Page 1


Catálogo Geral de Produtos e Serviços Intertox 2016. Copyright by Intertox Equipe Fausto Antonio de Azevedo Diretoria de Marketing Ana Paula Teixeira Santos Marketing e Comunicação Líderes Camilla Colasso Carlos Eduardo Matos dos Santos Paula Rideko Ueti Tatiane Moretti Auxiliares de Edição Wagner Tufano Fabriciano Pinheiro Élon Murilo Castro Alves Henry Douglas Silva Ariovaldo Tersariolli Imagens AGMKT Impressão Imagem Digital São Paulo, março de 2016.

I616c Intertox. Diretoria de Marketing Catálogo geral de produtos e serviços / Intertox. Diretoria de Marketing – São Paulo: Intertox, 2015. 140 p. : il. color. 1. Programas de prevenção de riscos 2. Riscos químicos 3. Riscos toxicológicos 4. Riscos ambientais 5. Título


Apresentação

Este catálogo resulta de mais uma das ações da Intertox no sentido de cumprir seu papel de empresa engajada e comprometida com a comunidade em que se insere e atua. Objetiva fornecer informações atualizadas, claras e organizadas sobre seus serviços e produtos, importantes para assegurar a qualidade de vida humana e ambiental dentro e fora dos espaços em que se atua, direta ou indiretamente, com produtos ou resíduos químicos. Esperamos que as informações aqui contidas contribuam para a tomada de decisão de todos aqueles responsáveis pela manutenção de ambientes mais humanos e seguros, desprovidos dos riscos químico, toxicológico e ambiental.

Ana Paula Teixeira Marketing e Comunicação

3


SEGURANÇA QUÍMICA

Os produtos químicos fazem parte do nosso dia a dia, ou seja, é impossível pensar em algum objeto, equipamento ou mesmo alimento que tenha sido fabricado sem a utilização ou a adição de compostos químicos. Nas residências, locais de trabalho, indústrias e agricultura, temos o constante contato com produtos químicos. Essa realidade evidencia a enorme importância que se deve ter - principalmente em relação a todos aqueles potencialmente expostos - com o gerenciamento seguro dos produtos químicos. A segurança química tem como principal objetivo prevenir a ocorrência de efeitos adversos à saúde humana e ao meio ambiente durante qualquer etapa do ciclo de vida dos produtos químicos, seja em sua utilização, manuseio, armazenagem, transporte ou descarte. Sendo assim, é necessário pensar a segurança química em um contexto mais amplo, de modo a proporcionar o contato seguro com produtos químicos, tanto para o trabalhador, para o consumidor, como também para o meio ambiente, fauna e flora.

Fabriciano Pinheiro Diretoria Técnica

5


INSTITUCIONAL

7


A empresa

Uma organização concretiza-se, atinge maturidade e gera história a partir de sua visão de futuro, da clareza de sua missão, da soma de esforços, envolvimento e crença das pessoas que a fazem e das realizações de seus sonhos e utopias. A Intertox – de lógica organizacional colegiada e de atuação moderna, ágil, dinâmica, desburocratizada e com foco no/do cliente e em suas expectativas e filosofias de vida – acredita que o bem-estar pessoal é condição absoluta para a felicidade e a autoestima positiva. Por isso, defende a seguinte causa: por meio da garantia à saúde, auxiliar o ser humano (seu cliente) a ser livre e a poder exercer suas potências sociais, sem egoísmos e vaidades, mas com segurança, participação e criatividade. A partir deste entender, apoiamos nossos clientes na consolidação de suas especificidades. Por isto, não temos produção em massa. Cada caso que atendemos é próprio, revestido de sua singularidade. Buscamos que a personalização seja máxima. A ‘fábrica’ Intertox não possui linhas de montagem, possui ateliês de inteligência e conhecimento, com alta agregação de valor científico e humano a seus feitos.

9


Missão Proporcionar soluções em gestão dos riscos químico, toxicológico e ambiental, que agreguem valor ao negócio de nossos clientes.

Visão Ser a empresa referência na América Latina e com inserção mundial, no que se refere à gestão dos riscos químico, toxicológico e ambiental.

Valores integridade, lealdade, cooperação, proatividade, foco do cliente, transparência.

10


Responsabilidade Socioambiental

  A cultura da Intertox abriga princípios claros de respeito à pessoa, de preservação da saúde humana, de respeito à saúde do trabalhador e de conservação do meio ambiente.   Fortalecemos uma visão estratégica de longo prazo, pois assim, os aspectos socioambientais refletir-se-ão no econômico-financeiro, manifestando-se nas demonstrações contábeis e no valor de mercado da organização.   Em conformidade com a causa da sustentabilidade, os serviços oferecidos raciocinam em longo prazo e em consideração dos aspectos intangíveis. Buscamos oferecer aos clientes um conceito inovador e diferenciado de prestação de serviços, que traz soluções mantenedoras da integridade do ser humano e dos ecossistemas, em harmonia com a sociedade, resultando em viabilidade econômico-financeira.   O compromisso Intertox-Cliente assenta-se na atualização científica, no investimento contínuo em tecnologia, no melhoramento de processos e na opção clara pelo permanente serviço de apoio ao cliente.   A Intertox dispõe de equipe especializada para atender vários tipos de clientes, além de oferecer completa assessoria em segurança química, toxicológica e ambiental, estabelecendo parcerias produtivas e duradouras.

11


ÍNDICE INSTITUCIONAL                                   07 A empresa 09 Missão 10 Visão 10 Valores 10 Responsabilidade Socioambiental 11 CONFORMIDADE LEGAL 15 FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos 17 Elaboração, revisão, adequação e tradução 17 FDSR – Ficha com Dados de Segurança de Resíduos 18 Elaboração e revisão 18 FE - Ficha de Emergência 19 Elaboração, revisão, adequação e tradução 19 SDS - Safety Data Sheet 20 Elaboração, revisão, adequação e tradução 20 FCP - Ficha de Comunicação de Perigo 21 RÓTULO (de produto químico ou de resíduo) 22 Elaboração, revisão, adequação e tradução 22 GHS - Programa de Implementação do GHS 23 Auditoria NR-26: Sinalização de Segurança e GHS 24 Parecer Técnico (elaboração) 25 (In)compatibilidade química (elaboração) 26 Consultoria em Segurança Química 27 SISTEMA SAFETYCHEM® 29 Licença de Uso (aluguel do software) 30 Módulo Cadastro 30 Módulo FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) 31 Módulo SDS – Safety Data Sheet – Inglês e Espanhol 33 Módulo FE (Ficha de Emergência) 34 Módulo Rótulo 35 Módulo FCP – Ficha de Comunicação de Perigo 36 Aquisição (Servidor com base local) 38 Módulo FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) 39 Módulo SDS – Safety Data Sheet – Inglês e Espanhol 41 Módulo FE (Ficha de Emergência) 42 Módulo Rótulo 43 Módulo FCP – Ficha de Comunicação de Perigo 44 Safetylite 46 Cadastros (FISPQ, FE, RÓTULO e FCP) 46 FE por Número ONU 47 FE – Ficha de Emergência Online 48 CURSOS E TREINAMENTOS 49 Conformidade Legal 51 GHS NR-26 - curso E-learning (EaD) 53 Produtos químicos: classificação GHS, rotulagem, FISPQ (MTE-NR 26; ABNT-NBR14725) 54 Compreensibilidade e Interpretação de Documentos de Segurança Química (FISPQ e Rótulo) 55 Resíduos Perigosos: classificação, FDSR e rotulagem (ANTT- Resolução 420, ABNTNBR 10.004 e ABNT-NBR 16725) 56                                              Determinação de número ONU, Ficha de Emergência e envelope para transporte 57 (ANTT- Resolução 420, ABNT-NBR 7503) 57                                             NR-20: Líquidos Inflamáveis 58 Sistema SafetyChem®: capacitação e produção de documentos de segurança 59 Toxicologia 61 Introdução ao Raciocínio Toxicológico 63 Toxicologia Ambiental: bases e estratégias 64 Ecotoxicologia: contaminantes e risco ambiental 65

13


Introdução à Toxicologia Ocupacional 66 Elementos de Toxicologia Forense 67 Introdução à Toxicologia de Metais 68 Introdução à Toxicologia de Praguicidas 69 Introdução à Toxicologia in Silico - ITS 70 Toxicologia para profissionais da Área Regulatória 71 Introdução à toxicologia de armas químicas 72 Bases Regulatórias para o Registro de Cosméticos 73 Bases para o Registro e Pós-Registro de Medicamentos 74 Proteção à vida – Segurança e Saúde 75 Medicina do Trabalho - gestão de riscos químicos e toxicológicos 77 Como lidar com as lideranças em segurança e saúde do trabalho 78 Segurança Baseada em Competências – SBC SUPERVISOR 79 Segurança Baseada em Competências – SBC OPERADOR 80 Capacitação para Técnicos de Segurança do Trabalho de Obras de Construção Civil 81 Uso e descarte seguro de equipamentos de proteção individual – EPI 82 Meio Ambiente                                            83 Implantação do Registro de Emissão e Transferência de Poluentes (RETP) 85 Resposta a emergências ambientais 86 Comunicação de riscos – riscos químicos e toxicológicos à saúde humana 87 HAZWOPER - Hazardous Waste Operations and Emergency Response (Operações com resíduos perigosos e resposta a emergências) 88 HAZOP- Hazard and Operability Study (Análise dos Riscos de Processo) 89 HAZMAT– Hazardous Materials (Materiais Perigosos) 90 Responsabilidade Socioambiental 91 Infrações e Passivos Ambientais 92 Gerenciamento e Atendimento a Ocorrências com Armas Químicas e Biológicas 94 AVALIAÇÃO TOXICOLÓGICA 95 ASP - Atenção à Segurança de Produto 97 Parecer Técnico 98 Avaliação de Risco Químico 99 Segurança de Processos e do Trabalho 100 Consultoria para Armas Químicas 101 TOXICOLOGIA IN SILICO 103 Testes in silico e estudos QSAR 105 Avaliação de Segurança de Ingredientes Cosméticos sem Uso de Animais 106 Avaliação e Qualificação Biológica de Produtos de Degradação e Impurezas em Medicamentos, conforme a RDC 58/2013 107 Pesquisa Bibliográfica - Prévia Obtenção de Perfil de Degradação, conforme a RDC 58/2013 108 Estudos QSAR para impurezas em agroquímicos 109 AVALIAÇÃO (ECO)TOXICOLÓGICA 111 Pareceres de Periculosidade e Avaliação de (Eco)Toxicidade 113 Laudo de Avaliação de Ecotoxicidade e Classificação de Perigo para o meio ambiente 114 Pareceres e Avaliação de Risco em exposição ambiental 115 ASSUNTOS REGULATÓRIOS 117 Assessoria em Assuntos Regulatórios 119 Assessoria Mensal em Assuntos Regulatórios 120 Assessoria em Registro e Regularização de Produtos 121 Elaboração de relatórios com mapeamento de disposições regulatórias e normas aplicáveis a produtos 122 Assessoria em obtenção de número de registro CAS 123 INTERNATURE 125 Elaboração de elementos de Diagnósticos Ambientais, Estudos e Programas Especiais 127 LINHA EDITORIAL 129 RevInter 131 Livros 134

14


CONFORMIDADE LEGAL

15


FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos Elaboração, revisão, adequação e tradução   Documento normalizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), conforme Norma ABNT-NBR 14725 e Decreto nº 2.657, de 3/7/1998.     Obrigatório para implementar a segurança de colaboradores que possam ter algum tipo de contato com produtos químicos.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Conformidade com as exigências brasileiras: Portaria n° 229, de 24/5/2011, e NR26 (MTE); Decreto 2657, de 3/7/1998; ABNT-NBR 14725.   Conformidade com processos certificadores.     Valorização da imagem.

17


FDSR – Ficha com Dados de Segurança de Resíduos Elaboração e revisão   Documento normalizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), conforme ABNT-NBR 16725, que se tornou obrigatória em 6/7/2012.     A FDSR orienta como manusear, armazenar e descartar resíduos químicos.

A quem se destina A todas as empresas que possuem produtos químicos e geram resíduos.

