Issuu on Google+

ANO11EDIÇÃO83JUNHO2011

MORUMBI

Fabrício Battaglini e Carolina Thomeu

EDIÇÃO 83 JUNHO2011

Parceria em dobro Os jornalistas Fabrício Battaglini e Carolina Thomeu, os fotógrafos Carol e Marco Costa, a publicitária Camila Grottoli e o cantor Vinni Barcellos, são parceiros na vida e no trabalho, e nos mostram que com amor, bom senso, maturidade e equilíbrio, é possível, sim, fazer tudo dar certo.

ESPECIAL SAÚDE – PAINEL DA EDUCAÇÃO – VITRINE Capa_83.indd 1

09/06/2011 15:38:22


00-Espelho_83.indd 2

09/06/2011 16:49:49


00-Espelho_83.indd 3

09/06/2011 15:46:32


ano

11

83

edição

O que realmente vale a pena

2011

Tem coisa melhor que conhecer gente simples? Aqueles que sor-

DIRETORA: Denise Gonçalves

riem de um jeito espontâneo, que te olham lá no fundo dos olhos e que nas menores coisas te encantam? Conhecer gente assim é tão fácil, e, o melhor: pra que isso aconteça, às vezes nem precisamos

PUBLISHER

ir tão longe.

Denise Gonçalves • denise@dolcemorumbi.com

Uma das coisas boas que o jornalismo me deu de presente é que

redação e produção

Fádua Capellari • editorial@dolcemorumbi.com COORDENAÇÃO

Agda Sarain • atendimento@dolcemorumbi.com Analista de mídias sociais

Raquel Bennington • socialmedia@dolcemorumbi.com

nessa profissão eu vivo conhecendo gente assim. É claro que, às vezes, acontecem exceções, mas quantas pessoas eu já entrevistei e voltei pra redação mais leve, vendo cores onde todos só enxergam o cinza? Várias, muitas! O Morumbi está cheio de gente assim, com a energia boa, sabe?

DIAGRAMAÇÃO

Pessoas que, sem saber, às vezes te fazem um bem danado. Pode ser o frentista educado do

CAPA

posto, a atendente simpática sentada no caixa da padaria, ou aquele garçom de bem com a

Marcos Müller • arte@dolcemorumbi.com Marco Costa JORNALISTA RESPONSÁVEL Fádua Capellari / MTb 60.174

vida no restaurante. É só colocar a cara na rua e prestar mais atenção. No mês de maio, por exemplo, tive o prazer de conhecer mais pessoas com essa simplicidade

GERENTE DE OPERAÇÕES Roseli Gonçalves • roseli@dolcemorumbi.com

e alegria infinitas. Passar algumas horas ao lado dos nossos personagens da matéria de capa

departamento COMERCIAL DIRETORA

Fabrício Battaglini, Camila Grottoli e Vinni Barcelos, Carol e Marco Costa. Os seis não perdem

REPRESENTANTES COMERCIAIS

Os dois primeiros exalam uma beleza ímpar, e eu não estou falando da física, que todo mundo

Ana Paula Freitas • anapaula@dolcemorumbi.com Andrea Mendes • andrea@dolcemorumbi.com Lilian Videira • andrea@dolcemorumbi.com ASSISTENTE

Bruna Domingues • cadastro@dolcemorumbi.com departamento administrativO

Alice Cristina Gonçalves • adm@dolcemorumbi.com Carlos Eduardo Gonçalves • financeiro@dolcemorumbi.com logística e CIRCULAÇÃO

Sergio Falsetta • sergio@dolcemorumbi.com

(e incluo aqui os seis!) foi uma dessas experiências que a gente não quer esquecer. Carolina e a oportunidade de sorrir, são leves, lindos, jovens, felizes. vê quando liga a televisão. Estou falando daquela outra, a mais importante e que vem de dentro. Essa eu vi de perto e é realmente arrebatadora (entre entrevista e fotos, passamos quatro horas juntos). E o melhor de tudo, é que os dois estão logo ali, numa rua próxima. Aliás, os três casais moram aqui no Morumbi e podem até ser vizinhos de quem está lendo este editorial agora. E mesmo se não forem, talvez você também esteja cercado de gente assim, do bem.

COLABORARAM NESTA EDIÇÃO:

Carol Costa, Claudia Castellan, Floriano Serra, JAF, Lívio Giosa, Patricia Wessler, Paulo Amaral, Renato Corrêa, Rosa Richter, Roseli Gonçalves, Wagner Loud (ilustração) Tiragem 15 mil exemplares – IMPRESSÃO IBEP DISTRIBUIÇÃO Gratuita • via courier para mailing VIP A revista DOLCE Morumbi é uma publicação da Página 8 Editora Ltda.-ME. A editora não se responsabiliza pelas opiniões emitidas nos artigos assinados. Ninguém pode retirar produtos nem quaisquer outros materiais em nome desta publicação sem autorização expressa, por escrito, em papel timbrado, da diretoria da Editora Página 8. contatoS: comercial, PRODUÇÃO E REDAÇÃO Av. Dr. Guilherme D. Villares, 2309 B – 05640-004 – SP Tel.: (11) 3464-6600 – Fax: (11) 3464-6612 comercial@dolcemorumbi.com

Esta publicação pertence ao SENHOR. DOLCE morumbi apoia:

escoladopovo.org

4 Carta ao leitor.indd 4

Já olhou pro lado hoje?

Fádua Capellari > editorial@dolcemorumbi.com

Capa:

06 Parceria em dobro - Fabrício Battaglini e Carolina Thomeu, Carol e Marco Costa, Camila Grottoli e Vinni Barcellos. 38 Moda, por Claudia Castellan 46 Em Foco 60 Boas Novas 82 Vitrine

Especiais 20 Saúde e Bem-Estar 66 Especial Educação Colunas

42 76 78 80 98

Test Drive, por Renato Corrêa Cidadania, por Rosa Richter Pensata, por Paulo Amaral Corporativo, por Lívio Giosa Final Feliz, por Floriano Serra

Junho 2011

09/06/2011 16:12:34


junho 2011

Carta ao leitor.indd 5

5 09/06/2011 15:40:53


Uma veterinária e um agrônomo que deixaram as profissões para trás e hoje formam uma bela dupla de fotógrafos. Uma publicitária que viajou 600 km para encontrar um cantor que se transformou no amor da sua vida. Dois jovens jornalistas que se conheceram numa balada pós-Natal e hoje formam um dos casais mais bonitos da televisão brasileira. Histórias diferentes, mas com diversos pontos em comum. O principal deles? O amor e a parceria em tudo o que fazem. Juntos, os casais Carol e Marco Costa, Camila Grottoli e Vinni Barcellos, Fabrício Battaglini e Carolina Thomeu transformaram o amor, a confiança e a admiração que nutrem um pelo outro numa forte e bonita parceria no trabalho.

Jornada conjunta •

Materia de capa_83.indd 6

Por Fádua Capellari

Fotos Marco Costa

09/06/2011 15:43:17


Materia de capa_83.indd 7

09/06/2011 15:43:24


Aquele foi um Natal como todos os outros na casa dos Battagilini e dos Thomeu. Em 2005, duas famílias se encontram com os seus, numa noite de beijos, abraços e as tradicionais trocas de presentes à meia-noite. Após a ceia, Fabrício e um amigo partem rumo à balada. Por coincidência, Carolina e uma amiga fazem o mesmo. Por obra do destino, os dois se encontram, pela primeira vez, na mesma festa. Carolina havia terminado um relacionamento havia apenas três dias e estava ‘naquela fase’. Não queria ir à tal festa, mas acabou ‘arrastada’ pela amiga. Fabrício e o amigo, ambos solteiros, comentaram sobre a beleza das duas garotas que acabavam de ver e chegaram mais perto para conversar. Entre os amigos nada aconteceu. Entre Fabrício e Carol, o papo rendeu por horas até que o dia clareou, a festa acabou e ele foi levá-la até o carro, onde aconteceu o primeiro beijo. “Essas coisas você não consegue prever, né?”, diz ela, ao olhar de forma apaixonada para o marido. O encontro, porém, se tornou um desencontro. Fabrício foi para o sul no Réveillon e depois emendou as férias de um mês numa viagem para Búzios. Mandou apenas uma mensagem para Carol, desejando feliz Ano Novo e dizendo que voltaria em janeiro. “Pensei comigo ‘ok, nunca mais’”, diz ela. No entanto, Fabrício voltou e entrou em contato querendo saber o que Carol planejava para aquele final de semana. Descobriu que ambos iam para a praia. Ela, para o Guarujá. Ele, para Maresias. E agora, o que era pra ser um desencontro, porém, virou um encontro. Só que dessa vez ela o viu primeiro, de dentro do carro, enquanto ele atravessava o calçadão rumo à praia. “Eu acho que ela foi até Maresias só pra me encontrar”, diz ele, aos risos. “O que acontece é que o Guarujá é parado à noite, e nós fomos até Maresias pra sair”, contesta ela. “O que importa é que nos encontramos e, de lá pra cá, não nos separamos mais”, finaliza ele. O namoro entre os dois começou no final de janeiro e ficou mais sério em

8 Materia de capa_83.indd 8

maio, quando Fabrício pediu a mão dela em casamento. Ele faria a cobertura da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, e, antes de embarcar, decidiram trocar alianças. O casamento veio menos de um ano depois, em março do ano seguinte. “Foi rápido porque a gente tinha certeza do que a gente queria”. Carolina é formada em Direito, mas não estava feliz na profissão. Pensou em mudar de área, mas não sabia o que fazer, até que a mãe, que trabalhava num jornal, sugeriu que ela tentasse algo por lá. “O jornal era do meu avô e eu comecei no setor que recebia e encaminhava as pautas. Depois comecei a ir pra rua com o repórter e ver como tudo funcionava, foi aí que pensei em estudar jornalismo”. Carol conseguiu se formar e saiu da faculdade com uma grande oportunidade em mãos: a de trabalhar como estagiária na pauta do Jornal da Band. “Depois fui pra coordenação de rede das praças. Aí surgiu outra oportunidade, a de ir para a Band do Triângulo Mineiro”. Por já ter passado por outra profissão, Carol queria mais. Foi quando um dos

JUNHO 2011

09/06/2011 15:43:23


Anuncio

junho 2011

Materia de capa_83.indd 9

9 09/06/2011 15:43:27


CASTELO DE ALGODÃO Fabrício e Carol apreciam a bela paisagem da cidade de Pamukkale, na Turquia.

10 Materia de capa_83.indd 10

diretores da emissora viu o material produzido por ela, gostou e perguntou se ela queria tentar a experiência de trabalhar como repórter no programa da apresentadora Silvia Popovic. Ela topou, ficou no programa por um ano, até que apareceu outra chance: virar apresentadora no canal Band News, onde está desde novembro de 2010. “Estou adorando. Chego a ficar quatro horas no ar, mas eu gosto muito, lá é como uma escola”. Fabrício começou na profissão como a maioria dos jornalistas da sua geração. Em uma viagem com os colegas de curso, conheceu uma turma que trabalhava na rádio Jovem Pan, emissora que costumava ouvir enquanto ia para o colégio, levado de carro pelo pai. “Eles me disseram que quando surgisse uma oportunidade de estágio me ligariam e, 15 dias depois, lá estava eu, fazendo um teste”. Como primeiro emprego na profis-

são, passou por algumas áreas, até que virou repórter e se especializou em política. “Eu vivia no Palácio do Governo, era a pedra no sapato do Mário Covas. Qualquer entrevista que ele desse, eu tinha que estar lá”. Na época o jornalista ganhou destaque por isso, já que todos sabiam que ele era o repórter que estava sempre com Covas. Além de cobrir política, ele também acompanhava o trânsito por helicóptero. E foi por causa desse conhecimento sobre as principais avenidas de São Paulo e a capacidade de improvisação, que ele foi parar na Rede Globo. “O então diretor de jornalismo Amauri Soares soube da minha existência, me ligou e perguntou se eu não queria fazer um teste. Fiz por duas vezes e, para a minha surpresa, me convidaram”. Fabrício estreou na madrugada, passou pelo Bom Dia São Paulo, depois foi para

Junho 2011

09/06/2011 15:43:32


o SPTV, onde fez reportagem até 2004, quando foi chamado para fazer a previsão do tempo no lugar de Evaristo Costa, que estava indo para o Jornal Hoje. Ele fazia entradas no Jornal Hoje e no SPTV, além de apresentá-lo em situações de plantão, fins de semana e feriados. Até que um dia foi procurado pela chefe de redação do Mais Você. “Ela me chamou pra conversar, a Ana Maria Braga estava presente, me disse que elas gostavam do meu trabalho e me chamaram para trabalhar com elas. Fiquei surpreso, porque eu tinha aquele preconceito por ser um programa feminino. Então eu o assisti por duas semanas, enxerguei naquela mudança uma outra trajetória pra minha carreira e decidi apostar”. O jornalista, que em 2011 completa seis anos de programa, hoje se considera um profissional muito mais versátil. “Eu acho que, na minha profissão, eu sou capaz de fazer o que aparecer”. 2x1 A fim de aproveitar o que já sabia e com energia de sobra para outro trabalho, Fabrício decidiu montar, junto com um amigo, a Editora 2x1. Sem experiência em mídia impressa, não pensou duas vezes para contratar o time e recorreu a uma pessoa de confiança: a esposa Carol. “Comecei sendo editora assistente e, além das matérias que fiz nas duas primeiras edições da revista Fúcsia, que é o principal produto da editora, também coordenava freelancers”. Depois de alguns meses trabalhando ao lado do marido, e com o novo posto na Band, Carol precisou abrir mão de algumas responsabilidades na editora e passou apenas a escrever matérias para a publicação. “Ela é muito dedicada ao que faz, não conseguiria virar apresentadora e não se preparar pra isso”. Quando deixou o cargo de editora assistente na 2x1, Carol e o marido decidiram que ela, assim como os outros colaboradores da revista, só se reportaria à editora-chefe. A decisão deu certo. “Toda empresa tem uma hierarquia que precisa ser respeitada para que caminhe e prospere, senão vira uma anarquia.

