Page 1

Uma escola pública de excelência é possivel!


Flávio Dino Governador do Estado

Jhonatan Almada Reitor do IEMA

Elinaldo Soares Silva Diretor de Ensino

Gustavo Medeiros Mota Andrade Diretor de Planejamento e Administração

Dario Manoel Barroso Soares Diretor de Pesquisa e Extensão

Direção de arte Riccardo Otavio


Breve história .........................................

4

SUMÁRIO 6 Professor Honoris Causa .............................................. 22 Relação com setor produtivo .......................................... 27 Inovação ....................................................................... 28 Evolução do Iema .......................................................... 30 Rede de educação profissional, Científica e tecnológica .....

8 Currículo ............................................................... 9 Cursos ofertados nas unidades plenas ................11 Cursos ofertados nas unidades vocacionais .........12 Princípios do modelo pedagógico ...........................

14 Inclusão ............................................................ 17 Redes................................................................ 19 Círculos ............................................................ 21 Conquistas ........................................................


BREVE HISTÓRIA O Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IEMA é uma autarquia vinculada à Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação – SECTI, criado pelo governador Flávio Dino. O IEMA é uma instituição que tem como objetivo oferecer educação pública, gratuita e de qualidade, buscando o desenvolvimento social, tecnológico e econômico do Maranhãoo. O Instituto foi criado por meio da medida Provisória 184, de 02 de janeiro de 2015, transformado na Lei Nº 10.213, de 09 de março de 2015, reorganizado por meio da Lei de nº 10.385, de 21 de dezembro de 2015 e do Decreto Nº 31.761, de 20 de maio de 2016, com o intuito de ampliar a oferta de Educação Profissional Técnica de Nível Médio no Estado do Maranhão. Os cursos são ofertados nos municípios após realização de diagnóstico situacional e consulta pública a comunidade, a fim de assegurar a articulação das políticas educacionais com as demandas sociais e econômicas em consonância com a meta 10 do Plano Nacional de Educação - PNE, Lei 13.005 de 25 de junho de 2014 e meta 3 do Plano Estadual de Educação do Maranhão - PEE/MA, Lei 10.099 de 11 de junho de 2014.

4|

Uma escola pública de excelência é possivel!


MISSÃO Promover educação profissional, científica e tecnológica de forma gratuita, inovadora e de qualidade, visando à formação integral dos jovens para atuarem na sociedade de maneira autônoma, solidária e competente.

VALORES Cooperação: por meio do trabalho em equipe, de forma harmônica, integrada e colaborativa em prol de objetivos comuns. Inclusão: de ações interativas com a sociedade a partir do respeito às diferenças. Inovação: na difusão de novos saberes e novas tecnologias a serviço da sociedade. Qualidade: por meio da promoção contínua de serviços que garantam o princípio da dignidade humana, a disseminação da cultura de excelência, no sentido de sempre satisfazer o público-alvo. Transparência: ações com exatidão, franqueza, sinceridade, no sentido de informar tudo aquilo que possa afetar significativamente a comunidade escolar.

VISÃO Ser referência, até 2024, em educação profissional, científica, técnica e tecnológica no Estado do Maranhão.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 5


REDE DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL, CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA UNIDADES PLENAS – responsável pela oferta de educação profissional e tecnológica de nível médio em tempo integral no Estado do Maranhão, sendo-lhe assegurada as condições pedagógicas, administrativas e financeiras, caracterizadas pela: I. unidade de princípios e procedimentos pedagógicos e administrativos para a implementação de políticas públicas de educação profissional; II. respeito à diversidade e ao atendimento às demandas locais e regionais; III. cumprimento das finalidades estabelecidas para a formação geral e as condições de preparação para o exercício de profissões técnicas objetivando a sua inserção no mercado de trabalho e expectativa pela oferta de cursos de formação inicial e continuada, tem a finalidade de capacitar, aperfeiçoar e atualizar o profissional que deseja entrar ou retornar ao mercado de trabalho de maneira rápida e eficiente. Essa modalidade de ensino tem como característica a constante modernização das programações e matrizes curriculares. Por meio dela novas competências podem ser desenvolvidas e atualizadas fortalecendo saberes com foco no desempenho de uma determinada função ou atividade específica.

6|

Uma escola pública de excelência é possivel!

A Rede do Iema é composta por unidades plenas e vocacionais


MODELO PEDAGÓGICO As Unidades Plenas adotam inovações em alguns componentes fundamentais da escola e do currículo, tais como: • Jornada integral dos estudantes, com currículo integrado entre Base Nacional Comum Curricular, Parte Diversificada e Base Técnica, tendo início às 7h30 e término às 17h, tendo direito a 3 (três) refeições diárias fornecidas pelo Instituto; • Escola alinhada com a realidade do jovem, preparando os estudantes para realizarem seu Projeto de Vida e para serem protagonistas de sua formação; • Professores e demais educadores com atuação profissional diferenciada, e em regime de dedicação plena e integral à unidade escolar; • Modelo de Gestão - Tecnologias de Gestão Educacional – TGE voltado para a efetiva aprendizagem do jovem e a conclusão da Educação Básica.

ESCOLA DA ESCOLHA TECNOLOGIA DE GESTÃO EDUCACIONAL (TGE) MODELO PEDAGÓGICO

FORMAÇÃO ACADÊMICA DE EXCELÊNCIA

FORMAÇÃO PARA A VIDA

O JOVEM SEU PROJETO DE VIDA

FORMAÇÃO DE COMPETÊNCIAS PARA O SÉCULO XXI

Uma escola pública de excelência é possivel! | 7


PRINCÍPIOS DO MODELO PEDAGÓGICO Protagonismo O estudante é envolvido como parte da solução e não tratado como problema. Os 4 Pilares da Educação Meios de desenvolvimento das competências dos estudantes através do aprender a ser, aprender a conviver, aprender a fazer e aprender a conhecer. Pedagogia da Presença Referência de todas as práticas educativas e de todos os educadores. Educação Interdimensional Consideração das dimensões da corporeidade, do espírito e da emoção na formação humana e não apenas a formação cognitiva, o que implica em inovações em conteúdo, método e gestão.

8|

Uma escola pública de excelência é possivel!