Benefícios para a empresa     Conformidade com as exigências brasileiras: Portaria n° 229, de 24/5/2011, e NR26 (MTE); Decreto 2657, de 3/7/1998; ABNT-NBR 16725.   Valorização da imagem.   Garantir a segurança no descarte de resíduos químicos.   Responsabilidade Socioambiental.

18


FE - Ficha de Emergência Elaboração, revisão, adequação e tradução   Documento normalizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), conforme Norma ABNT-NBR 7503 e Decreto nº 96.044 e suas atualizações.     Ficha obrigatória para veículos que transportem produtos perigosos pelo modal terrestre.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva o transporte de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Conformidade com as exigências brasileiras para transporte de produtos perigosos: Resolução 420 ANTT; NBR 7503.   Valorização da imagem.   Garantir a segurança no transporte de produtos químicos.   Garantir a conduta segura em casos de emergência.   Responsabilidade Socioambiental.

19


SDS - Safety Data Sheet Elaboração, revisão, adequação e tradução   Documento obrigatório utilizado internacionalmente (exportações de produtos químicos), que visa à comunicação dos perigos e riscos dos produtos químicos.   Cada país possui legislação e critérios de classificação diferentes, que devem ser consultados para a elaboração do documento.

Europa: Regulamento (UE) nº 453/2010 e Regulamento (CE) nº 1272/2008. Estados Unidos: HCS/HAZCOM 2012. Canadá: Hazardous Products Regulations (HPR), 2015. Uruguai: Decreto 307/2009.

Argentina: IRAM 41400-2006. México: NMX –R -019- SCFI. Equador: NTE INEN 2-266:2000. Norma ISO 11014:2009 (reconhecida internacionalmente).

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio, armazenamento e exportação ou importação de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Conformidade com as exigências internacionais: Portaria n°229, de 24/5/2011, e NR-26 (MTE); Decreto 2657, de 3/7/1998; ABNT-NBR 14725.     Valorização da imagem.     Facilitar o processo de exportação e importação.

20


FCP - Ficha de Comunicação de Perigo   Documento que resume as informações dos documentos de segurança (FISPQ ou SDS) das matérias-primas, produtos intermediários e produtos acabados manipulados na empresa.   Tem a função de auxiliar o setor de QSMS (Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde) das empresas no que se refere ao gerenciamento de risco químico.   Informa os perigos relevantes no local de trabalho, as condições de uso do produto e as necessárias medidas de precaução.   Este documento não substitui a FISPQ, e não existe uma legislação específica sobre seu conteúdo.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Praticidade e clareza na comunicação aos colaboradores no que diz respeito aos perigos dos produtos químicos.     Informação objetiva acerca dos perigos associados às condições de uso do produto.   Orientação no que se refere às necessárias medidas de precaução em diferentes situações de trabalho

21


RÓTULO (de produto químico ou de resíduo) Elaboração, revisão, adequação e tradução   Documento de extrema importância para o seu usuário, pois visa comunicar os perigos e riscos do produto ou resíduo químico.   Obrigatório, sendo que suas informações devem alcançar todas as pessoas que utilizam, manipulam, transportam, armazenam ou descartam produtos químicos.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de produtos químicos ou que gerem resíduos químicos.

Benefícios para a empresa     Conformidade com as exigências brasileiras: Portaria n°229, de 24/5/2011, e NR26 (MTE); Decreto 2657, de 3/7/1998; ABNT-NBR 14725 e ABNT NBR 16725.   Valorização da imagem.   Garantir a comunicação de perigo ao colaborador e consumidor, minimizando o risco de acidentes.   Garantir o correto manuseio, armazenamento, transporte e descarte do produto ou do resíduo químico.

22


GHS - Programa de Implementação do GHS   Fornece suporte às empresas na implementação do GHS.   Objetiva a adequação efetiva e uniforme da comunicação de perigos em todo o ciclo produtivo, conforme exigências brasileiras.   Proporciona suporte no mapeamento de produtos químicos utilizados na empresa.   Treinamento de colaboradores.   Presta suporte na análise e elaboração de toda a documentação de segurança relacionada a produtos químicos.   Analisa o grau de entendimento dos colaboradores em relação às informações presentes na rotulagem preventiva, na FISPQ e na sinalização de segurança.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Conformidade com as exigências brasileiras: Portaria n° 229, de 24/5/2011, e NR26 (MTE); Decreto 2657, de 3/7/1998; ABNT-NBR 14725.     Harmonização do sistema de classificação utilizado no comércio internacional, com vantagens competitivas.     Melhoria na comunicação de perigo junto aos trabalhadores e redução de riscos toxicológicos e ambientais.     Valorização da imagem da empresa junto a fornecedores, trabalhadores, clientes e parceiros.     Garantia do selo de implementação do GHS.     Conformidade com processos certificadores.

23


Auditoria NR-26: Sinalização de Segurança e GHS   Auditoria a planta produtiva da empresa.   Check list das conformidades e não conformidades perante a Portaria n° 229, de 24 de maio de 2011 [que alterou a Norma Regulamentadora n° 26 (NR-26)].   Fornece suporte no mapeamento de produtos químicos utilizados na empresa.   Analisa o grau de entendimento dos colaboradores em relação às informações presentes na rotulagem preventiva, na FISPQ e na sinalização de segurança.

A quem se destina A toda e qualquer empresa ou indústria que possua uma planta produtiva que envolva a fabricação, manuseio e armazenamento de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Controle e monitoramento das não conformidades da empresa perante a NR26, possibilitando a elaboração de um efetivo plano de ação.   Valorização da imagem junto a fornecedores, trabalhadores, clientes e parceiros.   Definição de ações que visam à diminuição de impasses com órgãos fiscalizadores bem como à conformidade com processos certificadores.

24


Parecer Técnico (elaboração) A elaboração de Parecer Técnico visa à promoção de um conhecimento mais aprofundado acerca dos mais diversos assuntos relacionados à conformidade legal de produtos químicos, como por exemplo, o transporte de produtos perigosos nos diferentes modais e a classificação de perigos de produtos químicos.

A quem se destina A toda e qualquer empresa que necessite esclarecimentos acerca da toxicidade e do perigo de um ou mais produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Equacionamento de dúvidas e/ou pendências, com prevenção em relação a não conformidades ou fatos negativos ulteriores.   Solução para os diversos impasses que envolvem o manuseio, transporte, armazenamento e descarte de produtos químicos.

25


(In)compatibilidade química (elaboração) Através de um parecer ou de uma matriz, preparar o diagnóstico das incompatibilidades das substâncias armazenadas e identificar possíveis ações de correção.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio, armazenamento, transporte e descarte de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Garantia de segurança no armazenamento dos produtos químicos.   Valorização da imagem.   Garantia de segurança nos processos produtivos.

26


Consultoria em Segurança Química   Assessoria e esclarecimento acerca de condutas e dúvidas relacionadas ao gerenciamento seguro de produtos químicos em qualquer etapa de seu ciclo produtivo (fabricação, armazenamento, transporte, manuseio, descarte, etc.).   Suporte e esclarecimento quanto: às exigências legais dos documentos de segurança química; às condutas e exigências para a comercialização de produtos perigosos no mercado nacional e/ou internacional; ao transporte de produtos químicos (modais aéreo, hidroviário e terrestre), incluindo todas as exigências (check list, documentação, homologação de embalagens).

A quem se destina A toda e qualquer empresa que necessite de esclarecimento acerca de um ou mais produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Informações com alta credibilidade advindas de profissionais e especialistas com ampla expertise no ramo, embasados na legislação vigente.   Garantia de atualização constante perante as legislações nacionais e internacionais vigentes.

27


SISTEMA SAFETYCHEM速

29


Licença de Uso (aluguel do software) Módulo Cadastro Esse módulo é obrigatório para a aquisição do software e permite:   Cadastrar e atualizar informações de perigo dos produtos químicos;   Automatizar e aplicar critérios de classificação de perigo de substâncias e misturas. De acordo com critérios do GHS estabelecidos pela ABNT NBR 14725, os perigos das substâncias à saúde humana e ao meio ambiente podem ser extrapolados para a mistura final. Assim, o sistema realiza a classificação automática dos perigos do produto a partir das informações cadastradas das substâncias. Para cada classificação realizada, o sistema informa qual o critério adotado para definir a categoria de perigo e permite que o usuário gerencie essas informações. Para a classificação em relação ao transporte, o sistema sugerirá opções de números ONU, de acordo com as informações fornecidas durante o cadastro, facilitando o enquadramento e classificação do produto como perigoso para o transporte, de acordo com a resolução nº 420, da ANTT.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio, armazenamento e transporte de grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Atendimento às legislações vigentes para produtos químicos: Decreto Federal 2.657; Portaria 229 (NR-26), NBR 14725 e ISO 11014.   Classificação do produto químico de acordo com o sistema GHS, e correta comunicação acerca de perigo e de manuseio seguro do produto químico (FISPQ, SDS e rótulo).   Atendimento à legislação para transporte de produtos perigosos (Resolução n° 420 ANTT, NBR 7503, NBR 14619).

30


Módulo FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos)  

Permite que o usuário preencha automaticamente o documento com combinações de frases selecionadas pelo sistema, baseadas em dados dos ingredientes, da classificação de perigo do produto e de suas propriedades físico-químicas.   Também permite:    Aplicar recurso de inteligência para selecionar automaticamente os textos para    as 16 seções da FISPQ.    Salvar, atualizar e versionar o documento FISPQ.    Gerar e armazenar a FISPQ em formato PDF. A FISPQ, documento obrigatório para produtos químicos, é normatizada pela ABNT NBR 14725 e composta por 16 seções subdivididas em itens específicos. Tem por finalidade:   Fornecer informações da substância ou mistura quanto à segurança, à saúde e ao meio ambiente.     Fornecer informações gerais sobre os produtos químicos, bem como recomendações sobre medidas de proteção e ações em situações de emergência.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa   O software SafetyChem® permite:   Automatização e agilidade na atualização dos documentos de segurança, quando das constantes revisões das normas contempladas nos módulos do sistema.   Redução do consumo de tempo da área técnica em relação à elaboração de documentação de segurança química.   Possibilita a geração de documentos de segurança tanto no que se refere aos produtos acabados como para matérias-primas da empresa, contribuindo assim com a harmonização interna na gestão de riscos.   Publicação em lote.   Solução em “nuvem” ou instalação local.

31


Facilita e harmoniza a adequação de documentos de segurança recebida de fornecedores (tradução e adequação de documentos internacionais para atender às normas e legislações nacionais).   Permite determinar preliminarmente a classificação de perigos durante a pesquisa e desenvolvimento de novas formulações químicas.   Gerenciamento de documentação (visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; permite filtrar a busca por data, por nome de produto, por usuário, entre outros).   Atualização automática do software em relação ao conteúdo e layout dos documentos quando ocorrem mudanças na legislação.   Geração em formato PDF.   Conformidade com as exigências brasileiras: Portaria n° 229, de 24 de maio de 2011 e NR-26 (MTE); Resolução nº 420/ANTT; ABNT-NBR 7503; ABNT-NBR 14619; Decreto nº 2657, de 3 de julho de 1998 e ABNT-NBR 14725.

32


Módulo SDS – Safety Data Sheet – Inglês e Espanhol  

Permite que o usuário preencha automaticamente o documento com combinações de frases selecionadas pelo sistema, baseadas em dados dos ingredientes, da classificação de perigo do produto e de propriedades físico-químicas, tanto em língua inglesa quanto em língua espanhola.   Também permite:    Aplicar recurso de inteligência para selecionar automaticamente os textos para as 16 seções da SDS.    Salvar, atualizar e versionar o documento SDS.    Gerar e armazenar a SDS em formato PDF.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio, armazenamento e exportação ou importação produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Conformidade com as exigências legais de diversos países: ISO 11014.   Valorização da imagem.   Facilitar o processo de exportação e importação em lote.

