Page 1

Álbum Cargaleiro Um Investimento de Grande Valor Álbum descone até 1.000 em Oito Canções de Outono | Sequência em Contraponto ts! Poemas inéditos do prestigiado autor Vasco Graça Moura, ilustrados por Mestre Manuel Cargaleiro num deslumbrante Álbum de Arte em que cada página tem o valor de uma serigrafia. Acompanham cada álbum uma serigrafia e uma gravura do artista e ainda um azulejo original pintado à mão. Certificado pelo Centro Português de Serigrafia em colaboração com a Fundação Manuel Cargaleiro.

Des

con te a té

€1. em

000

quo

tas!

Composição do Álbum: “Oito Canções de Outono” Poemas inéditos de Vasco Graça Moura “Sequência em Contraponto” Criação visual de Mestre Manuel Cargaleiro Serigrafia exclusiva numerada e assinada por Cargaleiro Gravura exclusiva numerada e assinada por Cargaleiro Azulejo original em cada Álbum pintado manualmente pelo artista Características técnicas e editoriais: Serigrafia s/ papel Curious Touch Arches 250gr Serigrafia e Gravura - dimensão da mancha: 43 x 33 cm Edição de 200 exemplares

Ref. PS35

I

PVP 3450€

I

Sócio 2750 €

I

DESCONTE ATÉ 1.000 EM QUOTAS!

EDIÇÕES DE ARTE CONTEMPORÂNEA

VERÃO

2009


PARCERIAS

Editorial artista plástico da modernidade cabo-

Residente em Paris, o pintor sérvio

verdiana, uma serigrafia e uma litografia,

Velickovic é uma das destacadas figuras

assentes

da arte contemporânea internacional.

nas

histórias

de

tradição

popular, um dos pressupostos da sua

Apresenta-nos

uma

obra desde os anos 60. E ainda, dos

marcada

expressão

jovens mas promissores artistas, Telmo

condição humana. Num outro hemisfério,

Alcobia, com duas serigrafias, onde

o brasileiro Júlio Castro brinda-nos com

20% de desconto aos sócios CPS, na adesão ao cartão amigo CCB.

manifesta de forma assumidamente

uma nova obra vigorosa, cromática e

Desconto adicional de 10% se optar por débito directo.

directa, um sentido crítico sobre o nosso

festiva. De Itália, o jovem Valério Vidali

consideração com que nos tem agraciado,

tempo ou as gravuras de Gabriel Garcia

apresenta como novidade uma delicada

www.ccb.pt

preparámos uma revista que torna mais

que, reactualizando o legado surrealista,

gravura a duas placas.

fácil ainda o acesso às suas obras de arte

encontra naquela técnica uma perfeita

O nosso sócio Pedro Torres escolheu

favoritas, permitindo-lhe utilizar em pleno

forma de expressão.

recentemente a sua 100ª obra! Feli-

o valor das suas quotas.

Associado ao início da comemoração dos

citando-o,

Cada obra é um lugar de encontro do

40 anos de actividade criativa da artista,

partilhasse com os restantes sócios

Artista com o Sócio CPS. Promovendo um

Gracinda Candeias apresenta-nos uma

as razões e as paixões dum jovem

novo diálogo com autores nunca antes

nova serigrafia, inspirada em formas

coleccionador. A partilha da arte é um

editados, aqui poderá apreciar e eleger

vegetais e um conjunto de pequenas telas,

dos objectivos centrais do CPS deste

uma serigrafia do consagrado Eduardo

explorando a sua paleta pictórica. De Paul

a sua criação. Renovando o nosso

Nery, motivada pelo universo da música

Mathieu, duas serigrafias, atmosferas

agradecimento, encorajamo-lo a expandir

Jazz; uma outra, da natureza enquanto

de abstracção gestual. Helena Mártires

este conceito: convide um amigo a ser

metáfora, de Cristina Ataíde, artista

potencia a técnica com uma elaborada

sócio e receba de oferta uma placa de

com um notável percurso; um tranquilo

gravura, usando três placas de cobre

cerâmica do prestigiado artista

conjunto de gravuras de Irene Buarque,

e Helena Abreu delicia-nos, uma vez

Nadir Afonso!

exaltando a geometria essencial. Do

mais, com as suas apuradas manchas

reconhecido polaco Marian Nowinski,

figurativas. E, as jovens Carla Pott e Ana

uma dinâmica obra que celebra o amor ou

Ventura ampliam o seu universo criativo

RUI ALBERTO – ESPAÇO DE ARTE

de Manuel Figueira, o mais significativo

infanto-juvenil.

Arrábida Shopping, Piso 1, Loja 164 Vila Nova Gaia Tel. 223 707 318

João Prates Director Estimado Sócio, Reconhecendo toda a estima e regular

pela

nova

Mais valor para os Sócios!

solicitámos-lhe

20%

serigrafia, trágica

que

da

de Desconto

Oferta de 200 pontos (10€) aos sócios CPS, na Adesão ao Cartão Fnac. www.fnac.pt

com-

A MOLDURA 1 Rua das Francesinhas, Lisboa | Tel. 213 967 301

A MOLDURA 2

10€

200 pontos Fnac

15% de desconto aos Sócios CPS

Av. Óscar Monteiro Torres, 64-B Lisboa | Tel. 217 957 021

Dê mais arte à sua vida. Bem-Haja!

20% de desconto aos Sócios CPS

* Para beneficiar das vantagens apresentadas pelos Parceiros, apresente o seu cartão de sócio CPS SOBRE AS VARIANTES EDIÇÕES DE SUBSCRIÇÃO As Edições de Subscrição são exclusivas para os Sócios CPS e beneficiam da gentileza e condições especiais por parte dos artistas. São sempre válidas por um determinado e indicado número de quotas mensais (4M, 6M, 8M, …) de acordo com o valor de mercado. Assim, como exemplo, as Obras de Subscrição 4M, 4 meses de quotas, têm o valor comercial entre €220 e € 295; as 6M entre €320 e € 395 e as 8M entre € 430 e € 510.

EDIÇÕES DE EXTRA-SUBSCRIÇÃO Na sua maioria são obras não editadas pelo CPS, consignações ou edições sem condições especiais por parte dos artistas. Nas obras que assim o indicarem poderá descontar o valor acumulado em quotas.

Edições de Fotografia com o apoio de Epson Portugal

Cada edição realizada pelo CPS resulta de um processo criativo desenvolvido pelo artista, em estreita colaboração e envolvimento com o cada vez mais experiente Atelier CPS. Neste diálogo, alguns artistas têm privilegiado a multiplicidade de uma mesma edição, enriquecendo-a com várias variantes de cor ou forma. Estas variantes são efectuadas em tiragem de menor número (não ultrapassando, no seu total, os limites estabelecidos para a edição), o que lhes conferem um valor acrescido.

