Page 1

C Y M K

Ano 7 - n°79 - Outubro de 2013

O JORNAL QUE FALA COM O HOMEM DO CAMPO

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Morango

FINANCIAMENTO

Crédito Rural beneficia produtores na região noroeste Página 4

Um complemento a mais na renda dos produtores Pág. 10

MEIO AMBIENTE

Cadastro Ambiental Rural é lançado no Rio Grande do Sul Página 12


2

Outubro de 2013

PRIMAVERA

Editorial

Tempo de plantar

Rastreabilidade Animal – Sisbov

C

Com a chegada da primavera e a proximidade do final de ano fazem os brasileiros dar mais importância para a ornamentação da casa, o que inclui a melhoria de jardins e o cultivo de plantas, sejam em vasos ou xaxins

om variedades de preços e de espécies – que exigem diferentes cuidados– é importante ficar atento para as necessidades específicas de cada planta para que o jardim fique vistoso, colorido e a casa com apresentação mais agradável. O brasileiro, sempre que se aproxima a primavera e o final de ano, quer fazer uma reforma geral na casa para deixá-la mais bonita. Depois que passam esses períodos, a procura pelas plantas diminui e elas acabam esquecidas até a mesma época do próximo ano.

O

Sistema de Identificação e Certificação de Bovinos e Bubalinos (Sisbov) permite o controle de rastreabilidade do processo produtivo em propriedades rurais. A base de dados do Sisbov informa sobre bovinos e bubalinos desenvolvido no Brasil, porém a adesão ao sistema não é obrigatória. O sistema é acessível ao produtor, fiscal federal agropecuário, fiscal federal frigorífico, fábrica de brincos, médico veterinário, zootecnólogos, auditor e órgãos de defesa dos estados. Para obter o login o produtor precisa solicitar à certificadora e ela enviará o seu login com 11 dígitos e senha, que deverá ser modificada no primeiro acesso. Já os outros profissionais precisam requisitar login e senha junto ao Ministério da Agricultura. O produtor interessado em acessar o Sisbov deve solicitar junto à certificadora. Já os outros profissionais devem requisitar o acesso e senha no Ministério da Agricultura.

Para manter a beleza durante todo o ano, aí vão às dicas: É importante ficar atento aos cuidados que cada planta exige, como a questão do calor, da luminosidade, da adubação e da quantidade de água”, alerta o engenheiro. Um dos aspectos principais para o desenvolvimento das plantas é a incidência de raios solares suportados. Umas são mais sensíveis e precisam ficar em ambientes mais reservados. Outras não se importam em receber diretamente esses mesmos raios e dispensam proteções.

Área de atuação

Acesse as edições online do Correio Rural

Uma empresa do: Diretor executivo: Jairo Rodrigues Diretor comercial: Luis Rogério Jacobi Gerente Regional: Paulo André rodrigues Coordenação administrativa: Adriana Bueno Coordenação de impressão: Adroaldo Maciel Baixe um leitor QR Code no seu celular, smartphone ou tablet, fotografe o código e tenha acesso direto as edições online do Jornal Correio Rural.

Rua José Hickembick, 95 - Ijuí/RS - (55) 3332.4990 / (55) 9646.4990

www.correiorural.net

Redação: Elenise Carneiro Produção Gráfica: Lucas Felipin Núcleo de relacionamento I: Alécio Baroni Núcleo de relacionamento II: Ruy Ely Núcleo de relacionamento III: Rejane Paze Núcleo de relacionamento IV: Tobias Idalêncio www.correiorural.net - jornalcorreiorural@terra.com.br

C Y M K


C Y M K

Outubro de 2013

3


4

Outubro de 2013

Crédito Rural beneficia

produtores na região noroeste Em uma região totalmente agrícola como a nossa, nada melhor do que financiamentos e créditos para auxiliar na produção, consequentemente na economia regional. Sendo assim, com o objetivo de esclarecer as dúvidas de muitos produtores, sobre o Crédito Rural, o Jornal Correio Rural, entrou em contato com a assessoria de Imprensa da Caixa Regional Norte Gaúcho.

Correio Rural - O que os produtores realmente precisam para conseguir o crédito? Assessoria de Imprensa - É necessário o comparecimento do produtor rural em uma das agências habilitadas a operar com o Crédito Rural. No site www.creditoruralcaixa.com.br está disponível a relação de agências que já estão operando com o Crédito Rural Caixa. Para as propostas de Custeio Agrícola ou Pecuário de valor até R$ 500 mil, oferecendo uma alternativa simples e rápida de acesso a crédito, onde as propostas poderão ser analisadas diretamente nas agências. “O Custeio pode ser utilizado em diferentes tipos de culturas agrícolas, como soja, milho, trigo, algodão, sorgo e também nas atividades pecuárias, incluindo os segmentos de bovinos de corte e leite”. Correio Rural - Aproximadamente quantos produtores foram beneficiados em Ijuí e região, com o crédito rural? Assessoria de Imprensa Nestes dois primeiros meses de contratação foram efetivadas operações no valor de R$ 17,5 milhões, atendendo inicialmente 106 produtores.

Para o ano-safra 2013/2014, iniciado em 01 de julho, serão aplicados mais de R$ 3,7 bilhões em recursos destinados ao custeio agrícola e pecuário e operações de investimentos em máquinas/ equipamentos, aquisição de animais e projetos de infraestrutura rural. Atualmente as linhas de crédito rural estão disponíveis em mais de mil agências, distribuídas por todas as capitais e cidades com forte atuação no agronegócio. Correio Rural - Quais os benefícios para os produtores, e para o desenvolvimento regional, através do crédito? Assessoria de Imprensa - A disponibilização de mais recursos para o setor agropecuário contribuirá para o crescimento e desenvolvimento da Agropecuária nacional. Oferecendo também, para os agricultores familiares e trabalhadores rurais, programas habitacionais voltados para a construção, reforma e ampliação ou conclusão de moradia na área rural. Os produtores rurais pessoas físicas que contratarem o Crédito Rural, terão à sua disposição condições diferenciadas em outros produtos e serviços do banco.

$ Correio Rural - Quanto às cooperativas agrícolas, as mesmas estão procurando a agência para contratarem o crédito? Assessoria de Imprensa - Sim. Efetivamos contratações com algumas cooperativas da nossa região de abrangência. Hoje o Caixa atua com financiamentos à cooperativas de produção agropecuária, com créditos para aquisição de insumos agropecuários, tais como fertilizantes, defensivos, sementes, medicamentos veterinários, rações ou seus ingredientes, para fornecimento a seus cooperados, na modalidade adiantamento à cooperados (custeio da safra), em qualquer cultura. Correio Rural – Novos produtos serão lançados? Assessoria de Imprensa - Recentemente o banco incrementou seu Portifólio de produtos voltados para o segmento do agronegócio. Foram lançadas linhas de crédito destinadas aos pequenos produtores participantes do PRONAF, além de crédito destinado aos médios produtores amparados pelo PRONAM. Aliado a isso, está previsto para os próxi-

mos dias, lançamento de linhas de crédito para o financiamento da estocagem e beneficiamento de produtos agropecuários pelas cooperativas de produção agropecuária, agroindústrias e cerealistas que, somado ao financiamento de investimento para aquisição de máquinas e equipamentos para utilização na exploração rural.

Correio Rural - O que representa o Credenciamento de ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural?

Assessoria de Imprensa – Um convênio está sendo firmado com empresas de ATER para formação de uma rede de profissionais habilitados a elaborar orçamentos, planos e projetos de custeio e investimento agropecuário, para atendimento aos produtores rurais que financiem suas lavouras ou criações por meio do Crédito Rural Caixa. Logo, as empresas de ATER interessadas em firmar o convênio deverão escolher a agência de sua preferência, em sua região de atuação, e procurar o gerente.

O Custeio pode ser utilizado em diferentes tipos de culturas agrícolas, como soja, milho, trigo, algodão, sorgo e também nas atividades pecuárias, incluindo os segmentos de bovinos de corte e leite”.

C Y M K


C Y M K

Outubro de 2013

5


6

Outubro de 2013

GRÃOS/COMBUSTÍVEIS

Estudo compara viabilidade de usina flex e full de etanol de milho Fonte: Globo Rural On-Line

Segundo Aprosoja, ainda há barreiras para produção do combustível

Apesar do potencial, a produção de etanol de milho ainda enfrentaria barreiras no país e não resolveria o problema do excedente em Mato Grosso

A

chamada usina flex, que pode produzir etanol de milho e de cana-de-açúcar, pode ser mais viável no curto prazo. É a avaliação de um estudo do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea) mencionado em artigo divulgado pela Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja). “As adaptações nas usinas seriam menos custosas e o consumo de material para propulsão das caldeiras seria menor, visto que o bagaço da cana-

-de-açúcar tem a mesma função da madeira, sendo complementar”, menciona o artigo. De acordo com a entidade, o investimento para uma planta “flex”, utilizando 500 (quinhentas) toneladas de milho por dia, durante 105 dias por ano, seria de R$ 18 milhões. Já para uma usina “full” (que usaria somente milho), processando 500 toneladas ao dia, 330 dias por ano, o investimento seria de R$ 45 milhões. “Os valores pagos na saca de

milho ao produtor também variam de acordo com o modelo de planta da usina, a “flex” poderia pagar R$ 20 na saca, já a “full” R$ 18”, informa o texto. No entanto, o estudo faz a ressalva de que o problema do excedente de milho em Mato Grosso ainda não estaria resolvido. Considerando um cenário em que as oito usinas ativas em Mato Grosso começassem usando 500 toneladas por dia, o consumo seria de 1,3 milhão por ano. Nesta safra, o estado produziu 22

milhões de toneladas. “A produção de etanol potencializaria um setor ainda pouquíssimo explorado no estado, mas a solução definitiva para o milho continuaria sendo investimentos expressivos em logística e armazenagem”, avalia a Aprosoja. “A iniciativa tem à frente barreiras quanto às estruturas das usinas, a formação de um mercado, o preço pago ao produtor na saca do grão e, principalmente, a falta de subsídios governamentais”.

PECUÁRIA/AVES

Galinhas machos e galo fêmea

M

udança de sexo em galos e galinhas não é algo comum, mas é relatada por criadores de aves e pode ocorrer como em outras espécies de animais. Há casos mencionados em que o galo assume a postura da galinha, passando a chocar os ovos e a cuidar da ninhada. A galinha também chega a ter o comportamento do galo, inclusive, pode apresentar a falsa cópula – quando pratica a monta em outras galinhas. Na literatura, ainda é descrita a ocorrência de alterações fisiológicas da fêmea. Um exemplo é o aumento da crista e da barbela, que é provocado pelo crescimen-

to da gônada direita da ave após o colapso do ovário funcional (esquerdo), devido à algum motivo como a incidência de tumores e cistos. O órgão direito, até então adormecido, pode começar a se desenvolver na forma de testículos e secretar hormônios ligados a características masculinas, principalmente a testosterona. A produção desse hormônio pode fazer com que a galinha altere o comportamento parecendo-se um galo, contudo, a mudança de sexo não será completa, pois a ave não terá capacidade de gerar espermatozoides e de realizar a fertilização dos ovos.

Coluna da Presidenta Dilma Rousseff

Conversa com a

Presidenta Aluizio Ferreira de Araujo, 68 anos, supervisor de manutenção predial de Campo Grande (RJ) – Estamos sendo lembrados a todo o momento sobre jovens que estão lotando presídios e sendo absorvidos pelo crime, que ostenta bens materiais e cega muitos dos nossos jovens. Existe um plano forte de investimento na qualificação e oportunidades de empregos formais, além da capacitação de novos empreendedores? Presidenta - Existe sim, Aluizio. O governo federal tem ampliado a oferta de educação para os jovens, exatamente para que eles tenham uma melhor qualificação e aproveitem as muitas oportunidades oferecidas pelo mercado de trabalho. Criamos o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – Pronatec que, desde o seu lançamento, em 2011, já beneficiou 4,4 milhões de jovens e trabalhadores, que puderam fazer cursos técnicos e cursos de qualificação profissional. Nossa meta é ofertar 8 milhões de vagas até 2014. Recentemente lançamos o Sisutec (http://sisutec.mec.gov.br), portal do Ministério da Educação que facilita o acesso aos cursos técnicos do Pronatec. Muitos cursos do Pronatec incorporam, em seus currículos, aulas de empreendedorismo. Estamos também ampliando o acesso ao ensino superior, inclusive levando mais universidades públicas para o interior do Brasil. O número de matrículas na graduação subiu de 3,5 milhões em 2002 para 6,4 milhões em 2010, e em 2012 alcançamos 7,0 milhões de matrículas. A expansão se deu com o crescimento da rede federal de ensino e também com ampliação do acesso ao ensino privado, inclusive com a concessão de 1,2 milhão de bolsas do Prouni e com 1,1 milhão de contratos de financiamento do Fies. Com essas políticas, queremos que nossos jovens tenham cada vez mais oportunidades de formação e de ascensão social, acreditando em suas carreiras e em seus empreendimentos. (*) Esta pergunta, que precede a Mensagem, foi formulada pela Secretaria de Imprensa para melhor entendimento do conteúdo. O Programa Bolsa Família está completando dez anos. Que benefícios ele trouxe ao nosso país? (*) Presidenta - O programa Bolsa Família transformou a vida de milhões de brasileiros e de brasileiras, que foram resgatados da pobreza e hoje são donos do próprio destino. O Bolsa Família é o maior programa de transferência de renda do mundo e beneficia 13,8 milhões de famílias com renda de até R$ 140,00 por mês por pessoa. São cerca de 50 milhões de brasileiros e brasileiras que passaram a viver com dignidade, dos quais 36 milhões saíram e se mantêm fora da extrema pobreza. Para relembrar, nós já tínhamos o Bolsa Família e vimos que precisávamos de um esforço adicional para garantir a superação da pobreza extrema em nosso país. Para isso, lançamos o Brasil Sem Miséria, que definiu que nenhum brasileiro pode ter renda menor de R$ 70,00 por mês. Quanto menor for a renda, maior o valor pago pelo Bolsa Família. Essa ação começou com o Brasil Carinhoso, que tirou da condição de extrema pobreza todas as crianças e jovens que estão no Bolsa Família e, junto com elas, as pessoas que vivem na mesma casa – irmãos, pais, avós. A ação foi tão bem sucedida que resolvemos complementar a renda de todas as famílias que viviam nessa condição. Foi assim que, nos dois anos e meio do governo, tiramos 22 milhões de pessoas da extrema pobreza, uma das coisas de que mais me orgulho como presidenta da República. As crianças do Bolsa Família devem ter pelo menos 85% de presença na sala de aula. A cada dois meses, nós acompanhamos a frequência escolar de mais de 16 milhões de alunos, e a taxa de evasão escolar dessas crianças e adolescentes é menor que a dos demais alunos. E a taxa de aprovação deles já é igual à de todos os outros alunos. O Bolsa Família também cria obrigações relativas à saúde das crianças e das gestantes. As gestantes que recebem o benefício precisam fazer o pré-natal e as mães têm que manter a carteira de vacinação das crianças em dia. Tudo isso ajudou a reduzir imensamente a mortalidade infantil no nosso país, que caiu 40% nos últimos dez anos. Mais da metade dos adultos que recebem o Bolsa Família trabalham, mas muitas vezes sua renda ainda não é suficiente para manter a casa. Para aumentar as chances dessas pessoas conseguirem um trabalho melhor e uma renda maior, nós reservamos para elas um milhão de vagas em cursos de qualificação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o Pronatec. E o resultado é excelente. Setecentas mil pessoas do Brasil Sem Miséria fizeram ou estão fazendo gratuitamente um curso de qualificação profissional. Além disso, criamos o programa do Microempreendedor Individual-MEI, que já teve a adesão de mais de 300 mil pessoas que recebem o Bolsa Família. Com esses programas, criamos oportunidades, reduzimos a pobreza e a desigualdade como nenhum outro país. O Brasil Sem Miséria e o Bolsa Família representam o governo mais próximo de quem mais precisa, ajudando todos os brasileiros a ter uma vida melhor. (*) Esta pergunta, que precede a Mensagem, foi formulada pela Secretaria de Imprensa para melhor entendimento do conteúdo.

C Y M K


7

Outubro de 2013

Quem acredita nesta terra, colhe frutos. Há mais de 40 anos nos tornamos presença e solução no dia a dia de nossos clientes, oferecendo qualidade e satisfação em agricultura, alimentos e energia.

¹Verifique condições na sua cooperativa de crédito. ²Variável conforme data de compra e vencimento da fatura. Válido apenas para cartões de crédito. ³Verifique condições de parcelamento do estabelecimento comercial. 4 Válido apenas para os cartões Sicredi e Sicredi Visa Gold. Consulte o regulamento completo em sicredi.com.br. SAC Sicredi - 0800 724 7220 / Deficientes Auditivos ou de Fala - 0800 724 0525. Ouvidoria Sicredi - 0800 646 2519.

C Y M K

Dia das Crianças tem que ter cartão. Use o Cartão qUe Coopera Com a Diversão Da CriançaDa.

• Até 40 dias para pagar.2 • Parcele suas compras sem juros.3 • Acumule pontos no Programa de Recompensas e transforme suas compras em muitos prêmios.4

sicredi.com.br

Cartões Sicredi. Se você ainda não possui um, peça já o seu.1


8

Outubro de 2013

JÓIA

Ricardo Meneghetti

Informações sobre o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jóia

D

e acordo com o presidente do sindicato, Batista Tonelli, no último dia 08, foi realizada uma reunião em parceria com a empresa Três Tentos, sobre o Programa Biodiesel. Sendo assim, os agricultores que aderirem ao

programa ganharão R$ 1 a mais além do preço do dia. Além disso, Batista convoca todos os agricultores que estejam com algum débito no Banco do Brasil a comparecer ao sindicato, e assim tratar sobre assuntos referentes à renegociação das

dívidas. Já no dia 22 de outubro, os representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jóia participarão do Encontro dos Aposentados em Augusto Pestana, sendo que um ônibus será destinado, gratuitamente, para

APROMILHO

levar os interessados em participar do evento. A saída está prevista para às 9 horas, em frente ao sindicato, com retorno às 16 horas. Porém, o presidente destaca que é preciso procurar o sindicato até o dia 20 de outubro, para realizar a inscrição.

Feirantes e artesãos de Jóia criam associação A Associação dos Feirantes Colonos e Artesãos de Jóia (Afecoart) foi constituída oficialmente no último mês, tendo como presidente é Edemir Valsoller; tesoureira, Celoni Silva; e

secretária, Rosemara Siqueira. Segundo informações da Emater de Jóia, a feira do produtor ocorre há um ano, sendo atualmente todas as sextas-feiras das 08 às

13hs em espaço do Poder Executivo, próximo ao ginásio municipal. Durante a feira são vendidos hortigranjeiros, pães, produtos processados, e uma vez por mês também

ocorre comercialização de peças de artesanato. A feira conta com mais de 20 integrantes. Já para quem quiser se associar pode ir na Emater de Jóia para realizar os trâmites legais.

IJUÍ

A

Área rural de Ijuí conta com coleta seletiva de resíduos orgânicos, rejeitos e recicláveis

secretaria municipal de Meio Ambiente de Ijuí (SMMA) informa que está realizando a coleta seletiva de resíduos recicláveis e resíduos orgânicos na área rural do município. Os resíduos recicláveis serão recolhidos nas segundas-feiras, a partir das 7hs, nos Distritos de Itaí, Santo Antônio e Esquina Heid-

mann.

Nas terças-feiras ocorre coleta nos seguintes Distritos e localidade: Alto da União, Faixa Velha e Parador. Nas quintas-feiras recebem a coleta os Distritos de Chorão, Mauá, Santana, Floresta, além das localidades da Esquina Irgang, Linha 8 Leste, Fonte Ijuí e Capão Bonito. Os resíduos do Distrito de Barreiro

juntamente com a localidade de Esquina Dutra serão recolhidos nos sábados. A coleta dos resíduos orgânicos acontecerá nas terças-feiras, a partir das 7hs nas seguintes localidades: Faixa Velha, Parador e na área residencial situada nos fundos do Parque de Exposições Wanderley Burmann. Nas quartas-feiras ocorre o recolhi-

mento nos Distritos de Itaí, Santo Antônio, Floresta e nas localidades Linha 8 e Esquina Heidmann. Nos Distritos do Alto da União, Barreiro e na Esquina Dutra haverá o recolhimento nas quintas-feiras. Nos sábados a coleta será feita nos Distritos do Santana, Chorão, Mauá, e localidades de Capão Bonito e na Esquina Irgang.

A agência do Banco do Brasil, localizada no centro da cidade de Ijuí, está com trabalho bastante adiantado na liberação de financiamentos para a próxima safra de verão, especialmente para plantio da soja. Conforme o gerente de negócios da agência, Adécio Arenhardt, até 30 de setembro foi possível liberar grande parte dos recursos financeiros, de acordo com o que estava previsto. Ele frisa que a maior parte do dinheiro é para custear o plantio da soja, o que permite que os produtores façam a compra de adubação e demais insumos para a safra de forma antecipada e com planejamento. Arenhardt destaca que neste mês encerra o período de financiamentos, até porque já inicia o plantio da soja.