33


Módulo FE (Ficha de Emergência)   O módulo gerador de Ficha de Emergência permite:    Elaborar o conteúdo da Ficha de Emergência baseado no perigo do produto e nas informações do “Manual para Atendimento a Emergências com Produtos Perigosos”;    Atualizar as informações da Ficha de Emergência – atendendo à atualização da ABNT-NBR 14619 – Incompatibilidade química;    Gerar e armazenar a Ficha de Emergência em formato PDF. A Ficha de Emergência e o envelope são documentos obrigatórios para os veículos que estejam transportando, pelo modal terrestre, produtos químicos perigosos ou equipamentos que armazenam o produto químico - ou que com ele entram em contato. São documentos normalizados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) - conforme a NBR 7503 e o Decreto nº 96.044, bem como suas atualizações - que aprova o regulamento para o transporte rodoviário de produtos perigosos e dá outras providências.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva o transporte de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa   O software SafetyChem® permite:   Publicação em lote.   Gerenciamento de documentação (visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; permite filtrar a busca por data, por nome de produto, por usuário, entre outros).   Redução do tempo de elaboração do documento.   Atualização automática do software em relação ao conteúdo e layout dos documentos quando ocorrem mudanças na legislação.   Geração em formato PDF.

34


Módulo Rótulo  

O módulo gerador de rótulo permite:    Gerar e salvar o rótulo em formato PDF;    Preenchimento automático dos conteúdos do rótulo;    Atualização e controle de versões diferentes do rótulo. O rótulo de um produto químico é um documento de extrema importância para o seu usuário, pois visa comunicar os perigos e riscos desse produto químico. É item obrigatório, e as informações colocadas nos rótulos devem atingir todas as pessoas que utilizam, manipulam, transportam, armazenam ou descartam produtos químicos.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Configuração da impressora a fim de padronizar a impressão do documento.   Geração de diferentes tamanhos de rótulos.     Possibilidade de adição de dados específicos (peso líquido, validade, lote, envase, data de fabricação).     Atualização automática do software em relação ao conteúdo e layout dos documentos quando ocorrem mudanças na legislação.   Publicação em lote.   Gerenciamento de documentação (visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; permite filtrar a busca por data, por nome de produto, por usuário, entre outros).   Conformidade com as exigências brasileiras: Portaria n° 229, de 24 de maio de 2011 e NR-26 (MTE); Decreto 2657, de 3 de julho de 1998 e ABNT-NBR 14725)

35


Módulo FCP – Ficha de Comunicação de Perigo   Documento que resume as informações dos documentos de segurança (FISPQ ou SDS) das matérias-primas, produtos intermediários e produtos acabados manipulados na empresa.   Tem a função de auxiliar o setor de QSMS (Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde) das empresas no que se refere ao gerenciamento de risco químico. Informa os perigos relevantes no local de trabalho, as condições de uso do produto e as necessárias medidas de precaução.   Este documento não substitui a FISPQ, e não existe uma legislação específica sobre seu conteúdo.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa   Praticidade e clareza na comunicação aos trabalhadores, em relação aos perigos dos produtos químicos.   Gestão da segurança química nas áreas em que são manipulados produtos químicos.   Publicação em lote.   Gerenciamento de documentação: visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; busca por data, por nome de produto, por usuário, etc.

36


Treinamento SafetyChem®   Apresenta as funcionalidades do software e realiza, na prática, o uso dos recursos em casos reais da empresa.     A capacitação é dividida em apresentação teórica e parte prática.

Conteúdo Programático   Introdução ao GHS.   Critérios de classificação para transporte, de acordo com a Resolução 420 da ANTT.   Capacitação na utilização do SafetyChem®.   Cadastro de Substâncias, Cadastro de Misturas.   Perfil (administrador; técnico; público; emissor).   Funções administrativas do sistema.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio, armazenamento e transporte de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Domínio do uso do software.   Atendimento às legislações vigentes para produtos químicos: Decreto Federal 2.657; Portaria 229 (NR-26) e NBR 14725.   Classificação do produto químico de acordo com o sistema GHS, correta comunicação de perigo, e manuseio seguro do produto químico (FISPQ e rótulo).   Atendimento à legislação para transporte de produtos perigosos (Resolução n° 420 ANTT, NBR 7503, NBR 14619).  

37


Aquisição (Servidor com base local) Módulo Cadastro Esse módulo é obrigatório para a aquisição do software e permite:   Cadastrar e atualizar informações de perigo dos produtos químicos;   Automatizar e aplicar critérios de classificação de perigo de substâncias e misturas. De acordo com critérios do GHS estabelecidos pela ABNT NBR 14725, os perigos das substâncias à saúde humana e ao meio ambiente podem ser extrapolados para a mistura final. Assim, o sistema realiza a classificação automática dos perigos do produto a partir das informações cadastradas das substâncias. Para cada classificação realizada, o sistema informa qual o critério adotado para definir a categoria de perigo e permite que o usuário gerencie essas informações. Para a classificação em relação ao transporte, o sistema sugerirá opções de números ONU, de acordo com as informações fornecidas durante o cadastro, facilitando o enquadramento e classificação do produto como perigoso para o transporte, de acordo com a resolução nº 420, da ANTT.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio, armazenamento e transporte de grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa   Atendimento às legislações vigentes para produtos químicos: Decreto Federal 2.657; Portaria 229 (NR-26) e NBR 14725.   Classificação do produto químico de acordo com o sistema GHS, e correta comunicação acerca de perigo e de manuseio seguro do produto químico (FISPQ e rótulo).   Atendimento à legislação para transporte de produtos perigosos (Resolução n° 420 ANTT, NBR 7503, NBR 14619).

38


Módulo FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos)   Permite que o usuário preencha automaticamente o documento com combinações de frases selecionadas pelo sistema, baseadas em dados dos ingredientes, da classificação de perigo do produto e de suas propriedades físico-químicas.   Também permite:    Aplicar recurso de inteligência para selecionar automaticamente os textos para  as 16 seções da FISPQ.    Salvar, atualizar e versionar o documento FISPQ.    Gerar e armazenar a FISPQ em formato PDF. A FISPQ, documento obrigatório para produtos químicos, é normatizada pela ABNT NBR 14725 e composta por 16 seções subdivididas em itens específicos. Tem por finalidade:   Fornecer informações da substância ou mistura quanto à segurança, à saúde e ao meio ambiente.   Fornecer informações gerais sobre os produtos químicos, bem como recomendações sobre medidas de proteção e ações em situações de emergência.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa   O software SafetyChem® permite:   Automatização e agilidade na atualização dos documentos de segurança, quando das constantes revisões das normas contempladas nos módulos do sistema.   Redução do consumo de tempo da área técnica em relação à elaboração de documentação de segurança química.   Possibilita a geração de documentos de segurança tanto no que se refere aos produtos acabados como para matérias-primas da empresa, contribuindo assim com a harmonização interna na gestão de riscos.  

39


Publicação em lote.   Facilita e harmoniza a adequação de documentos de segurança recebida de fornecedores (tradução e adequação de documentos internacionais para atender às normas e legislações nacionais).   Permite determinar preliminarmente a classificação de perigos durante a pesquisa e desenvolvimento de novas formulações químicas.   Gerenciamento de documentação (visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; permite filtrar a busca por data, por nome de produto, por usuário, entre outros).   Atualização automática do software em relação ao conteúdo e layout dos documentos quando ocorrem mudanças na legislação.   Geração em formato PDF.   Conformidade com as exigências brasileiras: Portaria n° 229, de 24 de maio de 2011 e NR-26 (MTE); Resolução nº 420/ANTT; ABNT-NBR 7503; ABNT-NBR 14619; Decreto nº 2657, de 3 de julho de 1998 e ABNT-NBR 14725.

40


Módulo SDS – Safety Data Sheet – Inglês e Espanhol   Permite que o usuário preencha automaticamente o documento com combinações de frases selecionadas pelo sistema, baseadas em dados dos ingredientes, da classificação de perigo do produto e de propriedades físico-químicas, tanto em língua inglesa quanto em língua espanhola.   Também permite:    Aplicar recurso de inteligência para selecionar automaticamente os textos para as 16 seções da SDS.    Salvar, atualizar e versionar o documento SDS.    Gerar e armazenar a SDS em formato PDF.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio armazenamento e exportação ou importação produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Conformidade com as exigências legais de diversos países: ISO 11014.     Valorização da imagem.   Facilitar o processo de exportação e importação em lote.  

41


Módulo FE (Ficha de Emergência)   O módulo gerador de Ficha de Emergência permite:    Elaborar o conteúdo da Ficha de Emergência baseado no perigo do produto e nas informações do “Manual para Atendimento a Emergências com Produtos Perigosos”;    Atualizar as informações da Ficha de Emergência – atendendo à atualização da ABNT-NBR 14619 – Incompatibilidade química;    Gerar e armazenar a Ficha de Emergência em formato PDF. A Ficha de Emergência e o envelope são documentos obrigatórios para os veículos que estejam transportando, pelo modal terrestre, produtos químicos perigosos ou equipamentos que armazenam o produto químico - ou que com ele entram em contato. São documentos normalizados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) - conforme a ABNT-NBR 7503 e o Decreto nº 96.044 bem como suas atualizações - que aprova o regulamento para o transporte rodoviário de produtos perigosos e dá outras providências.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva o transporte de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa O software SafetyChem® permite:   Publicação em lote.   Gerenciamento de documentação (visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; permite filtrar a busca por data, por nome de produto, por usuário, entre outros).   Redução do tempo de elaboração do documento.   Atualização automática do software em relação ao conteúdo e layout dos documentos quando ocorrem mudanças na legislação.   Geração em formato PDF.

42


Módulo Rótulo   O módulo gerador de rótulo permite:    Gerar e salvar o rótulo em formato PDF;    Preenchimento automático dos conteúdos do rótulo;    Atualização e controle de versões diferentes do rótulo. O rótulo de um produto químico é um documento de extrema importância para o seu usuário, pois visa comunicar os perigos e riscos desse produto químico. É item obrigatório, e as informações colocadas nos rótulos devem atingir todas as pessoas que utilizam, manipulam, transportam, armazenam ou descartam produtos químicos.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Configuração da impressora a fim de padronizar a impressão do documento.   Geração de diferentes tamanhos de rótulos.   Possibilidade de adição de dados específicos (peso líquido, validade, lote, envase, data de fabricação).   Atualização automática do software em relação ao conteúdo e layout dos documentos quando ocorrem mudanças na legislação.   Publicação em lote.   Conformidade com as exigências brasileiras: Portaria n° 229, de 24 de maio de 2011 e NR-26 (MTE); Decreto 2657, de 3 de julho de 1998 e ABNT-NBR 14725).   Gerenciamento de documentação (visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; permite filtrar a busca por data, por nome de produto, por usuário, entre outros).

43


Módulo FCP – Ficha de Comunicação de Perigo   Documento que resume as informações dos documentos de segurança (FISPQ ou SDS) das matérias-primas, produtos intermediários e produtos acabados manipulados na empresa.   Tem a função de auxiliar o setor de QSMS (Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde) das empresas no que se refere ao gerenciamento de risco químico. Informa os perigos relevantes no local de trabalho, as condições de uso do produto e as necessárias medidas de precaução.   Este documento não substitui a FISPQ e não existe uma legislação específica sobre seu conteúdo.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio e armazenamento de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa   Praticidade e clareza na comunicação aos trabalhadores, em relação aos perigos dos produtos químicos.   Gestão da segurança química nas áreas em que são manipulados produtos químicos.   Publicação em lote.   Gerenciamento de documentação: visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; busca por data, por nome de produto, por usuário, etc.

44


Treinamento SafetyChem®   Apresenta as funcionalidades do software e realiza, na prática, o uso dos recursos em casos reais da empresa.   A capacitação é dividida em apresentação teórica e parte prática.

Conteúdo Programático   Introdução ao GHS.   Critérios de classificação para transporte de acordo com a Resolução 420 da ANTT.   Capacitação na utilização do SafetyChem®.   Cadastro de Substâncias, Cadastro de Misturas.   Perfil (administrador; técnico; público; emissor).   Funções administrativas do sistema.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio, armazenamento e transporte de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Domínio do uso do software.   Atendimento às legislações vigentes para produtos químicos: Decreto Federal 2.657; Portaria 229 (NR-26) e NBR 14725.   Classificação do produto químico de acordo com o sistema GHS, correta comunicação de perigo e manuseio seguro do produto químico (FISPQ e rótulo).   Atendimento à legislação para transporte de produtos perigosos (Resolução n° 420 ANTT, NBR 7503, NBR 14619).

