Page 1

PUBLICAÇÕES PERÍÓDICAS

AUTORIZADO A CIRCULAR EM INVÓLUCRO FECHADO DE PLÁSTICO OU PAPEL PODE ABRIR-SE PARA VERIFICAÇÃO POSTAL

1

30/05/2013

DE02852011SNC/GSCCN

Na Internet

www.jornaldetondela.com.sapo.pt PREÇO AVULSO C/ IVA 6% INCLUIDO

N.º 1154 * 30 de Maio de 2013

*

II Série

*

Director: Manuel Ventura da Costa

Ano XXIII

Viseu

Rua Dr. Marques da Costa Apartado 47 - 3460-575 Tondela Telef.: 232 813 026 * Fax: 232 821 118

TONDELA

A importância das redes sociais no caminho da evangelização pág. 4

BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME Campanha de Recolha de alimentos em Tondela nos dias 01 e 02 de Junho de 2013

pág. 6

ACTIVIDADES CASA DO POVO DE TONDELA

pág. 5

Clube Desportivo de Tondela

Campeões distritais de juniores passados 30 anos

CARAMULO Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro

E.B. 2,3 DO CARAMULO RECEBE MAIS UM PRÉMIO!

pág. 4

Henrique Brandão Correia vence Prova de Velocidade

ESPÍRITO DO CARAMULO COM A MAIOR PARTICIPAÇÃO DE SEMPRE pág. 6

VII Semana Gastronómica do Cabrito

– “O DESPERTAR DOS SENTIDOS DO PALADAR!”

pág. 5

DESPORTO Tonda

JANTAR DE FIM DE ÉPOCA DO CD TONDELA pág. 13

Luxemburgo

Nandufe

pág. 13

HISTÓRIA DA SOCIEDADE Junta de Freguesia FILARMÓNICA dinamiza curso gratuito TONDELENSE de iniciação à informática págs. 8, 9

pág. 7

ATLETA PORTUGUÊS CONQUISTOU MAIS UM TÍTULO EUROPEU DE POWERLIFTING pág. 15

Tondela

AEFDT REFORÇA APOSTA NO VOLEIBOL pág. 14

Molelos

TORNEIO DE FUTEBOL JUVENIL

pág. 15


2 OPINIÃO

30/05/2013

As Cigarras e as Formigas

C

erta vez escutei, em entrevista a Manuela Ferreira Leite, esta asseverar: “ Qualquer boa dona de casa sabe governar um pais”. A fórmula é simples: Não gastar mais do que se recebe. A nação não é mais que uma grande família. E, se a dona de casa deve cuidar para que nada falte, governando-se com o orçamento que tem, o mesmo deve fazer o Governo. Ninguém, que não sabe governar bem sua casa, devia ser político, e muito menos ministro. O que acontece, em alguns países, mormente no Sul da Europa, não é só devido à crise financeira internacional, mas ao facto de terem gasto o que tinham, com despesas, muitas desnecessárias, e não se precaverem para situações inesperadas. Muitas famílias encontram-se em péssimas situações, porque quiseram ter tudo: o necessário e o supérfluo, de imediato. Endividaram-se, recorreram ao crédito, para comprar: casa, carro, eletrodomésticos, roupas e viagens… e não tiveram cuidado de se precaverem para eventualidades. Dizem que Calouste Gulbenkian, o multimilionário, após a saída dos empregados, andava à cata de toquinhos de lápis, que estes tinham deitado fora, para reutilizá-los no aproveita lápis. Contaram-me que no tempo de Salazar, após este ter pago a colossal divida, saiu uma ordem imanada dos CTT, para que os fios que atavam os maços de cartas, fossem reutilizados. Amarrando-os uns aos outros, fazendo novelos. Parece-me exagero, quase sovinice, mas Salazar, talvez por saber como custa pôr as contas em dia, chegou a esse extremo. Escritor francês, cujo nome esqueci, conta que havia em certa localidade, castelão rico, apelidado der avarento, porque aproveitava papelinhos e fósforos queimados e outras extravagâncias. Uma vez houve um grande incêndio na aldeia, que deixou famílias na miséria. Fez-se peditório, e este doou quantia volumosa. Perante o pasmo de muitos, explicou: “Foram os papelinhos e fósforos queimados e outras ninharias que permitiram, agora, ser tão generoso. Sem economia, sem poupança, sem limitar gastos, sem investir bem, sem pé-de-meia, como faziam nossas avós, não há país ou família que progrida. A crise abalou apenas economias deficientes, os que não imitaram o eleito de Deus, José do Egipto, os que não souberam investir corretamente, os que não puseram a render dinheiro e talentos. Agora quem paga esses erros são as “formiguinhas” que veem os celeiros espoliados pelas cigarras, que passaram o Verão a cantar, não pensando no Inverno que se aproximava. São as “formiguinhas, que labutaram uma vida para terem velhice tranquila, que pagam os erros das cigarras, que cantaram, dançaram e desbarataram dinheiro a rodos, no tempo das vacas gordas. É sempre assim: quem poupa, quem amealha, quem trabalha para ter vida melhor, ou é espoliado por financeiros ou Estado. As cigarrinhas, quando lhes falta alimento, assaltam os celeiros cheios e ainda reclamam e insultam quem, grão a grão, lhes vai enchendo o papo. POR HUMBERTO PINHO DA SILVA DE PORTUGAL DO JORNAL “MUNDO LUSÍADA” - SÃO PAULO

Reflexões de cidadania HÉLIO BERNARDO LOPES

CONGRUÊNCIAS PERIGOSAS

N

ão existe hoje português, da esquerda ou da direita, que se mantenha satisfeito com a atual situação política de Portugal e a ser dolorosamente vivida pelos portugueses. Talvez se excluam deste leque alguns governantes, mas nem mesmo se poderá aceitar,de ânimo leve, que sejam todos, ou mesmo muitos. Esta realidade está também a materializar-se nas diversas tentativas de cerco ao PS de Seguro, na expectativa de se conseguir manter o atual rumo das nossas coisas políticas, para lá das naturais eleições que possam vir a ter lugar. Vejamos, pois, alguns dados deste cerco em curso. Em primeiro lugar, o infeliz discurso do Presidente Cavaco Silva na sessão solene do recente 25 de Abril. Vá-se por onde se for, a verdade é que o Presidente Cavaco Silva expôs no mesmo a inutilidade das eleições futuras, porque o rumo político atual terá de manter-se, pelas razões que elencou, mas que não poderão nunca ser tomadas como consensuais. Em segundo lugar, a recente reunião do Conselho de Estado, logo começada mal, por via da sua divulgação ter sido operada por um dos membros daquele órgão, assim se antecipando ao próprio Presidente da República, a quem cabia tal tarefa, bem como a divulgação da respetiva agenda. Como por vezes diversas se pôde escutar do Presidente Cavaco Silva, as suas decisões só podem ser comunicadas por si mesmo ou pelos líderes das suas Casas Civil e Militar. A verdade é que, desta vez, não foi assim. Em terceiro lugar, a agenda do recente Conselho de Estado, que acabou por gerar, mesmo ainda antes da referida reu-

nião, pontos de vista muito distintos. A verdade é que não se poderá nunca discutir a realidade pósTróyka sem se ter em conta a realidade atual e que condicionará, naturalmente, aquela. Ora, a realidade atual é a do fracasso da política deste Governo, com a concomitante crise política de há muito instalada no seio da sociedade portuguesa. Em quarto lugar, os infelizes comentários do Ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schauble, sobre o que disse ser o bom caminho da política portuguesa. A verdade é que o senhor vive à grande, sem as terríveis agruras da generalidade dos portugueses, que hoje perceberam já que não têm futuro em Portugal, caídos no desemprego, na pobreza, na miséria e tendo mesmo que emigrar. Wolfgang Schauble bem podia ter evitado dar palpites sobre a situação portuguesa, porque os portugueses prescindem bem disso e não o vêem, como penso, com bons olhos. Em quinto lugar, a réplica desta intervenção, mas agora a cargo de Mário Draghi. Uma situação que merece um comentário similar ao anterior, sendo de destacar o olímpico desprezo destes indivíduos em face do que se conhece sobre o estado da opinião pública portuguesa face à nossa atual vida política, à da União Europeia e ao euro. Pudessem os portugueses decidir sobre a sua soberania, e tudo isso teria um fim num ápice… Em sexto lugar, as palavras de hoje mesmo de Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal. Palavras com que tentou ir ao encontro do discurso pouco feliz do Presidente Cavaco Silva em 25 de Abril. Nas democracias existem eleições, muitas vezes realmente

livres, e quem ganha, em princípio, tem o seu programa, que não tem que ser de evolução na continuidade. No caso português, perante o atual desastre, prosseguir por este desfiladeiro seria simplesmente mortal. Para os portugueses e para os que seguissem esse rumo. Assim haja eleições… Em sétimo lugar, a mui interessante e oportuna entrevista ontem, de Jorge Sampaio, à Antena 1. Nela mostrou que a ideia de consenso, sendo boa, foi muito mal aplicada, para lá de exigir tempo. É uma ideia hoje completamente ultrapassada. Além do mais, e como muito bem referiu, nada existe que, em princípio, inviabilize a realização de eleições antecipadas. E se, como referiu, a nossa vida política está hoje bloqueada, nada como escutar a voz dos portugueses. Mas quem é que tem medo de eleições?! E, em oitavo lugar, as palavras, também de hoje, de Mário Soares, salientando o erro do Governo e do Presidente Cavaco Silva de apenas olharem a economia, as finanças e o orçamento, mas esquecendo sempre, ou secundarizando, as pessoas. Estão, de facto, a anos-luz das posições já publicamente assumidas pelo Papa Francisco. E, como qualquer um de nós sabe bem, a economia e as finanças têm de ser instrumentos de uma política que sirva as pessoas, e que não se materializem em modelos que só exijam sacrifícios às mesmas. Para mais sem saída. Por fim, as mui apropriadas considerações de ontem à noite, no Jornal das Nove, do académico, Manuel Maria Carrilho. A tudo isto, há que juntar as pouco apropriadas palavras de Miguel Sousa Tavares na entrevista hoje concedida a um grande

jornal nacional. Como se torna evidente, a função presidencial não existe em abstrato, mas sim com a pessoa que, em concreto, exerce essa mesma função. Foi um excesso que deveria ter sido evitado. Simplesmente, esta entrevista – as palavras em causa, claro está – é, num certo sentido, um outlier do estado da opinião dos portugueses sobre a ação política do Presidente Cavaco Silva. Essa opinião, quer pelo que se ouve a cada dia que passa nas convivências correntes, quer pela sua mensuração em sondagens, é muitíssimo má para a imagem política do Presidente Cavaco Silva. Eu mesmo previ, e logo escrevi, ao tempo da primeira eleição, que a sua reeleição poderia não vir a ter lugar. Teve-o, mas muito à tangente. Hoje, sabe-se o que se tem passado ao redor da sua intervenção política como Presidente da República, e percebe-se o abismo que separa o estado de Portugal, quando iniciou as funções presidenciais, do que irá deixar à saída. Um abismo. Espero, pois, que o PS não se deixe levar pelo cerco que se tem vindo a montar ao seu redor, mas que não resultou ainda. Um dado é certo: se embarcar nesta casca de banana tão visível, será, indiscutivelmente, o seu fim como partido com um ínfimo de utilidade para os portugueses, perdendo a réstia de crédito que tem conseguido amealhar com a desgraça desta governação. Tal como há uns meses atrás referiu Manuel Alegre, é hoje muito mais difícil resistir que no velho tempo – com valores…– de Salazar e do seu regime constitucional. Atenção às perigosas congruências que por andam…


OPINIÃO 3

30/05/2013

Ventos e Marés

Riscos n´Areia

JOÃO DE BESTEIROS

CÍLIO CORREIA

DANKE, HERR W. SCHAUBLE

M

eu caro, Herr Wolfgang, Não posso deixar de dizer que tem um nome engraçado: “wolf” (lobo, do inglês) e “gang”... que era, aliás, o mesmo apelido de Mozart, uma figura genial. Schauble é só para disfarçar. Desculpe a inconfidência. Não deixa, contudo, de ser insólito e até irónico. Acho que se excedeu à brava no atestado de “robustez” ao nosso programa de empobrecimento, perdão, de ajustamento. Nem sei como cometeu essa gaffe, se calhar anda a abusar da banda desenhada de “Gaston, LaGaffe”, em francês. Atestados de robustez é coisa para médicos. Houve usurpação de funções. Então o doente não dá duas para a caixa, não acerta duas previsões seguidas, está nos cuidados intensivos há mais de 27 meses, só viu o doente por fotografias desfocadas e deixou-se convencer a passar um atestado de robustez?!... De que país fala Herr Wolfgang?!... Já percebemos. Para Herr Schauble, Portugal, - o país mais ocidental da Europa, onde vive um povo que levou a

