Page 1

AZUL MAGAZINE

#23

MARÇO | MARCH

MOSTRA DE MARINA ABRAMOVIC CHEGA A SP NAOSNDOASNDOANOSDA

A EFERVESCÊNCIA CULTURAL DE CURITIBA NAOSDNOADNOANDOANODOA

O MERCADO EDITORIAL EM TRANSFORMAÇÃO

NAOSDNOASNDOANOSDAONDNAO

VOEAZUL.COM.BR AZUL LI NHAS AÉRE AS B RAS ILE IR AS M AR ÇO 2015 / M ARCH 2015

23

luis fernando

verissimo AOS 78 ANOS E EM PLENA ATIVIDADE, O ESCRITOR ASSISTE NESTE MÊS A TRÊS ESTREIAS QUE LEVAM O SEU NOME: NA TV, NO TEATRO E NA MÚSICA NAOSD NAOS DNOASND OAND OANSDO NAOSD NAOSND OANSD OAD OAISD NANSDO ASOD AOISDN AODSAD

PO RTU G U ÊS - EN G L IS H


Sumário

AZUL MAGAZINE #23 M A R Ç O | M A RCH 2 015

114

DESTINOS

82

Curitiba

96

Galinhos e São Miguel do Gostoso

Uma cidade em transformação N oansdo anso dnais doansd

Os bons ventos do litoral potiguar No anos dnaos doasdnoad

109 Florianópolis

Marlon Teixeira indica o melhor da ilha No anos dnaos doasdnoad

EM FOCO

82

96 012 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

134

114

Luis Fernando Verissimo

126

Antônio Araújo

134

Editoras independentes

140

Mahamudra Brasil

144

Pavão Revestimentos

A rotina e os projetos do escritor gaúcho No anos dnaos doasdnoad As ambições do diretor por trás da MITsp No anos dnaos doasdnoad Iniciativas que agitam o mercado editorial No anos dnaos doasdnoad

Corpo e mente em exercício No anos dnaos doasdnoad Azulejos com design moderno e ousado No anos dnaos doasdnoad


Sumário 56

30

16 Editorial Editorial 18 Expediente Staff 20 Colaboradores Contributors

34

4 CANTOS

28 Agenda Agenda 30 Música Music 34 Exposição Exhibit 42 Cinema Film 46 Teatro Theater 50 Livros Books 52 TV TV HIGHLIGHTS

56 Gastronomia Cuisine 60 O Quarto The Bedroom 62 Hotspot Hotspot 64 5 Perguntas 5 Questions 66 Take 5 Take 5 68 Vitrine Shop Window 70 Olhar Azul Azul Look 72 Colunas Columns

60

André Barcinski Mário Magalhães Mara Salles

AZUIS

66 014 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

68

148 Azul Cargo Azul Cargo 149 Ação Social Noasndoansdo 151 Azul Frota Noasndoanod 154 Serviços Services 156 Experiência Azul Azul Experience 159 Mapa de Rotas Route Map 162 Panorâmica Panorama


Editorial

Em busca da melhor experiência Azul In search of the best Azul experience

É sempre bom compartilhar com você boas notícias. Nossos hubs (centros de conexões) espalhados pelas cinco regiões do País vêm crescendo em número de voos e destinos. Eles nos permitem operar uma malha abrangente, que atende a mais de 103 aeroportos nacionais e dois internacionais. O aeroporto de Campinas, nossa principal base operacional, já é considerado o maior hub da América Latina e foi eleito pelo segundo ano consecutivo como o melhor aeroporto do Brasil por pesquisa promovida pela SAC – Secretaria de Aviação Civil. Com a recente inclusão de voos para os Estados Unidos e novas cidades domésticas, estamos ligando 58 localidades em frequências diretas a partir de Viracopos e outras dezenas de destinos por meio de conexões. Com isso, no mês passado, atingimos uma marca histórica: 100 milhões de Clientes transportados. Este expressivo número nos dá ainda mais motivação para fazer da Azul a melhor empresa aérea do mundo. Sabemos que é fundamental continuar inovando em produtos, serviços e atendimento para fazer a diferença na vida das pessoas. Outra novidade importante é que fechamos parcerias para 2015 com seis ONGs e estamos apoiando projetos sociais em várias partes do País. As organizações escolhidas estão sendo beneficiadas com passagens aéreas e contam com a colaboração de mais de 1200 Tripulantes, que se tornaram voluntários. Desde sua fundação, a Azul vem apoiando causas importantes, como, por exemplo, a luta na prevenção do câncer de mama. Esses projetos trazem ainda mais força para a área de Responsabilidade Social da companhia, que ampliará sua atuação em novas frentes e regiões brasileiras. Confira na seção Azuis mais detalhes sobre as iniciativas. Agradeço a preferência de voar Azul. Desejo a você uma boa leitura e um excelente voo!

Dear reader, Meeting your expectations, or even surpassing them, is a constant challenge and that guides the work of more than 10,000 Azul crew members. Our mission is to serve you and to make your experience with us something special. Whenever you wish, please share your thoughts with our team. They’re very important to make our services even better. Last month, we reached a historic milestone: 100 million customers transported. This significant figure gives us more motivation to make Azul the world’s best airline. Therefore, it’s essential to continue innovating in products, services and customer care. We want to make a difference in people’s lives. This is also reflected in our social actions. For 2015, we’ve forged partnerships with six NGOs, and we’re supporting social projects in various parts of the nation. The selected organizations are benefited with airfares and the collaboration of over 1,200 crew members who have volunteered for these actions. Another important fact is that our Campinas hub is growing day by day. It’s already the largest air hub in Latin America in terms of destinations. With the recent addition of routes to Florida and new domestic flights, we are connecting 58 cities with direct flights from Viracopos as well as dozens of other destinations through connections. Our business units also have been consolidating. One of the major highlights in this respect is Azul Cargo, which already serves all Brazilian states plus US cities served by Azul. In 2014, there was a nearly 20% increase in the volume of cargo shipped, compared to the previous year. If you’re planning to travel during the months of April and May, be sure to check the extra flights that have been added to meet the demand for the holidays of Easter, Tiradentes, and International Workers’ Day. In addition, Azul Viagens offers travel packages to a number of domestic and international destinations. Thank you for your choice of airline. Happy reading, and have a great flight!

Antonoaldo Neves PRESIDEN TE P RE S IDE NT

016 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

Caro leitor,


COMUNICAÇÃO E MARCA Diretor de Comunicação e Marca Gerente de Comunicação Coordenador de Comunicação Diretor de Arte Gerente de Produto

MARKETING

Gerente de Marketing

Gianfranco Beting

Coordenador de Marketing

Carolina Constantino

Analista de Marketing Sênior

Fabio Abud

Analista de Marketing

Nemo Sampaio

facebook.com/AzulLinhasAereas

EDITORIAL bruna.tiussu@azulmagazine.com.br

Marina Azaredo

Editor de Arte

André Graciotti

Estagiárias

marina.azaredo@azulmagazine.com.br

Gerente Comercial Executivas de Contas

Tradução e Revisão do Inglês

twitter.com/azulinhasaereas

Marcelo Trevenzolli

marcelo.trevenzolli@azulmagazine.com.br

Carina Nishida

carina@azulmagazine.com.br marcela.miranda@azulmagazine.com.br

Sandra Torre

sandra.torre@azulmagazine.com.br

Luiza Vieira

Simone Montenegro

luiza.vieira@azulmagazine.com.br

Sofia Franco

sofia.franco@azulmagazine.com.br

simone@azulmagazine.com.br

Assistente Comercial

sophia.ladeira@azulmagazine.com.br

Revisão

Representantes de Vendas FTPI

Everaldo Guimarães

aldo@azulmagazine.com.br

Paula Rezende

paula@azulmagazine.com.br | 11 3254 9895

Andrea Medrado (RJ)

andreamedrado.rio@ftpi.com.br | 21 3852 1588

Cristine Prataviera (PR)

cristiane.curitiba@ftpi.com.br | 41 3026 4100

Ivan Feitosa (PE)

Paulo Vinicio de Brito

ivan.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

Loren Rodrigues (PE)

Central de Traduções & Global Languages e Business Translation Services

loren.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

Luciana Mir (DF)

lucianamir.brasilia@ftpi.com.br | 61 3035 3750

COLABORADORES Texto: Daniel Telles Marques, Gabriela Longman, Ivi Brasil, Luciana Garcia, Luís Patriani, Mariana Cunha, Natali Pereira, Renata Reps, Victor Gouvêa Foto: Adriano Fagundes, Alexandre Rezende, Andrea D’Amato, Anna Carolina Negri, Camilla Maia, Fáustulo Machado, Gui Gomes, Julia Rodrigues, Raphael Briest, Sergio Caddah Ilustração: Danilo Bandeira, Mauricio Pierro Produção: Lia Guimarães

Ronaldo Spagnuolo (MG)

ronaldo.minas@ftpi.com.br | 31 2105 3609

MARKETING Leia também no tablet. O app da Azul Magazine está disponível para os sistemas iOS e Android

Gerente de Marketing

Géssica Romanini

gessica@azulmagazine.com.br

DISTRIBUIÇÃO

Gerente de Circulação

Jane Pinheiro

jane.pinheiro@azulmagazine.com.br

FINANCEIRO/ADMINISTRATIVO

Diretora Financeira Assistente Financeira

Foto da capa Julia Rodrigues

018 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Rafaela Cambiaghi Garcia

Marcela Miranda

andre.graciotti@azulmagazine.com.br

Sophia Ladeira Tratamento de Imagens e Pré-impressão

Henrique Mathias

PUBLICIDADE

Bruna Tiussu

Editora-assistente

Repórter

Francisco Almeida

Renata Florenzano

voeazul.com.br

Editora

Dilson Gonçalves

Luciana Mello

luciana@azulmagazine.com.br

Bruna Veiga

PROJETO GRÁFICO André Graciotti IMPRESSÃO

CTP, Impressão e Acabamento Tiragem

IBEP Gráfica 90.000 exemplares

Editora Arranjo de Letras Eireli CNPJ – 11.052.806/0001-40 Endereço – Av. Paulista, 2200, 23º andar Consolação. CEP 01310-300 11 3254 9950

bruna.veiga@azulmagazine.com.br

AZUL Magazine não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que não constam do expediente da revista não têm autorização para falar em nome de AZUL Magazine ou retirar qualquer tipo de material para produção de editorial caso não tenham em seu poder uma carta atualizada e datada, em papel timbrado, assinada por pessoa que conste do expediente.


Colaboradores Julia Rodrigues FOTÓ G R A FA / P HOTO G RAPHER

Formada em desenho industrial, a fluminense começou carreira como assistente de Ernani d’Almeida e Jorge Bispo. Hoje, colabora em títulos como Claudia, Capricho e Playboy. São dela os retratos de Luis Fernando Verissimo, capa desta edição.

Originally from the state of Rio de Janeiro, she holds a degree in industrial design, having started out her career as an assistant to Ernani d’Almeida and Jorge Bispo. Today, she contributes to publications such as Claudia, Capricho, and Playboy. She is the author of the portrait of Luis Fernando Verissimo featured on the cover of this month’s edition.

Alexandre Rezende F OTÓGRAF O / PHOTOGRAPHER

Formado em jornalismo e artes visuais, estudou vídeo e fotografia em Madri e participou dos programas de trainee da Folha de S.Paulo e da Editora Abril. Para este número, clicou o restaurante Glouton, em BH.

With a degree in journalism and visual arts, he studied photography and video in Madrid, and participated in trainee programs at Folha de S.Paulo and Editora Abril. For this edition, he photographed Glouton restaurant, in Belo Horizonte.

Gui Gomes F OTÓGRAF O / PHOTOGRAPHER

Natural de Campinas, mas radicado em São Paulo há oito anos, tem passagens por veículos como Época, Vogue e Vida Simples. Nesta edição fez as imagens da capital paranaense.

Originally from Campinas, but based in São Paulo for the past eight years, he has logged experience for media outlets such as Época, Vogue, and Vida Simples. In this edition, he shot the images of Curitiba.

Ivi Brasil

Luís Patriani

JO R NAL I STA / J O U R N A L I ST

Based in São Paulo for the past 22 years, the Florianópolis native took part in the first Curatorship Laboratory of the São Paulo Modern Art Museum, studied at Radio Nederland, in the Netherlands, and was editor for the program Metrópolis, on the TV Cultura channel. He wrote the article on the Marina Abramovic showing.

020 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

JORN AL ISTA / JOURN AL IST

Renata Reps J O RNALISTA / J O U RNALIST

Já assinou matérias sobre moda, turismo e gastronomia. Após um mestrado em Paris, interessou-se pela economia criativa e hoje escreve a respeito no site Projeto Draft. Nesta Azul Magazine, fala sobre as belezas de Galinhos e São Miguel do Gostoso.

She has also written articles on fashion, tourism and cuisine. After earning a master’s degree in Paris, she became interested in creative economy and today writes about this topic on the “Draft Project” website. For this edition of Azul Magazine, she wrote about Galinhos and São Miguel do Gostoso.

Especializado em turismo e meio ambiente, o paulista já trabalhou nas revistas Terra e Próxima Viagem, além de ter colaborado em veículos como National Geographic e Lonely Planet. Aqui, assina a reportagem sobre Curitiba.

Specializing in tourism and the environment, the São Paulo native has worked at Terra and Próxima Viagem magazines, and has collaborated for other publications such as National Geographic and Lonely Planet travel guides. For this edition, he wrote the article on Curitiba.

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

Há 22 anos em São Paulo, o florianopolitano participou do primeiro Laboratório de Curadoria do MAM-SP, estudou na Radio Nederland, na Holanda, e editou o programa Metrópolis, da TV Cultura. É dele a matéria sobre a mostra de Marina Abramovic.


FOTOS: MARINA ABRAMOVIC E LIMA /DIV. (MARINA ABRAMOVIC); MC CAUGHEY/DIV. (JACK WHITE)

4 cantos

34

30 Música Music

As principais atrações do Lollapalooza As grandes atrações do Lollapalooza

34 Exposição Exhibit

A arte performática de Marina Abramovic No ansodnaosdnoadno

42 Cinema Film

Casa Grande conquista a crítica No ansodnaosdnoadno

30


4 CANT OS | A G E N D A

março

Música | Music

march dia

11

Cinema | Film

Joss Stone

dia

14

SÃO PAULO (SP)

A artista chega ao Brasil com a turnê Total World Tour, que promete passar por todos os países do mundo. Por aqui, além de São Paulo, ela presenteia Brasília (13) e Recife (15) com hits e músicas de seu próximo álbum, Water For Your Soul.

SÃO PAULO (SP)

O artista cearense Ícaro Lira investiga os vários ciclos de imigração da capital paulista nesta iniciativa, que conta, entre outras atividades, com a exposição Museu do Estrangeiro – de 9 de março a 30 de abril – e uma oficina de criação de fanzine (foto) – entre 9 de março e 1º de abril. Artist Ícaro Lira, originally from Ceará, investigates São Paulo’s various cycles of immigration in this initiative, which includes (among other activities) an exhibition titled Museu do Estrangeiro [“Museum of the Foreigner”] – from March 9 to April 30 – as well as a workshop for creating fanzines (photo) – from March 9 to April 1. OFICINA CULTURAL OSWALD DE ANDRADE, R. TRÊS RIOS, 363, BOM RETIRO. DE 1º DE MARÇO A 30 DE ABRIL. GRÁTIS OFICINASCULTURAIS.ORG.BR

dia

5

Palco Giratório do Sesc BRASÍLIA (DF)

A 18ª edição do projeto, que percorrerá todo o Brasil, começa no Sesc Ceilândia, na capital federal, com o espetáculo Proibido Elefantes, da companhia potiguar Gira Dança. Ao todo, serão 823 apresentações artísticas em 154 cidades.

The 18th edition of the project, which is held across Brazil, begins at Sesc Ceilândia in the Brazilian Capital, with the show Proibido Elefantes [“Elephants are Forbidden”], by the Rio Grande do Norte-based dance company, Gira Dança. In all, there will be 823 performances in 154 cities. SESC CEILÂNDIA, QNN 27, LOTE B, CEILÂNDIA NORTE. DE 5 DE MARÇO A 26 DE NOVEMBRO. VEJA PREÇOS NO SITE SESC.COM.BR/PALCOGIRATORIO

028 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Maria Bethânia SÃO PAULO (SP)

The Abraçar e Agradecer tour is celebrating the 50th anniversary of Bethânia’s career and passes through São Paulo on five dates this month – 14th, 15th, 19th, 21st and 22nd. Then it continues on to other Brazilian cities. The repertoire includes classics as well as new songs.

The singer comes to Brazil with the Total World Tour, which promises to pass through all countries. In Brazil, in addition to São Paulo, she’ll perform in Brasilia (13) and Recife (15) with big hits and songs from her forthcoming album, Water For Your Soul.

Projeto Bom Retiro

Exposição | Exhibit

A turnê Abraçar e Agradecer comemora os 50 anos de carreira da cantora e passa pela capital paulista em cinco datas deste mês – dias 14, 15, 19, 21 e 22. Depois, segue para outras cidades brasileiras. Clássicas e inéditas canções estão no repertório.

HSBC BRASIL, R. BRAGANÇA PAULISTA, 1281, CHÁCARA SANTO ANTONIO. SÁB. (14), QUI. (19) E SÁB. (21), ÀS 22H; DOM. (15 E 22), ÀS 20H. ENTRE R$140 E R$280

CITIBANK HALL, AV. DAS NAÇÕES UNIDAS,

4003 1212

HSBCBRASIL.COM.BR

17955, SANTO AMARO. QUA. (11), ÀS 21H30. ENTRE R$90 E R$400

4003 5588

dia

11

Festival Brasileiro da Cerveja BLUMENAU (SC)

A cidade catarinense recebe as principais cervejarias do País, produtores, especialistas e consumidores para degustar mais de 600 rótulos. Tudo bem acompanhado de uma rica programação artística, com shows e harmonizações gastronômicas.

Blumenau, Santa Catarina, receives Brazil’s major brewers, producers, experts and consumers to enjoy more than 600 labels. It’s all wellaccompanied by a rich artistic schedule, with concerts and food tastings. PARQUE VILA GERMÂNICA, R. ALBERTO STEIN, 199, VELHA. QUA. (11) A SEX. (13), DAS 19H À 1H; SÁB. (14), DAS 15H À 1H. ENTRE R$12 E R$20

47 3381 7700

FESTIVALDACERVEJA.COM

Livros | Books

dia

20

Dança | Dance

Teatro | Theatre

Outros | Others

Banda do Mar BELO HORIZONTE (MG)

Após o sucesso da passagem pela cidade em novembro, Mallu Magalhães, Marcelo Camelo e Fred Ferreira se apresentam novamente na capital mineira, nos dias 20 e 21. Será o primeiro show em solo brasileiro depois de uma longa turnê em Portugal, país onde os músicos residem atualmente.

After a successful stint in the city last November, Mallu Magalhães, Marcelo Camelo and Fred Ferreira will perform again in Belo Horizonte, on the 20th and 21st. It will be the band’s first concert on Brazilian soil after touring Portugal, where they currently reside. MUSIC HALL, AV. DO CONTORNO, 3239, SANTA EFIGÊNIA. SEX. (20) E SÁB. (21), ÀS 22H30. ENTRE R$100 E R$130

dia

19

4003 1212

INGRESSORAPIDO.COM.BR

Zaz

PORTO ALEGRE (RS)

Isabelle Geffroy, ou melhor, Zaz, volta ao País para três shows. A francesa, cujo estilo passeia entre o jazz e o pop, apresentase com seu disco em homenagem à Cidade Luz, Paris Sera Toujours Paris. Rio (20) e Curitiba (27) também recebem a cantora. Isabelle Geffroy, better known as Zaz, is returning to Brazil for three concerts. The French singer, whose style mixes jazz and pop, performs with her album in honor of the City of Light: Paris Sera Toujours Paris. Zaz will also be performing in Rio (20th) and Curitiba (27th).

TICKETSFORFUN.COM.BR

AUDITÓRIO ARAÚJO VIANNA, AV. OSVALDO ARANHA, 1000, BOM FIM. QUI. (19), ÀS 21H. ENTRE R$80 E R$140 FOTOS: ÍCARO LIRA /DIV. (PROJETO BOM RETIRO); RICARDO NUNES/DIV. (MARIA BETHÂNIA); YANN ORHAN/DIV. (Z A Z); EDU SIMÕES/DIV. (FESTIVAL DE FOTOGRAFIA DE TIRADENTES); DIVULGAÇÃO

dia

TV | TV

dia

18

4003 1212 OIARAUJOVIANNA.COM.BR

Festival de Fotografia de Tiradentes TIRADENTES (MG)

Durante cinco dias, a cidade mineira será palco da quinta edição do evento composto de workshops, palestras, projeções, atividades educativas e exposições – destaque para Fotografia Contemporânea, um panorama da cena nacional atual, com curadoria de Mariano Klautau.

For five days, the city in Minas Gerais will host the fifth edition of the event, consisting of workshops, lectures, screenings, educational activities and exhibits – with a spotlight on the “Contemporary Photography” exhibit, an overview of current Brazilian scene curated by Mariano Klautau.

dia

26

Jorge Drexler SÃO PAULO (SP)

O uruguaio promete agradar o público com faixas de seu mais recente trabalho, Bailar en la Cueva, e também grandes sucessos, como a música Del Otro Lado Del Río, do filme Diários de Motocicleta (2004), que lhe rendeu o Oscar de melhor canção original. The Uruguayan singer promises to please audiences with tracks from his latest album, Bailar En La Cueva, as well as major hits such as Del Otro Lado Del Rio, from the film The Motorcycle Diaries (2004), which earned him the Academy Award for Best Original Song.

CENTRO CULTURAL YVES ALVES, R. DIREITA, 168, CENTRO. QUA. (18) A DOM. (22).

TEATRO BRADESCO, SHOPPING BOURBON, R. TURIASSU, 2100, POMPEIA. QUI. (26),

HORÁRIOS E VALORES DISPONÍVEIS NO SITE

ÀS 21H. ENTRE R$50 E R$280

FOTOEMPAUTA.COM.BR/FESTIVAL2015

4003 1212

TEATROBRADESCO.COM.BR

029


4 CANT OS | M Ú S I C A

PRINCIPAIS ATRAÇÕES

SÁBADO, 28/3

SATURDAY

International arrivals

PREPARE-SE PARA UMA MARATONA SONORA:

030 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

SUNDAY

ARTISTAS ESTRANGEIROS CHEGAM NESTE MÊS A SÃO PAULO PARA DOIS DIAS DE SHOWS NO FESTIVAL LOLLAPALOOZA GET READY FOR A MARATHON OF SOUND: JACK WHITE, ROBERT PLANT PLUS 28 OTHER INTERNATIONAL ARTISTS ARRIVE THIS MONTH IN SÃO PAULO FOR THE

Por/By LUCIANA GARCIA

DOMINGO, 29/3

JACK WHITE, ROBERT PLANT E OUTROS 28

TWO-DAY LOLLAPALOOZA FESTIVAL

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Desembarque internacional

Jack White Robert Plant Skrillex Kasabian Bastille Alt-J Kongos St. Vincent Banda do Mar

Pharrell Williams Calvin Harris The Smashing Pumpkins Foster The People Interpol Steve Aoki Molotov Pitty

Jack White está de passagem comprada para o Brasil. O multi-instrumentista e ex-vocalista do White Stripes – que reúne sucessos como Seven Nation Army e foi responsável por feitos como o primeiro show de rock realizado no centenário Teatro Amazonas, em Manaus, em 2005 – se apresentará desta vez no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. E o melhor: ele não vem sozinho. Robert Plant, ex-vocalista do Led Zeppelin, Pharrell Williams (do hit Happy) e outras 27 bandas gringas e 16 brasileiras se reúnem para o festival Lollapalooza, nos dias 28 e 29 deste mês. Apesar das companhias de peso, White é o grande nome do evento. "Este é o ano dele. O músico é o principal destaque de outros festivais, como o Coachella [que será realizado em abril na Califórnia]", diz Alexandre Wesley, gerente artístico da Time For Fun, organizadora do Lollapalooza. "Jack White não era um nome óbvio há um ano. Era alternativo demais, mas virou pop e se transformou em um grande show." Outro destaque desta edição são os artistas de música eletrônica e a atenção dada pela organização a eles. O DJ e produtor Calvin Harris (de Feel So Close), por exemplo, tocará em um dos palcos principais, em vez de ficar restrito à tenda eletrônica, seguindo a tendência do Lollapalooza de Chicago. Lá, o espaço foi extinto em 2013. Aqui, ela resiste e ganha uma produção especial – será ampliada e receberá uma iluminação mais sofisticada. Entre os brasileiros, a Banda do Mar, trio formado pelo ex-Los Hermanos Marcelo Camelo, Mallu Magalhães e Fred Ferreira, deve atrair grande parte da plateia. "A gente sempre quis o Camelo em uma das edições. Ele tem tudo a ver com o público do festival", comenta Wesley. A cantora Pitty e as bandas Mombojó e Boogarins reforçam a presença nacional nos palcos.

Lollapalooza

Autódromo de Interlagos, Av. Senador Teotônio Vilela, 261, Interlagos, São Paulo. Sex. (28) e sáb. (29), a partir das 12h. Entre R$340 e R$1.460 (pacote para os dois dias, com direito a transporte até o evento, bebidas, lanches, jantar e área de relaxamento) 4003 5588 LOLLAPALOOZABR.COM

Na página anterior, à esquerda, Jack White; no topo, Calvin Harris; e, no centro, Robert Plant. Nesta página, à esquerda, Pharrell Williams; e, acima, a banda Boogarins Previous page, left, Jack White; top, Calvin Harris; center, Robert Plant. This page, left, Pharrell Williams; right, Boogarins

Jack White already has its tickets to Brazil. The multi-instrumentalist and former lead singer of The White Stripes – whose hits includes Seven Nation Army and who was responsible for achievements such as the first rock concert held at the centenary Theatro Amazonas in Manaus, in 2005 – will perform this time at the Interlagos Raceway in São Paulo. And even better: he’s not coming alone. Robert Plant, former Led Zeppelin vocalist, and Pharrell Williams (of “Happy” fame) and 27 other international acts plus 16 Brazilian bands gather for the Lollapalooza festival, on the 28th and 29th of this month. Despite such heavyweight company, White is the big name of the event. “This is his year. The musician has been the feature attraction at other festivals, such as Coachella [which will be held this April, in California],” says Alexander Wesley, artistic manager of Time For Fun, the local organizers of Lollapalooza. “Jack White was not an obvious name a year ago. He was too alternative, but turned pop and turned into a great show.” Another highlight of this edition are the electronic music artists and the attention given to them by the organizers. DJ and producer Calvin Harris (of Feel So Close), for example, will play one of the main stages rather than being restricted to the electronic tent, following the trend of the Lollapalooza show in Chicago. There, the electronic space was done away with in 2013. Here, it held firm and received special production – it will be expanded and feature more sophisticated lighting. Among Brazilians, Banda do Mar – a trio formed by former Los Hermanos members Marcelo Camelo, Mallu Magalhães and Fred Ferreira – is expected to attract a major portion of festival-goers. "We always wanted Camelo at one of the editions of Lollapalooza. He has everything to do with festival’s audience,” said Wesley. Songstress Pitty and the bands Mombojó and Boogarins help reinforce the Brazilian presence on stage.

031


4 CANT OS | M Ú S I C A

OUÇA ESSA

LISTEN TO THIS

OS PRINCIPAIS LANÇAMENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS THE MAIN NATIONAL AND INTERNATIONAL RELEASES OF THE MONTH Por/By SOFIA FRANCO

Xote moderninho Modern xote

Depois do EP Do Meu Olhar, que serviu de aperitivo, Elba Ramalho agora lança o disco Do Meu Olhar Para Fora. As canções Árvore e Fazê o Quê? mostram que a paraibana optou pelo estilo pop contemporâneo. Seu filho, Luã Mattar, assina a produção ao lado de Yuri Queiroga.

Parceria promissora Promising partner

Chasing Yesterday, segundo álbum solo de Noel Gallagher, traz dez canções de sua autoria executadas ao lado da banda The High Flying Birds. O ex-líder do Oasis contou com a participação do guitarrista dos Smiths, Johnny Marr, em Ballad Of The Migthy, música que fecha o disco.

Chasing Yesterday, the second solo album by Noel Gallagher, features ten songs written by him and recorded with his band, Noel Gallagher’s High Flying Birds. The former leader of Oasis counted on the participation of The Smiths guitarist Johnny Marr, on “Ballad of the Mighty,” the album’s closing track.

After the EP Do Meu Olhar, which served as an ‘appetizer,’ Elba Ramalho has now released the full album Do Meu Olhar Para Fora. The songs “Árvore” and “Fazê o Que?” show that the singer from Paraiba opted for a contemporary pop style. The album was co-produced by her son, Luã Mattar, alongside Yuri Queiroga.

Para dançar

playlist

For dancing

A rainha do pop volta com tudo ao entregar Rebel Heart, disco que já figura nos rankings dos mais vendidos mundo afora. As faixas feitas em conjunto com jovens músicos e DJs, como Diplo, Avicii e Sophie, permitem que Madonna explore sua fama artística. Um dos destaques é Bitch, I’m Madonna, com participação de Nicki Minaj, em que ela brinca com seu status de diva.

Kid Vinil

C A N T O R / J O R N A L I S TA

Digital Witness St. Vincent Queen Perfume Genius Red Eyes The War On Drugs Can’t Do Without You Caribou Seasons (Waiting On You) Future Islands

032 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

FOTOS: IZZY MASSEI/DIV. (KID VINIL); DIVULGAÇÃO

The Queen of Pop is back stronger than ever, releasing Rebel Heart, which already ranks among bestselling albums around the world. The tracks, recorded together with young musicians and DJs including Diplo, Avicii and Sophie, allow the singer to explore her artistic side. One of the album’s highlights is “Bitch, I’m Madonna,” featuring Nicki Minaj, on which she plays around with her diva status.


4 CANT OS | E X P O S I Ç Ã O

REGISTRO DE EXPERIÊNCIAS

RECORD OF EXPERIENCES

As andanças de Marina Abramovic pelo interior do Brasil em busca de novas energias poderão ser vistas no cinema em breve. A Corrente é um road movie gravado em 40 dias, no qual a artista narra o que sente ao se deparar com lugares como a Chapada Diamantina, na Bahia, e o Vale do Amanhecer, em Brasília. “O longa é um mergulho na arte e na vida pessoal de Marina e também na espiritualidade brasileira. Ela tem um magnetismo incrível e esse encontro dela com o Brasil, rico em natureza e energia, é algo muito forte no filme”, diz o diretor Marco Del Fiol. Abramovic’s wanderings throughout Brazil in search of new energies can soon be seen at movie theaters. “A Corrente” is a road movie filmed in 40 days, in which the artist recounts what she feels when coming across places like Chapada Diamantina, in Bahia, and Vale do Amanhecer, in Brasilia. “The film is a delving into Marina’s art and personal life as well as Brazilian spirituality. She has incredible magnetism, and this meeting between her and Brazil, so rich in nature and energy, is very strong in this movie,” says director Marco Del Fiol.

Troca de energia

Na página anterior, à esquerda, Marina Abramovic; à direita, a performance The Artist is Present. Aqui, a artista em Crystal Cinema Previous page, left, Marina Abramovic; right, performance titled The Artist is Present. This page, the artist at Crystal Cinema

MAIOR RETROSPECTIVA DE MARINA ABRAMOVIC NA AMÉRICA DO SUL, TERRA COMUNAL OCUPA O SESC POMPEIA, EM SÃO PAULO, COM INSTALAÇÕES, VÍDEOS E O CONVITE PARA A INTERAÇÃO ENTRE ARTISTA E PÚBLICO THE LARGEST RETROSPECTIVE OF MARINA ABRAMOVIC IN SOUTH AMERICA, TERRA COMUNAL TAKES PLACE AT SESC POMPEIA IN SÃO PAULO, FEATURING INSTALLATIONS, VIDEOS, AND AN INVITATION TO TAKE PART IN INTERACTION BETWEEN ARTIST AND AUDIENCE Por/By IVI BRASIL

A primeira grande exposição do ano chega a São Paulo e tem como peça central a própria artista: Marina Abramovic. A performer é uma espécie de popstar da arte contemporânea, que causa frisson por onde passa com seus trabalhos inquietantes. Ocupando quase todos os espaços do Sesc Pompeia, de 11 de março a 10 de maio, Terra Comunal reúne instalações – uma delas inédita – criadas a partir de performances célebres, além de vídeos e alguns objetos produzidos com minerais que ela própria coletou em suas viagens pelo Brasil, entre 1989 e 2013. “A mostra é uma forma revolucionária de sentir a experiência da atuação de Abramovic. O público será apresentado ao seu método lado a lado com sua obra histórica”, explica o curador Jochen Volz. Mas muita gente ainda se pergunta: o que é uma performance? A própria artista respondeu recentemente: “É uma arte baseada no tempo. Está acontecendo daquele jeito, naquela hora e, se você não prestar atenção, perdeu”. Há diversos estudos sobre o tema e o mais corrente é que a técnica derivada das artes plásticas se desenvolveu no início do século 20, com as vanguardas – dadaísmo, futurismo, surrealismo, etc. – e tomou força nas décadas de 60 e 80.