Para a safra de milho praticamente todos os custeios foram liberados. Adécio Arenhardt explica que no momento não possui números exatos do montante de dinheiro já liberado para financiamentos agrícolas, mas antecipa que a agência central do Banco do Brasil de Ijuí está superando o total de verbas liberadas para a safra de verão passada. O bancário ainda observa que há dinheiro suficiente para todos os interessados, ou seja, quem tiver proposta encaminhada de financiamento agrícola vai receber dinheiro. O Sicredi Pestanense também está com os financiamentos agrícolas bastante adiantados. As agências Sicredi do centro de Ijuí e da Cotrijuí, por exemplo, já liberaram

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Banco do Brasil e Sicredi em Ijuí estão adiantados com financiamentos para safra

cerca de R$ 9 milhões em custeios, principalmente para o plantio da soja. O dinheiro é direcionado para agricultores de Ijuí, mas também para Coronel Barros e Bozano. Já no tocante ao Banrisul de Ijuí o gerente da agência, Dianor Szareski, frisa que foi

possível liberar bom volume de dinheiro para financiamentos agrícolas até iniciar a greve dos bancários. No entanto, após, com a paralisação de grande parte dos funcionários do Banrisul em Ijuí, os procedimentos de custeio rural ficaram bastante parados.

Agitação Nos últimos tempos, temos habitado em uma esfera azul, pequena, localizada em um sistema solar, no meio de um vasto universo, formada em sua grande parte por água, à qual é chamada por nós, estranhamente, “Planeta Terra”. Este pequeno Planeta encontra-se em enorme ebulição. Não é de hoje que nosso pequeno “lar”, vive modificações, físicas, químicas e biológicas! Nosso sistema é fechado; portanto, nada se perde , tudo se transforma, é cíclico, é da natureza, é “normal”. Desde que no comando destas mudanças, esteja a própria natureza. Desde sempre, a água congela, evapora, volta a forma líquida e pura, através da chuva, sempre foi assim e sempre será. Continentes e mares vem se modificando há milhares de anos e continuarão por mais uns milhares de anos, nós seres vivos, inseridos neste meio, fruto de reações químicas e biológicas vimos evoluindo e nos adaptando a estas modificações e continuaremos nos adaptando e evoluindo. Guerras, injustiças, alternações no poder, também sempre existiram, aliás, são bíblicas.Crises políticas, financeiras, protestos, conflitos armados espalham-se pelo mundo nos dias atuais, Europa Ásia , Américas etc... Em nosso país, não é diferente. Cansados de suportar por décadas, desmandos políticos, econômicos, conchavos, corrupção e ladroagem, o Povo brasileiro saiu às ruas. Ora! Mas o que é isto? Perguntam-se alguns políticos. Aqueles do mensalão e do dinheiro nas cuecas então, arregalaram os olhos. O que houve com aquela massa amorfa, letárgica, inofensiva à qual nós manejávamos? Pois bem senhores, uma nova camada deste Povo, “ A JUVENTUDE BRASILEIRA”, resolveu reagir, já que seus pais, que já foram jovens e ajudaram a derrubar um presidente no passado, estavam acostumados com este estado de coisas e pela acomodação natural da vida madura, já não tinham mais esperanças de mudanças. Estes jovens, estão olhando para frente e vendo que serão profissionais, com curso superior e desempregados, não vislumbram, continuando o Brasil a ser conduzido desta maneira, para seu futuro, a possibilidade de constituir família, produzir, fazer carreira, enfim, não vê como possa sustentar a si e sua família e contribuir com o seu trabalho e sua capacidade para a construção e crescimento de seu país. Estes Jovens estão dizendo aos políticos e a seus pais, que assim como está, não serve. E se não serve para os jovens brasileiros, não deveria também, servir nem para mim, nem para você! O Brasil alcançou nesta metade de ano, a casa de 200 Milhões de habitantes. Disse o Senador Pedro Simon, em um de seus mais recentes pronunciamentos no Congresso nacional, que: “Se depender do Congresso nacional, se depender do Supremo Tribunal, se depender da presidência da República, nada vai mudar neste País, a não ser que o povo vá para as ruas e diga – isto está certo, parabéns; - isto está errado, não nos serve! Modifique!” e disse ainda, que estas manifestações só podem partir mesmo, da JUVENTUDE BRASILEIRA. Parece-me que a JUVENTUDE BRASILEIRA, está fazendo o mundo político-administrativo, ouvir a voz das ruas. Mais Saúde, mais Educação, Mais Segurança, mais infra-estrutura, Menos impostos, menos Desmandos, menos Impunidades, menos Conflitos. Aliás, já são 200 Milhões de bocas, só no Brasil. Não precisamos de conflitos no Campo, precisamos de tranqüilidade e segurança jurídica, para podermos alimentar a este Povo. JUVENTUDE BRASILEIRA, Obrigado! Não desista; Estás construindo um novo Brasil!

C Y M K


C Y M K

Outubro de 2013

9


10 ESPECIAL

Outubro de 2013

Moranguicultores A implantação das primeiras áreas da produção de morangos ocorrem por meio de mudas produzidas em estufas, sendo uma técnica que permite antecipar o plantio e a colheita, além de garantir a qualidade da muda e otimizar o custo

O

início do cultivo do morangueiro no Brasil, segundo Camargo & Passos (1993), não é bem conhecido, mas sabe-se que a cultura começou à expandir-se a partir de 1960. Desde então, não mais parou de se desenvolver, em estados como do Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, e regiões de diferentes solos e climas, como Goiás, Santa Catarina, Espírito Santo e Distrito Federal. No Rio Grande do Sul, o Vale do Rio Caí é o principal produtor de morangos de mesa, seguido de Caxias do Sul e Farroupilha, enquanto Pelotas, e municípios vizinhos, se destacam na produção de morango-indústria. Porém, em Ijuí e região a produção de morangos vem se destacando e conquistando grande espaço no mercado. Uma vez que os produtores estão investindo na cultura, especialmente em ambientes protegidos e nos cultivos em substrato, devido aos bons resultados obtidos nas últimas safras, além dos motivos econômicos e produtivos. Entretanto, o sistema de cultivo em substrato, conduzido em ambiente protegido destaca-se por ser uma técnica em que as mudas são plantadas em sacolas plásticas cheias de substrato, especialmente formulado para a espécie,

dispostas sobre bancadas elevadas a uma altura de 80 centímetros em relação ao solo. No caso do plantio em substrato é possível utilizar três vezes mais mudas por área do que no cultivo tradicional, havendo, por consequência, incremento no rendimento. De acordo com o extensionista rural da Emater de Ijuí, Édio Ardo Korb, cerca de seis a oito hectares de morangos são cultivadas no município, por trinta produtores. “Os sistemas semi-hidropônicos facilitam a questão do manejo, é rentável, e a tendência. Além disso, grande parte é cultivada em túneis, com a lona branca, utilizando o sistema de fertilização, ou seja, trabalhamos com produtores conscientes. Sendo que hoje muitos produtores ijuienses fornecem seus morangos para merenda escolar, o que antes era um luxo”, explica. O extensionista destacou que esses produtores já estão há cerca de 20 anos, no mercado, complementando a renda da propriedade, e que apesar de muito boa é uma cultura que oferece alguns riscos em função do clima. “Questões como chuvas e geadas interferem na produção, com certeza. Além disso, tem a questão da muda, que vem de fora e por isso é preciso desenvolver um capital expressivo”, finaliza Édio.

Comparação entre três sistemas de cultivo de morango: convencional, hidropônico horizontal e hidropônico vertical em substratos

N

uma casa de vegetação, de padrões convencionais para cultivos comerciais, podem ser plantados morangos em três sistemas de cultivo: convencional, hidroponia-NFT horizontal, e hidroponia vertical em três substratos (casca de arroz carbonizada, vermiculita e orgânico comercial). Nos três sistemas a fertirrigação será efetuada com solução nutritiva adaptada para a cultura do morango. No sistema NFT, haverá reaproveitamento da solução nutritiva (sistema fechado) enquanto que no Vertical, a solução não será reaproveitada (sistema aberto). O experimento pode ser conduzido em blocos ao acaso com três repetições, sendo avaliadas a produção quantitativa e qualitativa dos frutos colhidos (AU).

Com a palavra o responsável pela produção...

S

egundo o produtor de morangos, Cristiano Tomaz Ceretta, na região o ciclo é mais curto do que na serra, como por exemplo, em Caxias do Sul e Farroupilha. “Aqui o final acontece em dezembro, já na serra se estende por mais tempo, essa é a diferença entre a produção das duas regiões. Contudo, a nossa produção é maior, bem mais conciliada, além dos morangos também apresentarem um maior tamanho, devido ao calor”, salienta. O produtor relata que a produção de morangos têm grande aceitabilidade dos consumidores e

mercados de Ijuí. “A venda acontece com facilidade, já que o mesmo é bem aceito pela comunidade em geral. Mas claro investimos muito. Afinal, são plantados cerca de sete mil pés hidropônicos, que não são na terra e nem na água, mas sim na casca de arroz, onde chega o adubo. Além disso, as mudas vem da Argentina e do Chile, então, há a questão do custo de produção. Certamente é uma cultura muito boa, mas se tivéssemos mais investimentos, para mudas e a produção seria excelente”, afirma Cristiano.

C Y M K


C Y M K

11

Outubro de 2013

Curiosidades sobre os morangos O pseudofruto além de suculento e saboroso, também possui aspectos nutricionais e funcionais muito importantes.

O morangueiro é uma planta da família das Rosáceas, ou seja, são da mesma família das rosas. É um vegetal rasteiro, de caule do tipo estolho, produzindo gemas que permitem com que novas plantas, com raízes e folhas, sejam formadas, assexuadamente.

Em função de sua textura, os morangos são divididos em dois grupos: - Suculento: frutos com menor resistência à ação mecânica e maior suculência; - Não suculento: frutos com maior resistência à ação mecânica e menor suculência. No Brasil, as variedades mais comuns são: Oso Grande, Albion, Camarosa e Camino Real. Além de suculento, saboroso, e bastante versátil, o morango também possui aspectos nutricionais e funcionais muito importantes. Excelente fonte de vitamina C, boa fonte de folato e potássio, e muitas fibras. Possui bioflavonóides anticancerígeno, como a antocianina (de coloração avermelhada) e o ácido elágico. Assim, é benéfico na prevenção e cura de infecções, cicatrização de ferimento e bom funcionamento do sistema nervoso, cardíaco e digestório.

O morango tornou-se uma cultura há cerca de 250 anos atrás. As variedades que consumimos hoje são resultado de cruzamentos de espécies diferentes que ocorriam naturalmente na Europa (França e Rússia) e nas Américas (Chile e Estados Unidos). No Brasil, sua produção é mais significativa nos meses de junho a dezembro.

Oferece resistência aos tecidos, ossos e dentes; sua ingestão pode reduzir o colesterol e também prevenir o escorbuto (oito morangos possuem mais vitamina C do que uma única laranja). A fruta se destaca pela mistura de minerais. O trio de nutrientes é fundamental para o sistema nervoso e ainda ajuda a manter por muito tempo a saúde muscular.

Por se tratar de uma planta rasteira, é importante não descuidar da higienização dos morangos, antes de serem ingeridos. Os morangos devem ser lavados rapidamente em água corrente, sem absorver água para não perderem o sabor.

Não suportam o calor, por isso devem ser consumidos crus. Tem a vantagem adicional de ser pouco calórico: 100 gramas possuem aproximadamente 40 calorias. A fruta apresenta um revestimento muito frágil na superfície, que protege contra o ataque de fungos. É, portanto, muito suscetível a ter essa parede danificada, por isso é vendida dentro de bandejinhas.

Compre morangos de bom aspecto: tamanho médio, vermelhos vivos e com talos bem verdes. Por ser bastante delicado e facilmente perecível, o morango deve ser mantido na geladeira, em temperatura de 0°C, com umidade relativa de 90% e tempo de conservação de 2 a 5 dias.

Não só em pratos doces o morango é bem vindo. O morango é perfeito em saladas de folhas. Também pode entrar na receita de risotos e em molhos para massas, misturado a ervas, cebola, alho e afins.

Se optou por fazer um suco, tome-o imediatamente, para que as propriedades nutricionais não se percam facilmente.

Adelar Amarante Assessor de imprensa Cotrijui COTRIJUI NA EXPO - A Cotrijui projeta a Expo/Ijui/fenadi como mais um importante momento de fortalecimento dos laços com os quase 20 mil associados desta que segue uma referência no Cooperativismo Nacional. Visando demonstrar seu envolvimento com a exposição - o Gabinete da Diretoria será descentralizado permanecendo no Parque de Exposições de 10 a 20 de Outubro - periodo da tradicional festividade. Além disso, a equipe técnica da Cooperativa executou um projeto que promete ser uma das sensações da Expo - uma pequena propriedade rural ambientalmente correta e sustentável. SOCIEDADE ANONIMA - Segue em formatação um plano que vem sendo elaborado por especialistas, visando a criação de uma S/A pela Cotrijui. Ao que consta a proposta está em fase adiantada, devendo em breve ser apresentada aos associados para a decisão final. Na prática a Cooperativa caminha visando implantar um gerenciamento exclusivo para o setor de grãos. Essa administração será feita entre a Cotrijui e o investidor - responsável pelo aporte de receitas, cujos valores irão subsidiar ações especialmente na liquidação de dívidas. Paralelamente prosseguem outras tratativas, entre elas a busca de financiamento internacional que tramita entre um Banco Brasileiro e um Banco estrangeiro, além do plano de revitalização via BNDES. O fato é de que gradativamente ainda com estas medidas a Cotrijui vai sobrevivendo e tem obtido alguns pequenos avanços. Entretanto o remédio precisa ser definitivo e passa pelas situações que relatamos anteriormente. REUNIÕES DE SAFRA - As reuniões de safra realizadas pela Cotrijui estão surpreendendo. Tem sido muito boa a presença, a participação e a já é palpável o indicativo de que os associados vão entregar a safra de inverno ( trigo ) na Cooperativa. O desejo de contribuir para a revitalização da Cotrijui, a transparência e confiança nos novos dirigentes, e o novo mecanismo de comercialização, parecem ser determinantes para este novo e positivo quadro. Na região de atuação da Cotrijui a estimativa é de colheita entre 4 e 5 milhões de sacas do cereal ouro, e a Cooperativa prepara-se para abocanhar boa parte desse bolo. TCHE NA ALEMANHA - A Cotrijui foi representada pelo Frigorífico ( com a marca tchê ) na tradicional feira setorizada na cidade de Colônia na Alemanha. No evento, dirigentes da entidade participaram de várias rodadas de negociações com respeitáveis compradores internacionais. Existem novos nichos de mercado e que países tradiconais no setor de carnes não conseguem atender. Nesse vácuo ingressam empresas brasileiras e Argentinas. A expectativa é de que no caso do Frigorífico da Cotrijui há médio prazo 50 por cento da produção possa atender o mercado internacional. Outro avanço pode ocorrer em breve com perspectiva de visita de Missão russa em dois Frigoríficos gaúchos - um o da Tchê em São Luiz Gonzaga. COTRIJUI PIONEIRA - Mais uma vez a Cotrijui segue como pioneira em tecnologias na região. Prova disso, é o lançamento do projeto de fertilização in vitro para gado bovino. A proposta que já vem sendo aplicada em diversos Países, será apresentada aos produtores rurais dia 16 de Outubro as 14 horas. O evento será na Casa Cotrijui, quando inclusive estarão presentes especiaistas da empresa In Vitro - dona dessa tecnologia no Brasil.


12

Outubro de 2013

MEIO AMBIENTE

Cadastro Ambiental Rural no Rio Grande do Sul é lançado O CAR é um registro público eletrônico e obrigatório de informações ambientais sobre os mais de 5,2 milhões de imóveis rurais no Brasil

N

o fim do mês de setembro, o auditório da Fetag ficou lotado para o lançamento do Cadastro Ambiental Rural (CAR) para o Rio Grande do Sul pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. O governador do Estado, Tarso Genro, e o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, o presidente da Contag, Alberto Broch, o presidente da Fetag, Elton Weber, e o vice-presidente Carlos Joel da Silva, entre outras autoridades, lideranças sindicais e agricultores familiares participaram da solenidade. Segundo informações do site da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul, a ministra Izabella revelou que o CAR vai garantir segurança jurídica aos proprietários de imóveis rurais. Previsto na

Lei 12.651/2012, que instituiu o novo Código Florestal Brasileiro, o cadastramento ambiental rural é tarefa preferencialmente dos estados. “O conjunto dos entes federativos tem a responsabilidade de construir um sistema integrado que ajude a todos na gestão ambiental rural do país”, afirmou. Em seu pronunciamento, o presidente da Contag, Alberto Broch, lembrou do intendo debate nacional que antecedeu o Novo Código Florestal para até chegarmos aqui no lançamento da CAR. “Essa discussão foi muito salutar e temos a convicção que conseguimos o melhor código possível. Reconhecemos o papel das lideranças políticas, bem como da ministra Izabella e do ministro Pepe Vargas”, enfatizou.

Broch disse que a Contag tem uma posição muito clara sobre a questão ambiental, pois era necessário ter um marco regulatório. “Defendemos com as demais entidades que houvesse um tratamento diferenciado para a agricultura familiar em relação aos grandes proprietários e conseguimos”, justificou. O presidente da Fetag, Elton Weber, considera o CAR um importante instrumento para gerar e integrar as informações ambientais das propriedades e vai compor as bases de dados para controle, monitoramento, palenajemento ambiental e econômico, bem como o combate ao desmatamento. “Ele pode ser definido como a terceira etapa de complementação do Novo Código Florestal, que compreende a regularização

das propriedades da agricultura familiar frente à legislação ambiental.”. O consultor de Meio Ambiente da Fetag, Alexandre Scheifler, destaca que o cadastro é uma etapa obrigatória para todas as propriedades rurais do Brasil e dará início ao processo de cadastramento no RS junto à Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA). “Ele terá que ser feito num prazo de um ano”, observa. Scheifler explica que o próximo passo será a Fetag treinar os funcionários dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais. “Temos um período de um ano, podendo ser prorrogado por mais 12 meses, para que os agricultores se cadastrarem. Com o devido tempo, os sindicatos chamarão todos os seus associados, pois o CAR é obrigatório”, alerta.

Análise Econômica

Prof°Dr. Argemiro Luís Brum Departamento de Economia e Contabilidade da UNIJUÍ

A CONCENTRAÇÃO DE RENDA CONTINUA Um dos graves problemas resultantes da falta de desenvolvimento em um país se retrata na alta concentração de renda entre os seus cidadãos. O Brasil, infelizmente, sempre foi um país com forte concentração de renda. A situação melhorou com a implantação do Plano Real e o controle da inflação a partir de 1994 e, particularmente, com a implantação de diferentes programas de ajuda social a partir de 2000. Todavia, ainda somos um país com altíssima concentração de renda se julgamos os padrões necessários para avançarmos melhor socialmente. Assim, segundo o IBGE, chegamos ao final de 2011 com a menor desigualdade de renda em 30 anos. Além disso, notou-se, no período, que os 20% mais ricos viram sua renda recuar de 60% do total para 57,7% entre 2001 e 2011. Mesmo assim, em 2011 os 40% mais pobres ganhavam apenas 11% da riqueza nacional. Mas a melhoria que houve se deu em um cenário em que, segundo a Síntese dos Indicadores Sociais (SIS), disparou a renda de “outras fontes” para famílias com rendimentos domiciliares per capita de até 1/4 de salário mínimo ao longo da década estudada. Foi uma expansão de 5,3% para 31,5% dos rendimentos de 2001 a 2011. Na faixa de 1/4 a meio salário mínimo, também houve aumento: de 3,1% para 11,5%. Esse comportamento, segundo o IBGE, se deve ao fato de que, por serem as famílias pesquisadas extremamente pobres, é a expansão ocorrida no período dos programas de transferência de renda, como o Bolsa-Família, pago a famílias carentes com filhos em idade escolar, e o Benefício de Prestação Continuada, destinado aos extremamente pobres, o elemento de alavancagem de suas rendas e, portanto, da melhoria na distribuição média da renda nacional (cf. Revista Época, 28/11/12). A CONCENTRAÇÃO DE RENDA CONTINUA (II) Todavia, os últimos dados divulgados no final de setembro/13 pelo IBGE, através da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), trouxeram uma realidade mais preocupante. A concentração de renda no país teria voltado a aumentar em 2012. Tanto é verdade que o rendimento dos trabalhadores que estão na faixa do 1% que ganham mais subiu impressionantes 10,8%, atingindo a R$ 18.889,00. Os analistas do governo consideram isso uma novidade e se perguntam o que ocorreu, pois desde 2004 não se registrava tal resultado. Ou seja, pelos indicadores utilizados o Brasil registrava um recuo constante na desigualdade de renda até 2011. No ano passado, entretanto, houve uma reversão da tendência. Afora a possibilidade de ser um resultado atípico, o que pode estar ocorrendo é que começa a aparecer junto às diferentes classes sociais menos favorecidas duas situações: 1) a piora no quadro econômico nacional, a partir de 2011, já começa a fazer estragos no bem-estar social, via concentração de renda, pois, como era previsto, medidas de curto prazo se esgotam rapidamente e a conta chega, atingindo sempre e, sobretudo, a camada social mais pobre; 2) os programas sociais de transferência de renda, por não apresentarem uma “porta de saída” adequada aos beneficiados, alcançam um esgotamento. Para corroborar tal quadro, estudo divulgado pelo IPEA, neste início de outubro/13, confirma o que já se sabia igualmente: os programas dito sociais do governo permitiram, sim, à população brasileira ter melhor acesso ao consumo de bens duráveis, fato que na verdade auxiliou muito mais as indústrias e o setor de serviços do que os próprios cidadãos, porém, nada foi feito para melhorar o acesso da população aos serviços públicos essenciais para uma real melhoria na qualidade de vida, caso da educação, da saúde, da segurança, do saneamento básico e assim por diante. E, agora, não há mais espaço econômico para corrigir isso sem realizarmos duros e custosos ajustes, os quais poderão deixar muitos cidadãos e empresas brasileiras pelo caminho.

