Page 1

1


2


EDITORIAL

APCD-JP, 36 anos de fundação Presidente Nelson Sabino de Freitas 1º Vice-presidente Gilberto Cortese 2º Vice-presidente Mário Luis Zuolo Secretário Geral Sérgio José Martins Tesoureiro Geral Clarindo Mitiyoshi Yao Assessor da Presidência Euripedes Vedovato Diretor Depto. Científico Alexandre A. M. Cortese Assessores Depto. Científico Carlos Veloso Salgado Marcos Koiti Itinoche Alexandre Tanganelli Ricci Fábio de Santana Lima Márcia Ayres Diretor da EAP José Eduardo de Mello Júnior Diretor da Revista Daniel Kherlakian Diretor Depto. Informática Rodrigo Restaino Sarzedo Diretor Depto. Patrimônio Ricardo Thomé Diretora Depto. Social Simone Soares Petrone Assessoras Depto. Social Juliana Melo Cortese Maria Ap. Melo Cortese Produção Editorial ICL Comunicação Editor Executivo Israel Correia de Lima Editor de Arte / Diagramação Guilherme Gonçalves Jr. / Deporde Design Revisão Maristela Santana Santos Carrasco Jornalista Responsável Israel Correia de Lima (Mtb 14.204) Depto. Comercial ICL Comunicação (11) 3477-4156 / Cel. (11) 99263-1935 israel.c.lima@ig.com.br israellima@ajato.com.br Impressão Input Comunicação Visual Ltda. Periodicidade Trimestral Tiragem: 6.000 exemplares

Capa: Ilustração - Camilo Saraiva

APCD do Jardim Paulista Sede: Rua Guararapes, 720 - Brooklin São Paulo - SP - CEP 04561-000 (11) 5535-9532, 5096-0588 e 5049-3250 apcd@apcdjardimpaulista.com.br www.apcdjp.com.br Atenção: as opiniões expressas nas matérias publicadas na revista Essencial são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, as opiniões da diretoria da APCD do Jardim Paulista. É proibida a reprodução ou cópia, sem prévia autorização. Capa: Maurício Pereira Idéia: Dr. Euripedes Vedovato

Com nossa associação completando 36 anos de fundação, fica a expectativa de se os resultados de sucesso programados serão alcançados no decorrer dos anos. É que a nova EAP foi implantada e muito dos nossos esforços foram contabilizados na sua execução, apoiados por sucessivos encontros e reuniões para se chegar às resoluções. Enfim, eleições marcadas para o novo triênio, as quais foram realizadas no dia 6/11 próximo passado em nossa sede. Onde fomos reconduzidos a presidência, porém com renovação do corpo diretivo, como é tradição na nossa associação. Estive presente na reunião do Conselho de Regionais (Core) que foi realizada na cidade de São Roque, de onde procurei trazer soluções para problemas que envolvem a APCD Jardim Paulista, a APCD Central e outras associações. Continuando o sucesso com as palestras gratuitas, tivemos em setembro a apresentação dos professores do Ateliê Oral, com os drs. Marcelo Kyrillos, Marcelo Moreira e o técnico em Prótese Dentária Wagner Nhoncance, que proferiram uma palestra intitulada “Arquitetura do Sorriso”, na sede da APCD-JP. Em novembro teremos a palestra “Placa interoclusal com mínimo ajuste: convencional e por sistema CAD/CAM”, ministrado pelo professor dr. Emilio Carlos Zanatta. Todas as palestras foram muito bem coordenadas pela dra. Márcia Ayres. Faremos também o jantar de confraternização, envolvendo toda nossa diretoria, corpo docente e colaboradores. Esperando desde já um número significativo de comparecimento, já que o do ano passado, ocorrido na Churrascaria Montana, foi um sucesso total. Enfim, elogios para o dr. Rodrigo Sarzedo, que soube comandar com o dr. Fábio Lima e dr. Roberto Porto o XI Encontro Científico, cujo tema foi “O cirurgião-dentista na clínica diária: aliando aperfeiçoamento técnico com marketing e gestão”. Evento que foi bastante elogiado pelo presidente do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (Crosp), dr. Claudio Yukio Miyake, presente no encontro. Parabéns! Um ótimo Natal a todos os colegas e familiares. Que tenhamos um maravilhoso 2014, com muita saúde, paz, prosperidade. Vamos em frente! Dr. Nelson Sabino de Freitas Presidente da APCD do Jardim Paulista

s u m á rio

4 Ciência e Tecnologia Uma nova proposta de desobturação de guta-percha dos canais – utilização do sistema de lima única 6 Novidades Nobel Biocare; FL-BOND II; Indor; E-Social 7 Variedades Professor Américo Fioranelli Vieira ministra palestra na APCD-JP 8 Variedades Professores do Ateliê Oral realizam palestra na APCD-JP 9 Destaque Semana de atualização em Nova York Professores Eurípedes Vedovato e Sergio Yasuda ministram palestras nos EUA na AMED-2013 10 Destaque Trabalho voluntário no P.I. Instituto Brånemark de Bauru 11 Destaque Professor Mário Zuolo ministra aulas no Peru e na Guatemala 12 Calendário Científico EAP Jardim Paulista: cursos teórico, laboratorial e clínico 14 Especial Especialidades: A vocação da APCD-JP em formar profissionais de excelência 17 Curiosidades A evolução da mulher 18 Evento XI Encontro Científico da APCD-JP - Marketing e gestão como tema 21 Notas Paella na APCD-JP 22 Notas APCD Jardim Paulista na festa de 50 anos da APCD Pinheiros Reunião do Core em São Roque 23 Notas APCD do Jardim Paulista no CRO 23 Em Tempo Um programa para chamar de nosso 24 Crônica Nas garras de Ceaucescu - Capítulo 3 26 Indicador Profissional Guia de especialidades odontológicas 3


c i ê n c ia e te c n olo g ia

Dr. José Eduardo de Mello Junior

Dr. Arthur de Siqueira Zuolo

Uma nova proposta de desobturação de guta-percha dos canais – utilização do sistema de lima única

A principal causa de falha no tratamento endodôntico é a presença de infecção secundária ou persistência da infecção intrarradicular. A reintervenção endodôntica não cirúrgica é o procedimento de escolha para tentar contornar esse problema. A obturação do canal até os dias atuais é realizada utilizando-se cones de guta-percha e cimento. A remoção desses materiais do interior dos canais, em dentes para o qual a reintervenção está indicada, é um processo trabalhoso e que consome tempo. Várias técnicas foram propostas na literatura com o objetivo de desobturar o sistema de canais, incluindo: instrumentos aquecidos, brocas, limas manuais, uso de solventes, limas acionadas por micromotor elétrico, ultrassom e outras. Entretanto, de acordo com a literatura, todas as técnicas deixam resíduos de debris na parede dos canais após a reinstrumentação1,2,3. Na reintervenção endodôntica, o acesso ao forame apical após a desobturação, alcançando toda a extensão do canal, melhora a limpeza e a desinfecção e tem papel importante no sucesso do procedimento4. Recentemente, uma nova proposta de preparo de canais com o chamado conceito de lima única, que utiliza limas de NiTi

(níquel-titâneo) confeccionadas em M-wire, acionadas em micromotor elétrico e que trabalham em movimento alternado (rotação anti-horária/horária), tem chamado a atenção de clínicos e pesquisadores. Atualmente, apenas duas limas trabalham nesse movimento, a WaveOne (Dentsply, Maillefer, Baillagues, Suíça) e a Reciproc (VDW, Munique, Alemanha). Ambas apresentam alta resistência à fadiga cíclica e torsional, portanto possuem maior segurança quanto à fratura do instrumento5. O sistema Reciproc pode ser trabalhado sem alargamento cervical, seguindo o caminho de menor resistência, ou seja, o espaço do canal, mantendo dessa forma a sua patência6. São três as limas do sistema, a escolha na utilização depende da anatomia do canal: R25 (ponta de 0,25 mm e conicidade 0,8 mm (25/08) para canais estreitos; R40 (40/06) para canais médios; e R50 (50/05) canais amplos. Os instrumentos são comercializados estéreis em blisters e não podem ser autoclavados, portanto de uso único segundo recomendações do fabricante. Zuolo AS e cols. 20137 compararam o sistema Reciproc com: a) limas manuais de aço inox/brocas de Gates-Glidden e b) lima rotatória Mtwo R, na desobturação e limpeza dos canais em 54 incisivos centrais superiores. O sistema Reciproc removeu mais material obturador que a lima rotatória, além de ser mais rápido, demorando em média 194 segundos. Pelos resultados apresentados nos primeiros trabalhos expressos na literatura com os sistemas reciprocantes, podem-se observar: melhora na segurança quanto à fratura, simplicidade na

Figura 1 - A Lima Reciproc deve ser trabalhada em três movimentos de bicada de amplitude de no máximo 3 mm, nos terços cervical, médio e apical, seguido de irrigação e limpeza da lima com gaze. Esse passo é repetido algumas vezes dependendo da anatomia do canal, até o comprimento que se deseja atingir