034 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Marina Abramovic iniciou sua carreira nessa época, em Belgrado, sua cidade natal e capital da Sérvia, então parte da república comunista da Iugoslávia. Seus trabalhos exploram as relações entre o performer e o público e os limites físicos do corpo, a fim de deixá-lo livre para experiências espirituais. A transcendência buscada por ela está presente na mostra por meio de registros de antigas performances e de objetos feitos com cristais brasileiros, que podem ser manipulados pelo público: os Objetos Transitórios Para Uso Humano. O curioso Método Abramovic, desenvolvido para que o público possa entender melhor os aspectos da arte da performance, também é apresentado, em atividades diversas. Até parece outra performance, mas não é, como explica sua assistente Lynsey Peisinger: “É uma oportunidade para estar livre de distrações – celulares, relógios e computadores – e ficar quieto consigo mesmo por um tempo”. Esta é a parte da mostra que não admite selfies. Todos vestem macacões brancos para fazer exercícios em busca de seus sentimentos interiores. E, então, refletir e interagir com a obra ou, talvez, com a própria Marina, que estará presente em dias especiais.

FOTOS: L AURA FERRARI/DIV. (RETRATO); MARCO ANELLI/ACERVO MARINA ABRAMOVIC/DIV. (THE ARTIST IS PRESENT ); ACERVO MARINA ABRAMOVIC/DIV. (CRYSTAL CINEMA)

Exchanging energy

Noasnd oasnd oansod naosd nasod noasnd oansdio ansod naoisdn aoisdn oiasnd oansod naodn oiasd ad N oansd oansod ansid naosnd oiasnd oiansdoi naosid naosd noasndi oasndo nasiod noasnd oiasnido ansd ad a

This year’s first major exhibition comes to São Paulo, and the centerpiece is the artist herself: Marina Abramovic. The performer is a kind of pop star of contemporary art, and causes a stir wherever she passes with her unsettling works. Occupying nearly all areas of Sesc Pompeia from March 11th through May 10, Terra Comunal features installations – one of them unprecedented – created based on celebrated performances, as well as videos and several objects produced with minerals that the artist herself collected in her travels throughout Brazil between 1989 and 2013. “The show is a revolutionary way to feel the experience of Abramovic’s performance. Audiences will be introduced to her method alongside her historical work,” explains curator Jochen Volz. But many people still wonder: what is performance art? The artist herself recently answered: “It’s timebased art. It happens a particular way, at a particular time, and if you don’t pay attention, you’ve missed it.” There are several studies on this subject, and the most common view is that the technique derived from the visual arts developed in the early 20th century with the avant-garde movements – Dadaism, Futurism, Surrealism, etc. – and gained strength in the 1960s and 1980s. Marina Abramovic began her career around that time, in Belgrade, her hometown and the capital of Serbia, which at that time was part of Yugoslavia. Her works explore the relationship between performer and audience, and the physical limits of the body in order to free it for spiritual experiences. The transcendence she seeks is present in the show, through records of old performances and objects made with Brazilian crystals that can be handled by the public, the Transitory Objects for Human Use. The curious Abramovic Method, developed so that the public could better understand the aspects of performance art, is also presented in various activities. It even seems like another performance, but it’s not, as her assistant, Lynsey Peisinger, explains: “It’s an opportunity to become free of distractions – cell phones, watches and computers – and be quiet with yourself for a while.” This is the part of the show that doesn’t allow selfies; everyone puts on white overalls to do exercises in search of their inner feelings. And, then, to reflect and interact with the work, or perhaps with Marina Abramovic herself, who will be present on special days.

Terra Comunal

Sesc Pompeia, R. Clélia, 93, Pompeia, São Paulo. De 11 de março a 10 de maio. Ter. a sáb., das 10h às 21h; e dom., das 10h às 18h. Grátis 11 3871 7700 SESCSP.ORG.BR/POMPEIA

035


4 CANT OS | E X P O S I Ç Ã O

Contato Direct contact

direto

FOTOS, DIÁRIOS, MANUSCRITOS E OBJETOS COMPÕEM A OCUPAÇÃO HILDA HILST, INICIATIVA QUE EXPÕE O PROCESSO CRIATIVO DA ESCRITORA E APROXIMA O ESPECTADOR DE SUA OBRA PHOTOS, DIARIES, MANUSCRIPTS AND OTHER SUNDRY OBJECTS COMPRISE THE EXHIBIT CALLED OCUPAÇÃO HILDA HILST, AN INITIATIVE THAT DISPLAYS THE CREATIVE PROCESS OF BRAZILIAN WRITER AND POET HILDA HILST, AND BRINGS VIEWERS CLOSER TO HER WORK

“Se te pareço noturna e imperfeita/Olha-me de novo.” Não por acaso, os versos do poema Dez Chamamentos ao Amigo abriram o convite para um grande colóquio sobre Hilda Hilst (19302004) realizado na faculdade de letras da Universidade de São Paulo, em outubro de 2014. Olhar a artista de novo e sob novas chaves tem sido um movimento generalizado da academia, do mercado editorial e da cena cultural brasileira. Dona de uma escrita irreverente, ela deixou uma das obras mais sofisticadas da literatura nacional, com registros que passeiam entre o erótico e o obsceno, a ironia e o deboche, em poesia, prosa e teatro. “A obra completa dela vem sendo reeditada aos poucos, pela Globo Livros. Existem um documentário e um longa de ficção sendo produzidos em torno de sua figura, além de uma minissérie em negociação”, enumera Daniel Fuentes, presidente do Instituto Hilda Hilst e organizador da Ocupação Hilda Hilst, mais recente exposição em homenagem à escritora, em cartaz no Itaú Cultural até 21 de abril. Na pequena mostra, diários, manuscritos, desenhos e objetos revelam mais sobre a literatura e o processo criativo da autora. “Procuramos

criar um espaço sensorial que estabelecesse uma relação entre o espectador e Hilda em primeira pessoa”, explica Fuentes. A exposição é apenas uma pequena parte da parceria entre o Instituto Hilda Hilst e o Itaú. Nos próximos 18 meses, um projeto financiado via Lei Rouanet trabalhará na catalogação e na digitalização de seu acervo e de sua biblioteca, na Casa do Sol, mítico casarão em Campinas que Hilda construiu e habitou por quase 40 anos, recebendo ali, em atmosfera hippie, uma miríade de escritores, como Caio Fernando Abreu, Lygia Fagundes Telles, além de cientistas, como Mário Schenberg. A frase “Ó Senhor de todos os deuses, ensiname em sonhos como executar as obras que tenho no espírito” estampa em caneta esferográfica um pequeno papel amarelado, um dos objetos expostos na Ocupação. A súplica, quiçá, foi atendida. Passados mais de dez anos de sua morte, a escrita de Hilda e a vida irreverente na Casa do Sol continuam ressoando.

Ocupação Hilda Hilst

Itaú Cultural, Av. Paulista, 149, Cerqueira César, São Paulo. Até 21 de abril. De ter. a dom., das 9h às 20h. Grátis 11 2168 1777 ITAUCULTURAL.ORG.BR

038 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Acima, Hilda Hilst, no fim dos anos 1960. Na página ao lado, no alto, a escritora com Lygia Fagundes Telles, na década de 90; no centro, desenho de sua autoria; e, abaixo, manuscrito e agenda pessoal em exposição Above, Hilda Hilst in the late 1960s. On the next page, top, the writer with Lygia Fagundes Telles in the 1990s; center, one of her drawings; below, manuscript and diary on display at the showing

FOTOS: MORA FUENTES/DIV. (RETRATOS); CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO CULT/ ALEX ANDRE EUL ALIO/UNICAMP/DIV. (AGENDA); ACERVO INSTITUTO HILDA HILST

Por/By GABRIELA LONGMAN

“If I seem nocturnal and imperfect to you / Look at me again.” It’s no surprise that these lines from the poem “Dez Chamamentos ao Amigo” [“Ten Appeals to a Friend”] opened the invitation to a major colloquium on Hilda Hilst (1930-2004) held at the Faculty of Letters of the University of São Paulo in October 2014. Looking at this writer again, and under new perspectives, has been a general movement in academia, on the publishing market, and on the Brazilian cultural scene. Known for her irreverent writing style, she left us some of the most sophisticated works of Brazilian literature, with records that range between the erotic and the obscene, irony and mockery, not only in poetry but also prose and drama. “Her complete body of work has been gradually re-issued by Globo Livros. There is a documentary as well as a feature film being produced about her, plus a miniseries currently in talks,” says Daniel Fuentes, president of the Hilda Hilst Institute and organizer of the Ocupação Hilda Hilst exhibit, the most recent showing made in Hilst’s honor, currently on display at Itaú Cultural through April 21. The small showing features diaries, manuscripts, drawings and objects that reveal more about the author’s literature and creative process. “We sought to create a sensory space that establishes a relationship between the viewer and Hilda in first person,” explains Fuentes. The exhibit is only a small part of the partnership between the Hilda Hilst Institute and Itaú Bank. Over the next 18 months, a project funded through Brazil’s Rouanet Act (a law that offers tax incentives for investments in cultural projects), will work on cataloging and digitizing of her collection and her library at Casa do Sol, the mythical mansion in Campinas that Hilda built and lived in for nearly 40 years, where – in a hippie atmosphere – she would host a myriad of writers including Caio Fernando Abreu and Lygia Fagundes Telles, as well as scientists such as Mário Schenberg. The phrase “Oh Lord of all gods, teach me in dreams how to carry out the works I have in my soul,” is one of the phrases written in ballpoint pen on a small, yellowed piece of paper, one of the objects on display in the Exhibit. Perhaps her prayer was answered. More than ten years after her death, Hilda’s writings and her irreverent life at Casa do Sol continue to resonate.

039


4 CANT OS | E X P O S I Ç Ã O

ARTE EM FOCO

ART IN FOCUS

SAIBA MAIS SOBRE OS DESTAQUES DE MUSEUS E ESPAÇOS CULTURAIS FIND OUT MORE ABOUT THE OUTSTANDING MUSEUMS AND CULTURAL SPACES Por/By SOFIA FRANCO

Interesse pelo outro noasdnoasndoa

Nino Cais expõe instalações, imagens, vídeos, colagens, esculturas e vestimentas inéditas em A Conquista da Lua. Destaque para a série de fotografias Mãos (foto), que caracteriza uma arte construída por metáforas visuais para investigar o seu maior interesse: o humano. Até 28 de março.

No ansod naosi dnaosd ioasn doiansdo nasiod nasodn oasnd oansd oansido nasod aisnd oaisnd oiansd oiansd oiasn doiansio naso daosdi naso nasod aisnd oaisnd oiansd oiansd oiasn doiansio naso daosdi nasoidn iaosndo nasod aisnd oaisnd oiansd oiansd oiasn doiansio naso daosdi nasoidn iaosndo idn iaosndo . CENTRAL GALERIA DE ARTE, R. MOURATO COELHO, 751, VILA MADALENA, SÃO PAULO. SEG. A SEX., DAS 10H ÀS 19H; SÁB., DAS 10H ÀS 17H. GRÁTIS 11 2645 4480

CENTRALGALERIADEARTE.COM

O poder da TV Em uma sala com todas as superfícies tomadas por imagens refletidas, os visitantes são convidados a caminhar e a imergir em um universo onde a tecnologia é predominante. Assim é a instalação Waking Up in News America, de Robert Heinecken, artista norte-americano que investiga os efeitos da televisão como veículo de massa. De 4 de março a 12 de abril. No ansod naosi dnaosd ioasn doiansdo nasiod nasodn oasnd oansd oansido nasod aisnd oaisnd oiansd oiansd oiasn doiansio naso daosdi naso nasod aisnd oaisnd oiansd oiansd oiasn doiansio naso daosdi nasoidn iaosndo nasod aisnd oaisnd oiansd oiansd oiasn doianasd asdasdsio naso daosdi nasoidn iaosndo idn iaosndo . MIS, AV. EUROPA, 158, JARDIM EUROPA, SÃO PAULO. TER. A SEX., DAS 12H ÀS 21H; SÁB., DAS 10H ÀS 22H; DOM. E FERIADOS, DAS 11H ÀS 20H. GRÁTIS 11 2117 4777

MIS-SP.ORG.BR

A produção do momento noasdnoasndoa

O trio de curadores Hans Ulrich Obrist, Gunnar Kvaran e Thierry Raspail está à frente de Imagine Brazil, que pretende desenhar um panorama atual da arte brasileira. Para isso, 14 jovens artistas, como Adriano Costa (foto) e Rodrigo Cass, debruçaram-se sobre trabalhos conceituais para criar suas obras. Além disso, cada um deles elegeu um profissional que considera importante. Prodoções desses “mestres” também compõem a exposição. No ansod naosi dnaosd ioasn doiansdo nasiod nasodn oasnd oansd oansido nasod aisnd oaisnd oiansd oiansd oiasn doiansio naso daosdi naso nasod aisnd oaisnd oiansd oiansd oiasn doiansio naso daosdi nasoidn iaosndo nasod aisnd oaisnd oiansd oiansd oiasn doiansio naso daosdi nasoidn iaosndo idn iaosndo .

INSTITUTO TOMIE OHTAKE, AV. FARIA LIMA, 201, PINHEIROS, SÃO PAULO. TER. A DOM., DAS 11H ÀS 20H. GRÁTIS

040 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

11 2245 1900

INSTITUTOTOMIEOHTAKE.ORG.BR

FOTOS: ROBERT WEDEMEYER/DIV. (WAKING UP IN NEWS AMERICA); DIVULGAÇÃO

noasdnoasndoa


4 CANT OS | C I N E M A

FOTO: PEDRO SOTERO/DIV.

Thales Cavalcanti, que interpreta Jean, e parte do elenco, em uma das cenas do longa Thales Cavalcanti, who plays Jean, and part of the cast in a scene from the movie

Social bankruptcy

Falência social PRIMEIRO LONGA DE FELLIPE BARBOSA, CASA GRANDE FOCA EM UMA FAMÍLIA DE CLASSE MÉDIA PARA RETRATAR AS TRANSFORMAÇÕES DO BRASIL ATUAL THE FIRST FEATURELENGTH FILM BY FELLIPE BARBOSA, CASA GRANDE FOCUSES ON A MIDDLECLASS FAMILY TO PORTRAY THE TRANSFORMATION OF TODAY’S BRAZIL

Por/By BRUNA TIUSSU

Numa época de forte mudança econômica, Fellipe Barbosa topou o desafio de representar em seu longa de estreia a nova configuração social da classe média brasileira. Casa Grande, que chega às salas de cinema no dia 5 de março, acompanha a derrocada da família do adolescente carioca Jean (Thales Cavalcanti), que vê sua casa cair – financeira e moralmente –, à medida que os pais (Marcello Novaes e Suzana Pires) demitem os funcionários e ele começa a ir para a escola de ônibus. Com roteiro exato (também de Fellipe) e personagens possíveis de serem encontrados nas esquinas das maiores cidades do País, a produção chamou a atenção da crítica e já abocanhou mais de dez prêmios em festivais nacionais e internacionais. A inspiração para a trama é um tanto autobiográfica, pois a família do diretor passou por semelhante situação anos atrás. “Até hoje eu só fiz filmes que precisava fazer. Sinto uma necessidade na alma de falar sobre um assunto e escrevo”, explica. Primeiro batizado de Cotas, o longa ganhou o título final, que faz referência à obra Casa-Grande & Senzala, de Gilberto Freyre, durante um laboratório do qual o diretor participou. “De cara já aprovaram a ideia. Mas bateu um medo de parecer pretensioso”, conta. Preocupação em vão. Além do cunho social por trás do filme, a escolha se legitima, uma vez que a mansão é apresentada como um personagem que se transforma tanto quanto seus moradores.

042 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

At a time of sweeping economic change, Fellipe Barbosa accepted the challenge of representing the new social reconfiguration of the Brazilian middle class in his debut movie. Casa Grande, which hits theaters on March 5, follows the breakdown of the family of a Rio teenager named Jean (played by Thales Cavalcanti), who sees his home fall apart – financially and morally – as his parents (played by Marcello Novaes and Suzana Pires) let the household servants go and he has to start taking the bus to school. With a well-penned script (also by Barbosa) and characters that could be found on the corners of the nation’s major cities, the picture has caught the attention of critics and already snagged more than 10 awards at Brazilian and international film festivals. The inspiration for the plot is somewhat autobiographical, as the director’s family went through a similar situation years ago. “To this day, I’ve only made movies I needed to make. I feel a need in my soul to talk about a subject and I write,” he explains. Initially called “Quotas”, the film received its current title inspired by the work Casa Grande & Senzala, by Gilberto Freyre, during a laboratory in which director took part. “They approved the idea right off the bat. But I was afraid of seeming pretentious,” he recounts. All that worrying for nothing. Aside from the social nature behind the film, the title choice is legitimated because the mansion is presented as a character, which changes as much as its residents.


4 CANT OS | C I N E M A

TELA GRANDE

dia

12

BIG SCREEN

Por/By SOPHIA LADEIRA

dia

26

Love Is Strange tells the story of George (Alfred Molina) and Ben (John Litgow), a gay couple that have been living together nearly four decades. When the finally decide to get married, one of them is fired from the Catholic school where he teaches music. The plot then centers on the prejudice and financial difficulties that both must face.

Atmosfera hippie Ambientado nos psicodélicos anos 1960, Vício Inerente traz Joaquin Phoenix na pele do detetive Doc Sportello, encarregado de investigar o sequestro de um bilionário – que é, na verdade, o atual namorado de sua ex. Paul Thomas Anderson assina a direção e o roteiro, adaptado do romance homônimo de Thomas Pynchon.

Challenges for two

O Amor É Estranho narra a história de George (Alfred Molina) e Ben (John Litgow), casal homossexual que vive junto há quase quatro décadas. Quando, enfim, decidem se casar, um deles é demitido da escola católica em que leciona música. O preconceito e as dificuldades financeiras que enfrentam a partir daí dão rumo à trama.

FIQUE POR DENTRO DAS PRINCIPAIS ESTREIAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS GET IN ON THE BIGGEST NATIONAL AND INTERNATIONAL DEBUTS OF THE MONTH

Hippie atmosphere

Desafios a dois

dia

dia

19

26

Set in the psychedelic 1960s, Inherent Vice stars Joaquin Phoenix in the role of detective Doc Sportello, who heads the investigation into the kidnapping of a billionaire, who is, in fact, his ex-girlfriend’s current boyfriend. Directed by Paul Thomas Anderson with screenplay adapted from the novel by Thomas Pynchon.

Por trás das lentes Behind the lens

dia

12

Juliano Salgado divide com Wim Wenders a direção do premiado documentário O Sal da Terra, que retrata um pouco da vida e do trabalho de seu pai, Sebastião Salgado. O filme acompanha o fotógrafo brasileiro em viagens feitas para registrar territórios intocados pelo homem, sua maior especialidade.

Juliano Salgado is co-director, along with Wim Wenders, of the award-winning documentary O Sal da Terra, portraying a bit of the life and work of his father, Sebastião Salgado. The film follows the Brazilian photographer on some of the trips he made in order to document territories as yet untouched by man (his main specialty).

Futuro incerto Uncertain future Treasure hunt

Johnny Depp volta às telonas como um rico negociador de obras de arte em Mortdecai – A Arte da Trapaça. Na comédia policial, o galã tenta recuperar um quadro roubado que pode conter um código para acessar uma recheada conta bancária nazista. Johnny Depp returns to the big screen as a wealthy art dealer in Mortdecai. In this action comedy, the title character tries to recover a stolen painting that may contain a code that leads to the site of a hidden stash of Nazi gold.

044 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

pipocas

Em A Série Divergente – Insurgente, segundo filme da saga, Tris (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James) são perseguidos pela ambiciosa vilã Jeanine Matthew (Kate Winslet). Diante dos mais arriscados desafios, o casal tenta descobrir as verdades sobre o mundo em que vive. In The Divergent Series – Insurgent, the second film in the saga, Tris (Shailene Woodley) and Four (Theo James) are pursued by the ambitious villain Jeanine Matthew (Kate Winslet). Facing the riskiest challenges, the couple attempts to discover the truth about the world they live in.

Nova cinebiografia de Steve Jobs, com Michael Fassbender e Seth Rogen no elenco, já tem data de estreia: 9 de outubro FOTOS: DIVULGAÇÃO

Caça ao tesouro

The release date of a new biopic about Steve Jobs – with Michael Fassbender in the title role and also starring Seth Rogen – has been announced: October 9

Popcorn

Filmes com temática ambiental de mais de 20 países serão exibidos na Mostra Ecofalante, de 19 a 29 de março, em São Paulo Movies with environmental themes from more than 20 countries will be screened at the Ecofalante festival, to be held March 19–29 in São Paulo

045


4 CANT OS

|

T E AT R O

Revolução no convento Revolution in the convent

MUDANÇA DE HÁBITO VIROU MUSICAL E ESTREIA EM SÃO PAULO NESTE MÊS ONE OF THE MOST SUCCESSFUL COMEDIES OF THE 1990S, SISTER ACT IS HAS BEEN REVAMPED AS A MUSICAL AND DEBUTS IN SÃO PAULO THIS MONTH Por/By MARINA AZAREDO

Deloris, a diva disco que se refugia em um convento após testemunhar um assassinato, está de volta. Desta vez, em palco brasileiro e na pele da atriz Karin Hils. Mudança de Hábito, a comédia que fez o mundo inteiro rir em 1992 e lançou Whoopi Goldberg ao estrelato, virou um premiado musical – pelas mãos da própria Whoopi – que estreia no dia 6 de março, no Teatro Renault, em São Paulo. “Está sendo desafiador manter os condicionamentos físico e vocal. O espetáculo tem duas horas e meia de duração e eu fico 90% do tempo no palco”, conta Karin, que já integrou o grupo Rouge e foi uma das protagonistas do seriado global Sexo e as Negas. De acordo com Stephanie Mayorkis, diretora de conteúdo da Time For Fun, empresa responsável pela vinda da peça para o Brasil, a atriz foi escolhida por reunir as características físicas e artísticas ideais para a personagem. Na tradução, o musical sofreu alguns ajustes, principalmente nas letras das canções. “Foram oito meses de trabalho, pois não é só uma questão de métrica. Nós procuramos contar a história da melhor forma possível”, explica Luciano Andrey, um dos adaptadores da versão brasileira.

Mudança de Hábito

Teatro Renault, Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411, Bela Vista, São Paulo. A partir de 6 de março. Qui. e sex., às 21h; sáb., às 17h e às 21h; e dom., às 16h e às 20h. Entre R$50 e R$260 4003 5588 TICKETSFORFUN.COM.BR

Deloris, the disco diva who takes refuge in a convent after witnessing a murder, is back. This time, on stage and in the flesh of Brazilian actress Karin Hils. Sister Act (known in Brazil as “Mudança de Hábito”), the comedy that made the world laugh in 1992 and launched Whoopi Goldberg to stardom, has been made into an award-winning musical – at the hands of Whoopi herself – which opens in Brazil on March 6 at Teatro Renault in São Paulo. “It’s been challenging to maintain my physical and vocal fitness. The show is two hours and a half hours long, and I’m on stage 90% of the time,” says Karin, who is a former member of the Rouge girl group and was one of the stars of the Globo TV series “Sexo e as Negas”. According to Stephanie Mayorkis, content director at Time For Fun (the company responsible for bringing the play to Brazil), the actress was chosen because she brings together the physical and artistic features ideal for the character. In translation, the musical underwent a few adjustments, especially in the lyrics. “We worked on this for eight months, because it’s not just a matter of meter. We sought to tell the story the best way possible,” explains Luciano Andrey, one of the adapters of the Brazilian version.

As atrizes Karin Hils (esq.) e Adriana Quadros; e, à esquerda, cena do musical This page, actresses Karin Hils (left) And Adriana Quadros; left, a scene from the musical

046 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

FOTOS: DIVULGAÇÃO

UMA DAS COMÉDIAS DE MAIOR SUCESSO DOS ANOS 1990,


4 CANT OS

|

T E AT R O

N O S PA L C O S

O N T H E S TAG E S

ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃO DOS FESTIVAIS E AS ESTREIAS TEATRAIS CHECK OUT THE FESTIVALS SCHEDULE AND THEATER DEBUTS Por/By SOFIA FRANCO

Cardápio contemporâneo Contemporary menu

Com foco na produção atual do Brasil e do exterior, a 24ª edição do Festival de Curitiba reúne 29 espetáculos, de 29 de março a 5 de abril. Destaque para a estreia de Fishman (foto), peça que marca os 15 anos do Grupo Bagaceira. Paralelamente, a mostra Fringe traz 393 montagens livres de curadoria – 70 são encenadas em espaços públicos. With a focusing on current production in Brazil and abroad, the 24th edition of the Curitiba Festival brings together 29 shows, from March 29th to April 5th. One of the highlights was the premiere of Fishman, a play that marks the 15th anniversary of Grupo Bagaceira. In parallel, the Fringe show features 393 noncurated shows – 70 of which are staged in public venues.

Amizade improvável Unlikely friendship

Transformation at home

Escrita em 1879 pelo norueguês Henrik Ibsen, A Fantástica Casa de Bonecas tenta romper com o paradigma da submissão feminina vigente à época – propositadamente, o elenco masculino é composto de anões. Na versão brasileira, Helena Ranaldi interpreta a protagonista Nora, uma mulher que se rebela contra a “vida perfeita” de dona de casa. De 20 de março a 31 de maio. Written in 1879 by Norwegian playwright Henrik Ibsen, A Doll’s House tries to break the paradigm of current female submission prevailing at that time. Purposefully, the male cast of this modern adaptation is made up of dwarves. In the Brazilian version, Helena Ranaldi plays the protagonist Nora, a woman who rebels against the “perfect life” of a housewife. From March 20th to May 31st.

Baseada no filme francês homônimo, Os Intocáveis chega a São Paulo em 21 de março. Na trama, Philippe (Marcello Airoldi), um aristocrata tetraplégico, contrata como assistente Driss (Ailton Graça), um homem sem experiência em cuidar de pessoas. A direção é de Iacov Hillel. Até 31 de maio.

Based on the eponymous French film, Os Intocáveis (“The Untouchables”) arrives in São Paulo on March 21st. In the plot, Philippe (Marcello Airoldi), a quadriplegic aristocrat, hires Driss (Ailton Graça) as an assistant, who has no experience as a caregiver. The film was directed by Iacov Hillel. Until May 31st. TEATRO RENAISSANCE, AL. SANTOS, 2233, JARDIM PAULISTA, SÃO

TEATRO DAS ARTES, AV. REBOUÇAS, 3970, SHOPPING ELDORADO, PINHEIROS, SÃO

PAULO. SEX., ÀS 21H30; SÁB., ÀS 21H; DOM., ÀS 19H30. ENTRE R$80 E

PAULO. SEX. E SÁB., ÀS 21H30; DOM., ÀS 19H. R$80

R$100

11 3034 0075

TEATROS.ART.BR

Liberdade em xeque

Freedom in check

Encenada pela primeira vez no Brasil, Um Estranho no Ninho, de Dale Wasserman, fica em cartaz de 1º de março a 3 de maio. A premiada peça narra a história de um detento que simula loucura para fugir dos trabalhos braçais da cadeia. Tatsu Carvalho e Helena Varvaki interpretam os protagonistas – Bruce Gomlevsky assina a direção. For the first time in Brazil, Dale Wasserman’s stage adaptation of One Flew over the Cuckoo’s Nest is showing from March 1st to May 3rd. The award-winning play tells the story of a convict who feigns madness to get out of the menial jobs of prison. Tatsu Carvalho and Helena Varvaki star in the production, directed by Bruce Gomlevsky. CENTRO CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL, AV. RIO BRANCO, 241, CENTRO, RIO DE JANEIRO. SEX., SÁB. E DOM., ÀS 19H. R$30

048 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

21 3261 2550

11 3069 2286

TEATRORENAISSANCE.COM.BR

FESTIVAL DE CURITIBA, EM NOVE TEATROS E VÁRIOS ESPAÇOS PÚBLICOS DA CIDADE. MONTAGENS DA MOSTRA PRINCIPAL: R$60; ESPETÁCULOS DA FRINGE: GRÁTIS OU ATÉ R$50 FESTIVALDECURITIBA.COM.BR

FOTOS: FELIPE DINIZ/DIV. (UM ESTRANHO NO NINHO); JOÃO CALDAS/DIV. (OS INTOCÁVEIS); JOTACILDO MARTINS/DIV. (FISHMAN); JAIRO GOLDFLUS/DIV. (VANYA E SONIA E MASHA E SPIKE ); DIVULGAÇÃO

Transformação no lar

Trama tchekoviano A Chekhovian plot

Jorge Takla dirige sua primeira comédia, encenada por Marília Gabriela (foto), Elias Andreato, Patrícia Gasppar, entre outros. Vanya e Sonia e Masha e Spike tem como referência personagens de Tchekhov e narra um hilário fim de semana, quando uma diva de Hollywood e seu jovem namorado visitam os irmãos dela. De 6 de março a 19 de julho.

Jorge Takla directs his first comedy, starring Marilia Gabriela, Elias Andreato, Patricia Gasppar, among others. Vanya and Sonia and Masha and Spike makes references to Chekhov characters and recounts a hilarious weekend, when a Hollywood diva and her young lover go to visit her siblings. From March 6th to July 19th. TEATRO FAAP, R. ALAGOAS, 903, HIGIENÓPOLIS, SÃO PAULO. SEX., ÀS 21H; SÁB., ÀS 17H E ÀS 21H; DOM., ÀS 17H. ENTRE R$100 E R$120 11 3662 7232

FAAP.BR/TEATRO


4 CANT OS | L I V R O S

BIBLIOTECA

estante

LIBRARY

Bookshelf

VEJA AQUI UMA SELEÇÃO DE NOVOS TÍTULOS NACIONAIS E ESTRANGEIROS A SELECTION OF NEW BRAZILIAN AND FOREIGN TITLES Por/By BRUNA TIUSSU

Todas as faces da Pimentinha All facets of the “Pimentinha”

Neste mês, chega às livrarias Elis Regina – Nada Será Como Antes (Master Books, R$49,90), biografia da cantora, assinada pelo jornalista Julio Maria – que, na contramão de outros projetos, teve pleno apoio dos filhos da artista para a composição da obra. O material por ele utilizado é vasto: há desde entrevistas com amigos e músicos, como Caetano Veloso, Jair Rodrigues e Toquinho, até documentos um tanto restritos, caso do inquérito policial de sua morte.

Instinto desbravador

This month, the book “Elis Regina- Nada Será Como Antes” (Master Books, R$49,90) arrives in books stores, the singer’s biography signed by journalist Julio Maria – who contrary to other projects, had full support from the artist’s children to compose the piece. The material he used is vast: there are from interviews with friends and musicians, like Caetano Veloso, Jair Rodrigues and Toquinho, to documents somewhat restricted, such as the police investigation regarding her death.

Juventude em Viena Youth in Viena

Arthur Schnitzler .......................... Nesta autobiografia, Arthur Schnitzler relata sua trajetória até se tornar um dos grandes autores da língua alemã, ao mesmo tempo que descreve a efervescente Viena do início do século 20. In this autobiography, Arthur Schnitzler recounts his path to becoming one of the great authors of the German language while describing the effervescent Vienna of the early 20th century. RECORD, R$55

Trail-blazing instinct

Venice, London, Paris, and less obvious destinations such as Easter Island and Jerusalem, have served as subject matter for photographer Valdemir Cunha. At the same time, they gain precise descriptions by journalist Ronny Hein, his long-time travel companion. This duo’s texts and images have been compiled in “Passageiro do Olhar” (Editora Origem, R$ 49) – a book that incites readers to pack up and travel the world.

050 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Sono Sleep

Haruki Murakami .......................... Temas recorrentes nas obras do autor, como a solidão e a rotina mecanizada, tomam conta dos pensamentos da protagonista, uma mulher acometida por uma súbita insônia que dura 17 dias. Recurring themes in the author’s works, such as loneliness and mechanical routine, take over the protagonist’s thoughts, a woman affected by a sudden insomnia that lasts 17 years. ALFAGUARA, R$37,90

IMAGENS: REPRODUÇÃO

Veneza, Londres, Paris e destinos menos óbvios, tais como Ilha de Páscoa e Jerusalém, foram alvos das lentes certeiras do fotógrafo Valdemir Cunha. Paralelamente, ganharam descrições afiadas pelo jornalista Ronny Hein, seu velho companheiro de andanças. Os textos e as imagens da dupla foram compilados em Passageiro do Olhar (Editora Origem, R$49), um livro que instiga a fazer as malas e correr o mundo.


