Page 1

EDIÇÃO Nº 1.968 • R$ 1,50

CAMPO GRANDE-MS, 10 DE NOVEMBRO DE 2019

DIRETOR EXECUTIVO: JORNALISTA LUIZ CARLOS FEITOSA

• EDITADO DESDE: 01 DE AGOSTO/1980 FOTO: DIVULGAÇÃO

RESUMO Praça Bolívia Segundo domingo do mês é dia de Praça Bolívia. A edição desta semana terá dança, teatro, intervenção poética, artesanato, comida e bebida. Horário: 9h Local: Praça Bolívia - Rua das Garças com a Barão da Torre

Manual do Mundo Mari Fulfaro e Iberê Thenório estarão em Campo Grande para sessão de autógrafos do lançamento, "O Grande Livro de Ciências do Manual do Mundo". Serão 300 senhas distribuídas a partir da abertura da loja no domingo, 10h. Horário: 16h Local: Livraria Leitura/ Shopping Campo Grande -

Noite Texte Em novo local, a noite para treinar textos de stand up será das "minas". Se apresentam oito comediantes para finalizar o domingo. A entrada irá custar R$ 5. Horário: 20h Local: Butiquim du Ronda José Antônio 763

Após decisão do STF, Lula ganha liberdade e promete que "amor vai vencer neste País" O juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba decidiu, na sexta-feira, 8, pela soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele estava preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso triplex.

A

decisão ocorre menos de 24 horas depois o Supremo Tribunal Federal (STF) proibir, por 6 a 5, a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. Em seu discurso, o ex-presidente Luiz Inácio

Lula da Silva atacou a Operação Lava Jato, agradeceu seus apoiadores, criticou o ministro Sérgio Moro, o procurador Deltan Dallagnol, líder da força-tarefa da Lava Jato, e também teceu críticas ao governo do presidente Jair

Bolsonaro. Eu saio com o maior sentimento de agradecimento. Eu tenho vontade de provar que esse país pode ser muito melhor a hora que ele tiver um governo que não minta pelo Twitter como Bolsonaro mente".

Veja na página 4•B

Uber terá botão do pânico e gravará conversas durante viagens para garantir mais segurança VEJA NA PÁGINA 3•A FOTOS: WAGNER GUIMARÃES

Parceria Santos Neto e Bertin Advogados foca o agronegócio

FUNDERSUL banca 78% das obras que beneficiam o setor produtivo DIVULGAÇÃO

Veja na página 4•A

Trabalhadores da construção civil são homenageados em solenidade Veja na página 7•A

Comenda do Mérito Legislativo reconhece quem contribui com MS Veja na página 6•A

Campanha para doação de brinquedos já começou no Governo Veja na página 1•B

n Os recursos do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul (Fundersul), que superam R$ 2 bilhões no últimos cinco anos, bancam 78% das obras que garantem o escoa-

mento da safra de grãos, a mobilidade da população e a movimentação da agropecuária. A verba é destinada diretamente para a construção de pontes, pavimentação e implantação de rodovias nas cidades.

Veja na página 8•A


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

02 CHARGE

COM RAZÃO! Sergio Longen (foto) da FIEMS diz que há conexão entre o desemprego e a falta de qualificação. Pois é! Conheci Miguel, repositor em supermercado. Aos 22 anos já foi funileiro, garçom, ajudante de estande de tiro ao alvo e nunca fez um curso de especialização no sistema S (Sesi-Senai), mas quer mudar de vida. Na outra ponta conheci Paulo feliz da vida como torneiro de aviação que aprendeu no Senac em 2003. Enfim, curso profissionalizante é o caminho. PROCURA-SE os ambientalistas da velha esquerda, o pessoal do PV (nunca plantou um pé de alface), o Papa Francisco que se aproveitou das queimadas e ignorou Brumadinho, as ONGs, o GreenPeace, a messiânica Marina Silva e os artistas da Globo para defender nossa costa litorânea do petróleo ali derramado. Oportunistas! SEM PROTAGONISMO Polícia Civil e MPE unidos deram resposta à sociedade para elucidar vários crimes na capital e Estado. Ação sem rostos e heróis que resgatou a imagem das duas instituições e que deve por fim as investigações abortadas, inquéritos e processos colocados no fundo das gavetas oficiais. Há muita saia justa neste palco de figuras ‘classudas’ pelos bilhetes, fotos e papos. O plantio é livre, a colheita inevitável. BEABÁ DO MDB Qual será o teor das palestras que o MDB anda promovendo a pré-candidatos à vereador na capital? Imagino: como falar em conduta ética com os casos cavernosos de corrupção envolvendo figuras nacionais do partido e o próprio Puccinelli preso várias vezes e que deixou seu fiel escudeiro Giroto atrás das grandes sem nunca ter voltado para visitá-lo? Neste segmento o MDB pode até dar as mãos ao PT. Iguais! XORORÔ Prefeito, vereador e secretário de administração não são empregos. Daí não há que se falar que teremos uma onda de desempregados se centenas de cidades forem extintas. Afinal, esse pessoal não tinha profissão ou ocupação antes de mamar nas tetas dos poderes públicos? O Movimento de Rotação não será invertido por causa disso. UM EXEMPLO Jatei foi emancipada há 42 anos (1977) e até agora continua inviável sob todos os aspectos, inclusive financeiramente e no ponto de vista populacional. O que fazer para torná-la viável? Não há absolutamente nada a fazer, salvo se descoberta alguma jazida de mineral valioso ou poços de petróleo de grande produtividade. Que falta fará Jatei no contexto regional e nacional? Nenhuma! ‘PÉROLAS’ Quem viaja pelo país se depara com currutelas sem condições de vida própria e sem perspectivas. Minas Gerais tem 231; Rio Grande do Sul 226; Santa Catarina 206; São Paulo 142; Piaui 78; Mato Grosso 34. Cidades criadas pela mão de políticos interessados em seus currais eleitorais e para ‘empregar’ seus apaniguados. Quero ver como se comportará os ‘gloriosos’ deputados federais. Não acredito neles! ENERGISA Comprou a Enersul para o exercício de caridade ou filantropia? Está no jogo pelo lucro cada vez mais bruto, custe o que custar. Neste segmento o jogo é cruel e sem sensibilidade. Voltar à lamparina é inviável. Com a palavra os deputados para dar uma satisfação (pelo menos) à sociedade cada vez mais esclarecida e acima de tudo fria, irônica e muito sabida. É conveniente respeitá-la. INTERNET Nela o narcisismo aflora. Nela os anônimos (ricos ou não) buscam aquela notoriedade que o pessoal da mídia desfruta. Nela todos são corajosos, juristas, críticos, cientistas políticos e honestos. Na primeira chance atiram pedras por inveja, mágoa ou complexo. Caminho sem volta e vale também para o debate político. É bom os políticos irem se acostumando. Os tempos são outros. Tapinha nas costas? Coisa do passado. Não funciona mais. NOVO ASSUNTO Plantar ou não cana no entorno pantaneiro? Questão complicada que vai motivar o debate. Conversei com o deputado Lucas de Lima – presidente da Comissão de Meio Ambiente da AL – que acompanha atentamente o noticiário e já admite convidar a ministra Tereza Cristina para abordar o assunto naquele parlamento. Pessoalmente acho uma boa sacada do deputado. Ela é de casa e conhece o assunto. NA INTERNET: Reação de Dilma sobre a proposta de extinção de centenas de municípios: “Aonde vai morar toda essa gente?” NO FACEBOOK: “Nepotismo: STF vai investigar porque Bolsonaro indicou a própria mulher para ser a Primeira Dama.”

Jornal afiliado a

Fundado em 01/08/1980 Editado por: EFC - Empresa Feitosa de Comunicação CNPJ-MF 00.586.945/0001-37

Jornalista profissional LUIZ CARLOS FEITOSA - DRT/MS 105/L.1/F.53 Diretor Executivo ELIZETE CONCEIÇÃO RODRIGUES FEITOSA Diretora Financeira FONE: (67) 3317-7890 FAX: (67) 3317-7894 Redação, Administração, Departamento Comercial e Parque Gráfico: Av. Júlio de Castilhos, 1747 • Sede própria - 79100-901 - C. Grande-MS Representante: TÁBULA VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO São Paulo - (0xx-11) 5507-5599 - Brasília - (0xx-61) 3242-7460 Whatsapp: (67) 99974-5440 Facebook: /acritica.jornal Youtube: /wwwacriticanet Instagram: /acriticadecampogrande

OPINIÃO

O processo disciplinar do funcionário público (2) *Odilon de Oliveira

V

oltando ao tema, trago outros itens sobre os direitos de quem responda ou tenha sido punido em processo disciplinar, cuja instauração pode ocorrer a) por denúncia formal de qualquer pessoa, devidamente identificada, qualificada e com a indicação de endereço; b) por iniciativa da própria Administração, cumprindo dever legal; c) por iniciativa do servidor contra o qual existam comentários ou veiculação de notícias sobre a prática de suposta transgressão. A última situação cuida de justificação de conduta. Não pode atuar como membro da comissão encarregada de apurar os fatos quem se enquadre numa das seguintes situações, sob pena de nulidade do processo: a) quem tenha interesse pessoal no resultado do processo; b) quem tenha atuado como testemunha, perito ou procurador do funcionário acusado; c) cônjuge, companheira (o), parente até o terceiro grau, consanguíneo ou por afinidade; d) amigo íntimo ou inimigo do funcionário; e) credor ou devedor do funcionário investigado. Há outras situações causadoras de impedimento ou suspeição. O servidor sob investigação pode recorrer da decisão que inadmitir a suspeição ou o impedimento do membro da comissão ou da autoridade julgadora. Faz parte do devido processo legal e da ampla defesa, garantias previstas na Constituição Federal. O servidor tem o direito de, na fase instrutória do processo, juntar documentos, requerer periciais, diligências, apresentar rol de testemunhas, apresentar alegações finais e recorrer de qualquer ato ou decisão contrária à lei. Não podem ser admitidas no processo provas obtidas por meios ilícitos. A autoridade administrativa é obrigada a examinar e a fundamentar suas decisões em relação a todos os meios de prova apresentados pela defesa. É direito do servidor fazer sua própria defesa ou constituir advogado e ambos têm livre acesso ao processo. A associação de classe pode representar o servidor filiado ou associado, na fase administrativa e, se for o caso, na judicial, lembrando-se de que o dever de provar a culpabilidade do funcionário é da Administração. Quem acusa sem prova poderá vir a sofrer processo penal por denunciação caluniosa, cuja pena varia entre 2 e 8 anos de prisão, aumentada de 1/6 se o denunciante se valeu de anonimato ou de nome suposto. Além disso, tanto o denunciante como a própria Administração podem ser responsabilizados em ação de indenização pelos danos matérias e morais causados ao funcionário injustamente acusado. Além dos recursos administrativos disponíveis ao servidor acusado e a possibilidade de ingressar em juízo toda vez em que, no curso do processo, ocorrer decisão ofensiva a direito seu, poderá ele recorrer se sofrer punição. No recurso, a autoridade administrativa que proferiu a decisão pode reconsiderá-la. A Administração Pública pode e deve anular seus próprios atos, por

iniciativa própria ou por provocação. Subindo o recurso, a autoridade competente, ainda que tenha sido interposto fora do prazo legal, deverá, de ofício, modificar, revogar ou anular a decisão recorrida ou todo o processo, desde que padeça de ilegalidade. A Constituição Federal assegura, também em processo administrativo, o contraditório e a mais ampla defesa (art. 5º, LV). Se a instância recursal anular o processo, tudo recomeçará, mas, neste caso, são grandes as chances de ocorrência de prescrição. A ação disciplinar tem prazo de prescrição estabelecido de acordo com a gravidade da conduta, começando a correr a partir da data em que o fato se tornou conhecido da Administração Pública. O Poder Público perde o direito de punir o servidor: a) em 180 dias, quando a pena prevista for de advertência; b) em 2 anos, no caso de suspensão; c) em 5 anos, no caso de infração punível com demissão, disponibilidade, destituição de cargo em comissão, cassação de aposentadoria ou sua conversão de voluntária em compulsória. Anulando-se um processo, parcial ou totalmente, o servidor deve verificar se o decurso do tempo já o beneficia. Outro meio processual de fundamental importância, no caso de penalização, principalmente demissão ou cassação de aposentadoria, é a revisão administrativa, que não tem natureza recursal, tratando-se de instrumento autônomo. Se o servidor for punido a 5, 10 ou mais anos, não importa. O processo disciplinar pode ser revisto a qualquer tempo, a pedido do servidor ou, no caso de falecimento, por dependente ou herdeiro seu, desde que surgidos fatos novos ou circunstâncias capazes de justificar a inadequação da pena aplicada. A própria Administração, por iniciativa própria, deve fazer essa revisão. Pode ela resultar na absolvição do apenado ou na aplicação de penalidade mais branda. No processo administrativo, o ônus da prova cabe à Administração. Todavia, na revisão, esse dever é do funcionário ou de quem, em seu lugar, peça a revisão, que jamais agravará a situação. A lei diz que o processo disciplinar é independente do resultado de eventual ação penal, ainda que a justiça absolva o servidor. Essa é a regra geral, havendo exceções benéficas ao acusado, conforme, noutra oportunidade, poderá ser esclarecido. Por fim, se os recursos administrativos e a revisão forem rejeitados, restará para o servidor ou herdeiros/dependentes a esfera judicial. O prazo para entrar com ação de anulação de processo administrativo disciplinar é de cinco anos, contados da intimação da decisão do recurso. Se tiver havido pedido de revisão, esse prazo será contado da intimação da decisão de indeferimento dessa revisão. (*) O autor é juiz federal aposentado e atua no escritório Adriano Magno & Odilon de Oliveira Advogados Associados.

Obtenção de prova ilícita na Lava Jato

O

Júlia Granado (*)

s supostos contatos informais entre a força-tarefa da Lava Jato e as autoridades internacionais de países como a Suíça e Mônaco chamaram a atenção de todos os operadores do direito, em especial dos atuantes na área criminal. Essa informação é muito mais relevante, em termos de possíveis invalidações, que as discussões relativas às teses da ordem de argumentação de defesa – se antes ou depois da manifestação de delatores – ou da prisão em segunda instância.[1] A probabilidade de ter ocorrido a obtenção de provas ilícitas visando prender os principais suspeitos dos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e formação de organização criminosa contamina a operação, gerando nulidade, uma vez que a técnica de condução das investigações e apuração das evidências deve seguir o devido processo legal. Em todas as sociedades com sistemas jurídicos minimamente organizados e confiáveis, a confirmação da ocorrência de erros nos procedimentos do inquérito – como a obtenção de provas por meios ilegais – torna admissível – para não se afirmar obrigatória – a anulação da sentença proferida. Decisões judiciais não podem ser baseadas em atos administrativos nulos. Alguns dos mais relevantes juristas têm expressado – há muitos anos – que os procedimentos de agentes públicos são pautados pela estrita legalidade dos atos da administração. Como explica Aury Lopes Jr. na obra Investigação Preliminar no Processo Penal existe uma responsabilidade ética do Estado pela condução de uma investigação e posterior julgamento, que deve ser fiel às normas legais vigentes em um país e conforme a Constituição. Assim, tem-se informação que os procuradores da força-tarefa tiveram acesso a provas obtidas possivelmente de formal ilegal sobre vários delatores da operação, como os então diretores da Petrobras Paulo Roberto Costa e Renato Duque; o então presidente da Transpetro, Sérgio Machado, além de executivos da Odebrecht, entre eles, o ex-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht. Além disso, há a suspeita de ter ocorrido outras práticas ilegais, como o acesso ao sistema Drousys, usado pelo setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, para controlar pagamentos de propina a autoridades e políticos. Formalmente, provas obtidas no exterior devem seguir diretrizes detratados de cooperação internacional. A Cooperação Jurídica Internacional é o instrumento por meio da qual um Estado, para fins de procedimento no âmbito da sua jurisdição, solicita a outro as medidas administrativas ou judiciais que tenham caráter judicial em pelo menos um desses Estados. Assim sendo, quando o Estado brasileiro solicita cooperação de um país estrangeiro diz-se que a cooperação é ativa.

