Page 1

O jornal da comunidade luso-venezuelana. - Caracas, 18

a 24 de Setembro de 2008.

DepóSitO LegaL: 199901DF222 - pubLiCaçãO SemanaL anO 07 – n.º 276

VenezueLa: bS.F: 1,50 / pOrtugaL:

1,50

www.correiodevenezuela.com

Chávez volta a Portugal Presidente da Venezuela recebeu ministro português da Economia com honras de Estado. Na próxima semana regressa a Lisboa para mais acordos e discutir a insegurança que tem assustado a comunidade portuguesa /p.31 Sporting e Porto com sortes diferentes na Champions League /p.27 e 28

Construção do Santuário Guarenas e Guatire castigadas sem de Los Teques carne /p.4 segue em frente /p.6

MORTE DE PORTUGUESES REFORÇA LADO NEGRO DA VENEZUELA p.31 e 32

PUBLICIDADE


2

Editorial. 18 a 24 de Setembro de 2008.

Correio da Venezuela.

a semana

contrastes

A

última semana foi geradora de sentimentos antagónicos. Por um lado, a comunidade portuguesa na Venezuela pode e deve sentir-se orgulhosa pelo sentido prático do governo português, na concretização de mais acordos comerciais que beneficiam o tecido empresarial português e sustentam uma maior cumplicidade entre Caracas e Lisboa. Por outro, o entusiasmo dos portugueses tem obrigatoriamente de ser contido, quando continuamos a assistir a uma criminalidade livre, que acaba de fazer mais duas vítimas entre a comunidade portuguesa. No plano das relações institucionais e comerciais, Portugal e Venezuela nunca estiveram tão próximos. Durante anos, a ausência desse proximidade foi amplamente criticada. Agora, apesar de alguns receios e leituras políticas, não é saudável que se entre em contradições sem sentido. O governo de Portugal logrou entrar nas contas da economia venezuelana e isso foi um passo importante, determinante para as relações entre os dois países. É óbvio que há muito ainda por concretizar, tal como é evidente que a maioria dos acordos ainda não saiu do papel. Mas os sinais são encorajadores. Outra questão é o papel dos empresários luso-venezuelanos, residentes na Venezuela, em todo este processo positivo. Parece haver uma excessiva secundarização do empreendedorismo português na Venezuela, fazendo crer que tudo deve passar pelos empresários que estão em Portugal. Arestas que podem e devem ser limadas. Seria óptimo não termos que voltar a evocar a criminalidade. Mas esta nota não consegue evitar o tom de tristeza e de revolta, por termos acumulado mais duas mortes estúpidas entre a nossa comunidade. Reitera-se a importância dos acordos comerciais, mas os governos de Caracas e de Lisboa não podem descurar a atenção à segurança dos cidadãos. E quando essa preocupação está ausente de todos os discursos, significa que algo vai mal. Muito mal.

PUBLICIDADE

Muito Bom

Bom

Mau

Muito Mau

Seguindo um ritual que se tornou positivamente obrigatório nas visitas de governantes e autarcas a Caracas, também o ministro português Manuel Pinho fez entregas de donativos à Sociedade de Damas de Beneficência Portuguesas e ao Lar padre Joaquim Ferreira. São gestos como estes que incentivam muitos voluntários a darem continuidade ao seu trabalho que, na maioria das vezes, permanece quase invisível.

A Embaixada de Portugal em Caracas foi reforçada com mais dois importantes elementos: a nova conselheira da embaixada, Filomena Rocher, e o delegado comercial ( ICEP), Carlos Pinho. Um duplo reforço que se espera venha a dar resultados em termos imediatos, tantas são as frentes em que é preciso acorrer. A importância e dimensão da comunidade portuguesa na Venezuela assim o exigem.

Em Portugal, o partido que sustenta o Governo da República apresentou um projecto que põe fim ao voto por correspondência dos emigrantes. As associações de portugueses residentes no estrangeiro já criticaram a nova medida. Parece-nos que se trata, efectivamente, de uma postura que vai contra os discursos agradáveis das visitas aos emigrantes. Haja coerência!

Continua a sina dos portugueses e de outros cidadãos que vivem e trabalham expostos à criminalidade que grassa neste país! Nos últimos dias há a registar mais duas mortes de portugueses, entre outras de outras nacionalidades. O que demonstra uma quase total ineficiência das autoridades venezuelanas que têm por obrigação a garantia da segurança dos seus cidadãos.

O cartOOn da semana - Chávez atirou um computador português ao chão e ele não se partiu!

- Os computadores das FARC também são assim. As bombas rebentam tudo, mas o equipamento resiste!


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Chávez está de regresso à “fábrica de amigos” Felipe Gouveia Magnalis Tavares O presidente venezuelano anunciou terça-feira que viajará na próxima semana a Lisboa para assinar um conjunto de acordos de cooperação, três dias depois de o ministro da Economia português ter concluído uma visita à Venezuela No Palácio de Miraflores, Hugo Chávez declarou aos jornalistas que partirá para Pequim no domingo, de onde seguirá para Moscovo e Lisboa. Sobre a sua estada na capital portuguesa, o chefe de Estado venezuelano precisou que assinará um acordo para edificação de cerca de 15.000 fogos no seu país, bem como para a instalação de duas unidades fabris, uma no sector da construção civil com " tecnologia avançada" e a outra no da informática, neste caso " computadores para jovens" estudantes. Em Portugal, segundo apurou o CORREIO em Caracas, Hugo Chávez tenciona abordar com o governo português as questões de insegurança na Venezuela, que tanto têm afligido a comunidade portuguesa que aqui reside e trabalha. O ministro da Economia e Inovação de Portugal, Manuel Pinho, terminou no sábado uma visita de três dias à Venezuela, saldada com importantes negócios para fornecimento de produtos destinados ao sector energético e montagem de cadeias de supermercados em todas as suas componentes. Manuel Pinho descreveu com " um balanço muito positivo" e a concretização de " importantes negócios" que expandem as áreas de cooperação entre Lisboa e Caracas. Segundo o governante português ficaram concretizados " dois importantes negócios: a venda de computadores, a construção de muitas casas pré-fabricadas que uma empresa portuguesa vai abastecer" . " Em breve vamos assinar um acordo para trazer de Portugal um milhão de computadores

Segundo o governante português ficaram concretizados " dois importantes negócios.

o presidente da Venezuela regressa a portugal, país que designou de "fábrica de amigos" que vamos começar a distribuir aos meninos das nossas escolas bolivarianas, de maneira gratuita" , disse Hugo Chávez, que sublinhou que " é muito provável que em Dezembro já esteja aqui um primeiro lote" . O ministro anunciou ainda que " para a semana segue uma missão venezuelana para visitar várias empresas na área da metalomecânica e equipamentos" em Portugal. Pinho confirmou que Portugal já recebeu um carregamento de um milhão de barris de petróleo venezuelano e que entretanto foram enviados vários carregamentos de óleo para Caracas. " Os objectivos da visita estão concretizados até à próxima que será em Outubro com estes empresários e com outros o passo que foi dado é muito importante e já foram marcados os passos seguintes que é as equipas técnicas juntarem-se para formar propostas concretas" , afirmou. O computador " Magalhães" , que será fabricado em Matosinhos pelo consórcio JP Sá

Couto/Prológica, em parceria com a multinacional Intel, destinase aos alunos do primeiro ciclo do ensino básico e será distribuído em Portugal em Setembro, no âmbito do novo programa 'e.escolhinha'. Chávez desCreve Portugal Como una "fábriCa de amigos"

Chávez, elogiou a comunidade portuguesa da Venezuela, que " soube ganhar desde sempre o amor" do povo venezuelano, e descreveu Portugal como " uma fábrica de amigos" . " Portugal é como uma fábrica de amigos, não há um português que não se conheça do qual não se termine sendo amigo" , disse. " A comunidade portuguesa soube ganhar, desde sempre, o amor, afecto e carinho do povo venezuelano" , enfatizou. Terminado o encontro, os dois diplomáticos ofereceram declarações aos meios apresentes. O ministro do poder popular para as relações exteriores, Nicolás Maduro Moros disse " estamos no melhor momento

das relações com Portugal e este encontro é a afirmação de isso" nasCem novos aCordos

Portugal e a Venezuela assinaram nove novos acordos de cooperação bilateral. O primeiro dos acordos, uma carta de intenções entre o Fundo para o Desenvolvimento Endógeno da Venezuela ( Fonendógeno) e a empresa portuguesa Rumoflex, tem como propósito a aquisição, instalação e desenvolvimento de maquinaria e equipamentos para a recolha e processamento de resíduos sólidos e águas residuais. O segundo documento assinado foi um memorando de entendimento entre a Corporação Eléctrica Nacional e a EIP-Electricidade Industrial Portuguesa, Janz, Cabelte, Efacec e o Instituto de Soldadura e Qualidade para o desenvolvimento do sector eléctrico venezuelano. Por outro lado a estatal Pdval ( Petroléos da Venezuela Alimentos) e a GEP/Sogyma ( que integra as empresas portuguesas Consulfrio, Centauro, Hiperfrio e Ferneto) assinaram um acordo para avançar com projectos na área de empacotagem e refrigeração.

Actual

3

Resguardo a electricidade AportuguesaJanzContadoresdeEnergiaprevêcomeçar,embreve,aequipara Venezuelacomcontadores eléctricosinteligentes,destinadosaevitarperdasdas empresasdeelectricidade locaisocasionadaspordesviosdeenergia,revelouà AgênciaLusafonteempresarial. "Umdosproblemasqueeles têmaqui(naVenezuela)tem avercomasperdascomerciais.Oscontadoresdeenergiaquetêmsãoelectro-mecânicos,nãoestãoverdadeiramentepreparadospara combaterdeterminadassituaçõesdedesviosdeenergia",disseAntónioTrigoso Papoilo. Papoiloprecisouque"esta segundafaseseráacompanhadapelatransferência detecnologia"emque"os engenheirosirãoaLisboa receber"formaçãotecnológica,demodoaque"as empresasportuguesaspossamestardeemconjunto comasempresasvenezuelanas,consolidandoocrescimentoeconómicodeambospaíses".

Ministro entrega donativos Rebeca Fandiño P. DuranteavisitadoMinistro daEnergiadePortugalàVenezuela,ManuelPinho,foi feitaaentregadeumdonativoàrepresentantedaSociedadedeDamasdeBeneficênciaPortuguesasno montantede30mileurose deoutroaoLarpadreJoaquimFerreira,novalorde 65mileuros.Opresidente destainstituiçãodissequeia utilizarodinheiroparacomprarumgeradoreléctrico,já quedissetertidomuitos problemascomosapagões emCaracas. Osdonativosforamentreguesnumjantarorganizado norestauranteTinajero,em LasMercedes,duranteo qualoembaixadorapresentouanovaconselheirada embaixada,FilomenaRocher,eoDelegadoComercial,CarlosPinho.


4

Venezuela. 18 a 24 de Setembro de 2008.

Embaixador partilha luto da comunidade

COrreiO da Venezuela.

Falta de carne e frango afecta consumidores

Magnalis Tavares Pérez magnis0810@ gmail.com

Erika Correia yeyacr16@ hotmail.com

O sequestro, seguido de homicídio, do empresário Armindo Seabra de Almeida, cujo corpo foi encontrado no viaduto que liga a cidade de Caracas com o Estado Vargas, a vida roubada ao comerciante José Júlio de Abreu, além dos números vermelhos da criminalidade violenta na Venezuela, está gerar uma preocupação junto da comunidade portuguesa. Face a esta situação de insegurança que aflige os cidadãos da Venezuela, o embaixador de Portugal em Caracas, João Caetano Da Silva, decidiu marcar tomar uma posição, como representante do governo português. " Partilho a consternação e o luto que embarga estas duas famílias portuguesas, vítimas da delinquência e que agora estão órfãos" , começou por dizer o diplomata. Por parte do Governo português prosseguiu, será mantida a vontade de continuar a colaborar e trabalhar com as autoridades venezuelanas se tentar encontrar uma solução para este grave problema, " que não distingue etnias, nem classes e afecta todos por igual" , sublinhou.

Utilizadores de diversas cadeias de supermercado em busca de frango e carne tiveram que recorrer a mercados populares com o propósito de conseguir aqueles produtos. Mas os custos muito elevados e a escassez são visíveis nos dois locais, sendo que o que se observa é um maior consumo de enlatados como substitutos.

PUBLICIDADE

dando como exemplo um quilo de queijo duro, que custa 17 bolívares fortes, enquanto que o fiambre da perna está a 26,80 ou 32,80, conforme as marcas. O fiambre fumado custa 26,80, o queijo 'Paisa' custa 22 e o 'Guayanés' 17. " Nós aqui temos preços acessíveis para o queijo pois as pessoas preparam os seus pequenos-almoços e quando não têm o que acrescentar a uma massa, num caso muito extremo, comem massa com queijo. Os pacotes de salsichas de um

" Partilho o luto que embarga estas duas famílias portuguesas.”

Homicídio de dois portugueses nas últimas semanas põe em alerta as autoridades de lisboa O embaixador acrescentou, que queira " fazer chegar as suas mais sentidas condolências às famílias" e lembrar que está disponível " um departamento de segurança na Embaixada, que nos permitirá atender os casos de insegurança que afectam a comunidade lusitana que vive na Venezuela" . Chávez pode disCutir insegurança em Lisboa

Informalmente, o CORREIO apurou que no âmbito da visita a realizar pelo primeiro mandatário a Portugal, depois da digressão pela China e Rússia, o Presidente da Venezuela, poderá incluir na agenda o tema da insegurança que ataca os portugueses radicados neste país, a par dos acordos e projectos bilaterais que se estão a aprofundar entre os dois países.

Os clientes têm optado por comprar costeletas fumadas para juntá-los aos grãos, em substituição das carnes e do frango.

pôr o engenho à prova

De acordo com Ana Maria Sousa, proprietária de um ponto de venda de enlatados no conhecido mercado de Los Puentes, em Guarenas, os clientes têm optado por comprar costeletas fumadas para juntá-los aos grãos, em substituição das carnes e do frango. " As pessoas levam costoletas fumadas para as sopas e para os grãos; neste momento, um prato de arroz com grãos já é um almoço, pelo que isso lhe dá sabor. Outra opção é comprar embalagens de salsichas de um quilo, ou mortadela, para guisar e comer com massa ou arroz. A coisa está difícil com a carne e o frango" , sublinhou Sousa. em busCa do barato

Aquela proprietária acrescentou ainda que pratica preços acessíveis,

quilo estão a 10 bolívares e a mortadela a oito, e fazem-na guisada." tratando de resoLver

Ana Sousa assegurou que os seus clientes estão à procura de preços bons, que lhes permita completar boa parte do cesto de compras a que as suas famílias estão acostumadas, e que ao mesmo tempo sirva de fonte de alimentação e de nutrição. " Há que fazer milagres, trata-se sempre de ter algo que chame a atenção das pessoas, como por exemplo alguma oferta em enlatados, esses nunca faltam. A situação económica do venezuelano não está muito boa, e não apenas do venezuelano, pois a este mercado vêm muitos estrangeiros, inclusive os que têm restaurantes, que se abastecem com as nossas mercadorias" , disse Sousa.

Boa qualidade Elia Marques, cliente do mercado de Trapichito, referiu que os preços mantêm-se acessíveis e os produtos são de boa qualidade. "Graças a Deus eu não tive problemas nem com a carne nem com o frango, pois a minha

sogra tem um supermercado e manda-nos cada vez que chega algum produto, mas venho sempre aqui comprar os enlatados, o fiambre, o queijo, e são de boa qualidade, até os dão a provar", finalizou.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Andrea Tavares não descansa Magnalis Tavares Pérez magnis0810@ gmail.com Para muitos, a candidatura de Andrea Tavares já devia ter sido anulada face à de Jorge Rodríguez, que também aspira ao cargo máximo da Alcaldía de Libertador pelo Partido Socialista. Mas a realidade é outra. A lusodescendente não atira a " toalha para o chão' e insistir em manterse numa luta que poderá torná-la na alcaldesa durante o período 2008-2012. Esta vez, Tavares destaca-se dos outros candidatos pelo seu trabalho humanitária junto de organismos políticos que a apoiam, posto que foram colocados centros de colecta em todas as sedes do partido 'Patria para Todos', com o fim de recolher os donativos para as pessoas afectadas pelas tempestades e ciclones que fustigaram recentemente vários países das Caraíbas.

