Issuu on Google+


Nesta edição: 04 Editorial

Governador Reinaldo Franco

05 Mensagem do Presidente Sakuji Tanaka.

06 Mensagem

do Diretor de Rotary International

07 Rotary

Ensino Profissionalizante

09 Festa das Nações e Comunicação entre as novas gerações

10 Projetos

18 Você sabia? Jovens demais para o Rotary?

Distrito 4610 Av. Higienópolis, 996 5º andar - sala 507 distrito@rotary4610.org.br +55 11 3667-7479 Presidente 2012-13 Rotary International

e sonhos para Servir pela paz

Sakuji Tanaka

12 20 anos

Diretor 2011-13Rotary International José Antonio Figueiredo Antiório

de dever cívico

14 XXXV Instituto Rotary do Brasil Vitória - ES

08 A Lei de Cotas 17 Violaine O jogo das cadeiras

Rotary International

Governador 2012-13 Distrito 4610 Reináldo Franco Governador Eleito 2013-14 Distrito 4610 Cláudio Moyses Governador Indicado 2014-15 Distrito 4610 Ivo Nascimento Presidente da Comissão Distrital de

da Bélgica conta sua experiência no Brasil

Imagem Pública Governador 2007-08

19 Novos

Renato Figueiredo Conselho Editorial

associados ao Rotary

Celia Maria Acerbi - RCSP Barra Funda Gunter Pollak - RCSP Perdizes Lidia Borges - RCSP Sumaré Sérgio de Castro - RCSP Sumaré Stilianos Moyssiadis - RCSP Bom Retiro Equipe Editorial Ana Carolina Scatolini - Estagiária Cristian Faria - Estagiário Celia Maria Acerbi - Revisão

10

Luis Paulo S. Marcelino - Jornalista MTB 19275 Diagramação Leonardo Ronqui (Spar Comunicação) Projeto Gráfico I9 Criações Tiragem 2.000 impressões Gráfica WS Formulários ISSN 1982-8780

12 00

14 00

Os textos e artigos assinados são de responsábiliadades de seus autores. Os demais são de responsabilidade da redação do Distrito 4610

Carta Mensal 003

3


EDITORIAL

Governador do Distrito 4610 Por Reinaldo Franco | Governador do Distrito 4610

N

esse mês de setembro, estamos dedicando todas as nossas atenções para refletir como poderemos nos aproximar das Novas Gerações; como poderemos construir pontes de integração e interação; como poderemos construir relacionamentos duradouros entre as diversas gerações da família rotária. Nosso planejamento estratégico estabelece que, dentre as metas para dar mais enfoque e expansão aos serviços humanitários, está a ampliação das atividades sustentáveis de Programas de Serviços às Novas Gerações. A nossa publicação “Introdução aos Serviços às Novas Gerações” define que o termo Novas Gerações se refere aos integrantes mais jovens da família rotária, ou seja, aos participantes de programas pró-juventude, como Interact, Rotaract, RYLA e Intercâmbio de Jovens, ou jovens que se envolvem em atividades de Rotary Clubs. O ex-presidente do Rotary International, Luis Vicente Giay, criou o termo Novas Gerações quando falou que o futuro do Rotary dependia do envolvimento dos jovens nos programas e atividades da nossa organização. Na Convenção do Rotary International de 1996 em Calgary, Canadá, ele disse: “A visão que tivermos do futuro fará a diferença entre o nosso sucesso ou fracasso. As Novas Gerações são o nosso investimento no futuro. Portanto, vamos começar a construir o futuro”. As Novas Gerações se tornaram a Quinta Avenida de Serviços do Rotary em 2010, e sua definição está nos Estatutos Prescritos para o Rotary Club, artigo 5: “Serviços às Novas Gerações — A Quinta Avenida de Serviços reconhece a mudança positiva trazida pelos jovens, através do incentivo a atividades de desenvolvimento de líderes, engajamento comunitário, prestação internacional de serviços e de programas de intercâmbio, que enriquecem e promovem a paz e compreen-

4

Carta Mensal 003

novos e bons frutos para a nossa organização, se nos permitirmos ser energizados com o idealismo das Novas Gerações, construindo juntos a Paz Através do Servir.

