Page 1

Você sabe quais os efeitos dos chás? A pergunta do título acima pode ser respondida por um deguste. Seja qual for o sintoma que você sinta, um chazinho poderá fazer a diferença. Saiba quais os efeitos do chá. SUA VIDA 1

@defato_rn

17os an

/photos/jornaldefatorn

/jornaldefatorn

MOSSORÓ (RN), DOMINGO, 15 DE ABRIL DE 2018 | EDIÇÃO 5.140 – ANO XVIII | R$ 2,50

Misael Alcantara

Belezas que surgem no Sertão

Com as chuvas, paisagens ficam modificadas no sertão, como em Felipe Guerra, com o Roncador. ESTADO

Doação de cabelos move solidariedade

>> Só quem passa por problema é quem sabe o que significa receber peruca de fios naturais. Saiba como funciona a solidariedade do Ateliê do Amor. Mossoró 1 Rosalba tende a ser papel de destaque em 2018

Globo e ABC estreiam hoje na Série C

A prefeita Rosalba Ciarlini voltou a ser destaque na política estadual e deve ser o diferencial nas eleições deste ano. Veja as projeções. Política 3

As equipes do Globo e do ABC se enfrentam hoje, logo mais às 17h, no Barretão, pela Série C do Campeonato Brasileiro.

NESTA EDIÇÃO

36

PÁGINAS

Mossoró 7

OPINIÃO......................p2 POLÍTICA....................p3 CÉSAR SANTOS.......p5 braSIL/MUNDO......p7 braSIL/MUNDO......p8

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

CADERNOS MOSSORÓ..........................p1 a 8 ESTADO .............................. p1 a 4 DOMINGO............................p1 a 16

Robótica e softwares fazem a diferença A Campus Party, que se encerra hoje em Natal, tem robótica e softwares como atrativos. MOSSORÓ 4

Slouch boots é a pedida do inverno A coluna Style de hoje centraliza na Slouch Boots, ou simplesmente "bota do desejo". Sua Vida 4


2 OPINIÃO

DOMINGO, 15 de abril de 2018

ESPAÇO JORNALISTA MARTINS DE VASCONCELOS

Organização: clauder arcanjo

UMA VIDA COM APOSTA NA IMOBILIDADE Klarice Holanda

Escritora klariceholanda@hotmail.com

"N

ão havia ninguém que lhe dissesse: ‘Cuidado, Giovanni Drogo!’ A vida parecialhe uma inesgotável, obstinada ilusão, embora a juventude já tivesse começado a perder o viço. Mas Drogo não conhecia o tempo.” (O Deserto dos Tártaros, de Dino Buzzati)

Algumas coisas fazem mais sentido quando menos vividas e mais lidas, do contrário a experiência terrena não estaria completa. Me chamou a atenção um tal livro (O Deserto dos Tártaros) por completar o meu entendimento a respeito do tempo. Não se trata de um grande enredo, mas de uma grande questão tratada a partir de um simples enredo: a ociosi-

''

O livro aborda a vida de um militar de carreira, que está em um forte – e por ali vai ficando –, permanecendo na eterna expectativa de que irá acontecer uma guerra

dade cotidiana para com os objetivos que se busca conquistar a longo (ou também curto) prazo. O livro aborda a vida de um militar de carreira, que está em um forte – e por ali vai ficando –, permanecendo na eterna expectativa de que irá acontecer uma guerra. A estadia de Drogo traça então um paralelo com a doente comodidade humana. Sempre há, no livro, a esperança de que algo de grande está para acontecer, que uma grande guerra está por vir, mas que nunca chega, passando-se então vários e vários anos de uma verdadeira espera. Apesar dos vários anos

deixados por lá, Giovanni permanece sempre crendo, piamente, que algum dia chegará algo de grande para combater, mas sempre um dia, não daqui a pouco, sim algum tempo à frente, nunca próximo. E cotidianamente me pego também apostando diretamente em alguma engenhosidade prévia, cogitando as várias possibilidades promissoras que a vida desfila diante dos olhos. Muitos vivem (e arrisco a dizer: a maioria vive) com essas apostas na imobilidade. Ah! Se sempre tivéssemos que pensar no caminho que teríamos que percorrer como os nossos pensamentos nos

di­re­ção ge­ral: Cé­sar San­tos diretor de redação: Edilson Damasceno Ge­ren­te AD­MI­NIS­TRA­TI­VA: Ân­ge­la Ka­ri­na

seriam caros! Então a existência toda se torna um caminho com poucas chegadas. No forte Bastiani os militares estavam realmente condenados ao ócio. Por vezes Drogo desesperadamente precisava fazer alguma coisa para suspender seus próprios pensamentos, só assim suportando a realidade. E sozinho tinha que viver entre nada fazer, nada pensar ou simplesmente dormir, à beira da perdição do tempo e sem que nenhuma pessoa o entendesse ou se apiedasse de sua alma falida de realizações. Giovanni Drogo esperava por uma guerra, já meu vizinho esperava por um concur-

Um produto da Santos Editora de Jornais Ltda. Fun­d a­d o em 28 de agos­to de 2000, por Cé­s ar San­tos

www.de­fa­to.com E-mail:re­da­cao@de­fa­to.com TWITTER: @jornaldefato_rn | REDAÇÃO E OFICINAS: SEDE: Avenida Rio Branco, 2203, Centro, Mossoró-RN – CEP: 59.063-160 TELEFONES: (84) 3323-8900 (Mossoró) | COMERCIAL/ASSINATURAS: (84) 3323-8913 / 3323-8918

AS CO­LU­NAS E MA­TÉ­RIAS AS­SI­NA­DAS SÃO DE RES­PON­SA­BI­LI­DA­DE DE SEUS AU­TO­RES

so, meu pai esperava pela aposentadoria, minha tia esperava pela viagem à Itália, e eu, também, esperava por tantas coisas. É, de fato, muito diferente viver algo do que somente imaginá-lo; mas, pode-se imaginar tanto ao ponto de sentir algo parecido com a vivência – essa talvez seja a gênese da mimese, o impulso dos atores mundo afora. No decorrer do romance percebemos que a relação do mundo para com o Drogo é a da indiferença. O mundo é indiferente às suas vontades por isso não pode atendê-lo. O que sentimos por vezes também é o mesmo desse pobre militar: a certeza de que vive em um mundo que só ele mesmo notou a si. Giovanni Drogo havia em toda sua vida conhecido apenas um homem: ele mesmo. Já quando percebeu isso era tarde demais para mudar esta penosa concepção. Que importa a verdade para um miserável? E por assim iam os dias desse tão bem descrito personagem, em todas as manhãs mais um dia vadio estava a sua espera e mais um dia ele ia cedendo aos seus encantos. Há um pouco de Drogo ressoando na natureza humana. Contudo não vos escrevo com tom de tristeza. Ora, conseguir ou não alcançar algo pode ser até secundário se pararmos bem para pensar. Se estamos felizes imaginando, que imaginemos! Existem situações em que a plena alegria é o momento em que somente se encontra um ideal para viver. Não importa se Giovanni Drogo foi ou não um combatente: ele encontrou um ideal para viver. A felicidade pode ser sempre esta intermitente busca. Mas nada na vida é tão imóvel, temos, graças a Deus, os dramas humanos. Nada é vívido tão intensamente como os dramas humanos. Às vezes, as coisas são tão intratáveis que o único alento é somente imaginar uma cena enquanto se vive em uma situação degradada. Talvez, quando não buscamos tal conforto, é que tudo esteja acabado. Por isso sempre espero pela noite como uma criança espera para que uma promessa seja comprida, pois a noite, ah!, a noite me trará a cada dia uma nova perspectiva.

FI­LIA­DO À


política 3

DOMINGO, 15 de abril DE 2018

ESPECULANDO

As opções de Rosalba para 2018 >> Prefeita mossoroense tende a ser diferencial em termos de apoio à chapa majoritária Carlos Costa/Arquivo

Prefeita Rosalba Ciarlini, que está sendo sondada por vários grupos Edilson Damasceno

Da Redação

M

ais dia, menos dia, tudo se encaixará no tabuleiro da política potiguar. Entre uma eleição e outra existe outra eleição, e é com essa afirmação que se busca o pleito eleitoral de 2010, quando Rosalba Ciarlini foi eleita governadora do Rio Grande do Norte para explicar o que está acontecendo agora. Quatro anos depois de ter sido eleita, Rosalba não contou com o apoio do Democratas para ter tentado a reeleição. E

agora, quatro anos depois daquela situação, está, mais uma vez, flertando com o MDB, que lhe apoiou em 2010, ficou afastado em 2014, mas esteve junto em 2016 com a eleição dela pela quarta vez à Prefeitura de Mossoró. E agora sonha com o apoio rosalbista para o projeto majoritário. Todos os pretensos candidatos ao Governo do Estado estão de olho no apoio da prefeita de Mossoró. Obviamente, apenas um terá sucesso, e este será aquele que apresentar melhores garantias para o projeto do rosalbismo, e tal projeto inclui a reeleição

do deputado federal Beto Rosado (PP) e a eleição do publicitário Kadu Ciarlini (PP) à Assembleia Legislativa. Chegou-se a especular que a prefeita mossoroense iria seguir com a senadora petista Fátima Bezerra em virtude do apoio de Rosalba, indiretamente, ao projeto político de Fátima nas eleições de 2014. Mas agora, até aqui, não existem elementos que possam levar à teoria de que Rosalba estará com Fátima em um mesmo palanque. É certo que Rosalba Ciarlini não ficará indiferente neste pleito eleitoral,

Cedida

Projeto de Kadu Ciarlini será o diferencial na escolha de Rosalba

algo totalmente diferente do que aconteceu nas eleições de 2014. Naquele tempo, ela foi massacrada por todos os candidatos. Agora, “surfando” em outras ondas, a prefeita mossoroense tem tudo para voltar ao cenário da política estadual e ser o diferencial, mesmo que isso implique em sofrer críticas ainda em virtude do seu mandato como governadora do Rio Grande do Norte. Nesse sentido, a participação de Rosalba no processo eleitoral é tida como certa, ainda mais quando se tem a possibilidade de apresentar o filho Kadu

Ciarlini como candidato a deputado estadual. As especulações, contudo, vão além desse fator. Algumas correntes especulativas são de que a prefeita de Mossoró poderá indicar o candidato a vice-governador do candidato que apresentar as melhores condições políticas para o seu grupo. Não se tem notícias, contudo, a respeito de algum nome que Rosalba poderia indicar para compor chapa com algum governadorável. Pensou-se que seria a secretária municipal de Infraestrutura, engenheira Kátia Pinto,

mas ela não deixou o cargo. Agora, especula-se que pode ser a vice-prefeita Nayara Gadelha (PP). As especulações estão perto de chegar ao fim. O período das convenções partidárias está bem próximo e, talvez, até o mês de junho já se saiba quem vai ficar com quem. E nesse tempo, pode ser que a prefeita de Mossoró externe sua decisão em termos de apoio majoritário (Governo e Senado), uma vez que para a chapa proporcional, ela já tem quem apoiar: o filho Kadu Ciarlini e o deputado federal Beto Rosado (PP).

Justiça do Paraná fixa multa PGR denuncia deputado Jair diária para manifestantes Bolsonaro ao Supremo pró e contra Lula por crime de racismo O Tribunal de Justiça do Paraná determinou que os manifestantes acampados nos arredores da sede da Polícia Federal, em Curitiba, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso, devem pagar multa diária de R$ 500 mil, caso não cumpram ordem judicial de deixar a área. A decisão foi proferida na sexta-feira pelo juiz substituto da 3ª Vara da Fazenda Pública, Jailton Juan Carlos Tontiniu. Os movimentos citados na decisão são: Central Única dos Trabalhadores (CUT), Partido dos Trabalhadores (PT-PR), Movimento Curitiba contra Corrupção, Movimento Brasil Livre (MBL) e o Movimento UFPR Livre. Segundo a Prefeitura de Curitiba, cerca de 500 pessoas, favorá-

veis ou contrárias a Lula, estão acampadas no entorno do prédio da PF “causando transtornos e a precarização na prestação dos serviços públicos aos moradores pelo bloqueio às ruas”. No despacho, o juiz explica que a medida visa a evitar o uso da força policial e dissuadir os réus que descumpriram a liminar concedida semana passada pela Justiça à Prefeitura de Curitiba. A liminar proíbe os manifestantes de transitar nas áreas determinadas, impedir o trânsito de pessoas e montar estruturas e acampamentos nas ruas e praças da cidade. Ainda na sexta-feira a Prefeitura pediu à Justiça que o ex-presidente Lula seja transferido para outro local, devido a problemas de segurança

e reclamações dos residentes do Bairro Santa Cândida. O Sindicato dos Delegados da Polícia Federal também solicitou a transferência de Lula para outro local com mais condições de segurança para a população e servidores.

!

Multa imposta aos movimentos sociais será de R$ 500 mil/dia se descumprir a ordem judicial

A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) ao Supremo Tribunal Federal (STF) por crime de racismo. Além da condenação, a procuradoria pede que o deputado seja obrigado a pagar R$ 400 mil por danos morais coletivos. De acordo com a denúncia, durante uma palestra no Clube Hebraica, em abril do ano passado, Bolsonaro usou expressões discriminatórias contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e homossexuais. O filho de Bolsonaro, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também foi denunciado, mas pela suposta agressão a uma jornalista. No entanto, a PGR ofere-

José Cruz/ABr

O filho, Eduardo Bolsonaro também foi denunciado ceu a este parlamentar proposta de transação penal, na qual ele se comprometeria a indenizar a vítima em 40 salários mínimos e a pagar pensão mensal a uma entidade de combate à violência

doméstica, além de prestar serviços à comunidade. A reportagem tentou contato com a assessoria dos deputados para que eles possam se manifestar sobre a denúncia.


4 gerais

DOMINGO, 15 DE ABRIL de 2018

SERVIÇO PÚBLICO

UERN convoca mais 77 aprovados no último concurso da instituição >> Nova convocação, publicada na edição deste sábado (14) do Diário Oficial do Estado (DOE) foi motivada por recentes exonerações após decisão judicial

A

Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) vai reforçar o quadro de servidores. É que a instituição convocou neste final de semana quase 80 aprovados no último concurso público. A medida foi oficializada após recentes exonerações motivadas por decisão judicial. A portaria publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (14) traz a relação de 77 candidatos aprovados na seleção realizada em dezembro de 2016. A convocação traz uma lista de agentes técnicos administrativos e técnicos de nível superior para vagas em Mossoró, Assú, Pau dos Ferros e Patu. A medida diz que foi considerada a existência de candidatos aprovados no certame e demissão de significativa parcela de servidores em cumprimen-

Marcos Garcia/Arquivo

Oitenta funcionários sem concurso foram exonerados da UERN no mês passado após decisão judicial to a ordem judicial, além de aposentadorias e falecimentos. O documento diz que “a ausência dos servidores vem ocasionando transtornos e dificuldades nos diversos setores da instituição, prejudicando o ple-

no exercício do serviço público”. A portaria orienta que os nomeados deverão apresentar-se ao Departamento de Pessoal da Pró-Reitoria de Recursos Humanos e Assuntos Estudantis

(PRORHAE), situado no campus central da Uern, munidos de documentações específicas que podem ser consultadas no edital. A maioria das convocações é para técnico de nível superior em Mossoró. São 40

vagas motivadas por demissões. No dia 18 de janeiro deste ano, uma portaria assinada pelo reitor da instituição demitiu 86 servidores, seguindo determinação do Supremo Tribunal Federal

!

Convocação inclui agentes técnicos administrativos e técnicos de nível superior para vagas em Mossoró, Assu, Pau dos Ferros e Patu (STF). Eles foram efetivados, sem concurso público, por meio de uma lei estadual criada em 1994. A medida foi considerada ilegal pelo Supremo, que analisou uma ação de inconstitucionalidade. Porém, poucos dias após a demissão dos servidores, uma juíza de Mossoró determinou que a Uern readmitisse os servidores e realizasse a demissão por meio de processo administrativo. Já em nova decisão no início do mês passado, o STF derrubou essa decisão judicial estadual por considerar que a medida iria apenas "prolongar a situação de inconstitucionalidade". Seguindo a nova determinação, a Uern então publicou uma portaria com a demissão imediata de 80 servidores.


opinião 5

DOMINGO, 15 de abril de 2018

césar santos cesar@defato.com

NINGUÉM É BOBO A VIDA TODA

A

prisão de Lula fez aniversário de uma semana neste sábado (14) e o apocalipse anunciado pelo PT não chegou. Apesar das mortes na periferia, da demora na elucidação do assassinato de Marielle Franco, dos 12 milhões de desempregados e da corrupção que não dá trégua, o brasileiro continua dormindo sem remorso e acordando sem culpa para o seu café da manhã. Exceto pelo acampamento que se formou na vizinhança da Polícia Federal em Curitiba (PR), nada de extraordinário ocorreu além da própria prisão daquele que já foi o presidente mais popular da história do país. No outro sábado (7), ao ter anunciado à multidão de devotos que o cercava em São Bernardo do Campo (SP) que se entregaria

''

à Polícia Federal, Lula radicalizou o discurso. Disse que a prisão não iria silenciá-lo, porque seus apoiadores fariam barulho no seu lugar. “Vocês poderão queimar os pneus que vocês tanto queimam”, declarou Lula. “Poderão fazer as passeatas que tanto vocês quiserem, fazer ocupações no campo e na cidade...” Não está descartada a hipótese de o PT acionar seus aliados sindicais e sociais para queimar pneus, fazer passeatas e invadir propriedades, como pediu Lula. Mas o dinheiro para esse tipo de atividade é curto e o prejuízo eleitoral pode ser enorme. Enquanto o PT administra sua autocombustão, o país avança. Ficou mais difícil recuar na prisão em segunda instância. O foro privilegiado será atenuado em maio. Antonio Palocci foi mantido na cadeia. Os amigos de Michel Temer já estão no banco dos réus. Aécio Neves deverá se tornar réu na terça-feira (17), e a má repercussão do envio do processo de Geraldo Alckmin para a Justiça Eleitoral fez do presidenciável do PSDB um candidato tóxico. Aos trancos, a fila dos intocá-

agenda jurídica A semana será movimentada no ambiente políticojurídico do Brasil. Na terçafeira (17), o STF decidirá se transformará o senador Aécio Neves (PSDB) em réu no caso da propina de R$ 2 milhões. Na quarta (18), o TRF-4 julgará o último recurso da defesa do ex-presidente Lula, condenado e preso.

veis começa a andar. O jornalista Josias de Souza, no texto acima, sintetiza o novo momento que o país está vivendo. Não é, ainda, o que o cidadão de bem deseja, mas o caminho está sendo trilhado, Um dia chegará lá, não tenha dúvida. Isso acontece porque os brasileiros estão mais atentos, conscientes, livrando-se das paixões políticas e vendo as coisas como, de fato, elas são.

O discurso do "eu não sabia de nada", "eu sou perseguido" etc. não cola mais como antes. A vitimização perde espaço. O povo está indignado com a roubalheira, o assalto aos cofres públicos, e não tolera mais. Por isso, a maioria pouco se importa se um ex-presidente está preso e se outros irão para a cadeia. O cidadão quer punição para quem comete crime, seja lá quem for.

O brasileiro continua dormindo sem remorso É NOTÍCIA ao Enem têm só até hoje (15) para pedir isenção da e acordando sem culpa." 1 Candidatos taxa de inscrição. É só entrar no site do Inep. Já a inscrição ao Exame será realizada no período de 7 a 18 de maio.

JOSIAS DE SOUZA

Jornalista, ao comentar que a prisão de Lula não provocou o apocalipse, como ele e o PT imaginavam.

obras

falta o sim

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) autorizou, nos últimos dias, o início de obras que somam mais de meio milhão de reais: restauração das praças Rodolfo Fernandes e Vigário Antônio Joaquim, do conjunto Walfredo Gurgel, canteiro central da Augusto Severo e ampliação de células no Aterro. Outras ordens de serviços serão assinadas e autorizadas na semana que está começando.

Se o Governo do Estado aceitar pagar o reajuste do piso nacional do magistério de 6,81%, a partir deste mês, e parcelar em seis vezes o retroativo de janeiro e março, os professores retornarão ao trabalho. A proposta foi elaborada pelo desembargador Glauber Rêgo, do TJRN, e acatada pela categoria. Falta agora o "sim" do Governo. Enquanto isso, segue a greve.

2 3 4 5

A Câmara Municipal de Mossoró vai se instalar no bairro Barrocas (zona norte) na quarta-feira, 18. Sessão ordinária e mais uma edição da Câmara Cidadã, com ações de cidadania. As atividades se concentrarão na Escola Celina Guimarães, às 9h. Já está circulando a nova edição da revista Acontece, dirigida por Marcelo Bento/Neide Carlos. A publicação traz entrevistas bem interessantes com os padres Sátiro Cavalcanti e Charles Lamartine. Mossoró chegou a 80 assassinatos no ano, quando mais um corpo tombou na noite de sexta-feira (13). A continuar nesse ritmo, baterá todos os recordes, superando a marca de sangue de 2017. Manuel Neto Gaspar Júnior é o novo secretário de Turismo do Rio Grande do Norte. Nomeado para o lugar do empresário Ruy Gaspar, que se desincompatibilizou para ser candidato ao Senado.

tempos de chumbo Nesta data, em 1977, o Governo Militar anunciava o "pacote abril", impondo eleições indiretas para governadores e senadores biônicos. No RN, Lavoisier Maia foi nomeado pelo presidente Ernesto Geisel, por indicação do antecessor Tarcísio Maia. Quando assumiu o poder, Lavô nomeou o primo José Agripino (hoje senador) prefeito de Natal (biônico).

nomes do pt O PT de Mossoró terá candidatos à Assembleia Legislativa nas eleições deste ano: a vereadora Isolda Dantas e o professor Assis Filho, militante do Sinte.

fichas sujas O Tribunal de Contas do Estado atualiza a lista de gestores e ex-gestores públicos com contas reprovadas. A lista será encaminhada à Justiça Eleitoral, para ajudar a barrar os fichas sujas.

RN figura entre os 15 estados do país com alta no setor de serviços portal brasil

O

Rio Grande do Norte figura entre os 15 estados do país com alta no setor de serviços no mês de fevereiro deste ano. O quadro foi divulgado nesta sexta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). O estado potiguar aparece no levantamento com ín-

dice positivo de 0,2; o penúltimo entre os 15 estados brasileiros com situação positiva. São Paulo, que representa 43% de todo o volume de serviços gerado no Brasil, mostrou variação nula (0,0%) em fevereiro de 2018. Nos locais, os destaques positivos nesse mês foram: Paraná (2%); Rio de Janeiro (0,5%), Santa Catarina (0,5%); Pará (1,4%) e Mato Grosso do Sul (1,5%). Já as principais

influências negativas vieram da Bahia (-9,0%), Ceará (-16,8%), Rio Grande do Sul (-2,2%) e Minas Gerais (-0,8%). Em relação a fevereiro de 2017, a queda do volume de serviços no Brasil (-2,2%) foi acompanhada por 22 das 27 unidades da federação. Os recuos mais importantes foram: Rio de Janeiro (-2,6%), São Paulo (-0,7%), Bahia (-8,6%), Minas Gerais (-3,5%),

Distrito Federal (-8,6%) e Ceará (-12,7%). Por outro lado, a expansão mais relevante para a formação do índice nacional veio do Paraná (2,7%). No acumulado do ano, frente a igual período do ano anterior, 23 das 27 unidades da federação mostraram taxas negativas. Os recuos de maior magnitude ocorreram no Rio Grande do Norte (-11,5%), Piauí (-10,7%), Ce-

Meira Lima/O Dia

Rio Grande do Norte aparece em penúltimo entre os estados com situação positiva ará (-9,4%), Tocantins (-8,9%), Distrito Federal (-8,8%) e Pará (-8,1%). Já a maior alta foi em Mato Grosso (2,9%), en-

quanto São Paulo obteve variação nula (0,0%) no acumulado dos dois primeiros meses de 2018.


6 OPINIÃO/GERAIS

DOMINGO, 15 DE ABRIL de 2018

OFENSIVA

PROSA

& VERSO

Estados Unidos atacam instalações químicas da Síria

crispinianoneto@gmail.com

O que fazer com Lula em Curitiba?

>> Bombardeios na noite desta sexta-feira (13) foram encerrados após destruírem locais alegados como associados a armas químicas Reuters

Aviões foram usados no ataque contra alegadas instalações químicas da Síria

O

mundo foi surpreendido na noite da última sexta-feira (13) com o anúncio dos Estados Unidos da América (EUA) de que estava em andamento um ataque a supostas instalações químicas da Síria. A ofensiva realizada em conjunto com França e Reino Unido foi alegada como uma resposta ao suposto ataque químico atribuído à Síria contra cidadãos civis do país na semana passada. A informação da imprensa nacional é de que bombardeios contra três locais na Síria, onde funcionariam instalações químicas, aconteceram por volta das 22 horas da sexta, segundo o horário de Brasília. Os ataques foram detalha-

dos pelo Departamento de Defesa norte-americano em uma coletiva mesma noite. Na ocasião, conforme a Agência Brasil, o general Josefh Dunford, presidente do Joint Chiefs - um comitê de assessoramento do Pentágono - disse que os Estados Unidos teriam identificado alvos sírios e que a “rodada de ataques aéreos já havia sido encerrada”. “Os alvos que foram atingidos e destruídos estavam especificamente associados ao programa de armas químicas do regime sírio. Também selecionamos alvos que minimizariam o risco para civis inocentes”, teria detalhado o general, durante a entrevista, pontuando que também teria sido evitado o choque

direto com a Rússia. Menos duas horas antes, o presidente norte-americano Donald Trump tinha anunciado que os bombardeios haviam começado. Até a manhã deste sábado (14), os bombardeios, segundo o Pentágono já tinham sido finalizados e eram a resposta prometida pelos Estados Unidos ao suposto ataque químico atribuído ao governo de Bashar Al Assad, à cidade de Duma há sete dias. Até o fechamento desta matéria informações preliminares da imprensa mundial davam conta de que o Exército Sírio teria afirmado que o ataque dos EUA teria deixado três civis feridos; e que um contra-ataque sírio teria derrubado 13

!

EUA disse que ofensiva foi resposta ao suposto ataque químico atribuído à Síria contra cidadãos civis do país na semana passada mísseis lançados pelos norte-americanos.

O

prefeito imbecil chamado Greca, aquele que em plena campanha pulverizou o carro porque nele andou um pobre e, mesmo assim, foi eleito porque a cultura nazista de grande parte da população curitibana apoiou o seu gesto asqueroso, está agora agoniado com um senhor idoso, de 72 anos, de saúde um tanto fragilizada que se encontra proibido de falar, de ver pessoas e de ser visto, de formular posições e atividades políticas, de comandar como sempre comandou... A Lula, só falta a sentença dada por Mussolini contra o filósofo Antonio Gramsci: “Temos de fazer essa cabeça parar de pensar.” Lula ainda pensa e o povo ainda pulsa. Ao menos, uma banda desta nação, o que representa algo gigantesco, porque além de representar cem milhões de corações vibrando em sintonia, mobiliza uma repercussão internacional gigantesca com pequenos e grandes atos em vários países, como foram os da Argentina e do Uruguai, ambos de grande porte e dezenas de pequeno e médio porte pelo mundo afora “nas sete pruvenças” do mundo. Lula recolhido a uma cela de 15 m², enquanto um delator da Lava Jato faz festas em uma cobertura de 560 m², em São Paulo, ainda incomoda mais que esse riquinho perdulário que guarda em si o sentimento de impunidade garantido pela “Lei de Moro Privilegiado” a todos os tucanos e afins. Lula, como ele mesmo preconizou, embora imobilizado, anda pelos pés de milhões de brasileiros indignados com a injustiça que pesa sobre o seu líder, pensa por esses milhões de cabeças e fala por esses milhões de bocas e escuta diariamente, às 9h, um grito coletivo de “Bom dia, presidente”, dado pelos milhares de acampados que estão dormindo no frio de Curitiba em solidariedade a ele e ao muito de bom que ele fez por este país e por essa gente. Já não é mais apenas a defesa de Lula que quer sua transferência. Claro que a defesa quer, em primeiro plano, a sua soltura porque entende e tem certeza que a prisão é injusta. Mas, caso perdure essa via-sacra, que ele fique perto dos seus entes queridos. Agora são os inimigos que pedem que o tirem debaixo da toga de Sérgio Moro. Porque Lula incomoda tanto, mesmo estando quietinho no seu recantinho de enxovia, numa cela menor que o banheiro da mãe de Geddel, onde o bandidão golpista “guardava valores” antes de levar os R$ 51 milhões para aquele apartamento no qual foi encontrado o tesouro. Lula está incomodando, sim. Agora são eles próprios que o dizem, e vai incomodar muito mais. Os vencidos sempre têm sua força e Lula mostra mais força do que se pode imaginar. Mesmo sem “extremar”, como disse Ciro Gomes. Gleisi Hoffman, a mulher mais odiada pela direita brasileira, resumiu tudo numa frase: “Em Curitiba não cabe a grandeza de Lula.”