O seu empenho pela vertente do voluntariado continua muito forte e em expansão. Tanto assim é que a candidata conseguiu percorrer a cidade e atrair muitos dos seus habitantes. Dispõe, sem dúvida alguma, da possibilidade de envolver ainda mais a sociedade 'capitalina' no seu projecto político. E, pelos, vistos, parece que não vai desaproveitar tal oportunidade.

A sua reunião com a comunidade lusa residente no município ainda está por acontecer. Esperase que a candidata possa concretizar esta importante reunião e tratar de aspectos que afectam directamente a comunidade, tais como recolha de lixo, insegurança, distribuição de recursos através dos conselhos comunais, entre outros.

5

Miriam do Nascimento diz que atentado contra Chávez é uma “cortina de fumo” processo eleitoral, o Presidente inventa um suposto Miriam do Nascimento, atentado, mas ainda não vimos candidata à Alcaldía do municí- nenhum preso que tenha sido pio El Hatillo, defende que o acusado de ter tentado matar suposto plano de atentado o Presidente" . Nascimento enviou uma contra o Presidente Chávez " é mensagem à uma cortina oposição e de fumo para aos venezuelatratar de tapar nos em geral a vinculação para defendedo governo rem o país e a venezuelano democracia, ao caso da " não vamos mala" . Estas ganhar nada declarações tendo uma foram feitas alcaldía se nos pela candidata impõem as num fórum leis, as que de realizado na uma maneira passada sexta- Miriam do Nascimento. fraudulenta feira, no polidesportivo La Bollera, na cida- nos foram impostas pelo Presidente. Não vamos ganhar de de Caracas. A candidata à câmara nada com o Presidente a fazer mirandina disse ainda que, o que lhe dá na gana, e nós dis" cada vez que se aproxima um traídos em matéria eleitoral" . Tomas Ramírez

Tavares destaca-se dos outros candidatos pelo seu trabalho humanitária.

Venezuela


6

Venezuela. 18 a 24 de Setembro de 2008.

CorrEio dA VEnEzuElA.

Avança construção

“Amigas da Espetada” preparam do Santuário de Los Teques drande encontro nacional Carlos A. Balaguera carabal@ cantv.net

Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com Tal como previsto, estão a ser levados a cabo os trabalhos de construção do templo em honra da Virgem de Fátima no sector Llano Alto do estado Miranda, construção essa iniciada no passado mês de Julho, quando o presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, visitou a Venezuela e colocou a primeira pedra, marcando, assim, o início de tão importante obra. Esta obra será erguida sobre sete mil metros quadrados de terreno, nos quais já se iniciaram os trabalhos de remoção dos escombros e arranjos do terreno. Segundo Pedro Gonçalves, membro da Associação Civil Nossa Senhora de Fátima, " já se finalizou toda a parte de movimentos de terra, já fechámos toda a parcela, fizemos todas as barcas e os pedidos de luz e água" . Assegurou ainda que já chegaram os materiais necessários para a construção, tais como o ferro, pedra e areia para as fundações e espera que a construção propriamente dita se inicie dentro de 30 dias. Estas modificações custaram entre 300 a 350 mil bolívares fortes, mas apesar de contarem com grande parte do material para os trabalhos, Gonçalves manifesta que continuam sem as 'cabillas' e aproveita a oportunidade para fazer um apelo aos fabricantes e a todas as pessoas interessadas neste projecto para que façam saber qual a melhor forma de consegui-las. Aquela associação, Pedro Gonçalves e o padre José António Conceição - que está à

A obra será erguida sobre sete mil metros quadrados de terreno.

Réplica da Basílica Nossa seNhoRa de Fátima decoRRe sem coNtRatempos, com a ajuda de pessoas e oRgaNizações civis

frente da obra -, bem nativo de ajuda aos portucomo os demais encarre- gueses, porque apesar de gados, têm previsto, para a resposta ser positiva, o mês de Novembro, falta formalizar o pedido, realizar uma ceia do pelo que já lhe enviaram bacalhau, coordenada em comunicações sobre o conjunto com a assunto, " esperamos apeAcademia do Bacalhau, nas pela resposta governauma oferta de José Luís mental sobre o que já foi Ferreira, dada a conhecer verbalmente fixado. Da numa reunião mantida nossa parte está tudo com Teles Fazendeiro e o pronto" , disse Gonçalves. Esta nova ajuda seria cônsul de Portugal, no bem-vinda para a comupassado mês de Maio. Estão ainda no proces- nidade portuguesa uma so de rifar três camionetas vez que só na região do ano no final deste mês, mirandina existem mais actividade para a qual se de 30 mil luso-descendentes. venderão, em grande parte do território nacional, 200 mil bilhetes por um valor de 50 BsF. Para o que vem, pensam fazer um arraial para continuar a arrecadar fundos que permitam que " não se pare a construção, essa é a nossa meta" . Por outro lado, estão à espera de respostas por parte do embaixador para a montagem de um gabinete alterPedro Goncalves.

Reunir num grande encontro todas as 'amigas' da espetada é o que pretende a Academia da Espetada de Maracay, em Novembro do próximo ano. O objectivo foi revelado ao CORREIO pela presidente desta associação, Ana Maria de Abreu. No sentido de sensibilizar as restantes amigas a aderir ao encontro, vão ser realizadas várias reuniões. Assim, em Outubro, vão reunir pela primeira vez com as amigas da cidade de Barquisimeto. E, em Março de 2009, com as representantes de Puerto Ordaz, Punto Fijo, Valencia e Caracas. A Academia da Espetada de Maracay, que cumpriu este ano cinco anos de actividade, assume-se actualmente como uma instituição de beneficência que tem conseguido angariar uma razoável quantidade de recursos em prol da obra do Lar Geriátrico de Maracay.

comentam a importância do trabalho que realizaram durante estes cinco anos. " A Academia inicia a sua tertúlia com uma oração ao pai da Bondade e depois cantamos o nosso hino, que é a canção da amizade, e brindamos com a famosa sangria portuguesa" . A presidente explica que em cada tertúlia há sempre um tema diferente, " contando que o resultado seja melhorar a confiança entre os participantes, que se destaque essa sensibilidade que temos e que muitas vezes não conhecemos. Aqui aprendemos a organizar eventos, participamos nos diferentes bailes que realizamos, e o resultado é que cada tertúlia serve para aliviar o stress das nossas tarefas quotidianas" . " No ano passado, a celebração teve como tema os anos 60 e 70, e este ano foi ao estilo dos anos 80; estas tertúlias especiais contam com a participação de cerca de 260 damas. Normalmente, costumam contar com 80 a 90 damas" .

A Academia da Espetada de Maracay, cumpriu cinco anos de actividade.

Todas as segundas segundas-feiras de cada mês, as 'damas', como também são conhecidas, reúnem-se para saborear a tradicional espetada madeirense. Os fundos angariados nos jantares, que costumam juntar entre 80 a 90 comensais, revertem depois para acções de caridade. Duas ou três vezes por ano, e dependendo do local, as amigas costumam deixar a espetada fora do menu, de modo a obter variedade nos jantares. A Academia da Espetada de Maracay é formada por uma direcção de dez mulheres, sendo a sua presidente Ana Maria de Abreu, que, junto com a secretária, Fátima Soares Rodriíguez,

Sobre os projectos desta academia, que se rege por alguns estatutos parecidos aos da Academia do Bacalhau, pode-se sublinhar que no ano passado realizou-se a primeira ceia internacional, onde 32 mulheres viajaram até à Madeira e conseguiram reunir-se com outras 126 que residem na ilha, de maneira a dar a conhecer os projectos que existem e procurar apoio noutras fronteiras. " No mês de Junho de 2009, faremos uma digressão pelo México, esperando contactar a comunidade portuguesa do México, que, segundo sabemos, é reduzida, para assim realizar, em Novembro de 2009 o grande encontro nacional, aqui em Maracay."


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Venezuela

7

Um sonho que chegou a “La Tele” Karina agrela apresenta o programa Q´Bodas, Que chegou à sua segunda temporada.

Anaís Castrellón Castillo anaiscastreloncastillo@ gmail.com Com uma curta mas frutífera carreira, uma jovem luso-descendente destaca-se com naturalidade e desenvoltura perante as câmaras do canal 'La Tele', com o seu profissionalismo, dedicação e perseverança. O seu nome é Suzi Karina Agrela Freitas, e conduz actualmente o programa Q'Bodas, que apresenta a sucessão de acontecimentos que os casais vivem no dia da sua boda, com recomendações, dicas e detalhes para os futuros noivos, e que é transmitido todas as terças-feiras, pelas oito da noite, com reposição aos domingos, pelas seis da tarde. Desinibida, e risonha, Karina conta-nos que sempre quis estar ligada aos media, " desde pequena queria estudar algo que estivesse relacionado com a televisão" , diz. E em jeito de brincadeira recorda que telefonava sempre para a 'Hora do Gato' -

Karina conduz actualmente o programa Q'Bodas no canal 'La Tele'.

famoso programa de rádio conduzido por Guillermo Tell - a fim de participar nos concursos, e desde muito pequena perseguia as câmaras de televisão, a tal ponto de conseguir ser bailarina numa série chamada 'Entre tú e yo' , e ainda que o vestuário e maquilhagem não lhe tenham agradado muito no momento da

gravação, colocou-os para viver um momento que lhe deu muita satisfação. " La sempre para Mata de Coco para ver como era gravado 'O Club de los Tigritos', mesmo não sabendo que carreira iria eleger, tão pequena que era, mas à medida que fui crescendo soube que a Comunicação Social

era o que queria" . Hoje em dia é licenciada em Comunicação Social. O seu primeiro trabalho no canal foi o programa de cozinha 'El fogón de Kike'. Depois, junto com o gerente do canal, Andrés Badra, criou um programa juvenil chamado 'El amor entra por la boca', seguindo-se o programa de concertos 'Ídolos Live'. " Neste espaço, queriam uma imagem nova e fresca, apresentaram-me ao programa, e claro que fiquei super feliz e aceitei " . Descreve as suas experiências como " a melhor maneira de ter aprendido no meio, desde a produção atrás das câmaras até ao pequeno ecrã, considero que tive sorte em seguir o caminho desta maneira" . O que é certo é que esta

jovem representa muito bem a cultura portuguesa e manifesta que para ela, ser luso-descendente é " trazer algo da Europa no sangue, essa parte de lutadora, poupada, perseverante, virtudes dos portugueses ao longo de toda a sua história. É isso que sinto que trago devido à educação dos meus pais, que sempre me ensinaram a lutar pelo que quero. Nada é fácil, nada está aí para agarrares, tens de ir à procura" . Actualmente, o programa que conduz posiciona-se no primeiro lugar do ranking e Karina diz, orgulhosa: " Para além de ser o primeiro e único programa da televisão venezuelana que se dedica às bodas, é genial, graças ao apoio que me deram" . PUBLICIDADE


8

Venezuela. 18 a 24 de Setembro de 2008.

CoRREio da VEnEzuEla.

Portugueses deram valioso contributo à cultura venezuelana Filipe P. Gouveia A imigração portuguesa tem sido uma peça chave para o continente americano e países como a Venezuela, com influência nas áreas social e económica, mas também cultural, disse o historiador venezuelano Reinaldo Rojas à Agência Lusa. Reinaldo Rojas é assistente executivo do ministro da Educação Superior venezuelano, Luís Acuña, e presidente do Comité Nacional do Centenário do Nascimento de Miguel Acosta Saignes, um ilustre crioulo que em 1959 publicou o livro História dos Portugueses na Venezuela. Segundo Reinaldo Rojas, a imigração lusitana teve um papel importante, principalmente no século XX, e há que continuar a investigá-la porque " a Venezuela actual, não só do ponto de vista social ou económico, mas também cultural, tem uma importante influência dos portugueses" . Precisou que o trabalho de Saignes " serve de referência, de ponto de partida, para abordar um estudo que está pendente, como é o da presença dos portugueses no país" . Para assinalar os 100 anos do nascimento do historiador venezuelano estão a ser programados eventos " resgatando a figura emblemática de Acosta Saignes, que tem muito a dizer à juventude" . Rojas espera que o Centro PUBLICIDADE

CP prepara Festa das Vindimas Magnalis Tavares Pérez magnis0810@ gmail.com

Reinaldo Rojas é assistente executivo do ministro da Educação Superior venezuelano.

Quem o diz é o historiador venezuelano, reinaldo rojas, assistente executivo do ministro da educação superior Português e o Instituto Português de Cultura se unam às celebrações que começam a 15 de Outubro, em Caracas, com uma exposição na Biblioteca Nacional. Descendente de franceses, Miguel Acosta Saignes nasceu na localidade de San Casimiro, no Estado venezuelano de Arágua ( 100 quilómetros a oeste de

Caracas) e faleceu em Caracas a 10 de Fevereiro de 1989. Jornalista, ensaísta, político, historiador e docente, Saignes criou a cátedra de estudos antropológicos e a Escola de Jornalismo da Universidade Central da Venezuela ( UCV). Fez vários estudos em diversas áreas, desde os indígenas, à

presença africana no país e ao papel do libertador Simón Bolívar na história nacional. Recebeu várias distinções, nomeadamente da Academia Nacional da História e da UCV. Em 1959, publicou o livro História dos Portugueses na Venezuela, em que explica que a maioria dos portugueses que emigraram para a América era pobre e dedicava-se ao trabalho manual. " São outros venezuelanos, nascidos no ultramar, mas enraizados em virtude dos nexos eternos de trabalho, laço indestrutível entre os homens" , precisa a introdução da obra.

A 21 de Setembro, o Centro Português, de Caracas, promove mais uma Festa das Vindimas, na qual marcará presença os membros da junta directiva do clube, sócios e convidados que assistirão à produção de vinho à maneira antiga, como ainda se produz em algumas regiões de Portugal. A jornada festiva começa às 11 da manhã, na Fonte de Soda do clube e zonas próximas da piscina. A directiva comprometeu-se em mandar preparar vários jogos de ornamentos, com muitas uvas, para tratar que o ambiente seja muito parecido com a celebração da vindima que realiza nas terras lusas. Ao mesmo tempo, poderão ser provadas várias comidas típicas de Portugal, tais como, caldo verde, feijoadas, bacalhau, espetadas, entre outras. A festa será animada pela música de alguns grupos folclóricos portugueses. Em Portugal, a " Festa das Vindimas" mobiliza todos os anos muitos milhares de pessoas. Trata-se de uma tradição que permite recordar e homenagear os antepassados e aqueles durante todo o ano trabalham por uma boa colheita de vinho.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

“Fiesta Lusitana” agora na Internet Edgar Barreto de Gouveia edgabarreto@ gmail.com O programa televisivo 'Fiesta Lusitana Al Limite', realizado e transmitido em Punto Fijo, no edifício Falcón, iniciou, no passado mês de Agosto, a transmissão ao vivo para todo o mundo através da Internet, a partir do sítio da emissora televisiva Falconia TV www.falconiatv.com, nos mesmos horários da transmissão na península do Paraguaná: Aos domingos às sete da tarde, com repetições às quartas-feiras, pela uma e meia da tarde, às sextas, pelas nove e meia, e aos sábados, pelo meio-dia. Agora com um simples clique, pode entrar na página e ir ao link da transmissão ao vivo, podendo desfrutar deste programa lusitano com interessan-

tes contributos que envolvem a comunidade. Pode ser visto em todo o mundo para assim continuar a cumprir com o objectivo geral de partilhar os costumes e tradições das comunidades portuguesas no estado Falcón e no resto do território nacional. Nascido em 2007 com um conceito fresco e original em programas para a televisão deste tipo, com um alvo específico, o programa 'Fiesta Lusitana Al Limite' está a um passo de terminar a sua segunda temporada, com a satisfação de receber, da parte dos seus fiéis ouvintes, boas críticas a nível mundial. A partir de meados do mês de Novembro, está já prevista a preparação para a época natalícia, com o 'Fiesta Lusitana Decembrina', uma série de 10 programas especiais dedicados

aos natais celebrados pelos portugueses neste país sulamericano. O programa tem também uma versão radiofónica, que já vai para a sua quarta temporada, cham a d a 'Fiesta Lusitana On Line', passo que será dado também pela 'Fiesta L u s i t a n a Decembrina', através do ender e ç o www.adaesproducciones.com. O programa e transmitido através da www.falconiatv.com