LEGENDA DAS OBRAS Técnica

Sede CPS (S.Bento)

Rua dos Industriais, 6, Lisboa (transversal da D. Carlos I, junto à Assemb. República) Tel. 213 933 260 | contacto@cps.pt Seg-Sex das 9h30 às 19h30 Sáb. das 13h00 às 19h00

CPS no CCB

Centro Cultural de Belém, Loja 7 Praça do Império, Lisboa | cpsccb@cps.pt Tel. 213 162 175 Todos os dias das 10h00 às 21h00

Dimensão da mancha Referência Preço de Venda ao Público - PVP

Preço de Sócio Validade para sócio

CPS Twin Towers

Galerias Twin Towers, Loja 1.44 Rua de Campolide, 351C Lisboa Tel. 217 220 484 | cpstwintowers@cps.pt Todos os dias das 10h00 às 22h00

CPS Arrábida (representante)

Rui Alberto, Espaço de Arte, Arrábida Shopping piso 1, Loja 164, 4400-992 Vila Nova de Gaia Tel. Fax: 223 707 318

CPS Açores (representante) CPS Açores

Rua de S. João, 15A/17 9700-182 Angra do Heroísmo, Terceira - Açores Tel.: 295 212 035

(Quotas necessárias para adquirir a Obra - Ex. 4M = 4 Meses de Quotas)

% Percentagem de dedução em quotas sobre o preço de sócio

FICHA TÉCNICA: Edição e Coordenação - João Prates, Ana Pacheco Design - Rua do Loreto Design; Fotografia - Francisco Palma Crítica de Arte - Maria João Fernandes – membro da AICA (Associação Internacional de Críticos de Arte) e professora universitária. Organizou e prefaciou numerosas exposições. Escreve para diversas revistas de arte e é colaboradora regular do JL – Jornal de Letras, Artes e Ideias. Tiragem - 8 000 exemplares EQUIPA CPS Administração: António Prates; Direcção Geral e Editorial: João Prates; Direcção de Galerias e Edições: Alexandra Silvano; Marketing e Comunicação: Ana Pacheco; Gestão de Sócios e Clientes: Ana Soares, Mariana Pinto; Stocks e transportes: Abel Félix, Francisco Palma; Assistência a Sócios e Clientes: Sede CPS – Elisabete Nogueira, Fátima Ramos; Galeria CPS no CCB – Catarina Restani, João Rodrigues, Neuza Polido, Patrícia Martins; Galeria CPS Twin Towers – Ana Sofia Patrício, Cátia Guimarães, João Matias; Edições de Serigrafia: Rui Alves, Rosaria Graça, Leandro Santos, Sara Rodrigues, Daniel Rodrigues, Rui Silva; Edições de Fotografia e Digital Print: Luis Azevedo, Edições de Gravura e Litografia: Humberto Marçal, Rui Marçal, Pedro Marçal; Crítica de Arte: Maria João Fernandes; Consultadoria: João Torres Pereira

www.cps.pt contacto@cps.pt


Eduardo Nery Verão 2009

3

SÉRIE “RITMOS DE COR - JAZZ”

SERIGRAFIA I Ref. S876 I 43,5 x 65 cm

I PVP 690 € I Sócio 483 € I 12M

EDIÇÃO DE APENAS 100 EXEMPLARES

A SÍNTESE DA OP-ART

Eduardo Nery que nasceu em 1938 na Figueira da Foz e expõe colectivamente desde 1957 e individualmente desde 1964, diplomou-se em pintura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. Reconhecido e premiado pela crítica desde 1969, ano em que foi um dos quatro artistas premiados na mostra do Banco Português do Atlântico e recebeu uma menção honrosa no Prémio Soquil, a exposição retrospectiva em 2003 no Museu do Azulejo em Lisboa, revelou as várias facetas do seu percurso desde 1961, na tapeçaria, no azulejo, no mosaico e no vitral. Tendo iniciado a sua expressão plástica pelo desenho gestual, o artista cedo evoluíu para

uma estética influenciada pela op-art na órbita da qual iria impôr-se até à actualidade, divulgando o seu trabalho em importantes realizações de arte pública, como os revestimentos em azulejo para a Estação do Campo Grande no Metropolitano de Lisboa em 1992 (Prémio Municipal Jorge Colaço de Azulejaria, da Câmara Municipal de Lisboa) ou no painel monumental para o Aeroporto de Macau em 1995. Dominando diversas tecnologias, o artista tem vindo a alicerçar a sua criação no estudo dos fenómenos ópticos, como os que a presente imagem documenta, motivada pelo universo da música jazz.


Verão 2009

4

Gracinda Candeias METÁFORAS DO FEMININO

Gracinda Candeias que nasceu em 1947 em Luanda e se formou na Faculdade de Belas Artes do Porto, é uma artista premiada e cujo trabalho é entre nós plenamente reconhecido. A sua pintura, que evoluíu entre um gestualismo de inspiração cósmica e uma figuração depurada e sensível, encontra nestes trabalhos uma muito particular expressão. A leveza e a mestria do traço revelam a autora e a iconografia das flores na suavidade da cor, constitui a representação de uma natureza sensível em sintonia com as emoções e as formas femininas.

SERIGRAFIA I

Ref. S877 I 46 x 66 cm I PVP 475 € I Sócio 333 € I 8M


DIGITAL PRINT SOBRE TELA Conjunto de 6 Obras (18 x 13 x 4 cada) I Ref. SC28 I PVP 1.100 I Sócio 825€ I 100% Ded. em quotas EDIÇÃO DE APENAS 50 EXEMPLARES

EXPOSIÇÃO ANTOLÓGICA1992-2002 Patente até 28 de Julho de 2009 A Galeria do Torreão Nascente da Cordoaria Nacional em Lisboa, apresenta a Exposição Antológica 1992/2002, comemorativa dos 40 anos de actividade de Gracinda Candeias, que pode ser visitada até dia 28 de Julho de 2009.

5

Verão 2009

Ref. ED20 Ref. ED18

Ref. ED21 Ref. ED17

Ref. ED16

Ref. ED19

SÉRIE “FRAGMENTOS DO DESERTO”


Paul Mathieu 6

Verão 2009

COSMOGONIAS ABSTRACTAS Uma gestualidade de sentido cósmico conotada pelo círculo que encerra a composição, filia a linguagem de Paul Mathieu na tendência que celebrizou o pintor francês com o mesmo nome. Uma abstracção inspirada pela descoberta da arte oriental e dos valores sígnicos da linguagem plástica. Nesta composição, grandes ritmos elementares traduzem os movimentos e atmosferas de uma cosmogonia inicial.

“ATMOSFERAS II”

“ATMOSFERAS I”

SERIGRAFIA

SERIGRAFIA

Ref. S858 I 55 x 46 cm I PVP 395 € I Sócio 277 € I 6M

Ref. S865 I 55 x 46 cm I PVP 395 € I Sócio 277 € I 6M


Cristina Ataíde

7

GEOMETRIA E FORMAS ORGÂNICAS

Verão 2009

Natural de Viseu (1951), Cristina Ataíde vive e trabalha em Lisboa. É licenciada em Escultura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa onde frequentou também o Curso de Design de Equipamento. Foi directora de produção de Escultura e Design da Madein de 1987 a 1996. A artista, que se notabilizou como escultora em formas muito depuradas plasticamente e de grande carga metafórica, optou nesta sua imagem para serigrafia por uma fluidez e organicidade que nos remetem poeticamente para o referente cósmico que as inspira, o mundo vegetal, com os seus frágeis caules e a beleza efémera de diáfanas flores, o todo orientado no entanto por uma secreta geometria, imagem da ordem oculta que preside mental e cosmicamente a todo o crescimento e evolução.

