Issuu on Google+

PUBLICAÇÃO DA FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS NOVEMBRO/DEZEMBRO/2011 ANO IV - Nº 24 - GESTÃO 2010-2012

O show das ACEs FECHAMENTO AUTORIZADO. PODE SER ABERTO PELA ECT.

AV. AFONSO PENA, 726 - 15º ANDAR - CENTRO - BELO HORIZONTE - CEP 30130-003

Congresso e Mérito Empresarial reúnem dirigentes de todo o Estado e mostram a força da Federaminas







Palavra do presidente Adeus ano velho, feliz ano novo

Chegamos ao fim de mais um ano de trabalho e conquistas. Temos muito a comemorar, mas temos também muito o que fazer ainda. Trabalhar sempre, com coragem e determinação, mas sem nunca deixar a alegria. Foi com esse pensamento que assumimos a direção da Federaminas e no qual temos buscado sempre inspiração para fortalecer as Associações Comerciais e os empresários que elas representam. No balanço do ano que se encerra, muitas conquistas e uma integração cada vez maior de uma importante classe que movimenta a economia, gera empregos e dá importante contribuição à sociedade, a dos empresários. Tivemos um calendário cheio e uma agenda extensa em 2011: foram numerosas as viagens pelo interior de Minas, os cursos, palestras, novos produtos e serviços lançados, debates e encontros com todos os segmentos, numa pluralidade que também se firma como marca da Federaminas. O resultado desse trabalho incansável – que envolve dirigentes e funcionários da Federaminas, Associações Comerciais e empresários de todos os portes e segmentos – é uma integração que fortalece e nos permite sonhar com um futuro cada vez melhor, mais participativo e solidário. Ao falar de participação, temos que destacar também os resultados positivos do XIV Congresso das ACEs e dos eventos paralelos, como o Encontro do Empreender e o Encontro da Câmara Estadual da Mulher Empreendora. Diretores, executivos e associados de todas as regiões mineiras atenderam à convocação da Federaminas e fizeram do encontro em Araxá um verdadeiro show. Show de organização, show de qualidade e, principalmente, um show de participação. Essa energia empreendedora e associativista é que nos mantém nesse trabalho de representação e fortalecimento das ACEs mineiras. Uma força que passa também por valorosos parceiros, entre os quais o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG), com quem iniciamos uma nova era no Judiciário, na qual a conciliação terá prioridade em detrimento dos conflitos. Com a inauguração de dezenas de Postos Avançados de Conciliação Extraprocessual (PACEs), a Federaminas avança também na busca da pacificação social, incentivando o diálogo e a negociação como caminhos para a superação de conflitos de natureza econômica. Que em 2012 tenhamos novas conquistas e avanços. E que também não faltem solidariedade, fé, esperança, paz e união para que o ontem seja um sonho de felicidade e cada amanhã seja uma visão de esperança.

Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais

Diretoria Executiva Federaminas Gestão 2010/2012 Presidente: Wander Luis Silva (Ipatinga) Vice-Presidentes: Alexander Fontana Brito (Pirapora), Avelino José Miguel (Janaúba), Benedito Coutinho de Almeida (Poços de Caldas), Charles Lotfi (Belo Horizonte), Ernani Campos Porto (Caratinga), Denílson Rosa (Piumhí), Edmilson Soares dos Santos (Governador Valadares), Emílio César Parolini (Araxá), Fernando M. de Gouveia Junqueira (Além Paraíba), Geraldo Eustáquio A. Drumond (Montem Claros), Hebert Lever José do Couto (João Pinheiro), Heleno Oliveira e Silva (Itajubá), Luiz César Pereira Negreiros (São Lourenço), Luiz Henrique Mendes (Pouso Alegre), Marco Aurélio Moreira (Contagem), Ralph Duarte Funchal (Três Pontas), Sérgio Marques Cordeiro (Ponte Nova), Valmir Rodrigues da Silva (Alfenas) Diretoria: Antônio Carlos Almeida Machado, Antônio Fernando do N. Teixeira, Antônio Gualberto de Faria, Benito de Araújo,Cícero Braga Neto, Cleide Isabel Basiqueto Bersani, Edson Martins Coelho , Felício Brum Lugão, Flávia Cristina de Souza, Geraldo Gabriel de Mello Filho, Girlândia Lima Borborema, Gislaine Márcia José Pires da Silva, Ivair de Andrade, Izabel Cristina Gonçalves, João Ernesto de Oliveira, João Tadeu Dorta Machado, Joaquim Ferreira Alves, José Norberto Dias, Karone Marlus Rocha de Oliveira, Lucimar dos Santos, Marcelo Valadares Couto, Márcia Rocha da Silva, Márcio Elias Cardoso, Nelson Antônio Mourão Barros, Persival Ferreira da Costa, Roberto Carlos de Oliveira, Romero Machado Campos Júnior, Sebastião Calais de Almeida, Siomara Regina de Souza, Rosana A. Sibila Fraga Souza Conselho Fiscal: Amaury Gonçalves, Francisco José L’abbate Neto, Lauro Tadeu de Almeida Lopes, Luiz Américo Bertolaci Jr., Rubens Nunes Medeiros, Welington Magno de Figueiredo Assessoria de Comunicação Eli R. de Souza - MG01521JP Nádia Louzada Redação e Edição Jakson Goulart

Wander Luis Silva Presidente

Leia nesta edição: ACEs ajudam no desenvolvimento do Estado, elogia secretário de MG . ...........5 Federaminas tem meta audaciosa para o “Empreender” em 2012

. ..............14

Consultor alerta para aumento da fiscalização tributária no Brasil

. ............16

“Mérito” homenageia empresários em festa de integração em Araxá

..............20

Fotolito e Produção Gráfica Gráfica Art Publish - 31.3822.6019 artpublish@artpublish.com.br Tiragem 3.000

MISSÃO Ser referência como entidade representativa do movimento classista empresarial. VISÃO Representar, integrar e fortalecer as ACEs promovendo o desenvolvimento econômico sustentável no estado de Minas Gerais.

Parceria entre Federaminas e TJ aposta na pacificação social

................28 


Foto Official Foto Official

Congresso de oportunidades

Araxá recebe mais de 1,2 empresários em encontro que reafirma a força do Sistema Federaminas



des”, tanto para Araxá, que recebeu centenas de visitantes, quanto para os participantes, que conheceram novos projetos e serviços oferecidos pela Federaminas e possibilidades de negócios futuros tanto para as ACEs quanto para as empresas.

Foto Official

Poucas vezes um tema retratou tão fielmente uma disposição como o do XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais. “Mudanças – Despertar de novas oportunidades” foi o tema que permeou todas as discussões durante o evento organizado pela Federaminas, que foi realizado nos dias 20 e 21 de outubro, com uma extensa programação, e acabou sendo “esticado” até o dia 22, quando vários dos participantes puderam fazer um tour para conhecer a bela cidade de Araxá, que sediou o Congresso das ACEs e, também a solenidade do “Mérito Empresarial 2011”, ambos pela primeira vez fora da capital mineira na gestão de Wander Luis. “Mudança”, uma das propostas da Federaminas para a discussão com os empresários e dirigentes da classe, foi uma palavra presente em várias das palestras e atividades do XIV Congresso das ACEs, no sentido de “evolução”. Foi também o “despertar de novas oportunida-

PROGRAMAÇÃO EXTENSA

O XIV Congresso das ACEs teve uma programação extensa e eventos paralelos, como o I Encontro Mineiro da Mulher Empreendedora, que teve como tema “Interações na arte de empreender”; o Encontro do Projeto Empreender, que reúne empresas de pequeno porte em núcleos setoriais e está presente em dezenas de cidades; e o Encontro do PACE – Postos Avançados de Conciliação Extraprocessual, uma parceria da Federaminas com o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG). A programação do XIV Congresso das ACEs teve uma série de palestras e workshops, com a participação, entre outros, da desembargadora Már-

cia Milanez, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, do neurocientista Eduardo Aquino, do escritor Robert Wong, do empresário Ricardo Zema, da cientista Nise Hitomi Yamaguchi, do professor Frederico Porto e do representante da Google Brasil, André Azevedo.

FORTALECIMENTO

Outra palavra muito usada, em todas as discussões do XIV Congresso das ACEs, foi “força”, para destacar a importância dos empre-


Foto Official

talurgia e Mineração (CBMM), Certisign, Boa Vista Serviços e Correios. A grande participação no Congresso de Araxá, conforme Wander Luis, “solidifica os laços de união e de cooperação entre as Associações Comerciais e os empresários que elas representam”. “Sozinhos não somos nada”, sentenciou o presidente da Federaminas, que deixou bem claro em seu discurso que um dos sonhos da entidade é criar uma Associação Comercial em cada cidade mineira.

Foto Official

sários e de suas entidades para o desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil. Já na abertura oficial do Congresso, o presidente Wander Luis Silva destacou o trabalho de fortalecimento do Sistema Federaminas, através do apoio às aproximadamente 400 entidades federadas. “Atuando conjuntamente, como temos feito na Federaminas e nos municípios, o movimento das Associações Comerciais mineiras ganha cada vez mais força e influência junto aos canais de decisão”, destacou Wander Luis. Ele elogiou também o empenho das ACEs e de seus dirigentes, que levaram mais de 1,2 mil pessoas aos eventos organizados pela Federaminas, e agradeceu o apoio da Associação Comercial de Araxá e da Prefeitura Municipal, além dos patrocínios do SebraeMG, Companhia Brasileira de Me-

Foto Official

Secretário destaca o papel da Federaminas A força do Sistema Federaminas foi destacada também pelo secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Fábio Veras, que representou o governador Antônio Augusto Anastasia – em viagem oficial ao exterior – no XIV Congresso das Associações Comerciais, em Araxá. Veras lembrou que a Federaminas representa, entre importantes segmentos econômicos, o de comércio e serviços, que configura 58% do Produto Interno Bruto (PIB) de Minas Gerais, e é uma parceira estratégica do governo mineiro, “sempre junto, ajudando a planejar o mundo real”. É essa força, conforme Veras, que tem ajudado Minas Gerais a se destacar no cenário econômico brasileiro, mesmo diante da crise internacional. Ele destacou que o cresciFábio Veras: apoio dos empresários para planejar o mundo real

mento da economia mineira no ano passado foi superior a 10%, no nível da China e da Índia, e a previsão é de que o balanço de 2011 também seja bastante positivo. “O associativismo tem um grande peso na economia de Minas, e as Associações Comerciais ajudam no desenvolvimento econômico e social do Estado”, completou.

