Page 1

www.correiodevenezuela.com O jornal da comunidade luso-venezuelana. - Caracas, 04

a 10 de Setembro de 2008.

Depósito LegaL: 199901DF222 - pubLicação semanaL ano 08 – N.º 274

Portugal fornece computadores Governo venezuelano compra equipamentos fabricados em território português /p. 11

VenezueLa: bs.F: 1,50 / portugaL:

1,50

Venezuela sem luz aumenta insegurança /p.5 Distribuição de gasolina preocupa privados /p.3

Empresários da panificação procuram soluções /p.6

Danny conquista Europa o luso-venezuelano conquista a supertaça Europeia ao Manchester de cristiano ronaldo. p.30

Folclore de Puerto La Cruz com digressão de sucesso /p.10 publicidade


2

Editorial. 04 a 10 de Setembro de 2008.

Pacote preocupante

A

Assembleia Nacional tem em mãos aquilo que os venezuelanos já designam de " paquetazo de leyes" . Trata-se de um pacote de leis quase avulsas e com múltiplas leituras, que o Presidente da Venezuela entendeu decretar no âmbito das competências excepcionais que fez vigorar para si até ao final do mês de Agosto. A inquietação não é disfarçável. As matérias em causa são demasiado abrangentes e altamente inquietantes. Ainda é cedo para julgar a bondade do legislador, mas o facto de serem oriundas de uma cabeça única, poderá não ajudar a dar-lhe a dimensão que a sua importância requer. É verdade que o " paquetazo" ainda vai passar pelo crivo dos deputados nacionais. Mas também é certo que, na Assembleia Nacional, moram muitos representantes do povo que são 'mais papistas que o papa', que não se orientam pelos reais interesses das pessoas, mas sim pela obediência cega às hierarquias políticas. Face a esta situação, os cidadãos venezuelanos, onde se misturam os portugueses e todas as outras nacionalidades, apenas podem estar vigilantes e interventivos. Ao fim e ao cabo, não é possível 'assobiar para o lado', quando em causa estão causas e valores que podem questionar o esforço e sacrifícios de vidas inteiras. Por outro lado, há que confiar que a Venezuela já comprovou, por mais do que uma vez, que na hora da verdade, o bom senso acaba por fazer prevalecer. Há que confiar, embora sempre vigilantes.

PUBLICIDADE

Correio da Venezuela.

a semana Muito Bom

Bom

Mau

Muito Mau

Tal como aqui já foi evocado, o Portugal turístico nunca esteve tão em alta, como agora. O mérito resulta da promoção feita com esforços privados, que devem ser entendidos pelas autoridades representativas do Estado português como uma lição. Ao fim e ao cabo, há que desfazer a ideia que, para quem quer conhecer novos mundos, a Europa não começa em Espanha, mas sim em Portugal. Que é a nossa Pátria!

A iniciativa da Embaixada de Portugal, Grupo Santander e Instituto Português de Cultura, no que concerne ao Prémio Jovem Estudante, merece todos os incentivos. Trata-se de uma iniciativa que visa premiar o esforço de centenas de luso-descendentes em matéria de estudos e de preparação para uma carreira profissional. Daí que se convide todos os visados a se interessarem pela iniciativa.

A morte do futebolista venezuelano que integrava a equipa do Club de Guayana, abatido a tiro após terem roubado o seu carro mesmo à vista de amigos e vizinhos, merece a maior contestação. São estes exemplos que mostram uma Venezuela diferente da que todos idealizamos e que ainda sonhamos. São também formas de alertar a população em geral para que cada um, no que estiver ao seu alcance, possa combater o flagelo da criminalidade.

A Venezuela já padece de diversas situações de insegurança que afligem a maioria dos seus cidadãos. Complementar essa situação grave com cada vez mais frequentes falhas de electricidade, altamente potenciadoras de mais criminalidade, é algo que deveria ser evitado a todo o custo. Afinal, como se pode compreender que um país que tem petróleo para 'dar e vender', não consiga resolver problemas aparentemente simples da rede pública de electricidade.

O cartOOn da semana

- ... e agora vão a Portugal comprar computadores!!! - Muitos venezuelanos julgam que os portugueses são todos padeiros...


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

Governo nacionaliza gasolineiras

04 a 10 de Setembro de 2008.

Actual

3

Governo instala feiras escolares em todo o país Anaís Castrellón Castillo Anaiscastrelloncastillo@ gmail.com O Governo venezuelano, através do vice-ministro do Comercio Interior do Ministério do Poder Popular para as Indústrias Ligeiras e Comércio ( Milco), mandou instalar feiras escolares em todo o país, que foram coordenadas com os produtores e importadores dos materiais. A informação foi veiculada pelo titular desse despacho, Cruz Martínez, a qual recordamos agora com o informar a comunidade, pois no passado 31 de Agosto as tradicionais feiras da Plaza Brión de Chacaito, Bellas Artes, Los Próceres, entre outras, já encerram. Estas feiras representam uma das opções mais diversificadas e económicas

Abreu, mãe quatro filhos que frequentam diferentes graus de ensino. A lista de materiais escolares desta mãe varia, por cabeça, entre Bs F. 400 e Bs F. 500. " Dois dos meus filhos precisam de livros dos mais grandes, mas aqui as coisas não ficam tão caras. Mas também ainda estão no ensino básico" . Por seu turno o vice-ministro, Cruz Martínez, informou que a criação das feiras ainda está num período de embrionário. Mas " vamos programar feiras de materiais escolares para todo o território nacional, medida que estamos coordenando com o conjunto de produtores e importadores nacionais, os quais estamos a subsidiar através do Ministério com o programa Fábrica Adentro e outras formas de financiamento mistas" , disse.

As actividades de transporte terrestre e aquático também são abrangidas pela lei.

Erika Correia yeyacr16@ hotmail.com A Assembleia Nacional encontra-se a discutir o projecto de Lei de Reordenamento do Mercado Interno dos Combustíveis, que equaciona a nacionalização das empresas distribuidoras de gasolina e gasóleo nas estações de serviço de todo o território nacional. O diploma prevê, no artigo 1°, que " se reserva ao Estado, por razões de interesse nacional, dada a natureza do serviço público, a actividade de intermediação para o fornecimento de combustíveis líquidos realizada entre Pdvsa e os estabelecimentos dedicados à venda" . As actividades de transporte terrestre e aquático também são abrangidas pelo articulado. Sobre o transporte terrestre, serão abrangidas as " empresas que, segundo determinação do Ministério de Energia e Petróleo, no âmbito das competências atribuídas em matéria petrolífera, detenham concentrações de mercado e operem com mais de cinco unidades de transporte terrestre, incluindo o denominado 'chuto' ou camião tractor e a cisterna, assim como as que forneçam os combustíveis líquidos às empresas do Estado e a privadas do sector industrial, alimentos e outros produtos ou bens de primeira necessidade" . Em consequência do que está previsto no texto do diploma, estas actividades serão declaradas de utilidade pública " assim como os bens, trabalhos e serviços que sejam necessários" . Estabelece-se ainda, no artigo 7 do

pDvsa poDerá criar uMa eMpresa encarregaDa De supervisionar o transporte e venDa De coMbustíveis eM toDo o país Estas feiras representam uma das opções mais diversificadas e económicas do mercado.

projecto-lei, que os activos e empresas sujeitas à reserva estabelecida " passam a fazer parte de uma empresa nacional de transporte filiada da Pdvsa ou da filial que esta designe" . O presidente da comissão de Energia e Minas da Assembleia Nacional, Ángel Rodríguez, observou que este instrumento legal está por enquanto a ser discutido e que só será sujeito a votação na generalidade na próxima quarta-feira, 10 de Setembro. No entanto, a discussão em curso já gerou uma grande polémica entre os gerentes de estações de serviço, pois estão a temer pelo direito de propriedade sobre os seus negócios. O parlamentar disse que no mesmo dia em que a lei entre em vigor " serão designados os comités de transição que vão estar encarregados das negociações, para garantir a continuidade operacional e a prestação do serviço" .

Depois Das traDicionais férias escolares, Milco coMeçou a realizar venDa De Materiais DiDácticos a preços baratos do mercado, onde os pais e representantes dos estudantes, podem escolher da lista escolar um sem fim de marcas e modelos dos materiais escolares, tais como cadernos, cadernetas, blocos de notas, lápis, canetas, bolsas, estojos, uniformes e livros, entre outros instrumentos didácticos. Centenas de pessoas acudiram às feiras com o fim de adquirir cada os materiais em falta para os filhos familiares. Alguns deles comentaram ao CORREIO que estavam muito satisfeitos por ter aparecido, pois " os preços eram bastante bons" , como observou Beatriz de

Por outro lado, assegurou que o objectivo destas feiras é garantir aos venezuelanos o acesso aos produtos escolares, face ao aumento dos preços dos mesmos por parte da Associação Venezuelana de Papelarias ( Avepa), que este ano já fez subir o preço mais de 40% em relação a 2007. Segundo o governante, estas feiras estão a ser levadas a cabo graças a uma união entre o sector público e o privado, o qual permitirá ainda fornecer os principais artigos escolares à população estudantil de todas as cidades do país, depois deste início que contemplou Caracas.


4

Venezuela. 04 a 10 de Setembro de 2008.

Correio dA VenezuelA.

Yelitza Mendes: Talento luso em “Somos tu e eu” Rebeca Fandiño P. rebecafp87@ gmail.com Mais uma vez os meios de comunicação venezuelanos elevam a frescura e o carisma luso na pessoa de Yelitza Mendes, uma luso-descendente de 16 anos de idade, que protagoniza a conhecida série juvenil " Somos tu e eu" , que se transmite todos os dias no famoso canal 4 Venevisión, o qual tem batido todos os recordes de audiência ao longo do território nacional. Com expressões finas no seu rosto terno de menina, e a delicadeza própria de uma bela actriz contemporânea, esconde uma bela voz. Hoje em dia trabalha na segunda temporada da série que mantém as crianças, adolescentes e jovens venezuelanos colados à televisão nos finais de tarde, tal como incansavelmente destaca a crítica em várias oportunidades. Filhas de pais madeirenses, naturais de Câmara de Lobos, chegaram à Venezuela na época da imigração massiva de portugueses, há cerca de 30 anos, aproximadamente, em busca de melhores oportunidades de trabalho e de qualidade de vida. A sua mãe, Maria da Conceição Simões, veio depois do pai, Marcelino Mendes, que já se tinha estabelecido com os seus irmãos, num loja em Chaguaramos. Depois da esposa chegar à Venezuela, foram morar num apartamento em Llanito, onde ainda vivem. Hoje em dia, o senhor Mendes trabalha numa 'mini-lonchería' em Catia. Graças à cultura dos pais, Yelitza aprendeu português, ainda que o pai tenha adoptado o idioma espanhol como língua do quotidiano. Mas mãe conserva a sua primeira língua." Ela geralmente fala português e às vezes um pouco de 'portunhol'" , conta a jovem. A comida típica e as danças no Centro Marítimo, também são costumes que dizem PUBLICIDADE

" Se as pessoas me reconhecem na rua fico feliz”

Actualmente trabalha no capítulo 31, 32 da segunda temporada.

muito à pequena actriz. " Tudo o que me ensinaram os meus padres é ser uma típica filha de portugueses, que vão aos clubes comer, bailar, assistir a eventos, festas, jantares. Mas gosto muito" , assegura Yelitza. A vocação desta adolescente começou a despontar justamente no 'nido' da Comunidade Portuguesa do Clube Marítimo, da urbanização de Turumo, juntamente com pessoas como Ana de Castro, com quem, desde muito pequena, começou a ter aulas de canto, que lhe possibilitaram o acesso ao mundo do moda e depois a participação em vários concursos de canto, nos quais conquistou primeiros lugares. No Festival da Canção, que se celebra no próximo mês de Outubro, irá como

convidada especial, estreando assim a comunidade que dos seus pais. Entre os muitos ritmos que aprendeu, o fado é um dos seus preferidos. Foi desta maneira que Yelitza desenvolveu as suas habilidades artísticas para enfrentar novas oportunidades e sair em grande e alvo de muitos reconhecimentos. No casting que realizou no Centro Comercial Mata de Coco, para escolher os novos actores para a primeira temporada da série juvenil, 'Somos tu e eu', Yelitza foi uma das primeiras a chegar. " Fui a número 19 numa fila de milhares pessoas" . Passou todas as provas até ser seleccionada e enfrentar pela primeira vez a actuação e as câmaras de televisão. " Tem sido duro e tem requerido muito esforço, pois estudamos nos tempos livres durante as gravações" , disse, observando que o " director está muito atento" ao trabalho dos actores. " Não tem sido um impedimento para os meus estudos a dedicação que tenho dado a esta trabalho" , assegura a jovem actriz. O ano escolar que está por iniciar é o último do bacharelato e está cheia de boas expectativas para organizar os horários de estudo com os de gravação. " Com a ajuda dos meus pais e irmãos, consegui fazer tudo ao com tempo e bem feito. A minha mãe leva-me, traz-me. Está muito centrada em mim, ocupando o seu tempo comigo, o que agradeço muito" , reconhece Mendes. Desta maneira, e ainda que a série em que trabalha actualmente no capítulo 31, 32 da segunda temporada, tem tido boas da sociedade venezuelana. Considera que " é uma série que permite aos jovens identificar-se com eventos da sua vida" . Define-se como uma pessoa um pouco indecisa, e confessa ainda não estar muito segura sobre qual a carreira que vai seguir na Universidade. Há muito por onde escolher e por isso a decisão não se afigura fácil. Gosta de idiomas, pelo que provavelmente será esse o caminho que irá escolher. Até lá, vai dedicar-se a aproveitar todas as oportunidades que apareçam: " Graças a Deus tudo me tem saído muito bem até agora e não importa o esforço que tenha de fazer para continuar" . A fama não é algo que a preocupe demasiado, pois a sua simplicidade, é um ponto a sue favor. " Se as pessoas me reconhecem na rua fico feliz. Por isso tratoas bem e tiro fotos e converso com elas" . O que tem para dizer aos jovens " Lutem pelos seus sonhos. Não há nada melhor que conseguires o que queres fazer. E não é tão difícil às vezes chegar lá. Apenas é preciso procurar torná-los e realidade" .