A Síria também incomoda A mesma desculpa do Iraque: armas químicas. Só depois da destruição virão, como vieram os desmentidos. O fato é que, sete anos depois, a derrubada de Bashar Al Assad está fazendo água e o Tio Sam está procurando a desculpa para entrar diretamente na guerra. Só fal-

ta saber se combinaram com os russos, como diria Garrincha... E não me venham com a balela de que Bashar Al Assad é ditador. Isso, o mundo inteiro sabe. Mas, me diga em qual país onde a Primavera Árabe derrubou ditadores há um democrata governando?

Não se enganem Raquel Dodge denunciou BolsoNAZI ao STF por racismo praticado contra quilombolas, indígenas e refugiados, além de preconceito contra mulheres e LGBTs. O filhote do ditador, Eduardo BolsoNAZI, foi denunciado por ameaçar uma jornalista.

Não se enganem II Tudo muito correto nessas denúncias contra a família troglodita, mas o sentido não é o de fazer justiça e de fazer valer os direitos humanos e o processo democrático. Resta mais que claro que o script do golpe continua em alta, costurando o que já alinhavado. Depois de deixar a candidatura Lula “respirando por aparelhos”, agora é a vez de outro não tu-

cano ser ferrado. Num dia, a Lava Jato livra a cara de Alckmin, no outro a PGR denuncia Bolsonaro, que deverá ser condenado e se tornar inelegível. E sua manada vai marchar bovinamente para o candidato do tucanato, que é quem representa os interesses do império. Assim esperam que Alckmin saia do seu moído entre 1% e 3%. E sairá.


gerais /opinião 7

DOMINGO, 15 de abril de 2018

MOSSORÓ

Cúpula da Segurança apresenta resultado de operações >> Secretária da Segurança, comandante geral da PM, e delegada da Polícia Civil devem cumprir agenda na cidade amanhã Marcos Garcia

Ronda Integrada foi lançada em Mossoró no início do mês passado

N

esta segunda-feira (16), a cúpula da Segurança Pública do Rio Grande do Norte deve desembarcar em Mossoró. A equipe formada pela secretária da Segurança do Estado, Sheila Freitas; comandante geral da Polícia Militar, coronel Osmar Oliveira; e delegada geral da Polícia Civil, Adriana Shirley, deve cumprir agenda na cidade para fazer um balanço da operação Ronda Integrada e do programa Ronda Cidadã, que estão em andamento no município. A agenda da Segurança foi divulgada na tarde da última sexta-feira (13). A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED) informou, na ocasião, que Sheila Freitas, Osmar Oliveira e Adriana Shirley concederão entrevista coletiva às 17 horas de amanhã. Na ocasião do evento marcado para acontecer na sede do 2° BPM, eles deve-

rão fazer um balanço da operação Ronda Integrada e do programa Ronda Cidadã, que, segundo a Sesed, têm conseguido bons resultados na cidade. O Ronda Cidadã opera no município desde março de 2017, na Área Integrada de Segurança Pública 19 (AISP 19), que corresponde aos bairros Barrocas, Santo Antônio, Bom Jardim e Paredões. De acordo com a Sesed, se for comparado o 1° ano do Ronda em Mossoró, de 18 de março de 2017 a 17 de março de 2018, com o mesmo período de 2016 a 2017 (18 de março de 2016 a 17 de março de 2017), observa-se uma redução de -31,9% nos crimes violentos contra o patrimônio (CVPs) e -15,3% de crimes violentos letais intencionais (CVLIs). E entre fevereiro e março de 2018, a diminuição de CVP foi de 18,3%. Ainda conforme a Sesed, a Ronda Integrada, que tem atuação conjunta da Polícia

Militar, Polícia Civil, Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi instalada em Mossoró neste ano na AISP 19 e 18 – compreende os bairros Alto de São Manoel, Alto do Sumaré, Bom Jesus, Dom Jaime Câmara, Ilha de Santa Luzia, Nova Vida (Malvinas), Planalto 13 de Maio, Presidente Costa e Silva, Santa Júlia, Vingt Rosado e Walfredo Gurgel. “Durante os horários da operação – que fez o número de viaturas policiais na cidade subir de seis para 20 - entre fevereiro e março houve uma queda no CVP de 13,1% na AISP 18 e 8,6% na AISP 19. Já na quantidade de CVLI, a redução foi de 12,5% na AISP 19, enquanto na 18 não houve registro de morte”, detalhou a Sesed. FORÇA NACIONAL Por meio de um convênio entre a Secretaria Estadual de Segurança Pública

!

Equipe fará balanço da operação Ronda Integrada e o Programa Ronda Cidadã, que estão em andamento no município e da Defesa Social e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), Mossoró recebeu neste ano o reforço de 30 integrantes e oito viaturas da Força Nacional, que estão atuando de forma ostensiva nas ruas da cidade em parceria com as forças de segurança do Estado.

Festival de teatro da Uern segue com inscrições até o dia 27 Termina no próximo dia 27 o prazo para as escolas públicas participar do XIII Festival de Teatro da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (FESTUERN). O XIII Festuern terá como tema “A Arte do Conviver”. A Uern explicou que a

escolha desse tema se deu em decorrência da necessidade de toda a sociedade discutir como viver em comunidade de forma harmônica e respeitosa com as diferenças. Serão selecionados até 30 espetáculos. Cada grupo participante deverá ser composto

por, no máximo, 20 pessoas, incluindo diretores artísticos, atores, técnicos, entre outros. O grupo poderá ter na sua composição no máximo dois participantes não pertencentes à escola. A inscrição à seleção dos grupos de teatro esco-

lar será realizada por meio do preenchimento do formulário de inscrição online disponível em https:// festuern.wixsite.com/festuern. O resultado parcial da seleção será divulgado no dia 15 de maio de 2018, no site do XIII Festuern.

atuação COM FÁTIMA BEZERRA

Fátima reafirma que nos governos do PT, Educação passou a ser tratada como investimento e não mais como gasto

D

urante sessão solene da Câmara dos Deputados quehomenageou os 10 anos dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs), a senadora Fátima Bezerra lembrou que, durante os governos do PT, de Lula e Dilma Rousseff – houve uma verdadeira revolução no ensino profissional e tecnológico no país. Ela enfatizou que o atual governo quer jogar por terra os avanços na área. “Luiz Inácio Lula da Silva adotou uma visão de estadista e entendeu que educação deveria ser tratada com uma prioridade real. Em 2003, iniciamos uma gestão quebrando paradigmas. A Educação deixou de ser tratada como gasto e passou a ser entendida como investimento e, assim, o país viveu um momento de grande inclusão educacional”, disse. Fátima lembrou que, em pouco mais de 13 anos, os governos do PT triplicaram o número de unidades de institutos federais no pais. Até 2002, o país tinha apenas 140 unidades. Hoje, são mais de 600 campi espalhados pelo interior do Brasil. O Rio Grande do Norte passou de duas para 21 novas unidades. “Que orgulho! Eu carrego uma alegria imensa no meu peito - na alma de professora, de menina pobre que fui, assim como o presidente Lula de ter contribuído para que o Brasil, o Nordeste e o Rio Grande do Norte vivenciassem uma inigualável expansão na educação profissional e tecnológica, nas macros e micros regiões deste país, provendo cidadania para os jovens e adultos”, afirmou emocionada a parlamentar. “Nessa revolução silenciosa, como sempre afirma o grande presidente Lula, abriuse o espaço, sempre

negado pelas elites, para a inclusão das classes menos favorecidas. Esse modelo plural permitiu o acesso à educação profissional do filho do lavrador, do pedreiro e da emprega doméstica. O filho do pobre, finalmente, conseguiu se formar, mudando o rumo de seus destinos”, completou. Fátima relembrou uma frase conhecida do antropólogo Darcy Ribeiro, que dizia que só há duas opções nesta vida: resignar-se ou se indignar. “E eu não vou me resignar nunca”. Ela garantiu também que nunca desistirá de lutar pela liberdade do presidente Lula, pela democracia e por uma educação pública inclusiva, gratuita e de qualidade. “Lula entrou para a história como o homem que mais investiu pela educação deste país. Viva os Institutos Federais de Educação de todo o país. Lula Livre, Lula presidente”, concluiu. A sessão solene foi uma iniciativa da deputada Maria do Rosário (PT-RS) e da senadora Fátima Bezerra (PTRN), coordenadoras da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Ensino Profissionalizante. O evento também contou com o apoio do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (CONIF).

''

A senadora Fátima Bezerra lembrou que, durante os governos do PT, de Lula e Dilma Rousseff – houve uma verdadeira revolução no ensino profissional e tecnológico no país


8 GERAIS

DOMINGO, 15 DE ABRIL de 2018

MOVIMENTO

Educação realiza assembleia na terça-feira após manter greve >> Mesa diretora Servidores do RN decidiram nesta sexta-feira (13) seguir com a paralisação, depois de audiência de conciliação ocorrida na quarta (11)

!

Categoria, que entrou em greve no dia 23 do mês passado, cobra correção de 6,81% do piso

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Servidores da Educação de Natal em greve fazem assembleia terça

Após assembleia nesta sexta, categoria volta a se reunir na próxima terça-feira para definir o rumo do movimento

O

s servidores da Educação do Rio Grande do Norte decidiram em assembleia realizada nesta sexta-feira (13) manter a greve da categoria que dura mais de 20 dias. A classe resolveu seguir com a paralisação que cobra a correção de 6,81% do piso. Na última quarta-feira (11), houve uma audiência de conciliação. O Estado deve se posicionar sobre o encontro nesta segunda-feira (16).

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (SINTE), a proposta do Governo consiste em pagar a correção de 6,81% do piso agora em abril para os ativos. Os aposentados, conforme sugerido pelo Executivo, receberão em seis parcelas, de abril a setembro. Quanto ao retroativo acumulado de janeiro a março deste ano, tanto os ativos quanto os aposentados receberão em seis parcelas, de outubro a março de 2019, de acordo com o pro-

posto ao Governo pelo desembargador Glauber Rêgo, em audiência de conciliação na quarta passada. Até o fechamento desta matéria na manhã deste sábado (14), ainda conforme o Sinte, o Estado ainda não tinha confirmado se atenderia a proposta da audiência de conciliação. “Os profissionais querem que a proposta para pagar o piso salarial, no ponto que se refere aos aposentados, seja devidamente esclarecida. A assembleia

também decidiu esperar que o Governo se posicione acerca de toda a proposta”, informou o Sinte. Uma nova assembleia da categoria foi marcada para esta terça-feira (17), às 8h30, no Winston Churchill, em Natal. “Além da correção do piso salarial, os trabalhadores em educação estão em greve por melhores condições de trabalho e em prol de reformas nas escolas. Tal ponto tem o total apoio dos estudantes, conforme de-

monstrado nos atos e assembleias realizados ao longo da greve. Na próxima semana, uma audiência deverá acontecer com o secretário adjunto da Educação, Marino Azevedo, para tratar desse ponto”, frisou o Sinte. “A categoria também exige o pagamento de direitos que vêm sendo negados e o pagamento em dia dos salários dos aposentados, pagos com atraso há quase 27 meses”, acrescentou o sindicato.

Além da greve na Educação Estadual, o Município de Natal também passa por uma paralisação no setor. Assim como a categoria estadual, os servidores do Município de Natal também deve se reunir em assembleia nesta terça-feira (17). O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (SINTE) informou que na ocasião os educadores de Natal vão avaliar a greve da categoria. A assembleia acontece às 14h30, na capital potiguar. Segundo o Sinte, a categoria espera que o Município retome as negociações acerca da pauta de reivindicações. “Os profissionais exigem o pagamento de 6,81% do piso salarial 2018, melhora nas condições de trabalho e atendimento aos direitos que vêm sendo negados”, afirmou a entidade. No início desta semana, a categoria rejeitou a última proposta do Executivo, considerada por eles inaceitável, para pagar o piso. “A proposta sugere pagar o piso apenas em junho, sem pagar o retroativo relativo a janeiro, fevereiro, março, abril e maio deste ano”, criticou o Sinte.


mossoró /jornaldefatorn

@defato_rn

/photos/jornaldefatorn

Mossoró (RN), domingo, 16 de abril de 2018

Solidariedade

Ateliê Amor em Fios leva autoestima a pacientes oncológicas

que também é ex-paciente oncológica e iniciou o trabalho com Neide. “Mas é uma satisfação muito grande ver no rosto das pessoas a alegria de receber uma peruca. A gente sente mesmo que elas ficam totalmente transformadas. É um brilho, um sorriso no rosto que não tem dinheiro que pague”, complementa Eliane.

>> Por meio de doações, é realizada a confecção de perucas que são utilizadas por mulheres que estão em tratamento contra o câncer Amina Costa

Da Redação

E

levar a autoestima das mulheres em tratamento oncológico é o objetivo do projeto Ateliê Amor em Fios, desenvolvido por voluntárias da Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região (AAPCMR). Através da iniciativa, as voluntárias, algumas das quais já enfrentaram os desafios impostos pe-

la luta contra o câncer, produzem perucas com fios naturais para serem emprestadas a pacientes que, em decorrência da quimioterapia, perdem o cabelo. Cada fio acrescido às perucas por meio do trabalho envolve, como o próprio nome do projeto já insinua, doses de amor. Todo esse processo começa com a doação de cabelos realizada por diferentes pessoas que chegam à instituição com um único objetivo: fazer o

bem ao próximo. Flávia Araújo é voluntária. Além de ajudar no ateliê, ela contribuiu com a doação. “Eu já tinha vontade de doar meu cabelo e surgiu a oportunidade depois que eu vim aqui ajudar. Foi melhor ainda. Conheci o trabalho e deu mais vontade de doar”, conta. E não foi só o próprio cabelo que Flávia levou para o projeto. “O meu, o da minha mãe e uma doação de um salão”, acrescenta. Após a doação, as me-

chas são separadas conforme características, como comprimento e cor. Para a produção de cada peruca são utilizadas de sete a dez doações e todo o processo artesanal é desenvolvido por mulheres que, antes de moldes e telas, utilizam a solidariedade. “Eu me sinto muito feliz em fazer esse trabalho. Para mim, é tudo na vida”, diz a ex-paciente Neide Melo, que faz parte do projeto desde o início. “Tenho orgulho em fazer esse trabalho”, ressalta a voluntária,

que considera que o pagamento é a alegria proporcionada a outras mulheres. “É muito gratificante participar do projeto Ateliê Amor em Fios, porque eu passei pelo problema e sei, senti na pele todo o drama que é a pessoa ficar sem cabelos. Sei a dificuldade também de comprar uma peruca, porque é muito cara e a demanda de medicação, exames é urgência. Uma peruca vai ficando para depois”, acrescenta Eliane Sobral,

Cedida

Cedida

Cabelos doados por voluntárias recuperam autoestima de pacientes em tratamento

A voluntária Flávia Araújo realiza a doação dos cabelos para que as perucas sejam confeccionadas

Solidariedade que contagia Assim como Flávia Araújo, que doou seus cabelos, nem todas as mulheres que integram o projeto são ex-pacientes. Mas, inspiradas em seus exemplos, algumas delas foram contagiadas pela ideia de fazer o bem. É o caso de Eilza Lima

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

Sobral, que decidiu se dedicar ao projeto após a luta da irmã Eliane Sobral contra o câncer. “Quando um dia minha irmã disse que iria aprender a fazer peruca, eu disse logo: ‘Pelo amor de Deus, não invente isso. É muito difícil.’ Ela encarou. Foi para Natal e

As voluntárias produzem perucas com fios naturais para serem emprestadas a pacientes que, em decorrência da quimioterapia, perdem o cabelo

aprendeu a fazer as perucas com uma amiga que tinha passado pela mesma situação que ela: câncer de mama. Ninguém melhor que elas duas para entender a importância da peruca para uma pessoa que passa por tratamento oncológico e perde os cabelos, pois

quando a pessoa chega a esse estágio, ela se desnuda perante a sociedade e fica evidente para todos que está fragilizada e passa por momentos difíceis”, relembra Eilza. “Então, o processo de confecção de perucas foi iniciado, mas ainda existia uma grande dificuldade para finalizar, fazer o topo, como nós chamamos no

ateliê. Foi quando percebi que precisava ajudar de alguma forma. Comecei fazendo trabalho em casa e, desde o ano passado, passei a dedicar um dia na semana para ajudar a fazer as perucas. Tentamos ajuda de algumas pessoas, até de outros estados, para tentar melhorar o resultado final e, depois de muita dedicação e boa vontade,

hoje fazemos parte do Ateliê Amor em Fios. Tenho muito orgulho em fazer parte desse time e fico, cada vez mais, feliz com a sensação de que nosso trabalho não pode parar a cada peruca que entregamos e vemos o quanto esse acessório tem um significado tão importante na vida das pessoas”, finaliza Eilza Sobral.


2 MOSSORÓ

DOMINGO, 15 DE abril de 2018

Voluntariado

Das mãos que tecem amor à cabeça que se enche de gratidão As pessoas responsáveis pela produção das perucas são voluntárias. Também existem alguns critérios a serem cumpridos antes da doação

C

ada peruca que é elaborada graças a doações voluntárias por meio do Ateliê Amor em Fios leva, em média, 15 dias para ficar pronta. As pessoas voluntárias desenvolvem o trabalho por meio da Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região (AAPCMR). Quando o trabalho é finalizado, elas são emprestadas a mulheres que perderam os cabelos e desejam fazer uso do utensílio, isso porque cada paciente tem a sua própria forma de reagir ao tratamento e nem todas desejam usar peruca. A individualidade é respeitada e elas escolhem como expor a própria beleza. Fabiana Oliveira é uma das pacientes beneficiadas com uma peruca. Ela tem 35 anos e desde 2013 luta contra o câncer de mama. Para ela, o recebimento da peruca

vai ajudar a melhorar a autoestima. “A expectativa é ótima, de mudar o visual”, conta Fabiana. O empréstimo se estende até o momento em que os cabelos da paciente voltam a crescer e ela decide que não quer mais utilizar a peruca. Então, o objeto é devolvido e restaurado para que outra mulher possa utilizá-lo. Antes de cortar os cabelos para doação, os(as) voluntários(as) têm de estar atentos(as) a alguns critérios. Em primeiro lugar, os cabelos devem estar lavados e secos. Após a secagem, o(a) profissional que realizará o corte deve prender o cabelo com elástico, de modo que o cumprimento da mecha a ser doada seja de, no mínimo, 20 centímetros. O corte deve ser feito logo acima da liga. Todos os tipos de cabelos

Cedida

Os voluntários são os responsáveis por recuperar a autoestima das mulheres que lutam contra o câncer estão aptos à doação, desde que atendam aos critérios citados. Cabelos com química, inclusive, também podem ser doados. As mechas são entregues na sala do projeto,

que funciona na Unidade Adulto da AAPCMR, localizada na Rua Miguel Antônio da Silva Neto, 5, bairro Aeroporto (próximo ao Hospital Tarcísio Maia).

outras palavras José Nicodemos

aristida603@hotmail.com

A CASA VERDE

E

ra uma casa verde, ao gosto da aristocracia antiga. A casa era no centro da cidade, recuada no terreno, na frente, isolando-a da rua, um muro baixo, com uma seção de pilastras ornamentais. Não sei dizer quem eram seus habitantes, e a rua se perdeu da precisão da memória. Também a rua parece ser outra aberta sobre ela, e não restou um elemento de referência que me avive a memória. Se uma árvore, não tenho a mínima lembrança, até porque as árvores também cederam lugar a coisa nenhuma. Assim só sei dizer que era uma casa verde, aristocrática, no centro da cidade daqui. Nada mais. Vem não sei de quando essa minha fixação em casas antigas, ao gosto da arquitetura portuguesa dos velhos tempos, e cujo estilo não sei precisar. Sou analfabeto nessas coisas. Acreditasse em existências anteriores, e eu não teria dúvida quanto a ter sido morador de uma casa assim, feição aristocrática, à moda antiga. As janelas sempre abertas, com seus vitrais de cores cambiantes à luz do sol, como se fossem mágicas, dava para ver seus interiores, na ostentação do bom gosto do tempo. No luxo da sala da frente, junto à parede principal, um piano, sempre coberto, uma capa roxa, deixando-me

adivinhar nos seus silêncios mãos delicadas. Ao lado do piano, uma estante, estreita e alta, pejada de encadernações de luxo, e era ela o que mais me enchia os olhos de menino pobre: era a minha ambição infantil. E tinha vontade de acercar-me dela, a estante, certo de jacarandá, a conferir de perto aqueles títulos dourados, com o seu brilho silencioso de ouro novo. Quantas e quantas vezes, meu Deus, eu passava ali de frente, demorando-me, atitude disfarçada, em plena contemplação daquelas encadernações vistosas, que apenas me permitiam adivinhá-las. Os clássicos portugueses, o fino da época. Talvez literatura francesa: Balzac, Flaubert, os mais lidos por estas bandas. Quero dizer que, só agora, digo, um dia destes, e sem mais aquela, me veio à lembrança aquela casa verde, da aristocracia antiga. Andei ruas e ruas no centro da cidade, não em busca de encontrá-la em meio às modernas edificações, impossível, mas na esperança de poder saber onde ficava. Em vão. A memória escorregadia. E senti saudade dos silêncios daquele piano antigo, sob o brilho apagado de um lustre de cristal. Que mãos divinas lhe arrancariam do teclado nobre sonoridades clássicas, talvez? E o silêncio dessas mãos, certamente femininas, ainda me fere a sensibilidade como que aflita.

CARA

DINHEIRO

VOTO

Não sei com que cara os políticos com mandato vão se apresentar ao povo em busca de renová-lo. É carade-pau muita. É ter o povo na conta de idiota. De todo descerebrado.

E o que é danado é que, nadando em dinheiro, desse mesmo povo, dúvida não tenho de que renovarão seus mandatos. Senão todos, pelo menos a maioria. Filme velho, como se diz.

O fato é que, pelo voto, anda muito longe a esperança de pôr ordem no governo deste país, com, ou através de um parlamento que se imponha ao respeito do povo brasileiro. É isso.

linguagem ATÉ A. Professores de português há que condenam o emprego da preposição “até” seguida da preposição “a”: Fui até ao campo. Corrigem para “fui até o campo”. E aí? Antes do mais, a lição não encontra fundamentação nos mestres da palavra, antigos e moços. Neles, deparamos com as duas formas, e não se pode dizer que só a segunda (fui até o campo) é que está certa. É uma questão de gosto, ou se quiserem, de estilo. Afinal, já passou o tempo das discussões estéreis em torno de questiúnculas gramaticais, caso da colocação dos pronomes. É isso.


MOSSORÓ 3

DOMINGO, 15 de abril de 2018

Comportamento

Amor e ódio por realities shows

>> Psicóloga analisa a paixão dos brasileiros pelos realities shows e observa que a vida alheia atrai a atenção das pessoas como se fosse um mecanismo de defesa Cedida

Amina Costa

Da Redação aminadabecosta@gmail.com

T

er criança pequena em casa requer cuidados redobrados não apenas com os utensílios domésticos, como também com os brinquedos que são utilizados nos momentos de diversão. Casos de asfixia provocados por brinquedos pequenos não são tão raros quanto se pensa. Recentemente, uma criança de quatro anos morreu após ter engolido uma bexiga. O caso aconteceu no município potiguar de Messias Targino e chamou a atenção para os cuidados necessários com brinquedos destinados para as crianças. A reportagem do JORNAL DE FATO conversou com mães de crianças menores de três anos, que falaram sobre os cuidados que tomam com seus filhos em relação à escolha dos brinquedos e das brincadeiras adequadas para a idade de cada um deles. A cabeleireira Laura Rodrigues, que é mãe de um menino de 1 ano e 4 meses, teve de realizar algumas adaptações na sua residência, a começar pe-

Participantes do BBB 18, reality show mais popular do Brasil los objetos da cozinha. Ela disse ainda que, mesmo com os cuidados redobrados, ainda acontecem pequenos acidentes, mas sem gravidade, devido ele ser muito ativo. “Fiz algumas mudanças na medida em que ele

BBB é o mais assistido e detestado O reality show mais querido e detestado pelos brasileiros é o BBB. Sarah Lopes diz que algumas pessoas detestam o BBB porque nem tudo que é ofertado é de gosto de todos. “Algumas pessoas se adaptam à programação; outras, não. Entretanto, o comportamento humano sempre foi alvo de curiosidade”, observa a psicóloga. Nas redes sociais, algumas pessoas se sentem até superiores por não assistir à atração noturna da Globo. Mas, Sarah Lopes alerta que não gostar de algo não mede inteligência. “O que mais faz diferença é o quanto o sujeito se envolve quando assiste a essa programação. Ou ainda, qual o objetivo do programa e se foi atingido, mesmo se esse objetivo é entretenimento”, atenta. Sarah Lopes acrescenta que um comportamento que indique superioridade não deve ser visto como

inteligência. “Caso essas pessoas se sintam superioras, o são porque faz parte do seu perfil de personalidade. A sabedoria está na resolução constante de pequenos conflitos, não na elaboração deles”, complementa a psicóloga. O radialista Pádua Júnior não gosta do BBB. Para ele, o programa é desnecessário. “Não acrescenta como diversão, cultura ou educação. Na realidade, é um desserviço para a sociedade brasileira, uma pena que programas com esse ainda estejam no ar na TV aberta”, avalia. O motorista Alexandre Larry concorda e critica o programa por incentivar a prática de sexo e o uso de álcool. “O programa quer deixar transparecer que a vida do povo brasileiro é aquilo que se passa lá. Os participantes são alienados por um mundo que eles querem ou pensam que existe”, critica duramente.

foi crescendo. Todas as cadeiras da cozinha foram para a sala. Todas as coisas pontiagudas ou pequenas demais foram para o lixo, nenhum objeto de metal fica perto. Nenhum lápis, nenhuma caneta, nada que possa causar aci-

dente caso ele caia. Tudo fica bem mais alto do que ele, para evitar acidente. Mesmo assim, ainda acontece uma coisa ou outra, porque ele é muito ativo, mexe muito nas coisas. Mas, não é nada grave”, contou a cabeleireira.

Laura Rodrigues falou ainda sobre a atenção que os pais devem ter com os filhos, principalmente quando eles estão na idade de descoberta e de colocar os objetos na boca. “Eu acho que o maior cuidado que a mãe tem que

ter é a observação. Não se desligar do filho, principalmente quando ele é muito ativo. Porque como eles estão em busca do conhecimento, tudo levam para a boca. Aí acaba acontecendo esse tipo de coisa. Criança não sabe de nada. Então, o adulto tem que supervisionar o tempo todo, mesmo brincando sozinho ou acompanhado”, contou. A cabeleireira falou ainda sobre a escolha dos brinquedos para o filho. Ela contou que respeita a faixa etária, já que, como seu filho ainda é muito pequeno, pode ter o risco de ele engolir algum brinquedo. A estudante Aryanne Larissa, que é mãe de um menino de três anos, falou que, mesmo existindo a classificação dos brinquedos, às vezes compra algum contraindicado para a idade do seu filho. “Muitas vezes, as mães, até eu mesma, olhamos a classificação, mas achamos que dá para brincar, achamos que não vai acontecer nada. Mas, na hora que damos esses brinquedos para nossos filhos, não sabemos dos riscos que estão fazendo eles correr”, contou a estudante.

