Page 1

ornal Marinha J da

Director: António José Ferreira

www.jornaldamarinha.pt

Telefone: 244 502 628

GRANDE

Quinta-feira 10 de Março de 2011

ANO XLVII - Nº 2450 Preço: 1,10€ (IVA inc.)

Cidália Ferreira rejeita divergências com presidente e vice-presidente

Porte Pago

Autorizado pelos CTT a circular em invólucro fechado de plástico. Autorização nº DE02692007MPC

ŠŠTeatro

Norberto Barroca regressa ao Operário “O Inspector Impostor” é a nova peça que o Grupo de Teatro do Sport Operário Marinhense está a preparar e que marca o regresso de Norberto Barroca. O JMG espreitou os ensaios |Pág. 7|

A vereadora com os pelouros da Cultura, Educação, Acção Social e Desporto na Câmara Municipal responde às questões dos jornalistas do JMG. Cidália Ferreira fala abertamente sobre as matérias da sua responsabilidade e rejeita qualquer divergência com os seus camaradas de executivo |Págs. 4 e 5|

Marinhenses brincam ao Carnaval

ŠŠGeminação

Marinha Grande é cidade há 23 anos Marinha Grande, Montemoro-Novo, Fundão e Vila Real de Santo António assinalam amanhã, dia 11, os 23 anos de elevação a cidade. As comemorações decorrem na cidade vidreira |Pág. 3|

Casas degradadas crescem em S. Pedro de Moel |Pág. 24|

O Carnaval já não é o que era, é bem certo, mas pelo nosso concelho crianças e idosos (e outros foliões) saíram à rua. Nesta edição mostramos-lhe como decorreram as festas na cidade da Marinha Grande... e não só!

ŠŠFutebol

SLM perde e já está em posição de descida pág. 6

Marinhense tem jogo decisivo no domingo

|Pág. 15|

O SL Marinha voltou a perder em casa, diante de um adversário directo na luta pela manutenção. A formação da Ordem não teve argumentos para a Biblioteca (1-2) |Pág. 15|


Local

Jornal da Marinha :: 10 de Março de 2011

2

Ourivesaria Água Marinha

Meteorologia

quinta

Compro ouro!

Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos, em especial na região Sul. Condições favoráveis à ocorrência de trovoadas. Vento em geral fraco de leste.

sexta

um peso imenso sobre os órgãos de decisão do ACM. Jorge Martins também já não se relaciona com o presidente da AssembleiaGeral, António Santos, devido a questões estritamente pessoais. Portanto, estamos perante uma fractura insanável no principal clube da cidade, cujo epicentro se relaciona com problemas extra desportivos. Curioso, não! Mas, para além de problemas pessoais, há questões políticas. De um lado estão Luís Guerra Marques, José Luís de Sousa e Hélder Fernandes, afectos ao PCP, do outro Jorge Martins, Juventino Fernandes e Cristiano Chanoca, que se opõem aos ideais comunistas. A questão central é que esta guerra que se instalou no clube, pessoal e política, está a colocar em risco o próprio futuro do clube. Estamos perante uma espécie de “caça às bruxas” em que o mais importante parece ser o dinheiro que deixou de se receber do E. Leclerc, ficando para segundo plano a estratégia a seguir, o modelo de financiamento, que destino dar ao Campo da Portela… e por aí adiante. Este exemplo é sintomático. O AC Marinhense tem uma direcção, legitimamente eleita, que decidiu receber 800 mil euros do E. Leclerc. Então não

O seu ouro usado valerá no mínimo 20€* a grama Cobrimos qualquer oferta – vamos ao domicílio Rua Diogo Stephens, nº 49 – Marinha Grande - 96 826 10 19

*oferta válida enquanto a cotação do ouro se mantiver acima dos 32€/grama

“ por aí alguém que se chegue à frente? Há editorial

O AC Marinhense reuniu recentemente em assembleia-geral. Na passada semana fizemos aqui eco da reunião de associados do mais importante clube de futebol do concelho. Para quem lê atentamente o JMG recordar-se-á que temos vindo a lançar um conjunto de ideias que, caso não sejam levadas em conta, o futuro do clube da Portela será tudo menos risonho, podendo inclusivamente caminhar para a extinção. Há, neste momento, uma clara falta de confiança de um grupo numeroso de sócios para com a direcção liderada por Hélder Fernandes, presidente que há muito deixou de ter condições para continuar a dirigir este emblemático clube. Como aqui já escrevemos, Hélder Fernandes deixou de ser a solução e passou a ser o problema, pois há quem não lhe reconheça competência para gerir o ACM. Nestas circunstâncias, o presidente já deveria ter saído e quanto mais tempo estiver, pior para o clube… e para ele próprio. Hélder Fernandes não é um diplomata, longe disso, e ao longo dos anos foi-se incompatibilizando com um punhado de sócios de referência, entre os quais Jorge Martins. O empresário deixou de ter relações com Luís Marques, outro ilustre associado que sempre teve

Não venda a qualquer preço!

Períodos de céu muito nublado. Aguaceiros fracos, em especial na região Sul. Condições favoráveis à ocorrência de trovoadas. Vento em geral fraco. Subida da temperatura mínima.

é que há um grupo de sócios que quer ir agora dar o dito por não dito e dizer aos franceses que, afinal, o ACM quer mais 875 mil euros. Este grupo de associados até pode ter razão, que o negócio foi mau para o clube. Mas mais importante que os 875 mil euros é a ética, a palavra dada e o respeito. Hélder Fernandes pode ter feito um péssimo negócio. Mas foi com os votos dos que agora querem desfazer o negócio que o actual presidente foi eleito. E, se assim foi, têm tanta ou mais responsabilidade do que quem negociou com o E. Leclerc. Isto não significa que o negócio com os franceses não seja esclarecido. Tem que o ser, tão rápido quanto possível. Mas para isso há que encontrar uma nova solução directiva, que assuma o destino do clube, imprimindo-lhe dinâmica e encontrando as melhores soluções para o futuro. Se assim não for, será absolutamente normal que os funcionários de Jorge Martins, um destes dias, se metam no avião e vão a França dizer aos clientes da Inteplástico que o preço dado pelo patrão deveria ser superior ao praticado. Mais do que conversa, o AC Marinhense necessita de um novo rumo. Há por aí alguém que se chegue à frente?

Foto da semana

Estradas de Portugal promete... mas não cumpre (Rua de Leiria)

(R)Humor Olha, António Santos do PSD diz que nunca fará a política do Não na Câmara Municipal...

É um homem de palavra, pois acaba de dizer Não ao convite para integrar a TUMG!

Rufino Fininha A mim é que eles não convidam!

Rufia

(Cão rafeiro... que morde velhinhos)

A Direcção do JMG Francisco da Silva Gomes Agente de Execução

CARTOON EXECUTIVO CAMARÁRIO BRINCA AO CARNAVAL

2473@solicitador.net

Edital (Venda de imóvel mediante proposta em carta fechada)

Abaixo a política do não!

Tribunal Judicial de Marinha Grande – 3º Juízo Processo nº 2256/08.1TBMGR Execução Comum – Pagamento de Quantia Certa Valor: 29.949,69 euros Exequente: Banco Santander Totta, SA Executado: Rui Pereira Lopes Albino

´

Faz-se saber que nos autos supra identificados, foi designado o dia 24/03/2011, pelas 13:45 horas, no Tribunal supra identificado, para abertura das propostas em carta fechada, que sejam entregues até esse momento, na Secretaria do referido Tribunal, pelos interessados na aquisição do seguinte bem: Fracção autónoma, destinada à habitação, identificada pela letra A, rés-do-chão direito, destinada a habitação, tipo T-2, com um lugar para aparcamento automóvel na cave e arrecadação individual no sótão tudo identificado com a letra da fracção, inscrita na respectiva matriz predial da freguesia de Marinha Grande sob o artigo 17724 e descrita na Conservatória do Registo Predial de Marinha Grande 12509-A. O bem imóvel pertence ao executado e foi constituído depositário. O valor base de venda: 80.000,00 euros Não serão aceites propostas de valor inferior a 70% do valor base, ou seja, proposta inferiores a 56.000,00 euros e as que não se façam acompanhar de cheque visado à ordem da agente de execução de 20% do valor base ou garantia bancária do mesmo valor (cf. art. 897º, nº 1, do C.P.C.). O Agente de Execução, Francisco da Silva Gomes Edifício D. Nuno – Rua Marquês de Pombal, nº 72 – 2º Andar – Escritório 18, 2430-247 Marinha Grande Horário de atendimento: Todos os dias úteis das 10h às 12h – 2473@solicitador.net 2ª publicação na edição nº 2450 do JMG de 10 de Março de 2011


Local

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t Geminação

Marinha Grande é cidade há 23 anos O Município da Marinha Grande será este ano o anfitrião das comemorações que assinalam o 23º aniversário da sua elevação a cidade bem como das cidades “irmãs” do Fundão, Montemor-oNovo e Vila Real de Santo António

foto de arquivo

O

programa comemorativo arranca já esta quinta-feira, pelas 17h, com uma sessão solene que terá lugar no salão nobre da autarquia para a assinatura de protocolos entre a Câmara e a Autoridade Florestal Nacional, com vista à implementação de percursos pedestres inseridos no Plano de Valorização Ambiental e Turístico de São Pedro de Moel e à cedência do espólio dos arquivos históricos da Mata Nacional. Está prevista a presença do Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Rui Barreiro. Uma hora mais tarde, terá lugar a inauguração da exposição “Factos e Personalidades do Pinhal de Leiria”, no âmbito das

mara Municipal, com a presença dos representantes das quatro cidades. No âmbito da geminação, destaque ainda para o projecto “À Descoberta das 4 Cidades”, direccionado aos alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico, e que conta este ano com a participação das EB1 de Praia da Vieira e João Beare, envolvendo mais de meia centena de crianças. No total das quatro cidades, o projecto abarca cerca de duas centenas de alunos. ß

Comemorações do Ano Internacional das Florestas, e que ficará patente na Galeria Municipal. Amanhã, dia 11 de Março, data da elevação a cidade, as festividades arrancam pelas 10h30, na Praça Stephens, com a entoação do Hino de Portugal, seguido do hastear das bandeiras dos quatro Municípios e da actuação dos Tocándar. Para as 12h está agendada a cerimónia oficial evocativa da data, no Salão Nobre da Câ-

Solidariedade

Vieirense já pedala no deserto Um grupo constituído por 12 portugueses, e que está a ser liderado por Paulo Gomes, empresário de Vieira de Leiria, iniciou na última sexta-feira, dia 4 de Março, a travessia do deserto do Saara em BTT

Tal como o JMG já havia noticiado, trata-se de uma aventura que visa a distribuição de brinquedos, material didáctico e kits de nutrição por cerca de meia centena de crianças marroquinas. Segundo Paulo Gomes, o grupo é constituído sobretudo por antigos ciclistas profissionais, oriundos de vários pontos do país. Na última segunda-feira, o grupo encontrava-se em

Taftechna, para dar início à primeira de cinco etapas. Destas, quatro são diurnas, de dificuldade média/alta, com temperaturas que podem atingir os 47 graus, e uma nocturna, com temperaturas até aos cinco graus negativos, num percurso de cerca de 500 quilómetros. Pelo caminho os ciclistas tiveram o apoio de quatro jipes, onde foram transportados parte dos bens recolhidos e oferecidos pelas autarquias de Vieira de Leiria e Marinha Grande, empresas, particulares e uma organização não governamental. Para Paulo Gomes, o “desafio, a aventura, o espírito de solidariedade e a vontade de fazer algo diferente” é o que move este grupo de jovens. ß

C U P Ã O DE A SS I N AT U R A Aproveite as de ser

vantagens assinante

do JMG:

Nome: Morada:

> Desconto na Publicidade

até 25%

> 25% de desconto na

Assinatura para reformados

Carta ao Director

Armadilhas nos passeios...

Exmo. Senhor Director do JMG, a carta ao Director publicada na edição do dia 3 de Março, intitulada “Armadilha no passeio”, na minha opinião deveria  o título ter sido escrito no plural (a senhora que a escreveu que me perdoe)! E porquê? Porque os passeios da Marinha Grande estão praticamente todos cheios de armadilhas, e eu mesmo já fui vítima de uma dessas armadilhas, que por sinal já está novamente em condições de originar mais acidentes, embora tenha sido feita na altura a reparação do piso. As únicas armadilhas que são reparadas periodicamente são quase sempre no mesmo local – em frente a uma farmácia na Avenida Vitor Galo... porque será? Nesta primeira semana de Março, foi reparado um pedaço do piso de um dos passeios da Rotunda do Vidreiro, e para dar só mais um exemplo, a cerca de 3 metros, repito 3 metros, ficou por reparar uma armadilha que pode demorar 1 minuto a reparar, e cujo alerta tinha sido  feito pelo signatário com uma foto que foi entregue no gabinete do vereador responsável, em  Setembro de 2010. Como em Janeiro ainda não tinha sido reparado, enviei por e-mail para o senhor vereador responsável e também para o Sr. Presidente, um novo alerta lembrando essa e outras armadilhas, na qual incluí também a falta da pintura do traço que divide as faixas de circulação na Rotunda do Vidreiro, e que obviamente pode dar origem a acidentes, visto não estar como é mencionado pela Direcção-Geral de Viação, traço esse que existia, mas não voltou a ser pintado. Se o senhor vereador quiser comprovar a existência de algumas armadilhas, duas dúzias pelo menos, é só fazer um passeio a pé, partindo do Correio, vir até à Rotunda, e voltar pelo passeio do outro lado também até ao Correio... mas atenção, se percorrer os passeios de toda a avenida, ficará surpreendido. E já agora senhores autarcas, seria bom que de futuro sempre que fossem alertados para anomalias pelos cidadãos da nossa terra, mesmo que não queiram mandar executar os trabalhos, pelo menos nos comuniquem que leram e viram o que lhes é enviado. O signatário já vem fazendo alertas de há muitos anos a esta parte, mas infelizmente aqueles caem em saco roto, com uma excepção. Na anterior legislatura camarária recebia sempre retorno aos alertas, e mais, até me davam conhecimento de que o assunto tinha sido tratado (o presidente e o vereador na altura pertenciam a  duas forças políticas opostas à vossa). Os autarcas, por vezes, não reconhecem e ignoram aquilo que é um dever cívico de qualquer cidadão.  

J. A.

Localidade:

C. Postal:

Telefone:

Actividade Profissional:

Assinatura Anual

3

30 euros

País:

Assinatura Semestral 15 euros

Junto envio cheque/vale postal nº_________sobre o banco___________no valor de __________ emitido à ordem de Jornal da Marinha Grande, Lda. para pagamento da minha assinatura. Enviar num envelope para Jornal da Marinha Grande, Travessa Vieira de Leiria, nº 9 - Apartado 102, 2430-902 Marinha Grande E-mail: jmg@jornaldamarinha.pt • Internet: www.jornaldamarinha.pt Serviço de Atendimento ao Assinante - 244 502 628

Arrenda-se – T3 na Avenida 1º de Maio. Com 2 wc e grande terraço. – Moradia, 2 quartos, sala, cozinha, wc, marquise e garagem Contacto: 915 345 920


Local

Jornal da Marinha :: 10 de Março de 2011

4

Cidália Ferreira:

“álvaro pereira deve reca de trabalho (nunca menos de 15 horas). Por vezes angustiante por não ter meios para resolver tudo de maneira a contentar tantas pessoas e todas as situações que se me apresentam, mas sobretudo de consciência tranquila por fazer tudo o que me é possível. Também gratificante por contribuir para a resolução de tantos outros. A partilha, o contacto, a colaboração com tantas instituições é salutar e dá sempre ânimo para um esforço e dedicação continuada.

