Page 1

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

Ano 4 • # 12 • Março de 2019 Florianópolis • Santa Catarina Distribuição gratuita e dirigida. www.basket-fcb.com.br

O FIM DE UMA ERA OSCAR ARCHER DEIXA O COMANDO DO BASQUETE APÓS 30 ANOS FÁBIO DESCHAMPS É ELEITO PRESIDENTE DA FCB

ESPECIAL

OSCAR ARCHER DEIXA ENTIDADE COM NÚMEROS EXPRESSIVOS

SERJÃO ASSUME A VICEPRESIDÊNCIA DA FCB

O LEGADO DE OSCAR ARCHER À FRENTE DO BASQUETE EM SANTA CATARINA


 COM A PALAVRA, OS EDITORES Adriano Krischke/FCB

MUITO OBRIGADO, OSCAR ARCHER. BEM-VINDO, FÁBIO DESCHAMPS!

P

or quanto tempo um dirigente deve se manter à frente de uma entidade? Quatro, oito, doze, trinta anos? A pergunta é polêmica, a resposta não: depende! Sim, depende do quão agregador o mandatário é, sua capacidade de atualização, a vontade de ver seus companheiros evoluírem e o trabalho incansável em prol do bem coletivo. Tudo isso parece até receita pronta, daquelas que só funcionam na teoria, mas não é. São as qualidades advindas do professor Oscar Archer que, em 2019, completa três décadas à frente do basquete em Santa Catarina e escolheu essa importante data para se despedir da FCB, entidade a qual ajudou a criar em 1995. Tantas realizações, impossível mensurar todas, ganham destaque em diversas páginas desta edição da Revista BasqueteSC, mais um projeto abraçado pelo presidente a fim de relatar as inúmeras atividades da instituição. A seguir, o leitor e amante da modalidade da bola laranja verá a evolução dentro e fora de quadra nos últimos anos. Uma gama de ações que passam por revelação de talentos, revitalizações de quadras e ginásios, apoio logístico aos clubes e Ligas Regionais, parcerias com as mais renomadas instituições de ensino, fomento a professores e árbitros, além do crescente projeto de assistência social, o novo braço da Federação. Os resultados de tamanho investimento, fruto também do exitoso apoio da TRIMANIA, ainda podem ser mensurados nos aspectos quali e quantitativo. Se, em 1995, havia 34 equipes no basquete estadual, o ano de 2018 terminou com 207 times. Cinco deles participam das quatro principais competições no âmbito nacional, sendo que, na atual temporada, o Blackstar, de Joinville, junta-se aos tradicionais AABJ/Joinville, Blumenau (feminino e masculino) e Brusque entre os catarinenses na vitrine do esporte brasileiro. A novidade não poderia passar em branco e logicamente será abordada em entrevista especial com o presidente do clube, Rodrigo Lima, que projeta

metas ousadas para o futuro próximo. O alicerce disso tudo está baseado em gestão e no apoio da Federação Catarinense de Basketball através de fomento e apoio financeiro. Como diz Oscar Archer, "quantidade nós temos, mas é preciso qualidade até para servir como espelho aos mais jovens". Outro importante assunto, nesta edição, fica por conta da escolha da nova administração da FCB. Eleita em fevereiro, após reunião técnica, a futura gestão, a ser empossada em meados do mês de março, será comandada pelo advogado Fábio Pamplona Deschamps, até então Diretor Jurídico da entidade, tendo como vice-presidente, o ex-atleta, técnico e dirigente de Blumenau, Sérgio Corrêa Carneiro, o popular Serjão. Se olhamos para o passado e presente nas primeiras páginas, o futuro ganha espaço em reportagem especial com os novos timoneiros da modalidade em Santa Catarina e o calendário de eventos para 2019. Além disso, o registro da festa de encerramento dos trabalhos do ano passado, que reconheceu os melhores da temporada e homenageou os novos beneméritos da modalidade. Com a Turma V, condecorada em dezembro, são 100 os imortais reverenciados pela Federação Catarinense de Basketball. Apesar de tantos assuntos, sobra ainda espaço para as ações sociais e um balanço, com números e gráficos, do que aconteceu em 2018. Então fica o convite para que o leitor desfrute das próximas páginas e veja quanto o esporte da bola laranja cresceu em três décadas. Nosso muito obrigado ao professor Oscar Archer e à sua excelente equipe de trabalho, bem como o desejo de sucesso à nova gestão comandada pelos vitoriosos, dentro e fora de quadra, Fábio Deschamps e Serjão.

BOA LEITURA! OS EDITORES

3


 EXPEDIENTE

- NESTA EDIÇÃO Carlos Pontalti/FCB

Diretoria FCB

2015 / 2019

Oscar José Orsi Archer Nelson da Silva Aguiar DIRETOR FINANCEIRO E DE PATRIMÔNIO Irland Vieira DIRETOR JURÍDICO Fábio Pamplona Deschamps PRESIDENTE

VICE PRESIDENTE

Conselho Fiscal TITULARES SUPLENTE

Paulo Roberto Cunha Carlos Luiz de Oliveira Henrique Guilherme Koettker

Luiz Ernani Bueger

Assessoria SECRETÁRIO GERAL SECRETÁRIA EXECUTIVA PLANEJAMENTO GERAL COMISSÃO DE ARBITRAGEM TÉCNICO/COMPETIÇÕES TESOURARIA E CONTABILIDADE REGISTRO E DOCUMENTAÇÃO MARKETING, DIVULGAÇÃO E SITE

Luciano Davies Zappelini Franciele Veiga Krischke Jairo Anello Ariovaldo Carvalho Luiz Gastão Neves Dubois Irland Vieira Adriano de Souza Krischke Mariana Kovalski da Luz

NÚCLEOS ESTUDANTIS TRIMANIA/FCB E COMPETIÇÕES MASTER ATENDIMENTO IMPRENSA

Julio Cesar Schmitt Rocha Stefanni Kras Dorvalina Lucas Inácio

www.basket-fcb.com.br

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL Ano 04 / Nº 12 – Março de 2019

JORNALISTAS RESPONSÁVEIS

EDIÇÃO GRÁFICA / ARTES REVISÃO ORTOGRÁFICA FOTO CAPA

Nikolas Stefanovich (SC/JP 2122) Henrique Santos (SC/JP 3473) Zdzain (contato@zdzain.com.br) Maria da Graça Santos Vitor Bett

A Revista BasqueteSC é uma edição trimestral da Federação Catarinense de Basketball. Todos os direitos são reservados, sendo proibida a reprodução total ou parcial de qualquer artigo ou imagem desta obra sem a autorização por escrito da FCB. A Revista BasqueteSC não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas assinadas e/ou dos anúncios publicitários. Todo conteúdo voltado a publicação nesta revista deve ser enviado devidamente identificado.

4

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

10

OSCAR ARCHER DEIXA O COMANDO DO BASQUETE CATARINENSE APÓS 30 ANOS


Sidnei Batista/APAB/FCB

OUTROS DESTAQUES...

SANTA CATARINA TEM CINCO TIMES NAS PRINCIPAIS COMPETIÇÕES DO BRASIL

24

Adriano Krischke/FCB

20

A FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL: DE 1995 A 2018

28

ENTREVISTA COM RODRIGO LIMA: PRESIDENTE DO BLACKSTAR

32

FCB REFORÇA PARCERIA COM LIGAS REGIONAIS

38

BENEMÉRITOS E MELHORES DO ANO ENCERRAM A TEMPORADA

42

OS NÚMEROS DO BASQUETE CATARINENSE EM 2018

46

CALENDÁRIO DE EVENTOS OFICIAIS DA FCB EM 2019

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

FÁBIO DESCHAMPS É O NOVO PRESIDENTE DA FCB

30

Ano 4 • # 12 • Março de 2019 Florianópolis • Santa Catarina Distribuição gratuita e dirigida. www.basket-fcb.com.br

Lucas Inácio/FCB

O FIM DE UMA ERA OSCAR ARCHER DEIXA O COMANDO DO BASQUETE APÓS 30 ANOS FÁBIO DESCHAMPS É ELEITO PRESIDENTE DA FCB

ESPECIAL

FCB AMPLIA AÇÕES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

34

OSCAR ARCHER DEIXA ENTIDADE COM NÚMEROS EXPRESSIVOS

SERJÃO ASSUME A VICEPRESIDÊNCIA DA FCB

O LEGADO DE OSCAR ARCHER À FRENTE DO BASQUETE EM SANTA CATARINA

CAPA  Nesta edição, o fotógrafo Adriano Krischke

registra a transição na administração da FCB, com a saída de Oscar Archer e entrada de Fábio Deschamps e Sérgio Carneiro.

5


 FLAGRANTE Junior Pizzetti/LSCB

3X3

O

basquete não tira férias em Santa Catarina. Prova disso são os eventos realizados, neste verão, pela Liga Sul Catarinense de Basketball. No registro, a etapa em Balneário Rincão do 3x3 Summer Tour LSCB, evento que, segundo o presidente Renan Custódio, tem sido um sucesso nas cidades da região.

6

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


7


 FLAGRANTE Carlos Pontalti/FCB

TIETAGEM

N

a festa de encerramento das atividades da FCB em 2018, novamente Magic Paula foi uma das principais atrações. Amantes do basquete de todas as idades aproveitaram para levar para casa uma recordação com a ex-atleta.

