Page 1

Edições de Arte Contemporânea

Verão

2021

REGINA FRANK | LEONEL MOURA | JOSÉ DE GUIMARÃES | BRÁULIO | JOANA RAMALHO | CLÁUDIA SAMPAIO | ZÉ DOS CASTELOS SILVA PALMEIRA | NORONHA DA COSTA | PEDRO GIRÃO | GRACINDA CANDEIAS | ADÃO CONDE | LEANDRO MORGADO | ANTÓNIO GABRIEL GARCIA | PAULO DAMIÃO | NUNO TEIXEIRA | PEDRO DO VALE | RUI SOARES COSTA | ANA JACINTO NUNES | NIM CASTANHEIRA

Distribuição gratuita aos Sócios CPS PVP: 3€


Edições de Arte Contemporânea Verão

2021

FICHA TÉCNICA Edição e Coordenação João Prates, Ana Pacheco Design e Paginação André Santos Fotografia Francisco Palma Revisão Fátima Ramos, Joana Figueiroa Textos de apresentação das novas edições Maria João Fernandes

(Crítica de Arte, membro da Associação Internacional de Críticos de Arte e professora universitária)

Tiragem 5.000 exemplares Impressão ACD Print

EQUIPA CPS Administração António Prates Direção Geral e Editorial João Prates Direção Financeira e Recursos Humanos Paula Borges Direção de Galerias e Edições Alexandra Silvano Marketing e Comunicação Ana Pacheco Design e Multimédia André Santos Gestão de Sócios e Clientes Ana Soares e Mariana Pinto Stocks e Logística Abel Félix Fotografia e Logística Francisco Palma Assistência a Sócios e Clientes Sede CPS Elisabete Nogueira (Coordenação), Fátima Ramos Galeria CPS no CCB João Matias (Coordenação) Cátia Guimarães, Mafalda Vassalo, Joana Figueiroa, Leonor Pereira Atelier CPS Serigrafia, Fotografia e Digital Print Luís Azevedo (Coordenação), Sara Rodrigues, Rui Silva e Carina Barbosa Gravura e Litografia Humberto Marçal (Orientador), Pedro Marçal e Joana Geraldes Crítica de Arte Maria João Fernandes Consultadoria João Torres Pereira

www.cps.pt

centroportuguesdeserigrafia LEGENDA DAS OBRAS Número de quotas necessárias para adquirir a obra Exemplo: 4M = 4 Meses de quotas Dimensão do papel

Dimensão da mancha

Edições de Fotografia com o apoio de Epson Portugal

O CPS não se responsabiliza por qualquer erro tipográfico nos preços ou referências que constem neste catálogo. As Condições de Inscrição de novos Sócios e os valores das obras substituem e revogam as publicadas em edições anteriores. Todos os valores apresentados incluem Iva (s/ margem, ao abrigo do DL - Nº 199/96 de 18 de Outubro, Regime Obras de Arte). Campanhas e preços de lançamento válidos apenas para sócios activos.


ESTIMADOS SÓCIOS

NOVIDADES Regina Frank Leonel Moura José de Guimarães Bráulio Joana Ramalho Cláudia Sampaio Zé dos Castelos Silva Palmeira Noronha da Costa Pedro Girão Gracinda Candeias Adão Conde Leandro Morgado António Gabriel Garcia Paulo Damião Nuno Teixeira Pedro do Vale Rui Soares Costa Ana Jacinto Nunes Nim Castanheira

Capa: Regina Frank i Land in Health2

“A performance é uma transformação do momento numa presença completa. Quando é realmente espontânea, não ensaiada e aberta, algo mágico pode acontecer”. Assim nos abre a porta aos mistérios da Performance a artista internacional Regina Frank, à qual o CPS se associa para celebrar os 30 anos de atitude performativa, com catorze fotografias e uma serigrafia inovadora, resultante da sua performance no Atelier CPS. Com Leonel Moura o CPS tem demonstrado um verdadeiro pioneirismo editorial ao longo das últimas décadas, agora efetivado na primeira edição NFT, uma entrada no mundo da cripto arte. Afirmando o primitivismo, José de Guimarães inspira-se nos desenhos na areia dos Quiocos de Angola para uma nova série de serigrafias, a enriquecer o seu inconfundível vocabulário pictórico. Em 2008 o CPS iniciou com a artista Victória a sua ligação à Arte Outsider, continuada na parceria com a P28 e agora aprofundada com o reputado Manicómio que nos dá a conhecer as encantatórias obras de Bráulio, Joana Ramalho, Cláudia Sampaio e José dos Castelos. A incursão continua na parceria Carpe Diem que reúne 10 artistas da Casa de Saúde do Telhal na caixa Incluir, objeto destinado a vencer estigmas. O Mosteiro dos Jerónimos, iniciado por D. Manuel I, serve a maestria de Silva Palmeira, num subtil exercício de luz e de cor. Num misterioso jogo de simulacros, o saudoso Noronha da Costa encena um resquício romântico, “dizer Mar e dizer Mulher é a mesma coisa”. E os livros? Pedro Girão convida-nos a visitar a sua biblioteca afetiva, valorizada pela edição pintada. Também a artista Gracinda Candeias colocou o seu cunho, pintando em cada exemplar, na nova serigrafia sobre tela Marinus. Também Adão Conde e Leandro Morgado enaltecem o livro, num esmerado projeto de artista. A conjugar inteligência e humanismo, o histórico cartunista António reúne numa obra algumas das suas criações mais emblemáticas para o jornal Expresso. Novas e inspiradas edições de Gabriel Garcia (reflexão sobre o silêncio), Paulo Damião (frescura e sensibilidade), Nuno Teixeira (o mito de Teseu e Ariadne), Pedro do Vale (um olhar inédito sobre Pessoa) e Nim Castanheira (delicadas intervenções pictóricas sobre gravura). Rui Soares Costa apresenta um rigoroso labor sobre o tempo, executado a mão livre, em obras cujo título revela o número de linhas efetuadas. Ana Jacinto Nunes parte do mesmo desenho estruturante, atestando um mundo de possibilidades para a sua expressividade criativa. A nossa gratidão e amizade a Ana Zanatti, distinta Guest Curator e ao Sócio Luís D’Eça pelo seu douto testemunho. Um renovado agradecimento aos Sócios CPS, a quem dedicamos todo o empenho, no sentido de lhes fazer chegar o vigor criativo dos nossos artistas. A Arte liga-nos, a Cultura une-nos Bem-haja!

