Page 1

www.esfelgueiras.org

esf on revista

Escola Secundรกria de Felgueiras 7

12

2019


esf on revista

DIRETOR: Inácio Lemos, mlemos@esfelgueiras.org REDAÇÃO

Chefe de Redação: Armanda Sousa, asousa@esfelgueiras.org Redação: Bruno Ribeiro, bm428990@gmail.com Bruno Ribeiro

Inês Magalhães, inesmtmagalhaes24@gmail.com Maria João Sousa, marinhomaria31@gmail.com

Colaboradores: Rosa Guimarães, Armanda Sousa, Ofélia Ribeiro, Glória Mota, Pedro Tribuzi, Moisés Pires Clarisse Lemos, Hugo Morais, Ana Felgueiras

Revisão e tradução de Texto: Ofélia Ribeiro, Glória Mota

ARTE

Diretor de Arte: Inácio Lemos, mlemos@esfelgueiras.org Designer: Bruno Ribeiro, bm428990@gmail.com Diogo Silva, diogomsilva0102@gmail.com José Lage, jpedrolmar ns1122@gmail.com

Diogo Silva

FOTOGRAFIA E VÍDEO

Diretor de Fotografia: Diogo Silva, diogomsilva0102@gmail.com Editor de Fotografia: Inês Magalhães, inesmtmagalhaes24@gmail.com José Lage, jpedrolmar ns1122@gmail.com

Editor de Vídeo: Diogo Silva, diogomsilva0102@gmail.com José Lage, jpedrolmar ns1122@gmail.com

Colaboradores: Beatriz Sousa, David Leite, José Pinto Produção Gráfica: Inácio Lemos, mlemos@esfelgueiras.org Inês Magalhães

Administração: Anabela Leal, Emílio Esteves, Elsa Quadrado, Abílio Silva Conselho Editorial: Sandra Teixeira, Paula Magalhães Inácio Lemos Bruno Ribeiro, Diogo Silva, José Lage, Inês Magalhães Maria João Sousa, Beatriz Sousa, David Leite

SEDE: Administração, Redação e Conselho Editorial Escola Secundária de Felgueiras Av. D. Manuel Faria e Sousa 4610-178 Felgueiras Telf: 255 310720 - Fax: 255 310 729 esfelgueiras@esfelgueiras.org www.esfelgueiras.org

José Lage

ESF

scola ecundária elgueiras 2 | dezembro 19


EDITORIAL por Anabela Leal Diretora da Escola Escrevo-vos hoje porque é Natal! E para falar do Natal não existem segredos. Basta olhar para dentro de nós mesmos, pensar no que é essencial à felicidade de cada um de nós, pensar naquilo que nos faz sentir felizes nesta época. No essencial, será a proximidade e a partilha do tempo com aqueles que mais amamos. No Natal estamos mais disponíveis para dar mais tempo aos outros, para dar mais carinho e atenção, para sermos mais solidários. Nesta época, multiplicam-se as ações de solidariedade e as festividades nos diferentes grupos aos quais pertencemos. E percebemos que, nesta época, somos todos um bocadinho mais felizes. E somos felizes porque percebemos que a felicidade que incessantemente e exaustivamente procuramos se encontra tão perto e vimos encontrá-la aqui, entre os homens, num tempo de partilha, de aproximação aos outros e de troca de calor humano que, em muitos casos, acontece apenas

3 | dezembro 19

uma vez durante o ano. Porque o Espírito de Natal tem o poder de nos transformar. Numa sociedade que, cada vez mais, de forma tão fácil nos empurra para o isolamento e para o individualismo, o Espírito de Natal é mais urgente do que nunca. E é também urgente que este Espírito não se viva só no mês de Dezembro. É urgente que aconteça todos os dias do ano. Porque todos os dias do ano nos devemos preocupar com os outros, respeitar os outros e ser solidários. Porque todos os dias do ano há pessoas que precisam de nós, do nosso tempo, da nossa atenção, do nosso apoio. Todos precisamos uns dos outros todos os dias do ano. E, por isso, precisamos poder olhar para o mundo e ver o Espírito de Natal todos os dias. As inúmeras atividades que deram origem a mais um número da nossa revista ESF ON mostram que na escola percebemos a necessidade de viver esse espírito de partilha e dedicação aos outros todos os dias, pois foi apenas vivendo esse espírito que foi possível concretizar cada uma delas. Desejo, a toda a comunidade educativa da ESF, o Espírito de Natal. Todos os dias!


