Issuu on Google+

PUBLICAÇÃO DA FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS

FECHAMENTO AUTORIZADO. PODE SER ABERTO PELA ECT.

AV. AFONSO PENA, 726 - 15º ANDAR - CENTRO - BELO HORIZONTE - CEP 30130-003

SETEMBRO/OUTUBRO/2010 ANO III - Nº 17 - GESTÃO 2010-2012

Federaminas promove XIII Congresso das Associações Comerciais  e homenageia personalidades de todo o Estado





Palavra do presidente Novos tempos, novos projetos

Minas Gerais respira novos ares. Com as eleições dos novos presidente, governador, senadores e deputados federais e estaduais, Minas reafirma sua vocação para a democracia e a liberdade. A mesma vocação, aliás, que tem conduzido a história da Federaminas desde a sua fundação e que, atualmente, se consolida graças a um intenso trabalho de integração e de novas alternativas para o desenvolvimento econômico e social do Estado. Com a eleição dos nossos novos mandatários e parlamentares, a Federaminas se firma também como uma importante entidade em âmbitos estadual e federal. Mesmo sem assumir a defesa de qualquer candidatura, a Federaminas participou ativamente da campanha eleitoral, discutindo e apresentando sugestões da classe empresarial para que tenhamos, no futuro, dias melhores para todos. Como de outras vezes, a Federaminas não se furtou a dar sua parcela de contribuição para o sucesso do processo eleitoral e democrático. Estivemos com vários candidatos, defendendo propostas de incentivo e desenvolvimento dos setores produtivos, e podemos considerar que também fomos vitoriosos. Esperamos, entre outras coisas, que os próximos governos federal e estadual tratem melhor as micro e pequenas empresas, as principais empregadoras e geradoras de renda no País. Para fazer frente a esses novos tempos, nada melhor que desenvolver novos projetos. É com esse pensamento que a diretoria e funcionários da Federaminas, juntamente com todas as Associações Comerciais e Empresariais do Estado, estão trabalhando para encerrar bem o ano e já fazendo planos para 2011. O momento é de otimismo, mas também de muito trabalho. E, para fechar esse ano que se mostrou positivo em vários aspectos, a Federaminas receberá dirigentes de Associações Comerciais de todas as partes do Estado para o seu tradicional congresso anual e a premiação das personalidades indicadas ao “Mérito Empresarial 2010”. O momento, portanto, é de comemorarmos. E, nessa hora, não poderíamos deixar de agradecer a todas as entidades e instituições que nos têm ajudado a consolidar esse vitorioso projeto que se chama Federaminas. Vamos em frente, com a força do cooperativismo e a participação cada vez maior das entidades que integram o sistema Federaminas.

Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais

Diretoria Executiva Federaminas Gestão 2010/2012 Presidente: Wander Luis Silva (Ipatinga) Vice-Presidentes: Alexander Fontana Brito (Pirapora), Avelino José Miguel (Janaúba), Benedito Coutinho de Almeida (Poços de Caldas), Charles Lotfi (Belo Horizonte), Daniel Freitas Resende (Patos de Minas), Denílson Rosa (Piumhí), Edmilson Soares dos Santos (Governador Valadares), Emílio César Parolini (Araxá), Fernando M. de Gouveia Junqueira (Além Paraíba), Geraldo Eustáquio A. Drumond (Montem Claros), Hebert Lever José do Couto (João Pinheiro), Heleno Oliveira e Silva (Itajubá), Luiz César Pereira Negreiros (São Lourenço), Luiz Henrique Mendes (Pouso Alegre), Marco Aurélio Moreira (Contagem), Ralph Duarte Funchal (Três Pontas), Sérgio Marques Cordeiro (Ponte Nova), Valmir Rodrigues da Silva (Alfenas) Diretoria: Antônio Carlos Almeida Machado, Antônio Fernando do N. Teixeira, Antônio Gualberto de Faria, Benito de Araújo,Cícero Braga Neto, Cleide Isabel Basiqueto Bersani , Edson Martins Coelho , Felício Brum Lugão, Flávia Cristina de Souza, Geraldo Gabriel de Mello Filho, Girlândia Lima Borborema, Gislaine Márcia José Pires da Silva, Ivair de Andrade, Izabel Cristina Gonçalves, João Ernesto de Oliveira, João Tadeu Dorta Machado, Joaquim Ferreira Alves, José Norberto Dias, Karone Marlus Rocha de Oliveira, Lucimar dos Santos, Marcelo Valadares Couto, Márcia Rocha da Silva, Márcio Elias Cardoso, Nelson Antônio Mourão Barros, Persival Ferreira da Costa, Roberto Carlos de Oliveira, Romero Machado Campos Júnior, Sebastião Calais de Almeida, Siomara Regina de Souza, Rosana A. Sibila Fraga Souza Conselho Fiscal: Amaury Gonçalves, Fracisco José L. Neto, Lauro Tadeu de Almeida Lopes, Luiz Américo Bertolaci Jr., Rubens Nunes Medeiros, Welington Magno de Figueiredo Assessoria de Comunicação Eli R. de Souza - MG01521JP Nádia Louzada Redação e Edição Jakson Goulart Fotolito e Produção Gráfica Art Publish - 31.3822.6019 artpublish@artpublish.com.br

Wander Luis Silva Presidente

Tiragem 3.000

Leia nesta edição: Empresários reafirmam confiança no novo governo

................... 5

Associações Comerciais abrem espaço para Juntas de Conciliação

. ............ 6

Federaminas leva comitiva a feira de varejo nos EUA

.....................8

Federaminas lança campanha de valorização do comércio local

............ 10

MISSÃO Representar, defender e promover o desenvolvimento das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais. VISÃO Reconhecimento e fixação da marca Federaminas pela valorização, representatividade, transparência, comprometimento e competência.




Federaminas homenageia Empresários do Ano

Delegações de todas as regiões são esperada para o XIII Congresso das Associações Comerciais e a entrega do Mérito Empresarial

PALESTRAS

A programação será aberta no dia 18 de novembro (quinta-feira), com a recepção das delegações do interior no Dayrell Hotel. O primeiro dia da programação será destinado exclusivamente ao XIII Congresso das Associações Comerciais, com apresentação de novos produtos e serviços da Federaminas e várias palestras, sobre temas variados. A programação do Congresso das ACEs terá sequência no dia 19 (sexta-feira), durante todo o dia. No evento, sob o tema geral Caminhos para o Desenvolvimento, serão discutidos diversos assuntos de interesse empresarial, como Convênio – Juntas de

Conciliação; RMPC – novas fontes de receitas; contribuinte x fisco: a arte da guerra – o associativismo como uma das formas de vencer essa guerra; competência emocional e gestão de pessoas; feiras comerciais e empresariais – Minas mostra Minas; rede de compras; certificação digital; NFe do Brasil; apresentação da cidade-sede do Congresso das ACEs em 2011. À noite, encerrando o evento, será realizada a aguardada solenidade de premiação do “Mérito Empresarial”. Os homenageados foram indicados pelas ACEs como “Empresários do Ano” e receberão diploma e medalha da entidade estadual. Os Empresários do Ano foram eleitos pelas Associações Comerciais como reconhecimento ao seu desempenho nos negócios e à contribuição para o desenvolvimento econômico e social dos municípios e do Estado. Além dos nomes que serão homenageados pela Federaminas no dia 19, as ACEs também escolheram destaques individuais na área do associativismo e em ações comunitárias.

