Page 1

DESTAQUE

Ano XXVIII - Nº 1.449 • Fundado em 12/05/1989

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

1

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017 • GRÁTIS 1 EXEMPLAR

Look

da Semana

APARTAMENTO – Alugo, 3 qtos, suite, coz, sl, gar – Rua Pedro Simão Vaz, 224 – Jardim Anjos – (35) 99166.3535 e (35) 99139.2102 APARTAMENTO – Alugo, 3 qtos, suíte, varanda – Ed. Assunção – 99954.5004 APARTAMENTO – Vendo, 3 qtos, suíte, garagem – Rua Dr. José Gonçalves, 55 – 98803.2113 APARTAMENTO – Vendo, cobertura – Esplanada – 99957.9754 APARTAMENTO – Alugo, no Jardim Anjos, 4qt, 4bh, 3sl, coz, área, desp, var, gar, DCE – 99985.0251 E 98852.4678 APARTAMENTO – Alugo, 2qt, sl, cp, bh, coz, var, gar – Jardim dos Anjos – 99985.0251 e 98852.4678 BARRACÃO – Alugo – Pará de Minas – 99947.6188 e 99918.2296 BARRACÃO – Alugo – Rua Capivari, 4 – 98846.8901

Continua na página 2

Luana Teixeira

(Pág. 7)

Voluntários iniciam a criação da APAC em Bom Despacho (Página 11) Fiscais procuram mosquito da dengue nas residências (Página 4)


2

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

DESTAQUE

JOGO DE COPA – Vendo – 98827.0208 e 99103.0339

Continuação da página 1 BICICLETA – Vendo, Caloi 10 – 99992.5550 BICICLETA – Vendo, feminina – 99993.7171 BICICLETA – Vendo, infantil – 99875.3031 CARRETINHA – Vendo – 99997.6575 CASA – Alugo, 2 quartos – Rua Maranhão, 47 – Rosário – 3522.5778 e 99803.6634 CASA – Alugo – Rua Almenara, 404 – Santa Marta – 99947.6188 CASA – Alugo, 2 qtos – Rua Maravilha, 305 – São Vicente – 99982.5325 e 99169.0997 CASA – Alugo, 2 qtos, sl, coz, bh – Rua Mariana, 10 – Santa Rita – 99110.2369 e 3521.1253 CASA – Vendo – 3 qtos, sl, copa, coz, 2 bh, suíte, garagem – Rua JK, 146 – Santa Rita – 99860.7734 CASA – Vendo – Av. Dr. Juca, 295 – 99999.5493 CASA – Vendo – Esplanada – 98855.1644 CASA - Vendo – Jaraguá – 98832.0753 CASA – Vendo – Jardim dos Anjos – 98808.1372 CASA – Vendo – Pará de Minas – 99947.6188 e 99918.2296 CASA – Vendo ou alugo – Rua Passos, 696 – São Vicente – 9999.5195 CASA – Vendo ou troco – 2 qtos, sala, coz, bh - Capivari dos Marçal - 99949.0831

Rua Vigário Nicolau, 297 • Centro • Bom Despacho

JOGO DE MESA – Vendo – 99875.4036

3522.4714 - 3427.1909 (Vivo Fixo) 99194.2043 - 99137.2540 www.sergiocalaisimoveis.com • sergiocalais@hotmail.com.br

KOMBI – Vendo ou troco por Uno - 99955.1567

WhatsApp (37) 98843-7399 Profissionalismo e Credibilidade para Você e Sua Família

IMÓVEIS de ALUGUEL - Apartamentos de 3 quartos no Centro, São Vicente, Jardim América e na Avenida das Palmeiras - Excelentes apartamentos na Praça Antônio Leite, sendo um por andar - Casa de 1 quarto nos bairros São Vicente e Santa Lúcia II - Casa de 2 quartos no Santa Ângela, São Vicente e Simião Ferreira - Casa de 3 quartos nos bairros Santa Efigênia, Jardim Anjos, Calais, Rosário, Ana Rosa, Babilônia, Santa Lúcia II e no Centro - Clínica Médica e/ou Odontológica com 4 consultórios - Casa de 4 quartos no Bairro Jardim América com sauna, piscina, churrasqueira e fogão a lenha - Imóvel comercial com sala, cozinha e banheiro no Bairro São José - Lotes de 350 m² no Bairro São José - Sala comercial com jardim e banheiro na Rua Lambari - Centro - Sala comercial de 200 m² na Avenida das Palmeiras - Salas comerciais na região central, 2º pavimento, com elevador - Salas comerciais na região central e no Santa Ângela - Sala comercial no Bairro São Vicente, área de aproximadamente 200 m² - Sala de 250 m² na Rua da Olaria

IMÓVEIS À VENDA

- Apartamentos de 3 e 4 quartos no Centro - Apartamento de 2 e 3 quartos, cobertura, na região central - Casas de 2 e 3 quartos, garagem, nos bairros São José, Jardim América, Calais, Belvedere, Babilônia, Novo São José, São Lucas, São Vicente, Rosário, Jaraguá, JK, Novo Dom Joaquim, São Vicente e Esplanada - OPORTUNIDADE: Casa na Rua Araçuaí, bairro Santa Marta! - Casas no Programa Minha Casa Minha Vida nos bairros Novo São Vicente e Nª Srª Aparecida - Clínica Médica ou Odontológica com 4 consultórios - Excelentes casas no Bairro São José - Área comercial de 2.688 m² no seguimento da Rua do Rosário - Lotes: Jardim dos Anjos, São José, Jardim América, Novo Dom Joaquim, JK, Santa Marta, Novo São Vicente, Belvedere, Bairro Santa Efigênia, Santa Lúcia e São Lucas - Lote de esquina no Loteamento Nova Bom Despacho - Lotes no Bairro Novo São Vicente com financiamento em até 120 meses - Excelente lote no Jardim dos Ipês - Lotes: bairros São José e Calais em até 36 meses, financiamento próprio ou através de instituição financeira - Chácaras: Condomínios Laranjeiras, Pica pau, Alphaville, Santa Cecília, Taboão, Bairro Nª Srª Aparecida - Chácara no Condomínio Bela Vista com excelente construção - Fazenda de 350 hectares a 8 km de Moema, entre BD e Moema - Fazenda de 15 hectares, ótima topografia, muita água e casa estilo colonial - Fazenda de 48 hectares a 20 km de BD (região do Mato Seco) - Fazenda de 30 hectares a 18 km do trevo de Bom Despacho - Fazenda de 32 hectares a 9 km de Bom Despacho

CASA – Vendo ou troco – 3 qtos, coz, bh - Rosário II – 99949.0831 CASA – Vendo ou troco – 3 qtos, sl, copa, coz, 3 bh, suíte, garagem – Rua Marechal Deodoro, 128 – Abaeté – 99860.7734 e 98809.8743 CASA – Vendo, 2 qtos, garagem e quintal – São Vicente - Aceito troca por outra em BH – 99907.8313

