__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

1


2


3


EDITORIAL&ÍNDICE

QUEM NÃO GOSTA DE SAMBA . . .

B

om sujeito não é... Já cantava Dorival Caymmi em 1940, na música “O samba da minha terra”, composição inspirada nos sambas de roda da Bahia, que virou um símbolo desse ritmo musical, e acabou sendo reconhecido culturalmente, entrando para a Lista de Patrimônio Imaterial da Humanidade da UNESCO, em 2008. Aqui em Macaé, como está ecoando este ritmo de batida forte e cadenciado, que não deixa ninguém ficar parado? Está muito bem, obrigado. É o que dizem alguns dos sambistas que têm se destacado na cidade, individualmente ou em grupo, entrevistados pela DVCD. Já há algum tempo, vários nomes e eventos de samba vêm ganhando mais destaque na mídia digital e na agenda dos macaenses, conquistando os palcos, bares e eventos na cidade. São nomes como Amanda Amado, que participou do The Voice Brasil em 2013; Andrea Martins, que lotou o Teatro Municipal de Macaé em junho deste ano; Ricardo Badaró e grupos de samba como “Mistura Rica” e “Samba da Vila”, que têm feito shows pela cidade, em novos espaços, que abriram suas portas para apresentações de samba e têm atraído muita gente bacana, como o Cafundó. É muita gente boa e um monte de história pra contar. Vale a pena conferir! Boa leitura!

52

48

“TRANSBORDARTE” POR ALINE BRANT

8 De Tudo um Pouco Arquitetura & Design 14 Criare por Lívia Melo 16 Bauhaus Decoração e Arte

DIRETOR GERAL

18 20 22 24 26 28 30 32 34 36 37 38 40 42 44 46

Pessoas & Negócios Ri Happy Brinquedos Gestar Ginecologia e Obstetrícia Dr. Alexandre Bersot Imprimix Cavaleiros Bioanálise Laboratório Dra. Flávia Schueler Peti-Polá Papinhas Best Center Glória Jumalú Presentes Dra. Thyane Portugal Niel Restaurante Todeschini by Marcelo Muquici O2HM Hiperbárica Imbetiba Método Busquet Oral Rad Diagnósticos GLAM by Muquici

COLABORAD0RES DESTA EDIÇÃO

48 52 58 62 66 70

A Cidade Aline Brant, “Transbordarte” O samba sobe ao palco Surfe feminino Emagrecimento saudável Luto, para além da dor Consumo consciente

Gianini Coelho, Leila Pinho, Alle Tavares, Renatta Viana, Alysson Nogueira, Carlos Fernandes, Tathiana Campolina e Bárbara Coelho Fotografia Alle Tavares | Foto capa Santiago César Santiago (Studio SCS) | Editora Leila Pinho Revisão Bárbara Coelho | Publicidade Gianini Coelho (22) 99985.5645 | www.divercidades.com grupodivercidades @divercidadesmacae

Gente que Faz 74 CAF (Centro de Apoio à Família)

O SAMBA SOBE AO PALCO EXPEDIENTE

A revista DVCD é uma publicação do Grupo DiverCidades com tiragem de 7.000 exemplares por edição, distribuição dirigida e gratuita aos públicos A, B e C de Macaé • Rua Dolores Carvalho Vasconcelos, 270 - Sobreloja - Bairro da Glória - CEP: 27.937-600 • Direção geral: Gianini Coelho - Tel: (22) 99985-5645 • Editora e jornalista responsável: Leila Pinho MTB/MG 14.017 JP. ERRAMOS

Na edição 46, matéria da Livraria Nobel, na legenda da foto da família, o correto é Thayline, Herlon e a filhinha Naara

4

SURFE FEMININO

58


5


6


7


DE TUDO UM POUCO O fotógrafo Leandro Foca deixa os clientes bem à vontade, como a pequena Luana

ENSAIOS & EVENTOS COBERTURA FOTOGRÁFICA DESDE ANIVERSÁRIOS ATÉ CASAMENTOS, FOCA EMOCIONA PELOS DETALHES

M

uito conhecido pelas fotos esportivas (surfe, MMA e skate), o fotógrafo Leandro Norberto, mais conhecido como Foca, está surpreendendo com fotos de ensaios e eventos. Foca gosta de observar os detalhes e captar a emoção das comemorações e ensaios que faz. Ele realiza ensaios de casais e de variados tipos de festas como: aniversários infantis, festas de 15 anos, casamentos, colações de grau e formaturas. “Meus clientes comentam muito sobre os detalhes que eu registro nos eventos. Eles ficam surpresos com as fotos”, conta. Além do serviço fotográfico, ele também realiza a edição das fotos

Para a cobertura de casamentos, como o de Larissa (foto acima) e eventos maiores, Foca conta com a ajuda de fotógrafos parceiros, como Ryan Reid

e costuma dar um mimo para as noivas. Para o cliente que desejar, o fotógrafo também faz álbuns. Para mais informações, acesse as redes sociais: (instagram@ lnsfotos), no Facebook procure por Ensaios & Eventos ou ligue para (22) 99940-6193 - WhatsApp. Alle Tavares

A trupe da Criane na Casa Cor, em agosto. Da esquerda para a direita: Lívia Melo, Matheus Monteiro, Luce Jane Soares, Soraia Lima, Isabela Lage, Tatiana Lage, Jasmim Lage, Cláudia Augusta e Beth Gonzaga

8

CRIARE MACAÉ LOJA LEVA ARQUITETOS E DECORADORES PARA A CASA COR

E

m agosto, a Criare Macaé promoveu uma viagem à Casa Cor São Paulo com a participação de 13 pessoas entre arquitetos e decoradores de Macaé e região e profissionais da loja de móveis planejados. Segundo explica Isabela Lima e Lage, da Criare Macaé, a viagem foi descontraída e os profissionais puderam ver os ambientes da Casa Cor, trocar experiências e interagir. “O clima foi amistoso e todos ficaram bem à vontade. Nós viajamos juntos e passamos um fim de semana juntos. A integração entre os profissionais se deu de uma forma muito natural. Além da Casa Cor, nós visitamos o Mercado Central, Aparecida do Norte e conhecemos o sistema de construção a seco - Steel Frame, juntocom a empresária Regina Augusto”, conta Isabela. Esta edição da Casa Cor ressaltou muito a harmonia com a natureza, num estilo de vida rodeado de verde. A nova coleção da Criare, Essencial, está muito alinhada com essa tendência, com valorização da forma mais natural de vida.


Alle Tavares

PÃO DELÍCIA GOURMET A TRADIÇÃO DA CULINÁRIA DA BAHIA AGORA EM MACAÉ

Q

uem já provou o pão delícia da Bahia, sabe que é impossível comer um só. Macio, fofinho, leve, sem corantes, sem conservantes e todo artesanal, essa iguaria baiana está conquistando os macaenses. O Pão Delícia Gourmet é da empreendedora Carla Mussi que, depois de morar em Salvador e se capacitar nessa receita tradicional da Bahia, retornou à Macaé para conquistar novos paladares. “Faço o tradicional (sem recheio), três sabores doces (recheado de doce de leite, brigadeiro e queijo com goiabada) e três sabores salgados (recheado de queijo, peito de peru e frango), possibilitando uma grande diversidade de combinação, do café ao vinho”, explica Carla. Ela vende os pãezinhos prontos, por encomenda, direto ao consumidor, para cafeterias e atende a diversos tamanhos de eventos, desde coffee break para empresas, até batizados e casamentos. Também já está em alguns pontos de venda na cidade, como: Nuvem de Mel, da Imbetiba; no salão BLZA, nos Cavaleiros, e no Beleza Minuto, no Centro. Para encomendas e mais informações, acesse @paodeliciagourmet no Facebook e Instagram, ou ligue (22) 98803-5822 - WhatsApp. A macaense Carla Mussi se especializou nessa receita tradicional baiana e hoje oferece várias opções de recheio do pão delícia

9


DE TUDO UM POUCO

Leandro Foca

TRUFARIA & BRIGADERIA GOURMET INGREDIENTES DE QUALIDADE PARA ATENDER A TODO PORTE DE EVENTO

Bianca Mattos prepara suas trufas com ingredientes de ótima qualidade. Os doces atendem bem desde festas de aniversários até eventos corporativos

om ingredientes de qualidade, muita dedicação e carinho no preparo das receitas, a Trufaria conquista os clientes pelo sabor e bom atendimento. A empreendedora Bianca Ferreira de Mattos explica que atende encomendas de trufas para qualquer tipo de evento. “Atendo todo tipo de pedido com muito carinho. Pode ser um evento pequeno em casa para poucos convidados ou um grande casamento. Meu objetivo é satisfazer o cliente, independente do porte do evento”, fala.

Ela utiliza um chocolate de boa qualidade, meio amargo, que ressalta o sabor dos recheios. Bianca produz trufas pretas e brancas, com recheio de brigadeiro gourmet preto, brigadeiro gourmet branco, doce de leite, paçoca ou damasco. Para fazer pedidos, é preciso entrar em contato com antecedência pelo Instagram@trufaria1 ou pelo tel: (22) 99985-0201 - WhatsApp.

C Guarino

BAGUNCINHA FEIRA INFANTIL

A

A equipe da Feira Baguncinha, comandada por Camila Barreto, na primeira edição que aconteceu em agosto, na Pândanus

10

2ª edição da Feira Baguncinha já tem data marcada. Será em dezembro no Espaço Pândanus, em Macaé. O evento acontecerá em um único dia, no horário das 11h às 19h, e será uma edição especial de Natal. A programação já está sendo elaborada pela curadoria do evento, com o intuito de repetir o mesmo sucesso da última edição de agosto. A feira infantil Baguncinha reúne em um só espaço as novas tendências do mercado infantil da região. Ao todo, serão mais de 20 expositores, dos mais variados segmentos. Entre as marcas de roupas para bebês, crianças e gestantes, o evento vai reunir diversas opções gastronômicas além de uma programação de lazer e música para toda a família. Parte da renda arrecadada com ingressos será destinada à instituições que cuidam de crianças e adolescentes em Macaé. Informações sobre espaços no evento: Instagram:/baguncinha_feira


Gianini Coelho

BLEND BY MELT HAMBURGUERIA NOVA NOS CAVALEIROS SURPREENDE PELO SABOR E VARIEDADE

R

ecém-inaugurada nos Cavaleiros, a hamburgueria Blend by Melt chegou em Macaé para mostrar que diversidade de sabores e qualidade combinam com preço acessível. Com 12 opções de hambúrgueres artesanais, várias entradas e sobremesas de dar água na boca, a casa está conquistando o público de Macaé, desde as crianças até os idosos. Os sócios Lorena Rebelo de Oliveira e Ivan Majstorovic explicam que, toda semana, tem promoção de burguers selecionados a R$ 20,00 de terça a quinta-feira. O Black Três Queijos é um dos mais pedidos. Tem hambúrguer de 150 gramas, queijos cheddar, gorgonzola e gruyère, bacon, cebola caramelizada no pão australiano. “Temos desde o hambúrguer tradicional de carne e queijo até o mais sofisticado com presunto de parma e mix de cogumelos, além do hambúrguer de soja, com tempero da casa e queijo gruyère”, fala Lorena. A Blend by Melt fica na Av. Nossa Senhora da Glória, 1917, Cavaleiros e funciona de terça a domingo, das 18h às 23h. Para mais informações, acesse no Facebook e Instagram @blendbymelt ou ligue (22) 2142-6190. A hamburgueria também faz delivery.

O casal Lorena Rebelo e Ivan Majstorovic trouxe para Macaé a franquia que é sucesso em Vitória pela grande variedade de hambúrgueres e sobremesas, como o Chocoburguer e a torta Cookies

11


DE TUDO UM POUCO

Ian Souto Maior

Os sócios do HopGarden Cláudio Ramos, Ian Souto Maior e Henrique Machado estão otimistas com relação à aceitação do público sobre a inauguração do bar em outubro, que harmoniza cerveja com hambúrguer e a gastronomia do JO.ZÉ rango honesto

HOPGARDEN

e uma excelente opção gastronômica do JO.ZÉ rango honesto. Segundo explicam os sócios, pelo menos uma vez por mês haverá chope novo da casa ou de uma “cervejaria convidada”. O HopGarden já funcionou algumas vezes em esquema de teste para que os sócios pudessem fazer alguns ajustes e o feedback do público foi positivo. A proposta do bar combina bem com o H Kills que faz hambúrgueres artesanais e já possui um público apreciador de cerveja artesanal. Para mais informações sobre o HopGarden, acesse no Instagram e Facebook @hopgarden.macae.

PREVISTO PRA INAUGURAR EM OUTUBRO, BAR VAI CONTAR COM 15 TORNEIRAS DE CHOPE ARTESANAL

O

HopGarden é um Biergarten, com 15 torneiras de chope artesanal de fabricação própria, que vai promover eventos culturais, anexo à hamburgueria H Kills, nos Cavaleiros. A ideia dos sócios Jorge Antônio, Cláudio Ramos, Henrique Machado e Ian Souto Maior é oferecer cerveja artesanal de qualidade, num jardim, com mesas compartilhadas, privilegiando o bate-papo entre os amigos

WENDELL CARVALHO

IMPARÁVEIS MACAÉ

Q

12

Divulgação

O coach Wendell Carvalho é reconhecido em todo o Brasil como um dos maiores especialistas em mudança comportamental

uem busca desenvolver competências como inteligência emocional, foco e capacidade de gerar riqueza, vai gostar dessa dica. Acontece em dezembro a primeira edição do “Imparáveis Macaé”. O evento, que é voltado para empresários, empreendedores, profissionais liberais e estudantes interessados em aprimorar a carreira, será ministrado pelo coach Wendell Carvalho, que é considerado um dos maiores especialistas em mudança comportamental do Brasil. Wendell vai repassar aos participantes ferramentas para desenvolver uma alta performance, potencializando resultados. O coach já treinou mais de 120 mil alunos em todo o Brasil e atuou como mentor em mais de 180 empresas brasileiras, como Claro, Gerdau, Petrobras e Banco do Brasil. O evento acontecerá no dia 1º de dezembro no Hotel Royal Atlântica Macaé. Para maiores informações, é só entrar em contato com Samuel Marques, organizador do evento, pelo telefone (22) 99890-1466.


13


ARQUITETURA & DESIGN

A arquiteta Lívia Melo lançou mão dos detalhes rústicos dos acabamentos dos puxadores “Oriente Couro”, exclusivos da Criare, junto com a parede de tijolos aparentes, para dar mais aconchego à suíte do casal

Arquiteta cria projeto para casa de praia, em Búzios, com sofisticação e praticidade para o cliente

LÍVIA MELO Por: Alysson Nogueira / Fotos: Alle Tavares

14

C

Na quarto do menino, Lívia usou uma peça afetiva (poltrona antiga da família), contrastando com a arte do grafite, ao fundo

om uma vista deslumbrante da praia da Ferradura, em Búzios, a arquiteta Lívia Melo buscou fazer um projeto atemporal, que mesclasse o gosto dos proprietários, contemporâneo e vintage. A busca pela realização do sonho e a real noção de que somos únicos, com gostos próprios, levou a um projeto personalizado na Criare Macaé. No total, foram feitos três ambientes. O quarto do adolescente de 17 anos, possui tons modernos e uma pegada de madeira. Foram utilizados o Avelã Trama (rústico) contrastando com as lacas acetinadas preta e platina e os puxadores Oriente Cobre Vechio, que são exclusivos da Criare. A disposição dá aos criados-mudos um certo movimento, quebrando a rigidez


Na sala, o home teve o espelho bronze compondo com a laca acetinada Sahara no tampo do painel e o tamponamento de gaveta em MDP Avelã Trama

“A ideia era trazer um ambiente onde a família pudesse desfrutar excelentes momentos juntos. Um projeto pensado nos mínimos detalhes, para pessoas especiais e queridas”, ressalta Lívia.

Essencial é viver bem

Na sala de cinema, Lívia usou cores neutras que combinaram bem com os puxadores de topo retos na cor champagne

e contextualizando com o grafite na parede. O home da sala foi feito para integrar e interagir com a paisagem e a as outras peças do ambiente, como um quadro exclusivo da artista Aline Brant, retratando a família. O móvel é todo em laca acetinada Sahara e espelho bronze, o tamponamento em Avelã Trama e as gavetas em fecho toque, sistema que dispensa o uso de puxadores, deixando o ambiente mais sofisticado e moderno. Na sala de cinema, a arquiteta pensou em tons neutros, uma paleta nude com toques de gavetas no Argentato Bronze, o que trouxe a leveza necessária para compor com os equipamentos eletrônicos de última geração.

