Issuu on Google+


EDITORIAL

Sem sombras de dúvidas, os assuntos mais dominantes do desenrolar deste ano da graça de 2014 são eleições e futebol, com ampla primazia para o primeiro, devido à expectativa criada com o desenrolar dos fatos predominantes na campanha pela sucessão estadual paraibana. E é justamente esse assunto que dá tema à matéria de capa desta edição da nossa revista TRIBUNA, protagonizada pelos ases da campanha eleitoral – Cássio Cunha Lima, Ricardo Coutinho e Veneziano Vital do Rego – analisados e dissecados na abalizada e criteriosa matéria assinada pelo experiente jornalista político Nonato Guedes. A corrida em busca da conquista do Palácio da Redenção, sede do governo estadual, já começou. Quem tiver as cartas mais preciosas para depositar na mesa eleitoral será o vencedor, mesmo sabendo que muita água ainda haverá de rolar por baixo da ponte até que algum dos candidatos consiga atingir o objetivo principal de ser eleito governador da Paraíba, fato que, somente após 5 de outubro – em primeiro turno e 26 de outubro – no caso de segundo turno, o paraibano tomará conhecimento. Nesta edição, a TRIBUNA ainda conta com a análise de Bastidores feita pelo jornalista Manoel Raposo, as colunas sociais de Sandro Galvão e Thereza Madalena, o Ponto de Vista do desembargador José Di Lorenzo Serpa e os “Causos” e as Soltas.com de Waldeban Medeiros. Portanto, boa leitura e até o próximo número!

CAPA

DESTAQUE

Fundador Bosco Gaspar Diretor Presidente Manoel Raposo Diretor Administrativo Sandro Galvão Diretor Financeiro Marcelo Raposo Editor de Política Nonato Guedes Diretor de Circulação Alcides Santos Gerente Comercial Waldeban Medeiros Gerente de Circulação para o interior Cícero Henrique Colaboradores Des. Serpa, Assis Camelo Júnior, Assis Cordeiro, Waldeban Medeiros Nonato Guedes, Thereza Madalena e Fred Menezes Contato Sales Ferreira Editor Responsável Manoel Raposo

10 Cássio e Ricardo lideram sucessão e Veneziano tenta avançar

Procurador Reginaldo Pereira se diz vítima de um golpe político, mambembe e vergonhoso

ENFOQUE

CCJ aprova PEC que aumenta 2% do FPM CMJP

Título é concedido ao comandante do 1º GPTE INFORME

PB consegue liberação para o Rio São Francisco MUNICÍPIOS

João Pessoa, Boa Vista, Sumé e Coremas SOCIAL

Thereza Madalena

22

|14 |15 |17 |30 |36

Redação Waldeban Medeiros Assis Cordeiro Thereza Madalena Josinato Gomes Sandro Galvão Projeto Gráfico e Diagramação Estampa PB - (83) 3042-0806 Ilka Cristina Nascimento da Silva contato@estampapb.com.br www.estampapb.com.br Tiragem 5.000 (cinco mil) exemplares _____________ Esta revista circula em todo

Estado da Paraíba. É um produto de publicação jornalística de responsabilidade MR Comunicações Ltda. CNPJ: 07.175.974/0001-55 mrcomunicacaoltda@yahoo.com.br Rua João Vieira Carneiro, 516 Bairro Pedro Gondim João Pessoa - PB Fones: (83) 3243-7150 8741-2184 / 9619-7538 www.estampapb.com.br/revistatribuna


NO “FRONT” POLÍTICO

Criador versus criatura

Os “triunfos” de um neófito

O enredo bíblico repete-se na conjuntura política paraibana deste ano de 2014: o embate entre Criador e criatura. No caso, entre o “clã” Cunha Lima, com raízes em Campina Grande, e o senador Cícero de Lucena Filho, empresário egresso da construção civil. Cícero foi entronizado no altar político estadual em 1990, quando o poeta Ronaldo Cunha Lima, surpreendendo a jornalistas e analíticos políticos, crismou-o como seu candidato a vice na disputa memorável que contou, ainda, com as participações de Wilson Braga e de João Agripino Neto. Era a terceira tentativa de Ronaldo de emplacar como candidato ao Palácio da Redenção pelo PMDB, e depois de muitas discussões internas, ele ganhou o “placet” para ir à disputa. Acabou vitoriando no segundo turno, num confronto histórico com Wilson, que já havia sido governador. Cícero assumiu o governo em várias oportunidades na gestão de Ronaldo e concluiu mandato integral de dez meses quando o poeta se desincompatibilizou para concorrer ao Senado, saindo vitorioso juntamente com Humberto Lucena em 94 enquanto Antônio Mariz derrotava Lúcia Braga na disputa pelo governo, não tendo levado à frente o mandato por problemas de saúde que se agravavam ostensivamente. Em 2006, depois de ter ocupado cargos influentes, com as bênçãos dos Cunha Lima, Cícero logrou abocanhar a única vaga de senador em jogo, derrotando Ney Suassuna, então no PMDB. Este é o mandato que está se findando e que Cícero deseja renovar. Ocorre que Lucena já não figura mais no projeto estratégico dos Cunha Lima, sob o comando ou a liderança de Cássio. Este precisa da vaga de senador para reforçar seu palanque, em composições com o ex-ministro Aguinaldo Ribeiro ou o ex-senador Wilson Santiago. Cícero decidiu pagar para ver. Esticou a corda, vocalizou desabafos, insinuou que estavam trocando seu peso político por 30 segundos de televisão no espaço eleitoral gratuito. Ameaçou ir para o ‘jus esperneandi’ internamente. O obstáculo no meio do caminho é a nova configuração dentro do próprio PSDB. Cássio é figura proeminente na agremiação, tem aval declarado do senador Aécio Neves, presidenciável, e se constitui no líder mais forte no ninho paraibano. Além disso, conseguiu firmar uma sólida parceria com Ruy Carneiro, que preside o diretório atual.

Neófito inteiramente em política, do ponto de vista da disputa de cargos, já que operava nos bastidores, Cícero Lucena, natural de São José de Piranhas, acumulou “triunfos” com rapidez, suplantando até mesmo raposas tradicionais que tentaram se impor no cenário do Estado. Vice de Ronaldo, por onde começou a escalada, completou o mandato por dez anos, foi eleito prefeito de João Pessoa por duas vezes, tornou-se secretário de Políticas Regionais do governo Fernando Henrique Cardoso, com o status de ministro. Exerceu, ainda, a Secretaria de Planejamento estadual numa das gestões de Cássio e sua mulher, Lauremília Lucena, foi indicada vice do próprio Cássio na disputa de 2002 quando Cunha Lima derrotou Roberto Paulino, do PMDB, em segundo turno. Em 2006, Cícero teve todo o apoio para sair vitorioso a senador. Mesmo acusado de supostas ligações com a Operação Confraria venceu Ney Suassuna. Este, por sua vez, havia sido arrolado, sem provas consistentes, numa alegada operação sanguessuga, desvendada pela Polícia Federal e que estava no rastro do superfaturamento de ambulâncias cuja venda era intermediada junto a parlamentares, para distribuição com prefeituras, pelos irmãos Vedoin, proprietários da Planam. Em paralelo, Lucena ia desmontando provas contra ele relacionadas à Operação Confraria (suposto desvio de recursos de programas federais e de obras quando era prefeito da capital). Demonstrando desenvoltura e intimidade com os círculos parlamentares em Brasília, Cícero foi alçado à primeira secretaria do Senado Federal, uma espécie de prefeitura do Congresso e detentora de orçamento invejável. Superou, com galhardia, denúncias que pipocaram sobre supostas irregularidades na administração da Casa. Em 2012, Cícero Lucena reivindicou uma chance ao PSDB para ser candidato a prefeito de João Pessoa. Foi-lhe dada a oportunidade. Inscrito, ele foi à luta, enfrentando pesos-pesados e o esquema do governador Ricardo Coutinho. Perdeu o embate para o petista Luciano Cartaxo, mas ainda assim pulou para o segundo turno daquela disputa.

4  | abril 2014


Jornalista Nonato Guedes nonatoguedes@uol.com.br

Maranhão busca coroar o seu ciclo

Relação desgastada Analistas políticos e interlocutores do próprio PSDB avaliam que a relação entre o “clã” Cunha Lima e o senador Cícero Lucena passou a se desgastar acentuadamente em 2010, quando o parlamentar insinuou-se para ser candidato próprio ao Governo do Estado. Ainda logrou autorização de Cássio para percorrer municípios do Estado a pretexto de se viabilizar eleitoralmente. Não teria, entretanto, correspondido às expectativas. Ou, então, os planos eram outros. Nesse ínterim, Cássio – que fora cassado à frente do Governo do Estado – encontrava-se numa espécie de exílio e reflexão nos Estados Unidos, acompanhando os movimentos políticos na Paraíba e obcecado pelo projeto de derrotar Maranhão, que ameaça se candidatar novamente. De volta à Paraíba, Cássio operou para que a candidatura de Cícero fosse descartada, bem como a candidatura alternativa do então senador Efraim Morais, do DEM. Invocou o argumento de que o único nome forte capaz de derrotar José Maranhão nas urnas era o do então prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), de cuja popularidade os adversários juravam não ultrapassar a ponte do rio Sanhauá. Cássio conduziu com certa habilidade um processo traumático, o da celebração da aliança com Ricardo, que era um estranho no ninho. Neutralizou Cícero, que não se engajou no palanque e ainda fez uma declaração de voto em Maranhão como represália, atraiu Efraim para o apoio a Ricardo, introduziu Rômulo Gouveia como candidato a vice e se registrou como candidato ao Senado. O distanciamento de Cícero com Ricardo criou embaraços para Cássio. Mais tarde, Cássio era quem rompia com RC.

Ele foi o deputado estadual mais jovem do Brasil na década de 50, quando se lançou à política pela legenda do PTB. Posteriormente reelegeu-se à Assembleia Legislativa, avançou por mandatos de deputado federal, ocupou cargos administrativos em alguns períodos no Estado. José Targino Maranhão, com origens em Araruna e governador por três vezes, prepara-se para coroar o ciclo político, que envolveu também o exercício do mandato de senador. JM está em campanha para voltar à Câmara Federal e desta feita enfrenta um adversário dentro de casa: o sobrinho Benjamin, atual deputado, que migrou do PMDB para o SDD e é seu mentor. Maranhão garante que não cogita mais disputar cargos majoritários, tais como o de governador ou o de senador. No primeiro caso, mantém-se fechado com a candidatura do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego. No segundo caso, apoiará o nome que o partido deliberar, seja em coligação com o PT ou com outra agremiação. Maranhão assumiu o governo pela primeira vez na condição de vice, em 95, com a morte de Antônio Mariz, que havia ganho a disputa de 94 contra Lúcia Braga. Em 98, Maranhão foi reeleito. Em 2009, foi chamado a concluir o mandato com a cassação de Cássio Cunha Lima. Em 2010, atropelando pretensões internas, partiu novamente para concorrer ao Palácio da Redenção, sendo derrotado por Ricardo Coutinho. Ninguém duvida que Maranhão terá votação expressiva para deputado federal, ainda que dividindo espaços com o sobrinho. Mas tem serviço prestado à PB.

abril 2014 |  5


BASTIDORES

Ao meu colega Osvaldo Registro com imenso prazer o recebimento do livro autografado pelo meu colega de Lyceu Paraibano e da Faculdade de Direito, Osvaldo Izidro, no qual ele retrata com muita propriedade a sua vida de infância na cidade de Rio Tinto, até dias atuais vividos em João Pessoa. Osvaldo me fez lembrar os mesmos caminhos por mim percorridos para chegar a João Pessoa em busca de um futuro promissor. Tivemos, ele e eu, os mesmos percalços para vencermos na difícil missão de nos tornarmos “gente” nesse mundo altamente competitivo. Só uma coisa o “galego” difere de mim: ele quando deixou sua terra natal Rio Tinto com destino a João Pessoa, veio para um porto seguro, casa de familiares, enquanto eu vim sem lenço e sem documentos, em cima de um caminhão, porém munido de muita fé e esperança, aonde, graças a Deus, tudo veio a dar certo. Deus esteve sempre a nos orientar, a Osvaldo e a mim, para que vivêssemos sempre com dignidade, família estruturada e filhos orientados para o bem! Galego Osvaldo, você retratou muito bem a sua vida, cujo roteiro, espero, sirva para outros que pretendam seguir o caminho da paz, com dignidade e humildade.

