Page 1

Barueri, Carapicuiba, Itapevi e Jandira

REVISTA

w w w. a p m o s a s c o . o r g . b r

ANO V | MARÇO | 2013 | 8ª Edição

APM Osasco festejou Dia do Médico 2012 Importância do exercício físico

Dia Internacional da Mulher APM Osasco comemora o

Bioética - Tem a família a autoridade de esconder um diagnóstico tão grave do paciente?

IMPRESSO PODE SER ABERTO PELA ECT


expediente Editorial

“Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço, com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende. Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar; porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é o decidir.” (Cora Coralina, mensagem para o dia da mulher - 8 de março). As palavras desta grande mulher, reflete a importância e expressa os sentimentos das mulheres, mães, médicas, profissionais de saúde, donas de casa etc. Não importa onde esteja, qual seja a sua profissão, e quem a acompanha, as mulheres têm o poder de decidir e modificar o rumo profissional, social e familiar. Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos

os avanços, elas ainda sofrem em muitos países, com salários baixos, jornada excessiva de trabalho, desvantagens na carreira profissional e violência física e sexual. Muito foi conquistado, mas ainda há muito para ser modificado nesta história. Em 8 de março, às 20h, a Associação Paulista de Medicina Osasco, homenageou em sessão solene 9 profissionais médicas e da área de saúde com importante histórico de contribuições à sociedade e à medicina para marcar o Dia Internacional da Mulher. Esta homenagem foi um gesto simbólico de gratidão a quem dedica sua vida a traçar rumos, tomar decisões importantes, mudar a sociedade, coordenar serviços profissionais sem esquecer o sentido e a importância da família, dos filhos, do amor ao próximo e da gratidão. Continuaremos sempre na luta em busca de melhores condições de trabalho a esta classe feminina que não se cansa de trabalhar na luta por um mundo mais digno e humano. Parabéns a todas as mulheres!

Dra. Ana Paula Bazilio

Presidente da APM – Regional Osasco

Índice

3

4

APM Osasco comemora o Dia Internacional da Mulher........................................ 3 Importância do exercício físico.............. 4 2 | APM OSASCO

6 Tem a família a autoridade de esconder um diagnóstico tão grave do paciente?... 5 APM Osasco festejou Dia do Médico 2012 com magnífico jantar dançante.............. 6

APM REGIONAL OSASCO Osasco, Barueri, Carapicuiba, Itapevi e Jandira R. Benedito Ferreira Silva, 202 - Jd. Adalgisa - Osasco - SP Fone/Fax: (11) 3683-6869 / 3682-4797

www.apmosasco.org.br

Presidente Dra. Ana Paula Bazilio 1º Vice-Presidente Dr. Michel Salim Gebara 2º Vice-Presidente Dr. Mário Hiroyuki Egami 3º Vice-Presidente Dr. Valdemir Gonçalves da Silva 4º Vice-Presidente Dr. Lineu Alberto de Góes Secretário Geral Dr. José Costa de Andrade 1º Secretário Dra. Ruth Tonato Tock Diretor Administrativo Dr. Faisal Cury Diretor Administrativo Adjunto Dr. Júlio Antonio Mandú da Silva 1º Diretor de Patrimônio e Finanças Dr.Francisco Luiz Telles de Castro 1º Diretor de Patrimônio e Finanças adjunto Dr. José Francisco de Menezes 2º Diretor de Patrimônio e Finanças Dr. Jorge Alberto Domingo Garcia 2º Diretor de Patrimônio e Finanças adjunto Dr. Diogo Olive Gomes Diretor Científico Dr. Sérgio Augusto Bueno Brandão Diretor Cultural Dr. Augusto Cezar de Almeida Diretor Cultural Adjunto Dr. Hélio José Fragoso Diretor de Defesa Profissional Dr. Edson Umeda Diretor de Defesa Profissional Adjunto Dr. Fernando Duarte Leopoldo e Silva Diretor de Comunicações Dr. Alan Pires Diretor de Comunicações Adjunto Dr. Egidio Malagoti Neto Diretor de Serviços Gerais Dr. Carlos Fernando Reina Diretor de Serviços Gerais Adjunto Dr. João de Souza Filho Diretor Social Dra. Márcia Aparecida Penedo Marton Diretor Social Adjunto Dr. Fernando Tadeu Valente Diretor de Previdência e Mutualismo Dr. Silvio Luiz Priori Diretor de Previdência e Mutualismo Adjunto Dra. Mariana Telles de Castro Diretor de Informática Dr. Marcelo Alexandre Francato Diretor de Informática Adjunto Dr. Antonio Barros Carreira Diretor de Marketing Dr. André Luiz Shinji Hayata Conselho Fiscal Titulares Dr. Carlos José Gaspar Dr. Paulo César Margarido Pucci Dr. Paulo Paes Silvado Junior Dr. Sérgio Roberto Epaminondas Rocha Dr. André Sacco Junior Suplentes Dr. José Amando Mota Dr. Adriano Cesar Faria Dr. Waldir Cunha Junior Dr. Eduardo Caetano de Lima Dr. Luiz Agenor Poletto Gazzi Delegados Dr. Roberto José Molero Dr. Cláudio Graieb Sarno Jornalista Responsável Israel Correia de Lima (Mtb 14.204) - Fone (11) 3477-4156 Editor de Arte/Diagramação Guilherme Gonçalves Junior Fone (11) 2947-1219 Revisora Maristela Santana Santos Carrasco Impressão Input Gráfica Fone (11) 3666-4311