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Venezuela

5

Dois apagões seguidos geram caos em vários estados Uma falha no serviço eléctrico afectoU várias localidades do país, gerando caos na cidade

Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com No passado dia 1 de Setembro, segunda-feira, a capital e os estados Lara, Táchira, Mérida, Zulia, Carabobo, Miranda, Aragua, Guárico, Falcón, Nueva Esparta, Anzoátegui, Sucre e Portuguesa sofreram dois apagões quase consecutivos, o que afectou o trânsito e ocasionou um forte congestionamento a partir da hora a que aconteceu, cerca das 17h45. Este apagão foi ocasionado por uma falha no sistema de alta tensão. A primeira registou-se pelas duas da manhã e a segunda uma hora depois. Em ambas as ocasiões, a electricidade restabeleceu-se paulatinamente nos diferentes sectores. As estações de metro fora encerradas durante quase duas horas, o que ocasionou o colapso

Este apagão foi ocasionado por uma falha no sistema de alta tensão.

nas ruas em diversas zonas. Perante esta situação, houve casos em que as pessoas tiveram de ser evacuadas de oito carruagens do Metro de Caracas. Os bombeiros evacuaram ainda vários edifícios, pois ficaram pes-

soas presas nos elevadores. Apesar do forte congestionamento e colapso geral nas principais vias de circulação e autoestradas, devido ao desespero e aos nervos da população, depois de o serviço se ter restabelecido

não houve quaisquer registos de anomalias a lamentar, e em poucas horas tudo voltou à normalidade. Enquanto isto, o Ministro de Infra-estruturas, Isidro Rondón, fez um apelo à calma, enquanto informava sobre a reactivação das estações do metro que foram afectadas. Por seu turno, Hipólito Izquierdo, presidente da

Corporação Eléctrica Nacional, informou que a falha ficou a dever-se a incêndios florestais que surgiram e que afectaram o sistema nacional de distribuição de energia. Izquierdo assegurou que as acções para evitar que isto suceda novamente serão redobradas, manifestando que o governo venezuelano " resolveu responsavelmente o sector o eléctrico nacional" , e que se mantém alerta para descartar o facto de os apagões se deverem a uma interrupção do serviço de maneira intencional. Esta situação já ocorreu noutra ocasião, pois no passado dia 29 de Abril, uma falha similar deixou sem luz vários pontos do país durante várias horas, ainda que o caos tenha sido maior, pois registaram-se casos de roubos e vários atropelos. PUBLICIDADE


6

Venezuela. 04 a 10 de Setembro de 2008.

CoRReio da Venezuela.

75% das padarias já fecharam as portas Rebeca fandiño P. rebecafp87@ gmail.com " A maioria dos panificadores não consegue sequer produzir pão segundo os preços regulamentados, daí que cerca de 75% das pequenas padarias tenham decidido fechar as portas" . O alerta foi feito por Tomas Ramos, presidente da Federação Venezuelana de Industriais da Panificação ( Fevipan), quando discursava na inauguração da Expo-Fevipan, em 27 de Agosto passado. " Todos sabemos que os custos de produção do pão salgado não cobrem os gastos com a elaboração deste produto, pois produzir um quilo de pão custa 5,50 bolívares fortes ( BsF), enquanto o preço deste está fixado em BsF 2,99" , observou o responsável, justificando a decisão de muitos pequenos empresários deste sector, onde pontua um importante número de membros da comunidade portuguesa, que PUBLICIDADE

Ramos assegura que vão continuar a fechar mais padarias.

MoMento difícil para sector que eMprega Muitos MeMbros da coMunidade

dependiam quase em exclusivo da venda deste alimento. Para o dirigente, " é impossível vender cinco 'canillas' por BsF 2, como é proposto pelo Governo nacional, quando o quilo de farinha de trigo custa BsF 3,15" , lembrando que ainda falta ter em conta " outros gastos, como a mão-de-obra e serviços que não estão regulados" . Faltando à abertura da exposição organizada pela Federação a que preside realizada no âmbito da XXVII Convenção anual da Fevipan, Ramos afirmou que as padarias estão dispostas a oferecer um pão a preço solidário, sempre e quando o Executivo nacional reveja e estipule um novo preço. Actualmente, as padarias que ainda mantêm as portas abertas estão a fazer um grande esforço para continuar a produzir pães. " não vão ser capazes de suportar os custos de produção de um produto que é vendido a um preço insustentá-

vel para o sector" . Para sobreviver, observou depois, alguns estabelecimentos estão a vender acima do preço regulamentado, arriscando-se assim a serem multados pelos inspectores do Instituto para a Defesa das Pessoas no Acesso aos Bens e Serviços ( Indepabis). Um risco que, na sua opinião, até vale a pena correr, pois é a única maneira de continuar a vender pão. Ramos assegura que vão continuar a fechar mais padarias caso não seja corrigida a distorção existente entre o preço regulado e o preço real do produto. A verificar-se o pior cenário, mais de 100.000 postos de trabalho ver-se-ão afectados directamente. O ideal é fixar um preço que se adapte à estrutura real da produção de pão, que seja acessível ao consumidor e que permita aos proprietários ter pelo menos uma margem mínima de rentabilidade, o que não acontece com o actual modelo, sentencia.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Nova Fundação Bom Jesus Carlos Balaguera Um grupo de pessoas do estado Aragua uniu esforços e criou a Fundação Bom Jesus, que se encarrega de atender, de segunda a sexta-feira, das duas às cinco da tarde, nas instalações do consulado honorário de Maracay, todas as pessoas com necessidades imediatas de medicamentos e comida. A fundação pretende dar resposta aos casos mais urgentes, sendo o Comité de Damas de Maracay quem se encarrega de avaliar as pessoas necessitadas e passíveis de serem consideradas casos urgentes. A fundação foi o resultado da grande quantidade de pessoas necessitadas que vão às instalações do consulado

A fundação pretende dar resposta aos casos mais urgentes.

honorário de Maracay e escritórios da Câmara Venezuelana Portuguesa ( Cavenport Aragua). O presidente deste organismo, Gabriel da Vera Cruz, fala sobre esta fundação e aproveita a oportunidade para convidar todos os amigos do esta-

do Aragua, Distrito Capital, Guárico e Carabobo a participarem nas actividades da fundação Bom Jesus, nos dias 6 e 7 de Setembro, na Casa Portuguesa de Maracay, festividades que se iniciam com uma missa, pelas oito da noite,

seguindo-se a apresentação dos grupos musicais e dos romeiros, seguindo a tradição do Bom Jesus de Ponta Delgada, Madeira. No domingo, a partir das quatro da tarde, tem lugar uma missa e a apresentação do grupo folclórico da Casa Portuguesa, a banda musical e o grupo Gala, acompanhados de fogo de artifício. Tudo isto adornado com pratos típicos. Gabriel da Vera Cruz refere que tudo o que for conseguido nesta festividade será da Fundação, que graças ao Comité de Damas, à Cavenport Aragua, aos 90 festeiros e a todos aqueles empresários que, com o seu esforço, tornaram este projecto uma realidade, promete dar uma ajuda a todos os necessitados.

Venezuela

7

Mini e Teen Folclore Mariara 2008 já tem novas rainhas Erika Correia Um dos concursos mais emblemáticos da zona de Mariara, no estado Carabobo, denominado 'Mini e Teen Folclore Mariara 2008' já tem novas rainhas: Joselin da Costa Ponte, que obteve a coroa de Miss Simpatia, e Marlym de Freitas, rainha Imagem Radial, da emissora local Dehoniana. O evento, que se realizou no Clube Chaparral, contou com um ambiente campestre que ofereceu aos

assistentes música 'llanera' ao vivo, acompanhado de danças tradicionais. As vencedoras do concurso terão a oportunidade de participar no programa juvenil TIC TV, num canal local, e participar, no mesmo canal, num casting para a condução de um programa, também juvenil, que está em fase de projecto. Durante toda esta semana vão visitar diferentes meios de comunicação social para se darem a conhecer na comunidade.

PUBLICIDADE


8

Venezuela. 04 a 10 de Setembro de 2008.

Mérida vai ter um Centro Português Carlos Marques A comunidade lusa de Mérida prepara-se para construir o seu centro social. Ainda que não tenham adquirido o terreno, já há um escolhido, situado na Avenida Centenerio, pelo que já começaram a vender as primeiras acções do centro, procurando, um fundo para a aquisição e construção de espaços para o divertimento do público. Cada acção tem um valor de 1.000 Bs. F, podendo ser paga a pronto ou a crédito em 10 quotas durante 10 meses consecutivos. A elaboração do projecto está nas mãos do arquitecto Mery Lugo, pelo que se espera fazer uma apresentação formal diante dos sócios no final de Novembro, altura em que serão eleitos os membros da primeira junta do Centro SócioRecracional Português de Mérida. Até agora, os primeiros passos da unidade foram dados pela Fundação Luso-VenezuelanaCasa Madeira, que está a organizar tudo nesta altura, até a ocasião da eleição da nova junta. Esta Fundação conseguiu realizar um censo de toda a comunidade, colaborando com os trâmites de documentos portugueses e contacto facilitado com o consulado geral em Valencia; conseguiu-se apoiar o grupo folclórico através do apoio dado pelo Centro das Comunidades Madeirenses e, na segunda semana de Setembro, começam os cursos de portuuês.. PUBLICIDADE

Situado na Avenida Centenerio, frente ao restaurante La Casona Grill.

Maria Rodrigues Coordenadora de Folclore da Fundação "Todossãomuitounidos,éumaboacomunidade.Todoscolaboramosnoquepodemos.Conseguimosotecidotípicomadeirenseparaosfatos,membrosdeoutros gruposvieramaMéridaparanosensinarem váriasdanças,defuturoesperamosviajare mostraroquesomoseoqueaprendemos.Acomunidade tem-nosapoiadoatéagoraeesperoquecontinueassim".

José Roberto Nóbrega Tesoureiro da Fundação "EstamosapassarportodososportuguesesdeMéridaparaincentivá-losaparticipar nacompradasacçõesdoCentroPortuguês. Atéagora,aspessoasforammuitoreceptivas.Esperamoscontarcomoapoiode todosparaconseguirmosumfundopara adquirirosterrenosondeseconstruiráanossasede. Convidamostodasasfamíliasportuguesasaseunirema nós,nãosóosquevivememMéridamasosquevivam noutraspartesdaVenezuela."

CoRReio dA VeNezueLA.

Utilização de telemóveis aumenta Magnalis Tavares Pérez magnis0810@ gmail.com No início da semana, a Comissão Nacional de Telecomunicações ( CONATEL) divulgou uma nota informativa dando conta dos níveis de penetração dos telemóveis e da rede fixa no país: Segundo os dados divulgados, 93% da população venezuelana conta com linhas de telefones móveis e cerca de 20,30% de telefones fixos. Numa comparação com a quantidade de telefones móveis vendidos no segundo trimestre de 2007, essa área das telecomunicações experimentou um crescimento de 22,19%, ou seja, mais 4,7 milhões de novos usurários nesse ano. É o caso de Marcelo Pinto, gerente do estabelecimento 'Katicel' situado em Guatire, que assegura que nos finais de ano nota-se sempre um aumento significativo das vendas, já que, segundo se apercebe, as empresas começam a dar bónus de férias e de Natal. O aumento na quantidade de utentes não representa apenas um aumento nas vendas para as operadoras de telemóveis mas também se traduz num contributo considerável para o Produto Interno Bruto ( PIB) venezuelano, que recebeu 5,59 biliões de bolívares fortes, o que se traduz num aumento de

capital na economia do país na ordem dos 54,09% . Marisa Gomes, luso-descendente cujos pais são oriundos de Espinho, utente de uma operadora de telemóveis, diz que " o meu telemóvel serve-me mais para enviar mensagens de texto do que para fazer chamadas. Para além disso, o serviço de mensagens de texto é muito mais económico do que o de chamadas" . Com efeito, segundo o comunicado, os subscritores continuam a preferir enviar mais mensagens de texto do que a fazer chamadas. Nos primeiros seis meses de 2008, os venezuelanos mandaram 21.398 milhões de mensagens de texto, contra os 15.453 milhões de minutos empregues em chamadas. " Um subscritor de um serviço de telemóveis enviou, em média, 1,46 mensagens de texto por cada minuto de chamada realizada" , diz a CONATEL.

Modalidade “pre-pago” é a preferida dos subscritores SegundodadosdaCONATEL,aquantidadede subscritoresdamodalidade'pré-pago'desceude 95,12%para93,79%em relaçãoaoprimeirotrimestredoanopassado. Istotraduz-seem24,2 milhõesdeusurários quepagamosseus consumoscomum cartãopré-pago, enquantoque1,6 milhõesdomiciliam-no noscartõesdecrédito.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Venezuela

9

Criatividade lusa na TV Anaís Castrellón Castillo anaiscastrelloncastillo@ gmail.com José Henrique de Freitas Rivero, um jovem luso-descendente de 28 anos, conta com um amplo percurso como designer gráfico, um curso que terminou em 1999, aos 19 anos, no Instituto de Design e Artes Aplicadas de Caracas. Os seus pais são naturais da Câmara de Lobos, Madeira. Nenhum deles teve apetência para as artes. " O meu pai é proprietário de uma fábrica de calçado e a minha mãe dona de casa" , Mas nas suas veias corre um sangue que soube triunfar no mercado publicitário. A sua capacidade para criar formas atractivas ao olho humano é o que consegue fazer mais acertadamente. É capaz de mudar estados de ânimo através do ecrã ( do Sun Channel), que transmite a sua linguagem publicitária, dando visibilidade a uma imagem fresca, e sobretudo inovadora nos conceitos que cria.

Freitas, impulsionado pelas suas ambições profissionais, começou a sua carreira no mesmo ano da entrada no Instituto, ao trabalhar numa conhecida agência publicitária chamada CMG Comunicaciones Graficas. " Comecei a trabalhar como designer gráfico da empresa, com a responsabilidade de contas e campanhas publicitárias de clientes como a Nivea, Galletas Puig, Colgate, Chipi's Burger" , É capaz de mudar estados de ânimo através do ecrã do Sun Channel.

Visão empreendedora

" No início da década de 2000, a Internet começa a ter muita projecção na Venezuela e consequentemente o mercado de desenvolvimento de páginas web, altura em que pensei dar um passo mais além na carreira e aventurar-me noutro campo, fazendo uma especialização na criação de sites no Centro de Design Digital em Caracas e obtendo, o título de Web Designer, avaliado ao nível internacional pelas casas dos softwa-

A suA hAbilidAde no design permitiu A henrique de FreitAs estAr à Frente dA bem sucedidA cAmpAnhA corporAtivA do sun chAnnel res necessários para o desenvolvimento de sites" . Em Dezembro desse mesmo ano, a Venezuela sofreu uma paralisação laboral que levou muitas empresas ao encerramento, entre elas a agência onde

Freitas trabalhava. Esta situação e os estudos serviram de impulso para que criasse, em Fevereiro de 2003, uma empresa de desenvolvimento de websites chamada Stargrafic.net, em sociedade com um antigo.