João Prates Diretor do CPS

1

36


Edições de Arte Contemporânea

Ref. F36210 Ref. F36214

Ref. F36215

Ref. F36219 Ref. F36213

Translucent Darkness, 2013 Jardim do Palácio Darmstadt, Alemanha

A-Dress, 1996 Winnipeg Art Gallery, Canadá

Global Warming, 2008-2009, Tailândia

Natura Viva, 1999 Academy of Arts, Berlim, Alemanha

Hermes’ Mistress Performance: 1994–2007, Nova Iorque

Surprise Human Cell, 2021 Munhac , Lisboa, Portugal

i LAND baking, 2013 Musée Paul Valéry, França

Ref. F36211

Ref. F36216

Ref. F36217

Ref. F36218

REGINA

i LAND, 2019 surrounding surveillance, Teufelsberg, Berlim

Natura Mare, 1999 Physician’s Auditorium, Charleston Ref. F36212

FRANK

Mother Mandala, 2020 International Forest Art Path, Alemanha

The HeArt is Present Regina Frank (n. 1965), artista alemã radicada em Portugal desde 2007, tem afirmado e divulgado a singularidade do seu versátil e original trabalho nas muitas exposições, normalmente acompanhadas de performances, que tem vindo a realizar há mais de 30 anos. Trabalha com tapeçaria, pintura, escultura, instalação, colagem e performance. A sua obra, que combina texto, tecnologia e têxteis, tem sido apresentada desde o início dos anos 90 em

2

36

Fotografias sobre tela | Edição de 20 / 45x70 cm PVP 450€ Sócios 335€ ou 4M + 180€ (Cada)


NOVAS EDIÇÕES

30 ANOS DE PERFORMANCE PELO MUNDO Ref. F36207

Ref. F36209

i LAND magic, 2017, Palácio de Independência, Venice Biennale, Itália

Sacré Coeur Collider 2020

Ref. F36208

Ref. F36206

i LAND in Health2 2018 MAAT Lisboa, Portugal

Mushroom Dress, 1999 Palácio de Dreieich, Frankfurt, Alemanha Fotografias sobre tela | Edição de 20 / 70x100 cm PVP 750€ Sócios 565€ ou 6M + 330€ (Cada)

livros de história, revistas de arte, jornais e nas revistas Vogue, Harpers, Parade e Cosmopolitan. O título escolhido atualmente para apresentar o seu percurso “The HeArt is Present” é uma forma de acentuar o envolvimento da sua afetividade a este universal símbolo da vida, celebrado numa das principais obras da filósofa e poeta María Zambrano. As 14 fotografias sobre tela e a serigrafia que se faz acompanhar por uma performance no Atelier CPS em ficheiro vídeo “The Other Side of the Screen”, resultam da sua colaboração com o CPS que teve como ponto de par-

3

tida as exposições: “Silence Sides” (Gal. António Prates e CPS, 5 Mai-4 Jun 21) e “Silence Science” (Museu de História Natural e da Ciência, 6-30 Mai 21) - numa assumida relação entre Arte, Tecnologia e Ciência. Estas edições assinalam 30 anos de performance e representam uma expressão importante da sua postura interventiva assumida a favor da defesa do ambiente que se reflete nas obras que apresentamos. A magia é-nos aqui devolvida sob o impulso do feminino e dos reinos aquático, vegetal e mineral, num jogo fantasista de escalas que apela aos sentidos e à imaginação.

36


Edições de Arte Contemporânea

SERIGRAFIA INOVADORA "THE OTHER SIDE OF THE SCREEN" PERFORMANCE INÉDITA NO ATELIER CPS A serigrafia "The Other Side of the Screen" resultou da singular performance que a artista vivenciou no Atelier CPS, no dia 25 de Maio de 2021. O precioso momento meditativo e criativo, no qual a artista pintou diretamente cada um dos cinco quadros seri-

gráficos, foi registado em vídeo, com acesso disponível na aquisição da Serigrafia. Cada quadro serigráfico, relativo à cor selecionada pela artista, foi impresso na ordem de criação, originando esta dinâmica serigrafia, inédita na história da arte performativa.

The Other Side of the Screen | Serigrafia + Vídeo de performance | Edição de 55 | PVP 550€ Sócios 390€ | 8M Ref. S36255

56x76 cm /

50x70 cm

Assista ao vídeo teaser no canal do CPS no YouTube

"Assim que me sentei em frente do primeiro quadro serigráfico, olhando através da sua teia cintilante, entrei em mim mesma e pintei os cinco quadros, provenientes de um lugar antigo." Leia a entrevista à artista em www.cps.pt

4

36


NOVAS EDIÇÕES

Ref. ED36221

Machine Beauty I

Ref. ED36223

Machine Beauty II

LEONEL MOURA CPS lança a sua primeira edição NFT Leonel Moura é o autor da primeira edição NFT do Centro Português de Serigrafia intitulada “Machine Beauty”, marcando assim a entrada do CPS no novo mercado da arte digital. NFT (Non Fungible Token) baseia-se na nova tecnologia blockchain usada nas moedas virtuais, que certifica a obra de arte no meio digital como objeto singular e inviolável. Tem por isso suscitado grande interesse junto dos colecionadores e investidores em arte. A série “Machine Beauty” foi realizada pelo artista com base num algoritmo de Inteligência Artificial (IA), uma das características da obra de Leonel Moura, pioneiro em Portugal nas relações da arte com a IA e a robótica. A edição é limitada a 17 exemplares, sendo cada exemplar único e apresentado sequencialmente, com versão virtual e física, sendo esta numerada e assinada pelo artista. A aquisição da obra é feita em moeda virtual Ethereum na maior plataforma de NFTs do mundo, a OpenSea. Como adquirir? Para realizar a aquisição é necessário ter uma wallet (carteira) ou abrir uma, seguindo as indicações da OpenSea. O CPS acordou com o artista um valor favorável aos Sócios CPS, principais destinatários desta edição. O CPS acordou com o artista um valor favorável aos Sócios CPS, principais destinatários desta edição (atualmente 0,31 ETH corresponde a cerca de 700€).

Cada NFT faz-se acompanhar de uma edição impressa (100x100 cm) num total de 17 exemplares numerados e assinados Leia com o seu telemóvel os QR Codes para adquirir as obras

Machine Beauty I

5

36

Machine Beauty II


Edições de Arte Contemporânea

JOSÉ DE GUIMARÃES

DESENHOS NA AREIA

Ref. S36190

Ref. S36189

Série "Desenhos na Areia" | Serigrafia | Edição de 199 38x52 cm / 26,5x34 cm PVP 500€ Sócios 395€ Série "Desenhos na Areia" | Serigrafia | Edição de 199

Veja a criação das obras no canal do CPS no YouTube

52x38 cm / 34x26,5 cm PVP 500€ Sócios 395€

A dança inaugural dos signos As atuais edições do artista português e internacional José de Guimarães estiveram patentes recentemente na Galeria do Centro Português de Serigrafia do Centro Cultural de Belém. O conjunto inspira-se nos desenhos na areia de tribos africanas pertencentes “à cultura dos Cokwe e de povos relacionados como os Luchazi e Ngangela que vivem no Leste de Angola e em zonas vizinhas do Noroeste, da Zâmbia e do Congo (Zaire)”, segundo António Fontinha (em texto do Catálogo), filho do investigador Mário Fontinha, que se dedicou ao estudo destes desenhos. O artista nunca deixou de reinventar-se e sempre dedicou especial atenção à obra gráfica, imprimindo-lhe uma

6

notável qualidade que a presente série documenta, refletindo uma linha de fundo da arte contemporânea, desde as vanguardas do século XX, inaugurada por Picasso, na esteira de Gauguin: a relação com a arte primitiva. Mário Fontinha colecionou e preservou a criação dos mestres africanos, património de uma linguagem de signos visuais em ligação direta com as energias mágicas da natureza. Os desenhos na areia das tribos quioco, desenhos traçados no chão durante conversas à volta da lareira ou à sombra das árvores, ideogramas sintéticos de esquemas mentais e simbólicos, são agora indutores do imaginário do artista, a quem a arte africana desde sempre interessou.