Figura 2 - Dente 46 indicado para reintervenção endodôntica, raios X inicial. No canal distal optou-se pelo uso da Reciproc R40 e nos canais mesiais, Reciproc R25

Dr. Daniel Kherlakian

4


Figura 3 - Raios X final, após desobturação com as Reciproc, o repreparo foi complementado com limas manuais de segunda série

Figura 4 - Radiografia inicial de dente 27 indicado para reintervenção

Figura 5 - Radiografia de odontometria, em que se observa a desobturação dos canais realizada com Reciproc R25

Figura 6 - Radiografia final, cujo repreparo foi realizado com R25 seguido de limas manuais de aço inox de primeira série para ampliação do terço apical

utilização, rapidez na desobturação e limpeza, manutenção da patência do canal. O uso do sistema Reciproc pode ser uma técnica interessante para o procedimento de desobturação na reintervenção endodôntica. Serão apresentados a seguir dois casos clínicos em que esse sistema foi utilizado. Apesar dos resultados promissores dos sistemas reciprocantes, mais estudos são necessários para confirmar e eficiência desses instrumentos.

automated device. Journal of Endod. 1989;15:432-7. 3 - Carvalho Maciel AC, Zaccaro Scelza MF. Efficacy of automated versus hand instrumentation during root canal retreatment: an ex vivo study. Intern Endod J. 2006;39:779-84. 4 - Gorni FG, Gagliani MM. The outcome of endodontic retreatment: a 2-yr follow-up. Journal of Endod. 2004;30:1-4. 5 - Kim H, Kwak S, Cheung GS, Ko D, Chung S, Lee W. Ciclyc Fatigue and Torsional Resistance to two new nickel-titanium instruments used reciprocation motion reciproc versus waveone. J Endod. 2012;38(4):541-4. 6 - Yared G. Canal preparation with only one reciprocating instrument without prior handfiling: A new concept. VDW000300 Rev. 0/13.01.11 (www.reciproc. com). 7 - Zuolo AS, Mello JE Jr., Cunha RS, Zuolo ML, Bueno CE. Efficacy of reciprocating and rotary techniques for removing filling material during root canal retreatment Int Endod J. 2013 Oct;46(10):947-53. ciprocation motion: Reciproc Versus WaveOne. J Endod. 2012;38(4):541-544.

Referências 1 - Takahashi CM, Cunha RS, de Martin As, Fontana CE, Bueno CES. In vitro evaluation of the effectiveness of protaper universal Rotary retreatment system of gutta-percha removal with or without a solvent. J Endod. 2009;11:1580-3. 2 - Friedman S, Rotstein I, Shar-lev S. Bypassing gutta-percha root fillings with an

Dr. José Eduardo de Mello Junior - Professor dos cursos de Especialização em Endodontia na APCD Central e Jardim Paulista; professor do curso de Aperfeiçoamento na APCD Central; especialista e mestre em Endodontia pelo Centro de Pesquisas Odontológicas São Leopoldo Mandic. Dr. Arthur de Siqueira Zuolo - Especialista e mestre em Endodontia pelo Centro de Pesquisas Odontológicas São Leopoldo Mandic. Dr. Daniel Kherlakian - Professor dos cursos de Especialização em Endodontia da APCD Central e da APCD Jardim Paulista; professor do curso de Aperfeiçoamento em Endodontia da APCD Central; mestre em Ciências da Saúde pela Unifesp; doutorando em Endodontia pelo Centro de Pesquisas Odontológicas São Leopoldo Mandic.

5


NOVIDADES

Nobel Biocare no In 2013

Durante o IN 2013 (Latin American Osseointegration Congress) realizado de 25 a 28 de Setembro no Expo Center Norte, em São Paulo, a Nobel Biocare apresentou sua gama de produtos e lançou os novos implantes NobelReplace® Conical Connection e NobelReplace® Platform Shift. Desenvolvido para restaurações em área estética, o NobelReplace® Conical Connection combina a conexão cônica interna de forte selamento com a mudança de plataforma incorporada. Enquanto, o NobelReplace® Platform Shift oferece sensação tátil incomparável da conexão triplo canal com Platform Shift (mudança de plataforma incorporada). Estes novos implantes permitem ao usuário ampliar as suas opções restauradoras, mantendo os benefícios do NobelReplace Tapered, o implante de corpo cônico original, com codificação por cores e protocolo de perfuração passo-a-passo para fácil utilização e resultados previsíveis. Saiba mais através do 0800 16 99 96 ou visite nobelbiocare.com

FL-BOND II da Shofu: adesivo autocondicionante O FL-BOND II da Shofu é um sistema de adesivo autocondicionante de dois passos, com liberação de flúor, que oferece excelente adesão ao esmalte e à dentina, além de promover selamento marginal seguro. Sua fórmula não contém acetona ou monômero hidrofílico HEMA, o que resulta em redução da sensibilidade pós-operatória e na eliminação de odores. O agente adesivo de FL-BOND II contém o composto S-PRG (Ionômero de Vidro com Superfície Pré-Ativado), que reforça a adesão entre o material e a estrutura dental e oferece maior grau de proteção no longo prazo contra a invasão microbiana por meio de microinfiltrações. O FL-BOND II é indicado para promover a adesão de qualquer compósito ao esmalte e à dentina, em restaurações de Classe I, II, III, IV e V, incluindo erosões cervicais. É radiopaco e possui uma viscosidade que garante uma aplicação uniforme. O estojo contém: adesivo (5 mL), primer (5 mL), 50 micropincéis e casulo para mistura. Informações com o distribuidor Shofu no Brasil: Labordental Ltda. - Fone: (11) 542-5855 - labordental@ labordental.com.br - labordental.com.br

6

Indor - lado a lado com as novas tecnologias de mercado O Indor Radiologia acaba de trazer para o país o Veraviewepocs R100, tomógrafo da J. Morita recém-lançado no Japão e primeiro no Brasil. O aparelho oferece diversos benefícios aos profissionais e pacientes, por exemplo, panorâmica, Tele e TC em high definition, menor dose de radiação 26 micro-Sv), tempo de reconstrução de apenas 50 segundos, paciente Zoom da raiz liberado em 5 minutos, entre outros benefícios. mesial do dente 36 Para mais informações, acesse www.indor.com.br

E-Social: Novo desafio aos empregadores. Prepare-se. Também conhecido como EFDSOCIAL ou SPED FOLHA, o E-SOCIAL é o mais novo e complexo módulo do amplo projeto chamado SPED (Sistema Público de Escrituração Digital). O projeto, instituído há mais de cinco anos, visa maior integração fiscal e administração dos tributos por parte do governo brasileiro. O E-SOCIAL tem por objetivo racionalizar e uniformizar as informações e as obrigações trabalhistas e previdenciárias relativas a todos os empregados e empregadores, seja da esfera pública ou privada, as quais serão transmitidas ao governo. O projeto abrange todas as informações contidas em qualquer vínculo trabalhista contratado no Brasil, como admissões, rescisões, alteração de cargo, afastamentos, ações judiciais, acidente de trabalho, contribuição previdenciária e demais, que serão compartilhadas por diversos órgãos participantes do projeto. O E-SOCIAL estava previsto para vigorar a partir de 01/2014 para todas as empresas, mas recentemente foi anunciado pela Receita Federal o novo cronograma para adoção do sistema, sendo a partir de 01/2014, somente para empresas optantes pelo Lucro Real, e, a partir de 07/2014, para as demais empresas. Assim, os empregadores, pessoa física ou jurídica, precisam se adaptar a esta nova obrigação acessória que eleva consideravelmente a quantidade de informações que serão prestadas, exigindo também dos empresários uma mudança cultural na forma de administrar seus negócios, além de causar significante impacto em termos de tecnologia, que será necessária na captação e processamento do grande volume de dados, bem como no tocante à capacitação de pessoal qualificado para lidar com essa nova obrigação. Vale ressaltar que a não apresentação do E-SOCIAL no prazo acarretará multas ao empregador. Informações: Consime Assessoria Contábil Ltda. - Sr. Gustavo Fone: (11) 3258-5857 - e-mail: contato@consimecontabil.com.br - site: www.consimecontabil.com.br


V ariedade s

Professor Américo Fioranelli Vieira ministrou palestra na APCD-JP No dia 24 de julho de 2013, das 20h às 22h, na sede da APCD Jardim Paulista, o professor dr. Américo Fioranelli Vieira, cirurgião-dentista, especialista em Prótese Dental e mestre em Clínicas Odontológicas pela Fousp, apresentou uma palestra gratuita com o tema “Porcelanas odontológi-

Dra. Ana Cristina Blanco Lizarzaburu, dra. Márcia Ayres, dra. Priscila Farripas, dra. Cláudia Freitas e dr. Roberto Gião

Dra. Márcia Ayres apresentando o dr. Américo Fioranelli Vieira

cas. Desafiando os paradigmas em benefício da função estética”. A dra. Márcia Ayres recepcionou o ministrador e o encontro contou com a presença de um bom público. Ao final foi servido um coffee break.