SOJA

Produto para conter Ferrugem da Soja é liberado

D

e acordo com o site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em consequência da urgência de novas substâncias para controle da ferrugem da soja, o Ministério autorizou o registro do agrotóxico Orkestra SC, da empresa BASF. O site informa ainda que esse foi o primeiro registro de agrotóxico do grupo das

carboxamidas, com o ingrediente ativo fluxapiroxade. “O ministro da agricultura pediu urgência na aprovação da substância com o intuito de garantir a competitividade do mercado e a prática de preços justos aos produtores”, disse Luis Rangel, Coordenador-Geral de Agrotóxicos do Mapa. Outras duas moléculas se encontram em regime de prioridade máxima para

análise e registro dentro do sistema de agrotóxico, que são de responsabilidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Mapa. Atualmente os sojicultores já utilizam produtos dos grupos químicos dos triazois e estrubirulinas. Rangel explica que as carboxamidas vêm para com-

plementar o uso. “O clamor dos sojicultores era grande devido à disponibilização dessas substâncias em diversos países, mas ainda não liberadas no Brasil. Com a intervenção do Antônio Andrade, demonstrando a importância da cultura para o agronegócio brasileiro e a severidade desta doença, foi possível disponibilizar o produto para uso ainda na safra 2013/14”, argumentou.

Sojicultores pediam urgência na liberação do ingrediente ativo

C Y M K


C Y M K

Outubro de 2013

13


14

Outubro de 2013 AGRICULTURA

Funcionários da Cotrirosa recebem capacitação sobre Segurança no Trabalho Durante os dias 26 e 27 de setembro a Cotrirosa capacitou cerca de 30 funcionários novos para atuarem em espaços confinados

O

curso sobre a NR33 – Espaços Confinados foi ministrado pelo técnico em Segurança do Trabalho, Alysson Massalaia, e teve como objetivo preparar os funcionários para trabalharem em espaços confinados, ou seja, em ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possua meios limita-

dos de entrada e saída, cuja ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio. A NR33 tem como objetivo estabelecer os requisitos mínimos para identificação de espaços confinados e o reconhecimento, avaliação, monitoramento e contro-

le dos riscos existentes, de forma a garantir permanentemente a segurança e saúde dos trabalhadores que interagem direta ou indiretamente nestes espaços. Além das aulas teóricas e práticas sobre a NR33, os funcionários participaram de aulas sobre primeiros socorros e técnicas de resgate, ministrada pelo estu-

dante do curso técnico em Enfermagem e funcionário da Cotrirosa, Diogo Hubler. Para o técnico em Segurança do Trabalho da Cotrirosa, André Figueiredo, “o curso é muito importante pois também proporciona aos funcionários conhecerem os equipamentos de segurança essenciais para essa atividade”.

SEMENTES ORGÂNICAS

Unidade Regional de Cooperativismo distribui sementes orgânicas na Expo São Luiz

D

urante o evento, que ocorreu no Parque Municipal de Exposições, foram distribuídas sementes orgânicas aos visitantes da feira de exposições, que ocorreu em São Luiz Gonzaga, nas Missões. Além de promover a distribuição de sementes orgânicas de hortaliças para os participantes, a UCP orientou acerca da gestão e desenvolvimento de cooperativas da agricultura familiar da região, entre elas, as que estava, comercializando produtos durante o evento. Fizeram-se presentes no evento cooperativas dos municípios de Roque Gonzales, São Luiz Gonzaga, Cerro Largo e São Miguel das Missões, como a Cooperg, Cooparte, Coopaf, Coopagrib, Cooripê, Associação

Agriat, Irmãos Camargo e APAM. Segundo a tecnóloga em Desenvolvimento Rural da Unidade de Cooperativismo da Emater/RS-Ascar Marita Minetto, o evento é uma forma de valorização da agricultura familiar. “As cooperativas ofereceram produtos de qualidade e mostram o potencial dos agricultores que integram as coo-

perativas da região”, destacou. Entre as atrações da Expo São Luiz, estavam também o Manancial Cultural, Exposição de Bonsai, Exposição de Pequenos Animais, Exposição “Conheça mais sobre a Emater”, Campo Experimental (trigo, milho, soja epastagens), Concurso de Artesanato e Exposição Agropecuária.

ALIMENTAÇÃO

Segundo a ONU, preços de alimentos estão em baixa

e acordo com informações do Diário de Campo, e baseado em dados da Organização das Nações Unidas, os preços dos alimentos caíram no mundo todo pelo quinto mês consecutivo. O fenômeno é decorrente da produção de cereais, que ajudou a restabelecer as reservas de grãos. Com maior oferta, os preços caem. O índice dos preços de alimentos da Organização da

ONU para Alimentos e Agricultura (FAO) registrou queda de 1% em relação ao índice de agosto. Os números são uma medida da variação mensal no preço internacional de uma cesta de alimentos formada por commodities e já registraram queda de 5,4% desde o começo do ano. Apenas considerando o sub-índice de cereais, os preços caíram 12,9 pontos, ou 6% em relação a agosto. A queda

reflete “uma perspectiva de fornecimento, em geral, favorável, em particular para milho e arroz”, disse a FAO. A organização reduziu sua projeção sobre a produção mundial de cereais de 3 milhões de toneladas para 2,489 milhões, o que representa alta de 8% em relação ao ano anterior. Os outros sub-índices da FAO, laticínios, óleos, carne e açúcar, subiram levemente.

Ministério da Agricultura atualiza padrões de sementes de grandes culturas

Fonte: Ministério da Agricultura

CAPACITAÇÃO

D

C Y M K

Novidade é a responsabilidade do produtor quanto à garantia da ausência ou da presença de semente de Organismo Geneticamente Modificado em lote nacional

P

ara garantir a identidade e a qualidade de sementes de grandes culturas, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou na quarta, dia 19, a Instrução Normativa (IN 45/2013), que estabelece os padrões para a produção e a comercialização de sementes. A proposta de atualização ficou em consulta pública por oito meses no site do Ministério. De acordo com o coordenador de Sementes e Mudas do Mapa, André Felipe Peralta, produtores e representantes das Comissões de Sementes e Mudas de vários Estados contribuíram para o texto final. – A norma vale para a safra 2013/2014 tendo em vista que poucas sementes foram para o campo até agora – explicou. A normativa abrange mais culturas do que a anterior e as regras passam a valer também para o amendoim, arroz preto, arroz vermelho, aveia branca e aveia

amarela, canola, centeio, cevada, ervilha, gergelim, mamona, juta, linho, painço, tabaco e outras espécies de grandes culturas não contempladas com padrão específico. Outra novidade é a responsabilidade do produtor quanto à garantia da ausência ou da presença de semente adventícia de Organismo Geneticamente Modificado (OGM) em lote de semente de cultivar nacional. As penalidades no que diz respeito às infrações estão previstas no Decreto 5153 de 23 de julho de 2004. O valor máximo da multa pode chegar a 250% do valor comercial do produto fiscalizado. Segundo Peralta, a fiscalização é feita mediante planejamento estratégico, amostragem, denúncia ou suspeita de irregularidade. – As mudanças visam também atualizar alguns valores que o próprio segmento sementeiro julgou necessário – ressaltou.


C Y M K

Outubro de 2013

15


16

Opinião “ “ “A atual safra brasileira deve ultrapassar as 200 milhões de toneladas e, em breve, o país deve se tornar o maior produtor mundial de carnes”. Antônio Andrade, ministro da Agricultura, Pecuária e

Abastecimento

Outubro de 2013

“Por acaso pode o Obama ficar bisbilhotando as conversas da Dilma em nome da democracia? Cadê a decisão judicial que permitiu isso?”. Lula, ex-presidente da República

TRIGO

TECNOLOGIA

Dia de Campo sobre a cultura de trigo é realizado em Santa Rosa

Game Freio de Ouro já está disponível em versão mobile

Com o objetivo de proporcionar aos agricultores um espaço para conhecer as novas tecnologias que cercam o cultivo de trigo, a Cooperativa Tritícola Santa Rosa –Cotrirosa realizou no dia 1º de outubro, o Dia de Campo sobre a cultura do trigo

S

egundo o engenheiro agrônomo da Cotrirosa, Jairton Dezordi, foram apresentadas quatro estações: cultivares de trigo, soluções Bayer, Basf e Soluções Tradecorp. “Apresentamos as novidades em cultivares de trigo e as soluções que as em-

presas parceiras possuem para o controle de pragas, doenças e para aplicação de fertilizantes”, destaca. A atividade que aconteceu durante todo o dia, reuniu aproximadamente 400 agricultores associados e clientes de todas as unidades da Cooperativa.

“Foi uma grande oportunidade para os agricultores conhecerem as novidades do setor e terem acesso as tecnologias que melhor se adaptam para a nossa realidade”, afirma Jairton. O Dia de Campo aconteceu na Escola Estadual Técnica Fronteira Noroes-

te, num espaço de 5 hectares que foi preparado pela área técnica da Cooperativa em parceria com os estudantes da Escola e as empresas parceiras, que são: BAYER, BASF, CCGL, COODETEC, OR SEMENTES, BIOTRIGO e BYOTEC SEMENTES.

AGROECOLOGIA

Diversidade marca palestras do Congresso de Agroecologia

V

ários palestrantes confirmaram presença para o VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia. O evento acontece em novembro, em Porto Alegre. O CBA-Agroecologia será realizado paralelo ao XIII Seminário Estadual e XII Internacional sobre Agroecologia, de 25 a 28 de novembro, nas dependências e imediações da PUC, e tem como tema central “Cuidando da Saúde do Planeta”. O objetivo do CBA-Agro-

ecologia é oportunizar que profissionais, estudantes e agricultores do Brasil e do Exterior troquem conhecimentos e experiências com enfoque agroecológico. Para isso, a programação foi dividida em cinco eixos temáticos: 1) Agroecologia e Saúde Humana; 2) Reinventando a economia; 3) Diversidade como condição fundamental da saúde do Planeta; 4) Agroecologia como base para a educação; e 5) Saúde do Agrossistema.

A

Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos está disponibilizando uma nova maneira de passar as emoções da seletiva ao Freio de Ouro. Ginetes virtuais agora podem também apartar, pechar e esbarrar diretamente no seu celular ou tablet. O jogo está disponível para download em versão mobile. A versão beta do game funciona tanto em sistemas Android quanto iOS. Ainda estão em fase de desenvolvimento as disputas da etapa inicial da prova, que contemplam as andaduras, a figura e as voltas sobre as patas e esbarradas. O au-

Fonte: ClicRBS

xiliar de TI da ABCCC, Bernardo Poetsch, responsável por testar as atualizações do game, garante que a versão beta tornou a experiência mais divertida. Segundo ele, no celular os comandos ficaram mais intuitivos do que no computador, usando o teclado e o mouse. Para os usuários do sistema Android, o jogo pode ser baixado entre as opções de download de aplicativos do Google Play. Na página, também é possível avaliar o game e escrever uma resenha contando as suas impressões sobre o jogo.

Semináio de Agroecologia no ano de 2011

EVENTO

O

Cotrirosa realizou mais um Encontro de Mulheres

evento, que reunu mais de mil mulheres, teve como objetivo proporcionar às mulheres associadas da Cotrirosa um momento de descontração, entretenimento e conhecimento. Para esta edição, as mulheres participaram da palestra “De Pedra a Diamante”, com Elis Busanello. A palestra abordou as atitudes e as oportunidades que deixamos de viver quando nos distanciamos dos propósitos mais importantes, absorvidos pelas demandas profissionais ou distraídos pelos apelos da mídia ou outras forças sociais e econômicas. Falando

de transformação da forma de ver e viver para sermos felizes de verdade. Além da palestra, o Encontro contou com a apresentação do grupo musical Sol Maior, de Tucunduva. O evento, que foi uma realização da Cotrirosa em parceria com o Sescoop, aconteceu na Afuco. Já durante os dias 26 e 27 de setembro a Cotrirosa capacitou cerca de 30 funcionários novos para atuarem em espaços confinados. O curso sobre a NR33 – Espaços Confinados foi ministrado pelo técnico em Segurança do Trabalho, Alysson Massalaia, e teve como objetivo preparar os funcioná-

rios para trabalharem em espaços confinados, ou seja, em ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possua meios limitados de entrada e saída, cuja ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio. A NR33 tem como objetivo estabelecer os requisitos mínimos para identificação de espaços confinados e o reconhecimento, avaliação, monitoramento e controle dos riscos existentes, de forma a garantir permanentemente a segurança e saúde dos trabalhadores que

interagem direta ou indiretamente nestes espaços. O curso teve duração de 16 horas. Além das aulas teóricas e práticas sobre a NR33, os funcionários participaram de aulas sobre primeiros socorros e técnicas de resgate, ministrada pelo estudante do curso técnico em Enfermagem e funcionário da Cotrirosa, Diogo Hubler. Para o técnico em Segurança do Trabalho da Cotrirosa, André Figueiredo, “o curso é muito importante pois também proporciona aos funcionários conhecerem os equipamentos de segurança essenciais para essa atividade”.

Evento está na 6ª edição

C Y M K


C Y M K

17

Outubro de 2013 AGRICULTURA

Ijuí sedia seminário sobre experiências da Emater/RS-Ascar

E

xtensionistas da Emater/RS-Ascar apresentaram em Ijuí, dez experiências ligadas à produção, comercialização e organização social de pequenos agricultores do Noroeste gaúcho. A apresentação dos trabalhos ocorreu durante o IV Seminário Regional de Sistematização de Experiências da Emater/ RS-Ascar, prestigiado por estudantes, professores e agricultores. “Este é um momento privilegiado em que podemos fazer uma reflexão sobre a assistência técnica e extensão rural”, disse a coordenadora estadual do processo de sistematização de experiências da Instituição, Córdula Eckert. Embora distintas, o assessor especial da Emater/RS-Ascar, Lauro Bernardi, conseguiu enxergar traços semelhantes entre as experiências relatadas, como a busca dos extensionistas pela

autonomia dos agricultores e a formação como ferramenta de desenvolvimento. Essas semelhanças, identificadas na fala de diferentes extensionistas, fizeram com que Bernardi concluísse: “A Extensão Rural gaúcha tem um norte”. Para Córdula, o que chamou a atenção foi o fato de extensionistas e produtores utilizarem estratégias coletivas para enfrentarem barreiras de mercado, preservando estruturas individuais de produção. Outra estratégia identificada nos relatos foi o protagonismo da família, algo que poderia ser incorporado às políticas públicas, segundo Córdula, ainda centradas na questão de gênero, homem/mulher. O gerente adjunto da Emater/RS-Ascar da região administrativa de Ijuí, Antônio Altíssimo, disse que o grande desafio será enfrentar os limites, também descritos

em cada experiência. As experiências relatadas em Ijuí também foram acompanhadas pelo representante da Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, Flávio Calcanhoto, e professores da Universidade de Cruz Alta (Unicruz), Rosane Felix, e Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), Mastrangello Lanzanova. Experiências - A extensionista de Bem-Estar Social de Bozano, Arnete Mazzaro, relatou como tem ocorrido no município a inclusão social e produtiva de um grupo de trabalhadoras rurais. Neiva Steffen e Janavio Ferreira, extensionistas de Chiapetta, mostraram como a vitivinicultura está se inserindo na matriz produtiva do município. A percepção dos extensionistas a respeito da Rede Leite foi o tema apresentado no seminário pelos extensionistas do escritório regional da

Emater/RS-Ascar. Os extensionistas de Jóia, Kátia Sassi e Jair Bazzan, relataram uma experiência de gestão rural vivenciada por alunos e professores assentados. O acesso de pequenos agricultores ao mercado, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), foi o tema apresentado pelos extensionistas de Panambi, Sandra Spada e Diogo Schwertner. Também sobre a organização dos agricultores para acessar mercados falou a extensionista de Quinze de Novembro, Mara Gonçalves. Em Salto do Jacuí nasceu a experiência relatada pelos extensionisas Tânia Treviso e Celso Konrad, sobre novas estratégias de assistência técnica e social adotadas em assentamentos, nas áreas da educação e proteção ambiental. Os extensionistas de Sede Nova, Rúbia Heineck Koch e Anderson Traesel,

relataram os benefícios conquistados por pequenos agricultores na comercialização conjunta de leite. A produção de leite como impulsionadora de bem-estar familiar foi o tema da sistematização apresentada pelo extensionista de São Valério do Sul, Lediomar Machado. A Mostra dos Produtos da Nossa Terra, que envolve os municípios de Tenente Portela, Derrubadas, Vista Gaúcha, Barra do Guarita e Miraguaí, foi apresentada pelas extensionistas Silmara Patrícia Vogt e Sirlei Canssi Vogt como uma estratégia eficaz na conquista da autonomia financeira de famílias que vivem no campo e no desenvolvimento da Região Celeiro. O gerente regional adjunto, Antônio Altíssimo, agradeceu o empenho da sua equipe, em especial, do engenheiro agrônomo Gilberto Pozzobon, coordenador regional do processo de sistematização.

O Governo Federal traz mais qualidade de vida aos gaúchos. DMinha Casa, Minha Vida: 109 mil moradias entregues e 67,7 mil contratadas.

1.700

+ DE BOLSAS NO EXTERIOR CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

D8 novas escolas técnicas inauguradas e mais 8 a caminho. DMais de 1.700 gaúchos conquistaram bolsas para estudar no exterior.

243 UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE EM CONSTRUÇÃO

109 MIL MORADIAS ENTREGUES MINHA CASA, MINHA VIDA

D46 UPAs 24 horas e 243 Unidades Básicas de Saúde em construção, além de outras 376 em reforma. DMais médicos para atender à população do interior e da periferia de grandes cidades. São ações assim que fazem do Rio Grande do Sul um lugar cada vez melhor para se viver.

8 NOVAS ESCOLAS TÉCNICAS


18

Outubro de 2013

WWW. CorreioRural .NET

C Y M K


C Y M K

Outubro de 2013

19


20

Outubro de 2013

(Z6746-6) Vende-se cercadinho galzerano, estado de novo, unissex. Valor R$ 120,00. Fone:(55)84168704. (Z6745-5) Vende-se um aparelho de Sonar. Fone:(55)3332-1278.

co, ótimo estado. Valor R$ 220,00. E uma cadeira de alimentação italiana estofada, em ótimo estado de conservação. Valor R$ 80,00. Negocia-se. Fone:(55)9969-6654.

(Z66AB-4) Vendo novo sem uso, ralo de banheiro, marca Tigre, tamanho 2,50 x 2,50, saída de 40, sem grelha. Valor R$ 15,00. Fone:(55)8414-5348.

(Z6712-8) Vende-se 2 raquetes de tênis profissional pro stef. Valor R$ 120,00 cada. E uma raquete de tênis feminina. Valor R$ 150,00. Fone:(55)92095820.

(Z66A9-2) Vendo porta nova, sem uso, ferrada, interna mescla de 80 cm, com marco de cedrinho de 13 cm, com guarnições de dentro e fora em pinus e fechadura soprano cromada inox. Abre para direita. Valor R$ 160,00. Fone:(55)8414-5348.

(Z66F9-1) Vende-se 28 folhas de brasilit 4 mm, novas. Valor R$ 260,00. Fone:(55)8438-3099. (Z66F2-3) Vende-se um Sofá de 2 lugares na cor amarela. Valor R$ 150,00. E um vestido de Noiva tamanho 40. Valor R$ 250,00. Fone:(55)96299661.

(Z6739-2) Vende-se uma prensa de xis e uma casinha de lanche. Valor R$ 300,00 os dois. Fone:(55)81155259. (Z6735-7) Compra-se uma bicicleta ergométrica, em bom estado e barata. Fone:(55)9100-7495. (Z6730-2) Vende-se piscina grande para retirar do local. Fone:(55)9113-7132. (Z6729-4) Vendo aparelho de som Toshiba 100 watts tipo minisistem com carrocel pra 3 cds, controle entrada áudio, saída pra microfone. Valor R$ 150,00. Geladeira Electrolux branca super freezer, bíplex. Valor R$ 500,00 tudo funcionando. Motivo mudança. Fone:(55)3333-3454. (Z6728-3) Vendo uma cafeteira para 14 xícaras. Valor R$ 40,00. Grill (mega 2) Britânia. Valor R$ 150,00. Batedeira Britânia Perola com 2 bacias. Valor R$ 50,00. Churrasqueira portátil com 3 espetos. Valor R$ 50,00. Tudo funcionando. Motivo mudança. Fone:(55)33333454. (Z6720-4) Vende-se bebê conforto. Valor R$ 100,00. Fone:(55)9145-8643. (Z6727-2) vende-se mara fria até 800 Fone:(55)3332-5649.

câkg.