8

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


9


 ENTREVISTA - OSCAR ARCHER Divulgação/FCB

OSCAR ARCHER:

UMA VIDA DEDICADA AO ESPORTE 10

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


PRESTĂ?GIO î‹? Presidente reuniu autoridades do esporte brasileiro em diversos eventos da FCB

11


 ENTREVISTA - OSCAR ARCHER Eduardo G. de Oliveira/Agência AL

RECONHECIMENTO  Em 2015, Assembleia Legislativa de Santa Catarina destacou o trabalho do basquete no estado

12

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


QUERO SER LEMBRADO NÃO PELO QUE SOU, MAS POR AQUILO QUE DEIXEI”

T

odo carnaval tem seu fim, diz a canção. O momento de tristeza para uns, surge como de recomeço para outros. É o que viverá o professor Oscar Archer a partir de março, quando deixa o comando do basquete de Santa Catarina após três décadas. Só à frente da FCB, fundada por ele em 1995, são 24 anos. “Neste período, fui eleito seis vezes, todas por aclamação”, orgulha-se o presidente da Federação mais organizada do Brasil, como costumeiramente destaca o comunicador Roberto Alves. Natural de Nova Trento, ele ainda exerceu atividades no Centro de Desporto da UFSC e na Federação Catarinense de Futebol. Tamanha experiência em diversas modalidades serviu para que, em 1989, reunido com outros professores e funcionários da Universidade Federal, pudesse dar o primeiro passo para desmembrar o basquete do vôlei, já que ambos estavam sob o mesmo comando na Federação Atlética Catarinense (FAC). O início do novo rumo, no entanto, não foi conforme o planejado. “Naquela noite, ao sair da sede da FAC, no ginásio do Instituto Estadual de Educação, Centro de Florianópolis, haviam roubado dois pneus do meu carro. Em seus lugares, deixaram duas lajotas. Como estava com outros amigos, coloquei os steps, um de cada automóvel, e consegui vir embora”, recorda de forma bem-humorada. O sorriso no rosto também é uma marca de Oscar Archer, apesar de ser conhecido mais pelas posições firmes e discursos fortes. No fim, seu objetivo é alavancar o nome do basquete catarinense e tudo o que o esporte da bola laranja pode proporcionar dentro e fora de quadra. Só de pessoas envolvidas, diretamente com a FCB, são cerca de cinco mil; incluindo jogadores, técnicos, dirigentes, professores, imprensa, além dos projetos educativos e sociais (Basquete para o Amanhã, Núcleos Estudantis Trimania/FCB e Centro Dia da Pessoa Idosa), gerando oportunidades e campos de trabalho por todo o estado.

13


 ENTREVISTA - OSCAR ARCHER Arquivo Pessoal/Oscar Archer/FCB

São diversos os avanços, que um dos principais parceiros, Cinomar José Teodoro, Diretor Executivo da SC Cap, comparou o presidente da Federação Catarinense de Basketball com o xará mais famoso da modalidade. “Parece que o nome Oscar foi destinado para o basquete: o maior jogador masculino da nossa história (Oscar Schmidt) leva este nome e aqui em Santa Catarina temos este gigante Oscar, um grande administrador que merece os parabéns por criar uma cultura tão forte aqui no estado”, citou o apoiador durante a cerimônia de encerramento das atividades de 2018, quando o presidente também foi homenageado pelos funcionários da FCB. Talvez sejam eles quem mais sentirão saudades do convívio diário com “Seu Oscar”, das broncas, dos afagos. No entanto, é momento de seguir a vida e ficar um maior tempo ao lado dos entes queridos. “Tenho coisas a cuidar em Florianópolis, Nova Trento ou na praia de Bombinhas. A família está bem, graças a Deus, eu e a mulher aposentados, então preciso curtir um pouco a vida”, declara. Após 30 anos, chegou o momento da despedida, mas não sem antes passar a limpo este período à BasqueteSC. As conquistas, dificuldades, legado, parcerias e por que não o futuro pessoal e da modalidade no Brasil nas palavras de quem vive o esporte há cinco décadas. Com vocês, Oscar Archer!

INVESTIMENTO  Categorias de base receberam apoio constante, prova o surgimento de craques como Tiago Splitter (14)

Arquivo Pessoal/Oscar Archer/FCB

O INÍCIO Em 1988, Aloysio Oliveira, Carlos Pessi e Aluísio Dobes tocavam o voleibol e o basquetebol em Santa Catarina. Como eu tinha saído da Federação Catarinense de Futebol, onde fui diretor de árbitros nas gestões dos ex-presidentes Pedro Lopes e Delfim Peixoto Filho, alguns amigos professores de basquete da UFSC, onde eu também trabalhava, me convidaram para olhar a situação deste esporte. Isso foi no final do ano de 1988. Fui, assisti a alguns jogos, inclusive um Campeonato Brasileiro Juvenil no Clube Ipiranga (Blumenau) e vi que era um projeto viável. No ano seguinte, o então presidente da Federação Atlética Catarinense (FAC), Aloysio Oliveira, criou o Conselho Técnico de Basquetebol. Com isso, o Aluísio Dobes saiu e passaram a responsabilidade para mim. Assim, montei um grupo e toquei o barco. Em 1995, chegamos à conclusão de que já tínhamos uma estrutura iniciada, um corpo de trabalho formado, equipe de arbitragem e campeonatos realizados. Dessa forma, o Conselho decidiu que precisávamos de autonomia financeira, haja vista que as receitas iam para a FAC e ela nos repassava os valores destinados ao basquete. Era muito pouco. Enfrentamos dificuldades, inclusive estrutural. Chovia dentro da sede da Federação Atlética, onde não tínhamos mesa, cadeira, arquivo, nada. Aí propusemos a separação das entidades ligadas ao basquete e ao vôlei, fundando as Federações Catarinense de Basketball e a de Volleyball.

14

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

AMIZADE  Ao lado de José Queiroga Maciel, o parceiro que ajudou na revolução da modalidade em SC


DESENVOLVIMENTO DA FEDERAÇÃO Foi um crescimento gradativo até 2005, com percentuais muito pequenos de ano para ano. Por outro lado, fomos desenvolvendo a estruturação da entidade com a realização de campeonatos, inclusive brasileiros de base em Santa Catarina; montagem de equipe de trabalho e arbitragem; além dos nossos times participando de competições nacionais. Quando, em 2009, apareceu a TRIMANIA e nos fez uma proposta, abraçamos a causa e a partir daí passamos a ter vida útil, vida própria com sustentação financeira, um dinamismo muito grande e crescimento acentuado a cada ano. Com esta parceria, partimos de 20, 30 equipes para chegarmos a 210 agremiações, em todas as idades, jogando basquetebol. Fora isso, há ações sociais, inclusão através dos Núcleos Estudantis, a existência de sete Ligas Regionais, o que nos torna hoje uma referência nacional. Divulgação/FCB

ELAS  Fortalecimento do basquete feminino esteve sempre em pauta

15


 ENTREVISTA - OSCAR ARCHER Sidney Silva/EsporteSC/FCB

FILIADOS  Clubes e Ligas Regionais foram parceiros importantes ao longo dos anos

DIFICULDADES E CONQUISTAS Sempre houve dificuldades e intrigas, pois onde tem gente tem confusão, mas administrativamente diria que nunca a Federação passou por problemas tão graves que nada aqui não fosse resolvido. Tudo sempre se procurou resolver da melhor maneira, pois não é o Oscar sozinho quem faz a FCB. Há uma equipe montada aqui dentro, cada um no seu setor, com autonomia e responsabilidade para fazer seu trabalho em sete diferentes segmentos que terminam com o resultado de quadra. Esse é o grande triunfo, a grande vitória da entidade.

SOCIAL O nosso processo de assistência social é único no país. É pequeno, mas é único, pois não tem federação esportiva que desenvolva os dois lados para a sociedade: o esportivo e o social. Isso nós fazemos com bastante consistência e vamos nos tornar referência no Brasil. Temos o selo de assistência social do município e do governo federal. Com isso, podemos manter o vínculo com a TRIMANIA por muitos anos.

16

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

MILHARES ENVOLVIDOS COM O BASQUETE A equipe da Federação tem sete funcionários com carteira assinada, cada qual num setor diferente, além de seis diretores que marcam suas presenças, mas não ficam dentro da FCB. No Centro Dia da Pessoa Idosa, parte social a qual desenvolvemos, são 16 colaboradores desde motorista até o cuidador e o faxineiro. Temos um grupo de arbitragem com cerca de 150 profissionais que trabalham na quadra e por volta de 3500 atletas. Somando a outras pessoas, são em torno de cinco mil envolvidos diretamente com os jogos de basquete. Há ainda 1.200 crianças nos Núcleos Estudantis, mesmo sem envolvimento formal com a entidade, além de mais de 80 técnicos atuando no estado. Também é possível destacar nossos convênios com a Universidade Federal (UFSC), com o CEFID/UDESC, Penalty e outras fornecedoras, incluindo a divulgação através de revista trimestral. Isso é estupendo. O Brasil não conhece isso.