7


V ariedade s

Professores do Ateliê Oral realizam palestra na APCD-JP

Dr. José Eduardo de Mello apresenta ao público os palestrantes

Drs. Marcelo Moreira, Márcia Ayres, Marcelo Kyrillos e Wagner Nhoncance

No dia 11 de setembro de 2013 os professores do Ateliê Oral, drs. Marcelo Kyrillos, Marcelo Moreira e o técnico em Prótese Dentária, Wagner Nhoncance, proferiram uma palestra intitulada “Arquitetura do Sorriso”, na sede da APCD-JP. Na ocasião, o presidente da APCD-JP, dr. Nelson Sabino de Freitas, e os doutores José Eduardo de Mello e Márcia Ayres apresentaram e recepcionaram os palestrantes. O encontro contou com a presença de mais de 40 profissionais, que puderam compartilhar da experiência dos professores do Ateliê Oral. No final, foi servido um delicioso coffee break e feito um sorteio de produtos oferecidos pela empresa Amefre Produtos Odontológi-

cos. Os felizardos que ganharam os prêmios foram os doutores: Lilian Caravaggi, Juvenal Motta Neto, Alexandre Fauza e Vera Vitelli.

8

Dra. Márcia Ayres, dr. Juvenal Motta Neto, dr. Nelson Sabino de Freitas, sra. Janice Amendola (Amefre) e sr. Roberto Gouvêa Netto (Amefre)


PRÓTESE DENTÁRIA DA APCD-JP EM DESTAQUE

Semana de atualização em Nova York

(Abril de 2014)

Auditório e sala de aula e ...

... transmissão ao vivo

Como é tradição da APCD Jardim Paulista, na conclusão de cada turma do curso de Especialização em Prótese Dentária, coordenado pelo professor Eurípedes Vedovato, os alunos são convidados a realizar uma semana de atualização em uma Faculdade de Odontologia americana. Dessa vez ocorrerá na Faculdade de Odontologia da Universidade de Nova York. A programação abordará os temas como prótese, implantes, novos materiais, estética e visita a um laboratório de prótese de grande porte na cidade de Nova York. Se você tem interesse em participar dessa atividade, entre em contato com o dr. Eurípedes Vedovato pelo telefone: 3887-4433 ou pelo e-mail: vedovatodont@uol.com.br.

Uma das dependências da clínica odontológica

Professores Eurípedes Vedovato e Sergio Yasuda ministram palestras nos EUA na AMED-2013

Abertura da palestra dos drs. Vedovato e Yasuda Drs. Sergio Yasuda, Marcelo Munhoz, Claudio Júlio, Glen do Carmo, Eudes Gondim, Jose Barbosa e Eurípedes Vedovato

Drs. Eurípedes Vedovato e Sergio Yasuda

Durante o período de 3 a 5 de outubro de 2013 ocorreu o 12º Encontro Anual da Academy of Microscope Enhanced Dentistry (AMED), em Orlando, Flórida (EUA), que tem como objetivo melhorar os resultados da Odontologia por meio da utilização do microscópio operatório na prática clínica.

Nesse evento estiveram presentes professores de diversos países, como Alemanha, Suíça, Estados Unidos, Japão e Brasil. Na programação científica, os brasileiros tiveram destaque com atuações nos hands-on, ministrados pelo professor Claudio Júlio Lopes, e, nas exposições teóricas, o professor Eudes Gondim discorreu sobre o uso da microscopia na Endodontia e os professores Eurípedes Vedovato e Sergio Yasuda, professores do Curso de Especialização em Prótese Dentaria da APCD Jardim Paulista, abordaram o tema “Clinical and Laboratory Interactions of Operative Microscope to Achieve Predictability of Prosthesis”. Estiveram presentes também colegas dentistas brasileiros do Rio Grande do Norte, do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul.

9


PRÓTESE DENTÁRIA DA APCD-JP EM DESTAQUE

Trabalho voluntário no P.I. Instituto Brånemark de Bauru Os alunos do curso de Especialização em Prótese Dentária da APCD-JP, coordenado pelo professor Eurípedes Vedovato, estiveram na cidade de Bauru, no período de 10 a 15 de setembro, para realizar atendimento a seis pacientes que fazem parte do trabalho social do P.I. Instituto Brånemark. Na ocasião foram realizadas cirurgias e todas as fases de moldagem e instalação das próteses fixas inferiores e prótese total superior. As cirurgias foram realizadas

pela dra. Marta Riesco e os procedimentos de reabilitação protética pelos alunos do curso de especialização. Os pacientes recebem as próteses gratuitamente e alunos da especialização agora são profissionais que fazem parte do grupo de voluntários do mundo todo que realizam esse trabalho no P.I. Instituto Brånemark de Bauru.

Alunos e o Professor Eurípedes Vedovato, no hall de entrada do Instituto Alunos e professores no hall de entrada do Instituto

Alunos no centro cirúrgico acompanhando a dra. Marta Riesco e a dra. Katia Frata na cirurgia de instalação dos implantes

Dra. Rosimeire, dra. Lise, dra. Maristela com o paciente que recebeu gratuitamente o protocolo de três implantes suportando uma prótese fixa

10


e n dodo n tia D A A P C D - J P E M D E S T A Q U E

Professor Mário Zuolo ministra aulas no Peru e na Guatemala No dia 13 de julho passado, o professor do curso de Especialização em Endodontia da APCD-JP, dr. Mário Zuolo, ministrou hands on de retratamento com limas Reciproc em evento promovido pela Universidad Peruana Cayetano Heredia e a Sociedad Peruana de Endodoncia; também em julho, nos dias 26 e 27, ele ministrou curso no VIII Congresso Internacional de Endodontia da Academia de Endodoncia da Guatemala. Dr. Mário Zuolo no VIII Congresso Internacional de Endodontia da Academia de Endodoncia da Guatemala

Dr. Mário Zuolo recebendo placa comemorativa após hands on de retratamento com limas Reciproc

Auditório presente no VIII Congresso Internacional de Endodontia da Academia de Endodoncia da Guatemala

11


c ale n d á rio Cie n t í f i c o

Dr. Alexandre Melo Cortese Diretor Depto. Científico

Informações e inscrições pelos telefones: (11) 5535-9532 / 5049-3250 / 5096-0588 ou pelo e-mail: secretaria@apcdjardimpaulista.com.br

EAP Jardim Paulista sede - guararapes - Rua Guararapes, 720 - Brooklin (Estacionamento conveniado na Rua Califórnia, 590).

Cursos teóricos-demonstrativos (coffee-break incluso)

Cursos Regulares de Especialização

De acordo com as normas do Conselho Federal de Odontologia

Curso de Especialização em Implantodontia - Início 4ª turma Teórico/Prático/Cirúrgico/Clínico Ênfase em carga imediata, manipulação tecidual, enxertos e reabilitações n Coordenador Prof. Ms. Clarindo Mitiyoshi Yao e equipe

n Carga Horária 1.075 horas n Objetivo Aprofundar conhecimentos avançados do CD especialista ou não, visando o diagnóstico, planejamento e

n Ministrador Dr. Euripedes Vedovato e equipe n Duração 24 meses n Início Janeiro de 2014 n Vagas 12 n Objetivo habilitar o aluno a realizar reabilitações utilizando dentes, implantes, aparelhos parciais e próteses totais

Especialização em Endodontia - Início 5ª Turma n Coordenador José Eduardo de Mello Jr. n Ministradores Dr. Mário Zuolo e equipe n Duração 24 meses n Periodicidade Semanal (quinta-feira) n Vagas 12 n Objetivo Habilitar o aluno para resolução dos casos clínicos de tratamento endodôntico convencional, retratamento e cirurgia apical comumentemente encontrados na rotina diária em endodontia

n Seleção Entrevista - novembro de 2013

Curso de Especialização em Ortopedia Funcional dos Maxilares - Início 2ª Turma

execução das técnicas cirúrgicas e protéticas em implantodontia.

n Coordenador Prof. dr. Eduardo Sakai n Ministradores Prof. Luciano Wagner Ribeiro e prof.

