__MAIN_TEXT__

Page 1

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

Ano 3 • # 11 • Dezembro de 2018 Florianópolis • Santa Catarina Distribuição gratuita e dirigida. www.basket-fcb.com.br

CAMPEÕES 2018 OS VENCEDORES DAS COMPETIÇÕES DO BASQUETE CATARINENSE ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RECEBEM RECURSOS

ESPECIAL

CENTRO DIA DA PESSOA IDOSA É INAUGURADO NA CAPITAL

500 CRIANÇAS NO FESTIVAL FINAL DOS NÚCLEOS ESTUDANTIS

“BENEMÉRITOS DO BASQUETEBOL” CHEGA AOS 100 HOMENAGEADOS


A Q U E

B O L A L I G A

V O C Ê

À S

Q U A D R A S É

A D A

P E N A LT Y P R Ó 7 . 6

APROVADA PELA FIBA

B O L A L I G A .


 COM A PALAVRA, OS EDITORES Divulgação/FCB

UM ANO DE DESAFIOS E CONQUISTAS

M

ais um ano se passou e a Federação Catarinense de Basketball finaliza 2018 com a sensação de dever cumprido. Foram diversos jogos nas mais variadas competições, emoção dentro e fora de quadra, envolvimento de desportistas dos 8 aos 80, atividades em todas as regiões de Santa Catarina, além de ações de cunho social e educativo. Foi mais uma temporada com grande esforço da competente equipe comandada pelo professor Oscar Archer para que tudo saísse da melhor maneira possível. E saiu! Foi ainda em 2018 que a FCB deu um de seus principais passos na trajetória iniciada em 1995: a alteração no Estatuto para abrigar os projetos sociais. Ao lado da TRIMANIA, a entidade coloca o basquete catarinense como importante aliado daqueles que não medem esforços para cuidar de quem necessita. Somente neste ano, foram 22 iniciativas socioassistenciais contempladas com recursos financeiros a fim de fortalecer propostas que abraçam diversas causas. Uma delas, a da terceira idade, ganhou apoio com a instituição do Centro Dia da Pessoa Idosa através de parceria com a prefeitura de Florianópolis. Se, fora das quadras, a Federação amplia o leque de ações; dentro das quatro linhas, os resultados continuam a aparecer. Com Joinville em plena atividade no NBB 11 e Blumenau se preparando para estreia na Liga de Basquete Feminino, os exemplos para os demais surgem no dia a dia. Prova disto, a crescente quantidade de times e atletas disputando os campeonatos de base, inclusive com alternância entre os vencedores. Todos eles, além dos adultos e másters, estão estampados na galeria dos campeões desta edição de BasqueteSC. Falando em títulos, o entrevistado

da vez é um dos maiores levantadores de troféus em Santa Catarina: o técnico João Camargo Almeida Neto, que novamente levou a equipe blumenauense à vitória no Estadual Adulto entre as mulheres. Vencedores também são os novos integrantes da seleta galeria dos beneméritos do basquetebol. A Turma V vem para fechar uma centena de laureados pela Federação Catarinense. Até dezembro de 2018, serão 100 nomes eternizados de quem ajudou a escrever a história da modalidade no estado: ex-jogadores, treinadores, dirigentes, jornalistas, enfim, abnegados. Para celebrar a importante marca, diversas páginas estampam um pouco do que cada um fez, ao longo dos anos, pelo esporte. Nada mais justo do que reconhecer estas personalidades e reverenciar seus feitos. E para fechar, caro leitor, queremos novamente agradecer a todos os que auxiliaram no crescimento do basquete em Santa Catarina. São pessoas que abrem mão de seus finais de semana, do convívio familiar, de dinheiro para carregar o sonho de transformar vidas através do esporte. Que estes exemplos continuem inspirando cada vez mais projetos vitoriosos, como os abraçados pela FCB e TRIMANIA e façam deste ano um modelo a ser seguido pelos próximos.

NOS VEMOS EM 2019! OS EDITORES

3


 EXPEDIENTE

- NESTA EDIÇÃO Vitor Bett/BFB/FCB

Diretoria FCB

2015 / 2019

Oscar José Orsi Archer Nelson da Silva Aguiar DIRETOR FINANCEIRO E DE PATRIMÔNIO Irland Vieira DIRETOR JURÍDICO Fábio Pamplona Deschamps PRESIDENTE

VICE PRESIDENTE

Conselho Fiscal TITULARES SUPLENTE

Paulo Roberto Cunha Carlos Luiz de Oliveira Henrique Guilherme Koettker

Luiz Ernani Bueger

Assessoria SECRETÁRIO GERAL SECRETÁRIA EXECUTIVA PLANEJAMENTO GERAL COMISSÃO DE ARBITRAGEM TÉCNICO/COMPETIÇÕES TESOURARIA E CONTABILIDADE REGISTRO E DOCUMENTAÇÃO MARKETING, DIVULGAÇÃO E SITE

Luciano Davies Zappelini Franciele Veiga Krischke Jairo Anello Ariovaldo Carvalho Luiz Gastão Neves Dubois Irland Vieira Adriano de Souza Krischke Mariana Kovalski da Luz

NÚCLEOS ESTUDANTIS TRIMANIA/FCB E COMPETIÇÕES MASTER ATENDIMENTO IMPRENSA

Julio Cesar Schmitt Rocha Stefanni Kras Dorvalina Lucas Inácio

www.basket-fcb.com.br

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL Ano 03 / Nº 11 – Dezembro de 2018

JORNALISTAS RESPONSÁVEIS

EDIÇÃO GRÁFICA / ARTES REVISÃO ORTOGRÁFICA FOTO CAPA

Nikolas Stefanovich (SC/JP 2122) Henrique Santos (SC/JP 3473) Zdzain (contato@zdzain.com.br) Maria da Graça Santos Vitor Bett

A Revista BasqueteSC é uma edição trimestral da Federação Catarinense de Basketball. Todos os direitos são reservados, sendo proibida a reprodução total ou parcial de qualquer artigo ou imagem desta obra sem a autorização por escrito da FCB. A Revista BasqueteSC não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas assinadas e/ou dos anúncios publicitários. Todo conteúdo voltado a publicação nesta revista deve ser enviado devidamente identificado.

4

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

34

GALERIA DOS CAMPEÕES ESTADUAIS DE 2018


Vitor Bett/BFB/FCB

OUTROS DESTAQUES...

ENTREVISTA COM O TÉCNICO JOÃO CAMARGO

20

Adriano Krischke/FCB

FCB INAUGURA CENTRO DIA DA PESSOA IDOSA

10

FESTIVAL FINAL DOS NÚCLEOS REÚNE 500 JOVENS NA CAPITAL

12

BLUMENAU VENCE OS ESTADUAIS ADULTO FEMININO E MASCULINO

18

BLUMENAU CAMPEÃO SULBRASILEIRO MASCULINO E FEMININO

28

INSTITUIÇÕES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RECEBEM RECURSOS DA FCB

43

LIGAS REGIONAIS PROMOVEM COMPETIÇÕES 3 X 3

46

CBB PROMOVE ACAMPAMENTO DE ARBITRAGEM EM FLORIANÓPOLIS

26

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

Ano 3 • # 11 • Dezembro de 2018 Florianópolis • Santa Catarina Distribuição gratuita e dirigida. www.basket-fcb.com.br

Carlos Pontalti/FCB

CAMPEÕES 2018 OS VENCEDORES DAS COMPETIÇÕES DO BASQUETE CATARINENSE ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RECEBEM RECURSOS

ESPECIAL

OS NOVOS BENEMÉRITOS DO BASQUETEBOL

30

CENTRO DIA DA PESSOA IDOSA É INAUGURADO NA CAPITAL

500 CRIANÇAS NO FESTIVAL FINAL DOS NÚCLEOS ESTUDANTIS

“BENEMÉRITOS DO BASQUETEBOL” CHEGA AOS 100 HOMENAGEADOS

CAPA  Nesta edição, a BasqueteSC destaca

os campeões das competições que a Federação promoveu em Santa Catarina durante o ano.

5


 FLAGRANTE Vítor Silva/SSPress/Botafogo

RAÇA

E

m ação no NBB 11, Joinville demonstra muita vontade a cada bola disputada. Os catarinenses são os únicos representantes do sul do Brasil na elite do basquete.

6

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


7


 FLAGRANTE Lucas Inácio/FCB

MEDALHA

D

urante o Festival Final dos Núcleos, Magic Paula mostrou aos jovens seu prêmio pelo 2º lugar nas Olimpíadas de 1996: a medalha de prata conquistada em Atlanta (EUA).