Mas este jovem tinha algumas ideias que desejava levar a cabo, pois " sempre me interessei pelo design e pela animação para televisão" , Por isso, fez estudos do programa Motion Graphics no Posa Studio Creativo, instituto de ensino de animação. Foi então que, graças ao seu desempenho, foi chamado pelo director da agência publicitária onde tinha sido o seu primeiro trabalho e que agora era director de marketing de um canal de televisão por subscrição que saiu em finais de 2006, chamado Sun Channel Tourism and Televisión. Este meio de comunicação divulga o slogan " Te hace viajar" , a fim de promover o turismo e a aventura na América Latina. Hoje continua neste importante canal de televisão e já elaborou peças publicitárias exteriores para o canal, com outros formatos, criação do site do canal e da sua imagem corporativa, entre outras coisas que reflectem a importância de ser constante em cada passo que se dá na vida. PUBLICIDADE


10 Venezuela.

COrreiO DA VenezuelA.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Diáspora ganha folclore com sotaque Marco Freitas DN-Madeira Durante 24 dias e mais de 12 actuações, o Grupo de Folclore Danças e Cantares de Portugal, Puerto La Cruz, oriundo do estado venezuelano Anzoategui esteve na Madeira, onde deu a conhecer a sua particularidade, tocam e dançam três estilos de folclore: Venezuelano, madeirense e portuense. O presidente deste grupo, Rui Pereira, que entrou nesta vida por causa dos pais, naturais do Porto e apreciadores de folclore, explica que esta variedade de estilos tem origem nas raízes familiares dos 58 membros que o constitui, onde apenas sete são " venezuelanos puros" . Todos os outros têm descendência portuguesa. Pela primeira vez na Madeira, este grupo que adoptou este nome há apenas cinco anos, faz questão de manter a tradição e o rigor de cada estilo de folclore. " Queremos mesmo dançar o folclore como ele é. Nós na Venezuela dançamos o folclore mais rápido. Aqui é mais lento. Aprendemos muito até agora. Já percebemos que temos de corrigir muita coisa na maneira como dançamos" . RigoR pela tRadição

Questionado se as diferenças entre estes três estilos de folclore são significativas, Rui Pereira confirma essa situação. " Há muitas diferenças. Aqui a essência do folclore é mais respeitada, as pessoas bailam mais devagar, mais pausadamente. Na Venezuela bailamos mais rápido. Essa é uma das coisas que estamos a aprender nesta viagem, sobretudo com o grupo da Camacha que nos está a ensinar muitas coisas" . Este rigor no respeito pela tradição origina frequentemente um problema. " É difícil conseguir informação, instrumentos e trajes de cada local. É muito difícil arranjar os trajes de Portugal na Venezuela. Não há dólares para isso. Acabamos por comprar no mercado preto e são muito caros" explicou. Apesar dos vários estilos de folclore, o que mais sucesso fez durante esta estadia foi o da Venezuela. " Penso que o

O Grupo de Folclore Danças e Cantares de Puerto la Cruz é constituído na sua maioria por descendentes de portugueses.

O GRUPO DE FOLCLORE DE PUERTO LA CRUZ ACABA DE CHEGAR DA MADEIRA Folclore da Venezuela tem várias vantagens: É mais alegre, com mais ritmo e isso cativa as pessoas" . Visita muito caRa

Para esta estadia de 24 dias na Madeira, o Grupo, teve de juntar 300 milhões de bolívares, qualquer coisa como 100 mil euros. Uma verba conseguida directamente do bolso de cada membro, portanto, sem qualquer tipo de apoio. " Não temos o apoio do governo Venezuelano porque somos um Grupo de Folclore de Danças e Cantares Portugueses, mas por outro lado, também não temos o apoio do governo português porque somos um grupo venezuelano" , lamentou, Rui Pereira. As limitações financeiras do

A cor é uma presença comum nos trajes que o Grupo utiliza.

grupo, marcam o dia-a-dia dos 58 membros. Por isso, sempre que é necessário adquirir novos trajes ou instrumentos, compete a cada elemento disponibilizar a verba necessária. elogios VáRios

Sobre esta estadia na Madeira, Rui Pereira só tem elo-

gios, mas há um especial. " A professora Elsa Sá, da Casa do Povo da Camacha foi excelente. Recebeu-nos muito bem, fomos sempre muito bem tratados. Nalguns casos melhor do que se estivéssemos em casa" . Mas houve outros momentos mais significativos. O espectáculo que mais agradou ao

grupo, realizou-se no Jardim Municipal do Funchal e contou com a organização do consolado venezuelano na região. " Tinha muita gente a assistir e não tivemos limites de tempo para actuar. Actuamos durante mais de 3 horas, onde tocamos e dançamos folclore venezuelano, português e madeirense. Foi um grande espectáculo" . Quando questionado a comentar o que correu menos bem, o presidente do grupo de folclore aponta a falta de tempo nas actuações. " Nós não gostamos de actuar só 30 minutos, porque assim não demonstramos todo o nosso folclore" . O maior lamento vai para o facto de não terem adiado a passagem para a Venezuela, de forma a poderem participar no Festival de Folclore da Ponta do Sol. O grupo estuda a hipótese de aceitar um convite para participar num festival de folclore português, que se realiza no próximo ano na Austrália. No ar fica o desejo de voltar à Madeira num futuro próximo. " Se alguém nos convidar nós vimos cá de certeza. Adoramos a Madeira" , disse, Rui Pereira antes de terminar.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

11

Venezuela

Governo compra milhares de PC's escolares a Portugal A Venezuela vai comprar milhares de computadores escolares produzidos em Portugal, revelou, segunda-feira, 1, a imprensa venezuelana, segundo a qual a operação, financiada pelo governo de Caracas, resulta dos acordos alcançados por Hugo Chávez na sua visita a Lisboa em Julho. Sob o título " PC escolar será produzido em Portugal" , o Últimas Notícias - o jornal de maior tiragem no país - dedica a quase totalidade da secção semanal " Tecnologia em crioulo" ao assunto, sublinhando que " a indústria nacional não foi consultada" . O trabalho, do jornalista Heberto Alvarado, começa por precisar que " depois de vários meses de provas e promessas vencidas" em relação ao lançamento de um computador escolar, " o governo nacional ( venezuelano) tomou uma decisão" e os mesmos vão " estar no país, não pelo esforço da indústria nacional" . " Graças aos acordos que o Executivo alcançou com Portugal, no mês de Julho, durante um périplo europeu do presidente Hugo Chávez a terras lusitanas" . O jornal revela que " uma comissão de alto nível, que incluiu representantes dos ministérios de Telecomunicações e de Educação, visitou altos representantes do Governo português e do projecto Magalhães, nome do 'classmate' português" . " O motivo foi definir os memoranda de entendimento que a ministra de Telecomunicações, Socorro Hernández, manteve durante o périplo presidencial" , acrescenta. Segundo o Últimas Notícias, " o número total de equipamentos ( portáteis) é desconhecido, mas fontes próximas ao Executivo supõem que serão mais de 100 mil unidades" .

gurar a colocação dos computadores escolares o mais cedo possível" . " Nestes momentos a VIT não tem capacidade operacional. Para não demorar o projecto um ou dois anos mais, optámos pelo projecto Magalhães, que está em consonância com a nossa iniciativa" , diz Berrisbeitia. Segundo o Últimas Notícias, o " classmate português" terá o sistema operacional Canaima ( baseado em Linux), criado recentemente pelo Centro Nacional de Tecnologias de Informação, mas " desconhece-se quais as aplicações educativas" que vão ser incluídas. O Últimas Notícias conclui explicando que " o Governo resolveu o tema do PC escolar e com a sua decisão deu um golpe à indústria nacional" . " Se a isto somarmos a incorporação de software cubano também se estará afectando a indústria nacional de software, muito golpeada já pela pouca protecção à propriedade intelectual que há no país" . A negociação estará concluída nas próximas duas semanas. PUBLICIDADE

estar na Venezuela para se reunirem com as autoridades do Ministério de Educação e Fundabit e assinarem o acordo com a ministra Socorro Hernández. A negociação estará concluída nas próximas duas semanas" O Últimas Notícias interroga-se sobre " porquê Portugal" para fabricar os computadores e precisa que uma vez conhecida essa informação tentou, sem sucesso, contactar os funcionários dos ministérios envolvidos no acordo. " O interesse era saber porque motivo se apostou num desenvolvimento feito por empresas estrangeiras, antes de continuar com um projecto que inicialmente seria responsabilidade da Venezuelana de I n d ú s t r i a s Tecnológicas ( VIT), empresa em que o Governo tem uma participação" , sublinha. Citando Jorge Berrizbeitia, presidente do Centro Nacional de Inovação Tecnológica ( Cenit). O jornal precisa que aquele organismo realiza desde há mais de um ano testes do classmate de Intel e que a " aquisição faz-se para reduzir os tempos e asse-

OperaçãO financiada pelO gOvernO de caracas resulta dOs acOrdOs alcançadOs pOr HugO cHávez na sua visita a lisbOa em JulHO.

" Também não se sabe o valor monetário total da operação" que funciona como " parte dos acordos energéticos que o Governo nacional estabeleceu com Portugal" . O mesmo jornal precisa que " esta semana representantes do projecto Magalhães e do Governo português vão


12História de Vida.

Correio da Venezuela.

04 a 10 de Setembro de 2008.

“Hoje, amo a Venezuela” no sector Villa Rosa, na periferia de Margarita. Para ajudar o marido - que trabalhava na construção civil - com o sustento da casa e para saírem de uma situação de arrendamento, Custódia, com apenas 23 anos e sem falar uma palavra de espanhol, foi à luta. Após dois meses no país, ela conseguiu um trabalho de caseira num edifício residencial na avenida 4 de Mayo. " Vi um anúncio no jornal solicitando um caseiro e fui me apresentar. O administrador do prédio sentiu confiança em mim e deu-me a vaga. Daí, mudamos para um pequeno apartamento destinado a este trabalho. Lá, moramos dois anos. Enquanto o meu marido trabalhava fora, eu cuidava da limpeza do prédio e atendia às necessidades pessoas" , diz. Nesse intervalo de tempo, a dona-de-casa teve que se disciplinar para poder aprender a língua espanhola. Conta que assistia a todos os canais de televisão venezuelanos e esmerava-se em escutar e entender o idioma, pois tinha que atender frequentemente visitantes e moradores do prédio.

Valéria Costa valcosta29@ gmail.com A dona-de-casa Custódia de Barbosa é o exemplo da esposa e mãe dedicada que luta pela felicidade e sucesso da família, apesar dos contratempos e adversidades que a vida oferece. Esta portuguesa de 50 anos, casada há 30 e mãe de dois filhos adultos, conheceu a ilha de Margarita há 27 anos quando aqui chegou com o filho Ricardo Alves, de apenas dois anos de idade, trazida pelo marido que aqui já estava em busca de dias melhores. Nascida em Braga, Portugal, ela conta que, quando era recém-casada e com um bebé de oito meses, o marido resolveu tentar a sorte na desconhecida ilha de Margarita, na Venezuela, onde o irmão já se encontrava com sua família trabalhando na construção civil. " Ele veio só para cá e eu fiquei em Portugal com o bebé. A vida estava muito difícil por lá, sem perspectivas" , relata. Durante quase dois anos, Custódia e o filho estiveram separados do marido até este os ter ido buscar a Braga. Qual não foi a surpresa do pai ao ver que seu pequeno bebé o estranhava e não o reconhecia. Ao chegar ao aeroporto de Maiquetía, dona Custódia arrependeu-se de ter deixado a sua terra. " Foi horrível. Perdemos o voo para Margarita porque o voo em que viemos atrasou-se. Tivemos que passar a noite no aeroporto, dormindo em cima das malas cuidando do bebé por PUBLICIDADE

A distânciA do filho e As lembrAnçAs e tristezAs forAm compensAdAs com o nAscimento dA suA filhA diAnA turnos. A minha tensão baixou. Nesse momento, se pudesse, voltaria a Portugal" , relembra.

Passado esse primeiro momento de transtorno, a família estabeleceu-se numa casa arrendada

“Erro”

Com saudades de Braga e da família que lá ficou, Custódia arrumou as malas, pegou no filho e voltou à sua terra. A intenção, conta, era fazer pressão para que o seu marido também deixasse a Venezuela e voltasse para a sua pátria. Como não conseguiu o seu objectivo, Custódia apelou a uma estraté-

gia que a tornou infeliz durante alguns anos: Deixou o seu único filho em Portugal aos cuidados da família do marido e regressou a Margarita sozinha. " Foi o pior erro da minha vida. Arrependi-me muito. Chorava bastante, vivia doente. Todos os anos me lamentava pelo que havia feito" , relata. As saudades do seu pequeno bebé durou oito longos anos. Ela deixou-o em Portugal com quatro anos e resgatou-o aos 12 anos. A distância do filho e as lembranças e tristezas foram compensadas com o nascimento da sua filha Diana, que chegou quando o casal estava no seu segundo trabalho de caseira, noutro prédio na mesma avenida. Ao cabo desses oito anos e com muita poupança, Custódia regressou a Portugal acompanhada de Diana para buscar Ricardo. " Essa foi a melhor decisão que tomei: De trazê-lo de volta para mim. Hoje é o meu orgulho. Um ano depois de ter voltado para cá, ele já tinha o espanhol e era o melhor aluno de sua classe" , diz com grande felicidade nas suas palavras. Com 27 anos de Margarita e 13 anos como caseira, a família conseguiu mudar de nível social. Actualmente, tanto Ricardo como Diana são licenciados em Engenharia de Sistemas e Contabilidade, respectivamente, e o marido montou uma pequena empresa de venda de alimentos, além de terem comprado uma confortável casa. Sobre a Venezuela, ela afirma que " hoje em dia amo a Venezuela" .


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Férias de aventura no Centro Atlântico Trinidad de Macedo As férias escolares representam muitas vezes uma preocupação para os pais por não poderem dar atenção que os filhos pedem por excesso de tempo livre, o que contrasta com facto de continuarem ocupados com os seus trabalhos. Mas ainda bem que há foram de contornar este desencontro. O Centro Atlântico Madeira Clube também decidiu realizar actividades para a ocupação de tempos livres, aceitando o projecto que foi apresentado à junta directiva por Graciela dos Santos de Gomes. Com criatividade e planeamento, a responsável preparou actividades que ultrapassam os limites do Estado Lara através de passeios programados. O Clube Luso de Acarigua é um dos locais onde as crianças poderão desfrutar de uma fantástica piscina, mais o Parque natural Yurubí, na cidade San Felipe, EstadoYaracuy, o Parque Temático Bosque Macuto, em

As 57 crianças desfrutaramde trabalhos manuais.

