Page 1


Nesta edição: 04 05 06 07

Editorial

Governador Reináldo Franco

Mensagem do Presidente Sakuji Tanaka

Mensagem

do Diretor de Rotary International

Serviços

Profissionais, por Raul Casanova Jr

10 12 14 15

Dia

dos animais

Rotary International Distrito 4610 Av. Higienópolis, 996 5º andar - sala 507 distrito@rotary4610.org.br

Intercâmbio

+55 11 3667-7479

de jovens

Presidente 2012-13 Rotary International Sakuji Tanaka

Pacific

Diretor 2011-13Rotary International

Canada Experience

José Antonio Figueiredo Antiório Governador 2012-13 Distrito 4610 Reináldo Franco

Rotex

pode contribuir com a sua profissão

Governador Eleito 2013-14 Distrito 4610 Cláudio Moyses

08 16 09 1 Caminhada 17 Você sabia? Projeto

Governador Indicado 2014-15 Distrito 4610

Fundação

Rumo

Ivo Nascimento

Rotária, porNahid Chicani

a

pela Paz

Presidente da Comissão Distrital de Imagem Pública Governador 2007-08

Serviços Profissionais, por Amilton Medeiros Silva

Renato Figueiredo Conselho Editorial Celia Maria Acerbi - RCSP Barra Funda Gunter Pollak - RCSP Perdizes Lidia Borges - RCSP Sumaré Sérgio de Castro - RCSP Sumaré Stylianos Moyssiadis - RCSP Bom Retiro Equipe Editorial Ana Carolina Scatolini - Estagiária Cristian Faria - Estagiário Celia Maria Acerbi - Revisão

12 16

Luis Paulo S. Marcelino - Jornalista MTB 19275 Diagramação Leonardo Ronqui (Spar Comunicação) Projeto Gráfico I9 Criações Tiragem 2.000 impressões Gráfica Gráfica Veneza ISSN

00

15 00

1982-8780 Os textos e artigos assinados são de responsábiliadades de seus autores. Os demais são de responsabilidade da redação do Distrito 4610

Carta Mensal 004

3


EDITORIAL

A base do quadro social do Rotary

mensagem

Sakuji Tanaka

Por Reináldo Franco | Governador do Distrito 4610

Presidente do Rotary International 2012-13

Meus queridos amigos e irmãos

Caros Companheiros Rotarianos

Neste mês de outubro, refletiremos sobre a importância da nossa segunda avenida de serviços, a dos Serviços Profissionais, focando principalmente na razão que move nossa organização para ela, e quais os benefícios que podemos com ela construir.

Cada um de nós é diferente. Cada rotariano teve uma razão para se associar e muitos se lembram vividamente de seu primeiro Momento Rotário – quando deixaram de ser simples associados de Rotary Clubs para se tornarem verdadeiros rotarianos.

O quadro social do Rotary tem por base as profissões de seus integrantes, e cada clube deve refletir a diversidade profissional e empresarial de sua comunidade. Esta é a base para o nosso compromisso histórico com os serviços profissionais, através dos quais nós, rotarianos, devemos aplicar e promover elevados padrões éticos em nossos negócios; reconhecer o valor e o mérito de todas as ocupações úteis à sociedade; e utilizar nossas habilidades no atendimento de necessidades sociais. Nosso planejamento estratégico define que, dentre as metas para aumentar a projeção da imagem pública da organização, devemos dar mais ênfase aos Serviços Profissionais. A nossa publicação “Introdução aos Serviços Profissionais” (255pt.) nos apresenta muitos subsídios para atividades dos Rotary Clubs para esta importante avenida de serviços. Defendo que a nossa união será o caminho do nosso sucesso: se conseguirmos promover a integração e a interação de nossa maturidade e experiência à energia e vitalidade dos jovens; se nos permitirmos ser energizados com seu idealismo, construiremos a Paz Através do Servir. Estou totalmente confiante de que nós, rotarianos e rotarianas do nosso distrito, saberemos construir em nosso íntimo o terreno fértil para esta jornada.

Eu adoro ouvir estas histórias e descobrir o que levou cada pessoa a se associar. Para algumas foi uma função rotária, um projeto, ou a Convenção Internacional. Para mim foi um palestrante em uma das reuniões do Rotary Club de Yashio, mais ou menos dois anos depois que me tornei rotariano. Sou associado fundador do meu clube e fui convidado pelo primeiro presidente que tivemos. Nunca tinha ouvido falar sobre o Rotary e, na época, não sabia exatamente o que significava servir. Eu era novo na cidade de Yashio e não conhecia muita gente, pois havia acabado de me mudar de Tóquio. Achei que o Rotary seria uma boa maneira de fazer novos amigos e ajudar minha empresa, e como respeitava a pessoa que me convidou, acabei me associando. Mas para ser sincero, não fizemos muito durante os primeiros dois anos. Toda semana eu ia para a reunião, almoçava e assistia a uma palestra. Além disso, pagava minhas cotas e fazia doações à Fundação Rotária. Porém, não participava de projetos e não sabia como poderia servir no Rotary. Tudo isso mudou quando um palestrante falou aos rotarianos do clube sobre os Serviços Profissionais, um conceito novo

