Page 1

ENTREVISTA

1 Clube Desportivo de Tondela

11/03/2010 DE05412008GRC

Na Internet

www.jornaldetondela.com.sapo.pt PREÇO AVULSO C/ IVA 5% INCLUIDO

N.º 986

* 11 de Março de 2010

*

II Série

*

Ano XXI

Director: Manuel Ventura da Costa

GILBERTO COIMBRA DIZ ADEUS SE NÃO ATINGIR A LIGA VITALIS pag. 5

DESPORTO 2.ª DIVISÃO NACIONAL - ZONA CENTRO

UM EMPATE INJUSTO NA PIOR ALTURA DO CAMPEONATO pag. 10

Tondela

Finibanco subsidia novo refeitório da Cooperativa Vários

pag. 4

Tondela

1.º Concurso de Enfeite de Rotundas e Espaços Verdes 2009

pag. 20

Molelos

Agradecimento especial a todos quantos ajudaram o Haiti

pag. 3

Élio André da Silva MORREU UM HOMEM SIMPLES, UM HOMEM BOM pag. 6

Bombeiros organizaram 3.º Passeio BTT

pag. 3

CD Tondela, 1 – Eléctrico, 1

pag. 15

DIVISÃO DISTRITAL DE HONRA

UMA QUESTÃO DE EFICÁCIA

A.Molelos, 0 – Santacomba, 3 pag. 15

2.ª DIVISÃO DISTRITAL

SERNANCELHE, CAMPEÃO DA 2.ª DIVISÃO DISTRITAL

N. Capítulo, 0 – Sernancelhe, 4 pag. 16

2.ª DIVISÃO DISTRITAL

P. Lafões, 4 – ADRC P. Gonta, 0

pag. 16

CAMPEONATO NACIONAL FEMININO

Murtosa, 0 – Molelinhos, 3

pag. 17

ANDEBOL

CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 3.ª DIVISÃO – 1.ª FASE

TONDELA AC, 33 - ABC NELAS, 31

pag. 17


2 OPINIÃO

11/03/2010

Tribunal Judicial de Tondela

A Voz dos Outros Coordenação de Manuel da Costa

2.º Juízo Largo Dr. Anselmo Ferraz de Carvalho - 3460-534 Tondela Telef. 232 814280 Fax 232 821194 Mail: tondela.tc@tribunais.org.pt

ANÚNCIO (2ª Publicação) Processo: 61/03.0TBTND Execução Ordinária N/Referência: 1037215 Data: 23-02-2010 Exequente: Investimentos 2234 L L C Executado: António Marques Carrapiço e outro(s) Nos autos acima identificados foi designado o dia 08-04-2010, pelas 14:00 horas, neste Tribunal, para a abertura de propostas, que sejam entregues até esse momneto, na Secretaria deste Tribunal, pelos interessados na compra do(s) seguinte(s) bem/bens: TIPO DE BEM: Imóvel REGISTO: 00115/061187 ART. MATRICIAL: 3619 Rústico e 1060 Urbano DESCRIÇÃO: Préio misto - Corgas - aviário de 1 só piso - 1960 m2 e terra de cultura e pinhal, eucaliptal, vinha e pastagem - 29.500 m2 norte e poente - limite da freguesia do Guardão sul e nascente - caminho R.C. 37.800$00 (urbano) e 1370$00 (rústico) inscritos na respectiva matriz predial e urbana da Repartição de Finanças de Tondela, ambos descritos na Conservatória do Registo Predial de Tondela, freguesia de Castelões. PENHORADO A: EXECUTADO: António Marques Carrapiço. Estado civil: Casado. Documentos de identificação: BI - 1519436, NIF - 140387145. Endereço: Av. Adelino Amaro da Costa, 551/553, 3460-592 Tondela. EXECUTADO: Maria da Conceição Tourigo Soares Carrapiço. Estado civil: Casado. Documentos de identificação: BI - 1584174, NIF - 113245769. Endereço: Av. Amália do Vale, 3460 Tondela. MODALIDADE DA VENDA: Venda mediante proposta em carta fechada. VALOR BASE DA VENDA: 201.603,00 Euros. TIPO DE BEM: Imóvel. REGISTO: 01330/170403 ART. MATRICIAL: 2787 DESCRIÇÃO: Rústico - semeadura, pinhal, 80 cepas, a confrontar de norte, nascente e sul com Gonçalo Calheiros e de poente com rio, inscrito na respectiva matriz predial rústica da Repartição de Finanças de Tondela, freguesia de Mosteiro de Fráguas. PENHORADO A: EXECUTADO: António Marques Carrapiço. Estado civil: Casado. Documentos de identificação: BI - 1519436, NIF - 140387145. Endereço: Av. Adelino Amaro da Costa, 551/553, 3460-592 Tondela. EXECUTADO: Maria da Conceição Tourigo Soares Carrapiço. Estado civil: Casado. Documentos de identificação: BI - 1584174, NIF - 113245769. Endereço: Av. Amália do Vale, 3460 Tondela. MODALIDADE DA VENDA: Venda mediante proposta em carta fechada VALOR BASE DA VENDA: 1.592,00 Euros. TIPO DE BEM: Imóvel REGISTO: 00614/170403 ART. MATRICIAL: 2737 DESCRIÇÃO: Rústico, terreno com 8 oliveiras, 10 fruteiras e 20 videiras, a confrontar de norte e nascente com estrada, sul com Mário de Sousa Coimbra, poente casa do próprio, inscrito na matriz predial rústica da Repartição de Finanças de Tondela, freguesia de Campo de Besteiros. PENHORADO A: EXECUTADO: António Marques Carrapiço. Estado civil: Casado. Documentos de identificação: BI - 1519436, NIF - 140387145. Endereço: Av. Adelino Amaro da Costa, 551/553, 3460-592 Tondela. EXECUTADO: Maria da Conceição Tourigo Soares Carrapiço. Estado civil: Casado. Documentos de identificação: BI - 1584174, NIF - 113245769. Endereço: Av. Amália do Vale, 3460 Tondela. MODALIDADE DA VENDA: Venda mediante proposta em carta fechada. VALOR BASE DA VENDA: 24.000,00 Euros. O Juíz de Direito Dr(a). José Joaquim Fernandes Oliveira Martins O Oficial de Justiça, Narciso da Costa Félix (JORNAL DE TONDELA, 11 DE MARÇO DE 2010)

PUBLICIDADE?

SÓ NO JORNAL DE TONDELA!

FÁBRICA DE CRETINOS Após nove, 11 ou mais anos de escola, os jovens passam ao mercado de trabalho sem um mínimo de capacidades. A ideia de a escola, o ensino e a aprendizagem constituírem um elevador social para os desfavorecidos está a ser aniquilada pela actual crise. Em menos de vinte anos, Bill Gates, Steve Jobs e Paul Alen não deixaram de estar entre os mais ricos do Mundo, mas já se destaca mais o seu sentido de negócio do que a sua paixão pelo conhecimento e a inovação, capazes de mudar o Mundo. As legiões de jovens com diplomas, mas sem emprego, reduzem os bilionários das novas tecnologias a uma espécie de clube de premiados do Euromilhões. Já nem se vê claramente que aprendizagem contribui para o seu êxito. Talvez passar o tempo a dedilhar nos jogos de consola até ajude mais do que uma sólida preparação académica. E entre um curso superior e a passagem por um qualquer reality show o segundo é de certeza melhor porta para fazer carreira. De resto, o primeiro-ministro italiano, Sílvio Berlusconi, não é o único líder que adora recrutar caras bonitas para a política entre as assistentes mais despidas dos programas de TV. O problema é grave. Na semana passada, um jornal britânico registava que o desemprego não cessa de aumentar entre os recém-licenciados. Há sempre os sobredotados e superapoiados que vão directo ao topo depois de saírem de Harvard, Yale, Oxford ou Cambridge, mas a desilusão reina nas grandes massas de diplomados aviados pelas universidades públicas e privadas sem prestígio. Dois números chocavam no ‘Sunday Times’: uma em cada cinco pessoas em idade de trabalhar não tem emprego; dos 1,7 milhões de empregos criados desde 1997 no Reino Unido 81% pertencem a estrangeiros. Poder-se-ia pensar num declínio de civilização. Instalados na sua subsídiodependência, os britânicos já não teriam ambição e capacidade para singrar. A observação dos factos leva porém a outras pistas: após nove, 11 ou mais anos de escola, os jovens passam ao mercado de trabalho sem um mínimo de capacidades. Pior, nem sequer revelam interesse pelo trabalho. Num recrutamento, 52 candidatos foram chamados a uma entrevista. Mais de metade chegaram atrasados, 12 não traziam nada com que pudessem tomar notas para resolver um problema e os três seleccionados ficaram sem emprego em menos de seis meses por incompetência e falta de empenho. Fica evidente que as escolas estão a falhar na sua função. Fabricam cretinos em vez de homens livres, capazes de fazer progredir as sociedades em que se inserem. Com esta Educação, não há hipóteses de um mundo melhor. Nem de uma vida melhor. JOÃO VAZ, REDACTOR PRINCIPAL CM 2-3-2010

BECO SEM SAÍDA Os portugueses acreditam que o primeiro-ministro mente no Parlamento. Os portugueses estão dispostos a dar-lhe a vitória em novas eleições. Confusos? Não estejam. Estas duas conclusões, simultaneamente cómicas e trágicas, foram oferecidas por uma sondagem do ‘Público’. Longe de mim contestá-las. E longe de mim verberar a degenerescência moral da nossa raça. Para começar, os portugueses nunca tiveram uma relação saudável com a verdade. Nem podiam: países pequenos e relativamente pobres sempre viveram do pequeno expediente, onde a mentira faz parte do processo de sobrevivência. E, para acabar, por que motivo se haveria de penalizar Sócrates quando as alternativas não existem? Sim, o PSD vai a votos; mas, como se vê pelo espectáculo diário, os candidatos não inspiram. Melhor continuar como se está e, de preferência, rezar para que a crise não piore. Não se atira fora com o condutor para se ficar com um volante vazio. A sondagem do ‘Público’, no seu brilhante paradoxo, é um retrato edificante. O retrato do nosso beco sem saída. JOÃO PEREIRA COUTINHO, C.M. DE 7-2-2010

ENTREVISTA “ (…) Há lições da História que não devemos esquecer. Não vejo razões para esta luta feroz entre os partidos continuar. Todos têm culpas no cartório. São comportamentos vazios de conteúdo, artificiais. Os nossos líderes – todos –, para se imporem e serem respeitados pelo eleitorado, têm de mudar. Ser mais flexíveis, tolerantes e menos dogmáticos. Ninguém – nenhum partido –, por si só, é o exclusivo detentor da verdade ou do patriotismo. Têm que se entender e respeitar mutuamente. A democracia vive da alternância. E durante as crises – mormente tão graves como a actual – os partidos e os políticos devem fazer um esforço de entendimento. MÁRIO SOARES -EM ENTREVISTA AO JORNAL PÚBLICO DE 5-2-2010

FRASES “Toda a gente já percebeu que, para além da crise económica, Portugal está a viver neste momento uma crise política. Só o PS não quer reconhecê-la.” DIOGO FREITAS DO AMARAL, VISÃO “Já há muito tempo que tomei cuidados: não falo ao telefone de assuntos que me possam comprometer” MARINHO PINTO, BASTONÁRIO DA ORDEM DOS ADVOGADOS, JORNAL DE NEGÓCIOS “ (…) Os problemas são tantos e tão graves que não ganhamos nada em ter pessoas que se irritam ao primeiro sinal, insultam-se e respingam facilmente. Depois, admiram-se que haja cada vez mais Portugueses a dizer que “isto” bateu no fundo.” JOSÉ VALLE DE FIGUEIREDO – “FOLHA DE TONDELA”


CIDADE 3

11/03/2010 CASA DO POVO DE TONDELA No próximo dia 27 de Março de 2010, pelas 14 horas, realiza-se na sua sede, sita no Edifício da E, 1.º, no lugar da Estação, uma Assembleia geral Ordinária da Casa do Povo de Tondela com a seguinte Ordem de Trabalhos: 1 - Leitura e aprovação da Acta da Assembleia Geral anterior; 2- Análise, discussão e sujeição a aprovação do Relatório de Actividades e Contas do exercício de 2009; 3- Leitura do Parecer do Conselho Fiscal; 4- Análise, discussão e sujeição a aprovação do Plano de Actividades e Orçamento para o ano de 2010; 5- Leitura do Parecer do Conselho Fiscal; 6Outros assuntos de interesse para a Associação. Se à hora marcada não se encontrarem presentes o número de sócios exigidos pelos Estatutos, a Assembleia funcionará em segunda convocatória, uma hora depois, com qualquer número de sócios.

EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA Numa organização do Pelouro da Cultura e do Museu Municipal de Tondela, será inaugurada, no próximo dia 12 de Março, pelas 18 horas, na Galeria de Exposições do Mercado Velho em Tondela, a Exposição de Fotografias JNRJ, da autoria de Manuel Martins. Pretendendo divulgar o trabalho fotográfico deste jovem natural de Tondela, a exposição estará patente ao público até dia 4 de Abril, acompanhando as duas últimas semanas da Quaresma.

SOCIEDADE FILARMÓNICA TONDELENSE Realizar-se-á no próximo dia 13 de Março de 2010, pelas 21 horas na sua sede na Rua Comendador Alberto Cardoso de Matos, uma Assembleia-geral Ordinária com a seguinte ordem de trabalhos: Aprovação do Plano e Orçamento para o ano de 2010; Apreciação do relatório de Contas do Exercício de 2009 e outros assuntos de interesse para a Colectividade. Conforme é de lei, se à hora marcada não estiverem presentes todos os sócios, a Assembleia terá lugar meia hora mais tarde com qualquer número de sócios.

Limpar Tondela O entusiasmo perante o projecto Limpar Portugal é uma realidade crescente no concelho de Tondela. Com a aproximação do dia 20 de Março a manifestação de colaborar com este movimento é exponencial e conta actualmente com o apoio da Câmara Municipal de Tondela, Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão, Junta de Freguesia do Guardão, Castelões, Lajeosa do Dão, Barreiro de Besteiros, Vilar de Besteiros, Vila Nova da Rainha, Molelos, ACERT, Quinta dos Bispos, Lar Convívio Jovem (Campo de

CASA DO CONCELHO DE TONDELA EM LISBOA Realiza-se no da 26 de Março de 2010, (sexta-feira), pelas 20,30 Horas, na sede desta Associação sita na Av. Miguel Torga, 21-A, em Lisboa uma Assembleiageral Ordinária, com a seguinte ordem de trabalhos: Apreciar e votar o relatório e contas de 2009; Eleição dos novos Corpos Gerentes para o biénio 2010/ 2011 e outros assuntos de interesse para a Associação. A Assembleia funcionará à hora marcada desde que esteja presente a maioria dos associados. Caso contrário ela funcionará 30 minutos mais tarde com o número de associados presentes.

S.O.S. – BOMBEIROS Ocorrências registadas pelos Bombeiros Voluntários de Tondela no período de tempo compreendido entre os dias 01 e 07 de Março de 2010. Foram 175, as chamadas que envolveram 282 Bombeiros, que efectuaram 184 saídas com viaturas, percorreram 7.866 quilómetros, perfazendo, em tempo, 289h31m. O número de doentes transportados foi de 177.

Até dia 20 Março é necessário reunir o maior número de entidades, associações ou anónimos que efectivamente estejam

disponíveis a dedicar uma hora da sua vida em prol de uma causa que contribui para o desenvolvimento sustentável e manifesta uma clara preocupação com as gerações vindouras. Para colaborar nesta festa e associar-se aos 100 mil voluntários que irão LIMPAR PORTUGAL

contacte as entidades mencionadas ou envie um e-mail para limpartondela@gmail.com a manifestar a sua disponibilidade. NÒS VAMOS LIMPAR A FLORESTA DE TONDELA. E TU? VAIS FICAR EM CASA? COORDENAÇÃO CONCELHIA

Bombeiros organizaram 3.º Passeio BTT Os Bombeiros Voluntários de Tondela realizam na manhã do último domingo, dia 7 de Março, o 3.º BTT que juntou uma participação de 76 concorrentes, vindos de alguns pontos da região como Santa Comba Dão e Vouzela, para além dos diferentes locais do concelho como, Molelos, Ermida, Botulho e naturalmente Tondela.

GRUPO DE AMIGOS DE RAOUL FOLLEREAU Maria Adelaide Veiga Almeida, responsável pelo Grupo de Amigos de Raoul Follereau de ColmeeirasTondela, vem agradecer à Folha de Tondela, Igreja Matriz, Jornal de Tondela e a todos quantos colaboraram no peditório que reverteu em favor dos leprosos e que rendeu 840 Euros. Esta importância vai ser enviada por cheque para a Associação Portuguesa dos Amigos de Raoul Follereau, Rua da Matola, n.º 2 em Lisboa.

Besteiros), Mocidade Vinhalense, Molelos Online, Jornal de Tondela, Folha de Tondela, Beirão On-line, Manhosos Bike Team, Escuteiros de Nandufe, Cespa Portugal, Escola Futebol de Molelinhos, Rancho “As Cantarinhas de Molelos” e Escuteiros de Molelos. Estão ainda envolvidos docentes da Escola Secundária de Tondela e da Escola Profissional de Tondela.

A prova estipulada pela organização foi dividida em duas, uma com um grau de dificuldade médio, numa extensão de 19 km e outro de grau de dificuldade mais elevado de 35km, tendo ambas como local de partida o quartel dos Bombeiros Voluntários. O local de passagem de ambos os trajectos ti-

nha como ponto de passagem a Ermida, a Nona Industrial Municipal (ZIM) da Adiça, Dardavaz, Várzea do Homem, Molelinhos, Alto Pendão e Tondela, onde os concorrentes puderam experimentar as diferentes sensações que são próprias da modalidade. O ponto de encontro final dos participantes foi do

mesmo local donde todos partiram, tendo sido servido um almoço a todos os envolvidos na prova, um momento de confraternização fundamental dos amantes do BTT e que serve também para recordar as peripécias da prova.

Molelos

Agradecimento especial a todos quantos ajudaram o Haiti Na festa recentemente realizada em Molelos a favor das vitimas do Haiti, a Junta de Freguesia, juntamente com as associações locais que estiveram envolvidas neste projecto

solidário vêm agradecer ao conjunto musical “Canal 18” e a todos aqueles que contribuíram de uma outra forma para que esta festa tivesse o êxito desejado. Esta gratidão é exten-

siva aos que permitiram que o bar funcionasse, ao café restaurante que ofereceu o jantar para o conjunto e a todos que contribuíram para esta causa com a sua participação

nesta festa de solidariedade em favor das vitimas do terramoto do Haiti, aproveitando para dar ao mesmo tempo um pezinho de dança.

