Page 1

Fim de semana, 14 e 15 de janeiro de 2017

1592

Compositor transforma sentimentos em música Denilson Oliveira faz letra e melodia para canções que expressam o samba Bom Retiro do Sul

T

raduções da vida, do cotidiano, ou até mesmo de sonhos e imaginação. A música, por meio de sua letra e melodia, é um espelho do ser humano. Neste domingo, 15, é comemorado o Dia do Compositor. Profissional responsável por transmitir um mundo de sentimentos e experiências por meio das canções. Denilson de Oliveira, 37, carrega nas veias o instinto musical. Herança do pai Nézio e do tio Jurandir. Músicos autodidatas que o incentivaram a aprender os primeiros acordes. “O Tio Jura sempre foi um grande mestre. Foi quem me passou os primeiros ensinamentos.” Com eles, “Buiú”, como é conhecido, tocava por todos os lugares da região. “Eu queria sempre estar junto, pedia pra tocar um pouquinho, e cada vez mais tomava gosto pela música.” Por volta dos 12 anos, seguro dos instrumentos, arriscou a escrita. Hoje, professor de Educação Física e músico, lembra da primeira vez em que rabiscou os versos de uma música. “Era uma declaração de amor. Nada muito bom, mas que me despertou a habilidade e o gosto por compor.”

JULIANO BEPPLER/GIRO DO VALE

Entre uma anotação e outra, a aptidão foi aprimorada. “Estava sempre escrevendo sobre algo e tentando melhorar.” No início dos anos 2000, Buiú gravou 11 faixas de um CD do grupo Nosso Jeito, do qual faz parte. Duas delas, emplacaram e até hoje são lembradas pelo público nos shows da banda.

Canções de amor Estrela do Meu Céu e Viu tratam do tema que mais inspira o compositor: o amor. “Costumo escrever muitas coisas falando sobre relacionamentos vividos, e também aqueles que não chegaram a ser concretizados. É algo que sempre me moveu.” Não há hora, nem lugar para transpor as ideias para o papel.

“Escrevo sobre relacionamentos vividos e aqueles que não chegaram a ser concretizados”, Denilson de Oliveira, compositor

Denilson de Oliveira (e) teve o pai, conhecido como Nézio, como um dos grandes incentivadores para compor

Elas surgem e a paixão aflora. As horas não passam quando a inspiração vem. Pensa, toca, escreve. “É algo que realmente acontece e me leva para este momento de inspiração e entrega.” Além de pagodes e samba-enredo para a escola de samba Inhandava, Buiú também faz canções de MPB e ou-

tros estilos. Hoje, já contabiliza mais de 50 composições no repertório. Cada uma guardada como se fosse uma passagem direta ao paraíso. “Chego a imaginar alguns artistas gravando minhas composições. Sempre sonhei em escutá-las na voz de cantores consagrados.”

Mas enquanto o sonho não se realiza ele se farta de gratidão em ver as pessoas cantando e sentindo diferentes emoções a partir de suas músicas. “Isso me emociona, me faz perceber que o público se identifica com algo que eu escrevi. É muito gratificante.”


2

Fim de semana, 14 e 15 de janeiro de 2017

124 anos

1914 – A escola passou a ser

Vidas marcadas pelo Ceat Ex-alunos relembram histórias que marcaram a passagem pelo Colégio Evangélico Alberto Torres

internato. O modelo seguiu até 1984.

1925 – A escola recebeu denominação de Colégio Lajeadense.

1931 a 1945 – O colégio sediou os Tiros de Guerra.