Rotakids

Aqui cabe um registro decorrente de uma atividade maravilhosa que vem se desenvolvendo em diversos países, notadamente no Brasil, o RotaryKids, denominado internacionalmente como EarlyAct™, que ainda não está oficialmente reconhecido como programa oficial do Rotary, mas que já mostra seus benefícios. É um clube de serviços em escolas para alunos do ensino fundamental com idade entre 5 e 13 anos. É patrocinado por um dos clubes de Rotary do município no qual a escola está inserida. Sua missão está ligada aos ideais de Rotary, além de fornecer a base e sucessão natural para o Interact. Também fornece, a oportunidade de ganhar uma maior consciência e conhecimento de sua comunidade e do mundo. Envolve os alunos em atividades de construção do caráter e prepara-os para papéis de liderança para identificar e realizar projetos que beneficiem sua escola e as comunidades. EarlyAct™ ensina respeito, empatia, responsabilidade, tolerância, cidadania, compaixão, amizade e liderança.

são mundiais. Os Rotary Clubs devem se comprometer a envolver os jovens em projetos de serviços profissionais, à comunidade e internacionais, e oferecer programas e recursos que os apoiem. Mais do que todos os enunciados acima descritos, a constatação da força dos jovens nas atividades do nosso distrito me dão a convicção de que o nosso futuro está em suas mãos; de que as novas gerações devem ser melhores do que aquelas que as antecederam, pela evolução da própria humanidade; e de que isto está acontecendo rapidamente, bem na frente de nossos olhos. O estreito convívio com os nossos jovens do RotaKids, Interact e Rotaract, dos Intercambistas e “Rylenses”, tem me dado provas inequívocas desta evolução, pois eles estão me-lhores preparados para enfrentar e propor soluções eficazes e sustentáveis aos problemas que afligem a humanidade. São eles que nos permitirão concluir o nosso objetivo de promoção da paz e compreensão mundial. Se conseguirmos promover a integração e a interação de nossa maturidade e experiência à energia e vitalidade dos jovens, sem dúvi- Fonte: Rotary International da teremos encontrado o caminho do sucesso. Defendo que esta união trará


Presidente do Rotary International

MENSAGEM

Por Sakuji Tanaka | Presidente do RI 2012-13

Prezados Companheiros Rotarianos, muitos de vocês conhecem a quinta e mais recente Avenida de Serviços do Rotary: Serviços às Novas Gerações. Todos os nossos empenhos para educar crianças, melhorar a saúde materno-infantil e dar às famílias uma vida mais saudável fazem parte desta Avenida de Serviços. Servimos às Novas Gerações também através dos esforços para erradicar a pólio, pois estamos garantindo que as crianças de futuras gerações vivam em um mundo livre desta doença. Os nossos programas pró-juventude, como Rotaract, Interact, RYLA e Intercâmbio de Jovens, são parte importante desta Avenida de Serviços. Os jovens de hoje são os líderes de amanhã. Ao desenvolver líderes e atrair associados mais jovens aos nossos clubes, estamos fortalecendo as comunidades e o futuro do Rotary. Trabalhei como vendedor durante grande parte da minha vida e aprendi que para ter sucesso não basta ser um bom vendedor, pois é essencial também ter um bom produto. Se você for um bom vendedor, poderá fechar o primeiro negócio, mas se o produto não for bom, a segunda venda jamais será efetuada. Da mesma forma, não é suficiente simplesmente trazer associados mais jovens ao Rotary. Precisamos que eles permaneçam na organização e se tornem os líderes rotários daqui a 10, 20 ou 30 anos.Como faremos isso? Devemos analisar o produto que estamos oferecendo, ou seja, o Rotary, através da perspectiva dos jovens. Quando convidamos uma pessoa para se associar a um Rotary Club e ela não aceita, devemos perguntar-lhe o motivo. O intuito não é pressioná-la, mas obter informações sobre os obstáculos que estão impedindo o desenvolvimento do nosso

quadro associativo. Será que a reunião está sendo realizada em horário inconveniente? Ou se trata de um compromisso de tempo muito grande? Talvez o motivo seja algo que ainda não consideramos. Precisamos fazer perguntas e estar abertos às respostas. Não podemos dizer que “não faremos isso” simplesmente porque é algo que nunca fizemos antes. Por que não oferecer um serviço de creche para os associados deixarem seus filhos durante as reuniões, envolver as famílias nos projetos ou permitir maior flexibilidade aos requisitos de comparecimento? A Avenida de Serviços às Novas Gerações é um passo muito importante para assegurar a continuidade do Rotary e o nosso compromisso de Dar de Si Antes de Pensar em Si.

