Issuu on Google+

PUBLICAÇÃO DA FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS JULHO/AGOSTO/2009 ANO II - Nº 10 - GESTÃO 2008-2009

Federaminas reúne executivos e presidentes de Associações Comerciais de todas as regiões e reforça política de integração

FECHAMENTO AUTORIZADO. PODE SER ABERTO PELA ECT.

AV. AFONSO PENA, 726 - 15º ANDAR - CENTRO - BELO HORIZONTE - CEP 30130-003

Gestão e Liderança

Certificação digital facilitada página 4

Viagens de Norte a Sul do Estado página 14


••••••••••••••••••••••••••••••••••••• •••••••••••••••••

Palavra do presidente Líderes e gestores

Poucas entidades de classe podem se orgulhar de ter uma unidade e integração como vem demonstrando a Federaminas. Em todos os eventos e discussões propostos pela entidade têm sido rápida e satisfatória a resposta das federadas espalhadas por todas as regiões do Estado. Essa é a principal força que move qualquer trabalho. Força, aliás, demonstrada em diversas ocasiões, desde o início da gestão da atual diretoria. E que teve mais uma grande e feliz demonstração durante o 1º Lideraminas e o 2º Gerenciaminas, eventos que reuniram, por dois dias, líderes empresariais e executivos de Associações Comerciais de aproximadamente 90 municípios. O resultado é mais integração, um objetivo que perseguimos para fortalecer, cada vez mais, a presença da Federaminas. Esse apoio, manifestado por Associações Comerciais de todas as regiões mineiras, tem permitido que a Federaminas dê passos maiores rumo a um futuro de novas conquistas e de desenvolvimento econômico-social para os municípios e o Estado. Essa é a nossa missão como representantes de uma classe que tanto tem contribuído para que Minas Gerais se diferencie como modelo de progresso e qualidade de vida. Integração e parcerias são forças que nos impulsionam. Em cada cidade que visitamos para apresentar a Federaminas, seus produtos e serviços, renovamos nossa força e nosso compromisso com a construção de entidades empresariais autônomas, independentes, fortes e autossustentáveis. E conhecemos também ações positivas que podem ser implantadas em outras federadas, numa constante troca de experiências que molda o nosso futuro. Firmes ao compromisso de integrar o Sistema Federaminas, já estivemos em aproximadamente 240 Associações Comerciais, ampliando a representatividade da classe empresarial e buscando novos parceiros. Os resultados, positivos, aparecem em forma de novos produtos e serviços e na criação de novas entidades municipais e de novos Conselhos Regionais. Nossa caminhada está longe do fim. A cada dia renovamos nossos sonhos e vamos à luta em busca de novas conquistas. Essa é a nossa filosofia. A filosofia da Federaminas. Wander Luis Silva Presidente da Federaminas

Leia nesta edição:

6 Reforma Tributária tem debate.............................. 10 Assembléia aprova mais sete regionais................... 11 Escola de Talentos dá show no Gerenciaminas..... 16 Federaminas é de Utilidade Pública...................... 20 Encontro de Gestores e Executivos..........................

DIRETORIA EXECUTIVA Presidente Wander Luis Silva (Ipatinga) Vice-presidentes Alberto Moretti Souza (Lavras), André Farrath Jaegger de Oliveira (Manhuaçu), Benito de Araújo (Nova Era), Carlos Renato Lima Reis (Passos), Edmilson Soares dos Santos (Governador Valadares), Emílio César Parolini (Araxá), Flávio Gonçalves Leal (Timoteo), Geraldo Eustáquio Drumond (Montes Claros), Francisco Alves Guimarães (Nova Lima), Ronei José da Silva (Unaí), João Ernesto Oliveira (Mantena), José Márcio da Silva (Lagoa da Prata), José Pereira Alcântara (Almenara), Luiz César Pereira Negreiros (São Lourenço), Luís Henrique Mendes (Pouso Alegre), Marcelo Resende de Oliveira (Itaú de Minas), Maria de Fátima Oliveira de Faria (Patos de Minas) e Sérgio Marques Cordeiro (Ponte Nova). Diretores Adeilson Ferreira Souto Antônio Vidal Júnior Angela Maria Nunes Vieira Dinaldo Antônio da Silva Cristiano Godinho Catarina Denilson Rosa Ediney Lucas Barbosa Edir Lafaiete Neves Edson Lúcio de Freitas Fabrício Mota Camargo Felício Brum Lugão Flávia Cristina de Souza Fernando Maurício de G.Junqueira George Bracks Júnior Geraldo Oliveira Campos Ignácio Antônio Garcia Joaquim Ferreira Alves José Evangelista de Oliveira Pego José Garcia da Costa José Maria Francelino de Brito Júlio Maria Ferrari Luiz Claúdio dos Reis Marcelo Valadares Couto Marcos Albano Carvalho Marcos Joseraldo Lemos Maurício da Cunha Nelson Antônio Mourão Barroso Roberto Carlos de Oliveira Rodrigo Bicalho Queiroga Wender Lage Duarte Conselheiros Fiscais Amaury Gonçalves Francisco José L’abate Neto Lauro Tadeu de Almeida Lopes Délio Wagner Ferreira Rubens Nunes Medeiros Welington Magno de Figueiredo Assessoria de Comunicação Eli R. de Souza - MG01521JP Nádia Louzada Redação e Edição Jakson Goulart Fotolito e Produção Gráfica Art Publish - 31.3822.6019 artpublish@artpublish.com.br Tiragem 3.000

3


Certificação digital chega a ACEs de oito municípios As Associações Comerciais de Ipatinga, Montes Claros e Betim foram as primeiras entidades a implantar, no Estado, o “Sistema de Certificação Digital”, em parceria com a Federaminas, a CACB e Certisign. O novo sistema, que oferece aos empresários acesso a todas as ferramentas digitais possíveis para viabilizar seus procedimentos operacionais e administrativos com sigilo e segurança, começou a ser implantado em junho e já está presente em oito cidades mineiras. A certificação digital agiliza processos e elimina o excesso de burocracia, facilitando a vida dos empreendedores, como destacou o presi-

dente da Federaminas, Wander Luis Silva. Ele lembra que desde 2007, a certificação digital tornou-se obrigatória para a entrega da Declaração de Imposto de Renda de Empresas (DIPJ). Até o final de agosto, o sistema de certificação digital já estava implantado em oito cidades mineiras, “possibilitando ao setor empresarial rapidez, segurança e redução de custos nas suas declarações”, como destacou Wander Luis. Outro serviço oferecido é o e-CPF Simples, certificado digital que facilita o relacionamento das empresas com a Receita Federal. OUTRAS CIDADES Entre as Associações

O que é certificação digital? Os certificados digitais, oferecidos pelas Associações Comerciais por meio de parceria com a Federaminas, são documentos eletrônicos que identificam pessoas, tanto físicas quanto jurídicas. Os documentos são criptografados, tecnologia que assegura o sigilo e a autenticidade de informações. Além de identificar com segurança pessoas físicas e jurídicas, os certificados digitais garantem confiabilidade, privacidade, integridade e inviolabilidade em mensagens e em diversos tipos de transações realizadas via Internet. Outra vantagem do certificado digital é ter validade jurídica para ser utilizado como assinatura de próprio punho, comprovando que seu proprietário concorda com o documento assinado. Atualmente, os certificados digitais, entre os quais se destacam o e-CPF e o e-CNPJ, já são utilizados em diversas situações, principalmente no sistema e-CAC da Receita Federal.

4

Comerciais que implantaram postos de atendimento para emissão da certificação digital, uma espécie de assinatura eletrônica utilizada em muitos documentos, como na emissão de nota fiscal eletrônica, por exemplo, está a de Araxá,. Com a formalização dessa nova parceria com a Federaminas, a ACIA passa a ser a única entidade da microrregião de Araxá autorizada a emitir a certificação digital. As outras Associações Comerciais que desde

agosto oferecem a certificação digital são as de Governador Valadares, Pouso Alegre e Patos de Minas. A próxima federada a implantar o sistema será a de Taiobeiras. Mais informações sobre certificação digital podem ser obtidas na Federaminas, com Júlio Carlos, pelo telefone (31) 3078-7016.

POSTOS DE ATENDIMENTO NAS ACEs • Contato ARAXÁ: Delma Januária Silva (34) 3669-1331 – djsilva@certisign.com.br BETIM: Fabrícia Rodrigues (31) 3544-0545 – frodrigues@certisign.com.br GOVERNADOR VALADARES: Ivanice da Silva Ribeiro (33) 3271-6330 – iribeiro@certisign.com.br IPATINGA: Glaciane Lopes (31) 3828-5151 – glopes@certisign.com.br MONTES CLAROS: Ramon Acácio de Souza (38)2101-3315 – rasouza@certisign.com.br PATOS DE MINAS: Pedro Henrique Matos Oliveira (34) 3821-2607 – pholiveira@certisign.com.br POUSO ALEGRE: Priscilla dos Santos de Carvalho (35) 3449-8944 – pscarvalho@certisign.com.br TAIOBEIRAS e MONTE SIÃO: Em breve


A Associação Comercial e Industrial de Lagoa da Prata (Aciprata) promoveu evento festivo em 21 de agosto, em parceria com o Sebrae Minas, para comemorar os 20 anos de sua fundação. Estiveram presentes cerca de 400 pessoas, inclusive o representante da presidência da Federaminas, Ricardo Lacerda. Na ocasião, houve lançamento pelos Correios de selo comemorativo da data, através do representante da Diretoria Regional da instituição, Fábio Fonseca. Também se apresentaram no evento o Grupo de Dança Impactus, Lagoa da Prata, e o Clube do Forró, de Formiga, com coreografias de diferentes modalidades que encantaram os presentes. O presidente da Aciprata, Valdir José de Andrade, em seu pronunciamento destacou que naquele momento, “se todos olhassem para aquele salão, perceberiam a grandeza e a importância da união, podendo afirmar que a força de uma instituição está no comprometimento e na participação de todos”. Conclamou reflexão sobre frase do escritor inglês Samuel Johnson, segundo a qual “os grandes feitos são conseguidos não pela força, mas pela perseverança.” Destacou-se no evento apresentação do humorista Geraldo Magela, “O ceguinho”, seguida de coquetel e de baile com a banda Som de Prata. Encerrando as comemorações, no dia 23 foi celebrada missa de ação de graças na Igreja Matriz.