8

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


9


NÚCLEOS ESTUDANTIS Lucas Inácio/FCB

COM A PRESENÇA DE MAGIC PAULA, FESTIVAL FINAL DOS NÚCLEOS ESTUDANTIS REÚNE 500 JOVENS EM FLORIANÓPOLIS 10

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


AO LONGO DE 2018, O SEXTO ANO DE ATIVIDADES, O PROJETO ENVOLVEU POR MEIO DO ESPORTE DE MAIS DE MIL JOVENS, DE 12 A 15 ANOS, EM OITO CIDADES DE SANTA CATARINA

R

ealizado, em novembro, no Instituto Estadual de Educação, em Florianópolis, o Festival Final dos Núcleos Estudantis TRIMANIA/FCB encerrou as atividades dos 15 polos existentes nas regiões Serrana, Sul e Grande Florianópolis.

8 cidades

`` EEB Professora Nicolina Tancredo

Palhoça

`` EMEB José do Valle Pereira

Florianópolis

`` Colégio Estadual Humberto de Campos Criciúma

CATEGORIAS SUB-12 E SUB-15

15 núcleos

NÚCLEOS PARTICIPANTES

3 regiões 1000 crianças

Lucas Inácio/FCB

`` EBM Herondina Medeiros Zeferino

Florianópolis

`` EBM Osvaldo Rodrigues Cabral

São José

`` Colégio de Aplicação da UFSC

Florianópolis

`` Liga Serrana de Basketball

Lages

`` EBM Brigadeiro Eduardo Gomes

Florianópolis

`` EEB João Teixeira Nunes

Tubarão

`` Instituto Estadual de Educação

Florianópolis

`` EM Dom Afonso Niehues

Antônio Carlos

`` Assoc. Desp. Pedro Borssatto

Lages

`` E.E.F Prof. Lapagesse

Criciúma

`` Ginásio Nazareno Candido

Palhoça

`` Ginásio Municipal Bolha

Araranguá

PALAVRA DA FCB

E

sse evento encerra as atividades que começaram em abril, fechando sete meses de trabalho. Faz parte da estratégia da FCB para ampliar a base de praticantes. Os professores que integram o projeto tem como coordenadores os professores Júlio e Nelson, ambos aposentados da UFSC. O projeto envolve 15 Núcleos, com média de 60 alunos por escola/clube, nas categorias sub-12 e sub-15 nos naipes feminino e masculino. Além da ampliação dos praticantes do basquetebol, temos aliado a isso a formação de oficiais de arbitragem e técnicos. Nesse evento final, contamos com 470 jovens de 10 a 15 anos. Meninas e meninos. Os jogos aconteceram em seis quadras, simultaneamente, com a presença de equipes de arbitragem das seis Ligas Regionais: LNB, LMB, LOCAB, LSCB, LIBAVI e Liga Serrana.

ATIVIDADES  Festival contou com torneios, palestras e almoço aos alunos

JAIRO ANELLO, COORDENADOR DE PLANEJAMENTO DA FCB

11


ESTADUAL ADULTO Vitor Bett/BFB/FCB

HEGEMONIA MANTIDA 12

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


BLUMENAU VENCE O CAMPEONATO CATARINENSE DE BASQUETE FEMININO

M

ais uma vez não teve para ninguém no Campeonato Catarinense de Basquete Feminino. Após uma campanha perfeita, em que venceu todos os dez jogos disputados, Blumenau conquistou o título estadual adulto no mês de outubro. O triunfo veio ao derrotar CB Chapecó, na decisão, por 80 a 47. Assim como no ano anterior, o Final Four aconteceu no Ginásio Nelson Busarello, do Vasto Verde, na cidade do Vale do Itajaí. As donas da casa levantaram o segundo troféu seguido e o oitavo desde 2010. A hegemonia fora quebrada uma única vez, neste período, justamente pela maior rival da história recente da modalidade em Santa Catarina quando, em 2016, Chapecó sagrou-se campeã. “O título foi superimportante, pois o campeonato vem ano a ano melhorando e as equipes se fortalecendo cada vez mais. Chapecó é uma equipe muito forte, o que valoriza ainda mais nossa vitória”, confessou o treinador João Camargo, comandante das recentes conquistas blumenauenses em âmbito estadual e nacional. Da mesma forma, a campanha do vice-campeonato também foi destacada pela agremiação chapecoense. “Temos que agradecer que, para chegar até aqui, tivemos muitos jogos positivos, uma campanha de nove vitórias e uma derrota. Blumenau é um time excelente, é sempre um aprendizado jogar contra elas e tirar coisas positivas do jogo”, reconheceu a atleta Franciele Pelegrino. Além da primeira e segunda colocadas, completaram o pódio as meninas da Sociedade Ginástica de Joinville, que ainda consagraram como a principal pontuadora da competição, a atleta Ângela Paradzninski, autora de 201 pontos (média de 20,1 por partida). Já a destaque foi Yasmim Gonçalves, de Blumenau. Vitor Bett/BFB/FCB

VENCEDORES  Blumenau (azul), Chapecó (branco) e Joinville (vermelho) formaram o pódio do Estadual Feminino

EM FAMÍLIA  Treinada pelo pai, Mariana Camargo venceu mais um título catarinense

13


ESTADUAL ADULTO Vitor Bett/BFB/FCB

MISSÃO CUMPRIDA E O FUTURO DO BASQUETE EM SC 14

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


COM DISPUTAS INICIADAS EM AGOSTO, O CAMPEONATO CATARINENSE DE BASQUETE FEMININO REUNIU DEZ TIMES, DOIS A MAIS EM RELAÇÃO AO ANO ANTERIOR

0

incremento de participantes e o perfil das atletas deixou a sensação de dever cumprido para a Federação, além de renovar a esperança quanto ao futuro da modalidade no estado. “Eu fico feliz pelo campeonato com dez equipes, uma representatividade de renovação do basquete. Até pouco tempo, tínhamos muitas veteranas jogando e hoje já se percebe uma modificação bastante grande”, ressaltou Oscar Archer, presidente da FCB, que ainda projetou os próximos anos. “Os nossos campeonatos sub-19, com oito, e o sub-17, com quase 20 equipes, são uma renovação emergente. Acredito que, em dois ou três anos, haverá uma renovação por completo. É o resultado desse trabalho que vem se desenvolvendo há tanto tempo”, completou. Ao longo de três meses e meio, a edição 2018 do Campeonato Catarinense de Basquete Feminino culminou em um total de dez jogos para as quatro finalistas e pelo menos oito para as demais participantes. Somando Vitor Bett/BFB/FCB

o Estadual à toda a temporada, o número final é significativo, podendo ultrapassar a marca de 50 partidas no ano, conforme avaliação da entidade máxima do basquetebol catarinense. “Passamos um tempo sofrendo com poucas equipes no adulto feminino, mas com o Projeto Basquete Para o Amanhã conseguimos fortalecer e renovar o nosso basquete. Um atleta em Santa Catarina, de qualquer categoria, tem condições de disputar mais de 60 jogos por ano. Isso é fruto de projeto. Num futuro próximo teremos mais gente para continuar jogando ao longo dos anos por conta de toda essa estrutura formada na nossa modalidade”, finalizou Oscar Archer. Além do Campeonato Catarinense, a Federação ainda organizou, em 2018, a Taça FCB e a Copa SC. As agremiações adultas também disputaram competições sul-brasileiras, universitárias e nacionais, bem como as do calendário da Fesporte, cujo ápice são os Jogos Abertos.