Carta Mensal 003

5


MENSAGEM

Atenções voltadas às Novas Gerações

Foto: Shutterstock

Por José Antonio Figueiredo Antiório | Diretor 2011-2013de Rotary International

Representante da Junta Diretiva de Rotary International, como Diretor de Ligação entre o Comitê Internacional de Rotary International para Rotaract e Interact, tenho a felicidade de compartilhar os trabalhos com o Chairman deste Comitê, Governador 2003-2004 do Distrito 4430, José Luiz Toro da Silva, brasileiro, de renomado conhecimento com a juventude, foi interactiano, rotaractiano e hoje é um excelente Administrador de Rotary, mostrando que, unidos com a juventude, poderemos ter, no futuro próximo, nossos verdadeiros sucessores. Chegamos a essa conclusão após nos reunirmos em Chicago com lideranças de todas as partes do mundo e lideranças de Rotaractianos. Pudemos observar que os jovens querem ser respeitados por nós; querem trabalhar em nossos projetos e ter a nossa participação em projetos que realizam. Os Rotaractianos esperam que nós sejamos os seus conselheiros, orientadores, e que mostremos a nossa experiência como profissionais de sucesso, de liderança em nossas profissões, permitindo a eles fazerem conosco o “network”, a troca profissional tão desejada e receberem carinho e amizade, hoje tão desejados pela nossa juventude. Vamos olhar diferente, nos reciclando sempre para formarmos uma juventude mais forte, sadia, intelectualmente bem formada, com condições de enfrentar os desafios da vida e do mercado de trabalho. Esta será nossa tarefa e assim cumpriremos a nossa missão de buscar a “Paz através do Servir”. Em minha mensagem de 2011, falei que “Os jovens não precisam de atenção dos mais experientes em atitudes paternalistas e egocêntricas. Os jovens precisam de homens e mulheres amadurecidos para mostrar o caminho da vida, das alegrias, tristezas, vitó-

6

Carta Mensal 003

rias, derrotas, sucesso ou fracasso”. Hoje estou convicto de que estava certo. No treinamento que tornamos oficial no Brasil para treinar os Representantes Distritais de Rotaracts, vimos que os jovens são, na grande maioria, formandos, bacharéis, mestrandos, doutorandos e que estão preparados para liderar e serem liderados. Estão prontos para serem nossos companheiros rotarianos. O nosso caminho para o sucesso é nos unirmos à Juventude. Unidos com a Juventude, cresceremos a nossa organização e conseguiremos a “Paz através do Servir”.

...os jovens querem ser respeitados por nós; querem trabalhar em nossos projetos e ter a nossa participação em projetos que realizam.


MENSAGEM

Rotary Ensino Profissionalizante Por Edson Cunha Borcato | Governador Ass. Grupos 15e 20 do Distrito 4610 | Rotary Club de SP Morumbi

O crescente reconhecimento da importância do Ensino Profissionalizante, centrado em grande parte no Programa Jovem Aprendiz, por parte do Governo e da Sociedade Civil, valoriza a participação do Rotary como Realizador, Patrocinador, Apoiador e Inspirador das Instituições que compõem o REP Rotary Ensino Profissionalizante. Na concepção de Gunter W. Pollack - Rotary Club de São Paulo - Perdizes, endossada pela Governadoria do Distrito 4610, por meio do Governador Distrital 2012-2013, Reináldo Franco “...o REP pode ser colocado num plano destacado na formação da Imagem Pública de Rotary”. Esta colocação precisa, do nosso Companheiro Gunter faz-me lembrar e compartilhar com os leitores, o início do Ensino Profissionalizante em Rotary. Longe de conhecer esta história como os companheiros

Norberto - Rotary Club de São Paulo Brooklin; Calderon e Braguini - Rotary Club de São Paulo Armando de Arruda Pereira; Arnaldo e Lino – Rotary Club de São Paulo Alto de Pinheiros; Wilson Negrão – Rotary Club de São Paulo Barueri; Kátia Drugg – Rotary Club de São Paulo Avenida Paulista; e tantos outros que puxarão, com razão, minhas orelhas por não mencionar seus nomes (por pura falta de memória ou conhecimento), falarei sobre este início. O Ensino Profissionalizante aconteceu no interior de São Paulo com os chamados CAMPs – “Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro”, cuja história detalhada é bem contada pelo companheiro Sérgio de Castro, do Rotary Club de São Paulo Sumaré. No início dos anos 80, o Rotary começa a fundar suas instituições voltadas para o Ensino Profissionalizante, usando a mesma sigla CAMP e o nome de seus Clubes Patrocinadores. Não citarei nomes para não cometer o mesmo erro anterior, mas posso lhes assegurar que os dirigentes dessas Instituições foram e são os responsáveis diretos pelo sucesso conseguido. Hoje existem dezoito instituições, distribuídas em quatro distritos rotários:

- 06 instituições no Distrito 4420; - 01 instituição no Distrito 4430; - 01 instituição no Distrito 4590; - 10 instituições no Distrito 4610.

Já fomos “meia dúzia de três ou quatro”, mas é uma outra história...

Carta Mensal 003

7


TEMA LIVRE

A Lei de Cotas O Jogo das Cadeiras Por Linamara Rizzo Battistella | Médica Fisiatra e Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo

de nível hierárquico (e salarial) mais baixo. Não é preciso dizer que, na hora em que a música pára, muito mais pessoas são eliminadas do jogo. Também são praticamente proibidos de participar da brincadeira aqueles candidatos com deficiências mais severas. Ou seja, sem desrespeitar a lei, empregadores acabam definindo quem pode participar do jogo, de modo a que o ocupante da cadeira apresente o tipo mais brando de deficiência.