Presidente da Federaminas visita federada de Sacramento e tem contato com Anastasia Divulgação AC Sacramento

AC de Lagoa da Prata comemora seus 20 anos

Antônio Anastasia, Emílio Parolini e Wander Silva em Sacramento

Em recente visita a Sacramento, o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, acompanhado do vicepresidente Emílio Parolini, teve contato no aeroporto com o vice-governador do Estado, Antônio Augusto Anastasia, que ali chegou para receber homenagem da câmara municipal. Os dirigentes da Federaminas participaram em 19 de agosto de encontro na Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Sacramento, reunindo-se com o presidente Sérgio Antônio Felipe e outros integrantes da diretoria. Nesse contato, Wander Silva relatou os trabalhos que vêm sendo desenvolvidos pela Federaminas e conheceu a realidade daquela federada e da economia local.

5


Encontro de gestores e executivos

Lideraminas e Gerenciaminas mobilizam mais de 90 Associações Comerciais

PROGRAMAÇÃO O Lideraminas e o Gerenciaminas tiveram programações diferenciadas, mas em muitos momentos presidentes e executivos das ACs estiveram juntos na discussão de temas de interesse das entidades e seus associados. Foram feitas ainda exposições sobre serviços da entidade e de instituições parceiras, apresentação de “cases” de sucesso e palestras motivacionais. No encerramento dos dois encontros, como virou tradição nos eventos da Federaminas, foi sorteado um computador entre

6

as Associações Comerciais presentes. A premiada foi a AC de Lagoa da Prata. SUCESSO A grande participação das ACs de dezenas de cidades foi um dos pontos altos destacados pelo presidente da Federaminas, Wander Luis Silva. “Foi mais um importante momento de discussões e troca de experiências, numa integração que tem sido a base do trabalho da atual diretoria”, afirmou Wander Silva. “Um sucesso que nos anima a trabalhar cada vez mais”, completou. O presidente da Fe-

Foto Official

Mais de 170 pessoas, representando 90 Associações Comerciais, participaram, nos dias 13 e 14 de agosto, em Belo Horizonte, de dois grande eventos organizados pela Federaminas: o Lideraminas – Encontro de Presidentes, que teve a sua primeira edição, e o Gerenciaminas – Encontro de Executivos de ACs, realizado pelo segundo ano consecutivo. Durante dois dias, gerentes, diretores e presidentes de Associações Comerciais de todas as regiões mineiras participaram de várias palestras e debates no Centro de Convenções do Hotel Dayrell Minas. As discussões culminaram com a realização de uma assembleia geral na sede da entidade, na qual foram aprovadas mudanças no Regimento Interno e a criação de mais sete Regionais.

Abertura do I Lideraminas e II Gerenciaminas

deraminas disse ainda que a atual diretoria está empenhada em buscar alternativas para que as Associações Comerciais de todo o Estado possam atender cada vez melhor os seus associados. “Uma Federação forte, com As-

sociações Comerciais trabalhando juntas na defesa dos mesmos ideais, é o que buscamos para aumentar os serviços prestados aos empresários e a sua representatividade”, acrescentou Wander Silva.

Parceiros destacam atuação da Federaminas Presente à abertura dos dois eventos, o diretor da Área Financeira e de Desenvolvimento Sustentável do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Ronaldo Locatelli, elogiou a atuação da entidade como parceira. “O BDMG se vale da capilaridade do Sistema Federaminas para, atendendo a uma política determinada pelo governador Aécio Neves, interiorizar as suas operações”, ressaltou. Segundo Locatelli, a Federaminas “desenvolve um belo trabalho e, por isso, a parceria entre as duas instituições é bastante proveitosa para a inclusão social das empresas de pequeno porte no merca-

do formal de crédito”. Superintendente do Banco do Brasil em Minas Gerais, Tércio Luiz Tavares Pascoal, outro participante da solenidade de abertura do 1º Lideraminas e do 2º Gerenciaminas, também destacou a participação da Federaminas no desenvolvimento econômico e social do Estado. Ele lembrou que, mais recentemente, no ápice da crise financeira mundial, o BB disponibilizou recursos de R$ 4 bilhões para os empresários nacionais, dos quais R$ 750 milhões para micro e pequenas empresas. “Essa política e a atuação de entidades parceiras como a Federaminas mostra ser possível promover o desenvolvimento e lucrar”, obser-

vou Tércio Pascoal. SERIEDADE A “seriedade” foi um dos pontos destacados pelo assessor político do governo mineiro José Emílio Afonso, que representou o vice-governador Antônio Augusto Anastasia. E novamente a presença da Federaminas foi destacada. “Apesar de ser a unidade da Federação mais atingida em suas finanças pela crise, devido ao peso dos setores de mineração e siderurgia em sua economia, Minas Gerais enfrenta a turbulência com bastante seriedade em sua política governamental e importantes parceiros”, saudou José Emílio.


Exemplos de empreendedorismo a maior feira intersetorial do interior de Minas Gerais. Na edição deste ano, mais de 80 mil pessoas passaram pela exposição, que, segundo cálculos dos organizadores, movimentou aproximadamente R$ 100 milhões em negócios em diversos setores. Satisfazer empresas e consumidores do Norte de Minas e criar um ambiente favorável a novos negócios são os principais objetivos da Feira da Indústria, Comércio e Serviço de Montes Claros, conforme Geraldo Drumond. “Com muito trabalho e organização conseguimos promover uma feira que divulga a cidade e nossas empresas, proporcionando novos negócios e também uma receita para a manutenção dos trabalhos da Associação Comercial”, concluiu Drumond. VALADARES Tradição é também uma

Divulgação Federaminas

O 2º Encontro de Executivos das Associações Comerciais de Minas Gerais (Gerenciaminas) foi um espaço também para apresentação de ações de sucesso que têm contribuído para o fortalecimento das entidades e também de seus municípios. Bons exemplos de empreendedorismo foram mostrados pelos executivos e dirigentes das Associações Comerciais de Montes Claros e de Governador Valadares, sobre dois dos mais tradicionais eventos do Estado, a Feira Nacional da Indústria, Comércio e de Serviços de Montes Claros (Fenics) e a Mostra Empresarial do Leste Mineiro (Expoleste), respectivamente. Coube ao presidente da AC de Montes Claros, Geraldo Drumond, e ao empresário Kelington Mota apresentarem o “case” de sucesso da Fenics, que realizou em agosto deste ano sua 14ª edição como

Presidente da ACIMOC, Geraldo Drumond, no II Gerenciaminas

Divulgação Federaminas

Eventos promovidos pelas ACs de Montes Claros e Governador Valadares viram ‘cases’ de sucesso no Gerenciaminas

Dirigente da ACGV, Regilmar Silva, no II Gerenciminas

palavra que define bem o sucesso da Expoleste, promoção da Associação Comercial de Governador Valadares (ACGV) que terá sua 12ª edição no período de 9 a 13 de setembro e previsão de movimentar negócios no valor aproximado de R$ 20 milhões. A apresentação do “case” da Expoleste foi feita pelo dirigente da ACGV Regilmar Silva, que representou o presidente Edmilson Soares. Na edição deste ano, conforme Regilmar, a expectativa da ACGV é de receber aproximadamente 100 mil pessoas nos cinco dias da Expoleste, que terá estandes de 150 empresas montados no campus da Universidade Vale do Rio Doce (Univale). Um importante diferencial em relação às demais feiras, segundo Regilmar, é que “a Expoleste movimenta vários setores econômicos da cidade e ajuda a manter a Associação Comercial”.

Outro diferencial da Expoleste, conforme o dirigente, é o fato de reunir vários setores e outros eventos paralelos, que incrementam ainda mais a exposição. Entre os atrativos para as empresas participantes – e, por extensão, para os consumidores –, estão um ciclo de palestras, um encontro de negócios e, a partir deste ano, um espaço exclusivo para o turismo, com a participação de representações de governos estrangeiros. “O sucesso da Expoleste é resultado de uma série de fatores, mas, principalmente, do arrojo da Associação Comercial de Governador Valadares, que tem buscado, a cada ano, novos serviços e estratégias em busca do desenvolvimento sustentável. Para se ter sucesso é preciso muito trabalho e planejamento”, ensinou Regilmar Silva.

