Page 1

#21 JANEIRO | JANUARY ARAQUÉM ALCÂNTARA FOTOGRAFA O SERTÃO ARAQUÉM ALCÂNTARA PHOTOGRAPHS THE BACKLANDS

UMA EXPEDIÇÃO AO MONTE RORAIMA AN EXPEDITION TO MOUNT RORAIMA

CULTURA E HISTÓRIA NA ROTA DO CAFÉ CULTURE AND HISTORY ON THE ROTA DO CAFÉ

gabriel

medina

COM APENAS 21 ANOS E SURPREENDENTE DEDICAÇÃO, O NOVO CAMPEÃO MUNDIAL DE SURFE PROVOCA UMA REVOLUÇÃO NO ESPORTE AT ONLY 21 YEARS OLD AND WITH SURPRISING DEDICATION, THE NEW SURFING WORLD CHAMPION IS PROVOKING A REVOLUTION IN THE SPORT

P ORT UG U ÊS - EN G L IS H


BOSSA NOVA A AUTÊNTICA MALA COM FRISOS PRODUZIDA NO BRASIL


São Paulo: Jardins - Iguatemi - JK Iguatemi . Rio de Janeiro: Shopping Leblon - Rio Design Barra Brasília: Iguatemi . Curitiba: Pátio Batel . Belo Horizonte BH Shopping (Março 2015)


SHOP ONLINE| WWW.JOHNJOHNDENIM.COM JOHNJOHNDENIM‎


AZUL MAGAZINE #21 J A N E I RO | J A N UA RY 2 015

Sumário 82

DESTINOS

124

98

82

Monte Roraima

98

Praia do Rosa

110

Rota do Café

119

Foz do Iguaçu

Natureza e misticismo em perfeito equilíbrio Nature and mysticism in perfect balance

O paraíso do surfe no Sul de Santa Catarina The surfers’ paradise in the South of Santa Catarina

Cultura, história e gastronomia no Paraná Culture, history, and dining in Paraná

Juliana Didone indica endereços da cidade Juliana Didone recommends spots in the city

EM FOCO

110

020 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

124

Gabriel Medina

136

Miguel Del Castillo

144

Track&Field

A trajetória do novo herói brasileiro The story of the new Brazilian hero

O jovem autor fala de seu primeiro livro The young author talks about his first book

A grife esportiva que conquistou o País The big sports label that conquered the country


Sumário 38

24 Editorial Editorial 26 Expediente Staff 28 Colaboradores Contributors

34

4 CANTOS

32 34 38 44 46 48 52

Agenda Agenda Livros Books Cinema Film Música Music Exposição Exhibit TV TV Teatro Theater HIGHLIGHTS

66

58 64 66 68 70 72 74

58 70

Gastronomia Cuisine O Quarto The Bedroom Hotspot Hotspot 5 Perguntas 5 Questions Vitrine Shop Window Olhar Azul Azul Look Colunas Columns

André Barcinski Mário Magalhães Mara Salles

AZUIS

148 Voos Internacionais International Flights 150 Novidades News 155 Curtas Shorts 156 Experiência Azul Azul Experience 159 Mapa de Rotas Map of Routes 162 Panorâmica Panorama 022 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


Responsável técnico: Dr. Luiz Eduardo L. Bettarello – CRM 23706

A SUA DETERMINAÇÃO E A NOSSA VONTADE DE SUPERAR OBSTÁCULOS FAZEM TODA A DIFERENÇA.

Todo dia, acompanhamos pessoas enfrentando seus maiores desafios com determinação e otimismo. Nosso compromisso não se limita a oferecer a melhor infraestrutura e as equipes médicas mais reconhecidas do país. Apoiamos todos os nossos pacientes com atitudes que promovem o bem-estar e demonstram atenção e carinho. A assistência humanizada de nossas equipes e as terapias desenvolvidas sob medida para cada paciente são fundamentais no momento em que acolhimento e excelência é o que mais importa.

@hospitalsjose

/HospitalSJose.SP


Editorial Um 2015 repleto de novidades A 2015 full of new things

Com o objetivo de surpreendê-lo e buscar a constante inovação em tudo o que faz, a Azul trilhou caminhos audaciosos. Tivemos um 2014 extraordinário, resultado de um trabalho incansável de pessoas apaixonadas pelo que fazem. Demos início aos voos para os Estados Unidos, passamos a operar no Aeroporto de Congonhas, ampliamos nossa frota e fomos a companhia aérea mais pontual do Brasil. Neste ano que se inicia, estamos ainda mais fortes e confiantes para alçar voos mais altos e proporcionar a você, Cliente Azul, uma experiência cada vez melhor. Milhões de dólares estão sendo investidos em nossos sete Airbus A330, grandes jatos responsáveis pela expansão internacional. Vamos oferecer um exclusivo padrão de cabine, que inclui novidades em termos de conforto e entretenimento de bordo. Na classe econômica seremos pioneiros na introdução do Sky Sofa, um grupo de quatro poltronas que se transforma em um aconchegante sofá para toda a família. Já na executiva teremos uma cabine de alto padrão, com poltronas que reclinam 180° e garantem a máxima comodidade. Traremos também com exclusividade ao Brasil o mais avançado sistema de entretenimento do mundo: o Panasonic eX3. Ele conta com telas de LCD touch screen de altíssima definição. Os novos interiores estarão disponíveis ainda no primeiro semestre, quando devemos também inaugurar voos para Nova York. Veja nas páginas da seção Azuis mais detalhes sobre o produto internacional. No ano passado também anunciamos a aquisição de 63 Airbus A320neo, que começarão a ser entregues em 2016. Acreditamos que serão um perfeito complemento à nossa frota de jatos Embraer e ATR, pois passaremos a contar com equipamentos de diversos modelos, fortalecendo desde os voos regionais até os de longo curso. Com isso, aumentaremos nossa competição em alguns mercados tornando nossas tarifas ainda melhores, além de poder dedicar mais espaço aos serviços da Azul Cargo ou, ainda, disponibilizar mais assentos para Clientes do Tudo Azul e da Azul Viagens. Agradeço a preferência de voar Azul e desejo a você uma boa leitura e um excelente ano novo!

Dear reader, With the goal of surprising you and pursuing constant innovation in all it does, Azul has blazed bold trails. We had an extraordinary 2014, the result of relentless work by people in love with what they do. We kicked off our flights to the United States, we started operating at Congonhas Airport, we expanded our fleet, and we were the most punctual airline in Brazil. In this year that is just beginning, we are even stronger and more confident of reaching greater heights and providing you, the Azul Customer, an experience that keeps getting better. Millions of dollars are being invested in our seven Airbus A330s, large jets responsible for the international expansion. We will offer an exclusive cabin standard, which includes new things in terms of comfort and on-board entertainment. In economy class, we will be pioneers in introducing the Sky Sofa, a group of four seats that transforms into a cozy sofa for the whole family. Then, in executive, we will have a high-standard cabin, with seats that recline 180° and guarantee maximum comfort. We will also bring you, with exclusivity in Brazil, the most advanced entertainment system in the world: the Panasonic eX3. It has extremely high-definition LCD touch screens. The new interiors will be available before the year is half over, when we also plan to inaugurate flights to New York. See more details on the international offerings on the pages of the Azuis section. Last year, we announced the acquisition of 63 Airbus A320neo aircraft, which will start being delivered in 2016. We believe that they will be the perfect complement to our fleet of Embraer and ATR jets, because we will have equipment of various models, strengthening flights, from the regional ones to the long-distance flights. With this, we will increase our competition in some markets making our rates even better, and we will also have more space to Azul Cargo services or even more seats for customers of Tudo Azul and Azul Viagens. Thank you for your preference in flying Azul, and I wish you happy reading and an excellent new year!

Antonoaldo Neves PRESIDEN TE P RE S IDE NT

024 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

Caro leitor,


#vempracolombo www.camisariacolombo.com.br


COMUNICAÇÃO E MARCA Diretor de Comunicação e Marca Gerente de Comunicação Coordenador de Comunicação Diretor de Arte Gerente de Produto

MARKETING

Gerente de Marketing

Gianfranco Beting

Coordenador de Marketing

Carolina Constantino

Analista de Marketing Sênior

Fabio Abud

Analista de Marketing

Nemo Sampaio

facebook.com/AzulLinhasAereas

Rafaela Cambiaghi Garcia

PUBLICIDADE

Gerente Comercial

Bruna Tiussu bruna.tiussu@azulmagazine.com.br

Marcelo Trevenzolli marcelo.trevenzolli@azulmagazine.com.br

Executivas de Contas

Marina Azaredo marina.azaredo@azulmagazine.com.br

Editor de Arte

Henrique Mathias

twitter.com/azulinhasaereas

EDITORIAL

Editora-assistente

Francisco Almeida

Renata Florenzano

voeazul.com.br

Editora

Dilson Gonçalves

Carina Nishida carina@azulmagazine.com.br

Marcela Miranda André Graciotti

marcela.miranda@azulmagazine.com.br

andre.graciotti@azulmagazine.com.br

Sandra Torre Repórter

sandra.torre@azulmagazine.com.br

Luiza Vieira Simone Montenegro

luiza.vieira@azulmagazine.com.br

simone@azulmagazine.com.br

Estagiárias

Assistente Comercial

Sofia Franco

Paula Rezende

sofia.franco@azulmagazine.com.br paula@azulmagazine.com.br | 11 3254 9895

Sophia Ladeira sophia.ladeira@azulmagazine.com.br

Tratamento de Imagens e Pré-impressão

Everaldo Guimarães

Representante de Vendas FTPI

Andrea Medrado (RJ) andreamedrado.rio@ftpi.com.br | 21 3852 1588

Cristine Prataviera (PR)

aldo@azulmagazine.com.br

cristiane.curitiba@ftpi.com.br | 41 3026 4100

Revisão

Paulo Vinicio de Brito

Ronaldo Spagnuolo (MG)

Central de Traduções & Global Languages

Luciana Mir (DF)

ronaldo.minas@ftpi.com.br | 31 2105 3609

Tradução e Revisão do Inglês

lucianamir.brasilia@ftpi.com.br | 61 3035 3750

Ivan Feitosa (PE) COLABORADORES

ivan.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

Texto: Ana Luiza Ponciano, Bruna Borelli, Cíntia Bertolino, Renata Reps, Tiago Agostini, Tulio Brandão Foto: André Dib, Anna Carolina Negri, Daniel Madsen, Fáustulo Machado, Fernando Young, Gabriel Rinaldi, Gui Gomes, Raphael Briest, Roberto Seba Ilustração: Danilo Bandeira, Mauricio Pierro Produção: Lia Guimarães MARKETING

Gerente de Marketing

Géssica Romanini

Loren Rodrigues (PE) loren.nordeste@ftpi.com.br | 81 2128 4350

PROJETO GRÁFICO André Graciotti

gessica@azulmagazine.com.br | 11 3254 9950

DISTRIBUIÇÃO

Gerente de Circulação

Jane Pinheiro jane.pinheiro@azulmagazine.com.br

IMPRESSÃO

CTP, Impressão e Acabamento Tiragem

IBEP Gráfica

90.000 exemplares

FINANCEIRO/ADMINISTRATIVO

Diretora Financeira

Luciana Mello luciana@azulmagazine.com.br

Assistente Financeira

Editora Arranjo de Letras Eireli CNPJ – 11.052.806/0001-40 Endereço – Av. Paulista, 2200, 23º andar Consolação. CEP 01310-300 11 3254 9950

Bruna Veiga bruna.veiga@azulmagazine.com.br

Foto de Capa Fernando Young

026 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

AZUL Magazine não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados. As pessoas que não constam do expediente da revista não têm autorização para falar em nome de AZUL Magazine ou retirar qualquer tipo de material para produção de editorial caso não tenham em seu poder uma carta atualizada e datada, em papel timbrado, assinada por pessoa que conste do expediente.


Colaboradores Fernando Young

Anna Carolina Negri

FOTÓ G R A FO / P HOTO G RAPHER

F OTÓGRAFA / PHOTOGRAPHER

Navega entre as linguagens da cinematografia e do contraste da luz para compor seus trabalhos. Já clicou artistas como Fernanda Montenegro e Caetano Veloso. São dele os retratos do surfista Gabriel Medina, que estampa a capa desta edição.

Trabalha há dez anos como freelancer para agências, jornais e revistas, sempre com a visão de que a vida é composta de diversos fragmentos de luz e cor. Neste número, clicou a Praia do Rosa e o belo litoral Sul de Santa Catarina.

He navigates between the languages of cinematography and light contract to compose his works. He has already photographed artists such as Fernanda Montenegro and Caetano Veloso. The portraits of surfer Gabriel Medina on the cover of this edition are his.

She has worked for ten years as a freelancer for agencies, newspapers, and magazines, always with the view that life is made up of diverse fragments of light and color. For this issue, she photographed Praia do Rosa the beautiful south cost of Santa Catarina.

André Dib

Cíntia Bertolino

F OT Ó G R A FO / P H OTO G R A P H ER

JORN AL ISTA / JOURN AL IST

Colabora em publicações sobre natureza, esporte e turismo e mantém projetos autorais, como o livro Parques Nacionais Brasileiros, lançado em 2014. Suas imagens ilustram nossa reportagem sobre o Monte Roraima.

Renata Reps J O R NALISTA / J O URNALIST

Já assinou matérias sobre moda, turismo e gastronomia em veículos diversos. Após um mestrado em Paris, interessou-se pela indústria criativa e hoje escreve a respeito no site Brasil Post. Nesta edição, apresenta o restaurante Taypá. She has already penned pieces on fashion, tourism, and cuisine for various publications. After getting her master’s degree in Paris, she became interested in the creative industry and now writes about it in the Brasil Post website. In this edition, she presents Taypá restaurant.

028 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Tulio Brandão

Since studying food culture and communications in Italy, she has applied the knowledge she brought back with her to texts for O Estado de S.Paulo and Piauí. In this Azul Magazine, she contributes with the report on the Rota do Café.

JORN AL ISTA / JOURN AL IST

Surfista desde criança, colabora em publicações nacionais e estrangeiras com pautas de esporte e meio ambiente – seus textos já lhe renderam dois prêmios Esso. Aqui, entrevista o atleta-sensação Gabriel Medina. A surfer since childhood, he contributes to national and foreign publications with sports and environmental agendas – his texts have already earned two Esso awards. Here, he interviews athlete sensation Gabriel Medina.

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL

He contributes to publications about nature, sports, and tourism and maintains writing projects, such as the book Parques Nacionais Brasileiros, released in 2014. His images illustrate our report on Mount Roraima.

Depois de estudar cultura alimentar e comunicação na Itália, aplica o conhecimento que trouxe na bagagem em textos para O Estado de S.Paulo e Piauí. Colabora nesta Azul Magazine com a reportagem sobre a Rota do Café.


34 Livros Books Araquém Alcântara desvenda o sertão Araquém Alcântara reveals the backlands

40 Cinema Film Destaques da Mostra de Tiradentes Highlights of the Tiradentes Exhibition

4 cantos

52 Teatro Theater Musical retrata o Rio de antigamente Musical portrays the Rio of old

FOTOS: LEO AVERSA /DIV. (BILAC VÊ ESTRELAS); ARAQUÉM ALCÂNTARA /DIV.

52

34


4 CANT OS | A G E N D A

janeiro january

dia

5

Acampamento Turma da Mônica SAPUCAÍ MIRIM (MG)

Crianças de 6 a 12 anos vão se divertir com os amigos dos quadrinhos em atividades como tirolesa, escalada, teatro e dança. O pacote inclui transporte de ida e volta (desde São Paulo), refeições, seguro-viagem e jornal online, com fotos e vídeos dos pequenos. Children aged 6 to 12 will have fun with their friends from the cartoons, with activities like ziplining, climbing, theater, and dance. The package includes round-trip transportation (from São Paulo), meals, travel insurance, and online journal with photos and videos of the little ones. ACAMPAMENTO NR1, R. JAGUARIBE, 48, RETIRO. SAÍDAS NOS DIAS 5 (SEG.) E 8 (QUI.). R$1.350

11 5090 7418

ACAMPAMENTOTURMADAMONICA.COM.BR dia

6

Ressonar Festival CHAPADA DIAMANTINA (BA)

Art, music, and debates on ecological sustainability are combined during the six days of the event, held under the first full moon of the year. Electronica tents, such as the Groove Station, invite you to the dance floor, while spaces like the Buddha Hall are ideal for relaxing. CRATERA LUNAR, PRAIA DO ZAIDÃ, ARREDORES DE LENÇÓIS. ATÉ 11 DE JANEIRO. R$340 75 9803 4568

dia

7

RESSONAR-FESTIVAL.COM.BR

Festival Internacional de Vinho e Jazz FLORIANÓPOLIS (SC)

A primeira edição do evento conta com estandes de mais de cem marcas de vinhos de 20 países diferentes e um repertório de jazz e soul music protagonizado por nomes como Trio da Paz, Miles Griffith, Kora Jazz Band, Alex Sipiagin, David Bennet Cohen e Maucha Adnet. The first edition of the event has stands from more than 100 brands of wines from 20 countries and a repertoire of jazz and soul music starring names such as Trio da Paz, Miles Griffith, the Kora Jazz Band, Alex Sipiagi, David Bennet Cohen, and Maucha Adnet.

dia

9

Verão Arte Contemporânea BELO HORIZONTE (MG)

Mais de 50 atrações se revezam sob os holofotes do festival, cuja programação vai até 12 de fevereiro. Palcos destinados a apresentações de dança, teatro, música, artes visuais, cinema e literatura ocupam diversos espaços da capital mineira.

POUSADA OCEANOMARE, ROD. JOÃO GUALBERTO SOARES,

More than 50 attractions take their turns in the spotlight of the festival, whose programming runs through February 12. Stages for the presentations of dance, theater, music, visual arts, film, and literature occupy various spaced of the Minas Geral state capital.

5158, RIO VERMELHO. ATÉ 11 DE JANEIRO. ENTRE R$110 E

ESPAÇOS CULTURAIS DE BELO HORIZONTE. ATÉ 12 DE FEVEREIRO. HÁ EVENTOS GRÁTIS E OUTROS QUE

R$300

48 3269 7200

FESTIVALDEVINHOEJAZZ.COM.BR

032 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

CUSTAM ENTRE R$10 E R$16

VERAOARTE.COM.BR

FOTOS: VALENTINO MELLO/DIV. ( TURMA DA MÔNICA); PAULO L ACERDA /DIV. ( VERÃO ARTE CONTEMPORÂNEA); RITA BARRETO/BAHIATURSA /DIV. (L AVAGEM DO BONFIM); RINGO/DIV. (FOO FIGHTERS); DIVULGAÇÃO

Arte, música e debates sobre sustentabilidade se misturam durante os seis dias do evento, que será realizado sob a primeira lua cheia do ano. Tendas de eletrônico, como a Groove Station, convidam para a pista, enquanto espaços como o Budha Hall são ideais para relaxar.


Música | Music

Cinema | Film

TV | TV

Exposição | Exhibit

dia

21

Livros | Books

Dança | Dance

Teatro | Theatre

Outros | Others

Foo Fighters PORTO ALEGRE (RS)

A banda desembarca na capital gaúcha para o primeiro show em solo brasileiro que celebra seus 20 anos de carreira e o lançamento do álbum Sonic Highways. Depois passa por São Paulo (23), Rio de Janeiro (25) e Belo Horizonte (28).

dia

16

Lavagem do Bonfim

The band disembarks in the Rio Grande do Sul state capital for the first show on Brazilian soil to celebrate their 20-year career and the launch of the album Sonic Highways. Afterward, they’ll pass through São Paulo (23), Rio de Janeiro (25), and Belo Horizonte (28).

SALVADOR (BA) CENTRO DE EVENTOS FIERGS, AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI. QUA. (21), ÀS 21H. ENTRE R$220 E R$450

Ano após ano, as baianas despejam água de cheiro na parte externa da Igreja do Bonfim num ritual afro-religioso. A lavagem das escadarias é a última parada da festa, que começa na Igreja de Nossa Senhora da Conceição. Fiéis de todas as crenças seguem num cortejo que percorre oito quilômetros. Year after year, the Bahians pour scented water on the external part of the Bonfim Church in an Afro-religious ritual. The washing of the stairways is the last stop of the festival, which begins in the Nossa Senhora da Conceição church. The procession covers eight kilometers, accompanied by the faithful from all creeds. IGREJA DO BONFIM, LARGO DO BONFIM. SEX., ÀS 10H. GRÁTIS

4003 5588

dia

22

TICKETSFORFUN.COM.BR

Festival de Verão de Salvador SALVADOR (BA)

Durante três dias, a capital baiana ferve com shows de veteranos como Ivete Sangalo, O Rappa e Capital Inicial. O tradicional evento – realizado desde 1999 – anima a cidade até 24 de janeiro e promete novidades, como as atrações internacionais Kesha e Sublime with Rome (foto). Over three days, the Bahian capital abounds with shows by veterans such as Ivete Sangalo, O Rappa, and Capital Inicial. The traditional event, held since 1999, keeps the city animated until January 24 and promises new things, such as international attractions Kesha and Sublime with Rome (photo). PARQUE DE EXPOSIÇÕES, AV. LUIS VIANA FILHO, 405, SÃO CRISTÓVÃO. QUI. (22), SEX. (23) E SÁB. (24), ÀS 18H. ENTRE R$228 E R$420

dia

17

4003 1212

INGRESSORAPIDO.COM.BR

Meca Festival MAQUINÉ (RS)

A edição de 2015 traz ao Brasil shows de La Roux, Aluna George (foto), Citizens! e Years & Years. Depois da cidade gaúcha, o evento ocupa a Estação Leopoldina, no Rio de Janeiro (18), e o Hangar 001 do Campo de Marte, em São Paulo (24).

dia

30

Planeta Atlântida ATLÂNTIDA (RS)

The 2015 edition brings shows by La Roux, Aluna George (photo), Citizens! and Years & Years to Brazil. After the city in Rio Grande do Sul, the event occupies Estação Leopoldina, in Rio de Janeiro (on the 18th), and Hangar 001 of Campo de Marte, in São Paulo (on the 24th).

Sublime with Rome também marca presença no famoso festival do litoral Norte do Rio Grande do Sul, que celebra sua 20ª edição. Capital Cities, Kesha, Skank, Forfun e Bidê ou Balde são as outras atrações que estarão no palco.

HOTEL FAZENDA PONTAL, ROD. RS 407, KM 2,5. SÁB. (17), ÀS 17H.

SABA CAMPESTRE, AV. INTERBALNEÁRIOS, 413, CENTRO. SEX. (30) E SÁB. (31), ÀS 18H.

R$148,50

51 9971 1793

MECAFESTIVAL.COM.BR

Sublime with Rome also marks its presence at the famous festival of the north coast of Rio Grande do Sul, which is celebrating its 20th edition. Capital Cities, Kesha, Skank, Forfun, and Bidê ou Balde are the other attractions that will take the stage. ENTRE R$210 E R$500

4003 1212

INGRESSORAPIDO.COM.BR

033


Records of a wanderer

Registros de um

andarilho EM SEU 47º LIVRO, ARAQUÉM ALCÂNTARA CLICA O SERTÃO E LANÇA LUZ SOBRE CANTOS ESQUECIDOS DO BRASIL IN HIS 47TH BOOK, ARAQUÉM ALCÂNTARA PHOTOGRAPHS THE BACKLANDS AND CASTS LIGHT ON FORGOTTEN CORNERS OF BRAZIL

Por/By MARINA AZAREDO

034 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Nos últimos dois anos, o fotógrafo Araquém Alcântara, 64, dedicou-se a uma missão: retratar o sertão do Brasil. Para isso, não poupou a sola do sapato – nem os pneus do carro. Fez dez viagens, percorreu 100 mil quilômetros e bateu milhares de fotos. O resultado está em seu 47º livro, Veredas, e na exposição homônima, em cartaz na capital paulista até o fim deste mês. Obstinado, o “fotógrafo andarilho”, como gosta de ser chamado, caminhou pelas regiões mais recônditas, passando por lugares pouco ou nada conhecidos, como Serra das Confusões (PI), Buriti Cristalino (BA), Catimbau (PE) e Vão de Almas (GO). “Eu renego as estradas de asfalto. Decidi conhecer este País com o coração. O meu mapa do Brasil é feito de nomes de lugares mágicos”, filosofa. Araquém é considerado um dos melhores fotógrafos de natureza do País. Mas Veredas, além de paisagens e animais, traz retratos de quem ele conheceu em suas andanças. Como visita várias vezes alguns lugares, celebra muitos reencontros. “Outro dia fui visitar o seu Raimundo, no Rio Grande do Norte. Ele preparou camarões e eu ofereci um uísque. Naquele momento vivemos a felicidade”, conta.

FOTOS: ARAQUÉM ALCÂNTARA /DIV.

4 C ANT OS | L I V R O S


Na página anterior, o Parque Nacional do Superagui (PR). Nesta página, acima, à esquerda, um vaqueiro de Formoso (MG); à direita, Dona Generosa, em Vão do Moleque (GO); e, ao lado, Dunas do Rosário (RN) On the previous page, Superagui National Park (PR). On this page, above, on the left, a cowboy from Formosa (MG), on the right, Dona Generosa, in Vão do M

Para escolher as 69 fotos que estão no livro, o autor e o curador Eder Chiodetto partiram de uma pré-seleção de 1,5 mil imagens. Feitas em preto e branco, foram impressas em quadritone – um tom terroso. “Eu quis retratar o sertão como o palco de uma grande tragédia, tal como fez Guimarães Rosa”, justifica Araquém. Já a exposição tem uma amostra ainda menor: são 15 registros, alguns com até dois metros de altura. “É lindo ver as coisas em alto estilo. Meu ego está pra lá de Marrakesh”, brinca ele, que não expunha no Brasil há dez anos. E, como interpretar o País é o seu ofício, não lhe faltam novos projetos. As paisagens, os pescadores, as águas, o programa Mais Médicos e a Mata Atlântica são alguns dos temas sobre os quais ele promete se debruçar nos próximos meses. Tudo indica que o 48º livro sai em breve.

Veredas Editora Terra Brasil, R$140 Exposição: Galeria de Babel, Al. Lorena, 1257, Jardim Paulista, São Paulo. Até 31 de janeiro. De ter. a sex., das 14h às 19h; sáb., das 11h às 17h. Grátis 11 3835 0507

In the last two years, photographer Araquém Alcântara, 64, has dedicated himself to one mission: portraying the backlands of Brazil. To do so, he didn’t spare the soles of his shoes – or the tires of his car. He made ten trips, traveled 100,000 kilometers, and took thousands of photos. The result is in his 47th book, Veredas, and in the exposition of the same name, open now in the São Paulo capital through the end of this month. The stubborn “wandering photographer”, as he likes to be called, walked through the most hidden recesses of the region, passing through little known or unknown places, such as Serra das Confusões (PI), Buriti Cristalino (BA), Catimbau (PE), and Vão de Almas (GO). “I reject the asphalt roads. I decided to get to know this country with my heart. My map of Brazil is made up of names of magical places,” he philosophizes. Araquém is considered one of the best nature photographers in the country. But Veredas, in addition to landscapes and animals, features portraits of those he met in his wanderings. Since he visits some places several times, he celebrates many reunions. “The other day, I went to visit Raimundo in Rio Grande do Norte. He prepared shrimp, I offered a whiskey. In that moment, we experienced happiness,” he says. To choose the 69 photos that are in the book, author and curator Eder Chiodetto started with the pre-selection of 1500 images. Taken in black and white, they were printed in quadritone – an earthy tone. “I wanted to portray the backlands as the stage of a great tragedy, like Guimarães Rosa did,” Araquem reasons. The expositions shows an even smaller sample: there are 15 frames, some up to 2 meters in height. “It’s beautiful to see the things in high style. My ego is miles high,” he jokes – he hasn’t exhibited in Brazil in ten years. And, as interpreting the country is his craft, there is no lack of new projects. The landscapes, the fishermen, the waters, the “Mais Médicos” program, and the Atlantic Forest are some of the topics he promises to address in the coming months. Everything indicates that the 48th book will be coming soon.

035


4 C ANT OS | L I V R O S

estante

BIBLIOTECA

Bookshelf

LIBRARY VEJA AQUI UMA SELEÇÃO DE NOVOS TÍTULOS NACIONAIS E ESTRANGEIROS GET IN ON THE BIGGEST NATIONAL AND INTERNATIONAL DEBUTS OF THE MONTH Por/By BRUNA TIUSSU

Romance fantasmagórico Ghostly novel

John Boyne, autor do best-seller O Menino do Pijama Listrado (2007), entrega agora sua primeira obra que tem como pano de fundo o universo das histórias de fantasmas. A Casa Assombrada (Cia. das Letras, R$39,90) faz referências à literatura vitoriana ao narrar a trajetória de Eliza Caine, uma jovem que se muda para o interior para ser governanta de uma propriedade um tanto misteriosa. John Boyne, author of the best-seller The Boy in the Striped Pajamas (2007), now delivers his first work which has the world of ghost stories as its backdrop. This House Is Haunted (Cia. das Letras, R$39.90) makes nods to Victorian literature as it narrates the story of Eliza Caine, a young woman who moves to the countryside to be the housekeeper of a property that is a little mysterious.