Então tem que ter alguém que decida e aqui, no caso, sou eu. E a Carol não tem tratamento especial nenhum em relação aos outros colaboradores e, nesse sentido, é tudo muito tranquilo”. Tão diferentes, tão iguais A rotina do casal não bate muito durante a semana. Ela adora dormir cedo, ele costuma ir pra cama mais tarde. Durante a semana, Carol chega à Band às 10h30 para fazer cabelo e maquiagem. Ela entra no ar ao meio-dia e só sai da bancada à tardezinha, no final do dia. Também trabalha em finais de semana alternados. Já a rotina de Fabrício é um pouco mais sossegada. Trabalha sempre de manhã, a partir das 8h, mas, quando tem um link ao vivo, sai da cama às 5h15. Depois das gravações, volta pra casa antes ou logo depois do almoço e dedica toda a sua tarde à 2x1. Quando chegam em casa, à noite, o jantar já está preparado. Carol termina o dia com uma sopinha ou algo mais leve; só come arroz integral, não gosta de carne vermelha e feijão, e adora frutos do mar. Fabrício dispensa qualquer outra coisa e durante a semana prefere arroz e feijão. “Eu malho e chego com fome”, justifica. Ao contrário de Carol, ele não come nada de frutos do mar, das frutas só bebe o suco, e gosta muito de massas. “Temos dois cardápios em casa, aí toda noite eu deixo a opção de prato do dia num bilhetinho para a Esmeralda, nossa cozinheira”, revela Carol. Tão ‘distantes’ em alguns pontos, questiono os dois sobre o que mais agrada em cada um. Antes de falarem, eles se olham por alguns segundos que parecem infinitos, e a visível sintonia entre

VIAGEM RECENTE Fabrício e Carol adoram viajar! Na foto, o casal posa em frente a uma das famosas pirâmides do Egito. Segundo eles, o próximo destino será a África.

junho 2011

Materia de capa_83.indd 11

11 09/06/2011 15:43:35


eles afasta qualquer sinal de diferença. Fabrício é o primeiro a falar. “Ela é muito organizada, a nossa casa está sempre em ordem, e não só lá, mas a nossa vida também. Além de toda a questão de caráter, ela tem uma capacidade de perdoar muito grande”. (Nesse momento, ele se vira para a esposa e diz: ‘acho que nunca te falei isso’, arrancando um imenso sorriso dela). E continua. “Acho isso impressionante e não consigo ver em outra pessoa. Quando a gente discute, eu sou mais turrão e não consigo fingir que está tudo normal. Ela, se você olhar e der um sorriso, já está tudo bem”. Com a palavra, Carol. “O Fabrício é um homem de caráter, que tem princípios, que valoriza a família e respeita a mulher, apesar de, às vezes, eu o achar um tanto conservador; mas conservador à moda antiga, e não de romantismo, eu digo de ser mesmo mais conservador. E eu acho isso muito legal, essa responsabilidade. Eu falo que ele parece ter mais idade do que realmente tem, então isso dá segurança pra formar uma família”. Moradores do Morumbi há quatro anos, eles adoram tomar café nas padarias do bairro, além da tranquilidade das ruas e da falta de barulho. “Quando desligamos a televisão parece que estamos em um bairro do interior. Fora a quantidade de árvores, o que nos faz acordar com o

barulho de pássaros todas as manhãs”. Os dois são jovens, lindos, famosos, financeiramente estáveis, felizes no amor e no trabalho, e esperam muito mais da vida e do futuro. “Quando falamos da nossa vida em comum, o que falta é a família aumentar”, diz Fabrício. “Também tem o gato persa, que eu quero e estou esperando você me dar no meu aniversário, em setembro.E filhos no ano que vem”, completa Carol. “Gato?”, questiona o marido. “É, um gato”, afirma Carol sorrindo. O jornalista dá risada e tenta desviar do assunto. “A gente não pode dizer que nunca vai fazer, mas eu não tenho planos de ter um gato tão cedo. Voltando a falar sobre o filho, o plano é que ele nasça ano que vem”. “A gente empurrou um pouco por causa da minha profissão, porque comecei agora como apresentadora, mas ano que vem faço 35 anos e acho que isso não vai atrapalhar. Eu fico na bancada sentada e hoje em dia as mulheres fazem isso, é super-saudável”. “Por não termos filhos viajamos bastante. Nossas férias são muito valorizadas, vamos para fora do país uma vez por ano e já conhecemos muita coisa juntos”, diz ele. “Quando tivermos filhos, podemos ir pra Disney, que você não conhece...”, sugere ela. “Mas antes de ter o filho, a gente ainda quer fazer uma viagem maior, eu quero muito levá-la para a África, pra onde eu já fui e é lindo!”. “E eu quero muito ir pra lá, acho que vai ser bem relaxante...” “Isso também é bom no nosso caso, porque tem casais que um gosta de viajar pra praia e o outro gosta de ir pro campo, então a gente combina bem nesse sentido. Mas filho está num plano curto, médio prazo”. Parece que o gato ficou para segundo plano, Carol, mas, sobre o filho, a gente fica na torcida, Fabrício!

12 Materia de capa_83.indd 12

Junho 2011

09/06/2011 15:43:41


Anuncio

junho 2011

Materia de capa_83.indd 13

13 09/06/2011 15:43:45


“Meu coração já era dele” A paixão do cantor e produtor Vinni Barcellos pela música surgiu aos 13 anos. Antes disso, queria mesmo era ser militar. Nessa idade, ele fazia parte de um grupo de jovens na igreja que frequentava, quando soube que o reverendo havia começado a dar aulas de violão. Foi amor à primeira vista e, desde então, não parou mais. Em 1995, surge o convite de fazer parte de uma banda na região Sul, onde ele morava antes de vir para São Paulo, mas o dia do teste era o mesmo em que iria se alistar. E ele seguiu seu coração e se alistou mesmo, só que na música. Com o tempo se tornou conhecido, gravou dois CDs, e suas músicas tocam nas rádios do Sul, mas ele queria mais: decidiu recomeçar do zero, sem medo, em São Paulo. “Quero mostrar tudo o que posso fazer”. O caminho do cantor se cruzou com o da publicitária Camila Grottoli através de um amigo em comum, o guitarrista Ricardo Medeiros, que, há 10 anos, participou de um evento produzido por Camila, e de lá pra cá, nunca mais perdeu o contato com a profissional. “Conversando pela internet ele me disse que tinha um amigo cantor muito competente, diferente de tudo o que havia no mercado da música”, relembra Camila. “Recebi alguns materiais do Vinni e, diante de tudo o que eu já tinha visto em 16 anos de carreira, ele tinha, de fato, um diferencial em todos os sentidos”. Camila analisou o material, ouviu as músicas com atenção, olhou todas

14 Materia de capa_83.indd 14

as fotos e, mesmo sem conhecer Vinni pessoalmente, começou a achar que estava apaixonada. Depois de ‘encontros’ diários via MSN, o papo fluiu para o telefone e, todas as vezes, tomava outro rumo. “As conversas passavam sempre da carreira dele para nós dois, e acabou virando um namoro pela internet. Até recebi por e-mail um mp3 de uma música feita para mim! Na hora fiquei com dúvida se ela já existia e havia sido adaptada, mas quando ouvi, notei que na letra havia coisas que falávamos por telefone e que só nós dois sabíamos. Nesse momento vi que a casa tinha caído e que o que eu sentia era paixão mesmo, e das pesadas”, conta Camila. Na época, Vinni era vocalista da banda ‘Nativos’ e viria com o grupo para tocar em Ibitinga, no interior do estado, e Camila não pensou duas vezes. Pegou as amigas Nina e Mônica, e as três foram até lá. Ouviram tanto o CD da banda que já tinham decorado até os solos de guitarra. Depois de viajarem 400 km, chegaram ao local do evento e descobriram que era um concurso de miss princesa da cidade. “Até fomos confundidas com as candidatas”, conta aos risos. Ao lado das amigas, antes de o show começar, Camila sentiu uma mão no seu ombro. “Perdi o chão, minha cabeça ficou quente e eu ganhei um abraço que não vou esquecer nunca, nunca mais”. E foi no camarim, nos fundos do evento, que aconteceu o primeiro beijo. “Eu já estava ferrada, apaixonada e apavorada, fazendo o tipo ‘não é comigo’, mas meu coração já era dele”. Vinni subiu ao palco, cantou e anestesiou Camila que, no final do show, seguiu o ônibus da banda até outra cidade 200 km à frente. “Eu sabia que valeria a pena, sentia nas palavras e nos olhos do Vinni que seria diferente. Eu tinha achado o amor da minha vida”. Desse dia em diante, os dois ficaram juntos. “Ela é uma mulher linda, sincera e companheira em todos os sentidos, que me ajuda com a minha carreira e me dá o seu carinho e o seu amor todos os dias”.

Junho 2011

09/06/2011 15:43:49


Anuncio

junho 2011

Materia de capa_83.indd 15

15 09/06/2011 15:43:51


As noites que passaram longe um do outro resultaram em ligações diversas na madrugada e contas de celulares pavorosas. Mas tudo valia a pena, já que a dor da distância era muito ruim. Até que depois de muitas idas e vindas a São Paulo e Florianópolis, o cantor decidiu vir de vez para a capital paulista. Hoje Camila e Vinni moram e trabalham juntos. Com ele, a publicitária aumentou seu leque de atuação e autonomia no mercado. Os eventos corporativos também ganharam mais opções e profissionalismo na área de atrações musicais. “Ele só me fez trabalhar mais, pois além de ser um ‘produto’, também virou nosso consultor musical”. A ideia de trabalharem juntos apareceu, de certa forma, antes de se apaixonarem, quando se conheceram por causa do trabalho. Vinni, que teve várias influências musicais ao longo da carreira, aprendeu a tocar e a cantar todo tipo de música. “Gosto muito da instrumental, de George Benson até Steve Vai, também admiro muito o trabalho de Eric Clapton e Steve Wonder. Ultimamente tenho ouvido Michael Bublé, que já é, de certa forma, um laboratório para meu próximo trabalho. Do Brasil tenho ouvido muito músicas da era de ouro do rádio, como Cartola e Lupicínio Rodrigues”. O dia-a-dia dos dois é um evento. Não existe rotina, não existem horários e a casa funciona 24h. “O Vinni tem uma forma absurda de ser verdadeiro, além

16 Materia de capa_83.indd 16

de ser gentil e um príncipe. Se eu estou um pouco mais triste, ele senta comigo na cozinha e, enquanto lavo a louça, ele canta pra mim”, revela apaixonada. Os dois estão num momento único de vida e até combinaram que só farão o que der prazer e nada além disso. Também combinaram de fazer a vida ser leve. Para eles, o amor, o respeito e a sinceridade, antes de qualquer coisa, são ingredientes fundamentais para fazer tudo dar certo. As profissões se complementam e a oportunidade de trabalharem juntos caiu como uma luva. “Temos o privilégio de atuar nessas áreas. Tudo tem que ter equilíbrio e, no nosso caso, falar de trabalho em casa é um prazer. Se não estamos falando de um evento, estamos falando de música e não tem nada melhor que isso”, diz Camila. “O bom senso é o combustível da vida!”.

Junho 2011

09/06/2011 15:44:00


Ela é o coração. Ele, a alma! A rotina de Carol e Marco Costa não é muito definida. De manhã eles tentam fazer alguma atividade física. Ficar horas e horas em pé, correndo pra lá e pra cá, exige resistência. Se não se cuidam, o corpo reclama. Quando não estão fotografando, estão editando, produzindo ou atendendo clientes. O dia acaba lá pelas 20h, mas quando marcam reunião com algum deles, é nessa hora que chegam ao estúdio. Os finais de semana quase nunca são livres e, quando dá, tentam ir ao cinema, jantar com os amigos ou curtir a família. E é por causa dessa rotina agitada que todo mundo reclama que eles nunca estão livres. Os dois amam o que fazem e são o que muitos chamariam de ‘dupla dinâmica’. Ela é o coração. Gerencia o negócio, conquista os clientes e diagrama os belos álbuns que produzem juntos. Ele, a alma. Em cada imagem, coloca toda a emoção e a sensibilidade que carrega. Juntos, o que mais querem é encantar os seus clientes. Marco Costa é agrônomo por formação. Carol Costa, veterinária. Os dois se encontraram pela primeira vez há oito anos, durante um trabalho em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia; e, de lá pra cá, nunca mais se separaram. Ele, que sempre carregou a paixão pela fotografia, viu a possibilidade de realizar o sonho de trabalhar com isso profissionalmente quando ela tomou a difícil decisão de abrir mão da própria profissão para começarem um negócio juntos. Além de ser veterinária e de também gostar muito de fotografia, Carol tem formação em Marketing e conhecia todas as questões que envolvem o lado comercial de um novo negócio. “Ela fez as coisas acontecerem, ‘empurrou a minha vaquinha no precipício’”, brinca Marco. Os pais não queriam que os filhos largassem as profissões bem-sucedidas por um ‘negócio incerto’. Seriam finais de semana exaustivos, sem descanso. Irem a festas como convidados? Nunca mais! Mas o

amor que aconteceu entre os dois e a paixão pelo novo trabalho falaram mais alto. Carol e Marco Costa amam fotografar gente. Podem ser noivos, casais, gestantes, crianças ou famílias inteiras. De todos os tipos de eventos, o casamento é o favorito do casal. “É pura emoção!”, dizem. “Fotografar as pessoas em momentos felizes e especiais é o que move o nosso trabalho. Somos os responsáveis por parte do patrimônio da família, pois as fotos e os álbuns farão parte das recordações que serão conservadas para sempre, e passarão para os filhos, netos, bisnetos...”, diz Carol. Trabalharem juntos nunca foi um empecilho. Os dois estão sempre preocupados em cuidar da relação, já que falam de trabalho ‘24h por dia’. As férias no final do ano são sagradas e, durante a viagem, é proibido falar dele. “Aproveitamos para deixar a cabeça livre, pois na volta sempre surgem novas ideias. Além disso, quando temos um final de semana livre, fazemos sempre um trato: em dias determinados

junho 2011

Materia de capa_83.indd 17

17 09/06/2011 15:44:03


não ligamos nossos computadores, nem olhamos os celulares”. O casal, que vive em sintonia, se dá muito bem. Marco costuma falar baixo, de forma calma, paciente. “Ele é meu equilíbrio, eu sou bem mais agitada! Sou suspeita pra falar do talento, mas é uma das coisas que mais admiro nele; além de ser estudioso, pois nesta parte eu sou bem mais preguiçosa, e o Marco é muito dedicado”, revela Carol. Já a esposa, que nunca dispensa um sorriso, possui uma grande capacidade de se comunicar, é agradável e costuma cativar as pessoas rapidamente. “Ela tem um otimismo ímpar, é contagiante e cheia de vida. Quando estou pra baixo, é ela que me traz de volta”, derrete-se o marido. Segundo eles, o amor e o respeito que sentem um pelo outro, e ambos compartilharem o mesmo objetivo de vida, são os itens principais do sucesso que se tornou essa parceria. “O lado positivo é sempre estarmos juntos quando trabalhamos. No caso dos eventos, sempre vamos voltar para casa no mesmo horário ou quando atendemos clientes no estúdio até tarde, sempre estamos juntos e temos a mesma vontade de ir para casa, jantar, descansar. O lado negativo é quando divergimos nos assuntos de trabalho e sobra para o lado pessoal, então temos que fazer o exercício e lembrar que é trabalho, e não pessoal”. Moradores do Morumbi há quase uma década, Carol e Marco Costa formam mesmo uma dupla dinâmica. São merecedores de tudo o que conquistaram e hoje comemoram, juntos, as escolhas que fizeram para a vida, os bons resultados no trabalho e o amor sem tamanho que nutrem um pelo outro. Questionados sobre os planos para o futuro, ambos abrem um largo sorriso e dizem, quase que em coro. “O futuro? Vamos encomendar em breve”.