4

Carta Mensal 004

para mim. Até então, nunca tinha pensado muito sobre o propósito da minha vida, ou sobre o motivo de ter uma carreira. Vivia sempre muito ocupado, sempre trabalhando, e apenas me concentrava na minha empresa e em como poderia torná-la maior e melhor. Nunca havia parado para pensar de forma mais profunda no propósito do meu trabalho. Entender o significado dos Serviços Profissionais mudou completamente meu comportamento com relação ao meu trabalho e o propósito de minha existência. Percebi que a meta de um profissional não é apenas ganhar dinheiro, mas contribuir à comunidade, torná-la mais forte e ajudar a fazer com que a vida das pessoas melhore. Quando entendi este aspecto e compreendi o que significa “Dar de Si Antes de Pensar em Si”, minha vida mudou e passei a me dedicar integralmente ao servir. Este é o meu Momento Rotário.

Carta Mensal 004

5


mensagem

Avenida dos Serviços Profissionais Por José Antonio Figueiredo Antiório | Diretor 2011-2013 de Rotary International

Em outubro o Rotary International estimula todos os Rotary Clubs e Distritos que enfatizem as diversas profissões, através de Reconhecimentos Profissionais. Esse reconhecimento deve ser proposto a homens e mulheres que na sua vida pública, ou privada, tenham um comportamento ético, justo, de compreensão, e que fortaleçam amizades. Podemos nos pautar para isso na tão decantada “Prova Quádrupla”, que praticamente simboliza a nossa Carta Constitutiva. Essa prova proposta pelo rotariano Herbert Taylor em 1932, que em 1954-55 se tornou Presidente de Rotary International, contemplava respondermos a quatro perguntas fundamentais, para que a sociedade pudesse ser ética e mais feliz. Façamos uma lembrança dessa Prova que questionava: De tudo que pensamos e fazemos: 1) É a verdade? 2) É justo para todos os interessados? 3) Criará boa vontade e melhores amizades? 4) Será benéfico para todos? Raciocinemos, pensemos e façamos um retrospecto de nossas vidas. Em nossos clubes e em nossas comunidades o nosso comportamento é correto? Em nossas famílias, aplicamos com sucesso as respostas a essas perguntas? Em nossos empregos ou empresas, usamos essa prática? Orientamos à nossa juventude para que ela assuma um comportamento semelhante aos nossos princípios? Se estivermos contemplando esses desafios de forma correta, julgo que a nossa sociedade será cada vez melhor. Mas, se não estivermos respondendo corretamente, é chegada a hora de nos reciclarmos. Reciclar é muito importante.

mensagem

Os Serviços Profissionais Por Raul Casanova Jr | Presidente Comissão Distrital de Serviços Profissionais | Rotary Club de São Paulo Avenida Paulista

Os Serviços Profissionais não têm sido muito enfatizados nos últimos anos, quando se fala em Avenida de Serviços. Graças à área profissional, Paul Harris criou o Rotary International. Para quem não sabe, os Serviços Profissionais são considerados a segunda Avenida mais relevante no RI. É justamente através da área profissional que o Rotary seleciona seus integrantes e os Serviços Profissionais ainda são um dos seus pilares de sustentação. Ocorre que a quantidade de companheiros com menos de cinco anos no Rotary é grande e muitos não conhecem a importância da área profissional. Há pontos relevantes na questão. Primeiro; a intenção bem-sucedida do advogado Paul Harris era reunir homens de negócios e profissionais idôneos, pois Chicago, na época, passava por sérios problemas, a começar pela lei seca. Era complicado se relacionar com pessoas éticas e confiáveis naquela comunidade. Segundo; no Estatuto do RI é definido que cada rotariano representa uma profissão e que, há alguns anos, não era permitido num clube mais de um rotariano com a mesma profissão, quantidade essa flexibilizada ao longo do tempo para aumentar o quadro associativo. Mas, até hoje, o rotariano se identifica dizendo seu nome, clube e classificação. Terceiro; o Objeti-

vo único do Rotary, descrito em qualquer documento rotário, inicia-se com: “Estimular e fomentar o ideal de servir, como base de todo empreendimento digno, promovendo e apoiando...”. O termo “como base de todo empreendimento digno” define que o “estimular e fomentar o ideal de servir” deve ser realizado somente de uma forma: como base de todo empreendimento digno, ou seja, através de uma profissão reconhecida. O item “através do reconhecimento do mérito de toda ocupação útil e a difusão das normas de ética profissional”, foi instituído em 1943 pelo Conselho Diretor do Rotary International, como componente oficial do ideal dos Serviços Profissionais, intitulado “Prova Quádrupla”. Portanto, instigo todos a conhecerem mais sobre a Avenida de Serviços Profissionais, base de toda nossa Entidade, incentivando a ética, enaltecendo profissionais que sejam exemplo em sua comunidade, formando jovens dentro dos nossos princípios, apoiando as instituições de Ensino Profissionalizante de nosso Distrito, implementando projetos RUMO e RYLA em seus clubes e, principalmente, sendo cada um de nós um modelo de Ética em nossas profissões.

