Issuu on Google+

Ano 4 nº9 Junho – Agosto 2011 Trimestral - Gratuito

Fraternidade

Hospitaleira Hospitalidade

Responsabilidade Social

Informativo do Lar São João de Deus de Itaipava Meio-ambiente

Carga Tributária Dignidade Gestão Carismática

Respeito Recursos Humanos

Qualidade

Espiritualidade

Comunicação

Recursos Financeiros

Ética

Parcerias

Metas Valores

BILIDADE SUSTENnoTATerceiro Setor Veja também: Fisioterapia Eletro-Estimulação

Carisma Escola da Hospitalidade

Campanha Inverno Solidário

Minha História Maria Thereza


MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO 25 anos de respeito a você Tel: (24) 2222-2628

adfer@adfer.com.br

Estr. União e Indústria, 10.959

Nós Confiamos em Deus

Dr. João Tobias Médico

CRM 52.23789-8

Cirurgia Geral - Gastroenterologia Ginecologia Atendimento: Rua Dr. Alencar Lima, 35 - Sl. 603/605 - Centro - Petrópolis/RJ Segundas e Sextas a partir das 15hs -

Tel.: 2243-6392

www.irisgarden.com.br Tel: (24) 2222-9833 e-mail: irisgarden@irisgarden.com.br Estrada União e Indústria, 11.770 25750-226 - Itaipava - Petrópolis, RJ

INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

Leite é Vida! Entregamos em hospitais, lares de idosos e empresas.

Tel: (24) 2252-9685

Br 393 - Km 149 Estrada da Grama s/nº - BEMPOSTA - TRÊS RIOS/RJ

Est. União e Indústria, 11833 lj. 13 ITAIPAVA - Petrópolis - RJ

(24) 2222-3704


3

Editorial SUMÁRIO

Editorial

Sustentabilidade no Terceiro Setor

Fr. Roni Ribeiro

Institucional (Fr. José Raimundo) Responsabilidade Social ................... 04

Diretor do Lar São João de Deus

A sustentabilidade está em alta. Por onde passamos encontramos pessoas e empresas trabalhando para serem sustentáveis ou pelo menos falando em sê-lo. Isso é muito bom. A questão é: Será que entendemos, de fato, toda a dimensão de sustentabilidade? Como ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente diverso ao mesmo tempo? Em outras palavras, é conseguir se relacionar com o mundo de forma responsável, pensando no melhor para todos. Alcançar isso não é fácil e nem simples. Trouxemos esse tema para o FH porque vivemos esse dilema em nosso Lar. Estamos vendo como é difícil e complexo ser sustentável ou como nos convida o Pe. Bira em seu artigo, numa reflexão ainda mais profunda, SER AUTOSUSTENTÁVEL. São João de Deus foi realmente um homem de grande visão, pensava muito a frente do seu tempo. Ele conseguiu, mesmo em meio a tantas dificuldades, tornar seu projeto autosustentável. Já são quase 500 anos de presença da Ordem Hospitaleira no mundo. E o espírito e carisma de nosso Pai Fundador seguem vivos em cada uma das 300 obras espalhadas pelo mundo. Obrigado a todos (Irmãos, Colaboradores, Amigos e Familiares) que nos ajudam a manter o coração de São João de Deus pulsando em cada canto de nosso Centro.

Formação Continuada Formação de Cuidadores .................. 05 Capacitação SHL ................................ 05 Fisioterapia (Sílvia Lins Borré) Eletro-Estimulação ............................. 06 Talento Carismático Liene Maria Lopes .............................. 07 Capa (Antônio de Assis Ribeiro - Pe. Bira) Auto-Sustentabilidade ....................... 08 Sociedade & 3ª Idade Conferência de Defesa do Idoso ...... 10 Minha História(Fany Nussenbaum) Maria Thereza...................................... 11 Carisma Escola de Hospitalidade .................... 12 VII Semana da Humanização............ 12 Novos Projetos Atendimento Odontológico .............. 13 Projeto Vida Saudável ........................ 13 Campanha (Felipe Pimenta da Cunha) Inverno Solidário ................................. 14

Ficha Técnica Fraternidade Hospitaleira

Impresso por:

Informativo Trimestral do Lar São João de Deus Fr. Roni Ribeiro Diretor: Henrique David Plattek Diretor de arte: Produção: Fany Nussenbaum Carol Guidini Silvia Teixeira Lins Borré

A.

H.

A.

Tiragem: 4.000

S.