“Preservo amizades até hoje”

Colégio acolhe mais de 1,4 mil alunos na Educação Infantil e ensinos Fundamental, Médio e Técnico

Lajeado

O

Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat) completa 125 anos neste domingo, 15. A história de ensino da primeira escola do Vale do Taquari está entrelaçada com o desenvolvimento regional. Fundada por imigrantes de origem alemã apenas um ano depois da criação do município de Lajeado, já acolheu muitos jovens que se revelaram como lideranças regionais. A escola, que é uma das 50 instituições vinculadas à Rede Sinodal de Educação, atende 1,1 mil alunos em Lajeado e mais 300 na unidade de Roca Sales. Com raiz na comunidade de confissão luterana, celebra aniversário por meio do resgate dos valores e da sua biografia. “Quando observamos o desenvolvimento do Vale percebemos que trabalhamos e participamos da nossa sociedade”, lembra o diretor geral Rodrigo Ulrich. Para este ano, o Ceat prevê a ampliação das provas de proficiência de língua estrangeira. “A

“Quando observamos o desenvolvimento do Vale percebemos que trabalhamos e participamos da sociedade em construção”, Rodrigo Ulrich diretor

demanda é importante para o futuro cidadão. Além do aluno entrar no nível avançado de língua alemã, referendado pelo governo da Alemanha, também implantaremos a proficiência em língua inglesa. Seremos, inclusive, um centro aplicador da Universidade de Cambridge.” Os 210 funcionários oportunizam o conhecimento de crianças do Educação Infantil até jovens dos ensinos Fundamental e Médio. A proposta é torná-los sujeitos ativos na comunidade onde vivem. “A base do ensino está no tripé: família, professores e alunos. Os docentes estão envolvidos em formação continuada e qualificda. Já os alunos são comprometidos com o saber. Entendem que é preciso dedicação, esforço e envolvimento. Os pais, por sua vez, sabem que investimento e participação ativa são fundamentais para atingirmos os objetivos.” Segundo Ulrich, um dos segredos é investir em estrutura e organização. “Todas as atividades acompanham o avanço. Os laboratórios, por exemplo,

Angela Fiorioli Dahmer, assessora jurídica da promotoria especializada de Lajeado

têm características universitárias. Áreas como a música e artes cênicas e o esporte também recebem incentivo permanente.” O teatro inaugurado no ano passado é uma amostra. “O espaço é referência estadual e abre oportunidade ao estudante de envolver-se com a arte, desenvolver a oratória ou aprender a tocar um instrumento.” Outro diferencial é a Educação Infantil. “São mais de 90 anos de história. Na oferta do berçário, também somos vanguardistas. Fomos os primeiros a oferecer um local para essa faixa etária na cidade.”


3

Fim de semana, 14 e 15 de janeiro de 2017

Reportagem: Taciana Colombo

1934 – Fundado o Jardim de Infân-

2013 – Inauguração do novo

cia da Comunidade Evangélica.

CRONOLOGIA

1941 – A escola passou a ser cha-

prédio, na esquina das ruas Bento Gonçalves e Alberto Torres.

2016 – Inauguração do Teatro do Ceat.

mada de Colégio Alberto Torres.

1942 – Implantação do Curso Comercial Básico. A denominação passa a ser Escola Comercial Alberto Torres.

1946 – Implantação do Curso Técnico em Contabilidade. A denominação passa a ser Escola Técnica de Comércio Alberto Torres.

Década de 60 – Construção

2009 – Inauguração do “Livro”,

de um novo prédio para o internato na esquina da rua Alberto Torres com a Bento Gonçalves.

estrutura que cobre as quadras de esportes.

1998 e 1999 – Construção do Ginásio de Esportes na rua Alberto Torres.

Década de 50 – Início da construção do prédio principal na quadra das ruas Júlio de Castilhos, Alberto Torres, Bento Gonçalves e Carlos von Koseritz.

2011 – Implantação de Ceat Região 2007 – Inauguração da ampliação do prédio da Educação Infantil.

Alta, sediado em Roca Sales. O objetivo da expansão foi de intensificar o atendimento às famílias na direção norte do Vale do Taquari.

cursos técnicos. Início das aulas para a primeira turma do Curso Técnico em Enfermagem.