7


Gerente da AC de Candeias, Ailton Cordeiro, no II Gerenciminas

Outros exemplos de como uma Associação Comercial pode ajudar seus filiados e ainda reforçar seu caixa foram apresentados no 2º Gerenciaminas pelas federadas de Candeias e de Campo Belo. Ailton Cordeiro, gerente da AC de Candeias, apresentou como “case” de sucesso o seu programa de recuperação de crédito, que tem ajudado a reduzir a inadimplência e a levantar uma receita extra para a entidade. O programa de recuperação do crédito criado pela AC de Candeias, conforme Ailton Cordeiro, reduziu satisfatoriamente o índice de inadimplência no comércio da cidade. Executado com base na legislação, a entidade assume a cobrança dos devedores, em troca de uma pequena taxa. “Para o associado é uma tranquilidade a mais, pois cuidamos de todos os detalhes”, ressaltou.

Campo Belo investe em promoções comerciais Em qualquer época, uma boa promoção pode ajudar a alavancar as vendas e a divulgar uma marca ou nome de empresa. Essa é a base de um programa implantado com sucesso pela Associação Comercial de Campo Belo e que foi apresentado, no 2º Gerenciaminas, como um exemplo de iniciativa que pode reforçar o setor comercial e também sua entidade de classe. A executiva Samantha Alves Paranaguá apresentou o “case” da AC de Campo Belo no encontro promovido pela Federaminas e defendeu as promoções comerciais como oportunidades para prestar novos serviço às empresas associadas e ainda obter novos recursos para a entidade, mas, principalmente, como estratégia de marketing para vender ou promover marcas. Em sua apresentação, Samantha Paranaguá também abordou os aspectos legais relacionados a promoções comerciais, principalmente em datas de maior apelo de vendas, como Natal e os dias das Mães, dos Pais e dos Namorados. Ela disse que o papel da Associação Comercial é facilitar a realização de campanhas promocionais, como no caso de Campo Belo, que oferece toda a assessoria e acompanhamento junto aos órgãos governamentais. Divulgação Federaminas

Divulgação Federaminas

Candeias investe na recuperação de crédito

A Executiva Samantha Paranaguá apresenta o case da AC de Campo Belo no II Gerenciminas

Indicação dos ‘Empresários do Ano’ tem prazo até dia 11 Dia 11 de setembro é o prazo final para as Associações Comerciais encaminharem à Federaminas os nomes dos “Empresários do Ano” que serão homenageados na tradicional festa do “Mérito Empresarial”. A homenagem está marcada para o dia 30 de outubro, em Belo Horizonte, reunindo representantes das entidades federadas. Conforme a secretaria da Federaminas, as Associações Comerciais devem enviar os nomes dos seus homenageados até o dia 11 de setembro,

8

com dados curriculares e uma fotografia colorida para a elaboração do cerimonial do evento. A secretaria informou ainda que as federadas terão direito a 10 convites para a solenidade do “Mérito Empresarial”, e que os convites excedentes devem ser solicitados com antecedência, ao custo de R$ 25 cada um. Todo o material será encaminhado às federadas por meio dos Correios. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (31) 3078-7000, com Cidinha ou Vera.


Mais serviços e vantagens

Federaminas apresenta “pacote” de produtos para aumentar receitas das Associações Comerciais O Departamento Comercial da Federaminas aproveitou a realização do 2º Gerenciaminas e do 1º Lideraminas, nos dias 13 e 14 de agosto, para apresentar um pacote de produtos e serviços oferecidos aos empresários de todo o Estado. A apresentação foi feita pelo coordenador Comercial da entidade, Ricardo Lacerda, que disse que sua missão é “estar em constante busca de serviços e produtos para as federadas, de forma a proporcionar aumento de seu quadro social e renda”.

BENEFÍCIOS Um dos principais produtos apresentados por Ricardo Lacerda é o “ACE Benefícios”, que inclui um

pacote de consultas de crédito, seguros de vida e patrimonial e um sorteio mensal de prêmio em dinheiro. O objetivo, observou, é am-

pliar o quadro social das federadas através da criação de uma cesta de produtos com desconto e isenção de mensalidade. Os serviços da Federaminas, segundo Lacerda, atendem as micro e pequenas empresas, além de profissionais liberais, com pacotes que custam de R$ 49,90 a R$ 69,90. Qualquer que seja o tamanho da empresa, ele destaca que o “ACE Benefícios” é uma “excelente oportunidade” para as Associações Comerciais aumentarem e fidelizarem seu quadro social.

Produtos e serviços oferecidos pela Federaminas Assessoria Jurídica – Assistência por meio de uma equipe de advogados à disposição das Associações Comerciais. Cursos e Seminários – Extensa programação de cursos, palestras e treinamentos através de convênio com o Sebrae Minas. Programa Capacitar – Iniciativa conjunta da Federaminas e do Sebrae, consiste na formação de grupos setoriais nos municípios e na capacitação das Associações para gestão de suas atividades. Programa Escola de Talentos – Banco de palestrantes renomados, com custo reduzido e temas de real interesse dos empresários e seus colaboradores. Programa de Estágio (PROE) - Por meio do PROE, a Associação Comercial pode viabilizar a contratação de estudantes dos níveis médio e superior para estágios nas empresas associadas. Rede Mineira de Proteção ao Crédito (RMPC) – Conecta todas as Associações Comerciais de Minas Gerais aos principais bancos de dados do Brasil e capta as informações sobre pessoas físicas e jurídicas on-line e em tempo real. Plano de Telefonia Móvel (Oi) – Plano que oferece várias vantagens, como o total controle do valor da mensalidade, créditos cumulativos e ligações grátis para fixo e intra-grupo. Planos de Saúde (Unimed-BH e Good Life) – Duas opções de planos de saúde, ambos de qualidade e oferecidos por empresas sérias, a preços acessíveis. Uma

ótima oportunidade de geração de receita para as Associações Comerciais. Planos especiais de seguros de vida e acidentes pessoais – Assessoria às Associações Comerciais e seus associados para a elaboração de planos de seguros diversos, com as melhores empresas do ramo no País. Agiliza, ainda, os processos de pagamento e sinistros junto às diversas seguradoras. Convênio de cooperação técnica com o BDMG – Transforma as Associações Comerciais em Postos Avançados do BDMG, facilitando o acesso a informações sobre as diversas linhas de financiamento para as atividades produtivas, particularmente o “Geraminas”. Câmara Estadual da Mulher Empreendedora – Estimula e assessora a criação de órgãos idênticos, objetivando integrar a mulher empreendedora nas atividades das Associações Comerciais. Financiamentos diversos – A Federaminas mantém convênios com a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil para financiar os associados das Associações Comerciais, além das próprias entidades. Recuperação de Crédito – Cobrança extrajudicial de créditos registrados como inadimplentes na Associação Comercial/Serasa ou SPC. Certificação Digital – Através da parceria entre a CACB - progerecs, Certisign e Federaminas, postos de atendimento avançado para certificação digital estão sendo instalados nas Associações Comerciais mineiras.

9


A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 233/2008, que trata da reforma tributária, em tramitação na Câmara dos Deputados, foi um dos temas debatidos nos dois encontros promovidos pela Federaminas em agosto, o 1º Lideraminas e o 2º Gerenciaminas. Empresários de várias regiões do Estado tiveram a oportunidade de debater o assunto e manifestar suas opiniões em relação à proposta do governo de mudança da legislação tributária. O debate teve a participação do subsecretário de Estado de Fazenda, Pedro Meneguetti, e foi coordenado pelo representante da Federaminas no Conselho Estadual de Contribuintes, Sauro Henrique de Almeida. Como debatedores, participaram da mesa os presidentes das ACEs de Alfenas, Valmir Rodrigues da Silva, de Carangola, Luiz Américo Bertolaci Jr., de Além Paraíba, Fernando Maurício Junqueira, de Itaú de Minas, Marcelo Resende de Oliveira, de Patos de Minas, Daniel Freitas Resende, e do representante da AC de Leopoldina, Pedro Augusto. Pedro Meneguetti explicou que a PEC 233 extingue contribuições da União e cria o IVA-F, que incide sobre operação de bens e prestação de serviços, além de instituir o novo ICMS, que tributa a circulação de mercadorias, prestação de serviços de transporte e de comunicação e confere imunidade aos produtos da cesta básica. Com a aprovação da

10

Divulgação Federaminas

Reforma tributária tem debate entre o subsecretário de Estado Pedro Meneguetti e presidentes de ACEs

Subsecretario de Estado de Fazenda, Pedro Meneguetti, no I Lideraminas

reforma, segundo Meneguetti, a tributação será direcionada ao destino, com alíquota de 2% ou inferior ao Estado de origem. Nesse ponto, o subsecretário manifestou a discordância do governo estadual, que defende uma alíquota de 4% como mais adequada para os estados exportadores, como é o caso de Minas Gerais. Durante o debate com mais de 60 presidentes de Associações Comerciais, o subsecretário de Fazenda também criticou o fato de 70% das receitas tributárias se concentrarem nas mãos da União. “Uma eventual perda de arrecadação poderá resultar em aumento da carga tributária”, advertiu. CHEQUE EM BRANCO Na opinião de Meneguetti, a reforma tributária representa “um cheque em branco”, pois as alíquotas dos impostos somente serão definidas após a sua aprovação pelo Congresso Nacional, através de Lei Complementar. A proposta

de compensação dos estados que perderão receita com o novo ICMS é um dos pontos mais polêmicos da proposta. Por sua vez, os presidentes de Associações Comerciais apontaram distorções no regime de substituição tributária e mostraram efeitos negativos que a guerra fiscal promovida por alguns estados, como Rio de Janeiro e Goiás, causa à economia dos municípios mineiros,

principalmente aqueles localizados nas fronteiras. Em sua explanação aos empresários reunidos no 1º Lideraminas, o subsecretário de Fazenda apontou a ilegalidade dos benefícios fiscais adotados em outros estados para atrair empresas. “Minas não incorrerá nesse procedimento, mas estamos abertos para examinar casos de empresários que se sintam prejudicados com a situação”, ponderou Meneguetti.