SERIGRAFIA I Ref. S878 I 70 x 50 cm I PVP 540 € I Sócio 378 € I 10M EDIÇÃO DE APENAS 100 EXEMPLARES

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS RECENTES (2009): Aqui, Galeria Magda Bellotti, Madrid; Retrospectiva, Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, Almada [curadora Emília Ferreira]; Lugares de Deriva, Galeria Fonseca Macedo, Ponta Delgada [curador Paulo Reis]; “…são bons Estes Lugares de Cinza para a solidão dos pássaros”, Quase Galeria, Espaço T, Porto [curadora Fátima Lambert]; (Im)Permanências II, instalação integrada na Exposição Corpo, Densidade e Limites, Museu de Arte Contemporânea de Elvas, Paiol [curador João Pinharanda]; Todas as Montanhas, com Alexandra Oliveira, Galeria Gomes Alves, Guimarães.


Helena Mártires Verão 2009

8

CELEBRAÇÃO DOS ELEMENTOS A celebração cosmogónica dos elementos: água, terra, fogo, ar, está no centro da poética desta imagem que reproduz os grandes ritmos contemporâneos da criação. Solidão cósmica, dança dos elementos, tempestade e vibração telúrica, numa troca de energias e de substâncias da terra amorosa do céu que reflecte a beleza e o fulgor da origem, a sua luz transbordante e misteriosa.

GRAVURA Ref. G217 I 54,5 x 44 cm I PVP 365 € I Sócio 256 € I 6M

EDIÇÃO DE DE APENAS 100 EXEMPLARES

Helena Abreu UM UNIVERSO FEMININO No presente trabalho, na delicadeza da linha, na sua densidade fluída que emerge da suavidade da paleta, afirma-se a imagem da mulher, no seu dramatismo e quotidiana doçura que hoje uma vez mais nos toca e deslumbra.

SERIGRAFIA Ref. S711 I 35 x 25,5 cm I PVP 380€ I Sócio 266€ I 6M


Irene Buarque AS CASAS DA COR DE IRENE BUARQUE

GRAVURA - SÉRIE “CAIXAS” I 38 x 38 cm I PVP 395 € I Sócio 277 € I 6M I

Ref. G225

Ref. G224

Ref. G223

Ref. G222

Verão 2009

9

A pura geometria colorida presente na série de gravuras que Irene Buarque intitulou “Caixa” remete-nos para uma serenidade sem suporte a não ser a alegria que nos comunicam a cor e o movimento das formas rigorosas em construção e desconstrução. “Caixas” ou casas, moradas de uma claridade solar e contagiante, evocando o poder cosmogónico das formas, da natureza e da nossa natureza, em uníssono, ímpeto criador que traz à lembrança as sábias palavras de Almada Negreiros: “A alegria é a coisa mais séria da vida”.

EDIÇÃO DE APENAS 25 EXEMPLARES


NOVAS VISÕES

Telmo Alcobia nasceu em Lisboa em 1980. É licenciado em Pintura e possui um mestrado em Desenho na FBAUL – Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Nas duas variantes de cor das serigrafias que nos apresenta, os negros acentuam a dramaticidade da violência e da agressão das imagens bélicas que nos “assaltam” continuamente, alvos que somos de um absurdo que nos é imposto com a ausência de um diálogo cósmico capaz de transmitir equilíbrio e harmonia.

Ref. S868A

Ref. S868B

Verão 2009

10

Telmo Alcobia

MITOLOGIAS DO QUOTIDIANO

EDIÇÃO DE APENAS 50 EXEMPLARES

SERIGRAFIA | 64 x 45 cm | PVP 235€ I Sócio 165€ I 4M I

Ref. S869B

Ref. S869A

SERIGRAFIA | 64 x 45 cm | PVP 235€ I Sócio 165€ I 4M I

EDIÇÃO DE APENAS 50 EXEMPLARES


Gabriel Garcia FÁBULAS E MARAVILHAS

Verão 2009

11

NOVAS VISÕES

Nas modernas fábulas de Gabriel Garcia afirma-se um universo quotidiano e maravilhoso, algo “boschiano”, com as suas criaturas de sonho que nos devolvem ao mesmo tempo o dramatismo e a angústia da existência contemporânea, vista pela óptica da sátira e da caricatura. Um mundo que reflecte a organização social com os seus desníveis e situações que tocam o grotesco sobre o grande pano de fundo do teatro cósmico que a tudo preside.

GRAVURA I Ref. G216 I 30 x 49,5 cm I PVP 295 € I Sócio 207 € I 4M

GRAVURA I 28 x 25 cm I PVP 110 € I Sócio 77 € I 2M I

EDIÇÃO DE APENAS 100 EXEMPLARES

Ref. G226

Ref. G227

EDIÇÃO DE APENAS 100 EXEMPLARES


Valério Vidali

Nos líquidos jardins de sonhos truncados do italiano Valério Vidali adormecem os mais ardentes desejos, perdem-se os passos de visitantes inesperados e a espera parece ser a de uma realidade ausente e sempre prometida que a imagem capta no momento da sua anunciação.

Verão 2009

12

INTERNACIONAL

UM TEATRO ÍNTIMO

GRAVURA I Ref. G215 I 32,5 x 49 cm I PVP 295 € I Sócio 207 € I 4M EDIÇÃO DE APENAS 50 EXEMPLARES

“BACI”

“LA SIRENETTA”

SERIGRAFIA

GRAVURA

Ref. S848 I 34 x 34 cm I PVP 235 € I Sócio 165 € I 4M

Ref. G211 I 27,8 x 33 cm I PVP 250 € I Sócio 175 € I 4M

EDIÇÃO DE APENAS 75 EXEMPLARES

EDIÇÃO DE APENAS 100 EXEMPLARES


INTERNACIONAL

Sempre pintei o que o homem é capaz de fazer ao homem.

13

Vladimir Velickovic Vladimir Velickovic artista jugoslavo radicado em Paris onde lecciona na Escola de Belas Artes, reconhecido internacionalmente como um nome marcante da arte do século XX, expõe individualmente desde 1963, no seu país de origem e em algumas das mais destacadas galerias europeias. A sua obra pode inserir-se numa linha de contemporâneo expressionismo fantástico, catarsis de medos e de fantasmas ancestrais. Nem Bosch fazedor de prodígios fascinantes e perturbadores, nem Goya ou Bocklin e as suas visões de premonitório terror, nem os seus pares na modernidade e no desencanto, como Francis Bacon, chegaram tão longe e tão fundo no retrato do negrume de uma condição humana despossuída do sopro divino original que a resgata e transfigura. O pintor explica ele mesmo as motivações íntimas da sua arte: “sempre pintei o que o homem é capaz de fazer ao homem”, uma arte onde vemos desfilar cenas de tortura e de terror, intensamente envolvidas em paisagens sombrias, ardentes, avesso fantástico da atroz realidade de que quotidianamente somos passivas testemunhas.

Verão 2009

O AVESSO FANTÁSTICO DA REALIDADE

SERIGRAFIA Ref. S860 I 28 x 21 cm I PVP 590 € I Sócio 413 € I 10M

EDIÇÃO DE APENAS 100 EXEMPLARES

SERIGRAFIA

SERIGRAFIA

Ref. S527 I 49 x 39,5 cm I PVP 590 € I Sócio 413 € I 10M

Ref. S553 I 100 x 70 cm I PVP 510 € I Sócio 357 € I 8M

EDIÇÃO DE APENAS 150 EXEMPLARES


Marian Nowinski O dinamismo e as cores muito vivas, mas harmoniosas, imprimem às duas figuras, feminina e masculina, da imagem para serigrafia de Marian Nowinsky, um clima de celebração já representado pela iconografia escolhida, os copos e a garrafa que o homem ostenta como se esta se associasse à festa sugerida. De uma festa amorosa, e de uma celebração do amor que a nudez conota, se trata certamente. O jogo sempre implícito no encontro dos amantes está presente na inversão das figuras.