Nena feliz Após passar mais de um ano sem ver o velho rio Piancó com água de “ barreira a barreira,” como se diz na região, a jornalista Nena Martins, nossa correspondente na área, quase morre de felicidade ao contemplar o por do sol de cima da ponte do rio Piancó em Itaporanga, em dias da semana passada, foi postado no seu blog da cidade de Itaporanga. Na sua mensagem, Nena conclamou a todos os habitantes e os visitantes da cidade a contemplar o lindo fenômeno da natureza, traduzido no por do sol visto de cima da ponte sobre o rio Piancó transbordando na cidade de Itaporanga.

6  | dezmbro de 2013

Prefeita mostra nova frota de veículos Em menos de um ano à frente do município de Boaventura, a prefeita Leonice Lopes vem se mostrando muito eficiente na condução da coisa pública, ao anunciar ações administrativas nos setores de saúde e educação, além de haver dado continuidade à limpeza da cidade, bem como conservação das praças públicas da cidade. Recentemente, a prefeita Leonice Lopes realizou um verdadeiro desfile da frota de veículos e equipamentos rodoviários adquiridos pela sua gestão, numa demonstração de também se preocupar com a infraestrutura do município e o setor agrícola. No desfile constou de uma ambulância nova, uma máquina pesada, três veículos pequenos para servirem aos setores da Educação, Saúde e Assistência Social, estes locados pela prefeitura, um Siena para servir à Secretaria de Finanças, um ônibus escolar e um caminhão pipa. Segundo a prefeita, brevemente estarão chegando um trator de esteira e uma caçamba, todos adquiridos através de recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


Manoel Raposo

mrcomunicacaoltda@yahoo.com.br

Jornalista Manoel Raposo

mrcomunicacaoltda@yahoo.com.br

Antena parabólica

Reconhecimento

Esta foto foi tirada pelo editor, ao passar pela cidade de Cajazeirinhas, situada entre as cidades de São Bentinho e Coremas, no Sertão da Paraíba, onde a casa está localizada. O que me chamou a atenção foi o fato dela ser a última casa de Taipa ainda fazendo parte de uma cidade interiorana que na certa faz parte de algum programa do Governo federal encarregado da sua erradicação. Enquanto esse programa de erradicação de casa de taipa do Governo federal não chega à Cajazeirinhas o morador da casa vai vivendo na maior felicidade com sua família assistindo aos programas da televisão que são proporcionados pela “antena parabólica” nela instalada, tal e qual as que o são nas casas de tijolos. Não consegui falar com o seu proprietário pois, a casa estava fechada, ostentando, apenas, a sua antena parabólica.

Foi homenageado na Câmara de Vereadores de Serra Branca, importante cidade do Cariri, o jornalista EVALDO COSTA, ex-secretário de Comunicação do Governo de Pernambuco e atual postulante a uma cadeira na Câmara Federal, nas eleições deste ano. A propositura foi do vereador Heydrich Dias Nóbrega de Queiroz, conhecido como (Reidrique), que homenageia Evaldo pela criação e apresentação do programa de rádio Gente do Cariri. A proposição foi aprovada por unanimidade. O jornalista é natural de Parari e já desenvolveu várias iniciativa de promoção da região. Na mais recente, Evaldo criou o programa Gente do Cariri, um programa que conta a história de vida de pessoas que contribuem com o Cariri.

Bispo “macho” A classe política brasileira está precisando passar por uma profunda reciclagem no que se refere a sua convivência com a sociedade. O conceito que paira sobre ela, na avaliação de institutos sociais especializados do País, é o mais baixo possível em nível nacional. Recentemente, o Bispo da Diocese de Patos, Dom Eraldo, na sua homilia da Semana Santa, chamou a atenção da população

local, ao falar sobre a Paixão de Cristo e as situações que feriam a Igreja, criticando severamente a politicagem que vem sendo feita na cidade nos últimos dias, chegando a afirmar estar incrédulo em relação a atitudes dos governos estadual, municipal e federal. Dom Eraldo chegou a dizer que foi obrigado a desligar o rádio que transmitia um programa político no qual os seus participantes, num “verdadeiro blá,blá,blá, e numa verdadeira cachorrada”,

nada falavam em beneficio do povo. Mais adiante o Bispo, bastante ovacionado pelo povo, disse que tudo o que vinha acontecendo com a classe política era uma verdadeira falta de vergonha, e que, quando ao mesmo tempo em que se tratam por “excelência”, o chama também de “ladrão”, de “corrupto,” numa verdadeira falta de VERGONHA, disse D. Eraldo. O Bispo aconselhou a população a desligar o rádio no horário político para não se contaminar com tanta “cachorrada”.

dezembro de 2013 |  7


fev 2014 |  9


CAPA

Cássio e Ricardo lideram sucessão e Veneziano tenta avançar

A

Nonato Guedes

primeira rodada de pesquisas sobre a sucessão ao Governo da Paraíba, em outubro deste ano, já mostrou o reflexo da nova configuração política-partidária, simbolizada pelo rompimento da cúpula do PSDB, que passou a apostar fichas na candidatura do senador Cássio Cunha Lima, com o projeto de reeleição do governador Ricardo Coutinho, do PSB. Ambos haviam costurado uma aliança estratégica em 2010 para derrotar o então candidato do PMDB, José Maranhão. A dobradinha foi vitoriosa – Ricardo alçou ao Palácio da Redenção e Cássio foi premiado com uma vaga no Senado. Todas as projeções sinalizavam para a continuidade da aliança este ano, mas Cássio, atendendo a pressões de liderados tucanos e de expoentes da cúpula, deu a largada para se distanciar de Ricardo e tentar voltar a um posto para o qual foi eleito duas vezes, ficando impossibilitado de concluir o segundo mandato, já no final, 10  | abril 2014

por implicações decorrentes da Lei Ficha Limpa. Contratado pelo “Jornal da Paraíba”, o Ipespe – Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas, registrou o primeiro levantamento popular de intenções de voto no Tribunal Regional Eleitoral já captando os sinais da nova conjuntura estabelecida no Estado. Cássio figurou no questionário, embora ainda estivesse em curso uma consulta da Executiva tucana aos filiados em diferentes regiões a fim de auscultar tendências favoráveis ao lançamento da candidatura própria ao Governo ou à manutenção da aliança com o PSB. Coube ao deputado federal Ruy Carneiro, presidente do diretório tucano na Paraíba, antecipar que a maioria dos filiados em processo de consulta sacramentara a tese da candidatura própria, com Cássio na cabeça. A pesquisa do Ipespe-JPB evidenciou Cássio com 43% das intenções de voto, contra 23% atribuídos ao governador Ricardo Coutinho. O ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego, pré-lançado candidato pelo PMDB, situou-se com 11%, enquanto a ad-

vogada Nadja Palitot, filiada ao Partido dos Tr a b a l h a d ore s e que chegou a ser lançada pré-candidata ao Executivo, pontuou com 2%. Posteriormente, o PT deliberou retirar a candidatura de Nadja, abdicando da tese de protagonismo político nas eleições e abrindo espaço para uma composição com o PMDB, em que pretende indicar candidato ao Senado. O senador Vital do Rêgo, irmão de Veneziano, considera bastante avançados os entendimentos para a formalização da coligação PT-PMDB. Além de evocar parcerias históricas já celebradas no Estado entre as duas agremiações, o parlamentar justificou a retomada de pontos de convergência, depois de algumas dificuldades no convívio entre as duas legendas. “Uma campanha se faz com o casamento perfeito. Eu


“A arca de Noé”

acho que a união do PMDB e PT, de Veneziano e Dilma, é um casamento perfeito que nós queremos levar com grande êxito”, assinalou Vital. Ainda há áreas de arestas a serem superadas, principalmente na relação entre deputados estaduais do PMDB e do PT, mas lideranças como o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, entraram no circuito tentando viabilizar a aproximação entre as legendas. Há interlocutores plantados, também, em direções nacionais dos dois partidos em Brasília. Em princípio, o PT colocou o nome de Nadja como alternativa ao Senado na aliança com o PMDB, mas já se discute o exame de outras alternativas.

Em torno da provável candidatura do senador Cássio Cunha Lima ao Governo, gravitam uma dúvida jurídica – a viabilidade ou não do registro, diante de efeitos remanescentes da Lei Ficha Limpa, e uma perspectiva promissora de alianças partidárias, tornando a composição em torno do tucano uma espécie de “arca de Noé”. Além do PSDB, PP, PTB, SDD, PSC, PRB, PPS e PEN, Cunha Lima viria trabalhando com a perspectiva de ampliar sua coligação com a conquista de mais duas legendas: o PV, do Sargento Dênis Oliveira, e o PROS, do deputado federal major Fábio. Juntas, as duas agremiações somam um minuto e nove segundos no Guia Eleitoral. Há impasses, naturalmente, a serem contornados por Cunha Lima na maratona para voltar ao Palácio da Redenção. Além da concorrência da máquina pilotada pelo governador Ricardo Coutinho, que não cessou o ritmo de obras públicas em várias localidades do Estado, Cássio tem que contornar a escolha do candidato a senador na sua chapa. A situação complicou-se depois que o senador Cícero Lucena, atual ocupante da vaga, mostrou-se intransigente quanto à nova candidatura, advertindo que não admite ter sua história no PSDB trocada por migalhas no Guia Eleitoral para favorecer o candidato a governador. Na última declaração informal, Cícero ameaçou sair do ninho tucano atirando, com a formulação de prováveis denúncias que atingiriam de raspão a pretensão de Cássio. Lucena ficou particularmente enfurecido com as versões de que Cássio viria cortejando o ex-senador Wilson Santiago, presidente do diretório estadual do PTB, para concorrer à vaga senatorial. Outro contencioso a ser administrado diz respeito à pletora de postulantes a deputado federal girando em torno do esquema do senador Cássio, a partir do seu filho, Pedro Cunha Lima, o que tende a gerar dificuldades de acomodação entre postulantes e armação pacífica de palanques no interior do Estado. Ricardo Coutinho e Veneziano Vital do Rego também não ensaiaram passos concretos para a formação de chapas majoritárias e proporcionais. Estão prospectando o terreno para a celebração de alianças partidárias. Ricardo, por exemplo, corteja o mesmo PTB de Santiago que Cássio agora busca, mas o governador socialista não garante vaga à senatoria para Wilson, diante de compromisso que já teria assumido com o atual vice, Rômulo Gouveia, interessado em se candidatar a outro posto pelo PSD, agremiação que preside no Estado. Outros partidos dividiram-se nas preferências, a exemplo do DEM, presidido pelo ex-senador Efraim Moraes. Até então secretário de Infraestrutura do Governo do Estado, Moraes anunciou compromisso com a reeleição do governador Coutinho, enquanto o seu primo, Ademir, prefeito da cidade de Santa Luzia, externou preferência pela candidatura do senador Cássio Cunha Lima, alegando desprestígio por parte do Governo do Estado às reivindicações do município. Presidido pelo dirigente da Assembleia Legislativa, Ricarabril 2014 |  11