Comissão vai ampliar diálogo com a Fazenda Ao final do encontro de dezenas de presidentes de Associações Comerciais de Minas Gerais com o subsecretário da Fazenda, Pedro Meneguetti, no dia 14 de agosto, a Federaminas formalizou uma comissão de dirigentes para ampliar a comunicação com a Fazenda estadual. “Queremos ampliar a integração e o diálogo com o governo, estabelecendo um novo relacionamento entre o fisco e os contribuintes”, justificou o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva. Essa comissão é formada pelos presidentes das Associações Comerciais de Alfenas, Valmir Rodrigues da Silva; de Carangola, Luiz Américo Bertolaci Júnior; de Além Paraíba, Fernando Maurício Junqueira; de Itaú de Minas, Marcelo Resende de Oliveira; e de Patos de Minas, Daniel Freitas Resende; além do representante de Leopoldina, Pedro Augusto.


A Federaminas vai ganhar mais sete Regionais, órgãos de representação que funcionam como elos entre a entidade estadual e as Associações Comerciais e os empresários de diversos segmentos. O aumento do número de Regionais, de 22 para 29, foi aprovado na assembleia realizada no dia 14 de agosto, na sede da Federaminas, em Belo Horizonte. As sete novas Regionais, e a mudança de nomenclatura de outras, foram aprovadas por unanimidade pelos mais de 60 presidentes de Associações Comerciais, de todas as regiões mineiras, que participaram da assembleia. As discussões foram coordenadas pelo presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, com apoio da superintendente da entidade, Thelma Evelange Láuar, e da assessora jurídica Rizza Virgínia de Sant’Ana. Segundo Wander Silva, as novas Regionais vão ampliar a representatividade empresarial em todas as regiões mineiras. Além de estender os braços da Federaminas a outras regiões que não contavam com essa estrutura, como os Vales do Gorutuba e da Eletrônica, ou os Circuitos das Águas e das Malhas, houve uma reestruturação em outras unidades. ELEIÇÕES A assembleia geral também fez alterações no Estatuto da Federaminas. Uma das mudanças aprovadas pela assembleia geral de agosto é a inclusão do parágrafo único do artigo 7º, que prevê que, “na hipótese de o presidente da

Divulgação Federaminas

Assembleia aprova mais sete Regionais

Assembleia Geral realizada no dia 14 de agosto

Regional deixar de ocupar o cargo de presidente da Federada que estiver representando, ocupará, automaticamente, o cargo de presidente da Regional o novo presidente da Federada”. Outra mudança foi no Capítulo VI, das Disposições Transitórias, que em seu artigo 35 estabelece que, excepcionalmente, para o biênio 2010-2011 a eleição dos presidentes e vice-presidentes regionais ocorrerá até o dia 14 de outubro de 2009. Também ficou definido que, no caso da sete novas Regionais, seus dirigentes serão indicados pela diretoria da Federaminas. Os presidentes de Associações Comerciais reunidos no dia 14 de agosto também aprovaram uma alteração no parágrafo 6º do artigo 8º, que estipula que o número de Regionais é ilimitado, não podendo ser inferior às 29 unidades. PARTICIPANTES Participaram da assem-

bleia geral ordinária as Associações Comerciais das seguintes cidades: Timóteo, Lagoa da Prata, Guaxupé, Caeté, Tocantins, Itajubá, Três Corações, Alvinópolis, Itaúna, Monte Carmelo, Ouro Branco, Diamantina, Conceição do Mato Dentro, Taiobeiras, Guanhães, Juatuba, Itabirito, Angelândia, Montes Claros, Pirapora, Além Paraíba, Santa Luzia, Bicas, Carmo do Cajurú, Juruaia,

São Francisco, Capitólio, Esmeraldas, Conselheiro Pena, Campanha, Patrocínio, Governador Valadares, Prata, Fortaleza de Minas, Itaú de Minas, Araújos, Candeias, Lagoa Santa, João Pinheiro, Uberlândia, Barroso, Pouso Alegre, Patos de Minas, Carangola, Alfenas, Várzea da Palma, Contagem, Turmalina, Januária, Mutum, Araxá, Itaobim, Piumhi, Belo Horizonte e Muriaé.

Regionais da Federaminas •  Alto Jequitinhonha •  Alto Paranaíba •  Alto Rio Pardo Vale do Gorutuba •  Alto São Francisco •  Campo das Vertentes •  Caparaó •  Centro-Norte •  Centro-Oeste •  Circuito das Águas •  Circuito das Malhas •  Fernão Dias •  Furnas •  Leste •  Mantiqueira •  Médio Piracicaba

•  Metropolitana •  Mucuri •  Noroeste •  Norte •  Serra do Cipó •  Sudoeste •  Sul •  Triângulo Rio Grande •  Triângulo Rio Paranaíba •  Vale do Aço •  Vale da Eletrônica •  Vale do Rio Doce •  Vale do Jequitinhonha •  Zona da Mata

11


Presidente da Federaminas intensifica contatos com Associações Comerciais Dezenas de Associações Comerciais, das mais variadas regiões, foram visitadas nos meses de junho e julho pelo presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, em sua verdadeira peregrinação pelo Estado para mostrar os serviços e produtos oferecidos pela entidade aos milhares de empresários espalhados por Minas Gerais. Desde a posse da atual diretoria, em janeiro de 2008, até meados de julho, Wander Silva já visitou aproximadamente 240 Associações Comerciais. Wander Silva iniciou o roteiro das viagens de junho, acompanhado do assessor Haenderson Sena, pelo Sudoeste mineiro. No dia 10 eles foram visitadas pela presidente e pela vice-presidente da AC de Fortaleza de Minas, Gislane de Oliveira Silva e Adriani de Morais Prado, respectivamente. Depois, eles estiveram na AC de Jacuí, onde se encontraram com o presidente Assis de Oliveira, e em Itamogi, onde foram recebidos pelas diretoras Angelina Campagnoli Silva e Francisca Maria Cintra. Ainda no dia 10 de junho, os representantes da Federaminas participaram da solenidade de abertura da Feira de Agroindústria e Turismo Rural de Muzambinho (Agrotur), juntamente com o presidente da Associação Comercial, Rômulo José Noronha Palos, e com o prefeito Sérgio Arlindo Paoliello. Nas visitas a Fortaleza de Minas, Jacuí e Muzambinho, Wander Silva esteve também acompanhado do presidente da AC de Itaú de

12

Minas, Marcelo Resende de Oliveira, que integra a diretoria da Federaminas como vice-presidente. POSSE Outras sete Associações Comerciais foram visitadas pelo presidente da Federaminas nos dias 23, 24 e 25 de junho. O roteiro começou por Capitólio, na região Sudeste, onde Wander Silva e o assessor Haenderson Sena participaram da assembléia de eleição e posse da nova diretoria da Associação Comercial. O empresário Vander Marcos Machado passou a diretoria da entidade para Geraldo Ozanan Guerra, numa solenidade que teve a participação dos dirigentes das ACs de Itaú de Minas, Marcelo Rezende de Oliveira (vice-presidente da Federaminas), e de Fortaleza de Minas, Gislane Aparecida Oliveira Silva; do prefeito e do vice-prefeito de Capitólio, José Gonçalves Machado e José Modesto Leonel, respectivamente; além dos presidentes do Sindicato Rural, Geraldo Goulart da Silva, e do Conselho Particular da Sociedade São Vicente de Paulo, Alaíde Rodrigues da Silva, e do empresário Warlei Aquino. A diretoria presidida por Geraldo Guerra tem os seguintes integrantes: Geraldo Antônio dos Santos e Flávio Goulart da Silva (vice-presidentes), Fabrício Ferrer Guerra e Sara Goulart Ribeiro (tesoureiros) Antônio Domingos e Paulo Henrique Rocha Leite (secretários), Vander Marcos Machado (diretor de SCPC ) e Luiz Henrique de Oliveira Alves

Reunião com presidente e dirigentes da AC de Caldas no dia 16 de junho

Pequeno (assessor jurídico). No Conselho Fiscal foram empossados Luiz Carlos de Melo, Eliane Cristina de Castro Silva e Ernando Henrique de Andrade (efetivos), tendo como suplentes Mônica Migani de Oliveira, Lazara Leite Santos Machado e Antônio Carlos Leite. SUL DE MINAS Os representantes da Federaminas também visitaram, no dia 24 de junho, a Associação Comercial de Boa Esperança, no Sul de Minas, onde se reuniram com a presidente Silvana Regina de Figueiredo e a executiva Vanilza Silva Moura, e na AC de Três Pontas, onde se encontraram com o presidente Ralph Duarte Funchal e os diretores Walter José Domingues, Miler Reis Parreira, Delson Lamaita Miranda e Michel Renan Simão Castro, e a secretária Fátima Bernardo. No mesmo dia, Wander Silva participou de encontro na Associação Comercial e Industrial de Campanha. Entre os participantes, a presidente Cleide Isabel Basiqueto Bersani; os dirigentes das federadas de São Roque de Minas, Antônio Gualberto

de Faria, e de Itaú de Minas, Marcelo Rezende de Oliveira; o coordenador de projetos da AC de Jacutinga, José Geraldo dos Santos; o prefeito de Campanha, Lázaro Roberto Silva; representantes do Sebrae e do BDMG e o presidente da Sicoob/Saromcredi, João Carlos Leite. Baependi foi outra cidade incluída no roteiro de viagens de Wander Silva em junho, com uma reunião com o presidente da Associação Comercial local, Kleber Diniz Maciel, o tesoureiro Élson de Paula Cunha, o diretor Reinaldo Salgado de Campos, os conselheiros Márcia Aparecida de Castro e José Domingos de Abreu, o ex-presidente Paulo Roberto e os funcionários Janaína Coura e Johnatas Delfino de Lima. Na sequência, o presidente da Federaminas visitou a Associação Comercial e Industrial de Rio Verde, onde conversou com o presidente Sérgio Henrique Santiago e o executivo Cláudio Márcio Nogueira. Por fim, à noite, Wander Silva participou, em Lavras, do 1º Grande Encontro Empresarial promovido pela Associação Comercial e Industrial daquela cidade.

