Page 1

REVISTA

AÇÃO

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR l 2019

OCIAL

SESC PR MAIOR REDE DE SOLIDARIEDADE DO ESTADO


2        REVISTA AÇÃO SOCIAL


PALAVRA DO PRESIDENTE

SOLIDARIEDADE COMO MISSÃO os últimos 15 anos o Sesc Paraná vem incrementando suas atividades na área social, o que compreende todas as iniciativas promovidas para oferecer inclusão, bem-estar e cidadania aos comerciários paranaenses e seus dependentes, empresários do comércio e dependentes, e à população paranaense em situação vulnerável. Como o leitor e a leitora poderão comprovar, os programas do Sesc Paraná impactam positivamente milhões de pessoas, permitindo significativa melhoria da qualidade de vida.

Bruno Tadashi

As ações envolvem múltiplos setores, com objetivos variados – todos incluídos sob o abrigo desta palavra mágica que é a solidariedade. Mais que virtude, ela é um conceito. Traz consigo a noção de responsabilidade social, dedicação aos menos favorecidos.

Darci Piana

No Sesc Paraná a solidariedade foi transformada em missão. O resultado deste amplo trabalho está nas páginas que compõem esta revista. Boa leitura a todos! Com os mais efusivos agradecimentos a todos os que nos ajudaram e ajudam a trilhar este caminho de amor ao próximo, recebam meu comovido abraço. f DARCI PIANA Presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac Paraná

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

3  


REVISTA

AÇÃO

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

l 2019

OCIAL

SESC PR MAIOR REDE DE SOLIDARIEDADE DO ESTADO

[EXPEDIENTE] ESTA REVISTA É UMA PUBLICAÇÃO ESPECIAL DA AÇÃO SOCIAL DO SESC PARANÁ Sistema Fecomércio Sesc Senac PR: Rua Visconde do Rio Branco, 931 – 1º andar | CEP: 80.410-001 | Curitiba – PR | (41) 3883-4500 www.sescpr.com.br | jornalismo@fecomerciopr.com.br

Presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR: Darci Piana | Diretor Regional do Sesc PR: Emerson Sextos | Núcleo de Comunicação e Marketing Coodenador-geral: Cesar Luiz Gonçalves | Coordenador de Jornalismo: Ernani Buchmann | Jornalista Responsável: Silvia Bocchese de Lima – DRT/PR 6157 Textos: Cássia Ferreira, Fernanda Ziegmann, Larissa Grizoli, Márcio Barbosa Norberto, Silvia Bocchese de Lima | Diretora de Educação Cultura e Ação Social: Maristela Massaro Carrara Bruneri | Gerente de Ação Social: Elisangela Domingues | Analistas de Ação Social: Claudia Patricia Totti Denkewski, Márcio Barbosa Norberto, Mayara Alves Barcelo, Sayuri Campos Kashimura, Vanessa Scariot, Estevam de Almeida e Vanusa Alves da Costa da Silva | Revisão: NCM Projeto gráfico e finalização: Vera Andrion – DRT/PR 10260 | Impressão: Ajir Artes Gráfica e Editora Ltda. Curitiba Pr | Tiragem: 8 mil exemplares.

4        REVISTA AÇÃO SOCIAL


3 6 [PÁGINA]

PALAVRA DO PRESIDENTE

SOLIDARIEDADE COMO MISSÃO JUSTIÇA NO BAIRRO SESC CIDADÃO JUSTIÇA SOCIAL E CIDADANIA DE MÃOS DADAS Curatela

15 18

ENTREVISTA

A JUSTIÇA QUE ACOLHE AGASALHO E BRINQUEDO

UMA DÉCADA AQUECENDO CORAÇÕES

22 30 SENAC

EDUCAR PARA O TRABALHO ARTIGO

SERVIR É GERAR OPORTUNIDADES E TRANSFORMAR CAMINHOS

32

REDE DE SOLIDARIEDADE

PARCEIROS

34 36

MAPA DE ABRANGÊNCIA

UNIDADES MÓVEIS

Cultura a caminho Apoio no combate ao câncer Sorriso itinerante

46

MESA BRASIL DIGNIDADE À MESA Sopa e Pão

52

EDUCAÇÃO

PROTAGONISMO QUE SE ENSINA

60 64

TURISMO

PARA CONHECER O BRASIL PROJETOS PERMANENTES PARTICIPAÇÃO SOCIAL E PERTENCIMENTO

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

5  


ARTIGO

Bruno Tadashi

JUSTIÇA NO BAIRRO SESC CIDADÃO

A PARCERIA ENTRE O SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR E O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANÁ LEVA CIDADANIA E DIGNIDADE À POPULAÇÃO SOCIALMENTE VULNERÁVEL DE DIVERSAS LOCALIDADES DO ESTADO.

6        REVISTA AÇÃO SOCIAL


JUSTIÇA SOCIAL E CIDADANIA DE MÃOS DADAS PROGRAMA JUSTIÇA NO BAIRRO SESC CIDADÃO DÁ OPORTUNIDADE PARA QUE FAMÍLIAS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE ECONÔMICA REGULARIZEM A VIDA PERANTE A LEI, ACESSEM DIREITOS ESSENCIAIS E ATÉ MESMO REALIZEM SONHOS Larissa Grizoli

á quase três anos a história de Paulo Sérgio e Ana Carla ganhou um novo capítulo: o casamento. Eles namoraram durante seis meses e depois foram morar juntos. Não se sentiam à vontade com a condição de casal “amigado”, mas também não tinham dinheiro para realizar o sonho de oficializar a união. “A gente ficava constrangido quando perguntavam se éramos casados. E era ruim também na parte de documentação, não

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

conseguíamos comprovar renda para dar entrada na casa própria”, relembra Paulo. Foi então que surgiu a chance de formalizar o matrimônio por meio do programa Justiça no Bairro Sesc Cidadão, realizado pelo Sistema Fecomércio Sesc Senac PR em parceria com o Poder Judiciário. Na cerimônia, realizada em 29 de abril de 2016, 1.300 casais disseram “sim” diante de uma plateia de aproximadamente 16 mil pessoas, na Arena da Baixada.

REVISTA AÇÃO SOCIAL

7  


JUSTIÇA NO BAIRRO SESC CIDADÃO VARIEDADE DE SERVIÇOS Além do casamento coletivo, o Justiça no Bairro Sesc Cidadão oferece dezenas de serviços gratuitos nas áreas do direito, saúde, educação, lazer e cultura. O objetivo é levar cidadania à população que mais precisa e minimizar os impactos causados pela desigualdade social. Os serviços ofertados vão desde a emissão de documentos – como RG, CPF e Carteira de Trabalho –, até questões mais complexas, como demandas litigiosas, ou seja, casos em que há divergência entre as partes no processo judicial. As situações são resolvidas de maneira imediata, com celeridade. Ou, se iniciado o processo de resolução, garantem autonomia e inclusão social.

Estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada) recebeu a celebração do casamento

“Casar no estádio do meu time do coração foi indiscutivelmente a melhor coisa da minha vida. Até fui a um jogo esses dias e minha esposa falou ‘a gente casou aqui’. Isso ninguém pode tirar de mim”, afirma o motorista Paulo Sérgio Pereira da Silva. Até 2018, mais de 25 mil casais se uniram perante a lei no Justiça no Bairro Sesc Cidadão, a maioria deles com os cumprimentos da idealizadora e coordenadora do projeto, desembargadora Joeci Machado Camargo. Paulo relembra da “madrinha” com carinho. “Tenho por ela muito respeito e consideração. É uma pessoa ímpar. O que ela faz no Justiça no Bairro é uma coisa muito boa”.

8        REVISTA AÇÃO SOCIAL

1.618.277 ATENDIMENTOS

R R

25.799 236

R

Ivo Lima

NÚMEROS DESDE 2005

MUNICÍPIOS ATENDIDOS

CASAMENTOS


Divulgação

Edição do Justiça no Bairro Sesc Cidadão, em Paranaguá

O programa oferece ainda orientação jurídica, assistência jurisdicional, perícias, audiências de conciliação, recreação para crianças, oficinas artísticas, atendimento odontológico, orientação para higienização de alimentos, assistência social e corte de cabelo. Tudo é oferecido de acordo com as necessidades de cada município e com os princípios constitucionais de cidadania e dignidade.

EMISSÃO DE DOCUMENTOS

Divulgação

Desde 2005, o Justiça no Bairro Sesc Cidadão já prestou mais de um milhão e 600 mil atendimentos em 236 cidades. As ações ocorreram em todo o estado do Paraná e só foram possíveis graças à colaboração de uma rede de parceiros, apoiadores e voluntários. f

Serviços de saúde

ASSISTÊNCIA JURISDICIONAL

ORIENTAÇÃO JURÍDICA

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

Divulgação

PERÍCIA MÉDICA

Atendimento jurídico

REVISTA AÇÃO SOCIAL

9  


CURATELA

Curatela: garantia de direitos e inclusão social UMA DAS AÇÕES MAIS IMPORTANTES DO PROGRAMA JUSTIÇA NO BAIRRO RESGATA A DIGNIDADE HUMANA Márcio Barbosa Norberto

curatela passou a ser ofertada no Justiça no Bairro Sesc Cidadão em 2006, quando da realização de um evento no município da Lapa. Na ocasião, foram identificadas algumas dificuldades da população da região em acessar o procedimento, sobretudo dos moradores das áreas rurais e distantes do centro da cidade. A curatela é um procedimento técnico, geralmente finalizado num único dia e envolve uma equipe multidisciplinar na avaliação dos casos, com médicos, psicólogos e assistentes sociais. Destina-se a pessoas com idade superior a 16 anos e com alguma doença prevista em lei que a impeça temporária ou permanentemente de gerir seus próprios interesses na vida pessoal, social, civil e financeira, bem como expressar sua própria vontade. Neste caso, depois de todo o processo, a justiça realiza a interdição e indica um representante que exercerá o papel de representar o incapaz, o curatelado. O representante é chamado de curador.

10        REVISTA AÇÃO SOCIAL

Sem a participação efetiva dos médicos do Exército e de médicos voluntários não seria possível realizar a ação.


Divulgação

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

11  


CURATELA

Divulgação

O procedimento de curatela é um dos mais importantes dentro do programa Justiça no Bairro Sesc Cidadão. Para se ter ideia, nas edições de 2018 realizadas em Cascavel, houve 149 casos agendados pela justiça e em Sarandi foram mais 133 agendamentos. Para a desembargadora e coordenadora estadual do Justiça no Bairro, Joeci Machado Camargo, a curatela é a parte mais bonita do programa porque se volta às pessoas que mais precisam. E não é, segundo a desembargadora, apenas uma necessidade do serviço em si mesmo. “A curatela chega aos adultos que precisam do acolhimento jurídico e social, mas entendo que as pessoas precisam ser valorizadas, protegidas.

Perícia realizada por médico e servidor do TJ PR

12        REVISTA AÇÃO SOCIAL

A ação judicial de interdição tem como objetivo fundamental salvaguardar os interesses da pessoa que, por algum motivo, encontra-se incapacitado para as práticas dos atos da vida civil, daí a sua importância. Traz muitos benefícios, pois o interditado terá seus interesses defendidos, já que mesmo sendo uma pessoa maior de idade não pode se autodeterminar patrimonialmente por conta de uma incapacidade. Dr. Carlos Takano, médico, gastroenterologista e especialista em medicina legal/perícia médica


Divulgação

Atendimento de curatela em visita domiciliar

Atendemos escolas, asilos, Apaes e a comunidade em geral, buscamos devolver às pessoas a dignidade humana”, acrescenta. Não seria possível chegar a este patamar de atendimento, do ponto de vista formal e social, sem um trabalho em rede e com pessoas e instituições engajadas numa mesma causa. Há uma participação efetiva dos médicos do Exército Brasileiro e de médicos voluntários para alcançar o maior número de pessoas e chegar a locais mais distantes. Sem este trabalho colaborativo não seria possível realizar a ação.

Divulgação

A curatela é um instrumento judicial com efeitos sociais, pois garante a inclusão e direitos da pessoa considerada incapaz de gerir sua vida civil.

