Page 1

Fórum do Campo Lacaniano • São Paulo Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano • Brasil

A Lógica da Interpretação EPFCL – Brasil 2011

A Formação do Analista FCCL - FCL-SP


Sumário

Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano Internacional dos Fóruns - Escola de Psicanálise

7

EPFCL - Brasil

9

Cartel

10

Fórum do Campo Lacaniano - São Paulo Atividades do FCL - SP

16

Formações Clínicas do Campo Lacaniano Módulos de Leitura

18

Módulos de Ensino

19

Redes de Pesquisa

22

Rede Clínica

23

Seminários do Campo Lacaniano

24

Agenda

26

3


Editorial "Antes de mais nada, um princípio: o psicanalista só se

o que dá ao “autorizar-se de si mesmo” um caráter

autoriza de si mesmo."

iniciático e inefável, avesso ao saber, dispensando, de um modo diferente, a dependência do psicanalista de

Encontramos este princípio na primeira página da

sua formação. Lacan nos alerta, na mesma Proposição:

Proposição de 9 de outubro de 1967 sobre o psicanalista

se do saber suposto ele nada sabe, “isso não autoriza

da Escola. Em geral, este princípio isolado, separado

o psicanalista, de modo algum, a se dar por satisfeito

do parágrafo seguinte – “Isso não impede que a

com saber que nada sabe, pois o de que se trata é do

Escola garanta que um psicanalista depende de sua

que ele tem de saber”.

formação” – tem dado margem a interpretações das mais ingênuas às mais sintomáticas. Em geral, encontramos psicanalistas praticantes que

dar nossas provas, sobre as quais podemos fundar

compreendem este “autorizar-se de si mesmo” pelo

eticamente diferenças e tentar ordenar diferentes

seu avesso, como independência da formação. Algo

níveis de engajamento. Se tivermos uma orientação,

que ressoa na forma de um “analiso, logo sou”, pelo

um oriente, temos um percurso. Nesse percurso, não

qual a autorreferência institui uma consistência de ser

estamos todos no mesmo lugar, não viemos todos do

cujos efeitos podem levar à tirania de quem toma para

mesmo ponto, não fazemos todos o mesmo trajeto.

si a suposição de saber.

Há diferenças, mas não se trata de transformá-las

O psicanalista não é um mestre. Primeiro, porque

em hierarquias burocráticas ou de deixá-las cair no

o mestre, estruturalmente, não quer saber de nada;

autoritarismo. Tampouco podemos apagá-las em nome

deixa isso para o escravo. Segundo, porque o mestre se

de uma identidade corporativista ou de uma pseudo-

apoia numa imagem de saber. O mestre se autoriza a

igualdade que faça do “cada um tem o seu tempo” uma

partir da imagem de um saber. Autorização precipitada

formulação relativista e desorientada.

e sustentada pelo olhar do outro. Não é este o caso do psicanalista, pois seu saber é o saber da castração.

4

Sabemos também que, em nossa transferência com a psicanálise, somos sempre convocados a

Portanto, o psicanalista tem de saber, mas isto não basta, pois ele tem que dar as provas de seu saber, o que

De outro lado, quando dizemos “não é isso: o analista

não se faz sem uma comunidade voltada à formação

não é o sujeito suposto saber”, vemos o pêndulo deste

de psicanalistas. As diferenças só têm sentido se forem

“autorizar-se de si mesmo” virar para o lado oposto

fundadas nas provas que são dadas, donde trazemos

e então encontramos a mistificação da experiência,

à tona que a experiência do real que temos com a


psicanálise não pode ficar no inefável, mas precisa

o participante tem acesso a um módulo de ensino, a

ser formalizada e transmitida, o que nos faz retornar

um módulo de leitura, a uma rede de pesquisa e a um

novamente à importância da formação do psicanalista.

seminário de membro de escola. Pela concepção de

São as interpretações do princípio da autorização

formação que sustentamos, entendemos que o estudo

que se assenhoram de si e não se endereçam a um

de um tema fundamental, a visita aos textos de Freud e

fazer Escola que mantêm o risco sempre iminente

Lacan, a participação no debate coletivo em uma área

de fazer a prática da psicanálise recair no campo

e o acompanhamento da pesquisa individual de um

da sugestão e da eficácia simbólica. A formação do

membro de escola, sejam atividades que, enodadas pelo

psicanalista, portanto, é coisa séria, a ponto de termos

percurso de cada um e pelo engajamento em cartel,

que fazer dela uma série, retomando-a sempre que os

tornem-se capazes de dar ao conceito de formação seu

sintomas da autorização voltam a ameaçar o horizonte

mais rico sentido: aquele vindo de Bildung e que diz

ético e político da psicanálise, isto é, da formação dos

respeito ao processo da cultura e não a meras etapas

psicanalistas.

escolares.

A formação do analista será, portanto, nosso tema em 2011.

Mais ainda, entre as nossas atividades oferecidas à polis, isto é, abertas também para quem não é membro

Pretendemos com este tema fazer um nó com as

ou participante de Formações Clínicas, daremos

questões de direção do tratamento e de transmissão da

continuidade ao Debate com cartéis – atividade

psicanálise que estarão bastante presentes em nossos

inaugurada em 2010 – e, como todo ano, teremos o

debates até 2012, tendo em vista os temas de nossos

Café Cartel, em setembro. No dia 2 de dezembro,

próximos encontros: O que responde o analista (VII

abriremos o espaço para a produção daqueles que

Encontro Internacional, que será no Rio de Janeiro, em

estiveram engajados com a sua formação permanente

2012), A lógica da interpretação (tema do XII Encontro

no que Lacan chamou de órgão de base da nossa Escola

Nacional da EPFCL/AFCL-Brasil, que será em Salvador,

– isto é, o cartel. Vamos chamá-lo de Espaço Escola.