CURRÍCULO Unidades Plenas Carga Horária Discente é constituída pela Base Nacional Comum Curricular, Parte Diversificada e Base Técnica, em consonância com as Diretrizes e Bases da Educação Nacional e Estadual.

a)

Base Nacional Comum Curricular - a organização do trabalho pedagógico no Ensino Médio, a partir de áreas do conhecimento desdobradas em componentes curriculares, a saber: Linguagem (Língua Portuguesa, Arte, Educação Física e Língua Estrangeira Moderna); Ciências da Natureza e Matemática (Matemática, Ciências da Natureza – Biologia, Química, Física) e Ciências Humanas (Geografia, História, Sociologia e Filosofia).

b)

Parte Diversificada - a parte diversificada está distribuída de forma interdisciplinar e objetiva atender as características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia, da tecnologia e da inovação de modo a complementar a BNCC:

Uma escola pública de excelência é possivel! | 9


• Disciplinas Eletivas: disciplinas temáticas e inovadoras, oferecidas semestralmente, propostas pelos professores e/ou estudantes, visando diversificar e aprofundar/enriquecer os conteúdos e temas trabalhados nos componentes curriculares da BNCC. • Projeto de Vida: é uma tarefa de autoconhecimento do estudante, que expressa metas e define prazos, com vistas à realização das aptidões individuais, com responsabilidade individual, responsabilidade social e responsabilidade institucional em relação ao IEMA. Tratase de uma tarefa permanente de tomada de decisão e auto realização. • Práticas e Vivências em Protogonismo Juvenil: processo pedagógico no qual o jovem é estimulado a atuar criativa, construtiva e solidariamente na solução de problemas reais na Unidade, na comunidade e na vida social, através dos clubes sociais, a saber: - Líderes de turma - Clubes Juvenis • Estudo Orientado: aulas com objetivo de estimular o estudante a estudar, apoiá-lo e orientá-lo em seu estudo diário, por meio da utilização de técnicas de estudo que o auxiliarão em seu processo de ensino e aprendizagem. • Práticas Experimentais de Laboratório: aulas com objetivos de experiências práticas dos conhecimentos teóricos, tecnológicos e inovadores aprendidos pelos estudantes em sala de aula. Inclui-se também as Aulas de Robótica Educacional. - Acolhimento - Tutoria

c)

Base Técnica – disciplinas técnicas voltadas para a formação profissional e melhoria da qualificação dos estudantes.

10 |

Uma escola pública de excelência é possivel!


CURSOS OFERTADOS NAS UNIDADES PLENAS EIXO TECNOLÓGICO Informação e Comunicação

Gestão e Negócio

Recursos Naturais

Controle e Processos Industriais

Turismo, Hospitalidade e Lazer Ambiente e Saúde

Infraestrutura Produção Industrial Produção Alimentícia Produção Cultural e Design

CURSO TÉCNICO EM 1 Informática 2 Informática Biomédica 3 Informática para Internet 4 Manutenção e Suporte em Informática 5 Administração 6 Logística 7 Serviços Jurídicos 8 Agricultura (Orgânica) 9 Mineração 10 Zootecnia (Avicultura) 11 Agropecuária 12 Recursos Pesqueiros 13 Agroecologia 14 Eletrotécnica 15 Eletromecânica 16 Eletroeletrônica 17 Guia de Turismo 18 Eventos 19 Meio Ambiente 20 Equipamentos Biomédicos 21 Gerência de Saúde 22 Registro e Informações em Saúde 23 Portos 24 Química 25 Alimentos 26 Produção de Áudio e Vídeo

Uma escola pública de excelência é possivel! | 11


CURSOS OFERTADOS NAS UNIDADES VOCACIONAIS As ofertas desses cursos são destinadas a pessoas com escolaridade variável, além de acontecer em um curto espaço de tempo o que permite o rápido aprendizado e a aplicação imediata dos conhecimentos adquiridos. São cursos de Formação Inicial e Continuada (Fic’s).

Cursos FICs             

Inglês Guia de Turismo Construção Civil Estética Agricultura Orgânica Horticultura Operador de Máquinas Mecânico de Motocicleta Eletricista predial Panificação e Confeitaria Corte e costura Artesanato Beneficiamento

• Babaçu • Abacaxi • Mel • Açaí

    

12 |

Apicultor Fruticultor Preparador de Doces e Conservas Cerveja Artesanal Cachaça

Uma escola pública de excelência é possivel!


IEMA PRESENTE! Unidade Vocacional ANO

Nº MUNICÍPIOS Nº MATRÍCULAS INICIAIS ATENDIDOS

2016

18

3.486

2017

90

12.819

2018

85

13.085

Unidade Plena ANO

Nº MUNICÍPIOS Nº MATRÍCULAS INICIAIS ATENDIDOS

2016

3

750

2017

7

1.350

2018*

12

3.250

Uma escola pública de excelência é possivel! | 13


CONQUISTAS

2016

2017

14 |

Uma escola pública de excelência é possivel!

 Primeiro Lugar na Olimpíada Brasileira de Robótica – Etapa Estadual  Primeiro Lugar no Torneio Juvenil de Robótica – Etapa Estadual  Vice-campeão no Torneio Juvenil de Robótica – Etapa Nacional  Vice-campeão na Mostra Brasileira de Foguetes  Medalha de Ouro na Olimpíada Brasileira de Geografia  Medalha de Bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP)  Menção Honrosa na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP)  Primeiro Lugar no Prêmio Estadual Construindo a Igualdade de Gênero  Primeiro Lugar no Concurso Eduardo Galeano de Redação  Curta selecionado para o 49º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

 Campeão no 2º Desafio de Robótica da Plataforma NASA  Primeiro lugar em cinco modalidades da final nacional do Torneio Juvenil de Robótica-TJR  Segundo lugar em duas modalidades da final nacional do Torneio Juvenil de Robótica-TJR  Vice-campeão na XII Jornada Brasileira de Foguetes  3º lugar no Concurso de Redação da Defensoria Pública da União-DPU  Medalha de Bronze e Menção Honrosa na Olimpíada Maranhense de Química-OMQ  Primeiro, segundo e terceiro lugares na Mostra Acadêmico-Científica em Ciências Biológicas -MACCBIO da UEMA  Medalha de prata na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica-OBA  Vice-campeão do Torneio Brasileiro de Robótica na categoria sênior


 Medalhas de ouro, prata e bronze na Olimpíada Brasileira de Geografia-OBG  Melhor Equipe Estrangeira na RoboParty (Portugal)  Campeão geral do Torneio Internacional de Robótica-ITR  Primeiro, segundo e terceiro lugares na Olimpíada Brasileira de Robótica-Etapa Estadual  Campeão Maranhense de Jiu-jitsu  Medalha de Ouro Taekwondo nos Jogos Escolares Maranhenses  Medalha de Bronze e Prata Futebol Etapa Metropolitana dos Jogos Escolares Maranhenses  Medalha de Bronze na Olimpíada Internacional de Matemática sem Fronteiras