Uma História Estava saindo do elevador de um hotel, encontrei um rapaz sendo achincalhado por outro senhor, aos berros. Espantado, perguntei a ambos o que estava acontecendo. As respostas confusas eram as seguintes: “- A chave do meu quarto não abre; vá até a recepção e providencie para que abra”. O funcionário responde ao Senhor: “- Não vou, essa não é minha tarefa, pois sou responsável por outro setor do Hotel.” O Senhor aos berros novamente: “- patati patatá...” O Rapaz, com elegância: “- patati patatá...” Vendo aquele conflito, pedi ao Senhor os cartões, desci à recepção e pedi a magnetização dos mesmos, subi ao andar, entreguei a chave e a confusão acabou. Essa deve ser a maneira de um rotariano se portar em um momento de conflito: lembremos que somos os defensores da Paz, através do Servir. Gostaria de refletir com vocês que, através do reconhecimento de toda ocupação útil e estimulando o ideal de servir em todas as atividades profissionais, possamos ser: Verdadeiros, justos, compreensivos, fazendo novas amizades e buscando a compreensão Mundial.

6

Carta Mensal 004

Carta Mensal 004

7


Aconteceu no distrito

aconteceu no distrito

Inclusão Digital Por Rotary Club de Jandira

NA FOTO: Katia Raquel C Forgoso (Presidente RC Jandira 2012-2013), Ademir Carneiro Junior (RC Jandira), Ricardo Borges (GA 2012-2013 - RC Jandira), Marcio Rafael do Amaral Defino (Microlins Jandira), Manoel Domingues (Presidente ASSIJA- Associação das Industrias de Jandira) e Linda F Smith (RC Jandira)

O projeto Inclusão Digital, criado pelo Rotary Club de Jandira, refere-se à parceria com empresas que tenham equipamentos fora de uso, em perfeitas condições de funcionamento para serem doados às entidades. A finalidade da parceria é criar em suas sedes salas de informática para o benefício da comunidade local, oferecendo cursos gratuitos. Trata-se de projeto sem custo, tanto para o Rotary, quanto para as empresas doadoras, sendo de responsabilidade da entidade escolhida a manutenção dos equipamentos. Após definição da entidade, será feita placa do Projeto, onde constará a parceria Rotary /Entidade, bem como relação das empresas doadoras. Será marcada ainda a data da entrega no próprio local, para que todos os parceiros participem.

Projeto Rumo une companheiros dos Rotary Clubs de São Paulo - Alto da Lapa, Alto de Pinheiros e Lapa Pelo menos 900 jovens foram beneficiados pelo Projeto Rumo Técnico, na Escola SENAI da Vila Leopoldina “ Mariano Ferraz”, no último dia 28 de setembro. Em parceria com os Rotary Clubs de São Paulo Alto da Lapa, Alto de Pinheiros e Lapa, os trabalhos foram realizados sob a coordenação do Companheiro José Antonio Urea, do RCSP Alto da Lapa, que também ministrou palestra. Divididos em duas turmas, os jovens conheceram os cursos técnicos e tecnológicos oferecidos pelo SENAI: o de Torneiro Mecânico, de Frezador, Mecânico de Automóveis,

8

Carta Mensal 004

entre outros. Estiveram presentes o companheiro Arnaldo Bottari Pinheiro de Melo, Presidente do CAMP Pinheiros e Presidente do RCSP Alto de Pinheiros; o Governador-Assistente Oswaldo Soares, representando o Presidente do CAMP Oeste; companheiro Antonio Simidamore; o Presidente do RCSP Lapa, Roberto Uria Mendez; o Presidente do RCSP Alto da Lapa, Wagner Luis Dias; e o Professor Norton Pereira, Diretor da Escola SENAI “Mariano Ferraz”. A mensagem aos jovens foi para que se conscientizem das várias oportunidades de ensino tecnológicos e técnicos que existem, e principalmente que, após os conhecerem, se definam por uma profissão, dando o melhor de si para alcançarem sucesso.