Venezuela

9

Venezuela re-começa produção dos autos Magnalis Tavares Pérez Há semanas dissemos que perante os primeiros seis meses de 2008, experimentouse uma baixa de 47,7% na fabricação de automóveis, Segundo Câmara Automotriz da Venezuela ( CAVENEZ). Todo isto gerado pela crisis que viviam a fabricante de automóveis General Motors ( GM), porque tinha deixado de fabricar uns 11.000 automóveis. Esta filial esteve detida perante 50 días devido ao " paro forzoso" que realizou um grupo pequeno de trabalhadores que exijiam uma renovação do contracto colectivo. Depois da intervenção do Ministerio para o Poder Popular do Trabajo e a Segurança Social na figuro do vice-ministro Abraham Mussa, chegaram ao acordo com os trablahadores do Sindicato, con o qual eles obteram uma melhora salarial do 10% semestral. PUBLICIDADE


10 Venezuela.

Correio dA VenezuelA.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Associações acusam PS de querer “calar” os emigrantes Associações de portugueses residentes no estrangeiro criticaram no passado 12 de Setembro, o projecto do PS de pôr fim ao voto por correspondência dos emigrantes e acusam o governo de querer " acabar" com a voz dos que estão fora de Portugal. Actualmente, os emigrantes votam por correspondência para as eleições legislativas e presencialmente ( nos consulados) para as presidenciais. De acordo com o projecto do PS de alteração da Lei Eleitoral, o voto dos portugueses no estrangeiro passará a ser sempre presencial. O presidente do Centro Português de Caracas, Venezuela, João Gonçalves, defendeu que " os portugueses no estrangeiro também têm o direito de opinar sobre as questões de Portugal" e admitiu que " por comodidade, muitos não vão votar se tiverem de se deslocar centenas de quilómetros" . " Se facilitarem o voto em clubes ou casas de Portugal seria mais fácil de votarem porque na Venezuela as distâncias são muito grandes e muito poucas pessoas irão votar ao consulado" , afirmou. Em declarações à Agência Lusa, o sindicalista e conselheiro das comunidades portuguesas na Suíça, Manuel Beja, disse que esta é " mais uma tentativa de fazerem com que os emigrantes não votem" . " As pessoas não vão fazer milhares de quilómetros para votar. Tem de ser uma pessoa com grande sentido cívico para fazer centenas de quilómetros" , sublinhou o responsável, acrescentando que, " automaticamente diminui a percentagem de pessoas que votam" . " Nas eleições para o Presidente da República ( voto presencial) verificou-se uma diminuição impressionante" , disse. Também o presidente da Federação das Associações Portuguesas na Alemanha ( FAPA), Vítor Estradas, acredita que o número de votantes naquele país vai diminuir se acabarem com o voto por correspondência. " Se vão retirar a possibilidade de os emigrantes votarem por correio, a participação ainda vai ser

Actualmente, os emigrantes votam por correspondência para as eleições legislativas e presencialmente nos consulados.

AlterAção dA lei eleitorAl prevê que o voto dos portugueses no estrAngeiro pAsse A ser sempre presenciAl

“Se facilitarem o voto em clubes seria mais fácil toda a gente votar”

mais reduzida. Estão a prejudicar ainda mais a comunidade portuguesa" , disse à Lusa. Vítor Estradas garantiu também que " se tiverem de se deslocar muitos quilómetros, os portugueses não vão votar" . Por seu lado, o conselheiro no Luxemburgo, Eduardo Dias, defendeu que tem de se analisar " muito bem" todas as " condicionantes"

da proposta do PS. " Há que analisar todos os pós e contras e, na posse de todos os elementos, tomar uma decisão que seja melhor para a população e que possa ser um exercício da democracia" , defendeu. O conselheiro admitiu que as " longas distâncias prejudicam" quem reside longe dos consulados e defendeu que a solução passa

por " disponibilizarem muitos mais locais de voto, que não sejam só nos consulados" . Na África do Sul, o conselheiro Silvério Soares da Silva acusou: " querem acabar ainda mais com a voz dos portugueses no estrangeiro" . " A nossa voz deixa de existir. Os emigrantes vão ter de percorrer bastantes quilómetros e certamente que muitos não vão votar se tiverem de fazer 300 quilómetros ou mais para irem ao consulado" , afirmou. O presidente da Associação de Portugueses no Estrangeiro ( APE Portugal) e conselheiro nos Estados Unidos, José João Morais, define a proposta do PS como " mais uma derrota para a emigração" . " Sem dúvida que vai aumentar a abstenção" , afirmou. Sublinhando que " não tem partido político" , José João Morais disse que o " PS tem medo ( do voto dos emigrantes) porque sabe que fora ( de Portugal) pouco ganha ou nada. Especialmente Fora da Europa" . Nas últimas eleições legislativas de 2005 votaram 36.714 portugueses no estrangeiro, enquanto nas presidenciais de 2006 cumpriram o seu dever cívico 18.840 emigrantes.

Presidente do CCP teme aumento da abstenção Opresidente cessantedoConselhodasComunidadesPortuguesas(CCP), CarlosPereira, criticoutambém oprojectosocialistadeacabar comovotopor correspondência dosemigrantes porconsiderar queestaalteraçãovaicontribuirparaaabstenção. "Estaraexigir queaspessoas sedirijamao consuladopara votarémau, porquevaiaumentaraabstenção",disse CarlosPereira, explicandoque estamudança significaque"algunsemigrantes seriamobrigadosaandarcentenaseatémilharesdequilómetrospara votar". Opresidente cessantedoCCP recordouoocorridonasúltimas eleiçõespresidenciais,altura emqueoconsuladodeBaiona, França,jáestava encerradoeos emigranteslocais foramconvidadosavotarno consuladode Bordeaux,acercade280quilómetros:"Abriram umamesaem Bordeauxparaos quevotavamem Baiona,masnão entrouumúnico votonaurna". Sublinhando queoPSfoio únicopartido queatéaomomentosepreocupouemarranjarumasolução parauniformizar aseleiçõesno estrangeiro,CarlosPereiralamentanoentantoasoluçãoencontrada, considerando que"foipiora emendaqueo soneto".


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Nomeada para os prémios MTV Latinos Tomás Ramírez tomasramirezg@ gmail.com A Venezuela está nomeada para os Prémios MTV, não pelos seus artistas mas para uma nova categoria dirigida ao melhor clube de fãs. A menção, no caso da Venezuela, foi para os seguidores do grupo Tokio Hotel. Neste caso, Fátima Acosta, presidente do Tokio Hotel Fans Club Venezuela, que, ao saber, através de um telefonema do diário venezuelano El Universal, da notícia da sua nomeação, comentou que esta foi uma " surpresa imensa" . Fátima Acosta disse ao CORREIO que o clube a que preside existe desde Dezembro de 2007 e conta com quase 600 membros. " Conheci o grupo há três anos através da Internet, quando ainda nem se ouviam na Venezuela. Pouco a pouco foi me informando e consegui fazer uma página tributo" , explicou. Agora a organização tem líderes regionais. Acosta ocupa-se de Caracas, Valência e Maracay. Outras das suas companheiras, que provavelmente estarão com ela a 16 de Outubro na cerimónia de entrega em Guadalajara, México, são responsáveis pela difusão dos êxitos da banda alemã em Mérida, San Cristobál, Trujillo e Cumaná, entre outras. No total, chegam aproximadamente a 20 cidades. Fátima Acosta é neta de madeirenses, recebeu vários méritos e conseguiu tornar-se merecedora do troféu em forma de língua oferecido pela MTV. O clube não só conta com seguidores no país, como mantém um sítio na Internet com 87.317 visitas, acumuladas pelo menos até ao início da semana. Através deste espaço, os jovens mantêm-se em contacto, publicam notícias, opiniões, fotografias e inclusive convocam mais de 20 reuniões para celebrar o seu amor pelo quarteto alemão de pop/rock, formado por Bill Kaulitz ( voz), Tom Kaulitz ( guitarra), Georg Listing ( baixo) e Gustav Schäfer ( bateria). Fátima Acosta referiu que inicialmente foi complicado conseguir o material promocional do grupo porque não havia apoio da editora no país. " Eu mesma imprimi fotos e cartazes para distribuir" . Para além disso, assegurou que tiveram de completar uma série de desafios para chegar à cerimónia. " Inscrevemo-nos na zona.com ( página da MTV latino-americana) e não acreditávamos que nos iam chamar." Os vencedores serão eleitos pelo público que poderá votar até 1 de

11

Venezuela

Reformados e pensionistas reivindicam direitos laborais Um numeroso grupo de pensionistas e reformados colocou-se às portas do Ministério do Trabalho na passada terça-feira, dia 16, a fim de obter respostas às suas reivindicações laborais. Edgar da Silva, representante dos reformados, assegurou que " é o Comité dos Direitos Humanos que tem lutado ao longo de 18 anos pelos direitos dos pensionistas, reformados e adultos mais velhos da Venezuela. Viemos exigir uma resposta por parte do Executivo." Silva referiu que pretendem um décimo terceiro mês para os pensionistas do seguro, um subsídio de férias em Agosto, um abono de saúde mensal, um abono alimentar, a homologação das pensões dos sobreviventes e a incorporação de 100 mil adultos no INSS ( Instituto dos Seguros Sociais) para que tenham a protecção do Estado venezuelano.

O clube não só conta com seguidores no país, como mantém um sítio na Internet com 87.317 visitas. PUBLICIDADE

Clube de fãs do grupo Tokio HoTel é gerido por fáTima aCosTa

Outubro através do link www.mtvla.com/premios e por mensagem de texto. Fátima acosta: a Fã

Vive em Valência, tem 25 anos, estuda línguas e tem planeado ingressar no curso de Comunicação Visual, já que se interessa muito por este mundo. A página da Internet que desenhou foi feita sem conhecimentos formais prévios. Trabalha nos dois negócios da mãe, um cabeleireiro e um cyber-café. " Que te posso dizer? Os portugueses são assim!" , afirmou, entre risos.


12História de Vida.

Correio Da Venezuela.

18 a 24 de Setembro de 2008.

“Nasci numa casa de palha” Andreina de Abreu dosreis.andreina@ gmail.com Calma, risonha e bondosa são algumas das palavras que definem a senhora Concha, como é carinhosamente chamada por familiares e amigos. Nasceu na Tabua a 28 de Junho de 1924, e chama-se Conceição Rita de Abreu. É a filha mais nova de sete irmãos, filhos de Maria Rita d

e

Abreu e João de Abreu. Ainda recorda com clareza as suas longas caminhadas até à montanha em busca de lenha para poder cozinhar. " Demorava duas horas e meia a subir. Quando tinha lenha suficiente, colocava-a às costas e iniciava o caminho de regresso a casa" . Desde muito jovem que foi empreendedora. No tempo em que visitava as suas primas, começou a bordar. Conta que foi nessa altura que se iniciaram as visitas do seu vizinho. " Tornou-se costume passar por minha casa e, sem darme de conta, enamorei-me dele aos 21 anos" . Concha casou-se aos 24 com Manuel Fernando de Abreu Pereira, na igreja de São Pedro, no Funchal. " Após 26 dias de casados, o meu marido veio para a Venezuela. Nessa altura, eu já estava grávida e fiquei na Tabua" .

Desde muito jovem que foi empreendedora.

ConCha Celebra Com entusiasmo o 40.º aniversário da Chegada PUBLICIDADE

A sua primogénita, Maria José de Abreu, nasce em 1949. Conta que nessa altura Portugal padecia das consequências da II Guerra Mundial. " Ia ao mar buscar água salgada para preparar puré de batata à minha filha. A comida escasseava." Quando a filha tinha dois anos e meio, a sua mãe morreu. Um ano mais tarde, morreu o pai. Concha encontrava-se só, esperando pelo marido. " Chorava porque estranhava a ausência de Manuel. Ele enviava-me dinheiro mensalmente, pelo que a minha filha e eu não passávamos nenhuma necessidade." O marido regressou em 1955, e um ano mais tarde nasceu João de Abreu, o seu segundo filho. Com tristeza, voltou a separar-se do marido. Procurando manter-se distraída, decidiu dedicar-se a plantar tomates e hortaliças. Comenta que foram anos difíceis. Assumiu os cuidados ao seu irmão alcoólico, que roubava os frutos das suas culturas com frequência. Concha não teve oportunidade de estudar. Aprendeu a ler e a escrever com a ajuda do seu marido. " Não sei fazer nem uma conta matemática em papel. Faço todas de cabeça." O seu terceiro e último filho nasceu em 1961, Adriano Fernando de Abreu, que aos sete anos de idade pisava solo venezuelano. A 10 de Outubro de 1968, o navio Irpina chegou ao porto de La Guaira. Assim que viu o local, Conceição diz ter ficado contente por estar em " terra de graça" , junto ao seu marido e aos filhos.

" Durante oito anos, investi o meu tempo a coser roupa de fábrica na minha casa." A sua filha ajudava no trabalho. Quando Maria José se casou, Concha decidiu bordar com fios de seda, explicando que sempre tentou ganhar dinheiro. " Havia meses em que o meu marido não ganhava o suficiente na fonte de soda. Nessas ocasiões, eu ajudava com o pouco dinheiro que recebia bordando." Concha conta que " nasci numa casa de palha." Apesar disso, esta amável senhora diz que não se dava mal, e que se encontra profundamente agradecida por tudo o que Deus lhe deu. Contenta-se em ter podido visitar a sua terra natal em quatro oportunidades e sente nostalgia pela casa que perdeu na Tabua, devido a uma forte tempestade que assolou a ilha. Depois de ter celebrado 57 anos de casamento, o marido morreu com um derrame cerebral. " Cuidei dele durante oito anos, ajudando-o a suportar a sua doença." É admirável perceber o respeito e adoração que Concha ainda sente pelo seu marido. Partilharam uma vida juntos. " Tenho seis netos e acabo de receber com muita alegria o meu primeiro bisneto." Profundamente religiosa, Concha encomenda todos os seus familiares nas suas orações. " Dou graças a Deus por permitir-me gozar de uma boa saúde aos 84 anos de idade" . A sua alegria e simplicidade fazem da senhora uma mulher exemplar e muito querida entre os seus familiares, amigos e conhecidos.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Grupo Amizade de Maracay celebra 24º aniversário Edgar Barreto De Gouveia edgabarreto gmail.com Decorreu no passado 14 de Setembro, no Centro Luso Venezuelano do estado Vargas, a festa em honra da Senhora do Loreto, um costume que acontece há cerca de oito anos, como comemoração da aparição de Nossa Senhora na zona do Loreto, na Calheta, Madeira, a 8 de Setembro. Estas festas religiosas celebram-se no clube do litoral varguense desde o ano 2000 pelo facto de muitos sócios do clube pertencerem à zona do Loreto e da Calheta, procurando sempre realizá-las aos domingos, para que todos os nascidos nessas localidades madeirenses possam assistir, uma vez que são comerciantes com

Na actualidade tem 45 membros activos.

horários muito intensos. Ivan Gonçalves, natural da Calheta, ficou encarregue da organização das festas deste ano. Este madeirense ocupa também o cargo de 1.º vogal na actual junta directiva do clube, e explica que pertence

ao grupo encarregue de organizar as festas desde há oito anos. " Dedicamos um dia à virgem padroeira de muitos dos membros e sócios deste clube. Convido os portugueses a celebraram connosco e que adoptem e a realizem

noutras localidades" . Com muita participação de portugueses residentes na zona litoral e na capital venezuelana, deu-se início à missa, seguida de uma procissão nas instalações do clube. Grupos de folclore português convidados do estado Falcón, como o grupo folclórico luso-venezuelano Filhos dos Imigrantes do Centro Português de Punto Fijo, os Lusíadas, e o Centro Marítimo de Venezuela, para além da apresentação especial da Banda do Marítimo, apresentaram-se de forma alegre, conseguindo cativar todos os presentes, que também puderam desfrutar da venda de comidas típicas, da realização de um jogo de bingo e de um espectáculo de fogo de artifício.