Verão 2009

14

INTERNACIONAL

180º

OS JOGOS DO AMOR

Seleccione a orientação que preferir! Obra assinada nos 2 sentidos.

SERIGRAFIA Ref. S864 I 64 x 44,5 cm I PVP 350 € I Sócio 245 € I 6M

Joana Latka

EDIÇÃO DE APENAS 100 EXEMPLARES

A PROMESSA DO MARAVILHOSO Barquinhos de brinquedo num oceano de papel, no quarto dos nossos sonhos infantis espreita a perturbação de um confinamento que não saberíamos definir. A viagem é possível nesta translúcida água azul sem horizonte. Evasão condicionada que transporta consigo, no entanto, a semente do maravilhoso.

GRAVURA I Ref. G205 I 59 x 87,5 cm I PVP 445 € I Sócio 312 € I 8M

EDIÇÃO DE APENAS 75 EXEMPLARES


INTERNACIONAL Verão 2009

15

Uma alegria primitiva, uma inocente capacidade de partilhar as energias e os ritmos da natureza, está na origem desta composição de Manuel Figueira, o mais significativo artista plástico da modernidade cabo-verdiana. Mundo primitivo, pautado pelos ciclos cósmicos que a espiral sugerida representa (cesto ou serpente?), onde os objectos e as figuras adquirem naturalmente uma significação que as transcende no plano do símbolo e do mito.

Manuel Figueira

UM MUNDO PRIMITIVO

LITOGRAFIA

SERIGRAFIA

Ref. L016 I 44 x 36 cm I PVP 475 € I Sócio 333 € I 8M

Ref. S861 I 61 x 46 cm I PVP 365 € I Sócio 256 € I 6M

EDIÇÃO DE APENAS 100 EXEMPLARES

EDIÇÃO DE APENAS 150 EXEMPLARES

Júlio Castro LIRISMO E ABSTRACÇÃO O universo de Júlio Castro povoado de referências orgânicas, situa-se na órbita de um lirismo abstracto de intensa expressão cromática. Esta nova composição, que duplica sem as repetir, as duas metades do espaço, reflecte um desejo de ordem que a imagem rapidamente subverte com o imprevisto da celebração festiva das formas da arte. SERIGRAFIA I Ref. S863 I 57 x 62 cm I PVP 335 € I Sócio 235 € I 6M EDIÇÃO DE APENAS 100 EXEMPLARES


Pedro Cembranos

“IRMÃOS II”

Ref. S835

Pedro Cembranos foi distinguido em 2007 no certame Estampa – Salão Internacional de Gravura e Edições de Arte Contemporânea, o que lhe valeu uma Bolsa de residência no CPS, em Lisboa. Aqui, apoiado pela equipa de serígrafos, desenvolveu estes dois projectos para serigrafia sobre tecido. Expondo desde 2000, Pedro Cembranos recebeu desde então diversas bolsas de apoio ao desenvolvimento de projectos e tem já representação em importantes colecções como a do Museu Municipal de Arte Contemporânea de Madrid, a Colecção Cajamadrid ou a da Fundação Pilar i Joan Miró.

“IRMÃOS I”

SERIGRAFIA SOBRE TECIDO ENGRADADA EM ESTRUTURA DE MADEIRA

Ref. S830

Verão 2009

16

BOLSEIRO CPS

70 x 100 cm I PVP 615 € I Sócio 431 € I 10M

EDIÇÃO DE APENAS 50 EXEMPLARES

Klaus Zylla CARICATURA E GROTESCO CONTEMPORÂNEOS Na obra recente de Klaus Zylla reencontramos o grotesco, o dramatismo resvalando para a caricatura e todo um fabulário que evocam a realidade controversa, violenta e caleidoscópica que nos rodeia com as suas máscaras.

SERIGRAFIA Ref. S778 I 47 x 61,5 cm I PVP 335 € I Sócio 250 € I 6M

EDIÇÃO DE APENAS 99 EXEMPLARES


ILUSTRAÇÃO

Carla Pott

“ESTA É A ROSA”

PRIMAVERA DA ALMA

Verão 2009

17

Os expressivos trabalhos de Carla Pott são ilustrações possíveis para histórias de duendes e fadas madrinhas, jogando com escalas inventadas, histórias e imagens susceptíveis de agradarem às crianças e aos adultos que trazem a infância no coração. Como a figurinha feminina oriental que associa à leitura a Primavera da alma e as rosas de uma alegria inventada. SERIGRAFIA I Ref. S856 I 68 x 47 cm PVP 350 € I Sócio 245 € I 6M

Texto de Dora Batalim Sottomayor

SERIGRAFIA I 50 x 35 cm I PVP 165 € I Sócio 116 € I 3M

Ref. S855

Raízes que voam dentro e de dentro. Seguram-se à terra – porque são pássaros - e nascem como asas dos pés. Sentimo-nos próximos porque organicamente (nos) reconhecemos: voz, gesto, casa, rasto, coração. São imagens no presente e no devir de se ser gente, cor inteira sem contorno, terra e sol a fazer esse nós. O eu só acontece depois, pelo movimento aéreo que ajeita as figuras. Os recortes são água e apontam destinos ao olhar. São como palmas das mãos – que nos contam a vida – inscritas no corpo todo e para além dele. Por isso, é musical a natureza destas obras. Tocam-nos fundo, no lugar que existe antes das palavras.

Ref. S854

Ana Ventura

EDIÇÃO DE APENAS 120 EXEMPLARES


Teresa Gonçalves Lobo Teresa Lobo dá continuidade à nobre tradição da cultura portuguesa que desde o Barroco, estudado por Ana Hatherly, une pensamento e expressão plástica. Esta imagem, metáfora vegetal de um lento crescimento interior, situa-nos junto de uma das suas fontes de inspiração, a ilha da Madeira onde nasceu.

LITOGRAFIA 18

Ref. L014 I 60 x 45 cm I PVP 350 € I Sócio 245 € I 6M

Verão 2009

EDIÇÃO DE APENAS 75 EXEMPLARES

“D. QUIXOTE ”

José Pádua José Pádua recria neste seu trabalho para serigrafia, a mítica figura de D. Quixote, paladino das causas impossíveis num universo de sonho e lirismo.

SERIGRAFIA Ref. S775A I 63 x 47 cm I PVP 395 € I Sócio 295 € I 6M EDIÇÃO DE APENAS 99 EXEMPLARES

“HOMENAGEM A ALMADA NEGREIROS”

Maria João Fernandes O universo mágico de Arlequim e Columbina, figuras da Comedia dell’Arte celebradas por Almada na sua poesia, no teatro e no seu desenho citado neste trabalho de Maria João Fernandes, acolhe as formas da paleta de uma realidade inventada.

SERIGRAFIA Ref. S842 I 47,5 x 34,5 cm I PVP 250 € I Sócio 175 € I 4M


Espiga

“SULAMITA”

Na obra de Espiga esta figura feminina tem o nome: “Sulamita”, a amada que o cântico dos cânticos de Salomão imortalizou num texto fundador do lirismo universal e que permaneceu, desde os alvores da cultura ocidental, uma constante fonte de inspiração para poetas, músicos e artistas.