* Confira as fotos e a matéria de making off no nosso blog: www.dolcemorumbi.com

18 Materia de capa_83.indd 18

Junho 2011

09/06/2011 15:44:07


Anuncio

junho 2011

Materia de capa_83.indd 19

19 09/06/2011 15:44:08


saúde ee bem-estar Especial Saúde Bem-Estar

Saúde ao alcance de todos Passar por consultas, fazer exames, retornar ao médico... quem não conhece essa rotina ou passou por isso uma vez na vida? Fazer o controle anual da nossa saúde é superimportante para a prevenção de doenças e para, diariamente, desfrutar de uma melhor qualidade de vida. Quando esse controle é aliado a um atendimento de alto padrão, profissionais qualificados e uma excelente estrutura, tudo fica ainda melhor, e mais fácil. Aqui no Morumbi, pertinho de você, existem farmácias, médicos, dentistas, laboratórios, spas e uma infinidade de outros serviços, prestados por excelentes profissionais, prontos para cuidar com atenção e muito carinho da sua saúde. Afinal, quem se ama, se cuida.

20 00-Espelho_83.indd 20

Junho 2011

09/06/2011 15:47:37


Especial saĂşde e bem-estar

junho 2011

00-Espelho_83.indd 21

21 09/06/2011 15:47:42


Especial saúde e bem-estar Varizes: mitos e verdades

Depilação causa varizes: MITO – Nem o calor local da cera depilatória, nem o pequeno trauma da depilação são capazes de desencadear o aparecimento de varizes ou vasinhos. Trauma local, com formação de grandes hematomas e lesões vasculares, pode resultar em varizes e novos vasos, mas trata-se de uma agressão de maior intensidade. Se não secar os vasinhos eles se transformarão em varizes: MITO – As varizes estão abaixo da pele, e os vasinhos, na superfície, portanto uma estrutura não se transformará em outra. Existem varizes internas: MITO – As varizes fazem parte do Sistema Venoso Superficial, portanto elas são visíveis e palpáveis, salvo em caso de sobrepeso importante. Se eu retirar a safena vou me prejudicar em caso de uma cirurgia cardíaca: MITO – A veia safena (maior veia da perna), quando varicosa e tortuosa, não serve para ser utilizada como enxerto cardíaco, a conhecida ponte de safena feita no coração pelos cirurgiões cardíacos. Existem cremes e remédios que eliminam as varizes: MITO – Uma vez que a parede venosa se dilata não há regeneração anatômica. O processo é irreversível. Tenho varizes porque uso salto alto: MITO – Estudo recente com medida de pressão nas veias mostrou que não há interferência negativa do uso de saltos. Varizes não têm cura: VERDADE – As varizes constituem um quadro crônico e evolutivo. O tratamento propõe que seja realizado um controle da evolução, e nunca prometer a cura definitiva. Dra. Priscila Nahas CRM: 64.640 - Cirurgia Vascular Rua Jandiatuba, 143 sala 602 - Tel.: 4107-0865 / 8680-0648 www.priscilanahas.com.br

22 00-Espelho_83.indd 22

JUNHO 2011

09/06/2011 15:48:10


Saúde e Bem-estar Diagnóstico e tratamento da Síndrome do Pânico

O transtorno do pânico (TP) é caracterizado por crises recorrentes de medo e ansiedade e gera mal-estar físico e mental. Essas crises têm início abrupto e atingem seu ápice rapidamente, levando o paciente a ter preocupações persistentes com novas crises ou modificações de comportamento na esperança de evitar um novo episódio. Na grande maioria dos casos ela vem acompanhada da agorafobia, quadro em que a pessoa tem medo de ficar sozinha, sair de casa, ficar em locais fechados ou que não tenha a possibilidade de fuga. Durante a crise de pânico podem ser observados os seguintes sintomas: 1- Aceleração da frequência cardíaca. 2- Transpiração excessiva. 3- Tremores nas mãos. 4- Sensação de sufocação. 5- Sensação de desmaio iminente. 6- Dor ou desconforto no peito (o que leva muitas pessoas a acharem que estão tendo um infarto cardíaco). 7- Náusea. 8- Tonturas. 9- Sensação de não ser a mesma pessoa ou de que o ambiente está mudado. 10- Medo de enlouquecer ou de perder o controle de si mesmo. 11- Medo de morrer. 12- Formigamento pelo corpo. 13- Vermelhidão ou calafrios pelo corpo. O Transtorno do Pânico tem tratamento e apresenta excelente resposta. As crises podem ser bem controladas, e o paciente pode retomar sua vida normalmente. O tratamento adequado envolve uso de medicações, como antidepressivos e ansiolíticos, que são bem aceitas pelo paciente, e acompanhamento psicoterápico na linha cognitiva-comportamental. Dr. Adriano Predeus CRM 101.338 Psiquiatra da Infância, Adolescência e Adultos Av. Dr. Guilherme Dumont Vilares, 1230 conjunto 15 Tel.: 3742-8242 www.psiquiatriamorumbi.com.br

junho 2011

00-Espelho_83.indd 23

23 09/06/2011 15:48:06


Especial saúde e bem-estar Muito mais do que um sorriso bonito

“Muitas pessoas têm dúvidas sobre os possíveis tratamentos ortodônticos e quais as soluções ideais para cada caso. Os problemas, em geral, são dentes tortos, que comprometem o sorriso, ou mordidas desalinhadas que dificultam a mastigação”, diz a Dra. Cristiana Soares Prado, especialista em ortodontia. A Portal do Sorriso, clínica odontológica integrada e especializada, oferece diversos tratamentos que incluem os tradicionais aparelhos fixos/móveis, os estéticos de porcelana, Invisalign (invisível e superconfortável) e ainda os modernos aparelhos autoligados. Agende uma avaliação e receba as orientações sobre o Dra Cristiana Soares Prado aparelho mais indicado para CROSP 89965 Especialista em Ortodontia, DTM e dor orofacial as suas necessidades. Portal do Sorriso (CROSP 8564) Rua Edward Joseph, 47 – 1º andar, sls 5,8 e 9 Tel.: 2626-0889 – www.portaldosorriso.com

Sempre pronta a superar suas expectativas Presente no Morumbi há muitos anos, a rede Emura se supera a cada dia e agora está de casa nova, e mantém sua eficiência no atendimento diferenciado aos seus clientes, oferecendo sempre uma grande variedade em medicamentos e perfumaria. A loja oferece espaço dermocosmético, convênio com empresas, farmacêuticos habilitados, delivery sem taxas e fica aberta das 7h às 23h. Emura Drogarias – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1491 Tels.: 3507-4829 / 3507-4830 / 3507-4831 www.emuradrogarias.com.br

Um espaço para cuidar da beleza com saúde

Inaugurado em agosto de 2010 o Espaço Guedala oferece serviços multidisciplinares que proporcionam saúde, beleza e equilíbrio. Em seu menu de serviços, você encontra estética corporal e facial, banhos de ofurô, massagens, hair studio, dermatologia, Dia da Noiva, e modalidades de terapias alteranativas. Entre as especialidades da casa, destacamos o shiatsu, terapia manual desenvolvida no Japão e reconhecida pelo Ministério da Saúde. Ela é indicada para prevenir e tratar várias doenças, tais como: dores na coluna vertebral, nas articulações, insônia, dormências, inchaços nos pés e nas mãos, tensão pré-menstrual, asma, constipação, cólicas menstruais, espasmos musculares, estresse, ansiedade, doenças cardíacas, dores de cabeça, sinusite, paralisia facial e esgotamento físico, entre outras. Outra atração é a acupuntura, cuja grande indicação está na prevenção de doenças como: asma, bronquite, sinusite, dores articulares, dores nas costas, hérnias de disco, dores musculares, problemas de estômago e intestino, insônia, depressão e dores de cabeça, entre outras. Agende uma visita e conheça o espaço ideal para cuidar do corpo em todos os sentidos. Espaço Guedala – Jorge João Saad, 236 Tel.: 3722-2722 – www.espacoguedala.com.br

24 00-Espelho_83.indd 24

JUNHO 2011

09/06/2011 15:48:38


Especial saĂşde e bem-estar

junho 2011

00-Espelho_83.indd 25

25 09/06/2011 15:50:14


Especial saúde e bem-estar Mais equilíbrio à sua saúde

Inaugurado há seis meses no Real Parque, o Pilates da Vila vem se tornando referência no atendimento do método desenvolvido por Joseph Pilates. Com dois estúdios totalmente equipados, oferece aulas em grupo, dupla ou personal para pessoas que necessitem de maior atenção ou utilizem o pilates como um recurso fisioterapêutico. Ainda neste mês o Pilates da Vila está com uma superpromoção com planos a partir de R$ 170 e conta com serviços de fisioterapia, RPG, estética corporal e facial e podologia. Agende sua aula experimental gratuita e reserve seu horário! Pilates da Vila – Rua Barão de Campos Gerais, 433 Tel.: 3895-7888 – www.pilatesdavila.com.br

26 00-Espelho_83.indd 26

Junho 2011

09/06/2011 15:50:36


Especial saĂşde e bem-estar

junho 2011

00-Espelho_83.indd 27

27 09/06/2011 15:50:40


Especial saúde e bem-estar Qualidade de vida em técnicas e conceitos

A sede do Método DeROSE no Morumbi é um espaço de cultura e bem-estar. Durante as aulas são aplicadas técnicas de reeducação respiratória, técnicas orgânicas, exercícios de concentração e gerenciamento do estresse. É um ambiente onde se pode participar de palestras, cursos e workshops sobre comportamento, gastronomia, etiqueta e filosofia oriental, bem como fazer aulas de respiração, relaxamento, meditação, mantras, técnicas orgânicas, tanto em grupo quanto com personal trainer. À medida que o praticante se familiariza com a proposta, começa a conhecer os conceitos que consistem na reeducação comportamental, boa forma, boa alimentação, boas relações humanas, integração na família, no trabalho, no esporte, enfim, na vida real do praticante. Primeiramente, o aluno se familiariza com as técnicas. Depois assimila a filosofia comportamental. Se interessou? Agende uma aula experimental. Método DeROSE – Rua Ivorá, 23 – Tel.: 3776-7092 – www.metododerosemorumbi.org

28 00-Espelho_83.indd 28

Junho 2011

09/06/2011 15:51:17


Especial saúde e bem-estar Liderança, motivação e disciplina

Maior rede de treinamento marcial do mundo, a ATA – American Taekwondo Association é, acima de tudo, um estilo de vida. A partir de um sistema diferenciado, com base nos valores da família e de uma atitude mental positiva, trabalha a segurança que uma atividade física intensa proporciona, promovendo a elevação na autoestima. Com programas específicos para todas as faixas etárias e num ambiente de integração e convívio familiar, a ATA – Plenz System segue uma tradição, procurando desenvolver e fortalecer sempre os princípios básicos de disciplina, respeito, autoestima, cortesia, perseverança, autoconfiança e liderança. Pratique ATA, dê adeus ao estresse e descubra o verdadeiro caminho do bem-estar. ATA – Rua Nelson Gama de Oliveira, 425 – Tel.: 2364-1390 www.ata-saopaulo.com.br

JUNHO 2011

00-Espelho_83.indd 29

29 09/06/2011 15:51:52


Especial saúde e bem-estar A padaria é uma Disneylândia quando se trata de desjejum e pratos rápidos Mas você sabe a melhor opção para o paladar e a saúde? Venha conosco. Sua balança agradece! A recomendação para uma dieta equilibrada é fazer seis refeições ao dia. Como temos padarias em todos os lugares, não dá para escapar de uma ou outra destas refeições ser na companhia do padeiro. Cheias de opções, as padarias são prato cheio para matar desde sua fome até sua dieta. O melhor é saber o que selecionar no cardápio. CAFÉ DA MANHÃ: Logo pela manhã o organismo libera o cortisol, hormônio que ativa o trabalho celular. É hora de acelerar o metabolismo com carboidratos, proteínas e gorduras de boa qualidade para repor as energias gastas durante o sono. Dê preferência ao pão integral com queijo branco, vitaminas e frutas. Você sentirá mais energia física e mental para segurar as primeiras horas do dia. Fuja dos alimentos gordurosos, são de difícil digestão e diminuem o poder de concentração, além de serem mais propensos a virarem gordurinhas indesejáveis. LANCHE DA MANHÃ: Após as 9h, a produção de endorfinas, que dão a sensação de relaxamento e bem-estar, diminui, deixando o corpo mais veloz. Sanduíche de queijo branco ou suco de fruta é leve e sacia aquela fome do meio da manhã, garantindo ao seu metabolismo a velocidade ideal para continuar consumindo energia e mantendo a silhueta perfeita. Não se entupa de comida, pois logo será hora do almoço, nem pule qualquer refeição achando que isso ajudará a emagrecer. Com o corpo carente de nutrientes, o metabolismo fica lento, tentando economizar energia, e você se sente cansado. Quando voltar a comer, além de “enfiar o pé na jaca”, a tendência é acumular energia em forma de gordura, aumentando os pneuzinhos.

30 00-Espelho_83.indd 30

ALMOÇO: Meio-dia, o estômago começa a liberar a grelina, o hormônio da fome. Para não engordar o ideal é sempre comer antes de sentir fome, isso garante menor ingestão de alimentos e impede a queda do metabolismo. Um lanche leve com pão integral e queijo branco, ricota ou cottage e blanquet, peito de peru ou presunto magro, além de alface e tomate. Se achar necessário, acrescente carnes grelhadas. Cuidado com os molhos, peça à parte, assim controla a quantidade. Escolha suco de fruta em vez de refrigerante. LANCHE DA TARDE: Neste horário a secreção do cortisol liberada no começo do dia já é muito baixa, derrubando o seu ritmo de trabalho. Opte por lanches com proteínas e carboidratos, nutrientes que dão energia para encarar o resto do dia. A cafeína é um ótimo estimulante natural, aumenta o estado de alerta e diminui o cansaço. HAPPY HOUR: Depois das 18h, com a diminuição da luminosidade do sol, o organismo começa a liberar a melatonina, o hormônio do sono. Hora de relaxar: uma cervejinha, por favor! Para acompanhar, primeiro coma alimentos crus e frios (como queijo, azeitona e salame), mais leves e que não

levam gordura, e depois os quentes, como os petiscos de carne. Algumas padarias contam com tira-gostos saudáveis, como mussarela de búfala, shiitake, shimeji, picles, berinjela grelhada, queijo minas em cubos com orégano, kani kama, ovos de codorna ou torradas com molho de ricota. Cuidado! É nos momentos de descontração que costumamos exceder. Além de ser muito calórica, a bebida alcoólica favorece a má alimentação.