As medidas solicitadas por cooperação abrangem desde a troca de informações sobre a legislação dos países, citações, intimações, obtenção de provas, tomada de depoimentos ou declarações (inclusive por meio de teleconferência ou videoconferência) até o bloqueio e a recuperação de ativos. Portanto, as informações obtidas por fora do canal oficial estabelecido em acordos de cooperação internacional de investigação constituem provas ilegais, podendo levar à anulação de processos. O que se escreveu que ocorreu na lava-jato? Os procuradores recebiam, informalmente, documentos e informações de autoridades estrangeiras e então estudavam modos de legalizar aquelas evidências perante os tribunais brasileiros, como ocorreu com o acesso as informações sobre a contabilidade paralela realizada pela Odebrecht, na qual os procuradores receberam a informação quase um ano antes de a Lava Jato estar apta para usar formalmente os dados entregues. Caso isso seja confirmado, temos a figura da prova ilícita, disposta no art. 157 do CPP, que disciplina “provas ilícitas são as obtidas em violação a normas constitucionais ou legais, ou seja, são aquelas que violam as regras de direito material, seja constitucional ou legal, no momento da sua obtenção”. A consequência jurídica desse ato é a inadmissibilidade da prova. Configurando-se ilícita, deve ser excluída desde logo dos autos do processo. Portanto, todo processo que contenha uma prova ilícita deve ser anulado, total ou parcialmente. Aos que têm a intenção de argumentar de que as evidências colhidas mostram a verdade dos fatos, devem se atentar a teoria da prova ilícita por derivação. Nestes casos, a prova lícita quando produzida a partir de uma prova ilícita, está contaminada, devendo também ser considerada ilícita.[2] Portanto, quando aqueles que têm função de resguardar a ordem processual, elemento central para garantir o devido processo legal, descumprem preceitos legais, devem responder pelos seus atos e esclarecer a razão de terem agido de tal maneira, seja por culpa, seja por dolo. (*) aA autora é , advogada do Franco Advogados [1] O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, ontem (02.10.2019), pela aprovação de uma tese sobre a extensão da decisão que reconhece o direito de delatados a falar por último em processos criminais. [2] O STF segue o princípio da “Fruits of the poisonous tree”, esse princípio corresponde à teoria americana do fruto da árvore envenenada, cuja doutrina defende que todas as provas decorrentes de prova ilícita são contaminadas por este vício.


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

03

TECNOLOGIA

SENADO DIVULGAÇÃO

UBER anuncia novas medidas de controle de dados e mais segurança do passageiro DIVULGAÇÃO

Após decisão do STF, Senado quer votar prisão em 2ª instância na CCJ • A presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), afirmou na sexta-feira que vai incluir uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) sobre prisão em segunda instância na pauta da próxima reunião, que tradicionalmente ocorre às quartas. O projeto, de autoria do senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), determina que a condenação por órgãos colegiados deve ser executada imediatamente, independentemente do cabimento de eventuais recursos. Se passar na CCJ, vai a plenário e precisa do aval da maioria absoluta da casa (41 dos 81 membros da Casa) para ser aprovado. O mérito da proposição vai no sentido contrário à decisão de quinta-feira (7) do STF (Supremo Tribunal Federal), que decidiu pela inconstitucio nalidade da prisão de condenados em segunda instância. O placar na Corte foi de 6 a 5. O voto de desempate foi do presidente do tribunal, ministro Dias Toffoli. Antes dele, também votaram contra a prisão em segunda instância: Celso de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber e Marco Aurélio Mello.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A Uber divulgou serviços para aumentar a segurança de passageiro e motorista em seu sistema com sistemas de escaneamento de documentos, gravações de conversa durante a corrida e monitoramento de parceiros.

A

s novas ferramentas são destaque do Centro de Tecnologia do Uber, instalado no Brasil e criando ferramentas testadas aqui e usadas em todo o mundo. A CEO da Uber no Brasil, Claúdia Woods, também anunciou projetos voltados à mulher, com opções para motoristas e passageiras. Nestes programas de integração à mulher motorista, a companhia do Vale do Silício pretende investir R$ 5 milhões nos próximos dois anos. A Uber também ampliou sua

As novas ferramentas são destaque do Centro de Tecnologia do Uber, instalado no Brasil

colaboração com autoridades policiais em toda a América Latina. No Brasil, onde há 600 mil motoristas cadastrados, o programa é comandado por dois expoliciais de Rio e São Paulo.

Reconhecimento facial O reconhecimento facial dos motoristas, com sistema antifraude, também serve para checar documentos. Em testes apresentados pelo diretor global de produtos DIVULGAÇÃO

Senador Oriovisto Guimarães

Já Carmen Lúcia, Luiz Fux, Luis Roberto Barroso, Edson Fachin e Alexandre de Moraes se manifestaram favoravelmente. Simone deixou claro que sua decisão de pautar a PEC da prisão em segunda instância foi tomada em resposta ao voto de Toffoli. Segundo ela, o posicionamento do chefe da Corte destacou que "o Congresso pode alterar a legislação" referente ao tema.

Claúdia Woods, também anunciou projetos voltados à mulher

de segurança, Sachin Kansal, o aplicativo reconhece documentos falsos e não aceita a certificação. Outra ferramenta, que já está em testes em Campo Grande, é a opção de motoristas recusar dinheiro. Os documentos dos passageiros também passarão por checagem em bancos de dados da Serasa e da Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados).

Áudios - A Uber irá oferecer recurso para que o passageiro e o motorista possam gravar o diálogo ambiente, usando o aplicativo, caso sinta algum desconforto durante a viagem. A empresa garante que o arquivo será criptografado e somente será disponível para o uso como denúncia. - Quando o arquivo da conversa gravada é enviado para a Uber, só indivíduos autorizados dentro da empresa terão a chave da criptografia, para que eles possam acessar o arquivo de áudio e ouvi-lo —disse Sachin Kansal. Violência na América Latina - A Uber citou dados de

violência da América Latina, região que conta com 1,4 milhão de motoristas e mais de 5 bilhões realizadas desde 2010. A América Latina conta com 8% da população mundial, e 37% dos crimes violentos globais ocorrem nos países da região. A empresa inaugurou, no ano passado, um centro de tecnologia em São Paulo, o primeiro dela na América Latina, para desenvolver soluções de segurança. Serão investidos R$ 250 milhões em cinco anos. - Na região, São Paulo, Rio de Janeiro e Cidade do México concentram o maior volume de viagens do mundo - disse Marcello Azambuja, diretor do centro de tecnologia de São Paulo.

U-Elas - O programa U-elas está focado no empoderamento das mulheres, explicou a CEO da Uber no Brasil, Claudia Woods, e irá permitir a corrida apenas com motorista mulheres e programas especiais de planejamento financeiro e opções de adquirir veículos. O programa está em testes em Campinas, Curitiba e Fortaleza, previsto para alcançar todo o Brasil em 2020.


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

04

AGRO

Parceria Santos Neto e Bertin Advogados foca o desenvolvimento do agronegócio no Estado O escritório Bertin Advogados anunciou parceria com o escritório Santos Neto Advogados, com sede em São Paulo e Nova York, para ações focadas no agronegócio da região Centro-Oeste.

N

o evento, com palestras focadas para debater o agro, diversos produtores rurais e executivos do setor em Mato Grosso do Sul estiveram presentes. “O produtor hoje é um empresário e demanda assessoria completa na área jurídica. A palestra de hoje, com o tema Mercado de Capitais, demonstra que há outras alternativas de captação de recursos no agronegócio. Nosso escritório por meio dessa parceria com

Santos Neto Advogados, pretende trazer essas e outras soluções jurídicas para o setor.”, explica Rodolfo Bertin. Da mesma forma, o advogado Vítor dos Santos Henriques, sócio e responsável pelo setor de fusões e aquisições do Santos Neto Advogados, pontuo: “Hoje, temos a máxima que se o produtor não buscar entender as nuances e especificações do setor, o mercado irá faze-lo entender. Existe a necessidade de profissionalizar e ampliar a

Equipe Bertin Advogados

Ibarrure Bertin e Jorge Bertin

Karina Abussafi e Marco Arthur

FOTO: DIVULGAÇÃO

performance das operações do agronegócio. E a parceria com o Bertin significa muito para nosso escritório e para as possibilidades de todo o setor produtivo”. Durante o evento, realizado no Território Lab na quintafeira (07), foram apresentadas palestras e a apresentação da parceria Bertin e Santos Neto. “A parceria representa uma possiblidade de entrar no mercado do agro de MS. Temos muita experiência no setor e agora vamos aumentar nossa presença com esta parceria. Estávamos buscando um parceiro que trouxesse solidez e presença para nossa operação e o Bertin representa isto” avalia Gabriel Buscarini Leutewiler, sócio do Santos Neto Advogados.

Rodolfo Bertin, Vítor dos Santos Henriques, Mansour Karmouche e Maria Eugênia

Clino Palombo e família

Thayze Prado, Oly Garcia e Renne Xavier

Marcelo Coutinho, Andre Pauleto, Felipe Ouriveis e João Soares

Bruno Franciosi da Pantanal Agricola e amigo

Estevão Congro da rádio CBN (direita)


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

DATA

vereador Dr. Wilson Sami Saauma Ibrahim

โ€ข

Pรกgina

05


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

06

HOMENAGEM

Comenda do Mérito Legislativo reconhece quem contribui com Mato Grosso do Sul FOTOS: WAGNER GUIMARÃES

A maior honraria conferida pela Assembleia Legislativa é a Comenda do Mérito Legislativo, entregue na noite de terça-feira (5) a mais de 40 personalidades que muito contribuíram para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul.

A

homenagem ocorre uma vez ao ano desde que foi instituída pela Resolução nº 02, de 28 de agosto de 1.985. Desta vez compôs o calendário de eventos em comemoração aos 40 anos do Legislativo com uma sessão especial, proposta pelos 24 deputados atualmente em mandato. O presidente da Casa de Leis, deputado Paulo Corrêa, discursou sobre a importância da honraria. “Junto à entrega de Título de Cidadão Sul-mato-grossense, a Comenda do Mérito Legislativo é o mais importante reconhecimento àqueles que efetivamente atuam e prestam serviços no Estado. Fico feliz em poder felicitar essas pessoas, que aqui estão representando uma sociedade plural, potente e mostram um Mato Grosso do Sul ao mesmo tempo acolhedor e contemporâneo, pronto para um futuro ainda mais promissor”, destacou o presidente. Em nome dos homenageados, o presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, desembargador Nicanor de Araújo Lima, citou o hino estadual, dizendo que estamos em “terra de gente audaz, garantindo o orgulho e a certeza do Brasil”. “É preciso reconhecer que ninguém conquista nada so-

zinho, divido com minha equipe que jamais conseguiria sem eles, na busca de uma sociedade mais justa e solidária. Nasci na Bahia, mas orgulho-me dessa terra que muito me acolheu. Quero destacar o importante trabalho dessa Casa de Leis que age sempre de forma independente e harmônica junto aos outros Poderes e é um espaço de diálogo de incomensurável valor ao Estado Democrático de Direito”, resumiu. Outro homenageado foi o empresário Luiz Humberto Pereira, diretor do Grupo Pereira, responsável pelas redes de supermercados Comper, Bate Forte e Fort Atacadista, com mais de 14 mil funcionários em quatro estados mais o Distrito Federal. “Só em Mato Grosso do Sul são quatro mil funcionários e sempre é bacana receber uma homenagem, porque mostra que as pessoas entendem a importância do progresso e do esforço para gerar riqueza e crescimento ao Estado. Sempre acreditamos que as dificuldades podem se tornar oportunidades e eu vim garoto para cá com meus pais, em 1984, e assim como ajudo muita gente, muitas pessoas me ajudaram e hoje temos uma bela empresa”, orgulhou-se.

OS HOMENAGEADOS Carlos Eduardo Horta Arentz, Paulo Cezar Passos Daniel Barbosa Fábio da Rocha e Silva Ferreira Lupersio Degerone Lucio Valentim Sgaravatti Alexandre Magno de Lacerda Mauricio Mello Antonio de Pádua Thiago Marcos Benedetti Hermenegildo Marcelo Aguilar Iunes Roberto Gomes Façanha Alex Sandro Antônio Peixoto Paulo Elias Murback Esacheu Cipriano Nascimento Silas José da Silva

André Luiz Calarge Zahran Odilon Ferraz Alves Ribeiro André Luiz Nezzi de Carvalho Jerson Domingos Arthur Vasconcellos Almeidinha Josias Rosa Guimarães José Mário Antunes da Silva Marcos Marcello Trad Caroline Mendes Dias Emerson Antonio Marques Pereira José Roberto Rodrigues da Rosa Irineu lemes da Rosa Filho Valdemir de Souza Messias Jorge Miranda Luiz Renê Gonçalves do Amaral Renato Lopes Cruz

Inês de Souza Barba Keila Mattioli Sousa Amaury Rodrigues Pinto Junior Ilda Salgado Machado Felipe Bouchabki de Almeida Gardini Maria Isabel Alvarenga Madureira Barbosa "Belinha" Valdir Luiz Sartori Roberto Razuk João de Deus Gomes de Souza. Nicanor de Aarújo LIma Luiz Humberto Pereira Delanira Pereira Gonçalves José Roberto Rodrigues da Rosa Eli Souza

Marcos Marcello Trad e o deputado Londres Machado

Luiz Humberto Pereira e o deputado Paulo Correa

Procurador-geral de Justiça, Paulo Passos

Deputado Gerson Claro e Esacheu Cipriano Nascimento

Deputado Barbosinha e Lupersio Degerone Lucio

Deputado Cel.David e Alexandre Magno de Lacerda

Amaury Rodrigues Pinto Junior e o deputado Paulo Correa

Luiz Renê Gonçalves do Amaral e o deputado Márcio Fernandes

Cantora Delinha e o deputado Lucas de Lima

Nicanor de Aarújo LIma e o deputado Paulo Correa

Caroline Mendes Dias e o deputado Londres Machado

Deputado Paulo Correa e Ilda Salgado Machado


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

07

LEGISLATIVO MUNICIPAL DIVULGAÇÃO

Trabalhadores da construção civil são homenageados em solenidade na Câmara DIVULGAÇÃO

Trabalhadores da construção civil são homenageados em solenidade na Câmara

T

Vereadores aprovam Programa Refis Natalino e mais cinco Projetos n Vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande aprovaram a Projeto de Lei para criação do Refis Natalino, possibilitando que os contribuintes quitem seus débitos com até 90% de desconto, durante a sessão ordinária de quinta-feira (7). Ainda, mais cinco propostas foram aprovadas. Em regime de urgência, em única discussão e votação, foi aprovado o Projeto de Lei 659/ 19, da autoria de todos vereadores, por proposição dos vereadores William Maksoud e Otávio Trad, que cria o Programa Refis Natalino para pagamento de crédito tributário ou não tributário. O objetivo é dar oportunidade aos contribuintes campo-grandenses de regularizar débitos tributários e não tributários vencidos até a vigência desta Lei, estando estes inscritos ou não em dívida ativa, ajuizados ou não, com exigibilidade suspensa ou não. A proposta é que a renegociação ocorra de 11 de novembro até dia 5 de dezembro. O programa prevê que os créditos podem ser quitados à

vista com desconto de 90% da atualização monetária, dos juros de mora incidentes sobre o valor do crédito tributário e multa, quando houver. No caso de parcelamento ou reparcelamento em até seis vezes a remissão será de 75%. Para quem pagar em 12 parcelas, o desconto cai para 30%. A proposta segue para sanção ou veto do prefeito Marquinhos Trad para entrar em vigor. Durante a votação, o vereador Otávio Trad, um dos autores da proposição, esclareceu que o objetivo é que a população possa aproveitar o pagamento do décimo terceiro para quitar seus débitos. Em primeira discussão e votação, quatro propostas foram aprovadas. Os vereadores votam o Projeto de Lei 9.192/ 19, que revoga e acrescenta dispositivos a Lei nº 4.416, de 16 de novembro de 2006, que institui a Semana Municipal de Segurança nas Escolas de Campo Grande. A proposta do vereador Delegado Wellington inclui a previsão de palestras nas escolas de temas relacionados à segurança.

n Ainda, foi aprovado o Projeto de Lei 9.379/19, do vereador Dr. Cury, que institui o “programa adote um playground para crianças com deficiência” em Campo Grande. A proposta é dos vereadores Dr. Cury e João César Mattogrosso. Os vereadores aprovaram ainda o Projeto de Lei 9.381/19, do vereador William Maksoud, que altera para “Rua Francisco Goulart” a denominação da Rua Número 01, no Parque Novo Século, na Capital.

rabalhadores da Construção Civil foram homenageados pelos vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande durante Sessão Solene na quarta-feira (6). A homenagem, em comemoração ao Dia do Trabalhador da Construção Civil, com a outorga da Medalha Legislativa "Engenheiro Pedro Pedrossian", foi criada na Casa de Leis por meio das Resoluções 1.218/15 e 1.277/ 18, de autoria do vereador Carlão. Na solenidade foram homenageados mestre de obras, pedreiros, carpinteiros, armadores, serventes de pedreiro, eletricistas, encanadores e pintores, cujos trabalhos ou ações mereceram especial destaque na área de construção civil. O vereador Carlão, 1º secretário da Casa de Leis, destacou que os trabalhadores homenageados “são merecedores e dignos do respeito da população de Campo Grande”. Ele destacou a importância do Legislativo. “Amanhã (quintafeira) estaremos debatendo e votando leis, projetos de interesse da cidade na sessão ordinária. Temos o papel de legislar, fiscalizar e reivindicar ao Executivo. A Câmara está fazendo isso”, destacou. O parlamentar enfatizou ainda o papel dos vereadores, em valorizar aqueles que fazem a diferença na cidade, trazendo para a Casa de Leis pessoas humildes, que nem sempre são lembradas, mas que contribuem e ajudam no crescimento da cidade. De acordo com o vereador Carlão, "a construção civil é uma área de intenso crescimen-

