Page 4

4

EDITORIAL (Revista Redescrições, ano VII, nº 2) No primeiro artigo do presente volume - Heder e a ideia de uma história para a educação da humanidade -, Andrade Filho, Ari de Andrade e Flávio Chavez apontam a concepção de História na filosofia herderiana a partir de alguns pressupostos colhidos da interpretação de Berlin, tais como o “expressionismo”, a “noção de pertencimento” e a “incompatibilidade de ideais”, e que são fundamentais para a compreensão de uma concepção de história pautada na preservação de valores próprios de cada grupamento humano em sua temporalidade e sua espacialidade. Na sequência, temos Wilker de Carvalho Marques que, em seu artigo - Richard Rorty e a problemática etnocentrista - discute um dos pontos importantes da reflexão de Rorty, trabalhado pelo filósofo sob uma perspectiva completamente nova e extremamente controversa. Em seguida, temos O pensamento reflexivo e a formação de pesquisadores em educação, de Laura Maurano Maria dos Santos e Leoni Henning Maria Padilha. Lá, os autores relacionam o pensamento reflexivo deweyano com a formação de pesquisadores. Tal proposta toma o pensamento reflexivo como um método de pesquisa que corresponde à capacidade humana de operar inteligentemente diante de situações problemáticas de forma a transformá-las em situações resolvidas constituindo-se em um instrumento de emancipação intelectual que visa libertar o homem da tutela externa por meio do desenvolvimento de hábitos ativos, críticos, autônomos. Em Faz quá-quá mas não é pato: um olhar rortyniano sobre A vida é Bela, Patrícia Fernandes aproveita as reflexões realizadas por Richard Rorty a propósito de uma passagem de Lolita, de Nabokov, para olhar com outros olhos uma cena do filme de 1997, A vida é bela. Para tal, toma em linha de conta a proposta rortyana de abandono do paradigma representacionista, significando com isso abandonar a busca infrutífera pela Verdade e por uma Teoria abrangente que permita conciliar os nossos deveres públicos com os nossos prazeres privados.

Redescrições - Revista online do GT de Pragmatismo, ano VII, nº 1, 2016

Revista Redescricoes ano VII, n2, 2016  
Revista Redescricoes ano VII, n2, 2016  
Advertisement