LAR SÃO JOÃO DE DEUS Respeito por Toda Vida Estrada União Indústria, 12.192 Itaipava - Petrópolis, RJ Cep: 25750-226 / CNPJ: 33.796.681/0002-86 Tel.:55 (24) 3064-2274 E-mail: secretaria@larsaojoaodedeus.org.br Site: www.larsaojoaodedeus.org.br


4

Institucional Institucional Responsabilidade Social O Lar São João de Deus pertence à Associação Hospitaleira de Assistência Social (AHAS), que “é uma pessoa jurídica de direito privado, associação de fins não econômicos”. Canonicamente e em todo mundo está ligado a Ordem Hospitaleira de São João de Deus, Ordem Religiosa de Caridade da Igreja Católica. Há mais de 40 anos o Lar vem desenvolvendo um papel relevante na assistência à terceira idade da região serrana do Estado do Rio de Janeiro. O Lar nos últimos anos passou por uma reforma completa, transformando-se numa instituição com estrutura física de primeira qualidade e projeto terapêutico moderno que assiste o idoso de forma integral. O objetivo de todo esse investimento é oferecer um serviço de qualidade para os nossos idosos. A humanização, a qualidade, o respeito, a espiritualidade e a subjetividade são tratados como prioridade no Centro pelos nossos religiosos e colaboradores. Os idosos precisam sentir-se como em sua casa, ao mesmo tempo em que recebem todo supor te para um envelhecimento saudável. Mesmo com uma boa estrutura, com uma equipe técnica competente, temos algumas preocupações em relação ao futuro do Lar São João de Deus. A nossa preocupação se volta para a sustentabilidade, pois, o nosso objetivo é continuar a oferecer uma assistência integral, de qualidade e para quem mais precisa. É certo que somos uma instituição que de acordo com seu estatuto é “sem fins não econômicos”, mas isso não quer dizer que temos que trabalhar no “vermelho” ou endividado. Acredito que mesmo as instituições de fins não econômicos necessitam pagar suas despesas e ao final do mês ainda terem um superávit mínimo para investir em melhorias.

Fr. José Raimundo Evangelista da Costa Delegado Provincial

Em relação à dificuldade em manter a assistência por falta de recursos, sabe-se que o nosso fundador, São João de Deus, também sofreu com esse mesmo problema quando iniciou seu trabalho na cidade de Granada (cidade próxima a serra nevada no sul da Espanha). João de Deus promoveu uma assistência de qualidade e sua obra não desapareceu mesmo depois da sua morte, sabem por quê? Porque muitas pessoas acreditaram na sua obra e o ajudaram a mantê-la viva e eficaz ao longo dos séculos. Isso acontece, também, na região serrana do Estado do Rio de Janeiro, para que o nosso Lar continue existindo e oferecendo uma assistência de qualidade necessitamos de pessoas que acreditem no projeto do Lar São João de Deus. O governo e a população devem sentir-se responsáveis pelo futuro do Lar, pois o sucesso dessa instituição depende dos religiosos da Ordem Hospitaleira, dos colaboradores, do governo e da população em geral. Assim sendo, não tenho muitas alternativas a não ser pedir que a população da região serrana do Estado do Rio de Janeiro assuma seu lugar de co-responsáveis junto ao Lar São João de Deus. Todos devem sentir-se orgulhosos por terem na região uma instituição como o Lar que oferece a terceira idade uma assistência integral, de qualidade e acessível a todas as classes sociais. A responsabilidade em relação à sustentabilidade das instituições beneficentes de suas cidades é dever de todos. Vamos todos marcar presença e assumir as nossas responsabilidades e ajudar a criar uma sociedade mais justa, fraterna e solidária.


5

Formação Continuada Formação Continuad 1º Curso de Formação de Cuidadores do LSJD Em novembro de 2010 foi realizado o curso de formação de cuidadores do Lar São João de Deus em parceria com a Escola de Enfermagem São João de Deus de Minas Gerais. O curso abordou temas pertinentes aos cuidados que devem ser prestados aos idosos. Já foram formados 13 acompanhantes. O curso auxiliou que eles percebessem a importância de unir a prática, já desenvolvida, com a parte teórica da realização dos cuidados. O organizador do curso foi o enfermeiro Flávio Simas, Chefe de Enfermagem do Lar, e contou com o apoio de toda a equipe multidisciplinar do LSJD.

? Atitudes para o bem estar psicológico do paciente; ? Integralidade e interdisciplinaridade em geriatria;

? ILPI´s: rotina da equipe de enfermagem;

? Principais patologias e suas características;

? Massagem de conforto e profilaxia de escaras;

? Conhecimento básico de aparelhos;

? Manejo postural;

? Noções de

padrões respiratórios e assistência à ventilação; ? Auxílio para a locomoção nas diversas condições; ? Noções de manejo; ? Cuidados de higiene.