As “7 Maravilhas Naturais de Portugal” Mata do Buçaco – a eleita da Região Centro Foram conhecidas no passado dia 7 de Março os 21 finalistas na eleição das “7 Maravilhas Naturais de Portugal”. Um painel de Notáveis, representantes de várias áreas científicas e figuras públicas de elevado relevo, escolheram três locais em cada uma das sete categorias a concurso. Esta lista de 21 Maravilhas finalistas tem, no mínimo, um finalista de cada uma das sete regiões do país: Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo,

Alentejo, Algarve, Açores e Madeira. A Serra do Caramulo apesar de ter estado no lote das pré-finalistas, não foi eleita, tendo sido a Mata do Buçaco a única, da categoria em que estava inserida, a representar a região Centro do País. Apesar disso, a “serra mais bonita de Portugal” ficou mais conhecida, cabendo também uma palavra de louvor ao Município de Tondela por se ter associado ao acontecimen-

to, promovendo a sua candidatura. A votação final decorrerá até 7 de Setembro, data em que das 21 apuradas será eleita a vence-

dora nacional. Esta eleição antecipa a campanha para escolher as Novas 7 Maravilhas da Natureza, a realizar em 2011 a nível mundial.

de: António Luís Simões Dias - CANALIZAÇÕES - MONT AGENS MONTA

Energia Solar Ar Condicionado Aquecim. Central

- ELECTRICID ADE ELECTRICIDADE Telem.: 966 083 869

R. Principal, N.º 538 * Eiras * Castelões * 3465-126 Campo de Besteiros


4 REPORTAGEM

11/03/2010

Tondela

Finibanco subsidia novo refeitório da Cooperativa Vários

Finibanco oferceu cheque à “Vários” TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

N

uma iniciativa que teve lugar, na tarde de quarta-feira, dia 3 de Março, nas instalações da Vários em Tondela, Fernando Ribeiro, fundador e principal responsável da Cooperativa Vários, acompanhado por um dos membros que também estava presente, desde o inicio, Nazaré Gouveia, receberam na sua casa directores do Finibanco para um momento especial. Mais do que a importância do motivo deste

encontro, aproveitado para a atribuição de um cheque de 1180 euros por parte desta entidade bancária à Cooperativa Vários é a simbologia do acto que pode servir para que outras instituições financeiras possam sentir-se motivadas a seguir o mesmo exemplo. Fernando Ribeiro é daqueles que tem uma confiança inabalável no projecto que lidera há 11 anos, defende sem falsas modéstias de que não tem de andar de mão estendida a pedir apoios para os “coitadinhos”, seres humanos fantásticos idênticos a todos nós mas que não têm as mesmas oportuni-

JORNAL DE TONDELA

José Rodrigues, Nazaré Gouveira e Fernando Ribeiro

dades. Está consciente que a Cooperativa Vários cumpre uma missão muito importante de integração social e profissional das pessoas com deficiência. Foi esta ideia que transmitiu na reunião que houve com os directores do Finibanco e é essa mensagem que deixa passar sempre quando é necessário de estabelecer contactos com o exterior. Fernando Ribeiro no “frente a frente” com estes responsáveis bancários começou por dizer como se sentia satisfeito, “porque a determinada altura um Banco que não nos conhecia de lado ne-

nhum veio ter connosco, através do Dr. José Rodrigues, dizendo-nos para abrir-mos uma conta porque depois teríamos direito a determinado subsidio…”. Mas, o cheque de 1180 euros atribuído pelo Finibanco também teve uma importância extraordinária para além dos ges-

to altruísta porque irá servir para apetrechar de novo o refeitório da Cooperativa Vários. Fernando Ribeiro gosta de desafios, parece ser daqueles que perante um obstáculo se abrem logo duas novas oportunidades de contornar a dificuldade, por isso é que não se as-

susta facilmente mesmo que diga que “quanto maior é a nau maior é tormenta”. E dentro desta linha também com a mesma frontalidade que o caracteriza também já deixou semente para que futuras colaborações do género se possam repetir.

PAUL O MONTEIR O ULO MONTEIRO MÉDICO ESPECIALISTA EM REUMATOLOGIA DOENÇAS REUMÁTICAS E OSTEOARTICULARES

Tondelmédica - Telef.: 232 821 815

FICHATÉCNICA

Registo na DGCS nº 109 629 Depósito legal nº 54581/92 Semanário Regional Independente (Fundado em 10/08/1989) DIRECTOR: Manuel Ventura da Costa E-mail:mventuracosta@sapo.pt REDACÇÃO Arménio Pereira E-mail: armeniopereira@mail.telepac.pt PAGINAÇÃO E MONTAGEM Angelo M. S. Ferreira

Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

Visita às instalações

COLABORADORES Eng.º Hélio Bernardo Lopes, Dr. Cílio Correia, Dr.ª Marta Catarina Rosa, Maria da Conceição Marques Correia, Prof. Sérgio Carvalho, Dr. Leonel Marcelino, João A. Ventura da Costa, Artur Jorge Amaral Leitão CORRESPONDENTES Dr. Elisio Gomes de Matos (Barreiro de Besteiros), Mário Correia Antunes (Canas de Santa Maria), Henrique Marques Gonçalves (Caparrosinha), Optacilio de Matos Fragoso (Cortiçada), Herminio Henriques (Corveira), António Lopes de Sousa (Ermida), António Pais Ferreira (Lobão da Beira), José da Cruz Mendes (Mosteiro de Fráguas), Rodrigo Marques Xavier (Parada de Gonta), Amadeu Dias dos Santos (Tonda), Antonino Coimbra dos Santos (Vila Nova da Rainha), Manuel Francisco de Figueiredo (Vilar de Besteiros), Paulo Manuel L. Pereira da Fonseca (C. de Besteiros), Ana Maria de Almeida Simões (Lajeosa do Dão), Joaquim VIegas Conceição (Freimoninho), José Manuel Gomes Ferreira (Coelhoso), Eduardo Pereira Marques (Mouraz), Fausto Varela Macedo (Alvarim) PROPRIEDADE / ADMINISTRAÇÃO COMPOSIÇÃO SEDITON - Soc. Editora Tondelense, Lda Registo na DGCS nº 215 348 - Nº Cont. 502468076 Detentores com mais de 10% do Capital da Empresa, Eduardo António Ferreira Marques Arménio Ferreira Marques R. Dr. Marques da Costa Apartado 97 - 3461-909 Tondela E-mail: jornaldetondela@mail.telepac.pt Site: jornaldetondela.com.sapo.pt

IMPRESSÃO CORAZE - Oliveira de Azeméis Telef.: 256 600 580 - Fax: 256 600 589 E-mail: grafica@coraze.com ASSINATURAS E PUBLICIDADE Eduardo A.F. Marques TELEFONE: 232 822 137 FAX: 232 821 118 ASSINATURAS ANUAL (52 nºs) - NACIONAL = 25,66 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Europa) = 54,60 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Resto Mundo) = 67,70 Euros (c/IVA)

Avulso = 0,60 Euros (c/IVA) Números atrasados = 2,00 Euros (c/IVA) Dia de Saida: Quinta-Feira TIRAGEM NESTA EDIÇÃO 3.000 Exemplares ASSOCIADO DA

Jornal de Tondela, como orgão de informação independente, apartidário e apolítico, está aberto à participação de todos os cidadãos, pelo que a sua colaboração reflecte apenas ideias pessoais que não vinculam o estatuto editorial do Jornal.


ENTREVISTA 5

11/03/2010

Clube Desportivo de Tondela

Gilberto Coimbra diz adeus se não atingir a Liga Vitalis TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

N

uma altura crucial para as aspirações do Clube Desportivo de Tondela (CDT) no Campeonato Nacional da 2ª Divisão – Zona Centro, o presidente Gilberto Coimbra reuniu os dois jornais locais, a nove jornadas do fim (altura em que foi realizada esta entrevista), ou seja antes do jogo com o Eléctrico F.C. para fazer um anúncio a todos quantos gostam do clube. O homem do leme considera que ao fim de oito anos e meio, seis deles seguidos, como principal responsável da nau do CDT é chegada a hora de passar o testemunho a uma nova estratégia liderada por outros protagonistas. O fim do último biénio para o qual foi eleito aproxima-se e assim quer dar tempo a que outros façam o trabalho de casa para que quando chegarem as eleições estejam prontos para assumir as rédeas do clube. Este anúncio a nove jornadas do fim tem como base, nas palavras do presidente, facilitar que outras possíveis listas se mobilizem e avancem para um terreno difícil, mas que é

possível tornear com trabalho, esforço e dedicação. Mas, o anúncio de Gilberto Coimbra tem duas ordens de ideia que é fundamental salvaguardar. Por um lado, a sua decisão de abandonar a direcção do CDT, assenta na ideia de que está a fechar-se um ciclo que culminou com duas subidas de divisão e agora deixa a equipa a lutar pelos lugares cimeiros da tabela classificativa, juntando ainda uma realidade financeira estabilizada. Por outro lado e provavelmente o mais importante, o presidente não esconde que gostaria de continuar com mais um desafio, mas só se a equipa subisse de divisão. Gilberto Coimbra gosta de desafios difíceis e é um homem de fé. Sentese a alma lusitana em cada palavra que profere e por isso ainda acredita que a equipa pode chegar à Liga Vitalis, onde o grau de exigência é grande mas, que o presidente gostava de encarar de frente e ir a jogo com os melhores. Aproveita também esta oportunidade para pedir o apoio incondicional dos sócios, adeptos e simpatizantes, até ao fim do campeonato e considera ainda que neste momento não há mais nada que possa dizer ao grupo de tra-

VENDE-SE

APARTAMENTOS T2, T3 e Duplex LOJAS, ARMAZÉNS E GARAGENS Rua Dr. Almiro Vale - TONDELA (Junto ao Campo de Futebol) Vende: Consurbanas, SA Av. Alberto Sampaio, 134 - Viseu Telf.: 232 429537

balho. Dentro desta linha de pensamento o presidente do CDT aproveitou em entrevista para dar a conhecer a sua opinião sobre outras matérias igualmente importantes. Jornal de Tondela – Considera que este é o momento certo para abandonar o CDT? Gilberto Coimbra – Se o Tondela não subir, penso que a minha missão está cumprida. Duas subidas de divisão, estabilidade financeira, modelo de organização consolidado, uma estrutura bem montada e uma relação institucional privilegiada com o Município de Tondela que culminou com a ampliação do Es-

tádio João Cardoso. Está na hora de outros mostrarem ao concelho e às forças vivas da cidade e concelho do que são capazes. Gente nova que se constitua em grupo e que possa fazer melhor do que esta direcção já fez. JT – Não vai ter saudades do tempo que passou como presidente do CDT? GC – Certamente que vou. No futebol também se tem esta particularidade de não se ser apenas presidente. É bom conhecer pessoas novas e também há muita coisa boa que se tira das relações que se criam. Ao longo deste período ganhei amizades com presidentes de outros clubes, como o Chaves, Beira-Mar, Mafra e Gil Vicente. No mercado de Inverno os jogadores que chegaram foram a custo a zero, fruto dessa amizade, penso que o Tondela ganhou com isso porque eles têm contratos profissionais com os seus clubes e isso foi benéfico para nós. JT – Então e se o Tondela subir à Liga Vitalis continua? GC – Se o Tondela subir de divisão condicionarei a minha continuidade a sufrágio eleitoral, por uma questão de coerência mo-

ANTÓNIO FIGUEIREDO

ORTOPEDISTA

CONSULTAS EM PARADA DE GONTA ÀS TERÇAS FEIRAS PELAS 15 HORAS Telem.: 967 851 889

ral, mesmo sabendo que a Liga Vitalis é totalmente profissionalizada e o grau de exigência seria maior. Está na hora de expandir o CDT se esse objectivo fosse alcançado sujeitar-me-ia a eleições e se ganhasse ficava com todo o prazer. Na segunda liga seria o culminar de um projecto de levar um recém promovido a outra promoção. Se isso acontecesse garantovos que não ia vinha…por isso se a subida se proporcionar não a enjeito…. JT – Qual é a opinião que tem do campeonato que a equipa está a fazer? GC – Não. Mesmo que considere que não estamos a fazer um campeonato fantástico, estamos certamente a fazer um campeonato óptimo. É bom não esquecer que chegámos este ano à 2ª Divisão. Não posso estar totalmente satisfeito com tudo porque não estou em primeiro lugar, mas o grau do vinho só se aprecia depois da vindima acabada. Para além disso, o Tondela é hoje um clube com total crédito. Se ficar sem treinador num domingo, no dia seguinte tenho uma série de chamadas de outros a ofereceremse. A nove jornadas do fim (agora a oito) estamos numa óptima posição e neste momento temos praticamente assegurada a manutenção, por isso é que considero que é chegada a altura de outras pessoas se começarem a perfilarem-se para a minha sucessão. Quem vier pode ficar tranquilo porque vai encontrar um clube saneado financeiramente e a mim nada me deve. Este clube hoje honra os seus compromissos com total dignidade. JT – Quer dizer que tem dinheiro seu no CDT? GC – Tenho. Sempre tive. Mas também alerto que qualquer candidato seja ele qual for terá de estar preparado se for presidente para ter dinheiro seu disponível de forma a minimizar o dia a dia do

clube. JT – Pensa que será fácil a sucessão depois de tanto tempo com a sua liderança? GC – Nada é fácil na vida. Mas tudo se torna mais fácil com trabalho e dedicação. Seria uma grande satisfação para mim se viesse alguém para o Tondela fazer melhor do que eu. Continuarei sempre a ser uma presença assídua e um grande adepto deste clube. Sabendo que o não está sempre certo temos de ir à procura do sim. JT – Está contente com a equipa técnica e com o treinador António Jesus? GC – Claro que sim. Se não tivesse não tinha renovado com ele. Eu diria apenas que no primeiro terço do campeonato estivemos muito bem, depois passámos por um período menos bom e agora é tempo de levantar outra vez. Para mim o mês de Março é fulcral para saber se a subida de divisão ainda é possível, porque em Abril já não o é e esta mensagem já foi deixada aos jogadores e à equipa técnica. JT – E o que me pode dizer da área de formação do CDT? GC – Posso dizer que estive quase sempre presente nos jogos de todos os escalões do CDT. Um presidente não deve apenas ver os jogos dos seniores, também aqui sinto que cumpri o meu dever. Recentemente, adquirimos duas carrinhas semi-novas para fazer o melhor acompanhamento das camadas jovens. Gostaria de lembrar que tanto os juvenis como os juniores estão a realizar uma época fantástica, ambas ocupam o 4º lugar e eu só não as acompanho quando não posso. JT – Qual é a mensagem que gostaria de deixar a todos nesta fase? GC – Que apoiem o Tondela até ao fim do campeonato o mais que puderem porque ainda estamos numa posição privilegiada e que provavelmente não pensaríamos estar antes do início do campeonato.


6 SOCIAL

11/03/2010

Élio André da Silva Morreu um homem simples, um homem bom TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

F

aleceu na quarta-fei ra, dia 3 de Março, vitima de doença prolongada, Élio André da Silva, sobejamente conhecido, no concelho de Tondela, fruto da sua actividade profissional e de uma vida de 20 anos dedicados à causa pública, como presidente da Junta

de Freguesia de Santiago de Besteiros. O falecido tinha 62 anos, era natural de Souto Bom, freguesia de Caparrosa, mas foi em Muna que fixou residência, depois de casar com Maria Leonilde Fátima Macedo Silva. Desta união nasceu o seu único filho, Paulo César Macedo da Silva, empresário em Viseu. Élio André da Silva deixou uma marca distintiva no modo como se relacio-

nava com as pessoas a quem dispensava um trato fácil e de grande afabilidade, tanto nas relações profissionais, autárquicas ou pessoais. Em 1964 foi para Angola e foi na ex-colónia que cumpriu o serviço militar. Mais tarde foi neste país funcionário da Secretaria do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio e Indústria, tendo sido um ano depois nomeado Secretário-Geral deste mesmo sindicato.

Em 1973 contraiu matrimónio com Maria Leonilde Fátima Macedo Silva e regressou a Portugal um ano depois do 25 de Abril de 1975. Aqui chegado foi vários anos funcionário da Casa do Povo de Santiago de Besteiros e mais tarde foi para Viseu onde prosseguiu a carreira nos Serviços da Segurança Social. Aposentou-se como funcionário público como Chefe de Secretaria do Agrupamento de Escolas e Jardins-de-Infância de Santa Comba Dão. Paralelamente à vida de autarca teve várias causas pelas quais pugnou, tendo vencido praticamente todas elas, como foi o caso da construção da obra do Centro Social e Paroquial de Santiago de Besteiros. Acumulou também nos últimos anos, até à entrada em funções do

novo elenco camarário como resultado das eleições autárquicas de 2009, o cargo de Secretário da Assembleia Municipal de Tondela, liderada por Joaquim Coimbra. A terra natal nunca foi por ele esquecida, tendo sido presidente da direcção da Associação de Souto Bom, ajudando a promover todos os anos actividades promovidas pela colectividade que ajudaram consideravelmente a salientar as belezas desta aldeia serrana, sempre em colaboração com as gentes locais com quem mantinha uma relação de grande proximidade. Foi um vencedor nato, alcançou inúmeras concessões para a freguesia que adoptou como sua, mas mais do que isso conquistava diariamente o respeito de todos quantos com ele privavam, ajudan-

do a construir um Santiago de Besteiros mais reconhecido no concelho de Tondela e na região. Ajudou muitos outros conterrâneos a ter uma vida mais digna e para uma pessoa com o seu carácter, penso que foi a vitória mais saborosa que ele deve ter tido até ao dia em que partiu. Muito mais haveria para dizer sobre a vida deste homem, mas como diz o povo a quem Élio André da Silva ouvia sempre com atenção, interrompendo momentos em família para os atender na própria casa, o “melhor é o que fica por dizer”, aproveitando o silêncio para o recordar sempre com grande saudade. O Jornal de Tondela apresenta a sua esposa e filho, bem como restante família as mais sentidas condolências.