A coleção “Essencial” da Criare Móveis chegou para sintonizar a arquitetura moderna. A designer Marne Barbieri visitou algumas feiras do setor e trouxe novas inspirações. São mais de 25 novos tipos de cores e estilos. Um dos diferenciais para essa coleção são os materiais em laca fosca, brilho e acetinada nas cores grafite e nórdico.

@criaremacae | www.criare.com Av. Nossa Srª da Glória, 3025 - Cavaleiros Macaé/RJ | Tel.: 22 2773.6100

15


ARQUITETURA & DESIGN

A tradicional loja aposta na beleza do artesanato brasileiro e peças de alto padrão

BAUHAUS MACAÉ

UNINDO DECORAÇÃO E ARTE

P

Por: Renatta Viana / Fotos: Alle Tavares

16

ara quem nunca entrou na Bauhaus Macaé, a primeira impressão é daqueles imóveis imponentes do século passado. A porta principal, os lustres antigos, o pé-direito alto, um estilo único que remete a uma viagem no tempo e na história. E tudo é história, a começar pelo nome. Bauhaus foi uma escola de design e arquitetura da Alemanha, sendo a pioneira no mundo. Tudo começou há quase 30 anos, com a antiga loja Casa Rústica, idealizada pelas amigas Irene Davino, que é administradora, e a arquiteta Denise Secchin. A loja, hoje, é administrada por Irene e seu filho Gabriel Franco, que é engenheiro de produção e dedica seu conhecimento às relações com fornecedores e planejamento estratégico, enquanto sua mãe se envolve com o processo de escolha dos produtos. Segundo Irene Davino, cada detalhe da Bauhaus é pensado com muito carinho, desde as tendências, os produtos de extrema qualidade, os materiais, as cores e os detalhes, para um público exigente. “Há 30 anos no mercado, ainda me surpreendo com os clientes. É muito gratificante quando eles relatam as mesmas sensações que eu tenho ao

A entrada da Bauhaus encanta os clientes. Irene Davino com o filho Gabriel Franco. Há 30 anos no mercado, a Bauhaus é referência em decoração na cidade. A nova geração da família traz uma nova visão de mercado, mas com a qualidade de sempre

entrar na loja. Tudo encanta, eu os vejo deslumbrados e fico também, principalmente quando eles dizem: ‘Quero redecorar minha casa toda’. Quer resposta mais positiva para o seu trabalho?”, comenta. Já Gabriel, atesta o que a loja representa. “Eu vejo como o meu trabalho se complementa ao da minha mãe, especialmente por ver que o bom gosto pela decoração vem atravessando gerações. Os pais dos meus amigos eram clientes, agora os filhos, e assim por diante”.


Os ambientes e objetos de decoração da loja são cuidadosamente escolhidos para dar ao cliente a sensação real do espaço finalizado

Uma parceria de sucesso. A designer de interiores Helô Davino presta assessoria há 12 anos à Bauhaus

Cátia Crespo é cliente da Bauhaus há tempos e está sempre renovando sua casa com as novidades em objetos de decoração

A arquiteta Nana Nogueira confia no trabalho de Irene para trazer para Macaé o que há de melhor no Brasil em decoração

A cliente Cátia Crespo tem uma relação de longa data e de confiança com a Bauhaus. “Sempre procuro a Irene para decorar minha casa, consultório e ainda indico a loja para toda a família e os amigos. Sempre tem alguma novidade lá. São peças lindas que se destacam em qualquer espaço, sejam sofás, mesa de jantar, cadeiras, cama, entre outros itens para decorar os meus ambientes”, fala Cátia. A Bauhaus é uma loja aprovada não só pelos arquitetos, mas também, pelos decoradores de Macaé e região. Helô Davino, formada em design de interiores, presta assessoria à loja há 12 anos e conta o quão incrível é essa parceria. “Os clientes podem usufruir de um profissional qualificado pra auxiliá-los em suas necessidades. Um ambiente aconchegante, harmônico e elegante é o que as pessoas desejam e esse acompanhamento torna tudo mais tranquilo, seja na escolha dos materiais ou das peças, para que o resultado final seja especial e leve bem-estar, alegria e beleza às pessoas que habitam determinado espaço”, ressalta a designer. Para a arquiteta Nana Nogueira, a loja tem um diferencial que é o atendimento e o método de trabalho. “A equipe tem uma flexibilidade importante

na hora de atender às necessidades dos clientes, facilitando inclusive, o meu trabalho. Essa leveza e carinho nos ajudam no processo de produção e composição dos ambientes, sem falar nas peças exclusivas. A Irene faz questão de trazer o melhor do Brasil em decoração para a loja e tudo isso torna o trabalho muito mais prazeroso e eficaz”, finaliza Nana.

Av. Nossa Srª da Glória, 965 Praia Campista | Macaé/RJ Tel.: 22 2772-3380 22 99974-7211 @bauhausmacae

17


PESSOAS & NEGÓCIOS

Loja comemora seu primeiro ano de funcionamento no Shopping Plaza Macaé

RI HAPPY BRINQUEDOS

O casal Leonardo Santos e Cristiany Nascimento (foto ao lado) coordena uma equipe de 15 colaboradores, que atendem o público com todo o carinho

A MAIOR REDE DE BRINQUEDOS DO BRASIL TRAZ NOVIDADES PARA O DIA DAS CRIANÇAS EM MACAÉ

A

Por: Renatta Viana / Fotos: Gianini Coelho

18

loja Ri Happy Brinquedos está em clima de festa pela comemoração do seu primeiro ano de funcionamento, no Shopping Plaza Macaé. A franquia da maior rede de brinquedos do país segue cativando os clientes, especialmente as crianças, com tudo de mais moderno no universo dos brinquedos e linhas de produtos infantis e infantojuvenis. Com 600m², o espaço mais parece um parque de diversões, seja para a garotada em busca de novidades, para os pais ou para aquele cliente em busca do presente ideal. A marca, já bastante conhecida em todo o Brasil, investe em diferenciais para continuar brilhando. Além de brinquedos exclusivos, a Ri Happy prioriza o atendimento personalizado e mais afetivo, já que o maior público é o infantil. Para os proprietários da loja, Leonardo Santos e Cristiany Nascimento, Macaé estava carente de uma loja especializada em brinquedos e produtos infantis. Essa aposta, feita há um ano, hoje é um sucesso na cidade. “Apesar de todo o conceito envolto à marca, nós temos todo um cuidado e carinho com o nosso público, porque não somos só uma loja de brinquedos, somos uma fábrica de sonhos. Nós vemos isso em cada sorriso de um cliente que sai satisfeito com o nosso atendimento, nossos produtos e com todo o clima descontraído que proporcionamos”, diz o empresário Léo. Luciana Manhães foi a primeira cliente da loja e não abre mão de conferir as novidades sempre que possível. “Fui a cliente número 1 e é muito gratificante ver o crescimento da Ri Happy em Macaé, porque antes precisávamos ir às cidades grandes. Sou apaixonada pela marca, assim como os meus filhos, porque o espaço é lindo, os produtos são exclusivos, o atendimento é especial e tudo isso fideliza o cliente”, comenta.

Luciana Manhães foi a primeira cliente da Ri Happy Macaé. Ela é fã da marca, assim como os seus filhos

Sobre o Dia das Crianças, a loja já está a todo vapor com os preparativos. As apostas para a data são os produtos de primeira infância (bebês), com a linha Fisher Price; para os meninos, toda a diversidade da linha Nerf; e para as meninas, a coleção completa de bonecas Lol. SHOPPING PLAZA MACAÉ Av. Aluizio da Silva Gomes, 800 - Glória Telefone: (22) 2765-7856 @rihappybrinquedos


19


PESSOAS & NEGÓCIOS

Clínica referência em atendimento especializado a gestantes reforça a liberdade da grávida escolher o parto, com orientação médica

Independente se o parto é normal ou cesariana, a Gestar pratica a humanização no atendimento, com zelo pela segurança da vida da mãe e do bebê

GESTAR GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA

A equipe da Gestar é composta por vários profissionais, como por exemplo a doula, que auxilia a médica e tranquiliza a mãe antes do parto

O PARTO É SEU!

C

Por: Leila Pinho / Fotos: Ana Amado

om mais de 7 anos de existência, a Clínica Gestar se consolida como referência de clínica especializada em gestação, tendo realizado quase 2 mil partos nesse tempo. O casal de médicos ginecologistas e obstetras Dra. Alessadra Lofiego e Dr. Carlos Alexandre Goulart atende as gestantes, junto com uma equipe multidisciplinar composta pela ultrassonografista Laila Cabral, a doula Flaviana Azevedo, a nutricionista especializada em alimentação para gestante Júlia Geminiani, a enfermeira Fabrícia Quintanilha, a fisioterapeuta especializada em amamentação Georgia Sardinha Quinteiro e a fotógrafa Ana Amado. A Gestar é reconhecida como uma clínica que dá liberdade e autonomia para a grávida participar ativamente da escolha do parto, com orientação médica que prioriza a segurança da vida da mãe e do bebê. Dra. Alessandra explica um pouco sobre a forma com que as gestantes são atendidas.

20

Os ginecologistas e obstetras Dr. Carlos Alexandre e Dra. Alessandra Lofiego realizam o pré-natal e parto, com total cuidado e respeito às gestantes


Alle Tavares

Patrícia com o marido Izaac Raitz e os filhos. Ela elogia a forma humanizada de atendimento que recebeu na Gestar A Gestar também realiza, nas suas instalações, o curso para gestantes e casais grávidos, como esse feito em maio deste ano Alle Tavares

Para Beatriz Mesquita , o nascimento dos três filhos com o Dr. Carlos, com cesárea humanizada, teve a mesma mágica e emoção

“Aqui, dizemos para a grávida que o parto é dela. Ela é quem escolhe. Nós ouvimos a gestante, respeitamos as emoções, os desejos dela e fazemos tudo para proporcionar um parto humanizado, sempre baseado em evidências médicas, com toda técnica e exames disponíveis para fazer o pré-natal e parto com segurança e tranquilidade”, afirma a obstetra. Parto normal As grávidas de parto normal são atendidas pela Dra. Alessandra. Além de fazer todo o pré-natal na Gestar, o acompanhamento do trabalho de parto também é realizado na clínica, que possui estrutura adaptada pra isso. Se

a mulher quiser, pode levar a família para acompanhar o trabalho de parto. E, quando o trabalho de parto evolui, se aproximando o momento do parto, a gestante é encaminhada ao Hospital São João Batista, que fica a 140 passos da Gestar. Tudo é feito com a máxima segurança, com acompanhamento integral da médica obstetra. As pacientes da Dra. Alessandra elogiam toda a equipe pelo atendimento humanizado e segurança. Patrícia Guesser Corrêa Raitz é uma super mãe, apaixonada pelos seus quatro filhos e que preza a família acima de tudo. Ela teve o Mateus em junho deste ano e o parto foi muito rápido, tendo a Dra. Alessandra ficado o tempo todo a seu lado. “A gravidez foi muito tranquila. Todos na Gestar são muito atenciosos. A Dra. Alessandra é muito humana e nos acolhe de um modo especial”, fala. Parto cesárea Já as gestantes de cesárea são atendidas pelo Dr. Carlos, que também é especialista em gestações de alto risco como: diabetes gestacional, grávidas hipertensas, cardiopatas, em diálise, com doenças reumatológicas, com lúpus, gestação com má-formação, entre outros tipos. O médico reforça a importância da relação médico e paciente. “Prezo pelo tratamento respeitoso, pela atenção com as grávidas, em tirar todas as dúvidas delas e atender de forma humanizada”, pontua Dr. Carlos. A advogada Beatriz Cordeiro Guimarães Mesquita, de 32 anos, teve os três filhos com o Dr. Carlos, a Maria Eugênia, em 2013, o Bento em 2014, e o Gael, em abril deste ano. “Dr. Carlos é sério e passa muita confiança. Meu parto foi uma cesariana humanizada. Eu senti toda a mágica e emoção do nascimento dos três. Eu e meu marido nos sentimos envolvidos naquela atmosfera de segurança e amor”, recorda Beatriz.

21


PESSOAS & NEGÓCIOS

O advogado François Pimentel adorou o tratamento e indica o Dr. Alexandre para todos os amigos

Dentista oferece atendimento humanizado em reabilitação oral, implantodontia e periodontia

Dr. Alexandre Bersot valoriza o diálogo aberto com os pacientes, a qualidade no tratamento e o respeito aos horários agendados

Dr. ALEXANDRE BERSOT CRO/RJ 23099

DENTISTA ATENDE EM MACAÉ E CONCEIÇÃO DE MACABÚ

H

Por: Leila Pinho / Fotos: Alle Tavares

22

á mais de 20 anos atuando na odontologia, Dr. Alexandre Bersot se diferencia pelo atendimento humanizado, qualidade técnica e respeito aos horários marcados para cada paciente. Especialista em periodontia e implantodontia, ele atende no Edifício Tower Century, na Imbetiba. O dentista oferece variados serviços como: reabilitação oral funcional e estética (que envolve várias áreas da odontologia, como oclusão, periodontia, próteses, cirurgias e implantes). Entre os mais procurados pelos pacientes estão os implantes dentários, coroas, facetas e lentes de contato em cerâmica (porcelana) e o clareamento dental com luz de LED feito no consultório. Os pacientes do Dr. Alexandre contam ainda com a comodidade de poder estacionar o carro, gratuitamente, no estacionamento que fica ao lado do edifício onde ele atende. “Faço a consulta inicial do paciente buscando saber o estado de saúde geral e suas queixas e anseios com relação ao tratamento odontológico, solicito exames radiográficos, tomográficos e laboratoriais, caso seja necessário para o correto diagnóstico. Feito isso, explico ao paciente os planos de tratamentos possíveis para o seu caso e decidimos juntos, quais materiais serão usados em seu tratamento”, fala Dr. Alexandre. O advogado François Pimentel Moreira fez alguns reparos estéticos nos dentes com o Dr. Alexandre. “Todos os

José Carlos elogia a forma como Dr. Alexandre atende, deixando-o à vontade e passando confiança

tratamentos ocorreram muito bem e os resultados ficaram acima da expectativa. Ele é um grande profissional e o indico para todos os meus amigos”, diz François. O professor de história José Carlos Silva fez vários tratamentos como lentes de contato em cerâmica (para alinhar melhor os dentes, melhorar a forma e a cor), coroas em cerâmica e tratamento periodontal prévio ao tratamento de reabilitação oral estético. “Tive uma ótima recuperação e o resultado final foi super satisfatório. Ele me passou segurança e, antes de iniciar o tratamento estético, priorizou a saúde, que foi resolver o problema da perda óssea”, conta José. O dentista investe constantemente em atualização e cursos, e participará, em outubro, do Congresso ABROSS em São Paulo, voltado para a área de reabilitação oral e implantodontia digital. Dr. Alexandre atende pelo convênio AMS Petrobras e também de forma particular.

Conceição de Macabú: Rua Melchiades Picanço, 162 - Sala 02 - Centro Tel.: (22) 2779-4556 / 99842-3868 Macaé: Rua Dr. Luiz Belegard, 407 - Sala 406, Imbetiba Tels.: (22) 2772-5435 / 99208-1038 ou @dralexandrebersot @bersotodontologia www.dralexandrebersot.com.br


23


PESSOAS & NEGÓCIOS

Gráfica rápida surpreende o cliente pela agilidade e personalização no atendimento

IMPRIMIX CAVALEIROS

Na foto ao lado, a nova sede da Imprimix, nos Cavaleiros. Acima, a equipe da Imprimix. Da esquerda para a direita: Thayane, Anderson, Leonardo e Samuel Marques Jr.