Europa para fora das suas fronteiras e foi pioneiro na globalização com os Descobrimentos - conta muito pouco para as variações da sua folha de Excel. Só lhe interessam os grandes números. Neste baile de máscaras em que se transformou a política da União Europeia vão caindo algumas, como a de Herr Schauble, quando disse que em Portugal “não há derrapagem orçamental”. Ironias à parte, a ser assim, nem sabemos como é possível que o “bom aluno” apresente um “orçamento retificativo”!... Afinal, podemos ficar descansados com uma taxa de 18% de desemprego (40% de jovens desempregados), as metas do défice empurradas para 2015, a recessão económica agravada desde há 27 meses, uma dívida acima dos 200 mil milhões de euros (127,3 % do PIB), uma emigração superior a 200 mil portugueses e a queda brutal dos rendimentos, do consumo privado e do investimento. Tudo em linha. Tal retrato da realidade só pode ser um “excesso de zelo” ditado por “radicais e esquerdistas”

Centro Médico de Tondela t: 232 821 959 / 91 7373426 www.centromedicodetondela.com

(Junto às piscinas) R. Comandante João Matos Ferreira, 88

Especialidades Gastrenterologia Medicina Dentária Pediatria Otorrinolaringologia Urologia Cardiologia Cirurgia Geral Dermatologia

Medicina Geral e Familiar Psiquiatria Psicologia Terapia da Fala Podologia Fisioterapia Acupunctura Serviços de Enfermagem

Outros Serviços Análises Clínicas Exames Auditivos

Avaliação de condutores Electrocardiogramas

como Ferreira Leite, Bagão Félix, Pacheco Pereira e afins. A chatice, Herr Schauble, o pequeno senão, é escassearem consumidores europeus para as exportações alemães. Não se entusiasme muito, tem havido formas tão mitigadas quanto sub-reptícias de “correr aos bancos” para calibrar os saldos das poupanças, depois do Chipre. O tempo está demasiado incerto: dois dias de sol, uma semana de chuva e frio e tempestades violentas!... Por outro lado, a substituição das velhas notas de 5 euros, sem data de recolha, é uma modalidade para “desvalorizar” o euro, aumentar a massa monetária em circulação e dar competitividade às exportações alemãs. Não há almoços gratuitos em Berlim, tal com não há gestos inúteis na grande finança. Como ao Banco Central Europeu (BCE) não se permite a emissão de moeda foi encontrado um meio-termo: o alibi perfeito. Talvez não lhe tenham dito, mas continuam-se a pagar chorudos bónus aos gestores bancários como se viu no recente caso do BANIF, um banco intervencionado pelo Estado. Bem podem dizer que o empobrecimento, isto é, o ajustamento financeiro está a correr bem. Ao olhar em volta ficamos alucinados, ou seja, elucidados. Danke, Herr Wolfgang Schauble, nós por cá todos bem. Só não estamos a ver bem a coisa, somos uma malta de compreensão lenta, retardados, e, ainda por cima, míopes, mas tenha lá uma “sacrossanta” paciência, não se preocupe, disso já os imperadores romanos se queixaram … e foi o que conta a História. As sementes estão cá.

R E S PI GAD O

D

eliciado com alguns comentários dos últimos jornais, vou transcrevê-los para memória futura. É que já cheguei à conclusão que o Povo português tem a memória muito curta e basta que algum vendedor de banha de cobra apregoe aos quatro ventos um unguento milagroso para ir a correr no seu encalço, ou qualquer estrelejar de foguetes o leva a ir a correr apanhar as canas. Do semanário “SOL”, Jornal I e revista “Visão”, transcrevo algumas notícias, que modestamente comento. Semanário SOL: *No Conselho de Estado, Sousa Ribeiro, Presidente do Tribunal Constitucional deixou a ameaça de novos chumbos às medidas já anunciadas pelo Governo. = Um Tribunal politizado servirá os fins para que foi criado? *CDS furioso com o PSD pelo comportamento dos deputados deste partido em relação à co adoção gay. =O grupo parlamentar do PSD há muito que anda à deriva. *Poupança atinge o máximo histórico. = Calculo as raivinhas da oposição. *”As guerras de hoje já não são pela conquista de terreno, mas pela conquista de mercados”. = Que o diga a Chanceler. *”Nova UGT” disputa rua à CGTP = Tem muito que calcorrear. *”Alberto da Ponte (RTP) e Emídio Rangel em encontro discreto, num restaurante ainda mais discreto. Inesperado regresso de Rangel à televisão pública? Ou seria, apenas, a preocupação, transmitida a Rangel, um dos mais fieis discípulos do socratismo pela fraca audiência do programa dominical de José Sócrates?”= Da RTP espera-se tudo. *”Rastreio à visão na Assembleia. Rui Correia, da Associação Nacional dos Óticos, no âmbito das Jornadas de saúde no Parlamento, realizou a semana passada um rastreio visual aos deputados e funcionários da Assembleia da República” = Pelo sim, pelo não, será melhor não dar a conhecer o resultado. *”Nuno Botelho, Nuno Pires e Pedro Sá Pereira lançaram em 2004 a “Essência do Vinho”. Estiveram recentemente no Brasil, onde o sucesso do negócio parece ter sido grande” = Mesmo em tempo de crise também pode haver sucesso, desde que a capacidade vença a barreira da mediocridade. *”Para os bispos e padres, a escolha de D. Manuel Clemente para patriarca de Lisboa não podia ser mais acertada. E destacam o bom humor, o gosto pela cultura, a preparação intelectual e a formação humana com se relaciona com as pessoas.” = O

Homem certo para o lugar certo, mas não faltará que os abutres não comecem a destilar o seu fel virulento. *”Greves aos exames imprevisível” = Por que santo e até quando, a oligarquia nascida do 25de Abril haverá de continuar a obrigar-nos a pagar as tropelias e mordomias dos sindicalistas da função e das empresas públicas? *”Marrocos é um mercado cheio de dinamismo e oportunidades” = Mas isso não virá a estragar a estratégia do miserabilismo do olho esquerdo? Dinis de Abreu: “Depois da co adoção, virá a legalização do cultivo de cannabis? = De um Parlamento que é catavento, tudo é possível. Jornal I: *Santana Lopes. “Durão Barroso optou pelo lado dos grandes na Europa. Foi um tempo perdido” = Será que esqueceu que Portugal não pode dar de bandeja os seus interesses a outros países? *”Desaparecem 11 crianças por dia em Portugal “ por rapto parental = Quanto mais polícia, menos perícia? *Autoridade de Trabalho investiga falência no Porto de Aveiro. “Empresa detida pela Mota-Engil e a ETE está insolvente, mas os acionistas abriram “ao lado” uma nova empresa de trabalho portuário = Gato escondido com o rabo de fora e quem se mete com eles, apanha. O Governo tem outras prioridades: “Caçar” os reformados. *Inês Teotónio Pereira: “…Os socialistas padecem da mesma criancice. Se alguém faz uma caricatura mais ousada de qualquer histórico socialista, cai o Carmo, a Trindade e o Largo do Rato. De cor-de-rosa ficam vermelhos de raiva e saem rumo à Avenida de cartazes em punho, a gritar a favor da democracia e contra os seus inimigos – pois os socialistas acham que personificam a democracia, a liberdade e a tolerância. Por isso, não toleram críticas ou gracinhas”. = Para eles, existem só a bruxa e a fada. *Gonçalo Portocarrero. “Se se entende que duas pessoas do mesmo sexo podem ser dois bons “pais” ou “mães”, porque não permitir que três ou mais indivíduos do mesmo sexo possam adotar?”. “A nova lei, portanto, não consagra nenhum novo direito humano, mas talvez, por desgraça, o primeiro pseudodireito desumano”. = Sinal dos tempos sem tempos de sinal. Revista “VISÃO”: *D. Manuel Clemente “A história não contada do novo Patriarca” = Importante relato do seu passado, principalmente até chegar ao Seminário, ao sacerdócio e ao bispado. O espaço não permite relatar esse trajeto, mas vale a pena conhecê-lo. JOÃO DE BESTEIROS


4 REPORTAGEM

30/05/2013

Viseu

A importância das redes sociais no caminho da evangelização

No dia 16 de maio, o Bispo da Diocese de Viseu, D. Ilídio Leandro evocou o 47.º Dia Mundial das Comunicações Sociais, convidando a comparecerem na casa episcopal, os representantes dos diversos órgãos de comunicação social do

distrito de Viseu. A mensagem deste ano gira à volta da importância das redes sociais que surgem como “uma praça pública e aberta onde as pessoas partilham ideias, informações, opiniões e podem ainda ganhar vida novas rela-

Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro

E.B. 2,3 do Caramulo recebe mais um prémio! No passado sábado, dia 25 de maio de 2013, o parque urbano de Viseu (Parque Aquilino Ribeiro) foi palco da “Feira do Empreendedor Júnior “ das Escolas Empreendedoras Dão Lafões, organizada pela CIM Dão Lafões. Ao longo do ano letivo que está prestes a terminar, as escolas dos 14 concelhos envolvidos desenvolveram projetos que se pretendiam empreendedores e que contribuíssem para a dinamização da comunidade educativa e que pudessem constituir ideias inovadoras e promotoras do desenvolvimento local. Os professores orientadores receberam formação específica ministrada pelos centros de formação, sob a orientação da CIM Dão Lafões, e com os alunos do 2.º CEB conceberam e desenvolveram projetos que apresentaram, neste dia, a toda a comunidade da Região Dão Lafões. A Escola E.B. 2,3 do Caramulo na linha do que tem vindo a ser desenvolvido no âmbito do seu plano anual de atividades (“Conhecer o que é nosso, ...”) aderiu a este projeto e desenvolveu uma ideia a partir do conhecimento do passado e de uma peça de vestuário típica – a capucha caramulana. Conhecer o passado e reinventar o futuro foi a linha inovadora do projeto, na tentativa de enriquecer a oferta de artesanato da Serra do Caramulo com objetos vários e de design moderno e arrojado, usando um material antigo – o burel – mas com várias tonalidades e não apenas o preto e castanho típicos. Os alunos e os professores com este projeto a que deram o nome de “O renascer do Caramulo” desenvolveram o conceito e materiais de tal qualidade que mereceram o 1.º lugar no concurso. Parabéns à Escola E.B. 2,3 do Caramulo e aos alunos e professores envolvidos neste projeto. O CLUBE DE JORNALISMO DA EB 2,3 DO CARAMULO

ções e formas de comunidade”. Neste encontro anual entre os órgãos de comunicação social e o Bispo de Viseu foram feitas também algumas reflexões importantes relacionadas com a realidade local, começando pela constatação de que o nosso distrito ser aquele que apresenta mais pessoas a viver sós. Para tal é importante que a igreja esteja atenta a formas e fatores de cultura, comunicação e diálogo e, portanto, de evangelização, solidariedade e desenvolvimento humano e social. D. Ilídio Leandro na conferência de imprensa esteve acompanhado pelo padre Manuel Fernandes, presidente do Secretariado Diocesano da Comunicação Social e Felisberto de Figueiredo, diretor do Gabinete de Informação da Diocese de Viseu. O Bispo de Viseu abordou a mensagem do Santo Padre para o 47.º Dia Mundial das Comunicações Sociais – Redes Sociais: Portais de verdade e de fé, novos espaços de evangelização. As novas formas de comunicação representam espaços que devem ser valorizados, contribuindo para favorecer formas de diálogo, debate com respeito e cuidado pela privacidade, com responsabilidade e empenho pela verdade. Estas podem reforçar os laços de unidade entre as pessoas e promover eficazmente a harmonia da família humana. Para tal se as redes sociais representam um gran-

de potencial nas novas formas de comunicação, as pessoas que se inserem neste contexto devem na opinião de D. Ilídio Leandro esforçarem-se por ser autênticas. Nesta mensagem dáse enfase ao desenvolvimento das redes sociais, podendo as pessoas nelas se envolverem para construir relações, encontrar amizades, buscar respostas para as suas questões, divertir-se, mas também para ser estimuladas intelectualmente e partilhar competências e conhecimentos. Um ponto importante da dinâmica destas mesmas redes sociais foi quando, D. Ilídio Leandro abordou a cultura que está inerente a esta forma de comunicação que com a mudança de estilos de comunicar são colocados sérios desafios, aqueles que querem falar de verdades e valores. Diz o texto interpretado pelo senhor Bispo que o significado e a eficácia das diferentes formas de expressão parecem determinados mais pela sua popularidade do que pela sua importância intrínseca e validade. Em muitos casos o que acontece é que às vezes “a voz discreta da razão pode ser abafada pelo rumor de excessivas informações, e não consegue atrair atenção que, ao contrário, é dada a quantos se expressam de forma mais persuasiva”. É da mais fácil compreensão perceber que quando se diz que os meios de comunicação social precisam do com-

promisso de todos aqueles que estão cientes do valor do diálogo, do debate fundamentado, da argumentação lógica. Para além disso, precisam também pessoas que cultivem forma de discurso e expressão que façam apelo às aspirações mais nobres de quem está envolvido no processo de comunicação. Às redes sociais coloca-se o desafio de serem abrangentes para beneficiar da plena participação dos fiéis que desejam partilhar a Mensagem de Jesus e os valores da dignidade humana que a sua doutrina promove. Se a boa nova não for dada a conhecer também no ambiente digital poderá ficar fora do alcance da experiência de muitos que consideram importante este espaço existencial. Nesta mensagem é constatado e bem que o ambiente digital “não é um mundo paralelo ou puramente virtual, mas faz parte da realidade quotidiana de muitas pessoas, especialmente os mais jovens”. No mesmo documento distribuído aos jornalistas presentes as redes sociais são vistas como o reflexo da interação humana que dão formas novas às dinâmicas da comunicação. A capacidade de utilização destas novas linguagens são importantes não tanto para estar em sintonia com a modernidade, mas sim para permitir que a riqueza do Evangelho encontre formas de expressão que sejam capazes de alcançar a mente e o coração

de todos. Em conclusão, D. Ilídio Leandro reconhece que as redes sociais para além do instrumento de evangelização podem ser um fator de desenvolvimento humano e explica o porquê dessas palavras. Em alguns contextos geográficos e culturais onde os cristãos se sentem isolados, as redes sociais podem reforçar o sentido sua unidade efetiva com a comunidade universal dos fiéis. Neste mundo digital existem redes sociais que oferecem ao homem atual oportunidades de oração, meditação ou partilha da palavra de Deus, podendo abrir portas a outras dimensões da fé. Muitas pessoas estão a descobrir a importância do encontro direto, de experiências de comunidade ou mesmo de peregrinação, que são elementos sempre importantes no caminho da fé. Nesta conferência de imprensa, um dos assuntos que mais interesse suscitou aos jornalistas presentes foi a questão do Instituto Superior de Teologia de Viseu, constituído pelas dioceses de Viseu, Lamego, Bragança e Guarda que encerrará as suas portas no final do ano letivo. As razões apontadas foram a diminuição de alunos e as orientações recebidas da Congregação da Educação Católica em Roma, levando a que os atuais alunos sejam recolocados nos três grandes centros, Lisboa, Porto ou Braga. ARMÉNIO PEREIRA


GERAL 5

30/05/2013

VII Semana Gastronómica do Cabrito

– “O despertar dos sentidos do paladar!”

