Page 1

WWW.JMIJUI.COM.BR

Ijuí, Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

Ano 43 - Nº 269

R$ 3,00

Estado enxuga estrutura da saúde Pelo decreto do governo, coordenadorias regionais passarão de 19 para nove, de acordo com os Coredes. | 9

Alta demanda eleva preços pagos pela soja no País Nesta semana, preços nos portos mais importantes do Sul do País chegaram a R$ 100. Em Rio Grande, saca foi vendida a R$ 95. | 10

Em meio a roubos, câmeras seguem fora de operação Ainda não há prazo para o funcionamento dos equipamentos, que poderiam auxiliar polícias na elucidação dos últimos roubos. | 5

DEDICAÇÃO DESDE A INFÂNCIA Diversas atividades marcaram a Semana Municipal do Meio Ambiente | 13

Comung debate futuro das instituições de ensino Preocupação das universidades comunitárias é ter qualidade e se manter financeiramente. | 7

cmyk


Jornal da Manhã

RADAR PROBLEMA RESOLVIDO - O diretorpresidente do Demasi, Dante Trindade, entrou em contato com a redação do Jornal da Manhã, na manhã de ontem, para informar que o problema vivido pelo morador da Rua Vicente Rasia, no bairro Mundstock, foi solucionado ainda na tarde de quinta-feira. Na manhã de quinta-feira, a reportagem do Grupo JM recebeu a reclamação do morador Emílio Skalski de que obras haviam sido feitas em sua rua e um amotoado de terra deixado em frente a sua residência há mais de 20 dias. A matéria foi publicada na página 15, da edição de ontem. CONCEITO - A Unijuí tem mantido, nos últimos três anos, o conceito 4 no Índice Geral de Cursos (IGC) da Instituição. De uma escala que vai de 1 a 5, a Universidade tem se mantido com um conceito muito bom de qualidade, atribuído pelo Ministério da Educação (MEC). O Índice Geral dos Cursos (IGC) é construído com base numa média ponderada das notas dos cursos de graduação e pós-graduação de cada instituição. Assim, sintetiza num único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação, mestrados e doutorados da mesma instituição de ensino. O IGC é divulgado anualmente pelo INEP/MEC.

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

OLHO DA RUA INDICADORES Poupança 20.5.2016 ........................0,6916% Ouro 3.6.2016......................... R$ 140,29 (gr) Dolar Comercial (compra) ............ R$ 3,5235 Dolar Comercial (venda) ............. R$ 3,5244 Dolar turismo (compra) ............... R$ 3,4700 Dolar turismo (venda) ................... R$ 3,6800 Euro (compra) .............................. R$ 4,0010 Euro (venda) ................................. R$ 4,0018 IPC/FIPE Mar /2016 ..............................0,97% IGPM/FGV Mar/2016 ............................ 0,51% INPC/IBGE Mar/2016 ............................0,44% IPCA/IBGE Mar /2016 ...........................0,43% IGP-DI-FGV Mar/2016 ...........................0,43% UPF/RS 2016.................................. R$ 17,144 *valores acima de R$ 300,00

A falta de moradia levou algumas famílias a invadir um terreno abandonado no bairro Getúlio Vargas. Além do desconforto das moradias improvisadas, as famílias têm outras dificuldades como a falta de iluminação, saneamento e água. No caso da água, essas famílias estão recebendo doações dos vizinhos.

ENTRE ASPAS

LOTERIAS NÚMEROS EXTRA-OFICIAIS

1º 2º 3º 4º 5º

-

9.880 7.906 8.190 7.082 4.617

MUTIRÃO DE LIMPEZA- Hoje, das 8h às 11h, os alunos e professores do Ruyzão, que fazem parte do movimento de ocupação da escola realizam um mutirão de limpeza na área externa do educandário. A ideia visa prevenir o acúmulo de lixo no esaço público, bem como evitar possíveis focos de dengue. Mesmo ocupado, os alunos têm a preocupação de manter o espaço público preservado.

“Esse tema da privatização não se coloca pra nós, não vejo essa discussão acontecer no governo. E esse assunto não foi parte da conversa do presidente Temer comigo”, disse o novo presidente da Petrobras, Pedro Parente.

LOTOFÁCIL

"Com relação ao Walace, não adianta falar de calendário. Brasil é assim. O desequilíbrio da competição é gerado por pontualidades", disse o técnico do Grêmio, Roger Machado.

02 04 05 07 08

DETALHAMENTO- A Assembleia aprovou um projeto de lei prevendo um detalhamento maior nas estatísticas relativas à violência no Estado. A ideia é que os índices produzidos pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) indiquem, dentre as vítimas, quantas são crianças, idosos, negros, mulheres, índios, homoafetivos e pessoas com deficiência. A autora da proposta, deputada Stela Farias (PT), argumenta que a apresentação dos índices de forma mais detalhada possibilitará a implantação de políticas de prevenção mais adequadas para cada categoria de vítima. As estatísticas poderão ser disponibilizadas no Diário Oficial e na internet. Resta saber se o sistema de estatísticas da SSP, considerado defasado e lento, vai dar conta do recado.

“Notícias veiculadas pela mídia a propósito de delação do senhor Nestor Cerveró sobre o governo FHC não têm qualquer fundamento. Paulo Henrique Cardoso nunca foi ligado à empresa PRS", diz nota do ex-presidnete Fernando Henrique Cardoso sobre acusações de interferir em contratos da Petrobras.

SALÁRIOS ATRASADOS- Ontem, o governador José Ivo Sartori anunciou que o Executivo construiu uma alternativa que deverá garantir a quitação do 13º salário dos servidores do ano passado. O objetivo é pagar em uma única vez, possivelmente ainda no mês de junho, antecipando um compromisso anteriormente aprovado em lei, que previa o parcelamento em seis vezes, entre junho e novembro deste ano. O governo do Estado está ultimando as negociações da cessão onerosa da gestão sobre a folha dos servidores junto ao Banrisul, fato já tornado público, na última semana, com uma oferta de R$ 1,275 bilhão para um período contratual de dez anos.

cmyk

2

"O golpe foi para legitimar plano de governo sem aprovação, sem votos. Plano que não foi aprovado nem em reunião de condomínio", disse a presidente afastada Dilma Rousseff em evento na Assembleia Legislativa do Estado.

"O mais bacana é levar quem está assistindo a pensar", diz Mateus Solano ator de Liberdade, Liberdade, sobre as comparações entre a época da novela e atualmente.

CONCURSO nº

1370

11 13 14 17 18 20 21 22 24 25 QUINA

CONCURSO nº

4100

02 19 54 60 76 PREVISÃO DO TEMPO Fonte: Climatempo

Getúlio


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

AÇÕES EM CONJUNTO

Federasul quer fortalecer integração regional

No último dia 16 de maio, tomaram posse a nova presidência e diretores da Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul). A presidente da entidade, Simone Leite, destacou o caráter integrado que será o mote de sua gestão, com priorização das regionais do interior na tomada de decisões e integração de trabalho da Federasul. Presidente da Associação Comercial e Industrial de Ijuí (ACI), Walter Joel de Moura é um dos vice-diretores da Federação, e responsável por fazer o elo entre as lideranças estaduais e as entidades de classe da região. "Nosso trabalho será, basicamente, o de buscar informações e projetos que possam ser implementados na região. Nós temos um bom relacionamento com entidades de Panambi, Cruz Alta, Santo Ângelo, Santa Rosa, entre outros, e o objetivo será reunir essas associações e traçar estratégias para o desenvolvimento conjunto", afirma Walter Moura. Como exemplo, o vice-presidente da Federasul citou iniciativas que trouxeram benefícios regionais e que foram viabilizadas através da união entre as entidades empresariais. "O retorno dos voos comerciais ao aeroporto de Santo Ângelo foi viabilizada através de iniciativas regionais muito fortes. Com entidades unidas, buscamos apoio político e expusemos a

Reajuste para servidores terá impacto bilionário A Câmara dos Deputados aprovou, nesta semana, projetos de leis que tratam de reajustes de servidores públicos. Inicialmente, o acordo previa o reajuste escalonado de oito categorias. Mas, no plenário, houve novo acordo para que os deputados votassem os reajustes de 16 categorias. O primeiro deles foi o dos servidores do Judiciário, que vão ter os vencimentos reajustados em 41% de forma escalonada, em oito parcelas, de 2016 a julho de 2019. A proposta tem impacto orçamentário para 2016 de R$ 1,160 bilhão. Ta m b é m GRÁFICO: f o i GRxxxxx aprovado ASSUNTO: o aumento dos Servidores do TAMANHO: Ministério Público da União DATA: ORIGINAL: GRAFFO

(MPU) e dos subsídios pagos aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e ao procuradorgeral da República (PGR). Com a aprovação dos dois projetos, os vencimentos dos ministros do Supremo passarão de R$ 33.763,00 para R$ 39.293,38. Já no caso do PGR, o vencimento de R$ 33.763,00 passa para R$ 36.813,88 em junho de 2016 e para R$ 39.293,38 em janeiro de 2017. Por fim, foi aprovado o reajuste dos salários dos servidores da Câmara e do Senado. Os servidores da Câmara receberão um aumento escalonado de 20,25% em quatro anos. O texto segue agora para o Senado. Os deputados também aprovaram o reajuste de cerca de 20% para os servidores do Senado.

REAJUSTE PARA SERVIDORES PÚBLICOS

Diretores regionais e demais dirigentes da Federasul tomaram posse em maio

necessidade e importância do transporte aéreo regional. A ideia é expandir essa integração a outras ações e projetos", explica Moura. Atualmente, a Federasul conta com 230 entidades filiadas, reunindo as forças econômicas e produtivas de todos os setores da economia gaúcha: comércio, indústria, serviços e agricultura. Aproximadamente 40 mil empresas, de todos os portes, participam desse sistema de representação. A atividade econômica das associações filiadas representa 70% do PIB do Rio Grande do Sul. Como uma das maiores entidades representativas do setor empresarial, a Federasul também

entrará com força na campanha contra o aumento de impostos, principalmente contra a recriação da CPMF por parte do governo federal. "A CPMF é um imposto muito nocivo para a atividade econômica, porque onera a todos, desde os mais ricos até os de menor renda. Sabemos que a volta do tributo está na pauta de ações do governo, e nossa ideia é reunir forças para barrar a volta da CPMF. Na próxima semana vamos nos reunir em Porto Alegre com todos os vice-presidentes para traçar estratégias e formas de mostrar que não aceitaremos esse aumento de carga tributária", afirma.

BNDES e Sebrae promovem seminário O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) promovem rodada dos Seminários de Crédito para micro e pequenas empresas do Rio Grande do Sul. As apresentações acontecem em Cruz Alta, na próxima terça-feira, em Ijuí, na quarta-feira, e em Santa Rosa, na quinta-feira. O objetivo da iniciativa é levar informação sobre as opções de financiamento do BNDES e de outras instituições financeiras convidadas para micro e pequenos empreendedores daquelas cidades. Durante o encontro, equipes do BNDES apresentam produtos e linhas do banco voltadas para empresas desse porte, tais como BNDES Finame, BNDES Automático, Cartão BNDES e BNDES MPME Inovadora. A cada edição, o Sebrae convida agentes financeiros — entre os quais se incluem bancos

3

comerciais públicos e privados, bancos de desenvolvimento e agências de fomento —, que participam de rodadas de crédito. Assim, os empresários presentes terão a oportunidade de negociar apoio financeiro diretamente com representantes das instituições participantes. Micro, pequenas e médias empresas são uma das prioridades da Política Operacional do BNDES, que desembolsou, nos primeiros três meses deste ano, R$ 7 bilhões para MPMEs. O valor representa 39% de tudo o que o Banco liberou no período e corresponde a 160.841 operações, ou 96,7% de todas as operações realizadas pelo BNDES no período. Às micro empresas, isoladamente, o BNDES destinou R$ 3,7 bilhões entre janeiro e março, representando 21% dos desembolsos totais no trimestre. Os resultados acompanham o processo de descentralização do crédito concedido pelo Banco.

Este ano, o BNDES reforçou seus instrumentos de apoio a MPMEs. O Programa BNDES de Apoio à Micro, Pequena e Média Empresa Inovadora (BNDES MPME Inovadora) foi prorrogado até setembro de 2018, com mais R$ 300 milhões de orçamento. As taxas de capital de giro para as MPMEs por meio do Programa BNDES de Apoio ao Fortalecimento da Capacidade de Geração de Emprego e Renda (BNDES Progeren) foram reduzidas. O custo mais baixo cobrado às micro e pequenas empresas caiu de 11,59% para 10,20% ao ano. A participação de MPMEs em financiamentos por meio do BNDES Finame foi melhorada. Empresas desse porte passaram a poder financiar 80% do valor do bem integralmente em TJLP (7,5% a.a). Em Ijuí o evento ocorre no dia 8 de junho, a partir das 18h30, na sede da ACI. As inscrições podem ser feitas no Sebrae e são gratuitas.

Impacto bilionário nas contas do governo

O mega-pacote de reajuste do funcionalismo incluiu, além do Judiciário, o Executivo, o Legislativo e o Ministério Público

5 QUANTO VAI CUSTAR POR ANO (R$ bilhões)

26,5

19,4 7,0 2017

2016

2018

Total R$ 52,9 bilhões 5 PROJEÇÃO

DE GASTOS COM PESSOAL

- Com reajuste (R$ bilhões) FONTE

258,8

2016

270,9

2017

278,3

2018

Ministério do Planejamento

Preços de alimentos se mantêm estáveis em Ijuí

Os preços dos principais produtos alimentícios consumidos pelos ijuienses se mantiveram praticamente inalterados, com leve variação negativa no mês de maio, aponta o Boletim da Cesta Básica, divulgado ontem pelo curso de Ciências Econômicas da Unijuí. Conforme os dados, os 51 produtos que compõem a cesta básica custaram, em média, R$ 709,28 no final do mês de maio, representando uma pequena queda de 0,05% em comparação com o mês de abril. A metodologia da pesquisa faz a tomada de preços dos produtos em seis supermercados do município. No ano, os principais produtos registram alta de 4,12%, o que significa que o aumento geral de preços da cesta básica nos primeiros cinco meses de 2016 foi de R$ 28,07. No acumulado dos últimos

12 meses a inflação dos produtos é ainda mais severa: aumento de 11,73, encarecendo em R$ 74,45 a cesta básica local. "Apesar de o curto prazo nos mostrar um aumento de preços relativamente menor, o acumulado dos 12 meses ficou próximo ao índice inflacionário do País, o que nos mostra que ainda há uma pressão muito grande nos preços dos produtos", avalia o coordenador do estudo, economista Valdemir Muenchen. Na variação dos preços dos produtos, chama atenção a disparada dos preços do leite. O litro ficou 5,08% mais caro no mês, e já acumula alta de 15% no ano. Por outro lado, a carne e seus derivados, que tradicionalmente elevam os valores totais da cesta básica, tiveram deflação em maio, com recuo de 6,62% no preço médio cobrado pelos supermercados.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

COMBATE

Violência contra mulher é desafio na sociedade Uma série de medidas vem sendo tomadas para combater a violência contra a mulher. Há cerca de dez dias, um caso de estupro coletivo no Rio de Janeiro, onde uma jovem de 16 anos foi estuprada por 33 homens, ganhou repercussão internacional. Na última semana o Senado aprovou um Projeto de Lei que prevê pena mais rigorosa para os crimes de estupro praticados por duas ou mais pessoas. A proposta, além de agravar a punição, tipifica o crime de estupro coletivo que, atualmente, não é previsto no Código Penal brasileiro. Atualmente, o crime de estupro praticado por uma pessoa tem pena prevista de 6 a 10 anos de prisão. Nos casos de estupro de vulnerável, quando o crime é praticado contra uma criança de até 14 anos, a pena prevista é de até 15 anos de reclusão. Pela proposta aprovada, caso o crime seja cometido por duas ou mais pessoas, a pena será aumentada

cmyk

Patrulha Maria da Penha em Ijuí: ferramenta no combate à violência contra as mulheres

de um terço a dois terços, o que poderia totalizar até 25 anos de prisão, nos casos de estupro de vulnerável. Conforme já previsto em lei, a proposta mantém pena de 30 anos de prisão para os casos em que a vítima de estupro morrer. O texto também prevê a criação de um dispositivo no Código Penal para punir, com 2 a 5 anos de prisão, a pessoa que “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, distribuir, publicar ou divulgar por qualquer meio, inclusive por

meio de sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro que contenha cena de estupro”. Em Ijuí, existem ferramentas que têm sido usadas no combate a violência contra a mulher. Uma delas é a Patrulha Maria da Penha, que foi implantada no final do ano passado, acabou comprometida nesse ano, mas há 40 dias voltou a prestar atendimento a dezenas de mulheres que usam da medida cautelar.