Foto por Ely Ana Coggiola

Rotary Club de São Paulo - Butantã comemora 4ª Jornada de Saúde Infanto-juvenil A exemplo dos anos anteriores, o Rotary Club de São Paulo Butantã realizou mais um grande evento social, dedicado às crianças e adolescentes, com a participação de familiares. Foi a 4ª Jornada de Saúde Infanto-juvenil, que levou centenas de pessoas ao CEU Butantã, durante todo o dia do último 20 de outubro. Com empenho do Presidente do RCSP Butantã, Wilson Santoro, e sob a coordenação do companheiro Carlos Eduardo de Freitas Coelho, Governador Assistente, a promoção do evento foi coroada de sucesso. Vários

parceiros trabalharam para proporcionar atendimento às famílias da região. Tanto as crianças, quanto seus familiares, receberam orientação pediátrica; sobre higiene bucal; fizeram exames de vista; mediram a pressão arterial; e as mães se surpreenderam com o atendimento de estética facial e de beleza. Além das palestras educativas e elucidativas, as crianças ganharam brindes, algodão doce, pipoca e se divertiram com brincadeiras e show de mágica. Ao final, o Presidente Santoro agradeceu a todos os companheiros pela participação no evento.

1ª Caminhada pela Paz promovida pelo Rotary Club de São Paulo - Lapa Os companheiros do Rotary Club de São Paulo Lapa tiveram a oportunidade de reiterar a postura de Promotores da Paz ao participarem no domingo, 21de outubro, da 1º Caminhada pela Paz, com o apoio da Policia Militar, Guarda Civil Metropolitana, Sub Prefeitura da Lapa, entidades assistenciais, empresários, escolas, estudantes e moradores. A abertura ocorreu às 9h00, no Clube Escola Pelezão, com execução do Hino Nacional e leitura do texto vencedor do 1º Concurso de Contos “A Paz na Lapa”, na categoria Infantil, pelo próprio autor, Enzo Rocha Saldanha; alongamento e macroginástica, com profissionais da ACM Lapa ; e apresentação de taikô (tambores japoneses). A caminhada teve início em

frente ao Pelezão (Rua Belmonte, 957), seguindo até a Praça José Roberto Leite Penteado, onde houve a leitura do conto vencedor na categoria Juvenil, pela estudante Nathália Ricardo Albertone , e apresentação do Coral da 3ª Idade Ecoart. Seguiu pela Rua Tomé de Souza até a Praça John Lennon, com nova parada e leitura do conto vencedor na categoria Adulto, por Alan Fernando da Silva, e apresentação de performance do 21º Depósito de Suprimento do Exército Brasileiro. A manifestação pela Paz terminou na Praça do Marco da Paz, esquina da Rua Mercedes com Gavião Peixoto, onde foi lido o conto vencedor na categoria Idoso, por Carlos Alberto Martins, seguido da apresentação do Coral da Guarda Civil Metropolitana, sob a regência do C.D. Milanês, que encerrou este evento. Parabéns a todos os participantes , que acreditaram no sucesso desta caminhada pela cultura de paz na região.

Carta Mensal 004

9


Aconteceu no distrito

Aconteceu no distrito

Rotary Club de São Paulo - Caxingui celebra o Dia dos Animais Para celebrar com louvor os 83 anos do Dia Mundial dos Animais, os companheiros do Rotary Club de São Paulo Caxingui, capitaneados pelo seu Presidente a Serviço da Paz, Luiz Carlos Ferreira de Souza, trouxeram à família rotária nova e nobre causa, a defesa e proteção dos animais. Além dos inúmeros benefícios à saúde pública, a intenção dos competentes veteranos é o combate à comercialização clandestina e o incentivo à adoção dos animais. O evento ocorreu num ponto estratégico: Praça Vinicius de Moraes, Morumbi, local de grande afluxo de pessoas, no último sábado, dia 06 de outubro, e teve por objetivo conscientizar a população e organizações afins sobre os cuidados necessários com os animais. O evento contou também com shows musicais infantis com mascotes, vídeos educativos, fantoches, entre outras atividades. A ONG “AMPARA Animal” distribuiu cartilhas educativas e disponibilizou espaço lúdico às crianças para colorir desenhos. Houve distribuição de brindes para os pets. A “Aliança Internacional do Animal”, ong de Cotia , que dá abrigo aos animais e disponibiliza-os para adoção, distribuiu materiais educativos. A ong “Projeto Harmonia dos Bichos” apresentou shows musicais e organizou a cãominhada ao redor da praça. A Polícia Militar Ambiental orien-

10

Carta Mensal 004

tou sobre seu trabalho em relação aos cães, gatos, e outros animais. Na barraca “Saúde Animal”, estavam presentes as clínicas veterinárias,que orientaram e deram suporte em alguns procedimentos de saúde animal. Na barraca do Rotary, o Governador do Distrito 4610, Reinaldo Franco, fez questão de parabenizar os companheiros e o Presidente do Rotary Club de São Paulo Caxingui, Luiz Carlos Ferreira de Souza, pelo brilhantismo do trabalho. Num processo de intensa integração entre os participantes, expositores e organizadores, foi uma oportunidade para os companheiros rotarianos “servirem”. Aberta ao público com ou sem seus pets, as barracas estavam distribuídas em pontos estratégicos, havendo ainda materiais informativos, de conscientização, cãominhadas, venda de produtos dos participantes, adoção de animais (cães

e gatos), além da divulgação do trabalho de cada um. O Dia Mundial dos Animais é no dia 4 de outubro. A data comemorativa foi instituída em 1929, no Congresso de Proteção Animal em Viena, na Áustria, e deve-se ao fato de marcar o falecimento de São Francisco de Assis, Santo Protetor dos Animais, em 1226. A data representa o carinho, respeito, direitos e amor aos animais e o fim dos maus tratos, abandono, testes e tráfico de todos os animais.