CAPA

do Marcelo, o PEN (Partido Ecológico Nacional) tende a apoiar Cássio Cunha Lima e luta para indicar o vice, já estando posta em jogo a pretensão do ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, nesse sentido. O PPS, presidido pelo vice-prefeito da capital, Nonato Bandeira, oscila entre o apoio a Cássio e uma possível composição com o esquema do próprio governador Ricardo Coutinho, de quem Bandeira estava afastado. O governador tem um leque razoável de partidos disponíveis a entendimentos e continua investindo em assinatura de ordens de serviço para a pavimentação e drenagem de ruas em municípios que não teriam sido atendidos pela gestão de Cássio Cunha Lima. Invariavelmente, o governador aproveita essas cerimônias para tecer críticas diretas ou indiretas aos governos anteriores, sobretudo aos de Cássio Cunha Lima. A preocupação maior do governador, no momento, diz respeito não á equação sucessória estadual, mas a problemas sérios enfrentados na Assembleia Legislativa, onde a base oficial se desfez, estando o governo praticamente em minoria, o que o torna vulnerável em plenário por ocasião da votação de matérias consideradas essenciais ou estratégicas pela própria administração. Ricardo já vinha mantendo uma governabilidade precária no Legislativo, todavia, o cenário piorou com a debandada de parlamentares ligados ao senador Cássio Cunha Lima, que tomaram posição independente ou ostensivamente contrária à gestão socialista. 12  | abril 2014

Veneziano: fôlego

A despeito de estar, ainda, em último e distante lugar na pesquisa promovida pelo Ipespe para o Jornal da Paraíba, o ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego (PMDB), aposta nas chances de ganhar fôlego durante a maratona, principalmente na dependência da concretização da aliança com o Partido dos Trabalhadores, o que poderia trazer a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para seu palanque no Estado. A costura do entendimento PMDB-PT tem sido complexa em virtude de incidentes anteriores ocorridos no cenário político, os mais recentes na disputa pela Prefeitura de Campina Grande em 2012, onde o vitorioso acabou sendo o ex-deputado federal Romero Rodrigues, do PSDB. Na sequência, o senador Vital foi rifado na sua pretensão de ser ministro da Integração Nacional do

governo Dilma Rousseff. Chegou a almejar o Ministério das Cidades, que era ocupado pelo deputado federal paraibano Aguinaldo Ribeiro, do PP e que tem um orçamento estratégico na Esplanada dos Ministérios em Brasília. O Planalto não colaborou, todavia, para favorecer as pretensões do senador peemedebista. Veiculou-se a história de que foi feita uma sondagem para que Vital aceitasse assumir o Ministério do Turismo. Além de não querer criar problemas com a bancada peemedebista na Câmara, que se julga detentora da Pasta, Vital teria desabafado que considera o Ministério do Turismo “muito mixuruca” e que a falta de dimensão não lhe despertaria o apetite em exercê-


-lo. Formalmente, o representante paraibano afirmou que sua prioridade é dar andamento a relatorias de projetos importantes no Congresso Nacional. Nos bastidores, como compensação às preterições sofridas em relação a ambições ministeriais, Vital operou intensamente com o objetivo de atrair o apoio do Partido dos Trabalhadores no Estado à candidatura do seu irmão, Veneziano, ao Governo estadual. Aparentemente, mostra-se exultante com a colheita e com as perspectivas de triunfo do irmão na corrida sucessória. Vital desdenha o peso das primeiras pesquisas de opinião pública, avaliando que o cenário não é cristalizado e que comporta outras variantes daqui para a frente.

Disputa equilibrada

Os analistas políticos avaliam que a disputa pelo Governo da Paraíba, este ano, tende a ser bastante equilibrada, com a participação do governador Ricardo Coutinho, do ex-governador Cássio Cunha Lima e do ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rego. A tendência inicial é de polarização entre Ricardo e Cássio, primeiro porque o governador de plantão mantém uma taxa residual de influência em disputas pela reeleição, em segundo lugar porque Cássio tem mais prestígio estadual do que o peemedebista Veneziano Vital, que não logrou emplacar a sucessora na Prefeitura de Campina Grande no pleito de 2012.

Ainda assim, fontes políticas alertam que o potencial de Veneziano não deve ser subestimado, sobretudo se ele mantiver o PMDB unido em torno de sua pretensão e, no paralelo, agregar o apoio do PT e o engajamento das principais lideranças nacionais e estaduais petistas. Poderá pesar na balança, ainda, o comparativo entre as três candidaturas, do ponto de vista do discurso. Ricardo está carimbado com o tom da continuidade. Cássio até pouco tempo foi aliado de Ricardo, o que pode afetar a autenticidade do discurso oposicionista que planeja proferir. “Somente Veneziano poderia ter credenciais para se apresentar ao eleitor como o novo, descomprometido de grupos que se revezaram no poder estadual nos últimos anos”, explica um dos seus assessores. Mas Veneziano terá que vencer a distância que o separa de Cássio e de Ricardo, será desafiado a ter mais votos do que Cunha Lima dentro de Campina Grande e no entorno do Compartimento da Borborema e, finalmente, sensibilizar o eleitor do ponto de vista de que é, realmente, o legítimo candidato de oposição no enredo desenhado para este ano. “O diferencial ficará bastante cristalino, evidente para a opinião pública da Paraíba”, assegura Veneziano, como parte de uma estratégia para motivar a própria militância e seguidores de outros partidos a acompanha-lo na cruzada que vai empreender por todo o Estado para chegar ao Palácio da Redenção, uma de suas maiores ambições na trajetória política que tem perseguido. abril 2014 |  13


ENFOQUE

Redesim é tema de encontro ‘Estado de entre Famup e Sebrae Emergência’ é prorrogado A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas na Paraíba (Sebrae/PB) realizaram encontro, no último dia 22 de abril, para firmar convênio para impulsionar novos negócios nos municípios paraibanos. Na ocasião, estiveram presentes, o presidente da Famup, Tota Guedes, o superintendente do Sebrae Paraíba, Luíz Alberto Gonçalves, além do ex-presidente da entidade, Buba Germano. O objetivo é realizar um trabalho de articulação com os municípios para implementar a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). O sistema desburocratiza a criação de empresas nos municípios, permitindo abertura, fechamento, alteração e legalização de novos negócios em todas as Juntas Comerciais do Brasil. Tota Guedes acredita que o resultado da parceria dará oportunidades ao micro e pequeno empreendedor, além de fomentar a economia municipal. “O convênio será feito para facilitar a vida dos cidadãos. E as prefeituras serão grandes parceiras, pois fornecerão o suporte para a desburocratização e agilidade na criação de novos negócios”, destacou.

O Diário Oficial do Estado publicou no último dia 23 de abril, o decreto que prorroga por mais 180 dias a situação de emergência em 170 municípios do semiárido paraibano. O prazo decretado anteriormente acabaria no dia 30 de abril. No decreto, o governador Ricardo Coutinho afirma que a seca que vem atingindo a região é a maior dos últimos 80 anos. Segundo ele, o fenômeno climático tem gerado danos à saúde e à subsistência em diversos municípios e criado prejuízos nos setores de agricultura e pecuária. Com a situação de emergência, o poder executivo fica autorizado a abrir crédito extraordinário para fazer face aos problemas existentes. Ela também permite que sejam dispensados de licitações os contratos de aquisição de bens e serviços necessários às atividades de resposta ao desastre, locação de máquinas e equipamentos e também de prestação de serviços e obras relacionadas com os problemas causados pela estiagem.

CCJ da Câmara federal aprova PEC que aumenta 2% do FPM A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que aumenta em 2% o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) foi aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados. A votação da admissibilidade do projeto ocorreu no último dia 22 de abril. Mais recursos para o FPM é um dos itens da pauta de reivindicações da XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM). O próximo trâmite é a criação de uma Comissão Especial, com 27 integrantes, para avaliar a PEC 341/2013. Na Mobilização Permanente, no dia 10 de dezembro do 14  | abril 2014

ano passado, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), prometeu agilidade na instituição deste grupo, assim que a PEC passasse pela CCJC. “Sei o drama que vocês estão vivendo. Estou pronto para criar a Comissão Especial, isso só depende da CCJ”, declarou Alves a um público formado por quase mil prefeitos e prefeitas. Na ocasião, o presidente da Casa informou que a Comissão Especial precisa de 40 sessões para discutir a proposta, mas que ele trabalharia para que houvesse redução para apenas 10 sessões – o mínimo exigido pelo Regimento Interno da Câmara.


CMJP

CMJP concede título ao comandante do 1º Grupamento de Engenharia missões dentro e fora do país, como em Roraima, Distrito Federal, Guarulhos, no Haiti e na Guatemala. Já foi instrutor em Escola de Oficiais, e gestor de obras em pátios e pistas de aeroportos no Brasil”, comentou.

Sobre o novo cidadão pessoense

Durva Ferreira entrega Título de Cidadão Pessoense ao General Carlos Alberto

A

Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) concedeu o Título de Cidadão Pessoense ao comandante do Primeiro Grupamento de Engenharia da Paraíba, o general de brigada Carlos Alberto Maciel Teixeira. A sessão solene, também alusiva ao Dia do Exército Brasileiro, conteceu no dia 25, em proposição do presidente da Casa Legislativa, Durval Ferreira (PP). O presidente da CMJP destacou os sentimentos de união e vitória que acompanham o Dia do Exército Brasileiro. Ele lembrou a primeira Batalha dos Guararapes, que ocorreu em 1648, em Pernambuco, como marco da formação do Exército, quando brasileiros se reuniram para lutar contra a dominação holandesa.

15  | abril 2014

“É por esse sentimento de união e força em prol de uma nação que nos reunimos nesta Casa Legislativa hoje para comemorar essa vitória, enaltecer o espírito patriótico brasileiro e divulgar a importância dessa Força Armada para cada um de nós”, ressaltou Durval Ferreira. Na oportunidade, o parlamentar destacou muitos dos trabalhos do Exército e citou que, em tempos de paz, as tropas do Exército estão continuamente preparando-se para atuar em situações de conflito ou guerra. O presidente da CMJP ainda destacou as várias atuações do homenageado. “O general de brigada Carlos Alberto Maciel Teixeira é um exemplo de disciplina, de um precioso talento, que se destaca como gestor e comandante dentro do Exército. Foi comandante de

O general de brigada Carlos Alberto Maciel Teixeira é natural de Campo dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. Foi ‘Praça’ do exército em 1976 e declarado aspirante a oficial em 1982. Em 2012, por promoção da Presidência da República, chegou ao posto de general de brigada. Em agosto do mesmo ano, recebeu o comando do 1º Grupamento de Engenharia e Construção das mãos do também general de brigada Márcio Guimarães Velloso. O atual comandante do Primeiro Grupamento de Engenharia da Paraíba também foi gestor das obras da pista do Aeroporto de Pacaraima (RR) em 2004 e 2005; das obras de escavação e terraplanagem do novo pátio de aeronaves e das obras de adequação e revitalização das pistas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em 2011 e 2012; e das obras do pátio do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (RN), em 2012 e 2013.

abril 2014 |  15


PONTO DE VISTA Des. José Di Lorenzo Serpa PONTO DE VISTA

QUEM É MAIS Logo de pequeno nos apegamos a formas interrogativas, questionando o mais e o menos. É como se o espermatozoide fecundado dissesse para os que foram barrados: - Eu sou o maior! Eu sou o maior! Assim ocorre no ambiente familiar, onde alguém pretende ser sempre o primeiro em detrimento dos demais, muito embora seja a família uma grande instituição. No sentido amplo, quem não conheceu aquele tio ou tia que muito fez pela família? Também não esquecemos aquele primo sempre alegre e disposto, ofertando seus préstimos familiares. Assim a vida vai passando, estabelecendo-se uma espécie de concorrência, ora sutil, ora às claras, para, ao final, constatarmos quem é o mais ou o menos. A caminhada, portanto, se estabelece e na escola apontamos logo o primeiro da turma, sobressaindo-se dos demais pelas notas adquiridas, sendo alvo de elogio pelos professores. Naquele concurso realizado se estabelece uma concorrência e a seleção caberá aos supostos melhores, vindo, em seguida, as suas respectivas nomeações. Enfim, esta vida não passa de uma concorrência, delas até sem necessidade. Chego a pensar que até as pedras estabelecem concorrência entre si, procurando o melhor lugar ou, quem sabe, ser a mais bela, estendendo-se este pensamento aos demais seres inanimados. Na fábula antiga alguém, na corrida, perde para o jabuti retardatário. Imagino eu que a física considera-se superior à matemática porque esta estuda apenas os números quando, de repente, a química se afirma superior à física porque esta não estuda os fenômenos químicos.