36


A exposição "Desenhos na Areia" apresentou as novas serigrafias na galeria do CPS no CCB (29 abril - 23 maio 2021) Ref. S36193

Ref. S36191

Ref. S36194

Série "Desenhos na Areia" | Serigrafia | Edição de 199 | PVP 375€ Sócios 295€ (Cada)

34x43 cm /

20x30 cm

Ref. S36192

Série "Desenhos na Areia" | Serigrafia Edição de 199 43x34 cm 30x20 cm PVP 375€ Sócios 295€ (Cada)


Edições de Arte Contemporânea

BRÁULIO

S/ Título | Serigrafia | Edição de 100 | PVP 240€ Sócios 169€ | 3M

70x50 cm /

41x58 cm

Ref. S36247 Veja a criação desta obra no canal do CPS no YouTube

Fascínio e presença da Arte Outsider

JOANA RAMALHO

O projeto “Manicómio”, um espaço de criação para artistas outsiders que experienciaram ou experienciam doença mental, nasceu em 2018 no Beato por iniciativa de Sandro Resende e José Azevedo. Está já na origem de diversas exposições de reconhecidos artistas portugueses e estrangeiros, como Emir Kusturica, Pedro Cabrita Reis, Jeff Koons e Jorge Molder. As presentes edições que resultam de uma parceria entre o “Manicómio” e o CPS afirmam o prestígio e a vitalidade entre nós da Arte Outsider, tendência emblemática da modernidade nas artes plásticas, inaugurada nos anos 40 pelo artista francês Jean Dubuffet. A ligação da Arte Outsider à inspiração surrealista, a uma certa ingenuidade a que o movimento Cobra (1948) também deu protagonismo, às narrativas populares e urbanas, está bem patente nos quatro universos que hoje apresentamos, de Bráulio, Joana Ramalho, Cláudia Sampaio e José dos Castelos. Universos íntimos próximos do maravilhoso, numa visão ao mesmo tempo encantada e desencantada da realidade, entre o misticismo, a poesia e a solidão.

It's All Good | Serigrafia | Edição de 100 70x50 cm / 53x36 cm PVP 240€ Sócios 169€ | 3M Ref. S36156

8

36


NOVAS EDIÇÕES

CLÁUDIA SAMPAIO

ZÉ DOS CASTELOS

S/ Título | Serigrafia | Edição de 100 70x50 cm / 62,5x44,5 cm PVP 260€ Sócios 189€ | 4M Ref. S36166

Le Château de La Contesse de Gliseaux à La Pleine Lune | Serigrafia | Edição de 100 70x50 cm / 57x37 cm PVP 240€ Sócios 169€ | 3M Ref. S36220

A exposição "Imitação da Existência" apresentou as novas serigrafias realizadas no CPS e um conjunto de obras originais dos quatro artistas, na galeria do CPS no CCB (22 junho - 11 julho 2021)

9

36


Edições de Arte Contemporânea

SILVA PALMEIRA A divina inspiração do humano

EDIÇÃO ESPECIAL 500 ANOS DA MORTE DE D. MANUEL I

Jerónimos | Serigrafia | Edição de 150 | 56x78 cm / PVP 490€ Sócios 349€ | 7M Ref. S36186

Silva Palmeira é o criador de um estilo inconfundível e que já tem o seu lugar na figuração portuguesa atual. Os Jerónimos, obra icónica do estilo Manuelino onde se cruzam elementos góticos e renascentistas, impôs-se ao artista como uma das maravilhas da

nossa arquitetura, simbolizando a fonte de inspiração do divino para a precária existência humana. A representação do artista realça a majestade e a pureza das formas sob o signo da verticalidade que as árvores em primeiro plano acentuam, da brancura e da luz. Sob o efeito

10

36

45x65 cm Veja a criação desta obra no canal do CPS no YouTube

dessa luz transfiguradora, a pedra espiritualiza-se, estiliza-se, aproxima-se do azul, as formas unem-se à cor que na sua opacidade mágica adquire uma espécie de transparência, num verdadeiro ritual de ascese compartilhada, que afirma o élan para o divino.


NOVAS EDIÇÕES

NORONHA DA COSTA Do outro lado do espelho Ref. ED36236

EDIÇÃO ESPECIAL 35 ANOS CPS A originalidade de Noronha da Costa (1942-2020) está na sua capacidade de interrogar as aparências, encarando o visível como ponto de partida de uma experiência intelectual, sensível e onírica das fontes do invisível. A sua pintura, como é o caso desta obra, guarda os vestígios de uma presença misteriosa, entre o ser e o aparecer. Do outro lado do espelho, a alma. A verdade oculta-se em véus ou sudários entre sombras e o esplendor de míticos sóis. Espraia-se o olhar da memória, entre a perceção e o sonho, cheio de ausências vivas que explodem na presença fulgurante e imprevista das formas. Jogos, velaturas, encenações infinitas, com os aspetos de um real que transparece das malhas da evocação, poesia silenciosa e viva.

Edição póstuma, acordada em vida do artista como edição especial associada aos 35 anos do CPS. Com assinatura reproduzida do artista e certificada pela família. S/ Título | Estampa Digital | Edição de 99 100x55,5 cm / 88x44 cm PVP 800€ Sócios 650€ ou 8M + 350€

11

36


Edições de Arte Contemporânea

PEDRO GIRÃO A paixão do livro Ref. ED36235

S/ Título | Estampa Digital | Edição de 75 / 55x55 cm PVP 325€ Sócios 239€ | 5M

S/ Título | Estampa Digital Intervencionada Edição de 25 exemplares únicos / 55x55 cm PVP 395€ Sócios 289€ ou 5M + 75€

EDIÇÃO ESPECIAL DE 25 EXEMPLARES PINTADOS PELO ARTISTA, CONSTITUINDO CADA, UMA OBRA ÚNICA Pintor, escultor, gravador, com uma formação em desenho, Pedro Girão (n. 1970) tem vindo a expressar uma muito particular visão da realidade fragmentariamente filtrada por memórias e experiências vividas. A presente edição reflete uma paixão assumida pelo livro, objeto de dupla dimensão plástica e simbólica, presente em toda uma série que lhe dedicou e em que

12

têm particular importância, no seu próprio ponto de vista, a composição, a textura e a cor pautadas pelo equilíbrio e a harmonia. Nesta simbólica torre de Babel dos livros, que inclui desde os Evangelhos ao Processo de Kafka, o verdadeiro protagonista é uma espécie de Caos mental que intimamente procura a sua ordem, as fontes de uma original e essencial sabedoria.