SC NO CENÁRIO NACIONAL

Carlos Pontalti/FCB

Sempre digo que quem não é visto, não é lembrado. Por muito tempo, batalhamos para que o basquetebol tivesse consistência, tanto na base quanto no nível adulto. Lutamos muito por isso. Entre as minhas exigências, em todos os momentos nos quais me relacionei com os clubes, houve a busca pela qualidade, pois tínhamos a certeza que atingiríamos quantidade. Ainda precisamos melhorar a qualidade do nosso basquetebol. Por outro lado, vejo como uma grande virtude o fato de Santa Catarina ter uma equipe no NBB, uma na Liga Ouro, duas no Campeonato Brasileiro e outra na LBF, a principal competição feminina. Sendo assim, estamos numa vitrine relativamente grande que muitos estados não conseguem estar. Podem até colocar três ou quatro representantes no NBB, mas esquecem do restante. O Rio de Janeiro tem Flamengo, Vasco e Botafogo, mas nos níveis abaixo esqueceram de tudo. O Rio Grande do Sul não tem nada, o Paraná tem duas ou três equipes, assim como Minas Gerais e fica nisso. Nós, em Santa Catarina, apostamos e investimos bastante com dinheiro vivo para essas agremiações se fazerem presentes e representarem o estado. Bem ou mal, têm que estar lá. Isso sempre foi uma meta a ser atingida pela FCB. Hoje, cobramos mais dos clubes, exigindo que, caso queiram participar das disputas nacionais, apresentem qualidade, pois ir porque receberam um dinheiro da Federação não vale a pena. Vejam o time feminino de Blumenau que, no ano passado, ficou em quatro lugar na LBF, e hoje tem uma equipe totalmente reforçada com jogadoras argentina, equatoriana e venezuelana. Joinville bem ou mal sempre está ali representando Santa Catarina, e Blumenau e Brusque seguem num segundo patamar. Agora, colocamos dois times (Brusque e Blackstar) numa competição nacional (Campeonato Brasileiro de Clubes). Participei da reunião na CBB, no Rio de Janeiro, onde sugeri a inclusão de outro catarinense (Blackstar) para fechar oito participantes na disputa. É mais uma novidade de Joinville, uma cidade que respira basquete. Eu tenho certeza que vão se dar bem, fazendo um bom campeonato. É preciso estar em cima para servirem como espelho à juventude que pratica o basquete em Santa Catarina, vendo a elite no próprio estado.

PRINCIPAL CONQUISTA

PARCEIROS  Esportistas renomados e empresários de sucesso são importantes aliados do basquete catarinense

Tracei uma meta: em 2019, quando eu fizer 69 anos, quero entregar a Federação consolidada, provida de tudo. Dizer ao meu sucessor para tocar a entidade por quatro anos, pois há condições financeiras, físicas e estruturais para desenvolver o mandato sem problemas. É isso que estou fazendo. Seja na vida acadêmica, no futebol ou no basquete sempre me cerquei de bons profissionais e quero ser lembrado não pelo que sou, mas por aquilo que deixei. Acho que deixei coisas boas.

17


 ENTREVISTA - OSCAR ARCHER Divulgação/FCB

CAPACITAÇÃO  FCB realizou cursos e clínicas com destaques do esporte como o ex-treinador das seleções argentina e brasileira, Rubén Magnano e o campeão do NBB, José Neto, em registro de 2012

FALTOU ALGO? O ser humano sempre é um pouquinho ambicioso, acha que nunca fez o suficiente. Disse à nova gestão que, se precisar da nossa experiência, estamos aí para ajudar. Porém, de sã consciência, quando pego os três livros lançados pela FCB, as revistas BasqueteSC, parece que estou tirando um grande peso dos meus ombros. Dever cumprido, final feliz.

FUTURO Minha mulher diz assim: quando terás tempo para ficar em casa? Estando lá, durmo e acordo o mais cedo possível, faço presença na Federação o tempo inteiro, mas tenho que me acostumar que não será mais assim. No entanto, diante das circunstâncias, me proponho vir a dar um suporte à nova gestão da FCB, ajudar sem ser o comandante do processo, atuando como coadjuvante naquilo que for preciso. Me disponho até para me ocupar porque ficar sem fazer nada não vale a pena. A saúde é boa quando você está ocupado. Sem ter o que fazer, ela se vai. Tenho coisas para cuidar em Florianópolis, Nova Trento ou na praia de Bombinhas. A família está bem, graças a Deus, eu e a mulher aposentados, então preciso curtir um pouco a vida.

18

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

BASQUETE BRASILEIRO Sou suspeito de falar da administração do basquete brasileiro, as quais convivi desde (Renato) Brito Cunha, que ocupou a função na CBB por três mandatos. Depois vieram o Grego (Gerasime Bozikis) e Carlos Nunes, que conseguiram deixar R$ 45 milhões em dívidas para a atual gestão pagar e fazer basquete sem ter um patrocinador principal ou estatal. Perderam tudo e perderam ainda grande parte da modalidade. A não realização de campeonatos brasileiros e o alijamento das federações de um processo estatutário, incluindo mais 20 situações, além das 27 entidades estaduais, para ter um colegiado para manipular, foram as piores coisas que a atual gestão fez. Hoje, o basquete está separado, com o domínio da Liga Nacional, porque a Confederação não soube fazer, aguentar e negociar, perdendo o prumo. As seleções brasileiras sem patrocínio e intercâmbio é um insucesso. Por isso não vejo luz no fim do túnel, até por que, com um governo que assume agora, o tempo disponível para ver como anda o país e depois abrir portas será para tudo menos ao esporte, pois na visão de muitos políticos se trata de uma perfumaria. Só se usa quando precisa. Hoje, o esporte foi parar em outro órgão governamental sem hegemonia, titularidade, órgão diretivo independente para gerar as coisas. Dito isso, vejo que a Confederação Brasileira não tem aporte suficiente para tocar essas questões e talvez acabe o mandato, em 2020, com problemas de natureza igual ou até pior, a não ser que uma empresa de grande porte venha a fazê-lo. O patrocínio anterior chegava a R$ 20 milhões, aquilo foi se diluindo até chegar a R$ 1 milhão. Assim não há quem toque uma CBB, obrigada a formar oito seleções para disputar Sul-Americano, Copa América, Mundiais, Olimpíadas. É uma pena, pois nós vivenciamos bons momentos e grandes glórias tempos atrás, tendo agora que comentar esses assuntos de uma maneira tão negativa. Dois anos dessa atual gestão já se passaram e não se viu nada, sequer tiraram as Certidões Negativas de Débito.


AGRADECIMENTOS Quero agradecer aos integrantes da Federação neste tempo todo que aí estamos, incluindo as pessoas que começaram comigo e ainda seguem na atividade. Também, em especial, aos clubes pelo grande diálogo e respeito. Mesmo em momentos de problemas com patrocinadores e poder público, sempre se fizeram presentes. Hoje, nós temos um colegiado, entre Ligas e clubes, de 46 entidades. Isso é grande e representa 208 equipes. Aqueles que, se um dia eu desgostei, me desculpem, mas o basquete cresceu, a instituição é forte e tenho certeza que quem vem aí para comandar a entidade dará a sustentação necessária. Imprensa, fornecedores, clubes, arbitragem, dirigentes, instituições de ensino federais, estaduais, CREF, Fesporte, Conselho Estadual de Desporto, Tribunal de Justiça Desportiva, os grandes parceiros nossos como a Penalty, Zanoello Troféus e Medalhas, Aramifício Blumenauense, Sport Mais Uniformes, venho a agradecê-los. Aqui não se faz só basquete, faz-se relacionamento comercial, institucional, educativo, de formação e relacionamento do basquete mais simples até o Master. Acho que Fundações Municipais de Esporte, Prefeituras municipais e governo do estado fazem parte de uma listagem desse contexto todo que só fez o basquete crescer cada vez mais.

Meu agradecimento a este povo que esteve conosco este tempo todo.

19


 ESPECIAL - EVOLUÇÃO FCB

DE 1995 A 2018

A EVOLUÇÃO DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL CATEGORIAS

20

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

2018

``

SUB 12 MAS.

12 EQUIPES

5 EQUIPES

8 EQUIPES

11 EQUIPES

15 EQUIPES

25 EQUIPES

24 EQUIPES

38 EQUIPES

``

SUB 12 FEM.

6 EQUIPES

8 EQUIPES

5 EQUIPES

10 EQUIPES

10 EQUIPES

20 EQUIPES

18 EQUIPES

25 EQUIPES

``

SUB 13 MAS.

4 EQUIPES

7 EQUIPES

8 EQUIPES

15 EQUIPES

17 EQUIPES

26 EQUIPES

23 EQUIPES

28 EQUIPES

``

SUB 13 FEM.

7 EQUIPES

7 EQUIPES

8 EQUIPES

10 EQUIPES

14 EQUIPES

21 EQUIPES

18 EQUIPES

18 EQUIPES

``

SUB 15 MAS.

13 EQUIPES

11 EQUIPES

10 EQUIPES

12 EQUIPES

14 EQUIPES

13 EQUIPES

23 EQUIPES

24 EQUIPES

``

SUB 15 FEM.

12 EQUIPES

13 EQUIPES

10 EQUIPES

9 EQUIPES

10 EQUIPES

9 EQUIPES

15 EQUIPES

19 EQUIPES

``

SUB 17 MAS.

14 EQUIPES

13 EQUIPES

13 EQUIPES

12 EQUIPES

8 EQUIPES

8 EQUIPES

15 EQUIPES

14 EQUIPES

``

SUB 17 FEM.

10 EQUIPES

7 EQUIPES

9 EQUIPES

11 EQUIPES

7 EQUIPES

8 EQUIPES

8 EQUIPES

9 EQUIPES

``

SUB 19 MAS.

7 EQUIPES

6 EQUIPES

7 EQUIPES

4 EQUIPES

5 EQUIPES

6 EQUIPES

7 EQUIPES

13 EQUIPES

``

SUB 19 FEM.

6 EQUIPES

0 EQUIPES

0 EQUIPES

0 EQUIPES

4 EQUIPES

0 EQUIPES

4 EQUIPES

6 EQUIPES

``

Adulto MAS.

5 EQUIPES

5 EQUIPES

5 EQUIPES

10 EQUIPES

11 EQUIPES

13 EQUIPES

14 EQUIPES

14 EQUIPES

``

Adulto FEM.

4 EQUIPES

3 EQUIPES

3 EQUIPES

8 EQUIPES

11 EQUIPES

9 EQUIPES

8 EQUIPES

10 EQUIPES

``

Master MAS.

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

11 EQUIPES

``

Master FEM.

