Page 1

arte Edições de Arte Contemporânea

Verão

2017

Maria José Oliveira Renata Cruz Dominique Coffignier Humberto Marçal Vítor Ribeiro Marisa Ferreira Dorindo Maria Pia Oliveira Machiana Paulo T. Silva Rodrigo Gatinho Coleção Ler e Ver Lisboa e muito mais!

Distribuição gratuita aos Sócios CPS I PVP: 3€


SOBRE AS EDIÇÕES CPS O CPS dispõe de um Atelier - Atelier CPS - preparado para proporcionar aos artistas, a conceção, o desenvolvimento e a impressão das suas criações visuais nas seguintes técnicas: Serigrafia, Gravura, Xilogravura, Litografia, Fotografia e Impressão Digital.

NORMAS, PROCEDIMENTOS E AUTENTICIDADE A realização das obras implica não apenas a intervenção direta do autor em várias fases de processo criativo como ainda o controlo qualitativo dos exemplares e sua autenticação final, por forma a garantir tanto a autoria como o carácter restrito e irrepetível das edições. Deste modo, cada exemplar será assinado e numerado segundo uma ordem progressiva que irá de 1 até ao número total da tiragem (1/150, 2/150, ......150/150). No procedimento comum de numeração a expressão 7/200, por exemplo, indicará que o exemplar respetivo é o sétimo de uma tiragem limite de 200. Convém notar que esta sequência numérica não significa qualquer diferença de valor ou de ordem de tiragem. No caso das Edições CPS, a autenticidade de cada obra é ainda reforçada através do selo branco CPS, aposto sobre cada exemplar, bem como pela reprodução de uma imagem na Revista “arte” do CPS e em www.cps.pt.

O CPS não se responsabiliza por qualquer erro tipográfico nos preços ou referências que constem neste catálogo. As Condições de Inscrição de novos Sócios substituem e revogam as publicadas em edições anteriores.

A QUOTA DE SÓCIO APLICA-SE DAS SEGUINTES FORMAS:

OBRA GRÁFICA ORIGINAL Definição Edição limitada e irrepetível efetuada pelo artista e sob o seu controlo, utilizando diversas técnicas: serigrafia, gravura, litografia, fotografia ou mesmo estampa digital. Cada exemplar é numerado e assinado pelo artista. Na tradição artística Ocidental a obra gráfica original pode encontrar-se, de forma rica e expressiva, em autores como Albrecht Dürer, Goya, Rembrandt e na obra de outros notáveis artistas, tais como Matisse, Picasso, Dali, Miró e Tápies. Cada um destes criadores, a seu tempo, utilizou técnicas várias, que hoje englobamos na esfera conceptual de obra gráfica: várias modalidades de gravura, litografia e, para os autores mais atuais, a serigrafia.

» EDIÇÕES DEDUTÍVEIS EM QUOTAS: 50% a 100% Na dedução em quotas, aplica-se o valor integral das quotas em crédito no preço de Sócio, podendo ser aplicado entre 50% a 100% do preço de Sócio.

» EDIÇÕES DE SUBSCRIÇÃO: TROCA DIRETA

Exemplo:

Dependendo da sua cotação, dimensão e complexidade técnica, as Edições de Subscrição são válidas por um determinado número de quotas, partindo de dois meses de quotas (2M - PVP até 175€), até doze meses de quotas (12M - PVP até 780€).

Se o preço de Sócio de uma obra for 390€ e referir 100%, significa que poderá deduzir o número de quotas necessárias até perfazer 100% do Preço de Sócio, neste caso necessitará de ter 10 quotas para levantar a referida obra.

Exemplo:

» EDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO MISTA: QUOTAS + €

Se tem quatro meses de quotas em crédito, correspondente a 156€ (4x39€), pode escolher uma obra até 4M, ou seja até 295€ PVP, poupando assim 139€!

Algumas edições permitem ainda a aplicação das quotas numa parte do preço de Sócio. São exemplo disso, as edições Arte com Selo e algumas Edições Especiais por altura do seu lançamento.

SOBRE AS VARIANTES Cada edição realizada pelo CPS resulta de um processo criativo desenvolvido pelo artista, em estreita colaboração e envolvimento com o cada vez mais experiente Atelier CPS. Neste diálogo, alguns artistas têm privilegiado a multiplicidade de uma mesma edição, enriquecendo-a com várias variantes de cor ou forma. Estas variantes são efectuadas em tiragem de menor número (não ultrapassando, no seu total, os limites estabelecidos para a edição), o que lhes confere um valor acrescido.

LEGENDA DAS OBRAS Artista e Título Técnica, dimensão da obra e tiragem Preço de Venda ao Público PVP

FICHA TÉCNICA Edição e Coordenação: João Prates, Ana Pacheco, Alexandra Silvano; Design e Paginação: Ana Pacheco Fotografia: Francisco Palma; Revisão: Fátima Ramos, Elisabete Nogueira. Textos de apresentação as novas edições: Maria João Fernandes - Crítica de Arte membro da AICA (Associação Internacional de Críticos de Arte) e professora universitária. Organizou e prefaciou numerosas exposições. Escreve para diversas revistas de arte e é colaboradora regular do JL – Jornal de Letras, Artes e Ideias. Texto da Coleção “Ler e Ver Lisboa”: Patrícia Portela - edições Prado Tiragem: 6.000 exemplares

Impressão: ACD Print

Preço de Sócio Validade para Sócio (Quotas necessárias para adquirir a Obra - Ex. 4M = 4 Meses de Quotas)

% Percentagem de dedução em quotas sobre o Preço de Sócio Referência (por cima da imagem)

Edições de Fotografia com o apoio de Epson Portugal Todos os valores apresentados incluem Iva (s/ margem, ao abrigo do DL - Nº 199/96 de 18 de Outubro, Regime Obras de Arte).

EQUIPA CPS Administração: António Prates; Direção Geral e Editorial: João Prates; Adjunta de Direção e Eventos: Paula Borges; Direção de Galerias e Edições: Alexandra Silvano; Marketing e Comunicação: Ana Pacheco; Gestão de Sócios e Clientes: Ana Soares, Mariana Pinto; Stocks e transportes: Abel Félix, Francisco Palma; Assistência a Sócios e Clientes: Sede CPS – Elisabete Nogueira, Fátima Ramos; Galeria CPS no CCB – João Matias, Cátia Guimarães, Mafalda Vassalo; Edições de Serigrafia: Rui Alves, Luís Azevedo, Sara Rodrigues, Rui Silva; Edições de Fotografia e Digital Print: Luís Azevedo, Edições de Gravura e Litografia: Humberto Marçal, Pedro Marçal, Pedro Telmo Ribeiro; Crítica de Arte: Maria João Fernandes; Consultadoria: João Torres Pereira.

www.cps.pt /CentroPortuguesdeSerigrafia


Estimado Sócio, Mais fresca e contemporânea é esta a sua nova revista, em continuidade, num formato mais intimista para que bem possa efetuar as suas escolhas. Há 32 anos que assumimos orgulho por Portugal e pelos seus artistas, divulgando-os. Dos consagrados aos mais jovens. Hoje o país vive uma apetência internacional, transformadora das nossas cidades, que justifica a viagem visual por espaços emblemáticos da capital com a coleção Ler e Ver Lisboa. Em parceria com a Associação Prado e a EGEAC, apresentamos um conjunto de 16 obras que atestam a grande qualidade da geração de artistas ilustradores que maior reconhecimento tem tido lá fora. Centrada nas espécies ameaçadas de pássaros, a brasileira Renata Cruz oferece-nos uma gravura de excecional apuro, inteiramente desenvolvida no Atelier CPS. Um voo solto e livre a contemplar na tranquilidade do lar. A artista Maria José Oliveira celebrou recentemente 40 anos de atividade com uma magistral exposição na SNBA que obteve da crítica os mais elevados elogios. O CPS associou-se a este glorioso evento com uma singular edição que enaltece as grandes linhas do seu trabalho: o corpo, a proporção, o tempo e a grandeza das coisas simples.