E assim por diante e sucessivamente algo ou alguém se julga superior a outrem. Por isso, o poeta maior diz não ser maior do que uma pedra ou uma planta simplesmente porque uma pedra é uma pedra e uma planta é uma planta. É bíblico que os apóstolos disputavam entre si o primeiro lugar, e Jesus, trazendo para perto de si uma criança, respondeu que este lugar pertenceria aos humildes como as crianças. Faço estas considerações interrogando qual a maior ciência do universo. Cada qual haverá de escolher a sua predileta, como seja, a astronomia ou a biologia. Vejo hoje na imprensa falada e escrita a situação econômica da Europa e, em particular, da Grécia, palco de greves, demissão de funcionários e instabilidade econômica, onde o euro está sempre a decair, e eu continuo a perguntar o que é feito dos ensinamentos dos gregos do passado, da sua filosofia transmitida ao mundo, versos de Homero e de Hesíodo, favorecendo o surgimento do Renascimento, estudaram a terra, a água e o fogo, inclusive o átomo. Escrevemos assim supondo constituírem o desdobramento da mesma raça do passado, com o mesmo DNA. Será que do teatro nos legaram as comédias, restando apenas as tragédias da vida, devendo nós consultarmos o Oráculo de Delfos, com a seguinte interrogação: - Afinal, quem é mais: os gregos de ontem ou os de hoje?


INFORME

Paraíba consegue liberação de projeto da 3ª entrada do Rio São Francisco

A

té o mês de junho, o Ministério da Integração Nacional estará lançando o edital para a elaboração do projeto complementar executivo das obras da 3ª entrada do Rio São Francisco pelo rio Piancó na Paraíba. A garantia foi dada, recentemente, pelo ministro Francisco Teixeira, durante audiência concedida ao governador Ricardo Coutinho e ao secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Ciência e Tecnologia, João Azevedo Filho, em Brasília. O 3º braço da Transposição do São Francisco pelo Rio Piancó e Coremas Mãe D’Água está orçado em quase R$ 200 milhões e prevê a construção de um conjunto de adutoras que vai garantir a chegada da água para 18 municípios que possuem problemas em seu abastecimento. O governador Ricardo Coutinho ressaltou que o canal terá uma extensão de 29 km com uma vazão de, no mínimo, 3 mil metros cúbicos por segundo. “Esse volume deverá garantir a segurança hídrica

para uma população superior a 155 mil habitantes em uma região da Paraíba bastante atingida pela estiagem. O projeto já está no Ministério da Integração desde dezembro, e esperamos o lançamento do edital para elaboração do projeto, para, depois disso, licitarmos a obra que dará a Paraíba a condição de ser o Estado do Nordeste mais beneficiado com a distribuição das águas do Rio São Francisco”, completou. “O Governo do Estado apresentou este pleito ao Ministério da Integração junto com um anteprojeto em dezembro do ano passado. Hoje, o Governo Federal confirma que assume esta obra no valor de R$ 200 milhões que trará o desen-

volvimento para a região do Vale do Piancó, cuja economia já é muito forte, mas que precisa de segurança hídrica para avançar ainda mais”, comentou João Azevedo. Ricardo Coutinho também apresentou pleitos no Ministério da Integração para a melhoria da oferta de água para o Estado e a continuidade das grandes obras hídricas, como a liberação de recursos para as obras do Canal Acauã-Araçagi, para a reconstrução da barragem e adutora de Nova Camará, para a construção de novas adutoras emergenciais, liberação de parcelas do PAC Estiagem e para manter os carros pipas para os municípios em colapso de água. O ministro Francisco Teixeira recomendou à equipe ministerial agilidade nas liberações dos recursos para as obras da adutora Acauã-Araçagi e para reconstrução da barragem de Nova Camará. Segundo ele, o Ministério tem conhecimento da situação dos reservatórios da Paraíba e este fator será levado em conta na avaliação dos pleitos encaminhados.


VALE DO PIANCÓ

Jane & Alexandre festeja a chegada de Maria Clara A chegada de Maria Clara está sendo muito festejada por sua família. Os pais da princesa, Alexandre Braga e Jane Rocha, festejaram em grande estilo com um belo chá de bebê no salão de eventos Patrícia Fest na cidade de Conceição. Uma reunião feita apenas com mulheres, regada a muitos doces e

mimos dedicados à futura mamãe. Muito em breve, Maria Clara estará nos braços dos seus pais recebendo todo este carinho ao vivo.

Jane Rocha - Foto: Jardes Alves Fotografia e Produtora Duplo Vídeo

Orçamento Democrático de Itaporanga O companheiro de rádio Germano Barbosa merece o destaque da coluna. Apresentando o Orçamento Democrático encanta a todos e a todas com sua voz de ouro.

Presidente da Assembleia Legislativa firma convênio no Vale do Piancó

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Marcelo (PEN), firmou convênios com 14 Câmaras Municipais da região do Vale do Piancó, para capacitação de servidores das Casas Legislativas, durante solenidade na Câmara Municipal de Itaporanga. Além dos servidores do município, os cursos vão capacitar funcionários públicos das Câmaras de Aguiar, Boa Ventura, Conceição, Coremas, Curral Velho, Diamante, Ibiara, Igaracy, Nova Olinda, Olho D’água, Pedra Branca, Piancó e Santa Inês. 18  | abril 2014

Foto: Gilberto Angelo

A primeira Cavalgada fazendeiros e vaqueiros “Unifava” foi marcada, pela presença enorme dos amantes do cavalo, dos amantes da vida do campo, do homem que veste um gibão e aboia gado figura típica do sertão nordestino e narrada em diversos livros da literatura brasileira. O evento, que se consolidou pela opinião pública como o maior do ano de 2014 na cidade de Conceição, percorreu várias comunidades rurais do município de Conceição. A Cavalgada teve como idealizador o vereador Vicente Ramos. O evento contou com a presença de diversos vaqueiros e amantes da vaquejada, presenças do ex-prefeito Alexandre Braga e do deputado Carlos Batinga, que levou a bandeira da Paraíba, durante o percurso do evento pelas ruas da cidade.


Manoel Raposo

mrcomunicacaoltda@yahoo.com.br

Jornalista Nena Martins nenamartins@r7.com

Reginaldo Sousa chega ao Atlético de Cajazeiras prometendo mudanças Reginaldo Sousa chega ao Atlético de Cajazeiras para transformar o time. “O campeonato é curto e não podemos esperar para estrear. Já chego em meio a fogueira e tendo muito trabalho. Mas o time é bom. O Atlético vinha de duas vitórias antes de perder para o Santa Cruz, por isso acredito que vai dar tudo certo” – disse o técnico. Reginaldo é natural da cidade de Itaporanga.

Ex-vereador quer ser deputado “Chega de votar em candidatos que só andam no Vale do Piancó para pedir voto” este será o lema de Herculano, que pretende conquistar a juventude da região apresentando projetos relevantes para o Sertão.

Célio Alves e o governador Ricardo Coutinho em suas andanças Paraíba afora. Apesar do cansaço e das dificuldades que encontram pela frente com as reivindicações da população em querer solucionar os problemas enfrentados no dia a dia, encontram uma forma de amenizar o cansaço dialogando com o povo tentando assim encontrar a saída que tantos buscam em termos de melhorias no Estado.

Santo Expedito

Elba em Conceição

A Tradicional Festa do Padroeiro Santo Expedito levou milhares de fiéis a comunidade de Maria Soares na cidade de Conceição. De parabéns o pároco da cidade, Dacio José e organizadores, a exemplo do ex prefeito João Deon e sua esposa Nena Diniz que tanto se dedicam na realização deste evento.

A Paraíbana Elba Ramalho postou em sua página do facebook esta foto segurando a bandeira do município de Conceição com a seguinte frase:Elba Ramalho reverencia o município em que nasceu! Segundo informações, Elba fará seu terceiro show em Conceição na realização do tradicional São João deste ano, no governo de Nilson Lacerda (PSDB).

abril 2014 |  19


SOLTAS.COM - Cultura, Economia, Esporte & Política Soriedem

medewal@gmail.com

Após polêmica, Rachel Sheherazade não fará mais comentários no “SBT Brasil”

Parece que a censura prevaleceu. O SBT decidiu retirar os comentários feitos por seus apresentadores nos telejornais da emissora após as polêmicas em torno de declarações feitas por Rachel Sheherazade no “SBT Brasil”. “Em razão do atual cenário criado recentemente em torno de nossa apresentadora Rachel Sheherazade, o SBT decidiu que os comentários em seus telejornais serão feitos unicamente pelo Jornalismo da emissora em forma de Editorial”, informou uma nota oficial do canal. A emissora ainda afirmou que a jornalista continua na equipe do noticiário, assim como seu companheiro de bancada, Joseval Peixoto: “Essa medida tem como objetivo preservar nossos apresentadores”. Vale lembrar que, na última semana, Rachel reclamou que era alvo de censura e negou que estava sendo afastada do jornal. Segundo a apresentadora, cuja carreira foi iniciada na TV Correio, afiliada da TV Record, ela estava sendo vítima de partidos políticos. “Há uma pressão política muito forte para que eu seja calada. PSOL e PCdoB entraram com representações contra meu direito de opinião e tentam cercear minha liberdade de expressão, chantageando a emissora onde trabalho”, afirmou. Sem papas na língua, a jornalista Rachel Sheherazade Barbosa, que é paraibana de João Pessoa onde nasceu em 5 de setembro de 1973, acrescentou: “É clara a tentativa de censura por meio de intimidação. Não é possível que, em plena democracia, a mordaça prevaleça sobre a liberdade de expressão”. (Medewal c/Famosidades) 20  | abril 2014

O mundo da música sousense está de luto Nascido José Wanderley Dantas Cartaxo, Vandinho tem sua história voltada para a história da música da cidade “Sorriso” desde os 16 anos, quando passou a integrar o grupo musical “Os Tropicais”, do qual faziam partes nomes ilustres como Glorinha Gadelha, Julimar Dias (do saudoso Uirapuru Zimbo), dentre outros. Participou ainda da banda “The Vamps”, ao lado de José Gonçalves, Cocola e Mocoronga. Seu voo mais alto viria a ser alçado em 1964 com a criação do conjunto musical “Os Terríveis”, ao lado de Marcos Gadelha, Julimar, Tozinho, Aderson e Telinha. Sensação das noitadas sousenses nos embalos de sábado à noite, “Os Terríveis” existiu até 1971, fazendo a alegria da juventude nos áureos tempos da jovem guarda. Vandinho ainda participou de programas como o “Clube do Bolinha”, em São Paulo, e no “Programa do Chacrinha”, no Rio de Janeiro. Deixou dois CDs: Revivendo Emoções – vol. 1 e 2, no qual faz um passeio pelos antigos e novos sucessos da música popular brasileira, notadamente aquela que abrange o período da jovem guarda, da qual ele foi um excelente intérprete e divulgador. “Gosto de cantar! Nasci para cantar! Quando eu morrer e se um

Desde o dia 7 de abril do corrente, com o falecimento do intérprete e músico Vandinho Dantas!