“O Ceat contribuiu intelectualmente para a minha formação”

“Tenho imensa gratidão ao colégio” Angela na viagem das Oitavas

Turma formou a Franchicos

Angela Fiorioli Dahmer estudou no Ceat na década de 1980. Estar no colégio era como estar em casa. “O local sempre ofereceu um espaço verde bacana, muito agradável para passar horas como os amigos. As amizades daquele tempo, preservo até hoje.” Para ela, a base do ensino está calcada na moral. “Os professores eram muito próximos. A conversa sobre o desempenho sempre foi franca.” Ela lembro das aulas de arte e até das aulas de datilografia. “No laboratório, o professor ensinava física com carrinho de lomba. Lembrar das matérias é também lembrar dos vários momentos que vivi lá.”

Hélio Schauren lembra das regras e respeito aos espaços. “Algumas áreas podiam ser ocupadas, outras eram territórios dos ‘mais velhos’.” Os “amigos para sempre” foram consolidados com risos e choros. “Vivi a criação de um projeto que até hoje nos acompanha: a Banda Franchicos, lá em 1993.” Além da música, os laços criados no Ceat fazem parte da rotina. Toda terça-feira se reúne com a turma em uma confraria. “Falar de quem sou hoje e do profissional que me tornei é com um imenso orgulho e gratidão.”

Hélio Schauren, supervisor do Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO) do Vale do Taquari

2015 – Retomada da oferta de

Fernando Röhsig, gerente administrativo e financeiro da Fruki

Grêmio Estudantil Geat em 1987

O gerente administrativo e financeiro da Fruki, Fernando Röhsig, foi da diretoria do Grêmio Estudantil Geat em 1987. “Estávamos praticamente o dia todo na escola, sempre envolvidos com alguma atividade.” Segundo ele, é bom recordar atividades como a viagem das oitavas, piqueniques, viagens. O seu

interesse por liderança vem da época. “ O Ceat contribuiu para a minha formação integral e para a vida.” Acredita que o principal legado é a cultura organizacional. Hoje o filho também segue os passos. “Quanto mais afinada for relação entre família e escola, muito melhor e bem mais fácil será a educação.”


4

Fim de semana, 14 e 15 de janeiro de 2017

Arte na Praça da Matriz completa um ano Espaço público se tornou o principal ponto de divulgação e venda para os artesãos ANDERSON LOPES/ARQUIVO

Lajeado

O

Arte na Praça da Matriz completa o primeiro ano de atividade neste mês. O objetivo é dar espaço aos artesãos da cidade, Chega ao aniversário com força e perspectivas de desenvolvimento. Realizada pela Associação dos Artesãos de Lajeado, com apoio da Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur), a iniciativa conta com cerca de 20 profissionais permanentes, e um público cativo, conquistado por meio do empenho e esforço conjunto dos participantes. No início, o proposta era somente abrir espaço para que os artesãos pudessem exibir seus trabalhos. “Já tínhamos tentado outras vezes, em outros locais, mas faltava estrutura”, comenta Jaqueline

Cerca de 20 artesãos expõem de modo regular no Arte na Praça da Matriz

Schwingel, da diretoria da associação. Depois que decidiram retomar o evento na Praça da Matriz, a iniciativa ganhou força. “O tamanho da praça garante que tenhamos um bom espaço para expor. Além da exibição, também conseguimos vendas e encomendas posteriores”, afirma.

Caminhos abertos Aos poucos, novos artistas

A organização do evento pretende ampliar o leque de atrações. Incluir artes cênicas, dança e outros tipos de expressões culturais.

vão chegando. A ideia da associação para este ano é expandir ainda mais. A inclusão de outras expressões artísticas está nos planos. “Bandas, cantores, grupos de crianças que fazem dança ou teatro podem participar. Estamos de portas abertas”, garante. Até o momento, somente músicos mais experientes têm aproveitado a oportunidade. “Fazemos uma troca. Enquanto eles tocam e divulgam seus trabalhos, nós conseguimos mais público para ver os nossos artesanatos.” O que poderá ser aproveitado pelos iniciantes, considera. Pessoas que fazem trabalhos manuais, mas não integram a associação também são bem-vindas. Basta trazer os materiais e colocá-los à exposição todo o terceiro domingo do mês, na Praça da Matriz. Informações podem ser obtidas

na sede da associação, que funciona em horário comercial, em frente à praça, na rua Borges de Medeiros.

