Page 1


Equipa

Voluntários em Ação

EB Santa Bárbara Temas

POBREZA/ FOME SAÚDE CONVIVER COM A DIFERENÇA

Situação

Muitas famílias de Fânzeres são pobres ou vivem no limiar da pobreza. Ajudar a colmatar as carências existentes é uma das nossas preocupações. Por outro lado, no Agrupamento estão inscritos cerca de 90 alunos com NEE, a que é sensível este grupo de voluntários. Importa, também, intervir ao nível da Saúde.

Área Geográfica

Freguesia de Fânzeres, concelho de Gondomar, distrito do Porto.

Objetivos

- Promover ações que vão ao encontro das necessidades mais prementes da população em geral; - Proporcionar um Natal e uma Páscoa mais felizes às crianças/famílias mais carenciadas do Agrupamento (atribuir cerca de 60 cabazes); - Minimizar as carências ao nível de material escolar, vestuário e calçado de crianças/famílias do Agrupamento (distribuir manuais escolares por cerca de 30 alunos; roupa e calçado por cerca de 90 alunos/famílias); - Apoiar 10 famílias da freguesia com artigos para o lar e 60 com artigos de higiene pessoal e doméstica, em parceria com Conferências Vicentinas; - Desenvolver ações na comunidade escolar que vão ao encontro de uma cultura de Paz, Solidariedade, Tolerância e que despertem o espirito de partilha e entreajuda; - Fomentar valores fundamentais, tais como aceitar a diferença, promovendo uma maior integração; - Articular ações com os serviços de Educação Especial do Agrupamento e com instituições externas; - Angariar financiamento de forma a proporcionar aos alunos da Educação Especial uma visita de estudo /convívio, no final do ano letivo; - Apoiar aluna com baixa visão e aluno com problema de pele grave; - Angariar fundos monetários para as ações propostas, através de parcerias com empresas/entidades.

Intervenção

Banco dos Livros // O Nosso Roupeiro – recolha/distribuição de roupas, calçado, roupa de casa e enxovais de bebé // Campanha Natal Solidário – recolha de alimentos, entrega de cabazes // Cabazes/Folares da Páscoa // “Missão Frescura, uma causa por uma casa” – recolha de produtos de higiene para famílias da freguesia // Banca Solidária na Atividade Final do Agrupamento // Peditórios da AMI // Projeto Make a Wish // Dia Internacional da Pessoa com Deficiência // Projeto “De Mãos Dadas” – apoio a alunos com NEE // Dia Paralímpico na Escola // Apoio mensal a aluno com problema de pele grave // Consulta de Oftalmologia e óculos graduados para aluna // Visita ao Parque da Cidade de alunos de Educação Especial // Comemoração de efemérides de Saúde // Rastreios // Sessões sobre sexualidade e comportamentos de risco, obesidade, distúrbios alimentares, etc. // Atividades com utentes de Pediatria do Hospital de São João // Participação no projeto “Aprender Direitos Humanos: Passado e Presente, Utilizar a história de Anne Frank para inspirar os jovens hoje” // Dia Internacional da Tolerância // Dia da Paz // Dia da Felicidade // Corta-Mato Escolar.

PADRINHOS ESCOLAS SOLIDÁRIAS Eugénio da Fonseca, Presidente da Cáritas Portuguesa e da Confederação Portuguesa do Voluntariado. Daniel Vieira, Presidente da União das Freguesias de Fânzeres e S. Pedro da Cova.

Rede de Cooperação e Amplificação

Comunidade educativa // Associação de Pais // Junta de Freguesia // Conferências Vicentinas // Várias empresas // Entidade bancária // Comité Paralímpico // Make-a-Wish // AMI Divulgação e amplificação através dos meios de comunicação internos da escola, redes sociais dos parceiros, etc.