GRÁFICA ABRE FILIAL COM CREDIBILIDADE DE 7 ANOS DE MACAÉ

I

Por: Leila Pinho / Fotos: Gianini Coelho

magina você sendo atendido de maneira única e exclusiva? A Imprimix, gráfica rápida de Macaé, faz assim, surpreendendo o cliente com rapidez na entrega dos produtos e a forma personalizada de atender cada necessidade. Quando o cliente vai buscar as encomendas impressas, recebe o produto com um recado personalizado com seu nome e um mimo surpresa. Há mais de 20 anos no mercado gráfico brasileiro, a Imprimix tem mais de 35 lojas espalhadas pelo país. Em Macaé, a marca existe há mais de 7 anos, e, em agosto deste ano, uma nova unidade foi inaugurada nos Cavaleiros, sendo a única gráfica existente no bairro. A Imprimix realiza vários serviços gráficos como, para eventos: pulseiras, ingressos, tickets, comandas, passaportes; para festas: convites, etiquetas, caixas, cones, tags, kit festa; e para empresas: criação de logomarcas, cartões de visita, crachás, etiquetas, lacres, rótulos, etc. Um dos diferenciais da Imprimix é a entrega rápida, em até 24horas, válida para serviços de impressão de pulseira, cartão de visita, ingresso, banner, lona, faixa, entre outros itens. “O cliente nos envia o pedido até às 15h e recebe a encomenda no dia seguinte até às 18h”, fala Samuel Marques, responsável pelo marketing e treinamento da equipe Imprimix Macaé. “Atendemos vários organizadores de eventos e essas pessoas têm a segurança e a confiança na Imprimix, porque sabem da qualidade do serviço e que só imprimimos a quantidade exata pedida pelo cliente”, ressalta Samuel. Alexandre Magno da Silva, 50 anos, é produtor da DBozz (produtora de eventos) e usa os serviços da Imprimix

24

Henrique Magno é sócio, junto com seu pai Alexandre Magno, da DBozz, produtora de evento que é cliente da Imprimix há 7 anos e que tem confiança total nos serviços da empresa

há 7 anos. “Faço ingressos, pulseiras e fichas de bar. O atendimento da Imprimix é muito bom e a segurança também. Nesse negócio de eventos, a segurança é super importante e sei que a Imprimix é honesta”, fala Alexandre. Recentemente, a marca lançou um aplicativo o IDControl que serve para controlar o acesso de pessoas em eventos, em tempo real. Centro Rua Tenente Coronel Amado, 198, loja 1 Cavaleiros Av. Nossa Senhora da Glória, 2825, loja 3

Tel.: (22) 2772-6950 / 99981-7795 /imprimixldexMacaeRJ @imprimixmacae


25


PESSOAS & NEGÓCIOS

Bioanálise é o primeiro laboratório de Macaé a adquirir o Easy Vein, equipamento que permite visualizar veias difíceis de serem localizadas

Elaine Costa é mãe de Gabriel, que precisa de cuidados especiais e se diz satisfeita com o atendimento humanizado da equipe do Bioanálise

BIOANÁLISE, TECNOLOGIA A FAVOR DA SAÚDE

O

Por: Tathiana Campolina / Fotos: Alle Tavares

hemograma é um dos exames complementares mais necessários para auxiliar o exame clínico do médico. Ele analisa os três tipos de células sanguíneas: hemácias, leucócitos e plaquetas, possibilitando um diagnóstico preciso. Infecções virais e bacterianas, anemias e viroses podem ser validadas por este exame, fundamental para ratificar as decisões do médico. A pediatra Cristina Alvariz da Clinmed, explica que, quando solicita um exame, ela já tem uma hipótese do diagnóstico e que a qualidade e confiabilidade do laboratório são fundamentais para concluir o parecer clínico. “Um bom laboratório faz o exame mais de uma vez na análise antes de entregar o resultado. É muito importante uma parceria entre o médico e o laboratório, para que você possa ligar em caso de dúvidas, ou até pedir uma contraprova. Essa aproximação é possível com o Bioanálise”, relata a médica.

26

O Easy Vein é o novo aparelho adquirido pelo Bioanálise, sendo o primeiro da cidade, só disponível na matriz, que facilita a coleta de sangue por indicar exatamente a posição das veias


Dra. Cristina salientou que, como pediatra, a solicitação de exames deve ser feita com bom senso. “Coletar sangue de criança é mais difícil que em adultos. Elas têm medo, é difícil de segurá-las e não entendem a importância do exame. O laboratório Bioanálise sai na frente ao adquirir o novo aparelho que permite visualizar a veia do paciente, a fim de evitar traumas”, reforça. A médica se refere ao aparelho Easy Vein, que chegou em agosto no Bioanálise e é o primeiro laboratório da cidade a adquirir esta tecnologia voltada para coletar sangue de crianças e pacientes com dificuldade de acesso. A empresária e bióloga Carmen Bersot conta que este aparelho traz mais excelência ao atendimento do Bioanálise, que já possui o certificado ISO: 9001/2015, da Bureau Veritas. “A hemoglobina tem forte absorção de luz infravermelha e o equipamento consegue mapear o contorno da veia, projetando a imagem sobre a superfície da pele humana. Assim, o profissional qualificado pode observar a imagem e localizar a veia para a punção venosa”, explica. Carmen frisa que os profissionais não medem esforços para garantir conforto, qualidade, eficiência e confiabilidade aos clientes. Para isso, todos os equipamentos são automatizados e vistoriados diariamente, com passagem de controle e calibração. Além disso, todo o sistema de resultado de exames é informatizado com o histórico dos pacientes. Arthur Gabriel (3 anos) é neuropata e precisa fazer um acompanhamento multidisciplinar bem severo. Sua mãe, Elaine Costa, contou um pouco da sua experiência. “O Bioanálise reúne três características importantes: a confiabilidade, respeito com o atendimento e suporte necessário, através do atendimento residencial. A profissional

Gianini Coelho

A equipe de médicos da Clinmed. Da esquerda para a direita: Dr. Aldo Balbi, Dra. Cristiane Cleto, Dra. Analúcia Abreu e Dra. Cristina Alvariz. Os pediatras da clínica recomendam e confiam nos exames laboratoriais do Bioanálise para fechar um diagnóstico correto dos seus pacientes

As irmãs e empresárias Rita e Carmen Bersot estão sempre investindo em tecnologia e qualidade de gestão para poderem oferecer os melhores serviços de saúde para seus clientes

que vai em casa, já conhece a veia dele, o que torna a coleta rápida e sem trauma. Agora, se ele precisar ir ao laboratório, este aparelho vai ajudar muito, pois qualquer profissional, mesmo sem conhecer o Arthur, vai conseguir coletar mais facilmente”, comenta. Elaine reforçou outras facilidades do Bioanálise, como a possibilidade de pegar o resultado pela internet e a rapidez na entrega dos exames de urgência, realizada no mesmo dia. MATRIZ Rua Visconde de Quissamã, 774 Loja 1b - Centro - Macaé/RJ Telefone: (22) 2796-9800 @bioanaliselaboratorio www.bioanalisemacae.com.br

27


PESSOAS & NEGÓCIOS

Dermatologista oferece moderno tratamento para calvície e problemas de pele

Segundo a dermatologista Flávia Schueler, o tratamento de MMP traz resultados mais rápidos se comparado a outros métodos mais tradicionais

Dra. FLÁVIA SCHUELER

MICROINFUSÃO DE MEDICAMENTO NA PELE (MMP)

U

Por: Leila Pinho / Fotos: Alle Tavares

28

ma técnica nova chamada de Microinfusão de Medicamentos na Pele, a MMP, está reacendendo as esperanças de pacientes que têm calvície e/ou problemas de pele e não conseguiam resultados com outros tratamentos. Quem explica um pouco como funciona a MMP é a dermatologista Flávia Schueler. O paciente realiza o procedimento no consultório mesmo e recebe anestesia tópica ou local. “Através de microagulhas são feitos furos minúsculos na pele, por onde são injetados medicamentos estéreis (produzidos especificamente para cada caso clínico). As microagulhas fazem um movimento de vai e vem, com velocidade e profundidade adequadas para que o medicamento possa agir no local e tratar as doenças, aumentando a eficácia do procedimento, com potencial clareador, rejuvenescedor, de estimular o crescimento e fortalecimento capilar, de melhorar as estrias e de estimular a produção de colágeno”, esclarece Dra. Flávia. O tratamento não deixa marcas na pele. A MMP é indicada para vários casos, como: melasma, cicatrizes de acne, estrias, queloides, leucodermia gutata (manchinhas brancas causadas pelo sol) , pele com poros

Débora Crespo aprovou o tratamento que amenizou as manchas no rosto (melasma) e fortaleceu e fez crescer os fios de cabelo

muito abertos, calvície, queda de cabelo ou enfraquecimento capilar. “O tratamento não altera a rotina de vida do paciente, traz resultados mais rápidos e é bem tolerável”, afirma a dermatologista. A dentista Débora Crespo Costa começou o tratamento de MMP por dois motivos: o cabelo dela ficou ralo depois da gravidez e devido ao melasma. “Eu não conhecia esse tratamento. A Flávia que me apresentou e adorei porque tudo melhorou. Meu cabelo já está com mais volume e vejo vários fios nascendo. E sobre as manchas no rosto, já na primeira sessão, eu senti diferença”, fala Débora. A dermatologista Flávia Schueler é membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e atende em consultório próprio, recém-inaugurado, no prédio do Tropical Plaza, no Centro. Tropical Plaza Avenida Rui Barbosa, 698 - Sala 203 Centro - Macaé/RJ - Tel. (22) 2757-2518 @flaviaschueler_dermato


29


PESSOAS & NEGÓCIOS

A Peti-Polá ampliou sua faixa de atuação e começou a produzir papinhas para as crianças a partir de 1 ano, com menu diversificado

Marca mostra que é possível alimentar as crianças de forma prática, com comida saudável e saborosa

Izabela Rosa investiu em uma nova fábrica para aumentar a produção, mas sem perder a qualidade dos seus produtos, que conquistou o público quando ainda era Bela Papinha

PETI-POLÁ PAPINHAS E COMIDINHAS

A BELA PAPINHA CRESCEU, VIROU PETI-POLÁ E AMPLIOU SEUS PRODUTOS PARA CRIANÇAS A PARTIR DE 1 ANO DE IDADE

E

Por: Leila Pinho / Fotos: Alle Tavares

30

specializada em comidas saudáveis para bebês e crianças, a Bela Papinha cresceu e virou Peti-Polá Papinhas e Comidinhas. A mudança chegou junto com a expansão dos produtos comercializados. Antes, havia apenas papinhas para bebês a partir de 6 e 8 meses, com papinhas cremosas e com pedaços. Agora, há também as comidinhas para crianças a partir de 1 ano, com refeições combinadas bastante diversificadas. A marca mostra que é possível alimentar as crianças de maneira prática, com comida congelada, sem perder a qualidade nutricional e com muito sabor. Conforme explica Izabela Rosa, da Peti-Polá, a expansão teve o intuito de atender as mães das crianças que aprovam as papinhas e queriam continuar alimentando os filhos com os produtos, acompanhando as novas necessidades nutricionais deles. “As papinhas da fase 1 são mais cremosas, os alimentos

Kelly Quitete e Bruno Oliver com o pequeno Hugo David, de 1 ano. Ele adora e come as papinhas da Peti-Polá desde os 5 meses. Agora, vai aproveitar as comidinhas da fase 3

são amassados artesanalmente, nada é liquidificado. Na fase 2 entram mais pedacinhos, e na fase 3 (a partir de 1 ano) já é uma comidinha parecida com a da família, porém, com composição nutricional específica para a idade e sal moderado. Tudo é balanceado para o público infantil, temos todo o cuidado no desenvolvimento das receitas, que são elaboradas em conjunto pelo nosso chef Paulo Senna e a nutricionista materno-infantil Ana Paula Barros. Além disso, usamos só alimentos selecionados e temperos frescos e naturais, sem nada industrializado ou qualquer tipo de aditivo químico”, explica Izabela. Na embalagem, o consumidor encontra todas as informações nutricionais da refeição e ainda a indicação específica para cada etapa etária. Kelly Quitete, de 39 anos, é mãe do Hugo David, de 1 ano, que come os produtos da Peti-Polá desde os 5 meses. O filho dela ama as papinhas. “Eu fico muito satisfeita porque ele come tudo e a comida é muito saudável, é tudo de qualidade e fresquinho. Meu filho não come outra coisa”, conta Kelly. A Peti-Polá comercializa as papinhas e comidinhas congeladas em Macaé, Rio das Ostras e Campos. Em Macaé é possível pedir pelo delivery ou comprar em dois pontos de venda: na loja Point Natural ou na Damata. Em Campos, é vendida na loja Skin Shape e também pelo delivery. Já em Rio das Ostras, os produtos estão disponíveis nas lojas Nutri & Grãos. ENCOMENDAS Tel. (22) 99764-4998 @petipolacomidinhas www.petipolacomidinhas.com.br


31


PESSOAS & NEGÓCIOS

Gianini Coelho

Bem localizado, centro comercial oferece conforto e segurança para fazer suas compras

BEST CENTER BAIRRO DA GLÓRIA CENTRO COMERCIAL CONTA COM VARIEDADE DE LOJAS E AMPLO ESTACIONAMENTO Por: Renatta Viana / Fotos: Alle Tavares

C

om foco em varejo de conveniência, o Best Center, empresa incorporadora e administradora de imóveis comerciais, tem o objetivo de estimular a economia através do comércio e facilitar o dia a dia dos clientes. O empreendimento reúne várias lojas de diferentes segmentos em um só lugar, proporcionando conforto, comodidade e bem-estar às pessoas. Em Macaé, o Best Center fica no Bairro da Glória. Além da ótima localização, o centro oferece ao consumidor uma infraestrutura de alto padrão, que difere das lojas convencionais, oferecendo facilidades como estacionamento gratuito com mais de 80 vagas e segurança, proporcionando mais rapidez e praticidade na hora das compras, comparado à estrutura de um shopping center. Dentre as oito lojas do Best Center, destacamos aqui quatro estabelecimentos.

Brasil Salads Hortifruti 32

Integrando o conjunto de lojas, a rede Brasil Salads Hortifruti está no Best Center há mais de um ano. Além da variedade em

O Café Donuts oferece um espaço reservado com mesas e poltronas, onde além de saborear um café, o cliente pode fazer uma reunião de trabalho O Hortifruti Brasil Salads oferece tudo para o consumo da casa: hortifruti, açougue, mercearia, congelados, laticínios e gastronomia com a sua seção de caldos e o restaurante de comida japonesa, o Tanaka

produtos de hortifruti, a loja de 650m² conta com açougue, frios, mercearia, congelados e laticínios. A loja, agora, vem se expandindo no ramo da gastronomia, segundo o proprietário Heric Carlos de Souza. Seu restaurante de comida japonesa, Tanaka, já é um sucesso, funcionando com bufê self-service e uma grande novidade que são as sopas e caldos. “São oito tipos de caldos diferentes todos os dias, inclusive com caldo doce. A ideia é inovar e oferecer o melhor ao nosso público”, diz Heric, que já garantiu ainda mais surpresas para a gastronomia do Brasil Salads até o fim do ano.

Mania de Bicho Concept

A loja Mania de Bicho Concept oferece o melhor em produtos e cuidados pet, porém com um novo conceito para os clientes e para os animais, como explica a empresária Tânia Monerat Navega. “Já estamos no mercado há 25 anos e é muito gratificante poder apresentar uma loja com um formato


A loja Mania de Bicho Concept, da empresária Tânia Navega, oferece tudo para o dia a dia do seu Pet dentro de um novo conceito de loja mais sustentável e também faz entregas em domicílio

Gisele e Isabela Boyadjian. Mãe e filha, sócias na nova loja da Risco Rabisco, que já é referência em moda infantil em Macaé, com seus 32 anos de história e sucesso na cidade

diferenciado em atendimento e produtos. Hoje, priorizamos a questão da sustentabilidade através da nossa estrutura física e a preocupação com uma alimentação mais saudável para os pets, alimentos orgânicos e de excelente qualidade, além do cuidado na orientação dos tutores sobre os melhores e mais modernos produtos para o bem-estar e saúde dos seus pets”, comenta Tânia, lembrando que a loja faz entrega em domicílio, com informações pelo Whatsapp, Facebook e Instagram.