Ilustração capa: Billy Alexander

As mulheres têm o poder de decidir e modificar o rumo profissional, social e familiar


Homenagem

APM Osasco comemora o Dia Internacional da Mulher

N

o dia 8 de março de 2013, a Associação Paulista de Medicina - Regional Osasco, que têm na presidência a conceituada médica Dra. Ana Paula Bazilio, realizou em sua sede, localizada no Jardim Adalgisa, uma bonita festa em homenagem em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Na oportunidade nove mulheres de destaque foram

merecidamente homenageadas pela instituição. Na foto, da esquerda para a direita, as homenageadas com a presidente da APM Osasco: Eurica Yanagimori, Ligia Cristina Fonseca Lahoz Melli, Ana Paula Rossi, Elisabeth de Almeida Santana, Ana Paula Bazilio (Presidente da APM Osasco), Ana Beatriz Teixeira Vianna, Denise Ap. Bezerra Valente, Silvia Rezende Azevedo Floh, Soraia Ap. de Souza Camarneiro e Eloisa Bohnenstengel.

APM OSASCO | 3


Fisioterapia

Importância do exercício físico

Photl

Andréia Bazilio Fisioterapeuta - Clínica de Reumatologia de Osasco.

Dra. Andréia Bazilio

A

tualmente, a maioria das pessoas têm trabalhos onde ficam muito tempo parado (sentado ou em pé) ou nos quais há muitos movimentos repetitivos, por exemplo, digitar. O corpo humano segue a lei do mínimo esforço: o que não é usado é descartado, somente se mantêm aquilo que é usado frequentemente. Isso significa que, com o tempo, os movimentos repetitivos ou 4 | APM OSASCO

a falta de movimentos sobrecarrega algumas partes do corpo. Deste modo, iniciam-se as dores, tendinites, fadiga, falta de ânimo e energia, mal-estar, desgaste emocional, patologias vasculares, coronarianas, hipertensão, entre outras. Para ter um corpo saudável é necessário usá-lo em todas as suas capacidades, ou seja, é necessário realizar atividade física. Muitas pessoas acreditam que não precisam fazer exercício porque nunca fizeram exercício durante a juventude e foram saudáveis. Isto é um grande engano. Não conhecemos o próprio corpo. O corpo fala o que ele precisa muito antes de ficar doente, mas não sabemos escutar. A vida é mudança contínua e a gente tem que se preparar para ela. Então: Façam exercícios físicos! O importante é procurar algum exercício que você goste, que te traga prazer, e, se possível, fazer diferentes tipos de exercícios físicos

para não gerar lesões por uso repetitivo. É importante entender que atividade física é importante e deverá ser realizada diariamente por 30 minutos. Os exercícios terapêuticos (a chamada “cinesioterapia”), são exercícios assistidos com o intuito de minimizar dor e melhorar postura, servem para reeducar o corpo, ensiná-lo a trabalhar de uma forma menos lesiva e mais eficiente, driblando os vícios posturais e biomecânicos que adquirimos ao longo da vida. Eles são extremamente importantes em qualquer tratamento fisioterapêutico, mas são muito diferentes das atividades físicas como esportes, danças, ginástica. Devemos, então, iniciar uma atividade física o quanto antes, pois assim podemos melhorar a qualidade de vida e preservar a amplitude articular, bem como prevenir lesões e dores músculo esqueléticas.


Bioética

Tem a família a autoridade de esconder um diagnóstico tão grave do paciente? Edson Umeda - Médico – Anestesiologista, Diretor de Defesa Profissional da Associação Paulista de Medicina – Regional Osasco, Delegado do Conselho Regional de Medicina de São Paulo, Mestre em Bioética.

T

Dr. Edson Umeda

endo vivido por 60 anos sem doença alguma, o senhor Paulo se orgulhava de sua saúde e vitalidade, casara-se cedo como era de costume em tempos idos, com sua amada esposa Amélia, tivera três filhos, Carlos, Sandra e Paulinho, todos encaminhados e formados, como dizia orgulhoso. Diariamente “Seo” Paulo percorria as ladeiras de seu bairro para chegar ao centro da cidade onde abria seu comércio, fonte de seu sustento e de sua família, conhecia todos no seu trajeto cotidiano e com seu jeito simples e cordial cumprimentava um a um chamando-os pelo nome. Sentado à mesa perante toda a família reunida, recomendava a todos como deveriam fazer para chegar a sua idade com sua disposição e saúde, falava em caminhar bastante e na alimentação que durante anos cultivara. Médicos? Bem, estes “Seo” Paulo os queria longe e enfatizava: -” Tenho uma saúde de ferro e nunca precisei de médicos e até hoje só entrei no hospital para ver meus filhos nascerem e visitar um ou outro amigo”.

