encontramos a força do amor na sua máxima expressão, o segredo da felicidade, a fonte da eterna juventude, a energia capaz de solucionar todas as crises que abalam o mundo. Páginas 2, 3 e última

CULTURA

SOCIEDADE

Entrevista com o padre Vasco Pinto de Magalhães

SIMLIS promove educação ambiental

Campanha de prevenção rodoviária

Alunos visitam o “seu” rio | P. 4

Distrações provocam atropelamentos |P.6 “A Ressurreição é mar sem fim...” | P. 8

Primeira edição arranca a 14 de Abril

Câmara da Batalha e farmácias assinam protocolos

Jornadas Gastronómicas do Município de Porto de Mós | P. 5

Apoio a medicamentos para idosos |P.7 Grande Oração pelas Vocações | P. 9 Homenagem a D. João I nos 50 anos de Escola Naval

Janela sobre a Missão

“A Mais Portuguesa”

Militares da Armada oferecem monumento à vila heróica | Última

Grupo Ondjoyetu ultima preparação de contentor para Angola | P. 10

Abril, mês vocacional

DR

LMFerraz

Rádio Batalha festejou os 20 anos | P. 5

LMFerraz

ECLESIAL


2 DESTAQUE

O Mensageiro 9.Abril.2009

editorial

A Semana Maior Rui Ribeiro rr.omensageiro@gmail.com Com essa designação a liturgia cristã traduz o sentido da sua vivência ao longo da semana que precede a Páscoa. Centram-se aqui os acontecimentos finais da vida de Jesus e que são a expressão de toda a Sua doutrina e de todos os seus desafios. Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus são os acontecimentos que de alguma forma selam toda a Sua vida e toda a Sua mensagem. “É vã a nossa fé, se Cristo não morreu e não ressuscitou.“ A Semana Maior, é maior não por ter mais dias ou ser diferente em termos cronológicos, mas por nela se reviverem e se celebrarem os acontecimentos que revolucionaram o mundo. Diariamente celebramos esses mistérios em cada Eucaristia. Esta não é apenas um acto fechado em si mesmo, um momento estático do nosso dia, nem um subterfúgio qualquer para juntar os crentes. Trata-se antes de uma celebração festiva de uma verdade e de uma Num mundo em certeza: o dom, a oblação, que os outros são o amor, são a única forma cada vez mais o e o único meio para que inferno e se procura o mundo seja transformainstrumentalizar do, renovado, e encontre tudo e todos; num o bem-estar. O mundo mundo em que não entende esta linguae se a entende não reina o salve quem gem, a quer assumir, porque puder” sem olhar a ela incomoda e inquieta. meios nem a custos; Num tempo e num meio a Igreja apresenta em que o bem-estar é como meio de confundido com o indisalvação a Eucaristia vidualismo, em que cada um procura crescer por si mesmo, por vezes à custa dos outros, em que a posse e o poder são apresentados como meios de bem-estar supremo; num mundo em que os outros são cada vez mais o inferno e se procura instrumentalizar tudo e todos; num mundo em que reina o “salve-se quem puder” sem olhar a meios nem a custos; a Igreja apresenta como meio de salvação a Eucaristia. Nela encontramos a força do amor na sua máxima expressão: um amor que não se identifica com sentimentos, nem com gostos ou apetências, mas que se traduz no dom de si, no gesto supremo da dádiva ao outro sem interesses de nenhuma ordem, apenas pelo bem do outro. Amor gratuito, sublime e puro em que cada uma aceita curvar-se para, de forma alegre e feliz, “lavar os pés” ao irmão, mesmo àquele que “não se acha digno de assim ser tratado”. Porque o amor é dom gratuito e feliz. Todos os dias, todas as semanas e todos os anos a Igreja anuncia esta maravilha própria do ser humano, porque só ele e capaz deste gesto de doação voluntária e alegre. Todos os dias, todas as semanas e todos os anos celebramos de forma jubilosa esta verdade. E no entanto, ela continua longe das nossas vidas e longe das nossas propostas e apostas para o futuro. Na Eucaristia está, afinal, o segredo da felicidade, a fonte da eterna juventude, a energia capaz de solucionar todas as crises que abalam o mundo. E se de repente um afamado político numa assembleia qualquer ousasse apontar este caminho para solucionar os problemas que atingem o mundo moderno? Como iríamos reagir? Pois é… continuamos a acreditar mais nas vozes do mundo, nas soluções egoístas e economicistas. Acreditamos pouco no amor. E somos o único ser que verdadeiramente sabe amar. Nesta Semana Maior celebremos o amor.

Igreja celebra Semana Santa

“Eis o mistério” admirável da nossa fé São factos repletos de realismo, os que se celebram na Semana Santa. Vividos num mistério de fé, são também dramatizados em diferentes expressões e para reviver os quadros da paixão e morte de Cristo na cruz. A celebração dos mistérios da Redenção, realizados por Jesus nos últimos dias da sua vida, começa pela sua entrada messiânica em Jerusalém. O Domingo de Ramos abre solenemente a Semana Santa, com a lembrança das Palmas e da Paixão do Senhor. Duas celebrações marcam a Quinta-Feira Santa: a Missa Crismal e a Missa da Ceia do Senhor. Antigamente, na manhã deste dia celebrava-se o rito da reconciliação dos penitentes, a quem tinha sido imposto o cilício na quarta-feira de cinzas. A manhã foi preenchida pela Missa Crismal, que reúne em torno do Bispo o clero da Diocese e são abençoados os óleos dos catecúmenos e dos enfermos e consagrado o Santo Óleo do Crisma. Com a Missa vespertina da Ceia do Senhor tem início o Tríduo Pascal da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. É comemorada a instituição dos Sacramentos da Eucaristia e da Ordem e o mandamento do Amor (o gesto do lava-pés). A simbologia do sacrifício é expressa pela separação dos dois elementos “o pão” e “o vinho”. Esse evento do mistério de Jesus também se tornou manifesto no gesto do lava-pés. Depois do longo silêncio quaresmal, a liturgia canta o Glória. No final da Missa, o Santíssimo Sacramento é trasladado para um outro local, desnudando-se então os altares. Na Sexta-feira Santa não se celebra a missa, tendo lugar a celebração da morte do Senhor, com a adoração da cruz. O silêncio, o jejum e a oração marcam este dia. A celebração da tarde é uma espécie de drama em três actos: proclamação da Palavra de Deus, apresentação e adoração da cruz, comunhão. O Sábado Santo é dia alitúrgico: a Igreja debruça-se, no silêncio e na meditação, sobre o sepulcro do Senhor. A única celebração primitiva parece ter sido o jejum. A Vigília Pascal é a “mãe de todas as celebrações” da Igreja. Celebra-se a Ressurreição de Cristo, a Luz que ilumina o mundo, e para transmitir esse simbolismo deve ser celebrada não antes do anoitecer e terminada antes da aurora. Cinco elementos compõem a liturgia da Vigília Pascal: a bênção do fogo novo e do círio pascal; a proclamação da Páscoa, que é um canto de júbilo anunciando a Ressurreição do Senhor; a série de leituras sobre a História da Salvação; a renovação das promessas do Baptismo e, por fim, a liturgia Eucarística. Ainda hoje continua a ser a noite por excelência do Baptismo. História Na Igreja primitiva, o mistério, a celebração, a pregação, a vida cristã tiveram um único centro: a Páscoa - o culto da Igreja primitiva nasceu da Páscoa e para celebrar a Páscoa. No início da vida cristã

encontrase o Domingo como única festa, com a única denominação de “Dia do Senhor”. Por influência das comunidades cristãs provenientes do judaísmo, surgiu depois um “grande Domingo”, como celebração anual da Páscoa. A partir do séc. IV, com os decretos que garantiam a liberdade de culto aos cristãos, começaram-se a celebrar na Terra Santa os acontecimentos da Paixão e morte de Jesus Cristo, nos locais e às horas em que eram relatados nos Evangelhos. Nasceu assim a Semana Santa e os peregrinos estenderam este uso a todas as igrejas. A celebração do baptismo na noite de Páscoa, já em uso no século III, e a disciplina penitencial com a reconciliação dos penitentes na manhã de Quinta-feira Santa, já no século V, fizeram nascer também o período preparatório da Páscoa, ou seja, a Quaresma, inspirada nos “quarenta dias bíblicos”. A Semana Santa apresenta-se, neste contexto, como a Semana Maior do ano litúrgico. Graças à peregrina Egéria, que viveu no final do século IV, conhecemos os rituais que envolviam estas celebrações no princípio do Cristianismo. Ela descreve no seu livro “Itinerarium” a liturgia que se desenvolveu em Jerusalém, teatro das últimas horas de vida de Jesus, e compreende o intervalo de tempo que vai do Domingo de Ramos à Páscoa. Na Idade Média, esta semana era chamada a “semana dolorosa”, porque a Paixão de Cristo era dramatizada pelo povo, pondo em destaque os aspectos do sofrimento e da compaixão. Actualmente, muitas igrejas locais dão ainda vida a essa tradição dramática, que se desenrola em procissões e representações da Paixão de Jesus. Todas as Igrejas têm um culto especial na Quinta-feira e na Sexta-feira Santa. Algumas comunidades Presbiterianas encontram-se todos os dias da Semana Santa. “A organização fica dependente de cada comunidade que poderá organizar actividades para os mais novos e mais velhos”. Tradicionalmente, nas Igrejas protestantes, a espiritualidade centrou-se na Sexta-feira Santa e na redenção.


DESTAQUE 3

O Mensageiro 9.Abril.2009

Crianças testemunham

Eucaristia, fonte de vida

DR

A Eucaristia esconde em si o segredo para muitas das situações do nosso tempo. A forma ritualista com que muitas vezes a vivemos não deixa beber-lhe todo o sentido e valor. Mistério insondável de amor, ela é o caminho para a construção de um amanhã mais humano e mais fraterno. E porque as crianças são puras e não se deixam dominar pelos vícios dos adultos transcrevemos o que elas próprias dizem sobre este mistério que celebramos de forma singular na quintafeira santa.

No domingo, eu acordei às nove horas para ir para a Sé. Quando fui para a Sé, sentiame mais próxima de Jesus, porque ia receber Jesus na Hóstia Consagrada. Fui receber Jesus na hóstia consagrada. A minha mãe, o meu pai, os tios e os avós ficaram muito felizes por eu receber Jesus. Eu senti paz, amor, harmonia e um relacionamento mais forte com Jesus. De seguida, fui para casa com os meus tios, avós, primos e os pais, claro. Eu, agora, faço parte da família cristã que comunga Jesus e estou feliz por isso. Agora, posso comungar todos os domingos.

Carolina Sofia

Na minha Primeira Comunhão eu senti Jesus dentro de mim. Quando O recebi ainda senti mais que Jesus vinha para o meu coração. Jesus brilha e sempre brilhará em mim. Eu senti que Jesus ilumina cada vez mais o meu coração e os corações das outras pessoas. Quando comunguei, senti a maior alegria do mundo. Quase como se fosse ver Jesus. Jesus dá-nos a força que nós precisamos no dia a dia. Eu senti muita felicidade. Eu senti amor dentro de mim, uma paz enorme, carinho… O que me aconteceu não é

uma experiência única na vida. Foi muito bom! Por isso, quero comungar mais vezes.

Bruno Henriques

Na minha primeira Comunhão eu senti alegria e felicidade. De manhã, tivemos de fazer tudo à pressa para não chegarmos atrasados. Quando entrámos para a Sé estive à procura dos meus pais e só encontrei a minha avó. Andava lá o Martim só que andava descalço porque se estava sempre a descalçar! Mais tarde, fomos Comungar. Quando comunguei senti uma força dentro de mim como se fosse uma chama de luz e calor que me levava pelo caminho do bem. Domingo, vou de novo comungar! Joana Rita

Na Primeira Comunhão Eu senti muita alegria, Amor, paz E o Reino da Fantasia. Eu Comunguei Recebi a Hóstia Consagrada E aí fiz uma cruzada Contra o mal a favor do bem. Foi uma festa Muito divertida E eu percebi O verdadeiro Sentido da vida. É o Amor de Cristo Ele deu a vida por nós E primeiro fez isso Aos nossos avós

Luís Matias

Na minha Primeira Comunhão algo me fazia sentir melhor. Estaria alguma coisa dentro de mim? Não era mau o dia, mas sim um dia alegre, cheio de paz. Quando recebi a Hóstia Consagrada ainda me senti melhor. Era um dia novo! Eu estava a crescer não para cima nem para o lado, mas sim nos meus sentimentos, no fundo do meu coração e na minha vida. Eu sentia o perdão dentro de mim. Foi a maior alegria! No fundo mesmo, o que eu sentia, era bom! Comecei a lembrar-me do meu passado, tudo o que vivi nos outros anos. Agora, já posso comungar e participar na vida cristã.

Marta Filipa

No dia da minha Primeira Comunhão eu acordei muito cedo

porque estava ansiosa por receber Jesus na Hóstia Consagrada. Quando já estava dentro da Sé, o senhor padre começou a falar com os meninos e as meninas. Ele era muito simpático e alguns amigos meus foram ler ao altar. Depois tomei o Corpo de Jesus. Quando me sentei veio uma alegria muito forte dentro do meu coração e comecei a sentir-me mais rica, «limpa», com Jesus dentro de mim e no meu coração! Com Jesus a alimentar o meu coração, as minhas atitudes vão melhor e eu vou ficar mais feliz!

Matilde Brum

Quando eu fiz a primeira Comunhão pareceu-me sentir força, alegria e amor. Foram muitos familiares à minha primeira Comunhão. Para mim, a Comunhão foi um acontecimento muito importante porque recebi Jesus na Hóstia Consagrada. Despertei e comecei a portarme melhor em casa e na escola. Eu acredito que Jesus está dentro de nós e nos dá força para seguir o caminho que devemos seguir, o do Bem. Eu fiquei muito feliz ao ver que a minha família estava na missa.

Rafael


4 CULTURA / SOCIEDADE

O Mensageiro 9.Abril.2009

SIMLIS promove educação ambiental

CINEMAS Teatro José Lúcio da Silva (Leiria) • MONSTROS VS ALIENS | animação | de Rob Letterman, Conrad Vernon | 2, 3, 5 a 8 e 10 a 15 de Abril, 15h30 e 21h30 Teatro Miguel Franco (Leiria) • O WRESTLER | drama | de Darren Aronofsky | c/ Mickey Rourke, Evan Rachel Wood, Marisa Tomei | 10 a 13 de Abril, 21h30 Cine-Teatro de Monte Real • HOTEL PARA CÃES | comédia | de Robert Schooley | c/ Don Cheadle, Emma Roberts, Kevin Dill | 10 e 11 de Abril, 21h30; dia 12, 15h30 Auditório Municipal de Pombal • O WRESTLER | 9 a 15 de Abril, 21h30 Cine-Teatro de Ourém • O WRESTLER | 11 de Abril, 21h30 • WINX – O SEGREDO DO REINO PERDIDO | animação | de Iginio Straffi | 12 de Abril, 15h30 Cine-Teatro de Alcobaça • VICKY CRISTINA BARCELONA | comédia, drama | de Woody Allen | c/ Scarlett Johansson, Penélope Cruz, Javier Bardem, Rebecca Hall, Chris Messina, Patricia Clarkson | 19 a 20 de Abril, 17h30 e 21h30; dia 20, 21h30

EXPOSIÇÕES Edifício Banco de Portugal - Leiria •”Nadir Afonso - Século XXI” - pintura (18/04~31/05) Teatro José Lúcio da Silva - Leiria •”Intersecções” - pintura de Dulce Bernardes e Milú Dias (17/4~17/5) Teatro Miguel Franco - Leiria •”O grande mundo dos mais pequenos” (13/04~21/04) • 40º aniversário da geminação Leiria-Tokushima (28/04~10/05) Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira - Leiria • “Expo arte” - pintura e desenho (~16/04) • Literaura no séc. XX (10/04 ~30/04) • Cem anos da literatura portuguesa” (16/04~10/05) Orfeão Velho de Leiria • Fotografia de Joaquim Pesqueira (~17/04) M|i|mo - Museu da Imagem em Movimento (Mercado de Sant’Ana) • ”O fascínio do Olhar” (permanente) Centro de Interpretação Ambiental - Leiria • ”Incêndios florestais” - fotografia (~30/04) Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa - porta 7 - Leiria • “Novos criadores” - trabalhos artísticos (18/04, 03/05) Bar Alinhavar - Leiria • “Os meus heróis” - pintura de José Nobre (~30/04) Museu Escolar - Marrazes • ”Herbários” (~26/04) Casa Museu João Soares - Cortes • ”10 anos” e “Vida no campo” (permanente) Museu do Vidro - Marinha Grande • “Olhares sobre o Vidro” - Virgílio Marques (temporária) Casa-Museu Afonso Lopes Vieira - Marinha Grande • Colecção Carlos Vieira - fotobiografia (permanente) Galeria Mouzinho de Albuqerque - Batalha • “Figurações” - pintura de Miguel Fazenda (~12/04) Museu Marquês de Pombal - Pombal • “Os Chapéus dos meus Heróis” (~30/04) Torre de Menagem - Castelo de Pombal • “Elementos Arquitectónicos: Memórias de uma Época” (permanente) • “Liberdade de pensamento” - pintura Maria J. L. Fernandes (~7/05) Casa da Cultura - Santiago de Litém • “À descoberta da Alice” - Dinossáurio dos Andrés (permanente)

Maria João Leal Fernandes expõe em Pombal

“Liberdade de Pensamento”

Está patente, até ao dia 7 de Maio, na Galeria de Exposições do Teatro-Cine de Pombal, “Liberdade de Pensamento”, uma exposição de pintura de Maria João Leal. Mais informações em www.cm-pombal.pt.