Realities shows mais populares no Brasil Big Brother Brasil (Globo)

A Casa (Record)

A Fazenda (Record)

The Voice (Globo)

Master Chef (Bandeirantes) Fonte: Correio Braziliense


4 MOSSORÓ

DOMINGO, 15 de abril de 2018

Tecnologia

Uso de software livre

Campus Party Natal reúne milhares de pessoas em evento de tecnologia >> A UERN foi a principal Instituição na Campus Party e envolveu alunos, técnicos e professores nas mais de 250 horas de conteúdo oferecidas pelo evento

T

emas como programação, robótica e desenvolvimento de softwares podem parecer restritos a um público específico, mas a Campus Party Jerimum, que ocorre em Natal até este domingo (15), deixou claro que qualquer interessado pode começar a aprender e se aprofundar nesses assuntos. Reunindo gente de todas as ‘tribos’, o evento chega ao seu último dia alcançando o objetivo de atrair milhares de pessoas, possibilitando o acesso a tecnologias voltadas à resolução de problemas, otimização e inclusão em diversas áreas. Atendendo o convite do Governo do Estado, a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) foi a principal instituição de ensino superior na Campus Party. Alunos, técnicos e professores participaram das mais de 250 horas de conteúdo oferecidas pelo evento, as quais envolveram palestras, oficinas, montagens de robôs, maratona hacker e combates de drones. O reitor da Uern, Pedro Fernandes, salientou a importância do evento para motivar nos estudantes o desejo e o esforço para eles empreender e buscar seus objetivos. “Estar nesse ambiente possibilita que se aliem à área acadêmica com o espírito empreendedor e o sentimento para os estu-

Agecom

Agecom

O diretor do Conselho do Linux Professional Institute, John Hall, foi um dos principais palestrantes do evento

Outro palestrante da Campus Party foi Marcos Pontes, o primeiro brasileiro a viajar ao espaço

dantes de que eles são capazes”, frisou o reitor, acrescentando que a feira de tecnologia também representa uma oportunidade bastante rica para os servidores participantes. A possibilidade de aprender mais sobre empreendedorismo e entrar em contato com pessoas de diferentes lugares e áreas de atuação foi a principal razão que levou o estudante Mateus Mendes, do curso de Ciências da Computação da Uern, a participar da Campus Party.

"É disso que a educação precisa: fazer uso da tecnologia para se diferenciar, se tornar mais atrativa. Nesses dias de evento, eu pude ver que mesmo sem ter conhecimento técnico da área de

“Meu maior objetivo é aproveitar esse networking e ter uma ideia melhor sobre como empreender e dar os primeiros passos para isso”, ressaltou Mateus Para a estudante Maria Eduarda Bezerra, do curso de Pedagogia do campus central, o fato de a maioria dos temas tratados no evento estar ligados à tecnologia da informação esteve longe de ser um obstáculo. Ao contrário; foi um incentivo para buscar, dentro do ensino, soluções para os mais diversos desafios.

Ao infinito e além Um dos principais momentos da Campus Party foi a palestra de Marcos Pontes. Primeiro brasileiro a viajar ao espaço, ele contou aos participantes sua trajetória até se tornar astronauta e ressaltou a importância de se persistir em busca dos sonhos, sobretudo através dos estudos e do trabalho. Em entrevista concedida antes da palestra, Marcos Pontes destacou o potencial das parcerias entre o ensino superior

público e as iniciativas privadas, como forma de viabilizar projetos que combinem o conhecimento acadêmico e o investimento privado. “Existem hoje alguns obstáculos para isso, mas há sim um bom caminho a percorrer nesse sentido no Brasil”, frisou. Em outra palestra, o engenheiro George Gabrielle, da NASA, apresentou detalhes sobre seu trabalho na agência espacial americana, bem como

bastidores de missões espaciais. Gabe Gabrielle, como é mais conhecido, ressaltou que muitos brasileiros têm o desejo de trabalhar na Nasa ou em outras instituições estrangeiras, mas ignoram importantes iniciativas que existem no Brasil. “Vocês não precisam sair do país, não precisam ir à Nasa. Vocês podem participar de programas espaciais aqui mesmo no Brasil”, frisou.

exatas, eu posso adaptar esses conteúdos para a sala de aula e agregar muito valor aos alunos. Foi muito valioso para a nossa formação", relatou Maria Eduarda.

Numa das principais palestras do evento, o diretor do Conselho do Linux Professional Institute, John Hall, defendeu a utilização de softwares livres, de código aberto, como forma de estimular uma maior compreensão sobre o uso de programas e aplicativos, além de possibilitar maior autonomia para resolver problemas ligados à informática. Para Hall, que é conhecido pelo apelido de ‘Maddog’, enquanto os aplicativos de código fechado só ensinam os usuários sobre como utilizá-los, os softwares de código aberto também possibilitam que se aprenda a analisar seu funcionamento e modificá-los de forma a aprimorá-los. Por esse motivo, o diretor recomenda o uso e ensino de softwares livres em instituições de ensino, como forma de capacitar os profissionais e estimular a propagação desse tipo de software, através do qual, qualquer pessoa pode aprender e propor mudanças. Maddog também defendeu o uso de aplicativos de código aberto como forma de oferecer mais segurança aos usuários, sobretudo em relação à invasão de dados pessoais.

Participação de todos A analista de negócios Suzy Oliveira, egressa do curso de Ciência da Computação do campus central, foi uma das palestrantes. Ela enfatizou que não há restrições ligadas a gênero quanto ao interesse pela área de tecnologia da informação. A analista ressaltou que a participação feminina em TI está aquém do real potencial e das necessidades da área, o que impacta na forma como produtos são concebidos e desenvolvidos. Residindo em São Paulo, Suzy Oliveira, que é CEO da Linkest, analista de negócios da Thoughtworks e cofundadora do projeto Code Girl, destacou a alegria de proferir a palestra no Rio Grande do Norte, onde iniciou sua trajetória profissional. “É um orgulho. Se hoje eu sou referência de algu-

ma forma, foi lá (na Uern) onde tudo começou. Foi lá que encontrei várias mulheres, várias professoras que me empoderaram e me fizeram ver que eu tinha possibilidade de chegar onde estou. Então, é um orgulho saber que venho de uma universidade estadual e saber que ela foi a formação para que hoje eu faça um trabalho que tenha impacto sobre as pessoas”, afirmou. Apesar da alegria em participar do evento, a analista de negócios ressaltou o desejo de motivar mais mulheres a seguir caminhos semelhantes e também se aprofundar na área e se destacar. “A sensação é de que o dever ainda não foi cumprido. Preciso voltar mais vezes. Acho que minha atividade é motivar e inspirar outras mulheres e poder

vê-las aqui também”, comentou. A estudante Thaiza Medeiros, também do curso de Ciência da Computação da Uern, conta que um dos aspectos com o qual mais se identificou durante a palestra foi o preconceito que existe em relação à atuação feminina na área. “Isso a gente percebe tanto no mercado quanto na própria faculdade”, destacou a universitária. Thaiza Medeiros acrescenta que o trabalho de Suzy Oliveira também é importante para apresentar outras possibilidades de trabalho, no âmbito da computação, que não estão diretamente ligados à programação. “Foi assistindo ela (em outro evento) que eu soube que poderia trabalhar na análise de negócios”, apontou.


SEGURANÇA 5

DOMINGO, 15 DE ABRIL DE 2018

Imagem meramente ilustrativa

Dados do sistema de cadastro de presos atualizados até esta sexta-feira (13) davam conta também de 21 foragidos e cinco apenados procurados no estado

PRESOS

FICHADOS

A

té o próximo mês, todas as pessoas presas no país deverão estar cadastradas no Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP). A meta é do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), responsável pela iniciativa. Somente

no Rio Grande do Norte, mais de 7.300 detentos já foram inseridos no sistema até a última quinta-feira (12). Números divulgados pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJRN) na manhã desta quinta-feira deram conta de que 7.105 presos

tiveram dados inseridos no sistema. O trabalho foi resultado de mutirão realizado pelo órgão em prol do cadastramento dos detentos. Segundo o Judiciário potiguar, no RN, o trabalho foi iniciado em 7 de fevereiro e já resultou na inserção

Mutirão no RN cadastra mais de 300 presos por dia O mutirão do TJRN conseguiu cadastrar mais de 300 presos por dia. A informação foi divulgada nesta semana pelo próprio órgão. “Pela quantidade de pessoas que temos aqui, conseguimos cadastrar mais de 300 presos por dia, o que muitas vezes não é possível para uma unidade”, contou a servidora Priscila Pinheiro, que atuou no mutirão. Ao todo, 24 colaboradores foram remanejados pelo TJRN para esse esforço e foram treinados por um servidor com experiência na área criminal. O cadastramento foi iniciado pelas unidades de execuções penais das comarcas de Natal, Nísia

Floresta e Parnamirim, as quais contam grande número de apenados. Ainda de acordo com o TJRN, a meta é desafogar as unidades que estavam sem condições de realizar o cadastramento, seja por falta de pessoal ou de tempo. “Estamos sempre em contato com as comarcas e com as unidades para que elas nos encaminhem a listagem de presos, porque muitas delas não têm condições de pessoal, estrutura e de realizar o cadastramento de tantos presos. Às vezes, uma unidade pequena tem mais de 120, 150, 200 presos e não tem condições de parar o trabalho

para fazer isso [cadastramento], por isso que o mutirão é tão importante”, detalhou Priscila Pinheiro. O TJRN explicou que o sistema de cadastramento foi iniciado pelos presos de regime fechado, uma prioridade estabelecida pelo CNJ. A segunda etapa tem como foco o cadastramento de mandados de prisão em aberto, ou seja, com captura pendente. A partir das listagens, nas quais constam o número do processo, nome do preso e qual o tipo de regime prisional ao qual estão submetidos, os integrantes do mutirão utilizam outros sistemas ligados à área penal para complementar as informações.

dos dados de 7.105 presos no sistema até a última quarta-feira (11). A perspectiva do órgão até então era de que todos os apenados do Estado fossem cadastrados até a sexta-feira, 13. Até o fechamento desta matéria, o TJRN não tinha

>> Mais de 7.100 detentos da esfera penitenciária do RN já foram cadastrados no Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP)

divulgado nenhuma informação sobre essa conclusão do cadastramento. O sistema reúne informações processuais e pessoais de todos os presos sob custódia nos estados e visa a permitir o acompanhamento das prisões em tempo real em todo o país.

Até a última quarta-feira, apenas quatro estados brasileiros tinham concluído o cadastro nacional de presos: Roraima, Goiás, Sergipe e Amapá. Além desses, a expectativa é de que Pernambuco conclua até próximo mês.

Iniciativa registra mais de 7.300 mandados de prisão pendentes de cumprimento no estado A iniciativa da Secretaria de Gestão Estratégica do TJRN cadastrou ainda 7.387 mandados de prisão pendentes de cumprimento. A medida facilita o acesso a informações que ajudem a capturar pessoas que estão foragidas da Justiça. O TJRN esclareceu que os mandatos de prisão de todos os estados serão agora diretamente cadastrados no BNMP 2.0. “Se um preso tem um mandado de prisão expedido em Pernambuco ou em São Paulo, nós aqui vamos poder identificar essa informação e ele será preso aqui.

Não vamos permitir que essa pessoa fique solta se ela já tem um mandado de prisão expedido por outra região”, explicou Priscila Pinheiro. Ela destacou que o BNMP produzirá uma referência regional, estadual e nacional da realidade carcerária de cada localidade a partir do detalhamento dos números do sistema prisional brasileiro, o que permitirá a definição de estratégia e políticas públicas. “Não tem como realizar um planejamento ou definir estratégias desde a parte social até de infraestrutura, se você não conhece a realidade na

qual o país vive”, completou. O Banco Nacional de Monitoramento de Prisões cria um censo da população carcerária brasileira e cataloga em um banco de dados dinâmico cada movimentação do processo de um preso no país. Ao ser cadastrado, cada detento recebe um Registro Judiciário Individual (RJI), que será sua identificação prisional válida para o território nacional, estando disponível em tempo real para juízes, servidores, tribunais, órgãos públicos e profissionais da área.


6 SEGURANÇA

DOMINGO, 15 DE ABRIL DE 2018

CONT. PÁG. ANTERIOR

Rio Grande do Norte tem mais de 7 mil presos para pouco mais de 4.500 vagas >> “Geopresídios – Cadastro Nacional de Inspeções em Estabelecimentos Penais (CNIEP)” dá conta de mais de sete mil presos para pouco mais de 4.500 vagas

A

conclusão do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP) deve reafirmar um preocupante quadro já constatado no sistema penitenciário potiguar: o déficit de vagas. O “Geopresídios – Cadastro Nacional de Inspeções em Estabelecimentos Penais (CNIEP)” dá conta de mais de sete mil presos para pouco mais de 4.500 vagas. O levantamento também disponibilizado pelo CNJ detalha que o estado conta 40 unidades prisionais e disponibiliza 4.543 vagas para 7.523 presos. A conta não fecha. O resultado é um déficit de 2.980 vagas, reflexo numérico da superlotação nos estabelecimentos carcerários do RN.

Imagem meramente ilustrativa

Déficit de 2.980 vagas reflete a superlotação nos estabelecimentos carcerários do RN Em março deste ano, o Governo do Estado reno-

vou pela 6� vez o decreto de calamidade no sistema

penitenciário. A prorrogação é válida por mais 180

dias. A medida permite contratar serviços com dispen-

Levantamento detalha que estado conta 40 unidades prisionais e disponibiliza 4.543 vagas para 7.523 presos sa de licitação para o custeio de projetos na esfera prisional. Desde o ano de 2015, o Governo vem renovando o decreto a cada 180 dias. Segundo o Geopresídios, são 2.635 unidades prisionais em todo o país para 672.722 presos. Eles estão distribuídos em 408.079 vagas, o que resulta em um déficit de 264.643. O levantamento revela ainda que o país conta 674.414 presos, sendo 308.329 em regime fechado, 104.507 no semiaberto, 9.264 no aberto e 247.511 provisórios, dentre outros regimes. O sistema reúne um panorama das principais unidades prisionais do país e é resultado de inspeções.


esporte 7

domingo, 15 DE abril de 2018

futebol

Globo e ABC se ‘pegam’ em estreia na Série C hoje

campeão

Recém-chegado, o Globo FC fará estreia na Série C do Campeonato Brasileiro neste domingo, 15, diante do rival potiguar ABC, que foi rebaixado na temporada passada. Os clubes se enfrentam às 17h, no estádio Barretão, em Ceará-Mirim-RN, pela primeira rodada do Grupo A. Os clubes iniciam nova competição após desempenhos distintos no Campeonato Potiguar. Campeão dos dois turnos, o ABC se sobressaiu e não precisou disputar a final do torneio para faturar o título. Enquanto isso, o Globo ficou no meio da tabela nos dois turnos.

A estreia do atual

>> Corinthians já conquistou o Paulista e busca repetir feito no Brasileirão

A

André Durão/Gazeta Press

atual temporada começou parecida com a última para o Corinthians. Desacreditado, o time de Fábio Carille conquistou o Paulistão novamente e tenta fazer o mesmo no Brasileirão. A estreia, neste domingo, às 16h, em Itaquera, será contra o Fluminense. Assim como no ano passado, poucos apontavam o Corinthians como favorito ao título, mas a primeira conquista já veio. Além disso, o time de Carille segue bem na Libertadores, com

FICHA TÉCNICA CORÍNTHIANS Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf, Renê Júnior, Rodriguinho e Mateus Vital; Romero e Clayson; Técnico Fábio Carille

FLUMINENSE Julio Cesar; Renato Chaves, Gum e Ibañez; Gilberto, Richard, Jadson, Sornoza e Ayrton Lucas; Marcos Junior e Pedro; Técnico Abel Braga Local - Itaquerão Horário - 16h Juiz - Anderson Daronco/RS

René Junior está confirmado entre os titulares do Corinthians

uma vitória e um empate. O Fluminense, por sua vez, não vive um grande momento. Apesar de ter conquistado a Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, o time de Abel Braga foi eliminado pelo rival Vasco na semifinal do estadual. Na Copa do Brasil, outra eliminação precoce, para o Avaí, na terceira fase. TODOS TITULARES Sem desfalques, o Corinthians terá força máxima para a partida deste domingo, mas Carille deve fazer

algumas mudanças em relação ao time que disputou a final do Campeonato Paulista. Jadson, que ainda não está 100% fisicamente, volta a ficar como opção no banco de reservas com Clayson, que cumpria suspensão na decisão, retornando à equipe. Além disso, Renê Júnior vem sendo preparado para assumir a posição de Maycon, que será negociado com o Shakhtar no meio do ano, e já deve receber uma oportunidade no time titular.

Inter encara o Bahia no reencontro com a elite Após ter amargado um ano na Série B do Campeonato Brasileiro, o Internacional está de volta à primeira divisão do futebol nacional e estreia neste domingo, 15, às 16h, contra o Bahia, no Beira-Rio. Apesar do retorno, o Inter não vive momento de muita comemoração. A volta para a primeira divisão não foi com título, tendo si-

do superado pelo AméricaMG, que foi o campeão da Série B. Já em 2018, o Colorado foi eliminado precocemente no Campeonato Gaúcho, caindo para o rival Grêmio, que seria o campeão, ainda nas quartas de final. O Bahia, por sua vez, conseguiu se segurar na primeira divisão em 2017, garantindo inclusive classifi-

cação para a Copa Sul-Americana e já começou o novo ano com uma conquista, levantando a taça do Campeonato Baiano em cima do rival Vitória. PROBLEMA NO ATAQUE Para essa partida, o técnico Odair Hellmann tem quase todos os titulares à disposição, mas tem proble-

SEM SEGREDO No Fluminense, Abel também não deve mexer muito na equipe. Os únicos lesionados são De Amores, Felipe e Marcos Calazans, que não vinha atuando. Por isso, o time deve ser o mesmo das últimas partidas. A equipe ainda espera um reforço de peso para o comando de ataque e o mais provável é que Kleber Gladiador seja anunciado nos próximos dias. Enquanto ele não chega, Marcos Junior e Pedro formam a dupla de ataque.

ESTREANTE Um ano após o acesso, o Globo de Ceará-Mirim tentará se manter na terceira divisão. Pelo menos essa é a ideia do técnico Fernando Tonet, uma das novidades para a disputa da Série C. Tonet foi contratado após fazer boa campanha pelo Santa Cruz de Natal no Campeonato Estadual. "É natural que, uma equipe que suba da Série D e vai disputar pela primeira vez a Série C, tem que pensar, em um primeiro momento, em permanecer. O primeiro objetivo é conseguir se manter na Série C. E, a partir daí, conseguindo os pontos, fazendo uma campanha boa, classificar entre os quatro e brigar no matamata e, quem sabe, um acesso. O Globo tem muitos atletas de qualidade e isso me deixa bem contente, com uma grande expectativa no sentido positivo", disse o treinador.

CARAS NOVAS O ABC tem sete novos contratados para a sequência da temporada. Apesar de estar 100% fisicamente, o zagueiro Danrlei não deve ir a campo neste domingo, em duelo com o Globo, na estreia da Série C, até porque ele não foi regularizado no BID. Conforme indicado pelo técnico Ranielle Ribeiro nos treinamentos, Tonhão e Samuel devem formar a dupla de zaga. A principal novidade no time titular será o atacante Leandrão, reforço já regularizado. Também recém-contratado, o volante Victor Feitosa chegou a treinar entre os titulares no lugar de Felipe Guedes, que sofreu uma luxação no ombro esquerdo e virou dúvida para o confronto. Segundo Ranielle, a probabilidade de Guedes não ir para o jogo é baixa

FICHA TÉCNICA GLOBO Rafael, Ângelo, Negretti, Gravatá e Renatinho Carioca; Reinaldo, Galiardo, Geovane e André; Erick e Romarinho; Técnico Fernando Tonet.

ABC Edson; Arez, Tonhão, Samuel e Igor; Guedes, Erivélton e Higor Leite; Fessin, Jorge Eduardo e Leandrão; Técnico Ranielle Ribeiro. Local - Barretão Horário - 17h Juiz - Mayron Frederico dos Reis Novais/MA

AGENDA JOGOS mas no ataque. Com Leandro Damião lesionado e Roger de saída, provavelmente para acertar com o Corinthians, o treinador deve montar a escalação com Rossi e William Pottker. O goleiro Danilo Fernandes também segue se recuperando e Marcelo Lomba será o titular. Fora isso, o time deve ser o mesmo que vinha atuando nas últimas rodadas do Campeonato Gaúcho, com Rodrigo Dourado, Edenílson, Patrick e D’Alessandro no meio e campo.

DESFALQUE NA ZAGA Se no Inter o problema é o ataque, no Bahia é na defesa. O técnico Guto Ferreira não poderá contar com Lucas Fonseca, que se recupera de lesão e sequer viajou para Porto Alegre (RS). A tendência é que a zaga seja formada por Tiago e Douglas Grolli, com Nino Paraíba na direita e o exFluminense Léo na esquerda. Outro jogador entregue ao departamento médico, mas que já não vinha atuando, é o zagueiro Jackson.

SÉRIE A Domingo, 15 11h – América MG x Sport 16h – Internacional x Bahia 16h – Corinthians x Flu 16h – Vasco x Atlético MG 19h – Atlético PR x Chapecoense Segunda, 16 20h – São Paulo x Paraná 20h – Botafogo x Palmeiras.

SÉRIE C Domingo, 15 15h30 – Operário/PR x Volta Red. 16h – Joinvile x Ypiranga 16h – Salgueiro x Botafogo/PB 17h – Globo x ABC 19h – Náutico x Santa Cruz 19h – Cuiabá x Luverdense


8 OPINIÃO/esporte

DOMINGO, 15 de abril de 2018

fábio oliveira fabiowillard@hotmail.com

fabio willard de oliveira

A volta do futsal e a falta que faz o Pedro Ciarlini

S

eguindo a tendência, depois do surgimento da Liga Norte-rio-grandense de Futsal, o esporte deve fortalecer-se em Mossoró em breve, com a criação de uma liga local, algo há muito esperado e tão necessário. A reboque da criação dessa liga mossoroense, uma competição municipal deverá surgir nos próximos meses, com a possibilidade de chegar já em dose dupla, com disputa nas categorias sub-15 e adulto. É importante apostar nas competições de base, fomentando a sequência da carreira do atleta nas diversas categorias e gerando calen-

dário. Mas, um dos problemas para o futsal local, como qualquer outra modalidade de quadra, é justamente a limitação de espaços públicos para essa prática. A inoperância das recentes administrações do Município torna um dos cartões postais da cidade, o Ginásio Pedro Ciarlini, um elefante branco. Interditado há um ano, o espaço tem servido apenas de poleiro para aves e acomodar o pessoal da Secretaria Executiva de Esportes. Passou da hora de devolver o ginásio à população para pleno uso. O que se está esperando?

iMAGEM QUE MARCA

Cedida

''

Lá, você encontra tudo para o “amassamento” de sua parede!”

Do repórter Ubiratan Saldanha, na época da Rádio Rural (990 kHz), em publicidade de uma loja de material de construção. Deveria tratar-se de uma marreta. Amassa qualquer coisa...

O VAR fez falta Dois episódios recentes no Brasil e na Espanha geraram discussões mundo a fora. Na final paulista, no pênalti anulado, acredito piamente em interferência externa. No gol que deu a classificação ao Real Madrid sobre o Juventus, pela Champions, pênalti claro. Em nenhum dos casos, teve o árbitro de vídeo.

Frutos Depois de Mateus Matias, agora Fessin foi negociado pelo ABC com o Corínthians. A transação renderá R$ 2 milhões ao alvinegro, que ainda permanecerá com 30% dos direitos federativos do atleta. Apostar na base vale ou não?

Rota de colisão

Potiguar, de 1948: Walter Pinheiro, Chico Holanda, Dedito, Marinho Queiroz, Raimundo Queiroz, Julinho, Bedel, Zé Leão e Manoel Leonardo; José Maria, Zequinha, Bibiu, Wilson Leão, Wilson Dias e Zé Ferreira.

A semana na história Terça-feira (17), o mito Ênio Ticiano completa 55 anos. Exímio técnico de áudio e sonoplasta, tem o dom e o zelo pelo ofício como poucos. Com ele nas transmissões esportivas, o narrador se preocupa apenas em gritar o gol da forma mais bonita, pois a qualidade do áudio ele garante. Parabéns!

A semana fechou com a ameaça do empresário de Mateus e Fessin, Diego Silva, em retirar 14 jogadores que possui no ABC, por conta de indisposição com Giscard Salton, executivo alvinegro. Uma queda de braço que poderá gerar prejuízos, sobretudo, ao clube.

Quem são? Papo 10 O Papo 10, quadro da TCM com apresentação do exjogador Júnior Xavier, está de volta. Toda semana, uma entrevista diferente com alguma figura ligada ao esporte. Neste retorno, o primeiro foi Benjamim Machado, presidente do Potiguar. Na próxima semana, Josirene Ribeiro, do Baraúnas. Apresentação às sextas, às 21h30.

Os jogadores com vínculo com Diego Silva e a serviço do ABC são: Ígor, Lauder, Jorge Eduardo, Jardel, Diego, Rafinha, Gomes, Montanha, Marquinhos, Wesley, Jonatha (emprestado ao Grêmio) e Luis Felipe (no Internacional).

Fora do páreo Embora se declare candidato, neste momento, o expresidente Eudes Fernandes está legalmente impossibilitado de concorrer nas eleições do Baraúnas no próximo dia 30. Além de não ser sócio, também não prestou conta de sua administração quando de sua passagem, requisitos previstos no estatuto do clube.

Torcedor

Futebol Clube

Fellype Gabriel

Futebol se faz assim

Conjunto Vingt Rosado

Depois do Campeonato Potiguar, a equipe de esportes da 95 FM inicia cobertura do Brasileirão. Transmissão de todas as rodadas. Isso é compromisso com o ouvinte e anunciantes que apostam no trabalho da emissora.

Torcedor do Barcelona

CAMALEÃO II O Camaleão també

CLAUDER ARCANJO

Escritor e editor da Sarau das Letras

O esporte é a nossa paixão notícias GOLS e COMENTÁRIOS www.f9.net.br


estado /jornaldefatorn

@defato_rn

/photos/jornaldefatorn

Mossoró (RN), DOMINGO, 15 de abril de 2018

Climatologia

Chuvas para o mês de maio devem superar a média de abril As informações que circulam nas redes sociais atribuídas ao LAPIS podem se confirmar, mas meteorologista diz que é preciso analisar melhor Arquivo

FABIANO SOUZA fabianosouz@hotmail.com

A

notícia publicada através das redes sociais sobre a possibilidade de maior volume de chuvas no mês de maio vem provocando incerteza na população e deixando em alerta alguns coordenadores da Defesa Civil no interior do Rio Grande do Norte. De acordo com análise de satélite divulgada pelo Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (LAPIS) de Maceió (AL), em maio poderá chover o dobro do que vem sendo registrado em abril. O coordenador da Defesa Civil em Mossoró, Osnildo Morais, mostrase preocupado com a possibilidade de as chuvas de maio serem mais fortes do que as registradas em abril. “Essas chuvas de abril são sereno para o que poderá vir em maio. A previsão para o próximo mês é de um volume maior de

Chuvas para o mês de maio podem ser 100% superiores às que vêm ocorrendo no mês de abril

chuvas na cidade, e isso já nos deixa preocupados. Se as chuvas de abril já

La Niña está confirmado e deve durar até 2019, afirma climatologista O fenômeno climático La Niña, que vem intensificando desde outubro de 2017, deve permanecer até 2019, prevê o climatologista Luiz Carlos Molion. Utilizando o sistema de previsão por similaridade, Molion explica que o La Niña deve seguir o padrão próximo ao ocorrido no período de 1999 a 2001, quando o fenômeno se estabeleceu após um forte El Niño de 1997 a 1998. Segundo ele, com o esfriamento das águas do oceano Pacífico, um sistema de alta pressão permanece sobre o Brasil, sendo característico por ar seco

que dificulta a formação de nuvens. Além disso, é comum por "altas temperaturas durante o dia e tempo mais frio durante a noite", explica. Além disso, há a possibilidade da ocorrência de veranico severo em janeiro, com a volta das chuvas em março, abril e maio, favorecendo então a segunda safra de milho. Para uma previsão de similaridade mais alongada, entre 2018 e 2019 o padrão climático deverá sofrer alteração, deixando o Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste mais chuvoso e o Sul com menos presença de chuvas.

têm causado estragos por conta dos problemas que verificamos, imagine se a

previsão de muita chuva em maio se concretizar. Os especialistas dizem

que as chuvas devem aumentar a partir da segunda quinzena deste mês e

do mês de maio”, disse Osnildo Morais. Em contato com a reportagem do DE FATO, o meteorologista Gilmar Bristot, da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), disse que é preciso cautela, mas admite a possibilidade de aumento das chuvas em maio. Segundo ele, mesmo com a possibilidade de aumento das chuvas, não existe motivo para pânico ou euforia. Gilmar Bristot declarou que, caso se confirme um aumento do volume de chuvas, as complicações devem ocorrer apenas nos grandes centros urbanos, já que os sistemas de escoamento das águas de chuva não vêm atendendo a demanda atual. “A circulação dessa análise de satélite precisa ser melhor avaliada, já que não existe previsão meteorológica sobre as chuvas para o mês de maio. A previsão meteorológica para este mês de abril é que as chuvas devem se manter, mas com relação a maio, ainda não se pode fazer uma previsão mais precisa”, disse o meteorologista. A previsão para os próximos dias é de céu parcialmente nublado com chuvas principalmente no interior do estado, já que as condições oceânicas e atmosféricas estão favoráveis para a ocorrência de chuva e massa de ar quente sobre a região, que também perdeu forças.