19

SERIGRAFIA

Verão 2009

Ref. S806 I 47 x 41 cm I PVP 510 € I Sócio 357 € I 8M

EDIÇÃO DE APENAS 140 EXEMPLARES

“CASTELO RODRIGO ”

SÉRIE

Silva Palmeira

“ENCANTOS DA LINHA DE FRONTEIRA”

Raúl Perez Na obra de Raúl Perez deslumbramo-nos com o espectáculo de um mundo em metamorfose, asas em equilíbrio instável sobre os portais do mistério, formas imponderáveis, divagações lunares da terra. Édipo nos mil rostos do segredo e da ilusão.

LITOGRAFIA I Ref. L013 I 34 x 46 cm PVP 720 € I Sócio 504 € I 12M

EDIÇÃO DE APENAS 75 EXEMPLARES

SERIGRAFIA Ref. S586 I 52 x 43,5 cm I PVP 460 € | Sócio 345 €

100% Ded. em quotas


“RODA SEM SORTE”

“INUTILIDADES DE UTILIDADES ESTÉTICA”

Ref. F041

Ref. F042

Verão 2009

20

FOTOGRAFIA

António Homem Cardoso

FOTOGRAFIA I 50 x 33 cm I PVP 475 € I Sócio 350 € I 8M I

EDIÇÃO DE APENAS 25 EXEMPLARES

Margarida Dias “A SOMBRA DO TEMPO III”

FOTOGRAFIA I 28,5 x 38 cm I PVP 335 € I Sócio 250 € I Agora por 6M I

Ref. F011

Ref. F010

“A SOMBRA DO TEMPO II”

EDIÇÃO DE APENAS 25 EXEMPLARES


Ref. F031

FOTOGRAFIA Verão 2009

21

Ref. F029

Carlos Medeiros

FOTOGRAFIA I 29 x 40,5 cm I PVP 380 € I Sócio 266 € I 6M EDIÇÃO DE APENAS 25 EXEMPLARES

José d’Almeida & Maria Flores

FOTOGRAFIA

FOTOGRAFIA

Ref. F048 I 52 x 41 cm I PVP 365€ I Sócio 256 € I 6M

Ref. F049 I 38 x 52 cm I PVP 365 € I Sócio 256 € I 6M

EDIÇÃO DE APENAS 25 EXEMPLARES

EDIÇÃO DE APENAS 25 EXEMPLARES


Tenho a possibilidade de ser eu escolher as obras que quero, o que dá cor e alegria à minha vida, permitindo-me sonhar e relaxar.

Verão 2009

22

ENTREVISTA

Pedro Torres reuniu 100 obras durante a sua filiação enquanto Sócio do CPS. Com apenas 31 anos de idade, considera que a sua Colecção ainda irá crescer muito e agradece à sua família as “pequenas ajudas” que teve para reunir, em 12 anos, obras de 61 diferentes artistas. O CPS presta-lhe aqui homenagem em forma de entrevista. Quando começou a sua Colecção? A minha colecção começou em 1997 quando me fiz sócio do CPS. Tinha 19 anos. Comecei com uma serigrafia de José Pádua por ser um cavalo e eu gostar de cavalos. Nessa altura não sabia que estava a começar a minha colecção com um trabalho de um grande mestre. Quais são as razões desta paixão, o que esteve na origem? A paixão começou quando tive meia dúzia de serigrafias na parede do meu quarto. Hoje posso dizer que é uma paixão de 12 anos com [100] obras de 61 artistas diferentes. Quais as suas preferências, correntes artísticas? Não posso dizer que tenho preferências nem correntes artísticas. A minha colecção neste momento tem várias correntes artísticas desde o neorealismo, surrealismo, abstraccionismo, etc. Muitas das obras que tenho representam situações da minha vida ou gostos pessoais. Outras adquiro, porque simplesmente acho que ficam bem ao lado umas das outras. O seu gosto é apenas pela Obra Gráfica ou também por outro tipo de colecções? O meu gosto não é só pela Obra Gráfica, também tenho outras colecções. A minha colecção de instrumentos musicais é a mais pequena mas faço-a desde 1986 quando fui com a minha família a Bali e comprei o meu primeiro instrumento feito de canas. Dentro da Gravura, Litografia, Serigrafia, para onde vão as suas preferências? Não tenho preferência entre a gravura, litografia e serigrafia. Na minha colecção tenho algumas gravuras, litografias mas a maior colecção são serigrafias.

Eu compro o que está representado na obra. Exemplo: adquiri uma gravura de Madalena Fonseca por ter o título “E a vida pára de repente…”, em homenagem às minhas avós. Quando olhei para ela vi cada uma das minhas avós representadas na gravura. Ao construir a sua Colecção, o factor investimento para valorização em que medida está presente? Tem em conta a aposta em novos valores? Eu digo que a minha colecção de arte é o meu PPA. Há pessoas que têm um Plano Poupança de Acções. Eu tenho o Plano Poupança de Arte. Através da quota mensal que pago ao CPS é como se todos os meses descontasse x para o PPA no Banco, mas sem o risco dos mercados financeiros. Além do mais, tenho a possibilidade de ser eu escolher as obras que quero, o que dá cor e alegria à minha vida, permitindo-me sonhar e relaxar. Na minha colecção tenho artistas mais conhecidos como outros menos conhecidos. A última obra que adquiri foi uma serigrafia do João Murillo. O que recomendaria ao CPS para continuar a merecer a sua confiança/preferência? Não tenho muito para recomendar. É difícil fazer recomendações ao CPS e à sua equipa quando todos estão a fazer um excelente trabalho. Penso que devem continuar com a política das quotas e com a possibilidade dos sócios comprarem algumas obras em prestações sem juros. Agrada-me também a existência de uma grande variedade de obras e a qualidade das mesmas. Penso que as parcerias com outras entidades são vantajosas para os sócios e que as ofertas que o CPS proporciona são simpáticas.

Dê-nos também o seu testemunho! O CPS quer conhecer a forma como os Sócios se relacionam com a sua Colecção de Arte. A Sócia Madalena Simão conta-nos que acorda todos os dias com o “Sol” de Paul Mathieu, diz que é o seu Sol mesmo que faça chuva lá fora. E a pequena Teresa brinca a encontrar os passarinhos nas serigrafias de Ana Ventura.

Envie-nos o seu testemunho para: Email: arte@cps.pt | Morada: Centro Português de Serigrafia | Rua dos Industriais, 6 1249-023 Lisboa


NadirAfonso A Emoção da Geometria

Proponha um Novo Sócio e receba esta Placa de Cerâmica de Nadir Afonso.

OFER EXCL TA USIVA aS ócio nente !

propo

Valor da Oferta:

PLACA DE CERÂMICA

250 €

Oferta limitada ao nº de exemplares disponíveis e não acumulável com outras ofertas ou descontos em vigor.

24 x 30 cm

Condições e Cupão de inscrição na pág. 26.

NADIR AFONSO “Itinerário (com)sentido”

LIVRO NADIR AFONSO “Itinerário (com)sentido” Autor: Agostinho Santos (Jornalista e pintor) Edições Afrontamento / Fundação Nadir Afonso Ref. LV080 I PVP 75 € I Sócios 69 €


Centro Português de Serigrafia Resultando do espírito de António Prates, o CPS - Centro Português de Serigrafia surgiu em 1985 com uma edição de Manuel Cargaleiro e desde logo se propôs a promover a Obra Gráfica de artistas contemporâneos, portugueses e estrangeiros, junto de um público apreciador e exigente. O CPS tem seguido um modelo editorial eclético e formativo, apresentando aos sócios, os mais consagrados artistas e os novos valores de arte contemporânea.