45


Safetylite Cadastros (FISPQ, FE, RÓTULO e FCP)   Direito de uso da licença do software SafetyChem®, versão Lite, para gerar - em formato PDF - documentos de segurança (FISPQ, FE, Rótulo, SDS e FCP).   Atualização automática do software em relação ao conteúdo e layout dos documentos quando ocorrem mudanças na legislação.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva fabricação, manuseio, armazenamento e transporte de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa   Publicação em lote.   Gerenciamento de documentação (visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; permite filtrar a busca por data, por nome de produto, por classificação de perigo, usuário, entre outros).   Melhor custo-benefício.   Atendimento às legislações vigentes para produtos químicos, Decreto Federal 2.657; Portaria 229 (NR-26) e NBR 14725.   Classificação do produto químico de acordo com o sistema GHS, correta comunicação de perigo, e manuseio seguro do produto químico (FISPQ e rótulo)   Atendimento à legislação para transporte de produtos perigosos (Resolução n° 420 - ANTT, NBR 7503, NBR 14619).

Treinamento   Apresenta as funcionalidades do software e pratica o uso dos recursos em casos reais da empresa.   A capacitação é dividida em apresentação teórica e parte prática.

46


FE por Número ONU   O módulo gerador de Ficha de Emergência permite:    Conteúdo da Ficha de Emergência baseado no perigo do produto e nas informações do “Manual para Atendimento a Emergências com Produtos Perigosos”;    Atualização das informações da Ficha de Emergência – atendendo à atualização da ABNT - NBR 14619 – Incompatibilidade química;    Gerar e armazenar a Ficha de Emergência em formato PDF.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva o transporte de um grande número de produtos químicos.

Benefícios para a empresa     Atendimento à legislação para transporte de produtos perigosos (Resolução n° 420 - ANTT, NBR 7503, NBR 14619).   Publicação em lote.   Gerenciamento de documentação (visualização de todos os produtos na base de dados; quantificação do total de misturas e substâncias; permite filtrar a busca por data, por nome de produto, por classificação de perigo, usuário, entre outros).   Redução do tempo de elaboração do documento.   Atualização automática do software em relação ao conteúdo e layout dos documentos quando ocorrem mudanças na legislação.

Treinamento - 8h   Apresenta as funcionalidades do software e pratica o uso dos recursos em casos reais da empresa.   A capacitação é dividida em apresentação teórica e parte prática.

47


FE – Ficha de Emergência Online   Ficha de Emergência Online é uma tecnologia baseada no conceito “Faça você mesmo”, que permite a emissão online de documentos de forma segura e de acordo com as normas vigentes para transporte de produtos e resíduos.   Com baixo investimento, o cliente adquire créditos unitários e os utiliza para elaborar e emitir os documentos de seus produtos, conforme sua necessidade.   Documentos emitidos: Ficha de Emergência e Envelope para transporte, em conformidade com a norma ABNT NBR 7503 e ABNT NBR 14619.

A quem se destina A todo e qualquer negócio que envolva o transporte de produtos químicos e que não necessite de uma consultoria externa para elaborar os documentos da empresa.

Benefícios para a empresa   Atendimento à legislação para transporte de produtos perigosos (Resolução n° 420 - ANTT, NBR 7503, NBR 14619).   Atualização automática do software em relação ao conteúdo e layout dos documentos quando ocorrem mudanças na legislação, desde que sejam adquiridos novos créditos.   Autonomia do cliente.   Melhor custo-benefício.   Compra segura.   Otimização do tempo para empresas com grande demanda de FE.

48


CURSOS E TREINAMENTOS

49


Conformidade Legal

51


GHS NR-26 - curso E-learning (EaD)   Curso por educação a distância que atende à exigência da NR-26.   Capacita os colaboradores que possuem contato com produtos químicos no que se refere a: perigos, riscos, GHS, FISPQ, rótulo, ações em casos de emergências e manuseio seguro.

Público Todos os profissionais, funcionários e colaboradores que possam vir a ter contato com produtos químicos.

A quem se destina A todas as empresas que utilizam, produzem, movimentam, estocam, descartam produtos químicos - com destaque, dentre outros, para os segmentos: químico, petroquímico, plásticos e borrachas, eletroquímico, agroquímico, farmacêutico e cosméticos, veterinário, fitossanitário, alimentos, têxtil, papel, galvanoplastia, cerâmica e couros.

Benefícios para a empresa     Atendimento à NR-26.  Valorização da imagem da empresa frente aos fornecedores, clientes, colaboradores e parceiros.   Compreensão por parte dos colaboradores de informações sobre perigo e, por conseguinte, diminuição de suas chances de exposição, fator que pode diminuir o número de afastamentos devido a doenças e eventuais acidentes com produtos químicos.   Conformidade com as exigências brasileiras (Portaria n° 229, de 24/05/2011 e NR26 (MTE); Decreto 2657, de 3/7/1998).

Carga horária: 3 horas. Modalidade: EaD.

53


Produtos químicos: classificação GHS, rotulagem, FISPQ (MTE-NR 26; ABNT-NBR14725)   Orienta a gestão segura de produtos químicos bem como a aplicação das normas MTE-NR 26 e ABNT-NBR 14725.     Aborda o sistema GHS (Globally Harmonized System of Classification and Labelling of Chemicals) e as informações de segurança a serem incluídas na rotulagem de um produto químico perigoso.   Apresenta as exigências para a elaboração de uma FISPQ e de um rótulo de produto químico.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina do trabalho, enfermagem do trabalho, higiene do trabalho (ou industrial).

A quem se destina A todas as empresas que utilizam, produzem, movimentam, estocam, descartam produtos químicos - com destaque, dentre outros, para os segmentos: químico, petroquímico, plásticos e borrachas, eletroquímico, agroquímico, farmacêutico e cosméticos, veterinário, fitossanitário, alimentos, têxtil, papel, galvanoplastia, cerâmica e couros.

Benefícios para a empresa     Atendimento às legislações vigentes para produtos químicos, (Decreto Federal 2.657; Portaria 229 (NR-26) e NBR 14725).   Classificação do produto químico de acordo com o sistema GHS, correta comunicação de perigo e manuseio seguro do produto químico (FISPQ e rótulo).

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

54


Compreensibilidade e Interpretação de Documentos de Segurança Química (FISPQ e Rótulo)   Capacita todos os colaboradores que possuem contato com produtos químicos.   Aborda os temas: perigos, riscos, GHS, FISPQ, rótulo, ações em casos de emergências e manuseio seguro.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina do trabalho, enfermagem do trabalho, higiene do trabalho (ou industrial).

A quem se destina A todas as empresas que utilizam, produzem, movimentam, estocam, descartam produtos químicos - com destaque, dentre outros, para os segmentos: químico, petroquímico, plásticos e borrachas, eletroquímico, agroquímico, farmacêutico e cosméticos, veterinário, fitossanitário, alimentos, têxtil, papel, galvanoplastia, cerâmica e couros.

Benefícios para a empresa     Atendimento à NR-26.   Valorização da imagem frente aos fornecedores, clientes, colaboradores e parceiros.

Carga horária: de 1 a 4 horas. Modalidade: in company.

55


Resíduos Perigosos: classificação, FDSR e rotulagem (ANTT- Resolução 420, ABNT-NBR 10.004 e ABNT-NBR 16725)   Orienta a gestão segura de produtos químicos e a aplicação da norma ABNTNBR 16725 - Elaboração e preenchimento da Ficha com Dados de Segurança de Resíduos químicos (FDSR).   Aborda as informações de segurança a serem incluídas na rotulagem de um resíduo químico perigoso.   Apresenta os sistemas de classificação de perigo e as exigências estabelecidas pela norma.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina do trabalho, enfermagem do trabalho, higiene do trabalho (ou industrial).

A quem se destina A todas as empresas que utilizam, produzem, movimentam, estocam, descartam produtos químicos - com destaque, dentre outros, para os segmentos: químico, petroquímico, plásticos e borrachas, eletroquímico, agroquímico, farmacêutico e cosméticos, veterinário, fitossanitário, alimentos, têxtil, papel, galvanoplastia, cerâmica e couros.

Benefícios para a empresa     Atendimento à legislação vigente no que se refere a resíduos químicos (Decreto Federal 2.657; NR-25; NBR 16725 e transporte - Resolução 420 ANTT).   Resíduos químicos classificados adequadamente.   Adequada comunição de perigo para que haja manuseio seguro (FDSR e rótulo).

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

56


Determinação de número ONU, Ficha de Emergência e envelope para transporte (ANTT- Resolução 420, ABNT-NBR 7503)   Orienta o transporte seguro de produtos químicos (aplicação da ABNT-NBR 7503).   Elaboração da Ficha de Emergência (FE) e do envelope para transporte terrestre de produtos perigosos.   Classificação de perigo dos produtos segundo critérios estabelecidos pela Resolução 420:2004 - ANTT.   Utilização do sistema de classificação estabelecido pela ANTT e correta definição do número ONU.   Aborda exigências da norma e aplicação dos critérios de classificação.

A quem se destina A todas as empresas que transportam produtos químicos perigosos, de acordo com a Resolução 420 da ANTT.

Benefícios para a empresa     Atendimento à legislação para transporte de produtos perigosos (Resolução 420 ANTT, NBR 7503 - Obrigatoriedade da Ficha de Emergência).   Valorização da imagem.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

57


NR-20: Líquidos Inflamáveis   Capacita os profissionais envolvidos no armazenamento, manuseio e contato com produtos inflamáveis, contemplando recomendações e informações referentes ao risco, aos cuidados e ao manuseio dos mesmos.

A quem se destina A empresas que utilizam produtos inflamáveis em seus processos.

Benefícios para a empresa     Atendimento à NR-20, identificação e interpretação referente aos perigos e riscos associados aos produtos inflamáveis.

Carga horária:

a depender do curso (integração, básico, intermediário, avançado I, II e específico).

Modalidade: in company.

58


Sistema SafetyChem®: capacitação e produção de documentos de segurança   Apresenta as funcionalidades teóricas e práticas para o uso dos recursos do software.     A capacitação é dividida em apresentação teórica e parte prática.     Os participantes realizam a elaboração de novos cadastros no sistema, possibilitando que, ao final do período, dominem o uso dos módulos (FISPQ, FE, Rótulo, FCP, SDS).

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina do trabalho, enfermagem do trabalho, higiene do trabalho (ou industrial).

A quem se destina A todas as empresas que utilizam, produzem, movimentam, estocam, descartam produtos químicos - com destaque, dentre outros, para os segmentos: químico, petroquímico, plásticos e borrachas, eletroquímico, agroquímico, farmacêutico e cosméticos, veterinário, fitossanitário, alimentos, têxtil, papel, galvanoplastia, cerâmica e couros.

Carga horária: 8 horas 1ª Parte (2h): Introdução ao GHS e critérios de classificação para transporte de acordo com a Resolução 420 da ANTT. 2ª Parte (6h): Capacitação na utilização do SafetyChem®. - Cadastro de Substâncias - Cadastro de Misturas - Perfil (administrador; técnico; público; emissor) - Funções administrativas do sistema.

Modalidade: presencial.

59


Toxicologia

61


Introdução ao Raciocínio Toxicológico A Toxicologia é uma ciência e uma arte. É um saber de profundo impacto no tecido social. Entender epistemologicamente a toxicologia e apreender seu alcance e seus limites é cada vez mais imprescindível para orientar sociedades humanas na busca da qualidade de vida e da plena realização de seu potencial vital. O curso lança luz, de um ponto de vista amplamente atualizado, sobre algumas ideias fundamentais, tais como:    Uma epistemologia da Toxicologia.    Histórico e posição da Toxicologia nas Ciências da Saúde.    Objeto, divisão, importância, finalidades, áreas de desenvolvimento e aplicações   da Toxicologia.    O estudo dos agentes tóxicos (toxicantes).    O fenômeno da Toxicocinética.    O fenômeno da Toxicodinâmica.    O fenômeno da Intoxicação.    Espectro dos efeitos tóxicos e suas características.    Relação dose-efeito e relação dose-resposta.    Dose de referência e fatores de incerteza.    Tóxico-vigilância (monitorização) da exposição de populações a agentes tóxi   cos.    A Toxicologia como a Ciência dos Limites.    Avaliação da toxicidade: end points e biomarcadores.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina, medicina do trabalho, enfermagem, enfermagem do trabalho, veterinária, engenharia agronômica.