2 ESTADO

DOMINGO, 15 de abril de 2018

Cont. pág. anterior

Açudes cheios e cachoeiras ressurgindo no sertão do RN

>> As chuvas que vêm ocorrendo no território potiguar estão promovendo o retorno de imagens que fazia tempo que não se via

A

s chuvas que estão causando alagamentos e destruição no interior do Rio Grande no Norte desde os últimos dias também têm sido motivos de festa para a população de vários municípios onde seus açudes voltaram a transbordar e as cachoeiras voltam a surgir, depois de seis anos de seca. Dos 47 reservatórios que são monitorados pelo Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte, em dois deles o volume de armazenamento já chegou ao limite e, desde a última quinta-feira (12), as águas começaram a transbordar. Em outras palavras, estão “sangrando”. É importante explicar que o Igarn monitora apenas os açudes ou barragens que possuem capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos de água. É o caso dos açudes de Encanto e Riacho da Cruz, ambos na região Oeste do estado. O açude de Encanto tem capacidade para 5.192.538 metros cúbicos de água. Já o açude de Riacho da Cruz tem quase

Mural Riacho da Cruz

Açude de Riacho da Cruz transborda com intensidade... Globo Play

...Cachoeira do Roncador, em Felipe Guerra, ressurge

o dobro disso. Lá, a capacidade de armazenamento é de 9.604.200 m³ e também chegou a 100%. Outros de menor porte também já estão na mesma situação. Um desses exemplos é o açude da Vila no município de Doutor Severiano, no Alto Oeste do RN. O reservatório, que não atingia seu limite máximo desde 2006, voltou a sangrar no início da manhã da última sexta-feira (13), ou seja, 12 anos após a última sangria. Cachoeiras que tinham desaparecido nos últimos anos em consequência da estiagem prolongada voltaram a surgir nos municípios de Portalegre (Cachoeira do Pinga), Almino Afonso (Cachoeira do Sitio Caetano) e Felipe Guerra (Cachoeira do Roncador). As cachoeiras estão atraindo um bom número de visitantes, que deve aumentar ainda mais neste domingo (15). Mesmo diante da euforia e do resultado positivo das chuvas nos reservatórios de pequeno porte, com as fortes chuvas que continuam caindo em praticamente todas as regiões do Rio Grande do Norte desde os últimos dias, o nível de água nas maiores barragens do estado ainda preocupa. Dividindo o volume existente em quatro delas (Armando Ribeiro, Santa Cruz, Umari e Gargalheiras), a média não chega a 12%. A expectativa é que as novas medições, que devem ser anunciadas nesta segunda-feira (16), possam trazer resultados mais significativos.

Maiores reservatórios do RN ainda estão com nível muito baixo Com relação aos maiores reservatórios estaduais, o último relatório do Igarn mostra que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no dia 2 de abril, estava com 282.267.266 metros cúbicos, ou 11,76% da sua capacidade total. Atualmente, está com 315.799.133 m³, o que corresponde a 13,16%, dos 2,4 bilhões de metros cúbicos da sua capacidade total. Esse volume de recarga foi suficien-

te para tirar o reservatório da situação de volume morto. Segundo maior reservatório do estado, a barragem Santa Cruz do Apodi também recebeu boa recarga. Na data do último relatório divulgado, estava com 87,666 milhões de metros cúbicos de água, ou 14,62%, da sua capacidade total, que é de 599 milhões que acumula quando cheia. Na última segunda-feira, 9, estava com 106,545 mi-

lhões de m³, ou 17,77% da sua capacidade total. A barragem de Umari, em Upanema, também teve aumento de volume. No dia 2 de abril estava com 36,601 milhões de m³, isto é, 12,5% da sua capacidade total, que é de 292 milhões de metros cúbicos. Atualmente, o manancial está com 42,298 milhões de metros cúbicos acumulados. Percentualmente, esse volume representa 14,45% da capacidade do reservatório.

Bruno Andrade

Barragem Armando Ribeiro Gonçalves começa a receber recarga de água


ESTADO 3

DOMINGO, 15 de abril de 2018

Pesquisa

IBGE afirma que renda dos potiguares encolheu em 2017 >> Enquanto em 2016 os potiguares recebiam R$ 1.591 por mês, esse valor caiu para R$ 1.501 no ano passado – redução de 5,6%, considerada maior que a computada no país

A

renda da população do Rio Grande do Norte encolheu em 2017, segundo registrou a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Enquanto em 2016 os potiguares receb i a m R $ 1.591,00 por mês, esse valor caiu para R$ 1.501,00 no ano passado – redução de 5,6% – maior que a computada no país. A renda per capita (por pessoa) das famílias do Rio Grande do Norte foi reduzida de R$ 924,00 para R$ 847,00. No estado, do total de 3,5 milhões de habitantes, 56% tinham algum tipo de rendimento no ano passado, sendo que 34,6%, ou cerca de 1,2 milhão de pessoas, tinham alguma renda por trabalho. Segundo o IBGE, é levada em conta a população com 14 anos ou mais. Outros 27,4% da população, cerca de 960 mil pessoas, possuíam algum rendimento proveniente de outras fontes em 2017. É o caso daquelas pessoas que recebem aposentadorias ou pensão. Elas representaram 14,3% dos potiguares com renda. De acordo com o Pnad, metade dos trabalhadores com menores rendimentos no estado receberam menos de um salário

mínimo por mês – cerca de R$ 550,00. O valor é pior que em 2016, quando essa parte da população recebia R$ 565,00. Por outro lado, também caiu a desigualdade entre a população mais

rica e a mais pobre do estado. Aquelas pessoas que faziam parte do 1% da população com renda mais elevada recebiam em média R$ 14.470,00 por mês, em 2017. Esse valor era 26,3 ve-

zes maior do que o que ganhava, em média, a classe mais baixa. Em 2016, porém, a diferença era de 40,6 vezes. A população mais rica do estado ganhava em média R$ 22.970,00.

No estado, os homens recebiam em média R$ 1.636,00, no ano passado, enquanto as mulheres, R$ 1.331,00, o que representava (81,3%) do rendimento masculino. A diferença era menor em 2016,

quando as potiguares recebiam cerca de 85,5% da renda dos homens. No Brasil, em média, a população perdeu R$ 12,00 no rendimento mensal real na comparação com o ano anterior – passou de R$ 2.124,00 para R$ 2.112,00, o que representa uma queda de 0,56%. Já o rendimento proveniente do trabalho caiu R$ 31,00 no mesmo período – de R$ 2.268,00 de R$ 2.237,00, um redução de 1,36%. Com base na Pand, o instituto constatou que 60,2% da população – o equivalente a 124,6 milhões de pessoas – tinham algum tipo de rendimento em 2017. Arquivo

Renda da população do RN decresceu mais de 5% em um ano

Mais de um milhão de potiguares vivem abaixo da linha de pobreza Fabiano Souza

Mais de 36% da população vive em residências com renda bem abaixo do valor mínimo

Dados divulgados pelo IBGE em dezembro de 2017 revelam que mais de 1,25 milhão de pessoas vivem abaixo da linha de pobreza no Rio Grande do Norte, com o rendimento per capita abaixo de 5,5 dólares por dia, considerado pelo Banco Mundial. Os dados estão na pesquisa Síntese de Indicadores Sociais, divulgada pelo IBGE, na época, são referentes ao ano de 2016. De acordo com a pesquisa, 36,2% da população potiguar vivia em residências com renda per

capita abaixo do valor diário considerado mínimo pela instituição, que leva em conta o padrão de desenvolvimento do Brasil e dos países da América Latina. Apesar de altas, as porcentagens estaduais estão abaixo da média da região Nordeste. No caso da capital do estado, Natal, um quinto da população (20,4%) também vive nesse contexto. A porcentagem representa mais de 178,7 mil pessoas. No Brasil, a linha de US$ 5,5 por dia correspondia a uma renda domiciliar per capita de R$ 387,00 por mês, o que colocava 25,4% da população brasileira na situação de pobreza em 2016. As maiores incidências segundo a linha de 5,5 dóla-

res por dia foi no Nordeste (43,5%) e no Norte (43,1%) e a menor no Sul (12,3%). Do total de pobres, 72,9% eram pretos ou pardos. Por faixa etária, 17,8 milhões de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos, o que corresponde a 42,4% desse grupo etário, tinham renda de até 5,5 dólares por dia. Também há alta incidência para homens e mulheres pretos ou pardos (respectivamente 33,3% e 34,3%) em relação a homens e mulheres brancos (respectivamente 15,3% e 15,2%). Entre os moradores de arranjos formados por mulheres pretas ou pardas sem cônjuge com filho(s) até 14 anos, 64% estavam em situação de pobreza segundo esse recorte.


4 ESTADO

DOMINGO, 15 de abril de 2018

Reaproveitamento

Casa feita com garrafa pet chama atenção em localidade de Portalegre

>> Servidor público Antônio Dias foi além no quesito criatividade e resolveu reutilizar as garrafas para construir uma casa com o material reciclável Adriana Morais

Colaboração

O

que se pode fazer com garrafa pet? Se você pesquisar na internet, pode encontrar várias ideias criativas para reutilizar o recipiente. Porta-objetos, jardinagem, utensílios de cozinha, decoração, as opções artesanais de reaproveitamento do produto são inúmeras. Dentre tantas possibilidades, o servidor da Prefeitura de Portalegre, Antônio Dias, foi além no quesito criatividade. Ele resolveu reutilizar as garrafas pets para construir uma casa. Isso mesmo. Uma casa de garrafa pet. Talvez, você esteja se perguntando neste momento: isso é possível? E podemos te garantir: é possível. Para conferir basta dar uma passada pelo Sítio Mata, em Portalegre – para quem é de fora, aproveite para apreciar as outras belezas da charmosa cidade. A propriedade é particular, mas a construção é facilmente visível às pessoas que passam pela localidade. Com muito talento e criatividade, seu Antônio Dias utiliza a garrafa pet como base para uma estrutura feita com cimento, em uma espécie de pré-moldado. Depois, ele junta os blocos de garrafa pet – podemos chamar assim – pa-

ra dar forma às paredes da construção. A técnica utilizada por Antônio Dias na construção da residência segue critérios puramente empíricos. Entretanto, a peculiaridade de sua obra chamou a atenção do ambiente científico,

tanto que engenheiros do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) decidiram estudar os aspectos técnicos da residência, a fim de reproduzir o modelo de construção, que beneficia tanto o cons-

trutor, barateando os custos, quanto o meio ambiente, com o reaproveitamento das pets. E quando falamos em reaproveitamento, é muito material reaproveitado mesmo. São milhares e milhares de garrafas utiliza-

das para dar forma à residência. Para se ter uma ideia da sustentabilidade da obra, uma garrafa pet jogada no meio ambiente demora cerca de 400 anos para se decompor e, devido à sua lenta degradação, provoca a contaminação do

cedida

Casa feita com garrafas pet em Portalegre chama atenção de visitantes

Seapac apresenta projeto do P1+2 em Serra Caiada e Lajes Pintadas A equipe técnica do Seapac encarregada de implementar as tecnologias sociais de convivência com o Semiárido começa o trabalho visando a construção de 201 tecnologias sociais de captação e armazenamento de água de chuva para produção, nos municípios de Serra Caiada e Lajes Pintadas. Na quinta-feira, 12, a equipe realizou reunião em Serra Caiada com representantes de localidades rurais, do padre Francisco de Assis, do presidente do Sindicato dos Trabalhadores

solo e ocupa um grande volume nos lixões e aterros sanitário. Agora, imagine milhares de garrafas pets que deixam de ser jogadas no lixo para se transformar em residência. Tem noção do benefício? A criatividade de Antônio Dias não para por aí. Na referida construção, também é possível se admirar com os pilares construídos a partir de coroa de moto e galhos de árvores que dão forma a objetos de decoração. “Tudo aqui (a residência) é feito com material reciclável. Muitas das garrafas e coroa de moto foram doados por populares que em vez de jogá-las no lixo, juntavam e davam para ajudar na construção”, conta Thiago, filho de Antônio Dias.

e Trabalhadoras Rurais, Jalmir Flávio; da secretária municipal de Assistência Social, Soraya Chagas de Oliveira; e da presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Michele Monteiro do Nascimento. O objetivo dessa reunião foi fazer a apresentação do projeto de execução das tecnologias do programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), escolher a comissão municipal que vai acompanhar e fiscalizar a execução do projeto e fazer o sorteio

das localidades, pelo sistema. Esse mesmo trabalho foi feito neste sábado, 14, em Lajes Pintadas. Em Serra Caiada, serão construídas 101 tecnologias e em Lajes Pintadas serão outras 100. Na próxima semana, dias 19 e 20 de abril, a equipe do Seapac realizará um encontro reunindo todos os integrantes das duas comissões municipais, em Santa Cruz. Esse encontro tem como objetivo capacitar as duas comissões municipais para que conheçam todo o con-

cedida

Reunião da equipe técnica do Seapac em Serra Caiada

teúdo do projeto de construção das tecnologias sociais – 102 cisternas

calçadão, 89 cisternas de enxurrada e 10 barreiros trincheira. Assim, elas po-

derão fazer o acompanhamento e a fiscalização da execução do trabalho.


/jornaldefatorn

mulher

@defato_rn

/photos/jornaldefatorn

DOMINGO, 15 DE abril de 2018

Os efeitos dos chás >> Existem chás que são indicados para auxílio da redução de retenção hídrica e que ajudam a melhorar o metabolismominimizar o estresse

Q

uando a temperatura despenca, o chá é um aliado para quem gosta da bebida. Mas, há quem prefira a versão gelada. Seja quente ou frio, o consumo de chás traz benefícios para a saúde pelas fontes antioxidantes que protegem o organismo de doenças. ‘‘Existem chás que são indicados para auxílio da redução de retenção hídrica e que ajudam a melhorar o metabolismo’’, ressalta a nutricionista Maria Cristina Bernhard, do Hapvida Saúde. A ingestão de até três xícaras de chá por dia é recomendada pela profissional que aconselha sempre mudar o tipo de erva, para diferentes compostos serem ofertados ao corpo. Mas, dependendo da quantidade e do tipo, o chá pode causar reações no corpo. “Alguns componentes não estão adequados a todos os indivíduos. Por isso, podem acontecer efeitos laxativos, efeitos diuréticos e de sonolência, além de poderem interferir na absorção de alguns nutrientes”, explica Maria Cristina.

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

A medida exata é essencial para não atingir o trato respiratório, ocasionando gripe, tosse e até cólicas. “As quantidades e a idade que o chá pode ser introduzido devem ser de acordo com acompanhamento nutricional”, afirma a especialista. ANTIOXIDANTE O chá verde, conhecido também como banchá ou green tea, ganhou forças pelas propriedades terapêuticas e antioxidantes. Além disso, a bebida protege o cérebro de Alzheimer e previne o câncer. DIGESTIVOS Alfavaca, sálvia, chá verde, camomila, hortelã, gengibre são ótimos para a digestão. As gestantes devem evitar alguns desses, como o de alfavaca e de boldo, porque podem ser prejudiciais para a saúde do bebê. ANTIVIRAIS Alho, eucalipto, gengibre, limão, sabugueiro, salgueiro, alcaçuz e guaco. Estes fortalecem o sistema imunológico e têm propriedades anti-inflamatórias e analgésicas.


defatocom

2 OPINIÃO

DOMINGO, 15 DE abril de 2018

contexto www.sergiochaves.com | sergiodefato@gmail.com

“Se você encontrar um caminho sem obstáculos, ele provavelmente não leva a lugar nenhum.”

Sérgio Chaves

(Frank Clarck)

Festa

O Casamento de Luana Almeida e Ângelo Siqueira

Hoje é dia de vivas para a gente fina Jacinta Cabral Rocha, exprefeita de Natal Micarla de Souza, Andréa Menezes Brasil, o empresário Augusto Teixeira, o empresário Masatochi Otani e o professor Lauro Gurgel de Brito(UERN). Amanhã(16), é dia de festa para o fisioterapeuta Dudú Marques. Para vocês paz, saúde, amor e alegrias. Parabéns!

Luana Almeida e Ângelo Siqueira, filhos dos casais Pedro Almeida/Valme e Raimundo Nonato Siqueira/Glória, se uniram em cerimônia civil na sexta(06), em festa para poucos e bons amigos no salão do Edifício Spazio di Vicenza com produção da Master Eventos e delícias do Requinte Buffet. Fausto Maia assinou o cerimonial. As fotos são de Célio Duarte.

Monique Rego é a Miss RN 2018 Ela nasceu em Riacho da Cruz e foi descoberta em um Tráfego Look realizado em Pau dos Ferros pelo colunista De Fato Lisboa Batista e a partir daí não parou mais, vivendo uma carreira de modelo que já lhe rendeu trabalhos aqui no Brasil e no exterior. Na terça(10), dia em que comemorava 24 anos, Monique Rego foi coroada Miss RN 2018 em evento lindo no Teatro Riachuelo em Natal, desbancando outras 26 candidatas. Monique segue para nos representar no

Ângelo e Luana diante do belo bolo assinado por Tereza Cristina Fernandes Teixeira.

Monique Rego é a Miss RN’2018!

Miss Brasil be emotion, que acontece no dia 26 de maio, no Rio de Janeiro. Sucesso!

Os noivos com seus pais, casais Raimundo Nonato Siqueira/Glória e Valme/Pedro Almeida.

Ângelo e Luana com Alexandre e Rafaela Burlamaqui, Gislayne Vale, Pe. Charles Lamartine, a vereadora Sandra Rosado, a deputada Larissa Rosado e o secretário Lahyre Neto.

O Casamento de Valéria Reis e Guilherme Valéria Reis e Guilherme Faria reuniram familiares e amigos mais íntimos no sábado(07), no Sótão do Moleskine Gastrobar em Fortaleza/CE, onde residem, para a cerimônia civil de seu casamento, com as bênçãos de seus pais Edmar Henrique/Detinha Reis e José Luís de Faria/Maria Luíza Rocha. Tarde/noite recheada de alegria e boas energias. Felicidades!

CIRCULANDO @Com assessoria de Rafaella Costa, o Nemo Sushi recebeu a imprensa na quarta(11), para apresentar o cardápio elaborado para o almoço, que o restaurante de Rawlinson Freitas começa a atender das 11h30 às 14h30. Tudo perfeito! @Circulando pelo Nemo registramos os colunistas Marilene Paiva e Georgiano Azevedo, as bloggers Lizana Lima, Christiane Alves, Kadidja Luciane e Karen Praxedes. Ainda Walterlin Lopes, Ricardo, Denilson Santana, o secretário Lahyre Neto, Raniére Fernandes e representantes do SEBRAE. @Auxiliadora Azevedo, lady dr. Emerson Azevedo, aniversariou na terça(10) e recebeu familiares para almoço em sua residência do Nova Betânia com menu assinado pelo Chef Teclivan Fernandes. Dos deuses! @Mirian de Souza esteve em Mossoró com a filha Micarla, onde lançou o livro “Amor Sem Limites – Minha Vida com Carlos Alberto”, na quinta(12), no Memorial da Resistência. Borbulhas e delícias com a grife do Chef Teclivan Fernandes e decoração de Lenilson Marques. Noite concorrida com a presença de muitos amigos e a prefeita Rosalba Ciarlini. @O colunista, se recuperando de um procedimento cirúrgico, levou falta, mas deste espaço, renovo os cumprimentos as duas queridas, uma amizade que perdura por mais de 25 anos, desde a minha passagem pela TV Ponta Negra, em Natal. @A Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria de Cultura, prorroga o prazo para o chamamento dos artistas locais que pretendem se apresentar no Mossoró Cidade Junina

desse ano. As inscrições podem ser feitas de segunda à sexta, das 08h às 12h, na Secretaria de Cultura no Centro Administrativo. @A bela residência do casal Milton Marques de Medeiros(i.m.)/Zilene, no coração do Nova Betânia, desocupada meses atrás pela família, será o novo endereço do Vintage Hair de Marinaldo Rocha. Marinaldo, que chegou esse final de semana de tour de 30 dias pela Ásia, já chega acertando detalhes para o novo espaço, que terá projeto assinado pelo arquiteto Gustavo Barreto. @Jean Rodrigues, colunista De Fato em Areia Branca, ultimando os preparativos para a realização de sua Feijoada VIP, em comemoração ao seu aniversário. Será no próximo dia 28, a partir das 12h, no Hotel Costa do Atlântico, tendo como atrações Clécio dos Teclados, Som da Ilha e o grupo Koisa Nossa. @Já em Pau dos Ferros, o amigo/ irmão Lisboa Batista, colunista De Fato, prepara mais uma Noite dos Destaques, festa das mais tradicionais do Alto Oeste, que esse ano acontece no dia 02 de junho na AABB. @Ricardo Lopes convida para a 3ª. Feira da Gentileza, que acontece hoje no seu Armazém Chaplin, na João da Escóssia. Produtos vintage e retrô, gastronomia, móveis e decorações, vinil, DVD, artes, música ao vivo e a certeza de bons encontros. Das 16h às 21h. @Dia 12 de maio, no Garbos Recepções, Mossoró e região terá a chance de assistir a um show daqueles. De Volta ao Começo reúne no palco Joanna e Biafra em uma noite memorável. Ainda a participação das bandas Infla 6 e Akarajazz. Informações pelo 981664181. Vamos!

R. Antônio Vieira de Sá, 440 Tel.: 3317-4545 / 3316.0409

Valéria e Guilherme com os pais dela, Edmar Henrique/Detinha.

Os noivos diante do bolo assinado pela prima Tereza Cristina Fernandes Teixeira.

Valéria e Guilherme com Tereza Cristina e Anne Henrique.

Inauguração do Instituto Oral Clínica O casal drs. Ney Robson/Kátia recebeu amigos e convidados na terça(10), para inaugurar o Instituto de Ensino e Pesquisa Oral Clínica. Às 19h aconteceu o workshop sobre Gestão em Saúde e Mercado e às 20h., o ato solene de inauguração com a benção do Pe. Flávio Augusto Forte de Melo. Noite com a presença de muita gente querida! As fotos são de Célio Duarte.

Sânzia Fernandes em vivas para a amiga Inessa Linhares de Vasconcelos, aniversariante da quarta(18). Parabéns!

Os drs. Ney Robson e Kátia com a vice-prefeita Nayara Gadelha.

Lucineide e Jair Queiroz.

Marilene Paiva, Lílian Moura, Ney Robson, Joseane Fernandes, Kátia Maia e Micheline Fontes.

Patrícia Targino e André Luís.

Edmur Filho festeja a amada Singride Marcelino Rosado, folhinha da sexta(20). Felicidades!


defatocom

DOMINGO, 15 DE abril de 2018

opinião 3

conexão saúde conexaosaude.defato@outlook.com

Ney Robson Vieira Alencar

Cientistas encontram um novo órgão do corpo humano

A

chou que todas as partes do nosso corpo já eram conhecidas desde que Leonardo da Vinci pintou o "Homem Vitruviano" em 1490? Parece que não... Você, sua mãe, Donald Trump e qualquer outro ser humano que habita este planeta é um aquário ambulante: 60% do nosso organismo é feito de água. Claro que esse líquido todo não está reservado num único lugar, mas se espalha por diversos compartimentos e espaços. E um dos principais reservatórios de H2O, o interstício, sempre foi tratado como algo de menor importância pela ciência. Mas, um novo estudo mostra que ele é mais relevante do que se imaginava e pode ser considerado como mais um órgão do corpo humano. Essa história começou em 2015, quando os médicos americanos David Carr-Locke e Petros Benias faziam um exame de imagem para visualizar os ductos biliares de um paciente que estava com câncer. Esses tubos são responsáveis por transportar a bile, uma substância que ajuda na digestão, da vesícula biliar para o intestino delgado. Durante o procedimento, eles notaram a existência de uma estrutura desconhecida por ali. Para matar a curiosidade, a dupla entrou em contato com o patologista Neil Theise, da Universidade de Nova York, também nos Estados Unidos. O especialista resolveu realizar outros testes e, estranhamente, aquelas novas partes do corpo tinham simplesmente desaparecido no novo exame do professor.

Eureka! Foi nesse exato momento que aconteceu o pulo do gato: a diferença entre a primeira e a segunda análise estava no método usado. Carr-Locke e Benias se valeram de uma técnica avançada de nome rebuscado: laser confocalendomicroscópico. Enquanto isso, Theise tinha utilizado o processo de estudo anatômico tradicional, que envolve fixar uma lâmina do tecido e desidratá-lo. Porém, ao retirar toda a água daquela amostra, a nova (e misteriosa) estrutura colapsava e deixa de existir. O trio de experts decidiu, então, iniciar uma nova pesquisa empregando o tal do laser confocalendomicroscópico para examinar os ductos biliares de 12 indivíduos que precisavam passar por uma cirurgia. O trabalho concluiu que a parte desconhecida era mesmo o espaço intersticial (ou interstício para os íntimos), local onde são armazenados vários fluidos que servem de ingredientes para a produção da linfa, uma substância essencial para o organismo lutar contra as infecções.

Alteração de status

O amanhã do interstício

O interstício já era conhecido, mas, até então, sua classificação ficava como um simples tecido conjuntivo que colava diferentes partes do corpo humano, como os pulmões, as camadas da pele e os intestinos. O que a nova pesquisa propõe é classificá-lo como um órgão humano de verdade. Aliás, ele seria o maior de todos, representando 20% de nosso volume total. A pele, que possui essa primazia há décadas, responde por “apenas” 16% de nós mesmos. Mais que seu próprio tamanho, chama a atenção o papel do interstício no agravamento de algumas doenças, como o câncer. De acordo com o artigo publicado na terça-feira (27) no jornal científico ScientificReports, quando as células cancerosas que atingem determinada parte do organismo alcançam essa “nova” estrutura, elas se espalham para as vias linfáticas e viram metástase. Há suspeitas também de sua influência no aparecimento de problemas inflamatórios. “Nossa descoberta tem o potencial de levar a avanços dramáticos na medicina, incluindo a possibilidade de usar o interstício como uma poderosa ferramenta para diagnosticar doenças”, declarou Neil Theise, por meio de sua assessoria de imprensa.

O novíssimo órgão é sustentado por duas proteínas: o colágeno e a elastina, que servem de arcabouço para o estoque dos fluidos. Ele está logo abaixo da epiderme, a primeira camada da pele, além de circundar os pulmões, os intestinos delgado e grosso, todo o sistema urinário, os vasos sanguíneos e entremear os músculos. Claro que a ideia de classificar o interstício como um órgão é muito recente (e, convenhamos, audaciosa). Antes de ser publicada nos livros de biologia, ela precisa ser aceita por boa parte da comunidade científica. Para isso, as pesquisas iniciais serão replicadas em outras universidades para checar os resultados. Só o tempo dirá se as crianças do futuro vão aprender mais sobre o interstício em suas aulas de biologia ou se a descoberta da semana não passará de mais um fato irrelevante relegado à história. Mas o detalhe mais impressionante dessa epopeia toda é notar que, apesar de tantos avanços incríveis que pintam a cada dia, ainda há muita coisa a ser descoberta dentro de nosso próprio corpo. Eis uma fonte inesgotável de surpresas e boas histórias. O que será que corre por nossas artérias, ossos e músculos que ainda passa despercebida diante de todos os olhares atentos da ciência?

Fonte: Saúde Abril

neY robSon VIeIrA AlencAr

é graduado em Odontologia pela UFPB, Pós-graduado em Prótese Dental pela USP e Especialista em Implantodontia


defatocom

4 MULHER / moda

STYLE

DOMINGO, 15 DE abril de 2018

FICHA–TÉCNICA: Fotos: Hellen Almeida | Produção: Equipe Tráfego Models Beleza: Ruy Augsburg (Salão Vintahe Hair) | Modelo: Letícia Marques (Tráfego Models Mossoró) Agradecimentos: Prisma, Look Store, Arezzo, Chalmers Concept, Mil Opções Bijuterias e MMorena Beachwear. | Locação: Nikkei/Mitsubishi e Doro/Suzuki.

Georgiano Azevedo

georgianoazevedo@gmail.com

Macacão em couro fake Jô Fashion, choker Mil Opções Bijuterias e Slouch Boot Arezzo.

Vestido em couro fake Jô Fashion para Look Store, choker Mil Opções Bijuterias e Slouch Boot Arezzo.