Não Sou uma Dessas Not That Kind of Girl

Lena Dunham .......................... Sucesso na televisão, a protagonista e roteirista da série Girls, de 28 anos, expõe aqui seus relacionamentos e outros episódios íntimos, sempre de forma bem-humorada. A success in television, the 28-yearold lead actress and scriptwriter of the series Girls reveals her relationships and other intimate episodes, always in a well-humored way. Editora Intrínseca, R$29,90

Relatos de uma existência Stories of a life

Mixing reality and fiction, Heloisa Seixas has written O Oitavo Selo (Cosac Naify, R$39.90) as a quasi-memoir of the struggles of writer Ruy Castro, her husband, against drugs, alcoholism, and illnesses. The title, which translates to “The Eighth Seal”, was inspired by the Ingmar Bergman film, The Seventh Seal, and the chapters encompass a whole life, talking about big universal themes, in a perfect balance between the cruel and the subtle.

036 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Chacrinha – A Biografia Chacrinha - The biography

Denilson Monteiro .......................... Fotos e depoimentos permeiam a obra que escancara o personagem e a vida privada do artista que marcou época com seu jeito inédito de se comunicar com o público. Photos and testimonials permeate the work which casts a spotlight on the personality and private life of the artist who marked an era with his original way of communicating with the audience. Editora Casa da Palavra, R$49,90

IMAGENS: REPRODUÇÃO

Ao mesclar realidade e ficção, Heloisa Seixas compôs O Oitavo Selo (Cosac Naify, R$39,90) como uma quase memória dos embates do escritor Ruy Castro, seu marido, contra as drogas, o alcoolismo e as doenças. O título foi inspirado no filme de Ingmar Bergman, O Sétimo Selo, e os capítulos perpassam uma vida toda falando de grandes temas universais, num perfeito equilíbrio entre o cruel e o sutil.


4 C ANT OS | C I N E M A

Documentary without monotony

Documentário

antimonotonia A PARTIR DE DEPOIMENTOS E ARQUIVOS PESSOAIS, FILME MOSTRA A TRAJETÓRIA ARTÍSTICA E ESMIÚÇA TODAS AS FACES DA REVOLUCIONÁRIA CÁSSIA ELLER USING TESTIMONIALS AND PERSONAL FILES, THE FILM SHOWS THE ARTISTIC HISTORY AND DISSECT ALL THE ASPECTS OF THE REVOLUTIONARY CÁSSIA ELLER Por/By ANA LUIZA PONCIANO

038 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

“You may even think you know me, but you’ll be astonished when you hear me sing,” says the voice of Malu Mader in the first minutes of Cássia, a biographical film by Paulo Henrique Fontenelle. The phrase, written in the recovered book of notes by the artist, explains what the director wanted to capture in the two hours of the documentary, which sheds light on the revolutionary Cássia Eller, who died in 2001 at 39. The film, which debuts on January 29 and has participation of artist as Nando Reis and Malu Mader, was conceived when Fontenelle noticed the lack of biographical material about the singer from Rio. “I was at home listening to Relicário and I started wanting to know more about her life,” he explains. Over the four years of production of the feature-length documentary, notebooks, personal videos, and recordings of television programs were consulted by the director. The first person who he contacted was Maria Eugênia, Cássia’s ex-partner, who stipulated only two requirements: that the singer not be deified, and that every be told very openly, including topics such as drugs, love affairs, and the fight for custody of the artist’s son after her death. The requests were honored. In the film, Cássia is fully examined, but in a delicate way and always with much respect. The result is accurate and gives a new chapter to the artist’s memory and the musical history of Brazil.

No alto, Cássia com o filho Chicão e Maria Eugênia; e, acima, a cantora em uma de suas apresentações At the top, Cássia with her son Chicão and Maria Eugênia; and above, the singer during one of her presentations

FOTOS: DIVULGAÇÃO

“Você pode até achar que me conhece, mas se espantará ao me ouvir cantar”, diz a voz de Malu Mader nos primeiros minutos de Cássia, cinebiografia de Paulo Henrique Fontenelle. A frase, escrita no livro de anotações recuperado da artista, explica o que o diretor quis capturar nas quase duas horas do documentário que lança luz sobre a revolucionária Cássia Eller, morta em 2001, aos 39 anos. O filme, que estreia em 29 de janeiro e tem participações de artistas como Nando Reis e a própria Malu Mader, nasceu quando Fontenelle percebeu a ausência de material biográfico sobre a cantora carioca. “Eu estava em casa ouvindo Relicário e fiquei com vontade de conhecer mais sobre sua vida”, explica. Cadernos, vídeos pessoais e gravações de programas de televisão foram consultados pelo diretor nos quatro anos de produção do longa. A primeira pessoa que contatou foi Maria Eugênia, ex-companheira de Cássia, que fez apenas duas exigências: que a cantora não fosse endeusada e que tudo fosse dito muito abertamente, inclusive temas como drogas, casos amorosos e a briga pela guarda do filho da artista após sua morte. Os pedidos foram atendidos. No filme, Cássia é escancarada, mas de forma delicada e sempre com muito respeito. O resultado é preciso e faz com que as memórias da artista e da história musical do Brasil ganhem um novo e precioso capítulo.


4 C ANT OS | C I N E M A

De olho na

produção nacional

An eye on national production

A MINEIRA TIRADENTES PROMOVE ESTE MÊS SUA 18ª MOSTRA DE CINEMA COM HOMENAGEM A DIRA PAES E EXIBIÇÃO DE MAIS DE CEM FILMES PARA TODAS AS IDADES THE MINAS GERAIS CITY OF TIRADENTES IS PROMOTING ITS 18TH FILM EXHIBITION THIS MONTH, WITH A TRIBUTE TO DIRA PAES AND EXHIBITION OF MORE THAN 100 MOVIES FOR ALL AGES

Por/By ANA LUIZA PONCIANO

Tiradentes é definitivamente uma cidade cinematográfica. Suas ruas com calçadas pé de moleque, as igrejas e os casarões coloniais já serviram de locação para filmes, séries e novelas. E, pela 18a vez, tornam-se cenário da Mostra de Cinema de Tiradentes, o primeiro grande evento do audiovisual brasileiro a ser realizado em 2015, de 23 a 31 de janeiro. Como de praxe, a Mostra homenageia uma personalidade da telona nacional. E a escolhida da vez foi a paraense Dira Paes. Em sua abertura será exibido o inédito Órfãos do Eldorado, adaptação do livro de Milton Hatoum em que ela atua sob direção de Guilherme Coelho. A programação conta ainda com uma minirretrospectiva com pelo menos cinco filmes da carreira da atriz. Além disso, a cidade vai ganhar três cinemas, instalados em pontos turísticos, que vão exibir gratuitamente mais de cem curtas, médias e longas-metragens nacionais. Oficinas, seminários, mesas-redondas e atividades voltadas para o público mirim completam os nove dias de programação.

040 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Dira Paes em cena com Daniel de Oliveira, no filme Órfãos do Eldorado, que será exibido na abertura da Mostra Dira Paes on set with Daniel de Oliveira in Órfãos do Eldorado, which will be shown at the opening of the Exhibition

Tiradentes is a definitively cinematographic city. It streets with cobblestone walkways, churches, and colonial manors have already served as a location for movies, series, and telenovelas. And, for the 18th time, they will be the setting of the Tiradentes Film Exhibition, the first big audiovisual event for Brazil in 2015, to be held from January 23rd to the 31st. As usual, the Exhibition pays tribute to a personality from the national big screen. And this time the one chosed was Dira Paes, from Pará. At its opening, the original Órfãos do Eldorado will be shown, an adaptation of the book by Milton Hatoum, in which she acts under the direction of Guilherme Coelho. The programming also includes a mini-retrospective with at least five films from the actress’ career. In addition, the city will receive three movie theaters, installed at its touristic points, which will show more than 100 short, medium, and feature-length Brazilian films, free of charge. Workshops, seminars, round tables, and activities aimed at junior audiences finish out the nine days of programming.

18ª Mostra de Cinema de Tiradentes Cine BNDES na Praça, Lgo. das Forras, s/nº; Cine Tenda Bar Show, Lgo. da Rodoviária, s/nº; Centro Cultural Yves Alves, R. Direita, 168. De 23 a 31 de janeiro. Grátis MOSTRATIRADENTES.COM.BR

FOTO : DIVULGAÇÃO

Noansoda asdnoasndo


4 C ANT OS | C I N E M A

TELA GRANDE BIG SCREEN FIQUE POR DENTRO DAS PRINCIPAIS ESTREIAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS GET IN ON THE BIGGEST NATIONAL AND INTERNATIONAL DEBUTS OF THE MONTH Por/By SOPHIA LADEIRA dia

22

Na mira

In the crosshairs

Na cinebiografia Sniper Americano, o ator Bradley Cooper dá vida a Chris Kyle, atirador de elite das forças especiais da marinha americana. Durante cerca de dez anos, ele matou mais de 150 pessoas e tornouse uma lenda dos campos de batalha. A direção é de Clint Eastwood.

dia

15

In the biographical movie American Sniper, actor Bradley Cooper plays Chris Kyle, an elite sniper of the American Marines special forces. Over the course of about ten years, he killed more than 150 people, making him a legend of the battlefields. It is directed by Clint Eastwood.

dia

8

Corrida para o altar

Longa caminhada

Race to the altar

A long walk

Malu (Ingrid Guimarães), Lúcia (Suzana Pires) e Maria (Tatá Werneck) planejavam se casar com o homem perfeito, mas descobriram que o escolhido das três era a mesma pessoa: Samuel – vivido por Márcio Garcia. Então, o trio de Loucas pra Casar tem de decidir se disputa o amor do noivo ou se trama uma vingança.

Baseado no livro autobiográfico de Cheryl Strayed, lançado em 2012, Livre retrata o drama de uma mulher que decide se aventurar em uma trilha de milhares de quilômetros na costa do Oceano Pacífico, após uma fase de autodestruição repleta de heroína. Reese Whiterspoon interpreta a protagonista, em uma aclamada atuação.

Malu (Ingrid Guimarães), Lúcia (Suzana Pires), and Maria (Tatá Werneck) planned to marry the perfect man, but they discovered that they had all chosen the same person: Samuel, played by Márcio Garcia. So, the trio in Loucas pra Casar has to decide whether to fight for the groom's love or to plot revenge.

Based on the autobiographical book by Cheryl Strayed, released in 2012, Wild portrays the drama of a woman who decides to go on an adventure of thousand of miles along the coast of the Pacific Ocean after a phase of self-destruction full of heroin. Reese Witherspoon plays the protagonist, in an acclaimed performance.

042 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


dia

29

Vida de um gênio Life of a genius

Com Eddie Redmayne no papel de Stephen Hawking, A Teoria de Tudo mostra parte da vida do cientista, vítima de uma doença degenerativa. A produção é baseada na autobiografia de Jane Wilde, com quem Hawking foi casado por mais de 20 anos. With Eddie Redmayne in the role of Stephen Hawking, The Theory of Everything portrays part of the life of the scientist, sufferer of a degenerative disease. The production is based on the autobiography of Jane Wilde, with whom Hawking was married for more than 20 years. dia

29

Fábulas modernas Modern fables

FOTOS: PÁPRICA FOTOGRAFIA /DIV. (LOUCAS PRA CASAR); DIVULGAÇÃO

Estrelado por Meryl Streep e Johnny Deep, o longa da Disney Caminhos da Floresta – baseado em um musical da Broadway – faz referências a diversos contos de fadas criados pelos irmãos Grimm. No filme, uma bruxa decide dar uma lição em várias personagens famosas, como Chapeuzinho Vermelho, Cinderela e Rapunzel. Starring Meryl Streep and Johnny Depp, the Disney feature film Into the Woods – based on a Broadway musical – has references to various fairy tales created by the Brothers Grimm. In the film, a witch decides to teach a lesson to various famous characters, such as Little Red Riding Hood, Cinderella, and Rapunzel.

pipocas Popcorn O brasileiro Que Horas Ela Volta?, de Ana Muylaert, foi selecionado para o Festival de Sundance, realizado de 22 de janeiro a 1º de fevereiro, em Utah, nos EUA.

O Festival Vale Curtas exibe 40 documentários de curta-metragem entre os dias 9 e 17 de janeiro, em Juazeiro (BA) e Petrolina (PE).

The Brazilian film Que Horas Ela Volta?, by Ana Muylaert, was selected for the Sundance Festival, which takes place from January 22nd to February 1st, in Utah, USA.

The Vale Curtas Festival is showing 40 documentary shorts from January 9th to the 17th, in Juazeiro (BA) and in Petrolina (PE).

043


4 C ANT OS | M Ú S I C A

OUÇA ESSA LISTEN TO THIS OS GRANDES LANÇAMENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS DO MÊS THE MAIN NATIONAL AND INTERNATIONAL RELEASES OF THE MONTH Por/By SOFIA FRANCO

Fim do silêncio End of the silence

Disco derradeiro Final album

Endless River é o 15º e último álbum dos britânicos do Pink Floyd. Para sua produção, David Gilmour e Nick Mason revisitaram as gravações do trabalho anterior, Division Bell, de 1993, e aproveitaram trechos excluídos na época de seu lançamento. O disco é quase todo instrumental e homenageia o tecladista Rick Wright. The Endless River is the 15th and final album from British group Pink Floyd. For its production, David Gilmour and Nick Mason revisited the recordings of their previous work, 1993’s the Division Bell, and utilized passages that were removed at the time of its release. The disc is almost entirely instrumental and it is dedicated to keyboardist Rick Wright.

Mano Brown, Edi Rock, Ice Blue e DJ KL Jay acabaram de celebrar 25 anos de união com uma turnê de shows. Para concluir um 2014 recheado de trabalhos, os Racionais MC’s lançaram no final do ano seu oitavo álbum, Cores e Valores, com canções mais curtas do que o habitual. O quarteto, que descreve a periferia em versos de rap, não apresentava um trabalho inédito desde Nada Como um Dia Após o Outro Dia, de 2002. Mano Brown, Edi Rock, Ice Blue, and DJ KL Jay have just celebrated 25 years together with a tour of shows. To finish off a 2014 that was full of work, the Racionais MC’s released their eighth album, Cores e Valores, at the end of the year, with shorter songs than usual. The quartet, which uses rap verses to describe the urban outskirts, hadn’t put out original work since 2002’s Nada Como um Dia Após o Outro Dia.

playlist Mônica Salmaso

Indie pop dançante Danceable indie pop

A banda Belle & Sebastian lança seu nono álbum de estúdio no dia 20 deste mês. Os escoceses trazem elementos dançantes para as 12 faixas inéditas de Girls In Peacetime Want To Dance, primeiro trabalho desde Write About Love, de 2010. Nobody’s Empire e The Cat With the Crew são algumas das músicas que prometem embalar o público fã do indie pop do grupo. The band Belle & Sebastian releases its ninth studio album on the 20th of this month. The Scottish group features dance elements to the 12 original tracks of Girls in Peacetime Want to Dance, their first work since 2010’s Write About Love. “Nobody’s Empire” and “The Cat with the Crew” are some of the songs which promise to please the fans of the group’s indie pop.

044 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Águas de Março Elis Regina e Tom Jobim Oração ao Tempo Caetano Veloso Nina Chico Buarque A Mãe d’Água e a Menina Nana Caymmi, Dori Caymmi e Danilo Caymmi A Lua Girou Milton Nascimento

FOTOS: SØREN SOLK ÆR/DIV. (BELLE & SEBASTIAN); HARRY BORDEN/DIV. (PINK FLOYD); MARCELO PRET TO/DIV. (RACIONAIS); DIVULGAÇÃO

CANTORA


4 C ANT OS | E X P O S I Ç Ã O

ARTE EM FOCO ART IN FOCUS SAIBA MAIS SOBRE OS DESTAQUES DE MUSEUS E ESPAÇOS CULTURAIS FIND OUT MORE ABOUT THE OUTSTANDING MUSEUMS AND CULTURAL SPACES Por/By SOFIA FRANCO

Cultura urbana Street art

A Bienal Internacional Graffiti Fine Art chega à sua 3ª edição e ocupa pela primeira vez o Pavilhão das Culturas, no Parque do Ibirapuera. Além dos painéis trabalhados com spray, stencil e pincéis, a exposição – em cartaz de 26 de janeiro a 8 de março – terá instalações, esculturas e videoarte. Bienal Internacional Graffiti Fine Art is coming in its 3rd edition, for the first time at the Pavilhão das Culturas in Ibirapuera Park. In addition to the panels done in spray paint, stencils, and brushes, the exhibit, which runs from January 26 to March 8, will have installations, sculptures, and video art. PAVILHÃO DAS CULTURAS – PARQUE DO IBIRAPUERA, AV. PEDRO ÁLVARES CABRAL, S/Nº, 11 5574 5045

Agenda de verão

Summer programming

O MAR preparou uma programação especial para o verão. A exposição Museu do Homem do Nordeste (foto) vai até março com obras que exploram temas como o trabalho, as relações entre classes e a sexualidade. Zona de Poesia Árida estreia em 27 de janeiro com trabalhos de coletivos de arte de São Paulo atuantes entre 2000 e 2014. Em cartaz até 31 de maio. The MAR has prepared special programming for the summer. The Museum of the Man of the Northeast exhibit (photo) runs until March with works that explore themes such as work, relations between classes, and sexuality. The Zona de Poesia Árida debuts on January 27, with works from art collections of São Paulo from 2000 to 2014. Open through May 31. MUSEU DE ARTE DO RIO, PÇA. MAUÁ, 5, CENTRO, RIO DE JANEIRO (RJ). TER., DAS 10H ÀS 19H; QUA. A DOM., DAS 10H ÀS 17H. R$8

21 3031 2741

MUSEUDEARTEDORIO.ORG.BR

C

M

Imagens premiadas Award-winning images

As obras vencedoras do Prêmio Brasil de Fotografia estarão expostas em São Paulo de 15 de janeiro a 31 de março. A edição 2014 do concurso selecionou e premiou seis nomes: JR Ripper (foto), Sonia Guggisberg, Gilvan Barreto, Marcos Muniz, Paula Almozara e Vinicius Assencio. The winning works of the Brasil Fotografia Award will be on display in São Paulo from January 15 to March 31. The 2014 edition of the competition selected and presented awards to six names: JR Ripper (photo), Sonia Guggisberg, Gilvan Barreto, Marcos Muniz, Paula Almozara and Vinicius Assencio. ESPAÇO CULTURAL PORTO SEGURO, AV. RIO BRANCO, 1489, CAMPOS ELÍSEOS, SÃO PAULO (SP). TER. A SEX., DAS 10H ÀS 19H; SÁB. E DOM., DAS 10H ÀS 17H. GRÁTIS 11 3377 5880

046 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

FOTOS: JONATHAS DE ANDRADE/DIV. (MUSEU DO HOMEM DO NORDESTE ); JR. RIPPER/DIV. (PRÊMIO BRASIL E FOTOGRAFIA); RENATO RIBERIRO/DIV. (GALERIA PORÃO); EDUARDO ECKENFELS/DIV. (HÉLIO OITICICA)

VILA MARIANA, SÃO PAULO (SP). DIARIAMENTE, DAS 10H ÀS 18H. GRÁTIS

PREMIOBRASILFOTOGRAFIA.COM.BR

Y

CM

MY

CY

CMY

K


Na estrada On the road

All the angles of the metropolis

São Paulo completa 461 anos neste mês e, para homenageá-la, a Galeria Porão, inaugurada recentemente na Vila Madalena, abre em 25 de janeiro uma exposição com fotos marcantes da cidade. Os fotógrafos Juan Esteves, Alexandre Urch, Marcus Laranjeira, Renato Ribeiro (foto), Lula Ricardi e Marcelo Scarpis exibem seus registros. Até 25 de fevereiro. São Paulo completes 461 years this month. To honor its anniversary, Galeria Porão, inaugurated recently in Vila Madalena, is opening an exhibit on January 25 with remarkable photos of the city. Photographers Juan Esteves, Alexandre Urch, Marcus Laranjeira, Renato Ribeiro (photo), Lula Ricardi e Marcelo Scarpis show their entries. Through February 25.

Pela primeira vez parte do acervo do Instituto Inhotim deixa sua sede em Brumadinho (MG) para compor uma mostra itinerante. Dois espaços de BH recebem a exposição Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim, com mais de 50 obras de autoria de nomes como Hélio Oiticica (foto) e Rivane Neuenschwander. Até 8 de março. For the first time, part of the collection of the Inhotim Institute is leaving its home in Brumadinho (MG) in a traveling exhibit. Two cultural spaces in BH are receiving the exhibit Do Objeto para o Mundo – Inhotim Collection, with more than 50 works of artists as Hélio Oiticica (photo) and Rivane Neuenschwander. Through March 8. PALÁCIO DAS ARTES, AV. AFONSO PENA, 1537, CENTRO, BELO HORIZONTE (MG). TER. A SÁB., DAS 9H30 ÀS 21H; DOM., DAS 16H ÀS 21H. GRÁTIS 31 3236 7400

FCS.MG.GOV.BR

GALERIA PORÃO, R. ASPICUELTA, 145, VILA MADALENA, SÃO PAULO (SP).

CENTRO DE ARTE CONTEMPORÂNEA E FOTOGRAFIA, AV. AFONSO PENA, 737,

TER. A SÁB., DAS 11H ÀS 20H; DOM., DAS 12H ÀS 18H. GRÁTIS

CENTRO, BELO HORIZONTE (MG). TER. A SÁB., DAS 9H30 ÀS 21H; DOM., DAS 16H

6:43 PM

Alugue um carro na Movida e tenha as férias que você merece. Aproveite os diferenciais e as vantagens que só a frota mais nova do Brasil tem: Diária 27h1, Km Livre, proteção inclusa2 e a exclusividade do HB203, para você visitar os melhores pontos turísticos durante estas férias.

ÀS 21H. GRÁTIS

31 3222 6917

FCS.MG.GOV.BR

freead.com.br

11 2371 GALERIAPORAO.COM.BR AN AZUL 1-2 1701 PAGINA.pdf 1 12/17/14

LOCAÇÃO CARBON FREE

KM LIVRE

DIÁRIA 27H

Imagens meramente ilustrativas. (1) 27h somente na diária de devolução do veículo. (2) Proteção inclusa LDW. (3) Consulte nosso site para mais informações sobre os grupos que têm o modelo HB20.

Todos os ângulos da metrópole

Central de Reservas - 24h 0800 606 8686 movida.com.br Uma empresa

Baixe o aplicativo da Movida para Android e iOS e faça já sua reserva.


4 C ANT OS

|

TV

Relationships put to the test

Relacionamentos em xeque TRAIÇÕES, DESEJOS, NEUROSES E UM CRIME PASSIONAL COMPÕEM A TRAMA DE FELIZES PARA SEMPRE, NOVA MINISSÉRIE DA GLOBO DIRIGIDA POR FERNANDO MEIRELLES BETRAYALS, DESIRES, NEUROSES, AND A CRIME OF PASSION MAKE UP THE PLOT OF FELIZES PARA SEMPRE, A NEW MINISERIES FROM GLOBO, DIRECTED BY FERNANDO MEIRELLES

Por/By SOFIA FRANCO

048 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Five couples of the most varied styles will star in the ten episodes of Felizes Para Sempre, a miniseries which debuts on January 26 on Globo, with general direction by Fernando Meirelles. “A wife unsatisfied with her husband’s performance, a man who cheats, a jealous guy, a woman who doesn’t like sex, and even a couple who understand one another well. Something for all tastes,” says the director of the new production. Adriana Esteves, Enrique Diaz, Maria Fernanda Cândido, and Paolla Oliveira are in the cast of the drama written by Euclydes Marinho, a remake of Quem Ama Não Mata, by the same author, aired in 1982. But don’t worry about spoilers: the murderer and the victim are secrets well kept by the team. Initially, the miniseries was to be filmed in Niterói, but Meirelles convinced the broadcaster to move the location to the federal capital. “I am an architect by education, and Brasília fascinates me. The possibility of showing this city, so little used in television drama, motivated me even more.” He shared the direction of the episodes with Rodrigo Meirelles, Paulo Morelli, and Luciano Maura, and may also film scenes in a manor in São Paulo, which belonged to ex-banker Edemar Cid Ferreira. “This setting is decorated with Volpis, Portinaris, Krajcbergs, all original. Anyone who sees it will like it,” he guaranteed.

No alto, Maria Fernanda Cândido em cena e, acima, Fernando Meirelles com os outros três diretores, em Brasília Top, Maria Fernanda Cândido on set, and above, Fernando Meirelles with the three other directors in Brasília

FOTOS: ZÉ PAULO CARDEAL /GLOBO/DIV.

Cinco casais dos mais variados estilos vão protagonizar os dez episódios de Felizes Para Sempre, minissérie que estreia no dia 26 de janeiro na Globo, com direção geral de Fernando Meirelles. “Esposa insatisfeita com a performance do marido, homem que trai, ciumento, mulher que não gosta de sexo e até um casal que se entende bem. Tem para todos os gostos”, diz o diretor sobre a nova produção. Adriana Esteves, Enrique Diaz, Maria Fernanda Cândido e Paolla Oliveira estão no elenco do drama escrito por Euclydes Marinho, um remake de Quem Ama Não Mata, do mesmo autor e exibido em 1982. Mas não se preocupe com spoilers: assassino e vítima são segredos bem guardados pela equipe. A princípio, a minissérie seria filmada em Niterói, mas Meirelles convenceu a emissora a mudar a locação para a capital federal. “Sou arquiteto de formação e Brasília me encanta. A possibilidade de mostrar esta cidade tão pouco usada em teledramaturgia me motivou ainda mais.” Ele dividiu a direção dos episódios com Rodrigo Meirelles, Paulo Morelli e Luciano Maura, e ainda pôde gravar cenas em um casarão, em São Paulo, que pertenceu ao ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira. “Este cenário é decorado com Volpis, Portinaris, Krajcbergs, tudo original. Quem conhece vai gostar”, garante.


4 C ANT OS

|

TV

VEJA ESSA LO O K AT T H I S SAIBA QUAIS SÃO AS MELHORES NOVIDADES DA PROGRAMAÇÃO DE TV FIND OUT THE BEST NEWS ABOUT TV PROGRAMMING Por/By SOFIA FRANCO

Direto da periferia Direct from the outskirts

Na terceira temporada de O Bagulho é Doido, do Canal Brasil, MV Bill (foto) fala de violência policial, liberdade de imprensa, descriminalização das drogas, preconceito e política brasileira. Na estreia, ele conversa com a cantora Paula Lima. Ao final dos episódios, gravados na Cidade de Deus, o rapper mostra clipes de nomes como Jorge Ben Jor, Criolo, Racionais MC’s, Projota, Rashid, Edi Rock, MC Gra, Sombra e A.D.L. In the third season of O Bagulho é Doido, on Canal Brasil, MV Bill (photo) talks about police violence, freedom of the press, decriminalization of drugs, prejudice, and Brazilian politics. In the first episode, he talks with singer Paula Lima. At the end of the episodes, recorded in Cidade de Deus, the rapper shows clips from greats such as Jorge Ben Jor, Criolo, Racionais MC’s, Projota, Rashid, Edi Rock, MC Gra, Sombra, and A.D.L.

Melhores de 2014 Best of 2014

As comediantes Tina Fey e Amy Poehler (foto) serão as apresentadoras do Globo de Ouro pelo 3º ano consecutivo. A premiação, que reconhece os melhores de 2014 no cinema e na televisão norte-americanos, será transmitida ao vivo no Brasil pelo canal TNT. A edição homenageia George Clooney, ator indicado 13 vezes ao prêmio e que ganhou em três ocasiões e tem o filme Birdman concorrendo em sete categorias.

A PARTIR DE 25 DE JANEIRO.

Comedians Tina Fey and Amy Poehler (photo) will be the hosts of the Golden Globes for the 3rd consecutive year. The awards ceremony, which recognizes the best of the year in American film and television will be broadcast live in Brazil on TNT. The 2015 edition honors George Clooney, who has been nominated for the award 13 times and has won three of them and has the movie Birdman competing in seven categories.

DOM., ÀS 21H, NO CANAL BRASIL

11 DE JANEIRO, DOM., A PARTIR DAS 22H, NO TNT

Remarkable interpretations

Tarcísio Meira, Antônio Fagundes (foto), Tony Ramos e Lima Duarte são alguns dos veteranos entrevistados na série Grandes Atores. Após Damas da TV (2013) – que homenageou as atrizes com mais de 40 anos de carreira em telenovelas –, o Canal Viva prepara 26 episódios dedicados aos artistas que fizeram história na televisão brasileira. Entre os temas abordados estão as técnicas interpretativas, os trabalhos mais marcantes e curiosidades das novelas e dos bastidores. Tarcísio Meira, Antônio Fagundes (photo), and Lima Duarte are some of the veterans interviewed on the series Grandes Atores. After Damas da TV (2013) – which honored actresses with careers of more than 40 years in telenovelas – Canal Viva is preparing 26 episodes dedicated to the actors who made history in Brazilian television. Among the topics addressed are the acting techniques, the most remarkable work, and curiosities about the telenovelas and behind the scenes. ESTREIA NO DIA 22 DE JANEIRO. QUI., ÀS 23H30, NO CANAL VIVA

050 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

FOTOS: CANAL VIVA /DIV. (GRANDES ATORES); DÉBORA 70/DIV. (MV BILL); DIVULGAÇÃO

Interpretações marcantes


Centro Avançado de Tratamento do AVC. Inovação que já nasce com a tradição do Mãe de Deus. Um acidente vascular cerebral não tem hora para acontecer. Mas tem lugar certo para ser tratado. O Hospital Mãe de Deus acaba de inaugurar o Centro Avançado de Tratamento do AVC com Unidades Integradas e Especializadas, que reúne uma equipe multiprofissional de especialistas e avançada tecnologia em medicina. Com um conceito inovador, o Centro presta atendimento especializado ao paciente desde a emergência 24 horas até a recuperação de maneira totalmente integrada. Por isso, com a menor suspeita de AVC, não perca tempo: vá direto ao Mãe de Deus.