A quem se destina A todas as empresas que utilizam, produzem, movimentam, estocam, descartam produtos químicos - com destaque, dentre outros, para os segmentos: químico, petroquímico, plásticos e borrachas, eletroquímico, agroquímico, farmacêutico e cosméticos, veterinário, fitossanitário, alimentos, têxtil, papel, galvanoplastia, cerâmica e couros.

Carga horária: 8 horas. Modalidade: presencial e in company.

63


Toxicologia Ambiental: bases e estratégias Provê conhecimentos quanto aos fundamentos de Toxicologia e amplia a visão do profissional nas perspectivas e especificidades da Toxicologia Ambiental, possibilitando a aplicação deste conhecimento especializado nos diversos contextos em que ele se insere.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina, medicina do trabalho, enfermagem, epidemiologia, matemática e estatística, vigilância epidemiológica.

A quem se destina A empresas licenciadas ambientalmente e que apresentam efluentes gasosos, líquidos e resíduos sólidos para lançamento e descarte ambiental.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

64


Ecotoxicologia: contaminantes e risco ambiental Provê conhecimentos quanto aos fundamentos de Ecologia e de Toxicologia, bem como amplia a visão do profissional nas perspectivas, especificidades e aplicações da Ecotoxicologia na avaliação do risco ambiental, percorrendo conceitos e noções como:    Fundamentos de Ecologia e de Toxicologia aplicados à Ecotoxicologia;    Escopo e campos da Ecotoxicologia;    Estudo das doses e dos efeitos em Ecotoxicologia;    Processos de avaliação e quantificação da ecotoxicidade;    Persistência, Bioacumulação, Degradação e Toxicidade dos contaminantes;    Toxicidade aguda versus toxicidade crônica;    Capacidade de assimilação do ambiente;    Impactos locais, regionais e globais; Ferramentas da sustentabilidade: inventário e característica das fontes de poluição ambiental (RETP, o Registro de Emissões e Transferência de Poluentes); e, contaminantes e risco ambiental (aplicação de modelos de destino, exposição e risco à saúde ambiental - USEtox).

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de biologia, química, farmácia e bioquímica, ecologia e engenharia ambiental.

A quem se destina A empresas licenciadas ambientalmente e que apresentam efluentes gasosos, líquidos e resíduos sólidos para lançamento e descarte ambiental.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

65


Introdução à Toxicologia Ocupacional Discute os efeitos tóxicos dos principais produtos químicos existentes no local de trabalho, além do significado, obtenção e aplicação dos limites de tolerância e dos indicadores biológicos de exposição e procedimentos para vigilância da exposição ocupacional.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina, medicina do trabalho, enfermagem, enfermagem do trabalho.

A quem se destina A todas as empresas que utilizam, produzem, movimentam, estocam, descartam produtos químicos - com destaque, dentre outros, para os segmentos: químico, petroquímico, plásticos e borrachas, eletroquímico, agroquímico, farmacêutico e cosméticos, veterinário, fitossanitário, alimentos, têxtil, papel, galvanoplastia, cerâmica e couros.

Benefícios para a empresa   Identificar e quantificar as substâncias químicas presentes no ambiente de trabalho - bem como os riscos que elas oferecem - com o objetivo de prevenir a saúde do trabalhador.   Promover treinamentos aos empregados, para desenvolver suas competências e disseminar a cultura de preservação ambiental, saúde e segurança do trabalho.   Valorização da imagem da empresa pelo fato de investir nas questões de meio ambiente, saúde e segurança do trabalho.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: in company.

66


Elementos de Toxicologia Forense A Toxicologia Forense estuda a manifestação tóxica de compostos químicos, incluindo sua identificação e quantificação, no âmbito de investigações criminais, com o propósito de auxiliar no esclarecimento de nexos causais. O curso faz uma introdução panorâmica e atualizada do assunto, nos cenários nacional e mundial, orientando o aluno no aprofundamento de pesquisas no setor. Para tal, aborda aspectos como:    História, áreas e conceitos fundamentais da Toxicologia.    Toxicologia Forense, Saúde Pública e Medicina Legal.    Campos de aplicação da Toxicologia Forense.    Toxicocinética, toxicodinâmica e tipologia da intoxicação.    Principais agentes tóxicos ocupacionais: aspectos forenses.    Principais agentes tóxicos ambientais: aspectos forenses.    Principais agentes tóxicos alimentares: aspectos forenses.    “Venenos” de origem animal e vegetal.    Principais agentes tóxicos sociais: aspectos forenses - drogas lícitas e ilícitas;   maconha; cocaína.    Aspectos de Toxicologia Analítica aplicada às ciências forenses.    Legislação brasileira sobre drogas.    Laudo pericial toxicológico.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina, enfermagem, direito.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

67


Introdução à Toxicologia de Metais Apresenta a definição e as características relevantes dos metais pesados sob o ponto de vista químico e toxicológico, bem como discute seus impactos sobre a saúde humana, saúde ocupacional e ambiental. Aprofunda o debate em torno da vigilância sanitária e da ecovigilância.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina, medicina do trabalho, enfermagem, enfermagem do trabalho, biologia, ecologia.

A quem se destina A todas as empresas que exploram, utilizam, movimentam, estocam, descartam metais e produtos químicos metálicos.

Carga horária: 8 horas. Modalidade: presencial e in company.

68


Introdução à Toxicologia de Praguicidas Discute os aspectos químico e toxicológicos de biocidas, principalmente os praguicidas de natureza química, com ênfase nos mecanismos de efeitos tóxicos à saúde humana e ao meio ambiente, com vistas à vigilância da exposição e da contaminação e à proteção da saúde.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina, medicina do trabalho, enfermagem, enfermagem do trabalho, biologia, ecologia.

A quem se destina A indústrias de praguicidas, órgãos governamentais, órgãos de atendimento a emergências, indústria de saneantes, fertilizantes, distribuidoras de praguicidas.

Benefícios para a empresa     Conhecimento da dimensão plena dos perigos e riscos representados pelos praguicidas, bem como estabelecimento de ações antecipadas e consequentes de prevenção.     Fortalecimento da imagem proativa da empresa frente aos funcionários, governo, mercados e sociedade.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: in company.

69


Introdução à Toxicologia in Silico - ITS   Aborda as principais bases de dados e ferramentas computacionais utilizadas no mundo.     Orienta na aplicação de modelos in silico para a racionalização de testes com animais.

Público Profissionais das áreas de química, engenharia química, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina, biologia, biomedicina.

A quem se destina A indústrias química, farmacêutica, cosmética e agroquímica.

Benefícios para a empresa     Menor tempo para obtenção de resultados (resultado operacional).   Custo-efetividade em relação aos testes tradicionais (resultado econômico).   Racionalização do uso de animais (valorização da imagem da empresa).

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

70


Toxicologia para profissionais da Área Regulatória Apresenta e discute os principais fundamentos de Toxicologia para o entendimento de dossiês e relatórios de avaliação de segurança de produtos químicos.

A quem se destina A profissionais da área regulatória das indústrias: química, farmacêutica, cosmética e agroquímica, incluindo químicos, engenheiros químicos, biólogos, biomédicos e farmacêuticos.

Benefícios para a empresa     Aperfeiçoamento dos profissionais da área regulatória que atuam com informações de segurança de produtos.

Carga horária: 8 horas. Modalidade: presencial e in company.

71


Introdução à toxicologia de armas químicas Proporciona conhecimento referente aos aspectos toxicológicos de produtos químicos empregados com a finalidade de provocar morte, danos ou incapacidade às pessoas, seja através de uso militar ou em atos terroristas.

Público Polícias (Federal ou Estadual), guardas municipais, membros das Forças Armadas, profissionais de segurança pública e/ou privada, bombeiros, equipes de resposta a emergências, engenheiros e técnicos de segurança, médicos, enfermeiros e membros de serviços de atendimento de urgência, membros de defesa civil e outros profissionais das áreas de saúde, segurança e emergência.

Benefícios para as instituições      Conhecer a ação tóxica de substâncias empregadas como armas químicas, utilizadas principalmente em atos terroristas.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: in company.

72


Bases Regulatórias para o Registro de Cosméticos   Como classificar um cosmético quanto ao seu grau de risco.   Entendimento e orientação em relação às legislações base e específicas.   Check list regulatório, de acordo com as exigências da ANVISA.   Elaboração de dossiê de registro de cosméticos em plena conformidade com os requisitos para registro de um medicamento na ANVISA.

Público Advogados, químicos, farmacêuticos e outros profissionais da área cosmética.

A quem se destina A indústrias de cosméticos e afins.

Benefícios para a empresa     Atualização e eficiência em processos regulatórios.   Visão panorâmica no que se refere a desenho de portfólios e regularização de produto.   Elaboração adequada de dossiê para registro.

Carga horária: 8 horas. Modalidade: presencial e in company.

73


Bases para o Registro e Pós-Registro de Medicamentos   Legislação Sanitária brasileira no contexto de registro de medicamentos.   Definir as categorias (conceitos e definições) de medicamentos.   Análise das etapas do processo de registro de medicamentos de acordo com a legislação geral e a específica;   Elaboração de dossiê de registro de medicamentos em plena conformidade com os requisitos para registro de um medicamento na ANVISA.

Público Advogados, químicos, farmacêuticos e outros profissionais da indústria farmacêutica.

Benefícios para as instituições      Atualização e eficiência em processos regulatórios.     Visão panorâmica no que se refere a desenho de portfólios e regularização de produto.   Elaboração adequada de dossiê para registro.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

74


Proteção à vida – Segurança e Saúde

75


Medicina do Trabalho - gestão de riscos químicos e toxicológicos   Levantamento de riscos químicos e toxicológicos sob o ponto de vista da saúde.   Desenvolvimento de estratégias para sua gestão.   Implantação e acompanhamento do desenvolvimento do processo.   Avaliação do impacto na saúde humana.

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de química, engenharia química, engenharia de segurança, farmácia, farmácia e bioquímica, medicina, medicina do trabalho, biomedicina, enfermagem, enfermagem do trabalho.

A quem se destina A organizações em geral que necessitem da expertise na área.

Benefícios para a empresa     Controle adequado de riscos através de gestão terceirizada.

Carga horária: 24 horas. Modalidade: in company.

77


Como lidar com as lideranças em segurança e saúde do trabalho Workshop com discussões de casos, visando entender como a liderança deve ser exercida sem comprometer a Segurança e Saúde no Trabalho. Tópicos do Programa:   Tipos de Líderes.   Características dos Líderes.   Discussão de Caso – A liderança posta em xeque.   Valores e Princípios.   O exemplo de liderança.   Quem é responsável, afinal?

Público Profissionais, dentre outros, das áreas de medicina do trabalho, engenharia de segurança, farmácia e bioquímica, biomedicina, enfermagem do trabalho, higiene do trabalho, RH.

A quem se destina A qualquer tipo de empresa enquadrada - de acordo com a legislação brasileira na obrigatoriedade de manter o SESMT.

Benefícios para a empresa    Capacitar os membros de equipes de Segurança e Saúde do Trabalho em:        

Responsabilidade e Liderança; Cultura de Segurança; Gestão e Controle de Riscos; Relacionamento interpessoal e feedback.

Carga horária: 24 horas. Modalidade: in company.

78


Segurança Baseada em Competências – SBC SUPERVISOR O curso enfoca:   O ciclo do comportamento de risco, ligando comportamentos, perigos e acidentes;   O Risco e o erro humano;   Percepção de risco e paradigmas humanos;   Técnicas de avaliação de riscos e mitigação;   Comportamento de compensação de risco;   Gatilhos comportamentais dos acidentes;   A aplicação das ferramentas SAFEmap.

Público Supervisores e líderes de produção ou de serviços.

A quem se destina A qualquer tipo de empresa enquadrada - de acordo com a legislação brasileira - na obrigatoriedade de manter o SESMT.

Benefícios para a empresa      Avaliar o comportamento dos operadores.     Abordar o comportamento “de risco” dos operadores.   Aplicar aos riscos as habilidades de competência.   Definir segurança e pessoas como valores de liderança.   Identificar as condições e pressões sobre as pessoas a assumir riscos.   Entender o comportamento das pessoas para administração de riscos.   Aplicar as ferramentas SAFEmap de Observação, Coaching, Avaliação e Reconhecimento Positivo.

