Sofrendo com o suicídio - David Powlison

Page 1


Sofrendo com o suicídio ajuda após o choque

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 1

5/23/18 3:13:27 PM


P888s

Powlison, David, 1949Sofrendo com o suicídio : ajuda após o choque / David Powlison. – São José dos Campos, SP : Fiel, 2018. 31 p. – (Aconselhamento). Tradução de: Grieving a suicide : help for the aftershock. ISBN 9788581324876 1. Suicídio – Aspectos religiosos – Cristianismo. 2. Luto – Aspectos religiosos – Cristianismo. I. Título. II. Série. CDD: 248.866

Catalogação na publicação: Mariana C. de Melo Pedrosa – CRB07/6477 Sofrendo com o suicídio: ajuda após o choque. Traduzido do original em inglês Grieving a suicide: help for the aftershock, por David Powlison Copyright © 2010 por Christian Counseling & Educational Foundation Publicado por New Growth Press, Greensboro, NC 27404 Copyright © 2016 Editora FIEL 1ª Edição em Português 2018

Todos os direitos em língua portuguesa reservados por Editora Fiel da Missão Evangélica Literária.

Proibida a reprodução deste livro por quaisquer meios, sem a permissão escrita dos editores, salvo em breves citações, com indicação da fonte.

Diretor: James Richard Denham Editor: Tiago J. Santos Filho Coordenação Editorial: Renata do Espírito Santo Tradução: D&D Traduções Revisão: D&D Traduções Diagramação: Wirley Correa - Layout Capa: Wirley Correa - Layout ISBN: 978-85-8132-487-6

Caixa Postal 1601 CEP: 12230-971 São José dos Campos, SP PABX: (12) 3919-9999 www.editorafiel.com.br

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 2

5/23/18 3:13:28 PM


SOFRENDO COM O SUICร DIO

ajuda apรณs o choque

David Powlison SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 3

5/23/18 3:13:29 PM


SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 4

5/23/18 3:13:29 PM


APRESENTAÇÃO DA SÉRIE Gilson Santos

J

ay Adams, teólogo e conselheiro norte-americano, nascido em 1929, foi professor de Poimênica no Seminário Teológico de Westminster, em Filadélfia, no estado de Pensilvânia, Estados Unidos. Adams é um respeitado escritor e pregador, genuinamente evangélico e conservador. Enquanto lecionava sobre a teoria e a prática do pastoreio do rebanho de Cristo, ele viu-se na necessidade de construir uma teoria básica do aconselhamento pastoral. Rememorando a sua trajetória, Adams nos informa que, tal como muitos pastores, não foi muito o que aprendeu no

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 5

5/23/18 3:13:29 PM


seminário sobre a arte de aconselhar. Desiludido com suas iniciativas de encaminhar ovelhas para especialistas, ele buscou assumir um papel pastoral mais assertivo e biblicamente orientado no contexto de aconselhamento. Em seus esforços, crendo na veracidade e eficácia da Bíblia, Adams estabeleceu como objetivo salvaguardar a responsabilidade moral dos aconselhandos, entendendo que muitas abordagens terapêuticas e poimênicas a comprometiam. Em seu elevado senso de respeito e reverência às Escrituras, Adams reconheceu que a Bíblia é fonte legítima, relevante e rica para o aconselhamento. Ele propôs que, em vez de ceder e transferir a tarefa a especialistas embebidos em seus dogmas humanistas, os ministros do evangelho, assim outros obreiros cristãos vocacionados por Deus para socorrer pessoas em aflição, devem ser estimulados a reassumir seus privilégios e responsabilidades. Inserido em uma tradição que tendia a valorizar fortemente as dimen6

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 6

5/23/18 3:13:29 PM


sões públicas do ministério pastoral, Adams fincou posição por retomar o prestígio das dimensões pessoais e privativas do ministério cristão, sobretudo o aconselhamento. Nisto seu esforço se revelou de importância capital. De fato, basta examinar a matriz primária do ministério cristão, que é a própria pessoa de Jesus Cristo, para concluir que, diminuir a importância e lugar do ministério pessoal trata-se de uma distorção grave na história da igreja. Adams defende, assim, que conselheiros cristãos qualificados, adequadamente treinados nas Escrituras, são competentes para aconselhar. Adams também assumiu com seriedade as implicações do conceito cristão de pecado para o aconselhamento. Em resumo, ele propõe que o cristianismo não pode contemplar uma psicopatologia que prescinda de um entendimento bíblico dos efeitos da Queda, e da pervasiva influência que o pecado exerce no psiquismo dos seres humanos. Por esta razão, a abordagem que ele propôs chamou-se ini7