36


NOVAS EDIÇÕES

GRACINDA CANDEIAS Um espaço íntimo e imenso Gracinda Candeias (n. 1947), impôs há muito, o seu particular e inconfundível estilo, uma abstração caligráfica e gestual, uma das tendências mais emblemáticas da arte moderna, de que entre nós é um dos expoentes, numa vertente lírica e poética. A sua aprendizagem que decorreu entre Paris, visitando o atelier de Monet em Giverny, e a China, enriqueceuse com o diálogo com outros grandes Mestres cuja influência reconhece, como Turner e Matisse, mas sobretudo Zao Wou Ki que terá sido talvez a sua mais próxima inspiração. As aparências e a intimidade

de uma realidade amorosamente vivida como uma totalidade, unem-se na sua pintura a uma espécie de secreta e onírica ressonância de um mistério original. Artista mulher, um filão atualmente celebrado em grande exposição na Fundação Gulbenkian, a sua sensibilidade afirma-se no especial talento para captar os ritmos e a respiração de uma natureza cúmplice, revelando a beleza dos vastos espaços, uma imensidão poética animada ao mesmo tempo pela íntima vibração das cores e pela dança das formas desfeitas em gestos, como é o caso da presente serigrafia impressa em tela.

Marinus | Serigrafia sobre tela intervencionada | Edição de 99 exemplares únicos / 59,3x73,5 cm PVP 1.000€ Sócios 750€ Ref. S36246

SERIGRAFIA SOBRE TELA

CADA OBRA FOI INTERVENCIONADA COM PINTURA PELA MÃO DA ARTISTA

13

36


Edições de Arte Contemporânea

ADÃO CONDE LEANDRO MORGADO

ILUSTRAÇÕES

TEXTOS

Plof! Ref. S36243

Pelas Pegadas do Elefante | Livro de Artista Edição de 50 / 24x24 cm PVP 260€ Sócios 189€ ou 3M + 70€ Ref. AL36258

Serigrafia | Edição de 50 \

50x35 cm PVP 130€ Sócios 95€ | 2M (Cada) Lisboa a Viena

Encantados

Ref. S36244

Ref. S36245

Letras que são desenhos, desenhos que são letras Para o arquiteto e ilustrador Adão Conde, o desenho transformou-se numa segunda natureza e na forma de comunicar com o mundo infantil que inspira o seu próprio universo, como é o caso destas ilustrações para o livro Pelas Pegadas do Elefante, do antropólogo que acredita no poder das palavras, Leandro Morgado. O artista para quem “escrever também é desenhar” tornou particularmente mediático o seu “Artecedário”, todo um programa que criou durante a pandemia para ensinar as crianças a desenhar

14

através de vídeos no Youtube e no Facebook. Se as letras, como afirma a este respeito, também são desenhos, os seus desenhos muito estilizados, na depuração dos cinzas e dos negros, por sua vez reconstituem um verdadeiro vocabulário de sonhos e de fantasias, que ligam memórias ancestrais ao maravilhoso dos contos de fadas e à revelação do fantástico, numa visão englobante da inocência da infância e do absurdo que tantas vezes preside à nossa experiência quotidiana.

36


NOVAS EDIÇÕES

ANTÓNIO Da sátira à crítica social Ref. ED36225

S/ Título | Estampa Digital | Edição de 100 | 50x70 cm / PVP 295€ Sócios 209€ | 4M

37x60 cm

EDIÇÃO ESPECIAL COMEMORATIVA DOS 48 ANOS DO António (n. 1953), reconhecido cartunista, autor de banda desenhada, com uma vastíssima colaboração na imprensa escrita, iniciou-se como caricaturista em 1974 no Jornal República, mas foi no Expresso que viu crescer a sua notoriedade e a sua experiência como espetador crítico da nossa sociedade que para ele é constante fonte de humor e de sátira que se revelam em Kafarnaum, a banda

15

desenhada que aí criou. Com um vasto elenco de exposições em Portugal e no estrangeiro e com um percurso celebrado por inúmeras distinções no plano internacional, associa-se agora com esta edição, às comemorações da fundação do Jornal Expresso, do qual a sua arte já é imagem. Imagem de uma realidade caleidoscópica marcada pelo jogo incessante da farsa e do drama, característicos da comédia humana.

36


Edições de Arte Contemporânea

GABRIEL GARCIA Narrativas do silêncio Ref. EU36241

EDIÇÃO ESPECIAL PINTADA PELO ARTISTA Série "Silêncio" | Gravura intervencionada Edição de 25 exemplares únicos 50x50 cm / 21x25 cm PVP 295€ Sócios 209€ ou 4M + 50€

Para Gabriel Garcia que se tem distinguido particularmente na pintura, no desenho e na instalação e um dos nomes mais brilhantes da figuração em Portugal, “a (…) obra de arte é um processo (…) longo, de inquirição, de encontros e desencontros”. Um processo em que ele próprio reconhece uma componente “de interpretação do mundo” através das suas histórias “fantásticas, irónicas, duras e burlescas”, contemporâneas fábulas que registam quer o encanto, quer o desencanto do nosso quotidiano. A figuração do artista evoluiu para um estilo muito mais sóbrio e depurado próximo da melancolia e do secretismo do grande pintor americano Edward Hopper (1882-1967), cuja inspiração reconhece e está patente nesta série de gravuras dedicada ao silêncio. Silêncio carregado de palavras não ditas, mas que parecem emergir da emoção contida das suas imagens. Narrativas das periferias desabitadas, que a natureza parece partilhar, e que nos comunicam a solidão das grandes cidades e da alma de quem as habita.

Ref. G36240

Ref. G36238

Ref. G36239

Ref. G36237

Série "Silêncio" | Gravura Edição de 43 (idade do artista) 50x50 cm / 21x25cm PVP 240€ Sócios 139€ | 3M (Cada)

16

36


NOVAS EDIÇÕES

PAULO DAMIÃO A realidade do sonho Ref. ED36232

Ref. ED36234

Paulo Damião (n. 1975) licenciado em 2004 pela FBAUL, com um vasto elenco de exposições, optou por uma expressão figurativa que nestas suas obras compõe verdadeiros quadros de uma sensibilidade e de uma sensualidade atenta às mais íntimas vibrações do que nos parecem emoções juvenis pautadas pelos ritmos e o mistério do crescimento vegetal. A fragilidade e a transparência das formas, quer dos rostos, quer das verdes manifestações de uma natureza cúmplice, sugerem uma enigmática e fascinante sintonia, uma melodia do visível que o olhar das personagens interioriza e nos devolve. Sob a forma de uma atenção e simultaneamente de um alheamento num além indefinível onde se confundem os limites do interior e do exterior. Espaço onírico de uma realidade e de uma idade amorosamente vividas. Amor Endémico | Estampa Digital | Edição de 50 72x55 cm / 67x50 cm PVP 325€ Sócios 239€ | 5M (Cada)

17

Ref. ED36233

36


Edições de Arte Contemporânea

INCLUIR 10 OBRAS DE 10 ARTISTAS INICIATIVA EM PARCERIA COM A CARPE DIEM ARTE E PESQUISA

A afirmação da Liberdade de expressão Carpe Diem Arte e Pesquisa dirigido por Lourenço Egreja, é um centro de arte contemporânea que tem vindo a revelar um grande dinamismo cultural na promoção do Prémio Arte Jovem, exposições, conferências, conversas com artistas, programas de serviço educativo, workshops e visitas guiadas que se dirigem aos

mais diversos públicos. Assume uma vertente experimental apostando no desenvolvimento do processo criativo, em novas linguagens artísticas e na interdisciplinaridade. Numa colaboração com o CPS faz-nos hoje apreciar a obra de 10 artistas outsiders e residentes na Casa de Saúde do Telhal,

18

36

numa expressiva afirmação de estilos marcados por uma grande autenticidade que ressalta da inteira liberdade de lidar com as mais diversas linguagens para dar forma a emoções “autorizadas”, ou não, por uma sociedade tantas vezes inibidora do harmonioso crescimento da personalidade.