ACTIVIDADES CASA DO POVO DE TONDELA CONCERTO NO CENTRO CULTURAL DO CARREGAL DO SAL No sábado, dia 25 e a convite do Centro Cultural de Currelos, do concelho do Carregal do Sal, a Casa do Povo de Tondela, esteve presente num espetáculo que se realizou no Centro Cultural do Carregal. A primeira parte atuou o Coro Polifónico, que sob a direção do maestro Cristóvão Ramalho, e a capella, interpretou os temas, “Ilhas de Bruma”,” Morte que mataste Lira”, “Signore delle Cime” e “Coro dos Escravos” e “Aleluia”. Na segunda parte o espetáculo abriu com os alunos de violino de violoncelo, Mariana, Yara, Rafaela, Mateus, Gustavo, Margarida, Constança, Lara, Maria Paula, Ana Rita e Rafael, que sob a supervisão dos professores Elisabete Leal e Lydia Pinho, interpretaram “ Five Pieces for Three Part Violin Band”, de Mike Nelson e “Tango e Cha Cha” , de D. R. Bellwood. Alunos que acompanhariam mais tarde o Coro Polifónico na peça “Benedicat Vobis”. A segunda parte do espetáculo terminou pelo Trio Elisabete Leal, Filipa Cardoso, Lydia Pinho, com as peças “Aprés un rêve”, de Gabriel Fauré, “Lament” de Peter Moore e “Materno” de Eurico Carrapatoso. Por fim o concerto terminou numa terceira parte que iniciou com o Coro Polifónico interpretando o já referido tema “Benedicat Vobis”, acompanhado pelos alunos de violino e violoncelo, tendo terminado com “Ave Verum Corpus”, “Laudate Dominum” e “Lacrimosa”, ambos acompanhados ao piano por Filipa Cardoso, no violino por Elisabete Leal e no violoncelo por Lydia Pinho.

ROTA DAS CRUZES

A VII Semana Gastronómica do Cabrito e da Serra do Caramulo, XIV Feira de Artesanato e Produtos Locais, que todos os anos tem lugar na Serra do Caramulo, realiza-se nos próximos dias 7,8,9 e 10 de Junho de 2013. Esta iniciativa tem como objectivo a promoção, quer da gastronomia, do artesanato, como também dar a conhecer a grande panóplia de produ-

tos endógenos do nosso Concelho. No pavilhão onde se realizará o evento, pode encontrar alguns dos restaurantes da Serra do Caramulo que aderiram a este evento. Aguardamos a sua visita para degustar o tão afamado cabrito assado em loiça de barro negro de Molelos, regado com um bom vinho do Dão. Este evento é organizado pela Confraria

PAULA M. PENEDOS

MÉDICA DENTISTA CONSUL TAS TODOS OS DIAS ÚTEIS CONSULT ACORDO C/ SAMS ENFERMÉDICA-Tel.: 232 813 556 Largo Visconde de Tondela (Finanças) - TONDELA

Gastronómica do Cabrito e da Serra do Caramulo, pela Freguesia do Guardão e pelo Pelouro do Turismo do Município de Tondela. Aproveite esta ocasião para respirar o ar puro da serra e associar-se às várias actividades de outdoor, que desenvolvemos a pensar em si. GABINETE DE TURISMO´13

No dia 26 de Maio e aberta a todos o associados, e foram muitos os que se quiseram associar, a Direcção da Casa do Povo de Tondela, sob o impulso do Luís Cardoso, promoveu a realização do percurso designado por ROTA DAS CRUZES. Concentrados junto do Auditório Municipal, os caminhantes rumaram ao parque Jerónimo Lacerda, na Vila do Caramulo, onde após alguns aconselhamentos, aquecimento e medição de tensão arterial, por técnicos do Centro Municipal de Marcha e Corrida, iniciaram pelas 10:00 horas a caminhada. Para a grande maioria, foi a primeira vez que percorreram o referido trajeto que se veio a revelar de grande exigência física, mas também de grande beleza. Findo o percurso as forças foram repostas com almoço convívio, no espaço do referido parque, previamente confecionado com base em grande interajuda de uma vasta equipa que ficou pelo parque, e cuja ementa constou de arroz primavera e diversas carnes grelhadas. Uma palavra de agradecimento ao António Lourosa pelo magnifico pão que com que presenteou os caminheiros. Uma palavra de agradecimento à Junta do Guardão, na pessoa do seu presidente, pela forma como nos recebeu e pela imprescindível e generosa colaboração. Entretanto as comemorações dos 40 anos da Casa do Povo prosseguem este fim de semana com a realização do Jantar comemorativo, a realizar no próximo sábado, no restaurante Maçarouco, em Canas de Santa Maria, pelas 20 Horas. J.H.

SENHORA, COM 45 ANOS DE IDADE, OFERECE-SE PARA CUIDAR DE IDOSOS E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, COM EXPERIÊNCIA E CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS NA ÁREA DE AUXILIAR DE SAÚDE E PORTADORES DE DEFICIÊNCIA. COM VIATURA PRÓPRIA E CARTA DE CONDUÇÃO. DISPONIBILIDADE DIA/NOITE. CONTACTAR ATRAVÉS DO TELEMÓVEL: 963 769 324

de: António Luís Simões Dias - CANALIZAÇÕES - MONT AGENS MONTA

Energia Solar Ar Condicionado Aquecim. Central

- ELECTRICID ADE ELECTRICIDADE Telem.: 966 083 869

R. Principal, N.º 538 * Eiras * Castelões * 3465-126 Campo de Besteiros


6 GERAL

30/05/2013

BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME

Henrique Brandão Correia vence Prova de Velocidade

ESPÍRITO DO CARAMULO COM A MAIOR PARTICIPAÇÃO DE SEMPRE

Campanha de Recolha de alimentos em Tondela nos dias 01 e 02 de Junho de 2013 O Banco Alimentar Contra a Fome de Viseu vai realizar a sua 8.ª Campanha de Recolha de Alimentos nos dias 01 e 02 de Junho de 2013 nos supermercados da cidade de Tondela. A Campanha irá ser realizada em 88 superfícies comerciais dos concelhos de Aguiar da Beira,

Armamar, Carregal do sal, Castro Daire, Lamego, Mangualde, Moimenta da Beira, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, Penedono, Resende, Santa Comba Dão, S. Pedro do Sul, Sátão, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Tondela, Vila

Nova de Paiva, Viseu e Vouzela. Esperamos que todos ajudem com o seu contributo pois os alimentos que angariaremos serão distribuídos por 95 Instituições locais que farão os farão chegar a cerca de 5.400 pessoas.

CENTRO PAROQUIAL DE CANAS DE SANTA MARIA

INFORMAÇÃO Comunica-se que se encontram abertas as inscrições (ano letivo 2013/2014) para a Creche e Jardim de Infância do Centro Paroquial de Canas de Santa Maria. Contactos: Telefone: 232 848 148 Email: centro_paroquialcsm@hotmail.com Horário de atendimento: 9h00m // 18h00m A DIRETORA TÉCNICA ANDREIA MELO

SOS – BOMBEIROS Na semana de 20 a 26 de Maio de 2013 os Bombeiros Voluntários de Tondela tiveram 136 alertas, sendo 176 referentes a transporte de doentes e as restantes a outros acontecimentos do dia-a-dia. Nestas operações tomaram parte 228 bombeiros que participaram em 141 saídas de viaturas, percorrendo 6.075 quilómetros em 2404h28 minutos. FICHATÉCNICA

Registo na DGCS nº 109 629 Depósito legal nº 54581/92 Semanário Regional Independente (Fundado em 10/08/1989) DIRECTOR: Manuel Ventura da Costa E-mail:mventuracosta@sapo.pt REDACÇÃO Arménio Pereira E-mail: armeniopereira@mail.telepac.pt PAGINAÇÃO E MONTAGEM Angelo M. S. Ferreira

A vila do Caramulo voltou a receber no passado sábado, dia 25 de Maio, mais uma prova do Espírito do Caramulo, num dia marcado pelo sol e calor. A prova voltou a trazer ao alto da serra 44 concorrentes, o maior número de sempre, que fizeram questão de animar mais um dia marcado pelo barulho dos motores, e pela presença de seis 6 pilotos femininas, uma das apostas da organização. O primeiro lugar foi entregue a Henrique Brandão Correia, que correu ao volante de um Westfield SE, de 1996, na Prova de Velocidade, tendo em segundo lugar ficado Simão Silva Marques, com um Peugeot 205, e em terceiro Mário Costa Pinto, ao volante de um Morgan Plus 4. Já na Prova de Regularidade, a grande novidade desta edição, venceu o piloto Luís Filipe Costa, ao volante do seu Mercedes-Benz 500 SL. Augusto Patrocínio

(Renault Clio RS) e Manuel Santos Silva (Renault Spider) classificaram-se em segundo e terceiro lugares respectivamente. De acordo com a organização da prova, liderada pelo Museu do Caramulo e Clube Automóvel de Viseu “Esta edição levou o evento para um novo nível. Não só crescemos em quantidade, como em qualidade”. E acrescenta “o investimento em trazer equipas femininas, assim com na Prova de Regularidade foram apostas ganhas e representam para nós o verdadeiro espírito do Caramulo.” O evento contou ainda

CRISTIN A B APTIST A CRISTINA BAPTIST APTISTA

PEDIATRIA CONSULTAS E MARCAÇÕES

COLABORADORES: Hélio Bernardo Lopes, Cílio Correia, Maria da Conceição Marques Correia, João A. Ventura da Costa, Comendador Gilberto Ferraz (Londres), Rui Vale, Artur Jorge Amaral Leitão. CORRESPONDENTES: Elísio Gomes de Matos (Barreiro de Besteiros), Optacílio de Matos Fragoso (Cortiçada), Hermínio Henriques (Corveira), António Lopes da Silva (Ermida), António Pais Ferreira (Lobão da Beira), José da Cruz Mendes ( Mosteiro de Fráguas), Rodrigo Marques Xavier ( Parada de Gonta), Amadeu Dias dos Santos ( Tonda), Antonino Coimbra dos Santos (Vila Nova da Rainha), Paulo Manuel L. pereira da Fonseca (Campo de Besteiros), Eduardo Pereira Marques (Mouraz), Fausto Varela Macedo ( Alvarim) Graciete Gomes ( Ferreiros do Dão), José Fernando (Nandufe) Manuel da Costa (Tourigo) PROPRIEDADE / ADMINISTRAÇÃO COMPOSIÇÃO SEDITON - Soc. Editora Tondelense, Lda Registo na DGCS nº 215 348 - Nº Cont. 502468076 Detentores com mais de 10% do Capital da Empresa, Eduardo António Ferreira Marques Arménio Ferreira Marques R. Dr. Marques da Costa Apartado 97 - 3461-909 Tondela E-mail: jornaldetondela@mail.telepac.pt Site: jornaldetondela.com.sapo.pt

com a presença de cerca de 60 veículos clássicos do Clube Lancia Delta Integrale Portugal, do Clube Lancia Fulvia e do Clube Automóvel de Viseu, além de uma concentração e Vespas, que subiram a rampa em desfile no final das provas oficiais. O traçado utilizado no Espírito do Caramulo é o mesmo do Caramulo Motorfestival, com cerca de 2.800 metros de extensão, sendo este já um ícone do panorama automobilístico nacional, pelas suas características técnicas que potenciam a velocidade e lhe conferem um carisma especial.