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

EQUIPES

2 EQUIPES

``

Total

100 EQUIPES

85 EQUIPES

86 EQUIPES

112 EQUIPES

126 EQUIPES

TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL

-15

+1

+26

+14

+32

+19

+54

``

-15,00%

1,18%

30,23%

12,50%

25,40%

12,03%

30,51%

``

TAXA DE CRESCIMENTO ACUMULADO DE 2011 À 2018

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

158 EQUIPES 177 EQUIPES 231 EQUIPES

131,0%


Adriano Krischke/FCB

REVITALIZAÇÕES  Mais de 20 obras em quadras e ginásios de Santa Catarina

21


 ESPECIAL - EVOLUÇÃO FCB

Adriano Krischke/FCB

DE 8 A 80  FCB investe no basquete desde o sub-12 até a categoria Master

Lucas Inácio/FCB

ZELO  Além de desenvolver o esporte em quadra, entidade oferece equipamentos, uniformes e até alimentação a crianças e adulto

22

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


R$ 12 MILHÕES EM INVESTIMENTOS `` Patrimônio Adquirido em Imóveis (1995 a 2018)

R$ 2,3 milhões `` Revitalizações Realizadas (1995 a 2018) - R$ 900 mil `` Repasses a Clubes (2014 a 2018) - R$ 5,8 milhões `` Materiais Esportivos Repassados aos Clubes (2014 a 2018) - R$ 557,5 mil `` Doações de Bolas a Clubes (2014 a 2018) - R$ 376 mil `` Repasses aos Núcleos Estudantis de Basquete TRIMANIA/FCB (2014 a 2018) - R$ 436 mil `` Repasses de Materiais aos Núcleos Estudantis de Basquete TRIMANIA/FCB (2014 a 2018) - R$ 376 mil `` Repasses de Recursos às Ligas Regionais (2014 a 2018) - R$ 1,3 milhão `` Materiais Doados às Ligas Regionais (2014 a 2018) R$ 192 mil `` Materiais Repassados às Ligas Regionais (2014 a 2018) - R$ 90 mil

REVITALIZAÇÕES

EVOLUÇÃO 2015 A 2018 - BASQUETE PARA O AMANHÃ CATEGORIAS

2015

2016

2017

2018

``

SUB 12 MAS.

15 EQUIPES

25 EQUIPES

24 EQUIPES

38 EQUIPES

``

SUB 12 FEM.

10 EQUIPES

20 EQUIPES

18 EQUIPES

25 EQUIPES

``

SUB 13 MAS.

17 EQUIPES

26 EQUIPES

23 EQUIPES

28 EQUIPES

``

SUB 13 FEM.

14 EQUIPES

21 EQUIPES

18 EQUIPES

18 EQUIPES

``

SUB 15 MAS.

14 EQUIPES

13 EQUIPES

23 EQUIPES

24 EQUIPES

``

SUB 15 FEM.

10 EQUIPES

9 EQUIPES

15 EQUIPES

19 EQUIPES

``

Total

80 EQUIPES

``

CRESCIMENTO ANUAL

``

TAXA DE CRESCIMENTO ACUMULADO DE 2015 À 2018

114 EQUIPES 121 EQUIPES 152 EQUIPES +34

+7

+31

42,50%

6,14%

25,6% 90%

Divulgação/FCB

`` Centro Educacional Municipal Vereador Santa

(Balneário Camboriú) `` Ginásio Municipal Nazareno Cândido (Palhoça) `` Centro de Desportos da UFSC (Florianópolis) `` CEFID/UDESC (Florianópolis) `` Clube 12 de Agosto (Florianópolis) `` Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico

(Florianópolis) `` AFESC (Florianópolis) `` ADIEE (Florianópolis) `` Centro Dia da Pessoa Idosa (Florianópolis) `` Escola Básica Rubens João de Souza (Penha) `` Ginásio José Lídio da Costa (Penha) `` Sociedade Ginástica de Joinville (Joinville) `` SER Ipiranga (Blumenau) `` Arena Multiuso Brusque (Brusque) `` EEEB Osvaldo Cabral (São José) `` CEM Antônio Francisco Machado (São José) `` Ginásio Municipal Inácio Gulini (Nova Trento) `` Sociedade Recreativa Humaitá (Nova Trento) `` Ginásio de Esportes São Francisco de Assis (Xaxim) `` Ginásio Municipal de Videira (Videira) `` Ginásio da Polícia Militar de Chapecó (Chapecó) `` Ginásio Ivo Silveira (Concórdia) `` Ginásio FUCAP (Capivari de Baixo) `` Arena Jaraguá (Jaraguá do Sul)

DESENVOLVIMENTO  Clubes recebem bolas e materiais para desenvolverem o esporte em todos os cantos de Santa Catarina

23


CENÁRIO NACIONAL Divulgação/NBB

SANTA CATARINA TEM CINCO TIMES NAS PRINCIPAIS COMPETIÇÕES DO BRASIL 24

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


BLUMENAU, BRUSQUE E JOINVILLE NA VITRINE DO BASQUETE NACIONAL EM 2019

A

atual temporada é, sem dúvidas, histórica para os catarinenses. Tanto no masculino, quanto no feminino, há participantes nos maiores campeonatos da modalidade no país. Os tradicionais times de Blumenau (masculino e feminino), AABJ/Joinville e Brusque ganham um novo companheiro para defender as cores do estado no cenário nacional, o Blackstar/Joinville. Com tal incremento, são cinco agremiações espalhadas pelo NBB, LBF, Liga Ouro e Campeonato Brasileiro de Clubes, este recém-criado pela CBB. “Vejo como uma grande virtude o fato de Santa Catarina ter uma equipe no NBB, uma na Liga Ouro, duas no Campeonato Brasileiro e outra na LBF, a principal competição feminina. Sendo assim, estamos numa vitrine relativamente grande que muitos estados não conseguem estar”, avalia o presidente da FCB, Oscar Archer, ainda recordando a luta constante para o desenOSCAR ARCHER, EX-PRESIvolvimento DENTE DA FCB da qualidade entre os times do estado. “Por muito tempo, batalhamos para que o basquetebol tivesse consistência, tanto na base quanto no nível adulto. Lutamos muito por isso”, salienta o dirigente. Com exceção do NBB 11, cujo início ocorreu em outubro, as demais competições começam entre fevereiro e março, seguindo até meados de 2019. Em todas elas, há confrontos diante da totalidade dos participantes e posterior disputa de playoffs aos mais bem classificados. Dessa forma, além de movimentar toda uma cadeia produtiva, há o intercâmbio por meio de partidas contra adversários de diferentes estados e escolas.

Por muito tempo, batalhamos para que o basquetebol tivesse consistência, tanto na base quanto no nível adulto

Vitor Bett/Basquete Feminino de Blumenau

FOCO  Meta é ficar entre os três primeiros do país

LIGA DE BASQUETE FEMININO (LBF)

O

quarto lugar no ano passado não acomodou o time de Blumenau. Comandadas pelo experiente treinador João Camargo Neto, as meninas catarinenses seguem como as únicas representantes do sul do país na elite do basquete nacional. Para continuaram fazendo bonito, recebem as companhias de três atletas estrangeiras: uma da Argentina, uma do Equador e outra da Venezuela. “A expectativa é tentar manter o desempenho da Liga passada e obter, no mínimo, a mesma colocação em 2019”, destacou o presidente da equipe blumenauense, Péricles Romero Espíndola, em comunicado divulgado no mês de novembro. A tarefa não será simples, haja vista que a competição terá 10 participantes, um a mais em relação ao ano anterior. “Neste ano, acredito que a competição será bem mais disputada e difícil, já que algumas equipes se reforçaram sobremaneira. Mas isso nos serve de motivação. Faremos um trabalho bem forte e qualificado com o objetivo de extrair o melhor de cada atleta”, indica o treinador Camargo. Além das catarinenses, a disputa ainda tem seis paulistas, um carioca e dois representantes do Nordeste: um do Maranhão e outro de Pernambuco.

25


CENÁRIO NACIONAL

EQUIPE DE BLUMENAU

Sidnei Batista/Apab/FCB

NA DIVISÃO DE ACESSO

P

ela terceira vez seguida, Blumenau participará da divisão de acesso do basquete brasileiro. Se anteriormente teve as companhias de Brusque (2017 e 2018) e de Joinville (2017), neste ano será o único representante do estado na Liga Ouro. A meta, segundo o treinador e presidente, Sérgio Corrêa, é vencer a competição e, por consequência, ascender à elite. “Conseguimos renovar com todo o grupo bicampeão do estado e sul-brasileiro. A gente está com a expectativa de fazer uma ótima Liga Ouro para tentar o acesso ao NBB. Esse é o nosso objetivo”, declara Serjão. Para conquistar o sonho, ele terá sete adversários, incluindo o recém-criado time do São Paulo Futebol Clube. O tricolor busca manter a hegemonia dos clubes de camisa na competição já que, nas edições anteriores, os campeões foram o Botafogo (2017) e o Corinthians (2018). Os demais integrantes da Liga Ouro pertencem aos estados do Paraná, Paraíba, São Paulo, além do Distrito Federal. Sidnei Batista/Apab/FCB

BLUMENAU  Objetivo é o NBB

26

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

BRUSQUE  Força e tradição em quadra

CAMPEONATO BRASILEIRO DE CLUBES

A

principal notícia de 2019 fica por conta da criação do Campeonato Brasileiro de Clubes, organizado pela CBB. A entidade nacional perdera espaço com o surgimento do NBB, mas retoma o projeto de difundir o esporte pelo Brasil. Nos mesmos moldes da Liga Ouro, a recém-lançada competição surge como uma segunda força do basquete nacional e, logicamente, Santa Catarina não poderia ficar de fora. São dois clubes do estado na disputa: o tradicional Brusque e a novidade Joinville/Blackstar, 3º e 4º colocados do último Campeonato Catarinense. A entrada do quinto representante no âmbito nacional é motivo de celebração em todo o cenário da modalidade, até mesmo para rivais históricos dentro de quadra. “Tirando a Federação Paulista, até por razões históricas e de tradição do basquete de lá, não tem outra federação no Brasil que tenha esse número de equipes participando em quatro competições diferentes. A força do basquete catarinense é resultado do trabalho do Seu Oscar nesses anos todos”, frisa Sérgio Carneiro, de Blumenau. Além dos joinvilenses e brusquenses, o Campeonato Brasileiro conta com quatro times de São Paulo e outros dois do Paraná. “A expectativa é a melhor possível, pois a tendência é de um campeonato forte. Este vai ajudar bastante aos clubes de tradição, que seguem fazendo basquete pois, com a competição, poderemos planejar e contratar os jogadores para a temporada completa”, celebra o dirigente de Brusque, Zurico Frota, que nos dois últimos anos participou da Liga Ouro. A disputa ainda serve como forma de movimentar o esporte por todo o ano, já que o calendário inclui Taça FCB, Copa SC, Estadual Adulto e Jogos Abertos. Dessa forma, são compromissos aos integrantes do quadro nacional durante quase 10 meses de 2019.