Em entrevista ao JMG, Cidália Ferreira faz um balanço “positivo” do primeiro ano de mandato do PS na Câmara Municipal, elogia o trabalho do executivo e considera que Álvaro Pereira deve recandidatarse em 2013, para realizar as obras necessárias para o desenvolvimento do concelho Como está a correr o primeiro ano de vereação na Câmara Municipal?

Com muito trabalho e muito entusiasmo. Foi um ano de reorganização de serviços, de planificação de acções que irão projectar o futuro e melhorar a qualidade de vida dos nossos cidadãos. As reuniões que fizemos em todas as colectividades e o contacto com os vários agentes culturais e desportivos deste concelho foram muito gratificantes e proporcionaram-me um melhor conhecimento da nossa comunidade, permitindo um trabalho de cooperação num enorme número de realizações. O nosso município tem uma enorme valia que são os voluntários que vão produzindo obra de carácter desportivo, social, cultural e educacional. As actividades que se realizam nestas áreas tornam o concelho melhor e mais saudável. Cultura, Acção Social, Educação e Desporto são os seus pelouros actuais. No seu entender, qual destas áreas é prioritária e qual a que lhe dá menos preocupações? Porquê?

Quando há muito a fazer em todos os pelouros (porque por muito que se faça, há sempre mais a fazer) é sempre difícil priorizar alguma destas áreas, onde incluo, também o turismo a partir deste ano. Em relação à cultura, temos já um plano anual que nos permite programar atempadamente as realizações, o que não acontecia anteriormente. Na educação temos todas as nossas competências bem definidas e estruturadas, o que nos tem permitido responder eficazmente em relação às cantinas escolares, às AEC’s (Actividades de Enriquecimento Curricular). Na Componente de Apoio à Família (Pré-Escolar), este ano lectivo abrimos mais três. Duas na Freguesia da Marinha Grande e uma na Moita (tínhamos

Nos últimos anos, tem-se assistido a um aumento significativo de famílias carenciadas no concelho. O que pode a Câmara fazer para minimizar esta situação?

Nome: Cidália Maria de Oliveira Rosa Ferreira Naturalidade: Marinha Grande Idade: 57 anos Estado civil: Casada Habilitações literárias: Magistério Primário e Curso de Estudos Superiores Especializados em Formação Pessoal e Social Profissão: Professora Aposentada Citação favorita: (Neste caso) - “Se me dão limões faço limonada” Viagem de sonho: A vida quatro, actualmente temos sete). Cedemos para as Actividades Extra-Curriculares da Escola João Beare um pavilhão alugado ao Sport Operário Marinhense para que mais de 250 crianças possam ter as condições adequadas à prática desportiva. Criámos um canal de articulação mais rápido com as escolas relacionado com as reparações e uma equipa de trabalhadores destinada à mesma, pois sabemos que aqui têm existido vários problemas. Assinámos um protocolo com o Plano Nacional de Leitura, onde apoiámos financeiramente as nossas bibliotecas escolares. Estamos a preparar o lançamento de abertura de concurso para dois projectos de Centros Educativos, um em Vieira de Leiria e outro na Marinha Grande. Logo que as obras na IVIMA o permitam, temos todos os procedimentos encaminhados para a criação de duas creches. Dado que um dos grandes problemas das escolas é a falta de pessoal auxiliar, estamos a ultimar os procedimentos para a abertura

de concurso para 25 assistentes operacionais. Em relação ao desporto, que está bem entregue às colectividades, continuaremos a apoiar dentro das reais possibilidades do município. No entanto, para além das iniciativas da autarquia neste âmbito temos também vindo a colaborar num novo projecto desportivo, que gostaríamos que se viesse a concretizar. No turismo estamos a organizar trabalho e planificamos acções para dinamizar esta área. Uma das grandes preocupações é a área social. Neste ano foi elaborado o Diagnóstico Social do Concelho, que nos permitiu, no Conselho Local de Acção Social (CLAS), identificar e priorizar as áreas de intervenção do concelho e a elaboração do Plano de Desenvolvimento Social. Foi elaborado o Regulamento de Atribuição de Habitação Social, que irá permitir de forma clara a atribuição de habitações a famílias de fracos recursos económicos. Abrimos a Loja Social. Criámos o Apoio a Idosos para combater a

solidão e possibilitar pronta ajuda a pessoas que dela necessitam. Qual é o pelouro mais trabalhoso?

Nenhum pelouro é mais trabalhoso do que o outro, todos têm igual importância e o trabalho divide-se de igual forma. Há clubes que se queixam de falta de apoio e de condições para a prática das suas modalidades, nomeadamente o Rugby Clube da Marinha Grande. Que critérios utiliza a Câmara no apoio a estas instituições?

A Câmara só pode apoiar com os meios que existem e que estão já ao dispor da população. Procuramos encontrar soluções conjuntas, desde que haja meios. Quando não há esses meios, não desistimos e vamos em busca dos mesmos. Infelizmente não temos varinhas mágicas.

Apoiar as estruturas (Associações) que já estão no terreno com diversos projectos a apoiar estas famílias. Pode não ser visível para todos os cidadãos, mas quem conhece as nossas instituições de carácter social, reconhece todo o trabalho, que é muito, nestas áreas. Temos desde projectos de intervenção primária que apoiam as crianças desde os 0 meses de idade, a projectos com a terceira idade. Ao contrário do que muitos pensam trabalha-se de facto em rede social. Muitas famílias têm apoio social, desde a saúde, educação, a bens alimentares, auxílio da gestão do seu orçamento, e vários outros apoios sociais. Muitas vezes estes profissionais que estão no terreno, quando surgem problemas têm uma disponibilidade total, até em termos de horário (sou testemunha disso, ainda há cerca de uma semana quando por volta da meia-noite se encontrou solução para uma família, e a essa hora os técnicos ainda não se tinham lembrado de jantar, mas tinham-se preocupado em dar comida a essa mesma família). Com a instalação de serviços da Câmara no edifício contíguo aos Paços do Concelho, e recentemente alugado, ser-nos-á permitido alargar a cedência do rés-do-chão da antiga PSP onde estão ainda instalados os serviços da DOP (Divisão de Ordenamento e Planeamento) ao Girassol. Disse recentemente numa reu-

Como é o dia-a-dia de uma ve-

nião de Câmara que a Semana da

readora com pelouros tão diversi-

Educação “não é relevante” para o

ficados?

executivo que integra. Que razões

É longo em termos de horas

a levam a ter essa opinião, já que


Local

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

5

andidatar-se em 2013” se trata de uma iniciativa há muito

Câmara ou escola?

existente no concelho e que mobili-

No presente Câmara

za alunos e professores?

Ser vereadora é…

Não disse isto numa reunião de Câmara, nem em qualquer outro lugar. O que penso é que a Semana da Educação nasceu de uma directiva do Governo, para ser um local de troca de experiências e de mostra de projectos educativos, mas a política educacional foi-se modificando e hoje, com os Agrupamentos Escolares e com Projectos Educativos comuns a todos os estabelecimentos de ensino, o sentido da Semana da Educação também se alterou, logo será uma iniciativa a rever e a discutir em local próprio, que é junto dos parceiros educativos.

Um exercício de cidadania Crianças ou adultos?

A grande preocupação é as crianças, (sou também presidente da CPCJ – Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Perigo) os adultos já se sabem “defender”, no entanto a minha responsabilidade é bipartida. A Bienal é…

Um excelente evento de arte Teatro ou cinema?

Os dois, conforme o espectáculo O PS é…

O meu Partido

A Câmara Municipal tem promovido uma série de eventos culturais – Festival de Jazz, expo-

António Santos tem sido um

sições, conferências – em que pou-

bom aliado no executivo?

cas pessoas marcaram presença.

executivo camarário?

res? Não deveria ser uma respon-

Na sua opinião a que se deve este

Não estou na autarquia como professora. Faço parte de uma equipa coesa, solidária e disponível que defende os interesses dos marinhenses.

sabilidade do poder central?

jecto existente no concelho com

A responsabilidade é cívica, e melhorar a vida dos nossos cidadãos que é nosso dever. Faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para os apoiar. Foram intenções que assumimos no nosso programa eleitoral e pelo qual fomos sufragados. Queremos cumprir com o que prometemos. Exemplo de que a Marinha Grande com os autarcas do Partido Socialista sempre esteve na vanguarda, consciente das necessidades das famílias, foi a implementação de cantinas escolares, ainda que a competência não fosse, à data, das autarquias e ninguém o contestou (e bem). A responsabilidade do estado é de todos nós.

uma mediadora cigana, tendo em

desinteresse dos munícipes?

É verdade que a Câmara tem promovido muitos encontros culturais e quem lá vai sabe que muitíssimas pessoas marcam presença. Fizemos eventos para públicos distintos. Nalguns e onde os eventos se dirigiam ao grande público os locais eram propícios, estiveram aos milhares. Noutros, pelas especificidades dos mesmos, (e já que fala de conferências, sabe que é um público mais selectivo), não é por isso que temos de desistir da sua realização. Se fala do Jazz, tanto em Vieira de Leiria como na Marinha Grande, as salas estiveram cheias; é verdade que também com público que veio de fora, o que é interessante. Os nossos munícipes têm todas as semanas actividades culturais no concelho onde participa quem quer. Como vereadora da Cultura, que comentário lhe merece a falta de um teatro/cinema na Marinha Grande?

Não lhe posso responder só enquanto Vereadora, pois acredito que o meu sentir é o de todos os marinhenses. É um misto de tristeza e de vergonha. Mas como as obras vão iniciar brevemente, neste momento começo a sentir orgulho e a projectar já a sua inauguração.

E à oposição? Dá nota negativa ou positiva?

Como já referi na pergunta anterior, não pretendo fazer avaliações desta índole. Ela deverá ser feita nos actos eleitorais. Como comenta os rumores de que há um mal-estar entre si e os seus colegas do executivo permanente?

Somos uma equipa que conhece os seus deveres e por isso não respondo a falsos rumores.

Por que motivo terminou o pro-

conta o elevado número de famílias a residir no concelho?

Porque a própria mediadora desistiu abandonando o projecto e porque a avaliação não foi positiva. A Bienal de Artes Plásticas na Marinha Grande continua a fazer sentido?

Claro que sim. Basta o sucesso da última Bienal que pela primeira vez teve o alto patrocínio do Sr. Presidente da República e foi inaugurada pela Sra. Ministra da Cultura e o reconhecimento por quem a visitou.

Não existe nenhuma coligação, como muito bem sabe. O Vereador António Santos é, no meu entender, um homem íntegro, democrata e inteligente, que gosta desta terra como todos os bons marinhenses (sejam filhos da terra ou não). Para mim, e para que não restem dúvidas, marinhenses são todos os que habitam neste concelho. Como bom marinhense que é, apoia as decisões que entende serem as melhores para o desenvolvimento do nosso concelho. Depois de 2013 vai continuar na política?

É um assunto que ponderarei em devida altura com o Partido Socialista.

Sendo vereadora da Cultura, por que razão não tem qualquer

Dois meses após a inauguração

Acredita que há alguma família

do Parque das Bernardas, com a

deste concelho que vai ter um filho

intervenção na Bienal?

didato em 2013 do PS?

presença da Ministra do Ambiente,

só porque a autarquia dá um in-

porque continua o sintético vedado

centivo de 700 euros?

à prática desportiva?

Esta medida foi tomada com um duplo objectivo, apoiar as famílias e o comércio local, dado que as compras têm de ser feitas na Marinha Grande. Por isso acredito que ajuda. Acredito que tem importância. Acredito que contribui para um maior desafogo quando as despesas são tantas e altera o orçamento da vida familiar. Acredito que melhora o bem-estar das famílias. Sei de pessoas doutro concelho que queriam vir residir para o nosso por esse motivo. Sei também que melhorou o comércio local.

A Bienal nasceu debaixo da tutela do Presidente da Câmara e assim tem continuado. No entanto e dado que a formulação da pergunta pretende induzir um qualquer afastamento da minha pessoa, reafirmo que trabalhamos em equipa, onde todos os assuntos são pensados, desenvolvidos e implementados em conjunto.

Sem qualquer dúvida. A sua dedicação à nossa terra tem sido inexcedível. É um político sério e um sério político que tudo faz e fará para tornar este concelho num melhor lugar para todos nós vivermos. Quatro anos não são suficientes para as obras que são necessárias, por isso o Presidente Álvaro Pereira tem mesmo de se recandidatar.

O sintético está disponível para todos os clubes que o solicitarem e cuja prática se adequa, a partir do dia 7 de Março, com a atribuição dos tempos segundo os critérios que consideramos justos. Não abrimos antes porque só dois clubes o tinham solicitado, quisemos contactar todos os existentes para uma utilização equitativa. Que balanço faz das medidas implementadas por este executivo,

Como professora, como avalia

designadamente o apoio à natali-

o desempenho dos seus colegas no

dade e a oferta dos livros escola-

Tem uma boa relação com o PS

Álvaro Pereira deve ser (re)can-

Francisco Duarte será, em sua

local?

opinião, um adversário temível?

É público que sou militante do Partido Socialista, membro do Secretariado da Comissão Política da Marinha Grande e da Federação Distrital. Para bom entendedor…

Com toda a consideração que tenho pelo Senhor Francisco Duarte, não quero opinar sobre assuntos da Junta de Freguesia da Marinha Grande. ß


Local

6

Carnaval

Lares privados promovem festa

Jornal da Marinha :: 10 de Março de 2011

Carnaval

Milhares de foliões nas ruas A animação esteve ao rubro nos últimos dias com a comemoração de mais um Carnaval. Crianças, jovens ou menos jovens,

todos se juntaram à festa e encarnaram diversas personagens. Palhaços, peixes, marinheiros, ovelhas, ecopontos e sinais de trânsito foram apenas algu-

mas das fatiotas que os mais pequenos vestiram e com as quais desfilaram pelas ruas da cidade. Para o ano há mais! ß

No dia 3 de Março, a Danceteria “Baila Comigo”, na Batalha, promoveu mais um encontro de lares privados do distrito

Em entrevista ao nosso jornal, Anália Roque, directora técnica da Fonte da Juventude - Casa de Repouso, sedeada na Marinha Grande esclareceu que “participamos já há alguns anos neste encontro e é com alegria e entusiasmo que vivemos o Carnaval com os nossos utentes em convívio com os de outras Instituições.” A responsável referiu ainda que “a organização deste evento é da responsabilidade da Márcia, proprietária da Casa de Repouso Bem Estar O Sossego”, contando com a colaboração de algumas directoras técnicas de outras instituições. Este ano alargaram o convite às IPSS, aumentando em largo número os participantes. Estiveram presentes no encontro trinta instituições, com 420 participantes. Para além do tradicional baile, houve ainda um concurso de máscaras: 1º lugar: “Charlot” – Solar do Castanheiro; 2º lugar: “Várias Profissões” - Quinta dos Avós: 3º lugar: “Hippies”- Centro Social e Paroquial de Vieira de Leiria; Prémio de originalidade: “História de Portugal” - Associação de Bem Estar de Parceiros. “É gratificante ver a alegria e o brilhar dos olhos dos utentes, que além da idade e da dependência física dançam e vivem intensamente as máscaras, ou personagens que caracterizam”, frisou Anália Roque. ß

Ambiente

Guilherme Stephens organiza olimpíadas A Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Guilherme Stephens acolheu no passado dia 22 de Fevereiro, a 2ª eliminatória das XVI Olimpíadas do Ambiente, que contou com a participação dos oito candidatos à Final Nacional, que terá lugar em Faro, de 28 de Abril a 1 de Maio.