2017

2018

Semana de Ciência e Tecnologia no Maranhão: Categoria Pôster  1º e 2º lugares Ciências da Saúde  1º 2º e 3º lugares Linguística, Letras e Artes  3º lugar Ciências Biológicas  3º lugar Ciências Agrárias Categoria Mostra Científica  1º 2º e 3º lugares Ciências Biológicas  1º lugar Ciências Agrárias  2º lugar Ciências Humanas  3º lugar Ciências Exatas e Naturais  1º lugar no Dédalo – Labirinto da Matemática  Medalhas de ouro e bronze na Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras  1º, 2º e 3º lugares e título de Super Time no Torneio Internacional de Robótica (ITR)  Medalhas de prata, bronze e menção honrosa na Olimpíada Brasileira do Saber  3º lugar no Concurso Internacional de Redação de Cartas da União Postal Universal  4º lugar na modalidade dança e 5º na modalidade corrida de robôs na RobôParty (Portugal)  1º lugar categoria pôster na Jornada de Pesquisas em Química (UFPI)  PIT Destaque no First Lego League-FLL  2º e 3º lugares no Campeonato Municipal de Lançamento de Foguetes/Mostra Científica de Santa Rita.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 15


INDICADORES DE QUALIDADE 2017

EVASÃO FREQUÊNCIA APROVAÇÃO

16 |

Uma escola pública de excelência é possivel!

0,78% 97% 91,24%


INCLUSÃO

Educação inclusiva - A educação inclusiva e seus inúmeros desafios exige conhecimentos sobre as lutas históricas que a educação brasileira tem enfrentado no decorrer dos anos, nos percursos traçados pela necessidade de incluir socialmente as pessoas com deficiências. No século XXI já se pode listar várias conquistas no campo da educação especial e inclusiva, dentre as quais se destaca a convivência e compartilhamento de experiências e aprendizagem nos mesmos espaços pedagógicos entre estudantes com e sem deficiência. O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IEMA é a prova viva de que a educação inclusiva é possível no Brasil, no Nordeste e na Educação Profissional Técnica de Nível Médio, integrada e em tempo integral, nos parâmetros da Escola da Escolha, formando estudantes protagonistas, que delineiam ao longo do Ensino Médio sonhos em Projeto de Vida.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 17


O IEMA defende a educação pública de excelência. Até em toda a sua estrutura física, pode-se perceber um ambiente adaptado para receber todos os públicos e suas diversidades, como: sala de recursos multifuncionais Tipo I e Tipo II; escadas largas com degraus em tamanho confortável; rampas largas com piso antiderrapante e tátil de alerta do início ao fim do trajeto, com inclinação adequada para subir e descer em cadeiras de rodas: escadas com corrimão dos dois lados; todos os banheiros adaptados com guias de rebaixamento; para cada estudante com surdez há dois interpretes por sala de aula. Acrescenta-se ainda, um trabalho de sensibilização e formação para todos os profissionais da unidade plena envolvidos nesse processo da educação inclusiva, a fim de que possam entender e viabilizar a aprendizagem e inclusão dos estudantes. É nessa perspectiva que o IEMA oferta o Ensino Médio em tempo integral e integrado a educação profissional de forma gratuita, inovadora e de qualidade, inserindo os jovens com deficiência no mundo do trabalho e no caminho do prosseguimento dos estudos. Superando os desafios de um contexto social permeado de preconceitos e discriminações. É na contra mão dessas idiossincrasias que o IEMA perfaz seu percurso de instituição pública de excelência, oferecendo educação inclusiva em que indistintamente todos os estudantes desenvolvem suas habilidades e competências como protagonistas. O IEMA demonstra com isso que os estudantes com deficiência tem capacidade de pensar, agir, questionar e de ser parte ativa da sociedade.

18 |

Uma escola pública de excelência é possivel!


REDES A Rede Ennes de Souza de Laboratórios Educacionais do IEMA foi criada pela Resolução CONSUP/IEMA Nº 71, de 01 de fevereiro de 2018 com o objetivo de reunir e organizar a ação dos Laboratórios da Base Nacional Comum e Base Técnica de cada Unidade. A Rede se vincula a Diretoria de Pesquisa e Extensão do IEMA.

Quem foi Ennes de Souza? ANTÔNIO ENNES DE SOUZA (1848-1920). Em 1867 mudou-se para a Europa, onde estudou na Universidade da Sorbonne, em Paris. Retornou ao Maranhão e atuou no comércio do estado até 1873. Regressou então à Europa e formou-se na Universidade de Zurique, na Suíça. Depois, ingressou na Academia Real de Minas de Freiberg, na Saxônia, onde conseguiu o diploma de engenheiro de minas. De volta ao Brasil, tornou-se professor da Escola Politécnica do Rio de Janeiro. Foi um dos fundadores e o primeiro presidente, em 1897, da Sociedade Nacional de Agricultura. Fundou e foi o primeiro presidente da Liga Brasileira contra o Analfabetismo de 1915 a 1920. Fundou e foi vice-presidente da Sociedade Brasileira de Ciências em 1916. Um dos fundadores da Sociedade Central de Imigração, participou da campanha abolicionista ao lado de José do Patrocínio e defendeu reformas sociais avançadas para a época. Foi também membro da Academia Brasileira de Ciências, da Sociedade de Ciências Naturais de Zurique, na Suíça, e da Sociedade de Química de Berlim, na Alemanha. Faleceu no Rio de Janeiro em 1920. Acesse CPDOC/EnnesdeSouza.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 19


A Rede Bandeira Tribuzi de Bibliotecas do IEMA foi criada pela Resolução CONSUP/IEMA Nº 22, de 24 de janeiro de 2017 com o objetivo de reunir as Bibliotecas de cada Unidade e organizá-las com Plano de Trabalho comum e Coordenação unificada. A Rede se vincula a Diretoria de Ensino do IEMA.

Quem foi Bandeira Tribuzi? BANDEIRA TRIBUZI (1927-1977). Nasceu em São Luís, a 2 de fevereiro de 1927. Quando Bandeira Tribuzi, em 1946, retornou ao Maranhão, vindo de Portugal, após 16 anos de estudos em terras lusíadas, embora já houvesse acontecido a Semana de Arte Moderna de 1922, os maranhenses dela ainda não haviam tomado conhecimento. Tribuzi introduziu na literatura maranhense o poema moderno tipicamente lírico e simultaneamente irônico, sutilmente satírico.Morreu, em São Luís, aos 50 anos de idade, em 1977. Acesse BandeiraTribuzi.