Para a escola foi um sonho realizado, pois temos muitos pais que não possuíam a curatela, nem tinham condições financeiras para realizar. Vale ressaltar que é um documento de extrema importância para a vida do nosso aluno, trazendo à família a segurança que ela precisa para assegurar os direitos adquiridos. Todos os que estiveram conosco foram extremamente profissionais, amorosos, solícitos e trouxeram muita alegria a todos nós. Marcia Tils Cordeiro, diretora da Escola Municipal Professora Eva Tereza Cavani, Paranaguá

Audiência de curatela

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

13  


CURATELA

Divulgação

Audiência de curatela

O programa Justiça no Bairro esteve na APAE de Loanda, sendo um momento ímpar de cidadania, pois os profissionais responsáveis que aqui estiveram são capacitados, humanos e possibilitaram agilidade nos processos de curatela dos nossos alunos. Poder contar com essa equipe foi maravilhoso, nos sentindo amparados por uma justiça rápida, eficiente e dentro da nossa instituição. Sueli Augusti Lira, diretora da APAE de Loanda

ALGUMAS DOENÇAS E ACIDENTES QUE PODEM GERAR INTERDIÇÃO: Retardo mental, Paralisia cerebral infantil, Esquizofrenia, Alzheimer, Parkinson, Traumatismo craniano, Acidente vascular cerebral

A oferta da curatela aos nossos alunos, através do Programa Justiça no Bairro, é de extrema importância uma vez que o público que atendemos é na sua maioria de nível socioeconômico baixo. O programa vem ao encontro dos anseios dessa população que tanto necessita de políticas públicas que lhes assegurem direitos e lhes ajudem a buscar melhorias sociais. Lucineire Aparecida Montini Oliveira, diretora da APAE de Sarandi

14        REVISTA AÇÃO SOCIAL

Nessa longa caminhada visitei instituições de idosos, APAE de várias cidades, sempre realizando os exames de avaliação, para auxiliar a justiça na determinação da curatela Não digo que foi fácil, pois nesse caminho tive contato também com situações em que não cabia esse instrumento jurídico, por não haver comprometimento mental na pessoa sob exame, assim como casos em que a pessoa que se propunha como curador não apresentava condições para tal. Dr. Ivan Arantes, médico psiquiatra f


A JUSTIÇA QUE ACOLHE

Bairro – que se aliou ao Sesc Cidadão em 2005 –, Joeci já foi reconhecida nacional e internacionalmente com uma série de prêmios, entre eles a Comenda Ordem do Mérito do Comércio do Paraná, concedida pela Fecomércio PR em 2011, e o Histórias de Sucesso, da Organização Mundial da Família (OMF), vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), em 2004. Em entrevista concedida especialmente para esta publicação, Joeci fala sobre o programa, a parceria com o Sistema Fecomércio Sesc Senac PR e as expectativas para o futuro. Confira: REVISTA AÇÃO SOCIAL: Como surgiu a ideia de implementar o projeto?

Bruno Tadashi

JOECI MACHADO CAMARGO: O Justiça no Bairro surgiu justamente para atender a população vulnerável economicamente, realizando um atendimento preferencial e entregando prestação jurisdicional com eficiência. Joeci Machado Camargo

oeci Machado Camargo é desembargadora do Tribunal de Justiça do Paraná. Não só julga processos, como também presta serviços à comunidade, levando cidadania e dignidade a locais onde nem sempre a justiça se faz presente. Como idealizadora e coordenadora do programa Justiça no

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

RAS: Desde 2005 o Sesc e o Tribunal de Justiça do Paraná realizam em conjunto o programa Justiça no Bairro Sesc Cidadão. Qual a importância dessa parceria? JMC: É uma parceria que constitui a mesma ideia de atendimento social. O Justiça no Bairro entra com a parte jurisdicional e o Sesc Cidadão mais com a parte de serviços. É a união do Sesc com o Poder Judiciário em prol do cumprimento da responsabilidade social.

REVISTA AÇÃO SOCIAL

15  


ENTREVISTA RAS: A cidadania e a dignidade são alguns dos princípios fundamentais estabelecidos na Constituição Federal de 1988. Como o programa Justiça no Bairro Sesc Cidadão ajuda a consolidar esses fundamentos no dia a dia das pessoas?

Ivo Lima

JMC: Em todos os aspectos, tanto no emocional como no da cidadania, no sentido de regularizar a vida do cidadão. Essa regularização não é só na parte de documentos, mas também nos direitos garantidos essenciais da pessoa, como o direito de retificar o nome, de ter uma entrega da prestação jurisdicional efetiva através do divórcio rápido, de um reconhecimento de paternidade, uma curatela, enfim, uma gama enorme de direitos que visam principalmente à regularização da família. O homem não vive só. Ele vive no seio da família. E se essa família estiver regularizada, ela se sustenta como parte da sociedade.

Joeci Machado Camargo

16        REVISTA AÇÃO SOCIAL

RAS: A família é a primeira instituição a qual temos acesso, berço da formação de valores, da cidadania. Como então a regularização dos direitos que envolvem essa instituição traz bem-estar às pessoas? JMC: Justamente por isso, a família é a base da sociedade. É nela que se constitui o caráter, a personalidade do cidadão. É ali que se forma a realidade da pessoa, com todas as suas essências. Por isso a importância de você dar à família proteção e dignidade, respeito e responsabilidade. Levar à família vulnerável a garantia de ter os seus direitos assegurados. RAS: Cada edição do Justiça no Bairro Sesc Cidadão conta com a participação de muitos parceiros e voluntários. Quais os desafios mais recorrentes? JMC: Os desafios sempre envolvem a família. A maioria das pessoas procura o divórcio como forma de regularizar uma união que


Arquivo TJ PR

Joeci Machado Camargo, durante uma das edições do Justiça no Bairro Sesc Cidadão

não está adequada – pede o divórcio e em seguida já se prepara para um novo casamento. Hoje o Paraná inteiro sabe que o Justiça no Bairro Sesc Cidadão assegura a união familiar através do casamento, que é uma festa belíssima e constitui o ápice do programa, porque nosso objetivo é assegurar a felicidade. Você pode construir a felicidade quando você dá oportunidade de o outro ser feliz. E todos nós como voluntários fazemos isso: damos a oportunidade para os outros serem felizes. RAS: O programa já se aproxima da sua edição de número 200. Foi um longo caminho percorrido até agora. Qual foi a principal inovação trazida ao longo desses quase 15 anos de existência? JMC: A maior inovação constitui justamente na união do Justiça no Bairro com o Sesc Cidadão porque dessa forma nós atingimos todos os objetivos. Através dessa parceria nós conseguimos fazer um diagnóstico de cada região, descobrir quais são as necessidades da população daquele local e fazer com que a cidadania seja repleta, que o alcance seja pleno.

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

RAS: Durante todo esse tempo à frente do programa, existe alguma história que te marcou? JMC: Existem muitas, não dá pra dizer uma só. Quando você verifica dor e desespero numa família e tenta diminuir esses sentimentos com o acolhimento de um abraço afetuoso, as pessoas se sentem protegidas. Esse é o momento mais bonito do Justiça no Bairro Sesc Cidadão, é muito profundo. As pessoas esperam que a justiça as abrace. RAS: Quais são suas expectativas para o futuro? JMC: Hoje minhas expectativas são muito maiores, principalmente porque eu sempre tive muito apoio do presidente da Fecomércio, o Darci Piana. Quando eu assegurei a ele que nós iríamos fazer a diferença, levar justiça, integridade, respeito e solidariedade às famílias, ele acreditou em mim. Hoje o projeto está sólido e o Piana, na condição de vice-governador, poderá com certeza fazer ainda muito mais do que já vinha fazendo. f

REVISTA AÇÃO SOCIAL

17  


ARTIGO

Bruno Tadashi

AGASALHO E BRINQUEDO

AS CAMPANHAS SOLIDÁRIAS DO SESC PR ENGAJAM PARCEIROS NA MISSÃO DE RESGATAR A DIGNIDADE DE COMUNIDADES SOCIALMENTE VULNERÁVEIS.

18        REVISTA AÇÃO SOCIAL


UMA DÉCADA AQUECENDO CORAÇÕES CAMPANHAS DO BRINQUEDO E DO AGASALHO COMPLETAM DEZ ANOS BATENDO RECORDES DE SOLIDARIEDADE A CADA ANO Cássia Ferreira

trabalho de promoção das campanhas solidárias do Sesc envolve um resgate de valores individuais. A exemplo dos temas das últimas campanhas: “A felicidade de uma criança não tem preço, tem solidariedade”, para a Campanha do Brinquedo; e “Onde há calor, há mais vida”, para a Campanha do Agasalho, ambas buscam tocar no coração de cada um para fazer valer a máxima da empatia e do respeito ao próximo por meio das doações aos projetos que atendem as pessoas em situação de vulnerabilidade social. Em 10 anos, milhares de instituições e comunidades foram beneficiadas com as arrecadações. Para fazer a vida das pessoas melhor, o Sesc conta com diversos parceiros para divulgação das campanhas e

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

disponibilização de postos de arrecadação. O presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Darci Piana, ressalta que o alcance dos projetos em todo Paraná, com a ajuda dos parceiros, representa a eficiência do Sesc no atendimento às comunidades socialmente vulneráveis “e acima de tudo respeitando as pessoas”. O presidente enfatizou: “Nós podemos colocar o que nós temos de melhor, como o relacionamento, o conhecimento, a competência do nosso Sistema e dos nossos parceiros que buscam a solidariedade para as pessoas que mais precisam”. São diversas ações envolvendo o comprometimento e eficiência do Sistema, como a logística e a organização de eventos que promovem o mote de cada projeto. Na Campanha do Agasalho, por exemplo, também são realizados brechós sociais para distribuição gratuita das peças coletadas.

REVISTA AÇÃO SOCIAL

19  


AGASALHO E BRINQUEDO “O brechó é uma forma de respeitar a humanidade das pessoas e garantir que elas tenham o mínimo necessário para a sobrevivência, para a dignidade”, reforça a analista social do Sesc PR, Vanusa Alves da Costa da Silva.

Bruno Tadashi

Na Campanha do Brinquedo, outro exemplo de ação paralela ao projeto é o Natal no Paço, reunindo diversas atividades que encantam as crianças atendidas por instituições beneficentes, com distribuição de brinquedos e apresentações culturais. Os parceiros também se engajam para contribuir. A Associação dos Notários e Registradores do Paraná (Anoreg/PR) encontrou uma maneira criativa de promover a solidariedade. “Nós dividimos os funcionários em duplas, para que um motivasse o outro a trazer mais peças, e estipulamos prêmios para os três melhores colocados. Diante disso, começou uma competição. O pessoal pediu nos prédios, para parentes e vizinhos.”, conta Fabíola Wille, coordenadora de RH e idealizadora da gincana. A vice-presidente da Anoreg/PR, Mariana Carvalho Pozenato Martins, relata que “a motivação para participar das campanhas solidárias do Sesc surgiu ao percebermos que as iniciativas individuais dos Cartórios - se concentradas em nossa

Apresentações circenses marcaram a 7ª edição da Campanha do Brinquedo 20        REVISTA AÇÃO SOCIAL

Associação (Anoreg/PR) e direcionadas a uma instituição com a credibilidade do Sesc – poderiam ser potencializadas e alcançar muito mais pessoas”. Segundo a gerente de Ação Social do Sesc PR, Elisangela Domingues, o sucesso das campanhas que batem novos recordes a cada ano “é resultado de um trabalho que vem sendo consolidado há anos pela força que o Sesc tem na sociedade e pela transparência que a gente imprime nas nossas propostas”. A cada encerramento de campanha é promovido um evento em caráter de transparência para apresentar os resultados de cada projeto, reunindo parceiros, doadores e instituições beneficiadas. Entre as parcerias consolidadas nas campanhas, o Grupo GRPCOM tem auxiliado principalmente na divulgação dos projetos através dos veículos de comunicação do grupo. O diretor de Programação da RPC, Marcelo Dias Lopes, menciona a motivação para as ações de apoio: “Através da solidariedade é que a gente vê que nem tudo está perdido numa época de tantas dificuldades. Realmente é essencial movimentar toda essa engrenagem pra conseguir equalizar um pouco mais esse mundo de tantas diferenças que a gente tem”.


Uma das instituições beneficiadas com as doações é a Casa Latina Americana (Casla). Para a presidente da entidade, Gladys de Souza Sanchez, as campanhas são tratadas com muita seriedade. “O que nos une com a Fecomércio e todo o Sistema é a educação e a solidariedade, e essa campanha vem aquecer o público que a Casla atende”. As doações recebidas pela entidade são destinadas a aldeias indígenas e comunidades quilombolas de Curitiba e Região Metropolitana, faxinalenses, pescadores e refugiados. Mais de 2.200

famílias são atendidas pela instituição. O Sesc conta com diversos apoiadores nas campanhas solidárias. Entre os parceiros estão empresas e sindicatos associadas ao Sistema Fecomércio Sesc Senac e a Câmara da Mulher Empreendedora e Gestora de Negócios (CMEG). Também contribuíram com as iniciativas do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCOM), o Exército Brasileiro, a concessionária Caminhos do Paraná e CCR Rodonorte; a URBS, e o Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual. f

ARRECADAÇÃO X DOAÇÕES

CAMPANHA DO BRINQUEDO Ano

Arrecadações

CAMPANHA DO AGASALHO Instituições

2009..............................5.862................................25 2010...........................24.861................................ 80 2011..............................14.326................................69 2012........................... 34.825...............................117 2013............................56.920.............................142 2014...........................59.713............................ 100 2015...........................60.583...............................121 2016............................56.144................................131 2017........................... 84.702........................... 209 2018........................100.826............................269 Total

498.762

Ano

Arrecadações

Instituições

2009...............................3.207...............................– 2010........................... 90.144..............................74 2011.......................... 140.734........................... 163 2012..........................124.435............................177 2013........................209.727...........................249 2014.......................... 271.820...........................264 2015......................... 352.824........................... 331 2016.........................298.255...........................273 2017........................ 420.973.......................... 300 2018........................ 480.976...........................327 Total

2.393.095

Brechó social no Centro Cultural Kaingang, em

Divulgação

Londrina

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

21  


ARTIGO

Bruno Tadashi

SENAC

COM A MISSÃO DE EDUCAR PARA O TRABALHO EM ATIVIDADES DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO, O SENAC PR DESENVOLVE AÇÕES GRATUITAS PARA A FORMAÇÃO PROFISSIONAL.