Entretanto, e tendo sempre em foco o ambiente, a Guilherme Stephens, no âmbito do projecto Eco-Escolas, encontra-se a promover diversas campanhas, entre as quais a recolha dos óleos alimentares usados, de tampas de plástico, rolhas de cortiça e pequenos electrodomésticos. ß


Local

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t Teatro

Norberto Barroca regressa ao Operário

7 Projecto

“À Descoberta das 4 Cidades”

O projecto “À Descoberta das 4 Cidades” foi apresentado na Direcção Regional de Educação do Centro (DREC), em Coimbra, a 23 de Fevereiro, por autarcas e professores dos Municípios da Marinha Grande e Fundão “O Inspector Impostor” é como se intitula a nova peça que o Grupo de Teatro do Sport Operário Marinhense (SOM) está a preparar e que prevê levar à cena em Maio. A encenação está a cargo de Norberto Barroca ÂÂCarla Fragoso

A peça resulta de uma adaptação feita por Norberto Barroca a partir da obra “O Inspector-Geral” do dramaturgo russo Nicolau Gogol, escrita no século XIX. Em declarações ao JMG, o encenador marinhense, que com este trabalho regressa aos palcos do Operário, adiantou que se trata de “uma comédia, uma farsa, que critica de certa maneira algumas situações polí-

ticas que continuam a estar na ordem do dia. É uma adaptação actualizada mas sem retirar nada do que está na peça original”. Segundo Norberto Barroca, a peça vai levar ao palco 18 actores, o que tem dificultado um pouco os ensaios, uma vez que nem sempre se conseguem coordenar horários compatíveis com todos. Para o encenador, “os ensaios têm corrido bem”, fruto do trabalho dos actores, alguns estreantes, outros já bem conhecidos do público marinhense. Na última quinta-feira, 3 de Março, apesar do frio que se fazia sentir no auditório José Vareda, ninguém faltou ao ensaio. Em palco, ainda com os textos em mão, foi possível rever posições, movimentações em cena e recapitular as indicações do encenador.

Norberto Barroca, que há cerca de 17 anos encenou no SOM a peça “A soprar se vai ao longe”, instado a comentar este regresso ao teatro do Operário, respondeu: “parece que foi ontem que estive aqui. Tenho uma ligação muito grande ao Operário, desde miúdo que frequento este espaço e desde que possa estou sempre pronto para colaborar”. O espectáculo, que terá uma duração aproximada de hora e meia, promete arrebatar muitas gargalhadas ao público. Norberto Barroca apela aos marinhenses para que vão ao teatro e usufruam do contacto directo com os actores: “a emoção criada no momento é muito grande e é muito bom ir ao teatro. Todas as pessoas deviam ir ao teatro”. ß

Maior operação estatística de sempre

“CENSOS 2011” já arrancou Arrancou na última segunda-feira, 7 de Março, o “CENSOS 2011” promovido pelo Instituto Nacional de Estatística. Os Censos ou Recenseamento Geral da População e da Habitação realizam-se de 10 em 10 anos, e o deste ano constitui “a maior operação estatística realizada no país”

A nível local a responsabilidade cabe às autarquias, designadamente às Juntas de Freguesia, que trabalham directamente com as delegadas municipais que, por seu vez, estão ligadas à Delegada Regional. Na Junta da Marinha Grande, a responsabilidade cabe a Isabel Freitas, secretária do executivo. Desde segundafeira que a população está a ser abordada nas suas próprias casas pelos recenseadores, que vão estar devidamente identificados, e que vão entregar às famílias um conjunto de questionários para preencher. Quem não conseguir preencher os formulários poderá usufruir da ajuda dos recenseadores quantos estes voltarem para recolher os questionários.

No “CENSOS 2011” é ainda possível responder às questões através da Internet, já que nos documentos entregues pelo recenseador, se encontra um código de acesso ao portal do Instituto Nacional de Estatística. De referir ainda que os Censos são obrigatórios e que todas as respostas dadas serão tratadas de forma confidencial. O Censos é uma importante ferramenta para, por exemplo, saber ao certo quantos somos, que estudos possuímos, onde vivemos e de que serviços necessitamos. Até 20 de Março não estranhe, por isso, se lhe baterem à porta para entregar os formulários do “CENSOS 2011”. As respostas através da Internet podem ser dadas entre 21 e 27 de Março, pelo portal www.censos2011.ine.pt. De 28 de Março a 10 de Abril os recenseadores começam a recolher os questionários devidamente preenchidos, podendo ainda neste período as respostas ser dadas através do Site. Quem se atrasar no preenchimento poderá ainda entregar os formulários em papel de 11 a 24 de Abril, sendo que quem não o fizer até esta data deverá pedir informações pela linha de apoio através do 800 22 20 11. ß

A sessão contou com a presença do Director Regional Adjunto, Rui Costa, que reconheceu “o mérito” do projecto por se enquadrar numa pedagogia de escola em que o saber se constrói a partir de vários intervenientes, assumindo-se a escola como um verdadeiro motor e gestor das aprendizagens. O responsável salientou também a singularidade do projecto por unir quatro cidades geminadas: Fundão, Marinha Grande, Montemor-o-Novo e Vila Real de Santo António, elevadas à categoria de cidade a 11 de Março de 1988. As vereadoras da educação das autarquias da Marinha Grande e do Fundão apresentaram o projecto como elemento dinamizador de acções educativas. Joaquim Luís Gouveia, Coordenador do Projecto, agradeceu à Direcção Regional a oportunidade de poder partilhar a experiência, fazendo depois o enquadramento pedagógico do trabalho. O Boletim “O Caracol” – comemorativo do aniversário das 4 cidades; “Cheiros e Sabores das nossas terras” – recolha gastronómica; Acção educativa ”Patrimónios do nosso brincar “ – produção de 630 brinquedos, dando lugar a uma exposição itinerante, colecção de postais e publicação do livro Patrimónios do nosso brincar; e “Datas e Lugares com Estórias” que propiciou uma colecção de marcadores, puzzles e um Roteiro das 4 Cidades, foram algumas das iniciativas já dinamizadas no âmbito deste projecto educativo. Para o triénio 2010/2013 foi lançada a acção educativa “Bicharada, Ervas & Companhia” que procurará identificar e conhecer as áreas naturais de cada concelho; identificar e estudar a sua fauna e flora; e identificar e registar práticas que resultem das relações entre o homem e a natureza. Geminação aproxima povos

A vereadora da Educação da Câmara da Marinha Grande, Cidália Ferreira, lembrou que a geminação “é um instrumento eficaz de proximidade entre os vários territórios e povos, com acento tónico nos domínios da educação, cultura, desporto, acção social, economia”. A presente geminação tem sido utilizada “como relação de aproximação e de contacto privilegiado para acções conjuntas de natureza mais objectiva, no sentido do estabelecimento de parcerias estratégicas de desenvolvimento face ao processo de globalização em curso. Perante os projectos, problemas e constrangimentos são sempre encontradas soluções concertadas”. ß


Local

8

Marinha Grande

PSP recupera ligeiro de passageiros No dia 26 de Fevereiro, pelas 15h20, a Polícia de Segurança Pública recuperou numa artéria da cidade, um veículo ligeiro de passageiros, que havia sido furtado no período compreendido entre as 18h30 do dia 17 de Fevereiro e as 11h30 do dia seguinte. O veículo foi transportado para a esquadra, local onde será efectuada peritagem técnica, sendo posteriormente entregue ao seu proprietário, que o havia avaliado em cerca de três mil euros. ß

Loureiro Botas

“Happy Vida” dá mote a palestra “Happy Vida” é como se intitula a palestra agendada para a próxima quarta-feira, dia 16 de Março, na Escola Secundária José Loureiro Botas, em Vieira de Leiria. A iniciativa, aberta a toda a comunidade, tem início pelas 20 horas, na Sala de Geografia, e consiste numa actividade integradora do curso de Educação e Formação de Adultos (EFA) de Nível Secundário. Ecoaldeias, auto-sustentabilidade e Yoga do Riso serão apenas algumas das temáticas em debate. Joanne Gibler, criadora da Editora Joanne Gibler, membro da Associação Operação Nariz Vermelho e fundadora do Yoga do Riso, será a oradora convidada, com vista a “oferecer a todos os presentes um “Survival Kit” para os tempos vindouros e boas novas sobre a futura educação dos nossos filhos”. ß

Jornal da Marinha :: 10 de Março de 2011

Sensibilização

Calazans Duarte apta para a diferença Sensibilizar a comunidade escolar para a importância de integrar estudantes com deficiências motoras, bem como testar as condições que a escola oferece aos alunos com mobilidade reduzida, foram os principais objectivos de um grupo de alunos da Calazans Duarte ÂÂCarla Fragoso

No âmbito da disciplina de Área Projecto, os alunos Ana Rita Ventura, Adriana Pereira, Francisco Guardiano e Guilherme Luz, do 12º C, dinamizaram a acção “A manhã da cadeira de rodas – sente por ti”, que decorreu no átrio da escola na última sexta-feira, dia 4 de Março. Segundo Ana Rita Ventura, a iniciativa serviu para “mostrar que as pessoas com incapacidade motora não são nem mais nem menos que as outras e que conseguem vencer a incapacidade que têm”. Os alunos pediram apoios a algumas empresas da região, tendo conseguido angariar seis cadeiras de rodas, que serão atribuídas a várias instituições, como os Bombeiros Voluntários da Marinha Grande. Os estudantes vão ainda pedir auxílio à Segurança Social, com vista a identificar casos particulares de pessoas com necessidade de uma cadeira de rodas.

Para esta acção de sensibilização, os estudantes colocaram à disposição dos colegas as cadeiras de rodas que conseguiram adquirir, bem como outros equipamentos que foram cedidos pela Santa Casa da Misericórdia Os alunos puderam “sentir na pele” como é andar pela escola de cadeira de rodas, com recurso, por exemplo, às rampas de acesso e ao elevador. “Embora não exista na escola nenhum aluno com deficiência motora achámos que era muito importante perceber se a Calazans está ou não preparada para receber estes alunos”, explicou ao JMG Adriana Pereira. Em jeito de balanço, o grupo de estudantes concluiu ser “um pouco difícil” andar pela escola de cadeira de rodas, em grande parte devido à “falta de força de braços”.

Os alunos e a professora responsável pela disciplina, Vanda Felisberto, agradecem a todas as empresas que contribuíram para a aquisição das seis cadeiras, existindo a possibilidade de vir a adquirir outras cinco. Em declarações ao JMG o director da Calazans Duarte, Cesário Silva, realçou a importância “de todo o tipo de iniciativas que a escola possa desenvolver que sensibilizem os alunos para as necessidades dos outros, são sempre bem-vindas, fazem parte também daquilo a que chamamos formação para a cidadania”. Sobre este projecto em particular, o director congratula-se com os resultados obtidos, com destaque para a envolvência da comunidade, “que consegue ser solidária connosco e com as nossas propostas”. ß

Pinhal do Rei Aniversário

Leitor do JMG completa 100 anos António Lúcio Subtil, leitor assíduo do Jornal da Marinha Grande, completou na última terça-feira, 8 de Março, a bonita idade de 100 anos. Natural de Castelo de Vide, trabalhou durante vários anos como mecânico na Maceira. Segundo uma das filhas, Cecília Agostinho, natural da Marinha Grande radicada em Lisboa, o pai, a viver presentemente num lar de terceira idade, mantém-se “muito activo”, quer do ponto de vista físico como psíquico. António Subtil teve quatro filhos, um dos quais já falecido, tem duas netas e uma bisneta. Ao aniversariante votos de muitos parabéns! ß

Antigos alunos partilham experiências “ESPR – Passado, presente e futuro” foi o título da conferência que a Escola Secundária/3 Pinhal do Rei promoveu no passado dia 28 de Fevereiro, e onde os oradores foram antigos alunos que hoje ocupam lugares de destaque

Durante mais de duas horas, dezenas de alunos encheram a sala de aula para a troca de ideias e pontos de vista sobre educação, informática e o mundo profissional entre duas gerações distintas mas ainda assim bastante próximas. Entre os oradores estavam professores universitários e profissionais ligados à área da Informática, sendo que cada um abordou o seu percurso académico e profissional. Questões como as notas de acesso ao Ensino Superior, as oportunidades de emprego que surgem durante os cursos, as viagens profissionais, os projectos inovadores e a

família estiveram em destaque nesta iniciativa. No final, o balanço desta actividade, que decorreu no âmbito das “Jornadas de Informática” teve um saldo “bastante positivo”, já que a palestra se transformou afinal numa animada conversa entre alunos e ex-alunos, que foram dando a sua opinião de acordo com as respectivas experiências de vida. ß

Este espaço pode ser seu. Pergunte-nos como!

telefone: 244 50 26 28


Cultura

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

9

Vieira de Leiria

SIDA em discussão “SIDA – O que mudou nos últimos 30 anos”, foi o título da palestra que teve lugar no passado dia 18 de Fevereiro, pelas 21 horas, no auditório da Junta de Freguesia de Vieira de Leiria

A iniciativa foi promovida pelos alunos do 12º ano do Curso de Ciências e Tecnologias da Escola Secundária José Loureiro Botas, integrada no âmbito da disciplina de Biologia do 12º ano de escolaridade. A par com a palestra os estudantes organizaram também uma exposição subordinada ao mesmo tema e que esteve patente no átrio da Junta. O debate teve como oradores convidados Sofia Caetano, do Serviço de Doenças Infecciosas dos Hospitais da Universidade de Coimbra, que se debruçou principalmente sobre as questões médicas da doença e os avanços surgidos nos tratamentos ao longo dos últimos anos, e Tiago Caldeira, do Centro de Aconselhamento e Detecção Pre-

EPAMG

Alunas de turismo promovem exposições de artesanato e brinquedos

coce do VIH de Leiria, cuja intervenção incidiu sobre as questões psicológicas associadas à problemática da SIDA. Sendo a SIDA um tema tão actual, esta foi uma abordagem diferente realçando a importância do conhecimento da doença não apenas numa perspectiva médica de sintomas e tratamentos, mas também na sua vertente psicológica e social com o objectivo de criar

uma consciência solidária e não discriminatória para que a prevenção possa também ser mais eficaz. Todos os presentes foram unânimes quanto ao êxito desta actividade, pois como referiu o presidente da Junta de Freguesia de Vieira de Leiria, Joaquim Vidal, “é fundamental apoiar estas iniciativas dos jovens para que possam exercer a sua cidadania em pleno”. ß

As alunas Bruna Carvalho e Carolina Gomes, finalistas do Curso Técnico de Turismo da Escola Profissional e Artística da Marinha Grande, vão realizar duas exposições paralelas - uma de brinquedos antigos e outra de artesanato da região de Leiria, no dia 14 de Março, na sala do forno da própria escola, entre as 10h e as 17h45. Esta actividade de interesse cultural será dinamizada no âmbito dos Projectos de Aptidão Profissional das duas alunas. ß

Novas Oportunidades

Crisform ajuda a “(Re) Construir Identidades”

Poesia

Jovem da Vieira lança livro Chama-se Ana Mira, tem 19 anos, vive na Praia da Vieira, e vai lançar um livro de poemas, intitulado “Sentimentos Escondidos”, graças à participação no concurso literário “Ministério da Poesia de 2010”

A estudar no primeiro ano do curso de Tecnologias de Equipamento de Saúde no Instituto Politécnico de Leiria, Ana Mira divide os tempos livre entre o trabalho voluntário nos Bombeiros de Vieira de Leiria e a poesia. Com o pseudónimo Ana FM dá asas à imaginação. O gosto pela escrita existe desde sempre, primeiro pela prosa, escrevendo pequenos contos. “Mas houve um dia em que a professora do meu irmão pediu para os encarregados de educação escreverem um poema, e então, eu escrevi pela minha mãe” e assim nasceu “o bichinho”.