CAMPEONATO BRASILEIRO MASCULINO DE CLUBES

Fotos: Divulgação/FCB

Equipes: 8 participantes `` Brusque Basquete (SC)

`` Blackstar Basquete (SC) `` AB Araraquara (SP) `` Cravinhos Basketball (SP) `` Novo Basquete Ponta Grossa (PR) `` São José dos Pinhais (PR) `` Liga Sorocabana de Basquete (SP) `` Unifae/São João da Boa Vista (SP) `` Início: 9 de março

Início: 13 de fevereiro

DUPLA  Brusque e Blackstar representam SC

LIGA DE BASQUETE FEMININO (LBF)

Equipes: 10 participantes

`` Basquete Feminino Blumenau (SC) `` Instituto Brazolin/São Bernardo/Unip (SP) `` Ituano (SP) `` LSB RJ/ Sodiê Doces (RJ) `` Pró-Esporte/Sorocaba (SP) `` Recife Uninassau (PE) `` Sampaio Basquete (MA) `` Santo André/Apaba (SP) `` SESI Araraquara (SP) `` Vera Cruz Campinas (SP)

Início: 8 de março

EXPERIÊNCIA  Camargo continua à frente das meninas de Blumenau

NOVO BASQUETE BRASIL (NBB 2018/2019)

Equipes: 14 participantes Joinville (SC) Bauru Basket (SP) `` Botafogo (RJ) `` Basquete Cearense (CE) `` Brasília (DF) `` Corinthians (SP) `` Flamengo (RJ) `` Sesi Franca (SP) `` Minas Tênis Clube (MG) `` Mogi das Cruzes (SP) `` Paulistano (SP) `` Pinheiros (SP) `` São José (SP) `` Vasco da Gama (RJ) `` ``

Início: 13 de outubro de 2018

CAMPEÃO  Joinvilense Felipe Vezaro venceu Torneio de 3 Pontos do Jogo das Estrelas

27


CENÁRIO NACIONAL - ENTREVISTA COM RODRIGO LIMA / BLACKSTAR

BLACKSTAR:

Sidnei Batista/FCB

DE GRATA SURPRESA, AO CENÁRIO NACIONAL

Q

uando começou o Campeonato Catarinense de Basquete 2018, poucos apostavam em dois times de Joinville no quadrangular final. A maior expectativa era pela presença da AABJ, o que se confirmou. No entanto, juntou-se aos tradicionais Brusque e Blumenau, outro representante da cidade: o Blackstar, terminando a disputa na terceira posição. Após dois anos apenas no cenário estadual adulto, a equipe tem o novo desafio de integrar o Campeonato Brasileiro de Clubes. A aposta conta com o apoio da FCB. “É mais uma novidade de Joinville, uma cidade que respira basquete. Eu tenho certeza que vão se dar bem, fazendo um bom papel”, salienta o presidente da Federação Catarinense de Basketball, Oscar Archer. Os novos desafios começam em março, mas são cada vez mais ousados. “Nossa diretoria traçou uma meta de disputar o NBB na temporada 2021/2022”, projeta o presidente do clube, Rodrigo Lima. É ele quem conta à BasqueteSC sobre a trajetória de sua equipe, os planos, preparativos e até sobre a “rivalidade” com a tradicional AABJ/Joinville.

EVOLUÇÃO  Blackstar subiu degraus em Santa Catarina e agora estreia em âmbito nacional

Lucas Alvarez/Esporte Joinville/FCB

BASQUETESC: Como foi a evolução do clube até atingir o novo

patamar no cenário do basquete? RODRIGO LIMA: O Blackstar começou com uma equipe adulta que disputava competições amadoras na região norte catarinense. Com o passar dos anos, o projeto começou a ganhar corpo quando, nos últimos quatro anos, tivemos resultados

28

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

RIVALIDADE  Blackstar e AABJ são Joinville no basquete brasileiro


PRINCIPAIS JOGADORES JOÃO BACKTOALD, FABIANO JUVENCIO, DAVID BRITTO, RENAN RIBEIRO, RAPHAEL FIGUEIREDO, LEANDRO SILVA, ANDREY KOHLS, ANDERSON LOTTER, LUCAS DIAZ, FELIPE RECH, TIAGO VALENTIM

DIREÇÃO `` Presidente - RODRIGO LIMA

`` Vice-presidente - RICHARD EWALD

REDES SOCIAIS

positivos, bem satisfatórios, dentro e fora de quadra. Em 2015 e 2016, debutamos no cenário estadual com dois pódios na categoria feminino adulto. Em 2017, nos sagramos campeões estaduais Master e debutamos no Estadual Masculino Adulto, terminando na quinta colocação já no nosso primeiro ano. Em 2018, iniciamos com todas as categorias de base, o que significou uma grande conquista para nossa instituição. Ainda em 2018, nos sagramos vice-campeões estaduais Master. Além da terceira colocação no Estadual Masculino Adulto de 2018, começamos a dar nossos primeiros passos em competições nacionais, disputando a Copa Brasil Sul. Essa experiência adquirida, o know how de nossos coordenadores e aquisição de patrocinadores másters fez com que pudéssemos, em 2019, alçar voos maiores e atingir um novo patamar. BASQUETESC: Como o Blackstar se preparou para ser a quinta equipe de Santa Catarina no cenário brasileiro? RODRIGO LIMA: Estamos nos preparando nos últimos dois anos para que pudéssemos dar esse salto assertivamente. Em 2018, potencializamos bastante nossa estrutura e o quadro de colaboradores. Nosso planejamento estratégico é seguido à risca e auditado mensalmente. No ano de 2019, investimos em coordenadores que possam dar continuidade a projetos paralelos a fim de que possamos estar inovando com frequência sem nos acomodar ou dar espaço para os concorrentes. BASQUETESC: Onde e como o time pretende chegar nos próximos anos? RODRIGO LIMA: Nos últimos quatro anos, todas as metas traçadas foram atingidas e neste ano estamos entrando em um território novo. Tivemos uma primeira transição do amador para o profissional estadual e agora vamos nos deparar com a transição do profissional estadual para o profissional nacional. Trabalhamos de uma forma muito pés no chão, medindo muito bem os passos para que não tenhamos que recuar. Nossa diretoria traçou uma meta de disputar o NBB, primeira divisão, na temporada 2021/2022. Temos alguns projetos tramitando em Brasília que podem facilitar e acelerar esse próximo passo. Em paralelo, estamos potencializando nossas categorias de base para que futuramente possamos colher bons frutos. BASQUETESC: Há rivalidade entre Blackstar e AABJ/Joinville? RODRIGO LIMA: A AABJ possui um projeto duradouro e consolidado, o qual respeitamos, e algumas vezes aprendemos muito. Existe um respeito muito grande da nossa parte com relação a esse projeto. Joinville é a maior cidade do estado, com espaço para todos. Temos uma relação amistosa com a instituição e acreditamos que, com o crescimento de nosso projeto, comecemos a ter uma rivalidade sadia dentro de quadra, uma vez que iremos nos enfrentar em um número maior de competições com o passar dos anos. BASQUETESC: Qual será a estrutura da equipe para a disputa nacional em 2019? RODRIGO LIMA: Conseguimos a manutenção de toda a equipe de 2018, incluindo atletas importantes na última temporada, como Felipe Rech, Tiago Valentim, Leandro Silva (último cestinha do Estadual) e a aquisição de mais dois atletas com bastante experiência a nível nacional: Raphael Figueiredo e David Brito. Encorpamos nossa equipe técnica, que ainda continua sobre os cuidados de Rodrigo Lima e Rodrigo Ribeiro, porém agora com Carlos Henrique "Olívia" como Head Coach. A seriedade e credibilidade do projeto e dos colaboradores que nele trabalham, fez com que colhêssemos tudo o que havia sido plantado nos últimos dois anos. Trabalhamos com metas com alguns dos nossos patrocinadores. Apresentamos objetivos audaciosos e os cumprimos, facilitando, assim, uma renovação de cotas potencializadas para essa temporada. Temos um trabalho auto- sustentável, pois trabalhamos com outros produtos que nos geram renda. Sabemos que enfrentaremos equipes renomadas e de longa data no cenário nacional, as quais possuem entradas financeiras robustas e diferentes das nossas. Entretanto, assim como aconteceu no Estadual nos últimos anos, acreditamos que, com um bom trabalho de bastidores, possamos nos igualar e medir forças dentro de quadra com essas equipes.