Alunos visitam o “seu” rio No âmbito da implementação do Plano de Educação Ambiental “Conhecer os nossos Rios”, a SIMLIS está a realizar algumas acções junto do público escolar da região. Neste contexto se inseriram as visitas de estudo à nascente do rio Lis, com os alunos do 1º Ciclo das escolas das Cortes e da Reixida, nos passados dias 16 e 26 de Março. Esta acção inclui “a observação das características da nascente, a identificação da fauna e da flora locais, a caracterização físico-química da água, bem como o levantamento do património cultural da nossa região” e visa “sensibilizar alunos e professores para a protecção dos recursos hídricos e para a

necessidade, premente, de tratamento das águas residuais, que todos os dias fazemos, em resultados das nossas tarefas diárias”, afirmou a O Mensageiro Sandra Vieira, orientadora desta acção.

Jorge Carvalho Sofia

Médico Especialista de Otorrinolaringologia CONSULTAS • CIRURGIAS • EXAMES DE AUDIÇÃO VIDEONISTAGMOGRAFIA • POSTURAGRAFIA APNEIA DO SONO

Rua Dª Maria da Graça Lúcio da Silva, 9 - 1º Esqº - LEIRIA Marcações pelos telefones 244 822970 • 239 827 089 • 932 442 274

Texto e foto: Luís Miguel Ferraz

Associação de Pais da Batalha promove

Concurso “Mais Ambiente” O concurso “Mais Ambiente” é uma iniciativa da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas do Concelho da Batalha, com a colaboração do Município e do Agrupamento de Escola do Concelho, realizada no âmbito do Projecto Agenda 21 Local e do Dia Mundial do Ambiente. Tem como objectivos “sensibilizar os alunos para a problemática da necessidade de protecção do meio ambiente, estimular a criatividade,

aprofundar conhecimentos sobre a importância da reciclagem e da preservação dos recursos hídricos, incentivar a leitura e a escrita e ainda desenvolver o sentido ético e estético das crianças”. A iniciativa é dirigida às turmas do ensino pré-escolar, 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico deste Agrupamento, envolvendo os alunos com idades compreendidas entre os 3 e os 14 anos, que trabalharão em grupo, com a coordenação do pro-

fessor. “Tempo de Reciclar, toca a Trabalhar” será o tema dos trabalhos a realizar pelos alunos do ensino pré-escolar e 1º e 2º ano do 1º ciclo do ensino básico e desenvolvem-se ao nível do desenho ou colagens. Já os alunos do 3º ao 6º ano do ensino básico deverão redigir um texto em prosa ou poesia inéditos, ou ainda produzir um trabalho multimédia, subordinados ao tema “Proteger os Rios, defender a Vida”. Os melhores

trabalhos por turma e nível de ensino serão premiados com uma visita de estudo ao Oceanário de Lisboa. A divulgação dos prémios será tornada pública no dia 5 de Junho do corrente ano e divulgada em sessão solene, durante a celebração do Dia Mundial do Ambiente, na Praça Mouzinho de Albuquerque, na vila da Batalha, onde estarão expostos todos os trabalhos participantes.

Concerto de Solidariedade

De Leiria rumo ao Porto

No próximo dia 17 de Abril, pelas 21h30, tem lugar, no Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima, um Concerto de Solidariedade que visa a angariação de fundos para o projecto “Sentir Guiné-Bissau”. Trata-se de uma iniciativa do Grupo de Caminheiros do Agrupamento de Escuteiros de Caxarias, que vão deslocar-se a este país, de 6 a 19 de Setembro, visando o desenvolvimento de várias acções de voluntariado junto de duas instituições locais (Hospital de Cumura e o Orfanato de Canhungo). Juntamente com estas acções de voluntariado, os Escuteiros de Caxarias pretendem igualmente levar medicamentos, material escolar e informático sendo esta iniciativa uma das muitas promovidas para a angariação dos fundos necessários.

A Sociedade Artística Musical dos Pousos (SAMP) promove uma visita à Casa da Música, no Porto, no dia 26 de Abril. A saída de Leiria está prevista para as 9h00 e a chegada às 18h00. A iniciativa conta com um Concerto para Bebés (11h45) e almoço na Casa da Música (13h00). As inscrições deocorrem até ao dia 21, através do telefone 244 801 685, fax 248 01 685 ou e-mail pmartins@samp.pt. O custo é de 18 euros, por pessoa, e inclui bilhete para concerto, visita guiada e autocarro.

“Sentir Guiné-Bissau”

Marinha Grande e Leiria acolhem concertos

PUB

Para os alunos dos 2º e 3º ciclos, o “Projecto Rios” propõe que cada turma “adopte” um troço do rio que passe nas proximidades da escola, cuidando depois da sua monitorização, limpeza e acompanhamento

ambiental. Aos mais novos, para os quais esta proposta poderá ser demasiado complicada, oferece-se, sobretudo “a possibilidade de conheceram mais em pormenor a fauna, flora e características dos cursos de água que existem na sua região, sensibilizando-os para a necessidade de os cuidarem e protegerem”, refere Sandra Vieira. Nesse sentido, a SIMLIS está a aceitar inscrições das escolas que desejem realizar uma destas acções, podendo os contactos ser efectuados pelo telefone 244849100 ou no sítio www.simlis.pt.

“La Coda” na região

O grupo coral “La Coda”, de Verpillière, Lyon, vai apresentar dois espectáculos na região, no dia 16 de Abril, 16h00, na Galeria Municipal da Marinha Grande, e no dia 18, 16h00, na Igreja de S. Pedro, em Leiria. A iniciativa surge no âmbito do protocolo estabelecido com o Grupo Coral do Ateneu Desportivo de Leiria, que se deslocou a França, em Setembro de 2008.

Vá à Casa da Música com a SAMP

Exposição nos Jardins do Lis

“Leiria à noite” por Artur Franco O artista plástico Artur Franco expõe, de 9 a 19 de Abril, no Jardins do Lis Galerias, em Leiria, alguns trabalhos inseridos no tema “Leiria à noite”. Artur Franco nasceu em Leiria, no ano de 1950, e desde muito novo revelou uma excepcional predisposição para desenhos e pintura. Actualmente é um nome conhecido e reconhecido no mundo das artes plásticas. São muitas as exposições colectivas e individuais em que participou de norte a sul do país, assim como no estrangeiro, como Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Bélgica, Holanda e Brasil.


CULTURA 5

O Mensageiro 9.Abril.2009

“A mais portuguesa”

Rádio Batalha faz festa de 20 anos A Rádio Batalha comemorou, no passado dia 4 de Abril, no restaurante A Aldeia de Santo Antão, o vigésimo aniversário da sua legalização, a que se somam mais dois anos de emissões “piratas”, numa altura em que o projecto surgiu como “luta heróica pela defesa dos valores regionais e da cultural portuguesa em geral”, como referiram na ocasião os sócios fundadores desta cooperativa, Fernando Soares, Joaquim Santos, Travaços Santos e Carlos Valverde. No jantar em que se juntaram mais de duas centenas de ouvintes e amigos desta emissora regional, o actual presidente da rádio, Rui Trovão, fez questão de sublinhar o esforço desses primeiros obreiros da emissora, em condições de especial carência de meios e dificuldades logísticas, considerando que essa acabou por ser uma característica de todos os tempos desta emissora, “sempre dependente do trabalho, luta diária e muita dedicação dos seus profissionais e colaboradores”. Atribuindo a essa mais-valia a alma deste projecto, que é hoje dos mais credenciados da região, Rui trovão não dei-

xou de louvar a “qualidade dos nossos ouvintes, cuja preferência e amizade são a razão e o segredo de todos os sucessos alcançados”. Por isso, este é um momento de “orgulho e responsabilidade, pelo legado recebido e pela aposta de um futuro sempre no mesmo compromisso de serviço informativo atento à região, defesa da música portuguesa e amor à cultura que nos identifica”, concluiu o presidente. Para marcar a efeméride, foi entregue aos fundadores e colaboradores mais próximos uma pequena escultura, criada propositadamente para efeito por João Carlos, da empresa “A Forja do Carlos”, também ele ouvinte e “apaixonado”

da Rádio Batalha. E porque a ocasião era de festa, ao bolo gigante e ao champanhe juntou-se um lote de bons artistas, da região e não só, mas sempre na língua de Camões, ou não fosse “A Mais Portuguesa” o cognome desta rádio. Assim, passaram

pelo palco João Miguel, Clemente, Romana, Silas da Guitarra, João Portugal, Ana Ritta, Eduardo Santana e o carismático Conjunto António Mafra. E o duo “Pôr do Sol” continuou a animação do baile pelas primeiras horas da madrugada. Texto e fotos: Luís Miguel Ferraz

Obra de Abílio Febra e Clotilde Fava A escultura de Abílio Febra e Clotilde Fava, que durante alguns meses esteve em frente do edifício do antigo Banco de Portugal, em Leiria, integrada na exposição “Rodas, rosas e guerreiros”, realizada na recta final do ano transacto, encontra-se hoje na Cercilei e faz parte do seu espólio. A obra de arte, gentilmente oferecida por aqueles dois artistas, foi colocada num dos passeios de acesso às entradas principais da Cercilei, com

DR

Escultura oferecida à Cercilei

a colaboração da Câmara Municipal de Leiria, perante os olhares curiosos

de alguns dos alunos da instituição e ainda de um grupo de cerca de 35 alunos

do Colégio Conciliar Maria Imaculada, do 5.º ano, que naquele dia efectuavam uma visita, no âmbito da área de projecto. Assim, tiveram a oportunidade de conhecerem os autores da escultura e ouvirem algumas explicações sobre o seu trabalho artístico. Numa nota enviada à comunicação social, a Cercilei agradeceu o gesto solidário destes artistas leirienses e sublinhou o seu significado de “estender a todos a sensibilidade pela arte”.

Jornadas Gastronómicas de Porto de Mós Vitivinícola Regional da Estremadura e com os Lagares de Azeite Morgado e Quinta da Capela. Contando com a colaboração de diversos restaurantes daquele concelho, a iniciativa tem como objectivos: “preservar, valo-

Teatro José Lucio da Silva - Leiria • Concerto final do I Estágio da Orques. Sinfónica Leiria (9/04,21h30) •“Óscar e a senhora Cor-de-Rosa” - teatro (16/04, 21h30) •“Músicos de Bremen” - teatro (17/04, 21h30) • Festival de Teatro Juvenil - sessão de abertura (19/04, 15h00) Teatro Miguel Franco - Leiria • Concerto para bebés (12/04, 10h30, 11h45 e 15h00) •“O flautista vem ao Oeste” (16 e 17/04, 10h30 e 14h00) •“Quinteto César Cardoso” - música (18/04, 21h30) Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira - Leiria •“Chape,chape,chape” - hora do conto (17/4, 10h30 e 14h30; 6/04, 16h) •”Suzete” - hora do conto (17/04, 10h30 e 14h30; 6/04, 16h00) •”O urso polar” - hora do conto (17/04, 10h30 e 14h30; 6/04, 16h00) Ludoteca Afonso Lopes Vieira - Leiria •“Animais com pompons!” (10/04,14h00 e 16h00; 11/04, 10h00 e 14h30) •“Zeferino e Zulmira!” (18/04, 10h00 e 14h30; 19/04, 14h00 e 16h00) Te-Ato - sala Jaime salazar Sampaio - Leiria •”Terra de mim” e “O fogo e a água” - lança. obas poéticas (18/04, 16h) Mercado Sant’Ana - Centro Cultural - Leiria •“Abril Juvenil” - pintura e découpage (~30/04, 10h00~12h30) Largo do Papa (Largo 5 de Outubro) - Leiria •“Abril Juvenil” - Hip Hop (~9/04, 10h00~11h00) •“Abril Juvenil” - Capoeira (9/04, 14h30~15h30) Jardim Luís de Camões - Leiria •“Abril Juvenil” - Peddy Paper Citadino (9/04, 10h00~12h00) Praça Rodrigues Lobo - Leiria •“Abril Juvenil” - aldeia insuflável (~9/04, 14h~18h) IPJ - Leiria •“Abril Juvenil” - pintura (~9/04, 14h30~17h30) Auditório da “Casa Sanches” - Leiria •“Reabilitação Urbana e Arqueologia” - conferência (16/04, 21h00) Orfeão de Leiria • I Estágio da Orquestra Sinfónica de Leiria (~9/04) Igreja da Cruz da Areia •Encontro anual da unidade militar BTR/1759 - música (18/04, 12h30) Casa-Museu João Soares - Cortes •“Viva a Vida” - actividade para a população idosa (9,16 e 17/04) •Construção de Fantoches - oficina ecológica (18/04, 15h00) Jardins-de-Infância Cortes e Reixida • Baú das histórias - hora do conto (15~16/04) •“Anton” - hora do conto (17/04) Auditório da Caranguejeira • Encontro de Bandas - Centenário Mestre Cordeiro (19/04, 15h00) Biblioteca da Batalha •“Hora do Conto” - pré-escolar ao 2º ciclo (2ªs, 4ªs e 6ªs) •“Hora do Conto” - filhos e pais (1ºs e 4ºs sábados de cada mês) Largo da Praça da Fonte - Reguengo do Fetal (Batalha) •”Buraco Roto” - percurso pedestre (19/04, 9h00) Auditório Municipal da Batalha •”Sementinha Story” - teatro (19/04, 15h30) CSB da Bajouca • Serviço de Apoio da Biblioteca a Idosos Atentos (14/04, 14h30~16h00) Teatro-Cine de Pombal •”Pombal iluminado pelo futuro” - workshop (17/04, 15h30) •”Sociedade Digital...” - colóquio (18/04) • Festival de Teatro de Pombal - teatro (18/04 ~16/05) Salão Paroquial da Ilha - Pombal • Concerto da Liberdade - concerto (18/04, 21h00) Residencial do Cardal - Pombal •”O Novo Código do Trabalho” - reunião (14/04, 21h30)

Ficha de Assinatura Preços de assinatura:

Normal: 20 € (Nacional), 30 € (Europa) e 40 € (R. Mundo) Benfeitor: 40 € (Nacional), 60 € (Europa) e 60 € (R. Mundo)

Nome: ___________________________________________

Primeira edição arranca a 14 de Abril As I Jornadas Gastronómicas do Município de Porto de Mós vão decorrer de 14 a 30 de Abril, organizadas pela autarquia, em parceria com a Confraria da Morcela de Arroz da Alta-Estremadura, com a Comissão

MÚSICA | TEATRO | EVENTOS

rizar e divulgar os produtos regionais, mormente o cabrito e a morcela de arroz de confecção industrial ou artesanal, nas suas mais diversas formas de os cozinhar; promover a culinária como património cultural;

incentivar a criatividade e diversidade da oferta gastronómica tradicional; e ainda constituir-se como base de referência para edição de um roteiro de restaurantes / guia gastronómico concelhio”.

Rua: ___________________________________ N.º ______ Localidade: ______________________________________ C. Postal: ______ - _____ _________________________ Telf.: _______________________________ E-mail:___________________________@_______________ Enviar esta ficha, recortada ou fotocopiada, para: O Mensageiro - Lg. Padre Carvalho - 2414-011 LEIRIA ou forneça-nos os seus dados através do endereço de correio electrónico jornal@omensageiro.com.pt


6 SOCIEDADE

A EXPOSALÃO – Centro de Exposições da Batalha promove, de 15 a 19 de Abril de 2009, a 17.ª edição da EXPOCONSTRÓI e a 5ª edição da EXPOCOZINHA. Estes certames complementam-se e proporcionam um salão onde se podem encontrar equipamentos e materiais para a construção civil, bem como cozinhas, mobiliário de casa de banho, electrodomésticos e acessórios. Num contexto em que “toda a fileira da construção está a reestruturar-se em função de um real ajuste entre a oferta e a procura do mercado, esta feira afirma-se como o fio-de-prumo das empresas que operam nos mais diversos ramos do sector, como um espaço de encontro entre todos os segmentos, de apresentação de novidades e cimentação de bons negócios”, afirma a organização. São, portanto, dois motivos para uma mesma visita, sobretudo a quem queira encontrar tudo o que necessita para a construção ou remodelação da sua casa, num espaço de cerca de 16.000 m2 de exposição.

