Page 1

EDIÇÃO Nº 421 ■ Ano 09 ■ De 15 a 21 de janeiro de 2012 ■ Edição Nacional e Ilhas ■ Jornal de distribuição gratuita ■ 56.000 exemplares

Siga-nos no facebook!

entrevista... PÁG. 03

“Primeiro 'estranha-se depois entranha-se' (..) a rádio é daquelas paixões fortes que não vai nunca desaparecer.”

Diretor: João Filipe

~PERGUNTAS a...

fol h a d e p o r tu g a l . pt TEMA CAPA... PÁGS. 06/07

portugal... PÁG. 09

Não deixe a culpa destruir a sua vida

Quantos fiadores há em Portugal? ■ Cerca de 1,5 milhões de portugueses são fiadores dos mais de 4,6 milhões que recorreram a um empréstimo ao Banco portugal... PÁG. 10

2,961 milhões com contratos sem termo ■ O número de contratos sem termo em Portugal caiu 1,5%, entre 2009 e 2010, para os valores mais baixos desde 2002 reportagem... PÁG. 12

■ Errar faz parte da natureza humana tal como o perdão, por isso, não se deixe aprisionar por este sentimento. Não fique a remoer o passado, deixe para trás as frustrações, aprenda com os erros e faça planos para uma existência mais pacífica e feliz

portugal... PÁG. 08

À PROCURA DE UMA CARREIRA FORA DO PAÍS ■ Os portugueses não deixam de abandonar o país, sendo Suíça, França, Angola e Brasil alguns dos destinos mais escolhidos para quem desistiu de sonhar com uma carreira profissional na pátria

Terramoto na Nova Zelândia

Natureza em fúria arrasa o Mundo ■ 2011 foi marcado pelos maiores danos provocados por catástrofes naturais, tendo os prejuízos chegado aos 292 mil milhões de euros

"FUGA"

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

economia... PÁG. 11

A JERÓNIMO MARTINS ESTÁ "DEBAIXO DE FOGO" ■ Alexandre Soares dos Santos, presidente executivo da Jerónimo Martins, tem-se desdobrado em desmentidos e justificações sobre a transferência da sua sede

PUB


02

em foco ///

A RÃ MAIS PEQUENA DO MUNDO MEDE 7MM

E Nomeações

O

Governo português vendeu os 21% de ações que lhe restavam do capital da EDP, tendo esta venda sido feita a uma empresa chinesa, a qual conseguiu superar propostas vindas de outras brasileiras e alemãs, tornando-se assim a maior accionista da EDP. Mas o facto de ser uma empresa chinesa a comprar as ações do Estado não foi a única decisão polémica, tendo levantado muita celeuma e críticas os nomes e os salários dos novos membros do conselho consultivo, já que estes pertencem aos partidos políticos que sustentam a maioria. Todavia, nenhuma destas nomeações teve a indigitação do Governo, pelo menos de uma forma direta, já que foram indicadas pelo conselho de administração, o qual é completamente privado. Já a questão do valor dos salários é um problema a nível da direção da empresa. Contudo, o Governo que, durante a campanha eleitoral, usou como “bandeira” o facto de que não usaria o expediente, tantas vezes utilizado em Portugal, do “clientelismo” político, acabou por revelar uma outra realidade. Também outras nomeações levantaram polémica, falamos agora das feitas para a empresa do setor empresarial do Estado, Águas de Portugal, onde foram designados autarcas ligados ao PSD, coincidência ou não!?! Afinal, as nomeações para lugares de destaque numa empresa são uma situação normal, já que nenhum presidente de um conselho de administração irá escolher para dirigir áreas importantes da sua empresa pessoas em quem não confie. Logicamente que este irá escolher pessoas da sua confiança. Contudo, o que mais choca nas nomeações para o setor público não são as nomeações em si, mas o facto de estas obedecerem à cor partidária e não à competência. E as críticas ainda me deixam mais consternado, porque só são feitas às pessoas em questão por serem do partido A, B ou C e não pela capacidade ou incapacidade das mesmas. Afinal, as críticas só deveriam ser feitas após à execução das tarefas! Só que mais do que as críticas, os nomeados deveriam ser responsabilizados pela sua gestão. Se esta for boa seriam premiados, mas se for danosa seriam punidos de forma civil e criminal. Assim, acredito que existiria mais respeito pela gestão dos bens públicos! Tenha uma boa leitura!

LUÍS EFIGÉNIO/LUSA

João Filipe Diretor

folhadeportugal.pt

O BERÇO DA CULTURA

semflash...

editorial

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

O novo ano começou diferente para a cidade de Guimarães. Hoje, os vimaranenses podem dizer, com um novo orgulho, que vivem numa Capital Europeia da Cultura, título adquirido este ano, embora a abertura oficial do evento seja só a 21 de janeiro.

CARTAS

“Taxativamente, isto é uma vingança contra mim, uma brutal tentativa de assassinato de caráter que não terá êxito, porque a verdade vem... sempre ao de cima. Confio que aguardem com serenidade e sentido de justiça, principalmente, aqueles a quem tento merecer”

Em jeito de homenagem

PACO BANDEIRA, NA SUA PÁGINA DO “FACEBOOK”

“O presidente da Federação é colocado por um lobby fortíssimo que existe em Portugal. O presidente da Liga é colocado por interesses do lobby que domina o futebol em Portugal. [Esse lobby é] a Olivedesportos, obviamente”

“É importante que os partidos funcionem, que as pessoas se entendam, mas não podemos fazer o que a Troika quer. Temos que bater o pé quando é preciso”

ANTÓNIO OLIVEIRA, "RTP"

MÁRIO SOARES, “LUSA”

“Olá, olá bebé Blue! Temos o prazer de anunciar a chegada da nossa linda filha, Blue Ivy Carter, que nasceu a 7 de janeiro de 2012. O seu nascimento foi emocional e extremamente pacífico, estamos no céu... foi a melhor experiência das nossas vidas” BEYONCE E JAY-Z ,“TWITTER”

“Porque já não podem mais morrer; pois, são iguais aos anjos e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição”. Esta é uma simples homenagem a um grande homem que tive o prazer de conhecer e com quem passei algumas horas dos meus dias de trabalho. Como meu superior hierárquico, lidei com o Sr. Manuel dos Ramos Filipe na qualidade de presidente da Igreja Universal do Reino de Deus. Como homem simples que era, lidei com um amigo de coração grande e nobre. E lembro-me de ele me dizer, muitas vezes, a propósito da nossa pequena estatura: “sabes, nós éramos grandes, mais altos, mas andámos muito para cá e para lá e gastámo-nos, por isso, somos baixinhos”. Brincava! Era uma maneira de me pôr bem disposta. E não é que conseguia sempre?!? Faz agora um ano que ele partiu da nossa companhia. Deixou a saudade, mas também a certeza de que está num lugar bem melhor do que este aqui em baixo. Lugar em que nós nos movimentamos e onde ainda nos temos que esforçar para correr a nossa carreira com distinção, de maneira a que alcancemos a coroa que o nosso Pai Celestial nos preparou. “E as doze portas eram doze pérolas; cada uma das portas era uma pérola; e a praça da cidade de ouro puro, como vidro transparente”. O sr. Ramos terminou a sua carreira e alcançou a coroa que lhe estava destinada, quando partiu para se encontrar com o Senhor Jesus e, com certeza, nós, os seus amigos e familiares, iremos encontrá-lo um dia. “O que vencer será vestido de vestes brancas e, de maneira nenhuma, riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos”. Já não se encontra entre nós, mas, com certeza, valerá a pena seguirmos o bom exemplo do sr. Manuel Ramos, homem íntegro, reto, temente a Deus e que se desviava do mal... E a festa irá continuar lá no Céu... V.R.A. 2012/01/15

FOLHA DE PORTUGAL ALAMEDA D. AFONSO HENRIQUES, Nº 35 (ANTIGO CINEMA IMPÉRIO) 1000-123 LISBOA TEL: 210 300 971 FAX: 210 300 999

Diretor: João Filipe jf.d@folhadeportugal.pt Secretariado: Cláudia Pereira Editor: IURD Redação: Carla Vaz, Isabel Barbosa e Sara Damásio Copydesk: Carla Vaz Paginação: Carlos Paredes e Eliane Rosa Tratamento de imagem: Bárbara Domingos Correio do Leitor / Publicidade geral@folhadeportugal.pt

FOLHA DE PORTUGAL Título registado no ERC com o nº 125046 Propriedade: IURD Sede administrativa: Praceta Professor Francisco Gentil, nº 3 - Póvoa de Santo Adrião - Lisboa NIPC: 592001679 Periodicidade: Semanal Impressão: Rafik Comunicação e Imagem Unipessoal, Lda. - Sítio da Bemposta, nº 1, 1A e1B, Longo da Vila - Mafra Tiragem: 50.000 exemplares Depósito Legal: 322699/11 Distribuição: Gratuita Circulação: Portugal Continental e Ilhas A FOLHA DE PORTUGAL NÃO SE RESPONSABILIZA NEM PELAS INFORMAÇÕES CONTIDAS NAS CARTAS DOS LEITORES, POIS ELAS NÃO EMITEM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DO JORNAL, NEM PELA AUTENTICIDADE DOS ANÚNCIOS PUBLICADOS


e

03

ntrevista /// "REFORMA SÓ PARA LÁ DOS 85 ANOS"

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

PERGUNTAS a

JOANA DIAS

“A rádio é uma paixão” Por Sara Damásio

Primeiro televisão e agora rádio, dois meios e duas formas distintas de comunicar, mas ambas fascinantes para Joana Dias, uma das atuais vozes da Antena3 Nasceu em Coimbra e trocou-a por Lisboa. Como é que surgiu essa ideia ou necessidade de mudar? Foi um processo natural? Tudo na nossa vida deveria ser fruto de processos naturais, sob pena de nos arrependermos profundamente das nossas decisões. Troquei Coimbra por Lisboa apenas profissionalmente. Coimbra não se substitui! Soube do casting do “Curto Circuito” (CC) e não pensei duas vezes. Se queria tentar a minha sorte no mundo da comunicação, Lisboa era o caminho a seguir.

2.

Participou no casting para o programa “CC", na SIC Radical. Nessa fase acabou por não passar das 5 finalistas, como viveu essa experiência? Foi muito intensa. Para mim, principalmente, porque sempre fui alérgica a câmaras. Descobri um novo eu ao longo das semanas de casting. Nunca pensei passar da primeira fase, quanto mais chegar às 5 finalistas. Pessoalmente, foi uma grande vitória, independentemente do resultado final.

3.

Acabou por se tornar apresentadora de outro programa, o “6TEEN”, na SIC Mulher. Quando soube o resultado do casting do “CC”, fui contatada pelo então diretor da SIC, Francisco Penim, que me garantiu a continuidade na estação. Menos de 2 anos depois, com um ou outro trabalho pela SIC Radical entretanto, convidou-me para apresentar o “6TEEN”, programa que guardo com todo o carinho na minha memória.

4.

No Extreme Sports Channel, foi jornalista, tradutora e apresentadora, 3 profissões distintas... Tenho por hábito agarrar-me com unhas e dentes a todo e qualquer trabalho que me apareça, sem me deixar amedrontar por ele. Sou defensora de que empenho, dedicação e trabalho árduo fazem de qualquer ser humano um profissional competente. Nunca tinha feito traduções na vida, mas aprendi. Quanto a jornalismo e apresentação, sentia-me em casa. Quando gostamos de algo, lutamos por ser os melhores. Depois cada um opina de forma diferente em relação ao nosso trabalho. Mas isso já não está sob o meu controlo e estes trabalhos ditos públicos têm destas coisas: há quem não conheça, há quem odeie, mas, aqui e ali, há quem goste e apoie.

5.

Acabou por voltar ao “CC”, acha que a sua passagem pelos outros programas serviu de impulso para chegar de novo aqui? Sem dúvida que sim! Quando o “6TEEN” acabou fui contatada pelo Vítor Figueiredo, diretor da SIC Radical, para fazer o “CC”. Convite que aceitei prontamente. Foi engraçado regressar à casa onde tudo começou.

6.

Na SIC Radical, integrou a equipa que cobria os festivais, transmitidos pela mesma. Sente-se à vontade neste formato? Sinceramente, nunca pensei que a minha vida profissional passasse pela música, mas confesso que foi amor à primeira vista. Adoro a adrenalina de um dia de festival. Começamos às 9 da manhã e não temos hora para acabar, mas o cansaço não se sente. Fazer diretos dá-me o maior prazer e poder entrevistar bandas, falar sobre elas, ver concertos e estar em ambiente de festival é ouro sobre azul para quem gosta de música.

bi

1.

7.

Teve contato com vários nomes da música e o privilégio de assistir a grandes espetáculos, como é que viveu esses momentos? Quando se está a trabalhar num festival, o concerto é aproveitado de forma diferente da do público em geral. Tenho a sorte de ter um trabalho divertido e informal, mas não deixa de ser trabalho. Os diretos tinham horas de pesquisa por trás e quando se fazem lançamentos e finais de concertos não se pode ir para o meio do público como se não houvesse horas a controlar-nos.

 Nasceu na cidade universitária (Coimbra), lugar insubstituível no coração da radialista, e foi para Lisboa em busca de uma carreira profissional na área da comunicação. As suas primeiras experiências foram em televisão, na SIC Radical, o canal jovem que acolhe muitas caras novas, tendo Joana sido uma delas. Depois de alguns anos nessa área, surgiu a oportunidade de entrar no mundo da rádio, o qual, como a própria admite, “primeiro estranha-se, depois entranha-se”. E entranhou-se de tal forma que a profissional assume hoje uma grande paixão pelo seu trabalho e afirma que se puder a reforma nunca chegará antes dos 85.

Três anos depois, a rádio é daquelas paixões fortes que não vai nunca desaparecer. Vir trabalhar, sentar-me no estúdio e ligar o microfone é a minha terapia e permite-me a necessária sanidade mental! Tenho um carinho tremendo pel’“ODAJOANA” e pelo pequeno grupo de amigos virtuais que me acompanha, sem falhar, todos os sábados.