No 10º ano, Ana Mira aproveitou a temática da poesia leccionada nas aulas de Português e começou a escrever poemas com frequência, sobretudo “sempre que me sinto triste. É como se ao escrever poemas me sentisse melhor. Porque quando estou triste os poemas saem tão facilmente que por vezes é como se a minha mão ganhasse vida própria e escrevesse sozinha”. No que respeita aos temas abordados, Ana Mira inspira-se “no amor, desgostos amorosos, amizade, desilusão, decepção. Normalmente são sempre temas relacionados com assuntos do coração e da cabeça”, acrescentando que: “também já escrevi sobre pessoas, objectos, sentimentos, pensamentos, sobre a vida e a morte”. A jovem da Praia da Vieira vai lançar o seu livro de poemas no próximo sábado, dia 12, pelas 20h30, no Sport Bar, em Moinhos de Carvide. ß

Política

Miguel Portas na Marinha Grande

O

deputado europeu do Bloco de Esquerda, Miguel Portas, vai estar na Marinha Grande esta sexta-feira, dia 11 de Março, para uma palestra que terá lugar a partir das 21 horas, no

auditório da Biblioteca Municipal. “As Revoluções de Jasmim”, que têm vindo a desenvolver-se no Iémen, Tunísia, Egipto e Líbia, envolvendo todo o mundo, será a temática da conferência, que tem entrada livre. ß

O Centro de Novas Oportunidades do Crisform vai proceder esta sexta-feira, dia 11 de Março, à entrega do Livro de Testemunhos intitulado “(Re)Construir Identidades”. A iniciativa terá lugar no auditório do Crisform, na Zona Industrial da Marinha Grande, pelas 19h30. A obra consiste na compilação de testemunhos de cerca de 41 adultos que concluíram o Ensino Básico ou Secundário através do processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, entre os anos de 2008 e 2010. “(Re)Construir Identidades” reflecte, no fundo, o testemunho dos adultos sobre a iniciativa “Novas Oportunidades” que permitiu que as suas competências fossem validadas e que alguns dos seus sonhos fossem concretizados. O livro foi editado pelo Centro de Recursos em Conhecimento do Vidro do Crisform, onde está disponível para consulta. ß


Economia

Jornal da Marinha :: 10 de Março de 2011

10

Formação

Sindicatos inauguram pólo no Centro Empresarial

Habitação social

Projecto de regulamento em discussão pública Está em discussão pública até dia 7 de Abril o projecto de Regulamento Municipal de Atribuição e de Utilização das Habitações Sociais do Município da Marinha Grande

O documento, elaborado pela Divisão de Educação, Desporto e Intervenção Social da Câmara da Marinha Grande, reúne as normas que disciplinam as condições de atribuição e de utilização de fogos de habitação social no concelho. Os municípios detêm atribuições e competências no âmbito da habitação, ao nível da promoção da habitação social e da gestão do respectivo património municipal. Trata-se assim de assegurar o direito fundamental à habitação, constitucional e legalmente consagrado, limitando a intervenção do Município às situações de necessidade social, por serem estas as que justificam o apoio e protecção. O Regulamento define não só a forma como são atribuídos os fogos de habitação social, como estabelece ainda as regras a que ficam sujeitos todos os arrendatários, conseguindo-se assim a criação de um único documento onde se prevêem todas as questões referentes à habitação social. Durante o período de discussão pública, o projecto de regulamento, bem como os documentos que o integram, estão disponíveis para consulta nos serviços de atendimento da Câmara Municipal. ß

Foi inaugurado na última sextafeira, dia 4 de Março, o Pólo do CEFOSAP – Centro de Formação Profissional da União Geral dos Trabalhadores, situado no Centro Empresarial da Marinha Grande ÂÂCarla Fragoso

Na ocasião, Francisco Negrões, secretário-geral do SINDEQ – Sindicato Democrático da Energia, Química, Têxtil e Indústrias Diversas, destacou “o esforço” do presidente da Câmara da Marinha Grande para a concretização desta parceria, frisando “que não será uma aposta em vão”, já que o sindicato “vai contribuir para que a formação profissional e escolar dos trabalhadores possa evoluir”. Para o responsável, a aposta na formação será “uma maisvalia para os trabalhadores, além de poder atrair empresários à região”. João Proença, secretário-geral da UGT, salientou a qualidade das instalações cedidas pela autarquia, inseridas num pólo industrial, referindo o esforço da União Geral dos Trabalhadores em “promover formação profissional no distrito para desempregados e jovens à procura do primeiro emprego”. Para o sindicalista a certificação de competências é “uma questão central”, com vista a aumentar a qualificação dos trabalha-

dores e colocando-os aptos a superar os desafios. Para João Proença, “a Marinha Grande é um exemplo do progresso e da reconversão industrial com o aparecimento de novas actividades”, constituindo-se a formação profissional como um aspecto chave neste panorama. O presidente da Câmara da Marinha Grande frisou que o pólo de formação se destina a apoiar os trabalhadores do concelho, com vista ao “desenvolvimento de projectos empreendedores”. “Só com mais qualificação é que se pode ir a algum lado”, afirmou Álvaro Pereira, acrescentando que, “só com mais formação, trabalho bem remunerado e sindicalizado é que poderemos alcançar uma sociedade mais justa”.

José Pedro Adrião, responsável da UGT de Leiria, congratulou-se com esta “conquista”, explicando que “estamos na luta, mas não basta reivindicar, também temos de contribuir para ter trabalhadores mais qualificados e é com essa intenção que estamos no mundo sindical”. O Pólo de Formação recém criado pode acolher trabalhadores no activo, sindicalizados ou não, e vai funcionar com formação modular sem atribuição de bolsas. Ainda assim, segundo os responsáveis, os preços serão “acessíveis”, embora o plano de formação não esteja ainda disponível. O Pólo possui três salas de formação e está aberto às áreas do vidro, plástico, borracha, papel e cerâmica, entre outras.ß

Limpeza das condutas

Corte de água na Marinha Grande Os moradores da Marinha Grande, com excepção das zonas de Picassinos, Zona Industrial, Comeira, Boavista e Casal Galego, vão ficar sem água entre as 23h de amanhã, sexta-feira, e as 10h de sábado. O corte no abastecimento vai ser levado a cabo pela autarquia para que se procedam a serviços de limpeza de algumas condutas. As torneiras devem ficar bem fechadas, alerta a autarquia, uma vez que o normal abastecimento de água poderá ser retomado antes da hora prevista. ß

Depósito Legal Nº 80254/94 Registo no ICS Nº 100103 Preço avulso: 1,10 euros Série de 26 números (6 meses): 15,00 euros O pagamento é sempre adiantado Fundador José Martins Pereira da Silva Director António José Ferreira ajferreira@jornaldamarinha.pt Redacção António José Ferreira (CP 2614), Carla Fragoso (CP 7388), Alice Marques, Adriano Paiva e José Manuel André Colunistas Osvaldo Sarmento e Castro, António Santos,

Comércio

“Sonho da Moda” renova imagem Dezenas de amigos e clientes do pronto-a-vestir “Sonho da Moda” não quiseram deixar de marcar presença na inauguração da nova imagem de um dos espaços comerciais mais antigos da Marinha Grande. A festa teve lugar ao final do dia da última sexta-feira, 4 de Março. O espaço, gerido por José Barreiro, acaba de sofrer uma remodelação a poucas semanas de completar 45 anos de existência. A ocasião foi ainda aproveitada para apresentar as propostas da nova colecção Primavera/Verão. ß

Luís Guerra Marques, Joaquim João Pereira, João Cruz, Mário Nuno Francisco, Álvaro André, Nélson Araújo, Pedro Silva, Telmo Neto, João Saraiva, Gabriel Roldão, Sérgio Bento, Armando Constâncio, Ana Medina Reis, Ana Patrícia Nobre, Nuno Cruz, Ernesto Silva Composição e paginação Ileve - geral@ileve.com.pt Serviços Comerciais e Publicidade Mónica Matias (244 502 628) Serviços Administrativos e Assinaturas Mónica Matias monica@jornaldamarinha.pt Apartado 102, 2431-902 Marinha Grande Telefone: 244 502 628 Fax: 244 569 093 E-mail: jmg@jornaldamarinha.pt Proprietário Jornal da Marinha Grande, Lda. Contribuinte 502 963 905

Capital Social 24.939,90 euros Detentores de mais de 10% do capital social António José Lopes Ferreira e João Carlos Cunha da Cruz Gerência António José Lopes Ferreira Sede Travessa de Vieira de Leiria, nº 9 2430 Marinha Grande Impressão FIG - Indústrias Gráficas, SA - Coimbra • Os artigos e as cartas ao director, ao abrigo do artigo 31, nº 4 e 5, não vinculam o director, o editor ou a entidade proprietária do jornal, sendo da única e exclusiva responsabilidade do seu autor • O dia de saída do jornal é à quinta-feira, excepto quando coincida com um feriado, passando para o dia imediatamente seguinte.

Este jornal está à venda nos seguintes locais: Marinha Grande: Jornaleiro, Jornalinho, Tabacaria “Pierrot”, “VCM”, Papelaria Grani, Repsol, Café Cantinho do Engenho, Tabacaria do Cristal Atrium, Eunice Pereira, Gasogagest, Intermarché, Petrosalsa, Pedroso & Gonçalves, M. Cristina Serra, Papelaria Rumo, Modelo da Marinha Grande Garcia: Loja da Cláudia Vieira de Leiria: Quiosque Júlia Leal e Papelaria Horizonte Albergaria: Posto da Repsol Moita: Mini-Mercado Novo Martingança: Maria Cidália da Silva S. Pedro de Moel: Pastelaria Arco-Íris (Costa e Caetano) Maceira: Papelaria Balinha, Loja 3 - Intermarché Pataias: Papelaria Central

Este jornal é membro da API

Tiragem média mês: 14.000 exemplares

ESTE JORNAL É IMPRESSO NA FIG Tel.: 239 499 922 Fax: 239 499 981 e-mail: fig@fig.pt


w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

Publicidade

11


Publicidade

12

1ª publicação na edição nº 2450 do JMG de 10 de Março de 2011

Jornal da Marinha :: 10 de Março de 2011


w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

Publicidade

13


Publicidade

14

Jornal da Marinha :: 10 de Marรงo de 2011


Despor to

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

15

a rádio de todos os dias

Futebol

ACM a uma vitória do objectivo A primeira fase do Campeonato Nacional da III Divisão – Série D termina este domingo, com o AC Marinhense a uma vitória de atingir o seu objectivo

Falta apenas uma vitória para concretizar o objectivo traçado no início da época. Mas a tarefa não vai ser propriamente fácil, pois o adversário tem precisamente o mesmo objectivo:

terminar entre os seis primeiros classificados, para assim ficar entre os que disputam a subida de divisão. O AC Marinhense - Ac. Viseu do próximo domingo será um jogo de emoções fortes. O empate interessa à equipa forasteira, que tem um ponto de vantagem sobre a formação orientada por Marco Aurélio. Assim, só a vitória interessa ao Marinhense, que caso some os 3 pontos ultrapassará o seu

adversário e até poderá chegar ao 4º lugar, caso Oliveira do Bairro e Sourense percam os seus jogos. Está assim tudo em aberto à partida para a derradeira jornada. A direcção do ACM apela à população para que apoie a equipa vidreira neste importante compromisso, que pode salvar a época, uma vez que um dos primeiros seis lugares garante a manutenção na III Divisão. ß

Honra

SL Marinha compromete manutenção O Sport Lisboa e Marinha deu um passo atrás na luta pela manutenção na Divisão de Honra, após perder com um adversário directo, a Biblioteca de Valado de Frades (1-2)

Num jogo da maior importância para o futuro da equipa no principal campeonato da Associação de Futebol de Leiria, o SL Marinha não foi feliz na recepção à Bi-

blioteca de Valado de Frades, ao perder por 1-3, diante de um adversário directo na luta pela permanência. Com esta derrota, a formação de Vítor Duarte caiu para o penúltimo lugar na pauta classificativa, estando em posição de descida, na véspera de visitar o GRAP dos Pousos, equipa que se encontra a meio da tabela classificativa. Esta será mais uma “final” para a formação da Ordem, que está a atravessar um período menos bom na prova. ß

Natação

Marinhenses de ouro, prata e bronze Os jovens nadadores do Desportivo Náutico da Marinha Grande continuam a dar cartas em praticamente todas as competições em que participam. No último sábado, dia 5 de Março, 22 jovens estiveram a representar o clube local no Torneio de Carnaval, decorrido em Porto de Mós, de onde trouxeram 19 medalhas de ouro, nove de prata e três de bronze. Os atletas marinhenses puseram à prova as suas aptidões físicas, técnicas e espírito de grupo, o que lhes permitiu melhorar 42 recordes pessoais. Estiveram em destaque:

Catarina Afonso, Rui Brito, Mónica Domingues, Lara Martins, André Ruivo, Diana Silva, Giovana Vargas: dois primeiros lugares; Sofia André, Ema Gonçalves, Tomás Oliveira: um primeiro e um segundo lugares cada um; André Pereira: um primeiro lugar; Alice Sousa: um primeiro e um terceiro lugares; Cláudia Carmo, Margarida Marques, Carolina Santos: um segundo lugar; Lara Jordão: um terceiro lugar; Alexandre Morgado: um segundo e um terceiro lugares; Francisco Pereira: dois segundos lugares. Em bom plano estiveram ainda os jovens Bernardo Carvalho, Pedro Duarte, Rui Pires e Ruben Rodrigues. Os nadadores foram orientados por Nuno Pedroso e Orlando Abreu. ß

Agenda Desportiva 15h – I Distrital Moitense – Atouguiense Campo das Figueiras

Sábado, 12 de Março

15h – Veteranos Estrela do Mar – Penelense Campo da Amieira

15h – I Distrital Vieirense – Outeirense Estádio Albano Tomé Fèteira

Domingo, 13 de Março

15h – III Divisão AC Marinhense – Ac. Viseu Estádio Municipal

Veteranos

ACM bate Alcobaça Numa partida bem disputada e com imensas oportunidades de golo, o Ginásio de Alcobaça começou melhor o jogo, aproveitando o desacerto da equipa marinhense para chegar à vantagem. Aos 25 minutos, a equipa forasteira já vencia por 0-2

Reagiu o AC Marinhense, através de um golo de Miguel Carapinha, aos 35 minutos, deixando tudo em aberto para a etapa complementar. Nos segundos 40 minutos, a formação de Ricardo Camarão foi melhor e com toda a naturalidade empatou a partida, através da marcação de uma grande penalidade, concretizada por Tomé. Já perto do final do encontro, o mesmo Tomé colocou o ACM em vantagem, num excelente golpe de cabeça. Já perto do final, o Alcobaça poderia ter beneficiado de uma grande penali-