de 12 a 14 de novembro) e, em especial, As análises,

Entre as nossas atividades da Biblioteca Luiz Carlos

seus finais e o que segue, tema do nosso III Encontro da

Nogueira, abertas também ao público em geral, com

Escola, que será em Paris, em dezembro.

satisfação teremos novamente o Diálogo: Literatura

A partir deste ano, Formações Clínicas do Campo

e Psicanálise no Cinema – um dos nossos espaços de

Lacaniano passa a ter uma entrada única, pela qual

interlocução com a arte – e, neste ano, organizamos

5


Editorial um ciclo de conferências de nossos Analistas Membros

ouvir a psicanalista Carmen Gallano (AME, membro

de Escola (AMEs) com o tema do Encontro Nacional:

do Fórum Psicanalítico de Madri). Para o fim do ano

A lógica da interpretação. Teremos ainda, no segundo

anunciamos, desde já, nossa Jornada de Encerramento

semestre, o lançamento do Livro Zero n. 2, revista

que acontecerá em 4 e 5 de dezembro, com a presença

destinada a reunir e disponibilizar a produção dos

do nosso convidado internacional Bernard Nominé

membros do FCL-SP em torno do tema de 2010: O

(AME, EPFCL-França).

sintoma: sua política, sua clínica. Em 2011, daremos seguimento e ampliação ao

Pois bem, o psicanalista autoriza-se de si mesmo, mas para que isso valha como um princípio, é preciso

trabalho de interlocução e orientação que o Fórum do

sustentar no oriente uma Escola que garanta que o

Campo Lacaniano tem levado, desde 2004, ao interior

psicanalista depende de sua formação. Assim, de um

do Estado de São Paulo: neste ano, o Fórum no Interior

lado, o deste autorizar-se, procuraremos encontrá-lo

será sediado em Mogi das Cruzes.

no corte que tem por efeito a subversão topológica.

Por fim, convidamos a todos para a nossa Jornada de Abertura, com a conferência de Dominique

De outro, no fazer escola – isto é, na transmissão –, precisaremos a nossa orientação.

Fingermann, e para a Diagonal Epistêmica, a realizarse em 16 de abril, quando teremos a oportunidade de

A Comissão de Gestão

Site do Campo Lacaniano SP Em 2011, nosso site seguirá seu bom percurso que

e IF-EPFCL, bem como as atividades de tais instân-

vem desde setembro de 2009. Nele você pode en-

cias. Informações sobre os cartéis em funcionamen-

contrar a programação completa do FCL-SP, os

to, bem como a formação de novos cartéis, também

seminários de seus membros, as atividades da

estão disponíveis. Buscaremos tornar o site ainda

Biblioteca Luiz Carlos Nogueira, as atividades de nos-

mais ativo e ágil. Para tanto, faremos nele algumas

sa Formação Clínica (FCCL), o Fórum no Interior, a

modificações de forma que seu pleno uso talvez não

Diagonal Epistêmica, entre outras. É possível tam-

esteja ocorrendo antes do mês de março. Acesse:

bém acompanhar a relação do FCL-SP com as instâncias às quais está ligado, a AFCL/EPFCL-Brasil

6

www.campolacanianosp.com.br


Internacional dos Fóruns - IF Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano - EPFCL

A Internacional dos Fóruns do Campo Lacaniano

correlacionadas à IF-EPFCL. Elas organizam local-

– IF-EPFCL – confedera as atividades dos Fóruns

mente a experiência de ensino e pesquisa dedicada

do Campo Lacaniano. A origem dos Fóruns, cria-

à teoria da clínica analítica no intuito de interrogar

dos em 1998, encontra-se na dissolução da Escola

seus fundamentos e seu alcance prático.

de Lacan, a EFP, em 1980, e na contraexperiência

A Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo

que sucedeu. Eles constituem, portanto, o retorno

Lacaniano-EPFCL, criada em Paris, em 2001, é

à aposta de uma comunidade psicanalítica capaz

orientada pelo ensino de Freud e de Lacan. Ela tem

de dar sustentação a uma Escola orientada na pers-

por objetivo específico o retorno às finalidades da

pectiva dos princípios e nas finalidades inscritos

Escola de Lacan: apoiar a elaboração e a transmis-

na Ata de Fundação da Escola de Jacques Lacan.

são da psicanálise, a crítica de seus fundamentos,

Essa comunidade internacional é composta por

a formação dos analistas, a garantia de sua quali-

47 fóruns distribuídos em cinco zonas linguísti-

ficação e a qualidade de sua prática. Sua extensão

cas. Os fóruns não são escola, mas campo. O nome

é internacional; ela outorga uma garantia por meio

“campo lacaniano” remete à noção de “campo de

de dispositivos internacionais, concedendo títulos

gozo”, desenvolvida por Lacan, que evoca a regu-

de Analista Membro da Escola (A.M.E.) aos prati-

lação do gozo no laço social. Essa denominação

cantes e Analista da Escola (A.E.) àqueles que atra-

indica a sua finalidade principal: assegurar a re-

vessaram a prova do passe.

percussão e a incidência do discurso analítico no

A necessidade de uma Escola, em sua diferen-

nosso tempo, mantendo as conexões com os ou-

ça com os múltiplos grupos e associações, repou-

tros discursos, mais precisamente as instituições

sa sobre a aporia do ato analítico ele mesmo. Nem

de saúde, as práticas sociais e políticas que se de-

técnica de especialista nem savoir-faire de artesão,

frontam com os sintomas da nossa época, tecendo

não sem relação com o saber, o ato analítico só se

laços com outras práxis teóricas (ciências, filosofia,

aborda pelas condições que o tornam possível: a

arte, religião) que implicam o sujeito. Os Fóruns

produção na análise de um desejo específico, dito

não deixam de ser orientados rumo à Escola, de

desejo do analista, verificável apenas de uma ma-

onde tomam seu sentido.

neira indireta pelos seus efeitos nas próprias análi-

As Formações Clínicas do Campo Lacaniano são

ses. Portanto, numa Escola é o analista que está na

7


Internacional dos Fóruns - IF

berlinda. Nem sábio nem artista, ele só se sustenta em seu desejo a partir da colocação em questão que

III ENCONTRO INTERNACIONAL DA ESCOLA - EPFCL

uma escola proporciona, onde ele pode dar contas

as análises, seus finais e o que segue

de sua experiência da psicanálise e como resiste

data

às rotinas da prática. Uma Escola de psicanálise

local

9, 10 e 11 de dezembro Paris - França.