4

Ato em Ijuí pede o fim da cultura do estupro Um movimento tomou conta do câmpus da Unijuí na noite da última quinta-feira. Organizado pelo coletivo Sou Minha, com a participação da comunidade, a manifestação aconteceu em rejeição à violência contra a mulher e pelo fim da cultura do estupro. Uma das idealizadoras do projeto e também presidente do Diretório Central de Estudantes (DCE), Marieli Bottega, explica sobre a mobilização. "O movimento denominado Por todas elas e Por todas nós fez alusão a todas as mulheres que sofrem com esta naturalização da violência de gênero. Organizado pelo coletivo Sou Minha, o evento contou com a participação de aproximadamente 60 pessoas, em sua maioria mulheres. No ato foram confeccionados cartazes, realizadas falas, depoimentos, músicas e frases de ordem", ressalta. De acordo com Marieli, o ato foi uma adesão ao movimento nacional Por todas elas, que acontece em várias cidades do País. "Esse movimento foi motivado pelo caso do estupro coletivo, e no intuito de alertar para o fato

de que o estupro da adolescente não foi um caso isolado, a cada 11 minutos, uma mulher é estuprada no País, segundo dados do 9º anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública de 2015", explica. O coletivo Sou Minha é composto por estudantes da Unijuí e aberto à comunidade. Segundo Marieli, o coletivo foi criado com o objetivo de propor a desconstrução dos vícios criados pela sociedade patriarcal que se apresenta atualmente, por questões históricas, como algo cultural. "Precisamos que posteriormente haja uma reconstrução livre de vícios, pré-conceitos e preconceitos, a respeito do que se entende por feminismo. Buscamos ainda a intervenção social para ir além do âmbito universitário", alega. Para finalizar, a presidente do DCE e integrante do coletivo afirma: "nossa luta é pela vida das mulheres. Precisamos ensinar os homens a respeitar as mulheres, é uma questão humanitária. E os atos e protestos são uma maneira de externar nossa indignação e fazer com que nossas vozes sejam ouvidas", finaliza.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

5

SISTEMA DE VIDEOMONITORAMENTO

Câmeras aguardam empresa responsável

O Grupo JM trouxe ontem uma matéria a respeito dos recentes casos de roubos a estabelecimentos registrados no município. Conforme reportado, foram oito casos em um intervalo referente ao período de 1º de janeiro a 30 de maio de 2015. Já no atual ano, na noite de quinta-feira foi contabilizado o 11º caso de 2016. Além da preocupação das autoridades, os crimes acenderam outra polêmica: as câmeras de videomonitoramento. No caso específico da noite de quinta-feira, o crime foi registrado na Rua São Francisco, próximo a Fidene. Entre os oito pontos do sistema de videomonitoramento, existe uma câmera posicionada na região. "Ontem (quinta-feira), no roubo a uma farmácia próximo a Rua do Comércio com São Francisco, provavelmente aquele estabelecimento estaria coberto pela câmera de vigilância. Se não tivesse inibido o delito, nós te-

Câmera instalada na região não está em funcionamento

Imagens do assalto foram cedidas à reportagem. Até o momento, ninguém foi preso

ríamos mais características com relação a pessoa que efetuou o crime", pontuou o capitão Gilmar Bischof, responsável pelo policiamento ostensivo e em entrevista concedida na tarde da quinta-feira. Outro delito constatado foi no sábado da última semana, quando

presa NJS Telecom, de Santa Cruz. No final de fevereiro, o documento foi assinado e na ocasião foi aberto o prazo de 90 dias para que o sistema estivesse em funcionamento. A reportagem tentou o contato com a empresa NJS Telecom, de Santa Cruz desde a última quinta-feira, mas não obteve mais que chamadas

uma lotérica, localizada na Rua do Comércio, a poucos metros do aparelho, foi alvo de um homem que invadiu o estabelecimento, mas fugiu antes de consolidar o crime. Ao longo da última semana encerrou-se o prazo determinado em contrato pela prefeitura e a em-

infinitas e mensagens de aparelho desligado. Segundo consta em contrato, foi assinado um convênio com duração de 60 meses com um valor mensal de R$17 mil. Ao final do investimento, o valor deverá totalizar pouco mais de R$1 milhão.

Corede encaminha propostas em assembleia realizada Na última quinta-feira, o Conselho Regional de Desenvolvimento do Noroeste Colonial realizou a sua assembleia, com o objetivo de debater e encaminhar propostas em diversas áreas. De acordo com o presidente do Corede, Nelson Thesing, foram encaminhadas quatro propostas durante a assembleia. "A primeira foi na área da saúde, que vai contemplar tanto o Bom Pastor quanto o HCI, na área de equipamentos. A segunda proposta é voltada para o programa Redes de Cooperação que apoia as microempresas. O terceiro projeto é na cadeia produtiva do leite, com uma diretriz voltada para insumos, e a quarta aprovada é o apoio à agricultura familiar, com o foco na aquisição de equipamentos", finaliza.

cmyk


Jornal da Manhã

OPINIÃO

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

CULTURA PUJANTE

N

ENTREVISTA

ão é possível precisar quando a soja tornou-se a principal cultura agrícola do Rio Grande do Sul - e por consequência do País. Certo é que há cerca de uma década vem sendo registrada uma gradativa queda no investimento em culturas agrícolas como o milho e o trigo, que estão sendo substituídas pela alta rentabilidade e pelos preços mais atrativos da soja. Mesmo com a abertura de novas fronteiras agrícolas em Estados da região Norte do Brasil, a demanda pela oleaginosa só cresce, tanto no mercado interno quanto no mercado de exportação. Nas últimas semanas, um fenômeno de super preços pagos por contratos futuros de venda de soja tem sido registrado, principalmente em Estados da região Sul. No porto de Paranaguá, no Paraná, a saca de 60kg estava sendo vendida ontem a R$ 100. O porto de Rio Grande registrou a maior cotação de sua história: R$ 95 pela saca. A explicação dos A crescente de preeconomistas tem ços da soja é extrecomo base três famamente benéfica ao tores principais. O produtor brasileiro, primeiro deles é a e só deve aumentar a indefinição sobre confiança dos agria taxa de juros nos cultores na cultura Estados Unidos, que já dura vários meses. A tendência é que haja um aumento da taxa, o que seria positivo para os investidores do mercado financeiro. No entanto, enquanto não há definição sobre o tema por parte do Banco Central americano, os investidores são atraídos pela safra de soja brasileira, e promovem grandes volumes de compras para entrega futura. A alta demanda, pela lógica do mercado, eleva os preços. Outro fator para isso é a queda na safra de soja argentina: 9 milhões de toneladas a menos do que havia sido projetado devem ser colhidas no País vizinho, o que ocasionou uma procura maior sobre o grão no Brasil. Em terceiro lugar, a expectativa de redução de área plantada como soja nos Estados Unidos, que iniciam seu plantio em julho, também gera insegurança quanto à disponibilidade da soja no mercado internacional. A crescente de preços da soja é extremamente benéfica ao produtor brasileiro, e só deve aumentar a confiança dos agricultores na cultura. Mesmo com uma queda de aproximadamente de 2 milhões de toneladas na safra deste ano, ocasionada pelo clima, a área plantada deve receber incremento, em virtude da diminuição de produtividade registrada este ano em diversos países da América do Sul. Mesmo que os altos preços estejam sendo registrados nos portos, onde a maioria dos contratos é firmada para entrega futura do grão, o benefício alcança até mesmo os produtores que negociam sua safra em outras modalidades. Apesar de a tendência ser apenas da existência de um boom passageiro dos preços, a valorização do produto pode representar uma oportunidade lucro a produtores, cooperativas e demais empresas que apostam na cultura da soja no País. Atualmente, não é exagero dizer que a oleagionosa é o principal produto que sai do solo nacional.

Jornal da Manhã GRÁFICA E EDITORAJORNALÍSTICA SENTINELA LTDA. CNPJ: 87.657.854/0001-23

Fundado em 1º de Maio de 1973

Onde está a falha de toda essa fiscalização que deve ocorrer no que diz respeito a operação queijo compensado? Já observamos, nesses quase quatro anos de enfrentamento nas fraudes no leite e derivados que existem três situações que merecem uma atenção maior. A repressão, essa que nós estamos nos dedicando nesse período todo, o enfrentamento com compromisso, com força a essa questão odiosa que se instalou no Estado. Uma legislação mais rigorosa, mas eficiente para coibir esse tipo de prática e uma fiscalização mais presente. Enquanto não tivermos isso funcionando, não temos a esperança de acabar com essa fraude, com esse comportamento de alguns empresários inescrupulosos que usam da sua atividade para lucrar em detrimento a saúde do consumidor. O que os move é a ganância, pura ganancia. Não é de hoje que o senhor atua nas investigações das fraudes do leite, mas parece que os empresários que fazem essa prática não estão convencidos de que existe uma fiscalização, de que eles podem cair na investigação da operação Leite compensado ou queijo compensado. A que o senhor atribui essa resistência, essa prática da fraude que se repete ano após ano, em um mesmo setor? Lucro. Lucro muito alto dessa atividade. O retorno dessa prática criminosa é elevadíssima e eles não entendem que haja punição suficiente, que a repressão as sanções existentes não são suficientes para coibir essa prática. Nada se perdia. Os produtos estragados, que voltavam para os laticínios, eram maquiados e reaproveitados. Os fabricantes colocavam rótulos de empresas do Paraná e de Santa Catarina, que, provavelmente, nem sabem do esquema, e revendiam. Uma gráfica imprimia esses rótulos Não é com satisfação que a gente enfrenta esse trabalho, pelo contrário, não nos traz nenhum prazer fazer esse tipo de trabalho, mas nos traz sim compromisso, engajamento e determinação. Enquanto nós encontrarmos alguém adulterando e corrompendo produtos alimentícios, nós vamos enfrentar. Para combater essa prática é preciso não só aumentar a fiscalização, municipal ou federal, mas também mudar a legislação com a punição mais severa, com multas mais graves, é isso? Com certeza. O artigo do código penal que nos valemos é o artigo 272 e ele diz: Corromper, adulterar ou fraudar produto alimentício está sujeito a uma pena mínima de quatro anos. Já o artigo seguinte, que trata da fraude dos produtos para fins terapêuticos ou medicinais, ele é considerado hedionda e a pena mínima é de 15 anos. Então se o sujeito adulterar e fraudar um cosmético ele parte de uma pena de 15 anos e é crime hediondo, já se alterar o leite, o derivado, a carne ou um embutido é um crime comum punido com uma pena de quatro anos. Então o próprio legislador trata diferente essas questões. O que vai acontecer com esses empresário flagrados nessa semana, com as empresas que foram alvo da investigação e da operação dessa semana? Eles serão responsabilizados criminalmente. NA semana

Diretor: Edmundo H. Pochmann Editora: Jocelaine Simão redacao@jornaldamanhaijui.com

Rua Albino Brendler, 122 Centro - 98700-000 IJUÍ/RS Cx. Postal 518 - (55)3331-0300

cmyk

6

Jornal da Manhã: (55) 3331-0300 atendimento@jornaldamanhaijui.com Rádio JM: (55) 3331-0301 radio@jornaldamanhaijui.com

Mauro Rockembach Promotor de Justiça

que vem vamos iniciar a pauta de requisições, tanto das testemunhas e dos investigados, para oferecer a denúncia na semana seguinte e responderão por esse processo criminal e, também, responderão ações civis que serão avisados pela promotoria do consumidor, como possível interdição do estabelecimento, recar cimento do prejuízo causado ao consumidor, o prejuízo coletivo causado... Então, são demandas de duas esferas. Há uma indústria investigada que foi alvo das investigações há alguns anos, que tinha a licença da inspeção federal teve a licença cancelada em 2014, mas depois de atender as exigências voltou a operar e voltou a cometer a fraude. O que vai acontecer com as empresas que cometeram a fraude? Essa indústria, especificamente, sofreu nova interdição por parte do Ministério da Agricultura ontem. Os fiscais do Mapa fizeram uma interdição administrativa, que dizer, se ela atender as exigências colocadas pelos fiscais ela volta a atividade. Eu acredito que deve ser ajuizada uma ação pedindo a interdição total do estabelecimento. O senhor tem ideia de quanto queijo estragado e impróprio para o consumo foi para o mercado? Nós não contabilizamos, até porque a preocupação da investigação não é esse tipo de cálculo, d contabilizarmos a quantidade, mas pelo que acompanhamos uma indústria comercializou, na região de Porto Alegre, algo em torno de 20 toneladas por semana. Parece que fraude não tem fim. Queijos vencidos reutilizados, reprocessados, levados para outros tipos de embalagem, ralados, com datas de validade trocadas e com presença de coliformes fecais. Identificamos também a confecção de vários rótulos falsificados em gráfica.

Representantes Comerciais: Grupo de Diários

Impressão em Off-Set Rotativa Cia de Arte CNPJ 92.107.978/0001-75 Rua Albino Brendler, 146 - IJUÍ/RS (55) 3331-0318 | 3331-0320 (após às 18h)

www.jmijui.com.br

ciadearte@jornaldamanhaijui.com

ASSINATuRAS E CIRCuLAÇÃO: (55) 3331-0315 | 3331-0316 3331-0317 Semestral: R$ 200,00 Anual: R$ 400,00 Correio: R$ 400,00 (semestral); R$ 800,00 (anual)


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

CONCURSO DE REDAÇÃO

Prazo para entrega de redações é ampliado

A coordenação do 9º Concurso de Redação Rotary Club de Ijuí e Jornal da Manhã aumentou o prazo para entrega das redações. Os trabalhos devem ser entregues até o dia 13 de julho na direção das escolas. A inscrição é gratuita e deve ser feita na própria escola. As categorias são para o Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Ensino Médio (1º ao 3º ano) das escolas municipais, estaduais e privadas da região de abrangência da 36ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE). Com o tema HCI na Comunidade, os estudantes de Ensino Fundamental devem produzir um texto em prosa, de qualquer gênero sobre o tema. Para os alunos do Ensino Médio, a proposta é redigir uma dissertação. As redações serão avaliadas por uma comissão nomeada pelo Rotary e JM. Os dez melhores textos irão fazer parte de uma coletânea impressa que será dis-

tribuída às escolas. Na categoria Ensino Fundamental, o primeiro colocado recebe um vale compras de R$ 350 da Loja Lavi, um kit O Boticário, medalha e certificado. O professor orientador do vencedor recebe um relógio da Ótica Albrecht, um vale-compras de R$ 150 na Livraria Literatus,

um kit O Boticário, medalha e certificado. A premiação será em agosto. Na categoria Ensino Médio, o primeiro colocado recebe um vale-compras de R$ 350 da Loja Lavi, um kit O Boticário, medalha e certificado. O professor orientador também é premiado e recebe um relógio da Ótica Albrecht, um vale-compras de R$ 150 da Literatus, medalha e certificado. Os classificados em 2º, 3º, 4º e 5º lugar de cada categoria também serão premiados. A 9ª edição do Concurso de Redação é promovida pelo Rotary Club de Ijuí e Jornal da Manhã e conta com apoio da 36ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE); Secretaria Municipal de Educação (Smed); Unijuí; Hospital de Caridade de Ijuí (HCI); Sociedade de Estudos, Pesquisa e Assistência Medica S/C Ltda; Hemovita; Ótica Albrecht; O Boticário; Tevah; Literatus; Lavi e CCAA.

7

PGE auxilia em soluções para ocupações Desde a última quarta-feira um grupo de alunos e professores têm ocupado a Escola Estadual de Ensino Médio Ruy Barbosa, Ruyzão. Ainda sem acordo entre as partes que estão se manifestando e aqueles que esperam pelo retono das aulas, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) está intervindo na situação, auxiliando a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) para a busca de soluções. A PGE está realizando o mapeamento de cada ocupação de forma individual, na capital e no interior, para conhecer a realidade das reivindicações dos estudantes. O titular da 36ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Cláudio de Souza explica que desde que foram informados sobre as manifestações tem utilizado o diálogo para buscar um acordo. "Sabemos das neces-

sidades que temos como classe, mas também temos uma responsabilidade grande com as escolas e os alunos, que são o nosso foco principal", destaca. Desde o início das manifestações, já foram realizados encontros com a Seduc e as Coordenadorias Regionais. "Estamos trabalhando para que a greve possa ser resolvida o mais rápido possível". Ainda ontem, a PGE esteve novamente no Ruyzão para um encontro a fim de debater a pauta de reivindicações, documento que deve ser respondido aos alunos. Entre os pedidos, os principais dizem respeito a questões de infraestrutura, "os alunos solicitam reformas na escola, construção de um refeitório. Sabemos da demanda, mas precisamos fazer as reformas dentro das condições".

Ceap visita Estádio 19 de Outubro Nesta semana, professores também ouviram as demandas dos alunos

Universidades buscam estabilidade na crise

A visita ao estádio faz parte do projeto pedagógico Ceap e Ijuí: revisitar o passado, conhecer o presente, realizado ao longo do ano

Na tarde desta sexta-feira, o silêncio do Estádio 19 de Outubro, em Ijuí, foi quebrado com a visita das turmas do 4º ano do Ensino Fundamental do Ceap. Pouco antes do início do treino da equipe profissional, os alunos chegaram para conhecer os diferentes ambientes do estádio e interagir com alguns jogadores. A ideia de visitar o estádio faz parte do projeto pedagógico que está sendo desenvolvido ao longo deste ano, chamado

Ceap e Ijuí: revisitar o passado e conhecer o presente. Os alunos já conheceram diversos locais. A iniciativa também está inserida no trabalho com a literatura Fe Li Cidade, da escritora Leia Cassol, que vai estar na escola em julho. As professoras que orientaram a atividade foram Marlova Groth e Cristiane Bertoldo. No livro, vários poemas fazem alusão a locais de uma cidade, em que o leitor é desafiado a registrar sua presença nestes locais e completar, com as fotos,

a ilustração do livro. Os alunos subiram nas arquibancadas, sociais, cadeiras, conheceram a casamata, os bancos de reservas e o vestiário dos visitantes. A visita ficou mais interessante com a chegada do jogador Paulo Baier, que conduziu as turmas até o vestiário, apresentou jogadores e distribuiu autógrafos. Depois levou os alunos até o campo do 19 de Outubro e liberou um tempo para baterem bola no gramado.

Nesta semana os reitores das universidades que integram o Consórcio das Universidades Comunitárias do Rio Grande do Sul (Comung) estiveram reunidos em Porto Alegre para debater o cenário da educação no atual momento do País. O reitor na Unijuí e presidente do Comung, Martinho Kelm, explica que o encontro teve como finalidade em deba ter como garantir a qualidade de ensino, a inserção social junto à comunidade e manter-se economicamente estável. O objetivo se dá devido ao País estar em um momento de consolidação da educação superior e passando por uma nova configuração. "Podemos definir estágios desse processo de consolidações: o primeiro diz respeito as instituições individuais; a formação de redes, como exemplo o Comung; a terceira etapa é quando universidades começam a se fundir e assumir um maior número de alunos". A grande preocupação é que,

com a fusão de duas universidades, que é a Kroton e a Estácio de Sá, em um contingente de 7 milhões de estudantes de nível superior, apenas uma universidade irá deter 2 milhões. "No Brasil a tendência que está se configurando é a concentração maior de alunos em apenas uma universidade. Isso muda as regras de competição". Algo que acaba afetando as decisões devido ao poder de influência e ter cunho empresarial. Segundo ele, as universidades comunitárias têm uma ligação mais forte com as comunidades onde estão inseridas e buscam, além da formação de alunos, participar do processo de formação da comunidade. "Essa mudança exige que também estejamos preparados, ou seja, não basta que tenhamos uma qualidade evidente na formação do aluno, não basta que tenhamos uma inserção social, temos que tomar medidas que garantam a nossa sustentação e estabilidade".