Foram abordados os seguintes temas: ? Postura ética;

? Introdução a geriatria e

gerontologia;

? Alimentação;

Capacitação do Setor de Higienização e Limpeza (SHL) por Carol Guidini Um local limpo e cheiroso agrada à todos, não é mesmo? Porém não basta só estar limpo, ele tem que estar higienizado com produtos adequados para cada situação.

limpeza para o setor, que foram adquiridos visando à qualidade, desempenho, praticidade e segurança de nossas colaboradoras.

Pensando nisso, o Lar convidou a PRIME (distribuidora de produtos de higienização), através de seus representantes, Paulo Márcio da Silva e Roselene dos Santos, para ministrar um curso para utilização correta de produtos de limpeza hospitalar.

Prestamos aqui um agradecimento especial à PRIME e aos facilitadores do curso. Agradecemos também à todos os colaboradores e fornecedores por ajudar a fazer do Lar SJD um lugar sempre agradável e propício ao desenvolvimento de todos.

Aprendemos a forma correta de manusear e utilizar os produtos de higienização, assim como a maneira adequada para diluí-lo. A palestra foi produtiva, esclarecedora e enriquecedora. Destaque para o envolvimento de todas as nove colaboradoras do Setor de Higienização e Limpeza, que ao final do curso receberam um certificado de participação. Para completar o ciclo de melhorias, não podemos deixar de mencionar a compra de novos carrinhos de


6

Fisioterapia Fisioterapia Eletro-Estimulação e Úlceras Cutâneas A população idosa cresce a cada dia no Brasil. Hoje, em nossa casa, temos hóspedes que já são classificados como 4ª idade. Porém, junto com a longevidade temos o inconveniente da fragilização do organismo. É possível encontrarmos idosos mais debilitados, como os acamados e cadeirantes, com comprometimento da percepção sensorial, incontinência, entre outros. Com isso há uma maior propensão do surgimento de úlcera de pressão, que se torna um sério agravante às pessoas com dificuldades de locomoção. Além de aumentar muito os gastos com cuidados prestados, tem repercussões relevantes para a sua vida, como o aumento da morbidade e a diminuição da qualidade de vida. Dados epidemiológicos da Universidade Fe d e r a l d e M i n a s G e r a i s ( U F M G ) demonstraram a prevalência de úlceras c u t â n e a s e m 10 , 3 % d o s i d o s o s institucionalizados. Normalmente os cuidados ficam restritos ao setor de enfermagem, atuando na cicatrização das lesões e cuidados contra infecções. No LSJD tem-se adotado uma visão holística para o tratamento das úlceras cutâneas. Atualmente o Setor de Enfermagem trabalha de forma holística, em conjunto com toda a equipe multidisciplinar, na identificação de grupos de risco, implementando medidas preventivas, a fim de diminuir a incidência deste agravo em nossos idosos. Já o Setor de Fisioterapia vem trazendo uma inovação no auxílio do tratamento das úlceras através da Eletro-Estimulação de Alta Voltagem, pois, auxilia na prevenção e no

Sílvia Lins Borré Fisioterapeuta Chefe do LSJD

tratamento dos agravos das úlceras, acelerando o processo de cicatrização cutânea. A eletro-estimulação é um meio de administrar estímulos elétricos para promover a cicatrização de feridas, apresentando diversos benefícios. Segundo SUSSMAN C, ela promove o aumento do fluxo sanguíneo, fagocitose, melhora da oxigenação, redução do edema, atração e estimulação de fibroblastos e células epiteliais, síntese de DNA, mitose celular, controle de infecção, aumento da produção de ATP, melhora do transporte nas membranas, auxílio na organização da matriz de colágeno, estimulação da contração da ferida com migração de células da epiderme para o centro da úlcera. O tratamento através da eletro-estimulação tem se mostrado muito eficaz e obteve a aprovação unânime da Equipe Interdisciplinar do LSJD. Apresenta-se como uma opção para auxiliar no processo de cicatrização de feridas, potencializando o tratamento convencional, em um procedimento rápido, indolor e com um menor custo para o hóspede. A terapêutica interdisciplinar diminui o tempo e os gastos financeiros que envolvem o tratamento das lesões, gerando sustentabilidade e oferecendo maior qualidade de vida aos nossos idosos.