O curso oferecerá, para utlização dos alunos: motor, contra-

Sergio Polizio Terçarolli

ângulo, kit cirúrgico para implantes e enxertos.

n Investimento 24 x 1.600,00

Especialização em Radiologia e Imaginologia Odontológica n Coordenador Prof. Dr. Israel Chilvarquer n Ministradores Jorge Elie Hayek, Michel Eli Lipiec Ximenez e Márcia Provenzano.

n Objetivo Especialização em Ortopedia Funcional dos Maxilares segundo os ditames do Conselho Federal de Odontologia (CFO).

n Informações sakaiofm@gmail.com - (11) 5575-2252 / 5049-3250

Curso de Especialização em Ortodontia - 9ª turma Teórico / Prático / Clínico

n Coordenador Alexandre Cortese - Mestre

n Diferenciais do curso Utilização de aparelhos

e especialista em Ortodontia

de última geração: aparelho panorâmico digital, Tomógrafo

n Ministrador Prof. Gilberto Cortese -

Computadorizado Volumétrico; softwares para manipulação

Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial e

de imagens, traçados cefalométricos; simulação de instalação de implantes (RadioCef, Slice Guide e Dental Slice) e interpretação de radiografias e tomografias.

n Início 1º semestre de 2014 12

Especialização em Prótese Dentária - Início 5ª Turma

equipe

n Duração 30 ou 36 meses (dependendo da Resolução do CFO)

n Início Abril de 2014 n Vagas 12


13


ESPECIAL

Especialidades: A vocação da APCD-JP em formar profissionais de excelência Por Israel Correia de Lima

Em seus 36 anos de fundação, a APCD Jardim Paulista, por meio da Escola de Aperfeiçoamento Profissional (EAP), tem se preocupado principalmente em oferecer cursos de especialização de alto nível nas áreas de Implantodontia, Endodontia, Prótese Dentária, Ortodontia, Radiologia/Imaginologia e Ortopedia Funcional dos Maxilares, com professores de renome nacional e internacional. Aos cirurgiões-dentistas que atuarão no mercado hoje e no futuro e que querem se especializar com os cursos oferecidos pela APCD-JP, o professor do curso de Implantodontia, dr. Clarindo Mitiyoshi Yao, assegura que a especialização é um curso complexo, por ser multidisciplinar. “No curso procuramos mostrar a realidade atual da especialidade e colocar na prática, com o planejamento prévio de cada caso. Para isso procuramos dar aos alunos todo conhecimento teórico embasado nas literaturas e na prática diária da especialidade”. No caso do curso em Endodontia, o professor Mário Zuolo informa que a especialização tem como objetivo habilitar os alunos na resolução de casos clínicos de tratamento convencional, retratamentos e cirurgia apical frequentemente encontrados no dia a dia do especialista. “Apresenta e discute protocolos de tratamento baseados nos mais recentes avanços científicos e tecnológicos. Os especialistas formados pela nossa equipe vão para o consultório e se sentem confortáveis em trabalhar na Endodontia”. Em sua 5ª turma de especialização em Prótese Dentária na APCD-JP, o coordenador do curso, professor Eurípedes Vedovato, esclarece que o curso tem um caráter prático, com 20% a 25% de carga teórica e 70% a 75% de Prof. Clarindo Mitiyoshi Yao prática clínica. “A ênfase é no treinamento clínico e no atendimento a pacientes que necessitam de reabilitação nas áreas de prótese parcial fixa, prótese parcial removível e prótese total.” O Curso de Especialização em Prótese Dentária se inicia com um programa voltado a um módulo de oclusão para que todos os alunos atinjam o mesmo nível de conhecimento e, então, dá-se início aos atendimentos aos pacientes que serão reabilitados com Prof. Eurípedes Vedovato próteses fixas e a instalação dos implantes ocorre durante o curso, assim como as terapias periodontais e endodônticas. Na sequência do curso os alunos realizam reabilitações orais utilizando próteses parciais removíveis conjugadas com coroas e próteses parciais fixas e sobre dentes naturais. Para concluir, eles realizam próteses totais superiores e inferiores convencionais. “Com uma atuação clínica desse porte, durante dois anos, os cirurgiões-dentistas que passam a ser especialistas estão preparados para atuar no mercado de trabalho, sem medo de estar diante de situações clínicas complexas, e poderão planejar e executar esse planejamento com início, meio e fim. Em relação ao futuro, isso estará diretamente ligado ao contínuo aprimoramento da sua especialidade com partici-

14

pação em congressos, cursos internacionais e imersões de estudo no desenvolvimento da reabilitação oral”, explica o professor Vedovato. Para o coordenador do Curso de Especialização em Ortopedia Funcional dos Maxilares, dr. Eduardo Sakai, para atuar no mercado e ter a preparação adequada, o profissional precisa fazer uso das ferramentas de hoje, tanto científicas como técnicas; para isso, os professores constantemente se atualizam, indo em busca do que de mais atual e aplicável existe na área. “Preparamos fornecendo informações atualizadas, embasadas cientificamente, fazendo muito treinamento laboratorial e clínico, e, por meio de parcerias com o Ipro, Radio Memory, FOP/Unicamp (Anatomia), oferecemos oportunidade de treinamento com as mais atualizadas técnicas e tecnologias, que são as que eles poderão (e deverão) utilizar em sua atividade profissional diária.” O professor Sakai busca deixar o especialista pronto para atuar e preparado para o que vier. “Para isso poder acontecer no desenrolar do curso, necessário também é termos ambiente, estrutura, funcionários e dirigentes que tenham como foco e objetivo o mesmo que buscamos: qualidade extremada, com ética e ciência.” “Oferecemos aos nossos alunos do Curso de Especialização em Ortodontia o conhecimento científico, por meio das aulas teóricas, seminários de diagnóstico, planejamento e acompanhamento dos casos tratados na clínica”, diz o coordenador em Ortodontia, professor Gilberto Cortese. O curso também busca dar aos alunos, além do conhecimento através das evidências científicas, o conhecimento técnico, pelo atendimento clínico de Prof. Mário Zuolo pacientes, no qual se utilizam os conhecimentos mais atuais para os tratamentos, como ancoragem com mini-implantes, aparelhos autoligantes, aparelhos invisíveis (exemplo: EasyAligner, que foi desenvolvido pela equipe de Ortodontia), casos ortodônticos cirúrgicos e casos associados à ortopedia funcional dos maxilares. “Temos a colaboração de dois cirurgiões bucomaxilofacial em nossa clínica, os drs. Carlos Veloso Salgado e José Flávio Torezan. Há também aulas com professores convidados das mais variadas áreas, visando um planejamento multidisciplinar: Ética, Endodontia, Radiologia, Implantodontia, Prótese, Cirurgia Ortognática, Ortopedia Funcional, Primeiros-Socorros, Periodontia, entre outros, mostrando a inter-relação da Ortodontia com as outras especialidades. Procuramos orientá-los a atender os pacientes como gostariam de ser atendidos”, explica Cortese. Em especialização em Radiologia e Imaginologia Odontológica, o profissional, nos dias atuais, precisa estar constantemente atualizado devido à rápida evolução tecnológica. O curso busca alcançar essa diversidade de informações utilizando exames com diferentes


tecnologias. “A interpretação e o estudo dos casos ocorrem em exames realizados em aparelhos com grande aceitação no mercado (líderes de venda) e até em aparelhos ainda exclusivos (recém-lançados no exterior), que ainda não estão disponíveis no mercado”, informa o coordenador professor Israel Chilvarquer. São vários os fatores que levam os coordenadores e suas equipes a ministrarem cursos na sede da APCD Jardim Paulista, localizada na rua Guararapes, 720, no nobre bairro do Brooklin. “Em primeiro lugar, é necessário ter uma equipe de profissionais preparados. Favoreceu a escolha do local do curso que antes era ministrado na APCD-Central (rua Voluntários da Pátria, bairro de Santana). A estrutura da APCD-JP (equipamentos, funcionários, informática, gerador, segurança etc.) favorece a realização de cursos em várias especialidades”, diz dr. Mitiyoshi. “A infraestrutura e a localização da APCD-JP fazem a diferença, além disso, a postura da diretoria sempre nos agradou muito, pois sempre foi dirigida com objetivo de oferecer o melhor para o aluno”, diz, taxativo, dr. Zuolo. Para o dr. Vedovato, a APCD-JP reúne hoje professores que são referência Prof. Eduardo Sakai nas áreas da Radiologia, Implantodontia, Endodontia, Ortodontia e Prótese. “Fazer parte desse grupo e promover o ensino de pós-graduação nas instalações da Escola de Aperfeiçoamento Profissional (EAP) com a sua plataforma de ensino recém-instalada nos remete à excelência do ensino de pós-graduação nas especialidades citadas.” Elencando uma série de fatores que fizeram o professor Sakai e sua equipe optarem por realizar o curso na APCDProf. Gilberto Cortese -JP, ele destaca os seguintes: dirigentes focados em obedecer a um plano de investimentos voltado para o associado e, especialmente, para dotar a entidade dos mais modernos e eficientes recursos pedagógicos, tanto estruturais como de pessoal; localização privilegiada; corpo de associados diferenciados; objetivo de oferecer o que a de melhor em cursos (o que estimula o constante aperfeiçoamento por parte dos professores); valores éticos elevados; transparência/experiência administrativa; relacionamento da diretoria com as equipes de professores, feito de modo direto, rápido, transparente e sincero; investimento constante na qualidade de instalações, tanto do ponto de vista funcional como das atividades sociais; equipe de funcionários estáveis e experientes; promoção de evento da entidade e manutenção de site e órgão divulgador. A infraestrutura e a tecnologia são apontadas pelo professor Cortese. “As instalações da Regional Jardim Paulista já eram boas e atualmente adquirimos um gerador e um raio X digital, além da instalação da nova plataforma de ensino, estamos com uma infraestrutura de primeiro mundo. Existe também a minha ligação afetiva, pois sou um dos fundadores da APCD-JP e participo ativamente de todas as suas realizações, que são muitas nesses 36 anos. Por fim, não posso deixar de comentar o bom relacionamento com os colegas das outras especialidades”, diz emocionado Cortese. Fatores como infraestrutura e localização são importantes e contam positivamente a favor para o professor Chilvarquer. “Porém a principal razão de nossa equipe fazer parte da APCD Jardim Paulista é a sintonia que existe entre as nossas filosofias de ensino, ou seja, sempre priorizar o ensino do aluno com as melhores informações dispo-