Barquisimeto e Tierra de Fuego, a norte desta cidade, onde desfrutaram de uma verdadeira fantasia recheada de índios e cowboys segundo o estilo dos filmes do velho oeste americano. As 57 crianças que participaram neste plano de férias desfru-

taram ainda de actividades de trabalhos manuais, rali, entre outros jogos, e participaram num debate sobre ecologia e meio ambiente, que foi orientado pela engenheira agrónomo Ana Carolina da Silva, e que serviu para divulgar conhecimentos sobre como se

deve semear e cuidar das plantas, o que foi posto em pratica numa das zonas do clube. Graciela dos Santos, que uma sócia activa e colaboradora deste centro, observou que a realização deste trabalho com crianças foi planeado com dois meses de antecedência e contou com a colaboração de nove jovens monitores de actividades recreativas, sendo que cinco foram contratados e quatro elas filhos de sócios. As crianças ficaram fascinadas e sentiram-se integradas desde o início com todas as actividades, pois foram tidas em conta sem distinção de idades. Depois de 12 dias intensos, foram expostos os trabalhos realizados por elas num mural onde também puderam escrever dedicatórias, assinaturas e outras marcas. Os pais foram ainda surpreendidos com a apresentação de um 'videobeam' com todas as fotos das crianças a executar algumas das actividades realizadas, a que se seguiu um convívio.

13

Cultura

“Workshop” de marionetas Um 'workshop' de mariontas a cargo de Reinaldo de Ponte é a oferta da Cultura Chacao, todos os sábados do mês de Setembro pelas três da tarde, como parte da programação do ciclo infantil 'La Zaranda Creativa', levado a cabo no centro Cultural Chacao, com entrada livre. Dirigido a meninos e meninas que desejem iniciar-se no teatro e nas artes plásticas, este workshop introduz os participantes no mágico mundo dos fantoches, uma das expressões culturais e artísticas mais antigas Jogos, improvisos, personagens, e a construção de um teatrinho são algumas das actividades através das quais aprenderão a elaborar diversos fantoches, assim como um cenário que os acompanhe. O público terá a oportunidade de aproximar-se os dias 6,13,20 e 27 de Setembro, pelas três da tarde, no Centro Cultural Chacao. PUBLICIDADE


14Cultura.

Correio da Venezuela.

04 a 10 de Setembro de 2008.

VII Encontro de danças folclóricas III Festival infantil Internacionais de folclore em Outubro

Edgar Barreto de Gouveia edgabarreto@ gmail.com Portugal, como já é costume, estará presente este ano no VII Encontro de Danças Internacionais Infantis, que se realiza a 9 de Novembro no Centro Marítimo da Venezuela, em Turumo, cuja edição está dedicada à Mãe Terra e à natureza. " Portugal Continental" , pela mão do grupo folclórico infantil do Centro Marítimo da Venezuela, o " Arquipélago da Madeira" , através do grupo folclórico do Centro Social Madeirense e " Arquipélago dos Açores" , pelo grupo Os Filhos dos Imigrantes do Centro Português de Punto Fijo são os representantes. No entanto, será discutida na próxima reunião a efectuar na sede do Centro Marítimo, a 21 deste mês, a possibilidade de se abrir a porta a mais uma representação, que seria realizada pelo grupo folclórico infantil do Centro Luso Venezuelano do Estado Vargas, pela ilha do Porto Santo. Tonny da Silva, director do grupo folclórico infantil do Centro Marítimo da Venezuela, que faz parte do grupo de organizadores do

Edgar Barreto de Gouveia edgabarreto@ gmail.com

Tonny da Silva, Director do grupo folclórico infantil de Turumo.

evento, comentou que " a ideia deste encontro é dar a conhecer a cultura lusa aos. Não se premerá a coreografia, porque o folclore de cada lugar é diferente e não pode competir com outros. Todos os grupos infantis serão premiados e só serão escolhidos a melhor estampa e madrinha. A ideia é con-

viver e não competir" . As outras regiões ou países participantes são a Itália, Israel, Catalunha, Cantábria, Galiza, Ilhas Canárias, Alemanha, Austrália, Ásia, Venezuela, Peru. Ao todo, contando com a participação lusitana, serão 16 participantes neste intercâmbio de culturas mundial.

Museu do Teclado oferece cultura musical Anaís Castrellón Castillo Anaiscastrelloncastillo@ gmail.com O Museu do Teclado, um organismo que actualmente pertence à Fundação para a Cultura e as Artes da Alcaldía do Município Libertador ( Fundarte), conta com um vasto percurso na divulgação, de maneira educativa, da cultura musical da Venezuela e do mundo em todos os seus géneros, através de seminários, debates e concertos. A sua criação resultou de uma ideia dada pela conhecida pianista venezuelana Rosario Marciano, uma fervorosa lutadora da integração da mulher no âmbito musical e vencedora de importantes concursos ao nível mundial. O Museu do Teclado abriu as portas ao público em 1972, tendo como primeira sede um espaço situado no Edifício San Martín, no Parque Central, onde começou a dar " a conhecer aos

venezuelanos a história da organologia do piano, desde os seus precursores até à vissão mais moderna" . Em 1979, Fundarte recebe a responsabilidade de continuar com tão importante trabalho. E, a 27 de Abril de 1981, foi reinaugurado o museu, altura em que passou a ocupar a actual sede no Edificio Tacagua Nivel Mezzanina, também Parque Central, sob a direcção de Isabel Palacios. Este museu possui uma grande importância pois acolhe a colecção de pianos doados por Marciano e, entre 1981 até 1987, foi o espaço que albergou o piano de Teresa Carreño e outros dos seus pertences, que actualmente estão guardados no Complexo Cultural que leva o seu nome. A soprano Fedora Alemán continuou com a direcção deste espaço cultural desde 1985 até 2003. Actualmente é dirigido pelo professor

Gilberto Simoza e faz parte de um dos mais importantes patrimónios da nação venezuelana. Constitui sem dúvida um lugar para melómanos pequenos e graúdos poderem aprender ou aprofundar os seus conhecimentos musicais. ConCurso naCional de piano

Desde a passada segunda-feira, 1 de Setembro, até 30 do corrente, se levará a cabo o " Primeiro concurso nacional de piano Rosario Marciano" , o qual tem como objectivo " promover, difundir e dignificar o grande trabalho realizado pela conceituada pianista venezuelana como investigadora, pedagoga e excelente concertista, que foi uma das poucas mulheres da música venezuelana a alcançar os cenários mais importantes do mundo durante a sua época" , tal como a apresenta o Museu do Teclado. Mais informação sobre espaço pode ser obtida em http: //museodelteclado.com.ve/.

O ajustamento dos últimos detalhes para a realização da terceira edição do Festival Infantil de Folclore Português, que está previsto para 12 de Outubro próximo, foi o objectivo da reunião mantida no passado 31 de Agosto, no Centro Luso Venezuelano do Estado Vargas. O evento, que será realizado na sede desta entidade, será este ano dedicado à ilha do Porto Santo, arquipélago da Madeira, coincidindo o festival ainda com a celebração do 24.º aniversário do grupo folclórico da instituição. Na reunião foi ainda realizado o sorteio relativo à ordem de actuação de cada agrupamento infantil, sendo que os três grupos ausentes ficaram nos primeiros lugares, como está estipulado nas normas da organização do festival. A ordem ficou estabelecida da seguinte maneira: 1º Grupo Amizade; 2º Nova Geração de Paraguanà; 3º Os Navegantes de Aragua; 4º Os Filhos dos Imigrantes do Centro Português de Punto Fijo; 5º Centro

Luso Internacional Marítimo da Venezuela; 6º Lembranças da Nossa Terra, de los Valles del Tuy; e 7º Centro Social Madeirense. Também foram aprovadas alterações às normas do festival, entre as quase se destaca que cada jurado, depois de 15 de Setembro, receberá as indicações dos trajes típicos, bailes e a zona de Portugal que será representada por cada agrupamento infantil, para assim poder constatar ou indagar se a actuação de cada grupo pode ser considerada como folclore português. Só será permitido um 20% de originalidade a cada grupo. A madrinha já não vai poder estar presente na hora da actuação. " Estamos realizar o festival depois de três anos de interrupção, devido à queda do viaduto para la Guaira, o que arriscado para o clube. No entanto, agora que também conseguimos dar a volta por cima de certos problemas a adaptarmo-nos às novas regras, esperamos que o festival venha a ser um êxito" , disse Hermínia Pinto de Fernandes, natural da freguesia de São Roque, Madeira, e directora do grupo organizador.

O evento será realizado no Club do Estado Vargas.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

15

Saúde&Bem-estar

Novos métodos para Casos de anorexia combater a “halitosis” aumentam na Venezuela Magnalis Tavares rebecafp87@ gmail.com Actualmente, quase 30% da população mundial padece de 'halitosis' ( mau hálito), mais conhecida como mau hálito, um grave problema que pode afectar as relações sociais, afectivas e pessoais dos indivíduos que dela sofrem. Na maioria dos casos, é uma doença mal diagnosticada, posto que é associada a problemas estomacais. No entanto, estudos recentes permitem definir as verdadeiras causas desta doença e portanto, encontrar a maneira de evitá-la. Graças a esses estudos, encontrou-se uma nova ferramenta de alta tecnologia que permite medir os odores que se produzem na cavidade oral. Esse instrumento de medição é conhecido como cromatógrafo de gases e tem a função de registar a concentração das diferentes bactérias bocais permitindo que o dentista realize um bom diagnóstico da origem da 'halitosis'.

à decomposição de restos de alimentos entre os dentes, a saliva, células da mucosa oral ou de sangue que produzem substâncias voláteis ( ácidos gordos simples) na cavidade bocal, gerando este problema. Outro dos motivos que podem causar o mau hálito são as dietas pobres em hidratos de carbono, nutrientes presentes em alimentos como a massa, as batatas, o pão, o arroz, os cereais e os legumes. Com o tempo, a falta de hidratos de carbono faz com que o organismo comece a utilizar a gordura para obter energia. Algumas pessoas têm mais bactérias que outras, e ainda que existam várias

Como tratá-la?

Muitas das pessoas que sofrem deste problema devem apenas melhorar a sua higiene bocal, lavando os dentes três vezes por dia, assim como as gengivas e a língua, e visitar o dentista de seis em seis meses, no mínimo. No que diz respeito à alimentação, existem alguns alimentos que favorecem a aparição de 'halitosis', tais como a cebola, o alho, os condimentos e os certos tubérculos. Segundo Gomes, " é importante que o paciente beba um mínimo de oito copos de água por dia, ou se preferir, que mastigue chicletes ( sem

Muitas jovens sonham vestir as roupas de estilistas famosos, andar sobre as passerelles mais importantes do mundo da moda e serem reconhecidas a nível mundial. Mas a tendência dos últimos tempos é ver modelos extremamente magros que se convertem em ícones a seguir pela população juvenil, sobretudo. A mistificação da figura ideal gera uma obsessão nas mulheres em alcançar essas medidas sem importar, em muitos casos, o que fazem para conseguilo. A anorexia surge como a primeira opção para perder peso de forma rápida, mas pouco saudável, posto que as consequências desta doença são quase sempre irreversíveis. DesCobrinDo a anorexia

Qual a origem?

Segundo o especialista Manuel Alberto Gomes, médico que vive e trabalha em Coimbra, esta doença pode ter origem em múltiplas causas: " O doente pode ter uma escassa ou inadequada higiene bocal ou até doenças tão graves como o cancro do pulmão." O mau hálito deve-se

Magnalis Tavares rebecafp87@ gmail.com

O consumo de álcool favorece a aparição do mau hálito.

teorias no que diz respeito a mudanças hormonais, os anticonceptivos ou os antibióticos que produzem um desequilíbrio nas bactérias orais, nenhuma delas foi comprovada ou verificada pelos peritos no tema.

açúcar) para que a sua boca produza saliva, e assim elimine as bactérias bocais. Para além disso, deve diminuir-se o consumo de álcool e tabaco, posto que os componentes de ambos favorecem a aparição do mau hálito."

A solução: O iogurte pode funcionar como remédio natural para combater o mau hálito. Esta foi a informação transmitida pelos especialistas presentes na reunião anual da Associação Internacional de Investigação Dental. Segundo aqueles, o iogurte contém algumas bactérias activas que diminuem os níveis de placa presente nas gengivas e dessa maneira os pacientes podem reduzir as possibilidades de sofrer de 'halitosis'.

A anorexia como distúrbio alimentar caracteriza-se por uma distorção da imagem da pessoa defronte do espelho porque ainda que se encontre abaixo do peso normal, vê-se a si própria com excesso de peso. Para além disso, os vómitos induzidos e o uso de laxantes como métodos de diminuição das medidas podem gerar desnutrição pela falta de cloro e de potássio e, se não for vista por um médico a tempo, podem levar à morte. Lúcia dos Reis, nutricionista luso-descendente cujos pais são oriundos de Coimbra e que faz parte do staff de profissionais da Associação de Médicos Luso-Venezuelanos ( ASOMELUVE), declara que " muitas universidades venezuelanas não escapam a esta realidade, posto que este ano atenderam 24 casos de jovens que padecem deste transtorno e

A mistificação da figura ideal gera uma obsessão nas mulheres.

Modelos coMo Kate Moss e Victoria BecKhaM são exeMplos desta doença que tende a crescer pelo Mundo afirmam que desejam ser belas para poderem agradar aos seus contemporâneos" . ProCuranDo solução

uma

Muitas pessoas pensam que a anorexia é sintoma de baixa de auto-estima ou de abandono, mas a realidade é que por trás desta doença há muitas mais coisas que ainda se desconhecem, como por exemplo a possibilidade de suicídio das pessoas que padecem desta patologia. Lúcia dos Reis afirma que " a anorexia deve ser decretada um problema mundial porque só assim se terá a atenção necessária dos governos." No que diz respeito ao tratamento, a nutricionista assegura que " deve-se proporcionar aos jovens dietas com poucas calorias, um regime de exercí-

cios que se adeqúem ao seu peso e estatura." Se em algum momento os pais ou pessoas próximas a estas detectam esta doença, devem ajudar a consultar uma equipa multidisciplinar de modo a que possa fazer-se um diagnóstico e tratamento rápido a fim de evitar males maiores. Muitos médicos consideram que o objectivo final de um tratamento para uma pessoa anoréctica é que entenda que comer não é um delito, posto que é nas comidas se encontram a maior parte dos nutrientes requeridos pelo corpo. Para além disso, devese procurar com que a jovem volte a ter autoestima, confiança em si mesma e no seu ambiente envolvente, " aspectos difíceis de tratar uma vez perdidos" , afirma Reis.