esf on

Escola Secundária de Felgueiras

www.esfelgueiras.org

revista

6.12 EXPOSIÇÃO DE PINTURA

8.11 ENTREGA DE DIPLOMAS - CENTRO QUALIFICA

20.11 CORTA-MATO

O Centro Qualifica promovido pela Escola Secundária de Felgueiras está vocacionado para o atendimento, aconselhamento, orientação e encaminhamento para percursos de aprendizagem e tem como missão aumentar os níveis de qualificação dos adultos, prestando um serviço público de qualidade.

O Corta-Mato Escolar, contando com os alunos dos Cursos Profissionais Técnico de Desporto da nossa Escola para apoio na organização da atividade.

SUMÁRIO

SUMÁRIO

Alexandre Rola com as suas obras trouxe vida à Galeria Piso 2.

4 | 4dezembro | abril 19 19


Escola Secundária de Felgueiras

10.12 E D U C A Ç Ã O E M B A R C A

13.12 BRUXAS Á SOLTA

No dia 10 de dezembro, o Grande Auditório, da nossa escola, recebeu pela última vez o espetáculo a “A Educação em Barca” encenado pelos professores Élio Silva e Paula Penúria, representado pelos alunos do curso profissional Técnico de Apoio Psicossocial.

Vilar de Perdizes recebeu o Curso Técnico de Apoio Psicossocial para mais uma sexta-feira 13.

SUMÁRIO

www.esfelgueiras.org

3.12 VIVER NA DIVERSIDADE Se todos fossem iguais o mundo não seria perfeito, viva a diversidade, viva as diferenças...

5 | dezembro 19


Literacia Financeira e Poupança na Escola O Clube do Empreendedorismo e Empregabilidade promoveu no passado dia 6 de novembro uma sessão de trabalho no Grande Auditório da Escola subordinada ao tema Literacia Financeira e Poupança, no âmbito do Dia Mundial da Poupança que se assinalou no dia 31 de outubro. Afinal, as decisões sobre o dinheiro fazem parte da vida de todos nós e, quanto mais esclarecidos, melhores escolhas faremos! Assim, alunos do 10º ano dos cursos profissionais e do curso de ciências socioeconómicas tiveram oportunidade de interagir com a Associação Consumerista DECO, representada pela Dra. Ana Passos e com a Dra. Emília Madeira do Serviço Municipal de Informação e Apoio ao Consumidor de Felgueiras (SMIAC) e refletir acerca da importância do dinheiro e do seu significado. Numa sociedade cada vez mais consumista urge (re)pensar as escolhas e o destino que damos ao nosso rendimento disponível!

Com esta iniciativa pretendemos, pois, reforçar as competências financeiras dos nossos jovens, tornando-os consumidores mais atentos e cientes dos seus direitos mas também das suas obrigações. Por outro lado, também acreditamos que com estas ações conseguimos chegar às famílias e que o aluno funcionará como um multiplicador da consciência financeira! O grupo demonstrou interesse pela iniciativa e participou ativamente respondendo a um Quiz muito interativo com recurso aos telemóveis. Resta-nos agradecer publicamente às nossas oradoras pelas importantes dicas relativamente à utilização do dinheiro e ao valor da poupança como ferramenta essencial para fazer face aos imprevistos da vida e para concretizar sonhos... A coordenadora do Clube do Empreendedorismo e Empregabilidade, Ana Maria Felgueiras 6 | 4dezembro | abril 19 19