7

Talento Carismático e Talento Carismático da Redação

Mais conhecida como

LILI

, filha de

Antônio Sebastião Marcelino e Laura da Silva Marcelino, nascida em 29/04/1964 (47 anos de alegria), prestes a chegar a suas bodas de prata e

LIENE MARIA MARCELINO LOPES é mãe coruja do Júnior, de 24 anos.

uma das colaboradoras mais extrovertidas do Lar São João de Deus. Sempre alegre, contagia a todos com sua espontaneidade, não há quem não note. Mesmo quando não está em seus melhores dias não é possível notar sua tristeza, pois o sorriso, ou melhor, a gargalhada, é sua marca registrada. Somos gratos por tê-la por perto, Lili faz parte de nossa família há 10 anos, trabalha no setor de nutrição como cozinheira. Nos eventos que a casa promove está sempre disposta a ajudar, seja direta ou indiretamente. Mulher guerreira e de fibra, está sempre disposta dar a mão a quem precisa.

Deus - é Tudo Família - Esteio Amigos - Essencial

Bate-Bola Medo - Dormir sozinha Hobby - Passar batom

Sonho - Ver meu filho formado na faculdade Futuro - Ter saúde

Idoso - Respeito

Lar São João de Deus - Minha 2ª casa

Mensagem “Um dia sem sorriso é um dia perdido, APROVEITE SEU DIA, SORRIA.” LILI


8

Capa Capa A Auto-Sustentabilidade Antônio de Assis Ribeiro (Pe. Bira) no Terceiro Setor Diretor da Comunidade Salesiana de Manicoré-AM

O tema que, brevemente, refletiremos nestas páginas, a auto-sustentabilidade, faz parte de uma série de novos temas em discussão em nossos dias. No que se refere ao árduo trabalho de promoção humana, à medida que a consciência social cresce entre as pessoas, novas exigências vão tomando corpo e, muitas delas, até mesmo recebem garantias legais. Nestas últimas décadas, sobretudo com o agravamento da questão ecológica no mundo, surgiu o binômio “desenvolvimento sustentável”. O desenvolvimento sustentável é aquele capaz de promover o progresso sem contribuir para a destruição do meio ambiente e nem agredir o ser humano ali presente. Partindo dessa preocupação ecológica abriu-se ao longo desses anos um largo horizonte de campos onde seria bemvindo o princípio da “sustentabilidade saudável” que não existe sem ser conjugado com o “princípio de responsabilidade”. A preocupação para com esse tema está crescendo cada vez mais; transcende a questão ecológica, é bem-vindo na política, dá solidez à ciência, interessa à economia, alimenta o turismo, contribui para a produção de uma nova cultura, estimula a educação, injeta criatividade na pastoral, é pluri-dimensional! O tema da «auto-sustentabilidade» é muito mais profundo e exigente em relação à simples sustentabilidade. O prefixo «auto», pressupõe a participação do sujeito com seu dinamismo pessoal. A auto-sustentabilidade é um dinamismo de vida pessoal, a auto-sustentação é fim. A assimilação desses neologismos é para os que atuam no campo social um compromisso.

Não se trata de uma pura questão semântica, mas ideológica (mentalidade). À medida que aumenta a consciência de subjetividade dos povos (crescimento da consciência da subjetividade humana, consciência de direitos e deveres legislados), aumenta também a rejeição pela cultura da dependência, da manipulação política e, em contrapartida, aumenta também o desejo de participação. A auto-sustentabilidade não é uma questão que está ancorada na dimensão financeira, ao contrário, ela é pluridimensional. Da palavra «sustento», mais que a ideia de «pão para comer», colhemos a referência à conteúdo, à suporte, à segurança; tal sustento pode ser material, moral, espiritual, afetivo, etc. Enfim, a auto-sustentabilidade do terceiro setor não é um fenômeno avulso, isolado; não acontece sozinho! Não existe a autosustentabilidade por si mesma. A autosustentabilidade não é algo voluntarista (que depende puramente da vontade!) ou tecnicista (que só depende de meios usados), mas está condicionada a todo um grande contexto de conquistas tais como a elaboração de um sério projeto institucional, a nobreza da causa defendida pela instituição, a sua significatividade social, a sua sintonia com as políticas públicas e governamentais, a sua capacidade de busca (inquietude profética), a sua visão estratégica, os recursos humanos, a comunicação com a sociedade, a sua transparência administrativa, etc. O terceiro setor, sobretudo no que diz respeito ao seguimento da promoção humana (que


9

A auto-sustentabilidade só é possível porque é a consequência de relações e, sem isso, não existe. Por outro lado, a auto-suficiência nega a relação.

trabalha na educação, saúde, cultura, conscientização política, minorias étnicas, etc.), não é digno de ser mendicante justamente porque lida com a promoção de sujeito. Se o fim é a promoção de sujeitos livres e responsáveis, a mendicância não é digna de participar desse tipo de projeto.

administrativo, pedagogicamente sensível, a auto-sustentabilidade é uma experiência que educa e liberta. A solidariedade é autêntica quando promove a pessoa. Uma segunda argumentação de grande profundidade em nosso tema é aquela de caráter ético: do reconhecimento da dignidade da pessoa humana brota o desafio da responsabilidade e justiça e ao mesmo tempo da corresponsabilidade e autonomia. A justiça não significa somente o «dar», o «preservar», ou «defender», mas também estimular o «dever ser».