Divulgação Federaminas

Força do interior


Regime de substituição tributária entra em vigor Desde o dia 1º de agosto está em vigor o regime de Substituição Tributária nas operações interestaduais para 14 setores da produção, alcançando 435 produtos, dos quais 100 são novos. Os protocolos foram firmados entre os governos de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. A Substituição Tributária é hoje amplamente utilizada pelos fiscos estaduais, pois diminui a concorrência desleal entre os contribuintes, na medida em que combate a sonegação e facilita o controle fiscal. Na prática, os protocolos ICMS vinculam os contribuintes estabelecidos nos estados signatários à obrigação tributária pelo recolhimento do imposto na origem da produção, eliminando a apuração pelo contribuinte varejista. Na condição de substituto tributário, o contribuinte tem até o dia 9 do mês subsequente à saída da mercadoria para realizar o pagamento do imposto. Os setores sujeitos ao regime da Substituição Tributária nas operações entre os estados de Minas Gerais e São Paulo são o farmacêutico, limpeza, colchoaria, papelaria, cosméticos, construção, alimentícios, brinquedos, bicicletas, ferramentas, instrumentos musicais, máquinas e aparelhos mecânicos, materiais elétricos e eletroeletrônicos. Em relação ao Rio Grande do Sul, os protocolos versam sobre os mesmos segmentos, à exceção dos produtos farmacêuticos, e vigência a partir de 1º de setembro.

Legislação tributária: Federaminas levanta subsídios das Associações Comerciais de Minas Gerais Através de questionário a ser enviado às Associações Comerciais mineiras, a Federaminas vai fazer um levantamento dos pontos de vistas dos empresários de todas as regiões do Estado sobre a legislação tributária. A iniciativa foi decidida em reunião realizada por comissão especial da entidade que atua como canal de intercâmbio com a Secretaria da Fazenda estadual para encaminhamento de pleitos da classe empresarial. Realizada em 28 de agosto, na sede da Federaminas, a reunião contou com a participação dos presidente da AC de Alfenas, Valmir Rodrigues da Silva, do diretor tesoureiro da AC de Patos de Minas, José de Souza Maia, e do presidente e do assessor contábil da AC de Leopoldina, Antônio Carlos Almeida Machado e Pedro Augusto Machado Monteiro, respectivamente, bem como do presidente da Federação, Wander Luis Silva, e do vice-presidente Emílio Parolini. Também fazem parte da comissão os presidentes das ACs de Carangola, Luiz Américo Bertolaci Jr., de Além Paraíba, Fernando Maurício Junqueira, e de Itaú de Minas, Marcelo Resende de Oliveira.

13


ELEIÇÃO No dia 9 de julho, o pre-

14

sidente da Federaminas e seu assessor participaram, ainda, da assembléia que reelegeu a diretoria da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária e de Serviços de Turmalina. Na mesma solenidade ocorreu a posse do presidente Lauro Tadeu de Almeida Lopes, dos vice-presidentes Roberto Xavier Jardim e João Cordeiro Pereira, dos secretários José Nilson Cordeiro Santos e André Cordeiro Lacerda, dos tesoureiros Wanderlei Lopes Cordeiro e Geraldo Gonçalves Mendes, e dos diretores João Camilo da Silva, Lucas Lopes de Souza, Adailson José Ferreira Godinho, José Aurélio Alves Vieira, Hilda Lopes da Silva e Geraldo Godinho de Macedo No dia 10 de julho, encerrando o roteiro no Norte de Minas, Wander Silva e Haenderson Sena visitaram a Associação Comercial de Santa Maria do Suaçuí, onde reuniram-se com o presidente Cristiano Godinho Catarina e as diretoras Janaína Lúcia Almeida e Paula Gomes Oliveira. A última visita foi à Associação Comercial de São João Evangelista, onde os representantes da Federanminas reuniran-se com o presidente Rodrigo Bicalho Queiroga, os diretores Sebastião Corrêa, Disélia Pimenta de Souza, Fábio Antunes e Birajara Antunes Alves, e a funcionária Alessandra. SUL No dia 16 de julho, a primeira reunião de Wander Silva foi na Associação Comercial de Ipuiuna, onde ele esteve com o presidente Rodolfo Franceli, a vice-presidente Denise Junqueira e vários diretores e funcioná-

Posse na AC de Turmalina

rios, além de reunir-se com a representante do Sindicato Rural, Carla Moraes. No mesmo dia, o presidente da Federaminas reuniu-se com o presidente da Associação Comercial de Caldas, João Carlos de Carvalho, e com os diretores Regis Oliveira Ottoni, Cirilo Garcia, Paulo Roberto e funcionários. A abertura da 44ª Festa do Vinho, promovida pela

Prefeitura Municipal em parceria com a Associação Comercial, Industrial e Rural de Andradas (ACIRA), também fez parte do roteiro de viagens de Wander Silva no mês de julho. Ele foi recebido pela presidente da ACIRA, Rosana Aparecida Sibila Souza, pelo prefeito Ademir dos Santos Perez e pelo deputado federal Geraldo Thadeu.

Itapeva organiza a sua Associação A cidade de Itapeva, no extremo Sul de Minas Gerais, deverá ganhar em breve uma Associação Comercial. Os empresários da cidade, até então sem nenhuma representatividade, estão se organizando para fundar a sua primeira entidade de classe, num trabalho que conta com o apoio total da Federaminas. As discussões para fundação da AC de Itapeva foram feitas durante visita à cidade, no dia 15 de julho, do presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, e do assessor Haenderson Sena. Eles apresentaram os projetos desenvolvidos atualmente e se ofereceram para ajudar a viabilizar a nova entidade. Wander Silva e Haenderson Sena também participaram, em Itapeva, do evento “Agenda Positiva”, juntamente com o prefeito Urias Paulo Furquim e outras autoridades locais. Divulgação Federaminas

As Associações Comerciais do Norte e do Sul do Estado foram priorizadas no roteiro de viagens do presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, no início de julho. Nos dias 9 e 10, ele esteve nas ACs de Capelinha, Angelândia, Minas Novas, Turmalina, Santa Maria do Suaçuí e São João Evagelista, acompanhado do assessor Haenderson Sena. E, nos dias 15 e 16 de julho, foram visitadas as cidades de Itapeva, Ipuiuna, Caldas e Andradas, no extremo Sul de Minas. A primeira cidade do roteiro foi Capelinha, onde houve um encontro com o presidente da Associação Comercial da cidade, Edir Lafaiete Neves, com os diretores Lair Gomes, José Nildo e Rosangela. Fernandes, conselheiros fiscais e funcionários. A segunda cidade foi Angelândia, onde os representantes da Federaminas se encontraram com o presidente da Associação Comercial, José Evangelista Oliveira Pego, e com os diretores Grazia Mendes, Osmar Camargos Pego, Rogério Magno dos Santos e Paulo César Leal, a secretária Josiane Alves e Antônio da Costa, da Emater. Minas Novas foi a terceira cidade do roteiro no Norte de Minas, onde o presidente da Federaminas foi recebido pelo presidente da AC, Zilmar Gomes Rocha, presidente, os diretores José Raimundo Henrique, Geraldo Vieira e Fernando Fernandes, o empresário Geraldo Nogueira Pereira e a funcionária Suelen Santos.

Divulgação Federaminas

Integração de Norte a Sul

Agenda Positiva em Itapeva


Congresso debate ‘o valor do futuro’ “O valor do futuro” é o tema do 19º Congresso da Confederação das Associações Comerciais do Brasil (CACB), marcado para o período de 14 a 16 de outubro, no hotel Sofitel Jequitimar, em Guarujá (SP). Empresários de todo o País se reunirão para discutir “ideias para a construção de um futuro mais seguro e confiável, não apenas para instituições e empreendedores, mas para a sociedade em geral”, como resumem os organizadores. De acordo com o presidente da

CACB, Alencar Burti, as ações e conseqüências das tomadas de decisões nos negócios, especialmente em tempos de crise, são questões que preocupam o empresariado brasileiro. Por isso é que foi escolhido o tema “O valor do futuro”, justifica. Paralelamente ao congresso da CACB, será realizado o 10º Congresso da Federação das Associações Comerciais de São Paulo (Facesp), eventos que terão a participação de representantes da Federaminas.