Foto Official

Empresários e dirigentes de Associações Comerciais de todas as regiões são esperados em Belo Horizonte, nos dias 18 e 19 de novembro, para um dos principais eventos anuais do Estado. Trata-se do XIII Congresso das Associações Comerciais de Minas Gerais e a solenidade de entrega do “Mérito Empresarial 2010”, que a Federaminas realizará no centro de convenções do Dayrell Hotel, na capital. A expectativa do presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, é que o evento mobilize a maioria das Associações Comerciais, que terão a oportunidade de participar de palestras e seminários, além de homenagear empresários e personalidades de todos os municípios. “Como em todos os eventos promovidos pela Federaminas, esperamos uma grande mobilização e participação no Congresso e no Mérito Empresarial”, afirmou Wander Luis.

O XII Congresso das ACs teve adesão maciça por parte das Federadas

Auditório lotado no Mérito Empresarial 2009




Wellington Pedro

Confiança no novo governo Federaminas cumprimenta Anastasia pela reeleição e espera criação da Secretaria Estadual de Apoio às Micro e Pequenas Empresas “Foi uma vitória da democracia e de Minas Gerais, que terá um governo de continuidade e com a com- Anastasia recebe Wander Luis e pres identes petência que já conhecemos.” Com essas palavras, o de Regionais da Federaminas presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, cumprimentou o governador Antonio Augusto Anastasia SECRETARIA por sua reeleição no primeiro turno, em outubro. ConA criação da Secretaria Estadual de Apoio às Micro forme o dirigente empresarial, a expectativa é grande e Pequenas Empresas é a principal reivindicação do para o governo de Anastasia, que ele considera um sistema Federaminas, já encaminhada a Anastasia “parceiro de primeira hora” da entidade que dirige e durante a campanha eleitoral. Com sua vitória, conda classe que representa. forme Wander Luis, a expectativa é que as empresas O presidente da Federaminas – que durante a cam- de pequeno porte recebam um melhor tratamento panha eleitoral no Estado teve vários encontros com do governo e que o associativismo seja incentivado Anastasia e com outros candidatos para apresentar as ainda mais. propostas da classe empresarial – se integrou a uma A proposta de criação da Secretaria das MPEs comitiva de dirigentes de Associações Comerciais de foi apresentada pela Câmara Estadual da Micro e várias cidades que, no dia 7 de outubro, foi recebi- Pequena Empresa da Federaminas, órgão presidido da pelo governador reeleito em seu gabinete, em Belo pelo empresário Fernando Junqueira, que também Horizonte. Os empresários foram cumprimentar o preside a Associação Comercial e Industrial de Além vencedor das eleições em Minas Gerais e reafirmar seu Paraíba e é diretor da Federação. A proposta foi enapoio ao novo governo. caminhada juntamente com o Fórum de Entidades Empresariais de Minas Gerais. Anastasia quer manter o ‘choque Wander Luis considera que a criação da Secretaria Estadual das MPEs “é uma medida da maior imde gestão’ e melhorar indicadores portância para que possamos ter uma política mais No encontro com o presidente da Federaminas e os efetiva de apoio às empresas de pequeno porte que dirigentes de ACEs mineiras, uma semana após a sua são hoje as principais geradoras de emprego e renvitória nas eleições de 3 de outubro, Antonio Anastasia da no País. reafirmou a parceria com a entidade e a sua disposição de colocar Minas Gerais na liderança dos Estados que mais atraem investimentos diretos. Em reconhecimento ao apoio dos empresários do setor de comércio, o governador reeleito apontou o trabalho da classe como “Compromisso com Minas” é o título do douma das maiores forças do desenvolvimento mineiro. cumento entregue a Anastasia pela Federaminas Os integrantes da comitiva da Federaminas tame demais entidades. Além da criação da Secretabém destacaram os resultados obtidos pelo governo ria das Micro e Pequenas Empresas, elas propõem estadual com o chamado “choque de gestão”, cuja medidas nas áreas de educação, defesa social, saúrepercussão positiva no País e exterior “tornou Minas de, desenvolvimento regional e setorial, desenvolparadigma em administração pública eficiente”. Convimento e mobilidade urbana, política tributária e forme Anastasia, seu novo governo vai manter essa fiscal, crédito, financiamento e sistema financeiro, política, além de se empenhar para melhorar os indirelações internacionais, infraestrutura, ciência, teccadores negativos de saúde, educação, transporte e nologia e inovação, turismo e cultura e meio aminfra-estrutura. biente. Anastasia afirmou ainda que o setor público em Integram o Fórum de Entidades Empresariais de Minas Gerais vive o “Estado para resultados”, de comMinas Gerais a Federaminas, a ACMinas, a CDLpromisso com metas estabelecidas para os diferentes BH, o Ciemg, a Faemg, a FCDL-MG, a Fetcemg, a segmentos, como contribuição pelos impostos arrecaFecomércio-MG, a Fiemg e a Ocemg. dados.

Documento lista propostas




Convênio cria primeiras Juntas de Conciliação nas ACEs

Divulgação AC Uberlandia

Graças ao novo convênio da Federaminas, as Associações Comerciais e Empresarias do Estado poderão prestar mais um importante serviço às empresas associadas. O convênio, assinado com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), prevê a instalação de Juntas de Conciliação nas sedes das ACEs. A parceria inclui ainda o Sebrae-MG, que ficará responsável pela formação de profissionais para atuarem nas Juntas.

Patos de Minas é a primeira

Duas das primeiras Associações Comerciais de Minas Gerais a abrirem espaço em suas sedes para a instalação de AC de Uberlândia inaugura posto de conciliação Juntas de Conciliação foram as de Patos de Minas e de Uberlândia, ambas em setembro, Associações Comerciais e as próprias empresas”. O Posto Avançado de Conciliação Extraproceslogo após a formalização da parceria entre a Federaminas e o Tribunal de Justiça de Minas Ge- sual (Pace) de Uberlândia foi inaugurado também em setembro, com previsão de funcionamento a rais. A ACE de Patos de Minas saiu na frente, com partir de outubro, conforme a presidente da ACE a inauguração da sua Junta de Conciliação no dia de Uberlândia, Rosalina Cardoso Vilela. “O posto 2 de setembro. O presidente da entidade, Daniel permitirá que empresários busquem acordos para Freitas Resende, destacou que era “a primeira de questões econômicas, como dívidas ou quebra de uma série” de Juntas que deverão ser instaladas contrato, sem a necessidade de recorrer à Justiem todas as regiões, “fortalecendo a atuação das ça”, destacou a empresária.

Exigência de NF-e alcança maior número de empresas Desde o dia 1º de outubro, empresas de diversas atividades econômicas estão obrigadas a emitirem a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), um documento digital que substitui as tradicionais notas em papel. Instituído em julho de 2005 em caráter nacional, o uso do documento vem sendo ampliado gradualmente entre os diversos setores e segmentos econômicos. A obrigatoriedade de emissão da NF-e abrange empresas de todos os portes, incluindo micro e pequenas, até as do Simples Nacional. Os empreendedores individuais não precisam atender a essa exigência. Conforme o Protocolo nº 42 de 2009, do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), desde o dia 1º de outubro estão obrigadas a emitir a NF-e empresas que trabalham com fabricação de roupas, vinagre, calçados, gelo,



absorventes higiênicos, artigos de carpintaria para construção e artigos pirotécnicos; impressão de livros, revistas e outras publicações periódicas; serviços de acabamentos gráficos; reforma de pneumáticos usados; recondicionamento de baterias e acumuladores para veículos automotores. Também estão nessa relação representante comercial de cosméticos e perfumaria, de madeira, material de construção e ferragens. A lista inclui ainda o comércio atacadista de produtos como calçados; artigos de vestuário e acessórios; artigos de armarinho; de cama, mesa e banho; sementes, flores, plantas e gramas; produtos de higiene, limpeza e conservação domiciliar com atividade de fracionamento e acondicionamento; jóias, relógios e bijuterias; embalagens; resíduos de papel e papelão e de sucatas não metálicas.