Carta Mensal 004

11


Aconteceu no distrito

Aconteceu no distrito

Intercâmbio de Jovens no Rotary Club de São Paulo - Butantã Um dos mais acalorados e expressivos debates sobre intercâmbio de jovens ocorreu no Fórum promovido pelo Rotary Club de São Paulo Butantã, no último dia 18 de outubro, sob a coordenação do Presidente Wilson Santoro. Através da presença maciça de companheiros representantes de 15 clubes do Distrito 4610, o evento totalizou mais de 70 pessoas. Os Rotary Clubs de Taboão da Serra, Taboão da Serra Pirajuçara e Caxingui foram além: tomaram a iniciativa de transferir suas reuniões ordinárias para reforçar as suas participações. Cada clube que esteve presente recebeu um tema para ser apresentado e debatido pelos companheiros, o que tornou o encontro mais proveitoso com a interação de to-

dos. A mediação ficou por conta da Governadora do Distrito 4610, Ligeia Benícia de Almeida Stivanin (ano rotário 2011 / 2012) que, com primazia, conduziu elegantemente os trabalhos. De acordo com a Governadora Ligeia, “a promoção do Fórum realçou aos companheiros detalhes importantes na condução dos intercâmbios de jovens pelo Rotary International, preparando ainda mais os rotarianos a receberem visitantes do exterior e, assim, fazerem do intercâmbio uma experiência sem precedentes”. Ao fazer uso da palavra, o Presidente do Rotary Club de São Paulo Butantã, Wilson Santoro, reiterou o valor e o papel da família anfitriã, afirmando que “a participação dela é essencial para o grande êxito do intercâmbio”. Normas e legalidade do intercâmbio de jovens, além dos programas sociais de combate às drogas, assédios moral e sexual, entre outros temas, foram alguns dos assuntos em questão. Ao final do Fórum, o Presidente Wilson Santoro agradeceu a todos, reiterou o sucesso do encontro e contemplou a Governadora Ligeia, e cada clube, com certificados de participação.

12º Seminário sobre prevenção do uso de drogas e de gravidez na adolescência Por Beatriz H. de A. Castro - Membro da Comissão do Boletim Servir do Rotary Club de São Paulo

O evento de caráter assistencial e elucidativo ocorreu no Rotary Club de São Paulo, no último dia 20 de outubro, com a participação das diversas unidades do ESPRO – Ensino Social Profissionalizante. A mesa diretora dos trabalhos teve a seguinte composição: Coordenador EGD Altamiro Ribeiro Dias - Diretor da Comissão de Projetos de Serviços à Comunidade; Antonio Wadih Haddad, Presidente do Rotary Club de São Paulo; Fernando de Almeida Nobre Neto, Presidente do ESPRO; Priscila Freitas, Supervisora Educacional do ESPRO; e Dr. Frederico Eckschmidt, do Núcleo Synthesis, Coordenador do Seminário junto ao Rotary Club de São Paulo, e apresentador do tema “Os Riscos e Efeitos do Consumo Nocivo de Álcool na Adolescência”. Os 460 jovens desfrutaram de conhecimentos práticos em linguagem fácil e prática sobre os temas abordados pelos renomados profissionais. De forma elucidativa, eles esclareceram verdades sobre as drogas,

sobre as consequências do seu uso, tais como quebra e dificuldades do relacionamento familiar; sexo prematuro com gravidez indesejada; o risco da convivência com traficantes; violência, entre outras. Os alunos tiveram ainda palestras sobre “DST/AIDS” pelo Prof. Vladimir Carvalho, titular da Comissão de Infecção do IOT-HCFMUSP; e sobre “Gravidez na Adolescência”, pelo Prof. Marco Antonio Galletta, titular da Clínica Obstétrica do HCFMUSP. A participação dos rotarianos foi admirável e definitiva para o sucesso do seminário. Todos os palestrantes receberam diplomas e uma lembrança do Rotary Club de São Paulo. Além do companheiro Altamiro Ribeiro Dias e sua esposa Vânia, estiveram presentes os rotarianos Deise Cruz, que fez o protocolo, Maria A. de Moraes Pereira, Beatriz Castro, Heloísa de Arruda Pereira Junqueira de Andrade,Rogério Guarnieri, Álvaro Ippolito, Fernando da Cruz Lopes, Flávio Ferreira de Barros, Jorge Roberto Zantut, José Roberto de Arruda Pinto e Fernando de Almeida N. Neto.