Federaminas participa de eleição da CACB filiadas, que representam aproximadamente 2 milhões de empresários, a CACB vai eleger nova diretoria e Conselho Fiscal para o biênio 20092011. O presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, é um dos vice-presidentes da atual diretoria, comandada pelo empresário Alencar Burti.

*Desconto em relação à tabela Unimed 2009 - clientes individuais.

A Federaminas vai manter sua presença na nova diretoria da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), que será eleita em assembleia geral convocada para o dia 29 de setembro, às 9h30, na sede social da entidade nacional, em São Paulo. Com mais de 2 mil Associações Comerciais

Empresas associadas ao sistema Federaminas têm até 28% de desconto* na Unimed-BH. Aproveite e faça já a sua adesão. Para mais informações, ligue (31) 3078-7016 / 3078-7040, ou, se preferir, vá à Associação Comercial local.

UD015409F-an195x130federaminas_fin.indd 1

8/26/09 11:45 AM

15


ENCANTAMENTO “Como dar show de atendimento: vender, ‘cantar’ e encantar os seus clientes” foi o tema da palestra de Dill Casella, um engenheiro civil especialista em marketing, desenvolvimento gerencial e empreendedorismo, que há mais de 15 anos trabalha com a capacitação em vendas

16

e mercado. O palestrante “encantou” a plateia, abordando principalmente as relações com os clientes e a importância do atendimento para o sucesso no comércio. O papel do cliente e a sua importância para as or- Manoel Ignácio ganizações, a ética corporativista, a organização do trabalho e o mercado foram algumas das questões abordadas por Dill Casella, que defendeu que, na hora da venda, é preciso um verdadeiro show para conquis- Dill Cassela tar o cliente. É o que ele uma palestra mais técchama de “atendimen- nica no segundo dia do to show”, uma forma Gerenciaminas, focada diferente de vender, na na proteção ao crédito. qual o cliente é o sujeito Para os participantes, principal, e que exige do foi uma oportunidade vendedor conhecimen- para esclarecerem uma to de outras áreas. “É série de dúvidas sobre preciso, principalmen- os serviços de proteção te, entender de coração ao crédito e a legislação para conquistarmos as brasileira. pessoas”, ensinou o paProfessor da Faculdalestrante da Escola de de de Ciências Sociais Talentos da Federami- Aplicadas (Facisa) de BH, nas. Ignácio é pós-graduado e doutorando em DiCRÉDITO reito do Trabalho. Com O advogado Manoel uma experiência de mais Ignácio, outro parceiro de 15 anos junto ao seda Escola de Talentos tor lojista, ele explicou a da Federaminas, deu legislação e falou sobre

Foto Official

Os palestrantes do programa Escola de Talentos, da Federaminas, deram um show à parte durante o 2º Gerenciaminas e o 1º Lideraminas, eventos paralelos realizados nos dias 13 e 14 de agosto, em Belo Horizonte, com a participação de aproximadamente 170 representantes de Associações Comerciais de todas as regiões. Dill Casella e Manoel Ignácio fizeram palestras que atraíram a atenção dos participantes e deram dicas importantes, respectivamente, para aumentar as vendas e a proteção ao crédito. Casella e Ignácio mostraram sua competência na abordagem de temas que fazem parte do dia-a-dia dos empresários e dirigentes de Associações Comerciais. Eles integram a Escola de Talentos da Federaminas, que atualmente conta com um “time” de 13 especialistas, nas mais diversas áreas. As palestras, seminários e treinamentos da Escola de Talentos podem ser agendadas com Júlio Carlos, pelo telefone (31) 3078-7016.

Foto Official

Escola de Talentos dá show no Gerenciaminas

os conflitos nas relações de consumo, alertando para os riscos que as empresas e as Associações Comerciais correm, por exemplo, no caso de registros irregulares em cadastros de maus pagadores. Manoel Ignácio destacou que o cadastro é principal ferramenta de proteção do comércio para concessão de crédito, pois é o que vai permitir a avaliação da capacidade de compra e de endividamento do consumidor. “Todo cuidado é pouco”, recomendou.


Escola de Talentos tem equipe diversificada de palestrantes e consultores Adriano Godoy Consultor empresarial, professor, parceiro do Sebrae, instrutor e consultor pelo Senac em projetos especiais, criador da ferramenta “4 Fs” de gestão pessoal e de equipes e da teoria do “Eu cognitivo”. Alex Nunes Graduado em Ciências Contábeis e Administração de Empresas, especialista em assessoria e treinamento no setor de varejo, desenvolvimento de recursos humanos, planejamento, logística e análise de clientes. Claudio Lopes Diretor regional da Vilage, especialista em proteção do patrimônio, patentes e marcas, direitos autorais e desenho industrial. Clodoaldo Araújo Vencedor do programa “Aprendiz 5”, da TV Record, graduado em Engenharia Mecânica e em Engenharia Civil, com especialização em Gestão Empresarial e Gestão Estratégica de Negócios e MBA em empreendedorismo. Dill Casella Engenheiro civil, pós graduado em Marketing e especialista em desenvolvimento gerencial e empreendedorismo, com palestras sobre relações interpessoais, neurolinguística, vendas e desenvolvimento de mercado. Giovani Cota Empresário, bacharel em Direito e mestrando em Administração, atua também como instrutor do programa Empretec/Sebrae desde 1998 e dá palestras sobre empreendedorismo. J. R. Cajaiba Administrador de empresas, mestrando e consultor externo do Sebrae-MG , professor universitário, especialista em consultoria

para pequenas e médias empresas, sobretudo nas áreas de atendimento, gestão e vendas. José da Paz Cury Administrador, com pós-graduação em desenvolvimento organizacional , é consultor de várias entidades, entre as quais a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), Sebrae, Senac, e Senai. Jussier Ramalho Comerciante, vendedor, “campeão de vendas” no concurso Brazilian Food, ex-professor do Senac e exdiretor de Turismo e de Educação no Trânsito do governo de Natal, conhecido como “Jornaleiro palestrante”. Leila Ferreira Jornalista, com mestrado em Comunicação, ex-repórter da TV Globo e colaboradora da revista “Marie Claire”, durante 10 anos apresentou o programa “Leila Entrevista” (Rede Minas e TV Alterosa/SBT). Manoel Ignácio Advogado, professor de Direito e consultor jurídico na área de Banco de Dados cadastrais SPC/SCPC, Direito do Consumidor, Direito do Trabalho e assuntos relacionadas ao comércio varejista. Moacir Muzzi Economista, consultor e instrutor do Sebrae, dirigente de entidades classistas e instrutor do Centro Internacional de Tecnologia do Comércio nas Áreas de Crediário e Cobrança, Aperfeiçoamento de Vendedores, Desenvolvimento Gerencial e Implantação da Qualidade Total no Varejo. Professor Pachecão Professor, formado em Engenharia Mecânica, conhecido nacionalmente por seu trabalho na televisão, utiliza os conceitos da Física para referenciar assuntos de gestão empresarial e de relacionamento humano.

Para mais informações acesse: www.federaminas.com.br

Palestra ensina regras de etiqueta Entre as palestras realizadas durante o 2º Gerenciaminas, nos dias 13 e 14 de agosto, os diretores e executivos das Associações Comerciais de Minas Gerais puderam conhecer em detalhes as regras de cerimonial, protocolo e etiqueta. O assunto foi abordado pelo especialista Marcelo Cunha, que, além de ensinar as “manhas” da promoção de eventos, deu uma série de dicas para os participantes do encontro promovido pela Federaminas. Em sua palestra, Marcelo Cunha abordou desde a história do cerimonial até os conceitos mais modernos para a realização de eventos de sucesso. Ao contrário do que muita gente pensa, ele disse que os cerimoniais devem obedecer a diversas normas, boa parte das quais estabelecidas pelo Decreto 70.274, que define, por exemplo, as regras para a composição de mesas e disposição de bandeiras em cerimônias. “A utilização de cada critério deve obedecer às exigências da cerimônia. Nenhum critério pode ser considerado definitivo, porque, normalmente, um serve de complemento para o outro”, observou Marcelo Cunha. De qualquer forma, admite, “em qualquer circunstância deve prevalecer o bom senso”. Entre as dicas do palestrante, está o aperto de mãos como um gesto simbólico de saudação que estabelece uma comunicação mais sensível nas relações de negócios. “O aperto de mãos deve partir da pessoa mais qualificada, mais idosa ou de maior cerimônia, com a ressalva de que não pode ser muito forte (demonstra grosseria), nem muito fraco (demonstra insegurança)”, recomenda Cunha.

