__MAIN_TEXT__

Page 1

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

Ano 4 • # 13 • Julho de 2019 Florianópolis • Santa Catarina Distribuição gratuita e dirigida. www.basket-fcb.com.br

CAMPEONATO CATARINENSE DE BASQUETE 2019 CONHEÇA AS EQUIPES DO ESTADUAL ADULTO FABIO DESCHAMPS FALA DA NOVA GESTÃO NA FCB

FCB SOCIAL

FEDERAÇÃO INVESTE NA CAPACITAÇÃO DE TÉCNICOS E ARBITRAGEM

ATLETAS DE SC NA COPA DO MUNDO DE BASQUETE 3X3

PARCERIAS REFORÇAM PROJETOS COM CRIANÇAS E IDOSOS NA CAPITAL


 COM A PALAVRA, OS EDITORES Adriano Krischke/FCB

RENDIMENTO, SOCIAL E EDUCAÇÃO: O TRIPÉ DO BASQUETE CATARINENSE

Q

uem disse que o esporte precisa ser somente dentro de quadra? Pois a Federação Catarinense de Basketball comprova, a cada dia, as diversas nuances nas quais um grupo de abnegados pode levar a modalidade. Nessa edição, mostraremos o quão forte segue o trabalho desenvolvido no rendimento, mas também no social e na capacitação. O já tão propagado tripé do basquete em Santa Catarina estampa as próximas páginas, onde será possível conferir a qualidade da equipe comandada pelo presidente Fabio Deschamps por todos os cantos do estado. O Social, a "menina dos olhos da FCB", como diz o atual mandatário, requer atenção especial pela quantidade de eventos promovidos e parcerias estabelecidas nos últimos meses. São tantos que não cabem numa única reportagem. O Centro Dia da Pessoa Idosa não para. São atividades de páscoa, dia das mães, da mulher, além da integração e cuidado aos idosos, fruto do trabalho conjunto com a Assistência Social da prefeitura de Florianópolis. Na Capital, ainda, uma ação com a Polícia Militar irá introduzir o basquete numa das comunidades mais carentes da Ilha, transformando a vida de crianças e jovens. Além disso, a forte atuação, ao lado da TRIMANIA (parceria que completa 10 anos em 2019), levou a solidariedade para as ruas num evento inédito envolvendo o povo florianopolitano, na qual cada cesta tornava-se uma doação de fraldas geriátricas. Outro grande feito da entidade, segue sendo a capacitação constante de treinadores e arbitragem. Neste ano, como início da temporada, os profissionais, que atuam dentro e fora das quadras, seguiram o planejamento da FCB como forma de estarem cada vez mais qualificados para seguirem suas carreiras e transformarem vidas de jovens e adultos. Clínicas trouxeram a Santa Catarina personagens renomados para transmitirem seus conhecimentos a quem deseja iniciar no basquete e àqueles que já estão na labuta há anos. Todos, sem exceção, foram capacitados a fim de estarem aptos a trabalhar na atual temporada, cujo calendário prevê mais de 1.300 jogos.

Mas ainda é dentro das quadras que está o grande evento da Federação em 2019: o Campeonato Catarinense de Basquete. E é nele em que vamos focar, por meio de reportagem especial, como a principal competição da modalidade no estado. As histórias, fórmulas, expectativas e a opinião dos clubes participantes estão estampadas nesta edição. Assim, o leitor terá todas as informações antes de começar a frequentar os ginásios a partir de agosto, quando a bola laranja será erguida pela primeira vez na busca do título estadual adulto. O rendimento também será destaque com a avaliação dos cinco representantes de Santa Catarina no cenário nacional: AABJ/Joinville (NBB), APAB/ Blumenau (Liga Ouro), AD Brusque e Blackstar (Campeonato Brasileiro) e Basquete Feminino Blumenau (LBF). Haja assunto, caro leitor! Só que não para por aí, pois BasqueteSC traz entrevistas especiais com dois ex-atletas de Joinville. Ambos trocaram o jogo convencional pelo 3x3 e vestiram a camisa da seleção brasileira na Copa do Mundo da modalidade, olímpica a partir de 2020. Também, é claro, as primeiras impressões do novo presidente da FCB, Fabio Deschamps, após sua posse em março, quando sucedeu o agora Secretário-Geral, Oscar Archer. Em 48 páginas, nossa intenção é demonstrar um pouco daquilo que a Federação Catarinense de Basketball faz ao longo dos seus dias. São inúmeras atividades, divididas em três pilares (rendimento, social, capacitação), que só são possíveis graças ao empenho de uma equipe qualificada e de grande competência. Estes é que levam o esporte, e suas nuances, a todos os cantos de Santa Catarina, movimentando milhares de pessoas dentro e fora de quadra.

BOA LEITURA! OS EDITORES

3


 EXPEDIENTE

- NESTA EDIÇÃO Vitor Bett/Divulgação/BFB

Diretoria FCB PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE DIRETOR FINANCEIRO E DE PATRIMÔNIO DIRETOR JURÍDICO

2019 / 2023

Fabio Pamplona Deschamps Sérgio Luiz Corrêa Carneiro Irland Vieira Marcos Antônio Bittencourt

Conselho Fiscal TITULARES SUPLENTE

Paulo Roberto Cunha Carlos Luiz de Oliveira Henrique Guilherme Koettker

Luiz Ernani Buerger Kênyo da Silva Nunes José Eurico Frota de Oliveira

Assessoria

Oscar José Orsi Archer Franciele Oliveira Z. V. Krischke FINANCEIRO Luciano Davies Zapellini PLANEJAMENTO GERAL Jairo Anello COMISSÃO DE ARBITRAGEM Dóris Castro TÉCNICO/COMPETIÇÕES Luiz Gastão Neves Dubois REGISTRO, DOCUMENTAÇÃO E ESTATÍSTICA Adriano de Souza Krischke MARKETING, DIVULGAÇÃO E SITE Mariana Kovalski da Luz NÚCLEOS ESTUDANTIS E COMPETIÇÕES MASTER Julio César Schmitt Rocha ATENDIMENTO Steffani Kras COMUNICAÇÃO Lucas Inácio SECRETÁRIO GERAL

SECRETÁRIA EXECUTIVA

www.basket-fcb.com.br

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL Ano 04 / Nº 13 – Julho de 2019

JORNALISTAS RESPONSÁVEIS

EDIÇÃO GRÁFICA / ARTES REVISÃO ORTOGRÁFICA FOTO CAPA

Nikolas Stefanovich (SC/JP 2122) Henrique Santos (SC/JP 3473) Zdzain (contato@zdzain.com.br) Maria da Graça Santos Adriano Krischke/FCB

A Revista BasqueteSC é uma edição trimestral da Federação Catarinense de Basketball. Todos os direitos são reservados, sendo proibida a reprodução total ou parcial de qualquer artigo ou imagem desta obra sem a autorização por escrito da FCB. A Revista BasqueteSC não se responsabiliza pelo conteúdo das colunas assinadas e/ou dos anúncios publicitários. Todo conteúdo voltado a publicação nesta revista deve ser enviado devidamente identificado.

4

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

18

CAMPEONATO CATARINENSE DE BASQUETE REÚNE 17 EQUIPES


Lucas Inácio/FCB

OUTROS DESTAQUES...

FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL TEM NOVO COMANDO

10

Lucas Inácio/FCB

14

ENTREVISTA COM O NOVO PRESIDENTE DA FCB

24

CINCO TIMES REPRESENTARAM SC NAS QUADRAS PELO BRASIL

32

PARCERIAS ATENDEM DE CRIANÇAS A IDOSOS

36

CLÍNICA DE PADRONIZAÇÃO ABRE TRABALHOS DA ARBITRAGEM

40

MAIS DE 2,5 MIL JOVENS NO PROJETO BASQUETE PARA O AMANHÃ

42

CATARINENSES BRILHAM NO BASQUETE 3X3

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

FCB SOCIAL AMPLIA E DIVERSIFICA ATIVIDADES

30

Ano 4 • # 13 • Julho de 2019 Florianópolis • Santa Catarina Distribuição gratuita e dirigida. www.basket-fcb.com.br

Victor Guião/FCB

CAMPEONATO CATARINENSE DE BASQUETE 2019 CONHEÇA AS EQUIPES DO ESTADUAL ADULTO FABIO DESCHAMPS FALA DA NOVA GESTÃO NA FCB

FCB SOCIAL

CLÍNICAS PARA TÉCNICOS REÚNEM 100 PROFISSIONAIS EM DUAS ETAPAS

38

FEDERAÇÃO INVESTE NA CAPACITAÇÃO DE TÉCNICOS E ARBITRAGEM

ATLETAS DE SC NA COPA DO MUNDO DE BASQUETE 3X3

PARCERIAS REFORÇAM PROJETOS COM CRIANÇAS E IDOSOS NA CAPITAL

CAPA  Nesta edição, o fotógrafo da Federação

Catarinense de Basketball, Adriano Krischke registra o exato momento em que o atleta faz a cesta num dos lances mais belos do basquete: a enterrada! 5


 FLAGRANTE Fotos: Vitor Bett e Basquete Joinville/Divulgação

6

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


CONVOCADOS

A

armadora Lays da Silva e o técnico João Camargo Neto, do Basquete Feminino de Blumenau, foram chamados para defender a Seleção Brasileira nos Jogos Pan-Americanos. Juntam-se a eles, os atletas catarinenses, William Weihermann (foto detalhe 1) e Jefferson Socas (foto detalhe 2), no time de 3x3 do Brasil. A competição ocorre em Lima, no Peru, entre 26 de julho e 11 de agosto.