níveis na atualidade, sem medir esforços para a formação do colega.” Os coordenadores dos cursos apontam alguns itens ao sucesso da APCD Jardim Paulista, no que ela representa para os cirurgiões-dentistas na escolha dos cursos oferecidos. Por exemplo, para o professor Mitiyoshi, estar na sua diretoria, desde a sua fundação até hoje. “Apesar das dificuldades de cada época, sempre houve muita dedicação de todos. Atualmente ela colhe os frutos desses colegas que dedicaram parte de suas vidas para a APCD. Devido a esses fatores, a APCD-JP tem uma sede bem estruturada e com corpo de cirurgiões-dentistas e professores que atrai alunos para as especializações.” O professor Zuolo acrescenta o bom ambiente de trabalho, a excelente infraestrutura e o apoio da diretoria. O professor Vedovato esclarece que o sucesso dos cursos de especialização da APCD-JP nestes últimos 10 anos, dentro de um mercado que tem uma grande oferta, deve-se, em primeiro lugar, ao corpo docente que coordena cada curso de especialização. “Todos os coordenadores são profissionais clínicos e não ‘professores profissionais’, ou seja, ensinam na pós-graduação o que fazer em sua prática clínica, sempre suportada por suas publicações em trabalhos científicos e de seus livros. Em segundo lugar, o sucesso se deve às instalações, infraestrutura para promover esse ensino de alta qualidade e, para completar, a localização da sede da APCD do Jardim Paulista, que fica em uma região de fácil acesso.” “O crédito deve ser dado à eficiência administrativa, projeto definido, foco Prof. Israel Chilvarquer na qualidade do ensino e na formação e atualização dos professores, na qualidade e conforto das instalações e funcionários qualificados”, relata o professor Sakai. O professor Cortese diz que “além das instalações, que já foram citadas, vale citar a qualidade dos seus ministradores e a respeitabilidade da instituição”. E o professor Chilvarquer acrescenta: “a diretoria, bem como os ministradores, têm realizado ao longo destes anos cursos direcionados para o que se tem de mais moderno e cientificamente comprovado na Odontologia contemporânea, sendo um dos diferenciais que explicam o sucesso alcançado pela APCD do Jardim Paulista”. Após o encerramento do curso, o professor Mitiyoshi diz que os contatos com os ex-alunos continuam nos encontros, por telefone, e-mails e redes sociais. “Principalmente quando surgem dúvidas em casos clínicos.” O professor Zuolo explica que, ao longo de todos esses anos dedicados ao ensino, a equipe do Endogroup tem formado inúmeros amigos, que foram ex-alunos. “Nosso maior patrimônio é o reconhecimento de nossos alunos com relação à nossa dedicação em ensinar e compartilhar”. Parte do sucesso do Curso de Especialização em Prótese Dentária se deve ao feedback dos alunos que concluem o curso. “Esses alunos promovem, com suas opiniões, a vinda de novos alunos e com isso a família de especialistas que têm a carreira profissional transformada depois de concluírem os cursos em nossa APCD aumenta a cada ano”, esclarece o professor Vedovato. Alguns fatores são citados pelo professor Sakai com relação aos alunos quando terminam o curso: cumprido o que prometido, valorização da ética, da atualização, presença e disponibilidade da equipe; prometido e cumprido, treinamento adequado para atuar no mercado de imediato e indicação de novos alunos por conta da qualidade oferecida. “O primeiro feedback é em relação às indicações de nossos ex-alunos e também o fato de estarmos na nossa 8ª turma. Também

15


é solicitado um questionário a respeito da qualidade dos cursos, por diferenciais suficientes para a realização do Curso de Especialização meio de notas, e a média geral dos cursos da APCD-JP está acima de em Radiologia e Imaginologia na APCD-JP. “Porém, cito como des90”, diz o professor Cortese. taque a capacidade e a formação da equipe que está sempre disposta a Segundo o professor Chilvarquer, as informações transmitidas transmitir seus conhecimentos aos alunos, pois nosso corpo docente pelos alunos que passaram pelo Curso de Especialização em Radioé formado por especialistas, mestres , doutores e livres-docentes”, diz logia/Imaginologia são estimulantes. “É muito bom reencontrar os o professor Chilvarquer. ex-alunos, que nos contam sobre suas vidas profissionais e o quanto o Um tema bastante discutido é a importância do planejamento aprendizado adquirido ajudou.” multidisciplinar, focado na função e tendo a estética em segundo Esses contatos surgem durante congressos e em situações inespeplano. De acordo com o professor Mitiyoshi, cada caso tem que ser radas. O professor conta: “quando recebemos exames realizados em planejado e executado de acordo com sua necessidade. “Nas reabilioutros estados e, para nossa grata surpresa, reconhecemos o nome tações, implantes parciais ou unitários, avaliar a oclusão, periodonto, do profissional responsável que assinou o laudo como sendo um exosso, sorriso etc. A partir dessa análise se estabelecerá as prioridades.” -aluno, demonstrando assim a capacidade e atuação deles no mercado “Só podemos pensar hoje em uma Odontologia multidisciplinar de trabalho”. em que a Endodontia assume Tendo em vista a enorme uma importância fundamendemanda de cursos de especiatal, pois prepara a base para lização oferecidos no mercado, que outros tratamentos reabisão os diferenciais oferecidos litadores e estéticos possam ser pelos cursos de especialização realizados”, afirma o professor da APCD-JP que a credenZuolo. ciam a manter turmas sempre Na opinião do professor completas. Vedovato, no mundo atual, Mas o professor Mitiyoshi o peso da estética em todas cita que atualmente todos os as áreas do desenvolvimento cursos do mercado têm dihumano é real, chegando a ficuldades em formar novas ser obsessiva. “Os grupos de turmas, principalmente após trabalho liderados pelos coorvárias turmas formadas em radenadores dos cursos de espezão da demanda, custo, forma cialização da APCD do Jardim Equipe de professores e novos alunos de Implantodontia e frequência (mensal, quinzePaulista têm como consenso o nal ou semanal) e localização. “Acho que a nossa experiência, qualiensinamento da Bioestética, na qual a busca da função nos remete à dade da equipe (formada por professores, que, na sua maioria, são da estética, sempre com ênfase na ética clínica e respeito ao ser humano.” APCD-JP), estrutura, localização e o apoio da diretoria fazem com Do ponto de vista do professor Sakai, é fundamental, pois de quaque tenhamos turmas sempre completas.” se nada adianta ter o foco somente no aspecto estético. Ele explica Alguns aspectos, na visão do professor Zuolo contribuem para as que seria como ter um carro esportivo caríssimo e não saber dirigir. salas sempre estarem lotadas na especialização de Endodontia: treina“Entender que todos temos os nossos limites, que a cooperação visanmento com diferentes técnicas e materiais que compõem o escopo da do atender à expectativas do cliente/consumidor somada aos esforços especialidade; contato com diferentes filosofias de tratamento dentro permite, com facilidade, praticar uma Odontologia do mais alto nída especialidade; ótimas condições de trabalho, com laboratório e clível e atualizada, evitando a prática desaconselhada do ‘eu fiz isso, eu nica bem equipada, inclusive com microscópio operatório; ênfase nas terminei aquilo’, o que não somente é desagradável de ouvir, como matérias básicas que sustentam a especialidade; rigorosa análise da também é impertinente, pois faz com que os clientes pensem que a literatura clássica e contemporânea; diferentes atividades pedagógicas Odontologia é uma profissão de fins, e não uma profissão de meios.” e maior carga horária na clínica em atendimento a pacientes para treiSegundo o professor Cortese, o planejamento multidisciplinar é namento dos mais diversos protocolos de tratamentos endodônticos. de extrema importância. “Sempre procuro em primeiro lugar a funO professor Sakai acrescenta outros elementos à lista do coordeção, vindo à estética como consequência. Um exemplo recente disso nador da especialização em Endodontia: sinceridade e transparência, é o caso do Ronaldinho Gaúcho, que em um planejamento ortodôninsistindo que os alunos nos cobrem o que prometemos; atualização tico seria um caso ortodôntico-cirúrgico e posteriormente englobaria constante dos professores, o que é um exemplo também para eles; periodontia, estética, entre outras especialidades.” treinamento adequado, focado no mercado; parcerias que agregam A Imaginologia moderna continua multidisciplinar, auxiliando no valores e conhecimentos; equilíbrio da equipe; programa de curso diagnóstico e no planejamento das diversas especialidades odontoatualizado e adequado; estímulo aos alunos para se atualizarem com lógicas, sendo um importante meio de controle do sucesso da teraoutros professores, mostrando a realidade, sem receios nem reserva pêutica realizada. “As informações clínicas, sempre que disponíveis, de mercado; seriedade da equipe em relação ao ensino e à formação. orientam os laudos radiológicos que têm a particularidade, por serem “Além das instalações e ministradores de primeira linha, um faexames complementares, de demonstrar o status fisiológico do comtor muito importante é a seriedade com que a nossa equipe trabalha, plexo maxilo mandibular, focando basicamente na função e deixando buscando proporcionar aos alunos o que há de mais atual, amparado para as demais especialidades a análise estética do caso”, finaliza o pelas evidências científicas e clínicas”, esclarece o professor Cortese. professor Chilvarquer. A utilização de aparelhos de última geração, como tomógrafos Para chegar a esse estágio de sucesso, além de muito trabalho e computadorizados de pequeno volume e alta resolução espacial (Prededicação da diretoria e do corpo docente, altos investimentos foram xion, Vera view (Morita), aparelho panorâmico digital, periapicais realizados em infraestrutura, tecnologia, funcionários capacitados, redigitais, softwares para a manipulação de imagens com simulação de vista dirigida, site e informatização dos departamentos da Escola de instalação de implantes, traçados cefalométricos, estudo das alterações Aperfeiçoamento Profissional da APCD-JP, para atender aos alunos patológicas com interpretação de radiografias e tomografias, já seriam que procuram os cursos de especialização.