Slouch Boots A Bota desejo!!! ...Em temporada de outono-inverno, as botas reaparecem e sempre bem repaginadas. A grande sensação são as “Slouch Boots”, aquelas feitas com materiais maleáveis, modelos em que o cano fica meio drapeado e que a boca do cano é mais larguinha. Se traduzimos a palavra Slouch para o português, significa molenga ou desleixo. E tem tudo haver com a bota em destaque!!! ...São super versáteis e de fáceis combinações: Ficam ótimas quando usadas com calças justas, shorts, saias, vestidos... Seja em estilo despojado, étnico, urbano ou descolado. É usar e arrasar!!! ...A Slouck Boots escolhida pela coluna STYLE é da Arezzo e vem em diferentes tons. Mas, na matéria de hoje vamos apresentar somente a bota no tom branco, em total clima futurista. Body em vinil Look Store, bomber acervo de produção, óculos Orange para Chalmers Concepet, pochete MMorena Beahcwear, choker Mil Opções Bijuterias e Slouch Boot Arezzo.

Vestido Animale, choker Mil Opções Bijuterias e Slouch Boot Arezzo.

CIANO MAGNTA AMARELO PRETO

Saia com recortes Look Store, blazer acervo de produção, choker Mil Opções Bijuterias e Slouch Boot Arezzo.

Blusa Le Lis Blanc e calça Animale para Prisma, bolsa e choker Mil Opções Bijuterias e Slouch Boot Arezzo.


tv

>> bastidores

Última novela de Cassiano Gabus Mendes, "O Mapa da Mina" completa 25 anos

/jornaldefatorn

@defato_rn

>> INSIDE

Marcio Garcia aposta em "capital" humano e comemora permanência do "Tamanho Família" na Globo

/photos/jornaldefatorn

Mossoró (RN), domingo, 15 de abril de 2018

defato com

>> principal

Rafael Cardoso analisa virada de personagem em “O Outro Lado do Paraíso” página 3

favorito Malvado


2 televisão

via CAbo

Domingo, 15 de abril de 2018

>> por Geraldo Bessa

Destaques dos canais por assinatura

Ação em grupo (Megapix, dom, dia 15, às 21h) Neste domingo, a "Sessão Megapix" apresenta "Sete Homens e um Destino". Após vingar a morte da esposa, o xerife Chris Adams descobre que uma cidade próxima está sendo atacada. Um grupo de criminosos matou todos os homens e vai voltar para pegar as mulheres a menos que Chris e seus recrutas consigam detê-los. No elenco, Chris Pratt, Denzel Washington e Ethan Hawke.

Em família

(History, seg, dia 16, às 23h35) "Tributo aos Pais", episódio inédito de "A Garagem de Jay Leno", mostra que os carros, muitas vezes, criam um vínculo entre pais e filhos. Jay conhece as lendas da NASCAR, Richard e Kyle Perry, aprende a rebocar tratores com uma dupla de pai e filha e ainda conhece uma restauradora que trabalha com seu pai.

Casa cheia

(Lifetime, ter, dia 17, às 22h50) Nesta semana em "Casamento à Primeira Vista", três casais tiveram sua lua de mel, curtiram as festas juntos e começaram a viver na mesma casa como marido e mulher. O sociólogo Dr. Pepper Schwartz visita cada casal para avaliar sua situação. Será que eles estão construindo um lar ou estão apenas vivendo no mesmo espaço?

Pedaladas

(TNT, qua, dia 18, às 18h) Wilee é um jovem que adora pedalar desde pequeno. Por isso, ganha a vida como entregador pelas ruas conturbadas de Nova Iorque. Acostumado ao estresse e aos perigos da profissão, um dia, o jovem recebe um estranho envelope, daqueles com prazo curto para ser entregue, mas ele só não imaginava que essa nova encomenda seria algo que mudaria sua vida em "Perigo por Encomenda".

Volta certa

>> DICAS

(A&E, qui, dia 19, às 20h50) A série "Bull" estreia sua segunda temporada nesta quinta. Os novos episódios mergulham na vida pessoal e afetiva do protagonista. No primeiro episódio, "Já Se Foi", Bull aceita que Benny defenda um jovem acusado de ter matado sua namorada ao tê-la ajudado a morrer, pois ela era vítima de uma doença terminal. O

caso se complica devido às crenças religiosas de Benny, e Bull começa a se perguntar se não teria cometido um grande erro.

Animação de fogo

(GNT, sab, dia 21, às 19h) No "Fazendo a Festa" deste sábado, Mateus é "doido" por dragões e quer essas criaturas fantásticas enfeitando a sua festinha. A apresentadora Fernanda Rodrigues, a liga e os familiares do garoto adentram esse fabuloso universo e fazem a festa junto com ele.

# Uma tempestade assustadora desencadeia uma neblina com criaturas sedentas por sangue em uma pequena cidade no longa "O Nevoeiro". (Paramount, dom, dia 15, às 18h45)

# Os aposentados Willie, Joe e Al precisam pagar as contas e ajudar seus familiares em "Despedida em Grande Estilo". (HBO, sex, dia 20, às 20h15)

# Tony Ramos recebe o ator João Miguel no "A Arte do Encontro". O convidado fala sobre a representação como forma política de se posicionar. (Canal Brasil, qua, dia 18, às 21h30)

# Em "O Último Samurai", o imperador do Japão contrata um ex-oficial americano para treinar suas tropas e enfrentar um grupo inimigo. (Cinemax, sab, dia 21, às 19h15)


televisão 3

Domingo, 15 de abril de 2018

>> principal Rafael Cardoso analisa virada de personagem em “O Outro Lado do Paraíso”

Malvado favorito

P – Então, você também construiu seu personagem considerando que ele é um psicopata? R – Sim. Vivemos em uma sociedade em que vemos psicopatas em vários níveis. Não só aqueles que matam, mas pessoas que olham apenas para seu umbigo, que não se importam com a realidade do outro. Tudo de errado que o Renato faz tem uma coerência e isso é um grau de psicopatia.

A

s poucas palavras e o sorriso de canto de boca de Rafael Cardoso indicam uma personalidade tímida. Mas o ator se solta quando conversa sobre o atual momento de sua carreira. Na pele do malvado Renato, de “O Outro Lado do Paraíso”, ele se surpreende com a boa repercussão do público e se empenha para construir um papel crível diante das “viradas” da trama de Walcyr Carrasco. Acostumado a dar vida a mocinhos em produções como “Além do Tempo”, “Império” e “A Vida da Gente”, Rafael viu no atual personagem a oportunidade de subverter essa ordem. Mas a característica de Renato ser o grande vilão não apareceu logo que recebeu a sinopse. Até assumir claramente essa função na trama, o personagem apresentava um caráter que passeava entre o bom e o ambíguo. O que tornou o trabalho de Rafael ainda mais complexo. “Como faço muita coisa, preciso estar motivado em tudo. Busco sempre achar nos papéis que faço algo que me instigue e, para mim, o Renato é como se fosse três personagens em um só”, aponta. Desde que estreou na televisão em “O Profeta”, de 2006, Rafael tem sem mantido no ar com frequência e acumula papéis em tramas como “Beleza Pura”, “Lado a Lado”, “Joia Rara” e “Sol Nascente”. Apesar de ser escalado para produções televisivas anualmente, ele ainda encontra tempo para se dedicar a outros compromissos profissionais. “Tenho três restaurantes, uma fábrica de sucos

e uma fazenda de orgânicos”, enumera. Quando “O Outro Lado do Paraíso” chegar ao fim, aliás, ele terá pouco tempo de intervalo antes de se envolver com o próximo personagem, que, por enquanto, prefere manter em segredo. “Já estou escalado para outro trabalho, mas ainda não posso contar nada, só que terei apenas um mês de férias”, revela. P – Renato, seu personagem em “O Outro Lado do Paraíso”, passou por uma grande transformação de caráter ao longo da novela, mas sempre manteve um ar dúbio. Você sempre soube que ele seria um vilão? R – A gente já tinha uma ideia de que o personagem poderia se tornar um vilão e ficamos segurando isso para não vazar. O Walcyr Carrasco é um mestre em entender as possibilidades da trama e existia essa possibilidade no início. Em um dado momento, o Renato não seria mais vilão, mas depois voltou a ser.

P – Como você se preparou para interpretar um personagem que não tinha a personalidade bem definida? R – Lá no início, quando surgiu essa possibilidade de o Renato não ser tão bonzinho, eu optei por uma construção que deixasse espaço para alguma mudança, com uma certa ambiguidade, uma coisa meio nebulosa. Eu tentava fazer toda a cena de um jeito e no final eu mudava um pouco, tentando deixar o personagem obscuro. Eu sou muito chato, ficava revisando as cenas depois e me analisando, porque queria deixar esse personagem assim. P – O Renato tem um “quê” de Louis Bloom, psicopata interpretado por Jake Gyllenhaal no filme “O Abutre”. O longa serviu de inspiração para você? R – Esse filme foi uma das minhas referências. O Renato é assim: vai minando aos pouquinhos e fazendo um terrorismo. Ele é extremamente inteligente.

P – Como ator, é mais interessante interpretar um vilão? R – Acho que tudo vale. É muito gostoso a possibilidade do vilão porque ficamos mais abertos a nos soltar e poder até improvisar. Não ficamos tão fechados na coisa do protagonista. Temos de achar motivação em tudo o que fazemos, estamos abertos para qualquer coisa. P – E como está repercussão dessa nova fase do personagem? R – Maravilhosa. É uma mudança total. Ouço coisas em todos os lugares, em casa com a família, até em lugares que vou, como no supermercado, onde fico batendo papo com as meninas do caixa e elas adoram odiar o Renato. P – Depois que a “máscara” do personagem caiu de vez, você teve alguma preocupação para não o tornar um vilão caricato? R – Eu pensei que era muito mais interessante na construção desse personagem, mesmo ele sendo um cara fechado, fazê-lo amoroso. O que assusta mais, alguém que grita e briga ou alguém que está sempre rindo e em algum momento pode golpear você por trás? Pensei nisso e tentei subverter essa ordem. Renato é meticuloso.


4 televisão

>> close Bia Seidl exorciza as mocinhas de sua carreira na pele de Débora de "Apocalipse"

Domingo, 15 de abril de 2018

Sombra da maldade

A

s contradições humanas sempre servem de inspiração para Bia Seidl. A cada novo trabalho, muito além do figurino ou das características pré-estabelecidas no texto, a atriz mergulha nas possibilidades e nuances que o papel pode entregar. No ar como a vingativa Débora de "Apocalipse", Bia se surpreende a cada chegada de capítulos com a capacidade de superação da personagem. "Ela é de uma sordidez sem tamanho. Mas também existe afeto e apego em meio a tanta ambição. Não gosto do maniqueísmo, até para os vilões é muito limitador", acredita. Na trama de Vivian de Oliveira, Débora tem um passado misterioso e vive um casamento frustrado com Adriano, de Eduardo Lago. Seu único motivo de orgulho é o filho, Ricardo, que vem a ser o anticristo da trama, interpretado por Sérgio Marone. "O fato de ela ter gerado o homem que quer tomar o mundo para si é de uma força muito grande. Muito do que ele é, vem dela. De 'cara', a personagem já me impactou bastante", conta. O processo para chegar até o ponto exato da personagem também foi bem diferente. Assim como todo o resto do elenco, Bia frequentou o "workshop" promovido pela Record para integrar os profissionais com a "pegada" bíblica e contemporânea da novela. Além disso, por "Apocalipse" ser contada em diferentes fases, a atriz teve de

dividir a composição de Débora com Manuela do Monte, que interpretou a vilã nas primeiras semanas da produção dirigida por Edson Spinello. "Já herdei personagens outras vezes. Mas, dessa vez foi mais especial. A gente se encontrou muito, fizemos realmente um esquema de parceria onde cada uma podia trazer suas propostas e só o que era melhor ficava para a Débora", explica. A atenção especial ficou para a postura e os olhares da personagem, duas características que acabam criando um elo entre a atuação de Manuela e Bia. "Débora é de uma empáfia absurda. Com sutilezas, fomos construindo gestos e atitudes arrogantes que deram o estofo do papel", analisa.

Espiritualizada, mas sem seguir à risca qualquer religião, Bia sempre levantou o discurso de que são as escolhas que fazem o ser humano. Entretanto, a atriz confessa que, por conta de Débora, teve de pesquisar mais sobre o judaísmo e essa aproximação acabou ganhando ares de "encontro marcado". Ao mergulhar nos dogmas e atitudes da crença, ela passou a perceber que já seguia alguns preceitos. "Foi como se fosse um encontro de ideias. Não me fez mudar de religião, mas me fez ver que tenho hábitos similares, como não comer carne de porco e nutrir uma relação muito questionadora com a figura de Deus. O que é meio impensável em outras religiões", conta, entre risos. Con-

tratada para "Apocalipse" desde meados do ano passado, Bia vibra com o investimento da Record em uma novela que consegue evoluir o esquema bíblico já conhecido da emissora. "É uma novela feita com muito cuidado e organização. Trabalhei na Record quando eles estavam retomando o setor de teledramaturgia e é nítido o crescimento", elogia a atriz, que atuou em "Bicho do Mato", de 2006. Natural do Rio de Janeiro, Bia foi uma das atrizes mais incensadas da década de 1980, período em que participou de sucessos como "Jogo da Vida", "Louco Amor", "A Gata Comeu" e "Mandala". Cansada do esquema de novelas e buscando novas motivações para a carreira, ela acabou "pisando no freio" nos anos seguintes, onde investiu no teatro e passou a ser mais criteriosa com os convites para a tevê. Com gosto peculiar por tramas de época, Bia se destacou em produções como "Sangue do Meu Sangue", do SBT, e o sucesso "Alma Gêmea", da Globo. Longe das novelas desde "Lado a Lado", de 2012, a atriz enxerga em Débora uma quebra de paradigma. A partir de seu semblante doce e jeito leve, ela acabou sendo escalada para papéis de boa índole durante boa parte da carreira. Chegar aos 56 anos e viver uma vilã desta estirpe faz todo o sentido para a atriz. "Eu entendo a paixão dos atores pelos antagonistas. Eles acabam levando a trama para frente. A televisão tem mesmo essa mania de encaixar os intérpretes em 'caixas'. É preciso ser forte para sair disso", conta.


televisão 5

Domingo, 15 de abril de 2018

Surpresa

boa

>> ponto de vista

Conjunto de acertos, faz de “Conversa com Bial”, da Globo, o melhor “talk show” no ar

M

uito se conjecturou sobre o programa que substituiria Jô Soares nas noites da Globo. Com um formato manjado, era difícil imaginar àquela época, que um “talk show” poderia surpreender. A prévia com “Adnight”, de Marcelo Adnet, não foi animadora. O humorista tentou subverter o formato, mas acabou criando uma réplica pouco criativa e muito sem graça. Mas Pedro Bial conseguiu uma proeza e tanto - talvez seu “test drive” à frente do “Programa com Bial”, exibido em 2016 no GNT, tenha sido o responsável pelo seu atual sucesso no programa. Ainda que à época ele só falasse com mulheres e hoje tenha ampliado a gama de interlocutores. Não é que o “Conversa com Bial” tenha reinventado a roda - nem existiu tal pretensão -,

mas foi um respiro de lucidez em uma grade tão comprometida com clichês e nenhum espaço de discussão. À vontade com seus convidados, Bial acerta onde a maioria dos apresentadores de “talk show” erra. Ele está despido de vaidades à frente de quem está no sofá. E mais: não quer aparecer mais do que o entrevistado, dando a ele o maior tempo - e espaço - de fala. Para quem estava acostumado com o “Programa do Jô”, isso é um salto e tanto na qualidade. Além disso, o apresentador tem acertado em seus convidados. Tratando de assuntos “quentes” e sempre relevantes, o programa fala sobre o que está na boca do telespectador. É preciso também destacar o valor de ter uma boa equipe de roteiro e pesquisa. Esses agentes se tornam funda-

mentais na hora de medir a temperatura do que está rolando nas ruas e levar para o palco. O lado jornalista de Bial também é um importante tempero para o “Conversa com Bial”. Ele sabe impor suas opiniões sem incomodar e, ainda melhor, sabe como provocar até receber a opinião de quem está à sua frente. Durante toda a primeira temporada, o “Conversa com Bial” acertou nos convidados e na apresentação. Para o segundo ano, o formato voltou ainda mais “forte”. Sem fugir de comprometimento, o episódio de estreia levou o autor Geovani Martins, que vendeu seu primeiro livro para nove países antes de completar o Ensino Médio. Bial também fez uma bonita homenagem à Marielle Franco, vereadora executada no último mês no Rio

de Janeiro. Nomes como José Padilha, Ney Matogrosso e Lucinha Araújo falaram do passado e do presente do país com sinceridade, pesar e esperança. Com tantos acertos, é difícil que alguma coisa no programa incomode. Bial continua fazendo seus “textões” - ele começa o programa sempre com uma fala imponente, que de longe lembra seus discursos de eliminação quando comandava o “Big Brother Brasil” -, mas faz parte de sua personalidade. O cenário é “clean”, elegante, com poucas cores. A direção artística de Mônica Almeida - assim como a de conteúdo, de Ingo Ostrowsky vem acertando. Como não poderia faltar no formato, uma banda compõe o ambiente, apresentando e despedindo dos convidados - e, claro, fazendo coro quando este é músico.


6 televisão

Domingo, 15 de abril de 2018

Terça (17/04) - Maria Alice se desculpa e Alex fica incomodado. Tito conta a Heitor que recuperou seu piano. Maria Alice tem lembranças de seu passado. Rosália não aprova as intenções de Isadora, mas ajuda a patroa a descobrir as intrigas da alta sociedade. Tito e Heitor fazem um dueto. Jorge alerta Talíssia sobre a ação dos traficantes. Alex diz a Maria Alice que está tentando esquecer seu amor por ela.

Quarta (18/04) - Todos conseguem escap do incêndio. Simone fica ferida e Hugo, Leand Úrsula e Érico a socorrem. Talíssia acusa Jor pela destruição do terreiro e o denuncia à políc Jorge é preso. Isadora e Rosália conseguem i formações de Yasmine. Érico sofre com o am de Flora e Tito. Vinícius anuncia a Talíssia que comunidade de sua igreja ajudará na reconstr ção do terreiro de Simone.

>>Orgulho e Paixão Globo – 18h15

Segunda (16/04) - Elisabeta se surpreende com a atitude de Olegário. Jorge leva Aurélio ao baile de máscaras promovido por Camilo. Olegário chega com Elisabeta ao baile e Darcy não gosta. Fani conta para Tibúrcio sobre as intenções de Rômulo. Camilo confunde Jane com Ludmila. Olegário pede para dançar com Elisabeta e Darcy tem ciúmes. Tibúrcio manda Rômulo convidar Cecília para jantar na mansão. Ema e Elisabeta se desesperam ao ver Julieta se aproximar de Jane.

Terça (17/04) - Elisabeta foge com Jane. Camilo não consegue impedir Julieta de retirar a máscara da suposta Jane, que na verdade é Ludmila. Cecília fica encantada com o lugar apresentado por Tibúrcio. Darcy vê Susana conversando com Olegário e fica desconfiado de algo. Agatha embriaga Brandão para seduzi-lo, mas se enfurece quando o coronel a chama de Mariana. Tibúrcio insiste para que Rômulo e Cecília morem na mansão após o casamento.

Quarta (18/04) - O cocheiro e a dona do bord tentam leiloar Elisabeta e Jane. Brandão questi na a presença de Xavier e Virgílio na oficina. Lu cino consegue esconder a capa vermelha q cobre a motocicleta de Brandão. Olegário aju Elisabeta e Jane a fugirem do bordel. Agatha e contra Mariana escondida na oficina. Xavier ac sa Luccino de ser o Motoqueiro Vermelho e Bra dão o defende. Darcy e Camilo procuram Elis beta e Jane.

>>Deus Salve o Rei Globo – 19h15

Segunda (16/04) - Amália tenta convencer o caçador de que Afonso e Levi não oferecem perigo. Saulo estranha quando Selena lhe diz que Agnes é sua prima. Brumela se irrita com o elogio que Rodolfo faz a Ulisses e decide pedir demissão. Catarina se preocupa ao perceber que Diana a viu beijando Virgílio. Lucrécia desiste de fugir do convento. Catarina dá um anel para Diana. Selena vai atrás de Afonso, depois que Agnes afirma saber onde ele está.

Terça (17/04) - Ulisses toma a frente da equipe da cozinha com a ausência de Brumela. Selena despista Catarina, o caçador e os soldados. Mirtes deixa o convento. Romero encontra o arco de Levi na mata. Selena usa seus poderes para impedir que os guardas encontrem Afonso, Amália e Levi. Catarina designa Ulisses como o novo comandante da cozinha do castelo. Agnes leva Afonso e Amália para se esconder em uma caverna. Brumela diz a Betânia que trabalhará no campo.

Quarta (18/04) - Diana enfrenta Virgílio e am aça contar ao rei sobre o seu caso com a rainh Lucíola revela a Catarina sobre a conversa q escutou de Virgílio e Diana, e a rainha conclui q eles estão traindo sua confiança. Lucrécia sug re à Madre Benedita que a quermesse seja rea zada em Montemor. Brumela decide abrig Afonso, Amália e Levi. Ulisses repreende Sele por ter contado a Diana onde Amália está ref giada.

>>O Outro Lado do Paraíso Glo. – 21h

Segunda (16/04) - A Grande Mãe do quilombo cuida de Mariano e garante que ele irá se recuperar. Juvenal se apaixona perdidamente por Desirée, que agradece as dicas de Caetana. Patrick afirma a Clara que ela vencerá o processo contra Fabiana. Suzy volta ao trabalho no hospital e acaba cedendo às investidas de Helder. Melissa e Diego se casam novamente. Gustavo e Nádia dormem juntos. Zé Victor extorque Sophia e Gael desconfia.

Terça (17/04) - Clara relata ao Juiz sobre seu relacionamento com Beatriz e a herança que recebeu da amiga. A pedido de Patrick, o Juiz convoca Hermínia para depor e todos se surpreendem. Amaro volta a enxergar e afirma que ama Estela. Estela aceita se casar com Amaro. Hermínia revela ao juiz que Fabiana manteve Beatriz internada à força e afirma que a paciente era sã. Clara agradece Patrick por ter vencido o processo. Sophia ironiza Amaro por se casar com Estela.

Quarta (18/04) - Bruno concorda com Gae acredita que Clara pode descobrir algo sobre S phia por meio de Beth e Caetana. Mariano con sua história para a Grande Mãe do quilombo jura vingança contra Sophia. Henrique revela q o transplante de Adriana já foi realizado. Gael declara para Clara. Clara descobre que Beth es com febre e se preocupa. Patrick afirma a Hen que que Clara é a mulher de sua vida. Clara que tiona Aguiar sobre a saúde de Beth.

Segunda (16/04) - Por telefone, Dr. André informa à Irmã Fabiana que a Madre Superiora terá de ficar internada para fazer uns exames. As freiras se afligem e resolvem rezar para sua melhora. Quase na hora da festa de Juju, Peixoto a presenteia com um colar. A vlogueira se emociona e diz que um pai postiço que também é amigo, vale por dois. Cassandra se finge de vítima por não ter sido convidada para a festa e Vitor pede que Estefânia interceda, falando com Rosana.

Terça (17/04) - Na festa, os convidados vão embora e, na hora da faxina, Zeca disputa a atenção de Juju ao oferecer ajuda. Cecilia, Gustavo e Padre Gabriel resolvem não contar para Dulce Maria que a Madre Superiora está internada, antes do diagnóstico médico. Adolfo se emociona ao lembrar de Tereza e questiona Gustavo pelo fato da menina ter ido atrás dele com o doce de banana. Adolfo se enfurece quando Gustavo diz que Tereza vive dentro de Dulce Maria.

Quarta (18/04) - Dulce sente que algo está e rado e diz estar preocupada por seu pai ter fica sozinho com o avô. Juju agradece Zeca pelo pr sente e falam da época do namoro. Irmã Rita d que assumirá o lugar da Superiora no colég enquanto ela estiver no hospital. Leonardo, s bendo que a asa delta que Tereza usava no dia acidente está em Minas Gerais, manda o filho Haydee para lá, para incriminar Gustavo e reab o caso com a polícia.

Até o fechamento da edição, a emissora não divulgou o resumo do capítulo.

Até o fechamento da edição, a emissora não divulgou o resumo do capítulo.

Até o fechamento da edição, a emissora n divulgou o resumo do capítulo.

Record - 19h30

>>Apocalipse

Globo – 17h35

>>malhação

Segunda (16/04) - Talíssia explica a situação de Jorge para Rafael. Leandro pede uma chance a Maria Alice. Alex e Pérola ficam juntos. Verena, Michael e Érico ajudam Talíssia com a recuperação da casa de Simone. Isadora sofre com a demora para inaugurar sua loja. Tito comenta com Flora sobre o conserto do piano de Heitor. Rosália teme pela saúde de Isadora. Paulo tem uma paquera virtual e Marli o alerta.

>>Carinha de Anjo SBT - 20h30

Resumo das novelas


televisão 7

Domingo, 15 de abril de 2018

par dro, rge cia. inmor ea ru-

Quinta (19/04) - Gabriela exige que sua relação com Rafael seja estritamente profissional. Maria Alice sofre ao ver Alex e Pérola. Isadora chantageia as mulheres da alta sociedade, e Rosália desaprova. Rafael anuncia a Érico que sua mãe deixará a prisão em breve. Maria Alice aceita o convite para sair com Leandro. Érico conta a história da sua vida para Flora, e Tito vê os dois conversando. Tito pede Flora em namoro.

Sexta (20/04) - Érico tenta despistar Jade. Flora hesita em responder ao pedido de namoro de Tito. Paulo e Lúcia se encontram e acabam se beijando. Getúlio impede Érico de se livrar do dinheiro roubado. Leandro percebe que perdeu a hora do encontro com Maria Alice e se desculpa com a menina. Pérola comenta com Jade sobre o roubo ocorrido em sua casa. Rafael conta a Gabriela a história de vida de Érico.

del ioucque uda encuansa-

Quinta (19/04) - Darcy sente ciúmes de Olegário com Elisabeta. Mariana discute com Brandão. Ernesto entra no quarto de Ema e se irrita ao ver o mapa de casais feito por ela. Ema mostra o diário de Jorge para Elisabeta, que incentiva a amiga a falar com o advogado. Susana sugere que Julieta promova um jantar para Ludmila e Camilo não gosta. Ernesto briga com Virgílio para defender Luccino. Susana instrui Olegário em um novo plano.

Sexta (20/04) - Jorge desmente o que está escrito em seu diário e Ema fica transtornada. Darcy e Elisabeta discutem e Susana comemora. Tibúrcio acerta com Felisberto e Ofélia os detalhes do casamento de Rômulo e Cecília. O fazendeiro que teve as terras queimadas por Xavier conta a Brandão sobre a conversa que teve com o vilão. Ema pede que Darcy se case com Elisabeta. Julieta e Aurélio se enfrentam. Susana pede que Camilo e Ludmila se beijem, quando Jane chega.

Sábado (21/04) - Jane conta a verdade para Julieta e se decepciona com a atitude de Camilo. Xavier manda Virgílio prender Luccino e o pressiona a confessar que é o Motoqueiro Vermelho. Gaetano expulsa Ernesto de casa. Elisabeta e Ludmila tentam confortar Jane. Cecília aceita adiantar seu casamento com Rômulo e morar com ele na mansão. Brandão não encontra Luccino em sua casa e se preocupa. Ernesto procura Rômulo e Fani o destrata.

meha. que que gealigar ena fu-

Quinta (19/04) - Catarina manda Delano seguir Diana. Diana vai à casa de Brumela ver Amália. Glória se desespera ao acordar com sua aparência antiga. Os conselheiros de Rodolfo avisam ao prisioneiro Enoque que sua vida será poupada, mas deverá deixar Montemor. Glória come novamente o fruto encantado. Agnes mostra a Selena os homens que estão a sua procura. Afonso afirma a Otávio, rei de Lastrilha, que precisa de sua ajuda.

Sexta (20/04) - O rei Otávio promete marcar um encontro com os outros reis de Cália. Diana facilita a entrada de Virgílio no quarto de Catarina, e o comerciante descobre uma carta sobre a prisão de Augusto. Virgílio entrega a Elói uma carta para ele entregar ao remetente, caso lhe aconteça algo. O rei Otávio oferece a Rodolfo informações sobre o paradeiro de Afonso em troca de um melhor acordo comercial entre o reino de Montemor e Lastrilha.