22        REVISTA AÇÃO SOCIAL


EDUCAR PARA O TRABALHO O SENAC PR PRESTA CONTRIBUIÇÃO SOCIAL À COMUNIDADE PARANAENSE Fernanda Ziegmann

linhado com as tendências do mundo do trabalho, o Senac atualiza continuamente seu portfólio de cursos, transformando a crise em oportunidades de emprego e melhoria de vida. Nos últimos anos, o Senac ajudou milhões de pessoas, por meio de seus cursos de capacitação, aperfeiçoamento, técnicos, presenciais ou a distância, a conquistarem uma vaga de emprego ou a complementarem a renda familiar. Grandes parcerias fazem com que esse trabalho seja possível. Uma delas é a parceria que o Senac tem com a Fundação Weiss Scarpa, que desde 2010 atendeu 1.541 alunos em diversas áreas, inclusive com alunos em aprendizagem profissional.

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

A parceria entre o Senac e a Fundação Weiss Scarpa é de extrema importância para a comunidade, pois à medida que oferece oportunidades de qualificação profissional, essa população tem mais chances de inserção/reinserção no mundo do trabalho, seja como trabalhador formal ou mesmo tornando-se empreendedor. Agradecemos imensamente o Senac PR pela sensibilidade em disponibilizar gratuitamente os cursos ofertados à nossa comunidade, os quais beneficiaram e continuarão beneficiando inúmeras pessoas de Pinhais e região. Padre Antônio Carlos Zago, presidente da Fundação Weiss Scarpa

REVISTA AÇÃO SOCIAL

23  


Bruno Tadashi

SENAC

Programa de Aprendizagem Profissional Comercial

R

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM PROFISSIONAL COMERCIAL

9.000

A aprendizagem possui um forte viés social. Em geral, os aprendizes são de famílias de baixo poder aquisitivo e encontram no programa a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho para contribuir com a renda familiar.

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE

O Programa de Aprendizagem Profissional Comercial do Senac busca minimizar as barreiras da inclusão dos jovens no mercado de trabalho e ainda auxilia as empresas a cumprirem com a cota de aprendizes estabelecida em lei. É uma ação em que todos ganham. Participam jovens entre 14 e 24 anos, que dividem seu tempo entre o ensino regular, as aulas profissionalizantes do Senac e a prática profissional na empresa.

Esta história começa no fim de 2014. Edmilson Fernandes, ex-aluno do curso de Cozinheiro, se lembra de ter passado em frente ao Senac e visto uma placa que dizia “Senac: você faz e sua vida muda”. “Eu pensei, vai mudar a minha também”, conta Edmilson. Sem condições de pagar pelo curso de Cozinheiro, entrou no prédio determinado a conseguir uma bolsa. Foi aprovado no Programa Senac de Gratuidade (PSG) e iniciou a mudança de sua jornada.

Rodrigo Schmidt, aluno da primeira turma do curso de Aprendizagem a distância, realizada em 2013

24        REVISTA AÇÃO SOCIAL

Bruno Tadashi

A Aprendizagem integra a oferta de cursos do Programa Senac de Gratuidade e qualifica jovens para sua primeira experiência profissional. Em tempos de crise, a falta de experiência faz com que o desemprego entre os jovens seja o dobro da taxa geral. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que entre os brasileiros de 18 a 24 anos, 26,6% estão desempregados, enquanto a média geral da população é de 12,4%. O programa foi a oportunidade de conseguir um emprego. Acho importante aprender uma profissão desde cedo. Vejo que meus irmãos se inspiram em mim.

APRENDIZES AO ANO – PRESENCIAL E A DISTÂNCIA

Edmilson Fernandes, ex-aluno do curso de Cozinheiro PSG


Com o tempo, conciliar o emprego com o curso passou a ser tarefa difícil. Quando precisou escolher entre o sonho de se tornar cozinheiro e o trabalho que fazia com fibra de vidro em carros de corrida, não hesitou. “Fico com o curso”, ele lembra.

Cuidador de Idoso. Como prática os novos profissionais passaram um período no Asilo São Vicente de Paula de Cambará, prestando serviço aos pacientes.

Essa é só uma história que o Programa Senac de Gratuidade ajudou a criar. Nesses dez anos, o Senac PR já formou gratuitamente mais de 150 mil profissionais. Foram mais de R$500 milhões de investimentos em cursos de Formação Inicial e Continuada e de Aprendizagem, em diferentes áreas de conhecimento.

Divulgação

O dinheiro guardado logo acabou e a rua passou a ser sua morada. Mesmo com tantos desafios Edmilson se formou em 19 de outubro de 2015. Conseguiu emprego na área, alugou uma casa e depois emendou o curso de garçom. Em 2018 fez o curso de Confeiteiro. Hoje trabalha como confeiteiro no Novotel, rede de hotéis do Grupo Arccor.

Turma de Cuidador de Idoso de Cambará no Instituto Bourbon

Para realização do programa, o Senac aplica 66,67% de sua receita líquida de contribuições em gratuidade. Assim, funciona como financiamento direto do empresariado, que contribui para que milhares de famílias com renda até dois salários mínimos possam ter mais oportunidades de trabalho, minimizando as desigualdades sociais do país. INSTITUTO BOURBON Em Cambará, município do Norte Pioneiro do Estado, está instalado o Instituto Bourbon de Responsabilidade Socioambiental, outro grande parceiro do Senac na oferta de cursos gratuitos de capacitação e aperfeiçoamento. Essa parceria teve início em julho de 2017 e já realizou mais de 200 matrículas. Em 2018, o Senac Jacarezinho em pareceria com a Escola Profissionalizante Professor Milton de Faria Ribeiro através do Instituto Bourbon de Responsabilidade Socioambiental e Prefeitura Municipal de Cambará certificou 30 alunos do curso de

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

NÚMEROS PSG DESDE 2009

150.000

MATRÍCULAS

R

500 MILHÕES R

INVESTIMENTOS

REVISTA AÇÃO SOCIAL

25  


SENAC NOVO OLHAR PARA O MUNDO “É bonito de ver quando as aulas ultrapassam as barreiras da capacitação e chegam no social, proporcionando qualidade de vida aos que precisam”, disse o presidente do Sindicato de Óptica do Paraná (Sindióptica), José Alberto Pereira, emocionado ao entregar 73 óculos gratuitamente aos alunos do Centro de Atendimento Educacional Especializado Natalie Barraga e pacientes do Centro Regional de Atendimento Integrado ao Deficiente (Craid).

É bonito ver quando as aulas ultrapassam

A 1ª Ação Social Pedagógica Óptica da unidade do Senac Curitiba Portão aliou o pedagógico com o social, proporcionando melhoria na qualidade de vida e rendimento escolar para as crianças, além disso permitiu o desenvolvimento profissional dos alunos da primeira turma de Técnico em Óptica do Senac Curitiba Portão.

as barreiras da capacitação José Alberto Pereira

288

ÓCULOS ENTREGUES EM QUATRO AÇÕES

R

Ivo Lima

A Unidade do Senac Londrina Centro realiza ações semelhantes, por meio do projeto VER+. Uma parceria entre o Senac PR, o Sindicato do Comércio Varejista de Material Óptico, Fotográfico e Cinematográfico no Estado do Paraná (Sindióptica) e o Hospital de Olhos Hoftalon ajuda crianças e idosos de Londrina a enxergarem melhor. As lentes são confeccionadas e os óculos montados por alunos do curso Técnico em Óptica, durante as aulas práticas, sob a supervisão de instrutores.

Presidente do Sindióptica, José Alberto Pereira, e ao fundo o vice-presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Ari Faria Bittencourt

26        REVISTA AÇÃO SOCIAL


Bruno Tadashi

Unidade Móvel de Moda e Beleza, em Fazenda Rio Grande, 2014

ATENDIMENTOS DESDE 2007

UNIDADES MÓVEIS Onde não há uma Escola Profissionalizante do Senac, a instituição leva qualificação profissional por meio de suas quatro unidades móveis: Pães e Confeitos, Turismo e Gastronomia, Moda e Beleza e Informática e Gestão. Equipadas com o que há em uma sala de aula ou laboratório, as unidades percorreram o Paraná nos últimos dez anos. Cada uma tem capacidade para atender até cinco municípios no período, com cursos que ensinam desde o básico de uma profissão, até o aperfeiçoamento, assim gera renda extra e proporciona às comunidades do interior acesso ao ensino profissionalizante gratuito e de qualidade.

CAPACITAÇÃO PARA ALAVANCAR SETORES PRODUTIVOS DO COMÉRCIO PARANAENSE Cumprindo com sua missão de desenvolver ações de educação profissional de qualidade para atender às demandas do comércio de bens, serviços e turismo, o Senac realiza parcerias e convênios com empresas e organizações de médio e grande porte para qualificação de colaboradores em cursos a distância. As capacitações são focadas nas necessidades de formação de profissionais de cada segmento e são disponibilizadas gratuitamente.

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

11.000

ALUNOS

R

130

MUNICÍPIOS

R

CAPACITAÇÃO MAIS DE

6.500 R

COMERCIÁRIOS QUALIFICADOS EM 2018

SETORES ATENDIDOS R

AUTOPEÇAS, JOALHERIAS, MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, MEDICAMENTOS E COSMÉTICOS, MERCADOS E MINIMERCADOS, ÓPTICAS, VESTUÁRIO

REVISTA AÇÃO SOCIAL

27  


SENAC

Bruno Tadashi

Programa Jovem Profissional realizado no Colégio Sesc São José

PROGRAMA JOVEM PROFISSIONAL – PARCERIA ENTRE O GRUPO EDUCACIONAL BOM JESUS, SESC PR E SENAC PR

Bruno Tadashi

O Programa Jovem Profissional do Senac PR oferta cursos profissionalizantes no contraturno escolar para os alunos do Colégio Sesc São José. O Programa contribui para a formação de cidadãos críticos, criativos e inovadores. As atividades desenvolvidas evidenciam a aprendizagem significativa e o uso de metodologias ativas de aprendizagem. Desde o primeiro ano os alunos são convidados a participarem de cursos profissionalizantes com qualidade

diferenciada. Na primeira série, os estudantes fazem o curso de Operador de Informática e, na segunda série, o curso de Assistente Administrativo.

2.665

ALUNOS DESDE R 2011

LITORAL MELHOR

Capacitação de 2018 certificou quase 600 ambulantes

Com propósito de melhorar o atendimento aos turistas que visitam o litoral paranaense, o Senac PR em parceria com a Prefeitura de Matinhos, desde 2017 vem capacitando gratuitamente os ambulantes do litoral. O Programa de Capacitação para a Produção e Comercialização de Alimentos Seguros emitiu mais de mil certificados. A capacitação teve o objetivo de ensinar aos vendedores ambulantes a produzirem e comercializarem alimentos de forma segura, evitando danos à saúde dos consumidores.

Esse projeto de treinamento para os vendedores ambulantes é uma iniciativa fundamental para auxiliar na renda e desenvolvimento do nosso litoral. Ricardo da Silva Rodrigues, vendedor ambulante

28        REVISTA AÇÃO SOCIAL

A gente não tinha noção de como fazer e o Senac ensinou. Olímpio Pereira Silva, vendedor de salgados


EMPREGABILIDADE E O MERCADO DE TRABALHO Contribuindo para a preparação dos jovens para o mercado de trabalho e destacando a importância da qualificação profissional, o Senac oferta gratuitamente o curso de Empregabilidade e o Mercado de trabalho, na modalidade EAD. Em 15 horas de aulas são apresentados conceitos para a elaboração de currículos, postura profissional, relacionamento interpessoal, trabalho em equipe, além de incentivar a iniciativa, o autoconhecimento e as possibilidades de desenvolvimento de comportamentos e competências.

Em 2017, os alunos do curso de Cozinheiro do Senac Maringá organizaram um almoço para os idosos do Asilo São Vicente de Paulo. A ação serviu para capacitar os profissionais do setor de alimentação do asilo para que refeições criativas fossem preparadas todos os dias. Esses são alguns exemplos das ações comunitárias de prática profissional que o Senac desenvolve em todos os municípios do estado, seja em suas escolas, ou em suas unidades móveis. f

R

92

pedagógicos de beleza e podologia prestam atendimento com preço simbólico para a população. Essas atividades, além de beneficiarem a comunidade, contribuem para a qualificação profissional dos alunos do Senac, que saem aptos para ingressar no mercado de trabalho.

TURMAS EM 2018

DEMONSTRAÇÃO PRÁTICA DE BELEZA:

2.051

23.596 90.628

MATRÍCULAS

PRÁTICA DE SAÚDE:

R EM 2018

7.440 75.356

Aferição de pressão arterial, testes de glicemia e orientação de saúde faz parte da rotina dos alunos do curso Técnico em Enfermagem de todo o estado. Ambientes

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

ALUNOS PESSOAS ATENDIDAS

Bruno Tadashi

AÇÕES COMUNITÁRIAS DE PRÁTICA PROFISSIONAL Como prática profissional, os alunos do Senac realizam constantemente ações comunitárias de atendimento. Uma delas é o preparo das noivas do Casamento Civil Coletivo. De forma gratuita, os alunos dos cursos de Cabeleireiro e Maquiador realizam penteados e maquiagem com a orientação dos instrutores da área. Durante esses dez anos, foram inúmeras as participações do Senac, com atendimento a milhares de noivas em mais de 100 municípios.