COMPETITIVIDADE

“Minas Gerais conta com a mais avançada máquina administrativa, o que tem otimizado a aplicação dos recursos originários de impostos em benefício da sociedade. E conta também com um empresariado competitivo, que tem ajudado o Estado a superar as dificuldades e a se destacar no cenário nacional”, afirmou Fábio Veras. De acordo com o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, o governo continuará apoiando as micro e pequenas empresas, que são as que mais crescem e geram empregos no Estado. “O governo não vai atrapalhar, mas ajudar os empresários, valorizando e abrindo espaço para os empreendedores. Queremos dar as mãos aos empresários para que possamos continuar crescendo com sustentabilidade”, finalizou Fábio Veras.




Foto Official

Entidades são protagonistas do desenvolvimento, diz Farid “As Associações Comerciais e Empresariais estão assumindo o seu papel de protagonistas das mudanças que estão fazendo de Minas Gerais um modelo de gestão”. A constatação é do presidente da ACE de Araxá, Márcio Farid, anfitrião do XIV Congresso da Federaminas, realizado nos dias 20 e 21 de outubro. O último Congresso das ACEs, conforme Farid, reforçou o importante papel das ACEs e dos empresários. “Os obstáculos extrapolam fronteiras e abalam certezas e impérios consolidados. Cabe às Associações Comerciais buscarem alternativas e soluções e assumirem o seu papel de protagonistas do desenvolvimento econômico e social”, discursou. Farid disse ainda que a escolha de Araxá para sediar o XIV Congresso das ACEs foi uma decisão “feliz e de grande sensibilidade” do presidente da Federaminas, Wander Luis Silva. “Esse encontro coloca Araxá de vez no circuito dos grandes eventos e valoriza a tradição secular da cidade de receber bem seus visitantes e de proporcionar novas vivências. Nada melhor que um ambiente histórico – como o Grande Hotel de Araxá – para refletirmos sobre as transformações vividas no mundo contemporâneo e as oportunidades que surgem”, comemorou o empresário.

OPORTUNIDADES

O tema do XIV Congresso das ACEs – “Mudanças –

Márcio Farid, da ACE de Araxá: reflexão sobre o mundo contemporâneo

Despertar de novas oportunidades” – também foi elogiado por Márcio Farid, que considerou o mais apropriado diante da conjuntura atual. “O tema do Congresso aponta novos caminhos a seguir e reforça o papel social das Associações Comerciais. Planejamento, equilíbrio, cidadania e capacidade empreendedora levam ao despertar de novas oportunidades”, arrematou. A divulgação da cidade, famosa por suas termas naturais, foi outro ponto positivo destacado por Márcio Farid. Além de movimentar a economia local durante três dias, ele destacou que o XIV Congresso das ACEs também contribuiu para mostrar o potencial de Araxá. “Recebemos visitantes de mais de 160 cidades, pessoas que vieram à cidade pela primeira vez e que agora serão multiplicadoras nessa divulgação positiva”, elogiou Farid, para quem o evento da Federaminas também “abriu novas perspectivas e potenciais para as ACEs”.

O presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (OCEMG), Ronaldo Scuccato, também vice-presidente da Confederação Nacional das Cooperativas, foi outro convidado do XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais, em Araxá. Ele destacou que a Federaminas é uma entidade co-irmã, com assento no Conselho da OCEMG, que reúne aproximadamente 800 cooperativas, e que tem um importante papel na organização do setor produtivo. “As duas entidades, até 10 anos atrás, eram distantes uma da outra, mas hoje têm uma importante parceria e um papel fundamental no desenvolvimento econômico e social. A Federaminas é importante para Minas Gerais, pois defende a bandeira do cooperativismo, que é a mola propulsora da economia brasileira. Como parceiras, hoje temos um papel mais ativo no Estado”, afirmou Scuccato.



Foto Official

Presidente da OCEMG destaca a força do cooperativismo em Minas

Abertura do XIV Congresso das ACs


Para Araxá, um privilégio O prefeito de Araxá, Jeová Moreira da Costa, parti- zem a diferença, ao assumir o seu papel de ator político cipou dos dois dias de programação do XIV Congresso e desatar os nós dos interesses individuais a favor dos das Associações Comerciais de Minas Gerais, realizado interesses coletivos”, concluiu o prefeito de Araxá. em outubro naquela cidade. “É uma grande honra e Foto Official motivo de alegria para a cidade receber MOÇÃO DE APLAUSOS tantas delegações empresariais. A força A Câmara Municipal de Araxá tamdos empresários é a grande força transbém destacou a escolha da cidade para formadora de Araxá e de Minas Gerais”, receber o encontro de Associações Cosaudou o prefeito no discurso de boas merciais. O presidente do Legislativo, vevindas aos participantes. reador Carlos Roberto Rosa, informou a Receber o Congresso da Federamiaprovação de uma moção de aplausos à nas, conforme o prefeito, foi também Federaminas pelo sucesso do Congresso. um privilégio para Araxá, pois alavanca A homenagem foi proposta pela vereao turismo e consumo, e divulga a cidadora Lídia Jordão, que destacou os bede. “Assim como Juscelino Kubitschek e nefícios que o evento proporcionou a Getúlio Vargas, cujas histórias estão ligaAraxá. das ao Grande Hotel de Araxá e fizeram Por sua vez, o presidente da Federatudo para desbravar o interior, a Federaminas, Wander Luis Silva, agradeceu a minas empunha essa mesma bandeira acolhida em Araxá e elogiou a cidade, com a mesma força”, comparou. que tem como representante na diretoJeová da Costa agradeceu a escolha Prefeito de Araxá, Jeová ria da entidade estadual o vice-presidenda sua cidade para sediar o XIV Congres- da Costa, participou dos te Emílio Parolini. “A escolha de Araxá so das ACEs e elogiou a visão de interio- eventos reforça o compromisso de interiorização rização da Federaminas e a valorização da entidade e a força das parcerias que do capital humano e empreendedor dos empresários viabilizaram o evento. Uma prova de que, quando todo mineiros. “São pessoas e entidades que realmente fa- mundo quer, fica mais fácil”, agradeceu o dirigente empresarial.

O XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais não teve só palestras, workshops e cases de sucesso. O encontro promovido pela Federaminas em Araxá, que teve a participação de dezenas de entidades de todas as regiões do Estado, foi também um grande evento cultural. Os dois dias da programação do Congresso foram intercalados com várias apresentações artístico-culturais nos vários espaços do Tauá Grande Hotel de Araxá. A música esteve presente, em seus vários estilos, ao lado do artesanato, do teatro e do humor. Logo na chegada ao Grande Hotel, no dia 20 de outubro, os participantes do Congresso da Federaminas foram recebidos por uma banda de jazz, da própria cidade. Na abertura oficial, mais música, com o saxofonista Leonídio e o acordeonista João Bosco, que fizeram uma singela execução do Hino Nacional Brasileiro. Os dois músicos também animaram outros momentos do encontro empresarial.

Foto Official

Música para descontrair e animar

INTERVALOS MUSICAIS

Foto Official

Os intervalos da programação foram recheados de música, inclusive nos horários do almoço e do jantar, com artistas de Araxá e da região, de estilos variados, se revezando ao microfone. A música ajudou a descontrair e animar os participantes. O chorinho foi outro estilo de música em alta no XIV Congresso das ACEs, com uma apresentação especial do grupo de alunos da Escola de Música Maestro Elias Porfírio, de Araxá. Outros artistas da cidade também se apresentaram no palco montado do lado de fora do Grande Hotel, como a dupla sertaneja Ricardo e Leonardo. No mesmo palco, os participantes do encontro da Federaminas puderam assistir também à performance de humor “As Peripécias de Dona Santa”, principal show do evento, com o cantor, ator e humorista Saulo Laranjeira.




Lição de amor Médica reconhecida internacionalmente defende mudança de comportamento e diz que é preciso “abrir os olhos da alma”, na vida e nos negócios “Ouse sonhar, ir atrás dos seus objetivos. Viva o presente com intensidade.” Essas foram algumas das verdadeiras lições dadas pela médica oncologista e imunologista Nise Hitomi Yamaguchi durante palestra no XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais, realizada nos dias 20 e 21 de outubro, em Araxá. “A arte de viver e lutar pelos seus sonhos” foi o título da palestra, uma das mais concorridas do evento promovido anualmente pela Federaminas. Reconhecida internacionalmente, Nise Yamaguchi é uma das pioneiras no tratamento contra o câncer no Brasil, além de participar de ações, campanhas e atividades com foco na prevenção da doença e no atendimento adequado e humanizado do paciente e de seus familiares. Ele aproveitou toda a sua experiência na área médica para falar sobre como mudanças de comportamentos podem ter resultados positivos na vida de uma pessoa ou na sobrevivência de uma empresa.