Dificuldades

O nosso agrupamento é de dimensão reduzida e o meio em que se encontra inserido é economicamente desfavorecido, pelo que é redobrado o nosso esforço em encontrar meios financeiros que nos permitam auxiliar quem mais necessita. Outra dificuldade prende-se com a conjugação de horários dos vários elementos envolvidos.

Impacto / Resultados

60 alunos e 10 professores dedicaram 650 horas de energia solidária ao projeto, criando rede com 14 entidades externas. Beneficiaram das intervenções 460 pessoas do Agrupamento. Distribuímos 50 cabazes de Natal e 10 na Páscoa. Apoiámos 34 alunos com manuais escolares; 71 famílias com bens de vária ordem; 2 alunos com problemas de saúde. 25 alunos da Educação Especial receberam apoio 3 vezes por semana. Angariámos 250€ para o Make-a-Wish. Os objetivos foram cumpridos e mesmo superados. Ao longo do ano letivo, fomos alargando a nossa intervenção no terreno.

Autoavaliação Geral

A equipa revelou forte envolvimento em todas as atividades a que se propôs. Com empenho, ajudou quem mais precisava, contribuindo para uma maior consciencialização social e desenvolvimento de uma postura interventiva na comunidade escolar. Em tudo, revelou Cidadania ativa, sentido de entreajuda e respeito pelos Direitos Humanos.

Previsão de Continuidade É nossa intenção dar continuidade ao programa.

Edição 2015/2016 Conteúdos Adaptados


Equipa

Semear valores para crescer na diferença

EB Virgínia Moura Temas

POBREZA / FOME // EMPREGO/ SUSTENTABILIDADE ECONÓMICA // EDUCAÇÃO / LITERACIA // SAÚDE // POPULAÇÃO SÉNIOR // CONVIVER COM A DIFERENÇA // SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL // PARCERIA GLOBAL PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO

Situação

A elevada taxa de desemprego conduz a muitos problemas de pobreza. Há muitas famílias a solicitar ajuda, sendo que em 2015/16 foi atribuída Ação Social Escolar a 40,9% dos nossos alunos. O nível de instrução é relativamente baixo, preocupando o abandono escolar. Há também falta de hábitos alimentares saudáveis. Por outro lado, é preciso valorizar a população sénior. Os índices de consciência ambiental de grande parte da população são insuficientes. Atento à realidade local e ao mundo, o Agrupamento estendeu a sua solidariedade a África.

Área Geográfica

Moreira de Cónegos e freguesias limítrofes, concelho de Guimarães, distrito de Braga. Catió, na Guiné-Bissau. E outros países africanos.

Objetivos -

Fomentar o sentimento de pertença a uma comunidade educativa; Reconhecer a importância da Escola para a formação, realização e sucesso dos cidadãos; Promover e reforçar o conceito de cidadania; Fomentar a solidariedade e a sociabilidade da comunidade escolar; Valorizar o espírito de partilha, colaboração e entreajuda; Aprender a valorizar e respeitar a ciência, a cultura e os valores tradicionais; Reconhecer e valorizar os saberes e experiências dos mais idosos; Combater e atenuar o isolamento/solidão dos idosos; Fomentar uma consciência ecológica; Apelar a atitudes concertadas de defesa do meio ambiente; Aproveitar os espaços existentes na escola para o desenvolvimento curricular de algumas áreas disciplinares, nomeadamente educação ambiental.