é o lugar de um laço social original. Os principais dispositivos a serviço de seus fins são o cartel e o procedimento do passe. O site da IF-EPFCL se propõe a informar sua opção no contexto da psicanálise de nosso tempo, que já não é o mesmo da época de Freud. Encontra-se neste site a história do movimento dos Fóruns, os princípios de sua vocação internacional, os textos que fundamentam a sua orientação, as instâncias da Escola e as publicações, em particular os oito números de Heteridade: www.champlacanien.net

8

VII ENCONTRO INTERNACIONAL DA IF-EPFCL o que responde o analista data

2012

local

Rio de Janeiro


Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano - Brasil

EPFCL - Brasil EPFCL-Brasil é o nome da Associação nacional

Diagonais da Opção Epistêmica

que integra os Fóruns brasileiros, de forma solidá-

As Diagonais da Opção Epistêmica da EPFCL-Brasil

ria com suas iniciativas. Cada Fórum conta com

favorecem o intercâmbio e o debate das elabora-

sua gestão e sua programação particular. Todos os

ções teóricas, clínicas e formativas que a prática

membros de Fórum são membros da Associação

da psicanálise exige dos psicanalistas (a “práxis da

EPFCL-Brasil, que, por sua vez, articula-se com

teoria”).

outros Fóruns da IF-EPFCL, com os quais mantém intercâmbio e partilha a mesma orientação.

DIAGONAL EPISTÊMICA

Ela é dirigida por uma Comissão de Gestão eleita

repetição e transferência: incidência

pelos membros a cada dois anos, que coordena os

do desejo do analista

Seminários da EPFCL em vários Fóruns no Brasil e

Carmen Gallano (A.M.E. - membro do Fórum Psicanalítico de Madri)

promove encontros anuais. A EPFCL-Brasil acolhe, em nosso país, os dispositivos de Escola de Psicanálise do Campo Lacaniano que é internacional, dando-lhe suporte jurídico. Aqueles que querem informações a respeito da Escola ou desejam nela se engajar devem entrar em contato com um dos membros da Comissão Local Epistêmica e de Garantia (CLEAG). A CLEAG cumpre também a função de Secretariado do Passe e cuida do dispositivo do cartel no Brasil. A EPFCL-Brasil possui uma publicação semestral indexada: Stylus Revista de psicanálise (revistastylus@yahoo.com.br) e uma homepage:

data

16 de abril

XII ENCONTRO DA EPFCL/AFCL-BRASIL a lógica da interpretação convidado

Marc Strauss (A.M.E. da EPFCL – França)

coordenação nacional

Ana Laura P. Pacheco, Sandra Berta e

Beatriz Oliveira coordenação local

Andréa Fernandez, Ida Freitas e

Jairo Gerbase local data

Salvador

de 12 a 14 de novembro

www.campolacaniano.com.br

9


Cartel O Cartel faz Escola

Propor-se à formação em uma Escola de

psicanalítica por esta via faz trabalhar aquilo que

Psicanálise tem como uma de suas implicações

causa um a um em sua escolha pela Psicanálise.

participar de um Cartel tal como Lacan sustenta

Fazer parte de um Cartel depende de um desejo

desde a fundação da Escola Freudiana de Paris,

decidido por essa escolha.

em 1964. Lacan apresenta o Cartel como órgão de base em sua proposta de formação de psicanalis-

Para Formar um Cartel

tas e transmissão da Psicanálise justamente no

Aquele que desejar engajar-se em um Cartel en-

ano de sua “excomunhão” da IPA. Não por acaso,

contrará na sede do FCL-SP uma lista de pessoas

avesso aos efeitos de grupo, ele sugere que seja

interessadas em diferentes temas. Caso tenha in-

a transferência de trabalho o motor de funciona-

teresse em algum dos temas, pode entrar em con-

mento do Cartel.

tato com as pessoas já inscritas. Se quiser apre-

Cartéis são pequenos grupos de trabalho em que

sentar uma nova proposta para tema de cartel,

três a cinco pessoas se escolhem a partir de um

basta escrever seu nome e telefone de contato nes-

tema em comum. Depois, elegem mais-um, cuja

sa lista para que outros interessados o procurem.

função causa, no sentido de causar cada um no

Qualquer dúvida, entrar em contato com a comis-

avanço de sua pesquisa e de barrar os efeitos de

são de cartéis.

grupo, fazendo circular a palavra. Ao final, depois de, no máximo, dois anos de duração, espera-se que cada um apresente um produto, consequência desse tempo de trabalho.

Café Cartel é um evento que ocorre no FCL-SP desde 2005. Esta proposta surgiu como um espaço

Assim, incluir de saída um término para o

para debatermos as questões que este dispositivo

Cartel é colocar o princípio de dissolução no cen-

de Escola provoca na formação dos psicanalistas

tro dessa estrutura para que, ao final, seja possí-

e na transmissão da Psicanálise. A orientação do

vel se descolar desse pequeno grupo. Descolar e

Café Cartel é debater as condições de possibilida-

poder endereçar sua pesquisa à comunidade ana-

de do funcionamento de um cartel, o qual faz bor-

lítica é o que se espera de um cartelizante, fazen-

da entre a comunidade e a Escola.

do desse modo “Escola”. A entrada na formação

10

Café Cartel


Debate com Cartéis A proposta do Debate com Cartéis pretende res-

DEBATE COM CARTÉIS local

FCL-SP

18 de junho e 15 de outubro

ponder ao desejo de troca e interlocução num tem-

data

po anterior à conclusão do cartel, promovendo en-

horário

9h

contros nos quais se privilegia debater com um cartel convidado e ouvir suas articulações nesse momento.