CATARINENSE DE BASQUETE FEMININO 1º lugar:

Basquete Blumenau

2º lugar:

CB Chapecó

3º lugar:

Sociedade Ginástica Joinville/SESPORTE

4º lugar:

Colégio Salesiano/ABI/FMEL/Itajaí

Demais participantes:

ADIEE/Avaí/FME, ABAVI/FME/Balneário Camboriú, SATC/FME/Criciúma, Projeto Escola Basquete/FMD/Rio do Sul, Basquete Jaraguá/ SECEL e ABASMO/São Miguel do Oeste

Destaque:

Yasmim Gonçalves (Basquete Blumenau)

Maior pontuadora:

Ângela Paradzninski (Sociedade Ginástica Joinville/SESPORTE)

ESTADUAL FEMININO EM NÚMEROS

3º LUGAR  Joinville (vermelho) ficou com o bronze

10 times

10 cidades

48 jogos

131 atletas 15


ESTADUAL ADULTO Sidney Silva/EsporteSC/FCB

BLUMENAU É BICAMPEÃO DO ESTADUAL ADULTO MASCULINO 16

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


COM TRANSMISSÃO DE TV ABERTA, AO VIVO, PARA TODO O ESTADO, BLUMENAUENSES FICAM COM O SEGUNDO TÍTULO CONSECUTIVO

D

epois de cinco decisões seguidas entre Blumenau e Brusque, a final do Campeonato Catarinense de Basquete trouxe de volta à disputa a tradicional equipe da AABJ/Joinville. A maior rivalidade do esporte no estado, incluindo diversas modalidades, fez jus ao que todos esperavam: uma partida decidida nos últimos segundos e por apenas três pontos. Melhor para a APAB/Blumenau que, em 10 de novembro, venceu por 71 a 68, conquistando o bicampeonato e o quarto troféu nos últimos seis anos. “A equipe não fez um grande jogo, mas a final é muito tensa, nervosa. Estou muito satisfeito e orgulhoso deste grupo, que é bastante jovem. Gostaria de parabenizar a Federação também pelo campeonato, pela organização e pelo apoio que dá aos clubes”, declarou o treinador campeão, Sérgio Carneiro, o popular Serjão. A partida decisiva teve transmissão da Record News, ao vivo, em rede aberta, para toda Santa Catarina, ampliando o alcance do esporte no estado. Além disso, o Final Four realizado no ginásio da Embraco, em Joinville, incluindo semifinais e disputa pelo 3º lugar, foi exibido pelo Facebook da FCB. A medalha de bronze ficou com o Blackstar, que superou a AD Brusque por 89 a 79. O time amarelo e azul do norte catarinense também teve o maior pontuador da competição (Leandro da Silva, com 316 pontos) e celebrou a conquista como se fosse de um título. “Nosso clube existe há 15 anos, mas era

ESTADUAL MASCULINO EM NÚMEROS

14 times

12 cidades

97 jogos

242 atletas Sidney Silva/EsporteSC/FCB

no nível amador. Tem dois anos que esse projeto iniciou de forma profissional, então para gente é um mérito, nesse curto período, ficar entre os três melhores de Santa Catarina. É um feito inédito”, destacou Renan Geronimo, atleta do Blackstar/Joinville. Apesar de terminar na segunda posição, o destaque do Estadual Adulto Masculino, eleito por técnicos e árbitros, ficou com William Weihermann, atleta da AABJ. Quem também deixou o ginásio satisfeito foi o presidente da FCB, Oscar Archer. Ao final da competição, o dirigente parabenizou atletas, árbitros e técnicos pelo belo espetáculo apresentado em quadra. “O jogo tão disputado, a boa arbitragem, a presença do público e a ampla cobertura da imprensa dão respaldo ao nosso trabalho, ao nosso investimento. Esse campeonato veio coroar tudo o que planejamos, prometemos e realizamos”, frisou, projetando os próximos passos para a evolução da modalidade no cenário brasileiro. “O que a TRIMANIA gera com o fomento, nos dá a oportunidade de realizar e fazer com que o nosso basquetebol cresça da forma como está crescendo. O que precisa agora é uma vitrine maior, estarmos na Liga Nacional com pelo menos três equipes porque potencial, material de trabalho, pessoas e equipamentos nós temos”, concluiu. Iniciado em agosto, o Campeonato Catarinense de Basquete 2018 contou com 14 equipes de 12 diferentes cidades e cinco regiões do estado.

CATARINENSE DE BASQUETE MASCULINO 1º lugar:

APAB/Blumenau

2º lugar:

Joinville / Unisociesc /Red Horse / Trimania

3º lugar:

Joinville Blackstar

4º lugar:

A.D. Brusque / FME / Aradefe / Unifebe

ADIEE/Avaí/FME, ABAVI/FME/Balneário Camboriú, ABLUJHE / Joaçaba, Our Team/ Joinville, Independente / São José, Jaraguá Demais Basquete/AJAB/ SECEL, AVIBA/FMEV/Videira, participantes: ACOB/SENAC/FMEC/Passarela/Concórdia, Criciúma Basquete Clube e Projeto Escola Basquete/FMD/Rio do Sul Destaque:

William Weihermann (Joinville / Unisociesc /Red Horse / Trimania)

Maior pontuador:

Leandro da Silva (Joinville Blackstar)

AO VIVO  Record News transmitiu decisão para toda Santa Catarina

17


SUL-BRASILEIRO Sidnei Batista/APAB/Divulgação/FCB

CAMPEÃO  Ao lado da presidente da Fesporte, Natália Petry, técnico Serjão festejou dois títulos em um mês

TÍTULOS DO SUL-BRASILEIRO TAMBÉM FICARAM COM OS BLUMENAUENSES

A

hegemonia do basquete de Blumenau no sul do país foi ratificada após as conquistas, no masculino e feminino, do Campeonato Sul-Brasileiro de Clubes. Disputados em Ponta Grossa (PR), entre 11 e 14 de outubro, os jogos reuniram representaram dos três estados da região, sendo seis entre os homens e quatro entre as mulheres. No final, os títulos e os segundos lugares vieram para Santa Catarina em ambos os naipes. "Com o apoio que a TRIMANIA tem dado, foi um retorno muito positivo para o basquete do estado ser campeão e vice no masculino e no feminino, mostrando a força de Santa Catarina no sul do Brasil. Para nós, foi muito importante, pois é sempre bom retomar o caminho de títulos. É uma conquista para a Federação, patrocinadores e Associação.", destacou Sérgio Corrêa, o Serjão, comandante da APAB/Blumenau, que venceu o Brusque na decisão. O placar da final terminou 64 a 56 para os blumenauenses, que levaram o segundo troféu consecutivo para casa. Apesar disso, veio de Brusque o destaque da competição: o ala Kevin. "Foi um grande jogo, digno do maior clássico do basquetebol catarinense", ressaltou o dirigente brusquense, Zurico Frota. Os demais participantes foram União Corinthians (RS), Novo Basquete Ponta Grossa/ CCR Rodonorte (PR), Pato Basquete (PR) e Maringá (PR).

18

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

FEMININO

Divulgação/FCB

E

ntre as mulheres, Blumenau venceu o C.B. Chapecó pela última rodada do quadrangular por 68 a 52, levantando o troféu regional. A equipe do Oeste terminou na segunda posição. "Esse título é muito importante para confirmar nossa hegemonia no sul do Brasil. Espero que também sirva de oportunidade para atrairmos mais parceiros para o nosso projeto”, declarou o treinador campeão, João Camargo. Os demais participantes foram as equipes do Flyboys (RS) e Ponta Grossa (PR).

VITÓRIAS  Estado levou ouro e Prata nos dois naipes do torneio


SELEÇÕES CATARINENSES TRAZEM BONS RESULTADOS DO SUL-BRASILEIRO EQUIPES DISPUTARAM COMPETIÇÕES NO RIO GRANDE DO SUL E PARANÁ

Fotos: Divulgação/FCB

U

m ouro, uma prata e um bronze, este foi o resultado das equipes catarinenses no Campeonato Sul-Brasileiro Feminino de Seleções, disputado entre os dias 15 e 17 de novembro, na cidade de Campo Bom (RS). O título veio no sub-15; a prata no sub-13 e o bronze no sub-17. As meninas ainda fizeram bonito ao colocarem seis integrantes entre as melhores das competições, sendo uma no sub-17, duas no sub-13 e três no sub-15, incluindo Letícia Rechemback, destaque e cestinha do Campeonato ao anotar 70 pontos. As três equipes fizeram suas preparações em Brusque, onde receberam da FCB, hospedagem, alimentação e material para treinamentos e jogos, além da visita do prefeito Jonas Oscar Paegle. Quem também esteve na Arena Brusque foi o presidente da Federação Catarinense de Basketball, Oscar Archer, que demonstrou preocupação pelo fato de a CBB não conseguir mais realizar competições entre estados, cabendo a responsabilidade de buscar o intercâmbio às entidades locais. "Nós, do Sul (Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina), estamos mantendo uma velha tradição competindo entre nós. E pelo fato de a CBB (Confederação Brasileira de Basketball) não fazer os brasileiros de base há três anos, algo muito ruim, não podíamos deixar essa geração passar em branco, sem entrar numa seleção estadual e ter a oportunidade de mostrar o basquete que a gente tem”, avaliou. Além das equipes femininas, as masculinas também disputaram o Campeonato Sul-Brasileiro de Seleções. A competição aconteceu em Ponta Grossa (PR), entre os dias 29 de novembro e 1º de dezembro (após o fechamento desta edição de BasqueteSC). A preparação dos atletas ocorreu em Jaraguá do Sul e, assim como para as meninas, a FCB disponibilizou transporte, hospedagem, alimentação e equipamentos para treinos e jogos.