ESPERANÇA

Foto Official

Como no caso do câncer, os problemas de uma empresa precisam ser diagnosticados antes que seja impossível qualquer “tratamento”. Ela sustenta que “todo câncer tem cura, desde que detectado precocemente”, mas ressalta: “O peso dos nossos medos, das nossas angústias, ocupa um espaço muito grande, e muitas vezes minam a capacidade de se ir em frente.” Tanto para uma empresa como para um paciente, Nise Yamaguchi considera fundamental que se tenha consciência do problema para enfrentá-lo ade-

quadamente. Mas ela diz que é preciso “buscar ver mais acima”. “O ser humano precisa da esperança, senão a gente não levanta da cama nem um dia. Se acharmos que o mundo é péssimo, que não vai melhorar, que está tudo ruim, não vamos querer sair de casa”, afirmou na palestra em Araxá. “A vida exige de nós o tempo todo.” Com essa frase, a convidada especial do XIV Congresso das ACEs de Minas Gerais fez, mais uma vez, uma analogia entre um paciente e uma empresa. “Temos que ser muito criativos para tornar a nossa luta prazerosa, olhar a paisagem; saber usufruir dos contatos humanos que vamos tendo ao longo do caminho. Precisamos ter os olhos da alma muito abertos para conseguirmos olhar além das formas e das aparências”, ensina.

LIÇÃO DE AMOR

Da mesma forma que em sua trajetória profissional, Nise Yamaguchi deu também aos participantes do XIV Congresso das ACEs uma lição de amor. “O amor é uma energia que move montanhas, nos estimula a viver, estabelece parcerias com as pessoas que vamos encontrando e consegue tirar as pessoas de momentos tensos e graves exatamente por essa força transformadora que tem”, justifica. Esse mesmo amor, conforme Nise Yamaguchi, é o que leva à possibilidade de atuar e modificar os ambientes, que, de certa forma, é também o que impulsionam o grande exército voluntário que mantém o Sistema Federaminas, com mais de 400 entidades associadas. Da mesma forma, ela celebrou a união, outra marca da Federação das Associações Comerciais de Minais Gerais. “Você junta pessoas que têm capacidades intelectuais maravilhosas e vai conseguir um resultado que é diferente da somatória individual. É preciso trazer o melhor e a verdade de todos nós para que possamos, enfim, fazer a diferença, ainda que pena”, concluiu a médica Nise Yamaguchi.

Segundo Nise Yamaguchi, “o amor é uma energia que move montanhas”







Em busca do equilíbrio Consultor diz que empresas estão atrás de profissionais capazes de fazer transformação mação, para além de uma nova forma de agir ou de aparecer, baseada principalmente na competência (qualificação) e na atitude (relacionamento)”, detalhou o consultor.

radores a despertarem seu verdadeiro potencial como seres humanos. E concluiu dizendo que competência, trabalho e atitude formam a trilogia do sucesso profissional.

POTENCIAL

O equilíbrio e o sucesso, de acordo com Robert Wong, estão ligados, também ao dom e ao potencial de cada um. Ele sustenta que, por não utilizarem todo o seu potencial, as pessoas são facilmente enganadas pelos seus sentidos. “Estudos mostram que as pessoas utilizam apenas de 1% a 3% do seu potencial, um poder que leva à perfeição. Cada um tem um dom, e quando você o descobre, adquire luz própria e o universo conspira a seu favor. Isso inclui o potencial que você tem, que nada mais é do que a capacidade de realização ainda não posta em prática”, afirmou o especialista. Levando suas ideias para o universo corporativo, Wong defende que cabe à empresa ajudar seus colabo-

Convênio garante novo seguro-saúde O XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais foi palco também para a oficialização de novas parcerias da Federaminas, como parte do projeto da atual diretoria de oferecer novos produtos e serviços aos empresários. Uma dessas parcerias assinadas durante o evento é com a Orbi, operadora de seguro-saúde credenciada pela Bupa Advantage Care, empresa internacional com mais de 60 anos de mercado. Esse novo convênio, que oferece ampla cobertura de tratamentos de saúde em todo o mundo, foi apresentado por Daniela Martins, representante da Bupa. “Estamos do lado dos empresários também quando o assunto é a saúde, da sua família e dos seus funcionários”, afirmou o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva.

10

Foto Official

“O sucesso está no equilíbrio”. Esse foi o tema da palestra magna do XIV Congresso das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais, ministrada pelo consultor e escritor Robert Wong, que pregou a “sinergia pessoa-empresa” para se alcançar resultados positivos. “Enquanto o objetivo de uma empresa é o lucro, o principal meio para se atingir o lucro é a pessoa, e o objetivo final desta é a felicidade”, defendeu. Wong, nascido na China, educado nos Estados Unidos e naturalizado brasileiro, falou sobre as questões profissional e pessoal, para mostrar que uma empresa depende diretamente do quesito pessoal. “A pessoa é um dos meios para a empresa atingir o lucro, e a empresa é um dos meios para a pessoa atingir a felicidade”, alinhou o especialista. Segundo ele, essa é a verdadeira sinergia: um ajudando o outro. “Garra, paixão, energia, imaginação, vontade, destemor, ousadia e amor a si e ao próximo” são os caminhos, conforme Wong, para o sucesso de uma pessoa. O equilíbrio, segundo ele, é alcançado por meio da transformação, o que ele chama de “nova forma de ser e viver”. Esse é o perfil do profissional moderno. “As empresas estão buscando pessoas capazes de fazer transfor-


Marinez, presidente da CEME: “pensar diferente”

Foto Official

endedora, Wander Luis disse que sua expectativa para 2012 é de criação de pelo menos 50 novos Conselhos de Empreendedoras no Estado. “Queremos integrar cada vez mais o segmento feminino”, reforçou.

Foto Official

A Câmara Estadual da Mulher fortalecer a união do segmento feEmpreendedora (CEME), vinculada minino para sua maior representatià Federaminas, pretende abrir vá- vidade nas Associações Comerciais. rios Conselhos da Mulher em todo Neste sentido, ressaltou, o I Encontro o Estado. Essa foi uma das priori- da CEME foi importante “para prodades aprovadas no I Encontro da porcionar às mulheres mineiras um Mulher Empreendedora, realizado pensar diferente e reforçado sobre no dia 20 de outubro, empreendedorismo”. em Araxá, como parte O I Encontro Mineiro Entidade quer da programação do XIV da Mulher EmpreendeCongresso das Associa- abrir Conselhos dora teve como encerrações Comerciais de Mida Mulher em mento um aclamado desnas Gerais. todo o Estado file de lingerie. Com o tema “Interações na arte de empreFORÇA FEMININA ender”, o encontro da CEME teve O presidente da Federaminas, apresentação de vivências empre- Wander Luis Silva, fez questão de endedoras por parte das empresá- destacar a crescente presença ferias Geralda Amélia Marra, Joana minina nas Associações Comerciais D’Arc, Rosana Aparecida Marques e Empresariais. Ele lembrou que 50 e Marques e Beth Pimenta, das federadas têm hoje mulheres como Associações Comerciais de Patrocí- presidentes, o que mostra, na sua nio, Patos de Minas, Juruaia e Belo opinião, a força Horizonte, respectivamente. Em feminina e sua todas as apresentações foram des- presença cada vez tacados o espírito de luta e a capa- maior no mundo cidade de superação da mulher. dos negócios. A presidente da Câmara EstaAnimado com dual da Mulher Empreendedora, a disposição deMarinez Torres Gotelip Borja de monstrada peOliveira, disse que o projeto de las integrantes expansão do número de Conse- da Câmara da lhos da Mulher tem o objetivo de Mulher Empre-

Foto Official

Encontro da CEME reverencia a determinação e a competência

11


Maria Elvira ajudou a fundar a primeira Câmara da Mulher em Minas

da ONU Mulher, tendo como um dos princípios a participação da mulher na vida econômica. A ex-deputada – que liderou a criação do primeiro Conselho da Mulher em uma Associação Comercial (ACMinas) – aproveitou para rememorar conquistas femininas na sociedade brasileira, como a eleição da primeira presidente (Dilma Rousseff), que considera “resultado de muitos anos de empoderamento das mulheres brasileiras”.

“A mulher avançou muito, mas quer participar mais” Presente ao XIV Congresso das ACEs, em Araxá, a presidente do Conselho Nacional da Mulher Empreendedora, Avanir Rodrigues, destacou que “a mulher empresária já avançou muito, mas quer participar mais”. Uma das palestrantes do I Encontro da Câmara da Mulher Empreendedora, parte da programação do Congresso da Federaminas, Avanir disse que as mulheres estão presentes na direção de mais de 70% das empresas do País. Empreendedorismo tem tudo a ver com a mulher, conforme Avanir Rodrigues, que também foi presidente da Associação Comercial do Paraná. Ela cita como exemplo o fato de o MEI, programa de formalização do empreendedor individual, parceria do governo federal com o Sebrae, ter maioria feminina entre os inscritos.