7


 FLAGRANTE Lucas Inácio/FCB

BALUARTES

E

sta equipe formou o protótipo da Federação Catarinense de Basketball no fim dos anos 80 e ainda hoje atua em prol da modalidade. São eles: Paulo Macedo, Oscar Archer, José Carlos Conte (Tacho) e Júlio Rocha.

8

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


9


GESTÃO Victor Guião/FCB

FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL TEM NOVO COMANDO 10

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


EM ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, FABIO DESCHAMPS ASSUME A PRESIDÊNCIA DA FCB

O

dia 14 de março de 2019 ficará marcado na história do basquete de Santa Catarina, pois é a data da posse da atual gestão da FCB, presidida por Fábio Pamplona Deschamps. Ao lado de Sérgio Luiz Corrêa Carneiro, ele assume a entidade, a qual faz parte há 18 anos, no lugar do seu primeiro e, até então, único mandatário, Oscar Archer. O antigo presidente, no entanto, segue na Federação, agora como Secretário-Geral. “Continuarei a dar suporte, acompanhar a administração e, quando solicitado, participar das decisões. O Fábio está comigo há vários anos e sempre foi um grande colaborador”, declarou Oscar Archer. A solenidade, realizada em Florianópolis, contou com a presença de OSCAR ARCHER, SErepresentantes das sete CRETÁRIO-GERAL FCB Ligas Regionais, dezenas de clubes, autoridades e, claro, dos integrantes da nova diretoria, cujo mandato segue até 2023. São eles: Paulo Roberto Cunha, Carlos Luiz de Oliveira e Henrique Guilherme Koettker (Titulares do Conselho Fiscal) e Luiz Ernani Buerger, Kenyo da Silva Nunes e José Eurico Frota de Oliveira (Suplentes). Todos foram eleitos, de forma unânime e por aclamação, em 20 de fevereiro, em Assembleia Geral composta por clubes filiados e Ligas Regionais, também realizada na Capital.

Continuarei a dar suporte, a acompanhar a administração

Lucas Inácio/FCB

MUDANÇA  Após 24 anos, Oscar Archer passa o comando do basquete em Santa Catarina para Fabio Deschamps

PRESTÍGIO  Assembleia reuniu autoridades do esporte estadual em Florianópolis

11


GESTÃO Victor Guião/FCB

NOVOS PROJETOS

E

m sua primeira fala como presidente da Federação Catarinense de Basketball, Fabio Deschamps destacou os novos objetivos do trabalho, os quais pretende focar ainda em 2019, entre eles o desenvolvimento técnico da modalidade, investimento no basquete 3x3 e em ações sociais, além do crescimento em mídia. “Nesse primeiro ano, nossas expectativas são as melhores possíveis. Temos muitos projetos a implementar, principalmente no desenvolvimento da base, SÉRGIO CARNEIRO, focando na qualidade da VICE-PRESIDENTE competição, além de promoDA FCB ver novos cursos e clínicas para os técnicos a fim de desenvolver o basquete catarinense na quadra”, declarou. Na mesma linha, o vice-presidente, Sérgio Carneiro, enalteceu quem construiu a história recente da modalidade no estado, bem como projetou os próximos passos à frente do basquete em Santa Catarina. “A equipe é muito competente. Estou empenhado em emprestar minha experiência como jogador, dirigente e treinador”, frisou Serjão.

A equipe é muito competente

CONTINUIDADE NO TRABALHO

RECONHECIMENTO  Representantes da TRIMANIA estiveram presentes no evento da FCB, entidade parceira desde 2009

Victor Guião/FCB

S

e a data marcou um novo período na FCB, o trabalho seguirá linha semelhante à adotada nos últimos anos, especialmente focado nos três pilares: rendimento, educação e social; este, classificado por Fabio Deschamps como “a menina dos olhos da Federação Catarinense de Basketball”. Além disso, a parceria com a TRIMANIA continua sólida e completa 10 anos em 2019. Neste período, a entidade revitalizou quadras e espaços físicos, promoveu capacitações de profissionais de arbitragem e de técnicos, além da criação da FCB Social, setor de assistência social que promove os Núcleos Estudantis de basquete com mais de mil crianças, gerencia o Centro Dia da Pessoa Idosa e realiza editais de apoio a instituições filantrópicas. Dentro de quadra, desde 2009 o número de equipes inscritas nos campeonatos estaduais, nas mais diversas categorias (do sub-12 ao adulto masculino e feminino), saltou de 100 para 231 (crescimento de 131%). Hoje, o basquete catarinense conta com mais de 5 mil pessoas envolvidas entre atletas, árbitros, dirigentes, funcionários, diretores e atendidos pelo FCB Social.

12

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

2019/2023  Nova gestão terá quatro anos de mandato


Victor Guião/FCB

DIRIGENTES  Serjão e Fabio Deschamps

PERFIL FABIO DESCHAMPS `` Fabio Deschamps tem 41 anos e é advogado da

Celesc há 11 anos. Jogou basquete em sua infância, atua como representante de arbitragem há 18 anos e é assessor jurídico da FCB há nove.

PERFIL SÉRGIO CARNEIRO (SERJÃO) `` Carioca, de 52 anos, é o técnico atualmente bi-

campeão Estadual Adulto Masculino com a APAB/ Blumenau, clube no qual foi presidente por 15 anos. Iniciou na modalidade aos 12 anos e desde os 20 faz parte do basquete de Santa Catarina. `` Atuou durante duas décadas como técnico, tanto no adulto quanto na base, incluindo uma participação na Seleção Brasileira de base durante cinco temporadas.

NOVA GESTÃO FCB `` PRESIDENTE: Fábio Pamplona Deschamps `` VICE-PRESIDENTE: Sérgio Luiz Corrêa Carneiro `` DIRETOR DE FINANÇAS E PATRIMÔNIO: Irland

Vieira `` CONSELHO FISCAL (TITULARES): Paulo Roberto Cunha, Carlos Luiz de Oliveira e Henrique Guilherme Koettker `` CONSELHO FISCAL (SUPLENTES): Luiz Ernani Buerger, Kênyo da Silva Nunes e José Eurico Frota de Oliveira

13


 ENTREVISTA - FABIO DESCHAMPS Lucas Inácio/FCB

FABIO DESCHAMPS,

NOVO PRESIDENTE DA FCB 14

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


“HOJE SOMOS UMA FEDERAÇÃO ABSOLUTAMENTE RESPEITADA EM NÍVEL NACIONAL, UM CASE DE SUCESSO”

Teremos clínicas específicas para árbitros e buscaremos lançar um Estadual do basquete 3x3 em 2020 FABIO DESCHAMPS, PRESIDENTE FCB

E

eito de forma unânime para mandato até 2023, o novo presidente da Federação Catarinense de Basketball é velho conhecido dos amantes da bola laranja no estado. Ex-atleta, representante e dirigente, Fabio Deschamps tem a missão de ser o segundo mandatário da entidade, o primeiro após a era Oscar Archer (1995-2019). Se os desafios e, obviamente as comparações, serão inúmeros, ele se mostra preparado para o cargo, mesclando seu conhecimento à experiência de seu vice-presidente, Sérgio Carneiro, bem como de uma equipe estruturada e competente. “O time é forte, é de qualidade e, caso necessário, agregaremos algum novo valor em nosso quadro”, frisa. Agora na principal posição do basquete em Santa Catarina, Fábio fala à revista BasqueteSC sobre os novos desafios, projeta o cenário a quem representa o estado em âmbito nacional, além de destacar a parceria com a TRIMANIA que, em 2019, completa 10 anos. Ainda avalia o tripé formado por ações sociais, educativas e de rendimento.

ATUAÇÃO NA FCB FABIO DESCHAMPS: Atuaremos sempre em prol do basquete catarinense, pois a FCB tem que ter uma excelência na prestação do seu serviço para seu filiado. Vamos buscar um maior crescimento e desenvolvimento da modalidade, incentivando as equipes, utilizando de ferramentas de marketing para agregar novos valores e trazer, consequentemente, maior torcida, mídia e patrocínios para as equipes que participarem dos Estaduais. Estamos finalizando todo nosso planejamento estratégico de atuação pelos próximos quatro anos juntamente com uma consultoria contratada para esse fim e logo divulgaremos.

PRINCIPAIS DESAFIOS FABIO DESCHAMPS: Creio que os maiores desafios são de massificar a prática do basquete com extrema qualidade. Já temos uma boa quantidade de equipes inscritas e participando de nossos Estaduais. Temos agora, também, o desafio da FCB Social, onde atuaremos diretamente na comunidade com nossos projetos e teremos que, obrigatoriamente, atingir as metas de atuação. Creio que o grande desafio seja esse, equilibrar as ações entre o Basquete e o Social, já que hoje a FCB é uma entidade de caráter social em razão de nossa grande parceria com a TRIMANIA.

15


 ENTREVISTA - FABIO DESCHAMPS Adriano Krischke/FCB

FUTURO FABIO DESCHAMPS: Espero um grande crescimento em todas as frentes; fortalecimento da modalidade, consolidação das equipes, um maior espaço de Santa Catarina no cenário nacional, com as nossas esquipes atingindo um patamar de excelência. Hoje somos uma Federação absolutamente respeitada em nível nacional, um case de sucesso, também em razão de nossa parceria. Então, buscaremos que todos os clubes, que participem de nossas competições, sejam capazes de atingir um alto nível, dando todo o suporte necessário que uma Federação pode oferecer.