Numa Assembleia Municipal, Élio Silva, no lado direito de Joaquim Coimbra

EDITAL N.º 1/2010 PROJETO DE REGULAMENTO DE LIQUIDAÇÃO E COBRANÇA DE TAXAS E OUTRAS RECEITAS MUNICIPAIS Carlos Manuel Marta Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal de Todnela, torna público, ao abrigo da competência que lhe confere a alínea v) do n.º 1 do artigo 68.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, na redacção dada pela lei n.º 5A/02, de 11 de Janeiro, que a Câmara Municipal, na sua reunião ordinária realizada em 9 de Março de 2010, deliberou aprovar o “Projecto de Regulamento de Liquidação e Cobrança de Taxas e Outras Receitas Municipais e respectiva Tabela” e submeter o mesmo a apreciação pública, para recolha de sugestões pelo prazo de 20 dias úteis a contar da data de publicação no DIário da República, no cumprimento do disposto no artigo 118.º do Código do Precedimento Administrativo. Mais se torna público que durante o período de apreciação pública, o Projecto de Regulamento e Tabela de Taxas pode ser consultado na Secretaria Geral da Câmara Municipal de Tondela, nos dias úteis das 9h00 às 16h30. Os interessados devem formular por escrito e dirigir ao Presidente da Câmara Municipal as eventuais observações ou sugestões dentro do período atrás referido. Para conhecimento geral se torna público o presente Edital e outros de igual teor que vão ser afixados nos lugares públicos de estilo. Tondela, 9 de Março de 2010 O Presidente da Câmara Carlos Marta (JORNAL DE TONDELA, 11 DE MARÇO DE 2010)

Na inauguração dos Moinhos de Souto Bom, segundo a contar do lado esquerdo

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE TONDELA CONVOCATÓRIA Nos termos do artigo 34.º, alínea b) do Compromisso da Santa Casa da Misericórdia de Tondelka, convoco todos os irmãos para a Assembleia Geral Ordinária, a realizar no próximo dia 30 de Março de 2010, pelas 20:00 horas, no Salão “Família Brás” do Lar da Misericórdia, com a seguinte:

ORDEM DE TRABALHOS 1. Informações; 2. Discussão e votação do Relatório e Contas de Gerência do Ano de 2009, bem assim como do Parecer do Conselho Fiscal. De acordo com o n.º 1 do artigo 26.º do Compromisso, se à hora marcada não estiverem presentes mais de metade dos Irmãos com direito a voto, a Assembleia funcionará às 21:00 horas com qualquer número. Tondela, 9 de Março de 2010. O Presidente da Assembleia Geral (Professor Doutor António Manuel P. Matoso Martinho) (JORNAL DE TONDELA, 11 DE MARÇO DE 2010)


CONCELHO 7

11/03/2010

S.JOÃO DO MONTE

Nandufe O CESTEIRO

“LIMPAR PORTUGAL” Como anteriormente tinha informado, este movimento limpar Portugal tinha e tem pernas para andar, pois as pessoas estão motivadas para que realmente esta iniciativa seja um sucesso. Estamos a menos de uma semana do dia L, nunca é demais lembrar que esta iniciativa é uma oportunidade de deixar não só o nosso concelho como o restante País mais limpo e que será um repto para TODOS, incluindo os Autarcas. O desafio é terminar com as “lixeiras” no nosso Território Nacional. Que este exemplo de cidadania, marque a data em que nada mais será como dantes a partir de 20 de Março. Todos ficaremos mais obrigados a zelar pelas nossas terras e pelo nosso Planeta. Com certeza que este movimento marcará um momento de Festa, um exemplo de cidadania e uma viragem de mais respeito por NÓS PRÓPRIOS, respeitando as nossas ruas, os nossos bairros a Natureza e a Terra onde todos vivemos. O Movimento Limpar Portugal está a mobilizar o País para que o dia “20 de Março de 2010” seja um sucesso. Que este exemplo de cidadania, replicado a partir da Estónia marque esta data. Assim, relembro quem quiser aderir a esta iniciativa, para a qual se pretende mobilizar o maior número de “VOLUNTÁRIOS”, tais como, Associações, Organizações, Empresas, Partidos, Forças Militares, Câmaras Municipais e Escolas podem fazer através, h t t p : / / limparportugal.ning.com/ group/tondela? unfollow=1&xg_source =msg_com_group, ou http:// www.limparportugal.org, e dizerem qual o número de participantes, quais os meios de que vão precisar e que locais se propõem limpar. O sítio na internet é válido também para todas as pessoas que queiram fazer parte do evento, e tem a opção de se sinalizar um local onde poderá actuar uma equipa de limpeza no dia 20. A contribuição é sempre em géneros e nunca em dinheiro, pois além de participarem activamente, as pessoas ou empresas devem dar sacos de lixo, luvas, ferramentas e outros materiais que sejam utilizados para a limpeza,

mas também disponibilizar carrinhas e tractores para transportar o lixo. Não se esqueçam que só com a colaboração de todos nós será possível levar acabo este projecto. As Juntas de Freguesia devem apelar assim a todos os cidadãos para que participem nesta acção quer ao nível da Freguesia, quer ao nível de todo o País, «para que tenhamos cada vez mais um Portugal mais limpo, pois o nosso planeta agradece». A Junta de Freguesia de Nandufe tem as inscrições abertas até ao dia 12 de Março. Os Escuteiros já se encontram inscritos, por isso inscreva-se, participe e divulgue, contamos consigo!

“OS NOSSOS DOENTES No hospital S.Teotónio em Viseu, estiveram internados a D. Maria Adélia de Oliveira e Silva, o senhor José Manuel Marques Figueiredo, mais conhecido por “Zé Manuel Carpinteiro”e o senhor Francisco João Nifero Barreiros “Alentejano”, encontram-se agora a recuperar nas suas residências. Encontram-se ainda em convalescença o senhor José Marques Almeida, o senhor António Marques de Deus e o senhor João Augusto dos Santos a estes nossos conterrâneos e outros que não tenhamos conhecimento, desejamos um rápido restabelecimento para no mais curto espaço de tempo, voltarem ao convívio dos seus familiares e amigos.

“RECIPIENTES DO LIXO” Já foi algum tempo atrás que alertei os responsáveis da nossa autarquia para fazerem o favor de serem colocados recipientes do lixo na Avenida Lusíadas, pois nesta nova artéria não possui um único recipiente para a colocação de resíduos. Esta situação deve-se contudo com a proximidade de zona escolar e zona de média superfície. As pessoas que passam a pé por esta avenida são confrontadas por ausência destes recipientes, porque por exemplo, ao quererem deixar uma garrafa plástica de água ou um lenço de papel, não tem onde colocar esses objectos. Dá-me ideia que outras artérias da cidade estão nas mesmas condições. Pede-se boa vontade para resolver esta situação.

“BURLAS INFORMÁTICAS” Foi assim que começou de uma simples liquidação no multibanco para pagamento de 10 euros, não foi autorizado por não ter saldo disponível. Uma empresária já reformada, foi à Caixa Geral de Depósitos para tentar saber o destino dos seus 3700 euros que tinha na conta à ordem assim como os 12 mil de plafond que tinha disponíveis na conta Caixa Work. Tudo isto foi desviado por terceiros com o seu total desconhecimento. Foi vítima de uma burla. Adianta o semanário, que com uma empresa para sustentar e 450 euros de prestação do empréstimo da casa para saldar, a empresária entrou em desespero. Estava em risco de perder tudo aquilo que construiu ao longo de uma vida. Diz que o receio já não era de fechar a sua empresa, mas a possibilidade de perder a sua própria casa. Enviou uma carta à CGD a denunciar a situação e apresentou uma queixa na Polícia Judiciária. O banco respondeu passados uns dias dizendo que tinha aberto um processo de auditoria para averiguar “as operações de transferência interna de fundos”. Nessa mesma resposta o banco divulgou o nome e o número de conta dos três destinatários das referidas transferências, “clientes que não foi possível contactar”. Revoltada, voltou a falar com as autoridades e forneceu o nome dos alegados burlões, uma informação que a CGD não passou para a Judiciária por entender que a matéria estava sob sigilo bancário. Recebeu uma resposta em Janeiro último dando conta que as operações de transferência dos 15700 euros tinham sido feitas electronicamente, com acesso devido e autorizado através da utilização correcta das passwords. A empresária continua sem saber como conseguiram retirar-lhe o dinheiro, uma vez que nunca facultou os dados pessoais a ninguém. Esta situação que sirva de alerta para todos! A nova era informática requer da nossa parte uma visão muito alargada, pois nos dias de hoje até se fazem compras pela internet, caro leitor coisas destas dão que pensar, e então no nosso meio tão pequenino!

Campeonato Nacional de Ténis de Mesa do INATEL

No passado Sábado, dia 6 de Março, os atletas da ADCR-S. João do Monte, tiveram uma prestação brilhante, no Campeonato Nacional de Ténis de Mesa do INATEL, realizado nas Caldas da Rainha. A ADCR, participou com 8 atletas, no Escalão de Cadetes (Masculinos e Femininos). Nos Masculinos, Nuno Pereira, Bruno Rei, Fábio Almeida e Rafael Pereira, chegaram aos oitavos de final da prova e Jorge Gonçalves classificou-se em 8º lugar. Em Femininos, as atletas da ADCR, a exemplo do que já aconteceu na época passada, em que a atleta Sara Pereira se sagrou Campeã Nacional, (este ano não participou devido a lesão), tiveram uma prestação brilhante, tendo obtido os três primeiros lugares da classificação individual. Na presente edição a classificação das atletas de S. João do Monte, ficou assim ordenada:

1º Flávia Pereira – CAMPEÃ NACIONAL 2º Marina Conceição 3º Sara Martins Estão de parabéns, os atletas que obtiveram estes excelentes resultados, assim como Associação Desportiva Cultural e Recreativa de S, João do Monte, que vê assim premiado todo o trabalho que tem desenvolvido para proporcionar aos jovens desta freguesia serrana, a oportunidade de praticarem Desporto. De referir ainda, a colaboração constante da Junta de Freguesia de S. João do Monte e da Câmara Municipal de Tondela, sem a qual não seria possível a participação nestes eventos e a obtenção destes resultados, que engrandecem e leva longe o nome de S. João do Monte. NUNO PEREIRA


8 OPINIÃO

11/03/2010

Crónicas de Londres

ABRIL COM “R”

GILBERTO FERRAZ

OS VAMPIROS “Se alguém se engana Com seu ar sisudo E lhes franqueia As portas à chegada Eles comem tudo Eles comem tudo Eles comem tudo E não deixam nada”

O verdadeiro VAN GOGH

O

artista Vincent Van Gogh é, de novo, notícia: descoberta de nova e rara pintura, há pouco tempo, de sua autoria, num museu do Centro da Holanda em que retrata o moinho Le Blute-Fin, de Paris, como é foco de nova, rara e importante exposição em Londres. Através da sua correspondência, em que se baseia a Mostra, THE REAL VAN GOGH – The artist and His Letters, (O VERDADEIRO VAN GOGH – O artista e a sua correspondência), Na Royal Academy of Arts – Academia Real das Artes (RAA), o amante da Arte tem uma exposição imperdível. Este artista, que extensiva e apaixonadamente escreveu sobre a sua arte e as suas obras, 35 belas e laboriosamente ilustradas cartas, raramente exibidas em público, encontramse acompanhadas por inúmeras e famosos quadros, 65, e 30 desenhos. Na sua intensa necessidade de comunicar, nas suas missivas, Van Gogh (1853-1890) revelava o seu rico e multifacetado universo: intelectual, artístico, ético, filosófico, vasto conhecimento de arte, literatura, mas sobretudo o seu enorme amor pela natureza. Em suma – o VERDADEIRO VAN GOGH, destituído do falso mito que até aqui o envolvia! Graças ao seu progenitor, o irmão mais novo Theo (18571891), importante negociante de arte, que o incentivou, aconselhou e financiou, e a quem a maioria das cartas são dirigidas, bem como à irmã Willemien, e a outros amigos, Vincent encontrou a verdadeira e genial vocação, em 1880, quanto tinha apenas 27 anos de idade. Apaixonado, fascinado pela natureza, foi ela que o arrebatou e que consagrou o seu génio. Como necessitasse de explanação, a sua carta 252, revela que: “o dever do pintor é estudar, em profundidade, a natureza. Usar a inteligência e, através das suas emoções, impregná-las no seu trabalho, a fim de torná-lo o mais compreensível possível ao apreciador”. Natureza! A ela se renderia, qual escravo voluntário, desde os primórdios da sua intensa actividade artística, na sua terra natal de Nuenen (sul da Holanda). Sem estudos formais de pintura ou experiência profissional ou amadora, compensou-o tanto no aprendizado de línguas, como o Alemão, Francês e Inglês, além, claro, da língua materna, o Flamengo, embrenhando-se na arte japonesa que tanto também o viria a influenciar, bebendo as instruções dos manuais enviados pelo irmão Theo, observava os camponeses na vizinha Etten, cuja actividade e movimentos no campo procurava reproduzir na tela. Inicialmente difícil, pois reconhecia o desafio da arte por ele encetada, na carta 214, de “plena bruxaria ou pura coincidência”. Sem desvanecimentos, persistindo no simples desenho a lápis ou giz, para ele “a raíz de tudo” (carta 349); a partir do Semeador, Camponesa a Semear Batatas, e Camponesa a Semear Beterraba, Salgueiro Pollard ou Casita em

Brabant, o seu inegável talento desabrocharia no controverso quadro, também a preto e branco, Comedores de Batata, e embora ainda longe de Paris, seria na capital francesa, influenciado pelos Impressionistas e pela abundante literatura, bem como contactos directos com alguns dos principais romancistas da época, reflectido no seu quadro Romances Parisienses, que encontraria a pujante cor em que se notabilizaria, particularmente nos amarelos e encarnados ou vivos laranja, em Fevereiro de 1886, em que efusivamente se banhou, e que finalmente o consagraria, dois anos depois, em Arles, Provence, no sul do País e de onde sairiam obras notáveis. Em Arles, bem como na vizinha Saint-Remy-deProvence, porém, depois de uma ansiada mas curta e violenta vivência com o seu admirador-artista, Paul Gauguin (1848-1903), frenético período, por ele classificado do “pouquíssimo do muito que aspirava fazer” (carta 777), onde foram produzidas algumas das suas mais notáveis obras. Seria ali, também, onde teria o seu primeiro ataque de depressão e onde ficaria internado, em Maio de 1889, na clínica Saint-Paulde-Mausole, e durante um ano, sofreria vários ataques mentais que embora interrompendo a sua ânsia de pintar, conseguiria, contudo, magníficos trabalhos.(*) Desconsolado, depois da alta, em Maio de 1890, decidiu transferir-se para o norte, Auvers-sur-Oise, pequena cidade a 30km nordeste de Paris, onde conhece o médico e artista amador, Dr. Paul Gachet, com quem estabelece amizade e que eternizou no seu retrato. Ali, nos últimos 70 dias da sua curta vida, Van Gogh encontrou inspiração no “saudável e reconfortante” cenário local (carta 898), de onde, freneticamente, sairiam mais de 70 notáveis obras traduzidas no branco, azul, violeta e verdes suaves trabalhados em rico e variado pincel. Não obstante a pujante e revigorante nova natureza de Auvers, estes atributos não o impediram de enfrentar a morte, a 29 de Julho de 1899, encurtando tão notável talento que o Mundo Inteiro passaria a admirar, para sempre, em obras como as cadeiras, sua e de Gauguin, estas, talvez, a reflectir o profundo vazio da sua solidão; auto-retrato; retratos da família Roulin, e os admiráveis cenários dos campos e dos girassóis que tanto admirava, mas que não o conseguiram arrebatar da prematura e inesperada morte! (*) Teria sido nesta fase, que segundo a teoria do especialista de arte e comentador de Van Gogh, Martin Bailey, que o pintor teria cortado a sua orelha. A razão, como afirmou, no número de Janeiro passado, Art Newspaper, Van Gogh ao receber a carta do irmão Theo, em que lhe revelava ir casar-se, pensando que deixaria de contar tanto com o apoio moral, mas especialmente financeiro, preocupado e revoltado cometeu tão tresloucado acto.

ZECA AFONSO Busca rápida na Internet colocando como palavra de referência “boys”, permitiu-me chegar entre várias páginas a: “Acusação da União dos Editores Portugueses-Comissão de avaliação dos livros escolares serve os “‘boys’ dos partidos”1 ; “Os Boys Do Partido Socialista”2; “Nomeações de Sócrates já acima de Durão e Santana – Em pouco mais de três meses, o Governo de José Sócrates já recrutou quase um milhar de pessoas só para os gabinetes ministeriais. E o número ainda vai aumentar.”3 ; “O boy socialista que tentou tapar o sol”4. É um dado adquirido

que os partidos políticos têm as suas clientelas e será até legitimo que determinados cargos na Administração sejam ocupados por militantes do partido vencedor das eleições legislativas. Tal principio aceita-se por questões de operacionalidade na execução do programa político do partido mais votado. O que não se aceita é que a escolha de tais indivíduos, salvo raras excepções, seja determinada por princípios de compensação pelo seu envolvimento politico, por pressões das estruturas partidárias locais e frequentemente por instâncias dos lobbies económicos, fazendo-se

letra morta dos critérios de qualidade, de exigência, de rigor e transparência. Grave em nosso entender é também o montante remuneratório auferido por essa vasta panóplia de “clientes”, a ofender os milhares de portugueses que nos tempos que correm estão obrigados a fazer face aos seus compromissos com sacrifício e a colocar de lado alguns dos seus sonhos. É tempo de dizer basta, na senda do caminho de ABRIL…COM “R”! JORGE HENRIQUES ADVOGADO

Mulher M – Multifacetada U – Única L – Leal H – Honesta E – Empreendedora R – Rigorosa

É sempre MULTIFACETADA Medo não é com ela Agarra a vida pelos cornos Coloca-lhes alguns adornos Torna a vida mais bela.

Trabalhadora e HONESTA A família é o seu porto É o seu mundo pessoal Para ela é normal Dar-lhes sempre reconforto.

É ÚNICA no que faz Com um enorme coração A maternidade engrandece-a E também a amolece É uma enorme emoção.

Muito EMPREENDEDORA Com garra para viver Olha o futuro de frente Mostra a todos que é gente Não tem medo de sofrer.

É LEAL nos seus propósitos E de si muito se esquece Sempre pronta a ajudar Pronta a se sacrificar E do mal dos seus padece.