Risco Rabisco Moda Infantil

A tradicional loja Risco Rabisco agora também está no Best Center, com tudo de mais moderno em vestuário e acessórios, desde o enxoval, infantil e teen. O perfil da nova loja é para o cliente que já é acostumado com o padrão de excelência e qualidade, porém agora com uma proposta mais atual em termos de presentes ou itens de necessidades básicas, com preços mais acessíveis. Para as sócias Gisele Boyadjian e Isabela Boyadjian Farha, essa novidade acompanha o atual momento que o comércio vive. “Nos readequamos para valorizar ainda mais o nosso cliente. A loja vem ultrapassando gerações, a tradição se mantém e nós estamos acompanhando as tendências, novas demandas e respeitando o gosto do cliente”, explica Gisele.

Carioca Fit

Com uma pegada bem descolada, a loja Carioca Fit, administrada pela empresária Camila Martins Figueiredo, apresenta um foco em alimentação saudável e que atenda a todos os públicos. Camila conta que entre as variedades da loja estão os itens naturais, vegetarianos, veganos, sem glúten e lactose, além das diversas linhas de suplementação e produtos, atendendo às necessidades de cada cliente. “Além disso, temos a cafeteria que é o nosso carro-chefe, com salgados fit e o café Orfeu, conhecido por ser de extrema qualidade e sabor inconfundível”, diz Camila, que pretende incrementar ainda mais seu leque de opções e variedade na Carioca Fit.

A empresária Camila Figueiredo abriu a loja Carioca Fit, onde além de produtos veganos, sem lactose e glúten, e uma linha de suplementos, também oferece um lanche fit como café expresso com quiche de massa de grão de bico e recheio de frango, palmito, queijo sem lactose ou bacon

LOJAS PARTICIPANTES DO BEST CENTER Rua Professora Ana Benedita 128 | Glória | Macaé/RJ

BRASIL SALADS Tel.: 22 2142-6833 @hortifrutibrasilsalads MANIA DE BICHO CONCEPT Tel.: 22 2773-4142 @maniadebichomacae RISCO RABISCO Tel.: 22 2142-0433 / Whatsapp: 22 99734-9559 @lojariscorabisco CARIOCA FIT Tel.: 22 2142-5535 / Whatsapp: 22 98179-0725 @soucariocafit /cariocafit

33


PESSOAS & NEGÓCIOS

Com presentes no estilo “fora da caixinha”, loja surpreende com variedade de artigos para todas as idades

Os casais de amigos Felipe Bichara e Aline Vasques, Yves Carvalho e Ana Paula Costa decidiram empreender em um negócio diferenciado nos Cavaleiros

JUMALU

PRESENTES CRIATIVOS

I

Por: Leila Pinho / Fotos: Gianini Coelho

naugurada no mês de agosto, a Jumalu Presentes Criativos é a opção para quem gosta de presentear e se presentear com objetos divertidos, bem no estilo “fora da caixinha”. A loja é a única do gênero no bairro Cavaleiros e fica dentro da Galeria Patrocínio, na Rua Joaquim da Silva Murteira, entre o Street Dog e o Mr. Fit, em frente ao salão Bela Donna. “O bairro precisava de uma loja assim com variedade de artigos para presentes que fugisse do tradicional”, pontua Aline Vasques, que é sócia da Jumalu junto com Ana Paula Costa. Segundo elas, quem entra no comércio encontra opções de presentes para todas as idades, desde crianças até avós e para ambos os sexos. Há objetos de decoração como quadros, porta-retratos, luminárias, enfeites de budinhas, pássaros, frases, etc. A linha de papelaria criativa conta com opções de post-its, canetas, planners (quadros de planejamento semanal, mensal, anual). A loja tem, ainda, jogos de bebidas (que fazem muito sucesso) como: roleta de shot e bingo de bebidas; os kits cinema com almofada, balde de pipoca e copo com canudo; linha fit com lancheira térmica e marmitinhas; cofres, canecas, nécessaire, moringas, almofada para playstation, etc. O empresário Antonio Gentil Júnior adorou os produtos da Jumalu. “Os presentes são originais e têm um toque de carinho e personalidade. Gostei também da disposição dos produtos na loja, porque fica tudo à mão do cliente e a gente pode interagir”, fala Antonio. A médica Renata Louredo Rodrigues esteve na inauguração da loja, na véspera do Dia dos Pais e adorou as opções. “São

34

Os empresários Adiel e Júnior aprovaram as instalações da Jumalu e também a qualidade e variedade das opções de presente

A médica Renata Louredo foi à inauguração da loja e aproveitou para comprar o presente do Dia dos Pais

bem criativos os presentes, deixei meus filhos à vontade para escolher o que queriam para presentear o pai e avôs e conseguiram desde porta-retratos e nécessaires até “apetrechos” indispensáveis para um churrasco animado e descontraído”, conta Renata.


35


PESSOAS & NEGÓCIOS

Arquivo

Nos EUA, Dra. Thyane passou por consultoria com o Dr. David Boschken, renomado especialista Invisalign

A Clínica Famille, inaugurada no começo desse ano na Imbetiba, possui arquitetura arrojada e uma super equipe para oferecer todas as especialidades odontológicas

Dra. THYANE PORTUGAL A bailarina e empresária Erica Mendes está surpresa com as vantagens do aparelho Invisalign Arquivo

ESPECIALISTA EM INVISALIGN, O APARELHO MAIS EFICIENTE E MODERNO DO MERCADO, A PROFISSIONAL CONQUISTOU O TÍTULO “TOP DOCTOR PLATINUM ELITE”

C

Por: Janaína Brandão / Fotos: Gianini Coelho

36

om mais de 22 anos de experiência, a cirurgiã-dentista Thyane Portugal atualmente é especialista em Invisalign, o mais moderno aparelho ortodôntico existente no mercado. A incrível tecnologia é capaz de produzir aparelhos praticamente invisíveis e promover inúmeras vantagens, se comparado a técnicas anteriores. Por não utilizar aqueles incômodos fios, o Invisalign é extremamente confortável, consequentemente, não atrapalha a fala. Tratamento disponível para pacientes de todas as idades, suas placas removíveis oferecem total liberdade para ingerir alimentos como pipoca, castanhas e até mesmo manga. Para fazer a higiene perfeita, basta retirar a placa e realizar uma escovação completa, finalizando sempre com o fio dental. Esse diferencial minimiza as chances de surgimento de cáries durante o processo, fato corriqueiro com os antigos recursos. Outro ponto muito positivo é a questão estética. Na prática, as pessoas não percebem que o paciente está usando aparelho. Eventos programados como casamentos e festas de 15 anos são situações perfeitas para se beneficiar do procedimento, pois além do rápido resultado, é possível realizar simultaneamente o clareamento dental, potencializando ainda mais o resultado. “O Invisalign é o tratamento mais eficiente que existe na atualidade. É extremamente mais confortável que outros métodos e tem previsibilidade mais precisa sobre o resultado e o tempo de todo o processo. Inicialmente, é realizado um escaneamento digital e, em seguida, faço uma programação detalhada. Uma sequência de placas produzidas exclusivamente para cada paciente no exterior, vai alinhando os dentes pouco a pouco”, explica Thyane, que é Invisalign “Top Doctor Platinum Elite”, título que comprova sua alta capacitação nessa técnica tão especial. A empresária Erica Mendes está em tratamento utilizando Invisalign

Praticamente invisível! Esse é apenas um dos diferenciais do Invisalign, que também é capaz de reduzir consideravelmente o tempo do tratamento ortodôntico

e está surpresa. “É discreto e confortável. Muito tranquilo de usar. É bacana essa questão de poder tirar para comer ou ir a um evento especial”, elogia Erica.

Clínica Famille

Dra. Thyane Portugal é a proprietária da Clínica Famille, que foi inaugurada em janeiro deste ano, na Imbetiba. Com estrutura super moderna e consultórios bem equipados, a empresa aceita convênio Petrobras, oferecendo diversas especialidades odontológicas para crianças, adolescentes e adultos, além de psicologia e fonoaudiologia. Rua da Igualdade, 766 Imbetiba - Macaé/RJ Tel. (22) 98814-0338 @clinicafamille


PESSOAS & NEGÓCIOS

Caio Duque

FOTO PATRICIA Poke, um prato havaiano, é a nova pedida na gastronomia do Rio e São Paulo, sendo feito no Niel por Caio Duque Caio Duque

Gastronomia variada, com bufê completo, pizza no forno à lenha e cozinha japonesa no melhor lugar da Praia dos Cavaleiros

Os irmãos Bruno e Caio Duque comandam a pizzaria e a cozinha japonesa do Niel. A pizza de salmão defumado com cream cheese, tomates cereja e rúcula e o Tartar de Salmão são ótimas pedidas

NIEL RESTAURANTE

O bufê self-service do Niel é de alta qualidade e tem várias opções como carnes grelhadas e frutos do mar

P

Por: Alysson Nogueira / Fotos: Gianini Coelho

erto de completar 10 anos com o que há de mais saboroso na culinária da cidade de Macaé, o Niel Restaurante traz ao público mais uma grande novidade. Além do bufê self-service com opções à la carte, carnes grelhadas e frutos do mar, tudo assinado pelo chef de cozinha Weliton Conceição e equipe, o restaurante passa a trabalhar com pizzas gourmet e comida japonesa. A pizzaria conta com mais de 20 sabores, salgados e doces. Um dos sucessos entre os clientes é a pizza “Niel” (à moda da casa), composta por salmão defumado, cream cheese, tomate cereja e rúcula. Outra grande pedida é a pizza portuguesa feita com cebola crispy, nas opções com ou sem borda recheada. Segundo o pizzaiolo Bruno Duque, as pizzas são de massa fina e ainda contam com a opção de massa 100% integral composta por aveia e mel. “Era um pedido antigo que as pizzas voltassem a fazer parte do nosso restaurante. Resolvemos dar uma reformulada no cardápio das pizzas e trazer para os clientes a receita familiar do Niel, que é o que o restaurante representa para nossa cidade”, contam Roberto e Laís Duque, responsáveis pelo Niel. Já o bufê japonês é assinado pelo sushiman Caio Duque, que trabalha com culinária japonesa há 5 anos. Ele trouxe para o Niel pratos diferenciados, como o ceviche peruano, mesclando ingredientes gastro botânicos, geleias, poke e pimentas, sem deixar de lado os famosos pratos da culinária oriental. “As novidades não param. Estamos com um projeto voltado para a estação mais quente do ano, onde teremos opções para toda a família aqui na praia. O deck e o bar estarão abertos com drinks, chopp, música ao vivo e DJ,

A cozinheira Edna e o chef Weliton Conceição, do Niel Restaurante, receberam uma consultoria especial do chef Fabiano Solza, à direita, que veio de Búzios especialmente para o serviço

além do espaço kids que estará aberto para as crianças. O intuito dos investimentos é proporcionar aos hóspedes uma maior variedade dentro das instalações do hotel e ao público externo, amigos e famílias, que são sempre bem-vindos”, destaca Roberto. O Niel Restaurante está aberto ao público todos os dias de segunda a sexta-feira, das 06h às 22h. Sábados, domingos e feriados das 06h às 22h30. O local possui estacionamento, ar condicionado e internet wi-fi.

Av. Atlântica, 3036 Cavaleiros - Macaé/RJ Tel.: 22 2142-3477 @NielRestaurante

37


ESPAÇO TODESCHINI

Para Muquici, os ambientes corporativos precisam ser repaginados, de vez em quando, para terem sempre um frescor para os clientes

A grande aposta da marca é o mobiliário corporativo onde é possível agregar valor ao seu negócio

No projeto da Sync, o pé-direito alto foi aproveitado para dispor os nichos da Todeschini para as bebidas do bar

MARCELO MUQUICI by Todeschini

M

Por: Alysson Nogueira / Fotos: Alle Tavares

38

ais do que um espaço para o trabalho, as empresas buscam criar uma identidade visual para si mesmas. Como as pessoas passam grande parte do seu tempo no trabalho, o ideal é que esse espaço seja aconchegante e funcional. A Todeschini traz para o mercado uma linha completa com o que há de mais moderno, pensando nas melhores soluções para quem deseja dar um upgrade ou até mesmo criar seu negócio. O designer e engenheiro civil Marcelo Muquici conta que o ambiente precisa ser muito bem estruturado. Ele ressalta que muitos empresários já vislumbraram o conceito e sabem como isso agrega valor no final. “Eu sempre digo que a primeira venda gira em torno de um projeto bem feito. Se você tem um projeto bonito, arrojado e ousado, o seu negócio já é certo. Todo mundo quer entrar num lugar bacana, não é mesmo?”, diz.

Muquici fez todo o projeto do mobiliário moderno e contemporâneo da Barbearia Cavaleiros com a Todeschini

Marcelo trabalhou no projeto de uma barbearia que inaugurou recentemente na cidade, “O Barba”. Outros projetos já existentes têm assinatura do profissional como o “Sync Lounge Bistrô”, a “Barbearia Cavaleiros” e a “Mystic”. Em todos esses empreendimentos foram usados móveis Todeschini, que se encaixaram perfeitamente na proposta do negócio. Na barbearia “O Barba”, por exemplo, Marcelo explica que buscou trazer algo diferente do que já é visto por


Na projeto da “O Barba”, nova barbearia da cidade, além das bancadas de apoio (acima), Muquici projetou uma estante que divide dois ambientes (abaixo)

Na loja Mystic, Muquici lançou mão das araras, aparador e mobiliário da mini-cozinha com tons neutros para que as roupas se sobressaiam

aí. “Resolvi misturar as cores nas caixas dos mobiliários, conceito que a Todeschini permite para o profissional, que é a liberdade de poder criar. Fiz também uma iluminação diferenciada, onde usei calhas de aço penduradas. Isso valoriza os móveis. Ficou fantástico!”, conta. Marcelo explica ainda que um ambiente com o mobiliário adequado ao tipo de negócio e ao perfil dos funcionários é imprescindível. “Móvel corporativo é igual à roupa da estação.

O ideal é que ele seja sempre renovado. Um detalhe que é sempre importante. A Todeschini permite isso, sem contar que eles são ótimos com a montagem, cumprem o prazo. Vale muito a pena!”, finaliza. Todeschini Macaé Av. Nossa Senhora da Glória, 689 Praia Campista • Tel: 22 2773-4200

39


PESSOAS & NEGÓCIOS

A inauguração da clínica contou com a presença dos sóciosproprietários e médicos parceiros e amigos. Da esquerda para a direita: Frederico Matos, Fábio Brito, Rafael Peçanha, Fernando Antonio e Jeferson Pessanha

A

Clínica especializada em tratamento de feridas abre nova unidade na Imbetiba e expande a capacidade de atendimento com um novo equipamento

O2HM

A nova unidade da O2HM Hiperbárica possui modernas instalações equipadas com tudo para oferecer o melhor serviço aos seus clientes

CENTRO DE MEDICINA

HIPERBÁRICA Por: Leila Pinho / Fotos: Gianini Coelho

40

O2HM - Centro de Medicina Hiperbárica de Macaé acaba de inaugurar uma nova unidade na Imbetiba e comemora a ampliação na capacidade de atendimento de pacientes com feridas. A nova unidade fica na Rua Dr. Bueno, 627 e a unidade anexa ao Hospital São João Batista vai continuar funcionando. A expansão reforça a vocação da clínica de ser um centro de tratamento de lesões de difícil cicatrização. Segundo explica o responsável técnico da O2HM, o médico especializado em medicina hiperbárica Cristiano P. Alonso, a compra de um novo equipamento pela clínica, a Câmara Multiplace, vai permitir mais agilidade nos tratamentos. A Câmara Multiplace permite tratar até 8 pacientes de uma só vez. O equipamento parece um submarino olhando por fora e, ao entrar nele, os pacientes recebem o tratamento chamado de oxigenoterapia hiperbárica que hiperoxigena os tecidos (o local da lesão recebe até 5 vezes mais oxigênio), acelerando o processo de “cura” de difícil cicatrização, como infecções de cirurgia, lesões por esmagamento, osteomielites crônicas, feridas em diabéticos e de radioterapia, entre outras.