9.

O que é fazer rádio para si? E como sente a relação dos portugueses com ela? Como é que surgem as “Manhãs da 3”, da Antena3? E mais Fazer rádio faz-me sentir preenchida tarde o “Discos Pedidos” e, agora, profissionalmente. Há 3 anos, quando comecei, “ODAJOANA”. O que sente ao dar a sentia umas saudades tremendas da televisão. Hoje voz a estes programas numa das rádios em dia, se me dissessem que ficaria a fazer rádio até com mais ouvintes do país? me reformar eu responderia apenas que, para mim, Quando saí do “CC” fui chamada pela Antena3. a reforma não chegaria aos 65, mas para lá dos 85! É Não sabia ao que vinha nem qual o formato em natural que haja muitas plataformas que roubem o protagonismo da rádio, mas rádio é rádio, “O público merece, e sempre me não há nada que a substitua. Noto que há mereceu, o maior dos respeitos” ouvintes fiéis que não trocam a rádio pelo CD no carro e que, inclusivamente, ligam o questão. Acabei por ser selecionada e assim começou rádio em casa. Com as redes sociais, a proximidade a minha carreira na rádio. A verdade é que fazer nunca foi tão grande e o carinho sente-se, bem como o apoio e a crítica (bem-vinda quando rádio primeiro “estranha-se e depois entranha-se”.

8.

construtiva) aguçada sempre em tempo real. Nunca me senti tão acompanhada a fazer televisão como me sinto a fazer rádio e isso, para mim, é o mais importante quando se trabalha para o público. E ele merece e sempre mereceu o maior dos respeitos.

10.

Sente-se melhor quando dá a cara ou a voz? E a televisão é um livro fechado? Com 34 anos prefiro não dizer que alguma coisa seja um capítulo fechado. É algo muito redutor para quem (assim espero) tem anos de trabalho pela frente. Nunca se sabe o que o futuro nos reserva, certo? Fazer televisão é mais fácil porque as armas são mais. Há a imagem, a voz, os gestos, uma simples expressão ou olhar. Em rádio é apenas e somente a voz. No entanto, gosto mais da intimidade de um programa de rádio, da ligação mais próxima com quem está do outro lado. Sinto-me muito privilegiada por fazer o que faço profissionalmente e nada é melhor do que levantarmo-nos cheios de vontade de ir trabalhar. Seja em televisão ou rádio ou em ambas, posso apenas garantir que lutarei sempre por fazer um trabalho melhor do que no dia anterior.


04

sete dias ///

CADA PORTUGUÊS FEZ 511 QUILOS DE LIXO EM 2010

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

aconteceu

marcas

A ASAE detetou, em 2011, 71 infrações cometidas por empresas de comércio online, no âmbito de uma fiscalização a 842 operadores

15/01/1834

do

O exército liberal conquista Leiria durante a Guerra Civil Portuguesa (1828-1834).

16/01/1938

MÁRIO CRUZ/LUSA

Nasce Jô Soares, humorista, escritor e apresentador brasileiro.

A ASAE detetou, entre outras infrações, a falta do livro de reclamações em várias empresas de comércio online

71 infrações em comércio online ■ De acordo com a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), entre 01 de janeiro e 31 de dezembro de 2011 foram fiscalizados, em todo o país, 842 operadores económicos, no âmbito do comércio exercido online, sendo que as infrações mais

detetadas foram a falta de informações prévias ao consumidor (36) e a falta de informação por escrito do direito de resolução (18). Durante a fiscalização foram também detetadas, por exemplo: a não execução do

contrato por parte do fornecedor; a reparação ou substituição do bem fora

As infrações mais detetadas foram a falta de informações prévias ao consumidor

Angelina Jolie

números

Lançamento do disco “Kerplunk” da banda de punk-rock Green Day.

18/01/1996

A cantora Madonna chega à Argentina para filmar “Evita”, filme de Alan Parker, sendo recebida com protestos pela população.

19/01/1921

Fundação do Sporting Clube de Braga.

20 /01/2009

do prazo previsto; a ausência do livro de reclamações; falta de inclusão de impostos, taxas e encargos no preço afixado; a não identificação do vendedor ou representante; e a inexistência de menções de língua portuguesa na garantia. *COM LUSA

Barack Hussein Obama toma posse como 44º presidente dos Estados Unidos.

21/01/ 1899

Fundação da empresa Opel.

Macacos

nascem em laboratório

-

"In the land of Blood an Honey" retrata a guerra da Bósnia, com um elenco com alguma proximidade com esta realidade

70

17/01/1992

reino da bicharada

estreia-se como realizadora

■ A atriz norte-americana Angelina Jolie irá apresentar na Berlinale, mas fora de concurso, o seu filme de estreia como realizadora, “In the Land of Blood and Honey”, que retrata

tempŠ

ROKU E HEX SÃO OS PRIMEIROS MACACOS NASCIDOS EM LABORATÓRIO, COM ADN DIFERENTE E SEIS PAIS

a guerra da Bósnia. O anúncio foi feito, na semana passada, pela organização do evento. E o filme que é rodado em bósnio e sérvio é candidato a melhor filme estrangeiro nos Globos de

❚ O Banco Público de Gâmetas já recebeu colheitas de 50 dadores masculinos e de 20 femininos, estando previsto o início da disponibilização deste material para casais inférteis durante este mês, segundo a diretora da estrutura única em Portugal.

5%

Ouro. Drama este que fará a sua estreia alemã no primeiro fim de semana do Festival de Cinema de Berlim – que se realiza entre 09 e 19 de fevereiro – e que se inclui na secção Berlinale Special.

❚ O chocolate, de todos os tamanhos e formas, preto, de leite, com ou sem glúten, tem apresentado bons resultados, mas o consumo deverá cair 5% este ano, segundo a Associação dos Industriais de Chocolate e Confeitaria.

■ São macacos rhesus de corpo inteiro que nasceram em laboratório e comparando o ADN de uma célula com o ADN da célula ao lado encontram-se dois genomas completamente diferentes. Tendo a revelação chegado através de um estudo publicado online, no início deste ano, na revista Cell, o qual mostra um avanço na manipulação de embriões em primatas. É costume um embrião

desenvolver-se através de uma célula, fruto da fusão de um óvulo com um espermatozoide, o que resulta num genoma único e num animal original. Mas, desta vez, os cientistas conseguiram juntar seis embriões de macacos rhesus diferentes, cada um apenas com quatro células. E os embriões misturaram-se, produzindo apenas um animal com células provenientes dos diferentes embriões, com ADN diferente, ou seja, uma quimera.

30 mil

❚ A organização da Exponoivos faz um balanço “extremamente positivo” da feira que decorreu em Lisboa, apontando para “mais de 30 mil visitantes”, um número superior a 2011, apesar da crise.

400 127 milhões

❚ É o valor que o Estado irá pagar à CP, ao Metropolitano de Lisboa e à Refer relativos a indemnizações compensatórias pelo serviço público prestado em 2011.

❚ Postos de trabalho, para além de um quadro médico superior a 200 profissionais, que asseguram 42 especialidades, criados pelo Hospital Privado de Alfena (HPA), Valongo, um investimento total de 60 milhões de euros e que foi inaugurado na semana passada. *COM LUSA


05

sete dias

DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

30 dias para devolução de subsídios

A

❚ Os aumentos das taxas do IVA tiveram um impacto significativo sobre a taxa de inflação em 2011, de acordo com dados divulgados, recentemente, pelo Instituto Nacional de Estatística.

❚ Os beneficiários da Segurança Social que receberam prestações pagas indevidamente terão 10 dias para reclamar e 30 para devolver o valor a regularizar, revelou fonte oficial deste ministério.

post-it

137

IVA e inflação elevada

Sorrimos :(

portugueses foram repatriados do Canadá em 2011, 81% dos quais se encontrava em situação ilegal e 14% tinha cometido crimes.

Fórum Alverca criará 2.500 empregos ❚ As obras de construção do Fórum Alverca, um investimento de cerca de 134 milhões de euros, que prevê a criação de 2.500 postos de trabalho, arrancarão no primeiro semestre de 2013, revelou a empresa promotora. *COM LUSA

a sua carreira

Insatisfeito/a

cada vez menos porquê? A face neutra e o sorriso fechado foram os tipos de expressão mais mostrados nos jornais diários portugueses no decorrer do 2º semestre de 2011

A situação económico-social portuguesa tem potenciado a inibição do sorriso

verificou-se que a expressão facial de emoções negativas é mais frequente e intensa do que a de emoções positivas, padrão que se “acentuou expressivamente” em 2011. *COM LUSA

■ Este sentimento parece estar a propagar-se a todo o tipo de atividades, funções, nível hierárquico e idade. E, apesar de existirem inúmeras razões que podem levar os trabalhadores a não gostarem dos seus empregos, há algumas fontes de insatisfação mais comuns: O trabalho em si: seja por se ter tornado rotineiro ou por nunca ter correspondido às suas expetativas; As condições: o salário baixo e a precariedade intrínsecos aos tempos de crise acabam por atuar como fatores de desmotivação; Os superiores: o tipo de relacionamento que se mantém com a chefia costuma ser um fator decisivo para a satisfação/insatisfação de qualquer trabalhador; Os companheiros: as diferenças de feitio, normalmente, estão no cerne do descontentamento e, quando são levadas ao extremo, podem mesmo ser razão mais do que suficiente para se deixar um emprego;

11 mil litros de bebidas apreendidas ❙

O Estado foi lesado em 25 mil euros

■ Nos últimos três meses, a Unidade de Ação Fiscal (UAF) da GNR apreendeu mais de 11 mil litros de bebidas alcoólicas ilegais em quatro operações, as quais lesaram o Estado em mais de 25 mil euros em impostos. Tendo a última operação da UAF decorrido na passada semana, em Santo Tirso, no Porto, originando uma “apreensão de 3.660 litros de aguardente” numa herdade em Burgães,

saúde à mesa

Coma mais nozes ■ De acordo com os resultados de uma investigação apresentada num encontro da American Chemical Society, sabe-se agora que para além da gordura contida nas nozes ser das mais saudáveis, o seu poder

antioxidante é também nitidamente superior ao dos outros frutos secos. Ricas em vitaminas B2, B3, C, E, ácido fólico, cálcio e ferro, as nozes são ainda uma boa fonte de magnésio, potássio, selénio, zinco,

Sou “invisível”: quando o favoritismo da chefia se reflete em situações ligadas a promoções, aumentos de salário, bónus ou distribuição de tarefas, cresce a insatisfação; Não sou reconhecido/a: a falta de hipóteses de crescimento, as promessas esquecidas, a ausência de formação, as ideias roubadas, o não ser escutado/a em questões que interferem diretamente no seu trabalho... Ambiente desconfortável: desde as “politiquices” da empresa à competitividade entre colegas... Ausência de controlo sobre o tempo: a pressão para se fazer cada vez mais e o facto de não existirem horas para nada, acabará por se refletir na saúde, no stress, na vida familiar... O local: ser longe de casa, ter maus acessos, ser impossível estacionar próximo, sentir-se isolado/a e sem opções para poder fazer uma boa refeição...

VOCÊ FAZ A NOTÍCIA

leitor@ folhadeportugal.pt

referiu o comandante do destacamento do Porto, capitão Ricardo Monteiro, em declarações à agência Lusa. Já o destacamento da UAF de Lisboa “apreendeu nos últimos três meses, mais de 8.000 litros de várias bebidas alcoólicas”, em três operações de fiscalização nos distritos de Lisboa, Setúbal e Leiria, adiantou, à Lusa, o comandante desta unidade, capitão Daniel Gomes. fibra e proteína. Sendo estas especialmente recomendadas para quem adotou uma dieta vegetariana e podendo também ser consumidas ocasionalmente por quem pretende perder peso. Para além disso, poderão ser ingeridas moderadamente por quem sofre de hipercolesterolemia, uma vez que a sua gordura é monoinsaturada e ajuda a diminuir os níveis do mau colesterol.

Pôr do sol em alto mar...

Carlos Filipe - Setúbal

A partir de hoje, este espaço é para si! Quer dar a sua opinião sobre alguma matéria que leu no nosso jornal ou sobre outro tema? Ou tirou uma foto e quer partilhá-la? Agora já pode!!! Envie a sua foto ou comentário para: leitor@folhadeportugal.pt

OS SEUS COMENTÁRIOS EDIÇÃO

Nº 420

■ Ano 09

especial

"Gostei muito!" ❚ "Gostaria de dar os meus parabéns pela renovada imagem do jornal, penso que ficou mais atrativo e apelativo para os leitores. Continuem a melhorar e bom trabalho a todos os que realizam, todas as semanas, este trabalho". MARISA SANTOS - LISBOA (POR EMAIL)

■ De 08 a

vigília

14 de janeiro

de 2012

■ Edição Nacional

e Ilhas

“Tudo No vo” de ano

novo...

■ Jornal de

distribuição

PÁGS. 6i/7i/8i

gratuita

■ 56.000

exemplares

BRASIL

Diretor:

TEMA

João Filipe

folh ade por tug al.p t PÁGS. 06/07

CAPA...

PORTUGAL

Em todos do novo os Centros de ano, com Ajuda do o evento país que reuniu e do Mundo a esperanç celebrou-se a de milharesa vinda

Afinal, há trab ainda alho!!!

portugal

Em

especial...

PÁG. 12

■ Em Portugal, só há bem ao contrário pouco tempo dos EUA, sociais se tornaram é que parte do as redes trabalho

As empresas estarem usam mais perto as redes sociais dos consumidores para

em xeque

2... PÁG. 11

Greves nos transporte causam s o caos

DOIS MILH DESPER ÕES DE DÍCIOS, NOS HOS POR DIA, PITAIS DO SNS

PÁG. 10

■ João do plano Jardim anunciou de ajustamento, as medidas aos habitantes cerca de que custarão 160 milhões

reportagem

Trabalho para uns, lazer para outro s

portugal

■ Numa cortes e altura de fechos de urgências se denunciae quando de material a falta algumas em de saúde, unidades existem...

em xeque...