Av. Adelino Amaro da Costa

Alterações ao trânsito em Leiria A Câmara Municipal de Leiria informa que, de 7 a 13 de Abril, será encerrado o trânsito automóvel na faixa de rodagem que permite a ligação entre a rotunda das Indústrias e a rotunda do Arrabalde de Além, na Av. Adelino Amaro da Costa. A medida é causada pela execução de passadeiras elevadas (lombas redutoras de velocidade) naquela via.

Câmara da Marinha Grande promove férias

Campismo aberto a munícipes No âmbito da geminação entre Marinha Grande e Vila Real de Santo António, a autarquia algarvia tem vindo a disponibilizar, desde há vários anos, a utilização do Parque de Campismo de Monte Gordo a funcionários e residentes no Município marinhense. Assim, durante o mês de Abril, estão abertas as inscrições para a frequência deste parque, nos Paços do Concelho. As candidaturas serão alvo de sorteio, a realizar no dia 15 de Maio, às 11h00, na autarquia.

Câmara da Marinha Grande convoca moradores

Análise de obras na Comeira

A Câmara Municipal da Marinha Grande convida a população da Comeira para uma reunião de discussão pública do projecto de beneficiação da rua António Maria da Silva, a ter lugar no dia 15 de Abril, pelas 21h00, na Associação Cultural e Recreativa local. O encontro tem como objectivos apresentar este estudo que visa melhorar as condições de circulação viária e de segurança da respectiva rua e ponderação das sugestões apresentadas pelos munícipes. A extensão da obra é de aproximadamente 1200 metros, sendo os trabalhos mais significativos a escavação em abertura de caixa e alargamento da plataforma, as pavimentações e execução de passeios, havendo ainda a considerar a drenagem pluvial, o saneamento doméstico, a remodelação da conduta de abastecimento de água e os equipamentos de sinalização e segurança.

Na Nazaré

“Boa Onda” escolar O terreiro do Santuário da Nossa Senhora da Nazaré acolhe, no dia 9 de Abril, pelas 14h00, o “Boa Onda”, um projecto que integra a rede nacional do Programa Escolhas, que tenta sensibilizar, através de diversas actividades, os jovens para que não abandonem a escola. A iniciativa contará com a decoração de peixes gigantes, pelos jovens do concelho da Nazaré.

Campanha de prevenção rodoviária

“Distracções provocam Atropelamentos” O Governador Civil de Leiria inaugurou, no dia 1 de Abril, em Leiria, a primeira escultura no âmbito da iniciativa de sensibilização rodoviária “Distracções provocam Atropelamentos”, lançando assim uma campanha distrital de diminuição do número vítimas deste tipo de acidentes. No ano de 2008 registaram-se, nas estradas do distrito de Leiria, 34 atropelamentos que originaram 12 mortes e 25 feridos graves. Da análise efectuada à sinistralidade rodoviária nos últimos quatro anos no Distrito, verificaram-se 45 mortes por atropelamento, essencialmente devido à falta de passadeiras e à sua não utilização pelos peões, ao excesso de velocidade e à distracção dos condutores e peões. Do levantamento

DR

“Fio-de-prumo” da construção

9.Abril.2009

dos acidentes ocorridos, foram identificados dois grupos de maior risco, os peões com idade superior a 60 anos e as crianças e jovens, sendo as zonas dentro das localidades as mais perigosas. Na sequência da iniciativa do ano passado, o Governo Civil de Leiria, com o apoio das Câmaras Mu-

nicipais do distrito, lançou a campanha de sensibilização “Distracções provocam Atropelamentos”, que consiste na instalação de 17 esculturas em PVC, com cerca de 3 metros de altura, junto a passadeiras das ruas e avenidas urbanas mais movimentadas e que afiguram os perigos dos atropelamentos de peões. As

esculturas foram criadas e preparadas por reclusos do Estabelecimento Prisional Central Especial de Leiria, devidamente acompanhados por técnicos do IPJ de Leiria, e serão instaladas em cada um dos concelhos do distrito de Leiria. Por ocasião da inauguração da escultura de Leiria, o Governador Civil, José Humberto Paiva de Carvalho, referiu que com esta campanha se pretende, na medida do possível, diminuir o número de atropelamentos que se verificam no distrito. Paiva de Carvalho agradeceu também a colaboração do Instituto Português da Juventude de Leiria e do Estabelecimento Prisional Especial de Leiria que, com a sua criatividade e empenho, contribuíram para a concretização das esculturas.

Fundação Mapfre e Município de Leiria promovem

Caravana de Educação Rodoviária A Câmara Municipal de Leiria recebeu, no dia 3 de Abril, a apresentação da “Caravana de Educação Rodoviária”, organizada pelo Instituto de Segurança Rodoviária da Fundación Mapfre, e que estará presente no parque de estacionamento do estádio municipal de Leiria, de 14 a 18 de Abril. Dirigida a alu-

nos entre os nove e os doze anos, a iniciativa tem como principal objectivo “fomentar atitudes responsáveis e cívicas em relação ao trânsito rodoviário entre os mais jovens”. Na ocasião, João Gama, representante da Fundación Mapfre, realçou a importância desta Caravana para os jovens percepcionarem e

adoptarem comportamentos de segurança básicos, “para que ao longo da sua vida tenham presentes os conceitos de segurança rodoviária”. Também o vereador da Mobilidade da autarquia, Fernando Carvalho, salientou a importância deste tipo de acções, na linha de uma aposta continuada do

município, como é exemplo a Escola de Trânsito, na freguesia da Ortigosa, que se encontra em fase de conclusão e cuja abertura está prevista para o início do próximo ano lectivo. Este será um espaço onde as crianças aprenderão conceitos de segurança rodoviária, adquirindo uma maior consciência cívica.

Informação para a prevenção da toxicodependência

Bares da Nazaré acolhem projecto RSV O “Recreative Safe Vibe” (RSV) é um projecto do Programa de Intervenção Focalizada do Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT), desenvolvido pela CERCINA – Cooperativa de Ensino e Reabilitação de Crianças Inadaptadas da Nazaré. Visa a investigação e intervenção preventiva selectiva e indicada em espaços recreativos nocturnos do distrito de Leiria que, ao longo destes últimos dois anos, tem contado com a presença de um grupo de jovens voluntários que têm desenvolvido estratégias informativas e de redução de riscos aos frequentadores. Nesse âmbito, foi colocada uma placa referente

DR

ExpoConstrói e ExpoCozinha na ExpoSalão

O Mensageiro

ao projecto, no passado dia 28 de Março, à entrada dos espaços recreativos nocturnos “Nafta” e “Blá Blá”, na Nazaré. Na ocasião, Joaquim Pequicho, presidente da CERCINA, referiu que esta instituição “tem tido uma preocupação social de alargar as suas áreas de

intervenção, assumindo assim uma preocupação com a situação social dos jovens, pelo que o trabalho desenvolvido no terreno pelo projecto RSV está a permitir realizar uma investigação numa matéria muito actual que está presente cada vez mais no

quotidiano dos jovens”. Para a socióloga Susana Henriques, avaliadora externa do projecto, “a investigação tem demonstrado que as intervenções preventivas multi-componentes têm maior probabilidade de produzir mudanças positivas nos grupos-alvo”, pelo que o RSV tem grande relevância na área a nível distrital. Também Jorge Barroso, presidente da Câmara da Nazaré considerou “de grande importância o trabalho de prevenção desenvolvido nestes contextos”, o que aliás foi reconhecido pelos proprietários dos bares que acolheram a iniciativa.


SOCIEDADE 7

O Mensageiro 9.Abril.2009

Poupança pode passar os 75 milhões de euros

Câmara e farmácias assinam protocolos

O Programa de Comparticipação de Medicamentos do Município da Batalha foi formalmente apresentado, no passado dia 6 de Abril, numa sessão em que foram assinados os protocolos de colaboração com as três farmácias do concelho: Ferraz, Moreira Padrão e Silva Fernandes. Trata-se de uma das medidas anti-crise anunciadas pela autarquia, incluída no Plano de Acção da Rede Social para 2009, que irá apoiar até 50%, na parte não comparticipada pelo Serviço Nacional de Saúde, a aquisição de medicamentos para pensionistas com mais de 65 anos ou por invalidez, cujo rendimento individual seja inferior a 70% da Remuneração Mínima Mensal. Segundo António Lucas, presidente da edilidade, “para o ano de 2009, o limite de comparticipação por beneficiário é de 100 euros, estimando um investimento global de cerca de 100 mil euros, mas este valor poderá ser revisto anualmente, conforme a experiência do projecto”. Na prática, os beneficiários receberão um cartão que deverão apresentar em qualquer uma das farmá-

LMFerraz

Batalha apoia medicamentos para idosos

cias aderentes, sendo-lhes imediatamente feito o desconto. Posteriormente, as farmácias enviarão ao município a relação dos valores atribuídos e receberão o devido pagamento da autarquia. “Dado o momento complicado que estamos a viver, o executivo considerou ser preferível esta ajuda concreta pela saúde da população mais carenciada, ainda que tenhamos de abdicar de fazer mais uma estrada ou outra obra que não seja tão prioritária”, concluiu António Lucas, salientando a boa colaboração das três farmácias concelhias para a viabilidade deste projecto. Os representantes das farmácias foram unânimes em considerar a pertinência desta decisão e a total

disponibilidade para a sua concretização. Joaquim Ferraz, Margarida Freitas e Filipa Fernandes afirmaram que “sempre se verificou a dificuldade de muitas pessoas em adquirir a totalidade dos medicamentos que lhes são receitados e dos quais depende a sua qualidade de vida, mas essas situações têm-se agravado nos últimos tempos”. Os farmacêuticos referiram mesmo que têm assumido já uma postura solidária em muitos casos, mediante a facilitação de medicamentos a crédito, “mas esta iniciativa da autarquia vai permitir que esse apoio seja melhorado, para benefício da população em situação de maior carência económica”. A este propósito, o

presidente da autarquia aproveitou ainda para lembrar o esforço feito recentemente pelo Município, em colaboração com as mesmas farmácias, para a implementação de um programa de recolha e entrega aos mais carenciados de medicamentos não usados e ainda no prazo, que foi cancelado por imposição do Infarmed. “O mais difícil, que era conseguir a adesão das farmácias, pois representava mais trabalho e menos vendas de medicamentos novos, revelou-se o mais fácil”, afirmou António Lucas, lamentando a “posição fundamentalista e sem sentido do Infarmed” que vetou o programa. Quanto à medida agora apresentada, os interessados poderão candidatar-se na Câmara Municipal ou nas respectivas Juntas de Freguesia, devendo apresentar o bilhete de identidade, o cartão de utente do SNS e o cartão de contribuinte, bem como alguns documentos comprovativos do valor da pensão e de outros rendimentos e de despesas mensais fixas. Luís Miguel Ferraz

Instituição solicita abertura de negociações com o MCTES

IPL dá primeiro passo para fundação O Instituto Politécnico de Leiria (IPL) entregou, no dia 6 de Abril, no Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), o pedido formal de abertura de negociações tendo em vista a eventual transformação da instituição em fundação pública de direito privado. O pedido de abertura de negociações foi aprovado pelo Conselho Geral do IPL, no dia 3 de Abril, e surge na sequência de “uma ampla consulta junto da comunidade académica que envolveu os estudantes, docentes e demais funcionários, e junto da sociedade civil, tendo sido ouvidos, de igual modo, o Conselho Empresarial da Associação Empresarial da Região

de Leiria, a Associação Industrial da Região do Oeste e a Associação para o Desenvolvimento de Leiria”, avançou o presidente do IPL, Luciano de Almeida, em comunicado. “No decurso da fase de auscultação formou-se um amplo consenso em torno da importância da abertura de negociações”, referiu. “Por outro lado, a informação prestada publicamente pelo MCTES no sentido de que o IPL (é o único Instituto que) reunia as condições exigidas para passar a fundação, face aos estudos feito pelo próprio Ministério e aos critérios definidos pelo Governo para a passagem ao modelo fundacional, não inteiramente conhecidos, não

pôde deixar de constituir um desafio para o IPL”, apontou Luciano de Almeida. Uma das entidades que se opõe à abertura de negociações com o MCTES é a Direcção Distrital de Leiria do Sindicato dos Professores da Região Centro, que em comunicado avança que “esta decisão não é pacífica, e encontra, designadamente entre muitos docentes, uma grande oposição, também manifestada pela FENPROF, quer aquando do debate promovido por Luciano de Almeida com docentes de várias escolas, quer após a reunião sindical, realizada no passado mês de Março.” Recorde-se que esta é a primeira de três fases, tendo em vista uma

eventual passagem da instituição ao regime fundacional. Seguirse-ão as negociações propriamente ditas, a apresentação dos resultados das mesmas ao Conselho Geral do IPL e consequente tomada de posição. Caso sejam aprovadas pelo órgão máximo da intuição, seguir-se-á a publicação do respectivo decretolei, de constituição de fundação. Na referida reunião do Conselho Geral do IPL, foi ainda atribuído o título de Professor Coordenador Honorário a Lei Heong Iok, presidente do Instituto Politécnico de Macau, e às personalidades da região Manuel de Jesus Antunes e Álvaro José Brilhante Laborinho Lúcio.

3900 medicamentos mais baratos No âmbito da legislação aprovada em 2007, relativa à fixação dos preços dos medicamentos, entraram já em vigor os novos preços, resultantes da terceira fase da revisão transitória. De acordo com esta legislação, os preços aplicados em Portugal passaram a ser calculados com base na média dos valores praticados nos chamados quatro países de referência (Espanha, Grécia, Itália e França), tendo passado a ser obrigatória a revisão anual dos preços com base nesta comparação. Desde que foi aprovada esta legislação, o Governo garantiu ter conseguido baixar mais de 4 mil medicamentos. Desta vez, são 3900 os medicamentos, de marca e genéricos, cujos preços descem até 52,4%. Em termos de impacto nos preços de venda ao público, tendo por referência as vendas realizadas em 2008, estas reduções poderão representar uma poupança superior a 75 milhões de euros. Deste total, correspondem cerca de 68 milhões de euros a 1435 apresentações de medicamentos de marca. No caso dos medicamentos genéricos, reduzem-se os preços a 16 substâncias activas, correspondendo a 2465 apresentações, com um impacto na redução dos preços a rondar os 7 milhões de euros.

Campanha da Autoridade Florestal Nacional

Limpeza dos matos é de todos

Está a decorrer até 12 de Abril uma campanha de sensibilização promovida pela Autoridade Florestal Nacional (AFN), que visa “alertar todos os cidadãos para os comportamentos de risco e para a importância da limpeza das florestas”. Sabendo-se que “a defesa da floresta passa por todos e grande parte dos incêndios é desencadeada por atitudes negligentes”, os anúncios da AFN apontam para a urgência dos cidadãos terem mais cuidado e cumprirem a lei, com a obrigação de limparem os caminhos e matas em redor das habitações. Para além da campanha nos meios nacionais e regionais, a AFN está a finalizar um manual de normas técnicas sobre a realização de queimadas e o uso de fogo, estando também a preparar acções de formação a pastores sobre técnicas do uso seguro do fogo para a renovação de pastagens.

Câmara e IPL assinam protocolo a 13 de Abril

CRDsp instala-se na Marinha Grande A Câmara da Marinha Grande e o Instituto Politécnico de Leiria (IPL) vão proceder à assinatura da Escritura Pública de constituição do direito de superfície sobre terreno na Zona Industrial da Marinha Grande e do Contrato de Comodato para cedência de instalações no Centro Empresarial, aí localizado, a favor e com o IPL, tendo em vista a construção de um edifício para instalação do Centro para o Desenvolvimento Rápido e Sustentado de Produto (CRDsp). A cerimónia terá lugar no dia 13 de Abril, pelas 17h00, no Auditório do Centro Empresarial, localizado na Rua de Portugal, na Zona Industrial da Marinha Grande. Na sua reunião ordinária de 12 de Março, a autarquia deliberou ceder ao IPL o direito de superfície sobre uma área de 7980 m2 de terreno, situado na Zona Industrial de Casal da Lebre, Marinha Grande, para construção do CDRsp. “A deliberação foi tomada na sequência da manifestação de disponibilidade do IPL em

concretizar a transferência da unidade de investigação CDRsp para o concelho da Marinha Grande e considerando a indiscutível mais-valia emergente para o concelho em geral e para a sua indústria em especial, da localização da referida unidade de investigação e de outras a criar”, referiu a Câmara da Marinha Grande, em comunicado. “A Câmara teve ainda em consideração que o CDRsp obteve a classificação de Excelente, atribuída pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, após um processo de avaliação por um painel de peritos internacionais.” Além desta unidade de investigação, o IPL pretende sediar outras unidades de investigação na Marinha Grande, de modo a tirar partido das sinergias que entre elas se pode criar e entre estas e o tecido económico e social. Nas actividades de investigação do CDRsp integrar-se-ão as formações de mestrado e, eventualmente, de doutoramento em parceria com universidades, nacionais ou estrangeiras.