A argumentação de base que confere legitimidade à busca da auto-sustentabilidade das ONGs é de caráter antropológico: a promoção da pessoa exige uma acolhida da mesma em sua dignidade e, isso quer dizer estimulá-la a ser sujeito de sua própria história. Não se pode lutar pela dignidade das pessoas Social quando a metodologia da ação Justo e Solidário (a paixão pela promoção do outro) a reduz a um mero receptor de benefícios. Tirar de uns para dar para outros é um Integrado j o g o s e m provocações. Financeiro

A auto-sustentabilidade é um desafio contínuo; nunca será uma conquista assegurada, assim como nunca podemos dizer que a nossa vida já está completamente assegurada. É uma busca contínua que revela a Ambiental tensão subjetiva da vida Equilibrado de uma instituição ou de e Responsável um projeto social. Para que seja uma realidade muitos fatores colaboram.

Sustentável

Viável e Criativo Devemos lembrar que ainda vivemos sob os resquícios da herança de uma longa história de dominação político religiosa muito forte que se manifesta na subcultura da dependência, da passividade e da visão fatalista do pobre. Para a transformação dessa realidade temos que investir na educação. Uma educação que seja capaz de promover a pessoa na sua totalidade integrando no seu dia-a-dia educativo «o sentir», «o pensar», «o projetar», «o fazer», «o ousar». Do contrário, a educação alimenta a dependência.

Se a ação social gera androides, então estamos, por certo, contribuindo para o aumento da miséria e da violência. Com um dinamismo

Termino essa reflexão ressaltando um ponto importantíssimo: evitemos a identificação de «auto-sustentabilidade» com «auto-suficiência». A auto-sustentabilidade só é possível porque é a consequência de relações e, sem isso, não existe. Por outro lado, a auto-suficiência nega a relação. No fundo mesmo, onde existe a auto-suficiência? Quem basta a si mesmo?

Pe. Bira é religioso Salesiano e mentor de vários projetos sustentáveis em Manicoré, no estado do Amazonas.


10

Sociedade Idade Sociedade && 3ª3ª Idade da Redação

III Conferência Regional de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa Foi realizado no dia 21 de julho passado, na Universidade Estácio de Sá de Petrópolis, a III Conferência Regional Serrana de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa - RJ. O evento foi muito importante, pois, além de debater políticas públicas que melhoram a qualidade de vida dos idosos, também elegeu os representantes para a Conferência Estadual de Defesa dos Idosos. Contou com grande número de participante e expressiva cobertura da imprensa local. O Lar São João de Deus sempre atento aos cuidados e leis relacionadas ao envelhecimento se fez presente através de seu Diretor, Fr. Roni Ribeiro e da Psicóloga Fany Nussembaum. O Lar também faz parte do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Idoso de Petrópolis desde julho de 2010, e contribuiu para a organização da Conferência Estadual. Foram desenvolvidas diretrizes e propostas dentro dos seguintes temas:

Rua 16 de Março, 106 - Centro Histórico Petrópolis / Rio de Janeiro (24) 2237 5522

www.ewiglich.com.br

? Envelhecimento e Políticas de Estado: pactuar

caminhos intersetoriais; ? Pessoa idosa: protagonista da conquista e

efetivação dos seus direitos; ? Fortalecimento e integração dos Conselhos da

3ª Idade: existir, participar e estar ao alcance; ? Diretrizes Orçamentárias, e planejamentos da

administração pública: conhecer para exigir, exigir para incluir, e fiscalizar. Esses encontros são de extrema importância, pois ocorre uma troca muito rica entre as instituições interessadas no bem estar dos idosos. O objetivo é buscar políticas públicas e comprometimento de todos os seguimentos da sociedade. Participaram instituições e conselhos das seguintes cidades: Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Santa Maria Madalena e Cantagalo. Todas as propostas desenvolvidas serão levadas para a conferência estadual e depois para a nacional. Todas aconteceram ainda esse ano.