Governadora Ligeia Stivanin recebe Título de Cidadã Cotiana Matéria publicada no Portal Viva Cotia, em 27 de Setembro de 2012 A Governadora do Distrito 4610, do Rotary International, gestão 2011-2012, Ligeia Benícia de Almeida Stivanin, recebeu na noite dessa quarta-feira (26), na Câmara Municipal de Cotia, o Título de Cidadã Cotiana. A homenagem foi conduzida pela presidente do Rotary Club Mulheres Empreendedoras, Cintia Baraúna, e contou com a presença de 60 pessoas. Ligeia foi agraciada com o Título de Cidadã Cotiana por meio do Decreto Legislativo nº20/2012, de autoria do vereador Arildo Gomes. A justificativa foi homenagear a professora, pedagoga, escritora e jornalista, moradora de Cotia há 33 anos, que tanto trabalha pelo social. O Titulo foi entregue pelo diretor da Câmara Dr. Walter Soares de Castro.

12

Carta Mensal 004

Carta Mensal 004

13


juventude

juventude

Como o ROTEX pode contribuir com a sua profissão Por Daniel Fernandes Matsukura, Diretor de Comunicação do Rotex São Paulo – Gestão 2012-13

Pacific Canada Experience Uma experiência rotaractiana Imagine um jovem com apenas 24 anos de idade já conhecer pessoas de 21 países ou mais, por exemplo na Ásia, Europa, América do Norte, além de outros da América Latina!?! Isso só é possível graças ao Rotary International. O jovem brasileiro Frederico Purini Nardi foi mais adiante. Além da maravilhosa turnê mundial, ele teve a oportunidade de manter audiência com o Secretário Geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon. Atualmente Frederico, o Fred, conforme a maioria das pessoas o chama, é Diretor de Assuntos Internacionais – Gestão 2012/2013 do Rotaract Avenida Paulista. Mas, não foi sempre assim. Ele começou como associado do Interact Club Palácio das Águas, no Distrito 4480, em São José do Rio Preto, a 454 km da Capital, em 2005. Lá mesmo, com esforço e dedicação, tornou-se Diretor de Assuntos Internacionais. Em 2008, Fred veio para o Rotaract Club de São Paulo Avenida Paulista, Distrito 4610, onde alcançou o posto de Vice-Presidente. Em 2009 foi Diretor do DQA; em 2011/2012, Presidente; e em 2012/2013 será o Diretor de Assuntos Internacionais e Diretor de Dados & Informação – Representante Distrital do Rotaract Avenida Paulista. A grande viagem para a América do Norte teve início, segundo Frederico,“quando o Representante Distrital Vitório Tomaz enviou e-mail do PACE, divulgado na “RotaractNet”, que relacionava um grupo de Rotaractianos do mundo todo, do qual ele não fazia parte”. Conforme o jovem detalhou, o Projeto visa fortalecer laços rotaractianos globais e fornece uma experiência autêntica do multiculturalismo canadense, enquanto facilita amizades internacionais, através do convívio com diferentes culturas. Anualmente são escolhidos seis rotaractianos, três homens e três mulheres que nunca visitaram o Canadá, mas que contribuíram, de alguma forma, para o desenvolvimento do Rotaract em seus países. Neste ano, o Frederico teve a honra de ser escolhido. Logo que soube

14

Carta Mensal 004

da aprovação no programa, ele procurou a Governadoria, a Representação Distrital, o Escritório de Intercâmbio e seu clube-padrinho. Todos foram muito solícitos e Frederico pode contar com apoio financeiro, ou em forma de orientações. Em sua viagem pela América do Norte, de mais de 20 dias, Fred encontrava brasileiros onde quer que fosse; e sentiu o amor que o mundo sente pelo Brasil. “Essa aventura me fez evoluir. Os locais e pessoas que conheci me fizeram enxergar a vida sob uma perspectiva diferente”, declara Fred, que foi categórico ao afirmar: “hoje, de volta ao nosso querido país, o amo ainda mais. Nossa gente, nossa comida, nossa natureza, nosso amor e companheirismo são únicos. Quero partilhar com meus companheiros e amigos do Brasil a experiência maravilhosa que tive, além da oportunidade de visitar vários clubes e trazer uma bagagem de práticas que podem ser adotadas em nossos trabalhos. Percebi que falta apenas um empurrãozinho para que nossos clubes se tornem mais eficientes”. Bastante entusiasmado, ele aconselha: “Digo aos companheiros rotarianos, deste e de outros distritos, que sigam o exemplo do Governador Reináldo Franco e de meu clube-padrinho, RCSP Avenida Paulista, e apoiem a juventude da maneira como fizeram comigo. Esta é uma iniciativa que traz aos rotaractianos a oportunidade de conhecer uma cultura diferente, patrocinados pela organização que tanto amamos e pela qual tanto nos empenhamos. Por fim, me coloco à disposição e convoco qualquer companheiro que acredite, assim como eu, que o Brasil, em toda sua grandeza e importância, não pode deixar de realizar um PROJETO como este. Quero dar a oportunidade aos nossos companheiros de fora a desmistificar nosso país e usufruir de nossa hospitalidade rotária”, finaliza Frederico Purini Nardi.