Endocrinologia Dr. Alexandre Ferreira CRM 108116 Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 839 cj. 32 – Tel.: 3739-1589 / 2528-4625 www.dralexandreferreira.com.br

Junho 2011

09/06/2011 15:51:37


Especial saúde e bem-estar Renda-se ao novo Um aparelho inovador de origem israelense – o Reaction – é a mais nova arma do Kalmma SPA contra flacidez e gordura localizada. O Reaction reúne três níveis de radiofrequência e um sistema de sucção para combater a celulite, a gordura localizada e a flacidez. Ele aquece a pele, visando melhorar a circulação, murchar as células de gordura e estimular o colágeno. Sua aplicação não invasiva pode ser ultilizada no rosto e no corpo. No corpo, a rádio frequência reduz o tamanho da célula de gordura, e o vácuo melhora a circulação e a nutrição da pele ocasionando perda de medidas, modelando o contorno corporal. No rosto o estímulo da produção do colágeno e da elastina é potencializado, suavizando linhas de expressõo e aumentando o tônus da pele.

Antes e depois, após duas sessões.

Que tal experimentar essa nova técnica? Agende uma visita ao Kalmma SPA e fique ainda melhor!

KALMMA ZEN SPA MORUMBI – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1481 – Morumbi – Tel.: 2476-9837 / 3501-5623 www.kalmma.com.br junho 2011

00-Espelho_83.indd 31

31 09/06/2011 15:51:49


Especial saúde e bem-estar Viva naturalmente bem A Além do Natural é a loja mais especializada do Brasil em produtos naturais e alimentos especiais – sem glúten, sem lactose, sem açúcar, sem soja – e vai muito além do que você pode imaginar. É o lugar ideal para quem busca saúde e bem-estar, mas não abre mão da qualidade, do bom paladar e, principalmente, dos prazeres do dia-a-dia. Na Além do Natural você encontra alimentos funcionais, suplementos para atletas, cereais, diversos tipos de chás, mas também encontra uma boa massa, um bom vinho orgânico, licor artesanal de cerveja e, acredite, até cachaça, orgânica, é claro. Além de atender você na loja do Trade Center, atendemos também pela loja virtual e entregamos em todo o Brasil. Sem contar o atendimento personaliompre zado, o estacionamento, as dicas da Cambém t nutricionista e a variedade de produpela t tos à sua disposição. interne

Bala de colágeno Proteína abundante no organismo, o colágeno é a base para todos os órgãos e estruturas do nosso corpo, além de fortalecer os cabelos e as unhas. Atua no combate à celulite, ajuda a evitar o aparecimento de estrias, além de proporcionar sensação da saciedade e auxiliar na perda de peso.

Além do Natural Rua Doutor Luiz Migliano, 1110 loja 10 Tel.: 3739-4945 – www.alemdonatural.com.br

Tudo de melhor na melhor idade Pensando na turma da melhor idade, a academia Kainágua desenvolveu o programa IDADE ATIVA com a modalidade da Ginástica na Cadeira, juntamente com a Hidroginástica e o Condicionamento Físico. A Ginástica na Cadeira proporciona a prática de exercícios localizados, atua nos membros superiores, inferiores, abdômen, alongamento e articulações. A es-

tabilidade que a cadeira oferece possibilita ao praticante a realização dos exercícios sem a sobrecarga na coluna, joelhos e articulações. Os benefícios alcançados pelos praticantes de atividade física para a Terceira Idade vão muito além; eles proporcionam bem-estar físico, autoconfiança, domínio do corpo, elasticidade, aumento da prontidão para a atividade, fortalecimento

muscular, maior capacidade respiratória, aumento da circulação sanguínea, aumento da resistência, aumento da capacidade de coordenação e reação. Esses benefícios físicos trazem ao idoso autonomia, possibilitando condições como amarrar seus sapatos, fechar o zíper nas costas, pegar objetos caídos no chão, levantar os braços para pegar objetos em cima do armário, agachar, sentar ou levantar de poltronas baixas, subir num ônibus etc. Os fatores emocionais e sociais também são beneficiados com a prática do programa, principalmente com a melhoria da autoestima, humor e aumento da criatividade.

Kainágua – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 515 – Tel.: 3628-6990 – www.kainagua.com.br

32 00-Espelho_83.indd 32

JUNHO 2011

09/06/2011 15:51:59


Especial saĂşde e bem-estar

junho 2011

00-Espelho_83.indd 33

33 09/06/2011 15:51:58


Especial saúde e bem-estar Bem-estar na ponta dos dedos A Quiropraxia atua na prevenção e tratamento de dores na coluna, cabeça, ATM, hérnia de disco e outros, sem medicamentos ou cirurgia, através de ajustes nas articulações que visam corrigir e manter o funcionamento correto do sistema nervoso e do corpo. Priscila Nilson, atualmente Diretora da Associação Brasileira de Quiropraxia, participou da organiza-

34 00-Espelho_83.indd 34

ção do 11º Congresso Mundial de Quiropraxia de 6 a 9 de abril no Rio de Janeiro, que discutiu o tema “Redefinindo a Quiropraxia no Mundo” e consolidou ainda mais a profissão no país. Quiropraxia Morumbi – Rua Nelson Gama de Oliveira, 311 cj. 116 Tel.: 4305-0062 – Estacionamento no local – www.quiropraxiamorumbi.com

Junho 2011

09/06/2011 15:52:28


Especial saĂşde e bem-estar

junho 2011

00-Espelho_83.indd 35

35 09/06/2011 15:52:29


Especial saúde e bem-estar A farmácia do bairro

A Drogabem realiza atenção farmacêutica domiciliar, prestando os serviços de perfuração de lóbulo auricular para colocação de brincos em recém-nascidos e adultos; aferição de parâmetros fisiológicos (medição de pressão arterial e de temperatura), parâmetro bioquímico (teste de glicemia capilar) e aplicação de medicamentos (injeções) e tem o delivery grátis mais rápido do Morumbi. Também preocupada com a sustentabilidade, foi pioneira, há quase três anos, no lançamento de embalagens retornáveis. O melhor de tudo é que cada vez que o cliente retorna com a embalagem ao estabelecimento, recebe R$ 0,25.

Drogabem Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 2483 Tel.: 3742-3000 www.drogabem.com.br

36 00-Espelho_83.indd 36

JUNHO 2011

09/06/2011 15:53:05


Especial saĂşde e bem-estar

junho 2011

00-Espelho_83.indd 37

37 09/06/2011 15:53:07


Claudia Castellan é consultora de imagem, consultora de private label, especialista em marketing de moda, professora universitária e do Senac, palestrante e autora de cursos na área de moda. Site claudiacastellan.com.br claudiall@ig.com.br

Por Claudia Castellan • Produção Patrícia Wessler • Fotos Jaf e Divulgação

Pra quando o inverno chegar... Pode não parecer, porque São Pedro não tem ajudado, mas estamos a um passo do Inverno 2011, e quem não correr para compras básicas corre o risco de ficar com ar de coleção passada, num evento que surge de repente, em uma viagem de negócios ou um simples jantarzinho na casa dos amigos ou do chefe do marido.

Blusa e Calça (preço sob consulta) Gina Campos

Casaco Overtop Kris R$ 820 Tess

Mas do que fala este inverno? Esta estação demonstra ironia e contraste. Por exemplo: o feminino da renda com masculino do look militar, a combinação do sapato esportivo de hiking com o salto alto (sapatos de caminhada, abotinados mais pesados). Em termos de cores, preto e branco ainda aparecem nas ruas e vitrines, mas nesta estação a adição da cor “camel” com o preto aparece em muitas marcas e coleções. Talvez, como uma reação a tanto detalhe e drapeado da estação passada, nesta estação o look minimalista também aparece com força total, como podemos ver na alternância de áreas opacas e transparentes que está entre os principais recursos da modelagem de inverno. As tendências mais fortes para este inverno são: 1– Anos 1950/1960 (influência do show Mad Men) – Rendas e detalhes em renda – Texturas – O look militar ainda forte, sobreviveu a três estações seguidas

38 Moda_83.indd 38

Sandália (preço sob consulta) Dolce Costume JUNHO 2011

09/06/2011 15:35:43


Sapato R$ 206 Dolce Costume

Sapato (preço sob consulta) Dolce Costume

Calça Tais R$ 329,90 Tshrit Silk R$ 299 Tess

As cores caramelo e vários tons de marrom – Cores “esfumaçadas” – Cores de joias e pedras preciosas (vinhos, cereja-escuro, esmeralda fechado, azul-escuro). – Vestidos delicados, aparentemente descomplicados, na melhor tradição do básico feminino, podem ser levados a diferentes situações.

Saia Kariva R$ 289,90 TESS

2 – Tendência Anos 1940-1950 – Casacos com abotoamento duplo e demarcados na cintura com cintos; detalhes como ombros exagerados e gola-xale. – Cores: Tons de camelo dominam a cartela. – Uma dose de masculinidade é conferida por tonalidades de cinza e pelo preto. 3 – Ressonâncias masculinas – Alfaiataria no comando e ecos dos uniformes militares coordenam boa parte das propostas. Em torno destas forças gravitam a camisaria, as calças cortadas de bolso faca e o inconfundível estilo roubado do guarda-roupa dos rapazes. – Para as partes de cima a silhueta é definida nos ombros. – Torneada e longa para vestidos e saias nos pés.

Saia Sash R$ 480 Tess

Peças-chave: Saias, começando pela ‘envelope’, passando pelo modelo construído com pregas, pela proposta lápis, de cintura alta e alongada, até chegar a opção com bastante roda ou plissados molengos, as saias fazem bonito no inverno 2011 e continuam com tudo no próximo verão. Jaquetas de couro, esta é uma peça de DNA contestador que passou com facilidade para o mainstream da moda. Quase toda coleção tem a sua. O matelassê, os bolsos evidentes, os zíperes, os trespasses e os ajustes precisos na linha de cintura são alguns dos recursos desta estação. Quem quiser estar em dia com a moda, pode investir numa peça legal de acordo com o seu estilo – pode ser jaqueta preta ou café, um vestido de couro bem levinho, saia de chamois.

JUNHO 2011

Moda_83.indd 39

39 09/06/2011 15:37:08


Looks: Le Lis Blanc Saia capri couro preta R$ 1.248 Cris Barros

Bolsa (preço sob consulta) Carmen Steffens

Vale lembrar que uma alternativa pra quem não quer gastar muito é procurar peças que tenham apenas detalhes em couro, como nas palas de camisetas, vivos em calças etc. Camisas - item obrigatório -, tricolines, cetins, transparentes velados, não importa, tem que ter. E o tal de color block, mix de cores, calças vermelhas e vinhos? Como não ficar com ar de Restart? Bem, nestes tópicos falamos no próximo mês, até lá você já pode assimilar bem o básico que precisa ter, depois é só pincelar com o que está começando a aparecer por aqui sem se chocar com tanta novidade e informação! Boas novas compras.

Vestido listrado Fórum R$ 180,00 Odila Ferres Jaqueta (preço sob consulta) Gina Campos Short Califórnia couro preto R$ 1.258 Cris Barros

SERVIÇO – Carmen Steffens Morumbi Shopping – Av. Roque Petroni Jr., 1089 – Tel.: 5189-4779 – www.carmensteffens.com.br • Criss Barros Av. Magalhães de Castro, 12.000 – Tel.: 3758-3995 • Dolce Costume – Rua Itatupã, 36 – Tel.: 3742-9688 • Gina Campos Morumbi Shopping - Av. Roque Petroni Jr., 1.089 – Tel.: 5181-5035; Shopping Portal – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 1.210 – Tel.: 3743-6179; Av. Giovanni Gronchi, 5.819 – Tel.: 3743-4184 • Le Lis Blanc – Av. Giovanni Gronchi, 5819 – Tel.: 3739-1380 • Tess – Deputado João Sussumu Hirata, 479 - Morumbi – Tel.: 3742-2935 • Odila Ferres – Shopping Open Center – Av. Guilherme Dumont Villares, 1.210 – Tel.: 3501-0490

40 Moda_83.indd 40

JUNHO 2011

09/06/2011 15:37:21


00-Espelho_83.indd 41

09/06/2011 16:19:11


Test Drive Renato Corrêa é jornalista, diretor do Jornal Off Road, piloto das categorias Turismo, Kart, Rally Cross Country, Enduro e Rally com Motos. É morador do Morumbi. E-mail: rcorrea@ aclnet.com.br

Compacto Premium

O

maior lançamento da Audi no Brasil foi marcado por uma série de eventos e festas no mês de maio. A empresa alemã espera que o A1, primeiro modelo da marca na faixa abaixo de R$ 100 mil, atinja 40% do total das vendas em 2011, projetado para cerca de 6.500 unidades no mercado brasileiro. O Audi A1, hatchback com aparência simpática e esportiva, bem definido em linhas que agradam o consumidor brasileiro, torna-se a porta de entrada da marca por R$ 89.900.

Com 3,95 metros de comprimento, 1,74 metros de largura e 1,42 metros de altura o A1 tem 2,47 metros de distância entre eixos. O pequeno Audi acomoda quatro pessoas e tem espaço de 267 litros para bagagem (até 920 com os bancos bipartidos rebatidos). Externamente, chama atenção por ser o caçula da marca Audi e apresentar características que fazem parte dos modelos mais caros da marca. Com faróis de xenônio, luzes diurnas em LED, faróis auxiliares, tem aparência jovem e esportiva conferida pelo arco opcional no teto pintado em cor contrastante. Sob o capô do A1 está o motor 1.4 TFSI de 122 cavalos de potência máxima com sistema de injeção direta de combustível com turbo e intercooler. O pequeno Audi acelera de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos, atingindo 203 km/h de velocidade máxima. O notável torque de 200 Nm, disponível continuadamente entre 1.500 e 4.000 rpm, proporciona resposta eficiente e rápida nas retomadas de velocidade.