As sessões são feitas por um médico na mesa de controle e um técnico de enfermagem, que acompanha os pacientes dentro da câmara. Eles se comunicam através de áudio e vídeo

“O equipamento novo otimiza o tratamento e ainda promove uma integração e vínculo entre os pacientes. Os pacientes se entrosam, acabam conversando uns com os outros e formam ali uma família. Pra quem tem fobia de lugares fechados, a sensação é atenuada na Câmara Multiplace. Vendo outras pessoas ali, o paciente fica mais encorajado”, explica Dr. Cristiano. O equipamento conta com a presença de um guia interno, um técnico de enfermagem capacitado para isso, que fica o tempo todo monitorando os pacientes em tratamento e um guia externo em comunicação constante com o interno para garantir a segurança deles. Na unidade anexa ao São João Batista, vai continuar funcionando a Câmara Monoplace, que trata um paciente por vez. Os dois equipamentos Monoplace e Multiplace - têm a mesma eficácia. A paciente Raquel dos Santos Vera sofreu um acidente de trânsito em 2014 e teve fratura exposta na perna. Ela ficou com uma ferida aberta e foi encaminhada para o tratamento de oxigenoterapia hiperbárica. “Fiz umas 20 sessões. Minha ferida estava muito aberta e muito feia. Eu me surpreendi, porque em uma semana já estava bem cicatrizada. Gostei muito do tratamento e de toda a equipe, os funcionários são super instruídos”, fala Raquel.

A nova câmara hiperbárica tem capacidade para até oito pacientes, sendo seis sentados e dois deitados, acompanhados sempre por um enfermeiro hiperbarista

Nova unidade tem foco no tratamento de qualquer tipo de ferida

A unidade nova possui duas salas de curativos. Segundo explica a enfermeira hiperbarista especializada em enfermagem cardiovascular, Cristina Lourenço de Brito, uma sala é focada em curativo limpo e a outra em curativo contaminado. “Tratamos qualquer tipo de ferida. Fazemos curativos cirúrgicos, tratamos feridas crônicas, úlcera de pressão, pé diabético, úlcera venosa, feridas causadas por acidentes de trânsito, que estejam infectadas e de qualquer outro tipo”, comenta Cristina. A O2HM atende pelos convênios Unimed, Bradesco, Petrobras, Braseg, de forma particular e também pacientes do SUS, por meio de um convênio com o Hospital São João Batista e a Prefeitura de Macaé. CENTRO Rua Dr. Júlio Olivier, 346 - Sala A IMBETIBA Rua Dr. Bueno, 627 Tel. 22 2759-9082 / 99104-3406 E-mail: oxigenoterapia@yahoo.com.br

41


PESSOAS & NEGÓCIOS

Anabel Carneiro tratou as filhas com Gilsara Kalil. Júlia tinha hipotonia muscular e Luiza, a mais nova, tinha cólicas muito fortes

Fisioterapia com benefícios comprovados pode ser usada em bebês e crianças para tratar dores muito comuns

Marcia Gessário e Gilsara Kalil trabalham com o Método Busquet em Macaé e têm conseguido conquistar uma legião de fãs pelos resultados apresentados

MÉTODO BUSQUET

Renata Ferreira da Silva tratou sua filha Gisele com Marcia Gessário. A menina tinha o quadril entortado para dentro (fotos abaixo) e teve uma evolução rápida e consistente através do Método Busquet

V

Por: Leila Pinho / Fotos: Alle Tavares

42

no mundo todo e com benefícios comprovados. Segundo explicam as fisioterapeutas especializadas no Método, Gilsara Kalil e Marcia Gessário, essa técnica identifica as tensões musculares, viscerais e cranianas, os caminhos que elas percorrem no corpo e trata o paciente de forma global, com foco em devolver à pessoa (adulto, criança ou bebê) a liberdade de movimento. Dores muito comuns podem ser tratadas com a técnica, permitida para bebês a partir de 30 dias. “Bebês com torcicolo, refluxo, bebês em vírgula (quando ficam na posição de vírgula, com insistência), podem ser tratados com o Método Busquet. Trabalhamos liberando as tensões e fazendo com que o corpo atinja um ponto de equilíbrio”, fala Gilsara. Anabel Carneiro Gaspar tem duas filhas, a Júlia de 8 anos e a Luiza de quase 2 anos. “A Júlia nasceu com hipotonia muscular e tinha a passada com o pezinho pra dentro. Ela teve uma melhora muito grande, na postura, com o Método Busquet. Já a Luiza tinha muita cólica, ela chorava muito. A Gilsara começou a tratá-la e foi muito eficaz. Fiquei admirada, acho o método inovador”, recorda Anabel. Conforme explica Marcia, crianças com todo tipo de problema postural, tensões diversas, meninas que sofrem com as dores geradas pela primeira menstruação e casos de dor do crescimento também podem se tratar com o Método Busquet, que teve o tratamento para bebês e crianças desenvolvido por Michèle Busquet. A paciente Gisele Ferreira da Silva, de 13 anos, se tratou com o

método e teve uma evolução significativa. A mãe dela, Renata Ferreira da Silva, conta que a filha tinha o quadril, as pernas e os pés entortados para dentro. Essa postura tinha como causa primária uma tensão abdominal. “Hoje, vejo as fotos e fico impressionada com a melhora da Gisele, ela evoluiu muito e muito rápido. As pernas, os pés e tudo o mais estão direitinho agora. Minha filha está muito feliz”, fala Renata.

Av. Agenor Caldas, 104, sala 301- Imbetiba - Macaé/RJ Tel. (22) 2772-4887


43


PESSOAS & NEGÓCIOS

Novo equipamento traz mais conforto e precisão em procedimentos odontológicos

Eduardo Puget, proprietário e radiologista da Oral Rad, investiu no scanner Intra Oral Itero (foto ao lado)

ORAL RAD DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

NOVA TECNOLOGIA EM DIAGNÓSTICO CHEGA A MACAÉ

U

Por: Alysson Nogueira / Fotos: Gianini Coelho

44

ma nova tecnologia em diagnóstico dental acaba de chegar a Macaé e região. O Scanner Intra Oral Itero, com tecnologia norte-americana, realiza o escaneamento intra oral, substituindo o processo de moldagen e gesso. O procedimento, que já é utilizado em alguns países e capitais brasileiras, auxilia nos tratamentos ortodônticos digitais, como o Invisalign, em confecção de próteses, guias cirúrgicos para implante, guias endodônticos e ajustes oclusais. Já são mais de 2,7 milhões de escaneamentos ortodônticos e 1,2 milhão de escaneamentos em prótese, em todo o mundo. O proprietário da Oral Rad, Eduardo Puget, explica que esse equipamento traz mais segurança ao paciente. “Alguns pacientes, submetidos à modelagem, sentem mal-estar, ânsia de vômito, até mesmo sensação de falta de ar. Para crianças, o incômodo é ainda maior. O conforto na hora do exame para o paciente e a fidelidade do escaneamento, foram decisivos quando pensamos em adquirir o equipamento”, conta Eduardo. O aparelho faz o escaneamento a laser por meio de uma câmera com ponteiras descartáveis que, em poucos minutos, faz o registro dos arcos, dentes, gengivas e oclusão do paciente.

Com o Itero, é possível fazer a simulação do tratamento por meio de imagens em alta definição 3D, que são facilmente visualizadas no computador. Dessa maneira, o planejamento do tratamento torna-se eficaz, permitindo visualizar todos os detalhes da boca do paciente, inclusive a escolha da cor de cada dente para a confecção das próteses. “Assim, o dentista terá maior precisão no diagnóstico”, explica Eduardo. A Oral Rad conta ainda com uma série de serviços em Radiologia Oral: Tomografia Computadorizada Cone Beam, Panorâmica, Telerradiografia de Perfil, Periapical, Documentação Ortodôntica, entre outros. Por meio do “consultório digital”, o paciente e o dentista têm acesso seguro e exclusivo aos resultados dos exames através do site. A Oral Rad trabalha com convênios Petrobras, Rede Unna, Odontoprev, Bradesco Dental, Braseg, Ambep, Aesp Odonto, Uniodonto SempreOdonto.

Rua Silva Jardim, 33 - Salas 103/104 - Centro - Macaé/RJ Tel.: 22 2770-5111 / 22 2793-0905 www.oralrad.com.br @oralradmacae


45


GLAM BY MUQUICI

MARCELO MUQUICI Como não foi possível colocar todas as fotos do aniversário de Marcelo Muquici na Sync Lounge e Bistrô em uma só edição, apresentamos, a pedidos, um pouco mais da alegria e animação dos seus convidados

SAO LUCAS Fotos: Gabriel Lopes

Michel Tannus com Marcelo Muquici, Marina Folly e Marusa Negreiros na entrada da Sync. Uma noite especial

Muita gente bonita e animada marcou presença na Sync. Da esquerda para a direita: Bárbara Tonon, Monalisa Fagundes, Vitor, Monique Marinho, Denise Fernandes, Luzia Monice, Ludmila Cortez e Michele El Hage

Muquici foi prestigiado por vários amigos e clientes. Da esquerda para a direita: Renata, Luis Aurélio, Kelly, Gustavo, Carolina e Leandro

O clima da festa foi de total descontração. Ramirez Candido, Gustavo Albuquerque, Janaina Olivier e Denise

As amigas Paula Riscado e Marilândia Vargas

46

A noite foi embalada pelos DJs Franz Kelkerman e Tássio Duarte

Muquici de Bruno Mars, com o casal Polyana e Jack Mussi

Selfie em ação. Muquici clicando as amigas Luana e Rafaela

Animação em família. Da esquerda para a direita: Monique Mello, Jéssica, Lucas, João e César

Todeschini Macaé Av. Nossa Senhora da Glória, 689 Praia Campista • Tel: 22 2773 4200


47


CULTURA

Aline Brant fotografou e bordou fotos de várias pessoas de Macaé, como a de Sandra Wyatt

“TRANSBORDARTE¨” LINHAS EM FOTO

DO CRIATIVO TRABALHO DA MACAENSE ALINE BRANT, QUE ENVOLVE FOTOGRAFIA E BORDADO, NASCE UMA EXPRESSÃO ARTÍSTICA Por: Leila Pinho / Fotos: arquivo Aline Brant

48


O tema natureza é a inspiração constante dos bordados da artista, como mostra essa foto de uma grávida rodeada por galhos, folhas e flores

Depois de fazer uma oficina de intervenção em fotografia, Aline começou a bordar fotos. Ela não aprendeu a técnica com ninguém, simplesmente começou a bordar, intuitivamente

D

o papel fotográfico brotam galhos, folhas e flores feitos de linha. Se a imagem fotografada já conta uma história, o bordado costurado nela amplia os horizontes, abrindo portas para novos sentidos. Esse trabalho criativo é da macaense Aline Brant que, ao juntar foto e bordado constrói uma autêntica linguagem artística. Aline descobriu o bordado, na foto, intuitivamente. Em 2014, ela fez uma oficina de intervenção em fotografia sobre coloração em fotos, que abriu a mente para novas possibilidades. Na época, ela realizou uma exposição em Macaé de coloração em fotos e experimentou ilustrar

algumas fotos com linhas. “Nunca aprendi bordado em tecido, mas sempre gostei de linha. Acho que tem uma ligação meio espiritual de poder fazer algo para usar, como quando fiz umas toucas de crochê depois que minha filha nasceu. Tenho essa conexão com a linha e uni isso à paixão pela fotografia. Foi fantástico. Descobri que outras pessoas já fizeram coisas parecidas com bordado na foto, mas diferente do que eu faço”, lembra. De maneira peculiar, o bordado dela tem inspiração na natureza, o que remete à sua infância. Quando criança, Aline morou na área antigamente chamada de Fazenda União, hoje uma reserva biológica que abrange Macaé, Casimiro de Abreu e Rio das Ostras. “Fiquei boa parte da minha infância ali, essas flores e folhas que eu bordo são muito da minha lembrança infantil. O meu processo criativo, a minha ideia de belo vem da lembrança da infância”, pontua a artista. Segundo ela mesma explica, atualmente, tira a foto já pensando em possibilidades de bordados que gostaria de fazer. Quando fotografa pessoas, Aline conversa com o retratado e busca

49


CULTURA A riqueza dos bordados amplia os horizontes da fotografia e constrói um novo sentido para cada imagem

O trabalho de Aline está sendo reconhecido internacionalmente. Ela recebeu um convite para mostrar sua arte em um livro que reúne trabalhos de artistas do mundo todo, relacionado a bordado

As fotos de Aline já foram expostas em vários locais, como no Metrô de São Paulo Atualmente morando no Rio, Aline está bordando uma série de fotos que mostra ruas históricas da capital, como a Rua do Ouvidor

50


informações sobre ele ou ela. Muito sensível ao que a pessoa retratada diz e às próprias percepções sobre aquilo, Aline vai construindo um sentido que se materializa nos bordados. A magia da arte está nas infinitas possibilidades de interpretação que cada um pode fazer ao ver uma foto bordada, dela. Para esta matéria, Aline deu à DVCD a rara chance de conhecer o sentido que ela construiu ao realizar algumas de suas obras. Uma delas, muito marcante para a fotógrafa, foi a foto do próprio filho, o Dom. “Meu filho teve um atraso na fala. A primeira frase dele foi aos 4 anos. Nessa foto dele, com a boca aberta, bordei ramos saindo da boca, como se ele estivesse florescendo”, compartilha. Outra que a impactou de maneira diferente foi a que ela intitulou de “Morada”. Na mini-entrevista que fez com o rapaz fotografado, ele demonstrou uma sensação de “não pertencimento”. Disse que já tinha morado com os pais, sozinho e que em nenhum lugar se encontrava. “Era como se ele não se sentisse acolhido. Ele não queria mostrar o rosto e, junto com essa ideia, eu fui cobrindo a face dele com os galhos e folhas. No final, o bordado ficou parecendo uma casa na árvore, um abrigo. É como se ele fosse a própria casa dele”, explica. “O bordado é o que eu quero dizer a mais. É minha forma de ilustrar isso, além do que vejo na fotografia,” diz Aline.

Repercussão internacional

O trabalho dela está ganhando repercussão no Brasil e fora também, atraindo olhares de diversos públicos. Aline Brant já fez exposições de suas obras em Macaé, bem no início da carreira, e em outros locais como estações de metrô da

megalópole São Paulo e na Fábrica Bhering, no Rio. A última exposição foi em São Paulo e terminou em janeiro deste ano. “Eu recebi um convite para expor, mas como as obras ficaram nas estações e não tinha muito como garantir a segurança, o material não foi original. Optei por fazer réplicas em lona do meu trabalho. Ficou exposto em três estações, por três meses. O nome da exposição foi Transbordo. Foi muito interessante, recebi muitos e-mails das pessoas que viram, essa foi a maior exposição que já fiz”, recorda. Recentemente, ela recebeu outro convite inesperado, para mostrar sua arte em um livro que será lançado na França. O livro apresenta trabalhos de artistas do mundo inteiro, relacionados ao bordado. Ao todo, 50 artistas foram convidados para participar do livro e apenas dois brasileiros integram o projeto, um deles é a macaense Aline Brant.

Ruas do Rio

Um trabalho recente dela tem as ruas históricas do Rio como protagonista. Aline está bordando uma série com fotos de sete vias, uma delas é a Rua do Ouvidor. O novo trabalho surgiu de uma vontade de registrar a ida dela para o Rio, lugar onde mora atualmente. “Quero mostrar minha visão sobre o Rio. Na foto da Rua do Ouvidor, fiz aqueles ramos brotando do bueiro como se o meu bordado estivesse conhecendo o ambiente. É como minha caminhada ali naquelas ruas. Se você olhar pra essa foto, possivelmente vai se sentir entrando nessa rua”, fala. A fotógrafa explica que a série traz um componente novo em relação aos outros trabalhos. “Estou trabalhando mais a ideia da profundidade, eu começo o bordado de um tamanho e vou trabalhando mais a perspectiva”, finaliza.