No ano rotário de 2007-2008, tive a oportunidade de realizar o Intercâmbio de Jovens do Rotary International, tendo sido hospedado no Japão pelo Rotary Club de Tokyo – Komae, do Distrito 2750. Desde pequeno fui apaixonado por tudo relacionado ao Japão, e já estudava o idioma há alguns anos, quando resolvi participar do programa. Então a adaptação ao país ocorreu rapidamente e sem problemas. Fui muito bem recebido por todas minhas famílias hospedeiras. Como passei por sete famílias, que é uma quantidade acima do comum, pude testemunhar diferenças culturais, mesmo dentro de uma região pequena. Hoje tenho 8 casas, 8 pais, 8 mães, e muitos irmãos, pois mesmo depois de cada mudança a ligação se manteve. Apesar de estar há poucos minutos de trem dos mundialmente famosos bairros de Shinjuku e Shibuya, a cidade onde morei, Komae-shi, é a menor de Tokyo e uma das menores do Japão em área. Em todo lugar que ia, eu era reconhecido, pois além de frequentar a escola, fazia parte do clube de Kendo, treinava judô no ginásio da cidade e karate no “dojo” de um rotariano (que aliás, era famoso aqui no Brasil por interpretar o personagem principal da série de TV dos anos 70, Spectre man). Quando estava na terceira casa, meu pai adoeceu, e o clube decidiu que duas vezes por semana algum membro ficaria responsável por me levar para jantar e assim diminuir o trabalho da família. Essa decisão continuou válida durante o resto do ano; então acabei conhecendo os melhores restaurantes da cidade, e desenvolvi um ótimo relacionamento com todos os rotarianos de Komae. Foi para atender a todos esses compromissos, que aprendi a andar de bicicleta. Antes do intercâmbio, eu não conhecia nem o Japão e muito pouco do Brasil. No dia-a-dia japonês, acabei descobrindo que algumas pequenas coisas que antes pareciam naturais ou óbvias, na verdade eram exclusividades da cultura brasileira. Só quando voltei é que pude compreender melhor os dois países, pois tudo se tornou comparável. Como um rotariano me disse uma vez, por ocasião de um de nossos jantares: “Quem não viaja e não conhece o diferente, enxerga o mundo com um dos olhos vendados”. O conhecimento adquirido durante aquele ano se mostra útil diariamente, tanto na vida pessoal como profissional. Além de fazer parte do Rotex São Paulo (grupo de ex-intercambistas

que auxilia diretamente o programa), sou estudante de Física e recentemente comecei a lecionar a disciplina. Também dou aulas de Matemática e auxilio em aulas de judô para crianças pequenas. Seria muito difícil para alguém que não conseguia falar em público, como eu anos atrás, se tornar um professor. Mas, durante o intercâmbio, superei essa dificuldade, pois precisei perder a vergonha de falar em outro idioma e fazer vários discursos e apresentações em clubes e escolas. Também aprendi a lidar com alunos pequenos, pois minha primeira família tinha 4 creches, onde eu ia sempre brincar com as crianças, contar histórias, e conversar com os professores. Toda essa experiência foi de extrema importância na minha formação. Tornei-me mais maduro, mente aberta, capaz de me adaptar a diversas situações, aprendi a me comunicar em mais de um idioma e passei a me relacionar melhor com as pessoas. Essas habilidades, essenciais em qualquer profissão, desenvolveram-se naturalmente ao longo do Programa de Intercâmbio, uma vez que seu objetivo é formar “embaixadores da boa vontade”. Carta Mensal 004

15


vai acontecer

Fundação Rotária Por Nahid Chicani | Rotary Club de São Paulo | Governador 2001-02 do Distrito 4610

A Fundação Rotária é uma entidade sem fins lucrativos, considerada o braço filantrópico do Rotary International. O Conselho da Fundação Rotária é formado por 15 curadores, todos rotarianos, sendo um deles designado como Presidente. Dos 15 Membros do Conselho, quatro são ex-presidentes do Rotary International. O Presidente da Fundação Rotária é sempre um ex-presidente. A missão da Fundação Rotária é apoiar os esforços do Rotary International no cumprimento da busca da paz e compreensão mundial, por intermédio de programas humanitários, educacionais e culturais, nacionais e internacionais. A Fundação Rotária teve início em 1917, através do esforço de Arch Klumph, o então 6º presidente de Rotary International. Em 2017 estará completando seu centenário. No ano da morte de Paul Harris em 1947, por sua solicitação, as arrecadações para a Fundação Rotária totalizaram 1 milhão de dólares, atingindo o dobro do que havia sido arrecadado durante os 30 anos anteriores. No ano de 1998, as arrecadações acumuladas atingiram US$ 1 bilhão. O programa mais importante da Fundação Rotária e do Rotary International é o Pólio Plus, iniciado em 1985 em parceria com a Organização Mundial de Saúde dos Estados Unidos da América, UNICEF