Ótimo Sítio – Vendo 15ha, 2 casas, barracão de tirar leite, excelente qualidade de terra, a 10 km de Bom Despacho. 99919.0017 99811.3013

Ótima Oportunidade Vendo Apartamento 160m2, no centro, Ed. Sofia, Av. São Vicente (1 apart. por andar) (31) 99991.1449

CASA – Vendo, 3qt, sl, cz, 2 bh, gar, no Dom Joaquim – 99989.2701 CELTA – Vendo – 98809.1664 CELTA – Vendo, 2005 – 99951.0230 Vendo

-

CHÁCARA – Vendo – Aceito carro – 9990.7455

99986.1684

99954.2589

CHOCADEIRA – Vendo, para 2.000 pintinhos – 3522.1691

FUSCA – Vendo, 74 – 99951.0230

CHÁCARA – Vendo ou troco por lote – 99959.3440

CHURRASQUEIRA – Vendo, c/ 12 espetos – 99954.2589

GELADEIRA – Vendo - 410 litros – Brastemp – 99193.5669

CHÁCARA – Vendo, 3.000 m2 – 99191.7783

CORSA – Vendo ou troco – Classic, dir hid, VE, TE – 99860.7734 e 98809.8743

GELADEIRA – Vendo, Consul, 300 l – R$ 650,00 – 9986.0056

FAXINEIRA – Ofereço-me para trabalhar – 99993.7171

GUINCHO – Vendo – 3522.1691

CHÁCARA – Vendo – Fazenda Taboão – 7.000 m2 – (31) 99927.9762

CHÁCARA – Vendo, com casa - Aceito caminhão –

Anuncie aqui e mostre seu negócio para a cidade inteira Ligue

3522.2361

LOTE – Vendo ou troco – Rua Padre Henrique – São Vicente – 99801.5385 LOTE – Vendo, 360m2 – Rua Monte Azul, 397 – São Vicente – 98823.5242 MOTO – Vendo, 125, Fan – 99907.7459 MOTO – Vendo, VST 650, 2010 – 3522.4852 e 98808.0346 MOTO – Vendo, XRE 2011 – 99809.9988 MOTORRADIO – Vendo – 99992.5550

FORNO – Vendo, industrial – 99991.3012 FREEZER

Vendo

GUARDA ROUPA – Vendo, de solteiro – 99193.5669

IPHONE – Vendo, 4S – 99191.7457 JAQUETA – Vendo, de motoqueiro – 99993.6148

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA, em conjunto com as Federações Estaduais de Agricultura e os Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais com base no Decreto-lei nº 1.166, de 15 de abril de 1.971, que dispõe sobre a arrecadação da Contribuição Sindical Rural – CSR, em atendimento ao princípio da publicidade e ao espírito do que contém o art. 605 da CLT, vêm NOTIFICAR e CONVOCAR os produtores rurais, pessoas físicas, que possuem imóvel rural, com ou sem empregados e/ou empreendem, a qualquer título, atividade econômica rural, enquadrados como “Empresários” ou “Empregadores Rurais”, nos termos do artigo 1º, inciso II, alíneas “a”, “b” e “c” do citado Decreto-lei, para realizarem o pagamento das Guias de Recolhimento da Contribuição Sindical Rural, referente ao exercício de 2017, devida por força do Decreto-lei 1.166/71 e dos artigos 578 e seguintes da CLT. O recolhimento da CSR deverá ocorrer, impreterivelmente, até o dia 22 de maio de 2017, em qualquer estabelecimento integrante do sistema nacional de compensação bancária. A falta de recolhimento da Contribuição Sindical Rural – CSR, até a data do vencimento (22 de maio de 2017), constituirá o produtor rural em mora e o sujeitará ao pagamento de juros, multa e atualização monetária previstos no artigo 600 da CLT. As guias foram emitidas com base nas informações prestadas pelos contribuintes nas Declarações do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural – ITR, repassadas à CNA pela Secretaria da Receita Federal do Brasil - SRFB, remetidas, por via postal, para os endereços indicados nas respectivas Declarações, com amparo no que estabelece o artigo 17 da Lei nº 9.393, de 19 de dezembro de 1.996, e o 8º Termo Aditivo do Convênio celebrado entre a CNA e a SRFB. Em caso de perda, de extravio ou de não recebimento da Guia de Recolhimento pela via postal, o contribuinte deverá solicitar a emissão da 2ª via, diretamente, à Federação da Agricultura do Estado onde tem domicílio, até 5 (cinco) dias úteis antes da data do vencimento, podendo optar, ainda, pela sua retirada, diretamente, pela internet, no site da CNA: www.cnabrasil.org.br. Eventual impugnação administrativa contra o lançamento e a cobrança da Contribuição Sindical Rural CSR deverá ser encaminhada, por escrito, no prazo de 30 (trinta) dias, contado do recebimento da guia, para a sede da CNA, situada no SGAN Quadra 601, Módulo K, Edifício CNA, Brasília - Distrito Federal, Cep: 70.830-021 ou da Federação da Agricultura do seu Estado, podendo ainda, ser enviada via internet no site da CNA: cna@cna.org.br. O sistema sindical rural é composto pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil–CNA, pelas Federações Estaduais de Agricultura e/ou Pecuária e pelos Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais. Brasília, 12 de Fevereiro de 2017. João Martins da Silva Júnior Presidente da Confederação

NOTEBOOK – Vendo, Positivo – 99191.7457 OVERLOCK – Vendo 99992.5550 PALIO - Vendo, 2002, 4p – 99959.0538 PÁLIO – Vendo, Weekend, 4 p. VE, 2001 - R$ 10.000 – 99947.5295 PARATI – Vendo, 90 – 99108.9598 PLAYSTATION 2 – Vendo, c/ controle e cartão memória – R$ 230,00 – 99928.2653 QUARTO – Alugo, c/ banheiro independente – 98827.0208 e 99103.0339 RACK – Vendo, de sucupira – 99992.5550 RELÓGIO – Vendo, Orient, automático – 99801.5385 RODA – Vendo, p/ Monza, 13 – 99801.5385 SOFÁ – Vendo, de canto – 98803.1937 SOM – Vendo – Gradiente 3x1 – 99193.5669 SUGGAR – 98803.1937

Vendo

Con vocação Conv

No cumprimento das disposições estatutárias, convoco Vossa Senhoria para a Assembleia Ordinária da Associação dos Graneleiros de Minas Gerais – AGRAMG, a ser realizara no dia 05.03.2017, na sala de reunião nº 051, no 2º andar do prédio principal do SESC Bom Despacho, localizado na rodovia MG-164, nº 150 – saída para Martinho Campos -, às 09h00 em primeira convocação, contando com a prensença de pelo menos metade dos votos totais, ou às 09h30m em segunda convocação, no mesmo dia e local, com qualquer número de presentes (salvo quorum especial exigido por lei ou pelo estatuto), para deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: Item I – Leitura, discussão, votação e aprovação dos documentos relativos às contas da Diretoria referente ao exercício de 2016; Item II – Alterações do Estatuto; Item III – Outros assuntos. Observações: (i) É lícito aos associados se fazerem representar na Assembleia ora convocada por procuradores, sendo estes outros associados ou advogados, munidos de procurações específicas; (ii) A ausência do associado não o desobriga de aceitar como tácita concordância os assuntos que forem tratados e deliberados; (iii) Os associados em atraso com as respectivas contribuições não poderão votar nas deliberações. Bom Despacho (MG), 17 de janeiro de 2017 Adélio Vaz Silva - Presidente Ed. 1448-1449

ERRATA - No edital de convocação da Associação dos Graneleiros de Minas Gerais, publicado na página 2 da edição n° 1.448 do Jornal de Negócios, onde se lê "AGRAMIG" leia-se AGRAM.