(Z671E-2) Vende-se 11 metros de grades em ferro redondo 3/8” com detalhes em ferro chato 1/6 x 2”. Valor R$ 500,00. Fone:(55)9163-4125. (Z6723-7) Vendo camisetas do inter oficial com preço de barbada. A ultima do inter. Fone:(55)3333-1959. (Z671F-3) Compro ar-condicionado de janela, gelando bem, até 7.500 btus. Fone:(55)8407-2428. (Z670C-2) Vende-se um carrinho de bebê marca galzerano,cinza e rosa, novo em ótimo estado. Valor R$ 180,00. Um berço capesberg rosa e bran-

(Z66C9-7) Vende-se cozinha, balcão com pia e paneleiro. Valor R$ 230,00. E umas cama de campanha com colchão. Valor R$ 80,00. Fone:(55)33336742. (Z66C4-2) Vende-se bicicleta aro 16 semi nova, com rodas, marca Rowston, masculina. Valor R$ 80,00. E uma motoca feminina semi nova. Valor R$ 50,00. Fone:(55)91351758. (Z66C2-9) Vende-se uma porta interna, de 80 cm x 2,10 sem o marco. Fone:(55)9133-4459. (Z66C1-8) Vende-se vestidos de festa e terno masculino. Valor a combinar. Fone:(55)9133-4459. (Z66BF-6) Vende-se máquina de lavar roupas Colormaq, capacidade 11 kg. Valor R$ 500,00. Fone:(55)9159-4159. (Z66B4-4) Vende-se pulverizador jacto 600 litros, manual, ano 2004, com marcador de linha, 12 metros de barra, bicos anti-gotejo, abastecedor. Fone:(55)9131-5069. (Z66B3-3) Barbada. Vendo chapinha marca Britânia placa de cerâmica, libera íons, seca alisa e cacheia, para cabelos úmidos e secos. Apenas R$ 35,00. Fone:(55)9985-1750. (Z66B2-2) Barbada. Vendo um computador, um monitor LCD 14” marca Samsung, mais teclado e mouse. Fone:(55)3333-0825. (Z66B1-1) Barbada. Vendo uma cristaleira cor cerejeira, motivo mudança. Fone:(55)9985-1750. (Z66AF-8) Vendo bicicleta aro 26, 18 marchas, preta. Valor R$ 200,00. E um play Station 2 desbloqueado com 2 controles,1 Memory card e 100 jogos. Valor R$ 300,00 e direção com marchas, freio e pedais. Valor R$ 130,00. Fone:(55)8139-3316. (Z66AC-5) Vendo TV samsung 29 polegadas ultra Slim, estado de nova. Valor R$ 300,00. Fone:(55)91675346.

(Z66A4-6) Compro freezer Consul horizontal 220 litros, em bom estado. Fone:(55)9178-6017. (Z66A1-3) Vendo freezer vertical 6 gavetas. Valor R$ 300,00. Fone:(55)91712907. (Z667F-5) Vende-se Televisor LG 42” LCD Full HD, varias entradas HDMI, USB. Estado de nova, motivo compra de uma maior. Valor R$ 1.100,00. Fone:(55)9159-3277. (Z667A-9) Vendo jogo de rodas de liga leve aro 13, original da GM. Valor R$ 250,00. Fone:(55)96240762. (Z6673-2) Vende-se Antena PX para carro ou Camionete. Valor R$ 100,00. Fone:(55)9995-3989. (Z6669-1) Barbada. Vende-se 4 pneus aro 15, perfil 205/60. Valor R$ 200,00 em bom estado. Fone:(55)9607-0562. (Z6665-6) Vende-se caixa de som com auto falante de 12” da marca Bomber, corneta Bomber, Sub Twitter da Bomber. E um módulo da marca Piramide. Valor R$ 400,00. Fone:(55)9175-7466. (Z6662-3) Compro box para banheiro que seja de canto. Fone:(55)91352449. (Z6659-3) Vendo rádio jvc, novo na caixa, CD player, USB, auxiliar, modelo kdr449, nunca usado. Preço de mercado R$ 356,00 vendo por R$ 240,00. Motivo troca de carro. Fone:(55)9138-7901. (Z6657-1) Vende-se 2 pneus 18/04/30 em bom estado, pneu de 12 lonas. Vende uma SLC 2200 revisada. Fone:(55)35059874.

Dou garantia (fiador). Fone:(55)8405-5251.

Gauchescos, Bandinha ou Sertanejos. Pago R$ 3,00. Fone:(55)8419-9337. (Z6652-5) Vende-se fogão dako a gás 4 bocas. Valor R$ 120,00. Fone:(55)9146-3809. (Z664A-6) Vende-se antena parabólica mais receptor, foi comprado e não instalado, sem uso. Valor R$ 300,00. Fone:(55)91661357. (Z6649-5) Vende-se amplificador (semi-novo) LK2 Profissom 250 + 250 Watts Rms mais equalizador Ciclotron 2101 (usado), os dois em ótimo estado. Valor R$ 800,00. Fone:(55)9166-1357. (Z6640-5) Vende-se 11 metros de grade com 120 cm de altura, confeccionada com ferro redondo 3/8” com detalhes em ferro chato 1/8” x 1/2”. Valor R$ 600,00 e R$ 1.000,00 colocada. Fone:(55)33327443.

(Z6710-6) R$ 35.000,00 loja completa com mercadoria, centro de Ijuí, ao lado de 2 lotéricas, próximo aos bancos e praça da República. Motivo outro negócio. Fone:(55)99724425. (Z66FA-2) Vende-se uma casa de alvenaria no Bairro Burtet. Fone:(55)91014901. (Z66C5-3) Vende-se casa de madeira medindo 9 x 7 para retirar do lacal. Fone:(55)9118-9784. (Z66CB-9) Vende-se casa mista com 3 dormitórios sendo 1 suite, mais garagem para 2 carros, terreno medindo 512 m², situada a Av. Guaranis, n° 142 Bairro Pindorama. Valor R$ 190.000,00. Fone:(55)9654-5151.

(Z6638-6) Vende-se Bebê conforto, marca Galzerano, unissex. Valor R$ 150,00. Fone:(55)9168-1603.

(Z666A-2) Vende-se casa mista localizada na Rua Ambrósio Luchesse, n° 1.000 no Bairro São José. Fone:(55)9132-4570.

(X6625-5) Vende-se uma carreta 1935, caçamba 2001, bom estado de pneu, toda revisada. Valor R$ 130.000,00. Fone:(55)3332-9975.

(Z6663-4) Vende-se uma casa mista, no Bairro Herval na Rua Guilherme Schamberg, documentação em dia, medindo 23 de frente. Fone:(55)96598997.

(X6620-9) Vende-se uma centrífuga para mel de 8 cachilhos. Fone:(55)91457064.

(Z664B-7) Vendo linda casa, no centro Rua Dos Viajantes. Fone:(55)9144-0090.

(X661E-7) Lava-se túmulo no cemitério municipal. Fone:(55)9105-1168.

(Z6741-1) Aluga-se casa de alvenaria com 3 quartos, dois banheiros, garagem para dois carros e patio com canil, situada á Rua Marechal Mallet, n° 466. Fone:(55)99015775.

(X6619-2) Compra-se uma roçadeira a gasolina, de preferência Sthill, semi profissional ou marca Husqvarna. Fone:(55)91769002. (X6617-9) Vende-se um freezer de 7 gavetas, semi novo, valor R$ 850,00. Vende-se uma geladeira, valor R$ 350,00. Fone:(55)9196-0674. (X6628-8) Vende-se estante antiga de madeira, com diversas divisórias, cor escura, em bom estado de conservação, medindo aproximadamente 2 m x 1,80 m. Valor R$ 320,00. Falar com Terezinha. Fone:(55)9133-4459.

(Z6656-9) Vendo ou Troco por espalhador de adubo, plantadeira Heikoff 5 linhas de soja, 4 linhas de milho no balde, 6 linhas na caixa com rotor. Fone:(55)99663400.

(X6624-4) Vendo máquina de lavar faz tudo, batedor vertical eletrolux 7 kg, valor R$500,00. Simulador caminhada elíptico c marcador de distância, batimentos, valor R$ 600,00. Mini Fliperama lotado de jogos R$250,00. Motivo mudança. Falar com Rita 5591795495. Fone:(55)3333-3454.

(Z6654-7) Vendo Mini Projetor Rodstar, novo na caixa. Valor R$ 300,00. E um fogão 06 bocas. Valor R$ 100,00. Fone:(55)91960329.

(X6611-3) Troco celular LG-P500, Smartphone com novo android 2.2, roteador wi-fi, GPS grátis, modem 3G. Valor R$ 350,00. Fone:(55)8447-4014.

(Z6648-4) Compra-se Discos de vinil do Elvis Preslei ou Beattls. Pago R$ 5,00 cada. Compro também

(X65FD-1) Compro revista em quadrinhos de todos os tipos. Fone:(55)91473909.

(Z6748-8) Procuro casa para alugar as proximidades da Cotrijui de preferencia casa direto com o proprietário. Fone:(55)9621-8824. (Z6736-8) Procuro casa para alugar no Bairro Getúlio Vargas de preferencia direto com o proprietário. Fone:(55)91130133. (Z670E-4) Aluga-se kit net mobiliado, com quarto, cozinha, banheiro, garagem coberta, de preferência para senhoras com ou sem avalista. No Bairro Assis Brasil. Valor R$ 350,00. Fone:(55)91127464. (Z6707-6) Aluga-se apartamento com 3 quartos e demais dependências em bom estado de conservação, na Av. Nações Unidas, n° 129 Bairro Oswaldo Aranha, com garagem para um carro. Tratar no local com o proprietário. Fone:(55)3333-0211. (Z6681-7) Alugo apartamento, com 03 dormitórios no residencial Bela Vista. Fone:(55)99069333. (Z665F-9) Procura-se para alugar Kit net ou casa na área central.

(Z665B-5) Alugo casa em São Leopoldo, Bairro Scharlau, próximo BR 116. Valor R$ 750,00 direto com proprietário. Fone:(55)9151-7005. (Z664E-1) Alugo apartamento de 1 dormitório no conjunto Bela Vista. Valor R$ 330,00 e uma casa de 4 quartos no Bairro Assis brasil próximo a escola. Valor R$ 700,00. Tratar apos as 18 horas. Fone:(55)3332-4279. (Z6749-9) Vende-se terreno a Rua Claas Reusatt, ao lado no nº 293, Bairro XV de Novembro. Medidas 10 m x 65 m. Fone:(55)9118-1377. (Z66A5-7) Compro terreno com escritura. Valor de R$ 30.000,00. Fone:(55)9612-6964. (Z666D-5) Vende-se terreno de 15 x 22 m, lugar alto, no Bairro Boa Vista próximo á sede. Recebo veículo ou caminhão na troca, terreno foi avaliado em R$ 100.000,00 estou pedindo R$ 80.000,00 direto com o proprietário. Fone:(55)8416-0015. (Z664F-2) Vende-se terreno no Bairro das Chácaras, lugar alto e frente para leste, medindo 10 X 25 m. Fone:(55)91960329. (Z664C-8) Compro terreno em Ijuí que possa ser financiado. Valor até R$ 55.000,00. Fone:(55)9133-4535. (X6612-4) Vendo ou troco casa de alvenaria, medindo 150 m², falta acabamento terreno, mede 385m² no bairro Gloria. Obs: troco por camionete S10, diesel até 35/30mil e o restante em dinheiro valor da casa de 70mil. Não financio, aceito outra proposta. Fone:(55)9127-4747. (X65ED-3) Vende-se casa e terreno Parque Havaí. Valor R$ 25.000,00. Fone:(55)9100-7329. (X65D3-4) Vende-se uma casa de alvenaria situada á Rua 14 de Julho, n° 1133, casa medindo 86 m², terreno medindo 13 x 30 m, próximo ao viaduto. Fone:(55)33324904. (X65C3-6) Vendo uma casa de alvenaria com 2 quartos e demais dependências, situada na Rua São Boa Ventura, n° 207 Bairro Elizabeth, Ijuí. Valor R$ 150.000,00. Fone:(55)9100-8121. (X65B6-2) Vende-se sede campeira em Catuipe, a 5 quadras da Av Rio Branco, com salão de festas de alvenaria, cocheiras, área de 3.480 m². Fone:(55)91349694. (X659A-1) Vende-se uma casa no Bairro Luiz Fogliatto, na Rua Cassiano Ricardo, n° 1060 com dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro, área construída 52 m², terreno medindo 384 m². Valor R$ 180.000,00 aberturas todas em madeira. Negocia-se. Fone:(55)9130-8823.

C Y M K


C Y M K

2121

Outubro de 2013 com cozinha mobiliada e banheiro, próximo a APAE e Unijuí sede. Fone:(55)9140-7136.

(X654C-4) Vende-se casa mista 8 x 7, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço, terreno 11 x 50 na Rua Barão do Rio Branco, n° 1995 Bairro Gloria, escriturada. Valor 90.000,00 negocia-se carro ate R$ 20.000,00. Fone:(55)9168-0218. (X654B-3) Vendo apartamento um por andar, situado na Rua reta ao mar, duas suítes, um quarto, um banheiro social, sacada blindex com churrasqueira, já mobiliado, garagem privátiva, portão exclusivo, prédio com elevador, vista para o mar, documentos ok. Envio fotos por e-mail. Fone:(41)4797-2900. (X652D-9) Vende-se uma casa de madeira, 3 quartos, sala, cozinha, banheiro, porão do tamanha da casa com banheiro, terreno medindo 330 m², 3 quadras a baixo da Sogi. Valor R$ 150.000,00. Falar com Carlos. Fone:(55)9115-0170. (X6623-3) Aluga-se quarto individual mobiliado. Possui apenas internet, cozinha e banheiro coletivos. Aluga-se uma casa na Rua Antônio Almeida Lemos com 2 quartos, cozinha, banheiro, pátio fechado, garagem, casa de fundo. Fone:(55)9939-3883. (X661F-8) Aluga-se uma casa de alvenaria com 3 dormitórios, garagem, pátio fechado, bairro Lambari. Outra casa disponível para alugar próximo a Cotrijuí no bairro Lulu Ilgenfritz. Fone:(55)96279287. (X65F8-5) Aluga-se casa com 6 peças, 1 quarto, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Fone:(55)9104-6428. (X65FF-3) Aluga-se apartamento no Residencial Terra Nova 03 dormitórios, sendo 01 com suíte 02 banheiros, sala estar/ jantar garagem coberta, internet, gás, salão de festas, bem seguro Apartamento novo, ótima localização. Fone:(55)84080741. (X65E8-7) Aluga-se apartamento novo no Residencial Terra Nova. Dois dormitórios, banheiro com box e balcão/espelho, lustres em todo o apartamento, garagem coberta. Pronto para morar. Fone:(55)9148-0281. (X65DA-2) Aluga-se uma casa com 54 peças, localizada próximo à Ceriluz. Fone:(55)3332-1188. (X658F-8) Aluga-se prédio de alvenaria medindo 7 x 121, energia trifásica, situado à Rua Sepé Tiaraju, n° 1070 Bairro Glória. Fone:(55)9149-0078. (X6522-7) 1 quarto

Aluga-se mobiliado,

(X65EE-4) Vende-se 74 hectares de terra, localizado no Interior de Roque Gonzales. Fone:(55)8123-2533. (X65D4-5) Vende-se um terreno com duas casas situado na Rua Santo Anotonio, terreno de esquina, na cidade de Catuípe. Fone:(55)33327904. (X65CC-6) Compra-se ou arrenda-se chácara de 1 há 3 hectares. Fone:(55)9171-5788. (X65BF-2) Vende-se ótimo terreno na Rua Jorge Leopoldo Weber, após a BR, medindo 10 x 50 m. Não financia. Aceita-se carro. Fone:(55)91945686. (X65A8-6) Vende-se terreno no Bairro Assis Brasil na Rua Alberto Schimit, à 4 quadras da Rua Cel Dico. Fone:(55)99583373. (X65A3-1) Vende-se chácara, com 4 hectares e meio, em frente a Policia Rodoviária. Fone:(55)9164-6676. (X65A0-7) Vende-se terreno com casa medindo 704 m², anexo um pavilhão próprio para distribuição. Fone:(55)33323672. (X6572-6) Procuro chácara próximo de Ijuí, que possua rio, açude e sede. Fone:(55)8421-7009. (V6516-4) Vende-se prédio de alvenaria, completo de equipamentos para mini-mercado, com moradia e garagem, 2 andares, medindo 140 m² de área construída, excelentíssimo ponto comercial, ótima remuneração, localizado no Bairro Getúlio Vargas, Mercado Sacolão Ijuí. Valor R$ 200.000,00. Fone:(55)9193-0906. (V650E-5) Vende-se oficina mecânica. Preço a combinar. Fone:(55)9969-1257. (V64EB-6) Vende-se uma casa de alvenaria, bem localizada e no alto, boa visão para a Rua Aristeu Pereira e Av. David José Martins, á 200 m do HCI e próximo ao Hospital da Unimed, com uma suite mais dois quartos, duas salas, 4 banheiros, piscina grande com calefação solar, duas churrasqueiras, salão de festas, garagem e escritório. Valor R$ 440.000,00. Fone:(55)3332-8836. (V64EA-5) Vende-se apartamento no condomínio 3 figueiras e apartamento no condomínio bela vista. Fone:(55)3332-8836. (V6495-1) Vende-se uma casa de alvenaria medindo 70 m² próximo a Sogi. Fone:(55)9118-4057. (V64B4-5) Aluga-se Apartamento térreo. E mais duas casas mista. Fone:(55)9174-7754.

Fone : 3332 - 1366 /9109-6009 9176.6885

Rua do Comércio, 806 - Ijuí/RS


22

Outubro de 2013 chave canivete, película, 4 pneu bons. Carro em excelente estado. Fone:(55)9959-4341. (Z66FB-3) Vende-se Gol ano 96, preto, motor 1.0. Preço á combinar. Fone:(55)9101-4901.

(Z6747-7) Vendo Gol ano 94 á gasolina,motor 1000. Preço de ocasião R$ 6.000,00. Fone:(55)9103-2210. (Z6743-3) Vendo gol 99 4 portas, super inteiro (interior, lata, suspensão). Motor deve ser feito. Valor R$ 6.500,00. Fone:(55)9133-2529.

(Z66CC-1) Vendo Golf 94/95. Valor R$ 8.500,00 à vista. Negocia-se. Fone:(55)91978851. (Z66BE-5) Vendo Gol 1.0 ano 93, na cor branca. Fone:(55)91137001.

(Z6721-5) Vendo gol copa G4 amarelo, 2006 1.6 8 v, ABS, vidros, travas nas 4 portas com Centralina, alarme com interface, direção hidráulica, RLL, (menos ar) mas no resto é completo. Valor R$ 22.000,00 abaixo da FIPE. Fone:(55)91775701. (Z6718-5) Vende-se Golf 1.6, ano 02/03, completo, com Ar condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos, travas elétricas,

(Z66B9-9) Vende-se Gol G4 2007 lacrado, 2013 pago, veiculo 100 % de tudo, motor, caixa e suspensão tudo ok, não bate nada por dentro,

bom de pneus. Preço de FIPE R$ 16.500,00. Fone:(55)9906-4640. (Z66AD-6) Vende-se Gol branco 1.6, ano 89, rodas liga leve, todo revisado, em bom estado de conservação. Valor R$ 5.500,00. Fone:(55)8112-5951. (Z665D-7) Vendo Gol 99 - vermelho, 4 portas, 1.6 - 8v, em ótimo estado. Aceito troca por moto (de preferência honda). Fone:(55)91640968. (Z665A-4) Vende-se Gol completo 1.0 16 v power roletado, ano 02/03, 4 portas, bom de pneus, ar gelando, motor bom. documentos ok. Ultimo preço sem choro e á vista R$ 11.000,00. Não baixo mais. Motivo troca tenho negócio em vista. Fone:(55)9986-6454. (Z6651-4) Vende-se Santana ano 97, na cor bordô, 4 portas, AR, VE, DH, rodas de liga leve original. Carro super completo. Fone:(55)9683-8561. (X6601-5) Vendo Parati Turbo Original de Fábri-

ca, completa, excelente estado de conservação, motor novo e turbina nova com garantia. Fone:(55)9108-5399.

(X6530-3) Vende-se gol, ano 2013, fit, 4 portas, 1.0, com 8 v, cor branca. Fone:(55)9908-2725.

(X6557-6) Vendo Voyage ano 2012, super inteiro. Entrada mais prestações, estudo proposta. Fone:(55)91346962.