Trabalhadores da Construção Civil foram homenageados pelos vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande

to no Brasil. Justifica a realização desta homenagem ao empenho e dedicação dos profissionais responsáveis por colaborar com o desenvolvimento econômico e estrutural do país", salientou. “Vocês recebem uma medalha de um homem que foi governador, foi senador, foi estadista e, além das obras, gostava das pessoas”. Cláudio Lourenço de Carvalho, que discursou em nome dos homenageados, falou da importância dos trabalhadores e do reconhecimento ao esforço diário dos profissionais, tanto pedreiros, serventes, eletricistas, azulejistas. “Esses trabalhadores, muitas vezes, sofrem preconceito pela função braçal, em algumas ocasiões nem conseguimos entrar nos prédios que construímos. Sem obras não há progresso. Diariamente realizamos sonhos e ajudamos a construir uma Campo Grande mais bonita e com mais infraestrutura”, disse. Elizeu Pacheco, da Federação dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil, ressaltou a necessidade de meDIVULGAÇÃO

n Também em primeira discussão, os vereadores votam o Projeto de Lei 9.389/19, que altera e acrescenta dispositivos à Lei 5.194, de 25 de junho de 2013. A proposta do vereador Prof. João Rocha trata do Disque Dengue, para recebimento de denúncias sobre locais com focos do mosquito Aedes aegypti. n Já em segunda discussão, foi aprovado o Projeto de Lei 9.448/19, da vereadora Dharleng Campos, vereadores Delegado Wellington e João César Mattogrosso, que altera a denominação da Emei Paraíso Infantil para Emei “Hermínia Medina Rodrigues – Vó Hermínia”, a Escola Municipal de Educação Infantil (Emei), localizada na Rua Camilo Neres, s/ nº, no Bairro Lar do Trabalhador.

lhorar os salários dos trabalhadores da construção civil no Estado. Mauro Azambuja Rondon, falou representando a Secretaria de Infraestrutura. “É um orgulho trabalhar com pes-

soas dedicadas, que muitas vezes ficam longe da família em canteiros distantes da cidade. É uma justíssima homenagem e parabenizo aos vereadores pela iniciativa”. DIVULGAÇÃO

n Comenda - O secretário municipal de Finanças de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto (foto), agradeceu a honra e a satisfação pela comenda entregue levar o nome de seu avô Pedro Pedrossian, que foi governador do Estado e responsável por várias construções que contribuíram para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. “Que o espírito do Pedrossian continue vivo, inspirando gerações. Que possamos enaltecer os trabalhadores da construção civil. Sem vocês não teríamos nada do que é construído na cidade”. Ele recordou ainda algumas contribuições de Pedro Pedrossian, para ele o “vovô Pedro”, que sempre se definiu mais como engenheiro do que político. “Ele pode usar suas alavancas para pensar série de projetos estruturantes para Capital e Mato Grosso do Sul como um todo. Teve a honra de governar dois estados, ajudando um gigante adormecido ele pode ajudar a despertar. Ele sempre dizia que “fez muita coisa, mas seu maior legado era ter a honra de dizer que criou três universidades”, dando às pessoas a mesma oportunidade de formação, que foi a mola propulsora de sua vida e carreira. Para o vereador Carlão, 1º secretário da Casa de Leis, "a Medalha Legislativa “Engenheiro Pedro Pedrossian” é, no meu entendimento, uma homenagem das mais justas, especialmente pelo reconhecimento que se presta a esta grande personalidade, em razão disso a escolha de seu nome para denominar a homenagem a ser concedido a outras pessoas ou entidades que tenham destaque na área de construção civil", afirmou o autor da proposta.

Major fala da portaria assinada pela PM para incentivo ao aleitamento materno DIVULGAÇÃO

n A sessão ordinária de

quinta-feira (7), contou com a participação do comandante geral da Polícia Militar, coronel Waldir Ribeiro Acosta e da Major Maria Eleutério de Arruda, que usou a Tribuna da Casa de Leis para falar sobre a modificação da lei que permite às mães policiais uma jornada de trabalho diferenciada para o aleitamento materno. O convite para falar do tema foi feito pelo vereador Betinho. A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS) assinou uma portaria que regula-

menta a amamentação das policiais militares durante sua jornada de trabalho até que a criança complete 18 meses, prevendo intervalos que possibilitem a profissional realizar a amamentação. De acordo com a major Maria, a portaria tem o objetivo de apoiar e incentivar a amamentação. “Nosso comandante tem um olhar muito humanitário, tem tido essa visão dentro da administração dele, assinou a portaria que possibilita ter intervalos entre as jornadas, intervalo de 30 minutos

para propiciar o aleitamento e, também, foi propiciado não pegar o serviço noturno até o 18° mês, o que aumenta mais ainda a continuidade da amamentação”, explicou. Emocionada, major Maria falou da importância do incentivo à amamentação. “Não consigo imaginar como as mães deixavam seus bebês para cumprir a jornada integral, não precisei deixar meu filho a noite para trabalhar, espero que outros órgãos possam possibilitar esse benefício para as mães amamentarem e manter o vín-

culo afetivo com os seus filhos”, disse. Por fim, o coronel Waldir Ribeiro Acosta explicou que a portaria foi assinada para apoiar a amamen tação. “Essa portaria foi assinada a fim de apoiar a amamentação que é tão importante para a criança e para a mãe, para nós foi muito importante atender o pedido dessas policiais femininas”, destacou.

A sessão contou com a participação do comandante da PM, coronel Waldir Ribeiro Acosta e da Major Maria Eleutério de Arruda


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

08

ECONOMIA

FUNDERSUL banca 78% das obras que beneficiam setor produtivo do Estado DIVULGAÇÃO

Os recursos do Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul (Fundersul), que superam R$ 2 bilhões no últimos cinco anos, bancam 78% das obras que garantem o escoamento da safra de grãos, a mobilidade da população e a movimentação da agropecuária.

A

verba é destinada diretamente para a construção de pontes, pavimentação e implantação de rodovias nas cidades. São obras que reduzem os gastos dos produtores rurais. Sem o Fundersul o custo da produção agropecuária seria muito maior e os 79 municípios do Estado teriam dificuldade em atender as demandas da população com infraestrutura urbana. A importância do Fundersul, principalmente nas cidades do interior é tamanha, que os investimentos do Fundo são constantemente elogiados pelos prefeitos. Na opinião do presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), Pedro Arlei

Caravina, o Fundersul é essencial para garantir infraestrutura, dentro e fora da área urbana, e o transporte escolar. Dos R$ 725 milhões do Fundo previstos para este ano, R$ 181 milhões vão para os municípios. “O Fundersul tem um papel fundamental. Com esse recurso, o Governo do Estado conseguiu levar pontes, pavimentação e recuperação da malha viária que os municípios jamais teriam condições de fazer. Isso tem feito a diferença”, afirmou o prefeito de Bataguassu. Além da construção de pontes e da manutenção, pavimentação e restauração de estradas, no período de 2015 a 2018, foram implantados mais de 200 DIVULGAÇÃO

na, construção, reforma e manutenção de pontes, além de elaboração de projetos executivos, manutenção de equipamentos e equipes de trabalho e aquisição de veículos de apoio, máquinas e equipamentos. OBRAS QUE GARANTEM MAIOR MOBILIDADE NAS VIAS DO INTERIOR Entre as obras em execução por meio do Fundersul está a pavimentação de 18,5 quilômetros da Estrada Parque, que liga os distritos de Camisão e Piraputanga, em Aquidauana, ao de Palmeiras, em Dois Irmãos do Buriti. O investimento na rota turística é aguardado há mais de 30 anos como meio de potencializar a economia, incluindo a atividade de pequenos produtores. Ainda de acordo com a Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul), o fundo também é responsável

pelas pavimentações asfálticas da Estrada do Curé, em Bonito, com 17 quilômetros do aeroporto à transposição do Rio da Prata; dos 32,5 quilômetros de Figueirão a Costa Rica; da MS379 no trecho rodoviário Laguna Carapã - Posto Taji, com 42,5 quilômetros de extensão; e da MS-258, indo da BR-060 a Capão Seco, com 27,8 quilômetros, em Sidrolândia. A planilha de investimento deste ano da Agesul mostra ainda que o dinheiro do Fundersul foi usado na implementação dos 16 quilômetros da MS-320, entre Água Clara e Três Lagoas; e no revestimento primário e drenagem da MS-423 e da MS-228, em uma extensão de 65 quilômetros em Corumbá, facilitando a vida de toda a população. E o governo de Mato Grosso do Sul vem conseguindo esses grandes resultados sem onerar ou comprometer o poder de competitividade do setor pro-

dutivo local. É o que mostra os números comparativos com o sistema adotado em Mato Grosso, onde existe o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab). O projeto que traz algumas mudanças no Fundersul encaminhado à Assembleia Legislativa, por exemplo, fixa valores diferentes a serem destinados ao Fundersul na venda de bovinos. O Fethab recolhe R$ 32,24 por cabeça, enquanto no MS os valores são de R$ 11,51 do macho com até 12 meses; R$ 18,70 para macho de 13 a 24 meses e R$ 22,73 para macho acima de R$ 25 anos. Para as fêmeas são respectivamente R$ 8,46; R$ 14,39 e R$ 19,85. Para o Fundersul, o valor recolhido por tonelada de milho comercializado é de R$ 7,43 (Fethab cobra R$ 8,41); R$ 14,87 para tonelada de soja (R$ 28,04 em Mato Grosso). (confira no gráfico)

EVENTO

NATAL

ACICG promove Palestra em Dobro e vai abordar Inteligência Emocional e Conexão Empreendedora • A Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) realiza no dia 12, próxima terçafeira, o evento Palestra em Dobro, com abordagem dos temas Inteligência Emocional, por Kenia Cristiam Martins, e Conexão Empreendedora, por Sanger Santos. A capacitação é voltada para empresários, gestores de equipes em qualquer nível organizacional, colabo-

quilômetros de novas rodovias. “Temos planejamento para os próximos três anos. Precisamos pavimentar 800 quilômetros de novas rodovias, 480 quilômetros de recapeamento, construir 120 pontes de concreto, manter manutenção e comprar equipamentos para ajudar prefeituras atender estradas municipais. Precisamos de mais recursos. Na nossa projeção, pode ter um incremento de R$ 100 milhões ao ano nessas alíquotas destinadas ao setor produtivo”, explicou o governador Reinaldo Azambuja ao entregar o projeto na Assembleia Legislativa no final de outubro. A proposta prevê alteração na lei para aumentar as alíquotas para o Fundersul, além de criar um outro fundo privado de defesa sanitária animal ou vegetal, independente. “O Fundersul será para investimento. Será direcionado para rodovia, ponte, asfalto novo, recapeamento e investimento nas cidades”, disse Reinaldo Azambuja. De acordo com a Secretaria de Estado de Fazenda, a receita estimada do Fundersul para 2019 com a arrecadação sobre os produtos agropecuários é de R$ 376 milhões. O valor é cobrado para cada bovino comercializado no Estado e para as toneladas de produtos agrícolas como soja, milho e cana-de-açúcar. Outros R$ 349 milhões virão do Governo do Estado referente ao ICMS dos combustíveis, totalizando R$ 725 milhões. Esse dinheiro se transforma em pavimentação, implementação, conservação e manutenção de rodovias, restauração e drenagem urba-

radores de departamentos de recursos humanos (RH), empreendedores e executivos. “Trabalhamos com temas voltados à Gestão ao longo de todo o ano, e a inteligência emocional é um fator de importância indiscutível dentro das organizações, por isso sempre que temos oportunidade retomamos esse assunto”, explica o gestor da Escola de Varejo, Moacir Pereira Júnior.

n As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas na sede da Associação Comercial, localizada na Rua 15 de Novembro, 390, Centro. Mais informações podem ser obtidas pelos (67) 3312-5058 | 9.8405-4600 e pelo e-mail escoladevarejo@acicg.com.br Serviço: PALESTRA EM DOBRO Inteligência Emocional e Conexão Empreendedora Data: 12 de novembro, 19h Local: ACICG – Rua 15 de Novembro, 390 – Centro Informações: (67) 3312-5058 | 9.8405-4600 e escoladevarejo@acicg.com.br

Faculdade Estácio Sá promove Feira de Empregabilidade aberta a toda população n A Faculdade Estácio

Campo Grande promove, no dia 13 de novembro, a segunda edição da Feira de Empregabilidade. Além de empregadores diretos, o evento reunirá agências de emprego, que disponibilizarão vagas de emprego e oportunidades para cadastro no banco de currículos de diversas empresas. A feira oferecerá ainda consultorias de Recursos Humanos, orientação sobre processos seletivos e palestras. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que a taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,8%, no trimestre encerrado em setembro. O desemprego atinge 12,5 milhões de pessoas, conforme os dados divulgados pelo Instituto no fim de outubro. Por outro lado, a boa notícia é que cerca de cinco

mil vagas de emprego temporário devem ser criadas em Mato Grosso do Sul no fim deste ano, conforme a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de MS. “A Feira de Emprega bilidade é uma oportunidade para quem está procurando um trabalho ou um até mesmo um estágio. Muitas vezes, o candidato não consegue transmitir, no seu currículo, o seu perfil profissional e acaba perdendo a vaga. Por isso, vamos reunir empregadores, agências de emprego e também oferecer orientação para quem está buscando uma oportunidade no mercado de trabalho”, afirma o coordenador dos cursos de Administração e Recursos Humanos da Faculdade Estácio Campo Grande, Sandro Gomes Rodrigues. A recomendação é que os candidatos levem a Carteira de Trabalho para se candidatarem às vagas de trabalho.

DIVULGAÇÃO

SERVIÇO Feira de Empregabilidade Data: 13 de novembro (quarta-feira) Horário: das 19h às 21h Local: Faculdade Estácio de Sá Campo Grande – Unidade Centro (Avenida Fernando Corrêa da Costa, 1.800 – Centro)


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

01

POLÍCIA

NEGOCIAÇÃO DIVULGAÇÃO

Desaparecimento: quanto mais rápida a comunicação mais fácil a localização DIVULGAÇÃO

Campanha FIQUE EM DIA oferece condição especial de negociação de débitos n A Águas Guariroba deu início na segunda-feira (4) a campanha de negociação de débitos Fique Em Dia. A campanha disponibiliza condições especiais de negociação de contas em atraso, oferecendo até 50% de desconto no valor total dos débitos e o parcelamento em até 100 vezes sem juros e multas, dependendo da idade da dívida. Para a supervisora de atendimento presencial, Marcilene Vieira da Silva, o objetivo da campanha é oferecer aos clientes a oportunidade de regularizar débitos, evitando o acúmulo de dívidas no período de fim de ano. “A campanha Fique em Dia é mais uma das ações que aproxima a concessionária da população. Estamos disponibili zando para os clientes uma oportunidade de regularizar

O desaparecimento de pessoas é um assunto pouco lembrado, mas que causa transtorno, dor e muita angústia às famílias. Em Mato Grosso do Sul houve redução no número de desaparecidos, mas a quantidade diária de casos ainda é grande.

D

seus débitos com vários benefícios, podendo liquidar uma dívida antes acumulada e sem perspectiva de solução. Dessa forma, o cliente consegue resgatar o seu cadastro positivo dando-lhes a chance de aproveitar com mais tranquilidade as datas festivas no final de ano”, destaca. A campanha “Fique em Dia” segue até 29 de novembro e os clientes poderão negociar seus débitos através das lojas e canais de atendimento da Águas Guariroba:

ados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostram que em 2017 82.684 pessoas desapareceram em todo o Brasil, o que representa um aumento de 15,16% em relação a 2016, quando 71.796 pessoas saíram de suas casas e não voltaram mais. Conforme os números, todos os dias 226 pessoas desaparecem no Brasil.