TERRENO – Vendo – 27 ha – Fazenda Pedra do Chumbo – 3521.4314 – 99964.1907 TERRENO – Vendo, 4 ha – (31) 99550.2652 UNO – Vendo, Economy, dir. hid – 99809.9988

CASA – Vendo, 3 qtos, varanda – Santa Marta – (31) 99927.9762

LOTE – Vendo – R$ 50.000 Jardim Anjos II – 9981.4554

TV – Vendo, 29’ – 99955.1567

CASA – Vendo, 2 qtos, quintal – Rua Oliveira, 385 – São Vicente – 99988.5447

CHÁCARA 99997.6575

LOTE – Vendo – Monte Castelo – 98808.1373 e 99151.4796

EDITAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL RURAL PESSOA FÍSICA EXERCÍCIO DE 2017

Rua do Rosário, 72 • Centro Fone (37) 3522.2361 • jornal@joneg.com.br 35600-000 - Bom Despacho - MG É proibida a reprodução total ou parcial, em qualquer meio de comunicação, dos textos e anúncios produzidos pelo Jornal de Negócios - A publicação não autorizada por escrito sujeita o(s) infrator(es) às penalidades legais - Editora: Beatriz C. Gontijio – Diretor: Alexandre Júnior - Publicação semanal – Tiragem: 6.500 exemplares – Impresso na Sempre Editora / BH – Editoração e Arte: Jornal de Negócios – Opiniões emitidas em artigos assinados não representam a opinião do Jornal de Negócios, sendo responsabilidade exclusiva do autor – Distribuição livre em Bom Despacho, Araújos e Engenho do Ribeiro e dirigida em Martinho Campos, Moema, Luz, Pompéu, Abaeté e Nova Serrana - Este exemplar é propriedade do Editor, que autoriza a entrega de uma cópia por pessoa


Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

DESTAQUE

Polícia Ambiental interditou extração irregular de areia no Rio Lambari

Homens da Polícia Militar Ambiental interditaram, na tarde de quarta-feira, 8/2, uma extração irregular de areia e argila no leito do Rio Lambari. O local exato da ação não foi informado. Segundo a Polícia, a empresa interditada não tinha licença ambiental e nem

outorga para fazer extração mineral. No local era utilizada uma draga de sucção para retirar areia. Por causa das irregularidades ambientais as atividades da empresa foram suspensas e ela foi multada em R$ 37.681,39 pela Polícia Ambiental.

Polícia prende homem com arma, drogas e siriema abatida no JK Atendendo denúncia feita pelo 190, a Polícia Militar esteve na estrada da Ponte dos Ferreiras, atrás do bairro JK, na tarde de segunda, dia 6/ 2. Segundo a denúncia, havia homens armados no local. No ponto indicado os policiais avistaram jovens carregando uma siriema morta e duas armas longas tipo espingarda. Dois dos jovens entraram numa casa da rua Andradas, bairro JK. Dentro do imóvel os policiais abordaram um homem de 20 anos com a

siriema morta. Na casa havia também duas espingardas de pressão calibre 5.5, uma garrucha calibre 22 desmontada, material de pesca, maconha e materiais usados para embalar droga. A siriema abatida e o material de pesca foram apreendidos e entregues à Polícia Militar de Meio Ambiente. Já o suspeito foi preso e levado para a Delegacia de Polícia juntamente com o restante do material apreendido. O caso será investigado pela Polícia.

3

Dengue: mutirão continua neste sábado em 5 bairros da cidade Neste sábado, dia 11, servidores e veículos da Prefeitura que fazem o mutirão contra a dengue estarão nos bairros São José, Calais, Jardim América, Dom Joaquim e Novo Dom Joaquim. O mutirão começa às 8 horas da manhã e vai até as 16h. A Prefeitura recomenda que os moradores coloquem para fora lixo, entulho e objetos inservíveis que possam acumular água e virar criadouro da mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue e outras doenças graves. Levantamentos feitos por técnicos da Saúde mostram que de cada 10 focos encontrados na cidade, 9 estão dentro de casas, apartamentos e empresas. Por isso é importante retirar lixo e material que possa servir de criadouro do mosquito. Material retirado Nos dois sábados anteriores foram retirados seis caminhões de lixo e material inservível em diversos bairros da cidade.

Próximos Mutirões contra o Mosquito da Dengue Dia

Local

Projeto Empresa Modelo incentiva participantes a combater o Aedes A Prefeitura de Bom Despacho lançou projeto que busca a participação de empresas locais no combate ao mosquito Aedes aegypti. Chamado de Empresa Modelo, o projeto é desenvolvido por agentes da equipe Educação em

Saúde, que faz parte da estrutura da Secretaria de Saúde. Esses agentes vão regularmente até a empresa participante para supervisionar e combater criadouros do mosquito, além de orientar e tirar dúvidas dos funcionários.

Caráter educativo O projeto não tem custo e nem caráter fiscalizatório. Ele busca apenas a participação e a colaboração das empresas. “O objetivo é incentivá-las cada vez mais a proteger a saúde de seus funcionários e da

população, salvando a vida de milhares de pessoas”, diz a Secretaria de Saúde. Empresas interessadas em participar devem entrar em contato com a equipe Educação em Saúde pelos telefones 3521.4225 e 3521.4213.