SUB-13  2º lugar

SUB-15  Campeã

Adriano Krischke/FCB

MASCULINO  Preparação aconteceu em Jaraguá do Sul

SUB-17  3º lugar

19


 ENTREVISTA - JOÃO CAMARGO Divulgação/CBB/FCB

JOÃO CAMARGO RECORDISTA DE TÍTULOS EM SANTA CATARINA 20

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


A TRAJETÓRIA DO PAULISTA QUE CONQUISTOU TUDO FRENTE AO BASQUETE DE BLUMENAU

S

e há uma palavra para descrever João Almeida Camargo Neto, a mais adequada seria “vitorioso”. Em mais de 30 anos como treinador de basquete, o paulista de Itapeva levantou 61 troféus de campeão em Santa Catarina. Se contar as conquistas em competições regionais, universitárias, no estado de São Paulo e ainda como atleta, certamente são mais de 100 títulos desde que começou a praticar a modalidade aos dez anos em sua cidade natal. A vitória mais recente veio no mês de outubro, quando se sagrou bicampeão catarinense adulto frente ao Blumenau. Foi seu 10º campeonato pelo time feminino, mas no currículo ainda há outros oito na categoria masculina, três na função técnica e cinco como jogador. Apesar da carreira vencedora, Camargo ainda quer mais. Em agosto, integrou a comissão técnica da Seleção Brasileira Feminina no Sul-Americano, disputado na Colômbia, mas não descarta o desejo de um dia assumir a função de comandar o escrete nacional. “O sonho de ser o técnico principal sempre deve ser o desejo de todos nós, mas devemos respeitar o processo. Tenho estudado bastante no intuito de aprender cada vez mais para continuar realizando bons trabalhos e, caso seja convidado novamente para integrar a comissão técnica, estar preparado”, frisa. JOÃO CAMARGO, Outro sonho alcançado, é o TREINADOR BLUMENAU de ver os filhos Mariana e João Caetano seguindo seus passos no esporte. Enquanto ele já deixou as quadras, ela é um dos destaques do time de Blumenau, sendo escolhida, inclusive, como presidente da Comissão de Atletas da LBF. Foi através da modalidade da bola laranja que Mariana se formou em Comércio Exterior nos Estados Unidos. “Sempre falo para as meninas, que estão iniciando, da oportunidade que o basquete oferece. Seria muito difícil eu, como professor, poder proporcionar a ela jogar basquete e estudar numa universidade americana (Oral Roberts University), mas, graças ao empenho e qualidade, ela conseguiu atuar na divisão 1 e se graduar naquele país”, celebra. Além da trajetória no esporte e da família, a BasqueteSC ainda traz a avaliação de Camargo acerca do trabalho feito com o basquete em Santa Catarina e no Brasil. As dicas para retomar a caminhada vitoriosa da modalidade que revelou Paula, Hortência e tantas outras, bem como uma mensagem a quem está dando os primeiros arremessos em quadra, podem ser conferidas pelo leitor nas próximas páginas. Você não pode perder, afinal, tal palavra não combina com a trajetória de João Almeida.

Poder fazer parte de seleção do seu país é um orgulho enorme

21


 ENTREVISTA - JOÃO CAMARGO VITOR BETT/BFB/FCB

BASQUETESC: Como foi sua trajetória no basquete desde jogador

até se tornar treinador? JOÃO CAMARGO: Comecei a jogar basquete aos 10 anos em Itapeva (SP), depois, aos 17, fui jogar na S. E. Palmeiras onde conquistamos o Campeonato Juvenil Brasileiro Interclubes (1989) e o Tricampeonato Paulista (1987/88/89). Em 1980, joguei pelo Tênis Clube de Campinas e em 1981 vim jogar por Blumenau, onde conquistei os Jogos Abertos de Santa Catarina (1982/84/88/89/90) e o Estadual (1981/1984/1985/1989/1990). Em 1990, recebi o “Troféu Jornaleiro”, como melhor atleta de basquete do ano, organizado pelo Maceió (jornalista de Joinville). Era o evento de maior porte no estado na época e, ao final daquele ano, encerrei minha carreira como atleta para me dedicar à de técnico, exclusivamente. BASQUETESC: Como aconteceu sua transição de jogador para a de

um dos treinadores mais vitoriosos da história de Santa Catarina? CAMARGO: Paralelo a carreira como atleta, comecei como técnico em 1985 nas categorias de base da S.R.E. Ipiranga, onde conquistamos o título de campeão estadual mirim masculino pela antiga FAC, sendo que este foi o primeiro campeonato oficial da categoria no estado. Depois disso, fui ano a ano passando por todas as categorias de base até assumir o time adulto masculino em 1991. Sempre pensei que adoraria parar de jogar atuando da melhor maneira possível e quando, em 1990, recebi o "Troféu Jornaleiro", como melhor atleta de basquete do ano, não haveria melhor hora para encerrar um ciclo como atleta e me dedicar a de técnico exclusivamente. Foi um período extremamente vitorioso na S.R.E. Ipiranga, principalmente nas categorias infanto e juvenil nas décadas de 80/90. BASQUETESC: A presença do seu pai no esporte contou como fator

determinante? CAMARGO: Infelizmente, meu pai não foi presente na minha vida esportiva, até pela formação humilde dele, em que as dificuldades eram muito grandes e o esporte não era visto como prioritário. Lembro que ele nunca foi assistir a um jogo meu. Penso que isso tenha servido de motivação para mim, para nunca desistir mesmo diante das adversidades BASQUETESC: Qual a sensação de ver sua filha, Mariana, jogando

basquete e ser uma das melhores jogadoras do estado, inclusive com passagens pelo exterior? CAMARGO: A sensação de ter um filho atuando em alto nível é simplesmente indescritível. Imagine como sou abençoado, pois tanto a Mariana, como o João Caetano (que já não atua mais) conseguiram isso. A Mariana joga um basquete de alto nível, muita inteligência, determinada, aguerrida e muito comprometida com a equipe. Sempre falo para as meninas, que estão iniciando, da oportunidade que o basquete oferece. Seria muito difícil eu, como professor, poder proporcionar a ela jogar basquete e estudar numa universidade americana (Oral Roberts University), mas, graças ao empenho e qualidade, ela conseguiu atuar na divisão 1 e se graduar em Comércio Exterior nos EUA. BASQUETESC: Recentemente, você esteve na seleção brasileira

feminina. Como foi essa experiência? Pretende um dia assumir a

22

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

PROFESSOR  Camargo orienta as atletas de Blumenau desde início dos anos 2000

VITOR BETT/BFB/FCB

RECONHECIMENTO  Técnico comandou seleção do Brasil no Jogo das Estrelas da LBF 2018


ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/FCB

ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/FCB

DESTAQUE  Terceiro em pé, Camargo vestiu a camisa do Palmeiras (SP) nos anos 80

TÍTULO  Campeão estadual Mirim, em 1985

23


 ENTREVISTA - JOÃO CAMARGO Sidnei Batista/APAB/FCB

FOTOS: DIVULGAÇÃO/CBB/FCB

condição de técnico do Brasil? CAMARGO: Foi uma experiência maravilhosa. Poder fazer parte de seleção do seu país é um orgulho enorme e principalmente poder representar nosso estado. Infelizmente, não conquistamos o título sul-americano, mas serve de aprendizado. Tenho estudado bastante no intuito de aprender cada vez mais para continuar realizando bons trabalhos e, caso seja convidado novamente para integrar a comissão técnica, estar preparado. O sonho de ser o técnico principal sempre deve ser o desejo de todos nós, mas sempre devemos respeitar o processo. BASQUETESC: Blumenau tem representado o estado na LBF há alguns

anos. O que fazer para que outras equipes catarinenses também consigam disputar o nacional feminino? CAMARGO: Blumenau tem conseguido representar nosso estado porque elencamos isso como prioridade no nosso projeto, no qual, dentre outras coisas, servir de referência para as nossas atletas da base. Penso que outras equipes do estado têm essa condição, mas o planejamento deve ser feito com muito cuidado e com antecipação, pois o caderno de encargos da LBF é bem extenso. Sair a campo com uma excelente equipe de marketing para vender o projeto, pois o apoio privado é fundamental. O poder público também tem que dar sua parcela para que seja viabilizado. BASQUETESC: Acha viável um título brasileiro para Blumenau?