Vandinho Dantas (*) 25/06/1946 – (+) 07/04/2014 (foto: encarte CD)

dia pudesse voltar, gostaria de voltar como um pássaro trovador”! – mensagem inserida no encarte do CD Revivendo Emoções – vol.2. Descansa em paz, Vandinho! Cá em baixo nós estamos elevando preces ao Senhor de Todas as Coisas para que você seja recebido nos salões celestes, para que você possa alegrar a todos os amigos que por aí já se encontram, sejam sousenses ou não, como você nos alegrou em vida com a sua arte, através da música e da sua espontânea maneira de ser, através das amizades que cá ficaram, onde humildemente nós nos incluímos!


POLÍTICA

PB tem 47 mulheres e 176 homens à frente das prefeituras Apenas 21% dos prefeitos da Paraíba são mulheres, de acordo com o estudo Municipio 2013 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado esta semana. Ao todo são 47 prefeitas contra 176 homens à frente das gestões municipais no estado. Em números absolutos, no entanto, a Paraíba é o segundo estado nordestino com maior quantidade de mulheres nas prefeituras, perdendo apenas para a Bahia, que tem 63 prefeitas. Entre os 223 prefeitos, 87 têm no máximo o ensino médio completo, sendo que sete deles têm apenas o ensino fundamental incompleto. Por outro lado, 82 gestores têm nível superior completo e 27

são pós graduados. Ao todo 119 dos prefeitos paraibanos estão na faixa etária entre 41 e 60 anos, segundo o IBGE. A pesquisa também identificou que apenas 141 dos prefeitos paraibanos têm conhecimento da Agenda de Objetivos do Milênio e 76 deles aderiu a algum dos objetivos de forma oficial, o que representa pouco mais de 34% dos gestores municipais do estado. Em 54 das cidades existe um plano oficial para atingir os Objetivos do Milênio. Apenas 2,6% dos servidores municipais da Paraíba não têm vínculo trabalhista permanente, o que significa um total de 45,6 mil trabalhadores. Por outro lado, 60% são servidores estatuários, com direito

a estabilidade. O IBGE encontrou apenas 291 estagiários trabalhando nas prefeituras. Em 49 cidade há servidores contratados pela administração indireta, que são órgãos ligados à administração pública, mas com gestão e orçamento autônomo. Estes órgãos somam um efetivo de 3,5 mil pessoas com variados vínculos empregatícios.

abril 2014 |  21


DESTAQUE

Procurador Reginaldo Pereira se diz vítima de um

golpe político, mambembe e vergonhoso

T

alvez o maior ineditismo verificado na história parlamentar da Paraíba, ou mesmo do Brasil, tenha sido o afastamento, em série, do advogado e procurador de Estado Reginaldo Pereira (PRP), da Prefeitura Municipal de Santa Rita. Isso porque, segundo ele, as denúncias com que os vereadores do município assim procederam – e depois, sob acusação da prática de nepotismo, o cassaram, por um placar de 18 dentre os 19 integrantes do Legislativo local – são totalmente falsas e vazias, destituídas de qualquer laivo de veracidade. E o fizeram, ainda segundo ele, sem observar o princípio da legítima defesa e do contraditório.

22  | abril 2014

Foi assim desenrolando-se todo um novelo de denúncias e atos de clara perseguição política com que o então vice-prefeito Netinho de Várzea Nova (PR), num corolário, conseguiu manobrar a Câmara de Vereadores, com forçada adesão de uma parcela da própria população, até açambarcar o domínio administrativo de Santa Rita, arrebatando-o de um cidadão e político que esperou o transcurso de 40 anos, com paciência de Jó, pela legítima oportunidade de poder representar o povo de sua terra natal. O algoz de Reginaldo Pereira, segundo o próprio Reginaldo – como é mais conhecido -, já vinha urdindo a trama de destroná-lo do cargo desde mesmo o período da campanha eleitoral em que ele saiu-se vitorioso, banindo duas grandes oligarquias da política local, mas o desfecho da sórdida operação só se consumou, efetivamente, depois do primeiro ano da gestão, de forma sub-reptícia. E Reginaldo Pereira acusa Netinho de Várzea Nova, inclusive, de incompatibilizá-lo com a Justiça e com o Ministério Público da Comarca local, por armadilhas de arapongagem, como forma de tornar ainda mais exequível o objetivo de atingir o poder pelo poder, pela lei do menor esforço, sem precisar submeter-se ao

crivo do julgamento popular, através do voto. “Foi um golpe sujo, repugnante, vergonhoso, que, se prosperar, definitiva e judicialmente, poderá criar um precedente extremamente danoso às instituições públicas municipais, arranhando, sensivelmente, o próprio Estado Democrático de Direito”, enfatiza o ex-prefeito, confessando-se como intransigente defensor dos desígnios da Lei e da Constituição.

Loteamento dos cargos da Prefeitura Dizendo que todas as denúncias formuladas, na Câmara Municipal e contra ele, são totalmente ocas de provas, sem qualquer fundamento, Reginaldo Pereira diz que Netinho de Várzea Nova conseguiu lograr seu intento à custa do loteamento de todos os cargos da Prefeitura – secretarias e órgãos de escalões menores -, entre os vereadores que o cassaram, promovendo um verdadeiro inventário do patrimônio público municipal. Por esse procedimento, segundo o ex-prefeito, o Executivo municipal perde, por completo, o status de Poder constitucionalmente autônomo, independente, pois que tem suas atribuições e prerrogativas usurpadas, de fato, pelo Legislativo. Para ele, o município passa a contar, apenas, com os Poderes Legislativo e Judiciário, o que termina conferindo a Santa Rita a dimensão institucional de uma republiqueta fictícia, dessas que se verificam nas jocosas tramas das telenovelas.


abril 2014 |  23


GOVERNO

Governador inaugura

no interior do Estado, dentro do Progra

O

governador Ricardo Coutinho inaugurou, no último dia 11 de abril, a pavimentação de mais dois trechos da rodovia Anel do Cariri: a PB-196 (Camalaú/Congo) e a PB-214 (Congo/divisa da Paraíba com Pernambuco), aproximando o Estado do polo de confecções de Santa Cruz do Capibaribe. O município de Camalaú é o 16º a sair do isolamento e entrar no mapa rodoviário do Estado. Somente nos dois trechos entregues, o Governo do Estado investiu mais de R$ 19,5 milhões para a pavimentação de 17 km da rodovia Camalaú/Congo, e 16,1 km de Congo a Jataúba, em Pernambuco, interligando os dois Estados. Em novembro do ano passado, Ricardo inaugurou o primeiro trecho do Anel do Cariri a PB-264, ligando Zabelê/São Sebastião do Umbuzeiro. Ricardo destacou que os municípios do Congo e Camalaú venceram o maior problema que era a falta de acesso, que isolava o povo e acentuava os problemas sociais. “Estamos aproximando essa região do polo de confecções de Santa Cruz do Capibaribe, facilitando o escoamento da produção agrícola e da piscicultura nesta região. É um momento de felicidade porque estamos fazendo história e possibilitando que o Cariri pense alto e se 24  | abril 2014

encha de esperança para o futuro”, ressaltou o governador. Ele ainda afirmou que as obras do Anel do Cariri seguem dentro do programado, com a construção de 204 km de estradas interligando Monteiro, Zabelê, São Sebastião do Umbuzeiro, São João do Tigre, Camalaú, Congo, Caraúbas, São Domingos, Cabaceiras, Boqueirão e Queimadas. Já o vice-governador Rômulo Gouveia lembrou que, desde a primeira vez que veio a Camalaú, acompanhado do ex-deputado João Fernandes, sentiu as dificuldades para chegar ao município e recebeu inúmeros pedidos para trazer o acesso asfáltico. “Como filho de um caririzeiro e esposo de uma caririzeira, estou feliz e realizado ao ver os municípios saindo do isolamento”, comemorou Rômulo. Os moradores de Camalaú e Congo foram às ruas agradecer pelas estradas. Ao todo, 12 prefeitos participaram das solenidades. Fernando Queiroz (São J. dos Cordeiros), Jacinto Bezerra (Camalaú), Romualdo Quirino (Congo), Doutor Neto (Sumé), Givaldo Limeira (Coxixola), Eduardo Torreão (Serra Branca), Josemar (Parari), Júnior Nóbrega (Prata), Severino Dudu (Caraúbas), São João do Tigre (Célio Barbosa), Débora Farias (Salgadinho) e Luci Costa (Barra de São Miguel).

Também prestigiaram as solenidades, os deputados estaduais Adriano Galdino, Eva Gouveia, Doda de Tião e Manoel Ludgério, além do diretor da Cinep, João Fernandes, e do jornalista e ex-secretário de Comunicação de Pernambuco, Evaldo Costa. O prefeito de Camalaú, Jacinto Bezerra, afirmou que o município está a 70 km do maior polo de confecções do Nordeste, em Santa Cruz. E que a rodovia vai favorecer pequenas fábricas que já existem em Camalaú e Congo e estimular o surgimento de novos empreendimentos


mais rodovias

ama Caminhos da Paraíba Rodovia da Laranjeira

na região. “Com a estrada e a oferta de água, vamos fortalecer o nosso comércio e, ao mesmo tempo, oferecer uma maior qualidade de vida para a população”, observou. De acordo com o prefeito do Congo, Romualdo Quirino, o Governo da Paraíba encurtou distâncias e aproximou o desenvolvimento da região com a oferta de água e o incentivo ao turismo, comércio e confecções. Para o motorista de ambulância Adenildo Alves, morador de Camalaú, os investimentos representam qualidade de vida e melhoria das condições de trabalho.