51


CAPA

Da origem com Benedito Lacerda aos novos artistas, movimento cultural do samba mostra que se renova a cada geração

O SAMBA SOBE AO PALCO GÊNERO MUSICAL MOSTRA A SUA FORÇA E SE MANTÉM VIVO COM ARTISTAS E EVENTOS DE DESTAQUE NA CIDADE Por: Carlos Fernandes / Fotos: Alle Tavares

52

S

ímbolo cultural brasileiro, patrimônio imaterial e Patrimônio da Humanidade reconhecido pela Unesco. Mais de um século de uma rica história que começou com Donga, em 1916, e foi enriquecida até chegar à nova geração. Em Macaé, não é diferente. Do pioneirismo de Benedito Lacerda, passando por redutos como o Bico da Coruja, novos sambistas preservam este belo capítulo da cultura na cidade. Isso se confirma quando a paixão pelo samba explode no vozeirão de Amanda Amado, que tem em sua família o DNA do samba. Neta de Tia Gessy, que já recebeu os maiores nomes do samba em seus eventos no Rio de Janeiro, Amanda aprendeu a amar o ritmo desde a infância. Seu talento precoce a levou, ainda criança, ao projeto cultural CIEMH2, onde,


Studio SCS

Studio SCS

(Ao lado) O show “Eu e Elas”, de Andrea Martins, aconteceu no Teatro Municipal de Macaé em junho desse ano, com ótimas músicas, belo cenário, plateia lotada e convidados especiais como Amanda Amado e Ricardo Badaró

com sua primeira banda, a ART.1, se apresentou em festivais nacionais e internacionais, incluindo uma cerimônia na Suécia, no castelo da Rainha Silvia. Já em carreira solo e se dedicando exclusivamente ao samba, abriu shows de grupos renomados e fez música com seus ídolos. “Tive a oportunidade de trabalhar com pessoas conceituadas no meio e queridíssimas por mim, como o Leandro Sapucahy, que produziu meu primeiro CD e o Wilson Prateado, que produziu minha música “Era Amor”. E já dividi palco com Diogo Nogueira, Arlindo Cruz, Fundo de Quintal, Péricles e outros nomes tão importantes”, conta. Em 2013, Amanda Amado ainda integrou o time de participantes do “The Voice Brasil”, da Rede Globo. “O programa me trouxe visibilidade nacional e alcancei lugares

(Acima) Amanda Amado ficou conhecida em todo o país com sua participação no The Voice Brasil em 2013, alavancando sua carreira no samba

que jamais pensei chegar”, diz. Além do novo single “Juro que tentei mudar”, ainda este ano, Amanda lança o EP “Rara”. “Tenho buscado referências dos sons que fazia antes de me dedicar somente ao samba. Espero conseguir, em breve, levar meu som e minhas letras para todo o país e, quem sabe, para o exterior também”, planeja Amanda.

Um jovem veterano

Cantor, instrumentista, compositor, diretor musical, professor, preparador vocal, ator... Apesar do currículo de um artista da velha guarda, Ricardo Badaró acumulou essas experiências ao longo dos seus 31 anos. Nascido em berço sambista, ele cresceu tendo na sua família seus primeiros mestres.

53


CAPA

Raphael Bózeo

Ricardo Badaró no Teatro Municipal de Macaé com seu show “Pra que veio”, no final de 2017, que teve como convidados Amanda Amado, Andrea Martins e o Mestre Carlinhos 7 Cordas

Tenho muito orgulho em ser mais uma mulher nas rodas de samba. É um ritmo universal, um patrimônio, que não está mais preso a um reduto, a uma classe social. O samba tem uma história muito forte e todos merecem conhecê-la ANDREA MARTINS Professora e sambista

54

“Tenho vivos na memória os almoços de família, a batucada... Fiz até uma música que se chama ‘Sabor de Infância’ narrando esse momento. Além desse laço biológico, sou filho adotivo de um casal que me apresentou um samba mais antigo, da Época do Rádio”, lembra Ricardo. Dessa forma, se tornou profissional tendo as melhores influências no samba, como Cartola, Chico Buarque, Zeca Pagodinho, Dona Ivone Lara e Fundo de Quintal. E realizou

um grande sonho: abriu o show do mestre Monarco da Portela, no Sentrinho. “Esse momento me mostrou que o samba é amor, é política, é convergência social, é resistência, é humor, enfim, é brasileiro!”, fala. Badaró teve a chance de juntar todos esses elementos no espetáculo “Não deixe o samba morrer”, apresentado com muito sucesso no Teatro Municipal de Macaé, em comemoração ao centenário do samba. “Fui convidado para a produção musical e foi um espetáculo belíssimo, com apresentações lotadas e a colaboração de tantos amigos unidos pelo amor ao samba”, pontua. Recentemente, Ricardo Badaró lançou o seu primeiro CD, intitulado ‘Pra que Veio’, mesmo nome do show apresentado no final de 2017 no Teatro Municipal e que marcou o pré-lançamento do álbum. A apresentação teve Amanda Amado e Andrea Martins como convidadas especiais, além do Mestre Carlinhos 7 Cordas, que assinou a produção do CD. “É um título que reafirma o meu posicionamento nessa nova etapa da minha carreira”. E para manter o movimento cultural do samba, ele ainda promove uma roda de samba com convidados no Pub Style, toda primeira sexta-feira do mês. “Macaé tem seus redutos do samba e eu agradeço a quem pôde abrir a porta para que essa nova geração, na qual me incluo, pudesse entrar”, declara.

A caçula da família

Entre os jovens veteranos, o título de caçula dos palcos fica para a cantora Andrea Martins. Isso porque, apesar da sua ligação com o samba vir desde a sua infância, a cantora só


Raphael Bózeo

se lançou como profissional aos 40 anos, em 2014, no show “Divas”, realizado no Sentrinho. E de lá para cá, a correria para conciliar todas as suas atividades só aumenta, assim como os convites para apresentações. “Cantar sempre foi uma vontade, mas acabei tendo outras prioridades na vida. Casei e tive filhos cedo, sou professora e diretora de escola pública, então o tempo ficou curto. Mas hoje, com os filhos criados e a vida mais estabilizada, estou me dando ao luxo de realizar esse sonho”, conta. Aliás, a palavra “luxo” define bem o show “Eu e Elas”. O espetáculo, que conta com a direção geral do músico Robson Farah, estreou em junho, com grande sucesso, no Teatro Municipal. Um presentão para Andrea que, na ocasião, celebrou seus 45 anos em uma festa com todos os ingredientes que um evento como esse pede: ótima música, um belo cenário, plateia lotada e convidados especiais, como Amanda Amado e Ricardo Badaró. “O samba é o ritmo mestre nesse show, pois sempre esteve presente na minha vida. Admiro as guerreiras da minha família, que sempre ouviram mulheres fortes como elas. Assim conheci Gal, Bethânia, Elis, Clara Nunes, Dona Ivone Lara, Alcione, Elza Soares, entre outras. Daí o nome, pois todas essas mulheres habitam em mim”, explica Andrea. Mas nesse resgate, também há espaço para os grandes mestres. “Tenho muito orgulho em ser mais uma mulher nas rodas de samba. É um ritmo universal, um patrimônio, que não está mais preso a um reduto, a uma classe social. O samba tem uma história muito forte e todos merecem conhecê-la”, afirma Andrea, que agora planeja a turnê com o show “Eu e Elas”.

Studio SCSózeo

O Samba da Vila é formado pelos amigos Netinho Carvalho (reco-reco e voz), Badô (banjo), Niltinho (tantan) e Fransergio (pandeiro). O grupo tem conquistado seu espaço e já se apresentou no Rio de Janeiro

Andrea Martins começou a se apresentar no palco cantando samba há apenas 4 anos e tem conquistado um grande número de fãs na cidade

55


CAPA

Alle Tavares

Nascido em 2006, o Mistura Rica é composto por Júnior (voz e reco), Marcelo (cavaco), João (violão), Pablo (banjo), Adilson (pandeiro), Davi (tantan), Marquinhos (surdo) e Adelson (bateria)

Estou gostando de ver essa galera que está chegando agora, com uma pegada diferente. São novos produtores, eventos, grupos, cantores de primeira linha e muitos redutos de samba de muita qualidade ADILSON FIRMEZA Radialista

O samba vai onde o povo está

56

Sob o comando dos amigos Netinho Carvalho (reco-reco e voz), Badô (banjo), Niltinho (tantan) e Fransergio (pandeiro), o Samba da Vila se tornou um sucesso. E após dois anos, com tanta repercussão, estão à procura de um espaço maior para realizar novas edições da roda de samba. “Começamos na Vila João Rangel de Brito, no Centro, onde fui criado, e não imaginávamos chegar onde chegamos.

Tivemos momentos marcantes, como quando recebemos o Grupo Fundo de Quintal e o compositor Toninho Geraes. Também nos apresentamos no Renascença Clube, no Rio de Janeiro, a convite do Grupo Arruda”, lembra Badô. Nessa caminhada, o Samba da Vila faz questão de valorizar os artistas locais. De acordo com eles, Macaé é um reduto de talentos que seguem batalhando para manter erguida a bandeira do samba. “Macaé sempre teve sambistas de enorme talento. No nosso projeto, convidamos o pessoal da cidade e procuramos deixar algo de bom, como eles nos deixaram, para as gerações que vêm chegando com muito talento”, finaliza.

O tempo vai passando e o samba vai seguindo

O livro do samba de Macaé guarda as histórias de muitos grupos. Uma delas é a do Mistura Rica. Um capítulo que inicia antes mesmo da formação do grupo. Isso porque, apesar de ter nascido em 2006, a trajetória na música de Júnior (voz e reco), Marcelo (cavaco), João (violão), Pablo (banjo), Adilson (pandeiro), Davi (tantan), Marquinhos (surdo) e Adelson (bateria) começou bem antes. “Tocávamos em outros grupos, como Nação do Samba, Sem Limite, Ginga Negra e Nosso Prazer. Então, nos juntamos para fazer os eventos que nossas bandas, eventualmente, não tocavam. E o que iniciou com aniversários e pequenas ocasiões, logo cresceu”, lembra Marcelo Duque. O Mistura Rica formou seu público e segue junto pelos palcos de Macaé e da região, sempre repletos de metas. “Nesses 12 anos, cada dia foi uma experiência maravilhosa, pois amamos o


Gianini Coelho Alle Tavaresózeo

Marcellus, a esposa Juliana e as filha Nina e Maria estão à frente do Cafundó, que tem aberto espaço para shows dos sambistas da nova geração, atraindo um grande público amante do samba em Macaé

que fazemos. Agora, o sonho é gravar um álbum e rodar o Brasil com nosso som”, planeja Ricardo Júnior. Tudo, claro, sem esquecer seu público local. “Estamos todo mês no ‘Cariocando’, em Rio das Ostras, vamos retornar com o nosso samba na Rinha das Artes, além de tocarmos em festas e eventos”, adianta Marcelo.

O aval de quem sabe

“Respeite quem pode chegar onde a gente chegou”, diz a letra do samba que representa bem a trajetória de Adilson Firmeza, apresentador do “Pagode Samba Show”, no ar há 27 anos nas manhãs de domingo pela FM 101. Tempo que valeu o registro no Guinness Book Brasil. Adilson vem de uma tradição familiar no samba, e mesmo antes do “Pagode Samba Show”, em 1991, ele já produzia programas do gênero. Desde a estreia, o programa trouxe vários artistas do samba em suas festas de aniversário e também deu origem ao “Pagosamba”, que vai ao ar aos sábados. Adilson Firmeza sempre busca incentivar o movimento do samba em Macaé. “Estou gostando de ver essa galera que está chegando agora, com uma pegada diferente. São novos produtores, eventos, grupos, cantores de primeira linha e muitos redutos de samba de muita qualidade”, avalia. A renovação no cenário considerada por ele natural, inevitavelmente também passará pelo rádio. “Há um desgaste depois de todos esses anos. Mas almejo uma grande festa para comemorar os 30 anos do programa, com o lançamento de um livro. Depois disso,

O radialista Adilson Firmeza entrou para o Guinness Book Brasil com o programa de samba há mais tempo no ar, o “Pagode Samba Show”

dever cumprido com a consciência de que escrevi uma história importante no rádio”, conclui.

Espaços para o samba

Os projetos de samba de raiz também encontram espaço em casas de show, bares e restaurantes de Macaé que, definitivamente, incluíram o ritmo em seu “menu” de atrações. É o caso do Restaurante Cafundó, no Visconde de Araújo. “Percebemos que em Macaé há vários bons artistas. E faz parte do conceito do Cafundó e da forma como a gente pretende ganhar mais mercado: dar espaço para que apresentem um trabalho de qualidade”, afirma Marcelus Siqueira, dono do Cafundó. É com esse espírito de acolhimento e respeito ao samba que a casa vem encantando os amantes da boa música. “Procuramos sempre oferecer o melhor e o retorno do público é muito positivo. Vemos que o samba está vivo, graças a Deus”, comemora o empresário.

57


ESPORTE

A médica Thelia Soares começou a surfar por indicação de um amigo e tem no esporte uma forma de bem-estar e condicionamento físico

Alle Tavares

Jackson Ferreira

A procura do surfe pelas mulheres tem crescido em todo o país e, em Macaé, não podia ser diferente

MULHERES AO MAR ELAS INVADIRAM A PRAIA E ESTÃO DESCOBRINDO UM NOVO ESTILO DE VIDA NO ESPORTE Por: Renatta Viana / Fotos: arquivos pessoais

P 58

ara muitas mulheres, o mar não se resume mais a um simples mergulho. O que elas querem mesmo é surfar as melhoras ondas, “dropar” (descer a onda) e curtir toda a positividade do esporte. A representatividade feminina brasileira no esporte está mais forte. É o que mostra o ranking do surfe feminino 2018 da WSL (World Surf League), a Liga Mundial de Surfe,

O professor Cláudio Freitas entre as alunas Aymée, à esquerda, e Thelia Soares. Prova que para praticar o surfe não tem limite de sexo, nem de idade

que tem três brasileiras posicionadas entre as 22 melhores surfistas do mundo, Tatiana Weston-Web, Silvana Lima e Taís Almeida respectivamente. Em 2014, havia apenas uma brasileira no ranking. Em 2015 e 2016, aumentou para duas e em 2017, passou para três.


Leandro Foca

A jovem Aymée, de apenas 12 anos, já participa de campeonatos regionais e continua fazendo aulas com Cláudio para evoluir no surfe

Nas praias de Macaé, elas também estão demonstrando mais interesse no esporte. Segundo o educador físico e professor de surfe Cláudio Alves de Freitas Filho, o surfe feminino é bastante forte na Praia do Pecado, onde as aulas acontecem. O seu pacote básico é de 8 aulas de uma hora cada. Geralmente, as mulheres já ficam em pé na prancha na primeira aula e se encantam com a sensação de surfar. “O mais interessante é que a procura pelo surfe tem aumentado e as mulheres chegam à praia por incentivo dos maridos, irmãos, pais e amigos que já pegam onda. Hoje, dou aula para cerca de 15 mulheres que se apaixonaram pela liberdade, tranquilidade e paz que o esporte proporciona. Com essa motivação ou por vontade própria, esse estilo de vida vem ganhando cada vez mais espaço entre as mulheres e, a partir do momento em que elas fazem a primeira aula, todos os tabus e medos são desmitificados”, diz o surfista Cláudio. O surfe é para todas, independente de idade e características físicas. A Aymée Agostinho Rezende, de 12 anos, prova que tudo isso é verdade. Ela mora em Rio das Ostras e treina em Macaé com o professor Cláudio. Incentivada pela mãe Flávia Agostinho, Aymée, que já adorava ir à praia e via os surfistas na água, pediu aos pais para fazer uma aula experimental e se apaixonou. “O surfe passou a ser o meu esporte preferido desde a minha primeira aula na escolinha. Me sinto muito à vontade na água, principalmente porque tem outras mulheres comigo. E como tive bom desempenho nas aulas, cheguei a participar da segunda etapa do Campeonato Estadual de Surfe em Maricá, ficando em segundo lugar na minha categoria”,

O mais interessante é que a procura pelo surfe tem aumentado e as mulheres chegam à praia por incentivo dos maridos, irmãos, pais e amigos que já pegam onda. Hoje, dou aula para cerca de 15 mulheres que se apaixonaram pela liberdade, tranquilidade e paz que o esporte proporciona. CLÁUDIO FREITAS Professor de surfe

conta a pequena surfista, que se sente muito feliz e grata por praticar o esporte. Já a macaense Brhuna Neves, de 16 anos, é uma verdadeira estrela do mar. Filha do surfista Cristiano Silva, o Mosquito, ela se destaca com inúmeros títulos, influenciada pelo pai que há 33 anos faz história no surfe, sendo o maior recordista de títulos e representante atual do esporte, em Macaé. De acordo com Mosquito, o surfe feminino é muito bem representado no Brasil e no mundo nos mais variados circuitos e competições. “As mulheres fizeram a história

59


ESPORTE

Leandro Foca Arquivo pessoal

Brhuna Neves, de 16 anos, está se preparando para ingressar na categoria sub 18 este ano, treinando para o Circuito Carioca e Brasileiro Profissional

É uma disputa sadia dentro da água. Na minha opinião, o preconceito parte de nós mesmas por achar que o esporte é masculino, difícil e inacessível. Hoje, a praia está cheia de mulheres, de todas as idades, em busca do mesmo objetivo: conhecer o surfe e se aventurar nesse esporte lindo THELIA SOARES Médica e surfista

do surfe junto com a gente e isso continua acompanhando a demanda. Minha filha, por exemplo, vem dando bons frutos e agora está iniciando na categoria sub 18”, diz o pai e professor. Brhuna é campeã macaense feminina e única representante nas competições da região. Além disso, é campeã pré petit (até 10 anos) e campeã petit (até 12 anos) do Circuito de Búzios, vice-campeã estadual carioca sub 16 de 2017, campeã de várias etapas regionais e estaduais; e vem se preparando

60

Brhuna com seu pai e técnico Cristiano Silva (Mosquito). Ela possui vários títulos nos campeonatos de surfe e compete desde os 10 anos de idade

para ingressar na categoria sub 18 este ano, treinando para o Circuito Carioca Profissional e Brasileiro Profissional. “Meu pai é a minha base. Aprendi tudo que sei com ele, porque além de pai, é meu amigo, treinador e técnico. O surfe é meu estilo de vida, cresci na praia e o mar é a minha casa. É aqui que eu passo a maior parte do tempo, principalmente, porque estou iniciando a minha carreira profissional”, comenta Brhuna que surfa de manhã, estuda à tarde e ainda faz fortalecimento muscular na academia.