4 CANT OS

|

TV

VEJA ESSA

LO O K AT T H I S

SAIBA QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS NOVIDADES DA PROGRAMAÇÃO DE TV FIND OUT THE MAIN NEWS ABOUT TV PROGRAMMING Por/By SOFIA FRANCO

Comedy program gets makeover

O tradicional look composto de terno e óculos escuros permanece, mas muita coisa vai mudar no CQC neste ano. O programa da Band, que mistura jornalismo e humor, passou por uma reformulação e terá quadros inéditos, além de novos cenários e integrantes, a partir de 9 de março. Dan Stulbach (foto) lidera o time no lugar de Marcelo Tas e divide a bancada com Marco Luque e Rafinha Bastos – o repórter Rafael Cortez também está de volta.

The traditional look featuring suits and sunglasses remains, but a lot of changes are in store this year for the comedy show “Custe o Que Custar”, (often stylized as “CQC”), rendered in English as “Whatever It Takes”. The program, which airs on the Bandeirantes television network and features a mix of news and humor, has undergone a makeover and will have new sketches, plus a new set design and new cast members, starting March 9th. Dan Stulbach (photo) now leads the team in place of Marcelo Tas, and shares the panel with Marco Luque and Rafinha Bastos; reporter Rafael Cortez will also be back. SEG., ÀS 22H30, NA BAND

Referências certeiras Spot-on references

O crítico Carlos Alberto Mattos entrevista cineastas brasileiros, como Anna Muylaert, João Moreira Salles, Sylvio Back (foto) e Eryk Rocha, para descobrir que filmes inspiraram suas trajetórias na sétima arte. O programa Faróis do Cinema busca essencialmente encontrar o cinéfilo por trás do autor.

Movie critic Carlos Alberto Mattos interviews Brazilian filmmakers such as Anna Muylaerte, João Moreira Salles, Sylvio Back (photo) and Eryk Rocha to find out what movies have inspired their careers in cinema. The program Faróis do Cinema essentially seeks to find the movie fan behind the director. A PARTIR DE 17 DE MARÇO. TER., ÀS 0H15, NO CANAL BRASIL

052 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Suspense para os pequenos Suspense for kids

O canal infantil Gloob estreia nova série inspirada no filme Goonies, clássico dos anos 1980. Em Buuu – Um Chamado para a Aventura, os amigos Carlinhos, Casca, Isadora e Chica são guiados por cientistas fantasmas e devem procurar uma maneira de salvar o planeta. Os episódios foram gravados no Instituto Butantã, em São Paulo, e misturam atores com marionetes e efeitos especiais. The children’s channel Gloob will debut new series inspired by the classic 1980s movie, The Goonies. In Buuu – Um Chamado para a Aventura (“Buuu - A Call to Adventure”), friends Carlinhos, Casca, Isadora and Chica are guided by ghost scientists and are in search of a way to save the planet. The episodes, which were recorded at Instituto Butantã in São Paulo, mix live actors with puppets and special effects. A PARTIR DE 9 DE MARÇO. DE SEG. A SEX., ÀS 19H30, NO GLOOB FOTOS: CAROL DO VALLE/DIV. (DAN STULBACH); EDUARDO VIANA (BUUU); DIVULGAÇÃO

Atração repaginada


highlights

56 Gastronomia Cuisine

O menu descomplicado do Glouton, em BH No ansodnaosdnoadno

62 Hotspot Hotspot

O melhor da região portuária do Rio No ansodnaosdnoadno

64 5 Perguntas 5 Questions

Sabine Lovatelli leva música a Trancoso No ansodnaosdnoadno

FOTOS: ALEX ANDRE REZENDE (GLOUTON); DIVULGAÇÃO (FESTIVAL MÚSICA EM TRANCOSO)

56

64


HI GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

ENDEREÇOS

gastronômicos Gastronomical addresses

Por/By

Leonardo Paixão

Loja Néctar do Cerrado

Vende polpa de frutas, doces, queijos, castanhas, óleos e outras iguarias do cerrado mineiro. Sells fruit pulp, sweets, cheeses, nuts, oils and other delicacies of the cerrado mineiro region. .

R. OURO FINO, 452, MERCADO DISTRITAL DO CRUZEIRO 31 8706 5074

Birosca S2

Na página anterior, Leonardo Paixão no Glouton e a papada de porco ensopada. Nesta página, o arroz de galinha caipira e a fachada do restaurante, em Lourdes, BH Previous page, Leonardo Paixão at Glouton, and the pork jowl stew; this page, arroz de galinha caipira, and the restaurant façade, in the Lourdes neighborhood of Belo Horizonte

A melting pot of influences

Caldeirão

de influências PRÁTICAS DA CULINÁRIA FRANCESA, TÉCNICAS CONTEMPORÂNEAS E INGREDIENTES DE MINAS GERAIS SÃO A BASE DA COZINHA DE LEONARDO PAIXÃO, CHEF DO GLOUTON, EM BELO HORIZONTE INFLUENCES OF FRENCH CUISINE, CONTEMPORARY TECHNIQUES, AND INGREDIENTS FROM MINAS GERAIS ARE THE BASIS FOR THE CULINARY CREATIONS OF LEONARDO PAIXÃO, CHEF AT THE GLOUTON RESTAURANT IN BELO HORIZONTE Por/By DANIEL TELLES MARQUES

Fotos/Photos ALEXANDRE REZENDE

056 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Foi na redescoberta da comida mineira que Leonardo Paixão encontrou sua cozinha. "Eu lutava contra toda a cadeia do produto para fazer uma culinária que não é minha. Temos ingredientes incríveis. Para que ficar procurando coisas que não são daqui?" A pergunta retórica foi o estalo para investir no Glouton. Formado em medicina, ele trabalhou na área apenas o suficiente para bancar um curso na Ferrandi, Escola Superior de Gastronomia Francesa, em Paris. No ano dedicado aos estudos, ganhou a atenção dos professores e indicações que lhe valeram estágios em restaurantes de chefs do quilate de Jöel Robuchon, Pierre Gagnaire e Nicolas Magie, além de um tempo com o cientista da comida Hervé This, pai da gastronomia molecular. De volta a Belo Horizonte, comandou o Taste-Vin, de cozinha francesa, até encontrar um casarão no bairro Lourdes ideal para o seu negócio, aberto há pouco mais de dois anos. O Glouton tem cardápio flexível. Depende única e exclusivamente dos ingredientes encontrados por Leonardo. Se falta uma boa costela, o corte sai do cardápio – mesmo sendo um dos mais pedidos na casa. Sem manga ubá não há torta, ainda que haja abundância de outras variedades da fruta.

O preparo das receitas é lento e complexo. Em sua versão do frango caipira com quiabo, cozinha a ave em baixa temperatura e faz o arroz em caldo de asa de frango tostada e quiabo triturado. Do porco usa a papada, ensopada no suco de laranja e grelhada, depois servida com uma mil-folhas de mandioca e acelga. "Sempre há uma verdura no prato. É como o mineiro come", diz. Também alia técnica francesa a referências do gosto local, sem descaracterizar nenhuma delas. “A identificação regional é importante para se fazer uma culinária séria." Apesar da pompa dos pratos, o Glouton é um restaurante simples. É o cruzamento de comida de vó (ainda que Leonardo tenha descoberto a vocação acompanhando o avô no fogão desde os seis anos), culinária molecular – sem os salamaleques da gelatinização, da esferificação e de outros que tais – e tradicional cozinha francesa. Seus preços estão abaixo de muitas casas de mesmo apuro e o serviço é descomplicado. "Quero um restaurante que trate a gastronomia como parte da vida e não como algo sofisticado", completa.

Glouton

R. Bárbara Heliodora, 59, Lourdes, Belo Horizonte 31 3292 4237 GLOUTON.COM.BR

Um pequeno bistrô-bar kitch que tem a cara da vovó. Os petiscos são bem legais e a carta de cervejas, interessante. A small, kitschy bistrobar which harks back to Grandma’s house. The appetizers are really nice and the beer list is quite interesting. R. SILVIANÓPOLIS, SANTA TERESA 31 2551 8310

Duo Café

Serve os melhores bolos que já comi na vida. Além de ter um pão de queijo perfeito e café de origem, feito no coador. Serves up the best cakes I’ve ever eaten in my life. Also offers cheese buns baked to perfection and top-notch Brazilian coffee. R. FELIPE DOS SANTOS, 451, LOURDES 31 3275 0527

Bar da Lora

Por ali é lei tomar uma cerveja e comer um fígado com jiló. Vale a pena se espremer entre os clientes no balcão. Here it’s customary to drink beer and eat liver with eggplant. It’s worth the effort to squeeze between customers at the bar counter. AV. AUGUSTO DE LIMA, 744, MERCADO CENTRAL 31 3274 9409

It was by rediscovering local foods that Leonardo Paixão found his cuisine. “I fought against the entire product chain to make cuisine that isn’t mine. We have amazing ingredients. Why keep looking for things that aren’t here?” The rhetorical question was the kick in the backside for him to invest in Glouton. With a medical degree, he worked in the area just long enough to pay for a course at Ferrandi, a French Culinary College, in Paris. In the year dedicated to his studies, he gained the attention of teachers and indications that earned him internships at restaurants headed by chefs including the likes of Jöel Robuchon, Pierre Gagnaire and Nicolas Magie, as well as time with food scientist Hervé This, the father of molecular gastronomy. Back in Belo Horizonte, he commanded Taste-Vin, offering French cuisine, until he found a mansion (in the Lourdes neighborhood) that was ideal for his business, which opened a little over two years ago. Glouton features a flexible menu. It depends solely on the ingredients that can be found by Leonardo. If he’s unable to find good ribs, the item is taken off the menu - even if it’s one of the restaurant’s most commonly ordered dishes. If there are no “ubá” mangoes, there’s no pie, even though there may be plenty of other mango varieties available. Preparing the recipes is slow and complex. For his version of frango caipira com quiabo, he stews the chicken at low temperature and cooks the rice in a broth made from toasted chicken wing and crushed okra. The pork jowls are soaked in orange juice and grilled, then served with a mille-feuille made of cassava and chard: "There's always a vegetable on the dish. It's how the Mineiros eat” he says. He also combines French technique with references of local tastes, without marring any of them. “Regional identification is important for serious cooking.” Despite the pomp of the dishes, Glouton is a simple restaurant. It’s a cross between grandma’s food (although Leonardo discovered his vocation watching his grandfather at the stove since he was six years old), molecular cuisine (without the salaams of gelatinization, spherification and the like), and traditional French cuisine. The prices are below those of many restaurants in the same class, and the service is uncomplicated. “I want a restaurant that treats gastronomy as a part of life, and not as a sophisticated thing,” he adds.

057


HI GHL IGHT S | G A S T R O N O M I A

Hora de

matar a fome Time to satisfy your hunger

Por/By DANIEL TELLES MARQUES Fotos/Photos RAPHAEL BRIEST

PARA VOCÊ NÃO SE PERDER ENTRE AS QUASE 600 OPÇÕES DE BARES E RESTAURANTES NA CIDADE DE CAMPINAS, PRINCIPAL HUB DA AZUL, REUNIMOS AQUI SEIS ENDEREÇOS VIZINHOS – TODOS ESTÃO NO BAIRRO CAMBUÍ – E CERTEIROS PARA PETISCAR, BEBERICAR OU ATÉ SE REFESTELAR AO COMER JUST SO YOU DID NOT GET LOST AMONG THE NEARLY 600 OPTIONS OF BARS AND RESTAURANTS IN THE CITY OF CAMPINAS, AZUL’S MAIN HUB, HERE WE GATHER SIX NEIGHBORING ADDRESSES – ALL LOCATED IN THE CAMBUI NEIGHBORHOOD – AND ALL SPOT-ON FOR SNACKING, DRINKING, OR SINKING YOUR TEETH INTO A FULL MEAL

Bar Brejas O estabelecimento de Maurício Beltramelli, cujo nome batiza a maior comunidade cervejeira online do Brasil, foi um dos primeiros do País a oferecer opções que vão além das lagers industriais. No pedagógico cardápio estão mais de 150 rótulos, divididos por nacionalidades e tipos de cervejas – há até sugestões de harmonizações para os bebedores iniciantes.

The establishment owned by Maurício Beltramelli, which is the namesake of Brazil’s largest beer-related online community, was one of the nation’s first to offer options that go beyond industrial lagers. The educational menu features are over 150 labels, divided by nationality and type of beer - there are also suggestions of ‘harmonizations’ for beginner drinkers. R. CONCEIÇÃO, 860, CAMBUÍ 19 3251 7912

BARBREJAS.COM

City Bar

O Rei do Joelho de Porco Por cozinhar os joelhos horas antes de assá-los, Valmir Belloti consegue deixar a carne macia e menos gorda – resultado que conferiu certa fama ao seu bar. Da panela, a iguaria vai para a "TV de cachorro", onde ganha cor e textura crocante, e depois direto para a mesa. É servida em pedaços para petiscar (foto) ou no pão com chucrute. By boiling pork knees for hours before roasting them, Valmir Bellotti managed to leave the meat tenderer and less fatty – a result that has bestowed a certain fame to his bar. The pork knee goes from the pan into the rotisserie, where it browns and takes on a crunchy texture, and then straight to the table. It’s served in bite-size pieces for snacking (photo) or on a roll with sauerkraut. R. SAMPAIO FERRAZ, 175, CAMBUÍ

19 3255 4333

060 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

REIDOJOELHO.COM.BR

Apesar do nome, é um boteco de acento português. O bolinho de bacalhau é assíduo nas mesas, que se espalham pela calçada. O local também é especializado em tortas e tem no cardápio mais de 50 opções de sanduíches, muitos em homenagem aos clientes. Para batizar um deles basta ser o autor da receita – os garçons estão sempre dispostos a conhecer novas criações.

Despite its name, this is a pub with a Portuguese accent. The codfish cakes are one of the most popular orders at this eatery, whose tables spill out on to the sidewalk. The place also specializes in pies, and the menu features more than 50 choices of sandwiches, many named after customers. To name one of the sandwiches, you just have to be the author of the recipe – the waiters are always willing to hear new creations. AV. JÚLIO DE MESQUITA, 450, CAMBUÍ 19 3252 5296

CITYBARCAMPINAS.COM.BR

Duo Bruschetteria & Bottega As bruschettas são a especialidade da casa, com pães crocantes que não requerem esforço hercúleo para mastigar e cobertos por 18 sabores – da tradicional caprese à delicada abobrinha gratinada com pecorino. Há ainda pratos para uma refeição completa e uma constrita carta de vinhos, com boas opções italianas, chilenas e argentinas.

Bruschettas are the house specialty, with crispy crusts that don’t require a Herculean effort to chew, and your choice of 18 different toppings – from the traditional caprese to the delicate zucchini au gratin with pecorino. There are also dishes for a complete meal and a concise wine list offering Italian, Chilean and Argentine options.. R. PROFESSOR GUSTAVO ENGE, 48, CAMBUÍ

19 3395 9699

DUOBB.COM.BR

Théo Medeiros

Lagundri Tomyam

The restaurant’s fare here and there features contemporary cuisine when the chef and owner Théo Medeiros creates sauces and reductions made from fruits such as kiwi. Born in Portugal, trained in France, and making his career in Brazil, he is proficient in preparing recipes such as stuffed quail with jabuticaba sauce and hearts of palm in beet sauce.

It’s fusion without being exposed to ridicule. The fusions take place between the various cuisines of Southeast Asia, on dishes loaded with aromas and condiments, with hints of Thai, Indonesian, and Malaysian, among others. The creations are authored by Marcelo Amaral, responsible for the acclaimed Lagundri restaurant, in Curitiba, and prepared by Chef Viviane Pereira.

Os pratos do restaurante versam aqui e acolá com a cozinha contemporânea quando o chef e proprietário Théo Medeiros cria molhos e reduções à base de frutas como o kiwi. Português de nascimento, francês de formação e brasileiro de carreira, é competente no preparo de receitas como a codorna recheada ao molho de jabuticaba e o palmito ao molho de beterraba.

R. DOUTOR SAMPAIO FERRAZ, 175, CAMBUÍ 19 3255 4333

THEOMEDEIROS.COM.BR

É fusion sem se expor ao ridículo. As fusões se dão entre as várias culinárias do Sudoeste asiático, em pratos carregados de aromas e condimentos, com acentos tailandeses, indonésios, malaios, entre outros. Quem assina as criações é Marcelo Amaral, responsável pelo elogiado Lagundri, de Curitiba, e quem as executa é a chef Viviane Pereira.

R. SAMPAINHO, 58, CAMBUÍ 19 3251 0719

TOMYAM.COM.BR

061


HI GHL IGHT S | G A S T R O N O M I A

BOM APETITE

BON APPETIT

CONFIRA AS MELHORES NOVIDADES DE BARES, RESTAURANTES E CAFÉS CHECK OUT THE BEST OF WHAT’S NEW IN BARS, RESTAURANTS, AND CAFÉS Por/By LUIZA VIEIRA

Sabor e charme São Paulo coziness

Um refresco em Floripa A cold one in Floripa

Inspirado na cultura – e nas gírias – da capital catarinense, o Cozalinda Bar abriu as portas no bairro Coqueiros. Casa da cervejaria artesanal homônima, tem como carros-chefes as duas bebidas da marca: a Pilsen e a Curió Witbier, ambas com receitas elaboradas para combinar com o clima da cidade. Para acompanhar, petiscos como a tábua de frios e a almôndega (foto) fazem tanto sucesso quanto o Istepô Burguer.

A luz baixa, o ambiente descolado e o menu com ótimo custo-benefício foram os responsáveis pelo sucesso conquistado logo nas primeiras semanas pelo Armazém Alvares Tibiriçá, gastrobar aberto no fim de 2014, no bairro Santa Cecília, em São Paulo. Rótulos de pequenas cervejarias artesanais, drinks e petiscos convidam para um animado happy hour. Pastas, peixes e carnes compõem pratos para um almoço ou um jantar completinho.

Inspired by the culture – and slang – of Florianópolis, Cozalinda Bar has opened for business in the city’s Coqueiros neighborhood. Home of the eponymous craft brewery, the brand’s two flagship beverages are Pilsen and Curió Witbier, both with recipes elaborated to go well with the city’s climate. And for something to munch on while enjoying the cold brews, snacks such as the cold-cuts platter and the meatballs (photo) are as big a hit as the Istepô Burger.

Low lighting, a laid-back atmosphere, and a menu featuring great value for the money – all of these factors were responsible for the success achieved during the first weeks of Armazém Alvares Tibiriçá, a gastropub that opened in late 2014 in São Paulo’s Santa Cecilia neighborhood. The craft beers, drinks and appetizers make for an inviting and lively happy hour. And the pasta, fish and meat dishes make for a well-rounded lunch or dinner.

COZALINDA BAR, AV. DESEMBARGADOR PEDRO SILVA, 2406, COQUEIROS, FLORIANÓPOLIS (SC)

ARMAZÉM ALVARES TIBIRIÇÁ, R. MARQUÊS DE ITU, 847, SANTA CECÍLIA,

48 9164 9292

COZALINDA.COM

SÃO PAULO (SP)

11 2365 1671

Receitas locais revisitadas Além de importante espaço artístico, o Instituto Ricardo Brennand agora também é um reduto da boa culinária recifense. No local acaba de ser inaugurado o Castelus Restaurante, cujo menu regional contemporâneo é assinado pela chef Marie França. Comece pelo trio de escondidinhos na moranga (foto) – charque com macaxeira, jerimum com camarão e batata-doce com cordeiro – e depois vá de paella pernambucana. In addition to an important artistic space, Instituto Ricardo Brennand is now also a stronghold of fine cuisine in Recife. The site has just inaugurated Castelus Restaurante, whose contemporary regional menu is signed by Chef Marie França. Start with the trio de escondidinhos na moranga (photo) – a dish featuring jerked beef with cassava, pumpkin with shrimp, and sweet potato with lamb – and then move on to the paella pernambucana. CASTELUS RESTAURANTE, AL. ANTÔNIO BRENNAND, S/Nº, VÁRZEA, RECIFE (PE)

058 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

81 34659922

FOTOS: MARCUS CAVALCANTI/DIV. (CASTELUS); TADEU BRUNELLI/ DIV. (ARMA ZÉM ALVARES TIBIRIÇÁ); DIEGO RZ ATKI/DIV. (COZ ALINDA)

Local recipes revisited


HI GHL IGHT S | O Q U A R T O

CUIDADO EXTREMO

UTMOST CARE

Casa nova| Quatro

novos bangalôs acabaram de ser inaugurados – foram os últimos, prometem os donos, totalizando 14. "Queremos continuar conhecendo nossos hóspedes pelo nome", diz Silvia Casas

New Rooms | Four new

Morada da

tranquilidade A peaceful stay

UM PUNHADINHO DE BANGALÔS COM DECORAÇÃO MINIMALISTA PROPORCIONA DESCANSO E ENCONTRO COM A NATUREZA NA VILA DOS ORIXÁS, EM MORRO DE SÃO PAULO A HANDFUL OF BUNGALOWS WITH MINIMALIST DECOR PROVIDES REST AMIDST NATURE AT VILA DOS ORIXÁS, IN MORRO DE SÃO PAULO

Por/By VICTOR GOUVÊA Fotos/Photos ADRIANO FAGUNDES

060 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

A hospedagem na Vila dos Orixás, hotel butique à beira da Praia do Encanto, a mais tranquila de Morro de São Paulo, na Bahia, é abençoada por Xangô, Oxóssi, Iemanjá e outros que dão nome a cada um de seus dez charmosos bangalôs. Quase completamente cercadas de vidro, as habitações evocam a harmonia com a natureza verdejante do lado de fora, os coqueiros e um pequeno mangue que divide o terreno da hospedagem ao meio. Do lado de dentro, o pé-direito alto e a cama imensa coberta por um dossel emprestam ares de exclusividade e bastante romantismo ao bangalô de madeira de 52 metros quadrados. Para completar a atmosfera, além do banheiro de cimento queimado, há uma jacuzzi com amenities e roupões só esperando para ser curtida. A decoração rústica do espaço e a rede na varanda explicam por que o sinal de internet é tão fraquinho naquelas bandas. A ideia por ali é se desconectar. E nada melhor do que uma massagem relaxante no spa Kairós para começar. Depois, vale saborear a lagosta do restaurante Orixás em uma mesinha instalada na areia da praia. Os mimos e a atenção personalizada são as principais bandeiras dos proprietários, o casal de espanhóis Silvia e Jorge, e dos 30 funcionários para apenas dez bangalôs – ou seja, três para cada quarto. Um luxo tão notável quanto a piscina azul de borda infinita ou a praia quase privativa, já que pouca gente chega até lá. De um dos futons instalados à beira-mar dá para assistir às piscinas naturais e aos corais serem lentamente ocupados pelas águas quando a maré sobe. Um programa que se repete todos os dias, intercalado novamente com piscina, spa, natureza e comilança. E ninguém reclama.

Vila dos Orixás

Praia do Encanto, s/nº, Morro de São Paulo, Bahia. Entre R$410 e R$561 75 3652 2055 HOTELVILADOSORIXAS.COM

bungalows have just been completed – and these will be the last, promise the owners – for a total of 14. “We want to continue knowing our guests by name,’ says Silvia Casas

Design de autor|

Quando o casal veio da Espanha, em 2006, à procura de um cantinho no litoral brasileiro para fincar bandeira, a designer Silvia projetou do zero cada detalhe da Vila dos Orixás – das plantas dos bangalôs às cadeiras do restaurante Author’s Design | When the couple came here from Spain in 2006, looking for a place on the Brazilian coast to raise their flag, Silvia designed every detail of Vila dos Orixás from scratch – everything from the plants in and around the bungalows to the restaurant chairs

Na página anterior, a cama com dossel e a jacuzzi do bangalô. Acima, hóspede recebendo massagem no spa e, ao lado, a piscina do hotel Previous page, canopy bed and jacuzzi in the bungalow; above, a guest getting a massage at the spa; opposite, the hotel pool

Comida boa | Accommodations at Vila dos Orixás, a boutique hotel at Praia do Encanto, the most peaceful beach in Morro de São Paulo, Bahia, are blessed by Xangô, Oxóssi, Iemanjá, and other deities that are the namesakes of each of its ten charming bungalows. Almost completely surrounded by windows, the rooms evoke harmony with the lush nature, the coconut trees, and a small mangrove that divides the property in half. On the inside, the high ceilings of the 52-squaremeter wood bungalow and huge canopy bed lend an air of exclusivity and romance. To complete the setting, aside from the burnished concrete bathroom, there is a Jacuzzi with amenities and bathrobes, just waiting to be enjoyed. The rustic decor of the area and the hammock on the veranda help explain why the internet signal is so weak around those parts.

The idea there is to go off-line. And there’s nothing better than a relaxing massage at the Kairós Spa to begin. Then, get a taste of the lobster at Orixás restaurant at a table on the beach, right in the sand. The personal attention and pampering are the brainchild of the husband-and-wife owners, Silvia and Jorge, both from Spain, and the 30 employees for just 10 bungalows – i.e., a ratio of 3 employees to each room. A luxury as remarkable as the blue infinity-edge pool or the nearly private beach, since so few people make it this far down the shoreline. From one of futons installed by the seaside, guests can behold the natural pools and corals being ever-so slowly engulfed by the water as the tide comes in. A routine that’s repeated every day, interspersed again with pool, spa, nature, and fine eating. And no one complains.

Para os hóspedes, o restaurante Orixás é a opção mais saborosa das proximidades. Prove as caipirinhas muito bem executadas e as especialidades do cardápio, como o fettuccine com frutos do mar e a moqueca de polvo e banana-da-terra

Good Food | For guests, Orixás restaurant is the tastiest option in the area. Try the very well prepared caipirinhas and the specialties on the menu, such as the fettuccine with seafood or the octopus and plantain stew

061


HIGHLIGHT S | H O T S P O T

Clássico, porém

Azul viagens

Região Portuária

moderno

Av. Ve

10x R$ 83,50 sem juros

drig

ues

nez

PERMANECE COMO UMA DAS CIDADES MAIS DINÂMICAS DO PAÍS. AFASTADA DOS TRADICIONAIS BAIRROS DA ZONA

Hote Três noites no café Alegre, com

S) 4 (DE CA MP INA SA ÍDA EM 16/

Av. Ro

COMPLETANDO 450 ANOS NESTE MÊS, O RIO DE JANEIRO

uela

1

6

8

TORNA-SE UM POLO DE AGITO PARA CARIOCAS E TURISTAS

3

R. A cre

THIS MONTH, AND IT REMAINS ONE OF BRAZIL’S MOST DYNAMIC CITIES. LOCATED AWAY FROM THE TRADITIONAL

R.

NEIGHBORHOODS OF ZONA SUL, RIO’S PORT REGION IS BEING

Ca m

er

REVITALIZED, GAINING NEW ADDRESSES AND GRADUALLY BECOMING A BUSTLING AREA FOR LOCALS AND TOURISTS

4

5

21 2253 7916

co Bran

7

RIO DE JANEIRO CELEBRATES ITS 450TH ANNIVERSARY

2

Rio Av.

REVITALIZAÇÃO, GANHA NOVOS ENDEREÇOS E, AOS POUCOS,

Por fora, simples. Por dentro, suntuosa. Assim é a igreja do mosteiro: sua fachada branca e sóbria do século 17 contrasta com o trabalho de entalhe de madeira de seu interior. Nas manhãs de domingo, apresenta-se um coral de canto gregoriano.

in

o

On the outside, simple. On the inside, sumptuous. This is the monastery’s church: its white and subdued 17th-century façade contrasts with the intricately crafted woodwork inside. On Sunday mornings there are presentations by a Gregorian choir.

1 MAR O Museu de Arte do Rio, novo ícone da cidade, é formado por dois prédios antagônicos – um edifício modernista dos anos 1940 e um palacete do início do século 20 – unidos por uma cobertura que simula o movimento das ondas. No mais antigo ficam as salas de exposições. O outro prédio abriga a Escola do Olhar, ambiente para debates e oficinas.

21 2206 8100

The Rio Art Museum, the city’s latest icon, consists of two opposing buildings – a Modernist building from the 1940s and a mansion from the early 20th century – joined under one roof that simulates ripples on water. In the older building are the exhibit halls. The other building houses Escola do Olhar, a venue for discussions and workshops.

2 Edifício A Noite

With 22 floors, it was once the tallest skyscraper in Brazil, to be outdone by the Martinelli building in São Paulo in the early 1930s. It’s the most emblematic building of the region’s glory years.

062 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

3 Angu do Gomes

Antes vendido em barraquinhas espalhadas pela cidade, o angu (prato que leva farinha de milho e carne ensopada com miúdos) foi relançado por Rigo Duarte – neto de um dos donos da antiga rede de barracas – e figura como carro-chefe do restaurante.

Formerly sold at street stands throughout the city, angu (a polenta-like dish made from cornmeal and stewed meat and giblets) was re-released by Rigo Duarte – grandson of one of the owners of the old chain of food stands – and is the restaurant’s flagship dish. 21 2233 4561

ANGUDOGOMES.COM.BR

Reaberto há dois anos, após se recuperar de um incêndio, o centenário endereço é uma das opções gastronômicas mais tradicionais da região. Serve cervejas especiais e cachaças selecionadas, além do famoso bolinho de feijoada. Às quintas, há roda de samba. This centenary location reopened two years ago, after recovering from a fire, and is one of the area’s most traditional options for dining. It serves specialty beers and selected cachaças, in addition to the famous bolinho de feijoada. On Thursdays, there’s samba. 21 2263 5028

GRACIOSOBAR.COM.BR

8 Trapiche Gamboa

Samba ao ar livre acompanhado de cerveja gelada. Esta é a programação das noites de segunda e sexta no local, onde, há séculos, o sal era descarregado das embarcações que chegavam ao porto. O jazz ganha espaço no primeiro sábado de cada mês.

MUSEUDEARTEDORIO.ORG.BR FOTOS: ALEX ANDRE MACIEIRA /RIOTUR/DIV.(MOSTEIRO SÃO BENTO); LIANNE MILTON (PEDRA DO SAL); DIVULGAÇÃO; ILUSTRAÇÃO: DANILO BANDEIRA

21 3031 2741

OSB.ORG.BR

7 Pedra do Sal

JAZZINCHAMPANHERIA.COM.BR

6 Restaurante Gracioso

5 Mosteiro de São Bento

s rga s. Va Pre . v A

Por/By LUCIANA GARCIA

This historic landmark location hosts shows ranging from jazz to soul to pop rock; on Tuesdays, it offers a house band to back up anyone who’s willing to venture on vocals. The menu includes sandwiches, bruschettas and sushi, in addition to various labels of sparkling wines.

Alve s

SUL, SUA REGIÃO PORTUÁRIA PASSA POR OBRAS DE

Com 22 andares, já foi o maior arranha-céu do País, até ser ultrapassado pelo Edifício Martinelli, em São Paulo, no início da década de 30. É a construção mais emblemática dos anos de glória da região.

O casarão tombado recebe shows de jazz, soul e pop rock e, às terças, oferece uma banda para acompanhar quem quiser se arriscar nos vocais. No cardápio, sanduíches, bruschettas e sushis dividem espaço com os rótulos de espumantes.

iro Rio de Janel Monte

Rio de Janeiro (RJ)

Classic yet modern

4 Jazz In'Champanheria

40 03 1181

Outdoor samba, accompanied by ice cold beer. This is the tradition every Monday and Friday evening at Pedra do Sal, where, for centuries, salt was unloaded from ships arriving in the port. Jazz is featured on the first Saturday of each month.

O charmoso sobrado com pé-direito alto, paredes de pedra e ladrilho hidráulico no chão é outro ponto de encontro dos amantes do samba. Comida de boteco, cerveja e caipirinha completam a experiência. The charming old townhouse, with high ceilings, stone walls and encaustic tile floors, this is another meeting point for samba lovers. Pub food, beer and caipirinha help to round out the experience. 21 2516 0868

TRAPICHEGAMBOA.COM

063


1 2345

HI GHL IGHT S | C I N C O P E R G U N T A S À esquerda, Sabine Lovatelli; abaixo, concerto realizado no último Festival Música em Trancoso. Na página ao lado, dois convidados da edição 2015: à esquerda, Rüdiger Liebermann, e, à direita, Carlos Moreno Left, Sabine Lovatelli; below, a concert held at the last Trancoso Music Festival. Opposite, two guests of the 2015 edition: Rüdiger Liebermann (left) and Carlos Moreno (right)

Por que escolher Trancoso como cidade-sede? Tenho uma casa na cidade há muitos anos. Para mim, estar lá é quase um conto de fadas. Há algum tempo eu e amigos percebemos que a economia local dependia basicamente das festas e férias de verão. Pensamos, então, em criar um evento que movimentasse a economia e, ao mesmo tempo, trouxesse a possibilidade de ensinar música e arte aos moradores.