(V64FF-8) Vende-se um fusca de barbada. Aceita-se material de construção. Fone:(55)33336813.

(X6555-4) Vende-se Bora ano 2008 confortline, na cor prata, com ABS nas 4 rodas, Airbag duplo, ar digital, volante escamoteável, chave tipo canivete, manual do proprietário, carro impecável. Valor R$ 33.000,00. Fone:(55)8100-2227.

(V64F0-2) Vende-se Gol ano 2004, cor branca, básico. Valor R$ 14.000,00. Fone:(55)9608-1899. (V64B9-1) Vendo Fusca 1600 branco em bom estado, 84/84, todo revisado. Va-

(X6548-9) Vende-se Gol ano 89 motor AP, com laudo, suspensão e rodas orbital aro 14”. Fone:(55)9633-6030. (X6547-8) Vende-se Gol 1.0 Trend, ano/modelo 2008 Flex, 4 portas, trava elétrica, vidro elétrico, película protetora nos vidros (profissional), direção hidráulica, ar condicionado, DVD automotivo, caixa de som com modulo, alarme. Preço a combinar. Fone:(55)9997-0202.

(55) 3331.6000

lor R$ 3.800,00 aceito moto biz na troca. Fone:(55)3333-8415. (V64B3-4) Compro Kombi até ano 94, em bom estado. Fone:(55)9171-5514. (V6498-4) Vende-se Parati ano 84 ou troca-se por moto Honda Fan ano 2011 á 2013 125 cc ou 150 cc. Fone:(55)91620925. (V6490-5) Vende-se Gol ano 97/98 MI, na cor branca, com ar quente, desembaçador, trava, alarme, roda de liga leve e radio. Fone:(55)9903-7595. (V6483-1) Vendo Gol G4 lacrado com vidro elétrico, alarme, trava, interface, ar quente e frio, lindo carro, com rodas aro 14”, IPVA 2013 pago. Valor R$ 17.300,00. Fone:(55)9906-4640. (V6482-9) Vende-se Saveiro 2004 1.6 flex, direção hidráulica, ar condicionado, alarme, trava, capota marítima e engate para reboque. Valor R$ 21.900,00. Fone:(55)9101-9726. (V647F-6) Vendo Saveiro tropper 2010 cabine extendida, computador de bordo, controle de som no volante. Valor R$ 32.000,00l aceito construcard. Fone:(55)9139-3248. (V647E-5) vendo saveiro 1.8 AP ano 94, trava elétrica e alarme. Valor 10.500,00 aceito construcard. Fone:(55)9139-324. (V647D-4) Vende-se Gol GTI 2.0 rebaixado, bancos recaro, alarme, vidros e travas elétricos, ar condicionado, pneus novos, impostos em dia. Fone:(55)99134204. (V6469-2) Vende-se Gol bolinha ano 96, motor 1.8 AP 8 v, pra quem gosta de um carro bom e bonito. Valor R$ 10.000,00 ou R$ 11.000,00 com jogo de rodas esportivas. Troco por Gol G5 e assumo prestações. Fone:(55)9126-9908. (V6447-4) Vendo Gol 1.000 16 v 1.0 turbo, na cor branca, completo, rodas esportivas. Fone:(55)3332-3618. (V6443-9) Vendo parati 1.6 MI branca ano 2003/2004 flex em ótimo estado, Ar condicionado, direção hidráulica, alarme, limpador traseiro. Estudo propostas em troca e a vista. Fone:(55)9686-5896.

C Y M K


C Y M K

23

Outubro de 2013 dor traseiro, 4 pneus semi novos, carro em ótimo estado. Aceito carro com 2 portas do mesmo valor. Valor R$ 8.600,00. Fone:(55)9164-9375.

(Z673A-3) Vende-se camioneta Fiorino branca LX motor 1.5, ano 91, bateria nova 60 HP Moura, 4 pneus novos aro 14” esportivo do Palio 99, alarme, vidro, trava, som, bancos em couro novos, capota marítima, ar quente. Somente R$ 9.000,00. Fone:(55)9151-5888. (Z673D-6) Vendo Fiorino 147, ano 1986, ótimo estado. Valor R$ 6.500,00. Fone:(55)8111-6751. (Z673B-4) Vendo Strada Working 1.5 mpi Ano/Modelo 2000. Fone:(55)3332-7875. (Z6734-6) Vendo Palio fire branco 4 portas ano 2010, IQB-5570, direção hidráulica, vidros elétricos com interface, limpador e desembaçador traseiro, ar quente e frio, rodas de liga leve, sem pendências, tenho nota das revisões, carro impecável. Fone:(55)81043953. (Z672B-6) Vendo Fiat Strada Fire Flex/Ano 2007 em ótimo estado. Vale a pena conferir. Fone:(55)9126-7575. (Z6715-2) Vende-se Uno Electronic 1.0, ano 93/93, azul. Valor R$ 6.500,00. Recebo moto de menor valor, de preferência Biz. Fone:(55)9902-3001. (Z66C8-6) Vendo e aceito moto Fiat tipo SLX 95, prata completo, freio a disco 4 rodas, 8 v 4 bico inetados, todo elétrico, motor novo, roda aro 15 de liga, ótimo carro de mulher, com manual de fábrica. Valor R$ 7.000,00 a vista ou R$ 8.000,00 na troca. Fone:(55)9642-1648. (Z66BB-2) Vendo Uno Electronic 93/94. Valor R$ 6.500,00 aceita-se moto no brique. Fone:(55)9156-1217. (Z66AE-7) Vendo Uno 86, documentação em dia, vermelho, rodas e direção exportivas, com som, bancos refeitos. Valor RS 5.300,00 na troca por veiculo de maior valor, ou R$ 4.800,00 a vista. Aceito propostas. Fone:(55)8135-2299. (Z6635-3) Vende-se Uno ILX, ano 95, 4 portas, vidro e travas elétricas, alarme, ar quente, com limpador e desembaça-

(X65DB-3) Vendo Fiat Uno 1.0 ano 98, lindo de tudo, com manual de fábrica. Valor R$ 6.700,00 á vista ou metade em dinheiro e outra metade em material de construção. Fone:(55)84160660. (X65E2-1) Vendo Stilo 1.8, ano 2003, 122 cv, prata, carro impecável. Bancos de Couro, computador de bordo, piloto automático, ar condicionado, AL, TE, VE com interface, LT e DT, som original Stilo, pneus em bom estado, com manual. Valor R$ 22.500,00. Fone:(55)9139-1184. (X65BC-8) Oportunidade Única. Vende-se Fiat Palio 98 ED, chumbo, 2 portas, ar quente, rodas, som, insulfilme, ótimo estado. Valor R$ 10.000,00. Fone:(55)8121-6234. (X6544-5) Carro com Ar condicionado, vidro elétrico, limpador e desembaçador traseiro, 4 pneus novos, freio, suspensão e motor revisados, com bagagito, farol com lampadas luz super branca, ótimo pra quem tem família ou gosta de viajar. Fone:(55)99442707. (X6531-4) Vende-se Pálio ano 97, completo, 04 portas, azul metálico, R$ 4.500,00 mais 10 parcelas de R$ 376,00. Fone:(55)9142-1134. (X6523-8) Vende-se Palio ano 2008 com vidro elétrico, trava elétrica, ar quente. Valor R$ 12.000,00 mais 18 vezes de R$ 400,00 ou troco por carro financiado de maior valor. Fone:(55)9696-7556. (V6514-2) Vendo Fiat Strada Workine cabine dupla, ano 2011, com 55.000 Km, equipada. Valor R$ 37.000,00 nunca foi batida. Fone:(55)9963-5682. (V64B8-9) Vendo Fiat Brava Branco 1.6 16v 00/00, completo, segundo dono, com manual e chave reserva, em bom estado de conservação, interessados entrar em contato. Valor R$ 12.000,00. Fone:(55)3333-8415. (V6497-3) Vende-se Fiat Uno EP ano 96, completo, 4 portas, vidro elétrico, alarme, azul metálico, em bom estado. Valor R$ 7.000,00 sem troca. Fone:(55)9196-1505.

(V6491-6) Vende-se Siena ELX motor 1.3 fire, completo, ano 2002. Valor R$ 17.000,00. Fone:(55)9175-9874.

(X65EC-2) Vende-se Fiesta sedan ano 2003, completo motor 1.6. Valor R$ 18.500,00. Fone:(55)9166-8998.

(V6473-3) Vende-se Uno 4 portas, ano 96 em ótimo estado, com vidro elétrico, trava e ar quente. Preço de barbada R$ 7.000,00. Fone:(55)9689-7284.

(X65E4-3) Vendo ou Troco Ranger XLT ano 2008, toda revisada, por Corolla, C4 Pallas, Jetta ou Focus sedan. Fone:(55)3332-7283.

(V6442-8) Vendo Marea weekend turbo ano 99, excelente carro. Muito potente e confortável. Com ar condicionado, direção hidráulica, alarme, trava, vidros elétricos, interface, farol de neblina, tudo funcionando. Valor R$ 22.000,00. Estudo troca e aceito propostas a vista. Fone:(55)96865896.

(X6599-9) Vende-se Pampa motor 1.8 GL ano 1991 na cor dourada, placa IGS 0307. Valor R$ 12.000,00 bom estado, motor todo feito. Fone:(55)91308823.

(Z6738-1) Vende-se ou troca-se por carro de maior valor um Escort a gasolina, ano 86 em bom estado. Fone:(55)9178-3812. (Z6713-9) Vendo Fiesta sedan 2003 completo, motor 1.6 zetec. Valor R$ 15.000,00. Fone:(55)9196-4303. (Z66CF-4) Vende-se Eco Spot XLT 1.6 completa, com 56.000 Km, banco de couro, Airbag, som original, 4 pneus novos, cor cinza. Valor R$ 28.000,00. Fone:(55)9957-5156. (Z6682-8) Vendo Ford KA 2010, baixa quilometragem, todo revisado na Ford, estado de novo. Fone:(55)81022737. (Z665E-8) Vendo Ford ka ano 99, na cor azul, com 85.000 km. Valor R$ 8.500,00 à vista R$ 7.000,00. Fone:(55)8112-6907. (X661B-4) Vende-se Courier 98, vermelha, doc. ok (condição especial a vista) Fone:(55)8458-0700. (X65FB-8) Vende-se F 1000 ano 84 motor MWM, com direção hidráulica, na cor vermelha, carroceria de lata, santo antônio, protetor de caçamba, estribos, capota marítima em ótimo estado. Valor R$ 27.000,00. Fone:(55)9117-3120. (X65EB-1) Vende-se Eco Sport ano 2005, motor 1.;6 completa. Valor R$ 32.000,00. Fone:(55)9166-8998.

(X6594-4) Vende-se Corcel ano 74, cor vermelho, documentos em

dia. Valor R$ 1.800,00. Fone:(55)9947-7090. (X657E-9) Vendo Focus Sedan GLX ano 2009 completo, com Airbag duplo, roda de liga, placa I, 2º dono. Fone:(55)9125-3820. (X6577-2) Vende-se Pampa 1985 gasolina CHT 5 marchas, banco para 3 pessoas, toda revisada. Valor R$ 6.000,00. Fone:(55)9672-4151. (V64A8-2) Vende-se Ford Focus 2.0 ano 2009, IPVA 2013 pago, sujeito a qualquer analise. Fone:(55)91957224.

(V648A-8) Vendo Ford Escort GLX 1.8, 4 portas, na cor branca, placa I, ano 1997, ar condicionado, direção hidráulica, vidro e trava elétricos, alarme, rodas de liga leve, chave reserva, rádio com MP3, computador de bordo. Carro em bom estado. Valor R$ 9.500,00. Fone:(55)9617-7042. (V6476-6) Vende-se Ford KA 2010, baixa quilometragem, todo revisado na Ford, estado de novo. Fone:(55)81022737.


24

(Z673E-7) Vende-se Opala ano 87/88, 4 cilindros completo, motor feito, suspensão, freios, embreagem e diferencial. Aceito proposta. Fone:(55)9136-5369. (Z673F-8) Vende-se Astra GLl sedan 1.8, 8 v completo, 4 pneus novos. Valor R$ 16.000,00. Fone:(55)9100-4099. (Z6724-8) Vende-se Monza ano 95, 2 portas cor azul, direção hidráulica, vidro elétrico, CD, pneus novos e carro todo revisado. Valor R$ 7.800,00. Fone:(55)8454-2625. (Z670F-5) R$ 4.700,00 Monza SLE 2.0 gasolina, ano 90, na cor marrom, vidros, travas, espelhos elétricos, desembaçador, alarme, rodas liga leve originais, motor novo.(necessita reparos na lata, feio de pneus). Fone:(55)99724425. (Z670D-3) Vende-se caravan diplomata 4.1 6

Outubro de 2013 cc ano 89, não tem ar condicionado. Valor R$ 12.000,00 aceito proposta. Fone:(55)9209-5820.

16’, som USB, 2 alto falantes 12’, 2 cornetas e 2 super. Valor R$ 12.000,00. Fone:(55)9182-5119.

financiamento (em atraso ou não) posso pagar prestação de ate R$ 1.000,00. Fone:(55)9118-6802.

(Z66D7-3) Vende-se um Opala ano 80 ou troca-se por Fusca. Fone:(55)33327904.

(Z6668-9) Vendo Meriva Joy 08/08, prata metálico, único dono, completa, 60.000 km, ótimo estado. Valor R$ 29.000,00 sem troca. Fone:(55)91659303.

(X65A9-7) Vende-se Caminhonete Chevrolet D 10 modelo ESP cabine dupla, ano 1983/1983 na cor branca, placa BFL 3650, à Diesel, pintura nova, motor R20B da D 20, 4 pneus novos, banco recaro, turbinada, direção hidráulica, 2 portas e engate para reboque. Fone:(55)9696-1693.

(Z66D6-2) Vende-se Vectra ano 99 GLS, cor azul metálico, 8 v completo. Valor R$ 15.000,00. Fone:(55)9161-2796. (Z66BC-3) Vendo celta 1.0, ano 2001, duas portas, 4 pneus novos, documentos em dia. Valor R$ 13.000,00. Fone:(55)9680-8655. (Z66A8-1) Vende-se S10 2001 2.4 gasolina, completa. Valor R$ 27.000,00. Aceito negociações. Fone:(55)9189-1090. (Z6686-3) Vende-se S10 colina, cor branca, gabine simples 4 x 4, ano 2009, ar condicionado, turbo diesel, placa AQS 0778. Valor R$ 54.000,00. Fone:(55)9106-1621. (Z6679-8) Vende-se Celta 1.0 ano 2003 cor preta, limpador e desembaçador, vidros elétricos, ar quente, ótimo estado. Valor R$ 14.000,00. Fone:(55)3332-5180. (Z6671-9) Barbada. Vendo Omega GLS 2.0 4 cc completo, rodas diamantadas

(Z6667-8) Vendo Corsa Wind 96, quatro pneus novos, alarme, som, documentação em dia. Fone:(55)9103-3610. (X65FE-2) Vende-se Vectra 1994 CD 4 portas, na cor azul, roda de liga leve, bom carro, completo de tudo menos teto, detalhes em madeira nas portas (original) motor novo, FIPE R$ 10.500,00 na troca ou a vista R$ 9.500,00. Fone:(55)9118-6802. (X65F9-6) Vende-se S10 ano 2000 executive cabine dupla, turbo diesel interculler, bancos de couro em ótimo estado. Valor R$ 36.000,00 aceito carro de menor valor. Fone:(55)9117-3120. (X65E7-6) Vendo ou troco Kadett ano 96. Aceito Celta, Clio ou Gol na troca. Negocia-se. Fone:(55)91737610. (X65E6-5) Compro Astra, Vectra ou outro carro de meu interesse que tenha

(X65A7-5) Vende-se Kadet ano 90. Valor R$ 5.500,00 aceita-se proposta ou troca por moto. Fone:(55)91577625. (X65B5-1) Barbada. Vende-se Vectra GLS, na cor prata, ano 2000, super inteiro,, nunca foi batido, com manual e chave reserva. Valor R$ 16.000,00 a vista e na troca R$ 18.000,00. Fone:(55)9134-9030. (X65AA-8) Vendo Celta ano 2003 com ar quente, limpador e desembaçador traseiro, alarme, trava, som, rodas esportivas aro 15 com quatro pneus novos. Valor 13.800,00 a vista na troca R$ 15.000,00 aceito moto e carro de menor valor. Fone:(55)9179-4129. (X65A4-2) Vendo Corsa Hatch Maxx motor 1.8, ano 2007 prata, completo (d.h, v.e, a.c, interface na

chave, banco com regulagem de altura) impecável. Entrada R$ 5.000,00 mais R$ 15.000,00. Fone:(55)9153-7047.

seiro, suspensão de rosca, bateria bosch 1 mês de uso e 1 ano e meio de garagem, IPVA 2013 pago. Fone:(55)8134-0259.

(X659D-4) Vende-se Corsa 1.0 wind ano 2001, 2 portas, som MP3, limpador traseiro, na cor azul escuro, motor e câmbio ok. Valor R$ 9.900,00. Fone:(55)9926-4001.

(X6554-3) R$ 5.000,00 repasse Monza SLE 2.0 gasolina, ano 90, na cor marrom, vidros, travas, espelhos elétricos, desembaçador, alarme, rodas liga leve originais, motor novo.(necessita reparos na lata, feio de pneus). Fone:(55)9972-4425.

(X657A-5) Vende-se Celta, 1.0 life, ls 2013, básico. Valor R$ 10.000,00, mais prestações. Fone:(55)9208-3088. (X6571-5) Vende-se Omega, ano 97, banco de couro, 2.2, ótimo estado. Vale a pena conferir. Ligar após as 18:00. Fone:(55)84041745. (X656F-3) Vendo Celta ano 2003 com ar quente limpador e desembaçador traseiro alarme e trava rodas 15 com quatro pneus novos valor R$ 14.000,00 á vista na troca R$ 15.000,00 aceito carro e moto de menor valor. Fone:(55)91794129. (X6565-2) Barbada Vendo ou troco Astra sedan 4 portas, rodas esportivas aro 15, com ar condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricas, alarme com interface, retrovisor elétrico, porta malas elétrico, desembaçador tra-

(X654D-5) Vende-se caminhonete S-10 cabine dupla, ano 98. Valor R$ 25.000,00 ou aceita-se proposta, veiculo super inteiro. Fone:(55)8131-5911. (V6515-3) Vende-se Monza ano 93, 2 portas, carro na cor azul, placa IDK 9544. E um,a carretinha para 2 cavalos nova. Fone:(55)33326089. (V650F-6) Vende-se Monza ano 91, hidrautomático em bom estado de conservação. Fone:(55)9204-5767. (V64E9-4) Vende-se S10 á diesel ano 2001, na cor preta, com laudo, lona marítima, estribo cromado, banco de couro, completa e quatro pneus meio uso. Fone:(55)8409-6817. (V64DE-2) Vende-se Corsa Sedan ano 99, trava elétrica, alarme, ar quente. Valor R$ 11.000,00. Fone:(55)9158-3426. (V648C-1) Vende-se Astra hacht, na cor prata, ano 2003, roda 16 do SS, vidro elétrico, trava, interface, direção hidráulica, ar condicionado, pintura original, menos para-choque dianteiro. Valor R$ 20.900,00. Fone:(55)9926-9805. (V6487-5) Vendo kadete 91 bom de lata, motor e caixa feito, documentos Ok. Valor R$ 5.000,00 aceito moto Titan 150 cc, Bros ou Factor. Fone:(55)9109-9708. (V6481-8) Compro Vectra ano 98 completo, em bom estado. Fone:(55)91581981. (V6471-1) Vende-se Celta life 2010, duas portas, preto com alarme e trava, único dono, 4 pneus novos em ótimo estado, preço a combinar. Fone:(55)91719302. (V6420-1) Vende-se Vectra GLS ano 96, excelente estado, azul escuro, original. Valor R$ 12.000,00. Fone:(55)8114-5257. (V641D-7) Vendo Montana 1.4 econoflex, ano 2009 completa, filé, na cor branca. Valor R$ 26.500,00. Fone:(55)8133-0807. (V6412-5) Vendo Kadett ano 96 básico, super inteiro, com trava, alarme, película ou troca por Gol do ano 97 a 2002. Fone:(55)96992161. (V640F-2) Vendo S10 2.2 MPFI, ano 2000, prata, gasolina, engate standard, capota marítima, roda de liga, banco individual, DH, VE, AL, TE e interface, 3 passageiros, 2 pneus novos. Fone:(55)9159-8743.

C Y M K


C Y M K

25

Outubro de 2013

Máquinas Implementos Agrícolas (Z66BA-1) Vende-se um Tobata e um trator. Fone:(55)99188903. X65A2-9) Vende-se trator Valmet. Fone:(55)9164-6676. (U63F6-4) Vende-se 1 trator Ford modelo 6.6000 ano 84, ótimo estado. Fone:(55)84218837. (U6324-1) Vendo grupo gerador Stemac, motor Cummins NTTA 855 G2 com gerador

WEG 440 KWA 110/220/380V Fone:55-3333-6572.