Sábado (21/04) - Otávio revela a Rodolfo o interesse de Afonso em fazer alianças com os reinos da Cália para derrubá-lo do trono de Montemor. Virgílio conta a Catarina que Rodolfo irá capturar Afonso. Selena avisa a Amália que Afonso será traído. Osiel reclama da forma como Glória ofende as pessoas e desiste de se casar com ela. Olegário confessa a Lucrécio que não teve coragem de terminar o namoro com Matilda. Afonso constata que foi traído por Otávio.

el e Sonta oe que se stá nries-

Quinta (19/04) - Aguiar confessa estar preocupado com a saúde de Beth. Rafael diz a Renato que ele está obcecado por Clara. Adriana recebe alta do hospital. Clara confidencia a Patrick que considera Adriana egoísta. Beth declara seu amor por Clara e Renan. Samuel pede o divórcio a Suzy e decide reatar com Cido. Clara implora ajuda a Mercedes para salvar Beth. Adriana tem alta e Nicolau a ajuda. Henrique é convocado para voltar ao trabalho.

Sexta (20/04) - Mercedes insiste que Clara aproxime Adriana de Beth. Cido volta para a casa de Samuel e Adinéia lamenta. Adinéia se emociona quando Cido afirma que gosta da sogra. Samuel diz que resolverá a situação de Suzy. Miro reaparece para ver Leandra e Caetana a orienta a conquistar o homem. Juvenal visita Desirée no bordel e os dois ficam juntos. Tônia pensa em comprar o consultório de Renato em Pedra Santa e pede mais dinheiro a Zé Victor.

Sábado (21/04) - Clara conta tudo sobre Beth para Adriana e afirma à irmã que a mãe precisa de seu amor e perdão. Samuel propõe que Suzy se case com Helder e os dois aceitam. Bruno reforça com Gael a necessidade de provas para abrir o inquérito contra Sophia, e pede que o amigo fale com Clara. Sophia desconfia do comportamento de Gael. Chega o dia do casamento de Estela e Amaro e todos comemoram. Estela e Amaro têm sua primeira noite de amor.

erado rediz gio, sado de brir

Quinta (19/04) - Flávio arruma suas malas para viajar e diz para a mãe que não quer nenhum namorado dela lá durante esse período. Haydee responde que a casa é dela e que a única pessoa que pensa em dar um golpe nela, é ele mesmo. Dulce Maria confessa para Cecília que está gostando da presença do avô em sua casa. Dr. André revela para o Padre que as artérias de Madre Superiora estão seriamente comprometidas e, por isso, necessita passar por uma cirurgia.

Sexta (20/04) - Dulce Maria sai preocupada do colégio atrás de Lulu. Miguel e Zé Felipe revelam que a Madre Superiora está internada no hospital e Dulce logo percebe que Lulu descobriu tudo o que está acontecendo. Dulce, Zé Felipe e Miguel encontram Lulu na capela do colégio e rezam com a menina para pedir a cura de Madre Superiora. Adolfo fica encantado com o quadro de Tereza pintado por Silvestre. Doutor André diz que Madre Superiora está na UTI.

não

Até o fechamento da edição, a emissora não divulgou o resumo do capítulo.

Até o fechamento da edição, a emissora não divulgou o resumo do capítulo.


8 televisão

>> cinco

perguntas Com múltiplos projetos, Fábio Porchat explora sua mente criativa na tevê e na internet

Domingo, 15 de abril de 2018

Por todas as frentes Sempre tive liberdade para falar de todo mundo. Já sacaneei o Lula, a Dilma, o Temer e o Gilmar (Mendes), por exemplo. Bati em todos.

F

ábio Porchat é movido por suas ideias fervilhantes. Aos 34 anos, o ator faz questão de se manter atuante na tevê, no cinema, no teatro e na internet. Atualmente envolvido com o “Programa do Porchat”, da Record, o “Papo de Segunda”, do GNT, e o “Porta dos Fundos”, ele utiliza sua hiperatividade para dar vazão aos seus anseios artísticos em diferentes plataformas. “Se eu fizesse uma coisa só, acho que iria me afundar. Preciso ter a cabeça pensando a todo momento para falar das coisas que quero em cada lugar. Tem assuntos que gosto de abordar no Porta, outros no cinema, outros no ‘Papo de Segunda’ e assim vai. É um jeito de mostrar quem eu sou de várias formas”, explica. Há quase um ano e meio no ar com o “Programa do Porchat”, o humorista revela que precisou de um tempo para conquistar a confiança e receptividade de seus convidados. Porém, com o crescimento da repercussão e credibilidade da produção, a resistência foi se esvaziando. “No início, teve uma desconfiança sim. Cheguei a falar disso com o Danilo Gentili e o Rafinha Bastos. Mas, agora, as pessoas já estão mais pré-dispostas e topam as brincadeiras”, afirma Porchat, que se preocupa para que seu programa não se perca nas piadas e brincadeiras. “Desde o início falo que não é um programa de game ou brincadeira, mas sim de entrevista. Se fizermos um programa sem entrevistado, vira outra coisa. Testamos vá-

rias formas. Por exemplo, percebemos que funcionou muito bem misturar os convidados”, completa. P – O “Programa do Porchat” está no ar desde 2016 e, atualmente, exibe a sua terceira temporada. Como você avalia o desenvolvimento da produção até aqui? R – As coisas estão dando certo em termos de público e críticas. Ao longo desse tempo, fomos mexendo e ajeitando o que era necessário. Ainda estou entendendo como a tevê aberta funciona. Acho que temos muito o que melhorar, mas já vejo uma evolução e fico feliz com isso. Fazer um programa diário é como enxugar gelo. Não pode parar e nem perder o fôlego. A repercussão é muito maior e tudo é motivo para comentários. Tem de ter força para aguentar as porradas, mas nem levamos tantas assim.

P – Estamos em ano de eleições presidenciais. Como você irá abordar o assunto, principalmente, a partir do segundo semestre? R – Gostaria muito de entrevistar os candidatos à presidência da república. Tomara que dê certo, mas não sei como funciona a agenda deles. Além disso, tem as leis eleitorais e preciso me informar mais para saber até aonde posso ir. Mas vamos lançar um quadro inspirado na história da candidatura do Luciano Huck. Na produção, comediantes vão defender a candidatura de pessoas famosas. Vamos investir em um debate em que os humoristas vão ser cabos eleitorais de nomes, como Anitta ou Mr. Catra. P – Você se sente mais pressionado a falar de política este ano? R – Não. O programa sempre falou de política e políticos.

P – O “Programa do Porchat” não é o único “talk show” no ar. Atualmente, você encara a concorrência do “Conversa com Bial”, “The Noite com Danilo Gentili” e, ocasionalmente, o “Lady Night”, comandado pela Tatá Werneck. Como você lida com a concorrência? R – Acho que o Jô (Soares) popularizou o gênero e, agora, cada um tenta buscar o seu jeito e particularidade. O Bial é diferente de mim e do Danilo, que somos comediantes. Não adianta eu tentar ser um entrevistador seriíssimo. Isso o Bial já faz e eu jogo em outro lugar. Foi transformador não precisar seguir o roteiro fielmente e ir por um outro caminho. Acho que é um momento ótimo para se ter um “talk show” e essa concorrência só nos instiga a fazer coisas melhores. Hoje há essa luta pela exclusividade, mas a necessidade é a mãe das invenções. P – Atualmente, você encabeça o elenco do “Papo de Segunda”, do GNT. Como foi a sua preparação para assumir o programa? R – Liguei para o Tas (Marcelo) e falei com o Leo Jaime para entender como funcionava a dinâmica. O mais diferente é que sou o mediador e tenho de dar opinião também. A grande dificuldade é ficar atento a tudo durante toda a produção. Ao longo de todo o programa, que é ao vivo, preciso ficar ligado no tempo, dar opinião, mediar o debate, ler o “tweet” que chegou.... Sou como a Astrid Fontenelle do “Saia Justa”. Mas ela faz isso muito bem há anos.


televisão 9

Domingo, 15 de abril de 2018

Plataforma mutante >> raio x Em “Borges Importadora”, Karina Ramil participa de projeto do Porta dos Fundos para a tevê

O

audiovisual está em constante transformação. Não à toa, Karina Ramil busca ficar atenta a todos os novos passos da indústria. Há dois anos participando do “Porta dos Fundos”, canal de humor para internet, ela também amplia sua atuação na tevê com a série “Borges Importadora”, uma coprodução do canal a cabo Comedy Central com o Porta. Desde sua estreia no grupo, a atriz viu seus conhecimentos artísticos amadurecerem e se intensificarem. “Sou muito grata por ter entrado para o Porta, aprendo muito em todas as gravações. Com certeza, ganhei mais liberdade e segurança para fazer mais trabalhos com audiovisual. Além disso, também fiz grandes amigos”, explica. Na história da série, Karina interpreta Sônia, funcionária de uma importadora que foi enganada pela proposta de sociedade do antigo dono. Para se livrarem dos processos trabalhistas e credores, ela e outro três colegas resolvem fazer um canal de vídeos para internet. “A Sônia é muito passional. Ela entra de cabeça em todas as situações que são apresentadas a ela. Acaba levando coisas da vida pessoal para o trabalho e fica toda atrapalhada. Adoro participar da série e, muitas vezes, me questionei porque são realizadas tão poucas séries de humor de qualidade no Brasil”, valoriza.

Filha do cantor Kleiton, da dupla de MPB Kleiton e Kledir, Karina estudou teatro na juventude e é formada em Desenho Industrial e Artes Cênicas. Com trabalhos no cinema, na tevê e no teatro, a atriz viu sua relação com a carreira ficar mais profissional durante a faculdade. “Desde criança, eu brincava de fazer teatro. Mas percebi que estava ficando sério quando cursava Artes Cênicas”, lembra a atriz, que entrou para o Porta do Fundos, após ver um anúncio em busca

de novas atrizes nas redes sociais. “Enviei meu material e fui chamada para os testes e, em seguida, algumas participações. Fui me entrosando e, logo depois, rolou o convite para entrar”, completa. Nome: Karina Duque Ramil. Nascimento: Em 18 de novembro de 1989, no Rio de Janeiro. O primeiro trabalho na tevê: Participação na novela “A Favorita”, da Globo, de 2008.

Atuação inesquecível: “No teatro, foi na peça ‘Ricardo’, que fiz com a minha companhia (Cia de Quatro Mulheres) e, na tevê, ‘Borges’ com certeza”. Interpretação memorável: Silvero Pereira na peça “BrTrans”. O que falta na televisão: “Protagonismo feminino fora do estereótipo”. O que sobra na televisão: “Gente magra”. Com quem gostaria de contracenar: “Posso sonhar alto? Fernanda Montenegro”. Se não fosse atriz, o que seria: “Acho que gostaria de estudar Psicologia”. Ator: “Sou muito fã do Lázaro Ramos”. Atriz: “Tenho muitas, mas Fernanda Torres, Andréa Beltrão e Drica Moraes são um time invencível”. Novela: “O Cravo e a Rosa”, da Globo, de 2000. Vilão marcante: “A Carminha me fez voltar a acompanhar novelas”. Papel que mais teve retorno do público: “Os vídeos que faço para o Porta”. Que novela gostaria que fosse reprisada: “A Indomada”, da Globo, de 1997. “Adoraria rever o Cadeirudo”. Que papel gostaria de representar: “Amaria interpretar a Marilia Pêra e contar a vida dela”. Filme: “Laranja Mecânica”, de Stanley Kubrick. Autor: Angélica Freitas. Diretor: Christiane Jatahy. Vexame: “Já abracei uma atriz de novela, achando que a conhecia de algum lugar”. Uma mania: “Roer unha”. Um medo: “De estar em um elevador quebrado”. Projeto: “Abrir um teatro”.


10 televisão

>> inside

Marcio Garcia aposta em "capital" humano e comemora permanência do "Tamanho Família" na grade da Globo

Domingo, 15 de abril de 2018

Sala de estar

O

sorriso no rosto e o discurso articulado deixam evidente o bom momento profissional de Marcio Garcia. Prestes a voltar ao ar com a terceira temporada do "Tamanho Família", que reestreia no próximo domingo, dia 15, o apresentador parece ter, enfim, se encontrado à frente do formato. "Sou suspeito para dizer, mas acho o programa incrível. Conseguimos chegar a um estilo despretensioso e leve, onde a família está sempre em primeiro plano. Não é apenas o convidado ou eu", pontua, sem falsa modéstia. A felicidade de Garcia com a permanência do dominical tem razão de ser. Afinal, com uma grade cada vez mais apertada e diversas produções brigando por um bom lugar na programação, é preciso audiência e boa repercussão interna para que o programa se desenvolva. "Já tivemos histórias de convidados que viram suas famílias se aproximarem mais depois das gravações. Essa é a melhor resposta que a gente pode ter. E isso chama cada vez mais nomes legais para a produção", garante. O prestígio do programa já fica evidente com o tamanho da nova temporada, que contará com 16 episódios, cinco a mais do que a do ano passado. Pensando na retomada dos trabalhos desde janeiro, Garcia compareceu a todas as reuniões e deu pitacos nos mais diversos detalhes do "Tama-

nho Família". Tudo para que o programa não perdesse o frescor e a espontaneidade. "A gente não quis apelar para firulas. A emoção já está ali e não precisamos forçar nada. A principal novidade será o quadro 'Tio Mala'", adianta. Interpretado pelo ator Ademir de Souza, o personagem aparecerá no estúdio para mexer com a disputa. Com piadas fora de hora, comentários absurdos e uma indefectível e misteriosa mala, a intervenção provocada pelo tio poderá mudar o placar do jogo a partir de pontos surpresas e "pegadinhas". "Toda família tem essa figura que chega e atrapalha tudo, não é?

O resultado ficou muito divertido e engraçado, pois é um quadro que causa identificação imediata", acredita. Com direção de Bernardo Portugal, as gravações do "Tamanho Família" começaram na primeira semana de março. Além de conciliar agendas de diferentes famosos, o mais importante é garantir um certo contraste entre os convidados. O primeiro episódio, por exemplo, chama ao palco os parentes da atriz Taís Araújo e do cantor sertanejo Leonardo. Na lista, edições com nomes como Otaviano Costa, Rafael Zulu, Ludmilla, Fernanda Rodrigues e Thiago

Fragoso. "O capital humano conta muito no programa. É difícil a gente cair na mesmice, pois as famílias são muito diferentes entre si e entregam emoções muito particulares", explica Garcia. Alternando gincanas, "quiz" de perguntas e respostas e números musicais, as gravações do programa chegam a ter até seis horas duração, que depois são condensadas em torno de 60 minutos. "A parte mais significativa desse trabalho é ver a emoção dos convidados e da plateia. É tudo muito genuíno e é assim que chegamos ao telespectador. Nem eu me aguento e, às vezes, começo a chorar também", assume. Natural do Rio de Janeiro, Marcio Garcia começou a carreira como apresentador na extinta MTV Brasil. No entanto, só ficou mesmo conhecido do grande público ao ser alçado como galã jovem de novelas globais como "Tropicaliente" e "Anjo Mau". Posteriormente, conseguiu uma vaga no entretenimento da Globo com o infantil "Gente Inocente", mas a cúpula da emissora não se mostrou muito entusiasmada em mantê-lo no posto. Com isso, se rendeu aos convites da Record e fez sucesso à frente do programa "O Melhor do Brasil" por quatro anos, até retornar à Globo, em 2009. Atualmente, aos 48 anos, além de comandar o "Tamanho Família", Garcia investe em uma bissexta carreira como diretor de cinema e, de vez em quando, mata as saudades de atuar quando é chamado para projetos especiais como "Tapas & Beijos" e "Babilônia". "Sempre me diverti muito apresentando. Sempre tive fé que poderia me destacar neste posto e mantive o foco", ressalta.


televisão 11

Domingo, 15 de abril de 2018

>> BASTIDORES Última novela de Cassiano Gabus Mendes, "O Mapa da Mina" completa 25 anos

Riqueza perdida

C

om diálogos arrojados e humor irônico, as novelas de Cassiano Gabus Mendes fizeram história na faixa das sete. Ao lado de outros nomes como Silvio de Abreu e Carlos Lombardi, ele criou a mistura de comédia e ação que até hoje rege as tramas do horário. No final de 1992, prestes a voltar a sua faixa preferida depois do êxito de "Meu Bem, Meu Mal" às 20h, Cassiano tinha como meta resgatar a leveza das sete depois do tom político de "Deus Nos Acuda". Recorrendo ao estilo policial já experimentado em outros trabalhos como "Marrom Glacê" e "Champagne", o autor centralizou a nova produção em um ambicioso assalto de US$10 milhões em diamantes ocorrido no Uruguai. Durante a fuga, os amigos e "gangsters" Rodolfo e Ivo, de Mauro Mendonça e Paulo José, tomam rumos diferentes. O primeiro se refugia ilegalmente na Argentina enquanto o segundo volta ao Brasil e acaba preso. Não sem antes esconder muito bem as pedras preciosas. Essa caça ao tesouro foi o mote de "O Mapa da Mina", que completa 25 anos de exibição neste mês. "A gente tinha uma história muito interessante em mãos. Mas, por razões misteriosas, o público não foi fisgado de primeira. Por conta disso, muita coisa teve de ser reformulada", explica Maria Adelaide Amaral, pupila e principal colaboradora do autor no projeto. Depois de passar oito anos preso, Ivo sai da cadeia e conta ao filho, Rodrigo, de Cássio

Gabus Mendes, que o caminho até as pedras está tatuado nas nádegas de Elisa, uma antiga vizinha da família que virou noviça e está prestes a fazer votos perpétuos, interpretada por Carla Marins. "A Elisa era a mocinha clássica. Por ela ser peça-chave de uma verdadeira corrida milionária, acabou se transformando em uma personagem muito dinâmica, com grandes momentos de aventura, humor e amor, lógico. Foi um trabalho árduo, mas muito divertido", relembra Marins. Logo, o segredo sobre a fortuna chega aos ouvidos de outros personagens e a mocinha se assusta ao ter seus passos vigiados não apenas por Rodrigo, que acaba se interessando de verdade por ela, mas também por Rodolfo, pelo policial Raul, de Tato Gabus Mendes, e pela família Machado, núcleo cômico da trama capitaneado pela matriarca Zilda e seus filhos mafiosos Tony e Joe e Wanda, personagens de Nair Bello, Luis Gustavo, Pedro Paulo Rangel e Malu Mader, respectivamente. "A comicidade dessa novela era muito interessante e surgia a partir da índole ambígua de todos os personagens. O texto e

a companhia só deixavam o ambiente melhor", ressalta Luis Gustavo. Além da policialesca caça ao tesouro, "O Mapa da Mina" também abordou o machismo sob diversos pontos de vista. O estourado César, de Antônio Grassi, não continha seus ciúmes ao ver o sucesso de sua namorada, Nadir, da então estreante Luiza Brunet, como modelo. Além disso, o obsessivo Nero, de Antônio Abujamra, assediava diversas personagens do folhetim com misteriosas cartas anônimas. Seguindo por uma linha ainda mais dramática, a trama foi fundo nos dilemas do alcoólatra Erasmo, de Dennis Carvalho. Sempre embriagado, ele surta ao saber que sua mulher Giovanna, de Maria Padilha, pretende se separar e ir para bem longe com o filho do casal, Pedro, de Jonathan Nogueira. "O Cassiano adorava colocar autores, diretores, modelos e novas faces para atuar nas novelas dele. Ele gostava desse ar de novidade. Aceitei com todo o carinho e gostei muito do personagem. Erasmo era um tipo pesado, que bebia e ficava violento. As cenas eram muito fortes", explica Dennis.

Apesar da assinatura de Cassiano e do bom elenco, que ainda contava com nomes como Fernanda Montenegro, John Herbert, Mila Moreira, Carolina Ferraz, Gisela Marques e Gianfrancesco Guarnieri, "O Mapa da Mina" não conquistou os telespectadores. A complexidade da história principal e a densidade das histórias paralelas foram os fatores verificados pela emissora para a baixa audiência da novela. A mão "pesada" da direção de Denise Saraceni também foi apontada como um fato prejudicial e a diretora acabou afastada da produção ainda durante as primeiras semanas de exibição. Ao assumir o comando dos bastidores, o experiente Gonzaga Blota tratou de deixar a trama mais rápida, solar e externa. No entanto, o público parecia ter perdido a curiosidade pelos mistérios do folhetim. "Foi um trabalho muito problemático. Cassiano não estava tão bem de saúde e isso afetava diretamente seu humor. Como a repercussão não estava à altura, a Globo acabou diminuindo o número de capítulos", lembra Maria Adelaide Amaral.


12 televisão

Domingo, 15 de abril de 2018

Zapping

>> por Caroline Borges

Professora e amiga Camila Morgado está animada com seu trabalho em “Malhação”. Na pele da ativa professora Gabriela, a atriz ressalta o perfil engajado de sua personagem ao longo da história escrita por Patrícia Moretzsohn. Dando aulas no colégio Sapiência, Gabriela está sempre atenta aos problemas de seus alunos dentro e fora de classe “A Gabriela é uma profissional que se divide entre a família e o trabalho. E faz isso com muito prazer. A Gabriela acredita que a educação tem que ser para todas as pessoas. Ela é o fio condutor da história desses alunos. Está sempre olhando além do que eles mostram”, defende Camila, que contou com a ajuda da direção para compor a personagem. “Queríamos que a Gabriela fosse uma pessoa que pudéssemos encontrar na rua. Como ela vive para trabalhar, às vezes, não tem tempo de ir ao salão e se arrumar muito”, completa.

Sem projetos

A Record alterou a data de estreia da nova temporada de “Power Couple Brasil”. Inicialmente marcado para ir ao ar no dia 17, o programa será exibido a partir de 24 de abril. Com apresentação de Gugu Liberato, o “reality show” vai testar a afinidade de 11 casais durante um período de confinamento. A produção será exibida de segunda a sexta, logo após o “Jornal da Record”.

Na equipe

A ex-bandeirinha Fernanda Colombo estará no elenco do “Show do Esporte”, novo programa da Band, que tem estreia marcada para este domingo, dia 15. Juju Salimeni, que participava do “Legendários”, também estará no novo projeto. A produção conta com a apresentação de Milton Neves.

Nas maldades

Adriane Galisteu viverá uma vilã em “O Tempo Não Para”, próxima novela das sete. Na trama, ela interpretará a estilista Selma Larocque e roubará as criações da personagem interpretada por Juliana Paiva. Com texto de Mário Teixeira, o folhetim tem estreia prevista para 31 de julho.

Trama bíblica

Valentina Bulc, que participou da temporada de “Malhação – Pro Dia Nascer Feliz”, estará no elenco de “Jesus”, nova novela bíblica

da Record. Ainda em lenta fase de pré-produção, o folhetim épico não tem data de estreia prevista. A trama é assinada por Paula Richard.

Voo solo

Antonio Prata irá se aventurar pelo universo das séries. O autor teve sinal verde da Globo para escrever um novo humorístico. O projeto tem estreia prevista para novembro. Prata foi colaborador de João Emanuel Carneiro em “Avenida Brasil” e “A Regra do Jogo”.

Novo momento

Após o fim de “Apocalipse”, Fernando Pavão não seguirá na Record. O ator não renovará seu vínculo com a emissora. Ele está no canal desde 2007, quando participou de “Caminhos do Coração”. Na Record, Fernando protagonizou produções, como “Sansão e Dalila” e “Pecado Mortal”.

Guia de turismo

Didi Wagner vive fora da rotina. À frente do “Lugar Incomum”, a apresentadora está sempre cercada de novas histórias e culturas. A partir desta segunda, dia 16, ela estreia a nova temporada da produção na República Tcheca. Ao longo de oito episódios, Didi mostra a rotina, os principais pontos turísticos e as curiosidades de cidades, como Praga, Brno, Karlovy Vary e Loket. “A República Tcheca é um país relativamente pequeno, mas bastante variado em termos de paisagens, lugares e histórias. A viagem do 'Lugar Incomum' para a República Tcheca procurou mostrar essa riqueza de cenários e curiosidades, em diferentes regiões”, explica.


o. MOSSORÓ 3

@defato_rn

descoberta da doença. MOSSORÓ 1 /photos/jornaldefatorn

O milagre da folhadomingo da moringa

/jornaldefatorn

Agrônomo revela os poderes milagrosos da "árvore da vida", a moringa oleífera, que ele cultiva. ESTADO 1

7s o

MOSSORÓ �RN�, DOMINGO, 19 DE NOVEMBRO DE 2017 | EDIÇÃO 5.020 � ANO XVIII | R$ 2,50

O TORTO ossoró ANDAR DO OUTRO ve ter 17os Jornalismo n de Verdade pelade staque não importa “Mamães m 2018 a plataforma fitness” Mossoró (RN), Cedida domingo, 15 de abril de 2018

do maior colégio eleitoral dade deve assumir posição ues com nomes à disputa a do próximo ano. PRINCIPAL 3 @defato_rn

CMYK

o de s para o CMYK

Governo vai suspender novos cursos

/photos/jornaldefatorn

/jornaldefatorn

Grávida pela segunda vez, a musa fitness Bella Falconi, que soma mais de 3,2 milhões de seguidores em uma de suas redes sociais, vem dividindo opiniões por não interromper a rotina de treinos durante a gestação. Personal trainer fala sobre treinos personalizados para gestantes, indicações e contraindicações, preconceitos e mitos relacionados à prática de atividades físicas, inclusive musculação para grávidas.


editorial [ índice

“Mamães fitness”

adoro comer

Entrevista Psicóloga Sarah Lopes relata efeitos nocivos de agressões sofridas durante a infância. Página 4

Boa leitura, Nara Andrade

Ingredientes 1 cebola grande 1 xícara de chá de Farinha de Trigo Finna Tipo I (sem fermento) Pimenta-do-reino 1 colher de sopa de páprica picante 1 colher de sopa de orégano seco 1 colher de sopa de pimenta-do-reino 1 colher de chá de sal 1 xícara de chá de leite integral 1 ovo inteiro Óleo para fritar

O

personal trainer José Garcia Neto, especialista no acompanhamento de grupos especiais, como diabéticos, idosos, hipertensos, obesos, gestantes e outros, fala sobre treinos personalizados para gestantes, indicações e contraindicações, preconceitos e mitos relacionados à prática de atividades físicas, inclusive musculação para grávidas. Grávida pela segunda vez, a nutricionista e digital influencer Bella Falconi, que soma mais de 3,2 milhões de seguidores em uma de suas redes sociais, vem dividindo opiniões por não interromper a rotina de treinos durante a gestação. Assim como durante a gravidez de sua primeira filha, ela tem sido bastante criticada por pessoas que acreditam que a prática de atividades físicas, em especial a musculação, pode ser prejudicial ao desenvolvimento saudável do feto.

Cebola gigante empanada

“Mamães fitness” Personal trainer esclarece dúvidas e mitos sobre treinamentos de força durante a gestação. Página 6

Ingredientes do molho 1/2 lata de creme de leite com soro 2 colheres de sopa de ketchup 3 pitadas de páprica picante 1 pitada de pimenta-do-reino 1 pitada de orégano 2 pitadas de sal

Modo de preparo 1. Tire a casca da cebola delicadamente, cortando apenas uma das pontas. 2. Corte a cebola como se fosse uma flor, sem empurrar a faca até o final, para não soltar as pétalas. 3. Em uma panela com água fervendo, mergulhe a cebola e deixe-a imersa por 1 minuto; não a cozinhe demais, para que não fique mole. 4. Retire a cebola da panela e mergulhe-a em uma tigela com água e cubos de gelo, para abrir as pétalas. 5. Em uma tigela, coloque o leite e o ovo e misture bem. 6. Em outra tigela, faça uma mistura com a farinha e os temperos. 7. Empane a cebola, passando-a na mistura líquida e, em seguida, na mistura seca. Repita o processo. 8. Frite a cebola em imersão até que fique dourada. 9. Escorra-a em papel-toalha. 10. Molho: misture todos os ingredientes até incorporar. Se quiser, prepare vários tipos de molhos para acompanhar a degustação. Tempo de preparo: 30 minutos Rendimento: 1 unidade Tipo: lanche.

Colunas

José Nicodemos

Página 3

José de Paiva Rebouças Página 14

• Edição – C&S Assessoria de Comunicação • Editor-geral – Edilson Damasceno • Editora – Nara Andrade • Dia­gra­ma­ção – Rick Waekmann • Projeto gráfico – Augusto Paiva • Im­pres­são – Grá­fi­ca De Fa­to • Re­vi­são – Gilcileno Amorim • Foto – Marcos Garcia Re­da­ção, pu­bli­ci­da­de e cor­res­pon­dên­cia Av. Rio Bran­co, 2203 – Mos­so­ró (RN) Fo­nes: (0xx84) 3323-8900/8909 Si­te: www.de­fa­to.com/do­min­go E-mail: re­da­cao@de­fa­to.com Do­min­go é uma pu­bli­ca­ção se­ma­nal do Jor­nal de Fa­to. Não po­de ser ven­di­da se­pa­ra­da­men­te.