O ÚNICO HOSPITAL DO SUL DO PAÍS COM DUPLA CERTIFICAÇÃO.

51 3230.6209 | 51 3230.6210 | www.maededeus.com.br | Rua José de Alencar, 286 | Porto Alegre | RS

/HospitalMaedeDeus

@HospitalMaeDeus

@hospitalmaededeus

DR. LUIZ FELIPE SANTOS GONÇALVES | DIRETOR TÉCNICO-MÉDICO | CRM-RS 8910 DR. MAURICIO ANDRE GHELLER FRIEDRICH | DIRETOR DO INSTITUTO DE DOENÇAS NEUROLÓGICAS | CRM-RS 19580


4 C ANT OS

|

T E AT R O

Historic portrait of Rio

Retrato histórico do Rio Por/By TIAGO AGOSTINI

Elenco do musical posa para foto na Confeitaria Colombo, um ícone carioca Cast of the musical poses for photo at Confeitaria Colombo, a Rio icon

Bilac Vê Estrelas Sesc Ginástico, Av. Graça Aranha, 187, Centro, Rio de Janeiro. De 9 de janeiro a 22 de fevereiro. Sex. a dom., às 19h. R$20 21 2279 4027

052 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Em seu primeiro romance, Bilac Vê Estrelas, lançado em 2000, Ruy Castro confirmou sua incrível habilidade de retratar o Rio e seus personagens. Agora, acompanha a história por ele contada ganhar outras dimensões, na forma de uma comédia musical homônima, com estreia marcada para o dia 9 de janeiro. O cenário da peça é a capital fluminense do início do século 20, onde figuras marcantes como o poeta Olavo Bilac e o jornalista José do Patrocínio se envolvem em uma trama ficcional sobre o roubo do projeto de um dirigível. “É uma forma de apresentar essas personalidades de um jeito mais humano”, explica o diretor João Fonseca. Para embalar o espetáculo – que tem texto de Heloisa Seixas e Julia Romeu – Nei Lopes compôs 17 canções especialmente para o projeto. “As músicas carregam pitadas de humor na poesia, o que aproxima o público”, completa João, que considera o próprio Rio um importante personagem da história. Segundo ele, há uma relação entre o período retratado ali e os dias de hoje. “Na belle époque, o Rio também passava por muitas obras e transformações”, comenta. “Sou apaixonado pela cidade e por seu caráter sedutor. É uma responsabilidade retratá-la no musical.” In his first novel, Bilac Vê Estrelas, released in 2000, Ruy Castro confirmed his incredible ability to portray Rio and its characters. Now you can see the story he told take on other dimensions, in the form of a musical comedy of the same name, with its debut scheduled for January 9. The setting of the play is the capital city of Rio de Janeiro at the start of the 20th century, where remarkable figures such as poet Olavo Bilac and journalist José do Patrocínio were involved in a fictional plot about the theft of the design of a dirigible. “It is a way to present these personalities in a more human way,” explains director João Fonseca. To package the show – which has a script by Heloisa Seixas and Julia Romeu – Nei Lopes composed 17 original songs, especially for the project. “The songs carry bits of humor in the poetry, which draws the audience in,” concluded João, who considers Rio itself to be an important character in the story. According to him, there is a relationship between the era portrayed there and the modern day. “In the belle époque, Rio also underwent a lot of construction and transformations,” he comments. “I am in love with the city and its seductive nature. It is a responsibility to portray it in the musical.”

FOTO: LÉO AVERSA /DIV.

MUSICAL BASEADO EM LIVRO DE RUY CASTRO RESGATA A BELLE ÉPOQUE CARIOCA E TRAZ FIGURAS COMO OLAVO BILAC E JOSÉ DO PATROCÍNIO COMO PROTAGONISTAS A MUSICAL BASED ON THE BOOK BY RUY CASTRO BRINGS BACK THE BELLE ÉPOQUE OF RIO DE JANEIRO, FEATURING FIGURES SUCH AS OLAVO BILAC AND JOSÉ PATROCÍNIO AS PROTAGONISTS


4 C ANT OS

|

T E AT R O

N O S PA L C O S O N T H E S TAG E S ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃO DOS FESTIVAIS E AS ESTREIAS TEATRAIS CHECK OUT THE FESTIVALS SCHEDULE AND THEATER DEBUTS Por/By SOFIA FRANCO

Diversidade cênica Diversity of settings

Produções nacionais e internacionais serão exibidas no tradicional festival pernambucano Janeiro de Grandes Espetáculos, cuja 21ª edição será realizada de 14 a 31 deste mês. Destaque para as peças Doroteia (foto), com texto de Nelson Rodrigues, e Gaiola de Moscas, adaptação do conto de Mia Couto.

Sucesso meteórico Meteoric success

A trajetória do polêmico e talentoso Wilson Simonal chega ao teatro com texto assinado por Nelson Motta e Patrícia Andrade e direção de Pedro Brício. S’imbora, o Musical traz Ícaro Silva no papel-título, resgata os grandes sucessos do cantor e aborda a época de exílio artístico que enfrentou. De 18 de janeiro a 12 de abril.

National and international productions will be shown at the traditional Pernambucan festival, Janeiro de Grandes Espetáculos, the 21st edition of which will be held from the 14th to the 31st of this month. The highlights are the plays Doroteia (photo), with script by Nelson Rodrigues, and Gaiola de Moscas, an adaptation of the short story by Mia Couto. ESPAÇOS CULTURAIS DE RECIFE, CARUARU E ARCOVERDE. ENTRE R$10 E R$40

JANEIRODEGRANDESESPETACULOS.COM

The story of the polemical and talented Wilson Simonal comes to the theater with a script penned by Nelson Motta and Patrícia Andrade and direction by Pedro Brício. S´imbora, o Musical stars Ícaro Silva in the lead and gives new life to the successes of the singer and the era of artistic exile that he faced. From January 18 to April 12. TEATRO MUNICIPAL CARLOS GOMES, PÇA. TIRADENTES, 19, CENTRO, RIO DE JANEIRO. QUI.A SÁB., ÀS 20H; DOM., ÀS 18H. ENTRE R$80 E R$90

21 2232 8701

Irmãs cheias de graça

Director Wolf Maya commemorates the 40th year of his career with the exhibition of As Noviças Rebeldes, in São Paulo, starting January 8. The musical has a script and original compositions by American Dan Goggin, and tells the story of well-humored and not-so-saintly nuns. Soraya Ravenle, Sabrina Korgut, Maurício Xavier, and Helga Nemeczyk are in the cast. Through March 8. THEATRO NET SÃO PAULO, R. DAS OLIMPÍADAS, 360, VILA OLÍMPIA, SÃO PAULO. SEX. E SÁB., ÀS 21H30; DOM., ÀS 19H. ENTRE R$100 E R$150

11 4003 1313

THEATRONETSAOPAULO.COM.BR

054 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

FOTOS: LEO AVERSA /DIV. (S’IMBORA, O MUSICAL); L ARYSSA MOURA /DIV. (DOROTEIA); DIVULGAÇÃO

Sisters full of grace

O diretor Wolf Maya comemora 40 anos de carreira com a exibição de As Noviças Rebeldes, em São Paulo, a partir de 8 de janeiro. O musical tem texto e composições originais do norte-americano Dan Goggin e conta a história de freiras bem-humoradas e não muito santas. Soraya Ravenle, Sabrina Korgut, Maurício Xavier e Helga Nemeczyk estão no elenco. Até 8 de março.


GRCcomunicacao.com.br


58 Gastronomia Cuisine A cozinha ousada do Taypá, em Brasília The bold kitchen of Taypá, in Brasília

64 O Quarto The Bedroom Charme oriental no Zorah Beach Hotel, no CE Oriental charm at the Zorah Beach Hotel, in CE

FOTOS: DANIEL MADSEN ( TAYPÁ); DIVULGAÇÃO

highlights

64

66 Hotspot Hotspot O melhor de Trancoso, na Bahia The best of Trancoso, in Bahia

58


H I GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

Um toque andino no cerrado A touch of the Andes on the cerrado

NO CARDÁPIO DO TAYPÁ, EM BRASÍLIA, CEVICHES E DRINKS DE PISCO DIVIDEM ESPAÇO COM RECEITAS QUE LEVAM AVES E CARNES, EXALTANDO TODOS OS SABORES DA CULINÁRIA PERUANA ON THE MENU AT TAYPÁ, IN BRASÍLIA, CEVICHES AND PISCO DRINKS SHARE SPACE WITH RECIPES FEATURING POULTRY AND MEATS, EXALTING ALL THE FLAVORS OF PERUVIAN CUISINE

058 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Por/By RENATA REPS Fotos/Photos DANIEL MADSEN

Situado no Lago Sul, o bairro mais luxuoso de Brasília, o Taypá atrai multidões desde sua abertura, em 2010. Primeiro, por conta dos ceviches e das inusitadas combinações de molhos que este tradicional prato peruano ali recebe. Segundo, graças aos saborosos coquetéis, vários a base de pisco, que animam dos happy hours aos fins de noite. Terceiro, mas não menos importante, pela experiência enriquecedora que um restaurante fiel às suas raízes pode proporcionar: ele permite que o cliente descubra que a culinária de um país não está restrita a seus clássicos. Apresentar os sabores do Peru mundo afora, aliás, é missão de Marco Espinoza há algum tempo. Chef à frente do Taypá, ele nasceu em Lima e estudou no Instituto Argentino de Gastronomia em Buenos Aires, onde atuou por quase dez anos. Em 2009, esteve em Brasília para um festival de comida peruana, a convite dos donos do restaurante Bier Fass. Foi quando se encantou com o sucesso que os sabores andinos faziam por aqui. Um ano mais tarde, decidiu fundar o Taypá – que na sua língua quer dizer fartura –, junto com quatro sócios brasileiros. "Minha ideia era abrir um restaurante que pudesse ser perene. Por isso, mudo partes do cardápio a cada seis meses e faço festivais ao lado de outros chefs. Tudo para não cansar o público", explica. Enquanto a decoração da casa tem elementos trazidos de sua terra natal, como esculturas e molduras de espelhos, sua cozinha está repleta de conterrâneos. Espinoza faz questão de tê-los em posição de liderança, para manter fidedignidade à culinária do Peru. Assim, o barman, o cevichero,


Na página anterior, o chef Marco Espinoza no Taypá e a entrada trio de ceviches. Nesta página, o tour de piscos, com três shots da bebida; e, abaixo, os conitos de mejillones On the previous page, chef Marco Espinoza at Taypá and the ceviche trio appetizer. On this page, the tour of piscos, with three shots of the drink; and below, the conitos de mejillones

ENDEREÇOS

gastronômicos Gastronomical addresses

Por/By

Marco Espinoza

EL Negro Trabalha com carnes argentinas e uruguaias e é especialista em cortes finos e parrillas. Deals in Argentinian and Uruguayan meats and is a specialist in fine cuts and parrillas. CLN 413, BLOCO C, LOJA 17 61 3041 8775

Bier Fass

quem prepara os molhos e as sobremesas são todos de lá. No cardápio, a chamada gastronomia novandina – mistura de pratos clássicos aos ingredientes locais e contemporâneos – é destaque. Como entradas, sanduíches e croquetes dividem importância com as várias opções de ceviches. Nas especialidades da casa, receitas como o arroz de pato, o pescado al azafán e o lomo andino lançam luz sobre sabores menos conhecidos. Se não bastasse o Taypá, Espinoza tem outras três casas no Rio de Janeiro e trabalha na abertura de mais três. Viagens ao seu país natal também ocupam espaço na agenda: “É preciso continuar em contato com a cultura, saber o que está sendo feito por lá. Para incorporá-las aos meus restaurantes, se for o caso." Clientes ávidos para provar as novidades não vão lhe faltar.

Taypá SHIS QI 17, Bloco G, Loja 208, Fashion Park, Brasília. 61 3364 0403

TAYPA.COM.BR

Situado no Pontão do Lago Sul, tem um ambiente agradabilíssimo. O melhor de lá é o bacalhau. Situated in Pontão do Lago Sul, it has a very pleasant ambiance. The best thing there is the cod. SHIS QL 10, LOTE 1/30, LAGO SUL 61 3364 4041

New Koto É sem dúvida uma das melhores casas de culinária japonesa de Brasília. A parte de frios é muitíssimo original, devido à experiência do chef Riozo na cozinha da Embaixada Japonesa. It is, without a doubt, one of the Brasilia's best places for Japanese cuisine. The selection of cold dishes is extremely original, due to chef Riozo's experience in the kitchen of the Japanese Embassy. CLS 212, BLOCO C, LOJA 20 61 3346 9668

Situated in Lago Sul, the most luxurious neighborhood of Brasília, Taypá has been attracting big crowds since its opening in 2010. First, on account of the ceviches and unusual combinations of sauces that this traditional Peruvian dish receive there. Second, thanks to the flavorful cocktails, many of them pisco-based, which liven things up from happy hour to the end of the night. Third, but no less important, for the enriching experience that a restaurant faithful to its roots can provide: it allows the customer to discover that a country's cuisine is not limited to its classic dishes. Presenting the flavors of Peru the world over, after all, has been Marco Espinoza's mission for some time. The chef behind Taypá, he was born in Lima and studies and Instituto Argentino de Gastonomia in Buenos Aires, where he worked for nearly ten years. In 2009, he was in Brasília for a Peruvian food festival, at the invitation of the owners of the restaurant Bier Fass. That was when he became fascinated by the success that the Andean flavors enjoyed here. A year later, he decided to found Taypá – which in his language means abundance – together with four Brazilian partners. "My idea was to open a restaurant which could be perennial. That is why I change parts of the menu every six months and I do festivals alongside other chefs. I do everything to keep the public from getting tired of it," he explains. While the interior decoration has elements brought from his homeland, such as sculptures and mirror frames, his kitchen is full of his countrymen. Espinoza makes a point of having them in leadership positions, to maintain the authentic reproduction of the cuisine of Peru, so the bartender, the ceviche maker, and those who prepare the sauces and the deserts are all from there. On the menu, the so-called New Andean cuisine – a mixture of classic dishes with local and contemporary ingredients – is the highlight. For appetizers, sandwiches and croquettes share importance with the various ceviche options. In the house specialties, recipes such as arroz de pato, the pescado al azafán, and the lomo andino shed light on lesser-known flavors. If Taypá is not enough, Espinoza has through other restaurants in Rio de Janeiro and is working on opening three more. Trips to his home country occupy space on his schedule: "It's necessary to stay in contact with the culture, to know what is being done there, so I can incorporate it into my restaurants if I want." There will be no lack of customers eager to try his new items.

059


H I GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

NEM SÓ DE PARQUES TEMÁTICOS VIVE ORLANDO. A CIDADE DA FLÓRIDA – NOVO DESTINO ATENDIDO PELA AZUL, COM VOOS DIÁRIOS – É

Muito além

TAMBÉM UM POLO GASTRONÔMICO EM CONSTANTE EFERVESCÊNCIA, COM RESTAURANTES E BARES QUE SURPREENDEM ATÉ OS PALADARES MAIS EXIGENTES. POR LÁ, SÓ NÃO COME BEM QUEM NÃO QUER

do fast-food Far beyond fast food

ORLANDO IS MORE THAN THEME PARKS. THE FLORIDA CITY – A NEW DESTINATION SERVED BY AZUL, WITH DAILY FLIGHTS – IS ALSO A GASTRONOMIC CENTER WITH CONSTANT EXCITEMENT, WITH RESTAURANTS AND BARS THAT SURPRISE EVEN THE MOST DISCERNING

Por/By LUIZA VIEIRA

PALATES. IF YOU DON'T EAT WELL THERE, IT'S YOUR OWN FAULT

Ceviche Além do típico prato peruano que dá nome ao restaurante, outras mais de cem opções de tapas recheiam seu cardápio, que chama a atenção em Downtown Orlando. Vá de sangria e aposte nas suculentas tábuas de frios, nos petiscos clássicos ou nos pratos mais elaborados, como a paella (foto). In addition to the Peruvian dish which lends its name to the restaurant, more than 100 other options for tapas fill the menu of the restaurant, which calls attention in Downtown Orlando. Have some sangria and go for the succulent cold cut platters, classic finger foods, or the more elaborate dishes, such as the paella (photo). 125 WEST CHURCH ST., DOWNTOWN 1 321 281 8140

CEVICHE.COM

The Pub

Hamburger Mary's

Com mais de 30 tipos de cervejas, entre nacionais e importadas, convida a brindes noite afora. Os clientes podem montar um menu-degustação customizado enquanto conferem jogos de futebol na TV. Para acompanhar, tradicionais receitas de pub – como o fish and chips (foto) – figuram no cardápio.

A casa serve aquele que muitos moradores chamam de "o melhor hambúrguer da cidade" – são 15 as opções de combinações. Também é endereço certo para quem busca um jantar seguido de agitação, por conta dos divertidos shows com drag queens e covers de divas do pop que contribuem para a fama do local.

With more than 30 types of beer, including national beers and imports, it calls for toasts all evening long. Customers can put together a customized tasting menu while watching soccer games on the TVs. And to go with it, traditional pub recipes, such as fish and chips (photo), are on the menu. 9101 INTERNATIONAL DR., POINTE ORLANDO 1 407 730 2111

EXPERIENCETHEPUB.COM

060 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

The house serves what many residents call "the best hamburger in town" – there are 15 combination options. It's also the right place for anyone wanting to dine with excitement, since there are fun shows with drag queens and pop diva imitators that contribute to the place's fame. 110 WEST CHURCH ST., DOWNTOWN

1 321 319 600

HAMBURGERMARYS.COM


Dandelion Communitea Cafe A filosofia do local é servir comida simples e saudável, em que cores, texturas e cheiros cativam o público durante um brunch, um almoço ou um jantar. Surpreenda-se com receitas como o Sweet Potato Burrito, com quinoa, cebola, milho e molho de coentro e gengibre, ou a Giddy Up (foto), salada que leva queijo cheddar orgânico, folhas verdes, pimenta e quinoa. The philosophy of the place is to serve simple and healthy food which captivate diners with colors, textures, and aromas during a brunch, lunch, or dinner. Be surprised by recipes such as the Sweet Potato Burrito, with quinoa, onion, corn, and cilantro-ginger sauce, or the Giddy Up (photo), a salad with organic cheddar cheese, greens, pepper, and quinoa. 618 N THORNTON AV., MILLS 50

1 407 362 1864

DANDELIONCOMMUNITEA.COM

Azul viagens

40 03 1181

Orlando no Doze noites a ke Buena Vist Clarion Inn La CA MP INA S) /3/ 2015 (DE SA ÍDA EM 23

Prato

10x R$234

sem juros

O restaurante não se cansa de acumular prêmios que fazem referência à sua autêntica cozinha italiana. Localizado na principal avenida do Winter Park, o aconchegante bairro ao Norte de Orlando, oferece pizzas, massas e entradas como as almôndegas com polenta (foto) feitas de forma artesanal em uma cozinha aberta para quem quiser acompanhar o preparo das receitas. The restaurant never stops accumulating awards with reference to its authentic Italian cuisine. Located on the main avenue of Winter Park, the welcoming neighborhood North of Orlando, it offers pizzas, pastas, and appetizers, with the meatballs with polenta (photo) made artisanally in a kitchen open to anyone who wants to watch the preparation of the recipes. 124 NORTH PARK AV., WINTER PARK

1 407 262 0050

PRATO-WP.COM

FOTOS: KRISTINA JUARBE (CEVICHE); DIVULGAÇÃO

Ocean Prime Elegante e cheio de pompa, é alternativa para fugir do burburinho da cidade. Carnes e frutos do mar são as especialidades da rede – há outras 11 unidades espalhadas pelo país –, sempre servidos em pratos fartos e com bom custo-benefício. Destaque para a lagosta com aspargos (foto), a sugestão do chef. Elegant and full of pomp, it is an alternative for escaping from the bustle of the city. Meats and seafood are the specialties of the chain – there are another 11 units scattered across the country – always served in generous portions with a good cost-benefit ratio. The highlight is the lobster with asparagus (photo), the chef's suggestion. 7339 WEST SAND LAKE RD., RIALTO 1 407 781 4880

OCEAN-PRIME.COM

061


H I GHLIGHT S | G A S T R O N O M I A

BOM APETITE BON APPETIT CONFIRA AS MELHORES NOVIDADES DE BARES, RESTAURANTES E CAFÉS CHECK OUT THE BEST OF WHAT’S NEW IN BARS, RESTAURANTS, AND CAFÉS Por/By LUIZA VIEIRA

Para degustar e brindar

To taste and toast

Cervejas de qualidade, ambiente de pub e comidinhas de rua são os principais componentes do La Fraternité, misto de bar e beer shop que é novidade em Moema, bairro da Zona Sul de São Paulo. Além de rótulos artesanais, nacionais e importados, há chopes IPA, Weiss ou Lager. Já para comer aposte nos queijos e nas linguiças curadas ou nas delícias servidas pelos food trucks que se revezam ali na frente. Quality beers, a pub atmosphere, and street food are the main components of La Fraternité, a combination of bar and beer shop, which is the latest thing in Moema, neighborhood of South Zone of São Paulo. In addition to national, imported, and artisanal labels, there are drafts of IPA, Weiss, or Lager. Then, to eat, go for the cheeses and cured linguiças, or the delicacies served by the food trucks lined up out front. LA FRATERNITÉ, AL. JAUAPERI, 1413, MOEMA, SÃO PAULO (SP) 11 2645 0248

LAFRATERNITE.COM.BR

Receitas calientes Recipes calientes

Novo representante da autêntica culinária mexicana, o La Calaca abriu suas portas recentemente no Leblon, no Rio. Esqueça o tex-mex repleto de queijo e souer cream: o cardápio tem pratos como a banana frita (foto) e o camarão com molho de diabinho. Para acompanhar, opte pelo Until Dawn, drink que leva vodka, licor 43, limão siciliano, morango e espumante. A new representative of authentic Mexican cuisine, La Calaca opened its doors recently in the neighborhood of Leblon, in Rio. Forget the Tex-Mex, full of cheese and sour cream: the menu has dishes such as fried banana (photo) and shrimp with diablo sauce. To go with it, opt of the Until Dawn, a cocktail with vodka, Licor 43, lemon, strawberry, and sparkling wine. LA CALACA, AV. ATAULFO DE PAIVA, 1240, LEBLON, RIO DE JANEIRO (RJ) 21 3264 2217

LACALACA.COM.BR

Atmosfera cubana Cuban atmosphere

With decor that focuses the Caribbean climate and Cuban culture, bar and restaurant Varadero has already become the darling of Cuiabá residents. Its specialty is meat prepared on the grill, but traditional finger foods also receive space on the menu. In the desert section, the chocolate truffle pie is the house’s registered trademark – and it’s irresistible. VARADERO, R. CASTELO BRANCO, 898, QUILOMBO, CUIABÁ (MT)

062 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

65 30275001

VARADEROBAR.COM.BR

FOTOS: FILICO (L A CAL ACA); DIVULGAÇÃO

Com decoração que privilegia o clima caribenho e a cultura cubana, o bar e restaurante Varadero já virou o queridinho dos moradores de Cuiabá. Sua especialidade são as carnes preparadas na brasa, mas petiscos tradicionais também ganharam espaço no cardápio. Na parte das sobremesas, a torta trufada de chocolate é marca registrada – e irresistível – da casa.


H I GHLIGHT S | O Q U A R T O

Asian-style perks ESCONDIDO NA PRAIA CEARENSE DE GUAJIRU, O ZORAH BEACH HOTEL SURPREENDE POR SUA

Mordomias ao

ARQUITETURA ORIENTAL E SUA ATMOSFERA RELAX HIDDEN ON THE BEACH OF GUAJIRU, IN THE STATE OF CEARÁ, THE ZORAH BEACH HOTEL SURPRISES WITH ITS

estilo asiático

ORIENTAL ARCHITECTURE AND RELAXED ATMOSPHERE

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Por/By SOFIA FRANCO

Entre budas esculpidos em pedra, cerâmicas coloridas e tapetes requintados, você poderia pensar que chegou a uma das ilhas do Sul do Pacífico. Mas é no litoral cearense, na escondida Praia de Guajiru, que o clima zen domina o ambiente e os bangalôs do Zorah Beach Hotel. Um oásis no meio das dunas fossilizadas, que insere sofisticados toques do Oriente na brasilidade da região. Inaugurado em 2013, no município de Trairi, a 2h30 de Fortaleza, a propriedade é exemplo de sossego e luxo. Cada um de seus cinco bangalôs – uma vila e 16 suítes completam as opções de acomodações – tem 90 metros quadrados, cama super king size com dossel e detalhes como pinturas nas paredes. A tranquilidade do local convida a aproveitar o fim de tarde em seu deck privativo com um bom livro, enquanto se espera a lua aparecer pertinho do mar. O céu estrelado ganha mais destaque ali, longe das luzes da cidade, onde se ouve apenas os murmúrios das ondas e do vento. Já durante o dia a areia branca e as piscinas naturais, formadas durante a maré baixa, são

064 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

atrações praticamente exclusivas. Para serem aproveitadas sem pressa. Depois, vale completar a experiência provando os sais de banho na hidromassagem do banheiro do bangalô, que conta ainda com amenities L'Occitane, duas pias de pedra vulcânica e um jardim. Toda a decoração do hotel, aliás, foi feita um pouco às avessas. Seu proprietário, o indiano Sumeet Dhillon, primeiro comprou o mobiliário de madeira em Bali e peças na Índia e no Oriente Médio. Só depois é que finalizou o projeto arquitetônico, pensado de forma a encaixar cada um dos objetos. O resultado é um ambiente com referências asiáticas, sem se tornar caricatural. Essa influência vai além e abraça também a gastronomia. Com o dedo de vários chefs, alguns deles indianos, o cardápio do restaurante mistura pratos orientais com ingredientes nordestinos. Difícil resistir aos naans, os divinos pães da Índia. Mais complicado ainda é escolher entre as opções de curry ou os clássicos regionais, como o risoto de abóbora com carne seca.


Na página anterior, o banheiro do bangalô, com decoração caprichada, e a entrada do restaurante do hotel. Nesta página, ao lado, a convidativa piscina; e, abaixo, a cama com dossel On the previous page, the bathroom of the bungalow, with luxurious decoration, and the entrance to the hotel's restaurant. On this page, to the side, the inviting pool; and above, the canopy bed

SOL, MAR E SOSSEGO SUN, SEA, AND RELAXATION

Descanso total | O hotel conta com um amplo menu de massagens à disposição dos hóspedes. Elas podem ser feitas num espaço reservado ou nas acomodações

Total rest | The hotel places an ample selection of massages at the guests' disposal. They can be done in a reserved space or in the accommodations

Mergulho | Se não bastasse a praia praticamente exclusiva, a piscina da propriedade é magnífica. Tem decks molhados e gazebos balineses Swimming | As if the practically exclusive beach weren't enough, the property's swimming pool is magnificent. It has wet decks and Balinese gazebos

Esportes náuticos | Como em sua vizinha Jericoacoara, o mar calmo e o vento constante de Guajiru oferecem condições perfeitas para a prática de kitesurfe, windsurfe e stand up paddle

Zorah Beach Hotel

Water sports | Like its neighbor Jericoacoara, the calm sea and the constant wind of Guajiru offer perfect conditions for practicing kitesurfing, windsurfing, and stand-up paddle boarding

R. da Praia, 95, Guajiru, Trairi, Ceará. Entre R$560 e R$1.960 85 9740 0340 ZORAHBEACH.COM.BR

Among Buddhas sculpted in stone, colored ceramics and refined carpets, you might think you've arrived on an island in the South Pacific. But this is the coast of Ceará, on the hidden Guajiru Beach, where the Zen climate dominates the atmosphere and the bungalows of the Zorah Beach Hotel. An oasis in the middle of the fossilized dunes, which injects sophisticated touches of the Orient into the Brazilian-ness of the region. Inaugurated in 2013, in the municipality of Trairi, two and a half hours from Fortaleza, the property is the epitome of restfulness and luxury. Each of its five bungalows – a villa and 16 suites round out its accommodation options – has 90 square meters, a super king-size canopy bed, and details such as paintings on the walls. The tranquility of the location invites you to enjoy the afternoon on your private deck with a good book, while you wait for the moon to come close to the sea. The starry sky stands out more there, far from the city lights, where only the murmur of the waves and the wind can be heard. Then, during the day, the white sand and natural pools formed at low tide are practically exclusive attractions to be enjoyed without any hurry. Afterward, it's worth completing the experience by trying out the bath salts in the hydromassage tub in the bungalow's bathroom, which also features L´Occitane amenities, two sinks of volcanic rock, and a garden. The decor throughout the hotel, in fact, was done a little backwards. It owner, Sumeet Dhillon, from India, first bought the wooden furniture in Bali and other piece in India and the Middle East. Only afterward did he finalize the architectural project, planning it to fit each of the objects. The result is an environment with Asian references, without becoming a caricature. This influence goes beyond and encompasses the cuisine as well. With the help of various chefs, some of them Indian, the menu of the restaurant mixes oriental dishes with ingredients of Northeastern Brazilian cuisine. It is difficult to resist the naan, the divine bread from India. It's more complicated still to choose from among the curry options or the regional classics, such as the squash risotto with dried beef.