Também é RIGOROSA Gosta de educação Trata os filhos com amor Ensina-lhes bons valores São a futura geração. MANUELA SANTOS

LEIA, ASSINE, DIVULGUE O JORNAL DE TONDELA


OPINIÃO 9

11/03/2010

Notas Semanais

Notas & Comentários

CÍLIO CORREIA

JOÃO VENTURA DA COSTA

Factos

DEPOIS DO “CAPOTANÇO” …

F A

presença do Prof. António Serrano na sala Caramulo do Hotel Montebelo, na sexta-feira, 5, para falar sobre Agricultura e Pescas, em sessão aberta, promovida pelo Partido Socialista, foi uma lufada de ar quente na noite invernosa. É, hoje, consensualmente reconhecida a sua capacidade técnica e política para o cargo, como foi constatado aquando das estufas destruídas no Oeste e a forma como está a lidar com as dificuldades burocráticas que Bruxelas incorporou no PRODER. A estratégia para a recuperação económica do País não será feita à custa da Agricultura e das Pescas, disse o Prof. António Serrano, para quem mais importante do que anunciar medidas era definir uma nova política agrícola comum e das pescas, cruciais para o País, o que obriga a uma diversificação de acções para preservar estes sectores estratégicos. Assumiu o compromisso público de os pagamentos atrasados das ajudas directas aos agricultores referentes a 2008 e 2009 serem feitos até 16 de Julho a que se seguirão os de 2010. Não deixou, todavia, de reflectir sobre os sistemas de seguros agrícolas que não funcionam, apesar de o Estado desembolsar, anualmente, 15 milhões de euros. As coisas estão paradas. Os técnicos estão a trabalhar numa so-

lução alternativa que poderá ser decalcada do sistema espanhol. O PRODER e o PROMAR são importantes instrumentos de investimento mas têm um figurino desajustado, uma das causas da insuficiente taxa de execução, pelo que está a trabalhar na simplificação do PRODER, em colaboração com as associações, de modo a que se transformem em consultores dos agricultores para as candidaturas, sem prejuízo das regras de investimento comunitárias. O Governo já avançou com 36 propostas de alteração, quando a própria Assembleia da República tinha proposto nove. Não obstante, defende, ainda, que o Estado aumente a taxa de comparticipação para 60%, recusando-se a analisar as dificuldades sob o prisma estrito dos montantes, pois 140 milhões de euros permitem alavancar investimentos de 840 milhões de euros, estando longe de ter candidatos para todo esse investimento. Lançou um desafio aos municípios para desempenharem um papel no reforço da dinamização de iniciativas locais que ajudem a agregar valor aos produtos locais e regionais, dando como exemplo, o município de Tarouca, que incentivou 450 agricultores na produção de baga de sabugueiro, para exportação. Os técnicos do Ministério estão disponíveis

Dr.ª Hermínia Rios Médica Dentista Licenciada na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra

ODONTOPEDIATRIA, ORTODONTIA, PRÓTESES IMPLANTES, ESTÉTICA E URGÊNCIAS - CHEQUES DENTISTA Rua Eduardo A. Coimbra, 55 TONDELA (junto à ACERT) Tel: 232 812 438 | Tlm: 964 513 042

para ajudar as 905 cooperativas existentes a sair do emaranhado em que vivem (só 35 têm um volume de negócios significativo! ...), promovendo iniciativas tendentes a incentivar uma partilha logística e estratégica para criar massa crítica capaz de se abalançar a projectos coerentes e robustos como o lançamento de marcas e produção de produtos de qualidade, apetecíveis às grandes cadeias de distribuição e exportação, rentáveis para ambas as partes. Relevou as campanhas de sensibilização do Consumidor para os produtos e marcas nacionais, na certeza de que assim estarão a contribuir para o reforço da agricultura nacional. Anunciou uma Agência para a Comercialização para melhorar a capacidade negocial das cooperativas e associações de agricultores junto das grandes cadeias de distribuição. Já relativamente às questões florestais lembrou que 90% da nossa floresta é privada (ao contrário de Espanha), sem que se saiba, muitas vezes, quem são exactamente os seus proprietários o que obriga a que se dêem passos concretos na feitura dum Cadastro Florestal credível, o que terá custos elevados mas que será inevitável, até porque se dará, assim, um passo importante para a Certificação, com vista a valorizar a produção florestal e garantir aos proprie-

tários um maior rendimento das suas explorações. No que se refere aos Caminhos Rurais, dada a adversidade das condições climatéricas, houve uma destruição enorme de caminhos rurais, muros e paredes de suporte e que os 200 milhões de euros inscritos são insuficientes para um conjunto de 1000 milhões de euros de candidaturas. Dos 1.400 milhões de euros que o Governo vai investir no sector em 2010, 700 milhões serão gastos em ajudas directas aos produtores e os restantes 700 milhões em apoio ao investimento, através do PRODER, com uma especial atenção para os exportadores. Isto permitiu falar sobre a importância de investimentos na produção de azeite e leite e melhoria da exportação de vinhos, apesar do que já foi feito com a ajuda do programa VITIS, revelando que 70% das candidaturas são do Norte, o que deve obrigar os responsáveis pelas cooperativas da nossa Região a reflectir sobre um papel mais interventivo, pelo que pode representar esta fileira de negócio. Não constitui surpresa, para nós, a actuação do Ministro da Agricultura pelo que já sabíamos das suas aptidões. Uma palavra de reconhecimento e estímulo ao nosso amigo, Prof. António Serrano, à frente da pasta da Agricultura e Pescas, depois do “capotanço” do anterior titular.

NEUR OL OGIA NEUROL OLOGIA DR. PETER GREBE

TRATAMENTO DE ENXAQUECAS/CEFALEIAS DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO

CONSULTAS E MARCAÇÕES Tondelmédica Telef.: 232 821 815 Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

oi publicada durante a semana passada uma sondagem que uma empresa do ramo realizou a pedido de um jornal. Não me recordo do número de compatriotas nossos que foram seleccionados como cobaias. Também não sei como é que é seleccionado esse conjunto de tugas a quem as perguntas são feitas mas, dada a ciência da coisa, é de bom-tom aceitarmos os resultados como mostrando a realidade tal qual ela é. Uma das perguntas feitas aos inquiridas foi se achavam que o chefe do governo socialista tinha deliberadamente mentido à Assembleia da República quando afirmou, no inicio do último verão e a três meses de eleições legislativas e autárquicas, que não sabia a ponta dum dito sobre se a Portugal Telecom queria abocanhar uma percentagem do capital da chamada televisão independente, a TVI. Sessenta por cento dos interrogados disse que sim senhor, que achava que o Zezito tinha mentido quando jurou que não sabia peva acerca do negócio e setenta por cento disse que achava que ele tinha aldrabado sem que para isso tivesse havido qualquer justificação, a modos que deulhe para ali porque sim. Aqui chegados, dir-se-ia que as respostas dos portugueses sondados às outras perguntas do inquérito envolvendo o chefe do governo socialista mostrassem que o antigo animal feroz estaria com guia de marcha passada e com os patins calçados, pronto para uma descida até aos Infernos. Mas não, não senhor, os portugueses sondados, apesar de acharem que o chefe do governo mentiu à assembleia da república, também acham que é ele que deve continuar a dar cabo do país ser o primeiro-ministro por muitos e bons anos. Dizem-no quarenta por cento dos nossos conterrâneos, percentagem de portugueses que prometem tornar a votar neste partido socialista, enquanto quase cinquenta e cinco por cento afirma que o governo tem todas as condições para continuar a governar como até aqui. Ao ler os resultados pus imediatamente a hipótese dos senhores da empresa de sondagens serem uns brincalhões, terem alterado as respostas para gozarem comigo e com todos os que não tiveram oportunidade de participar no inquérito mas, sete copos de água fria depois, achei que os tipos não se atreveriam a publicar falsificações. Se realmente os resultados desta sondagem são representativos do nosso País, temos pois que para a esmagadora maioria dos portugueses tanto se lhes dá como se lhes deu que o chefe do governo tenha mentido aos senhores deputados, deputados que foram eleitos com os seus votos. Bate certo com a situação a que chegámos: doze anos e meio (em quinze!) de governos socialistas, um país cada vez mais empobrecido, cada vez mais cheio de dívidas, cada vez mais afastado da média dos outros países europeus, com cada vez mais gente a sair para ver se consegue trabalho no estrangeiro, um estado sanguessuga que controla quase toda a economia e que esmaga com impostos tudo o que ainda mexe e ainda respira. Abençoados sejam.


10 REPORTAGEM

11/03/2010

Tondela

Apresentação oficial dos XII Jogos Desportivos

TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

O

s XII Jogos Desportivos do Concelho de Tondela foram apresentados no sábado, dia 6 de Março, em cerimónia pública, no auditório municipal, depois da realização do Fórum Associativo. Este encontro juntou um conjunto vasto de convidados, representantes das Associações das modalidades participantes nos jogos e como não poderia deixar de ser as entidades oficiais. O calendário dos XII Jogos Desportivos do Concelho de Tondela incluem algumas datas importantes como a concentração que decorrerá sábado

“Saúde em Dia” – Desporto Faz Bem”, dando-se inicio na semana seguinte ao período de inscrição dos atletas que cessa a 6 de Abril, também para técnicos e dirigentes. A data para a cerimónia de abertura desta realização desportiva está marcada para o dia 2 de Maio que tem no dia 23 outro momento alto com a realização da Mini Maratona Ecológica e Caminhada Ecológica. Para os dias 19 e 20 de Junho está marcado o fim-de-semana dos Jogos Desportivos, culminando a XII Edição deste certame desportivo a 3 de Julho com chagada do Verão. Este é o resumo sucinto do que irão ser os XII Jogos Desportivos do Concelho de Tondela, uma iniciativa que inclui o envolvimento de cerca de 1400 pessoas, um número que tem vindo sempre

a crescer desde 2006, tal como foi referido por António Dinis, vereador do Pelouro do Desporto do Município de Tondela. Este responsável acredita que a edição de 2010 será uma enorme festa do desporto, contando para isso com a participação de todos, dirigentes, atletas, técnicos, pais e encarregados de educação “para durante dois meses de projecto encher de alegria, cor e animação todo o concelho de Tondela”. O Governador Civil do Distrito de Viseu, Miguel Ginestal, também esteve presente na cerimónia de abertura dos jogos e teve oportunidade de salientar a importância do projecto enraizado numa filosofia de partilha de responsabilidade. O representante do Governo assentou o seu discurso nos sinais positivos que devem ser dados

à sociedade em tempos particularmente difíceis, “mesmo que a desesperança e os nossos níveis de auto-estima sejam baixos, temos de tudo fazer para inverter a situação e este é um bom exemplo…”. Miguel Ginestal foi também buscar o da Madeira para justificar o quanto se pode fazer perante uma situação de catástrofe, chamando a solidariedade de todos, colocando de parte querelas partidárias, “o que nós vimos foi que o povo se uniu no socorro das pessoas e se nos unirmos no essencial poderemos olhar para o futuro com muita mais esperança”. O Presidente do Município de Tondela, encerrou a sessão para aceitar o repto do Governador Civil de Viseu, em especial na ideia de se trabalhar em conjunto para que seja

mais fácil encontrar respostas positivas para os problemas. Carlos Marta salientou o papel dos dirigentes associativos na realização dos XII Jogos Desportivos do Concelho de Tondela, sendo uma organização que exige um grande empenho de todos. O autarca referiu também que é sua preocupação conseguir as melhores condições logísticas, humanas e financeiras para que este acontecimento cumpra os seus objectivos, lembrando ainda que só poderá haver desenvolvimento desportivo se houver actividades desta natureza. As modalidades incluídas nos XII Jogos Desportivos do Concelho de Tondela serão o Andebol, Aquadanse, Atletismo (Mini-Maratona), Basquetebol, Boccia,

BTT, Capoeira, Carros de R o l a m e n t o s , Cicloturismo, Damas, Desporto de Aventura, Futebol 7, Futsal, Gira-Volei, Jogos Tradicionais, Karaté, Natação, Orientação, Pétanca, Ténis de Mesa, Tiro ao Alvo e Xadrez. O Chefe de Divisão de Desporto do Município de Tondela, Carlos Alberto, esclareceu algumas dúvidas sobre a aplicação do Regulamento Geral, Regulamento do Prémio FairPlay e outras questões burocráticas relativas ao funcionamento deste evento desportivo. Este responsável deu também a palavra aos representantes das associações coordenadoras da modalidade, onde cada um teve oportunidade de salientar um ou outro pormenor considerado importante para os diferentes participantes nos jogos desportivos.


11/03/2010

REPORTAGEM 11


12 CONCELHO

11/03/2010

Lobão da Beira

Vila Nova da Rainha

ANTÓNIO PAIS FERREIRA

ANTONINO C. DOS SANTOS

AMIGOS DE S. SIMÃO Neste dia 07 de Março o passeio marcado pela comissão de obras e amigos da capela de S. Simão realizou-se. Motivação partilhada com boa disposição e vontade, visando mais fundos para ultimar uma obra de restauro o melhor conseguida. Toda a beleza da capela, transparece e agrada a quem nos visita.

FALECIMENTO Com 54 anos faleceu Eduardo da Costa Mota. Operário da construção civil era solteiro e irmão de José Francisco e Maria de Fátima Mota. Durante tempo, exerceu actividade de charcutaria lá por Lisboa, regressando há anos à sua terra natal. Tinha muita dedicação pelos animais, entregando-se particularmente a cães e gatos. Eduardo era um homem simples e residia junto ao largo do terreiro, no casal. Foi a sepultar na sexta ferira dia 05 de Fevereiro com Santa Missa de corpo presente pelas 17,00 horas, estando seu corpo no cemitério da freguesia. Que descanse em paz. Aos enlutados deixamos os nossos muito sentidos pêsames.

PAINTBALL ACONTECEU Um evento levado a cabo sábado dia 06, pela empresa UNSTRESS, WWW.UNSTRESS.PT, sediada na cidade da Maia. Decorreu na zona da tapada, monte meão/ Várzea. Catorze foram os concorrentes que deram forma a uma diversão pautada por balanço positivo, e sem incidentes de registo. Ficou o desejo de repetir-se, em tempo oportuno. Esta, uma posição assumida pelos participantes, (grupo simpático), que veio dos arredores da cidade de Viseu.

ASSEMBLEIA DA CASA DO POVO Reúne em assembleia-geral, 21 de Março pelas 14,00 horas, o colectivo da casa do Povo. Pontos em discussão: Apresentação para aprovação de contas e relatório conselho fiscal do ano de 2009. Outros assuntos de interesse da Casa do Povo. Não havendo número maioria de associados à hora marcada, a mesma funciona 1 hora depois, ou seja pelas 15,00 horas, sendo assim cumpridas as normas estatutárias.

PASSEIO CONVÍVIO DA CASA DO POVO. Decididamente, realiza-se em 30 de Maio o habitual e sempre esperado passeio/convívio da Casa do Povo. Do itinerário daremos nota em devido e oportuno tempo.

LIMPEZA DE PORTUGAL Para um acto que entendemos relevante para o bom ambiente do Pais que habitamos, estamos sensibilizados por saber, que, mais duma centena de inscritos no concelho irão participar no projecto. A comparência de todos e mais alguns/as, no dia de 20 de Março é importante Porventura, um gesto, que bem pode repetir-se neste “jardim à beira mar plantado” como dirá o poeta. Adira no concelho a este acto de carácter cívico. Cá pelo burgo/Lobão, temos lixeiras em matas que devem ser consideradas. Que após tudo limpo, não haja mais vazadouros. Para informação e inscrições, contactar http:// www.limparportugal.org/

Agradecimento Elisa Matos Cardoso Tondela A família, na impossibilidade de o fazer pessoalmente como era seu desejo, vem por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram acompanhar a sua ente querida à sua última morada e bem assim a quantas que de qualquer outra maneira lhe manifestaram o seu pesar.

NOTICIAS DA RUA DA VINHA É PRECISO ACAUTELAR Na Rua da Vinha ao Fojo, foram feitas obras, talvez há 4 ou 5 anos. Fez-se um muro em blocos para acabar com as silvas de vedação à propriedade do sr. João da Costa, acabando com um espectáculo degradante dentro da urbe. Fez bem o sr. João, o ambiente agradece. Não sabemos se houve recuo, o que sabemos é que utilizadores da Rua da Vinha estão descontentes a reclamarem contra a insegurança que a via oferece. Numa extensão de 30 a 40 metros, a Rua da Vinha, em posição superior é paralela à Rua Além Ribeiro, há um talude (ribanceira) com uma altura de 1 a 4 metros, tendo em conta a subida da segunda rua, sem uma barreira protectora. As terras vão deslizando, a Rua oferece perigo. Perante uma nova situação, perguntamos ao sr. Presidente da Junta de Freguesia o que pretende fazer para acalmar os que começam a ter medo, sendo que tem um projecto de obras para a Rua da Vinha? Se entender, pode responder ao Jornal de Tondela.

ENCONTRO DE MULHERES PELO 3.º ANO CONSECUTIVO A luta da mulher pela sua autonomia evidenciouse no sistema democrático, especialmente de há 30 anos a esta parte. Porém, o homem, também ele democratizado, colabora na luta da mulher. Assim, e neste contexto, a mulher vilanovense vai-se organizando, hoje, talvez 30, para o ano poderão ser mais. Elas sentaram-se à mesa em jantar para comemorar o Dia Mundial da Mulher pelo 3.º ano consecutivo. Parabéns pela vossa organização.

O BEIJO DA FRATERNIDADE O “bem e o bom”, adjectivos usados pelas senhoras voluntárias da Associação Recreativa e Cultural no passado domingo, dia 21, em homenagem aos sócios fundadores mortos e coubelhes a entrega das lembranças com que a Direcção distinguiu os seus fundadores. O seu gesto fraterno, a sua afabilidade para com os velhos sócios encheuos de emoção. Satisfeitos pela gentileza, agradecem profundamente às senhoras e desejam-lhes muita vida ao serviço de uma, já grande Associação, de que todos nós gostamos e fazemos parte. Por tudo isto e por muito mais, endereçamos um desejo de bem servir, a todos os membros que trabalham e dão o seu melhor à Colectividade, sem esperarem por contrapartidas. Força…

ler-se e escrever-se Empizinhos em vez de Empezinhos. Também, e do mesmo modo aconteceu com Olinda do Rosa e não Olinda do Piosa, como o nosso jornal da edição n. 985 escreveu. Queixa-se sua filha Natália Santos. Assumimos as gralhas em nome do Jornal de Tondela. Ao sr. Coimbra e sra. Natália, as nossas esculpas, mesmo que sejam involuntárias.

FALECIMENTO Faleceu com 79 anos de idade a sra. Evangelina G. Pereira residente no lugar da Gândara da fre-

MALDITAS GRALHAS, TANTO INCOMODAM Recebemos telefonema vindo de Matosinhos, do empresário sr. José Quintans Coimbra, proprietário da Empizinhos, queixando-se de que a sua empresa foi mal tratada pelo JT na edição n. 984, no que concerne ao nome correcto, onde deve

DANCETERIA COM MÚSICA AO VIVO TODOS OS DOMINGOS, DAS 15 ÀS 20 HORAS

Restaurante FEOL - Parceria - Adiça

guesia de Vila Nova da Rainha. Era natural da mesma freguesia. Era casada com o sr. Manuel Gonçalves dos Santos. Era mãe de José Manuel F. dos Santos, casado com Maria Esperança Rodrigues de Sousa, Maria Arcilia, casada com José Santos Pereira, Fernanda F. S. Pereira, casada com António Loureiro Santos da Mota. Deixou 4 netos e era irmã de Maria Cândida e Arcilia. Velada na capela do seu lugar, a Gândara, teve missa de corpo presente por volta das 14 horas, tendo o seu corpo seguido para o cemitério da sua freguesia. Teve honras de estandarte da Associação a que pertencia. Tratava-se de uma pessoa que cativava e conquistava a simpatia de todos, talvez por isso, e apesar da chuva, teve muitos amigos que a acompanharam à última morada. Paz à sua alma. Condolências à família enlutada.