CAFÉ CARTEL local data

Espaço Escola

FCL-SP

10 de setembro

horário

9h

No Espaço Escola são apresentados os produtos de cada cartel e os estados dos trabalhos no marco de um encontro que permite colocar a céu aberto o percurso realizado e apreciar o tempo de trabalho de cartéis em nosso Fórum, portanto, o tempo

ESPAÇO ESCOLA local data

a definir

2 de dezembro

de fazer Escola. A Comissão de Cartéis

11


Cartéis em funcionamento no Fórum • São Paulo – 2011

Autismo, psicose e constituição do sujeito • Camila Andrade de Oliveira; Camila Góes do Amaral Pozzato; Luzia Helena das Neves Teixeira, Verônica Lopes dos Santos, Alessandra Fernandes Carreira (mais-um) A direção do tratamento • Célia Bueno, Cláudia Carvalho, Mara Azevedo, Sílvia Franco, Silvana Mantelatto (mais-um) A direção do tratamento • Maria Cláudia Formigoni, Renata Bazzo, Mariana Ascenção, Verônica Montanher, Ana Paula Gianesi (mais-um) A ética da psicanálise : Estudo sobre o Seminário 7 • Marcelo Checchia, Maurício Hermann, Ivan Estevão, Carla Bohmer, Ana Paula Gianesi (mais-um) Literatura e Psicanálise • Cibele Lopes Barbará, Juliana Vieira Meyer, Lívia Barbosa Burin, Marina Rachel Graminha, Cláudia Costábile (mais-um) O Gozo no Nó Borromeo • Adriana Lovison de Oliveira, Rafael Rocha Daud, Stella Guimarães Ferraretto, Vinícius de Azevedo Silva, Ana Paula Pires da Silva (mais-um) O Sintoma • Silvia de Carvalho Machione, Rafael Bellizzi Zeri, Cláudia Comar, Fátima Claudia Farah, Silmia Sobreira (mais-um) Os quatro conceitos fundamentais da Psicanálise • Ana Lúcia Girardi, Elissom Martins, Geni Maria Gentil, Karen Alves, Ana Paula Gianesi (mais-um) Seminário 23, o Sinthome • Ana Laura Prates Pacheco, Ana Paula Pires da Silva, Beatriz Silveira Alves de Oliveira, Conrado Ramos, Sandra Letícia Berta (mais-um)

12


Sobre o Seminário 11 • Samantha Steinberg, Isabel Napolitani, Juliana Meyer, Cibele Lopes Barbará, Beatriz Oliveira (mais-um) Melancolia • Miriam Pinho, Marcelo Tavella, Beatriz Almeida, Stelio de Carvalho Neto, Welson Barbato (mais-um) As psicoses • Heliane Margarido, Igor Alves da Mota, Conceição Sperini, Sérgio Luis Braghini (mais-um) Formações do Inconsciente • Matheus Fracaroli, Tânia Câmara, Thiago Livon, Juliana Bartijotto (mais-um) A lógica da fantasia • Silmia Sobreira, Antonio Cezar Peron, Eliana Benguela, Alessandra Fernandes Carreira (mais-um) Pulsão e sublimação • Márcia Degani, Christianna Casselli Penna, Thelma Zaidan P. Bueno, Carina Rodriguez Sciutto, Glaucia Nagem de Souza (mais-um) O caso Dora • Camila Bragiola Berchieri, Laís Zucco, Caio César Garcia Carniel, Débora Camargo de Moraes Beraldi, Juliana Augusta Soares (mais-um) O discurso e a letra • Leda Bernardino, Christian Dunker, Ricardo Goldenberg, Dominique Fingermann, Ângela Vorcaro (mais-um) O sujeito em Lacan • Licilia Maria Souza Romão, Karla Rampim Xavier, Grazieli Campelo Siqueira, Glaucia Nagem de Souza (mais-um)

13


14


Fórum do Campo Lacaniano - FCL-SP O Fórum do Campo Lacaniano é uma comunida-

interessam pelo estudo da psicanálise, por suas

de orientada de acordo com o ensino de Sigmund

conexões ou por sua aplicação fora do dispositivo

Freud e Jacques Lacan. Inserido em um conjunto

analítico. Seus membros responsabilizam-se pelos

internacional – Internacional dos Fóruns do Campo

diferentes espaços de transmissão, os quais não

Lacaniano – e nacional – Associação dos Fóruns

apresentam o formato de curso, mas de uma rede

do Campo Lacaniano (EPFCL-Brasil) – desde 1999,

com diferentes maneiras de engajamento e de amar-

tem como princípio a formação do psicanalista e

ração: Seminários do Campo Lacaniano, Módulos

a transmissão da psicanálise. Para isso, o FCL-SP

de Ensino, Módulos de Leitura dos textos de Lacan

aposta no cartel enquanto via privilegiada de exe-

e de Freud, Redes de Pesquisa e a Rede Clínica. As

cução desse trabalho de formação e transmissão, tal

atividades da Biblioteca Luiz Carlos Nogueira de-

como Lacan propõe em sua Escola.

dicam-se à interlocução da psicanálise com áreas

O Fórum São Paulo acolhe todos aqueles que se

que lhe colocam questões e permitem sua extensão.