42 Test Drive_83.indd 42

Junho 2011

09/06/2011 15:45:19


m

FOTOS DIVULGAÇÃO

o conceito do

A1

Econômico, o A1 pode fazer consumo médio combinado de 18,8 km/litro (15,4 km/litro na cidade e 21,7 km/litro na estrada), segundo informação do fabricante. Usando tecnologia inteligente, o motor recupera a energia da frenagem, que é armazenada temporariamente na bateria. Quando o carro acelera novamente, a energia retorna ao sistema elétrico, aliviando a carga do gerador. A transmissão de sete velocidades S-Tronic (com opção para troca esportiva) e a dupla embreagem oferecem condução confortável no modo automático ou mais nervosa quando comandada manualmente na alavanca ou nos shift paddles que se encontram no volante de couro com ótima pega. O câmbio com dupla embreagem proporciona trocas muito rápidas sem perda de rotação do motor. Para pilotagem mais esportiva, basta mudar a alavanca de câmbio para a posição S e sentir no volante maior precisão da direção eletro-hidráulica. O modelo vem equipado com sistema eletrônico de estabilidade que inclui bloqueio eletrônico do diferencial.

Segurança

O Audi A1 é equipado com airbags frontais, laterais e cortinas de proteção na altura da cabeça dos ocupantes do veículo. A carroceria com 221 quilos, com alta rigidez de torção oferece proteção elevada ao motorista aos passageiros. O desenho e a

junho 2011

Test Drive_83.indd 43

43 09/06/2011 15:45:19


geometria da suspensão dianteira McPherson, com construção triangular, colocam o veículo em um nível superior de estabilidade, somando-se a isso o ótimo desempenho do sistema de freio.

FOTO DIVULGAÇÃO

O A1 vem equipado com interface bluetooth e Audi Music Interface, com opções de conexão de celulares e iPod. O sistema de navegação, teto solar panorâmico, sistema keiless-go, sensor de estacionamento traseiro e cruise control são opcionais. O sistema Bose de áudio surround, de 465 watts, 14 alto-falantes com tecnologia de fibra ótica LED no contorno, também está na lista de opcionais. O volante multifunção oferece regulagem de altura e profundidade.

Em marcha

FOTO ARQUIVO PESSOAL

Depois de rodar mais de mil quilômetros em dois dias, em várias situações, incluindo várias voltas no Kartódromo de Aldeia da Serra, por ocasião da apresentação do modelo à imprensa, posso afirmar que o pequeno Audi A1 tem tudo para conquistar boa fatia do mercado e incomodar a concorrência, pois é um projeto novo com muita tecnologia embarcada, de fácil e prazerosa condução e que oferece muita segurança numa tocada mais esportiva.

FOTO ARQUIVO PESSOAL

O primeiro lote de 600 carros chegou no país destinado aos clientes que adquiriram o modelo no período de pré-venda, entre janeiro e março deste ano.

44 Test Drive_83.indd 44

Junho 2011

09/06/2011 15:45:24


00-Espelho_83.indd 45

09/06/2011 16:20:31


Em Foco Alegria, sangria e blues Na noite de 12 de maio, a Dolce Confraria desfrutou de delicioso happy hour na Costelaria Rancho do Vinho. Celso Frizon recepcionou as comadres com a deliciosa sangria da casa e petiscos pra lá de saborosos, além de apresentação de blues da talentosa dupla Norba Zamboni e Sergio Duarte. A equipe da Morumbi.TV também esteve presente registrando momentos alegres e entrevistando as convidadas. Os mimos da noite ficaram por conta do Image Hair, que presenteou cada comadre cadastrada com um corte de cabelo do hair stilyst Juan, sua mais nova contratação; do Shopping Market Place, que disponibilizou ingressos para o Festival Natura Nós, na Chácara do Jockey, e também da Doctor Feet, que ofereceu práticas lixas de bolsa. Como sempre, a noite estava deliciosa!

46 00-Espelho_83.indd 46

Junho 2011

09/06/2011 15:54:17


Em Foco

SERVIÇO Costelaria Rancho do Vinho – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 321 – Tel.: 3744-5899 – www.ranchodovinho.com.br Image Hair – Rua Ascencional, 284 – Tel.: 3744-7526 – www.imagehair.com.br Shopping Market Place – Av. Dr. Chucri Zaidan, 902 – Tel.: 3474-4033 – www.marketplace.com.br Doctor Feet – Rua Prof. José Horácio Meirelles Teixeira, 999 – Loja 05 – Tel.: 2638-9997 – www.doctorfeet.net

junho 2011

00-Espelho_83.indd 47

47 09/06/2011 15:54:18


Em Foco Feliz aniversário Prestes a completar seu primeiro ano no Morumbi, a Jorge Alex está presente há quase 30 anos no mercado e hoje é uma das maiores referências de qualidade quando se fala em calçados. A marca possui grande variedade de produtos e pode, assim, atender a diferentes públicos de diferentes estilos. Conheça a loja Morumbi, que é lindíssima!

Jorge Alex – Rua Deputado João Sussumu Hirata, 70 – Tel.: 2338-8620 – www.jorgealex.com.br

Deixe os seus móveis bem vestidos Marca referência no país em tecidos para decoração, a Tecdec inaugurou, em maio, mais um show-room da sua rede, aqui no Morumbi. Além de disponibilizar atendimento e serviço de entrega em domicílio, prezando sempre o padrão de qualidade Tecdec, a loja conta com cerca de três mil opções de tecidos - dos lisos aos estampados, dos sofisticados aos mais básicos - e atende às mais diversas exigências e perfis de consumidores e especificadores. A gama de materiais é extensa, com jacquards, sedas, estampados (algodões, acrílicos e linhos), chenilles, linhos, veludos, camurça sintética, isocouro e tecidos para cortina (voil, microsseda e blackout). Para área externa, oferecemos toda a linha de acrílicos, aquatec e náuticos. Faça uma visita e conheça o espaço! Tecdec – Rua José Jannarelli, 573 – Tel.: 3721-7465 – www.tecdec.com.br

48 00-Espelho_83.indd 48

Junho 2011

09/06/2011 15:54:21


Em Foco

junho 2011

00-Espelho_83.indd 49

49 09/06/2011 15:54:31


Em Foco Atmosphere Bistrô e Bar deixa seu inverno mais quente A casa traz deliciosas novidades para mandar o frio pra bem longe: seis opções de cremes e sopas - cinco individuais, servidas com cobertura de massa crocante -, uma no pão-italiano, e um delicioso fondue de chocolate. Também fazem parte do time de combate ao frio as julliennes de shiitake ou kani-kama gratinadas ao creme de leite com parmesão, e as três opções de chá da tarde. Para acompanhar essas delícias, no Atmosphere o cliente pode levar o próprio vinho, sem cobrança da rolha. Aproveite!

Atmosphere Café e Bar - Rua Marechal Hastimphilo de Moura, 233 – lj. 01 – Tel.: 3743-6039 / 3507-3549

Novidades na CLL A professora Isabela Dix é a mais nova contratada do CLL – Centro Latino de Línguas. Ao lado da proprietária Susana Zipman e das coordenadoras Lúcia e Suberlânia, Isabela chegou com sua experiência para agregar ainda mais valor aos serviços cada vez melhores prestados ao público do Morumbi, sempre em busca de atendimento diferenciado. CLL – Av. Doutor Guilherme Dumont Villares, 1410 cjs. 12 e 45 – Tel.: 3501-9662 www.cll.com.br

50 00-Espelho_83.indd 50

Junho 2011

09/06/2011 15:54:57


Em Foco

junho 2011

00-Espelho_83.indd 51

51 09/06/2011 15:54:59


Em Foco Sua casa linda, aconchegante e funcional Sempre em busca de referências da alta decoração em visitas às mais importantes feiras internacionais, o Espaço Moveleiro oferece aos seus clientes a opção de escolher produto, medida e cores que mais lhe agradam, de forma personalizada, diferenciada e exclusiva. Faça uma visita e veja como deixar a sua casa do seu jeito.

Espaço Moveleiro – Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 2100 Tel.: 3501-9726 – www.espacomoveleiro.com.br

Reforço no time LO Studio Quem passa a integrar o time de profissionais do LO Studio é a hair stylist Iza Mayer. A profissional possui mais de 20 anos de experiência e é especialista em colorações, reflexos e cortes modernos. Iza atuou em salões nos Jardins e Morumbi e tem especialização internacional no Instituto Llongeras e, no Brasil, nas academias Kerastase, L’Oreal, Wella e Shwarskoft. LO Studio – Rua José Ramon Urtiza, 1220 Tel.: 3776-7280 – www.lostudio.com.br

Quem disse que bar não é local para namorar? No Bendito Bar é sim! Lá você encontra opções deliciosas para ter um Dia dos Namorados pra lá de gostoso. No cardápio, Foundues, pratos especiais e um maravilhoso vinho deixam a data ainda mais especial. E pros solteiros e solteiras do Morumbi, essa pode ser a chance de encontrar sua cara-metade e, o melhor, bem pertinho de casa. Bendito Bar – Rua Dr. Fonseca Brasil, 289 Tel.: 3749-1066 – www.benditobar.com.br

52 00-Espelho_83.indd 52

Junho 2011

09/06/2011 15:55:16


Em Foco

junho 2011

00-Espelho_83.indd 53

53 09/06/2011 15:55:17


Em Foco Sua roupa em boas mãos Especialista em tratamento têxtil, a 5àSec é a maior rede de lavanderias do mundo. Há 43 anos no exterior e 16 anos no Brasil, a rede possui a mais alta tecnologia e uma equipe de profissionais especializada para atender você com qualidade e rapidez. São mais de 1.800 lojas pelo mundo (mais de 300 no Brasil), serviços diferenciados (como a Linha Beauty e o Sistema Máxima), e o Programa Fidelidade, onde a cada R$ 1,00 gasto nas lojas, o cliente acumula um ponto e pode trocar por prêmios no site ou descontos nas lojas. A 5àSec também lava todos os tipos de peças, inclusive tapetes, cortinas, edredons, cobertores, bichinhos de pelúcia, peças de couro, tênis, vestidos de festa e muito mais. Confira a qualidade do serviço da maior rede de lavanderias do mundo, agora mais perto de você, no Portal do Morumbi. 5àSec Portal do Morumbi Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 774 – Tel.: 3739-3657 www.5asec.com.br

54 00-Espelho_83.indd 54

Junho 2011

09/06/2011 15:55:51


Em Foco

junho 2011

00-Espelho_83.indd 55

55 09/06/2011 15:55:51


Em Foco Depilação sem dor O sonho de milhares de mulheres (e de homens também) agora é possível. Com o método novo de fotodepilação, em que a luz pulsada é utilizada no lugar do laser, a rede D’Pil acabou de chegar ao Morumbi e, além da fotodepilação, ao custo de R$ 55 a sessão por área, oferece também tratamentos estéticos que vão desde rejuvenescimento até lesões de pigmentação. Entregue-se a esses cuidados. D’Pil – Open Mall Panamby – Rua José Ramon Urtiza, 975 – 1º andar Tel.: 2368-0000 – www.dilbrasil.com.br

Pra você se sentir dentro do filme Desde o dia 20 de maio, o complexo da Cinemark, no Shopping Market Place, passa a contar com uma sala XD (Extreme Digital Cinema). O complexo é o quarto da rede a receber o projetor digital 3D que possui formato XD. Com uma tela maior que as convencionais e sonorização ainda mais potente, a novidade reúne o que há de mais moderno em projeção tanto em 2D como também em 3D. A sala, que conta com o serviço de assentos numerados, foi inaugurada com a exibição da versão em 3D do longa ‘Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas’, um dos filmes mais aguardados do ano. Shopping Market Place – Av. Chucri Zaidan, 902 Tel.: 3048-7000 – www.marketplace.com.br Preços da sala XD – Segunda, terça e quinta: R$ 26 – Quarta: R$ 25 Sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 30

Dia-a-dia com tecnologia Reconhecida internacionalmente como o maior evento de arquitetura e decoração das Américas, e o segundo maior do mundo, a Casa Cor será realizada até 12 de julho, no Jockey Club, e chega à sua edição comemorativa de 25 anos em dimensões bem diferentes. Sob o tema ‘Dia-a-dia com Tecnologia’, o evento apresenta 110 ambientes e reúne quatro mostras simultâneas: a tradicional Casa Cor, a Casa Kids, voltada para o universo infantil; a Casa Hotel, destinada aos profissionais do setor de hotelaria e turismo; e a Casa Talento, uma oportunidade para novos talentos da arte e do design brasileiro. Casa Cor - Jockey Club - Av. Lineu de Paula Machado, 1.075

56 00-Espelho_83.indd 56

Junho 2011

09/06/2011 15:56:07


Em Foco A estrela do Morumbi é...

Sucesso absoluto, a promoção ‘A Estrela do Morumbi é Você’, realizada pela revista Dolce, em parceria com a Premiere Video, e divulgada através do site de compras coletivas Ofertas no Morumbi, presenteou uma moradora do nosso bairro com um Xbox 360 + Kinect. Foram mais de dois mil cadastros feitos gratuitamente, mas quem levou o presente foi a Edilea Lima. Parabéns! Premiere Morumbi – Rua Regente Leon Kaniefsky, 501 - Tel.: 3723-2790 Premiere Portal – Rua Mal. Hastimphilo de Moura, 233 – lj. 2 – Tel.: 3771-5428 - www.premierevideo.com.br Ofertas no Morumbi – www.ofertasnomorumbi.com.br

Saúde, bem-estar e sustentabilidade pertinho de você Uma das mais completas academias do Morumbi, a WET possui um dos mais modernos métodos de tratamento de água de piscina; método próprio no ensino da natação para crianças; média de 1 professor para 10 alunos de musculação e um ambiente de treinamento com tecnologia até então só encontrada nas grandes academias de São Paulo; espaço especialmente criado para prática de yoga e mat pilates e programação anual de eventos outdoor, como rafting, trilhas, arvorismo, canoagem, caminhadas. Tudo isso aqui pertinho, e ainda se preocupa em aplicar conceitos de sustentabilidade como o reuso de água, aproveitamento de luz solar e reciclagem de lixo.