Tondelmédica Telef.: 232 821 815

Rua Dr. Flausino Torres - Tondela IMPRESSÃO CORAZE - Oliveira de Azeméis Telf.: 910252676 / 910253116 / 914602969 E-mail: geral@coraze.com ASSINATURAS E PUBLICIDADE Eduardo A.F. Marques TELEFONE: 232 822 137 FAX: 232 821 118 ASSINATURAS ANUAL (52 nºs) - NACIONAL = 25,91 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Europa) = 55,12 Euros (c/IVA) ANUAL (52 nºs) - ESTRANGEIRO(Resto Mundo) = 68,35 Euros (c/IVA)

Avulso = 0,60 Euros (c/IVA) Números atrasados = 2,00 Euros (c/IVA) Dia de Saida: Quinta-Feira TIRAGEM NESTA EDIÇÃO 3.000 Exemplares ASSOCIADO DA

Jornal de Tondela, como orgão de informação independente, apartidário e apolítico, está aberto à participação de todos os cidadãos, pelo que a sua colaboração reflecte apenas ideias pessoais que não vinculam o estatuto editorial do Jornal.


REPORTAGEM 7

30/05/2013

Nandufe Peregrinos regressam ao Santuário de Fátima em Outubro

Na edição de 16 de maio demos conta da peregrinação efetuado ao Santuário de Fátima organizada pela Associação de Peregrinos de Nandufe (APN). Ainda sobre esta jornada de fé a direção desta coletividade solicita ao nosso jornal que possam fazer mais algumas considerações, nomeadamente, a satisfação que representou para todos efetuar mais esta iniciativa junto de um número considerável de peregrinos. A tenda de grandes dimensões preparada para o efeito foi montada junto ao Hotel Verbo Divino em Fátima, salientando o seu presidente Fernando Marques, a curiosidade do grupo deste ano se ter cruzado vários vezes com o do padre Luís de Moimenta da Beira que pernoita a caminho do santuário há vários anos em Tondela. Tendo em conta que houve chuva nos dias de peregrinação a tenda que foi adquirida este ano com o apoio do Município de Tondela foi uma preciosa ajuda para toda a logística organizada pela APN. Fernando Marques elogiou a união e humildade de todo o grupo para que se concluísse mais esta jornada de fé com os objetivos cumpridos. As enfermeiras Daniela Santos e Vanessa Matos deram um precioso contributo a esta peregrinação no apoio incansável prestado a quem ia manifestando algumas dificuldades. Para além disso esta ajuda permitiu que o grupo organizado pela APN não perdesse tempo nos locais onde estavam instalados os centros de apoio e tratamentos, permitindo que os peregrinos chegassem sempre adiantados aos lugares de paragem. Fernando Marques diz que este foi o “grupo mais unido, amigo, brincalhão e alegre desde que se começaram a organizar em Nandufe peregrinações ao Santuário de Fátima”. Um dos que contribuiu para esta boa disposição foi Nuno Andrade de Litrela responsável pela animação musical, momentos também aproveitados por muitas pessoas que iam visitando os seus familiares. Entretanto, em reunião de direção da APN realizada na semana passada ficou acordada uma nova peregrinação ao Santuário de Fátima marcada para o próximo mês de outubro. ARMÉNIO PEREIRA

ANTÓNIO FIGUEIREDO

ORTOPEDISTA CONSULTAS EM PARADA DE GONTA ÀS SEGUNDAS FEIRAS PELAS 15 HORAS Telem.: 962 403 564

Nandufe

Junta de Freguesia dinamiza curso gratuito de iniciação à informática O mundo das novas tecnologias é cada vez mais atrativo para todas as idades. Engana-se quem pensa que os jovens são os únicos a entusiasmaremse com as novas formas de comunicação e a prova disso foi dada na sexta-feira (24 de maio) com o arranque de um curso de iniciação à informática na Junta de Freguesia de Nandufe. Neste projeto delineado pela própria autarquia estão inscritas 34 pessoas. Esta disponibilizou as suas próprias instalações para serem dadas as sessões de formação consecutivas à noite até ao próximo mês de agosto. Até 15 de junho as aulas funcionarão às sextas-feiras, depois de realizadas as marchas populares de Santo António realizadas, o horário passará para os sábados. Deste grupo de pessoas que se entusiasmaram em querer aprender a lidar com os computadores estão representadas várias faixas etárias, o mais novo tem 31 anos, o mais velho 74, mas o interesse em aprender é o mesmo. Bruno Almiro, estudante de engenharia informática, da Escola Superior de Tecnologia de Viseu tem a missão de incutir as técnicas básicas, o próprio fez à nossa reportagem uma síntese do que pretende ensinar às pessoas que irão frequentar o curso. O jovem formador salienta que ele próprio se foi entusiasmando com a ideia de ajudar os outros nesta área à medida que alguns familiares lhe solicitavam os conhecimentos no processo de aprendizagem de como trabalhar com os computadores.

No dia do início das aulas deste curso, Bruno Almiro disse que arranjou alguns jogos para que fossem dadas as primeiras noções a quem nunca lidou com um computador, percebendo desde logo estes como trabalhar com um teclado e um rato. E mesmo em tão pouco tempo de contacto com as pessoas, já é possível perceber o que elas mais anseiam por aprender. “Navegar” na internet é um bom exemplo “porque muitas das que frequentam o curso têm filhos fora e querem comunicar com eles, dadas as

VENDE-SE

APARTAMENTOS T2, T3 e Duplex LOJAS, ARMAZÉNS E GARAGENS Rua Dr. Almiro Vale - TONDELA (Junto ao Campo de Futebol) Vende: Consurbanas, SA Av. Alberto Sampaio, 134 - Viseu Telf.: 232 429537

facilidades concedidas através desta nova forma de comunicação”. Pela internet é possível visualizar, falar e escrever a preços reduzidos em qualquer parte do mundo. Desde o início deste curso que estava previsto ensinar algo sobre várias ferramentas como o uso do office, word, excel, mas na realidade as pessoas estão mais empenhadas na internet. Bruno Almiro afirmou à nossa reportagem que só terminará este curso quando toda gente souber mexer no teclado, no rato e “navegar” na internet conforme as pessoas pretendem. O presidente da Junta de Freguesia de Nandufe, Carlos Santos que entrou para estas funções em 2009 com a nova lei de reorganização administrativa poderá não fazer tanto quanto gostaria no futuro,

ainda assim está otimista. O autarca manifestou a sua satisfação por ver alegria estampada no rosto das pessoas por verificarem que estão a ter a oportunidade de aprender algo importante para as suas vidas sem que lhes seja pedida alguma contrapartida financeira. Carlos Santos mostrou-se também agradado com o facto de poder ter neste curso pessoas não apenas de Nandufe mas também de outros locais do concelho como, Outeiro de Baixo, Molelos, Ermida, Lobão da Beira, Tondela ou Castelões. O presidente de junta esclarece também que havia mais pessoas interessadas em participar neste curso mas em termos logísticos era complicado aceitar mais inscrições. ARMÉNIO PEREIRA


8 GERAL

30/05/2013

HISTÓRIA DA SOCIEDADE F Coincide com o final do séc. XIX, a grande vontade dos tondelenses em criar uma banda de música! Certo é que, anteriormente (séc. XIX), existia uma banda na vila de Tondela, denominada Banda 14 de Maio, a qual foi extinta para lamento dos tondelenses, uma vez que existiam mais 6 bandas filarmónicas neste concelho: em Tonda, Couço, Castelões; Mosteiro, Molelos (2). Segundo notícia do Jornal ATALAIA DE BESTEIROS, de 09/11/ 1890, um grupo de cavalheiros predispuseram-se a fazê-la ressurgir. Passados, 12 anos, em 1902, um grupo de tondelenses, fundaram a nossa banda, A Sociedade Filarmónica Tondelense! Foram eles: António Antunes do Vale, José do Carmo, João Cardoso Torres, António José de Gouveia, Joaquim Pereira dos Santos, Joaquim Antunes do Vale, Manuel Cardoso, José Gonçalves da Rosa, Aníbal Cunha de Almeida, Camilo de Albuquerque, Virgílio Soares, João de Matos, António Rodrigues, António Pereira Marques, Bernardino de Mattos, Elipio de Figueiredo Ferreira, José Basílo, António Lopes Cardoso, António Joaquim Mamede, Elvira Barbosa Marreca, António Gonçalves da Rosa, José de Figueiredo Ferreira e Bernardo Marques Motta. O 1º. Presidente foi o Sr. Aníbal Cunha de Almeida. Foi seu 1º. Maestro, o Sr. António Gonçalves Rosa, alfaiate na Vila de Tondela (conforme se pode ler no Jornal “Correio de Besteiros”, nº. 113, em 24/08/1902). Os Srs. António Antunes do Vale e José do Carmo, cederam à banda um clarinete e um cornetim, pelo preço de 13.500 reis; ou seja; 13 escudos e cinquenta centavos, e actualmente, menos de 7 cêntimos!!! Durante 6 anos, abrilhantaram diversas festividades populares e reli-

1987 giosas. Entretanto, em 1908 e uma vez que não havia músicos suficientes para manter uma banda filarmónica, atenta a grande proliferação de bandas filarmónicas no nosso concelho, e a saída de seu maestro de Tondela (de acordo com notícia publicada no Jornal “A Evolução”, nº. 4, de 06/11/ 1914), foi suspensa a sua actividade, dando lugar, então, à TUNA TONDELLENSE! Esta tuna abrilhantava bailes, peças teatrais e actividades circenses. Entre outras peças, tocavam: polkas, tangos e valsas. Em 1920, quando era reitor da vila de Tondela, o Sr. Dr. António Maria Cardoso, Ilustre Advogado e amante da arte musical, reapareceu uma grande vontade de voltar a reactivar a banda filarmónica e, nesse sentido, foram aliciados 3 grandes músicos de uma das bandas de Molelos: os irmãos Ribeiro de Azevedo – o Joaquim, o António e o João, a quem foi prometido e conseguido empregos como guarda-fios e guarda-rios. Dos três irmãos atrás referidos, um deles vai se destacar pelo seu sentido de liderança, dedicação e sabedoria: JOAQUIM RIBEIRO DE AZEVEDO! Com diversos músicos de Tondela, de Molelinhos, do Botulho, de Tonda e de outras localidades vizinhas, recativou-se assim, em

20 de Maio de Maio de 1920, em grande plano, a Sociedade Filarmónica Tondelense. No reportório da altura, destaca-se a grande variedade de paso dobles ainda hoje executados por grandes bandas nacionais e estrangeiras, como por exemplo: “El Gato Montez”, Hespaña Cañi”, “Ecos Españoles”, “Suspiros de Hespaña”; “Geralda”, “Gallito”, “La Graça de Dios”, Esse Es El Mio”…. Rejubilando com o êxito da sua banda, a Vila de Tondela, logo decidiu (e com os poucos recursos da época), construir no Jardim Público da Vila, um lindo corêto, todo ele em granito e com cobertura metálica. Durante décadas, a banda de Tondela e outras que faziam questão em exibir-se na nossa Vila, deliciaram os Tondelenses com melodiosos concertos, nas noites quentes de Verão ou nas tarde de Domingo. Passados 10 anos de direcção musical do Sr. Dr. António Maria Cardoso verifica-se a impossibilidade do mesmo, assiduamente, dirigir a filarmónica. Foi então convidado, em 01 de Janeiro de 1930, o Sr. Júlio Fontes, conhecido Professor Primário. O mesmo aceitou mediante uma remuneração mensal de 250$00!! Ora, cedo se percebeu que a nossa banda não podia suportar tremendo salário para a época!