Carga horária: 8 horas. Modalidade: in company. 79


Segurança Baseada em Competências – SBC OPERADOR O curso enfoca:   O ciclo do comportamento de risco, ligando comportamentos, perigos e acidentes;   O risco e o erro humano;   Percepção de risco e paradigmas humanos. O uso das ferramentas SAFEmap:   A Observação e a Avaliação dos riscos;   A Observação e o Coaching dos comportamentos de risco;   Gatilhos comportamentais dos acidentes e o Reconhecimento Positivo.

Público Operadores de produção e prestadores de serviços.

A quem se destina A qualquer tipo de empresa enquadrada - de acordo com a legislação brasileira na obrigatoriedade de manter o SESMT.

Benefícios para a empresa    Entender como o comportamento afeta o trabalho.   Aplicar as habilidades de competência aos riscos.   Identificar e avaliar as condições de trabalho e seus riscos.   Aplicar as ferramentas SAFEmap de Observação, Avaliação, Coaching e Reconhecimento Positivo.

Carga horária: 8 horas. Modalidade: in company.

80


Capacitação para Técnicos de Segurança do Trabalho de Obras de Construção Civil O curso capacita técnicos de segurança locados em obras de construção civil e similares em:   Responsabilidade e Liderança.   Cultura de Segurança.   Gestão e Controle de Riscos.   Segurança Baseada em Competências (comportamento).   Relacionamento interpessoal e feedback

Público Técnicos de segurança locados em obras de construção civil e similares.

A quem se destina A qualquer tipo de empresa enquadrada - de acordo com a legislação brasileira - na obrigatoriedade de manter o SESMT.

Benefícios ao cliente      Avaliar o comportamento do trabalhador.   Abordar o comportamento “de risco” dos trabalhadores.   Definir segurança e pessoas como valores de liderança.   Identificar as condições e pressões sobre as pessoas.   Entender o comportamento de equilíbrio de risco das pessoas.

Carga horária: 8 horas. Modalidade: in company.

81


Uso e descarte seguro de equipamentos de proteção individual – EPI O curso sensibiliza os colaboradores que desempenham atividades de trabalho com exposição a produtos químicos perigosos quanto ao uso e descarte seguro do equipamento de proteção individual.

Público Profissionais das áreas de engenharia de segurança, técnicos de segurança, medicina do trabalho, enfermagem do trabalho, RH.

A quem se destina A empresas que utilizam produtos químicos e EPI durante o manuseio desses produtos.

Benefícios para a empresa      Capacitação adequada de colaboradores para o uso de EPI.   Realização da vestimenta e retirada adequada do EPI.   Descarte seguro de EPI. [O equipamento contaminado com produto químico deverá ser avaliado segundo a legislação para resíduos; para classificação dos resíduos químicos pode-se utilizar a NBR 10.004, ANTT Resolução n° 420 ou ABNT NBR 14725-2.]

Carga horária: 6 a 8 horas. Modalidade: in company.

82


Meio Ambiente

83


Implantação do Registro de Emissão e Transferência de Poluentes (RETP) O RETP é um programa reconhecido internacionalmente pelas siglas PRTR e TRI (Pollutant Release and Transfer Register ou Toxic Release Inventory). Objetiva promover a sustentabilidade a partir do acesso à informação, que possibilita à sociedade, acadêmicos, ONG e outras partes interessadas, o conhecimento sobre as principais fontes de emissão pontual de poluentes prioritários. A Intertox realiza e orienta a implantação de programa para levantamento, tratamento e divulgação de emissões e transferências de poluentes em atendimento ao RETP no “Relatório Anual de Atividades Potencialmente Poluidoras do Cadastro Técnico Federal” do IBAMA.

A quem se destina A todas as empresas que usam, movimentam ou descartam produtos químicos e precisam fazer sua declaração ao Cadastro Técnico Federal do IBAMA.

Benefícios para a empresa    Geração de imagem e atendimento às exigências federais.

Carga horária: 8 horas. Modalidade: presencial e in company.

85


Resposta a emergências ambientais O curso capacita ao planejamento de ações para atendimento a emergências ambientais, tanto no aspecto da prevenção quanto da mitigação/remediação, bem como orienta quanto à atuação rápida e efetiva. Dentre outros aspectos, aborda:   Bases de Toxicologia e interpretação/uso de documentos de segurança e emergência;   Noções de Primeiros Socorros e procedimentos para situações de emergência com produtos perigosos;   Equipamentos de Proteção Individual – EPI;   Identificação de produtos perigosos;   Características dos acidentes e suas respectivas áreas de impacto.   Avaliação do cenário e sinalização/interdição de área;   Métodos de contenção de vazamentos e transbordo de produtos perigosos; limpeza de áreas atingidas e descontaminação de materiais;   Instrumentos de análise em campo;   Auditorias para controle de emergências.

Público   Profissionais que atuam na elaboração e aplicação de Planos de Emergência e nos Sistemas de Gestão Ambiental.   Auditores ambientais.   Advogados ambientais.   Profissionais dos órgãos ambientais governamentais.   Profissionais de seguradoras.   Comunidade acadêmica.

A quem se destina A todas as empresas que usam, movimentam ou descartam produtos químicos.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: in company.

86


Comunicação de riscos – riscos químicos e toxicológicos à saúde humana O curso pretende:   Gerar e fortalecer as competências de comunicação de riscos para a saúde (metodologias baseadas em enfoques teóricos e práticos);   Destacar a importância de integrar a comunicação de riscos nos planos de manejo e contingência de riscos;   Contribuir para o planejamento e execução de um plano de comunicação de riscos, considerando as diferentes comunidades e seus problemas específicos, incluindo as situações de crise, surtos e emergências.

Público Tomadores de decisão, profissionais e técnicos de instituições públicas, organizações não governamentais, setores produtivos (indústrias, consultorias), imprensa e demais setores da sociedade civil nos quais haja a demanda de tal capacitação.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: in company.

87


HAZWOPER - Hazardous Waste Operations and Emergency Response (Operações com resíduos perigosos e resposta a emergências) Proporciona conhecimento básico para desenvolvimento seguro de operações com resíduos perigosos, bem como resposta à emergência de acordo com as normas da OSHA.

A quem se destina A empresas que geram resíduos perigosos.

Benefícios para a empresa   Gerenciamento adequado dos resíduos perigosos.   Garantir a saúde e segurança dos colaboradores que manuseiam resíduos perigosos durante operações industriais.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: in company.

88


HAZOP- Hazard and Operability Study (Análise dos Riscos de Processo)   Capacitar os colaboradores na compreensão dos procedimentos operacionais para identificação de perigos nas unidades produtivas industriais, avaliando desvios existentes nos processos; bem como a determinação da causa dos desvios e análise dos riscos.

A quem se destina A indústrias químicas, petroquímicas, metalúrgicas, têxtil, papel e celulose, entre outras.

Benefícios para a empresa   Geração de imagem e perfeita percepção dos riscos e desvios do processo industrial.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: in company.

89


HAZMAT– Hazardous Materials (Materiais Perigosos)   Fornecer conhecimento técnico e prático para atuação em ações preventivas, defensivas e de monitoramento a emergências decorrentes de produtos químicos.

A quem se destina A empresas que utilizam produtos químicos no processo, indústrias químicas, refinarias, petroquímicas, órgãos ambientais, entre outras.

Benefícios para a empresa   Colaboradores capacitados para atuar na prevenção de acidentes químicos e também em ações necessárias em caso de possíveis acidentes envolvendo produtos químicos.dutos químicos.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: in company.

90


Responsabilidade Socioambiental O compromisso pelo desenvolvimento sustentável traz desafios fundamentais e explícitos. Empresas, governos, universidades e sociedade intentam tanto estabelecer pactos para levantamento dos principais problemas ambientais, como cooperações multilaterais para minimizá-los ou excluí-los. O curso se propõe a apresentar e debater políticas, práticas, atitudes e indicadores adotados pelas empresas para implantar e implementar sua responsabilidade socioambiental. Os temas enfocados são:   Desenvolvimento sustentável: história e futuro;   Responsabilidade socioambiental: a empresa, os governos, o terceiro setor, outros;   Medidas de gestão da responsabilidade socioambiental: indicadores de desempenho, projetos sociais, financiamentos, comunicação, ecoeficiência, risco ambiental e percepção pela sociedade;   Legislação e Normas nacionais e internacionais;   Natureza dos conflitos socioambientais.

Benefícios para a empresa   Construção da imagem de empresa-cidadã do capitalismo consciente.   Fortalecimento de seu capital intelectual.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

91


Infrações e Passivos Ambientais Em contabilidade, passivo se refere a obrigações reconhecidas, formais ou legais, de uma dada empresa frente a terceiros (outras empresas ou não). O passivo ambiental vem sendo cada vez mais estudado, discutido e incorporado pelas empresas, principalmente em casos de aquisição, fusão, etc., bem como na fixação de seguros. Já o passivo químico e toxicológico é algo que precisa ser percebido pelas empresas, tanto intra quanto extramuros; os repetidos casos de descoberta posterior de imensos passivos toxicológicos ambientais deixados por empresas que operaram ilustram bem a importância desse aspecto, não só sob o ponto de vista da responsabilidade ética e socioambiental mas também dos ganhos e perdas financeiros e da responsabilização criminal de envolvidos. Os passivos são representados por valor monetário, advindo de: (i) multas, dívidas, ações judiciais, taxas e impostos pagos devido à inobservância dos requisitos legais; (ii) custos de implementação de procedimentos e tecnologias que possibilitam o atendimento às exigências legais; (iii) dispêndios necessários à recuperação da área degradada, às indenizações de populações afetadas, incluindo gastos futuros. São aspectos de relevância que a empresa deve observar e sobre os quais o presente curso aprofunda o debate:   Levantamento tanto das exigências impostas pela legislação pertinente - nas esferas municipal, estadual e federal, e do disposto por Normas Técnicas como as da ABNT - como das pendências da empresa quanto a seus enquadramentos e responsabilidades;   Levantamento e organização de documentação relativa disponível;   Obtenção de certidões negativas nas instâncias em que couber;   Busca de informações com os stakeholders, envolvendo comunidades vizinhas e ONG;   Avaliação qualiquantitativa do passivo ambiental, químico e toxicológico, e tentativa de fixação, quando se aplicar, do Índice de Comprometimento Toxicológico;   Elaboração do Relatório do passivo ambiental com programas e metas de eliminação das pendências ambientais;   Definição, negociação e implementação efetiva de·práticas para minimização/ eliminação de formação de novos passivos (sustentabilidade do processo).

92


Benefícios para a empresa   Produção de imagem positiva.   Conformidade legal.   Economia de recursos.

Carga horária: 16 horas. Modalidade: presencial e in company.

93


Gerenciamento e Atendimento a Ocorrências com Armas Químicas e Biológicas Proporcionar aos participantes o conhecimento dos níveis de preparação, resposta e gerenciamento de ocorrências com Armas de Destruição em Massa (Químicas e Biológicas), bem como dos níveis de proteção individual requeridos para atendimento a ocorrências com agentes químicos e biológicos. Serão fornecidos aos participantes ferramentas e embasamento técnico que lhes permitam: desenvolver ações defensivas e ofensivas em ocorrências com Armas de Destruição em Massa (ADM); entender os termos e definições básicas relativas às propriedades físico/químicas dos agentes, bem como outras particularidades relacionadas à emergência com ADM; identificar e reconhecer os tipos de agentes, bem como os riscos envolvidos no atendimento a emergência com essas armas; assimilar noções sobre os níveis de Proteção Química e Individual e as medidas básicas de controle e gerenciamento de emergência, de montagem de posto de gerenciamento e de delimitação de áreas de segurança, além de técnicas de resgate e salvamento, e primeira resposta a emergências com armas químicas e biológicas. Com a crescente ameaça do terrorismo (internacional e criminal), este curso terá ênfase em exposições teóricas, com apresentação e estudo de casos, bem como a execução de exercícios práticos e a realização de simulado final.

Público Polícias (Federal ou Estadual), guardas municipais, membros das Forças Armadas, profissionais de segurança pública e/ou privada, bombeiros, equipes de resposta a emergências, engenheiros e técnicos de segurança, médicos, enfermeiros e membros de serviços de atendimento de urgência, membros de defesa civil e outros profissionais das áreas de saúde, segurança e emergência.