MIGUEL P P.. CARDOSO MÉDICO DENTISTA

Com: IMPLANTOLOGIA e ORTODONTIA

Praça do Comércio, nº 3 - 1º (Por cima da Rosicar) Telef.: 232821959-TONDELA * 917 373 426

NUTRICIONISTA ANA OLIVEIRA

(Licenciada em Ciências da Nutrição pela Universidade do Porto)

ACORDO COM A MÉDIS

Educação / Orientação Alimentar em:

- Excesso de Peso - Magreza excessiva - Colesterol e/ou triglicerídios elevados - Doenças gastrointestinais - Diabetes

Consultas

R.Irmãos C. Matos Bloco 2 - R/C * Telem.: 919 239 783


CONCELHO 13

11/03/2010

DIA INTERNACIONAL DA MULHER Comemorou-se no passado dia 8 o Dia Internacional da Mulher. Durante muitos anos a Mulher, a Mãe, a eterna sofredora foi muito sacrificada e marginalizada pela sociedade. Ainda nos dias de hoje verificamos que as mulheres continuam a ser escravas de algum machismo, continuando a ser vitimas de agressões, tanto físicas como psicológicas, da exploração no seu trabalho e muitas vezes também de redes bem organizadas que as obrigam a troco de uns míseros euros a praticarem a prostituição enchendo os bolsos a indivíduos sem escrúpulos que só pensam no Eu não olhando a meios indignos para aumentarem as suas contas bancárias. Para todas as mulheres do Mundo uma saudação, na esperança que doravante haja mais respeito e compreensão e mudança nas mentalidades que continuam a relegar para segundo plano o apelidado sexo mais fraco.

FALECIMENTO No passado dia 2 faleceu no Hospital de S. Teotónio em Viseu a sra. Maria Gracinda Pereira Fernandes que foi residente em St.ª Ovaia de Baixo. A extinta era viúva e contava 78 anos de idade. O seu corpo esteve em câmara ardente na Capela da Sr.ª da Espectação até à hora do funeral realizado no dia seguinte para o cemitério da Freguesia precedido de missa de corpo presente na Igreja Matriz. Realizou as cerimónias religiosas o sr. Padre João Dinis. A Irmandade do Sagrado Coração de Jesus também participou no acompanhamento. Para todos os familiares enlutados, Jornal de Tondela e o seu corres-

Canas de Santa Maria

Ermida (Tondela)

MÁRIO CORREIA ANTUNES

ANTÓNIO LOPES DE SOUSA

pondente apresentam sentidos pêsames.

MAIS UM ASSALTO Na madrugada do passado dia 6 mais um proprietário da nossa Freguesia residente na Bóca foi vítima de assalto de grande valor em alfaias agrícolas que guardava num barracão. Os larápios roubaram um gerador de corrente, uma ceifeira e outras ferramentas agrícolas. Os malfeitores arrombaram a porta e à vontade apoderaram-se dos bens adquiridos pelos proprietários que com algum sacrifício os compraram e de um dia para o outro ficaram despojados dos mesmos. As autoridades competentes tomaram conta da ocorrência e oxalá os autores da proeza sejam identificados e punidos severamente.

FESTA DOS JOSÉS No próximo dia 19, dia de S. José e Dia do pai, os Josés da nossa Freguesia vão celebrar o 35.º convívio. O programa da efeméride é o seguinte: 18h30 – romagem ao cemitério para ser prestada homenagem aos Josés falecidos; às 19 horas será celebrada na Igreja Matriz a Santa Missa de sufrágio pelos que já partiram, em honra de S. José e por intenção dos presentes; às 20h15 decorrerá um jantar convívio num restaurante da nossa freguesia. Parabéns aos Josés.

FUTEBOL No passado domingo o nosso Desportivo deslocou-se a Carregal do Sal para defrontar a turma local. Jogo aguardado com alguma expectativa pois a nossa equipa já estava à 3 jornadas sem pontuar. A nossa equipa dominou o encontro mas mais uma vez a estrelinha da sorte não brilhou para as

nossas cores e o resultado foi favorável aos locais por 1 a 0. De referir que o empate seria o resultado mais justo pois foi falhada uma grande penalidade contra os visitados. Jogo é lotaria e mais uma vez a sorte abandonou os nossos jogadores.

INFORMAÇÃO DO CENTRO PAROQUIAL Agora que se aproxima o período da entrega da declaração anual de rendimentos para efeitos de IRS, entendemos ser o momento de nos dirigirmos a todos e convidá-los a associarem-se aos projectos que o Centro Paroquial de Canas de Santa Maria desenvolve desde sempre. Referimo-nos à possibilidade que a “Lei da Liberdade Religiosa” confere aos contribuintes de consignarem 0,5% do valor líquido em sede de IRS a uma instituição Particular de Solidariedade Social, como é o caso do nosso Centro Paroquial. Para podermos apoiar cada vez mais cidadãos, nesta época de grave crise económica e desemprego, convidamo-lo a inscrever uma decisão solidária na sua declaração de IRS, indicando Centro Paroquial de Canas de Santa Maria e o NIPC 502 079 487, no campo reservado à “consignação fiscal”. Um gesto simples, sem quaisquer encargos para si e que permitirá que 0,5% do imposto liquido seja destinado por ordem sua ao Estado, ao Centro Paroquial de Canas de Santa Maria. Este ano, graças à generosidade e colaboração do povo vamos poder ajudar cada vez mais pessoas.

DESGRAÇA

Bateu à minha vidraça Entrou-me pela janela Quem nasceu para a desgraça Não pode mais fugir dela.

Necrologia Eduardo da Costa Mota faleceu no dia 4 de Março de 2010 em Lobão da Beira, de onde era natural e residente. Era filho de Eduardo Mota Gomes e Maria da Conceição da Silva e Cost. Foi a sepultar no dia 5 de Março de 2010 pelas 17h30 para o cemitério de Lobão da Beira. Julieta da Fonseca Vale faleceu no dia 5 de Março de 2010 pelas 17h30 no Hospital de Viseu. Natural de Mora e resident em Rio de Loba, Viseu, era filha de António Crisanto do Vale e Maria Barbara da Fonseca. Foi a sepultar no dia 6 de Março de 2010 pelas 15 horas para o cemitério de Tondela. Manuel Pereira faleceu no dia 5 de Março de 2010 pelas 20 horas no Hospital de Viseu. Natural e residente em Dardavez, era filho de Francisco Pereira e Maria Rosalina e pai de Maria Fernanda, Aniceto e Maria Georgina Gomes Pereira. Foi a sepultar no dia 7 de Março de 2010 pelas 16 horas para o cemitério de Dardavaz. Serviço a cargo da Agencia Funerária do TONDELFÚNEBRE, Lda.

25.º ANIVERSÁRIO Conforme noticiámos na passada semana que o 25.º Aniversário da Associação de Cultura e Recreio Ermidense se vai realizar no dia 11 de Abril, pelas 12 horas, e não pelas 12h30 como estava previsto. As inscrições estão abertas, a 12 Euros para os sócios e 15 Euros para não sócios. As crianças até aos 4 anos é gratuita e dos 5 aos 12 anos é de 6 Euros, a partir dos 12 anos pagará como adulto. Para mais informações podem contactar qualquer

membro da Direcção, só esperamos que a aderência seja razoável e que seja uma festa que a todos agrade.

GINÁSTICA Começou novamente a haver ginástica na Associação de Cultura e Recreio Ermidense, dado que devidos a problemas de saúde do professor, sr. Riquito, que talvez tenha de ser operado, já temos novo professor, professora Mónica, uma jovem que parece que agrada a todos que frequentam a ginástica e natação.

Só que os horários foram alterados. A natação ficou na mesma aos sábados das 15 ás 16 horas, a ginástica será novamente às segundas-feiras pelas 18h30, e às sextas-feiras às 19h45. Toda a gente pode participar porque está aberta a toda a população e adiantamos que no próximo fim-de-semana haverá exames médicos para todos os participantes. Todos este esforço sem dúvida que sem a nossa Câmara Municipal não seria possível.

Freimoninho (Mosteirinho) JOAQUIM VIEGAS DA CONCEIÇÃO)

ESCOLAS E PROFESSORAS (CONTINUAÇÃO)

pital Cândido Figueiredo.

Na edição anterior falámos da D. Ester, hoje vou falar da D. Conceição que era natural de Tondela. Como era difícil vir da vila de Tondela naquele tempo para a Frágua, dar aulas no meio do mato, vinha à segunda e só ia para Tondela à sexta-feira e estava hospedada na Frágua em casa do Sr. José Lopes, funcionário público, guarda-rios. A D. Conceição tinha dois filhos pequenos, então metia muitas baixas tinha semanas que não vinha dar escola. O marido era o Sr. José Basílio, homem bom, trabalhou muito anos na Câmara Municipal de Tondela, desde muito novo e dava valor às pessoas que eram de longe. Depois saiu da autarquia e foi trabalhar para a secretaria do Hos-

de

FALECIMENTO Faleceu no dia 3 do corrente mês, o Sr. Manuel Trindade com 90 anos de idade, natural da povoação da Frágua, freguesia do Mosteirinho e a residir há muitos anos na zona de Aveiro. Era casado com a D. Irene Gomes Pereira, natural da Corte que esteve muitos anos a residir na Frágua, donde o marido era natural. Tiveram uma filha, Glória Pereira Trindade, professora primária, casada com o Sr. Fernando, natural da Torredeita, concelho de Viseu. A professora foi trabalhar para Aveiro e o Fernando também foi bancário nesta cidade e esta foi a razão que a Glória levou os seus pais para viver com eles. O falecido foi aqui na freguesia regedor. Naquele tempo este tipo de pes-

soa era uma autoridade tinha algum poder porque podia prender qualquer pessoa em certos casos. Cargo esse que foi extinto após o 25 de Abril. O falecido veio a ser sepultado aqui no cemitério da Corte. Quero apresentar as sentidas condolências a toda a família, filha, genro e esposa, D. Irene e ao seu irmão desta José Macieira e irmãs, Maria Alice e Ângela. O correspondente do Jornal de Tondela lamenta bastante não ter ido ao funeral por não ter sabido e daqui faço um apelo das pessoas quando souberem de um caso destes para fazerem constar porque agora é tudo muito fácil com os telefones. Quem não pode ir que diga a quem pode. É lindo ser assim e só desta forma estaremos a contribuir para um mundo melhor.

O ESTADO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS DIAS DIA

TEMPO

5.ª

Parcialmente nublado

6.ª

Predominância de sol

Sáb. Dom. 2.ª 3.ª 4.ª

Índice UV: 4 Baixo Índice UV: 5 Moderado

Ensolarado Índice UV: 2 Mínimo

Predominância de sol Índice UV: 5 Moderado

Nublado Índice UV: 2 Mínimo

Nublado a sol Índice UV: 4 Baixo

Encoberto Índice UV: 4 Baixo

MÁX.

MIN.

7.º C

2.ºC

8.ºC

2.ºC

8.ºC

3.ºC

9.ºC

3.ºC

11.ºC

4.ºC

11.ºC

6.ºC

11.ºC

6.ºC


14 CONCELHO

11/03/2010

Carvalhal (Tondela)

Parada de Gonta

A.F.

RODRIGO XAVIER

NOTICIAS DA ASSOCIAÇÃO No próximo sábado, dia 13 de Março, pelas 21 horas, vai-se realizar nova Assembleia-geral com ponto único, eleição de novos corpos sociais. Esperemos que desta vez haja maior afluência de sócios a esta Assembleia dado que da última vez teve uma adesão muito fraca. Espera-se também que apareça alguma lista para a Direcção da Asso-

ciação para que assim se dê andamento à continuação desta Colectividade com as portas abertas. Como infelizmente já se tornou uma tradição, andarmos sempre até à última para se encontrar uma lista, parece que ela vai continuar. Vamos aguardar para ver o resultado!

Maria Manuela de Figueiredo Almeida NOTÁRIA NIF: 128 291 990 Av. Dr. António Manuel Tenreiro da Cruz, n.º 54

JUSTIFICAÇÃO NOTARIAL Certifico, narrativamente para efeitos de publicação que por escritura exarada de folhas 30 a folhas 32 do livro de notas número 102-I, deste cartório, José Simões da Costa e mulher Alcinda de Melo Simões, casados sob o regime da comunhão geral, naturais da freguesia de Lajeosa, deste concelho, residentes na Rua Folha de Tondela, N.º 119, em Tondela, se declaram que são, com exclusão de outrem, donos e legitimos possuidores dos seguintes bens, sitos no concelho de Tondela, omissos na Conservatória do Registo Predial de Tondela. Freguesia de Tondela UM - Metade indivisa do prédio rústico, sito em Pedras Britadas, composto no seu todo por pinhal, com a área de três mil seiscentos e oitenta metros quadrados, que confronta do norte com Herminia Costa e Silva, do sul com José dos Santos, do nascente com Sérgio Caetano da Cruz Ferreira e do poente com herdeiros de Óscar Neves, inscrito na matriz, em nome do Eduardo da Fonseca Dias e Maria Violeta Marques da Silva, sob o artigo 2260, que são compossuidores deste imóvel, o referido titular inscrito, Eduardo e mulher Arminda MArques da Silva, residente em Carvalhal, Tondela. DOIS - Rústico, sito em Moitas, composto de pinhal, com a área de três mil setecentos e dez metros quadrados, que confronta do norte com Telmo Pereira, do sul com Abílio Guimarães, do nascente com Domingos Chaves e do poente com Carlos Neves, inscrito na matriz, em nome de Emília de Matos Chaves e Duarte Neves dos Santos, sob o artigo 2000. TRÊS - Rústico, sito em Ribas, composto de pinhal, com a área de quatrocentos metros quadrados, que confronta do norte com Henrique Neves, do sul com Amadeu Gouveia, do nascente com Albertino Felisberto do Vale e do poente com Amadeu Antunes Coimbra Gouveira, inscrito na matriz, em nome da herança de carlos Augusto da Silva Chaves, sob o artigo 2518. QUATRO - Rústico, sito em Quinta, composto de pinhal, com a área de mil duzentos e dez metros quadrados, que confronta do norte, sul e nascente com herdeiros de António Almeida Matos e do poente com Eduardo Boto Machado, inscrito na matriz, em nome de António Neves dos Santos, sob o artigo 2255. Freguesia de Mouraz CINCO - Rústico, sito em Pedras da Raposa, composto de pinhal e mato, com a área de três mil trezentos e sessenta metros quadrados, que confronta do norte com caminho/limite da freguesia, do sul com Inocêncio Chaves de Figueiredo, do nascente com herdeiros de Inácio dos Santos do Vale e do poente com Eduardo Loureiro da Silva, inscrito na matriz, em nome de António Augusto do Vale, sob o artigo 538. Que adquiriram os referidos bens por compra efectuada em ano de mil novecentos e oitenta e sete, da forma seguine: O identificado sob o número um, a Maria Violeta Marques da Silva e marido Mário Lopes Fernandes, residentes em Carvalhal, Tondela; O identificado sob o número dois, a Duarte Neves dos Santos e mulher Isolinda de Jesus e a Emília de Matos e marido José Ferreira, todos residentes em Tondela; O identificado sob o número três, a Carlos Augusto da Silva Chaves e mulher Maria Olímpia Amorim Augusto Chaves, residentes em Carvalhal, Tondela; O identificado sob o número quatro, a António Neves dos Santos e mulher Sara dos Santos Neves, residentes em Carvalhal, Tondela; e, O identificado sob o número cinco, a António Augusto do vale e muher Maria Cidália Castanheira Serra do Vale, residentes em Viseu, sem que no entanto ficassem a dispor de qualquer titulo formal, que lhes permita efectuar os eu registo na Conservatória do Registo Predial, sendo certo porém, que sempre têm exercido os poderes de facto correspondente ao direito de propriedade, sem interrupção, fruindo como donos as utilidades possíveis, à vista de todos e sem discussão nem oposição de ninguém. Está conforme o original. Tondela, 25 de Fevereiro de 2010. A Notária, (assina) (JORNAL DE TONDELA, 11 DE MARÇO DE 2010)

42.º ANIVERSÁRIO DA LIGA EUCARÍSTICA Foi no passado domingo, dia 28 de Fevereiro, que a Liga Eucarística de Parada de Gonta comemorou os seus quarenta e dois anos de vida. Na Igreja Matriz, pelas 11 horas da manhã, foi celebrada missa pelo Padre Nery, Capelão no Hospital de Viseu, acompanhado pelo já reputado Grupo Coral da nossa Paróquia. A Igreja Matriz tornouse quase pequena para receber os muitos paroquianos presentes, assim como os elementos das Ligas vindas de Boaldeia, S. Miguel do Outeiro, Sabugosa, Canas de Santa Maria e Parada de Gonta, as quais se fizeram representar com os seus Estandartes expostos em frente ao excelente altar mor desta nossa Igreja. Depois desta missa solene, os elementos das Ligas, acompanhantes, familiares e amigos num total de trinta e cinco pessoas, seguiram para a residência paroquial onde os esperava o mestre e reputado cozinheiro, sr. João de S. Gemil, para lhes servir um saboroso e requintado almoço composto por entradas variadas, canja, batata frita com arroz seco e carne à alentejana, pão, vinho, sumos, águas e sobremesa da época deixando assim todos os presentes contentes e satisfeitos, onde todos afirmaram que se Deus quiser para o próximo ano cá estarão de novo. A organização da Liga

paradense agradece a presença de todos, com parabéns para o cozinheiro e serventes, pelo excelente e saboroso almoço servido. Que Deus ajude a todos, com muita saúde, fé e até ao próximo ano.

FESTAS DE SANTA ANA 2010 Elementos desta Comissão lamentam que muitos dos elementos nomeados na primeira segunda-feira do mês de Agosto de 2009, os quais todos aceitaram esta nomeação, não tenham comparecido na reunião do passado domingo, dia 7 de Março. Mediante os compromissos já assinados com os conjuntos, pede-se novamente a presença para uma nova reunião no próximo domingo, dia 14 de Março, pelas 11 horas na Associação “Os Amigos”. Termino pedindo mais uma vez a todos a comparência porque sem vocês o futuro da organização está complicado e parado.

OS NOSSOS DOENTES Depois de longos dias de internamento no Hospital de Viseu, já se encontram em recuperação nas suas residências as sras. Lurdes Pereira de Matos, Maria Cardoso Ferreira assim como a sra. Laurinda Cunha. O sr. António Almeida Fernandes que passou por uma operação melindrosa nos Hospitais de Coimbra, também já se encontra na sua residência a recuperar.

Encontram-se internados no Hospital de Viseu o sr. Luís Cortês devido a doença pulmonar. No Hospital da Universidade de Coimbra também se encontra internado o sr. Antero Rodrigues de Figueiredo onde foi submetido a uma operação. Para todos estes nossos doentes, Jornal de Tondela e seu correspondente na Freguesia desejamos uma recuperação rápida e eficaz.

O LONGO INVERNO CONTINUA Por cá no nosso País e na nossa região, o Inverno que já há muitos anos não víamos e o qual continua, não está a ajudar em nada os nossos agricultores, nas suas plantações e sementeiras da época, assim como podas e empas. O mesmo também em nada esta a ajudar os trabalhadores rurais, construção civil, assim como pequenas e médias empresas. Com a crise por que todos nós passamos, onde mesmo ganhando pouco e não se trabalha, as dificuldades cada vez estão piores. Mas como se diz, quem faz, desfaz. Vamos continuar a ter fé em Deus porque querendo Ele, nada ainda está perdido.

