Page 1

Bibliotecando Notícias da Biblioteca

Agrupamento

Aver-o-Mar

Edição 24 maio 2012

DESTAQUE Organização e Gestão da BE; Autoavaliação

NESTA EDIÇÃO:

Organização e Gestão da coleção e do catálogo Autoavaliação “Construindo Leitores Sessões de Leitura

+

Este é o Bibliotecando relativo ao mês de maio, um mês repleto de tarefas mais centradas no domínio da gestão da BE; é necessário começar a “arrumar a casa”, saber que informação falta nos dados bibliográficos da obra, ver o que falta na estante, o que se danificou, substituir as sinaléticas gastas pelo uso, encetar processos de avaliação, construindo questionários, disponibilizando-os online, recolhendo a informação… dar conta destas vivências é o que faremos nesta newsletter. Organização e Gestão da coleção e do catálogo Ao longo do ano, e sempre que alguma obra chega à BE, todo um trabalho de plastificação, carimbagem, catalogação e indexação é encetado. Só desta forma, podemos dar conta do acervo da BE e colocá-lo à disposição do público, nas estantes e no catálogo. Todos os anos, uma das BE´s das escolas do 1º ciclo e Jardim de Infância é alvo de uma atenção mais profunda nestas dinâmicas de gestão da coleção e do catálogo. É necessário rever todas as obras existentes e completar a catalogação e indexação nos processos em que a informação se apresente ainda incompleta ou inexistente. É que desde a origem da Biblioteca, em 2003, até ao presente momento, muitas obras foram incluídas no espólio, integrando apenas um inventário, sem qualquer tratamento bibliográfico. Este ano, é a Biblioteca Escolar de Agro Velho que é objeto de tratamento bibliográfico mais completo, pelo que todas as obras (cerca de 1500) serão sujeitas a um controlo mais apertado, numa dinâmica de articulação entre as professoras bibliotecárias. Também as obras existentes na EB Navais serão objeto de tratamento; para este efeito, contamos com a colaboração da Biblioteca Municipal, dado o volume do espólio existente. Autoavaliação A partir do mês de maio, as Bibliotecas Escolares, em todo o país, encetam processos de autoavaliação. Utilizam, para este efeito, o MABE , modelo de avaliação da biblioteca escolar. Trata-se de um modelo que abarca as quatro dimensões que as BE´S devem trabalhar, a saber: 1.Gestão da BE, 2. Leitura e Literacia, 3. Apoio ao currículo, 4. Projetos e Parcerias. Em todas estas dimensões, a Biblioteca deve apresentar evidências, pontos fortes e pontos fracos e deve apoiar a informação com a opinião dos alunos, professores e encarregados de educação. Para recolha de dados, a BE utiliza inquéritos por questionários disponibilizados pela RBE, necessitando, no entanto, de reajustamentos específicos, tendo em conta o público de cada escola. O relatório de autoavaliação da BE será apreciado em Conselho Pedagógico e divulgado a todos os docentes, em tempo oportuno.

Newsletter nº24


Bibliotecando

+

“Construindo leitores” O projeto de leitura “Construindo Leitores” é também, como não podia deixar de ser, parte integrante deste processo de avaliação. A BE construiu um inquérito por questionário dirigido aos docentes e a disponibilizar online, para recolha dos dados necessários à avaliação. Claro que outros dados são também pertinentes, designadamente, os registos de observação, a conversação informal, a recolha e divulgação de trabalhos resultantes da dinamização dos vários subprojectos que constituem o projeto, os registos de leitura que cada professor preenche dando conta do corpus textual que construiu para a sua turma...

Neste enquadramento do “Construindo Leitores”, eis algumas imagens, ao lado, do trabalho que os pequeninos do pré-escolar (JIAG4) Uma escada para apanhar desenvolveram em a lua torno das obras do baú, ou seja, do “Aler+-osLivros”, no 3º período. Neste caso, trata-se da obra “O ratinho marinheiro” de Luisa Ducla Soares e da obra “Papá, por favor apanhame a lua” de Eric Carle. Sessões de leitura” Na última semana de maio, a BE organizou e dinamizou sessões de leitura “Dia Mundial da Criança” com os alunos do 1º ano, nas escolas com BE. A obra privilegiada para estas sessões de leitura foi “Jardim do arco-íris” de Manuela Ribeiro. Trata-se de uma trama em que os insetos comandados pela formiga Mari e pela borboleta Didi compõem o jardim que tinha sido destruído por um vendaval. E tudo isto para receber as crianças, no dia seguinte, dia 1 de junho. Num momento de enquadramento da obra, os alunos conversaram sobre os direitos da criança, o papel da ONU e da UNICEF na defesa dos direitos da criança. A leitura, em voz alta, aconteceu de forma partilhada, lendo a professora bibliotecária, a professora titular de turma e os alunos. Foram momentos muito pertinentes para as crianças do 1º ano, agora que já sabem ler e podem, portanto, participar em leituras, neste caso, em voz alta. Resta-nos finalizar este Bibliotecando desejando ótimas férias… e até breve!

Até ao próximo ano!!!

Newsletter nº24

Edição 24  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you