É aqui que nasce uma lenda para os tondelenses: Assume a regência da banda, o seu melhor elemento: JOAQUIM RIBEIRO DE AZEVEDO! Começa, então, momentos de grande euforia e qualidade musical. No Jornal “NOTICIAS DE TONDELA”, de 5/6/ 1931, podia-se ler: “A Sociedade Filarmónica Tondelense continua sendo a melhor banda civil do Distrito.” Nesse mesmo jornal, em 5/9/1931: “Música no Jardim – … a maior parte dos executantes da Sociedade Filarmónica Tondelense são de fora da sede do concelho, homens que têm as suas obrigações de sol a sol, no árduo trabalho dos campos.” Chegados ao ano de 1935, acontece um episódio infeliz e que hoje seria impossível: A banda foi contratada para tocar na Festa do Calvário, na Lageosa do Dão, e segundo reza a imprensa daquele tempo, a nossa banda, TOCOU TODA A NOITE, SEM CONTA, SEM PESO E SEM MEDIDA! Resultado: O Bispo de Viseu, D. José da Cruz Moreira Pinto, decide excomungar a Sociedade Filarmónica Tondelense! Ficou proibida de se exibir em festividades religiosas e todos os seus elementos foram inibidos de qualquer acto religioso, nomeadamente baptizados e visitas

pascais!!! Outras bandas passaram a exibir-se na Vila de Tondela, nomeadamente no feriado de Santa Eufémia. Que tremenda injustiça e humilhação, agravada com o facto de a maior fonte de receita ficar prejudicada. Não fosse a determinação dos seus dirigentes, do seu dedicado maestro e dos seus executantes e teria sido assinada a sentença de morte da nossa filarmónica. Só passados, 19 anos!!!! Em 17/06/1954, aquando do Cortejo de Oferendas para construção do Hospital de Tondela (conforme fez questão de escrever na partitura o Sr. Joaquim Ribeiro de Azevedo), a banda voltou a tocar numa procissão! Foi levantada a brutal e absurda excomunhão. A Banda tocou, então, a marcha solene GRANDIOSA! Em 1959, a banda volta a tremer! Tem falta de músicos e poucos recursos para comprar fardamentos. Era seu presidente, o Sr. António de Matos Silva. Convidada para participar no Concurso Nacional de Bandas Civis, o dedicado Maestro prepara a banda para tal certame. A peça que serviria de exame e outras que iriam ser executadas já foram encontradas e já se recuperaram. Mas, para tristeza daquele Maestro, a direcção decide não participar por um simples motivo: Falta de fardamento condigno! O desgosto do devotado maestro deve ter sido enorme, tanto mais que, passados 40 anos após a sua morte, ainda foi encontrado na sua mesinha de cabeceira o livro que descreveu como decorreu tal concurso onde ele tanto ambicionou e merecia estar. Em 1961, é criada a Comissão “Pró-Arte”, com o objectivo de angariar fundos para a compra de novo fardamento. Foram seus elementos: António Luís Nunes, António Neves, Arnaldo Henriques,

Armelim do Carmo, Afonso do Carmo, Henrique de Jesus, José Cilio Vale, Jorge do Carmo e Luiz Coimbra. Em 1/12/1962, a direcção decide dar um louvor ao Maestro: “Sejanos permitido, mais uma vez, destacar aqui, a acção do nosso querido e amigo, Sr. Joaquim Ribeiro de Azevedo, que tem emprestado a esta colectividade o melhor do seu saber e do seu interesse, sem o que a nossa filarmónica, estamos certos, não teria tido vida. A ele o nosso bem haja”. Em 1965, era Presidente da direcção, o Sr. Arnaldo Pessoa, a banda recebe um grande donativo. Um tondelense, de nome Albano Henriques, não se esquece da filarmónica tondelense e, em seu testamento, lega-lhe a quantia de 50.000$00. Com esta quantia, avultada para a época, a filarmónica decide fazer estudo com vista à construção de duas casas geminadas nos terrenos doados à Santa Casa da Misericórdia pela família Cardoso de Matos. A intenção era a aplicação daquela verba de forma a que produzisse rendimentos nos anos vindouros. Não passou de mera intenção. Com a falta de recursos financeiros para compra de fardamentos e recuperação de instrumentos, tal montante foi sendo utilizado para esses fins até se esfumar na conta bancária. Chegada à década de 1970, a banda decide criar 3 escolas de música: em Tondela, em Molelos e em Lobão da Beira. Em Tondela, era professor o Sr. Maestro Joaquim Ribeiro de Azevedo; em Molelos, o Sr. António Marques Ribeiro (mais conhecido por Duque de Molelos o qual foi fundador da SMIR); em Lobão da Beira, o Sr. Júlio Ferreira Lopes. Esta década de 70, vai trazer episódios trágicos para a nossa banda: Em 22 de Agosto de 1972, aos 78 anos de idade, quando se dirigia a casa do secretário da


GERAL 9

30/05/2013

FILARMÓNICA TONDELENSE filarmónica, Sr. Joaquim Duarte Pereira (Zé Beirão), conduzindo a pequena motorizada que a própria banda lhe tinha oferecido para as suas deslocações, o maestro Joaquim Ribeiro de Azevedo é vítima de um infeliz acidente de viação. A triste notícia corre rápido na vila de Tondela: “Morreu o maestro Joaquim Ribeiro de Azevedo!” Os tondelenses ficam chocados e a nossa banda perde o seu melhor e mais dedicado elemento, a sua trave mestra! Esteve, assim, este Grande Senhor, mais de 50 anos ao serviço constante, gratuito, permanente e diário, da sua e nossa banda filarmónica, dando, até, aulas de música, em sua casa, a todos os jovens que pretendiam aprender a arte musical. Na assembleia geral de 24/02/1973 é decidido realizar uma homenagem ao devotado maestro, mas tal homenagem nunca passou para além da colocação de uma simples lápide no túmulo do mesmo. Para dirigir a Filarmónica, a direcção decide convidar o filho do falecido maestro, o Sr. António Henriques Pereira, carinhosamente conhecido por “Tonito Ribeiro”, exímio executante de requinta. Não obstante não possuir as qualidades de seu pai, este Senhor consegue manter a filarmónica ao nível a que estava habituada. O Tonito Ribeiro vinha de bicicleta do Tourigo para Tondela para poder ensaiar. Quando assumiu a regência, a direcção da banda mandou consertar a motorizada com que seu pai teve o fatal acidente,

e ofereceu-lha! Mas, o azar perseguia a Filarmónica Tondelense! Por decisão lamentável do município de Tondela, é ordenado o desmantelamento do coreto que se encontrava no jardim público de Tondela, onde durante décadas, a nossa banda actuou para gáudio dos tondelenses. Vivia-se uma época em que não havia liberdade de expressão e o povo tondelense, teve que “engolir em sêco” este infeliz e injusto acontecimento. Em 25 de Abril de 1974, dá-se a revolução dos cravos e é devolvida a liberdade a todos os portugueses! Um grupo de tondelenses decide carregar os destroços do antigo coreto, que se encontravam depositados no local onde ainda hoje se realiza a feira semanal, e coloca-os de novo no lugar que lhe era devido. Exigiram a reconstrução do nosso coreto! Logo alguém decidiu fazer desaparecer tais destroços e, hoje, encontram-se os mesmos espalhados por propriedades privadas e alguns lugares públicos deste concelho. Depois deste acontecimento, o Jardim Público desta linda cidade, já foi remodelado duas vezes. Posteriormente, foi construído este lindo parque urbano, e a nossa banda, a única existente no concelho de Tondela, anda há mais de 40 anos a tocar no chão! Mas voltemos à direcção musical. Em 1977, morre vítima de cancro o Tonito Ribeiro. A Banda, em pouco tempo, fica órfã de dois dos seus mais dedicados elementos e dedicados

de José Manuel Cruz

Limpeza de sistemas de exaustão Limpeza de chaminés sem sujar Limpeza de caleiras / algerozes

Tlm: 919 281 411 - 963 840 938 Av. Dr. Afonso Costa, 443 * 3465-051 CAMPO DE BESTEIROS

Tondela 1940 maestros. Segue-se um período conturbado em que a banda é dirigida por vários regentes convidados, chegando a vir de Lisboa, propositadamente para o fazer, outro antigo executante e apaixonado pela sua banda, o saudoso tondelense, Sr. Felício do Carmo Ferraz. É eleito Presidente da direcção o Sr. António do Carmo Gonçalves (António Sobela) que imprimiu à instituição uma dinâmica de rigor, trabalho e disciplina. Contrata o Sr. Fernando Aires, Sargento reformado do exército português e residente em Lobão da Beira. Começaram a aprender musica as primeiras raparigas, corria o ano de 1977. Grande número de jovens acorreu à banda onde lhes foi ministrado o ensino musical. Em 1980 foi inaugurado um novo fardamento e, logo de seguida, um novo instrumental, ambos oferecidos pela Câmara Municipal de Tondela, presidida pelo Sr. Dr. António Tenreiro da Cruz. A banda viveu fase de grande fama, sendo convidada para actuações em todo o país, elevando e honrando o nome de Tondela. Destacam-se alguns concertos memoráveis: Jardim da Estrela, Pavilhão dos Desportos, Seia e Resende, entre outros. Alternando peças clássicas como INGLESINA, LA LEGEN-

DA DEL BESO, LAGO MALDITO com rapsódias modernas, tais como TUDO SÃO CANTIGAS OU APERITIVO POPULAR, a Sociedade Filarmónica Tondelense fez grandes e aplaudidas exibições. De 1982 a 1984, simultaneamente, existiu a ORQUESTRA LIGEIRA DA SOCIEDADE F I L A R M Ó N I C A TONDELENSE, que fez algumas exibições em Tondela e arredores, executando números como: ROCK VIRUTA, ONDE OF US, YESTERDAY, SERENATA DE SHUBERT…. Em 12/12/1982, morre subitamente, o Presidente da Direcção, António Gonçalves do Carmo. Pouco tempo depois, é eleita para o substituir, a filha daquele, a Srª. Drª. Lisete Henriques Gonçalves que, em memória a seu pai, dirige com dedicação a filarmónica, tendo como principal objectivo concretizar o sonho de seu progenitor: dotar a Sociedade Filarmónica Tondelense de uma sede própria. Em meados dos anos 80, é convidado para maestro o Sr. José Manuel Duque, músico da Banda da Policia de Segurança Pública. Passou a banda a executar peças musicais preferencialmente de música ligeira, tendo introduzido, na banda, a bateria tal e qual como a conhecemos hoje, e com grande agrado do público tondelense que, até aí, não estava

habituado a esse tipo de música. Durante mais de 90 anos a Filarmónica esteve sediada em, pelo menos, três casas emprestadas. Aproveitando a doação de um terreno na antiga Quinta da Mata, pelo Sr. Dr. Adriano Cardoso, saudoso benemérito desta cidade, a Sociedade Filarmónica Tondelense decide construir a sua própria sede. Em 07/04/1993 e, uma vez que a nossa banda não possuía os fundos necessários para ultimar a obra já iniciada, protocola com a Câmara Municipal de Tondela, presidida pelo Sr. Dr. António Tenreiro da Cruz, a continuação da mesma, a ser custeada pelo município, ficando este a usufruir do auditório ali construído e das casas de banho anexas, mas só no caso de a própria filarmónica deles não necessitar. Hoje mantém-se uma dúvida: É a sede da banda que está no Auditório Municipal ou é aquele que se encontra dentro da sede da Sociedade Filarmónica Tondelense? Não poderia aquele edifício ter na sua fachada principal, como acontece em todos os lugares do mundo, um símbolo, uma clave de sol, uma lira, que sinalize que ali está sediada uma instituição centenária que, sem fins lucrativos ministra o ensino da arte musical? Responda quem souber! Hoje, a nossa banda é dirigida pelo jovem e

talentoso Maestro, Mário Meireles Cruz, natural de Santa Comba Dão e a quem se augura um grande e promissor futuro na direcção musical. Em conclusão: A Sociedade Filarmónica Tondelense existe desde 1902, tendo vindo a divulgar a arte musical e honrando o nome de Tondela, da sua cidade e do seu concelho há mais de 100 anos! Tem sobrevivido através da dedicação dos seus directores, dos seus maestros executantes e sócios; de alguns beneméritos, nos quais destacamos a família Cardoso de Matos, o Sr. Albano Henriques e o Sr. Dr. Adriano Cardoso. De realçar, também, que sem o apoio que, ao longo destes últimos 35 anos, tem recebido do município, seria quase impossível a sua sobrevivência. Mas a cidade de Tondela está em dívida para com sua única banda filarmónica: Outras associações desta cidade, mais novas, já foram alvo de homenagens, atribuindo-lhe nomes de ruas ou pracetas, como os Bombeiros Voluntários de Tondela, o Clube Desportivo de Tondela e a ACERT. Estou convicto que, num futuro bem próximo, a cidade de Tondela, homenageando todos os fundadores, directores, maestros, executantes e sócios desta centenária colectividade, irá atribuir o nome da SOCIEDADE F I L A R M Ó N I C A TONDELENSE, a uma das artérias desta cidade e seja, de novo, erguido um coreto para que a banda possa voltar a deliciar os tondelenses com regulares exibições, sem que tenha de usar o chão como palco! FRANCISCO JOSÉ DE MOURA COUTINHO DA COSTA E SOUSA


10 CONCELHO

30/05/2013

Lobão da Beira

Ermida (Tondela)

ANTÓNIO PAIS FERREIRA

ANTÓNIO LOPES DE SOUSA

JANTAR COM O SR. BISPO Estão a decorrer as inscrições para o jantar que vai acontecer no dia 5 de Junho integrado na Visita Pastoral do Sr. Bispo de Viseu, D. Ilídio. Jantar esse que vai realizarse pelas 20 horas na Associação de Cultura e Recreio Ermidense e podem-se inscrever com o sr. Fernando Ferreira ou

PASSEIO CONVÍVIO DA CASA DO POVO Decorreu domingo dia 26 de Maio 2013, o passeio anual organizado pela Casa do Povo. Do trajecto anunciado podemos dizer que foi cumprido na íntegra. Muitas e boas paisagens puderam observar-se deixando os convivas satisfeitos. Pequeno-almoço arredores de Coimbra, (barragem da Aguieira), almoço Figueiró dos Vinhos e merenda no lindo aprazível local, o Piódão, por sinal menos bom, na medida em que estava frio. Viagem admirável, com (arredores de Pampilhosa da Serra), Cruz de Cristo ladeada de “velas”, e lindas flores nos seus arranjos, e em redor. Grato, outrossim, estar em Góis junto ao seu rio vendo quão belos são os arranjos para melhor acolhimento e lazer. Ao fim da tarde no regresso algum cansaço. mas alegria os rostos e cada qual ao seus lares.

DOENÇA DO PINHEIRO Nemátodo, assim é o nome dado à doença do pinheiro. É uma doença que pode muito bem provocar a mortalidade das árvores e aos bichinhos e alergias. Assim sendo, provavelmente aos humanos poderá suceder o que não se espera de todo. Na freguesia, tem sido constante a retirada de pinheiros e suas lenhas, mas por aí ainda existem outros com a moléstia, sem que sejam retirados no devido tempo. À boca cheia se diz, que os depósitos estão repletos de lenhas, (num ano de frio 2013), protelando, a recolha de novas unidades.