IEFP – Felgueiras e Clube do Empreendedorismo e Empregabilidade (CEE) incentivam a procura ativa de emprego e o empreendedorismo Num mundo cada vez mais competitivo é fundamental apetrechar os mais jovens de competências que lhes permitam enfrentar com mais confiança o futuro. Atento a esta realidade e, consciente das dificuldades de inserção dos jovens no mercado de trabalho, o clube do Empreendedorismo propôs ao Senhor Diretor do Instituto de Emprego e Formação Profissional de Felgueiras (IEFP-Felgueiras), Dr. Joaquim Oliveira, a dinamização de sessões de esclarecimento/debate com os formandos finalistas dos cursos profissionais da Escola subordinadas ao tema do empreendedorismo e empregabilidade. O Senhor Diretor do IEFP acedeu prontamente ao nosso pedido e, durante o mês de novembro, tivemos o prazer de o receber nas nossas instalações e cada turma finalista teve direito a uma sessão “personalizada” onde se debateram, entre outros assuntos, a procura ativa de emprego, a criação do próprio emprego, o empreendedorismo e medidas de apoio ao emprego. Da aplicação dos questionários de satisfação aos formandos, registámos com muito apreço que eles reconhecem o valor e a importância dos temas apresentados pelo Senhor Diretor do IEFPFelgueiras, pelo que consideramos que estas iniciativas devem continuar! Por outro lado, também estamos convictos de que, à medida que oportunidades de emprego para toda a vida escasseiam, o empreendedorismo pode ser uma solução, pelo que a educação empreendedora pode ser uma área chave para fazer com que todos descubram potencialidades inovadoras e criativas despertando comportamentos empreendedores!

7 | dezembro 19

Para finalizar, deixamos aqui o nosso agradecimento ao Senhor Diretor do IEFP pelo incentivo ao empreendedorismo e empregabilidade que deu aos nossos alunos dos 12º G (Técnico Auxiliar de Saúde), 12ºJ (Técnico de Comércio), 12ºL (Técnico de Apoio Psicossocial ), 12H (Técnico de Restauração - Cozinha e Pastelaria), 12ºM (Técnico de Desporto) e 12º I (Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos) A coordenadora do CEE Ana Maria Felgueiras


Entrega de Diplomas - CENTRO QUALIFICA No dia 8 de novembro de 2019, pelas 21 horas e 15 minutos, no Grande

formações modulares certificadas (Inglês, Francês, Processamento

Auditório da Escola Secundária de Felgueiras, decorreu a sessão pública

de Texto e Folha de Cálculo), ensino recorrente secundário por

de entrega de diplomas a adultos que, no âmbito da atividade do Centro

módulos capitalizáveis, conclusão do nível secundário pelo

Qualifica, concluíram o nono ano e o décimo segundo ano por processo

Decreto-Lei nº 357/2007 e obtenção de nível 2 ou nível 4 de

de reconhecimento de competências adquiridas ao longo da vida

qualificação profissional através de comissão técnica de

(RVCC) e por curso de educação e formação de adultos (EFA). A referida

certificação.

sessão foi presidida pela Diretora da Escola, Drª Anabela Leal, a qual

O coordenador do Centro Qualifica

enalteceu o esforço, dedicação e persistência das pessoas adultas que, além dos afazeres pessoais, familiares e profissionais ainda dedicam

Joaquim Teixeira

tempo das suas vidas à melhoria das suas qualificações. O Centro Qualifica promovido pela Escola Secundária de Felgueiras está vocacionado para o atendimento, aconselhamento, orientação e encaminhamento para percursos de aprendizagem e tem como missão aumentar os níveis de qualificação dos adultos, prestando um serviço público de qualidade. Para cumprimento da sua missão tem uma oferta formativa diversificada: reconhecimento de competências adquiridas ao longo da vida (RVCC), cursos de educação e formação de adultos (EFA),

8 | 4dezembro | abril 19 19


9 | dezembro 19


Clube do Empreendedorismo e Empregabilidade promove sessões de esclarecimento sobre Técnicas de entrevista de emprego e promoção da empregabilidade Os alunos do décimo segundo ano dos cursos profissionais tiveram a oportunidade de participar nas Oficinas de Empregabilidade (sessões de esclarecimento sobre técnicas de entrevista de emprego e promoção da empregabilidade) com a Dra. Lara Torres da Costa, no âmbito do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE). O PIICIE é promovido pela Comunidade Intermunicipal Tâmega e Sousa e pelo Município de Felgueiras, sendo cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FSE – Fundo Social Europeu. Com esta iniciativa, pretendemos apetrechar os jovens de competências que lhes permitam aceder mais rápida e eficazmente ao mercado de trabalho. De facto, queremos que os nossos alunos tenham consciência que as suas competências comportamentais e emocionais, mais

