Page 1

Recompensa para quem capiturar atum com marca

O

programa de mar­ cação de atuns no Oceano Atlântico vem sendo desenvolvido pela International Com­ mission for the Conserva­ tion of Atlantic Tunas (ICCAT) no Brasil desde o mês de Abril, e somente no Estado do Rio de Janei­ ro já foram marcados mais de 2 mil peixes desde en­ tão. Entre os tipos de mar­ cações estão inclusos transmissores eletrônicos implantados de forma ci­ rúrgica, transmissores via satélite, marcações quí­ micas e marcas plásticas tradicionais. O objetivo principal do projeto é re­ cuperar informações so­ bre o maior número de atuns marcados, através de incentivos para os pes­ cadores locais por meio de recompensas e prê­ mios. Os peixes recebem marcas plásticas nas cores amarela e laranja. Ao cap­ turar um atum marcado, é indispensável anotar o ta­ manho do peixe e a data de captura, além da sua posição geográfica. Em re­ lação às recompensas e prêmios, estes serão dis­ tribuídos da seguinte ma­ neira: 1) para cada marca amarela recapturada Uuntamente com as infor­ mações sobre o peixe), to-

da a tripulação será pre­ miada com camisetas do projeto na cor amarela, e a pessoa que capturou o peixe receberá uma re­ compensa de R$50, e a sua camiseta do projeto será na cor vermelha. Para ca­ da nova marca amarela recuperada, a pessoa que capturou o peixe receberá o bônus de R$50 mais a camiseta na cor vermelha, entretanto, a tripulação somente receberá as ca­ misetas amarelas para o primeiro peixe que for re­ capturado; 2) para cada marca vermelha recaptu­ rada (também acompa­ nhada das informações a respeito do peixe), além do bônus de R$50 para a pessoa que capturou o peixe e das camisetas para a tripulação, o peixe recu­ perado será comprado pelo seu respectivo valor de mercado. Através desse programa de recompen­ sas e bonificações, a ICCAT espera conseguir recuperar o maior núme­ ro de marcas e informa­ ções a respeito dos peixes marcados pelo projeto, contribuindo para o de­ senvolvimento do conhe­ cimento científico e para a pesca sustentável das di­ ferentes espécies de atuns que ocorrem no Brasil.

por Rafael Ferreira Muniz - Eng. de Pesca

ICCAT - Programa de Marcação de Atum Tropical do Oceano Atlântico (AOTTP)

Se encontrar um atum com uma marca como esta

ICCAT - Programa de Marcação de Atum Tropical do Oceano Atlântico (AOTTP)

Se encontrar um atum com uma marca como esta

Marca vermelha KEEP WHOLE FISH (Conservar o peixe inteiro)

POR FAVOR ENVIAR UM SMS PARA (81} 99634.0546 COM O CÓDIGO ESCRITO NA MARCA E O COMPRIMENTO DO PEIXE NÓS LIGAREMOS DE VOLTA

JIIIJlllllllp111p111Jlll�IIIIJIIIIIIII.IIIIIIIIJIIMJIIIJIMlllll'llfll'IIUIIIIJIIIIIIIIJlllllllflJIIIJ1fllJllllnll,ll'll'IIIIIIIJIIIIIIIJUlllllllpllllllllJflllJllll)lljlllllllf1111111111111Jllllrll•IIIIIIIIIIIJIIIJlllllll'lllfll!llllf'"'IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIJl11J1"11""Plllll,IIIJIIIIIIIIJll"l"11111111111(111

PETROBRAS

O

1

2

3

4

6

8

7

8

9

10

11

12

13

14

16

18

17

18

19

20

21

22

23

24

25

29

27

28

29

:JO

31

32

KEEP WHOLE FISH

POR FAVOR ENVIAR UM SMS PARA

33

34

35

3fi

37

Marca vermelha (Conservar o peixe inteiro)

COM O CÓDIGO ESCRITO NA MARCA E O COMPRIMENTO DO PEIXE

__,,_ [l[ffiTil � l� 1

-

36


Profile for NÔMADE ARTES GRÁFICAS - Filipe Figueiredo da Guia

REVISTA CONVÉS Nº 115 - JULHO 2017  

A Sua Revista Náutica

REVISTA CONVÉS Nº 115 - JULHO 2017  

A Sua Revista Náutica

Advertisement