8 PÁSCOA DA RESSURREIÇÃO

O Mensageiro 9.Abril.2009

Entrevista com o padre Vasco Pinto de Magalhães

DR

“A Ressurreição é esse mar sem fim...”

O que significa celebrar a Páscoa? Que sentido tem esta celebração para a vida dos homens e mulheres do nosso tempo? Ao longo desta entrevista com a Agência ECCLESIA, o jesuíta Vasco Pinto de Magalhães fala dos horizontes que se abrem com a fé na Ressurreição de Jesus.

têm uma carga mais egoísta. Há uma alegria egoísta e uma alegria altruísta. A Páscoa é aquilo que Jesus Cristo nos trouxe com a Ressurreição. Ele trouxenos três coisas: a certeza de ser amado, a certeza que a vida faz sentido (há futuro) e a certeza que não ando neste mundo por ver andar os outros.

Depois de 40 dias no deserto, a Ressurreição é o oásis que surge nesse terreno árido? A Ressurreição é mais que um oásis. É a Terra Prometida. O oásis é um sítio de passagem. Para nós, que estamos neste mundo de espaço e de tempo, a Páscoa que ensaiamos é a imagem da Terra Prometida, do fim do deserto.

A Ressurreição é a nascente ou é a foz? Para nós é a foz. É espantoso, mas o fim comanda a vida. Cristo é o Alfa e o Omega. Jesus é nascente e foz. Este é o grande mistério, por isso nunca estamos abandonados. Sentimos que vamos para onde vimos.

Esta Terra Prometida surge-nos com frequência no nosso caminho ou apenas uma vez por ano? Está sempre no nosso horizonte. Quem conduz a vida é a nossa finalidade. Ela conduz-nos todo o caminho e o percurso. Nós estamos virados para a busca da alegria e da plenitude. Este caminho está sempre presente, mas deve ser em crescendo porque a vida é uma tensão entre o que já é e aquilo que encontraremos um dia.

Será que as margens dos rios não nos distraem na caminhada para a foz? Podem. No entanto é um engano trocarmos o fim pelos meios imediatos. Esta é a desgraça de tanta gente que se contenta com as pequenas satisfações momentâneas. Se tal acontecer, empata a sua vida. Seria um grande engano deste mundo. As margens verdes não nos podem satisfazer na plenitude. Entrávamos no caminho da escravidão. Às vezes, os políticos querem isso quando nos contentam com rebuçados.

É uma busca de alegria com tensões? A alegria tem várias conotações. Nem sempre entendemos a palavra alegria do mesmo modo. A alegria pascal é um estado de ânimo que me vira para fora e me abre aos outros. E abre-me também ao futuro. No entanto, utilizamos a palavra alegria para dizer estados de espírito e de mero contentamento que

Estilo amêndoas fora da Páscoa Às vezes é. São sucedâneos pobres e enganadores. É caso para dizer «Corações olhai. Renascem as açucenas» É verdade. Necessitamos de educar o olhar para podermos perceber o fruto que está contido

na semente e na flor. Esta é o sinal imediato da Primavera e do Verão que é o fruto. Se não educarmos o nosso olhar vivemos à superfície das coisas e nunca chegaremos a esta alegria. A esta, o Evangelho chama-lhe consolação e força interior. Ela experimenta a paz e comunica a paz. O Evangelho é como o orvalho que alimenta a vida e a mantém fresca? O Evangelho é mais do que as gotas de orvalho. Ele é pão e água que fecunda. No entanto, a imagem do orvalho também ajuda a percebermos e a entrarmos no Evangelho. A Palavra rega a nossa vida. É um «Não fales, não digas nada! Eu absorvo com o olhar» O silêncio é fundamental na caminhada. Tal como saber ver para além do imediato. Vivemos num mundo muito histérico e eufórico que não tem tempo nem dá tempo à profundidade. Tudo se passa em corrida e num modo muito alienante. É uma forma de vida muito passageira e sem Páscoa. É um contentar-se com as margens sem ir ao fundo da questão.

Nas águas do mar, a Ressurreição espelha-se e espalha-se? A Ressurreição é esse mar sem fim. É um corpo místico onde cada um de nós tem um lugar pessoal. É um encontro interpessoal. A Ressurreição é um alerta e uma crítica ao mundo de hoje que confunde globalização com massificação. Hoje, massifica-se e não se personaliza. Não se pode aniquilar a personalidade, mas fazer a comunhão de todas as personalidades. Temos um mundo enganador... Massifica-nos. Tenta transmitir-nos que somos todos iguais, em vez de nos dizer que somos todos irmãos. Tira-nos a alegria do futuro para nos dar o contentamento do rebuçado. A Ressurreição é a mudança desta mentalidade e desta cultura. Falta-nos o toque nas águas desse mar Nós já tocamos e pertencemos a Cristo pleno. É uma alegria dorida e marcada pelo sofrimento porque ainda não é plena. Não é uma realidade adiada... Vivemos em processo, mas não adiados.

Caminhamos no areal infinito ao lado do mar. As ondas desse oceano molham o nosso corpo? Molhamos os pés. Não é um mar sem fundo, mas entramos cada vez mais nele. S. Paulo diz-nos isso. A cabeça passou, mas o resto ainda sofre as dores de parto. É como o aperto do bébé ao nascer. É um ninho maternal? A imagem do nascimento é muito própria da Ressurreição. A cabeça do bébé saiu, mas o corpo sofre as tentações de voltar ao calor do útero materno. A pequenez do homem não tem receio do horizonte longínquo deste mar? Temos medo de nos afogar. Temos medo de não saber gerir essa imensidão. Temos medo de perder a nossa personalidade. As coisas fascinantes e belas como a Ressurreição assustam-nos. Duvidamos... Trememos quando entramos nesse imenso mar. No entanto, esse mar frio transmite-nos calor. A condição humana é um processo de transformação. Humaniza-se cada vez mais quando recebe e dá esse calor. É um risco... há um desejo quente por um lado e arrepios por outro. Como temos medo, somos redutores. Queremos preto ou branco, mas a vida não é preta ou branca. É uma transformação da passagem das estrelas à luz. A luz cresce, mas ainda há trevas. Que paisagem escolheria para observar o espelho da Ressurreição? O alto da montanha. Se, dessa montanha, pu-

desse ver o mar teria uma perspectiva mais global. Observava a beleza do conjunto a brotar. Também vejo essa grandeza numa pequena flor que nasce num vaso. Aparece uma criação nova... Que obra de arte escolheria para simbolizar a Ressurreição? O nascer do sol tocame... Tenho sempre presente o quadro de Van Gogh com o «semeador e o sol a nascer». O sol nasce, a semente é lançada, a vida brota e a noite acaba. É um «livro aberto» exposto na tela? A Ressurreição é o «por dentro» da vida. É o dinamismo da vida que vai brotando e vai vencendo as trevas. É o dia que nasce da madrugada... Celebramos isso na Vigília Pascal. Só assim o mundo novo ganha espaço. O que estraga a Páscoa é o orgulho, a mentira, a prepotência e a opressão dos mais fracos. É difícil a Páscoa quando as pessoas são contra a criação. Na Vigília Pascal, os cristãos deviam dizer: «Vimos nascer um Sol brilhante» Nós dizemos «Sol nascente que nos vem visitar». No entanto há o perigo de ficarmos no ritualismo? A Páscoa tem que ser um crescendo... Esperamos pelo dia pleno... E pelo dia novo? É o primeiro dia que se torna o último dia


IGREJA DIOCESANA 9

O Mensageiro 9.Abril.2009

Breves

Abril, mês vocacional

Grande oração pelas Vocações vocações deve ser contínua e confiante”, nas famílias e nas paróquias, nos movimentos e nas associações empenhados no apostolado, nas comunidades religiosas e em todas as articulações da vida diocesana: “Devemos rezar para que todo o povo cristão cresça na confiança em Deus, sabendo que o «Senhor da messe» não cessa de pedir a alguns que livremente disponibilizem a sua existência para colaborar mais intimamente com Ele na obra da salvação”. O Serviço Diocesano de Animação Vocacional propõe que cada comunidade procure divulgar a sua iniciativa de oração e mesmo convidar outras pessoas a

Paróquia da Bajouca

No caminho dos homens

DR

Mais de sessenta comunidades religiosas e paroquiais comprometeram-se a fazer oração pelas vocações durante todo o mês de Abril, na diocese de LeiriaFátima. Deste modo, dá-se continuidade à “grande oração vocacional” pedida pelo bispo diocesano D. António Marto, “uma oração vivida com intensa confiança e perseverança, capaz de envolver pessoalmente todos os membros do povo de Deus e a realizar com oportunas modalidades comunitárias”. Também o Papa Bento XVI, na sua mensagem para o próximo Dia Mundial de Oração pelas Vocações, a celebrar em 3 de Maio, escreveu “que a oração pelas

associarem-se: uma família, um grupo de catequese ou de jovens, uma ou outra pessoa isolada... E quem tenha interesse em participar na oração de determinada comunidade pode contactar com ela. Embora a lista seja agora publicada, ela pode

ainda ser actualizada com os nomes de comunidades que desejem inscrever-se. Padre Jorge Guarda Coordenador do Serviço de Animação Vocacional

Antigos alunos dos seminários

Congresso já tem hino oficial Continua a bom ritmo a preparação do primeiro Congresso Nacional de Antigos Alunos dos Seminários, marcado para os dias 24, 25 e 26 de Abril, no Centro Pastoral Paulo VI, Fátima, numa organização conjunta do Santuário de Fátima com as Associações de Antigos Alunos dos Seminários, a Confederação Portuguesa dos Antigos Alunos do Ensino Católico e a colaboração de todos os Seminários Portugueses. Um dos últimos encontros preparatórios decorreu no final de Março e trouxe a Fátima cerca de duas dezenas de representantes de dezasseis Associações e Movimentos de antigos seminaristas. Procurou-se nesta reunião dar a conhecer, deta-

lhadamente, toda a dinâmica do Congresso (itinerário temático, celebrações, programa cultural...) e sensibilizar os representantes das Associações e Movimentos de Antigos Alunos para a necessidade de uma inscrição prévia, pois facilita, em muito, a organização do evento e o acolhimento dos participantes. Nas palavras do Padre Armindo Janeiro, presidente da Comissão Executiva do Congresso, “este encontro deu-nos a possibilidade de conhecer aqueles com quem, via telefone e internet, contactámos nestes últimos meses, partilhar perspectivas sobre a iniciativa e conversar sobre a sua divulgação para que o maior número possível de antigos alunos não só

a conheça como também nela se possa inscrever. Tudo isto porque, não obstante os limites de todas as instituições humanas, sempre situadas no tempo, o Congresso será uma grande celebração do que foi o tempo vivido em Seminário e o reconhecimento da sua importância nas nossas vidas, na vida da Igreja e da própria sociedade! O congresso, estou certo, será uma festa promissora!”. Na ocasião foi também apresentado ao grupo o hino oficial do Congresso, intitulado “Da Memória à Profecia”, da autoria do padre Jerónimo da Rocha Monteiro, SDB. Para os interessados, bastará visitar o sítio do Santuário de Fátima na internet e lá encontrarão toda a informação relativa

à letra e à música. Está lá também disponível uma gravação do mesmo, em áudio. “Este hino pretende não só trazer à memória a história de cada um de nós, ali passada, mas também celebrar os frutos que essa passagem pelo Seminário produziu e produz nas nossas vidas. Mais ainda, afirma que aquela experiência não se esgotou e pode continuar a ser fonte inspiradora de olhares novos em tempos crise, inspirando confiança no futuro, pois funda as suas raízes naquela experiência de “luz e ternura divinas” de que tão eloquentemente nos fala a vida do beato Francisco Marto”, explica o Padre Armindo.

“Muitas nações, um só Povo de Deus”

Peregrinação da Diocese das Forças Armadas A VIII Peregrinação Militar a Pé a Fátima promovida pela Diocese das Forças Armadas e de Segurança realizar-se-á de 14 a 17 Abril e terá a presença de 200 militares e civis. Este ano o tema que os une é: «Muitas nações, um só povo de Deus» e é organizado pelo sector da Pastoral Juvenil da Diocese

das Forças Armadas e de Segurança. Num comunicado enviado à Agência Ecclesia pelo Ordinariato Castrense, realça-se que “estamos em pleno Ano Paulino e este tema tem a ver com o facto de sermos militares e servirmos nos diversos países a Paz e ao mesmo tempo todos somos chamados

pelo Senhor a viver uma realidade comum no Reino dos Céus, como nos diz S. Paulo na carta aos Colossenses 3,11” No passado dia 8 de Abril, na Igreja da Memória foi celebrada a Missa Crismal com a presença de todos os capelães e presidida pelo Bispo das Forças Armadas e de Segurança, D.

Januário Torgal Ferreira. A Quinta-feira Santa é um momento de “acção de graças pelo dom do Sacerdócio e uma ocasião oportuna para renovarmos os nossos compromissos sacerdotais”. E acrescenta: “A presença de todos os capelães será a expressão visível da nossa comunhão sacerdotal”.

Como já vem sendo tradicional um grupo de jovens, crianças e adultos vai levar a efeito na noite de sexta feira Santa, dia 10 de Abril, uma representação cénica devidamente enquadrada no dia em que se pretende celebrar e lembrar que Jesus continua hoje no nosso mundo e no nosso tempo a interpelar através dos acontecimentos de todos os dias. É um trabalho onde participam algumas dezenas de pessoas e que terá também a participação do coro Juvenil da Bajouca, que interpretará a maior parte das canções, retiradas do trabalho de Frei Hermano da Câmara, “O nazareno”, que ajudarão a lembrar a mensagem de Jesus desde o seu nascimento até à Ressurreição. O início está previsto para as 21h00, no salão paroquial da Bajouca, com entrada livre.

Peregrinação a Roma

Canonização do Condestável Por ocasião da Canonização do Beato Nuno de Santa Maria está a ser organizada uma viagem a Roma nos dias 25 a 27 de Abril de 2009. O preço da viagem será de 685,00 euros (quarto duplo) ou 750,00 euros (quarto single), inclui passagem aérea em voo regular, autocarro de turismo para os transferes e visitas conforme o programa, estadia em hotel de 3 estrelas em regime de meia pensão (Jantar+ Alojamento+Pequeno almoço), um almoço em Roma, guia local para dois dias de visitas, entradas nos Museus do Vaticano e seguro de viagem. As inscrições encontram-se abertas a quantos queiram participar nesta festa. Para mais informações contactar a Agência de Viagens Vede Pino, telefone: 249530530.

Igreja da Santissima Trindade

Novos horários em Fátima A partir do Domingo de Páscoa, todos os dias do ano, a Capela do Santíssimo Sacramento, na zona subterrânea da Igreja da Santíssima Trindade, no Santuário de Fátima, passa a estar aberta ininterruptamente, ou seja, as 24 horas do dia, para adoração à Santíssima Eucaristia. Para tornar mais visível a ligação entre a Eucaristia que adoramos e a Eucaristia que celebramos, haverá, semanalmente, a celebração da Missa, na Capela do Santíssimo Sacramento. Será à Quinta-feira, dia da instituição da Eucaristia, às 18h30, seguida da renovação do Santíssimo e de um momento de adoração comunitária. Para este alargamento do tempo de adoração, o Santuário de Fátima continua a contar com a importante colaboração dos grupos voluntários já existentes e acolherá outros que poderão vir a constituir-se nas paróquias ou no âmbito dos movimentos de espiritualidade. Agradece também aos muitos leigos que, individualmente, querem, ou pretendem começar, a dar algumas horas do seu dia ou da sua noite ao Senhor. Durante o período diurno, a adoração ao Santíssimo Sacramento é assegurada pelas Irmãs Reparadoras de Nossa Senhora das Dores de Fátima, congregação instituída pelo Cónego Manuel Nunes Formigão precisamente em resposta aos pedidos de reparação feitos por Nossa Senhora e pelo Anjo aos Pastorinhos. Nas palavras do Reitor do Santuário de Fátima, que confia a iniciativa a Nossa Senhora e aos Beatos Francisco e Jacinta Marto, este alargamento advém do renascimento do interesse e devoção pela adoração perpétua, no chamado Lausperene ou louvor contínuo. “Esperamos que o tempo de adoração no Santuário de Fátima constitua ocasião para grande renovação da fé cristã que professamos e que vivemos”, afirma.