conhecidas como 'soft skills' têm um peso cada vez maior num processo de recrutamento e seleção. Num mundo cada vez mais dominado pelas tecnologias e pela inteligência artificial, desenvolver e saber reconhecer as nossas habilidades é não só importante, mas muito premente, uma vez que serão elas as maiores responsáveis por garantir a nossa empregabilidade. As sessões foram realizadas por grupo turma entre os dias quatro de novembro e dois de dezembro, de forma a irmos de encontro à especificidade de cada curso e às conveniências dos alunos. Dado o interesse manifestado por alguns formandos, no decorrer dos segundo e terceiro períodos, ser-lhes-ão proporcionados momentos de apoio à construção dos seus CurriculaVitae pelo Clube e pela Dra. Lara Costa. Resta dizer que estas iniciativas foram muito bem acolhidas pelos seus destinatários, que as avaliaram com nota máxima, e agradecer à Dra. Lara pela disponibilidade, profissionalismo e empatia revelados ao longo das sessões que realizou com as turmas dos 12º G (Técnico Auxiliar de Saúde), 12ºJ (Técnico de Comércio), 12ºL (Técnico de Apoio Psicossocial ), 12H (Técnico de Restauração - Cozinha e Pastelaria), 12ºM (Técnico de Desporto) e12º I (Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos)

A coordenadora do CEE Ana Maria Felgueiras

10 |4dezembro | abril 19 19


11 | dezembro 19


DESPORTO Corta-mato

O grupo de Educação Física realizou, no dia 20 de novembro, o CortaMato Escolar, contando com os alunos dos Cursos Profissionais Técnico de Desporto da nossa Escola para apoio na organização da atividade. Participaram na prova 111 alunos, destacando-se os seguintes em cada escalão: Infantis B (feminino) 1º lugar – Ana Faria (7ºA) 2º lugar – Maria Teixeira (7ºA) 3º lugar – Margarida Sousa (7ºA) Infantis B (masculino) 1º lugar – João Dantas (7ºD) 2º lugar – Rodrigo Lima (7ºC) 3º lugar – Gonçalo Lima (7ºC) Iniciados (feminino) 1º lugar – Lara Machado Pereira (8ºC) 2º lugar – Margarida Teixeira (8ºB) 3º lugar – Beatriz Pinto (9ºB) Iniciados (masculino) 1º lugar – João Nogueira (9ºB) 2º lugar – Rodrigo Ribeiro (8ºE) 3º lugar – João Sousa (8ºB) Juvenis (feminino) 1º lugar – Inês Ferreira (10ºC) 2º lugar – Catarina Rocha (10ºC) 3º lugar – Joana Queirós (10ºC) Juvenis (masculino) 1º lugar – Nuno Silva (11ºJ) 2º lugar – Hélder Antunes (11ºI) 3º lugar – Paulo Alves (11ºJ) Juniores (feminino) 1º lugar – Lia Leite (12ºM) 2º lugar – Vera Pereira (12ºL) Juniores (masculino) 1º lugar – Márcio Araújo (12ºM) 2º lugar – Nuno Teixeira (12ºM) 3º lugar – João Félix (12ºM) Os seis melhores alunos de cada escalão representarão a Escola Secundária de Felgueiras no Corta-Mato Fase CLDE que se realizará na Pista da Costilha, em Lousada.

12 |4dezembro | abril 19 19


Aula de campo - Guimagym Os alunos dos 10º e 11º anos do Curso Profissional Técnico de Desporto, no dia 11 de novembro, viveram uma manhã diferente, pois deslocaram-se a Guimarães para participarem numa aula de campo na Guimagym - Clube de Ginástica de Guimarães. Foi uma manhã bastante produtiva para os alunos que puderam relacionar conhecimento em diferentes contextos, conhecer o funcionamento de uma Academia de Ginástica, conhecer um conjunto de instalações, equipamentos desportivos e serviços de apoio para a melhoria do rendimento desportivo e praticar/experimentar diversas atividades gímnicas. Os objetivos foram plenamente alcançados, tendo havido uma boa dinâmica e interação entre todos os participantes. Os alunos foram acompanhados pelos professores Idalina Ribeiro, Miguel Cunha, Vasco Gonçalves, Nuno Moinhos e Paula Oliveira que testemunharam o entusiasmo e empenho dos alunos, ao longo da manhã, em todas as atividades. Um agradecimento a todos os alunos pelo seu comportamento e a toda a equipa que nos recebeu na Academia.