CAMARGO: Com certeza. A agremiação que não almeja isso fica muito mais difícil, não só em termos de vender uma ideia vitoriosa para particionadores, mas também para sua própria equipe. O pensamento vitorioso deve sempre estar conosco, calcado num bom planejamento, com um belo trabalho e uma ótima equipe que esteja comprometida com o nosso projeto. Mas isso faz parte de um processo que se constrói paulatinamente. Nosso objetivo para a Liga (LBF) de 2019, será de melhorarmos nossa classificação. A competição tende a ser muito mais forte do que a deste ano porque agora serão 10 equipes e estas poderão contar com três estrangeiras, além da duração de seis meses (março a setembro). Teremos que ter um plantel mais forte e numeroso. Isso tudo se reflete no aspecto financeiro, assim, equipes com um aporte maior deverão ter uma vantagem, mas como frisei antes, se fizermos um trabalho como o desse ano, acredito que possamos surpreender novamente. BASQUETESC: Outrora grande potência mundial, o basquete feminino

brasileiro tem acumulado diversos fracassos e vê poucos times no cenário nacional. O que fazer para retomar essa força no basquete feminino? CAMARGO: Essa resposta passa por vários fatores, mas o principal penso que seria o que estamos fazendo aqui: 1. Fomentar e massificar a prática do basquete feminino nas escolas, que é o universo da criança, nas faixas etárias entre 8 e 12 anos, de forma lúdica para despertar o gosto pela modalidade. 2. Qualificar cada vez mais os profissionais que irão trabalhar nas categorias iniciais de base, salientando a importância de que nossas atletas tenham todas as suas potencialidades desenvolvidas em sua plenitude. 3. Elaborar um projeto sistematizado que seja adotado por todas as equipes para efetivar o item acima. 4. Realizar encontros entre as equipes com um caráter de aprendiza-

24

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

SELEÇÃO  Camargo foi assistente técnico do time brasileiro nos Jogos Sul-Americanos


do, interação e troca de experiências, deixando o caráter competitivo em segundo plano. BASQUETESC: Como vê essa polaridade em Santa Catarina entre Cha-

pecó e Blumenau, que decidiram as últimas finais do estadual adulto? CAMARGO: Vejo como uma disputa salutar, respeitosa e fruto do investimento dessas equipes. Lembro que, quando Chapecó começou o projeto para fortalecer o adulto, eu fui um dos que mais valorizei a iniciativa. Espero que mais equipes possam fazer investimento no adulto porque isso abre o mercado para todos: atletas, técnicos, supervisores, imprensa, patrocinadores, etc. BASQUETESC: Como avalia o trabalho da FCB no desenvolvimento do

esporte em Santa Catarina? CAMARGO: Imprescindível para o sucesso que hoje nosso basquetebol atravessa. Venho de uma época em que era muito mais difícil fazer basquete, hoje posso dizer que estamos no paraíso. Tive a oportunidade na seleção, em conversa com a comissão técnica, de falar um pouco sobre o que estamos fazendo aqui e demonstrei através de números a quantidade de equipes nos dois naipes participantes do campeonato estadual. Eles ficaram abismados. Disse a eles que, num prazo de cinco anos, Santa Catarina estará liderando todos os campeonatos brasileiros. BASQUETESC: Nesses anos de carreira, aconteceram fatos inusitados

como treinador e/ou jogador que gostaria de relembrar? CAMARGO: Como jogador, tive o privilégio de fazer a cesta da vitória nos JASC de 1982, em Itajaí, na final contra a fortíssima equipe de Lages, decidida num tapinha a um segundo do término do jogo. Estávamos em duas finais: voleibol e basquete. Lembro que, no início do nosso jogo, o vôlei estava vencendo e, quando fomos para o intervalo, perguntamos novamente e havíamos perdido. Para ganhar o título geral dos JASC, teríamos que vencer o jogo e isso foi feito. Vencemos e conquistamos o título geral. Como técnico do masculino, no meio da partida pela Copa Sul em Foz de Iguaçu, o técnico (meu amigo) Saulo saiu do seu banco, foi para o meu lado, disse que não iria mais dirigir a sua equipe, que eu fosse para o seu banco e sentou no banco da nossa equipe. Parou todo o jogo, a arbitragem não sabia o que fazer. Depois, ele se acalmou e retornou para o seu banco. BASQUETESC: Qual melhor técnico com quem você trabalhou? CAMARGO: Eduardo Zanolli, meu técnico quando era juvenil no Palmeiras. Muito sensato, tranquilo, mas exigente. Sempre muito atento a tudo e a todos. BASQUETESC: Quais jogadores que atuaram com você foram os melhores?

CAMARGO: Tive o privilégio de atuar com excelentes atletas, vou citar alguns: Adilson, Iberê, Toninho, Bicão, Dito, João Carlos, Chicão, entre tantos outros. Eles me ensinaram muito dentro e fora de quadra. BASQUETESC: Se pudesse dar um conselho a quem está começando no

basquete, seja como jogador ou treinador, o que falaria? CAMARGO: Seja perseverante, tenha humildade para saber seu limite e poder avançar a cada dia. Resiliência para superar as dificuldades que aparecerão, ouvir os mais experientes para que seu caminho seja mais suave e principalmente ser ético, leal e comprometido com todos os que estão ao seu lado.

25


 SOCIAL Adriano Krischke/FCB

FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL INAUGURA CENTRO DIA DA PESSOA IDOSA 26

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


Adriano Krischke/FCB

EM PARCERIA COM A PREFEITURA DA CAPITAL, ESPAÇO ATENDE ATÉ 25 PESSOAS POR TURNO

ABERTURA  Presidente Oscar Archer e prefeito Gean descerraram a fita inaugural

O

mês de outubro ficou marcado pela inauguração do Centro Dia da Pessoa Idosa. No espaço, localizado no bairro Córrego Grande, na Capital, a Federação Catarinense de Basketball promoveu reformas e reparos em sua estrutura a fim de atender senhores e senhoras, com idade igual ou superior a 60 anos, em situação de vulnerabilidade ou risco social. “Esta é a principal iniciativa do FCB Social, projeto que consolida ações promovidas pela entidade há anos, como repasses de recursos para entidades filantrópicas, desenvolvimento de Núcleos Estudantis, entre tantas outras realizações”, destacou o presidente Oscar Archer, que tem a Prefeitura de Florianópolis como parceira nesta jornada. Até por isso, representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário participaram da solenidade, reunindo o prefeito Gean Loureiro e seu vice, João Batista, secretários municipais, bem como outras autoridades, entre os quais os vereadores Maycon Oliveira, Tiago Silva e Roberto Katumi; além do Promotor de Justiça, Daniel Paladino e da Secretária da Assistência Social, Katherine Schreiner. “Ganhamos este importante local de convívio social que evita o isolamento e concede atividades que OSCAR ARCHER, trazem inúmeros benefícios na rotina PRESIDENTE DA FCB das famílias”, avaliou a titular da pasta a qual, desde o início de 2018, tem uma profissional especializada com atuação junto à FCB, a Assistente Social da Prefeitura de Florianópolis, Rosilene de Souza. O horário de funcionamento do Centro Dia da Pessoa Idosa será das 8h30 às 18h30, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), onde até 25 pessoas serão atendidas por turno. O espaço contará com atividades coletivas, sociais e comunitárias com o apoio na administração de medicamentos prescritos pelo médico, auxílio à alimentação, higiene e cuidados pessoais, entre outras ações. A prioridade será dos idosos favorecidos pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou em situação de pobreza inseridos no CadÚnico. “Este é um espaço de convivência e fortalecimento de vínculos. Visamos não apenas a inclusão da pessoa idosa, proteção e melhoria da qualidade de vida, mas a melhoria das condições de vida em família”, finalizou o prefeito Gean Loureiro com quem o presidente da FCB, Oscar Archer, descerrou a fita inaugural da Casa situada no Parque Municipal do Córrego Grande.

Esta é a principal iniciativa do FCB Social

FCB SOCIAL AMPLIA ATIVIDADES

S

omente em 2018, em conjunto com a TRIMANIA, a Federação Catarinense de Basketball doou recursos a 22 entidades beneficentes, ampliando o leque de ações sociais em prol de crianças, adultos, idosos e até animais. O ponto principal, no entanto, veio no início deste ano com a mudança em seu Estatuto a fim de se adequar legalmente como entidade filantrópica, colocando a prática como uma de suas atividades fim. “O FCB Social é um sonho nosso de longa data e agora é função de todos nós realizarmos e mantermos essa iniciativa”, declara o presidente da Federação, Oscar Archer. Dessa maneira, cada vez mais o tripé formado por Rendimento, Educação e Social se consolida na Casa do basquete de Santa Catarina.

