Page 1

Benvenuti alla festa del vino Goethe!

Azambuja foi o berço da colonização italiana no sul do EStado. Todo mundo que veio da Itália, nas primeiras levas, ficou por algum tempo na colônia de Azambuja e depois seguiu, cada qual para o seu lote de terra.


02 PEDRAS GRANDES

• JAGUARUNA / SC • SEXTA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2013• EDIÇÃO 594

Festa italiana começa hoje Sia benvenutti alla nostra historia, con molto orgulho la nostra bella discendencia italiana! Pedras Grandes Redação Folha Regional

O município de Pedras Grandes teve início com a chegada dos imigrantes italianos em Azambuja, no dia 28 de abril de 1877. Antes disso, havia apenas um trilho que passava os tropeiros que vinham de Lages rumo a Tubarão. Na sede, tinha somente algumas famílias, mas a colonização começou mesmo por Azambuja. Pedras Grandes recebeu este nome porque na sede do município existe um morro cheio de enormes pedras. Esta grande pedra servia de referência para os tropeiros que ali passavam vindos de Lages, indicavam o ponto que deixariam o caminho da Serra, entrariam para a esquerda para seguir a Azambuja, ficando este ponto conhecido como Pedras Grandes. Azambuja - Pedras Grandes recebeu o título de Terra do Vinho Goethe por ser a única região no mundo onde o vinho é produzido através de uma espécie de uva peculiar, cultivada apenas no sul de Santa Catarina, nos municípios de Urussanga, Orleans e Morro da Fumaça com grande destaque para o município de Pedras Grandes.


• JAGUARUNA / SC • SEXTA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2013• EDIÇÃO 594

PEDRAS GRANDES 03

Festa do Vinho Goethe A primeira Festa do Vinho Goethe aconteceu no ano de 1999, no dia 8 de agosto, e teve como presidente o Sr. Antônio Pignatel, e teve a duração de apenas dois dias. Na época, a escolha da rainha era realizada através de vendas de votos, a representante que mais vendesse votos estaria representando o município como a rainha da Festa. Em 1999, a rainha da festa foi Michele Silva Geremais. “Eu fui convidada a participar. Na época éramos em quatro meninas buscando a venda dos votos. Visitamos várias cidades aqui da região divulgando e também buscando recursos para a festa”, relembra Michele. Na época, com 14 anos, Michele conta que a experiência foi única e com a ajuda de familiares e amigos conseguiu vender um grande número de votos. “Eu lembro que acabei vendendo mais que o dobro da segunda colocada, conseguindo mais de cinco mil reais na época”. Hoje, depois de 14 anos, ela lembra com carinho e destaca o quanto a festa cresceu. “Foi um momento muito bonito na minha vida, claro que naquela época a festa

era mais simples. Hoje, depois de todos esses anos, as festas se tornaram grandiosas e levam o nome do município para todo o Estado e até fora dele e isso é, com certeza, motivo de muito orgulho para todos nós”. Agora casada e com filhos, ela acompanha as festividades mesmo não residindo mais no município. “Moro em Orleans, mas sempre recebo convites para prestigiar a festa do Vinho Goethe e espero esse ano poder estar participando”, finaliza a primeira rainha da festa. A festa do Vinho Goethe é realizada de dois em dois anos e hoje são três dias de comemoração. A festa que ser tornou referência na região mostra uma cultura italiana típica da região, em especial o cultivo da uva Goethe e a fabricação do vinho Goethe. A divulgação da festa, esse ano, ficou por conta da rainha Débora Brolese, juntamente com as princesas Mônica Romagna e Mariane Niero. Para Débora, a oportunidade de divulgar o nome do município e também da festa é um momento

único. “Eu sempre tive vontade de ser rainha, essa foi a segunda vez que participei da escolha e foi um momento gratificante na hora que soube do resultado. É uma grande honra poder estar representando o meu município”. Desde que assumiu o posto de rainha da festa, a vida de Débora Brolese mudou consideravelmente. “Os fins de semana agora são todos voltados para a divulgação da festa, além disso, participamos de diversos programas de rádios aqui na região e também na Unisul TV, além de estarmos participando em diversas festas da região”. Para finalizar, ela convida a todos a prestigiarem a Festa do Vinho Goethe neste fim de semana. “Nós queremos convidar a todos para essa grandiosa festa, é um momento onde compartilhamos com os convidados a nossa cultura italiana. A estrutura para a festa está ótima, teremos a nossa comida típica e muitas atrações artísticas. A expectativa é a melhor possível e estamos esperando você e sua família de braços abertos na VIII Festa do Vinho Goethe”, finaliza.