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

GRIPE A

Vacinação tem baixa adesão de gestantes

A meta geral de vacinação contra a gripe A na campanha deste ano foi batida no Município: 18.160 ijuienses, ou 87% do público-alvo, receberam a imunização até o dia 30 de maio, quando a campanha chegou ao fim. A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde era vacinar, no mínimo 80%, das 20.737 pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações da gripe. Apesar da campanha já ter encerrado, um dos grupos prioritários não atingiu a meta em Ijuí. De acordo com a coordenadora municipal de Imunização, Andreia Amorim, atingiram a meta as crianças de seis meses a cinco anos incompletos, 85%, os trabalhadores da saúde, 86%, as puerperas , 108%, e os idosos, 90%. No entanto, as gestantes atingiram somente 75% do grupo. “Motivo pelo qual o município de Pejuçara nos enviou mais 97 doses e estamos aplicando até o dia 10 de junho nas gestantes que estão no início”, explica. Andreia destaca que o traba-

lho de vacinação foi intensificado para todos os grupos durante o período da campanha e lembra que as doses remanescentes foram distribuídas para outros grupos. “No primeiro dia as doses foram liberadas aos servidores públicos e professores

e depois a toda a população. As doses que ainda estão sendo utilizadas nas unidades de saúde e nas salas de vacina são doses tipo dois para crianças de seis meses até oito anos que estavam nesses grupos prioritários ou com morbidade e as gestantes”.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) recebeu na manhã de ontem a confirmação da primeira morte de um ijuiense pelo vírus da gripe H1N1. O número de mortos por gripe A no Rio Grande do Sul subiu para cem, segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde ontem. O levantamento traz um aumento de 28 casos em relação ao último balanço. No entanto, o secretário João Gabbardo dos Reis afirma que nesse período houve apenas a confirmação dos

fatos, pois essas mortes já vêm ocorrendo no último mês. Do total de cem óbitos, a maioria envolve pessoas com mais de 50 anos. Além disso, 79% faziam parte do chamado grupo de risco (como idosos e portadores de doenças crônicas). Também houve caso de sete pessoas, sendo duas em 2016, que acabaram morrendo. De acordo com a secretaria, até a divulgação dos novos números, 52 das 72 pessoas mortas no Estado estavam no grupo de risco da doença.

A cidade mais afetada até então é Porto Alegre, com 19 óbitos. Depois da Capital vêm os municípios de São Gabriel e Montenegro, com cinco casos cada. Apesar do aumento de mortes, Gabbardo diz que a tendência, a partir das próximas semanas, é ocorrer uma diminuição de óbitos devido à vacinação. "Esta é a maior campanha da história do Rio Grande do Sul, e já vacinamos mais de 90% da população considerada vulnerável", avaliou.

Município firma convênio com o CEO regional

O Município firmou convênio com o Consórcio Intermunicipal de Saúde (Cisa) e o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) para atendimento de pacientes com necessidades especiais. “O trabalho que o Cisa vem realizando na região já tem diversas adesões, como a compra de medicamentos, consultas e exames, especificamente, com o CEO regional onde damos ênfase ao tratamento de câncer bucal, biópsias, tratamento de canal, endodontia e periodontia, mas, principalmente o foco agora é tratar as pessoas com necessidades especiais”, explica a diretora executiva do Cisa, Elizabeth Rolim. Ela destaca que o CEO regional de Ijuí é o único que trabalha em

bloco cirúrgico com profissional habilitado pelo Ministério da Saúde. “Trabalhamos junto ao Hospital de Caridade de Ijuí (HCI) para atendimento de pacientes especiais no bloco cirúrgico, então isso é muito importante”, acentua. De acordo com o último levantamento, de 2014, foram realizados quatro mil atendimentos pelo CEO, que conta com cinco profissionais da área de odontologia. “Trabalhamos com diabéticos, cardiopatas, hemofílicos, lesões bucais, fratura de osso da face, pacientes do Centro de Alta Complexidade de Oncologia (Cacon) e do Instituto do Coração (Incor) do HCI, então todos esses pacientes são atendidos no CEO regional via Cisa”, enumera.

Os efeitos de uma recessão podem ser sentidos em diferentes áreas e deixar empresários apreensivos. No entanto, não é hora para se preocupar com “o por quê” da situação, mas sim dedicar-se às soluções que possam influenciar positivamente no desempenho econômico da empresa. A ideia foi expressa pelo professor Nerino Sávio da Rosa, durante a palestra “Inovação e criatividade em tempos de dificuldades”.O evento faz parte das ações promocionais da atual campanha comercial da Unimed Noroeste/RS e reuniu empresas que a Cooperativa vem prospectando. Nerino aponta que nos momentos de instabilidade econômica é preciso ser criativo e inovador, desenvolvendo ferramentas que produzam resultados. To r n a - s e imprescindível analisar a gestão. Apoiado na teoria de que “em momentos de dificuldades, há dois grupos de empresários:

os que choram e os que vendem lenços”, o professor evidenciou que é preciso inovar e se adaptar às mudanças, fazer relacionamentos, inclusive com os concorrentes. A Unimed Noroeste/RS está com campanha promocional que oferece percentuais de descontos diferenciados, válidos para as três primeiras mensalidades: 40% para quem aderir ao plano Coletivo Empresarial Ambulatorial Regional; 30% para quem optar pelo plano Coletivo Empresarial Ambulatorial Estadual; e 20% aos contratantes de plano Coletivo Empresarial Global Regional. Todos os contratos firmados no período da campanha, nestas modalidades, têm isenção de carências para consultas e exames simples. A promoção é válida até 30 de junho de 2016 e traz o mote Mesmo pequena sua equipe merece um bom plano. Mais informações pelo 55 3331 9702 ou e-mail (vendas@unimednoroesters. com.br).

Unimed reúne empresas em palestra motivadora

Ijuí confirma primeira morte por gripe A

cmyk

8


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

9

REGIONAIS DO ESTADO

Coordenadorias de saúde serão readequadas O governo do Estado trabalha em um decreto que visa enxugar a área da saúde, com a readequação das Coordenadorias Regionais de Saúde, passando de 19 para nove. Para isso, as coordenadorias seriam unificadas nas macrorregiões. Pelas informações extraoficiais, seriam extintas as coordenadorias de Santo Ângelo, Santa Rosa e Ijuí sendo unificadas em Cruz Alta. A coordenadora regional de Saúde (17ª CRS), Silvia Ceccato, descarta que a estrutura saia de Ijuí e vá para Cruz Alta. “A intenção da Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan) é qualificar o atendimento na gestão, então deu a incumbência à saúde, agricultura e obras de repensar as suas estruturas para que todo o território de município sejam todos representados pelo mesmo órgão. Mas, em nenhum momento se cogita a possibilidade de fechar unidades administrativas, estamos conversando sobre a reorganização dos municípios de abrangência ou perda de alguns municípios”, explica Silvia. Ela esteve no estúdio da Rádio Jornal da Manhã, na tarde de ontem, acompanhada da enfermeira do setor de Planejamento, Dulcineia Dambros, e da assessora jurídica da 17ª CRS. Segundo Silvia, o decreto determina,

inicialmente, a possível migração, ainda em discussão, levando em consideração as regiões temáticas dos Coredes que são nove. “Nós seríamos a região sete do Corede onde a nossa regional, que é a 17ª que contempla 20 municípios e em torno de 222 mil habitantes, estaria ganhando mais 12 municípios e consequentemente mais 90 mil habitantes”, revela Silvia. A oposição na Assembleia Legislativa questiona o decreto do governador, afirmando que haverá o enxugamento da estrutura de saúde com base na redução do custo e das despesas de manutenção, sem priorizar o interesse dos usuários que necessitam de atendimento em saúde, já que muitos dos encaminhamentos em média e alta complexidade realizados pelos municípios passam pelas coordenadorias regionais de saúde. Por outro lado, Silva questiona o posicionamento da oposição. “Não vejo a possibilidade aumentando número de municípios e de habitantes ainda perder uma estrutura administrativa que faria com que ficássemos mais distantes dos municípios e, consequentemente, a qualidade dos nossos indicadores de saúde cairia”, afirma Silvia. Ela pondera que, primeiramente, estas

Silvia e representantes da 17ª estiveram no estúdio da Rádio Jonal da Manhã, na tarde de ontem

adequações estão sendo debatidas dentro das coordenadorias regionais de saúde, principalmente, pela complexidade de aumentar a abrangência. “É preciso pensar, analisar, conversar, porque quando nós recebermos 12 municípios vai aumentar o trabalho e não há previsão de aumento do quadro de servidores, além disso, todo e qualquer servidor que está

se aposentando não está sendo reposto, então são dificuldades que estão sendo revistas pelo governo do Estado uma vez que se pensa em qualificar sua gestão e não, de forma alguma, fechamento de unidades administrativas. Se isso ocorrer será dentro de um entendimento de que para aquela região seria melhor”, afirma Silvia.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

10

VALOR RECORDE

Demanda dispara preço da soja A soja brasileira foi negociada a R$ 100 nesta semana no porto de Paranaguá, no Paraná, e atingiu um novo recorde de preço para o mercado futuro do grão. Somente o vencimento julho/2016 fechou a última quinta-feira cotado US$ 11,39 por bushel na cotação de referência da bolsa de Chicago. Em Rio Grande, no Sul gaúcho, a saca de soja registrou pagamento de R$ 95, o maior valor da história do porto. Os valores históricos são registrados em um momento de alta procura pela produção brasileira de soja. Segundo especialistas, a conjuntura econômica, agrícola e climática em países como Estados Unidos e Argentina tem influenciado diretamente a elevada demanda pela oleaginosa. "Isso ocorre porque o mercado começou a avaliar que a safra da Amércia do Sul não será de alta produtividade. Houve redução na produção brasileira, que foi pequena em relação à safra de soja na Argentina, cuja colheita está em fase final. Lá a queda em relação ao ano passado será de 9 milhões de toneladas, conforme as projeções. Com isso, os mercados acabam se precavendo para não ficarem sem o produto", explica o economista Argemiro Brum. Outro fenômeno, porém, exemplifica com mais clareza a demanda pela soja no Brasil, conforme Brum. "Há neste momento uma dúvida quanto ao aumento dos juros na economia dos Estados Unidos. Esse aumento é lucrativo para os especuladores que, enquanto esperam a decisão, preferem investir na compra de soja futura

cmyk

Promotor de Justiça

A importância das árvores urbanas

Embarques de soja foram feitos a preço recorde em Rio Grande: R$ 95 a saca nesta semana

do Brasil. Foi isso que elevou de forma mais significativa nesta semana", avalia o economista. O preço recorde pago pela commodity não deve se prolongar. Isso porque a projeção de plantio da safra americana de soja será divulgada neste mês de junho e, caso houver aumento de área cultivada, o apetite dos investidores sobre o produto brasileiro deve cair. Nas próximas semanas o Banco Central americana também divulgará a decisão sobre a taxa de juros, com tendência de elevação e consequente maior atratividade para o mercado financeiro. "A tendência é de uma reversão desse cenário de alta em breve. Além de todos os fatores citados, existe também o fato de

o mercado futuro de Chicago estar muito sobrecomprado, que é como dissemos quando há excesso de contratos. Em um momento haverá uma tendência de negociação desses contratos, o que provocará uma baixa natural", afirma Argemiro Brum. Apesar das projeções envolvendo as movimentações financeiras, um elemento mais imprevisível pode determinar os preços da soja no Brasil: o clima. "Toda essa perspectiva sobre o mercado agrícola é feita considerando que o clima vai ajudar a safra americana de soja. Mas há também previsão do fenômeno La Niña nos Estados Unidos, e se ocorrer perda na produção o bushel em Chicago pode seguir com cotação alta", avalia.

Farsul mostra variação na produção de grãos A Federação de Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) disponibilizou os dados sobre a produção agrícola dos municípios gaúchos nas últimas duas décadas. Os relatórios foram produzidos pela Assessoria Econômica do Sistema Farsul com informações disponibilizadas pelos Sindicatos Rurais, e trazem informações como área plantada, produção e rendimento de grãos. No caso de Ijuí, o que mais chama atenção é a variação dos números da cultura da soja. Desde 1990, a área plantada teve pouca variação. Naquele ano foram plantados 54 mil hectares, em comparação com os 45,5 mil cultivados em 2015. Nesta série histórica, a menor área foi cultivada no ano de 2001, quando foram implantados 42 mil hectares do grão. Por outro lado, os anos de 1999 e 2000 registraram plantio recorde em 55 mil hectares nas propriedades rurais de Ijuí. Apesar da tendência de áreas cada vez menores, a produtividade da soja em Ijuí tem batido recordes nos últimos anos. Enquanto no início da série, em 1990, foram colhidas 108 mil toneladas da oleaginosa, o ano de 2015 registrou 122,8 mil toneladas, o maior valor registrado nos últimos 25 anos no município. Nestas mais de duas décadas, porém, houve anos com perdas consideráveis. Em 1991 foram colhidos apenas 30,6 mil toneladas de soja em Ijuí.

Nilton Kasctin dos Santos

O fenômeno de redução de área e aumento de produtividade da soja também é visto nos dados da regional agrícola, que engloba, além de Ijuí, os municípios de Augusto Pestana, Bozano, Chiapetta e Coronel Barros. Nestes cinco locais, a área total plantada em 1990 era de 109 mil hectares. Chegou-se a 96 mil hectares em 1993, e no ano passado foram cultivados com grãos 116 mil hectares. A produtividade da safra agrícola de soja saltou de 209,9 mil toneladas em 1990,

para 332,6 mil, maior produtividade dos últimos 25 anos. O relatório da Farsul também mostra a significativa perda de relevância da cultura do milho na região. Enquanto em 1990 haviam sido plantados 16,6 mil hectares em toda a região, em 2015 foram apenas 3,9 mil hectares cultivados com milho. Dessa forma, a produtividade também caiu consideravelmente de 46,8 mil toneladas colhidas no início da série histórica, para 30 mil colhidas no ano passado.

As árvores são essenciais à vida urbana, pois: a) reduzem a poluição do ar provocada por veículos automotores e indústrias; b) minimizam a poluição sonora; c) equilibram a temperatura da cidade; d) amenizam a força do vento; e) servem de habitat para insetos e pássaros que equilibram e enfeitam o ambiente; f) protegem o lençol freático; g) evitam o ressecamento do ar; h) fornecem sombra para automóveis e pessoas; i) embelezam a paisagem. A poluição atmosférica causada por agrotóxicos, veículos automotores e indústrias é algo grave. Só os veículos a motor são responsáveis pela produção de 80% do monóxido de carbono nas cidades. Apenas esse fato já basta para que se recomende cuidado com a arborização urbana, pois um hectare de árvore assimila cerca de cinco toneladas de carbono e libera de oito a dez toneladas de oxigênio por ano. Apenas uma árvore transpira em média 400 litros de água por dia, produzindo o efeito de 5 condicionadores de ar. Logo, preservar as árvores do espaço urbano implica melhor qualidade de vida. Todavia, no inverno a maioria das cidades gaúchas vira cenário de um nefasto costume. As árvores são criminosamente decepadas. Isso é crime, com pena de um ano de prisão (art. 49 da Lei nº 9.605/98). Além de improbidade administrativa do prefeito que não fiscaliza os casos de podas irregulares. A prática da poda foi trazida ao Brasil pelos imigrantes europeus, para árvores frutíferas (pessegueiros, macieiras etc.). Mas começou a ser aplicada também nas demais espécies, embora seja consenso entre técnicos que tal prática é sempre prejudicial ao ambiente e à saúde humana, pois o corte dos galhos faz com que a árvore interrompa suas funções de equilíbrio ambiental e de captação de gases tóxicos. A arborização urbana jamais pode ser podada, exceto em raras hipóteses legais, como árvores que tocam a fiação elétrica ou que causem perigo concreto de queda. Mas acabar com essa prática criminosa tem sido difícil, pois estamos diante da necessidade de mudança de costume, de cultura. Disse o cientista Michel Bachelet: “o comportamento dos homens é feito de hábitos e sempre foi difícil modificar aquilo que é confortável, mesmo que esse conforto crie erros funestos” (Ingerência Ecológica. Instituto Piaget, Lisboa, 1995, p. 22). É bom lembrar que as árvores são essenciais tanto nas grandes como nas pequenas cidades. Um município do porte de Ijuí (com 80 mil habitantes) possui cerca de 50 mil veículos cadastrados. Além disso, centenas de veículos de municípios vizinhos ajudam a entupir a cidade. Ora, como quase todos esses veículos possuem motores a gasolina ou óleo diesel, é evidente que nesse local há intensa poluição atmosférica e sonora. Logo, se as árvores forem periodicamente podadas, a população irá sofrer mais intensamente os efeitos desse tipo de poluição, experimentando sensível redução da qualidade de vida. Uma árvore reiteradamente podada tende a morrer. E não é comum as prefeituras realizarem o replantio de exemplares extintos. Há quarteirões inteiros sem nenhuma árvore. E mesmo que houvesse a reposição imediata, um exemplar recém plantado leva anos para substituir plenamente uma árvore adulta no que se refere às funções antes apontadas. O único caminho racional, portanto, é a preservação, começando pela aplicação da lei que proíbe a poda no espaço urbano. Só isso fará com que se abandone o costume criminoso da poda generalizada.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

BOZANO

Município recebe obras no meio rural

Uma demanda aguardada há algum tempo pela comunidade do município de Bozano, as obras de calçamento que dão acesso ao interior devem ter início em breve. Isso porque a empresa vencedora da licitação já está definida e deve iniciar o trabalho em breve. A assinatura do contrato deve ocorrer na próxima segunda-feira. A obra, avaliada em torno de R$250 mil, será possível devido a emenda parlamentar do deputado federal Afonso Hamm (PP). O prefeito de Bozano e presidente da Amuplam, Gederson Mori explica que o calçamento irá beneficiar as localidades de Linha 11, no trecho que compreende a Igreja Batista até o acampamento Batista Pioneiro, passando em frente à comunidade do Rincão dos Letos. Além da obra de calçamento, o líder municipal destaca ainda as obras no Município e região. No setor habitacional, ele destaca que o

último projeto habitacional que o Município realizou, totalizou 110 casas, "que foram construídas nos últimos cinco anos". Ele acrescenta, ainda, que há um pedido encaminhado para a construção de mais 25 casas, "e que está em andamento". Há ainda duas emendas empenhadas que devem ser utilizadas em mais uma obra de calçamento e outra para finalizar a rua localizada ao lado do Ginásio. Ainda na quinta-feira, ocorreu mais uma reunião da Associação dos Municípios do Planalto Médio (Amuplam), onde segundo ele, foram debatidas as ações que devem ter prioridade no processo de Consulta Popular de 2016. Inicialmente, os municípios que integram a Amuplam estavam receosos em participar do processo, mas decidiram aderir ao pedido da comunidade. "Decidimos que 50% dos recursos da Consulta devem ser empenhados

Gederson Mori

em saúde e outros 50% divididos em agricultura e educação. Acho que esse encaminhamento teve êxito e é o que está sendo organizado nos municípios". Em Bozano, a assembleia que define as prioridades para a Consulta, será realizada na próxima terça-feira.