A Rede Maria Aragão de Educação em Saúde do IEMA foi criada pela Resolução CONSUP/IEMA Nº 23, de 24 de janeiro de 2017 e tem por objetivo reunir as Enfermarias de todas as unidades do IEMA. A Rede desenvolve Plano de Trabalho comum e possui Coordenação unificada. A Rede Maria Aragão se vincula à Diretoria de Pesquisa e Extensão do IEMA.

Quem foi Maria Aragão? MARIA ARAGÃO (1910-1991). Maria José Camargo Aragão nasceu em São Luís, no dia 10 de fevereiro de 1910. Vinda de uma família de sete filhos, a comunista do Maranhão, como ficou conhecida, enfrentou todos os preconceitos por ser negra e mulher. Mudou-se para o Rio de Janeiro, onde dava aulas para conseguir a formação em Medicina pela Universidade do Brasil. Maria Aragão foi médica, professora, diretora do jornal Tribuna do Povo e fez história como líder do Partido Comunista do Brasil. Ela iniciou sua carreira como pediatra, mas mudou sua especialização para ginecologista com o intuito de defender a valorização da saúde da mulher. Em 23 de junho de 1991, morre em São Luís. Ela foi homenageada no documentário “Maria Aragão e Organização Popular”, realizado pela Escola Nacional Florestan Fernandes. Em 2003, foi inaugurado o Memorial Praça Maria Aragão, no Centro Histórico de São Luís, que foi projetado por Oscar Niemeyer. Acesse em FundaçãoPalmares/PersonalidadesNegras/MariaAragao.

20 |

Uma escola pública de excelência é possivel!


CÍRCULOS

O IEMA criou por meio das Resoluções Nº 86 e 87, DE 25 DE ABRIL DE 2018, respectivamente os Círculos “Rosa Mochel” de Humanidades e o Círculo “Maria Firmina” de Linguagens do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IEMA.

Integram o Círculo de Humanidades todos os professores de História, Geografia, Filosofia e Sociologia das Unidades Plenas e de Linguagens os professores de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Língua Espanhola, Artes e Educação Física. A missão dos Círculos é integrar o trabalho dos professores da área de Humanidades em apoio prioritário ao desenvolvimento da educação profissional e tecnológica do IEMA tendo por base epistemológica de inspiração os círculos de cultura de Paulo Freire, buscando promover a cooperação, a integração e a articulação dos professores das áreas de linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias.

Rosa Mochel Martins O Círculo de Humanidades homenageia a professora maranhense Rosa Mochel Martins (1919–1985), professora normalista, bacharel em Geografia e História, engenheira agrônoma, tornando-se a primeira mulher maranhense a ter esta formação. Sua preocupação com a educação de crianças e jovens levou-a a produzir obras didáticas para a terceira série do ensino fundamental até a educação superior. Criou a Casa de Alice, um horto com grande variedade de plantas, aberto à visitação pública, em seu sítio no distrito do Maracanã, localizado em São Luís, com a finalidade de preservação da natureza, por meio de espécies condenadas ao desaparecimento pelo desmatamento desordenado em nosso meio.

Maria Firmina dos Reis O Círculo de Linguagens homenageia Maria Firmina dos Reis, romancista, filha de mãe branca e pai negro, registrada sob o nome de um pai ilegítimo e nascida na Ilha de São Luis, no Maranhão, Maria Firmina dos Reis (1822 – 1917) fez de seu primeiro romance, Úrsula (1859), algo até então impensável: um instrumento de crítica à escravidão por meio da humanização de personagens escravizados.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 21


PROFESSOR HONORIS CAUSA Tânia Bacelar Tânia Bacelar de Araújo. Possui graduação em Ciências Sociais pela Faculdade Frassinetti do Recife (1966), graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Católica de Pernambuco (1967), Diploma de Estudos Aprofundados – D.E.A. pela Universidade de Paris I, PanthéonSorbonne (1977) e doutorado em Economia Pública, Planejamento e organização do espaço pela Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne (1979). Exerceu vários cargos públicos e atualmente é professora aposentada da Universidade Federal de Pernambuco, sendo também sócia da CEPLAN Consultoria Econômica e Planejamento. Economista da SUDENE (20 anos) tendo sido Diretora de Planejamento Global (1985/86), Secretária de Planejamento de Pernambuco 1987/88, Secretária da Fazenda de Pernambuco 1988/1990, Diretora do Departamento de Economia da FUNDAJ 1990 /1995, Secretária de Planejamento,Urbanismo e Meio Ambiente do Recife 2001/2002, Secretária Nacional de Políticas Regionais pelo Ministério da Integração Nacional 2003, Coordenadora do Grupo de Trabalho de Recriação da SUDENE e da SUDAM 2003.

Raimundo Palhano Raimundo Palhano graduado em Ciências Econômicas pela UFMA (1972), Especialista em Administração Pública pela UEMA, (1975), em Planejamento do Desenvolvimento pela UFPA, (1983) e Economia do Setor Público pela Unicamp (1989). Realizou capacitação e aperfeiçoamento em Planejamento Educacional (Universidad Central de Las Villas, Cuba, 1987), Sociedade e Política no Brasil Contemporâneo (Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro-IUPERJ, 1986) e Planejamento e Gestão do Ensino Superior (Iowa State University, EUA, 1976). Participante de intercâmbios internacionais sobre planejamento e educação nos Estados Unidos, Cuba, Venezuela, Chile e França. Mestre em História, concentração em Urbanização e Industrialização pela Universidade Federal Fluminense do Rio de Janeiro-UFF (1987).

22 |

Uma escola pública de excelência é possivel!