Intervenção

Recolha de alimentos para famílias carenciadas // “Papel por alimentos” // Loja Social na escola // Projeto “Cria uma fruta, colhe os prémios” // Projeto eathing 2015- "Educação Global para a mudança" (iniciativas de promoção da dieta mediterrânica) // Projeto etwinning colaboração entre escolas da Europa, com recurso às TIC // Projeto LIGA-TE prevenção do cancro // Campanha Fruti Ventures // Dia da Alimentação // PASSE: Programa Alimentação Saudável em Saúde Escolar // Sensibilização “Venha tomar um café connosco, aprendendo…” // Dia do Não Fumador // PRESSE: Programa Regional de Educação Sexual em Saúde Escolar // Dia Mundial da Luta contra a SIDA // Semana da Saúde // Projeto "Laço Azul" // Sessões sobre "Comportamentos Aditivos" // Aulas de informática a seniores // Recuperação de horta/estufa, com seniores // Palestra "Intervenção numa criança autista" // Dia Internacional da Pessoa com Deficiência // Palestras "Utilização segura dos meios informáticos" e "Bullying" // Eco-aulas, palestra e workshops "Papel reciclado e compostagem doméstica" // Workshops de Agricultura Biológica // Concurso "Resíduos a peso" // Galardão Escola Verde Resinorte // Eco-Natal // Rota dos 20 – Eco-Escolas // Tutores de energia nas escolas // Recolha de óleo alimentar usado // Geração Deprositão // Recolha de roupa para África com a Associação Humana // Recolha de material escolar e brinquedos para Catió, na Guiné-Bissau com a ONG Na Rota dos Povos.

MADRINHA ESCOLAS SOLIDÁRIAS

Dulce Félix atleta olímpica.

Rede de Cooperação e Amplificação

Comunidade educativa, Associações de Encarregados de Educação // Juntas de Freguesia // Câmara Municipal // Biblioteca // Escolas secundárias e de música // Universidades do Minho e Católica // Universidade Sénior // Centro Cultural e Recreativo // Centros de Saúde // Liga Portuguesa Contra o Cancro // Centros Paroquial e Social // CERCIGUI // RESINORTE // Empresas locais // CN de Escutas // CPCJ Comissão de Proteção de Crianças e Jovens // Prevenção Rodoviária // Escola Segura // GNR // IPSS’s locais // AMI // ONG’s de apoio a África. Amplificação em página da Escola no Facebook, YouTube, blogues de projetos e parcerias, rádio e jornais locais.

Dificuldades

Avaliação quantitativa dos beneficiários diretos. Horário compatível para reunir os elementos das equipas.

Impacto / Resultados

50 alunos e 6 professores deram 2120 horas de energia solidária ao projeto, criando rede com 32 entidades externas. Beneficiaram das intervenções 65 pessoas de instituições apoiadas, 40 pessoas independentes e 1108 do Agrupamento. A nossa intervenção resultou numa mudança de mentalidades assinalável: o voluntariado cresceu e o espírito de partilha tomou forma. Houve ainda o incremento da consciência em relação ao outro, nomeadamente aos idosos, e à ecologia e preservação de recursos. Dado o caráter alargado e plural da nossa intervenção, é difícil quantificar a amplitude das ações de solidariedade e enumerar as sensações que elas provocaram. Sendo exígua a quantidade de colaboradores, torna-se incomportável registar a quantidade de “bens e produtos” obtidos ou indicar o número de utentes e famílias beneficiadas.

Autoavaliação Geral

Os alunos exerceram o sentido de cidadania. O sucesso deste programa foi o reflexo do contributo e envolvimento de docentes, alunos, pessoal não docente e encarregados de educação nas diversas iniciativas desenvolvidas.

Previsão de Continuidade Continuaremos!

Edição 2015/2016 Conteúdos Adaptados


Equipa EPAJUDA em movimento

EP Amar Terra Verde - Vila Verde Temas

POBREZA/ FOME // EDUCAÇÃO / LITERACIA // SAÚDE // POPULAÇÃO SÉNIOR // CONVIVER COM A DIFERENÇA // SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL // PARCERIA GLOBAL PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO

Situação

Verifica-se no concelho um elevado número de famílias carenciadas, por vezes desestruturadas e com graves problemas de saúde, álcool e violência doméstica, associados a situações de pobreza extrema, desemprego e abandono familiar ou mesmo social. São muitos os edifícios degradados habitados por famílias carenciadas que não possuem recursos económicos para proceder à realização de obras.