ALUNOS PESSOAS ATENDIDAS

Atendimento na Podologia-escola realizado pelos alunos do curso de Técnico em Podologia

REVISTA AÇÃO SOCIAL

29  


ARTIGO

SERVIR É GERAR OPORTUNIDADES E

TRANSFORMAR CAMINHOS

que uma semente precisa para germinar? O que uma planta precisa para crescer, para dar bons frutos e espalhar também as suas sementes? Precisa de oportunidade. Oportunidade de um solo adequado, de um clima propício, de encontrar mãos que se dediquem a semear, a providenciar os nutrientes e todos os cuidados necessários para que ela cresça, desenvolva-se e floresça.

Bruno Tadashi

Essa é uma palavra forte que faz parte do meu caminho desde que aprendi a servir junto aos companheiros do Lions Clube de Arapongas. Em 1976, quando fundamos a Casa Bom Menino, vimos um sonho ser concretizado com a construção do local que funcionou por 27 anos como casa lar.

Paulo Hermínio Pennacchi é presidente do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidores do Estado do Paraná (Sinca PR), presidente da Casa do Bom Menino de Arapongas e vice-presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR)

30        REVISTA AÇÃO SOCIAL

Em 2005 chegou a hora de reestruturar e expandir nossa atuação, e assim nasceu o Projeto Crescer – iniciativa realizada em contraturno escolar que contribui para a inserção social, cultural, esportiva e comunitária de crianças e adolescentes, do 6º ao 9º ano, oriundos de escola pública, cuja renda familiar seja inferior a três salários mínimos.


O projeto trabalha com atividades educativas e culturais que reforçam as diversas áreas de aprendizagem, além de oferecer alimentação balanceada e nutritiva, visando ao desenvolvimento e preparo para o exercício da cidadania. É neste espaço que os alunos têm acesso a oficinas culturais de canto/ coral, capoeira, dança, flauta e teatro, além de oficinas pedagógicas de cidadania, inglês, informática, tarefa, educação física, letramento e raciocínio lógico – estas três últimas realizadas em parceria com o Sesc PR, cujos professores dividem seu tempo, conhecimento e atenção com os nossos alunos.

Piana, são grandes entusiastas do nosso projeto e, sempre que possível, abrem espaço dando oportunidade para que esses talentos sejam apresentados. Estivemos juntos em diversas edições do evento, contribuindo para a trilha sonora de casamentos coletivos, em Arapongas, Apucarana, Sarandi, Maringá, Mandaguari, Londrina e Curitiba.

Ao longo desses 13 anos, três mil alunos passaram pelo Projeto Crescer. Somente em 2018, 600 crianças e adolescentes foram matriculadas. Para garantir a gratuidade e a qualidade do serviço contamos com uma rede de parceiros. Essa rede é formada por pessoas, físicas ou jurídicas, que nos ajudam a dar oportunidades para essas crianças e adolescentes, futuros do mundo, a desenvolverem seus talentos e aptidões, abrir seus horizontes e transformar seus caminhos.

O nosso sindicato também tem uma preocupação grande com ações de responsabilidade social. Temos no Sistema Fecomércio Sesc Senac PR um grande parceiro e procuramos contribuir com diversas iniciativas e projetos, mobilizamos empresas representadas pela nossa entidade a exercerem sua cidadania e sua solidariedade nas Campanhas do Agasalho e do Brinquedo; a contribuírem com o Programa Mesa Brasil, firmando o compromisso como empresa doadora de disponibilizar à iniciativa produtos excedentes e próprios para o consumo, garantindo o complemento de refeições para pessoas atendidas por instituições sociais Paraná afora.

O Sesc acredita nisso, por isso, além da parceria com os professores que atuam no Projeto Crescer, a entidade sempre possibilita a participação dos nossos alunos em eventos que realiza, principalmente os de âmbito social. Um dos exemplos é o Programa Justiça no Bairro Sesc Cidadão, iniciativa do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, em parceria com o Poder Judiciário, coordenado pela desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR), Joeci Machado Camargo. Tanto a desembargadora como o presidente do Sistema Fecomércio PR, Darci

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

Sempre que somos convidados a servir, seja pelo projeto, em nossas empresas, ou como presidente do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidores do estado do Paraná (Sinca PR), aceitamos de prontidão.

O nosso compromisso é diário. É preciso edificar pessoas, oferecer oportunidades para que elas possam se desenvolver e prosperar. Em um mundo com tantas ideias e caminhos contrários, ver a satisfação de cada pessoa beneficiada por cada projeto mencionado acima, fortalece nossa caminhada e nossa cidadania. f

REVISTA AÇÃO SOCIAL

31  


REDE DE SOLIDARIEDADE

PARCEIROS SESC SAÚDE MULHER

• Hospital Erasto Gaertner • Hospitais de Referência dos Municípios

ODONTOSESC • Hospital Erasto Gaertner Parceria para a Realização de Campanhas de Prevenção ao Câncer de Boca

CAMPANHA DO BRINQUEDO • CMEG • Sindicatos Empresariais Filiados • Empresas do comércio • Instituto GRPCom • RPC • Exército Brasileiro • Anoreg/PR • Gazeta do Povo • Jornal Tribuna do Paraná • 98 FM • Mundo Livre FM • TV do Ônibus • Caminhos do Paraná • CCR Rodonorte

CAMPANHA DO AGASALHO • CMEG • Sindicatos Empresariais Filiados • Empresas do comércio • Instituto GRPCom • RPC

32        REVISTA AÇÃO SOCIAL

• Exército Brasileiro • Gazeta do Povo • Jornal Tribuna do Paraná • 98 FM • Mundo Livre FM • TV do Ônibus • CCR Rodonorte

– Cambará/PR • Fundação Weiss Scarpa

• BRF • C.A.D. • Caldeirão M. Industriais PROJETO ENTRE • Canei Frutas LENDAS • Cantu Verduras • Academia • Carrefour Paranaense de • Casa de Massas Letras Luthi EDUCAÇÃO • RIC TV • Casoto Embalagens • Colégio Bom Jesus • Ceasa - Londrina • Fae MESA BRASIL • Cei Pe Domingos • Instituto Ferraz de • AAFC Rovedatti Campos • AAFCIPC Candói • Celio Rodrigues • Centro João Paulo II • Alfama Alimentos • Celso Soeira dos • Fundação Weiss • Alimentos 3 Santos Scarpa Palmeiras • Cesar Seguetto • Ampar (Associação • Alimentos Gaif • Charlotte Pães e de Magistrados do • Amafil Alimentos Torradas Paraná) • Amêndoas do Brasil • Chumbo Frutas e • Angatu Orgânicos Verduras FUTURO • Annora Alimentos • Cledi Nottar INTEGRAL NA • Armindo Francio • CMEG ESCOLA E SALA Produtor Rural • Coafas Cooperativa DE APOIO À • Arnaldo Martini • Coamar APRENDIZAGEM • Asilo São Vicente • Coaprocor • Secretaria da de Paulo • Coavrcan Educação do • Assaí Atacadista • Codesafa Paraná – Seed • Atacadão S.A. • Colégio Agrícola • Secretarias • Atemis • Comafrut Municipais de • Babinski Frutas e • Companhia das Educação Verduras Obras • Arapongas: Casa • Bahia Sul • Comunidade do Bom Menino de • Bananas Cazarotto Bethânia Arapongas • Beijo Baiano • Comunidade do • Piraquara: Centro • Believe & Run Terceiro Plano De Educação João • BemNutrir • Conab Paulo Ii • Bete Coprofap • Condor • Pinhais: Instituto • Big Boy • Confeitaria João Ferraz De • Bmilk Bombocado Campos • Bocchi Atacado • Conti Frutas • Bolano Casa de • Coocamp IDIOMAS Chocolates • Coocastel • Senac PR • Boleria Dom • Coopafi – São • Instituto Leonardi Jorge D’ Oeste Bourbon de • Boniatti Cascavel • Coopervereda Responsabilidade Supermercado • Coopervin Socioambiental • Box do Tomate • Cootenda

• Copcraf • Copran • Cravi • D. Marin • D’mar Frutaria • Danone • Dexter Latina Ltda • Divas • Elixir Maltado • Escoteiro Liane • Escoteiros Manoel Ribas • Faculdade Campo Real • Farinha Flor do Campo • Fazenda Potinga • Fechado Feira do Povo 2 • Feira do Povo 1 • Festval • Fiorella Super Padaria • Frutaria 4 Estações • Frutaria Brasil • Frutaria Campos • Frutaria Carvalho • Frutaria Depieri • Frutas Rabello • Frutiguará • Frutimax • Fruto da Terra - Colombo • Fruto Maduro • Fundação Proteger • Fundição Líder Ltda. • Geladu’s Produtos • Geriba Alimentos • Giovane Lorence • Gralha Azul • Guará Batatas • Hidroponia Mais Saúde • Hospital do Câncer de Londrina - HCL • Hospital São Vicente de Pitanga


• IBAMA • Industria de Panificação Lopes • Ingredion • Iracy Zanin • Irani Parque Verde • Irmãos Lazaroto • Irmãos Pilatte • Ítalo Cidade Norte • Ítalo Supermercados • Itimura • J D Prestação de Serviços • Jacquet • Jasmine Alimentos • JM Alimentos • Joao Leal • Juliana Favro Neitzke Lima • Lar Dom Bosco • Latco Beverages • Luiz Schebeski • Maçã Verde • Makro Atacadista S/A • Mangiatore Alimentos • Marcosul • Martin Brower • Massas Vovó Dê • Menegatti Santa Cruz • Mercado Bandeirante • Mercado Dalarosa • Mercado Modelo • Mercadolar • Miguel Fernando Guizzoni • Mondelez Brasil Muffatão • Muffato • Nacional Supermercado • Natal Solidário • Neusélia • Nr Hortifruti • Oko Batatas • ONG Companhia das Obras

• Onivaldo Antunes Moreira • Oniz Distribuidora • Ossani Verduras • Panificadora 13 de Maio Ltda. • Panificadora Aliança • Panificadora Alvorada • Panificadora Aroma e Sabor • Panificadora Cravo e Canela • Panificadora Cristo Rei • Panificadora Delícia • Panificadora Doce Pão Gourmet • Panificadora e Confeitaria Andretti • Panificadora e Confeitaria Massa Dourada • Panificadora Essência do Sabor • Panificadora Familia Souza • Panificadora Gab’s • Panificadora Gabby • Panificadora Jardim Cristal • Panificadora Ki-Pão • Panificadora Nosso Pão • Panificadora Pão Quente • Panificadora Prestigio • Panificadora Rocale • Panificadora Sabor e Cia. • Panificadora Santa Terezinha • Pão de Ouro Alvorada • Pão Oriental (Desde 1999) • Paraná Supermercados • Parque das

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

Laranjeiras • Pedal Solidário • Pinduca Alimentos • Pomar Lovo • Prodiet • Produtor Rural Ademir Fabiane • Qualitát Fiorese • Raimundo/Noêmia Hortifruti • Recanto da Amizade • Reivo´S • Roberto Antonio Grisa • Royale Lanches • S.O.S – Anônimo I • Sacolão da Economia I • Sacolão da Família • Sacolão do Rui • Sacolão Tropical • Santarém Violim • Sec. Mun. Assistência Social • Sinca PR • Sincoval • Sírus orgânico • Sonave • Sony Frutas • Strapasson & Filhos • Super Beal - Festval • Super Golf • Supermercados Siam • Super Maria Luiza • Super Muffato • Super Puppo • Supermercado Bem Barato • Supermercado Bem Melhor • Supermercado Cidade Canção • Supermercado Daliane • Supermercado Industrial • Supermercado Ll • Supermercado Mano Manfrói

• Supermercado Parteka • Supermercado Real • Supermercado Rio Verde • Supermercado Sacolão Big Dog • Supermercado Super Pão • Supermercado Super Vipi • Supermercado Valandro • Supermercado Vitória • Supermercados Angeloni • Superpão Baratão • Superpão Extra • Superpão Oba • Suzana Vilma Drun • Tingui Cozinha Central • Tomczak Verduras • Tonhão Piza • Unisociesc • Valdico Tochio • Valmor Hardt • Vapza • Vera Lucia Korp • Verduras Moraes • Verduras Zanone • Viveiro de Mudas Terra Verde • Vó Neuza

Integrado • Clube Atlético Paranaense • Copel • Corpo de Bombeiros • Correios • DETRAN • Ecco Salva • Exército Brasileiro • Facinor • Faculdade UNINTER • Fae • FESP • GRPCOM • Hospital Erasto Gaertner • INSS • Instituto das Cidades Inteligentes • Instituto de Identificação do Paraná • Instituto Federal do Paraná • Ministério Público do Paraná • Polícia Militar do Paraná • Prefeituras Municipais • PROCON • SANEPAR • SEBRAE • Seguradora Líder JUSTIÇA DPVAT NO BAIRRO • Senac SESC CIDADÃO • SENAI • Agência do • SESI Trabalhador • Tribunal de Justiça • AMAPAR do Paraná Associação dos • Unipar Magistrados do • Unopar Paraná • UOPECCAN• Cartórios de Hospital do Câncer Registro Civil do de Cascavel Estado do Paraná Voluntários • Cattalini Terminais (médicos, Marítimos advogados, • Centro Universitário estudantes...) f

REVISTA AÇÃO SOCIAL

33  


MAPA ABRANGÊNCIA

34        REVISTA AÇÃO SOCIAL


CIDADES ATENDIDAS ATÉ 2018 PROGRAMAS JUSTIÇA NO BAIRRO SESC CIDADÃO

DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO CAMPANHA DO BRINQUEDO CAMPANHA DO AGASALHO MESA BRASIL

UNIDADES MÓVEIS SESC BIBLIOSESC ODONTOSESC SAÚDE MULHER

UNIDADES MÓVEIS SENAC GESTÃO E INFORMÁTICA TURISMO E GASTRONOMIA MODA E BELEZA PÃES E CONFEITOS

PREVISÃO DE ATENDIMENTOS EM 2019 UNIDADES MÓVEIS SENAC UNIDADES MÓVEIS SESC

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

35  


Ivo Lima

UNIDADES MÓVEIS

O SESC PR FACILITA O ACESSO DAS PESSOAS À SAÚDE E À CULTURA, COM CONSULTAS ODONTOLÓGICAS, EXAMES PREVENTIVOS DE CÂNCER DE MAMA E COLO DO ÚTERO E EMPRÉSTIMO DE LIVROS.