Curso detalha sistema de certificação digital A Federaminas foi uma das entidades participantes do workshop sobre Certificação Digital e Nota Fiscal Eletrônica promovido, de 27 a 30 de setembro, pela Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), em Brasília. A entidade mineira é uma das mais avançadas, em todo o País, na adoção do sistema de certificação, em parceria com o Progerecs, da CACB, e a NF-e do Brasil, empresa especializada em inteligência digital. De acordo com Júlio Carlos de Oliveira, da Federaminas, o workshop reuniu representantes de todas as Federações de Associações Comerciais do Brasil, que conheceram a proposta da CACB de disponibilizar um portal para segurança, emissão, gerenciamento e armazenamento de Nota Fiscal Eletrônica. Os participantes do curso em Brasília aprenderam as formas de utilizar o sistema, suas vantagens e aplicações. O treinamento promovido pela CACB, conforme Júlio Carlos, foi muito proveitoso e acabou servindo como uma espécie de planejamento estratégico. “Cada representante das Federações filiadas à CACB apresentou suas dificuldades, sugestões e casos de sucesso. Tudo foi debatido com os especialistas da Certsign, a fim de criar um plano para cada região, considerando especificidades regionais como extensão territorial, número de associações afiliadas e a dinâmica de trabalho. Também foram tratados temas como a maximização de resultados, o passo a passo para uso da ferramenta e o modelo comercial de remuneração para as entidades”, informou o representante da Federaminas no workshop.

PORTAL

O sistema oferecido pela CACB e implantado pela Federaminas permite que as Associações Comerciais funcionem como Autoridades de Registro (ARs), uma concessão do governo federal para a certificação digital. O sistema oferece agilidade, economia e segurança, já que o emissor terá seu certificado digital guardado de forma confiável em hardware específico, e as notas fiscais eletrônicas armazenadas em “data center” seguro. Júlio Carlos explicou que o “Portal de NF-e” permite que a nota fiscal seja carregada por meio de um arquivo de integração e receba assinatura digital conforme o certificado digital da empresa. O documento é enviado para a Secretaria de Fazenda do Estado ou município de origem, que automaticamente emite um protocolo de envio. Desta forma é possível verificar a aprovação da nota, e, após a confirmação, basta imprimir o Documento Auxiliar da NF-e (DANFE), que deve seguir anexo à mercadoria durante seu trânsito.

Paralelamente ao curso realizado pela Confederação das Associações Comerciais do Brasil (CACB), a Federaminas promoveu, no dia 28 de setembro, um treinamento sobre certificação digital para dirigentes e executivos de várias federadas. Participaram desse treinamento representantes das ACEs de Betim, Conselheiro Lafaiete, Contagem, Ipatinga, Itajubá, João Monlevade e Pouso Alegre. O treinamento, coordenado pelos assessores do Setor de Negócios Ricardo Lacerda e Júlio Carlos, teve como foco central a emissão de nota fiscal eletrônica através do portal disponibilizado pela Federaminas em convênio com a empresa NF-e do Brasil. Durante o curso, realizado na sede da Federaminas, os assessores da entidade estadual falaram sobre a reestruturação do serviço prestado pelas 18 Associações Comerciais que constituem a Rede de Certificação Digital, criada a partir de convênio com a CACB/ Certisign. O projeto prevê, inclusive, a transformação da entidade estadual em Autoridade de Registro (AR), com permissão para emitir certificados digitais, o que

Federaminas

Associações também recebem treinamento

Workshop sobre Certificação Digital na Federaminas

é visto como um importante fator de integração das ACEs. Os assessores da Federaminas também apresentaram o Portal de Nota Fiscal Eletrônica, criado em parceria com a NF-e do Brasil, para gerenciamento desse serviço que passou a ser disponibilizado aos empresários mineiros através das Associações Comerciais.




Federaminas leva comitiva aos EUA Associações Comerciais têm vantagens para participar da maior feira de varejo do mundo A Federaminas vai levar uma comitiva de empresários mineiros à 100ª Convenção da National Retail Federation (NRF 2011), em Nova Iorque, nos Estados, na primeira quinzena de janeiro de 2011. A intenção é levar uma comitiva bastante representativa, com empresários de diversos segmentos e de todas as regiões mineiras. A comitiva da Federaminas está sendo organizada em parceria com o Sebrae-MG, a Confederação das Associações Comerciais do Brasil (CACB) e a Associação Comercial de São Paulo. O pacote de viagem, incluindo todas as despesas, custa aproximadamente US$ 4,6 mil, mas as ACEs terão condições especiais para pagamento.

TECNOLOGIA

O presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, que participou da NRF 2010, destacou que a missão aos Estados Unidos, no período de 6 a 16 de janeiro do ano que vem, será uma grande oportunidade para os empresários mineiros conhecerem as tendências, produtos e o que há de mais moderno em termos de varejo. A convenção anual, realizada há mais de um século, reúne as maiores empresas do setor de todo o mundo, com uma série de palestras, visitas técnicas e uma grande feira de tecnologia para o varejo. De

acordo com Wander Luis, “é um investimento que vale a pena”, daí a sua confiança de que a missão mineira será uma das maiores do Brasil inscritas na convenção da NRF. Diversos representante de Associações Comerciais e Empresariais que integram o Sistema Federaminas já manifestaram interesse e vão compor a comitiva aos EUA, em janeiro. A preços atuais, o pacote para a 100ª Convenção da National Retail Federation, a maior feira de varejo do mundo, com tudo incluído, custa US$ 4,6 mil.

Associa-minas conclui programa com sucesso Divulgação

A Federaminas concluiu, no final de setembro passado, o programa Associa-Minas, que a Federaminas realizou em parceria com o Sebrae-MG. Durante dois meses, a entidade empresarial, em parceria com o Sebrae-MG, promoveu várias palestras e eventos em 34 Associações Comerciais, com a participação direta de aproximadamente 2 mil empresários de diversas cidades e segmentos, conforme balanço da Federaminas. As Federadas que aderiram ao programa não tiveram qualquer custo, e ainda tiveram a oportunidade de discutir diferentes vertentes do associativismo. Palestras concorridas do Associa-Minas Na opinião do presidente da ACE de Minas Novas, Zilmar Gomes Rocha, “Motivação, Congonhas Patrocínio credibilidade, assim se define a realização Arcos Baependi Coronel Fabriciano Pirapora desse evento para nós”. Já, para o presiden- Barroso Delfinópolis Piumnhi te da AC de Ouro Branco, Cícero Braga, “Ini- Bom Despacho Guapé Poços de Caldas Borda da Mata Guaranésia Pratápolis ciativas como esta, fortalece e garante uma Caldas Guaxupé Rio Pomba entidade mais responsável e buscando mais Capetinga Itabirito Sabará Itajubá São Lourenço objetivos com o intuito de satisfazer o asso- Capitólio Itanhandu São Roque de Minas ciado fortalecendo ainda mais o comércio. Caxambu Conceição da Aparecida Lagoa da Prata Simonesia Gostaria de parabenizar a Federaminas pela Conceição do Miraí Timóteo Mato Dentro Ouro Branco iniciativa”