04 PEDRAS GRANDES

• JAGUARUNA / SC • SEXTA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2013• EDIÇÃO 594

O Vinho Goethe A história da família Fellipe se mistura com o crescimento da comunidade de Azambuja. Em 1951, Elzo Fellipe, hoje com 84 anos, ajudou a fundar juntamente com o pai Antônio Fellipe e os irmãos a Vinícola Fellipe, a única na comunidade a produzir o vinho Goethe de maneira industrial, mas nem sempre foi assim. “Quando começamos a produzir o vinho aqui na vinícola era do tempo em que ainda se amassava as uvas com os pés. Era uma grande festa a época da colheita e da fabricação do vinho”, lembra Elzo. Com quatro hectares com parreiral de uva Goethe, ele destaca que a região é propícia para essa qualidade de uva e que por isso ficou conhecida como Vale da Uva Goethe. “Nós somos o único lugar no planeta a produzir dessa uva e como consequência o nosso vinho também é único”, fala orgulhoso. Hoje a vinícola é administrada pelo senhor Elzo juntamente com dois sobrinhos. Os vinhos Fellipe estarão sendo apreciados durante as festividades do Vinho Goethe. No ano de 2007, a Associação Cultural Goethe realizou o patenteamento da marca Festa do Vinho Goethe. Tirando os municípios de Pedras Grandes e Urussanga, em Santa Catarina são raros os locais onde se produz uva da variedade Goethe de forma econômica, e destacando-se como patrimônio cultural, onde sua produção de vinho faz parte da história e tradição locais. Os presidentes das festas foram: Antônio Pignatel (1ª), Lúcio Della Bruna (2ª), Vilmar

Della Bruna (3ª), Jacson Felippe (4ª e 5ª), Izaltino Masiero (6ª e 7ª). Este ano, a Festa do Vinho Goethe está na sua oitava edição tendo como coordenadora geral Daiani Felippi e como presidente da Associação Cultural, Goethe Domingos Baesso Bardini. O atual presidente é Josimar Bergman de Jesus. Rainhas: Michele Geremias Cristina Martins Antunes Marijane Felippe Daiane Felippe Luana Nandi Felippe Tamiris De Farias Cristina Serafim Bardini Débora Brolese I Princesa: Janaina Clemente Pricila Pilon Daniela Aparecida Marangoni Baesso Vicença Felippe Aline Pignatel Chaiana Zanelato Daniele Rodrigues Mônica Romagna II Princesa: Gislaine Dutra e Eliana Cesca Bortolato Fabrícia Dutra Luciana Folchini Flaviane Carolina Colossi Luciana França Bruna Marchetti Mariane Niero


• JAGUARUNA / SC • SEXTA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2013• EDIÇÃO 594

PEDRAS GRANDES 05

Opinião de quem faz a festa

“A festa é promovida por descendentes de italianos que promovem o evento visando fortalecer a herança cultural de seus antepassados, destacando a gastronomia, principalmente na uva e no vinho Goethe, próprio dessa região denominada Vales da Uva Goethe”.

“A maior preocupação nesta VIII Festa do Vinho Goethe foi a divulgação dos produtores de vinho artesanal, com destaque no vinho Goethe, onde o município de Pedras Grandes é representado como o principal município que possui a identificação de precedência dos Vales da Uva Goethe. Além de expor os nossos produtos e também produtos da região, estamos promovendo o 1º Concurso de Vinho Artesanal Goethe do Sul de Santa Catarina”.