O governador Ricardo Coutinho também inaugurou recentemente a pavimentação da ‘Rodovia da Laranjeira’, dentro do Programa Caminhos da Paraíba. Trata-se da PB-101, que liga o entroncamento da PB-097 a Matinhas, com 6 km de extensão. Matinhas é a 17ª cidade que sai do isolamento com mais uma rodovia pavimentada. A obra beneficia diretamente 4,3 mil pessoas. O Governo do Estado, em parceria com a Corporação Andina de Fomento (CAF), investiu R$ 2,6 milhões no empreendimento. Na oportunidade, o governador Ricardo Coutinho destacou que a Paraíba precisava de realizações significativas e que, agora, em todas as regiões, é perceptível a presença do governo. O governador também lembrou que a pavimentação da estrada da laranja era esperada pela população há muitos anos. Não foi prometida por ele, mas agora é uma realidade. A prefeita de Matinhas, Fátima Silva, agradeceu pela inauguração. “Matinhas está escrevendo nas suas páginas um novo tempo, uma nova história. Ainda na minha adolescência, já havia a promessa do asfalto para essa estrada. Agora foi pavimentada por um Governo que tem sensibilidade e compromisso com o povo da Paraíba”, comemorou. abril 2014 |  25


SAÚDE

José Di Lorenzo Serpa

Desembargador | gdl@tjpb.jus.br

A TRANSFIGURAÇÃO DE UM VELHO HOMEM EM UMA CRIANÇA

OS LENÇÓIS Era uma vez um homem que um dia foi uma criança alegre, esperta, amável e que honrava seu pai e sua mãe. Era de uma família humilde de coração e nobre de honestidade! Tudo era partilhado de acordo com a necessidade, assim o frio era mais quente e o calor era mais frio. Era uma família numerosa... Os sapatos, camisas e calcas passavam de geração a geração e no final sempre uma peça nova era criada, uma calça virava um calção, um prato de comida virava uma refeição, a fome era dividida e sobrava o sorriso! O personagem principal sempre foi criado com muito amor e carinho. E um dia decidiu voar e deixar o ninho, chamado família! Ele cresceu, virou um homem, trabalhou, trabalhou, trabalhou até se tornar um grande empresário! Era um sonho de infância, tinha vergonha dos sapatos velhos. Tinha vergonha da profissão do pai, pedreiro, e de sua mãe, lavadeira de roupa! Sentia vergonha ao ver as casas dos amigos com mármore e a sua ainda sem o reboco. Sentia vergonha ao ver as roupas lavadas pela mãe de pessoas com posse e enxergar os buracos das suas, muitas vezes desproporcionais a seu tamanho! Ele se esqueceu de tudo. Esqueceu de sua casa, esqueceu do caminho de volta, esqueceu da criança que brincava nas goiabeiras, dos pássaros e banhos de chuva! Hoje, ele é um homem influente, tem várias empresas, vários car26  | abril 2014

ros, mansões , coleções de sapatos e roupas, não existe mais repetição nenhuma. Vive cercado de pessoas que o elogiam o tempo inteiro! Mas o tempo passou, passou e passou. Ele já tem também muitos cabelos brancos e um belo dia: UM INFARTO FULMINANTE. Quase morreu. E em meio ao coma, ouviu uma voz dizendo: “VOLTE E ENCONTRE A CRIANÇA QUE SEMPRE FOI... VOCÊ TERÁ UMA NOVA CHANCE”. O velho homem acordou e dia depois refletiu: como poderia voltar? E que criança é essa? O tempo foi cruel com o velho homem. E existia uma armadura de ORGULHO, não sabia mais nada sobre valores fundamentais, como SOLIDARIEDADE. Precisava de ajuda. Resolveu procurar uma igreja, a casa de Deus. Ele era uma novidade naquela casa. Todos o olhavam apreensivo. Ele aprendeu a ser implacável com aqueles que cruzavam o seu caminho. O pregador pregou, pregou e pregou! E no final falou de uma campanha para arrecadar lençóis para os mendigos. Era inverno e estava muito frio, queria voluntários de coração! O velho homem lembrou-se da época da transformação do frio em calor e do calor em frio... Mas a armadura do ORGULHO lhe deixava sem ação. Era difícil reconhecer que um dia foi pobre e passou por necessidades adversas, afinal de contas era um

homem de posição na sociedade agora e não poderia demonstrar fraqueza. Achou melhor fechar os olhos. Não levantou a mão para ajudar, mas deixou o numero do telefone no saco de coleta das doações! No outro dia, o telefone toca: Alô... alô…alô! ISSO É HORA DE LIGAR? QUEM É? É da Igreja. Você deixou o número e pensamos que poderia ser alguém que queria participar da campanha. Um silêncio arrebatador! Alô... alô….alô! -VOCÊS PRECISAM DE QUANTOS LENÇÓIS? - De duzentos lençóis - disse o pregador da Igreja ao se identificar no telefone. De repente, o velho homem se lembrou do infarto e da voz que ouviu e viu naquele momento uma maneira de se reabilitar celestialmente! - VOU DOAR QUINHENTOS LENÇÓIS! - disse o velho homem. E o pregador disse: -Não quero nem um lençol seu muito obrigado! -PENSEI QUE ESTAVA PRECISANDO DE LENCOL. OUVI E VI VOCÊ FAZENDO UMA CAMPANHA NA IGREJA! - Você me viu solicitando volun-


Doutor Klécius Leite Fernandes Médico e Professor de Medicina kleciusleite@hotmail.com

tários para ajudar na arrecadação de lençóis. Se você quiser, você poderá ser um deles! Cada voluntário ligará para 10 pessoas pedindo um lençol e explicara a campanha! O velho homem ficou sem saída diante do pregador e decidiu aceitar o convite, mesmo resignado dentro do homem velho. Por favor, essa é uma lista de dez números de pessoas que poderiam doar um lençol-disse o pregador. No primeiro dia, o homem demorou três dias para ligar para o primeiro número. Ligou e não se identificou, pois carregava a mesma vergonha da infância. A pessoa do outro lado nem atendeu ao telefone, o que o deixou mais aliviado! O segundo número... Atendeu um senhor, um empresário que disse assim: NÃO VOU DOAR PARA ESSE BANDO DE VAGABUNDOS... TENHO VERGONHA DELES, SÃO SUJOS, PREGUIÇOSOS E IMUNDOS. QUE O FRIO OS LEVEM. E bateu o telefone sem, ao menos , ouvir o outro lado. O velho homem reconheceu semelhança em seus atos naquele EMPRESÁRIO. O terceiro número reconheceu a voz do velho homem e disse: NÃO ACREDITO CARA, É VOCÊ MESMO? E gargalhadas e mais gargalhadas. VOU CONTAR PRA TODOS NOSSOS AMIGOS… O homem velho desligou o telefone com vergonha e ficou a imaginar o que a alta sociedade pensaria a seu respeito. Perderia prestígio e seria uma pessoa fraca. O quarto número era uma voz sofrida. Uma dona de casa, uma empregada doméstica, fazia um bico, vendia tapiocas para complementar a renda familiar. Ela disse que poderia comprar um lençol, mas apenas a prestação. E perguntou se poderia

ser para o próximo mês e se ele poderia pegar em sua casa, ela morava numa favela e o dinheiro da condução entraria no pagamento do lençol. O velho homem se sentiu muito mal. Sentiu-se constrangido, tinha tudo e agora se sentiu um nada. ELE TINHA SOBRANDO, E MESMO AS SOBRAS NÂO ERAM DESTINADAS A COISA ALGUMA. O quinto número quem atendeu foi uma criança e ela escutou bem direitinho tudo que o velho homem falou. Pela primeira vez, o velho homem não teve vergonha de falar o verdadeiro sentido da campanha. E a criança disse: Infelizmente eu não tenho dinheiro, BOM VELHINHO. O sexto número era um funcionário seu. O velho homem mudou a voz e explicou toda a campanha como havia feito com a criança. E o funcionário disse: ESSE POVO VIVE PEDINDO DINHEIRO É COMO MEU CHEFE DIZ... BANDO DE HIPÓCRITAS! E assim cada número mostrou em tudo o que o velho homem havia se transformado: Um homem duro, sem coração, sem humildade, cheio de vaidade vivendo em um mundo doente. Não conseguiu arrecadar nenhum lençol. O ÚLTIMO NÚMERO Ao ligar, não teve mais vergonha de se identificar. Falou do pregador, falou da campanha da igreja, falou das pessoas que iriam ser beneficiadas, falou do frio, falou do calor do cobertor, falou também da necessidade de acolher essas pessoas, de alimenta-las, falou de tudo que aprendeu na infância quando era apenas uma criança. E no final disse: Alô... alô….alô...e do outro lado se escutou! Era um choro forte. Um choro com soluços. Um choro que fazia tre-

mer as palavras. - Por que a senhora está chorando? PORQUE ENCONTREI MEU FILHO DE NOVO. SOU EU, SUA MÃE. E HOJE EU VOU COMPRAR OS DEZ LENÇÓIS, MEU FILHO. PORQUE VOCÊ ESTAVA PERDIDO E FOI ENCONTRADO... - Um choro de criança do outro lado. Um choro com soluços de um filho perdido que havia encontrado o caminho de volta a célula de Deus, a família. O velho homem havia virado criança. A criança amável de outrora. Aquela mesma criança que, com medo, dormia na cama dos pais. E se sentia protegido de tido e de todos. Ele voltou para casa simples e nunca mais deixou de ser criança. ________________________ Eu, Klécius Leite Fernandes, convido você para participar da campanha dos lençóis e peço que ligue para dez pessoas de seu coração! Os lençóis poderão ser direcionados ao Projeto Semente de Mostarda, localizados no Hospital São Vicente de Paulo. Esses lençóis serão doados para várias instituições, orfanatos e hospitais filantrópicos!

abril 2014 |  27


ALPB

Assembleia Escola Infantil da promulga seis leis e ALPB comemora 16 decreto legislativo anos de fundação A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) promulgou seis leis e um decreto legislativo. O presidente da ALPB, Ricardo Marcelo (PEN), assinou os atos, que foram publicados na edição do dia 30 de abril do Diário Oficial do Estado (DOE). Foram promulgadas quatro leis de autoria do Poder Executivo. São elas a n° 10.296/2014, que institui a taxa de serviço de custeio operacional para confecção de placas e tarjetas veiculares; e a lei nº 10.293/2014, que dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público. A lei n° 10.294/2014, do Poder Executivo, que altera dispositivos da Lei Estadual n° 8.481/2008 sobre o programa Bolsa Atleta, também foi promulgada, assim como a lei n°10.295/2014. De autoria dos parlamentares, foram promulgadas as leis n°10.292/2014, de Vituriano de Abreu (PSC), que dispõe sobre a proibição das empresas atacadistas de promover vistorias de produtos adquiridos por seus consumidores após o pagamento das compras realizadas; e a de n° 10.291/2014, de Domiciano Cabral (Democratas), denominando de Erenice Cavalcante Fideles a Escola Técnica Estadual, em Bayeux. O decreto legislativo n°239/2014 declara insubsistente a Medida Provisória n°217/2014, a respeito da “criação da taxa de registro de contratos de financiamento com cláusula de alienação fiduciária, de arredamento mercantil, compra e venda com reserva de domínio ou de penhor de veículos automotores”.

28  | abril 2014

A Escola Infantil da Assembleia Legislativa da Paraíba comemorou, no dia 29 de abril, 16 anos de fundação com uma festa que contou com a presença dos deputados, servidores e pais de alunos. Na ocasião, a Creche Ângela Maria Meira de Carvalho foi apresentada oficialmente como Escola de Ensino Infantil. O evento teve a participação do presidente do Poder Legislativo, deputado Ricardo Marcelo (PEN), que foi homenageado durante a solenidade pelo desempenho na busca de qualidade dos serviços. “Estamos comemorando o êxito desta escola que a Assembleia dispõe. Nós contribuímos com o incentivo necessário para que pudéssemos prestar um bom serviço à população através de suas crianças. O objetivo é educar e formar cidadãos para que eles possam vir a acrescentar para uma sociedade melhor”, disse o presidente, durante discurso.


SOCIAL

José Di Lorenzo Serpa

Desembargador | gdl@tjpb.jus.br

Sandro Galvão

sandrogalvaojp@hotmail.com

Família Ferreira reuniu todos os seus membros na sede do BNB, em Itaporanga, num reencontro de todos durante a Semana Santa.

Parabéns a colunista Nena Martins, que aniversariou no dia 14 de março e comemorou com seu noivo Juvenil Alves. O procurador e ex-presidente da PBPrev, Cleanto Gomes Pereira, foi homenageado, recentemente, pela sua aposentadoria, após 38 anos de serviços prestados à instituição. A iniciativa partiu do atual presidente Hélio Carneiro, que conseguiu levar ao auditório grande número de funcionários, amigos e familiares. Beatriz Wanderley de Oliveira foi homenageada no Campeonato Paraibano de Natação, que ora representa o COPM - (Clube dos Oficiais da Polícia Militar). As competições foram realizadas no Esporte Clube Cabo Branco, ocasião em que a pequena notável de apenas 9 aninhos chegou ao ponto máximo do seu esforço e dedicação, quando subiu ao pódio para receber as medalhas de ouro e prata por ela conquistadas.