2012, os madeirense s têm nova ilha

■ Saúde, consumo tecnologias, setor do retalho, gerentes , dos seguros, técnicos do de loja... financeir grande consumo nos próximo Estes são os para só alguns , da electróni s anos, áreas do dos setores seguros, comercia ca de mercado numa altura e profissõe estão saturadaem que a is, técnicos- grande taxa de s e a despedir desempr s nos quais valerá comerciais a pena apostare polémico... funcioná ego atingiu PÁG. 08 quase os rios... 13% e várias

assunto

VEIGA/LUSA

“significativa” na exibição de qualquer tipo de sorriso e o aumento da expressão neutra em mulheres e homens. No universo das fotografias analisadas

Um profissional insatisfeito produz menos e acabará por criar mau ambiente

NUNO

DYNAMIC GRAPHICS

■ Segundo o estudo científico, efetuado pelo Laboratório de Expressão Facial da Emoção da Universidade Fernando Pessoa (UFP) e que analisou 15.243 fotografias, os portugueses estão “a sorrir cada vez menos desde 2003”. Tendo os resultados do mesmo apontado também para o facto de que as mulheres, independentemente da sua idade, continuaram a sorrir mais do que os homens no ano passado. Ainda de acordo com mesma análise, os homens apresentaram um sorriso mais fechado a partir dos 60 anos, enquanto as crianças foram as que continuaram a apresentar mais e com mais frequência um sorriso largo, padrão que se tem mantido desde 2003. Os resultados apontaram igualmente para uma diminuição

■ Maquinistas e Ano Novo da CP pararam avultado causando um no à tesouraria prejuízo Natal da empresa

PUB

LIGUE-SE

JÁ!!!

Siga-nos no facebook!


06

TEMA CAPA ///

CULPA ATINGE MAIS AS MULHERES AOS 40 ANOS

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

Enfrentar. Todos nós, em algum momento das nossas vidas, tivemos de lidar com o sentimento de culpa relativamente a algo ou a alguém. Contudo, nem todos o encarámos e enfrentámos da mesma forma...

Não deixe a CULPA dominar a sua vida CARLA VAZ ■ cv.r@folhadeportugal.pt

U

m dos sentimentos mais angustiantes e destruidores na vida do ser humano, a culpa assombra a vida de muitas pessoas, seja por causa do pouco tempo que dedicam à família, à irresponsabilidade para com a saúde, à falta de iniciativa no trabalho... E o que costuma surgir como um pequeno incómodo acaba por evoluir para a culpa, sentimento que tira o sono e a fome, causa autodesvalorização e corrói o interior. Todavia, como parte natural da existência humana, a culpa não é somente negativa, pois, poderá vir a auxiliar na aprendizagem com as experiências dolorosas e negativas. Portanto, o mais importante é aprender a minimizar os danos causados por este sentimento e, a partir daí, enfrentar a vida sob uma nova perspetiva.

Está em todo o lado!!! A culpa tem raízes tão profundas na nossa existência social, cultural e até

-

Aprender a partilhar os sentimentos e as perceções dolorosas com as outras pessoas ajuda-lo/a-á a conseguir seguir em frente

emocional que acaba por se estender a própria vida e do Mundo”, salientou todos os aspetos da nossa vida. Então, se o mesmo. Portanto, quando uma este sentimento está em todo o lado, qual sociedade está em mudança e quando já é a sua origem? “O nosso cérebro nunca existem novas realidades culturais, mas lida diretamente com a realidade, mas ainda não foram apagadas as anteriores, com uma representação da realidade”, é mais difícil ser objetivo. “É por isso que, esclareceu o psicólogo Joaquim Quintino Aires, ao Deixe para trás as site saude.sapo.pt. “Os mitos, as desilusões, não fique a tradições culturais, aquilo que atormentar-se com o uns e outros dizem entra na passado, aprenda com os formação desta representação, erros e delineie planos o que torna muito difícil executáveis para uma ser objetivo na avaliação da vida mais feliz

por vezes, sabemos que o que estamos a fazer é o mais indicado, mas ainda assim não o conseguimos sentir”, explicou. E é neste preciso momento que a angústia e a culpa começam a ganhar espaço, podendo mesmo conduzir à depressão.

Os motivos De acordo com declarações dadas pela psicóloga Marina Vasconcellos, à Folha Universal, Universal a culpa aparece quando uma pessoa acredita que fez algo de muito errado ou que magoou alguém. Explicando a mesma que o primeiro passo para vencer este sentimento é tentar compreender o motivo pelo qual ele existe. “Existem pessoas que carregam a culpa dos outros. Por isso, é importante saber primeiro se aquela culpa é sua. Se for, conversar e pedir desculpas é o início”.


07

tema capa

DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

SÃO ELAS QUE SE SENTEM MAIS CULPADAS

Marina Vasconcellos referiu ainda que o pedidodedesculpasfuncionacomoum marco para poder superar o problema e recomeçar.

Sinais de alerta É normal sentir-se culpado/a depois de ter comido um pacote inteiro de bolachas ou de não ter conseguido ir buscar o seu filho a horas à escola por causa do trabalho, porém, há que ter muito cuidado, pois, existe uma fronteira muito ténue entre o sentimento de culpa saudável e um comportamento excessivo. Afinal, sempre que se criarem mais expetativas do que é plausível concretizar e a avaliação da diferença entre o que se gostaria de ter feito e o que se fez causar sofrimento, tal deixa de ser saudável. Existindo alguns sinais de alerta a ter conta, tais como a autocrítica sistemática, a tristeza, a ansiedade e a constante sensação de estar aquém. É preciso combatê-la! Em primeiro lugar, é preciso parar e avaliar tudo o que se fez e o que é possível qualquer ser humano

Reconhecer o erro e pedir desculpa são os primeiros passos para começar o processo de cura fazer, se possível por escrito. Depois, como, normalmente, temos alguma dificuldade em sermos imparciais e isentos acerca de nós próprio, talvez seja boa ideia pedir a opinião de um familiar ou de um amigo mais próximo. “Por vezes, as pessoas não têm uma ideia integrada de si próprias. Conhecem-se em função de cada

■ Cientistas da universidade do País Basco, na Espanha, chegaram à conclusão de que as mulheres e os homens reagem de maneira diferente à culpa, isto após terem estudado três grupos de pessoas com idades distintas – 156 adolescentes, 96 jovens e 108 adultos – de ambos os sexos. E, afinal, elas sentem-se mais culpadas do que eles. Contudo, isso não quer dizer que as mulheres se sentem culpadas demais, mas sim que os homens se sentem de menos.

uma das áreas da sua vida, como pais, profissionais de sucesso ou alguém sempre socialmente correto e não como sendo sempre a mesma pessoa, como uma unidade”, elucidou Joaquim Quintino Aires. Aí criam-se expetativas que acabam por se transformar em objetivos. “Naturalmente que estes objetivos não são possíveis de alcançar em todas as áreas, pelo que a constatação de se ter falhado leva à depressão”, concluiu o psicólogo. Mas, afinal, nós só falhamos porque somos apenas humanos.

A CULPA

À LUPA

❚ para o bom ou para o mau: a culpa e o remorso podem trazer-nos esclarecimento, mas aplicados de forma inadequada, podem causar-nos muitas complicações. ❚ um processo mental de potencial:a enorme potencial: a culpa pode motivar e estimular uma revisão completa dos erros, aumentar a vigilância e a cautela no futuro, oferecer

A todos os participantes foi pedido que indicassem com frequência a obrigação da mulher cuidar da casa as situações em que se sentiam mais culpados, tendo e educar os filhos, ao mesmo tempo que ouvimos o resultado mostrado que, independentemente da e lemos sobre mulheres de sucesso no campo idade, a intensidade de culpa entre as mulheres era profissional”. E já que esta duplicidade de papéis sempre maior. Diferença essa que se tornava maior costuma ser mais exigida à mulher e não tanto ao dos 40 aos 50 anos. Tendo os cientistas explicado homem, ela acaba por se perder mais na construção que isso revela que as antigas práticas educacionais e da representação de si própria. Tendo o mesmo sociais ainda pesam muito na formação psicológica psicólogo identificado dois momentos especialmente dos homens e das mulheres. Afinal, historicamente, complicados na vida das mulheres: o primeiro o sexo masculino sempre fez quando iniciam, ao mesmo tempo, parte do mercado de trabalho, uma carreira e a sua própria Esposa, mãe e enquanto o feminino profissional são os família, visto acharem que têm a pertencia ao foro doméstico. papéis que exigem obrigação de acompanhar as duas áreas e não o conseguirem fazer; e 100% da mulher o segundo surge por volta dos 40 Os inúmeros papéis Contudo, será a culpa um sentimento mais específico anos, quando os filhos começam a crescer e fazem um balanço da sua vida. E é, nesta altura, que, muitas do sexo feminino? De acordo com o psicólogo se sentem desiludidas por não terem feito mais em Joaquim Quintino Aires, “o sexo feminino vive uma cada um dos dois campos. C.V. crise de mudança mais marcada. Ainda escutamos

Aprenda a lidar com a CULPA Identifique o tipo e o propósito: se a culpa surgir por ter magoado alguém ou por ter gasto muitas horas no trabalho e se esquecido da família, esta será um sinal de alerta para que altere o seu comportamento; Tome a decisão de mudar: quando a culpa é

uma sensação de se ser responsável e promover a aceitação social e a autoestima. ❚ o peso da autopunição: esta, na grande maioria das vezes, pode ferir ainda mais a pessoa que vive com o sentimento de culpa, não resolvendo, nem adiantando de nada. ❚ é apenas um sentimento: é simplesmente uma experiência mental e física que ocorre no nosso corpo, um programa do nosso cérebro que é executado em resposta a um resultado negativo percebido de alguma natureza.

saudável diz-nos que precisamos de fazer algo para reparar relações que são importantes para nós; Reconheça que errou e siga em frente: tem de aceitar que não pode mudar o passado e de que a única coisa que pode fazer é reparar o seu mau

comportamento, mas depois deverá deixar a situação seguir; Aprenda com os erros: normalmente, o sentimento de culpa tenta chamar a nossa atenção para que possamos aprender algo com a experiência, pois, assim existirá menos probabi-

❚ aceite e aprenda: é preciso ter muito cuidado com aquilo que perceciona como errado, pois, as circunstâncias podem variar, sendo conveniente para si esclarecer o quê e o porquê de se sentir culpado/a, se deve sentir-se culpado/a acerca de tudo ou até se é o único culpado/a. ❚ o sentimento apropriado: quando os sentimentos de culpa são adequados podem fazer de si uma pessoa melhor, mais consciente, inteligente e

lidade de vir a cometer os mesmos erros novamente; Afinal, ninguém é perfeito: a busca da perfeição em qualquer área da vida é a receita ideal para o fracasso, já que esta nunca poderá ser alcançada. Portanto, o segredo é aceitar que somos apenas humanos. FONTE: JOHN GROHOL, PSICÓLOGO NORTE-AMERICANO, CRIADOR DO PORTAL PSYCH CENTRAL

capaz de evitar consequências idênticas no futuro. ❚ quando é disfuncional ou permanece durante muito tempo: se os sentimentos de culpa não estão em sintonia com a lógica do pensamento, são persistentes e não parecem diminuir, podem ser uma experiência muito frustrante e negativa. Por isso, tente conversar com amigos ou familiares sobre isso, mas se isso não resultar, o melhor mesmo é procurar ajuda profissional (consultas de psicologia).

PUB


08

portugal ///

100 A 120 MIL EMIGRARAM

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

Destino

Os portugueses não param de sair de Portugal, sendo Suíça, França ou Angola e Brasil alguns dos destinos mais escolhidos para os que desistem de sonhar com uma carreira profissional no próprio país

A fuga continua SARA DAMÁSIO ■ sd.r@folhadeportugal.pt

O

Brasil continua a ser um dos destinos mais procurados e só nos primeiros seis meses do ano passado, foram concedidos mais de 52 mil vistos de residência. Estes dados foram lançados pelo jornal i em dezembro último e, conforme o mesmo, os números apontavam para entre 100 a 120 mil portugueses emigrados, em 2011. A informação chegou através do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, o qual afirma não existirem dados concretos das saídas, mas confirma o crescimento desta realidade. Para José Cenário, “está é uma tendência dos últimos anos. A onda de emigração dura há quatro, cinco ou seis anos” e a saída está a “aumentar para países como a Suíça, a França ou o Brasil”. Do departamento de estrangeiros da Secretaria Nacional de Justiça do ministério da Justiça Brasileiro, por exemplo, chegavam dados, em dezembro passado, indicando que, entre os meses de dezembro de 2010 e

junho de 2011, os pedidos de residência permanente de portugueses sofreram um aumento de 276.703 para 328.856. Tendo também chegado muitos pedidos de vistos para trabalhos temporários, estudos e pesquisas.

Dados incertos Atualmente, torna-se difícil controlar os números efetivos da emigração portuguesa, devido à lei de livre circulação no espaço económico europeu. E o secretário de Estado das

Só nos primeiros seis meses do ano passado, foram concedidos mais de 52 mil vistos de residência no Brasil Comunidades Portuguesas adiantou que “cada vez há mais trabalho temporário, as pessoas vão por determinado período de tempo e regressam”, dificultando assim as estatísticas. No entanto, são “conhecidos os fluxos”, por causa do “contato com associações, empresas e bancos, conhecemos os movimentos.