Rua Uruguai, 570 - Quitandinha - Petrópolis - RJ Tel: (24) 2247-9165 www.pousadaquitandinha.com.br

I t a i p a v a Creci J 3473

(24) 2222-3202 www.predimoveis.com.br


Minha História Minha História por Fany Nussenbaum

Grata Surpresa Maria Thereza,

nascida no Espírito Santo, vem de uma família de 8 irmãos, sendo 2 mulheres e 6 homens. Seu pai fazia parte do Ministério da Agricultura no Governo de Getúlio Vargas. Esse fato fazia com que a família se mudasse constantemente de cidade. Entre idas e vindas a família morou no ES, Jacarezinho (norte do Paraná), Recife e em seguida Rio de Janeiro. Por insistência da irmã mais velha de Maria Thereza, a família finalmente se assentou no Rio de Janeiro. No Rio ela foi matriculada no Colégio Santo Anjos, um tradicional colégio para meninas. Percebeu de imediato sua aptidão pelas artes. Fez testes vocacionais e o resultado de suas aptidões apontou claramente artes e jornalismo. Impedida pelo pai de fazer artes fez a segunda opção. A faculdade de jornalismo foi um período muito precioso para Thereza, foi lá que teve a possibilidade de estar em contato com grandes mestres. Assistiu conferencias ministrada por Sartre, conheceu Manuel Bandeira, dentre outros. Casou-se teve um casal de filhos e mais tarde se mudou para Campinas com a família. Alguns anos depois Thereza começou a ter problemas de saúde e as dificuldades não acabaram por aí. Depois de 25 anos de união seu casamento ruiu e Thereza acabou se mudando de Campinas para São Paulo, capital. Sua saúde sempre muito

frágil, mas sua determinação a fez vencer esses problemas de saúde. Cristina, sua filha mais velha, é também formada em jornalismo. Já seu filho, André Francisco, formado pela AMAM, hoje é Tenente Coronel. Thereza o acompanhou para que se apresentasse no trabalho com urgência, em Petrópolis. Ela acabou fixando residência aqui em nossa cidade. Chegou ao Lar com a saúde muito frágil. Seu filho na tentativa de criar um ambiente dinâmico para sua mãe verificou as atividades oferecidas pelo Lar. Quando soube que tínhamos atividades no Ateliê, lembrando que sua mãe já havia se interessado um dia por artes, conversou com a equipe do PHV para que fosse feito um trabalho de estímulo. Thereza tinha aprendido a lidar somente com um tipo específico de tinta, tinta a óleo em tela e o preço desse material é muito alto. Foi seu filho que encontrou uma alternativa: tinta acrílica em madeira. A partir desse ponto, tudo fluiu. Ela teve algumas dificuldades no início, pelo fato de ter muito tempo que não pintava, mas a cada pincelada ela se desenvolvia, e a cada quadro que terminava ficava mais nítido seu talento pela arte. Dia-a-dia, quadro-a-quadro sua dedicação aumentava. Hoje temos um acervo bastante grande de autoria de Maria Thereza. Inclusive, foram realizadas exposições com seus quadros. Essa nova perspectiva de vida para Thereza atuou como oxigênio para ela e o seu empenho nos serve de inspiração para buscarmos sempre o que nos dá prazer. Assim a vida se torna plena.

11


12

Carisma Carisma Atividades Talento Carismático Escola de Hospitalidade no Brasil A Escola de Hospitalidade no Brasil tornou-se realidade. No 1º semestre de 2011 promoveu o Curso de Hospitalidade e Cultura Hospitaleira com os seguintes módulos: I Módulo: Vida, obras e cartas de São João de Deus; II Módulo: Carta de Identidade e Espiritualidade da Ordem Hospitaleira de São João de Deus; III Módulo: Os Valores da Ordem Hospitaleira de São João de Deus. Carga horária: 40 horas. Total de participantes: 70. O III Módulo foi realizado em Petrópolis - RJ na Fazenda Sem. das Arcas. A integração entre os Irmãos e Colaboradores das diferentes Casas do Brasil, as dinâmicas, os momentos de espiritualidade e as conferências contagiaram os participantes e ficou a sensação que os dias passaram demasiadamente rápidos e o pedido de quero mais foi inevitável da maioria dos participantes.

Fr. José Raimundo E. da Costa Delegado Provincial

É notável o sucesso da Escola de Hospitalidade no seu primeiro ano de vida. Agradeço a equipe responsável pela ótima organização e empenho nos trabalhos. São eles: Ir. Ronan P. Lima (Coordenador); Alexandre E. Silva (HSJD Divinópolis); Fabiana Camilo (CSSJD - São Paulo); Felipe P. da Cunha (LSJD - Itaipava); Ir. João P. dos Santos (CH - Aparecida do Taboado); Ir. José Ivanildo S. Carneiro (HSJD - Divinópolis); Ir. Roni Ribeiro (LSJD - Itaipava); Janaina A. Santos (SJDS - Divinópolis); Maria do Carmo Azevedo (HSJD - Divinópolis); Vanessa Cavalcante (CSSJD - São Paulo). Vocês que fazem parte de Família de São João de Deus (Irmãos, Colaboradores, voluntários e Benfeitores), procurem saber mais sobre a Escola de Hospitalidade e participe dos próximos Cursos e Atividades.