27


 SOCIAL Lucas Inácio/FCB

INSTITUIÇÕES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RECEBEM RECURSOS DA FCB FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL DESTINOU R$ 200 MIL A DEZ PROJETOS EM FLORIANÓPOLIS

M

ais uma ação do FCB Social aconteceu no fim de outubro, quando dez entidades foram agraciadas com cerca de R$ 200 mil para atender projetos previamente selecionados através de Edital disponibilizado no site da Federação Catarinense de Basketball. O repasse aconteceu logo após a inauguração do Centro Dia da Pessoa Idosa, casa de atendimento a pessoas da terceira idade coordenada pela FCB em parceria com a Prefeitura da Capital. Todas as entidades contempladas não têm fins lucrativos, são privadas e possuem inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social de Florianópolis. Cada uma recebeu até R$ 20 mil, fortalecendo atividades socioassistenciais na cidade. Com mais esta iniciativa, a Federação Catarinense de Basketball chegou a marca de 22 instituições filantrópicas agraciadas em 2018. As outras 12 receberam doações em Ação do Dia das Mães. Além disso, a entidade, em parceria com a TRIMANIA, ainda destina recursos a projetos como os Núcleos Estudantis e o Basquete para o Amanhã, fortalecendo o tripé Rendimento, Educação e Social. "Hoje, nós trabalhamos com 3,5 mil atletas no basquete do estado, temos mais mil crianças nos Núcleos que recebem alimentação, roupas e, por meio do basquete, têm um local seguro e de recreação no contra-turno das aulas. Já realizamos ações sociais há tempos, mas agora estamos

28

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

SATISFAÇÃO  Presidente Oscar Archer amplia parcerias com entidades sociais

profissionalizando esse setor, fazendo assistência social constante", destacou o presidente da FCB, Oscar Archer. O dirigente ainda se mostrou orgulhoso de entregar, a cada representante das instituições filantrópicas, um cheque para a execução de projetos em diferentes áreas. Uma delas, no campo da robótica, será desenvolvida pela Associação Ação Social Missão, presidida por Thiago Schmidt. "Através da robótica e de atividades nessa área, a gente consegue trabalhar recreativamente com o desenvolvimento de ideias que eles mesmos trazem. Por exemplo, um aparelho para dar comida para o cachorro, os voluntários dessa área vão lá e desenvolvem junto com eles da montagem à programação. Esse tipo de projeto traz muitos benefícios, ajuda no comportamento, na disciplina, na integração entre eles e passa conceitos positivos. Esse recurso vai nos ajudar a terminar de montar o espaço que criamos para esse projeto. Começou com uma garagem, fechamos e montamos ela, agora vai ser um espaço psicopedagógico”, destacou o mandatário da entidade, a qual desenvolve um serviço de acolhimento institucional de alta complexidade, geralmente com crianças que chegam ao local encaminhadas pelo Conselho Tutelar. Entre as demais contempladas, há projetos para cadeirantes, esportivos, recreativos, para idosos, além de melhorias estruturais.


NOME DA ENTIDADE BENEFICIADA (PROJETO)

Lucas Inácio/FCB

`` Ação Social Missão (Semear) `` Assoc. Ações Sociais Amigos Solidários (Nadando com ASAS) `` Assoc. Catarinense para Integração do Cego (Ensinar

Brincando)

`` Assoc. Evangélica Beneficente de Assistência Social

(Esporte para a Vida)

`` Assoc. Florianopolitana de Deficientes Físicos (Reabilitando

através do basquete em cadeira de rodas)

`` Casa da Criança e do Adolescente do Morro do Mocotó

(Jogos cooperativos e brincadeiras)

`` Centro de Integração Familiar (Arte e Inspiração) `` Instituição de Caridade e Apoio ao Desamparado (Melhorias) `` Obras de Assistência Social Dom Orione de Capoeiras

(Esportes e Atividades Recreativas para a Cidadania)

`` Sociedade Espírita de Recuperação, Trabalho e Educação

(Idosos em Movimento – Vivendo com Qualidade

CARINHO  Em 2018, FCB Social beneficiou 22 instituições

29


 HOMENAGEM Carlos Pontalti/FCB

FCB ENCERRA TEMPORADA RECONHECENDO DESTAQUES DO PASSADO, PRESENTE E FUTURO DO BASQUETE EM SC

30

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


EM 2018, A FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL ATINGE A MARCA DE 100 BENEMÉRITOS DA MODALIDADE

D

e acordo com o Dicionário Aurélio, benemérito é “aquele que, pelos serviços prestados, é digno de prêmios, aplausos, recompensas, homenagens”. São estes abnegados a quem a Federação Catarinense de Basketball presta reverência desde 2014 com a entrega de comenda especial. Tal contingente ganhará 20 novos nomes em solenidade realizada no mês de dezembro, quando a entidade encerra, oficialmente, suas atividades na temporada. Com a nova turma, serão 100 beneméritos do basquetebol reverenciados pela FCB. Gente que contribuiu para a história da modalidade em Santa Catarina. Ex-jogadores, treinadores, dirigentes e jornalistas integram a seleta galeria de homenageados. “O nosso basquete catarinense tem todas as virtudes e organização graças a um trabalho de resgate da sua história feito pela nossa Federação. Vejo o título de benemérito como ponto máximo de uma honraria que o basquete pode oferecer a qualquer pessoa. Nós estamos nessa pelo fascínio do esporte. As pessoas que estão a receber este título têm uma identificação muito forte com o basquete”, analisa o comunicador Roberto Alves, integrante da Turma I de beneméritos, em 2014, além de grande incentivador da modalidade ao longo dos mais de 60 anos de carreira. Na lista de 2018, estão personalidades que contribuíram com o esporte e servem de exemplo para os mais jovens. Com atuação em épocas passadas, quando era necessário conciliar a carreira nas quadras com outra profissão fora delas, estes 20 novos homenageados ou imortais, como credencia o presidente Oscar Archer, merecem galgar um patamar superior na história do basquete catarinense. E nada melhor do que celebrar tal conquista do que numa festa de encerramento das atividades na temporada. "Contemplar os atletas do passado como beneméritos e relembrar sua história é o dever da Federação. Na quinta edição dessa homenagem, chegamos ao número de 100 pessoas do esporte catarinense imortalizadas e essa festa é a melhor forma de encerrar o ano, ter momentos de congraçamento com os craques do passado, reconhecer os do presente e cuidar do futuro", salienta o mandatário. Entre as personalidades lembradas para a Turma V, está o comandante da AD Brusque, o gaúcho José Eurico Frota. Campeão estadual e dos JASC por diversas vezes, o popular Zurico é figura marcante na história da modalidade no estado, mas em especial na cidade de Brusque onde fixou raízes após uma breve passagem por Concórdia. A carreira em Santa Catarina ainda teve momentos em Blumenau, hoje o maior rival de sua equipe. “Passa um filme da minha vida, afinal são décadas de amor e dedicação. Vem em mim a lembrança de ainda um garoto recém-chegado do Rio Grande, aos 21 anos de idade, para começar uma jornada numa terra em que o basquete estava esquecido, sendo mais reconhecido pelo voleibol. Tive muito trabalho no início, mas aos poucos começamos a marcar o nome de Brusque entre as grandes cidades do basquete catarinense”, destacou Zurico que, em 2017, completou 35 anos nesta modalidade em Santa Catarina. A lista de beneméritos ainda contempla outros 19 nomes, entre os quais, sete deles de saudosa memória: Érico Strätz Júnior, João Egberto Nicolak, Michelle Splitter, Nildo Walmor Sell, Paulo Celso Di Pilla Montibello, Ramiro Ruediger e Rosana Mattos. Todos, presentes ou in memoriam estão, a partir deste ano, eternizados na galeria dos principais desportistas do estado.