11

Unipeixes de Ajuricaba recebe reformas A Fidene/Unijuí está concluindo uma série de reformas na Unipeixe, no município de Ajuricaba. O investimento realizado é de cerca de R$ 70 mil, aplicados em obras de qualificação do espaço para a produção de produtos a partir do pescado. As melhorias visam também proporcionar melhores condições de qualidade sanitária dos ambientes internos para a realização das atividades. Conforme destaca o gerente da Coordenadoria Patrimonial e de Serviços da Fidene/Unijuí, Jeferson Dalla Rosa, foram realizados reparos na obra civil tais como pinturas e adequação de janelas e outros espaços, visan-

do atender às exigências legais para o funcionamento da unidade, deixando o espaço totalmente revitalizado. Além das melhorias internas, todo o prédio foi externamente renovado, No último dia 27, o reitor da Unijuí, Martinho Kelm, e o prefeito de Ajuricaba, Airton Cossetin, estiveram visitando as obras, acompanhados do gerente da Coordenadoria Patrimonial e de Serviços Jeferson Dalla Rosa e do secretário do Meio Ambiente de Ajuricaba, Samir Rodrigo Bertollo. No encontro, o reitor reiterou ao prefeito a importância de a Unipeixe estar em pleno funcionamento até o final deste ano.

Cooperativa recebe investimentos do Estado

Estudo fortalece políticas públicas Termo visa incrementar receitas para a cadeia leiteira do Estado

O estudo tem por base um questionário respondido este ano por 71 mulheres

Um estudo apresentado na quinta-feira, em Ijuí, propõe aumentar a quantidade e qualidade de informações levadas às mulheres sobre políticas públicas. O estudo foi conduzido pelo Projeto Vida Rural, do qual fazem parte a prefeitura de Ijuí, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Emater/RS-Ascar. A Coordenadoria da Mulher de Ijuí foi convidada e também participa desta ação. O estudo tem por base um questionário respondido este ano por 71 mulheres que participam do Projeto Vida Rural. O questionário ajudou a esclarecer em que medida as mulheres conhecem e se elas acessam políticas públicas, bem como se as políticas públicas têm contribu-

ído para a igualdade de gênero. De acordo com a assistente técnica regional Social da Emater/RS-Ascar, Silvana Canova, apenas 15% das entrevistadas respondeu que têm “bom” conhecimento em relação ao assunto. Entre as políticas públicas mais acessadas, as mulheres do Projeto Vida Rural destacaram o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o Programa de Garantia da Atividade de Agropecuária (Proagro) e a Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) da Emater/RSAscar. “Políticas públicas são um conjunto de programas, ações e atividades desenvolvidas pelo Estado, diretamente ou indire-

tamente, com a participação de entes públicos ou privados, que visam assegurar determinado direito de cidadania de forma difusa ou para determinado segmento”, explicou Silvana. Após a apresentação do estudo, teve início uma capacitação para as mulheres, com o sociólogo da Emater/RS-Ascar, Érico Soares, e o engenheiro agrônomo responsável pela área de crédito, Volnei Righi. “Política pública é isto, ação do Estado a partir do que ele já tem pronto e do que nós, eu e vocês, qualquer um que esteja representado, propor”, disse Soares. A pauta dos próximos encontros prevê debate sobre políticas públicas relacionadas à saúde e assistência social.

Na última quinta-feira, foi assinado um termo de cooperação técnica entre o Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, e a Cooperativa Central Gaúcha do Leite (CCGL). A parceria representa mais qualidade na produção do leite, assim como maior controle de doenças como a tuberculose e brucelose, o que contribuirá para a expansão do leite gaúcho a novos mercados consumidores. Durante o ato de assinatura, no Palácio Piratini, o governador José Ivo Sartori elogiou a iniciativa. “Esse termo de compromisso da CCGL é um exemplo a ser seguido por outras empresas, pois como já disse inúmeras vezes, sozinho o Estado não pode fazer tudo”, destacou. Conforme o governador, as parcerias possibilitam a articulação de ações que resultam em maior desenvolvimento para todas as regiões e também para os mais diversos segmentos da economia gaúcha. O chefe do Executivo também ressaltou a importância da cadeia leiteira, “por sua grande abrangência, já que está presente em quase todos os mu-

nicípios, contribuindo com as economias locais, gerando uma renda fixa para um grande número de trabalhadores rurais”. Além disso, segundo Sartori, a cadeia leiteira exerce um papel considerado por ele fundamental, “que é a missão de fazer com que as famílias permaneçam no campo”. O presidente da CCGL, Caio Vianna, enfatizou a importância do convênio firmado com o governo estadual e Secretaria da Agricultura. “A partir de agora vamos melhorar as propriedades dos fornecedores de leite da CCGL a fim de que seja possível fornecermos a certificação de propriedade livre de tuberculose e brucelose”. Segundo Vianna, são esses dois problemas que retiram o Brasil dos principais mercados de leite e carne do mundo, como os Estados Unidos, países da Europa, Ásia e outros. A CCGL, com sede em Cruz Alta, está presente em 350 municípios gaúchos e possui 3.800 produtores cadastrados, sendo que 74% são pequenos agricultores, e o restante pode ser classificado como médios e grandes.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

CONSCIENTIZAÇÃO

Secretaria recolhe lixo eletrônico no Industrial Diversas atividades integraram a programação da Semana Municipal do Meio Ambiente, que se encerra amanhã, no Dia Mundial do Meio Ambiente, data estipulada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Uma das ações foi realizada na manhã de ontem, na sede do bairro Industrial, com o recolhimento de lixo eletrônico. Uma equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) e o incentivador do reaproveitamento de lixo reciclável, Obirajá Gehm, estiveram no local das 8h às 11h30 recebendo o material da população do Industrial e do Getúlio Vargas. “Para que a gente possa dar o destino correto, junto com o Instituto Reversa, entidade parceira nessa questão do lixo eletrônico, e os Bandeirantes do Verde”, conta o titular da SMMA, Adalberto Freire. A ação trata-se de um projeto piloto, e o trabalho já foi realizado no bairro Modelo no último fim de semana. “Conseguimos coletar cerca de mil kg de lixo eletrônico. Temos um dado estatístico

Lixo é jogado em córrego no bairro Assis Brasil A reportagem do Grupo JM esteve na divisa entre os bairros Jardim e Assis Brasil, na manhã de ontem, verificando uma denúncia recebida por um morador daquela comunidade, envolvendo o depósito de lixo dentro de um córrego. “O lixo que é jogado no riacho, como latas, fica ali e pode ser um local para o mosquito da dengue, que temos bastante índices aqui no bairro, e o veneno é passado pouco aqui. As pessoas não respeitam”, conta o morador do Assis Brasil Carlos Silveira, que reside bem ao lado do córrego, há cinco anos. “Desde que vim morar aqui eu tento

limpar, mas o pessoal cruza por aqui e joga o lixo, não respeitam nada.” Segundo ele, trata-se de uma área de preservação permanente (APP) e mesmo assim a falta de respeito com o meio ambiente é diária. “Quando eu vim morar aqui era muito pior, colocavam até animais mortos, mas então comecei a dar bronca e reduziu um pouco”, afirma. Além da preocupação com a poluição, o morador teme que em dias de chuvas constantes a água invada sua residência, já que o acúmulo de lixo dificulta a vazão da água no córrego. “Jogam madeiras, latas, plásticos, de tudo.”

Uma equipe da SMMA esteve na sede do bairro, na manhã de ontem, recebendo os materiais

importante, nesses seis meses que estamos acompanhando junto com o Instituto Reversa já coletamos 50 mil kg de lixo eletrônico”, revela Freire. Ele informa que com exceção da linha branca, os

demais materiais estão sendo coletados. “Celulares, batedeiras, ventiladores, CPU, tudo que entra na linha de eletrônico”, exemplifica. A SMMA participa do projeto com suporte técnico e financeiro.

Carlos Silveira denuncia falta de respeito com área de preservação permanente

Audiência debate adesão de Ijuí a projeto de usina Está marcada para o dia 23 de junho audiência pública na Câmara de Vereadores, a partir das 14h, para debater os prós e contras da adesão do Município ao projeto da Usina de Lixo, de Panambi. A comunidade e as entidades interessadas em tratar sobre o assunto estão convidadas a participar. “Este é um projeto que temos uma resistência, uma contrariedade, porque os planos nacionais de resíduos sólidos em seu conteúdo trazem a proibição da queima de lixo, então há todo um debate e legislações dentro deste contexto”, explica a vereadora Rosane Simon (PCdoB), que também integra o Fórum da Agenda 21. “Minha

cmyk

12

opinião é de que a gente rejeite esse projeto e estou, inclusive, propondo a criação de uma frente parlamentar para discussão e defesa do Plano Nacional de Resíduos Sólido (PNRS), que ainda não temos em Ijuí.” Rosane defende a participação das associações de catadores de Ijuí, que atualmente são quatro, dentro deste debate. “Em todas as conferências municipais de meio ambiente que eu participei existe a orientação e a proibição de queima de lixo. Sabemos que quando queimamos o lixo no fundo do quintal podemos ser notificados pelo Ministério Público por isso, então tem algum fundamento legal em cima dessa questão”, argumenta Rosane.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

SEMANA DO MEIO AMBIENTE

Secretaria tem crianças como foco de atividades

13

Ato marca Semana do Meio Ambiente Encerrando as atividades da Semana do Meio Ambiente, a Escola Estadual Fundamental Chico Mendes realizou na manhã de ontem um encerramento simbólico com o plantio de uma árvore. A proposta, como conta a diretora da Escola, Maristela Becker, quer incentivar as crianças a cuidarem da árvore durante os anos, "a árvore vai crescer junto com as crianças", destaca. Durante toda a semana, as crianças participaram de atividades de conscientização e orientação voltadas ao Meio Ambiente. "Os alunos assistiram filmes sobre o tema, tiveram encontro com profissionais para falar sobre Meio

Ambiente e ainda receberam a visita do mascote Recileco", explica a professora. A atividade de ontem foi desenvolvida pelos alunos dos Anos Iniciais do Educandário. Para os alunos dos Anos Finais, a professora Carmen Weiler promoveu uma atividade para reciclar papel. De acordo com a diretora, as atividades tiveram um importante papel no processo de aprendizagem dos alunos. "Vejo que o trabalho na escola é constante, mas nessa semana foram intensificadas, com ações mais concretas para que se pense no cuidado com a escola, ambiente, casa e espaços coletivos", destaca.

Crianças do programa AABB realizaram plantio de árvores frutíferas e nativas integrando a Semana Municipal do Meio Ambiente

O programa AABB Comunidade de Ijuí participou da 18ª Semana Municipal do Meio Ambiente – Programa Ambiente Ijuí, que é coordenado pela Secretaria Municipal de Meio ambiente (SMMA). Dentro desta programação, foram realizadas várias atividades entre elas, uma retomada das ações ao combate à dengue, do caso de zika recém confirmado no município e os cuidados com a gripe H1N1.

Outras atividades foram realizadas na quinta-feira, e compreenderam a leitura do livro Os Caminhos da Garrafa Pet, com palestra sobre a importância dos cuidados com o meio ambiente e como evitar a proliferação do mosquito da dengue. Também foram trabalhadas questões envolvendo reciclagem e a confecção de brinquedos com materiais reciclados. Essas atividades tiveram a participação do mascote Reci-

leco, da Campanha SE-PA-RE, da SMMA, e foram coordenadas pela professora Fabiana Cassol. Após, os estudantes realizaram o plantio de mudas de árvores nativas e frutíferas, na área da AABB, envolvendo professores, associados do clube e funcionários da AABB, tendo como objetivo promover a conscientização da preservação do meio ambiente, visando a recomposição e manutenção da flora e fauna.

Crianças realizaram o plantio de uma árvore no pátio da escola

Mais de 50% do lixo produzido é orgânico A Semana Municipal de Meio Ambiente de Ijuí encerrase amanhã, no Dia Mundial do Meio Ambiente. Diversas atividades foram realizadas com o objetivo de repensar a relação com o ambiente natural no qual estamos inseridos, com foco nas crianças. “Queremos reforçar o trabalho que as escolas estão realizando dentro da educação ambiental e as questões pertinentes à natureza. É um público que está discutindo com as professoras, porque este tema faz parte da proposta pedagógica das escolas”, explica o titular da SMMA, Adalberto Freire. Fez parte da programação a oficina Mala de Reciclagem que percorreu as escolas municipais e o programa AABB Comunidade. “As oficinas tiveram um bom resultado, as crianças entenderam a nossa proposta de separação adequada do lixo, porque temos esse compromisso com a sociedade e junto com as professoras e com os alunos repercutir em âmbito municipal para que as crianças levem essa

mensagem da separação do lixo para seus pais”, acentua Freire. Ele defende que a separação correta do lixo pode parecer um gesto pequeno para as pessoas, mas ela tem repercussão de diferentes setores da sociedade. “Gera renda, melhorias para o meio ambiente e sua preservação”, explica. De acordo com Freire, 52% do lixo produzido em Ijuí é orgânico. "Isso significa que a gente pode trabalhar em um sistema de autosustentabilidade, fazendo vários exercícios trabalhando, por exemplo, a compostagem, que estamos divulgando nas escolas. Também estamos incentivando as pessoas a separar o lixo para as associações de catadores, que atualmente são quatro, e isso gera renda e economia para o Município. Essa economia que eu digo é no sentido de que ao invés de mandarmos esse lixo para fora a custos altos, estaremos reaproveitando esse dinheiro que gastaríamos com o transbordo na aplicação de políticas públicas em outras áreas do município", destaca.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

NORMAS TRABALHISTAS

Goergen leva pedidos da indústria O ministro do Trabalho e Emprego (MTE), Ronaldo Nogueira, recebeu o presidente da Frente Parlamentar da Indústria de Máquinas e Equipamentos (FPMaq), deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), para discutir normas trabalhistas de segurança e proteção ao trabalhador que precisam ser seguidas pela indústria nacional. Por meio de seu presidente executivo, José Velloso, a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), demonstrou que a Norma Regulamentadora nº 12 (NR12) vem provocando distorções e prejuízos ao segmento econômico. Segundo o dirigente, falta capacitação técnica dos fiscais do trabalho para analisar o maquinário. Além disso, segundo ele,

não há isonomia no tratamento oferecido entre as máquinas produzidas no Brasil e as importadas. "Há uma dificuldade em atender os requisitos, o que tem gerado efeitos negativos, como a paralisação da atividade industrial", relatou. Na avaliação do presidente da FPMaq, o ato de interdição de uma planta industrial deve ser a última alternativa e precisa ser referendada por um laudo técnico superior. "Isso não pode ficar apenas na mão de um único fiscal. É preciso haver uma avaliação ampla se o maquinário pode representar grave e iminente risco ao trabalhador”, ponderou. O consultor da Abimaq, Lourenço Righetti, elencou outro problema verificado pela edição da NR 12. Segundo ele, há uma

Deputado esteve reunido em Brasília com o ministro Ronaldo Nogueira

falta de isonomia da legislação em relação ao maquinário produzido no Brasil e o importado. Righetti entende que o governo brasileiro precisa estabelecer

um requisito técnico para a liberação da entrada das máquinas trazidas de fora. O ministro disse que ouvirá todos os setores envolvidos.

Medidas de Temer passam "Recebi criticas à gritaria da confiança, afirma Ibsen oposição", diz senadora O deputado estadual Ibsen Pinheiro (PMDB) foi recebido, pelo presidente interino Michel Temer (PMDB). O parlamentar gaúcho negou que tenha recebido convite de Temer para compor o governo e teceu considerações sobre os primeiros dias da gestão do colega peemedebista. Para Ibsen, o governo "já está produzindo um efeito no ânimo, especialmente dos setores empreendedores, porque passou a confiança de que despesas serão controladas". Ele disse no que se refere à condução da política econômico-financeira, as medidas tomadas por Michel Temer são extremamente positiva. "Já está produzindo um efeito no ânimo, especialmente dos setores empreendedores, porque passou a confiança de que despesas serão controladas, porque o orçamento, com a desvinculação (de Receita da União - DRU) contemplará as necessidades reais, e um quórum de aprovação também fortalece a ideia de que o governo terá os instrumentos para corrigir as distorções das contas públicas. O resultado das providências concretas virá um pouco mais tarde, mas o resultado psicológico e anímico já se percebe agora nos primeiros dias". Ao ser questionado sobre os áudios vazados, ele explica que "há uma percepção de que a montagem do ministério teve duas vertentes: uma delas envolve a preservação da maioria parlamentar, o que não se faz sem negociação e sem con-

cmyk

Ana Amélia nega que Dilma esteja sendo prejudicada em defesa

Ibsen Pinheiro

cessões. Aí, a margem de erro tem que ser compartilhada não só pelo presidente, que nomeia, mas também pelas forças que propõem. É quase inevitável que se façam correções de rumo quando fatos novos surgem. A outra vertente é a técnico-financeira, que, liderada pelo ministro da Fazenda, envolve estatais importantíssimas, o Banco Central. Nisto, o presidente não fez concessões político-partidárias. Decidiu esses postos com critério de competência e formação na área. As duas vertentes são indispensáveis. O fato de haver uma gravação ou afetar uma imagem, isso é nada perto do que o Brasil tem vivido depois do mensalão e petrolão. São circunstâncias desagradáveis, mas não afetam a essência do governo".

Em entrevista a senadora Ana Amélia (PP-RS) criticou o nível do debate que está sendo feito na Comissão Especial do Impeachment. Ana Amélia afirmou que não há respeito entre oposição e defesa e pediu equilíbrio e serenidade na discussão. A senadora ressalta que alguns parlamentares estão tentando procrastinar o processo tentando incluir matérias estranhas à denúncia apresentada na Câmara dos Deputados. A senadora destacou que já se passaram oito meses do início do processo até agora, o dobro do tempo gasto no impeachment do ex-presidente Collor. "Eu recebi, fiquei muito triste, muitas mensagens pelas redes sociais dizendo que não estavam aguentando a forma e a gritaria que a oposição está levando aquele trabalho. Na base do grito. Nós criticamos tanto a Câmara pelo que aconteceu e agora está acontecendo pior. Pior, porque não há

respeito entre as partes. Quando há uma divergência se resolve na votação: maioria e minoria", disse a senadora. A parlamentar também negou que Dilma Rousseff esteja sendo prejudicada em seu direito de defesa, conforme alegaram os defensores da presidente afastada. Segundo ela, o presidente da Comissão Especial, Raimundo Lira (PMDB-PB) mostrou uma "paciência oriental" na reunião da última quinta-feira quando o advogado da denunciada, o exMinistro José Eduardo Cardozo, teve todas as chances de se manifestar. "Os aliados fazem seu papel e os respeito pela fibra e coragem. O bom é que a transmissão ao vivo permite a avaliação das pessoas. Não é possível que 80 requerimentos sejam votados um a um. Não precisa ser inteligente para entender que essa é uma manobra para procrastinar o processo", disse.