10 ECLESIAL

O Mensageiro 9.Abril.2009

Leituras |Domingo de Páscoa ANO B (12/04/09)

JANELA SOBRE A MISSÃO

Leitura I: Act. 10, 34a, 37-43 Salmo Responsorial: Sal 117 (118), 1-2, 16ab-17, 22-23 Eis o dia que fez o Senhor, nele exultemos e nos alegremos Leitura II: Col. 3, 1-4 ou ICor 5, 6b-8 Aclamação ao Evangelho: ICor 5, 7b-8a Cristo nossa Páscoa, foi imolado; celebremos à mesa do Senhor

Cânticos | II Domingo Páscoa ANO B (19/04/09) INÍCIO Hoje é dia de festa - Lau 425 O Senhor ressuscitou verdadeiramente - Lau SALMO RESPONSORIAL Aclamai o Senhor porque Ele é bom - Lau 135

Pe. Vitor Mira

vitormira67@gmail.pt

Contentor para Angola

DR

EVANGELHO: Jo 20, 1-9 Evangelho N. Senhor Jesus Cristo segundo S. João. No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi de manhãzinha, ainda escuro, ao sepulcro e viu a pedra retirada do sepulcro. Correu então e foi ter com Simão Pedro e com o discípulo predilecto de Jesus e disse-lhes: «Levaram o Senhor do sepulcro e não sabemos onde O puseram». Pedro partiu com o outro discípulo e foram ambos ao sepulcro. Corriam os dois juntos, mas o outro discípulo antecipou-se, correndo mais depressa do que Pedro, e chegou primeiro ao sepulcro. Debruçando-se, viu as ligaduras no chão, mas não entrou. Entretanto, chegou também Simão Pedro, que o seguira. Entrou no sepulcro e viu as ligaduras no chão e o sudário que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não com as ligaduras, mas enrolado à parte. Entrou também o outro discípulo que chegara primeiro ao sepulcro: viu e acreditou. Na verdade, ainda não tinham entendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dos mortos.

Nestas últimas semanas o Grupo Missionário Ondjoyetu tem estado empenhado a organizar um contentor para enviar para a Missão do Gungo. Após o apelo realizado à Diocese de Leiria-Fátima, a solicitar alguns bens essenciais para continuar a missão, foi-nos chegando diverso material. Desde roupa, alimentos, livros, catecismos, alguns móveis, material para casa, entre outros foram preenchendo o salão paroquial, ficando repleto de caixotes e sacos. O trabalho vai sendo muito: seleccionar, separar e encaixotar todo este ma-

terial exige disponibilidade de todos os elementos do grupo! Mas apesar disso o grupo tem estado muito animado, pois todos estes bens foram fruto da generosidade das pessoas… e é por isso que cada caixote é embrulhado com um grande sorriso. Os encontros são feitos à segunda, quarta e sexta à noite de cada semana. Apesar dos tempos de crise que correm, há sempre um sinal de caridade e de entrega… São várias as pessoas que nos vão contactando para poderem de alguma forma contribuir. Afinal é destes pequenos

contributos que podemos avançar com coragem e confiança. Pois a retaguarda desta missão somos todos nós! E todos as pessoas que de alguma forma contribuem para continuar esta missão que Deus nos confiou. Até ao momento, já conseguimos 2 437, 48 euros para contribuir com as despesas do contentor, para a compra de um gerador e de material eléctrico; agradecemos às paróquias, catequeses, donativos individuais, e outros. Grão a grão, vamos conseguindo arranjar os recursos materiais e financeiros

para o envio do contentor, mas ainda temos um longo caminho a percorrer até conseguir todos os bens necessários. Para contribuir material ou financeiramente para o contentor poderá contactar-nos para o número 926 031 382 ou pelo endereço electrónico: animissionari aleiria@gmail.com. Um grande Twapandula (obrigada) a todas as pessoas da Diocese! Estamos Juntos, e uma Páscoa feliz. Inês Pereira e Celina Pedro

AO SABOR DA PALAVRA

ficaram aflitas porque não sabiam o que tinha acontecido ao corpo do seu mestre. Os próprios discípulos ficaram sem saber o que fazer perante a ausência do corpo de Jesus. Mas esta incerteza perante aquilo que já não está presente acaba por se transformar numa luz para os seus olhos, porque descobrem, com a ajuda do Espírito Santo, que Jesus está vivo, que tudo aquilo que lhe aconteceu tinha de acontecer para que as pessoas alcançassem liberdade, esta é a realização da Boa Nova que ele tinha anunciado a todos os que ouviam Jesus. Pedro anuncia que a ressurreição de Jesus não é um facto isolado, mas sim o culminar de uma vida vivida na obediência ao Pai e na doação aos homens: depois de Jesus ter passado pelo mundo “fazendo o bem e libertando todos os que eram oprimidos”; depois de ele ter morrido na cruz como consequência desse

“caminho”, Deus ressuscitou-o. Assim a vida nova e plena que a ressurreição significa é ponto de chegada de uma existência posta ao serviço do projecto salvador e libertador de Deus. Esta vida é uma proposta transformadora que, uma vez acolhida, liberta da escravidão do egoísmo e do pecado E é este exemplo que todos temos de seguir, nós que tendo sido baptizados, também ressuscitamos de uma maneira espiritual, morrendo para tudo aquilo que é mal e ressuscitando para a nova vida de amor, com Jesus cristo nosso Mestre, pois foi ele que nos ensinou: “Não há maior prova de amor do que dar a vida pelo amigo”. E todos os homens são nossos amigos porque são nossos irmãos, foi por eles que Cristo morreu e ressuscitou. S. Paulo diz aos Colossenses que a identificação com Cristo implica o assumir uma dinâmica de vida nova, despojada do egoísmo, do orgulho, do pecado

e feita doação a Deus e aos irmãos. O cristão torna-se então, verdadeiramente, alguém que “aspira às coisas do alto” - quer dizer, alguém que, embora vivendo nesta terra e desfrutando as realidades deste mundo, tem como referência última os valores de Deus. Por isso temos de dizer a todos os homens que Deus os ama e que só quer que eles sejam felizes abraçando a vida que têm, aproveitando todas as maravilhas que Ele nos deu. A ressurreição de Jesus prova, precisamente, que a vida plena, a vida total, a transfiguração total da nossa realidade finita e das nossas capacidades limitadas, passa pelo amor que se dá, com radicalidade, até às últimas consequências. Garante-nos que a vida gasta a amar não é perdida nem fracassada, mas é o caminho para a vida plena e verdadeira, para a felicidade sem fim.

APRESENTAÇÃO DOS DONS Aleluia... Cristo ressucitou - Lau 146 Ó Páscoa gloriosa - Lau 572 COMUNHÃO Senhor eu creio que sois Cristo - Lau 759 Cristo nosso cordeiro pascal - Lau 249 Sempre que comemos o pão - Lau 755 ACÇÃO DE GRAÇAS Só no Espírito de Deus - Lau 789 Recebestes um Espírito - Lau 716 FINAL Na sua dor os homens encontraram - Lau 718 Ressuscitou... Aleluia - Lau 719

MISSAS DOMINICAIS

Sábado 19h00 – Sé 19h30 – Franciscanos Domingo 08h30 – Espírito Santo 09h00 – Franciscanos 10h00 – Paulo VI 10h00 – Franciscanos 11h00 – S. Agostinho 11h00 – Hospital 11h45 – Cruz da Areia 11h30 – Seminário 11h30 – Sé 18h30 – Sé 19h30 – Franciscanos 21h30 – Sª Encarnação

Pe. Francisco Pereira pe.francisco@mac.com

Vida Plena Domingo de Páscoa Na natureza, quando chga a primavera, há alguns dias em que parece que todas as flores decidiram abrir ao mesmo tempo, mas essas mudanças são sempre mais ou menos graduais. A ressurreição de Jesus também aconteceu, literalmente, da noite para o dia. As mulheres que de manhã foram visitar o túmulo, quando o viram vazio


IGREJA EM PORTUGAL 11

O Mensageiro 9.Abril.2009

Breves

Um tempo de voluntariado

Os jovens, com o seu dom da inteligência e do coração, são o futuro do mundo. É por isso que se torna necessário apostar na sua formação integral, de que devem fazer parte autênticas experiências de comunhão, que os tornem capazes de opções radicais de vida e de transformar por dentro as instituições, as empresas, as escolas, os hospitais e a própria Igreja. É nesse sentido que se está a desenvolver um projecto “Essencial TimorLeste”, que visa possibilitar a 9 jovens de Barcelos, entre os 18 e os 30 anos de idade, um tempo de Voluntariado num meio pobre: TimorLeste. Trata-se de cerca de 30 dias no terreno, acompanhados pelos Missionários Capuchinhos, que irão beneficiar não só os que participarem mas, pela troca de experiências, toda a comunidade local a

DR

Projecto “Essencial Timor-Leste”

que pertencem. O projecto decorrerá durante o mês de Agosto de 2009: as primeiras 3 semanas em Laleia, no distrito de Manatuto, a 84 quilómetros de Díli, e a última semana em Tíbar, no distrito de Liquiça, a 14 quilómetros da Capital. O dia-a-dia destes jovens será

repartido entre tempos de voluntariado, formação, trabalho pastoral, trabalho doméstico, descanso e convívio, devendo haver sempre lugar a uma avaliação diária e (re)programação do dia seguinte. Estão previstas várias acções de voluntariado em 3 hospitais - Baucau, Díli

Canonização de Nuno Álvares Pereira e Manatuto - e na prisão de Becora, na escola préprimária em Vemasse, no Centro de Dia de Aubaca e colaboração com o Centro de Saúde de Laleia e com o projecto “Pastoral da Criança” de controle de saúde e vacinação de crianças. Será dado apoio a 6 comunidades, 3 das quais nas montanhas, a cerca de três horas a pé. Aí procurarse-á estimular a criatividade das crianças e promover o uso da língua portuguesa, através da música e do teatro. Será ainda feito um rastreio de saúde em várias aldeias e concluída a construção de uma pista de manutenção em Bazartete, que será colocada ao serviço das escolas e do desporto daquela região. Mais informações encontram-se no blog em: www.viveroessencial.word press.com.

“Ser católico ou ser português”

D. José Policarpo

Mensagem Pascal em video

Música Litúrgica

Encontro de Pastoral Litúrgica

DR

manter secreta. A minha fé quer que eu defenda certos princípios da vida social e política, mas infelizmente é muito frequente encontrar gente inteligente que não aceita argumentos religiosos», explicou Marcelo Rebelo de Sousa. O professor universitário defendeu também que faz falta «uma maior liberdade» e lamentou que os portugueses sejam «muito críticos na opinião, mas muito dóceis na obediência». Depois recordou que os feriados religiosos perderam força após a secularização. «Quantas famílias de Lisboa se reúnem para a Páscoa? Quase nenhuma, porque também não é funcional na sociedade portuguesa que a família se encontre de forma regular», argumentou. O professor falou durante largos minutos da relação histórica existente entre a Igreja e o Estado

O Presidente da República Portuguesa aceitou integrar a Comissão de Honra da Comissão São Nuno de Santa Maria, constituída ao abrigo da Canonização de Nuno Álvares Pereira, a 26 de Abril em Roma. Para além de Aníbal Cavaco Silva, a Comissão de Honra é constituída pelo Presidente da Assembleia da República, Jaime Gama; pelo Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado; pelo Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas, General Valença Pinto; pelo Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo; pelo Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, D. Jorge Ortiga; pelo Superior Maior da Ordem do Carmo em Portugal, Padre Agostinho Marques de Castro e pelo Duque de Bragança, D. Duarte Pio. Para além de ter começado já a estimular e congregar as iniciativas que surgem na sociedade portuguesa em torno das celebrações da Canonização do dia 26 de Abril, a Comissão pretende lançar bases para o estudo alargado sobre a dimensão espiritual, social, política e histórica do Beato Nuno de Santa Maria e divulgar aspectos da sua personalidade que se manifestam em cada uma destas áreas.

O sítio da internet do Seminário dos Olivais publicou uma mensagem vídeo do Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, dirigida, no início da Semana Santa, ao Seminário Maior do Patriarcado. Na mensagem Pascal, o Patriarca salienta a experiência radical que é a Páscoa, apelando para a sua vivência “conduzida pela Palavra de Deus”. Depois da mensagem de Natal dirigida ao Seminário e à Diocese, e publicada neste mesmo sítio do Seminário dos Olivais, o bispo de Lisboa dirige-se, agora, de modo particular ao Seminário de Lisboa. No passado mês de Setembro de 2008 a página electrónica do Seminário dos Olivais deu início à publicação de pequenos vídeos, de produção própria e outros de diversas agências, com o objectivo de partilhar e dar a conhecer um pouco da vida da Igreja e do Seminário, gerando maior aproximação e ligação junto das comunidades. No mesmo sítio electrónico estão, também, disponíveis, em formato áudio e texto as Catequeses Quaresmais proferidas por D. José Policarpo, neste ano de 2009.

Marcelo Rebelo de Sousa em Coimbra A conferência de Marcelo Rebelo de Sousa em Coimbra, no âmbito das comemorações do 350.º aniversário da Fraternidade da Ordem Terceira de S. Francisco, ficou marcada por um grande sentido de fé do professor universitário, para além do habitual humor e carisma. Num encontro que durou quase três horas, o comentador de televisão criticou a «tendência para o hiper laicismo da sociedade portuguesa», que tem «grande relutância em aceitar as opiniões dos cristãos», sobretudo em campos como a política, a economia e o trabalho. «É um absurdo que eu, enquanto cristão, não possa dizer o que acho, porque dizem-me logo que isso tem que ser nos lugares de culto, que a religião é uma coisa e a política outra. Não entendem a fé cristã, que não é uma fé para

Presidente da República integra Comissão de Honra

e aconselhou os católicos a «nunca terem vergonha de se afirmarem como tal», concluindo que «é mais

importante ser-se católico do que português».

WWW.OMENSAGEIRO.COM.PT

O Secretariado Nacional de Liturgia vai realizar o 35.º Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica nos dias 27 a 31 de Julho de 2009 em Fátima Este Encontro será dedicado à temática da Música na Liturgia. Embora todos os anos se atribua à música o lugar de relevo que merece, este ano propomo-nos abordar a questão da música dum modo mais aprofundado. Além das quatro conferências destinadas a todos, oferecemos uma renovada Escola de Ministérios destinada a sete grupos específicos: ministros ordenados, cantores (salmistas e leitores), elementos de grupos corais, a assembleia, organistas e instrumentistas, responsáveis pela música litúrgica da paróquia (um novo serviço), os acólitos. Estão abertas as inscrições, para o endereço: Secretariado Nacional de Liturgia, casa de Santa Ana, Santuário de Fátima.


12 IGREJA NO MUNDO

O Mensageiro 9.Abril.2009

Breves

Convenção do Conselho da Europa

Contra o tráfico de seres humanos

Cáritas no Zimbabué

As operações humanitárias da Cáritas no Zimbabué estão ameaçadas por causa da falta de recursos, colocando em risco a vida de dezenas de milhares de pessoas. O alerta é lançado pela confederação internacional da organização católica, Cáritas Internationalis. O Zimbabué está no centro de uma grave crise humana, em que metade da população depende de ajuda alimentar, a economia que não está apta a atender às necessidades da maior parte da população e o sistema escolar e de saúde estão destroçados. A tudo isso se soma a epidemia de cólera que há meses atinge o país. A Cáritas Internationalis lançou um apelo para arrecadar 7 milhões de dólares até Janeiro de 2010, para fornecer alimentos e assistência sanitária a 250 mil pessoas e água potável a 16 mil casas. A Cáritas renova o apelo para oferecer alimento mensal a 164 212 pessoas. Dado que são as crianças as primeiras a morrer de fome, a organização iniciou um programa que oferece comida todos os dias a 88 841 crianças nas escolas. Para combater a difusão da cólera, a equipa da Cáritas está a construir poços e serviços de higiene, distribuindo ainda produtos para a depuração da água e promovendo a educação sobre a prevenção da cólera.

Associação João Paulo II

Católicos e Ortodoxos unidos Indirectamente, o Papa João Paulo II ajuda nas relações entre Moscovo e o Vaticano. Foi criada, na capital da Rússia, a Associação João Paulo II, um movimento cultural que tem, reunidos na mesma mesa, católicos e ortodoxos. A directora do centro de estudos sócio-religiosos da Universidade de Moscovo, Anatolj Krasikov, comentou as particularidades desta nova realidade criada em memória do papa polaco falecido há quatro anos. Segundo a mentora da ideia, fazia tempo que o projecto estava em elaboração. “Finalmente conseguimos criar uma associação em nome do Papa Wojtyla em que ortodoxos e católicos falam juntos” - afirmou. A associação reflecte sobre os discursos de João Paulo II para manter vivos os compromissos apresentados no seu longo pontificado. Ortodoxos e católicos encontram-se periodicamente na sede da organização, localizada num mosteiro de frades franciscanos. A associação reuniu-se, na semana em que se recordou o quarto aniversário da morte de João Paulo II, e segundo a directora a função desta união é tentar realizar um estudo histórico, espiritual e eclesiológico com a contribuição de religiosos e leigos.