Mais força para o comércio Empossado em janeiro de 2009 para um mandato até dezembro deste ano, o emVALDIR JOSÉ presário Valdir José de Andrade, presidente DE ANDRADE da Associação Comercial e Empresarial de Presidente da Lagoa da Prata é o entrevistado desta ediACE de Lagoa ção da revista da Federaminas. da Prata Com pouco mais de duas décadas de existência, a ACE de Lagoa da Prata cresceu e se consolidou como uma das principais entidades representativas da cidade, respeitada por todos os segmentos. Atualmente a entidade conta com aproximadamente 250 associados, entre empresas do comércio e da indústria, prestadores de serviços e instituições financeiras. Os setores de confecções e calçadistas são maioria entre os associados da ACE de Lagoa da Prata, mas a expectativa do seu presidente é que outros segmentos também ampliem sua participação. A economia do município tem como principais atividades produtivas a fabricação de cana de açúcar e de bichos de pelúcia. Como surgiu a idéia de fundar a Associação Comercial de Lagoa da Prata? A idéia surgiu em 1989, diante da necessidade de um órgão destinado a defender os direitos das classes empresariais do município. Quais foram os pioneiros do movimento que culminou com a criação da entidade? Na época, foi realizada uma reunião entre os empresários José Libério de Melo (que se tornou o primeiro presidente da entidade), José Luiz Bahia Henriques, Cícero Mateus Filho, Carlos Araújo Ribeiro, Cirineu Mateus Borges e Paulo Roberto Bernardes de Castro com o então presidente da Facemg (antigo nome da Federaminas), Hiram dos Reis Corrêa, o prefeito de Lagoa da Prata, Lucas Antonio de Rezende, e o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Social, Carlos Silvério Gontijo. Essa comissão foi a responsável pela fundação e organização da entidade. Que benefícios a implantação da Associação Comercial trouxe para o município? Foram muitos os benefícios, mas, principalmente, o fortalecimento do comércio local e da representatividade dos empresários do município. Quais os principais produtos e serviços oferecidos pela ACE de Lagoa da Prata? Temos vários produtos e serviços, entre os quais assessoria jurídica, assessoria do Sebrae-MG, Banco de currículos, consultas ao SPC e Serasa, convênios com os Correios e com médico ambulatorial, cursos e palestras, eventos comemorativos em datas festivas, plano de saúde Unimed Empresarial, parcerias com o BDMG/Geraminas, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, auditório para reuniões e treinamentos, transmissão e recebimento de fax e e-mails e contamos ainda com um Posto Atende Bem, para pagamento de contas, duplicatas, IPTU e ISS, entre outros.




Valorização do comércio local

Campanha da Federaminas reforça importância do comércio para o desenvolvimento dos municípios mineiros Uma arrojada campanha foi lançada pela Federaminas com o objetivo de valorizar o comércio mineiro. A campanha pretende envolver todas as Associações Comerciais do Estado e criar condições para que as entidades possam investir em publicidade e outras ferramentas para divulgar os produtos e serviços de suas associadas. O ponto de partida para a campanha de valorização do comércio local foi uma parceria firmada pela Federaminas com a União Promoções, com o objetivo de divulgar as empresas de cada cidade por meio de propaganda institucional, informativa e promocional. “Queremos conscientizar as comunidades de cada região sobre os benefícios proporcionados pela realização das compras no comércio da sua própria cidade”, sintetiza o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva. De acordo com o dirigente, a empresa parceira também disponibilizará pacotes de materiais destinados à realização de campanhas específicas para datas comemorativas como Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais e Natal, entre outras, além de peças avulsas, como bandeirolas, adesivos para carro, displays de mesa, banners e folhetos.

merciais de diferentes tamanhos. Por meio da campanha de valorização do comércio local, os empresários investirão na conscientização das pessoas sobre os benefícios de se comprar no comércio local, além de combater o comércio ambulante, que recolhe tributos e, por conseqüência, não dá nenhum retorno aos municípios. “Acima de tudo, trata-se de uma campanha em defesa dos valores e dos interesses dos empresários e em benefício do desenvolvimento de cada município”, resume o presidente da Federaminas.

CONSCIENTIZAÇÃO

A campanha estadual elaborada pela Federaminas prevê 10 pacotes básicos de divulgação, compostos de cartazes, selos adesivos, comerciais de rádio e outdoors, para atender a Associações Co-

Benefícios para todos A necessidade de apoio para que as Associações Comerciais consigam promover as vendas nas empresas e lojas dos seus municípios foi o que levou a Federaminas a lançar a campanha de valorização do comércio local. A campanha já está sendo divulgada pelos veículos de comunicação da entidade estadual, que também vai disponibilizar peças publicitárias para suas federadas. O presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, explicou que a campanha pretende chamar a atenção dos consumidores para os benefícios que a compra no comércio local proporciona ao município, na forma de geração de emprego, renda, tributos e fortalecimento da economia da cidade. “Seu melhor investimento” é o mote da campanha da Federaminas, que traz uma mensagem

10

direta: “Quando você compra em estabelecimentos da sua cidade, o comércio cresce, novas vagas de emprego surgem e, consequentemente, mais impostos são arrecadados. Por isso, invista em infraestrutura e bem-estar: compre em sua cidade. Um bom negócio para todos.” As ACEs interessadas em receber o arquivo com o cartaz da campanha devem entrar em contato com a Assessoria de Comunicação da Federaminas, através do telefone (31) 3078-7042, ou no e-mail, nadia@federaminas.com.br.


Assessoria Jurídica

Medidas para inibir furto de mercadoria em vestiário Recebemos consulta formulada por uma Associação Comercial que apresentou-nos a seguinte questão: alguns empresários locais estão tendo problemas em relação à entrada de seus clientes nos vestiários com bolsas, em função de furtos, e querem colocar uma placa ou cartaz proibindo a entrada nos vestiários com bolsas. Porém, eles querem colocar uma placa com dizeres corretos que não afetem os clientes, evitando problemas futuros. Em resposta à coirmã, iniciamos nosso parecer citando um princípio constitucional, previsto no artigo 5º, inciso II , segundo o qual “ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei”. Assim é que ninguém pode ser obrigado a deixar sua bolsa ou carteira em guarda volumes, ainda que, em forma de armário, com chave própria. Inexiste lei neste sentido. Dessa forma, entendemos que o empresário não deve impedir o cliente de entrar no vestiário com sua bolsa, não podendo obrigá-lo a deixá-la em guarda volume, mesmo porque, se solicitar que o cliente o faça, e este o fizer espontaneamente, a responsabilidade pela perda, avaria ou extravio de qualquer bem ou valor constante da bolsa do cliente é de responsabilidade do empresário. Uma sugestão que consideramos válida é a de que o

empresário oriente seus vendedores a acompanharem o cliente no vestiário e, logo na entrada, contem o número de peças que o cliente está portando, fornecendo-lhe uma pequena placa de plástico ou acrílico com o número correspondente ao número de peças. Assim que o cliente retirar-se do vestiário, deverá devolver as peças ao funcionário para conferir se o número delas corresponde ao mesmo número da placa de que o cliente é portador e que é devolvido no mesmo ato, extraindo-se, naquele momento, a nota respectiva se o cliente for levar alguma mercadoria das que foram experimentadas. A empresa deve realmente se resguardar, mas com toda a cautela, sabendo que o consumidor tem a favor de si o Código de Defesa do Consumidor, representado pela Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990, que proíbe que lhe sejam imputadas obrigações consideradas iníquas, abusivas, que o coloquem em desvantagem exagerada, ou sejam incompatíveis com a boa fé ou a equidade; bem como aquelas que estejam em desacordo com o sistema de proteção ao consumidor, conforme prescrito no artigo 51, incisos IV e XV, respectivamente. ............................................................... Rizza Virgínia Silvério Porto de Sant’Ana Assessoria Jurídica da Federaminas (31) 3048.9547 e-mail: jurídico@federaminas.com.br

11


Presidentes de nove Regionais da Federaminas participaram de um encontro no dia 7 de outubro, na sede da entidade, em Belo Horizonte. Na pauta, uma série de temas e projetos de interesse dos empresários mineiros, alguns já implantados e outros ainda em desenvolvimento, como a mudança de nomenclatura das Associações Comerciais para Associações Comerciais e Empresariais. O projeto “Educa.com” foi outro tema tratado na reunião do início de outubro, que teve a participação de dirigentes das Regionais do Alto Paranaíba, Médio Piracicaba, Alto Jequitinhonha, Alto Rio Pardo/Vale do Gorutuba, Alto São Francisco, Sul de Minas, Fernão Dias, Norte e Serra do Cipó.