13

Cultura

Virgem do Loreto recordada em Vargas Edgar Barreto De Gouveia Decorreu no passado 14 de Setembro, no Centro Luso Venezuelano do Vargas, a festa em honra da Senhora do Loreto, um costume que acontece há cerca de oito anos, como comemoração da aparição de Nossa Senhora na zona do Loreto, na Calheta. Estas festas religiosas celebram-se no clube desde o ano 2000 pelo facto de muitos sócios do clube pertencerem à zona do Loreto e da Calheta, procurando sempre realizá-las aos domingos, para que todos os nascidos nessas localidades madeirenses possam assistir. Ivan Gonçalves, ficou encarregue da organização das festas deste ano. Este madeirense ocupa também o cargo de 1.º vogal na actual junta directiva do clube. " Dedicamos um dia à virgem padroeira de muitos dos membros e sócios deste clube. Convido os portugueses a celebraram connosco e que adoptem e a realizem noutras localidades" . Com muita participação de portugueses, deu-se início à missa, seguida de uma procissão nas instalações do clube. Grupos de folclore português convidados do estado Falcón, como o grupo folclórico luso-venezuelano Filhos dos Imigrantes do Centro Português de Punto Fijo, os Lusíadas, e o Centro Marítimo. PUBLICIDADE


14Cultura.

COrreiO da VenezUela.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Estatutos do Festival de Folclore alterados

Alex Gonçalves deu em concerto no CP

Rebeca Fandiño P. Rebecafp87@ gmail.com O músico luso-descendente que estuda música na Alemanha, Alex Gonçalves, foi um dos convidados especiais num concerto de Harmónica e Música de Câmara patrocinado pelos supermercados Unicasa. O objectivo da reunião era avaliar as normas e requisitos de participação dos grupos folclóricos no Festival

Jean Carlos de Abreu deabreujean@ gmail.com 'Primeira e Única Mesa Técnica de Folclore' foi o nome dado à reunião que decorreu no passado fim-de-semana no salão social da catedral San Jorge, situada em Montalbán, Caracas. O objectivo da reunião era avaliar as normas e requisitos de participação dos grupos folclóricos no XXIV Festival de Folclore Português, que será organizado pelo grupo Renascer Lusitano, em 2009. Assistiram à reunião os representantes dos grupos Alma Lusitana, Amizade, da Casa Portuguesa do estado Aragua, Centro Português de Caracas, Centro Luso-Venezuelano do estado Vargas, Centro Marítimo de Venezuela, Dos Patrias, Os Lusíadas, Nova Geracao de la Península de Paraguaná, Os Filhos dos Emigrantes de Punto Fijo, Saudades, da Casa Portuguesa de Carabobo, Centro Sociocultural Virgem de Fátima e o grupo anfitrião, Renascer Lusitano. Durante o debate, alguns directores solicitaram a eliminação da palavra 'idiossincrasia' do regulamento, posto que esta é de significado extenso e " permite que se juntem elementos não

Manter a originalidade dos bailes e a ausência de coMpetição foraM os teMas debatidos na Mesa técnica organizada pelo grupo renascer lusitano típicos às danças folclóricas" . Por consenso, deixaram a frase: 'Só poderão participar todos aqueles grupos que representem o folclore de Portugal ( Continente, Arquipélago da Madeira e Arquipélago dos Açores). Os representantes dos grupos folclóricos luso-venezuelanos decidiram ainda que o Festival de Folclore Português será competitivo, posto que os dançarinos " estão motivados a participar a fim de levar para casa um prémio pelo esforço e empenho" . Sobre a participação de crianças menores de 12 anos, os representantes do folclore decidiram que estes apenas poderão participar para levar o estandarte do grupo. " Quem for mais velho, poderá dançar e tocar no grupo normalmente, mas se tiver 12 anos ou menos, não pode participar como dançarino

ou músico" . Uma tenor se estreou no fado precisamente nessa noite.

Manter a originalidade

Na reunião, os representantes dos diferentes grupos na Venezuela solicitaram que se mantenha viva a essência do folclore e " evitar movimentos ou execuções de danças que rompam com os passos elementares de uma dança" . Ana Pita Andrade, directora do grupo folclórico Amizade, expressou que a juventude e as pessoas que se dedicam ao folclore não devem depender de um prémio, mas sim do " facto de partilhar e conviver com os membros de outros grupos" . Na primeira reunião do XXIV Festival de Folclore Português, serão analisados e debatidos temas como os grupos que desejem participar mas sem competir, entre outros temas que ficaram no ar.

O evento decorreu no passado dia 12 de Setembro, sexta-feira, no salão nobre do Centro Português de Caracas. Aquela empresa encarregou-se de trazer Alex Gonçalves da Alemanha, convidando também o pianista venezuelano Eduardo Plaza e a cantora Genitte Peña, uma tenor que se estreou no fado precisamente nessa noite. O músico luso-descendente já não vinha à Venezuela há cerca de um ano, devido a questões económicas. Desde que começou a estudar trompa ( instrumento também conhecido por corno francês) no Instituto de Música Hochschule für Musik und Theater Rostock, na Alemanha, só pôde regressar a casa agora, graças ao patrocínio da Unicasa. O jovem

talento deslumbrou o público tocando peças como a Sonata para trompa e piano, de Ludwig Van Beethoven. Gonçalves iniciou-se na música muito cedo, tendo começado os estudos na Escola Mozarteum de Caracas com o maestro Joel Arias. Hoje em dia, na Alemanha, estuda com Michael Höltzel. Nesta iniciativa da rede de supermercados, um evento denominado 'Compromisso Social com as Nossas Raízes', a empresa procura e inclui no evento membros da comunidade portuguesa, como parte do seu investimento social, e desta vez apoiaram o talentoso Alex Gonçalves. Este mostrou-se " orgulhoso de fazer parte da terceira geração luso-descendente."


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Conheça a história dos nossos transportes

15

Cultura&Passatempos

Sudoku:

Horóscopo CARNEIRO Ali se podem encontrar antiguidades como veículos de tracção de animal, carruagens, cadeiras de mãos,

Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com O Museu do Transporte abriu portas em 1970 e desde então tem permitido a um sem fim de jovens e adultos conhecer a história do transporte na Venezuela, através de uma janela mágica que transporta o visitante para épocas muito remotas. O museu recebeu o nome do jornalista Guillermo José Schael, que foi o seu fundador, director e presidente, um homem que é descrito como um lutador, uma pessoa que trabalhou de maneira incansável na promoção do museu. Aquele conta com quase dois hectares de terreno, espaço propício a alojar " a 'cochera' do museu" , considerada uma das melhores colecções da América Latina, pois ali se podem encontrar antiguidades como veículos de tracção de animal, carruagens, cadeiras de mãos, etc. Uma das peças que mais se destaca é o avião modelo Douglas DC3, que chegou à Venezuela em finais dos anos 40. Na sua altura, funcionou

como avião presidencial; depois disso, passou a ser um meio de transporte vital de busca e salvamento, e terminou como serviço de correios.

Zona de Los dos Caminos aLberga um aCesso fáCiL ao passado Mas este é apenas o começo na descoberta de muitas peças que se podem encontrar neste importante local, onde se tem a possibilidade de aprender muito. Se falarmos de locomotivas e vagões antigos, este museu também os tem, pois ali estão expostos os que fizeram parte do sistema ferroviário de Caracas - La Guaira, o Ferrocarril do Táchira, o Serviço Portuário e Central da Venezuela. Por outro lado, existe a maquinaria agrícola, uma excelente desculpa para

explicar aos mais pequenos como funcionam as suas peças e as inovações que ocorreram até aos nossos dias. Por isso convidamos todas famílias a que se atrevam a fazer parte desta impressionante viagem. Pode fazê-lo todos os domingos, entre as nove da manhã e as quatro e meia da tarde, por 2 BsF para os adultos e 1 BsF para as crianças. Existem ainda visitas guiadas às quartas-feiras, das oito da manhã à uma da tarde. Os grupos incluídos nos planos de férias devem fazer reservas. Este belo e educativo museu fica situado na Avenida Francisco de Miranda, sector Santa Cecília, frente ao estacionamento do Parque del Este, distribuidor Santa Cecília na direcção da Avenida Francisco de Miranda, em Los Dos Caminos. É muito fácil lá chegar e basta organizar um grupo para aprender mais sobre os transportes na Venezuela. Mais informações podem ser obtidas através do telefone ( 212) 234.22.34.

Relacionamento é uma das questões mais importantes do atual momento. Implica em reconhecer nos outros as qualidades que deve desenvolver em si. E estabelecer boas alianças e parcerias. Relações são espelhos em que aprendemos sobre nós.

GÊMEOS Pode estar havendo um conflito entre manifestar espontaneamente o que sente e como isso vai contra conceitos que tinha ou julgamentos que as pessoas e a sociedade fazem. Seja verdadeiro consigo e estará sendo autêntico com os outros.

LEÃO Dia que valoriza os relacionamentos, os contatos e as amizades. Oportunidade de estabelecer vínculos positivos e conversas que auxiliam a compreender os vários ângulos implicados nas situações. Esteja atento às mudanças e surpresas.

BALANÇA A presença de vários planetas em seu signo revela um momento interessante, que está associado a enxergar novas possibilidades em si e nos relacionamentos. Hoje a qualidade harmoniosa e conciliadora da energia libriana está destacada.

SAGITÁRIO Valorize as amizades e as relações que auxiliam a ver uma perspectiva diferente das coisas. Questione-se sobre o seu papel na sociedade, o que pode fazer para contribuir para um mundo mais justo e pacífico, nativo de Sagitário.

AQUÁRIO A Lua está em Aquário, enquanto vários planetas transitam o signo de Libra. Retrata a importância da reflexão sobre os ideais e valores que regem os seus relacionamentos. Momento de desapego, renovação, reciclagem, aquariano.

TOURO Momento interessante para contatos de trabalho, contratos e para o reconhecimento das atribuições de cada pessoa envolvida num trabalho ou numa parceria. Hoje especialmente é um dia propício a parcerias e contatos profissionais.

CARANGUEJO A harmonia que almeja ter com as pessoas começa interiormente. Como a Astrologia vem sinalizando: para ter bons relacionamentos deve se sentir íntegro consigo, equilibrando aspectos que parecem contraditórios, mas que fazem parte de você.

VIRGEM Período oportuno para reavaliar parcerias, especialmente as que estão implicadas com recursos financeiros e com a expressão de talentos. E também em termos afetivos, pois os valores dos relacionamentos estão se renovando.

ESCORPIÃO Uma reflexão sobre relacionamentos é oportuna. Agora se revelam aspectos que eram inconscientes ou obscuros. Isso modifica as relações, não somente com pessoas, mas com a sociedade. Quem são os seus parceiros na jornada da vida?

CAPRICÓRNIO Dia que enfatiza as parcerias e contatos de trabalho. Neles deve haver a busca de harmonização de diferenças, conciliação que não significa fugir de conflitos. Momento de abrir espaço a novos conceitos, lugares e situações.

PEIXES Tendência a surpresas, reviravoltas, mudanças e situações inusitadas, que pedem uma atitude diferente da habitual. Se você ficar insistindo em velhos padrões gerará conflitos nos relacionamentos. Pense e aja diferente, nativo de Peixes.


16Porto Santo.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Correio da Venezuela.

PUBLICIDADE

Vindimas enchem Largo da Palmeira Um dos eventos mais significativos para as gentes da “ilha dourada” A Câmara Municipal do Porto Santo e a Empresa Municipal Areal Dourado Eventos, organizaram a Festa das Vindimas. Um evento que tem vindo a ser realizado já há alguns anos na Ilha. Neste momento, é considerado um dos eventos mais significativos para as gentes da " ilha dourada" , enquanto, para os turistas, este tipo de espectáculos constitui mais uma oportunidade para admirarem situações que representam costumes e tradições do Porto Santo. Sendo o vinho da " ilha dourada" bastante apreciado, é natural que as suas vindimas também o sejam. Esta festa teve lugar no Largo das Palmeiras e contou com a actuação de alguns representantes do Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova. No final de todo este processo foi dado a provar o mosto a todos os presentes. PUBLICIDADE


o jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Porto Santo

17

Recuperação do antigo aterro ascendeu os 796 mil euros

Lixeira selada na Ilha Dourada O Secretário Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais visitou o antigo aterro do Porto Santo, zona onde durante 16 anos funcionou a lixeira da Ilha. No antigo aterro foram depositados os resíduos sólidos urbanos e equiparados, provenientes da recolha efectuada pela Câmara Municipal do Porto Santo e particulares, até ao funcionamento do Centro de Processamento de Resíduos da Ilha Dourada. Este aterro deixou de ter utilidade, tendo sido alvo de um

processo de regularização, modelação e selagem com uma membrana de plástico. De acordo com Manuel António Correia " a área de 17.600 metros quadrados pode agora ser utilizada pela população local para lazer em total segurança" . A recuperação do aterro envolveu um investimento que ascendeu aos 796 mil euros, da responsabilidade do Governo regional, através da Valor Ambiente, S.A, com a comparticipação de 66,73% do Fundo de Coesão.

Porto Santo corre nos 500 anos A Câmara Municipal do Porto Santo levou 10 atletas até à Madeira para representarem o concelho, esta foi uma forma do município se associar às celebrações dos 500 anos do Funchal. Um gesto simbólico como foi a partida de ontem, com a bandeira do concelho e estafeta. Vestidos com a camisola azul dos 500 anos, os atletas juntaram-se, com boa disposição, no Largo das Palmeiras. Para a equipa a corrida começa ali com o presidente da Câmara a entregar

Exposição de pintura “Assim Brotam…” Maria Emília natural de Porto Santo, professora na Escola Básica e Secundária de Porto Santo, como artista amador, apresentou a sua primeira exposição na ilha que a viu nascer. Esta teve lugar na sala de exposições dos Paços do Concelho do Porto Santo, onde estiveram reunidos um conjunto

a bandeira do concelho e a estafeta a Cristina Henriques, que também integra o grupo de três raparigas e sete rapazes. O objectivo é ganhar a corrida de 18 quilómetros em estafeta de Santa Cruz ao Parque de Santa Catarina. Os atletas que se reuniram no Largo das Palmeiras são amadores, mas têm prática desportiva. Roberto Silva, o presidente da Câmara, acredita que esta é equipa para dar luta e representar bem o Porto Santo.

de trabalhos amadores, " por serem o produto daquele olhar irresistível sobre o belo concebido e criado pelo Supremo, revelado pela Natureza que Noé nos guardou e espalhou sobre os campos da minha Ilha" , afirmou a artista por altura da inauguração do referido evento. PUBLICIDADE


18Portugal.

COrreiO da Venezuela.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Os sindicatos de enfermeiros admitiram convocar novas greves e acusaram o Ministério da Saúde ( MS) de não apresentar soluções, depois de a tutela ter interrompido as negociações sobre a revisão da carreira.

163 mortos nas estradas durante último Verão

O número de feridos graves diminuiu 15 por cento relativamente ao mesmo período do ano passado

Cento e sessenta e três pessoas morreram nas estradas portuguesas entre 15 de Julho e 15 de Setembro, mais três que em igual período do ano passado, revelou a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária ( ANSR). Segundo a ANSR, que fez, quarta-feira, 17, o balanço da campanha de Verão de segurança rodoviária, 163 pessoas morreram, 505 ficaram gravemente feridas e 7.314 sofreram ferimentos ligeiros em acidentes de viação entre 15 de Julho e 15 de Setembro, dados apenas relativos ao Continente. Os dados da campanha, promovida pelo Ministério da Administração Interna ( MAI), mostram que o número de feridos graves diminuiu 15 por cento relativamente ao mesmo período do ano passado, tendo também se registado um decréscimo de 11 por cento nos feridos ligeiros. O número de acidentes, durante esses dois meses, não foi divulgado, dados que serão " apurados mais tarde" , justificou o presidente da ANSR, Paulo Marques. No entanto, o responsável adiantou que o número de acidentes diminuiu oito por cento de Janeiro até Maio, tendência que a ANSR espera que se mantenha. Paulo Marques sublinhou que o

DaDos Da segurança roDoviária revelam mais três vítima mortais que em igual períoDo Do ano passaDo período " mais crítico" verificou-se entre 01 e 03 de Agosto, quando morreram nas estradas portuguesas 18 pessoas. Lisboa ( 21) e Setúbal ( 17) foram os distritos que registaram mais mortes nas estradas durante o Verão, segundo os dados da ANSR. Os números revelam, igualmente, que o número de vítimas mortais em acidentes de viação entre 01 de Janeiro e 15 de Setembro diminuiu oito por cento face a igual período do ano passado. Os feridos graves também baixaram 19 por cento. O presidente da ANSR justificou a melhoria que Portugal tem vindo a registar na sinistralidade rodoviária com melhores estradas e veículos, além da intervenção dos Governos Civis e das forças de segurança em campanhas, como as que decorreram no Natal e no Verão. Paulo Marques destacou que há " um reforço dos meios das forças de segurança" durante as campanhas. Na campanha " Mortes na es-

trada. Vamos travar este drama Verão 2008" , que decorreu entre 15 de Julho e 15 de Setembro, estiveram envolvidos a PSP, GNR, Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e o INEM. O ministro da Administração Interna, Rui Pereira, também participou na apresentação do balanço da campanha. Mais de 4.000 condutores detidos Mais de quatro mil condutores foram detidos entre 15 de Julho e 15 de Setembro pela GNR e PSP, 2.660 dos quais por estarem a conduzir sob efeito de álcool, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária ( ANSR). De acordo com as duas forças de segurança, a PSP e a GNR fiscalizaram, durante os dois meses de Verão, 530.389 condutores e detiveram 4.413, sendo a maioria das detenções efectuadas ( 2.660) devido a condução sob efeito de álcool.