A emigração envolve cada vez mais pessoas qualificadas e mais novas, podendo-se estender até aos 40/50 anos

Sabemos que, até dois anos, as pessoas que emigravam para o Brasil iam para o nordeste e agora vão também para o Rio

de Janeiro e para São Paulo. Sabemos que a emigração para a Suíça está a crescer, para o Reino Unido está estabilizada e

para Espanha está a reduzir”, explicou o responsável ao i. Sendo França e Angola também muito procurados. É do senso comum que, em tempos de crise, este fluxo tende a intensificar-se e a procura de trabalho pela Europa aumentou, só em dezembro de 2011, 58%. A agência Lusa, citava também, recentemente, o Instituto do Emprego e Formação Profissional, dando conta dos dados do portal de mobilidade profissional Eures, que totalizava 20.686 candidaturas portuguesas em novembro de 2008 e no período homólogo de 2011 o número subiu para os 46.223 candidatos. A nova realidade mostra uma emigração também mais qualificada e mais nova que se estende até aos 40/50 anos. Uma situação que assusta José Cenário “quando vejo emigrar jovens com grande preparação académica e científica, claro que fico preocupado”. Para o mesmo, o país está a “perder massa cinzenta” e como consequência está a ser reduzida a capacidade interna das empresas.

oportunidades internacionais

Portugueses além-fronteiras

Londres é uma das cidades exemplo, no Reino Unido, que continua a recrutar muita gente de fora, na área das TI

■ Quatro antigos alunos da universidade Católica Portuguesa do Porto, em entrevista ao ExpressoEmprego,emdezembroúltimo,falaram da América Latina, de Moçambique e do Reino Unido como locais com imenso potencial para receber e ajudar jovens portugueses a criarem um futuro profissional consistente. E áreas como as obras públicas, imobiliário, serviços e tecnologias de informação são algumas das que, hoje, oferecem mais oportunidades. O encontro – “Alumni Abroad: Sharing Experiences” – entre estes profissionais e os jovens da Católica

Porto Business School, foi organizado pela Business Alumni. Tendo os oradores e antigos alunos da Católica já trabalhado em países como Espanha, Itália, Grécia, Áustria, Reino Unido, Suécia, Brasil, Panamá, Moçambique... Ao longo do evento falou-se sobre as oportunidades no setor da construção, especificamente no ferroviário, que existem

hoje na América Latina, mais especificamente no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Peru e México. Em Moçambique, tal como em muitos outros países de África, também existe uma vasta oferta em áreas como infraestruturas e exploração de recursos naturais, promoção imobiliária, serviços, Banca, seguradoras, escritórios de advogados, consultoras... Já no Reino Unido, um dos oradores salientou A América Latina oferece o mercado das TI (Tecnologias de Informação) que continua a recrutar, oportunidades no setor mesmo em tempo de crise. S.D. da construção ferroviário


Folha

Centro de Ajuda Págs. 4i/5i

Pág. 6i

Sinais de Deus

Conquistas Financeiras Quer superar a egatividade?

A causa maior

Ultrapassando a barreira da distância Numa das zonas mais recônditas de Angola, onde a água e a luz ainda são um luxo, a fé e a esperança por uma vida melhor existem, saiba como e de onde vem essa força interior

dificuldades, são otimistas quanto ao futuro e têm esperança na melhoria das suas condições de vida, a curto e médio prazo. Segundo a equipa de reportagem da IURD, este “é um povo acolhedor e hospitaleiro, sendo a humildade uma virtude caraterística, reforçada com a conversão ao Evangelho, pregada pelos pastores”.

núcleo naquela povoação. Segundo os missionários, já era habitual acompanharem, através da rádio, o trabalho da Igreja. Mesmo antes de ser aprovada a iniciativa pela direção em Luanda, foi criado pela comunidade um núcleo. Com o rápido crescimento desse núcleo outras comunidades vizinhas, começaram a interessar-se,

CEDIDAS

iurd.pt

SUPLEMENTO JORNAL FOLHA DE PORTUGAL ■ Nº 421 ■ Domingo 15 a 21 de janeiro de 2012

à equipa de reportagem da IURD, que: “começámos com um grupo de oração na sala da minha própria casa, que com a adesão de outros membros da comunidade se tornou pequeno. Decidiu-se construir um lugar maior. Unidos construímos este núcleo, e graças a Deus, hoje, somos acompanhados por um pastor auxiliar, que prega todos os

SARA DAMÁSIO ■ sd.r@folhadeportugal.pt

H

á mais de vinte anos que a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) está presente no país e, desde sempre que o seu principal objetivo foi chegar a mais pessoas e às zonas mais recônditas. O trabalho missionário obrigou então a que alguns pastores se tivessem deslocado a várias localidades mais afastadas, levando uma mensagem de ajuda, fé e esperança. E é sobre uma dessas comunidades, mais afastadas do Mundo e da Sociedade em geral, que falamos.

A pequena comunidade Em Catolo, ou Sanzala, situada na margem de um rio a 137 quilómetros da capital da província do Bié, Kuito, vivem cerca de 20 famílias. Sendo uma das zonas mais isoladas de Angola, devido à sua difícil localização e maus acessos. E a pequena comunidade subsiste miseravelmente, sendo aí poucos os efeitos do crescimento sócioeconómico que o país vive. Existe ainda uma grande falha em salas de aula, assistência médica sendo o abastecimento de água e de energia elétrica escassos. Ouvida pelos enviados da IURD, a pequena população

O espaço tem cerca de 10m² de comprimento, 8m de largura e 2,5m de altura. São feitos dois cultos por dia, um às 6H da manhã e outro às 18h. Aos domingos, o culto principal tem lugar às 8H e às 15H acontece o de libertação. Diariamente, o núcleo acolhe cerca de 50 a 60 membros e, aos domingos, o número atinge as duas centenas de pessoas

fala também da falta de um mercado oficial, que facilite a troca e venda dos seus produtos. Já os mais jovens, pedem zonas de lazer. Naquela aldeia, as trocas comerciais ainda são feitas através de permutas. E para se conseguir produtos como óleo alimentar, sal, sabão e outros bens, as pessoas daquela comunidade têm de percorrer cerca de 37 quilómetros até à cidade mais próxima. Apesar das

O início de tudo Em outubro de 2002, quatro jovens,

É uma das zonas mais isoladas de Angola, devido à sua difícil localização e maus acessos membros da IURD, pediram autorização para abrir um

depois de ouvirem os testemunhos. O atual responsável pela obra, coadjuvado pelo obreiro Damião Chihuila, afirmou,

sábados, mas gostaríamos que fosse designado a trabalhar connosco de forma permanente”.

-

Este é o lugar da escolinha, único espaço e momento, na comunidade, onde as crianças podem aprender


2i

folha centro de ajuda

/ história de superação

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

visite-nos em iurd.pt

Por uma carreira de SONHO Como acontece, atualmente, com milhões de pessoas por todo o Mundo, a crise está a destruir muitas carreiras e sonhos profissionais, mas o cenário só muda para aqueles que não desistem e persistem até vencer SARA DAMÁSIO ■ sd.r@folhadeportugal.pt

T

odos os anos milhares de pessoas saem do seu país de origem em busca de um futuro melhor e em Portugal essa realidade está, infelizmente, em forte crescimento. Em 2010 o Instituto Nacional de Estatística revelava que quase 30 mil portugueses emigraram. E o Instituto do Emprego e Formação Profissional, segundo a agência Lusa, revelou que a procura de oportunidades de trabalho no exterior tem sido crescente, tendo no espaço de três anos mais do que duplicado o número de candidaturas nacionais registadas no portal europeu de mobilidade profissional Eures. No final de novembro de 2011 as inscrições nacionais eram já 46.223. E Miriam faz parte dessas estatísticas, uma jovem de 28 anos que se viu obrigada a desistir de procurar uma carreira profissional no seu país e que decidiu partir para, Florença, em Itália. Durante muitos anos, esta teve uma vida difícil e começou por contar a sua história desde a altura em que sobrevivia “com muitas dificuldades financeiras e o meu primeiro trabalho foi a passar a ferro, trabalhando 8 horas por dia e ganhando uma miséria, que não dava nem para comer”. Sem grandes capacidades financeiras, a jovem

“Depois de um largo período de sofrimento, cheguei à IURD, comecei a fazer minhas correntes de oração e aprendi a usar a fé”. Aprender a usar a fé , esta é uma das primeiras lições daqueles que entram na Igreja e, que acompanhados de direções e lições, acabam por criar um novo rumo nas suas vidas. E assim foi com Miriam: “naquela época , iniciou-se uma Fogueira Santa de Israel e, nesse momento, O dia da mudança lancei-me com toda a minha fé”. Depois de passar por muitas necessidades, sem A primeira campanha foi totalmente dedicada o apoio de ninguém e de começar a pensar que à sua vida profissional, pois, para a jovem esse a sua vida estava perdida teria que ser o ponto de chegou o dia em que “falei para Deus que não partida para a mudança ouviu falar da Igreja na sua vida, “falei para queria mais trabalhar Universal do Reino de Deus que não queria mais para os outros” Deus (IURD). Desde o trabalhar para os outros, dia em que entrou num Centro de Ajuda que porque tinha dentro de mim uma visão de querer percebeu o que tinha que fazer, tal como a maioria conquistar uma vida de qualidade”. “Sacrifiquei, das pessoas que testemunham esse sentimento. acreditei e perseverei”, confessou Miriam, sendo

teve que viver sempre partilhando casa, tal como a maioria dos jovens hoje em dia, os quais não tendo qualquer hipótese de investir em casa própria, ficam em casa dos pais ou vivem, mais tarde, com amigos ou conhecidos. “Morava num quarto com 6 pessoas e era uma grande luta para sobreviver”, contou.

essas as condições básicas para algo mudar na vida de qualquer pessoa. Nesse momento, percebeu, segundo ela, através de um sinal de Deus, que o futuro passaria por abrir um negócio próprio. E, quatro anos após ter chegado a Itália e 20 dias depois do seu sacrifício, “Deus abriu-me as portas e, sem qualquer explicação, consegui abrir meu próprio negócio de produtos naturais da Amazónia, que para além de tudo, é o primeiro na Europa”. Hoje, Miriam já não faz parte das estatísticas de desempregados, estando sim entre os jovens empreendedores e criativos que fazem falta a tantas sociedades. “Agora, sou uma empresária de sucesso, sempre sem me acomodar à minha fé. E tenho a certeza de que as bênçãos de Deus são sempre maiores para aqueles que creem e eu creio!”. MIRIAM RODRIGUES, FLORENÇA – (ITÁLIA)

Aconteceu

Morava num quarto com 6 pessoas e era uma grande luta para sobreviver TODAS AS SEMANAS, IRÁ ACOMPANHAR, AQUI, HISTÓRIAS EMOCIONANTES E DRAMÁTICAS DE QUEM ENFRENTOU E VENCEU DESAFIOS

CEDIDAS

comigo!


folha centro de ajuda

3i

/ reflexão

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

visite-nos em iurd.pt

mensagem

O CENTRO DE AJUDA NÃO COBRA PARA D

BISPO

■ realizar casamentos ■ realizar batizados (adultos) ■ dar aconselhamento matrimonial ■ aconselhar e acompanhar indivíduos toxicodependentes ■ aconselhamento pastoral ■ participar na Santa Ceia ■ a realização da unção com óleo ■ visitas ao domicílio ■ visitas a doentes no hospital ■ visitas a presidiários ■ distribuição de cestas básicas às famílias carenciadas ■ distribuição de bens (roupas, mobílias, eletrodomésticos, etc.) a pessoas carenciadas ■ acolher o Instituto Português do Sangue nas suas instalações para a doação de sangue ■ ajudar a manter o Lar de Idosos Universal ■ a apresentação de crianças (não batiza crianças, somente adultos) ■ participar no Grupo de Jovens "Força Jovem" ■ a realização de orações ■ a entrada nas igrejas e participação nos cultos ■ a participação em Concentrações, em locais como: Coliseu dos Recreios, Pavilhão Rosa Mota, estádios, Pavilhão Atlântico, etc. ■ ajudar a manter a Sociedade “Pestallozi” (presta assistência aos portadores da síndrome de Down) ■ manter a Fazenda Nova Canaã

■ a realização de cursos informáticos ■ aconselhar e apoiar na escolha de uma carreira profissional ■ atendimento telefónico 24 horas ■ apoio a mulheres vítimas de abusos ■ apoio e aconselhamento a indivíduos dependentes alcoólicos ■ visitas a lares de terceira idade ■ dar alimento aos sem-abrigo ■ apoio em catástrofes ■ a realização de atividades lúdicas e desportivas com os jovens ■ aconselhamento e campanhas na prevenção do HIV ■ transporte de pessoas com dificuldades de locomoção ■ estacionamento no parque da Igreja ■ estudos Bíblicos realizados ■ entrada e participação no maior Congresso Financeiro do País ■ realização de funerais ■ distribuição do Óleo Santo de Israel ■ cursos de Teologia (IBURD) ■ milagres que acontecem em todos os Centros de Ajuda espalhados pelo Mundo. Só ensina às pessoas a VERDADE. O dízimo, como também as ofertas, são mandamentos bíblicos.

Sacrificando diariamente pelo seu ideal!

sabia que?