Foto Official

Dirigentes de Regionais discutem novos projetos

Entre os assuntos da pauta estava a importância da participação massiva das ACs nos eventos de novembro

INTEGRAÇÃO

O presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, explicou que o “Educa.com” prevê a realização de cursos on line para capacitação de aproximadamente 40 mil pessoas, através das 27 Regionais da entidade mineira. Outros temas incluídos na pauta foram a “Campanha de valorização do comércio local”, lançada recentemente pela Federaminas, e certificação digital e nota fiscal eletrônica. Também foi alvo de discussão na reunião o papel das Regionais como forma de fortalecer a presença da Federaminas em todo o Estado. Por estarem mais próximas das representações locais, esses dirigentes têm um importante trabalho de integração da classe. Outro tema abordado no encontro foi o projeto “Minas Mostra Minas”, que prevê a organização de feiras e exposições no âmbito das Regionais.

Alexander Brito assume no Norte A Regional Norte da Federaminas, sediada em Montes Claros, tem novo presidente. Desde o dia 15 de setembro, a tarefa de organizar e integrar as Associações Comerciais e Empresariais do Norte mineiro está nas mãos do vice-presidente da Federaminas e presidente da ACE de Pirapora, Alexander Fontana Brito. O novo presidente da Regional Norte substitui o empresário Geraldo Eustáquio Andrade Drumond, de Montes Claros, que teve sua gestão marcada por ações objetivas para fortalecer a integração entre as Associações Comerciais que compõem aquela Regional.

12

MOBILIZAÇÃO

O presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, aproveitou o encontro para conclamar as Regionais a mobilizarem as Associações Comerciais de suas bases para garantir uma ampla participação no XIII Congresso das ACEs de Minas Gerais e na solenidade de entrega do “Mérito Empresarial 2010”, destinada a homenagear os “Empresários do Ano”. Wander Luis também falou sobre a importância da padronização da marca ACE entre as Associações Comerciais mineiras. “Essa é mais uma contribuição para fortalecer a imagem das federadas e facilitar a identificação das Associações Comerciais em todo o Estado”, destacou o presidente da Federaminas.

Missão busca informações sobre atividade mineradora Um grupo de 36 empresários das cidades de Taiobeiras, Salinas, Grão Mogol, Montezuma e Rio Pardo de Minas fez uma visita a alguns municípios do chamado Quadrilátero Ferrífero (Central), no início de setembro, para conhecer a realidade e os impactos gerais decorrentes da atividade mineradora naquela região do Estado. No roteiro da missão, visitas a empresas e contatos com as Associações Comerciais e prefeituras dos municípios de Itabira, Santa Bárbara e Nova Lima. A missão, organizada pela Regional Alto do Rio Pardo/Gorutuba, que tem sede em Taiobeiras e é presidida pelo empresário Carlito Pereira da Costa, teve o objetivo de conhecer melhor a rotina da atividade mineradora, uma vez que a região norte-mineira está recebendo investimentos no setor da ordem de R$ 3,6 bilhões, que deverão gerar 7 mil empregos diretos.


Federaminas doa notebooks a Regionais arte Frazão, respectivamente. Anteriormente, durante o II Encontro de Presidentes e o III Encontro de Executivos das Associações Comerciais de Minas Gerais, realizados no centro de convenções do Hotel Tauá, em Caeté, nos dias 24 a 26 de junho deste ano, a Federaminas entregara às Associações Comerciais presentes computadores usados, em bom estado, a exemplo dos notebooks, oferecidos pelo Sebrae Minas.

Foto Official

Durante a reunião dos presidentes das Regionais acontecida em 7 de outubro em Belo Horizonte, o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, realizou o sorteio de dois notebooks entre os presentes. Foram contempladas as Regionais do Alto São Francisco (sediada em Lagoa da Prata) e do Alto Paranaíba (com sede em Patrocínio), presididas pelos empresários Valdir José de Andrade e Marcos Wendell Du-

Wander Luis entrega notebooks aos presidentes Valdir de Andrade e Marcos Frazão

Pirapora sedia encontro A cidade de Pirapora foi palco, no dia 18 de setembro, do 3º Encontro dos Presidentes das Associações Comerciais e Empresariais do Norte de Minas. O evento, que teve a presença do presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, fez parte da programação da 13ª Expociapi – Exposição Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de Pirapora. O presidente da ACE de Pirapora, Alexander Fontana Brito, destacou a importância para o município ao receber dirigentes empresariais daquela região justamente quando a entidade promovia sua já tradicional exposição.

13


Novos produtos chegam ao interior Diretoria e funcionários cumprem extensa agenda para levar programas da Federaminas a todas as regiões

AC Itabirito

gados. O encontro O presidente Wanteve palestras de Aline der Luis, diretores e Bonneareau, gerente funcionários da Federade contas da NF-e do minas continuam com Brasil, e de Ricardo uma intensa agenda Lacerda, coordenador de viagens a todas as do Setor de Negócios. regiões do Estado. Na A reunião contou ainbagagem, a apresenda com a presença do tação de uma série de coordenador da Rede programas, parcerias Mineira de Proteção ao e produtos desenvolviCrédito (RMPC), Plínio dos pela entidade que Moura. representa o comércio Equipe da Federaminas divulga serviços da entidade mineiro e que, além de ampliar os serviços prestados aos empresários, po- ELOGIOS dem se tornar também fontes de receitas para as Em ambas as visitas a atuação da Federaminas ACEs. em defesa do comércio e da integração dos emUma das visitas, em setembro, foi à Associação presários do setor recebeu elogios. O presidente da Comercial e Empresarial de Itabirito, onde os asses- ACE de Itabirito, Tarcizo Bretas Lima, destacou a sores do Setor de Negócios da Federaminas Ricar- atuação da entidade estadual e a grande quantido Lacerda e Plínio Moura apresentaram o “Portal dade de produtos e serviços oferecidos aos emprede Nota Fiscal Eletrônica”, que a entidade estadual sários. disponibiliza a todas as federadas. Cerca de 40 emPor sua vez, Maria do Carmo, executiva da ACE presários e contadores da cidade participaram do de Ubá, disse que a grande participação do emencontro. presariado da cidade no encontro promovido pela No mesmo mês, os representantes do Setor de Federaminas mostrou a credibilidade da entidade. Negócios estiveram na ACE de Ubá, onde ministra- “Um tema atual, como a nota fiscal eletrônica, em ram um treinamento sobre o Portal Federaminas um produto de baixo custo e de fácil implantação, de NF-e. Participaram, além dos funcionários da realmente é um serviço relevante que a Federamientidade, 110 empresários, contadores e empre- nas e a Aciubá prestam às empresas”, aprovou.

Presidente tem reuniões no Norte O Norte de Minas foi um dos itinerários das viagens feitas no mês de setembro último pelo presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, e pelo assessor Haenderson Sena. Os dois estiveram em Janaúba no dia 9, participando da abertura da 2ª Feira de Produção, Negócios e Potencialidades da Serra Geral (Prosseg), promovido pela ACE da cidade, que tem na presidência o empresário Avelino José Miguel. No dia 10, Wander Luis e Haenderson Sena reuniram-se com empresários em Mato Verde e visitaram a ACE de Porteirinha, onde encontraram-se com o presidente reeleito Marcos Aloísio Mendes Ruas e a executiva Sirlene Lourenço. A convite do governo do Estado, Wander Luis também esteve no dia 12 em Diamantina, para a cerimônia de entrega da “Medalha Presidente Juscelino Kubitschek”.

