Issuu on Google+

UEM na Região – 2012 Relatório Parcial aprovado em reunião no dia 26/07/2012 – Ata 028

Introdução O evento “UEM na Região”, coordenado pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PEC),é um programa que leva os projetos de extensão e cultura desenvolvidos na universidade para a comunidade local.Entre eles estão a Matemativa (Exposição Interativa de Matemática), o Laboratório de Ensino e Pesquisa do Lúdico e do Tempo Livre (Ludoteca), o Mudi Itinerante e a Leitura ao Vento. No dia 02 de Junho de 2012, aconteceu em Sarandi o evento UEM na Região – “Justiça no Bairro”. O evento ocorreu no Colégio Estadual Olavo Bilac e teve como objetivo expor as peças da Matemativa (Exposição Interativa da Matemática) para que a comunidade e as escolas públicas do ensino básico pudessem conhecer um pouco mais sobre o curso de Matemática da Universidade Estadual de Maringá.

Abrangência: Sarandi - PR (X) Local ( ) Micro Regional ( ) Regional ( ) Nacional

Desenvolvimento Sarandi - PR Na manhã do dia 02 de Junho os monitores se reuniram em frente a PEC pra carregarem o ônibus com as peças a serem levadas na exposição. A chegada ao local foi às 8 horas da manhã, o ônibus foi descarregado e logo após, houve a montagem dos equipamentos e a organização da exposição para o acontecimento do evento que se iniciou ás 9 horas. Foram levadas 13 peças: Comparando Áreas, O Triângulo de Paul Curry, Teorema de Pitágoras II, Quebra-Cabeça Asteca, Torre de Hanói, Cubo Soma de Piet Hein, Jogo da Velha 3D, Jogo da Velha Chinês, Tangram, Monte um Quadrado, Dominó Geométrico, Jogo da Velha, Soma 30 e também Painéis de Apresentação e Painéis sobre a Matemática. Os visitantes começaram a chegar na exposição e os monitores foram explicando as peças, tirando dúvidas e fazendo com que as mesmas que se interessavam, pudessem também interagir com os jogos. Houve a troca de monitores no horário de almoço, em que o professor Júlio César Coelho substituiu Saulo Rodrigo Medrado que havia monitorado no período matutino. O evento ocorreu como planejado e se encerrou ás 17 horas, as peças foram desmontadas e carregadas até o ônibus, e então houve a viagem de retorno até a Universidade Estadual de Maringá, com descarregamento das peças na sala da Matemativa. Página 1


Contribuição da Ação para o ensino de graduação Sarandi - PR A exposição proporcionou para a comunidade de Sarandi o conhecimento das atividades realizadas por alguns cursos da Universidade Estadual de Maringá, pois muitas pessoas não têm acesso nem informações sobre essas atividades que são desenvolvidas.

Participantes que efetivamente atuaram na atividade Sarandi - PR Nome Estela Garcia Júlio César Coelho Juniormar Organista Saulo Rodrigo Medrado Thialine Bianca Job de Souza

Categoria Discente Docente Discente Docente Discente

CH 10 05 10 05 10

Clientela beneficiária/local de abrangência Sarandi - PR Tipo de Beneficiário Moradores de Sarandi TOTAL

Local de abrangência Sarandi

Quantidade 52 52

Conclusão e Avaliação dos Resultados Sarandi - PR Foi um evento curto de apenas um dia, mas foi o suficiente para despertar o interesse e a curiosidade dos visitantes, além de ter sido uma grande experiência, principalmente para os novos monitores. O evento em si foi bom, não ocorreu nenhum grande imprevisto, apenas alguns detalhes que são citados na avaliação abaixo, acontecimentos estes que cuidaremos para que não se repitam nas próximas exposições. Apesar do pequeno público atingido, em comparação ao esperado, terminamos o evento com sensação de trabalho realizado, pois sabemos que mais importante que a Página 2


quantidade de pessoas é a qualidade em que podemos atender aos visitantes e deixá-los à vontade para interagir e desvendar os desafios apresentados em cada peça.

Avaliação Quantitativa (produção relacionada à atividade) Sarandi - PR Descrição

Qtdade

1) Livros – títulos editados (não incluir no prelo) 2) Anais – títulos editados 3) Manuais – cartilhas, livrete ou libreto, fascículos, cadernos e boletins, folders, fliers 4) Jornal – periódico de divulgação de notícias, entrevistas, comentários e informações; inclui boletim. Indicadores: total de títulos de jornais e boletins editados 5) Revistas – títulos editados 6) Capítulos de Livros – capítulos publicados 7) Artigos – artigos em periódicos e trabalhos completos em congressos (publicados) 8) Comunicações – resumos e temas livres publicados em anais de congressos 9) Relatórios Técnicos – publicações ou relatórios de produção, relatório de tecnologias e de metodologias de extensão. 10) Produtos Audiovisuais – filmes, vídeos, fitas cassetes, discos, cd, cd-rom, títulos 11) Espetáculos Produzidos 12) Nº apresentações do espetáculo 13) Público que assistiu ao espetáculo 14) Mostras e Exposições realizadas 15) Público beneficiado com as mostras e exposições 16) Palestras em eventos 17) Público atingido nas palestras em eventos 18) Palestras para a comunidade 19) Público atingido com palestras para a comunidade 20) Público beneficiado com visitas monitoradas 21) Público que acessou o site (quando tratar de página eletrônica)