MANUTENÇÃO DO TRIPÉ (RENDIMENTO, SOCIAL E EDUCAÇÃO) FABIO DESCHAMPS: Pretendemos manter e evoluir, até mesmo em razão da nossa parceria. Esporte de rendimento está em nosso DNA, fazemos isso desde nossa fundação. Agora temos a FCB Social, na qual conseguimos atingir aqueles menos favorecidos e podemos fazer o bem para a nossa sociedade. Se a gente conseguir tirar uma criança de uma situação de vulnerabilidade e, com o basquete e nossos projetos sociais, fazer ela ter um rumo, creio que nossos objetivos estarão atingidos. Hoje, a FCB já administra o Centro Dia da Pessoa Idosa, no Córrego Grande, em Florianópolis, onde atendemos idosos em situação de vulnerabilidade; logo teremos, também, o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, na Vila União, no norte de Florianópolis, onde atenderemos crianças de 6 a 12 anos também em situação de vulnerabilidade social.

Lucas Inácio/FCB

SC NO CENÁRIO NACIONAL FABIO DESCHAMPS: A meta é ampliar o número de representantes, desde que com qualidade. Santa Catarina é muito forte no basquete. Tanto no masculino, quanto no feminino, é reconhecida por ter grandes equipes e, se depender do apoio da FCB, teremos cada vez equipes mais fortes disputando as principais competições adultas. A FCB hoje apoia fortemente as equipes através de sua parceira TRIMANIA, e já estamos estudando formas de ajudar as equipes a buscar novos apoiadores e patrocinadores. Ressalto apenas que as agremiações têm que ter absoluta qualidade, pois não podemos ter equipes que entrem apenas para participar de campeonatos nacionais.

16

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

FCB SOCIAL  Fábio destaca manutenção e ampliação do projeto. Em 2019, presidente assinou parceria com a prefeitura de Florianópolis e Polícia Militar para criação do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para crianças entre 6 e 12 anos, na Vila União, no Norte de Florianópolis


BASQUETE 3X3 FABIO DESCHAMPS: O basquete 3x3 hoje é modalidade olímpica. Creio que todo mundo que joga basquete já praticou o 3x3. É uma modalidade deliciosa de se jogar. São regras diferentes, menos jogadores, jogo mais dinâmico, tempo enxuto e custo menor para equipes. Esse ano, nossas sete Ligas Regionais estão fazendo diversos campeonatos do 3x3, justamente para que seja dada visibilidade para a modalidade e que novos jogadores e equipes apareçam. Com isso, teremos clínicas específicas para árbitros e buscaremos lançar um Estadual da modalidade em 2020.

QUADRO FUNCIONAL DA FCB PRESENTE  Como Diretor Jurídico da FCB, Fabio Deschamps particiou de vários eventos do basquete. Em 2012, esteve ao lado dos treinadores Rubén Magnano e José Neto em clínica promovida pela entidade catarinense

FABIO DESCHAMPS: O nosso quadro funcional é extremamente enxuto e composto por pessoas absolutamente competentes. Quem conhece a FCB no dia a dia quase não consegue acreditar como fazemos tanto com um quadro de funcionários tão pequeno. Isso mostra a qualidade que temos aqui dentro. De mudanças, o Oscar Archer agora é nosso Secretário Geral e a Dóris Castro está assumindo a Coordenação de Arbitragem. O Serjão, nosso vice, também está trazendo toda a sua expertise, todo o seu conhecimento gerencial para dentro da FCB e está sendo essencial nessa nova gestão. O time é forte, é de qualidade e, caso necessário, agregaremos algum novo valor em nosso quadro. Lembro, também, que temos um quadro de pessoas que trabalham diretamente na FCB Social. Além do Coordenador Toninho, temos uma excelente equipe comandada pela Silvia, que hoje trabalha no Centro Dia da Pessoa Idosa, situado no Horto Florestal, no Córrego Grande, em Florianópolis. Somente tenho a agradecer o empenho e dedicação de todos, o trabalho realizado é simplesmente maravilhoso. Convido todos a conhecer o CDPI e ver o que é realizar um trabalho com carinho, amor e dedicação plena no atendimento das pessoas que necessitam.

Se a gente conseguir tirar uma criança de uma situação de vulnerabilidade e, com o basquete e nossos projetos sociais, fazer ela ter um rumo, creio que nossos objetivos estarão atingidos FABIO DESCHAMPS, PRESIDENTE FCB

17


ESTADUAL ADULTO 2019

CAMPEONATO CATARINENSE DE BASQUETE COMEÇA EM AGOSTO 17 EQUIPES ESTÃO NA DISPUTA PELO TÍTULO ESTADUAL

A

partir de agosto, 17 equipes entram na disputa do Campeonato Catarinense de Basquete 2019. A principal competição de Santa Catarina terá 11 agremiações entre os homens e 6 entre as mulheres, uma redução se comparado aos anos anteriores, porém com maior ênfase na qualidade dentro de quadra. “O Estadual Adulto vem mais seleto do que a edição do ano passado, mais forte tecnicamente e menos equipes”, reconhece Kelvin Soares, dirigente da AABJ/Joinville, atual vice-campeã catarinense no naipe masculino. A definição dos participantes, fórmulas de disputa e calendário

aconteceu no final de abril, durante reunião técnica da FCB com dirigentes dos clubes filiados. O encontro, em Florianópolis, ainda ficou marcado pela inclusão de dois novos times no Estadual Masculino (Grande Florianópolis Basket e Univinte / Tubarão) e um no Feminino (Grande Florianópolis Basket). Com tal incremento, todas as regiões de Santa Catarina estarão representadas em quadra. “Um nível técnico cada vez melhor, é isso o que a gente busca. Durante anos, a gente investe na base para colher os frutos agora no adulto”, declarou o presidente da Federação, Fábio Deschamps.

DUAS CHAVES FORMAM O ESTADUAL MASCULINO

C

om 11 times na disputa, o certame entre os homens será dividido em duas chaves, uma com seis equipes e outra com cinco, respeitando a colocação no Estadual Adulto do ano passado. Dessa forma, a atual campeã, APAB/Blumenau, será a cabeça de chave do Grupo A e o vice naquela oportunidade, a AABJ/Joinville, a do Grupo B. De acordo com o regulamento, igual ao de 2018, quatro times de cada grupo passam para os playoffs da segunda fase, disputados em melhor de três jogos. As quatro classificadas jogam um Final Four em sede a ser definida pela FCB. Daí sai o campeão catarinense que, nos últimos dois anos, foi a APAB/Blumenau. “O basquete de Blumenau tem dois objetivos no 2º semestre, os títulos dos Jogos Abertos e do Estadual Adulto. Nosso time, com certeza, vai estar brigando com as grandes forças do basquete de Santa Catarina”, salienta o presidente da APAB, Marcelo Georg. Mas a disputa promete ser ferrenha em quadra, haja vista que outros três times disputaram competições nacionais no 1º semestre e seguem com grupos qualificados para o certame catarinense: AABJ, no NBB, e Blackstar e AD Brusque, no Campeonato Brasileiro. São estes, teoricamente, os principais adversários na tentativa de quebrar a hegemonia blumenauense que já dura dois anos. "Em 2019 subimos a régua no que diz respeito à qualidade técnica e profissionalismo do projeto. Caímos no grupo mais forte do Estadual e

18

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

certamente iremos nos deparar com algumas adversidades ao longo da competição, mas nossa meta inicial é obter a classificação na fase de grupos e posteriormente chegarmos ao Final Four, que é o primeiro passo para, pelo menos, igualarmos o resultado de 2018", projeta Rodrigo Lima, presidente do Blackstar que, no ano passado, terminou o Campeonato Catarinense na 3ª posição. Além disso, a disputa ainda traz as tradicionais forças do meio-oeste (ACOB/Concórdia, AVIBA/Videira e ABLUJHE/Joaçaba), a camisa pesada da ADIEE/Avaí, o histórico da AJAB/Jaraguá do Sul, além dos estreantes Grande Florianópolis Basket e Univinte / Tubarão, este com um projeto que vai além das quadras. "Para formar uma equipe competitiva, foi montada a casa atleta, que também é um projeto novo. Atualmente temos atletas já acomodados nela e treinando diariamente. No próximo semestre, eles iniciam o curso superior na Faculdade UNIVINTE/FUCAP, maior patrocinadora da equipe, que oferece bolsa de estudos aos atletas. Um dos focos do nosso projeto é o aluno-atleta, incentivando a capacitação dos jogadores da região e dos demais que vêm para a nossa casa. Chegamos a receber alguns interessados em participar da equipe, mas que não tinham interesse em fazer o curso superior. Nesse caso, não se encaixavam na nossa ideia", explica Arthur Michels, diretor da Univinte / Tubarão, provando que o basquete, em Santa Catarina, é uma ferramenta do progresso esportivo, mas também do social.