Acompanhe o que acontece na sua cidade www.bomdespacho.com.br


4

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

Fiscais procuram mosquito da dengue nas residências No mês de janeiro último, agentes da Secretaria de Saúde visitaram 2.796 imóveis em Bom Despacho à procura de focos do mosquito da dengue. Em 122 casos os moradores foram notificados para remover em 24 horas os criadouros e focos do mosquito da dengue encontrados pelos fiscais. Três imóveis foram multados porque seus moradores não atenderam às notificações. Esse esforço para identificar e eliminar os focos do mosquito tem razão de ser. Pesquisa do LIRAa (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti) feita entre 9 e 13 de janeiro mostrou índice de 7,4% de contaminação predial em Bom Despacho. Significa que de cada 100 imóveis pesquisados na cidade, em mais de 7 havia focos do Aedes aegypti. A região onde foram encontrados mais casas com focos é a Cidade Nova. “Quando encontramos focos do mosquito damos prazo de 24 horas para o morador eliminar o problema. Depois voltamos para conferir. Se a situação ainda estiver irregular nós multamos o infrator, porque ele está colocando em risco a vida da sua família e dos vizinhos”, diz Fernando Clemente Couto Júnior, 31, gerente de Vigilância Epidemiológica. Ainda segundo Fernando, se o morador impedir a entrada do agente, o supervisor é chamado e orienta o morador sobre a importância do trabalho. Se não resolver, o fiscal é acionado. Caso o morador insista em não permitir a entrada no imóvel, a Prefeitura requer autorização judicial e apoio da Polícia Militar para entrar à força no imóvel. Atualmente há quatro casos em que a Prefeitura está requerendo autorização judicial contra moradores que não deixaram os fiscais adentrar no imóvel. “Mas a grande maioria da população está colaborando, porque está vendo que o serviço de fiscalização funciona e a situação melhorou. Tanto que em janeiro tivemos apenas 12 notificações de dengue, contra 51 notificações no ano passado”, ressalta Fernando Clemente. Cada foco do mosquito da dengue pode render multa de 300 reais ao morador. Se a irregularidade persistir, o

valor dobra. Se a multa não for paga em 30 dias ela cai na dívida ativa. Neste caso o devedor é protestado e pode ser cobrado judicialmente. Prevenção Os agentes de saúde estão utilizando bombas costais para borrifar veneno em locais próximos de residências onde tenha havido notificação de dengue ou outras doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Além disso, a Prefeitura está contratando mais 11 agentes de endemias para intensificar o trabalho de combate ao mosquito. Focos dentro de casa A pesquisa do LIRAa confirma outro dado importante: mais de 90% dos focos estão dentro nas residências. Apenas 2% deles foram encontrados em lotes vagos. “Por isso só conseguiremos vencer o Aedes aegypti se a população se unir a nós”, conclui Fernando Clemente.

DESTAQUE

Duas igrejas e o Lar do Idoso foram alvos de arrombadores Ladrões arrombaram três instituições durante a madrugada da quartafeira, 8/2, em diferentes pontos de Bom Despacho, para furtar equipamentos desses locais. De uma igreja na rua Antônio Tavares, bairro Santa Lúcia, os assaltantes levaram um equipamento de som e um ventilador. Já da igreja situada na avenida das Palmeiras, bairro Rosário 2, foram levados um violão da marca Intruder e um contrabaixo da marca Oneal.

Assaltantes atacaram também o Lar do Idoso, na rua Picão Camacho, bairro Ozanan, de onde foram levados dois equipamentos de som, um notebook, uma TV e um forno elétrico, todos de marca não informada, além forros de mesa. Em nenhum dos casos os autores foram identificados. A Polícia Militar esteve nos locais arrombados e fez o Boletim de Ocorrência. Informações e denúncias sobre suspeitos devem ser passadas à Polícia pelos telefones 190 e 181.

PM pega ladrões que roubaram moto para tirar peças e vender

Fernando Júnior: população está colaborando

Notícias da cidade todo dia na Inter net Internet

www .BOMDESP ACHO .com.br www.BOMDESP .BOMDESPA CHO.com.br

Na noite de quinta, 9/2, a Polícia Militar foi acionada por uma pessoa que teve sua moto Honda CG furtada. Durante rastreamento pela Avenida das Palmeiras, os policiais viram dois suspeitos, de 19 e 17 anos, andando numa motocicleta igual à que havia sido furtada. Os militares abordaram os suspeitos e confirmaram que eles estavam mesmo

com a moto furtada pouco antes. A dupla disse aos policiais que pretendia levar a motocicleta para o prédio de uma antiga escola no bairro São Vicente, onde ela seria desmontada. Depois, as peças seriam revendidas em oficinas de Bom Despacho e Nova Serrana. Eles foram presos e levados para a Delegacia de Polícia.

Polícia Militar recupera moto furtada no bairro Monte Castelo A Polícia Militar foi chamada na rua Um, bairro Monte Castelo, na manhã do sábado passado, 4/2. Segundo informações prestadas à PM pelo solicitante, de 57 anos, sua motocicleta Honda CG Today foi levada quando estava estacionada na frente de casa. Os policiais fizeram rastreamento e

encontraram a moto abandonada na avenida Geralda Lopes, no mesmo bairro. Ela estava sem a roda traseira e com o painel danificado. A moto foi removida para o pátio credenciado do Detran. Informações sobre a autoria do furto podem ser passadas para a Polícia pelos telefones 190 e 181.


DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

5

Personagens da Semana

Jazz Band: o talento dos anos 30-40

A Jazz Band do Sétimo Batalhão de Cavalaria de Bom Despacho foi criada em 1937. Tempo na Ditadura Vargas. No estado e no município não havia governador nem prefeito eleitos. Esses foram substituídos por interventores nomeados, que governaram ditatorialmente por 15 anos. Não prestavam contas a ninguém de sua administração nem do dinheiro arrecadado pelos cofres públicos, pois não existiam vereadores nem deputados para questionarem suas contas. Hoje, nesses tempos da lava-jato, reclama-se da corrupção no Brasil. Naqueles tempos era muito pior e ninguém podia falar nada. Eram os tempos da ditadura. Os políticos corruptos de hoje são anjinhos, cafés-pequenos ante seus colegas de1930 a 1945. Por isso sempre defendo: as coisas no Brasil estão é melhorando. Seleção de craques musicais Quando a Jazz Band foi criada, o hoje Sétimo Batalhão de Infantaria era denominado Sétimo Batalhão de Cavalaria. A primeira medida depois de criá-la foi equipá-la com instrumentos de dar água na boca na atual Banda do Sétimo. Esta, muitas vezes, tem passado por sérios apuros com a carência da quantidade de instrumentos, de sua qualidade até do número de seus profissionais. A Jazz Band não tinha a mesma finalidade da outra que já existia e existe até hoje. Ela era um conjunto de músicos refinados, escolhidos a dedo. Apresentava-se em ocasiões públicas ou privadas e em bailes de Bom Despacho, da região e de todo o estado de Minas Gerais. Seu sucesso era retumbante e a garantia do requinte dos eventos onde tocava. Os músicos Seus instrumentos e “crooners” (cantores) tinham gabarito para se apresentarem, sem favor nenhum, em qualquer grupo musical de Jazz – ritmo que era o chique da época – em qualquer lugar do Brasil e até dos Estados Unidos, berço do Jazz. Em 1937 esta rapaziada da banda já eram artistas renomados. Eu nasci em 1943 e vim a conhecer