Construção abranda 0,5% A produção do sector português da construção caiu 0,5 por cento nos últimos nove meses, mas os empresários acreditam numa recuperação suportada nas obras de engenharia civil, devido à aproximação de um ano de eleições. Segundo o relatório de Setembro da conjuntura da construção, divulgado pela Federação Portuguesa das Indústrias da Construção e Obras Públicas ( Fepicop), o actual cenário " não impede que se possa vir a assistir a uma recuperação até ao final do ano" . " Os indicadores de produção da Fepicop apontam para um decréscimo de oito por cento na habitação e para acréscimos de cinco por cento e 2,5 por cento, respectivamente, no não residencial e na engenharia civil" , refere a federação. A redução no consumo de cimento, que registou uma " quebra homóloga superior a 15 por cento no mês de Agosto" , e a " forte contracção" no crédito concedido pela banca para compra de habitação são outros dados que, para a Fepicop, " corroboram o agravamento das preocupações dos empresários" . A federação lamenta que a produção global do sector esteja " no limiar da estagnação" e considera a retoma da construção " indispensável ao relançamento da economia" . " As decisões sobre os grandes projectos de investimento perma-

necem no centro de controvérsias, enquanto a construção continua a denotar uma evolução anémica, em termos globais" , critica a federação. A Fepicop acredita, no entanto, numa recuperação da produção global suportada nos trabalhos de engenharia civil encomendados pelas autarquias. " A aproximação de um ano de eleições, como será o de 2009, não deixará de ter influência nesta evolução, particularmente no que concerne a obras adjudicadas pelas autarquias, claramente mais activas durante o corrente ano" , lê-se no relatório. A federação enaltece também o crescimento no segmento da construção não residencial, com destaque para os edifícios destinados ao turismo, cuja produção aumentou 50 por cento nos primeiros oito meses deste ano, relativamente ao mesmo período de 2007. O segmento da habitação continua a ser o responsável pelo abrandamento global do sector, com reflexos na redução do emprego. Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística ( INE), o número de trabalhadores da construção decresceu 0,7 por cento entre os primeiros semestres de 2007 e 2008, baixando de 10,9 para 10,7 por cento a contribuição do sector para o emprego total do país.

O actual cenário " não impede que se possa vir a assistir a uma recuperação até ao final do ano" .


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

19

Portugal

O Partido Comunista Português anunciou que vai apresentar dentro de dias propostas de alteração do Código Penal, para que os crimes económicos passem a ser punidos com pena efectiva de prisão e não com multas, como actualmente.

Sines quer disputar a Espanha mercado dos navios pesados O primeiro-ministro lançou, quarta-feira, 13, a segunda fase da ampliação do terminal de contentores do Porto de Sines, obra que o concessionário do porto garante que permitirá disputar com Espanha a quota de mercado de navios pesados. Além de José Sócrates, estiveram presentes na sessão o ministro das Obras Públicas, Mário Lino, e secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, e o presidente das Câmara de Sines. Numa cerimónia curta, José Sócrates colocou de forma simbólica a primeira pedra das obras da segunda fase de expansão do Terminal XXI do Porto de Sines - um investimento avaliado em 69 milhões de euros. Segundo o ministro Mário Lino, aos 69 milhões de euros, somar-se-ão ainda complementarmente cerca de 40 milhões de euros de investimento público. De acordo com as estimativas da empresa concessionária do Porto de Sines, a PSA, no final de 2009, haverá condições para duplicar a actual capacidade de carga de 400 mil TEU ( unidade de medida de contentores) para 800 mil TEU. Antes dos discursos do primeiroministro e do ministro das Obras Públicas, o administrador delegado da PSA, Jorge de Almeida, salientou que Portugal tem uma quota ibérica de oito por cento em matéria de trânsito portuário. " Esta enorme desproporção não se explica pela diferença de dimensão das duas economias. Ao contrário de Valência e de Barcelona, Portugal ainda não está em condições para receber navios mãe" ( de grande carga, com capacidade de transporte na ordem dos 9500 TEU), disse o responsável empresarial. O administrador delegado adiantou que, no final do corrente ano, irão para o mar os primeiros navios mãe com capacidade de carga de 14 mil TEU. Já o primeiro-ministro, num curto discurso de improviso, salientou a ideia de que " o investimento público deve acompanhar o investimen-

Sócrates frisou que em Sines haverá a curto prazo cinco projectos de investimento privado de grandes dimensões.

Haverá conDições para Duplicar a actual capaciDaDe De carga De 400 mil para 800 mil to privado" . Neste contexto, Sócrates frisou que em Sines haverá a curto prazo cinco projectos de investimento privado de grandes dimensões, que poderão tornar a região " um cluster petroquímico, entre os dez maiores da Europa" . " Durante décadas Portugal viveu com a ideia de que o sonho de Sines nunca se concretizaria. Mas Sines volta agora a ser uma terra de oportunidades e de progresso" , declarou, usando uma ideia que já apresentada hoje ao fim da manhã, depois de ter presidido à cerimónia de ampliação do complexo petroquímico da Repsol. Em termos de mensagem política, o primeiro-ministro salientou ainda que, " apesar da conjuntura internacional ser extremamente negativa para o investimento, mesmo assim

concretizaram-se todos os grandes projectos de investimentos previstos para Sines ao longo dos dois últimos anos" . Também o ministro Mário Lino afirmou que em breve será desfeita a ideia de que o projecto do Porto de Sines constituiu um " elefante branco" na História da economia portuguesa. " Face ao semestre homólogo, 2008 mostra Sines a crescer em termos globais quase cinco por cento, claramente acima do ritmo de crescimento dos restantes portos nacionais e espanhóis, e muito ainda acima do crescimento da economia. Mas o crescimento é ainda mais significativo quando olhamos especificamente para o terminal de contentores, que cresceu neste primeiro semestre mais de 38 por cento" , acrescentou.

Jornada nacional de protesto contra aumento nos combustíveis A associação de defesa do Consumidor DECO está a estudar a convocação de uma jornada nacional de protesto contra os aumentos de preços dos combustíveis, apesar do preço do petróleo estar em queda nos mercados internacionais. Em declarações à agência Lusa, o secretário-geral da associação, Jorge Morgado, revelou que a DECO tem recebido " largas centenas de queixas" de consumidores sobre esta situação, " especialmente ao longo dos últimos dias" . Num momento em que o preço do barril de petróleo continua a descer nos mercados internacionais, a BP subiu às 00: 00 de quarta-feira, 13, um cêntimo na gasolina e desceu um cêntimo no gasóleo, enquanto a Galp manteve o preço da gasolina e reduziu um cêntimo o gasóleo.

De acordo com o responsável da DECO, os consumidores " não conseguem compreender" as ausência de descida dos combustíveis já que em meses anteriores os operadores justificaram as " sucessivas e rápidas" subidas nas bombas com a alta do petróleo, afirmando agora que precisam de mais tempo para proceder ao respectivo acerto do preço em baixa. " As empresas deixaram completamente cair a máscara junto dos consumidores" , considerou Jorge Morgado, que admite estudar a " realização de uma jornada nacional de protesto" , à semelhança do que a DECO fez no final da década de 1990 contra a cobrança de uma taxa de activação nas chamadas da PT e mais recentemente contra o contra o pagamento de uma taxa sobre a utilização do Multibanco.

Função Pública afecta à CGTP faz greve nacional a 1º de Outubro Os sindicatos da Função Pública, afectos à CGTP, vão fazer uma greve nacional no dia 1 de Outubro, anunciou a coordenadora da Frente Comum dos Sindicatos da Função Pública. " A greve de 24 horas visa mostrar ao Governo que os trabalhadores não estão dispostos a aguentar mais. A administração pública faz parte do país e o executivo continua a ter uma atitude altista, sem dar resposta às reivindicações dos trabalhadores" , justificou Ana Avoila. A greve realiza-se no âmbito de uma jornada nacional de luta convocada pela CGTP para o primeiro dia de Outubro.Em conferência de imprensa, realizada na quarta-feira, 13, Ana Avoila afirmou que a questão do aumento salarial dos funcionários da Administração Central e Local " é uma questão central" de que a Frente Comum " não abrirá mão" . " Os trabalhadores não podem perder ano após ano, o poder de compra" , disse. Ana Avoila afirmou também que a Frente Comum está contra o regime de contrato de trabalho em funções públicas, que entrará em vigor em Janeiro do próximo ano, e que vai penalizar os funcionários públicos nas suas remunerações.


20IPC.

Correio dA VenezuelA.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Funchal... uma porta para o mundo! Faz agora 500 anos que a cidade do Funchal foi elevada a cidade, acontecimento que será muito justamente celebrado com a pompa e circunstância que merece esse momento histórico da capital da Madeira. Muitas e variadas serão as iniciativas que, ao longo de todo um ano, marcarão a data. Entre elas contam-se eventos turísticos e culturais – congressos, festivais musicais, de teatro, de música, de cinema, etc. – incluindo mesmo a edição de um selo comemorativo da efeméride. Com a devida vénia, permitimonos transcrevemos do sítio http: //www.funchal500anos.com o texto que se segue, ao mesmo tempo que convidamos os interessados em saber mais sobre os 500 anos do Funchal a que o visitem, na certeza de que encontrarão nesse endereço informação adicional interessante sobre a história da cidade e as celebrações programadas. “O arquipélago da Madeira foi descoberto em 1419 e o seu po-

voamento surgiu no quadro dos descobrimentos do século XV, como a primeira experiência de povoamento e exploração de terras até então nunca habitadas. Ensaiadas culturas que imediatamente deram lucros consideráveis, como logo de início o trigo e, depois, a cana sacarina, este modelo veio a ser exportado para as novas terras atlânticas, como os arquipélagos das Canárias, Açores e Cabo Verde e, mais tarde, para o Brasil. Nos finais do século XV, com

base na exploração do açúcar, a Madeira constitui-se como um centro internacional de negócios, por aqui passando uma vaga de forasteiros internacionais, entre intermediários, mercadores e aventureiros, das mais diferentes origens europeias. Com base em capitais alemães, mercadores italianos e flamengos, sob a superintendência da coroa portuguesa, a produção e distribuição do açúcar madeirense foi uma das bases de formação do capitalismo mercan-

til internacional da época moderna. Neste quadro, o porto do Funchal conheceu desde logo um enorme incremento, por aí passando os interesses e os agentes económicos da nova sociedade mercantil, como foi o caso do aventureiro Cristóvão Colombo, então negociante de açúcar. O futuro almirante das Índias chegou a residir no Funchal algum tempo, tendo casado, entretanto, com Filipa Moniz, filha do falecido capitão do Porto Santo, Bartolomeu Perestrelo. A importância do porto do Funchal no contexto insular levou a que o pequeno burgo medieval fosse objecto de uma muito especial atenção da coroa do rei D. Manuel, mesmo antes de pensar que poderia vir a ser rei de Portugal. Nesse quadro, em 1486, então somente como duque de Beja, dava ordens para se construir um núcleo administrativo central, entre o burgo medieval de Santa Maria Maior e a área senhorial de Santa Catarina e

São Pedro, residência de João Gonçalves Zarco e seus filhos e filhas. Para isso cedeu o “seu” Campo do Duque mandando aí construir uma Câmara, com Paço para os tabeliães e uma “Igreja Grande”, que pouco tempo depois mandou transformar em sé, para sede do futuro Bispado. Tendo a sua mãe, a infanta D. Beatriz, instituído as alfândegas insulares, em 1477, uma no Funchal e outra em Machico, junto ao mar e após a sagração da sé do Funchal, mandou ainda levantar um importante edifício para Alfândega. Com o aumento das navegações no Atlântico Norte, a Madeira passou a desempenhar um importante papel de referência, pois dado o regime de ventos, todas as armadas que saíam da Europa com destino ao Atlântico Sul e ao Índico, passavam pelos mares madeirenses. Esse aspecto colocava-se mesmo para as armadas holandesas e inglesas com destino à América Central.”

A Viagem do Elefante ... aparecerá no Outono Por muito incongruente que possa parecer... assim começa a história que José Saramago tece a propósito de Salomão, um elefante, que em pleno século XVI, viajou de Lisboa até Viena. Trata-se de um conto, assim prefere o autor que seja considerada esta sua obra mais recente, que será publicado no Outono em português, castelhano e catalão. A história, que vinha sendo incubada desde há dez anos, desenvolve-se ao longo de 240 páginas e nasceu a partir de uma visita do autor de Memorial do Convento à capital austríaca e de uma passagem por um restaurante que se chamava precisamente ... Elefante, na cidade de Salzburgo. Segundo Pilar del Rio, esposa e tradutora do autor, A Viagem do

Elefante “é um livro coral onde entram e saem personagens que aparecem nos manuais de história ao lado de personagens anónimas ( ...) gente com as que membros da caravana se vão encontrando e com as que partilham perplexidades, esforços o a harmoniosa alegria de um tecto.” Outro aspecto destacado por Pilar del Rio é que não há no livro nenhuma personagem feminina com a força que nos foi revelada, por exemplo, em Blimunda – Memorial do Convento – ou mulher do médico de Ensaio sobre a cegueira. O conto, escrito de acordo com as regras estilísticas de Saramago – “um todo que o leitor terá de organizar segundo a sua própria respiração” – foi nascendo ao longo de um perí-

odo particularmente difícil da vida do escritor, durante o qual teve de lutar contra uma doença da qual saiu com não poucas dificuldades. Por isso, revela Pilar del Rio, não tem qualquer relutância em afirmar que, ao ver terminado o livro, não pôde evitar uma lágrima “de emoção, de alegria, de alívio”. Os amantes da leitura de Saramago poderão encontrar o primeiro capítulo de A Viagem do Elefante no sítio da Fundação Saramago: www.josesaramago.org. Ajude-nos a divulgar a cultura portuguesa Colabore com a campanha destinada à obtenção de fundos e de novos aderentes Telefax. 0212 985.41.43 e-mail - ipcultura@yahoo.com http: //www.institutoportuguesdecultura. blogspot.com


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Stress e depressão geram insónia Magnalis Tavares Pérez magnis0810@ gmail.com As horas de sono necessárias ao corpo humano variam mas quase todos sabem que um adulto deve dormir entre sete e oito horas. No entanto, entre o tráfego, as tarefas domésticas, as preocupações laborais e algumas outras razões, o sono pode ver-se seriamente alterado. Trata-se de um transtorno geralmente conhecido por insónia. Esta doença é definida pelos médicos como a dificuldade em dormir, permanecer a dormir, levantar-se excessivamente cedo ou ter um sono não reparador, junto com a alteração da sua actividade diária. Segundo o médico Juan Marques, presidente da Associação de Médicos LusoVenezuelanos ( Asomeluve), todos podemos ter insónias ocasionais, mas há pessoas que experimentam a insónia permanentemente, inclusive com uma persistência que pode durar meses ou anos.

" Quando a pessoa tem dificuldades em dormir, com consequências na sua actividade diária, é quando se fala de insónia como uma patologia" , acrescentou. Como ClassifiCar a insónia?