14

ACE Porteirinha

Wander Luis com o presidente da ACE de Porteirinha, Marcos Aloísio, e a funcionária Sirlene Lourenço


Federaminas

Dirigentes de JF reforçam laços com a Federaminas A Associação Comercial e Empresarial de Juiz de Fora pretende estreitar o relacionamento com a Federaminas, de modo a oferecer novos serviços e produtos aos seus associados. Essa disposição foi anunciada pelo presidente da ACE, Aloísio José Vasconcelos Barbosa, que no dia 29 de setembro esteve na sede da Federaminas, em Belo Horizonte, para uma visita de cortesia ao presidente da entidade estadual, Wander Luis Silva. O relacionamento entre a Federaminas e as Associações Comerciais, que se intensificou nos últimos anos, foi um dos temas da conversa entre Wander Luis e Aloisio Barbosa, que teve ainda a participação do presidente do Sindicomércio de Juiz de Fora, Emerson Beloti de Souza, que ocupa uma das vice-

O presidente Wander Luis e os visitantes de Juiz de Fora

presidências da Federação do Comércio de Minas Gerais (Fecomércio), entidade também parceira da Federaminas.

Padronização recebe adesão de entidades Mais Associações Comerciais que integram o sistema Federaminas estão adotando a denominação de Associações Comerciais e Empresariais (ACEs), seguindo orientação da CACB. As primeiras entidades a adotarem a nova denominação foram as de Três Corações, São Lourenço, Matozinhos, Lagoa da Prata, Conceição do Mato Dentro, Campanha, Conceição do Rio Verde e Governador Valadares. As últimas a aderirem às novas normas foram as Associações Comerciais e Empresariais de Piumhi, presidida por Denilson Rosa; de Campina Verde, que tem à frente a presidente Sandra Ferreira Rabelo Nunes; e de Pitangui, presidida pela empresária Ana Rita Assumpção Caldas.

à Federaminas e adotar a logomarca padrão. Outro benefício da padronização, na avaliação do dirigente empresarial, é dar mais visibilidade e força ao movimento associativista mineiro.

PITANGUI

PIUMHI

FORTALECIMENTO O presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, espera que outras Associações Comerciais adotem a nova nomenclatura, como forma de fortalecer a identidade e a logomarca da entidade estadual. “Essa uniformização também facilita a memorização”, destacou o dirigente. Wander Luis recomenda que todas as ACEs de Minas Gerais adotem a nova nomenclatura. À medida em que forem aderindo às normas da CACB, as entidades deverão atualizar seu cadastro junto

BAEPENDI

Para adesão da nova marca As ACs que se interessem em adotar a nova marca devem realizar assembleia para que a diretoria autorize a alteração da denominação no estatuto da entidade. Em seguida basta solicitar a logomarca à Federaminas.

15


Mais espaço para a mulher

Ceme e Federaminas incentivam ACEs a criarem novos Conselhos da Mulher

ACMinas homenageia empreendedoras de MG Foi um grande sucesso o “Salto em Negócios 2010”, realizado de 28 a 30 de setembro, no Hotel Mercure, em Belo Horizonte. O evento, promovido pelo Conselho da Mulher Empreendedora, da ACMinas, teve um ciclo de palestras e atividades específicas para as mulheres, abrangendo rodada de negócios, apresentação de peça teatral e a premiação das “Mulheres Notáveis de Minas Gerais”, indicadas pelas Associações Comerciais para receberem o “Troféu Maria Elvira Salles Ferreira”. “Mulheres empreendedoras que fazem a diferença” foi o tema do “Salto em Negócios 2010”, que teve o apoio do sistema Federaminas. O evento abordou o “bem estar” da mulher na sua totalidade: na Emoção, Saúde, Beleza, Espiritualidade e Gestão. A Federaminas esteve presente à solenidade de premiação das “Mulheres Notáveis” por meio do seu

16

Mesa de abertura do evento “Salto em Negócios 2010”

presidente, Wander Luis Silva, e da presidente da Câmara Estadual da Mulher Empreendedora, Marinez Torres Gotelip Borja de Oliveira

ACMinas

A Federaminas e a minina nos trabalhos Câmara Estadual da das Associações CoMulher Empreendemerciais e Empresadora (Ceme) estão trariais mineiras “é cada balhando juntas para vez mais destacada”, estimular a formação tanto que diversos de Conselhos da MuConselhos já foram lher em todas as Ascriados no interior sociações Comerciais e com o objetivo de Empresariais do Estadotar as entidades de do. Essa, inclusive, é a espaço próprio para a principal prioridade da sua atuação no âmbigestão da empresária to do associativismo. Marinez Torres Gotelip Marinez Torra, presidente da CEME “A mulher hoje de Oliveira à frente da está presente em toCâmara da Mulher, que assumiu o cargo recente- dos os setores, à frente não só de entidades de mente. classe, mas também em diversos segmentos Marinez de Oliveira e o presidente da Federami- da sociedade brasileira”, constata Marinez em nas, Wander Luis Silva, discutiram essa proposta seu esforço de integrar as empresários do Esem reunião na sede da entidade estadual, em Belo tado. “A mulher é mais detalhista, mais obserHorizonte, em setembro último. Outras ações em vadora, prioriza pessoas ao invés de coisas e conjunto serão planejadas pelas duas entidades. toma decisões de modo mais subjetivo, usanFortalecer a integração entre a Câmara e os do, muitas vezes, o coração”, diferencia. Conselhos da Mulher já existentes em diversas Com tantos predicados, Marinez de OliveiAssociações Comerciais, e incentivar a criação de ra acha que já é hora de as mulheres assuminovos órgãos é o principal objetivo da nova presi- rem seu papel de protagonistas. “As mulheres dente da Ceme. “A troca de experiências concorre levam para as Associações Comerciais tudo o para disseminar iniciativas em favor dos interesses que os homens não conseguem perceber, e redas empresárias e empreendedoras”, justifica. alizam muitos projetos graças ao seu espírito empreendedor e à sua sensibilidade para as necessidades do momento”, defende a presiESPAÇO PRÓPRIO Marinez de Oliveira observa que a presença fe- dente da Ceme.


17


ECONOMIA NEGÓCIOS

ICMS sobre importado deve ser cobrado no Estado de destino O Superior Tribunal e Justiça (STJ) decidiu que o recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços incidente sobre produtos importados deve ser cobrado no Estado de destino das mercadorias, e não no de sua entrada no País. A jurisprudência foi criada em decorrência de entendimento da Primeira Turma do STJ favorável a questionamento do governo de Minas Gerais. Segundo o STJ, mesmo nos casos de importação indireta, o imposto deverá ser recolhido no Estado de destino final da mercadoria, de vez que nem todas as unidades da Federação têm condições de receber produtos vindos do exterior. A decisão repercutiu entre especialistas, que advertem para a possibilidade de os importadores serem bitributados, na hipótese de as autoridades fazendárias nos terminais portuários exigirem o pagamento

Atividade comercial cresce 1,2% no terceiro trimestre A atividade do comércio no Brasil ficou estável em setembro último, em relação ao mês anterior, já descontadas as influências sazonais. As informações são da Serasa Experian, empresa especializada em análise de crédito. Com o resultado, o comércio fechou o terceiro trimestre do ano com alta de 1,2%, após o aumento de 0,3% registrado no segundo trimestre. Nos primeiros três meses de 2010, a expansão havia sido de 2,5%. “Apesar da estabilidade (em setembro), esse resultado confirmou que a atividade varejista voltou a se acelerar no terceiro trimestre de 2010, após um segundo trimestre mais fraco”, avaliaram os economistas da Serasa. Em relação a setembro de 2009, a atividade do comércio subiu 8% no mesmo mês deste ano. No acumulado de janeiro a setembro de 2010, o varejo registra alta de 10% em relação ao mesmo período do ano passado. O “Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio” leva em conta as consultas mensais realizadas na base de dados da Serasa. A amostra é composta por 6 mil empresas.