Área Geográfica Concelho de Vila Verde, distrito de Braga. Kibera, Quénia.

Objetivos -

Ajudar necessidades de famílias carenciadas (alimentação, questões técnicas das habitações); Participar no projeto de construção de uma habitação, em parceria com a Associação Habitat; Recolher eletrodomésticos usados para os reparar e depois entregar em bom estado a famílias carenciadas; Estreitar relacionamento com seniores; Elaboração de parcerias de apoio social; Apoiar campanhas de solidariedade de instituições locais ou nacionais; para angariação de verbas, roupas e brinquedos para famílias e instituições; Participar em campanhas de educação para os Direitos Humanos, Saúde, Conviver com a Diferença, Sustentabilidade Ambiental; Participação no projeto Eco-Escolas; Manter onda solidária com o Projeto internacional Hodi Kibera.

Intervenção

Formação em voluntariado aos elementos da equipa // Recolhas de alimentos, roupas e brinquedos // Venda de artigos em pequenas feiras de solidariedade // Entrega de cabazes a famílias carenciadas // Apoio à construção de uma habitação, aproveitando os conhecimentos técnicos e equipamentos de cursos profissionais da Escola // Recolha e reparação de eletrodomésticos usados ou danificados // Dias internacionais pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, da Mulher e dos Direitos Humanos // Meia Maratona dos Namorados // Sensibilização para a alimentação saudável e sustentável // Prevenção do Cancro da Mama // Campanha "Fumar Fica-te a Matar" // Semana da Saúde // Workshop de lenços - Serviço hospitalar de Oncologia // Convívio com seniores Festa das Colheitas, Cantar de Reis, Pintar a Páscoa // Campanha Anti-Bullying // Festa de Natal APPACDM // Jantar de Natal ReFood // Projeto Eco-Escolas com campanhas de sensibilização e proteção dos ecossistemas // Dia Eco-escolas pela alimentação sustentável // Concurso Árvores de Natal Recicladas // Dias da Terra e da Árvore // Doação de material escolar a crianças do Projeto internacional Hodi Kibera.

PADRINHO/MADRINHA ESCOLAS SOLIDÁRIAS Ainda não temos. Vamos ver quem nos inspira, motiva e ajuda nesta nossa missão. E, para a próxima edição, já teremos, com certeza!

Rede de Cooperação e Amplificação

Comunidade educativa // Câmara Municipal // Corporação de bombeiros // GNR // Centros de ação social // Lar // Loja Social // Unidade de Saúde // CLDS-Viver + Vila Verde // Cruz Vermelha // Santa Casa da Misericórdia // APPACDM // DECO // Projeto Refood // Habitat Amplificação no website e revista Ter, da Escola; nas redes sociais; e na Imprensa local.

Dificuldades

Carga horária excessiva e horários incompatíveis dos alunos e professores. Demasiada procura de apoio social para reduzida ajuda de instituições e empresas. Pouca recetividade dos grandes espaços comerciais do concelho a campanhas de recolha de alimentos.

Impacto / Resultados

35 alunos e 8 professores, mais 120 voluntários, dedicaram 1040 horas de energia solidária ao projeto. Criou-se rede com 20 entidades externas. Já foi possível reunir 2.000€ para apoio solidário; entregar 250 cabazes a 120 famílias; vender 1000 Bolachas Solidárias. Recolheu-se o equivalente a 2 contentores de roupa usada, material escolar e brinquedos. Doaram-se 100 kits de material escolar ao projeto Hodi Kibera. Recolheram-se 500 kg de cartão e 800 kg de papel. E deu-se apoio na construção de 1 habitação. Os objetivos foram amplamente ultrapassados em número de famílias apoiadas e de cabazes entregues, assim como nas verbas recolhidas. Conseguiu-se ainda efetuar, com sucesso, ações em distintas áreas. Demos alívio psicológico associado aos graves problemas financeiros. Proporcionou-se uma aliança entre as componentes sociais e humanitárias (de proximidade e internacionais) com os conhecimentos teórico-práticos e foi notória a melhoria dos alunos voluntários a nível de comportamento, motivação e responsabilidade. Construíram-se laços de carinho fraternal entre os elementos envolvidos no projeto, registando-se uma satisfação imensurável dos beneficiados e dos voluntários.