15h – I Distrital “Os Vidreiros” – Caranguejeira Campo do Tojal

15h – I Distrital Pilado – Praia Campo do Pilado

foto de arquivo

17h30 – Basquetebol Sp. Marinhense – Santarém Basket Pavilhão da Embra

Sourense........................2-1................Benf.C.Branco III Divisão - Série D Pos. Equipa Pontos J V E D Oliv. Bairro . ..................1-1...................... Monsanto

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

dade nítida, mas o árbitro não assinalou. O triunfo do AC Marinhense premeia a equipa que mais fez para vencer, sabendo sofrer nos derradeiros minutos. Marinhense 3 – Alcobaça 2

Jogo disputado no Campo do Outeirense Árbitro: Tiago Lino, auxiliado por Virgílio Alves e Vítor Rosa

AC Marinhense: Valente, Hernâni, Zé Santos (Cap.), Vinagre, Rui Monteiro, Marrazes, Rui Santos, Dâmaso, Tomé, Mário Ribeiro e Miguel Carapinha Jogaram ainda Miguel, Quim Ribeiro, Salavessa, Hélder, Joel, Carlos Pereira e Henrique Treinador: Ricardo Camarão Ao intervalo: 1-2 Golos: Miguel Carapinha (35’), Tomé (55’ e 70’). ß

AD Nogueirense At. Riachense Monsanto Oliv. Bairro Sourense Ac. Viseu Marinhense Benf. C. Branco Águias do Moradal Tocha Vigor Mocidade Gândara

43 43 41 34 33 32 31 29 23 22 17 3

21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21

12 13 12 9 9 9 9 8 6 6 5 1

7 4 5 7 6 5 4 5 5 4 2 0

2 4 4 5 6 7 8 8 10 11 14 20

AD Nogueirense.............3-1.................At. Riachense Ac. Viseu........................1-0.............................Tocha Gândara.........................0-1....................Marinhense Águias do Moradal.........1-0.............Vigor Mocidade Jornada 22 (última) Monsanto.....................13/03..................... Sourense At. Riachense...............13/03...................Oliv. Bairro Tocha...........................13/03...........AD Nogueirense Marinhense..................13/03..................... Ac. Viseu Vigor Mocidade...........13/03.......................Gândara Benf. C. Branco............13/03...... Águias do Moradal

Alqueidão Serra.............0-0.............................GRAP Divisão de Honra Pos. Equipa Pontos J V E D SL Marinha....................1-2.......................Biblioteca

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Alcobaça Portomosense Beneditense Nazarenos GD Alvaiázere Guiense Pataiense GRAP Pedroguense Leiria e Marrazes Alqueidão Serra C.C. Ansião Figueiró Vinhos Biblioteca SL Marinha Gaeirense

46 40 38 34 30 30 27 27 25 24 23 22 20 19 18 8

20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20

14 4 2 Figueiró Vinhos.............1-0........... Leiria e Marrazes 12 4 4 Pedroguense..................2-2......................... Guiense 11 5 4 GD Alvaiázere.................0-1...................Beneditense 8 10 2 Gaeirense.......................0-3................... C.C. Ansião 8 6 6 Nazarenos......................0-0................Portomosense 7 9 4 Pataiense.......................0-4........................Alcobaça 7 6 7 7 6 7 Jornada 21 5 10 5 Alcobaça......................13/03...........Alqueidão Serra 6 6 8 GRAP...........................13/03..................SL Marinha 5 8 7 Biblioteca.....................13/03........... Figueiró Vinhos 6 4 10 Leiria e Marrazes..........13/03................Pedroguense 5 5 10 Guiense........................13/03.............. GD Alvaiázere 4 7 9 Beneditense.................13/03.....................Gaeirense 4 6 10 C.C. Ansião..................13/03....................Nazarenos 2 2 16 Portomosense..............13/03.....................Pataiense


Despor to

16

Bodyboard

Pedro Silva inicia época com 2º lugar

Jornal da Marinha :: 10 de Março de 2011

Corta-Mato

Meio milhar de crianças corre no Parque da cerca Meio milhar de crianças participou na 27ª prova de Corta-Mato Escolar, que decorreu na manhã do passado dia 26 de Fevereiro, no Parque da Cerca, organizada pela Câmara Mu-

nicipal. A iniciativa dirigida aos alunos dos 1º e 2º ciclos dos estabelecimentos de ensino do concelho, satisfez a organização pela forma positiva como decorreu.

As crianças deram vida à mais antiga prova desportiva do concelho e, no final, receberam lanche, medalhas de participação e prémios colectivos e individuais, em cada escalão. ß

Minis Femininos: 1º Matilde Marques - Pátio da Inês 2º Ana Nascimento - EB1 João Beare 3º Maria Teixeira - EB1 Garcia

Infantis A Femininos: 1º Ana Fernandes - EB 2/3 Alberto Nery Capucho 2º Mariana Sousa - EB 1 Cumeira 3º Marília Marques - Pátio da Inês

Infantis B Femininos: 1º Carolina Esteves - EB 2/3 Alberto Nery Capucho 2º Joana Florência - Escola B. 2/3 Guilherme Stephens 3º Hannah Toner - CLIC

Minis Masculinos: 1º Vasco Calva - EB1 Várzea 2º João Rocha - EB1 João Beare 3º João Pinto - Pátio da Inês

Infantis A Masculinos: 1º João Andrade - EB1 Amieirinha 2º Carlos Cruz - CLIC 3º Ricardo Ribeiro - EB 2/3 Guilherme Stephens e Miguel Vieira - CLIC

Infantis B Masculinos: 1º Ricardo Machado - EB 2/3 Alberto Nery Capucho 2º Leonardo Jorge - EB 2/3 Alberto Nery Capucho

A 1ª etapa do Circuito Nacional de Bodyboard Esperanças 2011 disputou-se de 25 a 27 de Fevereiro, na Costa da Caparica

A equipa da Murillo´s Academy, em representação de São Pedro de Moel e sob a égide do Clube Aventura Rota do Sol, marcou presença, registando no entanto, e ao contrário do que acontecera no ano transacto, um início atribulado, somando quintos lugares e apenas um pódio. Numa prova organizada em conjunto pela Federação Portuguesa de Surf e pelo Wave Club do Seixal, as condições de prova foram bastante consistentes mas também difíceis ao longo dos três dias de prova, sendo a sorte com a selecção das ondas sido um factor importantíssimo para o desempenho dos atletas. Cerca de 100 atletas de todo o país marcaram também presença neste evento que, este ano, conhecerá a praia de São Pedro de Moel pela primeira vez na sua história. Com a equipa reduzida por questões circunstanciais (André Almeida subiu ao escalão Open, Tomás Martins encontra-se lesionado, Madalena Pereira corre este ano pelas cores de Carcavelos e Ricardo Duarte abandonou a competição), foram quatro os atletas de São Pedro de Moel em prova. Pedro Neto Silva e Manuel Vilela Guerra, respectivamente campeão e vice-campeão Sub-16 em 2010, tiveram oportunidade de, em virtude desses títulos, participar na categoria acima da sua. Pedro Silva esteve em destaque em Sub-18 alcançando a final e trazendo para casa um excelente 2º lugar na categoria máxima desta competição. Manuel Vilela Guerra não foi além dos quartos de final nesta categoria. Em Sub-16, depois de ambos terem com relativa facilidade atingido as meias-finais, não resistiram às adversas condições do mar e arrecadaram ambos um 5º lugar. Ainda nesta categoria, pelo primeiro ano, Manuel Pires estreou-se com um 19º lugar. Na categoria de Sub-14, Tomás Carreira surpreendeu pela positiva com uma excelente prestação nos quartos-de-final, tendo alcançado um 5º lugar promissor para arranque da época. Segue-se o circuito Universitário, novamente na Costa da Caparica, nos dias 26 e 27 de Março. ß

Atletismo

Bárbara Coelho apurada para os nacionais de corta-mato escolar O Industrial Desportivo Vieirense obteve o 3º lugar colectivo no Grande Prémio Eirapedrense, disputada em Fátima, no fim-de-semana de 26 e 27 de Fevereiro

Tratou-se de uma prova bastante participada, com cerca de trezentos atletas e trinta e oito equipas. Destaque para a vitória de Licínio Pereira no escalão M50. Contribuíram para o resultado da equipa os seguintes atletas: Jorge Esteves (17º sénior); Mário Pedro (33º sénior); José Figueira (6º

M40); Carlos Pinto (12º M40); Nuno Lorvão (17º M40); Luís Esteves (21º M40); Nélio Macedo (33º M40); Alberto Vinagre (16º M45); Eduardo Pires (22º M45); Licínio Pereira (1º M50) e Acácio Lavos (7º M55). O Vieirense conseguiu ainda ver uma atleta dos escalões mais jovens, Bárbara Coelho, ser apurada para os nacionais de cortamato escolar. O atleta João Seiça sagrou-se Campeão Distrital júnior de lançamentos de Inverno de disco e Mariana Seiça foi 1ª classificada infantil.

Rui Dinis

Veteranos

Estrela do Mar homenageia Bandeirinha O Estrela do Mar promove no próximo dia 19 de Março um convívio de veteranos que contará com a presença de duas equipas convidadas, que vão participar num mini-torneio, que servirá para homenagear o atleta Bandeirinha, vítima de um AVC - Acidente Vascular Cerebral. Nesta jornada de convívio participam os veteranos do Clube Desportivo Moitense, Estrela do Mar e uma

outra de ex-atletas do SL Marinha. Os jogos decorrem no Estádio Municipal, a partir das 15h (Estrela do Mar – SL Marinha; SL Marinha – Moitense; e Estrela do Mar - Moitense). No final dos jogos, a colectividade da Moita receberá um jantar de confraternização entre as equipas intervenientes e de homenagem a Bandeirinha. Os interessados em participar na iniciativa

podem inscrever-se no CD Moitense, no Sport Império Marinhense ou através do 938 194 916. ß


Opinião

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

17

Opinião

Trabalhos agendados e adiados

Sérgio Bento Se os homens que têm o dever de nos governar pela inerência dos cargos que ocupam, tivessem o cuidado que têm os agricultores de fazerem os seus trabalhos no tempo oportuno, muito se pouparia nos dinheiros públicos e nas contrariedades que causam às populações. É corrente ler-se que um tal ministério perdeu, ou está em vias de perder, subvenções ou subsídios a que tinha direito por não ter feito o pedido ou o concurso para a eles se habilitar atempadamente. Então esses senhores não têm uma agenda, ou um computador com um programa que os avise que está na hora de fazerem o que devem, e para o que estão habilitados? Não há sanções para

o incumprimento dos seus deveres? Qualquer cidadão é justamente penalizado se não pagar os seus impostos atempadamente, mas em contrapartida, é corrente, e quase parece normal e aceitável, que os organismos oficiais não paguem a quem devem a tempo e horas sem que nada de desagradável lhes suceda. Não têm conta as empresas que vivem em sérias dificuldades, porque um qualquer organismo oficial não lhes pagou a tempo e horas. O mesmo se passa com as obras públicas que, adjudicadas, se transformam em “as obras da Santa Ingrácia”, que nunca mais acabam. Vem tudo isto para se lançar um alerta, que já vai sendo tarde para se podarem as árvores que, devendo embelezam a nossa cidade, estão a desfigurar as nossas ruas, parques, jardins e vias de acesso à Marinha Grande. Nalguns casos não é só de beleza que se trata, mas da segurança pública, visto que, com as alterações climáticas que se instalaram no planeta, já não se está ao abrigo de um tornado em qualquer época do ano e,

nesse caso, as árvores de grande porte com ramagens descomunais constituem uma séria ameaça para pessoas e bens, em caso de golpe de vento imprevisível que além dos estragos materiais que possam causar podem ceifar vidas que não têm preço. Para não ficarmos pelas generalidades, daremos alguns exemplos. Na Av. Engenheiro Arala Pinto cortaram-se as braças baixas das árvores mas não as podaram. Foi só um remedeio. No Largo do Cemitério e nas ruas vizinhas, as árvores que o circundam devem ser podadas antes de destruírem os carros em estacionamento. Aí só podaram arbustos. Para os gigantescos plátanos da Rua da Embra, que estava prevista uma poda no início de 2011, “gritam” que os podem; mas os organismos que prometeram fazer esse urgente trabalho, dormem descansados sobre a agenda desses trabalhos, esquecidos dos calendários das podas, e mesmo do simples Borda de Água. Talvez um desastroso acidente os acorde da letargia. Só “tô” avisando vocês, “tá”? ß

Entrelinhas CLXXIV

Da antropolatria real ao real convolar «A política é a arte de obter dinheiro dos ricos e os votos dos pobres, com o fim de proteger uns dos outros» Noel Clarasó (1899 - 1985)

Depois de uma longa história de reis, rainhas, príncipes e princesas (apenas com o amoArmando Castro lecimento “bicéfalo” dos 60 anos de dominação castelhana), depois de percorridos 767 anos de história, como povo (legitimado), entrámos, assim, na primeira década do século XX, com a esperança de convolar de vida e de “crise”… Em plena “revolução industrial”, não passávamos de um povo ruralizado, trabalhando de sol-a-sol… Escrevia-se, na “capital do reino”, que já havia “Prémios Nobel”, em 1910 – Física: J. Van der Waals (Países Baixos); Química: O Wallach (Alemanha); Medicina e Fisiologia: A. Kossel (Alemanha); Literatura: P. von Heyse (Alemanha); Nobel da Paz: Secretariado Internacional da Paz… O nosso Egas Moniz, em 1949, honra-nos com o Prémio Nobel da Medicina e Fisiologia! Já depois de Abril, a José Saramago (1998) é-lhe concedido o Prémio Nobel da Literatura. Enquanto o “Mercado Comum” (CEE) se constituiu em 1958, quando a França, Alemanha, Itália, Bélgica, Luxemburgo e Holanda assinaram um tratado em Roma para a formação de uma união aduaneira e económica, aos quais se juntaram, em 1973, a Dinamarca, a República da Irlanda e o Reino Unido,

em 1981 a Grécia, e em 1986 Espanha e Portugal; uma vez assim, embarcados neste “comboio de oportunidades”, há que reflectir (hoje, melhor) que uma moeda tem sempre (duas faces) - “caras” e “coroas”… Decorrido um século de República – hei-nos (outra vez) envolvidos na esperança justa para (colectivamente) podermos dirimir a “ecdémica crise”, não alijando (só para os outros) a “ecuménica crise”! Dentre alguns dos homens, cuja grande parte deles escolhemos…, evoquemos (alguns, apenas historicamente…) os nossos “eleitos” Presidentes da República: Manuel de Arriaga de 11.10.1911 a 27.5.1915; Teófilo Braga de 29.5.1915 a 5.10.1915; Bernardino Machado de 5.10.1915 a 11.12.1917; Sidónio Pais de 9.5.1918 a 14.12.1918; Canto e Castro de 16.12.1918 a 5.10.1919; António José de Almeida de 6.10.1919 a 6.8.1923; Manuel Teixeira Gomes de 6.8.1923 a 11.12.1925; Bernardino Machado de 11.12.1925 a 28.5.1926; Mendes Cabeçadas de 28.5.1926 a 17.6.1926; Gomes da Costa de 17.6.1926 a 9.7.1926; António Carmona de 9.7.1926 a 18.4.1951; Craveiro Lopes de 9. 8.1951 a 9.8.1958; Américo Tomás de 9.8.1958 a 25.4.1974; António de Spínola de 15.5.1974 a 30.4.1974; Costa Gomes de 30.9.1974 a 14.7.1976; Ramalho Eanes de 14.7.1976 a 9.3. 1986; Mário Soares de 9.3.1986 a 9.3.1996 Jorge Sampaio de 9.3.96 a 9.3.2006 Cavaco Silva de 9.3.2006 a… E, “enquanto o mundo se mantém redondo”, até à próxima, se Deus quiser. ß