Existem dois tipos básicos, por assim dizer, de insónia. O primeiro deles, chamado transitório, é o que dura de uma a três semanas e é gerado pelo stress, doenças virais, ansiedade e mudanças de horário. O outro denomina-se como insónia crónica, caracterizase pela falta de sono superior a três semanas e as suas causas abarcam desde depressões até dificuldades respiratórias. DiagnóstiCo e tratamento

O diagnóstico realiza-se com a exploração e a entrevista clínica. Se o paciente dorme com outra pessoa, é importante recolher informação desta, de forma a conhecer melhor como decorre a noite e os factores do ambiente envolvente que podem influenciar.

Para além disso, necessita-se de alguns estudos complementares para analisar se este transtorno é produto de causas genéticas, de hábitos alimentares ou do uso de determinados medicamentos. No que diz respeito a tratamentos, o doutor Marques comenta que " podem ir desde medidas não farmacológicas como adequar o sítio no qual se dorme, evitar ruído, entre outros, até utilizar medicamentos sedativos." Para além disso, é importante que o paciente desenvolva padrões de conduta de modo a que se reduzam as possibilidades de não conciliar

21

Saúde&Bem-estar

o sono. Entre estes padrões está o uso do quarto apenas para dormir, repousar ou para a actividade sexual. Deve eliminar-se por completo os aparelhos electrónicos presentes no quarto, tais como televisões, telefones, rádio, entre outros. Se isto não funcionar, saia do quarto e pratique alguma actividade relaxante até sentir sono, podendo transformá-la numa rotina diária, se assim o desejar.

Dormir em qualquer recanto pode ser um sintoma de insónia

Vinho tinto para dormir? Segundo alguns estudos científicos, o vinho tinto adormece muitas pessoas porque há variedades de uvas que tem melatonina, hormona que regula o sono. Ainda segundo estes estudos, gerase um pouco de desconfiança, muitas pessoas tomam um ou dois copos desta bebida antes de dormir e asseguram que o sono é bastante melhor e mais relaxado. Regular o sono depende dos gostos e das preferências, porque ainda se utiliza o método de "contar ovelhas", beber chá de alface ou ingerir algumas gotas de valeriana. PUBLICIDADE


22 Opinião.

Correio da Venezuela.

18 a 24 de Setembro de 2008.

" Portugal dos pequeninos" ? Não!

Q

uase 35 anos após a chamada " Revolução dos Cravos" , que abriu consciências para a construção de um País moderno, Portugal continua a não conseguir ultrapassar um mal " endémico" , porque demasiado continuado! Segundo um recente relatório da OCDE, no nosso País, cerca de 60% da mão-de-obra, não tem qualquer formação específica, ou seja, no seio dos países desenvolvidos, são comparados a trabalhadores indiferenciados. Neste domínio, muito melhor do que os portugueses, estão países que ainda não há muito tempo, considerávamos tristes e subdesenvolvidos, como: a Polónia, a República Checa, a Hungria ou a Eslováquia. É bem verdade que nas nossas estradas, circulam mais Mercedes, BMW's ou Audis, do que antigamente, embora se tenham multiplicado por mil o número de stands de venda de carros topo de gama, em segunda mão, que os últimos proprietários não conseguiram pagar. Que há mais " doutores" do que antes, é um facto. Embora só 13% da população trabalhadora tenha formação universitária e os que a obtiveram

T

Luis Barreira

“Muitos portugueses vivem hoje numa sociedade de aparências”

não conseguem, uma boa parte das vezes, associar o que aprenderam teoricamente às exigências da sua prática profissional. Que se tornou normal, para um casal no início de vida, ter casa própria, também não é novidade. Pese embora o facto de, muitos bancos, a quem foram solicitados empréstimos para esse fim, se tenham tornado depositários de crédito mal parado e credores de imobiliário usado. Que abundam restaurantes de luxo e proliferam sítios de " jet-set" , basta ver as revistas da especialidade. Mas talvez muitos dos seus consumidores, só tomem uma refeição por dia, evocando motivos " dietéticos" !... Que somos um dos países primeiros, no consumo de novas tecnologias de comunicação, sem necessidade objectiva de o ser, Há ainda outras verdades que, igualmente, não deixam dúvidas a ninguém: o nosso desenvolvimento económico passa os dias a ser revisto " em baixa" ; o endividamento das famílias não pára de crescer; a nossa balança de pagamentos " pesa" , cada vez mais, do lado das importações; as desigualdades socioeconómicas não param de se agravar e tantos outros motivos

de reflexão " intestina" , que nos atormentam. Isto é dizer mal de Portugal e dos portugueses? Não! Quem gosta do País e dos seus homens e mulheres, não pode mentir a si próprio e aos outros, iludindo os factos ou passando uma " esponja" sobre o absurdo em que se tem vindo a tornar a sociedade portuguesa. Muitos portugueses vivem hoje numa sociedade de aparências, para manter o " status" social, que lhes foi inculcado como sinal de realização pessoal. Uns e outros queixam-se das dificuldades e aumentam o pessimismo geral. E, à medida que se degrada a situação económica dos portugueses, cresce a pressão sobre os seus dirigentes políticos, com a preocupação de esvaziar o espaço político da concorrência e evitar o aparecimento de novas ideias, tão necessárias. Condenados a ser o " Portugal dos pequeninos" ? Não, recuso-me a aceitar esta " fatalidade" ! Sem ser o futebol e as medalhas olímpicas, há outros factores capazes de mobilizar os portugueses, fazendo das suas fraquezas forças. Basta ler a sua história e ter um pouco mais de coragem.

Entre o delírio e o desespero

alvez as palavras Delírio e Desespero, por si sós, não digam muito acerca de uma situação difícil. Mas, acompanhadas, podem adquirir sentido. Delírio, etimologicamente falando, surge do termo latino " de-lirare" , que significa sair pelo canal ao lavrar a terra. A palavra evoluiu para significar a crença que " se sai" da norma estabelecida pelo grupo de pertença social. Na actualidade, pertence à nostalgia psiquiátrica na forma de uma síndrome delirante, determinante junto às síndromes alucinatórios e dissociativoautistas de todas as psicoses. E desespero implica desalento, falta de esperança, estado de ânimo em que desvaneceu a esperança, impaciência, intranquilidade produzida por algo que molesta ou que não acaba de chegar. Na verdade, estas palavras juntas têm hoje, mais que nunca, uma vigência extraordinária. Quando vemos que o fim se aproxima e é tão iminente quanto inexorável, só nos resta delirar e desesperar antes de aparecer logo de seguida a raiva, produto da frustração com as suas letais consequências, tanto em que se desespera e delira

Antonio López Villegas altatribuna@ yahoo.com

“E desespero implica desalento, falta de esperança”

como em quem escutam. De tal maneira que, praticamente, estamos cavando uma cova pouco a pouco. A raiva por não poder parar esse " furacão" que se nos cai em cima e querer continuar a mostrar uma boa cara e isto aplica-se a ambas partes. Quiçá o pior inimigo que temos ao delirar e desesperar seja a nossa própria língua. Tenho de reconhecer que jamais imaginei viver os momentos que ultimamente tenho vivido nesta " Terra de graça" . Creio que poucas vezes havíamos visto a realidade tão crua, fastidiosa e tão feia que nos está golpeando na cara desde há algum tempo como para sair correndo a fugir daqui e uma parte deste povo, a minoria afortunadamente, mas significativa ainda assim, parece ser que ainda não se apercebeu ou no pior dos casos, se faz desentendido sem saber nem tomar consciência do perigo que corremos. Realmente, a não ter visto e escutado o que justamente vivi, nunca teria acreditado. Na sexta-feira, 12, sentado à mesa de um restaurante, observava os comensais a falar tão placidamente dos seus assuntos particulares e quotidianos como que se neste país não estivesse a passar nada

de importante. Será que estou alucinando e exagerando a parte e preocupo-me com nada? Ou, na realidade, estão a suceder-se acontecimentos que nos estão arrastando até um sistema totalitário em que a maioria consciente e não " embocada e ignorante" não queremos que chegue. Os desacertos ocorrem tão rapidamente, uns atrás dos outros, sendo uns alvos de tentativas de ocultação, outros não, que não é possível dar tempo a que sejam digeridos por tão rapidamente cairmos nos outros seguintes. Então pergunto: Até onde vamos chegar? Quando as mesmas forças que geraram este pesadelo se mobilizarem, como naturalmente o vão fazer, para reverter os acontecimentos e que voltar aos 'cauces', ao lugar de onde jamais deveriam ter saído? Há que esperar um pouco mais porque está claro que não devemos desesperar nem tão-pouco delirar, porque todos, de alguma ou de outra maneira, andamos à procura do mesmo: a paz, a segurança, a felicidade e como produto final, uma melhor qualidade de vida.

Director: Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Coordenação em Caracas Erika Correia Rodríguez Jornalistas: Jean Carlos de Abreu, Tomás Ramírez, António da Silva, Rebeca Fandiño, Magnalis Tavares, Anaís Castrellón, Andreína de Abreu Correspondentes: Carlos Balaguera (Maracay e Valencia) Carlos Marques (Mérida) Edgar Barreto (Punto Fijo) Trinidad Macedo (Barquisimeto) Valéria Costa (Margarita) Francisco Figuera (Valencia) Silvia K Gonçalves (Guayana) Colaborações: Raúl Caires (Madeira) António de Abreu, Arelys Gonçalves Antonio López Villegas, Luís Barreira, Álvaro Dias, Luis Jorge Sandra Rodríguez, Ysabel Velásquez Gerente Executivo Aurelio Antunes Publicidade e Marketing: Carla Vieira Ventas Ricardo de León Preparação Gráfica: DN-Madeira Produção: María Alexandra Monteverde C. Fotografia Leo Merchán Administradora de conteúdos Web Juliet Linarez Distribuição: Juan Fernández e Enrique Figueroa Impressão: Editorial Melvin C. A Calle el rio con Av. Las Palmas Boleita Sur - Caracas Venezuela Endereço: Av. Principal Las Mercedes. Edif. Centro Vectorial (Banco Plaza). Pent House, Urb. Las Mercedes, Baruta Caracas (Ao lado de CONAVI). Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: correio@cantv.net URL: www.correiodevenezuela.com Tiragem deste número: 15.000 exemplares Fontes de Informação: Agência de Notícias Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa, de diferentes partes do Mundo.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

Cartas:

18 a 24 de Setembro de 2008.

23

Cartas&Inquerito

Favor enviar as suas cartas e comentários ao enderaço electrónico: correio.prensa@gmail.com

Campeonato de vadios Sou natural do norte de Portugal e escrevo para o Correio para dizer que o futebol português é o pior do mundo; que os jogadores de futebol portugueses que jogam em Portugal são os jogadores mais vadios do mundo; que os dirigentes são os mais corruptos do mundo; e que os árbitros também são os piores árbitros do mundo. Isto para não falar dos comentadores do futebol português, que p que conseguem fazer é que fiquemos com sono ao ouvir os comentários e narrações dos jogos. Não percebo porque é que dão férias aos jogadores esta semana quando em todo mundo, e nos campeonatos mais exigentes, todos jogaram futebol neste domingo. Só Portugal não! Pergunto porquê? Cá para mim, fizeram-me um favor, porque desfrutei da outra programação da RTP Internacional e não do medíocre futebol português. Queria escrever estas linhas a todos os adeptos do futebol em Portugal. Compreendo a vossa passividade e o vosso afastamento dos estádios.Também compreendo perfeitamente que saibam melhor os nomes, a pontuação e até as cores das camisolas das equipas inglesas do que as de Portugal. Por último, e a propósito das cores das camisolas e as mudanças constantes de visual: Isto só prova que o futebol português está em crise e que um dia deste o Sporting ainda joga de vermelho; o Porto de verde e, porque não, o Benfica de azul e branco.

A visita incompleta do ministro

Até quando nos vão matar?

Estou muito contente por a Venezuela, a minha segunda casa, tenha excelentes relações com Portugal e sento que os projectos que estão na forja entre os dois países vão ser benéficos para ambos. Mas Sr. Ministro, como representante económico do governo português, porque não propõe algum negócio que beneficie a comunidade lusa. Por exemplo, porque não falar sobre uma redução de impostos? Tema que tanto nos afecta e nos afoga. Porque não falar com o governo sobre a insegurança que nos aflige? Em menos de uma semana, já mataram dois portugueses e ninguém disse alguma coisa sobre o assunto. Entendo que primeiro estão os negócios que beneficiem os países, mas somos nós quem faz este país. Era importante que fossem analisados todos estes aspectos e verão que todo irá melhorar. Álvaro dos Reis Alves

Perdemos um insigne luso-venezuelano que semeou raízes no país. Um homem que desde o nada e com o suor sempre a correr pela testa formou um bom património para ele a sua família. Como muitos portugueses, que temos enriquecido a Venezuela com o nosso trabalho e esforço,Armindo Seabra de Almeira, não merecia morrer da forma como definhou. Era um homem de 60 anos que tinha muita vida pela frente com a sua família e para continuar a contribuir com a comunidade portuguesa e venezuelana. Já não o poderá fazer porque uns criminosos lhe roubaram a vida. Armando não poderá colaborar mais com o IPC nem com a Câmara de Comércio, mas esperamos que seja última "a gota derramada pelo copo" para que as autoridades venezuelanas e portuguesas nos ofereçam protecção e decidam resolver o problema da insegurança que tanto tem afligido o povo venezuelano desde que este governo decidiu permitir esta anarquia. Manuel de Jesús

Mário J. Gomes

Inquerito: Considera que a sua empresa tem agora a oportunidade para fazer negócios na Venezuela?

António Granjeia Director Técnico Empresa: Heat Exchangers

João Rodrigues Administrador Empresa: Hiperfrío

Francisco Cunha Especialista em refrigeração Empresa: Consulfrio

A nossa empresa faz parte de um grupo de empresas portuguesas integradas num consórcio criado para poder apresentar uma solução global para a cadeia de valores da indústria alimentar. Estamos admirados com a forma como os dois governos prepararam esta missão empresarial.A reunião superou as nossas expectativas, bem como ainda a boa vontade de ambos países. Estão na forja novos projectos para a melhoria da Venezuela e também de Portugal.

Somos uma empresa que se dedica à instalação de equipamentos.As expectativas são óptimas e esperamos corresponder às expectativas entre os venezuelanos e portugueses obtendo muitas fontes de colaboração para assim colaborar num entendimento entre os dois países.

Nós somos uma empresa de projectos de frio industrial e temos trabalhado em muitos outros países. Desenvolvemos, mais de 500 projectos em Portugal. Fomos muito bem recebidos e foram-nos apresentados muitos projectos para a Venezuela.

António Trigoso Administrador Empresa: Janz - Contadores de Energia Estamos a ter reuniões para conhecer os planos e necessidades para saber o que podemos propor em matéria de tecnológica e alimentação. Queremos obter resultados a curto prazo. A ideia que tenho é que vamos estabelecer laços com a Venezuela, mas todo depende das suas necessidades.


24Desporto.

CORREiO dA VEnEzuElA.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Real Esppor continua invicto

Colucci encantado com as praias lusas

Tomás Ramírez González tomasramirezg@ gmail.com

Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com

Na tarde de domingo, 14, a capital encheu-se de futebol com a disputa de quatro compromissos no âmbito da quarta jornada do Torneio de Abertura da Segunda Divisão. Mais uma vez, o Real Esppor Club aproveitou o facto de jogar em casa para superiorizar-se ao seu adversário e somar os três pontos e ampliar o tempo em que está invicto. No Estádio Olímpico da UCV, a equipa luso-espanhola contou uma vez mais com o contributo do seu goleador Alexis Chirinos, que ao minuto 63 marcou o segundo golo de a sua equipa, assegurando a vitória dos de verde e brancos. Leonel Martínez abriu a conta para os locais ao minuto 8, enquanto que Zinder Martínez, aos 80, reduziu para os Yaracuyanos.

Os surfistas venezuelanos Alejandro Hernández, David Mantelini e Alberto Colucci competiram, entre 30 e 31 de Agosto, na sétima Prova Mundial do Tour IBA ( International Bodyboarding Association), que se celebrou na cidade de Sintra, Portugal. Mantelini competiu com os melhores atletas do mundo, na categoria Open, tendo conquistado o 75.º lugar. Por seu turno, Alejandro Hernández ficou em 49.º e Alberto Colucci, que foi o mais destacado dos três, conseguiu ocupar o 25.º lugar, façanha que lhe permitiu avançar até aos oitavos de final da competição. Além de se dedicar a um rígido treino, tanto físico como mental, que realiza frequentemente este " rei das ondas" , nesta oportunidade o ter chegado àquela fase da prova foi ter surfado uma onda de 8.75 a 10 pés de altura, a qual lhe deu tranquilidade. " No momento em que estás competir, dizem-te a pontuação ao vivo" , lembrou.