16 Santa Cruz.

Correio da Venezuela.

04 a 10 de Setembro de 2008.

PUBlicidade

Festa da Sidra 2008 O espectáculo do duo 'criado' através do concurso televisivo da RTP, 'Operação Triunfo' ( OT), é cabeça-de-cartaz de mais uma edição da tradicional Festa da Sidra, que decorre a 13 e 14 do próximo mês, na freguesia de Santo António da Serra. A dupla Denisa & Ricardo tem actuação agendada para o meio da tarde de domingo, dia 14, por volta das 16h30, no Largo do Santo. Mostra coM coMes e bebes Nesta mostra anual da sidra será possível

Ricardo Soler e Denisa Silva irão actuar na Festa da Sidra, que se realiza no Santo da Serra, Madeira, nos dias 13 e 14 de Setembro.

ver o processo de transformação do pêro em sidra, que será a bebida rainha deste arraial madeirense. Além desta particularidade, não faltarão as típicas barraquinhas de comes e bebes, com os petiscos da Região. Dupla realiza actuação Este será mais um dos muitos concertos que a jovem porto-santense Denisa Silva tem vindo a realizar após a sua participação na OT, como sempre, fazendo-se acompanhar do jovem continental que foi finalista do concurso de canto da estação pública de televisão.

A dupla da OT estreou-se ao vivo na Região em meados de Maio, por ocasião da Feira do Campanário. Desde então, ambos têm vindo a acumular espectáculos por vários pontos da ilha. Nos seus espectáculos, costumam cantar músicas como 'Umbrella' de Rihanna, 'One Love' dos U2, 'No One' de Alicia Keys, entre muitas outras. Refira-se que Ricardo Soler integra actualmente o coro da banda sonora do programa da SIC, 'Chamar a Música', que é apresentado por Herman José.


o jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

17

Santa Cruz

PUBlicidade

“Mostra de Gastronomia Internacional” do Caniço assume-se como uma referência Desde a abertura da " Mostra de Gastronomia Internacional" , diversos artistas de renome realizaram espectáculos de grande nível, como as " Sweet Dancers" , " Cantigas da Rua" e as vozes de Vânia Fernandes, Denisa e Ricardo. Cada dia que passou, significou a renovação do grande sucesso que este evento está a ter no cartaz de eventos da Madeira. Quanto à gastronomia propriamente dita, a qualidade dos restaurantes foi considerada elevada, tendo a oferta merecido a vista dos milhares de visitantes.

Inauguração do “Campo de Areia” no Complexo Desportivo das Eiras O Executivo da Câmara Municipal de Santa Cruz, reconhecendo a importância do bem-estar dos seus Munícipes e a relevância do investimento na qualidade de vida, dotou o Complexo Desportivo das Eiras de um novo recinto, no caso um " Campo de Areia" . A cerimónia de inauguração, que foi presidida pelo Presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, José Alberto Gonçalves, decorreu no passado dia 20 de Agosto, pelas 19h00, tendo depois dado lugar a um jogo de futebol de areia.


18Portugal.

CORREiO da VEnEzUELa.

04 a 10 de Setembro de 2008.

O Presidente da República aproveitou terça-feira, 2, o encontro com o homólogo polaco, em Varsóvia, para fazer a apologia do Tratado de Lisboa enquanto instrumento de coesão entre os Estados-membros da União Europeia.

Paulo Pedroso ganha acção contra o Estado português O ex-dirigente socialista Paulo Pedroso ganhou a acção interposta contra o Estado por prisão ilegal no processo da Casa Pia, anunciou terça-feira, 2, o seu advogado, Celso Cruzeiro. Na sentença, de que Celso Cruzeiro e Paulo Pedroso tiveram conhecimento naquele dia, o juiz considera que a detenção do exdirigente socialista foi um " erro grosseiro" . No entanto, na sentença, de mais de 100 páginas, o juiz atribuiu uma indemnização de cerca de 100 mil euros, " bastante aquém" dos 600 mil euros pedidos na acção contra o Estado. Na altura do início do julgamento, a 7 de Janeiro, Paulo Pedroso atribuíra a " um imperativo ético" a decisão de colocar uma acção cível contra o Estado português por prisão ilegal no processo Casa Pia. Na altura, o ex-deputado socialista e ministro do Trabalho e da Segurança Social de António Guterres sublinhara que o seu " sofrimento é irreparável" , mas que " a justiça deve ser responsabilizada pelos erros que cometeu" .

Paulo Pedroso pedia uma indemnização de 600 mil euros.

Este é o primeiro processo contra o Estado português relacionado com o processo Casa Pia e pode influenciar eventuais decisões de pessoas ilibadas ou que venham a ser absolvidas naquele processo. Paulo Pedroso pedia uma in-

demnização de 600 mil euros ao Estado por ter permanecido preso cerca de cinco meses em 2003 no âmbito do processo Casa Pia, beneficiando posteriormente da decisão de Ana Teixeira Pinto de não o pronunciar, não sendo presente a julgamento.

Factura da electricidade poderá aumentar entre 6% a 8 % Os consumidores portugueses poderão vir a pagar mais 6 a 8% pela electricidade a partir de 2013 devido ao aumento dos custos com o pagamento das licenças de emissão de C02, refere um estudo da A.T.Kearney. O estudo da consultora, recentemente divulgado, refere que Portugal vai ter de enfrentar a partir de 2013 - inicio da terceira fase do Plano Nacional de Alocução de Licenças de Emissão ( PNALE) - e até 2020, um custo acrescido de 10 mil milhões de euros para cumprir os objectivos europeus de redução de emissões.

A maior parte desse custo entre 4,7 a 6,6 mil milhões de euros - terá de ser suportado pelo sector eléctrico, responsável por 53 por cento das emissões de gases de estufa, o que representa um encargo entre os 590 a 830 milhões de euros por ano. Se esse custo for totalmente repercutido nos consumidores, isso significa que só pela via dos encargos com as licenças de emissão de C02, os portugueses vão sofrer um acréscimo entre os 6 e os 8 por cento na factura de electricidade, face aos preços de 2007.

PGR e polícias acertam combate à criminalidade Discutir a problemática da insegurança e " acertar medidas concretas para tornar mais eficaz o combate à criminalidade especialmente violenta" eram os objectivos de uma reunião que estava prevista para sextafeira, 5, entre o Procurador-Geral da República e elementos das forças de segurança. Fonte da Procuradoria-Geral da República ( PGR) adiantou à agência Lusa que a reunião, iria servir também para " estudar medidas que aprofundem a cooperação entre o Ministério Público e os órgãos de polícia criminal" . Para o efeito, o procuradorgeral da República, Pinto Monteiro, convocou o director nacional da Polícia Judiciária, Almeida Rodrigues, o comandante-geral da GNR, Nelson Santos, o director nacional da PSP, Oliveira Pereira, a directora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal ( DCIAP), Cândida Almeida, e os directores dos DIAP.

Estarão ainda presentes os quatro Procuradores-Gerais Distritais. Na Quinta-feira, 27 de Agosto, e após uma onda de assaltos à mão armada a bancos, carrinhas de valores, gasolineiras e ourivesarias, Pinto Monteiro anunciou a criação de unidades especiais para combater " a criminalidade especialmente violenta" . As equipas vão estar distribuídas pelas Direcções de Investigação e Acção Penal ( DIAP) de Lisboa, Porto, Coimbra e Évora e vão ser dirigidas por magistrados do Ministério Público. Estas unidades terão efectivos da PJ, GNR, PSP e outras entidades com responsabilidade na investigação criminal. A formação destas unidades foi justificada pelo PGR com " o aumento qualitativo e quantitativo da criminalidade especialmente violenta e o sentimento de insegurança que se tem instalado entre os cidadãos" .

Medidas concretas para tornar Mais eficaz o coMbate à criMinalidade especialMente violenta

Onda de assaltos à mão armada a bancos, carrinhas de valores, gasolineiras e ourivesarias tem 'varrido' Portugal.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

19

Portugal

Gaia teve, entre 31 de agosto de 2007 e 1 de Setembro de 2008, cerca de cinco milhões de visitantes, revelou o vereador da Cultura, Património e Turismo da Câmara de Gaia, Mário dorminsky.

Cavaco defende investimento na rede diplomática e consular O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, defendeu, na passada quarta-feira, 3, o investimento na rede diplomática e consular portuguesa, sublinhando que " o grau de retorno substancial" que se poderá assegurar. " É um investimento que, atentos os recursos financeiros que são utilizados e que está muito longe de outras despesas públicas, terá porventura um grau de retorno relativamente substancial" , afirmou Cavaco Silva, durante um seminário diplomático, que decorre em Varsóvia, à margem da visita oficial que o chefe de Estado está a realizar à Polónia. Recordando que já antes defendeu um investimento na rede diplomática e consular portuguesa, o Presidente da República voltou a insistir na necessidade de dotar essa mesma rede de uma " capacidade que permita corresponder cabalmente ao que se espera" . Uma rede que, acrescentou, é " um activo fundamental na promoção dos interesses políticos, económicos e culturais" , assim como no apoio às empresas portuguesas. Falando perante diplomatas e conselheiros económicos portugueses instalados nos países da Europa Central e de Leste, Cavaco Silva enfatizou ainda a necessidade de rentabilizar o " capital de simpatia" que Portugal adquiriu na região, nomeadamente na Polónia. " É fundamental rentabilizar o capital de simpatia, o interesse cultural que suscita, a imagem positiva" , sublinhou, considerando que, ao fazer isso, será possível potenciar as exportações, tal como o investimento directo de outros países em Portugal ou o sector do turismo. Ainda na terça-feira, contou o chefe de Estado, o Presidente polaco teve oportunidade de lhe transmitir que " na Polónia, Portu-

O chefe de Estado português visitou oficialmente a Polónia.

"É fundaMental rentabilizar o capital de siMpatia, o interesse cultural que suscita, a iMageM positiva", diz o chefe de estado gal está na moda" . Uma moda que, segundo Cavaco Silva, terá porventura começado com o Euro 2004, quando os polacos estiveram ao lado dos portugueses, no jogo entre a selecção de Portugal e a selecção da Alemanha. Na sua intervenção do seminário diplomático, organizado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, Cavaco Silva aproveitou ainda para sensibilizar os diplomatas para a importância do seu apoio aos

projectos dos empresários portugueses. " É vital que assumamos em pleno a nossa vocação de país aberto, capaz de aproveitar as potencialidades da globalização" , referiu, considerando que os portugueses não se podem " dar ao luxo" de desperdiçar o valor estratégico do universalismo português. " É um activo inestimável que devemos potenciar" , insistiu. Antes de Cavaco Silva, o ministro dos Negócios Estrangeiros

sublinhou igualmente a importância da região da Europa Central e de Leste para Portugal, lembrando que se trata se uma zona em " grande expansão" . Por exemplo, referiu Luís Amado, os fundos comunitários que a Polónia vai receber no âmbito do actual quadro comunitário para facilitar a convergência com os restantes países europeus rondam os 200 mil milhões de euros. Luís Amado, que falava aos jornalistas à margem do seminário diplomático, salientou ainda a importância que a representação diplomática pode ter como apoio às empresas que querem entrar nos mercados estrangeiros. " Temos uma boa rede de representação aqui, são laços muito importantes para as empresas penetrarem nestes mercados" , disse.

BREVES GNR identifica 50 estrangeiras em operação nocturna Duas de cinquenta cidadãs estrangeiras identificadas quarta-feira, pela GNR em seis estabelecimentos nocturnos de Paços de Ferreira e Lixa foram entregues ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras para expulsão imediata do país, disse fonte policial. Fonte do Destacamento de Felgueiras contou à Lusa que as duas mulheres entregues ao SEF são reincidentes na permanência ilegal em território português. Seis outras foram notificadas para saírem de Portugal, enquanto que três terão que regularizar a sua situação, entre 10 e 20 dias. A maioria das 50 mulheres identificadas é de nacionalidade brasileira e colombiana.Algumas são brasileiras naturalizadas espanholas. Durante a operação, realizada de madrugada, foi ainda detido um jovem de 20 anos, que se encontrava num dos estabelecimentos fiscalizados na posse de 90 doses individuais de haxixe. Os 30 militares da GNR envolvidos na operação, apoiados por dois cãespolícias, levantaram quatro autos aos estabelecimentos visitados, por infracções diversas.

Sindicatos da Função Pública propõem aumento salarial de 4% Um conjunto de cinco sindicatos da Administração Pública apresentou ao Governo, na uma proposta de aumentos salariais de 4% para os funcionários públicos em 2009. Em conferência de imprensa, o presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado, um dos sindicatos que constitui este Frente Sindical especificou que a proposta foi entregue ao Governo, estando as estruturas sindicais "disponíveis para negociar desde já", esperando que as reuniões se concretizem "antes de 15 de Outubro”. Bettencourt Picanço explicou que "é mais do que razoável propor para 2009 um aumento de salários”. Para as pensões, a Frente Sindical reivindica uma subida "tendencialmente de 4%" para 2009.


20 Câmara de Lobos.

Correio da Venezuela.

04 a 10 de Setembro de 2008.

PUBlicidade

Festa das Vindimas regressa ao Estreito Falar do Vinho Madeira é fazer uma referência obrigatória à freguesia do Estreito de Câmara de Lobos. Tal é a sua ligação à produção do vinho que a paisagem muda de cor duas vez por ano, quando as vastas extensões de vinha têm as suas folhas verdes ou roxas.

Animação musical a cargo de conjuntos musicais, bandas de música e grupos folclóricos, complementados com desfiles alegóricos, pisa de uvas e ainda uma mostra das actividades voltam a atrair milhares à freguesia.