No velho Jogo das Cadeiras, uma música toca enquanto pessoas correm em volta de um número sempre menor de cadeiras. Quando a música pára, todos tentam sentar. Quem não consegue é eliminado e o jogo segue, até que haja uma única cadeira e um só vencedor. Algo semelhante vem acontecendo no Brasil com os candidatos a uma vaga de emprego assegurada pela chamada Lei de Cotas, que em julho de 2012 completa 21 anos de existência. De acordo com esta norma legal, toda empresa com cem funcionários, ou mais, deve reservar 2% a 5% de suas vagas de trabalho para pessoas com deficiência. A versão perversa desse jogo consiste na retirada de inúmeras “cadeiras” que deveriam estar à disposição dos candidatos em busca de um emprego. As vagas da Lei de Cotas podem ser preenchidas em qualquer função ou cargo. Entretanto, as empresas costumam colocar “disponíveis” apenas algumas, em geral

8

Carta Mensal 003

Dois mitos ainda pairam sobre esta questão. O primeiro é a crença de que absorver essa mão-de-obra implica perder produtividade e efetuar gastos excessivos para adequar a empresa. É preciso esclarecer que o investimento para adequação do local de trabalho não costuma exigir mais que a mudança de altura de uma mesa para um cadeirante, ou instalar um software leitor de tela, permitindo o acesso de uma pessoa cega ao computador. O segundo mito é o de que não existem no mercado pessoas capacitadas – em termos educacionais e de experiência profissional – para assumir com competência as vagas oferecidas. Quanto a essa premissa, é importante destacar que, assim como a maioria dos brasileiros, muitas pessoas com deficiência não tiveram acesso a uma educação de qualidade, ou não avançaram nos estudos. Por isso, sobram vagas no mercado de trabalho em geral e não exclusivamente entre as geradas pela Lei de Cotas. Atualmente, cerca de 306 mil pessoas com deficiência estão formalmente empregadas, sendo destas, 223 mil, graças à Lei de Cotas. Isto é muito pouco diante dos 46 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência, sendo 29 milhões em idade economicamente ativa. Superar os mitos é fundamental para construirmos uma sociedade mais justa, com equiparação de oportunidades. Mas não apenas isso. A inclusão profissional significa trazer para o mundo do trabalho, do consumo e da contribuição tributária, milhões de brasileiros que têm famílias e precisam garantir seu sustento, como qualquer outro cidadão. Afinal, a vida não é um jogo e, quando a música pára, ela continua.


Festa das Nações

ACONTECEU NO DISTRITO

Por Elisangela Nogueira | Rotary Club de Cotia

A Festa das Nações começou em 1985 e, neste ano, aconteceu mais uma vez no espaço do Clube das Pitangueiras, em prol da entidade “Vida - Casa de Apoio da Granja Viana”, para angariar recursos para a construção da sede dessa associação. Atualmente, a festa “Em Benefício da Vida / Casa de Apoio”, realizada por voluntários, já faz parte do calendário cultural de Cotia e visa congregar também os moradores da Granja Viana. É composta de barracas com Prefeito Carlão Camargo e associados do Rotary Club de Cotia, Rotary Club de Cotia comida e decoração típicas de países, bar variado e Granja Viana Empresarial e Rotary Club de Cotia Granja Viana. playground com brincadeiras para as crianças. Neste ano, ela foi realizada no dia 1º de setembro.Todos os clubes de Rotary da região colaboraram nas barracas dos Países, numa grande celebração rica e pacífica de toda a comunidade e uma homenagem às mais variadas culturas.

Comunicação entre as Novas Gerações Seminário Distrital sobre Novas Gerações

Sob o lema “Quando Trabalhamos Juntos Somos Mais Fortes”, foi realizado, no dia 15 de setembro, o Seminário Distrital de Novas Gerações, cujo objetivo principal era debater amplamente a Comunicação entre as Gerações: Como desejamos que se comuniquem as várias gerações do Rotary?. O evento contou com a presença de todas as gerações da família rotária: rotarianos, rotaractianos, interactianos, rotakidianos, ex-intercambistas do Rotex que, num clima de intensa vibração e integração, debateram e buscaram alternativas para responder à questão “como desejamos que se comuniquem as várias gerações do Rotary?”, colocada pela nossa coordenação. Com a abertura e condução pelo nosso governador Reináldo Franco, foram feitas observações sobre os vários programas voltados à Juventude, desenvolvidos pelo Rotary International e pelo Distrito 4610, em particular.