16


CU R I O S I D A D E S

A evolução da mulher Na década de 1950, os costumes da mulher eram muito diferentes, se comparados com os dos dias atuais. Lembro-me de que, quando um marido vinha a falecer, a mulher colocava o luto por no mínimo um ano e às vezes ficava pelo resto da vida. Os namoros nessa época tinham restrições e cercanias devido às circunstâncias estabelecidas pelo homem. Ou seja, a garota só poderia ir à escola e depois se recolhia em sua casa devido ao ciúme do namorado, que ia estabelecendo suas regras. Era interessante, por exemplo, o momento da saída dos colégios de freiras, onde as moças que tinham namorados ficavam de prontidão para serem levadas a pé ou de carro até suas residências. E as paqueras, para quem queria se encontrar, eram no mínimo curiosas, já que as abordagens eram bem educadas e tímidas, provocando até risos, dependendo da circunstância do acontecido. Nesse mesmo colégio, acontecia uma missa dominical em que as freiras cantavam e rezavam, com muita parcimônia e sincronização, os cânticos gregorianos, em um ritual contemplativo e harmonioso, a começar por suas acomodações nos bancos da igreja. Hoje, com a entrada de canções po“Na política pouco pulares, o lado místico de conversar com Deus se perdeu nessas evoluções modernistas. No lado social, havia o baile das debutantes, ocasião em que as moças eram se aventuravam, apresentadas para a sociedade aos 15 anos, com a realização de uma grande festa. Nos dias de hoje, ocorrem precocemente as baladas, bares e os “esquentas” mas, com o passar em residências. dos anos, saíram O termo “segurar a vela” era muito verdade e bastante praticado, já que o namoro na sala ou no alpendre da moradia era compartilhado com alguém da de uma submissão família. Os casamentos aconteciam em uma idade muito juvenil, uma vez que contundente para era quase uma meta a ser atingida. Os casais começavam a vida juntos praticamente descobrindo tudo, ao contrário de hoje, em que não há tanta pressa e voos em todos estabeleceu-se que os estudos e o trabalho são prioridades. os setores...” Os costumes eram moldados por certa descrição no vestir; no caso da mulher era pautado por indumentárias discretas, mais vestindo do que deixando à mostra. Não se podia imaginar que um “fio-dental” na praia poderia suceder as duas peças usadas antigamente. No trabalho, em seus diferentes seguimentos, a mulher ia mais para o lado do magistério e do funcionalismo público; hoje, a mulher está se direcionando para o ingresso nas faculdades, o que antigamente ocorria em menor escala. Na política pouco se aventuravam, mas, com o passar dos anos, saíram de uma submissão contundente para voos em todos os setores, ou seja, desde motorista de táxi, até o cargo máximo da Presidência da República. Vejam e repensem a força das mulheres em países como Alemanha (Angela Merkel), Argentina (Cristina Kirchner), Estados Unidos (Hillary Clinton), Inglaterra (Margaret Thatcher) e Índia (Sonia Gandhi). Fico a me perguntar se todas essas evoluções foram satisfatórias para os lares? Nos tempos mais antigos as mulheres tinham mais filhos e muito mais facilidade em arrumar babás ou serviçais de confiança, que com o tempo passavam a fazer parte da família. Hoje as mulheres fazem “malabarismo” para trabalhar e educar seus filhos, se virando em muitas para conseguir seu objetivo. Parece-me que a vida assim fica mais motivada, mais cheia de energia e com desafios constantes e muitas metas a ser cumpridas. Ficam aí alguns questionamentos: será que num futuro não muito distante as mulheres continuarão a desempenhar um papel importante na educação dos filhos? Que atitude a sociedade tomaria se nada disso acontecesse e a educação dos filhos ficasse cada vez mais difícil ou subordinada à internet e aos contatos supérfluos, sem ao menos uma aproximação de costumes mais prazerosos com mais consistência de diálogos e uma convivência mais repartida, mesmo que compartilhada com todos os avanços tecnológicos? Pensemos nisso e, com o devido desfilar de ideias e práticas, tiremos fatos proveitosos e hábitos saudáveis em todos os níveis de convivência para um mundo melhor.

Dr. Nelson Sabino de Freitas – Presidente da APCD Jardim Paulista - nelsonsabinof@hotmail.com 17


E ve n to

Por Israel Correia de Lima

XI Encontro Científico da APCD-JP - Marketing e gestão foi o tema do evento

Nos dias 9 e 10 de agosto passado aconteceu o XI Encontro Científico da APCD Jardim Paulista, cujo tema era “O cirurgião-dentista na clínica diária: aliando aperfeiçoamento técnico com marketing e gestão”. Neste ano o evento foi realizado no Hotel Ninety (HB Hotels) – Jardins, em São Paulo, sob a coordenação do dr. Rodrigo Sarzedo e organização dos drs. Roberto Porto e Fábio Lima. Na abertura, o coordenador do XI Encontro, dr. Rodrigo Sarzedo, agradeceu a presença dos congressistas e ministradores e agradeceu o comparecimento do presidente do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (Crosp), dr. Cláudio Yukio Miyake, do representante da Associação dos Cirurgiões-Dentistas de Campinas (ACDC), Nilden Carlos Alves Cardoso, e da representante da Associação Brasileira de Cirurgiões Dentistas (ABCD), dra. Simone Petrone. Em seguida, o presidente da Regional-JP, dr. Nelson Sabino de Freitas, fez referência aos eventos anteriores realizados pela APCD-JP e ao sucesso alcançado pelos seus coordenado-

res durante todos esses anos. O evento contou com um bom público, entre congressistas, ministradores e empresas expositoras. Os palestrantes foram os ilustres professores doutores Roberto Porto, Gleice Oliveira, Alexandre Casarim, Rodrigo Tadashi Martines, Fábio Lima, Alessandro Marinho, Alexandre Vieira e Dudu Medeiros. No encerramento, o coordenador do encontro agradeceu a presença dos participantes e da equipe organizadora e fez a chamada para o XII Encontro da APCD Jardim Paulista, a ser realizado em 2014, o qual terá como tema “Ortodontia e suas inter-relações”, cuja coordenação ficará sob a responsabilidade dos drs. Gilberto Cortese, Alexandre Cortese, Juliana Cortese e José Alberto Martelli Filho. A diretoria da APCD-JP agradece a participação no evento das empresas e entidades parceiras: Oral B, Labordental, Odonto Atual, Laboratório Flores, Bradesco Capitalização. Nobel Biocare, Amefre, APCD Central, Crosp, Mix/MKT Consultoria e a Dudu Medeiros que fez o sorteio de um brinde.

Dr. Rodrigo Sarzedo faz a abertura dos trabalhos

Drs. Nilden Carlos Alves Cardoso (ACDC), Cláudio Yukio Miyake (presidente do Crosp), Nelson Sabino de Freitas (presidente da APCD-JP, Simone Petrone e Rodrigo Sarzedo (coordenador XI Encontro)

Dr. Nelson Sabino de Freitas faz agradecimentos aos presentes

18

Drs. Nelson Sabino de Freitas, Cláudio Yukio Miyake e Eurípedes Vedovato


E ve n to

Dr. Alexandre Casarim Drs. Roberto Porto e Rodrigo Tadashi Martines

Dr. Fábio Lima

Dudu Medeiros faz apresentação de “Marketing e Fotografia”

Dr. Rodrigo Sarzedo apresenta o palestrante dr. Alexandre Vieira

Drs. Nelson Sabino de Freitas, Rodrigo Sarzedo e Eurípedes Vedovato

Dra. Gleice Oliveira Cláudio Yukio Miyake

Dr. Alessandro Marinho Dr. Roberto Porto

19


E ve n to

Dudu Medeiros e a ganhadora do brinde dra. Vera Tanaka Coffee break e visita aos expositores