12

Para neurocientista, ‘a grande novidade’ Uma das palestras mais concorridas do I Encontro da Mulher Empreendedora foi a do neurocientista Eduardo Aquino. Ele disse que as mulheres hoje dominam o mercado de trabalho, demonstrando uma competência que pode ser explicada pela etologia, disciplina que estuda o comportamento animal, segundo a qual elas prestam 30% mais atenção nos estudos que os homens. Aquino falou sobre “O papel da mulher em um mundo em transformação” e mostrou a evolução da participação feminina na sociedade. Ele lembrou que algumas décadas as mulheres não contavam sequer com o direito de votar, e se na década de 70 o crescimento da participação feminina no mercado de trabalho brasileiro foi uma das mais marcantes transformações, “as mulheres evoluíram muito e hoje são a grande novidade do mundo”. Foto Official

A ex-deputada Maria Elvira Salles Ferreira, atual vice-presidente da Associação Comercial e Empresarial de Minas Gerais (ACMinas), foi uma das convidadas especiais do I Encontro da Câmara Estadual da Mulher Empreendedora (CEME). Em uma palestra concorrida, ela sustentou que “uma sociedade mais justa exige ampla participação das mulheres que, ainda que somem mais de 52% da população brasileira, estão subrepresentadas no Poder Legislativo”. A formação e capacitação política das mulheres são a saída, conforme Maria Elvira, para aumentar a representatividade feminina na política, como já acontece em outros setores. A vice-presidente da ACMinas destacou que a mulher já mostrou a sua competência e o seu empreendedorismo como mãe, dona-de-casa e empresária, e hoje é destaque em setores como o Judiciário, “mas ainda é preciso avançar mais”. No âmbito internacional, ela assinalou a importância da criação

Foto Official

Ex-deputada critica sub-representação

Aquino: valorização do papel feminino


Em cada crise, uma oportunidade

Psiquiatra dá lições para empresas ampliarem potencial e reduzirem mortalidade Em comparação com um ser humano, uma empresa tem mais potencial de vida e também maior mortalidade. Com essa analogia, o psiquiatra Frederico Porto iniciou uma das mais esperadas palestras do XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais, realizado nos dias 20 e 21 de outubro, em Araxá. Apesar da sua formação médica, ele tem trabalhado muito com o mundo corporativo e discorreu, para uma plateia atenta, sobre o tema “Conflitos, crises e oportunidades”. “Embora ainda existam algumas empresas centenárias, a expectativa de vida de uma multinacional é de apenas 50 anos. No Brasil, 80% das empresas morrem em dois anos”, comparou Frederico Porto, que falou também sobre os efeitos da globalização e dos avanços tecnológicos no mundo das empresas. “Somos cada um, individualmente, e somos todos, coletivamente. Num planeta interconectado, o ser humano luta por resultados”, ressaltou. Com base nessa premissa, o psiquiatra sustenta que “qualquer problema numa empresa diz respeito a todos dessa empresa. Uma coisa interfere na outra”. Uma empresa, ensina o consultor, necessita de gestão contínua, preocupada não só com a produtividade, mas também com a qualidade e com o comprometimento de seus diretores e funcionários. “É como misturar prazer e responsabilidade”, compara.

INOVAR

Foto Official

Num cenário de crise, como o vivido atualmente em nível mundial, Porto disse que é preciso ser inovador

para reduzir a taxa de mortalidade das empresas, principalmente as de micro e pequeno portes. “Num mundo globalizado é preciso procurar os segmentos, investir na diferenciação para isso é preciso ter percepção, procurar compreender a realidade de outra forma e ver que a crise também representa oportunidade.” Disciplina e paciência são outros predicados que, conforme Frederico Porto, são necessários para enfrentar crises. “A gente não pode pensar só no que é necessário, esquecendo-se de questionar se o necessário é também o suficiente”, pondera o psiquiatra Em sua palestra no Congresso das ACEs, Porto disse também que é preciso manter o “foco” no que se pretende, seja nos negócios ou na vida. “Às vezes, perde-se mais tempo e energia pensando num problema do que na própria solução. A disciplina ajuda a cuidar do que é preciso e a paciência leva ao aprendizado”, completou o especialista.

COMPROMETIMENTO

Comprometimento foi outra palavra bastante presente na palestra de Frederico Porto no Congresso das ACEs em Araxá. Isso é resultado, conforme o psiquiatra, da necessidade (“o que precisa ser feito”), da responsabilidade (“você tem que fazer”) e da capacidade (“você tem quem sabe fazer”). O planejamento também mereceu destaque na palestra de Frederico Porto como um elemento fundamental para superar qualquer crise. “Inovar gasta energia, mas é preciso se antecipar aos problemas, fazer antes do problema surgir, como trocar o telhado da casa em dias de sol, em vez de esperar a chuva passar”, comparou o consultor. O momento, de acordo com Frederico Porto, é de “repensar nossas vidas e nossos negócios construindo uma nova visão, gerando novas atitudes e consolidando resultados”. Isso inclui o gerenciamento do tempo – que ele considera “substância básica da vida” – e também da energia pessoal, “vital para realizar qualquer tipo de atividade ou trabalho, bem como da preservação dos seus valores fundamentais”. Frederico Porto: “A disciplina ajuda a cuidar do que é preciso, e paciência leva ao aprendizado”

13


Empreender mostra cases de sucesso Meta da Federaminas para 2012 inclui a aprovação de mais 30 projetos em todo o Estado Dirigentes e executivos de de- sentados no Encontro do Empreen- segmentos que hoje participam zenas de Associações Comerciais der em Araxá estava o do Núcleo do Empreender. Nada menos que participaram, no dia 20 de ou- do Vestuário organizado pela ACE 400 empresas participam hoje tubro, do Encontro do Projeto de Pompeu, apresentado por Elisa do Empreender em Uberlândia, Empreender, uma das principais Maria. Por meio do Empreender, apontado pelos empresários do Foto Official atividades da prosetor como a “luz no gramação do XIV fim do túnel” para Congresso das ACEs, organizar e qualificar realizado em Araa economia da cidaxá. A programação de. teve palestras com coordenadores do LIDERANÇA programa, mantido Uma das palestras pela Federaminas do Encontro do Proem parceria com a jeto Empreender foi Confederação das sobre “O líder de exAssociações Comerpressão”, com a conciais e Empresariais sultora Mariela Pado Brasil (CACB), e rolini, da Associação um workshop sobre Comercial de Araxá. o sucesso alcançado Ela destacou o cariem várias cidades. nho que as pessoas O Encontro do Empreender teve a participação de consultores De acordo com de todas as regiões têm pelo programa a coordenadora do e os seus resultados Empreender em Minas Gerais, os empresários do setor se uniram positivos. Cleide Bersani, o projeto foi reto- e hoje buscam soluções conjuntas No universo empresarial, conmado pela Federaminas no ano para problemas comuns. Um dos forme a especialista, é preciso passado, e hoje 20 municípios destaques do projeto de Pompeu é criar confiança entre as pessoas, mantêm núcleos empresariais. a “Feira de Ponto de Estoque”, que de modo que elas se sintam mais Cleide destacou que Minas Gerais há nove anos vem ajudando os lo- seguras e participativas. “Aqueé o terceiro Estado em número de jistas da cidade a desovarem seus le líder que sabe onde, o quê e participantes do Empreender, e estoques, além da divulgação das como sonhar [objetivo], dando anunciou que, para 2012, a meta empresas. significados que impulsionam sua Outro case apresentado no XIV vida, consegue tirar o máximo de é aprovar mais 30 projetos para receber recursos do Serviço Brasi- Congresso das ACEs foi o da Asso- quem está ao seu lado”, resumiu leiro de Apoio às Micro e Peque- ciação Comercial de Pouso Alegre, Mariela Parolini. nas Empresas (Sebrae). A meta fi- que retomou o Empreender em juO Encontro do Empreender nal é ainda mais audaciosa: levar lho do ano passado, com a criação foi encerrado em alto nível, com dos Núcleos de Laboratórios Clíni- uma palestra do empresário Rio projeto a 100 cidades. “Estamos reformulando o Em- cos, o mais antigo, Restaurantes, cardo Zema, presidente do Grupo preender, ampliando sua presen- Hotéis e Similares, Drogarias e Far- Zema, sediado em Araxá e hoje ça no Estado, e temos tudo para mácias, Escolas de Educação Infan- presente em diversos segmentos crescermos ainda mais em 2012, til, Empresas de Recursos Humanos da economia. Ricardo Zema apreinvestindo na organização e qua- e Imobiliárias, que têm promovido sentou a palestra “Uma história lificação dos nossos empresários. diversas ações, como cursos de de trabalho e determinação”, na O objetivo é desenvolver todos os qualificação e campanhas institu- qual contou a trajetória da sua setores da economia”, afirmou cionais. família desde a fundação da priTambém foi destaque do Con- meira loja do grupo, há 55 anos, Cleide Bersani. gresso das ACEs o Núcleo de Óticas e a sua transformação numa das da Associação Comercial e Empre- maiores organizações empresaCASOS DE SUCESSO Entre os cases de sucesso apre- sarial de Uberlândia, um dos 23 riais de Minas Gerais.

14


Dirigente quer colocar Minas como referência

Foto Official

O vice-presidente da Federaminas, Emílio Paraolini, reafirmou a disposição de “investir pesado” na ampliação do Empreender em Minas Gerais. De acordo com o dirigente, a entidade estadual vai trabalhar com as Associações Comerciais para implantar essa “grande ferramenta” no maior número possível de cidades. Emilio Parolini, que participa do Empreender desde a sua primeira edição, há 15 anos, disse que a Federaminas está levantando informações para fazer um trabalho mais agressivo do Empreender em 2012. As cidades interessadas já podem procurar a entidade. “Vamos trabalhar todos juntos, dar um novo enfoque e colocar Minas Gerais, novamente, como referência nacional do Empreender”, afirmou.

PLANEJAMENTO

Após o Encontro do Empreender, os consultores do projeto de várias Associações Comerciais fizeram uma reunião para discutir sua retomada. O coordenador do Empreender da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), Paulo César, participou do encontro e orientou as entidades interessadas em aderirem ao programa. O primeiro passo é fazer um levantamento de cada segmento econômico e empresarial, e depois um planejamento estratégico. “O Empreender vai ajudar as ACEs a cumprirem o seu papel, e as empresas a mudarem a cultura associativista e a se desenvolverem”, afirmou Paulo César.