Décima edição Neste domingo será realizada a décima edição do evento, que contará com a venda de artesanatos, atrações artísticas, mateada e brinquedos para as crianças. A abertura ocorre às 10h, com a exposição de até 20 artesãos. À tarde ocorrem as apresentações musicais de Marco Guimarães, às 14h30min, seguido por Paulo Bottezini. A atração principal será a banda de rock Porto dos Anjos, a partir das 16h30min, com acompanhamento de Jó Balensifer e outros artistas. A M&M Coletas fará o recolhimento de lixo eletrônico na ocasião. A mateada ficará por conta da Erva Mate Santa Emilia B1.


Fim de semana, 14 e 15 de janeiro de 2017

5


6

Fim de semana, 14 e 15 de janeiro de 2017

Projeto busca novos contribuintes Valor é descontado da conta de energia elétrica. Campanha premia colaboradores DIVULGAÇÃO

Vale do Taquari

P

ara auxiliar no custeio de despesas e aumentar o faturamento do hospital de Marques de Souza, a direção, em parceria com a Certel e municípios da região, busca elevar o número de contribuintes do Projeto de Mãos Dadas com a Saúde. Conforme a secretária Reni Rother, em dez anos, foram arrecadados R$ 216 mil. O valor foi aplicado em equipamentos e obras de infraestrutura. Lançada em 2016, a nova fase do programa tem por meta duplicar o número de doações espontâneas. O valor mínimo a ser descontado na conta de luz é de R$ 5 por mês. Entre os colaboradores, é feito o sorteio de prêmios. No dia 26 de dezembro, foi realizado o 40º. Foram contemplados: Ignes Ste-

fani e Nelci Quinott e Lirio Sitio Noé, moradores de Travesseiro. Ganharam um conjunto de panelas, um bebedouro e um espremedor de frutas. Hoje são em torno de 650 contribuintes cadastrados e seis mil clientes da cooperativa na área de atuação da casa de saúde. Por mês, são arrecadados R$ 2,1 mil.

Para saber São realizados 2,5 mil atendimentos e cem internações por mês, sendo 85% pelo SUS. A maioria dos pacientes é de Marques de Souza, Pouso Novo, Travesseiro, Forquetinha, Canudos do Vale e Lajeado. Construída em 1945, a instituição iniciou os trabalhos de forma oficial apenas seis anos depois. Além dos 50 funcionários, dez médicos atendem no local. Mais informações podem ser obtidas pelo 3705-1080.

Direção do hospital fez a entrega aos ganhadores. Valor mínimo descontado por mês é de R$ 5


7

Fim de semana, 14 e 15 de janeiro de 2017 21h10min

A

Lago, em francês Rede de arremesso

Dança moderna de origem argentina

Com a entrada de Mercúrio na área de relacionamentos, eleva-se seu comprometimento em causas de pessoas próximas, predispondo-lhe ao diálogo e ao estabelecimento de acordos e parcerias. Número da sorte: 221

De fácil domesticação

Leão 21/07 a 20/08 Autores (abrev.) (?) caipira, instrumento do cateretê, moda e ponteio

Qualidade ausente na pessoa corrupta Situa-se do outro lado do ringue

Barco recreativo Compareci

Estado da hidrelétrica de Jirau (sigla)

A entrada de Mercúrio no sexto setor zodiacal sugere um período propício a otimizar rotinas e a investir na qualidade da comunicação com as pessoas do entorno, sobretudo no ambiente de trabalho. Número da sorte: 108

“(?) and Only”, canção de Adele

Glândula que produz hormônios femininos

O estado mais populoso e mais rico dos EUA

Virgem 21/08 a 20/09 Um maior interesse pela cultura deixa sua vida mais interessante nesta fase, marcada pelo ingresso de Mercúrio na área de prazeres. Invista no social e valorize as ações coletivas. Número da sorte: 501

Inteligência Artificial (sigla)

(?) bin Laden, terrorista morto em 2011

BANCO

Parte da calça cingida Jogos de pelo cinto (?): são proibidos para menores de idade