29


NOVA GESTÃO Adriano Krischke/FCB

FÁBIO DESCHAMPS É ELEITO O NOVO PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL 30

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


ESCOLHA DO NOVO DIRIGENTE ACONTECEU DE FORMA UNÂNIME POR CLUBES E LIGAS REGIONAIS DURANTE ASSEMBLEIA

O

CARA NOVA  Ex-diretor jurídico assume o comando da FCB

final de uma era e o início de outra começou a ser escrito em 20 de fevereiro, quando o advogado Fábio Deschamps e o técnico e presidente da APAB/Blumenau, Sérgio Corrêa Carneiro, foram eleitos presidente e vice da Federação Catarinense de Basketball. Ambos terão a missão de suceder o professor Oscar Archer, comandante deste esporte no estado desde 1989 e fundador da FCB em 1995. A eleição aconteceu em Florianópolis, numa tarde que reuniu clubes filiados e Ligas Regionais, além de imprensa, autoridades e representantes do Tribunal de Justiça Desportiva para a prestação de contas do exercício de 2018, Reunião Técnica e Assembleia Geral. O mandato; cujo início está marcado para 14 de março, data da cerimônia de posse; valerá por quatro anos (2019-2023). Será o primeiro período sem a presidência de Oscar Archer. Ex-professor da UFSC, ele ajudou na criação da FCB, em 1995, mas desde 1989 está à frente da modalidade no estado. Em sua mensagem de agradecimento, reconheceu dirigentes e funcionários presentes, destacando a participação de todos no sucesso da Federação Catarinense de Basketball em nível nacional. “Eu acho que hoje nós somos os melhores. O que fazemos em Santa Catarina não existe no Brasil e isso é uma conquista de todos nós aqui presentes, obrigado a todos por fazerem parte disso”, frisou. A missão de substituir o atual comandante da modalidade é o desafio da nova gestão, sem esquecer de implantar os próprios métodos. Para isso, a experiência de Serjão à frente do basquete blumenauense agora vai expandir os horizontes. “A FCB é a maior federação do Brasil em termos de organização e recursos. Estamos ansiosos para colocar novas ideias em prática, dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito com muita qualidade e vamos tentar melhorar, se é que é possível”, projetou o futuro vice-presidente da entidade. Já Fábio Deschamps elencou uma série de inovações que pretende desenvolver em seu mandato, em especial nas áreas de comunicação e no suporte ao basquete 3x3. O futuro presidente ainda citou as atuais bandeiras que serão fortalecidas nos próximos quatro anos, como o foco na assistência social. “A Federação tem uma parte muito importante dela que é a social. Hoje, temos o Centro Dia da Pessoa Idosa e já estamos trabalhando em dois novos projetos em Florianópolis. No momento, é a nossa prioridade e não podemos deixar em hipótese alguma atuar no campo social que é o mote da nossa parceria com a TRIMANIA. E a ideia é ampliar esse trabalho da FCB Social para outros lugares do estado, por isso pedimos a os clubes que enviem projetos e trabalhem conosco para que possamos aumentar esse projeto”, destacou Deschamps.

31


NOVA GESTÃO Divulgação/FCB

LIVRO APRESENTA ATIVIDADES DA FCB ENTRE 2014 E 2018

A

lém da escolha, por unanimidade, dos novos gestores, a data ficou marcada pelo lançamento oficial do livro 100 Anos em Santa Catarina – Da Bola ao Cesto ao Basketball – Volume II, o terceiro do autor Luiz Augusto Tridapalli Archer sobre a modalidade no estado. A publicação completa uma trilogia e conta com imagens e relatos das principais atividades da FCB entre os anos de 2014 e 2018, fotos dos Campeonatos Estaduais no período (do Sub-12 ao Master), projetos sociais promovidos, como o Centro Dia da Pessoa Idosa e os Núcleos de Basquete, revitalizações, capacitações, reuniões, entre outras atividades realizadas ao longo do último mandato do presidente Oscar Archer. O lançamento completa os dois livros do autor. O primeiro deles foi Basquetebol em Santa Catarina – 95 Anos de História (2010), com textos e relatos desde a formação da modalidade, em 1914, até 2009. No segundo, 100 Anos em Santa Catarina – Da Bola ao Cesto ao Basketball – Volume I (2014), Luiz Augusto Tridapalli Archer traz fotos, logotipos, recortes de jornais e outras imagens do primeiro século do basquete em SC até o ano de lançamento.

ATENÇÃO ESPECIAL ÀS

REGISTRO  Livro resgata história do basquete catarinense nos últimos anos

Lucas Inácio/FCB

LIGAS REGIONAIS

N

a véspera da Assembleia Geral, dirigentes das Ligas Regionais estiveram reunidos com o presidente da FCB, Oscar Archer, e o futuro gestor da entidade, Fábio Deschamps, para tratarem do calendário de atividades referente a 2019. Na ocasião, ficou definida a alteração do Campeonato Estadual Sub-12, que voltará a ser organizada pela entidade desde seu início, diferente da última temporada em que as Ligas Regionais organizaram a primeira fase. Além disso, a categoria será vinculada ao Sub-13, sendo obrigatória a participação das equipes inscritas em ambos os torneios, os quais terão a mesma configuração. Assim, os confrontos entre dois times serão realizados em rodadas duplas, otimizando recursos, facilitando o deslocamento e integrando ambos os elencos. Também foram estabelecidos detalhes sobre a Clínica de Padronização de Arbitragem, a ser realizada em Florianópolis nos dias 15 e 16 de março. Lá, serão feitos os testes de árbitros e oficiais de mesa (vinculados às Ligas Regionais). Os aprovados estarão aptos a atuar em competições estaduais, incluindo os iniciantes formados nos cursos de iniciação de 2018. Atualmente, há sete Ligas Regionais filiadas à Federação: LNB (Joinville), LOCAB (Chapecó), LSCB (Criciúma), LMB (Florianópolis), LIBAVI (Itajaí), LSB (Lages) e LIVEBA (Blumenau).

32

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

DESCENTRALIZAÇÃO  Ligas terão mudanças na organização do sub-12 neste ano


Fotos: Adriano Krischke/FCB

DIRETORIA ELEITA  Nova gestão comanda o basquete em Santa Catarina de 2019 a 2023

PERFIL FÁBIO DESCHAMPS FÁBIO DESCHAMPS TEM 41 ANOS E É ADVOGADO DA CELESC HÁ 11 ANOS. JOGOU BASQUETE EM SUA INFÂNCIA, ATUA COMO REPRESENTANTE DE ARBITRAGEM HÁ 18 ANOS E É ASSESSOR JURÍDICO DA FCB HÁ NOVE.

PERFIL SÉRGIO CARNEIRO (SERJÃO) CARIOCA, DE 52 ANOS, SERJÃO É O TÉCNICO ATUALMENTE BICAMPEÃO ESTADUAL ADULTO MASCULINO COM A APAB/BLUMENAU, CLUBE O QUAL É PRESIDENTE HÁ 15 ANOS. INICIOU NA MODALIDADE AOS 12 ANOS E DESDE OS 20 FAZ PARTE DO BASQUETE DE SANTA CATARINA. ATUOU DURANTE DUAS DÉCADAS COMO TÉCNICO, TANTO NO ADULTO QUANTO NA BASE, INCLUINDO UMA PARTICIPAÇÃO NA SELEÇÃO BRASILEIRA DE BASE DURANTE CINCO TEMPORADAS. TRANSPARÊNCIA  Filiados da FCB receberam amplo relatório com as contas da FCB durante Assembleia Geral

33


 SOCIAL Lucas Inácio/FCB

FCB AMPLIA AÇÕES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL 34

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


RECURSOS FORAM REPASSADOS A 42 INSTITUIÇÕES FILANTRÓPICAS EM 2018

O

SOCIAL  Novo braço da Federação atende centenas de pessoas em Santa Catarina

trabalho de assistência social praticado pela Federação Catarinense de Basketball ampliou sua atuação nos últimos dias de 2018. Em dezembro, houve repasses financeiros de até R$ 10 mil para 20 entidades dos municípios de Florianópolis, Lages, Tubarão, Criciúma, Palhoça, São José e Antônio Carlos. Este foi o terceiro evento do gênero realizado desde maio, totalizando 42 instituições filantrópicas beneficiadas. As demais foram contempladas em evento de dia das mães e, no mês de outubro, após a inauguração do Centro Dia da Pessoa Idosa, local onde os novos agraciados estiveram em mais uma etapa do FCB Social. Lá, eles conheceram parte das atividades desenvolvidas pela Federação no âmbito social, projeto implantado de forma efetiva a partir de 2018 por meio da alteração estatutária promovida, que culminou na criação do novo braço da entidade. “Estamos em um processo de adaptação na assistência social. É diferente da nossa realidade do esporte, mas foi a forma que encontramos para atender esta área de forma efetiva. O Centro Dia foi a ideia que nasceu, é um modelo novo no país e já está sendo copiado. Dessa forma, a FCB busca alcançar, no ramo social, o nível de excelência que temos no basquete, do sub-12 ao adulto, do alto rendimento ao basquete escolar”, destacou o presidente Oscar Archer. Além de sediar eventos com instituições filantrópicas, o local já apresenta novidades para 2019. Desde janeiro, os idosos podem praticar a terapia ocupacional. As dinâmicas formatadas pela terapeuta Pâmela Almeida auxiliam no desenvolvimento da memória e na integração social entre os participantes. “As atividades são voltadas para que eles se sintam mais independentes e autônomos aqui e em seu ambiente familiar. Queremos que esse seja um espaço de interação entre eles, e esse é o momento para termos essa visão ampla onde buscamos soluções para a reabilitação de cada um”, explicou a responsável pelo setor. Localizado no Parque Municipal do Córrego Grande, em Florianópolis, o Centro Dia da Pessoa Idosa é fruto de parceria com a prefeitura e apoio da TRIMANIA. Nele, estão presentes diversos profissionais: nutricionista, psicóloga, educador físico, assistente social, além dos cuidadores que acompanham as pessoas atendidas ao longo de todo o dia.