36        REVISTA AÇÃO SOCIAL


Cultura a caminho BIBLIOTECA ITINERANTE DO SESC PROPORCIONA ACESSIBILIDADE À LEITURA A MILHARES DE PARANAENSES Cássia Ferreira

esde seu lançamento, em 2008, o BiblioSesc levou o acesso à literatura a 159 municípios do Paraná. As bibliotecas itinerantes, dispostas em carretas, fazem parte do projeto idealizado pelo Departamento Nacional do Sesc, com o objetivo de difundir o hábito da leitura nas comunidades mais distantes e com dificuldades de acesso a bibliotecas fixas. De acordo com a última pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil”, de 2016, cerca de 44% da população brasileira não tem o hábito de leitura contínuo, considerando como leitores quem leu pelo menos um livro nos últimos três meses. A leitura ficou em 10º lugar quando o assunto é o que gosta de fazer no tempo livre. Assistir TV e ouvir música são os passatempos preferidos. O relatório apontou ainda que 67% da população disse que não houve uma pessoa que incentivasse a leitura em sua trajetória. Outra pesquisa sobre “Cultura nas Capitais”, da JLeiva Cultura e Esporte e do Datafolha (2017), realizada nas 12 capitais mais populosas do Brasil, constatou que mesmo nas capitais – onde temos a impressão de que os livros são mais acessíveis – 15% não tiveram acesso a livro algum. Tais pesquisas evidenciam a desigualdade no acesso a produtos culturais.

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

Por isso, projetos como o BiblioSesc são importantes para fomentar e promover condições mais acessíveis a essa cultura. A analista de cultura do Sesc PR, Rosilda Rosowski, atua no projeto há mais de um ano e conta que se sente motivada com a receptividade do caminhão quando chega aos municípios. “É um projeto maravilhoso, pois a leitura é o caminho para o desenvolvimento de uma boa escrita e comunicação. O BiblioSesc cativa o público infantil e adulto para que desenvolvam o gosto pela leitura e atende à comunidade de maneira que todos tenham acesso aos recursos”, explica ela. A leitura é uma atividade cognitiva que proporciona o desenvolvimento intelectual de quem a pratica, seja para fins de lazer, aprendizagem ou informação. É uma ferramenta que estimula o pensamento crítico, a linguagem, a comunicação, o raciocínio, a memória e o conhecimento de mundo. Promover o acesso a essa atividade é também uma forma de promover o protagonismo social e apresentar novas realidades para aqueles que carecem dessa formação. O projeto nacional conta com 56 unidades móveis distribuídas por 25 estados e o

REVISTA AÇÃO SOCIAL

37  


Ivo Lima

UNIDADE MÓVEL BIBLIOSESC

O BiblioSesc conta com três mil livros no acervo, disponível para empréstimo

Distrito Federal, atuando em bairros da periferia ou em pequenas comunidades do interior do país. No Paraná, o BiblioSesc iniciou suas atividades em 2008, na Região Metropolitana de Curitiba. Atualmente são três unidades móveis atuando nos municípios de abrangência das Unidades de Serviço do Sesc. A biblioteca itinerante do Sesc PR já passou por 159 municípios paranaenses, realizando cerca de 50 mil atendimentos por meio de empréstimos, consultas e leituras. A ESTRUTURA Cada uma das unidades móveis do BiblioSesc conta com acervo de aproximadamente três mil obras para empréstimo. Os títulos são selecionadas pelas analistas da Gerência de Cultura com formação em Biblioteconomia. O acervo é composto de livros com foco preferencial em literatura estrangeira, brasileira, infantil e infantojuvenil, além de revistas, jornais e gibis. O projeto é único,

38        REVISTA AÇÃO SOCIAL

e leva no baú de cada caminhão, além do acervo, uma ambientação externa, composta por tenda, tapetes de E.V.A. e almofadões, para o conforto e diversão das crianças. ATENDIMENTO O atendimento é feito por meio de agendamento de turmas de alunos vindos de colégios dos municípios e região, do Ensino Fundamental e Médio. O interior da unidade e seu lado externo são equipados para atender ao público, que pode tanto fazer empréstimos de livros e consultas locais, como também participar de ações de contações de histórias e oficinas arte-educativas. O atendimento é totalmente gratuito e para emprestar as obras do acervo basta fazer um cadastro levando um comprovante de residência e documento pessoal. Cada pessoa pode levar até dois livros e a devolução só ocorrerá quando o caminhão retornar ao local da visita, ou seja, dali a 14 dias.


Uma equipe de trabalho é destinada especificamente para atender a estes públicos, preparada para disseminar a importância da leitura, da qual fazem parte orientadores de atividades, que ministram oficinas e realizam contação de histórias; além dos motoristas, com preparo para o tratamento com o público infantil. AÇÕES EDUCATIVAS

Ivo Lima

Os atendimentos pelo BiblioSesc vão além das unidades móveis, pois também oferece

o Curso de Formação de Contador de Histórias, para professores da rede pública e comunidade local. A intenção é capacitálos na arte de contar histórias e auxiliar educadores nas dinâmicas de alfabetização e raciocínio lógico. Eles se tornam multiplicadores no município. Após a unidade móvel deixar o local, eles dão continuidade ao trabalho de educação e capacitação. Os cursos são gratuitos e fazem parte do PCG, Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG). f

Ações educativas e contação de histórias

DESDE 2008

159

MUNICÍPIOS ATENDIDOS

R

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

50.000

ATENDIMENTOS

R

REVISTA AÇÃO SOCIAL

39  


UNIDADE MÓVEL SAÚDE MULHER

Apoio no combate ao câncer UNIDADE MÓVEL DO SESC LEVA EXAMES DE PREVENÇÃO E DIAGNÓSTICO À POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE VULNERÁVEL Larissa Grizoli

esde agosto de 2017, pacientes com dificuldades de acesso a serviços básicos e essenciais de saúde podem contar com o auxílio do Sesc PR no combate ao câncer de mama e de colo do útero. O apoio é oferecido através da Unidade Móvel Sesc Saúde Mulher, que circula pelo estado realizando gratuitamente exames de mamografia e citopatológicos, além de ações educativas para promoção da saúde, como oficinas, palestras e atividades de capacitação. Com uma equipe multidisciplinar de atendimento e aparelhos de alta tecnologia, o serviço itinerante, até dezembro de 2018, passou por 17 municípios paranaenses e realizou mais de cinco mil exames, sendo 2,7 mil mamografias e 2,4 mil citopatológicos. Quase 50 pacientes foram diagnosticadas com tumores com alto potencial de malignidade. Todas foram encaminhadas para tratamento.

40        REVISTA AÇÃO SOCIAL

Para a médica Alexandra Ramos dos Santos, do município de Campo Magro, a iniciativa do Sesc é espetacular, pois permite que a população tenha acesso a serviços que o sistema público de saúde local não tem condições de oferecer. “Ficamos muito felizes de participar desse projeto. Eu sei a grandeza dessa ação. Com o diagnóstico precoce, você pode salvar vidas”. Outra cidade em que a Unidade Móvel foi recebida com entusiasmo foi em Campina Grande do Sul. “Para nós é uma alegria recebermos esses equipamentos de ponta, que podem diagnosticar de forma rápida e eficaz o câncer de mama e de colo do útero. Quanto mais cedo esse diagnóstico, mais sucesso no tratamento. Por isso buscamos parcerias como essa, para que juntos possamos fazer mais e melhor”, afirma o prefeito Bihl Zanetti. Uma das pacientes beneficiadas pelo serviço foi a Guacira Yamada. Ela mora em Guaratuba e realizou os exames durante a permanência da Unidade Móvel em Matinhos, no mês


de novembro. “Estava apavorada com a mamografia porque nunca tinha feito, achei que ia doer muito. Mas as enfermeiras foram maravilhosas e o Sesc está de parabéns pela iniciativa. Tudo agendado, sem precisar enfrentar fila. Só tenho a agradecer”. O Sesc Saúde Mulher fica em média 30 dias em cada município, priorizando o atendimento à população com dificuldade de acesso aos exames e os locais com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). O serviço representa um apoio importante ao Programa Nacional de Controle do Câncer de Mama e do Colo do Útero, do Ministério da Saúde, que recomenda a realização de mamografia para mulheres entre 50 a 69 anos de idade e de exames citopatológicos na faixa etária dos 25 aos 64 anos, após início da atividade sexual.

Mais de 9 mil pessoas já participaram das ações educativas em saúde promovidas pelo Sesc PR nos municípios. Os temas abordaram prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), puberdade, sexualidade, atendimento básico às crianças em situação de emergência, métodos contraceptivos, gravidez na adolescência, prevenção ao suicídio e bullying, dentre outros. ESTRUTURA A Unidade Móvel Saúde Mulher tem 11 metros de comprimento, 2,60m de largura e 3,87m de altura. Possui uma sala de mamografia equipada com negatoscópio e mamógrafo digital de última geração – que permite o diagnóstico da doença ainda em fase inicial –, sala de exame citopatológico e sanitário para pacientes. A estrutura é acessível a pessoas com deficiência. f

Ivo Lima

AÇÕES EDUCATIVAS

Unidade Móvel Saúde Mulher

NÚMEROS ATÉ DEZEMBRO DE 2018 17 CIDADES ATENDIDAS 9.344 PARTICIPANTES

EM AÇÕES EDUCATIVAS

2.794 MAMOGRAFIAS REALIZADAS

2.463 EXAMES CITOPATOLÓGICOS

REALIZADOS

555 DIAGNÓSTICOS DE DOENÇAS

NÃO CANCERÍGENAS

50 DIAGNÓSTICOS DE CÂNCER,

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

SENDO 31 DE MAMA E 19 DE COLO DO ÚTERO

REVISTA AÇÃO SOCIAL

41  


UNIDADE MÓVEL ODONTOSESC PR

Sorriso itinerante UNIDADES MÓVEIS DO ODONTOSESC COMPLETAM 10 ANOS DE ATUAÇÃO CIRCULANDO PELO PARANÁ, PROMOVENDO ATENDIMENTOS ODONTOLÓGICOS GRATUITOS E AÇÕES PREVENTIVAS DE SAÚDE BUCAL Cássia Ferreira

egundo a última Pesquisa Nacional da Saúde realizada pelo IBGE (2013), menos de 20% dos atendimentos dentários no Brasil são feitos pela rede pública de saúde. Além disso, mais da metade da população (55,6%) também não se consultou no ano anterior à pesquisa. E 67% dos entrevistados que afirmam escovar os dentes regularmente nunca foram ao dentista. Considerando tais números, pode-se refletir sobre dificuldade no acesso ao atendimento à rede de saúde pública ou ainda à falta de prevenção da saúde bucal. O Sesc tem um papel importante no auxílio ao atendimento da população que carece desses serviços, com as unidades móveis do OdontoSesc, que circulam pelo Paraná promovendo ações integradas de educação e prevenção em saúde bucal, além de oferecer atendimentos odontológicos gratuitos e de qualidade às pessoas que mais necessitam desses procedimentos.