“Madre Teresa do Brasl”

A caminho da Beatificação Bento XVI assinou o decreto que reconhece a vida de “virtude heróica” da Irmã Dulce, (Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, nome civil) que viveu entre 1914 e 1992. O arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, D. Geraldo Majella Agnelo, diz que o decreto, apesar de já esperado, foi “uma alegria muito grande”. O processo fica agora à espera do reconhecimento de um milagre. A religiosa é conhecida como a “Madre Teresa do Brasil”. Além deste decreto, o Papa autorizou a promulgação, na semana passada dos decretos relativos a uma futura beata e outros oito veneráveis.

DR

Falta de recursos provoca crise

“Certas pessoas estão muito presas ao seu trabalho - Não ignore o tráfico de pessoas”. Imagens da campanha do Dia Europeu Contra o Tráfico de Pessoas (10 de Outubro) As Comissões Europeias Justiça e Paz apelam à ratificação, implementação e monitorização da Convenção do Conselho da Europa contra o Tráfico de Seres Humanos, que Portugal foi um dos poucos países europeus a ratificar Pede-se urgentemente uma acção coordenada dos governos para parar o problema crescente do tráfico de seres humanos. Este fenómeno, largamente espalhado a nível mundial, envolve uma vasta gama de violações dos direitos humanos, designadamente: a exploração sexual, o tra-

balho forçado e as formas de escravidão, tais como, a exploração da mendicidade ou a servidão doméstica e o roubo de órgãos para fins comerciais. Embora a natureza escondida deste crime torne difícil chegar a números precisos sobre as vítimas, a estimativa da UNESCO para o ano de 2007 situa-se entre 500 000 e 2 milhões. Este é um crime que afecta todas as nações – enquanto fonte, trânsito ou destino, e as consequências do tráfico humano são não só devastadoras para as vítimas, mas também danosas para toda

a sociedade. Segundo o Papa João Paulo II, este comércio de pessoas constitui uma ofensa chocante contra a dignidade humana e uma grave violação dos direitos humanos fundamentais (Carta ao Arcebispo JeanLouis Tauran, 15 de Maio de 2002). É por isso que a Conferência das Comissões Europeias Justiça e Paz (Justiça e Paz Europa) se junta ao crescente número de organizações que agem activamente contra o comércio sinistro do tráfico de seres humanos, em todas as suas formas.

Portugal foi um dos poucos países europeus que já ratificou a Convenção do Conselho da Europa. Importa agora que a Convenção seja convenientemente implementada e monitorizada e que as medidas previstas no Plano Nacional contra o Tráfico de Seres Humanos, em vigor até 2010, sejam concretizadas. O funcionamento do Observatório do Tráfico de Seres Humanos, criado em Outubro de 2008, poderá contribuir para que se alcancem os objectivos pretendidos.

“Universitas: um saber sem fronteiras”

42.ª edição do Congresso UNIV De Domingo de Ramos ao Domingo da Ressurreição, 4300 estudantes universitários estão em Roma para participar no congresso UNIV e acompanhar Bento XVI durante as celebrações da Semana Santa. A 42ª edição do Congresso UNIV tem o tema: “Universitas: um saber sem fronteiras”. Iniciado com o alento de São Josemaria Escrivá, propõe aos estudantes uma jornada de debate académico e diversos eventos culturais (concertos, visitas a museus e encontros com especialistas) em Roma. Bento XVI, nos seus discursos na Universidade de Ratisbona e de La Sapienza de Roma, convidou

a superar o medo de dizer a verdade nos campos moral, científico, humanístico e social. A ideia de verdade não é contrária à liberdade pessoal de cada um, nem ao respeito pelas crenças. O UNIV 2009 pretende propor a reflexão sobre esses pressupostos, através de um diálogo real entre pessoas e entre saberes na universitas: entre fé e razão, entre ciência e revelação, entre técnica e ética, entre crentes e não crentes. Na Terça-feira Santa, Bento XVI receberá em audiência os participantes do congresso. O Papa, que sempre se interessou pelo mundo académico, poderá dirigir-se aos quatro milha-

res de estudantes de mais de 200 centros universitários. Giovanni Vasallo, estudante da Universidade de La Sapienza (Roma) e porta-voz do Congresso UNIV assinalou que “reunir-se com estudantes de 200 universidades é uma oportunidade única”. “Como encara um asiático os estudos? Que visão do mundo partilho com um africano? É a ocasião propícia para responder a estas perguntas. Roma é uma cidade que facilita a abertura a outras culturas”. Sobre o encontro com o Papa, Vasallo disse que “ele é um universitário. Imagino que quando receber os 4300 estudantes haverá uma sin-

tonia especial. Queremos mostrar-lhe que o admiramos pela abertura sincera à verdade e pela valentia ao enfrentar todos os problemas do homem”. “Aproveitando o título do congresso, diria que o interesse do Papa pelo saber não tem fronteiras nem preconceitos. Faz perguntas incómodas, aponta possíveis soluções... enfim, o discurso de Bento XVI é um desafio fascinante para qualquer universitário”. Nas suas 42 edições, o UNIV levou a Roma mais de 90.000 universitários. Para esta edição, vêm de países como os Camarões, Japão, Cazaquistão, Trindade e Tobago, Estónia, Finlândia ou Austrália.

94 anos de (in)formação diferente O MENSAGEIRO


OPINIÃO 13

O Mensageiro 9.Abril.2009

CARTÓRIO NOTARIAL DE LEIRIA Da Drª Maria Lucília Ferreira Antunes Martins, sito na Avª. Marquês de Pombal, lote 12 –H, Galerias de S. José. CERTIFICO que por escritura de 7 de Abril de 2009, iniciada a folhas 76 do Livro de Notas para Escrituras Diversas nº 153-A deste Cartório: Joaquim Carreira e mulher Maria Vitória, casados em comunhão geral de bens, naturais ele da freguesia de Barreira, e ela da de Cortes, ambas do concelho de Leiria, naquela residentes no lugar de Marvila, na Rua S. Silvestre, nº 799, NIF 124 391 087 e 124 391 079. Que justificaram a posse do seguinte bem: Prédio rústico sito em Forno da Telha, freguesia de Barreira, concelho de Leiria, composto de pinhal e eucaliptal, com a área de mil e quatrocentos metros quadrados, a confrontar do norte com Manuel de Oliveira Bernardes, do sul e nascente com José Maria da Cunha e do poente com caminho, inscrito na respectiva matriz sob o artigo 636, com o valor patrimonial de IMT de 171,98 €, não descrito na Primeira Conservatória do Registo Predial de Leiria, a que atribuem o valor de duzentos euros. Que o imóvel identificado, veio à posse dos justificantes por volta do ano de mil novecentos e trinta, por doação verbal de Luís Carreira e Josefa de Jesus, residentes que foram em Casal Pinheiro, Barreira, Leiria, sendo impossível deles obter título por falecimento dos doadores. Que, assim, não têm eles, primeiros outorgantes, título formal de aquisição do mencionado imóvel. Certo é, porém, e do conhecimento geral que o vêm possuindo desde há mais de vinte anos sem interrupção, ostensivamente e sem oposição de ninguém, na convicção, que sempre tem sido também a das outras pessoas, de serem eles os seus verdadeiros donos. Na verdade, têm sido eles e mais ninguém, que durante todo aquele tempo têm desfrutado o referido imóvel, pago impostos por ele devidos e têm praticado nele os actos normais de conservação e defesa da propriedade. Que, assim, e na falta de melhor título, adquiriram o identificado imóvel por usucapião, que aqui invocam por não lhes ser possível provar a sua aquisição pelos meios extrajudiciais normais. Vai conforme o original na parte fotocopiada não havendo na parte omitida nada que altere, modifique ou restrinja a parte transcrita. Leiria, 7 de Abril de 2009 A colaboradora autorizada, (Assinatura ilegível)

PUB

CONVERSAS SOBRE A FÉ

Pe. Jorge Guarda

Vigário Geral da Diocese

O sublime conhecimento de Cristo “Ó grande apóstolo S. Paulo, intercede ao Senhor por nós, cristãos do século XXI: que Ele nos abra os olhos da mente e do coração como abriu os teus, para alcançarmos o sublime conhecimento de Cristo, e, assim, podermos ir ao coração da fé”. Nesta oração, D. António Marto toca num ponto débil de muitas pessoas: o escasso ou nulo conhecimento de Cristo. Não penso somente nas informações sobre a sua vida e mensagem mas no conhecimento que significa uma familiaridade

com Ele. Neste ano dedicado à formação, cada um de nós, católicos, precisa de examinar cuidadosamente o que sabe sobre Jesus de Nazaré e qual a relação que tem com Ele. E ainda: que desejo tenho de conhecer mais sobre Jesus? O evangelho de São Lucas conta o episódio pitoresco de Zaqueu (Lc 19, 1-10). Este homem importante da cidade de Jericó desejava tanto conhecer Jesus que ousou subir a uma árvore para o ver quando passasse. Ficou surpreendido, embaraçado e feliz pelo prémio que Jesus lhe ofereceu: quis hospedar-se em sua casa. O encontro e o amor de Jesus mudou a vida daquele homem, que pôs em ordem faltas contra a justiça e a solidariedade. Os evangelhos não falam mais dele, mas uma lenda cristã conta que ele teria sido companheiro de viagem de S. Pedro e por ele feito bispo de Cesaréia. Quer dizer que possivelmente se terá tornado discípulo de Jesus. Também São Paulo experimentou uma transformação na sua vida, quando conheceu Cristo. Ele mesmo diz, com palavras fortes, que mesmo o melhor do seu passado não tem qualquer valor perante “a maravilha que é o conhecimento de

na nossa estante

Cristo Jesus, meu Senhor: por causa dele, tudo perdi e considero esterco, a fim de ganhar a Cristo e nele ser achado”. Agora, o que lhe interessa é viver a fé nele e conformar-se com Ele e com os seus sofrimentos, “para ver se atinjo a ressurreição de entre os mortos” (cf Fil 3, 7-11). Cristo tornou-se o fundamento da sua vida presente e da sua esperança futura. Por Ele, se tornou no que depois foi: um grande apóstolo do Evangelho. O conhecimento autêntico de Cristo leva de facto a uma mudança de vida movida por Ele. Tony de Mello conta a história de um convertido a quem um amigo não crente pergunta o que sabe sobre Cristo. Perante a escandalosa falta de informações, o amigo observa-lhe que ele sabe muito pouco, “para quem se considera convertido”. O cristão dá-lhe razão, confessa a sua vergonha por saber tão pouco, mas descreve o que Cristo fez na sua vida: ele era alcoólico, estava cheio de dívidas, fazia mau viver em família, de tal modo que mulher e filhos tinham medo quando chegava a casa. Desde que conhecera Cristo, deixara de beber, pagara as dívidas e a sua família acolhe-o todos os dias com alegria:

Querido Ollie Stephen Foster

As Filhas da Caridade de S. Vicente de Paulo em Portugal

Receitas para os Meus Amigos António Silva

II Antologia de poetas lusófonos Autores Diversos

Caderno

Edições Colibri

Texto Editora

Folheto Edições e Design

Este é um livro de receitas que apresenta alguns dos pratos mais deliciosos com que o Chefe Silva brinda os seus amigos. O famoso cozinheiro apresenta aqui um conjunto de receitas que reuniu ao longo dos anos e que gosta de partilhar com todos os que visitam a sua casa. Cada uma delas encerra um paladar especial, que convida os leitores a descobrirem e a partilharem com os seus próprios amigos. Profusamente ilustrado com fotografias de fazer crescer água na boca, este livro apresenta uma variedade de receitas que vão desde os pratos com os ingredientes mais tradicionais até aos de sabor mais requintado.

Decorreu no passado dia 5 de Abril, no auditório do Mosteiro da Batalha, o lançamento deste segundo volume da “Antologia de Poetas Lusófonos”, um trabalho editorial da Folheto, em parceira com associações e academias de vários países. Com cerca de 500 páginas, a publicação conta com a participação de 134 poetas, seleccionados dos cerca de 400 participantes, oriundos de doze países, designadamente de Portugal, Brasil, França, Suíça, Inglaterra, Angola, Timor, Canadá, EUA, Brasil, Moçambique e Índia. Segundo Adélio Amaro, coordenador editorial, o objectivo da obra é “promover a Língua Portuguesa, a Lusofonia e os poetas que espalham as suas veias inspiradoras por todo o Mundo”. O editor explica: “As poesias que tatuam as páginas deste livro não são todas de índole

O escritor britânico Stephen Foster nunca gostou particularmente de cães. Mas sempre foi sensível aos desejos da mulher, que em tempos tivera um lindo dálmata, e nunca se habituara a viver sem ele. Marido dedicado, decide um dia oferecer à esposa um vizsla – galgo pachorrento e de boa natureza. Os seus planos, porém, caem por terra, quando no canil descobre um pequeno lurcher, a fixá-lo com olhos de cachorro abandonado. Tem pena do bicho, leva-o para casa. E a sua vida nunca mais será a mesma. Querido Ollie é a história real de um homem que não gosta de cães, de um cão que não gosta de homens, de uma luta e de uma conquista.

No ano de 2008, a Província Portuguesa das Filhas da Caridade de S. Vicente de Paulo comemoraram século e meio de vida ao serviço dos pobres e dos doentes, na fidelidade ao carisma dos Santos Fundadores, S. Vicente de Paulo e Santa Luísa de Marillac. Ao ler as páginas despretensiosas e edificantes deste opúsculo, fica-se a conhecer tanto os momentos felizes e reconfortantes como as horas difíceis por que passaram as Filhas da Caridade em Portugal. São cento e cinquenta anos de história de uma família religiosa empenhada em conhecer e dar a conhecer o seu passado, para melhor enfrentar as tarefas exigentes do presente e os desafios enormes do futuro.

“Tudo isto Jesus Cristo fez por mim. É tudo o que sei sobre Ele” (O canto do pássaro, 128-129). Como posso conhecer Cristo e viver uma relação e intimidade pessoal com Ele? Os caminhos e os meios são vários: a leitura orante e o estudo dos evangelhos e dos demais escritos do Novo Testamento, a oração e a adoração, a vivência “activa, consciente e frutuosa” dos sacramentos, especialmente da Eucaristia e da Penitência, a catequese e outras acções de formação na fé e de aprofundamento espiritual, a imitação do estilo de vida de Cristo “que passou fazendo o bem”, por obras e palavras. Não se pode alcançar uma fé sólida e firme, sem um conhecimento aprofundado, assimilado e experimentado de Jesus Cristo. Então a sua presença e companhia na minha vida torna-se significativa, marcante e frutuosa, fazendo-me feliz por ser seu discípulo e membro da sua comunidade, a Igreja.

ac mica. Queremos, também, dar voz à poesia mais popular. Mas uma coisa é certa: neste livro todas as poesias têm mensagem. Todas elas transmitem sentimentos. Todas elas cantam a mesma língua. E mais, todas elas nasceram tão distantes umas das outras e conseguiram um elo de verdadeira união através da II Antologia de Poetas Lusófonos.”