Autoavaliação Geral

O espírito de equipa, a solidariedade dos envolvidos, nomeadamente professores, alunos e encarregados de educação, e a persistência em ultrapassar as dificuldades foram uma mais-valia. Tal como é seu lema (“Não Basta Sonhar, É Preciso Acreditar”), os voluntários acreditaram, trabalharam com empenho e motivação, e os resultados surgiram.

Previsão de Continuidade É patente o desejo em continuar a desenvolver este programa.

Edição 2015/2016 Conteúdos Adaptados


Equipa

Clube Dar e Receber

Escolas D. Pedro IV, Vila do Conde Temas

POBREZA / FOME // DESEMPREGO / SUSTENTABILIDADE ECONÓMICA // EDUCAÇÃO / LITERACIA // SAÚDE // POPULAÇÃO SÉNIOR // CONVIVER COM A DIFERENÇA // SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL // PARCERIA GLOBAL PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO

Situação

Juntas por uma cidadania ativa, as 21 escolas deste Agrupamento procuram ir ao encontro das mais diversas necessidades. A nossa estratégia baseia-se no apoio a parceiros que nos são queridos, com os quais já estabelecemos laços, e na resposta a situações sensíveis e urgentes que vão surgindo ao longo do ano letivo.

Área Geográfica

Freguesias do concelho de Vila do Conde, Porto, no distrito do Porto. Moçambique. S. Tomé e Príncipe.

Objetivos -

Ser pessoas melhores, ajudar a formar boas pessoas; Partilhar este projeto em que acreditamos; Trabalhar a confiança numa causa, nas pessoas; Dar esperança a quem precisa; Ensinar a olhar para o lado e estar atento ao outro; Desenvolver valores como amizade, solidariedade, entreajuda, consciência cívica; Agir em consciência, sentir a alegria de estarmos no bom caminho; Criar laços; Criar o espírito de união e pertença a um grupo; Incutir em todos o voluntariado como missão para toda a vida; Dar e receber!

Intervenção

Visitas semanais a idosos // Recolha de donativos e apoio a campanhas de várias organizações // Recolha de roupa para alunos e famílias com dificuldades // Concurso de cabazes (Dia da Alimentação), doados a alunos carenciados // Recolha e entrega de material escolar, brinquedos, livros e roupas a ONG para o desenvolvimento // Entrega de cobertores a sem-abrigo do Porto // Projeto BRINCA: oferta de leite e bolachas para lanches de meninos de Miragaia // Recolha de leite em pó e papas lácteas para S. Tomé e Príncipe // Apadrinhamento de crianças em Moçambique e S. Tomé e Príncipe // Apoio à Missão Pijama e Dia Nacional do Pijama // Flash mob contra maus-tratos na infância, em centro comercial // Dia do Nariz Vermelho // Caminhada Solidária Médicos do Mundo // Venda solidária de artigos em 2.ª mão // Projeto Dar e Receber empregos, com a Associação de Pais // Gala de Natal da Associação de Pais // Recolha de rações para associação que recolhe animais abandonados // Integração dos alunos com NEE, com ações regulares e convívios // Dia Internacional das Pessoas com Deficiência // Apoio ao espetáculo “Outro Olhar” // Sensibilização contra o bullying // Recolha de tampinhas: apoio a senhor com a doença dos pezinhos e menina com problemas de saúde // Apoio domiciliário a aluna doente // Angariação de verbas para aluno que perdeu o pai // Limpeza da escola // A higiene oral em sessões de leitura e música // Culturas sustentáveis // Manutenção de aquário de água quente // Pilhão // Projeto Rios: estudo da Ribeira de Silvares // Recolha de rolhas de cortiça.