18

do ICMS. Entre as alternativas para evitar o recolhimento em duplicidade, apontam o desembaraço das mercadorias em portos-secos mineiros, o que estaria condicionado ao traslado da carga desde o terminal marítimo, com o custo decorrente, ou o ingresso na Justiça pedindo mandado de segurança com base na decisão do STJ, em caso de exigência do tributo no Estado de entrada do produto no País.

MPE quer teto de faturamento maior para enquadrar no Simples Nacional O reajuste do limite de faturamento para a empresa se enquadrar no Simples Nacional, atualmente fixado em R$ 2,4 milhões, é uma das principais reivindicações das micro e pequenas empresas do País ao próximo governo. O teto é o mesmo desde a sanção da lei que instituiu esse regime de tributação em 2006. Esse pleito consta de sugestão apresentada no recente 5º Congresso da Micro e Pequena Indústria, realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, que defende que os estabelecimentos de menor porte brasileiros sejam definidos com base nos mesmos critérios adotados no âmbito dos outros países do Mercosul, onde o limite de enquadramento é da ordem de R$ 6 milhões. Para a entidade, o teto no Brasil deveria ser de no mínimo R$ 3 milhões, considerando-se apenas a inflação dos últimos quatro anos. O setor também defende mudanças nos sistemas de tributação de MPEs dos estados, mais ações para capacitação de empresários e a ampliação do crédito a ele direcionado.


ECONOMIA NEGÓCIOS

MPEs estão isentas de contribuições sindicais

Decisão tomada em setembro último pelo Supremo Tribunal Federal (STF) isentou quase 500 mil micro e pequenas empresas (MPEs) mineiras do o pagamento das contribuições sindicais. Com isso, as MPEs optantes pelo Simples Nacional podem economizar de R$ 199,32 até R$ 400,00, dependendo do valor do capital social. O pedido de inconstitucionalidade da cobrança foi proposto pela Confederação Nacional do Comércio (CNC). com base na Lei Complementar 123/2006. A legislação diz que as empresas optantes pelo Supersimples “ficam dispensadas do pagamento das demais contribuições instituídas pela União, inclusive as contribuições para as entidades privadas de serviço social e de formação profissional vinculadas ao sistema sindical”. A Constituição Federal, em seu artigo 179, determina que a União, Estados e Municípios concedam tratamento jurídico diferenciado às micro e pequenas empresas, simplificando as obrigações administrativas, tributárias e previdenciárias. O ministro Joaquim Barbosa, do STF, lembrou que o objetivo do Supersimples é dar às MPEs benefícios que lhes permitam “sair dessa condição e passar a outro patamar”, deixando, em muitos casos, a informalidade.

Grupo Fiat investe R$ 7 bilhões em Minas Gerais até o ano 2015 Investimentos de R$ 10 bilhões, entre 2011 e 2015, vão ser feitos no Brasil pelo Grupo Fiat, conforme recente anúncio do presidente da Fiat, Cledorvino Belini, que antecipou que desse total aproximadamente R$ 7 bilhões serão aplicados em Minas Gerais. Os investimentos deverão ser aportados nas plantas industriais da Fiat em Minas, a montadora de carros, a Iveco, a Teksid do Brasil, a Magneti Marelli, a Comau e a Case New Holland. Belini lembrou que neste ano completa-se o ciclo de investimentos iniciado pela Fiat em 2008, totalizando R$ 6 bilhões, dos quais cerca de R$ 5 bilhões foram destinados a este Estado. A empresa inaugurou recentemente as novas instalações do Complexo de Tratamento de Efluentes Líquidos da planta em Betim, que custaram R$ 10 milhões e possibilitam que o índice de recírculo de água na fábrica aumente de 92% para 99%, significando praticamente o fim da utilização de água potável da rede pública para uso industrial e a redução do descarte de efluente na rede pública de esgoto. Cledorvino Belini sustentou que o novo sistema é parte do compromisso da Fiat com um modelo sustentável de negócios.

Arrecadação tributária no País atingiu R$ 1 trilhão em outubro A arrecadação de tributos federais, estaduais e municipais no País, neste ano, alcançou R$ 1 trilhão ao final de outubro, em tempo recorde em relação a 2009, conforme os números do “Impostômetro”, medidor desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), conjuntamente com a Associação Comercial de São Paulo. No ano anterior, esse volume de receita tributária foi registrado em meados de dezembro. O IBPT ressalta que em 2010 a arrecadação tributária tem registrado crescimento de 14%, ou expansão de 10% quando excluída a inflação. A carga tributária média subiu 1 ponto percentual em relação a

2009 e agora é de cerca de 36,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. A persistir o ritmo atual, o Instituto tem expectativa de que até 31 de dezembro a cifra alcance R$ 1,270 trilhão, ou R$ 177 bilhões a mais que os R$ 1,093 trilhão da mesma data no ano anterior, o que vem a ser a maior arrecadação tributária da história do País. Para o IBPT, o incremento na arrecadação deve-se ao crescimento econômico, ao avanço do governo na fiscalização do pagamento de impostos, com o combate a fraudes e sonegações, e ao modelo tributário brasileiro, que funciona em efeito cascata.

19


Notícias das Federadas Santa Luzia entrega ‘Mérito Empresarial’ O empresariado de Santa Luzia participou, em peso, da solenidade de entrega do “Mérito Empresarial Dr. Lubomir Abadjieff”, realizada no dia 15 de setembro último. O evento, promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Santa Luzia, que tem como presidente Hélio Pereira, teve ainda a participação do presidente do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi-MG), Adriano Magalhães Chaves, do prefeito de Santa Luzia, Gilberto Dornelles, e de lideranças de vários segmentos. A Federaminas esteve representada pelo assessor da presidência Haenderson Sena. Considerado o maior evento empresarial de Santa Luzia já no seu segundo ano de realização, o “Mérito Dr. Lubomir Abadjieff” homenaegou empresas da cidade que se destacaram nos setores industrial, comercial e de prestação de serviços. Na edição de 2010, as empresas premiadas foram Ce-

ACE de Borda da Mata faz 15 anos A Associação Comercial de Borda da Mata, uma das mais novas do sistema Federaminas, comemorou, no dia 21 de setembro último, 15 anos de fundação. As comemorações tiveram como ponto alto uma solenidade no dia 8 de outubro, com a presença de autoridades e diversos convidados, entre os quais o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva. Fundada em 21 de setembro de 1995 e presidida atualmente pela empresária Natália Megale Brandão, a ACE de Borda da Mata exerce um importante trabalho de integração dos empresários da cidade, oferecendo uma série de produtos e serviços. Natália Brandão, a quinta presidente desde a fundação da ACE de Borda da Prata, disse que se sente orgulhosa de estar à frente da entidade nesse importante momento de sua história. Antes dela, passaram pelo cargos os empresários Paulo Eduardo de Medeiros, Paulo Henrique Bertolaccini dos Santos, João Batista Paiva e Gilson Roberto Brandão Guilherme.

20

crisa (indústria), Thamiris Tecidos (comércio) e Facsal (prestação de serviços).