Adriano Krischke/FCB

FÓRMULA DE DISPUTA ADULTO MASCULINO

EQUIPES ESTADUAL ADULTO MASCULINO

`` DUAS CHAVES: UMA COM SEIS E OUTRA COM CINCO TIMES `` 1ª FASE: JOGOS TURNO E RETURNO, CLASSIFICANDO

CHAVE A

CHAVE B

`` APAB/BLUMENAU, AD

`` AABJ/JOINVILLE, BLACKSTAR/

QUATRO EQUIPES DE CADA GRUPO `` 2ª FASE: CONFRONTO DIRETO EM MELHOR DE TRÊS JOGOS (PLAYOFFS) `` FINAIS: FINAL FOUR (SEMIFINAL E FINAL EM JOGO ÚNICO EM SEDE PRÉ-DEFINIDA PELA FCB)

BRUSQUE, ACOB/CONCÓRDIA, AVIBA/VIDEIRA, ADIEE/AVAÍ E UNIVINTE / TUBARÃO

JOINVILLE, ABLUJHE/JOAÇABA, AJAB/JARAGUÁ DO SUL E GRANDE FLORIANÓPOLIS BASKET

19


ESTADUAL ADULTO 2019 Adriano Krischke/FCB

O Estadual Adulto vem mais seleto do que a edição do ano passado, mais forte tecnicamente com menos equipes. Temos que nos preparar para isso. A gente quer se reabilitar no Estadual e nos Jogos Abertos, voltando a conquistar as competições locais. KELVIN SOARES, AABJ/JOINVILLE

Viemos com a mesma característica que adotamos nos anos anteriores: alguns profissionais adultos de confiança e meninos da base que estão muito bem no Estadual da categoria. Nossa expectativa é de se classificar para a próxima fase e equilibrar jogos contra as equipes de maior investimento. KENYO NUNES, ADIEE/AVAÍ/FME

Sabemos que não será um campeonato fácil, que há clubes de ponta almejando o título. Nosso objetivo é conseguir a classificação para a segunda fase, ficando entre os quatro primeiros. ARTHUR MICHELS, UNIVINTE/CAT/FME/TUBARÃO

Nosso intuito é tentar ficar entre os seis primeiros, novamente, e utilizar essa nova geração na equipe adulta, dar rodagem para eles e almejar posições melhores no decorrer dos próximos anos. RENAN PAZIN, ABLUJHE/JOAÇABA

Nosso objetivo é colocar os atletas da base para jogar com o auxílio de alguns adultos locais. Estamos resgatando a categoria adulta no município de Jaraguá do Sul. RAFAEL MUELLER, AJAB/SECEL/JARAGUÁ DO SUL

Conseguimos manter a base que foi vice-campeã dos JASC 2018 por São José e agregamos mais atletas ao grupo. O primeiro passo é a classificação aos playoffs e o objetivo principal é chegar às finais. VICENTE KALBUSCH, GRANDE FLORIANÓPOLIS BASKET

20

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

Sempre traçamos e estabelecemos metas. E nossa meta inicial é obter a classificação na fase de grupo e, posteriormente, chegarmos ao Final Four, que é o primeiro passo para, pelo menos, igualarmos o resultado de 2018. Estamos confiantes e acreditamos que iremos gradativamente subir pelo menos um degrau, como em todos os anos de nossa história. RODRIGO LIMA, BLACKSTAR/JOINVILLE


Blumenau com certeza vai estar brigando com as grandes forças do basquete do estado de Santa Catarina. MARCELO GEORG, APAB/BLUMENAU

A equipe vem buscando seu crescimento. Esperamos manter nosso padrão de jogo e criar oportunidades diante dos adversários que esfrentaremos. RUBENS MASCELANI, ACOB/CONCÓRDIA

A gente tem como objetivo, neste ano, voltar ao pódio do Estadual. Depois de oito finais seguidas, ficamos em 4º no ano passado. Brusque vem forte e credenciado ao título. Começamos o trabalho em fevereiro e estamos com um bom entrosamento. ZURICO FROTA, AD BRUSQUE

Nosso objetivo é fazer um grande Estadual, tendo sempre as melhores expectativas possíveis. Iremos trabalhar com nossa base, combinada a atletas de fora, para que consigamos atingir, daqui um ano ou dois, com atletas videirenses, um lugar entre os quatro principais times de Santa Catarina. FÁBIO WONZOSKI, AVIBA/VIDEIRA

21


ESTADUAL ADULTO 2019 Divulgação/FCB

ESTADUAL FEMININO PRESENTE EM QUATRO REGIÕES DE SC

E

ntre as mulheres, a briga em quadra será para saber se algum time pode superar Blumenau. Um dos melhores times do país, por dois anos seguidos, quando chegou aos playoffs da Liga de Basquete Feminino, o time do técnico João Camargo venceu oito estaduais nos últimos nove anos. “Nossa expectativa é que a base da LBF permaneça e possamos fazer uma bela campanha”, projeta o vitorioso comandante blumenauense. Para isso, as demais equipes do estado começaram suas temporadas medindo forças e se preparando com antecedência para a competição que começa em agosto. "A Federação iniciou a Taça FCB e a Copa SC mais cedo do que de costume, então teremos mais tempo para treinar a equipe e fazer uma boa estreia", salienta o treinador do Colégio Salesiano/Itajaí, Gustavo Bussmann. Por parte da FCB, a expectativa é grande dentro e fora das quadras, fruto do nível técnico apresentado nos últimos anos e também pelo fato de equipes tradicionais, como a ADIEE, estarem se reforçando. “Estamos fazendo investimentos fortes no basquete feminino, valorizando a figura da mulher dentro da Federação. Nós torcemos para que haja esse crescimento tanto quanto acontece entre os homens”, ressalta o Diretor de Planejamento da entidade, Jairo Anello. Ainda na disputa, estão as equipes do Basquete Jaraguá, ABASMO/ São Miguel do Oeste, além da estreante Grande Florianópolis Basket. Dessa forma, o Estadual Adulto Feminino terá representantes das regiões Oeste, Norte, Vale do Itajaí e Grande Florianópolis, mostrando o alcance da modalidade por Santa Catarina.

Thassia Machado/FCB

EQUIPES ESTADUAL ADULTO FEMININO `` BLUMENAU; SALESIANO/ITAJAÍ; ADIEE/AVAÍ; BASQUETE

JARAGUÁ; ABASMO/SÃO MIGUEL DO OESTE; E, GRANDE FLORIANÓPOLIS BASKET

Almejamos o melhor resultado possível, pensando passo a passo e tendo como meta a classificação e chegar à final. Nossa expectativa é que a base da LBF permaneça e possamos fazer uma bela campanha. JOÃO CAMARGO, BASQUETE FEMININO BLUMENAU

22

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


A expectativa é a melhor possível. Estamos basicamente com a mesma equipe do ano passado, quando ficamos em 4º lugar. Esse ano o objetivo é estar no pódio novamente. GUSTAVO BUSSMANN, COLÉGIO SALESIANO/ABI/FMEL/ITAJAÍ

Como é a primeira vez que iremos disputar o Estadual Adulto Feminino, estamos muito confiantes de fazer uma grande participação. Nosso time mescla jogadoras experientes com a juventude das categorias de base. CLÁUDIO BRANDÃO, GRANDE FLORIANÓPOLIS BASKET

Estamos com uma equipe bem jovem, na busca do fortalecimento do sub-19, para que em um futuro próximo tenhamos uma equipe totalmente adulta. Em dois anos vamos colher bons frutos. JÚLIO PATRÍCIO, BASQUETE JARAGUÁ/SECEL

Mantivemos a base do ano passado mais alguns reforços, tornando a equipe bem forte. Com certeza brigaremos entre os quatro primeiros. KENYO NUNES, ADIEE/AVAÍ/FME

23


CENÁRIO NACIONAL NBB/Divulgação

CINCO TIMES REPRESENTARAM SANTA CATARINA NAS QUADRAS PELO BRASIL 24

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


ELITE  Joinville foi o único time do sul do país no NBB 2018/19

25


CENÁRIO NACIONAL NBB/Divulgação

AO LADO DE SÃO PAULO, ESTADO É O ÚNICO COM PARTICIPANTES EM TODAS AS COMPETIÇÕES NACIONAIS ADULTAS

C

om apoio da Federação e da TRIMANIA, cinco equipes representaram o basquete de Santa Catarina no cenário nacional em 2019. Ao todo, foram quatro competições que contaram com catarinenses de três cidades: Blumenau, Brusque e Joinville. Assim, o estado teve AABJ/Joinville, AD Brusque, Blackstar, APAB/Blumenau e Basquete Feminino Blumenau entre os principais times da modalidade no Brasil, algo recorrente nos últimos anos, fruto de investimento da FCB, clubes, poder público e privado. "Vejo como uma grande virtude o fato de Santa Catarina ter uma equipe no NBB, uma na Liga Ouro, duas no Campeonato Brasileiro e outra na LBF, a principal competição feminina. Sendo assim, estamos numa vitrine relativamente grande que muitos estados não conseguem estar", disse, no início do ano, o então presidente da FCB e hoje Secretário-Geral da entidade, Oscar Archer. Foi na gestão do antigo dirigente que o número de participantes catarinenses no cenário brasileiro cresceu de forma substancial. Atualmente, o objetivo é ter quantidade, mas também qualidade. Prova disso, são as recentes campanhas do Basquete Feminino de Blumenau, quando terminou a LBF em 4º lugar na temporada 2018 e novamente figurou entre os melhores do país neste ano. A mesma coisa aconteceu com Brusque, em 2019, quando se classificou aos playoffs

Estamos numa vitrine relativamente grande que muitos estados não conseguem estar OSCAR ARCHER - SECRETÁRIO-GERAL DA FCB