31


 HOMENAGEM Carlos Pontalti/FCB

2018 (TURMA V) Antônio José da Rosa

Carlos Grissard Pessi

Érico Strätz Júnior

Hans Werner Hackradt

João Egberto Nicolak

José Antônio Carrilho

José Eurico Frota de Oliveira

José Warmuth Teixeira

Mário Pinto da Motta Júnior

Michelle Splitter

Nildo Walmor Sell

Paulo Celso Di Pilla Montibello

Ramiro Ruediger

Romualdo Caldeira de Andrada

Rosana Mattos

Roselane da Silva Santoro

Silvio Serafim da Luz

Valdice Pinheiro Barreto

Valmor Buss

Valter Jorge Frank

2017 (TURMA IV) Adoniro Harnack

Aldo João Nunes

Aldo Luiz Marquadt

André Junck

André Kowalski Neto

Antônio Carlos Flores Sobé

Flávio Moraes Rodrigues

Hamilton Augusto Platt

Harald Birckholz

José Carlos Conte

Laurita Peters Loch

Liziane Regina Santos Vieira

Lothário Paulo Rothfuchs

Mário Vinotti

Milton Rubens Capela

Plácido Gaissler Filho

Ricardo José de Souza

Ricardo José Roesler

Vanda Sampaio Pereira

Verônica Roncelli

2016 (TURMA III)

Divulgação/FCB

Airton Luiz Schiochet

Aloysio Soares de Oliveira

Aluísio Dobes

Carlos Brognoli

Donald Rosemiro de Abreu

Isael Pastuch

Jaime Andrade Ramos

Jaime Nadir Di Domenico

João Pedro Nunes

Rui Altenburg

Wilson Moreli

João Lucio da Costa Baracuhy

Luiz Carlos Gonzaga Barbosa

Marli Magda Müller

Nelson Eisenhut

Osmar Boabaid

Paulo Roberto de Miranda Coutinho Pedro Alexandrino Pereira de Mello Roberto Zen

32

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

RECONHECIMENTO  Solenidade dos beneméritos e melhores do ano encerra a temporada da FCB

Rolando Werner

ZURICO  Comandante do basquete de Brusque completou 35 anos de carreira em 2017


2015 (TURMA II) Aldo Amadeu Kuerten

Aldo Marquardt

Angelo Cunha

Airton Thomé de Souza

Heino Ralf Marx

Joel Ferreira do Nascimento

João Batista Bonassis

João Carlos Viero

João José Vilella

Luiz Ernani Buerger

Marco Antônio Groinski Crespo

Orlando Francisco Müller

Oswaldo Meira

Reno Camargo

Romeo Max Jaehrig

Romeu Georg

Ronaldo Luiz Schreiner

Rose Helene Alfarth

Rozendo Vasconcellos Lima

Vinícius José Bado

2014 (TURMA I) Affonso Carlos Kielwagen

Álvaro Rogério Muniz

Álvaro Portugal de Oliveira

Arthur Schlösser

Edson da Conceição Hoog

Franco Conte

Ivo Krelling

Jaime Borges Tarouco

Jorge Sérgio Schwartz

Luiz Carlos Machado

Nelson José Busarello

Neusa Braga de Medeiros Nicolak

Nilton Pacheco

Ody Varella

Orlando Pessi

Oscar José Orsi Archer

Roberto Alves

Rubens José Fachini

Rubens Lange

Rudy José Nodari

Reprodução/FCB

MELHORES DO ANO

A HISTÓRIA  Nomes como José Warmuth Teixeira serão reverenciados pela FCB

inda na mesma noite solene, a FCB premia os melhores do ano. Os campeões das categorias sub-12, 13, 15, 17, 19, adulto e máster são reconhecidos pela entidade, bem como os principais pontuadores e destaques de cada competição promovida ao longo de 2018. Também é apresentado o resumo das atividades realizadas, envolvendo desde as disputas em quadra até as ações de cunho social e educativo, fruto da parceria com a Penalty, TRIMANIA, InvestCap e demais apoiadores do basquete catarinense.

33


 CAMPEÕES DE 2018 Fotos: Adriano Krischke/FCB

SUB 12 MASCULINO  2º lugar

SUB 12 MASCULINO  campeão

SUB 12 MASCULINO  3º lugar

SUB 12 FEMININO  2º lugar

SUB 12 FEMININO  campeã

SUB 12 FEMININO  3º lugar

SUB 12

34

Masculino

Feminino

1º lugar

APAB / DME / PU / Clube Concórdia / Porto União

Basquete Jaraguá / SECEL

2º lugar

Colégio São José / Itajaí

Abasmo / São Miguel do Oeste

3º lugar

Salesiano / ABI / FMEL / Itajaí

ASBB/FMD / São Bento do Sul

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


Fotos: Divulgação/FCB

SUB 13 MASCULINO  2º lugar

SUB 13 MASCULINO  campeão

SUB 13 MASCULINO  3º lugar

SUB 13 FEMININO  2º lugar

SUB 13 FEMININO  campeã

SUB 13 FEMININO  3º lugar

SUB 13 Masculino

Feminino

1º lugar

Colégio São José / Itajaí

Basquete Jaraguá / SECEL

2º lugar

APAB / Blumenau

SATC / FME / Criciúma

3º lugar

AABJ/Unisociesc/Sesporte/TRIMANIA/Red Horse/Joinville

ASBB / FMD / São Bento do Sul

35


 CAMPEÕES DE 2018 Fotos: Divulgação/FCB

SUB 15 MASCULINO  2º lugar

SUB 15 MASCULINO  campeão

SUB 15 MASCULINO  3º lugar

SUB 15 FEMININO  2º lugar

SUB 15 FEMININO  campeã

SUB 15 FEMININO  3º lugar

SUB 15

36

Masculino

Feminino

1º lugar

AJAB / Unimed / SECEL / Jaraguá do Sul

SATC / FME / Criciúma

2º lugar

ADIEE / Avaí / FME

Basquete Jaraguá / SECEL

3º lugar

AGFEB / Grande Florianópolis

AGFEB / Grande Florianópolis

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


Fotos: Divulgação/FCB

SUB 17 MASCULINO  2º lugar

SUB 17 MASCULINO  campeão

SUB 17 MASCULINO  3º lugar

SUB 17 FEMININO  2º lugar

SUB 17 FEMININO  campeã

SUB 17 FEMININO  3º lugar

SUB 17 Masculino

Feminino

1º lugar

AJAB / Unimed / SECEL / Jaraguá do Sul

Colégio Salesiano / ABI /FMEL / Itajaí

2º lugar

ADIEE / Avaí / FME

Basquete Feminino Blumenau

3º lugar

Projeto Escola Basquete / FMD Rio do Sul

Basquete Jaraguá / SECEL

37


 CAMPEÕES DE 2018 Fotos: Divulgação/FCB

SUB 19 MASCULINO  2º lugar

SUB 19 MASCULINO  campeão

SUB 19 MASCULINO  3º lugar

SUB 19 FEMININO  2º lugar

SUB 19 FEMININO  campeã

SUB 19 FEMININO  3º lugar

SUB 19

38

Masculino

Feminino

1º lugar

AABJ/Unisociesc/Sesporte/TRIMANIA/Red Horse/Joinville

C.B. Chapecó

2º lugar

ADIEE / Avaí / FME

Basquete Jaraguá / SECEL

3º lugar

AJAB / Unimed / SECEL / Jaraguá do Sul

Sociedade Ginástica de Joinville / SESPORTE

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


Fotos: Divulgação/FCB

ADULTO MASCULINO  2º lugar

ADULTO MASCULINO  campeão

ADULTO MASCULINO  3º lugar

ADULTO FEMININO  2º lugar

ADULTO FEMININO  campeã

ADULTO FEMININO  3º lugar

ADULTO Masculino

Feminino

1º lugar

APAB / Blumenau

Basquete Blumenau

2º lugar

Joinville / Unisociesc /Red Horse / Trimania

C.B. Chapecó

3º lugar

Joinville Blackstar

Sociedade Ginástica de Joinville / SESPORTE

39


 CAMPEÕES DE 2018 Fotos: Divulgação/FCB

TAÇA FCB MASCULINO  2º lugar

TAÇA FCB MASCULINO  campeão

TAÇA FCB MASCULINO  3º lugar

TAÇA FCB FEMININO  2º lugar

TAÇA FCB FEMININO  campeã

TAÇA FCB FEMININO  3º lugar

TAÇA FCB

40

18ª Taça FCB - Masculino

15ª Taça FCB - Feminino

1º lugar

C.D. Independente / São José

Sociedade Ginástica de Joinville / SESPORTE

2º lugar

Projeto Escola Basquete / FMD / Rio do Sul

C.B Chapecó

3º lugar

ACOB / SENAC / FMEC / Passarela / Concórdia

Colégio Salesiano / ABI /FMEL / Itajaí

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


Fotos: Divulgação/FCB

COPA SC MASCULINO  2º lugar

COPA SC MASCULINO  campeão

COPA SC MASCULINO  3º lugar

COPA SC FEMININO  2º lugar

COPA SC FEMININO  campeã

COPA SC FEMININO  3º lugar

COPA SC 11ª Copa SC - Masculino

9ª Copa SC - Feminino

1º lugar

AABJ/Unisociesc/Sesporte/Trimania/Red Horse/Joinville

Basquete Blumenau

2º lugar

APAB / Blumenau

C.B. Chapecó

3º lugar

Projeto Escola Basquete / FMD /Rio do Sul

Sociedade Ginástica de Joinville / SESPORTE

41


 CAMPEÕES DE 2018 Fotos: Adriano Krischke/FCB

MASTER 50+  campeão

MASTER 40+  Confraternização

MASTER 60+  campeôes

MASTER 35+  Elas também jogam

MASTER

42

Master 50+ Masculino

Master 40+ Masculino

Master 60+ Masculino*

1º lugar

IBBC / CEFID / UDESC / Florianópolis

Sociedade Ginástica de Joinville

Avab “A” X Avab “B”