065


HIGHLIGHT S | H O T S P O T

Reunião

Quadrado

Trancoso (BA)

na praça Meeting in the square 7

O FAMOSO QUADRADO DA PEQUENA TRANCOSO É PONTO DE ENCONTRO DE QUEM ESTÁ EM BUSCA DE BOA GASTRONOMIA,

5

8 6

HOSPEDAGENS ESTILOSAS E LEMBRANCINHAS QUE ENALTECEM O ALEGRE ESPÍRITO BAIANO

2

THE FAMOUS SQUARE OF THE LITTLE TOWN OF TRANCOSO

4

IS A MEETING PLACE FOR THOSE IN SEARCH OF GOOD CUISINE, STYLISH ACCOMMODATIONS, AND SOUVENIRS THAT CELEBRATE THE JOYFUL BAHIAN SPIRIT

9 1

Por/By BRUNA BORELLI

3

1 Uxua Casa Hotel Desde sua inauguração, em 2009, o hotel butique atrai turistas ávidos por conforto e requinte. Suas 11 casas de arquitetura colonial e decoração que mescla o contemporâneo e o regional são disputadas o ano todo. E a piscina com propriedades curativas faz sucesso. Since it inauguration, in 2009, the boutique hotel has attracted tourists eager for comfort and refinement. Its eleven houses, with colonial architecture and decoration which combines the contemporary and the regional, are contested year round. And the pool with curative properties is a hit.

2 Ateliê Joana Vieira

UXUA.COM

3 Thaicoso

Depois de uma década na Bahia, Joana Vieira voltou a São Paulo, mas seu ateliê segue em Trancoso. A artista cria peças com elementos religiosos e brasileiros, como as Iemanjás e os santinhos customizados.

O pequeno restaurante tailandês tem clima intimista e cardápio compacto. Destaque para a salada de mamão verde e para o peixe assado ao molho de maracujá e leite de coco servido com arroz jasmim.

After a decade in Bahia, Joana Vieira returned to São Paulo, but her studio continues on in Trancoso. The artist creates pieces with religious and Brazilian elements, such as Iemenjás and customized saints.

This small Thai restaurant has an intimate atmosphere and a compact menu. The stand-outs are the green papaya salad and the baked fish with passion fruit sauce and coconut milk served with jasmine rice.

11 98144 0044

JOANAVIEIRA.COM.BR

066 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

73 9905 8405

FOTOS: JOSÉ BASSIT (UXUA CASA HOTEL); SÉRGIO BARZ AGHI/DIV. (IGREJA DE SÃO JOÃO BATISTA); DIVULGAÇÃO

73 3668 2277


4 Igreja de São João Batista Uma das mais antigas do País, foi fundada entre 1560 e 1650. Seu gramado serve de campo de futebol aos nativos e, nos dias de São Sebastião e São Brás, em 20 de janeiro e 3 de fevereiro, respectivamente, sedia festas típicas. One of the oldest churches in the country, it was founded between 1560 and 1650. Its lawn serves as a soccer field for the locals and, on the feast days of Saint Sebastian and Saint Blaise, on January 20 and February 3, respectively, it hosts typical festivals.

5 Cantinho Doce O restaurante cresceu junto com o Quadrado. No início, era famoso por suas sobremesas e cachaças de ervas, mas expandiu suas especialidades. Hoje oferece até strogonoff de lagosta servido no abacaxi. This restaurant has grown along with the Square. In the beginning, it was famous for its desserts and herb cachaças, but it has expanded its specialties. Today, it even offers lobster stroganoff served in a pineapple. 73 3668 1410

6 Bela Estampa

CANTINHODOCETRANCOSO.COM.BR

7 El Gordo

As almofadas coloridas vistas nas melhores casas das redondezas são de autoria de Ana Luiza e Sylvia, donas da marca. A loja também vende jogos americanos e colchas de algodão, tudo pintado à mão.

O português Nuno Almeida deu toques lusitanos à sua pousada e restaurante. O menu é dividido entre os sabores da terrinha e os contemporâneos. E as 12 suítes têm vista do Quadrado ou do mar.

The colored cushions seen in the best houses in the region are created by Ana Luiza e Sylvia, owners of the brand. The store also sells placemat sets and cotton bedspreads, all painted by hand.

Nuno Almeida, from Portugal, has given Lusitanian touches to his pousada and restaurant. The menu is split between the flavors of his homeland and contemporary flavors. And the 12 suites have a view of the Square or of the sea.

Azul viagens

40 03 1181

coso

Tran ia Pousada Alde Três noites na s fé e traslado do Sol com ca CA MP INA S) /2015 (DE SA ÍDA EM 7/2

73 3668 1444

BELAESTAMPA.COM.BR

73 3668 1193

ELGORDOTRANCOSO.COM.BR

10x R$204

sem juros

8 Capim Santo Fundado em 1985, o restaurante faz parte da história local. O cardápio é repleto de peixes e frutos do mar trazidos diariamente por pescadores. O espaço também abriga uma pousada. Founded in 1985, the restaurant is part of local history. The menu is full of fish and seafood brought in daily by fishermen. The space also houses a pousada. 73 3668 1122

CAPIMSANTO.COM.BR

9 MTrancoso

Artesãos e carpinteiros da região criam a maior parte das peças de decoração expostas nesta sofisticada loja. Entre os materiais utilizados por eles estão marchetaria, coco, chifre de animais e ossos. Artisans and carpenters of the region create the majority of the decorative piece on display in this sophisticated shop. Among the materials they are inlaying, coconut, animal horns, and bone. 73 3668 1023

MTRANCOSO.COM

067


H I GHLIGHT S | C I N C O P E R G U N T A S

Guy talk

Papo de macho EM JANEIRO E FEVEREIRO, O COMANDO DO SAIA JUSTA, PROGRAMA DO GNT, FICA POR CONTA DE UM QUARTETO MASCULINO DISPOSTO A DEBATER TEMAS DA ATUALIDADE SEM PAPAS NA LÍNGUA IN JANUARY AND FEBRUARY, THE GNT PROGRAM SAIA JUSTA WILL BE TAKEN OVER

Por/By SOFIA FRANCO

Saem as mulheres, entram os homens. Enquanto Astrid Fontenelle, Barbara Gancia, Maria Ribeiro e Mônica Martelli curtem férias, Eduardo Moscovis, Dan Stulbach, Leo Jaime e Xico Sá tomam conta do sofá do Saia Justa na terceira temporada de seu Especial de Verão, que vai ao ar de 7 de janeiro até 25 de fevereiro. Temas contemporâneos – de política a cultura, passando por comportamento – agora ganham opiniões e observações masculinas, em bate-papos francos e divertidos. É a chance de o público feminino ficar por dentro do que pensam os homens. Moscovis, depois das duas primeiras edições do programa, comenta um pouco sobre a experiência de voltar a ser apresentador de TV.

068 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

The women are out; the men are in. While Astrid Fontenelle, Barbara Gancia, Maria Ribeiro, and Mônica Martelli enjoy some time off, Eduardo Moscovis, Dan Stulbach, Leo Jaime, and Xico Sá take over the sofa of Saia Justa for the third edition of its Summer Special, which runs from January 7 through February 25. Contemporary themes – from politics to culture and behavior – are now the focus of male opinions and observations, in frank and entertaining chats. It the female audience's chance to get it on what men think. Moscovis, after the first two editions of the progam, comments a little about his experience to be back as a presenter on TV.

FOTOS: TRICIA VIEIRA /DIV. (RETRATO MOSCOVIS); BIANCA PIMENTA /DIV.

BY A MALE QUARTET READY TO DEBATE TOPICS IN CURRENT AFFAIRS FRANKLY


Na página anterior, o ator Eduardo Moscovis e os apresentadores nos bastidores das gravações. Nesta página, o quarteto masculino no sofá do Saia Justa On the previous page, actor Eduardo Moscovis and the presenters in the backstage of the filming. On this page, the four guys in the sofa of Saia Justa

1

3 2

Como você se sente à frente do Saia Justa? Tem sido uma experiência bastante agradável e estimulante. A cada temporada, com certeza, fico mais à vontade nas gravações.

How do you feel sitting on the stage of Saia Justa? It has been a quite pleasant and stimulating experience. Every season, definitely, I feel more at ease when filming.

Há uma preparação antes das gravações? Sim. Recebemos as pautas com pelo menos uma semana de antecedência, o que nos dá tempo para uma preparação. Quando chegamos ao estúdio, conversamos um pouco sobre cada tema. Mas o frescor das opiniões também é importante para que o debate não fique previsível.

Was there any preparation before the filming? Yes, we receive the agendas at least a week in advance, which gives us time for a preparation. When we arrive in the studio, we talk a little about each topic. But the freshness of the opinions is also important so that the debate doesn't become predictable.

O que te levou a aceitar participar do programa, já que é algo tão diferente do que costuma fazer? Entrei nessa porque achei que poderia ser um exercício instigante. E realmente tem sido. Em princípio, meu trabalho principal na TV ainda é atuando, mas, dependendo do projeto, posso até topar algo semelhante outra vez.

Given that it's something so different from what you usually do, what led you to agree to participate on the program? I got in on this because I though it could be a stimulating exercise. And it really has been. Initially, my main work in TV is still acting, but depending on the project, I might even go for something similar again.

45

Como você explica o sucesso da versão masculina do Saia Justa? Por estarmos em um canal voltado principalmente para o público feminino, acho que despertamos curiosidade sobre o ponto de vista de cada um de nós, homens, a respeito dos mais diversos temas. Basicamente, o que muda é o timbre das conversas: as mulheres tendem para o agudo e nós, para o grave. E, quanto ao ritmo, acho que somos naturalmente mais lentos. How do you explain the success of Saia Justa in its male version? Since we are a channel aimed primarily at female audiences, I think that we sparked their curiosity about the points of view of each of us, men, about a wide range of topics. Basically, what changes is the intonation of the conversations: the women tend to go sharp, while we tend to go flat. And with regard to the pace, I think we are naturally slower.

Além do programa, quais são seus projetos para este ano? Participei de três filmes que devem ser lançados em 2015: O Outro Lado do Paraíso, de André Ristum, Amor em Sampa, de Carlos Alberto Riccelli, e O Pequeno Dicionário Amoroso 2, de Sandra Werneck. E em abril volto com a segunda temporada da série Questão de Família, também do GNT. Besides the program, what are you projects for this year? I participated in three movies that should be released in 2015: O Outro Lado do Paraíso, from André Ristum, Amor em Sampa, from Carlos Alberto Riccelli, and O Pequeno Dicionário Amoroso 2, from Sandra Werneck. And in April, I return with the second season of the series Questão de Família, also on GNT.

Saia Justa Especial de Verão De 7/1 a 25/2. Quartas, às 21h30, no GNT

069


H IGHLIGHT S | V I T R I N E

High temperatures

Altas

temperaturas NO VERÃO, A PEDIDA É SE REFRESCAR. SELECIONAMOS ITENS FEITOS SOB MEDIDA PARA VOCÊ DRIBLAR O CALORÃO CURTINDO DIAS NA PRAIA OU NA PISCINA IN THE SUMMER, COOLING OFF IS IN ORDER. WE SELECT ITEMS MADE TO ORDER FOR YOU TO BEAT THE HEAT WHEN ENJOYING DAYS AT THE BEACH OR POOL Edição/Editing LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA

Além de garantir uma brisa extra, o leque de palha dá charme ao visual. R$19 cada In addition to ensuring an extra breeze, the straw fan lends visual charm. R$19 each SOUQSTORE.COM.BR

Feita de lona, a almofada As Zucas garante conforto e estilo até mesmo para uma soneca na praia. R$30

O colchão de plástico é para todas as idades. Pode ser usado no mar, no rio ou na piscina. R$29,90

Compacta e moderna, a minibolsa acomoda perfeitamente os pequenos pertences. R$39,90

The plastic mattress is for all ages. It can be used in the sea, the river, or the pool. R$29.90

Compact and modern, the mini purse perfectly accommodates small belongings. R$39.90

AMERICANAS.COM.BR

070 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

HAVAIANAS.COM.BR

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Made of canvas, the As Zucas pillow guarantees comfort and style even for a nap on the beach. R$30 21 99974 2395


A blusa, ideal para a prática de esportes aquáticos, protege contra os raios solares e tem secagem rápida. R$179 The shirt, ideal for practicing water sports, protects against solar rays and dries quickly. R$179 UVLINE.COM.BR

Com acabamento arredondado, a cadeira Guarujá é fácil de ser transportada e suporta até 140kg. R$44,65 With a rounded finish, the Guarujá chair is easy to transport and supports up to 140kg. R$44.65 TRAMONTINA.COM

Este cooler tem capacidade para 24 latinhas e mantém as bebidas geladas por mais tempo. R$202 The cooler has capacity for 24 cans and keeps drinks cold longer. R$202 TOKSTOK.COM.BR

Para os mais habilidosos, o skate é opção para se locomover – e se divertir – na estação. R$698 For the most skilled, skating is an option for getting around – and having fun – in the season. R$698 FARMRIO.COM.BR

071


HIGHLIGHT S | O L H A R A Z U L

@haraianny RS Voando com este céu lindo rumo a um casamento em Porto Alegre Flying with this beautiful sky, headed to a wedding in Porto Alegre

@douglascord SC Sossego e mar calmo para descansar em família na Praia da Daniela Tranquility and a calm sea to relax with the family at Daniela Beach

snapshots

Instantâneos CONFIRA AQUI ALGUNS DOS MELHORES CLIQUES FEITOS PELOS CLIENTES AZUL CHECK HERE SOME OF THE BEST CLICKS MADE BY CUSTOMERS

@ferraztiago AM Às margens do Rio Negro, o homem e a natureza em perfeita harmonia At the banks of the Rio Negro, man and nature in perfect harmony

@belmolinari SC Fim de tarde em Santo Antônio de Lisboa, em Floripa. Sempre um espetáculo! Late afternoon in Santo Antônio de Lisboa, in Florianópolis. Always a spectacle!

072 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

@inezwerneck BA Passar uma tarde em Itapuã/ Ao sol que arde em Itapuã/ Ouvindo o mar de Itapuã “Passar uma tarde em Itapuã/ Ao sol que arde em Itapuã/ Ouvir o mar de Itapuã”


COLOMBO. HÁ 97 ANOS VESTINDO O BRASIL.

@victorcasale MT Catedral de Sinop, pouco depois de uma chuva refrescante no fim do dia Sinop Cathedral, just after a refreshing rain at the end of the day

@canadapao PE Treino animado nas areias da Praia de Boa Viagem, em Recife Exciting workout on the sands of Boa Viagem Beach, in Recife

OLHAR

#vempracolombo

azul Quer ver sua foto na próxima edição da revista? Use a hashtag #azulmagazine no Instagram

@mirianesegalla AM As cores do Brasil colorindo e alegrando uma fachada em Manaus The colors of Brazil bringing color and joy to a facade in Manaus

Do you want to see your photo in the next edition of the magazine? Use the hashtag #azulmagazine in Instagram

www.camisariacolombo.com.br

pague em

12x no cartão

colombo* * Parcelamento em até 12x sem juros válido somente para pagamento com cartão Colombo. Parcela mínima de R$ 30,00 (trinta reais). Sujeito a análise de crédito.073


H I GHLIGHT S

COLUNA André Barcinski

Mestres que ainda nos surpreenderão Masters who still surprise us

H

ave all the geniuses of art already been discovered? Could there be a Picasso, Shakespeare or Hemingway lost out there, still unknown to the public? I kept thinking on these questions as I watched Finding Vivian Maier, a documentary about American photographer Vivian Maier. She died in 2009, at 83, very poor and living off the charity of others. Nobody knew her past. Neighbors found the old eccentric funny, as she spent her days picking up trash in the street, with a camera hung around her neck. Now, Vivian Maier is a legend of photography. Her work is compared to great names such as Robert Frank, Diane Arbus, Helen Levitt, and Weegee. Her images – always taken in the street and loaded with drama and black humor – are worth a lot of money on the art market. Relatives who had never met her fought in court over the rights to her work. And to think that Vivian Maier’s discovery was stroke of luck. In 2007, a youth of 26 names John Maloof bought a box of negatives at an antiques auction. It contained nearly 30,000 negatives of Maier’s photos. The young man magnified some of them and was shocked by the beauty and originality of the material. He posted some images on the internet, and the reaction was impressive: that was the work of an exceptional professional. Then began a detective story, with Maloof searching for clues about Vivian Maier’s past. After many coming and goings and false leads, he discovered that she had made a living for decades and a nanny. And it was during outings with the children that she took the opportunity to take her snapshots of life. A fascinating book about her has been released in Brazil: Vivian Maier: Uma Fotógrafa de Rua, published by Editora Autêntica. The story shows that there could be a forgotten Cartier-Bresson in some corner, just waiting to be discovered.

André Barcinski é colunista do portal R7 e diretor e produtor dos programas O Estranho Mundo de Zé do Caixão e Nasi Noite Adentro, no Canal Brasil is a columnist from the R7 portal and director and producer of the programs O Estranho Mundo de Zé do Caixão and Nasi Noite Adentro, on Canal Brasil

074 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

T

odos os gênios da arte já foram descobertos? Será que existe algum Picasso, Shakespeare ou Hemingway perdido por aí, ainda desconhecido do público? Fiquei pensando nestas questões ao assistir a Finding Vivian Maier, um documentário sobre a fotógrafa norte-americana Vivian Maier. Ela morreu em 2009, aos 83 anos, muito pobre e vivendo da caridade alheia. Ninguém sabia seu passado. Os vizinhos achavam graça naquela velhinha excêntrica, que passava os dias catando lixo na rua, com uma câmera pendurada no pescoço. Hoje, Vivian Maier é um mito da fotografia. Seu trabalho é comparado ao de grandes nomes, como Robert Frank, Diane Arbus, Helen Levitt e Weegee. Suas imagens – sempre feitas na rua e carregadas de drama e humor negro – valem muita grana no mercado de arte. Parentes que nunca a conheceram disputam na justiça o direito sobre sua obra. E pensar que a descoberta de Vivian Maier foi um golpe de sorte. Em 2007, um jovem de 26 anos chamado John Maloof comprou uma caixa de negativos em um leilão de antiguidades. Ela continha cerca de 30 mil negativos de fotos de Maier. O rapaz ampliou algumas e ficou chocado com a beleza e a originalidade do material. Postou algumas imagens na internet e a reação foi impressionante: aquele era o trabalho de uma profissional excepcional. Começou então uma história de detetive, com Maloof buscando pistas sobre o passado de Vivian Maier. Depois de muitas idas e vindas e pistas falsas, descobriu que ela ganhara a vida, por décadas, como babá. E era nos passeios com as crianças que aproveitava para clicar seus instantâneos da vida. Saiu no Brasil um livro fascinante sobre ela: Vivian Maier: Uma Fotógrafa de Rua, pela Editora Autêntica. A história mostra que pode haver um Cartier-Bresson esquecido em algum canto, só esperando ser descoberto.


H I GHLIGHT S

COLUNA Mário Magalhães

O narrador errado acabou se dando bem The situation turned out well for the wrong announcer

P

eruvian writer Mario Vargas Llosa, a giant of the literary world, was traveling in the plane bound for an archipelago of the Atlantic when another passenger addressed him with reverence: “You don’t know how important you and your books were in my life.” Without giving time for the author of Aunt Julia and the Scriptwriter to thank him, the devoted reader added: “Onde Hundred Years of Solitude was very important.” Generous like many of his characters, the saved the fan of Gabriel García Márquez, the Colombian genius who left us his masterpiece in One Hundred Years..., from realizing he was speaking to the wrong man. This kind of confusion is not uncommon. At a Brazilian literary festival, journalist and writer Zuenir Ventura was hearing high praise from fans, until one of them called out to a friend: “Come see Saramago!” In another episode, they took him for artist and thinker Millôr Fernandes. “This year he can’t come,” said Zuenir, surely laughing inside – Millôr had died two years before. Sometimes, it goes poorly. On the airbridge, a welldressed lady approached chronicler and composer Antônio Maria. She thought she had found the writer she venerated, Carlos Heitor Cony. With the atmosphere heating up, the co-author of the sambacanção Ninguém Me Ama didn’t break the spell, and after disembarking, he embarked on a love affair with the reader. “And then?”, asked Cony, when his friend confided the story to him. “And then when that moment arrived, “you” malfunctioned,” said Maria. I witnessed a similar episode, two decades ago, in a distant country. A reporter was drinking in the bar of the hotel with a sports commentator. “I love your catchphrases,” she whispered, before reciting them one by one. Only it was another announcer, and he kept it to himself. Before taking the last sip of Kir Royal and leaving, I saw the two smiling, enchanted.

Mário Magalhães é jornalista e escritor. Recebeu 25 prêmios jornalísticos e literários no exterior e no Brasil. Quando criança, dizia que no futuro sua profissão seria “passageiro de avião” is a journalist and writer. He has received 25 journalistic and literary awards abroad and in Brazil. When he was a child, he said that in the future, his professional would be an “airplane passenger”

076 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

O

peruano Mario Vargas Llosa, cracaço da literatura, viajava no avião rumo a um arquipélago do Atlântico quando outro passageiro o abordou com reverência: “Não sabe quão importante foram o senhor e seus livros na minha vida”. Sem dar tempo para o autor de Tia Julia e o Escrevinhador agradecer, o leitor devotado emendou: “Cem Anos de Solidão foi muito importante”. Generoso como tantos de seus personagens, o escritor poupou o fã de Gabriel García Márquez, o gênio colombiano que nos legou a obra-prima Cem Anos..., de saber que conversava com o homem errado. Confusões assim não são incomuns. Numa festa literária brasileira, o jornalista e escritor Zuenir Ventura ouvia elogios rasgados de fãs, até que um deles chamou um amigo: “Vem ver o Saramago!” Noutra edição, tomaram-lhe pelo artista e pensador Millôr Fernandes. “Este ano ele não pôde vir”, disse Zuenir, certamente rindo por dentro – Millôr morrera dois anos antes. Às vezes, acaba mal. Na ponte aérea, uma senhora bem-apanhada se achegou ao cronista e compositor Antônio Maria. Ela pensava ter encontrado o escritor que venerava, Carlos Heitor Cony. Com o clima esquentando, o coautor do samba-canção Ninguém Me Ama não desfez a ilusão e, depois de desembarcar, embarcou numa aventura amorosa com a leitora. E então?, perguntou Cony, quando o amigo confidenciou o caso. E então que na hora agá “você” falhou, contou Maria. Testemunhei episódio semelhante, duas décadas atrás, num país distante. Uma repórter bebericava no bar do hotel com um narrador esportivo. “Adoro os seus bordões”, ela murmurava, antes de recitar um por um. Só que o locutor era outro, e ficou na dele. Antes de tomar o último gole do Kir Royal e partir, vi os dois sorrindo encantados.


H I GHLIGHT S

COLUNA Mara Salles

Cozinha tecnoemocional Techno-emotional cooking

T

he use of technology in cooking has given the chef an extraordinary increase in the precision of the cooking points, in the preservation of the flavor, and in new ways to use the ingredients. The Roner, for example, a device used to cook at a low temperature, is on the rise. Vacuum-sealed foods are cooked at settings programmed for each type of food. With their flavors confined within a plastic bag, there is no evaporation or water dispersion. A chicken breast, the driest part of the bird, will keep its tenderness and moisture, a result difficult to obtain using conventional methods. Since man first mastered fire, inventions that facilitate the act of cooking have come to tell the history of human evolution. It imagined that the first barbecue was a great blaze kindled over game in the open air, and a lot of smoke clouded the eyes of humanity before it came to ancho steaks or the expertise of the Brazilian rodízio. However, this rudimentary form of burning wood to roast meat is still the same, and the ancestral taste for roasted meat has not slipped away from us. It is this primitive technique that make it possible for us to enjoy this ancient taste so familiar to us. It is not only food that feeds us. We eat history and meaning. Acarajé away from the Bahian woman’s tray, without the striking aroma of the dendê, would be no more than a ball of beans, in the same way that a moqueca outside the clay pot would be a simple cooked fish. The exaggerated use of technology can lead to redundancy of the flavor, and there are already clear signs of dissatisfaction with the enormous distance between our much-loved repertoire of food and what is offered in contemporary restaurants. Cooking has to have the clarity in the choice of certain resources for this preparation or that one. It seems reasonable to me that traditions and modernity could share burners on the wood-fired stove and the pushing of buttons, all for the good of delicious food that moves us.

Mara Salles é chef do restaurante Tordesilhas, em São Paulo is the chef of the restaurant Tordesilhas, in São Paulo

078 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

RETRATO: DIVULGAÇÃO

O

uso da tecnologia na gastronomia trouxe para o cozinheiro um ganho extraordinário na precisão dos pontos de cocção, na preservação do sabor e em novas formas de utilização dos ingredientes. O roner, por exemplo, equipamento usado para cozinhar em baixa temperatura, está em alta. Os alimentos embalados a vácuo são cozidos em um estado programado para cada tipo de comida. Como seus sabores ficam confinados dentro de uma bolsa plástica, não há evaporação nem dispersão na água. Um peito de frango, parte mais seca da ave, manterá maciez e umidade, resultado difícil de se obter com os métodos convencionais. Desde que o homem dominou o fogo, os inventos facilitadores do ato de cozinhar passaram a contar a história da evolução humana. Imagina-se que o primeiro churrasco tenha sido um grande fogaréu ateado sobre caças ao relento e muito fumacê ofuscou os olhos da humanidade até se chegar ao bife ancho ou à expertise do rodízio brasileiro. Entretanto, essa forma rudimentar de queimar madeira para assar a carne ainda é a mesma, e o gosto ancestral do tostado não nos escapuliu. É essa técnica primitiva que nos possibilita desfrutar desse gosto antigo e tão familiar. Não é só a comida que nos alimenta. Comemos histórias e significados. O acarajé fora do tabuleiro da baiana, sem o aroma marcante do dendê, seria apenas um bolinho de feijão, assim como uma moqueca fora da panela de barro seria um frugal peixe cozido. O uso exagerado da tecnologia pode levar à redundância do gosto, e já há claros sinais de insatisfação com a descomunal distância entre o nosso repertório afetivo de comida e o que é oferecido nos restaurantes contemporâneos. Há que se ter na gastronomia a clareza na escolha dos recursos certos para este ou aquele preparo. Parece-me razoável que tradição e modernidade possam compartilhar bocas do fogão a lenha e o apertar de botões, tudo pelo bem de uma comida gostosa e que emocione.


agenciacarbon.com.br

MOTIVA Contact Center, Foco que gera resultado! Com 3.000 colaboradores colabo e matriz na cidade de Campinas, a MOTIVA acredita que o bom entendimento do negócio do cliente é fundamental para agregar valor perceptível ao serviço. Com foco bem ajustado, agilidade, transparência e qualidade, a performance acontece de forma natural.

Qualidade garantida, premiada no PrêmioABT pelo 2° Ano Consecutivo.

MOTIVA Contact Center. Foco. Transparência. Qualidade. Performance.