Membros do FCL • SP Ana Cláudia Fossen Ana Laura Prates Pacheco Ana Paula Lacorte Gianesi Ana Paula Pires da Silva Beatriz Helena Martins de Almeida Beatriz Silveira Alves Oliveira Carina Juliana Rodriguez Sciutto Carlos Eduardo Frazão Meirelles Carmen Sílvia Ávila Christian Ingo Lenz Dunker Conrado Ramos Daniele Rosa Sanches David Wilson Dominique Madelaine Fingermann Elisabeth Saporiti

Glaucia Nagem de Souza Gonçalo Moraes Galvão Helena Maria Sampaio Bicalho Heloísa Helena Aragão Ramirez Leandro Alves Rodrigues dos Santos Marcelo Amorim Checchia Maria Angélica Souza Dias Gerassi Maria das Graças Ramos Del Corso Maria Lívia Tourinho Moretto Maria Lúcia Araújo Marianne Nicklas de Souza Maruzânia Soares Dias Maurício Castejón Hermann Miriam Chicarelli Furini Paul Kardous

Paulo Marcos Rona Raul Albino Pacheco Filho Rita de Cássia Bícego Vogelaar Ronaldo Torres Sandra Aparecida Bossetto Sandra Aparecida Campos Galvão Sandra Letícia Berta Sérgio Marinho de Carvalho Sílmia Sobreira Silvana C. M. S. Mantelatto Silvana Pessoa Sílvia Maria Barile Alessandri Sílvia Regina R. F. Franco Stelio de Carvalho Neto Tatiana Carvalho Assadi

15


Atividades do FCL • SP

Formação Continuada

Jornada de abertura A Formação do Analista abertura

O Seminário de Formação Continuada, re-

Comissão de Gestão

servado aos membros do FCL-SP, inclui o

Dominique Fingermann (A.M.E. - EPFCL-FCL-SP) debate Sandra Berta horário 9h - 12h data 26 de fevereiro local Contraponto conferência

Seminário Teórico, o Seminário Clínico e o Espaço Escola, três momentos distintos nos quais são tratados conceitos fundamentais da psicanálise, sua ética e sua política. Nes-

Jornada de encerramento convidado internacional data local

te ano, trabalharemos no Seminário Teórico

Bernard Nominé (A.M.E. - EPFCL-França)

o escrito "O aturdito"(Outros Escritos, 1972).

3 e 4 de dezembro a definir

data de início horário

Fórum no Interior

28/2 , semanalmente, às segundas-feiras

das 8h30 às 10h30

A idéia do Fórum no Interior foi uma dessas iniciati-

comum às cidades maiores ou menores do interior. A

vas na solidariedade, tomada por membros do FCL-SP

idéia era e é ainda fazer um furo nesse fechamento.

com prática clínica, cartéis, seminário e atividades

Depois do oitavo Fórum no Interior, já é possível notar

relacionadas com a psicanálise em cidades do inte-

os efeitos desses deslocamentos de nossas cidades até

rior de São Paulo: Bragança Paulista, Jundiaí, Mogi

aquela que acolhe o evento, quando o Diretor do FCL-

das Cruzes, Piracicaba e Ribeirão Preto – visando

SP em exercício se desloca para tratar, em um seminá-

uma aproximação entre aqueles que nessas diversas

rio ou conferência, do tema que está sendo estudado

cidades participam das atividades propostas por esses

na cidade que acolhe o evento.

membros do Fórum.

Comissão Fórum no Interior

O que tinham em mente esses membros do FCL-SP

16

quando tiveram a idéia dessa iniciativa? Propiciar

data 20

intercâmbio entre esses analistas e aqueles que os

local

acompanham no interior, evitando o fechamento tão

tema

de agosto

Mogi das Cruzes

Interpretação e Ato Psicanalítico


FCL • SP Biblioteca Luiz Carlos Nogueira

Diálogo: Literatura e Psicanálise no Cinema

Conferências de Analistas Membros de Escola (A.M.E)

Coordenação: Gonçalo Moraes Galvão Em parceria com Marco Aqueiva (União Brasileira de Escritores)

Tema: A Lógica da Interpretação

Local: FCL-SP

Local : Fcl-Sp

Horário: às 9h Evento aberto e gratuito mediante inscrição antecipada na secretaria do FCL-SP.

Horário: Sempre às 20h Evento aberto e gratuito mediante inscrição antecipada na secretaria do FCL-SP.

Programação e Datas: 26 de Março Memórias Póstumas de Brás Cubas

Datas: 31 de Março Christian Dunker

de André Klotzel

28 de Maio 1984 de Michael Radford

27 de Agosto Lavoura Arcaica

Coordenação: Ana Paula Pires

30 de Maio Sílmia Sobreira 29 de Agosto Dominique Fingermann

de Luiz Fernando Carvalho

29 de Setembro Elisabeth Saporiti

29 de Outubro Blade Runner

31 de Outubro Ana Laura P. Pacheco

de Ridley Scott

17


FCL • SP

Formações Clínicas do Campo Lacaniano - FCCL Formações Clínicas do Campo Lacaniano (FCCL) é

Formações Clínicas do Campo Lacaniano (FCCL-SP)

uma instância de ensino, pesquisa e transmissão que

passa a ter uma entrada única, pela qual o participan-

o Fórum do Campo Lacaniano- SP (FCL-SP) oferece à

te terá acesso a um Módulo de Ensino, a um Módulo

comunidade.

de Leitura, a uma Rede de Pesquisa e a um Seminário

A partir desse ano, motivados e orientados pelo tema

do FCL-SP, conforme mostrado na tabela abaixo e de-

que trabalharemos, A FORMAÇÃO DO ANALISTA,

talhado nas páginas a seguir.