Edir Macedo

A alegria do Espírito Santo

Q

nunca irá sair de dentro de si. uando a pessoa nasce de Deus, a primeira Nós, da IURD, somos tão perseguidos e eu, coisa que acontece é o choro de alegria, particularmente, sou muito caluniado em todo o igual a quando uma criança nasce e o Mundo. Mas durmo tranquilamente, pois, há paz, e eu médico a segura pelas pernas e lhe dá creio que você pode sentir essa paz nas minhas palavras. uma palmada no rabinho. Também, quando nascemos E tem mais: quando a pessoa tem esse novo nascimento, do Espírito Santo, há um choro de alegria, um gozo; e, quando ela nasce de Deus, tem um mesmo no meio dos problemas e das brilho diferente nos olhos, diferente situações difíceis, temos paz. Mesmo das pessoas que não o têm. Pois, que o mundo esteja a desabar em quando você nasce do Espírito cima da nossa cabeça, temos paz, Santo, torna-se a pessoa mais feliz do porque é algo que Deus faz e está Quando você Mundo. E é isso que quero para si: dentro de nós. que você seja feliz! Mas essa felicidade Você até pode entender isso, mas nasce do Espírito não depende de mim, depende de só vai, realmente, saber quando o Santo, torna-se a nós pregarmos, falarmos, estarmos experimentar. E é isso que tem de pe ssoa mais feliz com vocês; mas, acima disso, depende acontecer! Pois, quando nascemos da sua atitude. E quando você dá do Espírito, há uma perfeita paz e, do Mundo uma virada de 180° e começa a juntamente com ela, vem a alegria do andar, contrariando os seus desejos e Espírito Santo. Não é nada forjado satisfazendo os desejos de Deus. ou manipulado, mas algo que vem Que Deus abençoe a todos do Alto, invade o seu ser e onde você abundantemente. estiver irá ter essa paz, porque ela

Acessos oficiais do

bispo Macedo PELA RÁDIO DIARIAMENTE: 95.0 Fm 23H ¢

bispomacedo.com.br/blog

twitter.com/BispoMacedo

youtube.com/obispomacedo

facebook.com/BispoMacedo

Record Fm 107.7 23h30 ¢ Liz Fm 101.3 23H ¢ Gaia Fm 95.5 23H ¢ IURDTV, diariamente, pelas 13h30 (hora de Lisboa)

CONHEÇA ALGUMAS CURIOSIDADES SOBRE OS TEMPLOS DO CENTRO DE AJUDA ESPALHADOS PELO MUNDO

Cenáculo do Espírito Santo em PARIS ■ O templo foi inaugurado no dia 3 de junho de 2007; ■ Possui 3.036 poltronas e 116 vagas no estacionamento; ■Tem ambientes climatizados; ■ A área construída é de 7.965 metros quadrados; ■ Conta com salas específicas para as crianças na Escola Bíblica Infanto-juvenil; ■ A cidade de Paris tem mais de 300 mil habitantes e é conhecida como a capital nacional do calçado.

MORADA: 254, Rue du Faubourg Saint-Martin, 75010 – Paris (France)

iurd na web http://iurd.pt/arca-da-| -alianca-2/

¢

“Pelo que Davi não trouxe a arca para si, para a Cidade de Davi; mas a fez levar à casa de Obede-Edom, o geteu. Assim, ficou a arca de Deus com a família de Obede-Edom, três meses em sua casa; e o SENHOR abençoou a casa de Obede-Edom e tudo o que ele tinha”

http://iurd.pt/quase/

¢

Quase consegui um emprego, quase reconstruí o meu casamento, quase ultrapassei a minha doença incurável, quase me desliguei do meu passado infeliz, quase deixei o vício, quase fui amado/a, quase terminei os meus estudos...


4i

folha centro de ajuda

/ cenáculo do Espiríto Santo

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

visite-nos em iurd.pt

A Causa Maior

DIOGO ALMEIDA

reunião dos SINAIS DE DEUS domingo 9h 30

Existirá uma causa maior do que a sua salvação? E a sua comunhão com Deus? Da sua resposta irá depender a forma como irá vencer e encarar o futuro SARA DAMÁSIO ■ sd.r@folhadeportugal.pt

A

conteceu mais uma reunião de “Domingo dos Sinais”, no Cenáculo do Espírito Santo, em Chelas, desta vez ministrada pelo pastor Jorge Silva. Tendo o orador começado o encontro com a história de Davi e Golias, para assim despertar a força interior dos presentes para que consigam enfrentar e vencer os desafios, mesmo aqueles que parecem humanamente impossíveis. Pois, Davi, segundo conta a Bíblia, mesmo sendo uma pequeno rapaz, no momento em que teve de enfrentar o gigante Golias,

usou a sua fé e a força de Deus e venceu a luta que parecia impossível. E essa é uma das lições que aqueles que frequentam a Igreja devem colocar em prática nas suas vidas, no sentido em que, para vencer os problemas, basta crer, lutar, usar a fé e a força de Deus, sempre sem desistir. Durante a reunião, o pastor continuou a sua mensagem através da leitura de um texto do bispo Júlio Freitas, o qual ajudou todas as pessoas a saírem crentes num futuro diferente.

“Buscar perpetuamente” “Rejeite todas as dificuldades que tenham colocado em risco, tanto o seu

caso verídico

“Era bipolar” “Era bipolar e muito depressiva. E não tinha alegria na vida sentimental! Estive duas vezes casada e, do primeiro casamento, tive um filho, mas

bem estar como o da sua família, pois, enquanto não houver uma entrega total da sua parte por uma grande causa, não descobrirá o sentido de viver e o objetivo de Deus é que você encontre a sua razão de viver”. E, quando o bispo Júlio fala da grande causa, esta poderá estar ligada a uma conquista, mas existirá causa maior do que a salvação? E a comunhão com Deus? Para si que crê, mesmo que deseje tudo de bom e que isso seja um direito seu, nada poderá ser mais importante do que o desejo de “ter nas suas mãos as mãos de Deus, de estar salvo/a, de receber o Espírito Santo e de estar em comunhão com Ele”, adiantou o pastor.➜

quando ele fez dois anos separei-me do pai. Do segundo casamento, tive uma filha, mas acabei por me separar de novo. Estive internada três vezes, inclusive num manicómio, chegando a ser

considerada, pelos médicos, um caso perdido, pois, ninguém conseguia estar ou lidar comigo. E esse problema de agressividade começou quando a minha mãe morreu, nessa altura, já estava grávida de 9 meses. Então, comecei a ver vultos e o mal a manifestar-se em mim. Como consequência, toda a minha vida profissional e financeira foi sendo destruída. A depressão profunda apareceu, agravada com a bipolaridade. E ficava tão agressiva que cheguei a ameaçar o meu próprio pai com uma faca. Era um mal que tomava conta de mim e

para me controlar eram precisos mais de sete homens. Quando cheguei ao Centro de Ajuda, comecei a ouvir a Palavra de Deus e também tinha uma grande vontade de mudar. Era muito infeliz, principalmente depois das crises que tinha

“Ficava tão agressiva que cheguei a ameaçar o meu próprio pai com uma faca” contra o meu pai. Ele tentava sempre ajudar-me e eu só queria fazer-lhe mal. Fiz todo o sacrifício por ele, para

conseguir olhá-lo de novo! E prometi a mim mesma que ia lutar e mudar. E foi aí que houve a transformação completa! Hoje, sou uma pessoa realizada e não sinto falta de nada, tenho trabalho e o médico já me passou um atestado em como estou curada. Antigamente, o meu pai dormia com um pau atrás da porta, hoje isso já não acontece! Agora sou carinhosa com ele e dou-lhe o amor que ele merece. Estou curada, transformada e liberta, tudo depois do sacrifício na Fogueira Santa. E não vou parar!”. ADALGISA


folha centro de ajuda

/ cenáculo do Espiríto Santo

sinais de Deus VIDA E FAMÍLIA TRANSFORMADAS ➜ “Eu era uma pessoa muito deprimida e não dava atenção aos meus filhos. Mas, desde que entrei para a Igreja, que Deus tem feito maravilhas! Ele transformou-me como mulher, mãe e profissional. E, agora, dedico-me muito mais aos meus três filhos, coisa que não acontecia desde a morte do meu marido!

Tinha também um quisto no útero, ao qual devia ser operada, mas decidi antes fazer os meus propósitos e determinei a cura. E quando voltei para uma consulta já não existia nada! Para além disso, um dos meus filhos também teve problemas de saúde. Desde a morte do pai que ele se desenvolvia física, mas não psicologicamente. Fa-

visite-nos em iurd.pt

se algo está mal... zia terapia da fala e a educadora disse-me, um dia, que ele não estava a progredir e que desconfiava que sofresse de autismo. Não aceitei aquela situação, determinei e fiz os meus votos. E, quando fui a uma consulta com ele, o médico disse-me que o meu filho não tinha nada! Uma semana depois, a educadora veio falar comigo e disse-me que o meu filho já não precisaria de apoio, nem de terapia e que, no ano seguinte, já poderia ir para escola”. MAÍRA

CASAMENTO SALVO ➜ “O meu marido bebia e batia-me muito. E, antes de vir para a Igreja, não imaginei que houvesse solução! Até pensei, muitas vezes, em acabar com a minha vida, mas como tinha as minhas filhas nunca o fiz. Contudo, desde que entrámos na Igreja que a nossa vida se transformou e, hoje, estamos libertos e felizes”. CARLA E ANTÓNIO

-

O pastor Jorge Silva mostrou o Óleo da consagração dos dizimistas, o qual foi usado durante a reunião

➜ “Rendei graças ao SENHOR, invocai

5i ■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

como defendeu o pastor, “uma entrega o bispo Júlio ensinou: falar com Deus, o seu nome, fazei conhecidos, entre perfeita”. Afinal, Deus apenas fará o que ou seja, orar; ouvi-Lo e meditar na Sua os povos, os seus feitos (...) Buscai você não pode, dando-lhe forças para Palavra; assumir publicamente a sua o SENHOR e o seu poder; buscai resistir ao vício e manter o coração fé n’Ele, através do batismo nas águas; perpetuamente a sua presença” limpo, mas só depois de pedir perdão desenvolver a sua salvação; e, por fim, (Salmos 105.1-4). Nem todas dando o seu testemunho. Estes as pessoas buscam a Deus Se você diz que a sua vida é de cinco passos serão a sua parte, da maneira correta, porque para que, depois, Deus possa Deus, então, terá que deixar falar é fácil, mas o mais difícil fazer a d’Ele. E, segundo a os vícios, as mágoas, o ódio, o é manter uma coerência na rancor... pois, só assim haverá Bíblia, ao entregar os seus vida. E se você diz que a sua problemas ao “Senhor, Ele o/a “uma entrega perfeita” vida é de Deus, então, terá ajudará e nunca deixará que que deixar os vícios, as mágoas, o ódio, aquele/a por quem sentia mágoa. E para fracasse a pessoa obediente à Palavra o rancor... pois, só assim haverá, tal isso terá que seguir os cinco passos que de Deus”, lembrou o pastor.

...mantenha-se bem! BISPO Júlio Freitas

A arma infalível V

eio a palavra de Samuel a todo o Israel. Israel saiu à peleja contra os filisteus e se acampou junto a Ebenézer; e os filisteus se acamparam junto a Afeca. Dispuseram-se os filisteus em ordem de batalha, para sair de encontro a Israel; e, travada a peleja, Israel foi derrotado pelos filisteus (...) Mandou, pois, o povo trazer de Siló a arca do SENHOR dos Exércitos, entronizado entre os querubins; os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, estavam ali com a arca da Aliança de Deus. Sucedeu que, vindo a arca da Aliança do SENHOR ao arraial, rompeu todo o Israel em grandes brados, e ressoou a terra. Ouvindo os filisteus a voz do júbilo, disseram: Que voz de grande júbilo é esta no arraial dos hebreus? Então, souberam que a arca do SENHOR era vinda ao arraial” (1 Samuel 4.1-6). Quando Israel perdeu a primeira batalha, aí lembraram-se de Deus e foram buscar a Arca e os sacerdotes ao Templo. E, quando a Arca chegou ao arraial dos hebreus, houve tanto alvoroço, alegria, energia e positivismo, que os filisteus se assustaram e pensaram que Deus havia descido no meio do exército hebreu. Mas mesmo com toda a confiança, os hebreus perderam humilhantemente a batalha. Porquê? Porque Deus não estava lá? Sim, a presença de Deus estava com eles, mas Ele não era com eles. Embora, a presença da Arca sozinha depois tenha humilhado o povo filisteu, esta não ajudou o povo hebreu que desprezou a única arma que é maior do que qualquer outra que o mundo possa ter, ou seja, a aliança com Deus. E muitos só lembram de Deus na guerra, achando que só porque vêm à Igreja Ele será com eles. Mas quando perdem as guerras, aí ficam sem entender. Afinal, as pessoas lá fora lutam com suas armas, isto é, a inveja, a mentira, a falsidade, os bruxedos, a astúcia, usando, por vezes, até armas que são positivas e que nós também deveremos usar, ou seja, a perseverança, a ousadia, a inteligência, a sabedoria, o estudo, etc. Só que muitos na Igreja desprezam a maior arma que existe e que é superior a todas as outras: a aliança com Deus. “E se atemorizaram os filisteus e disseram: Os deuses vieram ao arraial. E diziam mais: Ai de nós! Que tal jamais sucedeu antes. Ai de

nós! Quem nos livrará das mãos destes grandiosos deuses? São os deuses que feriram aos egípcios com toda a sorte de pragas no deserto. Sede fortes, ó filisteus! Portai-vos varonilmente, para que não venhais a ser escravos dos hebreus, como eles serviram a vós outros! Portai-vos varonilmente e pelejai!” (1Sm 4.7-9). Aqui ficou provado que o mal também trabalha com a mesma arma que Deus, a palavra, pois, naquele momento, a palavra de fé era dada aos incrédulos e os que se diziam de Deus deixaram-se levar apenas pelas emoções e pela presença da Arca, dando assim a vitória como garantida. No entanto, não existe vitória sem confronto! E, neste momento, a sua vida revela, em todos os sentidos, se você é uma pessoa que se deixa envolver pelas emoções e pela presença boa, agradável, forte e inteligente que recebe na casa de Deus, ou se tem uma aliança com Ele. “Então, pelejaram os filisteus; Israel foi derrotado, e cada um fugiu para a sua tenda; foi grande a derrota, pois foram mortos de Israel trinta mil homens de pé” (1Sm 4.10). Os filisteus lutaram como homens e os hebreus como crianças emotivas e sentimentais, que se deixam influenciar, tendo acabado assim por morrer cerca de 30 mil israelitas, mesmo com a arca em seu poder, tudo porque lhes faltava a aliança. E essa aliança tem que ser mantida lá fora, onde encontrará os seus inimigos, que não têm misericórdia quando o/a querem destruir. “Foi tomada a arca de Deus, e mortos os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias” (1Sm 4.11). O povo hebreu, principalmente os seus sacerdotes, Hofni e Finéias, desprezavam a aliança, mexendo nos dízimos e nas ofertas e fazendo tudo o que era contrário à Lei de Deus. E eles mesmo levando a arca morreram na sua presença. Pois, estes desprezaram a única coisa que fazia o povo de Israel superior a qualquer outro, a sua Aliança com Deus, e, depois na hora em que mais precisaram não puderam contar com essa aliança. Portanto, não despreze a única arma que é superior a qualquer outra deste mundo, porque irá chegar a hora em que todos nós iremos precisar dela e quando esse momento chegar nenhuma outra arma poderá substituí-la.