Marcelo Viana Marcelo Miranda Viana da Silva. Atualmente é pesquisador titular e diretor-geral do IMPA, bolsista de produtividade 1A do CNPq e membro do comitê executivo e tesoureiro do Conselho de Matemática das Américas. Foi membro do conselho deliberativo do CNPq, presidente da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), vice-presidente da União Matemática Internacional (IMU), coordenador cientifico da União Matemática da América Latina e do Caribe (UMALCA), diretor adjunto do IMPA, membro do comitê executivo da IMU, coordenador do comitê assessor de matemática e estatística no CNPq (por duas vezes), representante da área de matemática, probabilidade e estatística na CAPES e na FAPERJ, chefe do escritório regional na América Latina da Academia de Ciências do Mundo em Desenvolvimento (TWAS), vice-presidente da SBM e presidente do conselho gestor do PROFMAT – Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional. Foi distinguido pela presidência da república com a GrãCruz da Ordem Nacional do Mérito Científico, em 2000, e com o grau de Comendador da Ordem Nacional do Mérito Educacional, em 2018. Preside o comitê organizador do Congresso Internacional de Matemáticos ICM 2018, que será realizado no Brasil de 1 a 9 de agosto de 2018. Concebeu e lidera o projeto do Biênio da Matemática 2017-2018 (Lei 13.358 de 7 de novembro de 2016)

Bira do Pindaré Ubirajara do Pindaré Almeida Sousa é Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Mestre em Políticas Públicas pela mesma Universidade. Bancário e advogado. Deputado estadual no segundo mandato. Foi presidente do Sindicato dos Bancários do Maranhão, Delegado Geral do Trabalho no Maranhão e Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação. Reitor do IEMA de 27/05/2015 a 14/03/2016.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 23


Rossini Corrêa Rossini Corrêa é maranhense de São Luís, nascido em 08 de setembro de 1955. Dedicado aos estudos jurídicos, teológicos, filosóficos e sociais, Rossini Corrêa – que participou de seminários jurídicos na Pontifícia Studiorum Universitas Urbaniana, no Vaticano e na Libera Università Maria Santíssima Assunta, em Roma, bem como na Universität Hamburg, na Alemanha e na L’Ecole Nationale de la Magistrature à Paris e de conferência na Sultan Qaboos University, do Sultanato de Oman – possui Bacharelado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (1978), Bacharelado em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco (1981), Mestrado em Ciência da Religião pelo Instituto de Ensino Superior Evangélico (1998), Mestrado em Direito Canônico pela Faculdade Teológica Panamericana (1998), Mestrado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (1982), Doutorado em Teologia ThD, pela Faculdade de Teologia Antioquia Internacional (1998), em Theology, pela Antioch Christian University, em Sociologia, pela Universidade de Brasília (1987), Doutorado e Pós-Doutorado em Direito Internacional, pela American World University (2002 e 2008).

João Batista Ericeira João Batista Ericeira mestre em Direito de Estado pela Universidade de Brasília. É Presidente da Academia Maranhense de Letras Jurídicas, Vice-Diretor-Geral da Escola de Formação de Governantes do Maranhão, Vice-Diretor da Associação Brasileira de Advogados Eleitorais (ABRAE), Presidente da Associação Brasileira de Advogados (ABA/Seccional Maranhão), Presidente da Associação Maranhense de Advogados – AMAd, Diretor da Escola Superior de Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional Maranhão e sócio majoritário do escritório “João Batista Ericeira Advogados Associados”. Membro do Instituto dos Advogados do Brasil e do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão. Coordenador do Núcleo de Ciência Política do Centro de Estudos Constitucionais e de Gestão Pública-CECGP. Foi membro do Conselho Consultivo e SecretárioGeral da Escola Nacional de Advocacia, do Conselho Federal da OAB, Vice -Presidente do Conselho Editorial e da Comissão de Defesa da República e da Democracia, da OAB-MA. 24 |

Uma escola pública de excelência é possivel!


Simon Schwartzman Simon Schwartzman, nascido em Belo Horizonte é pesquisador do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade no Rio de Janeiro. Foi, entre 1994 e 1998, Presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e, entre 1999 e 2002, diretor para o Brasil do American Institutes for Research. Estudou sociologia, ciência política e administração pública na Universidade Federal de Minas Gerais (1961); tem um mestrado em sociologia pela Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO), Santiago do Chile (1963); e Ph.D. em ciência política pela Universidade da Califórnia, Berkeley (1973). Foi professor da Universidade Federal de Minas Gerais, tendo sido afastado pelo golpe militar de 1964 e reintegrado em 2000, quando se aposentou.

Fernando Haddad Fernando Haddad, nascido em São Paulo, no dia 25 de janeiro de 1963. Bacharel em Direito, Universidade de São Paulo, 1985. Especialização em Direito Civil. Mestre em Economia, Universidade de São Paulo, 1990. Especialização em Economia Política. Doutor em Filosofia, Universidade de São Paulo, 1996. Professor de Teoria Política Contemporânea no Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Sociais da Universidade de São Paulo. Analista de Investimento do Unibanco. Consultor da Fundação de Pesquisas Econômicas (Fipe). Chefe de Gabinete da Secretaria de Finanças e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura do Município de São Paulo. Secretário Executivo do Ministério da Educação. Ministro de Estado da Educação de 2005-2012. Prefeito de São Paulo de 2013-2016.

Affonso Beato Affonso Beato, Nascido no Rio de Janeiro, Brasil. Cidadão americano, morando em Santa Monica, CA, EUA. Bacharel em Belas Artes. Dirigiu cinco documentários. Experiência de trabalho nos Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Escócia, Irlanda, França, Espanha, Portugal, Alemanha, Itália, Bélgica, Israel, Jordânia, Grécia, México, Brasil, Colômbia, Chile, Bolívia, Argentina, Venezuela, Porto Rico e Cuba.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 25


Cláudia Costin Cláudia Maria Costin, possui graduação em Administração Pública pelo Fundação Getúlio Vargas-SP(1978) e mestrado em Economia Aplicada a Administração pelo Fundação Getúlio Vargas – SP(1986). Atualmente trabalha para o Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE) e é professora na Fundação Getúlio Vargas. Foi Diretora Sênior para Educação no Banco Mundial de julho de 2014 a junho de 2016. Antes de ingressar no Banco Mundial em julho de 2014, Cláudia Costin, cidadã brasileira, foi Secretária da Educação da Cidade de Rio de Janeiro. Sob sua direção os resultados da aprendizagem aumentaram 22% na cidade. Implementou também o programa Primeira Infância, trabalhando entre os setores com a Secretaria da Saúde e a Secretaria de Proteção Social. Cláudia foi Vice-Presidente da Fundação Victor Civita, dedicada a melhorar a qualidade do ensino público. Entre seus cargos anteriores figuram Secretária da Cultura do Estado de São Paulo e Ministra Federal, Administração Pública e Reforma Estadual. Foi também Secretária Executiva do Instituto Hélio Beltrão e Diretora Executiva da Promon Intelligens. Anteriormente foi Gerente Setorial de Redução da Pobreza e Gestão Econômica para a América Latina e o Caribe do Banco Mundial. Cláudia exerceu cargos acadêmicos na Universidade Católica de São Paulo (PUC -SP), Fundação Getúlio Vargas, INSPER Instituto de Educação e Pesquisa e École Nationale d’Administration Publique (ENAP) de Québec, Canadá. Tem Mestrado em Economia pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas.