Mais um mal a precisar de um qualquer insecticida/pesticida como se também daí não advenham outras causas.

AINDA O TEMA DA LEI DAS SEMENTES Informamos, semana passada, e, sugerimos a consulta sobre o problema das sementes sua aquisição, recolha e certificado de qualidade. Assim o contempla a Lei que diz: “Desde 2004 que em Portugal é obrigatório registar variedades de plantas agrícolas e hortícolas no Catálogo Nacional de Variedades (CNV) antes de poder proceder à comercialização das respectivas sementes”. Norma saída da Comunidade Europeia será para cumprir?

ARRANJO DE VALETAS Na semana anterior maquinas e pessoal da Câmara efectuaram serviços de limpeza das valetas, limite da Canas e Limite de Lobão, concretamente, do cruzamento para Lobão vindos de Tondela até terrenos da fábrica da Naia. As terras oriundas dos trabalhos foram levadas para o maninho perto dos feitais. Material em espera para posterior utilização onde a necessidade o exija. O resultado apresenta maior limpeza e em caso de maior queda de água o escoamento fica mais rápido.

CRISMAS NO ARCIPRESTADO TONDELA Têm vindo a decorrer as acções de formação de Crismandos, com o fim de receberem o Sacra-

António Lopes de Sousa e as inscrições estão abertas até ao dia 2 de Junho.

2.º TORNEIO DE SUECA É já no próximo dia 1 de Junho que vai realizarse o 2.º Torneio de Sueca relâmpago, isto é, o Torneio vai realizar-se num só dia e o primeiro lugar recebe como prémio um pre-

sunto. Os três primeiros têm prémio e as inscrições podem ser feitas até ao seu inicio por 5 euros por equipa para sócios e 6 euros para não sócios e vai ser realizado em séries onde pelo menos cada equipa vai realizar 3 ou 4 jogos para assim passar a fase seguinte e terá o seu inicio pelas 20h30. Se gostas de jogar à sueca é só aparecer.

Tourigo

mento da Confirmação, aquando da presença do Sr. Bispo de Viseu D. Ilídio Leandro, em visita pastoral ao Arciprestado de Tondela. O lugar escolhido foi a Matriz de Tondela dia 09 de Junho.

MANUEL DA COSTA

LEMBRETE 3.º CONVÍVIO CONCELHIO NASCIDOS 1945 Para que conste é já domingo dia 03/06 a realização do 3º convívio dos nascidos no concelho de Tondela. A partir das 10,30 no recinto do Sr. dos Aflitos (Mosteiro de Fráguas) 12 horas santa missa e na sequência, almoço no restaurante Varanda do Criz, com acções variadas de entretenimento e regresso a seus lares.

SOBRE O PRÓXIMO PASSEIO DE MOTOS Como sempre o Cruzmaltina vai realizar o seu passeio de motas. Da internet rebuscamos: PÓLO 11 MALTINAS ; COLETE 15 MALTINAS Aos interessados em adquirir o vestuário para o anual passeio de motas deverá fazer o seu pedido na sede do Cruz Maltina ou para o contato 969876374 até ao dia 16 de Junho de 2013

OBRAS EM FASE DE CONCLUSÃO As obras de alargamento da rua Francisco José de Gouveia têm mantido bom ritmo de execução. O muro fica com a “fisionomia” que tinha deixando a rusticidade que lhe é particular. Um bom serviço á comunidade que perdoará no tempo.

NOTÍCIAS AFERT PASSEIO DE SÓCIOS O passeio de sócios de 2013 realizou-se no domingo passado, dia 26 de Maio, e teve por destino a cidade do Porto, na sua maior parte e, ainda, Gaia. O evento organizado pelo Núcleo de Eventos da AFERT, dedicado aos seus associados, proporcionou o conhecimento de alguns pontos de importante riqueza cultural. Começando pela Visita às Caves de Vinho do Porto Offley e prosseguindo com um belo passeio no Cruzeiro das Seis Pontes, ao longo do Rio Douro, estes foram apenas os “aperitivos” que abriram o apetite para o resto de toda a visita à cidade. Depois do almoço no restaurante Papagaio, os associados foram conhecer o Centro Português de Fotografia – cujo edifício fora em tempos idos uma prisão -, seguindo-se uma visita à Torre dos Clérigos e a Igreja aí existente. Houve ainda tempo para

uma passagem pela Avenida dos Aliados e pela Estação de S. Bento, seguida de uma visita à Sé do Porto. Quase a terminar o dia o nosso grupo de turistas teve ainda a oportunidade de visionar, brevemente, o edifício da Casa da Música, a entrada do Jardim de Serralves, uma das entradas do Mercado de Bolhão e por fim o Forte de S. Jorge. Este foi, deveras, um excelente passeio, pois a satisfação era visível praticamente em todos os rostos, não faltando nunca a boa disposição que tanto caracteriza esta família que é o corpo da AFERT. Um bem-haja a todos os participantes e um especial agradecimento aos organizadores desta excursão tão enriquecedora.

CAFÉ CONCERTO – NOITES VIVAS 2013 Aproxima-se a realização da terceira Noite Viva 2013 da AFERT. Este conceito, iniciado há cerca de

um mês, pretende promover noites festivas e temáticas, a decorrer de 15 em 15 dias durante toda a Primavera e Verão de 2013. Neste âmbito e já este sábado, dia 1 de Junho, teremos a presença do grupo musical SEM STRESS no palco interior, para um café concerto. Com hora de início marcada para as 22:30h, deixamos o convite aos associados e amigos para virem passar uma noite diferente, com a possibilidade de dar ainda um pezinho de dança. À mesa não faltarão uns belos petiscos. Marchas de Santo António Numa altura em que nos aproximamos da quadra festiva dos santos populares estão já a decorrer os ensaios para a participação da AFERT nas Marchas de Santo António 2013 – uma promoção do Município de Tondela no dia 15 de Junho. TEXTO: MÁRCIO SANTOS


CONCELHO 11

30/05/2013

Parada de Gonta

Freimoninho (Mosteirinho)

RODRIGO XAVIER

JOAQUIM VIEGAS DA CONCEIÇÃO

FALECIMENTO Na passada segundafeira, dia 13 de Maio, faleceu nos serviços paliativos do Hospital de Tondela o sr. José Marques Moreira, com 75 anos de idade, natural da Póvoa da Catarina, viúvo de Silvina da Conceição Jesus Almeida, falecida em 16 de Dezembro de 1974, natural também da Póvoa da Catarina, onde residiram largos anos em ambiente cordial, saudável, harmonioso e amoroso. Ficando viúvo muito jovem, com apenas 36 anos de idade, este nosso amigo José Moreira, conheceu nos anos de 76 um novo amor para a sua vida em Parada de Gonta onde novamente entrou na Igreja desta freguesia para receber as novas alianças de casamento com Cacilda Amália Amaral, que infelizmente neste dia 13 de Maio ficou viúva depois de 37 anos de vida que tiveram em comum na sua residência em Parada de Gonta. Ficam também na dor, mágoa e luto profundo, para além de sua esposa Cacilda, seus filhos, Ana Cristina de Jesus Marques Moreira, casada com António Francisco Amaral Cunha, e Lourenço do Amaral Marques Moreira, casado com Maria de Fátima da Cunha Pais, netas, as gémeas Barbara de Jesus Cunha e Luciana Jesus Cunha, neto Lourenço Pais Moreira, assim como outros familiares e amigos. Seu corpo esteve em câmara ardente na Capela de Nossa Senhora da

Conceição até às cinco horas da tarde do dia 14, seguiu depois para a Igreja Paroquial onde foi celebrada missa de corpo presente pelo Pároco António Flor de Dardavaz. Findas estas cerimónias seguiu-se o seu funeral rumo ao cemitério desta freguesia onde se incorporaram Pároco António Flor, Irmandade local, corporações das Ligas Eucarísticas de S. Miguel do Outeiro, Canas de Santa Maria e Parada de Gonta com seus estandartes, familiares e uma imensa multidão de amigos paradenses, da Póvoa da Catarina e de outros locais do Concelho e do Distrito. Toda esta imensa multidão se renderam a esta ultima homenagem merecida do amigo José Moreira, o qual seu corpo ficou sepultado no cemitério desta freguesia. Este nosso amigo José Moreira, mediante as circunstâncias da sua vida porque passou neste mundo, foi sempre um homem de luta, coragem, responsabilidade, familiar, trabalhador, honesto, amigo do seu amigo e sempre alegre e bem-disposto, até há mais ou menos

ARREND A-SE ARRENDA-SE APARTAMENTO PARA FÉRIAS NO ALGARVE JUNTO À PRAIA DE ARMAÇÃO DE PÊRA QUINZENA DE JULHO = 600 EUROS QUINZENA DE AGOSTO = 700 EUROS QUINZENA DE JUNHO E SETEMBRO = 500 EUROS TAMBÉM SE ARRENDAÀ SEMANA

Telem.: 962 911 060 * 919 005 159

três meses quando a sua vida mudou repentinamente derivado a problemas graves de saúde, com internamentos constantes no Hospital de Viseu onde lhes detectaram graves problemas de saúde dos quais nenhum médico, nem os cuidados hospitalares o puderam salvar. Chegou então a sua hora, dia, ano e precisamente o 13 de Maio em que Nossa Senhora de Fátima juntamente com Deus e Virgem Maria o chamaram para o Reino Divino tirando-o assim do sofrimento em que ultimamente vivia neste mundo. Para toda esta família que vive neste momento na dor do luto profundo, Jornal de Tondela e seu correspondente nesta Freguesia apresentam sentidos pêsames com desejos de paz para a alma deste nosso amigo José Moreira.

129.º ANIVERSÁRIO DA FREGUESIA A Junta de Freguesia de Parada de Gonta tem a honra de convidar todos os paradenses a estarem presentes na cerimónia comemorativa do 129.º aniversário da Freguesia de Parada de Gonta a realizar no próximo dia 2 (domingo) de Junho de 2013, pelas 11 horas no salão da Junta de Freguesia de Parada de Gonta, sito no Largo de Santa Ana, com o seguinte programa: 9h00 – Missa dominical em honra de todos os ex-membros da Assembleia e Junta de Freguesia; 11h00 – Sessão solene e apresentação pública do projecto de requalificação do Largo do Terreiro e Pavilhão Multiusos da ASSODREC; Assinatura de protocolo de colaboração entre a Junta de Freguesia e o Município de Tondela.

“AOS 94 ANOS A INFORMAR” Não podia deixar de agradecer ao senhor Antonino dos Santos de Vila Nova da Rainha pelos elogios que me fez o favor de me dirigir na última edição do Jornal de Tondela. Amigo Sr. Antonino eu fui durante alguns anos correspondente do nosso jornal, mas agora só escrevo de vez em quando. O que me fez deixar de ser correspondente foi motivado por um problema muito grave que eu tive na minha vida e que me levou a pedir a “demissão” porque não tinha coragem de escrever. A redação sabe qual era o problema e houve quem me desse coragem para continuar. Havia assinantes que me diziam que assim que abriam o jornal procuravam em primeiro lugar as notícias de Mosteirinho e era com grande tristeza que não viam notícias minhas. Mas como eu sabia que isso não resolvia nada fez com voltasse a escrever não com o compromisso de correspondente mas para dar notícias de vez em quando. Tenho esse bichinho

na minha cabeça que me leva a escrever e dar notícias desta freguesia que ainda se chama Mosteirinho, mas mais concretamente de Freimoninho que é onde resido. Eu tenho vício da escrita e leitura e também da convivência com as pessoas não sei se o meu amigo Antonino sabe que eu também falo às segundas-feiras para a Emissora das Beiras com os estúdios no Caramulo. Isto acontece a seguir ao noticiário das 11 horas no programa da D. Maria Helena. Há muita gente que me ouve também é o tal bichinho que aos 94 anos não quer que eu pare mas sim que eu me mexa. O caro amigo dizia que foram os bons ares do Freimoninho que me ajudaram a chegar a esta idade. São de facto os bons ares mas também não é

tudo é mais alguma coisa que eu não sei explicar. Infelizmente não se consegue evitar que morram pessoas bastante novas. Há relativamente pouco tempo morreu uma neta minha com 31 anos de idade que me era muito querida, mas amigo não quero falar nestas tristezas, porque o Senhor não tem culpa. O Sr. Antonino disse que me dizia que gostava de conhecer o velho Viegas pois isso também não é coisa muito difícil porque somos do mesmo concelho que é Tondela e se quiser dar-me o prazer de falarmos nem que seja pelos telefones: 232866289 ou 915131201. Depois de falarmos podemos nos conhecer pessoalmente quem sabe. Um abraço Sr. Antonino e até uma nova oportunidade.

NEUR OL OGIA NEUROL OLOGIA DR. PETER GREBE

TRATAMENTO DE ENXAQUECAS/CEFALEIAS DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO

CONSULTAS E MARCAÇÕES Tondelmédica Telef.: 232 821 815 Rua Dr. Flausino Torres - Tondela

O ESTADO DO TEMPO PARA OS PRÓXIMOS DIAS DIA

TEMPO

MÁX.