Benefícios Conhecer a ação tóxica de substâncias empregadas como armas químicas, e conhecer acerca do estabelecimento de procedimentos em casos emergenciais.

Carga horária: 24 horas. Modalidade: in company.

94


AVALIAÇÃO TOXICOLÓGICA

95


ASP - Atenção à Segurança de Produto   Auditorias e elaboração de um Relatório de Diagnóstico e um Plano de Ação indicando as medidas necessárias para implantar ou melhorar o Gerenciamento Seguro de produtos químicos durante todo seu ciclo de vida, desde a chegada da matéria-prima à empresa até o descarte dos resíduos químicos e transporte do produto final.

A quem se destina A empresas que trabalham com produtos químicos em geral.

Benefícios para a empresa   Atendimento às legislações vigentes para produtos químicos.   Manuseio adequado de produtos químicos.   Controle e monitoramento dos riscos químicos e toxicológicos.   Colaboradores capacitados e cientes dos riscos envolvidos em sua atividade de trabalho.   Ganho econômico (diminuição de custos de desperdícios, redução de incidentes, acidentes e afastamentos).   Valorização da imagem da empresa.

97


Parecer Técnico   A elaboração de Parecer Técnico visa determinar os perigos proporcionados por produtos químicos, através da busca na literatura especializada ou realização de ensaios toxicológicos.

A quem se destina A empresas que trabalham com produtos químicos em geral.

Benefícios para a empresa   Determinação dos perigos proporcionados por produtos químicos, e nos casos de obrigatoriedade, orientações para pleno atendimento às legislações vigentes.

98


Avaliação de Risco Químico   Processo que identifica os riscos associados à atividade de trabalho, de forma qualitativa ou quantitativa.   Após a avaliação, são propostas medidas adequadas para gerenciar o risco.   Identificação dos perigos, determinação no que se refere à exposição aos produtos químicos e proposição de medidas para diminuição do risco.

A quem se destina A empresas que utilizam produtos químicos e necessitam avaliar se há risco durante a atividade de trabalho. Ex.: setor agroquímico (praguicidas) e saneantes.

Benefícios para a empresa   Determinação em relação aos riscos envolvidos na atividade de trabalho e proposição de medidas para o gerenciamento adequado.     Diminuição do contato com produto químico.   Melhoria nas medidas de precaução.   Manuseio seguro e proteção da saúde humana e do meio ambiente.

99


Segurança de Processos e do Trabalho        

Análises de Risco. Planos de Emergência. Programa de Gerenciamento de Riscos. Sistemas de Gestão (OHSAS 18001, ISO 31000).

A quem se destina A indústrias em geral (Química, Petroquímica, Farmacêutica, Alimentícia, Papel e Celulose, Siderúrgica, Automobilística, etc.).

Benefícios para a empresa Prevenção de perdas, prevenção de acidentes, redução de custos, aumento de produtividade.

100


Consultoria para Armas Químicas As armas químicas de guerra são definidas como qualquer substância química cujas propriedades tóxicas são utilizadas com a finalidade de matar, ferir ou incapacitar algum inimigo na guerra, seja associadas a operações militares, ou como ocorreu mais recentemente, a atos terroristas. Tais compostos não podem ser completamente proibidos, visto que alguns têm potencial uso industrial. Além disso, a despeito de medidas de correção terem sido tomadas até o momento, bem como a condenação de sua utilização no mundo, há uma grande facilidade na fabricação destes compostos. A Intertox oferece serviço de consultoria referente ao conceito de armas químicas, sua ação tóxica, bem como tratamento e orientações para empresas que possuem substâncias químicas precursoras de tais e que, por conseguinte, podem sofrer inspeção da Organisation for the Prohibition of Chemical Weapons (OPCW), uma vez que o Brasil é signatário da Convenção de Proibição de Armas Químicas (Chemical Weapons Convention), conforme Decreto n° 2.977, de 1° de março de 1999.

A quem se destina A empresas que possuem substâncias químicas precursoras e/ou substâncias com potencial de serem empregadas como armas químicas. Órgãos de atendimento a emergências (Defesa Civil, Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil e Grupos Especiais).

Benefícios   Conformidade com a Convenção de Proibição de Armas Químicas (Chemical Weapons Convention) - Decreto n° 2.977, de 1° de março de 1999.     Conhecimento de medidas de ação em emergência em caso de ataques terroristas.

101


TOXICOLOGIA IN SILICO

103


Testes in silico e estudos QSAR   Serviço de identificação de perigo e toxicidade de substâncias químicas diversas, realizado com o uso de (Q)SAR e outros modelos computacionais (in silico).     São realizadas predições quanto aos perigos ao meio ambiente e à saúde humana, além de estimativas das características físico-químicas e de comportamento ambiental das substâncias químicas.

A quem se destina   A indústrias químicas em geral, com ênfase em novos produtos e ingredientes.   A profissionais das áreas: Assuntos Regulatórios, Meio Ambiente.

Benefícios para a empresa   Baixo custo em relação aos testes tradicionais (resultado econômico).   Menor tempo para obtenção de resultados (resultado operacional).   Racionalização do uso de animais (retorno de imagem para a empresa).   Qualidade dos estudos e dos relatórios.

105


Avaliação de Segurança de Ingredientes Cosméticos sem Uso de Animais   Serviço de avaliação de segurança de ingredientes cosméticos sem o uso de animais, a partir da aplicação de modelos in silico, com uso de bases de dados e pesquisa bibliográfica na literatura mundial.

A quem se destina   A indústrias de química fina, de cosméticos e outras que fornecem ingredientes para o setor de cosméticos.

Benefícios para a empresa   Baixo custo em relação aos testes tradicionais.   Qualidade dos estudos e dos relatórios.   Menor tempo para obtenção de resultados (resultado operacional).   Racionalização do uso de animais (retorno de imagem para a empresa).   Atendimento à Lei estadual de SP - 777/2013, a qual proíbe uso de animais em testes com cosméticos.

106


Avaliação e Qualificação Biológica de Produtos de Degradação e Impurezas em Medicamentos, conforme a RDC 58/2013   Serviço de avaliação da segurança biológica de produtos de degradação em medicamentos quanto aos end points de genotoxicidade e outros, conforme a diretriz M7 do ICH (International Conference on Harmonisation).

A quem se destina   A indústrias farmacêuticas.   A profissionais das áreas: Controle de Qualidade, P&D, Desenvolvimento Analítico, Assuntos Regulatórios, Compliance.

Benefícios para a empresa   Conformidade com a legislação.   Baixo custo em relação aos testes.   Qualidade dos estudos e dos relatórios.

107


Pesquisa Bibliográfica Prévia Obtenção de Perfil de Degradação, conforme a RDC 58/2013   Serviço de Pesquisa Bibliográfica sobre o perfil de degradação de medicamentos, conforme proposto na CP ANVISA 68/2013, com a finalidade de obter as seguintes informações:    Grupos funcionais da molécula do(s) ativo(s) mais suscetíveis à degradação    ou interação com excipientes (por exemplo, ésteres ou aminas);    Excipientes que devem ser evitados devido a potencial interação química;    Produtos de degradação teoricamente possíveis, considerando as reações    mais comuns dos grupos funcionais do(s) fármaco(s);    Probabilidade de que o grupo cromóforo - ou outro grupo funcional respon sável pela detecção do fármaco - seja degradado, formando impurezas    que possam não ser eficientemente detectadas pelo método proposto;    Previsibilidade de produtos de degradação com estruturas químicas alertas   para toxicidade/genotoxicidade.

A quem se destina A indústrias farmacêuticas.

Benefícios para a empresa   Conformidade com a legislação.   Baixo custo em relação aos testes tradicionais.   Qualidade dos estudos e dos relatórios.

108


Estudos QSAR para impurezas em agroquímicos   Serviços de estudos de REA (Relação Estrutura-Atividade) e QSAR (Quantitative Structure Activity Relationship) para a avaliação de impurezas novas ou incrementadas em agroquímicos, a fim de avaliar sua relevância toxicológica, conforme as diretrizes da ANVISA, MAPA, e IBAMA para estudos de equivalência toxicológica.   Limites e outros aspectos são definidos na Instrução Normativa Interministerial nº 49, de 20/8/2002.

A quem se destina   A indústrias de agroquímicos   A profissionais das áreas: Registros, Meio Ambiente, Assuntos Regulatórios, Safety Assessment.

Benefícios para a empresa   Conformidade com a legislação brasileira.   Baixo custo em relação aos testes tradicionais.   Qualidade dos estudos e dos relatórios.

109


AVALIAÇÃO (ECO) TOXICOLÓGICA

111


Pareceres de Periculosidade e Avaliação de (Eco) Toxicidade   Serviço de avaliação de ecotoxicidade por meio de testes laboratoriais, modelos computacionais ou literatura técnico-científica.

A quem se destina A indústrias químicas nos diversos setores.

Benefícios para a empresa   Qualidade dos estudos e dos laudos.   Melhor custo-efetividade.   Segurança da informação.

113


Laudo de Avaliação de Ecotoxicidade e Classificação de Perigo para o meio ambiente   Serviço de avaliação de ecotoxicidade por meio de testes laboratoriais, modelos computacionais ou literatura técnico-científica, com parecer conclusivo quanto ao perigo para o meio ambiente.

A quem se destina A indústrias químicas nos diversos setores.

Benefícios para a empresa   Qualidade dos estudos e dos laudos.   Melhor custo-efetividade.   Segurança da informação.

114


Pareceres e Avaliação de Risco em exposição ambiental   Serviço de Avaliação de Risco à saúde humana em contaminação ambiental.

A quem se destina A indústrias químicas nos diversos setores.

Benefícios para a empresa   Qualidade dos estudos e dos laudos.   Melhor custo-efetividade.   Segurança da informação.

115


ASSUNTOS REGULATÓRIOS

117


Assessoria em Assuntos Regulatórios   Conjunto de soluções, incluindo elaboração de pareceres técnicos, consultas, relatórios, dossiês e outros, com a finalidade de prover status de conformidade para o cliente e seus produtos.

A quem se destina   A empresas do ramo de:    Alimentos (matérias-primas, aditivos alimentares, materiais para embalagens,   contaminantes, etc.);    Defensivos agrícolas e agrotóxicos;   Cosméticos;   Medicamentos;    Produtos químicos em geral;    Saneantes e domissanitários;   Resíduos.

Benefícios para a empresa  Custo-efetividade.   Maior probabilidade de êxito nas estratégias regulatórias.

119


Assessoria Mensal em Assuntos Regulatórios   Planos de assessoria e serviço técnico especializado em Assuntos Regulatórios.   Suporte mensal ao cliente em diversas ações e atividades do contexto regulatório e de segurança de produtos.

A quem se destina   A empresas do ramo de:    Alimentos (matérias-primas, aditivos alimentares, materiais para embalagens,   contaminantes, etc.);    Defensivos agrícolas e agrotóxicos;   Cosméticos;   Medicamentos;    Produtos Químicos em geral;    Saneantes e domissanitários;   Resíduos.

Benefícios para a empresa  Custo-efetividade.   Maior probabilidade de êxito nas estratégias regulatórias, Diminuição da sobrecarga de equipes.

120


Assessoria em Registro e Regularização de Produtos Conjunto de soluções, incluindo check list regulatório, análise das etapas do processo de registro de acordo com legislações gerais e específicas, e elaboração de dossiê para registros de produtos em plena conformidade com os requisitos exigidos para registro e regularização junto à ANVISA.

A quem se destina A empresas do ramo de produtos de interesse sanitário (alimentos, saneantes, medicamentos, cosméticos e outros).

Benefícios para a empresa   Eficiência em processos regulatórios.   Maior probabilidade de êxito nas estratégias regulatórias.   Diminuição da sobrecarga de equipes.

121


Elaboração de relatórios com mapeamento de disposições regulatórias e normas aplicáveis a produtos   Serviço de avaliação de obrigações e isenções relacionadas a produtos.   Elaboração de relatórios definindo as normas e legislações aplicáveis para cada produto.

A quem se destina   A empresas do ramo de:    Alimentos (matérias-primas, aditivos alimentares, materiais para embalagens,   contaminantes, etc.);    Defensivos agrícolas e agrotóxicos;   Cosméticos;   Medicamentos;    Produtos Químicos em geral;    Saneantes e domissanitários;   Resíduos.