Terreno como a duna

Libra 59

Solução

Dupla sena Concurso nº 1594

1º sorteio

01-02-08-23-26-49 2º sorteio

05-09-16-20-29-30

Quina Concurso nº 4283

18-43-47-69-72

I E M E N

12/1/2017

B P

LOTERIAS

N Ã

Segunda – Joana confronta Stella e afirma que não demitirá Júnior. Jéssica conta a Júnior, Jabá e Lucas que Martinha foi expulsa de casa por conta da gravidez. Belinha sugere que Artur ajude a desfazer o mal-entendido entre Alisson e Belloto. Léo se preocupa com a possível demissão de Júnior. Jabá insiste para Martinha revelar a identidade do pai de seu bebê. Krica teme que Rômulo esteja traindo Nanda. Bárbara explica a Clara o plano contra Joana. Clara arma contra Joana e Júnior e diz a Stella que o rapaz saiu com Léo da academia.

Câncer 21/06 a 20/07

Átomo com carga elétrica (Fís. Quím.)

N

18h

O ingresso de Mercúrio na oitava casa revela uma fase mais introspectiva e voltada a fortalecer as bases da sua vida. Equilíbrio é o que você busca, por isso, dê atenção ao patrimônio. Número da sorte: 12

Narrativa da fuga dos hebreus (Bíblia)

Aranha-(?), animal conhecido como “comedor de pássaros”

“Coragem, o (?) Covarde”, desenho

Gêmeos 21/05 a 20/06

H

Malhação

Doce vendido em sinais de trânsito

N U

A busca por conhecimento se eleva com a entrada de Mercúrio na nona casa, intensificando as atividades intelectuais. A busca por conhecimento passa a ter maior significado em sua vida. Número da sorte: 453

Inclusive Água (?), bebida de drinques

Meios em que a luz não se propaga

As partes que apresentam o contrato O gosto musical do eclético Despida

21/03 a 20/04

Touro 21/04 a 20/05

18h

Sábado – César se contém quando Tanaka fala mal de seu pai. Nanda termina o namoro com Peppino. Vittorio conta para Milena sobre o sumiço de Mario. Sinhá alerta a irmã para não se envolver com Tanaka. Alice, Ralf, Damasceno, Tato e os policiais procuram Mario. Chica se sente mal na casa de Tanaka. Sinhá se anima com o cassino. Neide avisa à polícia que Mario está em sua casa. João Amaro revela a Sinhá e César que acusou Alice de ser a chefe da organização criminosa. Lenita e Vittorio decidem procurar Chica. Neide e Luzia se preocupam com o estado de Mario. Alice se desespera ao ouvir a equipe de busca deduzir que Mario se atirou do penhasco.

A comida Profissiotempera- nal que da com atua em ONGs páprica

Áries

Com o ingresso de Mercúrio no setor profissional, seu senso empreendedor se eleva, conferindo-lhe um olhar mais atento aos empreendimentos e parcerias no trabalho. Número da sorte: 785

Prorrogadas inscrições para expor na Univates Foram prorrogadas até o dia 30 as inscrições de artistas interessados em expor trabalhos nos Espaços Arte da Univates neste semestre. A instituição disponibiliza quatro ambientes para receber exposições das mais variadas técnicas e tendências artísticas, além de espaço para receber exposições acadêmicas. A inscrição deve ser feita pelo www.univates.br/cultura, no link “Como expor na Univates?”. No ato da inscrição, o artista deve encaminhar o currículo (formação e exposições realizadas), cinco fotografias dos trabalhos e uma apresentação escrita de sua obra. Mais informações pelo 3714-7000, ramal 5945 ou 5943.