Harmonia praiana Beachside harmony

064 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

EM TRANCOSO PROMOVE O INTERCÂMBIO ENTRE JOVENS E PROFISSIONAIS RECONHECIDOS NO MUNDO INTEIRO CREATED BY SABINE LOVATELLI, FOUNDER OF MOZARTEUM BRASILEIRO, THE MUSIC FESTIVAL IN THE TOWN OF TRANCOSO PROMOTES EXCHANGE BETWEEN YOUTHS AND CLASSICAL MUSICIANS RECOGNIZED WORLDWIDE Por/By LUIZA VIEIRA

Paving the way for young people through the arts is one of Sabine Lovatelli’s missions in life. A classical music enthusiast, she strongly defends that the sounds of orchestras should reach places more and more distant. Sabine – who is originally from Germany and has been living in Brazil since 1971 – is the founder of Mozarteum Brasileiro, an association that promotes classical music performances throughout Brazil and also spearheads the Music Festival in Trancoso. Created in 2002, the event mixes performances by Brazilian youth orchestras and by internationally recognized musicians – that also teach classes. California-based vibraphonist Joe Locke and the Brazilian orchestral conductor Carlos Moreno are some of the guests at the 2015 edition, who promises to delight the small city in Bahia with fantastic repertoires, from March 7th to 14th.

FOTOS: DESIRÉE FURONI/DIV. (CARLOS MORENO); DIVULGAÇÃO

Abrir caminho para jovens por meio das artes é uma das missões de Sabine Lovatelli. Entusiasta da música clássica, ela defende com afinco que a melodia das orquestras deve chegar a lugares cada vez mais distantes. A alemã – no Brasil desde 1971 – é a idealizadora do Mozarteum Brasileiro, associação que promove espetáculos de música erudita pelo País, e também a responsável pelo Festival Música em Trancoso. Criado em 2002, o evento mescla apresentações de jovens orquestras nacionais e de músicos internacionalmente reconhecidos – que também ministram aulas. O vibrafonista californiano Joe Locke, o violinista alemão Rüdiger Liebermann e o maestro brasileiro Carlos Moreno são alguns dos convidados da edição 2015, que promete encantar a pequena cidade baiana com ótimos repertórios, entre os dias 7 e 14 de março.

IDEALIZADO POR SABINE LOVATELLI, FUNDADORA DO MOZARTEUM BRASILEIRO, O FESTIVAL MÚSICA

Why choose Trancoso as the host city? I’ve owned a house there for many years. For me, being there is almost a fairy tale. Some time ago my friends and I realized that the local economy basically depended on holidays and summer vacation. So, we thought of creating an event to boost the economy and, at the same time, to bring the possibility of teaching music and art to local residents.

Como a população recebeu o festival? Na primeira edição, em 2012, convidamos, além de orquestras, artistas de ritmos variados. Para nossa surpresa, houve interesse geral, também pela música clássica. Decidimos aí que seria um evento anual. E, já no festival de estreia, formou-se uma pequena orquestra na cidade.

How have the townspeople received the festival? At the first edition, in 2012, in addition to the orchestras, we invited artists specializing in various rhythms. To our surprise, there was general interest, for classical music as well. So we decided this would be an annual event. And following the premiere edition of the festival, a small orchestra was formed in the city.

O evento tem algum vínculo com o Mozarteum Brasileiro? Totalmente. Eu mesma faço a programação, como no Mozarteum, e o princípio é o mesmo: educar e abrir caminho para os jovens. Os músicos convidados sabem que a condição é ministrar master classes, aulas abertas ao público, no período do festival. E eles adoram. Dão aulas a mais, são supersolidários. Does the event have some connection with Mozarteum Brasileiro? Totally. I myself prepare the programming, just as with Mozarteum, and the principle is the same: to educate and pave the way for young people. The guest musicians know that one of the requirements is to teach <master classes>, open to the public, during the festival period. And they love it. They teach even more classes than we ask them to; they are tremendously supportive.

Qual a importância dessa troca de conhecimentos para um músico iniciante? É um incentivo para que possa evoluir e criar uma carreira séria. O profissional que lhe dá aulas é o mesmo artista que ele vê fazendo sucesso. E, como no Mozarteum, aqueles que se destacam são convidados a estudar no exterior. Em 2012, por exemplo, havia uma menina da Orquestra Juvenil da Bahia de muito talento. Ela já está há dois anos na Alemanha, na Orquestra Filarmônica de Berlim.

How important is this exchange of knowledge for beginner musicians? It's an incentive for them to evolve and forge a serious career. The professional who teaches the classes to them is the same artist they see being successful. And, as with Mozarteum, those that stand out are invited to study overseas. In 2012, for example, there was a very talented young woman from the Youth Orchestra of Bahia. She’s been in Germany for two years, in the Berlin Philharmonic Orchestra.

Vocês pretendem expandir o festival? Temos a intenção de aumentar a frequência de eventos desse tipo. Em um futuro próximo, queremos fazer o mesmo com a dança: convidar um balé de fora, apresentar um grupo brasileiro e trazer alunos que queiram ter workshops com esses artistas. O objetivo é sempre envolver a juventude. Não se pode perder o foco na educação. Do you intend to expand the festival? We intend to increase the frequency of such events. In the near future, we want to do the same with dance: invite a ballet company from abroad, present a Brazilian group, and bring students who want to take part in workshops with these artists. The goal is to always involve young people. You can’t lose the focus on education.

Festival Música em Trancoso

Teatro L'Occitane, Condomínio Villavista Golf, Empreendimento Terravista, Trancoso, BA. De 7 a 14 de março, às 18h30. R$100 (por noite) MUSICAEMTRANCOSO.ORG.BR

065


HIGHL IGHT S | O L H A R A Z U L

@morganamazzon SP São Paulo admirada através da íris do Edifício Martinelli Sao Paulo admired through the iris of the Martinelli Building

@gbelonha RN Ser Azul é poder desfrutar de cada pedacinho precioso desse País Being Azul is being able to enjoy every precious bit of this Nation

@eizeka RJ Em Ipanema o show é diário, mas o espetáculo é sempre único In Ipanema, the show is daily, but the spectacle is always unique

Instant photos

Instantâneos CONFIRA AQUI ALGUNS DOS MELHORES CLIQUES FEITOS PELOS CLIENTES AZUL CHECK OUT SOME OF THE BEST SNAPS TAKEN BY AZUL CUSTOMERS

@carlinha_cruz PR Observar crianças é, por um momento, acreditar que tudo é possível Watching children is, for a moment, believing that anything is possible

@sgvasconcelos AM A praça da Igreja Matriz de Tefé durante o incrível nascer do sol The plaza at the Igreja Matriz, in Tefé, during the incredible sunrise OLHAR

azul Quer ver sua foto na próxima edição da revista? Use a hashtag #azulmagazine no Instagram

@fly_lipe PE Praia do Sancho: estar por baixo às vezes é simplesmente extraordinário Praia do Sancho: sometimes being down is simply extraordinary

070 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

@marciasalles ES O lindo pôr do sol aquecendo a alma e colorindo a água do mar The beautiful sunset warming one’s soul and coloring the ocean water

@luisbonatto AL Água cristalina, céu azul e sossego na belíssima Praia Ponta do Mangue Crystal clear water, blue sky, and relaxation on the beautiful Ponta do Mangue beach

Do you want to see your photo in the next edition of the magazine? Use the hashtag #azulmagazine in Instagram


HI GHLIGHT S | T A K E 5

Uma pausa para você A break for you

Por/By LUIZA VIEIRA

Massagens ayurvédicas e máscaras faciais poderosas fazem a fama do espaço, um dos queridinhos de Miami. Uma vez por lá, visite a sala Atlantic Spa, com vista incrível do Oceano Atlântico.

A EFERVESCÊNCIA DE MIAMI PEDE LONGOS E MERECIDOS DESCANSOS. SORTE QUE, ALÉM DA AGITAÇÃO DE SEUS BARES, NIGHT CLUBS E CENTROS COMERCIAIS, A CIDADE É TAMBÉM REFERÊNCIA QUANDO O ASSUNTO SÃO SPAS E CUIDADOS COM O CORPO THE EFFERVESCENCE MIAMI CALLS FOR LONG AND WELL-DESERVED REST. IT’S A LUCKY THING THAT, APART FROM THE BUSTLE OF ITS BARS, NIGHT CLUBS AND SHOPPING CENTERS, THE CITY IS ALSO A REFERENCE WHEN IT COMES TO SPAS AND BODY CARE

Azul viagens

The Carillon Hotel & Spa

40 03 1181

Miami

Holiday Inn Sete noites no i Doral Express Miam MP INA S) SA ÍDA 13/ 4 (CA

10x R$326,50

Ayurvedic massages and powerful facial masks are this spa’s claim to fame, one of Miami’s darlings. Once there, visit the Atlantic Spa room, with amazing views of the Atlantic Ocean.

sem juros

6801 COLLINS AVE., MIAMI BEACH 1 305 514 7000

CARILLONHOTEL.COM

Bliss Spa

A decoração descolada atrai jovens que buscam, sobretudo, os tratamentos a oxigênio. O mais pedido é o Triple Oxygen Treatment: peeling facial seguido de uma máscara de ar que revitaliza a pele.

The stylish decor attracts young people, who mainly seek oxygen treatments. The most commonly ordered item is the Triple Oxygen Treatment: a facial peeling followed by a mask of air that revitalizes the skin.

Mandarin Oriental Miami

O spa à beira-mar segue tradições chinesas, balinesas e tailandesas para compor seu menu de tratamentos. Aulas de yoga ao ar livre, tai chi chuan e qigong (dança milenar da China) completam a experiência. The seaside spa follows Chinese, Balinese and Thai traditions to compose its menu of treatments. Outdoor yoga classes, tai chi and qigong (an ancient dance) help to round out the experience. 500 BRICKELL KEY DR., BRICKELL KEY 1 305 913 8288

MANDARINORIENTAL.COM

066 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

1 877 862 5477 BLISSWORLD.COM

Little Palm Island Resort & Spa

Exhale Spa Além de massagens clássicas, oferece yoga, acupuntura e terapias alternativas, como o reiki e o cupping, um tratamento à base de sucção da pele que melhora a circulação do corpo todo.

A massagem balinesa, com ervas, flores e especiarias, é o carro-chefe da casa, instalada na isolada ilha de Torch Key. Mas o Caribe também dá um toque em opções como a esfoliação corporal Coconut Sugar.

In addition to classic massage, this spa offers yoga, acupuncture and alternative therapies such as reiki and cupping – a suction-based skin treatment that improves circulation of the entire body.

Balinese massage with herbs, flowers and spices, is the flagship of this spa, located on the secluded island of Torch Key. But there’s also a touch of the Caribbean in options such as the Coconut Sugar body scrub.

270 BISCAYNE BLVD., WAY MIAMI

28500 OVERSEAS HWY, LITTLE TORCH KEY

1 305 423 3900

EXHALESPA.COM

1 305 872 2524

LITTLEPALMISLAND.COM

FOTOS: TROY CAMPBELL PHOTOGRAPHY/DIV. ( THE CARILLION); MORIS MORENO/DIV. (EXHALE SPA); SAMMY TODD/DIV. (LIT TLE PALM ISL AND)

2201 COLLINS AVE., MIAMI BEACH


HIGHLIGHT S | V I T R I N E

Ela

Feito de fios de algodão tramados, o puff modelo Trisse pode ser usado como apoio dos pés, assento ou até como mesinha lateral. R$300

Color of the year

promete

Made of woven cotton yarn, the Trisse puff cushion can be used as a footrest, a seat, or even a side table.

A PANTONE ELEGEU PARA 2015 A MARSALA COMO THE NEW BLACK. A COR – UMA ELEGANTE MISTURA DE VINHO COM MARROM – JÁ ESTÁ PRESENTE NAS MAIS DIVERSAS VITRINES, ESTAMPADA EM ITENS DE VESTUÁRIO, OBJETOS DE DECORAÇÃO E PRODUTOS DE BELEZA FOR 2015, PANTONE ELECTED MARSALA AS “THE NEW BLACK”. THE COLOR – AN ELEGANT COMBINATION OF WINE RED AND BROWN – IS ALREADY PRESENT IN A WIDE RANGE OF SHOWROOMS, FEATURED ON

BYKAMY.COM

Com 30cm de altura, o abajur feito de plástico é perfeito para dar graça e iluminar pequenos cômodos. R$39,99

CLOTHING, DECORATIONS AND BEAUTY PRODUCTS

The star-shaped cushion is part of the Petit Futon collection. A piece that fills any ambience with joy. FUTON-COMPANY.COM.BR

Para os amantes de uma boa carne assada, a churrasqueira portátil é peça fundamental. Fácil de ser transportada, vem com duas grelhas. R$249,90

At 30 centimeters high, this lamp made of plastic is perfect for gracing and lighting small rooms.

Edição/Editing LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA

A almofada com formato de estrela faz parte da coleção Petit Futon. Uma peça que enche qualquer ambiente de alegria. R$79

ETNA.COM.BR

For lovers of a good barbecue, the portable grill is essential. Easy to carry, it comes with two cooking grids for different heights.

A caixa de madeira laqueada confere um ar vintage à decoração. Vem acompanhada de seis pequenas garrafas de vidro. R$214

The lacquered wooden box gives a vintage look to the decoration. Comes with six small glass bottles. KARE-SAOPAULO.COM.BR

LOJA.IMAGINARIUM.COM.BR

O lápis de boca NARS possui textura cremosa, propicia uma pintura uniforme dos lábios e ainda tem efeito hidratante. R$105

The NARS lip pencil has a creamy texture, provides uniform coverage, and also has a moisturizing effect.. NARSCOSMETICS.COM

The RG 5100 model athletic shoe comes with a set of rings with varying densities, allowing its shock-absorbing effect to be customized to the user’s preference. RAINHA.COM.BR

Brilho intenso e durabilidade são as principais características do esmalte que, de quebra, deixa as unhas com a cor da moda. R$12,90

Intense brightness and high durability are the main characteristics of this nail polish, which also leaves your nails with the color in vogue. REVLON.COM.BR

068 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

From the designer label’s Kupfer line, the one-piece swimsuit is striking for its plunging neckline, giving it a sexier and more elegant look. JODEMER.COM.BR

Da deliciosa combinação de blueberry, limão, maçã fuji e melancia nasceu o suco Royal Blueberry, um refresco ideal para qualquer hora do dia. R$18,90

Royal Blueberry juice is made from the delicious combination of blueberry, lime, Fuji apple and watermelon – an ideal refreshment any time of day. JUICECLUB.COM.BR

FOTOS: DIVULGAÇÃO

O tênis modelo RG 5100 traz um conjunto de anilhas com densidades distintas que permite customizar seu amortecimento de acordo com a passada do usuário. R$199,99

Da linha Kupfer da grife, o maiô chama a atenção por seu decote profundo, que deixa o visual mais sexy e elegante. R$313

069


HI GHL IGHT S

COLUNA André Barcinski

A praga do momento The pest of the moment

W

hether you’re at a concert, at the beach or at a party. Surely you’ll find yourself surrounded by a whole lot of “selfie sticks”. Here’s a test: look down the row of seats next to you and you’ll likely catch someone carrying one. “Selfie sticks” – for those of you who have spent the last year living under a rock and don’t already know – are monopods that let you take pictures of yourself. And the gadget has become a pest. It’s impossible to walk about town without seeing some hapless soul carrying one. Aesthetically, it’s hideous. It looks like you’re carrying a cane upside down. Everything that portable cameras and cell phones have gained in space savings and practicality, “selfie sticks” have taken away. It is a cumbersome and intrusive object. The popularization of this thing is further proof that the contemporary word of order is “flaunt”. Because it’s not enough to take a beautiful picture of somewhere you visited or a football game you watched. You have to put yourself into the picture. The center of attention isn’t the landscape; it’s you. It’s sad to realize that people care less about the experience than the obsession to show themselves to the world. Take the case of “ foodies,” for example. “Foodies” – a ridiculous name given those who travel the world in search of great culinary discoveries – can’t live without selfies. Because it’s not enough to taste that extraordinary sushi at some lost counter on a dirty corner of Tokyo, you need to show everyone that you tried the delicacy. When someone takes a selfie, they’re not exposing an image they want to share with others, but doing exactly the opposite: excluding others from the experience. It’s like saying: “I’m here, and you’re not.” To paraphrase the famous bossa-nova song: “A (selfie) stick, a stone, it’s the end of the road.”

André Barcinski é colunista do portal R7 e diretor e produtor dos programas O Estranho Mundo de Zé do Caixão e Nasi Noite Adentro, no Canal Brasil is a columnist from the R7 portal and director and producer of the programs O Estranho Mundo de Zé do Caixão and Nasi Noite Adentro, on Canal Brasil

072 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

N

ão importa se você está num show, numa praia ou numa festa. Com certeza absoluta se verá cercado por um monte de “paus de selfie”. Faça um teste: olhe para a fileira de poltronas ao seu lado e é bem capaz de flagrar alguém carregando um. O “pau de selfie”, para quem passou o último ano morando embaixo de uma pedra e ainda não conhece, é um monopé que permite tirar fotos de você mesmo. A geringonça virou uma praga. É impossível andar pela cidade sem ver um infeliz carregando um por aí. Esteticamente, ele é horroroso. Parece que você está levando uma bengala de cabeça pra baixo. Tudo o que as câmeras portáteis e os celulares com câmeras ganharam em economia de espaço e praticidade, os “paus de selfie” desperdiçam. É um objeto incômodo e intrusivo. A popularização desse traste é mais uma prova de que a palavra de ordem contemporânea é “ostentar”. Porque não basta tirar uma foto bonita de algum lugar que você visitou ou de um jogo de futebol a que assistiu. É preciso se colocar na imagem. O centro da atenção não é a paisagem, é você. É triste perceber que as pessoas dão menos valor às experiências do que à obsessão em mostrá-las ao universo. Vejam o caso dos foodies, por exemplo. Os foodies – nome ridículo dado à tribo que viaja pelo mundo em busca de grandes achados gastronômicos – não vivem sem as selfies. Porque não basta provar aquele sushi extraordinário de um balcãozinho perdido numa esquina suja de Tóquio, é preciso exibir a todos que você experimentou a iguaria. Quando alguém faz uma selfie não está expondo uma imagem que deseja dividir com os outros, mas fazendo exatamente o contrário: excluindo-os da experiência. Como se dissesse: “Eu estou aqui, e você não”. É “pau de selfie”, é pedra, é o fim do caminho.


HI GHL IGHT S

COLUNA Mara Salles

Receita de cozido Recipe for stew

M

ost cultures have a particular stew they call their own. Ours is a grand parade of the plant and animal kingdoms, and – unlike others – features a plethora of meats, vegetables, peppers and pirão. From time to time, on special days, I make stew. And when I light up the first eye on my stove, I’m struck with a happiness like the feeling of being in the countryside, at dawn, when skyrockets announce a popular folk festival. You have to dedicate two days to this slow, entertaining and very pleasurable job. Stew isn’t dish you made just for a few, it’s to be displayed and shared by many. Choice cuts of beef go in (those that always provide first-rate dishes), brisket, shank or chuck; some good smoked sausage, salt pork ribs, and jerked beef. Otherwise disdained vegetables are the stars: roots, bitter or ‘slimy’ vegetables, trivial and sweet-tasting legumes. Anything goes! Black-eyed peas or fava beans, made frugally (and by frugally I mean cooked up in a deliciously thickened broth with a salted pork foot). The aromas come from coriander roots, bay leaves, onion, celery, garlic crushed with the peel, coarsely ground black pepper, cumin, and fresh peppers. Tomato, finely diced red onion, fresh cilantro and strips of dedode-moça pepper with a few drops of lemon clove provide the freshness that this dish calls for. Plenty of water – scarce, precious water – is needed in preparing the stew, so it takes on the flavor of each ingredient. So, pans with fragrant water, separately cooking each type of meat, are poured out into other pots, where bur gherkins, scarlet eggplants, okra, squash, taioba, corn, bananas, sweet potatoes and cassavas will be stewed, each in its own time, amalgamating the flavor. Cassava flour gives body to the pirão made from the small pieces that break away from meats, cooked vegetables, and a bit of the broth. Malagueta pepper gives its shine. Bright colors, shapes and textures soaking in flavor invite diners to partake in a wonderful journey through this mixed and diverse nation, at a single table.

Mara Salles é chef do restaurante Tordesilhas, em São Paulo is the chef of the restaurant Tordesilhas, in São Paulo

076 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

A

maioria dos povos tem um cozido para chamar de seu. O nosso é um grandioso desfile dos reinos vegetal e animal e, diferentemente dos demais, tem ziriguidum, pirão e pimenta. Há tempos, em dias especiais, faço um cozido. E, quando acendo a primeira boca do fogão, bate em mim uma felicidade semelhante àquela de quando, nos interiores, ao raiar do dia, rojões anunciam uma grande festa popular. São dois dias de entrega a uma função lenta, lúdica e muito prazerosa. Cozido não é prato que se faça para poucos. É para ser exibido e compartilhado. Nele entram carnes de segunda (as que sempre dão pratos de primeira), peito, músculo ou acém; uma boa linguiça defumada, costelinha de porco salgada e carne seca. Vegetais desprezados são as estrelas: raízes, legumes amargos, “babentos”, triviais e adocicados. Vale tudo! Feijão-fradinho ou fava, feito de maneira frugal – entenda-se como frugal aquele deliciosamente espessado com um pé de porco salgado. Os perfumes vêm das raízes, do coentro, do louro, da cebola, do salsão, do alho judiado com sua casca, da pimenta-do-reino quebrada, do cominho e das pimentas frescas. Tomate, cebola roxa em cubinho, folhas de coentro e fitas de dedo-de-moça com gotas de limão-cravo trazem o frescor que o prato pede. Muita água – escassa e preciosa água – se faz necessária no preparo do cozido, para que ela tome para si o gosto de cada ingrediente. Assim, panelas com águas perfumadas, que cozinham separadamente cada tipo de carne, deságuam em outros recipientes onde serão cozidos, cada um a seu tempo, maxixes, jilós, quiabos, abóboras, taiobas, milhos verdes, bananas, batatas-doces e mandiocas, amalgamando o gosto. A farinha de mandioca dá corpo ao pirão feito dos fiapos que se desgarram das carnes, dos legumes cozidos e de um pouco do caldo. A malagueta lhe dá o brilho. Cores vivas, formas e texturas encharcadas de sabor convidam os comensais a fazerem uma grande viagem por este País misturado e fatiado sobre uma única mesa.


HI GHL IGHT S

COLUNA Mário Magalhães

Mais ditados e tiradas sem pé nem cabeça More Brazilian sayings and witticisms that make no sense

Mário Magalhães é jornalista e escritor. Quando criança, dizia que no futuro sua profissão seria “passageiro de avião”

is a journalist and writer. When he was a child, he said that in the future, his professional would be an “airplane passenger”

074 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

W

hen someone says in Portuguese that they’re going to “run after harm”, you can rest assured: this is not a certified masochist who yearns for setbacks and train wrecks. On the contrary, the expression heralds the loftiness of one who seeks to make up for lost time, turn over a new leaf, and – as Dory from Finding Nemo urges – just keep swimming. “Correr atrás do prejuízo” is a common, albeit nonsensical, idiomatic expression we use as if on autopilot. We utter the words when we want profit or triumph, mitigating harm, loss or failure, wherein lies the gibberish. It’s from that family of sayings that subvert the true meaning they’re supposed to put across. Like the expression “killed the snake and showed the stick”, which would be the synthesis of the brave soul who accomplished a difficult deed, and proves his feat to all. But not quite so: in order to actually prove the feat, you’d have to show the dead snake… not the stick. “Turn a lemon into lemonade” is also somewhat of a misleading maxim. I mean… come on! Lemonade is made from lemon. It’s easy. The difficult thing to do – which is the scenario that the adage seeks to convey – would be to turn lemonade into a lemon. With or without some lemonade to enjoy, we Brazilians usually read a book “de ‘trás’ para ‘frente’” (i.e., from the ‘beginning’ to the ‘end’). However, if a reader starts with the last chapters and regresses to the first chapters, we use the exact same expression, saying that he reads the book “de trás para frente” (literally: “backwards”]. Go figure! Another platitude teaches us that “beauty doesn’t put food on the table,” (roughly translated as “looks aren’t everything”). Go tell that to a supermodel or telenovela heartthrob. Here’s another aphorism from the world of football: “with poorly called penalty, the ball doesn’t enter.” One need not resort to a sports statistics nerd to know that, whether called fairly or not, most penalty kicks result in a goal. And speaking of football, I’ve always heard that “God helps those who rise early”, (often rendered in English as “The early bird catches the worm”). If there’s anyone who can’t complain about a lack of divine generosity, it’s famed footballer Romário. He always enjoyed sleeping late. And suffice it to remember some of the lousy football players whose presence on the Brazilian National Team turned into a nationwide longing – to know that “a voz do povo é a voz de Deus” (“the voice of the people isn’t always the voice of God”).

RETRATO: DIVULGAÇÃO

Q

uando alguém anuncia que vai correr atrás do prejuízo, pode apostar: não se trata de um juramentado masoquista, desejoso de reveses e naufrágios. Pelo contrário, trombeteia a altivez de quem buscará o tempo perdido, dando a volta por cima e, como conclama a Dory de Procurando Nemo, continuando a nadar. “Correr atrás do prejuízo” é um despropósito da linguagem cotidiana que adotamos como piloto automático. Pronunciamos a expressão se queremos lucro e triunfo, mitigando prejuízo e fracasso, daí o disparate. É da família das tiradas que subvertem o significado que supõem traduzir. Tipo “matou a cobra e mostrou o pau”, que seria a síntese do bravo que prova sua façanha. Só que não: para provar, é preciso mostrar a cobra vencida, e não o pau. “Fazer do limão uma limonada” é também imagem traiçoeira. Ora, limonada se faz com limão. É fácil. O complicado, cenário que as palavras procuram caracterizar, seria fazer da limonada um limão. Com ou sem limonada ao lado, costumamos ler um livro de trás (o princípio) para frente (o fim). Porém, se um leitor começa nos capítulos derradeiros até regredir aos iniciais, dizemos que ele lê “de trás para frente”, quando na verdade é de frente para trás. Outra máxima manjada ensina que “beleza não põe mesa”. Vai dizer isso para uma top model ou um galã de novela. Mais uma: com “pênalti mal marcado, a bola não entra”. É dispensável recorrer aos nerds das estatísticas para saber que, apitado com justiça ou não, a maioria dos pênaltis resulta em gol. Por falar em futebol, desde cedo ouvi que Deus ajuda a quem madruga. Se tem uma pessoa que não pode reclamar da generosidade divina é o Romário. Ele sempre gostou de acordar tarde. E basta se lembrar de alguns pernas-de-pau cuja presença na seleção virou anseio popular para saber que nem sempre a voz do povo é a voz de Deus.


FOTOS: GUI GOMES (CURITIBA); ANDREA D’AMATO (GALINHOS)

destinos

96

82 Curitiba

A atmosfera contemporânea da cidade No ansodnaosdnoadno

96 Galinhos e São Miguel do Gostoso Os encantos do litoral Norte potiguar No ansodnaosdnoadno

109 Florianópolis

Dicas de endereços, por Marlon Teixeira No ansodnaosdnoadno

88 82


D ES T INOS | C U R I T I B A

Aqui, a deslumbrante paisagem da 5ª faixa de areia de Morro de São Paulo, que também recebe o apelido de Praia do Encanto. Na página ao lado, a piscina do Restaurante e Pousada Passárgada e dois surfistas locais Here, the striking landscape of Morro’s 5th strip of sand, which also carries the nickname of Praia do Encanto (“Enchantment Beach”). On the next page, the pool of Restaurante e Pousada Passárgada and two local surfers

Curitiba,

mostra tua cara

Curitiba, show us what you’ve got

Por/By LUÍS PATRIANI Fotos/Photos GUI GOMES

082 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Praças revitalizadas, eventos realizados em espaços públicos e endereços gastronômicos que apostam em inovação convidam a conhecer a atmosfera contemporânea da capital paranaense Revitalized city squares, events held at public venues, and eateries that bet on innovation invite you to get to know the contemporary atmosphere of Curitiba

083


D ES T INOS | C U R I T I B A

D

urante oito meses, aos fins de semana, mosaicos e grafites ganhavam forma, enquanto plantas conqu i stav a m seu s espaços. Paralelamente, artistas pintavam, tocavam e bordavam num lugar, até então, fadado à decadência. O esforço deu resultado: em setembro do ano passado, membros da Associação CicloIguaçu, amigos e simpatizantes da causa se reuniram para a inauguração da Praça de Bolso do Ciclista, na ex-deteriorada Rua São Francisco, região central de Curitiba. A nova “aquisição” da cidade não só serviu de gatilho para a revitalização da via, mas, sobretudo, de símbolo da atmosfera contemporânea que vem adquirindo força na capital paranaense. Com novos muros, bancos, bicicletários e bares descolados, a praça foi, inclusive, elevada ao status de ponto de encontro badalado. “A bicicleta é um vetor para a ocupação das ruas”, diz Jorge Brand, o Goura, coordenador do CicloIguaçu e um dos artífices da intervenção urbana. Parado com sua estilizada bike em frente ao Negrita,

084 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

um dos primeiros pubs abertos por ali e que serviu de incentivador para a chegada de outros estabelecimentos, o ativista comemora. Mas também cobra: “A cidade tem 160 quilômetros de estrutura cicloviária e o compromisso de fazer mais 200 até 2016”. A recente inclusão de Curitiba na Rede de Cidades Criativas da UNESCO, na categoria design – uma ferramenta para troca de experiências e colaborações que prima pelo desenvolvimento sustentável –, reitera sua criatividade no planejamento urbano. Os exemplos falam por si e estão ali para serem admirados por moradores e turistas. Vão do inovador e copiado sistema de transporte público até os suntuosos projetos de arquitetura do Museu Oscar Niemeyer – a atração mais visitada do destino – e do metal tubular da Ópera de Arame, palco de festas e espetáculos. Soma-se ainda a extensa lista de parques, que dão à cidade o invejável índice de 64 metros quadrados de área verde por habitante. Símbolo curitibano, o Jardim Botânico abriga influências europeias: os canteiros geométricos do jardim têm estilo francês e a estufa de ferro e vidro, que guarda exemplares da flora tropical, foi inspirada no

F Acima, o icônico Museu Oscar Niemeyer; abaixo, Goura, na Praça de Bolso do Ciclista. Na página ao lado, no centro, a Ópera de Arame; e, abaixo, detalhe da estufa do Jardim Botânico Above: The iconic Oscar Niemeyer Museum; below: Goura, at Praça de Bolso do Ciclista. Opposite, center: Ópera do Arame; below: detail of the greenhouse at the Botanical Garden

or eight months on weekends, mosaics and graffiti took on form, and plants were placed with loving care. In parallel, artists painted pictures and played music in a place theretofore doomed to decay. The effort paid off: In September of last year, members of the CicloIguaçu Association, as well as friends and supporters of the cause, gathered for the inauguration of Praça de Bolso do Ciclista, on the formerly deteriorated Rua São Francisco in the central part of Curitiba. The city’s latest “acquisition” not only served as a trigger for the revitalization of this street, but has become a symbol of the contemporary atmosphere that has been gaining strength in the state capital of Paraná. With new walls, benches, bike racks and fashionable bars, the square was even elevated to the status of a trendy gathering spot. “Bicycles are vectors for the occupation of city streets,” says Jorge Brand, aka Goura, coordinator of CicloIguaçu and one of the authors of this urban intervention. Standing with his stylized bike in front of the Negrita – one of the first pubs to open in the area and that served as the incentive for the opening of other establishments – the activist celebrates. But he’s also demanding: “The city has 160 miles of bike lanes, and has committed to installing an additional 200 km by 2016.” The recent inclusion of Curitiba in UNESCO’s Creative Cities Network (in the design category) – a tool for exchanging experiences and collaborations that strive toward sustainable development – reiterates its creativity in urban planning. The examples speak for themselves, and they are there to be admired by local residents and tourists alike. These initiatives range from the city’s innovative and oft-copied mass transit system to the sumptuous architectural designs of the Oscar Niemeyer Museum – the most visited tourist attraction – and the tubular metal of Ópera de Arame, a venue for festivals and shows. There is also the extensive list of city parks that give Curitiba an enviable ratio of 64 square meters of green area per inhabitant. A symbol of Curitiba, the Botanical Garden features European influences: the garden’s geometric beds are in the French style, and the iron and glass greenhouse, which holds examples of tropical flora, was inspired by The Crystal Palace in London. There is also Tanguá Park, a huge open space with gazebos, lakes and walking trails, and Barigui Park, the most centrally located and therefore most frequented, among others. The current local spirit also shows up in the emblematic reopening of Pedreira Paulo Leminski,

085


D ES T INOS | C U R I T I B A À esquerda, vegetação típica do Paraná, no Parque Tanguá; à direita, apresentação do 23º Festival de Teatro de Curitiba realizada a céu aberto; abaixo, uma das pontes do trajeto até Morretes. Na página ao lado, à esquerda, o trem centenário; à direita, prato de barreado; e, abaixo, uma das estações cruzadas durante a viagem Left: Typical vegetation of Paraná, in Tanguá Park; right, performance from the 23rd Curitiba Theater Festival in the open; below: One of the bridges on the way to Morretes. Opposite, left: The centenary train; right, above: The regional dish called barreado; below: One of the train stations passed along the route

Palácio de Cristal de Londres. Há ainda o Tanguá, imenso espaço com mirantes, lagos e pistas para caminhadas, o Barigui, mais central e, portanto, mais concorrido, entre outros. O atual espírito local também mostrou sua cara na emblemática reabertura da Pedreira Paulo Leminski, um incrível endereço de shows cercado por um paredão de rochas. Fechado por sete anos devido a uma liminar concedida aos moradores da região, incomodados com o barulho das apresentações, o local, que já recebeu Paul McCartney e Pearl Jam, voltou à ativa no início de 2014, após a gritaria de líderes políticos e artistas, além de alguns ajustes de segurança. Antes restritas às ações do Festival de Teatro de Curitiba – sua 24ª edição está prestes a ser realizada, entre 24 de março e 5 de abril –, que, além de palcos convencionais, ocupa praças, calçadões e parques, hoje outras iniciativas pululam nos espaços públicos da cidade. Mais que uma onda, as feiras de rua já são uma constante. A Alto Juvevê Gastronomia reúne restaurantes, confeitarias e cafés e entrou para o calendário oficial de eventos da Prefeitura, enquanto a Ao Gosto da Stresser conta com barracas que enaltecem os sabores regionais. E, pouco depois do carnaval, é a vez de o Réveillon Fora de Época agitar a capital, em uma iniciativa independente que reúne centenas de pessoas num divertido encontro, no Largo da Ordem. Não é exagero dizer ainda que a efervescência cultural contagiou até a gastronomia curitibana. No Batel, badalado bairro que concentra os melhores restaurantes e bares da capital, há mais exemplos de inovação. A região oferece um misto de sofisticação e tradição, com shoppings, lojas com vitrines luxuosas, praças agradáveis e construções com lindas fachadas e traços dos séculos 18 e 19. Por trás desses endereços estão alguns dos personagens que também entraram na dança e resolveram fazer diferente.