Beatriz ao lado dos pais, Raquel Wanderley e Delosman de Oliveira

EVENTO EM ITAPORANGA O médico anestesista, Dr. Antônio Ferreira Soares e esposa, Nelma, ao lado do advogado Carlos Ferreira e esposa Josenilda em evento social.


MUNICÍPIO

Prefeitura de João Pessoa imuniza 14 mil meninas contra o HPV

E

m João Pessoa, 14 mil meninas na faixa etária de 11 até 13 anos já receberam a vacina contra o papiloma vírus humano (HPV). A campanha, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), aconteceu no período de 9 de março até 4 de abril, nas escolas da rede municipal e privada. Porém, as meninas ainda podem se vacinar em uma das 38 unidades de saúde de referência. A imunização total contra o vírus é feita em três doses. Na fase recém realizada foi aplicada a primeira, e a segunda deve ser tomada em seis meses, enquanto a terceira deverá ser aplicada após cinco anos. O HPV é o principal causador do câncer de colo de útero e a vacinação é uma das formas mais efetivas de evitar que as meninas e adolescentes contraiam a doença.

30  | abril 2014

O HPV

A chefe do setor de imunização da SMS, Chiara Dantas, destacou que o HPV é o principal causador do câncer de colo de útero. “As meninas devem receber três doses. A vacina protege a usuária dos subtipos 16 e 18 do HPV, mas não dos outros subtipos nem de outras doenças sexualmente transmissíveis. Por isso é sempre importante usar a camisinha”, explica Chiara. Segundo dados oficiais, cerca de 50% da população feminina mundial pode estar infectada com a doença, e 75% das mulheres devem contrair a infecção durante algum período das suas vidas.

Novas tecnologias para cirurgias

O Hospital Santa Isabel realizou, no último dia 17 de abril, a

primeira cirurgia de correção de deformidade, ou escoliose, como é mais conhecida a deficiência, incorporando o uso de duas tecnologias inovadoras – a neuronavegação e a autotransfusão – que protegem o paciente da perda de sangue durante a intervenção. Segundo o médico Valdir Delmiro, coordenador do Departamento de Neurocirurgia do Hospital Santa Isabel, com o uso das duas novas tecnologias a cirurgia é bem mais segura, com menos exposição de raio para o paciente, fazendo o reaproveitamento do próprio sangue através da autotransfusão. “A escoliose costuma deixar o paciente vulnerável a muitos danos, mas o uso dessas técnicas permite que ele tenha a deformidade corrigida e saia ileso”, disse. Já o neurocirurgião Ronald Farias destacou que a Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria Municipal de Saúde, acreditou no projeto e realizou a cirurgia de forma pioneira na região Nordeste. O secretário municipal de Saúde, Adalberto Fulgêncio, destacou que a cirurgia demonstra claramente que a saúde pública de João Pessoa possui profissionais de qualidade incontestável, assim como estrutura física qualificada e pode incorporar novas tecnologias ainda não utilizadas no serviço público de saúde. “Isso evidencia que o prefeito Luciano Cartaxo prioriza a saúde e o bem estar das pessoas”, ressaltou.


Boa Vista sai na frente e moderniza coleta de lixo

A

gestão de Edvan Pereira Leite (PSDB) à frente da Prefeitura Municipal de Boa Vista tem executado ações em todas as áreas estratégicas do município. Dentre as muitas iniciativas destacam-se as melhorias realizadas na infraestrutura urbana da cidade. Segundo moradores da região, as intervenções estão criando uma cidade cada dia melhor. A administração acaba de adquirir, com recursos próprios, um coletor e compactador de lixo - o primeiro do município. O novo caminhão coletor e compactador já começou a ser utilizado e está dentro das ações voltadas para o planejamento e con-

servação de um município mais saudável e preocupado com o meio ambiente. “Sem dúvidas é um grande e importante investimento para a população, assim poderemos intensificar a coleta de lixo na cidade e fazer este trabalho com mais qualidade e compromisso com o Meio Ambiente e o bem estar da população” ressalta o prefeito Edvan. O equipamento custou R$ 85 mil e foi instalado em um Caminhão VW modelo 2013. O compactador tem capacidade para comportar 12m³ de resíduos, ou mais de seis toneladas de lixo. Com esta aquisição o município elimina a coleta de lixo em veículos abertos, e o lixo coletado

na cidade será transportado para o aterro sanitário localizado no município de Puxinanã, conforme termo de ajustamento de conduta (TAC) firmado entre a Prefeitura de Boa Vista e o Ministério Público Federal. A fim de que o equipamento possa ser preservado, a administração municipal apela aos usuários, sobretudo aos comerciantes, para que não coloquem dentro dos depósitos ou sacos de lixo a serem recolhidos materiais sólidos como ferros, pedras, tijolos, madeiras, vasos sanitários, pias quebradas, ou quaisquer restos de materiais de construção. mar 2014 |  31


MUNICÍPIO

Sumé paga um dos maiores sa de Ensino Fundamental do Educação

Gestão do prefeito Doutor Neto tem investido na valorização do funcionalismo e na melhoria da qualidade de vida da população

A

Prefeitura de Sumé, ao mesmo tempo que tem colocado em prática um plano de valorização do funcionalismo público, tem se destacado pela atenção dada a setores importantes como Saúde, Esporte, Infraestrutura e Formação Profissional. A gestão do prefeito Doutor Neto tem trabalhado diuturnamente para garantir a melhoria da qualidade de vida da população e o respeito aos direitos constitucionais da população da cidade. 32  | abril 2014

Na educação os servidores efetivos e comissionados vêm recebendo seus salários, com reajustes que vão de 6,78% a 8,32% desde o mês de março. Estão incluídos os grupos ocupacionais de nível elementar, superior, intermediário, serviços de apoio administrativo e magistério público municipal, que terão seus salários acrescidos em 8,32%. O menor padrão de vencimento dos servidores da Prefeitura de Sumé é fixado em R$ 730,00, valor superior ao do salário mínimo nacional, com aplicação de 7,35%. Para as categorias funcionais cujos padrões de vencimento situam-se entre R$ 680,00 e R$ 1.000,00 foi concedido um reajsute de 6,78%, índice igual ao do salário mínimo nacional. Um professor de Nível Fundamental I, com Progressão Vertical está recebendo em Sumé R$ 1.734,16, sem progressão o valor fica R$ 1.261,22. Professor de Nível Fundamental II com progressão o valor está em R$ 1.820,86 e sem progressão R$ 1.734,16. Atualmente Sumé é uma das cidades que melhor remunera os professores da região do Carirí.

Plano de Resíduos Sólidos Recentemente os secretários municipais da Prefeitura de Sumé estiveram reunidos com a empresa

de gerenciamento de resíduos sólidos ‘Real Mix’ para começar a traçar a elaboração do ‘Plano Municipal de Resíduos Sólidos’, atendendo à Lei Federal 12.305/2010. Até o próximo mês de agosto o Plano Municipal deverá estar elaborado, aprovado e implantado na cidade. O Plano Municipal de Resíduos Sólidos institui a responsabilidade compartilhada dos geradores de resíduos (poder, público, comércio, indústria e consumidores), estabelece a coleta seletiva, sistema de compostagem e cria metas importantes que irão contribuir para a eliminação dos lixões.

Infraestrutura O prefeito de Sumé, doutor Neto, entregou recentemente cin-


alários a professores Estado da Paraíba bém estará inaugurando a Academia da Saúde do Alto Alegre e a Unidade de Saúde do Assentamento Mandacaru.

Formação Profissional e Industrialização

co obras à comunidade sumeense, como parte das comemorações do aniversário da cidade, que foi comemorado no dia 1° de abril. A solenidade aconteceu no Centro de Artesanato das Mulheres do Cariri, bairro da Várzea Redonda. Além do Centro, o prefeito também inaugurou a Escola Zélia Braz, a Academia da Saúde e entregou a reforma do Estádio ‘O Jacintão’, que recebeu um novo gramado e uma nova faixada de entrada. O evento teve a presença do vice-governador do Estado, Rômulo Gouveia, do deputado estadual Branco Mendes, vice-prefeito Éden Duarte, vereadores e secretários municipais. Em outra etapa, a Prefeitura de Sumé estará entregando mais 20 casas na zona rural e outras 40 na zona urbana. E em breve tam-

A gestão do prefeito Doutor Neto tem se preocupado constantemente com a geração de emprego e renda para a população. Neste sentido, a Prefeitura de Sumé acaba de conseguir a liberação de verba no valor de R$ 154.769,67, de um total de R$ 309.539,34, junto à Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, do Governo federal, para serem investidos no Galpão das Costureiras, incentivando a formação profissional e a industrialização de confecções na cidade. Cerca de 200 mulheres devem ser beneficiadas. A Prefeitura providenciou o conserto de 15 máquinas industriais e buscou parcerias junto à Cinep, ao Sebrae e ao IFPB. Desde o ano passado, mulheres da comunidade vêm se qualificando no local participando de cursos de costura. Atualmente, 51 alunas estão fazendo o curso de auxiliar de costura, com previsão de início de mais duas novas turmas.

Esporte Com apoio da gestão do prefeito Doutor Neto, os atletas su-

meenses Jasmim Araújo e Gustavo Araújo conquistaram medalha de bronze no Campeonato Regional de Judô, que aconteceu entre os dias 5 e 6 de abril, na cidade de Igarassú, Pernambuco. O campeonato de Judô Região II que os atletas participaram é uma seletiva para o campeonato brasileiro. Participaram da disputa atletas dos Estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe. Jasmim e Gustavo são alunos da Escola Municipal Presidente Vargas e são participantes do Projeto Olímpico em Sumé, uma parceria mantida pela Prefeitura Municipal e o Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido (CDSA/ UFCG).

Saúde Na Saúde, além do fortalecimento do atendimento básico e especializado, a prefeitura de Sumé iniciou recentemente as atividades do Programa Saúde na Escola (PSE). A abertura aconteceu no Distrito de Pio X, zona rural, com a presença do secretário da Saúde, Antônio Carlos Sarmento, professores, alunos, equipe do Programa Mais Educação, do NASF e da Estratégia Saúde da Família. O PSE acontece simultaneamente em todas as escolas do município e consiste em ações de atendimento em saúde à classe estudantil durante todo o ano. As ações desenvolvidas são: segurança alimentar e promoção da alimentação saudável, avaliação antropométrica, avaliação oftalmológica e da saúde bucal, orientações sobre prevenção ao uso do álcool e outras drogas, educação para a saúde sexual e promoção das práticas de atividades físicas e de lazer. Este ano, os professores também vão trabalhar cultura de paz e direitos humanos. abril 2014 |  33


MUNICÍPIO

Prefeitura de Coremas inte setores estratégicos e prioriza

A

gestão de Antônio Lopes, à frente dos destinos da Prefeitura Municipal de Coremas, tem se destacado pelo investimento em setores fundamentais e estratégicos para o desenvolvimento da cidade e de seus munícipes. Dentre as principais realizações destaca-se a priorização dada à Saúde e a Educação do município. O fato vem colocando Coremas entre as cidades que mais investem nestes setores no interior paraibano. Além disso, a gestão Antônio Lopes vem fortalecendo os laços com o funcionalismo, valorizando e atualizando salários, incentivando o 34  | abril 2014

Esporte e fortalecendo o Desenvolvimento Social, a Infraestrutura e a Agricultura do município.