Solenidade marca os 25 anos da ACE de Barroso Uma solenidade, no dia 10 de setembro último, marcou a comemoração dos 25 anos de fundação da Associação Comercial e Industrial de Barroso. A Federaminas foi representada no evento pelo funcionário Ricardo Lacerda, do Setor de Negócios. Presidida pela empresária Maria Cristina Possa Terra, a ACE de Barroso aproveitou a ocasião para homenagear também às personalidades indicadas em 2009 como “Melhores do Ano”, tradicional promoção da entidade de classe.

ACE de Mariana promove sua 7ª Feira Multissetorial Mariana foi palco, no período de 21 a 24 de outubro, da sua já tradicional “Feira Multissetorial”, que teve neste ano sua sétima edição. O Centro de Convenções da cidade recebeu um grande público nos quatro dias do evento. De acordo com o presidente da ACE de Mariana, Sebastião de Alvarenga Bretas, além de visitantes de várias cidades, o evento reunir empresas dos setores de comércio, indústria, agropecuária, artesanato e serviços.


Notícias das Federadas ACE de Patrocínio alerta para golpistas A Associação Comercial e Empresarial de Patrocínio divulgou um alerta, em setembro último, alertando os empresários da cidade e as outras entidades que integram o sistema Federaminas para a ação de uma quadrilha de estelionatários que estaria usando nomes de cartórios de títulos para aplicar golpes em todo o País. Outro golpe comum utiliza um e-mail falso, no qual os estelionatários usam o brasão da República para dar a aparência de que a cobrança eletrônica é verdadeira. De acordo com a diretoria da ACE de Patrocínio, os golpistas se apresentam como funcionários de uma assessoria de cobrança de crédito e informam, por telefone, que o empresário será “protestado” por ter deixado de pagar uma dívida fictícia e poderá ter seus bens penhorados caso não pague. Na maioria das vezes, a informação é que o débito se refere a um anúncio publicitário feito em uma lista telefônica. “Os cartórios nunca fazem esse tipo de ligação”, alerta Cláudio Marçal Freire, vice-presidente da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR). “Para fazer qualquer cobrança, o cartório intima o devedor por meio de um mensageiro, carta registrada e, em caso de não ser localizado, por meio de edital”, explica Freire. “É preciso desconfiar. Se a pessoa não deve, não pode ir pagando qualquer cobrança”, completa José Carlos Alves, presidente do Instituto de Estudos de Protesto do Estado de São Paulo (IEPT-SP).

Protesto de títulos Ao receber um documento de cobrança solicitando o protesto, o cartório verifica sua veracidade e se as informações são verídicas. O devedor é intimado por carta registrada, edital ou mensageiro. A negociação é feita no próprio cartório, entre devedor e credor. O título só é protestado quando não há acordo entre as partes. O cartório é obrigado por lei a informar o protesto aos órgãos de proteção ao crédito. Se o título é pago, o devedor resgata o documento imediatamente.

21


Notícias das Federadas Valadares comemora sucesso da Expoleste

ANIVERSARIANTES

A Associação Comercial e Empresarial de Governador Valadares ainda comemora o sucesso da Expoleste, que teve sua 13ª edição realizada no período de 15 a 19 de setembro. Nos cinco dias de duração, a tradicional mostra empresarial do Leste mineiro, considerada uma das principais do Estado, recebeu um público de aproximadamente 69 mil pessoas. Pesquisa realizada pela ACE de Valadares mostra que 48% das pessoas que passaram pela Expoleste 2010 eram turistas de negócios. De acordo com o presidente da entidade, Edmilson Soares, que recebeu o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, e diversas autoridades na solenidade de abertura, a exposição teve a participação de 280 empresas, dos setores de artes, arquitetura, artesanato, automóveis, agropecuária, beleza, comunicação, decoração, ensino, entidades de classe, sistema financeiro, informática, indústria, gastronomia, hotelaria, moda, moveleiro, paisagismo,

22

serviços, saúde, social, turismo e telefonia. “A Expoleste cumpriu mais uma vez o seu objetivo principal, que é fortalecer o município como centro gerador de negócios e pólo de desenvolvimento do Leste mineiro, proporcionando oportunidades de negócios a empresas dos mais variados segmentos”, destacou Edmilson Soares, que calcula que a feira deste ano injetou em torno de R$ 20 milhões na economia de Governador Valadares, gerando mais de 800 empregos.

O Jornal Federaminas divulga a agenda de aniversariantes. Neste espaço serão publicadas as datas de aniversários das Associações Comerciais e de seus presidentes. Os dados a serem publicados devem ser encaminhados à secretaria da Federaminas, através do telefone (31) 3078-7000, com Cidinha, ou do e-mail federaminas@federaminas.com.br.

SETEMBRO Dia 1 2 7 8 9 11 21 23 24 25

Aniversariante Presidente Presidente Fundação (1984) Presidente Presidente Fundação (1985) Presidente Fundação (1995) Presidente Presidente Presidente

Presidente Marilda Ermantina Braz Avelino José Miguel Carlos de Oliveira Amaral Flávio Gonçalves Leal Gustavo Augusto de Ataíde Souza Maria Cristina Possa Terra Dirceu José de Carvalho Natália Megale Brandão Cícero Braga Neto Benedito Coutinho de Almeida Luiz Martins da Silva

Cidade Inconfidentes Janaúba Campos Gerais Timóteo Ipatinga Barroso São Tomé das Letras Borda da Mata Ouro Branco Poços de Caldas Santana da Vargem

Presidente Carlos de Oliveira Amaral Denílson Rosa Flávio Gonçalves Leal Honório José Franco

Cidade Campos Gerais Piumhí Timóteo Barbacena

OUTUBRO Dia 13 22 26 27

Aniversariante Presidente Presidente Fundação (1969) Fundação (1935)


Notícias das Federadas Aciapi reabre auditório

O empresário Maurício Guerra, um dos pioneiros do Vale do Aço, deu nome ao auditório da Associação Comercial de Ipatinga (Aciapi), que após uma ampla reforma e a realização de uma série de melhorias foi reinaugurado no dia 9 de outubro último. A solenidade de reabertura do auditório da sede da entidade, comandada pelo presidente da Aciapi, Gustavo de Souza, teve a participação de empresários e lideranças políticas e de classe de toda a região. O novo auditório entregue pela Aciapi ganhou novas cadeiras, mais confortáveis, e equipamentos de última geração. O espaço pode ser cedido às empresas associadas ou alugado para outras entidades, e pode ser considerado um dos melhores no Vale do Aço para a realização de encontros, palestras e seminários.

Wander Luis homenageado em Arcos O presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, foi uma das personalidades homenageadas pela ACE de Arcos durante a solenidade de entrega do “Mérito Empresarial”, promovida pela entidade no dia 1º de outubro. Wander Luis recebeu uma medalha, na categoria “Menção Honrosa”, em reconhecimento ao seu trabalho à frente da Federaminas, que nos últimos anos integrou as Associações Comerciais de todas as regiões e ampliou a oferta de produtos e serviços aos associados. WORKSHOP No embalo do “Mérito Empresarial”, a ACE de Arcos, presidida pelo empresário Ivan Fontes, também promoveu, nos dias 5 e 6 de outubro, o workshop “Alianças e parcerias estratégicas”, com a participação de outras entidades e empresários de várias cidades.

23


SEU MELHOR INVESTIMENTO

É COMPRAR AQUI. Quando você compra em estabelecimentos da sua cidade, o comércio cresce, novas vagas

de emprego surgem e, consequentemente, mais impostos são arrecadados. Por isso, invista em infraestrutura e bem-estar: compre em sua cidade. Um bom negócio para todos.

CE Associação Comercial e Empresarial

Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais


052010 Federamionas SETEMBRO OUTUBRO 2010