WET Academia Rua Domingos Olímpio, 155 – Tel.: 3501-9531 – www.wetacademia.com.br

junho 2011

00-Espelho_83.indd 57

57 09/06/2011 15:56:04


Em Foco Chegou pra ficar Após um longo período de preparo, formação profissional em uma das melhores academias técnicas do país, assessoria de negócios, escolha de um ponto condizente com o projeto e contratação de equipe de profissionais altamente qualificados, o sonho Vanity Hair se tornou realidade e vem mudando a forma de interagir com todos os stakeholders deste setor. “Valores como transparência e respeito são os principais aliados à sustentabilidade deste negócio que vem a cada dia mais, agradando o público do Morumbi”, diz Vanessa Sant’Ana, uma das sócias. Vale a visita! ERRATA: O nome correto é Vanity Hair, e não Vanity Fair, como foi publicado na edição 81. Vanity Hair – Rua Dep. João Sussumu Hirata, 419 – Tel.: 2738-3845 – www.vanityhairmorumbi.com.br

A música de todos os cantos do mundo

Nos dias 21 e 22 de maio a Chácara do Jockey, em São Paulo, foi palco de um dos mais esperados festivais do Brasil: o ‘Festival Natura Nós’. Criado para diluir fronteiras, identificar, conectar e aproximar pessoas, o evento concretizou a experiência do diálogo e interação, por meio do encontro da música brasileira com a música do mundo. Durante os dois dias, grandes nomes passaram por lá, como os cantores Jack Johnson, Jamie Cullum, Roberta Sá, Maria Gadú, Toquinho, entre outros.

E por falar em Festival... Uma superparceria entre a revista Dolce Morumbi e o shopping Market Place levou 20 pessoas para assistir aos shows do sábado, dia 21. Os ingressos foram sorteados através de duas ações promovidas nas redes sociais da revista, Twitter e Facebook, além de um sorteio realizado na última Confraria Feminina, realizada na Costelaria Rancho do Vinho. Todo mundo amou!

58 00-Espelho_83.indd 58

Junho 2011

09/06/2011 15:57:21


Em Foco

junho 2011

00-Espelho_83.indd 59

59 09/06/2011 15:57:20


% 70OFF

60% OFF

Móveis e preços diferenciados Que tal deixar a sua casa com aquele toque diferente que só um móvel cheio de charme consegue dar? A Ideall Design tem um outlet aqui no Morumbi, com diversas opções de móveis diferenciados e de extremo bom gosto, com descontos que vão até 70%. Imperdível!!!

60% OFF

% 0 3OFF

SERVIÇO Ideall Design Rua Nelson Gama de Oliveira, 277 Tel.: 3507-4852 De seg a sex das 9h30 às 20h Sáb das 9h30 às 19h Estacionamento próprio www.idealldesign.com.br

30% OFF

% 0 3OFF

60 00-Espelho_83.indd 60

JUNHO 2011

09/06/2011 15:57:53


junho 2011

00-Espelho_83.indd 61

61 09/06/2011 15:57:46


Arraial cheio de charme E junho chegou... Com ele, fogueira, quentão, pipoca, fogos... As escolas já estão prontas para as suas festas juninas, e as principais atrações são as quadrilhas, dançadas pelos alunos, vestidos em trajes típicos. A Fantasia & Cia tem roupas e acessórios que vão transformar seu filho no caipirinha mais charmoso da escola, além de firmar parcerias com escolas da região e oferecer condições especiais aos alunos. Adolescentes e adultos também podem entrar na festa a caráter, pois existe uma variedade enorme pra eles. Entre em contato e verifique as condições! Fantasia & Cia. Av. Dr. Guilherme Dumont Villares, 974 Tel.: 3743-3101 – www.fantasiacia.com.br

62 00-Espelho_83.indd 62

Super pizza Massa fina, média ou grossa? Borda com ou sem recheio? Na Super Pizza Pan você escolhe a sua pizza do seu jeito, e pelo delivery, ela chega quentinha e crocante na sua casa. Você também pode saboreá-la na loja do Morumbi. Localizada na região do Portal, a unidade conta com ambiente climatizado, aconchegante e possui estacionamento, e os sabores são um melhor que o outro. E se quiser sobremesa, a rede está lançando suas pizzas doces em dois sabores: Cream cheese com goiabada e banana com canela. Delícia, hein?

Super Pizza Pan – Rua Marechal Hastimphilo de Moura, 277 – Tel.: 3739-0458 www.superpizzapan.com.br Estacionamento com valet gratuito

JUNHO 2011

09/06/2011 15:58:24


junho 2011

00-Espelho_83.indd 63

63 09/06/2011 15:58:34


O convite dá o tom da sua festa Seu convite mostra o brilho que você quer dar à sua festa. A Brasil Design tem opções de papéis metalizados, perolados ou brilhantes, e ainda acrescenta o brilho e o encanto dos cristais Swarovski, que tornam seu convite uma peça especial e inesquecível para quem o recebe. E pode trazer leveza e romantismo ao seu casamento, descontração e magia em festas de 15 anos e sofisticação e classe em uma comemoração de bodas, pois com ideias criativas, layouts exclusivos e personalizados, a Brasil Design pode dar este toque especial em seus convites. Com um pontinho de luz no lugar certo e planejado, é certo que seja qual for a comemoração, tudo será muito mais brilhante e iluminado. Brasil Design Av. Jorge João Saad, 241 Tel.: 3744-9657 www.brasildesign.art.br

64 00-Espelho_83.indd 64

JUNHO 2011

09/06/2011 15:59:12


00-Espelho_83.indd 65

09/06/2011 15:58:59


Especial educação Educação

Quando a

� r � � � ���nca perde a graça

No mês de março, um vídeo gravado numa escola australiana se espalhou rapidamente na internet e chamou a atenção do mundo para um tema delicado que, infelizmente, está presente nas mais diversas situações. Nas imagens, o adolescente Casey Haynes é agredido com socos e ofensas durante alguns minutos por um adolescente bem menor que ele. Com apenas 15 anos e cansado de apanhar, Haynes parte pra cima do agressor, o derruba e passa de ‘vítima’ a ‘herói’. Mas será que houve, ou há, de fato, um herói nessa história? Por que isso aconteceu? Como a escola deve agir nesses casos? Qual o papel dos pais? Nesta edição Dolce convidou profissionais aqui do Morumbi para falarem sobre a prática, e como sobre se defender, do temido bullying.

66 00-Espelho_83.indd 66

JUNHO 2011

09/06/2011 15:59:30


Especial educação “Meu filho tinha apenas seis anos e estava na 1ª série quando percebi que ele não queria mais ir ao colégio. Na hora de levá-lo, ele ficava vermelho, nervoso e pedia para não ir. Com muita paciência, fui conversando e descobri que um amiguinho lhe batia, dava mordidas e fazia ameaças. Como ele era o mais novinho da turma, se sentia acuado e com medo. Depois de uma longa conversa, combinei com ele que iríamos ao colégio só para conversar com a diretora e dizer que ele não iria mais às aulas. Na reunião, expliquei abertamente o que estava acontecendo, fazendo-o participar da conversa. Na época ela o deixou bastante à vontade, ouvindo-o com muita atenção e compreensão. Durante o bate-papo, ela perguntou

se ele queria ser o ‘coordenador da classe’, uma espécie de observador, no qual ela estaria sempre pronta a atendê-lo e, qualquer coisa que ele quisesse discutir com ela, poderia ir imediatamente à sua sala. Ele ficou confiante, aceitou o que ela propôs, e, assim, voltou a frequentar as aulas de forma mais tranquila. E tamanha foi a minha surpresa quando fui buscá-lo e o encontrei todo empolgado e feliz, dizendo que a diretora tinha ido à sala de aula e sugerido que os amiguinhos trocassem seus números de telefone para que pudessem conversar e se conhecer melhor. Assim ele veio todo feliz com a sua listinha, e esse amiguinho, que fez com que meu filho quase desistisse da escola, hoje é um dos seus melhores amigos”.

acontecido em diversas escolas espalhadas pelo mundo todo, só que essa, ao contrário de muitas outras, teve um final feliz. “Fiquei satisfeita com a postura tomada pela diretora e passei a admirar a escola ainda mais, além de me sentir tranquila em relação à escolha que eu tinha feito. Hoje meu filho está com 16 anos, já no segundo ano do ensino médio, e no mesmo colégio onde estudava quando criança”.

A história confidenciada pela nossa personagem reflete bem o que tem

JUNHO 2011

00-Espelho_83.indd 67

67 09/06/2011 15:59:43


Especial educação A palavra bullying é um termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica. Vem do inglês bully (força física) e pode ser praticado por uma pessoa ou um grupo, que intimida ou agride outra pessoa/ grupo. “O bullying aparece em cenários diferentes, mas seus personagens são sempre os mesmos. Podemos encontrá-lo no

68 00-Espelho_83.indd 68

escritório, no clube, em grupos esportivos, na universidade e em diversos outros lugares”, diz Kátia Chedid, diretora do Fundamental II, do Colégio Visconde de Porto Seguro. O assunto, que há meses rende reportagens e a discussão de centenas de profissionais, também tem sido tema de estudos e pesquisas no Brasil e no exterior.

Considerado uma violência moral, o bullying normalmente ocorre porque a vítima aceita a situação e, em alguns casos, até se sente merecedora. “Ela não tem mecanismos de defesa, não tem a autoestima fortalecida e não sabe resolver seus conflitos”, explica Kátia. Uma pesquisa interessante, feita pelo canal Nickelodeon, com 2.800 crianças entre

Junho 2011

09/06/2011 15:59:59


Especial educação

junho 2011

00-Espelho_83.indd 69

69 09/06/2011 16:00:02


Especial educação oito e 15 anos, de 14 países, concluiu que as crianças brasileiras são consideradas as mais estressadas do mundo. “Essa pesquisa me faz pensar como nós, os adultos, somos responsáveis por isto. Devíamos preservar nossos filhos e alunos e ajudá-los a resolver as questões de conflito através do diálogo e da parceria, mas não assumimos essas parcerias. Muitos adultos ensinam a revidar e a tratar os assuntos com violência. Será que esse é o caminho certo?”, questiona. Mas qual é o perfil da criança que pratica bullying? - Geralmente ela é popular; - Tende a envolver-se em atos antissociais; - É impulsiva e, muitas vezes, agressiva, inclusive com adultos; - Vê a agressividade como qualidade; - Tem opinião positiva sobre si; - Geralmente é fisicamente mais forte que suas vítimas; - Pode ter características manipuladoras e influenciar outras crianças a serem

70 00-Espelho_83.indd 70

Junho 2011

09/06/2011 16:00:37


Especial educação

junho 2011

00-Espelho_83.indd 71

71 09/06/2011 16:00:43


Especial educação seus co-autores, diluindo assim a responsabilidade; - Geralmente tem um desempenho escolar inferior, com maiores taxas de absenteísmo e evasão escolar. E o da ‘criança-alvo’? - Tem muita dificuldade em reagir ao bullying; - Geralmente apresenta dificuldade de se adequar ao grupo, o que resulta em poucas amizades, infelicidade, retraimento e baixa autoestima; - No ambiente doméstico pode ficar mais isolada, irritável e até agressiva; - Tem maior tendência a desenvolver alterações de sono, transtornos depressivos e ansiosos;

- A recusa em ir à escola pode aparecer diretamente expressa ou através de sintomas físicos (cefaleia, dores de barriga) que se apresentam na hora de ir à escola. Prática que agrega diversos níveis de violência, como chateações, hostilidade e agressividade, o bullying ocorre sempre que o causador encontra um ambiente ou uma situação propícia para cometer o ato, o que acaba causando dor, angústia, exclusão, humilhação e discriminação na pessoa que sofre esse tipo de assédio. “O bullying pode ser considerado ‘direto’ e ‘indireto’. O primeiro é o mais praticado por meninos e geralmente envolve agressões físicas, danos ao patrimônio, insultos, ofensas, humilhações, ordens contra a vontade da vítima,

ameaças e até extorsão. Já o segundo é mais comum ente meninas ou crianças menores. Nesse caso há recusa de socialização e intimidação com a vítima, difamação através da ridicularização, seja do modo de vestir, se portar ou de aspectos sociais da vítima, como etnia, origem, religião”, explica Adriano Predeus, médico psiquiatra da infância, adolescência e adultos. O médico aconselha que os pais fiquem sempre atentos para conseguirem identificar o bullying de uma brincadeira ou de outros tipos de agressão. “Uma brincadeira ou até uma agressão, quando pontual e restrita a uma determinada situação, deve ser considerada como um conflito entre alunos e ser abordado como tal pela escola”. Alguns pais optam por trocar a criança ou o adolescente de escola, mas essa não é a melhor opção, uma vez que os ‘agressores’ podem estar em qualquer escola. O ideal é que os pais busquem a solução do problema junto com diretores e professores, além da família do agressor. Bullying não é brincadeira! Segundo o site Brasil Escola, uma pesquisa realizada em 2010 com alunos de escolas públicas e particulares revelou que as humilhações típicas do bullying são mais comuns em alunos da 5ª e 6ª séries; e que as três cidades brasileiras com maior incidência dessa prática são Brasília, Belo Horizonte e Curitiba. Assunto sério e muito importante, o bullying pode deixar traumas que vão desde a queda na autoesti-

72 00-Espelho_83.indd 72

Junho 2011

09/06/2011 16:01:10


Especial educação

junho 2011

00-Espelho_83.indd 73

73 09/06/2011 16:01:14


Especial educação ma a casos mais graves, como o suicídio. “Muitos adultos se posicionam defensivamente e pregam que sofreram bullying na infância e que estão aí sãos e salvos, felizes, bem-sucedidos, sem sequelas por seus sofrimentos. Será? As marcas ficam e ‘conversam’ com a gente toda dia. Essas marcas seriam o estresse, a depressão, as dificuldades de relacionamento, nossos medos e manias”, revela a psicólo-

74 00-Espelho_83.indd 74

ga Triana Portal, da Espaço Saúde. Para evitar e ajudar a combater esse tipo de ato, família e escola devem andar juntas.

tecido e se cala, sofre sozinha. A criança tem que confiar nos pais, saber que pode contar com eles”, afirma Triana.

“Se a escola faz vista grossa ou trata a coisa como pequena, para os alunos fica a percepção de que é brincadeira, bobagem e que o ônus da prática inexiste. Educadores experientes sabem exatamente quando o problema da criança vem de casa, então precisam se posicionar. Já os pais devem explicar para a criança o que é certo e errado, ensinar que isso é algo grave e que pode trazer consequências negativas para todas as partes. Estimular o diálogo, manter o canal aberto, facilita que uma criança verbalize seu sofrimento para o adulto. A maioria das vítimas tem medo ou vergonha de contar o acon-

A psicóloga explica que o tratamento para quem sofre bullying varia de acordo com o grau de violência sofrido e precisa ser avaliado por um profissional qualificado, pois, para cada criança, o impacto é diferente. “Isso varia conforme o temperamento, a idade, a cultura ou a maneira como a questão foi conduzida. A evolução acontece quando reconhecemos o problema e procuramos fazer diferente. A questão do bullying só vai mudar quando for encarada como problema grave. Assim foi na Inglaterra, e as estatísticas mostram que a incidência já diminuiu. Não há medicação específica para isso, mas o tratamento é psicoterapia, limites e suporte familiar”.