Em Campo Grande há um setor de desaparecidos na Delegacia Especializada de Homicídios

Em Mato Grosso do Sul é de 1.592 o número total de desaparecidos ao longo de 2018, o que dá uma média de mais de 4 desaparecidos por dia. Este ano, entre os meses de janeiro e ouDIVULGAÇÃO

ATENDIMENTO CENTRAL: R. Mal. Candido Mariano Rondon, 1808 - Centro Pelos telefones: 0800 642 0115 ou 115 Whatsapp: (67) 9 9123 0008

Delegado titular da 5ª Delegacia de Polícia Civil , João Reis Belo

tubro 1.246 pessoas desapareceram, em comparação ao mesmo período de 2018 houve uma queda de -5,6%. Os desaparecimentos são classificados de três formas: voluntário (fuga do lar devido a desentendimentos familiares, violência doméstica ou outras formas de abuso dentro de casa), involuntário (afastamento do cotidiano por um evento sobre o qual não se possui controle, como acidentes ou desastres naturais) e forçado (sequestros realizados por civis ou agentes de Estados autoritários). Especialista em localização de desaparecidos, a investigadora Maria Campos, da 5ª DP, já perdeu as contas de quantas pessoas ajudou a encontrar. Para ela, o imprescindível é falar a verdade no ato do registro do boletim de ocorrência. “A falta da verdade pode custar a vida da pessoa, princi-

palmente em um estado de fronteira como o nosso”, alerta. Outra importante dica do delegado titular da 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, João Reis Belo, é comunicar o fato a polícia o quanto antes. “A família não precisa esperar 24 horas ou mais para registrar o desaparecimento, quanto mais rápido o fato for comunicado, mais rápida poderá ser a localização do desaparecido”, garante. Em Campo Grande há um setor de desaparecidos na Delegacia Especializada de Homicídios (DEH), que funciona no prédio do Cepol, no Tiradentes, mas o boletim de ocorrência pode ser registrado em qualquer delegacia. Saiba como proceder em caso de desaparecimento de pessoas apertando o play do vídeo com a entrevista do delegado João Reis Belo.


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

02

HOMENAGEM

A. J. Gevaerd, editor da Revista UFO, recebe o Prêmio Homens de Destaque da Câmara de Vereadores de SP DIVULGAÇÃO

A cada ano a Câmara de Vereadores de São Paulo oferece o “Prêmio Homens de Destaque” a pessoas que se sobressaem de maneira relevante em suas áreas. Tratase de uma iniciativa de seu presidente, o vereador Eduardo Tuma (PSDB).

N

este ano a premiação ocorrerá em 11 de novembro às 19h00 e cerca de 50 personalidades serão agraciadas. Entre elas estão profissionais que atuam em diversos segmentos da sociedade paulistana e brasileira, como professores, médicos, advogados, juízes, políticos, militares, empresários e integrantes de ONGs, entre outros. A novidade em 2019 é que entre os homenageados estará também – e pela primeira vez – um ufólogo. Será Ademar José Gevaerd, editor da Revista UFO, a publicação de Ufologia mais antiga do mundo, que se dedica à pesquisa dos discos voadores há 40 anos. É referência na área no Brasil e já fez conferências em cerca de 60 países. Gevaerd é nascido em

Maringá mas passou quase toda sua vida em Campo Grande, onde também criou, nos anos 80, o Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV), a maior entidade de estudos ufológicos do Hemisfério Sul. Desde 2008 ele reside e Curitiba. Gevaerd tem presença constante em programas dos canais History Channel, Discovery, NetGeo, Globo etc. Em 2004 criou a Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) e por meio dela foi lançada a campanha “UFOs: Liberdade de Informação Já” para pedir ao Governo Brasileiro que abrisse seus arquivos secretos sobre ocorrências ufológicas; Deu certo, o Governo atendeu e hoje há mais de 20 mil páginas já disponibilizadas no Arquivo DIVULGAÇÃO

Gevaerd é nascido no PR mas passou quase toda sua vida em Campo Grande

Nacional, em Brasília. O pesquisador é idealizador de quatro séries de congressos que vêm mudando a face da Ufologia Brasileira: o Fórum Mundial de Ufologia, que está em sua 9ª edição e se realiza anualmente, o Fórum Mundial de Contatados, na 5ª edição, os Congressos Brasileiros de Ufologia, este em sua em sua 23ª edição, além do UFO Summit Brazil. Fora estes, organiza e promove eventos também em vários municípios do país, sendo, há 8 anos, o convidado da Prefeitura de Peruíbe, em São Paulo, para coordenar seu Encontro Ufológico Anual de Peruíbe. Em sua tentativa de tornar os segredos militares sobre a presença extraterrestre no planeta conhecidos por toda a população, Gevaerd também localizou e convenceu militares de alta patente a revelar experiências até então mantidas secretas, a maioria deles aposentados da Força Aérea Brasileira (FAB) e do Exército. Dois de seus recentes entrevistados são o ex-ministro da Aeronáutica, tenente-brigadeiro Sócrates Monteiro, que revelou ter tido uma observação ufológica, e o tenente-brigadeiro José Carlos Pereira, ex-comandante do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Comdabra), o órgão da Força Aérea responsável pela detecção e intercepção de UFOs. Gevaerd se especializou na investigação de casos ufológicos no Pantanal, na Serra do Mar e na Região Amazônica e em localizar e expor operações militares secretas de investigação ufológica. Por seu destaque na área, foi o pesquisador a quem, em 1997, o coronel Uyrangê Hollanda decidiu

Ademar José Gevaerd, editor da Revista UFO, a publicação de Ufologia mais antiga do mundo

revelar pela primeira vez detalhes da Operação Prato, a maior operação militar conhecida em todo o mundo para investigar o Fenômeno UFO oficialmente. A Operação foi conduzida pela Força Aérea Brasileira (FAB) na Ilha de Colares, Pará, em 1977, para documentar secretamente e tentar manter contato com discos voadores, o que realmente aconteceu. Desde a década passada Gevaerd coordena investigações de campo de um dos mais importantes fenômenos ufológicos da atualidade, os agroglifos, sinais geométricos inexplicados e produzidos sem ação humana em plantações de grãos em mais de 40 países, totalizando hoje mais de 40 mil figuras. Tendo se iniciado na Inglaterra no fim da década de 70, o fenômeno orginalmente se chamou “círculos ingleses” e se espalhou pelo mundo, chegando ao Brasil em 2008 e manifestando-se em cidades de

Santa Catarina e Paraná. Acredita-se que sejam mensagens de avançadas inteligências não terrestres. Além do “Prêmio Homens de Destaque”, Ademar José Gevaerd recebeu inúmeras comendas em diversos países, como nos Estados Unidos, por seus esforços para a abertura ufológica. Na Itália, por ter sido revelação na pesquisa

ufológica etc. Em outubro passado fez a abertura do Fórum Cinco Continentes de Ufologia, em Moscou, uma promoção dos governos russo e chinês. É hoje diretor para a América Latina do World Coalition on Extraterrestrial Contact (WCEC), uma iniciativa global que pede o fim do embargo aos UFOs. DIVULGAÇÃO

Desde a década passada Gevaerd coordena investigações

TRABALHO

Sest/Senat abre matrículas para capacitar jovens para o mercado de trabalho n Estão abertas as matrículas para o Projeto Carreira Profissional, iniciativa do Sest/Senat que visa à promover a capa citação de jovens para o mercado de trabalho e a disponibilização desses à empresas interessadas na contratação de mão de obra. Podem se matricular jovens com idade entre 14 e 24 anos para participarem de processos seletivos. De acordo com Ronilda Maria de Resende, coordenadora de Desenvolvimento Profissional da unidade do Sest/Senat em Campo Grande, “trata-se de processo de capaci tação que culminará na indicação dos alunos aprovados às empresas que pretendem selecionar candidatos, conforme perfil de vaga disponível em seu quadro funcional”. Nas aulas oferecidas pelo Projeto Carreira Profissional, os jovens irão receber noções de gestão do tempo, noções de ética profissional, desenvolvimento motivacional e trabalho em equipe, 5S – qualidade e produtividade, e ainda noções para manter sua empregabilidade. Os melhores alunos farão parte de um ranking para participarem de processos seletivos de empresas. n Mais informações poderão ser obtidas na unidade em Campo Grande do Sest/Senat, na Rua Raul Píres Barbosa, 1784 - Chácara Cachoeira.

para venda 1/4


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

03

SAÚDE DIVULGAÇÃO

Campanha promove ações para alertar sobre a alta incidência e consequências das arritmias cardíacas DIVULGAÇÃO

Miglioli mostra como diminuir as filas da saúde em Campo Grande n Investir em novos Centros de Especialidades Médicas, onde a população tenha acesso rápido às consultas com especialistas e realizem os exames essenciais para o diagnóstico, é o caminho para começara destravar a saúde da Capital, disse o engenheiro Marcelo Miglioli em entrevista a uma emissora de rádio. O atendimento nas 73 unidades de saúde não é resolutivo, dependendo na maioria dos casos de exame complementares e de atenção de médicos especialistas e isso não acontece por conta do déficit de estrutura. Notícia de maio deste ano, revelou que havia 41 mil pessoas na fila e, o que é mais grave, a demanda era 10 vezes maior do que a capacidade de atendimento. “Como vai salvar vidas um sistema de saúde que recebe uma demanda 10 veze maior do que a sua capacidade de atendimento?”, pergunta Marcelo, assinalando que não é de estranhar que pessoas morram nas filas esperando um simples exame. O pré-candidato a prefeito de Campo Grande, filiado ao Solidariedade, destacou que sem destravar essa fila que cresce a cada dia, a saúde vai continuar o caos que está hoje. Por isso as UPAs estão lotadas e os

postos dos bairros vazios, desequilibrando os serviços. São necessárias duas atitudes, segundo ele, uma emergencial e outra permanente. A emergencial é reconhecer o problema e diminuir as filas com solução de atendimento dos casos mais graves, através de um sistema de mutirão por regiões da cidade, levando médicos especialistas e agendando exames, se possível na própria comunidade, para evitar ausências e perca da efetividade. Ao mesmo tempo devem ser planejados s investimentos em atendimento de média complexidade em Centros Regionais de Especialidades equipados com capacidade de realização dos exames mais demandados. “Tudo indica que o nosso CEM, que existe há décadas, precisa de reforços em outros pontos da cidade, avaliou Marcelo, dizendo que comunidades como as Moreninhas, região do AeroRancho e outras de grande densidade populacional, precisam de atendimento diferenciado em estruturas próprias. “Vejo que estão tapando o sol com a peneira, fazendo de conta que tudo está bem, enquanto há pessoas sofrendo nas filas, sem receber sequer uma resposta de quando e se ser atendidas”, conclui.

“Batedeira” no peito, cansaço constante e desmaios repentinos sem motivos aparentes são alguns dos sintomas das arritmias cardíacas, patologia que atinge cerca de 20 milhões de brasileiros e é responsável pela morte súbita de mais de 320 mil pessoas todos os anos.

P

or esses motivos, a doença tem atenção especial da Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC), que promove, na semana de 12 de novembro, ações educativas em 25 cidades do país com o objetivo de alertar sobre a importância do diagnóstico e tratamento das arritmias. Em Ponta Porã, estão sendo preparadas atividades de identificação e prevenção de doen-

Sintomas das arritmias cardíacas atinge cerca de 20 milhões de brasileiros e é responsável pela morte súbita de mais de 320 mil pessoas todos os anos

ças cardiovasculares, como aferição de pressão, e palestras informativas. Situadas em um espaço de fácil acesso - Hospital Regional Dr. José de Simone Netto -, as ações acontecem de 8h às 17h, contando com a participação de médicos e estudantes de medicina. As atividades são coordenadas por João Fernando Neves, estudante de medicina e membro da SOBRAC. Batizada de Coração na BatiDIVULGAÇÃO

da Certa, a iniciativa tem como marco o Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, celebrado em 12/11, data que já faz parte do calendário do Ministério da Saúde. Em sua 13ª edição, a campanha irá viabilizar palestras, aferição de pressão arterial e frequência cardíaca pela medição de pulso, além do treinamento de manobras de ressuscitação cardíaca com massagens e uso do DEA (Desfibrilador Externo Automático), tudo de maneira gratuita. “Mais do que informar, queremos tornar o indivíduo protagonista de ações preventivas e de prestação de socorro, capacitando-o para a identificação de distúrbios do ritmo cardíaco e a pré-condução dos atendimentos de morte súbita, que são essenciais para salvar vidas. Até porque, em muitas situações, a arritmia pode ser silenciosa, sem sintomas aparentes até a ocorrência do mal súbito, em casa, na rua, em qualquer lugar, e alguém bem orientado poderá ajudar”, explica a cardiologista coordenadora nacional da Campanha, Dra. Luciana Armaganijan.

As arritmias fazem com que o coração bata fora da frequência regular, às vezes de forma mais lenta, outras mais aceleradas, e em outras oscilando entre estas duas situações. Em geral, a frequência devidamente ritmada deve se manter entre 50 e 100 batidas por minuto. As chances de sobrevivência em pessoas que sofrem uma parada cardiorrespiratória diminuem a cada 10 minutos quando não é prestado um atendimento adequado. A partir de 7 minutos sem oxigenação devida ao cérebro, as taxas de sequelas neurológicas permanentes aumentam de forma significativa. “A campanha se viabiliza a partir do trabalho voluntário organizado por médicos e demais profissionais aliados à SOBRAC, ocupando praças, calçadões, parques, shoppings, hospitais e centros esportivos, levando educação e saúde gratuita para aqueles que não têm acesso a serviços de referência em cardiologia”, relata a especialista.

ECONOMIA

Conselho Deliberativo do SEBRAE anuncia programa de desenvolvimento em Murtinho DIVULGAÇÃO

Iniciativa deflagrada nesta sexta-feira vai criar oportunidades para população e empresas do município

O

Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Sebrae/MS deflagrou na manhã desta sexta-feira (8) o Programa de Desenvolvimento Regional para integrar as oportunidades advindas dos investimentos em logística e exportação em Porto Murtinho. A iniciativa vai proporcionar a inserção da população e empresas do território na nova dinâmica econômica. Serão beneficiados também os municípios do entorno, como Jardim, Guia Lopes, Bonito e Nioaque. Segundo o diretor superintendente do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, o Sistema S

poderá contribuir efetivamente com a transformação da realidade econômica, com plementando os esforços dos investidores e do governo estadual, que suprirá a infraestrutura para o fluxo de cargas que trafegarão nas rodovias. Em outubro, Porto Murtinho obteve um investimento de R$ 120 milhões para a construção de um porto fluvial que transformará o município em um polo de exportação de Mato Grosso do Sul. A cidade deve receber outros três terminais hidroviários, totalizando mais de R$ 450 milhões injetados em um período de dois anos.

Porto Murtinho obteve um investimento de R$ 120 milhões para a construção de um porto fluvial que transformará o município em um polo de exportação


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

04 EDUCAÇÃO

CIDADE DIVULGAÇÃO

6ª Olimpíada de Língua Portuguesa divulga finalistas da categoria Poema DIVULGAÇÃO

Readequação em rotatória começa e previsão de que até Natal esteja concluída n Foram iniciadas nesta quinta-feira as obras de readequação do trânsito na região das Ruas Joaquim Murtinho, Ceará e Avenida Eduardo Elias Zahran, com a fresagem dos trechos do asfalto da Ceará que serão recapeados por causa das ondulações. A previsão é concluir até o Natal a semaforização de uma das rotatórias, a da Zahran com a Joaquim Murtinho. A remoção da rotatória da Joaquim Murtinho com a Ceará, que será substituída por semáforos, começa em janeiro. A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) recomenda aos motoristas que evitem passar pelo local, escolhendo rotas alternativas, a serem divulgadas nos próximos dias. Só haverá

interdição total quando a obra exigir, aos finais de semana e feriados. Paralelamente, já está sendo implantado o projeto de modernização dos semáforos da Avenida Elias Zahran, onde está prevista a implantação de fibra óptica, que vai possibilitar o sincronismo dos equipamentos, com a instalação de novos controladores. Isso permitirá (quando houver uma central de monitoramento na Agetran), o ajuste praticamente online do tempo dos sinais. A Agetran já começou a fazer o trabalho de instalação de câmeras nos semáforos para a contagem do fluxo de veículos. Este levantamento servirá de base para o ajustamento do tempo de verde e vermelho da Zahran e das ruas transversais.

Foram conhecidos também os professores vencedores da categoria Relato de Prática no mesmo gênero textual

F

oram anunciados na última quarta-feira (06) os finalistas da categoria Poema da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa, alunos do 5º ano do Ensino Fundamental. Vinte estudantes selecionados e seus professores, de todas as regiões do país, seguem para a final no dia 09 de dezembro, em São Paulo, quando serão revelados os vencedores nacionais. Foram premiados também os quatro professores autores dos Relatos de Prática vencedores da categoria. No Mato Grosso do Sul há mais um selecionado. O estado já tem também um representante finalista na categoria Crô-

No MS há mais um selecionado. O estado já tem também um representante finalista na categoria Crônica

nica. Alunos e professores seguem para a final, que acontecerá no dia 9 de dezembro, em São Paulo. O aluno Miguel Medina Soares, com o texto "Pedacinho da nossa nação", é o concorrente. Ele estuda em DIVULGAÇÃO

Terceira intervenção n Desde 2017, é a terceira intervenção em rotatórias promovida pela Prefeitura. Eram locais que registravam congestionamentos até a implantação do projeto de semaforização desenvolvido pela Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). Nesta região onde será feito o reordenamento viário, o volume de tráfego, de 68 mil veículos, é maior que o registrado nas rotatórias das avenidas Mato Grosso/ Nelly Martins (38 mil veículos/dia ) e da Interlagos com a Gury Marques (44 mil veículos/dia), que receberam semaforização. Na Ceará/Joaquim Murtinho, com a readequação, não haverá restrição a nenhuma conversão feita atualmente na estrutura com formato de rotatória.