Roberto Átila Vieira Roberto Átila Amaral Vieira, graduação em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Ceará (1964). Bacharel em Filosofia pela Faculdade Católica de Filosofiado Ceará (1965). Professor adjunto da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, professor titular – Faculdades Hélio Alonso. Ex-professor da UFRJ. ex-diretor-geral da Binacional Alcântara Cyclone Space e ex-Ministro de Estado da Ciência e Tecnologia. (2003/2004) . Membro do Conselho Deliberativo do BNDES e do Coselho de Administração da Itaipu Binacional. Editor da revista Comunicação&política do Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Estudos Eleitorais e Partidos Políticos, atuando principalmente nos seguintes temas: política, comunicação, Brasil, democracia,ciência, ciência&tecnologia e estratégia. Foi ministro de Estado da Ciência e Tecnologia. 26 |

Uma escola pública de excelência é possivel!


RELAÇÃO COM O SETOR PRODUTIVO Com o objetivo de promover a integração dos estudantes com desafios do mundo do trabalho impulsionando novas práticas relacionadas aos cursos técnicos em 2017 o IEMA institui por meio da Resolução nº 48, de 06 de setembro de 2017 o Programa de Vivência Profissional “Pra Saber +”. Por meio do Pra Saber + são oferecidas oportunidades de práticas profissionais como um ato de extensão do aprendizado da sala de aula mediante contato direto com empresas e profissionais que atuam nas áreas dos cursos técnicos para vivenciar experiências no trabalho ainda na escola. Essa ação incentiva a correlação teoria e prática e ampliar o significado da sala de aula na vida do estudante.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 27


INOVAÇÃO O IEMA implementou o Programa Geração 21 com o objetivo de fortalecer competências e habilidades essenciais para a formação de uma nova geração de maranhenses para o século XXI com foco na proficiência em português, matemática e inglês. O Programa Geração 21 destaca atividades de raciocínio lógico-matemático, robótica educacional e engloba os programas Podium 21, IEMA Bilíngue, IEMA no Mundo e Oficinas de Férias. A Robótica Educacional integra o currículo do IEMA como disciplina eletiva preferencialmente associada à Matemática e Física na 1ª série e prática experimental na 2ª e 3ª série. O Programa Podium 21 tem por objetivo desenvolver a proficiência em Português e Matemática com foco nos descritores do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica, com aulas diferenciadas nos sábados de março a junho, e de agosto a novembro. O Programa IEMA Bilíngue tem por objetivo certificar proficiência em Língua Inglesa a todos os estudantes até a conclusão da 3ª série.

28 |

Uma escola pública de excelência é possivel!


As Oficinas de Férias criadas pela Resolução nº 51, de 06 de setembro de 2017, ocorrem nos meses de julho e janeiro e têm por objetivo trabalhar os conteúdos curriculares de Língua Portuguesa, Matemática e Língua Inglesa, priorizando os conhecimentos e habilidades mais necessários ou os que nossos estudantes tenham mais dificuldades. A Oficina Gonçalves Dias de Língua Portuguesa homenageia um dos maiores poetas do Brasil, nascido em Caxias-MA. A Oficina Souzinha de Matemática homenageia esse importante matemático nascido no Maranhão, o primeiro Doutor em Matemática de nossa história. A Oficina Jane Austen de Língua Inglesa homenageia essa importante escritora cujos livros repercutem até hoje entre os mais vendidos, traduzidos e filmados. O Programa IEMA no Mundo criado pela Resolução nº 80, de 19 de fevereiro de 2018 oportuniza intercâmbio internacional aos estudantes de nossa rede, consistindo em um período de High School no exterior. A participação dos nossos estudantes amplia seu background cultural, propicia o domínio funcional de uma língua estrangeira, fortalece e enriquece seu currículo escolar, e contribui para seu melhor desempenho acadêmico O Festival da Matemática é uma inovação muito importante no nosso calendário acadêmico, ele coloca uma disciplina que em geral é uma barreira para muitos ao centro da discussão. O festival nas unidades vai apresentar de forma lúdica e interativa a matemática com o objetivo de desmitificá-la e torná-la instigante para que os alunos se sintam bem em estudá-la. A Feira de Profissões têm por proposta ampliar os conhecimentos dos alunos sobre as áreas de atuação no mercado referentes aos cursos oferecidos pelo Instituto. Aproximar os estudantes das empresas e firmar parcerias são outros objetivos. A Copa Iema de Debates é uma inovação em nosso Instituto, cujo objetivo é estimular o desenvolvimento da oratória, da capacidade de argumentação e construção de defesa de ideias sobre temas polêmicos e controversos da nossa sociedade que estão em debate. Para que os nossos estudantes possam avançar no âmbito da sua formação essa capacidade de dialogar precisa ser desenvolvida, estimulada e amadurecida no âmbito do Iema.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 29


EVOLUÇÃO DO IEMA

30 |

Uma escola pública de excelência é possivel!


EVOLUÇÃO DO IEMA

Uma escola pública de excelência é possivel! | 31


SOMOS IEMA Angélica Sabrina Sousa da Silva “Eu acredito que a educação é um dos pilares mais essenciais na construção de uma sociedade mais justa, inclusiva e igualitária. Aqui o estudante pode criar, desenvolver e apresentar projetos, fomentar pesquisas e viver a constante transformação que somente o ‘saber’ pode proporcionar. Aqui o estudante tem voz e vez”. Estas são palavras proferidas por Angélica Sabrina Sousa da Silva, aluna da unidade plena de Pindaré-Mirim do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema). A aluna é a entrevistada da 41ª edição do quadro institucional ‘Somos Iema’ desta semana. Filha de Antônio Gomes da Silva e Anilete Tavares de Sousa, a aluna do 3º ano do curso técnico de Recursos Pesqueiros falou do quanto é grata por ter sido, segundo ela, privilegiada em estudar no Instituto. “É gratificante fazer o ensino médio aqui. É, de fato, uma escola que te leva ao crescimento. Quem ainda tiver alguma dúvida quanto ao trabalho que é desenvolvido no Instituto, pode visitar qualquer um dos Iemas e constatar que realmente há qualidade estrutural, qualidade de ensino e valorização do protagonismo estudantil”, afirmou. Ainda em depoimento a aluna disse que ‘quem estuda no Iema sai na frente’, uma vez que o Instituto proporciona ao seu corpo discente concluir o ensino médio já habilitado a exercer uma profissão de nível técnico conforme escolha previa do aluno. “O Iema me fez ir além do ensino regular. Ao concluir o ensino médio receberei o diploma de nível técnico, o que já me habilita atuar em áreas que exijam o curso. A 32 |