Desde 1985 a partilhar arte Serigrafia, gravura, litografia, fotografia e digital print. Na área de Serigrafia o CPS editou, até ao momento, um vasto leque de artistas nacionais e estrangeiros, onde se incluem figuras como António Charrua, Artur Bual, Cargaleiro, Carlos Barroco, Carlos Calvet, Cesariny, Cruzeiro Seixas, Eurico, Fernando Lanhas, João Vieira, Júlio Pomar, Leonel Moura, Lima de Freitas, Maluda, Manuel Baptista, Nadir Afonso, Noronha da Costa, Palolo, Pedro Tudela, Relógio, Resende, Rico Sequeira, Vespeira, Xana ou Alcántara, Canogar, Ciria, Gordillo, Errö, Luís Feito, Monory, Pedro Castrortega, Peter Klasen, Reguera, Segui e Velickovic. No sentido de preservar as técnicas tradicionais, praticamente em desuso em Portugal, o CPS deu início, em 1994, às edições de Gravura (tendo efectuado entretanto mais de 140 edições) em 2001, às edições de Litografia sobre pedra, com uma obra notável da pintora Helena Abreu e em 2005, às edições de Fotografia com uma série de Carlos Calvet, apresentando posteriormente Margarida Dias, o Arquitecto Nuno Teotonio Pereira, Esther Villalobos, a dupla José Almeida & Maria Flores, Carlos Medeiros e António Homem Cardoso. As edições em Digital Print deram novo fôlego ao alargamento das edições, colocando o CPS na linha da contemporaneidade da Obra Gráfica internacional.

Obra Gráfica Original Certames nacionais e internacionas Ao procurar estabelecer uma maior proximidade com o público, o CPS tem estado presente nos principais certames do país, dando a conhecer as suas edições e artistas na Feira de Arte Contemporânea, Marca, FeirArte, Bienal de Gravura, Arte Estoril, Porto Arte e Arte na Leira. E no estrangeiro, no Mês Cultural Português ( África do Sul) e nas prestigiadas ARCO e ESTAMPA (Madrid). A participar desde 1993 na ESTAMPA - Salão Internacional de Obra Gráfica, um dos mais importantes certames a nível mundial, foi em 2005, galardoado com o Prémio de Melhor Galeria (entre 95 galerias de 14 países). O CPS tem vindo a destacar-se pela qualidade da arte portuguesa contemporânea apresentada, reunindo obras de autores consagrados, mas também de jovens artistas a quem propicia uma visibilidade excepcional no contexto europeu.

Exposições no CPS Com a abertura das novas instalações do CPS no ano 2000, incluiu-se um espaço de exposições temporárias exclusivas de Obra Gráfica; o primeiro e único na altura, no país. A abertura do novo espaço no CCB em Abril de 2008, permitiu uma nova visibilidade expositiva e reforçou a proximidade dos sócios ao universo de arte contemporânea e a um centro de cultura. Além de dignificar a Obra Gráfica enquanto meio de expressão, o CPS procura dar a conhecer a obra de prestigiados artistas e de inovadoras opções criativas. Entre outras, já foram efectuadas exposições individuais de Antoni Tápies, Joseph Beuys, Júlio Pomar, Júlio Resende, Humberto Marçal, Manolo Valdés, David de Almeida, Xavier, Ronnie Wood, Canogar, João Hogan, Esther Villalobos, Saskia Moro, Cruzeiro Seixas, Darocha, Nadir Afonso, Carlos Calvet, Branislav Mihajlovic, Silva Palmeira, Helena Abreu, José Pádua, Eurico Gonçalves, Espiga, Picasso, Dalí, Paula Rego, Le Corbusier.

O novo Atelier O CPS abriu em 2003 o seu novo atelier, em amplas instalações situadas numa zona central de Lisboa, no qual pretende incramentar a edição e a divulgação da obra gráfica nas suas vertentes, serigrafia, gravura, litografia e, agora também, digital print e fotografia. Este é também um espaço de exploração criativa entre várias disciplinas atentas à inovação e o potencial de novos projectos.


CUPÕES DE ENCOMENDA

A SUA COLECÇÃO DE ARTE

PREENCHER COM MAIÚSCULAS

Tel. 21 3933260 Fax 213933269 Nº de sócio______________________________ Tel. de contacto____________________________ Nome____________________________________________________________________________ Morada____________________________________________________________________________ Localidade_______________________________Cód. Postal _______________________________ O pedido só deve ser efectuado se o sócio se encontra no seu direito de escolha, (ou seja, se não recebe nenhuma obra há pelo menos um quadrimeste). Deve indicar a sua preferência, pela ordem de prioridade.

PEDIDO DE SUBSCRIÇÃO/RESERVA Ref.

Prioridade

Descubra as vantagens de ser Sócio do CPS Construa a sua Colecção de Arte personalizada usufruindo do acesso privilegiado à Obra Gráfica de criadores plásticos contemporâneos, portugueses e estrangeiros. Desde 1985, o CPS editou mais de 1.500 Obras de cerca de 350 artistas, incluindo os portugueses: Bual, Cargaleiro, Cesariny, Cruzeiro Seixas, Lanhas, Maluda, Nadir Afonso, Noronha da Costa, Pomar ou Resende. Realizou ainda exposições individuais de artistas internacionais marcantes no séc. XX como Joseph Beuys, Tàpies, Dalí ou Picasso. Beneficie da qualida de editorial, grande variedade estética e garantia de autenticidade da instituição com a mais vasta experiência editorial em Portugal.

Autor

1 2

Condições de Admissão de Novo Sócio

3

Oferta de Boas-Vindas

ENCOMENDA EXTRA SUBSCRIÇÃO Designação

Quantidade

Valor

Escolha e receba de oferta, após a inscrição, a sua obra de Boas-Vindas: de valor até €395. Seleccione a sua preferência nesta revista ou consulte www.cps. pt (Edições de Subscrição) e coloque no cupão ao lado, o nome do artista e a ref. da Obra com indicação até 6M.

Inscrição: €57 Quota mensal: €37 Junto cheque nº _________________________________ s/banco_________________________

Benefícios Sócio CPS

ENTREGA

1) Escolhe e recebe as suas Obras de Arte preferidas, entre as Edições de Subscrição, de acordo com o número de quotas pagas acumuladas. Maioritariamente as obras têm a validade de 4 Meses, o que significa que pode escolher, sem obrigatoriedade e sem mais custos, uma obra cada quatro meses.

Solicito que me enviem por correio, para a morada indicada, a(s) obra(s) referida(s), ficando os portes a meu cargo. Solicito que me enviem a(s) obra(s) referida(s). Irei levantar em:

2) Recebe o Cartão de Sócio Coleccionador de Arte, o qual lhe proporciona descontos significativos e possibilidade de deduzir o valor das suas quotas nas Obras Extra-subscrição.

CPS Sede - Rua dos Industriais, 6, Lisboa, Tel. 213933260 CPS no CCB - Centro Cultural de Belém, Loja7, Lisboa. Tel. 213162175 CPS Twin Towers (Loja 1.44) - Rua de Campolide, 351 c., Lisboa, Tel. 217220484 CPS Açores - Rua de S. João, 15A/17, 9700-182 Angra do Heroísmo, Terceira - Açores, Tel.: 295 212 035 CPS Arrábida - Arrábida Shopping (Loja 164), Vila Nova de Gaia, Tel. 223707318

4) Recebe convites para exposições, feiras de arte e outros eventos, bem como informação regular sobre a nossa actividade cultural através da newsletter CPS, via e-mail.