Parceria com a Google para conectar negócios “A Internet como plataforma de negócios” foi o tema da palestra apresentada por André Azevedo, representante da Google Brasil, no XIV Congresso das ACEs. Ele falou sobre as novas tecnologias da informação, mudanças de comportamento dos consumidores e o potencial da mídia eletrônica, e anunciou uma parceria com a Federaminas para facilitar o acesso das empresas associadas à rede mundial de computadores. De acordo com André Azevedo, o Brasil conta hoje com 76 milhões de usuários da Internet, dos quais 25 milhões são consumidores que utilizam o comércio eletrônico regularmente. A previsão é que até 2016 esse número alcance 44 milhões, o que representa mais de 5% de crescimento anual. Os negócios do e-commerce crescem 16% em média.

CONECTE SEU NEGÓCIO

Azevedo apresentou no XIV Congresso das ACEs o projeto “Conecte seu negócio”, criado pelo Goo-

gle para facilitar a criação de sites e a divulgação de negócios. Ele disse que o programa é ideal para micro e pequenas empresas e já existe em 15 países, sendo o Brasil o primeiro da América Latina. Por meio do “Conecte seu Negocio”, o Google e seus parceiros disponibilizam opções de layout para o site e espaço para divulgação de campanhas institucionais. O primeiro ano do site é grátis, e após o segundo ano é cobrado uma anuidade de R$ 80. Para os primeiros 1.000 cadastrados, a empresa anunciou ainda que o “domínio” será de graça. “Queremos derrubar o mito de que a Internet é complicada e cara. A parceria com a Federaminas permite que qualquer empresa leve seus negócios para a Internet, com opção de escolha do raio de alcance, segmentação e horário, entre outras coisas. A Internet é uma grande plataforma para as empresas e uma ferramenta para atender às necessidades dos consumidores”, afirmou André Azevedo.

Setor de panificação ganha apoio do ITPC O Instituto Tecnológico da Panificação e Confeitaria (ITPC) aproveitou o XIV Congresso das ACEs para propor uma parceria com a Federaminas para qualificação e modernização das empresas do setor. O ITPC é uma organização sediada em BH, com cinco unidades regionais do País, que atua na transformação e capacitação de pessoas, na promoção e execução de estudos,

projetos, pesquisas e identificação de tendências. O novo parceiro da Federaminas já trabalha com algumas Associações Comerciais e quer ampliar sua presença no interior do Estado. A ideia é envolver toda a cadeia produtiva do setor, oferecendo consultorias tecnológicas e de gestão e cursos nas áreas de atendimento, produção e de técnicas de vendas, dentre outras.

15


Foto Official

Corra que o fisco vem aí Consultor tributário diz que fiscalização está cada vez mais rigorosa e que planejamento é o melhor caminho para as empresas O que o general e filósofo chinês Sun Tzu, o ator George Clooney e o cantor Raul Seixas têm em comum com um empresário? À primeira vista, pode parecer que não têm nada em comum. Mas, para o consultor tributário e contabilista Valmir Rodrigues da Silva, são personagens de uma história só, que bem poderia se chamar “Contribuinte x Fisco: A Arte da Guerra”. Foi esse o título da palestra ministrada por Valmir Rodrigues no XIV Congresso das Associações Comerciais, em Araxá. Integrante do “Banco de Talentos” da Federaminas e diretor de uma consultoria com 28 profissionais, ele falou sobre as mudanças na legislação e os diversos instrumentos criados pela Receita Federal para “vigiar” os contribuintes, como num verdadeiro “Big Brother Tributário”. Sun Tzu, estrategista chinês que viveu no Século VI a.C., foi a referência principal da palestra de Valmir, que a todo mundo recorria a frases e citações do autor de “A Arte da Guerra” – composto por 13 capítulos de estratégias militares –, intercalado por músicas de Raul Seixas, outra forte referência na palestra. “Tenham como princípio que só se pode ser vencido por erro próprio, e que só se atinge a vitória por erro do inimigo”, citou logo no início da palestra, para uma plateia lotada.

A ARTE DA GUERRA

A analogia entre uma guerra e

16

palestra do consultor Valmir Rodrigues foi uma das mais animadas

uma empresa, conforme o consultor, surgiu quando, ao ler “A Arte da Guerra”, percebeu que a maioria dos erros cometidos por uma empresa não são culpa do empregado, mas do empresário. “O culpado não é o soldado, mas quem planejou a guerra”, ensina, para arrematar em seguida que “estamos numa guerra: de um lado o contribuinte e de outro, o fisco”. Nessa guerra, conforme Valmir Rodrigues, o papel da contabilidade é fundamental, não para “esconder” qualquer coisa, mas para garantir que tudo seja feito dentro da legalidade. E nesse ponto, o consultor se vale de outra analogia, desta vez com o filme “Conduta de Risco”, no qual o ator George Clooney interpreta um “faxineiro”, personagem encarregado de “limpar” cenários de crimes. “O contador era como esse faxineiro, que tinha de consertar os erros da empresa. Mas hoje ele não pode mais fazer essa ‘faxina’. Antes o comerciante comprava e vendia sem nota, sonegava impostos e fazia as próprias leis. Mas a Receita está cada vez mais de olho, e tem criado uma série de instrumentos para o controle da situação”, comparou Valmir.

CULTURA

Como dizia Sun Tzu, é preciso “conhecer o seu inimigo”. No caso, o fisco. “Quem conhece seu inimigo

e a si mesmo, ainda que enfrente 100 batalhas, jamais correrá perigo. E a contabilidade é o melhor caminho para se conhecer enquanto empresa. O trabalho da contabilidade é permitir que você conheça a sua empresa e possa fazer um planejamento melhor”, explicou. Valmir Rodrigues chamou a atenção também para a “cultura organizacional”, que, na sua opinião, é errada à medida em que incentiva a “esperteza” em detrimento da transparência. “A empresa tem que fazer a contabilidade para se conhecer e analisar melhor os caminhos. O planejamento tributário é o caminho para a evitar problemas no presente e no futuro”, reforçou. Ou, como cantava Raul Seixas, “é de batalhas que se vive a vida”. O consultor da Federaminas prevê que, a partir de 2013, a fiscalização será multiplicada por sete, com todos os bancos de dados integrados para permitir uma análise da movimentação dos contribuintes em tempo real. “O assunto é sério, mas não é para desesperar. A empresa precisa trabalhar na organização. O governo só quer punir, além de impor uma alta carga tributária. Mas não adianta ir para a guerra. Tem que fazer um bom planejamento para pagar menos impostos em vez de sonegar’, finalizou Valmir Rodrigues.


BdmG Geraminas. parceiro ideal para a sua empresa crescer.

Em Minas Gerais, empresas de todos os tamanhos encontram no BDMG soluções especiais de financiamento. O BDMG Geraminas é a melhor opção para micro e pequenas empresas optantes pelo Simples Nacional. Podem ser financiados capital de giro e investimentos fixos até R$ 360 mil. O BDMG Geraminas é destinado a empresas com, no mínimo, seis meses de operação. Se esse é o seu caso, passe a contar com um parceiro para ampliar os seus negócios. Juros: 12% ao ano | Carência: até 6 meses | Prazo total: até 3 anos BDMG. O Banco parceiro do cliente empreendedor.

www.bdmg.mg.gov.br

17


PARCERIA

Correios oferecem soluções a entidades

Foto Official

O XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais, realizado no final de outubro, em Araxá, foi palco também para a apresentação de novos projetos e serviços da Federaminas. Um dos parceiros convidados para falar a representantes das ACEs de todo o Estado foi o diretor-geral dos Correios em Minas Gerais, José Pedro de Amengol Filho, que apresentou a parceria firmada com a Federaminas para alavancar novos negócios e fortalecer as relações empresariais. Por meio dessa parceria com a Federaminas, os Correios oferecem uma série de produtos para as ACEs e os empresários. “Soluções Correios” é o carro-chefe dessa parceria, que, segundo Amengol Filho, pode trazer vários ganhos. “Oferecemos soluções para prospectar novos clientes e aumentar as

Almengol, dos Correios, considera a Federaminas uma grande parceira

vendas, além de garantir a entrega dos produtos, mas, acima de tudo, queremos ajudar as empresas mineiras a se comunicarem melhor”, resumiu. Amengol Filho destacou que os Correios possuem a maior rede de distribuição no País, com mais de 5 mil agências, além de atendimento na área do Mercosul. “O Correio mudou o seu estatuto para se adaptar à realidade do mercado e melhor atender às empresas”, afirmou o diretor-geral da empresa em Minas Gerais, que considera a parceria com a Federaminas estratégica para ampliar ainda mais a sua atuação no Estado.

SOLUÇÕES

“Nossa parceria com a Federaminas tem uma série de produtos para atender às necessidades das empresas, de todos os tamanhos, e aumentar as receitas das Associações Comerciais. É uma parceria para fomentar o desenvolvimento econômico e social. Como grande rede de varejo, o Correio vai ajudar a resolver os problemas e aumentar o faturamento. Temos soluções acessíveis e de confiança para conectar pessoas, instituições e negócios no Brasil e no mundo”, afirmou José Pedro de Amengol Filho. As Associações Comerciais, conforme o diretor dos Correios, têm um papel fundamental nessa parceria. “Não existe grande empresa sem grandes parceiros”, afirmou Amengol, que conclamou os empresários e dirigentes das ACEs a buscarem, junto aos gerentes das agências dos Correios, soluções para dinamizar os seus negócios. “Temos um produto formado para cada empresa e cada entidade”, concluiu.