Caminhões

(S61F9-8) Vendo Trator CBT 1105, com hidráulico e comando. Valor R$ 15.000,00 aceito troca. Fone:(55)91757383.

(Z6655-8) Vende-se caminhão Scania 124, 4 x 2, 360, ano 98, vermelho, revisado, com ar condicionado. Valor R$ 120.000,00. Fone:(55)91585088.

(S61E6-7) Vende-se Trator MF 290 ano 87. Preço de barbada. Fone:(55)9621-2004. (Q5FF4-4) Vende-se tor cinquentinha Fone:(55)3332-6450.

traMF.

(Q5FAC-4) Vendo uma grade niveladora Campeã 28 discos. Fone:(55)9149-0329. (Q5F9D-7) Trator VALMET 88, ano 85, em bom estado de conservação, valor : R$ 20.000,00 à vista, para vender. Espero suas ligações Fone:(55)9939-3881. (Q5F8F-2) vendo trator MF 295 ano 84 R$ 20.000,00. Fone:(55)9629-1917. (P5EF8-4) Vendo uma plantadeira MP 2000 em ótimo estado. Fone:(55)91490329. (P5EF7-3) Vendo uma lamina frontal para trator Valmet. Fone:(55)9149-0329. (P5EF5-1) Vendo uma lamina e concha frontal para trator CBT e uma lamina e concha frontal para trator Massey Fergusson. Fone:(55)99696766.

(X65FA-7) Vende-se VW 7.90 ano 88 motor mwm, carroceria de 5.40 metros em ótimo estado. Valor R$ 36.000,00. Fone:(55)9117-3120. (X65E5-4) Vendo ou troco MB 1218 90, gabinado, truck, pneu 275. Valor R$ 75.000,00. Fone:(55)81112660. (X6524-9) Vende-se caminhão Mercedes Benz 708, ano 88. Aceita-se troca. Fone:(55)9965-9317. (V6517-5) Vende-se cavalo MB 1929, ano 85 no toco, todo original, pneus sem câmeras, com carreta Randon graneleira ano 89, assoalho novo 22 mm, 10 bocas, placas ICI 9589, bom para lavoureiro. Encontra-se no posto da Cotrijuí. Fone:(55)8912-2604. (V64D8-5) Barbada LP321 no Truck, mecânica toda 1113, carroceria graneleiro, enlonado. Valor R$ 25.000,00. Fone:(55)9146-7685. (V6436-5) Vendo Bau Câmera Fria Refrigerado de 4.20 por 2.00 de altura. Fone:(55)8435-4809.


26

Outubro de 2013

C Y M K


C Y M K

Outubro de 2013

27


28

Outubro de 2013

SUSTENTABILIDADE

Chamadas de assistência técnica visam sustentabilidade O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) abriu duas Chamadas Públicas para seleção de entidades prestadoras de serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater)

U

ma Chamada é voltada para promoção da agricultura familiar sustentável na cadeia produtiva do leite e a outra é direcionada à cadeia produtiva do café. A Chamada nº07/2013, no valor de R$ 122,2 milhões, vai beneficiar 35 mil famílias produtoras de leite presentes nas bacias leiteiras dos estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Pará, Rondônia, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Alagoas, Pernambuco, Ceará e Paraíba. Já a Chamada nº08/2013, no valor de R$ 41,3 milhões, visa prestar serviço de Ater a 15 mil famílias produtoras de cafés arábica e conilon/ robusta nos maiores estados produtores - Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, São Paulo, Rondônia e Bahia. A prestação de serviços de Ater está baseada nos seguintes eixos estratégicos: organização da produção e dos agricultores; gestão da atividade e da unidade de produção familiar; produti-

vidade; qualidade do produto e comercialização. No caso dos cafeicultores, ainda terá a preparação para certificação. As atividades contratadas serão realizadas num período de três anos, para cada Chamada, o que inclui o planejamento, a execução e a avaliação de atividades individuais e coletivas, para promover o desenvolvimento sustentável das Unidades Produtivas, inclusive qualificando o acesso ao crédito rural, quando for o caso. Podem participar das Chamadas Públicas instituições públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos. As propostas deverão ser enviadas no prazo de até 30 dias a contar da publicação no Diário Oficial da União na quarta-feira (2), via Sedex ou entregues diretamente no protocolo do MDA. “Sendo o leite a principal cadeia produtiva da agricultura familiar, a Chamada vai permitir um amplo processo de inovação tecnológica, buscando a sustentabilida-

de da atividade leiteira, no que diz respeito às questões ambientais, econômicas e sociais. Além de estreitar a relação de quem produz com quem comercializa”, ressalta o diretor do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural da Secretaria da Agricultura Familiar do MDA, Argileu Martins da Silva. Ele acrescenta que para a cadeia do café, a sustentabilidade é essencial para o fortalecimento da agricultura familiar. “Lembrando sempre que os serviços de assistência técnica serão voltados para a propriedade como um todo, mas com enfoque na cadeia produtiva do café”, completa. As Chamadas são frutos do trabalho de diversos atores das cadeias produtivas do leite e do café que estabeleceram um procedimento de identificação e qualificação da demanda, o que possibilita realizar as atividades de Ater convergindo com outras políticas, principalmente as de comercialização e cooperativismo.

Leite e Café

No Censo Agropecuário 2006, foram identificados, 1,1 milhão de estabelecimentos agropecuários de agricultores familiares com produção de leite, representando 81% do total dessa atividade. Em termos produtivos a agricultura familiar representa 58% do total de leite produzido no Brasil. No mesmo estudo, foram identificados, 196.859 estabelecimentos agropecuários de agricultores familiares em que a venda do café corresponde a 30% ou mais de suas receitas agropecuárias, distribuídos em 1.468 municípios.

Cotrijuí Irrigação em pequenas áreas

Mutuo de trigo e aveia

A Cotrijui prossegue com ritmo acelerado na elaboração e consequente aprovação de projetos, visando à instalação de sistemas de irrigação. Segundo o Coordenador do Setor Marcelo Michaelsen, o trabalho está surpreendendo positivamente com intensa procura pelos associados. Recentemente, foram aprovados vários projetos com financiamento pelo Banrisul. Vem sendo contemplados e em fase de implantação há propriedades rurais em Ijuí, Boa Vista do Cadeado, Augusto Pestana, Bossoroca, Capão do Cipó e Chiapetta. São áreas que variam de 0,5 a 22 hectares. Esses projetos envolvem exclusivamente irrigação para gado de leite. A expectativa é de que esse fato gradativamente determine ampliação da bacia leiteira da região que já é uma das principais do Estado do Rio Grande do Sul.

A Cotrijui já está preparada para desencadear o chamado mútuo. Esse mecanismo permite que os produtores de trigo e aveia de toda a região de atuação da Cooperativa entreguem a produção e usem parte desse produto para a recepção futura de sementes de qualidade. Essa prática é de extrema importância para assegurar a formação de lavouras de aveia e trigo com qualidade. Os associados interessados devem procurar uma unidade da Cotrijui mais próxima de sua propriedade onde serão orientados e podem encaminhar a negociação.

Cotrijui terá aporte para nova fábrica de ração A Cotrijui está acertando detalhes de um acordo com a empresa VACCINAR de Pinhais, região metropolitana de Curitiba – Paraná. Trata-se de uma Fábrica de Rações para gado bovino que está estreitando relações com a Cooperativa. Pelo acordo, a empresa Paranaense investirá nos equipamentos para uma nova fábrica na unidade de Ijuí. O empreendimento será administrado pela Cotrijui, trabalhando principalmente produto para gado de leite. Paralelamente, na Fábrica de Dom Pedrito com o mesmo grupo, será feita a peletização. Naquela área a ração também será no sentido de atender bovinos. As duas novas frentes de negócio pela Cotrijui devem estar em funcionamento em meados do próximo ano.

Comercialização A venda de fertilizantes pela Cotrijui está em evolução. Segundo dados do setor, a comercialização vem superando as expectativas. Um dos fatos que tem contribuído de forma decisiva para este cenário é o preço dos fertilizantes que segundo os próprios produtores é bem mais competitivo que os concorrentes. Destaca-se que são produtos de marcas renomadas e com valores abaixo dos que vinham sendo praticados por inúmeras empresas do ramo, fato que está reforçando a credibilidade da Cotrijui que sempre foi importante balizadora de cotações. Ainda segundo o setor, está aquecido o mercado no que concerne a venda da semente Intacta RR2 visando a próxima lavoura de soja.

C Y M K


C Y M K

29

Outubro de 2013 LEITE

TECNOLOGIA

Cotrirosa forma grupo de estudos Dia de Campo sobre Tecnologia em sobre produção de leite Produção Leiteira A Cooperativa Tritícola Santa Rosa – Cotrirosa participou de trabalhos do grupo de estudos sobre produção leiteira

C

erca de 12 famílias da comunidade de Lajeado Reginaldo e arredores integram o grupo, que teve como objetivo aprofundar os conhecimentos sobre a produção leiteira e possibilitar a troca de experiências entre os produtores. O curso foi dividido em módulos que abrangerão todos os aspectos da produção leiteira: sanidade, nutrição, qualidade do leite e manejo em geral do rebanho. Na primeira etapa, a médica veterinária da empresa MSD Saúde Animal, Eveline do Carmo, apresentou a proposta do grupo e a forma de funcionamento das atividades. Na sequência, abordou os conceitos básicos de mastite, que é um processo inflamatório da glândula mamária, com origem infecciosa ou traumática. O primeiro encontro acon-

teceu na propriedade do produtor, Sr. Roberto Patzer, na comunidade de Lajeado Reginaldo. O próximo encontro será na propriedade do produtor Marlon Wilkomm, que considera essas oportunidades importantes, já que sempre se aprende algo novo. “Muitas vezes, no nosso dia a dia, não temos tempo de visitar a propriedade do nosso vizinho e trocar experiências, por isso, esse grupo é importante”, disse. Segundo o técnico em agropecuária da Cotrirosa, Cirio Beiersdorf, o grupo de estudos é um projeto piloto da Cooperativa. “Dependendo da receptividade e evolução do curso, vamos avaliar a possibilidade de realizar o mesmo em outros locais de abrangência da Cotrirosa”, afirma. A atividade é uma realização da Cotrirosa em parceria com a empresa de medicamentos.

U

Grupo de estudos produção leiteira

MEIO AMBIENTE

Pescadores de Porto Vera Cruz mobilizam-se em mutirão de limpeza do Rio Uruguai

P

escadores profissionais de Porto Vera Cruz uniram-se para limpeza do rio Uruguai através de um mutirão realizado no último dia 27/09. A mobilização contou com o apoio da Emater/RS-Ascar e Prefeitura de Porto Vera Cruz. A limpeza foi realizada em uma extensão de 18 km, às margens do rio, iniciando na ponta da ilha (Barra do Bugre) até o balneário Chico Alferes. Garrafas de refrigerante, vidros, embalagens plásticas e de agrotóxicos foram alguns dos objetos recolhidos, que lotaram um

caminhão com mais de 100 sacos de lixo. Segundo o extensionista da Emater/RS-Ascar, Gilberto Barbaro, que acompanhou o mutirão, a ação ocorre anualmente, tendo como objetivo principal a conscientização das pessoas a não jogar o lixo no rio e sim em destino correto. “Queremos, enfim, regatar a importância de preservar o ambiente.” Atualmente fazem parte da Associação de Pescadores Profissionais 48 membros, que tem na pesca uma das principais fontes de renda.

aconteceu em Cruz Alta m grupo de 30 produtores de leite associados da Cotrirosa participaram no dia 25 de setembro do 4º Dia de Campo sobre Tecnologia em Produção Leiteira, no tambo experimental da CCGL, em Cruz Alta. Na oportunidade, os produtores tiveram acesso nas 11 estações sobre produção leiteira que, entre os assuntos tratados estavam: pastagens de inverno, fertilidade do solo, todo o processo que envolve a ordenha, criação da terneira, entre outros. “Difundir novas tecnologias e fazer com que o produtor visualize e adote as novidades em sua propriedade, maximizando a produtividade com a diminuição do custo de produção do leite”, foi um dos objetivos da atividade, segundo o técnico em agropecuária da Cotrirosa, Cirio Beiersdorf.

O evento promovido pela CCGL, contou com a presença de 700 produtores de leite, que tiveram a oportunidade de ouvir os pesquisadores da Fundacep - CCGL Tec sobre as 11 estações apresentadas. Cirio destaca que o evento também foi uma oportunidade da CCGL mostrar a viabilidade da produção leiteira através do tambo experimental, implantado junto ao centro de pesquisa. “O destaque deste dia de campo em relação as novidades é o manejo das forrageiras associado a fertilidade do solo”, comenta Cirio. Tradicionalmente, a Cotrirosa proporciona aos associados a participação em dias de campo na CCGL. Além dos associados, os técnicos e o médico veterinário da Cotrirosa, Augusto Moroni, também participaram da atividade.

FORRAGEIRAS

Com melhora das condições climáticas, campos nativos começam a rebrotar

O

mês de outubro se caracteriza no Rio Grande do Sul por um período de carência de pasto denominado de vazio forrageiro da primavera. Nesta situação, as pastagens anuais e perenes de inverno, especialmente aveia e azevém, encerram seu ciclo vegetativo, e as espécies forrageiras anuais e perenes de verão (milheto, capim Sudão, sorgo forrageiro, aveia de verão e Tifton, entre outras) ainda estão sendo cultivadas. De acordo com o Informativo Conjuntural da Emater/RS-Ascar, embora estas espécies forrageiras anuais tenham elevado teores de proteína e capacidade nutricional, em muitos municípios recém iniciou sua implantação e os primeiros pastoreios só deverão se intensificar a partir na segunda quinzena de novembro. Campos nativos com-

plementam pastagens No momento, as condições climáticas favorecem a brotação de algumas espécies forrageiras nativas dos campos naturais, complementando assim a dieta alimentar dos rebanhos, principalmente bovinos e ovinos com volumoso. Apesar dessa redução da qualidade e da quantidade das pastagens cultivadas de inverno disponíveis nas propriedades rurais, a produção de leite permanece estável na maioria das bacias leiteiras do Estado, em função da complementação alimentar do rebanho com silagem, fenos, rações e concentrados, elevando os custos da atividade. Mesmo assim, o preço do litro de leite está em ascensão em todas as bacias leiteiras, com uma variação positiva de 2,27%, em relação à semana passada.


30

Outubro de 2013

C Y M K


C Y M K

31

Outubro de 2013

EVENTOS TÉCNICOS AGROPECUÁRIOS 2º Encontro Pan-Americano sobre Manejo Agroecológico de Pastagens Sobre o evento: A 2ª edição do Encontro Pan-americano sobre Manejo Agroecológico de Pastagens será realizado durante os dias 24, 25 e 26 de outubro de 2013, em Pelotas – RS. Objetivo: Promover uma troca de experiências, bem como a divulgação de resultados de pesquisas na área, reunindo agricultores, técnicos, gestores, pesquisadores, professores e estudantes. Público alvo: Profissionais, agricultores e estudantes.

VIII Congresso Brasileiro de Agroecologia “Cuidando da Saúde do Planeta” Sobre o evento: A 8ª edição do Congresso Brasileiro de Agroecologia será realizada no período de 25 a 28 de novembro de 2013, no Centro de Eventos da PUC, em Porto Alegre – RS. Simultaneamente ocorrerão o XII Seminário Internacional, XIII Seminário Estadual sobre Agroecologia, bem como o V Encontro Nacional de Grupos de Agroecologia. Objetivo: O CBA tem como objetivo oportunizar a reunião de profissionais, estudantes e agricultores do Brasil e do exterior para o intercâmbio de conhecimentos e experiências com enfoque agroecológico. Conteúdo Programático:

Inscrições: Podem ser realizadas através de ficha de inscrição online, disponível no website oficial do evento.

• Agroecologia e Saúde Humana; • Reinventando a economia; • Diversidade como condição fundamental da saúde do Planeta; • Agroecologia como base para a educação; • Saúde do Agrossistema

Contato: Os interessados em obter mais informações sobre o evento, devem entrar em contato com a organização através do e-mail: prv.americas@gmail. com Ou telefone: (53) 3026-2456.

Inscrições: As inscrições podem ser realizadas através do website oficial do evento Contato: Os interessados em obter mais informações sobre o VIII CBA devem entrar em contato através do e-mail: sec-cba@emater.tche.br

11º Simpósio do Leite 5º Fórum Nacional de Lácteos e 3ª Mostra de Trabalhos Científicos Sobre o evento: Durante os dias 10 e 11 de junho de 2014 será realizada a 11ª edição do Simpósio do Leite. Simultaneamente acontecerá o 5º Fórum Nacional de Lácteos e 3ª Mostra de Trabalhos Científicos. Contato: Interessados em obter mais informações devem entrar em contato com a organização do evento através do e-mail: contato@simposiodoleite. com.br Ou telefone: (54) 3321-5445.

Fiema Brasil 2014 – Feira Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente Sobre o evento: A 6ª Edição da Feira Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente, Fiema Brasil, será realizada no Parque de Eventos, em Bento Gonçalves – RS. O evento acontece de 22 a 25 de abril de 2014. Objetivo: Aproximar um número crescente de empresas e organizações, nacionais e internacionais, voltadas para a produção de tecnologia, soluções e serviços focados no meio ambiente e no desenvolvimento sustentável. Público alvo: O público principal da feira é formado por quem produz soluções ambientais nos mais variados ramos industriais e de serviços e por quem busca as melhores alternativas. Empresários, técnicos, representantes de indústrias nacionais e internacionais e organizações governamentais formam a base de visitantes da feira Eventos Paralelos: Simultaneamente à Fiema Brasil acontecem os seguintes eventos: • 3º Congresso Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente; • Seminário de Segurança do Trabalho; • Seminário de Gestão Ambiental na Agropecuária; • Semináriode Legislação Ambiental; • Meeting Empresarial; • Rodada de Negócios; • Salão de Arte Ambiental; • Contrução Sustentável; • Viva a Natureza; • Evento Gestores Municipais; • Fórum de Jornalismo Ambiental Contato: Para mais informações sobre a Feira Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente, entrar em contato pelo telefone: (54) 3055-3225 ou e-mail: fiema@fiema.com.br.

Simpósio Latino Americano de Canola – SLAC 2014 Sobre o evento: O Simpósio Latino Americano de Canola – SLAC 2014 será realizado durante os dias 19, 20 e 21 de agosto de 2014, na Embrapa Trigo, em Passo Fundo – RS Objetivo: Criar oportunidades de organização, apresentação, discussão, identificação de potenciais, planejamento, bem como prover instrumentos de Pesquisa, Desenvolvimento e de Inovação para o aumento do rendimento e da qualidade dos grãos e da área cultivada de canola dos países da América Latina. Público alvo: Pessoas realizando atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação em canola. Conteúdo Programático: • Manejo e controle de Sclerotinia; • Resistência e quebra de resistência à Canela-preta (Phoma); • Híbridos de canola para regiões tropicais e subtropicais; • Manejo de colheita (direta, e corte-enleiramento + recolhimento);

•Nutrição de plantas de canola; • Manejo de plantas daninhas em canola; • Tecnologias de controle de plantas daninhas (tolerância à Clearfield e à Atrazina). Inscrições: As inscrições podem ser realizadas através do website oficial do evento. Contato: Os interessados em obter mais informações sobre o SLAC 2014 devem entrar em contato com a organização do evento através do e-mail: falecom@abrascanola.com.br.


32

Outubro de 2013

C Y M K


C Y M K

33

Outubro de 2013 AGRICULTURA

Luiz Fernando Mainardi

Com melhora das condições climáticas, campos nativos começam a rebrotar O mês de outubro se caracteriza no Rio Grande do Sul por um período de carência de pasto denominado de vazio forrageiro da primavera

N

esta situação, as pastagens anuais e perenes de inverno, especialmente aveia e azevém, encerram seu ciclo vegetativo, e as espécies forrageiras anuais e perenes de verão (milheto, capim Sudão, sorgo forrageiro, aveia de verão e Tifton, entre outras) ainda estão sendo cultivadas. De acordo com o Informativo Conjuntural da Emater/RS-Ascar, embora estas espécies forrageiras anuais tenham elevado teores de proteína e capacidade nutricional, em muitos municípios recém iniciou sua implantação e os primeiros pastoreios só deverão se intensificar a partir na segunda quinzena de novembro. No momento, as condições climáticas favorecem

a brotação de algumas espécies forrageiras nativas dos campos naturais, complementando assim a dieta alimentar dos rebanhos, principalmente bovinos e ovinos com volumoso. Apesar dessa redução da qualidade e da quantidade das pastagens cultivadas de inverno disponíveis nas propriedades rurais, a produção de leite permanece estável na maioria das bacias leiteiras do Estado, em função da complementação alimentar do rebanho com silagem, fenos, rações e concentrados, elevando os custos da atividade. Mesmo assim, o preço do litro de leite está em ascensão em todas as bacias leiteiras, com uma variação positiva de 2,27%, em relação à semana passada.