Foram premiados também os quatro professores autores dos Relatos de Prática vencedores da categoria

Bela Vista e a sua professora é Patrícia Lima Figueiredo Ortelhado, da Escola Estadual Castelo Branco. Os 130 estudantes e professores de escolas públicas selecionados na etapa estadual chegaram a São Paulo na segundafeira (4). Durante três dias participaram de novas oficinas de texto, rodas de conversa, batepapo com o escritor Ricardo Aleixo e atividades culturais e de integração, com a visita ao Museu Catavento. O próximo Encontro de Semifinalistas da Olimpíada de Língua Portuguesa será entre 11 e 13 de novembro, com os alunos e professores que trabalharam o gênero Documentário. Desembarcarão em São Paulo 189 alunos e 63 professores de 1º e 2º anos do Ensino Médio, que participarão das atividades culturais e de formação. Ainda em novembro, será realizado o último Encontro de Semifinalistas, de Artigo de Opinião, com estudantes do 3º ano do Ensino Médio. Além dos finalistas em Poema, já foram divulgados os selecionados nas

categorias Memórias Literárias (6º e 7º anos do Ensino Fundamental) e Crônica (8º e 9º anos). A Olimpíada de Língua Portuguesa é realizada pelo Itaú Social e o Ministério da Educação (MEC) com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). O objetivo é apoiar os professores da rede pública no aprimoramento das práticas de ensino de leitura e escrita. A partir da metodologia do Programa Escrevendo o Futuro, os professores realizam oficinas de produção de texto com os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. O tema do concurso é “O lugar onde vivo”, um estímulo à reflexão sobre as realidades locais. O concurso conta com a parceria da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da Fundação Roberto Marinho e do Canal Futura


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

05

TURISMO

Consórcio Brasil Central revela na maior feira em Londres o turismo regional para o mundo DIVULGAÇÃO

Com base no conceito "descubra um novo Brasil", o Consórcio Brasil Central, no âmbito do modelo de integração e desenvolvimento sustentável, participou pela primeira vez entre os dias 4 e 6 da World Travel Market (WTM), em Londres - a maior feira de operadores turísticos do mundo – exibindo em estande próprio os principais atrativos do Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins, com a participação de um representante de cada Unidade da Federação consorciada.

D

urante seus 40 anos de existência, a WTM divulgou para compradores do trade mais de 5 mil das maiores destinações turísticas do mundo. A participação na WTM Londres foi uma oportunidade única para troca de experiência, rodadas de negócios e consolidação do território do Brasil Central como destino turístico único no cenário brasileiro. Todas as 7 Unidades da Federação consorciadas enviaram representantes que permaneceram no estande atendendo

ao público. Uma vantagem competitiva para seus negócios e a possibilidade de estar em contato com as últimas novidades sobre o desenvolvimento da indústria.

Oportunidades - “Esta é uma grande oportunidade de mostrar a diversidade que o Brasil Central tem. Os resultados foram muito positivos, com reuniões concretas. Mantivemos contato com diversos atores do trade turístico internacional o que fortalece nossa posi-

ção" comemorou a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça. O presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, destacou que apresentar o nosso potencial para o mercado europeu, dentro de uma feita do porte da WTM, nos coloca de forma singular como uma potência turística destes segmentos." O presidente da Adetuc Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa do Tocantins,Tom Lyra, classificou o momento como um marco para o turismo brasileiro e mundial, na medida em que operadores do trade puderam ter contato com um novo Brasil, que não é apenas sol e praia.

Integração - O secretá-

rio de turismo do Maranhão, Catulé Júnior, potencializou a ação conjunta proporcionada pelo Consórcio Brasil Central que permitiu que os 6 estados e Brasília pudessem estar presentes integrados na maior vitrine do turismo mundial. A gerente de mercados da Fundtur-MS, Carla Cavalcante, diagnosticou que "o mercado internacional tem muito inDIVULGAÇÃO

A participação na WTM Londres foi uma oportunidade única

teresse nos segmentos que estamos divulgando. A ideia foi mostrar para o público que o Brasil é muito mais do que eles conhecem". Para o Gerente de Estudos, Pesquisa e Qualificação da Goiás Turismo, Fernando Silva Magalhães Filho, “participar da WTM Londres foi uma grande oportunidade para o estado de Goiás e para o Consórcio Brasil Cen-

tral mostrarem suas belezas e e seus produtos turísticos. “ A analista de Desenvolvimento Econômico e Social de Mato Grosso, Daniela Freitas Pereira, garante que a participação na feira vai gerar resultados para o grupo do Consórcio Brasil Central. ,O mercado britânico, para nós, é muito importante ele é um dos principais países emissores de turistas para o

Mato Grosso,” informou. A coordenadora de promoção de Rondônia, Gisele Louise Magalhães, disse que foi a oportunidade para Rondônia apresentar o que tem de melhor, fortalecer e aquecer o mercado de turismo do estado. "Estabelecemos importantes conexões para que o nosso estado fique bem posicionado no mercado de turismo,” destacou. DIVULGAÇÃO

World Travel Market, em Londres - a maior feira de operadores turísticos do mundo – exibindo em estande próprio os principais atrativos do Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

06 ENTIDADE

CONTROLE DE QUALIDADE DIVULGAÇÃO

Longen entrega computadores e máquinas de costura a indígenas da aldeia Taquaperi DIVULGAÇÃO

Prefeitura inaugura laboratório de controle da qualidade da água n O prefeito Marquinhos Trad inaugurou na última quinta-feira o espaço para funcionamento do Laboratório Municipal de Controle da Qualidade de Água, que tem por objetivo garantir que a qualidade da água consumida pela população de campo-grandense seja de boa qualidade, cumprindo ainda com mais uma das metas estabelecidas no Plano de Governo para a área da saúde. A estrutura funciona dentro do Laboratório Central (LabCen) e está vinculada a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU). Durante o ato de entrega, o prefeito Marquinhos Trad destacou a importância do funcionamento do laboratório para o controle da qualidade da água o que, consequentemente, reflete na saúde da população, além de atender as legislações vigentes, sendo necessários mais de dois anos de adequa-

ções. “Estamos devolvendo esse serviço para a população campo-grandense , cumprindo com uma de nossas metas que é dar transparência e fazer o controle efetivo da qualidade da água”, ponderou. O secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, explicou que a análise é importante para se ter certeza de que a água distribuída, principalmente aquela destinada ao consumo, é de confiança e se está isenta de microrganismos ou substâncias químicas que podem ser prejudiciais à saúde das pessoas. “Através da análise que é feita em nosso laboratório vamos assegurar que a água que as pessoas estão consumindo seja de boa qualidade, seguindo ainda as recomendações do Ministério da Saúde”, complementou.

n A análise da água é realizada por meio amostral e coletada no cavalete de locais de grande circulação de pessoas e de atendimento público, como: escolas Municipais, unidades de saúde, centros comerciais, praças e parques públicos. Para atender o parâmetro amostral determinado por legislação, são necessárias 636 amostras anuais analisadas em Campo Grande. Dentro das análises, é avaliada a turbidez, coliformes totais e fecais, fluoretação (presença de flúor) e outras características físico-químicas, como odor e cor. A Ouvidoria da SESAU recebe as reclamações sobre a qualidade da água fornecida pela concessionária de abastecimento através do número: 3314-9955. Devido a prioridade da demanda, que inclui principalmente risco à vida de outras pessoas, as reclamações são encaminhadas imediatamente à Coordenadoria de Vigilância Ambiental (CVA) para as devidas providências. DIVULGAÇÃO

O presidente da Fiems, Sérgio Longen, entregou, na última quintafeira, cinco computadores e cinco máquinas de costura à comunidade indígena da etnia Guarani-Kaiowá da aldeia Taquaperi, no município de Coronel Sapucaia (MS).

A

doação faz parte de uma parceria estabelecida pelo Senai de Mato Grosso do Sul com a Prefeitura de Coronel Sapucaia com foco na qualificação profissional dos guaranikaiwá e também inclui o deslocamento da unidade móvel de costura industrial à aldeia para capacitar os indígenas. Segundo Sérgio Longen, é importante conhecer as aldeias indígenas do Estado e contribuir com a qualificação profissional dessas comunidades. “O

Sérgio Longen e deputado estadual Paulo Corrêa entregaram cinco computadores e cinco máquinas de costura

Sistema Fiems, por meio do Senai, promove uma qualificação exclusivamente voltado para a indústria, mas, à medida em que se avança um pouco mais, é possível avaliar e conseguir enxergar que esse trabalho precisa se tornar mais efetivo, resultando como uma ação social”, afirmou. Ainda de acordo com o presidente da Fiems, a formação profissional realizada pelo DIVULGAÇÃO

A doação faz parte de uma parceria estabelecida pelo Senai

Senai tem como contribuir para a inserção de parte da comunidade indígena da aldeia Taquaperi no mercado de trabalho. “Construir um Brasil para todos é o que faz a diferença hoje e nós como Sistema S podemos contribuir nesse sentido”, pontuou o líder industrial. Para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Paulo Corrêa (PSDB), que também participou da entrega dos computadores e máquinas de costura para os indígenas da aldeia Taquaperi, Sérgio Longen está levando os benefícios da industrialização para todos em Mato Grosso do Sul. “Ele está englobando todos os brasileiros, sem distinção de raça, cor e partido político. Essa é a primeira ação em uma aldeia indígena de Coronel Sapucaia, município que tem a 2ª maior população indígena do Estado. Foram doados computadores e máquinas de costura para que a gente possa fazer a inclusão digital e capacitação em corte e costura”, ressaltou.

O diretor-regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, destaca que a instituição vai dar oportunidade para capacitação da população indígena de Coronel Sapucaia. “Doamos cinco computadores e cinco máquinas de costura overloque, que são máquinas profissionais que vão ser utilizadas para qualificação dos indígenas e também poderão contribuir para movimentar a economia da comunidade porque eles poderão comercializar as peças que serão produzidas com esses equipamentos”, disse. Para o capitão Osvaldo, líder indígena da aldeia Taquaperi, as doações são muito importantes, pois vão ajudar a desenvolver a comunidade. “As pessoas precisam aprender a mexer no computador e é importante que tenham uma profissão. As mulheres já se interessaram bastante pelo curso de costura e a começar a mexer nessas máquinas, primeiro para fazer roupas para os próprios indígenas e depois para ter uma profissão”, comemorou.

NEGOCIAÇÃO

Feirão Serasa Limpa Nome anuncia ponto especial de apoio em Campo Grande

DIVULGAÇÃO

Entre os dias 04 a 30 de novembro, consumidores poderão negociar suas dívidas e contas atrasadas com descontos que podem chegar a 98%

D

EDUCAÇÃO

Parceria vai levar palestras de educação financeira às escolas da REME DIVULGAÇÃO

n Escolas da área urbana e do campo da Reme receberão, a partir do próximo ano, palestras de educação financeira que visam despertar o espírito empreendedor dos alunos. A iniciativa é resultado de parceria firmada pela prefeitura, por meio da Secretaria municipal de Educação (Semed) em parceria com a cooperativa de crédito Sicredi. Assinaram o termo de cooperação, o prefeito Marquinhos Trad, a secretária municipal de Educação, Elza Fernandes e o presidente do Sicredi Campo Grande, Wardes Antônio Conti Lemos. O prefei-

to Marquinhos Trad destacou a importância de fechar parcerias que acreditam no poder de transformação da educação. Ele frisou que a união entre a gestão e a cooperativa contribui para o desenvolvimento de todos os setores da cidade. “Esperamos bons resultados com essa parceria”, ressaltou o prefeito. A secretária Elza Fernandes disse que os parceiros que acreditam no trabalho realizado nas unidades de educação colaboram com a proposta pedagógica da Reme, que busca a valorização da realidade dos alunos.

esde o dia 04, consumidores de todo o Brasil podem renegociar dívidas atrasadas e/ou negativadas através do site do Serasa Limpa Nome. Além disso, como uma alternativa para quem não possui acesso à internet, a agência da Serasa em Campo Grande irá receber e auxiliar consumidores em suas negociações. Em setembro de 2019, a cidade indicava que 308.146 inadimplentes. Segundo Lucas Lopes, gerente do Serasa Limpa Nome, essa é a oportunidade de as pessoas negociarem suas dívidas com facilidade e segurança: “o feirão é um momento muito especial para nós e bastante esperado pelos consumidores. Nos primeiros dias da versão online, que começou dia 04 de novembro, já batemos mais de 100 mil acordos. São 100 mil histórias transformadas pelo serviço do Serasa Limpa Nome. Sabemos que o começo do ano é difícil, com muitas contas que se acumulam, por isso, repetimos essa edição trazendo novas oportunidades para que mais pessoas possam colocar suas contas em dia”, afirma Lopes. O Feirão Serasa Limpa Nome facilita o processo de renegociação de dívidas em um único local, economizando tempo daqueles que possuem dívidas e garantindo

Desde o dia 04, consumidores de todo o Brasil podem renegociar dívidas

segurança e validade da oferta. Ao todo, serão 30 empresas participantes, como Santander, Itaú, Recovery, Ativos, Net, Claro, Embatel, Anhaguera, Credsystem, Ipanema, Unopar, Sky, Nextel, Banco BMG, Digio, Hoepers, Porto Seguro, Tricard, Oi, Zema, Unic, Fama, Pitágoras, Uniderp, Unime. Todas elas com oportunidades exclusivas, prazos de pagamentos diferenciados, além de descontos para a quitação das contas em atraso. O horário de atendimento será das 8h às 18h e é necessário levar um documento com foto e número do CPF. Além disso, agências da Serasa localizadas nas cidades de Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Campo Grande, Salvador, Fortaleza, São Luís, Goiânia, Manaus, Bauru, João Pessoa, Porto Velho, Natal, Cuiabá, Recife, Londrina, São José do Rio Preto, Belém, Florianópolis e Vitória, estarão preparadas para receber consumidores e auxiliar nas negociações dentro do Serasa

Limpa Nome. Mapa da inadimplência Segundo estudo desenvolvido pela Serasa Experian, em setembro de 2019, o número de consumidores inadimplentes no país chegou a 63.2 milhões, 3.7% a mais do que em setembro de 2018, quando eram 60,9 milhões. O montante alcançado pelas dívidas até setembro de 2019 foi de R$ 252 bilhões, com o valor médio de R$ 3.997,00. A maior concentração dos negativados tem entre 26 e 40 anos (38,3% do total). Em segundo no ranking de participação entre os inadimplentes estão pessoas de 41 e 60 anos, que correspondem por 34,5% do total. Questões de gênero, a inadimplência está dividida praticamente por igual: 47,7% são homens, e 47,2% são mu-

lheres. A maioria das dívidas foi contraída junto aos setores bancários e de cartão de crédito, totalizando 28% do total. O setor de utilities (contas básicas como energia elétrica, água e gás) respondeu por 19% do total de débitos em atraso. O setor de telefonia alcançou 11% do montante. Já o setor de varejo respondeu por 12,7% da inadimplência. Inadimplência por região - O estudo também mostra que, em setembro de 2019, a região com maior percentual de inadimplentes do país era a Sudeste, com 45,2% do total, seguida pela região Nordeste, com 24,7%. O Sul ficou em terceiro, com 12,9% dos negativados. A região Norte registrou 9,2%, seguido da região Centro-Oeste, com 8,1%.

FEIRÃO SERASA LIMPA NOME Data: 04 a 30 de novembro Endereço: Rua Barão do Rio Branco, 2199 - Lj 3 - Centro Campo Grande/MS


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

ARQUIVO

Amazônia esconectada Auditoria do Tribunal de Contas da União não vê chances de o Programa Amazônia Conectada cumprir seus objetivos: dos 7,8 mil quilômetros de fibra ótica previstos em 2015, só 850 foram instalados.

Solidariedade A edição brasileira do tradicional congresso conservador do partido Republicano, segunda fora dos Estados Unidos, arrecadou 282kg de alimentos. Tudo foi doado à Instituição Beneficente Israelita Ten Yad.

Líder pede adiamento de taxação da energia solar

Black Friday Cliente das Casas Bahia tenta receber o dinheiro de volta após uma compra no site da empresa sem receber o produto. A empresa deu prazo de três dias para resolver o problema, mas já se passaram 15.