26

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


do Campeonato Brasileiro, competição organizada pela CBB a partir da atual temporada. No entanto, se os resultados não vieram para a APAB/Blumenau (Liga Ouro), Blackstar (Campeonato Brasileiro) e AABJ/Joinville (NBB), fica o aprendizado para competições futuras, bem como o incremento em toda a cadeia produtiva que movimenta o esporte nessas três importantes cidades do estado, gerando empregos e riqueza ao longo de todo o ano de 2019, haja vista um calendário com jogos dos primeiros aos últimos meses da temporada. Mesmo eliminados nos certames nacionais, os representantes de Santa Catarina ainda entram em quadra para disputas no âmbito estadual (Copa SC, Campeonato Catarinense e Jogos Abertos) e regional (Sul-Brasileiro de Clubes). Dessa forma, exceto Joinville, que iniciou o NBB em novembro, as demais agremiações começaram a atual temporada em março e seguem até novembro. Também por isso, a intenção do presidente Fabio Deschamps é incrementar o número de participantes nas competições brasileiras, focando, ainda mais, na qualidade para, quem sabe, fazer um campeão nacional. "A FCB hoje apoia fortemente as equipes através de sua parceira TRIMANIA, e já estamos estudando formas de ajudá-las a buscar novos apoiadores e patrocinadores. Ressalto apenas que as agremiações têm que ter absoluta qualidade, pois não podemos ter catarinenses que entrem apenas para participar de campeonatos nacionais", projeta o mandatário, cuja manifestação foi reforçada pelo Coordenador Técnico da entidade, Luiz Gastão Dubois: “Que venham mais equipes ainda a disputar os campeonatos em nível nacional, representando o nosso estado”. E se o objetivo é, um dia, entrar para a seleta galeria de vencedores de um título no Brasil, o basquete de Santa Catarina está no caminho. Ao lado de São Paulo, foi o único estado a ter representantes em todas as competições adultas no cenário nacional em 2019: AABJ/Joinville (NBB), AD Brusque e Blackstar (Campeonato Brasileiro), APAB/Blumenau (Liga Ouro) e Basquete Feminino de Blumenau (LBF).

Que venham mais equipes ainda a disputar os campeonatos em nível nacional, representando o nosso estado FORÇA  Cinco equipes mostraram a força do basquete catarinense ao Brasil

LUIZ GASTÃO DUBOIS - COORDENADOR TÉCNICO DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

27


CENÁRIO NACIONAL Sidnei Batista/Divulgação/FCB

JOINVILLE, O ÚNICO DA REGIÃO SUL NO NBB

E

mbora o resultado da participação de Joinville no NBB não tenha sido o esperado, o único representante do estado – e da região Sul – na elite do basquete brasileiro terminou a temporada com a sensação de dever cumprido. A sinalização partiu do presidente Bernardo Marchesini ao declarar, em nota, sua confiança na manutenção do projeto, mesmo que de forma enxuta. Já o dirigente joinvilense, Kelvin Soares, avaliou os resultados no NBB 11, dizendo à BasqueteSC que a participação na temporada 2018/2019 JOINVILLE ficou aquém do desejado em virtude de lesões de importantes jogadores e de um 26 JOGOS orçamento abaixo das demais franquias. 5 VITÓRIAS “Houve investimentos muito elevados, 21 DERROTAS comprovando que a régua subiu bastante. Na tentativa de não perdermos a franquia, 14ª POSIÇÃO preferimos disputar assim mesmo. Sofremos com lesões (pivôs Jerônimo e Mathias). Deveríamos ter buscado uma classificação aos playoffs, mas acabamos empatando com o Vasco na última colocação”, frisou Kelvin, que viu Joinville arrancar com duas vitórias fora de casa, contra Botafogo e Vasco, mas depois conquistar somente outros três triunfos no restante do certame nacional. A meta, para 2019/2020, passa pela readequação nas receitas a fim de fortalecer o projeto e, quem sabe, subir novamente os degraus necessários para repetir o resultado da temporada 2008/2009, quando terminou na 4ª posição, garantindo vaga, inclusive, à Liga das Américas.

BLUMENAU AQUÉM DO ESPERADO NA LIGA OURO

A

POTÊNCIAS  Catarinenses enfrentaram grandes times como o São Paulo na Liga Ouro

BLUMENAU 14 JOGOS 4 VITÓRIAS 10 DERROTAS 8ª POSIÇÃO

ntes de começar a competição, a expectativa do então dirigente, hoje vice-presidente da FCB, Sérgio Carneiro, era figurar entre os primeiros colocados da Liga Ouro. “Tentar o acesso ao NBB. Esse é o nosso objetivo”, declarou na época. Mas as coisas não saíram conforme o planejado para o atual bi-campeão catarinense. Em 18 partidas, foram apenas quatro vitórias. “A gente fez um esforço muito grande junto a patrocinadores e Federação para montar uma equipe competitiva, mas por uma série de fatores tivemos uma campanha muito aquém do esperado”, completou Serjão. Não à toa, o presidente da APAB/Blumenau, Marcelo Georg, fala em reformulação visando as competições locais (Estadual Adulto e JASC) do 2º semestre. “Tivemos um início de temporada muito ruim, ficando muito abaixo do esperado na Liga Ouro. Mas Blumenau, com certeza, vai estar brigando com as grandes forças do basquete de Santa Catarina”, projetou o dirigente. A luta, agora, é pelo tri-campeonato estadual, algo inédito na história da Blumenau desde a fundação da FCB, em 1995.

28

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

Sidney Silva/EsporteSC

DUPLA  Brusque e Blackstar foram SC no Campeonato Brasileiro


Alexandre Carvalho/LBF

TRADIÇÃO E ESTREIA NO CAMPEONATO BRASILEIRO DE CLUBES

B

CAMPEÃ  Tassia, atleta de Blumenau, venceu torneio de três pontos

BASQUETE FEMININO BLUMENAU, DE

A

pós bom início, Blumenau acumulou cinco derrotas seguidas na Liga de Basquete Feminino. Os maus resultados preocuparam, mas o caminho das vitórias foi retomado e o projeto em busca do título nacional seguiu firme para as comandadas do técnico João Camargo. Prova disso, é que o representante do estado teve quatro BLUMENAU atletas convocadas para o Jogos das Estrelas da LBF: Lays e 20 JOGOS Gil Justino (Time Aline Moura); Tassia e Nonato (Time Rapha Monteiro). A partida festiva aconteceu no início de junho, no 10 VITÓRIAS Ginásio Gigantão, em Araraquara (SP), reunindo as principais 11 DERROTAS jogadoras que atuam no Brasil, as campeãs mundiais de 1994, além de contar com a transmissão ao vivo da ESPN. 4ª POSIÇÃO* Melhor do que participar, foi vencer. Isso aconteceu com Tassia. A ala blumenauense conquistou o torneio de três pontos, sagrando-se bicampeã da modalidade e elevando o nome de Blumenau no cenário do basquete brasileiro. Ela levou o caneco após uma final emocionante contra Luana, do Ituano, que foi resolvida apenas no desempate. Após duas rodadas equilibradas (17x17 e 11x11), a ala do escrete catarinense venceu por 10 a 8 já na segunda prorrogação, que contava com apenas três carrinhos de cinco bolas cada.

(*) Colocação na 1ª fase.

NOVO, ENTRE OS MELHORES DO BRASIL

rusque e Blackstar foram os representantes de Santa Catarina no Campeonato Brasileiro de Clubes 2019, competição organizada pela CBB. Enquanto os joinvilenses fizeram sua estreia no cenário nacional, os brusquenses retomaram a força do basquete da cidade. Em 14 jogos na primeira fase, venceu sete, terminando na 4ª posição, o que garantiu uma vaga ao Final Four. O desempenho mereceu considerações de atletas, treinador e dirigente da equipe do Vale do Itajaí. “Cheguei aqui em 1997 para jogar pelo time de Brusque e o basquete sempre foi uma febre na cidade. Nossa intenção hoje é resgatar essa força, fazer com que todos participem e vivam o basquete”, analisou o treinador Alexandre Barros. Bicudo ainda completou, reforçando um desejo seu: “Espero que Brusque seja novamente um celeiro e, quem sabe, a Capital desse esporte em Santa Catarina”. Já o atleta Fernando Teixeira lembrou que a cidade “sempre foi uma realidade no basquete nacional”, enquanto o presidente Zurico Frota agradeceu aos parceiros responsáveis por proporcionar a possibilidade de novamente montar um time forte, entre os quais a Federação Catarinense de Basketball e a TRIMANIA. "São pessoas que acreditam no nosso trabalho e, principalmente, no esporte e na força do basquete de Brusque. Particularmente, gostaria de agradecer ao senhor Oscar Archer, ex-presidente e Secretário-Geral da FCB, que sempre acreditou em nosso crescimento, e também a grande parceria com a Prefeitura de Brusque, com apoio do prefeito, Dr. Jonas, e o vice, Ari Vequi. E, por fim, ao Beto, da Aradefe Malhas, nosso grande parceiro que sempre esteve com a gente", ressaltou Zurico que viu sua equipe terminar o Campeonato Brasileiro de Clubes na 4ª posição, após ser eliminado por Cravinhos (SP) nas semifinais. Do outro lado, mesmo terminando em 8º, fruto de três vitórias em 11 partidas, o Blackstar/Joinville consolidou seu projeto, cujo início na categoria adulta se deu há apenas dois anos. “Em 2019, subimos a régua no que diz respeito a qualidade técnica e profissionalismo do projeto. Encerramos nossa participação no Campeonato Brasileiro de Clubes, da CBB, e iremos passar por um processo natural de reavaliação de alguns atletas”, salientou o presidente do Blackstar, Rodrigo Lima.