Uma escola pública de excelência é possivel!

metodologia de ensino ofertada aqui nos instiga ao exercício da autonomia e do desenvolvimento de competências essenciais e indispensáveis ao mercado de trabalho”, afirmou. A aluna contou ainda que já teve a oportunidade de apresentar projetos fora de sua unidade com por exemplo, na Fapema, cujo tema foi “Cidadania se constrói conhecendo e discutindo”, com orientação do professor Frank Vieira e na Uema cujo título foi “A poluição do Rio Pindaré e seus respectivos efeitos para a população ribeirinha” que teve como objetivo conscientizar os moradores ribeirinhos do município de PindaréMirim quanto a grande poluição existente no rio. Esse ano foi ‘A agregação de valor ao pescado do vale do Pindaré”, buscando promover agregação de valor, aproveitando as vísceras do pescado por meio da transformação em pratos típicos. Angélica contou, ainda, os muitos sonhos já realizados desde sua entrada no Iema. “Apresentar projetos fora da minha cidade é uma satisfação muito grande. Eu desejo continuar buscando, estudando e me aprimorando no intuito de chegar a tão sonhada vaga na faculdade de medicina, me especializando em dermatologia e posteriormente Ciências biológicas. Antes eu não me achava capaz, mas agora, graças ao Iema, eu sei que posso”, convictamente afirmou. A aluna concluiu sua participação agradecendo a todos que a ajudaram até aqui. “Agradeço a minha mãe, aos meus professores, gestores e amigos que sempre estão me incentivando a buscar mais e mais pelo tesouro chamado conhecimento”, concluiu.


SOMOS IEMA Cacianne Dutra Protázio Integrante do Grupo de Estudo e Pesquisa em Espécies Vegetais, Energia e Meio Ambiente (Gepesvem) e líder de turma pelo segundo ano consecutivo na unidade plena de Axixá, a discente protagonista Cacianne Dutra Protázio é a entrevistada da quadragésima edição do quadro institucional ‘Somos Iema’. Filha de Luís Carlos de Jesus Protázio e Ana Márcia Dutra Protázio, a aluna está no segundo ano do ensino médio e faz o curso profissionalizante de técnico em informática do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema). Cacianne Protázio desenvolveu trabalhos ao longo dos dois anos em que estuda no Instituto. “Elaborei um projeto sobre ‘O panorama de descarte do lixo na cidade de Axixá’ e obtive como resultado duas classificações em eventos organizados pelo Iema, alcançando o 3° lugar na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia lugar em Ciência Biológica e o 3°lugar no Seminário de Iniciação Científica (Semic)”, revelou. Recentemente, a aluna representou sua unidade na II Copa Iema de Debates, na qual sua equipe garantiu a 3º colocação na competição. Ainda em depoimento, a aluna conta que participou como jovem protagonista da Semana de Protagonismo Juvenil, realizada na unidade plena de Axixá, cuja vivência foi, segundo ela, uma experiência marcante, uma vez que pode recepcionar os alunos da mesma forma gentil com que foi recebida quando chegou no Iema. A estudante tem como hobbies a leitura, em especial os livros de ficção científica, além

de assistir a filmes e séries baseados em fatos reais; elaborar projetos que poderão ajudar a comunidade onde mora de forma significativa, além de participar de atividades religiosas. Ainda segundo a aluna, estudar no Iema foi um dos sonhos realizados. “Conseguir estudar o Iema e por meio da escola sair da minha cidade para apresentar trabalhos desenvolvidos, conquistar premiações e resultados significativos são grandes conquistas. Não vou parar por aqui. Continuarei empregando esforços e muita dedicação, pois sei que com a excelente base que venho adquirindo no Iema, vou poder obter mais resultados”, afirmou. Ao falar de metas, ela revelou que pretende fazer viagens para o exterior, conhecer, estudar e obter experiências profissionais nos Estados Unidos, formar-se em medicina, especializar-se em outras línguas, além de visitar cidades brasileiras, que para ela, têm singular beleza. Cacianne Dutra Protázio agradeceu a todos aqueles que, segundo ela, são fundamentais para todas as conquistas que ela vem obtendo até aqui. “Agradeço aos meus pais pelo incentivo que eles sempre me deram, são meus referenciais. Agradeço ao meu professor Jonny Erick dos Santos Ferreira e a Gestora Geral Léa Cristina por todo apoio e contribuição na minha formação profissional e pessoal. Agradeço ao Iema por ser uma escola que tem transformado, motivado e incentivado minha vida. Tenho realizado coisas que jamais imaginei que realizaria”, sorridente concluiu.

Uma escola pública de excelência é possivel! | 33


SOMOS IEMA Cícero Henrique Atuando como protagonista na unidade plena de Timon do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), o discente Cícero Henrique é o entrevistado desta semana do quadro institucional “Somos Iema”. O Iema tem sido reconhecido no âmbito nacional e internacional por meio da atuação de seus milhares de alunos, ganhando destaque e notoriedade entre as escolas de ensino médio no Estado do Maranhão. Cícero Henrique de Sousa Silva, filho de Gilson Silva e Selvina Maria Albertino de Sousa, é exemplo disso. Discente do curso de informática biomédica da unidade plena de Timon, Cícero Henrique desenvolveu recentemente com outros colegas, durante a maratona de Hackathon (termo resultante de uma combinação das palavras inglesas “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona) um aplicativo intitulado por ele como “Project Life”. “O protótipo deste app foi desenvolvido no projeto de vida, disciplina que faz parte da estrutura pedagógica do Iema e apresentado durante a maratona de Hackathon na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia”, explicou. Ele afirmou que gosta de ler bastante durante seu tempo livre, além de se divertir com alguns jogos. “Eu gosto muito de jogar RPG e assistir filmes e animes, tais quais pokémon, death note; além de ler HQ’s, mangás, livros de história, sejam estes didáticos ou paradidáticos, contos, lendas e etc.”, disse. Quando questionado do motivo de ter escolhido o Iema para cursar o ensino médio, Cícero Henrique foi categórico em sua afirmação. “Eu estava a pesquisar sobre intuições de ensino e institutos de ensino médio. Fui aprovado em institutos federais e no Liceu Piauiense, contudo, quando recebi a notícia de que havia sido aprovado no seletivo do Iema, eu não hesitei em optar pela escola. Os cursos ofertados no instituto são um diferencial, o que fez muita diferença na minha escolha, além dos laboratórios. 34 |

Uma escola pública de excelência é possivel!