13 | dezembro 19


VIVER NA DIVERSIDADE As Nações Unidas proclamaram o dia 3 de Dezembro como Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, com o objetivo de promover uma maior compreensão dos assuntos relativos à deficiência, mobilizar para a defesa da dignidade, dos direitos e do bem-estar destas pessoas. A nossa escola celebrou essa efeméride ao longo de toda a semana, do dia 2 ao dia 6, com diversas atividades: Puzzle Gigante (viver na diversidade), palestra com o escritor Nuno Meireles, Gincana dos Sentidos, Teatro (A Educação “Em” Barca Educação, Desporto Adaptado, Cinema (Novos amigos improváveis) e Conto de história na biblioteca (contando a toda a gente). Todas estas atividades tiveram como objetivo acreditar e defender que todo e qualquer ser humano tem o direito à sua dignidade e que essa dignidade está indelevelmente associada ao direito à educação, à cultura, ao lazer.

14 |4dezembro | abril 19 19


15 | dezembro 19


PROVA DE APTIDÃO PROFISSIONAL

PÃO com MASSAS SELVAGENS e fermentações lentas RUI MARCELO PEREIRA

PROVA DE APTIDÃO PROFISSIONAL

ARROZ - RISOTO DE COGUMELOS mARTA aLMEIDA

PROVA DE APTIDÃO PROFISSIONAL

AÇUCARES - MAÇÃ POR TERRA ANA CATARINA JESUS

CURSO PROFISSIONAL COZINHA/PASTELARIA 16 |4dezembro | abril 19 19


balleteatro O balleteatro, Escola Profissional, do Porto, tem como missão de ser um centro para o desenvolvimento das artes performativas, apresentou dois espetáculos de grande qualidade na nossa escola.

Festejo Celebra o centenário de Merce Cunningham, recriando alguns dos trabalhos mais emblemáticos de um dos maiores nomes da dança Contemporânea.

PRIMEIRO POEMA. PRIMEIRO AMOR. “Primeiro poema. Primeiro amor.” procura enaltecer a obra de Eugénio de Andrade e a sua genial simplicidade criativa. Com a palavra poética dramatizada emergem um conjunto de virtudes e de constrangimentos que a presente proposta procurou debelar. Fazemos uma pequena homenagem à cidade do Porto, como cidade adotiva do poeta. No essencial, tentámos através de uma dramaturgia poética que esta formação em contexto de trabalho valorizasse 3 eixos: os discentes, potenciando-os como intérpretes, o trabalho de equipa/colaborativo, isto é, ser parte de um todo e, evidentemente, como já foi referido, cumprir a genialidade do autor.

17 | dezembro 19


Obras selecionadas de alexandre rola Começo o meu texto em tom de agradecimento pelo convite feito pela escola secundária de Felgueiras representada pela sua Diretora, a Dra. Anabela Leal e pelo curador da exposição o Dr. Pedro Tribuzi. Destaco o grande projeto inovador de criar uma galeria dentro da escola, ampliando olhares, educando pelos sentidos. Dando oportunidade aos alunos e a todo o corpo docente e não docente de entrar em contacto com a arte. Um exemplo a seguir pois torna-se urgente a escola como espaço produtor de sentidos, onde é desempenhado um papel que facilite a formação do carácter, a competência emocional e o desenvolvimento da criatividade dos alunos. Torna-se necessário uma consciencialização do poder da arte nas mais variadas dimensões, desde biológicas, afetivas, cognitivas, sociais e motoras das crianças e adolescentes.

Este importante projeto que a escola promove levanta questões como o da acessibilidade da Arte ao público geral ao propor uma nova circulação da arte alternativo ao mercado tradicional de arte. O voltar a uma noção de p ú b l i c o e m s u b s t i t u i ç ã o d e c o n s u m i d o r. A desinstitucionalização da arte. A minha arte e maneira de estar na arte vai ao encontro de tudo o que referi e do excelente trabalho que está a ser realizado nesta escola. E o tempo que os alunos gastam a olhar para as obras expostas é o que as faz importantes. Falarei agora um pouco da minha obra, nomeadamente sobre esta exposição “Obras selecionadas”. O meu processo criativo assenta na apropriação, descontextualização e reinterpretação de objetos humildes e pouco convencionais existentes do quotidiano como a utilização dos cartazes publicitários. Observo, 18 |4dezembro | abril 19 19