Numa escala de 0 a 100, a ação atingiu o público que pretendia? Sarandi - PR 0 10 20 30 40 X

50 60 70

80 90

100

Numa escala de 0 a 100, a ação alcançou os seus objetivos? Sarandi - PR Página 3

1 52


0 10 20 30 40

50

60 70 80 X

90

100

Aspectos positivos: Sarandi - PR Todos que se interessaram pela exposição, foram bem atendidos de forma que puderam tirar suas dúvidas e interagir com diversos jogos.

Aspectos negativos: Sarandi - PR Não foi atingido o público esperado, pois esperávamos que mais pessoas comparecessem ao local. Houve falta de mesas para colocar as peças e faltou um banner identificando o curso de Matemática.

Dificuldades Encontradas: Sarandi - PR Houve a falta de mesas para que fossem expostas todas as peças e também pra que fossem colocados seus displays, o que ficaria mais adequado para que o público pudesse ler.

Perspectivas para próximos eventos deste tipo Sarandi - PR Para o próximo evento é necessário providenciar um banner atrativo com o nome do curso.

Avaliação: Sarandi - PR 1. O que foi RUIM nesta exposição e que pode melhorar? Houve falta de carregadores e carteiras, a posição dos displays deveria ser em cima da mesa, porém faltaram mesas. Faltaram peças, atividades e móveis para crianças, pois foi o maior público. Ocorreu a falta de organização quanto ao „papel‟ da exposição no evento e eram poucos monitores para muitas peças e por fim faltou um cartaz divulgando o curso e o projeto. 2. O que foi BOM nesta exposição e que não pode mudar? O público, pois o tempo todo havia pessoas querendo saber sobre as peças e o número de material disponível foi excelente, ou seja, peças sobrando, o que possibilitou o rodízio. Os monitores estavam caracterizados com jalecos e Página 4


crachás e isso foi bom, também houve o convite para levar a exposição para outros lugares, houve interesse do público e o espaço e o local cedido foi suficiente. 3. Quais os pontos positivos de sua participação? A organização e manutenção das peças e do espaço e também explicação e detalhamento do manuseio das peças. 4. Quais os pontos negativos de sua participação? Receio de chamar a atenção dos monitores, falta de criatividade e entusiasmo, falta de leitura do guia e organização junto a PEC e falta de cobrança e contato com os petianos. 5. Numa escala de 0,0 a 10,0 qual nota você daria para: você, os colegas e os professores que você teve contato na Exposição? A média da nota foi 7,0 para as pessoas que tiveram contato na exposição e para a mesma. 6. A comunicação com o público visitante foi eficaz? Com as crianças não foi tão boa, pois as peças eram consideradas como brinquedos então faltaram argumentos para os monitores em relação a dar sentido matemático nas peças expostas para essas crianças. Em relação aos adultos, somente alguns tinham interesse, outros se espantavam quando os monitores diziam que eram peças relacionadas à matemática. E outros adultos não tinham interesse na matemática, somente em ver como funcionava. Analisando de um modo geral, a comunicação com o público foi de 80% de aproveitamento. 7. Qual a porcentagem aproximada das pessoas que você atendeu que realmente demonstrou interesse na exposição? Se considerarmos que esperávamos raciocínio por parte das pessoas, leitura dos displays, questionário de dúvidas e o interesse pela exposição da matemática, a porcentagem foi de 5 a 10%. Porém, se considerarmos a exposição como „interação‟ a porcentagem seria 100%. 8. Qual pergunta você faria e que não foi feita? 01- Qual nota você daria para: a) Organização b) Evento c) Matemativa 02 - Você tem interesse em ir novamente a outros eventos? 03- Se você pudesse mudar alguma coisa, o que mudaria? E por quê? Página 5


Bibliografia Sarandi - PR Site na Internet: www.matemativa.uem.br http://petmatematicauem.blogspot.com.br

Anexos Sarandi - PR Fotos das visitas:http://issuu.com/matemativadmauem/docs/2012uem_na_regi_o___sarandi___pr

Pรกgina 6


2012 - UEM na Região - 2012