Opinião

Assembleia Municipal nega apoio aos jovens do concelho Como já havia anunciado, no passado dia 25, em Assembleia Municipal, a bancada do PSD, em estreita colaboração com a Juventude Social-Democrata (JSD), apresentou uma moção que considerou uma forma da nossa câmara garantir a prestação de um serviço mais justo, Daniela T. Serrano* mais actual e mais solidário com os jovens estudantes do nosso concelho, sobretudo aqueles que, querendo aprofundar saberes, escolhem outros locais do país para o fazer. A criação e desenvolvimento de uma Newsletter que espelhasse as principais notícias, eventos e realidades do concelho, o estabelecimento de protocolos com a rodoviária nacional, que visassem a criação de condições casuais de mobilização, designadamente com a concessão de subsídios de transporte rodoviário, o alargamento do horário da biblioteca e/ou criação de salas de estudo, a criação de um gabinete de juventude, a elaboração de estudo que promovesse a orientação dos jovens aquando das suas escolhas académicas e a dinamização de programas facilitadores para a promoção de posturas empreendedoras, foram medidas apresentadas nessa moção que liminarmente foi rejeitada pelas demais bancadas com voto nesta Assembleia, imperando sobretudo a vontade do não fazer do nosso executivo camarário.7 O que o PSD e a JSD consideraram como processo facilitador para o acesso ao primeiro emprego, o aumento de postos de trabalho e resultante acréscimo do poder de compra, investimento e qualidade de vida dos nossos munícipes, tendo consciência da importância da fixação de jovens na Marinha Grande, que não esqueçam as suas raízes demográficas e que não elejam os seus locais de estudo para futura fixação de residência e aplicação dos seus tão honrados conhecimentos, o PS, CDU, Bloco de Esquerda e MCI deixaram cair. Parece que na Marinha Grande valem mais estes valores políticos (ou falta deles) e de politiquices baratas e levadas ao extremo que nada trazem ao concelho, aos seus munícipes e sobretudo aos jovens, jovens como nós que nos recusamos a ver a precariedade da acção desta câmara e desta “política do não” que, assim continuando, nos ruirá aos pés.

*Deputada Municipal

Precisa-se de empregada Se tens: Entre os 35 e os 45 anos; Seriedade; Boa apresentação; Disponibilidade de tempo; Simpatia. Vem trabalhar connosco. Para mais informações, contacta: 914 951 044

Se não reúnes estas condições... não te incomodes!


Opinião

Jornal da Marinha :: 10 de Março de 2011

18

Opinião

Poema

Viagem à CEE Convoquei a assembleia-geral Individual E, por aclamação, Tomei a decisão De ir com a minha tropa E o cão A conhecer a Europa Da CEE. E então… Fomos até à Nazaré. Depois do comovido adeus À maralha, Lá fomos, eu e mais os meus E uma data de tralha. Conseguimos, ao fim de mil tormentos Encafuar os putos turbulentos No Fiat seiscentos. No tejadilho, com sete nós atada, A tenda de campismo, (Emprestada) O “staff” de turismo Da malta viajada. A minha Miquelina, eufórica, Delirante, frenética, pletórica. Aos comandos, este vosso criado, De cabelo cortado, Cabeça bem erguida, a alma aberta Ao risco, à aventura, à descoberta. Nada de garrafão, que a nossa rota Traçada com rigor profissional, Fazia rumo a Alenquer, à Ota, E aproava a bombordo, ao Bombarral. Depois, seria feita uma paragem P’ra dar descanso ao carro, P’ra comer a bucha, p’ra sorver um jarro E, após uma olhadela p’la paisagem, Seguir viagem. Comprei nas Caldas uma louça de fingir E a minha Miquelina ia morrendo a rir... Na carripana, Abarrotada De fazer dó, A caravana Meteu à estrada Rumo a Alfeizerão do pão-de-ló. Dali à Nazaré foi um pulinho E, no Sítio, quedei-me olhando o mar Onde o Dom Fuas Roupinho Teve que travar. Do alto desta rocha promontória Evoco Afonso Henriques, Dom Diniz E acode-me, de esguicho, à memória A descoberta das Índias e Brasis. E, como é já passada tanta glória

Que no tempo se esvai, Recordo-me também dum chumbo em História E duma bofetada Bem puxada, A prenda oferecida p’lo meu pai. Recordo ainda os versos de Pessoa E apetece-me lançar tremendo brado Até que a voz me doa: Ó mar salgado, Agora calmo, logo arisco, Quanto do teu marisco É comido estragado! Acampámos à beira do pinhal, Mas dormi tão mal! Lombo no chão não dá grande conforto E, ao toque de alvorada, eu estava meio-morto, Mas reagi e, mesmo mole, Ao romper das dez, Fomos à praia apanhar sol E molhar os pés. A criançada, Ao jogar a bola, Deu-me uma bolada Na tola. P’ra manter a coisa controlada, Houve lambada, Moderadora, Calmante, Embaladora, Repousante. Depois, atacaram-se umas sandes Bem grandes E uns tremoços E descansaram-se os ossos. Na atmosfera morna, Bateu-se uma sorna E chegou a hora fatal De voltar o rebanho p’ró curral. O regresso não teve excepcionais momentos, Mas vou deixar aqui alguns apontamentos: O pneu furado, A paragem forçada, O carro amolgado Com a chata pancada, Um homem à rasca Com a vida estragada. No oásis da tasca, A sede saciada, De pé, Com a pomada De Baco e de Noé Noite adiantada, A malta, ao chegar Feliz e cansada, Pôde constatar Que a nossa barraca querida Tinha sido demolida!

Manuel Domingues

É preciso ter descaramento: a bajulice e o lamber de botas têm limites…

Abílio Jordão* Na edição de 24 de Fevereiro do Jornal da Marinha Grande, o “Funcionário da CMMG” Miguel Lopes saiu a público, mandado sabe-se lá por quem, para defender o seu “patrão”, “camarada”, “amigo” e mais não sei o quê, Sr. Dr. Álvaro Pereira. Quando têm que ser outros a defender quem acha que está a ser atacado, alguma coisa está mal. Ou o atacado não tem argumentos válidos para se defender, ou o que é muito pior, como neste caso lá vem o lambe botas dizer: “não se preocupe que eu defendo-o”. Também noutros tempos havia estas figuras sinistras – o Povo chamava-lhes bufos – eram os que defendiam os detentores do poder, porque estes não tinham jeito para se defenderem. Mas, a propósito do que foi escrito naquele artigo, convém reter algumas afirmações, a saber: é funcionário do sector do Desporto da Autarquia? Os Clubes e Associações sabem disso? O que é que nestes mais de 20 anos de desempenho de funções já fez de positivo para os agentes desportivos do Concelho? Bem, se calhar fez para alguns “amigos” e “camaradas”. Além de viver à conta do orçamento e de passar as horas que deviam ser de trabalho a defender os patrões, o que é que faz mais? Será necessário descer tão baixo para ficar bem na fotografia?

Ou está à espera de uma promoção na carreira? Então os Caçadores não podem ir para o Parque Municipal de Exposições porque têm armas de caça? Cuidado, podem pertencer às brigadas revolucionárias e matar as criancinhas – onde é que eu já ouvi isto? Ou é porque não fazem parte da elite cá do burgo? É que as provas de perícia automóvel também são feitas no Parque Municipal de Exposições e ultimamente este espaço tem servido – e bem – para quartel-general do Rali Vidreiro que, como todos sabemos, é feito com automóveis que para além de fazerem um ruído ensurdecedor, se não houver cuidado, podem atropelar quem está a assistir ao espectáculo. Mas para que fique bem claro: eu nem sou caçador nem piloto de ralis, portanto não tenho nenhum empatado neste imbróglio. Então o “barracão velho e em ruínas situado no espaço anexo aos Pavilhões do Parque Municipal de Exposições” que o Dr. Alberto Cascalho terá prometido e que não tem condições para albergar a Sede do Clube de Caçadores agora que está ocupado com grandes quantidades de pneus velhos, “um perigo iminente para todas as crianças que utilizam o Pavilhão Gimnodesportivo”, que não tem portas nem janelas e que é muitas vezes local para actos menos dignos, vai ser transformado na Sede do Clube Automóvel? Se não tem portas nem janelas a responsabilidade é do seu proprietário – Câmara Municipal da Marinha Grande – se é uma potencial ameaça para toda a zona, de quem é a responsabilidade? Querem ver que é do Bin Laden? Se se praticam lá actos menos dignos é bom saber quais são e por quem são praticados.

Os bufos antigamente tinham a “missão” de descobrir e informar. Porque não faz o Miguel Lopes este trabalho? Ao menos sempre fazia alguma coisa. A questão é simples, durante o mandato anterior o Sr. Miguel Lopes fez tudo quanto quis porque erradamente confiavam em si – para deturpar, atrapalhar, adulterar um trabalho sério e honesto que a CDU tentou implantar no Concelho em várias frentes, não apenas no desporto, que fosse ao encontro dos legítimos anseios dos Clubes e outras entidades ligadas à vida social, cultural, recreativa, lúdica, etc. Agora, qual “peão de brega”, aí está a defender quem não tem defesa porque o Sr. sabe tão bem como eu que esta Câmara não tem ideias nem propostas credíveis para resolver os problemas com que diariamente se depara. Não estão disponíveis, não têm tempo, não têm nada para dizer, não têm conhecimento da situação, têm coisas mais urgentes e assim vão protelando no tempo a tomada de decisões que, em muitos casos, pecam por tardias e fora do tempo certo. Mas, com “defensores” como o Sr. Miguel Lopes o Executivo Camarário não tem que se preocupar. Podem ir fazendo mal ou não fazer nada que lá está o seu “homem de mão” para vir a público defender o que não tem defesa. E eu que cheguei a pensar que também na política havia limites?! O chorrilho de bacoradas vomitadas para o Jornal por várias vezes por este Sr. vem provar que só para quem está na política ao serviço do Colectivo muitas vezes com prejuízos pessoais, é que aquele princípio se aplica.

*Operário vidreiro reformado

Consultório Astral João Carlos Maceira

Olá Daniela, gostaria de lhe pedir um jogo através das suas cartas para obter alguns esclarecimentos. Tenho 32 anos, sou casado há três e namorei quatro, posso adiantar que amo a minha esposa, mas também sinto que entre nós, ultimamente, existem muitas brigas e discussões sem razão aparente. Será que consegue perceber o que eu ainda não entendi?   Olá João Carlos, Quando lancei o vosso jogo, as

primeiras cartas que saíram foram o Diabo e a Torre, que me indica que essas brigas e discussões são uma consequência de alguns medos e receios, que já vêm desde o tempo de solteiros, e não foram resolvidos. Na minha opinião, este é o momento exacto para vocês reconstruírem o vosso futuro com bases mais sólidas e o Carlos entende o que lhe estou a dizer. Não tenho dúvidas em afirmar que esse casamento ainda tem muitos tos de muita paixão estão reservados momentos de felicidade para serem para vocês os dois, muito brevemente. vividos, como indica a carta da TemMuito Axé para si. perança e o Sol. O sofrimento vai terminar e momenDaniela Machado


Saúde

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t Saúde

Mãos e pés frios nunca mais! nos viscoso. Tal facilita a circulação do sangue.

Como escolher um bom produto?

19 Graça Barbeiro CLÍNICA OTORRINO

Ouvidos ∙ Nariz ∙ Garganta Consultas / Urgências / Exames / Cirurgias tel. 244 811 324 | telm. 963 972 107 | LEIRIA

Mãos e pés mais quentes

Inês Viega Farmacêutica Existem vários suplementos disponíveis nas farmácias que ajudam a melhorar a circulação sanguínea. Estes podem parecer iguais mas estarem muito longe em termos de qualidade e eficácia. É por isso essencial ter em conta a matéria-prima utilizada. Tal foi claramente demonstrado no estudo Inglês publicado há alguns anos. Comparando 18 marcas de ginkgo biloba disponíveis comercialmente, os cientistas encontraram diferenças enormes quando compararam a actividade do extracto e o efeito protector. Alguns dos produtos que declaravam um elevado conteúdo em extracto de ginkgo biloba eram praticamente ineficazes. O suplemento que surgiu no topo da lista dos melhores foi BioActivo Biloba Forte, da Pharma Nord. A matéria prima utilizada neste suplemento foi considerada a melhor matéria-prima do mercado - a mais eficaz, de melhor absorção e de melhor qualidade. Apresenta também a particularidade de cada comprimido conter a dose diária necessária para um efeito óptimo (100mg por dia). Apenas um comprimido por dia contribui para uma circulação sanguínea saudável.

Uma das descobertas mais interessantes dos últimos tempos é o ginkgo biloba, um extracto de planta que dilata os vasos sanguíneos e ajuda o aporte de oxigénio e nutrientes a todas as partes do corpo

Quando se fazem palavras cruzadas, o cérebro trabalha a grande velocidade para encontrar as respostas certas. As tarefas de concentração e reflexão requerem um enorme fornecimento de sangue ao cérebro, dado que o sangue transporta o oxigénio e os nutrientes necessários às células cerebrais. O músculo também está dependente de sangue, oxigénio e nutrientes, bem como qualquer outra função do nosso corpo. À medida que se envelhece, o fornecimento de sangue fica mais lento devido à formação gradual de placas no interior dos vasos sanguíneos. Tal afecta geralmente a memória, e a concentração torna-se também cada vez mais difícil. Os pés e as mãos podem arrefecer e muitas das funções do corpo ficam mais lentas. A boa notícia é que este problema pode ser resolvido através da administração de um extracto de planta designado ginkgo biloba.

Fonte: J Altern Complement M. 2003 Oct;9(5):625-9. Como funciona?

BioActivo Biloba Forte é um suplemento alimentar com ginkgo biloba que recebeu várias distinções. Melhora a circulação sanguínea, o funcionamento das funções e do bem estar físico geral.