Educação A Secretaria de Educação de Coremas conta com uma rede de 19 escolas, distribuídas nas zonas urbana e rural e oferta vagas regulares em Creche Integral, Ensino Infantil Parcial e Ensino Fundamental Parcial. Na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), o município oferece vagas no Ensino Fundamental e Ensino Médio em unidades escolares das zonas urbana e rural, contabilizando um total de

1.698 alunos atendidos nas diversas modalidades e etapas disponíveis. Para atender a esta demanda a prefeitura emprega um total de 135 profissionais dentre professores, equipe técnica pedagógica e diretores escolares. O salário e as condições de trabalho tem sido constantemente melhorados na atual gestão como forma de incentivar a melhoria da educação. Em 2013 a secretaria de Educação de Coremas realizou número recorde de recuperação, reforma e instalação na maioria de suas unidades escolares. Em 2014 as obras continuam em desenvolvimento e devem melhorar ainda mais as condições de trabalho dos servidores da área.


ensifica ações em za saúde e educação LISTA DE UNIDADES DA REDE EDUCACIONAL DE COREMAS QUE PASSARAM POR INTERVENÇÕES PARA MELHORIA DOS SERVIÇOS PRESTADOS À POPULAÇÃO: - Reestruturação das instalações físicas e tecnológicas da Secretaria Municipal de Educação, bem como disponibilização de novo espaço para reuniões e planejamentos dos técnicos de apoio pedagógico e professores do município. Intervenções e/ou melhorias nas seguintes unidades educacionais: - EMEF Menino Jesus (Cureminha); - EMEF Logradouro (Cruz da Tereza); - Creche Municipal Sinhá Nunes (Cabo Branco); - EMEF Antônia Maria da Conceição (Cabo Branco); - EMEF Francisco Martins (Jurema); - EMEF Ernani Sátiro (Riacho das Caeiras/Diogo); - EMEF Flórido Nitão Diniz (Linha de Ferro); - EMEF Adalgisa Guedes da Silva (Mãe D’Água); - EMEF Mundo Novo (Sítio Mundo Novo). Além das intervenções nas estruturas físicas das unidades escolares do município, também foram realizadas ações de apoio às festividades escolares, aquisição de vários ônibus escolares, reajuste dos salários dos profissionais do magistério e aquisição de material e equipamentos necessários à otimização da educação na cidade. Foram inúmeras as outras atividades e parcerias realizadas na educação de Coremas em 2013 e já estão em andamento inúmeras outras em 2014.

Saúde Na Saúde o município tem investido maciçamente em campanhas que valorizam a saúde do homem e da mulher, e se esforçado para fortalecer as políticas públicas de atendimento básico e especializado à população. Recentemente, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU recebeu a fiscalização do Ministério da Saúde e obteve a aprovação do serviço prestado ao município. No atendimento básico são inúmeras as realizações. Recentemente o prefeito Antônio Lopes entregou aos moradores do bairro Pombalzinho mais uma Unidade Básica de Saúde que vai beneficiar centenas de pessoas com atendimento médico e odontológico. Rodeado por autoridades e aliados, além da população em geral, o gestor falou da importância da unidade de saúde para o Pombalzinho, um dos maiores bairros da cidade e reiterou a disposição de continuar melhorando a qualidade de vida da população.

Desenvolvimento Social Além do atendimento básico através do Cras, Creas e demais órgãos da rede de assistência social, a prefeitura vem incentivando a cidadania local e realizou recentemente o mutirão para a retirada de documentos destinados às trabalhadoras rurais. A estimativa é que, na última realização do evento cerca de 500 pessoas tenham sido beneficiadas com identidade, CPF e outros documentos, além de orientações previdenciárias e atendimento médico. abril 2014 |  35


SOCIAL Palavra divina: A mulher sábia é aquela que edifica seu lar.

Pensamento

Destaque

Páscoa - É tempo de entoar e cantar o “Aleluia, com muita paz no coração. Luizinho Basto

Maria José Barbosa Mulher corajosa, guerreira, empreendedora e, acima de tudo, solidária. Recebeu abraços pelo seu aniversário no dia 10 de abril, no Palace Gourmet, durante movimentado almoço. É destaque por merecimento de suas atitudes.

Páscoa Páscoa vem do hebreu Pessach, que significa passagem. Festa celebrada há mais de dois mil anos, para lembrar o êxodo dos trezentos anos de escravidão. Para os cristãos essa é a mais importante das datas cristãs. É comemorada em toda a parte do mundo e simboliza alegria, recomeço, renascer, nova vida e sentido do sacrifício, em razão de outra passagem: a ressurreição de Jesus Cristo. Feliz Páscoa!

ABRAJET A Capital da Paraíba, João Pessoa, sediou de 15 a 18 de abril, o 31º Congresso Nacional de Jornalista de Turismo, evento de âmbito nacional que contou com a participação de profissionais de todo o Brasil e demais países componentes do Mercosul, Portugal e Itália.

Aniversariantes Alberto Pereira Nascimento; Messina Palmeira; Cleodon de Albuquerque, Socorro Braga Gouveia; Rita de Cássia Andrade; Edgar Antonio de Souza; Cacá Martins; Telmo Lopes; Selma Smith; Lindemberg Vieira e Inês Vieira; Waldíria Santiago; Otinaldo Lourenço.

Tristeza no esporte A morte do jornalista e locutor esportivo Luciano do Valle entristeceu o mundo esportivo. A Copa do Mundo no Brasil vai sentir a falta do grande incentivador do esporte.

SUCESSO Os 20 anos de Vida e Cabelo serão comemoradoss com uma festa cheia de emoção e muitas surpresas. Tudo organizado por sua proprietária, a empresária e coiffeuse Ivanda Fernandes. O evento vai contar com a presença de Gracyanne Barbosa, no próximo dia 07 de maio, às 19 horas, no Terrace Jarmim.

LIVRO Em mãos, o livro da poetisa Irene Dias Cavalcanti “Eu Mulher Mulher e Lirerótica” 36  | abril fev 2014 2014

Rodrigues Lima O poeta das tintas em sua nova caminhada lançou seu CD com muito sucesso no dia 25 de abril, na Usina Cultural Energisa, durante movimentado show com canções de sua autoria e de outros compositores.

Sábado: 22 horas Domingo: 10 horas Segunda-feira: 15 horas NET: canal 20 www.tvmaster.tv

Programa Thereza Madalena TV Master

Avant-Première Ao meu leitor, todo meu carinho


Thereza Madalena

therezamadalena@yahoo.com.br | (83) 3247-3557 / 8845-0365 / 9342-3075

Galerie

Aniversário de 1 ano de vida de Davi Uma festa linda e de muita emoção e alegria para festejar o primeiro aniversário do pequeno e mimoso Davi.

dezembro de 2013 |  37


CAUSOS COM “Z” E COM “S” Waldeban Medeiros medewal@gmail.com

A padaria Novo Horizonte, dos irmãos Grillo (Ricardo e Werton) é um desses recantos que agrada a partir do momento em que você chega, dado ao calor humano que de lá emana, seja pelo atendimento dispensado, seja pelo “papo” dos seus frequentadores, geralmente a população que habita o edifício “Paganinni”, um complexo residencial que abriga bons hospitaleiros sertanejos. Além dos ótimos produtos de panificação, o estabelecimento conta com serviços de bar e restaurante, funcionando com o carisma da irmã Luciene, a atenção do Themis, com a presteza de atendimento do Rogério e de todos que fazem o corpo de funcionários da empresa, desde o padeiro, passando pela cozinheira, desaguando no auxiliar que tem como missão manter o local limpo e habitável. A padaria Novo Horizonte é a única padaria de João Pessoa, e quiçá da Paraíba, que desenvolveu seu programa social exclusivo denominado “Minha Padaria, Minha Vida”, local aonde você chega liso e sai com dinheiro no bolso, chega com fome e sai de barriga cheia, chega sóbrio e sai embriagado, compra o pão e sai abençoado! Lá, eu pesquei “causos” como quem garimpa pérolas da mãe ostra, mostrando que o local tem o calor humano, do qual me refiro acima. Para iniciar, este me foi relatado pelo Léo Nobre, o “assessor” demitido sem chegar a ser nomeado pelo vice-prefeito de Ibiara, meu particular amigo Nenca Palitot. Conta ele que, ao se submeter à exigência da biometria, sistema de troca do título eleitoral criado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, compareceu ao local e, depois de enfrentar uma cansativa fila, veio a ser atendido. Perguntas prá cá, perguntas prá lá, chegou o momento de colocar o polegar direito para ler as digitais. O funcionário do cartório eleitoral, portador de uma gagueira emocional, ficou estarrecido no que viu no monitor: ao invés das tradicionais linhas da digital do Léo, ele viu uma estranha caricatura e exclamou visivelmente excitado: - É ca, é ca, é ca, ca... – No que Léo retruca: - É Cássio? Sem esconder a surpresa, o funcionário desembucha e responde: - É ca, ca, capaz de ser!!! “Susto de Morte” já foi publicado na revista do Fisco, foi arremate da coluna de Helder Moura e agora, eu republico na revista Tribuna, homenageando o centenário de nascimento de um dos grandes nomes da história política da nossa Paraíba: Abelardo de Araújo Jurema (15-02-1914/09-02-1999, que chegou a ocupar o cargo de líder do governo Juscelino Kubitschek na Câmara dos Deputados e, posteriormente,ministro da Justiça no governo João Goulart. Lá, em 1963, é que se passa esse “causo”. Ele me foi trazido pelo então jovem Gilberto de Sá Sarmento, ex-prefeito de Sousa e ex-deputado estadual que era simples38  | abril 2014

mente o oficial de gabinete do Ministério da Justiça, em Brasília, onde o imortal paraibano Abelardo Jurema (cadeira 23, da APL - 1982) era o titular. Na época, prevalecia uma grande inimizade política entre Abelardo Jurema e o deputado federal Amaral Neto, ferrenho crítico e adversário do governo de João (Jango) Goulart. Certa ocasião – relata Gilberto – chegou ao gabinete a eminência parda do governo, o todo poderoso “ministro sem pasta” Amaral Peixoto, casado com Alzira Vargas, filha de Getúlio Vargas, para uma conversa informal com o ministro.

Num repente, o imaturo chefe de gabinete Gilberto Sarmento acelera os passos para, respeitosamente, abrir a porta do gabinete ao visitante e, visivelmente agitado, anuncia a ilustre visita cometendo a gafe de trocar, involuntariamente, o sobrenome do dito cujo, pregando no ministro um tremendo susto: - O dr. Amaral Neto quer falar com o senhor! O ministro, entre absorto e espantado, levanta-se apressado, encara o visitante e exclama: - Vade retro, menino! Quer me matar de susto! Este é o Amaral Peixoto, meu estimado amigo! PS. A rodovia PB-008, que liga João Pessoa ao litoral Sul, é denominada de Ministro Abelardo Jurema. A JURISPRUDÊNCIA Na década de 60, no município de Barro, vizinho estado do Ceará, a justiça era exercida com mão de ferro pela temida figura do “coroné” Cavalcanti, uma espécie de juiz de Paz local! Certa vez, chega-lhe um caso para julgamento envolvendo o defloramento de uma menor por um fazendeiro desmiolado e por cima de tudo, casado. Como não poderia casar o meliante, o “coroné” aplicou-lhe uma pena que envolvia um pedaço de terra, um boi manso para arado, mantimentos diversos e em quantidade (milho, arroz, feijão, etc.), para fazer face ao sustento do rebento que estava prestes a rebentar da barriga da mãe. Meses depois, o “juiz” depara-se com um novo caso: um budegueiro da região veio se queixar de que um bêbado arruaceiro cortara o rabo da jumenta dele a facão: O “coroné” franziu a testa, olhou para o budegueiro e emendou: - Bem, pra “rabo de moça” eu já formei jurisprudência! Agora, pra “rabo de jumenta” você vai ter que esperar um pouco que eu vou estudar o caso!!!


40  | abril 2014


Revista TRIBUNA Ed. 168