14

ALEXANDRE GARCIA Jornalista

PROJETO DE DITADURA Com as atenções voltadas para os casos de Jucá, Renan, Sérgio Machado, Ministério da Cultura, votação da meta fiscal, passou meio em branco o documento aprovado pela direção nacional do PT, que faz uma análise dos acontecimentos de que o partido foi o sujeito principal. A “Resolução sobre Conjuntura”, da cúpula do PT, afirma que houve um golpe desfechado pelo imperialismo internacional com o apoio da burguesia nacional, das “classes dominantes” e dos “monopólios da informação”. E que é preciso resistir. À linguagem de militância revolucionária de antigamente, só faltou acrescentar a convocação de “proletários do mundo, uni-vos” - do manifesto comunista de Marx & Engels. O importante do documento é a confissão de que realmente tentaram atrelar o estado brasileiro à ideologia e ao partido, tal como fizeram Lênine e Stálin com o estado soviético. A “Resolução” lamenta não ter conseguido fazer um estado só de trabalhadores; reconhece que se descuidou no controle da Polícia Federal e do Ministério Público; que deveria ter modificado os currículos das escolas militares; que deveria ter promovido oficiais com “compromisso democrático e nacionalista” e que deveria ter valorizado a “ala mais avançada” do Itamaraty e que não deveria ter destinado verbas públicas de propaganda aos “monopólios de comunicação”. Nunca se viu melhor confissão de intenções para criar um modelo soviete no Brasil. Perto disso, o discurso do presidente da UNE, José Serra, em 13 de março de 1964, virou peça de aprendiz de feiticeiro. E já que se falou tanto de cultura, o Ministério da Cultura foi aparelhado para controlar conteúdo, fazer propaganda ideológica. No fundo, censura, sem “diversidade cultural”. Tentaram criar o Conselho Federal de Jornalistas, para patrulhar redações e cérebros, cassar a liberdade de opinião e de imprensa. Para isso, se aparelhou o estado brasileiro da mesma forma que a nomenklatura soviética. Nos livrarmos disso tudo foi, na verdade, mais um contragolpe registrado em nossa história contemporânea. Para isso, usaram-se os meios que a Constituição, as leis, o Supremo e o Congresso dispõem para salvar a democracia, sempre que ela corre perigo. É a democracia com seus próprios mecanismos de auto-proteção. O documento do PT comprova que havia, nesses últimos anos, um processo de tomada de poder, com idéias de Lênine e Gramsci, via Foro de São Paulo. Esse projeto agora confessado, estava nos levando para a catástrofe. Como Cuba, Venezuela, a Argentina de Kirchner. O maior rombo da história nas contas públicas: 170 bilhões; a destruição da maior estatal, a Petrobras; o fechamento de fábricas e lojas e o consequente desemprego de mais de 11 milhões de brasileiros, sem contar os milhões que não conseguem o primeiro emprego e uma crise moral sem precedentes, com corrupção em todos os níveis. Serviços públicos de saúde, educação, segurança desmontados. Num país com o potencial de riqueza que temos, a ideologia do início do século passado foi desastrosa. E resulta sempre em ditadura.


Notícias

Jornal da Manhã Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

GESTÃO PMDB

Governo recua e já fala em flexibilizar medidas fiscais A equipe econômica do presidente interino Michel Temer nem sequer mandou ao Congresso o projeto que estabelece o teto de gastos públicos, que tem como limite a inflação do ano anterior e já admite "flexibilizar" a medida considerada o principal ponto do pacote fiscal. Seguindo orientação do presidente, o ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que serão preservados os recursos da Saúde e da Educação. No anúncio do pacote, o ministro Henrique Meirelles reforçou que as duas áreas seguiriam o teto que deverá ser estipulado."O presidente Temer nos dá orientação e cumprimos", resumiu o ministro. O limite para as despesas de Saúde e Educação foi bastante criticado. No mesmo dia do anúncio, o governo explicou que o orçamento das duas áreas até poderia ter aumento real, com o teto em vigor, desde que outras despesas crescessem menos. O ministro do Planejamento

foi na mesma direção ontem. "Há uma série de outras despesas que podem ser objeto de contenção, de tal modo que o limite seja atendido", afirmou. Segundo ele, o limite fará o comportamento da despesa ser compatível com a capacidade do Estado de se financiar. O piso será o mínimo constitucional previsto para este ano. A partir de 2017, caso a proposta de emenda à Constituição seja aprovada pelo Congresso, está assegurada às duas áreas, no mínimo, a correção pela inflação. Oliveira disse que a União já gasta mais do que os 18% da arrecadação dos impostos federais que é obrigada a comprometer com Educação. Em 2016, o gasto previsto para Saúde será equivalente a 13,2% das receitas líquidas. Esse valor segue uma regra que entrou em vigor neste ano. Antes, o piso era estabelecido de acordo com o que foi desembolsado no ano anterior, corrigido com a variação do PIB.

Michel Temer

Oliveira também admitiu que o governo deve estipular um prazo para a vigência do teto. Conforme o ministro, a discussão tem como premissa que a regra deve implicar uma redução, ao longo do tempo, da despesa total em relação ao PIB.

Delcídio vai ser testemunha de acusação O ex-senador Delcídio do Amaral(sem partido-MS) vai depor ao juiz Sérgio Moro no dia 24 de junho. Delator da Operação Lava Jato, ele foi convocado pelo Ministério Público Federal (MPF) como testemunha de acusação em processo contra o também ex-senador Gim Argello (PTBDF). O depoimento está marcado para às 14h. O processo contra Argello está na fase inicial, na etapa de apresentação das defesas prévias. Moro ainda não analisou as defesas iniciais dos réus, mas já marcou as audiências de acusação. Após essa fase, serão ouvidas as testemunhas de defesa. A delação de Delcídio do Amaral levou os investigadores da Lava Jato a Gim Argello. Amaral relatou a existência de um

esquema de cobrança de propina por parte de parlamentares para que empreiteiros não fossem convocados para Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Argello virou réu porque, segundo o MPF, há evidências de que o ex-senador pediu R$ 5 milhões em propina para a empreiteira UTC Engenharia e R$ 350 mil para a OAS. Em troca, ele barraria a convocação de executivos das empreiteiras para a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), no Congresso Nacional, que investigou o esquema de corrupção na Petrobras - as duas empresas são investigadas na Lava Jato. Os recursos, ainda conforme divulgado pelo MPF, foram enviados a partidos indica-

contratos de compras de navios sonda da Petrobrás. O ministro também afirmou não haver dúvida sobre o julgamento do caso pela Corte. De acordo com o procuradorgeral da República, Rodrigo Janot, Cunha recebeu US$ 5 milhões de um contrato da petroleira entre 2006 e 2007. Para os advogados de Cunha, havia "obscuridade" na decisão tomada em março pelo Supremo de aceitar a denúncia de que o

"Não vim para cuidar de privatização", diz Parente O novo presidente da Petrobras, Pedro Parente, negou ontem que o governo de Michel Temer mantenha qualquer discussão no sentido de privatizar a estatal. Em entrevista, Parente disse que não conversou sobre o assunto com o presidente interino e que não vê esse tema ser tratado no governo. "Esse tema da privatização não se coloca pra nós, não vejo essa discussão acontecer no governo. E esse assunto não foi parte da conversa do presidente Temer comigo", disse. Parente afirmou ainda que foi escolhido para o cargo para “resgatar" a Petrobras e que pretende torná-la não somente a maior, mas sim “a melhor empresa do país”. "Eu não vim para cuidar de privatização da Petrobras, não é este o meu mandato. Não vou nem perder tempo com essa questão. A minha missão aqui é o resgate da empresa. Como a empresa é de economia mista, ela tem que ter uma governança e tem que ser gerida até melhor do que as empresas privadas. Nós queremos não apenas ser a maior empresa do país, mas ser a melhor empresa do país. Temos um longo caminho a percorrer", disse. O novo presidente da Petrobras reiterou a disposição do

Pedro Parente

governo de não promover mais indicações políticas para diretorias da estatal, a fim de qualificar a gestão e de frear interesses partidários que culminaram em um grande esquema de corrupção revelado pela Operação Lava Jato. Ele destacou que "o principal acionista da Petrobras é a sociedade brasileira". "Acabou indicação política na Petrobras. Não haverá indicação de partidos políticos para diretorias. Não há e não haverá, enquanto eu estiver aqui", disse.

Renan critica a redução de prazos de processo

Delcídio do Amaral

dos por Gim – DEM, PR, PMN e PRTB – na forma de doações de campanha.

Ex-deputado relata envolvimento de Lula O Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou por unanimidade, o recurso apresentado pelo presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB RJ), para tentar reverter a decisão da Corte de transformá-lo em réu na Operação Lava Jato. O relator do caso, ministro Teori Zavascki, apontou "mero inconformismo" da defesa de Cunha na decisão do Supremo de fazê-lo responder a processo por suspeita de receber propina em

15

peemedebista cometeu crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, por seu suposto envolvimento no esquema de desvios na Petrobras. O fato de Cunha ser réu na Lava Jato foi um dos argumentos usados pelos ministros do STF para determinar, em maio, o afastamento do peemedebista do mandato e do comando da Câmara. Na avaliação dos ministros, a condição seria incompatível com o fato de estar na linha sucessória da Presidência da República.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse por meio de nota ontem que "vê com preocupação" a redução de prazos dentro da comissão que analisa o impeachment de Dilma Rousseff. "Apesar de não conduzir o processo e não integrar a Comissão Processante, como presidente do Congresso Nacional, vejo com preocupação as iniciativas para comprimir prazos. Mais ainda se a pretensão possa sugerir supressão de direitos da defesa, que são sagrados", escreveu Renan. A declaração foi motivada pelo fato do presidente da comissão impeachment na Casa, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), ter acatado ontem uma questão de ordem apresentada pela colega de partido Simone Tebet (MS) que, com base no Código de Processo Penal (CPP), pediu redução de 15 para cinco dias no prazo para apresentação das alegações finais da acusação e da defesa. De acordo com calendário estimado pelo relator senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), a decisão poderia antecipar para 13 de julho a conclusão da chamada fase de pronúncia do processo. Diante a insatisfação provoca-

da entre os aliados da presidente afastada, foi apresentado um recurso ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que, desde do dia 12 de maio, quando o plenário do Senado acatou a admissibilidade do processo contra Dilma, passou a ser o presidente do processo na Casa. Caberá ao ministro dar a palavra final sobre essa e qualquer outra questão que não seja pacificada no âmbito do Conselho.

Renan Calheiros

cmyk


Esporte

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

16

Time pronto para último jogo O São Luiz quer se despedir da Divisão de Acesso 2016 com uma vitória amanhã no Estádio 19 de Outubro diante do União Frederiquense, na última rodada da segunda fase. Sem chances de classificação, o Rubro pretende deixar uma boa imagem diante do torcedor que ainda está chateado com a eliminação da equipe. O técnico Jair Galvão, expulso na partida frente ao Esportivo em Bento Gonçalves não poderá ficar na casamata, tarefa que será exercida mais uma vez pelo auxiliar técnico Silmar Prestes. Ele já dirigiu a equipe no jogo contra o Marau no dia 24 de abril, vitória de 1 a 0 na Baixada que valeu a vaga na segunda fase. "Vamos jogar para ganhar. Temos a responsabilidade, recebemos em dia. A nossa preocupação é fazer um bom jogo e vencer", destacou Silmar, que afirmou não estar preocupado com os interesses do União e do Esportivo na partida. O auxiliar técnico lembrou que a responsabilidade do Rubro é com o seu torcedor. Os desfalques serão o lateraldireito Zé Leandro, expulso no último domingo, e o zagueiro Bronzatti, que tem uma lesão de grau 1 no adutor da coxa direita. O volante Marcus, recuperado de uma pancada nas costas deve iniciar no banco. Com uma lesão no joelho o atacante Hyantony está vetado pelo departamento médico.

A partida marca a despedida do meia Paulo Baier, o capitão do time com a camisa rubra. No segundo semestre, ele deve realizar cursos, pois a intenção é trabalhar como treinador a partir de 2017.O treino de ontem à tarde no São Luiz foi um trabalho tático em campo reduzido. O União Frederiquense deve repetir o mesmo time que perdeu em casa para o Caxias por 1 a 0 na última quarta-feira no Estádio Vermelhão da Colina. O técnico Daniel Franco pode

SÃO LUIZ

UNIÃO

Guilherme; Diogo Fernandes Catatau Nicoletti Flavinho; Rodrigo Sirena Júlio Cesar Anderson Ijuí Paulo Baier; Ferreira Gilmar Couto Técnico: Silmar Prestes (Jair Galvão cumpre suspensão)

Lucio; João Antônio ( Luiz Fernando) Júnior Sergipano Gil Busanello; Felipe Chagas Germano Ronaldinho Gramadense; Lucas Santos Léo Mineiro Dudu Mandai Técnico: Daniel Franco

Arbitragem: Anderson Farias com os assistentes José Javel Silveira e Lúcio Flor. Local: Estádio 19 de Outubro, em Ijuí Data:.5.6.2016 Início: 15h30 Ingressos: feminino, R$ 10,00; masculino, R$ 15,00 e cadeiras, R$ 40,00. Apenas o pavilhão social será aberto.

serve ao União para conquistar a classificação. Se perder a vaga fica com o Esportivo de Bento Gonçalves. Torcedores do time de Frederico Westphalen acompanharam o time na vitória diante do Tupi em Crissiumal no último domingo e também deverão estar em Ijuí.

manter o polivalente João Antônio improvisado na lateral-direita no lugar de Alexandre Carvalho, que retornou para o Metropolitano de Blumenau-Santa Catarina. Não está descartado o aproveitamento de Luiz Fernando, recuperado de lesão. Ele chegou a ser titular na pré-temporada. Um empate

Auxiliar técnico Silmar Prestes já treinou a equipe na vitória diante do Marau

Divisão de Acesso

Estádio 19 de Outubro- em Ijuí- São Luiz x União Frederiquense-apito de Anderson Farias Estádio Centenário- em Caxias do SulCaxias x Tupi-apito de Lucas Guimarães Horn Times classificados para o quadrangular final: Chave C Brasil-Fa e Pelotas Chave D Caxias (virtualmente)

Última rodada dos pentagonaissegunda fase Amanhã 5.6. -15h30 Chave C Estádio das Castanheiras- em Farroupilha- Brasil x Avenida- apito de Eleno Todeschini Estádio Edmundo Feix- em Venâncio Aires-Guarani x Pelotas- apito de Douglas Silva Chave D

CLASSIFICAÇÃO DA DIVISÃO DE ACESSO Grupo C

Grupo D

TIMES

P

J

V

E D GP GC SG

TIMES

P

J

V

E D GP GC SG

Brasil-Fa Pelotas São Gabriel Avenida Guarani-VA

15 14 9 8 4

7 7 8 7 7

5 4 2 2 1

0 2 3 2 1

Caxias Esportivo União Fred. São Luiz Tupi

14 14 13 6 2

7 8 7 7 7

4 4 4 1 0

2 2 1 3 2

2 1 3 3 5

10 10 8 9 4

4 3 11 13 10

6 7 -3 -4 -6

1 2 2 3 5

7 9 10 5 4

1 8 5 10 11

6 1 5 -5 -7

Esportivo torce por vitória do São Luiz na Baixada O Esportivo não depende apenas de si para disputar o quadrangular final da Divisão de Acesso. A equipe do técnico Badico, ex-atacante do São Luiz, com a vitória de 2 a 1 diante do Tupi na última quarta-feira no Estádio Rubro-Negro em Crissiumal foi a 14 pontos e assumiu a segunda colocação da chave D, mas precisará torcer por derrota do União amanhã em Ijuí ou do Caxias no Centenário, para o Tupi. O time de Bento Gonçalves

cmyk

tem a mesma pontuação da equipe caxiense, mas perde nos critérios e passou um ponto à frente do União, terceiro colocado. Com saldo inferior aos dois concorrentes, o Esportivo folga na última rodada da segunda fase e precisa contar com o ajuda do eliminado São Luiz. Se o União empatar, vai a 14 pontos. O saldo é cinco. O Esportivo tem saldo 1. A segunda opção é mais complicada. Caso o União empate ou vença o São Luiz, o Esportivo pre-

cisará torcer para que o eliminado Tupi aplique goleada por 5 a 0, no Caxias, no Estádio Centenário. Neste caso, o grená ficaria com 14 pontos, saldo 1, perdendo a vaga no quadrangular no número inferior de gols a favor. O time caxiense está virtualmente classificado. Na chave C o Brasil-Fa com 15 pontos e o Pelotas, que tem 14 conquistaram antecipadamente a classificação para a fase decisiva. A equipe pelotense do técnico Luiz Carlos Winck obteve sua

vaga ao golear o São Gabriel na última quarta-feira no Estádio da Boca do Lobo por 3 a 0. O Brasil, treinado por Carlos Moraes, garantiu sua classificação com duas rodadas de antecedência. A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) confirmou que o Caxias, que tem sua classificação encaminhada para o quadrangular, terá seus jogos antecipados para as quartas-feiras devido a participação na Série D do Campeonato Brasileiro.