O que contêm as folhas que tem a capacidade de melhorar a circulação? O segredo está nos flavona-glicósidos e nas terpeno-lactonas, que são as substâncias activas (flavonóides) com diversos efeitos biológicos. De um modo simples, o ginkgo biloba dilata (expande) os vasos sanguíneos, facilitando a passagem do sangue. O ginkgo biloba apresenta um outro efeito importante – torna o sangue me-

Investigadores demonstraram que ginkgo biloba melhora o fornecimento de sangue às extremidades, tais como os pés e as mãos. A utilização de termografia, uma técnica particular de imagem que mostra as diferenças de temperatura com cores diversas, permitiu aos investigadores demonstrar como as zonas frias se tornam quentes após a utilização de suplementos de ginkgo biloba. Por outras palavras, o acréscimo de fornecimento de sangue aumenta a temperatura nos dedos das mãos e pés. Combate à demência

Outra área que se mostra promissora é a prevenção de problemas como a Doença de Alzheimer. Estudos demonstram como pessoas em estados iniciais desta doença podem atrasar o desenrolar da doença. Deste modo, são capazes de se manter num estado inicial de doença, quando se esperaria que dependessem completamente de terceiros. Assim, ginkgo biloba ajuda no bem-estar físico e mental e parece ser um meio extremamente útil na manutenção da saúde, especialmente durante o envelhecimento. Actualmente, não existem medicamentos capazes de igualar ginkgo biloba no que se refere à melhoria dos problemas circulatórios. Por este motivo, este suplemento é único. Melhora a memória e a concentração

Agora, se considerar o facto de que apenas o cérebro humano utiliza cerca de 20% do oxigénio consumido, não será difícil imaginar como ginkgo biloba pode melhorar o desempenho mental. As pessoas mais velhas que tomam este extracto apercebem-se de que conseguem lembrar-se mais facilmente de pormenores e que têm maior facilidade de concentração, mas existem outros benefícios associados à utilização de ginkgo biloba. O ginkgo biloba contribui também para o alívio de outros problemas relacionados com a má circulação como tonturas, zumbidos nos ouvidos e pernas pesadas. ß

LOZANO LOPES NEUROCIRURGIÃO

(Chefe de Serviço do CHC - Hospital Covões)

Doenças do sistema nervoso e coluna Consultas na Marinha Grande (Clinigrande) Tel: 244 574 060


COOPPOVO Cooperativa de Consumo do Povo da Marinha Grande, C.R.L.

Admite

Chefe de Compras (M/F)

Perfil pretendido: - Formação superior; - Experiência mínima de 2 anos em funções similares; - Disponibilidade imediata; - Facilidade de relacionamento interpessoal; - Espírito de equipa.   Envio de candidaturas para Apartado 143, 2431-902 Marinha Grande

Classificados EMPREGO

OFERECE-SE Senhora: para limpezas em casas ou passar a ferro, quartas ou quintas-feiras a combinar: Contacto 934 199 060

FIALHOTEL ARTIGOS PARA HOTELARIA

EMPREGO PRECISA-SE Para

fins-de-semana:

bar na Praia da Vieira. Com experiência: Contacto 919 097 482 Electromecânico:

Padeiro:

experiência

Frutaria / Charcutaria: bem

metal, com experiência de vendas a

como padeiro: IEFP Mª Grande:

localizada e com boa clientela:

nível nacional: IEFP Mª Grande:

587748780

Contacto 968 946 699

Empregada doméstica: casas

Bar: cedência de exploração.

ferramentas,

particulares, empregada doméstica

Bem

moldes, cunhos e cortantes,

a meio tempo para fazer limpeza,

funcionamento: Contacto: 913

Moradias: Tem uma moradia

experiência de serralheiro de

cozinhar e tratar as roupas.: IEFP

452 148

semi-nova ou nova para vender a

moldes (plástico) para a bancada

Mª Grande: 587748952

587746534 Serralheiro:

de

(ajuste/rectificação de moldes): em

de

IEFP Mª Grande: 587747761

Pessoa

alguma

polivalente:

para

tarefas diversas em indústria de

Cozinheiro/a: preferencialmente

mobiliário, acabamentos, lixar,

com conhecimentos de cozinha

polir, pintar, embalar, etc.: IEFP Mª

italiana, com experiência mínima

Grande: 587749081

de 2 anos na área: IEFP Mª

Técnico da produção: pretende-

Grande: 587747855

máquinas de injecção de plásticos:

Operador: de máquinas de

conheça bem todo o processo de

moldes de matérias plásticas,

fabrico: IEFP Mª Grande

se um técnico de moldes que

mecânico:

experiência mínima de 2 anos,

experiência mínima de 5 anos

como operador de máquinas

como serralheiro mecânico, com

de plástico, que saiba montar e

bons conhecimentos de mecânica,

desmontar o molde: IEFP Mª

hidráulica e pneumática: IEFP Mª

Grande: 587748659

Serralheiro

Grande: 587746517

Fiel de armazém: experiência

Assistente dentário: assistente dentária, mínimo 3 anos de experiência: IEFP Mª Grande

pleno

Compra-se T0 ou Estúdio: Para comprar. Contacto: 926 690 652

bom preço? Troco por apartamento

Arrenda-se

T3 junto à Segurança Social.

Quarto: a cavalheiro, serventia

Urgente: 936 677 889

Diversos

de cozinha e garagem: Contacto 965 566 867 e 244 567 438

Geral

T2 com 2 WC: sem garagem no centro, 300€/mês: Contacto 919 026 356 Contacto 926 128 536 GARAGENS

(35

m2):

Destinadas a automóvel, roulotte,

Arnaldo

Explicações:

Lic.

com

experiência dá apoio escolar até ao 12º Ano. Centro da Marinha

Apartamentos T1, T2, T3.

novas e de bom acesso. Travessa

Vende-SE

Barbeiro

-

Ordem.

Grande: Contacto 929 264 738 Muitas Dívidas? Volte a ter paz! Temos a solução financeira para si. Contactenos já hoje! Ligue para 915 992 772 // 244 102 177

T2: na Avenida da Liberdade 5º

Mensalidades acessíveis: Telm.:

Dão-se:

Andar com elevador: Contacto:

919 356 504 (marque visita)

cidade

Arrendam-se quartos: WC pri-

São dóceis e muito fofinhos.

vativo. Serventia cozinha: Contac-

Contacte-nos já hoje: Telefone:

to 916 321 911

914 290 047 // 965 361 249

em empresa de armazém com

moldes, cunhos e cortantes,

conhecimento de acessórios

experiência de serralheiro de

para moldes e aquisições/

moldes (plástico) para a bancada:

compras: IEFP Mª Grande:

Imobiliário

IEFP Mª Grande: 587746531

587748736

TRESPASSA-se

de

Em

auto-caravana, etc. Legalizadas,

Imobiliário

ferramentas,

Serralheiro:

localizado.

Imobiliário

manutenção para a área de IEFP Mª Grande: 587743598

Imobiliário

Técnico de vendas: para área de

918 581 909

Cachorrinhos, da

Marinha

na Grande.

Parabéns

comercial@fialhotel.pt Dep. Comercial: 91 097 36 33/91 266 56 92 Rua Casal da Formiga, Lote 1 - Lojas F/G - Marinha Grande Frente ao restaurante “O Vidreiro”

António Silva!

O nosso amigo António está de parabéns! Comemorou o seu 63º aniversário, na passada sexta-feira, dia 4 de Março. Os amigos Avelino Frias, Luís Soares, José Manuel André, Eduardo Frias, Ivo Neto, António Lino e Moisés Nobre não se esqueceram e quiseram mostrar-lhe a amizade, que já vem de longos anos, e como tal juntaram-se para festejar com um jantar, no Cantinho do Engenho. Parabéns, amigo António!

Arrenda-se

Quarto

Arredores da Marinha Grande. Preço acessível. Contactos: 244 553 244 /// 969 912 197

Vende-se na Nazaré

CLASSIFICADOS · JMG

Apartamento com quatro quartos, quatro casas de banho, cozinha com despensa, sala ampla, vista de mar maravilhosa. Três varandas. Oportunidade de negócio. Contacto: 91 821 28 00

NOME: MORADA: CÓD. POSTAL:

Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande

Convocatória Nos termos dos Estatutos, convoca-se a Assembleia-Geral da Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande para uma sessão ordinária a realizar no próximo dia 30 de Março de 2011, pelas 20 horas, no Lar da 3ª Idade, sito na Rua das Colmeias - Forno da Telha, 2430-071 Marinha Grande, com a seguinte ordem de trabalhos: 1 - Apreciação e votação do Relatório da Mesa e Contas relativas ao ano 2010; 2 - Informações diversas. Se à hora marcada não estiver presente o número mínimo de associados que permita o funcionamento da Assembleia, fica desde já esta convocada para as 21 horas, funcionando com qualquer que seja o número dos presentes. O Presidente da Mesa, Viterbo Manuel Dias de Santo António

Explicações Matemática 11º/12º Telefone: 244 566 848

LOCALIDADE:

TELEFONE:

Como Preencher

TEXTO A ANUNCIAR

1. Escrever o anúncio pretendido na quadricula. Cada letra deve ser escrita num dos quadrados, deixando um quadrado livre entre cada palavra. 2. O pagamento deverá ser enviado juntamente com o cupão, os preços indicados incluem IVA 23%. 3. O anunciante deverá levantar todas as respostas na sede do Jornal da Marinha Grande. 4. O anúncio a publicar deverá ser entregue até ao final de cada Segunda-feira anterior à saída do Jornal da Marinha Grande. Para outras dimensões contacte-nos ou consulte a nossa tabela.

A nossa morada Travessa Vieira de Leiria, 9, Apt. 102 2431 - 902 Marinha Grande www.jornaldamarinha.pt E-mail: jmg@jornaldamarinha.pt Tel. 244 50 26 28 · Fax 244 56 90 93

Número de publicações:

2 (duas) Publicações

75 quadrados (obrigatório) 100 quadrados 125 quadrados

4 (quatro) Publicações

10 Euros 13 Euros 16 Euros

15 Euros 19 Euros 23 Euros

Secção:

Imobiliário Emprego Automóvel Diversos

Arrendar Precisa-se Compra Mensagem

Venda Oferece-se Venda Explicações

Trespasse Arrenda-se Aluga-se Geral

Compra


Diversos

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

21

2ª publicação na edição nº 2450 do JMG de 10 de Março de 2011

Farmácias de Serviço

2ª publicação na edição nº 2450 do JMG de 10 de Março de 2011

Marinha Grande

Leiria

Totoloto 6 - 13 - 23 - 24 - 26 - 35 + 37

Moderna

244 502 834

Godinho

244 832 432

Duarte

244 503 024

Central

244 817 980

Loto2 8 - 13 - 23 - 27 - 34 - 37 + 35

Sáb. Santa Isabel 244 575 349

Sáb. Lino

244 832 465

Dom. Guardiano

244 502 678

Dom. Higiene

244 687 127

Central

244 502 208

Avenida

244 833 168

Roldão

244 502 641

Oliveira

244 822 757

Moderna

244 502 834

Baptista

244 832 320

Joker 1.745.980

Euromilhões

| telefones 244 502 628 - 244 555 920 | fax 244 569 093 |

TOURO 21.04 > 20.05

Embora as suas capacidades de comunicação estejam favorecidas, poderá sentir tendência para justificar demasiado as suas atitudes, complicando um pouco a sua forma de dialogar com os outros e com o mundo. Não deixe para amanhã trabalhos de rotina, pequeninos e minuciosos. GÉMEOS 21.05 > 21.06

Uma relação harmoniosa entre o Sol e Saturno poderá beneficiá-lo ligeiramente, dando-lhe maior segurança emocional, permitindo-lhe levar a bom termo uma atitude que vinha do passado recente ou fazendo-o sentir-se mais valorizado profissionalmente. É possível que surjam atritos com a família. CARANGUEJO 22.06 > 22.07

É necessário que, nesta altura, desça um pouco do seu trono, ponha um pouco de parte a sua individualidade, ou mesmo o seu orgulho, e tenha a coragem de exteriorizar mais a sua enorme necessidade de ser amado. Uma vez que nada na sua postura poderá revelar esta carência, deverá por si mesmo iniciar este processo.

|

travessa

vieira

LEÃO 23.07 > 22.08

de

leiria,

9

marinha

grande

As pessoas com posições de autoridade poderão pedir-lhe conselho devido ao seu trabalho e capacidade de organização. É uma boa altura para assinar contratos e começar sociedades. O seu trabalho é reconhecido e os seus motivos sérios e honestos. Use bem o tempo que tem à sua disposição.

7. Arouca - Gil Vicente.................... X

1º Prémio.............................. 22630

8. Feirense - Sp. Covilhã................. 1

1º Prémio.............................. 17680 2º Prémio ............................. 95185 3º Prémio.............................. 18832 4º Prémio ............................. 28514

VIRGEM 23.08 > 22.09

É natural que venha a sentir, na sua vida, uma maior presença da mão do destino. Em resultado disso, notará, provavelmente, uma maior sensação de falta de ar ou, mesmo, alguma limitação no seu campo de acção como, por exemplo, o surgir de uma obrigação, o sentir que não tem tempo disponível para a concretização de um desejo. BALANÇA 23.09 > 22.10

Nesta altura, poderá sentir uma certa necessidade de se controlar, de se travar ou sentir mesmo um certo receio na relação com os outros. É provável que seja levado a justificar as suas atitudes, com medo que os outros não o entendam completamente. A sua energia física poderá estar um tanto irregular e a sua imagem um pouco instável. ESCORPIÃO 22.10 > 21.11

Poderá vir a sentir uma intuição ou uma ideia mais rápida que lhe dará uma resposta a uma dúvida por resolver, fazê-lo descobrir o fio à meada, ou encontrar a peça que faltava ao puzzle. As discussões com aqueles a quem ama sobre assuntos de cariz muito pessoal deverão ter lugar durante este trânsito, pois delas podem advir excelentes resultados.

|

5. Aves - Varzim.............................. X

Lotaria Clássica

3º Prémio.............................. 36937

Companheiros na comunicação

4. Vitória de Setúbal - Olhanense... X

6. Trofense - Penafiel...................... 1

Lotaria Popular

Neste momento, a sua atracção por uma certa exuberância ou por uma dimensão mais brilhante da vida pode ser subtilmente posta em causa por um pequeno receio na sua relação com os outros. Por trás de uma demonstração excessiva de segurança, pode sentir, nesta altura, um pequeno medo de ser mal entendido. Por isso, se for preciso, desça do trono e peça.

2. Sporting - Beira-Mar................... 1

11 - 25 - 27 - 28 - 41 + *5 - *8

2º Prémio.............................. 55911

Grande

carneiro 21.03 > 20.04

1. Porto - V. Guimarães................... 1

3. Marítimo - Rio Ave...................... 2

Jornal Marinha da

Totobola

9. Freamunde - Oliveirense............ X 10. Leixões - Belenenses................ 1 11. Santa Clara - Moreirense.......... 1 12. Liverpool - Manchester............. 1 13. Juventus - AC Milan.................. 2

SAGITÁRIO 22.11 > 20.12

Esta é uma altura interessante, em que sentirá vontade de actuar, tanto a nível doméstico como fora de casa, de ver as coisas crescerem e evoluírem, ainda que seja separadamente, em duas áreas, à primeira vista opostas. Do ponto de vista financeiro e da relação com o real poderá surgir a necessidade de fazer correcções, mudanças e transformações. CAPRICÓRNIO 21.12 > 19.01

Podem ocorrer separações temporárias. Esta altura não é a ideal para receber visitas. O seu estado de espírito pode estar obstinado, pouco amplo e com tendência para o exagero, o que provocará em si um estado de tensão nervosa e instabilidade. Surgirão possivelmente discussões por causa de dinheiro devido ao seu comportamento precipitado ou ao das outras pessoas. AQUÁRIO 20.01 > 18.02

A área da sua vida à qual se aplicou cuidadosamente tornar-se-á muito produtiva. Surgirão em breve oportunidades que lhe darão responsabilidades extras e poder no trabalho e na sua vida pessoal. Pode ganhar consciência no plano espiritual e será mais capaz de ajudar os outros a compreenderem-se. Não seja rígido e aproveite para modificar atitudes e renovar convicções. PEIXES 19.02 > 20.03

Neste momento, a sua capacidade para efectuar uma mudança positiva é maior do que imagina. A sua sensibilidade estará mais propensa a reagir ao lado superficial dos outros. Neste momento, toda a sua natureza mais profunda vem à superfície, toda a sua capacidade de fantasia estará em evidência.