Líder do governo no Senado, Eduardo Gomes (MDBTO) enviou ofício à “agência reguladora” da energia elétrica (Aneel) em tentativa de, pelo menos, adiar o golpe da taxação sobre os consumidores que decidiram investir na geração de energia solar. No documento, Gomes demonstra preocupação do Congresso com a apressada consulta pública da Aneel e pede mais tempo para obter subsídios e informações adicionais.

Decisão açodada O documento, assinado por outros senadores, afirma que o prazo dado pela Aneel não ficou condizente a com a complexidade do tema.

Descentralização Gomes pede realização de audiências públicas regionais para que as modificações incluam especificidades das diferentes áreas de geração.

Parceria maléfica Como esta coluna revelou, a Aneel tinha seis opções de mudanças e optou pela mais prejudicial a consumidores e benéfica a distribuidoras.

Equilíbrio O diretor da Aneel, Rodrigo Limp, garante que “vai buscar com diálogo uma posição de equilíbrio” para as novas regras.

Outros aspectos Para o professor do Ibmec Walter Franco, os níveis históricos de juros e inflação são bons indicativos. “Está na hora de rever a nota”, disse.

Déficit menor O novo leilão de petróleo do pré-sal, apesar da pouca concorrência, arrecadou R$ 70 bilhões e dará certo alívio às contas públicas.

Pensando bem... ...se o Congresso cassasse parlamentares pelas besteiras que dizem, não sobraria ninguém.

Bolsa ajuda

“Acredito que isso vai acontecer em massa” Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) e a adesão dos estados à reforma da Previdência

Agências de risco devem rever nota da economia n O novo pacote de medidas enviado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro ao Congresso, a reforma da Previdência e a recuperação do nível de emprego deixaram economistas otimistas. A expectativa é que as principais agências de classificação de risco (Standard&Poor’s, Fitch e Moody’s), que estão atentas às mudanças promovidas pelo governo e fundamentos econômicos, devem elevar, em breve, a nota do Brasil. Governo = despesa - Segundo o Plano Mais Brasil, do Ministério da Economia, a despesa total do governo corresponde a mais de 49% do PIB desde 2015. Em 2018, o custo do Estado equivaleu a 49,2% de tudo produzido no país.

Franco também cita o nível da bolsa de valores para evidenciar que as ações das empresas brasileiras são vistas como bons investimentos.

ONG e a corrupção Ao votar, ontem, o ministro Gilmar Mendes (STF) disse que a “grife” Transparência Internacional lucrou com a corrupção no Brasil. A ONG estrangeira assumiu a gestão de fundo da J&F de R$ 2,3 bilhões como parte do acordo de leniência da empresa alvo da Polícia Federal.

Hacker Supremo O Supremo Tribunal Federal utilizou de trechos dos supostos vazamentos de mensagens da força-tarefa da Lava Jato para justificar o fim da prisão após a segunda instância. É o Hacker Supremo.

Mais mudanças

PODER SEM PUDOR

Sentença de morte

Papel em branco aceita tudo. Em Vajota (CE), o candidato a prefeito Gentil Pires (PSB) convenceu um adversário a ser vice prometendo renunciar em dois anos. E entregou a ele um papel em branco com sua assinatura. Eleito, Gentil não cumpriu o trato. E a vingança foi cruel: a Câmara Municipal recebeu uma cartarenúncia, onde ele confessava bater na mulher, beber muito e não se sentir “em condições morais” para o cargo. Destituído, reconheceu sua assinatura, mas não a carta. Moral da história: assinar em branco hoje é a sentença de morte amanhã.

A transferência da Secretaria (ex-Ministério) da Cultura ao Ministério do Turismo marca importante passo da minirreforma ministerial pretendida pelo governo Bolsonaro. As mudanças não devem parar por aí.

Participação A bancada evangélica no Congresso pleiteia uma participação maior na Esplanada de Jair Bolsonaro. Segundo fontes próximas ao Palácio, o presidente teria se comprometido a ceder duas pastas à bancada.

Página

07 DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

ARQUIVO

Quase 80% são a favor de prisão em 2ª instância O Supremo Tribunal Federal (STF) pode concluir nesta quinta-feira (7) o julgamento da possibilidade da execução prisão após a condenação em segunda instância. O julgamento está 4x3 a favor da prisão, mas o placar final ainda é dúvida. O mais recente levantamento nacional do Paraná Pesquisa mostrou que 79,4% dos brasileiros defendem que o Congresso aprove lei tornando praxe prisão após a segunda instância.

Enquete: 97% a favor - Enquete do site Diário do Poder revela a opinião acachapante de 3.450 leitores: 97% deles defendem a prisão após segunda instância. Minoria contra - Segundo o Paraná Pesquisa, apenas 14,1% são contra a execução da prisão após segunda instância. Outros 6,5% disseram não saber. Retrocesso vexatório - Além do retrocesso, a mudança de regra cria insegurança jurídica, com o STF invertendo sua própria decisão adotada há apenas três anos. Incoerência no STF - O STF deve alegar “presunção de inocência” para corruptos da Lava Jato, por exemplo, e ignorá-la para condenados em Tribunal do Júri.

Aneel escolheu pior opção contra energia solar

A

gência reguladora de energia, a Aneel tinha seis alternativas para mudar as regras para quem investiu ou pretende investir em geração de energia fotovoltaica (solar), mas escolheu a mais devastadora e desestimulante. Até as poderosas distribuidoras de energia ficaram surpresas, até ironizam a “entrega” da Aneel à causa contra “geração distribuída (GD)”, como os técnicos chamam geração de energia solar. Seis facadas - Esta coluna teve acesso às seis opções do agrado das distribuidoras. A “alterativa zero” era manter tudo como está. Foi logo descartada. Quanto pior, melhor - As alternativas de 1 a 4 previam variadas punições para quem, estimulado, investiu. Mas a opção da Aneel pela 5, claro, a mais dura. Sem golpe - Diretor da Aneel, Rodrigo Limp diz que não há golpe, há debate. E garante que investir em energia solar continuará sendo vantajoso. Aneel repudiada - Mais de dois terços dos deputados da Câmara Legislativa do Distrito Federal, ou 18 dos 24 distritais, aprovaram a moção de repúdio à proposta da Aneel de mudar as regras para geração de energia solar. Imagem são mil palavras - Se for um indicativo a expressão do presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, na foto com senadores favoráveis à prisão após a segunda instância, o petista Lula estará solto antes do fim de semana. Assim é se lhe parece - Prestimosas “agências verificadoras de fake news”, de orientação nitidamente ideologizada, não acharam nada demais a notícia falsa sobre o porteiro mentiroso do condomínio de Bolsonaro. Enquete pela culatra - O senador petista Humberto Costa (PE) perguntou em enquete no seu Twitter se “o nordestino concorda” com a afirmação do presidente Bolsonaro de que seu governo é um dos mais democráticos dos últimos anos. O sim venceu com 83% dos quase 86 mil votos. Rindo à toa - Circulou em Brasília o ex-bilionário Eike Batista, agora lutando para ficar solto. Sua alegria no restaurante Oscar, do hotel Brasília Palace, terça, era como quando lia seu nome na lista dos mais ricos do mundo.


Campo Grande-MS, 10 de novembro de 2019

Página

08

LOGÍSTICA

Ministro Tarcísio Gomes de Freitas anuncia licitação para construção da rodovia que faz parte da Rota Bioaceânica O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, vai priorizar a construção do trecho de 12 quilômetros de ligação entre a BR-267 e a ponte sobre o Rio Paraguai, entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta (Paraguai), essencial para viabilizar a Rota Bioceânica, que vai ligar Mato Grosso do Sul aos portos do Oceano Pacífico.

P

ara tanto, esse ano será realizada a licitação para contratar a empresa que vai elaborar o projeto, com previsão de entrega até o meio do ano que vem. O anúncio foi feito pelo ministro durante audiência com o governador Reinaldo Azam buja na última quinta-feira (6) No encontro, o ministro afirmou que as Rotas Bioceânicas (ferroviária e rodoviária) passando por Mato Grosso do Sul são as duas melhores rotas ligando o Brasil aos portos no Oceânico Pacífico, e que o resto é utopia. “Tanto a ferroviária quanto a rodoviária são importantíssimas para a competitividade do nosso Estado”, enfatizou Azambuja após a reunião. O governador Reinaldo

Azambuja, que esteve reunido nesta quinta-feira (6) com o ministro, ressaltou que “ficamos muito contentes com o posicionamento do ministro da Infraestrutura, ele disse que falou para o presidente da República sobre a Rota. Trabalhamos tanto para viabilizar esta rota, que ela está se viabilizando com a infraestrutura, com investimentos. O ministro anunciou o projeto executivo do trecho de acesso a BR-267 até a ponte ligando Porto Murtinho a Carmelo Peralta”, emendando que “demos um passo muito grande. “Ouvi do ministro, quem estava na reunião também ouviu após eu perguntar: Qual a visão que o senhor tem das Rotas Bioceânica ferroviáDIVULGAÇÃO

O ministro afirmou que as Rotas Bioceânicas passando por MS são as duas melhores rotas ligando o Brasil aos portos no Oceânico Pacífico CIDADE

Recomposição de recursos Após reunião com o ministro da Infraestrutura, o governador foi até a casa Civil da Presidência da República falar com Assessor Especial Leandro

DIVULGAÇÃO

O governador Reinaldo Azambuja, que esteve reunido com o ministro, ressaltou que “ficamos muito contentes com o posicionamento do ministro da Infraestrutura”

Barbosa de Lima, sobre cortes de R$ 94 milhões em investimentos federais no Estado, que afetariam a UFMS, IFMS, o Aeroporto de Dourados e manutenção de rodovias, entre outras obras importantes. “O ministro fez o compromisso com Mato Grosso do Sul de recompor esse valor. Viemos para a Casa Civil tratar sobre isso, já que vai haver reunião do grupo orçamentário do Governo Federal. Eu tenho certeza que o ministro Onyx Lorenzoni vai cumprir sua palavra”, disse Azambuja. O governador obteve especificamente o compromisso da recomposição financeira de R$ 70 milhões para manutenção da BR-419. “Tratamos de questões importantes, como a liberação da licença para operação do porto de Porto Murtinho, e a recuperação da BR-267, que dá acesso a Porto Murtinho”, destacou Azambuja. De acordo com Jaime Verruck, a BR-419 “ajuda na Rota Bioceânica, a rodovia di-

Esse ano será realizada a licitação para contratar a empresa que vai elaborar o projeto, com previsão de entrega até o meio do ano que vem

minui a distância entre Rio Verde e Porto Murtinho em mais de 100 km. Essa obra já

está prevista, será um novo trecho, de Aquidauana para frente na BR-419”.

DATA

Prefeitura abre processo seletivo para contratar profissionais para o programa “MOVIMENTA CG” DIVULGAÇÃO

n O Programa Movimenta Campo Grande vem mudando a cara dos parques da Capital Morena ao oferecer diversas oficinas gratuitas nas sete regiões e nos distritos de Anhanduí e Rochedinho. Agora, o projeto abre mais uma oportunidade para profissionais de Educação Física fazerem parte da iniciativa. A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Gestão e Fundação Municipal do Esportes, está com Processo Seletivo Simplificado de Contratação Temporária para atuar no Programa Movimenta Campo Grande. São 4 vagas para profissionais com experiência nas áreas de Fit Dance, Ginástica & Ritmos, Pilates e Zumba. O edital está publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (6). Os profissionais interessados precisam, necessariamen-

ria e rodoviária. Ele foi claramente textual: são as duas melhores rotas a serem concebidas pelo Brasil. Não adianta sonhar, ter utopia, nós temos que incentivar o andamento”. O secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, que participou da reunião, explicou que o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) está concedendo o licenciamento para as obras da rodovia de acesso à ponte, que tem custo estimado em R$ 120 milhões. “O Ministro disse que esta licitando o projeto desta obra, tem verba para licitação do projeto e até meados do ano que vem teremos pronto um projeto de acesso à ponte. É uma questão fundamental, não existe Rota Bi oceânica sem o acesso a ponte”, enfatizou o secretário. Sobre a Rota Bioceânica Ferroviária, Verruck explicou que o Governo está trabalhando para antecipar a concessão. “Temos o investidor, temos a demanda levantada, temos o projeto, mas precisamos antecipar a concessão, ninguém vai investir em uma ferrovia que tem 7 anos de concessão licitada”, afirmou o secretário, detalhando que a antecipação da concessão da Malha Oeste depende do processo de licitação da Malha Paulista, que está em andamento. “Enquanto não resolver a Malha Paulista, não vai andar a Malha Oeste, ela é um paradigma”, afirmou Verruck.

te, ter graduação em Educação Física, com registro no Conselho Regional de Educação Física (CREF), ter certificação e possuir experiência na área escolhida. Ele terá que planejar, organizar e executar atividades sistemáticas (oficinas) e assistemáticas (eventos) de esporte e lazer, de acordo com a necessidade dos programas e projetos, e orientação da coordenação pedagógica ou setorial. Terá também que planejar, juntamente com o coordenador pedagógico e coordenador setorial, o processo de estruturação das atividades (adequação do espaço físico, captação de participantes, organização dos materiais esportivos, fichas de inscrição, folhas de frequência, preenchimento de relatórios mensais, etc.), a fim de garantir o atendimento adequado às atividades propostas.

n As inscrições serão realizadas nos dias 7, 8 e 11 de novembro de 2019, no horário das 8h às 10h30 e das 13h30 às 16h30, na Fundação Municipal de Esportes – FUNESP, localizada na rua Dr. Paulo Machado, n. 663. Bairro Santa Fé – Campo Grande/ MS. n A Ficha de Inscrição estará disponível na Funesp e também no endereço eletrônico: http:// www.capital.ms.gov.br/seges/processos seletivos.

Aviador Arany da Conceição é sepultado em Campo Grande em meio a grande comoção n Aviador dos mais

competentes e grande cidadão da Capital, faleceu na terça-feira em Campo Grande, Arany da Conceição Moraes aos 101 anos de idade. Ele é pai de Marilene Coimbra (ex-deputada estadual de Mato Grosso do Sul) avô do gerente administrativo do Humap-UFMS, Carlos Alberto Coimbra e bisavó do juiz de direito Albino Coimbra Neto. Ele foi sepultado no Parque das Primaveras sob grande comoção e lembrança querida dos amigos e familiares. Um dos mais velhos campo-grandenses vivos, seo Arany era aviador e serviu por 25 anos na Força Aérea Brasileira (FAB) .Apaixonado pelo ar ele pilotou até os 78 anos. Mesmo com a idade avançada, Arany se orgulhava de nunca ter faltado a um pleito eleitoral sequer. A paixão pela aviação foi repassada por Arany a inúmeros alunos que formou no Aeroclube de Campo Grande e também no município de Aquidauana.O dinamismo e a animação do piloto fizeram com que ele fosse lembrado como um grande professor pelos colegas. Arany também sobrevoou por grande parte de Mato Grosso do Sul. Durante sua atuação ele transportou desde cargas até passageiros e só se aposentou por opção, aos 78 anos por opção. Aos 90 anos, Arany trabalhou como mesário nas eleições daquela época e aos 98 anos cuidava toda a semana de monumento na Base Aérea de Campo Grande. Mesmo depois de completar 100 anos de idade, Arany e a esposa Marina faziam questão de votar nas eleições, mesmo não havendo obrigatoriedade no voto.

DIVULGAÇÃO

Um dos mais velhos campo-grandenses vivos, seo Arany era aviador e serviu por 25 anos na Força Aérea Brasileira

n Imortal - Durante o velório no parque das Primaveras, a filha Marilene Coimbra relembrou com admiração os feitos do pai que morreu em paz, em casa e realizou tudo o que queria em vida. “Ele é imortal, viveu a vida longamente. Cumpriu a missão e não sofreu. Foi avisado que o fim dele chegaria”, disse emocionada a ex-deputada. “Foi um romântico que viveu junto com minha mãe por 72 anos. Um homem exemplar para todos nós, com seu jeito simples e no coração de filhos e netos”, destacou. Antes de partir ele deixou avisado aos familiares com quem deveriam entrar em contato após sua morte. “Ele deixou um discurso para ser lido no seu sepultamento e principalmente pediu que cuidássemos da nossa mãe (Marina), parceira de vida dele, até porque foram 72 anos de casamento”, disse. Para os filhos Marilene, Marco Antônio e Marize, além de oito netos e bisnetos o aviador deixa legado de honra e determinação.