Renato Marsiglia renato.marsiglia@tvglobo.com.br

INTER FIRME NA LIDERANÇA Escrevo a coluna antes do jogo Grêmio x Palmeiras, mas de qualquer forma, a liderança por pontos do Colorado está garantida. Resta saber se com a companhia do Grêmio. O Inter não fez uma partida de encher os olhos, pelo contrário, foi inferior até mesmo à do jogo contra o Santos. O meiocampo continua travado e a bola chega espirrada (quando chega) aos atacantes. O gol mais uma vez veio de um escanteio com bola rifada. POR FALAR NISSO... O que importa neste momento, é que bem ou mal, a bola está entrando e Argel conseguiu montar um sistema defensivo sólido e confiável. Somar pontos e acumular uma gordura que já é considerável, faz diferença na medida em que alivia a pressão por resultados imediatos. Vale lembrar aquele velho ditado: "quem joga por necessidade, perde por obrigação". SELEÇÃO BRASILEIRA Já são sete os jogadores cortados por lesão. Os últimos foram Kaká e Luis Gustavo, tendo sido chamados Ganso e Walace (Grêmio) para substituí-los. Miranda ainda depende de exames médicos para saber se não será o oitavo. Nos casos de Kaká e Luis Gustavo, acho até que Dunga deu sorte. Quem não deve estar gostando nem um pouco disso é Roger Machado, que perderá seus dois de seus principais jogadores por cinco rodadas do Brasileirão. Só falta o Dunga convocar Geromel para a vaga de Miranda, caso se confirme sua lesão. Desgraça pouca é bobagem !!!! NBA: WARRIORS x CAVALIERS Após alguns alguns anos sem estrelas carismáticas (Le Bron James é exceção), a NBA volta a chamar a atenção. Mais atrás, desfrutamos Larry Bird, Magic Johnson, Karren Abdul-Jabar, Michel Jordan, Scottie Pippen, Karl Malone, Pat Ewing, Charles Barkley, David Robinson entre outros. Uma geração inesquecível e, provavelmente, inigualável. Hoje, é o fenômeno Stephen Curry, 1, 91 metros (muito baixo para os padrões do basquete) quem nos prende na frente da TV, seguido por Klay Thompson. Dois arremessadores extraordinários da linha de três pontos. A série final entre Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers será imperdível.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

17

DOIS TOQUES

AIF tem novidades no elenco de Cerro Largo, AGSL de São Luiz Gonzaga, AAPF de Augusto Pestana e Balsas do Maranhão. “Estou feliz e animado, pois a filosofia de trabalho aqui em Ijuí me agrada e estou pronto para ajudar meus novos companheiros na busca da classificação à Série Prata”, disse Diógenes. Outra novidade no grupo de jogadores é a chegada do beck/ ala Lucas Silva de 25 anos. Depois de passar pelos treinamentos da semana, ele foi aprovado pela comissão técnica. Lucas já passou pelos campos de futebol nos clubes como Barra MansaRJ, Palmeirense e Tupi e no futsal atuou pela ASE de Santa Rosa. Para garantir um time de ponta, a diretoria da AIF aposta numa ação entre amigos que está sendo oferecida na comunidade pelos integrantes da própria diretoria, com sorteio programado para o dia 30 de julho, com prêmios importantes como uma

Pivô Diógenes deve estrear hoje na partida contra o Palmeira Futsal

Beck/Ala Lucas Silva reforça a Associação Ijuí Futsal na Série Bronze 2016

moto Honda 125 cc, zero quilometro, um televisor 32’ polegadas tela plana e camiseta oficial da AIF. "A comunidade respondendo positivamente, ajudará a mantermos toda a estrutura disponi-

bilizada aos atletas. Escolhemos os melhores da região. Estamos com um time muito bom, entrosado e confiante, e a torcida de Ijuí vai ter muitas alegrias com eles”, disse o presidente da AIF Luiz Henrique Bussmann.

Associação de Automodelismo comemora aniversário Associação Clube Ijuí de Automodelismo (Acia) comemorou recentemente seu primeiro aniversário. Francisco Torma, integrante da entidade disse que a Associação continua firme na busca de um terreno para a construção da pista em medidas oficiais. Destacou que em breve a Acia terá novidades quanto a

Integrantes da

GRÁFICO: GRxxxxx ASSUNTO: TAMANHO: DATA: Associação Clube Ijuí ORIGINAL: GRAFFO

este tema. " A ideia é ter uma pista para sediar alguma etapa do Campeonato Gaúcho e ajudar no crescimento da modalidade". Todos os sábados à tarde os adeptos do Automodelismo se reúnem no Parque de Exposições Wanderley Burmann para andar. "A comunidade está sendo convidada a conhecer o esporte", lembrou.

de Automodelismo se reúnem todos os sábados

BRASILEIRÃO SÉRIE A 6ª RODADA 4/6

INÍCIO- O Esporte Clube Ijuí estreia amanhã no Gauchão de Futebol Feminino. Joga contra a equipe do Atlântico de Erechim, atual vice campeã. A partida será no campo da Associação Atlética Banco do Brasil ( AABB) às 15h. O grupo foi renovado este ano. Várias atletas novas integraram o elenco. São jogadoras de Cerro Largo, Giruá, Boa Vista do Cadeado, Santo Ângelo, Tupanciretã e Santo Augusto. A equipe conta atualmente com 25 atletas. Este ano a equipe teve poucos treinos. Eles aconteceram somente aos domingos. O E.C.Ijuí vai confiante para seus jogos porque a base da equipe foi mantida e as atletas contratadas são de excelente nível técnico. A equipe será comandada por Marli Nast Lourenzon e Wagner de Oliveira Vallau. Este ano o Gauchão conta com 14 equipes. Nesta primeira fase se classificam duas equipes por chave. NOVIDADES- O Ouro Verde, o clube mais vitorioso do futebol amador de Ijuí tem jantar hoje a partir das 20h30 na sede para comemorar os 52 anos de fundação. Está previsto o lançamento de um produto da marca do clube. DECISÃO- As equipes Cisbra e 3 Tentos decidem hoje às 15h45 no Centro Esportivo Arthur Fuchs do Serviço Social da Indústria de Ijuí a modalidade futebol dos Jogos do Sesi 2016. Na preliminar às 13h45 tem a partida pelo terceiro lugar entre os times Funicalha/Prosis Informática/Madecor/Agrimetal/ Di Moville e Hoff Pneus/Star Gesso. Também neste sábado acontece o Dia Saudável no Sesi, das 14h às 17h, com atrações, entre as quais, jogos de futsal, voleibol, final do Campeonato Sesiano, Circuito Aeróbico, mateada, brinquedos, jogos de mesa, jogos de tênis e Festival de Skate. Todas as atrações são gratuitas. ESTREIA- A Seleção Brasileira começa sua caminhada na Copa América Centenário hoje. O Brasil enfrenta a equipe do Equador no Estádio Rose Bowl, em Pasadena (Estados Unidos). A partida começa às 23h (horário de Brasília). Sem Neymar e com diversos desfalques por contusão (como Douglas Costa), a Seleção Brasileira entra na competição com uma equipe não tão conhecida pelos torcedores. Time provável: Alisson; Daniel Alves, Gil, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Elias, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Willian; Jonas. DUPLA- O Grêmio, vice-líder do Brasileirão com 10 pontos busca reabilitação amanhã às 16h na Arena diante da Ponte Preta. O Inter, líder com 13 pontos, no mesmo horário enfrenta o Vitória em Salvador. (Confira a tabela ao lado.) SÉRIE B- O Brasil-Pel empatou em casa ontem. Ficou no 1 a 1 com o Luverdense, do Mato Grosso.

5/6

Carlos Alberto Padilha

esporte@jornaldamanhaijui.com

A Associação Ijuí Futsal (AIF) joga hoje às 20h no Ginásio Mirandão, em Palmeira das Missões, diante do time da casa, o Palmeira Futsal. A equipe orientada pelo técnico Jacques Schultz, atualmente quarta colocada na chave 2, com oito pontos terá o retorno do pivô Maurício, artilheiro com oito gols e que esteve fora da última partida contra o Horizontina Futsal, cumprindo suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. O ala Fernandinho, lesionado no joelho esquerdo, segue no departamento médico. Nesta semana, a diretoria de futebol foi atrás de dois reforços. Um é conhecido da torcida, o pivô goleador Diógenes Tramontini que já está liberado no BID e à disposição para o jogo contra o Palmeira Futsal. Diógenes tem 35 anos, experiente e passou por vários clubes, entre eles, Gaúcho de Passo Fundo, ACLE

Atlético-PR

x

Santa Cruz

16h

Arena da Baixada

Corinthians

x

Coritiba

20h30

Arena Corinthians

Chapecoense

x

Fluminense

20h30

Arena Condá

Santos

x

Botafogo

11h

Pacaembu

América

x

Figueirense

11h

Independência

Grêmio

x

Ponte Preta

16h

Arena do Grêmio

Flamengo

x

Palmeiras

16h

Mané Garrincha

Vitória

x

Internacional

16h

Barradão

Sport

x

Atlético-MG

16h

Ilha do Retiro

Cruzeiro

x

São Paulo

18h30

Mineirão

DE PRIMEIRA

COPA DUNGA A 19ª Copa Dunga de Futebol Sete para Menores tem mais uma rodada hoje a partir das 13h30. Serão realizados estes jogos: campo do Serviço Social do Comércio ( Sesc), pré- mirim,Olinto de Oliveira x CFE Tricolor; prémirim,Cometa Vermelho x CFE Garra; mirim,Tio Mazzaropi x Cometa Branco; infantil,Tio Mazzaropi x Cometa Branco; prémirim, Greminho Condor x Cometa 2004; e infantil,Greminho Condor x Escolinha de Futebol; campo da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), mirim, Grêmio Mareli x Nova Ramada; infantil, Grêmio Mareli x Nova Ramada; mirim,Grêmio Dimicron x GBM Clinison Rad; fraldinha, São Luiz x GBM Clinison Rad; mirim, Grêmio Coimpel x São Luiz Vermelho e pré-mirim, São Luiz x Escolinha do Sesc.

DISTRITAL O Campeonato Distrital de Futebol Veteranos de Ijuí tem a rodada final amanhã no campo do Santana. Às 13h30, jogam Flamengo da Linha 11 Norte e Flamengo da Colônia Santo Antônio, na decisão do terceiro lugar. A final será às 15h15, entre Santana e Farroupilha de Floresta.

1ª DIVISÃO O Campeonato Municipal de Futebol Amador de Ijuí, 1ª Divisão, começa amanhã. A competição iniciaria no último domingo, mas devido à instabilidade climática os jogos foram adiados. A primeira rodada tem estas partidas às 13h30 e 15h30 no campo do Juventude do Rincão dos Goi, pela chave A: Juventude dos Goi x Vila Nova; e Palestino x Botafogo. No Estádio Bertholdo Christmann (Montanha) pela chave B jogam Holimpia x Ouro Verde; e Portuguesa x Gaúcho. O Campeonato deste ano irá homenagear o ex-zagueiro Nenda, falecido em 2013.

MOUNTAIN BIKE Acontece amanhã a partir das 8h a 2ª Maratona de Mountain Bike de Ijuí. A saída será do Parque de Exposições Wanderley Burmann se deslocando até a Usina Passo do Ajuricaba retornando pelo distrito de Floresta.Serão 36 quilômetros de estrada de chão e alguns trechos de trilhas. As inscrições poderão ser realizadas até amanhã pelo site www.ijui.rs.gov.br no calendário de eventos. A prova integra a programação da Semana Mundial do Meio Ambiente. Os objetivos são difundir a prática do ciclismo, mostrando as belezas naturais do interior do município.

FONTE: CBF

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

18

PESQUISA CNT DE RODOVIAS

RS é o segundo pior Estado do País O Rio Grande do Sul é o segundo Estado do País com maior número de rodovias em péssimas condições. É o que diz um relatório da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Segundo o levantamento, os maiores problemas das estradas são de pavimentação e sinalização. O Estado de Minas Gerais lidera o ranking. Tr e c h o s e s b u r a c a d o s , vegetação que compromete a visibilidade e falta de acostamento são apenas alguns dos problemas das rodovias. São situações que ameaçam a segurança de muitos motoristas. Um trecho da RS-377, em Capão do Cipó, na região Central, está com um buraco de dois metros e meio de largura. Alguns chegam a 30 centímetros de profundidade. O levantamento da CNT, mostra que, em 2013, o Estado tinha 4.035 quilômetros de rodovias em boas e ótimas condições. Em 2014, esse número baixou para 2.688 e no ano passado caiu mais ainda, fechando 2015 com poucos 2.283 quilômetros em boas e ótimas condições. Na

Condutores da região Noroeste comprovam às más condições das rodovias estaduais diariamente

contramão, os trechos ruins e péssimos no Estado dobrou. Em 2013, eram 891 quilômetros. O número subiu bastante em 2014, chegando a 1.288 quilômetros e continuou em alta em 2015, passando para 2.111 quilômetros de rodovias nessas condições. “Quanto menos manutenção e quanto mais buracos tivermos nas rodovias, maiores as chances

Frota cresce oito vezes mais que a pavimentação A pavimentação de rodovias no País cresceu em ritmo oito vezes mais lento do que a frota de veículos nos últimos 15 anos. Essa é uma das conclusões do primeiro anuário da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Lançado nesta semana, o trabalho reúne as principais estatísticas do setor. Entre 2001 e 2015, as estradas asfaltadas foram ampliadas em 23,2% no Brasil, em média de 1,5% por ano. Desde então, o País conta com 210 mil quilômetros de vias do tipo, o equivalente a apenas 12,2% de toda a malha, que comporta mais de 60% do movimento de cargas e 90% dos deslocamentos de passageiros. "Para piorar, 57,3% das vias têm problemas. A infraestrutura está evoluindo de forma muito lenta noPaís, e a falta de investimentos causa problemas colaterais que geram custos extras para o governo e a sociedade. Um deles é o encarecimento dos produtos", diz o diretor-executivo da CNT, Bruno Batista. O caso do Rio Grande do Sul não é diferente. Aqui, as artérias revestidas com asfalto expandiram 31,46% no período avaliado — o Estado ficou em 11ª lugar entre as unidades da federação.

cmyk

Em contrapartida, a frota teve acréscimo de 138,62%. O maior avanço em pavimentação foi registrado em Tocantins (375,96%) e também contabilizou o segundo mais alto incremento de veículos em circulação (484,95%) — nos dois casos, partiu de uma base mais baixa, o que contribuiu para o salto percentual. As más condições das estradas acabam agravando o cenário, conforme a CNT, porque o País, além disso, patina nas demais opções de transporte. A navegação de longo curso, por exemplo, evoluiu apenas 5,4% entre 2014 e 2015. Já participação das ferrovias, embora tenha aumentado com o processo de concessões iniciado em 1996, envolve apenas 20% do total de cargas. Evolução da malha pavimentada (2001-2015) Brasil Rodovias asfaltadas no período: 23,2% Avanço da frota: 184,2% (7,93 vezes maior) RS Rodovias asfaltadas no período: 31,46% Avanço da frota: 138,62% (4,4 vezes maior)

de acidentes que os motoristas enfrentam. Isso é muito mais perigoso para o motorista e muito mais trabalho para a polícia”, analisa o inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Alessandro Castro. O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) diz que tem conseguido retomar os programas de manutenção

e recuperação de rodovias, em 2016, com maior intensidade do que o ano passado. E que tem buscado, junto ao governo estadual, recursos para a melhoria dos serviços de manutenção das estradas. A reportagem tentou contato com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) e não obteve retorno.

Senado aprova MP que federaliza rodovias O Senado aprovou, nesta semana a Medida Provisória (MP) que permite à União reincorporar trechos da malha rodoviária do País. A previsão é que voltem ao controle do governo federal cerca de 10 mil quilômetros de rodovias que tinham sido transferidas para 15 estados em 2002, a pedido dos próprios estados. A maior parte das rodovias fica em Minas Gerais (2,8 mil km), Rio Grande do Sul (1,8 mil km) e Bahia (1,3 mil km). A reincorporação, neste momento, de alguns trechos ou de rodovias inteiras se justifica devido ao programa de concessões de rodovias

federais e ao fato de existirem obras no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) nessas rodovias, segundo o governo federal. A sobrecarga para o orçamento estadual é muito grande, devido ao volume do tráfego e a necessidade de fazer intervenções nesses trechos. Esse trabalho faz parte de um grande acordo feito por todos os estados e pela União" disse o relator da proposta, senador Acir Gurgacz (PDT-RO). O projeto foi aprovado de forma simbólica e vai para sanção presidencial.

Está em vigor penalização por guiar "cinquentinhas" A multa para quem conduzir os ciclomotores, motos conhecidas como "cinquentinhas", está em vigor em todo o País. Quem descumprir cometerá infração gravíssima, passível de multa de R$ 574,62 (o valor é multiplicado por 3) e apreensão do veículo. Para guiar "cinquentinha" é preciso ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria

A, para motos, ou a chamada ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotores), um documento pouco conhecido do público e que tem baixíssima procura. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), até o fim de abril, havia apenas 711 ACCs emitidas no país contra mais de 25 milhões de CNHs na categoria A.