Federadas elogiam evento O XIV Congresso das ACEs teve aprovação unânime dos dirigentes e executivos que estiveram em Araxá no fim de outubro. Além de manifestações espontâneas durante o evento, o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, recebeu cumprimentos também por meio de correspondências de várias federadas. O presidente da Associação Comercial de Itajubá (ACIEI), Heleno de Oliveira e Silva, parabenizou a Federaminas e agradeceu “a oportunidade de participar de um evento de tamanha relevância, que atraiu dezenas de federa-

18

das e contou com a participação maciça daqueles que a Federaminas, brilhantemente, representa: os empresários mineiros”. O dirigente também aplaude a iniciativa da Federaminas de reunir no XIV Congresso das ACEs palestras e atividades que “promoveram capacitação, troca de experiências e ideias, além da confraternização entre as federadas”.

DINAMISMO

Outro que destacou o sucesso do XIV Congresso da Federaminas foi o presidente da Associação

Comercial de Poços de Caldas, Benedito Coutinho de Almeida, que elogiou a organização do evento e “a já conhecida competência da equipe liderada pelas profissionais Maria Aparecida Magalhães Lafetá e Thelma Láuar”. Benedito de Almeida ressaltou ainda “o dinamismo implantado pelo presidente Wander Luis na Federaminas, com especial destaque para a interiorização das ações da entidade, o que tem fortalecido o trabalho das federadas, que podem, assim, oferecer novos serviços aos seus associados”.


Associações Comerciais podem ampliar atendimento e gerar receitas com emissão de Certificados Digitais Desde outubro último a Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais tornou-se Autoridade Certificadora (AC) para emissão de Certificados Digitais (CD). A autorização dada pela Receita Federal coroou um intenso trabalho feito pela entidade estadual, durante mais de um ano, para poder atuar como uma espécie de “cartório eletrônico”, responsável por atestar a idoneidade dos negócios feitos pelas empresas associadas às suas mais de 400 federadas. O titulo de Autoridade Certificadora foi comemorado pelo presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, como mais uma importante conquista para a classe empresarial. A autorização da Receita marcou também a expansão do projeto de habilitação das Associações Comerciais e Empresariais para emissão dos Certificados.

ATENDIMENTO

A Federaminas já implantou 17 Postos de Atendimento em Associações Comerciais de todas as regiões, e pretende, em parceria com a Certisign, abrir novas unidades certificadoras nas entidades interessadas. Wander Luis informou Wander Luis: autorização da Receita que a Federaminas após um longo processo conta atualmente com uma equipe de 10 funcionários unirem para oferecer esse serviço, para cuidar exclusivamente das cer- com atendimento em dias específitificações digitais, e qualquer ACE cos em cada cidade. Uma das vantagens do prograque quiser, poderá se tornar tamma, conforme Wander Luis, é que bém uma certificadora. os custos desse novo serviço podeO projeto de expansão da Federaminas prevê a contratação de rão ser facilmente absorvidos pelas funcionários específicos para cuidar ACEs. Em princípio, as entidades das certificações digitais em todas não terão custo nenhum, e partir as ACEs. Existe ainda a opção de do 50º certificado emitido por mês, entidades de uma mesma região se ainda receberá uma comissão.

Certificado facilita a vida das empresas, garante consultor A certificação digital, criada pela Medida Provisória 2.220-2, de agosto de 2011, foi um dos temas abordados no ciclo de palestras do XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais, em Araxá. O assunto foi abordado por Leonardo Gonçalves, gerente comercial da Certisign, parceira da Federaminas, que destacou a necessidade de todas as empresas se adequarem à legislação. Documento eletrônico que identifica pessoa física ou jurídica no mundo digital, a certificação digital é como se fosse a assinatura digital, que garante autenticidade, validade jurídica e confidencialidade dos documentos e dados eletrônicos. São dois os tipos de certificados digitais: A1, armazenado no próprio computador, com validade de um ano e menor segurança, e A3, armazenado em mídia criptografada, com validade de até três anos e maior segurança e mobilidade.

FACILIDADES

Se num primeiro momento as micro e pequenas empresas ficaram de fora, a partir do dia 31 de dezembro todas as empresas deverão possuir um certificado digital. O diretor da Certisign recomendou que ninguém deixe esse procedimento para a última hora e garante

que a cerificação digital vai facilitar o dia a dia do empresário e do contador, na medida em que evitará o seu deslocamento à Receita, por exemplo, pois permite o acesso ao órgão através da Internet para cumprimento de suas obrigações tributário-fiscais. Conforme Leonardo Gonçalves, o custo da emissão do certificado digital, que é pequeno, elimina outros custos do sistema antigo, além de dar mais segurança nas transações comerciais. No ano passado, informou o diretor da Certisign, o Brasil emitiu aproximadamente 1 milhão de certificados digitais, um crescimento de quase 40% em relação a 2009. Até o fim de 2011 esse número deve fechar em 1,8 milhão de certificados emitidos.

PARCERIA

A parceria da Federaminas com a Certisign facilita ainda mais a vida dos empresários, além de gerar receita para as Associações Comerciais. Por meio dessa parceria, o cliente acessa o site da entidade, escolhe o produto e preenche seus dados e os encaminha à Federaminas, que, como autoridade certificadora, emite o certificado digital imediatamente. Os empresários associados das ACEs têm desconto de mais de 20% na aquisição do certificado.

19

Foto Official

Federaminas vira Autoridade Certificadora


Foto Official Foto Official

de. Conforme o presidente da entidade estadual, Wander Luis Silva, foi uma noite não só de homenagens, mas também de integração entre empresários e dirigentes da classe em Minas Gerais. Wander Luis saudou os empresários homenageados como “autênticos construtores do progresso das suas comunidades e da nossa nação”, lembrando que todos os nomes indicados ao “Mérito 2011” trazem em suas trajetórias a marca do trabalho. “Além do dedicado trabalho nas suas empresas, eles se destacam pela participação marcante nas atividades classistas e em ações comunitárias”, completou o presidente da Federaminas.

Rizzioli representou o presidente da Fiat, outro homenageado

Os Correios em Minas Gerais também foi agraciado por intermédio do seu diretor-geral, José Amengol Foto Official

Mais de 1,2 mil pessoas, de todas as regiões mineiras, lotaram o Centro de Convenções do Tauá – Grande Hotel e Termas de Araxá para a tradicional homenagem prestada pela Federaminas aos empresários de destaque do Estado. A solenidade festiva foi realizada no dia 21 de outubro, após o encerramento do XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas, que teve uma intensa programação de dois dias. Indicados pelas Associações Comerciais e Empresariais, 110 empresários dos mais variados segmentos receberam a homenagem da Federaminas, numa noite que coroou com êxito um dos mais participativos Congressos da história da entida-

Foto Official

Noite de homenagens e de integração

A desembargadora Márcia Milanez foi uma das homenageadas

20


Foto Official

Foto Official

Eventos reforçam política de interiorização da Federaminas Em seu discurso de saudação aos homenageados com o “Mérito Empresarial 2011”, o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, destacou a interiorização da entidade e a integração da classe como grandes vitórias. Ele disse que o fato de o evento ter sido realizado fora de Belo Horizonte, pela primeira vez na sua administração, faz parte da política de interiorizar Wander Luis reforçou a política de as ações da Federaminas, fortalecendo sua marca interiorização da Federaminas em todas as regiões mineiras e integrando-a ainda mais com as suas federadas. HOMENAGENS Essa política de apoio aos empresários e às AsDurante a solenidade do “Mérito Empresarial 2011”, sociações Comerciais, “da menor à maior entidade”, já está consolidada e, conforme Wander Luis, será am- a Federaminas também homenageou – com placas pliada pela Federaminas, por meio de novos projetos – autoridades que têm contribuído com a entidade e o setor produtivo do Estado. Foram homenageados e serviços. o presidente da Fiat do Brasil, Cledorvino Belini, representado na solenidade pelo vice-presidente Valentino Rizzioli; a desembargadora Márcia Milanez, terceira vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG); os Correios de Minas Gerais, por intermédio do seu diretor-geral, José Pedro Amengol Filho; e o prefeito de Araxá, Jeová Moreira da Costa. Também foram homenageadas com placas pela Federaminas as Associações Comerciais e Empresariais de Pouso Alegre, que teve a delegação mais numerosa do XIV Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais, e de Taiobeiras, município mais distante do local do evento. Receberam as placas os presidentes das duas entidades, respectivamente Sílvio dos Reis e Carlito Pereira da Costa. Outro homenageado da noite foi o senador Aécio Neves, ex-governador de Minas Gerais por dois mandatos, que não pode comparecer a Araxá e foi representado por Paulo César Bregunci. O Salão Nobre do Grande Hotel Araxá ficou lotado na solenidade do “Mérito Empresarial”

21


Empresários homenageados com o Cidade Nome

Cidade Nome

Além Paraíba Sávio Oliveira Ferraz Alfenas Denis Engel Madureira Andradas José Carlos Borges Angelândia José Evangelista de Oliveira Pêgo Araguari Juliana Elias Caixe Araporã Alexandre Pirillo Franceschi Araxá Carlos Roberto Ayres da Silva Arcos Onofre Felisberto Ferreira Bambuí Paulo José Israel Azevedo Barroso Alcindo Jesus Trindade Campos Belo Horizonte Paulo Sérgio Ribeiro da Silva Betim José Francisco Ferreira Bicas Antônio de Pádua Guarnieri Bocaiúva Elaine Aurora Praes Caldeira Brant Antônio Marcos Vieira Bom Despacho Almir Rodrigues Domingos Gilberto César de Oliveira Caeté Geraldo Magela Oliveira Caiana Geovana Aparecida Valadão Riz Campanha Marco Antônio Amâncio Campo Belo Pedro Antônio Salume Caparaó Pedro Donádio Netto Capelinha Ivan Gilson Pimenta de Figueiredo Capinópolis Edson José de Carvalho Capitólio Vander Marcos Machado Carangola Juarez Guedes Pinto Filho Caratinga Wadson Coelho Junior Carmo da Mata Saulo Jonatas Assunção Cataguases Anderson Pereira Rodrigues Caxambu Ricardo Nicoliello Pinho Conceição do Mato Dentro Eduardo Boaventura Lima Filho Conselheiro Lafaiete Marco Antônio Pereira Contagem Mauro Machado Coronel Fabriciano Vânia Ribeiro Dias Curvelo Magid Mahmud Láuar Diamantina Jason Mauricio Santiago Dores de Campos Marluce Deborah Teixeira Goulart Espera Feliz Elida Nunes Zini Governador Valadares Guilherme Olinto Abreu Lima Resende Guanhães Wagner Medina de Carvalho Guaxupé José Rodinei da Silva Ipatinga João Bosco Gomes Itabira José Antônio Lopes Itabirito Luiz Carlos Farid Rahme Itajubá José Arlindo dos Santos Itaobim Charles Vieira da Costa Ituiutaba Teodoro Antônio Ferreira João Monlevade Marcos Albano Carvalho João Pinheiro Josafá Lopes do Couto Juruaia Lucia Aparecida da Silva Iorio Lagoa da Prata Nélio Bessas