e o Centro Norte Americano para Controle e Prevenção de doenças. Com cerca de 3 bilhões de crianças imunizadas no mundo, várias milhões de pessoas deixaram de contrair a poliomielite, graças ao programa. Em virtude do grande crescimento das atividades e projetos da Fundação Rotária no mundo, exemplificando do ano de 1965 ao ano de 2000, foram aprovados e implementados 10.000 projetos de Subsídios Equivalentes. Nos 8 anos seguintes, o dobro, ou seja, 20.000 projetos aprovados de 2000 a 2008. Com esse crescimento exponencial, a Fundação Rotária criou o Plano Visão de Futuro da Fundação Rotária, o qual após

5 anos de estudos e planejamento foi iniciado em 1º de julho de 2010, por um período experimental de 3 anos, a terminar em 30 de junho de 2013. Foram selecionados 100 Distritos Pilotos no mundo, dos quais o nosso Distrito 4610 é um deles. Nesse Plano, que trouxe uma grande simplificação ao processo, além de dar mais autonomia aos Distritos Pilotos, só existem dois tipos de Subsídios: os Distritais, para os quais o Governador do Distrito tem grande autonomia para aprová-los; e os Globais, que requerem maior união com um parceiro internacional e a Fundação Rotária. Esses são projetos de porte elevado, com um valor mínimo de US$ 30 mil e precisam estar enquadrados dentro de uma das seis áreas de enfoque do Rotary International, além de ter sustentabilidade para os anos futuros. A partir do próximo ano rotário, em 1º de julho de 2013, todos os 530 Distritos do Rotary International no mundo estarão engajados nesse Plano, que tem tido tanto sucesso.

...cumprimento da

busca da paz

e compreensão mundial, por intermédio de programas humanitários, educacionais e culturais, 16

Carta Mensal 004

nacionais e internacionais.

quadros associativos

Novos associados Rotary Club de Cotia - Granja Viana

Rotary Club de

Nome: Kassia Regina Cardoso

Santana de Parnaíba - Centro Histórico

Classificação: Gerente de Produção

Nome:Luiz Fernando Guimarães

Data Admissão: Setembro/2012

Classificação: Comercio Exterior

Padrinho: Antonio Domene

Data Admissão: Setembro/2012

Rotary Club de Registro Ouro Nome: Ronaldo Pavarini Classificação: Agrônomo Data Admissão: Setembro/2012

Você Sabia? Por Amilton Medeiros Silva | Governador 2008-2009 | Distrito 4610

Declaração sobre os Serviços Profissionais Serviços Profissionais são o veículo pelo qual o Rotary promove e apoia a aplicação do ideal de servir em todas as profissões. As seguintes metas são inerentes ao ideal dos Serviços Profissionais: 1) Promoção e adesão aos mais altos padrões de ética em todas as ocupações, até mesmo lealdade aos empregadores, empregados e associados; bem como tratamento justo, tanto para eles quanto para os concorrentes, o público e todos aqueles com os quais se tem relações profissionais ou de negócios; 2) reconhecimento do valor de todas às ocupações úteis à sociedade, e não apenas da própria ocupação pessoal, ou das profissões dos rotarianos; 3) utilização dos conhecimentos profissionais próprios para a solução dos problemas e carências da sociedade. Os Serviços Profissionais são de responsabilidade tanto do Rotary Club, quanto de seus associados. A função do clube é implementar e incentivar a aceitação dessa responsabilidade por meio de exemplo constante, bem como do estabelecimento de projetos que ofereçam aos associados a oportunidade de contribuir com seus conhecimentos profissionais. A responsabilidade dos rotarianos é assegurar que sua conduta pessoal, profissional e nos negócios seja coerente com os princípios do Rotary e cooperar com os projetos implementados pelo clube. Carta Mensal 004

17


ESTATÍSTICAs

59 126 Total de clubes

referente ao mês de outubro - 2012

Nº Reuniões

34

Frequência

,90%

Para visualizar planilhas completas acesse: www.rotary4610.org.br/movdistrital

C

M

Y

CM

MY

CY

Movimentação Distrital (Associados)

CMY

K

30/06/2009 30/06/2010 30/06/2011

1.262 1.240

1.209

30/06/2012

1.261 1.218

30/10/2012 (-22)

(+52) (-43)

(-31)

Fundo Anual para Programas (Mil/US$)

232,6 175,5

131,7

157,3

221,5

310,3 220,2 138,3

89,9

2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013* * Ano rotário em andamento


Carta Mensal - Outubro/2012- Distrito 4610  

Carta Mensal - Outubro/2012- Distrito 4610

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you