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 7

5/23/18 3:13:29 PM


cialmente de “Aconselhamento Noutético”. O termo noutético é derivado de uma palavra grega, amplamente utilizada no texto neotestamentário, que significa “por em mente” – formado de nous [mente] e tithemi [por]. O uso de nouthetéo nos escritos paulinos sempre aparece estritamente associado a uma intenção pedagógica. O aconselhamento noutético seria então aquele que direciona, ensina, exorta e confronta o aconselhando com os princípios bíblicos. De acordo com a noutética, o aconselhamento se dá em confrontação com a Palavra de Deus. Visando não apenas uma mudança comportamental, ele objetiva a inteira transformação da cosmovisão, oferecendo as “lentes da Escritura” ao aconselhando. Num momento posterior, esta abordagem passou a denominar-se exclusivamente “Aconselhamento Bíblico”. Sobre estas bases, em 1968 Jay Adams deu início, no Seminário Teológico de Westminster, em Filadélfia, ao CCEF - Christian Counseling and 8

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 8

5/23/18 3:13:29 PM


Education Foundation (Fundação para Educação e Aconselhamento Cristão), inaugurando um novo momento na história do aconselhamento cristão. Adams lançou os principais conceitos de sua teoria de aconselhamento na obra “O Conselheiro Capaz” (Competent to Counsel), publicado em 1970; a metodologia foi condensada no “Manual do Conselheiro Capaz”, publicado em 1973. No Brasil, a Editora Fiel foi pioneira na publicação dessas duas obras; a primeira edição de “Conselheiro Capaz” em português foi publicada em 1977 e o volume com a metodologia publicado posteriormente. Adams também foi preletor em uma das primeiras conferências da Editora Fiel no Brasil direcionada a pastores e líderes. O legado de Adams no CCEF foi recebido e levado adiante por novas gerações. Estas procuraram manter-se alinhadas com o núcleo central de sua proposta, ao mesmo tempo em que revisaram aspectos vulneráveis, e defrontaram-se com algumas de suas tensões ou limites. Alguns destes novos 9

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 9

5/23/18 3:13:30 PM


líderes e conselheiros notabilizaram-se. Estes empenharam-se por um foco mais direcionado ao ser do que no fazer, colocando grande ênfase nas dinâmicas do coração, particularmente no problema da idolatria. Também procuraram combinar o enfoque no pecado com uma teologia do sofrimento. Procuram oferecer considerações ao social e ao biológico, com novos enfoques para as enfermidades, inclusive para o uso de medicamentos. É igualmente notável a ênfase no aspecto relacional do aconselhamento na abordagem desses novos líderes. Alguns estudiosos do movimento ainda apontam uma maior abertura e espírito irênico dessas gerações sucedâneas, particularmente em sua confrontação com outras abordagens poimênicas ou terapêuticas. A Editora Fiel vem novamente oferecer a sua contribuição ao aconselhamento bíblico, desta vez colocando em português esta série que enfoca vários temas desafiantes à presente geração. A série original em inglês já se aproxima de três dezenas de 10

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 10

5/23/18 3:13:30 PM


livretos. Este que o leitor tem em suas mãos é um deles. Tais temas inserem-se no cenário com o qual o pastor e conselheiro cristão defronta-se cotidianamente. Os autores da série pretendem oferecer um material útil, biblicamente respaldado, simples e prático, que responda às demandas comuns nos settings, relações e sessões de aconselhamento cristão. Se este material, que representa esforços das gerações mais recentes do aconselhamento bíblico, puder ajudá-lo em seus desafios pessoais em tais áreas, ou ainda em seu ministério pessoal, então os editores podem dizer que atingiram o seu objetivo. Boa leitura!

Gilson Carlos de Souza Santos é pastor da Igreja Batista da Graça, em São José dos Campos, possui bacharelado em Teologia e graduação em Psicologia, e dirige o Instituto Poimênica cujo alvo é oferecer apoio e promoção à poimênica cristã. 11

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 11

5/23/18 3:13:30 PM


SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 12

5/23/18 3:13:30 PM


Introdução

A

lguém que você conhece cometeu suicídio. Você está encarando uma realidade muito difícil e obscura. Você se sente abalado, ferido, traído e confuso. Está passando por toda uma gama de emoções e reações. Cada uma delas é dolorosa. Sua reação inicial provavelmente foi a de choque e descrença. Agora você está tentando processar o que aconteceu. Como compreender e aceitar o suicídio de alguém próximo? É possível descobrir algum sentido em um ato tão desprovido de sentido? É possível encontrar esperança nas

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 13

5/23/18 3:13:30 PM


consequências de uma escolha tão desesperada? Como o conhecimento de Deus pode fazer diferença em seu sofrimento?

O que você está enfrentando Você está passando por uma tempestade de emoções e sentimentos. Primeiro, você está sentindo a reação natural da dor profunda. Alguém que você conhece e ama faleceu. Então você sente o vazio e a tristeza da perda. Essa solidão é extremamente difícil. Mas o suicídio adiciona muitas outras reações dolorosas além do coração partido que a morte traz. A morte foi autoinfligida. Você provavelmente também está sentindo uma ou mais destas emoções: •

Confusão e desorientação. O que aconteceu é confuso e desorientador. O suicídio nunca é algo simples e fácil de se compreender. Provavelmente você ainda está lutando para aceitar a realidade dessa tragédia. 14

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 14

5/23/18 3:13:30 PM


Raiva e traição. Por definição, o suicídio fere as outras pessoas. Então você talvez experimente sentimentos de raiva e a sensação de ter sido traído. Culpa e responsabilidade. É normal se perguntar “Eu poderia ter feito algo?”, ou “Se eu pudesse ter feito ________________!”, ou “Por que eu não percebi ________________?”. Medo de fazer a mesma coisa. O suicídio de alguém pode lhe causar o medo de fazer o mesmo. Talvez você esteja receoso de que possa estar também correndo o risco de ter comportamentos suicidas.