42        SISTEMA REVISTA FECOMÉRCIO AÇÃO SOCIAL SESC SENAC PR

Lançado em 2008, em 10 anos de atuação 80 municípios paranaenses já receberam a visita e os serviços do OdontoSesc, somando mais de 150 mil atendimentos odontológicos. Isso além de outras 127 mil pessoas atendidas pelas ações de Educação em Saúde como Campanhas Escolares, Campanha de Câncer Bucal e Capacitação de Multiplicadores. As unidades móveis permanecem em média dois meses em cada município, tempo hábil para realização de um tratamento odontológico básico. ESTRUTURA E ATENDIMENTOS O Sesc PR tem duas unidades móveis de atendimento odontológico. Cada unidade conta com estrutura equivalente a quatro consultórios equipados, com sala específica para raio-x, central de esterilização, espaço para atividades de educação em saúde e demais insumos necessários para um atendimento. Entre os serviços oferecidos estão procedimentos odontológicos de baixa

REVISTA AÇÃO SOCIAL

42  


Ivo Lima

Escovódromo

complexidade, tais como: exames clínicos, restaurações, tratamento endodôntico (canal) de dentes anteriores, exodontias (extrações), procedimentos básicos de periodontia (tratamentos gengivais e raspagens radiculares), procedimentos preventivos como profilaxia (limpeza), aplicação tópica de flúor e de selantes e instruções de higiene oral, procedimentos básicos de odontopediatria, radiografias, curativos e atendimento dos casos de urgência. Procedimentos mais complexos e casos cirúrgicos são encaminhados para

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

Centros de Especialidades Odontológicas da região, atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). As ações de educação em saúde incluem procedimentos coletivos como a escovação supervisionada – escovódromo, controle de biofilme dental, oficinas lúdicas, dinâmicas, gincanas e concursos, atendimentos em escolas, atividades educativas na comunidade, capacitação de multiplicadores (professores, agentes comunitários de saúde, associações, grupos), ações com gestantes,

REVISTA AÇÃO SOCIAL

43  


UNIDADE MÓVEL ODONTOSESC PR idosos e portadores de necessidades especiais. Outra ação preventiva é realizada em parceria com o Hospital Erasto Gaertner. A Campanha de Prevenção ao Câncer de Boca é feita em um dia na Unidade Móvel com realização de exame bucal, que tem como foco lesões na cavidade bucal e região de cabeça e pescoço. O exame é realizado por dois dentistas do hospital. TRABALHO E ALTRUÍSMO

Cristiane lembra-se do caso de um paciente que no primeiro atendimento aparentava certo descuido com aparência que remetia à falta de higiene, mas no decorrer do tratamento pôde perceber a mudança de comportamento e da autoestima do homem, que passou a visitá-los com barba feita e roupas limpas. “Às vezes só um dente da frente que foi arrumado já faz a pessoa se sentir melhor”, ressalta a dentista. Rubens dos Santos Andrade foi um dos pacientes atendidos nas Unidades Móveis do

Ivo Lima

Ao todo são 16 profissionais trabalhando para atender a população nas unidades móveis. Em cada equipe são quatro dentistas e dois auxiliares, um auxiliar administrativo para organização das agendas e demais rotinas, e uma educadora em saúde que atua nas ações educativas e preventivas.

A dentista Cristiane Marca integra a equipe de atendimento itinerante há sete anos, e pôde vivenciar diversas experiências. Além do impacto com precariedade da saúde bucal de alguns pacientes, ela reconhece como é gratificante receber o retorno da população carente, seja com um novo sorriso ou mesmo com a melhora da autoestima.

Unidade Móvel OdontoSesc

44        REVISTA AÇÃO SOCIAL


Ivo Lima Ivo Lima

A dentista relata que a equipe costuma ficar longos períodos longe de casa, justamente por ser um trabalho itinerante, mas é grata por fazer parte dessas ações e consegue ser recompensada com os pequenos gestos de gratidão dos pacientes.

assim os comerciários podem oferecer a oportunidade de tratamento gratuito a seus funcionários e colaboradores. Outros 50% são direcionadas à Prefeitura e às Unidades Municipais de Saúde para a população. f

DESDE 2008

80

R

OdontoSesc na cidade de Jundiaí do Sul e conseguiu realizar um tratamento completo. De tão grato, ele se refere a dentista que o atendeu como um “anjo que caiu do céu”. “Foi feito um tratamento que eu achava que tinha que ter cirurgia, mas foi um espetáculo sem dor. Eles tratam com amor, me sinto satisfeito e agradecido por Deus ter posto esses anjos no caminho da gente”, conta Rubens.

MUNICÍPIOS ATENDIDOS

ITINERÁRIO

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

150.000

ATENDIMENTOS ODONTOLÓGICOS

R

Em cada município são oferecidas vagas de atendimentos divididas entre comerciários e população local. Quando a unidade chega à cidade, a equipe faz o primeiro trabalho de divulgação das vagas nos comércios;

R

As unidades regionais do Sesc no Paraná são responsáveis pela divulgação dos serviços nos municípios no entorno da sede. Os atendimentos são oferecidos às prefeituras cuja população tenha dificuldade no acesso aos serviços de saúde pública. As prefeituras interessadas fazem a solicitação da unidade móvel, oferendo em contrapartida os custeios operacionais da equipe, como hospedagem e infraestrutura para instalação de unidade móvel. Os atendimentos são oferecidos de forma gratuita à população.

127.000

PESSOAS ATENDIDAS NAS AÇÕES DE EDUCAÇÃO

REVISTA AÇÃO SOCIAL

45  


ARTIGO

Ivo Lima

MESA BRASIL

O PROGRAMA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL DO SESC PR ATUA CONTRA A FOME E O DESPERDÍCIO, BUSCANDO ALIMENTOS ONDE SOBRA E ENTREGANDO ONDE FALTA.

46        REVISTA AÇÃO SOCIAL


DIGNIDADE À MESA AO LONGO DE 15 ANOS DE ATUAÇÃO NO PARANÁ, O PROGRAMA MESA BRASIL JÁ DISTRIBUIU MAIS DE 26 MIL TONELADAS DE ALIMENTOS Larissa Grizoli

odo sábado é sagrado. Por volta das oito da manhã, no Centro de Distribuição do Mesa Brasil Parolin, em Curitiba, funcionários do Sesc PR carregam uma das vans do programa com os alimentos a serem doados a quem mais precisa. O serviço é rápido e organizado. Em cinco minutos, cerca de 30 caixas com frutas, verduras e legumes já estão empilhadas no interior do veículo, em condições adequadas para o transporte. Motorista e ajudante partem então para o destino de entrega das doações: aldeia Kakané-Porã, a primeira em área urbana na região Sul do Brasil.

e pela Declaração Universal dos Direitos Humanos. A fome e a má alimentação, no entanto, ainda são alguns dos problemas enfrentados pela população vulnerável econômica e socialmente no Brasil. “Muitas vezes não nos damos conta de quantas pessoas não têm o que comer no dia a dia”, afirma Fernanda Hardt Kehl, nutricionista responsável pelo programa no Sesc Parolin. A ENTREGA

O povoado indígena fica no bairro Campo de Santana, a pouco mais de 20 km do centro da capital paranaense. Durante o trajeto, o motorista Rogério, que sempre faz entregas no local, diz que o trabalho é gratificante porque os índios “são bem carentes, não têm a oportunidade de comprar certos alimentos”.

Após cerca de meia hora, a doação chega ao seu destino. Logo na entrada, um portal anuncia “Aldeia Kakané Porã”, que significa “fruto bom da terra”. A área tem 44 mil metros quadrados e as casas são dispostas em um círculo, sem muros separando os lotes. No meio do terreno há uma oca, onde são ministradas aulas de judô, taekwondo e capoeira, cursos de artesanato e aulas de kaigangue, um dos idiomas locais.

O direito à alimentação adequada é garantido pela Constituição Federal de 1988

Com tranquilidade, os índios vão pegando, sem nenhum custo, suas sacolas de hortifruti,

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

47  


MESA BRASIL além de iogurte e chocolate, entregues esporadicamente. “Vou fazer sopa, colocar uma cenourinha e ainda comer sobremesa”, comemora Kalurinda Guimarães, que comanda uma das 38 famílias que moram no local. A aldeia Kakané Porã abriga índios das etnias Kaigangue, Guarani e Xetá. Foi instalada em Curitiba em dezembro de 2008 e recebe alimentos do Mesa Brasil desde o segundo semestre de 2015. “Essa doação é de grande importância porque poucos aqui são estudados. A maioria ganha pouco, então os alimentos complementam a nossa cesta básica” afirma o vice-cacique Leandro dos Santos.

Para que o Mesa Brasil chegue à aldeia e a tantas outras instituições beneficiadas, a parceria do Sesc PR com empresas, produtores de alimentos, comerciantes e voluntários é fundamental. É através dessa rede de solidariedade que mais de 26 mil toneladas de alimentos excedentes ou fora dos padrões de comercialização já foram cedidos, separados, recolhidos, armazenados e redistribuídos, ajudando a reduzir a desigualdade social no país. O trabalho exige seriedade e compromisso dos envolvidos. “A parceria com o Mesa Brasil nos dá muita segurança por conta da transparência com que o Sesc realiza suas atividades, pelo controle, carinho, dedicação e pela logística do projeto”, afirma o superintendente da regional Sul da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), Erli de Pádua Ribeiro, que contribui com o programa. Atualmente, o Mesa Brasil do Paraná conta com o apoio de 366 doadores e beneficia

Ivo Lima

Além da alimentação de qualidade, um dos desafios da aldeia tem a ver com a preservação de suas origens. “Trabalhamos para resgatar a cultura indígena começando pelo idioma, com as crianças, e passando pelo canto, dança e medicina com uso de ervas, raízes e folhas”, conta o vice-cacique.

SERIEDADE E TRANSPARÊNCIA

Aldeia Kakané Porã

48        REVISTA AÇÃO SOCIAL


Isabela Mattiolli

Entrega de ovos de chocolate durante a Páscoa Solidária do Mesa Brasil em parceria com a Mondelez

609 instituições receptoras. Mensalmente, cerca de 110 mil pessoas são atendidas. A Associação Beneficente São Roque, que atende 200 crianças e adolescentes em atividades de contraturno escolar, é uma das beneficiadas. Para a diretora da instituição, Márcia Vicente, é preciso que os empresários acreditem na importância do próprio trabalho, pois “educação e cultura é a solução para o nosso país, mas não se aprende nada de barriga vazia”. ESTRUTURA O Mesa Brasil possui sete unidades no estado, nos municípios de Campo Mourão, Cascavel, Curitiba, Francisco Beltrão, Guarapuava, Londrina e Maringá. Cada cidade possui pelo

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

menos um galpão para armazenamento das doações. As entregas são feitas com 15 veículos, sendo quatro caminhões e 11 vans. Todas as unidades possuem uma equipe estratégica composta por nutricionista, assistente social, motoristas, auxiliares administrativos e de serviços gerais. Tudo é planejado para assegurar a higiene e a conservação adequada dos alimentos, do recebimento até a doação. Para as instituições doadoras, o Sesc PR disponibiliza o Relatório de Rastreabilidade Online. Com ele, é possível acompanhar o destino das doações e verificar quem está sendo beneficiado por elas, o que auxilia na prestação de contas e na transparência do programa.

REVISTA AÇÃO SOCIAL

49  


Bruno Tadashi

MESA BRASIL

Nesta 3ª edição da campanha, somente no Paraná mais de 10 mil aves serão doadas, totalizando quase 35.000 quilos, que beneficiarão aproximadamente 40 mil pessoas, de 27 municípios. AÇÕES EDUCATIVAS Além da distribuição de alimentos, o Mesa Brasil possui ações educativas como cursos, treinamentos, oficinas e palestras para orientar os receptores sobre como produzir uma alimentação segura. Ao longo de toda a história do programa, mais de 1.230 atividades foram realizadas, com cerca de 50 mil pessoas capacitadas. f

50        REVISTA AÇÃO SOCIAL

26.381.628 QUILOS DE ALIMENTOS R DISTRIBUÍDOS

609 366 93

INSTITUIÇÕES ATENDIDAS

R

Em 2018, a Ceia de Natal de 40 mil paranaenses foi garantida graças à parceria da BRF S.A, detentora de marcas como Perdigão e Sadia, e o Programa Mesa Brasil. Iguaria apreciada nesta época do ano, as aves Chester Perdigão foram doadas pela empresa ao programa de segurança alimentar e nutricional sustentável do Sesc, resultado da campanha Perdigão: Dê um Natal de Presente, que prevê que a cada ave comprada pelo consumidor outra seja doada a uma família carente, reforçando o espírito natalino e democratizando o acesso a alimentos de qualidade.

NÚMEROS DESDE 2003

R

CEIA DE NATAL SOLIDÁRIA

INSTITUIÇÕES DOADORAS

R MUNICÍPIOS ATENDIDOS


Sopa e pão PROJETO SOCIAL REALIZADO PELO SESC PR BENEFICIA CERCA DE 964 PESSOAS POR DIA Márcio Barbosa Norberto

á 27 anos o Sesc PR começou a realizar o projeto Sopa e Pão, em Curitiba, na unidade Sesc Centro. O projeto nasceu com o objetivo de ajudar a minimizar um grave problema social: a fome. Com o passar dos anos, esta importante ação social foi expandida para outras cidades do estado e integrada a outro grande projeto, o Mesa Brasil. A integração ocorreu em Londrina, Cascavel e Maringá. Em Guarapuava, assim como na capital paranaense, o projeto se manteve como Sopa e Pão.

O projeto nasceu com o objetivo de ajudar a minimizar um grave problema social: a fome

Para chegar à mesa de quem precisa, há um caminho a percorrer. É um trabalho contínuo. As sopas são preparadas diariamente, nos restaurantes do Sesc, seguindo um cuidadoso processo com técnicas específicas para manter a higiene, a qualidade e o valor nutritivo dos alimentos utilizados: carnes, cereais, verduras e leguminosas. É uma sopa reforçada que ganha o complemento do pão, aumentando assim, o valor nutritivo da refeição. Dos restaurantes do Sesc, onde são preparadas e acondicionadas em recipientes isotérmicos para manter a temperatura, as sopas e os pães são entregues a instituições sociais que

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

Ivo Lima

As mudanças foram apenas de ordem administrativa, pois na essência e propósito o Sopa e Pão continua o mesmo desde 1991: contribuir para a redução da fome e melhorar a qualidade de vida dos beneficiados deste programa social.