A Jazz Band do 7º: da esquerda para a direita estão Amador, Elpídio, João Januário, Altino Ferreira, Vavá, Curunga (Geraldo Nunes Siqueira), Samuel (assentado), Rosário, Mestre Ferreira, Geraldo Mascarenhas, José Floriano e Juvelino Jerônimo de Oliveira pessoalmente alguns deles. O sargento Altino era o marido da Tinuca e pai de meu amigo Dr. Cícero Ivan. O professor Mascarenhas, uma de suas feras, veio a ser meu professor de Canto e Música no Colégio Miguel Gontijo. O sargento Samuel é o pai do Zé Afonso, ex- maestro da Banda do Sétimo. Pai também de meus amigos coronel Benjamim e da professora Alzira do Américo. Samuel, nos anos 50, foi meu vizinho na Praça São José e nós garotos ainda admirávamos os seus talentos musicais. Ele nos encantava, quando pegava uma simples folha de árvore e executava nela belas canções, como se estivesse tocando uma clarineta. O Floriano chegou a morar também na Praça São José, aposentou-se como

maestro da Banda e era muito amigo de meus pais. Sobrevivente de 37 Juvelino Jerônimo de Oliveira é o último sobrevivente da Jazz Band do Sétimo de 1937. Ele completará em setembro deste ano, literalmente, 99 primaveras de vida. Pois o destino prenunciando que ele seria um grande artista, fê-lo nascer no dia 23 de setembro, data do início da artística estação da Primavera. Juvelino era casado com dona Iolanda, irmã da dona Nenê do Zé do Frederico. Dona Iolanda que antes fora namorada do nosso ainda jovem prefeito Antônio Leite, com quem quase se casou. Juvelino, esta sumidade musical formada em Bom Despacho, reside hoje em Belo Horizonte e visita sempre nossa cidade. Era perito executor de

variados instrumentos. Profundo conhecedor da teoria musical. Concursou-se, foi aprovado e nomeado diretor do Conservatório de Música da Universidade Federal de Minas, onde se aposentou. Antônio Salgado, outro musicista bomdespachense admirável, me disse que Juvelino foi o maior músico que conheceu em toda a sua vida. O uniforme O comando do Sétimo Batalhão incumbiu o alfaiate bom-despachense Antoniquinho de produzir o uniforme da Jazz Band. E ele caprichou. Matou a pau como se diz. Seu modelo nada ficou a dever a modelitos famosos dos ateliês de Rio ou de São Paulo. Meus leitores podem conferir isto pela foto que publicamos na

edição de hoje: Sapatos pretos. Calças claras. Jaquetas escuras. Gravatas borboleta. Lencinhos brancos na algibeira. Chapeuzinho de palha com cintas negras. Como se diz “ épouco ou quer mais”. Além da excelente música que tocavam, as mulheres suspiravam também ante aquela seleção de jovens e belos rapazes, que faziam imenso sucesso, onde quer que fossem tocar, atraindo sempre um enorme e seleto público. 80 décadas de uma foto histórica Essa histórica foto de 80 anos está bem guardada e preservada com carinho por uma pessoa que vocês bem conhecem. Falarei dela no final. Já a identificação dos p e r s o n a g e n s , agradecemos ao sargento José Afonso, filho do

sargento Samuel, presente na foto, e à sua privilegiada memória. José Afonso reconheceu um por um os colegas de seu pai, exceto um. Então pedi ao Eudes que levasse o retrato a seu pai Juvelino em BH e ele indicou com precisão o nome do até então ilustre desconhecido na foto. Para surpresa nossa era de uma pessoa muito querida juntamente com toda a sua família em Bom Despacho: o velho e simpático Elpídio. Ele era barbeiro, estabelecido na Rua do Rosário (Dr. Miguel), abaixo da residência do João Araújo. Quanto ao personagem a quem devemos o zelo por essa histórica foto, ele é o Zé Toniquinho, filho do Antoniquinho, mais que um alfaiate, um artista da moda em Bom Despacho dos anos 30. Uma prova de carinho para com seu pai adotivo.

Próxima edição

Dedicatória octogenária “Tradução” da dedicatória da foto da Jazz Band de 37 ao criador de seu uniforme: O Sgto. Amador, ao seu amigo, Antoniquinho, oferece, como lembrança do Jazz do 7º B.C. Em 20/11/937. José Amador. 1º Sgto.Ajudante

A matéria sobre minha aluna Clélia, por motivo de pane de última hora no computador, será publicada na semana que vem


6

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

DESTAQUE

Em defesa do SUS brasileiro FERNANDO CABRAL Criticado, execrado e vilipendiado, o SUS é uma das maiores conquistas do povo brasileiro. Problemas, ele tem. E não são poucos. Mas ele também já trouxe muitas soluções. Para entender as conquistas, é bom reavivar nossa memória. Até surgirem os institutos de previdência, o brasileiro sem dinheiro dependia exclusivamente da caridade alheia. Depois do surgimento dos institutos, os brasileiros empregados podiam contar com alguma assistência médica. Sua qualidade dependia de vários fatores. Por exemplo, a que instituto estava filiado. Alguns deles, como o dos bancários (IAPB), tinha excelente atendimento médico. A maioria, porém, como o IAPC (Comerciários) e o IAPI (Industriários), tinham atendimento de péssima qualidade. Estes institutos de aposentadoria e pensão foram criados nas décadas de 30 e 40. Como está implícito nos seus nomes, o objetivo deles era garantir a aposentadoria dos trabalhadores e as pensões dos seus dependentes. Entretanto, logo logo se desviaram dos seus objetivos básicos. Como as contribuições dos trabalhadores geravam dinheiro antes de gerar despesas, seus administradores resolveram investir o capital formado na construção civil. Pelo Brasil inteiro surgiram então diversos conjuntos habitacionais cujos nomes derivam dos institutos que os criaram. Por exemplo, Conjunto IAPI, Conjunto IAPTEC, Conjunto IAPC.

institutos, que eram a aposentadoria e pensão, resolveram também fornecer a seus filiados atendimento médico.

morais e a judicialização da saúde. Má gestão e corrupção – já vimos – levaram à falência todos os institutos de aposentadoria e pensões criados entre 1923 e 1988. Eles e suas extensões para atendimento à saúde (ou à doença). Nenhum sobreviveu.

A atenção era boa. Naquela ocasião, os trabalhadores não tinham nenhum tipo de assistência médica. Portanto, os institutos estariam prestando um serviço que era realmente necessário. Mas também nesta área a má gestão, o descontrole e a corrupção levaram os institutos ao buraco.

Entre os dois novos, os custos morais decorrem de exigências ilimitadas sobre o sistema. Como ninguém paga diretamente pelos serviços do SUS, muitos cidadãos procuram mais e mais consultas e exames, mesmo sem deles necessitarem; só porque sentem que “têm direito”. Isto deve representar hoje algo em torno de 15% do custo total SUS.