Em seu depoimento, o governador destacou suas convicções a respeito dos benefícios que uma maior integração proporcionará; e exortou aos participantes que se transformem em divulgadores e multiplicadores das reflexões e conclusões do Seminário. Sob competente comando da psicóloga Ana Maria Fonseca Zampieri, do Rotary Club de São Paulo - Butantã, assessorada por outras profissionais da área comportamental, foram realizadas dinâmicas enriquecedoras e que promoveram a ampla participação de todos, culminando com um “grito de paz” que resume os aprendizados do dia: “Nossas diferenças se completam e transformam”. Carta Mensal 003

9


ACONTECEU NO DISTRITO Além do prazeroso convívio entre os participantes do Distrito, contamos com ilustres presenças de jovens de São José do Rio Preto, sob a liderança de Paulo Cézar Garcia da Silva, Representante Distrital de Rotaract – Distrito 4480, que se deslocaram 500 quilômetros para nos auxiliar nos debates. Este Seminário foi bastante emocionante pela integração e troca de experiências entre as várias gerações do mundo rotário.

“Estive presente e posso dizer que me diverti muito interagindo e trocando ideias com rotarianos de outros clubes, rotaractianos, interactianos, Rotakids, do ROTEX e intercambistas, além das psicólogas que permitiram uma agitada, produtiva e alegre manhã”. Paulo Marcondes Torres Filho Presidente 2006-2007 Rotary Club de São Paulo e atual Diretor da Comissão de Seviços Pró-Juventude desse clube

“Certamente o Cláudio Moyses (Governador Eleito) e o Ivo Nascimento (Governador Indicado), vão cuidar bem destas sementes que continuarão germinando”. Altamiro Ribeiro Dias, Governador 2010-2011 do Distrito 4610

“Acredito que o trabalho que temos desenvolvido em prol da compreensão entre as gerações em Rotary, tem alcançado níveis de excelência. É muito nítido que existem muitas superações a serem feitas, não importa onde estivermos. Mas, acredito que o nosso ponto alto é que depois do Seminário visualizaremos melhor estes pontos, e aí reside todo o nosso mérito, o de ter consciência de qual caminho precisamos percorrer”. Vitório Tomaz, Representante Distrital de Rotaract -Distrito 4610

10

Carta Mensal 003


Projetos e sonhos para

Servir pela PAZ

ACONTECEU NO DISTRITO

Por Ana Maria Fonseca Zampieri, Ph D

O segredo da sabedoria, do poder e do conhecimento é a humildade? Disto falamos no nosso Seminário sobre Novas Gerações. Um encontro corajoso entre as diversas gerações rotárias, “dos kids aos kings”. Aprendemos que aquele que mais viveu em um clube rotário pode adotar, com amor e paciência, a posição do “não saber”; a posição de querer ouvir “como outro”; as visões de mundo que são múltiplas, como na dança de um telescópio! Falamos, vivenciamos e compartilhamos em várias dinâmicas como Aquário, Sociodrama Construtivista e Jogral; e sobre como é impossível não nos comunicarmos, seja digital (por palavras) ou analogicamente (por expressões do corpo). Como os seres humanos na comunicação se enriquecem, admitem diferenças, sem as transformarem em desigualdades. Destacamos a importância da concordância e do discordar no entendimento das várias gerações rotárias. No Aquário, onde cada representante dos subgrupos intergeracionais falava, havia “peixinhos” representativos: um kid; um adolescente, um jovem e um adulto experiente. Os mais jovens pediram que olhem para eles; que não os intimidem; valorizem seus ideais; e os ajudem a ajudá-los a concretizar metas, projetos e sonhos para o Servir pela Paz! Os jovens refletiram sobre como se posicionarem mais comprometidamente na ponte e mediações que fazem entre as crianças e os adolescentes e com os mais velhos. Estes últimos, ouvindo compenetrados, e falando, reflexivos, de suas alegrias em participar desta intimidade reveladora de sucessos, de desejos, de admirações, desafios e obstáculos... Foi muito emocionante! No Sociodrama Construtivista, o grito de alerta para as várias gerações rotárias expressou: Servir pelo ouvir; Servir pelo calar; Servir pelo perguntar; Servir pelo esperar; Servir pelo respeitar “nas” e “para” as famílias rotárias, em suas diversas fases a vida. Falar “com” ao invés de falar “de”! Corajosos de todas as idades, dos “kids aos kings”, puderam discutir, na diversidade de suas visões sobre a vida em Rotary, o adubo para o viver em comum!