Lagoa Santa Cleuza Maria dos Santos Lajinha Daniela Cristine Tavares Fialho Leopoldina José Henrique Silva de Abreu Luz Regina Germana Duarte Pignolati Manhuaçu Juarez Prata Pena Manhumirim Sebastião Alves de Abreu Mateus Leme Anilma Rodrigues Fonseca Parreira José Parreira Filho Monte Carmelo Afonso Miguel Simonis Monte Santo de Minas Saturnino Francisco Luz Montes Claros Jamil Habib Curi Mutum Katia Cilene de Freitas Stofel Nanuque Walter Silva da Hora Nova Era Benito de Araújo Nova Lima Maria Ângela de Barros P. dos Santos Oliveira Claudinei da Silva Santos Ouro Branco José Mauro Neiva Ouro Preto Daniel Trópia Pinheiro Paracatu Wander Cordeiro Passos Raul dos Reis Silveira Patos de Minas Advaldo José de Oliveira Patrocínio Marco Antônio Bernardes Pedro Leopoldo Bruno Simões Dias Piranga Derli Miranda da Silva Piumhi Modesto Antônio de Oliveira Poços de Caldas José Rossi Sobrinho Pouso Alegre Sérgio Tadeu Borges Prata Edson Renato Ferreira Vilela Pratápolis Fernanda de Pádua Santos Naidiana Pádua Barros Rio Paranaíba Farlem Silva Rocha Sacramento Cairon Cesar Santana Mota Salinas Reginaldo Ferreira Tiago Santa Vitória Humbertânia de Paulo Dantas Santos Dumont Jaqueline de Almeida Guilarducci São Domingos do Prata Watson Junior da Silva São Gonçalo do Rio Abaixo Leandro Amora de Castro São Lourenço Alzira Maria Ribeiro São Roque de Minas Mário Rodarte Pereira Serra do Salitre Marcelo Balerini de Carvalho Taiobeiras Claudionor Gonçalves Mendes Teófilo Otoni Alexandre Mattar Neto Timóteo Rosélio de Miranda Três Corações Marcelo Avellar Resende Três Marias Alzair Teodoro de Faria Três Pontas Gilberto Augusto Cainelle Basílio Turmalina Valdir Lima Ferreira Uberaba Wilson Adriano Abrão Borges Uberlândia Oswaldo Luiz Pereira Unaí Herlon Guimarães Gaia

22


Fotos: Foto Official

A Federaminas parabeniza todos os empresรกrios por esta conquista

23


Fotos: Foto Official

A Federaminas parabeniza todos os empresรกrios por esta conquista

24


Fotos: Foto Official

A Federaminas parabeniza todos os empresรกrios por esta conquista

25


Fotos: Foto Official

A Federaminas parabeniza todos os empresários por esta conquista

Foto Official

O senador Aécio Neves, ex-governador de Minas Gerais, não pode participar da entrega do “Mérito Empresarial 2011”, realizada em Araxá, mas enviou um representante e os votos de felicitações a todos os homenageados e os parabéns à Federaminas. “A Federaminas, entidade tão importante para o desenvolvimento de Minas Gerais, está em boas mãos com o presidente Wander Luis Silva em seu comando”, afirmou Aécio Neves em mensagem lida na solenidade. Aécio Neves, que em seus dois mandatos no governo mineiro sempre foi um parceiro da Federaminas, foi homenageado pela entidade estadual com o título de “Destaque de Honra – Administração Pública”. Ele foi representado por Paulo César Bregunci, que ressaltou que, no Senado, Aécio Neves continuará trabalhando “a favor do Brasil”, mais especificamente “na defesa da desconcentração de poder, da descentralização administrativa, das parcerias e do compartilhamento de esforços e responsabilidades”.

26

Foto Official

‘Federaminas está em boas mãos’, elogia Aécio Neves

Paulo Bregunci representou o senador do PSDB no evento da Federaminas


Associa-Minas fecha ano com mais de 5,3 mil participantes Divulgação

O Projeto Associa-Minas, uma iniciativa da Federaminas em parceria com o Sebrae-MG, chega ao fim de 2011 com números surpreendentes. Em seu terceiro ano de atividade, o projeto atendeu a mais de 5,3 mil empresários, de 68 cidades, mais que o dobro do balanço de 2009 e 2010. O Associa-Minas foi lançado pela Federaminas para levar capacitação aos empresários e comerciários de todo o Estado, focada na sustentabilidade das micro e pequenas empresas. O projeto tem também os objetivos de fomentar entre as suas federadas a prática do associativismo, promovendo a integração dos empresários, capacitações, enconAimorés foi uma das cidades com mais participantes no AssociaMinas tro de negócios, palestras, seminários, workshops, e núcleos setoriais, dentre outras número de atendimentos passou de 5.325 mil e o total ações. de cidades foi de 68. As cidades que lideram o ranking de empresários treinados pelo projeto são Unaí (248), NÚMEROS Aimorés (223) e Ponte Nova (219). Em 2009 e 2010, dois primeiros anos do AssociaOs demais municípios atendidos pelo Associa-MiMinas, a Federaminas promoveu encontros e palestras nas são os seguintes: São João Nepomuceno, Martipara aproximadamente 2,5 mil empresários de mais nho Campos, Dores de Campos, Ubá, Itamarandiba, de 50 municípios mineiros. Em 2011, até outubro, o Leopoldina, João Monlevade, Além Paraíba, Capelinha, Ipatinga, Governador Valadares, Itabirinha, Bom Despacho, Campestre, Campanha, Rio Paranaíba, Monte Alegre 5.300 parƟcipantes - 68 cidadades de Minas, Tupaciguara, Araxá, média de público 80 parƟcipanes por palestra Lagoa da Prata, Capitólio, Coronel Fabriciano, Lajinha, Salinas, Timóteo, Taiobeiras, Itaobim, Borda da Mata, Alfenas, Manhuaçu, Simonésia, Arcos, Norte Central Guaxupé, Manhumirim, São 17% Roque de Minas, Mutum, Bar16% roso, Esmeraldas, Andradas, Divinopolis, São Domingos do Sul Oeste Prata, Candeias, Janaúba, São 18% 20% João Evangelista, Estiva, Pouso Alto, Piranga, Mato Verde, Barão de Cocais, Piumni, Bocaiúva, Carmo da Mata, João Pinheiro, Pedro Leopoldo, Santo Leste Antônio do Monte, Carmo 29% do Paranaíba, Patos de Minas, Conceição do Mato Dentro, Iturama, Ouro Branco, Caxambu, Ituiutaba, Sabará, Patrocínio e Caratinga.

Distribuição regional do público

27


Foto Official

Federaminas aposta na pacificação social

Entidade formaliza convênio com o Tribunal de Justiça para a implantação de mais 23 Postos de Conciliação em Minas Gerais Os mineiros contam com mais 23 postos destinados à conciliação em casos envolvendo direito do consumidor e empresarial. Num esforço conjunto com a Federaminas, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) realizou no dia 17 de novembro último a cerimônia de inauguração simbólica de novos Postos Avançados de Conciliação Extraprocessual (PACEs), que funcionarão em mais 22 municípios, nas sedes das respectivas Associações Comerciais. Os novos PACEs já estão funcionando em Belo Horizonte (duas unidades), Arceburgo, Bocaiuva, Bom Despacho, Capelinha, Carmo do Paranaíba, Janaúba, João Monlevade, João Pinheiro, Juiz de Fora, Manhumirim, Mariana, Mutum, Pirapora, Pompéu, Pouso Alegre, Raul Soares, Rio Paranaíba, Taiobeiras, Teófilo Otoni, Três Marias e Ubá. As outras cidades que já contavam com Postos de Conciliação eram Patos de Minas, São Gotardo, Uberaba e Uberlândia. Antes da inauguração dos novos 23 Postos de Conciliação houve um curso preparatório para os conciliadores que vão atuar nas cidades. Ao todo, foram treinadas 64 pessoas, entre voluntários e funcionários das Associações Comerciais.

PACIFICAÇÃO SOCIAL

O Posto Avançado de Conciliação Extraprocessual diferencia-se de um Juizado de Conciliação apenas por tratar especificamente de casos na área de direito do consumidor e empresarial. Seu objetivo é permitir que as partes envolvidas em um conflito comercial tenham a oportunidade de conversar e de negociar um acordo. Se a audiência de conciliação for bem-sucedida, o juiz homologará o que ficou decidido e as partes não precisarão recorrer à Justiça. Esse projeto da Federaminas em parceria com o TJMG é inédito em Minas Gerais e modelo no Brasil. Essa parceria integra ainda a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), a Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem (CBMAE) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Durante a cerimônia de inauguração e da assinatura

28

de convênios entre o TJMG e as ACEs, a desembargadora Márcia Milanez, 3ª vice-presidente e superintendente dos Projetos Inovadores do Tribunal de Justiça, ressaltou o papel dos conciliadores de “promover a pacificação social em suas cidades”.