Ao longo das décadas de 40 e 50, o dinheiro dos institutos de aposentadoria e pensão foi sumindo pelos ralos da ineficiência administrativa, dos gastos sem lastro com a saúde, e dos malfadados investimentos imobiliários. Tudo isto somado à corrupção desbragada em escala nacional. Nestas condições, ninguém ficou surpreso quando sobreveio a bancarrota. Para remediar a situação, em 1966 o governo criou o INPS – Instituto Nacional de Previdência Social. Hoje o INPS se chama INSS – Instituto Nacional de Seguridade Social. Em 1974 o governo militar criou o Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social (INAMPS). Esta assistência médica se restringia aos cidadãos que contribuíam para a previdência social (INPS). Os brasileiros que não contribuíam para o INPS não tinham atendimento pelo governo. Eram, portanto, tratados como indigentes. Por isto somente podiam recorrer aos hospitais de caridade, como as santas casas.

Estes conjuntos habitacionais padeciam de vários problemas. Entre eles, má qualidade, inadimplência e corrupção. Corrupção de fazer inveja à Lava Jato. Não podia dar certo, como não deu. Os institutos quebraram. Todos.

Além do seu alcance limitado, o INAMPS tinha duas graves deficiências. Primeiro, somente cuidava de cuidar de doentes. Isto significa que não fazia nenhum investimento na manutenção da saúde. Na prática, quanto mais gente ficasse doente, quanto mais caros os tratamentos, melhor para as empresas conveniadas. Trata-se, portanto, de um sistema que se alimentava da doença.

Mas, além de investir na construção civil, os

Para piorar, da mesma forma que os antigos

IAPs, o INAMPS padecia de corrupção aguda. Só em 1985 a Polícia Federal descobriu um esquema de desvio de dinheiro que envolvia 30 hospitais e 179 conveniados, com desvio apurado de R$ 1,5 trilhão. Este tipo de esquema existe até hoje: cobrar por consultas e internações que não existiam. Nesta revisão histórica curta, vemos que os institutos de aposentadoria começaram no início da década de 30. Se recuarmos até as caixas de pecúlio, podemos considerar que o início foi em 1923.

criou o Sistema Único de Saúde (SUS) e mudou o panorama. Pelo menos do ponto de vista legal. Desde então, todo brasileiro tem direito integral à saúde. Não é preciso que haja qualquer contribuição. Além disto, as questões da seguridade social foram claramente separadas das questões da saúde. Cada uma tem suas próprias fontes de recurso. Desta forma, um dos problemas clássicos foi resolvido: a falta de foco. Ou seja, agora se sabe que seguridade é seguridade e saúde é saúde.

Nestes 94 podemos constatar que três males vitimaram nossos sistemas previdenciários e de atendimento à saúde do brasileiro: falta de foco, má gestão e corrupção. Isto, além de todos eles terem visado ao atendimento de apenas uma parcela da população, os contribuintes.

Outro problema resolvido foi a universalização do atendimento à saúde. Para ter direito ao atendimento médico, basta que o cidadão exista. As consequências disto são significativas. Duas se destacam. A primeira é que agora interessa ao sistema muito mais cuidar da saúde e evitar a doença do que tratar a doença.

A constituição de 1988

A segunda é que agora as

fontes de recursos estão especificadas. Desta forma, a criação do SUS em 1988 e sua consolidação no início da década de 90 aparece como um divisor de água. Antes dele, quase todo cidadão era indigente e os trabalhadores que contribuíam para a previdência tinham um atendimento médico precário, limitado e pouco profissional. Depois da criação do SUS, desde o mais pobre ao mais rico, todos passaram a ter direito ao atendimento disponível, independentemente de qualquer contribuição específica. É bom lembrar, desde logo, que o Brasil é um dos poucos países do mundo que oferece este tipo de atendimento. Contudo, dois males antigos e dois males novos estão corroendo o SUS. Os dois antigos são a má gestão e a corrupção. Os dois novos são os custos

Quanto à judicialização, ela é hoje o maior fator de desorganização e encarecimento do sistema. Em consequência de uma indústria de ordens judiciais destinadas a furar filas e criar privilégios na distribuição de recursos limitados, os serviços de regulação sucumbem e os municípios gastam recursos humanos e f i n a n c e i r o s incomensuráveis atendendo casos particulares, fazendo com que o sistema trabalhe muito aquém do que poderia e deveria. O SUS é, talvez, a maior invenção da Constituição de 1988. A despeito dos detratores, é possível garantir que nos últimos 25 anos a saúde do brasileiro melhorou substancialmente. Há ainda enormes espaços para melhorias nos próximos anos. Resta saber se a má gestão, a corrupção, os custos morais e a judicialização não vão levar o sistema à falência, fazendo-nos recuar 100 anos quando o brasileiro típico não tinha a quem recorrer quando a doença lhe batia às portas. Podemos e devemos avaliar criticamente o desempenho do SUS, mas execrá-lo e vilipendiá-lo é não ter conhecimento de tantos benefícios que ele trouxe para milhões de pessoas que, sem ele, morreriam à míngua sem que a sociedade nem ao menos soubesse. Fernando Cabral é advogado, auditor federal e prefeito de Bom Despacho


DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

7

Look

da Semana

Amauri Geraldo dos Santos faz aniversário dia 14 de fevereiro

Ascânio Silva faz aniversário no dia 14 de fevereiro

Bianca Moreira faz aniversário domingo, 12 de fevereiro

Celeste Costa faz aniversário no dia 15 de fevereiro

Eduardo Maciel faz aniversário no dia 14 de fevereiro

Fábio Alves faz aniversário no dia 19 de fevereiro

Fernanda Gontijo faz aniversário sábado, 11 de fevereiro

Igor de Oliveira faz aniversário sábado, 11 de fevereiro

Ladinho Madeira faz aniversário neste sábado, 11 de fevereiro

Licinha Madeira faz aniversário no dia 17 de fevereiro

Foto: BOOK Studio 9846.4915 Luma Cunha faz aniversário no dia 11 de fevereiro

Paula Pessoa faz aniversário no dia 13 de fevereiro

Marcela Gontijo Coelho faz aniversário dia 14 de fevereiro

Rafael Gontijo Coelho Meinberg Morais faz 5 anos domingo, 12/2

Maria Rosário Figueiredo faz aniversário dia 13 de fevereiro

Raissa Andrade faz aniversário domingo, 12 de fevereiro

Marília Freitas faz aniversário sábado, 11 de fevereiro

Rodrigo Leandro faz aniversário dia 13 de fevereiro

Mônica Rabelo Morais faz aniversário dia 15 de fevereiro

Simone Delfino faz aniversário no dia 15 de fevereiro

Luana Coimbra de Melo Teixeira

Simone Goes faz aniversário dia 13 de fevereiro

Alferes Tavares, 95

3522.4569

Idade: ................................................................... 20 anos Pais: ................ Elaine Cristina Coimbra e Mauro Teixeira Onde mora: ...................... Bairro Santa Rosa / Divinópolis Onde nasceu: .......................................... Bom Despacho Formação: .................................................. Ensino Médio Profissão que pretende: ............................. Fisioterapeuta mais importante na vida: ....................................... Família Livro que gostou: ................... A menina que roubava livros Maior sonho: ........................................ Viajar pelo mundo Namora: ..................................................................... Não