NOVAS EDIÇÕES

Incluír Alfredo Mineiro, Francisco Guifão, Luís Manuel Raposo, Nelson Monteiro Dente, Paulo Gomes, Pedro Coelho, Pedro Cruz, Pedro Nunes, Pedro Pico, Vitor Teixeira Conjunto das 10 Estampas digitais Edição de 35 / 32,9x23,3 cm PVP 490€ Sócios 349€ ou 7M + 75€ Ref. EDC36222

19

36


Edições de Arte Contemporânea

NUNO TEIXEIRA SÉRIE MITOS CLÁSSICOS

Teseu e Ariadne | Serigrafia | Edição de 150 | 50x70 cm / PVP 240€ Sócios 169€ | 3M

Ref. S36227

40x59,5 cm

O Labirinto das imagens Nuno Teixeira revela nesta serigrafia, a sua grande paixão pela imagem alicerçada na sua experiência em publicidade e comunicação. O artista dedica-se neste caso a um tema ancestral da mitologia grega: o desafio a um destino que deixa de ser fatal pelo talento e a astúcia de quem ousa enfrentá-lo. Como foi o caso de Teseu e Ariadne, lendárias figuras que venceram pelo amor a assustadora ameaça do labirinto e do Minotauro, monstro que defende os seus segredos. Metáfora de uma existência cujos perigos nos é dado igualmente a enfrentar, com a energia sempre renovada do espírito.

20

36


NOVAS EDIÇÕES

PEDRO DO VALE Um contributo para a iconografia de Fernando Pessoa Pedro do Vale (n. 1990) junta-se, com esta série de duas litografias, à grande linhagem dos artistas criadores de uma iconografia inspirada na personalidade, no rosto e na figura do genial e mundialmente reconhecido poeta Fernando Pessoa, de Almada Negreiros, a Júlio Pomar, Costa Pinheiro, Pedro Chorão, Alfredo Margarido, Miguel Yeco e Rico Sequeira, entre muitos outros. Neste caso o artista oferece-nos uma soberba imagem para o primeiro

Chevalier de Pas Litografia | Edição de 47 63x50 cm / 40x30 cm PVP 240€ Sócios 169€ | 3M Ref. L36242

dos seus heterónimos, o “Chevalier de Pas”, criado em 1894 quando Pessoa contava apenas 6 anos, percorrendo o caminho da infância para a idade adulta. A partir de um famoso verso de Álvaro de Campos: “Eu o fantasma nascido de todas as sensações”, Pedro do Vale, na outra litografia, evoca o jogo dos heterónimos, a diversidade e complexidade do “drama em gente”, uma definição do próprio poeta, que o celebrizou.

A tiragem das edições corresponde aos anos de vida de poeta

Eu, o Fantasma nascido de todas as sensações Litografia | Edição de 47 62x45 cm / 42x30 cm PVP 240€ Sócios 169€ | 3M

Veja a criação desta obra no canal do CPS no YouTube

21

36

Ref. L36188


Edições de Arte Contemporânea

RUI SOARES COSTA Exercícios sobre o Tempo O percurso interdisciplinar de Rui Soares Costa tem evoluído entre Portugal e os Estados Unidos onde fez um doutoramento, num original diálogo entre a arte e a ciência, dois aspetos da sua formação e duas faces de uma mesma démarche de conhecimento. Com uma licenciatura em Psicologia Social, o artista interessa-se particularmente pelos processos cognitivos, pela perceção e pela memória.

Ref. G36230

Untitled 545

Dedicado desde 2013, exclusivamente à sua arte, desenvolve nestas gravuras uma abstração sensível e minimalista, orquestrando sobre figuras geométricas, linhas finíssimas que as percorrem, ao mesmo tempo parecendo negar os seus limites. Trata-se de dar forma a subtis metáforas do tempo que impercetivelmente percorre os domínios do visível e do invisível, onde evolui, sem nunca se esgotar.

Gravura | Edição de 35 | 76x56 cm / PVP 350€ Sócios 250€ | 5M (Cada)

46x35 cm

EDIÇÃO ESPECIAL 35 ANOS CPS Untitled 267 | Gravura | Edição de 35 30x20 cm / 18,5x12 cm PVP 75€ Sócios 55€ ou 1M + 10€ Ref. G36231

22

36

Ref. G36226

Untitled 550


ANA JACINTO NUNES Mestria do desenho

O Meu Mar (Alentejo) | Serigrafia | Edição de 100 70x50 cm / 55x42 cm PVP 295€ Sócios 209€ | 4M

O Meu Cão | Serigrafia | Edição de 100 70x50 cm / 55x55 cm PVP 260€ Sócios 189€ | 4M Ref. S36229

Ref. S36224

Para Ana Jacinto Nunes (n. 1973, Lisboa) que tem vivido entre Macau e Portugal, o desenho “sem o qual nada pode ser criado” é a disciplina fundadora de todo o seu percurso, que vai do cinema de animação à joalharia, passando pela gravura, pela pintura ou pela cerâmica. Na sua figuração e nestas suas criações para serigrafia, o traço muito depurado une-se à expressividade da mancha em efeitos que revelam justamente a mestria e o domínio do desenho que a artista tanto valoriza.

23

36


Edições de Arte Contemporânea

NIM CASTANHEIRA A insustentável leveza do espaço A série de 35 gravuras de Nim (Teresa) Castanheira (n. 1959), intervencionadas pela artista, evocando a “idade” do CPS, reconstitui aspetos essenciais do seu universo que reúne numa mesma paixão, a música e as artes plásticas, acompanhadas de uma vertente reflexiva que estes seus trabalhos denotam. Coloridas pautas para ler o

visível, o rosto musical e silencioso da terra, com os seus segredos e as suas maravilhas se ocultam e se revelam “algures em parte incerta”. Azuis e ocres em delicadas harmonias, num concerto a duas vozes que celebra a “insustentável leveza” de um espaço simultaneamente exterior e interior.