PADRINHO ESCOLAS SOLIDÁRIAS

Frei Fernando Ventura

Rede de Cooperação e Amplificação

Comunidades escolares do Agrupamento // Famílias de alunos e Associação de Pais // Junta de Freguesia // Paróquias // Câmara Municipal // Colégio // Comissão de Proteção de Crianças e Jovens // Comunidades e associações solidárias // Várias ONG e IPSS Criação e dinamização de página no Facebook.

Dificuldades

É difícil motivar pessoalmente todas as escolas e todas as turmas. Já conseguimos muito, mas há ainda muito trabalho pela frente. A reunião dos dados pedidos para este relatório. A falta de horas livres dos alunos para o voluntariado.

Impacto / Resultado

O programa abrangeu 21 escolas, alcançando 2871 alunos e mais de 100 professores. Foram muitos os voluntários e as horas de energia solidária. Criada rede com 16 entidades externas. Reunimos 967 pacotes de leite e 823 de bolachas para crianças; 210 cobertores para sem-abrigo; cerca de 400.000 tampinhas. Juntámos 150€ para apoiar aluno que perdeu o pai. Recebemos e entregámos muita roupa a alunos e famílias com dificuldades. Apadrinhámos 24 crianças em Moçambique e S. Tomé e Príncipe, países para onde também enviámos 4 carrinhas de bens. Levámos a boa disposição a idosos. Reunimos donativos e bens para campanhas locais e nacionais. Criámos espírito solidário.

Autoavaliação Geral

O envolvimento neste programa é sempre díspar: temos escolas 100% solidárias e outras que ainda não perceberam a importância desta cidadania ativa, ou preferem fazê-la com projetos próprios. Apesar de tudo, há cada vez mais trabalho em sintonia. Orgulhamo-nos do que fizemos e estamos a alcançar.

Previsão de Continuidade Claro que vamos continuar!

Edição 2015/2016 Conteúdos Adaptados


Equipas • G.U.N.A.S. • GUNITAS • G.U.N.A.S. Seniores • ULTRA G.U.N.A.S.

Escolas de Ermesinde Temas POBREZA/ FOME SAÚDE PARCERIA GLOBAL PARA O DESENVOLVIMENTO HUMANO

Situação

É cada vez mais significativo o número de alunos das nossas escolas cujos agregados familiares são elegíveis para a atribuição de subsídios da Ação Social Escolar. A realidade socioeconómica de um conjunto alargado de famílias é preocupante. Foram detetadas situações de alunos que chegam à escola sem tomar o pequeno-almoço e, em casos mais flagrantes, a refeição na cantina escolar é muitas vezes a única refeição completa do dia. Verificaram-se, inclusive, casos em que os alunos “perdem a vergonha” e se abrem com o professor, revelando que em casa não há “o que comer”.

Área Geográfica

Sampaio, Bela e Gandra, freguesia de Ermesinde, concelho de Valongo (Porto).

Moçambique. Same, em Timor-Leste.

Objetivos

- Continuar a fomentar na comunidade escolar o espírito de solidariedade; - Contribuir para o crescimento integral dos alunos; - Estreitar laços entre os grupos G.U.N.A.S.; - Responsabilizar as famílias que usufruem dos cabazes pela participação na vida académica dos educandos, bem como responsabilizar os alunos ajudados pelo cumprimento do Regulamento Interno do Agrupamento; - Continuar a apoiar alunos carenciados e suas famílias com bens essenciais; - Continuidade das parcerias e projetos: Botaminuto na recolha de calçado; Re-Food Ermesinde; Educação da criança afilhada “The Big Hand”; - Apoiar uma família de ex-alunos, desempregados, com uma filha com leucemia; - Recolher livros, no âmbito de campanha de associação de solidariedade, para biblioteca e sala de estudos de Same, em Timor-Leste; - Alargar a rede de parceiros; - Ir ao encontro de novas necessidades e novos projetos.