086 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

DIVULGAÇÃO

TRILHOS CENTENÁRIOS CENTENARY RAILS

Histórico, divertido e inesquecível. Assim é o passeio de trem que sai de Curitiba, desce a Serra do Mar e vai até a pequena cidade de Morretes. Comemorando 130 anos de existência em 2015, o tour de três horas foi apontado pelo Wall Street Journal como um dos três mais bonitos do mundo. Justifica-se: ao longo dos 110 quilômetros de trajeto, dos quais grande parte é em meio à Mata Atlântica, a locomotiva oferece vista de montanhas e cachoeiras. Também passa por significativas obras da engenharia, como 13 túneis e 30 pontes, algumas delas à beira do precipício. As mais destacadas são a Ponte São João, com 55 metros de altura, e o Viaduto do Carvalho, construído sobre cinco pilares de alvenaria na encosta da rocha. Em Morretes, a dica é saborear o barreado, prato típico do litoral paranaense, feito com carne cozida na panela de barro até desmanchar, misturada a farinha de mandioca. A volta para a capital reserva outras boas surpresas se feita de van ou carro, pela bela e antiga estrada da Graciosa, caminho utilizado pelos tropeiros no século 19. SERRAVERDEEXPRESS.COM.BR

Historical, fun, and unforgettable. This describes the train ride that departs from Curitiba, descends Serra do Mar, and runs to the small town of Morretes. Celebrating 130 years of existence in 2015, the three-hour tour was named by The Wall Street Journal as one of the three most beautiful train rides in the world. Deservedly so: along the 110-kilometer stretch, most of which passes through the Atlantic Forest, the locomotive overlooks mountains and breathtaking waterfalls. It also passes through significant works of engineering, including 13 tunnels and 30 bridges, some of them at the edge of cliffs. Two of the main bridges include the 55-meter high Ponte São João, and Viaduto Carvalho, built upon five masonry pillars on the rock face. In Morretes, be sure to savor the barreado – a typical dish of the Paraná coastal region made with meat stewed with seasonings in a clay pot until it easily pulls apart, mixed with cassava flour. The return trip to Curitiba has other nice surprises in store, if made by car or van, along the beautiful and old Graciosa highway, the same road used by 19th century drovers.

an impressive former rock quarry that now hosts concerts. After having been closed for seven years due to an injunction granted to area residents bothered by the noise of the performances, the venue –which has hosted the likes of Paul McCartney and Pearl Jam – returned to active duty in early 2014, after the outcry of political leaders and artists, as well as several improvements to security. The 24th edition of the Curitiba Theater Festival is right around the corner, slated to be held between March 24 and April 5. This time around, in addition to conventional stages, festival-related events will occupy public squares, parks and promenades throughout the city. More than just a fad, street food festivals are already here to stay. The Alto Juvevê Gastronomia food fair gathers restaurants, patisseries and cafes, and has entered the official calendar of city hall-sponsored events, while Ao gosto da Stresser features kiosks offering a wide range of regional flavors. And, shortly after Carnival, it’s time for Réveillon Fora de Época (“New Year’s Eve Out of Season”) in Curitiba – an independent initiative that gathers hundreds of people in a funfilled street party at Largo da Ordem. It’s no overstatement to say that the cultural effervescence has also impacted local cuisine. In Batel, the “in” neighborhood that concentrates many of the city’s best bars and restaurants, there are more examples of innovation. The region offers a mix of sophistication and tradition, offering malls,

087


D ES T INOS | C U R I T I B A

Na página anterior, à esquerda, Manu Buffara; abaixo, sua criação que leva espinafre, castanha-do-pará e maionese de alho-poró; e, acima, o ambiente do Babilônia. Nesta página, acima, doces da Cuore di Cacao; e, abaixo, ravióli de abóbora e tentáculo de polvo crocante do Ernesto Ristorante Previous page, left: Chef Manu Buffara; below: One of her creations; above: Inside Babilônia restaurant. This page, above: Sweets for sale at Cuore di Cacao; below: Two dishes at Ernesto Ristorante

Manoella Buffara, à frente do Manu, ignorou o preconceito para oferecer sua arrojada cozinha, que alia alta gastronomia com ingredientes regionais. “Eu tinha medo de criar o menu degustação e ser rejeitada pelos conservadores. Mas o Manu é um sucesso”, conta a chef, reconhecida por Alex Atala como um dos grandes nomes da atual culinária brasileira. Vizinho dela, o Babilônia arriscou um pouco mais. Seu ambicioso projeto de restaurante 24 horas vinga há quase 12 anos e mostra fôlego. O público soma 22 mil pessoas por mês, incluindo artistas que aproveitam a flexibilidade do relógio e a qualidade dos sabores no café da manhã, no almoço executivo, no happy hour, no jantar ou até num providencial lanche depois da badala. Sobremesa que surpreende? Também tem. A poucos quarteirões dali está a Cuore di Cacao, primeira chocolateria brasileira a participar do Salão de Paris. Seu esmero está em misturar a tradição do cacau baiano com o bom gosto do design, tanto na serigrafia feita sobre as guloseimas quanto na refinada decoração do espaço.

088 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

A atmosfera moderninha mexeu até com alguns endereços onde o estilo tradicional se sobrepõe. O Ernesto Ristorante, localizado no bairro Marcês, é um deles. A casa, que tem até o selo de qualidade Ospitalità Italiana, concedido aos estabelecimentos que preservam os quesitos da verdadeira gastronomia italiana, deu seu jeito para atrair o público jovem. O chef Dudu Sperandio agora oferece um menu a preço acessível e de madrugada: todas as últimas sextas-feiras do mês, a partir da meia-noite, há como combinar taças de vinho com sugo della mezzanote, prato feito de talharim artesanal.

shops with luxurious showrooms, pleasant squares and buildings with beautiful façades and features of 18th and 19th century architecture. Behind these establishments are some of the characters who also joined the dance and decided to do differently. Manoella Buffara, who runs Manu restaurant, ignored prejudice in order to offer her bold fare that combines haute cuisine with regional ingredients. “I was afraid to create the food-tasting menu and be rejected by conservatives. But Manu is a success,” says the chef, recognized by Alex Atala as one of the great names of contemporary Brazilian cuisine. Her neighbor, Babilônia, took a bit more of a risk. Its ambitious project for a 24-hour restaurant has paid off for nearly 12 years, and shows no signs of letting up. The place serves around 22,000 people a month, including patrons who take advantage of the flexible hours and the quality of flavors for breakfast, business lunch, happy hour, dinner or even a providential snack after hitting the clubs. Want an amazing dessert? You can also find that here. Just a few blocks away is Cuore di Cacao, the first Brazilian chocolate shop to participate at the Salon du Chocolat in Paris. Its refinement is in mixing the tradition of Bahia cocoa with tasteful design, both in the decorative prints on the treats themselves as well as the refined decoration of the shop. The modern atmosphere has affected even some spots where the traditional style prevails. Ernesto Ristorante, located in the Marcês neighborhood, is one of them. The restaurant – which even has the “Ospitalità Italiana” seal of quality, awarded to establishments that preserve the features of true Italian cuisine – has been successful in attracting younger crowds. Chef Dudu Sperandio now offers a menu at affordable prices, and on the last Friday of each month, starting at midnight, you can combine glasses of wine with sugo della mezzanote, a dish made from handmade taglierini (a type of ribbon pasta).

089


D ES T INOS | C U R I T I B A

À esquerda, a atmosfera efervescente da feira do Lago da Ordem; abaixo, à direita, o publicitário e músico José Oliva; e, à esquerda, detalhe das caixinhas vendidas em sua barraca Left: The effervescent atmosphere of the craft fair at Largo da Ordem; below, right: Advertising exec and musician José Oliva; left: Detail of boxes sold at his stall

Responsável por movimentar o centro da cidade a cada domingo, a feira de artesanato do Lago da Ordem é passeio obrigatório para moradores e turistas. Barraquinhas que vendem objetos de decoração, livros, roupas e pinturas se espalham pela via dando forma a mais um evento com ares de ontem e de hoje. Apesar de realizada desde os anos 1970, a iniciativa aceita de produtos antigos a exemplares da arte contemporânea e autorais. Na barraca do publicitário e músico José Oliva, que fez parceria com o ícone da contracultura curitibana, Paulo Leminski, singelas caixinhas ficam expostas e até parecem sintetizar a alma da capital. Dentro delas, cartazes com textos escritos por José vêm acompanhados de objetos que instigam o leitor a tomar uma atitude em relação ao que lê. A que recebe o título Abra Para Mover, Leia Para Transformar traz um kit de instruções para montar um caleidoscópio. As combinações de cores que saem do aparelho óptico, assim como o mutirão que construiu a Praça de Bolso do Ciclista e ressuscitou a Rua São Francisco, inspiram e representam, de certa forma, a Curitiba do século 21.

090 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Every Sunday, the Largo da Ordem Crafts Fair attracts bustling crowds to the downtown area – a must-see for locals as well as tourists. Stalls selling decorative items, books, clothing and paintings are scattered along the street, creating yet another event with an air of both yesterday and today. Although this fair has been held since the 1970s, the initiative accepts everything from old-time products to examples of contemporary and original art. At the stall of advertising professional and musician José Oliva – a onetime partner of the icon of Curitiba counterculture, Paulo Leminski – unpretentious boxes are displayed and even seem to synthesize the soul of this city. Within them, posters with texts written by José are accompanied by objects that prompt readers to take action in relation to what they’ve read. The one titled “Open to move, read to transform” features a kit with instructions to make a kaleidoscope. The combinations of colors that come out of this kaleidoscope, as well as the group effort that built Praça do Bolso do Ciclista and revived Rua São Francisco, are inspiring and – in a way – represent 21st century Curitiba.


D ES T INOS | C U R I T I B A

ONDE FICAR WHERE TO STAY

ONDE COMER

WHERE TO EAT

Alta Reggia Plaza Hotel

Vale pelo excelente custo-benefício. Situado no centro da cidade, os quartos são espaçosos e confortáveis. O restaurante, por sua vez, oferece uma ótima gastronomia internacional. Worthwhile, in terms of cost–benefit. Located downtown, the rooms are spacious and comfortable. The hotel restaurant, in turn, offers wonderful international cuisine. R. DR. FAIVRE, 846, CENTRO 41 3026 3223

ALTAREGGIA.COM.BR

Slaviero Full Jazz

Como já diz o nome, o jazz está no DNA do hotel. A música norte-americana se faz presente na decoração das suítes, no bar e na DVDteca com mais de 100 títulos de shows. As the name says, jazz is in this hotel’s genes. American music is featured in the decoration of the suites, in the bar, and in the DVD library with over a hundred concert films. R. SILVEIRA PEIXOTO, 1.297, BATEL 41 3312 7000

SLAVIEROHOTEIS.COM.BR

A chef mais aclamada de Curitiba serve suas criações em degustações de até 11 pratos. Curitiba’s most acclaimed chef serves her creations in food tastings with up to eleven dishes. AL. DOM PEDRO II, 317, BATEL 41 3044 4395

Também no Batel, a hospedagem tem como destaque o espaço de lazer com saunas seca e úmida, piscinas coberta e aquecida, fitness center e spa. Also located in Batel, amenities include wet and dry saunas, indoor and heated pools, a fitness center, and a spa. AV. SETE DE SETEMBRO, 5190, BATEL

ATLANTICAHOTELS.COM.BR

RESTAURANTEMANU.COM.BR

O Barba Hamburgueria

Faz o melhor hambúrguer da cidade. E, de quebra, vende algumas das mais destacadas cervejas artesanais de Curitiba. Makes the best burgers in town. And, to boot, sells some of the best craft beers in Curitiba. AV. VICENTE MACHADO, 578, CENTRO 41 3018 0825

Babilônia Batel

Aberto 24 horas, o restaurante aposta na qualidade e na variedade de pratos para manter a casa cheia. Há de massas a sushis. Open 24 hours, the restaurant bets on quality and variety of options to maintain a full house. Offers everything from pastas to sushi. AL. DOM PEDRO II, 541, BATEL 41 3566 6464

Radisson

41 3351 2222

Manu

BABILONIA.NET.BR

Ernesto Ristorante

O jovem chef Dudu Sperandio oferece uma cozinha mediterrânea com enfoque italiano. Young chef Dudu Sperandio offers a Mediterranean cuisine with a focus on Italian. R. MYLTHO ANSELMO DA SILVA, 1483, MERCÊS 41 4141 5477

DUDUSPERANDIO.COM.BR

Mercearia Fantinato

Na casa, a clássica carne de onça (foto) é preparada na mesa do cliente. Leva carne crua, páprica doce, pimenta calabresa, alho, cebola e meia dose de conhaque. At this eatery, the classic carne de onça (photo) is prepared at the customer’s table. It’s made from raw ground beef, sweet paprika, red pepper flakes, garlic, onion and a half shot of brandy. R. MATEUS LEME, 2553, BOM RETIRO 41 3023 1953

Barista Coffee Bar

Para provar um espresso perfeito em um ambiente que lembra um armazém. For enjoying a perfect espresso in a warehouse-like ambience. R. MOYSES MARCONDES, 357, JUVEVÊ 41 3501 7461

PASSEIOS

40 03 1181

COMO IR

TOURS

Curitiba

HOW TO GET THERE

IGU City BUS

A agência opera passeios e city tours pela capital paranaense. The agency operates city tours through Paraná`s capital. 45 3259 6161

Azul viagens

IGUCITYBUS.COM.BR

A Azul opera inúmeros voos diretos para Curitiba, a partir de mais de dez cidades do País. Azul Airlines operates numerous direct flights to Curitiba, from more than ten cities in Brazil.

Alta Reggia Três noites no m café l te Plaza Ho co MP INA S) SA ÍDA 16/ 4 (CA

10x R$111,50 sem juros

SP PR

CURITIBA Morretes

SC

092 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5


DES T INOS | C U R I T I B A | F A Z E N D O A M A L A

Out about town

1 Jaqueta de couro Mineral. R$259,90

Pela cidade afora

Mineral leather jacket. R$259.90 AMAZINGSTORE.COM.BR

8

2 Tênis de cano médio C&A. R$109,90 Mid-top C&A sneakers. R$109.90

UMA SELEÇÃO DE PRODUTOS E ACESSÓRIOS PARA VOCÊ DESBRAVAR CURITIBA E A REGIÃO DA SERRA DA GRACIOSA A SELECTION OF PRODUCTS AND ACCESSORIES FOR YOU TO BRAVE CURITIBA AND THE SERRA DA GRACIOSA REGION

CEA.COM.BR

3

3 Headphones Philips. R$94,90 Philips Headphones. R$94.90 PHILIPS.COM.BR

Edição/Editing LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA Fotos/Photos FÁUSTULO MACHADO

4 Celular Sony Xperia Z3 Compact. R$2.699

Sony Xperia Z3 Compact mobile phone. R$2,699

1

SONY.COM.BR

4

5 Perfume Guerlain L’Homme Ideal. R$399 Guerlain L’Homme Ideal Perfume. R$399

12

6 Carteira Riachuelo. R$29,90

9

5

SEPHORA.COM.BR

Riachuelo Wallet. R$29.90 RIACHUELO.COM.BR

7 Calça jeans 7 For All Mankind. R$1.075 7 For All Mankind blue jeans. R$1,075

6

7FORALLMANKIND.COM

10

13

8 Camiseta MyFots. R$159 MyFots Tee-Shirt. R$159 MYFOTS.COM

9 Kit Eco Bag Litsea Vyvedas: shampoo, condicionador, sabonete líquido e hidratante corporal. R$45

7

Litsea Vyvedas Eco Bag Kit: shampoo, conditioner, body wash and moisturizer. R$45 VYVEDAS.COM.BR

10 Guia Essencial de Curitiba, Pulp Edições.

2

094 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

AGRADECIMENTO: DONATELLI TECIDOS ( TECIDO WAVE COR 001)

R$29,90

11

Essential Guide to Curitiba - Pulp Edições. R$29.90 LIVRARIADAVILA.COM.BR

11 Nécessaire de couro CNS. R$198 CNS Leather toiletry bag. R$198 CNSONLINE.COM.BR

12 Cerveja Way Irish Red Ale. R$10

Cerveja Perigosa Imperial IPA Bodebrown. R$28

Way Irish Red Ale. R$10 Perigosa Imperial IPA Bodebrown Beer. R$28 BREWDOG.COM/BARS/SAO-PAULO

13 Mochila Jansport. R$249 Jansport backpack. R$249 JANSPORT.COM

095


D ES T INOS | G A L I N H O S E S Ã O M I G U E L D O G O S T O S O

Crowned by the wind

Coroadas pelo

vento

Principais representantes da região Norte potiguar, Galinhos e São Miguel do Gostoso formam uma dupla perfeita para os amantes de esportes aquáticos e guardam outras maravilhas. Deixe as praias de areias brancas, a boa gastronomia e o magnífico pôr do sol guiarem seu caminho Foremost representatives of the northern region of Rio Grande do Norte, Galinhos and São Miguel do Gostoso form a perfect pair for lovers of aquatic sports and offer other wonders. Let the white sand beaches, excellent cuisine and magnificent sunsets guide your way

096 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Por/By RENATA REPS

N

Fotos/Photos ANDREA D’AMATO

o litoral Norte potigua r é o vento que dita as regras. Ele cont rola a s ondas do mar e decide o período de alta temporada para os esportes náuticos, que não coincide com nenhuma das quatro estações. O vento também marca os céus: nas dunas de Galinhos e nas proximidades de São Miguel do Gostoso, dois dos mais belos destinos da região, a paisagem é delineada pelos aerogeradores dos parques eólicos. As imponentes construções, de 100 metros de altura cada, não existiam até três anos atrás, mas agora despontam evidentes e dividem opiniões entre moradores e visitantes.

O

n the northern coast of Rio Grande do Norte, it’s the wind that calls the shots. It controls the waves and decides when the high season for water sports will be, which doesn’t coincide with any of the four seasons of the year. The wind also marks the skies: On the sand dunes at Galinhos and around São Miguel do Gostoso – two of the region’s loveliest destinations – the landscape is shaped by the giant turbines of the wind farms. The imposing structures, each 100 meters tall, didn’t even exist until around three years ago, but are now a striking presence, generating divided opinions among locals and visitors.

097


D ES T INOS | G A L I N H O S E S Ã O M I G U E L D O G O S T O S O Na página anterior, acima, o Farol das Almas; e, no centro, peixe típico da região. Nesta página, ao lado, passeio de bugue; no centro, Júnior Tubarão com ostras colhidas no mangue; e, no pé da página, o entardecer em Galos Previous page, above: Farol das Almas (“Lighthouse of Souls”); center: Typical fish of the region; below: Dusk in Galinhos. This page, opposite: Dune buggy ride; below: Júnior Tubarão with oysters harvested in the mangroves; bottom of the page: Sunset in Galos

Semelhantes à primeira vista, as cidadezinhas – distantes 90km pela beira da praia ou 170km por rodovia e estrada de terra – guardam tanto diferenças quanto pontos em comum. Muitos turistas concentram o roteiro em Gostoso e passam só um dia em Galinhos. Mas o local, com 2200 habitantes, merece bem mais do que isso. Para alcançá-lo, o visitante que vem da capital Natal precisa andar 160km e deixar o carro no estacionamento Pratagil. Dali, um barco o conduz à península, dona do mais belo pôr do sol da região. Para comprovar a máxima, basta uma caminhada na praia ou um passeio de charrete até o Farol das Almas, onde as boas-vindas se completam com um mergulho nas piscinas naturais que se formam mornas e rasas. Galinhos não foi mesmo feita para se aproveitar com pressa. Foi o que percebeu a angolana Clara Pinto Machado, de 54 anos, quando chegou ao vilarejo, 14 anos atrás. Ela investiu na charmosa Pousada Chalé Oásis – Spa da Alma, cuja decoração kitsch confere uma atmosfera acolhedora ao espaço, localizado à beira do braço de mar – ou rio, como chamam os nativos. “Recebo as pessoas como se fossem hóspedes em casa. Quando um cliente vai embora, eu choro. E às vezes ele também. Esta cidade tem uma energia diferente”, comenta.

098 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

A união dos habitantes em favor do turismo fez o lugar passar por mudanças e perder alguns de seus pescadores. Não por isso, porém, faltam peixes frescos nas refeições. Sobretudo o dourado e o peixe-galo, espécie que inspirou o nome do local. Dois passeios de barco permitem descobrir as águas da região: o tradicional conduz grupos por um roteiro que se inicia nas imensas salinas (as dunas brancas de sal grosso) e segue até as Dunas do Capim, onde é possível boiar no mar com alta concentração de sal. Em seguida, há um clássico tour de bugue com uma pausa para o almoço no vilarejo de Galos, mais especificamente no Restaurante da Irene, o mais famoso da área. A segunda opção – imperdível, diga-se – é feita a bordo de uma canoa movida a motor. A embarcação é comandada por Júnior Tubarão, que, aos 25 anos, já é uma das lendas vivas de Galinhos. Ao longo do passeio, ele mergulha e “captura” cavalos-marinhos, estrelas-do-mar e peixes-morcego, sempre com cuidado para não retirar os animais da água. Quando adentra o mangue, colhe ostras para degustação com azeite e limão. Passageiros da canoa do Tubarão podem até comer ceviche e sashimi de peixes pescados no dia.

Although similar at first glance, these two towns – located 90 km apart along the seashore or 170 km apart by paved highway and dirt road – harbor as many differences as commonalities. Many tourists concentrate their itineraries in Gostoso and spend only a day in Galinhos. But this locality, with a population of around 2,200, deserves much more than that. To reach it, visitors coming from Natal (the state capital) need to drive 160 km and leave their cars at the Pratagil parking facilities. From there, a boat takes tourists to the peninsula, a spot that features the region’s most beautiful sunsets. To prove the maxim, just walk along the beach or a take a carriage ride to Farol das Almas (“Lighthouse of Souls”), where the experience is completed with a dip in the warm and shallow tide pools that form there. Galinhos was definitely not meant to be enjoyed in a hurry. That’s what Clara Pinto Machado, 54, originally from Angola, realized when she came to the village 14 years ago. She invested in the charming inn called Pousada Chalé Oásis – Spa da Alma, whose kitschy decoration bestows a warm atmosphere to the property located on the edge of a sea inlet – or ‘river,’ as the natives call it. “I receive people as if they were guests in my home. When my guests leave, I cry. And sometimes they do too. This town has a different energy,” she says. The way the local inhabitants joined together in favor of tourism made the place undergo changes and even lose some of its fishermen. But this doesn’t mean there’s any shortage of fresh fish at meal times. Especially the fish species known as dourado and peixe-galo, the latter being the town’s namesake. Two boat rides allow you to discover the region’s waters: The traditional one leads groups along a route that starts at the immense salt pans (white dunes of coarse salt) and ends up at Dunas do Capim, where swimmers float effortlessly on the sea due to the high concentration of salt. Then there is a classic

099


D ES T INOS | G A L I N H O S E S Ã O M I G U E L D O G O S T O S O

Quando chega a hora de fazer as malas rumo à vizinha São Miguel do Gostoso, vale madrugar. É preciso aproveitar a maré baixa da manhã para vencer o percurso, que conta com paradas incríveis. Alguns exemplos são o vilarejo de pescadores Caiçaras, as grutas Pedras dos Três Irmãos e a Praia do Marco do Descobrimento. Um dos mais famosos pesquisadores potiguares, Lenine Pinto, defende, em seu livro Reinvenção do Descobrimento, que os ventos alísios da Europa não levaram as caravelas portuguesas à Bahia, mas sim à cidade de Touros, onde fica o Marco. Pode ser só uma tese, porém os moradores dali a recitam como se fosse hino. Gostoso é o paraíso dos velejadores, ainda que haja controvérsias sobre onde estão os melhores ventos. Em Galinhos eles são mais fortes. Mas o esportista italiano Paolo Migliorini, de 41 anos, e há 15 no Brasil, diz que “não necessariamente os mais fortes são os ideais para velejar”. Em 2005, ele montou ali a Dr. Wind, sua escola de kite e windsurfe. “Eu sempre quis ‘morar no verão’, e bom vento é algo raro de se encontrar”, explica. Além das aulas, o espaço oferece aluguel de equipamentos e possui uma lanchonete com saladas e açaí para os atletas reporem as energias. É bem verdade que os esportes náuticos foram a causa do início da vida turística local – praticantes começaram a desbravar suas águas e seus ventos no fim da década de 90. Mas quem não leva jeito para tais manobras não tem com o que se preocupar. Gostoso guarda banhos maravilhosos em suas principais praias: do Maceió, da Xêpa, do Cordeiro e de Santo Cristo. E para desfrutar o sol que se põe magicamente, a dica é ir de quadriciclo à Praia de Tourinhos e subir as falésias. A recompensa é observar, de camarote, o dia cair devagar com reflexos dos raios sobre os surfistas.

100 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Na página anterior, acima, à esquerda, praticante de kitesurfe nas águas de Gostoso; à direita, falésias de Tourinhos; e, abaixo, o italiano Paolo Migliorini. Nesta página, no alto, tour de quadriciclo; e, acima, Praia de Santo Cristo Previous page, top left: Kite-surfer in Gostoso; right: Cliffs at Tourinhos beach; below: Paolo Migliorini, from Italy. This page, top: ATV tour; above: Santo Cristo beach

dune buggy tour, with a lunch break in the village of Galos, specifically at “Restaurante da Irene”, the area’s most famous eatery. The second option – a must-see, as they say – is enjoyed in a motor-powered canoe. The vessel is commanded by Júnior Tubarão, who at age 25 is already one of the living legends of Galinhos. Along the way, he dives and “captures” seahorses, starfish and bat-fish, always being careful not to remove the animals from the water. When entering the mangrove, he harvests oysters for tasting right there on the spot, served up with olive oil and lime. Passengers on Tubarão’s canoe can even eat ceviche and sashimi made from fish caught that very day. When it comes time to pack up and head toward the neighboring town of São Miguel do Gostoso, it’s worthwhile to get an early start. You need to take advantage of the low tide in the morning to make it there, and the trip offers some amazing stops

along the way. Examples include the Caiçaras fishing village, the caves at Pedras dos Três Irmãos, and Praia do Marco do Descobrimento. One of the state’s most well-known researchers, Lenine Pinto, in his book Reinvenção do Descobrimento (“Reinventing the Discovery”) argues that the trade winds from Europe didn’t bring the Portuguese caravels to Bahia, but rather to the town of Touros, where the “Landmark of the Discovery” is located. It may be just a theory, but the folks ‘round there recite it as if it were an anthem. Gostoso is a paradise for wind-surfing and kite-surfing, although there is controversy as to where the best winds are. In Galinhos, the winds are stronger. But Italian sportsman Paolo Migliorini, 41 years old (the last 15 of which in Brazil), says ‘the strongest winds are not necessarily are best for ‘sailing’.” In 2005, he founded Dr. Wind, his kiteand wind-surfing school. “I always wanted to live in the summertime, and good wind is rare to find,” he explains. In addition to classes, his school offers equipment rentals and has a snack bar with salads and açaí for athletes to replenish their energies. In fact, aquatic sports were the cause for the beginning of local tourist life – practitioners began braving the waters and winds here in the late 1990s. But those who don’t have a knack for such maneuvers have nothing to worry about. The beaches at Gostoso are wonderful for taking a dip in the ocean, at beaches like Maceió, Xêpa, Cordeiro and Santo Cristo. And to enjoy magical sunsets, take an ATV to Praia de Tourinhos and head up the cliffs. The reward is a sky-box view of the daytime slowly giving way to evening, as the late-afternoon sun rays reflect off the surfers below.

101


D ES T INOS | G A L I N H O S E S Ã O M I G U E L D O G O S T O S O

Ao lado, pescadores no vilarejo de Caiçaras; abaixo, à esquerda, o ambiente aconchegante do Génesis Resto Bar; e, à direita, o peixe ao molho de camarão com banana cozida e feijão-verde servido na casa Opposite: Fishermen in the village of Caiçaras; below left: The cozy ambience of Génesis Resto Bar; right: Fish in shrimp sauce with bananas and beans served at the eatery

A chegada da noite na cidadezinha também é recheada de boas opções para um jantar ou drinks. Nas travessas da Avenida dos Arrecifes, a principal dali, há alternativas para todos os gostos: desde o Spaço Mix Batataria e Pizzaria ao tradicional La Brisa, onde é possível provar o arroz de polvo e camarão feito por Leonardo Godoy, de 75 anos, o primeiro habitante de Gostoso. Mas o destaque vai para o Génesis Resto Bar. A sommelière Fabiana Dall’Onder e a chef Priscyla Jansen capricharam na carta de cervejas, no cardápio e no ambiente customizado. O local é uma ótima escolha para encerrar a viagem que, certamente, não será a última que você fará pela região.

102 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Nightfall in the town also offers several nice options for dining and drinking. In the alleyways located off Avenida dos Arrecifes, the town’s main thoroughfare, there are alternatives for all tastes: from Spaço Mix Batataria e Pizzaria to the traditional La Brisa, where diners can try the octopus and shrimp rice prepared by Leonardo Godoy, 75, Gostoso’s first inhabitant. But the foremost attraction is Génesis Resto Bar. Sommelier Fabiana Dall’Onder and Chef Priscyla Jansen have gone all out on the beer list, the menu, and the unique ambience. The place is a great choice to end your trip, which certainly won’t be the last one you’ll take here.