PUBlicidade

A freguesia do Estreito destaca-se das restantes pelo grande desenvolvimento comercial, sendo a actividade mais característica a agricultura, onde a cultura da vinha assume papel relevante. Em sua honra realiza-se todos os anos, no Verão, a " Festa das Vindimas" , conside-

rado o mais importante certame cultural e promocional da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos. A festa teve lugar pela primeira vez em Setembro de 1963, numa organização da então Delegação de Turismo da Madeira. Eis o programa da edição deste ano:


o jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

21

C창mara de Lobos

PUBlicidade


22 Opinião.

A

Correio dA VenezuelA.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Com as mãos vazias

o ver como estão a " moverse" as variáveis que podemos utilizar para saber acerca dos avanços de um país, nomeadamente, a segurança, o desenvolvimento, a produtividade, a independência económica, a nutrição, a saúde, a habitação e o que agora me ocupa, o desporto, não me resta outro caminho que não o de pensar que não temos avançado muito nestes últimos anos. Participar nos jogos olímpicos sem que estejam motivados mentalmente para ganhar e não apenas competir para tratar de trazer uma medalha de ouro é como disparar para as estrelas. Talvez o meu ponto de vista seja uma quimera inalcançável quando penso que poderíamos ter feito uma melhor figura se a nossa representação desportiva tivesse levado tatuado o êxito no coração, na mente e em cada célula. Ao ver actuar a nossa representação desportiva não me resta dúvida de que eles poderiam ter feito melhor. Creio que a estima de uma parte deste povo está bastante " maltratadi-

Antonio López Villegas altatribuna@ yahoo.com

Creio que o bombardeamento de propaganda oficialista influenciou e gerou medos nos atletas

ta" . Quando se trata de competir com os melhores do mundo, não valem quaisquer desculpas ou pretextos. Nenhum é válido para explicar um regresso com as mãos vazias. Claro que, vendo as coisas de outro ponto de vista, isto é, desde o proveito que se pode retirar dessa extraordinária mobilização e, também, do investimento financeiro feito com 109 atletas e seus acompanhantes, pudesse justificar-se porque os nossos representantes desportivos se " foguearon" um pouco com a nata do desporto mundial. Este é o lado bom e o consolo que nos resta. Agora bem, desde o alto Governo, escutei dizer, que não era necessário vir com medalhas porque na realidade esse não era o objectivo da participação em tão magno evento. Deus, creio que se equivocam de novo; cada atleta tinha a esperança de fazer uma boa prestação nas olimpíadas. Disso estou seguro. Ainda que não tenha falado com nenhum deles, vi o esforço que fizeram. Creio que há uma relação directa entre o resultado dos nossos atletas

e a campanha exagerada que os rodeou e que foi responsável pela criação de expectativas que não correspondiam à realidade. Sei do que estou falando! Em certa ocasião, na que participei como solista num concerto na Aula Magna da UCV com um grupo ao qual pertencia, o presidente do mesmo e a sua equipa, esperando muito mais de mim antes da apresentação, condicionaram-me tanto que, longe de ajudar-me, quando subi ao palco, estava aterrorizado e fiquei mudo de tal maneira que quase não pude cantar. Claro que " puse la torta" . Creio que o bombardeamento de propaganda oficialista influenciou e gerou medos nos atletas. A ignorância do que nos ocorre, na verdade, é o que nos corrói ainda. Deitar-nos abaixo é a premissa do socialismo. Os esforços individuais nada valem porque tudo é social e colectivo. A mediocridade é uma constante no nosso pensamento habitual. Estou convencido de que quando a minoria, que ainda acredita que vamos bem, se inteirar da mentira e da fantasia que nos envolve, estaremos por fim na via correcta do desenvolvimento.

Director: Aleixo Vieira Subdirector Agostinho Silva Coordenação em Caracas Erika Correia Rodríguez Jornalistas: Jean Carlos de Abreu, Tomás Ramírez, António da Silva, Rebeca Fandiño, Magnalis Tavares, Anaís Castrellón, Andreína de Abreu Correspondentes: Carlos Balaguera (Maracay e Valencia) Carlos Marques (Mérida) Edgar Barreto (Punto Fijo) Trinidad Macedo (Barquisimeto) Valéria Costa (Margarita) Francisco Figuera (Valencia) Silvia K Gonçalves (Guayana) Colaborações: Raúl Caires (Madeira) António de Abreu, Arelys Gonçalves Antonio López Villegas, Luís Barreira, Álvaro Dias, Luis Jorge Sandra Rodríguez, Ysabel Velásquez Gerente Executivo Aurelio Antunes Publicidade e Marketing: Carla Vieira

P

Violência criminosa!

ouco habituados à extrema violência criminosa em Portugal, em contraste com o " português suave" dos nossos antigos " gabirus" , a que a sociedade portuguesa se habituou e por razões que não são só mediáticas os portugueses, este verão, juntaram, às suas já habituais conversas pessimistas de café, um novo elemento de preocupação: a onda de violência. Para uma parte dos emigrantes, que visitam Portugal e que são oriundos de grandes capitais este tipo de acontecimentos são o 'fait-diver' dos seus respectivos países. No entanto, em Portugal, em razão da crise económica e social que afecta o País e suas consequentes apreensões, das memórias de segurança cívica que ainda nos restam e da publicidade jornalística que, todos os dias, nos entra casa dentro, a generalidade dos portugueses está muito preocupada com esta nova marginalidade. Não nos serve de consolação o mal dos outros, de nada valem as estatísticas, feitas pelos responsáveis governamentais que, pese a sensacionalismo das mesmas, elas não deixam de ser verdade. Os portugueses em Portugal andam com medo.

Luís Barreira

A "corrosiva" atitude de indiferença tem de ser substituída por uma atitude mais atenta.

Frente a uma pistola, ou a um explosivo de natureza militar, não há " ferrolho" que resista, nem o mais sofisticado sistema de alarme que nos proteja. E nada é mais perigoso do que, viver o seu dia a dia, desconfiado do seu vizinho! De nada vale igualmente a esgrima verbal de acusações, entre partidos políticos. O assunto é sério demais para servir de arma de arremesso, entre uns e outros e o seu combate, em virtude da gravidade da situação, não pode ser apenas centrado sobre as origens do mal, nem exclusivamente sobre as formas de o combater. Se na origem do problema está a situação económica das famílias mais pobres, a falta de oportunidades de emprego e a desinserção social, encontramos outras causas remotas, como é o caso da tão denunciada e deficiente escolarização cívica das nossas crianças, nomeadamente ao nível da apreensão de certas normas da moral social, como o respeito por certas regras, os deveres e os direitos o sentido de responsabilidade, enquanto cidadãos. Refiro-me, nomeadamente: à sociedade consumista em que nos tornámos e que apela, de forma permanente e estimulante, à obtenção de bens e estatuto social, seja de que forma desagregação do respeito familiar, a começar pela

atitude demissionista de muitos pais, em relação aos seus deveres como educadores; o desrespeito pela autoridade do Estado, face à vulgaridade em que se " afundaram" muitos responsáveis pelo poder político e à impunidade de alguns " beneficiários" do sistema; aos novos e velhos meios de comunicação, sem nenhum cuidado pedagógico e à " porta aberta" da União Europeia que, para além de numerosas vantagens, tem também bastantes inconvenientes neste domínio. As formas de combater este flagelo, não pode deixar de passar pela: alteração do actual código legal de detenções, doa a quem doer pela organização, presença e conduta das forças policiais do País, que devem actuar como elementos essenciais à sua protecção e não como instrumentos da sua repressão . A " corrosiva" atitude de indiferença para com os outros, que molda o nosso comportamento nas chamadas " sociedades modernas" , tem de ser substituída por uma atitude mais atenta e preocupada para com o que se passa à nossa volta, sob pena de, um dia, sermos nós as vítimas dessa indiferença.

Ventas Ricardo de León Preparação Gráfica: DN-Madeira Produção: María Alexandra Monteverde C. Fotografia Leo Merchán Administradora de conteúdos Web Juliet Linarez Distribuição: Juan Fernández e Enrique Figueroa Impressão: Editorial Melvin C. A Calle el rio con Av. Las Palmas Boleita Sur - Caracas Venezuela Endereço: Av. Principal Las Mercedes. Edif. Centro Vectorial (Banco Plaza). Pent House, Urb. Las Mercedes, Baruta Caracas (Ao lado de CONAVI). Telefones: (0212) 9932026 / 9571 Telefax: (0212) 9916448 E-mail: correio@cantv.net URL: www.correiodevenezuela.com Tiragem deste número: 15.000 exemplares Fontes de Informação: Agência de Notícias Lusa, Diário de Notícias, Diário de Notícias da Madeira, Ilhapress, Portuguese News Network e intercâmbio com publicações em língua portuguesa, de diferentes partes do Mundo.


o jornal da comunidade luso-venezuelana.

Cartas:

04 a 10 de Setembro de 2008.

23

Cartas&Inquerito

Favor enviar as suas cartas e comentários ao enderaço electrónico: correio.prensa@gmail.com

Apagões da EDC são de mais

Xenofobia à venezuelana

A inconsciência domina

Antes de tudo, quero saudá-los e felicitálos pelo vosso trabalho. Escrevo com grande preocupação com o que se passou esta semana com a Electricidade de Caracas. No caso do primeiro apagão, estava no meu trabalho e por um momento pensei que seria por pouco tempo, pois quando liguei a rádio fiquei a saber que apesar da falha ser de nível nacional estava previsto que não demoraria muito tempo e ser resolvida. Mas, para meu infortúnio, pois o meu trabalho atrasou-se, foram necessários 30 minutos para o regresso da electricidade. No caso do segundo apagão, o qual durou um pouco menos de tempo, já não fui apanhada de surpresa, pelo que não tive outro remédio que esperar pacientemente que o problema fosse solucionado.Até quando vamos continuar a ser prejudicados pelo mau serviço prestado pela EDC? Será difícil a esta empresa oferecer um serviço de qualidade a todos os consumidores e prevenir que estes apagões não sejam o 'pão nosso de cada dia'?

Com orgulho, as comunidades portuguesa, italiana e espanhola podem gabar-se pelo trabalho que os seus membros realizaram quando vieram para a Venezuela com apenas uma mala sonhos na mão.Vieram com poucos recursos, mas depois do acolhimento dado, quiseram tornar este país mais grande. Muito do que temos actualmente, foi construído com muito amor e com as mãos trabalhadoras dos europeus, que como nós vieram procurar uma nova vida na terra de Bolívar, tal e como se fosse a sua terra natal. No entanto, vemos com muita pena que ultimamente o Presidente da República desdenha de tudo o que vem do velho continente, como se a única origem cultural da Venezuela fossa unicamente a autóctone.As expressões proferidas contra os espanhóis ou contra o próprio Colombo são uma clara prova de ressentimento, sem muito sentido, que o presidente demonstra em relação aos venezuelanos de origem europeia. E as recentes leis são a materialização de um ódio racial que procura, entre outras coisas, apoderar-se dos bens daqueles europeus e seus descendentes que trabalharam durante anos pelo bem-estar das suas famílias, da comunidade onde estão inseridos, a qual amam muito mais do que certos indivíduos que passam a vida a auto-intitular-se como venezuelanos verdadeiros.

Quase tenho palavras para explicar a moléstia que sinto por ter visto toda a Venezuela sofrer com os dois apagões ocorridos num só dia. O caos em Caracas era impressionante - sem contar com os danos no meu computador e a série de problemas que passei.Além das longas filas de trânsito que tivemos de aturar na capital, que habitualmente se forma quando há corte de energia como estes últimos. O Metro está em péssimo estado e já não se respeitam as instalações, pois não há quem cuide delas, isto sem falar no terrível serviço que presta aos utentes. Senhores dos serviços, tenham consciência no seu trabalho e tratem de o cumprir, quanto mais não seja para o usufruto das novas gerações. Gumercinda De Barros

Carolina Fernandes Anacleta das Dores

Inquerito: Que opinião tem sobre o chamado "paquetazo" que está sendo discutido na Assembleia Nacional e que tanta polémica está a gerar?

Myriam Dos Santos de Garrido Educadora

Joaquín Correia Contreras Comerciante

Andrea Teixeira da Fonseca Estudante

Ana María Da Silva Dona de casa

"Antes não nos consultavam em nada. Simplesmente nos impunham o que queria e já estava. No entanto, não tratavam de coisas tão pessoais. Creio que é importante a consulta, ainda que considere que não serve para nada, pois, no final, acabam por fazer sempre o que querem."

"Não estou de acordo. Parece-me que isto foi planeado por baixo da mesa para aprovar o que foi recusado em eleições passadas.Além disso, creio que o que vai acontecer é o surgimento de mais divergências em muitos sectores da colectividade. São muitos os portugueses que não concordam, mas este governo faz as coisas mal como o fazem em Portugal".

"Ainda não possuo muito conhecimento sobre as leis aprovadas. Mas pelo que tenho visto em alguns meios de comunicação, algumas delas falam sobre a reeleição indefinida, as milícias e do poder do presidente sobre os cargos de governadores e alcaldes. Não creio que haja necessidade para aprovar estas leis, que foram recusadas em referendo pela maioria".

"Parece-me uma burla, isto que está a ser feito a todos os venezuelanos. Se a maioria votou não a esta reforma, porque razão está agora implementá-la? Sinceramente, já começo a ter medo em ouvir tantos rumores, como aquele que diz que te vão tira a a tua propriedade privada. Temos de votar nas próximas eleições porque isto que está a acontecer é muito feio".


24Desporto.

COrreiO da VeNezuela.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Real Esspor “passeia”em Barquisimeto Tomás Ramírez González tomasramirezg@ gmail.com Com dois golos de Alexis Chirinos e um de Timshel Tabarez, o Real Esppor Club venceu por 1-3 a Unión Lara FC em casa, no estádio Farid Richa. Os três pontos conquistados consolidam o lugar cimeiro que ocupa na tabela classificativa da segunda divisão do futebol profissional venezuelano. A vitória aprofundou ainda mais a crise do conjunto " guaro" , pois somou a sua quarto derrota consecutivo, terceira no torneio regular, após a registada na Copa Venezuela. A conta foi aberta pelo capitão da equipa larense, Jorge Sandino Ripley, com um disparo desferido desde o vértice direito da grande área que entrou rente à base do poste esquerdo do guarda-redes Euro Guzmán, no minuto 14 do primeiro tempo. Apesar de estar a perder, a equipa luso-espanhola não desanimou e aos 37 Luciano Roque carregou no acelerador pelo lado direito, deixando pelo caminho Dario González e Benjamín Arroyó para depois centrar para Timshel Tabarez rematar de primeira para bater vencer a Edgar David Pérez e empatar a partida. A Unión reagiu com mais vontade do que ideias e em resultado de um grande avanço no terreno foi sofrer um golo em cotra-ataque. Luciano Roque recuperou a bola no meio-campo e serviu sem demoras Alexis Chirinos, que após superar o central Néstor Barrios rematou com o pé direito, fazendo a bola subir com efeito. O remate parecia defensável para Edgar Pérez, mas este só a viu passar. O segundo tempo foi igual. Domínio desordenado da Unión e novo golo dos visitantes. De novo apareceu Chirinos para cobrar um livre, a cerca de 27 metros, com um míssil a meia altura que roçou a barreira e se encaixou o 1-3 definitivo, apesar do vendaval dos últimos 15 minutos onde o técnico Gustavo González meteu outra dupla atacante ( Framber Villegas, Wilfredo Jiménez) para

O domínio da equipa luso-espanhola foi evidente nos três 'mano a mano' que teve à frente do guarda-redes oriental.