Fo to

s: F r e i re

- Fotos

e Vídeos

Carta Mensal 003

11


20 anos de Dever Cívico

Rotary Club de São Paulo Pinheiros Por Celso Maximiano | Rotary Club de São Paulo Pinheiros

Criado e idealizado há vinte anos pelo Dr. Aristides de Aquino Medeiros, companheiro do Rotary Club de São Paulo Pinheiros, e imediatamente encampado pelos outros companheiros, o Tradicional Desfile de Abertura da Semana da Pátria, ocorrido no dia 02 de setembro na Praça PanAmericana, conta com a adesão, a cada ano, de mais entidades da Sociedade Civil Organizada. Valores estimulados pelo Estado em tempos remotos não poderiam ficar restritos aos humores dos dirigentes de plantão. Civismo tem que ser sentimento imbuído em cada cidadão. Criado a partir da constatação do baixo nível de civismo, falta de espírito de grupo e pertencimento social dos jovens, o evento tem as características de ser inclusivo, republicano, democrático, apartidário, filantrópico, nacionalista, didático, incentivando a cidadania, a noção de grupo e pertencimento do jovem à sociedade. As despesas são partilhadas pelos colaboradores e patrocinadores, sem fins lucrativos ou partidários. Nosso público-alvo são as crianças da rede pública, dos CAMPS, Criança Cidadã, Escoteiros, Bandas Marciais, e seus familiares. Os adultos participam, mas o projeto tem finalidade didática e lúdica para os jovens. Os diversos órgãos públicos sempre participam voluntariamente, a nosso convite, como C.E.T, Polícia Civil e Militar, Exército, Marinha, Aeronáutica, Subprefeitura, Guarda Civil, Escolas, entre outros. Também participam as entidades civis, como a Associação Comercial, ACM, Idade Dourada, CAMP, ESPRO, OAB e tantos outros. Isto também ocorreu neste ano, quando escolas da região e alunos do CAMP Pinheiros se fizeram presentes e mais de 200 motos Harley Davidson e viaturas da Polícia Civil e Militar abrilhantaram este grandioso desfile. Do Rotary, marcamos a presença do nosso Governador Reináldo Franco, sempre participativo e grande incentivador dos projetos dos clubes; rotarianos do Rotary Club de São Paulo Lapa, Rotary Club de São Paulo Alto da Lapa e seu Rotaract, Rotary Club de São Paulo Sumaré, Rotary Club de São Paulo Sé, Rotary Club de São Paulo Perdizes e Rotary Club de São Paulo Vila Nova Conceição.

12

Carta Mensal 003


ACONTECEU NO DISTRITO

Há um grande apoio de diversas empresas que patrocinam o evento, desde o transporte, fornecimento de água, até o atendimento médico de urgência. Apesar das dificuldades, a persistência vence e o evento cresce. Acreditamos que, no futuro, nossa semente possa germinar, gerando eventos cívicos sucessivos, lembrando a importância da Constituição (9 de julho); do Republicanismo (15 de novembro); da Igualdade de Raças (Abolição); do Respeito aos Símbolos da Nação (Bandeira); do Voto Universal, da Igualdade da Mulher, da Paz Universal... Praticamente todos os meses alguma semente de cidadania pode ser plantada na mente da nossa juventude.

Carta Mensal 003

13


PREMIAÇÕES

XXXV INSTITUTO

ROTARY DO BRASIL Vitória-ES Por Ivo Nascimento | Governador Indicado - Gestão 2014-15 - Distrito 4610

Vitória, no Espírito Santo, foi cenário para a realização do Trigésimo Quinto Instituto Rotary do Brasil nos últimos dias 03 e 09 de setembro. O evento, coroado de sucesso, ocorreu num ambiente agradável, com respeito aos companheiros, rico em informações e pontualidade, e teve a ilustre presença do Presidente do Rotary International, Sakuji Tanaka. Além dele, também se fizeram presentes Dong Kurn Lee, Chairman Eleito da Fundação Rotária; e Luis Vicente Giay, Presidente do Rotary International ano rotário 1996-1997. No evento, os 38 governadores eleitos e seus respectivos cônjuges receberam informações e treinamentos intensivos de alta qualidade dos mais diversos temas rotários. Nos dias de 04 a 05 de setembro aconteceu o Treinamento dos Governadores Indicados (GITS), e a participação conjunta dos cônjuges em eventos referentes a Responsabilidades do Cargo/ Administrando o Distrito/ Manual de Procedimentos; Montando a Equipe Distrital – Cronograma; PLC/PLD (Plano de Liderança de Clube/Plano de Liderança Distrital); Convenção Internacional; Conferências Distritais; CIP/PLOP (Comissão Interpaíses - Países de Língua Oficial Portuguesa); Convenção Brasileira de 2015; Intercâmbio de Jovens; ABTRF (Associação Brasileira da The Rotary Foundation); Associações Distritais; Promovendo a Imagem Pública; Protocolo; Desenvolvimento do Quadro Associativo; Fundação Rotária – Visão de Futuro; Encontro com a Diretora Eleita de RI, Célia Giay. A receptividade aos temas mencionados foi bastante otimista. Além de adquir e reforçar conhecimentos no Instituto de Vitória-ES, os participantes notaram a dedicação dos expositores dos temas, seguindo as regras de acordo com o Rotary International.