35


 SOCIAL Adriano Krischke/FCB

ENTIDADES CONTEMPLADAS EM DEZEMBRO DE 2018 `` CASA LAR LUZ DO CAMINHO / Florianópolis (Arteterapia). `` ASSOCIAÇÃO GERAÇÃO DA COMUNIDADE CHICO MEN-

DES / Florianópolis (Geração da Chico).

`` LAR FABIANO DE CRISTO - CASA DE ARNALDO SÃO

THIAGO / Florianópolis (Cultivando Saberes e Sabores).

`` SOCIEDADE ESPIRITA OBREIROS DA VIDA ETERNA /

Florianópolis (Compra de Materiais para Reforma da Lavanderia da Instituição). `` ASILO IRMÃO JOAQUIM / Florianópolis (Arteterapia para os idosos e idosas residentes). `` CENTRO CULTURAL ESCRAVA ANASTÁCIA / Florianópolis (Caminho do Graffiti). `` ASSOCIAÇÃO CAMINHOS PARA A VIDA / Florianópolis (O meio Ambiente como Palco para a Educação Física). `` CONSELHO DOS MORADORES DO SACO GRANDE / Florianópolis (Reforma Projeto Renascer). `` ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA AMIGOS DE JESUS / Florianópolis (Não Deixe Esta Luz se Apagar - Instalação de Nova Rede Elétrica). `` ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS DE FLORIANÓPOLIS / Florianópolis (A Musicoterapia como Recurso Terapêutico para o Desenvolvimento Global das Pessoas com Deficiência Intelectual Atendidas na APAE de Florianópolis). `` ASSOCIAÇÃO EVANGÉLICA BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL / Florianópolis (Arte e Cultura por Meio da Dança). `` SOCIEDADE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, EDUCACIONAL E DE APOIO AOS DESAMPARADOS / Lages (Aquisição de veículo). `` AÇÃO SOCIAL SALTO DO MAROÍM - CEI FREI ANTÔNIO / São José (Adaptar para Transformar: Acessibilidade um Direito de Todos). `` ASSOCIAÇÃO VIDA E ARTE / Tubarão (Mala Mágica Musical). `` ASSOCIAÇÃO AMIGO DOWN / São José (Ser um amigo Down - Espaço de vivência diária). `` CRECHE E ORFANATO VINDE A MIM AS CRIANCINHAS / São José (Melhoria do Refeitório). `` ASSOCIAÇÃO ESPÍRITA TEREZA DE JESUS- LAR DOS VELHINHOS DE ZULMA / São José (Climatização). `` ASSOCIAÇÃO VIDA NUEVA / Palhoça (Capacitação e atividade técnico-profissionalizante). `` ASSOCIAÇÃO JOÃO PAULO II / Palhoça (Esporte na Comunidade Praia). `` ASSOCIAÇÃO PRO-BREJARU / Palhoça (Ginga na Comunidade).

36

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

Adriano Krischke/FCB


ENTIDADES CONTEMPLADAS EM OUTUBRO DE 2018 `` AÇÃO SOCIAL MISSÃO (Semear). `` ASSOC. AÇÕES SOCIAIS AMIGOS SOLIDÁRIOS (Nadando

com ASAS). `` ASSOC. CATARINENSE PARA INTEGRAÇÃO DO CEGO (Ensinar Brincando). `` ASSOC. EVANGÉLICA BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (Esporte para a Vida). `` ASSOC. FLORIANOPOLITANA DE DEFICIENTES FÍSICOS (Reabilitando através do basquete em cadeira de rodas). `` CASA DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO MORRO DO MOCOTÓ (Jogos cooperativos e brincadeiras). `` CENTRO DE INTEGRAÇÃO FAMILIAR (Arte e Inspiração). `` INSTITUIÇÃO DE CARIDADE E APOIO AO DESAMPARADO (Melhorias). `` OBRAS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DOM ORIONE DE CAPOEIRAS (Esportes e Atividades Recreativas para a Cidadania). `` SOCIEDADE ESPÍRITA DE RECUPERAÇÃO, TRABALHO E EDUCAÇÃO (Idosos em Movimento – Vivendo com Qualidade.

ENTIDADES CONTEMPLADAS EM MAIO DE 2018 `` CENTRO DE APOIO AO PACIENTE COM CÂNCER

(Florianópolis).

`` ORGANIZAÇÃO DO BEM-ANIMAL (Florianópolis). `` LAR NOSSA SENHORA DO CARMO (Florianópolis). `` ACAM (Florianópolis). `` ASSOCIAÇÃO AMIGO DOWN (São José). `` CASA DE ACOLHIMENTO A.M.A.R. (São José). `` AMIGOS E PROTETORES DOS ANIMAIS DE PALHOÇA –

CONTEMPLADOS  Crianças, adultos, idosos e pets integram lista dos beneficiados

APRAP (Palhoça). `` PROJETO DORCAS (Palhoça). `` LAR DO SEU DOCA (Biguaçu). `` LAR DO MENINO DEUS (Lages). `` ASS. DE ATENDIMENTO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE – COMBEMTU (Tubarão). `` CASA GUIDO (Criciúma).

37


 HOMENAGEM Carlos Pontalti/FCB

BENEMÉRITOS E MELHORES DO ANO ENCERRAM TEMPORADA 2018 38

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


EVENTO NA CAPITAL CELEBROU PRESENTE E PASSADO DO BASQUETE EM SANTA CATARINA

R

FESTA  Evento reuniu centenas de amantes do basquete na Capital

econhecimento e gratidão foram duas palavras amplamente proferidas na solenidade de encerramento dos trabalhos da Federação Catarinense de Basketball em 2018, realizada em dezembro na Capital. O tradicional evento premiou os melhores do ano e imortalizou 20 novos beneméritos, atingindo a relevante marca de 100 homenageados desde 2014. A noite festiva contou com as participações de atletas, técnicos, dirigentes, parceiros, autoridades e familiares, além da presença marcante de Magic Paula, apoiadora da modalidade no estado. "Contemplar os atletas do passado como beneméritos e relembrar sua história é o dever da Federação. Na quinta edição dessa homenagem, chegamos ao número de 100 pessoas do esporte catarinense imortalizadas e essa festa é a melhor forma de encerrar o ano, ter momentos de congraçamento com os craques do passado, reconhecer os do presente e cuidar do futuro", falou o presidente da FCB, Oscar Archer. O mandatário da entidade também viveu momentos especiais, já que foi sua última festa de final de ano no comando da Federação e por ter recebido o reconhecimento dos funcionários da FCB, familiares e parceiros, como o Diretor Executivo da SC Cap, Cinomar José Teodoro. "Parece que o nome Oscar foi destinado para o basquete: o maior jogador masculino da nossa história (Oscar Schmidt) leva este nome e aqui em Santa Catarina temos este gigante Oscar, um grande administrador que merece os parabéns por criar uma cultura tão forte aqui no estado”, destacou. Além disso, os presentes ainda puderam acompanhar um resumo das atividades exercidas ao longo de 2018. Destaque para revitalizações de ginásios e quadras, criação do plano de carreira da arbitragem, entrega de salas para as Ligas Regionais e a ampliação do projeto FCB Social, potencializado com a criação do Centro Dia da Pessoa Idosa, em Florianópolis; repasses a instituições filantrópicas; além da expansão dos Núcleos Estudantis Trimania / FCB. "Hoje não somos apenas jogo. Atuamos no social, na parte técnica, na formação e capacitação de novos profissionais e arbitragem, estabelecemos novas parcerias com as instituições de ensino superior e projetamos

39


 HOMENAGEM Fotos: Carlos Pontalti/FCB

nosso basquete nacionalmente", sintetizou Oscar Archer, ressaltando a importância de os amantes da modalidade comemorarem essas conquistas. "Eles podem dizer que hoje o basquete de Santa Catarina está no lugar que merece”, completou. Ao longo da temporada, foram mais de 1.000 jogos realizados e 30 competições promovidas pela Federação. No âmbito catarinense, foram 12 Campeonatos Estaduais (sub-12, sub-13, sub-15, sub-17, sub-19 e adulto, tanto no feminino quanto no masculino), Master, Copa SC e Taça FCB. Ainda houve a realização de 13 Campeonatos Sul-Brasileiro de clubes e de seleções, em parceria com as federações paranaense e gaúcha, que resultaram em oito títulos para Santa Catarina.

AUTORIDADES  Presidente da Fesporte, Natália Petry, compôs mesa de trabalho

EMOÇÃO E RECONHECIMENTO

A

noite ainda reservou momentos marcantes nas falas dos oradores. Cada qual destacando aqueles que construíram a história do basquete e os que, mesmo nas dificuldades, serviram como alicerce a este processo. Em nome dos novos beneméritos, o dirigente de Brusque, Zurico Frota, falou de vidas ligadas ao esporte. "É um momento para comemorar, pois passamos grande parte da nossa vida dedicada ao basquete e ser eternizado é algo que nos deixa muito felizes. Eu sou do tempo da FAC (Federação Atlética Catarinense) e fico feliz em ver que passamos por todo esse processo, continuamos o nosso trabalho e hoje, com todos os apoios, a FCB se tornou um dos maiores projetos esportivo-social que temos no nosso país. Me sinto honrado de estar aqui representando o grupo e quero destacar que depois de tantas derrotas e vitórias, a gente vê que o que fica são as amizades e as relações que levamos para a vida”, declarou. Já o técnico da Adiee/Avaí, Kênyo Nunes, citou dois dos três beneméritos que faleceram em 2018. “Gostaria de lembrar duas pessoas muito próximas da nossa comunidade que se foram neste ano: o João Nicolak, nosso Nicola (árbitro e oficial de mesa), e o Paulo Montibello (ex-técnico e presidente do Independente / São José) que foram dois grandes amigos e professores que eu e muitos aqui tiveram”, completou em sua fala representando os campeões da temporada. Além dos citados, ainda compõem a Turma V dos beneméritos do basquetebol: Antônio José da Rosa, Carlos Grissard Pessi, Érico Strätz Júnior, Hans Werner Hackradt, José Antônio Carrilho, José Warmuth Teixeira, Mário Pinto da Motta Júnior, Michelle Splitter, Nildo Walmor Sell, Ramiro Ruediger, Romualdo Caldeira de Andrada, Rosana Mattos, Roselane da Silva Santoro, Silvio Serafim da Luz, Valdice Pinheiro Barreto, Valmor Buss e Valter Jorge Frank.