INSCRIÇÃO DO NOVO SÓCIO PREENCHER COM MAIÚSCULAS

Tel. 21 3933260 Fax 213933269 Oferta ao novo Sócio de uma Obra de valor até 395 euros PVP (6M), à sua escolha, entre todas as edições de subscrição disponiveis. Indique a ref. e o nome do autor segundo a sua ordem de preferência. Ref. Autor Ref. Autor Assinale em cima como pretende a ENTREGA da sua obra.

3) Recebe gratuitamente a revista-catálogo “arte” do CPS, onde são apresentadas as mais recentes edições. De edição semestral, orienta e ajuda a decidir nas suas escolhas e preferências. Todas as obras disponíveis podem também ser consultadas na página www.cps.pt.

1

3

2

4

Oferta ao Sócio proponente da placa de cerâmica de Nadir Afonso REF. ES209, Pág. 23 Sócio proponente______________________________________Nº de Sócio_________________

Sim, desejo ser Sócio do CPS - Centro Português de Serigrafia aceitando as condições de inscrição discriminadas nesta revista CPS VERÃO 2009. Nome___________________________________________________________________________ Morada__________________________________________________________________________

5) Beneficia de descontos ou vantagens adicionais nos diversos parceiros CPS, incluindo a Galeria de São Bento, Galeria António Prates e “A Moldura”, sita junto à sede do CPS.

Edições CPS A realização das edições de Serigrafia, Gravura, Litografia, Fotografia e Arte Digital no Atelier CPS, implica não só a intervenção directa do artista, como o controlo qualitativo de cada exemplar. Cada obra é numerada e assinada pelo artista, garantindo o seu carácter restrito e irrepetível, após o qual se procede à autenticação final sendo-lhe aposto o selo branco do CPS. Cada edição tem uma tiragem limitada, máxima de 200 exemplares e o seu valor comercial depende da sua dimensão, complexidade técnica e cotação do artista.

Edições de Subscrição

E-mail___________________________________________________________________________

São exclusivas para os Sócios CPS e beneficiam da gentileza e condições especiais por parte dos artistas. São sempre válidas por um determinado e indicado número de quotas mensais (4M, 6M, 8M, …) de acordo com o valor de mercado. Assim, como exemplo, as Obras de Subscrição 4M, 4 meses de quotas, têm o valor comercial entre €220 e €295; as 6M entre €320 e €395 e as 8M entre €430 e €510.

AUTORIZAÇÃO DE PAGAMENTO - DÉBITO DIRECTO* / CARTÃO DE CRÉDITO

Edições Extra-Subscrição

Localidade___________________________________________Cód. Postal__________________ Telefone_________________Telemóvel __________________Data Nascimento_____________ Contribuite_______________ Profissão_____________________Empresa__________________

Ç

Ç

INSCRIÇÃO: €57

QUOTA MENSAL: €37,00 (A preencher pelos

Entidade 1 0 1 8 9 3 Referência

serviços do CPS)

Por débito da minha/nossa conta abaixo indicada, autorizo que procedam ao pagamento das importâncias que lhes forem apresentadas pelo CPS - Centro Português de Serigrafia, Lda (NIB: 0033 0000 00013282587 41), de acordo como contrato entre nós celebrado:

Conta Bancária / NIB Banco _____________________Agência______________________Outro Titular _____________________________

Cartão de Crédito Nº

3 últimos dígitos do verso do cartão

CVV

Mês Ano

Validade

Data ___ /___/___________ Ass. ___________________________________________________________________ *Em cumprimento do aviso 10/2005 do Banco de Portugal, informa-se que é dever do devedor, conferir, através de procedimentos electrónicos, nomeadamente no multibanco, os elementos que compõem as autorizações de débito em conta concedidas.

COLAR NA OUTRA EXTREMIDADE E ENVIAR POR CORREIO

Na sua maioria são obras não editadas pelo CPS, consignações ou edições sem condições especiais por parte dos artistas. Nas obras que assim o indicarem poderá descontar o valor acumulado em quotas. Como Escolher? Faça o seu pedido por postal próprio incluso na Revista-catálogo arte enviada gratuitamente para todos os sócios, ou por telefone (213 933 260), e-mail (contacto@ cps.pt) ou directamente nas instalações do CPS Sede, CPS no CCB, CPS Twin Towers, representantes do Porto e Açores. Como Receber? Nos locais CPS citados ou pelo correio

ficando, nesse caso, os portes a cargo do destinatário. O Sócio dispõe de 15 dias para, caso não fique satisfeito, proceder à devolução da respectiva obra. Como Pagar? O pagamento das Quotas pode ser feito por débito bancário directo ou por cartão de crédito visa, ambos sem custos adicionais, bastando preencher a Autorização de Pagamento no Cupão de Inscrição.

Período mínimo de permanência como sócio: 18 meses. Todos os valores citados incluem Iva.


PARCERIAS

Editorial artista plástico da modernidade cabo-

Residente em Paris, o pintor sérvio

verdiana, uma serigrafia e uma litografia,

Velickovic é uma das destacadas figuras

assentes

da arte contemporânea internacional.

nas

histórias

de

tradição

popular, um dos pressupostos da sua

Apresenta-nos

uma

obra desde os anos 60. E ainda, dos

marcada

expressão

jovens mas promissores artistas, Telmo

condição humana. Num outro hemisfério,

Alcobia, com duas serigrafias, onde

o brasileiro Júlio Castro brinda-nos com

20% de desconto aos sócios CPS, na adesão ao cartão amigo CCB.

manifesta de forma assumidamente

uma nova obra vigorosa, cromática e

Desconto adicional de 10% se optar por débito directo.

directa, um sentido crítico sobre o nosso

festiva. De Itália, o jovem Valério Vidali

consideração com que nos tem agraciado,

tempo ou as gravuras de Gabriel Garcia

apresenta como novidade uma delicada

www.ccb.pt

preparámos uma revista que torna mais

que, reactualizando o legado surrealista,

gravura a duas placas.

fácil ainda o acesso às suas obras de arte

encontra naquela técnica uma perfeita

O nosso sócio Pedro Torres escolheu

favoritas, permitindo-lhe utilizar em pleno

forma de expressão.

recentemente a sua 100ª obra! Feli-

o valor das suas quotas.

Associado ao início da comemoração dos

citando-o,

Cada obra é um lugar de encontro do

40 anos de actividade criativa da artista,

partilhasse com os restantes sócios

Artista com o Sócio CPS. Promovendo um

Gracinda Candeias apresenta-nos uma

as razões e as paixões dum jovem

novo diálogo com autores nunca antes

nova serigrafia, inspirada em formas

coleccionador. A partilha da arte é um

editados, aqui poderá apreciar e eleger

vegetais e um conjunto de pequenas telas,

dos objectivos centrais do CPS deste

uma serigrafia do consagrado Eduardo

explorando a sua paleta pictórica. De Paul

a sua criação. Renovando o nosso

Nery, motivada pelo universo da música

Mathieu, duas serigrafias, atmosferas

agradecimento, encorajamo-lo a expandir

Jazz; uma outra, da natureza enquanto

de abstracção gestual. Helena Mártires

este conceito: convide um amigo a ser

metáfora, de Cristina Ataíde, artista

potencia a técnica com uma elaborada

sócio e receba de oferta uma placa de

com um notável percurso; um tranquilo

gravura, usando três placas de cobre

cerâmica do prestigiado artista

conjunto de gravuras de Irene Buarque,

e Helena Abreu delicia-nos, uma vez

Nadir Afonso!

exaltando a geometria essencial. Do

mais, com as suas apuradas manchas

reconhecido polaco Marian Nowinski,

figurativas. E, as jovens Carla Pott e Ana

uma dinâmica obra que celebra o amor ou

Ventura ampliam o seu universo criativo

RUI ALBERTO – ESPAÇO DE ARTE

de Manuel Figueira, o mais significativo

infanto-juvenil.