BRUSQUE

BLACKSTAR

16 JOGOS 7 VITÓRIAS 9 DERROTAS 4ª POSIÇÃO

14 JOGOS 3 VITÓRIAS 11 DERROTAS 8ª POSIÇÃO

29


 SOCIAL Victor Guião/FCB

FCB SOCIAL AMPLIA E DIVERSIFICA ATIVIDADES 30

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


PARCERIAS COM TRIMANIA, PREFEITURA DE FLORIANÓPOLIS E POLÍCIA MILITAR ATENDEM DE CRIANÇAS A IDOSOS FESTA  Evento reuniu centenas de amantes do basquete na Capital

DOAÇÃO  Em ação do Dia das Mães, no Centro da Capital, cada cesta valia uma fralda. Ao final, 280 foram doadas

E

m 2019, a parceria entre Federação Catarinense de Basketball e TRIMANIA completa 10 anos. Neste período, os investimentos conjuntos proporcionaram uma transformação no esporte em Santa Catarina com a realização de diversas atividades no âmbito do basquete profissional e de base, bem como nas áreas de educação e, mais recentemente, social. A FCB Social, "a menina dos olhos da entidade", como salienta o presidente Fabio Deschamps, foi apresentada a diretores e distribuidores da TRIMANIA das regiões Grande Florianópolis, Serrana e Sul. Assim, as ações desenvolvidas, fruto da ligação entre as duas instituições, como o Centro Dia da Pessoa Idosa (em parceria com a Prefeitura de Florianópolis) e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (em parceria com a Polícia Militar de Santa Catarina) foram destrinchadas pelo presidente Fabio Deschamps, pelo Secretário-Geral, Oscar Archer e pelo Coordenador de Planejamento, Jairo Anello, durante reunião realizada no mês de abril. “Foi um encontro importante para nós mostrarmos, àqueles que estão nas ruas, o resultado dos seus trabalhos e o retorno para a nossa região. Do basquete, em todas as suas categorias, à assistência social, que são nossas atividades fim, uma série de pessoas são beneficiadas direta e indiretamente, então é algo que nós nos orgulhamos e que eles, que trabalham direto com o certificado de contribuição da TRIMANIA, devem se orgulhar também”, falou o presidente da FCB. Desde 2016, A Federação Catarinense de Basketball promove ações constantes que vão de repasses a entidades filantrópicas ao desenvolvimento de Núcleos Estudantis. Em meados de 2018, alterou seu Estatuto a fim de incluir o braço social como uma de suas atividades fim, o que possibilitou ser a única instituição esportiva do país a possuir a Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social na Área da Educação (CEBAS). "Tudo isso graças ao apoio da TRIMANIA, nessa parceria que já dura 10 anos", agradeceu o mandatário da FCB, tendo sua fala reconhecida pelo investidor da TRIMANIA, Luiz Carlos Bastos. "Estamos vendo o trabalho que elevou o basquete catarinense ao pódio nacional", disse. As provas que o investimento tem dado certo, o leitor de BasqueteSC confere nas próximas fotos. São imagens das atividades filantrópicas, apresentações de projetos e capacitações realizadas em 2019.

31


 SOCIAL Lucas Inácio/Divulgação/FCB

OUTRAS AÇÕES

A

través de um Termo de Cooperação com a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Florianópolis, a FCB complementa o orçamento para manutenção e sustentação de um Centro de Acolhimento a Menores Infratores. `` ORÇAMENTO: Em 2019, o investimento social totalizará R$ 225.000,00.

32

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


FCB SOCIAL Por Antônio Carlos Soares – Coordenador

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO

O

FCB SOCIAL, cumprindo o compromisso estatutário, com responsabilidade socioassistencial, atua em três vertentes: `` CENTRO DIA DA PESSOA IDOSA; `` SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS (SCFV VILA UNIÃO – EM IMPLANTAÇÃO); `` ASSESSORAMENTO: ˌˌ Editais de fomento em apoio a outras Entidades de Assistência Social; ˌˌ Promoção de Capacitações aos Profissionais de toda a Rede de Assistência Social; ˌˌ Apoio financeiro para manutenção de um Centro de Acolhimento a Menores Infratores.

CENTRO DIA DA PESSOA IDOSA

L

ocalizado no Horto Florestal, no Bairro Córrego Grande, em Florianópolis, esse projeto vislumbra atender, futuramente, até 25 idosos por turno. Na primeira etapa, dada a capacidade máxima das instalações, atenderemos até dez idosos por turno. Atualmente, temos 13 beneficiários. O Centro Dia atende diariamente, de segunda a sexta-feira, das 8:00 às 17:30 horas, oferecendo acompanhamento psicológico, atividades físicas e reabilitadoras, artísticas, lúdicas, cognitivas e psicomotoras, focando a autonomia, a mobilidade e a autoestima da pessoa idosa, bem como o resgate e o fortalecimento dos vínculos familiares. Sob a orientação de Nutricionista, são oferecidos café da manhã, almoço, frutas e café da tarde. Sob acompanhamento de Técnico de Enfermagem e Profissionais Cuidadores, são ministradas medicações prescritas em receituários médicos e banho e higiene pessoal, conforme a vontade dos Idosos e suas respectivas Famílias. `` EQUIPE: Coordenadora, Psicóloga, Assistente Social, Terapeuta Ocupacional, Nutricionista, Educador Físico, Técnico de Enfermagem, 3 Cuidadoras, Motorista, 2 Serviços Gerais e Recepcionista. `` ORÇAMENTO (incluindo infraestrutura e despesas de custeio mensal): R$ 1.200.000,00 ao ano.

SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS

O

projeto SCFV Vila União encontra-se em implantação, tendo prevista a inauguração ainda no 3º. Trimestre/2019. Visa atender 80 beneficiários (Crianças e Adolescentes entre 6 e 13 anos), 40 por turno, diariamente, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. O SCFV advém da parceria com a Prefeitura Municipal de Florianópolis e com a Polícia Militar. A FCB revitalizará as instalações do Centro de Convivência já existente e desativado, retomando as atividades do Serviço de Convivência, liderando todas as ações, aplicando os conceitos pedagógicos e promovendo a inclusão social através do esporte das artes. A Vila União, localizada no norte da Ilha de Florianópolis, é uma comunidade em situação de vulnerabilidade social, carente de projetos de Assistência Social e tecnologias sociais reparadoras das mazelas e impulsionadoras de oportunidades e autoestima. Atenderemos 80 menores, no contraturno escolar, em turmas de 40 no período matutino e 40 no vespertino. O cadastramento e as inscrições dos beneficiários do Projeto serão conduzidos pelo CRAS Canasvieiras, conforme preconiza a política de Assistencial Social municipal. Serão oferecidos, além das atividades físicas, pedagógicas e cognitivas, café da manhã, lanche, almoço e café da tarde, cujas refeições serão produzidas no próprio Centro de Convivência. `` EQUIPE: Coordenadora (Psicóloga), Assistente Social, Educador Físico, Pedagoga, 4 Monitores, 2 Cozinheiras, 2 Serviços Gerais. `` ORÇAMENTO: os investimentos na revitalização, estrutura interna e equipamentos pedagógicos/esportivos estão orçados em R$ 600.000,00. A partir da inauguração, as despesas anuais de custeio atingirão R$ 800.000,00, totalizando o orçamento anual (custeio e investimento) em R$ 1.400.000,00.

EDITAIS DE FOMENTO EM APOIO A OUTRAS ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

P

eriodicamente, a FCB – através do FCB Social – lança Editais de fomento em apoio a projetos de outras Entidades de Assistência Social, devidamente credenciadas nos Conselhos Municipais. Foi lançado, em 02/7/2019, mais um Edital de R$ 200.000,00, beneficiando 20 Instituições nas Regiões Sul, Serrana e Grande Florianópolis. Além dos treinamentos para a própria equipe, a FCB promove capacitações a profissionais de outras Instituições de Assistência Social, apoiando e fomentando treinamentos e o desenvolvimento técnico das equipes e oportunizando profissionalização a técnicos, dirigentes e voluntários de toda a rede em nossa Jurisdição. `` ORÇAMENTO: em 2019, investiremos mais de R$ 30.000,00.

33


 SOCIAL Lucas Inácio/FCB

INTEGRAÇÃO  Residentes da Sociedade Espírita de Recuperação, Trabalho e Educação (Serte) visitaram o Centro Dia onde fizeram atividades (passeio, música, dança e café) com os idosos da Casa

Lucas Inácio/FCB

CENTRO DIA DA PESSOA IDOSA  Casa atende dezenas de pessoas em situação de vulnerabilidade social em Florianópolis

34

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


AÇÃO DIA DAS MÃES

AFlorianópolis, em que cada cesta valia uma fralda. Após

ção de Dia das Mães na Avenida Paulo Fontes, Centro de

três dias, TRIMANIA e FCB conseguiram doar 280 fraldas geriátricas para a Rede Solidária Somar Floripa.

SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA NA VILA UNIÃO, EM FLORIANÓPOLIS

FFlorianópolis e Polícia Militar assinaram de acordo de ederação Catarinense de Basketball, Prefeitura de

cooperação que implementa o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para crianças entre 6 e 12 anos, na Vila União, no Norte de Florianópolis. “É mais um passo que damos como instituição de Assistência Social em apenas oito meses que entramos formalmente na área. Estamos alcançando milhares de pessoas com as nossas ações e fortalecendo a FCB Social como um transformador de vidas, agora em todas as faixas etárias”, falou o presidente Fabio Deschamps, que esteve acompanhado pelo prefeito Gean Loureiro, o Secretário de Segurança Pública de Santa Catarina, Cel. Araújo Gomes, e a secretária Municipal de Assistência Social, Maria Cláudia Goulart.