JUNTA DE FREGUESIA Novo horário de atendimento ao público que passar a ser às segundas e quintas-feiras das 20 às 21 horas.

Agradecimento

Élio André da Silva Muna A familia na impossibilidade de o fazer pessoalmente como era seu desejo, agradece; ao presidente da Câmara Municipal de Tondela; ao presidente da Assembleia Municipal de Tondela; á Junta de Freguesia de Santiago de Besteiros e ás restantes Juntas de freguesia do Concelho de Tondela; ao Partido Social Democrata; á Labesfal S.A.; aos Bombeiros Voluntários do Vale de Besteiros; á Associação Nacional dos Combatentes do Ultramar; ao Centro Social Paroquial de Santiago de Besteiros; á Interecycling; á Associação de Freguesias do Caramulo; ao Agrupamento de Escolas de Tondela de Campo de Besteiros e à Escola de Santiago de Besteiros; à Direcção da Escola Profissional de Tondela; ao Rancho Folclórico “As Capuchinhas de Santiago de Besteiros “; à Associação Cultural e Recreativa de Souto Bom; ao Núcleo Local de Inserção de Tondela. Bem como a todas as pessoas que o acompanharam, e às que de qualquer outra forma, lhe manifestaram o seu pesar.


DESPORTO 15

11/03/2010

Divisão Distrital de Honra

Uma questão de eficácia A.Molelos, 0 – Santacombadense, 3 A. MOLELOS Baia Matateu Marco Filipe Tiago Chalana Carlitos V. Bruno Júlio Fabian Dominique

Suplentes Eduardo Hugo Cruz Emanuel Ivo Zé Russo Marinho

Jogo no Complexo Desportivo do Vale da Pata em Molelos

Começo este breve resumo com a quase certeza de que mesmo jogando até à meia noite do último domingo, o Molelos não ia conseguir marcar um golo, tal a inoperância dos seus dianteiros, e também o mérito do guardião do Santa Comba, por sinal antigo guarda redes do Atlético e que dá pelo nome de Jambé. Nesta partida o Molelos até entrou muito bem e nos primeiros 30 minutos criou inúmeras oportunidades, que como atrás foi dito, só não resultaram derivado à ineficácia dos seus dianteiros que decididamente estavam mesmo em dia não. Depois, pouco a pouco, os homens de negro vestidos, com excelente toque de bola e em t r i a n g u l a ç õ e s rapidíssimas, começaram a aproximar-se perigosamente da baliza à guarda de Baia, atingindo-se o intervalo com o resultado em branco. Na segunda parte o

Santacombadense ainda pressionou mais e abriu o marcador por volta dos 18 minutos, com alguma sorte à mistura, numa certa confusão na pequena área para depois aos 38 minutos matar o jogo com o segundo golo, perante o natural desânimo dos homens do Atlético que viriam a sofrer ainda mais um golo, em jogada de puro contra ataque, quando toda a equipa do Molelos estava lançada no ataque na tentativa de marcar pelo menos o ponto de honra quando já se estava em período de compensação dado pelo árbitro. Resumindo, terrível eficácia dos pinguins do Criz, que quanto a mim possuem a melhor equipa que por aqui passou, perante um Atlético de Molelos que tudo tentou para mudar o rumo dos acontecimentos, mas na verdade há dias assim, onde praticamente tudo sai mal, principalmente no importante plano da finalização, que já tinha sido adverso no jogo em Sátão. Falando do trabalho do árbitro, à parte uma certa dessincronização com os seus auxiliares, sobretudo o do lado do tribunal, o sr. Pires até nem esteve muito mal e de certo não foi por causa dele que o Molelos perdeu este jogo. E pronto, apesar desta derrota que se deseja que seja rapidamente esquecida, a confiança e a esperança continuam a reinar no seio da equipa do Atlético que vai entrar na última recta deste competitivo Campeonato com a firme intenção de garantir novamente um lugar na próxima época entre os grandes do Distrito. Vivo Molelos! MACARINHO

2.ª Divisão Nacional - Zona Centro

Um empate injusto na pior altura do campeonato

CD Tondela, 1 – Eléctrico, 1

CLUBE D. DE TONDELA Bruno Sousa Abel (Tarzan 46m) Diego Carlos André Luís Carvalho Chico (cap.) Gomes (Cassio 71m) Simões (Dany 61m) Piojo Luís Miguel Ricardo

Suplentes Rui Vale Ewerton Tarzan Espanhol Vítor Borges Dany Cássio

Treinador António Jesus

Golo Luís Miguel (1m)

Cartões Amarelos Abel (45m) Diego (75m) Chico (80m) Tarzan (82m)

Árbitro, Fábio Veríssimo, Gracindo Vieira e Pedro Neves.

TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA

CDT MERECIA OUTRO RESULTADO A falta de concretização tramou o CDT em casa frente ao Eléctrico. Nem o golo madrugador, alcançado no primeiro minuto de jogo, por Luís Miguel, depois de uma triangulação perfeita entre Gomes, Piojo e o próprio lançou o Tondela para uma vitória folgada. A resposta da equipa que veio de Ponte de Sôr foi quase imediata e conseguiu empatar a partida, aproveitando a apatia defensiva tondelense, quando Telmo se isolou do lado direito fruto de um ressalto de bola e teve tempo para fazer um chapéu a Bruno Sousa em plena área.

ELÉCTRICO F.C. Passarinho Mauro Rui Gomes Wilson (João Pedro 79m) Salvador Rafael (Hugo Lopes 59m) Edgar (cap.) Pedras (João Neves 59m) Telmo Carlos Santos Da Silva

Suplentes Sérgio João Neves Galacho Marçal João Paulo João Pedro Hugo Lopes

Treinador Amândio Barreiros

Golo Telmo (16m)

Cartões Amarelos Telmo (32m) Carlos Santos (43m) Pedras (48m) Hugo Lopes (74m) Mauro (75m) Da Silva (79m) Passarinho (86m) Edgar (87m) Rui Gomes (88m)

A partir daqui o CDT falhou golos que não se podem falhar. O primeiro foi Gomes que isolado rematou em jeito e Passarinho voou para lhe roubar o golo com a ponta dos dedos. Depois foi Piojo aos 35m que rematou para golo dentro da área e um defensor contrário salvou na linha de golo e Simões no minuto seguinte também cheirou o golo mas a barreira defensiva do Eléctrico interceptou o remate para canto. A última jogada de perigo da primeira parte foi mesmo para os visitantes que quase marcavam num livre a punir falta à entrada da área, cometida por Abel que nos deixou muitas dúvidas. Este foi o resultado com que se chegou ao intervalo.

TONDELA PAGOU DEMAIS POR FALHAR TANTOS GOLOS Nos segundos 45m,

logo no reatamento, António Jesus tirou o mesmo Abel que não estava a fazer um jogo por ai além e meteu Tarzan, jogador que trouxe alguns rasgos de elasticidade ao jogo, mas sem resultados práticos. A equipa da casa continuava mais perigosa e Gomes voltou a falhar uma excelente oportunidade num remate à entrada da área. Mas, aos 50m, Piojo foi carregado dentro da área ao tentar rodar sobre um adversário e o árbitro fez vista grossa a uma grande penalidade clara. Dois minutos depois Tarzan entrou que nem uma flecha pelo flanco direito cruzou rasteiro e Luís Miguel todo esticado falhou à boca da baliza a emenda e estes minutos foram fatais para o Tondela, apesar de já merecer estar a ganhar claramente. Aos 59m, Amândio Barreiros, fez entrar no Eléctrico, de uma assentada, Hugo Lopes para o lugar de Rafael e João Neves para o lugar de Pedras, no Tondela entrou Dany para o lugar de Simões aos 61m. Dois minutos depois o argentino Piojo rematou com muito perigo na passada à entrada da área e aos 74 minutos, o cabo-verdiano, Dany conseguiu uma transição ofensiva rápida e ofereceu a bola a Luís Miguel que falhou um golo que fez muita falta. A partir daqui, o jogo entrou numa toada de grande nervosismo, da parte do Tondela na ânsia de chegar ao golo da vitória e da parte do Eléctrico em quer manter o empate e as equipas jogaram os derradeiros minutos mais com o coração do que com a cabeça. Ricardo no coração da área ainda falhou novo golo a passe de Dany que de facto veio mexer com o ataque tondelense e o canto do cisne veio da cabeça de Carlos André que ganhou nas alturas um lance, depois da marcação de um pontapé de canto. Uma tarde infeliz para o CDT que merecia ganhar e não ganhou um jogo que parecia fácil e a sensação com que se ficou é que mesmo que se tivesse ali a tarde toda a bola não entraria na baliza do

Eléctrico. Pelas oportunidades claras de golo que o Tondela criou por favor não digam que o resultado é justo, porque não o é, mesmo que quem queira ganhar não possa desperdiçar tanto. As vitórias vão regressar rapidamente a este grupo de trabalho, preocupando mais o facto da equipa parecer um pouco desgastada fisicamente. Relativamente à equipa de arbitragem não digam também que esta foi boa e que não interferiu no resultado, porque se Fábio Veríssimo não assinalou uma grande penalidade claríssima cometida sobre Piojo isso interfere e de que maneira no desfecho do jogo. Por isso a nota deste senhor é negativa, obviamente. II DIVISÃO NACIONAL ZONA CENTRO Monsanto ---------------- 1 Pampilhosa -------------- 1 Praiense ------------------ 0 Ac. Viseu ---------------- 0 Arouca -------------------- 4 Marinhense -------------- 0 Operário ------------------ 1 Tourizense --------------- 2 Mafra ---------------------- 0 UD Serra ----------------- 0 Sertanense -------------- 1 Esmoriz ------------------ 0 TONDELA ---------------- 1 Eléctrico ------------------ 1 V. Pico -------------------- 0 O. Bairro ----------------- 1 F

C

P

Pampilhosa

22 12

J

V E D 7

3

35

19

43

Arouca

22 11

6

5

31

20

39

Tourizense

22 11

5

6

28

29

38

TONDELA

22 10

5

7

37

19

35

Sertanense

22 10

5

7

29

24

35

Mafra

22

9

6

7

22

22

33

Esmoriz

22

9

5

8

20

21

32

Praiense

22

8

8

6

19

17

32

Operário

22

9

3

10 24

25

30

Marinhense

22

7

6

9

15

24

27

U. Serra

22

6

8

8

17

20

26

Ac. Viseu

22

6

6

10 26

29

24

O. Bairro

22

6

5

11 22

32

23

Eléctrico

22

5

7

10 21

31

22

Monsanto

22

4

10

8

17

27

22

V. Pico

22

5

4

13 16

30

19

PRÓXIMA JORNADA O. Bairro - Monsanto; Pampilhosa - Praiense; Ac. Viseu - Arouca; Marinhense - Operário; Tourizense - Mafra; UD Serra - Sertanense; Esmoriz - TONDELA; Eléctrico - V. Pico


16 DESPORTO

11/03/2010

2.ª Divisão Distrital Sernancelhe, campeão da 2.ª Divisão Distrital

2.ª Divisão Distrital

N. Capítulo, 0 – Sernancelhe, 4 NOVO CAPÍTULO Gomes Tiago Machado Diogo Tito Pedro Gomes (cap.) Rui Simões Eduardo (Monteiro) Faustino Tó Zé (Bruno) Tiaguito (Coelho) Sá Fábio

Treinador Noé Pacheco

Jogo disputado no Campo de S. Marcos em Santiago de Besteiros. Assistência em número razoável. Árbitro: André Filipe auxiliado por Jorge Simão e Vítor Silva (C. Sal) Este encontro veio demonstrar e carimbar o novo campeão distrital da 2.ª Divisão da A. F. de Viseu. Esta formação que viajou desde a terra da castanha até Santiago de Besteiros, onde trouxe bastante público, realizou um bom jogo, com dois golos em cada parte. O 1.º golo nasce de uma clamorosa falta de marcação de um defesa local. O 2.º golo foi um lance típico de contra-ataque a que o guardião Gomes ainda se impôs ao primeiro remate, mas na recarga não teve qualquer hipótese. O Novo Capítulo sentia

muitas dificuldades para chegar à baliza contrária, tudo por força da grande organização defensiva dos visitantes. Os jogadores do Novo Capítulo não baixavam os braços, mas do outro lado estava uma formação determinada a vencer este encontro para fazer hoje já a festa de campeões. Até ao intervalo não se verificou grandes situações dignas de registo. Para a segunda parte o Novo Capítulo mexeu no xadrez no intuito de mudar um pouco o resultado, o que é certo, foi o Sernancelhe que aumentou o volume de golos. O 3.º golo surge de uma grande penalidade, que deixou dúvidas a todos. Pedro Gomes cai no chão, a bola vai ao encontro do braço e o árbitro aponta grane penalidade. Dúvidas ou não, o 3.º golo era uma verdade. O Novo Capítulo alargou a frente de ataque e ainda criou algumas boas situações para marcar. Era o último fôlego do Novo Capitulo nesta partida. Até que já em período de descontos o Sernancelhe consegue chegar ao 4.º golo através de outra grande penalidade, esta bem assinalada, por falta de Faustino sobre um adversário. Resultado final certo porque o Sernancelhe foi melhor em todos os aspectos. Boa arbitragem, excepto o terceiro golo que nos deixou muitas dúvidas. O Novo Capítulo tentou tudo para conseguir um

CRISTIN AB APTIST A CRISTINA BAPTIST APTISTA

PEDIATRIA

CONSULTAS E MARCAÇÕES

Tondelmédica Telef.: 232 821 815

Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

bom resultado, os jogadores esforçaram-se, fica para a próxima jornada em Boassas. Em relação ao encontro de Parada de Gonta queria aqui deixar o seguinte: o Novo Capítulo não ganhou com sorte, procurou jogar melhor que o adversário e conseguiu. O Parada de Gonta na 1.ª parte não criou uma única oportunidade de golo, enquanto o Novo Capítulo criou 5 ou 6. O Novo Capítulo fez um jogo correcto, por vezes alguns atletas do Novo Capítulo eram insultados por adeptos que não vão aos campos para ver futebol. A arbitragem na 1.ª parte esteve exemplar, na 2.ª parte só marcava faltas a favor do Parada, muitas delas a pedido dos jogadores. Um jogador do Novo Capítulo saiu com o osso do perónio fracturado. Fala-se muito e escreve-se muito daquilo que não se passa em certos recintos. O Novo Capítulo venceu e quem esteve em Parada é unânime em afirmar que esta vitória foi clara e talvez por números escassos atendendo a tantas oportunidades falhadas na 1.ª parte. Saber perder é uma virtude! NP

P. Lafões, 4 – ADRC P. Gonta, 0 P. GONTA Filipe Cardoso Ivo Filipe Gabriel Pierre Diogo Tito Ivan Gilson Edgar Caçula

Suplentes Carlos

Numa partida que se esperava mais equilibrada, os erros defensivos e falta de concentração deitaram tudo a perder logo nos primeiros 30 minutos. Pois logo nos instantes iniciais o avançado da equipa da casa aproveita falha da zona central do Parada de Gonta e isolado finta Filipe e encosta para o primeiro golo do encontro. O jogo começou então a partir dai a correr mais ofensivamente para a equipa da casa sempre com o seu avançado centro a fazer estragos, pois com mais uma fuga à defesa aparece isolado, Filipe defende e na recarga um jogador da casa sozinho apenas teve de encostar para o 2 a 0. O jogo continuava com

muitos passes falhados da equipa de Parada de Gonta, que muito esporadicamente conseguia chegar com a bola em boas condições ao último terço do terreno. A equipa da casa aproveitava as oportunidades e desta vez pela esquerda defensiva, o mesmo avançado, consegue furar e centra atrasado para a entrada da área onde mais uma vez sozinho um jogador da equipa da casa apenas teve que desviar de Filipe sem quaisquer hipóteses. Logo a seguir, o mesmo avançado do lado direito da defesa do Parada de Gonta, deixa três adversários para trás e deixa a bola para um colega que à entrada da área remata e faz o 3 a 0 com a bola ainda a desviar não dando hipóteses ao guardião paradense. Nesta altura do jogo a equipa de Parada de Gonta já tinha sido obrigada a fazer a primeira substituição por problemas com Edgar, entrando Carlos para o seu lugar, tendo mesmo de se dirigir ao Centro de Saúde local. Isto tudo aconteceu em pouco menos de 30 minutos. A partir dai a equipa de Parada de Gonta, com algumas alterações

tácticas, finalmente acertou defensivamente e o perigo por parte da equipa da casa era desta forma anulado eficazmente. Chegava-se ao intervalo e apenas uma troca, Carlos assume a baliza e Filipe ocupa o lugar de defesa direito. Com o começo da 2.ª parte, a equipa de Parada de Gonta, melhorou defensivamente e ofensivamente começa a criar algum perigo. Caçula isolado atira contra o guarda-redes, Pierre após grande jogada individual apenas pecou pelo remate. Acabando o jogo sem mais nenhuma alteração no marcador. Em resumo, a falta de concentração inicial da zona central, quer defensiva, quer do meio campo, deitou a perder uma possível discussão do resultado em apenas 30 minutos da partida. Boa nota para a resposta na 2.ª parte que poderia ter melhorado as coisas para a equipa de Parada de Gonta. A arbitragem foi boa sem interferência no resultado. De referir ainda que a Direcção local, à imagem do sucedido em Parada de Gonta, ofereceu um lanche, reforçando assim as ligações entre ambos os clubes e jogadores.

PAULA M. PENEDOS MÉDICA DENTISTA

CONSUL TAS TODOS OS DIAS ÚTEIS CONSULT ACORDO C/ SAMS ENFERMÉDICA-Tel.: 232 813 556 Largo Visconde de Tondela (Finanças) - TONDELA

ANTÓNIO MANUEL ANTUNES DINIS LIMPEZAS DE FLORESTAS E TERRENOS AGRÍCOLAS VENDA DE LENHAS Telem.: 961 121 182 * Telefs: 232 823 405 VÁRZEA * LOBÃO DA BEIRA

TEM AUTOMÓVEL? O SEGURO É OBRIGATÓRIO! Está consciente das coberturas contratadas? Tenha entre si e a companhia de seguros um especialista.

Preços especiais.