Arrábida Shopping, Piso 1, Loja 164 Vila Nova Gaia Tel. 223 707 318

João Prates Director Estimado Sócio, Reconhecendo toda a estima e regular

pela

nova

Mais valor para os Sócios!

solicitámos-lhe

20%

serigrafia, trágica

que

da

de Desconto

Oferta de 200 pontos (10€) aos sócios CPS, na Adesão ao Cartão Fnac. www.fnac.pt

com-

A MOLDURA 1 Rua das Francesinhas, Lisboa | Tel. 213 967 301

A MOLDURA 2

10€

200 pontos Fnac

15% de desconto aos Sócios CPS

Av. Óscar Monteiro Torres, 64-B Lisboa | Tel. 217 957 021

Dê mais arte à sua vida. Bem-Haja!

20% de desconto aos Sócios CPS

* Para beneficiar das vantagens apresentadas pelos Parceiros, apresente o seu cartão de sócio CPS SOBRE AS VARIANTES EDIÇÕES DE SUBSCRIÇÃO As Edições de Subscrição são exclusivas para os Sócios CPS e beneficiam da gentileza e condições especiais por parte dos artistas. São sempre válidas por um determinado e indicado número de quotas mensais (4M, 6M, 8M, …) de acordo com o valor de mercado. Assim, como exemplo, as Obras de Subscrição 4M, 4 meses de quotas, têm o valor comercial entre €220 e € 295; as 6M entre €320 e € 395 e as 8M entre € 430 e € 510.

EDIÇÕES DE EXTRA-SUBSCRIÇÃO Na sua maioria são obras não editadas pelo CPS, consignações ou edições sem condições especiais por parte dos artistas. Nas obras que assim o indicarem poderá descontar o valor acumulado em quotas.

Edições de Fotografia com o apoio de Epson Portugal

Cada edição realizada pelo CPS resulta de um processo criativo desenvolvido pelo artista, em estreita colaboração e envolvimento com o cada vez mais experiente Atelier CPS. Neste diálogo, alguns artistas têm privilegiado a multiplicidade de uma mesma edição, enriquecendo-a com várias variantes de cor ou forma. Estas variantes são efectuadas em tiragem de menor número (não ultrapassando, no seu total, os limites estabelecidos para a edição), o que lhes conferem um valor acrescido.

LEGENDA DAS OBRAS Técnica

Sede CPS (S.Bento)

Rua dos Industriais, 6, Lisboa (transversal da D. Carlos I, junto à Assemb. República) Tel. 213 933 260 | contacto@cps.pt Seg-Sex das 9h30 às 19h30 Sáb. das 13h00 às 19h00

CPS no CCB

Centro Cultural de Belém, Loja 7 Praça do Império, Lisboa | cpsccb@cps.pt Tel. 213 162 175 Todos os dias das 10h00 às 21h00

Dimensão da mancha Referência Preço de Venda ao Público - PVP

Preço de Sócio Validade para sócio

CPS Twin Towers

Galerias Twin Towers, Loja 1.44 Rua de Campolide, 351C Lisboa Tel. 217 220 484 | cpstwintowers@cps.pt Todos os dias das 10h00 às 22h00

CPS Arrábida (representante)

Rui Alberto, Espaço de Arte, Arrábida Shopping piso 1, Loja 164, 4400-992 Vila Nova de Gaia Tel. Fax: 223 707 318

CPS Açores (representante) CPS Açores

Rua de S. João, 15A/17 9700-182 Angra do Heroísmo, Terceira - Açores Tel.: 295 212 035

(Quotas necessárias para adquirir a Obra - Ex. 4M = 4 Meses de Quotas)

% Percentagem de dedução em quotas sobre o preço de sócio

FICHA TÉCNICA: Edição e Coordenação - João Prates, Ana Pacheco Design - Rua do Loreto Design; Fotografia - Francisco Palma Crítica de Arte - Maria João Fernandes – membro da AICA (Associação Internacional de Críticos de Arte) e professora universitária. Organizou e prefaciou numerosas exposições. Escreve para diversas revistas de arte e é colaboradora regular do JL – Jornal de Letras, Artes e Ideias. Tiragem - 8 000 exemplares EQUIPA CPS Administração: António Prates; Direcção Geral e Editorial: João Prates; Direcção de Galerias e Edições: Alexandra Silvano; Marketing e Comunicação: Ana Pacheco; Gestão de Sócios e Clientes: Ana Soares, Mariana Pinto; Stocks e transportes: Abel Félix, Francisco Palma; Assistência a Sócios e Clientes: Sede CPS – Elisabete Nogueira, Fátima Ramos; Galeria CPS no CCB – Catarina Restani, João Rodrigues, Neuza Polido, Patrícia Martins; Galeria CPS Twin Towers – Ana Sofia Patrício, Cátia Guimarães, João Matias; Edições de Serigrafia: Rui Alves, Rosaria Graça, Leandro Santos, Sara Rodrigues, Daniel Rodrigues, Rui Silva; Edições de Fotografia e Digital Print: Luis Azevedo, Edições de Gravura e Litografia: Humberto Marçal, Rui Marçal, Pedro Marçal; Crítica de Arte: Maria João Fernandes; Consultadoria: João Torres Pereira

www.cps.pt contacto@cps.pt


Álbum Cargaleiro Um Investimento de Grande Valor Álbum descone até 1.000 em Oito Canções de Outono | Sequência em Contraponto ts! Poemas inéditos do prestigiado autor Vasco Graça Moura, ilustrados por Mestre Manuel Cargaleiro num deslumbrante Álbum de Arte em que cada página tem o valor de uma serigrafia. Acompanham cada álbum uma serigrafia e uma gravura do artista e ainda um azulejo original pintado à mão. Certificado pelo Centro Português de Serigrafia em colaboração com a Fundação Manuel Cargaleiro.

Des

con te a té

€1. em

000

quo

tas!

Composição do Álbum: “Oito Canções de Outono” Poemas inéditos de Vasco Graça Moura “Sequência em Contraponto” Criação visual de Mestre Manuel Cargaleiro Serigrafia exclusiva numerada e assinada por Cargaleiro Gravura exclusiva numerada e assinada por Cargaleiro Azulejo original em cada Álbum pintado manualmente pelo artista Características técnicas e editoriais: Serigrafia s/ papel Curious Touch Arches 250gr Serigrafia e Gravura - dimensão da mancha: 43 x 33 cm Edição de 200 exemplares

Ref. PS35

I

PVP 3450€

I

Sócio 2750 €

I

DESCONTE ATÉ 1.000 EM QUOTAS!

EDIÇÕES DE ARTE CONTEMPORÂNEA

VERÃO

2009

Revista CPS "arte" Verão 2009  

Revista-catálogo semestral com apresentação das mais recentes edições de arte contemporânea do CPS - Centro Português de Serigrafia.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you