Equipa lusoEspanhola consolida lugar cimEiro na tabEla gEral da sEgunda divisão dE futEbol

procurar aquilo que nunca foi possível. A derrota fez soar as sirenes de alarme do quadro larense que ainda não somou qualquer ponto no Torneo Abertura e por isso mantém-se na 'cave' da classificação. O nome de Ángel " Gato" Graterol, técnico subcampeão em Llanos 2007, começou já a ser falado como substituto de González no banco, rumores que levam a prever que tais movimentos não tardarão. O Esspor está no segundo lugar da tabela geral com seis pontos, considerando que tem um jogo a menos, o qual foi suspendido pela chuva.

Na segunda etapa mudou o panorama do jogo. Marcha na copa Venezuela

Um novo triunfo foi que conseguiu o Real Esppor Club na sua estreia na Copa Venezuela, desta feita frente à equipa da segunda divisão B, Fundación Cesarger. O encontro que foi bem disputado no campo Jhon Márquez da cidade de Cumaná, teve de se resolvido no tempo extra porque a equipa " blanca" não encontrou maneira de furar a baliza rival,

Ganhar sob condições adversas Odirectordesportivodo Esppor,JoséRamónLópez declarouque,peseascondiçõesclimáticasadversas, aequiparespondeubeme concretizouumaimportantevitória."Fomossuperiores.Dominamosoencontroapesardocalore humidadeintensos"

pese as múltiplas ocasiões de golo desperdiçadas. O domínio da equipa luso-espanhola foi evidente nos três 'mano a mano' que teve à frente do guarda-redes oriental. A primeira metade do período inicial caracterizou-se por um jogo inseguro por parte ambas equipas. Nenhum dos conjuntos teve a posse absoluta da bala e as poucas oportunidades de golo geradas não foram concretizadas por causa do nervosismo dos atacantes. Mas na segunda etapa mudou o panorama do jogo. Los sucrenses mostraram o nível mais elevado do seu jogo e contiveram os embates da ofensiva visitante. No entanto, a potência física do Real Esppor sobressaiu e os centrais não permitiram quaisquer veleidades. O tempo regulamentar chegou ao fim empatado e sem golos. Foi no prolongamento que foi criado o único golo do jogo, obra do recém-entrado Rito Pérez, que aproveitou um erro da defesa sucrense para dar o triunfo à sua equipa. O próximo encontro está agendado para sábado, 6, contra o Monagas.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

25

Desporto

Deportivo Italia mostra estofo de campeão Magnalis Tavares No fim de semana passado cumpriu-se a quarta jornada do campeonato nacional de futebol, a qual deixou o Deportivo Italia no lugar mais privilegiado da tabela classificativa, fruto da vitória por 1-0 alcançada na recepção ao Llaneros FC. O único golo do encontro foi marcado na própria baliza pelo defensor Charly Velasco, infelicidade que serviu também para distanciar ainda mais a sua equipa dos lugares cimeiros. No embate disputado no Estadio Cachamay da Cidade de Guayana, o Caracas FC conseguiu conquistar os três pontos em disputa ao vencer por 2-1 os Mineros locais, equipa que ainda não conheceu o sabor de uma vitória oficial esta temporada. Os da casa abriram o marcador ao minuto 26, graças a Julián Díaz, que aproveitou da melhor maneira um grande passe do juvenil Sergio Golindano para mandar

Quinta jornada EstrellaRoja-VigíaFC (Sábado) DeportivoTáchiraFCUAM Minervén-DeportivoItalia CaracasFC-AraguaFC ZuliaFC-PortuguesaFC EstudiantesdeMéridaLlanerosFC CaraboboFC-Monagas SC (Domingo) Caracas Fútbol Club.

a bola para os fundo da rede. A equipa caraqueña não se deixou abater com este golo madrugador e, ao minuto 41, José Manuel Rey colocou a bola na cabeça de Oswaldo Vizcarrondo para uma cabeçada imparável que repôs a igualdade no marcador. Depois, ao minuto 48 do início da etapa complementar,

Alejandro " El Lobito" Guerra cobrou um canto que levou a bola em condições até testa de Emilio Rentería, que não deu quaisquer hipóteses ao guardaredes Geancarlos Martínez. Por seu turno, o campeão da Venezuela em título, o Deportivo Táchira, não foi além de um empate por 1-1 na partida dispu-

tada com o Monagas SC, na vista ao estádio deste, o Monumental de Maturín. O marcador foi inaugurado ao minuto 70 quando Habynson Escobar aproveitou um erro da defesa para desferir um remate " imparável" . Mas a alegria 'aurinegra' durou apenas cinco minutos, por culpa de Armando Maita, que marcou

um golo desde os 'doce pasos' que acabou por fixar o resultado final. A cidade Barquisimeto, foi testemunha da goleada de 3-1 imposta pelos Estudiantes de Mérida aos Guaros de Lara. A contagem dos golos começou ao minuto 4, graças Aquiles Ocanto, mas a liderança cedo alcançada não intimidou os visitantes, que 14 minutos depois, igualaram a partida com um 'cabezazo' de Ruberth Morán. Antes de terminar a primera parte, o colombiano Duvier Riascos amplificou o marcador ao bisar, tentos que assegurara assim os três pontos da equipa académico. Noutros jogos, o União Atlético Maracaibo regressou da casa do Minervén com três golos sem resposta na bagagem, após ser batido no Pachencho Romero. Portuguesa FC venceu o Deportivo Anzoátegui por 1-0, em Acarigua; e Carabobo FC ganhou por 2-0. PUBLICIDADE


26Desporto.

COrreiO da Venezuela.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Jovem promessa do ciclismo em Mérida Carlos Marques Pacheco prudentisnoble@ gmail.com Andar de bicicleta em Mérida é um desporto que se pratica com muita facilidade. É o que assegura José Manuel Diaz dos Santos, neto de portugueses naturais de Aveiro, que pratica o ciclismo como hobby e não como competição, como as demais disciplinas desportivas. " Praticar o ciclismo sem competição é viajar de cidade em cidade e também fazer excursões. Comecei há dois anos, eu já jogava futebol e havia a possibilidade de lesionar-me, pelo que decidi mudar para o ciclismo. Pareceume muito mais são. Juntei-me ao grupo de ciclismo 'Cicloaventura', que faz parte da FUNDAEVENTOS, que organiza desportos em Mérida. Com a minha bicicleta, viajei até ao Santuário de Coromoto em Guanare, à povo-

O sonho deste jovem é competir em alguma Valida em Portugal.

Os sOnhOs deste jOvem lusO-venezuelanO é cOntinuar a treinar para fazer um bOm percursO e cOmpetir em pOrtugal nalguma valida em pOrtugal.

ação de La Azulita em Mérida e participei num percurso internacional de Mérida a Pamplona Colômbia" . Ganhou três prémios, ficando entre as primeiras nomeações, uma em Julho, na III Valida do Campeonato Centro Ocidental, conseguindo um 2.º lugar na categoria Dominguero. Esta nomeação é criada para menores de 14 anos. Outro prémio obtido foi no V clássico de ciclismo de Montanbay, na cidade de Coro, conseguindo um 1.º lugar na categoria Novato 'A' e uma última condecoração na IX Valida de Ciclomontanhismo do Club Correcaminos em Pamplona Colômbia, ficando como subcampeão Júnior. " Em todas as competições onde participei, trataram-nos muito bem e foi tudo organizado, muito bem, em especial na

Fundação do Desporto em Coro" . Este jovem está a preparar-se para a IV e V Valida do Campeonato Centro Ocidental, onde se somam os resultados obtidos, e chegará a ser um dos melhores ciclistas juvenis do Centro Ocidente Venezuelano. O seu treino mínimo é de três dias por semana, ainda que pretenda treinar todos os dias, sendo esta a sua meta. " Trabalha-se durante 30 a 40 quilómetros todos os dias" . Os sonhos de futuro deste jovem luso-venezuelano é continuar a treinar para ter uma boa trajectória e chegar a competir em alguma Valida em Portugal. " É um desporto que exige muito esforço para poder produzir bons resultados. Espero chegar a competir em alguma Valida ou competição em Portugal. Por agora continuo a representar Mérida" .

PUBLICIDADE

TAP atinge 33 mil passageiros num único dia A TAP alcançou no dia 1 de Agosto um novo máximo de passageiros transportados num único dia, com um número recorde de 33.464. A Companhia melhora, assim, o seu recorde com um aumento de seis por cento em relação à última meta, alcançada em 11 de Agosto de 2007 com 31.714 passageiros transportados no mesmo dia. Estes números contribuíram para a Companhia ter já antecipado, para o primeiro dia de Agosto, a marca dos 5 milhões de pessoas transportadas desde o início do ano, que em 2007 apenas foi alcançada no final do mês. Estes novos indicadores de tráfego confirmam e reforçam o crescimento continuado da TAP e a preferência dos clientes pela qualidade dos serviços oferecidos.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Direcção do CPVG organiza torneio de futebol de salão Silvia Karina Goncalves R. A 1.ª Copa Dirección de Deportes do Centro Português Venezuelano de Guayana teve início no dia 21 de Agosto, quintafeira, pelo director de Desportos, Pedro Rodrigues, junto com um membro da Comissão Nacional de Futebol de Salão, Virgílio Garcia. As equipas participantes foram Venalum, El Centro, Centro Santo Tomé ( Los Olivos), América F.C., Los Talibanes, Deportivo Traile, Deportivo Español, Sidetur, Alfonzo Rivas, Dominio F.C. o Galaxis, Masisa, Lusitanos F.C., Hierro San Félix, Consigua, Cloro de Venezuela, Centro Portugués, Vicoa o Pionero, Confisur, Suministros Polok e Contadore. Na parte do grupo único master encontram-se o Venalum, Tablesur, Masisa, Hierro San Félix e Consigua. Os encontros disputaram-se ao

Campeonato de futebol de salão Luís de Camões termina a 20 de Setembro Valéria Costa valcosta29@ gmail.com

Os encontros disputaram-se ao longo de toda esta semana no centro.

longo de toda esta semana nas instalações do centro, e até agora, nenhuma equipa representante do centro ganhou um encontro, apesar de ter tido uma grande participação nos jogos disputados.

Segundo Pedro Rodrigues, no próximo dia 12 de Outubro, é organizada uma série de actividades para os sócios e as suas famílias, tanto desportivas como familiares, em comemoração do Dia da Raça.

27

Desporto

No próximo dia 20 de Setembro encerra-se a Taça Luís de Camões, que decorre nas instalações do Centro Luso-Venezuelano de Margarita desde o dia 2 de Junho pasado. O campeonato de futebol de salão que envolve categorias diversas, desde o infantil até o veterano, e utiliza ainda as instalações da Universidade do Oriente ( UDO/Margarita) para treinos e jogos de algumas categorias, como a juvenil, foi reactivado o ano passado após cinco anos de abandono. Noutras épocas, este torneio era a " jóia" do Centro Luso e tinha, inclusive, repercussão mediática na Ilha. Este ano, nas categorias

master e veterano, a Taça é estatal, com a participação de equipas de toda a Ilha de Margarita. No total, o campeonato conta com a participação de 90 equipas divididas nas categorias veterano, master, primeira, sub-20, sub-18, sub-16, sub-14, sub-12, sub10 e sub-8. Entre os que apresentam boas hipóteses de disputar o título nas categorias master e veterano encontram-se as equipas do Uruguai, Peru, Médicos e Colombia, Villa Rosa e Guaiquerí, respectivamente. Entre os prémios estão troféus e medalhas nas categorias infantis, para todos os membros, junto com o troféu. A Taça faz parte das comemorações do Centro Luso no Dia de Portugal, comemorado a 10 de Junho. PUBLICIDADE


28Desporto.

COrreiO da Venezuela.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Sporting vence em Braga e lidera com o Nacional O Sporting juntou-se na segunda-feira, 1, ao Nacional na liderança da Liga portuguesa de futebol, ao vencer por 1-0 no estádio do Sporting de Braga, no jogo de encerramento da segunda jornada, marcada pelo empate ( 1-1) no clássico Benfica-FC Porto. Um golo madrugador de Hélder Postiga, aos três minutos, o primeiro na prova do avançado contratado esta época ao FC Porto, foi suficiente para a equipa lisboeta conquistar o segundo triunfo no campeonato e igualar o clube madeirense no topo da classificação, ambos com seis pontos. Tal como os " leões" , o Sporting e Braga também poderia, em caso de vitória, juntar-se ao Nacional no comando da Liga, mas foi incapaz de reagir ao tento de Hélder Postiga e terminou

Leões e 'aLvi-negros' são as únicas equipas que ainda não perderam pontos nas duas jornadas disputadas

O estádio do Sporting de Braga foi marcado pelo empate ( 1-1) no clássico Benfica-FC Porto.

mesmo em inferioridade numérica, devido à expulsão de João Pereira, aos 84 minutos.

Domingo, o Nacional tinha-se isolado no primeiro lugar, ao receber e vencer a Naval 1º de

Maio, por 2-1, um dia depois de o Benfica e o tricampeão FC Porto terem empatado 1-1 no Estádio da Luz, resultado que manteve os lisboetas ainda sem ganhar na prova. O Vitória de Guimarães sarou as feridas europeias, na sequência da eliminação na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, em Basileia ( Suíça), graças a um golo do brasileiro Roberto, que segurou o triunfo ( 1-0) no recinto do Marítimo, penúltimo colocado, com duas derrotas. Nos outros dois jogos, os visitados superiorizaram-se pelo

mesmo desfecho ( 1-0): a Académica conquistou os primeiros pontos frente ao Rio Ave e o Vitória de Setúbal impôs a primeira derrota ao Estrela da Amadora, a anterior equipa do técnico sadino Daúto Faquirá, com o golo de Mateus a ser obtido no primeiro minuto do embate. A jornada iniciou-se sextafeira, com o Belenenses a empatar ( 2-2) nos derradeiros instantes da recepção ao Paços de Ferreira, entrando as duas equipas no interregno de duas semanas no campeonato sem conhecer o sabor da vitória.