14

Carta Mensal 003

“Eu e a Sylvia estivemos no Instituto Rotary, em Vitória, Espírito Santo, entre os dias 02 a 08 de setembro, com muitas atividades. O evento foi bem organizado. Os 38 governadores eleitos, e seus respectivos cônjuges receberam muitas informações e treinamentos, em sessões dinâmicas e interativas. Tratou-se de um treinamento intensivo, com muita informação dos mais diversos temas rotários. Os nossos elogios ao Diretor de RI, José Antônio Figueiredo Antiório, e todos os rotarianos voluntários que participaram da organização do evento.” Claudio Moyses, Governador Eleito 2013-2014, Distrito 4610


2

1 1- Diretor José Antonio Figueiredo Antiório - premiação entregue pelo Governador 2008-2009 do Distrito 4610, Amilton Medeiros Silva; 2- Presidente Sakuji Tanaka, José Antonio Figueiredo Antiório e Henrique Misawa; 3- Dong Kurn Lee (Chairman eleito da Fundação Rotária), Henrique Misawa e Presi-

3

dente Sakuji Tanaka.

“Coube-me a grande honra e responsabilidade de servir como “aide” do Presidente Sakuji Tanaka, que participou ativamente de todos os seminários, palestras e eventos. De início estava preocupado e apreensivo com esta tarefa, dada a importância do cargo dele e do formalismo e rigidez da língua japonesa protocolar, mas ele desde o início se mostrou bastante aberto, receptivo e divertido. A empatia foi mútua e instantânea, proporcionando longos papos e palpites em alguns aspectos pessoais. Um momento especial foi ao receber das mãos do próprio Presidente Tanaka, o pin e o cristal que simbolizam as contribuições como Major Donor. Parabenizo e agradeço a todos que organizaram e participaram deste evento.” Henrique Tetsuo Asanuma Misawa, “aide” do Presidente Sakuji Tanaka, Rotary Club de SP - Pinheiros.

“O Treinamento para Representantes Distritais de Rotaract Eleitos para a gestão 20132014 ocorreu no início do mês, marcando nova integração entre Rotary e Rotaract no Brasil. Todo rotariano, conforme o Manual de Procedimentos, tem a responsabilidade de ajudar as Novas Gerações, preparando-as para que tenham um futuro promissor... e foi o que tivemos lá. Aprendemos conhecer e a respeitar normas e ter nos rotarianos os caminhos mais seguros para alcançar os nossos sonhos. Houve discussão calorosa sobre como se planejar para transformar sonho em realidade. Planejar é mais do que ter ideias no papel, é criar um ciclo de continuidade. Se a cada ano vemos a roda dentada girar, não devemos nos ater apenas ao seu movimento, mas também ao seu formato: contínuo. Somos preparados para ser líderes e exemplos, sem nos esquecermos de nossos valores e debateremos formas de seguir os nossos líderes. Em Vitória, descobri a importância de cultivar cada amizade e respeitar as diferenças de quem nos pede apoio. Conto com a experiência do distrito para fortalecer cada dia mais a nossa família rotária.” Mariana Melges, Representante Distrital de Rotaract Eleita, Gestão 2013-2014 Carta Mensal 003

15


Violaine, da Bélgica

conta sua experiência no Brasil Por Violaine Pourreau | Bélgica

O Rotary é mundialmente conhecido por seu Programa de Intercâmbio de Jovens (PIJ), que pode ser de curta ou longa duração. Aproveitamos esse espaço para entrevistar alguns intercambistas, relatando suas experiências em relação ao Brasil. 1- Como você conheceu o intercâmbio de jovens? “Na escola, perguntei para minha professora, cujo marido era um rotariano, se ela conhecia alguma organização de intercâmbio. Ela me falou sobre o PIJ do Rotary, mas eu precisava de um clube para me candidatar. Em Tournai existem 3 clubes e eu escolhi o Tournai-3-LYS, porque minha família conhecia um sócio do clube.” 2- Qual o motivo de você ter escolhido o intercâmbio do Rotary? “Porque é interessante para a minha família aprender outras culturas, pois ao receber os estudantes em casa, eles vão aprender muitas coisas de outros países. E, assim, começa a troca de experiências e de diferenças!” 3- Por que você escolheu vir para o Brasil? “Eu tinha a certeza de que aqui eu teria o melhor ano da minha vida. As pessoas no Brasil são muito legais! Elas abraçam e falam comigo como se me conhecessem há um longo tempo! Além do mais, o Rotary da Bélgica me disse que os estudantes que foram os mais felizes de sua troca, foram aqueles que vieram para o Brasil. Fui surpreendida, porque é realmente bem melhor do que eu pensava que seria!” 4- O que você sentiu ao chegar aqui no Brasil? “Quando eu cheguei aqui, eu só pensava: “Oh! Que belo país, quantas pessoas grandiosas aqui! Agora eu vou viver o melhor ano da minha vida!” 5- Como você está se sentindo após dois meses em nosso país? “Estou animada para descobrir muitas coisas! Estou me sentindo tão feliz por estar aqui e meus pais brasileiros são muito legais! Eles falam o tempo todo comigo em Português, porque não sabem Inglês, e é melhor assim! Acho que vou aprender rápido!” 6- Qual sua expectativa após o término do programa? “Espero voltar aqui novamente, porque eu estou amando muito o Brasil! E espero que as pessoas tenham vontade de visitar a Bélgica, porque é um país bonito demais, mas muito diferente! Também espero manter contato com as pessoas que conheci aqui!”