Por seu servo em Cristo, bispo Júlio Freitas / bispojulio.com


6i

folha centro de ajuda conquistas financeiras segundas-feiras 20H

/ cenáculo do Espiríto Santo O que é? Este é o maior evento voltado para os trabalhadores, que tem lugar todas as segundas-feiras, em vários horários, de Norte a Sul do país. Milhares de pessoas têm-se deslocado a esta reunião, com o objetivo de aprenderem a alcançar a mudança nas suas vidas...

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

visite-nos em iurd.pt

frutos da fé

Quer superar a

negatividade? ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

PENSE!

A

vitória e a derrota estão dentro de cada um de nós! Afinal, você pode pegar numa pessoa e colocá-la no melhor lugar do Mundo, mas se ela for desanimada, triste e abatida, ainda que esse local seja grande, ela com os seus pensamentos e atitudes irá torná-lo pequeno. Em contrapartida, se você pegar numa pessoa que hoje está num lugar pequeno e não tão bom, mas se ela for grande por dentro e não se deixar levar pelo espírito negativo, com certeza, irá fazer aquilo que agora é pequeno se tornar grande. Então, a verdade é que o melhor lugar para que você vença é o lugar aonde está hoje! “Necessitamos de uma mente positiva para idealizar e concretizar projetos e objetivos. Comecemos, então, por limpar a nossa mente da negatividade!”, foi esta a grande proposta da primeira reunião destinada à eliminação do negativismo da vida de cada um. Cientes de que a vida apresenta, com frequência, situações que são claramente de natureza negativa, todos os que estavam ali presentes sabiam que é possível vencer o negativismo através de uma mudança de pensamento.

As grandes atitudes Diante de centenas de pessoas que pretendiam vencer o seu próprio negativismo, o orador, pastor Jorge Silva, ao ler o estudo apontou as três grandes atitudes a serem tomadas, dentro da 1ª etapa para vencer o negativismo: “Pensar”. 1ªidentificaroseuestado – cada um tem que saber se é positivo ou negativo, por isso, questione-se: “como estou agora?” e “como penso nos meus objetivos?”. Então, que tipo de resposta vem à sua mente? “Estou desmotivado/a!”; “sem boas perspetivas para o meu

Não basta identificar, a negatividade tem que ser combatida na mente futuro”; “é muito difícil ter isto ou aquilo”, etc... Já se identificou? Parabéns, mas não basta identificar, a negatividade tem que ser combatida na mente. 2ª combater – esteja preparado/a, pois, ninguém deixa de ser negativo de um dia para o outro, já que a nossa mente é um verdadeiro campo de batalha. Todas as vezes que projetamos algo, queremos dar

Prosperidade

nos negócios ■ “A reunião das ‘Conquistas Financeiras’ tem-me orientado em todos os sentidos. Comprei casa própria, que era o que precisava na altura, e, por sinal, espetacular! No prazo de um mês, encontrei, comprei e fui morar para a casa. Isto sem sequer dar um sinal para a escritura! Aliás,

“Deus tem vindo a abrir as portas, principalmente nos meus negócios” foi através da minha participação na Fogueira Santa de Israel e do meu sacrifício que alcancei a casa própria. E, numa outra, comprei um automóvel para o meu filho. Deus tem vindo a abrir as portas, principalmente nos meus negócios”. HELENA CRUZ

Certos de que o “pensamento negativo” é a grande causa do atraso económico, a primeira grande etapa do curso “Não à Negatividade”, a decorrer na reunião das “Conquistas Financeiras”, visou isso mesmo, a mudança da forma de pensar um passo maior para beneficiar a nossa vida ou algo que está ligado a ela, vem logo o pensamento: “e se não der certo?”, “e se não funcionar?”. Portanto, tenha a consciência de que combater é um exercício constante que a mente exige de cada um de nós, por isso, não se esconda por detrás de alguém que venha a lutar por si, com a finalidade de vencer a sua batalha. 3ª auto-dominar-se – é impossível não sermos abordados por situações que nos obrigam a pensar de forma negativa, pois, em muitas circunstâncias, parece que tudo vai dar errado. Mas, o positivo sabe tirar proveito de

cada situação, até mesmo das negativas. Por isso, aprenda a praticar o autodomínio, não se deixando levar por nada negativo e fazendo de imediato algo positivo, mostrando, assim, um total desacordo com os pensamentos negativos que vão surgindo. DIOGO ALMEIDA

-

Os participantes da reunião tiveram a oportunidade de dar início ao curso “Não à negatividade”

20 anos depois, O SONHO ■ “Desde que frequento a Igreja Universal, há um ano, sempre tenho participado nas ‘Conquistas Financeiras’, com a fé de prosperar. Aliás, durante 20 anos tive o sonho de ter casa própria. E, quando chegou a Fogueira Santa de Israel, fiz o meu sacrifício, em prol desse sonho. Um mês e meio depois surgiu a oportunidade de comprar uma casa. Fui falar com o proprietário e expus a minha condição, de que não tinha dinheiro disponível na altura. Ao fim de duas semanas, ele entrou em contacto comigo e chegámos a um acordo. E já estou a morar na casa dos meus sonhos”. JOSÉ LOPES


folha centro de ajuda

7i

/ nacional

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

visite-nos em iurd.pt

Dia da Felicidade A fonte inesgotável de apoio que a Igreja já está acostumada a dar, repetiu-se, desta vez no Cenáculo do Porto, no dia em que muitas vidas voltaram a sorrir e a acreditar num futuro melhor SARA DAMÁSIO ■ sd.r@folhadeportugal.pt

N

o passado mês de dezembro, algumas pessoas no Porto viveram um dia de plena felicidade,contrariandoocenárionegativo que se fazia sentir com o aproximar do novo ano. No Cenáculo do Espírito Santo da Invicta, juntaram-se, por um dia, várias pessoas da zona circundante, que apresentavam maiores dificuldades, tanto a nível espiritual como físico. Mais de 500 famílias aceitaram o convite e, num dia que apelava à solidariedade e à

Mais de 500 famílias, aceitaram o convite, num dia que apelava à solidariedade e à ajuda ao próximo ajuda ao próximo, receberam de vários colaboradores da Igreja Universal do Reino de Deus um cabaz com alimentos

Centenas de pessoas da zona circundante do Cenáculo do Porto receberam, neste dia, um cabaz de alimentação

de primeira necessidade. Foram também realizados momentos de oração em favor de todos os que recorreram ao evento e que traziam dentro de si o vazio, a solidão, o medo, o desânimo, o sofrimento, a divisão familiar e a baixa autoestima.

Trabalho completo O trabalho de um Centro de Ajuda é completo e contínuo, por isso, neste dia, para além de distribuir alimentos por todos os que estiveram presentes no encontro, também foi dado apoio emocional. Tendo o acompanhamento depois sido

depoimento SINAIS

Durante este dia, dedicado somente à felicidade das várias familias presentes, foi feita uma reunião especial, com base numa mensagem de fé e esperança

"Tudo na minha vida melhorou!"

O cabaz oferecido continha vários alimentos de primeira necessidade

feito a todos os níveis, junto de todos aqueles que sonham e querem lutar por uma vida melhor e mais feliz. Os organizadores deste evento - o “Coração de Ouro” e a “Força Jovem” - segundo fonte direta do Cenáculo, “trabalharam incansavelmente por esses objetivos, deixando uma porta constantemente aberta, para os que não somente desejam saciar a fome, mas anseiam por alcançar a força e o alento interior, que jamais lhes permitirão ter necessidade de qualquer alimento”. PUB

Até ao limite ■ “Há dois meses atrás, estava muito doente! E, um dia, às 4H da manhã, cheguei a ligar à minha filha para lhe dizer que não aguentava mais e que ia acabar com a minha vida. Nesse momento, ela convenceu-me de que tínhamos que ir à luta, com todas as nossas forças. E assim o fizemos, pedindo um sinal a Deus! Vi o meu proble-

ma na perna ser curado, deixando de tomar 16 medicamentos e reduzindo-os só para dois. Para além disso, também estava desempregada e, agora, estou a trabalhar, com um horário que até dá para vir à Igreja. E, inclusive, os problemas que tinha com a minha filha mais velha também acabaram. Tudo na minha vida melhorou!”.GRACINDA PUB


8i

folha centro de ajuda

/ força jovem

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

visite-nos em iurd.pt

Os jovens e o desporto A “Força Jovem” Europa é um grupo de jovens unidos pela sua força, ou seja, é a juventude do Centro de Ajuda. Uma família que trilha o Caminho, sem nunca deixar de lado os seus objetivos

CEDIDAS

■ Portugal

■ Itália

■ Portugal Cont actos : Sede Esp na Ame írito Santo cional - Ru ndoe iras, C , nº 36, Bair a Dr. José helas r mais - Lisb o das infor Amig mações, li oa ou, par a o24h : 707 3 ga para 01 22 1

ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

C

omo é do conhecimento geral, os jovens identificam-se com a prática desportiva e, por conta disso, uma das bases da “Força Jovem” é o desporto. E em várias competições, treinos e encontros, estes podem destacar-se e até descobrir novos talentos. Os rapazes ficam-se pelo futebol, num movimento organizado para uma competição saudável e consciente. Sendo momentos bem passados e difíceis de esquecer, que ficam marcados na vida de muitos, os quais, certamente, continuarão a cada ano que passa a conviver e a divertir-se com os seus amigos.

■ Itália

■ Itália

Construindo o futuro Localizada em diversos países da Europa, a “Força Jovem” conta com a colaboração de inúmeros jovens que se dispõem a contribuir para um futuro melhor.

Sendo assim, a “Força Jovem” possui atividades socioculturais, oferece opções, orientações e acompanhamento, para que os jovens entendam a necessidade de plantar uma boa semente hoje, para

colher um bom fruto amanhã. Várias atividades são realizadas, tais como eventos, convívios e competições desportivas, em vários países, como França, Espanha, Ucrânia, Holanda, Israel, Itália, Grécia, entre outros. Por isso, não percas mais A “Força Jovem” conta tempo e procura o centro da com a colaboração de “Força Jovem” mais perto de ti, inúmeros jovens que se dispõem a contribuir para para poderes fazer parte desta grande família! um futuro melhor

CENTROS de AJUDA em Portugal Continental e Ilhas Póvoa Stº. Adrião

Rua General Alves Roçadas, nº 4

Pontinha

Cenáculo do Espírito Santo em Lisboa Rua Dr. José Espírito Santo, nº 36 - Chelas (próximo da estação de metro)

Rua da Cordoaria, Qt. das Cordas, nº 42, Vale dos Gatos

Estrada Militar, s/n (próximo do supermercado Europa)

Amadora

Torres Vedras

Montijo

Santarém

Setúbal

Rua Heróis da Aviação, nº 2C (perto do Parque Central)

Alameda D. Afonso Henriques, nº 35

Mercês

Rua Dr. João de Barros, nº 14

S. João do Estoril

Rua Egas Moniz, nº 485

Rio de Mouro

Cruz de Pau

Calçada da Rinchoa, lt. B1 (ao lado do Polisuper; a 100m da estação de comboios)

Cenáculo do Espírito Santo no Império

Cenáculo do Espírito Santo no Porto

nº 102C (centro comercial Galiza)

Rua Sacadura Cabral,

Edifício Choupal, bloco D, r/c Largo Comendador, nº 01 (no antigo LIDL, por cima da Fábio Lucci)

Alhandra

Rua dos Combatentes, nº 10B

Almada

Av. 23 de Julho, nº 14/ 16/18, Cova da Piedade

Baixa da Banheira

Estrada Nacional 11, nº 243 Rua da Indústria Corticeira, lt. 16E Avenida do Alentejo, nº 30, Quatro Caminhos

Évora

Rua Fernanda Seno, nº 20, Bairro Horta das Figueiras (próximo da Cruz Vermelha)

Coimbra

Rua do Sota, nº 20

Leiria

Rua Capitão Mouzinho de Albuquerque, nº 105

da EDP)

Paredes

Av. D. Lourenço Peixinho, 181 (antigo cinema 2002)

Av. Comendador Abílio Seabra, entrada 7 (centro comercial Vale do Sousa)

Viseu

Faro

Aveiro

Rua Vila Lusitana, nº 15

Matosinhos

Av. Villagarcia de Arosa, 1038

Braga

Av. Imaculada Conceição, 567 (perto do supermercado LIDL)

Vila Nova de Gaia

Rua da Rasa, nº 230

S. J. da Madeira

Rua General Norton de Matos, nº 201 (ao lado

Largo de São Sebastião, nº 10 (ao lado da GNR)

Portimão

Largo Gil Eanes, lt. A (próximo da estação de comboios)

Madeira

Rua Dr. Brito Câmara, nº 33 (em frente à rotunda dos bombeiros municipais)

Açores

Rua da Boa Nova, nº 5

Info: Aqui estão apenas apresentadas as nossas sedes regionais, mas existem mais de 110 Centros de Ajuda espalhados um pouco por todo o país. Para saber qual é o mais próximo de si vá a iurd.pt ou, então, ligue para a nossa linha amigo 24H.


p

ortugal /// 1.461.176 FIADORES EM SETEMBRO DE 2011

09 ■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

Sistema Bancário

MAFALDA LEITÃO/LUSA

Quantos fiadores há em Portugal?

cautela sensata por parte dos Bancos”, acrescentou ainda.