fotografo, rasgo e arranco a “pele” urbana constituída por camadas de cartazes publicitários como mapa antropológico, palimpsestos de marcas, intervenções anónimas como na Arte Rupestre. O ato de arrancar cartazes é um protesto por si só! Uma apropriação do real com toda a sua componente sociológica que advêm dessa Ação, a morte do Narciso contemporâneo. Uma apropriação que desconstrói a publicidade. Partindo de operações de deslocação, reminiscência dos readymade, os cartazes contêm o gesto de arrancar em si mesmo. Há, por um lado, uma aprendizagem da matéria e uma preocupação com a história representada no desgaste do material e, por outro, tento dar uma visão cúmplice, mas simultaneamente crítica da sociedade contemporânea, diminuindo o fosso entre a arte e a vida. intervenho na superfície de um modo palimpséstico, num jogo de sedução com o acaso, um encontro com o real onde a arte se aproxima à vida. Surge um fundo caótico, onde se formam novas imagens, texturas e incoerências cujo resultado é imprevisível como a vida. Esta fragmentação é fundamental para a tensão existente entre o fundo e a pintura. Para mim, a pintura funciona como catarse e afirmação social. Uma espécie de ampliação do humano num sentido emancipatório e plural, materializado na solidariedade. É uma arte de diálogo, experimentação e apropriação de materiais pobres que, à primeira vista, reflete o caos e que, ao mesmo tempo, nos torna mais humanos. Alexandre Rola

19 | dezembro 19


Prova de Aptidão Profissional Alimentação no leito - Formar para cuidar Ao longo dos três anos de curso, os professores sempre me transmitiram que a realização do projeto final teria que ser algo que demonstrasse, não só as competências que adquiri ao longo desta formação, mas também que fosse um tema que me motivasse. Durante a minha formação em contexto de trabalho, fui-me interessando pelos cuidados com a alimentação, em especial pela alimentação no leito a doentes com sonda nasogástrica. Como é uma tarefa realizada no âmbito das competências do técnico auxiliar de saúde (TAS), escolhi este tema para desenvolver o meu projeto, com o objetivo de dar a conhecer aos alunos da turma de 10º ano do meu curso, as técnicas aplicadas na realização desta atividade. Nesta palestra que teve lugar no Pequeno Auditório na Escola Secundária de Felgueiras no dia 9 de dezembro, foi possível abordar o tema com a exibição de um filme que realizei com a ajuda da minha Professora/Enfermeira Dulce Alves, onde demonstro os cuidados a ter antes, durante e depois da alimentação por sonda nasogástrica.

O balanço desta atividade é muito positivo e gratificante, sintome feliz por ter conseguido concretizar os meus objetivos e estou grata a todos envolvidos pelo sucesso do meu trabalho. Marta Silva Curso Profissional Técnico Auxiliar de Saúde

20 4| dezembro19 | abril 19


DIA DA FILOSOFA 21 | dezembro 19


No dia 10 de dezembro, o Grande Auditório da nossa escola recebeu pela última vez o espetáculo a “A Educação em Barca”, encenado pelos professores Élio Silva e Paula Penúria e representado pelos alunos do curso profissional Técnico de Apoio Psicossocial. A peça baseia-se num texto da Sara Rodrigues “Auto da Barca do Castigo” que se cruza com a obra prima de Gil Vicente “Auto da Barca do Inferno”. O nosso desafio foi apresentar de uma forma diferente a nossa visão sobre a Educação atual, partindo, logo no início, de um trecho do filme The Wall com a música “Another Brick in the wall” dos Pink Floyd e do texto “Como Educar?” do jornalista Miguel Carvalho.