Uma grande referência do surfe feminino mundial, e que repercute fortemente na mídia, é a surfista Tatiana Weston-Webb, filha de mãe brasileira e pai inglês, nascida em Porto Alegre, mas criada na ilha de Kauai. Ela representava o Havaí nos campeonatos da World Surf League, principal campeonato do surfe mundial. Mas o desejo de estar em uma Olimpíada e a dupla nacionalidade, a fizeram mudar de planos e hoje a atleta vai representar o Brasil tanto no WSL Championship Tour quanto na preparação para os Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio. A também surfista macaense Thelia Soares, de 59 anos, é médica e, a convite de um amigo, conheceu os professores Cláudio e Mosquito. Segundo ela, em sua primeira aula, apesar de esperançosa, sentiu receio de não conseguir levar adiante. “Com a ajuda dos professores, logo desci a minha primeira onda, vi que tudo era possível e não parei mais. Pra mim, o surfe tem um objetivo lúdico porque não tenho a intenção de competir, é apenas para o meu bem-estar, pela resistência muscular que proporciona e por não ter feito na juventude”, conta Thelia, lembrando que nunca sofreu preconceito e que, no mar, todos estão em busca da onda perfeita. “É uma disputa sadia dentro da água. Na minha opinião, o preconceito parte de nós mesmas por achar que o esporte é masculino, difícil ou inacessível. Hoje, a praia está cheia de mulheres, de todas as idades, em busca do mesmo objetivo: conhecer o surfe e se aventurar nesse esporte lindo. A satisfação em pegar onda com o sol nascendo, a energia do mar e dos outros surfistas vibrando, não tem preço”, completa a surfista.

Benefícios do surfe

Para muitas pessoas, o surfe pode ser um esporte nada fácil no começo, mas uma vez dentro d’água, a experiência transformadora pode se tornar um estilo de vida. Além de proporcionar o contato com a natureza, que já tem efeito relaxante, o surfe é um ótimo exercício. Quem pratica ganha mais qualidade de vida e experimenta muitos benefícios, como: diminuição do estresse, já que o corpo libera substâncias que dão a sensação de bem-estar e consciência corporal; fortalecimento e tonificação da musculatura, pois a atividade requer esforço trabalhando todos os músculos do corpo de uma só vez e auxílio no emagrecimento, com a queima de aproximadamente 400 calorias com uma hora de prática; o surfe também melhora a respiração e a capacidade cardiorrespiratória; aumenta a resistência em consequência das remadas e posição em cima da prancha com alternância dos movimentos; traz mais equilíbrio, contribuindo para melhor postura e agilidade para driblar os obstáculos do mar e melhora consideravelmente a coordenação motora, por conta da alternância dos movimentos. Além disso, amplia o conhecimento, já que o surfista aprende sobre ondulações, ventos, correntes e marés, e aguça a curiosidade em geografia, pois certamente vai querer descobrir onde estão as melhores ondas. Vale lembrar que é imprescindível encontrar um bom profissional que ajude a conhecer a atividade no mar para descobrir os inúmeros benefícios que ela é capaz de trazer para a vida dos praticantes. O uso do protetor solar é indispensável, principalmente no rosto. Como o sol e o mar ressecam muito, é preciso sempre usar hidratantes corporais e capilares.

61


SAÚDE

O desafio de emagrecer apenas com mudança de hábitos e a satisfação de estar de bem com o espelho, com a autoestima e com a vida

Suellen Dutra chegou a pesar 98 quilos (ao lado com o filho) e hoje com 30 quilos a menos, se transformou em uma influenciadora digital da área fitness (acima)

EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL

A

Por: Thatiana Campolina / Fotos: arquivo pessoal

conhecida frase da história da Branca de Neve “Espelho, espelho meu, existe alguém mais bela do que eu?”, pode deixar muitas pessoas com medo da resposta, mas para Suellen Dutra, Juliana Lyra e Marcelo Mouzer, ela não assusta. Os três fizeram as pazes com o espelho e, juntos, eliminaram 80 quilos nos últimos três anos, sem auxílio de medicamentos. Foco, determinação e vontade de mudar basearam o processo de emagrecimento dos nossos entrevistados e algumas descobertas e obstáculos foram determinantes para a mudança.

Suellen Dutra - Musa fitness

62

Suellen deu uma reviravolta em sua vida profissional e pessoal. Em 2015, era gerente Brasil de uma multinacional e começou a ter problemas de saúde e pessoais. “A minha vida no trabalho estava um caos, meu casamento estava em crise, cheguei a ter vergonha do meu marido, estava hipertensa e pré-diabética. Com 33 anos, eu pesava 98 quilos. Decidi que precisava mudar. Eu queria viver, criar meu filho e ser feliz”, revela Suellen.

Ela contou que, apesar de sempre ter tido tendência a engordar, nunca gostou de ficar acima do peso e que, no fundo, sabia o que deveria fazer para começar a mudança. “Todo mundo sabe o que precisa fazer para emagrecer. Tive que trabalhar a minha mente para conseguir. Nos primeiros meses, meu objetivo era criar o hábito de fazer exercícios diariamente e mudar a alimentação. Não é fácil, mas a partir do momento que você quer, você consegue”, afirma. Suellen conta que começou a caminhar na praia, ir à academia todos os dias de manhã e também a mudar a alimentação - um desafio para ela, que não comia salada. “Logo no terceiro mês, o professor da academia viu que eu estava emagrecendo e me sugeriu fazer uma avaliação física. Comecei a fazer a avaliação mensalmente e, em um ano, eu perdi 20 quilos. Quando atingi a meta, eu tracei outras para ganhar massa magra e perder gordura. Mais uma vez, mudei a minha alimentação e o ritmo dos treinos. Com isso, perdi mais 10 quilos no ano seguinte”, explica.


Juliana Lyra perdeu 22 quilos em um ano. Ela deixou a faculdade de engenharia para fazer nutrição, sua nova paixão que lhe rendeu mais de 17 mil seguidores na internet

Após o emagrecimento, Suellen abriu uma conta nas redes sociais e começou a receber mensagens de amigos e conhecidos querendo saber o que ela havia feito para emagrecer. Atualmente, ela tem quase 15 mil seguidores no Instagram e é coach de emagrecimento. “Hoje, eu tenho uma sensação de liberdade, não fico preocupada com a roupa que vou usar ou se alguém vai me olhar na praia. Isso eu quero passar para as outras pessoas. Ser coach é trabalhar o psicológico. Você tem que emagrecer o corpo e a mente”, relata.

Paula Francine criou o KCal Off, um programa que ajuda as pessoas a emagrecer com o suporte de uma equipe formada por uma nutricionista, uma psicóloga e um médico ortomolecular

Juliana Lyra - Descoberta da Nutrição

Juliana conta que sempre foi gordinha e, antes de eliminar 22 quilos, fez todos os tipos de dieta, inclusive com remédio, mas depois engordava o dobro. “Eu também tentei me aceitar acima do peso, mas quando fui comprar uma calça e a 42 não entrou, comecei a chorar no provador. Naquele dia, eu prometi para mim que nunca mais iria vestir 44”, revela. Em 2015, Juliana procurou uma psicóloga e uma nutricionista. Começou a utilizar o Instagram como diário das

Todo mundo sabe o que precisa fazer para emagrecer. Tive que trabalhar a minha mente para conseguir. Nos primeiros meses, meu objetivo era criar o hábito de fazer exercícios diariamente e mudar a alimentação. Não é fácil, mas a partir do momento que você quer, você consegue. SUELLEN DUTRA Perdeu 30 quilos

63


SAÚDE

Marcelo Mouzer descobriu uma diabetes há dois anos, inseriu a prática de exercícios na sua vida e mudou a alimentação, perdendo 28 quilos

suas refeições, para a profissional ver se ela estava fazendo tudo corretamente. “Eu não gostava do Instagram, mas era uma forma de seguir a dieta. Percebi que as pessoas começaram a me seguir, enviavam mensagens dando força e também se reconhecendo. Então, vi que havia escolhido a profissão errada. No fim de 2015, faltava um ano para eu me formar em engenharia, larguei tudo e comecei a fazer nutrição”, conta. Há um ano, a sua rede social virou profissional e, atualmente, tem quase 17 mil seguidores. Lá, ela dá dicas de nutrição e receitas. “Falo das minhas dificuldades. Tem dia que não tenho vontade de malhar igual a todos que estão passando pelo processo de emagrecimento”, diz. Juliana fala sobre a importância de emagrecer de forma saudável e lembra: “não é caro fazer dieta! Não há necessidade de comprar produtos fit. Para emagrecer, você tem que comer o que vende no açougue e na feira. Perdi 22 quilos em um ano e meio, depois que eu entrei na faculdade e comecei a entender o corpo. Me libertei da obrigação de comer de 3 em 3 horas e, hoje, como na hora que estou com fome”, frisa.

Paula Francine - Programa de emagrecimento

Percebendo a necessidade das pessoas por uma forma de emagrecer com saúde, a empresária Paula Francine lançou o Programa de Emagrecimento Kcal Off em sua clínica, que é um processo de emagrecimento coletivo com duração de 12 semanas. Com turmas de 5 pessoas, os pacientes têm acompanhamento de uma nutricionista (Ludmila Candeco), uma psicóloga e coach de emagrecimento (Jaqueline Fernandes) e um médico ortomolecular (Dr. Igor Alves). “Percebemos o quanto a parte psicológica afetava os hábitos alimentares das pessoas e vimos que poderíamos aliar a psicologia à nutrição. O emagrecimento não está focado apenas na mudança alimentar. Há questões como compulsão e ansiedade que precisam ser tratadas junto. Queremos que o

64

alimento seja amigo da pessoa e não inimigo”, destaca Paula. Neste programa, cada pessoa passa por uma consulta inicial com o médico, para que ele possa avaliar a saúde de forma individual e, se for preciso, prescrever algum medicamento. O grupo participa de reuniões semanais com as profissionais, em dias alternados, e também há um grupo de WhatsApp em que todos se falam diariamente. “O emagrecimento em grupo é interessante, pois os participantes se apoiam e o resultado é muito positivo. Nós não proibimos ninguém de comer, mas ensinamos as pessoas a terem uma relação saudável com os alimentos. Incentivamos os participantes a conquistarem os seus objetivos”, conclui Paula. Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados em junho deste ano, a obesidade atingiu 18,9% da população das capitais do país e mais da metade das pessoas dessas cidades (54%) estão com sobrepeso. A obesidade é causa de diferentes doenças como as cardiovasculares e diabetes.

Marcelo Mouzer - Saúde em primeiro lugar

Foi um problema de saúde que levou Marcelo Mouzer a procurar ajuda de uma nutricionista. Em outubro de 2016, ele descobriu a diabetes. Bancário e sommelier de cerveja artesanal, começou a fazer o tratamento com insulina, inseriu a prática de exercícios na sua vida e mudou a alimentação. Hoje, com 28 quilos a menos, garante que aprendeu a comer. “Antes, eu descontava todo o estresse do trabalho na comida. Eu não tinha critério e comia o que tinha em casa das 18h às 24h. A nutricionista foi muito importante neste processo. Ela foi diminuindo a quantidade de alimentos aos poucos, fazendo algumas trocas e, hoje, eu tenho hora para comer e me satisfaço com uma crepioca à noite. Atualmente, não preciso mais aplicar insulina, a glicose reduziu de 200 para 87, e tomo inclusive a cerveja com moderação”, afirma. Ele destaca que o segredo é ter foco, força de vontade e prazer na mudança.


65


VIDA

Mães que viveram o luto de seus filhos contam o que aprenderam dessa experiência e, mostram que sim, é possível seguir

Juliana Oliveira na orla da Lagoa de Imboassica, o lugar preferido da filha Maria Fernanda. “Sempre me lembro dela quando passo por aqui. Ela adorava este lugar”

LUTO, PARA ALÉM DA DOR

D

Por: Leila Pinho / Fotos: Alle Tavares

ifícil é se lembrar de quem morreu, quando esse alguém é amado, sem sentir saudades, sem sentir tristeza. A partida deixa para os que ficam, o desafio de aprender a viver sem, o desafio de aprender a conviver com a dor. Para as mães que se despedem de seus filhos, num contrassenso do destino, as dificuldades parecem ainda maiores. E, muitas se perguntam, como prosseguir? Nessa reportagem, a equipe da DVCD ouviu mães de Macaé que compartilharam suas experiências de luto, com coragem e generosidade. Elas quebraram o tabu ao falar desse assunto que não é muito conversado entre as famílias brasileiras. A aposentada Telma Braga Poiares, de 66 anos, viveu dias muito dolorosos depois de receber a notícia de que sua filha Tarsila, com 37 anos em 2012, sofreu um grave acidente

66

Como explica a psicóloga Leana Rodrigues, o sofrimento causado pelo luto pode se tornar um transtorno e a terapia ajuda a superar o trauma

automobilístico em São Gonçalo e morreu. “É como se eu fosse amputada e depois tivesse que aprender a viver assim. É um vazio que nada preenche”, recorda. Tarsila deixou duas filhas, o marido e toda a família com muitas saudades. Mesmo hoje, seis anos depois, Telma se emociona ao falar dela e conta sobre a filha com um misto de vontade de vê-la de novo e muito amor. A servidora pública Juliana Lima Oliveira, 48 anos, acompanhou a filha Maria Fernanda que estava em estado delicado no CTI, durante um mês, após saber que ela tinha bulimia, em 2012. A jovem tinha 22 anos e não resistiu. Juliana acreditava na recuperação de Maria Fernanda e ficou transtornada com a morte. Na época, ela se revoltou com


Flávia Vasconcelos passou por uma experiência transformadora ao perder seu filho Pietro, após 31 minutos do nascimento. Ela passou a dar um significado maior à vida, valorizando cada minuto do seu dia e suas ações

Deus e passou por vários altos e baixos. “Eu tive que lidar com o sentimento de culpa, porque quando a gente perde um filho, a gente acha que parar de sofrer é o mesmo que esquecer o filho”, conta Juliana. A astróloga Flávia Vasconcelos de Brito, 43 anos, engravidou em 2017 de Pietro, ele tinha um raro problema genético. Segundo Flávia, a ciência considerava o caso dele incompatível com a vida, a longo prazo. Pietro nasceu, viveu por 31 minutos e depois morreu, em janeiro deste ano. A astróloga lembra que no dia do falecimento, ela sentiu medo e ficou em choque. “Eu quis ser forte e sufocar o luto. Três meses depois, percebi que estava com a sensação de choro preso, eu sentia uma angústia. Hoje, tenho um olhar mais natural para o luto”, comenta Flávia. Conforme explica a psicóloga Leane Rodrigues, o luto tem três fases. Na primeira, acontece o choque pela notícia da morte, o ritual de despedida e é quando os entes próximos sentem necessidade de falar mais sobre o assunto, com várias pessoas. Já na segunda fase, há grandes oscilações de sentimentos e emoções. Nesse período, quem fica se pergunta: — E agora? Como preencher esse vazio? “A terceira é a mais longa, quando a pessoa se conforma. Geralmente, nessa fase, a pessoa busca mais a espiritualidade, toma remédios, busca por terapia, tudo isso num processo para se curar”, esclarece Leane. O sofrimento causado pelo luto pode se tornar um transtorno. De acordo com Leane, o transtorno do luto é um transtorno especificado no Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais - o DSM-5, um manual feito pela Associação Americana de Psiquiatria para definir como é feito o diagnóstico de transtornos mentais. “Para amenizar o sofrimento da perda, a pessoa pode buscar por

Telma Poiares perdeu sua filha Tarsila em um acidente em 2012, que que chocou a cidade. Ela teve que aprender a viver com esta condição, como uma pessoa que perde um membro do corpo

Para amenizar o sofrimento da perda, a pessoa pode buscar por ajuda profissional, procurar um psicólogo, uma terapia ou um psiquiatra, pois, em alguns casos, o luto pode se transformar numa depressão LEANE RODRIGUES Psicóloga

ajuda profissional, procurar um psicólogo, uma terapia ou um psiquiatra, pois, em alguns casos, o luto pode se transformar numa depressão”, salienta.