2

DOMINGO, 15 de abril de 2018

DOMINGO, 15 de abril de 2018

15


OPINIÃO [ ARTIGO

OPINIÃO [ CRÔNICA

Meus olhos no infinito

A pedra mal-assombrada josé nicodemos

José de Paiva Rebouças josedepaivareboucas@gmail.com

aristida603@hotmail.com

S

ico do papagaio. Era assim chamada a pedra enorme na curva da estrada que ia para o rio. O nome devido à semelhança com o bico dessa ave. Não fazia muito que ali, junto à pedra, um vaqueiro matara a mulher infiel. Ou supostamente infiel. Esta a opinião dos moradores do povoado. Passados meses desse crime, que revoltou os seus habitantes, o “bico do papagaio” ganhou fama de mal-assombrado. Só que cavalos é que viam a entidade do Além. Imaginava-se ser a alma de Das Dores, a mulher assassinada. Olhos humanos, nunca. Não constava sequer um caso. Dizem que, dos animais, só os asininos são suscetíveis de ver fantasmas. Crença antiga. Bem. Tudo começou quando o velho Mateus, indo a cavalo, conversa de toda noite, para a casa do amigo Joaquim Peroba, a duzentas braças do rio, o seu cavalo empacou, de não ter jeito. Relinchando, de fazer medo. Nas noites seguintes, a mesma coisa. Outros moradores, a cavalo, se dispuseram a verificar o que era. E só podia ser uma visagem do outro mundo. Sucedia o mesmo. O cavalo encrencava confrontando com o “bico do papagaio”. Não saía do canto. Assanhado. Ninguém via nada. Mas só podia ser a alma de Das Dores. E logo a pedra ficou sendo a pedra mal-assombrada. Medo. Deu-se que, uma noite, o vaqueiro Noronha, cabra que não temia nada neste mundo, senão os castigos de Deus, diante da mesma situação, desceu do cavalo, facão à mão, e foi até a pedra. Não dava crença nessas coisas. Era o ateu do povoado. E o que viu?

omente eu sei para onde apontam meus olhos, para qual infinito se afundam, porque se fixam no nada. Somente eu sei os motivos que me trouxeram até aqui e me levam para onde pretendo chegar. Eu, apenas eu, sei porque me doem as coisas, de onde vem minha baixo autoestima e a força que me conduz vivo na terra. Eu, somente eu, posso concluir se estou me injustiçando, derramando meu mel, arrancando minhas onquídias. Há um jardim onde piso todos os dias e onde as flores são enfeites, mas existem muitas outras ervas se protegendo de mim. O cheiro e as cores são as únicas coisas que me parecem reais diante de tudo. Há dias em que me permito ser conhecido. Dias em que falo sem parar fazendo de minha verborragia uma alívio ao meu pulmão. Mas esses dias são como as imagens do jardim, intocáveis, e minhas palavras viram espinhos em bocas alheias. Meus pés feridos me impedem de voltar a caminhar por tais veredas. A dor que busca me lançar à prisão de meus olhos é também a sensação de meu impulso, o motivo de eu chegar aqui hoje e seguir naquela direção amanhã. As distâncias de meu drama são a minha casa, exatamente este espaço vazio entre uma coisa e algo talvez inexistente à frente de minhas caminhadas. Se estou comigo, nunca poderei me sentir sozinho. Não que eu me baste, longe disso, nesta aldeia não faço pouso, mas eu sou um pedaço da terra e também posso ser uma boa companhia para mim mesmo. Quando me acompanho, atraio outras companhias, ensino a sorrir e rio junto. Construo imagens novas, em sua maioria parte de uma diversão. Tenho palavras dentro de mim que não deveria. Palavras fortes, duras e incompreensíveis. Palavras dominan-

14

DOMINGO, 15 de abril de 2018

B

tes de minhas falas, imperativas a meus atos, impeditivas de minhas relações. Como não posso lançá-las para fora da janela por meu desejo soberano, tento entendê-las e as deixo livre. Não que concorde com suas semânticas, mas na dinâmica da existência, reconduzo-me ante às suas sombras. Tenho ciência de que não há razão pura, pois até os mais sensatos se irritam, se afastam, se protegem usando em suas defesas essas mesmas palavras duras. Jamais serei ao outro o que não serei para mim. O outro muito menos, porque cada um tem seus abismos; cada um estica-se na tentativa desesperada de manter-se na linha que separa o mundo e o seu precipício. Não há santo que não sinta dor, deus que não careça de orações ou natureza independente da manipulação agressiva de suas próprias espécies. Não há mundo sem as explosões. Se eu grito é porque dói, mesmo

não parecendo existirem motivos. Mas esta dor não sou eu. Eu não sou a dor, o sorriso, a tristeza, a felicidade, a desesperança, a ressada de um dia. Eu sou tudo isso a cada segundo em que meus olhos se perdem no horizonte. Sou o que sou, embora mude, siga em frente, volte e me sente olhando o nada. Tentar decifrar o homem é afundar-se em si mesmo. Somos um vulcão flamejante construindo ilhas, afastando o mar, mas também engolindo suas águas, sua vida marinha. Somos bilhões divididos em células invisíveis que se reproduzem e morrem a uma velocidade imperceptível. Somos tantos que não nos conhecemos e isso nos faz incompreensíveis. Mas, somente nós sabemos para onde nossos olhos se perdem no infinito. Somente nós temos as imagens de nossa escalada na vida, por isso, somente nós podemos dizer se é hora de sorrir ou de calar.

Nada menos que uma sucuri saindo de uma loca do “bico do papagaio”. Só o espantou foi que era uma espécie de cobra que não dava ali na região. Nos seus sessenta e tantos anos de idade, nunca ouvira falar. Aos seus mais ve-

lhos. Aparição estranha. Investiu contra ela. Ligeira, a cobra sumiu, loca adentro. Mas o “bico do papagaio” continuou sendo a “pedra mal-assombrada”. Até hoje.

DOMINGO, 15 de abril de 2018

3


ENTREVISTA

Sarah Lopes “Crianças que sofrem agressão podem desenvolver problemas psicológicos, como ansiedade, pânico, depressão, uso de drogas etc.” Por Nara Andrade naraandrade@gmail.com

A psicóloga Sarah Lopes, do Hapvida, fala sobre agressões na infância e como isso pode afetar o desenvolvimento das crianças. A especialista explica que existem diferentes tipos de violência, a verbal (quando há uma agressão falada) e a não verbal, que é a violência física e também negligência. Os efeitos negativos da agressão podem ser inúmeros, como traumas psicológicos, insegurança quanto ao que pode ser enquanto adulto, impulsividade, agressividade, baixa tolerância à frustração. A violência possui um impacto devastador no desenvolvimento de uma criança. Elas veem e reproduzem, então, especialmente o que é mostrado às crianças é que será fixado em seu cérebro como algo verdadeiro. Não adianta educar em um ambiente de brigas e dizer para que ela não reproduza; isso é inútil.

4

DOMINGO, 15 de abril de 2018

adoro comer Transtorno

A

dislexia é um distúrbio ou transtorno de aprendizagem na área da leitura, escrita e soletração, assim define a Associação Brasileira de Dislexia (ABD). Atualmente, o distúrbio atinge até 17% da população mundial. Indivíduos com dificuldade para ler, escrever ou soletrar devem buscar ajuda de um especialista para diagnosticar o distúrbio. A psicopedagoga Ana Regina Caminha Braga, que é especialista em educação especial e em gestão escolar, explica que pessoas com esse problema não podem ser confundidas com pessoas preguiçosas ou desatentas. “O que acontece com a pessoa que tem dislexia é uma desordem das informações recebidas, que acabam inibindo o processo de entendimento das letras e interferindo na escrita e leitura”, detalha a psicopedagoga. Ana Regina explica que os sintomas da dislexia variam de pessoa para pessoa e de acordo com o grau do distúrbio. “A criança com dislexia tem certa dificuldade em decodificar as letras. Os disléxicos não associam com facilidade símbolos gráficos e letras aos sons que representam”, complementa. Outro problema relacionado à dislexia é o seu próprio diagnóstico, já que ele só consegue ser feito após a alfabetização da criança, porém a especialista lembra que a partir dos quatro anos a criança já pode dar alguns indícios de dificuldade. Para chegar ao diagnóstico, são descartadas algumas possibilidades, como a dificuldade ou deficiência visual e/ou educação inadequada. Após esse levantamento, inicia-se o tratamento, que geralmente acontece com a participação de uma equipe multidisciplinar com fonoaudiólogo, psicólogo e neurologista. Segundo a psicopedagoga, a dislexia pode ser tratada e acompanhada e assim ser controlada de maneira eficaz já na infância, evitando que ela prejudique a vida adulta dos sujeitos em atendimento. Ana Regina lembra, ainda, que o professor também precisa estar atento às atitudes de seus alunos, contribuindo no que for necessário para sua me-

Dislexia é um distúrbio ou transtorno de aprendizagem na área da leitura, escrita e soletração

lhora e durante seu tratamento. “O papel do professor é fundamental nesse momento, pois ele precisa estar atento às atitudes dos alunos e, ao menor sinal de problema, isso deve ser

repassado aos pais/responsáveis, para que essa criança possa ser encaminhada para o tratamento adequado e sem maiores prejuízos”, completa a especialista.

A criança com dislexia tem dificuldade em decodificar as letras

DOMINGO, 15 de abril de 2018

13


Transtorno

ENTREVISTA

DOMINGO – Como a violência impacta na vida de uma criança? SARAH LOPES – A violência possui um impacto devastador no desenvolvimento das crianças. É preciso entender que elas não aprendem pelo que é dito. Elas veem e reproduzem. Então, especialmente o que é mostrado às crianças é que será fixado em seu cérebro como algo verdadeiro. Não adianta educar em um ambiente de brigas e dizer para que ela não reproduza; isso é inútil. O ideal é que a criança possa se desenvolver em um ambiente mais salutar possível, não em uma bolha, mas em um ambiente em que as discussões sejam equilibradas e não agressivas. O QUE pode ser classificado como violência? CHAMAMOS de violência verbal quando há uma agressão falada, ou seja, quando existem muitos palavrões, xingamentos, palavras negativas referidas às crianças ou ela presencie a outrem. A violência não verbal é a violência física e também negligência, como deixar de cuidar da criança com o que há de mais básico, como: alimentação, educação, higiene etc..

Dislexia é o distúrbio de maior incidência nas salas de aula >> Problema atinge até 17% da população mundial e pode atrapalhar o aprendizado

12 DOMINGO, 15 de abril de 2018

QUAIS os efeitos negativos na criança? OS EFEITOS negativos podem ser inúmeros, entretanto o mais nocivo seja, talvez, a repetição desses atos, além de traumas psicológicos, insegurança quanto ao que pode ser enquanto adulto, impulsividade, muitas vezes querer resolver tudo com agressividade, baixa tolerância à frustração. Dentre os problemas psicológicos, destacamos ansiedade, pânico, depressão, uso de drogas etc.. O QUE fazer para que isso não se torne banal e seja reproduzido por eles na vida adulta? PARA que as crianças não reproduzam, não devem ver seus “heróis” sendo agressivos. Geralmente, a figura de heróis são os pais. Então, é deles que sai o maior exemplo, devendo estes zelar pelo futuro de seus filhos. O que

tornaria essas atitudes banais, muitas vezes, está ligado ao fato de os pais ou familiares achar engraçado quando as crianças repetem esses gestos, quando na verdade é hora de questionar-se de onde vem essas atitudes. COMO pode ser tratado um trauma na criança? TUDO depende da gravidade do trauma e da criança. Porém, o mais importante é salientar que as crianças possuem uma capacidade de resiliência que é fantástica. Então, superam com muito mais facilidade qualquer trauma. Mas, é preciso avaliar inicialmente e mudar a dinâmica do ambiente em que essa criança vive. QUAL a função dos pais e da escola quanto a situações de agressão? QUANDO a situação de agressão ocorre na escola, esta deve de imediato chamar os pais das crianças envolvidas e relatar o que houve. Cada criança tem o direito de defesa, claro, mas o que percebo é que as escolas

estão permitindo que essas situações, que antes se tratavam de situações rotineiras, estão se agravando, sendo necessário intervir de imediato, levando em consideração todas as versões envolvidas. Os pais, por sua vez, deverão ver seu filho como agressor e investigar de onde vem esse comportamento da criança. Levá-lo a um especialista seria o ideal quando não souber a resposta, porém ela geralmente está em casa. QUAL a diferença de bater para punir x educar e quais são os limites? BATER nunca é a melhor saída. É preciso esgotar todas as alternativas anteriores. Essa, talvez, seja a resposta mais rápida. Mas, à medida que as palmadas não derem mais resultado? Onde a agressão vai parar? Castigo, retirar brinquedos, fazer pagar com mesada são alternativas menos invasivas. O problema é que na hora da raiva, os pais podem se exaltar nas palmadas e acabar causando algo mais grave. DOMINGO, 15 de abril de 2018

5


Orientações

Organização

veis planejados na cidade. Além da adaptação do próprio móvel ao espaço, os acessórios também podem ser considerados verdadeiros coringas em ambientes pequenos. “São vários os acessórios que podem contribuir para propiciar funcionalidade em um ambiente pequeno, como o porta-condimentos, porta-toalhas, escorredores de louças embutidos, evitando a desorganização na área molhada, lixeiras embutidas no próprio móvel, organizadores de objetos, porta-bolsas que são agregados aos roupeiros, tulhas aramadas para espaços nos quais ficarão as roupas sujas, tábua de passar embutida, entre muitos outros”, pontua a arquiteta. Isabelly Moura revela que os móveis planejados podem ser utilizados em todos os ambientes da casa ou apartamento, além de escritórios, consultórios, “todos os ambientes que almejam versatilidade, personalização e funcionalidade”, enfatiza a profissional, acrescentando outra dica importante para quem busca “ampliar” o espaço que tem disponível em seu lar: “Espelhos passam essa sensação de amplitude. Para alcançar esse resultado, também poCedida

“Mamães fitness” >> Personal trainer fala sobre treinos personalizados para gestantes, indicações e contraindicações, preconceitos e mitos relacionados à prática de atividades físicas, inclusive musculação para grávidas

6

DOMINGO, 15 de abril de 2018

demos apostar na utilização de cores claras ou madeira com tonalidade suave”, conclui. O apartamento da servidora pública Claudianne Bessa é um exemplo de como os móveis planejados podem fazer a diferença, quando se trata de ambientes mais compactos. “Optei por planejar os móveis justamente para que houvesse um maior aproveitamento do espaço. O meu apartamento tem apenas dois quar-

tos, porém a forma como os móveis foram projetados, a impressão que passa é que eu tenho muito mais espaço”, destaca. Claudianne complementa que consegue manter os espaços do seu lar muito mais organizados devido à opção por móveis planejados. “Eu tenho onde guardar tudo, inclusive as vassouras. Nada fica exposto, tudo sempre muito arrumado”, finaliza a servidora pública.

Confira dicas para deixar sua cozinha prática e organizada Se quando você está cozinhando nunca consegue encontrar tudo que precisa com facilidade ou quando alguém te ajuda a preparar uma refeição e vocês ficam sempre esbarrando um no outro, há algo de errado. Uma boa cozinha é a cozinha organizada, pensada estrategicamente para a preparação dos alimentos com facilidade e tranquilidade. Quem vai começar uma obra, tem a vantagem de poder encomendar móveis planejados perfeitamente para o ambiente. Os quatro momentos de preparação de uma receita são essenciais na hora de montar a cozinha. São eles: o preparo dos ingredientes, o uso da área molhada, o uso do fogão e a finalização do prato. Pensando nisso é possível de idealizar uma bancada com quatro estações de traba-

lho, cujas gavetas e prateleiras sejam usadas para guardar os utensílios mais utilizados em cada momento. O mesmo pode ser feito com os mantimentos, para agilizar a preparação. Para quem já tem uma cozinha pronta, mas quer melhorar a dinâmica do espaço, também há solução. Por exemplo, os utensílios mais usados no fogão e no balcão podem ser dispostos em vasos decorativos perto desses locais, as gavetas que não tiverem divisórias podem ser adaptadas com divisórias removíveis de madeira ou potes plásticos para criar as separações. Outra dica que pode ser interessante é criar prateleiras intermediárias nas já existentes que tiverem espaço sobrando, assim é possível acomodar mantimentos e objetos mais organizadamente.

SAIBA MAIS

A arquiteta Isabelly Moura destaca as vantagens de se optar por móveis planejados.

O móvel planejado consiste em uma modulação padrão de medidas, ou seja, para um projeto são utilizados módulos predeterminados em dimensões padronizadas que se encaixam entre si, sendo finalizados com peças de acabamento. A partir das peças já determinadas pela fábrica, as lojas especializadas desenvolvem o projeto com base no briefing indicado pelo cliente, permitindo particularidades específicas relativas ao gosto pessoal de cada um. Essas possibilidades ajudam a equipe de arquitetura e decoração na hora de criar os ambientes de acordo com a sua personalidade.

DOMINGO, 15 de abril de 2018

11


Organização

Orientações Cedida

G

A cozinha é um dos espaços em que mais são utilizados móveis planejados

Saiba como

aproveitar melhor os espaços do seu lar >> Optar por móveis planejados é uma saída para quem tem à disposição ambientes mais compactos. A seguir, você confere dicas de profissionais

A

o adquirir um imóvel novo ou até mesmo reformar o lar, o morador procura deixar tudo do seu jeito, pensar em cada detalhe. Muitas vezes, no entanto, o espaço que possui não é o suficiente para encaixar o móvel tão sonhado. Por que, então, não planejar também os próprios móveis?

10 DOMINGO, 15 de abril de 2018

Adequá-los ao ambiente disponível? Essa é uma das vantagens de se optar pelos móveis planejados, conforme ressalta a arquiteta e projetista Isabelly Moura. “A utilização de móveis planejados para ambientes compactos é uma interessante opção para aliar funcionalidade a uma boa decoração. Esses

móveis são mais eficientes do que as peças padronizadas, pois são capazes de se adequar ao pé direito do local, as larguras que se desejam utilizar, aproveitando, assim, o máximo do espaço, adequando-se também ao gosto do cliente”, enfatiza a profissional, que atua na Criare Mossoró, loja que é referência no setor de mó-

rávida pela segunda vez, a nutricionista e digital influencer Bella Falconi, que soma mais de 3,2 milhões de seguidores em uma de suas redes sociais, vem dividindo opiniões por não interromper a rotina de treinos durante a gestação. Assim como durante a gravidez de sua primeira filha, ela tem sido bastante criticada por pessoas que acreditam que a prática de atividades físicas, em especial a musculação, pode ser prejudicial ao desenvolvimento saudável do feto. Para tentar entender um pouco mais sobre o tema, DOMINGO conversou com o personal trainer José Garcia Neto, bacharel em educação física, mestre em saúde e sociedade e pós-graduando em bases fisiológicas do treinamento personalizado e nutrição esportiva. O especialista esclareceu algumas dúvidas sobre treinos personalizados para gestantes, indicações e contraindicações, preconceitos e mitos relacionados à prática de atividades físicas, inclusive musculação para grávidas. Garcia Neto orienta que, assim que a gravidez for descoberta, alguns exames precisam ser feitos para identificar se a gravidez será de risco, principalmente os níveis de progesterona e hormônios da tireoide (T3 e T4). “Se todos os exames apre-

!

Muitas mulheres param de se exercitar quando engravidam ou optam por fazer atividades consideradas mais leves, como caminhada, pilates, hidroginástica.

Personal trainer José Garcia Neto é especialista no acompanhamento de grupos especiais, como diabéticos, idosos, hipertensos, obesos, gestantes e outros

sentar resultados adequados, não há contraindicações. Pelo contrário. Há recomendação da prática de exercícios físicos para que se tenha uma gravidez saudável e desenvolvimento de qualidade para o bebê”, disse o especialista. Muitas mulheres param de se exercitar quando engravidam ou optam por fazer atividades consideradas mais leves, como caminhada, pilates, hidroginástica. No entanto, o personal trainer afirma que o treino de força (musculação) é uma das modalidades mais versáteis que o âmbito do treinamento possui, pois o controle das suas variáveis (repetições, séries, intervalo de descanso, cadência, intensidade, método etc.) pode ajustá-la para diversos grupos, incluindo gestantes. No entanto, ele afirma que o nível de preparo físico antes da gestação vai influenciar no programa de treinamento.

“Uma mulher que já era ativa antes da gestação, terá um direcionamento de treino diferente de uma mamãe que buscou a musculação após descobrir a gravidez. Mas, ambas terão os benefícios de controle de peso, de massa gorda e de estímulos adequados para o desenvolvimento do bebê”, frisa Garcia Neto. O consultor em fitness, consultor empresarial e avaliador físico ressalta que ainda existe muito preconceito e mitos, principalmente em relação à musculação e levantamento de peso durante a gestação, mas que isso tem mudado desde os últimos anos. Para ele, isso acontece em decorrência de que a maioria das pesquisas era realizada por médicos pesquisadores, e eles utilizavam apenas metodologias de treinamento em ciclo ergômetro (esteira, bicicleta, elíptico, dentre outros), assim DOMINGO, 15 de abril de 2018

7


Orientações

Orientações

Dermatologista Patrícia Rossiter, grávida de oito meses, faz acompanhamento com Garcia, e ganhou mais de 1 kg de músculos em pouco mais de dois meses entre avaliações

o campo do treinamento de força era um terreno desconhecido para esse público. Porém, desde as últimas décadas, cada vez mais pesquisadores da área da educação física têm realizado estudos utilizando a musculação, nos quais diversos grupos têm apresentado resultados mais satisfatórios do que os realizados em cicloergômetros, embora também sempre haja questões de senso comum que relacionam abortos espontâneos à prática de atividades físicas. Mas, como o próprio termo aponta, é um aborto “espontâneo”, e está relacionado à desregulação hormonal anteriormente mencionada (progesterona, T3 e T4). Uma das queixas mais comuns das mulheres durante a gravidez é o ganho de peso, gordura, flacidez e celulite. Porém, Garcia Neto enfatiza que é possível ganhar ou manter a

8 DOMINGO, 15 de abril de 2018

massa magra estando grávida, de forma saudável, sem prejudicar o bebê. “Durante a gravidez, o organismo da mulher passa por algumas adaptações, e uma delas é o aumento do IGF-1, que é um dos sinalizadores da hipertrofia muscular. Para que isso seja possível, é indispensável um acompanhamento de qualidade para que a intensidade, volume de treino, descanso entre sessões e, principalmente, que as variáveis de controle do treino sejam contratadas durante o treino de musculação.” E relacionado ao desenvolvimento do bebê, o especialista fala que o treinamento de força fará que a nutrição durante o desenvolvimento seja através de lactato e não por meio de lipídios, o que minimiza o risco do desenvolvimento de diabetes, potencializa o desenvolvimento do tubo encefálico e proporciona aumento no

tamanho dos telômeros, o que refletirá num melhor desenvolvimento psicomotor da criança e uma menor idade biológica (será um adulto mais jovem). Em outras palavras, os benefícios do treinamento durante a gestação podem refletir em benefícios durante toda a vida do bebê. RESULTADOS COMPROVADOS Atualmente, o personal trainer vem acompanhando a dermatologista Patrícia Rossiter, que está em seu oitavo mês de gestação. De acordo com o profissional, no intervalo de pouco mais de dois meses entre avaliações, ela ganhou massa corporal de aproximadamente 4 kg, conseguindo estabilizar tanto o percentual de gordura como também a massa gorda em quilos, refletindo esse aumento de “peso” em ganho de massa muscular de mais de 1 kg de múscu-

los e crescimento do bebê e ressaltando que ela não apresenta nenhuma dor na região lombar, quadril e controle da sensação de “rasgão” que o abdômen sofre. Garcia Neto lembra que alguns cuidados devem ser tomados sobre a amplitude de movimento, pois há aumento da relaxina, hormônio que causa frouxidão nos ligamentos, músculos e demais estruturas cartilaginosas e conjuntivas, com o objetivo de preparar o corpo da mulher para o parto. Assim, o cuidado para não gerar lesões na mulher durante essa fase é importantíssimo, descartando também treinos direcionados à flexibilidade. Também, deve-se tomar cuidado com alguns exercícios que vêm potencializar a diástase abdominal, pois alguns devem ser evitados totalmente em alguns períodos da gravidez, enquanto outros devem passar por ajustes para se adequar à mãe. E serão necessários cuidados importantes para atividades que envolvam impacto, como saltos e corrida. “Essas atividades devem ser acompanhadas de perto por um profissional capacitado, dados os ajustes que esse tipo de atividade precisa sofrer para se adequar a essa fase da mulher e não gerar sobrecarga no assoalho pélvico. Não esquecendo de mencionar os controles da frequência cardíaca, percepção subjetiva de

!

Ainda existe muito preconceito e mitos, especialmente em relação à musculação e levantamento de peso durante a gestação

Grávida pela segunda vez, nutricionista e digital influencer Bella Falconi vem dividindo opiniões por não interromper a rotina de treinos durante a gestação

esforço e testes mais específicos, que devem ser monitorados, visando evitar quadros de dores da lombar, no quadril, e até extinguir o risco de eclampsia”, disse o personal trainer. Garcia Neto é especialista no acompanhamento de grupos especiais, como diabéticos, idosos, hipertensos, obesos, gestantes, dentre outros. “Há anos, estudo sobre treinamento para esses grupos, tanto que fiz mestrado em saúde e sociedade, que abrange essa vertente dos

grupos especiais e necessidades relacionadas à saúde pública, e recentemente concluí os dois módulos do curso de treinamento de força e de resistência para gestantes e pósgestantes. Concluindo, a prática de exercícios físicos nessa fase trará, sem sombra de dúvida, benefícios para a mamãe e o bebê, mas para que esses benefícios sejam significativos e com o controle de todos os riscos, é indispensável o acompanhamento de um profissional qualificado e capacitado”, conclui. DOMINGO, 15 de abril de 2018

9


Orientações

Orientações

Dermatologista Patrícia Rossiter, grávida de oito meses, faz acompanhamento com Garcia, e ganhou mais de 1 kg de músculos em pouco mais de dois meses entre avaliações

o campo do treinamento de força era um terreno desconhecido para esse público. Porém, desde as últimas décadas, cada vez mais pesquisadores da área da educação física têm realizado estudos utilizando a musculação, nos quais diversos grupos têm apresentado resultados mais satisfatórios do que os realizados em cicloergômetros, embora também sempre haja questões de senso comum que relacionam abortos espontâneos à prática de atividades físicas. Mas, como o próprio termo aponta, é um aborto “espontâneo”, e está relacionado à desregulação hormonal anteriormente mencionada (progesterona, T3 e T4). Uma das queixas mais comuns das mulheres durante a gravidez é o ganho de peso, gordura, flacidez e celulite. Porém, Garcia Neto enfatiza que é possível ganhar ou manter a

8 DOMINGO, 15 de abril de 2018

massa magra estando grávida, de forma saudável, sem prejudicar o bebê. “Durante a gravidez, o organismo da mulher passa por algumas adaptações, e uma delas é o aumento do IGF-1, que é um dos sinalizadores da hipertrofia muscular. Para que isso seja possível, é indispensável um acompanhamento de qualidade para que a intensidade, volume de treino, descanso entre sessões e, principalmente, que as variáveis de controle do treino sejam contratadas durante o treino de musculação.” E relacionado ao desenvolvimento do bebê, o especialista fala que o treinamento de força fará que a nutrição durante o desenvolvimento seja através de lactato e não por meio de lipídios, o que minimiza o risco do desenvolvimento de diabetes, potencializa o desenvolvimento do tubo encefálico e proporciona aumento no

tamanho dos telômeros, o que refletirá num melhor desenvolvimento psicomotor da criança e uma menor idade biológica (será um adulto mais jovem). Em outras palavras, os benefícios do treinamento durante a gestação podem refletir em benefícios durante toda a vida do bebê. RESULTADOS COMPROVADOS Atualmente, o personal trainer vem acompanhando a dermatologista Patrícia Rossiter, que está em seu oitavo mês de gestação. De acordo com o profissional, no intervalo de pouco mais de dois meses entre avaliações, ela ganhou massa corporal de aproximadamente 4 kg, conseguindo estabilizar tanto o percentual de gordura como também a massa gorda em quilos, refletindo esse aumento de “peso” em ganho de massa muscular de mais de 1 kg de múscu-

los e crescimento do bebê e ressaltando que ela não apresenta nenhuma dor na região lombar, quadril e controle da sensação de “rasgão” que o abdômen sofre. Garcia Neto lembra que alguns cuidados devem ser tomados sobre a amplitude de movimento, pois há aumento da relaxina, hormônio que causa frouxidão nos ligamentos, músculos e demais estruturas cartilaginosas e conjuntivas, com o objetivo de preparar o corpo da mulher para o parto. Assim, o cuidado para não gerar lesões na mulher durante essa fase é importantíssimo, descartando também treinos direcionados à flexibilidade. Também, deve-se tomar cuidado com alguns exercícios que vêm potencializar a diástase abdominal, pois alguns devem ser evitados totalmente em alguns períodos da gravidez, enquanto outros devem passar por ajustes para se adequar à mãe. E serão necessários cuidados importantes para atividades que envolvam impacto, como saltos e corrida. “Essas atividades devem ser acompanhadas de perto por um profissional capacitado, dados os ajustes que esse tipo de atividade precisa sofrer para se adequar a essa fase da mulher e não gerar sobrecarga no assoalho pélvico. Não esquecendo de mencionar os controles da frequência cardíaca, percepção subjetiva de

!