Intervenção

Duas edições Zumba Solidário a favor de pais de menina com leucemia // Petiscos Solidários e Feirinhas de Solidariedade nas escolas // Entrega de cabazes no Natal, abrangendo 220 pessoas // Recolha de calçado (campanha nacional Botaminuto) // Projeto Re-Food Ermesinde // Apadrinhamento de menina da Fundação "The Big Hand" // Doação de sangue // Recolha de livros para Timor (Campanha Solidária em rede - bibliotecas de Valongo) // Encontro da Família G.U.N.A. // Corrida Solidária, uma iniciativa da Associação de Pais da Escola D. António Ferreira Gomes para recolha de alimentos (entrega de cabazes no final do ano letivo) // Espetáculos de Solidariedade no Fórum Cultural de Ermesinde.

PADRINHOS ESCOLAS SOLIDÁRIAS

Pedro Bianchi Prata (piloto de mota de rally)

Fernanda Freitas (apresentadora)

Rede de Cooperação e Amplificação

Comunidade escolar, Associação de Pais // Junta de Freguesia, Câmara de Valongo // Bombeiros Voluntários, organizações e movimentos solidários // clube desportivo // empresas locais e nacionais // jornal // cidadãos de várias áreas Amplificação das iniciativas nas redes sociais e em jornal local.

Dificuldades

Selecionar criteriosamente as famílias que efetivamente necessitam de ajuda. Era nosso desejo trabalhar em parceria com a Junta de Freguesia para cruzamento de informação, de modo a evitarmos a “coleção de cabazes” que algumas famílias fazem. Não foi possível, mas fica o desafio para o próximo ano letivo.

Impacto E Resultados

32 alunos e 42 professores dedicaram 381 horas de energia solidária ao projeto, conseguindo cativar 400 voluntários! Criou-se rede com pelo menos 21 parceiros. Foram beneficiadas 400 pessoas: 1 institucionalizada, 203 independentes e 220 do Agrupamento. O projeto permitiu promover a formação integral dos alunos, alertar para as carências existentes no meio envolvente, sensibilizar para a solidariedade e estimular a partilha. Dos resultados quantitativos, provisórios, pode adiantar-se a angariação de 1.200€ e 1 tonelada de bens alimentares, de higiene e limpeza com o 1.º Zumba Solidário (entregues aos pais da pequena Raquel, que por seu turno distribuíram alguns dos produtos recebidos por famílias carenciadas do IPO Porto). No Natal distribuímos 1 tonelada de alimentos por 63 cabazes. Recolhemos 200 pares de calçado. Os G.U.N.A.S. continuaram a contribuir com 25€/mês para a educação de uma afilhada na missão Tete, em Moçambique.

Autoavaliação Geral

O balanço é francamente positivo. Como declararam alguns dos alunos envolvidos, foi “mais um ano de trabalho, de vitórias, de objetivos alcançados e dificuldades vencidas”. Todas as atividades “foram desempenhadas com espírito de equipa e entreajuda”. Afinal, ser GUNA é dar “tudo o que temos e podemos para ajudar quem mais precisa. É lutar todos os dias, enfrentar barreiras, alcançar conquistas, pensar em alternativas, criar as soluções”.

Previsão de Continuidade

A pobreza continua a ser uma realidade, pelo que prevemos continuar. Dentro das nossas possibilidades, queremos alargar a ajuda às escolas do 1.º ciclo do Agrupamento.

Edição 2015/2016 Conteúdos Adaptados

Projetos Super Escolas_Escolas Solidárias 6ªed