Emater / Ascar

Erosão do solo e perdas de água A produção de alimentos, e a decorrente segurança alimentar, é absolutamente prioritária para a sociedade humana, tanto do ponto de vista fisiológico e nutricional, quanto do estratégico e político, e o solo é seu sustentáculo. A Organização das Nações Unidas (ONU) definiu 2015 o Ano Internacional dos Solos como uma estratégia global para atrair a atenção para a dependência da humanidade em relação a esse patrimônio natural, imprescindível para a produção de alimentos e para suporte de um enorme conjunto de funções, entendidas como serviços ecossistêmicos, os benefícios que as pessoas obtêm da natureza direta ou indiretamente, através dos ecossistemas, a fim de sustentar a vida da biosfera. Em nível global, solos têm sido degradados pelo crescimento urbano, da agricultura e da pecuária. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), os índices de degradação e contaminação do solo são preocupantes: 33% das terras do planeta estão degradadas. No Rio Grande do Sul, a partir da década de 70 e, principalmente ao longo dos anos 80, o sistema convencional de preparo do solo começou a ser substituído pelo plantio direto. Sem dúvida constituiu um grande avanço, consolidando os esforços realizados pela pesquisa e pelos técnicos, em favor da conservação do solo e da água. No Noroeste gaúcho o ano de 2014 registrou comportamento atípico da precipitação pluvial. Um volume de 300 milímetros de chuva foi registrado em três dias, provocando erosão até mesmo em áreas de plantio direto, normalmente mais resistentes a esse tipo de dano. Estima-se que, pelo menos 60% de toda a precipitação pluvial que inundou o Rio Grande do Sul nos meses de junho/ julho de 2014 não foi absorvida pelo solo e deixou marcas de destruição em lavouras do Norte e Noroeste do estado. No dia 24 de Abril de 2016, em 9 a 10 horas choveu aproximadamente 155 mm no município de Ijuí. Essa situação vem se agravando em razão das progressivas mudanças no manejo de solos. A erosão está fortemente associada ao aumento na mobilização do solo e pouca cobertura do solo por resíduos culturais. Como agravante, as semeaduras são realizadas em qualquer sentido das glebas (semeadura morro acima morro abaixo) e sem uso de práticas conservacionistas complementares, tendo-se generalizado a percepção, por parte dos agricultores, técnicos, empresas e indústrias de máquinas, de que com a simples prática de plantio direto solucionavam-se os problemas da erosão. Este problema de adoção de práticas inadequadas de conservação do solo vem se arrastando desde 1994, coincidindo com o início da retirada dos terraços das lavouras. Com o avanço do processo de degradação, verifica-se redução no teor de matéria orgânica do solo, com resultante aumento da emissão de CO2 para a atmosfera e perda de cobertura vegetal. É importante fazer uma reflexão sobre a erosão do solo e perdas de água, pois estamos comemorando a Semana Nacional do Meio Ambiente que começa em 1 de junho e vai até amanhã, quando se celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

Após pedidos de demissões, RS anuncia pagamentos Após os alertas de possibilidade de motins e do pedido de demissão coletiva de 10 diretores de presídios do Rio Grande do Sul, o governo gaúcho anunciou a liberação de R$ 4,8 milhões para o pagamento de horas extras para os agentes penitenciário nos meses de maio e junho. Apesar de um documento da diretoria de Segurança da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) divulgado pelo sindicato da categoria ter alertado para o risco de rebeliões por conta da falta de agentes, o órgão afastou a possibilidade de motins. Em contato com a 3ª região Penitenciária, sediada em Santo Ângelo, há o consenso e o lamento pela crise, no entanto, não existem informações de afastamentos ou pedidos de demissões. A superintendente da Susepe, Marli Ane Stock, afirmou que o pagamento das horas extras será realizado após a quitação dos salários dos servidores estaduais. “Pode ficar tranquilo, não há risco de rebelião. Até agora, nós sempre tivemos o controle dos presídios e

PLANTÃO BR-468 - A PRF flagrou na tarde de ontem, durante reconhecimento de trecho feito na BR 468 em Três Passos, uma camionete carregada com botijões de gás de cozinha sem atender às normas para o transporte seguro do produto. O gás de cozinha é produto perigoso (PP) e seu transporte deve atender à legislação específica. A nota fiscal da carga de 644 kg não tinha informações necessárias exigidas. Não havia também, equipamentos para situações de emergência e simbologia adequada. O motorista responderá por crime ambiental. A carga foi transbordada para um carro apto e seguiu viagem. TOMBAMENTO - Uma menina morreu e uma idosa ficou ferida após um caminhão de lixo tombar e atingir o canteiro central da Avenida Azenha, em Porto Alegre, ontem. O motorista do caminhão também ficou ferido. A mulher e a criança, de 11 anos, aguardavam no local para atravessar a avenida, quando foram atingidas. A menina morreu no local, e a idosa e o motorista do veículo foram encaminhados ao Hospital de Pronto Socorro (HPS). De acordo com testemunhas, o caminhão trafegava pela Azenha em direção à Ipiranga quando o motorista perdeu o controle do veículo.

das penitenciárias, então, não há motivo de preocupação por parte da população”. Ela afirmou ainda que não foi comunicada do pedido de demissão coletiva de 10 diretores de presídio, que alegaram “inviabilidade total de gestão” por conta da falta de recursos. “Estou sabendo por vocês (imprensa) dessa notícia. Se é pela falta do pagamento das horas extras, essa notícia já não se confirma porque já está confirmado o pagamento”, rebateu Marli Ane Stock. Ontem, a Associação dos Monitores e Agentes Penitenciários do Rio Grande do Sul (Amapergs) disse que o pedido de demissão está mantido, e que será aguardado um período de 30 dias para as soluções pedidas. O sindicato da categoria afirma ainda que o número de agentes penitenciários representa metade do número ideal de servidores, situação que seria remediada com as horas extras. A Susepe diz que está em tratativas com o governo gaúcho para a realização de um concurso que possa preencher

Marli Ane Stock, superintendente da Susepe

cerca de 1 mil vagas. No decorrer da semana, audiências judiciais estariam deixando de ser realizadas pela falta de recursos para o transporte dos presos. Dentro de dois meses, deve ser apresentada uma proposta para viabilizar a realização de audiências por videoconferência, que reduziria o problema.

“Mistério”, diz delegado sobre família executada A investigação sobre a morte de cinco pessoas da mesma família aponta, de forma preliminar, para hipótese de execução, nos moldes de um crime passional, uma vez que quatro dos corpos tinham marcas de tiro na cabeça. A avaliação é do diretor do Departamento de Homicídios, Paulo Grillo. No entanto, a motivação ainda não foi esclarecida. “Pelas circunstâncias, se moldaria a uma motivação passional”, disse Grillo, que tem acompanhado as investigações. “Mas nada pode ser excluído”, acrescentou. “Foram encontradas drogas embaixo do corpo do rapaz”, afirmou, completando, no entanto, que o calibre da arma utilizada não é comum em execuções relacionadas ao tráfico de drogas. “Não sabemos se o crime foi planejado. Ainda permanece envolto em um mistério e vai exigir demais dos policiais”, salientou. A hipótese de que o crime tenha relação com o tráfico de drogas só não foi totalmente descartada porque foram encontradas 10 petecas de maconha e cocaína embaixo do corpo de uma das vítimas. Os mortos foram identificadas como Lourdes

Felipe, 64 anos, mãe de Valmir Felipe Figueiro, 29 anos, e de Luciane Felipe Figueiro, de 32, além de João Pedro, 5 anos, e Miguel, de menos de um mês de idade, filhos de Luciane. As cinco pessoas foram encontradas mortas dentro de casa no bairro Jardim Itú Sabará, na Zona Norte de Porto Alegre, na tarde de quinta-feira. O bebê não tinha marcas de tiros, mas o corpo estava embaixo da mãe. A perícia acredita que a criança pode ter morrido sufocada, ou com fome. “A única pessoa que tinha dois tiros, além do tiro na cabeça, um no braço, que poderia ser de defesa, é a moça [Luciane]. De resto, não é oficial, não temos nada neste sentido de algum sinal que indicasse luta”, acrescentou Grillo. A família era de Santa Catarina e viajava com frequência para o estado de origem, o que não fez os vizinhos desconfiarem do sumiço desde a última sexta-feira. Nenhuma porta foi arrombada, e a arma do crime não foi localizada, apenas munições de calibre 22. Uma das vítimas teria relatado ameaças de um antigo relacionamento.

19

Agentes pedem licença de casas penitenciárias O pedido de demissão coletiva foi feito após as falhas apontadas pelo diretor de segurança da Susepe, Mario Luiz Pelz, em uma carta endereçada à superintendente, Marli Ane Stock, que foi divulgada na última quinta-feira pelo sindicato que representa os servidores penitenciários. Na carta, Pelz alerta sobre uma série de problemas que identifica nos presídios do Estado, e que podem resultar em rebeliões e até mortes, na avaliação dele. O Rio Grande do Sul atingiu em maio uma marca histórica com mais de 34 mil presos no sistema prisional. Se soluções não forem tomadas, Pelz avisa que colocará o cargo à disposição. A Susepe, por sua vez, diz não cogitar a saída do diretor de segurança. O documento era interno, mas foi divulgado pela Associação dos Monitores e Agentes Penitenciários do Rio Grande do Sul (Amapergs) após ter vazado para outros funcionários. Pelz entende que a situação pode se agravar principalmente pela diminuição do número de servidores nas casas prisionais, que é provocada pelo corte nas horas extras, segundo ele. “Estou dizendo que não tenho condições de colocar de forma segura, nas condições atuais”, salientou. Junto a isso, o sindicato diz

que o corte de verbas prejudicaria também o transporte de presos para audiências judiciais. “Estamos deixando 40% das audiências sem realização [por causa da falta de recursos para o transporte de presos], chegando a 70%. A tendência é que nenhuma audiência seja realizada nos próximos dias”, afirma o presidente da Amapergs, Flavio Berneira. Por lei, os apenados têm direito de participar de todas as audiências do processo criminal a que respondem. O custo de transporte e segurança para cada audiência chega a R$ 540. No Estado, são realizadas 50 mil por ano, com custo total de quase R$ 30 milhões. Nos últimos dias, 25% dos presos não compareceram às audiências. De acordo com a categoria, 3.775 agentes são responsáveis por 104 casas prisionais, quando o ideal seria o dobro disso. A restrição da jornada extra, conforme a direção da Susepe, representa 40 agentes a menos nas cadeias gaúchas. Ele afirma que a fiscalização noturna foi diminuída em 20% nos presídios e que, a partir de agora, muitos locais contarão com apenas uma pessoa para guardar todos os presos. De acordo com Pelz, essa situação pode acarretar em mortes e rebeliões.

PC fecha laboratório de drogas no Estado

Trabalho foi realizado pelo Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico

Uma operação do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) na madrugada de ontem fechou um depósito de drogas que funcionava em um prédio no Centro de Canoas, na região Metropolitana. No local, criminosos vendiam drogas para outros traficantes revenderem. O diretor de investigações do departamento, delegado Mário Souza, estima que o entorpecente, se vendido

em porções, poderia chegar a R$ 200 mil. Foram apreendidos 2 kg de cocaína pura, 1 kg de maconha, quatro balanças de precisão, celulares e dinheiro. Um homem de 48 anos foi preso. A ação, que teve mais de 20 dias de apuração, foi feita pela 2ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico, com coordenação do delegado Guilherme Calderipe e apoio do delegado Thiago Lacerda.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

BRIGADA MILITAR

Suspeitos de tráfico seguem na Modulada

Permanecem reclusos junto a Penitenciária Modulada de Ijuí (PMI) Paulo Rogério Marques de Oliveira, 41 anos, e Cláudio Rogério Martinelli, 44 anos. Ambos foram presos pela Brigada Militar de Ijuí, na noite de quinta-feira, após um trabalho de monitoramento e abordagem no bairro Tomé de Souza. As duas prisões foram fruto de um trabalho do Serviço de Inteligência da Brigada Militar do município. Após diversas denúncias de moradores da região, Policiais Militares (PMs) passaram a monitorar dois supostos pontos de tráfico de drogas. Em meio a diligências ficou constatado a grande movimentação de usuários no local. No início da noite de quinta-feira, uma campana capitaneada pelo Pelotão de Operações Especiais e em um primeiro momento, Paulo Rogério foi abordado no momento em que chegava em casa. Em buscas realizadas em sua residência e seu veículo, foram encontradas quantidades significativas de crack, maconha e cocaína, além de dinheiro e uma balança de precisão. Logo após, em uma ação quase paralela em outro ponto, foram apreendidas mais drogas. Entre as apreensões foram 180g de cocaína, 80g de maconha e dezenas de pedras de crack. Ainda conforme repassado pela polícia,

Novos PMs devem ir para as ruas em setembro

Comando geral da BM promete um intensivo para os PMs nomeados

Droga apreendida pela Brigada Militar deixou um prejuízo de R$20 mil

Homens suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas foram capturados

entre os entorpecentes apreendidos estima-se um prejuízo nos traficantes de R$20 mil. Após os procedimentos de

praxe, tiveram o flagrante lavrado pelo delegado Gustavo Arais. Ambos estão à disposição do Poder Judiciário.

Após uma breve solenidade no início desta semana, 222 novos policiais militares iniciaram o curso de formação da Brigada Militar. Destes, 178 são os melhores colocados no último concurso público, de 2014, e irão ocupar o lugar dos temporários que foram desligados em fevereiro porque os contratos venceram. Os demais são PMs que passaram em concursos anteriores, já estavam trabalhando na corporação em setores administrativos e conseguiram liminares na Justiça. O número de decisões judiciais acabou engrossando o antigo número, de 207 PMs, que a Brigada estava divulgando até a semana passada. Segundo o comandante-geral da BM, coronel Alfeu Freitas Moreira, diante da falta de efetivo e do aumento da criminalidade, os novos policiais terão um "intensivo", com pelo menos mais dois períodos de aula por semana, incluindo quartas à tarde e sábados pela manhã, com objetivo de irem para o trabalho "de rua" o quanto antes. Para isso, serão intensificadas as disciplinas de técnica policial, como abordagem policial, uso

Mais de 900 PMs já se aposentaram no Estado Dados do Diário Oficial do Estado apontam que 911 policiais já entraram para a reserva remunerada em 2016 no Rio Grande do Sul. O levantamento considera PMs que se aposentaram entre 1º de janeiro e 25 de maio. O número é superior aos 544 que entraram para a reserva no mesmo período de 2015. O responsável pela Diretoria do Departamento Administrativo da Brigada Militar, coronel José Henrique Gomes Botelho,

afirmou que o número de aposentadorias tem sido maior nos últimos anos. Ele explica que isso se deve ao grande ingresso de PMs na corporação no final da década de 80 e início da década de 90. “A partir da década de 1990, nós tivemos a inclusão de um grande número de soldados. Entraram 1 mil, 2 mil, até 3 mil policiais. Então, nós estamos nesta iminência. Os primeiros já começaram a implementar os

requisitos para a reserva remunerada. Nos próximos anos, nós devemos ter levas consideráveis indo para a reserva”, afirmou ele. Questionado sobre a situação

financeira do Estado, coronel Botelho destacou que não considera os problemas econômicos o principal fator para a elevação no número de aposentadorias.

Número de PMs com pedido de reserva já é superior a todo o ano passo

cmyk

20

de armas de fogo, documentação operacional, comunicação de rádio e decisão de tiro. "Toda essa gurizada, no bom sentido, precisa aprender a usar arma de fogo e a decidir se atira ou não atira, porque o policial militar tem que tomar decisões em frações de segundo. Por isso, muita cautela em antecipar aulas, mas vamos buscar isso para ajudar o policiamento existente", afirmou o comandante. Com a aceleração das aulas, a BM pretende que os alunos iniciem a prática de policiamento, com a supervisão de PMs experientes, dentro de três meses e a formação se dê até o fim de dezembro, totalizando sete meses. O tempo comum de preparação é de nove meses. As 34 mulheres e 148 homens da nova turma de alunos na Academia de Polícia Militar (APM), em Porto Alegre, após a formação, devem atuar na Região Metropolitana, Vale do Sinos e talvez na Serra, seguindo critérios de maior índice de criminalidade. As cidades, especificamente, não serão divulgadas por "questões estratégicas" da BM.

PLANTÃO IPI: Mais uma fuga foi contabilizada junto às dependências do Instituto Penal de Ijuí (IPI). Agora foi a vez de Adilson Gil, 39 anos, que evadiu da Casa no momento do chamado Banho de Sol. Os agentes constataram a ausência no momento da recontagem dos presos. Adilson é natural de Horizontina e foi preso e levado à Modulada no ano de 2012 e recentemente havia progredido regime. Até o fechamento da Adilson não havia sido recapturado. SUSEPE: Agentes penitenciários registraram mais um caso envolvendo aparelho de telefone no interior da Modulada. Os agentes flagraram Yam Andrade Farias, 26 anos, falando ao celular no banheiro do pátio da casa. Um procedimento administrativo foi aberto para apurar as responsabilidades.


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

ESCOLA ABERTA PARA CIDADANIA

Programa tem foco no jovem em vulnerabilidade social O programa Escola Aberta para Cidadania (Peac) teve início em 2013 no Estado e acontece nos fins de semana, com a colaboração da direção do educandário e do monitor que supervisiona todas as atividades realizadas durante o período de funcionamento. Integram o programa diversas temáticas, como a esportiva, a geração de renda, cultura e pedagógica com orientação dos oficineiros, considerando os interesses da comunidade escolar em geral. Para isso, a escola participante recebe um valor mensal para compra de materiais permanentes para a oficina e para o pagamento dos oficineiros. Atualmente são 100 Escolas Abertas para a Cidadania no RS, mantidas com recursos do governo

estadual e 118 Escolas Abertas MEC - Relação Escola-Comunidade, mantidas com recursos do governo federal. Dentro da área de abrangência da 36ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), três escolas oferecem o programa, a Escola Catuípe, a Escola de Ensino Fundamental Luis Fogliatto e a Escola de Ensino Fundamental Chico Mendes, ambas de Ijuí. “A escola que oferece o programa pode ser trocada sempre que julgar necessário, por exemplo, é realizado um diagnóstico com a comunidade identificando as demandas e podendo trocar a hora que quiser”, explica a coordenadora do programa Márcia Sloczinski. “A participação no programa não é restrita somente a alunos do programa, mas à comunidade em geral”.

Extensionistas realizam formação Nesta semana, um grupo de 28 extensionistas da Emater/RS-Ascar do regional de Ijuí, estiveram em Passo Fundo, participando de uma capacitação na Biotrigo. Durante o dia, os agrônomos e técnicos participaram de palestras sobre o posicionamento do trigo; implantação, cuidados e colheita; características das principais cultivares; qualidade industrial; alimentação animal e ainda fizeram uma visita às instalações da sede da Biotrigo. Para o gerente regional

da Emater de Ijuí, Carlos Turra, é muito importante esse investimento que a Instituição vem fazendo em capacitações e qualificação profissional. “Dar oportunidade de conhecimento de tecnologias, inovações em áreas essenciais para a economia do Estado, como é o trigo, é muito importante”, avaliou Turra. Ele destaca que as tratativas junto à Biotrigo para essas capacitações iniciaram na Expodireto Cotrijal 2016, em Não-Me-Toque, juntamente com o diretor técnico da Emater/RS, Lino Moura.

Atualmente o financiamento do PEA acontece via convênio com duração de 12 meses. “O Círculo de Pais e Mestres (CPM) recebe o valor e junto com a direção da escola realiza o gerenciamento, devendo ao final do período realizar prestação de contas que vai para Porto Alegre”, conta. "O foco, na verdade, é o jovem em situação de vulnerabilidade social, e quando esse jovem começa a vir para a escola nos fins de semana e tem toda essa assessoria ele passa a ter o sentimento de pertencer a escola e com isso passa a zelar pelo patrimônio. Então, teve uma melhoria nesta parte, de acordo com o que os coordenadores e a direção da escola", comemora Márcia. Os eixos norteadores

Marcia Sloczinski

do programa são a construção da cidadania, a democratização do espaço público, o protagonismo positivo com ênfase no juvenil, a escola como polo irradiador de cultura, e a construção da cultura de paz.

SERVIÇOS CONSELHO TUTELAR- O Conselho Tutelar zela por crianças e adolescentes que foram ameaçados ou que tiveram seus direitos violados. Mas zela fazendo não o que quer, mas o que determina o ECA (Estatuto da Criança

e do Adolescente) em seu artigo 136, nem mais (o que seria abuso) nem menos (o que seria omissão). Toda suspeita e toda confirmação de maus tratos deve ser obrigatoriamente comunicada ao Conselho Tutelar.