Antônio Felippe Sobrinho Azambuja – Pedras Grandes - SC Prefeito Municipal de Pedras Grandes

Daiane Filippi Pedras Grandes – SC Arquiteta da Prefeitura de Pedras Grandes e coordenadora geral da VIII Festa do Vinho Goethe

A VIII Festa do Vinho Goethe para o município de Pedras Grandes tem uma grande importância, pois promove e fortalece a herança cultural dos antepassados. Assim podemos divulgar os atrativos da nossa região e fortalecer o turismo rural e cultural, acompanhado de nossa gastronomia italiana. Tudo isso contribui para o desenvolvimento econômico do nosso município, abrindo caminhos para que nossos produtores possam vender seus produtos, como o vinho e seus derivados, proporcionando a comercialização de tudo o que produzimos , deixando uma grande importância, a contribuição para a permanência das famílias no campo, evitando o êxodo rural. Josimar Bergman de Jesus Ribeirão da Areia – Pedras Grandes – SC Vereador e presidente da VIII Festa do Vinho Goethe


06 PEDRAS GRANDES

• JAGUARUNA / SC • SEXTA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2013• EDIÇÃO 594

Opinião de quem faz a festa

“A Festa do Vinho Goethe ajuda no crescimento do município, regatando a cultura italiana do nosso município e de toda a região sul.Portanto, no dia 28 de abril de 1877 os primeiros imigrantes italianos chegaram a Azambuja aonde começou toda a trajetória deste desenvolvimento que hoje conhecemos. Com este grandioso evento divulgamos o que temos de melhor em nossa cidade”.

Izaltino Masiero Azambuja – Pedras Grandes – SC Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Pedras Grandes

“A gente se sente em casa quando chega à festa. Ver o ânimo das pessoas, o linguajar, o gesticular, o acolhimento com que todos são recebidos. A paisagem, o frio, o entorno da festa, seus ornamentos, os rostos conhecidos, ou que nos parecem conhecidos, o aroma da comida, seu sabor inesquecível, o vinho convidativo, a música, as apresentações, as exposições, tudo nos conduz de volta às nossas origens. Esta festa verdadeiramente mantém a ligação com suas origens. Um elo muito forte com a história dos imigrantes e de seus descendentes, com o trabalho cooperativo de voluntários da comunidade, muito bem mostrado pela dedicação de sua comissão organizadora. Quem nos recebe é sempre um parente, um amigo, alguém pronto para nos dar um abraço, um sorriso de boas-vindas. É imperdível, ‘veramente’ um espetáculo, ‘salute’”. Antônio Afonso Felipe Florianópolis - SC

“A Festa do Vinho Goethe nos faz relembrar o passado, nossos pais, avós e amigos que a muito tempo não vemos, mas que sempre temos em nossas lembranças”.

Maria StrausMarcon Pedras Grandes – SC 90 anos


• JAGUARUNA / SC • SEXTA-FEIRA, 12 DE JULHO DE 2013• EDIÇÃO 594

PEDRAS GRANDES 07

Opinião de quem faz a festa

“Mesmo com a minha idade avançada me orgulho em poder contribuir com a maior festa do município de Pedras Grandes”.

AngeloFelippe Pedras Grandes – SC 92 anos

“Este evento surgiu como uma das ações do Projeto Turismo de Aldeia, baseado no ‘saber e fazer das gerações passadas’. Aconteceu pela primeira vez em 1999, organizado pelo Conselho Municipal de Turismo, CAEP de Azambuja e apoios da Epagri, Prefeitura e outras entidades municipais. Destacaram-se a gastronomia típica, o café colonial, as danças e as músicas típicas da cultura italiana.A escolha do nome Goethe para este evento se deu por ser diferente de todos os outros existentes e por ser um produto característico de Azambuja e de todo Vale da Uva Goethe. Assim, nasceu A Festado Vinho Goethe, um produto diferenciado e típico da região ”.

“O nosso município é palco de um grande evento. Muito mais do que um evento, ele resgata a cultura, os costumes, a gastronomia e as tradições de um povo que carrega consigo um grande legado. Pedras Grandes tem um grande potencial turístico e a Festa do Vinho Goethe, com certeza,contribui para o fortalecimento deste potencial. É gratificante contribuir para com essa festa e muito me orgulha em fazer parte dela”.

Maria da Glória Bardini Pedras Grandes – SC ExtensionistaSocial da Epagri de Pedras Grandes e uma das primeiras coordenadoras da I Festa do Vinho Goethe

Cheila Felipe Pedras Grandes - SC Assessora de Comunicação da Prefeitura de Pedras Grandes e voluntária do evento


Caderno especial Festa do Vinho em Azambuja - PG  

Comemoração referente à Festa do Vinho Ghoete

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you