“Se você gosta de conhecer novas pessoas e culturas, deixe o Rotary ajudar você a realizar seus sonhos! Este é o meu sonho, e é só o começo!”

Carta Mensal 003

17


Você Sabia?

Por Amilton Medeiros Silva | Governador 2008-2009 | Distrito 4610

Jovem demais para o Rotary? Você sabia que o presidente do centenário do Rotary International, Glenn Estess Sr., tinha só 32 anos quando se associou ao Rotary? Muitas vezes clubes afastam profisionais qualificados por acreditarem serem estes jovens demais.Vejam as idades que expresidentes do RI tinham quando ingressaram:

Imagine quantas inigualáveis contribuições de prestação de serviços e liderança teríamos perdido se essas pessoas não tivessem ingressado no Rotary por serem “jovens demais”? Se não recrutarmos esses jovens hoje, o Rotary poderá estar perdendo a chance de contar com uma geração inteira de futuros líderes. Se levarmos em consideração os novos executivos frutos da era tecnológica; as tantas especializações obrigatórias em muitas carreiras; e o aumento no número de pessoas com educação avançada, observaremos que essas pessoas são qualificadas para ingresso no quadro associativo, tanto quanto eram os jovens há 30 anos.

“Ex-participantes

de

programas

da

Fundação

Rotária

e

do

Rotary International são pessoas que possuem qualidades de liderança e são compromissadas com a prestação de serviços e compreensão internacional. Estes sócios potenciais são uma fonte pouco explorada. As projeções teóricas totalizam cerca de 49.000 novos rotarianos que poderiam ser

admitidos

anualmente. Se clubes e distritos melhorarem suas

estratégias de manutenção de contatos e recrutamento, certamente nosso quadro social observará um crescimento significativo.” Parágrafo extraído do “Relatório sobre Recrutamento de Ex-Participantes de Programas da Fundação Rotária e do Rotary International como Rotarianos Potenciais”

18

Carta Mensal 003


Novos Associados

QUADRO ASSOCIATIVOS

Rotary Club Cotia Mulheres Empreendedoras

Rotary Club Cotia Mulheres Empreendedoras

Nome: Fabiana de Avila Giorgetti Boteguim

Nome: Elina Rui Romano Devico

Classificação: Publicitária

Classificação: Microempresária

Data Admissão: Agosto/2012

Data Admissão: Agosto/2012

Padrinho: Lenita Medeiros

Padrinho: Leda

Rotary Club Cotia Mulheres Empreendedoras

Rotary Club de São Paulo

Nome: Elizabeth Cortez Herrera

Nome: Toni Sando de Oliveira

Classificação: Pesquisadora Científica

Classificação: Administrador

Data Admissão: Agosto/2012

Data Admissão: 15/08/2012

Padrinho: José Carlos Nunes

Padrinho: Nahid Chicani

Rotary Club de São Paulo Alto de Pinheiros

Rotary Club de São Paulo Bela Vista Bixiga

Nome: Cintia Maria da Silva

Nome: Fábio Michelette de Salles Prado

Classificação: Publicitária

Classificação: Físico

Data Admissão: 01/08/2012

Data Admissão: 01/08/2012

Padrinho: Augusto Carpigiani

Padrinho: Claudio Ramos

Rotary Club de São Paulo Bela Vista Bexiga Nome: Maria Cristina Reali Esposito Classificação: Advogada Data Admissão: 03/07/2012 Padrinho: Ricardo Luis Martins Scalise

Sejam bem vindos à família rotária!


Total de clubes

ESTATÍSTICA D.4610 MÉDIA ÚLTIMO TRIMESTRE

Nº Reuniões

59 190

Frequência

62

,42%

Fundo Anual para Programas (Mil/US$) 310,3 232,6 221,5 175,5

131,7

157,3

220,2 138,3

2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012

Movimentação Distrital (Associados) 30/06/2009 30/06/2010 30/06/2011

1.262 1.240

1.209

30/06/2012 (-22) (-31)

30/09/2012

1.261 1.227

(+52) (-34)


ANÚNCIO



Carta Mensal - Setembro - Distrito 4610