D ES T INOS | G A L I N H O S E S Ã O M I G U E L D O G O S T O S O

ONDE FICAR WHERE TO STAY

ONDE COMER

Pousada Chalé Oásis – Spa da Alma

Conta com nove chalés decorados com a temática dos planetas do Sistema Solar. Tem um restaurante delicioso aberto ao público para café, almoço e jantar. Features nine chalets decorated with the theme of the planets of the Solar System. It has a delicious restaurant open to the public for breakfast, lunch and dinner. R. BEIRA RIO, S/Nº, GALINHOS 84 3552 0024

OASISGALINHOS.COM

Pousada Peixe-Galo

Situada em Galos, a 10 minutos de Galinhos de bugue, está em um local privilegiado, de onde dá para observar o mar e as estrelas. Located in Galos, 10 minutes from Galinhos by dune buggy, in a prime spot for watching the sea and the stars. R. DA CANDELÁRIA, 30, PRAIA DE GALOS 84 3206 8841

POUSADAPEIXEGALO.COM.BR

Pousada dos Ponteiros

Destaque para os amplos chalés, o agradável mirante com vista da praia e o minispa. Features chalets, a nice scenic overlook of the beach, and a mini-spa. ENSEADA DAS BALEIAS, 1000, PRAIA DO MACEIÓ 84 3263 4007

POUSADADOSPONTEIROS.COM.BR

Pousada dos Amores

A 7km de Gostoso, é um paraíso pé na areia. Bangalôs com piscinas individuais de borda infinita separam o hóspede do mar tranquilo. Além disso, o excelente restaurante e o serviço atencioso fecham a perfeita estada. Located 7 km from Gostoso, is a feet-in-thesand paradise. Bungalows with individual infinity-edge pools separate the guests from the calm sea. And the excellent restaurant and friendly service help to round out a perfect stay. R. PRINCIPAL, 7, PRAIA DE SÃO JOSÉ 84 3693 2027

PASSEIOS

WHERE TO EAT

ENSEADADOSAMORES.COM.BR

TOURS

Restaurante Dona Irene

Ao lado da Pousada Peixe-Galo. Os preços módicos do self-service também são para os peixes frescos e apetitosos frutos do mar. Located next door to Pousada Peixe do Galo. The affordable buffet doesn’t skimp on fresh fish and appetizing seafood. R. DA CANDELÁRIA, S/Nº, PRAIA DE GALOS

Galinhos Bugue /Buggy

Marque tours diretamente com Ecinho, líder da Associação dos Bugueiros. Schedule tours directly with Mr. Ecinho, leader of the local Dune Buggy Drivers’ Association. 84 9117 4705

84 3553 2016

Júnior Tubarão

Génesis Resto Bar

É o restaurante mais charmoso de Gostoso. Prove o sanduíche de lagosta ou o peixe ao molho de camarão com banana cozida e feijão-verde. Para acompanhar, escolha uma cerveja artesanal. The most charming restaurant in Gostoso. Try the lobster sandwich or fish in shrimp sauce with banana and beans. And to go along with your meal, choose a craft beer. R. PRAIA DA XÊPA, 86, SÃO MIGUEL DO GOSTOSO 84 9932 2322

La Brisa

O carro-chefe é o arroz com polvo e camarões, receita que o dono, Leonardo Godoy, aprimorou ao longo dos anos. The flagship dish is rice with octopus and shrimp, a recipe that owner Leonardo Godoy has perfected over the years.

Faça um passeio de barco com direito a um tour pelos mangues e degustação de ostras e peixes frescos. Take a boat ride complete with a tour of the mangroves, and enjoy fresh fish and oysters. 84 9110 2965

Gostoso Quadriciclo /ATV tour

O trajeto do centro da cidade até a Praia de Tourinhos tem a dose certa de aventura e belas paisagens. The ride from town center to Praia de Tourinhos offers a perfect mix of adventure and beautiful landscapes. AGÊNCIA WINDCAB, AV. DOS ARRECIFES, 1120, CENTRO

84 3263 4359

R. DOS BÚZIOS, 175, SÃO MIGUEL DO GOSTOSO 84 3263 4163

Azul viagens

40 03 1181

São Miguel

do Gostoso

m café na Sete noites co s Amores Pousada do INA S) 4 (DE CA MP SA ÍDA EM 18/

10x R$ 230,50 sem juros

COMO IR HOW TO GET THERE A Azul oferece diversos voos diretos para Natal. A capital potiguar está a 160km do estacionamento Pratagil, de onde saem barcos para Galinhos. Azul offers several direct flights to Natal. Natal is 160 km from the Pratagil parking facilities, where visitors can catch a boat to Galinhos

GALINHOS

Natal

RN

PB

PE

104 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

SÃO MIGUEL DO GOSTOSO


DES T INOS | G A L I N H O S E S Ã O M I G U E L D O G O S T O S O | F A Z E N D O A M A L A

Feet in the sand

1 Kaftan curto SouQ. R$139

Descanso pé na areia Edição/Editing LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA Fotos/Photos FÁUSTULO MACHADO

3

4

5

AGRADECIMENTO: DEPÓSITO K ARIRI (ESTEIRA TABOA)

ESTÁ COM VIAGEM MARCADA PARA AS PRAIAS DO RIO GRANDE DO NORTE? APOSTE EM PEÇAS LEVES, FRESQUINHAS E ESSENCIAIS PARA APROVEITAR O SOL E O MAR HAVE YOU SCHEDULED YOUR TRIP TO THE BEACHES OF RIO GRANDE DO NORTE? YOU CAN BET ON CLOTHES THAT ARE LIGHT, COOL AND ESSENTIAL FOR FUN IN THE SUN

SouQ short Kaftan. R$139 SOUQSTORE.COM.BR

2 Rasteiras Via Mia. R$59

6

Via Mia Flats. R$59 VIAMIA.COM.BR

3 Shampoo a seco Batiste. R$16 Batiste dry Shampoo. R$16 BATISTE.COM.BR

4 Escovas de cabelo Tangle Teezer.

7

R$72,99 cada

Tangle Teezer Hair Brushes. R$72.99 each TANGLETEEZERBRASIL.COM.BR

1

5 Óleo Sun Sublime, para cabelo e corpo, com proteção fator 8. R$101,89

Sun Sublime oil for hair and body, SPF 8. R$101.89

8

KEUNE.COM.BR

9

6 Bermuda jeans Jeanseria. R$159 Jeanseria jean shorts. R$159 JEANSERIA.COM.BR

7 Grampos para cabelo The Beauty Box. R$27,90, kit com 15 unidades

The Beauty Box bobby pins. R$27.90 kit with 15 units THEBEAUTYBOX.COM.BR

8 Biquíni A. Niemeyer: tanga, R$152; top, R$188

A. Niemeyer Bikini: thong R$152; top R$188

2

ANIEMEYER.COM.BR

10

9 Peteca Depósito Kariri. R$25 Depósito Kariri Peteca. R$25 DEPOSITOKARIRI.COM.BR

10 Bolsa de palha Elisa Atheniense. R$549,90

Elisa Atheniense straw handbag. R$549.90 ELISAATHENIENSE.COM.BR

106 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

107


DEST INOS | E U F U I

Florianópolis por/by Marlon Teixeira

FOTO: DENNY SACH/DIV.

Florianópolis é mágica. Além de praias maravilhosas, a cidade tem pessoas lindas, uma incrível diversidade gastronômica e uma vida noturna superativa – por conta do número de festas que rolam por lá, sempre digo que a “gurizada” fica até em dúvida do que fazer. Frequento a ilha há muitos anos. Fui várias vezes quando criança e, na adolescência, ela tornou-se meu ponto favorito para surfar e competir. Hoje, com a agenda apertada e os muitos trabalhos internacionais, diminuí o número de visitas. Mas sempre que estou no Brasil tento dar um pulinho lá para pegar onda, comer bem e me divertir. Uma dica essencial é ter um pouco de paciência caso vá para Floripa no verão, por causa do trânsito pesado – um obstáculo que não é o fim do mundo. Também vale lembrar: respeite sempre as pessoas locais e, claro, vá com muita energia. Você vai precisar!

Ilha do agito

A bustling island

NATURAL DE ITAJAÍ, EM SANTA CATARINA, O MODELO MARLON TEIXEIRA ELEGE FLORIANÓPOLIS – SUA VELHA CONHECIDA – COMO DESTINO CERTEIRO PARA PEGAR ONDA E CURTIR DIAS E NOITES COM OS AMIGOS ORIGINALLY FROM ITAJAÍ, SANTA CATARINA, MODEL MARLON TEIXEIRA CHOOSES FLORIANÓPOLIS – A LONG-TIME ACQUAINTANCE OF HIS – AS THE SPOT-ON DESTINATION FOR CATCHING WAVES AND ENJOYING DAYS AND NIGHTS WITH FRIENDS Em depoimento a / A testimony to LUIZA VIEIRA

Florianópolis is magical. In addition to wonderful beaches, the city has beautiful people, an amazing culinary diversity, and abundant nightlife – with so many options here, I always say that the young crowd sometimes isn’t sure exactly what to do. I’ve been going to the island for many years. I went there a lot as a kid and as a teenager; it became my favorite spot to surf and to compete. Today, with such a tight schedule and so many international jobs, I’ve cut back on the number of visits. But whenever I’m in Brazil, I always try to get there to catch some waves, eat well, and have fun. An essential tip is to have a little patience if you’re going to Florianopolis in the summer, because of the heavy traffic an obstacle that’s not the end of the world. It’s also worthwhile to remember to respect the locals and, of course, to go there lots of energy. You’ll need it!


D EST INOS | E U F U I

Confira as dicas de Marlon Teixeira para aproveitar Floripa

Check out these tips from Marlon Teixeira to enjoy Florianópolis

1 Ostradamus Bar e Restaurante Ostradamus Bar and Restaurant

ROD. BALDICERO FILOMENO, 7640, RIBEIRÃO DA ILHA 48 3337 5711 OSTRADAMUS.COM.BR

É um dos destaques da chamada via gastronômica de Santo Antônio de Lisboa. A casa serve frutos do mar de se comer rezando.

Pode soar batido, mas quem vai pela primeira vez à ilha precisa fazer o circuito das melhores baladas de Jurerê Internacional: Cafe de La Musique, Posh e P12. É diversão garantida.

7

This is one of the highlights of the so-called “via gastronômica de Santo Antônio de Lisboa.” The restaurant serves up seafood that’s to die for.

It may sound trite, but anyone who goes to the island for the first time has to make the circuit of the best nightclubs at Jurerê Internacional: Café de La Musique, Posh, and P12. It’s guaranteed fun.

2 Praia da Lagoinha do Leste Lagoinha do Leste Beach

8

3 Restaurante Black Sheep Black Sheep Restaurant

HOTEL MAJESTIC, AV. BEIRA MAR, 2746, CENTRO

Eu, que vivo no mar, sou até suspeito para falar de praias. Mas começaria indicando a Praia Mole. Depois, vale conhecer ainda a Joaquina, o Campeche e Jurerê Internacional.

48 9189 1005 THEROOF.COM.BR/BLACKSHEEP

4 Praia Mole Mole Beach

Uma boa pedida é aprender kitesurfe na Lagoa, pela experiência e pelo visual. É o ponto mais quente da cidade para a prática de esportes aquáticos.

5 Lagoa da Conceição Conceição Pond

6 Restaurante Mar Massas Mar Massas Restaurant

R. LAURINDO JANUÁRIO DA SILVEIRA, 3843, 48 3232 6109 MARMASSAS.COM.BR

Cafe de La Musique

AV. DOS MERLINS, S/Nº, POSTO 1B, JURERÊ INTERNACIONAL 48 3282 1325 CAFEDELAMUSIQUEFLORIPA.COM.BR

Posh Club Posh Club

ROD. JORNALISTA MAURÍCIO SIROTSKY SOBRINHO, KM 1,5, JURERÊ INTERNACIONAL

De culinária fusion, tem como base dos pratos a cozinha japonesa. Instalado na cobertura do Hotel Majestic, a vista completa a noite.

6

Offering fusion cuisine, this eatery’s menu is based on Japanese food. Installed in the penthouse of Hotel Majestic, the view completes the evening.

lis Florianópo Plaza

s no Quatro noite fé Hotel, com ca Florianópolis CA MP INA S) /4 (DE SA ÍDA EM 22

3

Pertinho da Lagoa, este restaurante italiano é incrível. Sempre que posso vou lá matar a vontade de comer uma boa massa.

POSHCLUB.COM.BR

SRV. JOSÉ CARDOSO DE OLIVEIRA, S/Nº,

10x R$ 88,50 sem juros

Close to Lagoa da Conceição, this Italian restaurant is awesome. Whenever I can, I go there to satisfy my craving for some good pasta.

1

Parador 12

Azul viagens

40 03 1181

48 3282 2054

Parador 12

4

A good choice is to learn kitesurfing on this Lagoon, for the experience and for the scenery. It’s the hottest point in town to practice aquatic sports.

MORRO DO BADEJO

7 Cafe de La Musique

5

Because I practically live in the ocean, I’m a bit biased in talking about beaches. But I’d start by suggesting Praia Mole. Afterwards, it’s also worthwhile to visit Joaquina, Campeche and Jurerê Internacional.

JURERÊ INTERNACIONAL 48 3284 8156 PARADOR12.COM.BR

8 Restaurante Recanto dos Açores Recanto dos Açores Restaurant SANTO ANTÔNIO DE LISBOA 48 3234 0970

Ribeirão da Ilha é o lugar certo para quem gosta de ostras e frutos do mar em geral – há vários criadouros ali. A comida mediterrânea do restaurante Ostradamus, por exemplo, é de primeira. Ribeirão da Ilha is the right place for those who enjoy oysters and seafood – there are several breeding tanks there. The Mediterranean cuisine at Ostradamus restaurant, for example, is top-notch.

110

A Z U L M AG A Z I N E | 0 3 . 2 015

2

Basta vencer a trilha de uma horinha para chegar a este verdadeiro paraíso. Além da faixa de areia, há costões, lagoa e até cachoeira.

ILUSTRAÇÃO: MAURICIO PIERRO

EST. CAMINHOS DOS AÇORES, 1595,

Suffice it to hike a trail for about an hour to reach this paradise. In addition to the strand of beach, there are cliffs, a lagoon, and even a waterfall.

111


emfoco FOTOS: JULIA RODRIGUES (LUIS FERNANDO VERISSIMO); ANNA CAROLINA NEGRI (ANTONIO ARAUJO)

114

114 Luis Fernando Verissimo

A rotina e os novos projetos do autor No ansodnaosdnoadno

126 Antonio Araujo

As motivações do diretor de teatro No ansodnaosdnoadno

134 Editoras independentes Nononoano Livros que inovam na forma e no conteúdo No ansodnaosdnoadno

126


EM FOCO | L U I S F E R N A N D O V E R I S S I M O

UM

TÍMIDO EM SEU REFÚGIO A shy man in his refuge

Luis Fernando Verissimo curte os pequenos prazeres da vida ao lado da família, em Porto Alegre, enquanto vê sua obra ressoar em plataformas distintas. Só neste mês, o escritor assiste ao lançamento de um seriado de TV, uma peça e um disco que levam seu nome Luis Fernando Verissimo enjoys life’s little pleasures together with his family, in Porto Alegre, as he watches his work resonate on different platforms. This month alone, the writer will see the premiere of a tv series, a play, and an album featuring his name

Por/By MARINA AZAREDO Fotos/Photos JULIA RODRIGUES

115


EM FOCO | L U I S F E R N A N D O V E R I S S I M O

E

m 1942, Erico Verissimo mudou-se com a família para uma casa em uma região praticamente desabitada de Porto Alegre, afastada do Centro da cidade na época. No final da década seguinte, o bairro começou a chamar a atenção e ganhou nome: Petrópolis. Muitos anos depois veio a especulação imobiliária e a vizinhança pacata, antes constituída apenas de casas, recebeu prédios em suas vias tranquilas. Poucas das moradas ajardinadas resistiram à transformação da região. Uma delas foi a do autor de O Tempo e o Vento: branca com janelas azuis escondidas pelas árvores, quase não é notada por quem caminha pela rua. Mas é ali que vive e trabalha um dos escritores mais lidos do Brasil. Luis Fernando Verissimo passa a maior parte do seu tempo na casa construída pelo pai, acompanhado da mulher, a carioca Lucia, dos três filhos e dos dois netos, que aparecem sempre que podem. Tem saído pouco e curte os dias entre livros, discos, jornais, instrumentos musicais e os brinquedos de Lucinda, 6 anos, e Davi, 2. É um lar de intelectuais: prateleiras recheadas, obras de arte nas paredes e móveis cheios de história. Foi em uma das salas, com um piano e muitos DVDs e discos que ele, um tímido confesso, recebeu a reportagem em uma manhã chuvosa de janeiro. Aos 78 anos, Verissimo está envolvido em três projetos diferentes que são lançados neste mês. Na televisão, vai ao ar, a partir de 11 de março, no GNT, a segunda temporada da série Amor Verissimo, baseada em textos seus sobre relacionamentos em idades variadas. No teatro, o musical BarbarIdade, com estreia marcada para o

116

A Z U L M AG A Z I N E | 0 3 . 2 015

I

no asndoanod anod naosd naodn oando ansod naosd iasnd oiansdi anodn aosnd Luis asd Fernando oanoid naiosd Verissimo N oand oansoddurante naosd ensaio oano realizado em sua ioasnd dnaosnd casa,onand em Porto Alegre oiasnid ioando ad Luis Fernando Verissimo during a rehearsal at his home, in Porto Alegre

n 1942, Érico Verissimo moved his family to a home in a virtually uninhabited area of Porto Alegre, far from the city center for the standards of the time. By the end of the following decade, the neighborhood began to draw attention, and was officially named: Petrópolis. Many years later came real estate speculation, and the serene neighborhood, which before consisted only of houses, began to see buildings rise up along is formerly quiet streets. Only a few of the large-yard homes withstood the transformation of the region. One is the home of the author of O Tempo e o Vento: a white house with blue windows hidden by trees, hardly noticed by those walking down the street. But that’s where one of the most widely read writers in Brazil lives and works. Luis Fernando Verissimo spends most of his time in the house built by his father, Érico, along by his wife, Lucia (a native of Rio), three children and two grandchildren, who visit whenever they can. He doesn’t get out much anymore; he enjoys his days among books, records, newspapers, musical instruments, and the toys of his grandkids Lucinda, 6, and Davi, 2. This is a home of intellectuals: crowded bookshelves, works of art on the walls, and furnishings replete with history. It was in one

of the rooms, with a piano and many CDs and DVDs, that he – a self-confessed shy man – received our reporter on a rainy January morning. At age 78, Verissimo is involved in three projects premiering this month. On TV, the second season of the series Amor Verissimo – based on his writings about relationships at different ages – will air on the GNT channel starting March 11. In theater, the musical BarbarIdade – a work based on the ideas of Verissimo as well as his partners Zuenir Ventura and Ziraldo – is slated to premiere on March 19th in Rio. Also expected to debut in March is a new album by the Rio Grande do Sul duo Kleiton & Kledir, featuring tracks by songwriters from that state, on which Verissimo also participates. As if that weren’t enough, the writer has regular columns in three Brazilian newspapers – Zero Hora, O Globo and O Estado de S. Paulo – is a saxophonist in the band Jazz 6, and is expected to publish a children's book later this year. Whew! Involved on so many fronts, Verissimo is generous with his work, and doesn’t hesitate to lend it to others. In Amor Verissimo, he placed complete trust in the writers and didn’t even ask to watch something before it was aired. “I see an adapted work as someone else’s work. It’s another

117


EM FOCO | L U I S F E R N A N D O V E R I S S I M O

EU TENHO CERTA DIFICULDADE DE EXPRESSÃO E SINTO QUE NÃO CONSIGO FALAR E PENSAR AO MESMO TEMPO "I H AV E A C E RTA I N D I FFICULT Y EXPRESSING M YSELF AND I FE EL T H AT I C A N ' T TALK AND THINK AT THE SAM E TIM E"

dia 19, no Rio, é uma obra criada a partir de ideias suas e dos parceiros Zuenir Ventura e Ziraldo. Ainda com previsão de lançamento para março, um disco da dupla gaúcha Kleiton & Kledir com canções de autores do Estado tem a sua participação. Como se não bastasse, o escritor possui espaços fixos em três jornais do País – Zero Hora, O Globo e O Estado de S.Paulo –, é saxofonista da banda Jazz 6 e deve publicar um livro infantil ainda este ano. Ufa. Envolvido em tantas frentes, o escritor é generoso com a sua obra e não hesita em emprestá-la a terceiros. Em Amor Verissimo, depositou plena confiança nos roteiristas e sequer pediu para assistir a algo antes que fosse ao ar. “Eu vejo a obra adaptada como o trabalho de outro. É outra linguagem. Não se deve comparar a adaptação com o original”, justifica. “Há episódios em que misturamos mais de um texto. O resultado são histórias com um quê de surrealismo”, esclarece Arthur Fontes, diretor do seriado. Esta não é a primeira adaptação de seus textos para a televisão. Entre 1995 e 1997, a Globo transmitiu a série A Comédia da Vida Privada, um enorme sucesso de público. O êxito talvez venha da descomplicação. Embora permeie os mais diversos assuntos – de política a relacionamentos amorosos

118

A Z U L M AG A Z I N E | 0 3 . 2 015

language, you shouldn’t compare an adaptation to the original,” he explains. “There are episodes that mix more than one text. This results in stories with a touch of surrealism,” says Arthur Fontes, director of the series. This is not the first adaptation of his works for television. Between 1995 and 1997, Rede Globo broadcast the series Comédia da Vida Privada, a major hit with viewers. The success may come from his uncomplicated approach. Although he permeates a wide range of issues – from politics to amorous relationships – Verissimo has a characteristic style. Short sentences, accessible vocabulary, and a lot of irony. All this results in an elegant and sophisticated writing, however, with popular appeal. It is easy to identify it. But it’s difficult to copy. On the Internet, new texts falsely attributed to him are constantly appearing. Most of them are of dubious quality. However, as he said himself, there are exceptions. “There’s a so-called Quasi that’s been going around, and it’s pretty good. I’d sign it myself, if someone hadn’t already signed it for me,” he jokes. Although he uses words masterfully in his writings, Verissimo is known to listen more than he speaks. “I have a certain difficulty expressing myself and I feel that I can’t talk and think at the same time. But it used to be worse. As a boy, it was


FOTOS: ARQUIVO PESSOAL (FAMÍLIA); VERISSIMO BAR/DIV. (JA ZZ 6)

EM FOCO | L U I S F E R N A N D O V E R I S S I M O

–, Verissimo tem um estilo característico. Frases curtas, vocabulário acessível e muita ironia. Tudo isso resulta em uma escrita elegante e sofisticada, porém, com apelo popular. É fácil identificá-lo. Mas difícil copiá-lo. Na internet, não param de surgir novos textos falsamente atribuídos a ele. A maioria, de qualidade duvidosa. No entanto, segundo ele, há exceções. “Tem um, chamado Quase, que andou circulando aí e é muito bom. Eu assinaria embaixo, se alguém já não tivesse assinado por mim”, brinca. Embora use as palavras com maestria em seus textos, Verissimo é conhecido por ouvir mais do que falar. “Eu tenho certa dificuldade de expressão e sinto que não consigo falar e pensar ao mesmo tempo. Mas eu já fui pior. Quando era garoto, era uma timidez quase doentia. Melhorei muito. Estou até aqui falando com você”, diz, abusando de seu humor característico. Lucia, ao contrário, tem sempre uma história para contar a quem chega à casa da família. Esta, segundo o escritor, é a fórmula da união duradoura. “Somos opostos, talvez por isso tenha dado certo o casamento. Eu estava vivendo no Rio e fomos morar juntos. Casamos em 1964. E até agora parece que vai dar certo." Os amigos e parceiros também parecem não se incomodar com seus longos silêncios. “Qualquer coisa com Verissimo é agradável. Já fizemos inúmeras viagens juntos e não tem companhia melhor. Ele só fala o necessário, na hora certa e é sempre inteligente e engraçado, mesmo sem querer. Como ele mesmo diz, quando reclamam, ‘não sou eu que falo pouco, os outros é que falam

120 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

No alto, o escritor (à dir.) ao lado dos pais, Mafalda e Erico, em Paris, na década de 50; acima, tocando com o Jazz 6 no Verissimo, bar de São Paulo que o homenageia Top, young Luis (right) with his parents, Mafalda and Erico, in Paris, in the 1950s; above, playing with his band Jazz 6 at Verissimo, a São Paulo bar named in his honor

almost a morbid shyness. It’s gotten a lot better; I'm here talking to you,” he says, with his characteristic wit. Lucia, on the contrary, always has a story to tell visitors to the family home. This – according to the author – is the formula of lasting union. “We’re opposites, maybe that’s why the marriage has worked. I was living in Rio and we moved in together. We married in 1964. And so far it seems like it’s going to work.” Friends and partners also seem unbothered by his long silences. “Anything with Verissimo is pleasant. We’ve already taken many trips together, and there’s no better company. He speaks only when necessary, at the right time, and he’s always smart and funny, even unintentionally. As he himself says when people complain: ‘I don’t talk too little; everyone else talks too much’” jokes Zuenir Ventura.

121


EM FOCO | L U I S F E R N A N D O V E R I S S I M O

FOTOS: FABRICIO FIGUEIREDO/DIV. (BARBARIDADE ); NELSON DI RAGO/ T VGLOBO/DIV. ( A COMÉDIA DA VIDA PRIVADA)

Ao lado, o elenco de BarbarIdade, que estreia neste mês; abaixo, dois momentos de A Comédia da Vida Privada, seriado de sucesso nos anos 1990 Opposite, the cast of BarbarIdade, which opens this month; below, two scenes from A Comédia da Vida Privada, a hit series in the 1990s

muito’”, diverte-se Zuenir Ventura. É de Zuenir, a propósito, uma das frases que Verissimo mais cita: “não gosto de escrever, gosto de ter escrito”. “Se eu pudesse escolher, entre as letras e a música, eu escolheria a música. É mais pelo prazer. Escrever, para mim pelo menos, não é uma coisa muito prazerosa”, confessa. Em casa, além das horas que gasta diante do computador, ele cultiva alguns de seus passatempos: assiste a filmes e a partidas de futebol – é um torcedor fanático do Internacional –, escuta jazz, MPB e música erudita e aproveita a companhia dos netos, principalmente de Lucinda, já que Davi vive em São Paulo com os pais. “Ela é muito engraçada. Outro dia não consegui consertar um cavaquinho e ela me chamou de inteligência rara. Onde ela aprendeu a ser irônica assim?”. É de se desconfiar.

122 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

By the way, it was Zuenir who authored one of the phrases that Verissimo most often quotes: “I don’t like to write, I like to have written.” “If I could choose between the lyrics and the music, I’d choose the music. It’s more for pleasure. Writing, at least for me, is not a very pleasant thing,” he confesses. At home, in addition to the hours spent writing at his computer, he cultivates some of his pastimes: watching movies and football matches (he’s an avid fan of International), listening to jazz , MPB and classical music, and enjoying the company of his grandchildren, mostly Lucinda, as Davi lives in São Paulo with his parents. “She's really funny. The other day I wasn’t able to fix a broken cavaquinho [a musical instrument somewhat like a ukulele] and she called me ‘rare intelligence.’ Where’d she learn to be so ironic?”. One can only wonder.


EM FOCO | L U I S F E R N A N D O V E R I S S I M O

Ao lado, cena de Amor Verissimo, cuja segunda temporada estreia no dia 11 de março, no GNT; abaixo, o elenco do seriado Opposite, scene from Amor Verissimo, the second season of which premieres on March 11 on the GNT channel; below, the cast of the series

ZOOM Exterior

Por conta do trabalho do pai, que foi professor universitário, o escritor passou parte da juventude nos Estados Unidos. Foi lá que se apaixonou pelo jazz. Mas recentemente trocou as temporadas em Nova York por Paris. “A gente fica velho e mais europeu”, justifica

Abroad

Because of his father's job (as a university professor), he spent part of his youth in the United States. It was there that he fell in love with jazz. But he recently switched his stays in New York for stays in Paris. “As we get older, we’re getting more European,” he explains.

Hobby

Seu programa predileto é ir ao cinema na sessão das 18h, sair para jantar em seguida e depois assistir a mais um filme em casa. Entre as produções de que gostou recentemente estão Boyhood e O Abutre

Hobby

124 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

After a scare in 2012, when he spent 24 days in the hospital in serious condition, Verissimo has been extra careful with his health. Today he takes 21 pills a day. “I don’t even know what most of them are for,” he admits. And he’s begun to consider retirement. He intends to stop writing at age 80, “but only if I can, in economic terms.” The idea is to start dedicating more of his time to another one of his great pleasures, reading: “I have piles of books waiting for me on the bedside table.” He also wants to have more time to watch his grandkids growing up. “Lucinda loves books and is now learning how to read. I’ve already given her a lot of books as gifts,” he says. If it’s up to him, the Petrópolis home will have yet another Verissimo with a talent for letters.

Tecnologia

Avesso a novidades, não tem celular e usa o computador como máquina de escrever, apenas para produzir e armazenar seus textos

Technology

Averse to new developments, he has no cell phone, and uses his computer as a typewriter and file cabinet – only to produce and store his texts

Obra

Além dos contos e crônicas, é autor também de novelas, romances, cartuns e quadrinhos. Uma de suas tiras mais famosas foi As Cobras, que ele decidiu parar de publicar há alguns anos. “Achei que não ficava bem um homem de 70 anos desenhando cobrinhas”

Works

In addition to short stories and chronicles, he is also the author of novels, novellas, cartoons and comic strips. One of his most famous comic strips was As Cobras (“The Snakes”), which he decided to stop publishing several years ago. “I thought it was a bit inappropriate for a 70-year-old man to be drawing little snakes.”

FOTOS: BRUNO POPPE/GNT/DIV.

Depois de um susto em 2012, quando passou 24 dias internado no hospital, em estado grave, Verissimo redobrou os cuidados com a saúde. Hoje toma 21 comprimidos por dia. “A maioria eu não sei nem para o que é”, admite. E começou a cogitar a aposentadoria. Pretende parar de escrever aos 80 anos, “mas só se puder, em termos econômicos”. A ideia é passar a se dedicar mais a outro de seus grandes prazeres, a leitura: “tenho pilhas de livros me esperando na mesa de cabeceira”. E ter mais tempo para acompanhar o crescimento dos netos. “A Lucinda adora livros e agora está aprendendo a ler. Já dei muitos de presente”, conta. Se depender dele, a casa de Petrópolis terá mais uma Verissimo com talento para as letras.

His perfect day is going to the movies (the 6 pm showing), going out to dinner afterwards, and then watching another movie at home. Among the pictures he’s enjoyed recently are Boyhood and Nightcrawler


EM FOCO | A N T O N I O A R A U J O

ARTE NA BOCA DO POVO

A

noanoapaaa

Diretor do Teatro da Vertigem e da Mostra Internacional de Teatro de São Paulo – cuja 2ª edição é realizada neste mês –, Antonio Araujo traz ao Brasil espetáculos de ponta e quer incentivar reflexões em torno da produção atual N oansod ansod inaods naiodn ioasnd oansd oand ionad ioansd ioansdio naosd naiso dnaosd noad nas aisd nasdn oaisnd ioasnd iansd iansd iand oais dnasi dnais ndaind ians diasn dians diansd inasdiu naisdn aind idi Por/By BRUNA TIUSSU Fotos/Photos ANNA CAROLINA NEGRI

A

s filas eram longas e constantes. Frequentadores habituais e novos espectadores chegavam a dobrar as esquinas um atrás do outro naquele início de março de 2014, na expectativa de conseguir ingressos para a Mostra Internacional de Teatro de São Paulo. A espera podia ser cansativa. Por outro lado, proveitosa: ela incitava um burburinho animado sobre os espetáculos da programação, em que opiniões e observações em geral tomavam conta dos halls das várias salas que receberam as montagens. Pronto. Antonio Araujo, idealizador e diretor artístico do evento, já estava satisfeito.