EDIÇÃO ESPECIAL 35 ANOS CPS TODAS OS EXEMPLARES SÃO PINTADOS PELA ARTISTA, CONSTITUINDO CADA, UMA OBRA ÚNICA. Ref. EU35860

Ref. EU35865

Ref. EU35863

Ref. EU35886

Ref. EU35880

Ref. EU35876

Ref. EU35872

Ref. EU35873

Terra algures em parte incerta | Gravura intervencionada Edição de 35 exemplares únicos 35,5x50 cm / 20x30 cm PVP 260€ Sócios 189€ | 4M (Cada)

24

36


DORINDO

Os meus Mestres - Picasso | Serigrafia 70 x 50 cm / 47 x 38 cm | Edição de 150 PVP 325€ Sócios 245€ | 4M

Os meus Mestres - Matisse | Serigrafia 70 x 50 cm / 47 x 38 cm | Edição de 150 PVP 325€ Sócios 245€ | 4M

Ref. S36103

Ref. S36116

RAMON SANMIQUEL S/ Título | Litografia | Edição de 40 28x39 cm / 17x20 cm PVP 240€ Sócios 169€ | 3M Ref. L028

S/ Título | Gravura | Edição de 13 38,5x28 cm / 24,5x18,5 cm PVP 260€ Sócios 189€ | 4M

S/ Título | Gravura | Edição de 35 30x32,5 cm / 12x16 cm PVP 150€ Sócios 109€ | 2M

Ref. G311

Ref. G320

25

36


Edições de Arte Contemporânea

SIZA VIEIRA

MARIA JOSÉ OLIVEIRA

S/ Título | Estampa digital / 62x100 cm Edição de 12 PVP 650€ Sócios 469€ | 10M Kulturforum | Serigrafia 70x48 cm / 61x20 cm Edição de 50 PVP 500€ Sócios 350€ 50% dedutível em quotas

Ref. ED36140

Ref. S36110

CRISTINA ATAÍDE SOFIA AREAL

S/ Título | Gravura 99,5x71 cm / 74,5x44 cm Edição de 50 PVP 725€ Sócios 545€ ou 10M + 100€

S/ Título | Serigrafia / 63 x 45,5 cm | Edição de 50 PVP 490€ Sócios 349€ | 7M Ref. S36069

Ref. G248

26

36


IVAN MESSAC

Pas trop de macaroni dans le Pathé Marconi | Serigrafia 56x76 cm / 45x58,5 cm Edição de 100 | PVP 460€ Sócios 329€ | 7M

Tu me fais tourner la tête | Serigrafia c/ colagem 60x75 cm / 43x53 cm Edição de 100 | PVP 490€ Sócios 349 | 7M Ref. S36118

Ref. S36119

Tributo a

CRUZEIRO SEIXAS ALFREDO LUZ

VALTER HUGO MÃE

Artur Cruzeiro Seixas é o Deus Horus, explica-me como ver o amor Serigrafia \ 50x70 cm / 49x59 cm

Falemos todos em chamas, afinal | Serigrafia 70x50 cm / 49,5x40 cm Edição de 100 PVP 395€ Sócios 289€ | 6M

Edição de 100 PVP 325€ Sócios 239€ | 5M Ref. S36143

VEJA TAMBÉM A OBRA DE MÁRIO VITÓRIA (SELEÇÃO GUEST CURATOR, PÁG 31) 27

36

Ref. S36139


Edições de Arte Contemporânea

DUARTE BELO

Ref. F36151

Ref. F36150

Ref. F36152

Foz Côa | Fotografia 50x50 cm / 42x42 cm Edição de 20 (cada) PVP 325€ Sócios 239€ | 4M (cada)

MANUELA CRESPO

Microglia | Gravura 39x64 cm / 34,5x24 cm Edição de 50 PVP 295€ Sócios 209€ | 4M Ref. G36161

Mielina Gravura 50x33,5 cm /

42x59,5 cm Edição de 100 PVP 195€ Sócios 139€ | 3M Ref. G36160

28

36


PEDRO PROENÇA

RUI HORTA PEREIRA

Estratigráfico | Serigrafia 35x50 cm / 26x42 cm Edição de 50 PVP 240€ Sócios 169€ | 3M (Cada)

Ref. S36147

Ref. G36135

Ref. S36146

Ref. G36163

S/ Título | Gravura 37x50 cm / 25,5x37 cm Edição de 25 PVP 295€ Sócios 209€ | 4M (Cada)

PUB


Edições de Arte Contemporânea

GUEST CURATOR ANA ZANATTI

Dar ao apreciador de arte a possibilidade de conviver diariamente com a obra dos artistas da sua eleição tem sido um dos méritos do CPS, que ao longo de 35 anos, vem divulgando o trabalho de artistas nacionais e internacionais, desde os mais consagrados aos novos criadores. Eleger um conjunto de obras nesta imensidão pictórica e

variedade de linguagens e estilos é um desafio a que respondo com dificuldade. E por falar em desafios, começo pela Sofia Areal, ousada, desafiadora. Digo SIM à Sofia da mesma forma que ela o pintou, com convicção. Cruzeiro Seixas, impossível para mim não o escolher, difícil escolha entre tantas obras que me tocam, esta com um título particular: “Grupo conduzindo o Mar ao seu definitivo lugar”. Mário Vitória, meu querido amigo, que dedica com mestria a Cruzeiro Seixas “Olá Artur sou eu, tu e nunca o mesmo fim de tarde”, Maria José Oliveira cuja obra

acompanho há anos e me deixa sempre em contemplação “Conceito Espacial”, Gabriel Garcia com um universo mágico que sempre me atraiu, “O meu império fica num país distante”, Gracinda Candeias, amiga de longa data, uma artista com um percurso muito próprio e coerente (Série Primaveril), e porque quem está a dar os primeiros passos também merece um destaque, Inês Galvão com a obra dedicada a Amália, a sua primeira serigrafia, onde escrevi um pequeno texto. Ana Zanatti Ref. S35130

Sofia Areal SIM | Serigrafia intervencionada com colagem / 55x50 cm | Edição de 40 PVP 650€ Sócios 469€ | 100% dedutível em quotas

Cruzeiro Seixas Grupo conduzindo o mar ao seu definitivo lugar | Serigrafia s/ tela / 77x57,5 cm | Edição de 99 PVP 1.650€ Sócios 1.150€ | 50% dedutível em quotas

Ref. S35523

Ana Zanatti é atriz de teatro, cinema e televisão e foi, durante 26 anos, apresentadora da RTP. É também autora e coautora de canções, programas de rádio e televisão, documentários e séries, além de tradutora de peças de teatro. Desde 2003 publicou onze livros, entre romances, ensaios e contos para adultos e para a infância. 30

36


Maria José Oliveira Conceito Espacial Serigrafia, Fotografia, colagem 50x60 cm / 35x58 cm Edição de 70 PVP 430€ Sócios 299€ | 6M Ref. S35742

Gracinda Candeias Série Primaveril Serigrafia intervencionada s/ tela / 60x74,5 cm Edição de 99 PVP 1.000€ Sócios 750€ | 75% dedutível em quotas Ref. S35011

Ana Zanatti e Inês Galvão S/ Título | Serigrafia 50x70 cm / 38,5x50 cm Edição de 100 PVP 240€ Sócios 169€ | 3M

Mário Vitória Olá Artur sou eu, tu e nunca o mesmo fim de tarde | Serigrafia 50x70 cm / 46,5x63 cm Edição de 100 PVP 325€ Sócios 239€ | 5M Ref. S36142

Ref. S36165

31

36


Edições de Arte Contemporânea

EXPOSIÇÕES DE CRISTINA ATAÍDE E PEDRO CALAPEZ

O Museu Berardo em Lisboa tem patentes duas importantes exposições dos artistas editados pelo CPS, Cristina Ataíde e Pedro Calapez. As exposições reafirmam o lugar de destaque de ambos os artistas no panorama das artes plásticas contemporâneas. A não perder!