Sopa e Pão contribui para a redução da fome

trabalham com crianças e idosos. Em 2018 já foram servidas mais de 231 mil porções de sopa, beneficiando em média 964 pessoas por dia. Em Curitiba e Guarapuava, oito instituições sociais são atendidas todos os dias. f

REVISTA AÇÃO SOCIAL

51  


ARTIGO

Ivo Lima

EDUCAÇÃO

ALÉM DO ENSINO DE QUALIDADE PROPORCIONADO PELO SESC PR, TODAS AS AÇÕES DA ENTIDADE POSSUEM UMA INTENÇÃO FORMATIVA, VISANDO À CIDADANIA E À QUALIDADE DE VIDA.

52        REVISTA AÇÃO SOCIAL

REVISTA AÇÃO SOCIAL

52  


PROTAGONISMO QUE SE ENSINA EDUCAÇÃO É O ELEMENTO COM MAIOR IMPACTO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL NAS AÇÕES DO SESC Cássia Ferreira

Assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos”, forma o objetivo número quatro da Agenda da ONU para o Desenvolvimento Sustentável no Mundo. Além de ser um dos valores da instituição, os projetos de educação do Sesc colaboram para o alcance de uma meta global. O comprometimento do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR com a educação firma-se, inclusive, mediante acordo com o Governo Federal estabelecendo que 33,3% da arrecadação compulsória líquida do Sesc seja destinada à educação conforme o Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG). Entre os programas feitos pela entidade para cumprir essa meta, estão a Educação Infantil, o Ensino Médio do Colégio Sesc São José, o Ensino de Jovens e Adultos (EJA), o cursinho pré-vestibular, o projeto Futuro Integral e demais atividades e oficinas que beneficiam alunos, pais e comunidade ao redor das unidades do Sesc e instituições parceiras.

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

As transformações acontecem no interior de cada projeto. As ações são delineadas para atender ao público em vulnerabilidade social e gerar oportunidades de acesso à educação, cultura, esporte e lazer. Mas, como diz o velho ditado “não é só dar o peixe, tem que ensinar a pescar”, todo programa do Sesc aborda a educação como uma ferramenta de aprendizagem para o protagonismo social.

A educação é a forma mais efetiva que eu consigo pensar para mudar o mundo REVISTA AÇÃO SOCIAL

53  


Bruno Tadashi

EDUCAÇÃO

São quase 70 anos de Educação Infantil no Sesc PR – um trabalho contínuo de construção do conhecimento

Gabriella Conceição de Almeida tem 18 anos e foi uma das beneficiadas pelos projetos de educação do Sesc. Motivada por uma professora do colégio estadual onde estudava anteriormente, ela passou no processo seletivo em 2015 e conseguiu uma bolsa para concluir o Ensino Médio no Colégio Sesc São José. Na formatura em 2017, ela recebeu o prêmio destaque por seu desempenho escolar. Segundo a aluna, a qualidade do ensino permitiu a ela pleitear com mais confiança uma vaga na universidade pública. Hoje, ela cursa Licenciatura em Matemática na UFPR. “Aprendi a estudar no Sesc. Eles ensinaram rotinas de estudos. Eu vejo que meus amigos têm bastante dificuldade de se organizar, mas eu já estava acostumada. Aqui [na universidade] é até um pouco mais

54        REVISTA AÇÃO SOCIAL

leve do que no colégio, porque lá era ritmo de vestibular”, conta Gabriella. Ela escolheu a licenciatura porque acredita que como professora também possa transformar a vida de alguém. “Eu quero fazer o bem, ser uma professora amiga dos meus alunos. Ensinar Matemática vai muito além do ensino, tem a questão social e emocional dos alunos, o que é muito importante”, avalia. Pensando mais adiante ela faz planos: “Quero começar uma carreira como professora, concluir a graduação, cursar mestrado, doutorado e, talvez viajar para fora do país”. E quanto a possibilidade de dar aula no Sesc um dia “Seria um sonho”, idealiza. “A educação é a forma mais efetiva que eu consigo pensar para mudar o mundo”, refletiu a universitária.


EDUCAÇÃO INFANTIL

APRENDER E JOGAR

Há quase sete décadas o Sesc Paraná trabalha com Educação Infantil, atendendo a crianças de três a cinco anos, e entendendo a necessidade de estimulá-las, promovendo experimentações diversas e desenvolvendo diferentes linguagens. Valorizar o ser criança, a construção da autonomia intelectual, aprender ludicamente e promover a vivência do tempo escolar em ambientes de infância são princípios da Educação Infantil no Sesc e que a tornou um diferencial se comparado às demais escolas.

O Aprender e Jogar é um projeto social que consiste em oferecer aos alunos de escolas públicas e ao público em geral do Sesc a iniciação esportiva e atividades lúdicas relacionadas à cultura corporal do movimento. O objetivo da ação é contribuir para o desenvolvimento humano e para a qualidade de vida de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos de idade. As atividades são ofertadas em parceria com as prefeituras e divididas por faixa etária. para alunos de cinco e seis anos, o foco é o desenvolvimento motor dos participantes, com jogos e brincadeiras. Aos alunos entre sete e dez anos são inseridas modalidades que envolvem estratégia, elementos de ginásticas e atividades rítmicas. A partir dos 11 anos, começam as atividades de futsal, tênis de mesa, voleibol, basquetebol, badminton, futebol, triathlon e tênis adaptado. Em todas as fases, as atividades ajudam no desenvolvimento físico e na conexão com novos valores e hábitos saudáveis.

Anualmente, cerca de 1.400 alunos são atendidos nas 16 unidades de Educação Infantil no Sesc PR, oferecendo diversas atividades culturais e pedagógicas, não apenas para as crianças mas também para os familiares. Tudo é planejado para que ocorram momentos de interação e para que o universo da criança seja valorizado. A família é convidada a vivenciar o dia a dia e a rotina da escola, seja como protagonista ou como coadjuvante em apresentações, gincanas e ações promovidas nas escolas. A interação família-escola e criança repercute positivamente no aprendizado do aluno, que se sente valorizado em suas conquistas e realizações.

Bruno Tadashi

Esses momentos de atividades que tivemos no Sesc com nossos filhos foram extraordinários. Isso faz com que eles vejam que o ensino e aprendizagem faz parte da família toda. Minha filha que estudou no Sesc diz que gostaria muito de voltar no tempo para fazer parte da família Sesc. Ela sempre aproveita muito esses momentos para matar as saudades. São momentos únicos, que ficam guardados em nossa memória para sempre. Queremos muito agradecer vocês profissionais do Sesc por esses momentos maravilhosos.

Somente em 2018, mais de oito mil alunos foram atendidos em 27 cidades paranaenses. Deste total, 4.451 alunos participaram do programa de gratuidade.

Projeto Aprender e Jogar

Família Nascimento, do Sesc Guarapuava (2016)

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

55  


Ivo Lima

EDUCAÇÃO

Colégio Sesc São José possibilita o acesso gratuito à educação de qualidade e a preparação para o mercado de trabalho

ENSINO MÉDIO Desde 2009, o Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, em parceria com Grupo Educacional Bom Jesus – encarregado pela metodologia de ensino –, oferece educação gratuita e de qualidade por meio do Colégio Sesc São José. Em nove anos de projeto, mais de 900 alunos foram aprovados em vestibulares. O projeto social oferta gratuitamente na capital do estado, o Ensino Médio regular, material escolar, uniforme e um curso profissionalizante ministrado pelo Senac. Em 2019, outras três unidades paranaenses ofertarão novas vagas para turmas de Ensino Médio. Jacarezinho, Ivaiporã e Londrina atenderão a essa demanda utilizando a estrutura predial do Senac, consolidando mais uma vez as ações das casas encabeçadas pelo Sistema Fecomércio.

O fruto principal é o sorriso dessas famílias. (...) podemos proporcionar o ensino de qualidade, resgatando essas crianças não só para o mercado de trabalho, mas também para um possível Ensino Superior, onde elas possam dar melhor qualidade de vida as suas família, principalmente, e isso é muito gratificante. 2017, Jorge Apóstolos Siarcos (Reitor da FAE) 56        REVISTA AÇÃO SOCIAL

O colégio foi responsável por muitas mudanças (...). Eu não tinha um projeto de vida. No colégio, ouvi pela primeira vez as palavras vestibular e cursos técnicos. (...) O curso foi o que me ganhou mesmo. Com ele, consegui emprego este ano como assistente administrativo. Valeu muito a pena. Se não fosse o colégio eu não teria condições de pagar pelo curso e não conseguiria ajudar minha mãe. (Vitória Maciel, aluna do Colégio Sesc São José e moradora de Campina Grande do Sul, é um exemplo de superação. Ela acordava às 4h30min para acompanhar aulas pela manhã)

EJA A Educação de Jovens e Adultos (EJA), é voltada para quem não conseguiu concluir os estudos em idade apropriada. É a atividade mais antiga de educação do Departamento Nacional do Sesc, os primeiros trabalhos no DN tiveram início em 1946. Em 1967, houve uma mobilização contra o analfabetismo no Sesc PR e, em 1973, foi institucionalizado o programa de supletivo no estado, dando início aos trabalhos em educação de jovens e adultos. Em 2018, 828 alunos foram atendidos no Paraná.


FUTURO INTEGRAL O Futuro Integral na Escola é um projeto de educação complementar, que visa a promoção da educação integral em parceria com a Secretaria da Educação do Estado do Paraná, as Secretarias Municipais de Educação, e entidades educacionais. As ações, nos eixos Letramento, Raciocínio Lógico e Arte-Educação, são desenvolvidas em horário de contraturno escolar nas unidades Sesc ou nas instituições parceiras, conforme estabelecido em convênio. O projeto acompanha o calendário letivo da rede municipal e estadual de ensino, ou seja, é dividido em bimestres. O projeto é promotor de atividades de educação complementar que desenvolvem o domínio de novas habilidades, ampliam o repertório social e cultural, desenvolvem a criatividade, visam uma maior participação social, protagonismo juvenil, estímulo às práticas educativas inovadoras, e a redução da evasão escolar.

O público do projeto é composto por crianças e adolescentes de seis a 15 anos, matriculados no Ensino Fundamental e Médio, bem como pela comunidade escolar, pais e familiares dos educandos. Desde o ano de 2009, quando o Futuro Integral foi implementado, 85.041 alunos foram atendidos, além de outros 231.153 participantes em oficinas abertas à comunidade escolar, pais e familiares dos alunos e educadores das escolas parceiras do projeto. São 282 instituições educacionais beneficiadas e divididas em 29 cidades paranaenses. Estes jovens são encaminhados pelo Conselho Tutelar, por meio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), com histórico de desestrutura familiar. Então, esta parceria vem ao encontro do nosso objetivo de afastá-los da criminalidade. Suzana da Rocha Munhoz Guimarães, Diretora executiva do Instituto João Ferraz de Campos (IJFC), instituição parceira do Futuro Integral. (2016)

Divulgação

Oficina de caricaturas do Futuro Integral, no Sesc Maringá

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

57  


Ivo Lima

EDUCAÇÃO

Alunas do Cursinho Pré-vestibular do Sesc PR aprovados na 2ª etapa do vestibular da Universidade Federal do Paraná

CURSINHO PRÉ-VESTIBULAR Inaugurado em 2018, o curso é um preparatório extensivo para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e os principais vestibulares do Paraná. As bolsas são voltadas para alunos que atendam ao perfil proposto pelo Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG) do Sesc PR. O público preferencial são trabalhadores do comércio ou dependentes, além de estudantes da Educação Básica na rede pública de ensino ou da rede particular com bolsa integral, cuja renda familiar bruta não ultrapasse três salários mínimos do piso nacional. Além das bolsas de estudo, o curso pré-vestibular também é ofertado para pagantes, com investimento abaixo da média do mercado. Com turmas pequenas que facilitam a aprendizagem, professores

58        REVISTA AÇÃO SOCIAL

qualificados e apostilas focadas nas necessidades do aluno, o curso oferta também revisões e simulados que completam a preparação para o vestibular. De acordo com o gerente executivo do Sesc da Esquina, Leandro Rodrigues, o pré-vestibular é um produto de grande inovação, capaz de transformar a vida das pessoas. “Temos uma expectativa muito grande com relação a este projeto, pois estamos vivendo um momento único na entidade, fazendo parte dos sonhos de pessoas que vislumbram entrar em uma universidade, e se tornarem profissionais do futuro. Ao colocar à disposição dos nossos clientes, trabalhadores do comércio e seus filhos, principalmente os de baixa renda, a possibilidade de fazer um curso pré-vestibular. O nosso sentimento é de acolher muito bem essas pessoas, fazer um trabalho com qualidade, pra que elas consigam atingir seus objetivos pessoais e profissionais”, pontua.


IDIOMAS

ESPAÇO CONEXÃO

O Sesc PR proporciona módulos semestrais de espanhol e inglês, do básico ao avançado, em uma parceria com o Senac PR – que disponibiliza instrutores –, enquanto o Sesc PR responsabiliza-se por material didático, espaço físico, instalações e trâmites das matrículas. Anualmente são atendidos mais de 3.700 alunos, sendo 2/3 das vagas destinadas para alunos bolsistas. O restante das vagas para pagantes são ofertadas com custo mais acessível para trabalhadores do comércio e seus dependentes, bem abaixo do valor do mercado.