Diversos

22

Jornal da Marinha :: 10 de Março de 2011

Explicações de Matemática Até ao 9º Ano

Vende-se

Automóvel “Papa-Reformas”, em muito bom estado de conservação e com apenas 17.000 km registados. É vendido por um preço bastante acessível e para ser visto é só telefonar: 919 087 519

ARRENDAMENTO TEMOS CLIENTES

Agradecimento

Sua irmã, cunhado, sobrinhos e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que o acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar. Tratou: Céu de Veludo – Agência Funerária, Lda.

Agradecimento Joëlle Almeida Ramos 3 anos Residia em Pompables – Suíça Falecida em 7/03/2011

Seus pais, avós, tios, primos e restante família, na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que a acompanharam à sua última morada ou que, de qualquer outra forma, lhes manifestaram o seu pesar.

(Controlador Heidenhain)

Oficiais de bancada Contacto: 926 489 181

Vende-se Mobília de Quarto

Precisa-se Costureira

Tipo estúdio. Cama individual, guarda-roupa,

Para loja da Marinha Grande

secretária, prateleiras...

de arranjos de roupa.

Contactar: 969 918 972

Telefone: 915 211 542

Carros Sem Carta GRECAV, a melhor opção!

Jardineiro

Manutenção de jardins. Técnico de bonsai. Árvores de fruto. Árvores ornamentais. Sebes, arbustos. Tem problemas e não sabe o que fazer? Ligue: 916 003 143 ou 244 561 186

Arrenda-se

Barracão Visite-nos na Martingança, junto à colectividade. Contacte: José Carlos Ribeiro - 964 890 496

Perto da Marinha Grande.

Contactos: 963 394 272 · 914 705 242

Astróloga Vidente - TAROT

Dona Maria

Eng. Olívio Domingues Carreira 87 anos Residia na Marinha Grande Falecido em 8/03/2011

Desenhadores 2D/3D Operadores Centro de Maquinação

Telefone: 91 470 52 42

QUE PROCURAM IMÓVEIS PARA ARRENDAR NA SUA ZONA. T1, T2 E T3. SE POR VENTURA QUER ARRENDAR O SEU IMÓVEL, POR FAVOR, NÃO HESITE EM CONTACTAR.

MARQUE: 918 041 550

Empresa de Moldes na Marinha Grande precisa:

Tribunal Judicial da Marinha Grande 1º Juízo Anúncio

Com poderes hereditários, ajuda a resolver os seus problemas com o máximo sigilo. Mau olhado, falta de sorte, problemas com a justiça, desavenças familiares, amor, álcool, magia negra e limpezas espirituais. Marcações de consultas às Quartas e Sextas-feiras.

914 526 298 // 927 474 551 // 913 266 840 // 966 118 583 Av. Vitor Gallo, nº 166 - 2º B – Marinha Grande (também em Portimão e Cartaxo)

Processo: 90/09.0TBMGR Divórcio Sem Consentimento do Outro Cônjuge Autor: Maria Hortense Marques Mateus Réu: Álvaro Duarte da Costa Nos autos acima identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio tipo, citando do Réu, Álvaro Duarte da Costa, com última residência conhecida na Rua do Barqueiro, nº 32, Barqueiro, 2430-133 Marinha Grande, para, no prazo de trinta dias, decorrido que seja o dos éditos, contestar, querendo, a presente acção, com a indicação de que a falta de contestação não importa a confissão dos factos articulados pela Autora e que em substância o pedido consiste, tudo como melhor consta do duplicado da petição inicial que se encontra nesta Secretaria, à disposição do citando. Fica advertido de que é obrigatória a constituição de mandatário judicial. Marinha Grande, 25-01-2011 N/ Referência: 2827886 O Juiz de Direito, Dr. Ricardo Jorge Morgado Gameiro A Oficial de Justiça, Fátima André 2ª publicação na edição nº 2450 do JMG de 10 de Março de 2011

Tratou a Agência Funerária Nogueira & Pina, Lda.

Agradecimento Paulo Jorge Ramalhete Oliveira 42 anos Residia em Tomar Falecido a 2/03/2011 A família, na pessoa de sua esposa, vem por este meio agradecer a todas as pessoas amigas, que o acompanharam na sua doença, assim como os que se deslocaram ao último adeus, em Tomar, e os que de alguma forma manifestaram a sua dor. Um grande bem haja a todos. Teresa Quem parte, deixa saudade. Mais saudade deixa ainda Quem viveu sem falsidade. Do teu amigo Armando Costa, um até breve.

2º Ano de Eterna Saudade Isabel Maria Soares Freire Residia nas Trutas Falecida em 11/03/2009

Seus pais, irmão e filhos recordam-na com eterna saudade, mandando celebrar missa por intenção de sua alma no próximo dia 11/03/2011, pelas 19 horas, na Igreja Paroquial da Marinha Grande. Agradecem, antecipadamente, a todos os que, com a sua presença, honrem este acto.

Tribunal Judicial da Marinha Grande 1º Juízo Anúncio Processo: 1628/07.3TBMGR-A Divisão de coisa comum N/ Referência: 2862855 Data: 24/02/2011 Requerente: Maria Cremilde do Vale Craveiro e outro (s)… Requerido: Carla Susana Calado Lemos e outro (s)… Nos autos acima identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, citando Requerido: Elza Maria Marques Craveiro, estado civil: casada, domicílio: Rua António Matos Bonita, nº 12, Ordem, 2430-377 Marinha Grande Requerido: Jean Pierre Stalin, estado civil: casado, domicílio: Rua António Matos Bonita, nº 12, Ordem, 2430-377 Marinha Grande, Com última residência conhecida na(s) morada(s) indicada(s), para no prazo de 30 dias, decorrido que seja o dos éditos, contestar, querendo, a acção, devendo oferecer logo as respectivas provas, e que em substância o pedido consiste na divisão de coisa comum, tudo como melhor consta do duplicado da petição inicial que se encontra nesta Secretaria, à disposição do citando. O prazo é contínuo suspendendo-se, no entanto, nas férias judiciais. Passei o presente e mais dois de igual teor para serem afixados. O Juiz de Direito, Dr. Ricardo Jorge Morgado Gameiro A Oficial de Justiça, Cristina Isabel S. G. Pereira Notas: Solicita-se que na resposta seja indicada a referência deste documento. A apresentação de contestação, implica o pagamento de uma taxa de justiça autoliquidada. Sendo requerido nos Serviços de Segurança Social benefício de apoio judiciário na modalidade de nomeação de patrono, deverá o citando, juntar aos presentes autos, no prazo da contestação, documento comprovativo da apresentação do referido requerimento, para que o prazo em curso se interrompa até à notificação da decisão do apoio judiciário (vd nº 4 e 5 do art.º 25º da Lei 30-E/2000, de 20/12). As férias judiciais decorrem de 22 de Dezembro a 3 de Janeiro; de domingo de Ramos à segunda-feira de Páscoa e de 16 de Julho a 31 de Agosto. Nos termos do art.º 32 do CPC, é obrigatória a constituição de advogado nas causas da competência de tribunais com alçada, em que seja admissível recurso ordinário; nas causas em que seja admissível recurso, independente do valor, nos recursos e nas causas propostas nos tribunais superiores. 1ª publicação na edição nº 2450 do JMG de 10 de Março de 2011

Clube de Campismo Marinha Grande

Convocatória Ao abrigo da alínea B do artigo 52º dos estatutos, convocam-se todos os companheiros campistas para a Assembleia-Geral Ordinária do Clube de Campismo da Marinha Grande, a ter lugar no próximo dia 14 de Março de 2011, pelas 21 horas, na sede do Clube, cita na Rua Infante D. Henrique, 2-D nesta cidade, e com a seguinte ordem de trabalhos: - Discutir e votar o relatório de contas do ano de 2010; - Outros assuntos de interesse do clube. O Presidente da Assembleia-Geral, António dos Santos Mendes Se à hora marcada não estiver presente o mínimo legal de sócios, funcionará esta Assembleia meia hora depois com os sócios presentes.


Publicidade

w w w. j o r n a l d a m a r i n h a . p t

23 Ref. 00000

Marinha Grande

T3

119.500,00 € Ref. 00000

Marinha Grande

T3

55.000,00 € Ref. 00000

Marinha Grande

T3

CASAS A PREÇOS ÚNICOS

Arrenda-se, como novo, grandes àreas, com lareira, aquecimento central, cozinha equipada, garagem individual e logradouro comum. Excelente localização e bons acessos.

95.000 € Ref. 00000

75.000,00 € Ref. 00000

Marinha Grande

T2

Marinha Grande

T3

Moradia individual, cozinha, marquise, lareira, sala de convívio, roupeiros, wc, sótão amplo, páteo, churrasqueira, telheiro, arrecadação e garagem individual. Zona calma e bons acessos.

105.000 € Ref. 00000

Marinha Grande

T3

Moradia individual térrea, usada, anexo com churrasqueira, aquecimento, despensa, 2 wc, 3 quartos, garagem 2 carros, quintal e jardim. Zona calma e bons acessos.

75,000 € Ref. 00000

Marinha Grande

T2

Apartamento semi novo, grandes àreas, com aquecimento central e lareira, varanda, cozinha com despensa, varanda, 2 roupeiros, 2 wc. Sótão e garagem individual.

67.500,00 €

Apartamento com duas garagens individuais. Totalmente remodelado, cozinha, despensa, sala com lareira, 2 varandas, roupeiros e 2 wc.

65.000,00 € Ref. 59245

Marinha Grande

T3

Apartamento usado, boas àreas, cozinha, despensa, lareira, 3 roupeiros, 2 wc, garagem individual. Logradouro e churrasqueira comum.

35.000 € Ref. 45557

Ref. 00000

T1

Marinha Grande

Marinha Grande

Moradia individual antiga para recuperar e terreno, àrea total de 1403m2. Perto das escolas e com bons acessos.

Apartamento, totalmente recuperado. A cozinha equipada, placa, forno e exaustor, recuperador de calor, wc, varanda, roupeiro. No centro.

Moradia geminada, remodelada, boa àreas, cozinha com despensa, 2 quartos, 2 wc (1 suite), sótão, logradouro, terraço e garagem. Zona calma e bons acessos. Moradia individual, cozinha, sala, lareira, 1 wc, sótão amplo com duas divisões para quarto/sala, quintal, àrvores e anexos. Zona calma.

Agência de Marinha Grande

918 041 550

www.veigas.eu

Provavelmente o melhor

T1 da cidade

Garagem individual · Jardim individual · Entrada privativa Aquecimento central · Aspiração · Estores eléctricos Cozinha equipada · Completamente mobilado

AMI 5433

A v. V i c t o r G a l l o , n º 1 2 4 2430-174 Marinha Grande Te l e f o n e : 2 4 4 5 6 1 5 8 5 Fax: 244 503 022

Rua Montepio, 21 Loja 19 Marinha Grande marinhagrande@veigas.eu

Mistura de Números - Mediação Imobiliária Unipessoal, Lda AMI 8765

380 €


Cosmética automóvel

Lavagem e limpeza personalizada de interior e exterior de automóveis. Lavagem de estofos, carpetes e tectos. Av. José Gregório, 96 - Marinha Grande Marcações pelo telemóvel 919 441 781 MAIS E MENOS... DA SEMANA

José Barreiro Em tempo de crise, José António Barreiro investe no seu “Sonho da Moda”. Um comportamento que deveria ser seguido pelos demais comerciantes.

Paulo Vicente Os passeios da cidade (e não só) estão uma lástima. Há quem já se tenha aleijado devido à falta de manutenção. À atenção da autarquia.

Cristalaria

Franceses preocupados com encerramento do crisform A empresa francesa Saverbat está preocupada com o anunciado encerramento do Crisform – Centro de Formação Profissional para o Sector da Cristalaria

Em carta que enviou ao empresário marinhense Aires Rodrigues, líder da MGR Trading, o presidente da Saverbat mostra “grande preocupação” dado que os produtos que compra na Marinha Grande são “especiais”, uma vez que necessitam de “acompa-

nhamento técnico”. Este tem vindo a ser feito precisamente pelo Crisform, que tem o seu futuro incerto na área do vidro. Pierre Roquette garante que necessita de “controlo e garantia de qualidade” e este trabalho não pode ser desempenhado pelos artistas vidreiros isoladamente, ou seja, “não podem garantir o trabalho desenvolvido até aqui pelo Crisform”. O JMG apurou que a Saverbat comercializa, entre outros, vidros para a construção

e que os clientes exigem a certificação dos produtos, até aqui garantida pelo Crisform. Em declarações ao JMG, Aires Rodrigues mostrou-se preocupado, pois está em vias de se perder mais um cliente dos produtos da Marinha Grande, o que é “péssimo” para a economia local. O empresário marinhense fez chegar as suas preocupações ao líder da autarquia marinhense, Álvaro Pereira, e ao Director do Crisform, Sousa Lopes. ß

Casal Galego

Associação comemora aniversário Fundada em l9 de Março de 1941, com a denominação de Clube Desportivo de Casal Galego, a actual Associação Social, Cultural e Desportiva de Casal Galego está a comemorar o seu 70º aniversário com um programa variado de actividades e torneios desportivos para os seus sócios, que vão ter continuidade já no próximo domingo, dia 13, com o Concurso de Pesca Desportiva, seguido de almoço convívio entre os concorrentes e familiares.

Jantar de aniversário

O jantar comemorativo dos seus 70 anos de vida vai realizar-se no dia 19, na sua sede social, com início agendado para as 19h30 e durante o qual vão ser entregues emblemas de prata e ouro aos sócios com 25 e 50 anos de filiação. As inscrições para este jantar podem ser feitas na sede ou pelo telefone 244 552 207 até ao dia 17. ß

Nunca foi tão fácil anunciar no JMG e na RCM. Promova o seu negócio. Saiba como: 244 502 628

habitação

Casas degradadas retiram beleza a S. Pedro de Moel

Numa altura em que tanto se debate a necessidade de recuperar o centro histórico da Marinha Grande, onde muitos imóveis se encontram degradados, olhámos para a realidade em São Pedro de Moel, onde o cenário começa a ser idêntico

Não é preciso procurar muito para encontrar casas ao abandono em São Pedro de Moel. Bem no coração de uma das estâncias balneares mais peculiares do país, existem muitos exemplos de casas degradadas, com grandes matagais em volta e que acabam por fazer mossa na paisagem.

Seja porque os proprietários vivem fora da Marinha Grande, porque os herdeiros não se entendem quanto ao destino a dar às habitações ou ainda porque não há capacidade de investimento, o que é facto é que, a pouco e pouco, vão aumentando os exemplos de casas degradadas. Por outro

lado, há bons exemplos a referir já que algumas casas estão por esta altura a ser alvo de obras de restauro e remodelação. Com estes melhoramentos, passear pelas ruas de São Pedro de Moel, que já serviram de cenário a algumas produções televisivas, vai ser bem mais agradável no próximo Verão. ß

JMG 2450  

Casas degradadas crescem em S. Pedro de Moel Norberto Barroca regressa ao Operário SLM perde e já está em posição de descida Marinha Gran- d...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you