21/09 a 20/10

A vida em família adquire maior significado com a entrada de Mercúrio na quarta casa, deixando-lhe atento às necessidades do lar e dos entes queridos. Número da sorte: 695

21/10 a 20/11

E

Sol Nascente

Sua capital é Sanaa (?) Espíndola, cantora

A O S DO S X I E S T T E O N T D E CO S I O L C I I A A L

Sábado – Júlia implora para Alex não se aproximar de Chiara. Júlia conta a Edith sobre a chantagem de Alex. Romildo tira uma foto de Chiara e manda para Alex. Lázaro expulsa Ramon e Marisa de casa. Nicolau se preocupa quando Gilda e Haroldo informam que marcarão uma consulta médica para ele. Zac diz a Tom que aceitará dar aulas para Yasmin para ajudar a mãe financeiramente. Nanda confirma para Gordo que Jorginho está no Brasil. Laila pede a Jorginho para não procurá-la. Léo fica abalado ao descobrir que Diana não assinou o divórcio. Edith diz a Nelson que acredita que Júlia será presa. Júlia manda uma mensagem para Lorena, dizendo que se entregará. Gordo pergunta a Laila se ela se encontrou com Jorginho. Gui chega no momento em que Júlia começa o depoimento.

© Revistas COQUETEL

Bicarbonato de (?), ingrediente do fermento químico Partir; quebrar

Veículo em que o motorista não precisa Cosméticos trocar a para disfar- marcha çar imperfeições Em estado de inatividade (os vulcões) Tecido de jeans

P T I V E C I T A E N T T O G E N O I L A C I D A A S A R T R I O O R N AR E

Júlia manda uma mensagem para Lorena e diz que se entregará

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS www.coquetel.com.br

T A R R A F A

19h25min

© COQUETEL 2016

S O R R D O R I M O P O E P B R A A C AN G O N E S A D V E A I O V A L I S A M

Rock Story

Palavras Cruzadas

C A R R O A U T O M A T I C O

Sábado – Tião convence Flávia de que Tiago planejou a morte de Isabela. Ciro é expulso da tecelagem. Flávia afirma a Salete que se vingará de Tiago. Bruno decide ir para o Canadá. Tião manda Valdir enviar um dossiê sobre a mulher que se relacionou com Pedro em Angola. Ciro expulsa Magnólia do quarto e Sílvia fica nervosa. Ana Luiza mostra para Pedro e Helô a discussão entre Ciro e Magnólia. Ruty Raquel teme que Gigi a substitua no SPA. Zuza enfrenta Magnólia. Fausto pede um gravador para Jáder. Bruno avisa a Jéssica que vai para o Canadá. Salete procura Bruno. Tião decide trazer a mulher que se relacionou com Pedro para o Brasil.

3/lac — one. 5/iêmen. 6/golias. 7/tarrafa.

A Lei do Amor

Mercúrio adentra a área comunicativa, estimulando o lado sociável da sua personalidade e evidenciando as afinidades intelectuais, que ficam mais evidentes na medida em que você se abre ao diálogo. Número da sorte: 389

21/11 a 20/12 A energia mercuriana adentra a área material e amplia seu senso empreendedor, revelando uma fase propícia a organizar a vida, as finanças, enfim, a realidade prática da vida. Número da sorte: 95

21/12 a 20/01 Mercúrio ingressa em seu signo e amplia seu senso crítico, levando-lhe a defender seus interesses com determinação. A fase é positiva para fortalecer os argumentos que embasam seus pontos de vista. Número da sorte: 729

Aquário 21/01 a 20/02 A fase é marcada pela entrada de Mercúrio na área de crise, levando-lhe a refletir sobre as transformações que você deseja para sua vida. Número da sorte: 301

Peixes

21/02 a 20/03

A entrada de Mercúrio na área de amizades estimula seu interesse por atividades em grupo, o que torna os próximos dias divertidos e movimentados. Número da sorte: 884