MIN.

5.ª

Ensolarado

19.ºC

9.ºC

6.ª

Ensolarado

22.ºC

11.ºC

Sáb.

Ensolarado

23.ºC

12.ºC

Dom.

Ensolarado

24.ºC

11.ºC

2.ª

Ensolarado

23.ºC

11.ºC

3.ª

Ensolarado

23.ºC

11.ºC

4.ª

Ensolarado

22.ºC

11.ºC

TEM AUTOMÓVEL? O SEGURO É OBRIGA TÓRIO! OBRIGATÓRIO! Está consciente das coberturas contratadas? Tenha entre si e a companhia de seguros um especialista. Preços especiais. CONTACTE: Eduardo Marques - Mediador de Seguros Rua Dr. Marques da Costa (junto à Escola de Condução) Tondela - Telef. 232 813 026 ou 91 762 79 57


12 CONCELHO

30/05/2013

Caparrosinha (Caparrosa)

Vila Nova da Rainha

J. A.

ANTONINO DOS SANTOS

CHEGOU E PARTIU FELIZ FESTA À NOSSA SR.ª DE FÁTIMA E SENHORA AUXILIADORA Caparrosinha celebrou a festa a nossa Senhora de Fátima e nossa srª Auxiliadora, nos passados Domingos dias 19 e 26 respectivamente. A missa à Sr.ª de Fátima foi celebrada na igreja da nossa Srª da Conceição, em Caparrosinha, pelas 15 horas seguida de procissão pela parte antiga e habitual, com prolongamento ao lugar da Feiteira. Todo o percurso estava atapetado por um manto verde e de flores. O tempo manteve-se bom, começando por chover no final da procissão. As mordomas cessantes Sandrina e Manuela, passaram o testemunho para

o próximo ano, às mordomas Helena e Dina Almeida. No domingo dia 26, teve lugar a festa da nossa senhora Auxiliadora, com celebração da missa campal pelas 16horas, junto ao nicho da senhora Auxiliadora. A missa foi presidida pelo padre Felisberto, onde realçou a importância da fé em nossa senhora Auxiliadora na solenidade da Santíssima Trindade. “…Hoje vivemos mais uma vez este Domingo iluminados por Cristo ressuscitado, unidos e guiados pelo seu espírito Santo, acolhidos pelo pai de misericórdia…”o cântico de entrada que nos dizia:”… vivemos a nossa glória da Santíssima Trindade…”. A tarde esteve

fresca sem chuva pelo que ajudou muito à festa. Como já é habitual, no final houve um lanche partilhado por todos os presentes, onde todos se puderam associar, proporcionando uma tarde de festa, alegria e de franco convívio. Os mordomos cessantes Abílio e Júlio Figueiredo juntamente com os seus, familiares, não deixaram nada ao acaso. O som foi de excelente qualidade, ou não sejam os detentores de qualidade nesta área. Os Mordomos cessantes passaram o testemunho para o próximo ano ao José e Artur Gonçalves. Hoje houve primeira comunhão para as meninas desta aldeia, Margarida Gonçalves e Raquel Pinheiro da Cruz.

“Vós sois uma paróquia de gente bairrista que, trabalha e reza. Que sabe receber seu Bispo. Sinto-me bem entre vocês. Fui bem recebido por todos.” O Correspondente ouviu estas palavras e muito mais por que o seguiu quase por toda a freguesia. Na primeira visita, aos meninos do Jardim Infantil, o Sr. Bispo deixou palavras de ternura, de carinho aos quatro meninos que ainda ali se encontram (3 postos de Trabalho). Uma criança da creche leu (ainda que timidamente) um pequeno texto para mostrar ao Ilustre visitante que naquele ATL há trabalho. Dali partiu para a Gândara onde era esperado por um bom punhado de pessoas na sua capela. Aclamado, porque ali mora a Sagrada Família de Nazaré, o Sr. Bispo escolheu o tema a “Família” dirigindo palavras de esperança, mas, também de fé. “É preciso acreditar”, disse o Chefe da Igreja Visiense.

As Associações Culturais e Junta de Freguesia, bem como as poucas Empresas abriram suas portas e retribuíram-no com lembranças, testemunho pelo apreço ao Prelado. “É a terceira vez que venho à vossa Paróquia: em 1970 para visitar a Igreja em obras de que muito me falavam, ainda era estudante. Em 1989 para participar na ordenação do padre José Marcelino Pereira, finalmente, em visita Pastoral.” A visita Pastoral terminou no domingo, 26 com missa e Crisma administrada a 13 crismados. A Santa missa concelebrada pelo Bispo D. Ilídio Pinto Leandro ajudado pelo pároco sr. António Flor e o Diácono Felisberto teve muita expressão com uma assembleia há muito não vista na nossa igreja e a preciosa participação do Grupo Coral Litúrgico que o sr. José Carlos tão bem preparou, deu lugar a um almoço convívio servido nas instalações da ARCH a mais de uma centena de

convivas onde se podia ver o filho da terra sr. Padre José Marcelino Pereira, actualmente a paroquiar Vouzela e Cambra. O bairrismo que o Prelado levou no seu coração foi-lhe transmitido pelos aplausos, particularmente pelos caminhos atapetados com pétalas de flores colhidas por um grupo de trabalho ligado à Associação, o qual fez algumas horas de noite para que nada faltasse. A igreja estava lindíssima, ornamentada a gosto. Podemos classificar a visita pela positiva pela resposta dos paroquianos. Até daqui a 10 ou 11 anos Sr. Bispo... Um grande bem-haja em nome da Paróquia de Vila Nova da Rainha do Santíssimo Nome de Jesus seja o protector deste jovem Prelado. Deixamos uma referência à Junta de Freguesia na pessoa do sr. Abílio Santos pela assistência ao Sr. Bispo, com a sua presença. Esteve em todas as visitas.


REPORTAGEM 13

30/05/2013

Clube Desportivo de Tondela

Campeões distritais de juniores passados 30 anos No sábado, 25 de maio, houve festa no sintético do complexo desportivo do Estádio João Cardoso, depois dos juniores do Clube Desportivo de Tondela se sagrarem campeões da Associação de Futebol de Viseu. Bastava a vitória da confirmação por 4-1 sobre os Viriatos na última jornada da fase final de acesso ao nacional para transformar um final de tarde de sábado num São João antecipado. Festa que se estendeu aos balneários e à sala de imprensa com o presidente do clube Gilberto Coimbra, o treinador Steven Gonçalves e o capitão de equipa Francisco Ramos a explicarem a chave do sucesso. O êxito desta conquista para os jovens atletas tem um significado especial não apenas pelo feito em si alcançado, mas também porque representa algo inédito trinta anos depois de atletas de outra geração também o terem conseguido na época de 1982/1983.

Este trabalho foi alicerçado em dois responsáveis do Clube Desportivo de Tondela que lideraram toda a coordenação do futebol jovem, Paulo Freitas e Rui Manaia. Estes dois elementos foram ao longo da época a ponte entre os escalões da formação e a direção do clube.

Antes da sala de imprensa ser invadida pelos jovens campeões, o presidente Gilberto Coimbra enalteceu o feito como a vitória da humildade, anunciando para breve uma cooperação estreita com um clube da região onde todos estes atletas juniores poderão evoluir numa equipa de seniores.

Responsáveis pela formação há 30 anos

O treinador Steven Gonçalves também era um homem feliz no final, apelidando esta vitória como algo construído com muito trabalho, dignidade e caráter, quando muitos chegaram no início do campeonato a colocar em causa o projeto que estava traçado para a equipa de juniores.

O jovem técnico partilhou o sucesso alcançado com o seu adjunto Hugo Pizarro e o treinador dos guarda-redes, Domingos Costa, lembrando a particularidade deste ter feito parte da última equipa a conseguir o título de campeão de juniores distrital do CD Tondela. Mas este título tem

mais curiosidades, uma delas alia o pormenor de Eduardo Silva atual diretor desportivo dos juniores ser filho de Luís Silva, já falecido, antigo treinador que também esteve ligado a essa mesma equipa de juniores que se sagrou campeã da Associação de Futebol de Viseu. Nessa época dourada para o futebol jovem do CD Tondela quem terminou a época ao leme da equipa foi Alfredo Alexandre, homem com passado neste clube quer como atleta, quer como treinador. Por entre o delírio dos jovens campeões, Francisco Ramos foi o último a falar demonstrado grande maturidade perante o presidente do clube, o treinador e os seus companheiros. O capitão de equipa enalteceu o espirito de união do grupo, destacando o empenho de todos tal como o presidente já o tinha referido, ou seja, que este feito se deveu à grande humildade que todos manifestaram do princípio ao fim do campeonato. ARMÉNIO PEREIRA

Campeões em 1982/1983

JORNAL DE TONDELA - A CIDADE E O CONCELHO SEMPRE EM FOCO


14 DESPORTO

30/05/2013

Tonda

Tondela

Jantar de fim de época AEFDT reforça aposta do CD Tondela no Voleibol

O plantel profissional do Clube Desportivo de Tondela antes de partir de férias participou num jantar convívio no restaurante “Três Pipos” em Tonda. Este ano a paragem competitiva será mais alargada porque os atletas terão cerca de mês e meio de descanso ao contrário do ano passado que depois de disputarem a fase de subida (play-off) os jogadores e equipa técnica tiveram que regressar ao trabalho em pouco mais de 15 dias. Um jantar oferecido pelo restaurante “Três Pipos”, em Tonda tal com acontece no Natal foi o ponto de encontro para cerca de três horas de convívio, mas também para se fazer um balanço desportivo com todos sentados à mesma mesa perante alguns convidados. Este momento foi também aproveitado para tan-

to a direção presidida por Gilberto Coimbra e a equipa técnica liderada por Vítor Paneira deixar uma mensagem importante aos jogadores antes da partida para férias. Neste convívio do Clube Desportivo de Tondela participou também o vicepresidente do município, José António de Jesus, e o vereador do pelouro de desporto da autarquia, António Dinis. O primeiro reforçou a importância de todos continuarem a desempenhar com a máxima dignidade a missão que lhes compete. O treinador Vítor Paneira para além das palavras simpáticas endereçadas a todos os presentes a principal mensagem foi dirigida aos jogadores, porque apesar de ter considerado esta época de estreia num campeonato profissional positiva para o ano a exi-

gência irá aumentar. Quem ficar será obrigado a fazer mais: “Não nos podemos acomodar ao que fizemos esta época…”. A responsabilidade será maior “deixámos uma imagem muito forte neste campeonato, de uma equipa organizada, ambiciosa mas para o ano temos de mostrar muito mais…”. Para Vítor Paneira o patamar de exigência terá de ser maior e “aos que ficam comigo vou exigir mais do que exigi este ano, admitindo contudo que os jogadores o fizeram crescer como treinador e como homem”. E por entre palavras de incentivo foi avisando: “Que ninguém se acomode ao 10º lugar alcançado, porque estamos a projetar uma época completamente diferente para melhor…”.

No passado dia 18 de Maio, a Escola de Formação de Voleibol da Associação de Educação Física e Desporto de Tondela (AEFDT) fez-se representar no Encontro Regional de Viseu de Gira Vólei. Este teve lugar em Sátão e contou com a presença de diversas equipas de voleibol, na sua grande maioria oriundas do desporto escolar. Apesar das nossas jogadoras treinarem apenas uma vez por semana e nunca tePor seu lado, o presidente do CD Tondela, Gilberto Coimbra agradeceu aos proprietários do restaurante “Três Pipos” (António Miranda e João Cavaleiro) a gentileza de oferecerem o jantar de final de época ao clube à semelhança do que acontece no Natal. Este agradecimento foi extensivo ao apoio que tem sido dado pela Câmara Municipal de Tondela. Neste jantar o presidente salientou a classificação alcançada que ditou o 10º lugar que lhe permite ser cabeça de série na Taça da Liga da próxima época, mas tal como o treinador na próxima época também ambiciona mais do que foi alcançado. Gilberto Coimbra ressalvou que todos os joga-

rem participado num evento desportivo do género, as 4 duplas da AEFDT tiveram um desempenho fantástico ao longo deste encontro. Segue-se agora a preparação para os Jogos Desportivos de Tondela, que irão decorrer em Julho. Por fim, resta agradecer aos encarregados de educação pelo acompanhamento e confiança depositados na AEFDT. AEFDT

dores do plantel puderam ir de férias com os salários em dia e isso não é muito comum de verificar nas restantes equipas do campeonato da 2ª Liga. O presidente do Tondela quer ainda mais brio, profissionalismo, entrega e dedicação em 2013/2014. Sem entrar em grandes pormenores o dirigente lembrou: “Este ano fui muito condescendente com problemas que foram havendo, mas para a pró-

xima época não contem com tanta condescendência, porque só assim é que vamos conseguir os nossos objetivos…”. Gilberto Coimbra reconhece que tem uma equipa respeitada, “posso dizer que fomos das primeiras a receber os parabéns da Liga Profissional de Futebol pela sua conduta, mas para o ano teremos que ser ainda melhores…”. ARMÉNIO PEREIRA

Material e Produtos de ferro para Serralharia Civil e Construção Civil

MATERIAL PARA APICULTURA ADIÇA - TONDELA TELEF.: 232 816 963 * FAX: 232 817 805 E-MAIL: geral@araufer.pt