Junho 2011

09/06/2011 16:01:29


Especial educação

Curiosidade Colégio Souza e Almeida

Divina Proporção O número Phi não é tão conhecido, mas tem um significado interessante. Durante anos buscou-se a beleza perfeita, a proporção ideal. Os gregos criaram o retângulo de ouro (lado maior dividido pelo menor, e a partir dessa proporção

tudo era construído, por exemplo, o Pathernon). A proporção do retângulo que forma a face central e lateral, a profundidade dividia pelo comprimento ou altura, tudo seguia uma proporção ideal de 1,618. Os egípcios fizeram o mesmo com as pirâmides: cada pedra era 1,618 menor do que a pedra de baixo. Em 1200, Leonardo Fibonacci criou a mais famosa sequência matemática: a Série de Fibonacci. A partir de

dois coelhos, ele contou como eles aumentavam a partir da reprodução das gerações e chegou numa sequência onde um número é igual à soma dos dois números anteriores: 1+1=2; 2+1=3; 3+2=5; 5+3=8...; Essa é a primeira ‘coincidência’: a proporção de crescimento média da série é 1,618, exatamente a proporção das pirâmides e do retângulo de ouro. Essa descoberta gerou uma nova ideia, e os cientistas começaram a estudar a natureza em termos matemáticos. Descobriram: - A proporção de abelhas em comparação com zangões em uma colmeia é 1,618; - A proporção que aumenta o tamanho das espirais de um caracol é 1,618; - Nas galáxias as estrelas se distribuem em torno de um astro principal, numa espiral obedecendo à proporção de 1,618. Por isso, o número Phi ficou conhecido como A DIVINA PROPORÇÃO, como se Deus tivesse escolhido a beleza perfeita para fazer o mundo. Michelangelo e Da Vinci colocaram esta proporção natural em suas obras. Da Vinci, como cientista, pegava cadáveres para medir a proporção do corpo e descobriu que nada obedece tanto à DIVINA PROPORÇÃO como o corpo humano, obra-prima de Deus. Meça sua altura e divida pela altura do seu umbigo até o chão: o resultado é 1,618. Meça seu braço inteiro e divida pelo tamanho do seu cotovelo até o dedo: o resultado é 1,618. Meça sua perna inteira e divida pelo tamanho do seu joelho até o chão. O resultado? 1,618. Tudo é regido pela Divina Proporção. Coelhos, abelhas, caramujos, constelações, artes e o homem; coisas diferentes, ligadas pela mesma proporção. Meça o cartão de crédito, largura/altura, o livro, o jornal, uma foto. Tudo coincidência? Ou é o conceito de Unidade cada vez sendo mais esclarecido para nós? junho 2011

00-Espelho_83.indd 75

75 09/06/2011 16:01:33


Rosa Richter é pedagoga; presidente da Associação Cultural e de Cidadania do Panamby; presidente da AMO Jardim Sul; conselheira e diretora de várias entidades na área de Desenvolvimento social. rr@rosarichter.com.br

Sustentabilidade x Planejamento Segundo a Wikipédia: “sustentabilidade é um conceito sistêmico, relacionado com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana”. Estamos em pleno século XXI, na quinta maior cidade do mundo, e ainda nos deparamos com problemas primários. A cidade de São Paulo nasceu na cabeceira do Rio Tietê, porém, no lado oposto das nascentes, a cidade cresce contra o fluxo natural da água, causando, assim, problemas sérios no abastecimento. Além desse problema, temos outros agravantes: tanto o Tietê como o Pinheiros permanecem sujos e recebendo diariamente esgoto a céu aberto de vários bairros de São Paulo, pois ainda não possuem condutores-tronco para levar esse esgoto aos Interceptores e, consecutivamente, às áreas de tratamento. Ao contrário das maiores cidades do mundo, São Paulo cresceu sem planejamento e sem controle. Favelas nasceram em diversas áreas da cidade, sem que houvesse intervenções do poder público, tornando-se inadiministráveis grande parte delas. Na edição passada apontei várias demandas de nosso bairro e os devidos encaminhamentos, estamos esperando as intervenções apresentadas e necessárias. Após reunião de trabalho com a SABESP, foi falado que as obras começarão no segundo semestre de 2011 com promessa de término para o final de 2013. Muito me preocupa essa falta de planejamento. Acabamos de receber os dados estatísticos do IBGE, onde o maior aumento populacional da cidade de São Paulo se deu aqui. Na VILA ANDRADE (73%) existe, além desses dados, uma demanda reprimida que só será vista e sentida após a entrega dos novos empreendimentos, que vai acontecer até 2020. Sofremos com a falta de saneamento, e, como vimos acima, falta mobilidade: nossas vias não são suficientes e não são vias coletoras, ou seja, não foram preparadas tecnicamente para o crescente aumento de carros, caminhões, betoneiras etc., o que provoca problemas sérios e contínuos na pavimentação. As grandes intervenções do bairro, como Via Perimetral e ponte Burle Marx, foram aprovadas no Plano Diretor, porém, até hoje não se concluíram. Além destes, vários outros problemas, entre eles o das linhas de ônibus serem poucas e insuficientes, ainda existe a falta de sinalização, que causa problemas sérios no trânsito e para os pedestres. Uma vez que a infraestrutura do bairro não está atrelada ao aumento populacional, e a maior preocupação de nossos governantes está restrita apenas à Copa do Mundo, fica realmente muito difícil enxergarmos uma luz no fim do túnel. O Morumbi já mostrou que precisa de grandes intervenções, principalmente no sistema viário. Nossas ruas são estreitas, e os ônibus ainda são enormes, as ruas não comportam esse tipo de transporte. Seria preciso colocar apenas micro-ônibus para circular. Nosso bairro necessita de um meio de transporte coletivo de massa. Para ser mais clara, o metrô subterrâneo. Fiz um breve levantamento das comunidades carentes do nosso entorno, que, além de nós e Paraisópolis, também deveriam ser beneficiadas pela construção do Metrô e que hoje nem sequer foram lembradas nessa obra tão importante para o desafogamento de nosso Bairro. São elas: Jardim Rebouças, Vila Andrade, Morro da Lua, Jardim Ingá, Jardim Colombo, Vila Prel, Porto Seguro, Jardim Jaqueline, entre outras. Nossa proposta é que seja construído o Metrô Subterrâneo da Estação João Dias (pegando toda a extensão da Av. Giovanni Gronchi) até a Estação Vila Sônia. Faríamos a ligação das duas estações hoje já existentes à do Butantã e atenderíamos o Morumbi como um todo. Aí sim, teríamos um meio de transporte coletivo de massa de qualidade, e o Morumbi teria mobilidade.

76 Cidadania_83.indd 76

Junho 2011

09/06/2011 15:41:02


junho 2011

Cidadania_83.indd 77

77 09/06/2011 15:41:11


Pensata Paulo Amaral é morador do Morumbi e jornalista da Rede Globo de Televisão, onde edita o jornal Hoje.

78 Pensata_83.indd 78

A Contemplação do vazio Noite chuvosa e fria em São Paulo. As crianças dormiram mais cedo e, enfim, eu posso sentar no sofá e ler um livro com calma. Antes, acendo a lareira e, por instantes, fico inerte, apenas observando a chama que lentamente consome a madeira. Deixo-me levar pelos estalidos e quando me dou conta já se passaram “eternos” dez minutos. Incrível, como eu consegui passar dez minutos sem pensar em nada, sem olhar o relógio, as mensagens no Blackberry e sem ouvir o toque do celular? Dez minutos de nada, uma pausa preciosa para apenas... “contemplar o vazio”. Não me lembro da última vez que dei uma parada tão longa. Ultimamente, não tenho me dado tempo para olhar o horizonte. Aliás, à minha volta, poucos se dão esse direito. Estamos sempre tão ocupados e acelerados pelo ritmo alucinante das ruas e da internet que é impossível achar esse tempo. Como nossa vida ficou mais veloz com a tecnologia? Não sei como conseguíamos resolver nossos problemas sem o computador, sem o celular e, ainda, tendo que andar em carros que pareciam “carroças”. Eu sou da geração do telefone fixo, do orelhão enguiçado, da fila em banco. Reclamava da falta de tempo antes, como reclamo hoje. A diferença é que agregamos novas atividades ao cérebro, só que ele teve de se ajustar à nova realidade, e nós pagamos o preço disso. Agora, temos que pensar na mesma velocidade do bit, disparar palavras no teclado como era impensável nas antigas ‘Olivetti’ e, ainda, forçar a retina para enxergar o texto na tela corrida. O cérebro cibernético não pode parar, e nos comportamos como viciados. Temos pressa sempre. E sem tempo a perder, nos irritamos com mais facilidade e estamos prontos para virar transgressores. O que você faz no trânsito congestionado? Olha para o motorista do carro ao lado como o “inimigo” a ser batido ou um companheiro de infortúnio? Fica ansioso para atender o telefone ou prefere cumprimentar o marronzinho? É daqueles que não tira o olho do relógio ou dos que aproveitam a imensidão de carros parados para relaxar? E no trabalho, como você se comporta? E no relacionamento pessoal, você é tolerante, paciente e compreensivo? Eu acho que sempre tivemos a preocupação de aproveitar ao máximo o tempo de nossas vidas. Em qualquer época, em qualquer geração. A diferença é que neste milênio a nossa capacidade de contemplar o vazio diminuiu e o que vai acontecer... só o tempo dirá.

Junho 2011

09/06/2011 15:39:24


00-Espelho_83.indd 79

09/06/2011 16:02:23


Lívio Giosa Presidente do CENAM – Centro Nacional de Modernização Empresarial; Presidente em exercício da ADVB – Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil e do IRES – Instituto ADVB de Responsabilidade Socioambiental.

Copa do Mundo, sacolas plásticas e a sustentabilidade Parece que o cidadão brasileiro não entendeu ainda o momento especial que o Brasil terá (ou teria?) pela frente diante da possibilidade de acolher uma Copa do Mundo. Que oportunidade! No entanto, a vergonha está no ar. E não é uma coisinha simples que vai passar logo. Será a maior chance perdida de uma nação para se projetar ao mundo como um país minimamente organizado e confiável. O Brasil é realmente a “bola da vez”. O mundo está de olho em nós, querendo entender o potencial, as nossas características, nossos valores institucionais, políticos, legais e econômicos, pois não somos mais uma nação despercebida. No entanto, o cronograma mundial estabelecido para a Copa está sendo rasgado pelos públicos brasileiros. As autoridades da FIFA estão atônitas com a falta de profissionalismo e comprometimento dos interlocutores nacionais. A Copa das Confederações (que faz parte deste cronograma) não mais acontecerá em São Paulo e no Rio de Janeiro. Os aeroportos somente serão concluídos em dois mil e nunca. O trem-bala ficou para as calendas, perdido nos tiroteios da ineficiência. A população acolhedora e amigável vai ter que “se virar” para receber os estrangeiros. Não há uma estratégia coletiva para o eficaz aprendizado do inglês, os circuitos turísticos previstos continuarão mal-cuidados, a rede hoteleira poderá parar no overbooking, e o pobre do turista ficará à mercê do sorriso e do bom tratamento da nossa gente... Este cenário é o que hoje se descortina. O trade de turismo sabe que momento igual (somado às Olimpíadas) nunca mais acontecerá nos próximos 50 anos. Milhões de pessoas chegarão ao Brasil e, dependendo das condições estruturais, não mais voltarão e multiplicarão para tantas outras para não fazê-lo também. E isto vai mexer com cada um de nós, direta ou indiretamente envolvido no processo. São Paulo, que deveria ser o exemplo, vai sofrer sobremaneira com todo este desgaste da gestão pública. Porque, na verdade, o governo do Estado, neste momento, está interessado no problema da sacola plástica! Legislativo e executivo se unem para acabar com a vilã ambiental. Para que e por que isto agora? Ações estruturais pela sustentabilidade ficam subordinadas a ações conjunturais ridículas. Sustentável seria organizar o maior Estado da Federação do ponto de vista econômico e prepará-lo para acolher adequadamente todas as etapas previstas da Copa do Mundo e da Copa das Confederações. No entanto, hoje, o mais importante é gerar mais lucro aos supermercados, impor à população um discurso errôneo e unilateral, sem pé nem cabeça. Veja, então, a incoerência. Tratando adequadamente da Copa, o Governo propiciaria a abertura de milhares de novos empregos, gerando trabalho e renda para todos os extratos da população. Cuidando deste jeito da sacola plástica, ele irá provocar a demissão de milhares de trabalhadores da indústria que nada têm a ver com isto. Se você tem filhos, pela causa da sustentabilidade, ensine-os a cuidar melhor do nosso planeta, mas mostre a verdade. Conte a eles que os próximos anos, bem estruturados, poderiam ser o marco de uma grande virada econômica e sustentável de São Paulo e do Brasil para usufruto das próximas gerações. Mas que, no entanto, as autoridades públicas não tiveram o discernimento e nem a percepção para os fatos. E, aí, perdemos o jogo. Estou exagerando? Não!

80 Corporativo_83.indd 80

Junho 2011

09/06/2011 15:41:30


00-Espelho_83.indd 81

09/06/2011 16:24:14


Vitrine

Cuidado extra extra Cuidado Depois daquele gostoso período na praia aproveitando o sol forte e os termômetros lá em cima, é hora de tirar os casacos do armário, pois os dias frios já começam a aparecer. Ainda falta um tempinho para o inverno chegar, mas o outono já nos mostra suas características, com temperaturas mais baixas e o vento pra lá de gelado. Nesse período, é necessário tomar alguns cuidados com o nosso corpo, tanto no visual quanto na saúde. Pensando nisso, Dolce preparou temas especiais para as edições de junho e julho. Divididos em duas partes, a segunda matéria (que sairá no próximo mês), abordará um tema que interessa a muita gente: as doenças de inverno. Já a primeira, mostrada a seguir, fala sobre a atenção que devemos dar às unhas, à pele e aos cabelos. Confira as dicas dadas por alguns dos melhores especialistas aqui do Morumbi e chegue linda no verão!

82 00-Espelho_83.indd 82

JUNHO 2011

09/06/2011 16:03:05


Vitrine

JUNHO 2011

00-Espelho_83.indd 83

83 09/06/2011 16:03:10


Vitrine

T

odos nós sabemos que a proteção e os cuidados dispensados ao nosso corpo no verão precisam ganhar força no outono/ inverno, já que os cabelos, a pele, as mãos e os pés são as partes mais prejudicadas pelo frio. Fazer uso de bons hidratantes, não lavar as madeixas com água muito quente, cuidar da saúde e aparência das unhas... Pequenos atos que, somados, fazem uma grande diferença no dia-a-dia.