O gOleadOr

Chirinos, que não figura nas estadísticas ao mesmo nível que outros goleadores experientes como Juan García e Daniel Delfino, é um crioulo que não pode ser subestimado no contributo que está a dar ao futebol venezuelano. Actualmente, o atleta vive um momento elevado na sua carreira. Além de estar a jogar por uma camisola nova, está num clube novo e está cheio de muitas ilusões. O Real Esppor arrancou com o pé direito e sem sobressaltos. Perguntar a qualquer dos seus atletas, dirigentes e apoiantes quais as razões para um começo

O Real Esppor arrancou com o pé direito e sem sobressaltos.

Equipa luso-Espanhola aprovEitou o factor casa para dErrotar os YaracuYanos 2-1, na ucv tão bem conseguido não saber que a resposta e sempre a mesma: " Trabalho de conjunto" . Mas o contributo de uma individualidade tem um peso específico, e que dá pelo nome de Alexis Chirinos. Quatro golos em igual número de jogos, sendo que o anterior tinha apontado na Copa Venezuela, quando foi o carrasco do Monagas SC com um grande golo. Chirinos sente-se bem com

os seus novos companheiros e neles vê a chave do seu bom momento: " É um grupo de trabalho muito bom. Bons 'chamos'… e nós que temos um pouco mais de experiência, temos feito um bom grupo apoiado por um bom corpo técnico. Esta é a chave" , observou. " Para nós, a vitória ante o Monagas significou muito. Vimos trabalhando com muita força e estamos a apontar para o alto. É para aqui que queremos ir, jogo a jogo, concretizando os nossos objectivos " , afirmou Chirinos, depois da partida disputada frente aos orientais. No passado domingo, o jogador podia ter aumentado a sua conta pessoal, mas um falhanço incrível estragou-lhe os planos. " Continuo a trabalhar muito na finalização. Às vezes falhamos, mas creio que isso é normal.”

O estratega "Estarinvictoénãoéomaisimportante aranós,massimaformacomoosrapazes seestãoacomportardentrodecampo", asseguraoexperimentePedroFebles,DT quepartilhadobancocomoutrohistórico daselecçãonacional,PedroAcosta. ParaFebles,aprestaçãodoseuconjunto, maisalémdosresultados,temumvalor adicionalequeéotrabalhodarecém-formadaequipadacapital,queatécomeçou maistardequeodesejado."Oirevirda equipafoifabuloso,sobretudosesetiver emcontaquearrancamosmuitotarde(na

Este talentoso atleta tem previsto continuar a treinar em Canárias, onde diz que " estão as ondas mais fortes para a prática deste desporto" e que lhe permitirão " competir no circuito mundial, europeu e latino-americano" . Deu conta também da possibilidade de viajar até Portugal para realizar as suas práticas de treino. " Se o patrocinado me apoiar com um bom contrato vou, e também porque é um país muito forte neste desporto e tem muito bons atletas TOP do ranking mundial" . Com afinco, admite ter o talento para tal. " Já o demonstrei. Mas quero treinar mais e ter melhores patrocinadores para concentrarme mais, o que é vital para cumprir as minhas metas" . Colucci narrou com alguma irritação a experiência que viveu em Portugal, onde teve de ser " mágico para sobreviver" , pois o seu cartão não foi aceite e até teve de contactar o cônsul em busca de ajuda. Mas, fora estas chatices, não deixou de salientar a beleza das paragens que visitou naquele

Aberto Colucci foi o mais destacado dos atletas venezuelanos. pré-temporada),comapenasummêsde trabalhoprévioepoucosreforços". OtítulonoTorneiodeAberturaé,seguramente,umdosobjectivosdeFeblesecompanhia,masaCopaVenezuelaconstitui umagrandeoportunidadeparaobrigaras luzesdaribaltaailuminaremumconjunto que,apesardesernovo,querjáconquistarmuitostítulos. "ACopaéassumidacomgrandeilusão. Agoranoscorrespondeumcompromisso importante.PodiatersidooTáchiraou qualqueroutro,masoassumiremosda mesmamaneira",declarouoestratega.

Colucci, que esteve dois anos no TOP 15 do mundo ( 2003 e 2005), tem obtido excelentes prestações nas diferentes provas, encontros e competições mundiais e sentiu-se bem preparado para ganhar o evento. " Com a minha preparação demonstrei nas rondas que passei em primeiro, com muitos altos " scores" , que tive má sorte nos oitavos de final. Mas diverti-me muito" , assegura.

país, um dos predilectos para os atletas deste desporto aquático. Esteve na Ericeira, nas praias de Pedra Branca e Supertubo, em Peniche, assegurando que são " lugares que contam com ondas fortes, o que faz com que se forme um bom tubo e se desenvolva muita adrenalina nos atletas, o que é vital para este desporto, além de que são super lindas, a água é muito fria mas todo está muito limpo" .


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

25

Desporto

Deportivo Italia e Maracaibo disputam liderança Magnalis Tavares Pérez magnis0810@ gmail.com O Deportivo Italia resultou no grande favorecido durante a última jornada do Torneio de Abertura da elite do futebol nacional venezuelano. A equipa não se cansa de somar pontos ( já leva 13 pontos em 15 possíveis), situação que a coloca no topo da classificação. A equipa 'italiana' não perdoou os erros tácticos dos Minervén FC, que actuavam em casa, e venceu o jogo por 3-1. Os locais inauguraram o marcador ao minuto 9 quando Leandro Vargas cabeceou para o fundo da rede. O tento do empate sai dos " tacos" de Evelio Hernández, que efectuou um remate imparável que levou o esférico a entrar no vértice esquerdo da baliza defendida por Tulio Hernández. Os outros dois tentos foram apontados por Cristian " El Torito" Cáceres, o

Próxima jornada

O Deportivo Italia equipa não se cansa de somar pontos

primeiro de cabeça e o segundo desde o ponto de marcação das grandes penalidades. Noutro encontro bem disputado, na capital tachirense, o Unión Atlético Maracaibo ( UAM) acabou com a invencibilidade do Deportivo Táchira como local graças a um golo de Daniel " Cafú" Arismendi, que conseguiu dominar uma bola

costas para a área, vencendo três defesas na rotação que foi culminada com um grande remate que terminou com a bola a rolar dentro da baliza à guarda de Sanhouse. A equipa local dispôs de várias oportunidades para marcar mas, como se sabe, o futebol vive de um excelente esquema táctico que na hora da verdade

(Domingo 21 de Setembro) Vigía-ZamoraFC MinervénFC-Estudiantes deMéridaFC Monagas-EstrellaRoja LlanerosFC-DeportivoAnzoátegui GuarosdeLara-ZuliaFC PortuguesaFC-CaracasFC DeportivoItalia-Táchira UAM-CaraboboFC AraguaFC-Minerosde Guayana.

não cumpre com o objectivo de fazer golos. O Táchira pagou caro o preço e ter não ter sabido aproveitar as muitas oportunidades criadas. Graças aos três pontos, o UAM posicionou-se no segundo lugar da classificação, com 12 pontos. Por seu turno, o Carabobo FC não permitiu queManuel

Plasencia, novo director técnico do Monagas SC, se estreasse a ganhar. A contenda foi inaugurada pelos locais quando Alex Salazar, executou superiormente um livre que picou sobre a grande área para entrar na baliza do Monagas SC. O segundo tento foi anotado pelos forasteiros, quando Maita entregou a bola para o remate de Roberto Bolívar. Antes do apito final, o Monagas SC ainda teve a oportunidade de saltar para a frente do marcador quando o luso-descendente Fernando de Ornelas rematou um pouco acima da barra defendida pelo guarda-redes Vicente Rosales. O segundo tempo trouxe a vitória do Carabobo, que foi conseguida através do avançado Marcelo Refresquini, que disparou um míssil detido por Rosales mas se viu incapaz de efectuar nova defesa perante a recarga de Jorge Giraldo, que nem pensou e marcou. PUBLICIDADE


26Desporto.

Correio dA VenezuelA.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Henry regressa a casa para relançar carreira Antonio C. Da Silva axedrezado@ gmail.com Em 2004, um jovem 'aragüeño' embarcou na aventura de tentar a sorte no competitivo futebol europeu. Os primeiros toques de bola foram aprendidos, de forma organizada, no belo relvado do campo da Casa Portuguesa de Maracay. O primeiro 'salto', que já estava há muito previsto, foi dado para a então equipa secundário do Aragua FC. Mas seria pela mão do Agente FIFA, António Pita, que chegou, integrado num contingente de luso-venezuelanos, às camadas jovens do CS Marítimo da Madeira. Com os 'verde-rubros' conseguiu uma Taça da Madeira, mas ao terminar o tempo de formação, foi 'libertado' pelos portugueses. Foi quando o salto para o futebol espanhol chegou de

forma inesperada, mais precisamente para ingressar na formação 'blaqui-violeta' do Valladolid. " Cheguei apenas em Dezembro e em má forma, mas ainda assim agradei ao treinador" , recorda Henry. O 'vallisoletanos' procuravam um jogador para jogar de imediato mas o luso-descendente estava três meses sem jogar. Por isso não teve a oportunidade que almejava. " A ter chegado na pré-temporada, eu estaria hoje a jogar com o Valladolid" , afirma o médio, convencido, que entretanto decidiu assim regressar ao país durante a campanha anterior para reforçar o Unión Lara. Com a equipa 'barquisimetano' actuou como titular durante a época 2007/08, mas não pôde evitar a descida de divisão dos 'crepusculares'. " Não tínhamos um bom plantel e também não

Henry regressou a casa: Aragua FC.

dispúnhamos de boas condições de trabalho" , descreve o jovem futebolista que chegou esta temporada para reforçar a sua velha equipa. Actualmente um dos grandes protagonistas do futebol nacional, Wiver Isea, jogador da equi-

pa " sangre y oro" , recomendou ao técnico dos 'aragüeños' ( Manolo Contreras) a contratação de Henry, que demonstrou as suas qualidades na pré-temporada realizada na Argentina. Com apenas 20 anos, Henry Rodrigues foi transformado pelo

Aragua de médio defensivo posição em que jogava em Portugal - em condutor do jogo de ataque pela esquerda. Para isso, segundo o próprio futebolista, ajudou muito a sua passagem pelo futebol europeu. " Nunca me arrependi de ter ido a Portugal e Espanha, pois consegui lá muita experiência que me está a ajudar a melhorar muito a minha técnica" . Muitas coisas mudaram no Aragua FC que foi abandonado por Henry para ir para Portugal, mas ao qual conseguiu regressar. " Encontrei um campo remodelada e a equipa a participar em plena Copa Sul-americana" , observa o 'maracayero', que não escolhe as palavras no momento de expressar os seus desejos para a campanha que agora se inicia: " Ser campeão e regressar ao topo, como quando estava no Marítimo" .

PUBLICIDADE

TAP oferece toda a Europa a 64 euros A TAP anunciou hoje a maior promoção de viagens a baixo custo jamais realizada em Portugal, colocando no mercado 300 mil bilhetes a 64 euros, válidos para viagens para qualquer destino na Europa para onde a Companhia efectue voos directos. Com esta promoção, a TAP oferece um total de 35 destinos na Europa com voos directos a partir de Lisboa e 13 destinos à partida do Porto. Os bilhetes estão à venda entre 15 de Setembro e 31 de Outubro para viagens a serem realizadas de 1 de Outubro de

2008 a 31 de Maio de 2009. A Europa a 64 euros é válida para as vendas on-line em www.flytap.com. A campanha está também disponível nas vendas efectuadas nas lojas TAP, call centre e agentes de viagens, mas nestes canais com o preço final a ser determinado pela respectiva taxa de emissão. Com esta campanha, a TAP pretende reduzir a sazonalidade da ocupação, reforçar a fidelização dos clientes pela diversificação do produto e melhorar as receitas, contribuindo para reduzir o impacto da crise dos combustíveis.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

27

Desporto

Sporting sem garras para o Barcelona O Sporting estreou-se na Liga dos Campeões de futebol com uma derrota, por 3-1, em visita ao FC Barcelona, na terça-feira, 16, naquela que foi a sua oitava deslocação a Espanha sem ganhar em partidas " a doer" . Tonel, aos 72 minutos, ainda voltou a colocar a equipa portuguesa a perder pela margem mínima ( 2-1), depois dos tentos do defesa mexicano Marquez ( 21) e do avançado camaronês Eto'o ( 60), este de grande penalidade, mas o médio Xavi materializou o maior poderio " blaugrana" com o terceiro golo, já aos 87 minutos. O FC Barcelona lidera assim o agrupamento C da " liga milionária" , com os mesmos três pontos conseguidos pelos ucranianos do Shakthar Donetsk na visita aos suíços do FC Basileia ( 2-1), seguindo portugueses e helvéticos ainda sem pontos. Paulo Bento, técnico dos " verde-e-brancos" , apenas trocou o argentino Grimi pelo inter-

Tonel ainda voltou a colocar a equipa portuguesa a perder pela margem mínima...

nacional português Marco Caneira, no posto de defesa lateral esquerdo, com o habitual esquema em 4-4-2, face à última partida, enquanto o seu homólogo, Guardiola, utilizou de início o " astro" argentino Lionel Messi e o francês Thierry Henry, além de

Marquez e do médio Iniesta, no sistema 4-3-3. No primeiro quarto-de-hora, o " Barça" aproveitou alguma passividade da equipa portuguesa. Aos 21 minutos, Marquez, foi deixado sozinho e pôde escolher um cabeceamento cruzado para

inaugurar o marcador a favor dos catalães, num centro bem medido de Xavi. Antes, o " astro" argentino Lionel Messi deixara três sportinguistas pelo relvado até chegar à entrada da área e rematar a rasar o poste esquerdo da baliza dos " leões" . O primeiro remate dos visitantes aconteceu só aos 25 minutos, pelo brasileiro Rochemback, que voltou a testar os reflexos do guardião Valdês, aos 31 minutos, num potente remate, ao cobrar um livre directo. Seguiu-se uma fase de ritmo mais pausado, mas a equipa da casa demonstrava a sua superioridade a cada passe e, sobretudo, na diferença de velocidade de execução, enquanto o Sporting não construiu um par de jogadas seguidas em toda a primeira parte fazer. Na segunda parte, o avançado brasileiro Derlei, só com Valdés pela frente, desperdiçou a oportunidade de empatar a partida,

aos 49 minutos e após Djaló ter ganho a bola a Daniel Alves, no flanco esquerdo. Aos 60 minutos, o avançado camaronês Samuel Eto'o quase " matou" a partida, aumentando a vantagem do FC Barcelona para 2-0, na cobrança de um penalti. Mesmo com Hélder Postiga e Miguel Veloso nos lugares de Djaló e do argentino Romagnoli, o Sporting continuou inofensivo para a linha defensiva do " Barça" , à excepção do livre cobrado por Miguel Veloso, aos 72 minutos, correspondido por Tonel, que esticou o pé e reduziu a desvantagem sportinguista para o 2-1 final. Com a saída de Caneira e o recuo de Miguel Veloso para lateral esquerdo, entrando Pereirinha, os catalães voltaram a dominar a seu bel-prazer e construíram várias oportunidades, por intermédio de Messi e Iniesta, tendo sido este último a fazer o cruzamento para o 3-1 final, " assinado" pela sola da bota de Xavi, aos 87 minutos. PUBLICIDADE


28Desporto.