ARTISTA OUTSIDER VICTÓRIA COM RECONHECIMENTO INTERNACIONAL

Victória – Serigrafia (S0795) 4M

Capa da Revista HB – Outsider

Nesta edição da revista Arte CPS com enfoque especial sobre Outsider Art portuguesa (Págs 8,9, 18 e 19) faz sentido destacar uma das suas mais genuínas representantes. A artista Victória (1944-2011) foi uma das artistas selecionadas para integrar o número especial sobre Outsider Art da prestigiada revista canadiana HB, entre artistas dos EUA, Canadá, Reino Unido, Costa do Marfim, Irão, China ou Japão. Em 2008 o CPS editou a sua única serigrafia (Ref. S0795) ainda disponível aos Sócios.

LIVRO DE JÖRGE NORONHA DEDICADO AO ATELIER CPS Com um percurso de 40 anos de escritor de livros centrados nas técnicas de impressão artística, Jörge Noronha elegeu o Atelier CPS para mais um livro testemunho, integrado na coleção "Os Ateliers do Mundo", dedicada aos ateliers históricos onde tem efetuado as suas criações visuais. O reconhecido especialista nasceu em Lisboa em 1936 e vive em Paris desde 1961, onde tem lecionado litografia e mais recentemente, litografia sobre polyester. O CPS editou várias obras suas, abrangendo litografia, poesia e estampa digital. O livro sobre o Atelier CPS, uma homenagem a todos os que que nele têm trabalhado, pode ser consultado e adquirido na Blurb. Leia o QRCode com o seu telemóvel para consultar e adquirir o livro.

32

36


notícias

BIBLIOTECA NACIONAL DE PORTUGAL Coleção da BNP enriquecida com nova doação de obras editadas pelo CPS A Biblioteca Nacional de Portugal (BNP) recebeu recentemente mais uma doação de cerca de 60 obras do CPS, ao abrigo do protocolo existente entre as duas instituições, em prol da representação e divulgação da obra gráfica de artistas portugueses. O conjunto já doado foi enriquecido com obras de nomes como Pedro Calapez, José de Guimarães, Rui Horta Pereira, Maria José Oliveira, Dorindo, Valter Hugo Mãe, entre outros. Este protocolo reveste-se de significativa importância, credibilizando e valorizando as coleções particulares de todos os Sócios CPS.

João Prates, Diretor do CPS e Dra. Inês Cordeiro, Diretora da BNP

DOAÇÃO ESPECIAL AO HOSPITAL EGAS MONIZ

Dra Carolina, Carla Ganhão - Fisioterapeuta, Dra Rita Ventura, Dra Alice, Maria Rosário Pinheiro -Enfermeira Chefe, Prof. Dr. Miguel Viana Baptista - Diretor do CHLO EPE, Dra Isabel Carmo - Assistente Graduada, Dra Isabel Madruga - Diretora Médica em representação da Administração do CHLO EPE, Prof. Dr. Jaime Branco - Diretor do Serviço de Reumatologia e António Prates - Fundador do CPS.

No Serviço de Neurologia do Hospital Egas Moniz esteve internada uma familiar. Pela forma profissional e humana como foi tratada e como gratidão e reconhecimento a todos os médicos, enfermeiros e pessoal auxiliar, decidi doar àquela unidade catorze Obras de Arte devidamente emolduradas. A todos muito obrigado. António Prates Aos profissionais de saúde em geral e aos médicos em particular, o reconhecimento dos doentes e familiares, não sendo um fim em si mesmo, não é indiferente. Com efeito, o desempenho em saúde não se mede pelas palavras de gratidão, nem pelos gestos simbólicos. Não obstante, muitas vezes, aqueles que recorrem aos nossos serviços não se apercebem da forma como nos envolvemos no cuidado dos doentes muito para além do que a profissão nos obriga, um pouco como artistas incompreendidos que trabalham incógnitos somente porque acreditam na sua missão. Vêm estas palavras a propósito da doação de António Prates que muito nos sensibilizou e que nos cumpre agradecer. Mais do que o gesto, que vale por si 33

só, as obras que foram oferecidas estão agora um pouco por todo o lado na nossa enfermaria, proporcionando um patient-friendly environment que, nos tempos que correm, sabemos que não vale apenas pela sua qualidade plástica mas contribui também para melhores resultados em saúde. Em nome da equipa de profissionais de saúde do Serviço de Neurologia e sobretudo, em nome dos nossos doentes, fica pois um agradecimento sentido que estendemos a todos os artistas que nos obsequiaram com as suas obras. Miguel Viana Baptista, Director do Serviço de Neurologia do Hospital Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental

36


SÓCIO CPS - TESTEMUNHOS

O CPS É ... LUÍS D'EÇA Editor da Agenda Cultural de Lisboa

"A atividade do CPS tem sido da maior relevância na manutenção e preservação das técnicas tradicionais" É Sócio há quanto tempo? Desde 1989. E fui ficando, seduzido pela variedade e qualidade das obras editadas. O que o levou a inscrever-se? Que me lembre, pelo menos desde os meus bisavós, sempre houve gosto por arte e antiguidades na família. Os meus pais eram sócios da Cooperativa Gravura, por isso, quando tive a minha primeira casa, levei uma bela coleção dessas edições de várias gerações de artistas portugueses, de Almada Negreiros a Paula Rego. Ao tornarme sócio do CPS, fi-lo numa lógica de continuidade, para enriquecer essa coleção com obra gráfica de artistas contemporâneos. Na sua coleção, quais as suas obras preferidas, quais destacaria? Destaco uma que tenho na sala, uma serigrafia de grande formato de Alexandre Farto, mais conhecido por Vhils. Trata-se de uma edição muito

especial de apenas dez exemplares, cada um deles intervencionado pelo autor. É uma obra muito cobiçada por todos os que me visitam. Das edições mais recentes do CPS, gostava de salientar as de Rui Sanches, Pedro Calapez e Graça Pereira Coutinho. Que lugar ocupa o CPS na sua família? As peças que tenho, foram todas escolhidas com o concurso dos meus filhos e sempre a pensar “na passagem de testemunho”. O João, quando saiu de casa, levou uma bela peça de Vladimir Velickovic, editada em cartão com colagem de papel vegetal. A Leonor tem uma predileção pela delicadeza das gravuras de Alice Jorge. Inevitavelmente, a reação dos amigos foi sempre menos unânime, entre a adesão e a estranheza. Uns gostam, outros pensam que seria preferível investir num automóvel mais aparatoso. O caso mais estimulante é o da filha de uns amigos 34

36

que possui uma memória visual prodigiosa, muito atenta às artes. Desde muito pequenina, habituouse a fazer uma brincadeira connosco: sempre que nos visita, identifica todas as peças novas. Nunca falha. Ela partilha comigo a predileção pela serigrafia do Vhils. Enquanto editor da Agenda Cultural de Lisboa, como enquadra o CPS no contexto cultural da atualidade? A atividade do CPS tem sido da maior relevância na manutenção e preservação das técnicas tradicionais das artes gráficas, na divulgação dos artistas contemporâneos e na democratização do seu trabalho, centrando a arte no quotidiano de muitas famílias. E, sempre num contexto de inovação, comprovado pela colaboração com artistas do âmbito da Street Art, da Inteligência Artificial ou, ainda, pelas mais recentes edições no domínio da arte bruta ou outsider.