Amefre APCD Central

Dudu Medeiros Laborat贸rio Flores

Labordental Mix MKT Consultoria

Nobel Biocare Odonto Atual

20


NOTAS

Paella na APCD-JP No dia 20 de julho de 2013, a APCD Jardim Paulista ofereceu, nas dependências de sua sede, no bairro do Brooklin, uma deliciosa paella para aproximadamente 60 convidados. Estiveram presentes membros da diretoria, associados e representantes de várias regionais. Vejam as fotos. Dr. Eurípedes Vedovato, dr. Gilberto Gomes, Rodrigo Sabino, dr. Nelson Sabino de Freitas e Carlos Alberto da Silva

Dr. Carlos Veloso Salgado, dr. Nelson Sabino de Freitas, dr. Sérgio Martins, Rodrigo Sabino e Gilberto Cortese

Dra. Simone Petrone, dra. Cláudia Verônica Teizen, Airton Gottardo, Adriana de Barros Pinto e Rada El Achkar

Dr. Gilberto Cortese, dra. Maria Ap. de Mello Cortese, Simone Stecca Franco Veloso, dr. Carlos Veloso Salgado, dr. Eurípedes Vedovato e dra. Maria Angélica Vedovato

Roberta e Camila Sabino, sra. Gisele Colás de Freitas e dra. Simone Petrone

Dra. Maria Angélica Vedovato, dr. Eurípedes Vedovato, dr. Alexandre Tanganelli Ricci, Gabriela Spinelli Vitagliano, dr. José Eduardo de Mello Júnior e Flavia Casale Abe

Drs. Airton Gottardo, Nelson Sabino de Freitas, João Augusto Santanna, Gilberto Cortese e José Américo

Drs. Gilberto Cortese, Simone Petrone, Rada El Achkar, Nelson Sabino de Freitas, João Augusto Santanna e Airton Gottardo

Sra. Gisele Colás de Freitas, Rosemaire Maria de Almeida, dra. Maria Ap. de Mello Cortese e Simone Stecca Franco Veloso

21


NOTAS

APCD Jardim Paulista na festa de 50 anos da APCD Pinheiros e membros da diretoria marcaram presença no evento. A cerimônia contou com a participação de mais de 200 profissionais em clima de total descontração e muita animação!

Dr. Nelson Sabino de Freitas, sra. Gisele Colás de Freitas, dra. Maria Ap. de Melo Cortese e dr. Gilberto Cortese

A Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas de Pinheiros (APCD Pinheiros) comemorou no dia 16 de agosto, no Espaço Pompéia Buffet e Eventos, 50 anos de fundação. O presidente da APCD-JP, dr. Nelson Sabino de Freitas,

Maria Angela Marmo Favaro (secretária da APCD Central), dra. Carla Donadio Escalona (presidente da APCD Lapa), José Escalona, dra. Simone Petrone (diretora social da APCD-JP), Airton Cottardo (presidente da APCD Pirituba) e dra. Verônica Diaz P. Pimentel (APCD Pirituba)

Reunião do Core em São Roque No dia 5 de outubro de 2013, aconteceu na Câmara Municipal da cidade de São Roque (SP) a reunião do Conselho Regional (Core) da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas, que contou com a participação do

Jantar de confraternização

Na reunião do Core, dr. Airton Gottardo (APCD Pirituba), dra. Simone Petrone e dr. Nelson Sabino de Freitas

22

presidente da APCD-JP, dr. Nelson Sabino de Freitas, e membros da diretoria. No dia anterior foi oferecido um jantar de confraternização no restaurante português Vila Don Patto.


NOTAS

APCD do Jardim Paulista no CRO O professor Flávio Luposeli, representante da APCD do Jardim Paulista, foi eleito titular efetivo da Câmara Técnica de Implantes para Toxina Botulínica e Preenchedores na Odontologia. Com objetivo de fazer modificações na Resolução 112/11 do Conselho Federal de Odontologia (CFO), que regulamenta o uso de Toxina Botulínica e do Ácido Hialurônico na Odontologia, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) em conjunto com outros Conselhos Regionais e de acordo com o CFO, organizou um evento específico para discutir as propostas de alterações, nomeando representantes Titulares e Suplentes das Câmaras Técnicas, responsáveis por essas propostas.

Para isso, alguns profissionais da área foram convocados a debater quais essas modificações, para posteriormente ser formalizado um documento oficial a ser protocolado no CFO, com as alterações sugeridas. Nesse evento, ficou claro Professor Flávio Luposeli a disposição e o empenho do CROSP e do CFO em ajudar a classe odontológica nessa conquista. Agora é esperar para vermos se as propostas serão aprovadas na íntegra ou se haverá modificações.

EM TEMPO

Dr. Fábio Bibancos

Um programa para chamar de nosso

O trabalho da Turma do Bem começou como o trabalho das formigas: dentista por dentista, triagem por triagem, criança por criança, começamos devagar, mas fomos persistentes. Com o tempo, as pessoas começaram a entender o que a gente estava fazendo e mais gente se juntou à nossa causa de resgatar sorrisos. Hoje, 11 anos depois, somos a maior rede de voluntariado especializado do mundo, com 15 mil dentistas voluntários e 40 mil crianças beneficiadas só no Brasil. Muitas pessoas já conhecem nossa causa, mas agora a coisa vai se amplificar de uma maneira incrível: já está no ar nosso primeiro programa de televisão, o Mestres do Sorriso. A estreia foi no dia 12 de outubro, Dia das Crianças, e os episódios vão ao ar aos sábados, às 23h50, no canal a cabo Discovery Home&Health, com reapresentações durante a semana. Aqui na TdB sabemos o impacto que o trabalho voluntário faz na vida das pessoas – e essa é uma oportunidade única de mostrar a um público muito maior, em detalhes e imagens, a importância do nosso principal projeto, o Dentista do Bem. Em um dos seis episódios dessa primeira temporada, conheci a menina Suellen, de 14 anos. Além da falta de cuidados com a higiene, ela foi atropelada quando era pequena e tinha quase todos os dentes comprometidos. “Por trás de um sorriso se esconde muita tristeza”, ela me disse no programa, com um quase sorriso bem tímido. E isso era o normal para ela, uma vida sem grandes risos por vergonha da boca.

Foi lindo registrar a mudança na sua vida depois do começo do tratamento. No final do episódio a Suellen já é outra menina, expansiva, alegre. Ou melhor: com os dentes arrumados, ela agora pode ser quem ela realmente é, sem vergonha. Esse programa também é muito importante porque vai mostrar o papel do dentista voluntário nessa história. Uma das coisas mais legais é que Mestres humaniza os dentistas, que são seus grandes protagonistas. Mostra o cuidado e a atenção que os profissionais têm com seus pacientes, o que vai muito além do atendimento. Outro papel essencial do programa é denunciar a falta de acesso de grande parte da população a tratamentos odontológicos. Uma pesquisa da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios-IBGE) de 2011 aponta que quase 12% dos brasileiros nunca foram ao dentista, e que 45% da população não têm acesso a dentistas particulares. E nós queremos trazer essa discussão para a agenda pública. Os dentistas voluntários da TdB fizeram um grande mutirão para assistir ao programa, convidando amigos, tirando fotos e fazendo barulho nas redes sociais. Convido você a assistir também e nos ajudar nessa causa. Estrear em outubro teve um gosto muito especial para a TdB. É o mês das crianças, e o dia 25 é o Dia do Dentista. Crianças e dentistas, a essência da Turma do Bem. Conto com a sua audiência para uma causa muito importante.

Turma do Bem - Dentista do bem - R. Sousa Ramos, 311 - Vila Mariana - São Paulo - SP - CEP 04120-080 www.turmadobem.org.br - faleconosco@turmadobem.org.br 23


CRÔNICA

J O S É A L V E S B R A G A J UN I O R

Nas garras de Ceaucescu Capítulo 3 4ª feira – antivéspera do início dos jogos. Frio intenso e a equipe brasileira abatida pelo clima. Ivana chegou e me propôs um passeio pelo parque em frente ao hotel. Gelei!, literalmente. Será que essa mulher vai me atacar durante o passeio e depois alegar que fui eu quem a atacou? Não havia como escapar... Caminhando por uma das aleias do parque Ivana me diz: — Meu marido e eu gostaríamos que você jantasse conosco essa noite, eu mesma vou preparar o jantar... tenho algo muito importante para lhe dizer, mas não pode ser aqui!!! — O marido de Ivana era professor secundário. Não gostei muito. Mas ela continuou: — Para sair do hotel você vai precisar se livrar do Bogdam..., então, faça o seguinte: quando derem 7 horas (da noite), desça pelo elevador e ao invés dobrar à direita como sempre faz, vire à esquerda em direção a um corredor pouco iluminado. Aí você vai ver uma porta, que é a saída dos fundos do hotel. Lá, já livre do Bogdam, você vai encontrar um táxi estacionado. Ele estará esperando por você. Não diga nada, entre no carro e o motorista o levará à minha casa”. Rodamos uns dez minutos, não mais que isso, sem trocar sequer uma palavra. Era um bairro de classe média e ao longo da rua viam-se repetidos sobrados geminados, com pequenos jardins na entrada, formando um cenário monótono, abatido pela luz difusa das lâmpadas alaranjadas e de um frio cruel, desses que embaça a vida... Ivana estava logo no portão e me recebeu com palavras amáveis. Tratou de me apresentar seu diminuto jardim, que cuidava pessoalmente com carinho. A neve se incumbira de arruinar as flores, mas o verde era um verde romeno, adaptado ao frio e ao vento, sofria menos. O sobrado era pequeno, saleta exígua diretamente ligada à sala de jantar, Vasos de flores dispostos de maneira harmoniosa davam alegria ao ambiente. A mesa, posta com esmero, trazia boas referências de Ivana e o conjunto da pequena casa mostrava uma família em paz. Ivana chamou Carlos, que na parte de cima do sobrado corrigia provas, e fomos apresentados ao longo de um brinde destilado por ele mesmo de uma planta para a qual Ivana havia chamado minha atenção na entrada da casa. Jantamos bem. Ivana preparou uma carne de panela e sobre ela lançou um molho incrível, desses que só os povos da Europa Central costumam fazer. Depois uma massa, frutas e café, um luxo a que se deram por receber um brasileiro. Terminado o jantar, Ivana perguntou ao Carlos se ele se importaria de nos deixar a sós, pois tinha um assunto sério para José Alves Braga Junior: advogado, jornalista, empresário. Único locutor de rádio vivo, que transmitiu do local os jogos da Copa do Mundo de 1958 (Suécia). Fez mais de 100 viagens internacionais, cobrindo eventos esportivos. Conhece 120 países.