CONTACTE: Eduardo Marques - Mediador de Seguros Rua Dr. Marques da Costa (junto à Escola de Condução) Tondela - Telef. 232 813 026 ou 91 762 79 57

RODRIGO XAVIER DISTRITAL 2.ª DIVISÃO Roriz --------------------- 1 V. Açores --------------- 1 Ceireiros ----------------- 4 V. Madeiros ------------- 0 P. Lafões ---------------- 4 P. GONTA --------------- 0

J V E D F C

P

Sernancelhe

15 13 2 0 47

41

V. Açores

17 11 3 3 51 21 36

M. Dão

16 9

4 3 24 16 31

V. Madeiros

16 9

2 5 44 22 29

Ceireiros

15 7

4 4 32 16 25

Roriz

15 5

5 5 24 18 20

P. Lafões

15 3

4 8 30 53 13

7

N. CAPÍTULO 16 3 4 9 15 41 13 P. GONTA 16 2 1 13 10 43 7 Boassas 15 1 1 13 12 52 4

PRÓXIMA JORNADA N. CAPÍTULO ---------- 0 Sernancelhe ------------ 4 M. Dão ------------------- 2 Boassas ----------------- 1

V. Madeiros - Roriz; P. GONTA - Ceireiros; Sernancelhe - P. Lafões; Boassas - N. CAPÍTULO


DESPORTO 17

11/03/2010

CONTACTAR 919 318 355

ARRENDA-SE

T1

C/ GARAGEM

ARRENDA-SE

T2

COM GARAGEM EDIFICIO BELA VISTA

ARRENDA-SE

T2

C/ GARAGEM E LAREIRA

ARRENDA-SE

T3

C/ GARAGEM

ARRENDA-SE VIVENDA GEMINADA

V4

ARRENDA-SE LOJAS COMERCIAIS EM TONDELA APARTIRDE200EUROS/MÊS

ARRENDA-SE

GARAGENS ARRENDA-SE VENDE-SE

T2

MOBILADO CENTRO DE TONDELA

ANDEBOL

Campeonato Nacional Feminino

Murtosa, 0 – Molelinhos, 3 MURTOSA Liliana Cláudia Mantas Rosa Fátima Joana Vaz Mariana Minga Kika Esquerdinha Marta

EFC MOLELINHOS

Suplentes

Ana Sofia Mila Carlota Ribas Salete

Catarina Sousa Andreia Gabriela Marta Carolina Ana Figueiredo Vera Lúcia

Após a paragem do campeonato de futebol feminino para compromissos da selecção voltou ontem dia 7 de Março com a deslocação do EFC de Molelinhos ao terreno do Murtosa, equipa que luta para fugir à despromoção. Era uma partida difícil para as comandadas de Luís Carlos. A primeira parte foi jogada com alguma violência da parte das jogadoras da casa que despachavam o esférico com toda a rapidez para onde podiam com a árbitra a mostrar-lhes a cartolina amarela quando mereciam o vermelho. Este período foi jogado assim, o Escola teve algumas oportunidades de marcar, mas para grande sorte da equipa da casa o resultado chegou ao intervalo em 0-0. No segundo tempo o treinador do EFC de Molelinhos fez algumas alterações, pensando nos jogos que se avizinham. O Murtosa durou até aos 54 minutos, altura em que Tânia à entrada da área com um remate forte abriu o activo, iam decorridos 57 minutos Leila fez também um lindo de belo

Treinador Luís Carlos efeito de chapéu e ai o Murtosa sentiu que a violência com que tinha entrado de nada tinha valido. Aos 60 minutos Catarina Almeida fixou o resultado final em 0-3. Após a obtenção do segundo golo, Ana Figueiredo tinha entrado para o lugar de Tânia e aos 65m, Micas deu o seu lugar a Carolina e aos 70m, Vera Lúcia rendeu Leila. O resultado mais justo era o 0-5, mas ficou bem patente que o EFC tem uma formação coesa segura na defesa, meio campo com Tânia, Leila e Catarina Bernardes e um ataque de se tirar o chapéu. Parabéns ao Escola. Quanto à equipa de arbitragem foi aceitável unicamente ficou por assinalar uma grande penalidade por marcar sobre Catarina Almeida. No próximo domingo o Escola recebe o Boavista em Molelinhos, às 15 horas e acaba o campeonato. No dia 20 de Março, sábado, pelas 14h30m, o nosso clube recebe o 1º de Dezembro para uma meia-final empolgante da Taça de Portugal. CARLOS MANEIRA

1.ª DIVISÃO - FEMININO J

Boavista ----------------- 0 Cadima ------------------ 0 Murtoense -------------- 0 ESCOLA ---------------- 3 Oliveirense -------------- 1 Leixões ------------------ 1

VENDE-SE

P. Frielas ---------------- 0 Albergaria --------------- 4

919 318 355

1.º Dezembro ---------- 0 CP Martim -------------- 0

TONDELA AC, 33 - ABC NELAS, 31

Neide Sueli Chica (cap.) Catarina Bernades Sandrine Leila Barbara Mikas Tânia Catarina Almeida Noémia

Suplentes

Árbitra, Márcia Pejapes, Auxiliares: Luís Sacramento, Carlos Frazão da AF Leiria.

CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 3.ª DIVISÃO – 1.ª Fase

F

C

P

1.º Dezembro

17 17

V E D 0

0

72

3

51

ESCOLA

17 14

1

2

51

9

43

Oliveirense

17

9

3

5

35

20

30

Leixões

17

8

4

5

35

20

28

C. Albergaria

17

7

5

5

34

19

26

Murtoense

17

7

1

9

20

25

22

Boavista

17

5

3

9

19

20

18

Cadima

17

4

6

7

20

23

18

CP Martim

17

1

1

15 13

68

4

P. Frielas

17

1

0

16

100

3

8

PRÓXIMA JORNADA ESCOLA - Boavista; Leixões - Murtoense; Albergaria - Oliveirense; CP Martim - P. Frielas; Cadima - 1.º Dezembro

Ultima jornada desta 1.ª fase do Campeonato e logo contra a equipa do ABC Nelas, uma das equipas que juntamente com o Tondela AC discutem a manutenção. O Tondela AC vinha de uma humilhante derrota na Batalha, a equipa estava fragilizada ao contrário do seu adversário que vinha de uma importante vitória na última jornada. Conforme desejámos na semana anterior os atletas tondelenses reagiram de uma forma sublime, e demonstraram neste jogo que realmente são uma equipa forte, uma equipa coesa, unida e ciente dos seus objectivos. Entraram bastante fortes no encontro, não deixando o adversário sequer dar um ar da sua graça, fortes e implacáveis a nível defensivo e eficazes no ataque os tondelenses conseguiram alcançar uma vantagem de 5 golos. Quando tudo fazia prever uma goleada, o capitão Alexandre Matos ao tentar romper a defesa adversária é atingido violentamente na face, não sendo assinalada qualquer falta e na sequência da mesma o arbitro inacreditavelmente mostra-lhe o cartão vermelho directo. Um revés para a equipa do TAC logo aos 8´minutos de jogo. Apesar deste contratempo a equipa respondeu de forma exemplar, nunca entrando em desnorte e pautando o jogo de modo a controlar o ritmo do mesmo. O ABC Nelas como por diversas vezes já referimos, também tem o seu

valor e soube aproveitar esta desqualificação e outras exclusões, para aos poucos ir diminuindo a desvantagem para a diferença mínima ao intervalo. Inicio da 2.ª parte com bola a pertencer à equipa de Nelas que finalmente alcança o empate. Logo de seguida aproveita novamente um momento menos bom do ataque tondelense e pela 1.ª vez se adianta no marcador. A partir daqui a história do jogo foi bem diferente da primeira parte onde a equipa tondelense dominou por completo. A segunda metade do encontro pautou-se por uma incógnita em relação ao vencedor, pois a marcha do marcador esteve sempre na diferença mínima ou empatado. Realce mais uma vez para a frieza, com que os tondelenses enfrentaram esta ponta final do encontro, nunca perdendo a cabeça e a assimilarem tudo o que lhes era pedido pelos técnicos. Mantiveram a calma e com o apoio do elevado e excelente público presente no pavilhão, a apenas 1 minuto do fim com uma igualdade a 31 golos recuperaram a bola e fizeram ainda mais dois golos alcançando a vitória final por 33-31. Uma ponta final de loucos, onde realmente o vencedor foi um enigma até ao apito final. Após o apito final algumas escaramuças entre alguns intervenientes do jogo, o que já não é de admirar. Resta saber se é por o Tondela AC vencer estes encontros, pois

quando o mesmo não sucede contra esta equipa, não existe qualquer tipo de problema, conforme aconteceu ainda no passado ano para a Taça de Portugal. Ao que parece a dupla de arbitragem estava atenta e levou alguns cartões de atletas e técnico para proceder ao respectivo relatório disciplinar. Uma palavra para os adeptos presentes no Pavilhão, que foram sem dúvida uma peça fundamental nesta vitória, foram de extrema importância do princípio ao fim do jogo, entoando cânticos, aplaudindo, incentivando os atletas, foi uma festa bonita de se ver. Obrigado a todos os presentes, pois esta vitória foi-lhes dedicada por todos os atletas e equipa técnica. Por ultimo um agradecimento especial a toda a Comunicação Social, concelhia, distrital e nacional que semanalmente divulga e apoia o desporto, nomeadamente o Tondela Andebol Clube. No dia 10 de Março irá realizar-se na sede da Federação de Andebol de Portugal em Lisboa o sorteio para a 2.ª fase do Campeonato. Apelamos a todos os amantes do desporto, nomeadamente do Andebol que venham cada vez em maior número ao Pavilhão apoiar os nossos atletas, para que todos juntos consigamos atingir os objectivos. Contamos com o vosso apoio!... Venham ao Pavilhão!... SECÇÃO DE ANDEBOL TAC´2010

PO.03 - 1a Fase - Zona Centro Pos

Equipa

Pts JG

V

E

D GM GS GD

1

AD Albicastrense

59

22

18

1

3

736 637

99

2

Académico Viseu FC

54

22

15

2

5

632 602

30

3

ADC Benavente

53

22

14

3

5

635 535 100

4

NA Samora Correia

51

22

14

1

7

602 539

63

5

A Ac Coimbra

51

22

14

1

7

645 580

65

6

SIR 1º Maio

51

22

13

3

6

663 602

61

7

Ass. 20 Km Almeirim

48

22

12

2

8

642 605

37

8

TONDELA AC

37

22

7

1

14

632 690 -58

9

Batalha AC

34

22

5

2

15

541 609 -68

10

ABC Nelas

31

22

4

1

17

579 657 -78

11

ADRE Palhaça

30

22

4

0

18

548 644 -96

12

CD Lousanense

29

22

3

1

18

493 648 -155


18 DESPORTO

VEJA A SUA SORTE! TOTOBOLA 1X2 XX1 12X XX2 1 0:0

PRÉMIOS Super 14 1.º 2.º 3.º

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º 6.º

0 0 11 239

X X X X

0.00 € JACKPOT 0.00 € 4.132.07 € 190.17 €

V. Setúbal ---------------- 0 Sp. Braga ---------------- 0 Marítimo ------------------ 0 Académica -------------- 0 Belenenses -------------- 0 Sporting ------------------- 4 FC Porto ------------------ 2 Olhanense --------------- 2 U. Leiria ------------------ 2 Leixões ------------------- 1 Rio Ave -------------------- 0 Naval ---------------------- 0

PRÉMIOS

V. Guimarães ----------- 2 Nacional ------------------ 0

X X X X X X

0.00 € JACKPOT 50.000.00 € 5.000.00 € 500.00 € 50.00 € 5.00 €

TOTOLOTO 03 05 10 20 28 38 + 43

PRÉMIOS 1 2 99 5213 93412

X 3.039.162.02 € X 24.158.26 € X 848.77 € X 17.32 € X 3.39 €

LOTO 2 06 07 13 20 34 48 + 16

PRÉMIOS 1.º 2.º 3.º 4.º 5.º

I DIVISÃO NACIONAL

JOKER 8 940 164 0 4 22 179 1620 17097

1.º 2.º 3.º 4.º 5.º

11/03/2010

0 0 104 3912 64079

X X X X X

0.00 € JACKPOT 0.00 € 996.24 € 18.07 € 3.87 €

EUROMILHÕES

Benfica -------------------- 3 P. Ferreira ---------------- 1 J

V E D

F

C

P

46.258.004.00 € 466.113.38 € 105.820.33 € 5.814.30 € 304.65 € 140.08 € 84.18 € 30.87 € 24.26 € 19.54 € 10.55 € 9.30 €

LOTARIA CLÁSSICA 1.º 2.º 3.º

PRÉMIO PRÉMIO PRÉMIO

58292 24304 47127

LOTARIA POPULAR 1.º 2.º 3.º 4.º

PRÉMIO PRÉMIO PRÉMIO PRÉMIO

11951 51102 78163 04049

SÉRIE SORTEADA: 06 INFORMAÇÃO:

CASA TAPADA, LDA. AGÊNCIA N.º 20-01010 Rua Tenente Valadim (Carril) * 3460-615 TONDELA A CONSULTA DESTE CARTAZ NÃO DISPENSA A CONSULTA DO CARTAZ OFÍCIAL.

Carvalhais ---------------- 3 Paivense ------------------ 1

Mangualde ------------ 2 Povoenses ------------ 0

TONDELA --------------- 3 Vildemoinhos ----------- 1

Campia ------------------- 0 M. Beira ------------------ 2

MOLELOS ------------ 1 V. Benfica ------------- 2

CP LAJEOSA ---------- 0 C. Senhorim ------------ 1

Lamelas ------------------ 0 Sampedrense ----------- 0

C. Viriato -------------- 4 Nelas ------------------- 3

MOLELOS -------------- 0 Mangualde -------------- 2

C. Senhorim ------------- 1 O. Frades ---------------- 1

Ac. Viseu ------------- 6 Ranhados ------------- 0

E. Mondego ------------ 3 Nelas --------------------- 1

Tarouca ------------------- 1 Vildemoinhos ------------ 0

Silgueiros ------------- 0 TONDELA ------------- 5

Mortágua ---------------- 0 Santacomba ------------ 1 F

C

P

MOLELOS --------------- 0 Santacomba ------------- 3

Santar ------------------ 0 Mortágua -------------- 5

Mangualde

19 16

2

1

62

11

50

V. Benfica

18 15

2

1

60

9

47

Vildemoinhos

19 11

4

4

45

20

37

J

J

Sátão ---------------------- 3 Parada -------------------- 0

1

59

12

55

Sp. Braga

22 16

4

2

33

14

52

FC Porto

22 13

5

4

45

20

44

Sporting

22

9

8

5

27

16

35

V. Guimarães

Sátão

22

9

6

7

23

22

33

22 14

2

U. Leiria

Sampedrense

22

8

6

8

28

25

30

22 12

P. Ferreira

O. Frades

22

7

8

7

26

26

29

8

5

9

27

38

29

J

V E D

V E D

C

P

Ranhados

18 10

2

6

41

29

32

V. Benfica

20 17

3

0

64

11

54

TONDELA

Ac. Viseu

19 10

1

8

46

32

31

20 15

3

2

85

18

48

MOLELOS

MOLELOS

19

9

2

8

31

30

29

20 13

4

3

66

22

43

TONDELA

Santacomba

19

7

5

7

18

22

26

20 13

4

3

60

22

43

Repesenses

Mortágua

19

7

2

10 39

34

23

20 13

2

5

58

21

41

Mortágua

C. Senhorim

19

6

2

11 26

47

20

20 13

2

5

53

23

41

E. Mondego

19

5

2

12 21

47

17

F

C

P

6

36

25

44

8

2

26

11

44

Nelas

20

9

2

9

44

49

29

22 10

9

3

33

19

39

Nelas

5

0

14 27

53

15

Santacomba

Campia

19

20

5

3

12 29

47

18

22 11

5

6

34

24

38

CP LAJEOSA

19

0

0

19 14

96

0

Lamego

Mangualde

20

5

3

12 28

47

18

22 10

5

7

30

29

35

C. Viriato

Rio Ave

22

6

10

6

20

19

28

Vildemoinhos

20

5

3

12 21

56

Marítimo

4

8

30

25

34

7

6

9

29

31

27

22 10

22

Ranhados

20

5

1

14 23

52

16

Naval

21

8

8

5

27

18

32

22

7

5

10 13

24

26

C. Senhorim Tarouca

Santar

20

3

4

13 24

74

13

Académica

6

6

10 26

31

22

8

7

7

26

25

31

22

24

Lamelas

Silgueiros

20

4

1

15 24

80

13

22

8

6

8

31

25

30

Povoenses

20

0

5

15 13

70

5

Olhanense

22

3

11

18

30

20

V. Setúbal

MOLELOS

3

8

11 18

41

22

8

4

10 32

41

28

22

17

Leixões

Carvalhais

3

6

13 18

39

22

7

7

8

18

25

28

22

15

Belenenses

M. Beira

22

6

5

11 29

40

1

8

13 10

32

11

23

22

Campia

21

6

3

12 25

33

21

Parada

22

5

6

11 22

32

21

Mortágua

22

5

3

14 27

40

18

Paivense

22

4

4

14 20

34

16

8

PRÓXIMA JORNADA Sporting - V. Guimarães; Leixões - V. Setúbal; Nacional - Benfica; Naval - U. Leiria; Académica - FC Porto; Olhanense Belenenses; P. Ferreira Marítimo; Sp. Braga - Rio Ave

PRÓXIMA JORNADA Parada - Mortágua; Sp. Lamego - Carvalhais; Paivense - Campia; M. Beira Lamelas; Sampedrense - C. Senhorim; O. Frades Tarouca; Vildemoinhos MOLELOS; Santacomba Sátão

PRÓXIMA JORNADA Mortágua - Repesenses; Campia - Mangualde; Povoenses - MOLELOS; V. Benfica - C. Viriato; Nelas - Ac. Viseu; Ranhados - Silgueiros; TONDELA - Santar

PRÓXIMA JORNADA Vildemoinhos - Ranhados; C. Senhorim - TONDELA; Mangualde CP LAJEOSA; Nelas MOLELOS; Santacomba E. Mondego; Mortágua V. Benfica

J J

Ranhados ---------------- 2 CP LAJEOSA ----------- 1 V. Benfica ---------------- 6 C. Viriato ----------------- 1 V. C. Sá ------------------ 1 BESTEIROS FC -------- 2 C. Sal --------------------- 1 C. S. MARIA ------------ 0 Farminhão --------------- 1 Cassurrães -------------- 2

V E D

F

C

P

V. Benfica

19 12

6

1

41

15

42

Silgueiros

19 12

3

4

34

18

39

Cassurrães

19 11

2

6

32

27

35

C. Viriato

19 10

2

7

29

28

32

C. Sal

19 10

2

7

28

17

32

V. C. Sá

19

7

4

8

31

28

25

Farminhão

19

7

4

8

29

33

25

C. S. MARIA

19

6

5

8

24

27

23

BESTEIROS FC 19 CP LAJEOSA 19

7

1

11 21

26

22

5

5

9

22

28

20

Santar

19

5

3

11 18

38

18

Ranhados

19

1

5

13 19

43

8

PRÓXIMA JORNADA CP LAJEOSA - Santar; C. Viriato - Ranhados; BESTEIROS FC - V. Benfica; C. S. MARIA - V. C. Sá; Cassurrães - C. Sal; Farminhão Silgueiros

OFERT A PP// MOTORIST A OFERTA MOTORISTA MOTORISTA LIGEIROS/PESADOS

COM MUITA EXPERIÊNCIA CONTACTO: 964 918 206

DISTRITAL JUNIORES C - SUL P. Castelo --------------- 2 MOLELOS -------------- 1 Ranhados --------------- 1 Paradinha --------------- 0 Pinguinzinho ----------- 1 C. Senhorim ------------ 0 Repesenses ------------ 2 V. Benfica --------------- 2 Nelas --------------------- 0 Mortágua ---------------- 3