40

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

TURMA V  Os 20 novos beneméritos do basquetebol

RECONHECIMENTO  Ao lado da esposa, Oscar Archer também foi celebrado durante a festividade


Carlos Pontalti/FCB

UNIÃO  Comunidade basqueteira desenvolveu o esporte por todas as regiões catarinenses em 2018

41


 BALANÇO 2018 Divulgação/FCB

ATUAÇÃO DA FCB EM 2018 ATUAÇÃO EM 30 CIDADES `` ANTÔNIO CARLOS `` ARARANGUÁ `` BALNEÁRIO CAMBORIÚ `` BALNEÁRIO PIÇARRAS `` BLUMENAU `` BRUSQUE `` CAMPOS NOVOS `` CAPIVARI DE BAIXO `` CHAPECÓ `` CONCÓRDIA

`` CRICIÚMA `` FLORIANÓPOLIS `` ITAJAÍ `` JARAGUÁ DO SUL `` JOAÇABA `` JOINVILLE `` LAGES `` MAFRA `` NAVEGANTES `` NOVA TRENTO

`` PALHOÇA `` PENHA `` PORTO UNIÃO `` RIO DO SUL `` SÃO BENTO DO SUL `` SÃO JOSÉ `` SÃO MIGUEL DO OESTE `` TUBARÃO `` VIDEIRA `` XAXIM

15 NÚCLEOS ESTUDANTIS TRIMANIA-FCB `` EEB PROFESSORA NICOLINA TANCREDO...............................PALHOÇA `` EMEB JOSÉ DO VALLE PEREIRA..............................................FLORIANÓPOLIS `` COLÉGIO ESTADUAL HUMBERTO DE CAMPOS.......................CRICIÚMA `` EBM HERONDINA MEDEIROS ZEFERINO.................................FLORIANÓPOLIS `` EBM OSVALDO RODRIGUES CABRAL......................................SÃO JOSÉ `` COLÉGIO DE APLICAÇÃO DA UFSC..........................................FLORIANÓPOLIS `` LIGA SERRANA DE BASKETBALL.............................................GIN. IVO SILVEIRA `` EBM BRIGADEIRO EDUARDO GOMES......................................FLORIANÓPOLIS `` EEB JOÃO TEIXEIRA NUNES.....................................................TUBARÃO `` INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO.....................................FLORIANÓPOLIS `` EM DOM AFONSO NIEHUES.....................................................ANTÔNIO CARLOS `` ASSOC. DESP. PEDRO BORSSATTO.........................................LAGES `` E.E.F PROF. LAPAGESSE...........................................................CRICIÚMA `` GINÁSIO NAZARENO CANDIDO................................................PALHOÇA `` GINÁSIO MUNICIPAL BOLHA....................................................ARARANGUÁ

42

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

1000 JOGOS  Entidade promoveu diversos campeonatos e milhares de jogos e eventos no ano


43


 BALANÇO 2018 Fotos: Divulgação/FCB

37 CLUBES FILIADOS* `` A.D. BRUSQUE `` AABJ `` ABAM MAFRA `` ABASPI `` ABAVI `` ABASMO `` COL. SÃO JOSÉ `` ABLUJHE `` ABOT `` ACAMB `` ACOB `` ADBJ PALHOÇA `` ADEPI

`` ADIEE `` AJAB `` APAB `` APABLA `` ASBB `` AVIBA `` BASQUETE JARAGUÁ `` C.B. XAXIM `` C.B. CHAPECÓ `` C.D. INDEPENDENTE `` SANTA ROSA `` CRICIUMA BC `` GINÁSTICO

`` AGFB `` IBBC `` NBJ /BLACKSTAR `` CLUBE CONCÓRDIA -

PORTO UNIAO `` RIO DO SUL `` NOVA TRENTO `` SALESIANO `` SATC `` BFB / BLUMENAU `` SECAB TUBARAO `` LEOAS DA SERRA

*Clubes ativos

7 LIGAS REGIONAIS `` LNB (JOINVILLE) `` LOCAB (CHAPECÓ) `` LSCB (CRICIÚMA)

`` LMB (FLORIANÓPOLIS) `` LIVEBA (BLUMENAU) `` LIBAVI (ITAJAÍ) `` LSB (LAGES)

QUADRO DA ARBITRAGEM - 2018* CATEGORIA

ÁRBITRO

INTERNACIONAIS

3

0

``

NACIONAIS

29

15

``

REGIONAIS

29

8

``

NOVATOS

2

3

``

INCIANTES

7

22

``

ESTREANTES

22

22

TOTAL

92

70

``

TAÇA E COPA

OFICIAL REPRES. DE MESA

``

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

EVENTO

MAS

FEM

TOTAL

``

Taça FCB

18

12

30

``

Copa SC

24

18

42

``

TOTAL

42

30

72

MAS

FEM

TOTAL

15

SUL BRASILEIRO SELEÇÕES EVENTO 15

(*) O total de pessoas envolvidas no quadro de arbitragem, em 2018, foi de 177.

44

ARBITRAGEM  Capacitação ampliou número de árbitros e assistentes em Santa Catarina

``

SUB 15

3

6

9

``

SUB 13

3

6

9

``

TOTAL

9

18

27


JOGOS EM 2018 CATEGORIAS

masc.

fem.

total

``

Adulto

97

48

145

``

SUB 19

60

18

78

``

SUB 17

70

38

108

``

SUB 15

95

88

183

``

SUB 13

136

78

214

``

SUB 12

166

110

276

``

Total

624

380

1004

masc.

fem.

total

SUL BRASILEIRO CLUBES CATEGORIAS ``

Adulto

9

6

15

``

SUB 19

---

6

6

``

SUB 17

6

6

12

``

SUB 15

6

6

12

``

Total

21

24

45

MAS

FEM

TOTAL

2

2

MASTER EVENTO ``

35+

``

40+

16

---

16

``

50+

6

---

6

``

60+

2

---

2

``

TOTAL

24

2

26

VARIEDADE  Além dos eventos indoor, FCB e Ligas promoveram atividades nas ruas, praças e parques

45


 CALENDÁRIO 2019

EVENTOS A SEREM REALIZADOS EM 2019 PELA FCB EVENTO

Janeiro a Junho

``BLUMENAU NA LIGA OURO

Fevereiro a Maio

``REUNIÃO TÉCNICA E ASSEMBLEIA GERAL

Fevereiro

``ELEIÇÕES FCB

Fevereiro

``LANÇAMENTO DO LIVRO 100 ANOS EM SANTA CATARINA – DA BOLA AO CESTO AO BASKETBALL – VOLUME II

Fevereiro

``BRUSQUE E BLACKSTAR NO CAMPEONATO BRASILEIRO DE CLUBES

Março a Junho

``BLUMENAU NA LIGA DE BASQUETE FEMININO

Março a Junho

``CLÍNICA SC DE PADRONIZAÇÃO DE ARBITRAGEM

Março

``CLINICAS TÉCNICAS BASQUETE PARA O AMANHÃ

Março a Agosto

``ATIVIDADES DE RECICLAGEM DA ARBITRAGEM

Abril a Junho

``ESTADUAL SUB-12 (M/F)

Abril a Outubro

``ESTADUAL SUB-13 (M/F)

Abril a Setembro

``ESTADUAL SUB-17 (M/F)

Abril a Julho

``ESTADUAL SUB-19 (M/F)

Maio a Outubro

``TAÇA FCB ADULTO (M/F)

Maio e Junho

``COPA SC ADULTO (M/F)

Junho e Julho

``SUL-BRASILEIRO DE CLUBES SUB-17 (M/F)

Junho

``ESTADUAL MASTER (M/F)

Julho a Setembro

``ESTADUAL ADULTO (M/F)

Agosto a Novembro

``SUL-BRASILEIRO DE CLUBES SUB-15 (M/F)

Outubro

``SUL-BRASILEIRO DE CLUBES ADULTO (M/F)

Outubro

``FESTIVAL FINAL DOS NÚCLEOS ESTUDANTIS

Novembro

``CLÍNICAS TÉCNICAS BASQUETE PARA O AMANHÃ

Maio e Agosto

``CLÍNICAS DE ARBITRAGEM

Março a Agosto

(*) NBB começou em outubro/2018 e segue até junho/2019.

46

PROGRAMAÇÃO

``JOINVILLE NO NBB*

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


Profile for FCB-Basket

Revista FCB - BasqueteSC 012  

BasqueteSC – 12ª Edição. A revista oficial da Federação Catarinense de Basketball. Nesta edição, o fim da era Oscar Archer à frente da insti...

Revista FCB - BasqueteSC 012  

BasqueteSC – 12ª Edição. A revista oficial da Federação Catarinense de Basketball. Nesta edição, o fim da era Oscar Archer à frente da insti...

Advertisement