Depoimentos “Pessoa muito disposta a ensinar, principalmente os mais novos. Tinha o prazer de ensinar. Aprendi muito. Meus primeiros vôos fiz com ele”. Mário Márcio, piloto executivo e colega de empresa por 16 anos na Enersul “Arany queria sempre voar, pilotar. Acho que ele estava já com 70 anos. Aí ele chegava na Base Aérea, para fazer os exames de saúde. Muita gente pensava que ia ser reprovado e ele ficava doido. Falava até com o comandante. E às vezes ele pedia para alguém voar com ele algum tenente. Uma vez botaram um tenente para voar com ele e o tenente chegou e disse: ”Aprova o homem que o homem é bom”. Coronel Pereira, oficial aposentado da Base Aérea de Campo Grande e amigo de Arany


Campanha promove ações para a saúde coronariana

Edição 1968 • Campo Grande,MS 10 de novembro de 2019 Editor Enrico Feitosa (DRT MS 148/L2/F74)

PÁGINA 03 - LIGHT

Faculdade Insted se torna único polo da Universidade Mackenzie em MS REPRODUÇÃO

Na última quintafeira, 07 de novembro, a Faculdade Insted assinou um convênio com a Universidade Presbiteriana Mackenzie

A

parceria, inédita em Mato Grosso do Sul, irá oferecer na Capital cursos de extensão e de pós-graduação lato sensu: professores da Universidade em São Paulo virão à Campo Grande para ministrar as aulas. “É uma alegria poder fazer esta parceria, pois isso significa que teremos aqui, em nossa cidade, o mesmo conteúdo, os mesmos professores e a qualidade do ensino que os estudantes de São Paulo usufruem na Mackenzie. Isso é uma enorme oportunidade para quem é da nossa região”, enfatiza Neca Chaves Bumlai, diretora da Faculdade Insted. Para a celebração do convênio entre as duas instituições de Ensino Superior, a Faculdade Insted recebeu o reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, professor doutor Benedito Guimarães Aguiar Neto. O mesmo ressaltou que “é uma grande

honra ter esta parceria com a Faculdade Insted, uma Instituição, que tem pessoas que se preocupam realmente com a Educação. O reitor contou também que o Mackenzie levou em conta, para estabelecer a parceria, o histórico de mais de 50 anos dos mantenedores da Faculdade Insted. Benedito adiantou que este convênio, no futuro, pode ser expandido para cursos stricto sensu, assim contribuindo para formação de mestres e doutores no Estado de Mato Grosso do Sul. As especializações lato sensu em Direito Processual Civil; e Gestão Estratégica de Negócios, na área de Administração já estão abertas. As pós-graduações terão aulas

quinzenais, às sextas-feiras, no período noturno e sábado de manhã. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3201-5999 ou ainda

via WhatsApp no (67) 992583521. A Faculdade Insted fica na Rua 26 de Agosto, nº 63, Centro. O site da Instituição é insted.edu.br.

Sobre o Mackenzie

Em 2020, completará 150 anos de atuação na educação, a Universidade tem quase 100% dos seus professores mestres e doutores e, recentemente, obteve o primeiro lugar entre as instituições não públicas de São Paulo, no Ranking Universitário da Folha.

Sobre a Faculdade Insted

A primeira Instituição de Ensino Superior, criada no Centro-Oeste, desde de sua estrutura até a sua matriz curricular, com metodologias ativas. Estas metodologias são estratégias de trabalho em sala de aula que possibilitam o envolvimento contínuo do estudante em atividades práticas, semelhantes àquelas que encontrará no mercado de trabalho. Com diferentes abordagens o aluno torna-se protagonista de seu aprendizado. A Faculdade tem todos os cursos de graduação com notas máximas concedidas pelo MEC.


www.acritica.net

HOMENAGEM

ECONOMIA

Escola municipal da Capital terá nome de Vó Hermínia Foi aprovado na quinta-feira, o Projeto de Lei 9.448/19, que altera a denominação da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei), Paraíso Infantil para Emei “Hermínia Medina Rodrigues – Vó Hermínia

A

escola está localizada na Rua Camilo Neres, s/nº, no Bairro Lar do Trabalhador. A proposta do vereador delegado Wellington é assinada em conjunto com os vereadores João César Mattogrosso (PSDB) e Dharleng Campos (PP). De acordo com os familiares, a nomeação traz muita alegria a família.“Essa indicação foi uma iniciativa da vereadora Dharleng Campos/ PP. A quem devemos imensa gratidão e respeito”, comentou a filha Eliane Rodrigues. Ela conta que Dona Hermínia,

Vó Hermínia estava sempre rodeada por crianças e presenciava e contribuía com as filhas nos trabalhos manuais

teve 10 filhos numa época em que as famílias eram formadas por um grande número de pessoas. Eliane frisa que a criação do casal Hermínia e Ernesto, permitiu que os filhos estudassem e tivessem uma profissão. “Desses herdeiros formaram-se em sua grande maioria professoras.Vó Her-

mínia, muito lúcida até seus últimos momentos conosco (faleceu com 86 anos) conhecia todos e reconhecia a todos os seus, sejam esses filhos, netos, bisnetos, vizinhos”, afirmou. Eliane destaca que Vó Hermínia estava sempre rodeada por crianças e presenciava e contribuía com as filhas nos

trabalhos manuais da profissão. “Ela ajudava nas confecções de lembranças em datas comemorativas. Presenciava o momento em que era realizado planejamento escolar, convivia com as preocupações do processo de alfabetização das crianças, e juntamente aprendia as diferenças das letras cursivas, manuscritas entre outras. Ela estabelecia perfeitamente as relações entre as filhas e com as filhas, tendo essas o papel de mãe, professora, educadora. Isso gerava uma relação de identidade com as crianças”, acrescenta. Para Eliane colocar na EMEI o nome Vó Hermínia, remete às deliciosas brincadeiras das crianças, das quais ela estava sempre presente. “Ela nos conduzia no processo de ensino e aprendizagem (mesmo, ela não tendo o curso de normalista), numa relação harmoniosa entre professores e pais de alunos. Mais uma estrelinha no céu brilhando, iluminando a nossa para caminhada”, finalizou.

EDUCAÇÃO

Festival de Comunicação 2019 reuniu alunos e profissionais para debate sobre realidade e desafios profissionais no MS e região Entre os dias 5 e 7 de novembro aconteceu o Festival de Comunicação 2019: 14º Furacom + 13º Jornalide, na Uniderp. O Festival reúne dois dos maiores eventos universitários do segmento no estado e é promovido pelos cursos de Publicidade e Propaganda, Jornalismo e Tecnologia em Produção Multimídia da Uniderp, junto com a Agência Experimental do curso de Publicidade e Propaganda da Universidade, a Unideias, a TV Pantanal e os estagiários dos cursos. Nesta edição, o tema debatido foi “Convergência”, as novas mídias e como mídias tradicionais se adequam às novas realidades. No primeiro dia a programação foi marcada pela abertura com participação especial da dupla Renato Reis e Renan, palestra com Rezende Junior, do estúdio Home Mix e, fechando a noite, palestra com Daiane Lyra Libero, da Tecla Marketing. Já o segundo dia de evento contou com apresentação musical de Karla Coronel na abertura, palestra de Lucimar Lescano, apresentadora da TV Morena e, encerrando o ciclo de

Budweiser será 100% produzida e distribuída com energia limpa

Marcante no começo, suave no final e sustentável o tempo todo. Cerveja anuncia construção de parque eólico e compromisso pela energia limpa em toda a cadeia de produção e distribuição até 2022

A

vale à retirada de circulação de 35 mil carros das ruas no mesmo período. “Bud nasceu da ambição e da liberdade, há mais de 140 anos, e sempre foi reconhecida pelo seu pioneirismo – o que move a marca até hoje. E ser 100% produzida e distribuída com energia limpa traduz os valores de Bud da melhor forma: trazendo uma novidade para o meio cervejeiro do país e abrindo caminhos para um futuro melhor, mantendo sua essência”, afirma Bruna Buás, diretora de marketing de Budweiser. “Além dessa iniciativa, os consumidores também podem esperar mais novidades para os próximos meses”, completa.

cerveja Budweiser, que globalmente vem realizando iniciativas de energia limpa no setor cervejeiro, terá toda sua produção e distribuição no Brasil feita 100% com energia limpa até 2022. A boa notícia vem com os ventos da Bahia, onde Bud vai construir um parque eólico com aproximadamente 1.600 hectares e potência superior a 80 MW. A previsão é que ele fique pronto no início de 2022 e abasteça 100% das cinco cervejarias que produzem Budweiser no país. Com essa iniciativa, no total, 20 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2) deixarão de ser emitidas a cada ano. Para se ter uma dimensão do que representa essa quantidade, ela equi-

Cervejaria Ambev e a sustentabilidade

palestras, Clarianne Guedes, do Clari Guedes Ateliê. O último dia do evento foi prestigiado com profissionais de várias áreas, com bate -papos de: Apresentação de Programas de TV, com Bruna Mendes, da TV Morena; Fotografia de moda, produtos e casamento, com os fotógrafos Júnior Mohr e Stephanie Gomes; Criatividade e Direção de Arte, com Camila Ferreira, Fe-

lipe Melo e Fernando Ramos, da agência Bebop Branding; Redação, com Guilher me Kodjaoglanian Di Giorgio, da MV Agência; Performance Digital, com Rafael Marson, da MV Agência; e Atendimento, com Lilia Pinheiro, da Rádio Blink 102. Durante os três dias de evento, acadêmicos e profissionais prestigiaram palestras e bate-papos com profissionais

de diversas áreas, que, juntos, contribuíram para a formação de conhecimento e pensamento crítico dos participantes. Foram cerca de 200 participantes, entre acadêmicos de diversas instituições e profissionais de agências locais. O Festival de Comunicação 2019 reafirma a importância do evento na formação dos futuros profissionais da área e seu impacto na comunidade.

1

3

2

6 9

11 16

O anúncio do projeto do parque eólico, que será construído em parceria com a Casaforte Investimentos, é mais uma iniciativa da Cervejaria Ambev para atingir seus compromissos relacionado a ações climáticas. “O parque eólico é mais um passo da Cervejaria Ambev rumo à uma operação abastecida 100% com energia limpa e esperamos que isso motive outras empresas e marcas a se engajarem. Juntos, podemos gerar um impacto ainda maior e mais positivo no mundo”, comenta Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da Cervejaria Ambev. Em 2018, a companhia se comprometeu a comprar 100% da eletricidade das suas operações a partir de fontes renováveis, além de reduzir 25% das emissões de carbono em toda a cadeia de valor, ambos até 2025. Para isso, a cervejaria vem realizando iniciativas pioneiras que diversificam sua matriz energética. Entre elas, está a parceria com a Volkswagem Caminhões & Ônibus para o primeiro caminhão 100% elétrico da América Latina, com zero emissão de CO2, NOX e microparticulados. Outro anúncio recente foi a construção de 31 usinas solares no país, com capacidade para abastecer todos os 94 centros de distribuição direta da companhia.

20

25

10

17

13 15

14

21

22

37 40

39

5

19

18 23

26 27

35

8

12

29 32

4

7

24

31

33 38

28

30 34

36

41

1- Chibata; 2- Revolta; 3- Vieira; 4- Dois; 5- Brás; 6- Murtinho; 7- Constituição; 8Aclamação; 9- Eleição; 10- Ernesto; 11- Botelho; 12- Sales; 13- Petrópolis; 14- Coelho; 15Ladário; 16- Padres; 17- Maciel; 18- Nacional; 19- Liberal; 20- Nove; 21- Manuel; 22Republicano; 23- Visconde; 24- Alves; 25- Deodoro; 26- Demétrio; 27- Civilizado; 28Canudos; 29- Direto; 30- Velha; 31- Sólon; 32- Júlio; 33- Real; 34- Ponce; 35- Artur; 36- Ruy; 37- Epitácio; 38- Revolução; 39- Campos; 40- Constant; 41- Coronel.

ight

L

Página 2 Campo Grande 10 de novembro de 2019

Rumilson Castro - Cruzadas da Proclamação da República do Brasil 1- 'Revolta da (?)', ocorrida em 1910, contra as punições físicas sofridas pelos marinheiros. 2- '(?) dos Dezoito do Forte de Copacabana', ocorrida em 1922, um dos principais movimentos tenentistas. 3- Marechal Floriano (?) Peixoto, presidente da República no período de 23/11/1891 a 15/11/1894. 4- '(?) milhões de libras esterlinas', valor pago pelo Brasil à Bolívia, como indenização para ficar com o território ocupado pelo Acre. 5- Wenceslau (?), presidente da República no período de 15/11/1914 a 15/11/1918. 6- Joaquim (?), médico do presidente Deodoro da Fonseca, responsável pela indicação do General Antônio Maria para governo de Mato Grosso no início da República. 7- Primeira do período republicano promulgada pela Assembleia Constituinte, em fevereiro de 1891. 8- 'Praça da (?)', nome anterior da Praça República, localizada no Rio de Janeiro, palco da Proclamação da República em 15/11/1889. 9- Ocorrida em 1890 para a composição da Assembleia Constituinte. 10- Coronel (?) Augusto Cunha Matos, comandante da Província de Mato Grosso, quando da Proclamação da República do Brasil. 11- Capitão (?), presidente da Câmara Municipal de Vila nossa Senhora do Rosário do Rio Acima, que repassou aos demais vereadores a notícia da Proclamação da República do Brasil, em reunião ocorrida em 17/12/1889. 12- Campos (?), quarto presidente da República, no período de 15/11/1898 a 15/11/1902. 13- 'Tratado de (?)', o qual solucionou a Questão do Acre, envolvendo Brasil e Bolívia em 1903. 14- General Antônio Maria (?), indicado como chefe do governo do Estado de Mato Grosso, pelo presidente Marechal Deodoro da Fonseca, no início do regime republicano. 15- 'Barão de (?)', título de José da Costa Azevedo, única vítima da Proclamação da República Brasileira, tendo sido baleado por um atirador desconhecido, por ter resistido a uma ordem de prisão. 16- Mulheres, analfabetos, mendigos, (?) e menores de 21 anos, impedidos de votar, de acordo com o voto universal masculino inserido na 'Promulgação da Constituição' de 1891. 17- Manoel Raymundo Antunes (?), secretário da Câmara Municipal de Vila Nossa Senhora do Rosário do Rio Acima, no anúncio da Proclamação da República do Brasil, em 17/12/1989. 18- Partido (?), criado pelo General Antonio Maria Coelho, no ano de 1890 em Mato Grosso. 19- '(?) e Conservador', binômio de partidos políticos em Mato Grosso, num cenário em que as ideias e ideais republicanas mostravam-se de forma muito tímida, por ocasião da Proclamação da República. 20- (?) de dezembro de 1889, data da chegada em Cuiabá da notícia da Proclamação da República do Brasil. 21- (?) José Murtinho, republicano que assumiu o governo de Mato Grosso em 16/08/1891. 22- 'Partido (?)', fundado em Mato Grosso no ano de 1890 por Generoso Paes Leme de Souza Ponce, reunindo as forças opositoras. 23- '(?) de Ouro Preto', título de Afonso Celso de Assis Figueiredo, presidente do gabinete imperial, que recebeu voz de prisão por parte de Deodoro da Fonseca. 24- Francisco de Paula Rodrigues (?), presidente da República no período de 15/11/1902 a 15/11/1906. 25- (?) da Fonseca, presidente da República, durante o período do 'Governo Constitucional'. 26- (?) Ribeiro, o primeiro ministro da Agricultura da República do Brasil. 27- 'Espaço (?)', cuja construção era o desejo dos republicanos de Mato Grosso, que conviviam com as lutas oligárquicas entre coronéis, senhores de terras e de homens. 28- Guerra de (?), ocorrida no sertão nordestino no período de novembro de 1896 a outubro de 1897. 29-Tipo de voto que elegeu Prudente de Morais para a presidência do Brasil em 1894. 30- 'República (?)', período da História do Brasil de 1889 a 1930, marcado pelo domínio político das elites agrárias mineiras, paulistas e cariocas. 31- Coronel Frederico (?) Sampaio Ribeiro, governador de Mato Grosso, sucessor do General Antonio Maria Coelho. 32- '(?) Prestes', vencedor nas eleições de abril de 1930, deixando descontentes os políticos da Aliança Liberal, os quais alegaram a ocorrência de fraudes eleitorais. 33- Família banida e expulsa do Brasil, durante o sistema de Governo Provisório. 34- Generoso (?), presidente da Assembleia que empossou oficialmente o General Antonio Maria Coelho, na condição de governador de Mato Grosso. 35- (?) da Silva Bernardes, presidente da República no período de 15/11/1922 a 15/11/1926. 36- (?) Babosa, primeiro ministro da Fazenda do regime instaurado em novembro de 1889. 37- (?) Pessoa, presidente da República no período de 28/07/1919 a 15/11/1922. 38- Ocorrida em 1930, levando Getúlio Vargas ao comando do poder nacional. 39- Francisco (?), natural de Dores do Indaiá, jurista e político brasileiro, responsável pela redação da Constituição brasileira de 1937. 40- Benjamin (?), um dos principais articuladores do levante republicano de 1889, nomeado Ministro da Guerra. 41- Figura simbólica de fazendeiro que utilizava seu poder econômico para garantir a eleição dos candidatos que apoiava, durante os anos iniciais da República.