PUBLICIDADE

Meia maratona de Portugal com os melhores do mundo Na edição desta semana do programa 'Contacto Venezuela', transmitido pela RTPI, levaremos aos vossos lares a história de uma pessoa muito querida de toda a comunidade portuguesa em Caracas. Ele consagrou-se à vida espiritual, ingressando, aos 22 anos, no Seminário Diocesano, sendo o primeiro português a fazê-lo; é o capelão da Polícia Metropolitana de Caracas; contribuiu para a construção da Igreja da Missão Católica Portuguesa, onde está há 18 anos como pároco, e onde conseguiu dar continuidade aos costumes e tradições religiosas portuguesas. Referimo-nos ao padre Alexandre Mendonça, que veio para a Venezuela com apenas 12 anos de idade. É o segundo de cinco irmãos e a sua vocação religiosa vem desde a infância. Conheça-o melhor neste programa. Conduzido pelas luso-descendentes Sandra Rodrigues e Vanessa dos Santos, 'Contacto Venezuela' é transmitido quinzenalmente às sextas-feiras,

com reposição ao longo do dia, em três emissões. É produzido pela Roteiro Films C.A., produtora nacional independente de capital social lusitano, que tem a seu cargo a produção deste programa desde Novembro do ano passado. Pode consultar o arquivo de programas no seguinte link: http: //ww1.rtp.pt/multimedia/index.php ?tvprog=17736 VENEZUELA CONTACTO Sexta, 26 de Setembro de 2008 Hora Venezuelana: 4: 00 a.m. - 4: 00 p.m. - 9: 30 p.m.

A meia-maratona de Portugal foi apresentada na quarta-feira, 3, como tendo o grande atractivo os maiores nomes da elite internacional da distância. Nomes como Martin Lel, Paul Tergat e Kosina Kosgei não deixam ninguém indiferente quando se fala de maratonistas. Estes são apenas alguns dos maiores atletas que estarão presentes na próxima meia-maratona de Portugal a realizar dia 28 de Setembro. Mas nem só de estrelas é feita a

meia-maratona: um pouco antes da grande prova, realiza-se o 16º passeio avós e netos. No entanto, para o organizador da prova, Carlos Moya, a grande atracção este ano é a milha McDonalds que se realiza um dia antes da meia-maratona. Uma prova " para crianças dos 6 aos 13 anos, em três escalões. Uma corrida de soliedariedade com crianças que estamos a convidar em bairros carenciados de Lisboa e àrea metropolitana de Lisboa" .


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

29

Desporto

“Negócio das Arábias” por Cristiano Ronaldo Inglaterra e Espanha ainda não se refizeram do 'golpe de teatro' do Manchester City, com a contratação surpresa do brasileiro Robinho, e já o novo proprietário do clube, Sulaiman AlFahim, anuncia novo 'investimento das Arábias': mais de uma centena e meia de milhões de euros para comprar Cristiano Ronaldo ao rival de Manchester. E já em Janeiro! Depois de ter contratado Robinho ao Real Madrid por 42 milhões de euros, o Manchester City está disposto a oferecer 196 milhões de euros por Cristiano Ronaldo, a confiar no jornal britânico Daily Mail, que ontem citava o porta-voz do grupo árabe que comprou o clube. Números diferentes, mas igualmente impressionantes, apontava ontem o jornal The Guardian, citando o novo presidente do clube inglês: 'apenas' 165 milhões de euros para ter o jogador madeirense de Santo António. " Pensamos que Ronaldo vale

" Pensamos que Ronaldo vale 135 milhões de libras ( 165 milhões de euros). Porque não comprá-lo?" , diz o presidente do Manchester City.

Mais de uMa centena e Meia de Milhões de euros para coMprar o inernacional português rival de Manchester. e já eM janeiro

135 milhões de libras ( 165 milhões de euros). Porque não comprá-lo? Ele disse que queria jogar no melhor e maior clube do Mundo. Em Janeiro veremos se quer ou não. Nós vamos ser maiores que o Manchester United e que o Real Madrid. Vamos ser o maior clube do Mundo" , disse o novo presidente do clube, com apenas 31 anos, em declarações ao The Guardian. Sulaiman Al-Fahim quer ser " campeão europeu daqui a dois ou três anos" e, por isso, pretende contratar os melhores jogadores do Mundo. " Não vamos comprar por comprar. Vamos apenas comprar os melhores" , afirmou, em alusão aos outros alvos, como os espanhóis Fernando Torres, Cesc Fabregase David Villa, o francês Thierry Henry ou o brasileiro Ronaldo. Dinheiro parece não faltar ao novo grupo que lidera o clube inglês, já que basta ao treinador Mark Hugues pedir

jogadores: " Quem ele quiser, virá. Ele pede e nós compramos. Queremos o título europeu e, esta temporada, ficar entre os quatro primeiros" . O grupo árabe Abou Dahbi comprou segunda-feira a maioria das acções do Manchester City, por um valor não revelado, a Thaksin Shinawatra, ex-primeiro-ministro da Tailândia. Sulaiman Al-Fahim lidera o grupo de investidores de Abu Dhabi que comprou o Manchester City por 200 milhões de libras ( 247 milhões de euros). A injecção de dinheiro no clube inglês facilitou a compra de Robinho ao Real Madrid, pouco antes do fecho do mercado de Verão, escreve o " Expansión.com" . O investidor tem 31 anos e é apelidado de Donald Trump de Abu Dhabi. Na lista da " Arabian Business Magazine" está na 16ª posição entre os 100 árabes mais poderosos do planeta, refere a edição " online" do jornal espanhol. PUBLICIDADE


30 Desporto.

Correio Da VeNeZuela.

04 a 10 de Setembro de 2008.

Danny promete dar o melhor na selecção Entre os 22 convocados por Carlos Queirós para o duplo compromisso que se aproximava, frente a Malta ( sábado, 6, às 14h30 horas) e Dinamarca ( quarta-feira, 10, às 14h15), no Hotel Marriot , em Óbidos, estava, sem surpresa Danny. Ainda assim, o médio do Zenit, estava ciente da concorrência que tinha de enfrentar no sector ofensivo da selecção nacional, mas estava motivado os primeiros jogos da equipa portuguesa para a fase de qualificação para o Mundial-2010. " É bom ser chamado para a selecção, é um bom sinal. Vou continuar a trabalhar no meu clube para continuar a ser convocado e estar na fase de qualificação do Mundial, onde tentarei dar o meu melhor" , disse à TSF, o internacional português, que protagonizou este defeso a transferência mais cara de sempre do futebol russo, trocando o Dínamo Moscovo pelo Zenit, num negócio que custou a quanPUBLICIDADE

difícil manter o lugar" , sublinhou. Homem da vitória sobre o mancHester

No primeiro jogo que disputou pelo Zenit, Danny marcou o golo da vitória.

tia de 30 milhões de euros ao clube de São Petersburgo. No primeiro jogo que disputou pelo Zenit, Danny marcou o golo da vitória da equipa russa sobre o Manchester United, na Supertaça Europeia, mas antes já havia merecido a confiança de Carlos Queirós para o particular

com as Ilhas Faroé. " Fui convocado nas duas vezes, o que me motiva mais para continuar a trabalhar e merecer a confiança do treinador. Vou fazer o meu melhor em prol da equipa, mas sabemos que é uma luta grande. Temos jogadores de qualidade e é sempre

Danny foi eleito o melhor jogador da final, manifestando-se " satisfeito" com o seu desempenho: " Estou feliz. Estou satisfeito com o meu desempenho, mas toda a equipa jogou muito bem e todos os jogadores cumpriram as suas funções. O Manchester United tem uma grande equipa mas o Zenit jogou muito bem a todos os níveis, tanto no ataque, como na defesa" . Em primeira análise pelo golo marcado e que acabou por valer o triunfo ao Zenit e, consequentemente a primeira vitória de uma equipa russa nesta competição. Depois, porque o médio madeirense foi claramente a unidade de melhor rendimento durante os 90 minutos, acabando por ser mesmo eleito como 'O Homem do Jogo'.

Ronaldo “desejoume felicidades” " Estive com o Ronaldo. Ele desejou-me muitas felicidades" revelou Danny quando regressava a Lisboa, após as duas semanas mais loucas da sua carreira. " Nunca pensei disputar uma prova daquela envergadura. Estou extremamente feliz. Nem tenho palavras para dizer o que estou sentindo" . Para o internacional português a integração no plantel do Zenit foi excelente: " Quando lá cheguei apenas fiz um treino. Contudo, o Zenit tem um jogador argentino de quem sou amigo, o Dominguez. É uma pessoa amiga e com quem privei mais de perto. Todos os restantes companheiros me acolheram-me bem e ajudaram-me bastante" . " Quis agradecer a Deus o muito que me tem ajudado nesta vida “.


O jornal da comunidade luso-venezuelana.

04 a 10 de Setembro de 2008.

31

Desporto

Queiroz diz que apuramento é curto e sem margem para erro O seleccionador português de futebol, Carlos Queiroz, disse, na antevisão da dupla jornada frente a Malta e Dinamarca, que o apuramento para o Mundial2010 é uma competição curta e em que não há margem de erro, por isso, quer entrar a vencer na qualificação. " É bom começar e acabar bem, sobretudo acabar. A qualificação é uma competição curta, em que não há margem para erros, não há tempo a perder. Não há tempo para pedir, nem dar explicações. Temos de nos preparar bem e fazer tudo por tudo para somar os seis pontos" , afirmou Carlos Queiroz. A selecção portuguesa inicia sábado, 6, a qualificação para o Mundial2010, frente a Malta, em Ta'Qali, e recebe quatro

dias depois a Dinamarca, no Estádio José Alvalade, em Lisboa. Em conferência de imprensa, Carlos Queiroz definiu a melhor forma de garantir o apuramento, em que os principais adversários serão a Suécia e a Dinamarca, referindo que a equipa lusa tem de " jogar bem, jogar melhor que os outros, ser mais rápido do que os outros" . " A cada jogo, se jogarmos melhor, temos melhores possibilidades de ganhar. A melhor coisa que temos de fazer é primeiro pensar em Malta e só depois na Dinamarca. Cada dia, cada jogo, cada problema, uma solução diferente" , referiu. Embora reafirme a vontade conquistar 12 pontos até Dezembro, nos jogos com

Malta, Dinamarca, Suécia e Albânia, Carlos Queiroz assume que a selecção ainda não está no " estágio" desejado, porque houve " muita coisa para fazer em pouco tempo" . " Vamos tentar aproveitar todo o tempo, para estarmos melhor preparados. Toda a equipa trabalhou exaustivamente, praticamente não parámos, para podermos aplicar algumas ideias novas neste estágio" , adiantou. Em relação ao encontro com Malta, Carlos Queiroz diz que " não é só Portugal" que sente dificuldades quando visita o país do Mediterrâneo. " Todas as equipas que jogam em Malta têm dificuldades. É uma equipa que se prepara bem. O terreno cria sempre algumas dificuldades. Mas a equipa está bem preparada e

pronta para as dificuldades" , garantiu o treinador. A estreia de Carlos Queiroz à frente da selecção aconteceu a 20 de Agosto, frente às Ilhas Faroé ( 5-0) e o seleccionador espera encontrar em Malta " um padrão idêntico de jogo" , mas com mais qualidade, com a equipa da casa a " tentar aproveitar o contraataque e os erros" de Portugal.

PUBLICIDADE


Mérida vai ter um Centro Português

/p.8

RIF: J-31443138-2

O jornal da comunidade luso-venezuelana Caracas, 04

a 10 de setembro de 2008.

www.correiodevenezuela.com

Futebolista do CPVG assassinado Silvia Karina Goncalves R. Dois indivíduos armados tiraram a vida a Rafael Díaz Millán no passado dia 21 de Agosto, por este os ter insultado enquanto pedia ajuda aos vizinhos depois de aqueles lhe terem roubado o carro, no final da tarde, em San Félix. O homem de 48 anos encontrava-se na principal rua da urbanização UD-102 de San Félix a falar com alguns vizinhos da zona, quando os dois homens se aproximaram, armados, e pediramlhe as chaves do seu carro, sem se importarem com a quantidade de pessoas que se encontrava ali naquele momento. Depois de os delinquentes terem levado o carro, Díaz começou a gritar e a pedir ajuda, e um deles disparou para o peito da vítima. Os vizinhos levaram-no em seguida para o Instituto Clínico Infantil, mas o homem acabou por falecer durante a cirurgia a que foi submetido, após duas horas de agonia. Díaz fez parte, durante muitos anos, da equipa de futebol do Centro Português Venezuelano de Guayana

Díaz fez parte da equipa de futebol do C P V G. (CPVG), desde os primórdios do centro naquela cidade, quando ainda se chamava 'Clube La Perla'. Durante mais de 15 anos, jogou como avançado e conseguiu ganhar vários campeonatos com o título de goleador. Díaz era conhecido por familiares, amigos, vizinhos e companheiros de jogo como 'Chichi'. Também se dedicava a fazer alguns biscates (a

trabalhar como taxista) aos vizinhos e amigos da zona onde vivia. Os vizinhos de Díaz protestaram pelo ocorrido, evitando a passagem de veículos, sob o slogan 'Justiça para Chichi' e repudiando o governador do estado Bolívar, Francisco Rangel Gómez, pelas suas declarações acerca da segurança que se vive na zona.

Luso-descendente detido por alegada participaçao em sequestro O tribunal de Cojedes decretou, no passado 29 de Agosto, a prisão preventiva de nove pessoas, entre elas um luso-descendente, acusadas de participarem no sequestro de agricultor da localidade, revelou fonte judicial à Agência Lusa. Segundo a fonte, além do luso-descendente Nelson José Silva, foram também detidos preventivamente o colombiano Edgar Gutiérrez Hernández e os venezuelanos Orlando Rafael Pérez, Javier Pérez Mota, Wilmer David Blanco González, Ana Cristina Vargas Monsalve e Lelis Sánchez Zambrano. Além do delito de sequestro, os detidos são acusados de associação criminosa e utilização de um adolescente num crime. A duas jovens menores de 18 anos, cujos dados não

foram revelados, acusadas de co-autoria de sequestro e facilitação de cativeiro para a vítima, foram impostas medidas de coacção apresentação quinzenal às autoridades e proibição de se ausentarem sem prévia autorização judicial. Uma delas é mãe de um bebé com dois meses. A vítima, Pablo Mauro Aguilar, foi sequestrada por vários homens armados, a 19 de Agosto, nas proximidades do Hospital de Tinaco, tendo sido exigida "uma elevada soma em dinheiro" pela sua libertação. A 26 de Agosto, o agricultor foi resgatado pela polícia venezuelana de uma residência situada no sector La Granjita, tendo sido detidas quatro pessoas, entre elas as jovens, que o guardavam.

PUBLICIDADE

Correio da Venezuela 274  

Edición 274

Correio da Venezuela 274  

Edición 274

Advertisement