NOVO PARADIGMA

O presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, destacou a importância da conciliação e da mediação e falou sobre a necessidade da troca de experiências, no futuro, entre os PACEs do Estado. Ele lembrou que, nessa parceria, o papel do TJMG é de suporte, capacitação e de acompanhamento dos trabalhos dos PACEs. O restante fica sob a responsabilidade das Associações Comerciais. Um dos detalhes das atividades dos PACEs, conforme Wander Luis, é que todos os trâmites são digitalizados: agendamento das audiências, formalização de acordos, homologação e arquivamento de documentos. Depois da realização das audiências nas Associações Comerciais, os acordos são homologados por um juiz. Wander Luis destacou o orgulho da Federaminas em participar desse projeto pioneiro. Na sua avaliação, a implantação dos PACEs marca o início de uma nova era e de um novo paradigma na Justiça brasileira, baseado na adoção de métodos alternativos para solução de conflitos. “Ampliando-se as possibilidade de solução de conflitos, tornamos a Justiça mais célere e eficaz”, elogiou o dirigente empresarial. O vice-presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Teixeira Pinheiro, também presente à solenidade no TJMG, ressaltou a necessidade de que o cidadão tenha acesso a uma Justiça célere. “A conciliação é um assunto em discussão em vários países”, afirmou. Participaram ainda da cerimônia o coordenador do PACE em Minas Gerais, Daniel Resende, o coordenador nacional da CBMAE, Valério Figueiredo,; o coordenador nacional dos PACEs, Aldovrando Teles Torres; e o representante do Sebrae-MG, Felipe José Ansaloni Barbosa, além de conciliadores, voluntários e representantes das Associações Comerciais.


Ao acentuar sua convicção no êxito do projeto de disseminação da cultura da conciliação no Estado, a 3ª vice-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargadora Márcia Milanez, enfatizou a parceria com esse objetivo estabelecida com a Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas), no evento de inauguração do Posto Avançado de Conciliação Extraprocessual (Pace) na sede da entidade de classe. Acompanharam a desembargadora no descerramento da placa, acontecido em 29 Márcia Milanez e Emilio Parolini descerram a placa de inauguração do PACE de novembro, o vice-presidente da Federaminas, Emilio Parolini, o coordenador do a resolução de conflitos, ao invés da sobrecarregada projeto Pace na entidade, Daniel Resende, o assessor via judicial. “Atribuímos essa deferência do TJMG à do TJMG Juliano Veiga e o representante da Câmara expressiva capilaridade do Sistema Federaminas, que Brasileira de Mediação e Arbitragem Empresarial (CB- abrange cerca de 400 Associações Comerciais locaMAE), da Confederação das Associações Comerciais lizadas em todas as regiões do Estado”, sustentou e Empresariais do Brasil (CACB), Aldo Teles. ele. O vice-presidente da Federaminas, Emilio Parolini, Também participaram do ato o assessor do TJMG ressaltou a relevância do convênio e a credibilidade Juliano Veiga, a gerente da Unidade de Políticas. conferida à Federaminas pelo Tribunal de Justiça de Públicas do Sebrae-MG, Nair Andrade, e a analista Minas Gerais, ao escolher a entidade para a execução Daniela Timponi, a representante da CBMAE, Tássia de um projeto de tamanho interesse para a socie- Miranda e a assessora do Pace/ACMinas, Camila Lidade mineira, na medida em que concorre para a nhares, além de diversos presidentes de Associações pacificação social ao oferecer alternativa viável para Comerciais mineiras.

Parceria é destaque na Semana da Conciliação Os Postos Avançados de Conciliação Extraprocessual (PACEs) foram o grande destaque da “6ª Semana da Conciliação”, realizada de 28 de novembro a 2 de dezembro, no Fórum Lafayette, em Belo Horizonte. A Federaminas e o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG) aproveitaram o evento e, além da tentativa de acordo nas audiências marcadas, instalaram um estande para divulgar os procedimentos do PACE e agendar mais audiências. O PACE trata especificamente de casos na área de direito do consumidor e empresarial e torna possível

a resolução de conflitos que ainda não foram levados ao Judiciário. A parte interessada faz o pedido inicial, e a outra parte é convidada a participar de uma audiência para tentar solucionar o conflito que as envolve. Caso entrem em um acordo, este será homologado por um juiz designado pelo TJMG e terá força de sentença judicial. A “Semana da Conciliação”, que teve como slogan “Conciliar é a forma mais rápida de resolver conflitos”, foi encerrada com mais de 27 mil audiências realizadas.

29

Foto Official

Federaminas inaugura Pace e desembargadora destaca parceria


Dirigentes de diversas Associações Comerciais participaram, no dia 29 de novembro, de assembleia geral da Federaminas e aprovaram, por unanimidade, a proposta orçamentária e projetos a serem desenvolvidos pela entidade em 2012. Durante a assembleia também foram apresentados os planos previstos para os diferentes setores da entidade. Entre outros programas, foram detalhados o Associa-Minas, o Empreender Competitivo, os Postos Avançados de Conciliação Extraprocessual, os Encontros de Presidentes e de Executivos das ACEs, o Encontro de Entidades Participantes da RMPC e o Planejamento Estratégico. “São programas e serviços que têm apresentado resultados altamente positivos e que concorrem para fortalecer ainda mais o elo entre a Federaminas e as Associações Comerciais que integram o Sistema”, destacou o vice-presidente da Federaminas, Emílio Parolini, que coordenou o encontro de dirigentes. Coube também a Parolini, com o apoio do assessor Ricardo Lacerda, a apresentação do planejamento financeiro da Federaminas para 2012, aprovado e elogiado pelos participantes.

DIAGNÓSTICO

Em outra parte da assembleia, o consultor da Fede-

Divulgação Federaminas

Assembleia aprova balanço e planejamento para 2012

assembleia aprovou por unanimidade o planejamento da Federaminas para 2012

raminas Ricardo Pinho apresentou o “Diagnóstico das ACEs”, que aponta, entre outras coisas, que a maioria dos problemas de ordem financeira, de credibilidade ou de gestão das Associações Comerciais e Empresariais tem sua causa na falta de planejamento e de consolidação das relações institucionais. Ricardo Pinho sugeriu que as Associações Comerciais participem efetivamente da elaboração do Planejamento Estratégico da Federaminas em 2012 para entrar em sintonia com a gestão. “A solução dos problemas está na aplicação de um plano de ações mais consistente, fundamentado em premissas modernas de mercado e que, se colocado em prática, contribuirá para gerar mais negócios e melhor atendimento aos associados das entidades”, afirmou o consultor.

Uberaba vira referência nacional em conciliação A Associação Comercial de Uberaba (ACIU), primeira entidade do Sistema Federaminas a implantar um Posto Avançado de Conciliação Extrajudicial (PACE), chega ao fim de 2011 com um balanço extremamente positivo, com ganhos para todos os envolvidos nessa forma de se resolver conflitos em diversas áreas. O sucesso foi tão grande que hoje a ACIU é uma referência nacional em conciliação. Foram nada menos que 3 mil audiências de conciliação realizadas pela ACIU, das quais 2,6 mil com acordos e um montante da ordem de R$ 4 milhões envolvido nas negociações patrocinadas pela entidade. “É um balanço muito positivo, com benefícios para os nossos associados e a sociedade em geral, além de uma prestação de serviço que visa a disseminar uma nova cultura”, avalia o presidente da ACIU, Karim Abud Mauad.

BENEFÍCIOS

Na avaliação de Karim, são vários os benefícios da conciliação, mas o que considera mais relevante é a facilidade de acesso dos empresários, de qualquer porte, a uma solução rápida, com baixo custo e toda a segurança. Mas no início não foi nada fácil. “Como toda novidade, aliada ao fato de as experiências anteriores nesta área não terem sido frutíferas, tivemos primeiramente que demonstrar nossa intenção, sendo que a própria entidade buscou as primeiras conciliações, sanando de-

30

mandas internas, evitando-se conflitos jurídicos”, lembra Karim. Outro passo fundamental, conforme o empresário, foi a Parceria Publico Privada (PPP com a Prefeitura de Uberaba para conciliar matérias tributárias. “Essa alavancagem foi fundamental, pois o empresário que acertou sua vida com as obrigações municipais aprendeu rapidamente como utilizar a conciliação como ferramenta de solução de problemas de inadimplência, entre outros”, destacou. O papel da Associação Comercial de Uberaba foi fundamental. A credibilidade da entidade, com quase 90 anos de existência, e a dinâmica empregada pela sua diretoria foram de importância capital, conforme Karim. Uma opinião compartilhada por seu sucessor. Para Manoel Neto, o PACE possibilitou aos empresários, principalmente os de micro e pequeno portes, a resolver problemas sem a necessidade de ajuizamento de ações, além da economia e do ganho de tempo. Karim Mauad: pioneirismo a favor dos empresários e da sociedade


SEU MELHOR INVESTIMENTO

É COMPRAR AQUI. Quando você compra em estabelecimentos da sua cidade, o comércio cresce, novas vagas

de emprego surgem e, consequentemente, mais impostos são arrecadados. Por isso, invista em infraestrutura e bem-estar: compre em sua cidade. Um bom negócio para todos.

CE Associação Comercial e Empresarial

Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais

31


32


062011 Federamnas NOVEMBRO DEZEMBRO 2011