Módulo de ensino O Seminário 7 segundas-feiras das 20h30 às 22h30

O Seminário 15 quintas-feiras das 20h30 às 22h30

Módulo de leitura Módulo de Lacan

segundas-feiras, das 18h às 20h A Transmissão da psicanálise

Módulo de Freud

quintas-feiras das 18h às 20h A especificidade da psicanálise

redes de pesquisa seminários do FCL Esse modo de engajamento é sustentado pela con-

individual de um membro de escola, sejam atividades

cepção de formação pensada pelo Fórum do Campo

que, enodadas pelo percurso de cada um, são capa-

Lacaniano- SP. Nós entendemos que acompanhar um

zes de dar ao conceito de formação seu mais rico sen-

seminário de Lacan, fazer a leitura ao pé da letra dos

tido que, recordemos, vindo de Bildung, diz respeito

textos de Freud e Lacan, participar de uma rede de

ao processo da cultura e não a meras etapas escolares,

pesquisa que discute questões teórico-clínicas e en-

como já mencionado no nosso editorial .

trar no debate coletivo em uma área de pesquisa • Entrar em contato pelo email epfclforumsaopaulo@campolacaniano.com.br ou pelos telefones (3063-3703 e 3057-1743). • Todos os interessados passarão por uma entrevista • O valor mensal único para o engajamento em Formações Clínicas é de R$ 200,00 Forma de pagamento: 10 parcelas mensais, 18

pagas de

10 de março a 10 dezembro de 2011.


FCL • SP / FCCL Módulos de Ensino

Os Módulos de Ensino têm por objetivo trabalhar o tema do ano – A FORMAÇÃO DO ANALISTA – dentro dos seminários A Ética da Psicanálise e O Ato Psicanalítico.

Leitura do Seminário 7 - A Ética da Psicanálise Segundas-feiras, semanalmente – das 20h30 às 22h30 local: sede do Fórum Início: 28/02/2011

Ministrado por Ana Laura Prates Pacheco (março), Gonçalo Galvão (abril), Sílmia Sobreira (maio), Helena Bicalho (junho), Sandra Berta (agosto), Christian Dunker (setembro), Silvana Pessoa (outubro) e Raul Pacheco (novembro).

Leitura do Seminário 15 – O Ato Psicanalítico Quintas-feiras, semanalmente – das 20h30 às 22h30 local: sede do Fórum Início: 3/03/2011

Ministrado pelo “cartel de transmissão”: Conrado Ramos, Ana Paula Pires, Rita Vogelaar, Sandra Berta, Ronaldo Torres (mais-um).

19


FCL • SP / FCCL Módulos de Leitura dos Textos Fundamentais

Os Módulos de leitura das FCCL-SP fazem parte de

de leitura dos textos fundamentais de S. Freud, com o

uma leitura “ao pé da letra” dos textos fundamentais

tema “A especificidade da psicanálise” e o Módulo de

da psicanálise, acompanhando semanalmente os re-

leitura dos textos fundamentais de J. Lacan, intitula-

cortes dos temas que nos propomos a estudar a cada

do “A transmissão da psicanálise”, privilegiando os

ano. Teremos dois Módulos de leitura, a saber: Módulo

Escritos e Outros escritos.

Módulo de Leitura de Lacan • a transmissão da psicanálise Coordenação: Ana Paula Gianesi local

Sede do FCL-SP

data de início

28/02/2011

horário

segundas-feiras, semanalmente, das 18h às 20h

Março • abril

Agosto • setembro

Glaucia Nagem e Daniele Sanches

Beatriz Oliveira e Marianne Nicklas

“Situação da psicanálise e formação do psicanalista

“Nota italiana” (Outros Escritos, 1973) e “Posfácio ao

em 1956” (Escritos, 1956)

Seminário 11” (Outros Escritos, 1973)

Maio • junho

Outubro • novembro

Beatriz Almeida e Maria Lucia Araújo

Ana Paula Gianesi e Tatiana Assadi

“Proposição de 9 de outubro de 1967 sobre o psicana-

“Prefácio à edição inglesa do Seminário 11” (Outros

lista” (Outros Escritos, 1967)

Escritos, 1976), “Carta de dissolução” (Outros Escritos, 1980) e “Carta para a Causa Freudiana” (1980)

20


Módulo de Leitura de Freud - A especificidade da psicanálise

Coordenação: Glaucia Nagem

Local: Sede do FCL-SP Horário: quintas-feiras, semanalmente, das 18 h às 20 h Data de início: 03/03/2011

Março • abril

Agosto • setembro

Silvana Pessoa e Maruzânia Soares Dias

Carlos Eduardo F. Meirelles e Stelio de Carvalho Neto

“O método psicanalítico de Freud” (1904), “Sobre a

“História do movimento psicanalítico” (1914)

psicoterapia” (1905) e “As perspectivas futuras da terapêutica psicanalítica” (1910)

Outubro • novembro Glaucia Nagem e Elisabeth Saporiti

Maio • junho

“A questão da análise leiga” (1926)

Conrado Ramos e Maria Angélica Gerassi “Psicanálise ‘silvestre’”(1910), “Linhas de progresso na teoria psicanalítica” e “Sobre o ensino da psicanálise nas universidades” (1919)

21


FCL • SP / FCCL Redes de Pesquisa

As Redes de Pesquisa têm por objetivo discutir questões teórico-clinícas relativas à neurose, à psicose, à clínica psicanalítica com crianças e às incidências corporais na clínica psicanalítica.