14 INSTITUCIONAL

O Mensageiro 9.Abril.2009

EDITAL N.º 34/2009 INQUÉRITO ADMINISTRATIVO 2ª Publicação ISABEL DAMASCENO CAMPOS, Presidente da Câmara Municipal do Concelho de Leiria, faz saber, nos termos dos Artigos e seguintes do Decreto - Lei n.º , que se procede pela Secção de Apoio Administrativo às Empreitadas desta Câmara Municipal a Inquérito Administrativo relativo à empreitada de “ EXECUÇÃO DE ARRANJOS EXTERIORES NO COMPLEXO ESCOLAR DA BOA VISTA “, P,.º N.º T – 46/2008, de que foi empreiteira a Firma SOTEOL – SOCIEDADE DE TERRAPLANAGENS DO OESTE, LDª, pelo que, durante os QUINZE DIAS que decorrem desde a data da afixação destes éditos e mais OITO, poderão os interessados apresentar na Secretaria desta Câmara Municipal, por escrito e devidamente fundamentadas e documentadas, quaisquer reclamações a que se julgam com direito por falta de pagamento de salários e materiais, ou de indemnizações e, bem assim, o preço de quaisquer trabalhos que o empreiteiro haja mandado executar por terceiros. Não serão consideradas as reclamações apresentadas fora do prazo acima estabelecido. Para constar se pública o presente e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares públicos do costume. Paços do Município de Leiria, 16 de Março de 2009. A Presidente da Câmara Municipal, (Isabel Damasceno Campos)

EDITAL N.º 37/2009 INQUÉRITO ADMINISTRATIVO 2ª Publicação ISABEL DAMASCENO CAMPOS, Presidente da Câmara Municipal do Concelho de Leiria, faz saber, nos termos dos Artigos 224.º do Decreto - Lei n.º 59/99, de 02 de Março, que se procede pela Secção de Apoio Administrativo às Empreitadas desta Câmara Municipal a Inquérito Administrativo relativo à empreitada de “REMODELAÇÃO DO SISTEMA DE CRUZ DE MELO – ADUÇÃO E DISTRIBUIÇÃO “, adjudicada à Empresa CONSTRUÇÕES AQUINO & RODRIGUES, S.A., pelo que, durante os QUINZE DIAS que decorrem desde a data da afixação e mais OITO que decorrem desde a data da segunda publicação deste édito, poderão os interessados apresentar nesta Câmara Municipal, por escrito e devidamente fundamentadas e documentadas, quaisquer reclamações a que se julgam com direito por falta de pagamento de salários e materiais, ou de indemnizações e, bem assim, o preço de quaisquer trabalhos que o empreiteiro haja mandado executar por terceiros. Não serão consideradas as reclamações apresentadas fora do prazo acima estabelecido. Para constar se publica o presente e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares públicos do costume. Paços do Município de Leiria,16 de Março de 2009. A Presidente da Câmara Municipal, (Isabel Damasceno Campos)

O MENSAGEIRO • Edição 4753 • 09/04/09

O MENSAGEIRO • Edição 4753 • 09/04/09

EDITAL N.º 36 /2009 INQUÉRITO ADMINISTRATIVO 2ª Publicação ISABEL DAMASCENO CAMPOS, Presidente da Câmara Municipal do Concelho de Leiria, faz saber, nos termos dos Artigos 224.º do Decreto - Lei n.º 59/99, de 02 de Março, que se procede pela Secção de Apoio Administrativo às Empreitadas desta Câmara Municipal a Inquérito Administrativo relativo à empreitada de “REPARAÇÃO E REMODELAÇÃO DO RESERVATÓRIO DE CRUZ DE MELO “, adjudicada à Firma LITOBRAS, LDª, pelo que, durante os QUINZE DIAS que decorrem desde a data da afixação e mais OITO que decorrem desde a data da segunda publicação deste édito, poderão os interessados apresentar nesta Câmara Municipal, por escrito e devidamente fundamentadas e documentadas, quaisquer reclamações a que se julgam com direito por falta de pagamento de salários e materiais, ou de indemnizações e, bem assim, o preço de quaisquer trabalhos que o empreiteiro haja mandado executar por terceiros. Não serão consideradas as reclamações apresentadas fora do prazo acima estabelecido. Para constar se publica o presente e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares públicos do costume. Paços do Município de Leiria,16 de Março de 2009. A Presidente da Câmara Municipal, (Isabel Damasceno Campos)

EDITAL N.º 35/2009 INQUÉRITO ADMINISTRATIVO 2ª Publicação ISABEL DAMASCENO CAMPOS, Presidente da Câmara Municipal do Concelho de Leiria, faz saber, nos termos dos Artigos 224.º do Decreto - Lei n.º 59/99, de 02 de Março, que se procede pela Secção de Apoio Administrativo às Empreitadas desta Câmara Municipal a Inquérito Administrativo relativo à empreitada de “REMODELAÇÃO DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE CRUZ DE MELO_“, adjudicada à Firma LITOBRAS, LDª, pelo que, durante os QUINZE DIAS que decorrem desde a data da afixação e mais OITO que decorrem desde a data da segunda publicação deste édito, poderão os interessados apresentar nesta Câmara Municipal, por escrito e devidamente fundamentadas e documentadas, quaisquer reclamações a que se julgam com direito por falta de pagamento de salários e materiais, ou de indemnizações e, bem assim, o preço de quaisquer trabalhos que o empreiteiro haja mandado executar por terceiros. Não serão consideradas as reclamações apresentadas fora do prazo acima estabelecido. Para constar se publica o presente e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares públicos do costume. Paços do Município de Leiria,16 de Março de 2009. A Presidente da Câmara Municipal, (Isabel Damasceno Campos)

O MENSAGEIRO • Edição 4753 • 09/04/09

O MENSAGEIRO • Edição 4753 • 09/04/09

F. Costa Pereira Rua João de Deus, 25- 1º Dt. - LEIRIA CONSULTAS COM HORA MARCADA 2ª, 4ª e 5ª: 11h-13h e 15h-19h, 3ª: 10h-13h e 15h-19h, Sábados: 9h30-15h

CONSULTAS ÀS TERÇAS E QUINTAS FEIRAS POR MARCAÇÃO

Tel. 244 832406

Consultório - R. João de Deus, 17-1ºEsq. - Leiria

Telefones: 244 832 288 e 244 870 500

JOGOS | Nº 14/2009 (Confirme em www.jogossantacasa.pt) Euromilhões: 2, 20, 24, 32, 46 + 1, 9 Totoloto: 7, 18, 35, 37, 40, 41 + 34 Loto2: 8, 12, 16, 18, 21, 34 + 19 Joker: 0 7 6 6 6 8 3 Totobola: 222 XXX X11 2122 FÁRMÁCIAS DE SERVIÇO Central (dia 9), Higiene (dia 10), Lino (dia 11), Oliveira (dia 12), Sanches (dia 13), Avenida (dia 14) e Central (dia 15)

Registo no ICS N.º 100494 Semanário - Sai à 5ª Feira Tiragem média - 2.200

CARTÓRIO NOTARIAL DE LEIRIA Da Drª Maria Lucília Ferreira Antunes Martins, sito na Avª. Marquês de Pombal, lote 12 –H, Galerias de S. José. CERTIFICO que por escritura de 30 de Março de 2009, iniciada a folhas 149 do livro de notas 152 –A, deste Cartório. José Catarino da Silva e mulher Olinda de Sousa, casados em comunhão geral de bens, naturais da freguesia de Maceira, concelho de Leiria, nela residentes na Rua da Brejieira, nº 100, A-dos-Pretos, NIF 123 756 986 e 123 765 978. Justificaram a posse do seguinte bem: Prédio rústico, sito em A dos Pretos, freguesia de Maceira, concelho de Leiria, composto de terra de agricultura, com a área de mil setecentos metros quadrados, a confrontar do norte com José Carlos Domingues, nascente com José Catarino da Silva, sul com Estrada e poente com Estrada, inscrito na respectiva matriz em nome do justificante sob o artigo 15.601, com o valor patrimonial de IMT e atribuído de oitocentos e vinte euros, não descrito na Segunda Conservatória do Registo Predial de Leiria. Que o referido bem veio à sua posse por volta do ano de mil novecentos e quarenta e cinco por doação verbal de António Catarino Júnior e mulher Emília Angélica, residentes que foram em A-dos-Pretos, Maceira, Leiria, sendo impossível fazer a escritura por falecimento dos doadores. Que, em consequência daquele acto verbal, possuem o identificado bem há mais de vinte anos, sem interrupção, ostensivamente, sem oposição de ninguém, na convicção, que sempre tem sido também a das outras pessoas de serem eles, os seus verdadeiros e únicos donos. Na verdade têm sido eles e mais ninguém que durante todo aquele tempo têm praticado nele os actos normais de conservação e defesa da propriedade. Que assim e na falta de melhor titulo, adquiriram os aludidos bens por usucapião, que aqui invocam por não lhes ser possível provar a sua aquisição pelos meios extrajudiciais normais. Vai conforme o original na parte transcrita não havendo na parte omitida nada que altere, modifique ou restrinja a parte transcrita. Leiria, 30 de Março de 2009 A Colaboradora, (Assinatura ilegível)

Dr. Rui Castela Médico Especialista - Doenças dos Olhos Operações - Contactologia

Médico Especialista Doenças da boca e dentes

Cartório Notarial de Leiria A cargo do Notário Pedro Tavares Certifico, para fins de publicação, que neste Cartório e no Livro de Notas para Escrituras Diversas nº 171-A, folhas noventa e um a folhas noventa e dois verso se encontra exarada uma Escritura de Justificação Notarial no dia trinta e um de Março de 2009 Outorgada por Luís da Silva e mulher Conceição Ferreira da Mota Silva, casados sob o regime de comunhão geral de bens, naturais de Monte Redondo, Leiria, residentes em Bajouca de Cima, Bajouca, Leiria, nif 132 622 599 e 132 622 521 na qual disseram Que, com exclusão de outrem, são donos e legítimos possuidores do prédio rústico composto de terra de semeadura, com videiras, oliveiras e árvores de fruto, com a área de setecentos metros quadrados, sito em Bajouca de Cima, na freguesia de Bajouca, concelho de Leiria, que confronta a norte com Luís da Silva, sul Manuel Pedrosa, nascente Joaquim Pedrosa Cabecinhas e poente Luís da Silva, não descrito na Conservatória, inscrito na matriz predial respectiva sob o artigo 9660 de Monte Redondo, com o valor patrimonial tributário de 299,74€, a que atribuem igual valor; Que o referido prédio veio à sua posse, por compra meramente verbal que fizeram cerca do ano de mil novecentos e setenta e cinco a Maria das Neves, viúva, residente em Bajouca, Leiria; Que, assim, vêm possuindo o referido prédio como seu, há mais de vinte anos, como proprietários e na convicção de o serem, cultivando-o, colhendo os seus frutos, pagando as respectivas contribuições e impostos, posse que vêm exercendo ininterrupta e ostensivamente, com conhecimento de toda a gente e sem oposição de quem quer que seja, assim de modo pacífico, contínuo, público e de boa fé, pelo que adquiriram por usucapião a propriedade sobre o citado imóvel. Que dada a forma de aquisição originária não têm documentos que a comprovem. Que para suprir tal título vêm pela presente escritura prestar estas declarações de justificação com o fim de obter no registo predial a primeira inscrição de aquisição do referido prédio. Vai conforme ao original na parte fotocopiada não havendo na parte omitida nada que amplie restrinja, modifique ou condicione a parte fotocopiada. Leiria trinta e um de Março dois mil e nove. A Funcionária, (Assinatura ilegível)

TELEFONES ÚTEIS

Bombeiros Municipais - 244 832 122 | Bomb. Vol. Leiria (Ger.) - 244 882 015 | Bomb. Vol. Leiria (Urg.) - 244 881 120 | Bomb. Volunt. Batalha - 244 765 411 | Bomb. Volunt. P. Mós - 244 491 115 | Bomb. Volunt. Juncal - 244 470 115 | Bomb. Volunt Ourém - 249 540 500 | Bomb. V. M.te Redondo - 244 685 800 | Bomb. Volunt. Ortigosa - 244 613 700 | Bomb. Volunt. Maceira - 244 777 100 | Bomb. Vol. Marinha - 244 575 112 | Bom. Volunt. Vieira - 244 699 080 | Bom. Voltun. Pombal - 236 212 122 | Brigada de Trânsito - 244 832 473 | Câmara M. de Leiria - 244 839 500 | Câmara Eclesiástica - 244 832 539 | CENEL (Avarias) - 800 246 246 | C. Saúde A. Sampaio - 244 817 820 | C. Saúde Gorjão Henriques - 244

Leiria Av. Marquês de Pombal, Lote nº 2 Tel.: 244 830 460 Fátima Rotunda Sul - Ed. Azinheira Marinha Grande Rua das Portas Verdes, 58 Ourém Av. Nuno Álvares Pereira

816 400 | C. P. (Est. de Leiria) - 244 882 027 | Cruz Vermelha - Leiria - 244 823 725 | Farmácia Avenida - 244 833 168 | Farmácia Baptista - 244 832 320 | Farmácia Central - 244 817 980 | Farmácia Coelho - 244 832 432 | Farmácia Higiene - 244 833 140 | Farmácia Lino - 244 832 465 | Farmácia Oliveira - 244 822 757 | Farmácia Sanches - 244 892 500 | Governo Civil - 244 830 900 | Guarda N. Republicana - 244 824 300 | Hospital de S.to André - 244 817 000 | Hospital S. Francisco - 244 819 300 | Polícia Judiciária - 244 815 202 | Polícia S. Pública - 244 859 859 | Polidiagnóstico - 244 828 455 | Rádio Táxis - 244 815 900 | Rádio Alerta - 244 882 247 | Rodoviária do Tejo - 244 811 507 | Teatro JLS (Cinema) - 244 823 600

Fundador José Ferreira Lacerda Director Rui Ribeiro (TE416) Redacção Luís Miguel Ferraz (CP5023), Pedro Jerónimo (CP7104), Joaquim Santos (CP7731), Ana Vala (TP558). Paginação O Mensageiro Colaboradores Ambrósio Ferreira, Américo Oliveira, Ângela Duarte, Carlos Alberto Vieira, Carlos Cabecinhas (Pe.), José Casimiro Antunes, Francisco Pereira (Pe.), D. João Alves, João Matias, Joaquim J. Ruivo, Jorge Guarda (Pe.), José António C. Santos, Júlia Moniz, Maria de Fátima Sismeiro, Orlando Fernandes, Paulo Adriano Santos, Pedro Miguel Viva (Pe.), Saúl António Gomes, Sérgio Carvalho, Verónica Ferreirinho, Vítor Mira (Pe.). Administração / Publicidade Pedro Viva (Pe.). Propriedade/Sede (Editor) Seminário Diocesano de Leiria - Largo Padre Carvalho - 2414-011 LEIRIA - Reitor: Armindo Janeiro (Pe.) Contribuinte 500 845 719 Contactos Tel.: 244 821 100/1 - Fax: 244 821 102 - Email: jornal@omensageiro.com.pt - Web: www.omensageiro.com.pt Impressão e Expedição CORAZE - Oliveira de Azeméis - Tel: 256600580 / Fax: 256600589 - E-mail: grafica@coraze.com Depósito Legal 2906831/09

Tabela de Assinaturas para 2007 Destino Nacional Europa Resto do Mundo

Normal Benfeitor 20 euros 40 euros 30 euros 60 euros 40 euros

Preço avulso - 0,80 euros


DESPORTO 15

O Mensageiro 9.Abril.2009

Taça Distrito Três finais da Taça Distrito da Associação de Futebol de Leiria estão agendadas para o dia 10 de Abril: Pocariça x Casa do Benfica das Caldas (infantis masculinos), 16h00, Ribafria x Golpilheira (juniores femininos), no Pavilhão de Figueiró dos Vinhos, e Coimbrão x Casal Velho (juvenis masculinos), 17h00, no Pavilhão Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha. Entretanto, já há vencedor em juniores masculinos: Casal Velho, que venceu (3-2, g.p.) o Núcleo Sportinguista da Leiria.

Atletismo | Leiria

Atleta Completo Juventude Vidigalense, Bairro dos Anjos e Clube de Atletismo da Marinha Grande subiram, respectivamente, ao pódio do Torneio Distrital Atleta Completo, que decorreu na Marinha Gande, nos dias 4 e 5. Individualmente, os infantis Miguel Carreira (JV) e Evelise Veiga (Paulo VI), os iniciados João Moniz (JV) e Sarah Dias (JV), os juvenis João Rocha (BA) e Ana Vasconcelos (Arneirense), venceram.

Kickboxing | Leiria

Fábio vence

Fábio Santos (Lis Tiger Club) venceu, na categoria de -81 KG em K1, a Gala de Kickboxing, que decorreu na Anadia, no dia 4. O abandono da competição, por parte do seu adversário, após o 3.º round, motivou o resultado.