2º lugar

Joinville Blackstar

Floripa Kings

Master 35+ Feminino*

3º lugar

Sociedade Ginástica de Joinville

Basquete Segala’s / Blumenau

Bruxas Floripa X Liga Sul Catarinense (*) Jogos festivos.

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


 LIGAS REGIONAIS Jefferson Bitencourt/LSCB/FCB

AO AR LIVRE  Modalidade olímpica, 3x3 reúne basqueteiros do estado

BASQUETE 3X3 LEVA ESPORTE A PRAÇAS E RUAS LIGAS REGIONAIS ORGANIZARAM TORNEIOS EM DIFERENTES CIDADES

M

odalidade olímpica a partir de Tóquio 2020, o basquete 3x3 ganha cada vez mais adeptos no estado. Prova disso é que diversas Ligas Regionais têm promovido torneios nas cidades catarinenses. Em setembro, na praça Sesquicentenário, em Brusque, 40 equipes com atletas de várias idades disputaram jogos ao longo de todo o dia. A competição foi promovida pela KNN Idiomas em parceria com a Fundação Municipal de Esportes de Brusque, que ajudou na organização e premiação, e da Federação Catarinense de Basketball, que cedeu as tabelas para a disputa. No mês seguinte, a Liga Sul Catarinense (LSCB) deu início ao tour de verão em diversas cidades da região, como Capivari de Baixo, Tubarão e Criciúma. Os

eventos 3x3 aconteceram em pátios de shoppings, parques e arenas. As competições seguem em 2019 em diversas localidades do sul de Santa Catarina. Já em novembro, foi a vez da Liga Metropolitana de Basketball (LMB) realizar torneio da modalidade. As disputas reuniram equipes masculinas e femininas, além do 1° Curso de Iniciação e Capacitação à Arbitragem de Basquete 3x3 da Região Sul, com palestra da Coordenadora de Arbitragem de Basquete 3x3 da CBB, a Árbitra Internacional, Fernanda Sá.. Houve ainda transmissão, ao vivo, pelo Facebook da UrbanTV, finalizando com chave de ouro o Festival LMB, competição chancelada no site da FIBA.

43


 PARCERIA Lucas Inácio/FCB

TRIMANIA E FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL A PARCERIA QUE FOMENTA O ESPORTE POR QUASE UMA DÉCADA

E

m outubro, o presidente da FCB, Oscar Archer, esteve com representantes da InvestCap e TRIMANIA demonstrando parte das atividades exercidas no basquete catarinense, fruto da parceria iniciada há nove anos.

O QUE É A TRIMANIA?

O

TRIMANIA CAP é um Certificado de Contribuição emitido pela FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL. Adquirindo o TRIMANIA CAP você contribui para o desenvolvimento e implantação de Núcleos de aprendizado, motivando e oportunizando jovens atletas a praticar basquetebol,

44

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

sem a necessidade de vínculos federativos e sim a necessidade premente de inclusão social. Ainda participa de muitos sorteios lastreados em títulos de capitalização, na modalidade incentivo, emitidos pela INVEST Capitalização S/A e aprovados pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP).

COMO ACOMPANHAR SORTEIOS?

O

s sorteios acontecem todos os domingos e são transmitidos, ao vivo, pela RIC TV Record, às 10h. Os resultados podem ser conferidos pelo site www.trimania.com.br no link Resultados e na página www.facebook. com/Trimaniafloripa e ainda no Jornal Notícias do Dia às segundas-feiras.


UNIDOS  Presidente Oscar Archer valoriza apoio de colaboradores da TRIMANIA e InvestCap

QUEM PODE PARTICIPAR DOS SORTEIOS?

P

articiparão desta campanha as Pessoas Físicas maiores de 18 anos ou Pessoas Jurídicas que adquirirem o Trimania Cap até um dia antes do sorteio e preencherem o canhoto de cadastramento sem emendas ou rasuras.

COMO OCORREM OS SORTEIOS?

G

lobo Premiado: Você concorrerá a 04 (quatro) sorteios que se realizarão, exclusivamente, na data indicada no anverso. Para tanto, estão impressos no anverso um conjunto de 20 (vinte) dezenas aleatórias e sem repetição entre si, compreendidas de 01 a 60. Para a apuração do Certificado contemplado em cada sorteio será utilizado um globo contendo 60 bolas numeradas de 01 a 60. Desse globo serão retiradas aleatoriamente

tantas bolas quantas sejam necessárias, uma de cada vez e pausadamente, sem reposição das bolas, até que um ou mais Certificados tenham um conjunto com todas as suas 20 (vinte) dezenas sorteadas.

GIRO PREMIADO / GIRO DA SORTE

C

ada TRIMANIA CAP contém impresso um “Número da Sorte”, distinto dos demais, composto de 6 (seis) algarismos, compreendido entre “000.000” e “499.999”, o qual será utilizado para concorrer aos sorteios do “Giro da Sorte”. Serão sorteados 10 (dez) números aleatórios e distintos que identificarão os 10 (dez) Certificados contemplados.

45


ARBITRAGEM Adriano Krischke/FCB

CBB PROMOVE ACAMPAMENTO DE ARBITRAGEM EM FLORIANÓPOLIS ÁRBITROS E OFICIAS DE MESA FORAM PROMOVIDOS NO EVENTO

E

m agosto, a Confederação Brasileira de Basketball (CBB) divulgou o resultado do Acampamento de Arbitragem, realizado em Florianópolis, onde houve testes de promoção. Ao final do evento, seis árbitros de Santa Catarina foram galgados de categoria, deixando o quadro regional e para integrarem o nacional. Além disso, também foram anunciados os três novos oficiais de mesa promovidos à categoria nacional e os demais que subiram de categoria. "Havia muito, não tínhamos promoção para a categoria nacional. O curso, promovido pela FCB e ministrado pela CBB, tinha como foco principal criar oportunidade para árbitros categoria regional (categoria limite sob tutela da FCB). Neste embalo, a Federação achou por bem promover a clínica para dar oportunidades a oficiais de mesa a fim de que pudessem subir de

ÁRBITROS PROMOVIDOS

OFICIAIS DE MESA PROMOVIDOS

`` Alan Tiago dos Santos

`` Adriano de Souza Krischke

`` Elias Francisco Caumo

`` Amauri Valdir Stamm Junior

`` Alex dos Santos

`` Eduardo Felipe Duarte Schmidt Hebbel

`` Jorge Michael Schwartz

`` Luciana de Angeloni Borges

`` Maria Eduarda Tomaz Luiz

`` Leonardo Cruz Dubois

`` Vanessa Anhaia Spindola

`` Vinícius Plentz de Oliveira

46

categoria. Foi engrandecedor o evento, pois tivemos oportunidade de testar nossos conhecimentos e aprimorá-los”, ressalta Adriano de Souza Krischke, agora oficial de mesa nacional. O acampamento reuniu integrantes de diversos estados (Goiás, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Sul e Paraná), que passaram por uma série de avaliações físicas, tornando-se aptos a arbitrar em jogos das ligas nacionais. Os instrutores foram Enaldo Batista (do quadro catarinense) e Joaquins Feitosa, supervisionado pelo Coordenador de Arbitragem da CBB, Vander Lobosco Nunes Junior. Após as promoções, a Federação Catarinense de Basketball conta com 29 árbitros nacionais e 25 regionais.

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


Profile for FCB-Basket

Revista FCB - BasqueteSC 011  

Advertisement