24

(em quatro partes)

conversar comigo. Carlos, um homem polido, prontamente acedeu e voltou à correção de provas no andar de cima. Ivana, então, fisionomia fechada, começou a falar: — Braga, o que preciso lhe dizer é serio... Passaportes e passagens da comitiva brasileira chegaram esta manhã. Vieram todos, MENOS OS SEUS!!! ZUUUM $$??!!!@@@T..I..L..T..!!!???. Gelei... Ivana prosseguiu: — Você precisa, de qualquer maneira, se comunicar com a Embaixada Brasileira em Bucareste e pedir ajuda. Imediatamente! Faça o seguinte (olhou para o relógio e considerou que era noite): acorde cedo amanhã e às oito horas em ponto faça uma ligação para a embaixada. Procure falar diretamente com o embaixador. Seu nome é SERGIO VERAS. (Ela havia tido o cuidado de procurar saber o nome do embaixador!) Ahhh!, meu problema já havia chegado ao conhecimento de Deus..., SERGIO VERAS, diplomata, formado em Direito na PUC-RIO em 1958, MEU COMPANHEIRO DE TURMA!!!..., cinco anos de cordial convívio... era demais... Volto com o 4º Capítulo - final.


25


i n di c ador ATENDIMENTO DOMICILIAR Marcelo Lopes Costella Clínica Geral - CRO 83.647 Av. Doutor Arnaldo, 1504 Sumaré (SP) (11) 3862-7945 e 3872-1164 costella@uol.com.br CIRURGIA Antenor Araújo Cirurgia Buco-Maxilo-Facial e Ortognática - CRO 5.428 Av. Jandira, 295 - Cjs. 1003 / 1004 Moema (SP) (11) 5054-1223 / 1501 R. Marcondes Salgado, 64 São José dos Campos (SP) (12) 3921-5354 e 3922-4678 bucomaxilo@drantenor.com.br Carlos Veloso Salgado Cirurgia Buco-Maxilo-Facial e Implantodontia - CRO 35.742 R. Maestro Cardim, 560 - Cj. 111 Paraíso (SP) (11) 3266-2493 Ricardo Thomé Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial e Clínica Geral - CRO 16.546 R. Tabapuã, 821 - Cj. 28 Itaim Bibi (SP) (11) 3168-4484 e 3079-9157 (res.)

DIAGNÓSTICO BUCAL

Mário Luis Zuolo Endodontia - CRO 23.690 R. Canário, 784 - Moema (SP) (11) 5055-0908 / 7420 mlzuolo@uol.com.br Nelson Sabino de Freitas Endodontia e Prótese CRO 11.480 R. Frei Caneca, 1212 - Cj. 11 Cerqueira César (SP) (11) 3289-8016 nelsonsabinof@hotmail.com www.clinicadrnelsonsabino.com.br Paula Zingg Endodontia - CRO 45.377 Av. Nove de Julho, 5483 Cj. 123 - Jardins (SP) (11) 3079-0775 pzingg@hotmail.com Sérgio Martins Endodontia - CRO 51.857 Al. Joaquim Eugênio de Lima, 881 Cj. 408 - Jardins (SP) (11) 3266-4293 e 3284-3598 www.endoexcellence.odo.br ESTÉTICA Maria Angélica P. Vedovato Dentística Restauradora e Estética - CRO 25.738 R. Gironda, 186 Jardim Paulista (SP) (11) 3887-4433 / 8482

Sérgio Kignel Diagnóstico Bucal - CRO 26.239 R. Oscar Freire, 465 - Cj. 11 Jardim América (SP) (11) 3062-37­­77

Mario Sergio Limberte Estética - CRO 3268 Ed. Trade Tower R. Helena, 218 - Cj. 709 Vila Olímpia (SP) (11) 3044-1816 mlimberte@uol.com.br

ENDODONTIA

IMPLANTE

Daniel Kherlakian Endodontia - CRO 37.535 Av. 9 de julho, 5483 - Cj. 31 Cerqueira César (SP) (11) 3082-9454 / 3891-1704 dankher@uol.com.br

Rodrigo Sarzedo Implantodontia - CRO 71.395 Rua Pedroso Alvarenga, 1255 Sala 64 - Itaim Bibi (SP) (11) 3079- 5938 rsarzedo@ig.com.br

26

pro f i s s io n al Rodrigo Tadashi Martines Implantodontia e Cirurgia Oral CRO 60.052 Rua Vergueiro, 1.353 - Cj. 306 Paraíso (SP) (11) 3253-4723 tadashi@liesetadashi.com

Marta T. Kuczynski Ortodontia e Odontopediatria CRO 29.592 R. Pedroso Alvarenga, 1255 Cj. 54 - Itaim Bibi (SP) (11) 3168-8905

Ronei Faizibaioff Implantes, Prótese sobre Implante e Estética - CRO 33.652 Al. Lorena, 1304 - Cjs. 2F / 3F Jardim América (SP) (11) 3062-9226 e 3086-3369 faizibaioff@gmail.com

Clarindo Mitiyoshi Yao Periodontia e Implantodontia CRO 25.555 R. Gironda, 189 Jardim Paulista (SP) (11) 3887-4010

Odontopediatria Leda De Ranieri Amaral Mello Odontopediatria - CRO 22.842 Rua Bento de Andrade, 165 Jardim Paulista (SP) (11) 3887-7296 leda_mello@terra.com.br ORTODONTIA Alexandre A. Melo Cortese Ortodontia - CRO 47.345 R. Virgílio Várzea, 58 Itaim Bibi (SP) (11) 3168-3554 / 6873 cl.cortese@uol.com.br Juliana Melo Cortese Ortodontia - CRO 67.337 R. Virgílio Várzea, 58 Itaim Bibi (SP) (11) 3168-6873 e 3168-3554 cl.cortese@uol.com.br Gilberto Cortese Ortodontia e A.T.M. CRO 2.884 R. Virgílio Várzea, 58 Itaim Bibi (SP) (11) 3168-3554 / 6873 cl.cortese@uol.com.br José A. Marques Jr. Ortodontia (RNO-Planas) e ATM CRO 24.256 R. Augusta, 2709 - 12º andar Cerqueira César (SP) (11) 3083-0422 odontologiamarques@terra.com.br

PERIODONTIA

Glécio Vaz de Campos Microcirurgia Plástica Periodontal e Periimplantar - CRO 26.359 Av. Dr. Cardoso de Melo, 1470 Cj. 809 / 810 Vila Olímpia (SP) (11) 3044-6025 glecio@terra.com.br Mônica Reggi Reis Silva Periodontia, Plástica Periodontal, Estética, Implantes - CRO 29.607 R. Turiassú, 127 - Cj. 143 Perdizes (SP) (11) 3666-9202 / 5772 e 7207-1497 monicareggiodontologia@hotmail.com PRÓTESE DENTÁRIA Antonio Fagá Júnior Prótese - CRO 25.528 R. Cubatão, 929 - Cj. 33 Vila Mariana (SP) (11) 5572-8886 Eurípedes Vedovato Prótese e Estética CRO 25.739 R. Gironda, 186 Jardim Paulista (SP) (11) 3887-4433 / 8482 www.vedovatoodontologia.com.br Flávio Luiz Iacobucci Prótese e Dentística CRO 24.192 Av. Nove de Julho, 5483 - Cj. 23 Jardim Paulista (SP) (11) 3079-3036 Sérgio Hideki Yasuda Prótese e Estética CRO 48.584 Av. Angélica, 2100 - Cj. 91 Higienópolis (SP) (11) 3257-9575 e 3258-2015 shyasuda@uol.com.br


Essencial 52  

Revista da APCD Jardim Paulista

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you