F

C

P

Pinguinzinho

17 16

V E D 1

0

66

9

49

Penalva

18 11

4

3

43

15

37

V. Benfica

17 11

4

2

43

23

37

MOLELOS

16 12

1

3

40

9

37

Ranhados

18

8

1

9

28

35

25

Mortágua

17

6

5

6

24

25

23

PESTINHAS

16

6

4

6

28

22

22

C. Senhorim

17

6

2

9

23

29

20

Campia

15

3

3

9

20

39

12

Nelas

16

3

3

10 18

41

12

Repesenses

17

2

4

11 19

39

10

Paradinha

16

0

0

16

74

0

8

PRÓXIMA JORNADA PESTINHAS - P. Castelo; MOLELOS - Ranhados; Paradinha - Pinguinzinho; C. Senhorim Repesenses; V. Benfica Nelas; Mortágua - Campia

ÚTEIS

Bombeiros de Tondela232 814 110 ----------------- 232 814 111 ----------------- 232 814 112 Bombeiros do Campo de Besteiros ------------ 232 851 115 ----------------- 232 857 000 Bombeiros de S. João do Monte (Secção) --- 232 866 166 Bombeiros de Lajeosa do Dão (Secção) ------ 232 957 366 Hospital Distrital de Tondela ------ 232 819 060 Centro de Saúde Tondela ------ 232 814 040 EXTENSÕES DE SAÚDE Barreiro de Besteiros 232 871 209 Campo de Besteiros - 232 851 497 Canas de S. Maria --- 232 841 172 Caparrosa --------------- 232 856 290 Caramulo ---------------- 232 861 499 Lajeosa do Dão -------- 232 958 347 Lobão da Beira --------- 232 822 434 Molelos ----------------- 232 822 638 Santiago de Besteiros 232 851 112 São João do Monte -- 232 866 137 Tonda ----------------- 232 816 373 Vilar de Besteiros ----- 232 841 319 FARMÁCIAS Horta - Tondela -------- 232 822 304 Matos - Tondela ------- 232 822 227 Moura - Tondela ------- 232 822 237 Molelos ----------------- 232 813 957 Canas de S. Maria --- 232 841 323 Campo de Besteiros - 232 851 290 Lajeosa do Dão -------- 232 957 477 Caramulo ---------------- 232 861 257 Sabugosa ---------------- 232 841 259 MÉDICOS Dr. Samuel Bernardes 232 813 943 Dr. Zé Ni Abreu ------- 232 822 833 Dr. Mário João Rodrigues -- 232 821 959 Dr. Jorge Brás --------- 232 822 254 Dr.ª Cristina Cordeiro 232 812 872 Dr. Abilio Oliveira (Dentista) ---- 232 813 158 Dr. Malva Correia ---- 232 821 965 Dr. Elísio de Matos --- 232 822 569 Dr.ª Aurora T. C. Carnevale -- 232 822 176 Dr. Gil Morgado ------- 232 813 619 Dr.ª Florbela Melo C. Besteiros ----- 232 852 728 Dr.ª Basseliça ---------- 232 812 018 Dr.ª Paula Matos (Dentista) ---- 232 813 556 Dr.ª Isabel Mimoso --- 232 812 923 GNR Tondela ----------GNR C.de Besteiros GNR Caramulo -------Guarda Florestal ------

DISTRITAL 1.ª DIVISÃO - SUL Silgueiros ---------------- 5 Santar --------------------- 1

V E D

F

18

PRÉMIOS X X X X X X X X X X X X

V. Benfica Ranhados (adiado)

4

12 18 19 43 49 03 09

1.º 0 2.º 2 3.º 1 4.º 22 5,º 220 6.º 334 7.º 983 8.º 12064 9.º 14431 10.º 17198 11.º 81126 12.º 205446

Repesenses ---------- 3 Campia ---------------- 1

22 17

22

TELEFONES

DISTRITAL JUNIORES B - SUL

Mortágua ----------------- 1 Sp. Lamego -------------- 3

Benfica

Nacional

DISTRITAL JUNIORES A - SUL

DISTRITAL DIVISÃO DE HONRA

232 819 370 232 851 387 232 861 326 232 813 775

CORREIOS Campo de Besteiros - 232 857 010 Caramulo ---------------- 232 868 024 Centro Dist. Postal --- 232 814 120 Parada de Gonta ------ 232 951 444 Sabugosa ---------------- 232 841 638 Tondela ----------------- 232 819 080 DIVERSOS Inf. Pop. de Tondela - 232 822 157 Novo Ciclo ACERT - 232 814 400 Praça de Táxis -------- 232 822 067 Soc.T. Caramulo ----- 232 822 235 Águas do Planalto ---- 232 819 240 CENEL ----------------- 232 813 670 Aterro Sanitário do Planalto Beirão B. Besteiros 232 870 020 Turismo ----------------- 232 811 110 Câmara M. Tondela - 232 811 110 Tribunal Judicial ------- 232 814 280 Rep.de Finanças ----- 232 822 259 Centro de Emprego -- 232 819 320 Bib.Tomás Ribeiro --- 232 811 110 Cons.R. Predial ------- 232 814 160 Registo Civil ------------ 232 819 310 Secretaria Notarial ---- 232 814 180 Soc.Filarmónica Tondelense - 232 822 414 Piscinas Municipais - 232 813 757 Serviços Municipais de Metrologia ----------- 917 503 254 Estaleiros Municipais 232 811 110 Rigorauto - Centro de Inspecções --------- 232 813 827 Esc.Cond.Tondelense 232 822 420 Esc.Cond.Sr.Calvário 232 851 510 Adega C. de Tondela 232 819 030 Jornal “Folha de Tondela” 232 812 074 Emissora das Beiras 232 861 333 Zona Agrária ------------ 232 813 775


PENÚLTIMA PÁGINA 19

11/03/2010

Sudoku

Momentos de Poesia MARIA DA CONCEIÇÃO

SOLUÇÃO DO NÚMERO ANTERIOR.

Mil ilusões fraternas, quem seria Que as segredou, em sonhos, tão baixinho? Não sei quem foi, talvez a Poesia Que, de tons rosa, pinta, ao seu jeitinho… Em cada gesto, só ternura havia. Voam, também, palavras com carinho. Desejos vão rondar céus, por magia, Tudo sorri, ao longo do caminho… Não chega, aos seres, a graça de pensar, Com que, talvez, pudessem desvendar Todo o mistério que há no Universo… Mas, um Poeta, por viver de sonho, Quer transformar um Mundo tão tristonho, Com o amor que existe num só verso!

De Tudo um Pouco MVC

UM DOM DE VIDA

Palavras cruzadas MANUEL DA COSTA Horizontais: 1-Subterrâneo nas Igrejas onde antigamente se enterravam os mortos. Suco. 2-Ouro. Pinta, mancha. 3-Membros superiores do homem. Suspensórios. 4-Aqui. 5-Maior. Pôr assinatura. 6-Praia. Escolhe (fig.). 7-Navio antigo de vela. Ocupante. 8-Nota musical. 9-Alumínio s.q. Gorjeios. 10-Filho dos mesmos pais. Lanço (o fogo). 11- Sadios. Tecido impermeabilizado que preserva da chuva (pl.). Verticais: 1-Prep. Relativo à mão (pl.) 2-Graceje. Mas. Antiga moeda italiana sem uma das vogais. 3-O m.q. eiró. Acusados. Pedra que nos moinhos esmaga os cereais. 4-Poeira (pl.). Pitas sem começo. 5-Além. Letra do alfabeto grego. 6-Deus dos Muçulmanos. 7Filas. Partícula de negação. 8-Nome de uma das 4 estações de Televisão. Imposto. Local onde se vende o peixe chegado do mar (inv. e sem uma das vogais). 9Com ela se faz vinho. Pren. pess. 1,ª pess. pl. Dedo sem o fim. 10-Variedade de uma. Ódio sem a consoante. 11-Aqueles. Lavrar. Pedido de socorro (inic.).

Um dia virá em que meu corpo, coberto com um pano branco, ficará imóvel sobre um leito de hospital no meio do rumor dos vivos e dos gemidos dos moribundos. Um médico virá e verificará que meu cérebro parou de funcionar e que, para todos os efeitos, a vida deixou-me. Quando isso acontecer não tentem manter-me artificialmente em vida por meio de aparelhos. E não digam “Leito de Morte”. Digam antes, “Leito de Vida”e deixai levar meu corpo para que ele sirva para dar a outros uma vida mais rica…. Dêem os meus olhos àquele que nunca viu o nascer do Sol, o rosto de um bebé ou o amor no olhar de uma mulher… Dêem o meu coração àquele cujo coração foi para ele o motivo de um sofrimento permanente… Dêem meu sangue ao adolescente que tiraram dos destroços do seu automóvel para que ele possa viver e ver brincar os seus filhinhos… Dêem os meus rins aquele que tem de recorrer semana a semana do rim artificial… Dêem os meus ossos, os meus músculos, todos os meus nervos e tecidos do meu corpo para que, através deles, encontrem a maneira de fazer andar um paralítico… Explorem todos os recantos do meu cérebro e que, se preciso, aproveitem a matéria necessária para que um dia um menino sem fala grite de alegria e que uma menina surda possa ouvir a chuva a bater conta os vidros da janela… Queimem o que de mim restar e espalhem as minhas cinzas ao vento para ajudar as flores a crescer… Se for preciso enterrar qualquer coisa, que sejam as minhas faltas, as minhas fraquezas e todos os meus preconceitos para com os meus semelhantes… Se por acaso desejarem conservar uma recordação minha, façam-no ajudando com uma palavra ou um gesto alguém que tenha necessidade… Se fizerem tudo o que peço, eu “Viverei Eternamente!” UM DADOR DE ÓRGÃOS ANÓNIMO – TRADUZIDO DO FRANCÊS

SABIA QUE... A televisão por satélite se iniciou em 1989 na Europa com o satélite Astra a transmitir sinais para os receptores domésticos?... O teletexto, a transmissão de páginas de informação através da televisão em linhas, que geralmente não se vêem no ecrã, iniciou-se na Grã-Bretanha em 1973?...

Pensamento da Semana Solução do n.º 985 Horizontais: Pandemónios, ureia, ráfia, alma, capado, dodo, Almofala, a, Clio, Epal, agradece, mó, sai, alocução, pá, dislexia, os, aa, amargura.

Ponto Final

SONHOS DE POETA

O melhor modo de vingar-se de um inimigo, é não se assemelhar a ele. MARCO AURÉLIO

MANUEL VENTURA DA COSTA

A desertificação dos meios rurais

E

stes últimos tempos têm sido ocupados com várias telenovelas e em especial pela que dá pelo nome de “Face Oculta”. Os sucessivos capítulos desta farsa política têm ocupado as páginas dos jornais e o horário nobre das televisões, que não se cansam de nomear todos os actores que, supostamente, fazem parte do elenco. Entretanto, o que deveria ser tido em conta, que é o estado do País com o desmoronamento galopante das estruturas básicas de todos os sectores da vida nacional, é assunto que não merece da parte dos governantes qualquer atenção. Quem governa está mais interessado em manter o seu estatuto privilegiado do que em encontrar soluções para pôr fim aos males que ameaçam levar o país à derrocada fatal. Mas deixemos isso e falemos das condições de vida dos meios rurais e da sua desertificação. Não há político nem governante que não tenha já derramado lágrimas de hipocrisia sobre tal situação. Apesar disso, ninguém fez nada para estancar o êxodo das populações que rumam às cidades onde a sua vida é mais facilitada. Não admira, por isso, que as aldeias comecem a ter cada vez menos jovens e que em contrapartida se vejam cada vez mais idosos, que incapacitados de mudar de ares, têm de se sujeitar a esta desertificação incontrolada. O Posto de Saúde que existia e que evitava deslocações difíceis para os mais velhos, começa a estar descaracterizado e devido a constantes mudanças do sistema, é cada vez mais difícil obterse uma consulta. Centralizam-se serviços sem olhar às precárias condições em que vivem hoje as populações de certos meios rurais. Fecham-se escolas e obrigam-se crianças ainda de tenra idade a fazer deslocações de

dezenas de quilómetros, ficando depois à mercê de todos os perigos inerentes ao meio desconhecido que as rodeia. Nada se faz para inverter a situação, nada se prevê para evitar este fenómeno do esvaziamento das aldeias, mas continua a gastar-se dinheiro muitas vezes desnecessariamente. É mais fácil construir uma rotunda ou promover e financiar festivais que conquistam votos do que, por exemplo, deslocalizar para uma aldeia um pólo de um departamento estatal, fosse de uma unidade de Saúde intermédia, de uma Escola profissional ou de uma Escola agrícola. É necessário revitalizar o mundo rural, criar estruturas para estabelecer a ligação das pessoas aos lugares, diminuir as assimetrias entre a cidade e o campo, estabelecendo dessa maneira uma política humanista e solidária. É preciso criar condições para que as pessoas se fixem no seu meio e se reinstalem as redes de solidariedade, de cultura e de boa vizinhança. A ruralidade, embora muitos assim não pensem, é ainda um baluarte de uma verdadeira identidade cultural que encerra valores, tradições e modos de vida mais sãos e mais humanizados. Há um país do interior que a maior parte dos governantes não conhece. Urge, por isso, desfazer esse equívoco que é o crescimento estatístico e tecnocrático e encarar a realidade de frente através das gentes e das terras do interior onde há ainda valores que podem ser recuperados e que poderão ajudar a estancar a hemorragia da desertificação que, de certa maneira, está a contribuir para a desagregação do País.


Tondela 20 CLUBE DE CAÇA E PESCA DO CONCELHO DE TONDELA

Javali de Salto serviu para preservar a espécie TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

O

último evento da época venatória de 2009/ 2010 realizado pelo Clube de Caça e Pesca do Concelho de Tondela (CCPCT) aconteceu recentemente, tendo resultado dessa acção o abate de dois javalis de 90 e 80 kg. Mas esta não foi apenas mais uma actividade como outra qualquer porque no local da realização do evento os caçadores intervenientes tiveram uma surpresa pouco habitual quando se depararam com a fuga de uma fêmea de grande porte com crias em seu redor. Felizmente que os cães se preocuparam mais com a mãe de que com os filhotes, escapando ilesos os pequenos animais e por isso foram de imediato recolhidos para sua protecção. A actividade foi suspensa momentaneamente para ser dada guarida aos javalis bebés, iniciativa esta alcançada com êxito, tendo posteriormente, o presidente do CCPCT, José Coimbra dado conhecimento total da situação na sede do clube para contentamento redobrado dos presentes. Esta atitude foi a prova de que quem promove e caça também se preocupa com a preservação da espécie e este foi o melhor exemplo que o clube tondelense pode dar para todos aqueles que porventura pensem o contrário. O próprio José Coimbra encetou diligências no sentido das autoridades competentes procederem à recolha dos animais, através da GNR de Santa Comba Dão, que fez deslocar uma equipa SEPNA ao local, recolhendo os pequenos javalis, levando-os para o Centro Ecologia – Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens, sedeado em Gouveia (CERVAS). O presidente do CCPCT José Coimbra congratulou-se com esta medida de protecção da espécie, afirmando que o clube a que preside mais não fez do que é aconselhável nestas situações. Esta última actividade da época venatória teve como ponto final um lanche/jantar convívio que durou até à meia-noite, onde todos tiveram a possibilidade de saborear um dos javalis abatidos depois claro está de devidamente preparado, cabendo a cada um dos presentes cortar e assar na brasa o seu pedaço. Este foi mais uma vez um convívio cinegético de grande prestigio para a região e é por esta razão e muitas outras que o CCPCT continua a estar de parabéns, restando da nossa parte desejarlhe as maiores felicidades para as actividades que venha a realizar no futuro.

ACTUALIZE A SUA ASSINATURA CONTACTE-NOS PELO TELEFONE: 232 822 137

Tondela

11/03/2010

1.º Concurso de Enfeite de Rotundas e Espaços Verdes 2009 TEXTO E FOTOS: ARMÉNIO PEREIRA

N

uma cerimónia pública realizada no salão Nobre dos Paços do Concelho de Tondela, na passada sexta-feira, dia 5 de Março, presidida pelo presidente do Município de Tondela, Carlos Marta foram entregues os prémios aos estabelecimentos de ensino que participaram no 1º Concurso de Enfeite de Rotundas e Espaços Verdes levada a efeito pela altura da época natalícia. Os Jardins-de-Infância premiados foram os seguintes: Em 1 º lugar - J.I. Tondela (EB0) - 350 • Material didáctico para colocação no exterior; 2º - J.I. Nandufe - 250 • Material sala prolongamento (T.V., Máquina Fotográfica); 3º - J.I. Centro Paroquial de Canas de Santa Maria - 150 • - Material didáctico de ginástica, para interior; 4º - J.I. Santa Casa da Misericórdia de Tondela - 100 • Material didáctico de ginástica, para interior; 5º J.I. Botulho - 50 • - Jogos didácticos para computador 3 aos 6 anos e 6º - J.I. Ebenezer - Certificado participação e miniatura de pinheiro de Natal. As Escolas premiadas foram em 1º - EB 1 de Tonda - 350 • - Em viagens de Estudo; 2º - EB 1 Adiça / J.I. Adiça / J.I. Vila Nova da Rainha - 250 • - Em Viagens de Estudo; 3º EB 1 Outeiro de Baixo /

J.I. Alvarim - 150 • - Em Viagens de Estudo; 4º EB 1 Molelos / J.I. Molelos - 100 • - Em via-

Tondela

As potencialidades de Daniel Loureiro TEXTO: ARMÉNIO PEREIRA aniel Loureiro, de 20 anos de idade, natural de Vila Nova da Rainha, no concurso de beleza que foi realizado no inicio deste ano e que elegeu Stephanie Guedes como Mister Tondela, este jovem que estuda no 12º Ano da Escola Secundária Alves Martins em Viseu também foi eleito Mister Fotogenia. Daniel Loureiro ficou feliz por alcançar o primeiro prémio na sua categoria até porque só descobriu esta faceta recentemente. Até agora tem estado ligado a outras iniciativas, especialmente dedicadas à música, porque cultiva como uma das grandes paixões da sua vida o prazer de cantar. Ainda assim este jovem de Vila Nova da Rainha dedica a maior parte do seu tempo aos estudos, cantando em karaokes nos tempos livres ou assistindo a actuações de bandas onde tem amigos e conhecidos. No futuro quer ser terapeuta ocupacional, contanto em tudo que faz na vida com o apoio dos amigos, família e dos seus pais que o acompanham sempre que podem.

D

gens de Estudo; 5º - EB 1 Paredes /EB 1 Guardão / J.I. Guardão - 50 • - Jogos didácticos para com-

putador e 6º - EB Vilar de Besteiros - Certificado participação e miniatura de pinheiro de Natal.

JT 986  

Jornal de Tondela

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you