Ainda existe muito preconceito e mitos, especialmente em relação à musculação e levantamento de peso durante a gestação

Grávida pela segunda vez, nutricionista e digital influencer Bella Falconi vem dividindo opiniões por não interromper a rotina de treinos durante a gestação

esforço e testes mais específicos, que devem ser monitorados, visando evitar quadros de dores da lombar, no quadril, e até extinguir o risco de eclampsia”, disse o personal trainer. Garcia Neto é especialista no acompanhamento de grupos especiais, como diabéticos, idosos, hipertensos, obesos, gestantes, dentre outros. “Há anos, estudo sobre treinamento para esses grupos, tanto que fiz mestrado em saúde e sociedade, que abrange essa vertente dos

grupos especiais e necessidades relacionadas à saúde pública, e recentemente concluí os dois módulos do curso de treinamento de força e de resistência para gestantes e pósgestantes. Concluindo, a prática de exercícios físicos nessa fase trará, sem sombra de dúvida, benefícios para a mamãe e o bebê, mas para que esses benefícios sejam significativos e com o controle de todos os riscos, é indispensável o acompanhamento de um profissional qualificado e capacitado”, conclui. DOMINGO, 15 de abril de 2018

9


Organização

Orientações Cedida

G

A cozinha é um dos espaços em que mais são utilizados móveis planejados

Saiba como

aproveitar melhor os espaços do seu lar >> Optar por móveis planejados é uma saída para quem tem à disposição ambientes mais compactos. A seguir, você confere dicas de profissionais

A

o adquirir um imóvel novo ou até mesmo reformar o lar, o morador procura deixar tudo do seu jeito, pensar em cada detalhe. Muitas vezes, no entanto, o espaço que possui não é o suficiente para encaixar o móvel tão sonhado. Por que, então, não planejar também os próprios móveis?

10 DOMINGO, 15 de abril de 2018

Adequá-los ao ambiente disponível? Essa é uma das vantagens de se optar pelos móveis planejados, conforme ressalta a arquiteta e projetista Isabelly Moura. “A utilização de móveis planejados para ambientes compactos é uma interessante opção para aliar funcionalidade a uma boa decoração. Esses

móveis são mais eficientes do que as peças padronizadas, pois são capazes de se adequar ao pé direito do local, as larguras que se desejam utilizar, aproveitando, assim, o máximo do espaço, adequando-se também ao gosto do cliente”, enfatiza a profissional, que atua na Criare Mossoró, loja que é referência no setor de mó-

rávida pela segunda vez, a nutricionista e digital influencer Bella Falconi, que soma mais de 3,2 milhões de seguidores em uma de suas redes sociais, vem dividindo opiniões por não interromper a rotina de treinos durante a gestação. Assim como durante a gravidez de sua primeira filha, ela tem sido bastante criticada por pessoas que acreditam que a prática de atividades físicas, em especial a musculação, pode ser prejudicial ao desenvolvimento saudável do feto. Para tentar entender um pouco mais sobre o tema, DOMINGO conversou com o personal trainer José Garcia Neto, bacharel em educação física, mestre em saúde e sociedade e pós-graduando em bases fisiológicas do treinamento personalizado e nutrição esportiva. O especialista esclareceu algumas dúvidas sobre treinos personalizados para gestantes, indicações e contraindicações, preconceitos e mitos relacionados à prática de atividades físicas, inclusive musculação para grávidas. Garcia Neto orienta que, assim que a gravidez for descoberta, alguns exames precisam ser feitos para identificar se a gravidez será de risco, principalmente os níveis de progesterona e hormônios da tireoide (T3 e T4). “Se todos os exames apre-

!

Muitas mulheres param de se exercitar quando engravidam ou optam por fazer atividades consideradas mais leves, como caminhada, pilates, hidroginástica.

Personal trainer José Garcia Neto é especialista no acompanhamento de grupos especiais, como diabéticos, idosos, hipertensos, obesos, gestantes e outros

sentar resultados adequados, não há contraindicações. Pelo contrário. Há recomendação da prática de exercícios físicos para que se tenha uma gravidez saudável e desenvolvimento de qualidade para o bebê”, disse o especialista. Muitas mulheres param de se exercitar quando engravidam ou optam por fazer atividades consideradas mais leves, como caminhada, pilates, hidroginástica. No entanto, o personal trainer afirma que o treino de força (musculação) é uma das modalidades mais versáteis que o âmbito do treinamento possui, pois o controle das suas variáveis (repetições, séries, intervalo de descanso, cadência, intensidade, método etc.) pode ajustá-la para diversos grupos, incluindo gestantes. No entanto, ele afirma que o nível de preparo físico antes da gestação vai influenciar no programa de treinamento.

“Uma mulher que já era ativa antes da gestação, terá um direcionamento de treino diferente de uma mamãe que buscou a musculação após descobrir a gravidez. Mas, ambas terão os benefícios de controle de peso, de massa gorda e de estímulos adequados para o desenvolvimento do bebê”, frisa Garcia Neto. O consultor em fitness, consultor empresarial e avaliador físico ressalta que ainda existe muito preconceito e mitos, principalmente em relação à musculação e levantamento de peso durante a gestação, mas que isso tem mudado desde os últimos anos. Para ele, isso acontece em decorrência de que a maioria das pesquisas era realizada por médicos pesquisadores, e eles utilizavam apenas metodologias de treinamento em ciclo ergômetro (esteira, bicicleta, elíptico, dentre outros), assim DOMINGO, 15 de abril de 2018

7


Orientações

Organização

veis planejados na cidade. Além da adaptação do próprio móvel ao espaço, os acessórios também podem ser considerados verdadeiros coringas em ambientes pequenos. “São vários os acessórios que podem contribuir para propiciar funcionalidade em um ambiente pequeno, como o porta-condimentos, porta-toalhas, escorredores de louças embutidos, evitando a desorganização na área molhada, lixeiras embutidas no próprio móvel, organizadores de objetos, porta-bolsas que são agregados aos roupeiros, tulhas aramadas para espaços nos quais ficarão as roupas sujas, tábua de passar embutida, entre muitos outros”, pontua a arquiteta. Isabelly Moura revela que os móveis planejados podem ser utilizados em todos os ambientes da casa ou apartamento, além de escritórios, consultórios, “todos os ambientes que almejam versatilidade, personalização e funcionalidade”, enfatiza a profissional, acrescentando outra dica importante para quem busca “ampliar” o espaço que tem disponível em seu lar: “Espelhos passam essa sensação de amplitude. Para alcançar esse resultado, também poCedida

“Mamães fitness” >> Personal trainer fala sobre treinos personalizados para gestantes, indicações e contraindicações, preconceitos e mitos relacionados à prática de atividades físicas, inclusive musculação para grávidas

6

DOMINGO, 15 de abril de 2018

demos apostar na utilização de cores claras ou madeira com tonalidade suave”, conclui. O apartamento da servidora pública Claudianne Bessa é um exemplo de como os móveis planejados podem fazer a diferença, quando se trata de ambientes mais compactos. “Optei por planejar os móveis justamente para que houvesse um maior aproveitamento do espaço. O meu apartamento tem apenas dois quar-

tos, porém a forma como os móveis foram projetados, a impressão que passa é que eu tenho muito mais espaço”, destaca. Claudianne complementa que consegue manter os espaços do seu lar muito mais organizados devido à opção por móveis planejados. “Eu tenho onde guardar tudo, inclusive as vassouras. Nada fica exposto, tudo sempre muito arrumado”, finaliza a servidora pública.

Confira dicas para deixar sua cozinha prática e organizada Se quando você está cozinhando nunca consegue encontrar tudo que precisa com facilidade ou quando alguém te ajuda a preparar uma refeição e vocês ficam sempre esbarrando um no outro, há algo de errado. Uma boa cozinha é a cozinha organizada, pensada estrategicamente para a preparação dos alimentos com facilidade e tranquilidade. Quem vai começar uma obra, tem a vantagem de poder encomendar móveis planejados perfeitamente para o ambiente. Os quatro momentos de preparação de uma receita são essenciais na hora de montar a cozinha. São eles: o preparo dos ingredientes, o uso da área molhada, o uso do fogão e a finalização do prato. Pensando nisso é possível de idealizar uma bancada com quatro estações de traba-

lho, cujas gavetas e prateleiras sejam usadas para guardar os utensílios mais utilizados em cada momento. O mesmo pode ser feito com os mantimentos, para agilizar a preparação. Para quem já tem uma cozinha pronta, mas quer melhorar a dinâmica do espaço, também há solução. Por exemplo, os utensílios mais usados no fogão e no balcão podem ser dispostos em vasos decorativos perto desses locais, as gavetas que não tiverem divisórias podem ser adaptadas com divisórias removíveis de madeira ou potes plásticos para criar as separações. Outra dica que pode ser interessante é criar prateleiras intermediárias nas já existentes que tiverem espaço sobrando, assim é possível acomodar mantimentos e objetos mais organizadamente.

SAIBA MAIS

A arquiteta Isabelly Moura destaca as vantagens de se optar por móveis planejados.

O móvel planejado consiste em uma modulação padrão de medidas, ou seja, para um projeto são utilizados módulos predeterminados em dimensões padronizadas que se encaixam entre si, sendo finalizados com peças de acabamento. A partir das peças já determinadas pela fábrica, as lojas especializadas desenvolvem o projeto com base no briefing indicado pelo cliente, permitindo particularidades específicas relativas ao gosto pessoal de cada um. Essas possibilidades ajudam a equipe de arquitetura e decoração na hora de criar os ambientes de acordo com a sua personalidade.

DOMINGO, 15 de abril de 2018

11


Transtorno

ENTREVISTA

DOMINGO – Como a violência impacta na vida de uma criança? SARAH LOPES – A violência possui um impacto devastador no desenvolvimento das crianças. É preciso entender que elas não aprendem pelo que é dito. Elas veem e reproduzem. Então, especialmente o que é mostrado às crianças é que será fixado em seu cérebro como algo verdadeiro. Não adianta educar em um ambiente de brigas e dizer para que ela não reproduza; isso é inútil. O ideal é que a criança possa se desenvolver em um ambiente mais salutar possível, não em uma bolha, mas em um ambiente em que as discussões sejam equilibradas e não agressivas. O QUE pode ser classificado como violência? CHAMAMOS de violência verbal quando há uma agressão falada, ou seja, quando existem muitos palavrões, xingamentos, palavras negativas referidas às crianças ou ela presencie a outrem. A violência não verbal é a violência física e também negligência, como deixar de cuidar da criança com o que há de mais básico, como: alimentação, educação, higiene etc..

Dislexia é o distúrbio de maior incidência nas salas de aula >> Problema atinge até 17% da população mundial e pode atrapalhar o aprendizado

12 DOMINGO, 15 de abril de 2018

QUAIS os efeitos negativos na criança? OS EFEITOS negativos podem ser inúmeros, entretanto o mais nocivo seja, talvez, a repetição desses atos, além de traumas psicológicos, insegurança quanto ao que pode ser enquanto adulto, impulsividade, muitas vezes querer resolver tudo com agressividade, baixa tolerância à frustração. Dentre os problemas psicológicos, destacamos ansiedade, pânico, depressão, uso de drogas etc.. O QUE fazer para que isso não se torne banal e seja reproduzido por eles na vida adulta? PARA que as crianças não reproduzam, não devem ver seus “heróis” sendo agressivos. Geralmente, a figura de heróis são os pais. Então, é deles que sai o maior exemplo, devendo estes zelar pelo futuro de seus filhos. O que

tornaria essas atitudes banais, muitas vezes, está ligado ao fato de os pais ou familiares achar engraçado quando as crianças repetem esses gestos, quando na verdade é hora de questionar-se de onde vem essas atitudes. COMO pode ser tratado um trauma na criança? TUDO depende da gravidade do trauma e da criança. Porém, o mais importante é salientar que as crianças possuem uma capacidade de resiliência que é fantástica. Então, superam com muito mais facilidade qualquer trauma. Mas, é preciso avaliar inicialmente e mudar a dinâmica do ambiente em que essa criança vive. QUAL a função dos pais e da escola quanto a situações de agressão? QUANDO a situação de agressão ocorre na escola, esta deve de imediato chamar os pais das crianças envolvidas e relatar o que houve. Cada criança tem o direito de defesa, claro, mas o que percebo é que as escolas

estão permitindo que essas situações, que antes se tratavam de situações rotineiras, estão se agravando, sendo necessário intervir de imediato, levando em consideração todas as versões envolvidas. Os pais, por sua vez, deverão ver seu filho como agressor e investigar de onde vem esse comportamento da criança. Levá-lo a um especialista seria o ideal quando não souber a resposta, porém ela geralmente está em casa. QUAL a diferença de bater para punir x educar e quais são os limites? BATER nunca é a melhor saída. É preciso esgotar todas as alternativas anteriores. Essa, talvez, seja a resposta mais rápida. Mas, à medida que as palmadas não derem mais resultado? Onde a agressão vai parar? Castigo, retirar brinquedos, fazer pagar com mesada são alternativas menos invasivas. O problema é que na hora da raiva, os pais podem se exaltar nas palmadas e acabar causando algo mais grave. DOMINGO, 15 de abril de 2018

5


ENTREVISTA

Sarah Lopes “Crianças que sofrem agressão podem desenvolver problemas psicológicos, como ansiedade, pânico, depressão, uso de drogas etc.” Por Nara Andrade naraandrade@gmail.com

A psicóloga Sarah Lopes, do Hapvida, fala sobre agressões na infância e como isso pode afetar o desenvolvimento das crianças. A especialista explica que existem diferentes tipos de violência, a verbal (quando há uma agressão falada) e a não verbal, que é a violência física e também negligência. Os efeitos negativos da agressão podem ser inúmeros, como traumas psicológicos, insegurança quanto ao que pode ser enquanto adulto, impulsividade, agressividade, baixa tolerância à frustração. A violência possui um impacto devastador no desenvolvimento de uma criança. Elas veem e reproduzem, então, especialmente o que é mostrado às crianças é que será fixado em seu cérebro como algo verdadeiro. Não adianta educar em um ambiente de brigas e dizer para que ela não reproduza; isso é inútil.

4

DOMINGO, 15 de abril de 2018

adoro comer Transtorno

A

dislexia é um distúrbio ou transtorno de aprendizagem na área da leitura, escrita e soletração, assim define a Associação Brasileira de Dislexia (ABD). Atualmente, o distúrbio atinge até 17% da população mundial. Indivíduos com dificuldade para ler, escrever ou soletrar devem buscar ajuda de um especialista para diagnosticar o distúrbio. A psicopedagoga Ana Regina Caminha Braga, que é especialista em educação especial e em gestão escolar, explica que pessoas com esse problema não podem ser confundidas com pessoas preguiçosas ou desatentas. “O que acontece com a pessoa que tem dislexia é uma desordem das informações recebidas, que acabam inibindo o processo de entendimento das letras e interferindo na escrita e leitura”, detalha a psicopedagoga. Ana Regina explica que os sintomas da dislexia variam de pessoa para pessoa e de acordo com o grau do distúrbio. “A criança com dislexia tem certa dificuldade em decodificar as letras. Os disléxicos não associam com facilidade símbolos gráficos e letras aos sons que representam”, complementa. Outro problema relacionado à dislexia é o seu próprio diagnóstico, já que ele só consegue ser feito após a alfabetização da criança, porém a especialista lembra que a partir dos quatro anos a criança já pode dar alguns indícios de dificuldade. Para chegar ao diagnóstico, são descartadas algumas possibilidades, como a dificuldade ou deficiência visual e/ou educação inadequada. Após esse levantamento, inicia-se o tratamento, que geralmente acontece com a participação de uma equipe multidisciplinar com fonoaudiólogo, psicólogo e neurologista. Segundo a psicopedagoga, a dislexia pode ser tratada e acompanhada e assim ser controlada de maneira eficaz já na infância, evitando que ela prejudique a vida adulta dos sujeitos em atendimento. Ana Regina lembra, ainda, que o professor também precisa estar atento às atitudes de seus alunos, contribuindo no que for necessário para sua me-

Dislexia é um distúrbio ou transtorno de aprendizagem na área da leitura, escrita e soletração

lhora e durante seu tratamento. “O papel do professor é fundamental nesse momento, pois ele precisa estar atento às atitudes dos alunos e, ao menor sinal de problema, isso deve ser

repassado aos pais/responsáveis, para que essa criança possa ser encaminhada para o tratamento adequado e sem maiores prejuízos”, completa a especialista.

A criança com dislexia tem dificuldade em decodificar as letras

DOMINGO, 15 de abril de 2018

13


OPINIÃO [ ARTIGO

OPINIÃO [ CRÔNICA

Meus olhos no infinito

A pedra mal-assombrada josé nicodemos

José de Paiva Rebouças josedepaivareboucas@gmail.com

aristida603@hotmail.com

S

ico do papagaio. Era assim chamada a pedra enorme na curva da estrada que ia para o rio. O nome devido à semelhança com o bico dessa ave. Não fazia muito que ali, junto à pedra, um vaqueiro matara a mulher infiel. Ou supostamente infiel. Esta a opinião dos moradores do povoado. Passados meses desse crime, que revoltou os seus habitantes, o “bico do papagaio” ganhou fama de mal-assombrado. Só que cavalos é que viam a entidade do Além. Imaginava-se ser a alma de Das Dores, a mulher assassinada. Olhos humanos, nunca. Não constava sequer um caso. Dizem que, dos animais, só os asininos são suscetíveis de ver fantasmas. Crença antiga. Bem. Tudo começou quando o velho Mateus, indo a cavalo, conversa de toda noite, para a casa do amigo Joaquim Peroba, a duzentas braças do rio, o seu cavalo empacou, de não ter jeito. Relinchando, de fazer medo. Nas noites seguintes, a mesma coisa. Outros moradores, a cavalo, se dispuseram a verificar o que era. E só podia ser uma visagem do outro mundo. Sucedia o mesmo. O cavalo encrencava confrontando com o “bico do papagaio”. Não saía do canto. Assanhado. Ninguém via nada. Mas só podia ser a alma de Das Dores. E logo a pedra ficou sendo a pedra mal-assombrada. Medo. Deu-se que, uma noite, o vaqueiro Noronha, cabra que não temia nada neste mundo, senão os castigos de Deus, diante da mesma situação, desceu do cavalo, facão à mão, e foi até a pedra. Não dava crença nessas coisas. Era o ateu do povoado. E o que viu?

omente eu sei para onde apontam meus olhos, para qual infinito se afundam, porque se fixam no nada. Somente eu sei os motivos que me trouxeram até aqui e me levam para onde pretendo chegar. Eu, apenas eu, sei porque me doem as coisas, de onde vem minha baixo autoestima e a força que me conduz vivo na terra. Eu, somente eu, posso concluir se estou me injustiçando, derramando meu mel, arrancando minhas onquídias. Há um jardim onde piso todos os dias e onde as flores são enfeites, mas existem muitas outras ervas se protegendo de mim. O cheiro e as cores são as únicas coisas que me parecem reais diante de tudo. Há dias em que me permito ser conhecido. Dias em que falo sem parar fazendo de minha verborragia uma alívio ao meu pulmão. Mas esses dias são como as imagens do jardim, intocáveis, e minhas palavras viram espinhos em bocas alheias. Meus pés feridos me impedem de voltar a caminhar por tais veredas. A dor que busca me lançar à prisão de meus olhos é também a sensação de meu impulso, o motivo de eu chegar aqui hoje e seguir naquela direção amanhã. As distâncias de meu drama são a minha casa, exatamente este espaço vazio entre uma coisa e algo talvez inexistente à frente de minhas caminhadas. Se estou comigo, nunca poderei me sentir sozinho. Não que eu me baste, longe disso, nesta aldeia não faço pouso, mas eu sou um pedaço da terra e também posso ser uma boa companhia para mim mesmo. Quando me acompanho, atraio outras companhias, ensino a sorrir e rio junto. Construo imagens novas, em sua maioria parte de uma diversão. Tenho palavras dentro de mim que não deveria. Palavras fortes, duras e incompreensíveis. Palavras dominan-

14

DOMINGO, 15 de abril de 2018

B

tes de minhas falas, imperativas a meus atos, impeditivas de minhas relações. Como não posso lançá-las para fora da janela por meu desejo soberano, tento entendê-las e as deixo livre. Não que concorde com suas semânticas, mas na dinâmica da existência, reconduzo-me ante às suas sombras. Tenho ciência de que não há razão pura, pois até os mais sensatos se irritam, se afastam, se protegem usando em suas defesas essas mesmas palavras duras. Jamais serei ao outro o que não serei para mim. O outro muito menos, porque cada um tem seus abismos; cada um estica-se na tentativa desesperada de manter-se na linha que separa o mundo e o seu precipício. Não há santo que não sinta dor, deus que não careça de orações ou natureza independente da manipulação agressiva de suas próprias espécies. Não há mundo sem as explosões. Se eu grito é porque dói, mesmo

não parecendo existirem motivos. Mas esta dor não sou eu. Eu não sou a dor, o sorriso, a tristeza, a felicidade, a desesperança, a ressada de um dia. Eu sou tudo isso a cada segundo em que meus olhos se perdem no horizonte. Sou o que sou, embora mude, siga em frente, volte e me sente olhando o nada. Tentar decifrar o homem é afundar-se em si mesmo. Somos um vulcão flamejante construindo ilhas, afastando o mar, mas também engolindo suas águas, sua vida marinha. Somos bilhões divididos em células invisíveis que se reproduzem e morrem a uma velocidade imperceptível. Somos tantos que não nos conhecemos e isso nos faz incompreensíveis. Mas, somente nós sabemos para onde nossos olhos se perdem no infinito. Somente nós temos as imagens de nossa escalada na vida, por isso, somente nós podemos dizer se é hora de sorrir ou de calar.

Nada menos que uma sucuri saindo de uma loca do “bico do papagaio”. Só o espantou foi que era uma espécie de cobra que não dava ali na região. Nos seus sessenta e tantos anos de idade, nunca ouvira falar. Aos seus mais ve-

lhos. Aparição estranha. Investiu contra ela. Ligeira, a cobra sumiu, loca adentro. Mas o “bico do papagaio” continuou sendo a “pedra mal-assombrada”. Até hoje.

DOMINGO, 15 de abril de 2018

3


editorial [ índice

“Mamães fitness”

adoro comer

Entrevista Psicóloga Sarah Lopes relata efeitos nocivos de agressões sofridas durante a infância. Página 4

Boa leitura, Nara Andrade

Ingredientes 1 cebola grande 1 xícara de chá de Farinha de Trigo Finna Tipo I (sem fermento) Pimenta-do-reino 1 colher de sopa de páprica picante 1 colher de sopa de orégano seco 1 colher de sopa de pimenta-do-reino 1 colher de chá de sal 1 xícara de chá de leite integral 1 ovo inteiro Óleo para fritar

O

personal trainer José Garcia Neto, especialista no acompanhamento de grupos especiais, como diabéticos, idosos, hipertensos, obesos, gestantes e outros, fala sobre treinos personalizados para gestantes, indicações e contraindicações, preconceitos e mitos relacionados à prática de atividades físicas, inclusive musculação para grávidas. Grávida pela segunda vez, a nutricionista e digital influencer Bella Falconi, que soma mais de 3,2 milhões de seguidores em uma de suas redes sociais, vem dividindo opiniões por não interromper a rotina de treinos durante a gestação. Assim como durante a gravidez de sua primeira filha, ela tem sido bastante criticada por pessoas que acreditam que a prática de atividades físicas, em especial a musculação, pode ser prejudicial ao desenvolvimento saudável do feto.

Cebola gigante empanada

“Mamães fitness” Personal trainer esclarece dúvidas e mitos sobre treinamentos de força durante a gestação. Página 6

Ingredientes do molho 1/2 lata de creme de leite com soro 2 colheres de sopa de ketchup 3 pitadas de páprica picante 1 pitada de pimenta-do-reino 1 pitada de orégano 2 pitadas de sal

Modo de preparo 1. Tire a casca da cebola delicadamente, cortando apenas uma das pontas. 2. Corte a cebola como se fosse uma flor, sem empurrar a faca até o final, para não soltar as pétalas. 3. Em uma panela com água fervendo, mergulhe a cebola e deixe-a imersa por 1 minuto; não a cozinhe demais, para que não fique mole. 4. Retire a cebola da panela e mergulhe-a em uma tigela com água e cubos de gelo, para abrir as pétalas. 5. Em uma tigela, coloque o leite e o ovo e misture bem. 6. Em outra tigela, faça uma mistura com a farinha e os temperos. 7. Empane a cebola, passando-a na mistura líquida e, em seguida, na mistura seca. Repita o processo. 8. Frite a cebola em imersão até que fique dourada. 9. Escorra-a em papel-toalha. 10. Molho: misture todos os ingredientes até incorporar. Se quiser, prepare vários tipos de molhos para acompanhar a degustação. Tempo de preparo: 30 minutos Rendimento: 1 unidade Tipo: lanche.

Colunas

José Nicodemos

Página 3

José de Paiva Rebouças Página 14

• Edição – C&S Assessoria de Comunicação • Editor-geral – Edilson Damasceno • Editora – Nara Andrade • Dia­gra­ma­ção – Rick Waekmann • Projeto gráfico – Augusto Paiva • Im­pres­são – Grá­fi­ca De Fa­to • Re­vi­são – Gilcileno Amorim • Foto – Marcos Garcia Re­da­ção, pu­bli­ci­da­de e cor­res­pon­dên­cia Av. Rio Bran­co, 2203 – Mos­so­ró (RN) Fo­nes: (0xx84) 3323-8900/8909 Si­te: www.de­fa­to.com/do­min­go E-mail: re­da­cao@de­fa­to.com Do­min­go é uma pu­bli­ca­ção se­ma­nal do Jor­nal de Fa­to. Não po­de ser ven­di­da se­pa­ra­da­men­te.

2

DOMINGO, 15 de abril de 2018

DOMINGO, 15 de abril de 2018

15


o. MOSSORÓ 3

@defato_rn

descoberta da doença. MOSSORÓ 1 /photos/jornaldefatorn

O milagre da folhadomingo da moringa

/jornaldefatorn

Agrônomo revela os poderes milagrosos da "árvore da vida", a moringa oleífera, que ele cultiva. ESTADO 1

7s o

MOSSORÓ �RN�, DOMINGO, 19 DE NOVEMBRO DE 2017 | EDIÇÃO 5.020 � ANO XVIII | R$ 2,50

O TORTO ossoró ANDAR DO OUTRO ve ter 17os Jornalismo n de Verdade pelade staque não importa “Mamães m 2018 a plataforma fitness” Mossoró (RN), Cedida domingo, 15 de abril de 2018

do maior colégio eleitoral dade deve assumir posição ues com nomes à disputa a do próximo ano. PRINCIPAL 3 @defato_rn

CMYK

o de s para o CMYK

Governo vai suspender novos cursos

/photos/jornaldefatorn

/jornaldefatorn

Grávida pela segunda vez, a musa fitness Bella Falconi, que soma mais de 3,2 milhões de seguidores em uma de suas redes sociais, vem dividindo opiniões por não interromper a rotina de treinos durante a gestação. Personal trainer fala sobre treinos personalizados para gestantes, indicações e contraindicações, preconceitos e mitos relacionados à prática de atividades físicas, inclusive musculação para grávidas.

Jornal de Fato  

Jornalismo de verdade

Jornal de Fato  

Jornalismo de verdade

Advertisement