TRABALHO RURAL

Pesquisa aponta queda no número de trabalhadores na zona rural

D

ados de uma pesquisa realizada pela Emater RS mostram que o número de trabalhadores no campo vem caindo a cada ano. Isso vem trazendo grandes problemas para quem segue na zona rural. O Rio Grande do Sul contava com 209 homens e 206 mulheres trabalhando no

campo. Em comparação com o ano passado, a redução de agricultores nessas funções é alarmante. O número caiu para 162 do sexo masculino e 149 para o feminino. Os dados fazem parte do último censo agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estudo da Emater re-

vela que, a baixa autonomia das mulheres nas famílias, tem contribuído para diminuir a presença delas no campo. Já para o sexo masculino, falta de perspectiva e informalidade, são os principais fatores que desmotivam o trabalho no meio rural. De acordo com o IBGE, o mercado de trabalho na

zona urbana está aquecido. As possibilidades de melhores salários e postos de trabalho tem atraído quem, hoje, está no campo. A construção civil está no topo da lista de atividades que recebem os trabalhadores rurais que buscam novas oportunidades nas cidades do país.

30° HORTIGRANJEIROS

Mais de 100 mil pessoas comparecem ao 30º Hortigranjeiros

O

ápice de 30 anos da trajetória do Encontro Estadual de Hortigranjeiros foi celebrado em ato oficial de encerramento do evento, na noite de domingo 06/10, em Santa Rosa. Na oportunidade, foram comemorados os resultados do Encontro, que recebeu um público de aproximadamente 103 mil pessoas, ao longo de cinco dias de programação. Emocionado, o presidente do 30º Hortigranjeiros, Vânio Heimerdinger, anunciou os números do evento que, além de superar as expectativas de público, obteve uma comercialização de R$ 10,4 milhões, superior à estimativa inicial de R$ 9 milhões. “O grande incremento ficou por conta da floricultura, com em torno de 15% de crescimento na comercialização em relação ao ano anterior, e o Pavilhão de Agroindústria e Hortigran-

jeiros que, de modo geral, faturou 10% a mais”, destacou Heimerdinger. Mesmo com o grande público, não foram registradas ocorrências policiais. O presidente da Associação dos Produtores de Hortigranjeiros de Santa Rosa (APRHOROSA), João Anselmo Thiele, comentou que “a maior parte dos produtores do Pavilhão de Hortigranjeiros está comemorando, sendo que há muito tempo não se tinha uma feira como essa. No próximo ano, podem contar conosco novamente”. Já o gerente regional da Emater/RS-Ascar na região administrativa de Santa Rosa, Amauri Coracini, lembrou que se trata de “um evento comunitário, anual e gratuito, que representa a força da agricultura familiar e abastece com qualidade as famílias do meio rural e urbano”.

Secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Estado do Rio Grandedo Sul

Trânsito de equídeos - No último domingo de setembro, no Parque Assis Brasil, em Esteio, promovemos uma audiência pública para debater a questão do transporte de equídeos. A legislação exige que, mesmo para aqueles animais que participam de provas, exposições e outras atividades de cunho esportivo e cultural, o acompanhamento da Guia de Trânsito Animal (GTA) e do certificado de vacinação contra a anemia infecciosa, que deve ser renovada a cada 60 dias. Trouxemos o ministro dos Esportes, Aldo Rabelo, para sensibiliza-lo do caráter cultural do cavalo e, com isso, obter seu apoio para modificarmos a legislação federal. Queremos substituir aquelas exigências por uma carteira, que estamos chamando de passaporte, onde constarão todas as anotações legais e sanitárias, mas tornando menos burocrático o transporte destes animais. Acessos rodoviários - Estive reunido com o diretor-presidente do Daer, Carlos Eduardo Vieira, tratando de temas ligados ao desenvolvimento do setor agroindustrial. Um dos assuntos é a reivindicação da comunidade de Horizontina, representada na ocasião pelo prefeito Nildo Hickmann, que quer a conclusão do contorno rodoviário do município, um dos polos metal-mecânico do Estado, que tem crescido consideravelmente, na esteira do desenvolvimento do setor agropecuário. O outro, foi o encaminhamento do projeto elaborado pela prefeitura de Hulha Negra, através do prefeito Erone Londero, que deseja o asfaltamento do acesso ao frigorífico Pampeano e a ligação deste à sede do município. O frigorífico emprega 1.600 pessoas e responde por 51% do ICMS arrecadado pelo município. Combate ao abigeato - Juntamente com outras secretarias, como a de Segurança e da Saúde, estamos aprofundando, a partir de ações articuladas com os municípios e entidades do meio rural, as políticas de combate ao abigeato. Instalamos, na semana passada, em Bagé, um comitê regional para planejar e implementar medidas que contribuam para reduzir os saques às propriedades rurais. Na próxima semana, estaremos em Uruguaiana, com o mesmo objetivo. Seguindo orientação do governador Tarso Genro que, quando ministro da Justiça, implantou o Pronasci, contribuindo para equipar as policiais estaduais para combater estas práticas, estamos somando esforços, promovendo a atuação transversal, utilizando mecanismos de inteligência, para desarticular as quadrilhas que agem no campo. Concurso público - Demos mais um passo para realizar o concurso público que selecionará veterinários, engenheiros agrônomos e engenheiros florestais para reforçar as equipes que atuam na Defesa Agropecuária. Serão mais 130 profissionais para zelar pela sanidade dos alimentos produzidos nas agroindústrias gaúchas e, ainda, fiscalizar o comércio e o uso de agrotóxicos e o transporte de mudas, além de outras ações na área vegetal. O edital deve ser publicado agora no mês de outubro.

Anúncio do novo presidente Ficou a cargo do vice-prefeito de Santa Rosa, Luís Antônio Benvegnu, o anúncio dos nomes do presidente e do vice-presidente da próxima edição do evento. O 31º Encontro Estadual de Hortigranjeiros será presidido pela gerente regional adjunta da Emater/RS-Ascar, Neida Fröhlich, e terá como vice-presidente Carlos Jeck. No ato de posse, Neida disse estar orgulhosa em poder assumir um evento como o Hortigranjeiros. “É um evento feito por muitas mãos, com carinho e amor por pessoas que se doam. Vamos fazer um 31º Hortigranjeiros com muito diálogo”, finalizou. O Encontro Estadual de Hortigranjeiros é uma promoção da Emater/RS-Ascar, Prefeitura de Santa Rosa e APRHOROSA.

Começa a identificação do rebanho - Em breve começaremos a identificar, nos padrões do Sisbov, os animais do rebanho leiteiro dos municípios que aderiram ao Programa de Controle e Erradicação da Tuberculose e Brucelose (Procetube). Numa primeira etapa, atuaremos em seis municípios do Vale do Taquari e, em seguida, nos outros 20 municípios que estão aderindo ao programa.


34

Outubro de 2013

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE IJUÍ COOPERMIL

Conselheiros visitaram unidades da Coopermil

Sindicato participa de comemoração dos 50 anos da Fetag

N

D

o último dia 06 de outubro, representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ijuí participaram da comemoração dos 50 anos da fundação. Cerca de 3 mil pessoas participaram do evento, realizado no Pavilhão da Agricultura Familiar, do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Homens e mulheres que são a Federação e fizeram ou fazem parte de sua história, assim como sindicalistas que, há cinco décadas, oriundos de oito Sindicatos de Trabalhadores Rurais, fundaram a Fetag nos porões da Cúria Metropolitana também marcaram presença. Vários representantes da região e de Ijuí foram contemplados com prêmios durante o evento, sendo eles; - Trator 75 CV – Maria Catarina Beuttenbrender, de Dois irmãos. - Trator 40 CV – Tereza Vieira Machado, de Sentinela do Sul. - Casa no valor de R$ 28 mil – Valdir Coradi, de Marau. - Automóvel popular – José Martin, de Nicolau. - Moto 125 – Leveni Maria Schneider, de Caibaté. - R$ 1 mil – Mateus Kusiak, de Ijuí - R$ 1 mil – Luis Gelatti, de Ijuí. - R$ 1 mil – Nadir Móises, de Ajuricaba. - R$ 1 mil – Adolfo Floriano, de Cruz Alta.

ando continuidade a uma programação de visitas organizada pela Diretoria da Coopermil, os novos membros dos Conselhos de Administração e Fiscal (titulares e suplentes) realizaram uma visita às unidades da cooperativa na última sexta-feira, dia 04 de outubro. Foram visitadas na ocasião, a Unidade de Recebimento e Resfriamento de Leite, localizada em Guia Lopes – Santa Rosa, Santo Cristo, Giruá, Mato Grande e Santo Antônio. No mês de agosto, as unidades de Doutor Maurício Cardoso e Novo Machado já haviam recebido a visita dos conselheiros. O roteiro de visitação está sendo desenvolvido com o propósito de apresentar de uma forma completa a estrutura e os serviços que a cooperativa está prestando às comunidades, além de possibilitar o relacionamento aproximado entre os conselheiros, a presidência e os associados. O Presidente Joel Antônio Capeletti integrou o grupo, que totalizou 35 pessoas.

AGRICULTURA

Casa Camera promove dia de campo em Ijuí Evento reúne mais de 200 pessoas e movimenta toda a região de Ijuí/Vales

A

Casa Camera, representada pela regional Ijuí, movimentou o último dia 09 de outubro, com um dia de campo, especial de inverno, que reuniu um público de 200 pessoas. Durante o evento, os agricultores e convidados tiveram a oportunidade de interagir com nove grandes empresas do agronegócio, todas parceiras da Camera, que têm o objetivo de trazer inovações e soluções para o dia a dia dos agricultores, apresentando produtos, tecnologias e novas tendências, objetivando assim um nível maior de produtividade, de cada um dos participantes, em suas propriedades. Durante o evento reuniram-se agricultores, escolas de Ensino Técnico e convidados para prestigiar o dia de campo, todos foram recepcionados pelo time de vendas da Casa Camera, passando primeiramente por um cadastramento,

onde recebiam um crachá de identificação e um vale lanche, logo depois, eram convidados a tirar uma foto no painel “Imagina eu na Copa”, alusivo a Campanha Promocional “Seleção de Campeões” que objetiva levar clientes para assistir a copa do mundo 2014, com tudo pago. Em seguida, eram convidados a trilhar um circuito, em meio ao trigo, onde visitam os estandes das nove empresas parceiras, que tinham a oportunidade de apresentar os seus produtos, falar sobre inovação, produtividade e tudo aquilo que possa vir a auxiliar os agricultores. Ao final do caminho, repletos de novas informações, todos eram convidados a participar do “Chute a gol”, mais uma atração da campanha citada anteriormente. Nesta brincadeira, os craques de bola, que acertam um gol no ângulo, recebem prêmios especiais,

entre eles, bolas, chapéus, chaveiros. Na área que aconteceu o dia de campo, a Camera possui o centro de desenvolvimento de alta produtividade, com tecnologia de nutrição de solo, biotecnologia, proteções fitossanitárias, rotação de culturas e coberturas de solos. Ou seja, neste espaço, prepararam as culturas e apresentaram os resultados aos clientes, possibilitando que eles desenvolvam a sua área produtiva. Este processo está em seu segundo ano e cada vez mais, a equipe observa os resultados positivos que os agricultores conseguem gerar. Depois de todo o circuito, chegou o momento do lanche, que não proporcionou somente uma pausa para descanso antes dos participantes seguirem para suas casas e sim uma parada para a troca de informações e ideias. Foi um momento

propício para falar sobre experiências no campo e aprender com outros agricultores e estudantes que também participaram deste dia proporcionado pela Camera. Segundo o gerente da regional Ijuí/Vales, Fabiano Luis Zalamena, o dia de campo, que teve o seu foco na cultura de inverno com cultivares de trigo e forrageiras, foi muito proveitoso, recebemos os agricultores da região de Ijuí/Vales, de cidades como Eugênio de Castro, Catuípe e Estrela. “O nosso objetivo era de interagir ainda mais com os nossos clientes, levando informações, fazendo com que conheçam o nosso portfólio de produtos e trazendo soluções para suas lavouras nos segmentos de proteção ao cultivo, sementes, fertilizante de solo e foliares e, temos a certeza de que atingimos este objetivo”, salienta Fabiano.

C Y M K


C Y M K

35

Outubro de 2013 AGRICULTURA

Camera traz a Ijuí moderno equipamento

para tratamento de sementes Parceria com a empresa Basf faz com que sistema TSI seja desenvolvido pela Companhia

N

o início do ano de 2013 a Camera começou a desenvolver um novo projeto chamado TSI (Tratamento de Sementes Industrial), na filial de Santo Augusto, com o objetivo de fazer uma ação para a safra do trigo. Sen-

do assim, após observar os resultados positivos que essa ação gerou, viu-se a necessidade deste processo ser disseminado dentro da Companhia. Atualmente, o agricultor precisa comprar a semente e os produtos químicos ne-

cessários para tratá-la e somente depois, fazer o plantio. Porém, com essa nova tecnologia de tratamento de sementes, é possível adquiri-la pronta para o plantio, ou seja, não há a necessidade de se envolver com o manejo de produtos quími-

cos, alcançando com isso uma semente que não possui riscos de danos fitossanitários, com uniformidade de tratamento e vigor preservado. Com o tratamento industrial a empresa objetiva o controle eficaz de pragas

e doenças, agregação de nutrição vegetal, consequentemente, o aumento da produtividade. Além disso, o novo tratamento trás inúmeros benefícios para o meio ambiente, já que não haverá mais a necessidade de fazer com que as embalagens retornem aos postos de venda, ou seja, o agricultor não terá mais nenhum contato com este produto. Logo, a Camera em parceria com a Basf, traz à Ijuí um moderno equipamento para tratamento de sementes, sendo que o processo é todo desenvolvido no Parque Industrial do município. Porém, as sementes são encaminhadas para os laboratórios das empresas parceiras com o objetivo de fazer análise de germinação, vigor, agregação do tratamento e fluidez da semente, buscando sempre a modernização e qualidade de todo o processo de plantio. É importante ressaltar também que, neste segmento, a Camera se torna a primeira empresa do Brasil a trabalhar com o sistema Just in Time, que consiste em um moderno processo

de recebimento, tratamento, ensaque e distribuição de grãos. Hoje, operando com uma equipe especializada, a empresa espera atingir na fase inicial a marca de 1.100 sacas/dia de sementes tratadas e prontas para plantio. De acordo com Engenheiro Agrônomo, Antônio Carlos Fabrício, a moderna unidade de TSI de Ijuí, possui equipamentos de última geração, tornando ágil e eficiente a aplicação de fungicidas, inseticidas e micronutrientes às sementes. “Este processo irá entregar aos nossos clientes soluções eficazes em controle de pragas e doenças, além de fornecer os melhores produtos de nutrição vegetal. Com isto estaremos contribuindo para a melhoria dos processos nas propriedades, auxiliando a redução de riscos associados à manipulação de produtos químicos. A opção de tratamento industrial de sementes constitui-se em valiosa ferramenta para atingirmos maiores índices de produtividade nas culturas conduzidas por nossos clientes”, destaca Fabrício.


36

Outubro de 2013

C Y M K


37

Outubro de 2013 AUGUSTO PESTANA

REGIÃO CELEIRO

Reservatórios de água são instalados no Interior

C

om ênfase na ampliação e capacidade de armazenamento de água potável foram adquiridos pela Administração Municipal quatro novos reservatórios metálicos com capacidade de 20 mil litros cada. Pois os reservatório existentes nos locas estão com sua capacidade esgotada. Os mesmo foram instalados nas localidades de Boca da Picada, Fundo Grande,

Marmeleiro e Fundo do Cambará. Estes reservatória darão aos usuários de água do interior mais segurança e tranquilidade no consumo da água. Com esta aquisição e instalação dos referidos reservatórios as Associações de Água do interior do município, bem como seus usuários terão mais água disponível com melhor qualidade e quantidade.

Trabalho de combate à raiva bovina é centralizadona região Celeiro

E

m decorrência dos registros da doença em animais no município de Esperança do Sul. os diferentes núcleos de controle de raiva bovina da secretaria estadual da Agricultura estão concentrados na região Celeiro. Uma vez que os núcleos fazem parte das coordenadorias regionais da agricultura e trabalham desde o dia 23 de setembro. Conforme Emilio Stumm, supervisor da Coordenadoria Regional da Agricultura de Ijuí, as equipes vistoriam furnas já marcadas e outras novas de morcegos trans-

missores da raiva bovina a fim de exterminar esses mamíferos. Inclusive os morcegos capturados recebem uma pasta no dorso e são soltos. Como eles têm o hábito de contato frequente com outros morcegos nas furnas, acabam se contaminando mutuamente e morrem. Entretanto, o trabalho está sendo realizado, por exemplo, em matas de Três Passos, Esperança do Sul, Tiradentes do Sul e Derrubadas. A medida é necessária visto que na região os dois Estados são divididos apenas pelo rio Uruguai.

CORONEL BARROS

Melhorias em estradas do interior são realizadas em Coronel Barros

A

tendendo a reivindicação de produtores rurais em diferentes localidades no interior do município, a secreta-

ria de Obras e Viação de Coronel Barros realizou o encascalhamento de diversos locais. Sendo assim, através da colocação de cascalho, a

trafegabilidade da via pública apresentou melhoras, principalmente, em dias chuvosos, onde o barro acumulado acarretava em problemas para

motoristas e pedestres. Cabe destacar ainda que sendo executado trabalho de limpeza e alargamento das estradas em diversas localidades.

SOJA

Plantio de soja começou atrasado no Brasil, diz Safras e Mercado

SANTO AUGUSTO

Prorrogadas as inscrições para a V Mostra Técnica do Campus Santo Augusto

O

Instituto Federal Farroupilha - Campus Santo Augusto prorrogou as inscrições para a V Mostra Técnica até 18 de outubro, em virtude da mudança da data de realização do evento. O evento, que tem como tema “Pesquisa – A ponte para o conhecimento”, será realizado nas dependências da instituição, no dia 06 de Novembro de 2013, juntamente com o V Comunidade no Campus. O objetivo geral da Mostra é oportunizar um espaço para exposição, apresentação e discussão de trabalhos, estudos e projetos elaborados por estudantes do Câmpus Santo Augusto e das instituições de ensino convidadas, que tenham empreendido uma investigação sobre um fenômeno ou tema, aplicando métodos e processos técnico-científicos. Alunos de todas as escolas de Santo Augusto e região poderão participar.

O

plantio de soja no Brasil começou com atraso para a safra 2013/2014. A informação foi divulgada pela consultoria Safras e Mercado. De acordo com a empresa, até a primeira semana de outubro, 2,8% da área projetada para a safra nova tinham sido

semeados. “Os trabalhos estão mais avançados no Paraná, onde 12% da área já está semeada, contra média de 6,4%. No Mato Grosso, o plantio é de 2%, contra média de 3,4%”, informa o comunicado da consultoria. No Paraná, o avanço é maior, de acordo com a

Safras e Mercado, porque a umidade dos solos está recomposta com as chuvas na última semana de setembro e neste início de outubro. Na região central do país, é ainda parcial e irregular e a normalização da umidade dos solos está prevista para a segunda quinzena deste mês.

No caso da região Sudeste as chuvas já estão chegando de forma mais regular e o cultivo deve começar já a partir do dia 15. E nas regiões Norte e Nordeste os produtores ainda aguardam o início das chuvas para começar os trabalhos.

Fonte: Globo Rural On-Line

C Y M K


38

Outubro de 2013

C Y M K


39

Outubro de 2013 MÁQUINAS AGRÍCOLAS

LARANJA

Setor de máquinas agrícolas deve crescer menos em 2014 Para Anfavea, alta desse ano reflete recuperação de períodos ruins

O

setor de máquinas agrícolas não deve repetir em 2014 o bom desempenho deste ano. Foi o que afirmou o vice-presidente da Anfavea, Milton Rego, durante a apresentação dos dados do setor automotivo referentes ao mesmo de setembro. A expectativa é de vendas de 83 mil máquinas agrícolas no mercado interno em 2013, o que seria uma nova marca histórica. Se confirmado, o número representa um crescimento de 18,4% em relação ao desempenho de 2012. De janeiro a setembro, houve um aumento de 25,1% em relação ao mesmo período no ano passado, atingindo 63,864 mil unidades. Rego explicou que as vendas maiores e a perspectiva de

fechamento do ano com recorde refletem a recuperação de um desempenho ruim em outros anos. “É um acerto do mercado em função de anos anteriores que não foram bons. O mercado tinha um déficit de máquinas por compras inferiores às necessidades e por essa mudança de tecnologia, feita nos últimos 13 meses”, disse. Na avaliação dele, o mercado vai passar por pelo menos mais um ano e meio de “acerto”, retomando posteriormente o que ele classifica como níveis “normais”, de acordo, por exemplo, com o desempenho do Valor Bruto da Produção o do volume da safra agrícola. “Não crescimento de dois dígitos que a gente experimentou nos últimos 14 meses”.

Exportações brasileiras de suco de laranja têm queda de 25% em setembro

O

Fonte: Globo Rural On-line

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as exportações brasileiras de suco de laranja totalizaram 139,0 mil toneladas em setembro. Em relação ao fechamento de agosto este volume é 25,3% menor. Na comparação com setembro de 2012, quando os embarques at i ng i ra m 202,2 mil toneladas, a queda é de 31,3%. A

Setor acredita o aumento de vendas e a perspectiva de fechamento de ano recorde à recuparação de um desempenho ruim nos anos anteriores

média diária exportada pelo país foi de 6,6 mil toneladas, quedas de 22,3% frente à média diária de agosto deste ano e de 37,7% em relação a setembro do ano passado.