······················· Veja abaixo alguns serviços que a Motiva Contact Center pode lhe oferecer ······················· Cobrança | Auditoria | SAC | Gestão de Base (Rentabilização) | Recuperação de Clientes | Telemarketing | Data Base Marketing (DBM) | Pesquisa (Humana e Eletrônica) | Serviços de Envio de SMS | Gestão de Vendas D2D

3119.3400 . 3119.3407

Ligue: +55 (19) Rua Flávio Telles, 155 | Jardim Santa Genebra | Campinas | São Paulo

www.motiva.com.br


82 Monte Roraima Os encantos de uma montanha mística The enchantments of a mystical mountain

98 Praia do Rosa As atrações do litoral Sul de SC The attractions of the South coast of SC

destinos

FOTOS: ANDRÉ DIB (MONTE RORAIMA); ANNA CAROLINA NEGRI (PRAIA DO ROSA)

82

110 Rota do Café Uma imersão na cultura cafeeira An immersion in coffee culture

98


DEST INOS | M O N T E R O R A I M A

Cartão-postal do Estado – e até da novela global –, o Monte Roraima se exibe imponente como uma das formações mais antigas do planeta. Plantas e animais endêmicos e uma coleção de lendas fantásticas esperam o visitante no alto de seus 2.723 metros Postcard of the state – and setting for the Globo telenovela – Mount Roraima appears imposing as one of the most ancient formations on the planet. Endemic plants and animals and a collection of fantastic legends await the visitor atop its 2723 meters

A magia de um

The magic of a giant

gigante Por/By BRUNA TIUSSU Fotos/Photos ANDRÉ DIB


Em um dos mirantes da montanha, visitante comemora a chegada ao cume e admira o incrĂ­vel pĂ´r do sol At one of the lookout points of the mountain, a visitor commemorates reaching the top and admires the incredible sunset


DEST INOS | M O N T E R O R A I M A

M

akunaima estava furioso. Descobrira que seu irmão Acuri havia encontrado uma grandiosa árvore frutífera, cujo topo alcançava as nuvens, e dela andava se alimentando às escondidas. Indignado com tamanho egoísmo e a fim de dar-lhe uma lição, não hesitou em derrubá-la. Mas eis que a imponente árvore também mostrou sua força. Seus enormes troncos e ramos caídos tornaram toda uma área de savana em densa floresta. As águas que nela se acumulavam deram forma a abundantes rios e cachoeiras. Uma paisagem inóspita, que circundou e protegeu sua base, petrificada pelos poderes do índio. Essa formação rochosa Makunaima adotou como casa, prometendo ser seu eterno guardião. E mais tarde viu seus descendentes a batizarem de tepui Roraima, o gran verde-azulado – ou, para nós, o Monte Roraima. A lenda, contada até hoje pelo povo pemon, nativo da região, dá o primeiro indício de que

084 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

o cartão-postal do Estado de Roraima é um lugar místico, especial. Crendices à parte, não há quem não venere uma montanha de 2.723 metros de altura espichada bem diante dos olhos. Seu topo aplainado – tepui refere-se à formação ao estilo de mesa – tem 55 quilômetros quadrados de área, abraçando três países: Brasil (5% de seu território), Guiana (10%) e Venezuela (85%). Pisar ali é transportar-se para um universo particular. Ou melhor, ancestral. O Monte é uma das composições mais antigas da Terra, de 2 bilhões de anos atrás, época em que a América do Sul e a África compunham um só continente. Alcançar seu cume é factível graças ao botânico inglês Everard im Thurn, que lá chegou pela primeira vez (oficialmente) em 1884. Seus relatos da expedição possibilitaram, mais tarde, a demarcação da trilha e até inspiraram sir Arthur Conan Doyle a escrever O Mundo Perdido, em 1912. O turismo mesmo começou a se firmar por ali na década de 80 e atualmente a expedição é considerada um dos mais belos e emocionantes trekkings do País.

Acima, trecho do trekking que leva até o topo do Monte Roraima, com o tepui Kukekán ao fundo. Na página ao lado, uma das vistas do alto da montanha Above, a stretch of the trek that leads to the top of Mount Roraima, with the Kukakán tepui in the background. On the next page, one of the views from atop the mountain


M

akunaima was furious. He had discovered that his brother Acuri had found a magnificent fruit tree whose top reached the clouds, and had been secretly feeding himself from it. Indignant at such egotism and determined to teach him a lesson, he didn’t hesitate to knock it down. But lo and behold, the imposing tree also showed its power. Its enormous fallen trunk and branches turned a whole area of savannah into dense forest. The water which had accumulated in it gave shape to abundant rivers and waterfalls. An inhospitable landscape surrounded and protected its base, petrified by the powers of the Indian. Makunaima adopted this rock formation as a home, promising to be its eternal guardian. And later he saw his descendants call it Roraima tepui, the “great bluish-green” – or to us, Mount Roraima. The legend, still told today by the pemon people, native to the region, give the first indication that the postcard of the State of Roraima is a mystical, special place. Superstitions aside, no one can fail to respect a 2723-meter-high mountain stretched out before their eyes. It flat top – tepui refers to the mesa-style formation – is 55 square kilometers in area, including parts of three countries: Brazil (5% of its territory), Guyana (10%), and Venezuela (85%). To set foot there is to be transported to a peculiar universe. Or better, an ancestral one. The mountain has one of the oldest make-ups on Earth, from 2 billion years ago, an era when South America and Africa formed a single continent. It is feasible to reach its top thanks to English botanist Everard im Thurn, who arrived there for the first time (officially) in 1884. His accounts of the expedition later made it possible to demarcate the trail, and even inspired Sir Arthur Conan Doyle to write The Lost World in 1912. Tourist itself began to be established there in the 80s and currently the expedition is considered one of the most beautiful and thrilling treks in the country. Truth be told, the Brazilian part of the mountain can be explored once on top, but the Venezuelan portion is the main focus of the adventure. First, you leave from Boa Vista and go to Santa Helena de Uairén, already in the neighboring country. From there, a 4x4 vehicle takes you to the community of Paraitepui, where the taurepang live, indigenous people of the same ethnicity as the pemon. This is the point of departure for the trek, which involves

085


DEST INOS | M O N T E R O R A I M A

Verdade seja dita, a parte brasileira do Monte pode ser explorada pelo topo, mas é a porção venezuelana a protagonista da aventura. Primeiro, parte-se de Boa Vista para Santa Helena de Uairén, já no país vizinho. Dali, um veículo 4x4 leva até a comunidade de Paraitepui, onde vivem os taurepangs, indígenas da mesma etnia dos pemons. Eis o ponto de partida para o trekking, que compreende três dias de andanças até o cume da montanha, dois ou três para explorá-lo e outros dois para a descida de retorno. Em média, caminha-se cinco horas diariamente, boa parte delas pela gran savana, onde o sol pode ser implacável. A paisagem que acompanha os andarilhos, porém, os faz esquecerem os sinais de cansaço. O trajeto até o Rio Tek, local do primeiro pernoite, é feito admirando o Monte Roraima e seu “tepui irmão”, o Matawi-Kukenán. O acesso ao segundo é complicado e pouco explorado turisticamente. Muitos taurepangs nem cogitam escalá-lo, consideram-no um local sagrado e perigoso – em seu dialeto, a etimologia de seu nome quer dizer um bom lugar para morrer. A dupla majestosa faz parte dos sete imensos tepuis da antiga cadeia que ocupa a região e que assistiu, ao longo dos anos, à Terra esculpir praias e planaltos. Contemplar este cenário é ter a certeza da força da natureza. Descampados e pequenos morros têm de ser vencidos na sequência, até o acampamento base, para uma noite de sono a poucos metros do pé do Roraima. No dia seguinte, os limites físicos e psicológicos dos visitantes são postos em xeque para vencer os 5km montanha acima. As pedras às vezes ajudam, compondo degraus medianos, mas também desafiam ao se exibirem como paredes de escalada, exigindo o auxílio das mãos. Trecho duro, para ser cumprido a seu tempo. Vale descansar, refrescar-se nas cachoeiras e nos mirantes, acompanhando o vaivém das nuvens.

086 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Acima, o reforçado café da manhã saboreado no acampamento base; à direita, barracas próximas ao Rio Tek, com o Kekenán como pano de fundo; e, abaixo, um dos rios a serem vencidos na caminhada Above, the hearty breakfast enjoyed at the base camp; to the right, tents near the Tek River, with Kukekán in the background; and below, one of the rivers to be crossed during the hike


MISCIGENAÇÃO AFLORADA

A MELTING POT “Damurida, nossa alma traduzida em comida”, canta Neuber Uchôa (foto), nativo de Roraima. O caldo de origem indígena – leva água, tucupi, jambu e peixe – é por ele oferecido àqueles que visitam a sua Casa do Neuber, em Boa Vista, nas noites de quinta-feira. Um dos artistas pioneiros do movimento roraimeira, dedica o espaço à celebração da música e da cultura do Estado, que exalta influências dos índios da região, dos povos do Caribe e do Nordeste que para ali migraram. “Nossa identidade está na mistura de culturas. Nós aprendemos a agregar”, explica o compositor.

three days of hiking up to the top of the mountain, two or three to explore it, and another two for the return descent. On average, you walk five hours each day, a good portion of which takes you through the grand savannah, where the sun can be relentless. The landscape that accompanies you wanderings, however, will make you forget the signs of tiredness. The stretch which reaches the Tek River, the location of the first night’s stay, covered while admiring Mount Roraima and it “brother tepui”, Matawi-Kukenán. Access to this second one is complicated and little explored touristically. Many taurepangs wouldn’t even think of climbing it; they consider it a sacred and dangerous place – in their dialect, the etymology of its name means a good place to die. The majestic pair is among the seven immense tepuis of the ancient chain which occupies the region and which were present over the years as the Earth sculpted beaches and plateaus. To contemplate this scenario is to be certain of the power of nature.

“Damurida, our soul expressed in food,” sings Neuber Uchôa (photo), native of Roraima. He offers the broth of indigenous origin – containing water, tucupi, jambu, and fish – to those who visit his Casa do Neuber, in Boa Vista, on Thursday evenings. One of the pioneering artists in the Roraimeira movement, he dedicates the space to the celebration of the music and culture of the state, which exalts influences from the indigenous people of the region, the people of the Caribbean and of the Northeast who have migrated there. “Our identity is in the mixture of cultures. We have learned to aggregate,” the composer explains.

Open fields and small hills have to be conquered next, until you reach the base camp, for a night of sleep only a few meters from the foot of Roraima. The next day, visitors’ physical and psychological limits are put to the test to conquer the 5-km trail up the mountain. The rocks sometimes help by forming ordinary-sized steps, but they also present challenges in the form of climbing walls, requiring the help of your hands. A tough stretch, it can be covered at your own pace. It is worth stopping to rest and get refreshed at the waterfalls and the lookouts, watching the comings and goings of the clouds.

087


DEST INOS | M O N T E R O R A I M A

Já quase no cume, Makunaima em versão pedra – há uma formação que exibe os traços do guardião do local – recebe os bravos visitantes. E parece recompensá-los com doses extras de energia. Afinal, visitar sua casa é uma vitória, e uma alegria que enche os corações até dos mais céticos. A partir de então, há um novo velho mundo a ser explorado. Por conta de seu solo e seu clima particulares, o tepui exibe uma série de espécies endêmicas. As carnívoras Drosera roraimae e Utricularia humboldtii são algumas das plantas que conferem cor à paisagem dominada pelas rochas escuras e que se assemelham a cogumelos, a árvores e até a soldadinhos. Os animais são poucos: alguns insetos, aranhas, borboletas e o Oreophynella quelchii, sapinho negro com a barriga amarela, pouco maior que uma unha.

088 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Úmida por natureza – há chuvas constantes durante oito meses do ano –, a montanha guarda lagos, piscinas naturais, chamadas de “jacuzzis”, além de cavernas, vales repletos de cristais e muitos, muitos mirantes. De um deles, o La Ventana, veem-se a outra ponta do Roraima e o Kukenán quase completo, com suas quedas d’água expostas ao longo de paredões de 600 metros de altura. Deparar-se com tal panorâmica exige sorte – ou a bênção de Makunaima –, pois o mais comum é encontrar o local completamente encoberto. Cena que contribui para a atmosfera mágica e misteriosa da montanha, também apelidada de “fábrica de nuvens”. O Maverick, curiosa pedra que se assemelha ao carro fabricado pela Ford, é o ponto mais alto do Monte, com quase 2.800 metros, e, por isso, outro mirante espetacular. E basta seguir pelas bordas para encontrar mais pontos privilegiados, nos quais a vista surpreende tanto quanto o silêncio absoluto. Durante as andanças é possível conhecer os “hotéis” da montanha, áreas que, por conta de suas coberturas naturais e da proximidade com a água, são as mais indicadas para servirem de acampamento.

Acima, o mirante La Ventana, com o vaivém constante de nuvens; e, abaixo, o sapinho endêmico da montanha. Na página ao lado, acima, as refrescantes “jacuzzis”; e, abaixo, uma colorida Utricularia humboldtii Above, the La Ventana lookout point, with the comings and going of clouds; and below, the mountain’s endemic frog. On the opposite page, above, the refreshing jacuzzis; and below, a colored Utricularia humboldtii


Right near the top is Makunaima in stone form – there is a formation which shows the features of the local guardian – that receives the brave visitors. And he seems to repay them with extra doses of energy. After all, visiting his home is a victory, and a joy that fills the hearts of even the most skeptical. From there on out, there is a new old world to be explored. Because of its peculiar soil and climate, the tepui exhibits a series of endemic species. The carnivorous Drosera roraimae and Utricularia humboldtii are some of the plants the lend color to the landscape dominated by the dark rocks that look like mushrooms, trees, or even little soldiers. Animals are few. There are some insects, spiders, and the Oreophynella quelchii, a little black frog with a yellow belly, not much bigger than a fingernail. Humid by nature – there are constant rains for eight months out of the years – the mountain holds lakes, natural pools called jacuzzis, as well as caverns, valleys full of crystals, and many, many lookouts. From one of them, La Ventana, you can see the other end of Roraima and almost all of Kukenán, with its waterfalls exposed along 600-meter-high walls. Coming across such a panorama requires luck – or Makunaima’s blessing – since it’s more common to find the place completely clouded over. A scene which contributes to the magical and mysterious atmosphere of the mountain, it is also nicknamed the “cloud factory”. The Maverick, a curious rock which looks like the car made by Ford, is the highest point of the mountain, at almost 2800 meters, and is therefore a spectacular lookout point. And you only have to follow the edges to come across the most privileged points, where the view is as surprising as the absolute silence. During your wanderings, it is possible to find the “hotels” of the mountain, areas which, due to their natural shelters and proximity to water, are most recommended to serve as camps.

NAS ÁGUAS DO NORTE

IN THE WATERS OF THE NORTH Declarada município há apenas 125 anos e com 340 mil habitantes, a capital Boa Vista tem a tranquilidade de uma cidade interiorana. Porta de entrada para quem vai ao Monte Roraima, oferece atrativos que completam a experiência de visitar o Estado. Banhada pelo Rio Branco e com ventos fortes – sobretudo de janeiro a abril –, possui praias de água doce que convidam à prática de kitesurfe e stand up paddle (foto). Passeios de barco também partem da orla, onde restaurantes e bares servem peixes como o tambaqui e o dourado. Especialmente este mês, os Jogos de Verão, organizados pela prefeitura, movimentam a cidade – a Praia Grande será cenário das disputas finais, nos dias 30 e 31, e as modalidades vão do futevôlei à maratona aquática. Declared a municipality only 125 years ago and with 340,000 inhabitants, the capital, Boa Vista, has the tranquility of a city of the interior. The port of entry for anyone going to Mount Roraima, it offers attractions that complete the experience of visiting the state. Bathed by the Rio Branco and with strong winds – especially from January to April – it has beaches which are perfect for kitesurfing and stand-up paddling (photo). Boat rides also depart from the water’s edge, where restaurants and bars serve fish such as tambaqui and dourado. Special this month, the Summer Games, promoted by the city government, animate the city – the Praia Grande Beach will be the setting for the final matches, on the 30th and 31st, and the events range from foot volleyball to the aquatic marathon.

089


DEST INOS | M O N T E R O R A I M A

No topo do Monte Roraima, o perfeito reflexo composto pela luz do sol na รกgua cristalina At the top of Mount Roraima, the perfect reflection formed by sunlight on the crystal water

090 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


091


DEST INOS | M O N T E R O R A I M A

Acima, o céu iluminando a gran savana durante o entardecer; e, abaixo, um índio taurepang durante a trilha Above, the sky illuminating the wide savannah during the late afternoon; and below, a taurepang Indian along the trail

Dois dias no cume definitivamente não são suficientes para desbravar a imensidão do Roraima. Nem mesmo para eleger qual é o mais magnífico: o show de luzes e cores do pôr do sol ou o do amanhecer. Leva-se tempo para processar suas particularidades e para entender a força de suas belezas. Mas sentir a tranquilidade que ele transmite é algo quase automático. Quem por ali passa vive a emocionante experiência do contato com um gigante que resiste simplesmente seguindo o seu curso natural. Que Makunaima o preserve assim.

092 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Two days on the top are definitely not enough to tame the immensity of Roraima, nor to decide which is more magnificent: the show of light and color of the sunset, of that of the sunrise. It takes time to process its peculiarities and to understand the power of its beauty. But feeling the tranquility that it transmits is something almost automatic. Anyone who sets foot there experiences the thrill of contact with a giant that refuses to simply follow its natural course. Hope Makunaima preserves it that way.


solution

e v r e s Re ia a r p a t es . ê c o pra v

MA

CO FÉRIAS

A Z I L A LOC ece r e m ê c Vo relaxar.

Saia na frente, economize e viaje do seu jeito! Combos com

tudo inCluso A partir de

10x R$

50

,26*

3 diárias + ar + direção + seguros + taxas + km livre

*Confira todas as ofertas e condições em www.localiza.com/ferias.

ReseRvas 24h

0800 979 2000

www.localiza.com


DEST INOS | M O N T E R O R A I M A

ONDE FICAR

ONDE COMER

COMO IR

WHERE TO STAY

WHERE TO EAT

HOW TO GET THERE

Aipana Plaza Hotel

Porto do Babazinho

O hotel mais concorrido de Boa Vista possui quartos confortáveis e uma piscina convidativa, cujo bar permanece aberto de dia e à noite. The busiest hotel of Boa Vista has comfortable rooms and an inviting pool, and its bar stays open day and night.

Este misto de restaurante, bar e escola de esportes aquáticos fica na orla do Rio Branco, de frente para a Praia Grande. Aposte no tambaqui assado e prove o guaraná Baré, clássico da região Norte. This combination restaurant, bar, and water sports school is located on the bank of the Rio Branco, facing Praia Grande. The tambaqui is a sure bet, and be sure to try Baré guaraná, a classic of the North region.

A Azul opera voos diários entre Boa Vista e Manaus, com conexões em diversas cidades do País. Azul operates daily flights between Boa Vista and Manaus, with connections in various cities of the country.

PÇA. DO CENTRO CÍVICO, 974, CENTRO, BOA VISTA 95 3212 0800

AIPANAPLAZA.COM.BR

AV. MAJOR WILLIANS, S/Nº, SÃO PEDRO, BOA VISTA

Boa Vista Eco Hotel Típico hotel de negócios, conta com suítes grandes e bem planejadas. O café da manhã é farto, com sucos, frutas e quitutes regionais. A typical business hotel, it has large, wellplanned suites. The breakfast is plentiful, with juices, fruit, and regional delicacies. AV. GLAYCON DE PAIVA, 1240, MECEJANA, BOA VISTA 95 3621 7100

BOAVISTAECOHOTEL.COM

Barracão do Poeta Serve um autêntico café da manhã regional às sextas, aos sábados e aos domingos num ambiente com um quê artístico. Bolos, frutas, tapiocas e panquecas estão entre as opções. Serves an authentic regional breakfast on Fridays, Saturdays, and Sundays in an ambiance with an artistic twist. Cakes, fruits, tapiocas, and crepes are among the options.

Roraima Adventure Agência especializada em roteiros para o Monte Roraima. Seus pacotes incluem transfer de Boa Vista para Paraitepui, guias experientes e todas as refeições. Tourism operator specialized in expedition to Mount Roraima. Their tours offer transportation from Boa Vista to Paraitepui, expert guides and all meals. R. CORONEL PINTO, 97, CENTRO, BOA VISTA 95 3624 9611

RORAIMA-BRASIL.COM.BR

R. JOSÉ FRANCISCO, 95, JÓQUEI CLUBE, BOA VISTA 95 98112 5819 MONTE RORAIMA

Venezuela PARQUE NACIONAL MONTE RORAIMA

Guiana

Boa Vista

RR

094 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


DES T INOS | M O N T E R O R A I M A | F A Z E N D O A M A L A

In the climate of the mountain

4 7

No clima da montanha PREPARE-SE PARA SUBIR O MONTE RORAIMA COM PRODUTOS PRÓPRIOS PARA LONGAS CAMINHADAS GET READY TO CLIMB MOUNT RORAIMA WITH PRODUCTS PERFECT FOR LONG HIKES Edição/Editing LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA Fotos/Photos FÁUSTULO MACHADO

1 5

6

2

096 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

3


1 Blusa New Balance. R$279

8

New Balance shirt. R$279 NEWBALANCE.COM

2 Bota para trekking The North Face. R$699 Boots for trekking, from The North Face. R$699 THENORTHFACE.COM.BR

3 Canivete multifuncional Victorinox. R$89 Victorinox multi-functional pocket knife. R$89 VICTORINOX.COM.BR

4 Boné Curtlo. R$99,90 Curtlo cap. R$99.90 CURTLO.COM.BR

5 Cinto para bagagem Papel Craft. R$75 Papel Craft luggage belt R$75

9

PAPELCRAFT.COM.BR

6 Calça Nike. R$199,90 Nike pants. R$199.90 NIKE.COM.BR

7 Squezze Track&Field. R$69 Track & Field squeeze bottle. R$69

10

TF.COM.BR

8 Colete The North Face. R$629 The North Face vest. R$629 THENORTHFACE.COM.BR

9 Repelente Exposis Extreme. R$49 Exposis Extreme repellant. R$49 EXPOSIS.COM.BR

10 Lanterna de LED Le Paquet. R$690 Le Paquet LED lantern. R$690 LEPAQUET.COM.BR

11 Bastão de caminhada Kailash. R$85 Kailash walking stick. R$85 MUNDOTERRA.COM.BR

11

097


DEST INOS | P R A I A D O R O S A

Aqui, a deslumbrante paisagem da 5ª faixa de areia de Morro de São Paulo, que também recebe o apelido de Praia do Encanto. Na página ao lado, a piscina do Restaurante e Pousada Passárgada e dois surfistas locais Here, the striking landscape of Morro’s 5th strip of sand, which also carries the nickname of Praia do Encanto (“Enchantment Beach”). On the next page, the pool of Restaurante e Pousada Passárgada and two local surfers

Colônia do

surfe

Surfing colony

Por/By MARINA AZAREDO Fotos/Photos ANNA CAROLINA NEGRI

Descoberta por jovens praticantes do esporte na segunda metade do século passado, a catarinense Praia do Rosa é hoje um dos principais destinos de quem busca boas ondas, faixas de areia preservadas e restaurantes ao estilo hippie-chic Discovered by young enthusiasts of the sport in the second half of last century, Praia do Rosa, a Santa Catarina beach, is now one of the principal destinations for those in search of good waves, preserved strips of sand, and hippie-chic-styled restaurants

098 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


Ao lado, panorâmica da Praia Vermelha; acima, surfista caminha na Ferrugem, em Garopaba; e, abaixo, a trilha entre a Praia do Rosa e a vizinha Vermelha To the side, panorama of Praia Vermelha; above, a surfer walks at Ferrugem, in Garopaba; and below, the trail between Praia do Rosa and neighboring Vermelha

099


DEST INOS | P R A I A D O R O S A

E

m 1968, o argentino Enrique Litman tinha 18 anos quando amigos de Imbituba, no litoral Sul de Santa Catarina, convidaram-no para surfar em um ponto selvagem, quase deserto e – o mais importante – com ondas perfeitas. Foi quando ele experimentou o mar da Praia do Rosa. Encantado, voltou muitas e muitas vezes, até que, nos anos 1990, mudou-se definitivamente para lá com a família e abriu uma pousada. Mais ou menos nessa época, a gaúcha Taís Muradás, então com 16 anos, começou a frequentar o local, igualmente em busca de boas ondas. Doze anos depois, já com a mudança feita, abriu um dos restaurantes mais estrelados do vilarejo, o Lua Marinha. Há cinco anos, o também argentino Martin Bidegaín, 41, largou tudo em Mar del Plata para criar os dois filhos com mais qualidade de vida. O destino? A Praia do Rosa, seu lugar preferido para surfar na juventude e onde hoje tem um negócio de aluguel de cavalos. Foi necessária uma “invasão” de jovens com pranchas a tiracolo para que o destino, a 80 quilômetros ao Sul de Florianópolis, saísse do anonimato. Inexplorada até os anos 1970, quando a principal atividade econômica da região eram os engenhos de farinha de mandioca, pode-se dizer que a Praia do Rosa foi colonizada por surfistas e apaixonados pelo mar e pela natu-

100 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


I

reza. Primeiro vieram os gaúchos, a partir de 1970, e, na década seguinte, desembarcaram os hermanos. Com a chegada destes “imigrantes”, o local ganhou infraestrutura turística, mas ainda guarda a natureza exuberante que tanto encantou seus descobridores. Sua faixa de areia clarinha, cercada por costões de pedra e vegetação nativa, compõe um belo cenário, que pode ser alcançado por meio de várias trilhas. Para carros, porém, há apenas dois acessos, o Rosa Norte e o Rosa Sul – é bom evitá-los no verão, pois ficam lotados. Ao centro, fica ainda a Lagoa do Meio, com águas calmas e temperaturas mais amenas, ideal para crianças. Uma boa maneira de conhecer todo o local é fazendo um passeio a cavalo, que começa no Rosa Norte e percorre a orla inteira, passando também pela lagoa. Os mais dispostos podem encarar uma caminhada, que também se inicia no Rosa Norte, costeia o morro e desce até a vizinha Praia Vermelha.

Na página anterior, o argentino Enrique Litman com sua prancha. Nesta página, no alto, vista da Praia do Rosa; e, acima, turista faz passeio a cavalo à beira-mar On the previous page, Argentinian Enrique Litman with his board. On this page, at top, view of Praia do Rosa; and above, a tourist rides horseback at water’s edge

n 1968, Argentinian Enrique Litman was 18 years old when friends from Imbituba, on the South coast of Santa Catarina, invited him to surf at an undeveloped, nearly deserted point with, most importantly, perfect waves. That was when he experienced the sea at Praia do Rosa. Enchanted, he returned many, many times until, in the 1990s, he moved there definitively with his family and opened a pousada. More or less around that time, Rio Grande do Sul native Taís Muradás, then 16 years old, started frequenting the locale, also in search of good waves. Twelve years later, already having moved, she opened one of the most highly-rated restaurants on the sandy strip, the Lua Marinha. Five years ago, another Argentinian, Martin Bidegaín, 41, gave up everything in Mar del Plata to raise two children with a better quality of life. The destination? Praia do Rosa, his preferred place for surfing as a youth, and where he now has a horse rental business. An “invasion” of young people with surfboards in tow was necessary for the destination, 80 kilometers South of Florianópolis, to step out of anonymity. Unexplored until the 1970s, when the main economic activity of the region was the manioc flour mills, it can be said that Praia do Rosa was colonized by surfers and people in love with the sea and with nature. First came the gaúchos, between 1970 and 1980 and, the following decade, the hermanos disembarked. With the arrival of these “immigrants”, the location gained a touristic infrastructure, but still keeps the exuberant nature that enchanted its discoverers so much. Its strip of light sand surrounded by stone cliffs and native vegetation composes and beautiful setting, which can be reached by means of various trails. For cars, however, there are only two access routes, the Rosa Norte and the Rosa Sul – it is good to avoid them in the summer, because they

101


DEST INOS | P R A I A D O R O S A

Fora da areia, o clima hippie-chic predomina nas lojas do centrinho e nos restaurantes. O Rosa, por sinal, abriga algumas das casas mais badaladas da região, como o Tigre Asiático, com influências orientais, o Urucum, cuja estrela é a moqueca capixaba, e o próprio Lua Marinha, onde polvos e ostras fazem a alegria dos comensais. As casas noturnas Beleza Pura, Mar Del Rosa e Pico da Tribo completam as opções e garantem diversão madrugada afora. E há mais na região a ser explorado. Pertinho dali, a 20 minutos de carro, os surfistas dão lugar aos adeptos do kite e do windsurfe na Barra de Ibiraquera. Seus ventos fortes atraem praticantes do Brasil inteiro. É ali também que, de julho a novembro, baleias-francas e seus filhotes em busca de águas mais quentes do que as da Antártica se exibem para moradores e turistas. Passeios de barco para observá-los estão proibidos, mas é possível avistá-los da areia. Já golfinhos aparecem a 30 quilômetros, nos Molhes do Mar Grosso, em Laguna, onde ajudam os pescadores a capturar tainhas e outros peixes, em uma espécie de pesca colaborativa – fenômeno visto em poucos lugares do mundo.

102 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Mais ao Norte, a região guarda outras joias. Garopaba, a 25 quilômetros do Rosa, tem praias de tirar o fôlego. Na Central, barcos de pesca dão um ar pitoresco à paisagem. Mas a badalação fica mesmo na Ferrugem, onde jovens lotam a areia durante a temporada. Em seu canto esquerdo, o point é o Bar do Zado, com cerveja gelada e um delicioso pastel. Já a Silveira, mais selvagem e deserta, tem apenas o necessário para ser o “pico” dos surfistas: ondas perfeitas. Outra atração imperdível dali são as Dunas do Siriú, que alcançam até 40 metros de altura, ideais para a prática de sandboard.