126 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

T

me sit, ni re delitae prorect empero totatus essunt lanim dest is vel eum elia aut prestem poriationse aut utem. Nisciuntiam a dunt, aspedit, alibus dunt a des aceata dolupta volorectem ent voluptatem imus dolestrum qui dolo berae explam res evel imet verspicabor alis sae isto quibus, simolor re, con ex essum coreium et pa ipiet min porepelitati ullique dolor magnimaionse voluptat. Pudi oditectusda comnia non et assita cuptiis evel maio moluptat. Fugiae lam, quas aut quo est, quo consenimil este

127


EM FOCO | A N T O N I O A R A U J O

Quando começou a pensar em organizar uma mostra com peças estrangeiras, um dos motivos que o levou a colocar a ideia em prática foi a vontade de incentivar o pensamento crítico do público. "Acho importante dar acesso a espetáculos dos mais variados estilos para fomentar a formação de um olhar sobre o que está sendo feito. Adoro ver gente concordando com a crítica e outras discordando. É o teatro em pauta", explica Antonio, que, além de estar à frente da MITsp – junto com Guilherme Marques, do Centro Internacional de Teatro Ecum –, é diretor da companhia Teatro da Vertigem, premiada por seus espetáculos realizados em espaços públicos. Depois da arrebatadora edição de estreia, cujo saldo foi de 14 mil espectadores, ele agora corre com os últimos ajustes da 2ª MITsp. Será novamente um festival pequeno, porém de indiscutível qualidade: as onze peças selecionadas, oriundas de Rússia, Inglaterra, Holanda, Ucrânia, Suíça, Itália, Israel, além de uma brasileira, vão ser apresentadas ao longo de dez dias, de 5 a 15 de março. São todas obras de companhias respeitadas e muito díspares entre si. Senhorita Julia, da inglesa Katie Mitchell, inova ao mesclar técnicas de teatro

128 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

e vídeo na adaptação da obra de August Strindberg. A suíça Stifters Dinge, do radical diretor Heiner Goebbels, não tem atores, é totalmente mecânica. Já Arquivo, do israelense Arkadi Zaides, mistura corpo e projeções para discutir território, falando diretamente de Israel e Palestina. Colocar em pauta essa zona de conflito e a questão Rússia e Ucrânia foi uma escolha de Antonio. "Outra missão de um festival internacional é mostrar como o teatro lida com o que está acontecendo no mundo. A arte dá espaço para os embates serem vivenciados de outra forma. Teremos diretores e atores russos e ucranianos, por exemplo, convivendo na mesma cidade, talvez no mesmo teatro, e até no mesmo hotel", explica o diretor. "Eu espero que dê tudo certo", completa. Os espetáculos vão ocupar salas espalhadas pela capital paulista, do Auditório do Ibirapuera ao Teatro Flávio Império, na Zona Leste. A maioria tem palco tradicional. Ou seja, estão longe de ser os espaços que Antonio costuma utilizar com o Teatro da Vertigem. "As montagens do nosso grupo são pensadas para ocupar um lugar específico. Isto não é um critério no caso da MITsp. Ela pode vir a ter uma peça site specific, só não rolou ainda."

O diretor durante ensaio fotográfico na sede do CIT-Ecum, em São Paulo, um dos locais onde a equipe da Mostra se reúne N oand oansod naosd ioasnd oano dnaosnd oiasnid onand ioando ad

quiscim porrum aceseque nonserc ipsaper rovidi ipsum quae venimolor aut volo velliquia nost ipsum quo voluptas nemolup tatibus quisitium harum quidelia dolum ipici vel miligni endus. Et quid qui ut ipidit facest laboreh enisima gnimpor ererum rem res audis autae de volecte stiore, occus eum netur? Teste posae cusam rero quaspeles eatem fugiati repudam, nam, quas et, que vereprem nus eium eius, sequi que ide quis ducimporro mintore rernam voluptae molupta tumquam volorunt, nis incto everunt autendi rati dest es dis que prataturibus ut magnimusdae eossectia sit ut expernam dolori videl il magni te qui cusa enis sequi ipiciassitio occae post officitium nam dolor accum reptis endel exerem ulparum ullori ipsandi illuptatur alique nihiciu sapidendipic totatemquos ab iur sita iunt fugit, que et expe dolorerferum faccusd aeperch iciduci liquae voluptatia dolupis es qui offictet quiam, quid erferep erciditis ilibeaquam invel mod minum rerum quo vel excepudit, qui odiandae doluptat. Cusanis vendae nescit dempore ctatia ducilig nieniet od ut volo maxim sinvendebiti a sedis doluptate peliquo dipsum inveliq uibusci rest, omnis vendis quodis aborum soluptium fuga. Ommolupta quo voluptaquam ea paribus autatiis alit, omnis doles endaect otatem fugit, sit molum harchilit, untotam estem eos ea comniminciis que pos quam rest, torporem apit eossi que poritate peruptus et et velitatur? Ebitat. Onsequatem consequi reperum volo et accusam et ommost, occus el inverios earchit atibusa ndanda nos velistis dolorio. Et unturio volora dolupitate aut et ium faccum fugit, autecerum as aut volut et harum, con peligen isquam, od endus, simus, qui doluptatur? Quiatur? Catur molorem. Nam qui ommo velis aces dunt, offic to berecturest rempore od quam eat fugitiissit poreperum quis erum endiatur, omnis doluptate sunt invel et venditi dio. Ximporita delluptis desciendam vent qui dolupta quiduntur, everatis ipsam aut aut etur rem ra quiam idebis ex et facepudit volo cuptae prat ipis mi, to in pro eliquam harchil maior aperum doluptata pra dolorru nducipsande volorio esequas exeribus. Uptaeri dolecum ni rae con cus mo in eate etus ab intures quam vere que nosani blam, odignias alit aut eum sequaepta sit et erovit ex excepe por sequis

129


FOTOS: MUNA A-NAWAJ'AH/DIV. ( ARQUIVO); STEPHEN CUMMINSKEY/DIV. (SENHORITA JULIA); DIVULGAÇÃO

EM FOCO | A N T O N I O A R A U J O

Mesmo com a cabeça ocupada com a Mostra, ele dá continuidade aos projetos da Vertigem. A companhia acabou de estrear, em Bruxelas, sua nova obra: Dizer Aquilo que Pensamos em Línguas que Não Falamos, com texto de Bernardo Carvalho. "Foi uma loucura. O elenco era de lá e eu dirigi pela primeira vez em francês." Outro feito recente foi a experiência no Chile. Lá, o espetáculo Bom Retiro 958 Metros (2012) sofreu adaptações e se transformou em Patronato 999 Metros, em referência ao bairro homônimo, de comércio popular, assim como o paulistano. Um trabalho árduo, com equipe meio brasileira, meio chilena – mas Antonio assegura que até as sete noites que passou em claro valeram a pena. Por aqui, a mais recente aparição do grupo foi com A Última Palavra é a Penúltima 2.0, que fez parte da programação da 31ª Bienal de São Paulo e foi encenada numa passagem subterrânea. Desde sua criação, em 1991 – uma iniciativa de colegas da faculdade de artes cênicas da Universidade de São Paulo –, o objetivo da companhia sempre foi pesquisar linguagens e expressões. Os longos processos de criação são uma marca – levam até um ano e meio –, assim como a concepção colaborativa. Todos dão ideias e palpitam. Ao ocuparem espaços como uma igreja (Paraíso Perdido, de 1992), um hospital (O Livro de Jó, de 1995) e um presídio (Apocalipse 1,11, de 2000), as produções têm custos um tanto elevados se comparados aos padrões brasileiros – a concepção

130 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

maio dolorit maio iuntemquid que num andione volo et as aut alibusandis mos dolupta tiberum rem qui alignimolut aut hillor am in nusdae si blabor re nonecupta quo vollab ipsunt quate volupis cipsapi ssint, comnisque re, consedi quaepernat prepro quos endus, aspiendae dia cum ad utat quaes am conseriata sequis et alique por adi aut lab iderest, sequam fuga. Ulles non pore exeratur, quo ventibuscias eos autem et, tem fugit, ut lam iusandis nonsequ assimus apis prest, apeliquunt et am nes autem. Itemquunt quat. Ersperum ea sam acid ullautem que iusamus imagnis delitas alitiaepero ea et voluptate siti odis maximus eos ut prerunt autecat emolendicius alia evenit, unt. Pistiam, opta inciis dolupta ssimagnis mos idisque nos re verumquatis molor re officia turione alias num sit qui non et essi optae pa dolumquae qui doluptatur apienihil ipsunt optae volorro blatemq uisitiore quae lamus dit et faccus. Tiaesed unt fugit mos aut odis eturiati voluptis as ipid quam arition erum quam, omnis ma de consequis nonestium eium dionet pa dolupti aepudaectur, soluptatiis plati doluptam harundanda venduciis coreicid qui dis ut quamus ex ex eaturi odi repra volupta tioris inisciunt explam estiat ommolup tusant rati corrum re pos andem sam faccae nobit ressitatatem esci qui repeliquo destibus eaqui aliaerum im velenimolor sunto culluptas dolupta inumqui voluptaspiet et adipsam, que sintur, nonsequiae ne nimagniet porae estin pa velitat

Em sentido horário, Paraíso Perdido, uma das primeiras peças da Vertigem; Senhorita Julia, dirigida por Katie Mitchell; e Arquivo, de Arkadi Zaides – as duas últimas são destaques na programação da 2ª MITsp n oansdo ansod aiosnd oiansd oiansodi naiod naoisnd ioandio aosd oasdaodso


FOTOS: MAYRA A ZZI/DIV. (A ÚLTIMA PAL AVRA É A PENÚLTIMA 2.0); FL AVIO PORTELL A /DIV. (BOM RETIRO 958 METROS); DIVULGAÇÃO

EM FOCO | A N T O N I O A R A U J O

Cenas de três espetáculos da Vertigem: à direita, A Última Palavra É a Penúltima 2.0; ao lado, Bom Retiro 958 Metros; e, abaixo, a adaptação chilena, batizada de Patronato 999 Metros n oansdo ansod aiosnd oiansd oiansasd asd asd asd asd asd asd asd asd asd asd adodi naiod naoisnd ioandio aosd oasdaodso

ZOOM Tentativas

Antonio cursou um ano de medicina e outro de jornalismo. Ainda insatisfeito, prestou vestibular da Fuvest para artes cênicas. Ganhou nota 10 na prova de aptidão artística e, aí sim, teve certeza de que este era seu caminho

N oansdo ansoda

No ansdo ansod nasod naoisd naosd naosidn oaisnd oansdo naosd naoinsd oianosid naiosdni ansd ioansiod naiosdn ioasdio nasiod naosdn aoind aiond ioasdnasndasdiaosndoiasdasd asd asd asd asd asd asd asd asd asd asdadioaidno

Mestre total de BR-3 (2006), por exemplo, realizada no Rio Tietê, em São Paulo, e na Baía de Guanabara, no Rio, custou em torno de R$800 mil – e elas só viram realidade porque o grupo tem o apoio da Petrobras. Os ensaios também seguem uma linha particular. Às vezes são abertos ao público, que pode dar sugestões sobre o que viu. "O olhar de fora levanta um problema que você, mergulhado naquilo, não enxerga", justifica Antonio. Não raro, há aqueles que se envolvem até mais do que o esperado. Uma situação aqui, outra ali, é o que dá combustível para que ele siga investindo em projetos que tentam inserir o teatro na vida das pessoas. "Durante os ensaios de Bom Retiro 958 Metros, os seguranças das lojas começaram a vigiar nosso material. Depois, acompanhavam as cenas. No fim, já estavam dizendo quais partes mais gostavam e o porquê, como críticos mesmo." Para o diretor, melhor incentivo não há.

132 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

ustemolor aliquiatiur? Quidestemque volorei cimetur? Ne dolore, volliam qui volum fugitius. Aciet ut alibust, omnias seque nonsequam ut aut ea eature, si ommo corepe sus eum haribusae sectaqui aci dolupta quid quidempor adigenet int alicaeriae cullabo. Nempero qui abo. Cus militaque porro temolor si sequae vellescimos idempor epedigendic tem quiantur? Quaspe pratquiatem dolores equasperio optio esequis nosapidebis dicide illaut etum aut labo. Acesci a idest, ipidem. Nam volectem dis maiore que magnamus ium voluptatecta dolorer iberspictia que cus volut alit od excest audandi dolupta corro culla dollautem adi comnihi llibus audigendi quas que sequid molorione consequi voloruptas simaxim eiusdaeptur, qui nobis ant faccull igendi tenihil moluptatur, autem culpa num delici nonsecu ptatemquae debis eaque ped maximintur?

Hoje, leciona na faculdade em que estudou. Dá aulas de direção teatral e performance. "Meus pais são professores, acho que herdei o interesse pelo ensino"

N oansdo ansoda

No ansdo ansod nasod naoisd naosd naosidn oaisnd oansdo naosd naoinsd oianosid naiosdni ansd ioansiod naiosdn ioasdio nasiod naosdn aoind aiond ioasdnasndasdiaosndoiadioaidno

No palco

Já se arriscou como ator, ainda na época da USP. "Mas não sou bom, não. Sou muito tímido. Gosto mesmo é de estar atrás da cortina"

N oansdo ansoda

No ansdo ansod nasod naoisd naosd naosidn oaisnd oansdo naosd naoinsd oianosid naiosdni ansd ioansiod naiosdn ioasdio nasiod naosdn aoind aiond ioasdnasndasdiaosndoiadioaidno

Geração atual

O diretor acompanha e admira o trabalho de vários grupos brasileiros, como, por exemplo, o Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, o Grupo XIX, a Cia. São Jorge e o Teatro de Narradores. "É até arriscado citar, porque acabo me esquecendo de tantos outros que são inspiradores"

N oansdo ansoda

No ansdo ansod nasod naoisd naosd naosidn oaisnd oansdo naosd naoinsd oianosid naiosdni ansd ioansiod naiosdn ioasdiasd as dasd asd asd asd asd asd as asd asd asasdo nasiod naosdn aoind aiond ioasdnasndasdiaosndoiadioaidno


FOTOS: ALICE TURNBULL /DIV. (PÃO DE FORMA); DANILO HELVADJIAN/DIV. (LOTE 42); DIVULGAÇÃO

EM FOCO | R E P O R T A G E M

Pequenos admiráveis

Small, but admirable

EDITORAS INDEPENDENTES NÃO ABREM MÃO DO PAPEL E GANHAM ESPAÇO NO MERCADO EDITORIAL COM LIVROS QUE ATRAEM POR CONTEÚDO E PROJETO GRÁFICO INOVADORES. BASTA UMA VISITA A ALGUMA FEIRA ESPECIALIZADA PARA VOCÊ QUERER LEVAR TODOS PARA CASA INDEPENDENT PUBLISHING HOUSES HAVEN’T GIVEN UP ON PAPER, AND GAIN GROUND ON THE PUBLISHING MARKET WITH BOOKS THAT ATTRACT CONSUMERS FOR THEIR GRAPHIC DESIGN AND INNOVATIVE CONTENT. JUST ONE VISIT TO ANY TRADE FAIR SPECIALIZING IN BOOKS IS ENOUGH FOR YOU TO WANT TO TAKE ALL OF THEM HOME

Na página anterior, estande da Parada Gráfica, em Porto Alegre. Nesta página, em sentido horário, o livro Vá Para o Diabo, da Editora A Bolha; Queria Ter Ficado Mais, da Lote 42; e a feira Pão de Forma, realizada no Rio de Janeiro Previous page, Parada Gráfica’s booth, in Porto Alegre. This page, clockwise, the book Vá Para o Diabo, published by Editora A Bolha; Queria Ter Ficado Mais, from Lote 42; and the Pão de Forma book fair, in Rio de Janeiro

O

digital fez algumas coisas passarem a ter menos valor em sua forma física – basta contar quantas locadoras de DVD ou lojas de CD ainda existem no seu bairro. Com o livro, até agora, a história tem sido diferente. O sucesso de aparelhos como o Kindle não minou o interesse pela publicação à moda antiga, de papel, com capa, contracapa e orelha. Um objeto que, apesar de tudo o que mantemos na nuvem do virtual, ainda amamos do amor tátil, como diz a música de Caetano Veloso. Nesse contexto, surge uma nova e fervilhante cena independente no mercado editorial. São empresas pequenas, geralmente tocadas por uma, duas ou três pessoas, que apostam em publicações com baixa tiragem, conteúdo novo e projeto gráfico bem pensado. E que vendem seus produtos prioritariamente em feiras especializadas, bancas e lojas online.

T

he Internet age has made certain things lose value in their physical form – just count how many DVD or CD rental stores there still are in your neighborhood. With books, at least so far, the story has been different. The success of electronic reading devices such as Kindle has not undermined people’s interest in ‘oldfashioned’ publications, printed on paper, with a front cover, back cover, preface, etc. An object that – despite everything we keep in the cloud of the online realm – we still ‘love with tactile love,’ as the Caetano Veloso song says. In this context, a new and bustling independent scene has appeared on the publishing market. These are small firms, usually involving one, two or three people who wager on publications with low circulation, new content, and a well-planned graphic design. And they sell their products mainly at trade fairs, newsstands, and online stores.

Por/By NATALI PEREIRA

134 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

135


À esquerda, feira Tijuana, em São Paulo; acima, obra publicada pela Tijuana; abaixo, livros do catálogo da Patuá; e, no pé da página, a banca Tatuí, da Lote 42. Na página ao lado, dois registros da Feira Plana, no MIS, na capital paulista Left, the Tijuana fair, in São Paulo; above, a work published by Tijuana; below: catalog of books published by Patuá; and bottom of page, the Tatuí book stand, by Lote 42. Next page, two photos of the Plana Fair, at MIS in São Paulo

Uma dessas iniciativas é a Lote 42, criada em 2012 pelos jornalistas Cecilia Arbolave, João Varella e Thiago Blumenthal. Em suas primeiras empreitadas – Já Matei por Menos, de Juliana Cunha, e O Pintinho, de Alexandra Moraes –, apostaram em autoras há muito favoritadas, compartilhadas e retuitadas nas redes sociais. O faro dos sócios funcionou e hoje a editora está em seu nono título, Queria Ter Ficado Mais, uma coletânea de histórias sobre viagens organizadas como se cada texto fosse uma carta. É exatamente aí que mora mais um atrativo: o esmero na concepção gráfica dos trabalhos os torna desejáveis tanto pela forma quanto pelo conteúdo. "O papel nos dá muitas possibilidades. Queremos que as pessoas peguem a obra e se surpreendam", comenta Cecilia, que ainda administra a Tatuí, uma banca de jornal que vende livros no Centro de São Paulo. Apesar do romantismo que inspira, colocar uma obra no papel dá trabalho. Não à toa, a tiragem média dessas editoras é bastante limitada, já que a margem de lucro é pequena. Enquanto a Companhia das Letras, uma das maiores do setor, começa com 10 mil exemplares, as menores produzem de 50 a 2 mil cópias. Para tentar viabilizar seu negócio, Eduardo Lacerda, da Patuá, optou por fazer tudo sozinho. Ele recebe os originais, prospecta escritores novos, edita, lança e distribui. Parece coisa de iniciante, mas a editora, de quatro anos, tem 250 livros produzidos nesse esquema. O reconhecimento veio do jeito mais tradicional: emplacou

134 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

finalistas em premiações literárias, como Jabuti e Portugal Telecom, além de ter levado o Prêmio São Paulo de Literatura em 2013, na categoria estreante, com Desnorteio, de Paula Fábrio. Longe dos pontos convencionais, os selos costumam comercializar seus portfolios na internet. A explicação é o custo: livrarias grandes cobram até 50% do valor de capa de um livro. Por isso a importância de eventos como a Tijuana, feira de arte impressa que contempla não só as independentes como produtores de zines, quadrinhos e pôsteres – hoje, leva 120 artistas para a Casa do Povo, em São Paulo. Até gigantes do ramo, como a Cosac Naify, montam suas bancas por lá. "O curioso é que o público começa a colecionar o material de algumas editoras. A pessoa compra um livro, gosta e vai atrás do que o selo já publicou", conta Ana Luiza Fonseca, idealizadora da Tijuana. E não é pouca gente que prestigia esse tipo de evento. A Feira Plana – que vai tomar conta da área aberta do Museu da Imagem do Som, em São Paulo, nos dias 8 e 9 de março – reuniu 11 mil pessoas na edição de 2014. "É um encontro direto entre quem produz e quem consome arte. Tem desde fotolivros até obras de design abstrato", diz a criadora da feira, Bia Bittencourt. O tema deste ano é a fotografia, com debates e palestras na programação. De perfil semelhante, a capital paulista tem ainda a Feira Miolo(s), realizada na Biblioteca Mário de Andrade, enquanto o Rio conta com a Pão de Forma, em Botafogo, e Porto Alegre tem a Parada Gráfica, no Museu do Trabalho.

FOTOS: THOMAS TEBET/DIV. ( TIJUANA); DANILO HELVADJIAN/DIV. (BANCA TATUÍ); DIVULGAÇÃO

EM FOCO | R E P O R T A G E M

One such initiative is Lote 42, created in 2012 by journalists Cecilia Arbolave, João Varella, and Thiago Blumenthal. In their first publications – Já Matei por Menos (“I’ve Killed for Less”) by Juliana Cunha and O Pintinho (“The Chick”) by Alexandra Moraes – they bet on authors who have long been favorited, shared and retweeted on social media. The flair of the partners actually worked, and the publishing house is currently on its ninth title: Queria Ter Ficado Mais (“I Wish I Could Have Stayed Longer”), an anthology of stories about organized travels, written as if each text were a letter. It’s precisely therein that lies another attraction: the care in the graphic design of these titles makes them desirable not only for the content, but also for the form. “Paper gives us lots of possibilities. We want people to pick up the book and be surprised,” remarks Cecilia, who still manages Tatuí – a newsstand that sells books in downtown São Paulo. Despite the romanticism that it inspires, publishing a work on paper takes effort. It’s no surprise that the average circulation of these small publishing firms is quite limited, since the profit margin is narrow. While Companhia das Letras (one of Brazil’s largest publishers) starts out with at least 10,000 copies, smaller publishers usually produce from 50 to 2,000 copies. To try to make his business feasible, Eduardo Lacerda, of Patuá, chose to go at it alone. He receives the manuscripts, prospects new writers, publishes, launches and distributes the titles. This may sound like something a novice would do, but the publishing firm, established just four years ago, has 250 books produced under this system. Recognition came from the most traditional way: his authors were among finalists for major literary awards, including the Jabuti and Portugal Telecom awards, and also won the São Paulo Literature Award in 2013, in the ‘newcomer’ category, with Desnorteio (“Bewilderment”), by Paula Fabrio. Far from the conventional points of sale, the publishers often market their portfolios on the web. The explanation is the cost: major bookstores charge up to 50% of a book’s cover price. This explains the importance of events like Tijuana, the print art fair that encompasses not only independent houses but also individual producers of magazines, comics and posters, today gathers 120 publishers at Casa do Povo, in São Paulo. Even publishing industry giants such as Cosac Naify set up their bookstands there. “The curious thing is that the public starts collecting material from certain publishers. A person buys a book, likes it, and seeks out other titles that the house has published,” says Ana Luiza Fonseca, founder of the Tijuana event.

137


Acima, obra To Be An Island, e, à direita, Tcharafna, títulos da PingadoPrés. À esquerda, detalhe do ambiente da editora A Bolha Above, the book To Be An Island; and right, Tcharafna, both titles published by Pingado-Prés. Left, detail of And more than a few people like attending this kind the offices of Editora A Bolha

PA R A

conhecer N oans naosdna

Editoras Lote 42

LOTE42.COM.BR

Um ponto de interseção entre as editoras é o envolvimento dos idealizadores em cada projeto. Em comum, todos têm afinidade com o mundo das letras, da arte ou do design. Eduardo Lacerda, da Patuá, é poeta; Cecilia Arbolave e João Varella, da Lote 42, escrevem também ficção; Ana Luiza promove a Tijuana e edita livros; Carlos Issa e Bia Bittencourt, da Feira Plana, são artistas visuais. Não é diferente com a publicitária Ivy Folha e a designer Bianca Muto, fundadoras da Pingado-Prés. Apaixonadas por ilustração e fotografia, é justamente isso que imprimem – já são 25 livros, além de calendários e pôsteres. Para elas, o grande desafio é ter qualidade profissional. "Fazemos tiragens de 30, 50, 200 exemplares. Em gráficas rápidas, o material às vezes não é tão bom. E as grandes não aceitam pouca quantidade", conta Bianca. A Pingado-Prés é responsável por Tcharafna, obra mais recente do fotógrafo mineiro Gui Mohallem. Essa vontade de publicar obras que tenham a ver com o gosto pessoal dos editores é também o perfil da carioca A Bolha, criada pelas artistas Rachel Gontijo Araújo e Stephanie Sauer, em 2011. Seu catálogo é composto sobretudo de obras de autores estrangeiros que elas trazem para cá. "A questão não é como você entra no mercado tradicional, e sim como constrói outro, mais ousado e com novas características", aponta Rachel. A dupla também achou uma lacuna fazendo o inverso, levando a nossa literatura para fora. Já lançaram nos Estados Unidos A Obscena Senhora D, de Hilda Hilst, e não pararam por aí: outros dois títulos da autora estão previstos para serem traduzidos para o inglês no ano que vem.

138 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Patuá

EDITORAPATUA.COM.BR

A Bolha

ABOLHAEDITORA.COM.BR

Pingado-Prés

PINGADOPRES.COM

Feiras SÃO PAULO Feira Plana

DIAS 8 E 9 DE MARÇO. MUSEU DA IMAGEM E DO SOM, AV. EUROPA, 158, JARDIM EUROPA FEIRAPLANA.ORG

Tijuana

CARGOCOLLECTIVE.COM/ TIJUANA

Miolo(s)

FEIRAMIOLOS.TUMBLR.COM

RIO DE JANEIRO Pão de Forma

FEIRAPAODEFORMA. TUMBLR.COM

PORTO ALEGRE Parada Gráfica

DIAS 1º E 2 DE AGOSTO. MUSEU DO TRABALHO, R. DOS ANDRADAS, 230, CENTRO FACEBOOK.COM/ APARADAGRAFICA

of event. The Plana Fair, which takes place in the openair portion of São Paulo’s Museum of Sound and Image on March 8th and 9th, gathered around 11,000 people at the 2014 edition. “It's a direct encounter between those who produce and those who consume art. It offers everything from photobooks to works of abstract design,” says the show’s creator, Bia Bittencourt. The theme of this year's edition is photography, with various discussions and lectures on the schedule. With a similar profile, the “Miolo(s)” Fair is also held in São Paulo, at Mario de Andrade Library, while Rio boasts the “Pão de Forma” fair, in the Botafogo neighborhood, and Porto Alegre has “Parada Gráfica”, at the Museum of Work. An intersection between publishers is the involvement of the creators in each project. What they all have in common is that they all have an affinity for the world of letters, art or design. Eduardo Lacerda, of Patuá, is a poet; Cecilia Arbolave and João Varella, of Lote 42, also write fiction; Ana Luiza promotes Tijuana and also publishes books; Carlos Issa and Bia Bittencourt, of the “Plana” Fair, are visual artists. It’s no different with advertising professional Ivy Folha and designer Bianca Muto, founders of PingadoPrés. Passionate for illustration and photography, that’s precisely what they print – 25 books already, as well as calendars and posters. For them, the biggest challenge is to have professional quality. “We do print runs of 30, 50, 200 copies. At fast printers, the material is sometimes not so good. And the big ones don’t accept small quantities,” says Bianca. PingadoPrés is responsible for “Tcharafna”, the latest work of photographer Gui Mahallem, from Minas Gerais. This desire to publish works that have to do with personal taste of the publishers is also the profile of the Rio-based publisher, A Bolha, created by artists Rachel Gontijo Araújo and Stephanie Sauer in 2011. Its catalog consists mainly of works by foreign authors whom they bring here. “The question is not how to enter the traditional market, but how to build another, bolder market, with new characteristics,” explains Rachel. The duo also found a gap by doing the opposite, taking our literature abroad. They’ve already launched Hilda Hist’s The Obscene Madame D in the USA, and it doesn’t stop there: two other titles by Hist are expected to be translated into English next year.

FOTOS: ESTÚDIO ALECRIM/DIV. (A BOLHA); DIVULGAÇÃO

EM FOCO | R E P O R T A G E M


EM FOCO | B E M - E S T A R

Exercício

N oansod naos dnoasn doasn doanso dnaso dnaos noasd noasdn oasn doais ndoasn doans doansi doaniso dnaosd oainsd oiads asd No ansod naos dnoasdn oiasdn oasnd oans doansdo ansdo ansod naosdn and oansd onandi asnodnaoisd naosd asdad

Exercise for body and mind

do bem

COM POUCO MAIS DE UM ANO DE ATIVIDADE, O

MAHAMUDRA BRASIL ORGANIZA TREINOS AO AR LIVRE QUE PROMETEM NÃO APENAS UM CORPO SAUDÁVEL, MAS TAMBÉM UMA MENTE PRONTA PARA ENFRENTAR QUALQUER DESAFIO WITH JUST OVER A YEAR OF ACTIVITY, THE MAHAMUDRA BRASIL PROJECT ORGANIZES OUTDOOR WORKOUTS THAT PROMISE NOT ONLY A HEALTHY BODY, BUT ALSO A MIND THAT’S READY TO FACE ANY CHALLENGE Por/By MARIANA CUNHA

Fotos/Photos SERGIO CADDAH

Foi em pleno caos de uma metrópole como São Paulo que o Mahamudra Brasil nasceu. Criada há pouco mais de um ano por modelos com corpões de cair o queixo, esta nova "família do bem" vem chamando a atenção de quem passa por alguns parques e praças da cidade. Juntos, eles organizam treinos ao ar livre com circuitos de exercícios vigorosos, nos quais o objetivo não é trabalhar somente o corpo, mas também a mente e o espírito de cada participante. Experiências vividas pelos idealizadores do projeto foram a chave para definir seu conceito. "Estudamos e provamos os mais diversos esportes, estilos de vida, treinamentos e culturas. Vimos, portanto, que muitos deles poderiam se completar", diz César Curti, um dos fundadores do método, que trouxe da Ásia a inspiração oriental do grupo. O nome Mahamudra vem do budismo tibetano, significa grande segredo e é tido como sinônimo de hiperconsciência. "É importante entender que não somos uma modalidade esportiva, e sim uma filosofia de vida. Queremos mudar a visão distorcida de que para fazer exercícios é preciso ir a uma academia, usar aparelhos ou gastar muito tempo do seu dia. Aqui, exercitar-se é divertido." Divertido, porém casca-grossa: um treino do grupo tem cerca de 70 minutos e envolve movimentos de ginástica, corrida, calistenia (modalidade que combina abdominais, flexões de braços e barra), yoga e até de artes marciais, como o muay thai. A mistura de técnicas é capaz de preparar o praticante para todo e qualquer obstáculo que possa aparecer em seu caminho – de uma ultramaratona a uma rotina dura que demande mais paciência e gentilezas.

140 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

Outra característica do método é não existir categorias. Não importa se tem 17 ou 60 anos, se é atleta profissional ou ex-sedentário, todo o mundo treina junto. Basta mostrar o exame médico que comprove estar apto para fazer atividade física. O que muda individualmente é a intensidade, a amplitude do movimento e outras variáveis que tornam os exercícios mais difíceis. "No começo eu quase passei mal, mas o importante é não desistir. Aos poucos seu desempenho melhora", comenta a bióloga Ana Carolina Destito, 29 anos, que descobriu o Mahamudra Brasil no ano passado, enquanto corria no Parque do Ibirapuera, e, hoje, não abre mão dos seus três treinos semanais. O êxito do método é tanto que, atualmente, o grupo possui 800 alunos distribuídos em turmas no Brasil (São Paulo, São Bernardo do Campo e Salvador) e em Los Angeles, nos Estados Unidos – além de uma lista de espera com mais de 700 nomes só na capital paulista. Este ano, então, a equipe pretende abrir novas vagas em outros cantos do País e do mundo. Para os integrantes, é simples explicar o sucesso que a filosofia vem conquistando: "Todo o mundo busca felicidade, qualidade de vida, corpo saudável. Um estilo de vida do bem. E cá estamos", finaliza César.

Mahamudra Brasil

Confira locais e horários de treinos, além de novidades do grupo MAHAMUDRABRASIL.COM.BR FACEBOOK.COM/ MAHAMUDRABRASIL

Três registros de um treino do Mahamudra Brasil realizado no Vale do Anhangabaú, em São Paulo Three photos of a Mahamudra Brasil workout at Vale do Anhangabaú, in São Paulo

It was amidst the chaos of a metropolis like São Paulo that Mahamudra Brasil was born. Created just over a year ago by models with chiseled bodies, this new "wholesome family" has attracted the attention of those who pass through certain city squares and parks. Together, they organize outdoor workouts with vigorous exercise circuits, aimed not only at working the body but also the mind and spirit of each participant. The experiences of the project’s creators have been the key to define its concept. "We studied and tried the most diverse cultures, sports, lifestyles and workouts. So we saw that many of them weren’t quite complete,” says César Curti, one of the founders of the method, who brought the group’s oriental inspirations from his travels to Asia. The name Mahamudra comes Tibetan Buddhism and means “big secret”; it is considered synonymous with hyper-awareness. “It’s important to understand that we’re not a type of sport, but a way of life. We want to change the distorted view that in order to exercise you have to go to a health club or gym, use equipment, or spend much time out of your day. Here, exercising is fun.” Fun, but tough: the group’s workout is around 70 minutes long, and involves natural gymnastic movements, running, calisthenics (combining crunches, push-ups and pull-ups), yoga and even martial

arts, such as muay thai. The mixture of techniques is able to prepare practitioners for any obstacles that may appear in their way – from an ultramarathon to a hard daily routine that requires more patience and kindness. Another characteristic of the method is there are no age categories. It doesn’t matter whether you’re 16 or 60, a professional athlete or former couch potato, everyone works out together. All you have to do is have a clean bill of health from a doctor stating that you’re apt to perform physical activity. What changes on the individual level is the intensity, range of motion and other variables that make the exercise harder. "At first I almost got sick, but the important thing is not to give up. Gradually, your performance improves,” says biologist Ana Carolina Destito, 29, who discovered Mahamudra Brasil last year while jogging in Ibirapuera Park. These days she never misses her three weekly workouts. The success of the method is such that the group currently has 800 students among groups in Brazil (São Paulo, São Bernardo do Campo, and Salvador) and in Los Angeles, plus a waiting list with more than 700 names in São Paulo alone. So this year the team plans to expand and form new groups in other parts of Brazil and the world. For members, it’s simple to explain the success that this philosophy has been achieving: "Everyone seeks happiness, life quality, a healthy body. A good lifestyle. And here we are,” concludes César.