Pts 51 47 46 40 39 35 35 30 28 27 24 23 22 19 17 17

23.ª Jornada (05/04/09) | Portimonense x Gil Vicente (3-0), Gondomar x Estoril (3-0), Santa Clara x Sp. Covilhã (1-1), U. Leiria x Vizela (1-1), Freamunde x Varzim (2-1), Beira-Mar x Boavista (3-1), Feirense x D. Aves, (2-1) Oliveirense x Olhanense (1-0) Equipa J V E D Pts 1.º Olhanense 23 13 3 7 42 2.º Santa Clara 23 12 6 5 42 3.º Feirense 23 10 7 6 37 4.º U. Leiria 23 9 9 5 36 5.º Gil Vicente 23 7 11 5 32 6.º Varzim 23 9 5 9 32 7.º Sp. Covilhã 23 8 8 7 32 8.º Beira-Mar 23 8 7 8 31 9.º Estoril 23 8 7 8 31 10.º Freamunde 23 8 7 8 31 11.º D. Aves 23 7 7 9 28 12.º Vizela 23 5 13 5 28 13.º Portimonense 23 6 9 8 27 14.º Oliveirense 23 5 8 10 23 15.º Boavista 23 6 4 13 22 16.º Gondomar 23 4 7 12 19

24.ª Jornada (11/04/09) | Tronfese x Nacional, Sp. Braga x Marítimo, Belenenses x V. Setúbal, Benfica x Académica, Porto x E. Amadora, P. Ferreira x V. Guimarães, Sporting x Naval, Leixões x Rio Ave

24.ª Jornada (11/04/09) | Estoril x Gil Vicente, Sp. Covilhã x Gondomar, Vizela x Santa Clara, Varzim x U. Leiria, Boavista x Freamunde, D. Aves x Beira-Mar, Olhanense x Feirense, Oliveirense x Portimonense

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º 7.º 8.º 9.º 10.º 11.º 12.º 13.º 14.º 15.º 16.º

Equipa Porto Sporting Benfica Sp. Braga Nacional Marítimo Leixões V. Guimarães Académica E. Amadora Naval P. Ferreira V. Setúbal Trofense Belenenses Rio Ave

J 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23 23

V 15 14 13 11 11 9 9 8 7 6 6 6 6 4 3 4

E 6 5 7 7 6 8 8 6 7 9 6 5 4 7 8 5

D 2 4 3 5 6 6 6 9 9 8 11 12 13 12 12 14

Medalhas e recordes

Sara Cruz imparável no Multinations

metros estilos (Patrícia Oliveira, Ana Rodrigues e Joana Rodrigues) e nos 200 metros mariposa. Depois de se ter sagrado campeã nacional nos 100 metros livres, 50, 100 e 200 metros mariposa, nos campeonatos nacionais (26 a 29 de Março), Sara Cruz voltou mostrar estar num bom momento de forma e a justificar o “acesso ao escalão de esperança olímpica”, como adiantara

“O Projecto Natação Leiria nasceu no dia 1 de Abril de 2008, do resultado de um acordo entre a Associação Desportiva do Bairro dos Anjos (ADBA) e a Associação de Solidariedade Académico de Leiria (ASAL), com o intuito de fortalecer a natação de competição leiriense.” Um ano depois, foi lançado um blog – http://natacaoleiria.blogspot.com –, onde pode ler-se a citada introdução, bem como o balanço feito pelos responsáveis dos dois clubes. “A natação de Leiria é hoje, passado um ano, uma das maiores forças da natação nacional, tendo alcançado aquilo que nunca tinha conseguido sem a ‘União das Forças’”,

HONRA

LIGA

Bruno Pedro no mundial

o seu técnico, João Paulo Fróis, na última edição de O Mensageiro. O Multinations contou ainda com a participação de Mara Silva, do mesmo clube, que obteve o 6.º lugar nos 200 metros costas. César Faria rumo a Belgrado O leiriense César Faria (Bairro dos Anjos) também esteve em destaque, mas no 10.º Open de Espanha, que decorreu em Málaga, de 2 a

5 de Abril, onde garantiu os mínimos – 6.º classificado nos 200 metros livres (1:50: 03) – para as Universíadas (30 de Junho a 12 de Julho, em Belgrado), avança a Federação Portuguesa de Natação. Esta é uma prova internacional destinada a estudantes universitários, como é o caso de César Faria (Escola Superior de Tecnologia e Gestão – Instituto Politécnico de Leiria). Pedro Jerónimo

Um ano de Projecto Natação Leiria

liga de 23.ª Jornada (05/04/09) | Rio Ave x Nacional (30), Marítimo x Trofense (1-1),V. Setúbal x Sp. Braga (0-3),Académica x Belenenses (1-0), E.Amadora x Benfica (1-2), V. Guimarães x Porto (1-3), Naval x P. Ferreira (0-0), Leixões x Sporting (0-1)

Atletismo | Alvaiázere

FPN

Futsal | Leiria

Uma medalha de ouro, três de bronze, dois recordes nacionais e um do Multinations Junior Meet, são o saldo de Sara Cruz (na foto), que representou Portugal na prova internacional, que decorreu na Grécia, nos dias 4 e 5 de Abril. Um percurso notável da nadadora do Bairro dos Anjos, que voltou a subir ao pódio em todas as provas em que participou, uma semana depois de se ter sagrado campeã nacional… por quatro vezes. Comecemos pelo fim. Atenas, Grécia, dia 5: Sara Cruz nada os 100 metros mariposa, onde conquista a medalha de ouro e estabelece, simultaneamente, os recordes nacional e dos Multinations (1:01: 74). Antes, no dia 4, conquistara as três medalhas de bronze, nos 50 metros mariposa, onde estabelece novo recorde nacional (00: 28:38), na estafeta 4x100

refere o vice-presidente do ADBA, Rodrigo Cardoso. Também o presidente da ASAL, Luís Pinto, reforça a importância da união de esforços. “Ambas as associações abdicaram de protagonismo, aceitaram diminuir a sua dimensão apostando em valores mais altos”, refere. “Os resultados já verificados esta época não mentem. Tal como previmos, eles são esmagadores e a prova que estávamos certos”, sublinha Luís Pinto. Se no âmbito desportivo os resultados têm surgido, já ao nível dos apoios, ambos os dirigentes são críticos, no que se refere à “indiferença das forças vivas da cidade, empresariais e autárquica” para

série “c”

série “d”

II DIVISÃO 5.ª Jornada - Fase de Promoção* (05/04/09) Tourizense x Monsanto (3-1), Operário x Pampilhosa (3-0), Fátima x U. Serra (1-0)

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º

Equipa Fátima Tourizense Pampilhosa U. Serra Operário Monsanto

com o projecto, que “merecia outra atenção”, aponta Rodrigo Cardoso. “O actual momento de crise não tem permitido que entidades oficiais e empresas reconheçam, ainda, a importância do passo que demos, que já serve de exemplo noutras cidades e é reconhecido pelas altas instâncias da natação portuguesa e internacional”, refere Luís Pinto. O acordo estabelecido entre ASAL e ADBA, até 2012, determina que o primeiro clube fica responsável pelos escalões de cadetes e infantis, enquanto que o segundo fica com os juvenis, juniores e seniores.

J V E D Pts 5 4 1 0 34 5 3 1 1 28 5 2 2 1 27 5 1 1 3 24 5 1 1 3 19 5 1 0 4 18

6.ª Jornada - Fase de Promoção* (11/04/09) Operário x Monsanto, Tourizense x Fátima, Pampilhosa x U. Serra

III DIVISÃO

Equipa Sertanense B.C. Branco Marinhense Sp. Pombal Gândara Vigor Mocidade

Milha Cristal

Decorrem as inscrições para a 23.ª Milha Cristal (24 de Abril, 20h30). Os interessados devem contactar a Associação Distrital de Atletismo de Leiria, telefones 244 827 580, fax 244 812 972 ou email assleiria@adal.pt.

J V E D Pts 1 0 0 1 26 1 1 0 0 26 1 1 0 0 25 1 1 0 0 22 1 0 0 1 20 1 0 0 1 18

2.ª Jornada - Fase de Promoção* (11/04/09) Marinhense x Vigor, Sertanense x Gândara, B.C. Branco x Sp. Pombal

HONRALEIRIA 1.ª Jornada - Manutenção (D1)** (05/04/09) Lousanense x Sourense (2-0) Atalaia x Peniche (2-2) 1.º 2.º 3.º 4.º

** Descem aos distritais os dois últimos classificados e os três piores segundos classificados das 12 séries de manutenção da III Divisão.

Equipa Lousanense Peniche Sourense Atalaia

J V E D Pts 1 1 0 0 20 1 0 1 0 16 1 0 0 1 16 1 0 1 0 15

2.ª Jornada - Manutenção (D1)** (11/04/09) Sourense x Atalaia Peniche x Lousanense

1.ª Jornada - Manutenção (D2)** (05/04/09) Unhais x Caldas (1-0) Penamacorense x Torres Novas (4-1) 1.º 2.º 3.º 4.º

* Equipas transitaram da primeira fase com metade dos pontos conquistados, arredondados por excesso. O 1.º classificado passa à fase final.

Atletismo | Marinha

associação de futebol

1.ª Jornada - Fase de Promoção* (05/04/09) Gândara x Marinhense (1-2), Sp. Pombal x Sertanense (1-0),Vigor x B.C. Branco (1-2)

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º

O juvenil Bruno Pedro (Grupo de Amigos de Casais do Vento) superou os mínimos – 10 Kms (48’30” minutos) – para o campeonato mundial daquele escalão, no decorrer do 18.º Grande Prémio de Rio Maior e 7.º Challenge da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), que decorreu no dia 4 de Abril. “Expectativas muito positivas para Bruno, já campeão nacional de juvenis em estrada, na presente época, e vice campeão júnior em pista coberta, e que está muito próximo da marca que lhe permite o acesso ao Percurso de Alta Competição nos 5.000 metros”, aponta o director técnico regional da Associação de Atletismo de Leiria, Carlos Carmino). Destaque ainda para os terceiros lugares de Daniela Cardoso e do seu clube, Bairro dos Anjos, nos 5.000 metros. O mesmo resultado obteve a iniciada Ágata Mendes (GACV) e o Grupo Desportivo Pedreiras, nos 2 Kms marcha (promoção).

Equipa Penamacorense Unhais Caldas Torres Novas

J V E D Pts 1 1 0 0 20 1 1 0 0 17 1 0 0 1 15 1 0 0 1 11

2.ª Jornada - Manutenção (D2)** (11/04/09) Caldas x Penamacorense Torres Novas x Unhais

24.ª Jornada (05/04/09) | Beneditense x Bombarralense (0-2), Caranguejeira x Nazarenos (0-0),Alq. Serra x Ilha (2-1), Marrazes x Fig.Vinhos (1-3), Guiense x Pataiense (2-1), Meirinhas x Vieirense (5-2), Alcobaça x Gaeirense (0-0), Pilado x Portomosense (0-1) Equipa J V E D Pts 1.º Portomosense 24 18 4 2 58 2.º Alcobaça 24 16 2 6 50 3.º Alq. Serra 24 12 7 5 43 4.º Nazarenos 24 12 6 6 42 5.º Beneditense 24 11 8 5 41 6.º Bombarralense 24 11 4 9 37 7.º Marrazes 24 10 6 8 36 8.º Gaeirense 24 10 6 8 36 9.º Guiense 24 10 5 9 35 10.º Meirinhas 24 7 7 10 28 11.º Caranguejeira 24 5 11 8 26 12.º Pataiense 24 7 5 12 26 13.º Vieirense 24 7 4 13 25 14.º Fig.Vinhos 24 5 7 12 22 15.º Pilado 24 4 9 11 21 16.º Ilha 24 0 3 21 3 25.ª Jornada (11/04/09) | Portomosense x Beneditense, Bombarralense x Caranguejeira, Nazarenos x Alq. Serra, Ilha x Marrazes, Fig. Vinhos x Guiense, Pataiense x Meirinhas, Vieirense x Alcobaça, Gaeirense x Pilado


Vigiai, sede firmes na fé, procedei varonilmente, sede fortes. Tudo o que fazeis, fazei-o com caridade.

ÚLTIMA 9 AB RIL 2009

Paulo, Apóstolo (Primeira Carta aos Coríntios 16, 13) • [ANO PAULINO - 2008/09]

Homenagem a D. João I nos 50 anos de entrada na Escola Naval

Militares oferecem monumento à Batalha A vila da Batalha foi o local escolhido por um grupo de militares da Armada para comemorarem os 50 anos da sua entrada para a Escola Naval, no passado dia 5 de Abril. A opção prendeu-se com o facto de D. João I ser o patrono do curso, pelo que a homenagem a este monarca foi o acto solene que marcou o início da efeméride, pelas 10h00, com a deposição de coroas de flores nos túmulos do fundador e de seu filho D. Henrique. Seguiu-se uma formatura e actuação da secção de fuzileiros e dos clarins, acompanhando as diversas intervenções relativas à figura de D. João I e às memórias dos alunos deste curso. Dos 62 elementos que ingressaram nesta turma em 1959, foram cerca de duas dezenas os que marcaram presença neste encontro, segundo referiu o almirante Manuel Martins Guerreiro, chefe do Curso de Oficiais da Armada, “pois alguns já faleceram, outros não puderam comparecer e outros houve que seguiram posteriormente carreiras diversas, já não na Escola Naval”. Nas palavras deste militar, “a Marinha é um dos elementos significativos da afirmação da identidade nacional e garante da soberania do País, pelo que a sua afirmação pública se torna importante”. Daí a decisão deste grupo de oferecer à vila heróica um monumento que assinalasse a data com uma clara ligação à imagem da Marinha, concretamente, através da âncora de uma corveta recentemente desactivada, da base naval do Alfeite. “É

uma peça artística de vulto, correspondendo à divisa da Escola, «Aprender a fazer bem», que esperamos seja bem recebida e cuidada pela população”, referiu Martins Guerreiro. Esta efeméride será ainda assinalada pelo grupo com uma visita à Escola Naval e a edição de um livro comemorativo, com um resumo das histórias e missões dos membros deste curso. Quanto à possibilidade de voltarem à Batalha em futuros aniversários, os militares organizadores referiram que se procura variar o tipo de iniciativas, “tendo a deste ano um especial significado pelos 50 anos, com a romagem à capela tumular do patrono”, pelo que será de prever um regresso, “nem que seja para verificar se o monumento que aqui deixamos foi devidamente apreciado e cuidado pela população da Batalha”. Texto e fotos: Luís Miguel Ferraz

Meios insuficientes À margem da cerimónia, o almirante Martins Guerreiro salientou a importância da “lição de D. João I em fazer grandes coisas com poucos meios, provando que o povo, quando é bem chefiado, pode alcançar grandes objectivos”, afirmando que “os meios actualmente existentes são insuficientes para cumprir integralmente a missão da Marinha, mas aprendemos que os meios materiais não são tudo e o mais importante são os homens”. Ainda assim, reconheceu a importância de um maior investimento no equipamento naval, sendo fundamental nesse sentido a nova geração de navios de patrulha já em construção. “Poderiam ser vinte ou trinta, mas se nos derem dez já poderemos dizer que são suficientes”, concluiu o almirante.

Festa dos Livros em saldo na Batalha que podem ir até aos 50%. Ao mesmo tempo, “pretende-se dinamizar o comércio local e oferecer às livrarias uma oportunidade de aumentarem as suas vendas e libertarem stocks, numa altura em que a crise económica leva as pessoas a cortarem nas despesas com

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios O Turismo de Leiria-Fátima aceitou o convite do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR) para participar no Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2009, que se comemora a 18 de Abril, editando para o efeito um postal promocional do Património. O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado pelo ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e Sítios) em 18 de Abril de 1982 e aprovado pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação) no ano seguinte. A partir de então, esta data comemorativa tem vindo a oferecer a oportunidade de aumentar a consciência pública relativamente à diversidade do património e aos esforços necessários para o proteger e conservar, permitindo, ainda, alertar para a sua vulnerabilidade. Os temas anualmente sugeridos pelo ICOMOS pretendem promover o estabelecimento de uma ligação efectiva entre as realidades locais, regionais, nacionais e internacionais. Representando um momento anual de celebração da diversidade patrimonial, pretende-se que o dia 18 de Abril constitua um marco comemorativo do património nacional, mas que celebre, também, a solidariedade internacional em torno da salvaguarda e da valorização do património de todo o mundo. O segundo postal editado é dedicado ao Sol & Mar e pretende realçar as Praias no âmbito da Promoção para o Mercado Interno. Os postais serão distribuídos como “give-aways”.

Três livrarias colaboram na iniciativa

A vila da Batalha vai acolher, no fim-de-semana de 18 e 19 de Abril, a I Festa do Livro em Saldo. Contando com a participação de três livrarias, o evento pretende proporcionar ao público a possibilidade de adquirir publicações recentes ou antigas, com descontos

Turismo de Leiria-Fátima promove-se

artigos da cultura”, refere o vereador da Cultura da autarquia, Carlos Henriques. Assim, não sendo ainda Feira do Livro, que se realizará em Junho, constituirá mais uma oportunidade para o contacto do público e dos turistas com os livros. A I Festa do Livro em Saldo

vai realizar-se na praça Mouzinho de Albuquerque, junto ao Mosteiro de Santa Maria da Vitória, no sábado das 14h00 às 19h30 e no domingo das 13h30 às 19h30.

Entidade Regional de Turismo

Leiria-Fátima com nova imagem Onze anos depois da criação do logótipo associado à Região de Turismo Leiria/Fátima, a nova Entidade Regional de Turismo de Leiria-Fátima apresenta um novo logótipo, com um visual moderno. Assim, David Catarino, Presidente da Direcção desta nova Entidade empenhou-se em actualizar uma imagem que ganhou espaço, que conquistou memória e se afirmou, desempenhando o papel de unir e representar num símbolo, uma oferta variada, rica e concentrada. A composição dos elementos que deixam perceber uma cruz nesta Região com Alma, mantém-se. É retratado o azul do mar com um tom mais aberto e feliz; o verde da natureza é mais alegre e actual. O vermelho dos telhados aparece banhado pelo sol, transformandose num laranja que remete para o Património edificado. O Sol é representado por um amarelo vibrante que ilumina todo o conjunto. Simples, actual, com leitura fácil e eficaz, as formas tipográficas são equilibradas com encaixes perfeitos, mantendo-se o azul escuro sóbrio do lettering. Todo o material promocional do Turismo de LeiriaFátima adoptará doravante e gradualmente este novo logótipo.


4753#OMENSAGEIRO#09ABR