Em sentido horário, as Dunas do Siriú; barcos de pescadores, na Praia Central de Garopaba; praticantes de kitesurfe, na Barra de Ibiraquera; e a chef Taís Muradás, do Lua Marinha Clockwise, the Dunes of Siriú; fishing boats at the Central Beach of Garopaba; kitesurfers at Barra de Ibiraquera; and chef Taís Muradás, of Lua Marinha

OÁSIS DO SUL

OASIS OF THE SOUTH Espremida entre o Paraná e o Rio Grande do Sul, pouco famosos por seu litoral, Santa Catarina tem faixas de areia para todos os gostos. Na capital, Florianópolis, porta de entrada para a costa Sul do Estado, os turistas tem à disposição um cardápio variado: desde as badaladas e urbanizadas praias do Norte da ilha até as mais selvagens do Sul, com opções para quem gosta de águas calmas e para os que buscam boas ondas para surfar. As grandes estrelas são a tranquilíssima Lagoinha do Leste, acessível apenas por trilha ou de barco, e a agitada Jurerê Internacional, onde ficam descolados beach clubs que atraem modelos e jogadores de futebol. Squeezed between Paraná and Rio Grande do Sul, neither very famous for their coasts, Santa Catarina has strips of sand for every taste. In the capital, Florianópolis, port of entry for the South cost of the state, tourists have varied menu available to them: from the busy, urbanized beaches of the North to the wilder ones of the South of the island, with options for those who like calm water and also for those who like good waves to surf. The big starts are the extremely tranquil Lagoinha do Leste, accessible only by trail or by boat, and the bustling Jurerê Internacional, where there are funky beach clubs that attract models and soccer players.

get crowded. At the center, there is also the lagoon known as Lagoa do Meio, with calm waters and more amenable temperatures, ideal for children. A good way to get to know the place is to take the horseback ride that starts at Rosa Norte and follows the water’s edge all the way, also passing by the lagoon. The most dedicated can take on the walk that also starts at Rosa Norte, skirts the hill, and descends to the neighboring Praia Vermelha. Off the sane, the hippie-chic atmosphere predominates in the shops of the center and in the restaurants. Rosa, incidentally, has some of the most famous restaurants of the region, such as the Tigre Asiático, with oriental influences, Urucum, where the star is the moqueca capixaba, and the Lua Marinha itself, where octopus and oysters delight the diners. The night clubs Beleza Pura, Mar Del Rosa, and Pico da Tribo complete the attraction options and guarantee fun into the wee hours. And the region has more to be explored. Nearby, 20 minutes by car, surfers give way to kitesurfing and windsurfing fans at Barra de Ibiraquera. Its strong winds attract enthusiasts from across Brazil. It is also there that, from July to November, right whales and their young come in search of warmer waters than those of the Antarctic and are seen by residents and tourists. Boat outings to observe them are prohibited, but it is possible to see them from the sand. Dolphins also appear 30 kilometers from there, at Molhes do Mar Grosso, in Laguna, where they help the fishermen to capture mullet and other fish, in a type of collaborative fishing, a phenomenon seen in only a few places in the world. Further north, the region holds other jewels. Garopaba, 25 kilometers from Rosa, has breathtaking beaches. At Central, fishing boats lend a picturesque air to the landscape. But the excitement itself is in Ferrugem, where young people crowd the sand during high season. At its northern extremity, the meeting point is the Bar do Zado, with cold beer and a delicious pastel. Then there is Silveira, wilder and more deserted, which has only the necessary thing to be the summit of surfers: perfect waves. Another unmissable attraction nearby is the Dunes of Siriú, which reach up to 40 meters in height, ideal for practicing sandboarding.

103


DEST INOS | P R A I A D O R O S A

Acima, o professor de surfe Capitão David; e, à direita, barco de pescador transportando turistas no Rio da Madre, na Guarda do Embaú Above, surfing teacher Captain David; and at right, a fishing boat transporting tourists on the Rio da Madre, at Guarda do Embaú

Para coroar esse concorrido trecho do litoral catarinense há mais um paraíso de surfistas: subindo em direção a Florianópolis, a apenas 50 quilômetros, fica a Guarda do Embaú, que ganhou uma atmosfera mais familiar nos últimos anos. Para chegar à praia, é preciso atravessar o Rio da Madre. Pescadores transportam os visitantes em seus barcos, mas também é possível vencê-lo a pé ou nadando, só depende da maré. Na outra margem, todos se espalham pela extensa faixa de areia. E contam com uma alternativa para o mar gelado: o próprio rio, onde as águas calmas favorecem a prática de stand up paddle. Surfistas de carteirinha são a maioria neste pedaço do Estado. Mas também existem aqueles que ali chegam somente em busca de sol, mar e sossego e acabam provando e se apaixonando pelo esporte. É na Escola de Surfe do Capitão David, no Rosa, que turistas aprendem as primeiras manobras com a prancha. Figura querida na região, ele explica por que há quem não consiga ir embora depois do swell de estreia: “Quando surfei a primeira onda, eu me senti maior do que Jesus Cristo, do que Maradona, do que os humildes mortais. É um vício, uma droga. Só que boa”. Depois não diga que não avisamos.

104 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

To crown this popular stretch of the Santa Catarina coast, there is one more surfers’ paradise. Heading north toward Florianópolis, at only 50 kilometers away, is Guarda do Embaú, which has gained a more family atmosphere in recent years. To reach the beach, you must cross the Rio da Madre. Fishermen transport visitors in their boats, but it is also possible to make it across on foot or by swimming, depending on the tide. On the other short, everyone spreads out on the extensive strip of sand. And they have an alternative for the cold sea: the river itself, where the calm waters favor the practice of stand-up paddling. Card-carrying surfers are the majority in this part of the state. But there are also those who arrive there only in search of sun, sea, and relaxation, and they end up trying and falling in love with the sport. At Capitão David Surfing School, in Rosa, tourists learn their first maneuvers with the board. A wellloved figure in the region, “Captain David” explains why some can’t seem to leave after their debut swell: “When I surfed my first wave, I felt bigger than Jesus Christ, bigger than Maradona, bigger than mere mortals. It’s an addiction, a drug. But a good one.” Don’t say we didn’t warn you.


SOMOS ESPECIALISTAS NO MELHOR DA ITÁLIA

maremonti.com.br Jardins R. Padre João Manuel, 1.160 11 3085 1160

Campo Belo R. Princesa Isabel, 953 11 5093 6040

Faria Lima Av. Faria Lima, 4.300 11 3842 3449

Riviera Lgo. dos Coqueiros, 15 13 3316 5702

Alphaville Iguatemi Alphaville, 1º Piso 11 4688 1160

Campinas Galleria Shopping - Térreo 19 4688 1160

Ribeirão Preto Iguatemi Ribeirão - Piso Superior 16 3913 3680

Rio Preto Shopping Iguatemi - Térreo 17 3201 8810


DEST INOS | P R A I A D O R O S A

ONDE FICAR

ONDE COMER

COMO IR

WHERE TO STAY

WHERE TO EAT

HOW TO GET THERE

Pousada Vida Sol e Mar

Lua Marinha

Tem diversas opções de acomodações, de studios a chalés de até três quartos. Fica em um terreno com acesso para a praia que no passado foi um engenho de farinha de mandioca. There are various accommodation options, from studios to chalets with up to three bedrooms. It’s located on a plot with access to the beach, where there was once a manioc flour mill.

O carro-chefe são os frutos do mar – ostras, polvos e vieiras –, em receitas cuja marca principal é o toque agridoce. O deck rodeado por bambus é concorrido nas noites de verão. The standard-bearer is the seafood – oysters, octopus, shrimp, and scallops – in recipes marked principally by a sweet-and-sour touch. The deck surrounded by bamboo is busy on summer nights.

A Azul opera voos diretos e diários para Florianópolis – a 80 quilômetros da Praia do Rosa – desde Porto Alegre (RS), Campinas (SP) e Belo Horizonte (MG). Azul operates direct daily flights to Florianópolis – 80 kilometers from Praia do Rosa – from Porto Alegre (RS), Campinas (SP), and Belo Horizonte (MG).

ESTRADA GERAL DA PRAIA DO ROSA, S/Nº,

ESTRADA GERAL DE IBIRAQUERA (DO BICÃO),

PRAIA DO ROSA, IMBITUBA

S/Nº, PRAIA DO ROSA, IMBITUBA

48 3355 6111

VIDASOLEMAR.COM.BR

48 3354 0613

LUAMARINHA.COM.BR

Regina Guest House

Urucum

Localizada no Caminho do Rei, charmosa estradinha que sobe o morro, tem vista do mar e do pôr do sol na Lagoa de Ibiraquera. Com arquitetura sustentável, o ambiente é rústico e aconchegante. Located on the Caminho do Rei, the charming little road that climbs the hill, it has a view to the sea and to the sunset on the Lagoa de Ibiraquera. With sustainable architecture, the atmosphere is rustic and cozy.

O chef e proprietário Rafael Miralha mescla elementos da cozinha capixaba – utiliza as tradicionais panelas de barro do Espírito Santo – com criações próprias. O restaurante fica dentro da Pousada Solar Mirador. Chef and owner Rafael Miralha mixes elements of capixaba cuisine – he uses the traditional clay pots of Espírito Santo – with his own creations. The restaurant is inside the Solar Mirador pousada.

CAMINHO DO ALTO DO MORRO, S/Nº, PRAIA DO ROSA,

ESTRADA GERAL DO ROSA, S/Nº, PRAIA DO ROSA,

IMBITUBA

IMBITUBA

48 3355 6247

REGINAGH.COM.BR

48 3355 7330

PR

SC

FLORIANÓPOLIS

Guarda do Embaú Garopaba Praia do Rosa

RS

RESTAURANTEURUCUM.COM.BR

Zululand Mais conhecida como a “pousada do Paulo Zulu”, fica em uma área verde de 8,2 mil metros quadrados. Tem 14 acomodações e o restaurante serve peixes pescados pelo próprio Zulu. Better know as “Paulo Zulu’s pousada”, it is located in a green area of 8,200 square meters. It has 14 accommodations, and the restaurant serves fish caught by Zulu himself. SERVIDÃO EMERENCIANA, S/Nº, GUARDA DO EMBAÚ, PALHOÇA

48 3283 2706

ZULULAND.COM.BR

Tigre Asiático O menu é uma reunião gastronômica de Tailândia, Indonésia e Japão, com muitos sabores picantes e agridoces. A casa é decorada com móveis e peças balineses e tailandeses e a iluminação é suave. The menu is a gastronomic meeting between Thailand, Indonesia, and Japan, with many spicy and sweet-and-sour flavors. The restaurant is decorated with Balinese and Thai furniture and artwork and the lighting is soft.

Azul viagens

40 03 1181

do Rosa

Praia a Pousada Vid Sete noites na e traslados fé ca m co Sol e Mar CA MP INA S) /1/ 2015 (DE SA ÍDA EM 25

CENTRINHO DA PRAIA DO ROSA, IMBITUBA 48 3355 7045

106 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

TIGREASIATICORESTAURANTE.COM.BR

10x R$199,10

sem juros


DES T INOS | P R A I A D O R O S A | F A Z E N D O A M A L A

Holidays on the coast 1

Férias no litoral APROVEITE A ESTAÇÃO MAIS QUENTE DO ANO À BEIRA-MAR ENJOY THE HOTTEST SEASON OF THE YEAR AT THE SEASIDE Edição/Editing LIA GUIMARÃES Produção/Production SOPHIA LADEIRA Fotos/Photos FÁUSTULO MACHADO

4

5 2

3

108 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


1 Camiseta de lycra Quiksilver. R$125

6

Quiksilver Lycra shirt. R$125 QUICKSILVER.COM.BR

7

2 Frescobol Track&Field. R$69

9

Track & Field frescobol. R$69 TF.COM.BR

3 Sandálias Havaianas. R$17,90 Havaianas flip-flops. R$17.90 HAVAIANAS.COM.BR

4 Óculos Chilli Beans. R$218 Chilli Beans sunglasses. R$218 CHILLIBEANS.COM.BR

5 Câmera com caixa estanque Sony. R$999 Sony camera with waterproof case. R$999 SONY.COM.BR

10

6 Toalha de praia Carmensitas. R$57 Carmensitas beach towel. R$57 CARMENSITAS.COM.BR

8

7 Sabonete líquido L’Occitane. R$19 L’Occitane liquid soap. R$19 LOCCITANE.COM.BR

8 Bermuda de tactel Rip Curl. R$189,90 Rip Curl Tactel shorts. R$189.90 RIPCURL.COM.BR

9 Prancha de surfe Rip Curl. R$1.499 Rip Curl surf board. R$1.499 RIPCURL.COM.BR

10 Alto-falante portátil Papel Craft. R$390 Papel Craft portable speaker. R$390 PAPELCRAFT.COM.BR

109


DEST INOS | R O T A D O C A F É

Nesta página, sacas de “Café do Brasil” repletas de grãos especiais, cultivados no Norte Pioneiro do Paraná. Na página ao lado, panorâmica da plantação da Fazenda Palmeira, em Santa Mariana Here, sacks of “Café do Brasil”, with special grains, cultivated in the Pioneer North of Paraná. On the next page, the panorama of the plantation at Fazenda Palmeira, in Santa Mariana

110

A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


Heranças

Inheritance from the Earth

da terra Embarque numa viagem pelas fazendas do Norte do Paraná, região antes famosa pela quantidade de café produzida e que agora foca na qualidade de seus grãos Embark on a trip through the farms of the North of Paraná, a region formerly famous for the quantity of coffee produced, and which now wants to focus on the quality of its beans

N

Por/By CÍNTIA BERTOLINO Fotos/Photos ROBERTO SEBA

a Fazenda Palmeira, em Santa Mariana, a imensidão verde dos pés de café se encontra com o azul anil do céu em uma tarde quente de primavera. É uma dessas visões que, pela beleza, se fixam na memória sem grande esforço. Já o tom vermelho vivo da terra, típico do Norte do Paraná, funciona como um lembrete da fertilidade do solo e remete ao tempo em que o Estado foi um dos maiores produtores de café do País. A 90km de Londrina – na época, apelidada de “a capital mundial do café” –, a propriedade está inserida na região conhecida como Norte Pioneiro, que deu início ao cultivo do grão tardiamente, após a crise de 1929. A cafeicultura veio na bagagem dos imigrantes paulistas e mineiros que se estabeleceram por ali. Na década de 60, a área já era responsável por quase 50% de toda a produção nacional, até que, em 1975, uma geada devastou toda a safra.

A

t Fazenda Palmeira, in Santa Mariana, the green immensity of the coffee bushes meets the indigo blue of the sky on a hot spring afternoon. It is one of those visions that, for its beauty, lodges itself in the memory with no great effort. The bright red hue of the earth, typical of the North of Paraná, serves as a reminder of the fertility of the soil and recalls an era in which the state was one of the largest coffee producers in the country. 90 km from Londrina – nicknamed the “world coffee capital” at the time – the property is situated in the region known as the Pioneer North, which began cultivation of the beans late, after the crisis of 1929. Coffee growing arrived amongst the luggage of the immigrants from São Paulo and Minas Gerais who established themselves in the area. In the 60s, the area was already responsible for nearly 50% of all of national production, until a frost devastated the whole crop in 1975.

111


DES T INOS | R O T A D O C A F É

Naqueles tempos, a Fazenda Palmeira chegou a ter uma colônia com trinta famílias. Hoje, tocada por Nobert Gamerschlag, produz menos, mas grãos de alto padrão. Uma alternativa também adotada por propriedades vizinhas, que buscaram mudar o paradigma: a região, que ficou famosa pela quantidade, agora quer ser reconhecida pela qualidade. E caminha a passos firmes nessa direção. O café especial do Norte Pioneiro, com 7500 cafeicultores espalhados em 45 municípios, recebeu recentemente a certificação de Indicação Geográfica de Procedência (IGP), do Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI). No momento em que se constrói uma nova história local, o Sebrae-PR, em parceria com cafeicultores e empreendedores da região, criou a Rota do Café (rotadocafe.tur.br), um roteiro turístico que recupera a trajetória, a cultura e o modo de vida das antigas – e também das modernas – fazendas. A Rota engloba 30 atrações espalhadas por nove cidades próximas a Londrina, localizadas em um raio de 200 quilômetros. Por seu caráter intimista e acolhedor, é preciso contatar uma agência que organiza tours de uma tarde ou até sete dias. “Não é o tipo de turismo autoguiado. Ela foi pensada para oferecer uma experiência de vida aos visitantes, que conhecem as pessoas

112

A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

envolvidas com o café, sua história, além de várias fases da cadeia produtiva”, explica Luciana Masson, uma das idealizadoras do projeto. Para começar a se aprofundar no contexto local, há o Museu Histórico de Londrina, instalado no prédio da antiga estação ferroviária. Nos fundos, uma pequena roça de café é mantida para explicar a importância do “ouro verde”, como ele era conhecido, que tanta fortuna e desenvolvimento trouxe para a cidade. O local guarda objetos pessoais dos tropeiros e reproduz um pouco do cotidiano das décadas de 40 e 50. Já no simpático café do Museu toda semana são realizadas oficinas de degustação de grãos especiais.

No alto, à esquerda, grãos da Fazenda Palmeira; e, acima, Nobert Gamerschlag. Na página ao lado, no alto, à esquerda, maquinário do Museu Histórico de Londrina; e, abaixo, a fachada do local, que ocupa uma antiga estação ferroviária Above, to the left, beans from Fazenda Palmeira; and above, Nobert Gamerschlag. On the next page, on top, to the left, machinery at the History Museum of Londrina; and below, the facade of the place, which occupies the former train station


PASSADO NA HORA

BREWED TO ORDER A barista Cristina Maulaz (foto) é uma entusiasta dos cafés especiais paranaenses. Nas oficinas de degustação realizadas no café do Museu Histórico de Londrina e em sua cafeteria, O Armazém Café, ela serve blends de grãos cultivados no Norte Pioneiro. Há diversos tipos de extração disponíveis, mas não deixe de provar o ótimo biodinâmico Terrara, certificado pela Demeter, produzido na Fazenda Terra Nova, em São Jerônimo da Serra, e coado em filtro Hario. Barista Cristina Maulaz (photo) is an enthusiast of the special coffees of Paraná. In the tasting workshops held at the café of the History Museum of Londrina, and in her café, O Armazém Café, she serves blends of beans cultivated in the Pioneer North. There are various extraction types available, but don’t leave without trying the excellent biodynamic Terrara, certified by Demeter, produced at Fazenda Terra Nova, in São Jerônimo da Serra, and brewed in Hario filter. R. GOIÁS, 1520, LONDRINA

43 3324 8889

In those times, Fazenda Palmeira became home to a colony of thirty families. Today, tended by Nobert Gamerschlag, it produces less, but the beans it produces are of a high standard. An alternative also adopted by neighboring properties, which seek to overturn the paradigm: the region which became famous for its quantity now want to be recognized for it quality. And it is taking firm strides in that direction. The special coffee of the Pioneer North, with 7500 coffee growers spread across 45 municipalities, recently received the Geographic Indication of Origin (IGP) from the National Institute of Intellectual Property (INPI). At a time when a new local history is being built, SEBRAE-PR, in partnership with coffee growers and entrepreneurs of the region, has created the Rota do Café (rotadocafe.tur.br), a touristic circuit which reclaims the history, the culture, and the lifestyle of the old farms, as well as the modern ones. The circuit encompasses 30 attractions spread across nine cities near Londrina, located within a 200-kilometer radius. Due to its intimate and welcoming character, it is necessary to contact an agency which organizes tours of one afternoon or up to seven days. “It is not the self-guided type of tourism. It was conceived to offer visitors a life experience, for them to get to know the people involved with the coffee, its history, as well as various phases of the production chain,” explains Luciana Masson, one of the creators of the project. To being delving into the local context, there is the History Museum of Londrina, installed in the building of the former train station. In the back, a small coffee farm is kept to explain the importance of “green gold”, as it was known, which brought both fortune and development to the city. The site houses personal objects of the muleteers and reproduces a little of the daily life of the 40s and 50s. Then, in the Museum’s friendly café, special workshops are held every week for tasting of special beans.

113


DEST INOS | R O T A D O C A F É

Em sentido horário, a geleia de uvaia produzida na Pousada Rural Marabu; o proprietário Adrian Saegesser, ao lado de sua mãe; e o almoço vegetariano servido na casa Clockwise, uvaia jelly produced at Pousada Rural Marabú; Adrian Saegesser at his mother’s side; and the vegetarian lunch feast served in the house

Pouco mais de 20 quilômetros adiante, já em Rolândia, a Pousada Rural Marabu não tem produção de café, mas é um dos parceiros da Rota. Em frente a ela, Adrian Saegesser mantém a propriedade construída por seu avô suíço, que migrou para o País na década de 30. Cercada de mata nativa, há dois chalés para hospedagem. São famosos na região os almoços vegetarianos e as delícias produzidas ali, como a geleia de uvaia e a compota de maçã, cebola e manjerona. “Meu avô chegou ao Brasil em 1937. Antes disso, desde 1925, ele já era vegano”, conta Adrian para explicar a opção por uma dieta sem carne. A refeição com salada de feijão-fradinho, batata com molho de café, lasanha de berinjela e charuto de folha de urtiga com farofa de cenoura, além dos pães e tortas caseiros, é muito saborosa. E, por vezes, surpreendente.

114

A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

A little more than 20 km down the road, in Rolândia, the Pousada Rural Marabú has no coffee production, but it is one of the circuit’s partners. In charge of it, Adrian Saegesser keeps the property build by his Swiss grandfather who immigrated to the country in the early 20th century. Surrounded by native forest, there are two chalets for accommodation. The vegetarian lunches and delicacies produced there, such as the uvaia jelly and the compote of apply, onion, and marjoram, are famous throughout the region. “My grandfather arrived in Brazil in 1937. Before that, in 1925, he had already become vegan,” says Adrian, explaining the choice for a meatless diet. The meal with black-eyed pea salad, potato with coffee sauce, eggplant lasagna, and nettle leaf roll with carrot farofa, in addition


DEST INOS | R O T A D O C A F É

Ao lado, macadâmias cultivadas na Fazenda Monte Bello; à direita, o vagão que leva o café até o galpão de armazenamento; e, abaixo, Victor Suplicy Harbach To the side, macadamias cultivated at Fazenda Monte Bello; to the right, the car which carries the coffee to the storehouse; and below, Victor Suplicy Harbach

Na também centenária Fazenda Monte Bello, em Ribeirão Claro, os turistas são recebidos por Victor Suplicy Harbach, outro personagem cuja relação com a terra vem de longe: seu pai e seu avô foram, respectivamente, corretor e produtor de café. Na propriedade, as antigas instalações, onde o café é lavado, a tulha onde se seca a colheita e um pequeno vagão sobre trilhos para levar os grãos até o galpão de armazenamento seguem sendo usados. Nos últimos anos, porém, a produção diminuiu e os pés de café hoje dividem a terra com o cultivo de macadâmia e lichia. “A Fazenda nasceu para a cafeicultura. Nossa topografia, alta e acidentada, não comporta maquinário. Todo o trabalho é manual”, conta Harbach, para logo acrescentar: “Apesar de ter passado minha vida aqui, não sei nada sobre café. Mas estou aprendendo”, diz sorridente, do alto de seus 80 anos.

to homemade breads and pies, is very flavorful. And, at times, surprising. In Ribeirão Claro, at Fazenda Monte Bello, also a hundred years old, tourists are received by Victor Suplicy Harbach, another figure whose relation with the land goes far back: his father and grandfather were coffee producers and brokers. On the property, the old facilities, where the coffee is washed, the granary where it dries, and a small car on rails to carry the beans to the storehouse, continue to be used. In recent years, however, the production has diminished and the coffee bushes now share the land with macadamia and lychee cultivation. “The farm was made for coffee growing. Our topography, high and rugged, is not conducive to machinery. So all the work is manual”, says Harbach, then adding: “Despite having spend a good part of my life here, I still don’t know anything about coffee. But I am learning,” the 80-yearold says, with a friendly smile.

COMO IR HOW TO GET THERE Londrina é a cidade-base da Rota do Café – os demais municípios incluídos no circuito estão em um raio de 200km dali. O destino é servido pela Azul com voos diretos desde Campinas (SP), Maringá (PR) e Curitiba (PR). Londrina is the base city of the Rota do Café – the other municipalities included in the circuit are within a radius of 200 km from there. The destination is served by Azul, with direct flights from Campinas (SP), Maringá (PR), and Curitiba (PR).

Londrina

ROTA DO CAFÉ

PR CURITIBA

SC 116

A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

SP


GRUPO SAL E BRASA

www.salebrasa.com.br

Aracaju - SE, Fortaleza - CE (2 und.), Recife - PE, João Pessoa - PB, Natal - RN, Salvador - BA e São Luis - MA Vinte e um anos de Grupo Sal e Brasa. Além das churrascarias, 7 lojas fast food em Shoppings, 1 restaurante Gourmet e 2 restaurantes/bar


DEST INOS | E U F U I

Foz do Iguaçu por/by Juliana Didone

RETRATO: DIVULGAÇÃO

Tive a oportunidade de conhecer Foz do Iguaçu no ano passado, quando recebi um convite da Record para gravar o especial O Manual Prático da Melhor Idade, exibido no final de 2014. Como ele foi gravado 90% na cidade, fiquei dez dias por lá trabalhando e aproveitei para conhecê-la melhor. As catataras me emocionaram muito. Aquele lugar é inexplicável! Todo o mundo já viu em fotos, mas observar as quedas d’água ao vivo é outra história. Só lá é possível sentir a força da natureza. No dia da minha visita, ainda presenciei a formação de um lindo arco-íris. Naquele momento, senti que Deus estava bem próximo de mim. Aproveitei também para fazer uma trilha no parque das cataratas. Nunca tinha visto tantas borboletas. O caminho termina no Rio Iguaçu e ali já é possível começar um percurso de canoagem. E, para coroar a viagem, observei diversas corujas no Parque das Aves. É o meu animal preferido e pude ver espécies que ainda não conhecia. Para quem gosta de aventura Foz é um lugar mágico.

Natureza

Exuberant nature

exuberante AS IMPRESSIONANTES QUEDAS D’ÁGUA E AS DIVERSAS ESPÉCIES DE ANIMAIS QUE VIVEM NOS PARQUES DE FOZ DO IGUAÇU CONQUISTARAM A ATRIZ JULIANA DIDONE THE IMPRESSIVE WATERFALLS AND THE DIVERSE SPECIES OF ANIMALS THAT LIVE IN THE PARKS OF FOZ DO IGUAÇU CAPTIVATED ACTRESS JULIANA DIDONE Em depoimento a / A testimony to MARINA AZAREDO

I had the opportunity to visit Foz do Iguaçu last year, when I received an invitation from Record to film the special O Manual Prático da Melhor Idade, shown at the end of 2014. Since 90% of it was filmed in the city, I stayed there working for ten days, and I took the opportunity to get to know it better. The falls really thrilled me. That place can’t be put into words! Everyone has already seen pictures, but watching the waterfalls in person is another story. Only there can you feel the force of nature. On the day of my visit, I also witnessed the formation of a beautiful rainbow. At that moment, I felt that God was very near me. I also took the chance to hike a trail in the park of the falls. I had never seen so many butterflies. The path ends at the Iguaçu River, and there you can start a ride in a canoe. And, to top off the trip, I observed various owls in the Bird Park. It is my favorite animal, and I could see species I’d never seen before. For anyone who likes adventure, Foz is a magical place.


DES T INOS | E U F U I

Confira as dicas de Juliana Didone para curtir o melhor de Foz do Iguaçu Check out Juliana Didone’s tips for enjoying the best of Foz do Iguaçu

1 Doceria Almanara Almanara sweet-shop R. MECA, 642, JARDIM CENTRAL 45 3572 4985

2 Macuco Safári Macuco Safari

1

ROD. DAS CATARATAS, KM 25 45 3574 4244 MACUCOSAFARI.COM.BR

3 Parque das Aves

É um lugar incrível para quem ama quitutes árabes – como eu. Doces, tortas e biscoitos são deliciosos. Fica em frente a uma famosa mesquita da cidade.

Bird Park An incredible place for anyone who loves Middle Eastern delicacies – like me. Sweets, pies, and cookies are delicious. It’s in front of a famous mosque of the city.

ROD. DAS CATARATAS, KM 17,1 45 3529 8282 PARQUEDASAVES.COM.BR

4 Usina Hidrelétrica de Itaipu Itaipu Hydroelectric Plant AV. TANCREDO NEVES, 6731 45 3529 2892 TURISMOITAIPU.COM.BR

5 Parque Nacional do Iguaçu Iguaçu National Park ROD. DAS CATARATAS, KM 17 45 3521 4400 CATARATASDOIGUACU.COM.BR

6 Recanto Cataratas Thermas Resort & Convention Recanto Cataratas Thermas Resort & Convention AV. COSTA E SILVA, 3500, ALTO DO SÃO FRANCISCO 45 2102 3000 RECANTOCATARATASRESORT.COM.BR

7 Trilha do Poço Preto

2

Neste tour, um trenzinho leva você até a beira do rio e a lancha segue pelo Iguaçu rumo ao Salto Três Mosqueteiros, onde a água invade o barco. Dura pouco, mas dá vontade de ficar ali para sempre.

Trails of Poço Preto ROD. DAS CATARATAS, KM 20 45 3529 9665

8 Rio Iguaçu Iguaçu River

On this tour, a little train takes you to the edge of the river and the boat continues on toward the Three Musketeers Falls, where water comes into the boat. It doesn’t take long, but you’ll want to stay forever.

3

Cerca de 130 espécies voam bem pertinho dos visitantes e é possível até entrar nos viveiros. Lá eu vi muitas aves que não conhecia, inclusive tipos diferentes de corujas, meu animal favorito. Around 130 species fly quite close to the visitors, and it’s even possible to go into the aviaries. There, I saw lots of birds I’d never seen, including different types of owls, my favorite animal.

120 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


O complexo é perfeito para se fazer um passeio de catamarã e assistir ao pôr do sol. Os mais interessados podem curtir um circuito especial, que passa por áreas internas da usina. The complex is perfect for taking a catamaran ride and watching the sunset. Those who are more interested can do a special circuit that passes through internal areas of the plant.