141


EM FOCO | B E M - E S T A R

Simple and essential

Simples e

essencial AGORA OBRIGATÓRIO POR LEI, O TESTE DA LINGUINHA É MAIS UM EXAME FÁCIL E EFICIENTE PARA EVITAR FUTUROS PROBLEMAS AOS RECÉM-NASCIDOS NOW REQUIRED ON ALL NEWBORNS BY LAW, THE “TONGUE-TIE TEST” IS ANOTHER FOTO: DIVULGAÇÃO

EASY AND EFFICIENT EXAMINATION TO AVOID FUTURE PROBLEMS. Por/By LUIZA VIEIRA

Desde dezembro passado, todo recém-nascido – em hospitais e maternidades da rede pública ou da particular – deve ser submetido ao Teste da Linguinha. A determinação agora é lei, e o método, desenvolvido pela fonoaudióloga Roberta Martinelli, detecta se existe alguma alteração no frênulo (também conhecido como freio), uma pequena membrana que liga a língua à parte inferior da boca. Se identificada, fica fácil resolver, por exemplo, a popularmente conhecida "língua presa". "Se não for corrigida, essa má formação anatômica gera inúmeros problemas. O bebê não consegue mamar direito, pode demorar a consumir alimento sólido e, mais para frente, enfrentará problemas na fala. Isso acarreta, muitas vezes, em bullying e mais tarde pode prejudicar a pessoa, que corre o risco de se tornar um profissional inseguro por não conseguir se comunicar”, explica a especialista. O exame é simples. Com a elevação da língua, verifica-se se a membrana está fixada. Segundo Roberta, quanto mais para a ponta ela estiver, mais presa está. A boa notícia é que o tratamento também é fácil. Basta um pequeno procedimento cirúrgico chamado pique: com anestesia local, faz-se um corte no freio. "Logo que acaba, o bebê já pode mamar. O leite materno é cicatrizante e o movimento de sucção é necessário para treinar essa 'nova' linguinha."

142 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

A fonoaudióloga Roberta Martinelli durante o procedimento do Teste da Linguinha em um recém-nascido Speech therapist Roberta Martinelli during the “Tongue-Tie Test” procedure on a newborn

Since last December, every newborn, whether at private or public hospitals, must undergo an evaluation for ankyloglossia, popularly known as tongue-tie. Now mandatory, the method – developed by speech therapist Roberta Martinelli – detects whether there is any change in the lingual frenulum (also known as the tongue web), a small membrane connecting the tongue to the floor of the mouth. If identified, it’s easy to solve speech impediments such as a lisping, for example. “If not corrected, this anatomical malformation can cause a number of problems. Babies can’t breastfeed properly, it may take longer to start eating solid foods and, later on, the child may have trouble speaking properly. This often leads to bullying, and later can harm the person, who may become an insecure professional because he is unable to communicate correctly,” explains the expert. The exam is a simple procedure. With tongue raised, check where the membrane is attached to the tongue. According to Roberta, the more toward the tip that it’s attached, the more “tied” the tongue is. The good news is that treatment is also easy. Just a minor surgical procedure, under local anesthesia: a small incision is made on the frenulum. “As soon as it’s over, the baby is able to nurse. Breast milk has healing properties, and the suckling motion is necessary to train this ‘new’ tongue.”


EM FOCO | M A D E I N B R A Z I L

63

mil

unidades de azulejos são estampadas por mês 63,000 tiles are printed per month

Aqui, a designer Carine Canavesi na fábrica da Pavão Revestimentos. Na páginao ao lado, três azulejos das coleções Berlim (topo), Jeans (centro) e Tatto (abaixo) Here, designer Carine Canavesi at the factory of Pavão Revestimentos; opposite page, three tiles of collections Berlim (top), Jeans (center) and Tatoo (below)

Quadrados

customizados Customized tiles

144 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3 . 2 0 1 5

AO APOSTAR EM TEXTURAS E ESTAMPAS DESCOLADAS, A PAVÃO REVESTIMENTOS CRIOU UM NOVO PATAMAR PARA OS TRADICIONAIS AZULEJOS: O DE PEÇA DE DESIGN BY WAGERING ON BOLD TEXTURES AND PRINTS, PAVÃO REVESTIMENTOS HAS CREATED A NEW STANDARD FOR TRADITIONAL CERAMIC TILES: DESIGN PIECES Por/By LUIZA VIEIRA

Fotos/Photos RAPHAEL BRIEST

160

é o número de fornos que a fábrica possui. No início eram apenas dois

the number of furnaces at the Pavão tile factory. At first there were just 2

O negócio é recente. Há apenas cinco anos no mercado – a mesma idade da filha mais nova da proprietária, Carine Canavesi –, a Pavão Revestimentos já desponta no setor por conta de seus azulejos decorados com os mais diversos desenos, cores e formas. O segredo do sucesso precoce pode ser o faro da designer para a inovação e o cuidado extremo com a marca. Ela garante que é o mesmo que tem com sua própria família. Diante de um cenário em que a pastilha era o que havia de mais ousado na decoração de cozinhas e banheiros, Carine encontrou uma lacuna promissora. Sua proposta foi conquistar o público que não se identificava com a mesmice oferecendo textura e cor a partir de peças personalizadas, descoladas e modernas. A fonte de inspiração é inesgotável: roupas, paisagens, livros de design e referências da arquitetura (sua primeira formação) servem de base para a criação das estampas dos azulejos, que hoje acabam nas paredes de cômodos diversos, da sala de estar ao escritório. Atualmente, a Pavão conta com uma enorme fábrica em Jaguariúna, no interior de São Paulo, com fornos próprios para a produção das peças, que são destinadas a mais de 100 revendas no País. Grandes marcas têm contrato com a empresa – como a rede Leroy Merlin –, sempre ávidas por seus mais de 120 modelos. Há desde as linhas que privilegiam padrões gráficos até as que brincam com texturas, como a coleção jeans. Segundo a empresária, o importante é acompanhar as tendências. "O pessoal adora a linha tattoo, por exemplo. Ela é resultado da primeira parceria que fizemos e tem sido bem recebida", diz, sobre a coleção assinada pela tatuadora Anna Idza. A ideia é dar continuidade a essas sociedades "com pegada mais hardcore", como brinca Carine. "Nosso cliente procura exatamente por isso. Não tem por que ficarmos só no quadrado." Com tamanha aceitação do mercado, a marca passou a apostar também em outros nichos. Sua linha Pavão Casa já tem alguns modelos de bandejas confeccionados com os divertidos azulejos e pretende expandir a gama de produtos. Os planos apontam para banquetas, mesinhas de centro e outras peças, que não tardarão a ganhar um visual mais moderno graças à criatividade de Carine.

pavaorevestimentos.com.br

16

mulheres são funcionárias diretas de Carine. "Só contrato mulher mesmo. O trabalho é bem melhor”

women are direct employees of Carine. "I only hire women.The work is much better"

It’s a recent concept. With just five years on the market – the same age as the youngest daughter of owner Carine Canavesi – Pavão Revestimentos is already making a mark on the industry because of its tiles, known as azulejos, decorated in a wide range of colors, shapes, and designs. The secret of such rapid success can be the designer’s flair for innovation and the extreme care she takes with the brand. She assures that it’s the same care she has with her own family. Faced with a scenario in which decorative ceramic tiling represented the boldest trend in decorating kitchens and bathrooms, Carine found a promising gap. Her proposal was to win over consumers who didn’t identify with the same-old/same-old, by offering texture and color based on customized, sleek and modern pieces. The source of inspiration is endless: clothing, landscapes, books on design and references of architecture (the field in which she got her first degree) are the bases for the creation of tile prints, which now end up on the walls of various rooms of the home, from the living room to the home office. Currently, Pavão has a large factory in Jaguariúna, in São Paulo, with its own furnaces for producing the pieces, which are distributed to over a hundred dealers across Brazil. Major retail chains have contracts with Pavão - such as Leroy Merlin - always eager for the company’s more than 120 models. The offering ranges from product lines that emphasize graphic patterns to those that play with textures, such as the “jeans” collection. According to owner, the important thing is to keep up with trends. "People love the ‘tattoo’ line, for example. It’s the result of the first partnership we’ve formed, and has been well received," she says, referring to the collection signed by tattoo artist Anna Idza. The idea is to continue these partnerships "with a more ‘hardcore’ footprint" jokes Carine. "Our customers seek precisely this. There’s no sense only staying inside the square." With so much market acceptance, the brand also started betting on other niches. Its “Pavão Casa” line has several models of trays made of these fun tiles, and the company intends to expand its range of products. Plans call for stools, coffee tables and other pieces that will soon take on a more modern look thanks to Carine’s creativity.

145


FOTOS: DIVULGAÇÃO A ZUL

azuis

148 Azul Cargo Nononoano

Unidade chega a todos os estados do País No ansodnaosdnoadno

149 Ação Social Nononoano

Companhia apoia novas ONGs em 2015 No ansodnaosdnoadno

154 Serviços Nononoano

Ônibus exclusivos para os Clientes Azul No ansodnaosdnoadno

148


FOTO: DIVULGAÇÃO A ZUL

AZU IS | A Z U L C A R G O

Nos quatro cantos do País

In the four corners of our Nation

A AZUL CARGO CHEGA A RORAIMA E PASSA A ESTAR PRESENTE EM TODOS OS ESTADOS BRASILEIROS AZUL CARGO ARRIVES IN RORAIMA AND IS NOW PRESENT IN ALL STATES OF BRAZIL

A Azul Cargo inaugurou em janeiro sua loja em Boa Vista, a primeira em Roraima. Com a novidade, a unidade de cargas da companhia atua agora em todos os estados do País. A estreia consolida a ampliação do volume de transporte de cargas da empresa. No ano passado, a unidade apresentou um crescimento de aproximadamente 20% no transporte de produtos, equipamentos e mantimentos em todo o Brasil, em comparação a 2013. Já o seu market share aumentou 25% de um ano para o outro. Na região Norte, a Azul Cargo ampliou em 12% suas operações. “A expansão da Azul Cargo no Norte atende a uma demanda crescente e aos bons serviços que registramos no transporte de cargas conectando a região de forma rápida e eficiente, já que o compromisso da empresa é integrar toda a economia do Brasil. Com a nova loja em Boa Vista, atendemos agora 100% dos estados do País e damos acessos econômico e social aos Clientes que desejam despachar produtos para todas as regiões”, afirma Davis Maia, gerente regional da Azul Cargo.

3 . 22 001155 148 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1.

In January, Azul Cargo inaugurated its sales office in Boa Vista, the Company’s first location in Roraima. With this addition, Azul's air cargo division now operates in all states of Brazil. The service lauch has consolidated expansion of the Company’s shipping volume. Last year, the unit increased the transport of products, equipment and supplies by roughly 20% throughout Brazil, compared to 2013. Its market share increased by 25% year over year. In the North region, Azul Cargo expanded its operations by 12%. “The expansion of Azul Cargo in the North has met a growing demand, and reflects the good services that we offer in shipping cargo, connecting the region quickly and efficiently, which is the Company’s commitment to integrate the entire economy of Brazil. With the new sales office in Boa Vista, we now serve 100% of the Brazilian states and gives economic and social access to customers wishing to ship goods to all regions,” said Davis Maia, Regional Manager of Azul Cargo.


AZU I S | A Ç Ã O S O C I A L

Foco na responsabilidade social Focus on social responsibility

SEIS ONGS FORAM SELECIONADAS, DENTRE MAIS DE 120 PROPOSTAS, PARA RECEBER PASSAGENS AÉREAS E A COLABORAÇÃO DE TRIPULANTES VOLUNTÁRIOS SIX NGOS WERE SELECTED FROM OVER 120 PROPOSALS TO RECEIVE AIRLINE TICKETS AND THE COOPERATION OF VOLUNTEER CREW MEMBERS

A Azul começou 2015 cooperando com seis projetos sociais selecionados dentre mais de 120 propostas recebidas pela companhia – que lançou no ano passado seu primeiro edital para captação de iniciativas. As organizações escolhidas estão sendo beneficiadas com passagens aéreas e a colaboração de mais de 1,2 mil Tripulantes, que se tornaram voluntários por meio de um programa interno da empresa. “Apoiar ações sociais está no DNA da Azul. Causas como a conscientização da prevenção do câncer de mama, encabeçada pela companhia desde 2009, e mais recentemente o apoio ao tratamento de crianças com lábio leporino refletem nosso compromisso em servir e fazer a diferença na vida das pessoas", afirma Gianfranco Beting, diretor de Comunicação, Marca e Cultura da Azul e responsável pela área de Responsabilidade Social. As ONGs escolhidas foram a Associação Aliança Empreendedora, a Associação Nossas Cidades, a Associação Social Good Brasil, a Associação Vaga Lume, a Fundação Projeto Pescar e o Instituto Noisinho da Silva – todas atuam nas áreas de educação, empreendedorismo, inovação e voluntariado.

Azul started off 2015 by cooperating with six social projects, selected from over 120 proposals received by the company – which last year published its first call for proposals. The chosen organizations are being rewarded with airline tickets and the collaboration of over 1200 Crew members who became volunteers through one of the Company’s internal programs. “Supporting social actions is in Azul’s DNA. Causes such as raising awareness about breast cancer prevention, spearheaded by the company since 2009, and more recently, supporting the treatment of children with cleft lip, reflect our commitment to serve and make a difference in people’s lives,” said Gianfranco Beting, Director of Communications, Brand and Culture at Azul, and head of the company’s Social Responsibility department. The chosen NGOs are Associação Aliança Empreendedora, Associação Nossas Cidades, Associação Social Good Brasil, Associação Vaga Lume, Fundação Projeto Pescar and Instituto Noisinho da Silva – all of which work in areas of education, entrepreneurship, innovation and volunteerism – and are present in major cities where the Company operates.

FOTOS: PAULO FABRE/DIV. (L ÁBIO LEPORINO); FERNANDO SIQUEIRA /DIV. (ASSOCIAÇÃO VAGA LUME)

À esquerda, projeto que trata das crianças com lábio leporino; e, abaixo, a Associação Vaga Lume Left: The treatment of children with cleft lip; below: Associação Vaga Lume

1.. 2 0 1 5 149 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3


AZU I S | F R O T A

Nossas aeronaves

Our aircraft

ATR 42-500 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 4 Alcance/Scope: 1.555km Velocidade/Speed: 450km/h (Cruzeiro/Cruise); 494km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 48 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 18.600kg Dimensões/Dimensions: 22,67m (Comprimento/Length); 24,57m (Envergadura/Wing Span); 7,59m (Altura/Height) ATR 72 500/600 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 51 Alcance/Scope: 1.650km Velocidade/Speed: 511km/h (Cruzeiro/Cruise); 560km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 70 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 23.000kg Dimensões/Dimensions: 27,17m (Comprimento/Length); 27,05m (Envergadura/Wing Span); 7,65m (Altura/Height) EMBRAER 175 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 5 Alcance/Scope: 3.700km Velocidade/Speed: 850km/h (Cruzeiro/Cruise); 890km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 86 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 38.790kg Dimensões/Dimensions: 31,68m (Comprimento/Length); 26m (Envergadura/Wing Span); 9,73m (Altura/Height) EMBRAER 190 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 22 Alcance/Scope: 4.500km Velocidade/Speed: 850km/h (Cruzeiro/Cruise); 890km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 106 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 51.800kg Dimensões/Dimensions: 36,24m (Comprimento/Length); 28,72m (Envergadura/Wing Span); 10,55m (Altura/Height) EMBRAER 195 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 59 Alcance/Scope: 4.100km Velocidade/Speed: 850km/h (Cruzeiro/Cruise); 890km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 118 Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 52.290kg Dimensões/Dimensions: 38,65m (Comprimento/Length); 28,72m (Envergadura/Wing Span); 10,55m (Altura/Height)

Airbus A330 Quantidade de aeronaves/Number of aircraft: 5 Alcance/Scope: 13.400km Velocidade/Speed: 871km/h (Cruzeiro/Cruise); 913km/h (Máxima/Maximum) N° de assentos Economy/N° of Economy-class seats: 248 (PR-AIV & PR-AIZ); 251 (PR-AIX, PR-AIY & PR-AIW) N° de assentos Business/Number of Business-class seats: 24 (PR-AIV & PR-AIZ); 27 (PR-AIX, PR-AIY & PR-AIW) Peso máximo de decolagem/Maximum Takeoff Weight: 230.000kg Dimensões/Dimensions: 58,82m (Comprimento/Length); 60,30m (Envergadura/Wing Span); 17,39m (Altura/Height)

151


AZU IS | S E R V I Ç O S

Transporte

São Paulo

Exclusive transport

exclusivo

Campinas (Viracopos)

Shopping Eldorado > Aeroporto de Viracopos > Shopping Eldorado Eldorado Shopping > Viracopos Airport > Eldorado Shopping

segunda a sexta / monday to friday

CLIENTES AZUL CONTAM COM VÁRIOS ÔNIBUS EM SÃO PAULO E EM SANTA CATARINA – CONFIRA AS ROTAS E OS HORÁRIOS AZUL CUSTOMERS CAN RELY ON SEVERAL BUSES IN SÃO PAULO AND SANTA CATARINA – CHECK OUT THE ROUTES AND SCHEDULES

A Azul oferece ônibus executivos gratuitos, com Wi-Fi e arcondicionado, em lugares estratégicos nos estados de São Paulo e Santa Catarina. Entre a capital paulista e o Aeroporto de Viracopos, em Campinas, a companhia opera linhas de 30 em 30 minutos**, além de opções diárias que ligam o Aeroporto de Guarulhos ao de Congonhas. Para utilizar o serviço apresente seu cartão de embarque ou itinerário 15 minutos antes da partida do ônibus.

Shopping Tamboré (Alphaville)

Terminal Barra Funda (São Paulo-SP)

Shopping Eldorado (São Paulo-SP) Aeroporto de Congonhas (São Paulo-SP)

Sorocaba

Azul offers free executive buses, with Wi-Fi and air conditioning, at strategic locations in the states of São Paulo and Santa Catarina. Between the São Paulo capital and Viracopos Airport, in Campinas, the company operates lines every 30 minutes**, as well as daily options which connect the airports of Guarulhos and Congonhas. To use the service, present your boarding pass or itinerary 15 minutes before the departure of the bus.

Santa Catarina

Guarulhos (Cumbica)

Blumenau

Shopping Eldorado > Viracopos

Viracopos > Shopping Eldorado

Shopping Eldorado > Viracopos

Viracopos > Shopping Eldorado

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

4:30 5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 10:30 11:30 13:30 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30

6:00 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:00 13:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00

6:15 7:15 8:15 9:15 10:15 11:15 12:15 13:15 14:15 15:15 15:45 17:15 18:15 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15

7:45 8:45 9:45 10:45 11:45 12:45 13:45 14:45 15:45 16:45 17:15 18:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45 1:45

4:00 5:30 7:00 9:00 11:00 13:00 15:30 18:30 19:30

5:30 7:00 8:30 10:30 12:30 14:30 17:00 20:00 21:00

5:45 8:15 9:15 11:15 13:15 16:15 17:45 19:15 20:45 23:15

7:15 9:45 10:45 12:45 14:45 17:45 19:15 20:45 22:15 0:45

5:00 7:00 9:00 10:30 12:30 14:30 15:30 16:30 18:30 19:30 20:00

6:30 8:30 10:30 12:00 14:00 16:00 17:00 18:00 20:00 21:00 21:30

5:45 9:45 12:15 13:45 15:45 17:45 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15

7:15 11:15 13:45 15:15 17:15 19:15 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45 1:45

Navegantes

Terminal Barra Funda > Aeroporto de Viracopos > Terminal Barra Funda Barra Funda Terminal > Viracopos Airport > Barra Funda Terminal

Guarulhos Airport > Congonhas Airport > Guarulhos Airport

segunda a sexta / monday to friday

sábados / saturdays

Congonhas > Guarulhos

Guarulhos > Congonhas

segunda a sexta / monday to friday

domingos / sundays

Congonhas > Guarulhos

Guarulhos > Congonhas

Congonhas > Guarulhos

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

9:00 10:30 14:00 18:30 19:30 21:40 23:00 1:30

10:30 12:00 15:30 20:00 21:00 23:20 0:30 3:00

4:10 6:10 7:30 11:00 12:30 15:30 17:00 17:50

5:15 7:40 9:00 12:30 14:00 17:00 18:30 19:20

9:00 10:30 14:00 18:10 21:15

10:30 12:00 15:30 19:40 22:45

4:10 6:10 7:30 11:00 16:15

5:15 7:40 9:00 12:30 17:45

10:30 14:00 16:30 19:00 21:00 23:00 1:30

12:00 15:30 18:00 20:30 22:30 0:30 3:00

6:10 7:30 10:30 12:30 15:30 17:00 18:40

Chegada /Arrival

7:40 9:00 12:00 14:00 17:00 18:30 20:10

Aeroporto de Congonhas > Aeroporto de Viracopos > Aeroporto de Congonhas Congonhas Airport > Viracopos Airport > Congonhas Airport

segunda a sexta / monday to friday Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

4:00 5:00 6:00 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:00 13:00 14:00 15:00 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00

5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 10:30 11:30 12:30 13:30 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30 21:30

5:45 6:45 7:45 8:45 9:45 10:45 11:45 13:45 14:45 15:45 16:45 17:45 18:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45 0:45

Chegada /Arrival

7:15 8:15 9:15 10:15 11:15 12:15 13:15 15:15 16:15 17:15 18:15 19:15 20:15 21:15 22:15 23:15 0:15 1:15 2:15

sábados / saturdays Congonhas > Viracopos

domingos / sundays

Viracopos > Congonhas

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

4:00 5:30 6:30* 8:30* 10:30* 12:30* 15:00* 18:00 19:00*

5:30 7:00 8:00 10:00 12:00 14:00 16:30 19:30 20:30

6:15 8:15* 9:45 11:15* 12:15 13:15* 16:15* 17:15 19:15* 21:45 23:15*

Chegada /Arrival

7:45 9:45 11:15 12:45 13:45 14:45 17:45 18:45 20:45 23:15 0:45

domingos / sundays

Viracopos > Shopping Eldorado

Aeroporto de Guarulhos > Aeroporto de Congonhas > Aeroporto de Guarulhos

Guarulhos > Congonhas

sábados / saturdays

Shopping Eldorado > Viracopos

Congonhas > Viracopos

Viracopos > Congonhas

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

4:30* 6:30 8:30* 10:00 12:00* 14:00 15:00* 16:00 18:30 19:30*

6:00 8:00 10:00 11:30 13:30 15:30 16:30 17:30 20:00 21:00

7:15 10:15 12:15* 13:45* 15:45* 17:15 19:15* 20:45 22:15* 23:15*

8:45 11:45 13:45 15:15 17:15 18:45 20:45 22:15 23:45 0:45

Barra Funda > Viracopos

sábados / saturdays

Viracopos > Barra Funda

Barra Funda > Viracopos

domingos / sundays

Viracopos > Barra Funda

Barra Funda > Viracopos

Viracopos > Barra Funda

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

4:00 5:30 6:30 7:30 8:30 9:30 11:00 13:00 14:30 15:30 16:30 17:30 18:30 19:30 20:30

5:30 7:00 8:00 9:00 10:00 11:00 12:30 14:30 16:00 17:00 18:00 19:00 20:00 21:00 22:00

6:15 7:15 8:45 9:45 11:45 13:45 15:45 16:45 17:45 19:15 20:45 21:45 22:15 23:15

7:45 8:45 10:15 11:15 13:15 15:15 17:15 18:15 19:15 20:45 22:15 23:15 23:45 0:45

4:30 5:30 6:30 9:00 11:00 14:30 16:00 17:30 19:00 20:00

6:00 7:00 8:00 10:30 12:30 16:00 17:30 19:00 20:30 21:30

6:15 7:15 7:45 8:45 10:15 12:45 13:45 16:45 17:15 19:15 21:15 23:45

7:45 8:45 9:15 10:15 12:45 14:15 15:15 18:15 18:45 20:45 22:45 1:15

5:30 7:00 8:30 10:30 13:00 14:30 15:30 16:30 18:00 19:00 19:30

7:00 8:30 10:00 12:00 14:30 16:00 17:00 18:00 19:30 20:30 21:00

7:15 9:45 12:15 13:45 15:45 17:45 19:45 20:45 21:45 22:45 23:45

8:45 11:15 13:45 15:15 17:15 19:15 21:15 22:15 23:15 0:15 1:15

Shopping Tamboré > Aeroporto de Viracopos > Shopping Tamboré Tamboré Shopping > Viracopos Airport > Tamboré Shopping

segunda a sexta / monday to friday Tamboré > Viracopos

Viracopos > Tamboré

sábados / saturdays Tamboré > Viracopos

domingos / sundays

Viracopos > Tamboré

Tamboré > Viracopos

Viracopos > Tamboré

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

Saída/Departure

Chegada /Arrival

4:00 5:30 7:00 9:00 10:30 13:00 14:00 15:30 17:00 19:00 20:00

5:30 7:00 8:30 10:30 12:00 14:30 15:30 17:00 18:30 20:30 21:30

6:45 8:45 10:15 12:15 13:45 16:45 17:45 19:45 21:45 23:45

8:15 10:15 11:45 13:45 15:15 18:15 19:15 21:15 23:15 1:15

4:00 5:30 7:00 9:00 11:00 15:00 18:30 20:00

5:30 7:00 8:30 10:30 12:30 16:30 20:00 21:30

6:45 9:15 10:45 12:15 13:45 16:15 18:15 21:15 23:15

8:15 10:45 12:15 13:45 15:15 17:45 19:45 22:45 0:45

5:30 7:00 10:30 13:00 15:00 17:00 19:00 20:00

7:00 8:30 12:00 14:30 16:30 18:30 20:30 21:30

7:15 10:15 11:45 13:45 15:45 18:15 20:15 22:15 23:15

8:45 11:45 13:15 15:15 17:15 19:45 21:45 23:45 0:45

*ônibus com parada no Shopping Eldorado / *buses stopping at Eldorado Shopping 2 . 2 015 154 A Z U L M A G A Z I N E | 0 3

155


AZU IS | E X P E R I Ê N C I A A Z U L

Experiência

Azul

Azul Experience

NESTA SEÇÃO, REUNIMOS ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA TORNAR SUA VIAGEM SEGURA, TRANQUILA E CONFORTÁVEL IN THIS SECTION, WE LIST SOME IMPORTANT TIPS FOR MAKING YOUR TRIP SAFE, PEACEFUL, AND COMFORTABLE

Aeroporto

Bagagem

Luggage

Na hora de preparar sua mala, lembre-se: o limite total para bagagem despachada é de 23kg. A bagagem de mão deve pesar até 5kg e não pode conter objetos cortantes e inflamáveis.

When preparing your suitcase, remember: the total limit for checked luggage is 23kg. Hand luggage must weigh no more than 5kg and must not contain sharp or flammable objects.

Airport

TudoAzul

TudoAzul

Para garantir pontos no programa de vantagens informe sempre seu CPF em suas reservas ou na hora do check-in. Se você ainda não é Cliente TudoAzul, cadastre-se e ganhe 1.000 pontos de boas-vindas.

Dicas para o

check-in

Tips for check-in

A AZUL OFERECE CINCO MANEIRAS DIFERENTES PARA REALIZAR O SEU CHECK-IN. ESCOLHA A QUE MELHOR SE ADAPTA ÀS SUAS NECESSIDADES AZUL OFFERS FIVE DIFFERENT WAYS TO HANDLE YOUR CHECK-IN. CHOOSE THE ONE THE BEST SUITS YOUR NEEDS

To ensure point for the TudoAzul, our Loyalty Program, please provide your CPF or TudoAzul number at booking or check-in. If you are not yet a TudoAzul Client, register and receive 1,000 welcome points.

Totem check-in

Para os Clientes que preferem o método tradicional de checkin, a Azul disponibiliza totens de autoatendimento nos aeroportos.

For Customers who prefer the traditional method of check-in, Azul provides selfservice kiosks at the airports.

VOEAZUL.COM.BR/TUDOAZUL/AZUL-MAGAZINE

A Azul recomenda que você se organize para chegar ao aeroporto pelo menos uma hora antes de seu embarque, evitando, desta forma, possíveis contratempos.

SMS check-in

Basta enviar um SMS para o número 26990 com o localizador do voo ou o CPF do passageiro. Ao final do processo, o Cliente recebe um SMS com o link para o acesso ao cartão de embarque.

Azul recommends that you arrange to arrive at the airport at least one hour before your departure, thus avoiding possible problems.

Bem-Estar

Just send an SMS to number 26990 with the flight locator or CPF of the passenger. At the end of the process, an SMS will be sent to you with the link for access to the boarding pass.

Web check-in

No site da Azul é possível fazer o check-in de forma rápida e simples a partir de 48 horas antes de seu embarque. Perfeito para quem tem fácil acesso a computadores e quer economizar tempo.

On Azul's website, it is possible to do your check-in quickly and simply up to 48 hours before your departure. Which is perfect for those who have easy access to computers and who want to save time.

Well-Being

- Faça uma alimentação leve e hidrate-se bem antes de embarcar - Prefira viajar com roupas confortáveis - Caso se sinta mal durante o voo, se necessário, utilize o saquinho disponível no bolsão à sua frente - Se sentir um desconforto nos ouvidos devido à mudança de altitude, tampe o nariz e engula saliva algumas vezes.

- Have a light meal and hydrate yourself well before boarding - It is recommended to travel in comfortable clothing - If you feel ill during the flight, if necessary, pelase use the small bag available in the seat-back pocket in front of you - If you feel discomfort in your ears due to the change in altitude, hold your nose and swallow (saliva) a few times.

156 A Z U L M A G A Z I N E | 01 32 .. 22 001154

Ônibus Azul

Documentos

Documents

Sempre que viajar com a Azul, tenha em mãos um documento de identificação em bom estado e com foto. Apresente-o no balcão de check-in e no portão de embarque.

Whenever you travel with Azul, have an identification document in hand, in good condition and with a photo. Present it at the check-in counter and at the boarding gate.

Azul Bus

Serviços de ônibus para o aeroporto estão disponíveis em São Paulo e Santa Catarina. Não é necessário fazer reserva. Apenas apresente seu cartão de embarque. Confira a tabela de horários em nossos canais de atendimento e no site.

Bus services to the airports are available in São Paulo and Santa Catarina. No reservation is needed. Simple present your boarding pass. Check the schedule time table on our service channels and on the website.

App check-in

Com o aplicativo da Azul, disponível gratuitamente para os sistemas iOS e Android, o bilhete fica guardado no passbook do smartphone e é possível embarcar mostrando apenas a tela do aparelho.

With Azul's app, available free of charge for iOS and Android systems, the ticket is saved in the smart phone's passbook and it is possible to board by simply showing the screen of your device.

Fast check-in

Para utilizar esta opção é preciso apenas digitar o endereço FC.VOEAZUL.COM.BR no navegador do celular e inserir uma das quatro alternativas de informação: número do localizador, RG, CPF ou número do Tudo Azul.

To utilize this option, you need only type the address fc.voeazul.com.br on the cellphone and enter one of the four information alternatives. They are: record locator number, RG, CPF, or TudoAzul number.

157


AZU I S | M A P A D E R O T A S

Our route network

Pelos ares

SÃO 104 DESTINOS, MAIS DO QUE O DOBRO DA CONCORRÊNCIA, EM 850 VOOS DIÁRIOS THERE ARE 104 DESTINATIONS, MORE THAN TWICE AS MANY AS THE COMPETITION, ON 850 DAILY FLIGHTS

Nova York previsão de início no segundo semestre de 2015 expected to start in the second half of 2015

159


A ZUI S

PA N O R Â M I C A Camilla Maia

Folião nada convencional Unconventional reveler

“Fiz esta foto em 2007, quando trabalhei em um ensaio sobre o carnaval de rua do Rio de Janeiro. Eu me deparei com este personagem em Madureira, na Zona Norte da cidade, e logo fiz o retrato”, conta Camilla Maia “I took this picture in 2007, when I was working on a photo essay on “street carnival” in Rio de Janeiro. I came across the character in Madureira, in the city’s North Zone, and snapped the photo right away”, says Camilla Maia

Azul 23 completa  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you