Como sempre gostei de tecnologia, o curso de robótica me chamou muito a atenção além de despertar meu interesse. Faço parte da equipe de robótica de Timon”, afirmou. O discente compartilhou ainda de sua experiência como monitor de matemática no instituto. “A monitoria vem para ajudar os alunos que tem dificuldade com a disciplina e de alguma maneira não conseguem o conteúdo com certa eficácia. Contamos com auxílio da professora de matemática para tirar dúvidas que acabam surgindo no intuito de ajudar os demais alunos”. Ele foi medalhista na Olimpíada Internacional de Matemática Sem Fronteiras, sendo realizada na própria unidade do Instituto, recebendo posteriormente medalha de bronze e certificado das mãos do governador do Estado Flávio Dino. Devido à conquista da medalha, foi convidado a participar de uma convenção intitulada Confluence of the Traditional and Modern – the 16th World Unity & World Peace Festival, o mais importante evento mundial destinado a estudantes da educação básica para discutir Ética, Princípios e Valores. Segundo Cícero, a convenção consiste em reunir alunos para uma avaliação chamada de Adventure, cuja finalidade é propor resoluções no intuito de minimizar ou resolver problemas sociais. Para finalizar, o discente disse que o momento mais marcante de sua vida, foi receber das mãos do governador a medalha e o certificado, além do sonho de cursar tecnologia em outro país. “Receber uma medalha das mãos de um representante do Estado, foi sem dúvida, uma grande honra. Desde que comecei a estudar aqui no Iema, tenho maiores perspectivas. Eu sonho em estudar na Universidade de Tecnologia de Tóquio no Japão. Sonho em conseguir essa bolsa por meio do governo japonês, sei que a base que estou tendo por meio do Iema nesse instante será de extrema relevância para a concretização deste sonho futuro” afirmou convicto o discente.


INVESTIMENTO Previsão de investimento para 2018-2019

R$ 240 milhões

Dom Pedro

São Mateus

Colinas

Balsas

Chapadinha Santa Helena São Domingo Carutapera São Vicente de Ferrer

Vitória do Mearim Santa Luzia Coelho Neto Tutóia Tuntum Uma escola pública de excelência é possivel! | 35


IEMA NA MÍDIA

O IEMA de Matões conta com uma área total de 20 mil m² dividido em 12 salas de aula, 6 laboratórios, 2 laboratórios especiais, auditório com capacidade para 200 pessoas, cozinha industrial, anfiteatro, ginásio poliesportivo, 8 salas administrativas, além de 5 mil m² de área verde com espaço para convivência entre os alunos. 11/04/18

O processo seletivo público que teve como objetivo preencher 1.050 vagas destinadas aos cursos técnicos de ensino médio integral e integrados à educação profissionalizante das unidades plenas do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) atraiu diversos jovens maranhenses que desejam iniciar o primeiro ano do ensino médio em uma das sete unidades plenas do Instituto localizadas em Axixá, Coroatá, São José de Ribamar, Timon, São Luís, Bacabeira e Pindaré-Mirim. A concorrência do seletivo é de 5,2 estudantes por vaga. Ao todo, mais de 5.400 alunos se inscreveram. 06/11/2017

Com objetivo de incentivar o fomento à leitura e à escrita, oportunizando o reconhecimento de talentos da comunidade escolar, além de homenagear o escritor e poeta Bandeira Tribuzi, o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) lançou na tarde de quarta-feira,11, o edital para concurso de redação com o tema “Bandeira Tribuzi: vida e obra”. 12 de Abril de 2018

36 |

Uma escola pública de excelência é possivel!


IEMA NA MÍDIA

Paralelo à formação de mão de obra qualificada para o setor industrial, a unidade possibilita ainda diversas oportunidades de emprego e geração de renda, dada a proximidade com grandes conglomerados como a Vale e a influência do Porto de Itaqui 08 de maio de 2018

Os finalistas foram os vencedores das etapas estaduais do campeonato e conta com representantes do país inteiro. Pelo Iema , 17 equipes maranhenses das unidades de São Luís, Pindaré-Mirim e Bacabeira estão na competição. 23 de Novembro de 2017

Ângelo Correia, intercambista maranhense do Programa IEMA no Mundo, sai todos os dias às 7h30 para frequentar uma escola na província de Plattsmouth, no estado norteamericano do Nebraska. 23/02/2018

Uma escola pública de excelência é possivel! | 37


IEMA NA MÍDIA

Três estudantes maranhenses irão fazer intercâmbio, entre eles, Nívea Cristina, do Instituto de Educação,Ciência e Tecnologia do Maranhão, do Iema, em São José de Ribamar. Nívea Cristina, aluna do Iema em São José de Ribamar, fala sobre a expectativa de conhecer o país asiático. 13 de julho de 2017

O programa Turma da Robótica viaja pelas cinco regiões do Brasil atrás de alunos e professores que são destaques no assunto. Eles compartilham com o espectador suas alegrias em aprender e ensinar robótica, mostram como a matéria deixa as aulas mais interessantes e comprovam que saber montar e programar um robô pode mudar a vida de cada um, reforçando sentimentos de trabalho em equipe e de amizade. 5 de Abril de 2018

38 |

Uma escola pública de excelência é possivel!

Um robô dançando o Bumba Meu Boi no Japão. Essa é a façanha que dois alunos do Iema de Pindaré Mirim vão mostrar entre os dias 27 e 30 de julho durante a competição mundial de robótica Robocup, na cidade de Nagoya. 13 /06 /2017


O Iema acredita na corresponsabilidade como premissa voltada à participação dos pais e/ou responsáveis, familiares, parceiros e de toda comunidade escolar no âmbito das Unidades Plenas do Instituto, todos comprometidos com a qualidade do ensino a partir do projeto escolar.

PARCEIROS

Sonho Grande INSTITUTO

Uma escola pública de excelência é possivel! | 39


WWW.IEMA.MA.GOV.BR

@iema_oficial

@iema_oficial

@iemainstituto

iemaoficial

Uma escola pública de excelência é possível!  

Documento do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão-IEMA

Uma escola pública de excelência é possível!  

Documento do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão-IEMA

Advertisement