Para o segundo semestre de 2011 a Escola de Hospitalidade está com a seguinte programação: SEMANA DE HUMANIZAÇÃO (realizada de 15 a 20 de Agosto) onde foi abordado, sobretudo os temas: Humanização e Hospitalidade; FÓRUM DE GESTÃO CARISMÁTICA (nov/11) deve abordar os temas: Gestão, Hospitalidade, Qualidade total e Relações humanas e de trabalho.

VII Semana da Humanização (15 a 20 de agosto) Atividades realizadas no LSJD: abertura com lanche especial, aula de dança e aula de alongamento para os colaboradores, Tai Chi Chuan e visita ao Parque Municipal com os hóspedes e colaboradores. Encerramento com uma Missa de ação de graças.


Novos Projetos Projetos

13

pela Redação

Atendimento Odontológico no Lar S. João de Deus Será inaugurado em nosso querido Lar um consultório dentário. Está prevista a abertura para início de outubro.

atendimentos, serviço de manutenção do consultório e possivelmente profissionais voluntários.

O consultório foi idealizado por Ari Cavalcante Rodrigues, filho de Jane Cavalcante Rodrigues, nossa hóspede. Ele doou os equipamentos e doará também seu tempo fazendo atendimentos gratuitos para nossos idosos.

Serão atendidos no primeiro momento, hóspedes do Lar São João de Deus, e se tudo der certo e novos parceiros se disponibilizarem, iremos prestar atendimentos aos idosos carentes da região.

O Projeto Sorriso da Estrada da Saudade, parceiro de longa data, doará materiais para os

Projeto Vida Saudável O número de pessoas idosas em nossa cidade cresce a cada ano e a dificuldade de adaptação é um grande obstáculo para essas pessoas. Existem poucos movimentos ou ações que visam trabalhar a adaptação para essa fase mais delicada da vida. Criamos um projeto para que possamos dar a essa população em expansão um pouco de informação, interação interpessoal, atividades físicas e acompanhamento social. O Projeto Vida Saudável, se inspirou em atividades que já fazemos com sucesso em nossa Casa e leva esse trabalho a outros idosos que vivem em nossa cidade, e o melhor, de forma gratuita. São realizadas atividades tais como: manter atividade respiratória, melhorar o equilíbrio,

Se você é dentista e tem interesse em fazer voluntariado ou doações, entre em contato e faça parte dessa iniciativa. manter o trabalho muscular ativo, melhora de sua capacidade vital, passar informações para adaptação de suas atividades diárias. Fazendo essas atividades em grupo e dividindo experiências, é feito o trabalho de apoio emocional, que é muito importante, pois o idoso se sente mais feliz, valorizado, e tem uma vida com mais atividades, que vai dar a ele um melhor bem estar pessoal. Se você tiver interesse em participar (ou ajudar) o projeto, segue mais informações: Os encontros são realizados no Lar São João de Deus (que fica na Estrada União Indústria nº 12192 em Itaipava). As aulas são ministradas por um profissional de Educação Física uma vez por semana (todas as segundas), as atividades são fornecidas de forma gratuita. Para inscrições e mais informações: (24) 3064.2276 ou www.larsaojoaodedeus.org.br

P DISTRIBUIDOR EXCLUSIVO

HIDROALL Tel: (24) 2223-1601 / (24) 9964-0494 Email: cloroitaipava@hotmail.com

Patrimônio Assessoria Contábil

Tel: (24)3064-2703 (24)3064-2705 www.lfvcontabilidade.com.br Estrada União e Indústria, 9200 Loja G1 - Itaipava - Petrópolis - RJ


14

Campanha Campanha Inverno Solidário do Lar São João de Deus Há alguns anos o Lar São João de Deus vem trabalhando de maneira mais próxima da comunidade petropolitana, desenvolvendo parcerias benéficas para os dois lados, possibilitando uma melhor qualidade de vida para os 60 idosos internos da Instituição. Na intenção de continuar esse processo lançamos, no dia 16 de abril, nossa primeira Campanha de Inverno. Foi realizado um evento no próprio Lar e contou com a presença de pessoas e instituições parceiras da Casa.

Felipe Pimenta da Cunha Coord. Captação de Recursos

Veja os eventos que fizeram parte da campanha: Gincana Solidária: O evento aconteceu no dia 18 de maio e mobilizou pais e alunos do Colégio Cenecista de Pedro do Rio. A gincana que ocorre todos os anos também celebrou os 50 anos da escola. Durante as brincadeiras os alunos arrecadaram alimentos e outras doações que foram direcionadas ao Lar São João de Deus.