Lucas Inácio/FCB

CAPACITAÇÃO

Clecimento de Vínculos para Crianças e Adolescentes, no

urso para capacitação no Serviço de Convivência e Forta-

auditório do CEFID, em Florianópolis. O palestrante foi André Viana Custódio, referência nacional no trabalho social com esta faixa etária e autor de vários livros sobre trabalho infantil. A FCB Social ainda promoveu Oficina para Elaboração de Projetos Sociais, na AFLODEF, em Florianópolis.

AÇÃO DE PÁSCOA

A

s crianças da Casa Lar Emaús, do bairro Santa Mônica, foram até o Parque Florestal do Córrego Grande onde fica o Centro Dia da Pessoa Idosa. Participaram de uma caça aos ovos ao lado dos idosos. Um lanche foi realizado em conjunto e kits de Páscoa feitos nas oficinas realizadas pelo próprio Centro Dia foram entregues às crianças.

DIA DA MULHER

Eberam corte de cabelo, unha, maquiagem, massagem.

m 8 de março, os idosos atendidos no Centro Dia rece-

Os cuidados não foram exclusivos para as mulheres, já que os homens também tiveram o atendimento de um barbeiro. Ainda houve confraternização com música e atividades.

35


ARBITRAGEM Adriano Krischke/FCB

ELOGIOS  Coordenador da CBB, Vander Nunes, destacou quadro catarinense

CLÍNICA DE PADRONIZAÇÃO ABRE OS TRABALHOS DA ARBITRAGEM EM 2019 36

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

QUADRO DA FCB TERÁ 169 PROFISSIONAIS NESTE ANO

A

temporada da arbitragem do basquete catarinense começou, oficialmente, com a realização da Clínica de Padronização promovida pela FCB em 15 de março. Ao todo, 169 profissionais estiveram presentes nas atividades, em Florianópolis, que envolveram a atualização de regras FIBA, regulamentos, ética, orientações gerais, testes físicos e de conhecimento. Em relação a 2018, houve incremento de 25% no número de participantes, incluindo os profissionais experientes e os novatos. Com isso, o quadro da Federação está composto por 85 árbitros, 60 oficiais de mesa e 24 representantes. Todos estão aptos a atuar nos mais de 1.300 jogos do ano incluindo estaduais, taças e copas, respeitando a categoria de cada um (internacionais, nacionais, regionais, iniciantes ou novatos). “Quem não faz a Clínica, automaticamente tem interrompido esse ciclo, seja ele na arbitragem ou como oficial de mesa", explicou o Coordenador de Arbitragem da FCB na época, Ariovaldo Carvalho. Já o Coordenador de Arbitragem da CBB, Vander Lobosco Nunes, elogiou o quadro de Santa Catarina ao destacar a grande quantidade de jovens e a representati-


Fotos: Adriano Krischke/FCB

PRÁTICA  Árbitros tiveram aulas teóricas e também dentro das quadras do Ginásio Rozendo Lima

vidade do estado nas ligas nacionais como NBB, LBF, Liga Ouro e Campeonato Brasileiro, além das competições de base. “A arbitragem catarinense está indo para um caminho muito bom”, salientou Vander que, ao lado de Enaldo Batista, árbitro FIBA e da FCB, foi um dos tutores da Clínica de Padronização, evento cuja presença é obrigatória a todos os profissionais da área. Um dos alunos foi o árbitro nacional Hélio Augusto Santos que, desde 2010, atua na área e de 2014 em diante faz parte do quadro da CBB. Pertencente à Liga Metropolitana, ele costuma se preparar para atuar nas mais diversas competições (Jogos Abertos, Copa Brasil, Campeonatos Brasileiros e Liga Nacional) frequentando cursos e clínicas oferecidos pela Federação, além de reuniões. Ainda faz revisões de partidas e discussão de regras. “A importância desses cursos é se manter atualizado e aproveitar a oportunidade de investimento da FCB na carreira profissional. Além disso, capacitar os árbitros para atuar seja no esporte de rendimento ou inclusão”, frisou Hélio, que ainda declarou sua inspiração nos colegas locais, como Cristiano Maranho e Guilherme Locatelli, os únicos brasileiros nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, e, na época, integrantes da Federação Catarinense. Além das capacitações, a FCB ampliou o incentivo aos árbitros e oficiais de mesa a partir de 2018, quando implementou um plano de carreiras. Dessa forma, cada um recebe o pagamento de acordo com sua função e a categoria dos jogos atuados.

QUALIDADE  Árbitros do estado são referências no país

QUADRO DE ÁRBITROS DA FCB 85 árbitros 60 oficiais de mesa 24 representantes

3 árbitros internacionais 24 árbitros nacionais 16 oficiais de mesa nacionais

37


CAPACITAÇÃO

Lucas Inácio/FCB

CLÍNICAS PARA TÉCNICOS DO PROJETO BASQUETE PARA O AMANHÃ REÚNEM CERCA DE 100 PROFISSIONAIS EM DUAS ETAPAS 38

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL


FLORIANÓPOLIS E CHAPECÓ RECEBERAM TREINADORES DO SUB-12 AO SUB-15

É

cada vez maior o investimento da Federação Catarinense de Basketball na qualificação dos profissionais que atuam na modalidade. Prova disso são as Clínicas para Técnicos do Projeto Basquete para o Amanhã. Em 2019, foram realizadas em duas etapas: a primeira, em março, em Florianópolis; sendo a segunda, em abril, na cidade de Chapecó. Nos encontros, cujo objetivo visava capacitar os treinadores e educadores que trabalham com a base da modalidade em Santa Catarina por meio do projeto, os professores Michel Milistetd, Vitor Ciampolini e André Luiz A. Soares lidaram com o esporte não apenas como ferramenta de crescimento do atleta, mas também como da pessoa. “O esporte pode desenvolver algumas habilidades como gestão de tempo, perseverança e gestão de metas que são algumas das habilidades sociais ou para vida. A gente tem usado o termo ‘Life Skills’ a fim de promover que o atleta, ao longo da sua vida, tenha condições de também ter sucesso no emprego, sociedade e assim por diante”, explicou o professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e especialista em desenvolvimento de técnicos, Michel Milistetd. Na mesma linha, o docente Vitor Ciampolini ressaltou o caráter educacional das atividades promovidas pela FCB. “O esporte é uma ferramenta para educação do jovem, então a gente pode usá-lo para fomentar o desenvolvimento de competências, valores, habilidades sociais que podem ser transferidos para seu dia a dia”, destacou o doutorando em Educação Física (UFSC) e pesquisador em desenvolvimento positivo. Nas duas oportunidades, foram reforçados conceitos a serem explorados em quadra e aplicados em outros contextos do cotidiano, tais como perseverança, humildade, empatia, tolerância, entre outras habilidades. Além disso, o

39


CAPACITAÇÃO Adriano Krischke/FCB

professor Michel Milistetd buscou florescer três pilares em prol da criação de um bom ambiente de basquete para que os jovens atletas tenham um desenvolvimento positivo com a modalidade. São eles: contexto adequado, envolvimento individual e qualidade nas relações. No fim, todos saíram com lições em variados campos, mesclando o saber de quadra com os da vida acadêmica. “Foi uma Clínica de grande valia porque muitos treinadores estão iniciando a carreira. Aqui, a gente tem um norte de como seguir, principalmente aqueles acadêmicos que não tiveram vida de atleta", opinou a técnica da Sociedade Ginástica, de Joinville, Luciana Borges. Assim como ela, outros técnicos das categorias sub-12, sub-13 e sub-15, integrantes dos estaduais 2019, participaram das etapas em Florianópolis e Chapecó. Foram quase 100 inscritos, somando as duas clínicas, número relevante, haja vista que o Projeto Basquete para o Amanhã possui quase 200 equipes espalhadas em 26 cidades.

O esporte é uma ferramenta para educação do jovem PROFESSOR VITOR CIAMPOLINI

MAIS DE 2,5 MIL JOVENS NO BASQUETE PARA O AMANHÃ

O

Projeto Basquete para o Amanhã é realizado desde 2014 pela FCB e atende às modalidades sub-12, sub-13 e sub-15 com o objetivo de massificar o esporte da bola laranja entre meninos e meninas no estado. Nesta temporada, serão mais de 2 mil atletas, 130 times de 26 cidades, além de 750 jogos. Para o presidente Fabio Deschamps, estas categorias são importantes para a base da modalidade em Santa Catarina. “O sub-12 e o sub-13 são as categorias mais jovens que temos na Federação e as que possuem mais times inscritos. É um orgulho trazer crianças para o basquete, pois é uma atividade que integra e desenvolve habilidades sociais como empatia,

40

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

BASE  Equipes do sub-12, 13 e 15 compõem o Basquete Para o Amanhã

respeito, trabalho em grupo, entre outras coisas. Além disso, o trabalho valoriza o nosso estado como formador de atletas, pois da quantidade se tira qualidade e o Basquete para o Amanhã é um projeto que proporciona isso”, declarou. Dos 188 inscritos, 130 participarão dos estaduais de suas respectivas categorias. São 42 times no sub-15, 44 no sub-12 e outros 44 no sub-13.