Rede de Pesquisa de Neurose Coordenação: Maria Lúcia Araújo e Maurício Hermann Local: Sede FCL-SP Início: 21/02/2011 Horário: Segundas-feiras, quinzenalmente, das 16h às 17h30

Rede de Pesquisa de Psicanálise e Infância Coordenação: Ana Laura Prates Pacheco e Beatriz Oliveira Local: Sede FCL-SP (30 vagas) Início: 28/02/2011

Rede de Pesquisa sobre Sintoma e Corporeidade ― SP

Coordenadores: Christian Dunker, Heloísa Ramirez e Tatiana Assadi - Colaboradores: Daniele Sanches e Lola Andrade Local: Sede FCL-SP Início: 21/02/2011 Horário: Segundas-feiras, quinzenalmente, das 10h30 às 12h

Rede de Pesquisa sobre Sintoma e Corporeidade ― Mogi das Cruzes

Horário: Segundas-feiras, semanalmente, das 14h às 15h30

Coordenadores: Tatiana Assadi e Heloísa Ramirez

Rede de Pesquisa sobre as Psicoses

Local: Sede do Circuito Ponto de Estofo – MC

Coordenação: Beatriz H. M. Almeida e Sandra Letícia Berta Local: Sede FCL-SP Início: 28/02/2011 Horário: Segundas-feiras, quinzenalmente, das 10h30 às 12h

Colaborador: Sandra Tolentino Endereço: Rua Leonor de Oliveira Melo, 168, Jardim Santista, Mogi das Cruzes (SP) – (11) 4794-3535 Início: 22/02/2011 Horário: Terças-feiras, quinzenalmente, das 19h30 às 21h

Obs: Para a possibilidade de frequentar somente as redes, na condição de pesquisador, entrar em contato com o Fórum – tel: 3063-3703- para obter o telefone e email dos coordenadores de cada Rede.

22


FCL • SP / FCCL Rede Clínica

Ao sustentar o valor ético, a importância crítica da

Entendida como um dispositivo de formação con-

construção do caso clínico em psicanálise e a polí-

tínua dentro do âmbito de Formações Clínicas, a

tica que orienta a transmissão da experiência psica-

Rede Clínica volta-se fundamentalmente para a pes-

nalítica, o FCL-SP mantém, desde o início de 2009, o

quisa e a formalização da direção do tratamento,

dispositivo da Rede Clínica inserido nas FCCL-SP e

buscando o sentido transmissível da experiência à

norteado pelos princípios diretivos da EPFCL.

qual a psicanálise convoca seus praticantes.

Nesse dispositivo, participantes das FCCL-SP e

Assim, desde 2009, o Seminário da Rede Clínica

membros do FCL-SP que se declaram analistas pra-

foi um lugar de discussão e formalização das en-

ticantes entram em contato com a construção de

tradas em análise dos casos apresentados. Em 2011,

um caso clínico sob a supervisão de membros da

queremos dar um passo a mais em relação ao per-

EPFCL engajados na Rede Clínica. Além disso, a

curso de uma análise e trabalhar a formalização da

Rede Clínica sustenta mensalmente um Seminário,

direção do tratamento. Se tomarmos a entrada em

no qual os analistas praticantes participantes são es-

análise como instante de ver, podemos entender que

timulados a “dar as provas” de sua práxis na trans-

estamos em tempo para compreender a estratégia, a

missão de suas construções de caso clínico e no de-

política e a tática que sustentam uma cura.

bate das construções apresentadas pelos colegas.

coordenação data

28/3

horário local

Beatriz Oliveira

segundas-feiras, mensalmente, das 12h às 14h

Sede do FCL-SP

Para ingressar na Rede Clínica é necessário que o interessado esteja pelo menos há um ano participando de Formações Clínicas do Campo Lacaniano e mantenha seu engajamento nas atividades de FCCL (módulo de ensino, módulo de leitura, rede de pesquisa e seminário do FCL).

23


FCL • SP

Seminários do Campo Lacaniano

São seminários oferecidos pelos Membros de Escola que convidam os participantes a acompanhar o momento do percurso desses analistas, as questões que a eles se apresentam, bem como a direção de suas respostas. Os Seminários do Campo Lacaniano não fazem parte diretamente das Formações Clínicas. Porém, devido à importância que acreditamos que eles tenham na Formação do analista, por entrar no debate coletivo em uma área de pesquisa individual dos Membros de Escola, quem se engajar em Formações Clínicas poderá optar por acompanhar um deles.

A escrita e a letra no ensino de Jacques Lacan: consequências para a clínica psicanalítica e sua transmissão

Referências e contextos no ensino de Jacques Lacan

Coordenação: Ana Laura Prates Pacheco

Local: Sede FCL-SP

Local: Sede FCL-SP

Início: 14 de março

Início: 21 de março

Horário: das 12h às 14h

Horário: das 10h30 às 12h

Contato: ronaldotorrescl@gmail.com

Coordenação: Christian Dunker, Paulo Rona e Ronaldo Torres

Contato: analauraprates@terra.com.br

Seminário sobre a obra de Jacques Lacan Coordenação: Christian Dunker

Sobre o último ensino de Lacan – A Terceira (continuação)

Local: Instituto de Psicologia – USP – sala 12

Coordenação: Conrado Ramos

Início: 24 de março

Local: Sede FCL-SP

Horário: 12h às 14h

Data de início: 28 de fevereiro

Contato: chrisdunker@usp.br

Horário: das 16h às 17h30 Contato: conrado_ramos_br@yahoo.com.br

24


Psicanálise: os meios do fim Coordenação: Dominique Fingermann Local: Sede FCL-SP Início: 28 de fevereiro Horário: das 12h às 14h Contato: dfingermann@terra.com.br

Conceitos fundamentais da psicanálise: Freud e Lacan Coordenação: Elisabeth Saporiti

Local: Al. Jauaperi, 173 Moema (próximo ao Ibirapuera) Início: 16 de fevereiro Horário: das 18h30 às 20h Contatos: 3884-4702 ou 9988-8533 ou elisa.saporiti@terra.com.br

A prática da psicanálise: o psicanalista e a subjetividade de sua época Coordenação: Leandro A. Rodrigues dos Santos

Local: r. Agenor de Camargo, 81 – Centro – Sto André-SP Início: 27 de janeiro Horário: das 20h30 às 22h30 Contato: 4438- 8148 ou leandro.psi@uol.com.br

Trauma: suas consequências na clínica psicanalítica Coordenação: Sandra Berta Local: Sede FCL-SP Início: 14 de março Horário: das 16h às 17h30 Contato: 8209-8239 / 3673-6851 e 3864-1144 ou bertas@uol.com.br