DESPORTO / INFORMAÇÃO 15

30/05/2013

Luxemburgo

Atleta português conquistou mais um título europeu de powerlifting Aníbal Coimbra sagrou-se recentemente campeão europeu de powerlifting pela quinta vez ao estabelecer um novo recorde de 1.040 kg nos três levantamentos, constituindo um novo recorde na categoria de menos 105 kg. Este título foi conquistado na República Checa, em Pilsen, um ano depois de se ter sagrado campeão na Ucrânia na altura com recorde de 1.010 kg. O atleta começou a competição na flexão de pernas, levantando 380 kg, para depois chegar aos 402, 5 kg. No movimento de banco aumentou o seu recorde em cinco quilos, alcançando os 265 kg. O atleta português viria depois a terminar a prova com 372,5 kg em peso morto, perfazendo um total de 1.040 kg nos três movimentos. Aníbal Coimbra foi secundado pelo ucraniano Oleksiy Bychkov com 1007,5 kg, os mesmos que os terceiro classificado, o russo Andrey Surbenkov. Temos desde há vários anos acompanhado a

TELEFONES ÚTEIS 112 - NÚMERO NACIONAL DE EMERGÊNCIA 117 - PROTECÇÃO À FLORESTA 800 206 656 - RECADOS DA CRIANÇA 800 203 531 – LINHA DO CIDADÃO IDOSO HOSPITAL DE TONDELA -------- 232 819 060

FARMÁCIAS

Campo de Besteiros

Farmácia Almiro --------------------- 232 851 290

Canas de Santa Maria Farmácia Soares -------------------- 232 841 323

Guardão Farmácia do Caramulo ------------- 232 861 257

Tondela Farmácia Gama Vieira ------------Farmácia Horta ---------------------Farmácia Moura --------------------Farmácia Tomaz Ribeiro -----------

232 841 259 232 822 304 232 822 237 232 822 227

Lageosa do Dão Farmácia Lageosa ------------------ 232 957 478

Molelos Farmácia de Molelos --------------- 232 813 957 carreira deste desportista no Luxemburgo, tendo em conta as suas raízes familiares no Botulho, localidade, onde residem os seus pais, Aníbal Marques Simões e Glorinda Batista Coimbra Simões. No verão o campeão de powerlifting costuma visitar a sua família residente no concelho de Tondela. Já no decorrer deste

ano, Aníbal Coimbra tinha sido homenageado pela F e d e r a ç ã o Luxemburguesa de Halterofilia, Luta e Powerlifting pela revalidação do título de Campeão do Mundo desta última modalidade conquistado em Porto Rico no mês de novembro de 2012. Nesta cerimónia estiveram presentes dirigen-

tes desta federação do Grão-Ducado, tendo o atleta português referido na ocasião que para além da enorme satisfação de juntar tantos títulos ao seu palmarés não esqueceu todos aqueles que têm contribuído para as suas conquistas internacionais. Entre estes foi destacado o nome do seu treinador Alain Hammang. ARMÉNIO PEREIRA

Molelos

Torneio de futebol juvenil

S. João do Monte Farmácia Ribas de Sousa -------- 232 862 119

Tourigo Farmácia do Tourigo ---------------- 232 871 042

CENTROS DE SAÚDE Barreiro de Besteiros --------------Campo de Besteiros ---------------Canas de Santa Maria ------------Caparrosa ----------------------------Caramulo -----------------------------Lageosa do Dão --------------------Lobão da Beira ---------------------Molelos -------------------------------S. João do Monte ------------------Santiago de Besteiros ------------Tonda ----------------------------------Tondela -------------------------------Vilar de Besteiros -------------------

B. V. Tondela

Nota de Imprensa No próximo sábado, dia 1 de junho, a Associação “Os Galfarritos” Academia Futebol – Molelos, organiza o 4º torneio futebol Infantil “os Galfarritos” - Dr. Elísio de Matos no complexo desportivo do Vale da Pata. O evento deste ano também apadrinhado pelos jovens da freguesia de Molelos, Miguel Rodrigues (jogador da Associação Académica de Coimbra – Júnior A) e Micas (jogadora do Boavista e da Seleção Nacional, recentemente vencedora da Taça de Portugal). O torneio decorrerá entre as 9h e as 18h, no Campo Vale da Pata em Molelos e conta com a presença de 8 clubes, divididos por 17equipas em 4 escalões, num total de 200 atletas. A população está convidada à assistir à festa do futebol entre os mais jovens.

O Clube Desportivo de Tondela prolongou esta sexta-feira (24 de Maio) o contrato com o defesa Edson Silva, sendo agora válido até Junho de 2014. O jogador estava em final de contrato mas fará parte do plantel 2013-2014. Cinco jogadores do plantel profissional do Clube Desportivo de Tondela que terminou no passado sábado (18 de Maio) a época 2012-2013 estão em final de contrato e os seus vínculos com o clube não serão prolongados na próxima época. Magano, Luís Aurélio, Fonseca, Dyego Sousa e Tiago Carneiro terminam ligação com o CD Tondela no próximo mês de Junho. A Direcção do Clube Desportivo de Tondela agradece o profissionalismo e dedicação de todos enquanto ao serviço do clube e deseja-lhes os maiores sucessos pessoais e profissionais.

232 871 209 232 851 497 232 841 172 232 856 290 232 861 499 232 958 347 232 822 434 232 822 638 232 866 137 232 851 112 232 816 373 232 814 040 232 841 319

BOMBEIROS

Tondela -------------------------------- 232 814 110 Lageosa do Dão --------------------- 232 957 366

B. V. V. Besteiros Campo de Besteiros ---------------- 232 857 000 S. João do Monte ------------------- 232 866 166

GNR Campo de Besteiros ---------------Caramulo -----------------------------Tondela -------------------------------Guarda Florestal --------------------

232 851 387 232 861 326 232 819 370 232 813 775

TRANSPORTES Táxi (Tondela) ------------------------ 232 822 067 Táxi (C. S. Maria) ------------------- 232 841 123

MUNICIPAIS Municipio de Tondela --------------- 232 811 110 Posto Turismo de Tondela -------- 232 811 121 Posto Turismo do Caramulo ------ 232 861 437


16

Sudoku

Momentos de Poesia 30/05/2013

MARIA DA CONCEIÇÃO

SOLUÇÃO DO NÚMERO ANTERIOR

Se o Mundo fosse um lago de água mansa Em vez dum mar revolto, assustador, Não acabavam nem fé, nem esp’rança, Nem a partilha dum fraterno amor! Se em vez de ser vulcão que expele da pança, Ao seu redor, poder destruidor, Mas, antes, meigo olhar que tem criança, Ou seu sorriso sempre encantador! Não se ouvia mais o vento forte Que lá dos infinitos traz a morte, Nem o trovão que o raio fez cair. Pra todos é melhor a leve brisa, Com a bênção de Deus ao que se giza, E traga a cada um melhor porvir!

Caleidoscópio MVC

TRANSCRIÇÕES

Palavras cruzadas MANUEL DA COSTA Horizontais: 1-Pessoa que considera o mundo como pátria. 2- Condutor de avião. O milhar. 3-Mão lida ao contrário. Tesouro público. 4-Gestão de acidentes de trabalho (inic.). 5-Mulher que carda. 6-Unir. Objecto de defesa. 7-Pren pes. 2.ª pes. sing. Casa. Plural de um tempero de comida. 8-Parte do lombo dos animais entre a pá e o cachaço. 9-Nome de mulher. Ave que canta. 10-Renda ou pensão anual. Macho da mula. Metade de ermo. 11-Compartimento da casa. Nome de letra. Rua. Verticais: 1-Animal mais amigo do homem. Procuraras. 2-Ovário de peixe. Desvaira, enlouquece. 3Antónimo de não. Sorri. Metal sem o começo. 4-Mulher ruim. Natural da Dalmácia. 5-Poesia própria para canto. Lavra. 6-Colocar. 7-Santo a que é destinado uma capela. Goste muito. 8-Difíceis de encontrar. Sem roupa. 9-Arremedara. 10- Irmão do pai. Nota musical. Monarca. 11-Outra coisa (antigo) Pequenos rios. Pedra de altar.

‘Podemos acreditar que tudo que a vida nos oferecerá no futuro é repetir o que fizemos ontem e hoje. Mas, se prestarmos atenção, vamos nos dar conta de que nenhum dia é igual a outro. Cada manhã traz uma bênção escondida; uma bênção que só serve para esse dia e que não se pode guardar nem desaproveitar. Se não usamos este milagre hoje, ele vai se perder. Este milagre está nos detalhes do quotidiano; é preciso viver cada minuto porque ali encontramos a saída de nossas confusões, a alegria de nossos bons momentos, a pista correcta para a decisão que tomaremos. Nunca podemos deixar que cada dia pareça igual ao anterior porque todos os dias são diferentes, porque estamos em constante processo de mudança.’ PAULO COELHO- ESCRITOR BRASILEIRO

SER FELIZ ‘Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e tornar-se autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus cada manhã pelo milagre da vida. AUGUSTO CURY- PSIQUIATRA E ESCRITOR BRASILEIRO

BORDALO E OS POLÍTICOS «A política é uma coisa que cheira bem a uns e cheira mal a outros. A política está na barriga e é pela barriga que se conhecem os grandes políticos D’antes chamava-se político a qualquer sujeito que cumprimentava sempre a todos com muita amabilidade em vésperas de eleições. Chama-se “Grande Político”: a todo o indivíduo (ainda que seja da marca de Judas) que se sabe abotoar. Politiqueiros: aqueles que fazem política... para levar a vida... Politicões: aqueles que já têm o rabo pelado com a política. Políticos honrados: aos que viram a casaca muitas vezes segundo lhes sopra o vento... Político independente, noticioso, literário e comercial, a todo e qualquer jornal que recebe subsídio Eis aqui um dos muitos que arrotam postas de pescada a favor do povo esmagado com décimas... para subirem ao poleiro e, depois de se lá pilharem... Porque tal, porque o povo pode e deve pagar mais! É a política de todos!» S. SANHUDO IN SORVETE A 23/3/1884

Reflexão da Semana Solução do n.º 1153 Horizontais: Quiromantes, umbela, oito, eau, assinar, TAP, amora, casas, copas, d, i, arama, calem, sé, a, anidrido, el, lata, rira, a, asu, colorir.

Ponto Final

QUE CESSE A FÚRIA

A felicidade não está em fazer o que a gente quer e sim em querer o que a gente faz. JEAN-PAUL SARTRE, FILÓSOFO, ROMANCISTA, E POLÍTICO FRANCÊS, 1905-1980)

MANUEL VENTURA DA COSTA

Nunca é tarde

S

e há gente que pensa tudo conhecer e nada sabe, há também os que, reconhecendo que pouco sabem, vão sempre procurando enriquecer-se culturalmente. E nestas coisas do saber há ainda muitos que, erradamente perfilham a ideia de que só nas Universidades se adquire o verdadeiro conhecimento das coisas e das pessoas. Em contrapartida, outros há que a partir de certa idade e escondendo-se atrás do velho ditado que diz que «burro velho não aprende línguas», se acomodam, param, esquecendo, até, por vezes, o pouco que aprenderam. Ora, nunca é tarde para aprender e, hoje, felizmente, são muitos os caminhos que conduzem aos locais de aprendizagem. E para que a cultura «seja aquilo que resta quando tudo se esqueceu», é necessário, no entanto, saber qualquer coisa. E esse «qualquer coisa» está ao alcance de cada um de nós. A cultura é, sem discussão possível, um dos grandes estimulantes da vida. Ela contribui para enriquecer o espírito e o seu abandono caracteriza a decadência e traduz-se sempre numa derrota da liberdade. Elemento essencial do conhecimento, ela é um viático que nos acompanha no difícil caminho da verdade. É uma bagagem indispensável para o entendimento humano e a única arma para vencer a servidão. Na discussão sobre a igualdade a cultura que cada um traz consigo, é a maior fonte de vitalidade e um contributo essencial para a autonomia do indivíduo. E esses conhecimentos servem, sobretudo, para melhor compreendermos os problemas sociais, económicos, mediáticos e humanos quando com eles confrontados. Tudo isso nos ajuda também a captar melhor, e melhor compreender as inovações culturais da época em que vivemos sem no entanto sacrificar ou esquecer a importância dos feitos passados. A cultura é prazer e necessidade, como tudo o que é essencial na vida, do amor ao bom vinho, pois muito embora prazer e necessidade sejam de sinais opostos, com ela, eles completam-se. Para que a cultura seja «aquilo que resta quando tudo se esqueceu», é necessário, no entanto, saber qualquer coisa. Hoje os caminhos de acesso à cultura são imensos e não cessam de se melhorar. Se antigamente as elites das grandes cidades se cultivavam mais facilmente que as populações da província, hoje essas populações, quando há vontade e curiosidade podem também aceder facilmente ao conhecimento das coisas. Cultiva-se ainda hoje a ideia errada de que só nas Universidades se aprende. Embora o autodidacta tenha sempre existido, hoje ele tem a tarefa mais facilitada graças às novas tecnologias da informação. Hoje só não aprende e só não se cultiva quem não quer. Nunca é tarde para aprender.

JT 1154  

Jornal de Tondela