Cerca de 1,5 milhões de portugueses são fiadores dos mais de 4,6 milhões que recorreram a um empréstimo ao Banco, a maioria deles para comprar casa ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

D

ANDRÉ KOSTERS/LUSA

Número de incumpridores Apesar do maior número de empréstimos se situar em Lisboa (56.522), no Porto (43.037) e na região Centro (27.051), contudo, é no Alentejo que se encontra o maior número de incumpridores (4,1% do total de 10.073 que recorreram a um empréstimo). E para a economista da revista “Dinheiro & Direitos” da associação de defesa do consumidor (DECO), Sónia

EPA

osmaisde4,6milhõesdeclientes que pediram um empréstimo com recurso a fiadores, 14,5% não cumpriram o prazo estabelecido para pagamento, adiantam os dados do Banco de Portugal. Em setembro de 2011, existiam 1.461.176 fiadores para um total de 4.612.921 empréstimos concedidos pelos Bancos, números que têm vindo a crescer paulatinamente desde 2009, ano em que havia 1.400.277 fiadores para 4.541.792 pessoas que pediram um crédito bancário.

Casas devolvidas E são cada vez mais os portugueses com dificuldades em cumprir os empréstimos, acabando mesmo por ser obrigados a devolver a casa ao Banco. Só nos primeiros dez meses do ano passado, 5.200 imóveis foram entregues por famílias e promotores imobiliários para o pagamento da dívida, segundo a Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP). E em outubro passado passaram para as mãos dos Bancos cerca de 690 imóveis, o que representa o pior resultado registado em 2011, sendo “o corolário de três meses consecutivos

Existem cada vez mais pessoas com dificuldades em cumprir os empréstimos, acabando por ter de devolver a casa ao Banco

Covita, é “razoável” o número de fiadores em Portugal. “Com as dificuldades de acesso ao crédito que existem hoje em dia, dificilmente os Bancos concederão

Dos mais de 4,6 milhões de clientes que pediram empréstimo aos Bancos, 14,5% não cumpriu o prazo

esses empréstimos sem que haja, para além dos devedores originais, outros que se responsabilizem pelo pagamento da dívida”, explicou Sónia Covita, citada pela agência Lusa. “É uma

de agravamento deste fenómeno que, apesar de continuar a ser transversal ao território nacional, é hoje já 17,7% superior ao observado em igual período de 2010”, referiu a APEMIP à Lusa. PUB

Mais de 400 fiadores pediram ajuda à DECO, em 2011, por uma dívida que não era sua ■ Desde o início de 2011, a DECO recebeu “430 questões sobre fiança”. Tendo a maior parte dos pedidos sido feito por pessoas que foram surpreendidas com o incumprimento da dívida, por parte dos devedores, e que pretendem

MÁRIO CRUZ/LUSA

À rasca Fiadores já estão com os bens ou o salário sob penhora saber “o que podem fazer e se podem deixar de ser fiadores”, adiantou, à Lusa, a economista Sónia Covita. Existindo também alguns casos de fiadores que já pagaram as dívidas e que telefonam

à associação para saber o que podem fazer relativamente aos devedores para recuperar o dinheiro. A maioria dos casos é de crédito à habitação e, quando se dão conta, os fiadores já estão com os bens ou salário sob penhora, sem qualquer notificação prévia por parte do Banco. Existindo casos graves em que os fiadores acabam por pedir a insolvência. I.B.


10

portugal ///

EM 2010, HAVIA 2,961 MILHÕES COM CONTRATOS SEM TERMO

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

Trabalho

O número de contratos sem termo em Portugal caiu 1,5% entre 2009 e 2010, para os valores mais baixos desde 2002 ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

D

PUB

MÁRIO CRUZ/LUSA

mais baixo desde 2002, quando o INE contabilizava 2,942 milhões de pessoas nessa situação. Por setor de atividade, os serviços ocupavam 61,4% da população empregada em 2010, acima dos 56,8 que se

Em 2010, segundo o INE, perto de 57% da população empregada trabalhava entre 36 e 40 horas semanais e 16,5 mais de 40

encontravam nessa área em 2004, tendo quer a agricultura quer a indústria vindo a cair desde esse ano.

Horas de trabalho reduzidas Em 2010, segundo comunicado do

INE, “perto de 57% da população empregada trabalhava entre 36 e 40 horas semanais e 16,5 trabalhava mais de 40 horas semanais”, numa altura em que a taxa de desemprego se situava nos 10,8. Em termos de horas trabalhadas, o INE verificou uma redução de 1,7% de 2009 para 2010, menos significativa ainda assim do que a registada entre 2008 e 2009, quando estas caíram 3,7. Assim, de 2009 para 2010, a percentagem de portugueses empregados que trabalhavam entre 36 a 40 horas por semana passou de 56,1% para 56,8, enquanto aqueles que trabalhavam mais do que esse número de horas passaram de 17,1% para 16,5. Analisando estes dados por sexo, os homens registaram uma redução de 0,2 horas por semana para 40,5, enquanto as mulheres subiram de 36,9 para 37,2. *COM LUSA

Ensino Superior

95% dos diplomados consegue emprego A grande maioria dos diplomados da universidade Técnica de Lisboa consegue emprego pouco depois de terminar o curso, sendo que 45% começa a trabalhar ainda antes de acabar os estudos ■Pelosegundoanoconsecutivo,

o primeiro emprego na sua área de formação”.

a universidade Técnica de Lisboa (UTL) realizou um estudo para avaliar a empregabilidade dos seus cursos, tendo inquirido diplomados das sete escolas da universidade. E os resultados da empregabilidade dos diplomados em 2009 revelaram que “95% obteve o primeiro

45% dos diplomados obtém o primeiro emprego mesmo antes de terminar o curso e 84% está empregado após seis meses emprego durante o primeiro ano após terminar o curso”, contou,

à agência Lusa, a reitora interina, Helena Pereira. Indicando o estudo ainda que quase metade dos diplomados (45%) obtém o

JOÃO ABREU MIRANDA/LUSA

e acordo com os indicadores sociais de 2010 publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), o número de trabalhadores com contrato sem termo registou uma descida de 2,3% entre 2004 e 2010 e uma quebra de 1,5 entre 2009 e 2010. No ano passado, de um total de 3,844 milhões de trabalhadores por conta de outrem havia 2,961 milhões com contratos sem termo, o número

JOÃO ABREU MIRANDA/LUSA

Contratos sem termo atingem número mais baixo em oito anos

primeiro emprego mesmo antes de terminar o curso e que 84% está empregado após seis meses. Em declarações à Lusa, a reitora da universidade sublinhou ainda o facto de “a maioria ter conseguido

Contrato a termo O estudo revelou ainda que o vínculo laboral mais frequente é o contratoatermoseguidodocontrato efetivo, sendo os empregadores principalmente empresas com mais de500trabalhadoresoucommenos de 50 trabalhadores. A maioria dos diplomados pela UTL obteve uma classificação final média de 14 valores e, durante o inquérito, que se realizou entre dezembro de 2010 e maio do ano passado, estes recebiam um salário compreendido entre os 750 e os 1.500 euros. I.B.


economia ///

7M€€ DE CAPITAL PORTUGUÊS SAÍRAM DO PAÍS EM 2011

Jerónimo Martins foi a última

2011 FOI O ANO DA EMIGRAÇÃO, ATÉ DO CAPITAL! 19 empresas do PSI-20 já transferiram as sedes das SGPS’s para países que têm um melhor e mais favorável regime tributário, mudança esta que tem apenas influência em sede de IRS, devido aos dividendos

11 ■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

E

economia César Ribeiro Docente do Ensino Superior

O frenesim empresarial

A

s empresas não pertencem aos países, mas simplesmente operam nos mesmos e, diga-se de passagem, naqueles que lhes dão as melhores condições de estabelecimento. Aliás, se assim não fosse, o conceito de empresa no que diz respeito à obtenção do lucro como objetivo principal seria inexistente. Parece-me, então, legítima esta deslocalização, desde que cumpridas as regras aplicáveis. Repare-se que, em bom rigor, existem as empresas que o fazem e existem as que o desejam fazer, mas... não podem. Não têm estrutura para isso, não têm quem as aconselhe sobre a melhor forma, não têm quem encete o processo de deslocalização, por outras palavras, não têm dinheiro para pagar a quem faça tal proeza. Este processo é só para quem pode, no verdadeiro sentido da palavra. E é um luxo a que só as instituições mais poderosas têm acesso. estes dias, muito se tem falado desta realidade. E a censura não recai sobre o que acontece, mas sobre a forma como acontece. O problema não é o frenesim das empresas, mas o facto do destino delas não ser Portugal, isso sim. Isto leva-me a pensar que os cidadãos precisam ajustar a sua forma de viver a este frenesim. E custa-me pensar que os nossos filhos e netos voltarão a ser nómadas, perseguindo as empresas enquanto fonte do sustento, país após país. Isso sim será a verdadeira austeridade.

N

JOÃO FILIPE ■ jf.d@folhadeportugal.pt

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A

s Sociedade Gestoras de Participações Sociais (SGPS), muitasvezestambémchamadas de holdings, gerem as participações das várias empresas pertencentes a um grupo económico. E todas as empresas são, ou deveriam ser, criadas com o objetivo de darem lucro, mas, a realidade, muitas vezes, é bem diferente. Uma vez que são utilizados muitos artifícios legais para fazer baixar os lucros e assim pagarem menos impostos, isto no que diz respeito a uma boa parte das PME’s do tecido empresarial português. Já nas maiores a estratégia é outra, ou seja, defender os investidores ou acionistas, transferindo-se por este motivo as sedes das SGPS’s para países onde a tributação em sede de IRS dos dividendos seja mais favorável. Contudo, não quer isto dizer que as empresas não paguem mais

Alexandre Soares da Costa, presidente do grupo Jerónimo Martins, garante que a transferência da sede fiscal foi uma necessidade

impostos no nosso país, pois, os impostos em sede de IRC e IVA continuam a ser pagos ao Estado português, apenas os acionistas passam a ter uma tributação dos dividendos muito mais favorável.

O êxodo do capital Do PSI-20 português 19 já transferiram as suas SGPS’s para países com cargas

fiscais mais “agradáveis”, tendo a Jerónimo Martins sido a última delas e a mais falada, visto o nosso país estar a passar por uma situação muito difícil.

A Holanda é um país onde existe mais estabilidade tributária

Todavia, antes desta mudança, já mais mais estabilidade tributária e se pode empresas portuguesas usaram o mesmo usufruir das seguintes vantagens: expediente para proteger os acionistas, a menos impostos, taxas mais baratas, saber: o Millennium, a PT, a GALP, a estabilidade do Sistema Fiscal, isenção EDP, a ZON, a BRISA, a CGD, a MOTA- de tributação de dividendos e acordos de -ENGIL, o Grupo Espírito Santo, a Portucel e a Grandes empresas SONAECOM. E como se transferem as sedes das pode perceber muitas das SGPS’s para países onde grandes empresas portuguesas a tributação em sede de transferiram as SGPS’s ou as IRS dos dividendos seja subsidiárias. Só para se ter mais favorável uma pequena ideia sobre o que representa esta transferência para outros dupla tributação, mais favoráveis para as países, de capital português nos primeiros empresas em fase de internacionalização. 10 meses de 2011 “voaram” perto de 7 E, por causa desta última vertente de mil milhões de euros, o que representa, vantagens, poderia ser já o suficiente para aproximadamente, 70% do investimento a Jerónimo Martins transferir a SGPS nacional no estrangeiro. para lá, uma vez que existe uma vontade de tornar a empresa numa multinacional, O porquê da mudança para além disso, o outro argumento é a Os argumentos utilizados são os de isenção de tributação dos dividendos que a Holanda é um país onde existe dos acionistas.


ASAHI SHIMBUN/EPA

12

reportagem ///

■ Fukushima, Japão

DANOS SEGURADOS DE 105 MIL MILHÕES EM 2011

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

■ Nova Zelândia

■ EUA

2011, o ano arrasado pela Natureza Foi o ano marcado pelos maiores danos provocados por catástrofes naturais, tendo, um pouco por todo o Mundo, sentido-se o poder avassalador da mão da Natureza SARA DAMÁSIO ■ sd.r@folhadeportugal.pt

O

s cálculos ainda não são definitivos e só serão concluídos no decorrer deste ano, mas, no entanto, a companhia seguradora alemã Munich Re lançou dados que mostram que 2011 foi verdadeiramente abalado por vários motivos, principalmente pela “revolta da Natureza”. E foi neste ano que acabou de findar que se deu a maior acumulação de danos por catástrofes naturais registados em toda a História mundial. Segundo uma das maiores empresas do setor, a qual adiantou em comunicado, que os danos económicos como consequência dos diversos desastres naturais chegaram, a nível mundial, aos 380 mil milhões de dólares,

novo, o recorde já antes atingido, no ano de 2005, com 101 mil milhões de dólares. E foram contabilizadas pela seguradora, 820 catástrofes naturais no ano passado, com cerca de 27 mil vítimas mortais. Tendo os danos mais graves e o maior número de vítimas ocorrido como consequência do terramoto e do tsunâmi que abalou o Japão em março último.

Em julho de 2011, a Tailândia sofreu umas das piores cheias de sempre, com estragos a atingirem os 7,6 mil milhões de euros

Várias cidades dos Estados Unidos da América sofreram com tornados, em abril e maio de 2011

■ EUA

Por todo o Mundo... As tempestades, os sismos e as inundações causaram danos em todo o Mundo, em 2010, causando prejuízos que atingiram os 270 mil milhões de ■ Tailândia euros. Já o sismo que assolou o Japão está no topo das maiores catástrofes de 2011, provocando danos na ordem dos 161 mil cerca de 292 mil milhões de euros. Tendo milhões de euros. E apenas 17% desse a mesma companhia alemã assegurado valor possuía uma cobertura de seguros, que este montante é 60% mais elevado com cerca de 27 mil milhões de euros. do que aquele registado em 2005, o ano Na Nova Zelândia, a 22 de fevereiro, que, até ao momento, tinha o recorde de o valor dos estragos também foi imenso, atingindo os 12 O sismo que assolou o mil milhões de euros. Seguindo-se o das cheias Japão está no topo das na Tailândia, em julho, maiores catástrofes de 2011, provocando danos na ordem com 7,6 mil milhões de euros. E os Estados dos 161 mil milhões de euros Unidos da América danos acumulados, atingindo, na altura, foram atingidos por vários tornados, nos os 220 mil milhões de dólares. meses de abril e de maio, provocando a Os danos segurados, segundo a morte de perto de 400 pessoas e danos Munich Re, elevaram-se em 2011 a 105 materiais superiores a 11 mil milhões mil milhões de dólares, superando, de de euros.