O que o luto pode revelar, para além da dor?

Depois de se revoltar com Deus, Juliana buscou outros caminhos de espiritualidade e se identificou com a religião espírita. Aos poucos, ela foi aceitando melhor a morte da filha e aprendendo a ver as coisas por outro ângulo. “Eu tinha um entendimento diferente sobre Deus, achava que podia barganhar com ele. Eu ressignifiquei Deus na minha vida com a partida da Maria Fernanda”, reflete.

67


VIDA O grupo de apoio “Colo de Mãe” foi criado por Juliana Oliveira, em 2016, por solicitação da sua filha Maria Fernanda, através de uma mensagem psicografada para a mãe, que também sugeria o nome, como forma de apoio às outras mães que perderam seus filhos. O grupo se reúne uma vez por mês no Lar Francisco de Assis

Telma comenta sobre as inúmeras boas lembranças que a filha deixou e fala do trecho de uma música chamada “Regeneração”, que explica bem o sentimento dela. Um trecho da canção diz: “Onde está seu sorriso? Onde se escondeu? Sim, eu sei, é difícil esquecer o que aconteceu. Mas, também, sei que a vida nada traz sem uma razão. Um instante de dor numa vida de muito amor. Regeneração”. “Tarsila não morreu, porque permanece viva em nossos corações, viva em nossa memória. A morte não sepulta isso”, afirma Telma. Para Flávia, a vida sempre quer ensinar alguma coisa. Quando os médicos falaram pra ela sobre a questão genética de Pietro, informaram também que ela poderia, se quisesse, interromper a gravidez. “Eu e meu marido decidimos não interromper. Transformei isso em aprendizado, sem ter desistido do meu filho”, recorda. Nas reflexões que faz, ela pensa sobre a fragilidade da vida e entende a importância do agora. “Pietro me trouxe essa dimensão do milagre que é a vida. Viver a existência com alegria, o ensinamento que ele me trouxe foi esse. Valorizar o hoje, cada instante ainda mais”, diz, emocionada.

Falar sobre o luto - “Colo de Mãe”

68

Quando Juliana se aproximou do espiritismo, recebeu uma carta psicografada de sua filha. A mensagem da carta pedia que Juliana desse colo para outros pais e mães que perderam seus filhos. Esse foi o embrião que fez nascer o “Colo de Mãe”, um grupo de pessoas voluntárias que se

reúne uma vez por mês para compartilhar experiências sobre o luto e, principalmente, se apoiar emocionalmente. O grupo existe desde 2016, e as reuniões acontecem no Lar Francisco de Assis, no Centro de Macaé, sempre no segundo sábado do mês, a partir das 17h30. O grupo não tem finalidade religiosa, apesar de existir com o apoio da religião espírita. As reuniões são ecumênicas e abertas ao público. Os participantes têm espaço para falar, se quiserem, e as pessoas interagem trocando experiências. “A gente precisa de um espaço para falar, porque as pessoas da nossa convivência se cansam de ouvir a gente falar desse sofrimento. E quando, nas reuniões, a gente ouve o outro, isso nos ajuda a reduzir o sofrimento. O grupo se dá força”, fala Juliana. Depois que começou a frequentar o grupo, há 2 anos, Telma passou a se sentir melhor. “No Colo de Mãe tive outra visão, aprendi que a missão da Tarsila terminou, na Terra. Penso que independente da religião, na reunião vemos que todo mundo passa pela mesma dor. Lá, vejo que não estou sozinha”, comenta. Segundo esclarece a psicóloga, a necessidade de falar sobre o filho é ainda maior para as mães, já que a fala é uma forma de não deixar a lembrança morrer. “O assunto para ser resolvido, precisa ser desgastado, por isso, elas precisam falar. Existe ali muita emoção e muita dor e, se a pessoa não fala, ela implode. É preciso falar para amenizar o sofrimento”, pontua.


69


COMPORTAMENTO

Pessoas que entenderam os impactos do consumo no planeta, viraram a chave pra mudança e adotaram o consumo consciente como uma forma mais justa de vida

CONSUMO NA MEDIDA

V

Por: Leila Pinho / Fotos: Alle Tavares

ocê já refletiu sobre os efeitos que os seus hábitos cotidianos geram no planeta? Quantos litros de água foram usados para confeccionar o seu jeans? Já imaginou que uma das embalagens que você jogou fora no lixo pode ter contribuído para a morte de um animal? Nossa! Quanto impacto uma simples ação pode gerar! O ritmo acelerado da vida urbana costuma não dar espaço para essas reflexões, mas, há um bom tempo, a conta já está chegando para toda a humanidade.

E se você mudasse o seu comportamento?

70

Com a especialista em educação à distância, Sumara Katruch, de 36 anos, a sensibilização aconteceu quando o João nasceu, há 3 anos. Ela começou a se questionar sobre o futuro do filho e das próximas gerações e iniciou uma mudança pela comida.

Ao optar pelo coletor menstrual, Renata Rodrigues deixou de jogar no lixo, em média, 130 absorventes por ano

Começou a valorizar os alimentos orgânicos, com plantações limpas que não degradam a natureza e oferecem condições dignas de trabalho. Daí em diante, ampliou sua forma de ver o mundo, em favor da preservação da vida. Sumara despertou para o consumo consciente e hoje vive essa transformação, diariamente. “É uma questão de treino, eu treino para ser uma consumidora consciente. Porque esse é um processo de reeducação”, fala. As escolhas dela demonstram um pouco sobre essa consciência. Na hora de comprar, Sumara considera vários fatores que envolvem o ciclo de vida de um produto, desde a extração da matéria-prima até o descarte. “Se esse ciclo preserva a vida, então pra mim, está ok. Quando você entende esse ciclo, passa a entender o impacto que isso tem na vida”, reflete. Como alternativa, Sumara mudou diversos hábitos de vida para minimizar os efeitos ambientais. Ela mesma faz vários produtos de limpeza para lavar roupas e desinfetantes, que são mais ecológicos, dá preferência a roupas feitas a partir de processos orgânicos, entre outras coisas. “Passei a entender que o processo é simples, no estilo faça você mesmo”, fala Sumara. Há alguns anos, a nutricionista Alessandra Pravidino, de 35 anos, está mais atenta aos impactos que suas atitudes geram. Ela também começou a mudança pela alimentação.


Ao comprar no brechó, reaproveito uma peça que já foi feita. Eu entendo essa atitude como reutilização de um produto. Mas compro de acordo com a minha necessidade, sem exagero. ALESSANDRA PRAVIDINO Nutricionista

Canudo de bambu, tecidos de algodão orgânico, produtos de limpeza ecológicos feitos por ela mesma são algumas das escolhas de Sumara Katruch. Para ela, o consumo consciente é um processo de reeducação

“Quando engravidei da minha primeira filha, a Manu, comecei a consumir mais alimentos orgânicos. Vejo que tudo é uma questão de escolha. Dou mais valor para a alimentação do que para roupa de marca. É um investimento alimentar, é um investimento em saúde”, conta.

E o comportamento mais consciente expandiu para outras coisas. Antes, ela tinha um pouco de preconceito sobre roupas vendidas em bazares. Isso ficou no passado. “Ao comprar no brechó, reaproveito uma peça que já foi feita. Eu entendo essa atitude como reutilização de um produto. Mas compro de acordo com a minha necessidade, sem exagero”, pontua Alessandra. O processo de produção do mercado da moda é questionado pela nutricionista. “Há roupas de marca que têm envolvimento com o trabalho escravo e, hoje, existe até aplicativo onde você pode consultar isso”, ressalta.

71


Júlia Santiago

Muitos consumidores conscientes buscam criar seus próprios produtos, no estilo faça você mesmo. Como, por exemplo, o sabão ecológico feito de óleo vegetal usado Alessandra Pravidino compra roupas em brechó e entende essa atitude como uma reutilização de um produto Júlia Santiago

10 por ciclo menstrual. Com a mudança, ela deixou de jogar no lixo cerca de 130 absorventes, por ano. Às vezes, ela utiliza o absorvente de pano, que também é reutilizável. O interesse dela por produtos com métodos mais naturais não parou por aí. A assistente social fez um curso para aprender a fazer cosméticos naturais e hoje usa várias coisas que ela mesma produz, como: desodorante (leva leite de magnésio, água e gotas de óleo essencial), sérum facial e sérum capilar. “Eu faço porque é fácil, barato e bom pro meio ambiente. Mas, as pessoas que não gostam de fazer, podem comprar. Hoje, existem vários sites com produtos ecológicos, opina.

A consciência como construção coletiva

O grupo Mãe Orgânica começou em 2015 e tem realizado vários eventos para incentivar as pessoas a buscar uma vida mais sustentável

Para Alessandra, o consumo consciente está intimamente relacionado com o bem-estar. “Eu me sinto bem em saber que estou contribuindo com o mundo e quero dar bons exemplos para as minhas filhas”, fala. A assistente social Renata Cascão Rodrigues Cortez, de 37 anos, tem o costume de se perguntar sobre a real necessidade de comprar algo. E quando compra, procura se desfazer de outra coisa. “Busco opções mais sustentáveis. É uma evolução todo dia, um repensar as coisas. Procuro diminuir o consumo, mas se quero muito, não vou me privar. Mas existe um equilíbrio”, comenta. Por ter alergia a absorvente íntimo, Renata fez uma troca que foi mais amigável à saúde dela e à do meio ambiente. Ela conheceu o coletor menstrual (um tipo de absorvente feito de silicone introduzido na vagina) que é reutilizável e passou a usá-lo em substituição aos absorventes descartáveis. “Tem gente que acha nojento, mas isso são paradigmas que a pessoa vai quebrando. O coletor me atende bem e pra mim foi um autoconhecimento grande, porque com isso eu aprendi mais sobre o meu corpo, a minha anatomia. Isso pra mim é importante. Eu também pensei na questão ambiental”, comenta. Quando usava os absorventes mais comuns, ela gastava, em média,

72

Em Macaé, dois grupos voluntários apoiam, estimulam e difundem informações sobre o consumo consciente: o Coletivo Macaense de Consumo Solidário (CoMaConSol) e o Mãe Orgânica. O CoMaConSol surgiu em 2015, com a proposta de desenvolver a economia solidária na cidade. As primeiras ações começaram em torno da agricultura agroecológica. O grupo já promoveu feiras, debates, oficinas no estilo faça você mesmo, entre outras coisas. Idealizado pela Sumara Katruch, o Mãe Orgânica também começou em 2015, muito ligado à questão da alimentação orgânica. Formado por 20 mães, o grupo, atualmente, alcançou outra dimensão e está voltado para discutir e praticar ações em defesa da vida, com um olhar especial para as questões ambientais. “As mulheres são mais sensíveis para fazer a transformação. No Mãe Orgânica, elas são multiplicadoras, apoiadoras e incentivadoras”, diz Sumara. As mulheres fazem encontros periódicos e já realizaram plantio de árvores, oficinas, incentivo às feiras agroecológicas, rodas de conversas e apoios a projetos que tem propósito similar. Interessados em mais informações podem acessar facebook.com/CoMaComSol e, sobre o Mãe Orgânica, é só pesquisar @maeorganica no Instagram e @maeorganicabr no Facebook.


73


GENTE QUE FAZ

Projeto promove atividades educativas que fortalecem famílias em situação de vulnerabilidade social Alle Tavares

Cerca de 15 pessoas atuam de forma voluntária no CAF, um projeto social que assiste aproximadamente 40 pessoas

CAF (CENTRO DE APOIO À FAMÍLIA

H

Por: Leila Pinho / Fotos: Alle Tavares

74

á mais de 26 anos, um projeto social da União Espírita Macaense oferece informações e educação moral para fortalecer famílias de Macaé que vivem em situação de vulnerabilidade social. É o Centro de Apoio à Família (CAF), que assiste cerca de 40 pessoas entre gestantes, bebês, crianças e familiares. Funciona todo sábado de manhã, no Lar de Maria, com várias atividades. Entre elas: palestras educativas para as grávidas sobre cuidados com a saúde, métodos contraceptivos, cidadania, assistência médica, aulas para as crianças sobre valores éticos e morais, momento de prece, berçário, doação de alimentos, lanche e almoço. Há também um bazar de roupas na União Espírita Macaense, que recebe doações, onde as mães podem comprar peças a preços muito baixos. Segundo explica a coordenadora do CAF, a médica Cristina de Albuquerque Cadinelli, aproximadamente 15 pessoas atuam de forma voluntária. Erica Bento já foi assistida pelo projeto e, atualmente é voluntária no berçário. “Eu aprendi muita coisa, inclusive aprendi a perdoar”, conta Erica. Cristina dá palestras educativas para as gestantes, disseminando informações importantes sobre saúde. “É muito importante que a chegada de um novo ser aconteça num ambiente mais preparado. Falamos muito aqui para as mães sobre a importância do autocuidado. Porque se elas se cuidam melhor, elas vão cuidar melhor dos filhos delas”, fala Cristina. O arquiteto Marcelo Machado também trabalha no projeto e dá aulas de educação moral para as crianças. “Algumas crianças me abraçam, perguntam se vai ter salinha e dizem que gostam muito de vir aqui no CAF. Elas são muito carentes e esse afeto é a coisa mais pura desse mundo”, fala Marcelo.

Entre as várias atividades promovidas pelo CAF, estão as palestras educativas para as mães

O bazar mantido pela União Espírita Macaense aceita doações. No local, as mães atendidas pelo CAF compram roupas a preços muito baixos

O CAF se mantém vivo durante todo esse tempo graças ao apoio da comunidade espírita macaense, aos voluntários e à ONG Campanha da Solidariedade (organizada por funcionários da Petrobras). Cristina e Marcelo falam da importância do voluntariado para continuar com a ação social e convidam pessoas a contribuírem. O projeto precisa basicamente de pessoas que queiram doar o seu tempo de trabalho, que poderão ajudar em várias atividades. Qualquer pessoa pode contribuir, inclusive quem tem algum conhecimento e possa ministrar oficinas como de informática, artesanato ou de outro tipo. Para mais informações sobre o CAF, é só acessar a rede social em facebook.com/centrodeapoioafamilia.caf e para fazer doações, bastar ir ao Lar de Maria, que fica na Av. Rui Barbosa, 1563, Centro, aos sábados pela manhã.


75


76

Profile for Revista Divercidades

Edição 47 da DVCD - Revista Divercidades  

O destaque dessa edição é o samba macaense e seus artistas. Também tem matéria sobre as mulheres no surfe, formas de emagrecimento saudável,...

Edição 47 da DVCD - Revista Divercidades  

O destaque dessa edição é o samba macaense e seus artistas. Também tem matéria sobre as mulheres no surfe, formas de emagrecimento saudável,...

Advertisement