TEATRO A EDUCAÇÃO EM BARCA cUrso Profissional de Apoio psicossocial

A partir da premissa retirada do livro da Sara Rodrigues “Auto da Barca do Castigo”. “E se as barcas de Gil Vicente ganhassem novas cores e formas e, em vez de levarem os homens e mulheres do século XVI para o Paraíso ou para o Inferno, levassem os meninos de hoje para umas férias de sonho ou de castigo? ”alegoricamente, chegam ao cais vários meninos que podem existir em todas as escolas do país: o preguiçoso, o convencido, o que rouba e o que copia, o rico e o gordinho, o que se esforça mas não consegue e a vaidosa, entre outros que todos reconhecem certamente nas suas turmas. O Anjo toma a forma de um professor “fixe” e leva os alunos que merecem para umas férias de sonho na Barca da Fantasia. Na Barca do Castigo está uma professora “chata” que vai conduzir os alunos a umas férias inteirinhas a estudar numa barca sem graça nem cor. O desafio é provar que se merece viajar na barca da diversão. Quais dos nossos alunos conseguirão passar por tamanha provação?” Texto retirado do “Auto da Barca do Castigo Texto de Miguel Carvalho: Como educar? Olhamos para este grande paradigma da educação e hesitamos, duvidamos, desconfiamos do que permanece na essência do caráter da pessoa. Mas o que deve prevalecer na educação? Antes, entendíamos que uma educação massificada, seguindo os mesmos princípios de rigor, reforçava a exigência e vincava a personalidade. Impôs-se uma educação autoritária, sem espaço para facilitar ou desculpar o mínimo descuido, onde todos alinhados só tínhamos que cumprir a norma ou princípio irrefutável. Educação implacável para que desde cedo todos respeitassem a intransigência. Mas em poucas gerações passamos das amarras à rebeldia da educação sem contestação. Deixamos o medo da repreensão e permitimos que a educação não se condicionasse entre barreiras inflexíveis. O choque acontece sempre que os atos de agressão provocam bullying, quando a libertinagem faz estragos no nosso ambiente, se ignora o sentido cívico da postura social, quando pais são arrogantes no comportamento e até intempestivos nas reações conflituosas, quando no ensino se vilipendia o respeito pela educação. O que ganhamos ou perdemos do que prevalece no pilar da educação que herdamos? Que educação é esta? O que queremos como modelo de educação? Mas educamos o melhor que sabemos, desejamos transmitir e esperamos prevalecer na formação de carácter... Este é um tempo especial em que podemos escolher o percurso mais sensato dos valores que queremos caracterize a humanidade. 22 4| dezembro19 | abril 19


BRUXA À SOLTA EM VILAR DE PERDIZES No âmbito do módulo 15 de Animação de Rua, da disciplina de Área de Expressões, do Curso Profissional de Técnico de Apoio Psicossocial, os nossos alunos do 12ºL animaram as ruas de Montalegre em mais uma Sexta13. Para lá dos sustos e das poses para fotografias, contribuiu essencialmente para desenvolver técnicas de animação em contexto de rua, improvisar com os intervenientes e perceber toda a organização por detrás do evento. O ponto alto desta experiência foi ter tido a bênção do Padre Fontes que nos afastou o mau olhado e mal de inveja, não fosse ele o obreiro e criador do evento.

23 | dezembro 19


VISITA DE ESTUDO Na última semana de aulas deste período, as turmas dos cursos científicohumanísticos do 11º ano participaram numa visita de estudo ao Porto e a Seide, relacionada com o estudo da obra de Camilo Castelo Branco, Amor de Perdição. Este Percurso Camiliano, orientado pela empresa Opera Omnia, iniciou-se na escola, às 8h30, com uma palestra com anotações sobre a vida e a obra de Camilo Castelo Branco. ÀS 9h30, enquanto um grupo seguiu para o Porto, para uma visita guiada à Cadeia da Relação (Centro Português de Fotografia), onde estiveram presos Camilo Castelo Branco e Ana Plácido, e onde foi escrito o livro Amor de Perdição, outro grupo rumou a S. Miguel de Seide para uma visita guiada à Casa-Museu de Camilo Castelo Branco. Da parte da tarde, depois do almoço, os grupos trocaram o espaço da visita e todos visitaram os mesmos locais, incluindo o Miradouro da Bataria Vitória, que tem uma visita privilegiada sobre a invicta. No fim da visita, foi entregue um exemplar do Amor de Perdição a cada participante que, acreditamos, será lido com muito entusiasmo.

24 4| dezembro19 | abril 19


25 | dezembro 19


Profile for Inácio Lemos

ESF.ON Dezembro 2019  

ESF.ON N.º 7 Novembro/Dezembro 2019

ESF.ON Dezembro 2019  

ESF.ON N.º 7 Novembro/Dezembro 2019

Advertisement