www.ibom.com.br Simone Fonseca faz aniversário domingo, 12 de fevereiro

Produção

Gatinho da Semana

Marcus Vinícius, 10 anos

Pais: Gisele e Marciano

Fone 3522.2692

Moda Bebê Moda Infantil Calçados e Brinquedos


8

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

DESTAQUE

Avenida Maria Guerra: previsão é asfaltamento terminar em 90 dias A Secretaria Municipal de Obras prevê terminar em 90 dias – se não houver imprevistos - o asfaltamento do último trecho sem pavimentação da avenida Maria Guerra, que tem 1.800 metros de extensão. Segundo o engenheiro Juliano Barreto, secretário municipal de Obras, o asfaltamento será feito em duas etapas. Na primeira etapa, iniciada semana passada, a pavimentação vai da esquina da rua Araçuaí, no bairro São Vicente, até a região dos galpões, cobrindo um trecho de 1.400m. A segunda etapa irá dos galpões até a igreja de São Cristóvão,

numa extensão de 400m. O custo total orçado da obra é de R$ 290.752,45. A primeira etapa será feita com recursos do município. A segunda com dinheiro repassado pelo Governo Federal e mais uma participação do município. Juliano Barreto afirma que, depois de pronta, a Maria Guerra vai “diminuir o percurso e facilitar a ligação entre a região do Cidade Nova com os bairros São José, Jardim América, Dom Joaquim e também a BR-262”. Outra consequência positiva, segundo Bar-reto, será desafogar o trânsito nas avenidas Vivalde Brandão e Dr. Juca.

Croqui mostra trajeto da avenida Maria Guerra entre o bairro São Vicente e o Dom Joaquim


DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

Vamos amar hoje, agora, quem sempre está do nosso lado

Minha avó teve 17 irmãos, que tiveram RODRIGUES RODRIGUES 102 filhos, que tiveram mais 190, que tiveram mais 75, por enquanto. Ou seja: meus bisavós tiveram 18 filhos, 102 netos, 190 bisnetos, 75 tataranetos. Isso dá média de 387 pessoas, porque é fácil perder a conta. É muita gente! E a cada dia surgem mais pessoas. Bernardo, que é bisneto, não tem nem um mês de vida. É impressionante ver como uma família tão grande, em sua maioria, é unida. Vejo famílias bem menores muito mais distante que a nossa. Por causa dessa preocupação com o outro, parece que somos todos parentes de primeiro grau. Cada um de nós, mais novos, se preocupa com seus avós (nossos bisavós já se foram há alguns anos). É um cuidado, um carinho, uma vontade de estar pertinho. Não é obrigação, é prazer mesmo. Já vi vários primos ou tios não fazendo festa de quinze anos ou de casamento porque o dinheiro não dava para convidar todo mundo e, se não for assim, não tem "coragem" de fazer festa e deixar gente de fora. Bem, de uma família tão grande, é claro que já perdemos alguns. Meus bisavós, já citados, quatro filhos, doze netos, dois bisnetos e um tataraneto. Se já somos unidos no amor, imagina na dor? Mais uma neta morreu esta semana, infelizmente. Muito jovem, sessenta anos. Uma mulher guerreira, que dedicou sua vida ao marido, aos filhos e à sua mãe, a filha mais velha, que tem 90 anos, de quem ela cuidava desde que seu pai morrera. E lá estavam quase todos em seu velório. Unidos, sofrendo juntos, despedindo-se de mais um de nós. Escrevo esse texto com lágrimas nos olhos, pela lembrança da minha tia de 90 anos se despedindo de seu quarto filho. Todas as vezes que isso acontece, me pergunto quantas vezes ainda estarei ali, me despedindo de um ente querido. Diante desse sofrimento antecipado que me vem nesses momentos, também surge outro. Gratidão. Gratidão por ter convivido e vivido com essas pessoas. Me despeço, mas sempre agradecendo pela oportunidade. A dor é grande, mas o amor foi maior. O clichê de que a única certeza que temos é a morte, é verdadeiro. Ela virá para todos nós. Espero que seja quando estivermos todos bem velhinhos. Aprender a aceitar o luto talvez nunca

DÉBORA DÉBORA

3521.4142 3522.3636 3521.4140 3521.4135

iremos, mas precisamos conviver, e fica mais simples quando pensamos na vida. Vamos amar hoje, agora. Curtir nossa família que é quem sempre está ao nosso lado. É isso que quero passar para meu filho. Agradeço a minha por ter me ensinado o amor verdadeiro: aquele que não cobra, que não escraviza e que vem naturalmente. Muitos de nós irão, outros nascerão e em ambos os momentos estaremos juntos. Estejam com a sua também. Débora Rodrigues é psicóloga e conselheira tutelar em Bom Despacho

9

Datas em Destaque 14 Fevereiro

Dia de São Valentim

No Brasil, o Dia dos Namorados é comemorado em 12 de junho mas, no resto do mundo, a data é celebrada em 14 de fevereiro, dia da morte de São Valentim. Na Roma Antiga, no século III, o imperador Claudius II havia proibido o casamento em tempos de guerra e, ao desobedecê-lo, Valentim foi condenado à morte. A lenda conta também que, enquanto aguardava sua sentença na prisão, o padre teria se apaixonado pela filha do carcereiro. A data de sua execução passou a ser comemorada por ingleses e franceses no século XV, que associaram os amantes às festas de São Valentim porque aquele era o período em que os passarinhos faziam seus ninhos. Acreditava-se também que na noite de São Valentim as pessoas sonhavam com seus futuros amados. O Valentine's Day foi adotado nos Estados Unidos no século XIX.