É um orgulho trazer crianças para o basquete FABIO DESCHAMPS - PRESIDENTE FCB

Todas as agremiações das três idades são contempladas com auxílio estrutural, recebendo, da Federação Catarinense, tabelas, bolas, placares e subsídio para despesas quando disputarem competições estaduais. Além disso, também faz parte do projeto a promoção de cursos de capacitação aos treinadores, como os realizados em Florianópolis e Chapecó entre março e abril. Em 2019, a novidade é a junção das modalidades sub-12 e sub-13. Assim, os clubes são obrigados a atuarem nas duas categorias. Dessa forma, os jogos são realizados em rodadas duplas, otimizando os investimentos com transporte e logística, além de aumentar o vínculo dos mais novos com o basquetebol.


130 equipes: `` 44 sub-12 `` 44 sub-13 `` 42 sub-15 750 jogos 26 cidades 2700 crianças

OBJETIVOS DO BASQUETE PARA O AMANHÃ ``OBJETIVO GERAL

ˌˌAmpliar a base de prati-

cantes de basquete, mais especificamente a prática do “basquetebol de base”, e se tornar uma referência esportiva para crianças e jovens.

``OBJETIVOS ESPECÍFICOS ˌˌProporcionar às crianças e

adolescentes a prática do basquete;

ˌˌOferecer um ambiente de

coletividade e sociabilidade entre os participantes;

ˌˌEstimular a valorização do

Lucas Inácio/FCB

esporte na sociedade;

ˌˌPromover a interação entre

pais, alunos e comunidades;

ˌˌDivulgar institucionalmente

as entidades envolvidas;

ˌˌUtilizar o esporte como

estratégia, agregando valor através de ações de cidadania, educação e saúde preventiva;

ˌˌValorizar o basquete como

forma de incentivo esportivo;

ˌˌOportunizar a prática do

CONHECIMENTO  Treinadores tiveram lições com docentes da UFSC

basquetebol para crianças e jovens de várias cidades de Santa Catarina.

41


BASQUETE 3X3

CATARINENSES BRILHAM NO BASQUETE 3X3 EX-ATLETAS DE JOINVILLE MIGRARAM DE CATEGORIA E DEFENDERAM O BRASIL NA COPA DO MUNDO

O

ano de 2019 ficará marcado nas memórias de dois ex-atletas da AABJ/Joinville. Jefferson Socas e William Weihermann deixaram a equipe em que foram forjados como jogadores de basquetebol e migraram para a modalidade 3x3. De quebra, foram convocados pelo treinador Douglas Lorite e atuaram pelo Brasil na Copa do Mundo (FIBA World Cup), realizada de 18 a 23 de junho, em Amsterdã, na Holanda. Ambos são catarinenses e defenderam as cores joinvilenses até a última edição do NBB, quando partiram rumo ao São Paulo DC, uma das principais agremiações nacionais. “O fato de poder representar o meu país, com certeza, foi um dos motivos da mudança. No 3x3 consegui ser convocado à seleção adulta e fiquei muito satisfeito com isso”, celebra William Weihermann. A adaptação ao outro jogo foi tranquila, dizem, pois mesmo atuando no basquete convencional, ambos já disputavam competições paralelas no novo estilo. “A transição do basquete convencional para o 3x3 foi bem natural para mim, pois sempre que eu estava em férias, ou quando tinha oportunidade, participava de torneios 3x3 mesmo atuando no NBB. Desde a primeira vez que joguei o 3x3, meu jogo se adaptou muito ao estilo da modalidade”, cita Jefferson Socas. Além da Copa do Mundo, na Holanda, os atletas ainda podem realizar outro sonho inerente a qualquer desportista: disputar uma Olimpíada. Em Tóquio, 2020, pela primeira vez haverá competições do estilo, o que gera uma expectativa grande quanto às presenças dos catarinenses. Ainda assim, tanto Jefferson quanto William pregam cautela e veem, como próximo passo, trabalhar para defenderem o país nos Jogos Pan-Americanos, disputados entre julho e agosto, em Lima, no Peru.

42

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

FIBA/Divulgação


43


BASQUETE 3X3 Cristina Sonai/LSCB/FCB

CRESCENDO  Modalidade 3x3 avança em SC com atuação das Ligas Regionais. Liga Sul Catarinense promove torneios em várias cidades durante o verão

INVESTIMENTOS NA MODALIDADE EM SANTA CATARINA

E

mbora tenha alçado novo status a partir da confirmação como esporte olímpico, o basquete 3x3 é praticado há anos por todos os cantos do planeta. Em Santa Catarina não é diferente, tanto que a Federação, em parceria com as Ligas Regionais, promove diversos torneios, especialmente em praças, parques e praias. Também por isso, o presidente da entidade, Fabio Deschamps, confirmou o investimento na modalidade como um dos pilares a serem desenvolvidos pela FCB a partir de 2019, de forma

44

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

local, e de 2020, no âmbito estadual. “Creio que todo mundo que joga basquete já praticou o 3x3. É uma modalidade deliciosa

Esse ano, nossas sete Ligas Regionais estão fazendo diversos campeonatos do 3x3 FABIO DESCHAMPS - PRESIDENTE FCB

de se jogar. São regras diferentes, menos jogadores, jogo mais dinâmico, tempo mais enxuto e custo menor para equipes. Esse ano, nossas sete Ligas Regionais estão fazendo diversos campeonatos do 3x3, justamente para que seja dada visibilidade para a modalidade e que novos jogadores e equipes apareçam. Com isso, teremos clínicas específicas para árbitros e buscaremos lançar um Estadual da modalidade em 2020”, projetou o dirigente.


AABJ/Joinville

ENTREVISTA COM WILLIAM WEIHERMANN MUDANÇA PARA O 3X3 WILLIAM WEIHERMANN: Eu vinha jogando 3x3 há certo tempo, fora de temporada do NBB. Disputando etapas do circuito nacional e em alguns eventos do estado também. E fui pegando gosto pelo esporte. Tive uma vantagem que, no 3x3, a bola de longa distância (2 pontos) vale o dobro da de curta (1 ponto), e minha especialidade sempre foram os 3 pontos. Então, esse é um fato técnico que me coloca em vantagem comparado ao basquete quadra. No começo desse ano, comecei a desenhar na cabeça a ideia de mudar de esporte. E com o convite do São Paulo DC, não tive dúvidas em fazer essa drástica mudança. Venho me dando bem até o momento, com o projeto do SPDC crescendo a cada dia. Estou feliz com minha decisão.

SELEÇÃO BRASILEIRA WILLIAM: O fato de poder representar o meu país, com certeza, foi um dos motivos da mudança, pois no basquete quadra eu não vinha tendo oportunidades de receber uma convocação. No 3x3 consegui ser convocado para a seleção adulta e fiquei muito satisfeito com isso.

NOVA MODALIDADE WILLIAM: O 3x3 é um esporte que existe desde os primórdios do basquete, sendo disputado nas ruas do mundo todo há décadas. A popularização dele é inquestionável. Alguns dizem até ser o esporte mais praticado no mundo todo, formal e informalmente, pois necessita de seis pessoas, uma bola e um cesto. O que deve ser investido, é no reconhecimento dessa atividade popular, num esporte olímpico por sinal, e serem feitos mais projetos voltados ao 3x3, mais times profissionais e não só um como acontece hoje. No Brasil, é visto como uma novidade ainda, mas tem muita gente no país, e principalmente fora dele, trabalhando em prol do desenvolvimento do esporte, financeira e tecnicamente.

3X3 EM SANTA CATARINA WILLIAM WEIHERMANN `` 1,95m `` 84kg `` 22 anos (02/04/97)

WILLIAM: Em Santa Catarina, é um esporte totalmente amador ainda, infelizmente. Por falta de incentivo, falta de eventos. É preciso um apoio de alguma entidade grande por trás, organizando eventos, incentivando clínicas, escolinhas. O basquete catarinense é muito forte, sempre batendo de frente com as demais potências do país. E no 3x3 não será diferente. Só depende da vontade e do comprometimento de investidores e apoiadores.

45


BASQUETE 3X3 FIBA/Divulgação

JEFFERSON FROEHLICH SOCAS `` 1,95m `` 87kg `` 28 anos (02/04/91)

ENTREVISTA COM JEFFERSON FROEHLICH SOCAS MUDANÇA PARA O 3X3 JEFFERSON FROEHLICH SOCAS: A transição do basquete convencional para o 3x3 foi bem natural para mim, pois sempre que eu estava em férias, ou quando tinha oportunidade, participava de torneios 3x3 mesmo jogando o NBB. Desde a primeira vez que joguei o 3x3, meu jogo se adaptou muito ao estilo da modalidade. Tive uma facilidade enorme para me adaptar e acabei sendo mais valorizado do que no basquete convencional. Isso me incentivou e deu impulso para que eu olhasse o outro estilo com mais

46

REVISTA OFICIAL DA FEDERAÇÃO CATARINENSE DE BASKETBALL

carinho. Quando surgiu a oportunidade de participar de um projeto que tinha uma estrutura praticamente profissional, abracei-o com todas as minhas forças e estou investindo minha carreira nisso. Por enquanto, estou muito feliz.

PRÓXIMAS METAS JEFFERSON: Olimpíadas é um sonho, mas acho que tem que ser um passo de cada vez. Primeiro, Mundial e Pan-Americano para depois pensar nas Olimpíadas.


Profile for FCB-Basket

Revista FCB - BasqueteSC 013  

BasqueteSC – 13ª Edição - a revista oficial da Federação Catarinense de Basketball. Nesta edição, a apresentação das equipes que disputarão...

Revista FCB - BasqueteSC 013  

BasqueteSC – 13ª Edição - a revista oficial da Federação Catarinense de Basketball. Nesta edição, a apresentação das equipes que disputarão...

Advertisement