8

A Hora. Fim de semana, 14 e 15 de janeiro de 2017

Scala Logística comemora aniversário CLARISSA JAEGER

Vencedor da Lajeado Brilha recebe prêmio de R$ 50 mil Lajeado

Valmor Scapini com o grupo de transporte florestal em Guaíba

CLARISSA JAEGER

Lajeado

A

Campanha Lajeado Brilha 2016 vai tornar o tão sonhado carro realidade para Bruno da Silva Corrêa. Nessa quinta-feira à tarde, o jovem recebeu do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Heinz Rockenbach, o cartão de débito com um saldo de R$ 50 mil referente ao prêmio sorteado no dia 28 de dezembro, durante o encerramento da campanha. O cupom de Corrêa, recebido na Casa Bertozzi, foi o vencedor entre as 300 mil seladinhas cadastradas no decorrer da promoção. Corrêa contou que o cartão ficará com a mãe e parte do valor será utilizada na aquisição de materiais de construção para o término de uma reforma em sua casa. Mas o destino principal do prêmio é a conquista de seu maior desejo: “Recém fiz minha

Bruno recebeu cartão que poderá ser utilizado em estabelecimentos comerciais

carteira de motorista. Vou comprar meu carro”, revelou o rapaz. Sobre ter sido o grande ganhador da campanha, comentou: “Fiquei muito feliz. Foi uma surpresa boa porque eu nunca tinha ganhado nada em sorteios. Pensei que não fosse verdade.”

A Lajeado Brilha 2016 ocorreu entre os dias 28 de outubro e 27 de dezembro, com a participação de 118 empresas da cidade, e contou com uma premiação total de R$ 100 mil. Além de Corrêa, outros 25 consumidores foram contemplados com R$ 2 mil cada.

A Scala Logística, empresa no ramo de transporte e logística, comemora um ano de atuação no mercado. A premissa da marca é desenvolver e implementar soluções inovadoras e eficazes, que gerem valor agregado aos clientes, empresa e colaboradores, antecipando-se às suas necessidades e expectativas. Para fazer jus ao slogan “ À frente e ao seu lado. Sempre”, o sócio-administrador Valmor Scapini reuniu os colaboradores da divisão de transporte florestal em Guaíba, na quarta-feira, 11, a fim de apresentar dados sobre o cenário socioeconômico brasileiro e a atuação da Scala. De acordo com ele, a segurança deve estar em primeiro lugar. “A empresa que não for eficiente não sobreviverá no mercado”, reconhece. Falou também da

necessidade de transparência nos negócios. “De suma importância tanto ao cliente quanto a cada colaborador para construir e manter a confiança em uma marca”, afirma.

Fundação A Scala Transporte e Administração Ltda nasce da cisão do Grupo Scapini. A empresa com sede em Lajeado tem foco nas operações de transporte rodoviário e soluções imobiliárias para a logística completa, com expertise no transporte florestal e internacional. Até 2020 pretende ser reconhecida como o melhor integrador logístico da Região Sul. A empresa já consolidada no segmento atende importantes clientes como CMPC Celulose Riograndense, Pirelli, Danone, Tramontina, Marcopolo, WalMart, entre outros.

AGV orienta fixação de valor integral nas etiquetas Vale do Taquari Os lojistas devem utilizar nas etiquetas de preços os valores in-

tegrais dos produtos expostos em suas lojas e negociar direto com o consumidor os possíveis descontos conforme as modalidades de

compra. Essa é a principal orientação a ser encaminhada aos comerciantes pela Associação Gaúcha para Desenvolvimento do

Varejo (AGV) após reunião com a diretora do Procon-RS, Flávia do Canto Pereira na quinta-feira, 5, na sede da entidade.

No encontro, o presidente da AGV, Vilson Noer, fez um relato sobre as implicações da MP 764 do governo federal que autoriza a diferenciação de preços nos bens comercializados nas lojas e serviços oferecidos ao público em função do prazo ou do instrumento de pagamento utilizado, e destacou a relevância histórica do seu conteúdo. A diretora do Procon-RS reforçou a importância de os empresários estarem atentos às implicações do Código de Defesa do Consumidor (CDC) no que diz respeito à precificação dos produtos e serviços. “Vamos orientar nossos associados com base nos benefícios da nova legislação, sempre respeitando orientações legais visando resguardar os direitos dos consumidores, bem como a melhora do ambiente de negócios”, comentou Noer.

AH - Conexão| 14 e 15 de janeiro de 2017  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you