De Maria Pia Oliveira duas preciosas gravuras na delicadeza do feminino que obrigam a um demorado olhar. Uma forma de ver o céu, estrelado pela sua imaginação. Pela facilidade de acesso e pelo prestígio do lugar, o nosso espaço CPS no CCB tem sido palco de pequenas-grandes exposições que enaltecem a dinâmica criativa e apresentam novas edições. Foi o caso da exposição/lição de gravura, e toda ela um poema ao Mar, do nosso afetuoso mestre Marçal e da mostra do francês Dominique Cofignier que dá vida ao papel - qual alquimista – usando a gravura, a litografia, a colagem e a intervenção direta. Também a pretexto de uma aclamada exposição, no Mosteiro da Batalha, apresentamos duas misteriosas gravuras de Vítor Ribeiro que confirmam a natural mestria de escultores para esta técnica. Árvores contidas, enquanto arquétipo, para exaltar a vida. Da fria Noruega, uma dança ao ritmo da cor, proporcionada pela artista portuguesa Marisa Ferreira, desde 2008 naquele país, desenvolvendo um percurso internacional. Uma obra tridimensional que potencia a técnica serigráfica e afirma a qualidade do nosso Atelier. Também em serigrafia novas edições de pequeno formato do artista Dorindo, também ele um dos nomes fundamentais do design de livros no séc. XX em Portugal. Com propostas bem distintas, apresentamos ainda uma serigrafia de Paulo T. Silva, no âmbito da sua participação na exposição Them or Us! Um Projecto de

Pág. 2

Pág. 9

Pág. 11

Pág. 15

Pág. 16

Pág. 17

João Prates

Diretor do CPS

Ficção Científica, Social e Política e uma fotografia de Rodrigo Gatinho que regista um silencioso momento da visita do Papa Francisco a Portugal. Manuel Costa Cabral é um dos nomes obrigatórios quando se fala de arte em Portugal. É o nosso segundo Guest Curator, a merecer toda a sua atenção. Continuamos a credibilizar e a valorizar a coleção de arte de cada sócio, no âmbito do protocolo estabelecido com a Biblioteca Nacional de Portugal, com mais uma significativa entrega de obras. Queremos estar mais perto do público apreciador, vencendo preconceitos, desta feita com uma exposição e uma Pop Up Store no Centro Colombo, em Lisboa. Sabendo que o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa é um apaixonado apreciador da serigrafia e da gravura, com orgulho lhe atribuímos o título de Sócio Honorário CPS, enquanto Presidente da República Portuguesa e representante máximo da nossa identidade cultural coletiva. No contexto da renovada revista, damos voz aos mais novos para fazerem as suas opções, bem como, partilhamos o testemunho dos sócios. Com afeto, a todos agradeço. E o que é bom é para partilhar. Convide um amigo a ser também sócio CPS e ganhe uma serigrafia muito especial que contém toda a criatividade surrealista do grande Cruzeiro Seixas. Bem-haja!


arte Edições de Arte Contemporânea Ref. ED35348

Maria Bouza Coleção Ler e Ver Lisboa Digital print, 50 x 70 cm, edição de 110 PVP 320€ I Sócios 224€ I 6M

Alex Gozblau Ana Ventura André Carrilho André Letria António J. Gonçalves Bárbara Assis Pacheco Bernardo Carvalho Gonçalo Viana

Coleção Ler e Ver Lisboa As ilustrações do mais belo Guia de Lisboa

Em colaboração com:

Tudo começou com vinte escritores e vinte ilustradores numa partilha de Lisboas secretas, nostálgicas, imaginárias, históricas, perdidas, subterrâneas, sujas, utópicas. A desculpa era um guia de bolso com itinerários improváveis por uma cidade que seduzisse o leitor turista, o morador temporário, o visitante curioso e o alfacinha de gema. E seduziu. E os itinerários fugiram do papel multiplicando-se por visitas guiadas por escritores durante as Festas de Lisboa e agora por uma belíssima coleção de serigrafias e digital prints de 16 fantásticos ilustradores, numa parceria entre o CPS, a Associação Cultural Prado e a Egeac.

João Fazenda João Maio Pinto Madalena Matoso Maria Bouza Paulo Galindro Rui Sousa Teresa Lima Tiago Albuquerque

2

36


Coleção Ler e Ver Lisboa Ref. ED35345

Ref. ED35357

Paulo Galindro Coleção Ler e Ver Lisboa Digital print, 60 x 43 cm, edição de 40 PVP 220€ I Sócios 154€ I 4M

Alex Gozblau Coleção Ler e Ver Lisboa (Teatro S. Luiz) Digital print, 70 x 50 cm, edição de 110 PVP 250€ I Sócios 175€ I 4M

Ref. S35306

Das árvores que se encontram nos vários jardins lisboetas, passando por locais emblemáticos como o Teatro S. Luiz, o Padrão dos Descobrimentos, o Aqueduto das Águas Livres, a Praça da Alegria, o Porto de Lisboa, ou o Teatro S. Jorge, mergulhe neste maravilhosa coleção e perca-se, perca-se como se perderam de amores por esta cidade estes ilustradores e escolha, se conseguir não levar todas, as suas obras preferidas!

OFERTA DO GUIA NA COMPRA OU SUBSCRIÇÃO DE 3 OBRAS Receba um Guia “Ler e Ver Lisboa” por cada conjunto de 3 obras da Coleção. Sujeito ao stock disponível

Madalena Matoso Coleção Ler e Ver Lisboa Serigrafia, 70 x 50 cm, edição de 110 PVP 250€ I Sócios 175€ I 4M

3

36


arte Edições de Arte Contemporânea Ref. S35362

André Letria Coleção Ler e Ver Lisboa (Porto de Lisboa) Serigrafia, 50 x 70 cm, edição de 110 PVP 320€ I Sócios 224€ I 6M Ref. S35351

António Jorge Gonçalves Coleção Ler e Ver Lisboa Serigrafia, 50 x 70 cm, edição de 110 PVP 250€ I Sócios 175€ I 4M

4

36


Coleção Ler e Ver Lisboa Ref. ED35355

Teresa Lima

Coleção Ler e Ver Lisboa (Aqueduto das Águas Livres) Digital print, 45 x 55 cm, edição de 40 PVP 220€ I Sócios 154€ I 4M Ref. ED35354

Tiago Albuquerque

Coleção Ler e Ver Lisboa (Padrão dos Descobrimentos) Digital print, 45 x 55 cm, edição de 40 PVP 220€ I Sócios 154€ I 4M Ref. ED35353

André Carrilho

Coleção Ler e Ver Lisboa Digital print, 45 x 55 cm, edição de 40 PVP 220€ I Sócios 154€ I 4M

5

36


arte Edições de Arte Contemporânea Ref. S35346

Rui Sousa Coleção Ler e Ver Lisboa (Teatro S. Jorge) Serigrafia, 50 x 70 cm, edição de 110 PVP 320€ I Sócios 224€ I 6M

No escuro brilham os pontos do mapa de Lisboa associados à relação de Fernando Pessoa com a cidade

Ref. S35305

Bernardo Carvalho Coleção Ler e Ver Lisboa

GLOW IN THE DARK

Ref. S35343

Ana Ventura Coleção Ler e Ver Lisboa (Fernando Pessoa) Serigrafia com tinta luminescente, 70 x 50 cm, edição de 110 PVP 250€ I Sócios 175€ I 4M

Serigrafia, 70 x 50 cm, edição de 110 PVP 250€ I Sócios 175€ I 4M

6

36


Coleção Ler e Ver Lisboa Ref. S35352

João Maio Pinto Coleção Ler e Ver Lisboa Serigrafia, 50 x 70 cm, edição de 110 PVP 250€ I Sócios 175€ I 4M Ref. S35344

Gonçalo Viana Coleção Ler e Ver Lisboa Serigrafia, 50 x 70 cm, edição de 110 PVP 320€ I Sócios 224€ I 6M

7

36


arte Edições de Arte Contemporânea

Coleção Ler e Ver Lisboa Ref. S35356

João Fazenda Coleção Ler e Ver Lisboa Serigrafia, 50 x 70 cm, edição de 110 PVP 250€ I Sócios 175€ I 4M

Ref. S35347

Bárbara Assis Pacheco Coleção Ler e Ver Lisboa (Praça da Alegria) Serigrafia, 50 x 70 cm, edição de 110 PVP 250€ I Sócios 175€ I 4M

8

36


Ref. G35350

A matriz central da gravura “Área de Soltura” com desenhos de pássaros que saem de um livro, foi impressa no centro do papel, com algumas pequenas em seu redor. As várias outras matrizes menores com desenhos de pássaros em voo, foram impressas em papéis separados e unidas ao trabalho num processo de colagem.

Renata Cruz Área de Soltura

Gravura com colagem, 55,5 x 76,5 cm, edição de 75 PVP 460€ I Sócios 322€ I 8M

Ref. L35270

Renata Cruz Um Hino à Liberdade A artista brasileira Renata Cruz nasceu em 1964 e nos anos 80 levou a cabo uma formação em artes visuais completada na Facultad de Bellas Artes da Universidad Autónoma de Madrid, por cursos de Educação Artística e pela frequência de Ateliers de Gravura. Os presentes trabalhos inspiram-se em fragmentos de textos do livro “Folhas da Relva” do poeta americano Walt Whitman. O título “Área de Soltura” remete para as reservas de pássaros no Brasil que preservam as espécies ameaçadas, uma forma de celebrar a natureza, como a poesia de Whitman, que na opinião da artista “reverencia a existência de todos os seres.” Também os seus trabalhos são um hino à liberdade e às energias cósmicas que regem a vida, na composição onde as figuras parecem ganhar autonomia, rompendo os limites da página e do livro que estão na sua origem, sob o signo do azul, a cor por excelência do imaginário.

Renata Cruz Área de Soltura

Litografia, 39,5 x 34 cm, edição de 60 PVP 185€ I Sócios 130€ I 3M

9

36


arte Edições de Arte Contemporânea

Maria José Oliveira Celebração de 40 anos de obra com exposição retrospetiva e nova edição CPS Maria José Oliveira que em 1943 nasceu em Lisboa onde vive e trabalha, expõe regularmente desde 1982, em Portugal e no estrangeiro. Começou por dedicar-se à cerâmica, tendo posteriormente incluído nas suas exposições objetos/esculturas, realizados em materiais naturais, bem como desenhos e fotografias. A presença do tempo e da memória, a sua ação sobre os corpos, as formas e o espaço, têm na sua obra, particular importância. A aclamada retrospetiva de 40 anos do seu trabalho, patente na Sociedade Nacional de Belas Artes em Lisboa, entre Maio e Junho de 2017, que contou com a curadoria de Manuel Costa Cabral, fezse acompanhar pelo lançamento da nova edição de Serigrafia/Digital print que aqui apresentamos. Um percurso simbólico de um mítico e original casal num espaço sem referências, tornado labiríntico por uma espécie de cegueira evocada pela escrita em Braille. Uma leitura muito original do momento de civilização que nos compete viver, marcado pela ausência dos valores e das referências que lhe poderiam dar um sentido. Exposição retrospetiva de 40 anos de trabalho de Maria José Oliveira na SNBA - Sociedade Nacional de Belas Artes, em Lisboa. Maio - Junho de 2017. Curadoria: Manuel Costa Cabral

10

36


Ref. S35342

Detalhe da obra (colagem)

Evocação simbólica do Homem e Mulher desenhados por Dürer, de acordo com a divina proporção, recuperada da Antiguidade pelos pintores renascentistas

Maria José Oliveira

Caminho para o Infinito Serigrafia e Digital print com colagem, 50 x 42 cm, edição de 150 PVP 320€ I Sócios 240€ I 6M Edição especial realizada em parceria com:

TAMBÉM DISPONÍVEL DA ARTISTA Ref. S0551

Ref. S0356

Maria José Oliveira s/ título Serigrafia e Gravura, 50 x 70 cm, edição de 200 PVP 380€ I Sócios 266€ I 100% dedutível em quotas

Maria José Oliveira s/ título Serigrafia, 70 x 50 cm, edição de 200 PVP 380€ I Sócios 266€ I 6M

11

36


arte Edições de Arte Contemporânea Ref. G35287

As gravuras de Maria Pia Oliveira revelam detalhes minuciosos. Nesta edição, todos os exemplares foram intervencionados pela artista.

Maria Pia Oliveira Cosmic Objects

Gravura intervencionada, 62 x 50 cm, edição de 50 PVP 395€ I Sócios 277€ I 6M

Ref. G35285

Maria Pia Oliveira O Jardim das Formas no Espaço Maria Pia Oliveira nasceu em 1964 em Lisboa onde vive e trabalha completou a sua formação em Nova Iorque e expõe regularmente desde meados dos anos 90. Desde 2006 integra o grupo Laboratório e organiza as suas exposições. Na sóbria linguagem do preto e branco, as suas gravuras desenvolvem uma verdadeira filigrana de motivos visuais com formas provenientes do mundo vegetal, criando efeitos labirínticos de grande efeito sugestivo e poético. A concentração, a intimidade e a dispersão das formas e a sua evolução ao mesmo tempo sistemática e aleatória no espaço, parecem unir-se para nos devolver as energias fundadoras da vida.

Maria Pia Oliveira Cosmic Objects Gravura, 46 x 32 cm, edição de 50 PVP 185€ I Sócios 130€ I 3M

12

36


Ref. G35271

Ref. G35272

Humberto Marçal Naufrágio

Humberto Marçal Alvorada

Gravura, 90 x 71,5 cm, edição de 49 PVP 560€ I Sócios 420€ (50% Ded. em quotas) I 8M + 100€

Gravura, 90 x 71,5 cm, edição de 49 PVP 560€ I Sócios 420€ (50% Ded. em quotas) I 8M + 100€

Mestre Marçal O Poema do Mar As presentes gravuras de Humberto Marçal em duas variantes de cor, inserem-se numa série que esteve recentemente em exposição na Galeria do CPS no CCB com o título: O Poema do Mar. Humberto Marçal, Mestre da gravura portuguesa, atingiu o zénite da existência num diálogo incessante com a imagem, de que é grande criador, extraindo do papel as cintilações de uma alquimia que a devolve ao ouro de uma perenidade que pertence ao olhar. O dom do artista transforma o suporte do papel num oceano que extravasa os seus limites. Um oceano que tem as cores e a luz de uma paleta de arcoíris que adquire uma energia e um sortilégio da esfera do maravilhoso. Humberto Marçal, nesta sua soberba série de gravuras intervencionadas, oferece-nos um legado que une num indissociável e mágico elo, a Vida e a Arte.

Em cima: Mestre Marçal no Atelier CPS. Em baixo: vista da exposição na galeria do CPS no CCB . Mar- Abr 2017

13

36


arte Edições de Arte Contemporânea

Ref. GC35341

Álbum de Arte composto por 3 gravuras de Dominique Coffignier e 3 poemas inéditos de Amalie Adamo

Dominique Coffignier Errance Álbum de Arte composto por 3 gravuras do artista, (24,5 x 34 cm) e poemas inéditos de Amalie Adamo, edição de 20 PVP 600€ I Sócios 510€

Dominique Coffignier Papéis Vivos As gravuras intervencionadas e as litografias de Dominique Coffignier que apresentamos foram integradas em recente exposição na Galeria do CPS no CCB com o título: Papier Vivant (Papéis Vivos). As gravuras de Coffignier com os seus irruptivos traços, as tremuras dos negros sobre o branco do suporte, evocam as caligrafias orientais ao mesmo tempo que instauram uma contemporânea relação com a geometria e com a cor, elementos de uma linguagem plástica que parece bastar-se a si própria, mas que é ela mesma o limiar de uma nova experiência do conhecimento, um novo modo de entender o visível. Estes papéis vivos são uma partitura onde o interior e o exterior se conjugam para nos transmitirem a expressão de movimentos e de sonhos na magia das linhas, das formas oscilantes, dos negros poderosos e das cores “reduzidas” a tons de terra e a vermelhos para nos restituírem uma espécie de sinfonia onde em simultâneo ecoam os mistérios do Ser e do Espaço.”

14

Inauguração da exposição de Dominique Coffignier na galeria do CPS no CCB, Mai-Jun 2017. Em cima: Aurélie Roguin, Adida Cultural (IFP - Institut Français du Portugal); Ao meio e em baixo: Isabella Casa, Embaixatriz de França em Portugal e Max Baquian (Diretor do IFP) com Dominique Coffignier.

36


Ref. G35310

Ref. G35311

Dominique Coffignier s/ título Gravura intervencionada com colagem, 70 x 50 cm, edição de 35 PVP 395€ I Sócios 277€ I 6M

Dominique Coffignier s/ título

Gravura intervencionada com colagem, 70 x 50 cm, edição de 35 PVP 395€ I Sócios 277€ I 6M

Ref. L35099

Dominique Coffignier s/ título Litografia, 50 X 30 cm, edição de 30 PVP 165€ I Sócios 116€ I 3M

Ref. L35098

Ref. L35312

Dominique Coffignier s/ título Dominique Coffignier s/ título

Litografia, 54 X 43 cm, edição de 30 PVP 295€ I Sócios 207€ I 4M

15

36

Litografia, 35 x 39,5 cm, edição de 50 PVP 185€ I Sócios 130€ I 3M


arte Edições de Arte Contemporânea Ref. G35309

Ref. G35308

Vítor Ribeiro s/ título

Gravura, 64 x 50 cm, edição de 75 PVP 250€ I Sócios 175€ I 4M

Vítor Ribeiro s/ título

Gravura, 76 x 57 cm, edição de 75 PVP 325€ I Sócios 228€ I 6M

Vítor Ribeiro Raízes da Alma O escultor Vítor Ribeiro que nasceu no Porto em 1957 e reside e trabalha em Mafra, tem vindo a afirmar-se como um dos nomes mais interessantes da sua geração. Com participações em encontros internacionais, a sua obra, que começou a expor individualmente em 1985, está representada em diversos museus nacionais e no estrangeiro. A natureza, as suas formas orgânicas e naturalmente plásticas, sempre teve particular importância no seu trabalho onde a árvore tem destaque desde 2011, como motivo central de várias exposições. É a árvore hoje igualmente a protagonista das duas soberbas gravuras que apresentamos e onde realçam sobre o fundo escuro, o poder e a mestria da linha e da forma nas nuances do negro que o branco abre em luminosas clareiras. Nos seus ramos parecem florescer pequenos jardins suspensos, unindo a terra e o céu, perfeita imagem da árvore da vida.

16

Exposição “Lugar de Silêncios” de Vítor Ribeiro que decorreu em 2016 em todo o Mosteiro da Batalha. Fotografia: João Prates

36


Ref. S35291

Marisa Ferreira s/ título Serigrafia, 70 x 100 cm, edição de 85 PVP 510€ I Sócios 400€ I 8M

Marisa Ferreira Vista lateral esquerda

Cor, Ritmo e Movimento num espaço tridimensional Marisa Ferreira (Guimarães,1983) vive e trabalha na Noruega, desde 2008. A sua obra, com uma componente de Arte Pública, foi já exibida com bastante sucesso em Portugal e no estrangeiro. Entre a pintura, o design e a instalação, dá continuidade à Op arte e à arte cinética e a sua obra caracteriza-se pela importância que a autora atribui ao modo como a perceção condiciona a apreensão sensorial e cognitiva das imagens no espaço. A criação da artista é interativa e convida à participação do espetador, “obrigando-o” a assumir os diversos posicionamentos no espaço que estão envolvidos nas suas composições.

17

36

Vista lateral direita

Na atual serigrafia, uma edição especial em 3D, as várias leituras possíveis dependem precisamente do ângulo de visão.

Nota: Obra fornecida já dobrada e vincada. Devido às suas características, não se aplica o envio standard por correio. Para mais informações, contacte o CPS.


arte Edições de Arte Contemporânea Ref. S35365

Paulo T. Silva Arquivos contemporâneos Paulo T. Silva foi um dos artistas convidados para participar na exposição “Them or Us! Um Projecto de Ficção Científica, Social e Política”, na Galeria Municipal do Porto (Jun- Ago 2017), com curadoria de Paulo Mendes. A obra criada para a exposição, que aqui apresentamos, revela uma série de antigas pequenas bibliotecas municipais (1949) que eram disponibilizadas pela C.M. de Lisboa, ao ar livre, nos jardins da cidade, ponto de vista (point of view) para inscrever o espaço/ tempo dos jardins/ lugares de silêncio, a apropriação de imagens de arquivos/ coleções e um ‘entre’ (in-between) analógico/ digital nos processos criativos contemporâneos.

Paulo T. Silva Bibliotecas ao Ar Livre Serigrafia impressa na frente e verso, 70 x 50 cm, edição de 50 PVP 250€ I Sócios 154€ I 4M Inscrição no verso da serigrafia: Imagem em cima: Jardim da Praça Rio de Janeiro, hoje Príncipe Real, Lisboa. Arquivo Municipal de Lisboa, Coleção Estúdio Mário Novais, 1949. PT/AMLSB/CMLSBAH/PCSP/004/MNV/000552

Imagem em baixo: Jardim Nuno Álvares, hoje Largo de Santos, Lisboa. Arquivo Municipal de Lisboa, Coleção Estúdio Mário Novais, 1949. PT/AMLSB/CMLSBAH/PCSP/004/MNV/000562

Ref. F35366

Rodrigo Gatinho Desenhar com a luz Rodrigo Gatinho (Lisboa, 1975), fotógrafo profissional desde 2002, foi fundador do coletivo de fotógrafos PIGMENTA e fotógrafo oficial da Presidência do Conselho de Ministros durante quatro anos. Atualmente desenvolve projetos de autor como recentemente “Fátima”, um olhar sobre as distintas facetas do fenómeno centenário que não deixa ninguém indiferente.

Rodrigo Gatinho s/ título Fotografia, 55 x 75 cm, edição de 30 PVP 250€ I Sócios 154€ I 4M

18

36


Ref. S35359

Ref. S35361

Ref. S35358

Ref. S35360

Dorindo Variações sobre o corpo Dorindo de Carvalho (Lisboa, 1937) afirmou-se em expressões tão diversas como o desenho, pintura, animação, fotografia, cenografia e gravura. Com uma larga estadia na Venezuela depois de ter percorrido a Europa, lecionou desenho gráfico nos mais importantes institutos de Caracas. Colaborou como ilustrador em dezenas de jornais e revistas e notabilizou-se por capas que contribuíram para a história da ilustração em Portugal. Na sua pintura as formas do corpo, motivo inspirador da sua criação, têm vindo a simplificar-se acompanhando a depuração das linhas à semelhança do que acontece nestes trabalhos para serigrafia onde estão bem patentes o talento e a mestria de toda uma vida dedicada à Arte.

Dorindo s/ título

Serigrafia, 35 x 35 cm, edição de 200 CADA: PVP 165€ I Sócios 116€ I 3M

TAMBÉM DISPONÍVEL DO ARTISTA Ref. SC19

Dorindo Essências da Natureza

Serigrafia, 35 x 35 cm, edição de 100 CONJUNDO DE 4 SERIGRAFIAS: PVP 475€ I Sócios 333€ I 8M

19

36


arte Edições de Arte Contemporânea

Guest Curator

guest curator

manuel costa cabral

Foto: Rui Gaudêncio

Manuel Costa Cabral é o nosso segundo “Guest Curator”. E não podíamos fazer por menos, já que é nome obrigatório quando se fala das artes plásticas do país. Em 1973 fundou o Ar.Co - Centro de Arte e Comunicação Visual e esteve 17 anos à frente do Serviço de Belas Artes da Gulbenkian, onde possibilitou a várias gerações, fazer programas de estudo e trabalho no estrangeiro, desenvolver teses, pesquisas e concluir projetos em várias áreas, das artes visuais ao cinema, do teatro à dança, através de bolsas e subsídios. Na diversidade que encontrou no CPS, a obra de Maria José Oliveira - de cuja aclamada exposição foi curador (pág. 8), a de Mestre Marçal (pág.10) e as que aqui apresentamos, são uma amostra das edições CPS que gozam da sua preferência. Veja o conjunto completo das obras selecionadas em www.cps.pt

Ref. G191

Jan Voss s/ título Gravura, 71 x 50,5 cm, edição de 45 PVP 1.000€ I Sócios 800€ I 50% dedutível em quotas

Ref. G143

Ref. G144

David de Almeida

Série Frei Luis de Léon Gravura, 38 x 38 cm, edição de 35 CADA: PVP 640€ I Sócios 480€ I 75% ded. em quotas

20

36


Ref. G314

Ref. S0437

George Charman s/ título Gravura, 50 x 70 cm, edição de 85 PVP 335€ I Sócios 235€ I 6M

Alice Jorge s/ título Serigrafia, 45 x 60 cm, edição de 200 PVP 350€ I Sócios 245€ I 6M Ref. S34952

Ref. S34953

Sandro Resende

Ana Romana, Susana Anágua

Fools Rush in Where Angels Fear to Tread Serigrafia, 90 x 63 cm, edição de 81 PVP 365€ I Sócios 256€ I 6M

(CFB/RJ/146) Serigrafia, 90 x 63 cm, edição de 81 PVP 365€ I Sócios 256€ I 6M Ref. S1057

Mónica de Miranda s/ título Serigrafia s/ papel vintage, 52 x 80 cm, edição de 35 PVP 380€ I Sócios 266€ I 6M 21

36


Galeria António Prates e CPS na mesma morada. Mais Arte para si.

Juntámo-nos porque partilhamos os mesmos valores e pertencemos ao mesmo grupo de divulgação de arte. Agora tem ao seu dispôr, num mesmo local, quer obra gráfica, quer pintura, desenho e escultura. Na sua próxima visita à Sede do CPS, a Galeria António Prates também o recebe com igual dedicação, no piso -1.

Galeria António Prates Rua dos Industriais, 6 (piso -1) 1249-023 Lisboa I Tel. 213 571 166 Centro Português de Serigrafia (Sede) Rua dos Industriais, 6 (piso 0) 1249-023 Lisboa I Tel. 213 933 260


Ref. S35237

Ref. S35246

Ref. S35238

As serigrafias do Álbum podem ser adquiridas individualmente

Ref. SC35253

Álbum completo composto por 16 serigrafias

*

Onomatopeia ligada à Banda Desenhada (Whims em inglês, significa Caprichos)

OFERTA NA COMPRA DO ÁLBUM

Álbum de Arte composto por 16 serigrafias de Rico Sequeira, onde o artista recria os famosos “Caprichos” de Goya Rico Sequeira Whiiims

Álbum completo com 16 Serigrafias + Escultura de Oferta edição de apenas 25 exemplares PVP 2.500€ I Sócios 1.900€ I 100% ded. em quotas

Escultura Original pintada pelo artista 11 x 29 x 3,5 cm Apenas 25 exemplares!

Serigrafia individual 50 x 35 cm, edição de 99 PVP 250€ I Sócios 179€ I 4M

23

36


arte Edições de Arte Contemporânea Ref. L027

Ref. S35257

Francisco Simões Anjo

Luís Lemos Lignes de Fond III

Litografia, 76 x 56 cm, edição de 100 PVP 540€ I Sócios 378€ I 10M

Serigrafia s/ Tela intervencionada com pintura 60,5 x 48 cm, edição de 50 PVP 700 I Sócios 560€ I 100% dedutível em quotas

OBRA FORNECIDA ENGRADADA

Ref. S35191

Obra de homenagem a Mário Cesariny

Eurico Gonçalves Homenagem a Mário Cesariny / Dada Zen 100 anos Serigrafia, 56 x 76 cm, edição de 150 PVP 430€ I Sócios 301€ I 8M

24

36


Ref. L35194

Ref. L35192

Abreu Pessegueiro S/ Título

Abreu Pessegueiro S/ Título

Litografia e Serigrafia, 47,5 x 47,5 cm , edição de 50 PVP 320€ I Sócios 224€ I 6M

Litografia e Serigrafia, 47,5 x 47,5 cm , edição de 50 PVP 320€ I Sócios 224€ I 6M

Ref. L35220

Serrão de Faria

Palácio da Alma Litografia intervencionada com pintura a óleo, 43 x 52,5 cm, edição de 50 PVP 320€ I Sócios 224€ ou 6M + 50€ Ref. L35221

Serrão de Faria

Palácio da Alma Litografia intervencionada com pintura a aguarela, 50 x 70 cm, edição de 50 PVP 380€ I Sócios 285€ ou 6M + 50€

25

36


arte Edições de Arte Contemporânea

Portugal - África Ref. S35110

Ref. S35111

Januário Jano s/ título

Januário Jano s/ título Serigrafia, 70 x 50 cm , edição de 100 PVP 280€ I Sócios 196€ I 4M

Serigrafia, 70 x 50 cm , edição de 100 PVP 280€ I Sócios 196€ I 4M

Geografias Pessoais

Ref. S0983

Portugal - África em trânsito Quatro artistas que fazem a ponte Europa - África, ganham especial destaque nestas páginas. Mónica de Miranda, nomeada ao Prémio Novo Banco Photo (2016) e cuja obra tem por base a arqueologia urbana e as geografias pessoais, tem uma ligação com o continente africano que vai além da sua residência artística em Maputo ou da sua participação em exposições em Dakar, Cabo Verde ou Sao Tomé e Principe. Expôs recentemente em Londres e Madrid, tendo estado representada na última Feira de Arte de Basileia.

Mónica de Miranda s/ título

Serigrafia s/ mapa com colagem, 57 x 76 cm , edição de 25 PVP 365€ I Sócios 275€ I 6M

26

36


Ref. AP017

Malangatana Canto Mitológico Álbum de Arte com 2 serigrafias, 2 gravuras e poemas do artista, 57 x 38 cm , edição de 160 PVP 2.300€ I Sócios 1.750€ I 100% ded. em quotas

Álbum de Arte composto por duas serigrafias, duas gravuras e poemas inéditos de Malangatana

Ref. G35304

A apropriaçao dos signos plásticos das culturas autóctones de Angola, resultam da pesquisa etnográfica de Januário Jano, um dos mais promissores artistas angolanos da sua geração.

Ref. G35303

AO Januário Jano PT Mónica de Miranda MZ Malangatana MZ Machiana As novas gravuras do moçambicano Fernando Machiana “bebem” na sua fonte de criação, a vasta obra do seu mestre Malangatana, do qual aqui recuperamos o seu nobilíssimo Álbum “Canto Mitológico”.

Machiana s/ título Gravura, 50 x 35 cm, edição de 50 PVP 250€ I Sócios 154€ I 4M

27

36

Machiana s/ título Gravura, 50 x 35 cm, edição de 50 PVP 250€ I Sócios 154€ I 4M


arte Edições de Arte Contemporânea

ds i K

Kids

Ref. S0832A

A escolha da

Laura e do Diogo

---

-

Gosto desta serigrafia porque tem várias camadas ...e também gosto do skate!

Esta serigrafia conta uma história e nós gostamos muito de histórias!

Serigrafia, 100 x 69 cm , edição de 50 PVP 460€ I Sócios 322€ I 100% Ded. em quotas

-------------------------Ref. S1009

------------------

-

António

-

-

Fabesko Once Upon a Time

---------------------A escolha do

-

-------

--------------------------

----------------------

------------------------Manuel d’Olivares I’ve Been Here

Serigrafia com colagem e intervenção com stencil, 70 x 100 cm , edição de 50 PVP 490€ I Sócios 343€ I 8M

28

36


-

-

Catarina

Ref. S0722A

Ref. S0834

----------------

--------------

--------------------------------------

A escolha da

---------------

Zé e da Ginja

A escolha do

Joana Rosa s/ titulo

Serigrafia, 70 x 100 cm , edição de 50 PVP 475€ I Sócios 333€ I 8M

Fabesko Spider Man

Serigrafia, 50 x 35 cm, edição de 75 PVP 185€ Sócios 130€ I 3M

--

----------------------

Ref. S34972

Ref. S34973

Ref. S34971

------------- -

A escolha da

--

Teresa

Martina Manyà Série Montanhas

Serigrafia, 50 x 35 cm , edição de 40 CADA: PVP 110€ I Sócios 77€ I 2M

29

----------------

-----------------

--------------------------------

-

ds

--

36

Adoro montanhas!


arte Edições de Arte Contemporânea

Notícias em destaque

Gravuras e Litografias

Paula

A inauguração contou com a presença de Nick Willing, filho da artista, que também visitou o Atelier CPS.

25 Mai - 17 Jun ‘17 Centro Português de Serigrafia - Sede

CPS Sede Rua dos Industriais, 6 1249-023 Lisboa Tel. 213 933 260

As 16 gravuras e litografias foram anunciadas em pré-venda aos Sócios CPS tendo esgotado em poucas horas.

www.cps.pt

Paula Rego Exposição de Gravuras e Litografias no CPS com Atelier aberto ao público O CPS tem-se notabilizado não apenas como editor de obras de arte de artistas contemporâneos de dimensão nacional e internacional, mas também como divulgador de edições de referência como aconteceu nos meses de Maio e Junho, com a exposição de gravuras e de litografias da consagrada artista portuguesa Paula Rego, que teve lugar na Sede do CPS, em Lisboa. Durante a inauguração, o Atelier CPS de Serigrafia, Gravura e Litografia esteve aberto ao público e contou com a visita de Nick Willing, filho da artista e autor do recente documentário “Paula Rego, histórias e segredos”. Com esta iniciativa, o CPS pretende relevar a importância criativa e técnica destas expressões, no âmbito da defesa e valorização que tem vindo a efetuar desde 1985 em prol da Obra Gráfica.

30

36


Na mostra estiveram representadas obras das conhecidas séries Pendle Witches (1996), After Hogarth (2000) e Jane Eyre (2001-2002), ao todo 16 gravuras e litografias que foram anunciadas em pré-venda aos Sócios CPS, tendo esgotado em poucas horas. Uma notável exposição que nos transportou ao centro do universo de uma das mais extraordinárias artistas da atualidade.

31

36

No dia da inauguração, o Atelier CPS abriu as suas portas ao público para dar a conhecer as técnicas de serigrafia, gravura e litografia.


arte Edições de Arte Contemporânea

Notícias em destaque

A BNP é a entidade que em Portugal é responsável pelo património bibliográfico nacional, em que se inclui uma importante coleção de iconografia documental e artística. Da esquerda para a direita: Dra. Inês Cordeiro, Diretora da BNP; Dra. Joaquina Feijão, Responsável da Coleção de Iconografia e Cartografia da BNP e João Prates, Diretor do CPS. Foto: Ana Nogueira

Biblioteca Nacional de Portugal, acervo das edições CPS A credibilizar e a valorizar a coleção de cada Sócio No âmbito do protocolo estabelecido com o CPS, a Biblioteca Nacional de Portugal (BNP) recebeu recentemente mais um conjunto significativo de obras, em prol da representação e divulgação da obra gráfica de artistas portugueses. Nesse sentido, o CPS promove junto dos artistas que representa, o enriquecimento da coleção de iconografia da BNP, através da doação de um exemplar das obras que realizam com o CPS. Da programação regular conjunta, consta uma mostra regular na BNP, de novos trabalhos de artistas que, por via do CPS, passem a integrar o acervo da Biblioteca. Esta parceria constitui assim um património coletivo que reflete, credibiliza e valoriza a coleção particular de cada Sócio.

CPS marca presença no Colombo Uma exposição e uma PopUp Store para divulgar mais de 500 artistas Esta iniciativa teve como objetivo ir ao encontro de novos públicos e dar a conhecer o trabalho desenvolvido no CPS por mais de 500 artistas. Obras de Júlio Pomar, José de Guimarães, Cruzeiro Seixas, Eduardo Souto de Moura, entre outros, deram corpo a uma exposição, no Colombo que recebeu também uma Pop Up Store onde os apreciadores de arte puderam comprar muitas das edições do CPS em destaque e usufurir das condições de inscrição em vigor para novos Sócios.

32

36


Marcelo Rebelo de Sousa recebe o Diploma de Sócio Honorário do CPS, pelas mãos de António Prates e João Prates, respetivamente fundador e diretor do Centro.

Da esquerda para a direita: Sua Exa. o Sr. Presidente da República Portuguesa, Prof. Marcelo Rebelo de Sousa; António Prates, Fundador do CPS; João Prates, Diretor do CPS; Tiago Brandão, Ministro da Educação e Alexandre Oliveira, Diretor do Conselho Diretivo da ETPM

Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, Sócio Honorário CPS Diploma foi entregue na visita do Presidente à Escola Técnica e Profissional da Moita onde decorria uma exposição do CPS É com imenso orgulho que anunciamos que no dia 6 de Março de 2017 foi atribuído o título de Primeiro Sócio Honorário do CPS a sua Exa. o Sr. Presidente da República Portuguesa, Prof. Dr. Marcelo Rebelo de Sousa, enquanto máximo representante da nossa identidade cultural coletiva. O momento foi celebrado com a entrega do diploma e da primeira obra de arte, enquanto Sócio, uma serigrafia do consagrado artista português Cruzeiro Seixas. Este acontecimento teve lugar por ocasião da visita do Sr. Presidente à Escola Técnica Profissional da Moita (ETPM), onde decorria a exposição ExperimentARTE, com edições do CPS e cuja inauguração contou com a presença da escritora e atual assessora para a Educação da Presidência da República, Isabel Alçada. A proximidade como valor comum numa honra para o Centro Português de Serigrafia que a todos dignifica.

33

36


arte Edições de Arte Contemporânea

Testemunhos

O CPS é a Carla e o Vasco Convidámos a Carla e o Vasco a partilhar a sua experiência de ser Sócio CPS. Ficámos a saber que o casamento foi “o pontapé de saída”, neste caso de entrada no CPS e que ambos abraçam a arte de coração. São Sócios CPS há quanto tempo? Desde 1995. Nunca nos passou pela cabeça cancelar a subscrição pois, para além de podermos adquirir diversas peças, há sempre a possibilidade de oferecer presentes originais aos amigos e familiares, em múltiplas ocasiões. O que vos levou a inscreverem-se? Inscrevemo-nos no ano em que nos casámos, por nos terem sido oferecidas duas serigrafias do CPS. O amigo que nos presenteou acabou por nos propor, a nosso pedido, por acharmos o conceito do CPS muito apelativo e inovador. Mesmo ao fim de 22 anos, há sempre oportunidade para adquirir obras interessantes e, ultimamente, para além das serigrafias, temos adquirido outras peças, esculturas e vinho com arte, que são sempre presentes de sucesso. Na vossa Coleção, quais são as obras preferidas? Para o Vasco é o “Jazz” da série Ritmos de Cor, de Eduardo Nery,

pela relação das artes plásticas com a música. Para mim (Carla), a “Homenagem a Vieira da Silva”, de Mário Cesariny, pela ligação do pintor à literatura e porque foi o primeiro quadro, o tal que foi oferecido, por vários amigos muito especiais, como presente de casamento! Que lugar ocupa o CPS na vossa família? Ao fim de duas décadas como sócios, as casas dos nossos familiares e amigos já têm igualmente obras do CPS oferecidas por nós, em momentos importantes (aniversários, natais, baptizados ou casamentos). Graças a estas ofertas, alguns amigos, tal como nos aconteceu inicialmente, quiseram ser propostos como sócios. Em casa de alguns deles, chegamos a olhar para as paredes como se de uma “caderneta de cromos” se tratasse, tentando identificar os autores e se temos ou não! Presentemente, dado o volume de serigrafias que fomos adquirindo, 34

36

vamos variando os quadros de acordo com as ocasiões, em vários pontos da casa. Por exemplo, o tríptico do Domingos Mateus tornou-se presença habitual, na época natalícia, ao pé do presépio! E a gravura do Pedro Calapez alterna com uma das serigrafias que temos do Luís Feito, dependendo da estação do ano, na

A serigrafia de Eduardo Nery é uma das obras preferidas do casal. parede central da nossa sala. Sendo o nosso gosto mais para peças abstractas (e menos figurativas), o que nos agrada no CPS, quando compramos arte para oferecer, é o facto de existir uma oferta diversificada, que abarca vários géneros e gostos.


Ref. S888A

OFERTA A NOVOS SÓCIOS

G eração futu ro

Serigrafia de Manuel d’Olivares

G eração futu ro

A CRESCER COM ARTE

Crie uma Coleção de Arte para as gerações futuras, tornando os seus filhos, netos, sobrinhos ou mesmo afilhados, Sócios do CPS em condições exclusivas que lhes são dedicadas: » Inscrição grátis

» Oferta de uma serigrafia

Enquanto Sócio CPS, ao inscrever o seu familiar (filho, neto, sobrinho ou afilhado), o mesmo ficará isento do pagamento da jóia de inscrição de €79.

Na inscrição, o novo Sócio recebe como oferta de boas-vindas, uma serigrafia de Manuel d’Olivares no valor de 265 €*.

O sócio familiar proponente deverá ter as quotas em dia.

» Mesmo valor da sua quota O Novo Membro beneficia da sua antiguidade no CPS: o valor da quota do jovem Sócio será idêntico à sua.

G e ração futu ro

A CRESCER COM ARTE

*Poderá optar por outra obra de validade até 4M entre as Edições de Subscrição do CPS, à escolha.

Inscrições Geração Futuro numa galeria CPS ou através do e-mail contacto@cps.pt » Indique o seu Nome e Nº de Sócio

Mais info: Tel. 213 933 260


CENTRO PORTUGUÊS DE SERIGRAFIA www.cps.pt

PARTILHANDO O VALOR DA ARTE DESDE 1985 O CPS é a instituição portuguesa com a mais vasta atividade editorial no campo da Obra Gráfica Original. Pautado pela máxima exigência e qualidade, desenvolve edições de Serigrafia, Gravura, Litografia, Fotografia e Arte digital em ateliers próprios, dirigidas em especial aos seus Sócios que têm assim vantagens exclusivas e acesso privilegiado a centenas de obras de arte. Dos grandes mestres portugueses do século XX, aos jovens artistas emergentes, o CPS segue um modelo editorial eclético e formativo e dispõe de uma coleção ímpar de mais de 2.600 obras de cerca de 550 artistas portugueses e estrangeiros, um verdadeiro documento da arte e da cultura dos nossos dias. Tem partilhado com os seus Sócios exposições individuais de obra gráfica de artistas fundamentais como Picasso, Dalí, Miró, Tàpies, Joseph Beuys, Le Corbusier ou Mimmo Rotella. Representando hoje um selo de garantia de qualidade e autenticidade, fruto da sua experiência de mais de 30 anos, orgulha-se de já ter contribuído para o enriquecimento das coleções de mais de 12.000 Sócios e da promoção da arte portuguesa no exterior, com destaque para a edição “Estampa 2005” onde foi distinguido, entre 95 galerias de 14 países, como a Melhor Galeria do certame.

Ser Sócio CPS Colecionador de Arte INSCRIÇÃO: €79 QUOTA MENSAL: €39 OFERTA DE BOAS-VINDAS: Escolha, totalmente grátis, uma obra equivalente a 6 meses de quotas (6M) e PVP até €395

CPS SEDE

Morada: Rua dos Industriais, 6 1249-023 Lisboa (transversal da D. Carlos I, junto à Ass. República) Tel: 213 933 260 / E-mail: contacto@cps.pt Horário: Seg-Sex: 9h30 - 19h30. Sáb:13h -19h (encerra domingos e feriados) Horário de Verão (Jul-Set): Seg-Sex das 9h30 às 18h30 (encerra ao sábados, domingos e feriados)

CPS no CCB

Morada: Centro Cultural de Belém, Loja 7 Praça do Império, 1449-003 Lisboa Tel: 213 162 175 / E-mail: cpsccb@cps.pt Horário: Todos os dias: 10h - 21h

ATELIER CPS

Morada: Rua dos Industriais, 15 1249-023 Lisboa Tel: 213 930 032 / E-mail: ruialves@cps.pt

COMO FUNCIONA? Através do pagamento da quota mensal no valor de apenas €39,00, o Sócio CPS escolhe e recebe as Obras de Arte da sua preferência, entre as centenas de Edições de Subscrição disponíveis, de acordo com o número de quotas pagas e acumuladas, sem custos adicionais. E sempre nas melhores condições. Por exemplo, se acumulou 4 Meses de quotas, ou seja €156 (4x€39), pode escolher, sem mais custos, uma obra “4M” (obras de valor até €295 PVP) ou seja, poupa assim €139! Nas restantes edições, Edições Extra-Subscrição (na sua maioria obras externas ao CPS e/ou consignações), beneficia de significativos descontos s/ PVP. Nas obras que assim o indicarem, poderá descontar o valor acumulado em quotas. Veja neste exemplo real, as vantajosas opções para Sócios:

RUI ALBERTO – GALERIA ARTE.DESIGN

Representante CPS no Porto 15% de desconto em molduras Morada: Rua D. Manuel II, nº 196 4050-343 PORTO (parque de estacionamento do Palácio de Cristal) Tel: 223 707 318

GALERIA ANTÓNIO PRATES

Morada: Rua dos Industriais, 6 Piso -1 1249-023 Lisboa Tel: 213 571 166 / E-mail: galeria@galeriaantonioprates.com

DESCONTOS EM MOLDURAS PARA SÓCIOS A Moldura 15% de desconto Rua das Francesinhas 23C Lisboa Tel. 213 976 301 Av. Sacadura Cabral, 19 - A/B Lisboa Tel. 217 957 021 Moldura Minuto 10% de desconto Lisboa, Porto, Coimbra, Cascais, Almada Goldframe4art 30% de desconto Estr. da Serra da Mira, 26B São Brás, Amadora Tel: 216 065 693 Mool 10% de desconto Av. Infante Santo, 56 A Lisboa Tel. 213 940 083 Autovidreira 15% de desconto Rua Infantaria 16, nº 91-B Lisboa Tel. 213 880 855 Rua Poço dos Negros, nº 63 Lisboa Tel. 213 901 409 Qta. S. João das Areias, Tv. C - Lt 150A Sacavém Tel. 219 941 272

COMO ESCOLHER? Na revista gratuita “arte”, onde são apresentadas as mais recentes edições, no site www.cps.pt ou diretamente nas instalações do CPS Sede, CPS no CCB, Galeria António Prates ou delegação do Porto, Rui Alberto - Galeria Arte.Design COMO RECEBER? Diretamente nos locais citados ou pelo correio ficando, nesse caso, os portes a cargo do destinatário.

O período mínimo de permanência como Sócio é de 12 meses. Após este período, os Sócios são livres de cancelar a sua inscrição. Se desejarem cancelar mais cedo, deverão pagar antecipadamente o valor total de 12 quotas mensais.


C O R P O R AT E A rte contemporânea d e di c a d a à sua e mp r e sa

Informe- s e j unto do C PS: Tel. 213 933 260 Tlm. Corporate 963 080 964 E-mail: cpscorporate@cps.pt

CPS Corporate já mereceu a confiança de:


Conjunto de três chávenas em porcelana fina da autoria de Cruzeiro Seixas

O que é bom é para partilhar! OFERTA S A SÓCIO ES ENT

PROPON

CRUZEIRO SEIXAS Serigrafia, 29,5 x 42 cm, edição de 60 exemplares I Ref. S0667

Código de inscrição em www.cps.pt CPSFRIEND2017 CAMPANHA VÁLIDA ATÉ 31-10-2017 CONDIÇÕES DE ADMISSÃO DO NOVO SÓCIO: Jóia de Inscrição: €79 €20 Oferta De Boas-Vindas: Uma Obra de validade equivalente a 6M, 6 meses de quotas, (PVP até €395), totalmente grátis, à escolha entre as Edições de Subscrição disponíveis. Oferta ao Sócio Proponente: Uma serigrafia de Cruzeiro Seixas (Ref. S0667). Moldura não incluída. Campanha válida até 31-10-2017. Permanência mínima como Sócio CPS: 12 meses. Oferta não acumulável com outras ofertas / promoções / vouchers / campanhas em vigor.

CPS arte Verão 2017  

Revista-catálogo que apresenta as mais recentes edições de arte contemporânea do CPS. This catalogue introduces the new contemporary art edi...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you