O esquecimento é o adubo que nutre a impunidade. Wesley E. Hayas O Estado que não investe na sua juventude está a hipotecar o futuro. Maria do Carmo Pereira

Datas na Semana Fevereiro 11 Dia do Zelador 13 Dia do Serviço de Assistência Religiosa do Exército 14 Dia de São Valentim 15 Dia do Combate ao Câncer Infantil 16 Dia do Repórter


10

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

Precisamos falar sobre nossos presos DENISE COIMBRA O dia 8 de fevereiro foi um dia especial para mim. Participei da primeira reunião - realizada no Fórum e coordenada pela minha querida amiga Roberta Gontijo Araújo Teixeira - para a implantação de uma APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) aqui em Bom Despacho. Segundo dados da Secretaria de Estado de Defesa Social uma vaga no estabelecimento construído para abrigar os presos (recuperandos) de APAC tem custado 1/3 do valor da vaga de uma penitenciária dedicada ao sistema comum". A APAC. foi fundada no Brasil, em 1972, pelo advogado Mário Ottoboni. Vários países, dentre eles Canadá, Estados Unidos, Espanha, Itália, Alemanha, Austrália e Nova Zelândia e na América do Sul: Chile, Argentina, Bolívia, Equador, Venezuela, Peru e Colômbia têm implementado o modelo brasileiro. Atualmente, existem cerca de 43 APAC's em funcionamento e 58 em situação de implementação no Brasil. Baseada numa metodologia que humaniza, disciplina e responsabiliza, a APAC envolve o recuperando, a família, o Estado e a comunidade num esforço conjunto de "humanização do sistema de execução penal de forma a contribuir para a construção da paz social". Estima-se que o índice de reincidência do recuperando - termo utilizado pela APAC - é de 15%, enquanto no sistema comum o índice do preso que reincide é de 70%. Como psicóloga, sou testemunha de que quanto mais isolado, menos ativo ou participante de sua realidade social dentro ou fora da prisão, o ser humano tem pouca ou quase nenhuma chance de manter-se saudável do ponto de vista psíquico. O que nos humaniza é a convivência, a participação na definição do que desejamos ou pretendemos fazer para a vida individual e coletiva. Neste sentido, o método da APAC consegue oferecer ao condenado

condições de se recuperar porque além da "disciplina rígida, trabalho, ordem, respeito ao próximo e envolvimento da família, o método permite ao recuperando que ele compartilhe a responsabilidade pelo cumprimento de sua pena privada de liberdade". Isto faz uma diferença enorme, se comparado, ao sistema prisional comum, onde o preso é trancafiado numa cela superlotada, à espera de alimentação, visita e julgamento durante muitos anos. No sistema tradicional, a perspectiva é que a prisão deve

funcionar somente como punição ou castigo, prática ultrapassada e inócua. A grave crise no sistema carcerário brasileiro, conhecido mundialmente pela superlotação, ociosidade, tortura, dentre outros graves problemas, provocou recentemente uma tragédia humana em alguns presídios, o que é inadmissível, em qualquer época, quiçá em pleno século XXI. Comprovadamente, o encarceramento, na ausência de medidas socioeducativas, impede toda e qualquer chance de resocialização e

reintegração do preso à sua família e à sociedade. Ao contrário do sistema prisional comum, a APAC tem demonstrado com seus resultados, que "o homem é maior que seu erro". Portanto, a decisão de implementar uma APAC em Bom Despacho é sem dúvida, uma decisão acertada. No site do Jornal de N e g ó c i o s (www.ibom.com.br) você encontra um link para acessar a página das APAC's e saber mais sobre o assunto. Denise Coimbra é psicóloga e escritora em Bom Despacho

DESTAQUE

Equipes de BD estão na Copa Interclubes da TV Integração

FABIANO OLIVEIRA Três equipes de Bom Despacho disputarão a Copa Interclubes da TV Integração 2017. São elas Associação, Cristalino e Famorine. Quem delas melhor representará Bom Despacho? Quem

começou primeiro os treinamentos ou quem contratou melhor? Os jogadores serão só de Bom Despacho ou haverá atletas de fora da cidade? Vamos ver depois do dia 24/2, data limite para as equipes enviarem suas listas de jogadores para a organização. Dúvidas ou notícias do seu clube? Mande para o whastapp (37) 99845.8737.

Festival Society do Ipiranga 2017 Neste domingo, 12/2, acontece o Festival Society no campo do Ipiranga, no Engenho do Ribeiro, a partir das 8h.

A arrecadação obtida com o festival será revertida para a construção do muro do estádio Parque Azulão.

Tabela dos jogos 08h00 - Inventados Futebol Clube x Time do Piabinha 09h00 - Guarani do Buriti x Injetados Farias 10h00 - União x Time do Denílson 11h00 - Time do Gaguim x Meninos da Vila Fabiano Oliveira, repórter, comentarista e cronista esportivo

Começa o Torneio de Futebol Sub-45 Neste sábado, 11/2, no campo do Operário, começa o Torneio de Futebol Sub-45 de Veteranos, organizado pelo Pedro Paulo Pontes. Quatro equipes estão inscritas no torneio: Famorine, Operário, Tupi

e Vila Nova. No sábado jogam Tupi x Vila Nova e no domingo, dia 12, Operário x Famorine. Os jogos serão realizados aos sábados, às 17h, e domingos, às 9h, no campo do Operário, no Jardim América.

Anuncie aqui e mostre seu negócio para a cidade inteira

Ligue 3522.2361


DESTAQUE

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

11

PAINEL ALEXANDRE BORGES

Alexandre Borges é advogado, jornalista profissional e editor

Voluntários iniciam a criação da APAC em Bom Despacho

Grupo Crescer acompanha e orienta os pais de bebês Da esquerda para a direita: Conceição, Ricardo Aron, Rosa Vaz, Adail, Laís Vidal, Alcione Romero, Denise Coimbra, Renata Lago, Nilton, Roberta Teixeira e Raquel

Bacana o projeto Grupo Crescer, que vem sendo desenvolvido em algumas unidades de saúde da cidade. Seu objetivo é avaliar e acompanhar o desenvolvimento de bebês com idade entre 1 e 12 meses para que eles

cresçam com mais saúde física e mental. Os bebês que participam do projeto são acompanhados por psicóloga, nutricionista, fisioterapeuta e assistente social. Esses profissionais também orientam os pais sobre os

cuidados com a saúde e o bem estar da criança. Pais que queiram incluir seu bebê no programa devem entrar em contato com agentes de saúde da UBS do seu bairro ou ligar para a Secretaria de Saúde no telefone 3521.4213.

Na tarde de quarta-feira, 8/2, um grupo de pessoas reuniu-se no Fórum de Bom Despacho para discutir e planejar as medidas necessárias para implantar uma APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) na cidade. O primeiro objetivo do grupo, coordenado pela servidora Roberta Gontijo Teixeira, será mobilizar a comunidade em favor da iniciativa.

Para isso, até o início de abril será feita uma audiência pública em Bom Despacho para apresentar como funciona a APAC, seus objetivos e benefícios que traz para toda a comunidade. Na audiência também já serão apresentados os nomes das pessoas que formarão a chapa para concorrer á primeira diretoria da associação. Logo em seguida será providenciado o CNPJ e

o registro legal da entidade. O prefeito Fernando Cabral já garantiu que o município cederá para a APAC uma parte do terreno da antiga Febem, próximo ao local onde será construída a nova cadeia pública de Bom Despacho. Leia mais sobre a criação da APAC em Bom Despacho na coluna de Denise Coimbra publicada na página 10 desta edição.

1449foto-Grupo Crescer-UBS-Ana-Rosa-Fevereiro-2017.jpg

Acompanhe o que acontece na sua cidade www.bomdespacho.com.br


12

Bom Despacho (MG), 12 a 18 Fevereiro 2017

DESTAQUE

Jornal negocios 1449 pags 1 a 12  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you