O Espaço Conexão é um ambiente dentro de 17 unidades do Sesc PR, que incentiva o uso sustentável e consciente de novas tecnologias, por meio de atividades de inclusão digital, educacionais e de lazer. Com uma programação voltada para todas as idades e públicos do Sesc PR, o Espaço Conexão conta com um portfolio variado de cursos pagos e gratuitos, de 20 a 96 horas de duração. f

VIVÊNCIA AUTORAL Com objetivo de reunir práticas educacionais desenvolvidas por profissionais do Sesc PR e proporcionar trocas de experiências pedagógicas, o Vivência Autoral é um projeto pensado para os professores. São promovidas discussões, palestras, oficinas e práticas são compartilhadas em um evento anual.

*Início dos projetos com datas distintas

8.476 R

695

CLIENTES EM CURSOS

TURMAS

R

Shigueo Murakami

Adriano Trentin, gerente de Educação do Sesc PR, ressalta que “a transformação pela educação passa necessariamente pela gestão das escolas, pelos professores e de todos que estão envolvidos nessa discussão. Por isso é sempre fundamental entender que um dia não é igual ao outro, que as coisas se transformam e nós precisamos sempre refletir sobre isso para termos uma prática pedagógica mais adequada”.

NÚMEROS ATÉ DEZEMBRO DE 2018*

Oficina Vivência Autoral

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

59  


ARTIGO

Ivo Lima

TURISMO

COM ROTEIROS A PREÇOS ACESSÍVEIS, O SESC PR OFERECE OPÇÕES PARA QUEM GOSTA DE CONHECER OS ATRATIVOS DO PRÓPRIO ESTADO OU SE AVENTURAR POR OUTROS BELOS DESTINOS DO PAÍS.

60        REVISTA AÇÃO SOCIAL


PARA CONHECER O BRASIL EM TODO O BRASIL, O SESC OFERECE OPÇÕES DE HOSPEDAGEM E DE LAZER, POSSIBILITA AOS CLIENTES CONHECER E EXPLORAR ATRATIVOS TURÍSTICOS POR MEIO DO TURISMO SOCIAL – MODELO PIONEIRO NO PAÍS Silvia Bocchese de Lima

rescente e essencial para a economia brasileira. O turismo no Brasil é responsável por receber, segundo dados do Ministério do Turismo, mais de seis milhões de visitantes estrangeiros por ano. Atrativo não apenas para o público externo, o país é repleto de opções de lazer e recreação por todo o território nacional, tanto que segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, em torno de 51 milhões de brasileiros fazem turismo interno. O Sesc, pioneiro na oferta do Turismo Social no Brasil, está presente em todas as regiões do país, trabalhando para proporcionar qualidade de vida e bem-estar aos colaboradores do comércio, impulsionando e possibilitando o acesso aos

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

principais atrativos turísticos brasileiros, com preços diferenciados. No Paraná, o cliente pode adquirir pacotes de excursão ou passeios de preferência em qualquer uma das mais de 30 unidades do estado, além de poder realizar online a pré-reserva para o Centro de Turismo e Lazer Sesc Caiobá. POR TODO O BRASIL A Rede Sesc é composta por 48 opções de hospedagem e lazer em todo o país, mais de seis mil apartamentos e, 19,3 mil leitos nas principais cidades turísticas de 20 estados e do Distrito Federal, totalizando mais de três milhões de atendimentos ao ano. Jalapão, no Tocantins, Caldas Novas, em Goiás, a capital paraibana João Pessoa e

REVISTA AÇÃO SOCIAL

61  


TURISMO Foz do Iguaçu foram os locais visitados pela auxiliar administrativa Maria de Lourdes Mysczak por meio do Turismo Social do Sesc Paraná. “Visitei estas quatro cidades pelo Sesc e optei pelo serviço devido à organização, à seriedade e ao preço. Quando fiquei hospedada nos hotéis do próprio Sesc sempre encontrei instalações muito boas, os passeios são ótimos e somos muito bem direcionados. Tenho planos de fazer novas viagens pelo Sesc”, conta Maria de Lourdes.

TURISMO SOCIAL ÚLTIMOS DOIS ANOS

500 PASSEIOS

TURISMO NO PARANÁ

Há também um Centro de Eventos com tecnologia de som e imagem, capacidade para atender a até 600 pessoas em formato auditório, podendo ser dividido de forma modular em até quatro ambientes para receber eventos simultâneos. O complexo é destaque entre as opções disponíveis no Paraná, atende à crescente demanda de eventos de diversas empresas e instituições que realizam treinamentos, confraternizações, cursos, convenções e encontros, podendo ser utilizado com ou sem hospedagem, dependendo do período e da disponibilidade. Na Região Oeste do estado, o Sesc Paraná ofertará o Hotel Sesc Cascavel. Com mais de 15 mil metros quadrados de área, a estrutura

62        REVISTA AÇÃO SOCIAL

Bruno Tadashi

No Paraná, em Matinhos, o Centro de Turismo e Lazer Sesc Caiobá é uma das opções. A pouco mais de 100 km de distância de Curitiba, em um moderno, amplo e aconchegante espaço à beira mar, o turista encontra o lugar ideal para passar as férias e descansar no fim de semana. São 23 mil metros quadrados no empreendimento que conta com 137 apartamentos, 484 leitos, parque aquático com quatro piscinas, espaço bem-estar, ginásio de esportes, salas de jogos, quadras poliesportivas, sala de internet, sala de home theater, brinquedoteca, loja interna com opções de conveniência, artesanato regional, souvenirs e outros. O espaço é equipado com um restaurante do Sesc para café da manhã, almoço e jantar aos hóspedes, já inclusos na diária; um Restaurante-Escola e um Café-Escola, ambos do Senac.

R

Centro de Turismo e Lazer Sesc Caiobá

será equipada com 60 apartamentos, centro de convenções, restaurante, café, piano bar, área de entretenimento e administrativa. O complexo ainda oferecerá aos hóspedes piscinas, playground, quadras de esportes, ginásio poliesportivo, churrasqueiras, dez chalés e bosques.

Nos roteiros regionais, o cliente pode

optar por pacotes para conhecer desde os atrativos naturais e da engenharia, em

Foz do Iguaçu, até os Campos Gerais,


15 mil

66 mil

CLIENTES

R

Canyon Guartelá, Colônia Holandesa em Witmarsum, Ilha do Mel, Morretes, Antonina e Paranaguá e Curitiba, a capital do Paraná. ROTEIROS Além do acesso à Rede Sesc de Hospedagem, o Sesc Paraná elabora roteiros turísticos e promove passeios e excursões por diversas cidades e estados. São ofertados serviços em programações que

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

ATENDIMENTOS

R

integram lazer, cultura, educação e saúde. Nos últimos dois anos, realizou mais de 500 passeios e excursões um público superior a 15 mil clientes, totalizando 66 mil atendimentos. A programação do Turismo Social do Sesc Paraná e informações sobre como hospedarse no Centro de Turismo e Lazer do Sesc Caiobá estão disponíveis no site www.sescpr. com.br/turismo. Está na hora de arrumar as malas e viajar pelo Brasil!. f

REVISTA AÇÃO SOCIAL

63  


ARTIGO

PROJETOS PERMANENTES

Rodrigo Alberti

NO SESC PR, GRUPOS FORMADOS POR DIFERENTES PÚBLICOS BUSCAM O CONVÍVIO SOCIAL, O EXERCÍCIO DA CIDADANIA E A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA.

64        REVISTA AÇÃO SOCIAL


PARTICIPAÇÃO SOCIAL E PERTENCIMENTO Márcio Barbosa Norberto

trabalho com grupos é um dos eixos de atuação do Sesc na área social. São ações socioeducativas de formação, de desenvolvimento e de intercâmbio de diferentes grupos: idosos, crianças, adolescentes, intergeracionais e voluntários. O que identifica esses grupos é o propósito de promover a participação social e gerar pertencimento. Para o Sesc PR, os grupos formados nas diversas unidades espalhadas pelo estado são instrumentos que valorizam e desenvolvem processos criativos e de construção de novos projetos individuais e coletivos que reverberam na sociedade com um todo.

Hoje, em todo o estado, são 28 unidades que desenvolvem ações na área de trabalho social com grupos

Hoje, em todo o estado, são 28 unidades que desenvolvem ações na área de Trabalho Social com Grupos, formando um total de 194 grupos, com um total de 9.088 pessoas participando das atividades.

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

REVISTA AÇÃO SOCIAL

65  


Rodrigo Alberti

TRABALHOS COM GRUPOS

Congresso do Idoso

Realizado desde 2012 pelo Sesc PR, o Congresso do Idoso proporciona aos idosos o diálogo sobre temas atuais e sobre o processo de envelhecimento. O objetivo é estimular a troca de experiências através de palestras e oficinas, tendo como base o trabalho que desenvolvem nas Unidades do Sesc, além de levar um momento de integração e confraternização a este público.

66        REVISTA AÇÃO SOCIAL

TRABALHO SOCIAL COM IDOSOS (TSI) São grupos formados por pessoas com 60 anos ou mais que buscam melhorar a qualidade de vida, resgatar o convívio, a participação social e o exercício da cidadania. As ações concretizam-se por meio de rodas de conversa que estimulam práticas sociais, físicas e cognitivas como: Oficina da Memória, Cantoria, Dança Circular e Artesanato. As atividades também se destacam em grandes eventos como: Festejos Juninos, Semana do Idoso e Congresso do Idoso, esse realizado em duas edições anuais com a participação de idosos de 22 municípios do estado.

22

R

Em em 1982 é realizado o 1º Encontro Estadual de Idosos do Sesc PR, em Ponta Grossa, obtendo grande repercussão junto às comunidades envolvidas, impulsionando a ampliação do trabalho com idosos no Sesc PR. Em 1983, é inaugurado o Sesc Terceira Idade, atual Sesc Água Verde, em Curitiba, unidade voltada para atendimento específico dos idosos.

MUNICÍPIOS PARANAENSES PARTICIPANTE NO CONGRESSO DO IDOSO, EM 2018


TRABALHO SOCIAL COM ADOLESCENTES (TSA) Grupos formados por pessoas entre 13 e 18 anos que, por meio de reuniões e de diversas ações socioeducativas, buscam a construção da cidadania e a melhoria da qualidade de vida dos participantes. Orientando Futuro - Proposta de atividade de orientação profissional com ênfase no projeto de vida, o participante do grupo recebe de um mediador especializado informações de diversas profissões. Atividades de acompanhamento e monitoramento vocacional, palestras direcionadas às profissões mais procuradas, visitas institucionais, entre outras ações compõem a programação deste grupo. TRABALHO SOCIAL COM PAIS (TSP) Grupos que têm como objetivo promover espaço de reflexão sobre o desenvolvimento humano e realizar estudos que possam contribuir para a educação de crianças e de adolescentes, além de construir ambientes de encontro e vivência entre pais. TRABALHO SOCIAL INTERGERACIONAL (TSINTER) Grupos formados por duas ou mais gerações que utilizam métodos e técnicas próprias para facilitar a aproximação e integração das gerações. Grupo de Gestantes - Proposta de atividade que tem como objetivo oferecer espaço para socialização de informações e vivências sobre a gravidez, o parto, o pós-parto e cuidados com recém-nascido, procurando atender e suprir às expectativas inerentes a essa fase. TRABALHO SOCIAL COM VOLUNTÁRIOS (TSV) Grupos formados por pessoas a partir de 18 anos que buscam dedicar parte do tempo, talento e habilidade em ações

SISTEMA FECOMÉRCIO SESC SENAC PR

de transformação da realidade social, promovendo o exercício da solidariedade e da cidadania. O trabalho voluntário não é remunerado e não tem vínculo empregatício, sendo prestado por pessoa física a entidades públicas ou privadas sem fins lucrativos. CURSOS DE VALORIZAÇÃO SOCIAL (CVS) Os Cursos de Valorização Social fazem parte do portfolio do Sesc desde a criação da instituição, há mais de 70 anos. As ações que compõem o CVS são destinadas ao desenvolvimento de habilidades e competências de nível básico. Além de promover socialização entre os participantes, eles também proporcionam geração ou complementação da renda individual ou familiar e a entrada no mercado de trabalho. Os cursos envolvem habilidades manuais, artísticas, tecnológicas e empreendedoras. O curso de Corte e Costura é um destaque entre as atividades que compõem o portfolio. Atualmente são 12 unidades no Paraná que desenvolvem o curso, com 150 turmas abertas e 2.072 clientes matriculados. DESENVOLVIMENTO COMUNITÁRIO O projeto tem por objetivo promover e fortalecer, junto aos municípios que não têm unidade do Sesc PR, o autodesenvolvimento das comunidades locais, possibilitando protagonismo e autonomia de diferentes públicos: adolescentes, jovens e idosos. O Sesc leva para estas cidades um conjunto de ações de caráter educativo, social e cultural, com intuito de desenvolver núcleos, redes e novos agentes locais. São palestras, oficinas, atividades culturais, entre outras. As ações de Desenvolvimento Comunitário viabilizam práticas transformadoras e solidárias e estabelecem redes para troca de saberes. São 18 unidades do Sesc PR envolvidas no projeto, que alcançaram 52 municípios em 2018, formando 78 núcleos com 8.452 participantes. f

REVISTA AÇÃO SOCIAL

67  


COLÉGIOS ARTIGO

NO PARANÁ ENSINO MÉDIO

EDUCAÇÃO PARA

MUDAR O MUNDO

> 68        REVISTA AÇÃO SOCIAL

Revista Ação Social - 2019  

Revista Ação Social - 2019

Revista Ação Social - 2019  

Revista Ação Social - 2019

Advertisement