Transferência e desejo do analista Coordenação: Gonçalo Moraes Galvão Local: Sede FCL-SP Início: 14 de março Horário: das 10h30 às 12h Local: R. Tupy, 153, sl2 – Taboão – Bragança Paulista -SP Início: 15 de março Horário: das 20h30 às 22h Contato: (11) 4034-1209

Quatro conceitos fundamentais da psicanálise

Coordenação: Sílmia Sobreira, em parceria com Alessandra Carreira e Michele Candiani Local: Escola Bonjour Paris – Rua Garibaldi, 2345 Ribeirão Preto – SP Início: 19 de março Horário: sábado, mensalmente, às 16h Contatos: (11) 3151-4128 e 38262542 (Sílmia Sobreira), (16) 3625-6490 (Alessandra Carreira e Michele Candiani)

25


Agenda Fevereiro

Setembro

26

Jornada de abertura - 9h – Contraponto

10

Café Cartel - 9h – Sede FCL-SP

28

Início das atividades

29

Conferência de AME: A Lógica da Interpretação Elisabeth Saporiti

Março

26

20h – Sede FCL-SP Literatura e Psicanálise no Cinema: “Memórias póstumas de Brás Cubas” - 9h Sede FCL-SP

31

Conferência de AME: A Lógica da Interpretação Christian Dunker - 20h – Sede FCL-SP

Outubro

15

Debate com Cartéis - 9h – Sede FCL-SP

29

Literatura e Psicanálise no Cinema: “Blade Runner”

Abril

16

9h - Sede FCL-SP Diagonal Epistêmica - Carmen Gallano 9h – Local a confirmar

31

Ana Laura Prates Pacheco

Maio

20h – Sede FCL-SP

28

Literatura e Psicanálise no Cinema: “1984” - 9h - Sede FCL-SP

30

Conferência de AME: A Lógica da Interpretação

Novembro

12 a 14

Sílmia Sobreira - 20h – Sede FCL-SP

Junho

18

XII Encontro Nacional da EPFCL/AFCL-Brasil Salvador - Bahia

26 Debate com cartéis - 9h – Sede FCL-SP

Agosto

Jornada de encerramento – Formações Clínicas Horário e Local a confirmar

Dezembro

20

Fórum no Interior

27

Literatura e Psicanálise no Cinema: “Lavoura Arcaica”

02

Jornada de encerramento – Espaço Escola Horário e Local a confirmar

9h - Sede FCL-SP

29

Conferência de AME: A Lógica da Interpretação

03 e 04

Jornada de encerramento – Membros Convidado internacional – Bernard Nominé

Conferência de AME: A Lógica da Interpretação Dominique Fingermann 20h – Sede FCL-SP

Horário e Local a confirmar

09 a 11

III Encontro Internacional de Escola – EPFCL Paris – França

Mais informações: www.campolacanianosp.com.br 26


FCL • SP

EPFCL • Brasil

Comissão de Gestão 2011-2012 Diretor: Conrado Ramos Secretário: Ronaldo Torres Tesoureira: Ana Paula Pires Coordenadora de FCCL: Rita Vogelaar

Comissão de Gestão 2010-2012 Diretora: Ana Laura Prates Pacheco Secretária: Sandra Berta Tesoureira: Beatriz Oliveira

Conselho do FCL - SP 2011-2012 Diretora 2010: Sandra Berta Diretora 2008-2009: Beatriz Oliveira Diretora 2006-2007: Ana Laura P. Pacheco Coordenadora de FCCL 2010: Silvana Pessoa Coordenadora de FCCL 2008-2009: Sandra Berta Comissão de Acolhimento Coordenadora: Silvana Mantelatto Ana Paula Gianesi Conrado Ramos Glaucia Nagem Comissão de Cartéis – 2011 Coordenadora: Glaucia Nagem Beatriz Almeida Sandra Berta Sílmia Sobreira Publicações Livro Zero – Revista anual do FCL-SP

Capa: Retrato N/S - Maurício Parra Pedidos de informações e acolhimentos devem ser dirigidos à secretaria do FCL-SP pelos telefones (11) 3057-1743 / 3063-3703

Todos os membros de fóruns são membros da AFCL/EPFCL-Brasil Os diretores dos Fóruns compõem, junto à CG da AFCL/EPFCLBrasil, a Comissão de Acolhimento e Intercâmbio (C.A.I.)

CLEAG - Comissão Local Epistêmica, de Acolhimento e Garantia Alba Abreu Lima Ângela Maria Diniz Costa Antonio Quinet José Antonio Pereira da Silva Sonia Alberti Publicações Cadernos de Stylus Stylus – Revista semestral Estilete – Boletim semestral Site – www.campolacaniano.com.br Publicações disponíveis para aquisição no FCL-SP IF – Internacional dos Fóruns Colegiado dos representantes da IF (CRIF) do Brasil: Jairo Gerbase Zona Francófona: Bernard Nominé Espanha F7: Rithée Cevasco Itália: Celeste Sorana América Latina Sul: Alicia Donghi América Latina Norte: Guillermo Uribe Zona Anglófona: Devra Simiu Delegados IF em São Paulo Conrado Ramos Glaucia Nagem Silvana Mantelatto

27


Fórum do Campo Lacaniano • São Paulo Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano • Brasil

Rua Lisboa 1163 Pinheiros - São Paulo - SP Tel.: 11 3063 3703 / 3057 1743 epfcl-forumsaopaulo@campolacaniano.com.br

LC003.11

www.campolacanianosp.com.br

Profile for Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo

Boletim 2011 - Fórum do Campo Lacaniano SP  

Boletim 2011 - Fórum do Campo Lacaniano SP

Boletim 2011 - Fórum do Campo Lacaniano SP  

Boletim 2011 - Fórum do Campo Lacaniano SP