84 00-Espelho_83.indd 84

As características da pele de cada um de nós são determinadas, principalmente, por fatores genéticos; porém, fatores externos, como o sol, o fumo, a poluição e até a temperatura, podem influenciá-las. “A região Sudeste tem clima agradável e temperaturas amenas na maior parte do ano e, felizmente, não sofremos grandes extremos de tempe-

ratura, como na região Sul ou Norte/Nordeste. Mas o frio e o vento podem acentuar duas situações extremas. Onde a pele é seca, poderá ficar ainda mais ressecada e, onde é oleosa, ainda mais oleosa. Assim, aumenta muito a incidência de algumas dermatoses nesta época, como os eczemas atópicos, asteatósicos e a dermatite seborreica”,

Junho 2011

09/06/2011 16:03:22


Vitrine

junho 2011

00-Espelho_83.indd 85

85 09/06/2011 16:03:25


Vitrine explica a dra. Simone Weiss, da Clínica Weiss. Além de alterações como o ressecamento, descamações ou maior oleosidade, o hábito de tomar banhos muito quentes e demorados pode desidratar a pele, o que a deixa vulnerável ao aparecimento de doenças. “Esse hábito tão comum nos dias frios pode causar, dentre outras coisas, a dermatite de contato irritativa e o eczema numular, que é caracterizado por uma irritação na pele com vermelhidão. A pele pode ficar escamosa, e algumas vezes, com rachaduras ou pequenas bolhas”, explica a dermatologista Thaís Pincelli, da Clínica Pincelli. Quem já tem a pele seca, no inverno pode senti-la ainda pior. Além

86 00-Espelho_83.indd 86

Junho 2011

09/06/2011 16:03:44


Vitrine

junho 2011

00-Espelho_83.indd 87

87 09/06/2011 16:25:21


Vitrine da questão estética, é preciso se preocupar, também, se surgirem coceiras ou rachaduras. Para minimizar esses incômodos, Simone dá algumas dicas. “O frio pode facilitar o surgimento de algumas dermatites e também de eczemas asteatósicos, ou seja, pelo ressecamento. Estas lesões eczematosas geralmente coçam bastante,

88 00-Espelho_83.indd 88

podendo ocorrer microferimentos ou mesmo pequenas fissuras (rachaduras) na pele, que favorecem a penetração de bactérias e podem levar a infecções da pele. Para minimizar, recomendo cuidados básicos durante o banho: ele precisa ser morno, rápido, com sabonetes neutros ou hidratantes, e é preciso evitar o uso de buchas ou esponjas, além de aplicar

Junho 2011

09/06/2011 16:04:19


Vitrine rotineiramente o hidratante na pele após o banho. Caso as lesões persistam, é recomendado consultar o especialista para o tratamento adequado”. E, atenção, óleos de banho não fazem o mesmo papel do hidratante! “Eles apresentam baixo poder de hidratação, portanto, é melhor optar por cremes hidratantes, que têm melhor capacidade de hidratação, pela maior penetração na pele, e devem ser aplicados logo após o banho”, afirma Thaís. PÉS E MÃOS DE FADA Mais vulneráveis ao ressecamento e às agressões do inverno, pés e mãos precisam de atenção e hidratação extra! No caso dos pés, é mais comum aparecerem rachaduras e calosidades devido ao uso constante de sapatos fechados. Já as mãos ficam mais expostas e são constantemente lavadas, ficando à mercê de

junho 2011

00-Espelho_83.indd 89

89 09/06/2011 16:04:48


Vitrine efeitos como frio, vento e poluição. Segundo Thaís, os cremes para essas áreas podem (e devem!) ser feitos com alguns compostos especiais, que estimulam a regeneração das células. “Recomendamos hidratantes com ureia, que é uma substância capaz de absorver água do ambiente e promover sua retenção, repondo a umidade natural da pele e melhorando sua textura”. As unhas também merecem atenção especial, pois, assim como a nossa pele, ela pode ficar mais ressecada. Segundo Simone, a lâmina da unha contém 18% de água em condições normais (quando a quantidade está inferior a 16%, as unhas podem ficar mais suscetíveis). A médica explica que para evitar que elas fiquem secas, quebradiças, descascando ou com algum tipo de micose, é preciso manter uma dieta saudável, aplicar hidratantes, evitar traumas (como na manicure, por exemplo) e evitar a umidade prolongada. “Podemos utilizar o mesmo hidratante das mãos, aplicando também sobre unhas e cutículas, ou lançar mão de produtos específicos. Existem vários no mercado, desde linhas voltadas para venda direta ao público, até produtos específicos para prescrição médica, importados e nacionais”. Compostas por queratina, água, cistina, lipídeos, ácidos graxos e vestígios de oligoelementos, como zinco e ferro; as unhas (quando saudáveis) são firmes, elásticas, flexíveis e resistentes. Para ajudar no fortalecimento e fazer com que fiquem sempre bonitas, Simone nos explica o que as tornam frágeis e o que fazer para evitar esse tipo de problema.

90 00-Espelho_83.indd 90

Junho 2011

09/06/2011 16:05:07


Vitrine

junho 2011

00-Espelho_83.indd 91

91 09/06/2011 16:05:12


Vitrine “Carência de cistina, ferro, zinco, selênio, biotina e vitaminas (A, C, E e B6) podem determinar certa fragilidade nas unhas, assim, alimentos ricos nestas substâncias são importantes e devem estar presentes na dieta do dia-a-dia. De forma prática, uma dieta mais colorida (com fontes de proteínas, frutas, legumes e verduras variados) feita rotineiramente, tende a suprir a necessidade diária de vitaminas”. Já as conhecidas ‘manchinhas brancas’, que muitas pessoas têm, podem aparecer devido a traumas e doenças locais. “Muitas outras doenças podem se manifestar com alterações na cor ou na forma ungueal, como a cirrose hepática, o líquen plano, a psoríase, doenças neurológicas, respiratórias, diabetes, entre outras. Mas a alteração de cor ou de forma das unhas deve ser avaliada por um especialista”. FIOS EM DIA Faça chuva ou faça sol, o nosso cabelo está sempre exposto a todos os tipos de agressões, e no inverno não é diferente. A mudança de hábitos nessa época do ano, infelizmente, também interfere na saúde dos fios. Apesar de ser a melhor época para prepará-los para mais uma temporada de sol, mar, calor e piscina; o vento frio, os banhos demorados com a água muito quente, a diminuição nas lavagens, a oleosidade intensa e o excesso de secador e chapinha resultam num cabelo frágil, quebradiço e sem vida. “A água quente é a inimiga número um dos cabelos, por isso é melhor optar pela água morna, pois não desidrata, nem descama o couro cabeludo”, explica Carol Delcambre, hair stylist do LO Studio.

92 00-Espelho_83.indd 92

Junho 2011

09/06/2011 16:05:27


Vitrine

junho 2011

00-Espelho_83.indd 93

93 09/06/2011 16:05:31


Vitrine Feitos no salão, os tratamentos mais indicados para essa época do ano são as hidratações mais potentes e as cauterizações. “O mercado sempre lança alguma novidade e, este ano, o que está fazendo a cabeça da mulherada é um luxuoso tratamento com preciosos ativos de caviar, que dá brilho, restaura e revitaliza os fios”, revela Carol. Quem quer dar um up nas madeixas em casa pode contar com as soluções caseiras, como os cremes de ação rápida, que não são tão eficientes como os produtos encontrados nos salões, mas que proporcionam resultados eficazes. “Os cremes sem enxágue ou leave-in são boas opções para manter os fios disciplinados e tratados, além das máscaras que, se forem de boa qualidade, não necessitam de fonte de calor, como as toucas

térmicas”, afirma a hair stylist do Neo Studio, Silvia Paiva. Já o vento e a umidade, que costumam deixar os fios armados e arrepiados, podem ser ‘domados’ com os famosos produtos antifrizz. “Temos um grande lançamento, feito com óleo de Argan, que deixa os fios macios e com um superbrilho, além de reduzir o volume e o frizz, sem deixar os fios oleosos”, conta Meire Carriel, hair stylist do salão LO Studio. A profissional revela que, neste inverno, as mulheres podem apostar em cabelos bem assimétricos e desfiados com franjas desconectadas. Sobre as cores, ela sugere os tons de marrons e acobreados. “Já as mulheres que gostam de muito glamour, a cor do momento é o vermelho”. Além das cores quentes, outra tendência para o inverno 2011 são os loiros, acinzentados ou dourados. “Eles também podem vir acompanhados de reflexos e mechas”,

94 00-Espelho_83.indd 94

Junho 2011

09/06/2011 16:05:50


Vitrine

explica Jaqueline Rocha, hair Stylist do Neo Studio. “Os cortes deverão ser bem elaborados. Uma boa dica é deixar a frente mais comprida ou então com uma franjinha mais curta que o normal. O cabelo totalmente liso fica em segundo plano nesta estação, ganhando destaque os cabelos com aspecto natural, sejam cacheados, crespos ou ondulados”, completa. A profissional Leila Bueno, do salão Leila Bueno Hair, lembra que, apesar das tendências, é importante respeitar a diferença e o estilo de cada um. “Os cortes femininos não devem ser muito curtos, precisam ter um movimento mais natural e, para as mais ousadas, o uso de mechas bem marcadas também fará sucesso. Quanto aos masculinos, os homens estão aderindo à moda do cabelo mais longo, de uns 15 cm mais ou menos, com uso de finalizadores do tipo ‘pasta’ e ‘pomada’”.

junho 2011

00-Espelho_83.indd 95

95 09/06/2011 16:05:55


Vitrine - Xampus antirresíduos podem ser usados em casa, mas apenas a cada 15 dias. Cabelos com escova progressiva, por exemplo, devem evitar o uso do produto, já que ele reduz a durabilidade do procedimento. - Cabelos quimicamente tratados (coloração, mechas, relaxamentos ou alisamentos) precisam de atenção redobrada.

DICAS DOS EXPERTS - A utilização de bonés e gorros, por exemplo, pode aumentar a oleosidade, causar o aparecimento de fungos e bactérias, e da temida caspa.

96 00-Espelho_83.indd 96

- Ela também pode ser causada por resíduos de produtos, água quente, estresse ou algum distúrbio hormonal. O ideal é sempre lavarmos os cabelos dia sim, dia não, com produtos específicos.

- Madeixas devidamente nutridas e hidratadas possuem menos chance de arrepiar (com escova progressiva também arrepiam menos). Cremes leave-in, pomadas, mousses ou silicone poderão ajudar, dependendo do tipo de cabelo. - A má higienização pode provocar a queda dos fios. É importante hidratá-los semanalmente e cortar, no máximo, a cada três meses.

Junho 2011

09/06/2011 16:06:08


Vitrine SERVIÇO • Clínica Pincelli – Rua Nelson Gama de Oliveira, 287 – Tel.: 3772-4313 • Clínica Weiss – Rua Dr. Luiz Migliano, 1110 – 6° e 8° Andar Tel.: 3744-8997 – www.clinicaweiss.com.br • Leila Bueno Hair – Rua Doutor Luiz Migliano, 655 – Tel.: 3784-2761 www.leilabueno.com.br • LO Studio – Rua José Ramon Urtiza, 1220 – Tel.: 3776-7280 www.lostudio.com.br • NEO Studio – Rua José Ramon Urtiza, 522 – Tel.: 3739-0909 www.studioneo.com.br

junho 2011

00-Espelho_83.indd 97

97 09/06/2011 16:06:11


Floriano Serra é psicólogo, consultor, palestrante, autor de vários livros e inúmeros artigos sobre o comportamento humano. E-mail: florianoserra@ somma4.com.br

98 Final Feliz_83.indd 98

O QUE VOCÊ ESTÁ ESPERANDO PARA DECLARAR SEU AMOR? Sobretudo depois de vários anos que a relação começou, muitos parceiros esperam pelo Dia dos Namorados ou pelo aniversário do outro para declarar seu amor, geralmente na forma de presentes. Não sei se os casais que agem assim já perceberam que essa declaração de amor acontece em apenas dois dias de dois meses dentre o total dos 365 dias dos doze meses que compõem o ano. Isso não é pouco – na verdade, isso é rigorosamente NADA! São doze meses de convivência, de apoio, de trocas, de cuidados, de carinho e de sexo e que, naqueles casos, são expressados de forma muito resumida em apenas dois presentes anuais. Não é minha intenção insinuar que se deve aumentar aquela quantidade de presentes. Deve-se aumentar, isto sim, a quantidade e a qualidade das declarações de amor. E estas não precisam ser feitas necessariamente através de presentes, exceto na opinião e na pressão da mídia pela televisão, jornais e revistas. A declaração de amor diária pode ser feita apenas com palavras – gentis, afetuosas, intensas, mas sobretudo sinceras – que expressem afeto, reconhecimento e prazer de estar junto do outro.

Pode ser feita por um gesto simples de carinho e de cuidado – como ajeitar carinhosamente o cabelo ou a roupa do parceiro. Até pelo olhar pode-se declarar um grande amor – inclusive sem a necessidade de palavras. A manifestação da emoção é mais eloqüente quando sentida pelo outro, muito mais que ouvida. Pequenos gestos do dia a dia podem potencializar as declarações de amor. Coisas que a modernidade tem jogado no baú das tradições “superadas”, como abrir a porta para ela entrar ou sair primeiro, puxar a cadeira na mesa do restaurante para ela sentar, dar-lhe a mão para ela sair do carro ou descer um degrau, brindar a relação nas refeições, levantando o copo – mesmo com água, acompanhá-lo naquele filme ou programa de TV, mesmo que você não goste (que são poucos minutos desse “sacrifício” diante do amor?), procurar entender de um assunto a respeito do qual você sabe que ele gosta de conversar (mesmo que seja futebol...), enviar inesperadas mensagens românticas pelo celular ou por e-mail – coisas simples assim, consideradas por casais cansados como “caretas”, ultrapassadas ou frescuras... Certamente é uma bela vitória conquistar um parceiro, mas essa vitória é triplicada quando se consegue manter esse parceiro. E a fórmula para isso é simples: basta que ambos sintam que a relação vale a pena, pelo que contém de amor, prazer, sinceridade, companheirismo e cumplicidade. Por tudo isso, dois dias por ano são poucos para fazer ou ouvir declarações de amor. Elas devem acontecer de forma tão frequente e intensa como se o mundo fosse muito pequeno e o tempo fosse muito pouco para caber um amor tão grande.

Junho 2011

09/06/2011 15:41:42


00-Espelho_83.indd 99

09/06/2011 16:06:53


00-Espelho_83.indd 100

09/06/2011 16:07:12


Dolce Morumbi 83