Benefícios para a empresa   Atendimento às exigências da legislação brasileira.   Maior probabilidade de êxito nas estratégias regulatórias.   Diminuição da sobrecarga de equipes.

122


Assessoria em obtenção de número de registro CAS   Plano de assessoria para obtenção de registro de produtos junto ao CAS (Chemical Abstract Service).

A quem se destina A qualquer indústria química.

Benefícios para a empresa  Custo-efetividade.     Maior probabilidade de êxito nas estratégias regulatórias.   Customização de produtos.

123


INTERNATURE

125


Elaboração de elementos de Diagnósticos Ambientais, Estudos e Programas Especiais   Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto no Meio Ambiente (EIA/ RIMA).   Avaliação de Impacto Ambiental (AIA)   Plano Básico Ambiental (PBA).   Programa de Emergência Ambiental (PEA).   Plano de Atendimento a Emergência (PAE).   Plano de Atendimento Mútuo de Emergências (PAME).   Plano de Controle Ambiental (PCA).   Relatório de Controle Ambiental (RCA).   Análise Preliminar de Perigo (APP).   Plano de Gerenciamento de Risco (PGR).   Programa de implantação e operação do Registro de Emissão e Transferência de Poluentes (RETP – IBAMA).   Programa de gestão de resíduos químicos perigosos.   Due Dilligence (aquisições de empresas) - Avaliação de passivos químicos e ambientais.   Inventários do meio biótico.   Laudos para Supressão de Vegetação.   Avaliação de Risco Ecológico.   Monitoramento Ambiental.

A quem se destina A indústrias de diferentes setores (por exemplo: Química, Petroquímica, Farmacêutica, Alimentícia, Papel e Celulose, Siderúrgica, Automobilística), no que concerne à implantação, expansão e ampliação, alteração de processo, aquisições, fusões, etc.

Benefícios para a empresa   Inserir e manter o negócio em modelos modernos de sustentabilidade e conformidade legal.   Gerar imagem fortemente positiva frente aos stakeholders.   Evitar gastos com multas, riscos de interdição, embargo, demolição, etc.

127


LINHA EDITORIAL

129


REVINTER

REVINTER – REVISTA DE TOXICOLOGIA, RISCO AMBIENTAL E SOCIEDADE A Revinter - Revista de Toxicologia, Risco Ambiental e Sociedade é um periódico científico de acesso aberto, quadrimestral e arbitrado, publicado pela Intertox e pela Ecoadvisor Associados, São Paulo, SP, Brasil.

ÁREA DE CONHECIMENTO ABRANGIDA Na Tabela de Áreas do Conhecimento do CNPq, o periódico Revinter está classificado em Ciências Biológicas - 2.10.07.00-4 - Toxicologia.

MISSÃO Divulgar a produção científica das áreas de Toxicologia, Meio Ambiente e Sociedade, estimulando as contribuições criativas e inéditas do trabalho acadêmico, de pesquisa e do meio empresarial, tanto de autores nacionais como internacionais, contribuindo com a discussão e o desenvolvimento do conhecimento nessas áreas.

131


OBJETIVOS   Contribuir para o aumento da produção de conhecimento das comunidades acadêmica e profissional de Toxicologia;   Servir como canal adequado para veicular avanços conceituais, tecnológicos e de experiências empresarial e profissional;   Estimular a difusão de conhecimentos que promovem atitudes voltadas ao aumento de competitividade das organizações.

FOCO A Revinter tem como foco a publicação de contribuições científicas no campo da Ciência Toxicológica, elegendo como tema preferencial os processos de inovação das organizações. Além da publicação dos números regulares, a Revinter lançará edições especiais monotemáticas, que abordarão temas relevantes que possuam interface com a toxicologia e com a sustentabilidade socioambiental. A Revinter aceita a submissão de contribuições de profissionais e pesquisadores de todas as áreas envolvidas com as Ciências Toxicológicas. Desse modo, as seguintes especialidades - entre outras - estão contempladas pelo foco da revista: Biossegurança, Contabilidade Social e Ambiental, Direito Ambiental, Economia Ambiental, Farmacoepidemiologia, Planejamento Ambiental e Comportamento Humano, Química Ambiental, Resíduos sólidos, domésticos e industriais, Segurança Alimentar, Sociologia da Saúde, Toxicidade de resíduos de praguicidas em alimentos, Toxicologia Ambiental, Toxicologia da Reprodução e do Desenvolvimento, Toxicologia de Alimentos, Toxicologia Forense, Toxicologia Ocupacional, Toxicologia pré-clínica e clínica e Toxicologia Social.

POLÍTICA DE ACESSO ABERTO A Revinter adota a filosofia de “acesso aberto”, permitindo - de modo gratuito e irrestrito - o acesso ao seu conteúdo, de modo a proporcionar maior democratização mundial do conhecimento.

132


SESSÕES   Artigos técnicos  Comunicações  Ensaios  Informes  Opinião  Revisões

IDIOMAS  Português  Inglês  Espanhol

PERFIL DE AUTORES E LEITORES A Revinter está voltada a um público amplo de pesquisadores, professores, estudantes, empresários, consultores e outros profissionais qualificados que atuam em organizações públicas, privadas e do terceiro setor - nacionais e internacionais.

133


Livros METAIS: TOXICIDADE E GERENCIAMENTO FAUSTO ANTONIO DE AZEVEDO E ALICE A. DA MATTA CHASIN EDITORA: ATHENEU EDITORA (2003) Prefácio Introdução Índice remissivo Capítulo 1 Alumínio 2 Cromo 3 Manganês 4 Ferro 5 Níquel 6 Cobre 7 Zinco 8 Arsênico 9 Selênio 10 Cádmio 11 Mercúrio 12 Chumbo 13 Imunotoxicologia dos metais 14 Diagnóstico e tratamento de intoxicações 15 Riscos ao meio ambiente e acidentes relatados 16 Gerenciamento de resíduos 17 Aspectos analíticos

134


Livros TOXICOLOGIA DO MERCÚRIO FAUSTO ANTONIO DE AZEVEDO EDITORA: RIMA (2003) Prefácio Introdução Índice remissivo Capítulo 1 História e propriedades 2 Ocorrência e ciclo biogeoquímico 3 Obtenção, produção e usos 4 Contaminação dos ambientes 5 Toxicidade 6 Toxicocinética 7 Toxicodinâmica 8 Relações dose-efeito e dose-resposta e sinais e sintomas da intoxicação 9 Diagnóstico e tratamento da intoxicação 10 Vigilância da exposição humana e da contaminação ambiental 11 Aspectos analíticos

135


Livros AS BASES TOXICOLÓGICAS DA ECOTOXICOLOGIA FAUSTO ANTONIO DE AZEVEDO E ALICE A. DA MATTA CHASIN EDITORA: RIMA (2003) Prefácio Introdução Índice remissivo Capítulo 1 O estudo da Toxicologia 1.1 Histórico: Posição da Toxicologia nas Ciências da Saúde 1.2 Conceitos 1.3 Objeto, divisão, importância, finalidades, áreas de desenvolvimento e aspectos da Toxicologia 1.4 O estudo dos agentes tóxicos (toxicantes) 2 Toxicocinética 2.1 Transporte através de membranas 2.1.1 Fatores relacionados à substância 2.1.2 Características da membrana 2.1.3 Formas de transporte através das membranas 2.2 Vias de introdução 2.2.1 Via oral ou digestiva ou trato gastrintestinal 2.2.2 Vias sublingual e retal 2.2.3 Via cutânea 2.2.4 Via respiratória ou pulmonar ou inalatória 2.3 Distribuição e armazenamento 2.3.1 Fatores que influem na distribuição e no armazenamento 2.3.2 Depósitos de armazenamento no organismo 2.3.3 Passagem de substâncias para o interior das células e através delas 2.3.4 Penetração no sistema nervoso central (SNC) e no líquido cefalorraquidiano (LC) 2.3.5 Transferência placentária de substâncias 2.3.6 Distribuição de agentes tóxicos no leite materno 2.3.7 Redistribuição 2.4 Biotransformação 2.4.1 Localização e preparação de enzimas 2.4.2 Tipos de reações na biotransformação 2.4.3 Reações da fase pré-sintética da biotransformação 2.4.4 Reações da fase sintética da biotransformação

136


2.4.5 Interação entre as substâncias e as enzimas biotransformadoras 2.5 Vias de eliminação 2.5.1 Via respiratória 2.5.2 Via renal 2.5.3 Vias hepática e fecal 2.5.4 Vias salivar e sudorípara 2.5.5 Eliminação no leite 3 Toxicodinâmica 3.1 Espectro dos efeitos tóxicos 3.2 Características do efeito tóxico 3.3 Relação dose-efeito e relação dose-resposta 3.4 Dose de referência e fatores de incerteza 3.5 Intoxicação: conceitos, classificação e fases da intoxicação 4 Tóxico-vigilância (monitorização) da exposição de populações a agentes tóxicos 4.1 A Toxicologia como a Ciência dos Limites 4.2 Vigilância ambiental 4.2.1 Ambiente geral 4.2.2 Ambiente do trabalho 4.2.3 Alimentos 4.3 Vigilância biológica 4.3.1 Exposição ambiental – estudos tóxico-epidemiológicos 4.3.2 Exposição ocupacional 5 Ecotoxicologia 5.1 Conceito, história e princípios 5.2 Ciclos biogeoquímicos e intervenção antrópica 5.3 Os compartimentos ambientais 5.4 Ecotoxicocinética 5.4.1 Introdução, transporte, distribuição e transformação de agentes químicos no meio ambiente 5.4.2 Bioacumulação e biomagnificação 5.4.3 Depuração ambiental 6 Avaliação e gestão do risco ecotoxicológico 6.1 Avaliação da ecotoxicidade de agentes químicos 6.2 Avaliação do risco ecotoxicológico 6.2.1 Agentes estressores 6.2.2 End points (situações críticas) 6.3 Avaliação do risco à saúde humana 6.3.1 Biomarcadores 6.3.2 O uso de biomarcadores na avaliação do impacto de contaminantes ambientais 6.4 Remediação de áreas quimicamente degradadas

137


Livros TOXICOLOGIA IN SILICO CARLOS E. MATOS DOS SANTOS EDITORA: PLÊIADE (2013) Prefácio Introdução Índice remissivo Capítulo 1 Introdução à Toxicologia In Silico 2 Modelos computacionais para a predição da toxicidade: voo panorâmico 3 Toxicologia In Silico: validação de modelos (Q) SAR para fins regulatórios 4 Contextos de aplicação de modelos In silico

138


Livros ÁCIDO FLUORÍDRICO E FLUORETO: ASPECTOS TOXICOLÓGICOS CAMILLA COLASSO E CARLOS E. MATOS DOS SANTOS EDITORA: PLÊIADE (2015) Prefácio Introdução Índice remissivo Capítulo 1 Introdução 2 Identificação 2.1 Identidade do produto 2.2 Processo de obtenção 2.3 Propriedades físico-químicas 2.4 Outras informações 3 Usos e fontes 3.1 Fonte natural 3.2 Fonte antropogênica 3.3 Usos 4 Avaliação do risco toxicológico 4.1 Avaliação da toxicidade 4.1.1 Toxicocinética 4.1.1.1 Vias de exposição e absorção 4.1.1.2 Distribuição e armazenamento 4.1.1.3 Meia-vida biológica 4.1.1.4 Eliminação 4.1.2 Toxicodinâmica 4.1.2.1 Modo de ação 4.1.2.2 Relação dose-resposta 4.1.2.3 Toxicidade aguda 4.1.2.4 Toxicidade crônica 4.1.2.5 Efeitos especiais 4.2 Avaliação da exposição humana 4.2.1 Risco proveniente da dieta 4.2.2 Risco proveniente da ingestão de água 4.2.3 Risco ocupacional 4.2.4 Limites toxicológicos 4.3 Avaliação do risco ecotoxicológico

139


4.3.1 Comportamento ambiental 4.3.2 Biodegradação e bioacumulação 4.3.3 Ecotoxicidade 5 Avaliação por organismos internacionais 6 Considerações finais

140

Catalogo Geral de Produtos e Serviços  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you