Page 1

COAGULAÇÃO INTRAVASCULAR DISSEMINADA (CIVD)


CIVD  

DEFINIÇÃO: Síndrome – ativação dos fatores de coagulação  

 

Formação intravascular de fibrina Obstrução de vasos da microcirculação Lesão isquêmica tecidual Insuficiência de múltiplos órgãos


Lesão tecidual

Trauma, choque, pósoperatório, hipoxemia

Neoplasias

Tumores sólidos Leucemias (M3)

Infecções

Bactérias, vírus (dengue), Protozoários (malária) Tumores vasculares, Vasculites, aneurismas Reação anafilática, DECH, reação transf. Hemolítica

Doenças vasculares Imunológicas Liberação de enzimas

Venenos: ofídios, Lonomia Pancreatites

Causas obstétricas

DPP, DHEG, embolia líquido amniótico


CIVD 

DEPENDENTE:  



Mecanismo desencadeante Resposta inflamatória – relevância na mortalidade Ponto final dos processos desencadeantes


CIVD 

CAUSAS    



Infecções (sepses) Trauma Neoplasias Doenças obstétricas – liberação de substâncias tromboplásticas Anemias microangiopáticas


Processo infeccioso bacteriano

Liberação de substâncias pró-coagulantes (LPS)

Resposta inflamatória

Liberação de Citocinas (IL-6, TFa)


CIVD 





FISIOPATOLOGIA Principalmente por alterações das células endoteliais Liberação de substâncias tromboplásticas


CIVD 

LESÃO DA CÉLULA ENDOTELIAL



dependem de 3 processos  



1. Formação intravascular de trombina 2. Diminuição dos mecanismos regulatórios da coagulação 3. Diminuição da atividade trombolítica


LESÃO DA CÉLULA EDOTELIAL

LIBERAÇÃO FATOR TECIDUAL (célula endotelial e monócitos)

ATIVAÇÃO DO FATOR VII

ADESÃO E AGREGAÇÃO PLAQUETÁRIA


CIVD 

DIMINUIÇÃO DOS INIBIDORES DA COAGULAÇÃO    

Anti-trombina III Proteína C Trombomodulina Elevação dos inibidores da ativação do plasminogênio


CIVD 

SANGRAMENTOS Sinal mais comum da CIVD



Dependente:



 

Nível de plaquetas Consumo dos fatores de coagulação


CIVD 

TESTES LABORATORIAIS 

    

Contagem de plaquetas: pode ser o primeiro sinal de CIVD Tempo de Protrombina (TP) Tempo de Tromboplastina Parcial (TTP) Tempo de Trombina (TT) Presença de esquizócitos Dosagem de fibrinogênio


CIVD 

TRATAMENTO  



 

Monitoramento laboratorial Aferese de plaquetas: < 30.000/mm3 + sangramento ativo Plasma fresco: TP e TTP prolongados + sangramento ativo Crioprecipitado: fator VIII Heparinoterapia: controle com TTP


CIVD  

Coagulacao intravascular disseminada.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you