PUB

13


bem estar ///

14

ALIMENTAÇÃO TERAPÊUTICA

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

Seja saudável naturalmente Trofoterapia – trofo significa alimentação ou nutrição e terapia quer dizer tratamento. Ou seja, o possível tratamento de vários problemas físicos através da alimentação e dos produtos naturais SARA DAMÁSIO ■ sd.r@folhadeportugal.pt

C

om a prática da Trofoterapia é possível substituir, aos poucos, o uso de medicação por uma alimentação correta e por produtos naturais. Existindo várias doenças uma lista imensa de alimentos, os quais usados devidamente são capazes de ajudar, principalmente, a preveni-las. ➜ Vegetais

usados para limpar ferimentos: limão, cebola, agrião, banana, figo, mamão... ➜Para contrair tecidos : agrião, maçã, romã.... ➜Que possuem a propriedade de reduzir a acidez sanguínea: cebola, pepino, tomate, melancia,

melão, laranja, pêra... ➜Restauração de forças (tónicos): cenoura, abóbora, couve, abacaxi, maçã, mel, soja... ➜Mitigam e aliviam dores: batata, tomate, laranja... ➜Combatem ou evitam a anemia: abacaxi, banana, uva, beterraba, melaço, levedura de cerveja... ➜Usados contra a artrite: azeitona, coco, morango, espinafre, cebola, pepino, batata... ➜Ajudam a prevenir vários tipos de cancro: uva, pêssego, tomate,

Combatem a gripe: laranja, limão, cebola, alho... repolho, agrião, mamão... ➜Combatem a diarreia: abóbora, banana, alcachofra, manga, maçã... ➜ Usam-se contra os diabetes: alface, brócolos, agrião, cebola, maçã raineta, pêssego... ➜Combatem o vómito: espargo, maça, gengibre, cidra, limão... ➜Usados contra a febre: laranja, limão,

melancia... ➜ Eliminam

gases: cenoura, melancia, abacate, maçã, pêra, pêssego, sem casca e bem maduros... ➜Combatem inflamações: abóbora, repolho, banana, melão, limão, figo... ➜Combatem a gripe: laranja, limão, cebola, alho... ➜ Expulsam vermes intestinais: coco, couve, cenoura, sementes de melão e de abóbora... ➜ Eliminam gorduras desnecessárias: abacaxi, limão, laranja, melancia...

➜ Us a d os c ont ra queimaduras: abóbora, mel, batata, banana (casca ou folhas)... ➜Combatem as rugas: pepino, alho, feijão branco, manga, coco... ➜Usados contra a tosse: maçã, manga, mel... ➜Para o coração: alface, agrião, beterraba, cebola, mel, maçã, espargo... ➜Usados para produzir fluxo biliar: beringela, agrião, melão... ➜ Promovem a regularização do fluxo menstrual: melão, cenoura, couve, salsa... ➜Usados contra hemorragias: cebola, banana, manga...

PU

ESTAMOS NA: Av. Dom João II, lote 1.12.02 - loja L, Edifício Adamastor Parque das Nações - Lisboa CONTACTOS: Tel. 218 051 520 Tlm. 912 057 878

F

A Trofoterapia é uma prática que tem como principal característica o uso de alimentos saudáveis e produtos naturais

CULINÁRIA

B

-

RISOTO DE COGUMELOS

Ingredientes:

Preparação(4 pessoas): Lave o pi-

— 1 pimento verde — 1 cebola — 2 dentes de alho — 50-75g de queijo parmesão — 1/2 caldo de vegetais — 50g de cogumelos secos — 25g de manteiga magra — 1 colher de sopa de azeite — 250g de arroz para risotto — 75ml de vinho branco ou caldo — meio molho de salsa

mento e retire as paredes de separação e os caroços. Corte-o em fatias finas. Descasque a cebola e o alho. Corte a cebola em cubinhos e esmague o alho. Rale o parmesão. Ferva o caldo de vegetais e escalde os cogumelos. Deixe arrefecer ligeiramente e corte em pequenos pedaços. Reserve. Salteie a cebola, o alho e o arroz em manteiga ou óleo. Junte o vinho e deixe evaporar. Vá juntando mais caldo, de forma a que o arroz esteja sempre coberto. Passados 15 minutos, junte o pimento e os cogumelos. Tempere com sal e pimenta. Lave a salsa e seque. Pique finamente e polvilhe por cima do risotto.


o

15

lhar feminino /// PARTILHAR

■ DOMINGO ■ 15 de janeiro de 2012

folhadeportugal.pt

O apego aos bens ou pessoas é um sentimento que cresce e fortifica entre os três e quatro anos, mas que depois começa a desaparecer, principalmente se tiver ajuda dos educadores

Crescer

sem

egoísmo caberá aos pais e educadores ter um papel decisivo nesse processo. esde que nascem, as crianças É necessário que se comece por explicar sentem, de forma geral, que a importância da partilha, as vantagens são o centro das atenções que existem ao fazê-lo e as desvantagens inconscientemente, esse é um sentimento em não o fazer, sempre com exemplos que tentam manter ao longo da vida. práticos do dia a dia. Sendo imprescindível No entanto, assim que começam a que os adultos, pais ou educadores, sejam ter discernimento sobre tudo o que as os principais motivadores nesta fase, ajudando a criar valores que as acompanharão até ao fim É por volta dos três anos da vida. Pois só desta forma que se iniciam essas experiências, cabe aos pais se poderão tornar adultos e educadores ter um papel solidários e com facilidade em criar boas relações decisivo neste processo com o próximo. rodeia, começa também a ser imposta A palavra partilha deverá, a necessidade de partilha. E é por volta então, começar a fazer parte do dos três anos que se iniciam essas vocabulário dos seus filhos desde experiências, mas como são crianças cedo, por isso, descubra algumas ainda com muito pouca maturidade, dicas para que isso aconteça: SARA DAMÁSIO ■ sd.r@folhadeportugal.pt

D

É ainda em bebé que o ato de partilhar deve ser ensinado, mostrando as vantagens de o fazer, a curto e a longo prazo

➜ Se lhe comprar um pacote de rebuçados, diga que deve ser para ele partilhar com os colegas. Esta é uma atitude que ensina diretamente o/a seu/sua filho/a, tal como as outras crianças de forma indireta. ➜ Se o/a vir a discutir com outra criança por causa de um brinquedo, demonstre descontentamento e explique que se deve partilhar. Mostrando que não há razão para que só um brinque e fique feliz. Se, verificar que divide algo, elogie e diga que está muito orgulhosa da sua atitude. ➜ EXPLIQUE QUE PARTILHAR UM BRINQUEDO NÃO SIGNIFICA QUE O ESTEJA A DAR. MOSTRANDO QUE APENAS ESTÁ A EMPRESTAR E A CONTRIBUIR PARA QUE OUTRA CRIANÇA FIQUE FELIZ.

➜ Se tiver amigos do/a seu/sua filho/a lá em casa, prepare-o/a para emprestar os seus brinquedos. Faça-o/a ver que quando for a sua vez de ir a casa dos amigos, também irá gostar de utilizar os brinquedos deles. ➜ Inscreva-o/a nos escuteiros ou em qualquer outra atividade que envolva trabalho de equipa e cooperação. Sendo estas opções perfeitas para desenvolver o espírito de partilha, a amizade e a solidariedade. ➜ Peça ao/à seu/sua filho/a para juntar brinquedos com os quais já não brinca para doar a colegas mais pobres ou a uma instituição de crianças desfavorecidas. Na época do Natal, quando existem mais campanhas de solidariedade, é a altura ideal para sensibilizar o seu filho. visite: vivifreitas.me

CRÓNICA

VIVI FREITAS

A VERDADE "O mentiroso e o enganador, gostam de praticar a mentira e a ilusão, mas não gostam de ser traídos"

A verdade nem sempre é prazerosa ao se expor, porém, é uma necessidade que cada indivíduo deverá cumprir não por imposição, mas por conveniência orque somente através dela, podemos ser livres. Porém, a verdade é vista P como dura e sem piedade. Nem sempre sendo vista como amiga de quem a executa. As pessoas querem ser agradáveis, ter um bom clima de relacionamento e não querem prejudicar-se, tudo porque buscam em seu próprio benefício. São egocêntricas! Querem apenas resguardar a sua própria vida e a da outra que se dane! É isso que elas fazem ao ocultar. A verdade é o que é. Já para os que se abrigam na mentira, esta dá a ilusão de submissão, respeito e

humildade, quando na realidade nutrem dentro de si, um lobo. Quem permanece na mentira, permanece nas trevas. E o seu pai é o diabo. As suas ações são exatamente como as do diabo. Enganadoras. Quem pensa que deve ser verdadeiro apenas com Deus, engana-se com todas as letras. Porque como pode ser fiel a quem não vê? Por incrível que pareça, os dias são maus. As pessoas têm-se abrigado muito na ilusão, têm causado a sua própria destruição. Elas mesmas escolhem serem enganadoras. O mentiroso

e o enganador gostam de praticar a mentira e a ilusão, mas não gostam de ser traídos e tratados com enganos e mentiras. claro que dizem gostar da verdade e que a executam, mas a prova é que É ao não dizerem a verdade na cara, não assumem quem são, nem a sua crença. Veja como são as coisas! Gostam de executar o que é mau, mas não gostam de serem tratados com o mal! Você tem que escolher quem vai seguir, não tem como seguir os dois ao mesmo tempo. Jesus disse

que é a luz, então, porque é que se quer abrigar nas trevas, dizendo que quer Jesus? Quem quer Jesus tem que saber que será exposto à verdade, e que pagará pelo preço da verdade. Não foi Jesus quem morreu de braços abertos, nú pelos nossos pecados, sendo que Ele não cometeu nenhum pecado sequer??? E você quer “assumir” Jesus resguardando o seu orgulho e o seu esconderijo??? Quem quiser aceitar a Jesus, deverá aceitar as Suas palavras e obedecer-lhes. “Mas aquele que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante do meu Pai, que está nos céus” (Mateus 10.33). Então, não venha com essa conversa de assumir só de palavras – vazias. Tem que haver atitude, dor e renúncia. E porque é que dói? Porque vai contra o seu sentimento e a sua fé grita: justiça!


odestaque Edição Nº 421 ■ De 15 a 21 de janeiro de 2012

SEMANA DE 15 A 22 DE JANEIRO

Agenda

Sempre ao seu lado!

Siga-nos no facebook folhadeportugal.pt

“A verdadeira alegria vem por sabermos que não é em vão que estamos a trabalhar, estudar ou a esforçar para alcançarmos os nossos objetivos, pois, sabemos quais eles são!”

Semanal ESTAMOS ABERTOS 7 DIAS POR SEMANA, EM 110 LOCALIDADES ESPALHADAS POR TODO O PAÍS E ILHAS (moradas na pág. 8i)

TEM 7 DIAS PARA MUDAR A SUA VIDA!

BJF

Uma direção bem definida

D

Domingo da Direção 7H30 / 9H30

Sessão do Desbloqueio - 15H Mulheres e Homens Sábios - 18H

2ª Conquistas Financeiras

Sucesso e desenvolvimento da sua empresa, casos na Justiça, pagamento de dívidas, desemprego, imigração...

3ª Saúde Restaurada

Doenças, dores, problemas de saúde persistentes...

4ª Cura Interior

Desenvolva a sua vida espiritual e força interior, através da leitura da Palavra de Deus...

e 5ª Família Casamento

Orientação para a resolução de conflitos familiares...

6ª Limpeza Espiritual

Lembre-se de que ninguém consegue fazer nada ou construir um prédio sem uma direção. Por isso, convidamo-lo/a a estar presente na reunião de domingo, às 9h30, a fim de poder vir a ter uma direção

Má sorte, maldições, energia negativa, insónia, pesadelos, inveja, bruxaria... ISABEL BARBOSA ■ ib.r@folhadeportugal.pt

A

alegria verdadeira está intrinsecamente ligada às realizações pessoais. Para muitos, o trabalho é sinónimo de cansaço e fadiga; no entanto, para outros o trabalho é a base de grandes conquistas. E o facto de não se ter objetivos bem

delineados na vida, faz com que se ande à mercê da corrente com aquela sensação de impotência, tão comum na Sociedade dos nossos dias. Já quando o ser humano se sente motivado, quando trabalha, estuda e se esforça para atingir os objetivos, existe dentro de si uma grande satisfação. Pois, ele sabe que o seu esforço não é em vão, já que irá

No Cenáculo do Espírito Santo em Chelas e no Centro de Ajuda mais perto de si!

obter ótimos resultados. A vida pode ser equiparada a um veleiro. Se não há uma rota precisa, somos levados para onde o vento nos arrasta. No entanto, quando temos uma rota bem delineada tudo se torna bem mais claro. E você tem tido uma rota bem definida na sua vida? MENSAGEM EXTRAÍDA DO LIVRO “DIRETO NO ALVO”, DE JÚLIO CÉSAR L. FREITAS

S Terapia do Amor

19H

Problemas sentimentais, falta de diálogo no relacionamento, discussões...

Causas Impossíveis - 8H

Problemas que aos olhos humanos já não têm solução...

Grupo Jovem - 15H

Um encontro direcionado para os mais jovens...

PUB

REUNIÕES DE SEGUNDA A SEXTA ÀS 7H, 10H, 12H, 15H E 20H (em todas temos disponível aconselhamento espiritual) CENÁCULO DO ESPÍRITO SANTO - LISBOA Rua Dr. José Espírito Santo, nº 36 - Chelas (próximo da estação de metro) CENÁCULO DO ESPÍRITO SANTO - PORTO Rua Egas Moniz, nº 485 - Porto OU NO CENTRO DE AJUDA EM:

S ERVIÇO 24 HORAS

Edição nº 421  

Errar faz parte da natureza humana tal como o perdão, por isso, não se deixe aprisionar por este sentimento. Não fique a remoer o passado, d...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you