Dia desses, Paulinho seu filho caçula acompanhava “Seo” Paulo pelas ladeiras do bairro quando percebeu que seu pai parecia ter “falta de ar” e necessitava parar após algum tempo de caminhada para “tomar fôlego”. Ao retornar para casa, Paulinho comentou o episódio com sua irmã Sandra e sua mãe Amélia, que resolveram que Paulo deveria consultar um médico, afinal com 60 anos deveria fazer um check-up. Naturalmente Paulo recusou-se a comparecer a uma consulta médica: “Como poderia eu estar doente?” Mas depois recordando que seu “fôlego” já não era mais o mesmo, concordou; afinal que mal haveria em fazer um check-up? No dia da consulta, Paulo estava apreensivo, chegou ao consultório do doutor Sergio no horário, foi recebido com um grande sorriso e a partir daí a consulta pareceu ter sido rápida. Entretanto, doutor Sergio após sua consulta teve uma suspeita de que Paulo era acometido por um câncer. Solicitado os exames complementares e prontamente realizados, Paulo retorna ao consultório do médico. Estava confirmado, Paulo tinha câncer de pulmão e o prognóstico era terrível. Doutor Sergio chama a família e revela o diagnóstico. A família se desespera, neste momento Carlos, o filho mais velho, levanta e diz: - “Não diga nada a meu pai doutor Sergio, nós diremos a ele que está bem e que tudo é devido a sua idade”. O médico concorda com a família. Embora eu tenha descrito uma peça de ficção, fatos como esse podem ocorrer mais frequentemente do que imagi-

namos e são causadores de grandes conflitos éticos. Tem a família nesse caso a autoridade de esconder um diagnóstico tão grave do paciente? O paciente não deveria decidir por si só ou com o compartilhamento de informações, se gostaria de conhecer seu diagnóstico? A família poderia argumentar que conhecendo seu familiar e informando a gravidade da doença a ele, seu ente querido morreria mais rápido e infeliz. Mas e os planos que essa pessoa teria ao saber do diagnóstico, será que ela não desejaria desfrutar do final de sua vida de sua maneira? Na bioética atual, de acordo com o brilhante médico, filósofo e bioeticista brasileiro Professor William Saad Hossne,além dos princípios elencados por Childress e Beauchamp (Autonomia, Justiça, Beneficência e Não Maleficência) oriundos do Relatório Belmont em 1978, devemos considerar os referenciais bioéticos (Vulnerabilidade, Alteridade, Prudência, Solidariedade, Altruísmo, dentre outros) para refletirmos sobre os conflitos que diariamente enfrentamos e podermos sugerir uma solução para cada caso. A inexistência de uma resposta padrão para os conflitos bioéticos são desafiadores para os envolvidos no seu estudo e na sua prática diária, assim devemos considerar sempre as reflexões dos personagens principais, criando uma ponte entre a ética e as ciências biológicas como é preconizado inicialmente por Van Rensselaer Potter em seu livro: Bioética: Uma ponte para o futuro (1971). APM OSASCO | 5


Evento

APM Osasco festejou Dia do Médico 2012 com magnífico jantar dançante Com estilo e muita animação, aconteceu no salão Nobre do Alphaville Tênis Clube, o tradicional jantar dançante em comemoração ao Dia do Médico. Em grande estilo aconteceu no salão Nobre do Alphaville Tênis Clube, o tradicional Jantar Dançante em Comemoração ao Dia do Médico, aberto a toda comunidade médica, seus familiares e amigos. A festa cuidadosamente preparada pela Associação Paulista de Medicina Regional Osasco (APM Osasco), presidida pela atuante Dra. Ana Paula Bazilio, recebeu no dia 19 de outubro de 2012 cerca de 300 convidados.

Diretoria presente ao evento

Dra. Ana Paula Bazilio e seu esposo Manuel Mesquita

Da esq. p/ dir.: Juscileide, Dr. Faisal Cury, Dra. Ana Paula, Manuel Mesquita, o prefeito de Osasco Jorge Lapas e a primeira dama Sandra M. Lapas

6 | APM OSASCO


Os homenageados da noite: doutores Vilton Raile,...

... José Costa de Andrade, ...

... e José Luiz Carlos Rossetti

Apoio:

A animação se estendeu até o início da madrugada, ao som da Banda Matrix, que embalou os convidados com os maiores sucessos nacionais e internacionais. Os convidados se deliciaram de coquetel seguido de jantar com um cardápio especialmente elaborado pelo Buffet Neve’s para agradar os paladares mais delicados.

APM OSASCO | 7


Dia do Médico Local: Espaço Savana Endereço: Av. Alpha Norte, 3000 - Alphaville Santana de Parnaíba - SP Data: 11/10/13 (sexta-feira) Horário: 21 horas

APM Osasco 08  

Revista da APM - Associação Paulista de Medicina - Regional Osasco

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you