Correio da VenezUela.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Porto vence e lidera grupo

O FC Porto derrotou quarta-feira, 17, o Fenerbahçe, por 3-1, para o Grupo G da Liga dos Campeões de futebol, confirmando a tendência de vencer equipas turcas e invertendo a historia recente de não ganhar em casa na primeira ronda da prova. Uma entrada com o " dragão" , chamuscou por completo os turcos com dois golos em 13 minutos, por Lisandro e Lucho. Lino acabou por ser o " joker" lançado por Jesualdo Ferreira já em período de descontos, para substituir Rodriguez, numa estratégia de queimar tempo, mas foi dos pés do defesa que, com segundos em campo, nasceu o golo da tranquilidade ( 3-1). O FC Porto entrou bem na partida e dispôs da primeira oportunidade de perigo pelo argentino Lisandro, aos 06 minutos. A pressionar e a trocar a bola a toda a largura do terreno, o FC Porto empurrou a formação turca para a sua intermediária e voltou a criar perigo para a baliza de Volkan por Lisandro, aos 08 minutos, e Mariano, aos 09. A disposição ofensiva portista rendeu os seus frutos com o primeiro golo de

Uma entrada com o " dragão" a cuspir fogo, chamuscou por completo os turcos

Lisandro ( 1-0), aos 11 minutos - estreia esta época a marcar -, a passe de Raul Meireles, que desceu à área turca para criar uma situação de desequilíbrio. Ainda os ecos do golo se faziam ouvir no Dragão e o argentino Lucho, aos 13 minutos, elevou a vantagem para 2-0 com um remate de primeira, na linha da pequena área, a passe do uruguaio Cristian Rodriguez.

PUBLICIDADE

Na edição desta semana do programa 'Contacto Venezuela', transmitido pela RTPI, levaremos aos vossos lares a história de uma pessoa muito querida de toda a comunidade portuguesa em Caracas. Ele consagrou-se à vida espiritual, ingressando, aos 22 anos, no Seminário Diocesano, sendo o primeiro português a fazê-lo; é o capelão da Polícia Metropolitana de Caracas; contribuiu para a construção da Igreja da Missão Católica Portuguesa, onde está há 18 anos como pároco, e onde conseguiu dar continuidade aos costumes e tradições religiosas portuguesas. Referimo-nos ao padre Alexandre Mendonça, que veio para a Venezuela com apenas 12 anos de idade. É o segundo de cinco irmãos e a sua vocação religiosa vem desde a infância. Conheça-o melhor neste programa. Conduzido pelas luso-descendentes Sandra Rodrigues e Vanessa dos Santos, 'Contacto Venezuela' é transmitido quinzenalmente às sextas-feiras,

com reposição ao longo do dia, em três emissões. É produzido pela Roteiro Films C.A., produtora nacional independente de capital social lusitano, que tem a seu cargo a produção deste programa desde Novembro do ano passado. Pode consultar o arquivo de programas no seguinte link: http: //ww1.rtp.pt/multimedia/index.php ?tvprog=17736 VENEZUELA CONTACTO Sexta, 26 de Setembro de 2008 Hora Venezuelana: 4: 00 a.m. - 4: 00 p.m. - 9: 30 p.m.

Lisandro, aos 27 minutos, procurou redimir-se do " chapéu" falhado com um potente remate à entrada do bico da grande área turca, mas a bola passou ao lado do poste esquerdo da baliza defendida por Volkan. Seguindo a velha máxima de quem não marca sofre, o FC Porto viu o Fenerbahçe, na primeira situação de perigo, reduzir

pelo espanhol Daniel Güiza ( 2-1), aos 29 minutos, com um remate certeiro entre o poste e Helton. Güiza, campeão europeu pela Espanha, aproveitou da melhor forma a recarga a um cabeceamento de Alex defendido por Helton. Mesmo sem jogar bem, e muito menos sem o fulgor demonstrado no início do jogo, o FC Porto voltou a dispor de nova oportunidade para aumentar a vantagem aos 59 minutos, mas o remate de Lucho errou por pouco o alvo. Alves, aos 72 minutos, obrigou o guarda-redes Volkan a ceder canto, e Roberto Carlos, levou a bola a atravessar com perigo a área de Helton, à procura de um desvio ou emenda.. Com o encontro perto do fim, e já com o Fenerbahçe apostado em chegar ao golo do empate, o FC Porto dilatou a vantagem por Lino ( 3-1), aos 92 minutos, na primeira vez que tocou na bola após entrar a substituir Rodriguez. O encontro chegou ao fim com o FC Porto a conquistar os três primeiros pontos no Grupo G da milionária Liga dos Campeões, numa partida sofrida, que valeu sobretudo pelos primeiros 20 minutos.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

Ronaldo regressa no empate do Manchester Após quase três meses de ausência, Cristiano Ronaldo voltou, quarta-feira, 17, a pisar os relvados, mas a noite não correu de feição ao Manchester United que consentiu um empate sem golos na recepção ao Villarreal. Grande parte das atenções do jogo , em Old Trafford, estavam centradas no jogador madeirense. Más o Cristiano Ronaldo não integrou o 'onze' inicial e foi preciso esperar até ao minuto 62 para ver o seu regresso ao palco principal do Teatro dos Sonhos. Com Nani a titular, o primeiro lance de registo pertencente aos ingleses começa precisamente nos pés do internacional português e termina com um remate do coreano Park às malhas laterais. Logo no início da segunda parte, os espanhóis assustaram. Com uma emenda de calcanhar

Grande parte das atenções do jogo , estavam centradas no Ronaldo.

da autoria de Franco após um cruzamento, a bola só é travado pelo poste direito da baliza de Van der Saar. O tempo passava e as coisas continuavam na mesma para desespero de Alex Ferguson que, aos 62 minutos, decide jogar os trunfos: Cristiano Ronaldo e Anderson para os lugares de Park e Hargreaves. O português entrou com todas as forças, talvez fruto da fome devido à longa ausência dos relvados. Aos 72 minutos, Cristiano Ronaldo iniciou uma das jogadas de maior perigo dos 'red devils' mas Tevez, não conseguiu bater Diego López. Oito minutos mais tarde, uma jogada inteiramente portuguesa. Nani cruzou da esquerda e Ronaldo correspondeu com um cabeceamento ao lado. Sem muito que fazer, assim ficaria o marcador.

29

Desporto

Danny perde na estreia da “Champions” A Juventus regressou em grande à Liga dos Campeões, na passada quarta-feira, no jogo que marcou a estreia de Danny na maior competição europeia. O jogo começou com o domínio do Zenit num período em que Danny demonstrou as suas qualidades. Apenas faltou frieza no momento de bater ao Buffon, pois o remate saiu demasiado fraco. Este lance de perigo russo acabou por acordar uma Juventus um pouco adormecida até ao momento. A segunda parte também começou com o domínio do Zenit. Más, Del Piero apontou o único golo da noite, através de um livre cobrado a cerca de 30 metros da baliza russa. Danny rematou a cinco minutos do fim, mas a vitória não fugiu aos italianos.. PUBLICIDADE


30 Desporto.

COrreiO da Venezuela.

18 a 24 de Setembro de 2008.

“Mereço ser o melhor jogador FIFA” O futebolista " internacional" português Cristiano Ronaldo afirmou no passado dia 13, no Funchal, que merecia ser considerado, no final do ano, o melhor jogador FIFA 2008. " Acho que pelo fiz, pela regularidade, pelos golos que marquei na Liga Inglesa e na Liga dos Campeões, pelos títulos que obtive, que mereço, mas isso compete aos treinadores de todo o Mundo decidirem" , disse o jogador, ao receber, na capital da Madeira, o troféu " Bota de Ouro" , que o premiou por ter sido o melhor marcador dos campeonatos europeus. Ronaldo, a propósito, manifestou-se satisfeito pelos recentes elogios do francês Zinedine Zidane, que o considerou o melhor do Mundo: " Esse elogio, vindo de Zinedine, é sempre motivo de orgulho" . O jogador, na cerimónia organizada pela European Sport Magazine ( que atribui o troféu), a sua associada A Bola e o Banif,

RIF: J-30990700-0

PUBLICIDADE

O craque 'partilhou' o prémio com os elementos da família.

“Bota de ouro” já está nas mãos de Cristiano ronaldo

não deixou de responder às questões mais difíceis: " Última época em Inglaterra? Não sei, estou contente onde estou mas o futuro a Deus pertence e só posso prometer que vou dar sempre o meu melhor independentemente da camisola que vestir" .

Ronaldo também comentou a actualidade e quando soube que Alex Ferguson disse contar com ele já para o jogo de quarta-feira, para a Liga dos Campeões, disse: " Vamos ver, espero que sim" . Desvalorizou ainda a derrota do seu clube, frente ao Liverpool, afirmando que " ainda falta muito campeonato" . Cristiano Ronaldo admitiu que poderia ter escolhido outro palco mais mediático para receber este troféu, como o Mónaco, mas revelou que tinha prometido ao seu pai recebê-lo na sua terra Natal. " Há lugares muito simpáticos mas gosto muito da Madeira, pois este é um lugar como os outros mas onde estão as pessoas de quem gosto Por outro lado, quis confirmar que, apesar de ganhar aquilo que ganho, não deixei de ser quem era, apesar de sexta-feira ter sido pouco simpático, à chegada, mas foi um percalço" , afirmou. Afirmou que gostaria de que

o presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, tivesse ter podido estar presente na cerimónia, mas afirmou compreender " que ele tivesse compromissos inadiáveis. Sei que temos uma excelente relação" . Na cerimónia, estivera presentes o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madaíl, o presidente da Liga, Hermínio Loureiro, o presidente do Conselho de Administração do Banif, Horácio Roque e o secretário Regional da Educação, Francisco Fernandes. Ausência notada, por atraso do avião, foi a do 'rei' Eusébio, já que o bi-bota de ouro Fernando Gomes esteve presente. Desilusão à porta

À porta do Hotel Savoy, desde muito cedo que se foram amontoando dezenas de fãs do craque madeirense. Queriam autógrafos, tirar fotografias ou simplesmente ver o ídolo e motivo de orgulho da Região.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

18 a 24 de Setembro de 2008.

31

Sucesos

Comerciante morto à porta do negócio Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com Mais um emigrante português foi assassinado. Tudo aconteceu na passada segunda-feira, 15 de Setembro, quando José Júlio de Abreu, de 53 anos de idade, chegava ao seu negócio. Foi atingido a tiro no peito por um dos dois delinquentes que o interceptaram. A vítima estava, na altura, na companhia de duas pessoas que " estavam sempre com ele" , Edgar e António. Segundo o filho da vítima, Lino de Abreu, o crime ocorreu cerca das seis e um quarto da manhã às portas do seu supermercado, 'Licorería el Trece', situado ao quilómetro 13 de Junkito, quando Abreu desceu do seu Jeep de cor vermelha, momento no qual se presume que os delinquentes o tenham obrigado a abrir a loja, e talvez pelo tempo decorrido e pelo desespero, deram-lhe um forte golpe na cabeça e um tiro no peito, o que o fez perder a

O cortejo fúnebre fez uma paragem no local comercial, antes de ser sepultado.

vida em questão de segundos. Esperança Daza, que vive no segundo piso do edifício onde se encontra a loja, comentou que o comerciante perdeu a vida em questão de segundos. " Eu estava a dormir e ouvi o disparo. Quando me aproximei e abri a porta, o senhor estava no chão,

quase em frente à porta do edifício, no qual entrava para ter acesso ao supermercado através de uma porta secreta que liga à loja. " Fazia isto por uma questão de segurança, com o fim de evitar algum acto de violência, mas não lhe serviu de nada" , comentou o filho.

Daza ligou à família, que chegou ao local do crime e permaneceu junto ao cadáver. Minutos mais tarde, a Polícia Metropolitana compareceu, bem como a Guardia Nacional e o Corpo de Investigações Científicas Penais e Criminais. Este último encarregase da investigação do caso, e fizeram o retrato falado dos criminosos. A senhora Esperança descreve José de Abreu como um homem " bastante trabalhador, que levantou a loja à força de trabalho, pois quando se iniciou - faz 17 anos - o negócio estava quase em queda. Chegava todos os dias muito cedo e seguiu em frente com a família" . O filho, Lino, com impotência e uma evidente tristeza, pediu " justiça para o meu pai, como qualquer filho o pede, mas sei que não vai acontecer. O meu pai era um homem muito trabalhador, chegava todos os dias ao negócio muito cedo, quase ao amanhecer, vinha a casa - situada na

Urbanização Los Molinos -, dava comida aos porcos e ia trabalhar. Dizíamos-lhe sempre que era muito cedo" , mas a sua visão de trabalhador não lhe permitiu fazer outra coisa senão continuar a trabalhar com afinco, pois, como manifesta o seu filho, " era assim com todos os portugueses" . A situação de insegurança que a Venezuela atravessa traz como consequência mais uma morte, que hoje enluta uma família portuguesa, deixando três filhos órfãos: Lino, José e Karina de Abreu. Os restos mortais da vítima foram velados na funerária Vallés, Capela Victoriana, na passada segunda-feira, pelas quatro da tarde, dia em que os comerciantes locais encerraram as lojas como sinal de protesto e de condolências, e também encerraram a avenida, conhecida como 'la recta del trece'. Na terça-feira, o cortejo fúnebre fez uma paragem no local comercial, antes de ser levado para a sua sepultura.

PUBLICIDADE


História de Vida

"Nasci numa casa de palha"

RIF: J-31443138-2

assumiu os cuidados ao seu irmão alcoólico, que roubava os frutos das suas culturas com frequência/p.12

O jornal da comunidade luso-venezuelana Caracas, 18

a 24 de Setembro de 2008.

www.correiodevenezuela.com

Mais uma vítima da criminalidade Tomás Ramírez González tomasramirezg@ gmail.com O empresário português, Armindo Seabra de Almeida, desaparecido na localidade de Los Teques, em Caracas, foi encontrado na quinta-feira, 11, na berma da estrada velha Caracas--La Guairá, uma zona montanhosa que liga a capital do país ao vizinho Estado de Vargas segundo a fonte policial. "De momento não é possível precisar há quanto tempo faleceu nem há quanto tempo estava na berma da estrada", frisou. Armindo Seabra de Almeira, de 60 anos, era natural de Sangalhos, concelho de Anadia, Aveiro, e proprietário da Arpaca, uma importante empresa distribuidora de papel e materiais plásticos. Foi visto pela última vez sábado pelas 06:20 horas locais, quando esteve numa padaria frente ao Centro Comercial La Casona (nas proximidades de Los Teques), onde todos os dias tomava o pequeno almoço. Segundo diversas fontes, os familiares Armindo Seabra de Almeida suspeitaram PUBLICIDADE

Armindo Seabra de Almeida era uma pessoa bastante respeitada pela comunidade lusa da Venezuela. desde início que se tratava de um sequestro, estando ainda à espera de um contacto dos raptores que vários empresários dizem não ter acontecido. Armindo Seabra de Almeida era uma pessoa bastante respeitada pela comunidade lusa da Venezuela, principalmente a de Caracas, onde era sócio do Centro Português e membro da direcção do Instituto Portu-

guês de Cultura. Comunidade solidária "Há momentos nos quais as palavras são insuficientes para exprimir tudo o que nos vai na alma. É o que sentimos no caso da partida de um amigo querido que, ao longo dos anos, sempre foi solidário connosco e nos acompanhou em várias iniciativas. Para além de uma palavra de solidariedade à família, não se pode dizer

muito mais porque a mágoa é interna e cada quem sentea a seu modo", disse João da Costa Lopes, director do IPC. O presidente da Câmara Venezuelana Portuguesa de Comércio e Turismo manifestou o seu descontento pela morte de seu amigo Armindo. "Pedimos ao governo nacional que tome medidas preventivas para que todos os venezuelanos e estrangeiros que vivem neste país

possamos andar na rua com tranquilidade, sem temor de ser assassinado ou sequestrado, sem o temor e as dúvidas de saber se quando alguém se aproxima é um amigo ou um inimigo". Segundo José Luís Ferreira "a maioria dos empresários de Caracas não tem conhecimento do desenlace fatal" de Armindo Seabra de Almeida, "um colega da direcção da Câmara de Comércio que presido, um amigo de há mais de 30 anos" "Sentimos uma grande dor por ele e pela família, porque tínhamos a esperança que continuasse com vida", comentou José Luís Ferreira que sublinhou que alguns empresários ficaram "aturdidos" com as últimas notícias e "preocupados com a alta insegurança no país". "O governo tem, de uma vez por todas, de começar a trabalhar para combater a insegurança, não só pelos empresários, mas também para evitar as mortes que a diariamente se registam na Venezuela e que são muitas... e pela dor dos que perdem um amigo ou um familiar", disse.

Correio da Venezuela 276  

Edición 276

Correio da Venezuela 276  

Edición 276

Advertisement