6

5

Todo o mundo já viu fotos das cataratas, mas só é possível entendê-las de verdade depois de passar um tempo nos mirantes do parque. A força da natureza é inexplicável. Everyone has seen photos of the falls before, but it is only possible to understand them after spending some time at the park’s lookout points. The power of nature is too much for words.

O atendimento do hotel é incrível e não faltam coisas para fazer. Destaque para a piscina sem cloro, o spa, com ótimas terapias corporais, e o restaurante, que serve pratos deliciosos. The hotel’s service is incredible and there is no lack of things to do. Highlights include the chlorine-free pool, the spa, with excellent body therapies, and the restaurant serving delicious dishes.

Azul viagens

40 03 1181

çu

Foz do Igua

7

lli s no Falls Ga Quatro noite fé e passeios ca m co l, te Ho CA MP INA S) /2015 (DE SA ÍDA EM 6/2

Fiquei completamente encantada com a natureza durante esta trilha. Estive lá em setembro, bem no período de reprodução das borboletas. Nunca tinha visto tantas delas juntas. I was completely fascinated by the nature along this trail. I was there in September, right in the reproduction period for the butterflies. I’d never seen so many of them in one place.

10x R$87

sem juros

8

O passeio de caiaque, com o vento batendo no rosto, é uma delícia. Eu ainda tive a sorte de ver macaquinhos e um jacaré enorme enquanto navegava pelo rio. The kayak outing, with the wind on your face, is a delight. I also had the luck to see monkeys and an enormous cayman while I was navigating the river.

ILUSTRAÇÃO: MAURICIO PIERRO

4

121


124 Gabriel Medina O novo grande nome do surfe mundial The new big name in world surfing

136 Miguel Del Castillo Inspirações de um jovem escritor Inspirations of a young writer

emfoco

FOTOS: FERNANDO YOUNG (GABRIEL MEDINA); GABRIEL RINALDI (MIGUEL DEL CASTILLO)

124

144 Track&Field Os produtos inovadores da marca fitness The innovative products of the fitness brand

136


EM FOCO | G A B R I E L M E D I N A


SAL, SUOR EO

TOPO DOMUNDO Salt, sweat, and the top of the world

A meteórica história de Gabriel Medina, garoto de Maresias, no litoral Norte de São Paulo, que deu ao Brasil o primeiro título mundial de surfe The meteoric history of Gabriel Medina, a boy from Maresias, on the North coast of São Paulo, who gave Brazil its first world surfing title

Por/By TULIO BRANDÃO Fotos/Photos FERNANDO YOUNG


G EM FOCO | G A B R I E L M E D I N A

arrincha chamou de João cada zagueiro que entortou na Copa de 1962. Com um carro lento e sangue nos olhos, Senna apavorou, no GP de Mônaco de 1984, um francês que vivia na zona de conforto. Já Guga derrotou uma lenda espanhola em 1997, na primeira vez que venceu no saibro de Rolland Garros. À moda dos ídolos de seu país, Gabriel Medina, então com 16 anos, ignorou a fama de seus adversários em sua terceira prova na elite do surfe mundial, em 2011. O menino de Maresias, no litoral Norte de São Paulo, atropelou, com um inovador repertório de manobras aéreas, o maior surfista da história, Kelly Slater, para conquistar a primeira vitória da carreira na divisão máxima. Naquele dia, na areia, os donos da ASP World Tour, acostumados a campeões de língua saxã e gestos contidos, estranharam o barulho de um grupo. O fenômeno Gabriel, para surpresa deles, não fazia o tipo transgressor. Ao contrário, viajava com a animada família. Diante das câmeras do evento, a mãe, Simone Medina, deu o tom que predominaria no Circuito Mundial nos anos seguintes: "Isto é Brasil. É fé! É fé! É não desistir nunca!" O desabafo é a pista para conhecer o garoto que vem mudando as fronteiras do esporte. Na trilha do americano Slater, de 42 anos e 11 vezes campeão mundial, Gabriel é o avesso do estereótipo do surfista rebelde. A criação da mãe e do padrasto, Charles Saldanha, ajudou a fazer do

126 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

O inquieto adolescente um jovem patriota, religioso, dono de uma determinação que oprime as velhas lendas. Charles, quando lhe deu uma prancha aos 9 anos, foi decisivo. Apostou no enteado – que acabaria se declarando filho – e numa rotina quase militar, com alimentação balanceada, treinos dentro e fora d'água e análise de vídeos dos melhores atletas. Gabriel passou longe da adolescência convencional. "Aos 12 anos eu treinava como hoje. Não tive a vida dos meus amigos, com diversão, balada... Ele era rígido e me fez ter desde cedo uma meta: ser campeão mundial", lembra. O pai sabia que o filho só teria chance se outros também acreditassem. Após obter patrocínios locais, bateu à porta da Rip Curl e bancou que o menino seria campeão do mundo. A marca topou. O visionário foi Felipe Silveira, hoje CEO


Entre um compromisso e outro com os patrocinadores, Gabriel Medina posou para fotos na praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro Between one commitment and another with the sponsors, Gabriel Medina posed for photos on the beach of Barra da Tijuca, in Rio de Janeiro

G

arrincha showed up every defender who tried to stop him in the 1962 World Cup. At the 1984 Monaco Grand Prix, with a slow car and blood in his eyes, Senna gave a fright to a Frenchman who had been living in his comfort zone. Guga defeated a Spanish legend in 1997, the first time he won on the clay courts of Roland Garros. Like the idols of his country, Gabriel Medina, 16 years old at the time, ignored the fame of his adversaries at his third round of the world surfing championship, in 2011. The boy from Maresias, on the North coast of São Paulo, used an innovative repertoire of aerial maneuvers to upset the greatest surfer in history, Kelly Slater, to win the first victory of his career in the highest division. That day, on the sand, the owners of the ASP World Tour, accustomed to English-speaking champions and restrained gestures, were surprised at the noise from a group. The phenomenal Gabriel, to their surprise, wasn't the outlaw type. On the contrary, he was traveling with his excited family. Before the cameras of the event, his mother, Simone Medina, set the tone that would predominate in the World Circuit in the following years: "This is Brazil. It's faith! It's faith! It's never giving up!" The outpouring is a starting point for understanding the boy who has been reshaping the frontiers of the sport. In the wake of the American Slater, 42 years old and 11-time world champion, Gabriel is the opposite of the stereotype of the rebel surfer. The upbringing by his mother and stepfather, Charles Saldanha helped to make the restless adolescent a young religious patriot with a determination that overwhelms the old legends. Charles, when he gave him a board at 9 years old, was decisive. He invested in his stepson – who he would end up declaring as his son – and with an almost military routine, with a balanced diet, training in and out of the water, and analysis of videos of the best athletes. Gabriel had a far-fromconventional adolescence. "At 12, I was training like I do today. I didn't have a life like my friends did, with fun and parties... He was very strict and he gave me a goal from and early age: to be world champion," he recalls. The father knew that his son would only have a chance if others also believed. After obtaining local sponsorships, he knocked on the door of Rip Curl and proposed that the boy would be the world champion. The brand took it up. The visionary was Felipe Silveira, now CEO of Rip Curl Brasil: "I've followed Gabriel's development since 2000, through

127


EM FOCO | G A B R I E L M E D I N A

AOS 12 ANOS, EU TREINAVA COMO HOJE. NÃO TIVE A VIDA DOS MEUS AMIGOS, COM DIVERSÃO, BALADA... "AT 12 , I WA S T R A I N I N G LI KE I DO TODAY. I DIDN'T HAVE A LIFE LI K E MY FR I EN D S D I D, WITH FUN AND PARTIES..."

da Rip Curl Brasil: "Sigo o desenvolvimento do Gabriel desde 2000, pelo Rip Curl Grom Search Brasil (até 16 anos). Eu o vi vencer uma final mirim de modo impressionante, com um 10 no último minuto. Ele já tinha estrela". Charles tem mérito, mas sabe que lida com uma pérola. "Quando pequeno, ele já tinha um surfe diferente. Evoluiu na personalidade vencedora, tem biotipo favorável, capacidade de improviso e frieza na decisão." Gabriel brinca: "Ele acredita mais em mim do que eu. E olha que isso é difícil". Já a mãe cuidou de sua formação moral. De Simone, o garoto herdou a paixão familiar e a inabalável fé. Eles frequentam a igreja evangélica Bola de Neve e as tatuagens do surfista celebram a religiosidade. Uma, vistosa, diz: Já não sou eu quem vive. É Cristo quem vive em mim. Desde que surgiu para o mundo, num evento mirim, em 2009, na França, Gabriel menciona Simone nos discursos de vitória – e se emociona. "Minha mãe é tudo para mim. Surfo para dar alegria a ela, à minha família." A mãe completa: "Passamos dificuldades e ele sempre do meu lado, por mais criança que fosse. Temos orgulho de quem somos e do caminho que estamos trilhando". A família Medina, em peso, decidiu acompanhar Gabriel. Alguns australianos e americanos torceram o nariz. "Ele era novo e precisava se sentir seguro. Mas o diferente pode gerar críticas. Hoje, já vemos outros atletas com parentes”, conta Simone. Coruja, ela e o clã controlam o assédio feminino ao surfista.

128 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Rip Curl Grom Search Brasil (up to 16 years old). I saw him win a junior final in an impressive way, with a 10 in the last minute. He was already a star". Charles had merit, but he knew he was dealing with a pearl. "When he was small, he already had a different way of surfing. He evolved into a winning personality, he has a favorable body type, capacity to improvise, and a coolness in his decision-making." Gabriel jokes: "He believe in me more than I do. And that's pretty hard to do." His mother, in turn, took care of his moral upbringing. From Simone, the boy inherited the family passion and the unshakable faith. They attend the Bola de Neve evangelical church and the surfer's tattoos celebrate his religiosity. One eye-catching tattoo says: It is not me who lives. It is Christ who lives in me. Since he moved up to the world level, at a junior event in 2009 in France, Gabriel has mentioned Simone in his victory speeches - and he gets emotional. "My mother is everything to me. I surf to give joy to her, to my family." His mother continues: "We went through difficulties and he was always at my side, even when he was just a child. We are proud of who we are and the path we are following." The Medina family en masse decided to accompany Gabriel. Some Australians and American turned up their noses. "He was young and needed to feel safe. But someone who is different may generate criticism. Today, we see other athletes with family members," Simone says. A doting mother, she and the clan control the female assault on the surfer.


129


EM FOCO | G A B R I E L M E D I N A

Dizem, no meio, que ele aproveita brechas, mas mantém o foco. Recentemente, foi fotografado numa etapa da divisão de acesso dando um selinho em Nicole Bahls, modelo e assistente de palco do Pânico na Band. Arisco, Gabriel escapa dos boatos. "Quando dá, dou uma volta." Tanta concentração rende frutos. Na primeira temporada, em 2011, ganhou duas provas. Nos anos seguintes, sob holofotes, fez bons resultados, mas derrapou com a pressão do favoritismo, com contusões e com o endurecimento do critério dos juízes em relação a seu surfe progressivo. Em 2014, driblou as adversidades para vencer com um repertório clássico, que causa menos lesões. Liderou quase a temporada inteira. "Percebi que, do jeito que gosto de surfar, o risco aumenta. Passei a fazer mais o lip-base (convencional). Pô, se os caras estavam vencendo assim, por que não eu? Funciona!" Até a decisão, no Havaí, Gabriel, com 20 anos – completou 21 dois dias depois –, tinha sido campeão em três etapas, todas em locações prime: Austrália, Fiji e Taiti. A última, em especial, assombrou o mundo. Na ocasião, bateu o rei Slater, dessa vez em seu reino, no mais épico evento da história do esporte. A derrota custou tanto ao americano que ele mandou um recado pela rede social. Muitos leram como um jogo psicológico: "Parabéns #gabrielmedina por sua performance nesta semana. Não se fala de outra coisa, senão desse garoto, com razão. É o cara mais perigoso do mundo do surfe. Farei o possível para tentar parar esse garoto. Sou um grande fã do surfe dele, é um cara muito legal”.

130 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


They say in the press that he takes advantage of gaps, but he maintains his focus. Recently, he was photographed at a step of the access division kissing Nicole Bahls, a model and stage assistant on Pânico na Band. Aloof, Gabriel escapes the rumors. "When it happens, I take a walk." So much concentration yields results. In the first season, in 2011, he won two rounds. In the following years, under the spotlight, he achieved good results, but slipped under the pressure of favoritism, with injuries, and under the tightening of the judges' criteria in relation to his progressive surfing style. In 2014, he trounced his adversaries to win with a classic repertoire, which causes fewer injuries. He was in the lead for almost the entire season. "I realized that with the way I like to surf, there is increased risk. I started surfing more lip-to-base (conventional). Well, if those guys were winning that way, why not me? It works!" By that decision, in Hawaii, Gabriel, at 20 years old – he completed 21 two days after –, has won three steps, all in prime locations: Australia, Fiji, and Tahiti. The last one, in particular, astonished the world. On that occasion, he beat the king, Slater, this time in his own kingdom, at the most epic event in the history of the sport. The defeat cost the American so much that he send a message on the social networks. Many read it as a psychological game: "Congrats are in order for Gabriel Medina and his performance this week. There are more conversations happening about this guy than anyone and for good reason. He's the most dangerous guy in the world of surfing. Even though I'm gonna do everything in my power to stop this guy this year, I'm a big fan of his surfing and he's a really good guy."

131


EM FOCO | G A B R I E L M E D I N A

As vitórias elevaram Gabriel à condição – inédita para um surfista – de ídolo nacional, sendo lançado no circuito das celebridades. Neymar tornou-se parceiro de carteado. Luciano Huck postou foto com ele. As mulheres o fizeram símbolo sexual – em novembro, elas eram 70% dos 676 mil seguidores de seu Instagram. A grande imprensa, que cobria timidamente o esporte, passou a mandar equipes completas aos eventos. A Samsung, patrocinadora do circuito, fechou contrato com o surfista, bancado ainda por marcas como Guaraná Antarctica, Oi, Mitsubishi Motors, Oakley, Gorilla, FCS, Vult Cosmética e Coppertone Sport. A revista australiana Tracks especula em US$7 milhões ao ano os ganhos de Gabriel. A Rip Curl esclarece que valores são confidenciais, mas informa que atletas de ponta, em geral, recebem mais de US$1 milhão entre salários, bônus e royalties por produtos assinados.

132 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

The victories raised Gabriel to the status – a first for a surfer – of national idol, launching him into the celebrity circuit. Neymar became his partner at cards. Luciano Huck posted a photo with him. Women made him into a sex symbol – in November, they made up 70% of his 676,000 Instagram followers. The big press, which had only timidly covered the sport, started sending full teams to the events. Samsung, sponsor of the circuit, signed a contract with the surfer, also bankrolled by brands such as Guaraná Antarctica, Oi, Mitsubishi Motors, Oakley, Gorilla, FCS, Vult Cosmética, and Coppertone Sport. The Australian magazine Tracks speculates that Gabriel's earnings come to US$7 million a year. Rip Curl clarifies that the amounts are confidential, but reports that top athletes, in general, receive more than US$1 million between wages, bonus, and royalties for signature products.

FOTOS: ALEKO STERGIOU/ESPN/DIV. (NORONHA E SANTA CATARINA); GIL HANADA (PIPELINE)

Acima, Medina surfando em Fernando de Noronha, em 2010; à direita, em Santa Catarina, em 2009; e, ao lado, em uma das temidas ondas de Pipeline, em 2013 Above, Medina surfing in Fernando de Noronha in 2010; to the right, in Santa Catarina in 2009; and to the side, on one of the feared waves of Pipeline, in 2013


EM FOCO | G A B R I E L M E D I N A

ZOOM Garoto nota 20

Sucesso. Eis um adversário talvez mais difícil que Slater. Hora das intervenções da família. Jaime Medina, o tio que cuida da agenda, blinda Gabriel para que nada lhe suba à cabeça. “Ele terá ao menos 15 anos de circuito mundial. Para resguardá-lo, a estratégia é falar em público apenas após os eventos. Antes, o foco é no treino", explica. Nem mesmo a demora das ondas a chegar em Pipeline, em dezembro, na última etapa do Mundial de 2014, tirou a concentração do atleta. Foi no arquipélago havaiano, diante de conterrâneos de todos os tipos – do clássico surfista amador aficionado, que arrumou umas folgas no escritório para ver a final de perto, ao jogador de futebol Alexandre Pato – que Gabriel tornou-se um novo orgulho de uma nação que adora ídolos do esporte. Não deu para Slater e nem para o australiano Mick Fanning, seu maior adversário na competição. Ainda nas quartas de final, Gabriel sagrou-se mais um brasileiro campeão do mundo. Troféu na mão, entre lágrimas, levantou a voz para agradecer a quem foi decisivo na mais bonita história do surfe nacional: sua família. E prometeu: em 2015 tem mais.

134 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

Success. It's an adversary which may be even more difficult than Slater. Time for intervention by the family. Jaime Medina, the uncle who takes care of the schedule, shields Gabriel so that nothing goes to his head. "He'll have at least 15 years on the world circuit. To protect him, the strategy is to speak in public only after the events. Beforehand, the focus in on the training," he explains. Not even the waves’ delay to arrive at Pipeline, on December, in the last step of the 2014 World Championship, has taken away the focus of the athlete. It was in the Hawaiian archipelagos that, in front of all kinds of fellow countrymen – from the classic fanatic amateur surfer, that arranged some vacation from the office to watch the final up close, to the soccer player Alexandre Pato –, Gabriel became the new pride of a nation that loves sports idols. It didn't work out for Slater and the Australian Mick Fanning, his biggest opponent in the competition. Even in the quarterfinals, Gabriel was crowned one more Brazilian world champion. Trophy in hand, between tears, he raised his voice to thank those who were decisive for the most beautiful history on national surf: his family. And promised: in 2015 there will be more.

20-point boy

In his first appearance for the world, at the King of Groms – event which brings together the best junior surfers – in 2009, Gabriel surprised everyone with a repertoire of innovative aerial maneuvers. He get 20 points out of a possible 20

O demolidor Para entrar na elite do surfe foi mortal na divisão de acesso, em 2011. Venceu três provas e ficou em segundo em outra

The demolisher

To enter the elite of surfing, he was deadly in the access division in 2011. He won three rounds and came in second in another

Jovem promissor Ainda em 2011, registrou a estreia mais avassaladora da história do esporte, com duas vitórias e um quinto lugar em cinco etapas disputadas na elite do surfe

Promising youth

Also in 2011, he registered the most overwhelming debut in the history of the sport, with two victories and a fifth place in five stages fought over among the surfing elite

Líder nato Gabriel liderou quase toda a temporada de 2014. Até Pipeline, só tinha saído do topo após a etapa do Rio de Janeiro. Comentaristas não lembram a última vez que um surfista encabeçou o circuito praticamente de ponta a ponta

A born leader

Gabriel was in the lead for nearly all of the 2014 season. Until the Pipeline, he had only left the top after the Rio de Janeiro stage. Commentators cannot remember the last time a surfer topped the circuit practically from start to finish

FOTOS: ALEKO STERGIOU/ESPN/DIV.

Acima, mais uma manobra em Santa Catarina. em 2009; e, ao lado, em 2007, já um dos atletas de destaque do surfe nacional Above, yet another maneuver in Santa Catarina, in 2009; and to the side, in 2007, already one of the standout athletes in national surfing

Em sua primeira aparição para o mundo, no King of Groms – evento que reúne os melhores surfistas mirins –, em 2009, Gabriel surpreendeu com um repertório de manobras aéreas inovadoras. Fez 20 pontos, em 20 possíveis


E M FOCO | M I G U E L D E L C A S T I L L O


SANGUE NOVO New blood in literature

NA LITERATURA

Uma das promessas da nova geração de autores brasileiros, Miguel Del Castillo lança neste mês Restinga, sua obra de estreia, uma compilação de contos repletos de inspirações cotidianas One of the promising brazilian authors of the new generation, this month Miguel Del Castillo releases Restinga, his debut work, a compilations of short stories full of inspirations from daily life

Por/By MARINA AZAREDO

C

erta vez, em uma festa junina, uma família reunida observando os fogos de artifício chamou a atenção de Miguel Del Castillo. Ele gostou da imagem e fez uma menção no bloco de notas do celular, assim como faz sempre que vê ou ouve algo que lhe interessa. A cena foi mais tarde por ele recuperada e hoje está retratada em Colônia, um dos textos de Restinga, seu primeiro livro, uma compilação de dez contos e uma novela escritos ao longo de cinco anos e que chega às livrarias no dia 20 de janeiro.

Fotos/Photos GABRIEL RINALDI

O

ne time, at a June festival, a family gathered watching the fireworks caught Miguel Del Castillo's attention. He liked the image and made note of it in his cell phone's notepad application, as he always does when he sees or hears something that sparks his interest. He later recalled the scene and now it is portrayed in Colônia, one of the texts of Restinga, his first book, a compilation of ten short stories and one novelette written over five years and which hits bookstores on January 20.

137


E M FOCO | M I G U E L D E L C A S T I L L O

São quadros tão corriqueiros como esse que costumam desencadear o processo criativo do carioca de 27 anos, considerado um dos autores mais promissores da nova geração nacional – seu nome foi citado até pela revista britânica Granta, em 2012. Porém, a história de Miguel com as letras não é das mais convencionais. Apesar de ter lido muito na infância e na adolescência – da Série Vaga-lume a Clarice Lispector –, decidiu cursar arquitetura: "Mas no meio da faculdade acompanhei umas obras e saquei que não daria certo", explica. Foi aí então que começou a se interessar pela literatura. Já frequentando algumas disciplinas do curso de letras, inscreveu em um concurso seu primeiro conto, Carta para Ana, e foi o vencedor. "Eu era o único aluno de fora do curso. Foi bem surpreendente", lembra. Sua vida começou a tomar outro rumo quando conheceu a fotógrafa e designer paulistana Carolina Ribeiro, 35 anos. Após um namoro de seis meses na ponte aérea – na época ele vivia entre a Joatinga, onde mora seu pai, e a Barra da Tijuca, bairro escolhido pela mãe –, conseguiu um estágio em São Paulo e mudou-se definitivamente. A oportunidade, a propósito, fez com que o então estudante abandonasse de vez a arquitetura para assumir uma vaga de assistente editorial na Cosac Naify, onde trabalha até hoje editando livros de fotografia. Mas a decisão de virar escritor só aconteceu depois, em 2012. Foi naquele ano que mandou um conto escrito em 2009 para um concurso da Granta, publicação que já revelou nomes como Ian McEwan, Salman Rushdie e Jonathan Safran Foer. Violeta fala de sua tia-avó uruguaia – o pai trocou Montevidéu pelo Rio aos 22 anos, fugindo da ditadura militar – e de seu primo, Miguel Angel, de quem herdou o nome. A empreitada deu certo e ele entrou para a lista dos 20 melhores escritores brasileiros com menos de 40 anos, ao lado de nomes como Daniel Galera, Michel Laub e Antonio Prata.

138 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


No ansod anosd naod naosd nasod nasodi nasoid nasodn aosdn aosdn aosdn aosnd ioasn doasnd oansdo oasnd oasndoasndo ansodnasdoi No anosd naosd noasdn oasd oasndo ansod nasodi asodn aoidn aoidn aoisndi oasndioasnas das dasdn oas dnasid aos dbasidb oaisdb iasnd nads asd

It is such commonplace pictures as this one which usually spark the creative process of the 27-year-old Rio de Janeiro native, considered one of the most promising authors of the new Brazilian generation – his name was even indicated by British magazine Granta in 2012. But Miguel's story with writing is not among the most conventional. Despite having read a lot in his childhood and adolescence – everything from the Firefly Series to Clarice Lispector – he decided to study architecture: "But in the middle of college, I was following one of the works and I realized that it wouldn't go well," he explains. That was when he started to become interested in literature. Already attending some courses of the writing program, he enrolled in a contest with his first story, Carta para Ana, and was the winner. "I was the only student from outside the program. It was really surprising," he recalls.

Um mês antes de lançar seu livro de estreia, o escritor e editor posou para fotos em um condomínio arborizado do Morumbi, em São Paulo A month before releasing his debut book, writer and editor Miguel posed for photos in a tree-lined gated neighborhood in Morumbi

His life began to take a new direction when he met São Paulo photographer and designer Carolina Ribeiro, 35. After an "airbridge courtship" of six months – at the time he was living between Joatinga, where his father lives, and Barra da Tijuca, the neighborhood chosen by his mother – he managed to get an internship in São Paulo and moved there definitively. The internship, incidentally, meant that the then-student would abandon architecture for good to take a editorial assistant opening at Cosac Naify, where he still works, editing photography books. But the decision to become a writer came only later, in 2012. It was in that year that he sent a short story written in 2009 to a contest sponsored by Granta, a publication which has brought to light names such as Ian McEwan, Salman Rushdie, and Jonathan Safran Foer. Violeta is about his great-aunt from Uruguay – his father moved from Montevideo to Rio at 22, fleeing the military dictatorship – and his cousin, Miguel Angel, whom he was named after. The gambit paid off, and he earned a place on the list of the 20 best Brazilian authors under 40, next to names such as Daniel Galera, Michel Laub, and Antonio Prata.

139


E M FOCO | M I G U E L D E L C A S T I L L O

Na descrição dos eleitos, o editor Marcelo Ferroni mencionou que Violeta fazia parte do primeiro livro de Miguel, no qual ele estaria trabalhando. "Mas não tinha livro nenhum! Ele escreveu para me dar uma força e acabou dando certo”, explica. Decidido a seguir este caminho, Miguel apresentou seus escritos para o editor André Conti, da Companhia das Letras, e, depois de muito burilar, lapidar e reescrever, os dois chegaram à versão final, que agora é lançada. "O Miguel tem um projeto literário riquíssimo. Basta ver como os contos se aproximam e se afastam num movimento deliberado e extremamente sofisticado", elogia André. Restinga é também o nome da primeira narrativa da obra, em que uma mulher resolve levar a mãe doente para realizar um sonho: conhecer a Restinga da Marambaia, no Rio. “Gosto dessa imagem, uma coisa muito fina que entra no mar. Parece frágil, mas ao mesmo tempo é muito forte”, diz ele, sobre a escolha do título. Em comum, seus textos têm alguns temas: relações familiares, o estar em trânsito, a falta de comunicação entre as pessoas e o mar. Este último aparece sempre, mesmo que em detalhes, como no biquíni de uma personagem. “Eu era zero praieiro quando morava no Rio. Mas em São Paulo sinto falta do mar como ponto de referência, de ver onde a cidade termina.” O livro é dedicado a Carolina, sua primeira leitora. “É por ela que eu vejo se o negócio está funcionando ou não”, conta. Hoje o casal vive num apartamento em Higienópolis, bairro nobre da capital paulista. É lá que Miguel escreve, principalmente nas madrugadas e nos fins de semana.

140 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

EM SÃO PAULO SINTO FALTA DO MAR COMO PONTO DE REFERÊNCIA, DE VER ONDE A CIDADE TERMINA " IN SÃO PAULO, I M ISS THE SEA AS A POINT OF REFERENCE TO SEE WHERE THE CIT Y ENDS"

In the description of those selected, editor Marcelo Ferroni mentioned that Violeta was part of Miguel's first book, which he would be working on. "But I didn't have any book! He wrote that to give me some strength, and it ended up working out," he explains. Having decided to follow this path, Miguel presented his writings to editor André Conti at Companhia das Letras, and after much honing, polishing, and rewriting, the two reached the final version, which is now released. "Miguel has a very rich literary skill. You can just see how the stories zoom in and out in a deliberate and extremely sophisticated movement," André praises. Restinga is also the name of the first narrative of the work, in which a woman decides to take her sick mother to realize a dream: to see the salt marsh of Marambaia, in Rio. "I like this image, something very delicate that enters the sea. It looks fragile, but at the same time it's very strong," he says of the choice of title. His texts have a few themes in common: family relations, being in transit, the lack of communication between people, and the sea. The sea always appears, even in details, such as in one character's bikini. "I wasn't a beachgoer at all when I lived in Rio. But in São Paulo, I miss the sea as a point of reference to see where the city ends." The book is dedicated to Carolina, his first reader. "It is through her that I see whether the deal is working or not," he says. Today, the couple lives in an apartment in Higienópolis, an upscale neighborhood of the São Paulo capital. That is where Miguel writes,


141


E M FOCO | M I G U E L D E L C A S T I L L O

ZOOM Por pouco O concurso da Granta só aceitava autores que já tivessem sido publicados. Miguel só pôde se inscrever porque Carta para Ana havia saído em uma edição do jornal Plástico Bolha, dos alunos do curso de letras da PUC-RJ

Just barely

No mês passado, no entanto, sua rotina foi interrompida, pois os dois tiveram de se mudar temporariamente para a casa dos pais de Carol, no Morumbi – onde foram feitas as fotos desta matéria –, por conta de uma reforma. Como esperam um bebê para março, estão adaptando o lar para a chegada do novo integrante da família. Mas as inspirações cotidianas de Miguel não param. Ele já tem uma ideia (que prefere não revelar) para uma próxima história, dessa vez mais longa. Quem sabe um romance. “Primeiro livro é como disco de banda. Você fica dez anos fazendo, e depois tem que entregar o próximo logo”, brinca, enquanto observa duas mulheres conversando animadamente em um banco do condomínio, talvez o próximo registro de seu bloco de notas.