17


“Tarefa difícil, mas compensadora” Uma das entidades empresariais mais antigas de Minas Gerais, a Associação Comercial de Governador Valadares (ACGV) completou, em fevereiro, 70 anos. Fundada por um grupo de fazendeiros, mineradores e extrativistas industriais, a entidade tem participado ativamente do desenvolvimento da classe, de forma corporativa, e contribuído para organizar economicamente o município. Presidente da ACGV, o empresário Edmilson Soares dos Santos inaugura, nesta edição, uma série de entrevistas produzidas pela Revista Federaminas, numa forma de valorizar o trabalho dos dirigentes e executivos em prol do crescimento da classe que representam. A ACGV conta atualmente com aproximadamente 600 associados. Qual a importância da Associação Comercial para Governador Valadares? O desenvolvimento de Governador Valadares sempre esteve de mãos dadas com a Associação Comercial, que tem a missão de promover a união, defesa e mobilização da classe empresarial, através de ações concretas que privilegiem o desenvolvimento econômico-social. Desde a sua fundação, a ACGV procura discutir a economia regional e local, promovendo e participando de forma decisiva da realização de nume-

18

rosas iniciativas públicas e privadas. A entidade está presente em todas as tomadas de decisões para melhoria do município, e participou de diversas conquistas, como a energia elétrica; asfaltamento da Rio-Bahia; fundação da Companhia Telefônica de Governador Valadares; funcionamento da Usina de Tronqueiras; criação do do Distrito Industrial; lançamento do Governador Palace Hotel; luta em favor do sistema rodoviário; navegabilidade fluvial do Rio Doce; criação da Universidade Tecnológica (Utec), depois Universidade Santos Dumont e atualmente Universidade Vale do Rio Doce; criação da CDL e do Sindicom; criação da Escola Técnica de Formação Gerencial; instalação de unidade do Exército; instalação de regional da Junta Comercial; modernização do aeroporto; construção do anel rodoviário; criação do Fórum Permanente para o Desenvolvimento de Governador Valadares; luta pela criação de um centro de convenções; criação da AC Credi, do programa “Eu Faço Valadares Melhor” e da Expoleste, que tem a 12ª edição neste ano. Qual é o seu principal projeto à frente da entidade? Dar continuidade ao que vem sendo feito ao longo desses 70 anos de fundação, procurando sempre ampliar o leque de produtos e serviços para, dessa forma, expandir o número de associados e, juntos,

Divulgação ACGV

Presidente da AC de Governador Valadares Edmilson Soares

contribuirmos cada vez mais para fomentar o desenvolvimento desta cidade e região. Nossa meta é buscar soluções que possam beneficiar a classe empresarial. Outro grande desafio é aprimorar cada vez mais a Expoleste, consolidando-a como a mais importante feira da região. Como o senhor avalia o trabalho desenvolvido pelos ex-presidentes da ACGV? A Associação Comercial de Governador Valadares, através de seu presidente e da diretoria, vem dando sequência aos trabalhos já desenvolvidos. Todos os 24 ex-presidentes, juntamente com suas diretorias e colaboradores, participaram do progresso da entidade e da cidade, deixando suas marcas e construindo para as histórias de ambas. Pois quem por aqui passou, batalhou bastante para fazer uma Valadares cada vez melhor. Espero um dia fazer parte da galeria de fotos dos presidentes e ser lembrado pelo trabalho que

tenho feito, assim como me lembro dos anteriores. E sobre o trabalho feito atualmente, quais são as suas perspectivas? Estou consciente do trabalho que tenho feito à frente da Associação Comercial de Governador Valadares, que completou 70 anos de iniciativas vitoriosas. Vamos (presidência, diretoria e colaboradores) continuar participando e mostrando que essa entidade não é só a mais antiga, mas também uma das mais participativas para o progresso de nossa querida Governador Valadares. Sinto-me feliz em ser presidente da entidade, aqui nasci e vi de perto muitas idealizações. A tarefa é difícil, mas é compensadora, pois você participa ativamente da vida, não só da classe empresarial, mas de uma cidade e região. Por aqui passamos, deixamos nossas marcas e contribuições, ajudamos a construir a história da nossa entidade.


Belo Horizonte terá novo hospital de referência em urgências e emergências Unimed-BH investe em mais um hospital próprio, com expectativa de ampliar o atendimento a seus clientes e desafogar a rede da capital A região de Belo Horizonte vai ganhar um novo hospital ainda este semestre. Planejado para ser o mais completo serviço privado no atendimento a urgências e emergências do Estado, o empreendimento terá uma capacidade para atender 18 mil pessoas por mês, apenas no pronto-socorro, desafogando a rede de saúde de urgência e emergência da capital mineira, também utilizada pelos clientes Unimed. O hospital está localizado à avenida do Contorno, em frente à Praça Floriano Peixoto, em Santa Efigênia. O principal foco do novo serviço é o prontosocorro, projetado especialmente para atender a casos de alta complexidade, inclusive envolvendo politraumatismo, queimadura e intoxicação — situações que têm como única referência, atualmente, o Hospital João XXIII. Com esse investimento, a Unimed-BH amplia sua rede de serviços próprios, que complementa a atenção já prestada pelos hospitais credenciados, e agiliza o atendimento aos clientes em situações de urgência.

Serviço diferenciado O

Hospital

Unimed

seguirá parâmetros de atendimento humanizado adotados em centros de referência internacional. Esse conceito se refletirá na capacitação da equipe e na estrutura do serviço, que terá 11 andares, 12 salas de bloco cirúrgico e 136 apartamentos amplos, num total de 250 leitos, sendo 20 leitos de terapia intensiva. Serviços de diagnóstico laboratorial e por imagens complementarão a retaguarda do hospital. Quando estiver em operação, o hospital vai gerar oportunidade de trabalho para médicos cooperados e para profissionais de saúde e técnico-administrativos.

Outro benefício social do empreendimento — e compromisso já assumido pela Unimed-BH junto ao município — será a revitalização da Praça Floriano Peixoto, patrimônio histórico e cultural de BH.

Sobre a Unimed-BH Com mais de 750 mil clientes em carteira, a Unimed-BH configura o maior sistema de saúde suplementar de Minas Gerais. Formada por 4,7 mil médicos cooperados, a Cooperativa conta com uma rede de 258 clínicas, laboratórios e hospitais credenciados e gera mais de 2,2 mil empregos diretos na sua operação. A rede de serviços de

saúde próprios da Unimed-BH é formada atualmente por: •  um Centro de Promoção da Saúde; •  três Núcleos de Atenção à Saúde; •  uma equipe de Atenção Domiciliar; •  o Serviço de Atenção Pré-Hospitalar, com uma frota de ambulâncias para situações de urgência e emergência; •  uma unidade de Pronto-Atendimento; •  o Hospital-Dia e Maternidade Unimed-BH; •  uma unidade em Contagem, formada por um Pronto-Atendimento, um Centro de Promoção da Saúde e um Centro de Radiologia e Exames.

Os associados à Federaminas têm descontos especiais para adquirir um plano de saúde Unimed-BH. O produto é comercializado pelas Associações Comerciais. Informações pelo telefone (31) 3078-7000.

19


Federaminas é de utilidade pública Reconhecida pelos governos de BH e de MG, entidade agora busca título federal

ANIVERSARIANTES

Agora é definitivo. Desde o dia 2 de julho, com a publicação da Lei 18.244/2009, assinada pelo governador Aécio Neves, a Federação das Associações Comerciais, Industriais, Agropecuárias e de Serviços do Estado de Minas Gerais (Federaminas) é uma entidade de utilidade pública estadual. A lei foi publicada no “Minas Gerais” de 3 de julho último. O título de “utilidade pública”, conforme o presidente da Federaminas, Wander Luis Silva, é um reconhecimento à história e à importân-

20

cia da entidade, que há 55 anos congrega empresários mineiros de todos os segmentos. Com a lei assinada por Aécio Neves, a Federaminas terá alguns benefícios, além de se habilitar a participar de novos programas e parcerias com o governo e com instituições públicas estaduais. “Esse é um título importante, que reconhece a Federaminas como uma entidade parceira na busca de novas conquistas para o Estado”, saudou Wander Luis. O presidente agradeceu ao governador e ao deputado estadual Carlos Gomes, autor do projeto de Lei nº

3.276/2009, aprovado recentemente por unanimidade na Assembléia Legislativa de Minas Gerais. “Felicitamos a direção da Federaminas, todas as Associações Comerciais, bem como os empresários a elas associados, por essa merecida e justa conquista como reconhecimento dos relevantes serviços prestados a Minas Gerais e ao Brasil”, afirmou o deputado Carlos Gomes.

zonte, Márcio Lacerda, que sancionou a Lei 9.705/2009, após aprovação unânime de um projeto de lei do vereador Hugo Thomé. Conquistados os títulos de utilidade pública em níveis municipal e estadual, Wander Luis disse que a Federaminas busca, agora, o seu reconhecimento também em âmbito federal. Esse reconhecimento, destacou o presidente, habilita a Federaminas a estabelecer parcerias de interesse das Associações Comerciais e de seus filiados com órgãos públicos das três instâncias.

MUNICIPAL No início de junho, a Federaminas já havia sido declarada entidade de utilidade pública municipal pelo prefeito de Belo Hori-

O Jornal Federaminas divulga a agenda de aniversariantes. Neste espaço serão publicadas as datas de aniversários das Associações Comerciais e de seus presidentes. Os dados a serem publicados devem ser encaminhados à secretaria da Federaminas, através do telefone (31) 3078-7000, com Cidinha, ou do e-mail federaminas@federaminas.com.br.