Campo Grande 10 de novembro de 2019

SAÚDE

L

ight

Página 3

www.acritica.net

SHOW

Campanha promove ações para a saúde coronariana

Campo Grande recebe novo show Anavitória Voz e Violão Anavitória é um duo formado por Ana Caetano Costa e Vitória Fernandes Falcão.

A

Campanha promove ações pelo Brasil para alertar sobre alta incidência e consequências das arritmias cardíacas

M

ato Grosso do Sul recebe, nos dia 12 e 14 de novembro, ações em comemoração ao Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, celebrado na próxima terçafeira. O evento faz parte da Campanha Coração na Batida Certa, promovida desde 2007 pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC). Com o objetivo de trazer um alerta sobre as arritmias cardíacas, especialmente à população leiga, a Campanha promove desde palestras a aferições de pressão e ensino da medição de pulso, que podem ajudar diretamente na prevenção de doenças como o AVC (Acidente Vascular Cerebral). Na capital Campo Grande, voltadas ao público geral, estão sendo preparadas orientações sobre arritmias cardíacas e ensino de técnicas de ressuscitação cardiopulmonar no dia 12. Já no dia 14, alunos da Escola Estadual Joaquim Murtinho poderão aprender mais sobre a doença em uma atividade de orientação sobre as arritmias , também contando com o ensino de técnicas de ressuscitação cardiopulmonar - técnica que pode salvar vidas. Em Ponta Porã, serão ofertadas atividades de identificação e prevenção de doenças cardiovasculares, como aferição de pressão, e palestras informativas. Situadas em um espaço de fácil acesso - Hospital Regional Dr. José de Simone Netto -, as ações acontecem de 8h às 17h, contando com a participação de médicos e estudantes de medicina. As atividades são coordenadas pelo cardiologista Guilherme Bertão e o estudante de medicina João Fernando Neves, ambos membros da SOBRAC. “Batedeira” no peito, cansaço constante e desmaios repentinos sem motivos aparentes são alguns dos sintomas das arritmias cardíacas, patologia que atinge cerca de 20 milhões de brasileiros e é responsável pela morte súbita de mais de 320 mil pessoas todos os anos. Por esses motivos, a doença tem atenção especial da Socie-

dade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC), que promove, na semana de 12 de novembro, ações educativas em 25 cidades do país com o objetivo de alertar sobre a importância do diagnóstico e tratamento das arritmias. Batizada de Coração na Batida Certa, a iniciativa tem como marco o Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, celebrado em 12/11, data que já faz parte do calendário do Ministério da Saúde. Em sua 13ª edição, a campanha irá viabilizar palestras, aferição de pressão arterial e frequência cardíaca pela medição de pulso, além do t reinamento de manobras de ressuscitação cardíaca com massagens e uso do DEA (Desfibrilador Externo Automático), tudo de maneira gratuita. “Mais do que informar, queremos tornar o indivíduo protagonista de ações preventivas e de prestação de socorro, capacitando-o para a identificação de distúrbios do ritmo cardíaco e a précondução dos atendimentos de morte súbita, que são essenciais para salvar vidas. Até porque, em muitas situações, a arritmia pode ser silenciosa, sem sintomas aparentes até a ocorrência do mal súbito, em casa, na rua, em qualquer lugar, e alguém bem orientado poderá ajudar”, explica a cardiologista coordenadora nacional da Campanha, Dra. Luciana Armaganijan. As arritmias fazem com que o coração bata fora da frequência regular, às vezes de forma mais lenta, outras mais aceleradas, e em outras oscilando entre estas duas situações. Em geral, a frequência devidamente ritmada deve se manter entre 50 e 100 batidas por minuto. As chances de sobrevivência em pessoas que sofrem uma parada cardiorrespiratória diminuem a cada 10 minutos quando não é prestado um atendimento adequado. A partir de 7 minutos sem oxigenação devida ao cérebro, as taxas de sequelas neurológicas permanentes aumentam de forma significativa. “A campanha se viabiliza a partir do trabalho voluntário organizado por médicos e demais profissionais aliados à SOBRAC, ocupando praças, calçadões, parques, shoppings, hospitais e centros esportivos, levando educação e saúde gratuita para aqueles que não têm acesso a serviços de referência em cardiologia”, relata a especialista.

pesar da curta carreira, com seu primeiro EP lançado em 2015, a dupla já é um dos nomes mais populares da cena musical brasileira, figurando entre as músicas mais tocadas do Brasil. Em 2017, a canção “Trevo (Tu)” foi premiada no Grammy Latino na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa e também no mesmo ano conquistaram um disco de platina duplo com o single “Fica”. Já em 2018, se apresentaram no Rock in Rio Lisboa e lançaram o seu segundo álbum “O Tempo É Agora”. A nova fase é uma demonstração do amadurecimento artístico da dupla, com um som mais pop, catártico e pulsante. Na turnê “Voz e Violão”, as amigas Ana e Vitória fazem um show intimista que deverá ser visto em apenas 25 cidades brasileiras. Entre elas locais que não receberam a turnê “O Tempo É Agora” e lugares que

as amigas Ana e Vitória fazem um show intimista que deverá ser visto em apenas 25 cidades brasileiras

a dupla sente saudades de tocar. Na setlist, os fãs podem esperar músicas que Ana e Vitória gostam de dividir com público em um momento tão único da carreira: a última vez que se apresentaram neste formato, o primeiro disco ainda não tinha sido lançado. O show apresenta as peculiaridades da dupla frente ao cenário da música nacional, caracterizando-se por um

trânsito natural entre o urbano, o rural, o pop, o sertanejo e o folk. “O nosso som é uma mistura de influências brasileiras. Acho que conseguimos mesclar o pop com a música de raiz”, afirmam as cantoras.

As cantoras são amigas de escola que, apenas dois anos depois de juntarem as vozes e os nomes na dupla Anavitória, voaram de Araguaína (Tocantins) para o panteão da música pop contemporânea brasileira.

SERVIÇO:

NOVO SHOW ANAVITÓRIA VIOLÃO E VOZ DIA 08 DE DEZEMBRO DE 2019 - 19h Palácio Popular da Cultura Ingressos pelo Fone 67 99296-6565 - 3326-0105

CULTURA POP

Vacina contra o HPV é aliada do Novembro Azul A Sociedade Brasileira de Urologia mantém sua recomendação de que homens a partir de 50 anos devam procurar um profissional especializado, para avaliação individualizada da saúde prostática. Aqueles da raça negra ou com parentes de primeiro grau com câncer de próstata devem começar aos 45 anos por motivo de fatores genéticos, implicando em risco maior. O uso da vacina HPV protege contra as verrugas genitais e provavelmente contra a neoplasia prostática, sendo indicada para os homens a vacina quadrivalente, contendo os tipos 6, 11, 16 e 18 do vírus

HPV, aprovada no Brasil para meninos e homens de 9 a 26 anos. Com pelo menos 200 variações do vírus em circulação, aproximadamente 40 tipos de HPV causam doenças sexualmente transmissíveis, com as chamadas lesões anogenitais, que atingem órgãos sexuais masculinos e femininos e podem se manifestar também na boca. Destes, 18 variações podem causar câncer. O Novembro Azul busca conscientização da sociedade, particularmente dos homens, a respeito da saúde masculina, destacando a prevenção e diagnóstico precoce do câncer

de próstata. No Brasil ocorrem mais de 10 mortes a cada dia de homens com câncer de próstata. O mês de novembro é dedicado principalmente para quebrar o preconceito masculino de ir ao urologista e, quando indicado, realizar o exame de toque retal. A atividade de diagnóstico precoce, permitindo identificar o tumor prostático em fases iniciais, se demonstra importante para que se estabeleçam medidas eficazes e seguras, diminuindo a mortalidade. “A vacina cobre quatro variações do vírus, mas atinge 85% dos casos de câncer, além de boa parte dos casos

TECNOLOGIA

de DSTs. Como as relações sexuais são a principal forma de transmissão, há muito tabu, preconceito e receio em falar abertamente sobre vacinação e prevenção. Mas é justamente por isso que a vacinação começa com as crianças, antes do início da vida sexual, para que elas possam chegar protegidas à fase adulta. A vacina existe há dez anos e apesar disso o que se vê é que o número de casos segue em evolução, não para de crescer”, explica Dr. Alberto Jorge Félix Costa CRM-MS 1266, médico e diretor técnico responsável da Imunit&a acute; Centro de Imunização.


ight

L

Página 4 www.acritica.net

Campo Grande 10 de novembro de 2019

VW T-Cross ganha versão PCD por R$ 57.630

A Volkswagen disponibilizará, para as pessoas com deficiência (PcD), uma versão do SUV T-Cross que atende os parâmetros da Lei 8.989, de 24 de fevereiro de 1995. Com valor fixado em R$ 70 mil, a configuração será comprada pelo público pelo preço de R$ 57.629,40. Apesar do lançamento, outras duas opções são oferecidas com desconto da fabricante e isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

Volkswagen lança Golf GTE, seu primeiro híbrido no Brasil, por R$ 200 mil A Volkswagen começa semana que vem a vender seu primeiro modelo elétrico-híbrido no Brasil, o Golf GTE, importado da Alemanha, que chega por R$ 200 mil a apenas três concessionárias no País, em São Paulo (SP), Curitiba (PR) e Brasília (DF). O hatch médio é um híbrido plug-in, com capacidade para rodar até 50 km só com o motor elétrico, mais apropriado para trechos urbanos ou rodoviários curtos, e as baterias são recarregadas pelo motor a combustão TSI 1.4 (turbo) a gasolina ou também em uma tomada, comum ou de recarga rápida que começam a ser instaladas. O mais novo híbrido vendido no mercado brasileiro chega completo, em versão única e sem opcionais (incluindo o teto solar). Ele poderá ser encomendado a partir do próximo dia 11 em umas das três concessionárias credenciadas ou via internet, no site da marca. Foi importado ao Brasil um lote inicial de apenas 100 unidades, “para fazer um teste de mercado e avaliar se é viável trazer mais e se é necessário credenciar mais pontos de venda e assistência”, informa Gustavo Schmidt, vice-presidente de vendas e marketing da Volkswagen do Brasil. Apesar do elevado patamar de preço, Schmidt lembra que que o Golf é o mais barato dos modelos híbridos plug-in disponíveis no mercado brasileiro – mas é bem mais caro do que os R$ 125 mil pedidos pelo Toyota Corolla híbrido flex nacional, que não é plugável. O Golf GTE é o 14º dos 20 lançamen-

tos programados pela Volkswagen no Brasil entre 2017 e 2020 e é o primeiro de seis modelos híbridos e elétricos que serão introduzidos pela fabricante na América Latina nos próximos quatro anos. A re-

Modelo pode rodar até 50 km só com tração elétrica e bateria é recarregada pelo motor ou na tomada

gião é um grão de areia perto da ambição global de eletrificação da Volkswagen, que investe € 9 bilhões para lançar mais de 20 automóveis eletrificados até 2023 e produzir 1 milhão deles por ano a partir de 2025.

MELHOR DE DOIS MUNDOS COM PEGADA ESPORTIVA

MERCADO INCIPIENTE EM ASCENÇÃO O Golf GTE híbrido plugin: primeiro eletrificado da Volkswagen no Brasil Di Si reconhece que o potencial para elétricos e híbridos no Brasil ainda é incipiente, apesar da rápida ascensão. Este ano as vendas de carros eletrificados devem alcançar o recorde de 8 mil unidades, cerca do dobro de 2018,

mas ainda assim representam menos de 0,3% do total de veículos vendidos. Para o executivo, as iniciativas de ampliar a rede de recarga devem ajudar a atrair mais interesse à mobilidade eletrificada, como a recente parceria estratégica do Grupo Volkswagen (inclui as marcas VW, Audi e Porsche) com a distribuidora de energia EDP , para a instalação de 30 novas estações de recarga rápida no País, onde será possível repor até 80% da carga das baterias em cerca de meia hora. “A expansão do mercado e dos postos não será de um dia para o outro, mas temos de começar e isso já está sendo feito pelo setor privado, antes mesmo da legislação”, afirma o Di Si. Ele destaca que enquanto a regulamentação desse novo negócio não for feita, os donos de modelos elétricos ou híbridos plug-in vão poder fazer a recarga nesses postos sem pagar nada, o que pode servir de estímulo inicial.

Mesmo depois que a cobrança começar, o gasto de reabastecimento de um carro eletrificado é muito menor. Para rodar 50 km (autonomia diária suficiente para 7 a cada 10 pessoas) em modo 100% elétrico com o Golf GTE, o cálculo de custo é de apenas R$ 5,18 para uma carga completa do banco de baterias. Para alcançar 100 km em modo híbrido, o dispêndio sobe para também muito acessíveis R$ 17. Segundo informa a Volkswagen, o GTE tem autonomia total de 939 km antes de precisar ser reabastecido com gasolina e energia elétrica. Em tomada comum o tempo de recarregamento das baterias do híbrido plug-in varia de 2 a 4 horas, dependendo da voltagem. O consumo médio do hatch medido na Europa é de 1,6 litro a cada 100 km rodados, cerca de 62,5 km/l – no Brasil essa marca é necessariamente mais baixa por causa da gasolina misturada com 28% de etanol.

BICICLETA E PATINETE ELÉTRICOS

Volkswagen agora também vende bicicleta e patinete elétricos nas concessionárias Para marcar sua entrada na era da eletrificação agora também no Brasil, a Volkswagen começa a vender junto com o Golf GTE modelos de bicicleta e patinete elétricos. Com estilo “mountain bike”, a bicicleta elétrica tem motor de 350 W e atinge velocidade máxima de 25 km/h no modo elétrico, com autonomia de 30 km. Poderá ser comprada nas mesmas concessionárias que vendem o GTE pelo salgado preço de R$ 11,5 mil. O patinete vai custar R$ 3,4 mil. Também tem motor de 350 W, capacidade de peso de 100 kg, autonomia de 20 km e chega a 25 km/h.

Com pegada esportiva e ótima eficiência energética, o Golf GTE alia o melhor dos dois mundos. A soma de potências do motor térmico TSI 1.4 (turbo) de 150 cavalos com o propulsor elétrico de 102 cavalos entrega potência combinada de 204 cavalos, com torque máximo de 350 Nm. O motorista escolhe como quer andar: em modo 100% elétrico a até 130 km/h ou com a força dos dois motores à máxima de 222 km/h. O powertrain elétrico híbrido aliado ao câmbio DSG automático de dupla embreagem e seis velocidades garante acelerações muito espertas, de 0 a 100 km/h em apenas 7,6 segundos. Com controles ao lado da alavanca de câmbio e na tela tátil central de 9,2 polegadas, o motorista pode escolher quatro modos de condução: “e-mode” para rodar só com tração 100% elétrica; modo híbrido para deixar o sistema escolher a propulsão mais eficiente (elétrica ou híbrida); “battery charge” para o motor térmico tracionar o carro e recarregar as baterias; e o modo GTE, quando os dois motores entram em ação para assegurar potência máxima – nesta função freios, direção, suspensão, transmissão e até o ruído interno são ajustados eletronicamente para uma tocada esportiva. O motor elétrico também funciona como gerador para recuperar energia cinética e recarregar as baterias nas reduções e frenagens. Com um toque para trás na alavanca do câmbio automático, é acionado um sistema para potencializar esse aproveitamento energético, aumentando a resistência das rodas quando se tira o pé do acelerador, como se fosse a redução de uma marcha, para gerar mais energia. Em uma descida de serra, por exemplo, nesse modo o carro pode chegar ao fim com carga de bateria maior do que quando começou a descer. O Golf GTE tem pacote completo de sistemas de assistência ao motorista, incluindo frenagem automática de emergência, controle de estabilidade (ESC) e tração, controle de velocidade de cruzeiro adaptativo (ACC), detector de fadiga e assistente de farol alto, que reduz a intensidade da luz automaticamente quando detecta outro veículo em direção contrária. Ar-condicionado e aquecedor são elétricos, também consomem energia das batarias. O painel de instrumento é totalmente digital e configurável. O GTE trazido ao Brasil agora ainda está na carroceria da sétima geração do Golf. A oitava geração apresentada recentemente começa a ser vendida na Europa em dezembro e também terá versões elétricas e híbridas, mas Volkswagen não informa quando devem chegar ao mercado brasileiro.

Profile for JORNAL A CRITICA

Jornal A Crítica - Edição 1968 - 10/11/2019  

Jornal A Crítica - Edição 1968 - 10/11/2019