O lançamento da Campanha foi um momento muito especial para todos os colaboradores e hóspedes, pois tivemos a presença de fornecedores, patrocinadores, benfeitores e outras pessoas que estão sempre dispostas a ajudar e fazer com que o nosso Centro possa crescer mais a cada dia. A Campanha Inverno Solidário teve como objetivo principal a arrecadação de recursos para manter e melhorar a assistência aos idosos internos, bem como, a implantação de projetos externos para população idosa carente da região. Gostaríamos que cada vez mais pessoas abraçassem essa causa, pois juntos faremos uma diferença ainda maior em prol de vida mais digna dos idosos do nosso país.

Festa Junina: É sempre um momento muito especial para nossa casa. O evento foi um sucesso. Começou às 14h com uma importante parada para Santa Missa às 17h retornando logo em seguida com música ao vivo. O momento esperado por todos, a quadrilha dos cadeirantes e dos idosos de nossa casa, ficou linda. Logo após deram início à quadrilha da integração, iniciada pelos colaboradores do Lar São João de Deus.

Noite de Pizza: Idealizada e organizada pelo Luizinho do Projeto Sorriso e a grande Chef Rosani Simas, do Buffet Espaço Gourmet, a noite foi um sucesso de público e arrancou grandes elogios das deliciosas pizzas. O ambiente foi preparado com


15

carinho pelos colaboradores do Lar. Não podemos deixar de falar da grande atração cultural, Alex e Bebel, que deu a harmonia perfeita para que a noite estivesse o mais agradável possível. Nossos super agradecimentos aos que nos ajudaram a fazer desse evento um grande sucesso. Conscientização na Praça: No dia 09 de julho, montamos acampamento na praça Dom Pedro, onde passamos informações para toda a população sobre cuidados na 3ª idade e sobre a valorização que temos que dar a nossos idosos. Mostramos para as pessoas o trabalho que fazemos com os idosos no Lar São João de Deus e levantamos a bandeira da luta para melhorar a qualidade de vida na 3ª idade em nosso país. Show de Prêmios: Mais de mil pessoas participaram do Show de Prêmios na quadra do Liceu São José de Itaipava, no dia 17 de julho. Foi uma belíssima tarde, onde todos se divertiram e ainda ajudaram a nossa instituição na arrecadação de recursos.

Ação Solidária dos Familiares: Aconteceu no dia 27 de agosto, quando os familiares de nossos hóspedes se mobilizaram para arrecadar fundos para o Lar. Foi montado uma central telefônica no Lar e cada família reservou um horário para fazer ligações para seus amigos e parentes assim conseguirmos mais doadores e apoiadores de nossos projetos. A Ação foi um sucesso, obrigado a todas as famílias que se empenharam. Ainda não acabou o nosso “Inverno Solidário”, pois, estenderemos a campanha até o final do mês de Setembro e contamos com a presença de todos em nossos eventos. Desde já, deixamos aqui nosso agradecimento a todos os colaboradores, patrocinadores, fornecedores, amigos do Lar e familiares dos hóspedes. Todos se esforçaram e se empenharam para que todos esses eventos pudessem acontecer. RESULTADOS CAMPANHA INVERNO SOLIDÁRIO 16/04 à 25/09 DATA

ARREC.

ALIM. / KG

18/5 Gincana Solidária Colégio Cenecista 11/6 Festa Junina

R$ 2.615,90

-

17/6 Noite de Pizza

R$ 2.906,25

-

9/7

Tarde Solidária da Rádio Imperial: Foi realizada pelo Padre Jack, Pároco da Catedral São Pedro de Alcântara, em um evento muito bonito. Estavam presentes representantes de várias instituições da cidade e a primeira dama Marilene Mustrangi. Foi uma tarde de homenagens e de reconhecimento, onde foi possível ver união de esforços para ajudar o Lar São João de Deus.

EVENTO

150 kg

Mobilização na Praça Dom Pedro

17/7 Show de Prêmios I 27/7 Tarde Solidária da Rádio Imperial 26/8 Ação Solidária dos Familiares Doações de Alimentos Esporádicas Doações em Dinheiro Esporádicas

Divulgação R$ 9.751,25

-

R$

-

780,00

R$ 3.310,00

12 kg

-

301 kg

R$ 8.405,00

-

R$ 9.056,00

-

18/9 Festa da Primavera

-

-

25/9 Show de Prêmios II

-

-

TOTAL R$

R$ 36.824,40

-

Telemarketing

TOTAL DE ALIMENTOS

463 kg


Veja mais notĂ­cias no site:

www.larsaojoaodedeus.org.br


Fraternidade Hospitaleira