ARROZ

Cotação do arroz Safra 2012/2013 de algodão deve chegar em casca recua no a 1,315 milhão de toneladas Rio Grande do Sul GRÃOS/ALGODÃO

A

safra 2012/2013 de algodão deve chegar a 1,315 milhão de toneladas. A informação é da consultoria Safras e Mercado, que revisou para cima a expectativa de produção. O número anterior era de 1,26 milhão de toneladas. Os estoques são calculados em 980 mil toneladas. Somando com a estimativa de produção, dá uma oferta nacional de 1,513 milhão de toneladas. O consumo interno é projetado em 920 mil toneladas. “Em uma situação hipotética em que se exportem 550 mil toneladas, a necessidade de importação seria de 155 mil toneladas, o maior montante desde 2000/01”, projeta o analista da Safras & Mercado, Élcio Bento. As movimentações dos preços internacionais e do câmbio tendem a refletir na formação de preços domésticos de forma mais di-

reta. Segundo ao analista, as cotações têm subido lá fora. “As cotações apresentaram uma elevação significativa, devido, principalmente, ao atraso no desenvolvimento das lavouras norte-americanas e à divulgação pelo Ministério de Agricultura da China de que o país irá produzir cerca de 6,3 milhões de toneladas este ano, 5,6% inferior ao ano passado”, explica Bento. O mercado interno termina a primeira semana de outubro com valorização. No CIF de São Paulo, a fibra fechou em R$ 2,14 por libra-peso na quinta-feira (3/10), o que representa alta semanal de 2,39%. No entanto, o mercado segue com baixa liquidez. Os compradores recuam à espera de referenciais de preços mais baixos. Os vendedores também recuam, no aguardo de ofertas melhores.

Fonte: Globo Rural On-Line

C Y M K

O

Fonte: Globo Rural On-line

preço do arroz em casca registrou recuo no mês de setembro, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). O lançamento de leilão de venda por parte do governo pressionou o mercado e levou compradores a oferecerem preços menores ao produtor. O indicador do Arroz em Casca Esalq/Bolsa Brasileira de Mercadorias-BM&FBovespa, com referência no mercado do Rio Grande do Sul, acumulou

queda de 2,36%, fechando a R$ 33,94/saca de 50 kg na segunda-feira (30/9). “A liquidez foi baixa, uma vez que houve resistência de orizicultores por novos negócios”, informou o Cepea em alerta de mercado divulgado no início deste mês. No entanto, os preços do produto devem voltar aos níveis anteriores aos do leilão do governo, na avaliação do Cepea. O volume de arroz disponível até a colheita da próxima safra deve ser baixo, pressionando as cotações.


40

Outubro de 2013

Financiamento

pelo FINAME e cart達o BNDES

C Y M K


41

Outubro de 2013 MILHO

TRIGO

Lavouras de trigo apresentam bom desenvolvimento no Rio Grande do Sul Dos cerca de um milhão de hectares semeados nesta safra, cerca de 80% da área cultivada encontram-se em floração e enchimento de grãos, fases em que se define o potencial de rendimento das lavouras

A

pesar das condições climáticas adversas para a cultura do trigo, registradas nos últimos dias, o desenvolvimento das lavouras deste cereal prossegue dentro da normalidade no Rio Grande do Sul, conforme informações divulgadas pela Ema-

ter/RS-Ascar. Dos cerca de um milhão de hectares semeados nesta safra, cerca de 80% da área cultivada encontram-se em floração e enchimento de grãos, fases em que se define o potencial de rendimento das lavouras. Até o momento, a cultura do trigo apresenta boa condição sanitária e indicativos de uma colheita dentro do esperado. Com relação ao granizo, a ocorrência deste fenômeno não afetou de forma significativa o cereal, sendo registrados apenas casos de espigas avariadas. Já o excesso de chuvas – situação não desejável ao trigo, tendo em vista a fase em que se encontra a cultura – tem deixado os triticultores atentos com relação à ocorrência da giberella, doença

cujo surgimento é favorecido pela alta umidade. Numa primeira avaliação feita pelos técnicos da Instituição, os danos causados ao trigo pelas intempéries são considerados pequenos e não têm grandes reflexos na produção do Estado como um todo. Uma análise mais criteriosa e a quantificação de possíveis perdas só serão realizadas nos próximos dias. Com relação aos preços do trigo, as cotações permaneceram estáveis nesta semana, mantendo o valor médio da saca de 60 kg em R$ 39,70. Em algumas localidades e regiões, o trigo disponível está com valores entre R$ 50,00 e R$ 55,00 por saca, como referência em Cruz Alta e Erechim. Situação semelhante à

Plantio de milho no Rio Grande do Sul

da lavoura de trigo também foi percebida nas demais culturas de inverno, como a canola e a cevada. Nesta, houve lento desenvolvimento na semana, em razão das condições meteorológicas ocorridas. De forma geral, a lavoura apresenta bom padrão, e a estimativa é que o rendimento médio seja igual ou acima do projetado inicialmente, de 2,9 toneladas por hectare. Já para a canola, as geadas e as temperaturas próximas de zero causaram pequenas perdas em áreas pontuais de alguns municípios. O potencial produtivo poderá ser afetado em parte e já surgem alguns pedidos de Proagro no Noroeste do Estado. Para as lavouras colhidas antes das chuvas, a produtividade foi considerada satisfatória.

I

Os danos causados à cultura do trigo pelas geadas foram, até o momento, pontuais e de baixa intensidade, afetando principalmente as lavouras do cedoe em áreas baixas

nicialmente a região mais avançada foi a Noroeste, a qual já é conhecida tradicionalmente por começar a semear antes das demais. Segundo o Informe Conjuntural, elaborado pela Emater/RS-Ascar, o desenvolvimento inicial das primeiras lavouras está um pouco lento, com alguns problemas pontuais de germinação devido ao frio, granizo e chuvas acima da média. Apesar de terem provocado “queimaduras” nas folhas, as geadas não comprometeram o desenvolvimento na maioria das áreas

até o momento. A queda de granizo ocasionou pequenas injúrias nas folhas. As demais áreas apresentam boa emergência e bom desenvolvimento. No Vale do Rio Pardo e na região do Alto da Serra do Botucaraí, onde as chuvas foram mais fortes, o excesso de água pode ter prejudicado as plantas de algumas lavouras, inibindo a geminação devido à compactação do solo e pela perda das sementes ocasionada pela erosão nos sulcos de plantio nas lavouras mal manejadas (plantio em declive).

SOJA

Área cultivada com soja deve crescer 4% na safra 2013/2014

N

os campos gaúchos ainda é o trigo que domina a paisagem, mas no Centro-Oeste, a soja começa a pedir passagem. Apesar da chuva irregular, produtores de Mato Grosso já estão plantando o grão da safra 2013/2014. A projeção da Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja) é de que a

No RS, abertura oficial do plantio da soja será em Júlio de Castilhos, em outubro área cultivada com o grão no país cresça cerca de 4% no novo ciclo, principalmente sobre áreas de pastagens, com produção nacional estimada em 85 milhões de toneladas. Entre os desafios a serem superados pelo produtor para a boa colheita, velhos conhecidos, como o clima e a ferrugem asiática, e

outros mais recentes, como a lagarta helicoverpa armigera. Apesar das colheitas fartas e recordes, a produtividade do grão é outro ponto que ainda pode avançar. – Em 20 anos, a produtividade cresceu 35%. Mas nos últimos 10 anos, apenas 4% – pondera Glauber Silveira, presidente da Aprosoja.

Fonte: Diário do Campo

C Y M K


42

Outubro de 2013

C Y M K


C Y M K

43

Outubro de 2013 QUADRINHOS

Variedades

Sávio Moura

LULUZINHA TEEN

Nas Lentes 42 do Campo

ço Vaca cai em po e é resgatada s. pelos bombeiroi Ao final, ela fo resgatada semento nenhum ferim grave

Outubro de 2013

Mandeestão g a u s sutografia de fo ara p

.br ral@terra.com jornalcorreioru

Fonte:R7 Portal

Um produtor rural gaúcho plantou sementes como sendo de nabo branco e colheu rabanetes gigantes na Vila de Campo Alegre, interior do município de Porto Mauá, na Região Noroeste do Estado. Este aí tem 67 centímetros de comprimento, 37 centímetros de diâmetro e mais de quatro quilos.

Fonte: Clic RBS


C Y M K


C Y M K

Outubro de 2013


C Y M K

Outubro de 2013 PECUÁRIA

COOPERATIVISMO

Solenidade marca lançamento do jornal da primeira cooperativa de alunos-repórteres em escola do campo

E

studantes, familiares e lideranças foram recepcionados na Escola Estadual José Alfredo Nedel, localizada na Vila Sete de Setembro. Ações de cooperativismo e comunicação buscaram facilitar o acesso à informação sobre cidadania e políticas públicas, por meio de projeto realizado a partir de uma parceria entre Emater/RS-Ascar, Instituto Es-

O

tadual de Educação Visconde de Cairu e Escola Alfredo Nedel. O projeto de formação de cooperativa de alunos-repórteres do campo foi realizado com estudantes das séries finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, moradores de aproximadamente 10 comunidades rurais de Santa Rosa. As oficinas de cooperativismo e de comunicação culminaram na criação de um blog e de um jornal, o J.I. Rural, com matérias produzidas pelos próprios alunos-repórteres sobre políticas públicas e curiosidades do local onde vivem. Foram impressos dois mil exemplares da primeira edição do jornal, que será distribuído gratuitamente em comunidades rurais de Santa Rosa.

crescimento previsto para a população mundial, que deve chegar a 9,2 bilhões de habitantes até 2050, representará uma oportunidade para o produtor de carne. Com renda maior, a população incluirá na sua dieta cada vez mais proteína. Para atender a demanda, será necessário mais do que dobrar a produção de carne (frango, suína e bovina) em um período de 40 anos, de 268,42 milhões de toneladas para 589, 83 milhões. É o que aponta estudo apresentado pelo economista-chefe

da Federação da Agricultura (Farsul), Antônio da Luz, durante o seminário De Onde Virão os Terneiros?, em São Luiz Gonzaga, nas Missões. Para o produtor de carne bovina, contudo, a grande diferença vai estar nos chamados mercados prime. — O Brasil precisa começar a concorrer pela qualidade e não pelo preço. E para isso, precisar ser competitivo no mercado internacional— afirma Da Luz. Hoje, o Brasil exporta apenas 14% do que produz. O restante, 86%, ainda é destinado ao mercado interno.

Fonte: Diário do Campo

Em uma solenidade especial, foram lançados o jornal e o blog da primeira cooperativa de alunos-repórteres em escola do campo, de Santa Rosa, a CooperInfo Rural

Produção de carne precisará mais do que dobrar até 2050

OLIMPIADA ESPECIAL SESIANA

Cotrirosa é vice-campeã dos jogos Sesianos

A

Cotrirosa conquistou o segundo lugar geral na 24ª Olimpíada Especial Sesiana, que encerrou no dia 04 de outubro. A Cooperativa participou em todas as 11 modalidades esportivas. Durante o encerramento, que aconteceu no Ginásio do Sesi, em Santa Rosa, as empresas e atletas participantes das Olimpíadas receberam homenagens, além das medalhas e troféus. A funcionária da Cotrirosa, Fernanda Wohlenberg, rainha da 23ª Olimpíada Especial Sesiana, entregou a faixa

para a rainha desta edição dos Jogos. O coordenador da unidade de Cândido Godói, Amandio Rohrig, foi o atleta homenageado da Cotrirosa. A Olimpíada teve início no dia 23 de setembro e teve competições nas seguintes modalidades: futsal masculino, futsal feminino, vôlei de quadra misto, bocha duplas, bolão masculino quarteto, bolão dupla misto, canastra masculina e feminina, dominó duplas, pingue-pongue trio, truco dupla e xadrez. Após a cerimônia de encerramento, aconteceu o show baile com o Grupo Momentos.

AGRICULTURA

Programa de Garantia de Preços dá desconto para 19 produtos em outubro

N

este mês de outubro, os agricultores familiares têm desconto no financiamento da cesta de produtos e de outras 19 culturas. São elas: açaí, babaçu (amêndoa), borracha natural extrativa, borracha natural cultivada, cacau (amêndoa), café arábica, cana de

açúcar, feijão, juta/malva, laranja, leite, manga, milho, pequi, piaçava (fibra), sisal, sorgo, tomate e umbu. O desconto é concedido automaticamente pelo Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF), no momento em que o agricultor

paga seus financiamentos de custeio e investimento. A Portaria de outubro foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), pela Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Os preços de mercado têm validade para o período

de 10 de outubro a 09 de novembro de 2013. O bônus de desconto tem como referência os preços de mercado do mês de setembro de 2013. O valor do desconto é abatido nos casos em que o valor de mercado do produto financiado está abaixo do preço de garantia – que equivale a

remuneração dos custos de produção. O desconto para a cesta de produtos corresponde à média dos bônus do feijão, leite, mandioca e milho. Este mês, o financiamento da cesta tem desconto em sete estados – PA, MA, DF, GO, MS, MT e PR –, sendo o maior em Mato Grosso do Sul (6,06%).


C Y M K

Outubro de 2013

Profissões do Agronegócio Conheça algumas das principais áreas de atuação no campo, as denominadas “profissões do futuro”

E

Fonte: Globo Rural Online

m época de vestibular, os estudantes vivem um dilema para escolher a área a que vão se dedicar ao longo de toda uma vida. As opções são variadas: cursos tradicionais como medicina e direito disputam as preferências com novas atividades como a engenharia de pesca e tecnologia agrária. Entre as chamadas “profissões do futuro”, atividades ligadas ao agronegócio têm um lugar de destaque. O mercado cresce com uma limitada quantidade de mão de obra especializada, o que faz a oferta de empregos e altos salários exigirem profissionais cada vez mais qualificados. Confira abaixo algumas da mais promissoras.

Engenharia de biossistemas

- O desenvolvimento da agropecuária tornou necessário o surgimento de novas profissões para a atuação no setor. É o caso do engenheiro de biossistemas. Apesar de ser tradicional na Europa e nos Estados Unidos, o curso é relativamente novo no Brasil: só chegou ao país em 2009. “A engenharia de biossistemas é aplicada ao agronegócio e às tecnologias de produção agropecuária. Abrange a programação de softwares, sensores remotos, controles de processos e equipamentos de agricultura de precisão”, explica Celso Eduardo Oliveira, professor e coordenador do curso de engenharia de biossistemas da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (FZEA/USP). A graduação na área exige fundamentos de disciplinas como engenharia, matemática, física, biologia e química. O mercado de trabalho, segundo Oliveira, é promissor e tem grande demanda dos serviços desses engenheiros. “O agronegócio sente a necessidade de profissionais com conhecimento em eletrônica, biocombustíveis e automação”, diz o coordenador. A área de atuação é variada: desde empresas de energia, sistemas automatizados de irrigação e máquinas agrícolas até a agricultura intensiva e usinas de cana de açúcar. “Também estimulamos o empreendedorismo. Os alunos têm uma formação que permite começarem os próprios negócios”, afirma.

Agronomia - Quando se fala em profissões ligadas ao campo, agronomia sem dúvida é uma das primeiras que vêm à mente. Os engenheiros agrônomos são indispensáveis no dia a dia do agronegócio, já que o conhecimento acumulado durante os cinco anos (em média) do curso abrange as mais variadas culturas e criações. Na faculdade, disciplinas que misturam as ciências biológicas, exatas, sociais e econômicas preparam o agrônomo para lidar com diversas situações que regulam e melhoram a plantação e o rebanho, como preparar o solo ou controlar doenças. De acordo com o professor da Universidade Federal de Lavras (MG) Renzo Garcia Vonpinho, a variedade de áreas derivadas da agronomia é o diferencial. “É impossível o estudante não se achar no curso, pois existe a possibilidade de atuar desde a área de produção vegetal, passando por economia, estatística e até exportação. Tudo isso pode servir para o estudante se encontrar em uma dessas especialidades”. Mas quem pensa que o agrônomo precisa estar sempre com a mão na terra, sujando a botina, engana-se. “Hoje muitos profissionais estão nos grandes centros, trabalhando com marketing ou comercial. É um conceito muito ultrapassado sobre esta profissão”, comenta Renzo. Durante o curso, as primeiras matérias básicas podem desestimular e não corresponder às expectativas dos estudantes mais ansiosos. “Após o primeiro ano, quando começa o detalhamento e abrangência de temas, os alunos costumam se empolgar mais”, diz o professor. A identificação com um tema específico também pode servir de norte. “Comecei a me interessar em milho e hoje sou especialista no grão”.

Zootecnia - Para começar, falar sobre zootecnia é explicar o porquê da profissão ser diferente de medicina veterinária. Enquanto o primeiro lida com o bem-estar, alimentação e manejo animal no geral, visando sua produção, o veterinário é o responsável pela saúde dos bichos, sendo o único autorizado a tratar doenças e fazer cirurgias. Solucionada a dúvida, é hora de saber mais sobre o curso de zootecnia, que é razoavelmente novo no Brasil. A primeira faculdade foi fundada em Uruguaiana (RS), em 13 de maio de 1966, data que também virou o Dia do Zootecnista. Atualmente o curso é ministrado em 112 instituições de ensino, de onde saem cerca 3,5 mil profissionais anualmente. A presidente do Conselho Nacional de Educação da Zootecnia, Ana Cláudia Ambiel, alerta que os zootecnistas também têm que aprender um pouco sobre o solo e produção agrícola. “O gado, por exemplo, se alimenta de pasto. Logo, o solo também é objeto de estudo para melhorar a nutrição animal”. Mas não só os bichos de fazenda são alvo de estudos: os pets como cachorros e gatos também têm relação direta com a profissão. “O comportamento e a nutrição deles também podem ser cuidados por um zootecnista, criando, por exemplo, sua ração e dieta balanceada”, explica Ana Cláudia. Durante o curso, matérias das ciências biológicas são o foco, mas algumas matérias de matemática e sociologia aplicadas entram no currículo. “A gestão de empresas do agro também é competência nossa”. O perfil dos estudantes e de quem já está inserido no mercado mudou desde o princípio do curso. Ana Cláudia cita que desde que se formou, em 1992, o zootecnista não precisa ser um “cara do campo”. “Muitos moram em cidades e vêm de grandes metrópoles para estudar o agronegócio. Outro diferencial do tempo é a participação de mulheres, que vem crescendo bastantes nos últimos anos”.

Engenharia ambiental - O curso forma profissionais que atuam em projetos de engenharia para torná-los mais sustentáveis. Quem se interessa pelas complexas questões ambientais da atualidade e tem vontade de trabalhar na resolução desses problemas é um bom candidato ao curso. “Os engenheiros ambientais atuam em projetos de engenharia buscando torná-los mais sustentáveis”, diz Heloisa Firmo, coordenadora do curso de engenharia ambiental na Universidade Federal do Rio de Janeiro. A grade horária é diversificada e conta com aulas de cálculo, física, ecologia, química, desenho, biologia, saneamento, estatística, economia, planejamento e gestão ambiental, energia, saúde pública, biologia e poluição, entre outras. “As disciplinas visam formar um engenheiro pleno e abrangem várias áreas ambientais, tanto urbanas quanto rurais. É um curso novo em relação às demais engenharias”, afirma Ana Augusta Rezende, coordenadora do curso de engenharia ambiental na Universidade Federal de Viçosa. Os profissionais, segundo Ana Augusta, podem trabalhar na área de saneamento – que inclui coleta e tratamento de água residual – e no gerenciamento dos resíduos urbanos, industriais e agroindustriais. Esse tipo de engenheiro também atua na preservação dos recursos naturais e na recuperação de solos degradados. “Outras áreas onde o engenheiro ambiental é necessário são o licenciamento ambiental e a avaliação de impactos ambientais, que deve ser feita em qualquer empreendimento com potencial poluidor”, explica Ana Augusta. Segundo ela, é função desse profissional estudar como causar o menor impacto possível no ambiente, desde o uso de matéria-prima até o consumo de água dentro dos limites. “O engenheiro ambiental atua em um mercado bem diverso: consultorias, empresas como a Petrobras, órgãos públicos (como o INEA e o IBAMA), além de ONGs e multinacionais”, diz Heloisa. O mercado de trabalho, de acordo com ela, está em um bom momento, e os recém-formados não têm dificuldades para encontrar colocação. “Uma área que vem crescendo de importância e interesse é o manejo agrícola baseado na agroecologia, onde são aplicadas técnicas sustentáveis de produção de alimentos”, afirma. Para Ana Augusta, os formados têm bastante espaço na área de saneamento rural e de regiões periurbanas. “Temos a preocupação de formar um profissional proativo e comprometido com a realidade social. Muitos alunos da UFV têm trabalhado com a área sanitária de cooperativas de pequenos produtores da região”, diz.


Outubro de 2013

C Y M K

Correio rural 79  

Correio rural 79

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you