SETEMBRO DIA

1 1 2 7 9 12 21 23 24

ANIVERSARIANTE

ASSOCIAÇÃO

Presidente ACIA Presidente Fundação (1984) ACIAS Presidente ACI Fundação (1985) ACIAS Presidente ACI Fundação (1995) ACI Presidente ACE Presidente ACIA

PRESIDENTE

Marilda Ermantina Braz Avelino José Miguel Carlos de Oliveira Amaral Flávio Gonçalves Leal Maria Cristina Possa Terra Francisco José L’abbate Neto Natália Megale Brandão Cícero Braga Neto Benedito Coutinho de Almeida

CIDADE

Inconfidentes Janaúba Campos Gerais Timóteo Barroso Sete Lagoas Borda da Mata Ouro Branco Poços de Caldas

OUTUBRO DIA ANIVERSARIANTE

12 13 19 22 26 27 29

ASSOCIAÇÃO

Presidente ACE Presidente ACIAS Presidente ACIA Presidente Fundação (1969) ACIA Fundação (1935) ACI Presidente ACI

PRESIDENTE

CIDADE

Geraldo Laércio Guimarães Pacau Carlos de Oliveira Amaral José Donaldison Pereira Denílson Rosa (2009/2011) Everaldo Silveira de Almeida Honório José Franco Edson Lúcio de Freitas

Três Marias Campos Gerais Cambuquira Piumhí Timoteo Barbacena Coluna


Notícias das Federadas Montes Claros lança concurso para jornalistas

16º Café Empresarial de Mutum

Reconhecer a importância do trabalho jornalístico na pesquisa e divulgação de informações importantes para o setor empresarial e a comunidade como um todo é o objetivo do “1º Prêmio ACI de Jornalismo”, iniciativa pioneira lançada pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Montes Claros (Acimoc). Paralelamente, a entidade também promove o “Prêmio de Monografia ACI 60 anos”, cujo objetivo é estimular a pesquisa sobre a sua atuação ao longo de seis décadas. Os dois concursos vão distribuir R$ 9 mil em prêmios. Os vencedores dos prêmios de Jornalismo e Monogragia receberão R$ 2 mil, cabendo aos segundos colocados R$ 1,5 mil e, aos terceiros colocados, R$ 1 mil. As inscrições e os regulamentos estão disponíveis no site www.acimoc. com.br. De acordo com a Associação Comercial de Montes Claros, as inscrições ao “1º Prêmio ACI de Jornalismo” podem ser feitas até o dia 15 de novembro, para trabalhos relativos à entidade e publicados entre 1º de julho e 15 de novembro, nas categorias mídia impressa, rádio e TV. As inscrições ao “Prêmio de Monografia” podem ser feitas até o dia 10 de setembro.

AC Mutum

Café Empresarial mostra novos serviços em Mutum

Dezenas de empresários e lideranças de classe foram mobilizadas pela Associação Comercial e Empresarial de Mutum (Assem) no dia 29 de julho para apresentação de novos produtos e serviços postais e bancários. Além de empresários, a reunião teve a presença do presidente da Câmara de Mutum, Gezio Nunes de Oliveira, e do secretário municipal de Administração, Ailton Mendes, representando o prefeito Gentil Simões Caldeira Filho. O encontro fez parte do 16º Café Empresarial, tradicional promoção da Associação Comercial de Mutum que tem ajudado a integrar a classe em Mutum e região. O presidente da Assem, Karone Marllus Rocha de Oliveira, apresentou os projetos e as principais ações da entidade no último semestre, com destaque para a parceria com os Correios que trouxe mais benefícios e facilidades para os empresários município. O 16º Café Empresarial de Mutum teve a participação da gerente regional dos Correios, Patrícia Figueiredo Marotta, e dos coordenadores Celmar Costa, Wasmas Teles de Almeida, Washington Botelho, Antonio Carlos da Silva e do Gerente dos Correios de Mutum, Fábio Villaça Medeiros, e do gerente do Bradesco em Manhumirim, Alexandre Augusto Braz.

60 ANOS O presidente da Acimoc, Geraldo Drumond, destacou que os dois prêmios fazem parte das comemorações dos 60 anos de fundação da entidade, além de demonstrarem o reconhecimento dos empresários de Montes Claros à imprensa local. “Estimular a pesquisa e a informação fazem parte dos objetivos da nossa entidade, como a difusão e divulgação dos serviços prestados ao longo de décadas de atuação em prol de Montes Claros e região”, resumiu Drumond. “Além disso, a contribuição da imprensa é fundamental para informar a população a respeito das iniciativas da Acimoc em busca do desenvolvimento regional”, completou o presidente da Acimoc.

Pará de Minas comemora sucesso do ‘Mesa de Bar’ A cidade de Pará de Minas ganhou neste ano mais um evento que entra para o calendário festivo e turístico da região Central do estado. Durante um mês – de 3 de julho a 2 de agosto –, moradores da cidade e visitantes puderam degustar uma grande variedade de tira-gostos, durante o primeiro festival “Mesa de Bar”, organizado pela Associação Empresarial de Pará de Minas (Ascipam). O presidente da Ascipam, Luiz Carlos Lopes da Silva, comemorou o sucesso do “1º Mesa de Bar”, que atraiu turistas de várias cidades. Ele destacou as facilidades oferecidas ao público, certo de que o festival de Pará de Minas tem tudo para se consolidar como

22

um evento de caráter turístico, comercial, cultural e beneficente. Doze bares e restaurantes de Pará de Minas participaram do “1º Mesa de Bar”, que foram avaliados em quatro quesitos: tira-gosto, cerveja gelada, atendimento e higiene. Também foi homenageado o “Garçom Simpatia”, por meio de votação nominal dos freqüentadores.


AC de Itabirito

AC de Itabirito acerta parceria com o BDMG

Mesa de trabalho na AC de Itabirito

A Associação Comercial e Empresarial de Itabirito (ACEI) formalizou, no dia 10 de agosto, uma parceria com o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) para intermediar a concessão de empréstimos aos empresários da cidade. O convênio é uma extensão da parceria mantida pela Federaminas com o banco estadual de fomento. O presidente da AC de Itabirito, Edson Marcelino de Assis, e o diretor da Área Financeira e Desenvolvimento Sustentável do BDMG, Ronaldo Locatelli, destacaram a importância do convênio, que, além de oferecer crédito com juros baixos para os empresários, cria outra fonte de receita para a Associação. Edson Marcelino destacou que o convênio oferece uma série de produtos para as empresas de Itabirito, inclusive, com uma linha de crédito diferenciada para o setor de mineração, conforme pleiteado pela entidade.

ACIPA inicia obras do Centro de Eventos Dentro de alguns meses os empresários e a população de Pouso Alegre ganharão um amplo e moderno espaço para eventos. A obra está sendo feita pela Associação do Comércio e Indústria de Pouso Alegre (ACIPA), que no dia 30 de junho lançou a pedra fundamental do seu Centro de Eventos e Convenções. Segundo o novo presidente da ACIPA, Sílvio dos Reis, a solenidade, que teve a presença de autoridades e personalidades do município, marcou o início da realização de um antigo sonho dos empresários locais. O prefeito de Pouso Alegre, Agnaldo Perugini, e o presidente da Câmara Municipal, Paulo Henrique Pereira Alves, garantiram o apoio do poder público ao projeto e a outras iniciativas da Associação Comercial. Junto com a pedra fundamental do Centro de Eventos, a ACIPA enterrou no local uma “cápsula do tempo”, contendo um jornal do dia, moeda de R$ 1, cópia do projeto assinado pelos participantes do ato, além do jornal informativo da entidade, a Revista Federaminas e cópias dos discursos feitos durante a solenidade.

Araxá promove série de seminários empresariais O Ouro Minas Grande Hotel foi palco, na última semana de junho, de vários seminários empresariais organizados pela Associação Comercial e Industrial de Araxá (ACIA). A entidade presidida pelo empresário Emílio César Parolini – também vice-presidente da Federaminas – reuniu empreendedores de diversas áreas, profissionais liberais e estudantes universitários para debater uma série de temas de interesse das empresas daquela região. Entre os palestrantes convidados estavam o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas e da Federação da Agricultura e Pecuária, Roberto Simões; o presidente da Confederação Brasileira de Convention Bureaus, João Luiz dos Santos Moreira; e o superintendente da Votorantim Metais e da Companhia Brasileira de Alumínio, João Bosco Silva, que abordaram, respectivamente, os temas “A situação atual e perspectivas do agronegócio”, “Marketing de destinos e dimensionamento econômico dos eventos no Brasil” e “Impacto da crise econômica na indústria e no setor mineral”. Segundo Emílio Parolini, os seminários empresariais foram um grande sucesso, e permitiram que a classe se inteirasse mais sobre temas atuais, além da integração e troca de experiências, “importantes em qualquer segmento econômico”.

Campo Belo faz seu 2º Encontro Empresarial Empresas de vários segmentos participaram do 2º Encontro Empresarial promovido pela Associação Comercial e Industrial de Campo Belo (ACICB), no dia 6 de agosto. Direcionado aos empresários, o evento foi mais uma ação do projeto “Campo Belo é Mais”, iniciativa que busca a valorização da economia e que conta com o apoio da Associação Comercial. O encontro foi aberto pelo prefeito de Campo Belo, Romeu Tarcísio Cambraia, e teve palestras do presidente regional da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), Afonso Gonzaga, que apresentou um “Panorama da indústria mineira em relação à indústria na região Centro-Oeste”, do coordenador dos Postos Avançados do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), João Guilherme Marçal, que detalhou a atuação da instituição junto às micro e pequenas empresas, e do especialista J. R. Cajaíba, da Escola de Talentos da Federaminas, que falou sobre “Os grandes erros das pequenas empresas”. O encontro teve a participação de várias empresas, que apresentaram seus produtos e serviços em estandes montados na área do Campo Belo Country Clube.

23



042009 Federaminas JULHO AGOSTO 2009