Você está encarando perguntas sem respostas. Todas as pessoas que sofrem os impactos do suicídio lutam com perguntas como “Por quê? Por que isso aconteceu? Por que tinha de acabar nisso? Por que isso não pôde ser impedido?”. Mas não importa quais as razões do suicídio, pois, no fim das contas, ele nunca 15

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 15

5/23/18 3:13:30 PM


pode ser completamente explicado. Você é deixado com perguntas que não podem ser respondidas, porque a pessoa que cometeu o suicídio, a única que poderia explicá-lo , se foi. (Para obter ajuda quanto a pensamentos e comportamentos suicidas, leia o livro desta série Eu Quero Morrer: Substituindo Pensamentos Suicidas por Esperança).

Enfrentando o suicídio pela fé Como você pode lidar com essa experiência dolorosa? Não há uma solução rápida e fácil para o que você está passando. E Deus, na Bíblia, não lhe oferece chavões ou respostas prontas. Ele lhe dá algo muito melhor — em resposta à sua tristeza, emoções e perguntas sem resposta, Deus lhe dá a si mesmo. Edith Schaeffer uma vez usou uma metáfora de um tapete para falar sobre as dificuldades da vida. Ela mostrou que a parte de cima do tapete possui belos desenhos costurados; mas a parte de baixo 16

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 16

5/23/18 3:13:30 PM


possui muitos nós e fios enroscados. O suicídio da pessoa que você amava é uma daquelas partes com nós e fios enroscados debaixo de seu tapete. Não importa por quanto tempo o observe, você não poderá entendê-lo. Essa é uma das experiências doloridas e obscuras da vida, na qual você deve saber que as promessas e a presença do seu Deus e Salvador são reais. Em meio a essa escuridão, Deus lhe chama para viver uma vida em que a fé e o amor ainda resplandecem. Um dia, você enxergará a parte de cima do tapete ao invés de apenas o emaranhado. Parte de sua beleza será o modo como você aprenderá a conhecer Deus e a amar outras pessoas ao passar por experiências difíceis. Essa é toda a resposta para o motivo de Deus ter permitido que isso acontecesse? Não. Há coisas sobre a vontade e o propósito de Deus que estão além de nós. A Bíblia diz que “as coisas encobertas pertencem ao Senhor, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós 17

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 17

5/23/18 3:13:30 PM


e a nossos filhos, para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei” (Dt 29:29). As razões para o suicídio dessa pessoa querida estão entre “as coisas encobertas” que pertencem ao Senhor. Porém “as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos, para sempre”. Deus não está se referindo apenas às suas leis; ele também se refere às suas promessas, seus propósitos e à revelação de si mesmo em Jesus e na Palavra. O que foi revelado é dado para que você possa viver. O que não lhe foi revelado é algo secreto. Ao invés de confiar em seu conhecimento, você precisa confiar no amor e na bondade de Deus. Essa é uma lição que você terá de aprender e reaprender em sua vida — não apenas agora, enquanto luta com um coração partido, mas em todos os altos e baixos da vida. Seu relacionamento com Deus será aquilo que lhe trará paz, mesmo não tendo todas as perguntas respondidas. Você nunca terá uma resposta que venha a unir todos os pontos e formar o desenho final. Você nunca se sentirá confortável quanto a isso. Você 18

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 18

5/23/18 3:13:30 PM


CHRISTIAN COUNSELING & EDUCATIONAL FOUNDATION

Simples, Prático, Bíblico Abordando temas como divórcio, suicídio, homossexualidade, transtorno bipolar, depressão, pais solteiros e outros, os livros da série Aconselhamento oferecem orientação bíblica para pastores e conselheiros que lidam com esses assuntos difíceis em seus ministérios, e para pessoas que experimentam essas situações de lutas e sofrimento em seus diversos contextos de vida. Leia-os, ofereça-os a um amigo e disponibilize-os em sua igreja e ministério.

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 32

5/23/18 3:13:30 PM


O Ministério Fiel tem como propósito servir a Deus através do serviço ao povo de Deus, a Igreja. Em nosso site, na internet, disponibilizamos centenas de recursos gratuitos, como vídeos de pregações e conferências, artigos, e-books, livros em áudio, blog e muito mais. Oferecemos ao nosso leitor materiais que, cremos, serão de grande proveito para sua edificação, instrução e crescimento espiritual. Assine também nosso informativo e faça parte da comunidade Fiel. Através do informativo, você terá acesso a vários materiais gratuitos e promoções especiais exclusivos para quem faz parte de nossa comunidade. Visite nosso website

www.ministeriofiel.com.br e faça parte da comunidade Fiel

SA_5-1_Sofrendo com o Suicidio_MIOLO.indd 33

5/23/18 3:13:30 PM