EM MEMÓRIA AO 2º ANO DE FALECIMENTO E CONVITE PARA MISSA

Bandeirantes do Verde comemora 37 O grupo Bandeirantes do Verde comemora neste domingo, 37 anos de existência no município de Ijuí. Em alusão a data, neste fim de semana diversas atividades serão realizadas no bairro Modelo, com o intuito de promover a integração dos moradores e do grupo. A vice-presidente do Bandeirantes do Verde, Dinorah Gehm, ressalta que a programação inicia já na manhã deste sábado. "A partir das 9h acontece um plantio de árvores na Praça Henrique Deutschmann, conhecida como a praça do silência, em alusão também a Semana do Meio Ambiente. Na ocasião também estarão presentes, autoridades do município", explica. No domingo, conforme a vice-presidente, atividades serão desenvolvidas durante todo o dia, com brinquedos infláveis para as crianças e demais ações. "Teremos brinquedos e brincadeiras para as crianças do Modelo e também de outros bairros. À tarde acontece a reinauguração do Ninho do Livro, juntamente com entrega dos uniformes para os bandeirantes, em parceria com o Sicredi. A programação ocorre ao lado do Colégio Modelo, também com venda de cachorro-quente para a

comunidade", finaliza. Criados em 5 de junho de 1979, os Bandeirantes do Verde partiram da iniciativa dos próprios moradores do bairro Modelo. Em um período compreendido pouco tempo após o início da habitação da localidade, com a implantação de mais de 700 casas por intermédio da Companhia de Habitação do Estado (Cohab), cinco vizinhos se reuniram na casa número 20 da Avenida Nelson Lucchese, para discutir alternativas ao plantio e proteção de árvores e canteiros do bairro, assuntos que, na época, tinham pouca repercussão entre as autoridades e público em geral. A partir disto, os moradores Delmar e Rosane Amorim, Ari e Lila Tomé da Cruz, e Jussara Oliveira, decidiram fundar a Sociedade Ecológica Bandeirantes do Verde. Conforme Delmar Amorim, antigo presidente e idealizador da entidade, através do trabalho voluntário iniciado por eles, surgiu a ideia de se implantar um projeto novo, onde houvesse uma integração maior com a comunidade, tendo em vista que, na época, a localidade era descampada e não possuía nenhuma arborização.

PARTICIPAÇÃO DE FALECIMENTO E CONVITE PARA CULTO Esposa Odila, filhos Alex e Jaques, noras e neta, ainda profundamente consternados participam o falecimento do sempre lembrado

INOEMA DOBBERT (TINICA) *19/03/1953 +04/06/2014

NERI RAUGUST *10/03/1955 +25/05/2016

Dois anos se passaram, o tempo só aumenta nossa saudade. A alegria, o amor e a felicidade que tínhamos ao teu lado nos faz muita falta e não a esqueceremos jamais.

“A dor é enorme, mas a certeza de que você foi escolhido por Deus para habitar em outro plano, e que um dia nos encontraremos, conforta essa dor. Quanta falta

Esposo Bruno Dobbert Filho, filhos, genros, nora e netos convidam para missa que será realizada hoje, às 19 horas, na Igreja Natividade. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá.” João 11:25-26 Trabalho de formação ocorreu na cidade de Passo Fundo

21

Ijuí, 4 de junho de 2016.

você nos faz. Deixou um vazio em nossos corações, pois era uma pessoa muito especial. Na memória de quem ama não há lugar para o esquecimento, só para a saudade daqueles que durante a vida nos trouxeram tanta alegria.” Outrossim, convidam para culto a ser celebrado amanhã, dia 5, às 9 horas, na Igreja Evangélica Luterana Emanuel. Ijuí, 4 de junho de 2016.

cmyk


Notícias

Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

APOIO FINANCEIRO

CNM questiona medida direcionada às creches

Recentemente, o governo federal divulgou a medida provisória (MP) 729/2016. No texto, o órgão afirma que a medida “garante apoio financeiro às prefeituras que ampliarem o número de matrículas em creches para crianças de 0 a 48 meses, vinculadas ao Bolsa Família ou que tenham aumentado a cobertura de crianças beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC)”. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) reforça sua posição contrária à MP. A entidade lembra os gestores municipais que a Medida é uma reedição da MP 705/2015, com poucas alterações. Essa última alterou a Lei 12.722/2012, que trata das transferências obrigatórias da União aos Municípios e Distrito Federal destinadas à manutenção e desenvolvimento da educação infantil para atendimento em creches de crianças de zero a 48 meses, cadastradas no Censo Escolar e de famílias

Para a CNM, Medida Provisória 729/2016 não aumenta recursos federais para creches

beneficiárias do Programa Bolsa Família (PBF). Outro ponto importante é que a MP 705/2015 restringiu o número de prefeituras e de crianças beneficiadas com esses recursos federais, e também reduziu o valor repassado por criança matriculada nas creches. Segundo o texto

dessa MP, o valor por criança, antes equivalente a 50%, passou a ser de até 50% do valor anual mínimo nacional por aluno para a educação infantil do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

nha para doação de roupas. Em torno de 80 pontos de arrecadação de agasalhos estão distribuídos no Município e um container foi instalado na Praça da República ao lado do módulo da Brigada Militar. Em caso de grandes volumes de doações, a comunidade pode entrar em contato pelo telefone 3331 8294 que a Secretaria vai ao local buscar.

No último fim de semana, o governo do Rio Grande do Sul lançou a Campanha do Agasalho 2016 durante solenidade no Palácio Piratini. Com o tema Doe com Amor, o evento tem como novidade a exposição de doações feitas por famosos em um espaço itinerante denominado Galeria de Memórias.

22

Beneficiários devem efetuar recadastramento A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) está em andamento com o processo de atualização cadastral para beneficiários de programas sociais do governo federal, como BolsaFamília, Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) e Benefício de Prestação Continuada (BPC). No dia 29 de maio a Caixa Econômica Alterou o sistema de Cadastro Único (Cadúnico) chegando a versão 7.15, em que as exigências para inclusão no programa Bolsa Família ficaram mais criteriosas. A partir desta alteração, novos documentos, além daqueles já exigidos pelo Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), devem ser entregues pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS). Os beneficiários do programa precisam fazer o recadastramento a cada dois anos, e desde o dia 29 de abril as famílias estão recebendo, no extrato bancário de pagamento do benefício, a convocação para essa atualização. “A questão mais importante, e mais problemática, é a omissão de

Neiva Agnoletto

informação porque a família precisa ir dizer como é seu ambiente familiar porque o entrevistador não mora nessa residência, e essa família tem que entender que ela assina em vários lugares no formulário e fica registrada a assinatura de cada um”, lamenta a titular da SMDS, Neiva Agnoletto. “É complicado, temos fechado o cerco, e mesmo assim ainda ocorre a omissão de informações.”

Ijuí sedia formação da para contadores Campanha necessita de roupas infantis Fecoergs A Ceriluz sediou nessa semana Coopernorte.

A Campanha do Agasalho está em andamento no município. A secretária municipal de Desenvolvimento Social (SMDS), Neiva Agnoletto, frisa que há necessidade especial de roupas para crianças em período escolar, que é onde as doações estão mais fracas. A campanha encerra-se em julho, mas Neiva destaca que ao longo do ano é realizada campa-

Conselho certifica Escola Lápis de Cor

um encontro de contadores das cooperativas gaúchas filiadas à Federação das Cooperativas de Energia do RS (Fecoergs). É o segundo encontro sediado em Ijuí em menos de um ano. Nesta semana a qualificação ocorreu no período de 31 de maio a 3 de junho. Estiveram reunidos para o treinamento contadores das cooperativas Ceriluz, Cerfox, Cooperluz, Cermissões, Creluz, Certhile

O objetivo foi compreender e atualizar um sistema de transmissão de dados produzido pela Useall, empresa que elabora softwares de gestão empresarial para todas as cooperativas citadas. Em vez de prestar esta consultoria individualmente, em cada uma das cooperativas, optou-se por congregar essa atividade em Ijuí, escolhida pela sua posição geográfica, centralizada no interior do Estado.

Contadores retomam estudo de software para transferência de dados

SERVIÇOS Certificação de escola foi entregue durante reunião do Conselho de Educação, na última semana

O Conselho Municipal de Educação de Ijuí realizou nesta semana, durante sessão plenária, a entrega do Certificado de Regularidade Cadastral para a Escola de Educação Infantil Lápis de Cor. A certificação se dá após terem sido concluídos os proces-

cmyk

sos de credenciamento da nova sede e de recadastramento anual da instituição. Na oportunidade, o presidente do Conselho, professor Valdir José Sandri falou sobre a importância do Certificado,uma vez que mostra para a comunidade

o comprometimento da escola na oferta de educação infantil de qualidade.Durante o ato, os Conselheiros parabenizaram a equipe da escola pela organização e trabalho realizado, e juntamente com o gestor, relembraram da trajetória da escola.

ROÇADAS - Ao longo desta semana, a equipe da Secretaria Municipal de Obras, Desenvolvimento Urbano e Trânsito (Smdutran) realizou roçada, limpeza e manutenção em vários pontos públicos da cidade. As equipes, coordenadas pelos servidores Acácio Amaral e

Paulo Ceretta, também realizaram roçada em diversas rótulas, nas praças dos bairros São José e Jardim, nas Avenidas Pinheiro Machado e 21 de Abril, no trevo do Alvorada, no entorno da Escola Infantil Branca de Neve e, ainda, no bosque dos Capuchinhos.


Jornal da Manhã

Sábado e domingo, 4 e 5 de junho de 2016

23

Memória JM CARA OU COROA

Armindo Pydd

PEIXES DE ÁGUAS PROFUNDAS **A China com seus 5 mil anos de história tem muita experiência acumulada. E uma história fascinante. No livro sobre o Serviço Secreto Chinês que estou lendo podemos aprender muito. Uma das expressões neste livro é a maneira de designar personagens que realmente têm poder, mas que não são conhecidos, que conseguem estar no centro de todos os acontecimentos e decisões, mas não são notados. São os chamados “ peixes de águas profundas”. **“Na esteira do Mensalão e da Lava-Jato agora no Brasil estão sendo divulgados alguns destes ' peixes de águas profundas” que estão entre nós. E que agora aparecem como suspeitos denunciados e também já muitos condenados como mentores e beneficiários de bilionárias irregularidades. Temos por exemplo o comandante do maior conglomerado de construtoras (Marcelo Odebrecht). Agora aparece o presidente do maior banco privado brasileiro (Luiz Carlos Trabuco- Bradesco). Também Joseph Safra (Banco Safra ícone das finanças) e André Gerdau Johanpeter (um dos reis do aço) são nominados. **Quanto os “peixes de águas profundas” na área política agora aparecem cada vez mais como suspeitos diversos ex-presidentes da República (Sarney, Collor, FHC, Lula, Dilma). Delatores premiados estão ampliando a relação de políticos envolvidos em corrupção de maneira exponencial. Seriam 200 nas “lista da Odebrecht” ou como falou o ex-presidente Sergio Machado da Transpetro. “ não escapam nem cinco”?. **”Atmosfera paranoica” é como vive o mundo político em Brasília na angústia de novos vazamentos de delações. **”Eu tinha medo do MST” (José Carlos Bumlai, dono de 210 mil hectares de terras no Mato Grosso, amigo de Lula, ao justificar as manobras financeiras para beneficiar o mesmo e seu entorno) ** Comparativo de impostos entre o capitalista EUA e o Estatista Brasil. Água 0% contra 45%. Luz 6,5% contra 45,8%, telefone 6,5% contra 47,85%,gasolina 15,9% contra 59,7%, remédios 0% contra até 83%. Que tipo de regime serve melhor seu povo?

Notícias de junho de 1981

Feira do Terneiro de Ijuí bate recorde no Estado A Feira do Terneiro de Ijuí foi a maior entre as 18 realizadas até agora no Rio Grande do Sul, pela Secretaria de Agricultura. Foram colocados à venda aproximadamente 2,2 mil animais, sendo todos eles vendidos, representando esse número um recorde no Estado. O total de vendas atingiu uma cifra recorde em torno de R$ 25 milhões. A abertura oficial da Feira do Terneiro de Ijuí, no Parque Regional de Feiras e Exposições Assis Brasil, teve lugar com a execução do Hino Nacional e hasteamento das bandeiras do Brasil, pelo prefeito Wilson Mânica;

A Feira do Terneiro teve início com uma solenidade de abertura

Prefeito promete aumento aos professores As dependências da sede da Cepasmi estavam totalmente lotadas, durante a realização da Assembleia Geral Extraordinária da Associação dos Professores Municipais. A ocasião foi considerada histórica por muitos dos presentes, já que os membros da classe são apáticos e não constumam reivindicar. A reunião durou três horas e transcorreu em clima de grande tensão, com a presença de autoridades como o prefeito Wilson Mânica, delegada da 36ª Coordenadoria Regional de Educação,

**É incontestável o crescimento dos evangélicos, em especial em países onde a religião era criminalizada. O maior comprador de Bíblias hoje é a Rússia, em segundo lugar está a China. Na África é grande o crescimento dos evangélicos também. **O drama dos refugiados prossegue. Alguns países europeus têm leis especialmente duras. Na Dinamarca é crime transportar ou dar refúgio a pessoas sem documentos. **Temos uma presidente afastada e um vicepresidente no exercício. A decisão de quem vai comandar o País nos próximos dois anos e meio será do Senado e em breve. São 81 senadores. Existe um clima de nervosismo em torno da votação fatal. Existe, no entanto um fator sempre decisivo. Quem tem a “caneta” tem mais poder. Ou não?

do Rio Grande do Sul, por Rodolfo Silva, representante do secretário estadual de Agricultura; de Ijuí, pelo presidente do Sindicato Rural, Reinholdo Luiz Kommers; e da Escola Assis Brasil, pelo presidente da Cotrijui, Ruben Ilgenfritz da Silva. Paralelamente à Feira do Terneiro, realizou-se no Parque Assis Brasil uma exposição comercial e industrial, com a participação de cinco empresas locais. Foram expostos implementos agrícolas, caminhões, adornos de jardins, piscinas, material de camping e tanques de água para lavouras.

Sônia Drews, Rudi Beck, secretário de Administração e o vice-prefeito Olivar Scherer. Na reunião esteve em pauta a situação da classe diante do ritmo inflacionário, melhores condições salariais, luta por um piso salarial com base no atual salário mínimo e um aumento real e justo. Após o debate, o prefeito Wilson Mânica declarou que pediria uma verba suficiente para pagamento de um melhor salário base. A proposta foi aplaudida e ficou acertada nova assembleia, para deliberação entre as partes.

inscrições até o dia 29 de junho de 2016, pelo site www.objetivas.com.br. A taxa vai de R$ 20,00 até R$ 100,00.

CONCURSOS Prefeitura de Sapiranga - RS A prefeitura de Sapiranga, no Rio Grande do Sul, lançou o edital nº 001/2016 de concurso público, com a intenção de selecionar candidatos de níveis fundamental, médio e superior, para a contratação imediata de 295 novos profissionais, sob o regime Estatutário, mais o cadastro de reserva. Os interessados devem realizar suas

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul O Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul divulgou o edital n° 01/2016 de processo seletivo para o preenchimento de quatro vagas na função de Conciliador Cível e quatro vagas na função Juiz Leigo na Comarca de Arroio do Tigre. As inscrições estão abertas desde o dia 1° de junho a 1° de julho e serão recebidas na sede do Fórum, localizada na Rua Willy Heringer esquina com a Rua Francisco Gottems, nº 393, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

A coleção completa do JM está disponível para pesquisa no Museu Antropológico Diretor Pestana

Fórum pode se transferir para antigo prédio do Banco do Brasil - O poder Judiciário da Comarca de Ijuí, poderá se transferir nos próximos dias para o antigo prédio do Banco do Brasil, que foi adquirido pelo governo do Estado, após gestões desenvolvidas pela administração municipal, com o apoio dos deputados Emídio Perondi e Rubi Diehl, nas áreas federal e estadual. A entrega do prédio se concretizou quando o prefeito Wilson Mânica, devidamente autorizado, entregou ao juiz de Direito, Ivo Mansan, diretor do Fórum, as chaves do prédio que abrigou a agência do Banco do Brasil. A mudança do Fórum vinha sendo reclamada há bastante tempo, dada a precariedade de suas instalações no Edifício Nelson Lucchese. Medida presidencial não atingiu a Fidene - Com o decreto assinado pelo presidente João Figueiredo, recentemente, proibindo ao Conselho Federal de Educação emitir autorização para a criação de novos cursos superiores em todo o Brasil, ficaram com a tramitação interrompida 204 pedidos. Destes, 35 são de instituições gaúchas. A Fidene não foi atingida com essa determinação, uma vez que os seus cursos, o último processo de autorização de cursos que se encontrava em tramitação em Brasília, foi reconhecido semanas antes da assinatura do decreto presidencial.

Universidade Federal de Santa Maria - RS A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul, por meio do edital de concurso público nº 36/2016 Progep, está com oportunidades disponíveis para quem pretende se tornar servidor Técnico-Administrativo em Educação. Os selecionados irão atuar nas unidades acadêmicas de Palmeira das Missões, Cachoeira do Sul e Santa Maria, fazendo jus a salário que varia entre R$ 1.739,04 e R$ 3.666,54. As inscrições estão abertas desde as 9h de 25 de maio até 23 de junho de 2016, pelo site https://portal.ufsm.br/concursos, mediante pagamento da taxa de inscrição, que varia de acordo com o nível de escolaridade de R$ 43,00 a R$ 91,00.

cmyk


WWW.JMIJUI.COM.BR

CONHECENDO O ESTÁDIO

OCUPAÇÃO DE ESCOLA

Procurador Gustavo da Rocha esteve na escola Ruyzão para ouvir a pauta de reivindicações dos estudantes. | 7

Inscrições do Concurso de redação são prorrogadas Durante a visita ao Estádio 19 de Outubro, os alunos do Ceap conheceram o espaço e ainda tiveram a oportunidade de jogar futebol com Paulo Baier. | 7

Estudantes podem entregar redações até o dia 13 de julho na direção das escolas. Este ano, o tema do Concurso de Redação é HCI na Comunidade. | 7

São Luiz quer vitória na despedida Rubro cumpre tabela amanhã diante do União na última rodada da segunda fase da Divisão de Acesso. | 16

Escolas realizam simulado de revezamento Alunos da Escola Municipal Fundamental Doutor Ruy Ramos estiveram na Escola Municipal Infantil Trilha do Saber. | 21

EDITORIAL | 6 A crescente de preços da soja é extremamente benéfica ao produtor brasileiro, e só deve aumentar a confiança dos agricultores na cultura

cmyk

Sitepaginas  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you