Crie uma Coleção de Arte para as gerações futuras, tornando os seus filhos, netos, sobrinhos ou mesmo afilhados, Sócios do CPS em condições exclusivas que lhes são dedicadas:

INSCRIÇÃO GRÁTIS

OFERTA DE UMA SERIGRAFIA

MESMO VALOR DA SUA QUOTA

Enquanto Sócio CPS, ao inscrever o seu familiar (filho, neto, sobrinho ou afilhado), o mesmo ficará isento do pagamento da jóia de inscrição de 79€.

Na inscrição, o novo Sócio recebe como oferta de boas-vindas, uma serigrafia de Maria João Worm no valor de 265€*.

O Novo Membro beneficia da sua antiguidade no CPS: o valor da quota do jovem Sócio será idêntico à sua.

O sócio familiar proponente deverá ter as quotas em dia.

Ref. S0617

*Poderá optar por outra obra de validade até 4M entre as Edições de Subscrição do CPS, à escolha.

Inscrições Geração Futuro numa galeria CPS ou através do e-mail contacto@cps.pt Indique o seu Nome e Nº de Sócio Mais info 213 933 260 | www.cps.pt

35

36


Edições de Arte Contemporânea

O CPS é a instituição portuguesa com a mais vasta atividade editorial

e da cultura dos nossos dias. Tem partilhado com os seus Sócios ex-

no campo da Obra Gráfica Original. Pautado pela máxima exigência

posições individuais de obra gráfica de artistas fundamentais como

e qualidade, desenvolve edições de Serigrafia, Gravura, Litografia,

Picasso, Dalí, Miró, Tàpies, Joseph Beuys, Le Corbusier ou Mimmo

Fotografia e Arte digital em ateliers próprios, dirigidas em especial aos

Rotella.

seus Sócios que têm assim vantagens exclusivas e acesso privilegiado

Representando hoje um selo de garantia de qualidade e autenticidade,

a centenas de obras de arte.

fruto da sua experiência de quase 35 anos, orgulha-se de já ter contri-

Dos grandes mestres portugueses do século XX, aos jovens artistas

buído para o enriquecimento das coleções de mais de 13.000 Sócios

emergentes, o CPS segue um modelo editorial eclético e formativo e

e da promoção da arte portuguesa no exterior, com destaque para a

dispõe de uma coleção ímpar de mais de 3000 obras de cerca de 600

edição “Estampa 2005” onde foi distinguido, entre 95 galerias de 14

artistas portugueses e estrangeiros, um verdadeiro documento da arte

países, como a Melhor Galeria do certame.

ser sócio cps colecionador de arte

Inscrição €79 Quota mensal €39

OFERTA DE BOAS-VINDAS Escolha, totalmente grátis, uma obra equiva-

Nas restantes edições, Edições Extra-Subscrição (na sua maioria obras

lente a 6 meses de quotas (6M) e PVP até €395

externas ao CPS e/ou consignações), beneficia de significativos descon-

Como Funciona?

tos s/ PVP. Nas obras que assim o indicarem poderá descontar o valor

Através do pagamento da quota mensal no valor de apenas €39, o só-

acumulado em quotas.

cio CPS escolhe e recebe as Obras de Arte da sua preferência, entre as

Como escolher?

centenas de Edições de Subscrição disponíveis, de acordo com o número

Na revista gratuita “arte”, onde são apresentadas as mais recentes edi-

de quotas pagas e acumuladas, sem custos adicionais. E sempre nas me-

ções, no site www.cps.pt ou diretamente nas instalações do CPS.

lhores condições. Por exemplo, se acumulou 4 Meses de quotas, ou seja

Como receber?

€156 (4x€39). pode escolher, sem mais custos, uma obra de 4M (obras

Diretamente nos locais citados ou pelo correio ficando, nesse caso, os

de valor até €295 PVP) ou seja, poupa assim €139.

portes a cargo do destinatário.

CPS no CCB

CPS SEDE

Centro Cultural de Belém, Loja 7 Praça do Império, 1449-003 Lisboa 213 162 175 | cpsccb@cps.pt Horário: Todos os dias: 10h - 19h *

Rua dos Industriais, 6 1249-023 Lisboa 213 933 260 | contacto@cps.pt Horário: Seg-Sex: 10h - 18h30 * (encerra sábados, domingos e feriados)

ATELIER CPS

GALERIA ANTÓNIO PRATES

Rua dos Industriais, 15 1249-023 Lisboa 213 930 032 / E-mail: luisazevedo@cps.pt

Rua dos Industriais, 6 1249-023 Lisboa 213 571 166 | galeria@galeriaantonioprates.com

* Estes horários são reduzidos no contexto atual da pandemia. Poderão vir a ser alterados de acordo com as circunstâncias.

DESCONTOS EM MOLDURAS PARA SÓCIOS Moldura Minuto > 10% de desconto Lisboa, Porto, Coimbra, Cascais, Almada

Autovidreira > 15% de desconto Rua Infantaria 16, nº 91-B Lisboa 213 | 880 855 Rua Poço dos Negros, nº 63 Lisboa | 213 901 409 Qta. S. João das Areias, Tv. C - Lt 150A Sacavém | 219 941 272

Mool > 10% de desconto Av. Infante Santo, 56 A Lisboa Tel. | 213 940 083 A Moldura > 15% de desconto Rua das Francesinhas 23C Lisboa Av. Sacadura Cabral, 19 - A/B Lisboa | 217 957 021 ArtView > 30% de desconto Rui Pinheiro Chagas, 44A Lisboa | 216 065 693

DaVinci > 15% de desconto Rua Adolfo Casais Monteiro, 30–32 Porto | 222 051 563 Av. da Republica, 270 Matosinhos | 229 381 231 36

36


Crie uma Coleção de Arte à imagem da sua empresa Descontos de quantidade | Edições exclusivas | Assessoria em Arte

213 933 260 | 963 080 964 cpscorporate@cps.pt


MEMBER

MEMBER OFERTA

SERIGRAFIA DE NORONHA DA COSTA

Ref. ED35692

Traga um amigo para o CPS e receba de oferta uma serigrafa de Noronha da Costa, no valor de 395€. O seu amigo, novo Sócio, beneficiará de um desconto na inscrição e de uma obra de oferta de boas-vindas*

Inscrições nas Galerias CPS e em www.cps.pt com Código: CPSFRIENDNORONHA *CONDIÇÕES DE ADMISSÃO DO NOVO SÓCIO: Jóia de Inscrição: €79 €39 Oferta De Boas-Vindas: Uma Obra de validade equivalente a 6M, 6 meses de quotas, (PVP até €395), totalmente grátis, à escolha entre as Edições de Subscrição disponíveis. Campanha válida até 30-10-2021. Permanência mínima como Sócio CPS: 12 meses. Oferta não acumulável com outras ofertas / promoções / vouchers / campanhas em vigor.

Profile for CPS - Centro Português de Serigrafia

Revista ARTE Verão 2021  

Revista ARTE Verão 2021  

Profile for cpsart
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded