Page 1

O jornal da comunidade luso-venezuelana. - Caracas, 25 de Junho a 01 de Julho de 2009

DepósitO LegaL: 199901DF222 - pubLiCaçãO semanaL anO 08 – n.º 314

VenezueLa: bs.F: 2,00 / pOrtugaL:

www.correiodevenezuela.com

Hugo Chávez anuncia nova visita a Portugal Presidente venezuelano inclui Lisboa em mais um périplo por países 'aliados'

Alcaldesa de El Hatillo recebida na Madeira /p.05

/p.04

JM de los Ríos precisa de anestesistas /p.09

Deputado Gonçalo Nuno entra em acção /p.03

Real Espport prepara estreia na Primeira Divisão /p.31

1,50


2

Editorial 25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Sempre a insegurança! Na actualidade da vida da comunidade portuguesa na Venezuela, merece natural destaque a anunciada visita do director da Polícia Judiciária portuguesa. Face à gravíssima situação na Venezuela, em matéria de falta de segurança, que prejudica sobretudo os cidadãos que se expõem mais como é o caso dos luso-venezuelanos, pelo tipo de actividades que desenvolvem no comércio - a presença de uma destacada autoridade portuguesa pouco ou nada poderá acrescentar. As conversações com as autoridades locais, tendo em vista alguma sensibilização para uma maior protecção aos portugueses, bem como a tentativa de perceber como se movimenta a comunidade lusa, são tarefas que se esperam venham a ser concretizadas. Nesse caso, alguma coisa já terá sido feita. A insegurança que caracteriza a Venezuela, de uma forma tragicamente crescente, não é um problema exclusivo da comunidade portuguesa. Nem tão pouco se poderá deduzir que seja criada, ou incentivada, para atingir apenas os interesses de empresários e comerciantes luso-venezuelanos. A incapacidade política e o pouco empenho do governo venezuelano em enfrentar este flagelo são factores reais muito preocupantes. Logo, é também neste plano que Portugal e os seus representantes deveriam actuar, dentro de um determinado espaço de manobra que obviamente nunca poderia extravasar para competências que são exclusivo das autoridades deste país. A presença permanente na Venezuela de um representante da Polícia Judiciária de Portugal foi um grande passo. Mas a sua actuação está delimitada a uma determinada esfera de acção. Falta actuar a outros níveis, também. PUBLICIDADE

Correio da Venezuela

a semana Muito Bom

Bom

A visita anunciada pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez, a Portugal. O objectivo da viagem é afiançar os convénios comerciais celebrados entre os dois governos, envolvendo também privados. Chávez terminará a sua visita oficial a Portugal com uma reunião com os ministros portugueses e representantes da PDVSA.

Fazer acordos de geminação, activar mecanismos de relacionamento com Portugal e com a comunidade portuguesa na Venezuela: estas são as práticas habituais, sobretudo se se trata de uma alcaldia ou outro órgão, dirigido por pessoas com alguma sensibilidade para a aproximação a Portugal. No entanto, para além deste tipo de iniciativas, destaca-se o interesse demonstrado por alguns governos regionais venezuelanos, no sentido de activar o mesmo tipo de mecanismos de aproximação com Portugal, com os portugueses e com a sua ( nossa) cultura.

Mau Apesar de todas as promessas e de tanta declaração de intenções, a grande verdade é que muitos empresários luso-venezuelanos continuam a ser altamente prejudicados por lhes ser vedado o acesso a divisas. Trata-se de um controlo apertadíssimo, que põe em causa a sobrevivência de alguns negócios e, por tabela, a manutenção de muitos postos de trabalho. A Venezuela precisa urgentemente de rever alguns procedimentos que estão a travar a economia..

O cartOOn da semana

Muito Mau Continuam bloqueadas ou inexistentes as divisas aprovadas pelo CADIVI para a entrada de bens na Venezuela. Num país onde o desenvolvimento industrial deixa muito a desejar, com produções insuficientes de quase todo o tipo de equipamentos, aqueles que querem importar o que aqui faz falta têm visto, desde há já largos meses, o seu trabalho dificultado. É certo que tem de haver rigor na aplicação das regras que ditam o consumo, mas há que reflectir que é a actividade comercial que torna a economia de um país dinâmica e forte.


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

DEputaDo Do psD pELo círcuLo fora Da Europa

Gonçalo Nuno prepara fim da sua Legislatura o período como deputado à Assembleia Portuguesa?

Andreina De Abreu dosreis.andreina@ gmail.com

E

m meados de Março deste ano, os deputados José Cesário e Carlos Páscoa, ambos eleitos à Assembleia da República pelo Círculo Fora da Europa, visitaram a Venezuela. Cesário, que então era o Coordenador do Sector da Emigração do Partido Social Democrata ( PSD) para o mandato 2005-2009, explicou que a sua visita tinha por finalidade estabelecer um balanço da situação da comunidade portuguesa neste país. Dias antes da chegada dos dois parlamentares, foi tornada pública uma polémica envolvendo Gonçalo Nuno dos Santos, o qual estaria a ser impedido de ocupar o cargo de deputado, segundo o que havia sido combinado num acordo de cava-lheiros que estabeleceu a divisão do período do actual mandato com o deputado Páscoa. Apesar das partes terem aceite as condições do acordo, quando chegou à altura da troca, Gonçalo Nuno ainda estava à espera que o seu colega de partido lhe 'entregasse' as atribuições inerentes ao cargo. Ainda durante a deslocação de Cesário à Venezuela, este deputado observou que o acordo consistia num " documento absolutamente interno que não devia ter saído do âmbito do par-

Gonçalo Nuno - A substituição do deputado Carlos Páscoa Gonçalves acontecerá por um período que, em princípio será de 50 dias. Assim, e caso não hajam alterações, regressarei à Região Autónoma da Madeira na última semana de Julho. Tenho me encontrado com regularidade com o líder do sector de emigração do PSD, deputado José de Almeida Cesário para acertar com ele as medidas a propor ainda nesta Legislatura. O Deputado estará em Lisboa até fins de Julho.

tido" . Em entrevista ao CORREIO, o agora deputado Gonçalo Nuno esclareceu certas dúvidas quanto à sua situação actual, tendo ainda abordado a aproximação do final da legislatura e as funções desempenhadas pelos deputados eleitos pelo Círculo Fora da Europa. CORREIO - O senhor candidatou-se para algum outro cargo dentro do Parlamento Europeu? Gonçalo Nuno - Não me lancei para candidato a nada. Em Portugal, são os partidos políticos que apresentam uma lista de candidatos. Nesta conformidade, porque o meu nome constava na

DEputaDo GoNçaLo NuNo comENta o fiNaL Da actuaL LEGisLatura lista do PSD para o círculo eleitoral de fora da Europa como primeiro suplente, cargo que honrosamente aceitei. Assim, fui deputado nesta Legislatura no ano 2005 e de novo, neste ano de 2009 e neste fim de Legislatura encontro-me em Lisboa para cumprir esse tempo. Nunca o PSD me candidatou a qualquer lugar Europeu. CORREIO - Quando termina

CORREIO - Qual a missão dos deputados eleitos pelo Círculo de Fora da Europa? Porque há uma grande desinformação e ninguém sabe muito sobre isso? Gonçalo Nuno - A Constituição da República reserva a representatividade Parlamentar dos portugueses que residem fora do território nacional e nessa conformidade há dois círculos eleitorais para a defesa a todos os níveis dos interesses dos emigrantes. Na realidade, o nosso País dá importância aos portugueses que não residem em Portugal. Os deputados eleitos por esses círculos têm como missão primeira apresentar soluções que visem aproximar os nossos compatriotas residentes no estrangeiro ao seu próprio país.

Actual

3

polícia resgata comerciante As autoridades policiais resgataram um comerciante madeirense, de 55 anos de idade, que tinha sido sequestrado desde na quarta-feira, 17, numa urbanização do leste de Caracas numa operação em que foram detidos dez pessoas, revelou fonte policial. Segundo revelou o subdirector do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas ( CICPC, antiga Polícia Técnica Judiciária) o comerciante, Carlos Manuel López Coelho, foi resgatado na noite de sexta-feira, 19, na localidade de Petare ( a leste de Caracas), sem concretizar o pagamento de um resgate. Precisou que durante " o procedimento" foram detidas dez pessoas, cuja identidade não precisou. Fontes da comunidade portuguesa radicada na Venezuela explicaram à Agência Lusa que o comerciante madeirense foi sequestrado em horas da manhã de quarta-feira quando saía da sua residência na Urbanização Miranda, a leste de Caracas. Também que o comerciante este três dias com os olhos vendados o que lhe dificultava diferenciar entre distinguir entre o dia e a noite. Segundo fontes empresariais portuguesas na última semana sete comerciantes foram vítima de rapto, na sua maioria na modalidade de sequestro expresso. Um dos casos aconteceu no estado venezuelano de Vargas, 30 quilómetros a norte de Caracas. PUBLICIDADE


4

Venezuela 25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Correio da VenezueLa

Chávez visita portugal

ro-ministro, David Damião, negou ao DN a realização de presidente da Venezuela, qualquer visita a Portugal de Hugo Chávez, voltou a Hugo Chávez, desde logo porque colocar Portugal no centro um evento desses implica sempre do seu radar político ao uma deslocação prévia de assesanunciar que estará em Lisboa no sores ( venezuelanos, neste caso) quadro de um périplo por seis para preparar a visita, o que agora não aconteceu. países que D a v i d começou na Chefe do estado Damião adianpassada segunda-feira, 21. venezuelano inClui tou, contudo, que na próxiEsta viagem lisboa numa viagem ma quinta-feira " de grande se realiza, em importância de "interesse Lisboa, um estratégica" a estratégiCo" por encontro seis países inisterial " amigos" , seis países "amigos" m entre o titular segundo notida pasta da ciou a France Press a partir de Caracas, inclui Economia português e o responCuba, China, Rússia, Bielorússia, sável pelos Petróleos venezuelano, que estará acompanhado França e, por fim, Portugal. Mas um porta-voz do primei- pelo vice-ministro dos Negócios Manuel Carlos Freire

o

PUBLICIDADE

Chávez e Sócrates poderão voltar a encontrar-se em Lisboa.

Estrangeiros de Caracas para a Europa. Esta reunião, de âmbito periódico, insere-se no programa de acompanhamento da execução dos acordos bilaterais existentes entre os dois países, adiantou o porta-voz de José Sócrates. Recorde-se que o primeiroministro visitou em Maio passado a Venezuela - país onde residem cerca de 600 mil emigrantes portugueses -, acompanhado por uma comitiva de oito dezenas de

empresários e que se saldou pela assinatura de vários acordos, com particular realce para a área da energia. Poucas semanas depois, Chávez surgiu na televisão do seu país a enaltecer as qualidades do computador portátil " Magalhães" ( fabricado em Portugal) e a admitir a compra de um milhão de unidades. Antes, em Novembro de 2007, foi o Presidente venezuelano a visitar Portugal, onde sublin-

hou que " as relações comerciais estão muito abaixo do relacionamento entre os povos" dos dois países. No plano estritamente partidário, Hugo Chávez recorreu à figura de José Sócrates para efeitos de campanha eleitoral interna, aparecendo sentado lado a lado com o primeiro-ministro português num cartaz onde se podia ler, em letras garrafais, " Rompendo o bloqueio. Venezuela é respeitada!"


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Venezuela

Alcaldesa de El Hatillo visitou a Ribeira Brava terra do seu pai" . Sobre a possibilidade de geminação entre as duas câmaras municipais, Ismael Fernandes recordou que El Hatillo tem já convénios assinados com as câmaras da Calheta e do Porto Santo. A alcaldesa luso-venezuelana tem previsto visitar outros autarcas na ilha da Madeira a fim de conhecer opiniões nas diferentes áreas sociais.

MiRyAM do NAsCiMENto E o sEu HoMólogo dA RiBEiRA BRAvA, isMAEl fERNANdEs, MANtivERAM uMA REuNião iNfoRMAl. Jean Carlos de Abreu deabreujean@ gmail.com

A

alcaldesa do município El Hatillo, Miryam do Nascimento, reuniu-se com o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava, Ismael Fernandes, durante a sua visita recente à Madeira, a fim de trocar impressões, conhecer o percurso histórico e moderno daquela localidade da ilha da Madeira, assim como os trabal-

AjudA Aos incApAcitAdos

A alcaldesa luso-venezuelana tem previsto visitar outros autarcas na ilha da Madeira.

hos realizados na zona. Myriam do Nascimento visitou ainda um lar de idosos, uma escola e conviveu com alguns portugueses que viveram no município El Hatillo.

O presidente da Câmara Municipal do concelho de Ribeira Brava considera que a alcaldesa " é uma pessoa democrata, perspicaz, inteligente e que está a par dos avanços na

A Associação Desportiva do Campanário está a pedir ajuda para a aquisição de uma carrinha de transporte de doentes portadores de deficiência. Para tal, apela a empresas portuguesas, luso-venezuelanas e ainda a particulares para comprar o transporte. Quem desejar colaborar, pode depositar o seu donativo através da conta NI-BPI 001000004216722000131.

5

Casal madeirense perde a vida em acidente de viação Filipe Gonçalves DN MADEIRA Um casal, natural do Jardim da Serra, Madeira, morreu na sequência de um acidente de viação que aconteceu no sábado, 20, perto de Carora, no Estado de Lara. Ambos seguiam na auto-estrada, vindos do cabeleireiro porque se preparavam para festejar o aniversário da filha mais nova que completava 15 anos nesse dia. A viatura onde seguiam acabou por se envolver num acidente com um camião provocando morte imediata nestes dois comerciantes. O acidente deste casal chocou a comunidade e foi noticiado nos últimos dias pela imprensa venezuelana. Vizinhos do casal ouvidos pelo DIÁRIO mostraram-se bastante chocados com o caso e explicaram que os filhos de Jacinto Ramos e Maria Fátima de 27, 22 e 15 anos estão agora aos cuidados de um tio paterno. PUBLICIDADE


6

Venezuela

COrreiO da Venezuela

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

comemoração do dia da Madeira começa sábado Andreina de Abreu dosreis.andreina@ gmail.com

A

O Presidente da Madeira na sua visita a Venezuela.

PUBLICIDADE

Comissão para a Celebração do Dia da Região Autónoma da Madeira e das Comunidades Madeirenses está a preparar os actos comemorativos da data que visa celebrar o estatuto autonómico conquistado por esta ilha portuguesa. Criada em 10 de Maio de 1988, esta associação tem por objectivo fundamental preparar e levar a cabo uma série de eventos relacionados com celebração da Autonomia daquele arquipélago, que só foi possível graças ao 25 de Abril de 1974, após a chamada Revolução dos Cravos. Os estatutos da Comissão estabelecem ainda que as celebrações também devem pugnar pela divulgação dos valores do povo português, com ênfase na " a vida e obra

dos madeirenses" . " A Comissão foi criada por iniciativa dos delegados ao primeiro Congresso das Comunidades Madeirenses" , lembra o presidente da Associação, Paulo de Sousa. Foi neste Congresso, realizado no

Secretário regionAl doS ASSuntoS SociAiS repreSentA o governo regionAl Funchal, capital da Madeira, em 1984, que se decidiu comemorar a data na Venezuela com a realização de diversas festividades para celebrar o dia que foi decretado feriado pelo Governo Regional da Madeira. Entre alguns dos primeiros membros da Comissão encontravam-se Cremilda de Andrade, Alice

Vieira, Agostinho de Sousa Macedo, Fernando Ludgero da Silva, José Quintino de Abreu, Leandro Camacho, José Rodrigues Ferreira, Ferdinando Soares, António dos Santos Araujo, João Cândido de Sousa Macedo, Orlando Macedo, Alcindo Abreu, Agostinho Gomes, Alexandre Cova, entre outros. Em constantE Evolução " A Comissão tem-se mantido em constante evolução" , assegura o presidente, recordando que se no início as principais iniciativas para assinalar a efeméride se resumiam à organização de jantares de convívio, hoje são promovidas diversas actividades culturais. Uma delas foi o concerto de gala anual em que participaram a Orquestra Sinfónica da Venezuela e artistas portugueses e venezuelanos como Rosa Madeira, Paulo de Carvalho, Vítor Costa, Banda D'Alem,


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

a associação também se tem encarregado de impulsionar várias exposições de artistas plásticos madeirenses e luso-descendentes

Xarabanda, Floria Marquez, Simon Diaz. A Associação também se tem encarregado de impulsionar várias exposições de artistas plásticos madeirenses e luso-descendentes. Outro dos seus contributos foi o lançamento do CD " De outra praia no mesmo oceano" , que foi produzido pela Comissão em parceria com a Orquestra Sinfónica da Venezuela. Até à data, os presidentes da Comissão para a Celebração do Dia da Madeira foram António dos Santos Araujo, Humberto Ferreira,

Ferdinando Soares e Agostinho Gomes Lucas. Ao longo dos anos, destacadas personalidades portuguesas, particularmente madeirenses, têm marcado presença nas celebrações deste Dia. Representantes da Igreja, da Assembleia Nacional ou Regional, do Governo Nacional e também da Madeira têm acompanhado a comunidade portuguesa radicada na Venezuela. Destaque-se a participação do Presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, em três ocasiões.

Programa dEstE ano Para a acompanhar a celebração deste está prevista a presença do secretário regional dos Assuntos Sociais, Francisco Jardim Ramos, que assim presidirá às diversas iniciativas previstas para 27 de Junho e 1 de Julho. No sábado será realizado um encontro organizado pela Associação de Médicos Luso Venezuelanos ( ASOMELUVE), no Hotel Marriot, a partir das 9h30 da manhã. Para além do secretário regional dos Assuntos Sociais, está prevista a participação de José

7

Venezuela

Teixeira França, presidente do Conselho Médico da Região Autónoma da Madeira, entre outras personalidades do sector da saúde de Portugal. Para o domingo, 28 de Junho, será levado a cabo um concerto pela Orquestra Sinfónica da Venezuela com o tenor venezuelano Robert Girón e a cantora luso-descendente Sandra Rodrigues. O evento está previsto para as seis da tarde, no Salão Nobre do Centro Português, em Caracas. A 1 de Julho, a celebração será iniciada com a deposição de oferendas florais em homenagem ao Libertador Simão Bolívar e a Luís de Camões. Seguidamente, será oficiada uma Eucaristia, presidida pelo padre Alexandre Mendonça, às seis da tarde. Depois do presidente da Comissão dar as boasvindas e encerrar a parte protocolar, será oferecido um jantar que será acompanhado por um espectáculo musical a cargo do grupo luso-venezuelano 'Tradições' e o artista madeirense João Luís Mendonça, actividades que também terão lugar no Centro Português, em Caracas.

Saudade pelos que partiram Este ano, pela primeira vez na história das celebrações do dia da Madeira na Venezuela, Agostinho Macedo não estará presente. A par de outras personalidades, o empresário recentemente falecido ajudou a fundar esta Comissão. Além disso, foi um dos seus grandes impulsionadores e responsáveis pela posterior consolidação da Associação. Ferdinando Soares também foi um dos presidentes que ajudou a crescer a Comissão. O seu legado continua presente nas actividades culturais que apoiou durante os anos em que colaborou com a Associação.

PUBLICIDADE


8

Venezuela breVes

número de infectados pela gripe A H1n1 sobe para 52 O número de casos confirmados de doentes com o vírus da Gripe A H1N1 subiu, na passada quarta-feira, para 52, segundo dados divulgados pela viceministro de Redes de Saúde Coectiva, Nancy Pérez. Aquela responsável indicou que nas últimas horas foram detectados sete novos casos, quatro deles no Estado venezuelano de Arágua e três dos quais com origem no contacto com pessoas infectadas. Um dos casos trata-se de um homem de 25 anos de idade que viajou recentemente para Miami, nos Estados Unidos. Os outros três casos foram detectados no Estado venezuelano de Miranda e os pacientes são pessoas que estiveram em contacto com os 18 primeiros casos confirmados na região. " Há que reconhecer que todos os pacientes têm seguido o tratamento”. PUBLICIDADE

Correio dA VenezuelA

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Damas da espetada procuram apoio de comerciantes " colaborem com a associação criada pelas mulheres, para as mulheres e para o crescimento s cavalheiros foram rece- pessoal das mesmas." Henriques deixou claro que bidos uma vez mais pelas Damas da Espetada de não importa o tipo de contribuiCaracas para celebrar o Dia do ção de cada empresa, pode ser Pai e partilhar um momento de qualquer valor, desde um donativo agradável, difemonetário até rente e ameno. AmigAs celebrArAm à utilização de O encontro sumos para a realizou-se no O DiA DO PAi num ceia. salão de festas As pessoas La Selecta, na Ambiente fAmiliAr presentes urbanização que fAcilitOu As puderam parSanta Mónica, em Caracas, DinâmicAs De gruPO ticipar em jogos interactionde os partivos que anicipantes pudemaram a ceia. O cantor Josué, ram degustar a espetada. O momento foi aproveitado representado por Nino Acosta, por Sílvia Henriques, presidente ofereceu ao público três temas, da academia, para pedir aos entre os quais 'El Alma Llanera'. O custo da ceia foi de 150 empresários que, através das suas esposas e conhecidas, bolívares fortes, que serão invesAnaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com

O

A Presidente da academia pede aos empresários que colaborem com a associação criada pelas mulheres.

tidos na associação, uma vez que " as primeiras seis ceias são para arrecadar fundos para a academia. Esse valor será dividido pelos gastos de papelaria, entre outros, e 50% vai para uma conta de poupança para depois começar com as doaçõ-

es que as crianças tanto precisam." Segundo acrescentou a presidente da Academia de Espetada de Caracas, a recolha de fundos faz-se desta forma para conseguir ajudar este sector da sociedade.


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

50 CriançaS eSperam pOr uma Cirurgia

Serviço de Cardiologia com falta de anestesistas Andreina de Abreu dosreis.andreina@ gmail.com

O

serviço de Cardiologia do Hospital J.M de Los Ríos precisa de apoio económico para contratar anestesistas. Apesar de contar com o apoio do Ministério do Poder Popular para a Saúde para a aquisição de certos equipamentos, aquele serviço precisa da assistência destes médicos para a realização de cateterismos. Maria de Gouveia, chefe do departamento de Cardiologia, indicou que a falta daqueles profissionais no país afecta directamente este serviço. " Precisamos de anestesistas para poder realizar

PUBLICIDADE

cateterismos de diagnóstico e terapêuticos" . Os cateterismos de diagnóstico permitem determinar se o paciente requer uma intervenção cirúrgica, enquanto os de tipo terapêutico permitem dilatar válvulas sanguíneas e corrigir certos defeitos cardíacos sem necessidade de fazer cirurgias. O ano passado, a Cardiologia daquele hospital contava com quatro anestesistas, dois deles trabalhavam no turno da manhã e os outros dois no turno da noite. Actualmente, contam apenas com dois médicos da área, ambos no turno da manhã. Isto tem consequências imediatas, como por exemplo uma lista de espera de pacien-

Serviço de Cardiologia do Hospital quer evitar aumento das listas de espera.

tes que continua a aumentar. Para já, 50 crianças esperam por uma cirurgia no turno da

tarde e outros 20 no turno da manhã, de acordo com informações do departamento.

Venezuela

9

Pedido às empresas O serviço de Cardiologia pede, assim, apoio às empresas privadas. A ajuda pode ser depositada na Fundação Patronato. Para obter o número da conta, ligue directamente para o telefone 0212-574-2775. O depósito deverá ser feito em nome do serviço de Cardiologia. Ao mesmo tempo que as empresas que respondam ao apelo cumprem com a sua responsabilidade social, ajudam também na contratação de médicos anestesistas que assistam as crianças que precisam de uma operação. Estes pacientes são oriundos na sua maioria de famílias de escassos recursos, vindas de diferentes regiões do país. O serviço adverte ainda que as empresas que efectuem algum depósito devem notificar o departamento de Cardiologia que o fizeram, bem como referir a data da transição. Para maior facilidade, pode enviar uma cópia do documento do depósito para o fax deste serviço, com o número 0212574-2135.


10 Venezuela

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Correio dA VenezueLA

eM los valles del tuy

autoridades reforçam combate à criminalidade a

s autoridades de Los Valles del Tuy, no Estado Miranda, prometeram, reforçar o combate à criminalidade de que se queixam os empresários estabelecidos na região, entre os quais milhares de portugueses. " Articulamos com os seis presidentes de câmaras municipais da região de Los Valles del Tuy e com o comando policial para que instalem uma esquadra da Guarda Nacional em cada município" , disse à Agência Lusa, José Ramírez, presidente da Câmara Municipal de Cristóbal Rojas, Charallave. Los Valles del Tuy é uma região do Estado venezuelano de Miranda, situada a 50 quilómetros a sul de Caracas, composta pelas cidades de Charallave, Cúa, Santa Teresa del Tuy, Ocumare del Tuy, San Francisco de Yare e Santa Lúcia, onde residem mais de 150 mil pessoas, entre as quais vários PUBLICIDADE

milhares de luso-venezuelanos. Segundo o autarca, as autoridades municipais vão dividir o município em quatro zonas e cada uma delas terá um comissariado da Polícia Municipal. José Ramírez explicou que

Município vai ser dividido eM quatro zonas e cada uMa delas terá uM coMissariado da polícia Municipal todas as acções destinadas a combater a insegurança são postas à consulta dos cidadãos para se obter " o consenso e a participação do sector comercial que está profundamente ligado à comuni-

dade luso-venezuelana e portuguesa" . " Cada passo que se dá, cada acção para combater a insegurança, consultam-se primeiro os cidadãos, especificamente a comunidade portuguesa, isso é parte da relação que temos" , frisou. Em declarações à Agência Lusa o comerciante português, José Manuel Sousa Vasconcelos, congratulou-se com a iniciativa das autoridades, sublinhando, no entanto, que as medidas para combater a insegurança devem ser contínuas e não ocasionais. " Cada vez que tocámos à porta ( da Câmara Municipal) a situação melhora, eles ( autoridades) ouvem os nossos pedidos e sugestões" , afirmou, sublinhando estar já marcada uma nova reunião que se prevê conte com a participação de um elevado número de comerciantes" .

As autoridades de Los Valles del Tuy prometeram reforçar o combate à criminalidade.


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Freguesias

11

Fajã da Ovelha é uma freguesia do concelho da Calheta, ilha da Madeira, com 24,00 km² de área e 1 016 habitantes (segundo os censos de 2001). Possui uma densidade populacional de 42,3 hab/km².

"Pouca gente" na Fajã da Ovelha Zélia Castro

“A

qui já não tem nada de bom, só velhos entrevados" . José Gomes vive há mais de 40 anos na Fajã da Ovelha. A saída dos jovens da freguesia para outras paragens, por falta de trabalho ou para fugirem à agricultura, é a resposta que consegue encontrar para justificar a população envelhecida da qual faz parte. Contudo, de resto, nada tem a apontar. É um sítio calmo, sereno, seguro, mas que só ganha vida, durante a semana, com a visita de muitos turistas e, aos sábados e domingos, com os visitantes de fora que, por norma, vêm do Funchal para as casas que construíram para os dias de descanso. A maior parte das casas que estão fechadas ou pertencem a emigrantes, ou a pessoas que adquiriram os terrenos e construíram habitações de raiz para os fins-de-semana. " Há muita gente emigrada, alguns estão lá, querem vir e não podem, outros têm o

Freguesia sente falta de mão-de-obra em vários sectores.

seu negócio, mas são pobres" , refere, garantindo que, no Verão, a freguesia transforma-se com o regresso provisório dos filhos da terra. " Aqui só falta gente que trabalhe, porque ninguém quer trabalhar" , aponta, referindo-se à agricultura. " Isto vai rebentar para algum lado porque ninguém vive sem trabalho" , alerta, recordando, por momentos, os tempos de juventude, altura em que passou

FREguESiA EStá EnVElhECidA PORquE OS jOVEnS PARtiRAM PARA FugiR à AgRiCultuRA por muito e aos quais apelida de " má vida" . À espera do autocarro que o leva com regularidade ao Centro

de Saúde da freguesia, Aníbal Fernandes garante que a Fajã de Ovelha é " uma freguesia muito bonita" , embora os jovens saiam rumo a Inglaterra, França, ou até mesmo à Venezuela e África do Sul. " Estamos a diminuir" , graceja, alertando que " não há rapazes" . Aníbal também garante que há já muita gente do Funchal a descobrir o que a Fajã da Ovelha tem de melhor. " É uma terra muito boa, há muita gente do Funchal a fazer já as suas casas aqui para passar os fins-de-semana" , aponta. Embora também tenha estado emigrado na Venezuela, levou pouco tempo a perceber que queria voltar para a terra natal e passar " o resto da vida" por lá, uma terra calma e que é constantemente alvo da curiosidade dos turistas. " Muitos perguntam-me onde vai ter a Levada Nova, mas eu não sei falar inglês, por isso digo 'arriba'" , graceja Aníbal Fernandes, que nunca perdeu o sotaque venezuelano.

Empresa investe 1,3 milhões de euros em projecto turístico Patrícia Gaspar

C

erca de 1.3 milhões de euros é quanto vai custar o empreendimento turístico que a empresa 'Perfeito Estado, Lda.' tem em fase de construção, na freguesia da Fajã da Ovelha, no concelho da Calheta. Depois da casa de férias 'Angels Inn Paradise' nos Prazeres, a empresa volta-se agora para a freguesia vizinha com o projecto 'Angels Inn Paradise II', um investimento que vai criar entre 12 a 15 postos de trabalho na Fajã da Ovelha. O novo empreendimento está vocacionado para o turismo rural, mas difere do projecto da Calheta composto por uma luxuosa casa

de campo em espaço rural, na medida em que vai possibilitar o aluguer de quartos e de 'bungalows', num total de 22 camas. Filipe Santos, sócio-gerente da 'Perfeito Estado, Lda.', conta concluir a primeira parte do investimento até o próximo Verão, altura os quartos de aluguer serão colocados ao dispor do mercado. Dois ou três anos é o prazo previsto para a conclusão da segunda parte do projecto que vai ser, de acordo com Filipe Santos, auto-sustentável em termos energéticos. Para além do alojamento, a unidade turística 'Angels Inn Paradise II' vai ser equipada com hortas para a prática de enoturismo, uma piscina, um lagar com pisas de uva ao vivo na altura das vindimas e uma adega

Empresa regional aposta n a Fajã da Ovelha para construir empreendimento de luxo.

para prova de vinhos. " A ideia é que os turistas possam aprender a cultivar os produtos da terra e usufruir dos melhores serviços" , explica Filipe Santos. O empresário madeirense pre-

tende promover a prática de desportos radicais e o turismo direccionado para a natureza. Filipe Santos diz que a freguesia da Fajã de Ovelha tem " um grande potencial" para ser explorado.

BREVES Museu em ex-fábrica A população da Fajã da Ovelha gostaria de ver a antiga Fábrica da Manteiga, com uma riqueza patente na História da Madeira, transformada em centro cultural e núcleo museológico, onde pudesse estar preservada a memória daquela freguesia e do concelho da Calheta. Quem o diz é José Luís de Sousa, presidente da Junta de Freguesia da Fajã da Ovelha, e Horácio Ramos, presidente da Casa do Povo da localidade.

Pavilhão coberto " Um pavilhão coberto é o grande objectivo da população da Fajã da Ovelha" , diz o presidente da Junta de Freguesia local, José Luís de Sousa. A infra-estrutura está nos planos mas, nesta altura, não é " o que se pretende" . Este projecto passa pela cobertura do campo de futebol existente ao lado da Escola Básica e Secundária da Raposeira, " mas isso está fora de questão" , diz o autarca. Em termos desportivos, a Fajã da Ovelha está ainda limitada ao grande evento apoiado pela Junta de Freguesia, concretamente, o Circuito da Fajã Ovelha.

Escola é mais-valia " A escola da Raposeira tem sido uma mais-valia" , refere o presidente da Junta de Freguesia. " A escola tem cerca de 300 alunos mas, no que diz respeito ao ténisde-mesa, não há muitos adeptos. Os alunos preferem outras modalidades" . De qualquer modo, José Luís de Sousa reforça: " O Governo Regional tem o projecto para a cobertura do campo que fica ao lado da escola, mas isso não convém. As pessoas aspiram por um pavilhão totalmente coberto, porque aqui, na Fajã da Ovelha, por vezes faz muito frio" . Voltando ao atletismo, José Luís de Sousa assegura que a Junta de Freguesia vai continuar com o apoio.


12 História de Vida

Correio da Venezuela

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Maria pereira da silva

"Uma vida cheia de provações" Trinidad Macedo

M

eu nome é Maria Pereira da Costa. Tenho 69 anos de idade e nasci na freguesia do Seixal, concelho do Porto Moniz, Madeira. Fui mais uma emigrante que chegou à Venezuela em 1961, deixando a minha infância, juventude e recordações para trás. Estudei até à quarta classe. A minha mãe ensinou-me a bordar e a fazer croché, para além das tarefas domésticas. Éramos seis irmãos e as raparigas tinham de cumprir com este papel. Um ano antes de vir para a Venezuela, casei-me com João de Andrade Jardim, que também era da mesma freguesia. Éramos jovens e viemos para cá no navio PUBLICIDADE

Sorrento. Desembarcámos em La Guaira de noite, e estava tudo iluminado. Via-se tudo bonito, mas na manhã seguinte a realidade era bem diferente. Fomos até Caracas, onde o meu marido tinha um negócio em sociedade com um irmão. Vivemos num pequeno quarto no mesmo local onde o meu cunhado ficava com a esposa. Passado algum tempo, arrendámos um apartamento perto de La Carlota, em Caracas. Depois de 12 anos na Venezuela, viajamos até Portugal por questões ligadas à saúde do meu filho mais velho. Nessa altura, tínhamos dois filhos. Estivemos nove meses no nosso país. Regressamos à terra de Bolívar e a nossa situação económica era diferente, ao ponto de

regressarmos a um quarto. João ficou transtornado com a situação e decidiu regressar a Portugal. Passados três meses, fui com o meu filho. Vivi com uma prima enquanto ele trabalhava como empregado. Por coisas do destino, voltámos à Venezuela, desta vez para a cidade de Maracay, estado Aragua, onde Juan comprou um negócio próximo da alcaldía de El Limón. Nessa altura nasceu a minha segunda filha. Pouco a pouco fomos recuperando até poder comprar uma modesta casa para viver. Doença prolongaDa

Há 12 anos que padeço de uma doença chamada artrite reumatóide deformante, diagnóstico

a vida de MUitos eMigrantes não foi nada fácil. passaraM por etapas difíceis para consegUir algUMa coisa que me fizeram depois de um longo tempo de tratamentos para controlar a osteoporose. O meu marido adoeceu e morreu o meu filho é quem me

ajuda desde essa altura, porque não me posso valer por mim mesma. Descuidei-me um pouco do negócio devido à minha situação, e a situação económica voltou a decair. A minha filha também não me pode ajudar porque teve adversidades na sua vida. O marido não pode trabalhar devido a problemas na coluna e ela tem de cuidar dos dois filhos. O pouco que tinha perdi devido a uma enxurrada que atingiu a minha casa, perdendo uma parte dela e das minhas coisas.


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Publicidade

13


14 Cultura

COrreiO dA VenezuelA

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

menina concorre ao new model Maria Fernanda é um exemplo de que a passagem de modelos é uma paixão que se adquire desde s categorias Baby e Mini do tenra idade. Em 2008, pertenceu à certame New Model academia de modelos Giselle Venezuela foram apresenta- Reyes. É o primeiro concurso de das à imprensa no passado dia 21, beleza em que participa, demonsdomingo. Esta é a terceira edição do trando entusiasmo. Levaram-se a cabo quatro casconcurso, que será levado a cabo no dia 12 de Setembro, no teatro tings a nível nacional, procurando Don Bosco, na urbanização dar oportunidade a um maior número de meninas. Durante um Altamira. ano, as venceA apresentadoras do certação decorreu no mAriA FernAndA me serão a imaFridays, no cenda agência tro comercial El FernAndes FigueirA gem Force Model, Tolón. As concorrentes desficoncorre no certA- promotora do concurso New laram uma a me new model M o d e l uma e depois Venezuela. em conjunto. venezuelA, que As outras M a r i a F e r n a n d a decorre em cArAcAs duas categorias, Juvenil e Teen, Fernandes em setembro incluem jovens Figueira, uma entre os 11 e os menina de cinco anos, representa o estado Miranda 17 anos. Nestas duas, as vencedoras na categoria Baby, composta por terão a oportunidade de participar crianças com idades compreendidas em concursos internacionais dos parceiros associados ao evento. entre os quatro e os seis anos. O concurso está marcado para Figueira aplicou-se no casting no qual se inscreveram cerca de 80 Setembro e contará com um júri meninas nas duas primeiras catego- composto por donos de agências, rias. Luis Rojas, um dos organizado- membros da imprensa, fotógrafos e res do evento, explicou que são figuras-chave do mundo da moda. O motivo para realizar certames eleitas " de 12 a 20 meninas para cada categoria. Quanto menos par- deste tipo é facilitar a carreira de ticipantes houver, mais possibilida- modelo a estas jovens. des há de ganhar" . Andreina De Abreu dosreis.andreina@ gmail.com

A

O multifacetado José Manuel Vieira numa das suas facetas: A de actor.

comédiA no teAtro escenA 8

José manuel vieira volta a ser “general” cordas Becuadro, que interpreta a música da peça ao vivo. Trata-se de uma produção de Carlos Silva, dirigida por José Tomás Angola, sob o selo de La epois de uma bem sucedida primeira tem- Máquina Teatro. Esta comédia inicia-se porada e a pedido do quando um jovem poeta visipúblico, regressa a Actor voltA ta a sua amante para juntos elegante, astuta e divertida assistirem a uma ópera. Mas a obra 'Así mintió él esposo de A dAr vidA Ao dama, uma mulher casada ella', dirigida por José Tomás personAgem de com um general saído das Angola e protagonizada pelo muitas revoltas que assola'homem das mil vozes', José "el generAl" numA ram a época, perdeu uns verManuel Vieira, que encarna o comédiA dirigidA por sos que denunciavam a relapapel do enganado 'general', ção proibida. Tudo aponta rodeado de um elenco de José tomás AngolA. para que o senhor da casa os estrelas como a conhecida tenha encontrado. No meio actriz de telenovelas Crisol de conjecturas e medo, O Carabal ( Aurora), Luis marido, protagonizado pelo Carreño ( Enriquito), Ramón actor luso-descendente José Goliz ( El Mayordomo) e Manuel Vieira, apresenta-se José António de Córdova ( El no meio de conjecturas e Pianista). medo. A obra é apresentada até A peça não só aborda dia 12 de Julho no teatro temas universais e vigentes Escena 8, em Chuao, de como o amor, desamor e quinta a sábado, às oito da infidelidade, como também noite, e aos domingos às seis nos aproxima de uma visão da tarde. O público poderá particular sobre o poder polídesfrutar de um acolhedor tico e a instituição militar. As local para beber e petiscar e entradas custam Bs.F 50 e podem ser reservadas de um seguro serviço de 'valet parking'. Este elenco é acompanhado pelo quarteto de pelo telefone 0212 9934890. Antonio Carlos da Silva F. magneticaudiovisuales@ gmail.com

d

A luso-descendente aplicou-se no casting onde inscreveram-se cerca de 80 meninas.


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Cultura

15

Dedicação a 100%

O grupo espera voltar para poder continuar a deleitar o público luso-venezuelano com as suas serenatas e canções de amor.

"uma vez tuna, sempre tuna" Silvia Karina Goncalves

A

Tuna Universitária do Porto visitou o país para animar as comunidades portuguesas com as suas serenatas, nomeadamente nas comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades portuguesas, que tiveram lugar na passada semana em diversos clubes portugueses do país. Os membros da tuna visitaram diversas cidades como Caracas, Margarita, Puerto Ordaz, Maracay e o arquipélago de Los Roques.

Durante a sua vista a Puerto Ordaz, partilharam um dia de descanso nas margens do rio Caroní com a consulesa geral de Portugal, Isabel Brilhante. Os rapazes, liderados por João Sousa, desfrutaram, com alguns membros do Centro Português Venezuelano de Guayana, entre eles o presidente Victor Vieira, de um caloroso dia na ilha La Terecaya, onde partilharam experiências de viagem e o que significa para eles ser membro da tuna. Partilhar um dia com este

A TunA fiz umA digressão pelA VenezuelA, conquisTAndo os corAções dos luso-descendenTes. grupo é levar uma guitarra consigo e estar rodeado de canções, música e muita energia positiva. " Cantamos porque é o que mais gostamos e assim há mulheres

por perto!" , diziam, quando lhes foi perguntado se cantavam sempre. Eles não têm um local específico para colocar as cordas vocais a trabalhar, seja em espanhol ou em português. Para a maioria dos membros, estar na tuna significa estar entre amigos. Segundo conta Pedro, por exemplo, " aqui na tuna conheci os meus melhores amigos, dois deles estão comigo." Explicou ainda que fazer parte do grupo ajuda na aprendizagem académica e que " uma vez tuna, sempre tuna" .

Fazer parte da Tuna Universitária do Porto implica muita dedicação, dizem, sobretudo na busca do equilíbrio entre os estudos e a música. Mas os membros deste grupo não são apenas estudantes. Nesta equipa que visitou o país, estavam homens que deixaram os livros há muitos anos, mas que continuam com a música. A tuna procura ainda manter vivas as tradições. O aniversário do grupo é dia 13 de Setembro e nessa altura vão a residência universitária só de mulheres cantar-lhes uma serenata à meia-noite. O objectivo, diz o director do grupo, é enamorá-las. Da Venezuela, os membros da tuna levam a satisfação de ver que as comunidades portuguesas demonstram muita união, tendo sido muito receptivas e atentas para com eles. O objectivo foi agradar o público com o seu repertório e fazer que as pessoas sentissem as canções e se identificassem com elas. "Por isso, procuramos entoar melodias venezuelanas, como Alma Llanera". O grupo expressou o seu agradecimento pelo acolhimento e esperam voltar para poder continuar a deleitar o público luso-venezuelano.

'mariana' volta à cena Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com

u

m olhar muito particular sobre a heroína liberal espanhola do século XIX Maria Pineda será apresentada sob o título 'Mariana', no Festival Teatro Codarte de Maracay e Cuarta Parede, durante o Festival Regional de Teatro de Aragua, Lara e Yaracuy, nos dias 26, 27 e 28 de Junho, na sala Rajatabla. A obra foi a seleccionada entre muitas para ser apresentada nesta famosa sala. É dirigida por Juan Martins, que venceu recentemente o prémio IPASME da literatura, e é protagonizada pela actriz Mirla Campos. Esta peça de Ramón José Fernéndez recria a vida da mulher

que enfrentou Fernando Séptimo para defender a lei, a liberdade e a igualdade, razão pela qual foi assassinada 'a palos'. Inspirando-se na obra do grande poeta Federico García Lorca, Ramón José Fernández apoderase do momento do seu encarceramento para dar-nos a conhecer o 'temple', a história e as ideias desta jovem granadina nascida em 1804. Juan Martins disse que 'Mariana' representa a voz dos mais débeis frente ao peso do poder e é também a gesta emancipadora dessa voz feminina que lutou a braço partido pela causa liberal. A direcção deste espectáculo está a cargo de Juan Martins, a iluminação e som de Víctor Quiñones e a produção executiva de Yoyiana Ahumada.

Elenco e produção Autor: José Ramón Fernández Actriz : Mirla Campos no papel de 'Mariana' Música: Mirla Campos Design de iluminação: Mariozzi Carmona Cenografia: Juan Martins Design Gráfico: Karwin Poleo Fotografia: Ulises Urbina Iluminação e som: Víctor Quiñones Assistência de direcção: Mariozzi Carmona Direcção: Juan Martins Produção executiva: Yoyiana Ahumada Produção geral: Juan Martins

A entrada custa 25 BsF. e a obra é dirigida por Juan Martins.


16 Porto Santo

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Correio da Venezuela

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Marchas

como manda a tradição Marchas de S. João maravilharam milhares, ontem à noite, no Porto Santo

noite de 23 para 24 de Junho é dia de celebração do padroeiro do Porto Santo: o S. João. Aguardada sempre com muita expectativa, nesta noite, como manda a tradição, as marchas em homenagem ao santo assumem-se como o ponto mais alto das festividades que por estes dias têm animado locais e turistas que se encontram na ilha. Embora a saída das marchas estivesse agendada para as 21h30, as artérias da cidade cedo se foram compondo de gente para assistir a um espectáculo, que para além da cor e alegria que transmite, tem o condão de contar histó rias da ilha, das suas gentes e tradições antigas. E este ano não fugiu à regra. Com um 'timing' bem definido pela transmissão televisiva em directo, as quatro marchas com mais de quatrocentos figurantes fizeram-se à estrada com o orgulho reconhecido nas gentes que nelas participam. "É um dos momentos mais bonitos das festas e que não perco por nada", afirmou Eleonora Alves, madeirense que se preparava para ver o espectáculo e que desde há cinco anos consecutivos ruma até á ilha para festejar o S. João. "Isto é lindo". Tendo saído da Escola da Vila, muitos foram os que, desde o início, acompanharam o percurso das marchas até junto ao cais, local onde sob olhar atento de milhares

A

PUB

de espectadores - alguns deles conhecidos, entre os quais o presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim -, os marchantes realizaram as coreografias alusivas aos temas. Os primeiros aplausos da noite foram para a Marcha do Campo de Baixo, a quem coube fazer as honras da abertura do desfile com o tema 'Arraiais e Romarias'. Durante sensivelmente uma hora, todas as atenções estiveram centradas na artéria prin-

cipal onde decorreram as apresentações dos temas, que foram complementadas por um 'S. João em Festa', trazido pela Marcha da Cidade, 'Os Miradouros do Porto Santo', pelo Campo de Cima e 'Os três Santos Populares', pela Camacha, por esta ordem. Um espectáculo que voltou a merecer rasgados elogios dos populares, entre os quais se encontrava Artur Semedo, do Porto, que afirmou ter ficado maravilhado. "Éa

primeira vez que cá venho nesta altura e está a ser fantástico. Estou a adorar". Carmen Semedo, a sua mulher, também fez a sua estreia e comparou mesmo as festas ao S. João do Porto Santo às do Porto. "Tem muitas diferenças, mas isto que vi aqui hoje é digno de ficar registado. Estou muito impressionada com todo o trabalho que tiveram de realizar para conseguir este magnífico espectáculo. Estão de parabéns".


o jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Santa Cruz

17

Porto Santo acolhe celebrações do

PUBLICIDADE

Dia Mundial do Ambiente Programa de actividades pretendeu sensibilizar para a importâ ncia da preservação dos valores naturais desta pequena ilha Porto Santo foi, entre os dias 5 e 7 de Junho, com muito orgulho, o município escolhido, ao nível da Região Autó noma da Madeira, para as comemorações oficiais do Dia Mundial do Ambiente. Durante três dias, foi dada a oportunidade de apresentar a toda a população da ilha, mas também àqueles que nos visitam, um programa de actividades que pretendeu acima de tudo, sensibilizar para a importâ ncia da preservação dos valores naturais desta pequena ilha. O dia 5 de Junho, especialmente dedicado às escolas, envolveu toda a comunidade educativa da ilha e pretendeu oferecer aos nossos alunos um programa pleno de entreteni-

O

mento, que ao mesmo tempo sensibilizasse para as questões ambientais. Neste programa des-

tacou-se a mú sica, o teatro, os ateliês, a animação, o balonismo as pinturas faciais, entre outras

surpresas. Estas actividades decorreram no Largo do Pelourinho a partir

das 9:00 Horas. Às 21:00 Horas teve lugar uma sessão de esclarecimento no Salão Nobre dos Paços do Concelho do Edifício Histó rico da Câ mara Municipal do Porto Santo, sobre o tema Agricultura Bioló gica. Nos dias seguintes o programa esteve dedicado à população em geral e contou com animação e ateliês para as crianças, um Mini Mercado Bioló gico actividades que decorreu no Largo do Pelourinho, tendo ainda sido dada a possibilidade de visitar o Planetário na sala de exposições do Centro Cultural e de Congressos. O Município do Porto Santo e a Porto Santo Verde, EEM convidaram toda a população a participar nas nossas actividades.

Quartel General

de defesa da 'Desertinha'

Cerca de 200 lobitos estiveram reunidos no Porto Santo, sob o lema, 'Defendendo a Desertinha'. Nesse â mbito, a ilha dourada foi declarada o quartel general das crianças com idades compreendidas entre os seis e os dez anos, que pertencem ao Corpo Nacional de Escutas, e que durante a concentração realizaram várias actividades quer de campo quer de praia, no intuito de definirem estratégias de defesa contra as maldades do capitão 'Sempre em Pé', o vilão desta histó ria imaginária. Neste acantonamento, que esteve sediado na Escola Professor Francisco de Freitas Branco, participaram vários agrupamentos dos diversos concelhos da Região, entre os quais, o agrupamento 999 do Porto Santo, que

teve a seu cargo a organização. Associada às comemorações do Dia Mundial da Criança, esta concentração serviu para alertar para a defesa da natureza e dos seus elementos, no qual, como acima referido, o Lobo Marinho, uma espécie protegida, esteve em plano de destaque. Decifrar enigmas, descobrir pistas e desenvolver a destreza física, foram algumas das tarefas que os escuteiros tiveram de realizar nos dois dias em que estiveram reunidos na ilha. No culminar das actividades, houve lugar a uma eucaristia, onde participaram todos os escuteiros presentes neste acantonamento, à qual se segui o hastear da bandeira, que declara o Porto Santo como o seu quartel general. PUB


18 Portugal

Correio dA VeNezUelA

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Portugal foi em 2006 o sexto país do mundo que mais cocaína apreendeu, segundo um relatório das Nações Unidas divulgado, que relaciona um " rápido aumento do tráfico" no país com o narcotráfico na Guiné-Bissau e Cabo Verde.

rtP cria emissões autónOmas

emissora nacional ajusta canais internacionais a

RTP Internacional começou a disponibilizar, a partir de segunda-feira, 22, emissões autónomas para a Europa, América e Ásia, graças a um ajustamento que fez do horário de emissão ao fuso horário dos destinatários, segundo anunciou a estação pública. As mudanças atingem também o canal destinado a África, que passará a transmitir programação dirigida especificamente aos países africanos lusófonos durante 24 horas por dia, em vez das actuais 12 horas. Para o administrador da RTP, Luís Marinho, " a aposta neste serviço é fundamental" , porque integra e responsabiliza mais a RTP enquanto serviço público. Luís Marinho considera que se justifica o " esforço que representa ter dois canais internacionais" , pela dispersão da população portuguesa no mundo ( quase cinco milhões) e pela responsabilidade histórica em relação a países de expressão portuguesa. " O objectivo é aproximar a programação das horas mais convenientes de cada área internacional, que era uma das críticas que nos faziam" , afirmou. Assim, haverá uma forte aposta nos conteúdos que reflictam a História e o património português, nos programas informativos, na ficção de língua portuguesa ( séries, novelas e cinema português) e no desporto.

Cavaco Silva recebeu um doutoramento honoris causa numa universidade escocesa.

cavaco minimiza quebra de receitas fiscais A programação internacional tem a garantia de um filme português por semana.

A nova orientação da programação permitirá ainda recuperar a área da programação infantil - uma hora em língua portuguesa - transmitida em horários que as crianças possam ver nos diferentes continentes. Para o director de programas da RTP, José Fragoso, o ajuste de horários aos consumidores é um " serviço decisivo" para quem está fora. " Conseguimos ajustar-nos aos outros fusos, para o programa da manhã não dar em 'prime-time' ou a programação infantil não colidir com outros programas" , disse. As grelhas passam assim a estar divididas em função do fuso destinatário, sendo que, no caso europeu, a programação é semelhante à da RTP em Portugal porque o horário é praticamente o mesmo.

O caso asiático é, por enquanto, o mais difícil, porque " não há ainda as mesmas condições de transmissão, afirmou José Fragoso, adiantando que a estação está a criar um 'prime-time' asiático, mas ainda não tem programação para o dia inteiro. Vários programas vão passar a estar nos três continentes em linha com a transmissão em Portugal, como é o caso do " Prós e Contras" . Foram ainda criados programas específicos para o canal internacional, mas que terão transmissão em Portugal: " Destinos.pt" , entrevistas de Carlos Daniel a figuras portuguesas, e " Filhos da Nação" , histórias de vida de pessoas que vivem em outros países, como é o caso de investigadores portugueses no estrangeiro.

um milhão de visitas no museu berardo em dois anos de entrada gratuita

O

Museu Colecção Berardo, inaugurado fez quinta-feira, 25, dois anos, recebeu neste período mais de um milhão de visitas, das quais 592 mil correspondem ao segundo ano de funcionamento, indicou à Agência Lusa fonte da entidade. No total, o Museu Berardo, instalado desde 25 de Junho de 2007 no Centro Cultural de Belém

( CCB), recebeu em dois anos 1.153.000 visitas, estima a entidade. Dados do museu avançados à Agência Lusa sobre o balanço da actividade, apontam para um total de 21 exposições realizadas, 128 empréstimos de obras de arte para instituições culturais e museológicas de 11 cidades em cinco países europeus, no Brasil e nos EUA.

P

ortugal e outros países emprego, há menos salários e terão de " olhar com aten- consequentemente menos IRS" , ção para as suas finanças continuou. Mas lembrou que públicas depois da crise" , advertiu " todos os países estão a perder ontem em Edimburgo, Escócia, o bastante receita fiscal" . Presidente da República, que " Se fosse só por essa perda autoadmitiu haver decisões políticas mática, no futuro, quando a economia melhorasse [ e] a recuperadifíceis de reverter. " Muitos países, e não só Portugal, ção económica começasse, tamvão ter de olhar com muita aten- bém automaticamente subiam as ção para as suas finanças públicas receitas do IVA porque aumentadepois da crise" , avisou Cavaco va o consumo, as receitas do IRC Silva, em declarações aos jornalis- porque aumentavam os lucros, as tas, após receber um doutora- receitas do IRS porque aumentavam os salários mento honoris e dos rendicausa na Presidente assume mentos" , estiUniversidade de Heriot-Watt. que POrtugal terá mou. Mas a questão, Mas também um PrOblema de sublinhou, é vincou existirem o " proble" países em finanças Públicas que ma orçamenmuito pior situatal" não está ção que aPós a crise apenas na Portugal" , avançando os casos da Irlanda, " chamada variação automática da receita" , ou seja, a variação da Espanha, Alemanha e Grécia. O Presidente respondia na quali- despesa e da receita, que são dade de economista a uma per- corrigidas automaticamente quangunta sobre como deve reagir um do a crise acaba. Existem também, país que perca 20 por cento de afirmou, decisões políticas. receitas fiscais nos primeiros " Normalmente é feita agora uma meses do ano, situação que no decisão política para aumento da início Cavaco Silva pensava referir- despesa discricionária ou diminuição discricionária da receita" , se ao Reino Unido. " Portugal é um dos países que comentou. Mas no final da crise, perde muita receita fiscal daquilo acrescentou, têm de ser feitas que se chama perda automática outras opções políticas que " ao contrário do que os economistas da receita fiscal" , explicou. " Há menos consumo, há menos dizem, são sempre decisões difíreceita de IVA, há menos lucros, ceis de reverter" . Como exemplo há menos receita de imposto deu os impostos e as despesas sobre as empresas, há mais des- sociais.


o jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Portugal

19

o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, sublinhou que as previsões da oCde para Portugal apontam para que o país consiga ter um desempenho económico " um pouco mais favorável" que o da média dos 30 países que fazem parte desta entidade.

fazer-se médico na república checa c

erca de três centenas de jovens portugueses estão a estudar Medicina na República Checa, fugindo à limitação do acesso ao curso em Portugal e às notas altas exigidas. Os candidatos ao curso de Medicina efectuam um exame de biologia e de química, " bastando, em princípio, uma nota positiva para garantir o acesso ao curso" , adiantou Joaquim Ramos, director do Centro de Língua Portuguesa do Instituto Camões na Universidade Carolina de Praga. " Têm de efectuar um exame de Biologia e Química, sendo que algumas faculdades exigem também física ou matemática" , adiantou o responsável, referindo haver " entre de 360 a 380 ( números de 2007) estudantes portugueses em medicina na República Checa" . Na maior parte das faculdades de Medicina " os alunos ingressam no curso se conseguirem uma nota de, pelo menos, 50% em cada um desses exames, tendo que contar com o 'numerus clausus'" , afirmou. Devem ainda apresentar um currículo do ensino secundário que inclua as cadeiras de química e biologia, sendo que algumas faculdades exigem a realização de uma entrevista. Em Portugal é exigida a conclusão do ensino secundário ( que conta para 50 por cento da nota de

breVes açores poderá acolher laboratório

Há mais de 300 estudantes POrtugueses a tirar O cursO de medicina nO País

contas de carmona e santana chumbadas

O

candidatura ao curso), bem como exames de Matemática, Biologia e Geologia, e Física e Química ( restantes 50 por cento). Em 2008, as notas de entrada para o curso de Medicina, em Portugal, oscilaram entre os 17,8 e os 18,5 dependendo do estabelecimento de ensino, havendo sete universidades públicas onde é leccionado. O responsável referiu que o curso de Medicina pode ser tirado em língua inglesa ( pagando 9 a 13 mil euros/ano de propinas) ou checa ( gratuito). Mas Joaquim Ramos disse não conhecer nenhum português que se tenha candidatado ao curso de Medicina totalmente leccionado em checo.

Tribunal de Contas ( TC) chumbou as contas da Câmara de Lisboa de 2005, apontando sobreavaliação de receitas, irregularidades detectadas no funcionamento dos refeitórios e violação das normas da contratação pública. Num relatório a que a Lusa teve acesso e em que o TC analisou a gerência de um ano em que a presidência da autarquia foi partilhada entre Santana Lopes e Carmona Rodrigues, o tribunal indica ainda que 2005 contribuiu para o aumento da dívida a fornecedores, sublinhando que as dívidas a curto prazo cresceram 24 por cento em relação ao ano anterior. " O crescente agravamento do montante da dívida a fornecedores evidencia que a transferência de fontes de financiamento - de institui-

nova estrutura superior de defesa serve interesse colectivo

O

general Valença Pinto afirmou que os militares devem ter " a inteligência de compreender" que a nova estrutura superior de Defesa está ao serviço do " interesse colectivo" e que a sua " materialização" deve ser feita com " independência e despojamento" . Numa mensagem publicada no site do Estado-Maior General das Forças Armadas ( EMGFA),

www.emgfa.pt, a propósito do Dia das Forças Armadas que se comemora na quarta-feira, o chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas ( CEMGFA) lembra que " no futuro próximo" caberá aos militares " a tarefa de materializarem" no seu âmbito " a reforma da estrutura superior de Defesa Nacional e das Forças Armadas" , recentemente aprovada no Parlamento.

" É um processo em que devemos colocar a clareza de o reconhecermos como sendo da responsabilidade dos órgãos de soberania, a inteligência de compreendermos que o interesse colectivo é o seu único actor e que nele nos deve associar a obrigação de promovermos modernidade, racionalidade e eficácia" , defende o general Valença Pinto, numa mensagem destinada às Forças Armadas Portuguesas.

ções financeiras para fornecedores - já constatada desde 2003 se continua a verificar" , afirma o TC. De acordo com o documento, a utilização da capacidade de endividamento passou de 65 por cento em 2001 para 182 por cento em 2003, 146 por cento em 2004 e 211 por cento em 2005. O TC sublinha ainda que, em termos de execução orçamental, " apurou-se que o ano de 2004 é aquele que apresenta menores taxas de execução, que ao nível da receita ( 62 por cento) quer ao nível da despesa ( 65 por cento)" . De acordo com o relatório, em 2005 estes valores subiram, com taxas de execução de 85 por cento ( receita) e 77 por cento ( despesa), fruto da venda de " uma parte significativa" dos fogos de habitação social e à alienação de terrenos.

O Arquipélago dos Açores pode vir a acolher um " laboratório internacional distribuído" destinado ao estudo das alterações climáticas no Atlântico-Norte, revelou o ministro da Ciência e do Ensino Superior, Mariano Gago. O projecto pioneiro foi revelado durante a assinatura, na cidade da Horta, de um protocolo de cooperação estabelecido entre a Fundação para a Ciência e Tecnologia e a Universidade de Massachusetts, EUA. A criação deste laboratório constitui uma " oportunidade científica" para complementar " a malha de investigação" .

analisar melhor grandes investimentos As grandes obras públicas, como o comboio de alta velocidade ( TGV) ou as auto-estradas, " são investimentos pesados" e devem ser analisados mais profundamente, pois " é preciso ter muito cuidado com o erário público" , alertou o economista Sérgio Rebelo. Salientou que " é preciso analisar melhor qual o benefício que estes investimentos podem trazer ao país" .

Voluntários arriscam vida para "afundar" frota Quarenta voluntários de todo o mundo vão " arriscar a vida" , entre Dezembro e Março, numa campanha da organização ecologista Sea Shepherd Conservation Society ( SSCS) para impedir a caça às baleias no Antártico, anunciou hoje a instituição. A iniciativa foi divulgada pelo fundador da SSCS, Paul Watson, à margem da 61/a reunião plenária da Comissão Baleeira Internacional que decorreu na capital madeirense até sexta-feira, 29. " O nosso objectivo é ir lá e 'afundar' a frota japonesa do ponto de vista económico" , adiantou, realçando que as acções promovidas por esta organização visam pôr os baleeiros nipónicos " fora do negócio" .


Correio de Venezuela, 25 de Junho de 2009

20

RibeiRa bRava: Uma teRRa de qUalidade ualidade humana, de serviços e de políticas centradas nas pessoas. É assim que Ismael Fernandes justifica a estratégia que tem orientado a sua acção enquanto presidente da Câ mara Municipal da Ribeira Brava. Nesta entrevista antecipa alguns dos grandes investimentos previstos para médio prazo: uma casa da cultura, o museu do emigrante e uma promenade até à Tabua.

Q

O que é que ainda falta, em termos de obras pú blicas, para que a Ribeira Brava tenha capacidade de atrair o investi-

mento privado, vital para o seu desenvolvimento? Há uma obra que é muito importante para o desenvolvimento do concelho, que é a promenade. Na estrada antiga para a Tabua junto ao mar, que foi desactivada, é preciso criar condições de segurança na escarpa para depois pensar seriamente naquilo que pode ser feito em termos de ampliação da praia da Ribeira Brava, de criação de solários e zonas de lazer desde a Ribeira Brava até a Tabua. A Frente Mar tem de ser rentabilizada. Será uma grande lacuna para o desen-


Correio de Venezuela, 25 de Junho de 2009

Novos espaços de coNvívio

Praceta da Serra d´ Água, em construç ão.

Nova praceta da Tabua, inaugurada em Maio.

A zona circundante à igreja era exígua para acolher a população em dias festivos. Tanto na Tabua como na freguesia da Serra d'Água foram criados novos espaços de convívio, uma espécie de continuidade do adro da igreja. São espaç os amplos e multi-

da Serra d'Água, terá uma esplanada, ainda em construção. Na nova praça de convívio comunitário da Tabua, para complementar a oferta de equipamentos de lazer foi construído um miradouro que torna ainda mais convidativo este espaço. Aqui estão també m localizadas as novas

funcionais, equipados com um parque infantil, áreas verdes, um anfiteatro para acolher os mais diversos eventos culturais, e estacionamentos cobertos de apoio, que eram uma lacuna em ambas as freguesias. As pracetas possuem ainda um pequeno bar/quiosque e, no caso da

21

instalações da Casa do Povo local. Estas intervenç ões, da responsabilidade da Secretaria Regional do Equipamento Social, vêm requalificar a zona envolvente à igreja matriz destas duas freguesias, que se encontravam abandonadas e degradadas.

estRada facilita fixação das empResas Quem quiser investir no Parque Empresarial da Ribeira Brava tem agora melhores condições. Foi inaugurado, no passado dia 2 de Junho, o novo acesso à via-rápida, que coloca este parque empresarial a apenas 15 minutos do Funchal. Além disso, esta nova via, com 78 por cento do seu traçado em tú nel, vem também beneficiar as populações que vivem nas zonas altas da Ribeira Brava e do Campanário. Com 2,700 metros de extensão, a estrada de ligação às zonas altas das freguesias da Ribeira Brava e do Campanário representou um investimento do Governo volvimento futuro do concelho se, nos pró ximos anos, não apostarmos nessa grande obra, que irá criar condições para potenciar investimentos ligados ao turismo na Ribeira Brava. Que outras grandes obras estão agendadas para os pró ximos anos? Uma das obras prioritárias é a ampliação da Escola Secundária da Ribeira Brava, Padre Manuel Álvares, que está no programa, e a conclusão da Escola Básica de São João, que já esta em execução.

Regional de 27 milhões de euros, e incluiu também a construção de um ramal de ligação ao Caminho da Adega e ao Caminho do Jardim. Para incentivar a fixação das empresas na zona empresarial da Ribeira Brava, além desta nova estrada, a autarquia, com o apoio do Governo Regional, tem também apostado, por exemplo, no melhoramento da rede de abastecimento de água. O regulamento municipal prevê também regalias para as empresas que criem postos de trabalho nesta concelho, como a isenção do pagamento das licenças de construção e facilidades na elaboração dos projectos.

A grande obra que nos falta é uma casa mãe para a cultura na Ribeira Brava. Também faz parte do programa do Governo Regional. Terá um auditó rio, uma zona de exposições e ficará localizada no antigo campo de futebol da Ribeira Brava. Além disso, em termos culturais, pela importâ ncia que a emigração teve e tem no concelho, poderíamos criar um museu do emigrante. Temos um espaço magnifico que foi adquirido pelos emigrantes, o antigo centro de saú de, que poderia ser apro-

veitado para prestar lhes uma homenagem e divulgar aquilo que foi a emigração principalmente no ú ltimo século no concelho da Ribeira Brava . Como imagina a Ribeira Brava daqui a uma década? O que aspiro para o meu concelho daqui a uma década... que todas as obras que temos projectadas estivessem concluídas, o comércio revitalizado, o turismo uma grande aposta no Município e que criasse mias postos de trabalho para a nossa juventude e

que os nossos jovens tivessem condições para se fixar no nosso concelho e tivessem massa critica para fazer novos empreendimentos. Que esta continuasse a ser uma terra segura, onde a população tem uma boa qualidade de vida e segurança e o acesso à cultura seja uma prática corrente, e com boas condições. Uma terra onde o desporto faça parte integrante do dia-da-dia dos munícipes e que os nosso idosos se sintam bem a viver no nosso concelho. Um ensino de qualidade...


22 Opinião

Correio da Venezuela

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

reflexão

A magia de viver

H

á quem defina a vida como um caminho para outro lugar, onde nos espera um sítio belo, feliz e sem maldade. Outros vêem-na como uma consequência de ter nascido, e vivem o dia a dia sem se importar com o amanhã. O presente escrito será um relato na primeira pessoa e decidi realizá-lo neste momento depois de ter passado por um momento crítico e chave na minha vida. A Magia de Viver é título que escolhi para poder resumir todas aquelas coisas que muitas vezes ocorrem e não temos explicação, truques que nos deixam tontos, detalhes que se nos apresentam sob diferentes formas, mensagens da mesma vida, que nos surpreendem e não temos nem tempo para lhes encontrar razão. Algo que aprendi é que um mundo de magia é dirigido por um único mágico, Deus, que todos os dias nos apresenta um truque diferente para nos deleitar e também para nós, como espectadores, aprendermos com eles. É claro que muitas vezes O mágico convida-nos a sermos os protagonistas no cenário e assim ser mais credível a mensagem que levar o resto, pois nesta oportunidade foi eu o escolhido a subir. Magia de Viver relata coisas que nos acontecem diariamente que muitas vezes definimos como casualidades, ou coisas do destino. Recordo que entre alguns desses relatos, encontram-se coisas como a magia de onde viemos e o como estamos aqui. Um deles é contado pelo meu pai, sobre uma casualidade, destino ou essa Magia que nos dá Deus. Os meus pais são oriundos de Portugal, Ilha da Madeira, tal como os meus avós, e quero começar este relato com um primeiro truque realizado há já algum tempo. Resultou ser que os meus avós, sendo então noivos, não puderam concretizar a sua relação, por diferentes razões, nomeadamente familiares, que não quiseram essa união, coisas da sociedade, o que dirão, tiveram de separar as suas vidas e unir-se a outras pessoas com

Director: Aleixo Vieira

José Joaquín Caldeira Rodríguez

estou seguro que se todos olharem para o passado para verem a história dos nossos pais, muitos serão essa magia de viver

quem tiveram a oportunidade de formar os seus lares e ter filhos, ao cabo de um tempo ambos em diferentes momentos atravessaram momentos muitos difíceis com os seus companheiros de vida e enviuvaram. Passado um tempo, ambos decidiram terminar um capítulo que em algum momento iniciaram, reencontraram-se e se uniramse novamente, e casaram-se de igual maneira e formaram outro lar com outros filhos, ( os teus, os meus e os nossos) do novo fruto nasceu o meu pai, este é um bom começo para defini-o simplesmente como um truque mais dentro da Magia de Viver. O meu pai com o tempo, depois do que todos sabemos e as dificuldades que passaram os nossos pais entre os anos 1930 e 1950, sendo muito jovem viu-se tentado a deixar o seu lar

( Portugal), em 1954, e partir para a Venezuela como muitos, para tentar a sorte. Uma vez aqui, passou por uma infinidade de trabalhos, em diferentes cidades, momentos difíceis como todos sabem. Depois de um bom tempo, 12 anos, sentiu a necessidade de procurar uma companhia para formar família. Mas não foi nenhuma das muitas mulheres que terá conhecido a escolhida. Decidiu um dia contactar com uma irmã indagando sobre aquela família que tinha cinco filhas. Ficou a saber que apenas a mais velha delas estava

casada e que as outras quatro ainda não tinham formalizado qualquer compromisso. Optou então por começar a trocar correspondência com uma delas. Consigo imaginar os assuntos e temas que trataram. Talvez seja parecido ao que hoje se vê na internet. Entre fotos e letras apaixonaram-se sem se verem e esperaram assim até ao pedido de casamento. Mas como todos sabemos, não foi fácil. Ela não podia vir sem estar casada e ele não podia ir por não ter tempo nem os recursos. Mas acabaram por se casar através de uma autorização legal que permitiu a união com cada um no seu lugar. Imagino a decisão de uma mulher ao tomar tal decisão sem conhecer fisicamente a outra pessoa. Pois só com ver as fotos de ambas famílias celebrando o acto eclesiástico, padrinhos, e festa com tudo e presentes, mas sem o protagonista, o noivo. Foi assim que tudo de fez. Depois de três meses de procedimentos legais, a mulher embarcou rumo a um lugar que não conhecia, que só tinha a referência de ser um lugar onde muita gente se dirigia para fazer uma nova vida. Imaginar esse encontro hoje em dia não é fácil. Chegar a encontrar-se com uma pessoa a quem não conheces sem ser por carta e que já é teu esposo ante os olhos de Deus, deve ser uma grande decisão de vida. Mais outro truque. A parte boa é que depois desse encontro nasceu um novo amor e hoje conta com 43 anos. E meses depois nasci eu, para começar uma vida cheia de magia e truques que me permitiram ser quem sou. Estou seguro que se todos olharem para o passado para verem a história dos nossos pais, muitos terão essa Magia de Viver. Isto é apenas a introdução de uma história que permitirá visualizar que todos, de alguma maneira, temos situações semelhantes similares. E que só o grande Mágico conhece com truque nos chegará o amanhã. Esperamos ter outra oportunidade para lhes fazer chegar mais versões…

Subdirector Agostinho Silva Coordenação em Caracas Jean Carlos de Abreu Jornalistas: Tomás Ramírez, António da Silva, Anaís Castrellón, Andreína de Abreu. Correspondentes: Francisco Javier Figuera (Valencia) Carlos Balaguera (Maracay e Valencia) Carlos Marques (Mérida) Edgar Barreto (Punto Fijo) Trinidad Macedo (Barquisimeto) Valéria Costa (Margarita) Silvia K Gonçalves (Guayana) Sandra Rodriguez (La Victoria) Colaborações: Raúl Caires (Madeira) Víctor de Freitas, Arelys Gonçalves Antonio López Villegas, Luís Barreira, Álvaro Dias, Luis Jorge, María Eugenia Castro, António da Silva Administração: Gloria Cadavid Publicidade e Marketing: Carla Vieira Ventas María Eugenia Monteverde Assesoria Gráfica: Raimundo Capelo Fotografia Leo Merchán Paco Garret Secretariado: Heisi Mayor Distribuição: Enrique Figueroa Impressão: Editorial Melvin C. A Calle el rio con Av. Las Palmas Boleita Sur - Caracas Venezuela Endereço: Av. Principal Las Mercedes. Edif. Centro Vectorial (Banco Plaza). Pent House, Urb. Las Mercedes, Baruta Caracas (Ao lado de CONAVI). Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: correio@cantv.net URL: www.correiodevenezuela.com Tiragem deste número: 15.000 exemplares Fontes de Informação: Agência de Notícias Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa, de diferentes partes do Mundo.


O jornal da comunidade luso-venezuelana

Cartas:

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Cartas&Inquérito

23

Favor enviar as suas cartas e comentários ao endereço electrónico: correio.prensa@gmail.com

Polícias cubanos

A doença que nos afecta

Gaélica é o melhor

Amigos do Correio da Venezuela, escrevo para o vosso jornal para falar da insegurança que se vive na Venezuela. De facto não conheço ninguém que nunca tenha sido roubado, assaltado ou que tenha um familiar ou amigo que não conheça alguém que tenha sido assassinado ou vítima da delinquência. Não se trata sequer de um assunto de política, mas de um assunto de Estado e que muito tem a ver com as autoridades policiais venezuelanas. A título de sugestão, acho que o governo, por exemplo, devia contratar polícias cubanos, que sejam honestos, que vivam isolados dos vícios e da corrupção que vive o cidadão normal, para ver se nos podem ajudar a combater o flagelo que é nada mais nada menos culpa da polícia que está corrompida a todos os níveis. Sim. Polícias cubanos, dado o acordo entre a Venezuela com Cuba, como faz com os médicos e os professores. Porque não?! Também podiam ser polícias iranianos, pois seriam de grande ajuda porque o que nós temos aqui na Venezuela ao nível policial está "podre".

Já ultrapassamos mais de 45 casos de pessoas infectadas com o vírus A H1N1 registados no país. Nos pontos de entrada terrestres, marítimos e aéreos vêemse pessoas com as vias respiratória cobertas para evitar o contagio da doença. É preocupante que na Venezuela, onde existem excelentes profissionais na área da medicina, não tenhamos uma vacina ou remédio para tratar esta enfermidade.As medidas de segurança que são recomendadas são básicas. E o que não é admissível é que se esconda da população a informação que o nosso país da real dimensão do problema. Faço um apelo às autoridades venezuelanas para deixarem de brincar com a informação e a saúde da sua população.

Sou fã da música celta e, em especial, do grupo Gaélica.Assisti aos concertos realizados em diferentes partes de Caracas e acho que é importante apoiar este tipo de grupos e ainda mais quando está integrado por membros da nossa comunidade. A nossa comunidade está cheia de pessoas profissionais e capazes, sobretudo na área musical. Gaélica está agora em digressão pela Europa e ainda bem, pois é digno admirar o potencial que eles têm. Vou continuar a apoiar o trabalho dos Gaélica e a sua boa música. Mas também peço a mais pessoas que passem a apoiar o talento venezuelano e luso-descendente. Espero que os europeus saibam apreciar o talento destes jovens e apreciem o seu estilo musical.

Norelys Sousa Hidalgo

Nuno Ferreira

Roberto Henriques Freitas

'Buhoneros' voltam às ruas No passado fim-de-semana, alguns 'trabalhadores' da economia informal ocuparam o centro de Caracas para vender mercadoria diversa. O cómico da situação é que estes 'trabalhadores foram colocados em diferentes pontos de modo a não andarem à deriva e muito menos expostos aos perigos da rua. No entanto, no Dia do Padre, pude observar como a Polícia corria atrás de alguns vendedores que assentaram arraial na periferia da cidade capital. Se têm postos de trabalho atribuídos como é que continuam ainda a parar no meio da via? Ou será que ainda não foram localizados? Lamentavelmente, o Governo venezuelano não tomou as medidas mais acertadas para satisfazer as necessidades dos mais pobres.Acho que é o momento certo para os governantes se dedicarem a trabalhar e não fazer politiquices. Adolfo Nunes

Inquerito: Como vê as quatro notificações que a Conatel dirigidos ao canal informativo Globovisión?

Sammy Gonçalves Administrador de empresas

Adriana De Abreu Jornalista

Karina Díaz Da Silva Jornalista

José António Ferreira: Desportista

"Parece-me algo típico do governo. Mas acho que se trata de uma questão em que cada lado devia ter capacidade se expressar.Todos temos direito a nos expressarmos livremente, mas sempre e quando se cumpra com as regras e leis".

"Simplesmente estão à procura da maneira de encerrar a Globovisión. Estão à procura de coisas já passadas como a difusão de propagandas que foram transmitidas sem fins lucrativos. Sem dúvida que estão a levantar mil questões para os encerrar.A multa está a crescer e a tomar-se incobrável".

"Juntamente com o expediente aberto contra Guillermo Zuloaga e outros directores, sinto desconfiança ao ver que seja precisamente agora que se aplique a multa se o procedimento data de 2002, pelo que creio que é mais uma prova que os poderes públicos se dedicam a obedecer ordens superiores".

"Defendo que como o encerramento directo de um canal de televisão (como o caso da RCTV) lhe deu popularidade, estão a tentar outras vias de pressão para disfarças as suas verdadeiras intenções".


24 Religião

Correio da Venezuela

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

eM petAre, CArACAs

o nosso bairro cresce e participa Padre David Rodríguez

PUBLICIDADE

M

eus queridos irmãos, quero partilhar convosco, com grande alegria, uma actividade pastoral que é interessante e necessária para aumentar o espírito e o trabalho com a comunidade, organizada nos nossos sectores populares da cidade de Caracas. No passado dia 13, sábado, levou-se a cabo, no nosso salão paroquial de San Juan Evangelista, em Petare, uma actividade onde participaram jovens da localidade. Sem dúvida que a finalidade desta reunião é para que o nosso Bairro de Campo Rico cresça com a participação de todos sem exclusividades devido a tendências políticas, mas também assumir, como comunidade coesa, as

necessidades particulares, como também a parte moral, de valores e a religiosa. O referido encontro foi organizado pela Alcaldía de Sucre com a participação e colaboração da nossa igreja paroquial San Juan Evangeslita de Campo Rico como local de encontro. Na reunião realizaram-se mesas de trabalho e de discussão com os vizinhos das comunidades: Campo Rico, Barrio Nuevo, Alto Lebrún, El Dorado, La Luciteña, Primera y Segunda de Mayo e El Polvorín. A actividade contou com a assessoria e acompanhamento de especialistas em diversas áreas. Carlos Ocariz, autoridade máxima do município, também

A finAlidAde destA reunião é pArA que o BAirro de CAMpo riCo CresçA CoM A pArtiCipAção de todos seM exClusividAdes participou, junto com a sua equipa de trabalho. Os contributos e conclusões deste encontro foram muito valiosos, e as comissões que liderarão as nossas comunidades nos pontos a resolver a curto e a longo prazo tomaram posse. Antes da conclusão do encon-

tro, fizeram-se umas orações em conjunto para agradecer a Deus as boas ideias que surgiram e o apoio das autoridades competentes para ajudar as comunidades mais desfavorecidas. que em breve concluamos a primeira fase do projecto da nossa associação" .


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Publicidade

25


26 Associativismo

Correio DA VeNezuelA

25 de Junho a 01 de Julhode 2009

Clube Valles del Tuy tem nova Junta directiva clubes para que se apoiem uns nos outros, " como uma grande comunidade que somos" . " Temos feito intercâmbio com alguns membros do comité desportivo do Centro Luso Venezuelano do estado Vargas e com alguns grupos folclóricos do estado Carabobo. Continuaremos a fazer contactos com os demais clubes do país" .

Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com

n

o final do mês de Maio, tomou posse a nova junta directiva do Centro Luso de Los Valles del Tuy, com o fim de proporcionar aos associados mais benefícios e levar a cultura portuguesa àquela zona do país. José da Corte, que dança no grupo de dança deste clube há 23 anos, foi eleito presidente. Este luso-descendente descrevese como uma pessoa comprometida e que se entrega. " Os sócios deram-me confiança e agradeço. Por isso vamos trabalhar para melhorar o clube" , disse. Diz que tem vários projectos para levar a cabo, com o objectivo de conseguir novos sócios a fazer parte da associação, que é a única neste sector da grande Caracas. " Temos previsto cons-

Nova junta directiva

A nova Junta Directiva continuará a fazer contactos com os clubes luso-venezuelanos do país.

truir um salão e melhorar as áreas verdes e área da piscina" . Da Corte deixou claro que o mais importante para ele é que se preservem os valores culturais portugueses na Venezuela. Disse ainda ser desejo da direcção fazer intercâmbios com outros

Clube Valles del Tuy Tem noVa JunTa direCTiVa

ActividAdes O Centro Luso de Los Valles del Tuy conta, actualmente, com 40 sócios. Por isso, a junta directiva tem como meta organizar actividades atractivas e proporcionar melhores instalações para se associem ao clube. José da Corte convidou toda a comunidade lusa da localidade a fazer parte deste projecto. Para além disso, o clube será sede do V Encontro Madeirense, que se realiza a 4 de Outubro de

Presidente: Manuel Pereira Vice-presidente: Francisco Ascensão Tesoureiro: Miguel Fernández Secretário: Américo Monteiro Relações públicas: Graça Araujo de Márquez Dir. de Comité de Cultura: Manuel Caetano Dir. de Comité de Desporto: Zidalio López Dir. Comité Juvenil: Rafael Moyano. Sub-secretário: Manuel Chirinos.

2009, onde deverão participar cerca de 14 grupos folclóricos. A direcção planeia ainda organizar uma noite de fados e sardinhada. No próximo dia 21 de Junho, celebram o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidade Portuguesas e o Dia do Pai, a partir das quatro da tarde. O presidente do clube lusovenezuelano disse ainda que visitarão o lar de idosos de Los Valles del Tuy para dar-lhes uma pequena ajuda, pois " estes idosos precisam de um pouco de alegria e de amor" .

PUBLICIDADE

Cartões de crédito TAP / Millennium bcp oferecem milhas extra em adesões até 15 de Julho Os cartões de crédito TAP comercializados pelo Millennium bcp estão a oferecer milhares de Milhas Bónus para adesões até ao dia 15 de Julho. Ao aderirem ao cartão TAP Gold, os novos titulares ganham imediatamente 10 mil Milhas Bónus, o dobro da oferta habitual. Nas novas adesões ao cartão TAP Classic, a oferta é de 2 500 Milhas Bónus, mais do dobro da oferta habitual. Com a adesão aos cartões de crédito TAP, os novos titulares recebem de imediato dois cartões, um da rede Visa e outro da rede American Express, que garantem uma melhor cobertura mundial, pagando uma única anuidade, de 35 euros no cartão TAP Classic e de 75 euros no cartão

TAP Gold. Para além desta oferta inicial, os aderentes começam a ganhar milhas em todas as suas compras. Por cada 1€ de compras com o cartão TAP Visa recebem 1 Milha Bónus. Com o cartão TAP American Express ganham ainda mais milhas: por cada 1€ de compras recebem 1,25 Milhas com o TAP Classic e 1,5 milhas com o TAP Gold. Esta campanha é válida apenas para os primeiros titulares de novas contas cartão. TAEG 23,94% para qualquer valor de crédito pago em 12 meses com uma TANB de 20,82%. Mais informações devem ser obtidas junto do Millennium bcp.


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Saúde

27

Terapia e tonificação num só exercício Jean Carlos de Abreu deabreujean@ gmail.com método Pilates é um sistema de treino físico e mental criado no princípio do século XX pelo alemão Joseph Hubertus Pilates, que foi idealizado com base no conhecimento que adquiriu em distintas especialidades como a ginástica, terapia física ou yoga, em união com o dinamismo e a força muscular com o controlo mental, a respiração e o relaxamento. Este método centra-se no desenvolvimento dos músculos internos para manter o equilíbrio corporal, dar estabilidade e firmeza à coluna vertebral, pelo que é muito usado como terapia de reabilitação. Além disso, previne e cura a dor lombar. É praticado em todo o mundo e a sua popularidade se deve ao facto de ser praticado por persona-

o

PilaTes PermiTe melhorar PosTuras, dores musculares e endurecer os músculos em zonas inferiores que não são Trabalhadas consTanTemenTe gens famosos da música, do cinema, da dança ou do desporto. Ainda que o método Pilates tenha evoluído e tenha dado lugar a uma grande quantidade de estilos e aplicações distintas, existem uns princípios fundamentais que devem estar sempre presentes: Relaxamento, centralização, concentração, controlo, precisão, fluidez e respiração. Os exercícios estão fundamen-

talmente compostos por movimentos controlados, conscientes e coordenados com a respiração, com o fim de criar um corpo harmonioso, coordenado, músculo e flexível. Através da prática, a mente vai tomando consciência das capacidades, limitações, fortalezas debilidades do corpo para melhorar o estado físico e mental. É um desporto muito técnico, onde a correcta execução dos distintos elementos que compõem cada exercício é mais importante que o número de repetições ou séries.

ta o corpo a sentir-se livre e equilibrado, evitando movimentos e compressões prejudiciais. Todos os movimentos iniciam-se e sustentam-se desde esta zona, cuja utilização deve estar sempre presente durante a prática dos exercícios.

O centrO dO cOrpO

tudO é respiraçãO

O " powerhouse" , também conhecido por " centro de energia" , foi situado por Pilates na parte inferior do tronco, como uma faixa que rodeia toda a zona lombar e abdominal. É um músculo transversal do abdómen, sendo precisamente a chave de todo o método para o fortalecimento, o que habili-

A respiração também cumpre um papel primordial no método. Os resultados da boa prática são muito significativos: Maior capacidade pulmonar e melhor circulação sanguínea são os primeiros objectivos pretendidos, para os traduzir em força, flexibilidade, coordenação mental e boa postura.

O " powerhouse" é a chave de todo o método para o fortalecimento do corpo.

Na expiração, que costuma coincidir com a maior intensidade do exercício, 'fecha-se' primeiro as costas e depois 'afunda-se' o " powerhouse" , com a sensação de encostar o umbigo à coluna. Alguns instrutores deste método asseguram que com a prática constante desta modalidade se conseguem grandes resultados físicos. Muitos são os benefícios que são atribuídos a esta modalidade de exercício. Fortalecer a musculatura sem aumentar excessivamente o volume muscular, endurecer o ventre, os ligamentos e permitir a flexibilidade destes, são alguns dos aspectos de uma rotina diária. PUBLICIDADE


28 Desporto Confiança no treinador Víctor da Silva reiterou a sua confiança no estratega escolhido pela direcção para liderar este projecto: "Castrín é um senhor com muita experiência. Para mim é uma Bíblia do futebol. As pessoas comentam que já está muito velho e que se engana, mas ele tem-se actualizado e pensamos que é um homem que nos pode ajudar muito neste projecto", afirmou. O torneio da terceira divisão começa em finais do próximo Agosto, pelo que já começou uma autêntica corrida contra o tempo. Víctor da Silva confirmou dois novos treinos de captação para quinta-feira 18 e sábado 20, para definir o plantel da primeira equipa, a do quadro dos sub20 e da dos sub-17. Na semana seguinte serão iniciados os trabalhos de terça a sexta-feira com o plantel já definido. Sobre a sede dos jogos, Da Silva esclareceu o seguinte: "Jogaremos em casa aqui, no relvado artificial do Fray Luis, mas trataremos de jogar os dois ou três primeiros partidos do Marítimo no Brígido para que todos os adeptos da equipa possam ver o trabalho que temos feito".

Correio da VenezUela

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

preparando a reentrada na competição

continua a “caça” de talentos para o novo marítimo Segunda jornada de treinoS no campo de Fray LuiS atraiu meia centena de FuteboLiStaS aSpiranteS a entrar no pLanteL verde-rubro

Antonio Carlos da Silva F. magneticaudiovisuales@ gmail.com

Q

uando já muito poucos acreditavam que a " cacareada" fusão do Centro Luso com o Club Sport Marítimo materializaria pôr fim o sonho de ver de novo o " Acorazado Rojiverde" nos relvados do futebol venezuelano, a direcção presidida por Víctor da Silva continua trabalhando, e depois da formalização da inscrição na FVF, convocou a prestação de provas a jogadores caraquenhos para poder formar parte do plantel que defenderá a história do tetracampeão nacional. Assim se vai iniciar a temporada 2009-10, uma longa travessia com o rumo delineado para o regresso à primeira divisão do outrora popular clube luso-venezuelano. Depois da falhada tentativa no

Uma formação do Marítimo de 1989 com o Brígido cheio. Uma imagem que se poderá repetir no futuro?

início década com o UD Marítimo em fazer regressar uma equipa representante da comunidade lusitana à divisão de honra do nosso futebol, regressa às competições federativas uma equipo de raiz portuguesa: O Centro Marítimo da Venezuela Futebol Clube" , que ao contrário do

PUBLICIDADE

Para destacar a importância do 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas no mundo, o Contacto Venezuela apresenta esta semana uma edição especial dedicada a esta data e as celebrações no nosso país. Com a presença de dois convidados especiais, Luís Vieira, Secretário de Estado Adjunto de Agricultura e Pescas, e da campeã olímpica portuguesa, Rosa Mota, as actividades comemorativas que mostraremos desenvolveram-se no Centro Marítimo da Venezuela, no Centro Português de Caracas, na Casa Portuguesa do estado Aragua e na residência oficial da Embaixada de Portugal na Venezuela. Logo após as cerimónias religiosas, não faltaram as respectivas oferendas florais e os eventos oficiais presididas pelas diversas autoridades portuguesas presentes, onde a comunidade lusa em geral

pôde compartilhar e lembrar o orgulho e a força do povo português. Pela primeira vez, Maracay foi sede dos actos oficiais do 10 de Junho, iniciativa organizada pela Federação de Centros Portugueses da Venezuela, na Casa Portuguesa do estado Aragua, onde ressaltou a inauguração da exposição " Artistas Araguenos" , a entrega da Ordem Heróis do Mar em primeira e segunda classe e a actuação da O r q u e s t r a Sinfonica do Estado Aragua. Na recepção oferecida pela Embaixada de Portugal na Venezuela, não podiamos deixar de destacar a presença da Tuna Universitária do Porto, grupo de grande prestígio em território português, que deslocou-se à Venezuela por iniciativa do Centro Português e do Consulado Geral de Portugal em Caracas, levando a sua música por diversas cidades venezuela-

projecto que então foi dirigido por Rafa Santana, surge em consequência da fusão do velho Club Sport Marítimo com o Centro Luso de Turumo e conta com o apoio protocolar de Carlos Pereira, presidente do CS Marítimo da Madeira. Após umas primeira jornada com

pouco tempo de convocatória, este último sábado reuniram-se no campo de terra do Fray Luis de León, meia centena de futebolistas, a maioria deles menores de 25 anos, com o desejo de ser seleccionados por Adolfo Castro " Castrín" , veterano treinador vinculado às subidas de diversas equipas do nosso futebol nas décadas de 80, agora nomeado director técnico do " Acorazado" .


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Carlos Freitas tenta recuperar tempo perdido António Carlos Da Silva F.

A

s lesões do joelho e as longas recuperações são das coisas que os futebolistas profissionais mais temem. Lamentavelmente, uma delas bateu à porta do jovem lateral esquerdo do Marítimo B, o guayanês Carlos Freitas, que teve que ser operado, no passado mês de Novembro, a uma lesão das rótulas, e desde então está fora dos relvados sem poder contribuir para a causa verde-rubra. Desde a sua chegada ao Funchal, Carlos Freitas assumiu-se como uma das principais promessas do futebol jovem do C.S. Marítimo, recebendo chamadas a todas as selecções de Portugal nos escalões sub17,18,19 e 20. Foi seguido, inclusive, por técnicos do futebol jovem do Benfica. O seu salto para o profissionalismo através da equipa B dos insulares, no entan-

Carlos Freitas espera uma época longe das lesões.

to, ficou difícil para o defensor lusodescendente, e esta inoportuna lesão e a sua longa recuperação fez com a sua progressão parasse. Mas o talento inato e a vontade do guyanês são suficientes para augurar uma grande temporada

que se avizinha e permite-nos esperar uma possível estreia com o plantel do Marítimo em tempos vindouros. Ele é um dos poucos sobreviventes dessa extensa camada de jovenzinhos luso-descendentes que viajaram a Portugal entre

2004 e 2005 para tentar a sorte no futebol luso e que entretanto regressaram a casa. Freitas ainda se mantém na disciplina do C.S Marítimo. Em Puerto Ordaz, a sua cidade natal, onde se encontra a recuperar sob vigilância médica, o internacional sub-20 de Portugal e ex - jogador do Mineros de Guyana conversou com o CORREIO sobre as suas expectativas para a próxima campanha. ténis, as artes marciais e o futsal. Participarão ainda nos jogos 30 clubes sociais e associações. A organização deste importante evento estará a cargo da Direcção de Desportos do Centro Português, que está a cargo de Rafael Gomes, e sob a coordenação do professor Pedro González. Os jogos serão dedicados à integração, desfrute e lazer da juventude através das mais diversas manifestações desportivas.

Desporto

29

Três perguntas a… Que te disseram os treinadores e dirigentes do marítimo sobre a nova época? Regresso à Madeira no próximo dia 18 de Julho. Continuo com o clube e o treinador está a contar comigo. Na temporada passada ficamos nos quartos. Trabalharei com o técnico Mitchell van der Gaag. Este ano tenho que jogar seja como for! como é a tua relação com o técnico holandês? Muito boa. Esteve a falar comigo antes de vir para a Venezuela. Ele sabe que o tema do joelho é complicado, mas disse-me que contava comigo para esta próxima época e que trabalhasse nas férias para ficar forte. Qual a tua opinião sobre a contratação de mario rondón para o paços de Ferreira? Bem. É um jogador rápido e já

estavam a observá-lo desde há algum tempo. PUBLICIDADE


30 Desporto

CORREIO dA VEnEzuElA

25 de Junho a 01 de Julho de 2009

Esppor sub 20 EmpAtA Em cAsA do dEportivo bArinAs

Jovens “blancos” a um passo do título

O segundo jogo será disputado no próximo fim-de-semana nas instalações da Hermandad Gallega de Valle Fresco.

Tomás Ramírez González tomasramirezg@gmail.com

A

s duas melhores equipas da Venezuela na categoria sub20 demonstraram que nenhuma delas cederá ante a outra para conseguir o título que tantos anseiam. O Real Esppor Club está em vantagem furto do empate a três golos arrancado na visita ao campo do adversário na final do Torneio Inter-regional A, frente ao Deportivo Barinas. O encontro, disputado no Estádio La Carolina de Barinas, terminou com um marcador favorável ao Esppor, considerando que os golos dos visitantes resultam fundamentais na hora do desempate.

PUBLICIDADE

Pelo título nacional A concretizar-se a vitória da equipa 'blanca', tal não só representaria um título nacional, como também se converteria no primeiro troféu para as estantes do Real Esppor Club no único ano em que está formado. Acerca da final, Barboza assegura confiar na sua equipa e sobretudo no seu sector defensivo, linha que tem demonstrado ao longo da temporada

O Real Esppor Club está em vantagem na final do Torneio Inter-regional A.

Os golos marcados por Yenmahel Villamizar, Francisco Calderón e Luis Fernández dão ao Esppor uma certa tranquilidade para o jogo da

segunda mão, dado que uma vitória, ou um empate por menos três goles, dá o título aos comandados do lusovenezuelano " Tony" Barboza.

Peça fundamental

ser um 'osso duro de roer' para

José Luis Fernández, peçachave no conjunto sub20 e jogador juvenil absoluto da equipa diz estar muito entusiasmado com o título que se perspectiva para o Esppor. " Sinto-me muito emocionado com a final. É a primeira vez que vou a uma final e além disso é a primeira vez que a equipa chega a este patamar. Temos a oportunidade de conseguir o primeiro título para a equipa e isto é uma responsabilidade bastante grande" , assegurou José Luis.

qualquer 'onze' que tente chegar à baliza ibérica. Para o treinador 'blanco', é um "peso forte e cheio de orgulho podermos ser a primeira equipa" dentro das fileiras do Real Esppor em conseguir um título nacional. "É muito especial e enche-nos de orgulho ter esta oportunidade, mas sem dúvida alguma é uma responsabilidade também e devemos aproveitar esta oportunidade tão bonita", observa o director técnico.


O jornal da comunidade luso-venezuelana

25de Junho de 01 de Julho de 2009

Desporto

31

preparando o assalto à primeira divisão a

o contrário do início do primeiro ano, marcado por sobressaltos e precipitações para se preparar para os torneios da segunda divisão, a pré-temporada do Real Esppor Club é um exemplo de organização e preparação face ao que se vê na segunda divisão de honra do futebol profissional venezuelano. Quando faltam dois meses, e sob o olhar atento e a preparação técnica e táctica do experimentado Rafa Santana, 28 jogadores preparam-se nas instalações do clube 'playero' Aguasal, de Higuerote, para definir o que será o plantel que representará a colectividade 'blanca' na próxima temporada. Sobre novas aquisições tem-se falado muito. Especulações têm feito correr tinta por todo o cenário futebolístico nacional. Mas o certo é que a equipa de Rafa Santana contará com os ex-jogadores do Unión Atlético Maracaibo, como Víctor Rivero, Carlos Struve e Richard López, além de Dickson Díaz. Depois de uma campanha de sonho com o Deportivo Italia, Javier Campos e Ángel Chourio também

serão 'blancos' este ano, além de Pedro Millán, que vem do Estrella Roja. PreParação física À equipa técnica somou-se o preparador físico argentino Sergio De Silvestri. O especialista conta com experiência como jogador e preparador físico no seu país e até à temporada passada esteve trabalhando na Costa Rica com a Liga Deportiva Alajualense. De Silvestri destacou que a parte física será fundamental nesta primeira semana de trabalho. A avaliação dos seus pupilos será a base de trabalho. " O objectivo desta primeira semana será medir a capacidade aeróbica de cada jogador. A capacidade aeróbica é fundamental para poder desenvolver o trabalho do resto da temporada" , lembrou. " Esta semana vamos a avaliar a força, a velocidade, a capacidade de saltos e outras coisas mais" , disse o técnico argentino. sem anestesia Como fiel reflexo da sua personalidade intensa, o director técnico

Real esppoR Club fez ContRatações de luxo paRa enfRentaR o pRóximo gRande desafio da époCa dos luso-espanhóis, Rafa Santana, declarou à equipa de imprensa do clube que não tem um momento determinado para fazer um corte no número de jogadores, observando que estes dependem do desempenho que venham a demonstrar. " Os meus cortes não são de cinco a seis jogadores, tão-pouco são com tempos específicos. Os meus cortes são relativos ao seu rendimento. Se em dois ou três dias não vejo condições a um determinado jogador, retiro-o. Têm de demonstrar-me que têm material para estar no profissional" , disse. O plantel 'blanco' terá 21 dias de trabalho na costa mirandina antes de regressar à capital, onde continuará o trabalho 'a triple tanda'.

Real Esppor Club prepara-se nas instalações do clube 'playero' Aguasal. PUBLICIDADE


RIF: J-31443138-2

O jornal da comunidade luso-venezuelana Caracas, 25 de Junho 01 de Julho de 2009.

www.correiodevenezuela.com

são João em grande bém se passeou por toda a associação. Mais e duas mil pessoas assistiram ao evento, que contou entenas de pessoas assisti- com a tradicional espetada, milho ram à tradicional festa de frito, sardinhas assadas, bolo do São João realizada no caco e a tradicional sangria. O presidente do CP, António Centro Português ( CP), em Caracas, na passada terça-feira, Gouveia, mostrou-se muito satisque foi organizada pelos diferen- feito por ver que correram bem tes comités e comissões desta todos os preparativos do evento e ainda por associação. ter contaSócios e Clube enCheu-se de este do com a adeconvidados assistiram ao gente para a festa são de público de outras arraial e á missa religiosa que é nacionalidades oficiada em para desfrutar honra de São Considerada uma da actividade. João, que foi das maiores d " Isto é uma passeado na mostra de procissão por a portugalidade como se festeja vários cantos em Portugal. É do clube, antes de se dar início à música interpre- uma tradição que se faz no tada pelos grupos do Centro de Centro Português desde há los Valles del Tuy, do Centro de muito tempo. É uma das maiores La Guaira e, naturalmente, do celebrações do ano, pois é a fesgrupo folclórico do CP, os quais tividade do único santo que nastambém cantaram e dançaram ceu santo e que não se esperou pela sua morte para o santificar, temas venezuelanos. A Banda Recreativa daí o significado que nós lhe Madeirense da Venezuela tam- damos" , lembrou Gouveia.

breVe santa bárbara organiza 'fun trip' para a madeira Andreina De Abreu dosreis.andreina@ gmail.com Desde 5 de Junho último que a companhia aérea Santa Bárbara Airlines voltou a efectuar a ligação entre Caracas e a Madeira. Com o motivo de promover este destino, foi organizado uma 'fun trip' que terá uma duração de oito dias. Partindo desde sexta-feira, 26 de Junho, e regressando a Caracas no sábado, 4 de Julho, a viagem tem como finalidade dar a conhecer o serviço e os aviões da companhia. Foram convidadas algumas personalidades da comunidade portuguesa e representantes de agências de viagens, que terão assim a oportunidade de experimentar os circuitos turísticos e conhecer a ilha da Madeira. Santa Bárbara Airlines, com o regresso da operação para o Funchal, procura criar novos laços entre a Venezuela e Portugal.

Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@gmail.com

C

As sardinhas assadas foi o prato preferido pelos concorrentes.

PUBLICIDADE

Correio da Venezuela 314  

Edición 314

Correio da Venezuela 314  

Edición 314

Advertisement