142 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5

mainly in the wee hours of the morning an on weekends. Last month, however, his routine was interrupted, because the two had to move temporarily to Carol's parents' house, in Morumbi – where the photos accompanying this article were taken – on account of renovation. Since they are expecting a baby in March, they are adapting their home for the little boy's arrival. But Miguel's daily inspirations haven't stopped. He already has an idea (which he prefers not to reveal) for his next story, a longer on this time. Maybe a novel, who knows? "A first book is like a band's album. You spend ten years making it and afterward you have to deliver the next one right away," he jokes, while observing two women in animated conversation on a bench in the gated neighborhood, perhaps the next note in his notepad.

Métier Além de escritor, é também tradutor. Recentemente verteu do espanhol para o português o livro de contos Meus Documentos, do chileno Alejandro Zambra, um dos autores que tem como referência

Métier

In addition to being a writer, he is also a translator. Recently he translated, from Spanish to Portuguese, the book of short stories, Meus Documentos, by Chilean Alejandro Zambra, one of the authors he looks up to

Sonho Fã de livros infanto-juvenis, como O Mistério do Cinco Estrelas, de Marcos Rey, Miguel deseja um dia escrever uma história do gênero: “Não sei se vou conseguir, mas é tão importante para mim que gostaria de tentar”

Dream

A fan of children's books, such as O Mistério do Cinco Estrelas, by Marcos Rey, Miguel wants to write a story in the genre one day: "I don't know if I'll be able, but it is so important to me that I'd like to try"

Origens Filho de um uruguaio com uma brasileira, ele tem uma forte ligação com o país vizinho. A rambla de Montevidéu, avenida em frente ao mar na qual os locais passeiam e tomam "mate", aparece em Violeta

Origins

Son of a Uruguayan father and Brazilian mother, he has a strong connection with the neighboring country. The rambla of Montevideo, an avenue in front of the sea where the locals stroll and sip mate, appears in Violeta

FOTOS: ARQUIVO PESSOAL; REPRODUÇÃO

Em sentido horário, Miguel no lançamento da Granta em Nova York, em 2012; capa de Restinga; ele ainda bebê na Joatinga; e ao lado de Carol, na Califórnia, em 2013 Clockwise, Miguel at the release of the Granta in New York, in 2012; cover of Restinga; him while still a baby in Joatinga; and him beside Carol, in California, in 2013

The Granta competitions only accepts authors who have already been published. Miguel could only sign up because Carta para Ana had come out in an edition of the student journal Plástico Bolha of the writing program at PUC-RJ


EM FOCO | M A D E I N B R A Z I L

Tecnologia

fitness

Fitness technology

A TRACK&FIELD, ESPECIALIZADA EM ROUPAS E ARTIGOS ESPORTIVOS, COMPLETA 25 ANOS COM MAIS DE CEM LOJAS NO PAÍS E COMPETITIVIDADE NO MERCADO INTERNACIONAL TRACK&FIELD, SPECIALIZED IN SPORTS CLOTHING AND ARTICLES, COMPLETES 25 YEARS, WITH MORE THAN 100 STORES IN THE COUNTRY AND COMPETITIVENESS IN THE INTERNATIONAL MARKET

Por/By LUIZA VIEIRA Retrato/Portrait RAPHAEL BRIEST Fotos/Photos GUI GOMES

144 A Z U L M A G A Z I N E | 0 1. 2 0 1 5


Na página anterior, acima, roupas, calçados e acessórios da grife; e, abaixo, Fred Wagner, um dos três sócios da empresa. Nesta página, a loja do Shopping Iguatemi, em São Paulo On the previous page, above, clothes, footwear, and accessories from the brand; and below, Fred Wagner, one of the three partners of the company. On this page, the store at Shopping Iguatemi, in São Paulo

Foi nas salas de aula do Colégio Santa Cruz, na Zona Oeste de São Paulo, que três amigos apaixonados por esportes começaram a maquinar o que mais tarde se tornaria a Track&Field. Fred Wagner, Roberto Azevedo e Ricardo Rosseti sequer haviam concluído o Ensino Médio, nos anos 1980, quando despertou o seu tino empreendedor. Bolavam desenhos, compravam tecidos, estampavam camisetas e as vendiam para aqueles que foram seus primeiros clientes, os colegas de classe. O empenho dos jovens logo deu fruto: em 1988, o trio abriu uma pequena confecção e passou a fornecer roupas para marcas de surfe. Até que, em 1990, inauguraram, no Shopping Jardim Sul, na capital paulista, a primeira unidade de sua grife especializada em roupas e artigos esportivos – e 100% nacional. Hoje, 25 anos depois, a Track&Field é uma das grandes marcas brasileiras a competir igualmente com as internacionais. O segredo, segundo Wagner, é que a empresa aposta em suas próprias ideias. “Nós não nos pautamos na concorrência. Olhamos sempre para o consumidor. Queremos oferecer o que ele precisa e da melhor forma possível", diz. Atualmente, além da linha esportiva, com roupas e acessórios, ela também possui uma coleção de moda praia. Suas estratégias baseiam-se em três pilares básicos. O primeiro é a tecnologia: a marca aposta em tecidos exclusivos para melhorar o desempenho dos atletas – como o thermodry, que tem acabamento antimicrobiano e elimina o suor do corpo rapidamente. O segundo é o investimento em moda, seguindo as tendência das passarelas. E o terceiro é a experiência de varejo, com foco total no atendimento. O complemento, de acordo com Wagner, surgiu com a T&F Run Series, corrida criada em 2004 e realizada hoje em 60 pontos do País, com mais de 130 mil participantes. A marca começou 2015 com 123 lojas, sendo 80 delas de franqueados, e só não chegou fisicamente ainda a Aracaju e Amapá. Apesar de brasileira de corpo e alma, não se faz de rogada quando o assunto é a expansão internacional. Nova York conta com uma Track&Field desde 2010 e a previsão é a inauguração de outra unidade em agosto. Já Los Angeles deve receber a primeira loja da grife ainda neste semestre.

trackandfield.com.br

1

mil

interessados aguardam na fila para abrir uma franquia da marca interested parties are waiting in line to open one of the brand's franchises

500 é o número de produtos disponíveis nas lojas is the number of products available in the stores

21

coleções cápsulas serão lançadas durante este verão capsule collections will be released over this summer

It was in the classroons of Santa Cruz school, in the West Zone of São Paulo, that three sports-loving friends began to devise what would later become Track&Field. Fred Wagner, Roberto Azevedo, and Ricardo Rosseti hadn't even finished high school, in the 1980s, when their entrepreneurial acumen began. They dreamed up designs, bought fabrics, printed t-shirts, and sold them to people who were their first customers, their classmates. The young men's efforts soon paid off: in 1988, the trio opened a small production facility and began supplying clothing to surfing brands. Then, in 1990, in the Jardim Sul shopping mall in the São Paulo capital, they inaugurated the first unit of their brand, specialized in sports clothing and articles – all 100% Brazilian. Today, 25 years later, Track&Field is one of the big Brazilian brands to compete on equal footing with the international brands. The secret, according to Wagner, is that the company relies on its own ideas. "We don't take guidance from the competition; we always look to the consumer. We want to offer what the consumer needs, and in the best way possible," he says. Currently, in addition to the sports line, with clothes and accessories, it also has a beach fashion collection. It strategies are based on three basic pillars. The first is the technology: the brand relies on exclusive fabrics to improve athletes' performance – such as Thermodry, which has an anti-microbial finish and cuts off the sweat from the body quickly. The second is the investment in fashion, following the trends of the catwalks. And the third is the retail experience, with a total focus on service. The complement, according to Wagner, came with the T&F Run Series, a race created in 2004 and now held at 60 locations, with more than 130,000 participants across the country. The brand began 2015 with 123 stores, with 80 of them being franchises, and the only areas it has not yet physically reached are Aracaju and Amapá. Although Brazilian in body and soul, it wastes no time when it comes to international expansion. New York has had a Track&Field since 2010 and there are plans for it to receive another unit in August. Los Angeles is already slated to receive its first store of the brand within this first half of the year.

145


148 Voos Internacionais International Flights A companhia desembarca na Flórida Company disembarks in Florida

150 Novidades News Airbus com cabines revitalizadas Airbus with revitalized cabins

azuis

155 Curtas Shorts Voos extras durante o verão Extra flights in Summer

148

FOTOS: DIVULGAÇÃO A ZUL

150


AZU IS | V O O S I N T E R N A C I O N A I S

Azul disembarks in Florida

Azul desembarca na Flórida AS PRIMEIRAS OPERAÇÕES PARA OS ESTADOS UNIDOS, COM VOOS PARA FORT LAUDERDALE/MIAMI E ORLANDO, DERAM INÍCIO A UMA NOVA FASE DE SUCESSO NA HISTÓRIA DA COMPANHIA THE FIRST OPERATIONS TO THE UNITED STATES, WITH FLIGHTS TO FORT LAUDERDALE/MIAMI AND ORLANDO, KICKED OFF A NEW SUCCESSFUL PHASE IN THE COMPANY'S HISTORY

MAAGGAAZZI INNEE || 001.1.2 20 01 15 5 148 A Z U LL M


FOTOS: DIVULGAÇÃO A ZUL

Na página anterior, o batismo do América Azul em Orlando. Nesta página, acima, a Tripulação do voo inaugural para Fort Lauderdale/Miami; e, à direita, Comandantes na aeronave On the previous page, the "baptism" of the América Azul in Orlando. On this page, above, the crew of the inaugural flight to Fort Lauderdale/Miami; and at left, captains in the aircraft

No dia 1º de dezembro, pontualmente às 23h27, o Airbus A330-200 batizado de América Azul percorreu a pista do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, para ganhar os céus em direção a Fort Lauderdade/Miami, na Flórida, e marcar o início de mais um capítulo na trajetória da Azul. O primeiro voo internacional da mais nova companhia de bandeira brasileira a operar rotas no exterior teve como principais espectadores os 272 Clientes que ocupavam todos os assentos do jato. Quatorze dias depois, em 15 de dezembro – data em que a Azul celebrou seis anos de história –, o sentimento de estreia se repetiu: às 11h04 partiu do Aeroporto de Viracopos a primeira aeronave A330-200 rumo à cidade de Orlando, também na Flórida, o segundo destino norte-americano atendido pela empresa. Agora, ambas as rotas são diárias e diretas. Mais uma conquista a ser comemorada. "Estamos felizes e emocionados por termos vivenciado este momento único na história da companhia. Trabalhamos de forma intensa para consolidar o serviço internacional em tempo recorde e conseguimos. Agora, vamos levar ainda mais brasileiros a dois dos destinos mais procurados fora do País. Mas, além de transportar os Clientes, queremos que a Experiência Azul internacional seja inesquecível", afirma Antonoaldo Neves, presidente da Azul. Foram apenas sete meses de preparação. Desde o anúncio do início das frequências para os Estados Unidos, no fim de abril de 2014, a empresa recebeu cinco A330-200, solicitou e teve aprovação de autoridades brasileiras e norte-americanas para as rotas, iniciou a venda de passagens, desenvolveu o serviço de bordo e treinou Tripulantes. Concentradas em Campinas, o maior hub da companhia, as operações internacionais permitem que Clientes de Norte a Sul do Brasil possam chegar aos Estados Unidos com apenas uma conexão. Isso se deve à abrangência de sua malha aérea – mais de 100 destinos atendidos no País.

On December 1, at 11:27 PM sharp, the Airbus A330-200 christened as the América Azul sped across the runway at Viracopos Airport, in Campinas, to take to the skies bound for Fort Lauderdale/Miami, in Florida, and to mark the start of yet another chapter in Azul's history. The first international flight of yet another new company under the Brazilian flag to operate routes abroad had, as its main spectators, the 272 customers who occupied all the seats of the jet. Fifteen days later, on December 16 - the date on which Azul celebrated its 6th year of history – the debut feeling was repeated: at 11:04 AM, the first A330-200 aircraft bound for Orlando, also in Florida, the second American destination served by the company, took off from Viracopos Airport. Now, both routes are daily and direct. Another victory to be commemorated. "We are happy and thrilled to have experienced this unique moment in the history of the company. We worked intensely to consolidate the international service in record time, and we succeeded. Now, we will bring even more Brazilian to two of the most popular destinations outside the country. But, in addition to transporting customers, we want for the international Azul Experience to be unforgettable," affirms Antonoaldo Neves, president of Azul. There were only seven months of preparation. Since the announcement of the start of the regular flights to the United States, at the end of April 2014, the company has received five A330-200, requested and obtained the approval of Brazilian and American authorities for the routes, started the ticket sales, developed the on-board service, and trained crew members. Concentrated in Campinas, the company's major hub, the international operations allow for customers from the North to the South of Brazil to reach the United States with only one connection. This is due to the scope of its aerial network – more than 100 destinations served in the country.

149


AZU IS | N O V I D A D E S

Aeronaves

repaginadas

Reconfigured airplanes

PARA OFERECER UMA EXPERIÊNCIA INESQUECÍVEL AOS CLIENTES NAS ROTAS INTERNACIONAIS, A AZUL INVESTE EM NOVAS CONFIGURAÇÕES INTERNAS DE SEUS AIRBUS E SERVIÇO DE BORDO DIFERENCIADO TO OFFER AN UNFORGETTABLE EXPERIENCE TO ITS CUSTOMERS ON INTERNATIONAL ROUTES, AZUL IS INVESTING IN NEW INTERNAL CONFIGURATIONS FOR ITS AIRBUS PLANES AND DISTINGUISHED ON-BOARD SERVICE

A Azul deu início aos voos para os Estados Unidos também com o compromisso de oferecer produtos que tornem cada viagem uma experiência agradável e inesquecível. Para isso está investindo dezenas de milhões de dólares no aperfeiçoamento do interior das aeronaves Airbus A330-200 que já operam as novas frequências para Fort Lauderdale/Miami e Orlando. Cada uma delas passará, até o meio do ano, por um completo programa de revitalização que abrange toda a cabine. Os Clientes vão poder desfrutar, por exemplo, da classe Business Xtra, com novas e cômodas poltronas com detalhes ergonomicamente pensados, reclinando 180o e garantindo o máximo de comodidade para ler, dormir ou aproveitar a programação de entretenimento. Já a Economy Class e a Business Light terão poltronas revestidas de couro e com 78 centímetros entre as fileiras – padrão de conforto que já faz a Azul ser lembrada quando o assunto é respeito ao espaço individual. Também na Economy, a companhia introduz um novo padrão de bem-estar: o Sky Sofa – um grupo de quatro poltronas que se transforma em um perfeito sofá para toda a família. As aeronaves ainda ganharão novidades no entretenimento. A Azul traz com exclusividade para o Brasil o sistema Panasonic eX3, com telas de LCD touch screen de altíssima definição e com dezenas de canais de filmes, músicas e jogos. Já no cardápio, a cultura brasileira é tema das refeições, com pratos que vão do escondidinho de carne-seca ao bobó de camarão. E os famosos snacks da companhia ficarão à disposição dos Clientes em estações de autosserviço durante todo o voo.

MAAGGAAZZI INNEE || 001.1.2 20 01 15 5 150 A Z U LL M

Azul began operating flights to the United States also with the commitment to offer products that make each trip a pleasant and unforgettable experience. To do so, it is investing tens of millions of dollars to improve the interiors of Airbus A330-200 aircraft which are already serving the new regular flights to Fort Lauderdale/Miami and Orlando. Each of them will undergo, until mid-year, a complete program of revitalization which encompass all cabin. Customers will be able to enjoy, for example, Business Xtra class, with new, comfortable seats with ergonomically designed details, reclining 180o and ensuring the maximum in comfort for reading, sleeping, or enjoying the entertainment programming. Then in Economy Class and Business Light, there will be leather seats with 78 centimeters between the rows a standard of comfort that already bring Azul to mind when the topic of respect for personal space comes up. Also, in Economy, the company is introducing a new standard of well-being: the Sky Sofa – a group of four seats that transforms into a perfect sofa for the whole family. The aircraft will also receive new additions to the entertainment. Azul features the Panasonic eX3 system, an exclusive for Brazil, with very highdefinition LCD touch screens and dozens of channels of movies, music, and games. Then, on the menu, Brazilian culture is the theme of the meals, with dishes that range from sun-dried beef escondidinho to shrimp bobó. And the company's famous snacks remain available to customers at self-service stations throughout the flight.


Em sentido horรกrio, o Sky Sofa; as telas de LCD do sistema de entretenimento Panasonic eX3; a classe Business Xtra; Tripulante durante o serviรงo de bordo; e a Business Light Clockwise, the Sky Sofa; the LCD screens of the Panasonic eX3 entertainment system; the Business Xtra class; crew during the on-board service; and Business Light

151


PUBLIEDITORIAL AZUL CARGO

Mande bem com Azul Cargo. A mais ágil e pontual no transporte de carga aérea. Com presença em mais de 3.500 municípios, o serviço de entregas expressas porta a porta da Azul Cargo já é referência no mercado e, assim como as operações da Azul, mantém a alta confiabilidade demonstrada desde o início das operações. Fator primordial para o sucesso da Azul Cargo é a segurança, o que norteia o modo com que manuseia e transporta suas remessas, além de ser o primeiro valor da companhia. Produtos com alto valor agregado recebem no transporte aéreo um tratamento seguro, com poucos transbordos, tempo mínimo de permanência em armazéns e entregas rápidas ao destinatário, evitando assim riscos de roubos, perdas e avarias. Os clientes da Azul Cargo contam com um alto padrão de atendimento pós-vendas.

Para remessas urgentes, que podem ser despachadas até duas horas antes da decolagem de um voo e retiradas até duas horas após a chegada.

Entrega em domicílio ou retirada da carga no dia seguinte ao dia do envio para remessas destinadas às capitais e principais cidades brasileiras.*

Indicado para cargas de maior volume, e que tenham um prazo mais flexível para a chegada ao destino.

Serviço customizado para clientes de e-commerce que tenham distribuição frequente de pequenas encomendas.

Garante entrega porta a porta ou retirada até as 10h horas da manhã do dia seguinte ao dia do envio. Consulte lista de cidades atendidas.

Tarifas reduzidas para documentos até 100g.

Para informações sobre localidades atendidas, endereços das lojas, horários de atendimento, horários limite de despacho, restrições e rastreamento das remessas, ligue (11) 4003-8399 ou acesse: azulcargo.com.br


AZU I S | C U R T A S

Universo Azul DESCUBRA AQUI NOVIDADES E PROMOÇÕES DA EMPRESA PARA FACILITAR SUA VIAGEM DISCOVER NEWS AND PROMOTIONS HERE COMPANY TO FACILITATE YOUR TRIP

Viagens de verão Summer trips

Reciclou, tá novo

Recycled, and it’s new again

Com apenas seis meses de existência, o ReciclAzul soma números expressivos: 1,5 tonelada de alumínio reciclada – o material provém das latinhas coletadas em voos com destino ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas. Com a iniciativa, a companhia gera ganho social, ambiental e econômico. Este ano, o projeto deve ser ampliado para que a coleta também seja feita nas rotas para Guarulhos (SP) e Confins (MG). With only six months of existence, ReciclAzul has some significant totals: 1.5 tons of aluminum recycled – the material comes from cans collected on flights bound for Viracopos Airport, in Campinas. With the initiative, the company generates social, environmental, and economic advantages. This year, the project should be expanded so that the collection is also done on routes to Guarulhos (SP) and Confins (MG).

Para garantir as férias perfeitas dos Clientes, a Azul oferece mais de 3500 frequências extras até fevereiro, a maioria delas para destinos litorâneos do Sul e do Nordeste do País. Algumas das cidades atendidas pelos voos adicionais são Salvador (foto), Fortaleza, Maceió, Natal, Petrolina, Valença, Ilhéus, Porto Seguro, Recife, Cabo Frio, Belém, Caxias do Sul, Navegantes e Florianópolis. To guarantee the perfect holidays for its customers, Azul offers more than 3500 extra regular flights through February, most of which serve coastal destinations of the South and Northeast of the country. Some cities served by the additional flights are Salvador (photo), Fortaleza, Maceió, Natal, Petrolina, Valença, Ilhéus, Porto Seguro, Recife, Cabo Frio, Belém, Caxias do Sul, Navegantes, and Florianópolis.

Aquisições em vista

FOTOS: JONNE RORIZ (SALVADOR); DIVULGAÇÃO A ZUL

Acquisitions ahead

Um novo modelo de aeronave passará a compor a frota da Azul a partir de 2016: o Airbus A320neo. Com capacidade para 174 passageiros, a companhia pretende utilizálos para aumentar a oferta de assentos em rotas de longas distâncias e com alta demanda. Até 2023, 63 unidades serão introduzidas na frota da empresa. A new model of aircraft, the Airbus A320neo, will become part of Azul’s fleet starting in 2016. With capacity for 174 passengers, the company plans to use them to increase the seats offered on long-distance and highdemand routes. By 2023, 63 units will be introduced into the company’s fleet.

155


AZU IS | E X P E R I Ê N C I A A Z U L

Experiência Bagagem

Azul

Azul Experience

NESTA SEÇÃO, REUNIMOS ALGUMAS DICAS IMPORTANTES PARA TORNAR SUA VIAGEM SEGURA, TRANQUILA E CONFORTÁVEL IN THIS SECTION, WE BRING TOGETHER SOME IMPORTANT TIPS FOR MAKING YOUR TRIP SAFE, PEACEFUL, AND COMFORTABLE

Aeroporto

Luggage

Na hora de preparar sua mala, lembre-se: o limite total para bagagem despachada é de 23kg. A bagagem de mão deve pesar até 5kg e não pode conter objetos cortantes e inflamáveis. When preparing your suitcase, remember: the total limit for checked luggage is 23kg. Hand luggage must weight no more than 5kg and must not contain sharp or flammable objects.

Airport

Tudo Azul

Tudo Azul

Para garantir pontos no programa de fidelidade informe sempre seu CPF em suas reservas ou na hora do check-in. Se você ainda não é Cliente Tudo Azul, cadastre-se e ganhe 1.000 pontos de boasvindas. VOEAZUL.COM.BR/TUDOAZUL To ensure points for the loyalty program, always give you CPF for your reservations or at the time of check-in. If you are not yet a Tudo Azul Client, register and get 1,000 welcome points.

A Azul recomenda que você se organize para chegar ao aeroporto pelo menos uma hora antes de seu embarque, evitando, desta forma, possíveis contratempos. Azul recommends that you arrange to arrive at the airport at least one hour before your departure, thus avoiding possible mishaps.

Bem-Estar

Well-Being

- Faça uma alimentação leve e hidrate-se bem antes de embarcar - Prefira viajar com roupas confortáveis - Caso se sinta mal durante o voo, se necessário, utilize o saquinho disponível no bolsão à sua frente - Se sentir um desconforto nos ouvidos devido à mudança de altitude, tampe o nariz e engula saliva algumas vezes. - Have a light meal and hydrate yourself well before boarding - Prefer traveling with comfortable clothing - If you feel ill during the flight, if necessary, use the small bag available in the seat-back pocket in front of you - If you feel discomfort in your ears due to the change in altitude, hold your nose and swallow saliva a few times.

MAAGGAAZZI INNEE || 011.22. 2 0 10 51 4 156 A Z U LL M

Ônibus Azul

Documentos

Documents

Sempre que viajar com a Azul, tenha em mãos um documento de identificação em bom estado e com foto. Apresente-o no balcão de check-in e no portão de embarque. Whenever you travel with Azul, have an identification document in hand, in good condition and with a photo. Present it at the check-in counter and at the boarding gate.

Azul Bus

Serviços de ônibus para o aeroporto estão disponíveis em São Paulo e Santa Catarina. Não é necessário fazer reserva. Apenas apresente seu cartão de embarque. Confira a tabela de horários em nossos canais de atendimento e no site. Bus services to the airports are available in São Paulo and Santa Catarina. No reservation is needed. Simple present your boarding pass. Check the schedule table on our service channels and on the website.


Dicas para o

check-in

Tips for check-in

A AZUL OFERECE CINCO MANEIRAS DIFERENTES PARA REALIZAR O SEU CHECK-IN. ESCOLHA A QUE MELHOR SE ADAPTA ÀS SUAS NECESSIDADES AZUL OFFERS FIVE DIFFERENT WAYS TO HANDLE YOUR CHECK-IN. CHOOSE THE ONE THE BEST SUITS YOUR NEEDS

Totem check-in Para os Clientes que preferem o método tradicional de checkin, a Azul disponibiliza totens de autoatendimento nos aeroportos. For Customers who prefer the traditional method of check-in, Azul provides selfservice kiosks at the airports.

SMS check-in

Web check-in

Basta enviar um SMS para o número 26990 com o localizador do voo ou o CPF do passageiro. Ao final do processo, o Cliente recebe um SMS com o link para o acesso ao cartão de embarque.

No site da Azul é possível fazer o check-in de forma rápida e simples a partir de 48 horas antes de seu embarque. Perfeito para quem tem fácil acesso a computadores e quer economizar tempo.

Just send an SMS to number 26990 with the flight locator or CPF of the passenger. At the end of the process, an SMS is sent with the link for access to the boarding pass.

On Azul's website, it is possible to do your check-in quickly and simply up to 48 hours before your departure. Perfect for those who have easy access to computers and who want to save time.

App check-in

Fast check-in

Com o aplicativo da Azul, disponível gratuitamente para os sistemas iOS e Android, o bilhete fica guardado no passbook do smartphone e é possível embarcar mostrando apenas a tela do aparelho.

Para utilizar esta opção é preciso apenas digitar o endereço FC.VOEAZUL.COM.BR no navegador do celular e inserir uma das quatro alternativas de informação: número do localizador, RG, CPF ou número do Tudo Azul.

With Azul's app, available free of charge for iOS and Android systems, the ticket is saved in the smart phone's passbook and it is possible to board by simply showing the screen of the device.

To utilize this option, you need only type the address fc.voeazul.com.br on the cellphone and enter one of the four information alternatives. They are: locator number, RG, CPF, or Tudo Azul number.

157


AZU I S | M A P A D E R O T A S

Nova York

Orlando Ft. Lauderdale/Miami

Boa Vista

Porto Trombetas

São Gabriel da Cachoeira

Macapá Belém

Santarém

Manaus

São Luís

Parintins Tabatinga

Parnaíba

Altamira

Tefé

Tucuruí

Marabá Imperatriz

Coari Itaituba

Fortaleza

Teresina

Natal

Carajás Juazeiro do Norte

Eirunepé Araguaína

João Pessoa

Campina Grande

Recife

Porto Velho

Petrolina

Alta Floresta

Rio Branco Ji-Paraná

Paulo Afonso

Palmas Barreiras

Aracaju Lençóis

Vilhena

Feira de Santana Valença

Vitória da Conquista

Brasília

Cuiabá

Goiânia

Rondonópolis

Patos de Minas

Rio Verde

Caldas Novas

Through the air

Uberlândia

Corumbá

Uberaba S. J. do Rio Preto

Campo Grande

Pelos ares SÃO 104 DESTINOS, MAIS DO QUE O DOBRO DA CONCORRÊNCIA, EM 850 VOOS DIÁRIOS THERE ARE 104 DESTINATIONS, MORE THAN TWICE AS MANY AS THE COMPETITION, ON 850 FLIGHTS DAILY

Maceió

Sinop

Cacoal

Bonito

Três Lagoas

Araçatuba Presidente Prudente Bauru Dourados Marília

Araxá Ribeirão Preto

Londrina

Maringá

São Paulo (Congonhas)

Cascavel

Campinas

Salvador

Ilhéus

Montes Claros Porto Seguro Texeira de Freitas Governador Valadares Ipatinga (Confins) Belo Horizonte (Pampulha)

Vitória Zona da Mata Campos dos Goytacazes Macaé Cabo Frio Dumont) Rio de Janeiro (Santos (Galeão)

São Paulo

(Guarulhos)

Curitiba

Foz do Iguaçu Chapecó

Nova York previsão de início em 2015 expected to start in 2015

Fernando de Noronha

Joinville

Passo Fundo Caxias do Sul

Navegantes Florianópolis Criciúma

Santa Maria Porto Alegre Pelotas

159


A ZUI S

PA N O R Â M I C A Raphael Briest

Dia a dia baiano Bahian routine

O paulistano Raphael Briest largou o terno e a gravata em 2004 para se aventurar na fotografia. Hoje, aos 37 anos, faz trabalhos editoriais, publicitários e pessoais, registrando de arquitetura a gastronomia, passando por retratos e cenas do cotidiano. Esta imagem foi feita em Salvador, quando ele clicava um hotel butique. Em frente à hospedagem havia esta janela de mercearia, numa ladeira bem íngreme, que lhe chamou a atenção. “Em um determinado momento, virei a lente e fiz o registro”, lembra Briest. São Paulo native Raphael Briest cast off his suit and tie in 2004 to embark on an adventure in photography. Now, at 37, he does work in publishing and advertising and personal clients, snapping everything from architecture to cuisine, portraits, and scenes of everyday life. This image was taken in Salvador, when he has photographing a boutique hotel. In front of it, there was this grocer’s shop window on a very steep side street, that caught his attention. “At a certain moment, I turned the lens and took the shot,” Briest remembers.


leve a vida mais leve

Azul 21 completa  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you